Issuu on Google+

PADDOCK ONLINE BRASIL, 21 DE OUTUBRO DE 2008, TERÇA-FEIRA - ANO I - EDIÇÃO 12 - www.paddockonline.com.br

Classificados: A solução para a venda do seu produto está aqui!!! P.17

Chamem elas para ler essa reportagem

O futuro do AV Um comunicado muito importante convocando os organizadores de ligas para a criação do Código Desportivo do AV e da FBAV

P.08

As ligas do Paddon Confira o que de melhor aconteceu dentro das pistas das ligas parceiras do Paddock Online. Com destaque para a vitória história de Tessarolo na BRSD

P.12-15

Esposas vs AV Será que essa guerra nunca vai acabar? Pelo jeito não. Então vamos tentar amenizar as coisas entre as partes. P.04

mais

Truck: Boessio ansioso para prova de Tarumã P.16


www.paddockonline.com.br

SEGUNDA, 21 DE OUTUBRO DE 2008

EDIÇÃO 12 |PADDOCK ONLINE|

2

Editorial Olá amigo leitor, essa semana estou lançando uma nova propaganda para que você leitor se conscientize de ir lá no site e cadastrar seu e-mail na nossa Newslleter. Não vai demorar nada. Não é possível que de 4.000 visitas de IPs únicos no site temos apenas 190 e-mails cadastrados. Conto com você. A redação

EXPEDIENTE SUPERINTENDÊNCIA DE IMPRENSA E EDITORA Criado em vinte e oito de outubro de 2007 SITE www.paddockonline.com.br CONTATO redacao@paddockonline.com.br CLASSIFICADOS classificados@paddockonline.com.br EDITOR - CHEFE João Carlos Nóbrega Teixeira REPORTERES João Carlos N. Teixeira e Thiago Alves COLUNISTAS Ana Luiza Quirino e Fernando Dytz


www.paddockonline.com.br

SEGUNDA, 21 DE OUTUBRO DE 2008

EDIÇÃO 12 |PADDOCK ONLINE|

3

Ana Luiza Quirino Essa semana recebi um e-mail de uma pessoa que não sei se eu posso falar o nome então chamarei de M apenas. M me mandou uma poesia em protesto (pelo menos eu entendi assim) à minhas dicas para as esposas. Então resolvi responder à altura. A poesia que M me mandou foi essa:

Sobre a vida a dois “Quando me conheceste eu era livre e me amaste assim, admiraste minha alma leve e me quiseste ao teu lado, não querias alguém pesado de mau humor, tí-pico das pessoas que não são livres, ou são prisioneiras de si mesmas, conheceste-me sorrindo e assim me amaste, querias alguém divertido, que tivesse bom humor, que soubesse tirar as coisas de letra, que fosse boa companhia, juraste para ti mesma que era alguém assim que precisavas, pois bem, não te deixes sentir minha dona, e nem me queiras tanto a ponto de me querer só pra ti, não te atrevas a me policiar como se eu fosse propriedade tua, pois isso me fará sentir um prisioneiro teu e então minha alma não será

mais leve como quando me quiseste ao teu lado, não terei mais a alegria que tinha quando me conheceste, já não serei mais leve como era quando tu me amaste pela primeira vez, e então me acusarás de não ser mais aquele a quem amaste, e me perguntarás porque não me ama mais como no início, deixaras, por fim, de ser também quem era pois ficarás refém do que decidiste sentir por mim, e quando eu partir, deixa que eu vá da mesma maneira que vim, pelos braços da vida que nos leva e traz, livre para te achar de novo um dia e deixar que me reconheças como foi no início, no tempo que eu era livre e me amaste assim”. De Sérgio L S Lopes Então, depois de pensar muito saiu isso: “Meu amado. Quando te conheci, tu eras livre sim, ou pelo menos isso aparentavas, naquele momento eu soube que eras especial, o ‘alguém’ que eu buscava, com um bom humor típicos das almas livres, como tu assim dissestes. Naquele tempo, meu querido, lembro que achei interessante a sua

‘direçãozinha’ do computador, mal sabia eu que naquele dia conheci a sua verdadeira amada imortal, que até então imaginava ser eu. Nessa época a tua motivação para estar no computador, era escrever os e-mails mais românticos que já recebi.

seria bom conversar contigo até o sono chegar, mas quando o padre falou ‘na alegria e na tristeza’, ele esqueceu de incluir ‘com TS ou sem TS’, sim porque hoje estou acostumada a tentar dormir sozinha porque o ‘briefing’ começa as 11 horas da noite.

No entanto, meu amado, deixa-me lembrar-te que nos conhecemos na ‘Fun House’ (boate) e não no paddock virtual do evento ‘for fun’ da ‘qualquer coisa Racing’.

Agora ao ler tuas poucas palavras, vejo que me pedes para que não te faça meu prisioneiro, que não queira ser tua dona, ao que, sublimemente te respondo: VÁ CATAR COQUINHO MEU FILHO, PORQUE VOCÊ CASOU COM UMA MULHER DE CARNE E OSSO, NÃO FOI COM A MADRE TERESA DE CALCUTÁ.

Te amei com teu jeito divertido, teu bom humor, que eu só pude conhecer porque tu estavas comigo, nos muitos sábados que saímos, sim porque quando eu te conheci não haviam corridas marcadas para o sábado a noite. Eras uma criatura doce, cujos rompantes românticos incluíam viagens de fim de semana à dois, que agora só são possíveis quando encerram-se as temporadas e os 1001 eventos de confraternização. Lembro-me que fui às nuvens quando me pediste em casamento, e em meus devaneios sonhava como

Portanto, meu querido amor, faço uso dessas singelas palavras para dizer-te que te amo, mas se continuares assim terás que fazer uma pequena adaptação para o teu computador na casinha do cachorro, na casa de minha querida sogra ou no raio que o parta. Te amo”. De Ana Luiza Quirino Acho que ficou bom né? Eu adorei (risos). Vou ficando por aqui, mas vocês ainda vão me ver nessa edição. Aguardem!!


www.paddockonline.com.br

EDIÇÃO 12

REPORTAGEM

4

A LUTA DO SÉCULO Quem será que vai ganhar? A vida real ou a amante virtual? Por João Carlos Nóbrega

D

izem que por trás de todo grande homem sempre existe uma grande mulher. Mas será que isso se aplica aos pilotos virtuais também? Para quem não está conseguindo enxergar o assunto dessa reportagem vamos dar uma ambientação antes então.

excessos dos dois lados. Pilotos que realmente passam horas na frente do computador e deixam todos os afazeres, domésticos ou não, para a sua companheira. E esposas que, sem nenhum motivo forte, pegam literalmente no pé do piloto virtual, mesmo ele só correndo uma vez por semana.

