Page 1

BIS - Nº 61 dezembro 2013

Sindicato do Comércio Varejista de Material Óptico, Fotográfico e Cinematográfico no Estado de São Paulo

SINDIÓPTICA-SP participa ativamente, da reunião em Brasília da Câmara Brasileira do Comércio de Produtos e Serviços Ópticos

página 6

Foto: Carlos Terra-CNC

Entrevista: Sr. Josué Arantes, proprietário da ÓPTICA MODELO página 7

Dispensação e boas práticas dos estabelecimentos ópticos

INFORMATIVO61.indd 1

Negociação Coletiva de Trabalho com o Sindicato dos Comerciários da Capital página 10

Seja Diferente!

página 4

Artigo de Cléa Lima Asano da Essencial Consultoria Gestão de Negócios página 9

1

10/12/2013 10:32:26


editorial

O ano de 2013 trouxe muitas coisas boas para o mercado óptico brasileiro. As Normas Técnicas de Fabricação pela ABNT estão sendo aprovadas e já temos dezenas delas, inclusive a ABNT NBR 15111 que trata dos Óculos de Proteção Solar e especifica as proteções que eles devem ter, como por exemplo: 400nm de proteção UV, dentre outras. A elaboração destas Normas tiveram ativa participação do Sindióptica-SP através de seus diretores. Os Seminários Itinerantes de Óptica SindiópticaSP encerrou o ano com 5 eventos abrangendo Capital, Interior e Litoral, com record de público. Lançamento do Curso Básico de Óptica por EAD numa parceria entre Sindióptica-SP e Site OpticaNet com mais de 1.300 participantes. Aprovação da Lei do Ato Médico com os vetos da Presidente Dilma Rousef, preservando desta forma a autonomia do mercado óptico. A consolidação da união dos Sindiópticas de todo Brasil, através da Câmara Brasileira de Produtos e Serviços Ópticos, CBÓptica CNC, com uma série espetacular de propostas para aperfeiçoamento do setor óptico, várias delas de autoria do Sindióptica-SP, como por exemplo: Criação da “Óptica Popular do Brasil”, projeto que visa a inclusão das classes C e D a correção visual. E o importantíssimo lançamento do “Manual de Boas Práticas dos Estabelecimentos de Comércio, Adaptação e Dispensação de Armações, Lentes Oftálmicas, Óculos de Proteção Solar, Lentes de Contato e Acessórios Ópticos” cuja coautoria é do Sindióptica-SP

e editado pela CNC. Este dezembro, ainda nos reservou outro compromisso. Vincendo está o mandato à frente do SINDIÓPTICA-SP. E não é que atendendo a pedidos, candidatamo-nos novamente a responder por esse cargo – não diríamos uma carga pesada, mas sempre é um encargo, com a responsabilidade que nos investe a conduta de uma classe laboriosa, progressista, eminentemente tecnológica e subordinada à implacável legislação aplicada. Enfim, o ano de 2013 foi muito bom para o mercado óptico brasileiro, ele esta crescendo, e o Sindióptica-SP sente-se honrado em ter contribuído positivamente para este crescimento. Agora, vamos nos preparar para o fim de 2013. Renovando os planos, revigorando as forças, vamos recebendo com muita gratidão todos os momentos benfazejos que a vida nos proporciona. Envio a todos, os melhores votos de Feliz Natal, desejando sinceramente que o ano vindouro seja ainda mais feliz. Um feliz natal e um prospero 2014! Akira Kido Presidente SINDIÓPTICA-SP

Você tem dúvidas sobre o mercado óptico? Sobre ópticas? Assuntos jurídicos? Visite nosso site:

www.sindioptica-sp.com.br

2

INFORMATIVO61.indd 2

O Boletim Informativo Sindióptica - BIS - é uma publicação do Sindióptica-SP - Av. 9 de Julho, 40 - 11º andar cjs. 11 - D/F - São Paulo - SP - CEP 01312-900 - Tel.: (11) 3259.3648 - 3259.5826 - 3256.6011 e-mail: sindioptica@sindioptica-sp.com.br - www.sindioptica-sp.com.br Tiragem 6.000 exemplares - Distribuição gratuita - Comite editorial: Sr. Akira Kido, Luis Alberto P. Alvez, Dra. Maracy Marquez Ferraz. Diagramação: Alexandre P. Campos Fº - Produção gráfica: Cyan Artes Gráficas

