Page 1

Alex Dias alexdias@sp.senac.br


Baixo cal達o - Hermanoteu


 

DNP Altura


LUZ SE CONCENTRA NA ÁREA MAIS NOBRE A RETINA, RESPONSÁVEL POR PERCEBER OS DETALHES.

LUZ

Lente com centro óptico bem posicionado

Foco concentrado na fóvea


UM EXEMPLO DE ERRO


DESVIARÁ A LUZ PARA OUTRO PONTO MENOS NOBRE DA RETINA

Lente com centro óptico mal posicionado.

Projeção fora da fóvea


O OLHO SE MOVIMENTA PROCURANDO COMPENSAR O ERRO. DESCONFORTO

Lente com centro 贸ptico mal posicionado.


• As vezes um erro em um olho acaba compensando o erro no outro olho e por isso o cliente se acostuma. • Erros na horizontal são mais tolerados, do que erros na vertical. • Quanto maior a Dioptria do paciente menor a tolerância ao erro. • Erros de medida podem desencadear problemas latentes. • Aos descuidarmos do problema podemos comprometer rendimento diário no trabalho do cliente.


• Dores de cabeça, • Tremores nos olhos. • Visão dupla (dobrada) nos casos extremos. • Dificuldade de leitura. • Dor postural


Lente pronta no lugar de uma lente surfaรงada


Dรก pra correr a Tamanho que a lente pronta deveria ter dP???? para ficar centrada

Tamanho que a lente pronta existente e que nรฃo atende o usuรกrio ficar centrada


Uma simples conta pode evitar um erro de medida.


FIQUE ATENTO AS DIMENSÕES PONTE Algumas vezes as marcações estão na ponte

ARO MODELO

Haste Comprimento

PONTE ARO

COR

Quando o caso é mais complicado vale a pena medir a DP do usuário.




Olhando para o centro da testa do consultor ou cada olho isoladamente.



Usando lanterna (muito antigo, pelo reflexo corneano)



Conferindo a altura pela movimentação do olho.



Pupilômetro de Reflexo Corneano


Sempre verificar se a regulagem da distância estå correta.

?


Em certos casos a estimativa é necessária 

Nistagmo ◦ Tremor nos olhos ◦ Posição da cabeça fora do normal para compensar. ◦ Adotar um valor médio.



Desvios – Estrabismo ◦ Crianças – bifocal executive – considerar a altura da pupila na tomada de medida – linha do bifocal. ◦ Medir um olho de cada vez – Para longe (a lente já possuí a convergência)



Foria ◦ Só aparece quando ocluímos um olho ◦ Medir os dois olhos ao mesmo tempo



Astigmatismo a 180° ◦ Como na direção horizontal a dioptria é igual a zero, não há centro óptico a considerar, não há DP para marcar na lente. ◦ Ex: plano -1,50 Cil x 180°


   

Ângulo Pantoscópico Distância vértice Ângulo de Curvatura ou de Face. Distância de Leitura


Mede-se com a pessoal olhando direto em frente, não na posição natural.




Peça para que o paciente olhe direto em frente e tome suas medidas.



Em seguida permite que ele adote sua postura normal mais relaxada e faça uma nova tomada de medida.



Pela distância entre as duas medidas e mais a distância vértice é possível calcular o ângulo pantoscópico.


  

Régua comum Régua especial Pupilômetro


23,0

46,0

23,0


23,0

46,0

23,0


23,0

46,0

35,0


1. Deixe o Lensômetro regulado para o infinito. 2. Coloque a barra de apoio para a testa para trás. 3. Como os óculos ajustados no paciente peça para que ele fique de lado, você vai medir a DV do olho esquerdo. 4. Olhe através da janela direita do pupilômetro. 5. Coloque o pupilômetro no valor mínimo de DNP – anote o valor 6. Deixe esta barra alinhada com o fundo da lente. 7. Nesta posição faça a barra correr até o ápice da córnea – anote o valor. 8. A diferença será a distância vértice.


 

Gabarito Medidas da Armação com régua. Curvatura da armação




Proposta antiga da Rodenstock para tomada de medida sem recursos de alta tecnologia.



Pode inclusive gerar um receita para ser lida no lens么metro aparentemente diferente da receita do cliente.


CURVATURA: PANTOSCÓPICO: 

15° 15° 8°

O que o cliente precisa.

0D -1,50 ESF – 1,75 CIL X 50° 50° OE -1,25 ESF -1,00 CIL X 130° 130°

Como deve ser a lente para compensar os ângulos

OD -1,37 ESF -1,75 CIL X 48° 48° PRISMA 0,25 BN OE -1,12 ESF -1,12 CIL X 132° 132° PRISMA 0,25 BN




Melhoria na qualidade da imagem proporcionada pela lente ◦ ◦ ◦ ◦

Contraste – melhor percepção de cores e formas. Campo de visão Visão dinâmica – andar com os óculos. Possibilitar a melhor utilização da lentes, usando da melhor forma possível o(s) campo(s)

Não adianta ter um carrão se você não sabe como usá-lo.


Contraste Existe uma diferença entre enxergar bem e enxergar da melhor forma possível

Significa uma melhor percepção das formas. Implica em uma sensação de bem estar pela nitidez da imagem.


Tรก rindo do que?




Programas que utilizam um webcam comum para medições (problema: precisão)



Programas desenvolvidos por empresas para computadores de mesa ◦ Necessitam de gabaritos especiais para garantir a precisão das medidas. ◦ Abusam do design para atrair os clientes. ◦ São específicos para uma marca, porém existem recursos (maquina e programa) genéricos



Programas para Tablets ◦ São específicos para um determinado modelo de tablet porque consideram as dimensões dele. ◦ Também existem programas genéricos. (Apps) ◦ Curiosidade realidade aumentada


Vídeo: Tablet.


Poucas pessoas entendem a necessidade de verificar o prisma aplicado num progressivo. Neste caso verificamos um desequilibrio que vai afetar a adaptação




Nos casos de lentes progressivas tendemos a verificar se marcações estão corretas sem verificar se surfaçagem da lente está correta através da Lensometria.



Lentes em óculos curvados precisam de prisma, não adianta deixar o centro óptico sobre a pupila do usuário.


Problemas

Bordas iguais


Resultado previsto da montagem, causado por uma lente positiva, numa armação com Ponte-Aro muito maior do que a DP do usuário


Na tentativa de obter um melhor resultado estético, tenta-se igualar as bordas horizontais da lente. Isto desloca o centro óptico da para o centro do aro da armação, causando um desconfortável prisma de base temporal para o usuário.


Esta deveria ser a imagem esperada ao observar a lente no Lensômetro, onde verificamos o prisma resultante do afinamento prismático

Porém em função de uma tentativa de reduzir ainda mais a espessura da lente, acabou por introduzir um prisma na horizontal que pode trazer sérios problemas para o usuário


alexdias@sp.senac.br

Tomadas de medidas  

Palestra do Prof. Alex Dias, no Seminário em Óptica 2013 em Campinas. Realização: SINDIÓPTICA-SP Patrocínio: MULTFOCO Apoio Institucional: S...

Advertisement