Um dos fatos mais normais e corriqueiros nesse mundo de corridas online é uma companheira (entendese por companheira: esposas, noivas, namoradas e afins) não gostar muito de ver “o piloto em ação” e já olha de lado quando este se aproxima do que, carinhosamente, elas chamam de “A AMANTE”. Isso mesmo, elas estão falando do computador. Existem vários motivos para que elas pensem assim e, convenhamos, muitas vezes elas tem razão de sentir isso. “Tá bom, só às vezes. Bom... raramente!” Pelo menos é assim que os pilotos virtuais pensam.

Os casos extremos

Quem aqui nunca ouviu a frase vinda de um piloto virtual “a minha mulher vai me matar” ou “hoje não posso, a patroa já intimou a sair com ela” e muitas outras advindas desse confronto que existe desde o início do Automobilismo Virtual e, podem ter certeza vai durar para sempre. Mesmo que um dia o AV traga retorno financeiro para seus praticantes (será?). Claro que existem os

Muita coisa já foi ouvida, ou vivenciada, ou simplesmente comentada, nesse mundo das corridas online. Casos que a grande maioria certamente nunca ouviu falar e que chocaria qualquer pessoa de dentro e de fora do AV. É verdade que o Automobilismo Virtual hoje em dia ainda é predominantemente masculino, mas as mulheres se fazem presentes indireta e até diretamente, seja nos bastidores das corridas seja atuando dentro do carro pilotando. O AV, nos seus casos extremos, já foi de certa forma motivo para separação de casais. A palavra “casos” aqui está empregada como histórias, mas muito bem poderia ser aplicada no sentido literal da palavra. Claro que muito que se fala são boatos (fofocas mesmo) e nada foi comprovado realmente, mas já rolaram entre as “más línguas” casos de um piloto virtual se separar da esposa por causa de uma piloto virtual, ou de uma esposa descobrir conversas maliciosas entre um piloto e uma piloto. A

Uma imagem vale mais do que mil palavras. Dá pra ver a calcinha? separação é um caminho certo nesses casos e, mesmo que não exista a traição, uma esposa pode simplesmente cansar da “carreira” do piloto e ir embora, como também já aconteceu.

bata na primeira volta pra que desligue o mais cedo possível o PC” conta Alessandro casado a três anos com Letícia Stefani Monteiro de 28 anos. Veja o que ela diz a respeito do AV:

Um dos personagens desses casos extremos citados acima é Alessandro Monteiro, piloto real e virtual no simulador rFactor, que teve a sua vida conjugal interrompida por causa do AV. “Para mim, a Letícia é a mulher que eu amo e que gostaria que estivesse torcendo pra mim, mas ela chega a torcer que falte luz, caia o server ou que

Paddon - Como é o piloto virtual Alessandro Monteiro na sua visão? Letícia - Ele é tão dedicado que passa horas na frente do PC. Por exemplo, fim de semana ele fica em torno de 12 horas e isso me incomoda muito. Ele está dentro de casa, mas é como se não estivesse.


www.paddockonline.com.br

SEGUNDA, 21 DE OUTUBRO DE 2008 Paddon - Soube que vocês chegaram a se separar. Foi por causa do automobilismo virtual? Letícia - Sim! Porque além de jogar ele tem que treinar e ao invés de jogar uma vez por semana ele tem que treinar mais vezes e com isso acaba não dando atenção a sua família. Temos um menino de dois anos. Paddon - Mas vocês voltaram. Algo mudou nele depois disso? Letícia - Sim! Ele está dando mais atenção agora. Está se policiando mais, mas claro que eu tenho sempre que cobrar isso dele porque ele perde noção total de tempo na frente do PC. É um vício! Paddon - E você acha que existem outras mulheres na mesma situação que a sua? Letícia - Eu tenho certeza. Ele mesmo já fez esse comentário das esposas reclamarem. Paddon - E o que você diria para essas mulheres? Letícia - Cobrem deles por mais atenção. Eles acabarão cedendo. Essa é uma situação que atinge a grande maioria dos pilotos virtuais. Esteja namorando, noivo ou casado, a cobrança é a mesma. O problema é que quanto mais comprometido for o piloto mais fácil ele ceder aos argumentos das esposas (na maioria das vezes). E esse “mal” assola qualquer um, pode ter cinco, dez, trinta anos juntos. Vamos ver o que os pilotos virtuais Junae Ludvig (Nascar) e Leandro Krissak (LFS) têm a falar sobre as suas digníssimas:

EDIÇÃO 12|PADDOCK ONLINE|

5

Junae Ludvig “A minha esposa Soraya às vezes até apóia, mas na maior parte das vezes, fica pegando no pé, reclama, etc.. Ela diz que não penso em outra coisa. O pior que chega perto dela estar certa (risos). Teve uma vez que eu estava correndo em Atlanta e ela estava preparando o jantar. Me trouxe um pouco da sopa para eu experimentar, mas tava quente pacas. Nem preciso dizer que rodei em seguida e ainda queimei a língua”. Leandro Krissak “Eu sei que a Andreia não curte muito, mas também não cria tanta implicância assim. Inconscientemente, no momento que eu vou pro PC pra treinar ou correr, ela pede pra que eu faça alguma coisa, em vez de pedir antes. Certamente ela gostaria que eu não estivesse ali, mas não implica. Ela entende que é algo que eu gosto e depois até pergunta como foi a corrida, etc.”