10/12/2013 10:32:27


Procure fazer certo desde a primeira vez para economizar tempo e dinheiro

A

s pessoas estão mais dispostas a comprar, por que não oferecer a elas novas alternativas de produtos ou serviços, como entregar mercadorias no seu endereço de trabalho? É bom ter várias possibilidades, cliente nenhum gosta de receber seu presente depois do dia 25 de dezembro. Inove! Não existe um momento mágico, especial, a ser escolhido para que a inovação aconteça. É um processo contínuo, um conjunto de ações simples, que tem por objetivo trazer resultados concretos para a empresa: aumentar as vendas, reduzir os custos e ganhar competitividade. Para inovar não exige grandes investimentos, implica em promover uma melhoria, ainda que pequena e discreta, nos produtos, processos, no marketing e nos métodos or-

ganizacionais. Inovar é uma questão de atitude e iniciativa, fundamental para a sobrevivência do negócio. Seja mais ousado, ofereça novos produtos ou serviços para novos clientes. Em geral, essa é uma estratégia que traz risco maior, porém, com retorno muito interessante também, porque é um faturamento completamente novo. Invista no visual, não deixe o seu cliente pensar no concorrente. Faça-o vivenciar o espírito de Natal dentro da sua loja, mantendo o ambiente alegre, festivo e original. Faça promoções e aproveite para vender mercadorias que não estão girando bem na empresa. Explore as paredes da loja. Prateleiras e expositores de parede induzem os clientes a caminhar mais pelo local, aumentando as chances de compra por impulso. Na área de exposição crie pontos focais para destacar a importância de um produto ou de um mix. Explore bem os cinco sentidos: visão, olfato, tato, gustação e audição. Cliente bem atendido volta, o atendimento personalizado aproxima as pessoas facilitando a descoberta das necessidades do cliente. Seja exclusivo, dê atenção ao seu cliente, ouça-o com cuidado e procure identificar quais são suas verdadeiras necessidades. Questione-o se for preciso. Para o cliente não existe uma só saída. Procure dar o máximo de opções, pois caso ele não se enquadre em nenhuma das suas alternativas, você corre o sério risco de perdê-lo. Fazer o acompanhamento do estoque e das vendas é fundamental, pois às vezes, permite ajustes de curto prazo para aumentar os lucros (vender mais) ou evita prejuízos (cancelando algum pedido). Com base na previsão de demanda feita meses antes, é possível identificar os produtos que precisarão de menos espaço (pois as vendas serão menores), e aqueles cujo volume e rotatividade serão maiores.

gestão

Turbine as vendas neste Natal

Receituário em Óptica Acabou seu livro de Receituário em Óptica e não sabe onde encontrar? Entre em contato conosco: por e-mail: contato@sindioptica-sp.com.br ou pelo fone (11) 3259-5826 3

INFORMATIVO61.indd 3

10/12/2013 10:32:27


gestão

Dispensação e boas práticas dos estabelecimentos ópticos A

dispensação de produtos ópticos e as Boas Práticas dos Estabelecimentos de Comércio Varejista de Produtos Ópticos devem ser o foco principal da atuação do profissional óptico no varejo óptico. A dispensação de produtos ópticos feita com qualidade é fundamental para que a compensação visual do cliente alcance bons resultados. Os técnicos ópticos que atuam nas diversas áreas devem conhecer as Boas Práticas dos Estabelecimentos de Comércio Varejista de Produtos Ópticos e de Dispensação, seja em nível de loja de óptica ou centro de adaptação de lentes de contato. A dispensação de produtos ópticos é o ato do profissional técnico óptico de proporcionar um ou mais produtos a um cliente, geralmente como resposta à apresentação de uma prescrição elaborada por um profissional autorizado. Nesse ato, o técnico óptico informa e orienta o cliente sobre o uso adequado do produto óptico. São considerados elementos importantes que merecem a orientação do técnico óptico: • Ênfase no uso do produto prescrito; • Interação do produto prescrito com acessórios e produtos para sua conservação, limpeza e esterilização; • Reconhecimento de reações adversas potenciais; • Condições de armazenamento e conservação dos produtos. O ato da dispensação deve assegurar que o produto óptico de boa qualidade seja entregue ao cliente certo nos parâmetros prescritos; que sejam fornecidas as informações suficientes para o uso correto e que seja acondicionado de forma a preservar a qualidade do produto. Desta forma, as boas práticas de dispensação auxiliam na promoção do uso racional dos produtos ópticos, em consonância com os seguintes passos: a) Solicitação da prescrição do produto óptico; b) Interpretar a prescrição óptica; c) Mensurar medidas oculares individuais; d) Calcular compensações necessárias, de acordo com as medidas acima e a prescrição óptica; e) Adaptar produtos ópticos ao cliente; f) Aviar o produto óptico prescrito;

