__MAIN_TEXT__

Page 1

INFORMATIVO

senarms.org.br sistemafamasul.com.br ANO III - EDIÇÃO 34 - JULHO 2019

RADAR AMBIENTAL INFORMAÇÕES SOBRE O AGRO, MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS EM MS

SAFRA RECORDE DE MILHO E O REFLEXO POSITIVO EM OUTRAS ATIVIDADES

DIAGNÓSTICO MOSTRA DIMENSÃO DO AGRINHO EM MS

PLANO SAFRA: DESAFIO É GARANTIR ACESSO AOS RECURSOS NA ÉPOCA CERTA


EDITORIAL

ÍNDICE Sustentabilidade ............................................................... 3 Mercado............................................................................. 4 Educação ........................................................................... 5 Programa Agrinho ............................................................. 6 Economia........................................................................... 7 Soja Plus e Gestão e Inovação.......................................... 8 Produção de Peixes e Manejo ............................................. 9 Famasul em Ação .................................................... 10 e 11 Giro Rural ..................................................................12 a 18

Caros produtor e produtora rural, Com toda certeza, o agro sul-mato-grossense nunca foi tão sustentável como nos dias atuais. Preservar faz parte do perfil do produtor que é um empreendedor rural, preocupado em atender a demanda de mercado com sustentabilidade. O meio ambiente é parte integrante e harmônica do setor. Mostrar isso à população é uma das propostas do Radar Ambiental, uma plataforma do Sistema Famasul que compartilha informações e dá um panorama ambiental nas mais diversas frentes.

EXPEDIENTE FAMASUL | Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul Presidente: Mauricio Koji Saito Vice-Presidente: Luis Alberto Moraes Novaes Diretor Secretário: Frederico Borges Stella | Diretor-Tesoureiro: Marcelo Bertoni | 2ª Secretária: Edy Elaine Biondo Tarrafel | 3ª Secretária: Maria Tereza Ferreira Zahran | 2ª Tesoureira: Thaís Carbonaro Faleiros Zenatti |3º Tesoureiro: André Cardinal Quintino CONSELHO DE VICE-PRESIDENTES Rafael Nunes Gratão |Antonio Umberto Maran |Leonardo Leite de Barros |Saturnino

A projeção da safra recorde de milho de inverno em Mato Grosso do Sul e o maior Programa de Responsabilidade do Senar/MS também são assuntos que ganham destaque nesta edição do Informativo Sistema Famasul. Você sabia que, de cada três estudantes do 1º ao 9º ano do ensino fundamental de MS, um participa da iniciativa? É a nossa aposta de que o futuro do setor depende dessa geração de estudantes.

Silverio Pereira |Lauri Dalbosco |Ronan Nunes da Silva | Leandro Mello Acioly | Lucio Damalia | Manoel Agripino Cecílio de Lima MEMBROS SUPLENTES DA DIRETORIA Luciano Cargnin Manfio | Claudio Antonio Straliotto | Robson Velos Ribeiro | Yoshihiro Hakamada | Moezis José dos Santos | Gilmar Siqueira de Miranda | Ivan Leal de Paula | João Firmino Neto | Jesus Cleto Tavares | Valter Dalla Valle | Ligia Francisco Ricardo | Ivan Roberto Carrato Junior | Launil José Marquesan | Massao Ohata | Edson Bastos

Falando em futuro, apresentamos o Plano Safra 2019/2020 anunciado pelo governo federal e que já está disponível aos produtores sul-mato-grossenses. O volume é superior ao da temporada passada e traz novos desafios, entre eles, o momento certo para acessar os recursos, atitude que influencia no avanço da atividade agrícola e minimiza riscos de prejuízos.

|Rogério de Menezes | José Ricardo Casotti MEMBROS DO CONSELHO FISCAL Efetivos: Nilton Pickler | Ruy Fachini Filho | Janes Bernardino Honorio Lyrio | Suplentes: Nilo Alves Ferraz | Telma Menezes de Araújo | João Borges dos Santos Junior SENAR/MS | Administração Regional do Estado de Mato Grosso do Sul | Conselho