O outro lado da moeda No ano em que as mulheres ao volante estão se destacando no automobilismo real como a Danica Patrick que venceu o GP do Japão, em Motegi, pela Fórmula Indy, como também a Bia Figueiredo, agora se chamando Ana Beatriz, que terminou essa temporada na terceira colocação da Indy Light e também venceu uma etapa (Nashville), sem falar sobre a Fernanda Parra (Pick-up Racing) e na eterna musa da Fórmula Truck Débora Rodrigues, o Automobilismo Virtual também tem suas pilotos virtuais (não existe a palavra “pilota”). Essa é uma das exceções à regra das lutas das companheiras contra o Automobilismo Virtual e seria o

Foi-se o tempo em que as mulheres proporcionavam cenas assim sonho para qualquer piloto virtual que se encontra no meio dessa guerra. Quer um bom argumento para tentar desestabilizar a sua “inimiga”? Anote essa então: As mulheres que jogam em computadores conseguem melhorar a percepção espacial e diminuir a diferença para os homens, cuja estrutura cerebral é mais adaptada para esse fim, segundo uma pesquisa conduzida pela universidade de Toronto. “Tanto homens como mulheres podem melhorar as suas habilidades espaciais (requeridas para ler mapas e guiar veículos, por exemplo) jogando em computadores e, com isso, as mulheres poderão equiparar-se aos homens”, explicou a investigadora Jing Feng. “Na média, as mulheres não são tão boas em transferir rapidamente a atenção entre diferentes objetos e isso pode ser o motivo de não se darem bem com tarefas espaciais”, continuou. O professor Ian Spence, diretor do laboratório de engenharia de psicologia,

especula que os jogos de ação podem causar a expressão de genes inativos, que controlam o desenvolvimento das ligações neurológicas necessárias para a atenção espacial. “Claramente, algo drástico acontece no cérebro quando registramos melhorias nas habilidades espaciais após jogar apenas 10 horas, e essas melhorias mantêm-se por vários meses”, concluiu. Essas exceções existem sim e estão mais perto do que imaginamos. A esposa (companheira) não precisa pilotar para apoiar o seu piloto virtual, muitas apenas acompanham e até ajudam com é o caso de Carla Cristina da Silva de 34 anos, namorada de Alex Alvim à 8 meses: “Namoramos há oito meses e nunca brigamos. Fico horas editando corridas e ela só fazendo comidinha, perguntado se eu quero alguma coisa. Companheira tem que ser assim, senão não é companheira, é uma egoísta. A pessoa tem que acrescentar e não nos limitar. O problema das mulheres é que ELAS não têm hobbies como os ho-


www.paddockonline.com.br

SEGUNDA, 21 DE OUTUBRO DE 2008 mens. A gente sempre tá inventando coisa” atirou Alex. Será que é verdade mesmo? Fomos conferir: Paddon - Você acha que o seu companheiro é viciado em Automobilismo Virtual? Por quê? Carla – Não porque pra ele é um hobby, uma diversão, um prazer. Não chega a ser vício e eu acompanho tudo, vendo os treinos, as corridas. Assisto os podcast. Tudo em relação ao AV. Paddon - Quanto tempo ele costuma passar "mexendo com AV"? Carla - O dia todo, mas isso não me incomoda nem um pouco, pois vejo que isso é praticamente a vida dele e gosto de ver ele entretido em coisas que ele gosta e o faz feliz, apesar de que ele às vezes se aborrece.

Paddon - Ele já deixou de sair com você por causa do AV? Carla - Já por causa de corridas e transmissões. O envolvimento dele é muito amplo, mas isso não me incomoda, pois não é por causa de um dia ou outro que vai me abalar. Estamos longe dos olhos, mas perto do coração. Morram de inveja. E tem mais. Alex Almeida e Fabrício Tavares são uns dos poucos que estão rindo à toa também: Alex Almeida “Carmen sabe tudo o que acontece nos bastidores da liga SRB. Acompanhou tudo, desde a época da GTCup até a minha saída de organização da SRB. Ela é uma super companheira. Sabe respeitar quando preciso ficar sozinho no escritório que é nosso e onde faço minhas corridas. E ela faz isso QUASE sem reclamar (risos).

EDIÇÃO 12 |PADDOCK ONLINE| Ainda segura a onda dos filhos, minha avó de 84 anos, e a casa. Claro que sobram muitas louças para eu lavar, mas é um ‘preço’ que considero justo para uma corrida semanal na SRB com treinos espaçados durante a semana depois do horário de trabalho”. Fabrício Tavares “nunca teve problemas entre nós quando eu queria andar, ou qualquer coisa relacionada com o Automobilismo Virtual. A Helen me apóia totalmente. Nunca pegou no meu pé. Até me ajuda, quando eu tinha que fazer os tempos pra série 1 e 2 na GTR Brasil em 2007, ela ficava marcando o tempo das cinco voltas para calcular a média das voltas. Ela é competitiva demais e como estamos sempre os dois em casa ela pegou gosto pelo AV. Ela tira tempo com os meus amigos que vem aqui em casa, quem faz volta mais rápida. Ela até treinava legal uma época, mas agora não está mais andando”.

A porta-voz

O Automobilismo Virtual seria muito diferente com elas

O Paddock Online trás em suas páginas desde sua primeira edição (uma herança do seu antecessor BRNews) um espaço dedicado justamente à essas companheiras de pilotos virtuais. O nome da coluna não poderia ser outro: Dormindo com o inimigo. Ana Luiza Quirino mostra semanalmente a outra visão do esporte, a visão feminina. Contando experiências próprias, já que ela também é esposa de piloto virtual, e dando dicas para as suas leitoras, Ana Luiza é considerada por muitos como a portavoz dessa classe muitas vezes oprimida por argumentos como “é melhor eu estar aqui no computador dentro de

6

casa do que lá fora bebendo com os amigos” (isso ainda cola?) e é claro que não poderia ficar de fora dessa reportagem falando sobre o que achou das respostas das exceções e de como vê toda essa discussão. “Palavra de escoteiro que tentarei ser imparcial! Não sei se todos perceberam, mas o ponto central dessa questão é o exagero, de todos os lados. É ponto pacífico que vocês adoram o AV, que é um hobby, mas será que todas as mulheres estão erradas e vocês estão certos? E o pior, será que é errado querer que o marido dê atenção à você?? Meu marido antigamente tentava o argumento do ‘é melhor estar aqui do que estar fora de casa’ e eu digo sinceramente para vocês: não vejo diferença em ter meu marido fora ou ter um ‘corpo presente’. A falta de companheirismo é a mesma, às vezes até pior, pois você tem a sensação, infantil é verdade, de que o mundinho virtual é mais interessante que o real, onde você está. Vendo as respostas das meninas consideradas exceções, a primeira reação é: tá certo minha filha!!! Mas como aqui estamos imparciais temos que considerar que cada caso é um caso e não podemos comparar. Com toda certeza Carla, Carmen e Helen tem seus motivos para agir como o fazem e não podemos colocar todos na mesma balança indistintamente. De toda essa história podemos tirar algumas conclusões: 1 – o AV é uma atividade saudável, que causa até um esforço físico dos meninos, e que devemos incentivar, afinal quem sabe um dia isso traga algum retorno