4

h) Registrar/documentar as atividades de dispensação de produtos ópticos (levar em conta as necessidades administrativas, técnicas, legais e éticas). O Manual de Boas Práticas dos Estabelecimentos de Comércio, Adaptação e Dispensação de Armações, Lentes Oftálmicas, Óculos de Proteção Solar, Lentes de Contato e Acessórios Ópticos (MBP), orienta os profissionais técnicos ópticos ao exercício da profissão, bem como da direção, administração e responsabilidade técnica de estabelecimentos do comércio varejista de produtos e serviços ópticos. Assim como o ato da prescrição, o ato da dispensação também envolve aspectos éticos. É dever do técnico óptico exercer a atenção em óptica e lentes de contato e fornecer informações ao usuário dos serviços, sendo vedado ao mesmo expor, dispensar, ou permitir que seja dispensado produtos ópticos em contrariedade à legislação vigente. Portanto, a dispensação de produtos ópticos não é o simples ato de entregar o produto óptico ao cliente. O técnico óptico, sendo corresponsável pelos produtos ópticos, assume a responsabilidade pelo bom uso dos produtos ópticos adquiridos pelo cliente. Existem algumas estratégias que o técnico óptico pode fazer uso a fim de contribuir para a otimização dos benefícios e minimização dos riscos associados ao uso de produtos ópticos. Uma delas é a Atenção em Óptica e Atenção em Contatologia, compreendida como uma filosofia de prática óptica, que cria uma inter-relação entre o técnico óptico e o cliente. Através da prática da Educação para o Uso, é possível maximizar o desempenho dos produtos ópticos, além de prevenir e manejar possíveis problemas relacionados aos produtos ópticos. Por fim, o repasse de informações, instruções e advertências sobre o uso de produtos ópticos, assim como o monitoramento, podem auxiliar o cliente a compreender melhor a importância do uso destes produtos ópticos. Esta deve ser uma responsabilidade compartilhada de todos os profissionais da saúde visual, prescritores e dispensadores.

Luis Alberto Perez Alves perezalves@sindioptica-sp.com.br

g) Comunicar o cliente (enfatizar as informações básicas para o uso racional dos produtos ópticos).

INFORMATIVO61.indd 4

10/12/2013 10:32:27


01- SIMONE A. SILVA 02- AKIRA KIDO 06- CLOVIS DIAS DE SOUZA 07- PRISCILLA KOGA ARANTES 09- JOSÉ CARLOS TOMIO HONDA 09- ANA LUIZA COELHO LEITE 13- ANA PAULA GRANZOTE SOARES 16- EMILIA MARANGON 17- ROBERTO MORAES 17- DANIEL COSTA 20- MARY YOKO YAMA 21- CARLOS CEOLIN 22- JUANA LORENTE CEOLIN 22- OLGA RAMIRES ZULIAN 26- WILLIANS MENEZES 27- ANTONIO EUGÊNIO DE OLIVEIRA 28- AFONSO EMILIO FERRARO FILHO 31- MARGARETH PEREZ ALVES