Temos muito mais para compartilhar com você. O caderno mensal é uma ferramenta para contarmos sobre as ações do Senar/MS, como os cursos, capacitação, Assistência Técnica e Gerencial, eventos e da importância da representatividade da federação da editoria Famasul em Ação, que traz as principais agendas dentro e fora do estado.

administrativo | Dirigente: Mauricio Koji Saito | Membros titulares: José Pereira da Silva | Marcio Margatto Nunes | Daniel Kluppel Carrara | Alaide Ferreira Teles | Conselho Fiscal: Paulo César Bózoli | João Batista da Silva | Juraci da Silva | Superintendência: Lucas Galvan INFORMATIVO SISTEMA FAMASUL Coordenação de Comunicação: Ana Brito | Coordenação de Marketing: Flávio Gutierrez | Equipe: Camila Sabariego | Giane Leite | Vitor Ilis | Ellen Albuquerque | Ronaldo Gibin | João Carlos Castro | Leandro Abreu | Rodrigo

Boa leitura!

Scalabrini | Redação: Anderson Viegas | Projeto Gráfico: Fixa Comunicação | Edição e Diagramação: Agilità Propaganda | Fotos da edição: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul

Mauricio Saito

Presidente do Conselho Administrativo do Senar/MS Presidente do Sistema Famasul

FAMASUL: Rua Marcino dos Santos, 401 | Cachoeira II | Campo Grande/MS Tel.: (67) 3320.9700 | Site: sistemafamasul.com.br SENAR/MS: Rua Marcino dos Santos, 401 | Cachoeira II | Campo Grande/MS Tel.: (67) 3320.6900 | Site: senarms.org.br

2

senarms.org.br


ANO III - EDIÇÃO 34 - JULHO DE 2019

SUSTENTABILIDADE

BOLETIM RADAR AMBIENTAL LEVA AO PRODUTOR INFORMAÇÕES SOBRE MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS

O Sistema Famasul lançou o Boletim Radar Ambiental. Com periodicidade bimestral e divulgação digital – na página da instituição na internet –, o informativo disponibiliza aos produtores rurais e à sociedade em geral informações estaduais sobre meio ambiente e recursos hídricos. A iniciativa visa contribuir para a divulgação das ações da federação voltadas para o desenvolvimento sustentável do setor e, ainda, para esclarecer temas vinculados à legislação ambiental e boas práticas. “O Radar Ambiental é um programa existente no Sistema Famasul desde 2015. À época, ele foi criado com o objetivo de efetuar ações voltadas à realização de palestras, treinamentos e orientações aos sindicatos rurais e produtores rurais do estado, principalmente sobre Cadastro Ambiental Rural (CAR), novo Código Florestal Brasileiro e também sobre outorga dos direitos de uso de recursos hídricos. O que lançamos agora é o Boletim Radar Ambiental, que foi criado para compor este macroprograma que já existe, devido à preocupação e importância dos temas para a instituição e o setor de forma geral”, explicou o presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito. Para Saito, a ferramenta proporcionará ao produtor rural e à sociedade de Mato Grosso do Sul um maior conhecimento das iniciativas sustentáveis do setor, assim como informações importantes sobre o tema. “O Radar Ambiental foi criado com objetivo de compartilhar conhecimentos sobre meio ambiente e recursos hídricos e para desmistificar informações equivocadas sobre os temas”. A analista técnica do Sistema Famasul, Ana Beatriz Earp de Melo, comenta que a iniciativa de criar a ferramenta surgiu como um complemento às informações que já eram divulgadas pela instituição sobre agricultura e pecuária. “Verificou-se a necessidade, também, de compartilhar as principais informações estaduais sobre meio ambiente e recursos hídricos que envolvem as atividades cotidianamente desenvolvidas no campo pelos produtores rurais”. Ana Beatriz comenta que as informações que vão ser divulgadas no Boletim Radar Ambiental vão vir de diversas fontes técnicas. “As informações, a princípio, serão disponibilizadas por assuntos de interesse dos produtores rurais que sejam relacionados a estas temáticas, podendo ser de fontes secundárias (artigos, publicações, livros, órgãos governamentais) e também do próprio banco de dados do Sistema Famasul, ou seja, sempre de fonte técnica confiável”. O Boletim foi lançado na semana em que se comemorou o Dia Mundial do Meio