www.paddockonline.com.br

SEGUNDA, 21 DE OUTUBRO DE 2008

EDIÇÃO 12 |PADDOCK ONLINE|

(financeiro eu espero); 2 – Vocês exageram, e até reconhecem isso, mas não sabem se controlar, o que dá à atividade o contorno de vício; 3 – A briga vai ser eterna, mas pode ser amenizada se as partes souberem dosar e agir como tudo no casamento: renunciando algo em prol da harmonia do casal.

dessa coluna um canal para juntas encontrarmos soluções para termos nossos maridos de volta, ou uma parte dele. Ou até mesmo usarmos a coluna para conversar e trocar experiências de vida real e virtual”.

Agora o que não dá pra engolir é piloto deixando esposa, família, e tudo mais por causa de outra mulher que gosta de AV, ou então trocando conversinha maliciosa ou o que quer que seja com outra, isso é falta de respeito no mundo real, no virtual e onde quer que você vá. E quer queira quer não, fatos como esses só colaboram para aumentar o lado negro do AV, e ninguém quer isso, inclusive nós que criticamos.

Muito se fala de egoísmo por parte das companheiras, muito se fala de vício e exagero por parte dos pilotos. A verdade é que para tudo na vida a dois tem que existir o diálogo e o “sacrifício” de ambos para que uma coisa que foi criada inicialmente para ser uma diversão, uma válvula de escape para o estresse do dia-a-dia, não se torne uma dor de cabeça a mais.

Antes de terminar a minha participação nessa reportagem gostaria de fazer dois apelos. O primeiro é que vocês pilotos virtuais mostrem essa reportagem às suas companheiras. O segundo apelo é justamente para elas. Entrem no site do jornal e cadastrem seus e-mails particulares para receber o aviso sempre que tiver uma edição nova. Vamos fazer

Ana Luiza Quirino

Por trás de um grande homem sempre vai existir uma grande mulher. Por trás de um piloto virtual não pode existir nada, pois ele sempre deve colocar sua mulher a frente disso tudo, independente do que ela ache do seu hobby. Portanto, caro piloto virtual, nunca se esqueça dessa palavra “VIRTUAL”, que pode significar muita coisa, mas nunca será realmente a sua vida.

7


www.paddockonline.com.br

SEGUNDA, 21 DE OUTUBRO DE 2008

EDIÇÃO 12 |PADDOCK ONLINE|

8

COMUNICADO AOS ORGANIZADORES DE LIGAS Prezados Senhores:

Vimos pela presente, convidar os responsáveis pela Liga de automobilismo virtual, a vir participar de uma reunião, via Team Speak no endereço – racingdays.no-ip.org – sem uso de senha, a ser realizada na próxima Terça-Feira, dia 28 de outubro, com início às 21:00 horas, onde iniciaremos as conversações com representantes de todas as ligas brasileiras, para a criação da Federação Brasileira de Automobilismo Virtual e competente Código Desportivo. Inicialmente, propomos que dois representantes de cada liga, venham a compor os cargos de comando da futura Federação, para que haja equilíbrio absoluto na formação geral e necessária união das ligas brasileiras. Apesar dessa ser uma atitude iniciada pela Racing Days, a mencionada Federação não estará atrelada nem à RD, nem a nenhuma outra liga, e será criada absolutamente independente. Procuraremos que seja dirigida por representantes de todas as ligas brasileiras, para que em conjunto administrem o esporte, sem dar mais poder a determinada liga ou grupo, em prejuízo dos demais. A finalidade objetiva da futura Federação brasileira, é a de que possamos transformar o automobilismo de competição virtual brasileiro num verdadeiro esporte, assim visto e entendido pelo público, gerando a respectiva credibilidade, para que patrocinadores venham a dar suporte ao esporte, e para que passemos a ter pleno amparo e sustentação jurídica. Um forte abraço. São Paulo, 21 de outubro de 2.008.

Walter Policastro. Diretor da liga Racing Days


www.paddockonline.com.br

SEGUNDA, 21 DE OUTUBRO DE 2008

EDIÇÃO 12 |PADDOCK ONLINE|

Fernando Dytz

Nesta semana não teremos a Coluna do Dytão

9


www.paddockonline.com.br

SEGUNDA, 21 DE OUTUBRO DE 2008

EDIÇÃO 12 |PADDOCK ONLINE|

10

AGENDA SEMANAL Confira agora a agenda das ligas parceiras do Paddon no entre 20 à 27/10:

21/10/08 - Vanport (Júnior) 23/10/08 - Laguna Seca (GT3) 25/10/08 - Interlagos (Formula) 27/10/08 - Vanport (Championship)

23/10/08 - Brno (WTCC) 25/10/08 - Talladega (Viagras) 26/10/08 - Martinville (COT)

20/10/08 - Indianapolis (Indy) 25/10/08 - Tarumã (SuperClio) 27/10/08 - Cleveland (Indy)

23/10/08 - South City Inversa (GTR)

21/10/08 Suzuka (SuperClio PRO) 22/10/08 Suzuka (SuperClio Light) 23/10/08 Suzuka (Stock Light)

22/10/08 - Jacarepaguá (Megane)

23/10/08 - Laguna Seca (SuperClio)

22/10/08 - Silverstone (GT1)

20/10/08 - Rouen-Les-Essarts (Light) 27/10/08 - Barbagallo (PRO)


www.paddockonline.com.br

SEGUNDA, 21 DE OUTUBRO DE 2008

EDIÇÃO 12 |PADDOCK ONLINE|

11

Luis vence com facilidade a 1ª bateria. Em destaque a SVR, vencedora da 2ª


www.paddockonline.com.br

GERAL

EDIÇÃO 12

12

BRASIL SIMDRIVERS

Tessarolo faz história na BrSD

Pela primeira vez na liga um piloto vence as duas baterias

Ao contrário do que aconteceu na semana passada na etapa de abertura da categoria Júnior, realizada nesse mesmo circuito de Lausitz Eurospeedway, a etapa de abertura da categoria Championship foi recheada de emoções e poucos acidentes. Claro que ocorreram toques, mas nenhum com conseqüências mais graves. Vinte e um pilotos largaram para a primeira etapa da nova temporada da categoria. Quem está muito feliz com seu início de campeonato é Fábio Tessarolo, da Escuderia SulBrasil, que nada menos venceu pela primeira vez na sua carreira e venceu logo as duas baterias da etapa, um fato inédito na liga Brasil SimDrivers. Marcos Silveira, da MM Racing, também não tem muito do que se queixar, pois chegou em segundo lugar nas duas baterias. Júlio Kronbauer (JCK Racing) foi o terceiro na primeira bateria e Fábio Guarezi (Sul-Brasil) o terceiro na segunda bateria.