NOVEMBRO 020509121212162428-

JUNKO KIDO SOLANGE A. SILVA LUIS ALBERTO PEREZ ALVES MARIA DE FÁTIMA OLIVEIRA FERNANDO COSTA ARTHUR MARTINS FERNANDES JOSÉ ALBERTO CARDOSO SANTOS WALTER EIDI FUGIWARA MARIA DO SOCORRO ROLIM ARARUNA

aniversariantes

OUTUBRO

DEZEMBRO 1013161925-

CLOTILDES FERNANDES LUCAREZZI JOSÉ LESSA DOS SANTOS GUILHERME AFONSO GARCIA MOURA ROGER PEREIRA SILVA HELY GREEN

5

INFORMATIVO61.indd 5

10/12/2013 10:32:28


Regulamentação do Comércio Óptico pela internet foi o tema da reunião da Câmara Brasileira do Comércio de Produtos e Serviços Ópticos (CBÓptica/CNC) No dia 13 de novembro, o presidente do SINDIÓPTICA-SP, Sr. Akira Kido e o diretor Sr. Luis Alberto Perez Alves, participaram da reunião em Brasília da Câmara Brasileira do Comércio de Produtos e Serviços Ópticos (CBÓptica), da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que analisou a necessidade de normatização do comércio virtual de serviços ópticos. O Comércio Óptico pela internet precisa ser regulamentado urgente, o consumidor comum não tem capacidade de avaliar se o produto oferecido pelos canais virtuais é prejudicial à saúde e se atende a especificações técnicas. A preocupação dos membros da câmara é garantir que o consumidor tenha acesso seja na loja física ou virtual, a produtos que não lhe causem prejuízo nem físicos nem financeiros. O setor tem qualificação e capacidade para oferecer dentro da legalidade, produtos qualificados ao consumidor. A reunião contou com a presença do deputado federal Amauri Teixeira (PT-BA), que ouviu dos empresários

Foto: Carlos Terra-CNC

notícias

SINDIÓPTICA-SP participa ativamente em Brasília

os principais pontos e solicitações do segmento, e se colocou à disposição para contribuir, no Congresso, com os pleitos apresentados. “Tenho um vínculo com o setor, que é importante para a geração de emprego e renda no Brasil – algumas áreas são fundamentais para o crescimento duradouro da economia do País e o setor óptico é um deles”, apontou o deputado.

SUGESTÕES DE LEITURA Introdução ao cálculo de lentes oftálmicas Autor: Professor Alex Dias Preço: R$ 51,00 Sinopse: O presente trabalho é fruto da ampla experiência profissional e, mais recentemente, docente do autor. Ele não só explica os processos ópticos como também as afecções que levam ao uso de lentes corretivas. É ainda suplementado por anexos e tabelas extremamente úteis, e apresenta fotos e ilustrações didáticas que muito facilitam o entendimento, constituindo uma fonte de consulta inestimável para aqueles que estão iniciando seus estudos no ramo óptico. Onde encontrar: Editora Senac Site: www.editorasenacsp.com.br

Ferramentas Para Gestão de Resultados Autores: Mário Tabosa Filho, Tarcyo Alves Sinopse: Ferramentas para Gestão de Resultados fornece os meios necessários ao alcance de objetivos mediante disponibilização de instrumentos de uso universal, integração entre eles, criação de uma cadeia de funcionalidade e avaliação permanente da execução efetiva do planejamento. A praticidade e objetividade propostas favorecem a atuação do gestor, na iniciativa privada ou pública, em empresas ou em organismos sociais. Empreender é realizar sonhos. Gerir é perenizar o sonho realizado. Gerencie os resultados esperados, os alcance, e garanta perenidade e sucesso. Onde encontrar: Editora Senac Site: www.editorasenacsp.com.br