Ambiente e teve sua primeira edição divulgada no dia 28 de junho. Neste número inicial, destacou que, entre 1987 e 2017, Mato Grosso do Sul ampliou sua produção agrícola de grãos em quase quatro vezes, sem que para isso ocorresse aumento de área na mesma proporção. Com o uso de boas práticas agrícolas e de tecnologia, o levantamento apontou que os agricultores do estado “pouparam” mais de 4,2 milhões de hectares em abertura de novas áreas para a atividade, sem que isso prejudicasse a produção de alimentos. De acordo com o Boletim, nestes 30 anos a área cultivada no estado passou de 2,267 milhões de hectares para 4,545 milhões de hectares, incremento de 100,5%, mas a produtividade das lavouras cresceu 94%, saltando da média de 3.938 quilos por hectare para 4.217 quilos por hectare. O estudo atribui essa ampliação do rendimento à evolução tecnológica do setor e à difusão de conhecimentos, com o uso da agricultura de precisão, plantio direto, irrigação e sistemas de integração, entre outros. No Radar Ambiental, o Sistema Famasul ressaltou o apoio da comunidade científica e de pesquisa pelo desenvolvimento das novas tecnologias e pelo compartilhamento do conhecimento. No entanto, ressaltou o papel fundamental desempenhado pelo produtor rural para que esses resultados fossem alcançados, lembrando que somente houve efetividade dessas inovações, porque elas foram incorporadas pelos agricultores no dia a dia das propriedades.

sistemafamasul.com.br

3


MERCADO

SAFRA RECORDE DE MILHO EM MS DEVE REFLETIR POSITIVAMENTE EM OUTRAS ATIVIDADES DO AGRO, PROJETA APROSOJA/MS

Os produtores devem colher, no ciclo 2018/2019, a maior safra de milho de inverno da história de Mato Grosso do Sul. Segundo a Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja/MS), a estimativa é de 10,127 milhões de toneladas, número 29,2% superior às 7,838 milhões de toneladas da temporada anterior. Com esse volume, se fosse um país, o estado seria o 16º maior produtor mundial, conforme dados da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). O diretor-executivo da Aprosoja/MS, Frederico Azevedo, credita esse resultado a um conjunto de fatores. Primeiro, ao incremento de 5,73% na área cultivada, que passou de 1,814 milhão de hectares para 1,918 milhão de hectares. Ele explicou que o aumento da área plantada com soja no estado nesta temporada levou o agricultor naturalmente a ampliar, também, a extensão das lavouras de milho. “A cultura do milho é importante para o ciclo da soja à medida que retém nutrientes em solo e ajuda na construção de palhada para o sistema de plantio direto, de forma que o produtor de soja costuma realizar o plantio de uma boa parte de sua área de soja”, explicou. Se somados o incremento de área, o investimento e a dedicação do produtor – e ainda as boas condições climáticas registradas até o momento –, o estado contabilizará um aumento de 25,71% na produtividade frente ao ciclo anterior, saltando de 70,1 sacas por hectare para 88 sacas por hectare. Azevedo comenta que a colheita, que já foi iniciada, deve se estender até o mês de agosto e aponta que apesar da expectativa de uma produção histórica – o que poderia pressionar as cotações –, os preços para o cereal têm animado os produtores, tanto que uma parte significativa da produção já foi comercializada antecipadamente. “O mercado do preço do milho reagiu diante das notícias de perdas no mercado americano, o que fez com que o mercado mundial reagisse a esta notícia. Hoje, há estimativa de que 39% da safra de milho do estado já está comercializada, de forma que os produtores devem adotar estratégias para garantir a sua rentabilidade”, explicou. O diretor-executivo da Aprosoja/MS comenta que o milho tem uma importância estratégica para várias outras atividades agropecuárias.