As disputas logo no início após a largada foram intensas. Rademac Romanetto, da Sul-Brasil, tratou de se aproveitar da disputa que estava acontecendo pela segunda posição para abrir distância. Hélio Vamberto (Piratas Team) largou na pole position pela primeira vez, mas fez uma péssima largada caindo sete posições no grid ainda na primeira volta. Tessarolo fez uma grande largada e chegou a andar em segundo na primeira volta, mas logo perdeu a posição para Wilson Penna (BrSD). Os oito primeiros abriram distancia para os demais e travaram uma bela disputa. Juliano Cunha (Sul-Brasil) atual campeão da categoria Júnior, vinha fazendo uma grande corrida largando em 11º e em poucas voltas já estava disputando a segunda posição com o Penna, até que erra a freada e os dois batem. Penna ainda se recupera, mas Cunha abandona a corrida.

F1BC Marques vence na Austrália A segunda etapa da categoria Indy da liga F1BC foi marcada por dois pontos nada favoráveis. O primeiro foi o baixo número de pilotos na pista, apenas 12, e o segundo foi pelo fato de apenas quatro desses 12 terminaram a prova realizada no difícil circuito de Surfers Paradise. A vitória dessa segunda etapa ficou com Eduardo

Marques que largou em terceiro e, depois de 38 voltas venceu dando uma volta até no segundo colocado, o estreante Bhrno Miranda. Luth Cysne veio da última posição no grid para fechar o pódio em terceiro. André Chiara foi o quarto e último. A próxima etapa da categoria será em Indianápolis, no dia 20 de outubro.

1ª vitória na carreira e veio em dose dupla para Tessarolo Melhor para Tessarolo que assumiu a segunda posição. Após a décima volta, os pneus começaram a ficar desgastados e ocorreram alguns toques, principalmente entre os líderes da prova. Faltando quatro voltas para terminar a bateria Romanetto precisou fazer uma parada por causa de um erro de estratégia e a vitória caiu no “colo” de Tessarolo. Romanetto terminou em quinto. Silveira terminou a bateria em segundo e Kronbauer em terceiro, porque Luis Almeida (BrSD), que vinha na terceira posição, também teve que parar nos boxes por causa do combustível, terminando apenas na sétima posição. Penna, mesmo com os toques que levou terminou a prova na quarta colocação no final. Na segunda bateria os ânimos estavam um pouco exaltados e aconteceram mais toques do que na primeira bateria. Quem se apro-

veitou disso foi exatamente Tessarolo, que largou da décima posição para cruzar a linha da primeira volta em segundo. Na segunda volta Tessarolo assumiu a liderança da corrida e não largou mais vencendo também a segunda bateria da etapa. Guarezi vinha em segundo para fazer a dobradinha da Sul-Brasil, mas Silveira não deixou e na 12ª volta ultrapassou Guarezi que terminou em terceiro. Vamberto terminou em quarto e Giovani Machado (SulBrasil) terminou em quinto depois de largar em 13º. Outro que fez uma grande segunda bateria foi Márcio José (MM Racing) que largou em vigésimo e terminou a corrida entre os seis primeiro. Com a vitória dupla Tessarolo é o líder do campeonato nesse momento, segundo de Silveira e Vamberto na classificação. A próxima etapa da categoria será em Vanport, nos EUA, no dia 27 de outubro.


www.paddockonline.com.br

SEGUNDA, 21 DE OUTUBRO DE 2008

EDIÇÃO 12 |PADDOCK ONLINE|

13

VIRTUAL PILOTS GROUP

Vitória de Paulo Roberto na PRO Muita disputa na segunda etapa da categoria PRO

A segunda etapa da categoria PRO foi recheada de emoções. O circuito de Rots é de difícil ultrapassagem por causa da enorme quantidade de curvas e da quase ausência de retas, o que proporcionou momentos dignos de elogios por parte dos pilotos no final da corrida. Alguns reclamaram da pista e de como os pneus simplesmente derretiam depois de algumas voltas. O que tornou a estratégia e o cuidado com o equipamento primordial para um bom resultado nessa etapa. Foi o que fez Paulo Roberto, da equipe Morschbarcher RD Competições, que largou em terceiro e conseguiu uma boa vitória no final de 29 voltas. O atual campeão da categoria, Samuel Chiesa, da Fast Cat Racing, finalmente estreou na nova temporada e conseguiu um excelente segundo lugar, mesma posição que largou. Quem não teve muita sorte foi Ro-

Paulo Roberto venceu por poupar melhor os pneus durante a prova mar Arns (Romar VRacing) que largou na pole position e vinha liderando a prova desde o momento da largada até que errou a entrada dos boxes ficando sem combustível na pista e abandonou a prova despencando na tabela de classificação já que ele venceu a primeira etapa e nessa não pontuou. A corrida transcorreu desde sua largada até o final da prova com poucos aciden-

tes graves. Alguns toques ocorreram ora por afobação dos pilotos ora por causa dos desgastes dos pneus onde claramente muitos sofreram com isso. Desde o início Arns abriu distancia para Chiesa e Paulo Roberto que disputaram durante várias voltas. Chiesa largou em segundo e Paulo em terceiro, mas ainda na primeira volta essa posição se inverteu e o atual campeão fez de tudo para recuperar a posição. Com isso

DRIVING FORCE

Gatuno vence em Lowes A 14ª etapa da categoria COT da liga Driving Force foi realizada no circuito de Lowe’s e contou com a presença de apenas 14 carros no grid de largada. Com dez bandeiras amarela e quinze troca de liderança na prova, o piloto da equipe SportVirtua, Márcio Gatuno, foi o melhor dos quatro pilotos que conseguiram terminar a corrida, depois de largar na décima primeira posição no grid.