6

INFORMATIVO61.indd 6

10/12/2013 10:32:28


BIS – De início gostaríamos de agradecer por conceder essa entrevista ao Boletim Informativo do SINDIÓPTICA-SP, e parabeniza-lo pelos 40 anos de vida empresarial completados agora em outubro de 2012, que de muitos bons momentos foram compartilhados dentro do SINDIÓPTICA-SP como diretor atuante. Aos poucos que não o conhecem, faça um breve relato da sua carreira empresarial no ramo óptico e da história da Óptica Modelo? Sr. Josué – Bem, já completamos mais um. Eu é que agradeço a oportunidade de poder desta forma compartilhar um pouco de minha experiência, espero seja útil aos novos companheiros, em especial. A minha carreira se assemelha a de muitos colegas: de Office Boy a Empresário. Aprendi a profissão trabalhando, fiz o SENAC em 1966, na primeira turma da Av. Tiradentes. Por acreditar que a União faz a Força aceitei convite e participei por alguns anos no Sindióptica-SP, tendo sido vice-presidente no último ano. Consegui, na ocasião, formatar a ideia de Associativismo com a criação do “Polo Ótico”. Desde 2006 sou Associado Fundador do Grupo Di Óptica www. dioptica.com.br . BIS – Buscando um pouco sobre sua trajetória como empresário, descobrimos uma ação de engajamento social brilhante. Conte-nos sobre seus trabalhos no Rotary Club para devolver a visão a pessoas carentes, na ONG Amigos do Bem e do Projeto Óptica do Bem. E como outros empresários podem se unir a esta maravilhosa causa, em prol da saúde visual dos necessitados? Sr. Josué – Acredito que o nosso conhecimento e as oportunidades que temos na vida sejam para ser compartilhadas. No Rotary fizemos algumas campanhas em escolas de periferia, juntamente com oftalmologistas, e usando de nossa influencia no ramo, conseguimos a doação das lentes, sendo as armações doadas pelas nossas lojas. Hoje, a dedicação é total em prol de um trabalho grandioso na ONG-Amigos do Bem – www.amigosdobem. org -. A minha participação é, juntamente com um grupo de oftalmologistas, visitar os locais de atuação – Pernambuco / Alagoas e Ceará – onde são feitos exames com a doação dos óculos. São 4 viagens por ano: média de 300 atendimentos e 160 óculos por viagem. Os casos atendidos são os mais necessitados, pessoas que não tinham a menor noção do que é enxergar. O projeto da ONG é transformar a vida dos nossos irmãos e envolve moradia, educação e saúde. A Óptica do Bem é o nosso sonho com jovens de lá trabalhando. BIS – Com 40 anos de vida empresarial, sendo sua maior parte dedicada ao ramo óptico, como o Senhor vê o cenário óptico atual e qual estratégia que adota para aumentar a longevidade de sua Óptica?

INFORMATIVO61.indd 7

Sr. Josué – O mundo mudou e a Óptica não poderia ficar indiferente. Os nossos fornecedores estão se unindo, se agrupando ou, ainda, se fundindo para cada vez mais ter a força, minimizando os seus custos e nos dizendo o que vender e como vender. E, nós continuamos achando que o nosso cliente nos é fiel. Com certeza, através do Associativismo encontraremos o melhor caminho para nossas empresas: hoje e para o futuro. Se você perguntar: como, um micro empresário, pode fazer frente as redes com capital de fundos de investimento?, resposta: Unindo-se! Temos inúmeros exemplos bem sucedidos em outros setores. BIS – Todas suas Ópticas são associadas do SINDIÓPTICA-SP, diga-nos qual a importância de participar de uma entidade de classe, e de como esta iniciativa auxilia na proteção de seu empreendimento? Sr. Josué – Já meio respondido, mas, devemos nos unir em torno de um órgão oficial que tenha representatividade junto aos órgãos competentes, em especial a ANVISA. Sempre ouço dizer que não adianta, mas insisto na participação efetiva, se não estamos de acordo temos que procurar meios legais para mudar e, o único jeito que conheço para mudar é Participando. BIS – Para finalizar esse gostoso bate papo, gostaríamos que através de sua vasta experiência adquirida no setor óptico, quais dicas o Senhor pode dar aos empresários do segmento que querem expandir e fazer perdurar para as gerações futuras o seu negócio? Sr. Josué – Eu tenho a felicidade de ter no meu filho, André Luiz Arantes, que hoje já assume a parte comercial, a certeza da continuidade do trabalho. Entendo que não devamos forçar o nosso sucessor, e sim, ele deve gostar e entender da Óptica. Aos colegas, o desprendimento do EU com a certeza de que NÓS podemos muito.