4

senarms.org.br

“O milho é a base da alimentação de cadeias como suinocultura, avicultura e para o bovino em confinamento. Os ganhos de produtividade para essas cadeias são enormes quando há produção dos insumos, como o cereal, próximo a eles, uma vez que, por ter um baixo valor agregado, preferencialmente o grão deve ser utilizado próximo aos mercados consumidores. Esse incremento poderá gerar um aumento das cadeias subsequentes de suinocultura, avicultura e, especialmente, na bovinocultura confinada, resultando em ganhos de produtividade e uso animal por área”. Azevedo avalia que a perspectiva futura para a cultura do milho em Mato Grosso do Sul é muito positiva. “O milho é um excelente complemento para o produtor de soja, de forma que é uma cultura que tende a se expandir ainda mais no estado. Mato Grosso do Sul ainda pode expandir tanto a área de milho, quanto a produtividade, de forma que isso fará com que o estado se consolide ainda mais no mercado nacional e internacional, inclusive diante das melhorias do escoamento logístico, especialmente pelos novos portos instalados em Porto Murtinho”. Para estimular a comercialização do produto, o governo do estado – atendendo a uma demanda da Aprosoja/MS e do Sistema Famasul – modificou a paridade entre vendas internas e externas do milho. Antes, a legislação estabelecia uma equivalência entre o volume de milho exportado pelo estado e as vendas internas, determinando que, para cada tonelada embarcada para o exterior, o exportador deveria comercializar a mesma quantidade no mercado local. Com a mudança, essa paridade cai para 80%, ou seja, para cada tonelada exportada, 800 quilos devem ser vendidos em âmbito interno. O decreto também fixou um limite total para as exportações do cereal do estado, 4,9 milhões de toneladas, tetos globais para quatro grupos da cadeia da atividade: produtores, cooperativas, estabelecimentos comerciais e industriais; e ainda limites individuais para a comercialização no mercado internacional.


ANO III - EDIÇÃO 34 - JULHO DE 2019

EDUCAÇÃO

DE CADA TRÊS ESTUDANTES DO 1º AO 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE MS, UM PARTICIPA DO AGRINHO

Mato Grosso do Sul tem cerca de 404 mil estudantes cursando entre o 1º e o 9º ano do ensino fundamental, segundo dados do mais recente Censo Escolar divulgado pelo Ministério da Educação. Desse total, em 2019, pelo menos 150 mil vão participar das atividades do programa Agrinho do Senar/ MS. Isso representa 37% do total, o equivalente a um de cada três estudantes dessa etapa escolar. O presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, comenta que o programa é a maior iniciativa de responsabilidade social do Sistema Famasul e Senar/MS. “Neste ano, estaremos presentes com o Agrinho em 72 dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul. Vão ser atendidos alunos de 472 escolas das redes públicas de ensino; e para ministrar o conteúdo do programa capacitamos aproximadamente 10 mil professores”. O superintendente do Senar/MS, Lucas Galvan, lembra que o programa visa despertar a consciência da cidadania dos participantes por meio da discussão de temas transversais no dia a dia das escolas, tendo como linhas condutoras a ética e a sustentabilidade, sempre com foco na conexão campo-cidade. Ele ressalta que a edição deste ano tem uma novidade para os educadores. “Este ano disponibilizamos uma plataforma de Ensino à Distância (EaD) para a formação de professores nos municípios onde o programa já havia sido implantado em anos anteriores. Essa ação possibilita maior autonomia ao educador, possibilitando que ele tenha uma maior flexibilidade de horários e também de local para iniciar e finalizar a capacitação”. Uma das principais ações do programa é o Concurso Agrinho. A iniciativa

