__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 24

Evento Ricardo Faria Granja Faria

Ricardo Faria, Grupo Faria abordou o tema "A gestão eficiente da empresa nesse mundo pós- pandemia". Segundo ele, a avicultura de postura é um segmento no qual a máxima atenção aos cuidados e higiene. Iniciamos com um grau de exigência muito alto. Sempre nos baseamos em cinco pilares: Estratégia, Estrutura, Cultura, Execução e Aquisições. “De 18 granjas do Grupo Faria, construímos somente 4. O restantes foi incorporado. Assim, trazemos novas culturas para dentro de

nossa casa. Essa é nossa especialização”, afirmou. “Depois do início da pandemia tiveram nuances que mudaram a cabeça das pessoas. A principal é a relatividade do dinheiro. De nada adianta dinheiro se não tem saúde. Preocupação dos consumidores também cresceu com o Meio Ambiente, Social e a Governança. A atenção do consumidor em estar saudável e permanecer saudável não vai voltar atrás e nosso segmento tem um papel fundamental por trabalharmos com um pro-

duto que traz tanta saúde.”, afirmou o empresário. Segundo ele, o reflexo é o aumento do consumo de ovos. “O consumo no Brasil cresce de maneira importante, assim como em todas as regiões do mundo. É a expressão da saúde. Acompanhamos a necessidade de evolução das questões sanitárias para atender diversos perfis de clientes, das classes mais desfavorecidas, médias e também as que olham para produtos mais 'amigáveis' as animais”, disse. “O que eu vejo é que a criatividade teve que se fazer presente. Ficamos mais produtivos. Gestão presencial é importantíssima e continuará. Mas muitas reuniões que se faziam necessárias, agora, são reuniões on-line, que se fazem uma realidade sem a necessidade de estar junto, para o ganho de tempo. Aprendemos a nos comunicar de forma mais eficiente. A "sola de sapato" continua sendo importante, mas de maneira mais eficiente, respeitando as características sanitárias pertinentes”, destacou Faria , que finalizou abordando os desafios para o segmento de ovos especiais. “É preciso aumento da renda dos consumidores, mas o desafio também são as questões sanitárias para o sucesso deste produto de maior valor agregado”, disse.

- Busca melhor relação consumo de ração x produção de ovos (massa de ovos) - Qualidade de casca (boa produtividade com bom produto para a Gôndola - consumidor tem ficado mais exigente. Embalagens estão mais fáceis de o produtor ver o produto. - Máquinas classificadoras com mais tecnologia - Relação Peso de ovo, buscando um índice ideal para cada mercado. - Resistência a desafios sanitários. Bioseguridade é uma grande ferramenta para dar suporte para

melhoria do plantel avícola - Adaptação a um melhor adensamento das aves, do ponto de vista genético. Segundo ele, o que sustenta o potencial genético é a nutrição. “A evolução da nutrição é algo impressionante ao longo dos tempos, desde as fábricas de rações e até mesmo na formulação das rações”, disse. “Temos hoje uma capacidade maior de análise de materiais, rações muito mais bem 'desenhadas' para cada fase da ave, com menos desperdício de ração e, consequentemente, menos desperdício de di-

Marcelo Barbosa Hy-Line Na sequência, Marcelo Barbosa (Hy-Line) e Marco de Almeida, da Hendrix Genetics, abordaram o tema "Como a tecnologia pode colaborar para a expressão máxima do potencial genético das linhagens atuais". Barbosa falou sobre a tecnologia que alavanca as casas genéticas e impulsiona a melhoria das aves. Ele apresentou seis pontos para melhorias: - Melhoria das aves com ciclo produtivo mais longo (persistência na produção mais longo - relação boa técnica e econômica

24

Revista do Ovo

Profile for Mundo Agro Editora

Revista do OvoSite - Edição 61