entrevista

Sr. Josué Arantes, proprietário da ÓPTICA MODELO

7

10/12/2013 10:32:28


notícias

Eleição da nova diretoria SINDIÓPTICA-SP Quadriênio 2014/2018 N

a ocasião foram eleitos os membros da nova Diretoria, com mandato de 4 anos (24/01/2014 até 24/01/2018). Confira a relação dos nomes e cargos abaixo. A cerimônia oficial de posse da nova diretoria está prevista para o dia 08 de janeiro de 2014. Diretoria Executiva: Akira Kido (Óptica Santa Inês), Luiz Paulo Rodrigues Leite (Magi Lentes Ótica), Marco Aurélio Pinheiro Domingues (Optica Gold Centro de Adaptação de Lentes de Contato), Waldir Valades (Ocularium Moderno), Amadeu da Conceição Vieira (Centro Ótico Zona Norte), Flávio Strassacappa (Casa Gomes) – Suplentes: Luis Alberto Perez Alves (Luis A. P. Alves Lentes de Contato), Elizabeth Maria Rodrigues Saldanha (Le Soleil Produtos Ópticos), Dimas Antonio Zulian (Otica Zulian), Elza Tomie Ideriha (Otica San

Diego), Álvaro Akio Kido (Otica Foto Santa Maria) e Edson Carvalho Reis (Otica Macedo). Conselho Fiscal: Denise Namur (Denamur Ótica), Clovis Cherubim (Otica Majestic) e Mario Togumi (Marioptica) – Suplentes: Gerardo Sochaczewski Kristeller (Gerardo Kristeller Otica), Clovis Dias de

Souza (Otica Metropolitana) e Marcio Garcia Groegel (J.Morente Garcia & Cia). Delegados: Akira Kido (Óptica Santa Inês) e Luis Alberto Perez Alves (Luis A. P. Alves Lentes de Contato). Suplentes: Waldir Valades (Ocularium Moderno) e Luiz Paulo Rodrigues Leite (Magi Lentes Ótica).

SEMINÁRIOS EM ÓPTICA 2013

O

8

s últimos Seminários em Óptica 2013 do SINDIÓPTICA-SP, foram realizados no dia 05/09 na região de Campinas, no dia 18/09 no bairro de Santana e dia 16/10 no bairro do Tatuapé, em São Paulo, contando com a presença de inúmeros participantes. Levamos aos profissionais ópticos, a palestra: “Tomadas de Medidas” do conceituado Prof. Alex Dias. Contamos em todos os eventos, com a colaboração do: SENAC-SP, do site OPTICANET e Ótica Revista – e do patrocínio da Empresa MULTFOCO, que representa com exclusividade no Brasil, as marcas Indo, Universal Photonics e lensômetros Rondenstock.

INFORMATIVO61.indd 8

Fechamos o ano de 2013, com a participação de mais de 300 profissionais do setor nos Seminários em Óptica 2013 do SINDIÓPTICA-SP. Prestigiem nossos Seminários em 2014!!

www.multfoco.com.br Telefones: 11 3229-2033 / 3229-2957

10/12/2013 10:32:29


A

s informações estão cada vez mais acessíveis ao consumidor, principalmente através da internet, que lhe permite pesquisar por produtos e serviços que deseja adquirir, tornando-o mais exigente. Você vai se diferenciar do mercado, entendendo, compreendendo e identificando as necessidades e desejos dos clientes. Oferecer preço baixo nem sempre é suficiente para se destacar, o ideal é agregar qualidade e bom atendimento aos produtos e serviços oferecidos, o importante é conseguir atingir a expectativa deste cliente oferecendo um bom produto com um valor adequado. O consumidor é influenciado por vários fatores, que vão determinar o seu poder de compra, por exemplo, classe social, mídia, moda, entre outros e isto faz com que os hábitos de compra mudam a todo momento e por isto é preciso ficar atento e encontrar novas alternativas para atrair mais clientes e ganhar competitividade diante o mercado. Para se manter vivo é essencial observar e captar as informações e movimentos que estão acontecendo no mercado, não basta buscar fazer o melhor, você tem que ser diferente. Toda sua equipe deve estar alinhada com os objetivos da empresa, pois além de satisfazer e encantar seu cliente, é preciso ter compromisso. A ação de marketing mais “barata” e eficaz é a postura profissional, cumprimentar o cliente ao entrar na sua loja, procurar conhecer seus gostos e preferencias deve fazer

parte do cotidiano do atendente (vendedor), assim cria um ambiente de relacionamento favorável e fideliza seu cliente, afinal este deve ser seu objetivo.