visa premiar os cinco melhores trabalhos em quatro categorias. Para alunos, Desenho e Redação. Para estudantes e professores, a Experiência Pedagógica e para os colégios a Escola Agrinho, em que são avaliadas as ações desenvolvidas pelas unidades escolares para melhorar a sua realidade, além de comportamentos e atitudes que envolvem toda a comunidade. Em 2019, o Concurso Agrinho tem como tema: A Tecnologia no Campo Conectada com a Cidade. “A ideia é apresentar aos futuros gestores e alunos as inovações tecnológicas amplamente implantadas no agro e que alcançam todas as cadeias produtivas. A abordagem permite a difusão dos resultados alcançados com a contribuição da ciência e das novas ferramentas, entre eles o aumento da produtividade, a sustentabilidade, o atendimento à demanda por alimentos, a preservação do meio ambiente, emprego, conhecimento, entre outros fatores”, explicou a coordenadora do programa, Maria Clara Del Puente. Maria Clara alerta aos estudantes e escolas que o período para inscrição dos trabalhos no concurso e para o envio dos materiais vai de 5 de agosto até 13 de setembro. “Entre os dias 16 de setembro e 25 de outubro faremos a avaliação dos trabalhos enviados pelas escolas e os alunos e no dia 1º de novembro devemos fazer a divulgação do resultado do concurso Agrinho”. A coordenadora adianta que a primeira quinzena de novembro deve ser dedicada à organização das caravanas de alunos, professores e diretores das escolas, para a realização da cerimônia de premiação e de encerramento do programa em 2019, que vai ocorrer no mês de dezembro, em Campo Grande. sistemafamasul.com.br

5


6

senarms.org.br


ANO III - EDIÇÃO 34 - JULHO DE 2019

ECONOMIA

PLANO SAFRA 2019/2020 É POSITIVO, ATENDE AOS PRODUTORES, MAS DESAFIO É GARANTIR ACESSO AOS RECURSOS NA ÉPOCA CERTA, AVALIA SISTEMA FAMASUL

O Sistema Famasul avalia como positivo o Plano Safra 2019/2020 apresentado pelo governo federal em junho; e cita como destaques o lançamento conjunto do crédito para pequenos, médios e grandes produtores e a manutenção ou aumento de no máximo 1% dos juros, dependendo da linha de financiamento. A instituição prevê que os produtores do estado devem demandar um volume de recursos superior ao da temporada passada e aponta – como um dos desafios – assegurar que os recursos previstos sejam liberados no momento certo a eles. “A nossa avaliação do Plano Safra 2019/2020 é positiva, pois atende aos anseios dos produtores. O governo federal disponibilizou para crédito rural R$ 222,7 bilhões, 0,74% a mais que no plano anterior – R$ 221,1 bilhões. Para o crédito de custeio, o volume de recursos programados para a safra 2019/2020 é de R$ 169,3 bilhões, sendo R$ 81,9 bilhões a juros controlados para a agricultura empresarial, R$ 18,3 bilhões para o Pronaf e R$ 69,2 bilhões a juros livres”, explicou o presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito. Saito ressaltou como um dos principais destaques o fato de um único plano, após 20 anos, já prever os recursos para apoiar a produção agropecuária tanto empresarial, quanto familiar. “O lançamento unificado do Plano para a agricultura é positivo, com composição de medidas que priorizam os pequenos e médios produtores com as políticas tradicionais e adotando medidas para maior inclusão financeira para grandes produtores”, ressaltou. O coordenador da Unidade Técnica do Sistema Famasul, Justino Mendes, explica que o Plano manteve a taxa de juros em 6% ao ano para os que se enquadram no Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) e aumentou, de 7% para 8% ao ano, para os outros produtores.