O pole posítion, Felipe Garcia, da equipe Ghosts Racing Team, chegou na segunda colocação a apenas quatro segundos de Gatuno. O piloto Emerson Bracisievicz, da Força Livre Motorsports, largou em quinto e terminou a corrida numa excelente terceira posição fechando o pódio dessa etapa. E para completar os quatro sobreviventes de Lowe’s

seus pneus se desgastaram mais rápido do que os de Paulo que vinha fazendo uma tocada limpa. No pelotão intermediário a disputa ficou entre Adriano Max e Sergio Refkalefsky, ambos da equipe Viracopos Racing Gold. Com a disputa Marcelo Innarelli (Virtual Racers Brasil) se aproximou e entrou na briga pela quarta posição que, despoi de um toque entre Max e Refkalefsky, assumiu a terceira posição chegando assim no final. Max ainda chegou em quarto com Samuel Viana, da HP Racing, em quinto e Refkalefsky na sexta colocação. No final venceu quem poupou mais seus pneus, Paulo Roberto, com mais de quinze segundos de diferença para Chiesa, segundo colocado. Paulo Roberto agora é o líder com Gustavo Benigno (Team Fast Cat) que nessa etapa chegou na sétima posição, em segundo e Innareli em terceiro. A próxima etapa será em Barbagallo, no dia 27.

CLASSIFICAÇÃO DA COT:

chegou JerrySanti , da equipe BMW Power Team.

Confira a classificação geral da categoria:

Nenhum dos dois líderes do campeonato conseguiu completar a prova. Carlos Dytz abandonou na 43º volta e Artur Lamesa saiu da corrida quando faltava menos de trinta voltas para o final, mas ainda lidera o campeonato com 200 pontos para Dytz, segundo colocado na tabela.

1º Artur Lamesa 2º Carlos Dytz 3º Márcio Gatuno 4º André Souza 5º Junae Ludvig 6º Claudio Augusto 7º Felipe Garcia 8º Carlos Feruti 9º Jerry Santi 10º Emerson Bracisievicz


www.paddockonline.com.br

SEGUNDA, 21 DE OUTUBRO DE 2008

EDIÇÃO 12 |PADDOCK ONLINE|

14

SPEED ZONE Equipe Rabello GP em festa

Após o término da corrida Carlos Júnior foi declarado vencedor da etapa e Paulo Roberto foi o segundo

F1 BRASIL CHALLENGE

Carlos Júnior leva na RT3 P.Roberto venceu a prova, mas foi punido Muitas disputas e muito “bate-lata” marcaram essa quarta etapa da categoria Superclio RT3 da liga F1 Brasil Challenge. A novidade da categoria foi a presença de, pela primeira vez, um circuito oval sediar uma etapa da SuperClio, New Hampshire. Mais uma vez o piloto Paulo Roberto venceu na pista, mas dessa vez não subiu ao lugar mais alto do pódio. Devido a duas punições aplicadas pela direção de prova após o término da etapa Paulo Roberto caiu para a segunda posição e a vitória ficou para Carlos Júnior que fez uma corrida bastante consistente durante toda a prova. Desde a largada os três primeiros abriram distância para os demais e travaram uma bela disputa. André Chiara, pole position, liderou as primeiras oito voltas quando Carlos Júnior conseguiu fazer a ultrapassagem, vindo da segunda posição no grid de largada, uma vez que Michel Mendonça, que fez o segundo melhor tempo da classifi-

cação, não pôde largar. Doug Chiara, terceiro, acompanhava um pouco mais de longe a disputa pela liderança da prova. Um pouco mais atrás vinham em uma disputa ferrenha pela quarta posição três pilotos: Carlos Cunha, Paulo Roberto e Luth Cysne. Com a parada nos boxes André Chiara reassumiu a ponta com Carlos Júnior em segundo e Paulo Roberto agora ocupando a terceira posição. Faltando poucas voltas para terminar a prova André Chiara se envolveu em um acidente quando acertou Carlos Cunha que tinha rodado por causa de um retardatário. Com esse acidente Paulo Roberto assumiu a segunda posição na corrida e, com a parada de Carlos Júnior, assumiu a ponta para não perde-la mais. Mas perdeu. Despois da corrida os diretores de prova analisaram um toque entre Paulo Roberto e Cysne na metade da corrida. O que acarretou na per-

da de cinco segundo por parte de Paulo Roberto. Como Carlos Júnior vinha a apenas dois segundos na segunda posição, automaticamente herdou a vitória nessa quinta etapa, com Paulo Roberto em segundo e Doug Chiara chegando em terceiro. Com essa vitória Carlos Júnior se aproxima um pouco mais de Paulo Roberto pela liderança do campeonato. Agora a diferença entre os dois é de apenas nove pontos. A próxima etapa da categoria será realizada no rápido circuito de Tarumã. Confira os dez primeiros já com as posições corrigidas: 1º Carlos Junior 2º Paulo Roberto 3º Doug Chiara 4º Carlos Cunha 5º André Chiara 6º Renato Chiara 7º Frederico Da Matta 8º Luth Cysne 9º Rodrigo Wizard 10º Gabriel Chaubah

O circuito de Silverstone foi o palco para a terceira dobradinha realizada pela equipe Rabello GP nessa temporada da categoria Skiva Speed Series, da liga Speed Zone. A quinta etapa do campeonato foi a etapa que contou com a menor presença de carros na pista, apenas 15. E o melhor desses quinze depois de 30 voltas foi Erick Rabello, da equipe Rabello GP. Com a vitória Erick é o único piloto da categoria a ter mais de uma vitória na temporada. Erick agora abre sete pontos de vantagem para o seu companheiro de equipe Lucas Jehá, segundo colocado na tabela de classificação geral. Jehá chegou em segundo nessa etapa depois de liderar 11 voltas. O piloto João Paulo, da equipe Venom Spyder, chegou em terceiro a menos de um segundo de diferença para Jehá. A próxima etapa do campeonato será realizada no circuito de Suzuka, no Japão, no dia 29 de outubro. Depois de Suzuka faltará apenas duas etapas para conhecermos o campeão da categoria Skiva Speed Series.