gestão

Seja diferente! O papel do marketing no seu negócio é proporcionar “momentos mágicos” ao cliente, ele tem que sair da sua loja com uma boa imagem, se isto acontecer, pode ter certeza, ele vai voltar e provavelmente não voltará sozinho. Cléa Lima Asano Essencial Consultoria Gestão de Negócios clea.essencial@uol.com.br

Cléa Lima Asano Pós-graduada em Gestão de Negócios pela Universidade Mackenzie e graduada em Marketing pela Universidade Camilo Castelo Branco, com mais de 10 anos de experiência na área de marketing e comercial, atuando principalmente no mercado óptico, com cursos de atualização e aperfeiçoamento profissional nesta área, sendo responsável por desenvolvimento de planejamento estratégico, ações publicitárias, parcerias, campanhas de incentivo, organização de eventos, entre outros.

Confira os serviços realizados pelo SINDIÓPTICA-SP

referente prestação de serviços - Vigilância Sanitária. • Cadastro Inicial • Alteração de dados cadastrais – Ex.: (Endereço, Razão Social, etc) • Assunção de Responsabilidade Técnica • Baixa de Responsabilidade Técnica • Livro de Receituário em Óptica • Registro de Livro (Incluso livro) Caso sua Empresa esteja irregular na Vigilância Sanitária, não perca essa oportunidade de regularizar seu Alvará Sanitário. Todos os serviços prestados de assessoria à Vigilância Sanitária são gratuitos aos associados. Não sendo associado consulte nossa tabela de preços. Qualquer dúvida, entrar em contato - Tel.: 3259.5826 ou pelo e-mail: sindioptica@sindioptica-sp.com.br

INFORMATIVO61.indd 9

9

10/12/2013 10:32:29


informe

Negociação Coletiva de Trabalho com o Sindicato dos Comerciários da Capital Base: 1º de setembro de 2013

O

Sindióptica-SP através da FecomercioSP, cumprindo deliberação de sua Assembleia (AGE) realizada no último dia 30 de Outubro de 2013, encaminhou minuta de proposta ao Sindicato dos Comerciários, objetivando a celebração da Convenção Coletiva de Trabalho. A proposta contempla um reajuste de 8%, com validade a partir de 1º de setembro, além de outras cláusulas novas.

Nesse sentido, o Sindióptica-SP esclarece às empresas que as que optarem por antecipar o reajuste, que o façam de molde a poder compensálo quando da definição da norma coletiva. Informamos ainda que as disposições contidas na Convenção Coletiva de Trabalho 2012/2013, enquanto não for assinada nova, devem continuar sendo integralmente cumpridas.

Para facilitar o seu acesso à convenção, basta fazer sua solicitação, e assim que a mesma estiver assinada, encaminharemos direto ao seu e-mail. Preencha o formulário disponível no site www. sindioptica-sp.com.br. Maiores informações entre em contato, pelo telefone: 11 32595826 ou através do e-mail: sindioptica@sindioptica-sp.com.br A Diretoria

Nova lei pode beneficiar mais de 1 milhão de comerciantes Situação dos estabelecimentos comerciais será regularizada sem burocracia

E

m 16 de setembro de 2013, foi sancionada a Lei nº 15.855, de autoria do Vereador Ricardo Nunes (PMDB), que elimina as burocracias para obter o Auto de Licença de Funcionamento e altera a Lei nº 15.499/2011, que instituiu o Auto de Licença de Funcionamento Condicionado. A proposta não exige obrigatoriedade do “Habite-se”, Auto de Vistoria, Alvará de Conservação, Auto de Conclusão, Auto de Regularização ou documento equivalente para obtenção do Auto de Licença de Funcionamento para imóveis com área total edificada de até 1.500 m².

10

INFORMATIVO61.indd 10

Nesse sentido, acreditamos que a medida poderá beneficiar toda a categoria do comércio, em especial as microempresas e empresas de pequeno porte, o que está em consonância com o disposto no artigo 179 da Constituição Federal. Segundo o dispositivo Constitucional em comento, as microempresas e as empresas de pequeno porte recebem tratamento diferenciado, sendo beneficiadas por meio da simplificação e da desburocratização das obrigações tributárias, administrativas e previdenciárias, proporcionando seu desenvolvimento e crescimento econômico. Fonte: FECOMERCIOSP

10/12/2013 10:32:30


Ficou interessado? Agende uma visita com nossos representantes, pelo Tel.: (11) 3259.3648 e-mail: contato@sindioptica-sp.com.br

Linhas de Crédito

convênios

Previdencia Privada

Disponibilização de linhas de crédito, pela DESENVOLVE SP às empresas associadas ao SINDIÓPTICA-SP.

Escolas de Idiomas

Colônia de Férias

Aparelhos Auditivos

Planos de Saúde

Certificação Digital

Paraencontrar saber mais, entre em contato conosco: Não sabe onde o Livro de Óptica? Entre em contato conosco, telefone e-mail contato@sindioptica-sp.com.br através do(11)3259-5826 E-mail: contato@sindioptica-sp.com ou Fone: (11) 3259.5826

INFORMATIVO61.indd 11

11

10/12/2013 10:32:32


tributos

Reabertura do prazo do “Refis da Crise” Dentre outras providências, a Lei nº 12.865, de 10/10/2013, alterou dois prazos importantes no universo dos contribuintes brasileiros, sejam pessoas físicas, sejam pessoas jurídicas. O prazo para aderir ao parcelamento havia sido encerrado no dia 30 de novembro de 2009. Foi reaberto para adesão até o dia 31 de dezembro de 2013, desde que sejam atendidas as seguintes condições. 1. A opção de pagamento ou parcelamento não se aplica aos débitos que já tenham sido parcelados nos termos dos arts. 1º a 13 da Lei nº 11.941/2009 e art. 65 da Lei nº 12.249/2010.

b. os seguintes valores mínimos: • R$ 50,00 em caso de pessoa física; R$ 100,00 em caso de pessoa jurídica; • 85% da última parcela devida no Refis, no Paes ou no Paex. 3. Por ocasião da consolidação, será exigida a regularidade de todas as prestações devidas desde o mês de adesão até o mês anterior ao da conclusão da consolidação dos débitos parcelados. 4. A reabertura do prazo não se aplica aos débitos para com a Anatel, além do CADE e do Inmetro.

2. Enquanto não consolidada a divida, o contribuinte deve calcular e recolher mensalmente parcela equivalente ao maior valor entre:

As regras e benefícios continuam os mesmos, originalmente previstos na Lei nº 11.941/2009 e na Lei nº 12.249/2010.

a. o montante dos débitos objeto do parcelamento dividido pelo número de prestações pretendidas; e

Dessa forma, poderão ser pagos ou parcelados, em até 180 meses, os débitos administrados pela Receita Federal do Brasil e as dívidas com a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, inclusive o saldo remanescente dos débitos consolidados do Programa de Recuperação Fiscal (Refis), do Parcelamento Excepcional (Paex) e do Parcelamento Ordinário, além dos pagamentos administrados pelas autarquias e fundação públicas federais e os débitos de qualquer natureza com a Procuradoria-Geral Federal, com vencimentos até 30 de novembro de 2008. Segue Abaixo quadro resumo com as reduções concedidas.

PARCELAMENTO SALDO REMANECENTE DE PAGAMENTO

DÍVIDAS NÃO PARCELADAS

PARCELAMENTOS ANTERIORES

À VISTA

ANTERIORMENTE

REFIS, PAES PAEX E PARCELAMENTOS ORDINÁRIOS

Número de prestações

-

2 a 30 31 a 60 61 a 120 121 a 180

Origem dos Débitos

-

Refis Paes Paex

Multas de mora

e de ofício

Parcelamento Ordinário

100%

90%

80%

70%

60%

40% 70% 80%

100%

Reduções Concedidas

12

Multas isoladas

40%

35%

30%

25%

20%

40% 40% 40%

40%

Juros de mora

45%

40%

35%

30%

25%

25% 30% 35%

40%

Encargo legal

100%

100% 100%

100%

100%

100% 100% 100%

100%

INFORMATIVO61.indd 12

10/12/2013 10:32:32

Informativo61  
Informativo61  

Boletim Informativo SINDIÓPTICA-SP n º 61 - Entrevista com o Sr. Josué Arantes, proprietário da Óptica Modelo. Confira também nessa edição a...

Advertisement