www.paddockonline.com.br

SEGUNDA, 21 DE OUTUBRO DE 2008

EDIÇÃO 12 |PADDOCK ONLINE|

15

DRIVING FORCE SIM RACE BRASIL

Cione é o líder isolado Em um dos campeonatos mais equilibrados do AV brasileiro, a disputa correu solta no circuito mexicano de Puebla para mais uma rodada dupla da categoria WTCC da Driving Force. Na primeira corrida, o pole position, Edu Junqueira ,travou um duelo com Egner Cione pela vitória, enquanto a disputa pelo terceiro lugar ficou aberta aos outros pilotos. O forte sol ocasionou um excessivo desgaste de pneus nos carros e foi o responsável pelo equilíbrio na etapa. A vitória ficou com Junqueira, seguido por Cione e Miguel Giudicissi, em ótima corrida de recuperação. Após a entrega dos troféus da primeira bateria, os pilotos se alinharam para a segunda disputa da rodada. A pole position ficou com Thiago Alves, que não soube aproveitar a vantagem e perdeu a ponta para Giudicissi em ótima largada. Giudicissi não teve dificuldades para manter a ponta, enquanto os outros pilotos disputavam as posições restantes no pódio. Melhor para Egner Cione e Fabio Costa, que fizeram companhia ao vencedor. Com os dois segundos lugares, Cione assumiu a liderança isolada do campeonato, um ponto a frente de Junqueira e com três de vantagem para Giuducissi. Restam três etapas para o final do certame e a próxima etapa será no circuito de Brno.

Antonio Netto vence na B Um show de Stop&Go em Ímola pela SRB Quando a organização da liga SimRace Brasil informou que seriam rigorosos em relação aos cortes de pista nessa sexta etapa da categoria GT1, realizada no circuito de Ímola, parece que muitos pilotos “pagaram pra ver” e o que se viu realmente foi um show de Stop and Go (punição aplicada ao piloto que tem que parar nos boxes por dez segundos sem poder mexer no carro). Show também deu Denis Valjean, da equipe NoTag Competition, na Série A onde teve que fazer uma corrida de recuperação chegando a ficar em último para vencer a prova depois de 42 voltas. Na Série B a vitória ficou por conta de Antônio Netto (Aliance S) que não esperava vencer, mas com uma parada inesperada no final da prova de Yalam Caroso, da equipe Brasil Racing – One, venceu e se aproximou ainda mais de Júlio Cesar (Black Arrow Racing) pela liderança do campeonato. Já na Série C, Brunno Zotto, da CCBR Team Diamond, conseguiu vencer a prova depois de ultrapassar Fábio Loyola (WF Racing). A largada da Série A foi marcada por alguns toques que aconteceram em todos os pelotões. Inclusive pela liderança da prova quando Beto Monteiro (Scuderia ProSpeed) claramente o mais rápido na pista, não conseguiu segurar seu Corvette em disputa primeiramente com Valjean e posteriormente com o garoto Lucas Albuquerque, da Extreme Sim RacingA, que liderou boa parte do início da prova. Valjean caiu

Uma vitória inesperada para Antonio Netto na Série B para as últimas posições e teve que fazer uma grande corrida de recuperação, No final chegou em Said que não ofereceu resistência. O companheiro de Said, Rogério Jesus, chegou na quarta posição. Henrique Scotton (Snack Racers), um dos que se envolveram em toques no início da prova, chegou em quinto com Monteiro na sexta colocação final. Ao contrário da Série A, as largada das Séries B e C foram mais tranqüilas e as disputas predominaram durante toda a corrida. Na B Fabricio Matheussi (Senna Marlboro Racing Team) largou na pole, mas não tracionou bem e Caroso aproveitou para assumir a liderança da prova. Com a disputa pela segunda posição intensa entre Matheussi e Netto, Caroso aproveitou para abrir distância e só não venceu a prova porque teve que parar nos boxes no final da corrida, possivelmente para cumprir punição também. Matheussi abandonou a corrida na volta 29 por problemas em seu carro deixando o caminho livre para Netto vencer a eta-

pa e se aproximar ainda mais de Julio Cesar que chegou em quarto. Edson Lima fez uma corrida muito constante e, depois de largar em 13º, conseguiu chegar ao pódio na etapa. Na série C Zotto saiu da quarta posição no grid, fez grandes disputas durante toda a prova e, devido a uma punição para Celso Zima líder da prova, assumiu a ponta da corrida. No final ainda levou um Stop and Go sendo ultrapassado por Loyola, mas Zotto não desistiu e reassumiu a ponta até com certa facilidade já que Loyola, visando o campeonato, não disputou posição. Aco Prata chegou em terceiro garantindo bons pontos para a sua equipe, a Imobnet Racing, que luta pela liderança de construtores com a Cazida de Ricardo Miranda, líder do campeonato agora empatado com Loyola. Zima terminou em quarto com Igor Carneiro (Dream Team Racing) em quinto. A próxima etapa da categoria GT1 será realizada no dia 22, no rápido e traiçoeiro circuito de Silverstone.


www.paddockonline.com.br

EDIÇÃO 12

16

NA REAL

GT3 BRASIL

Corridas atraem oito mil pessoas à Santa Cruz do Sul A estréia dos supercarros do Telefônica Speedy GT3 Brasil atraiu oito mil pessoas ao Autódromo de Santa Cruz do Sul durante os dois dias do último fim de semana. As corridas do GT3 foram realizadas no domingo, mas no sábado já havia fãs da velocidade acompanhando a agenda lotada do circuito para assistir corridas. O público gaúcho acompanhou o evento da maneira que mais gosta: ao redor de seus próprios carros e motorhomes, em barracas ou tendas improvisadas espalhadas pelo circuito. Também não faltou o tradicional churrasco e o chimarrão. Corridas de três catego-

rias dividiram a atenção do público local com a festa que melhor retrata a cultura alemã da região, a Octoberfest, o que fez com que os organizadores comemorassem o número de entradas vendidas. Segundo Ruben Toillier, presidente a organização, a Oktoberfest de Santa Cruz é considerada a festa que rivaliza com as duas maiores do mundo e movimenta a região. Em uma postura de parceria, os dois eventos se integraram no fim de semana: por exemplo, houve venda de ingressos para a GT3 nas bilheterias da Oktoberfest e a festa popular esteve presente no autódromo por meio da banda de música tradicional alemã e também das soberanas ― rainha e princesas ―

que promovem o evento ao longo de todo o ano. Para atingir esse público, a SRO Latin America, que organiza a GT3, espalhou postos de venda de entradas em várias cidades que circundam Santa Cruz do Sul, e até mesmo na capital Porto Alegre. Também foram realizadas promoções em jornais e rádios da cidade para a troca de ingressos, além de ações promocionais na região da cidade. A grande novidade da etapa, no entanto, foi a criação de uma camiseta exclusiva com a imagem dos super-

carros que, acompanhada do ingresso, deu acesso privilegiado à área de box. Produzida em caráter experimental e com tiragem reduzida (apenas 200 exemplares), a camiseta se esgotou rapidamente, assim como as entradas VIP que dão direito ao camarote e também à visitação aos boxes. A próxima rodada do Telefônica Speedy GT3 Brasil será realizada no dia 16 de novembro, em Curitiba. Fonte: site oficial

Fórmula Truck

Boessio ansioso para prova de Tarumã Regis Boessio é o único piloto gaúcho da Fórmula Truck. Em Tarumã, no dia 09 de novembro ele irá correr em seu estado e tentará conseguir seu melhor desempenho no ano. Em Curitiba, na oitava etapa da categoria Boessio teve problemas e não pode participar da prova. "Infelizmente não consegui correr em Curitiba, o dano no motor foi muito sério e danificou o bloco. O motor reserva já estava sendo colocado no caminhão do Maistro o que nos impossibilitou de andar", informa o pilo-

to gaúcho. Regis ainda diz que para a equipe, a corrida foi interessante. "A prova foi boa para a equipe, pois João Maistro terminou na sétima posição na estréia do caminhão novo, agora é trabalhar e conseguir um novo bloco para a montagem do motor e trabalhar muito para Tarumã", complementa Boessio. A próxima etapa, a penúltima da temporada está marcada para dia 9 de novembro no circuito de Tarumã em Viamão, RS, onde o público costuma ser parecido com o de Curitiba estimado

em aproximadamente 50 mil pessoas. Fonte: site oficial

Oferecimento:


www.paddockonline.com.br

EDIÇÃO 12

VENDAS

CLASSIFICADOS

Volantes Volante Logitech G25 Racing Wheel; Estado: Novo Localização: Florianópolis - SC Contato: (47) 99074430 gabiloto@hotmail.com Volante Logitech G25 Racing Wheel; Estado: Novo Localização: Santa Cruz do Sul - RS Contato: 51 81434852 marcos_bicca@yahoo.com.br Volante Logitech MOMO; Estado: Usado Localização: Curitiba - PR Contato: (41) 3287-7212 fabio100stocco@hotmail.com Volante Logitech Formula Force GP (Brinde jogo GP4 Original) Estado: Semi-Novo Localização: Rio de Janeiro Contato: 21 3327-3195 marcomemoria@hotmail.com

Contato: 21 3327-3195 marcomemoria@hotmail.com Volante Logitech Momo; Estado: semi-novo Localização: São Paulo - SP Contato: 11 - 8161 4296 bruminero@uol.com.br

Volante Genius Speed Wheel 3 Vibration ; Estado: usado Localização: Jacutinga, MG Contato: 35 9103 0229 sir.coutinho@gmail.com Volante RGT PRO Cluth Edition Estado: Usado Localização: São Paulo Contato: 11 - 8105-5300 eraldo.narvaez@uol.com.br

Placas de Vídeo Placa de Vídeo 8600GT ECS Estado: Usado Localização: São Paulo Contato: 11 - 8105-5300 eraldo.narvaez@uol.com.br

Volante Driving Force Pro; Estado: Novo Localização: Santa Cruz do Sul - RS Contato: 51 81434852 marcos_bicca@yahoo.com.br

Placa de vídeo GeForce 9600GT XFX; Estado: Usado Localização: Santa Cruz do Sul - RS Contato: 51 81434852 marcos_bicca@yahoo.com.br

Volante Genius Speed Wheel FF (Brinde jogo GP3 original) Estado: Usado Localização: Rio de Janeiro -RJ

Placa de Vídeo XFX 7600GT Estado: usado Localização: Capinzal - SC contato:

dcjunior06@gmail.com

Monitores Monitor LCD 19" Wide Estado: usado Localização: São Paulo - SP Contato: 11 8193-7180 thiago.farina@gep.com.br Monitor 17´ Samsung Tela Plana Estado: USADO Localização: São Paulo - SP Contato: 11 7863-6952 egnercione@gmail.com

Equip. Inform. Processador Intel Core 2 Duo E6400 + cooler original Estado: usado Localização: Capinzal - SC contato: dcjunior06@gmail.com Memória Markvision DDR2 533 mhz (2x1gb = 2gb) Estado: Usado Localização: Capinzal - SC contato: dcjunior06@gmail.com Placa Mãe GA 945GCM-S2L Estado: Novo Localização: São Paulo Contato: 11 - 8105-5300 eraldo.narvaez@uol.com.br

17

Localização: São Paulo - SP Contato: 11 7863-6952 egnercione@gmail.com Câmeras Digitais, diversos modelos; Estado: Novo Localização: Santa Cruz do Sul - RS Contato: 51 81434852 marcos_bicca@yahoo.com.br Banco Concha estilo San Marino; Estado: Novo Localização: Santa Cruz do Sul - RS Contato: 51 81434852 marcos_bicca@yahoo.com.br Processador Intel E2180 Estado: Usado Localização: São Paulo Contato: 11 - 8105-5300 eraldo.narvaez@uol.com.br Roteador D-Link DSL 500g Estado: Usado Localização: São Paulo Contato: 11 - 8105-5300 eraldo.narvaez@uol.com.br Modem AIKO ou Modem ADSL USB Estado: Usado Localização: São Paulo Contato: 11 - 8105-5300 eraldo.narvaez@uol.com.br

Novos anúncios em negrito

Roteador TPLINK 108G Estado: NOVO

ANUNCIE NOS CLASSIFICADOS DO PADDON

classificados@paddockonline.com.br


edicao_12-08