“No caso do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), o piso da taxa de juros foi elevado de 2,5% ao ano para 3% ao ano e foi mantido o teto de 4,6% ao ano”, detalhou. Justino lembrou, entretanto, que antes de contratar o financiamento, o produtor deve planejar o próximo ciclo e fazer uma boa gestão do seu empreendimento. “Ele tem de avaliar qual a taxa real do seu financiamento, acompanhando a expectativa do mercado para a inflação no período”, orienta. Ele comenta que a expectativa da instituição é que, neste ciclo, o estado supere o volume de recursos contratados na safra anterior. “Dados do Banco Central apontam que, no 2018/2019, o volume contratado de custeio agrícola e pecuário atingiu R$ 6,5 bilhões em Mato Grosso do Sul, com 22.522 contratos de financiamentos registrados. Para a próxima safra, esse patamar deve aumentar, pois está prevista a edição de uma Medida Provisória pelo governo federal, com alterações na Lei da Cédula de Produto Rural – CPR (Lei 8.929/1994) e na lei dos títulos do agronegócio (Lei 11.076/2004). Também deve ocorrer a criação de um fundo de aval fraterno e a implantação de medidas para desburocratizar o acesso do agronegócio a recursos de fundos de investimento internacionais”, analisa. Mesmo com essa projeção otimista, Justino faz um alerta sobre a necessidade de agilizar a liberação do crédito aos produtores. “O volume de recursos já está garantido pelo governo federal e agora o desafio é assegurar o acesso ao crédito aos produtores rurais em época compatível com o calendário agrícola, para permitir a aquisição de insumos nas melhores épocas. O volume de recursos anunciado deve estar efetivamente à disposição do produtor rural quando ele procura as instituições financeiras”, recomendou.

sistemafamasul.com.br

7


SOJA PLUS

ASSISTÊNCIA TÉCNICA E GERENCIAL VOLTADA À PRODUÇÃO DE GRÃOS ATENDE 650 PROPRIEDADES EM MS O Senar/MS atende com a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), voltada à produção de grãos, o Soja Plus, 650 propriedades rurais no estado, possibilitando que o trabalho tenha uma cobertura de 550 mil hectares. O coordenador do programa, Raul Roa, explica que as atividades foram iniciadas em 2014 e que, atualmente, dois técnicos de campo se dividem para atender os produtores em 52 municípios. Ele destaca que uma das principais ações do programa é a visita técnica para orientação ao produtor. “Além disso, foram entregues gratuitamente mais de 32 mil placas de sinalização e segurança. Neste universo, 11,5 mil funcionários das propriedades foram beneficiados com ações diretas e indiretas do Soja Plus que melhoraram a qualidade de vida no trabalho”. Um dos participantes do programa é o agricultor Renato Duch, que tem propriedades em Campo Grande e Chapadão do Sul. O produtor relata que um dos grandes diferenciais da iniciativa - e que vem suprir uma grande lacuna - é no que se refere à orientação sobre a legislação do setor. “As leis são bem amplas e às vezes o produtor não tem conhecimento de tudo. O programa nos oferece essa orientação e nos indica como podemos seguir a legislação”, destaca, apontando que outra vertente importante do trabalho é a melhoria do gerenciamento da propriedade, o que possibilita um controle operacional maior dos custos de produção.

GESTÃO E INOVAÇÃO

ATEG EM HORTICULTURA OFERECE DE ORGANIZAÇÃO DA PRODUÇÃO A INTERCÂMBIO DE TECNOLOGIAS A Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) em Horticultura do Senar/MS oferece aos produtores participantes desde a orientação para organizar a produção, até capacitações e possibilidade da participação em eventos de intercâmbios de tecnologias, passando ainda por auxílio técnico direcionado para as culturas, gestão financeira e de materiais e recursos nas propriedades. O coordenador do programa, Dorly Scariot Pavei, comenta que a ATeG começou a atender os produtores sul-mato-grossenses em 2014 e que, hoje, os técnicos estão presentes em 42 municípios, levando a extensão rural a 543 produtores, beneficiando todas as regiões do estado. Para fazer esse atendimento, o programa conta com uma equipe de 29 técnicos, três supervisores e dois agentes de comercialização. Entre os resultados atingidos pelos participantes, o coordenador revela que, de janeiro a abril deste ano, foram comercializados mais de R$ 3,7 milhões em mercadorias de produtores assistidos pelo programa. Foram 509 toneladas de legumes, 166 toneladas de raízes-tubérculos, 187 toneladas de frutas e 1,5 milhão de unidades de folhosas. Para Dorly, os resultados obtidos através da Assistência Técnica e Gerencial causaram um aumento na demanda de produtores interessados em participar do programa. “O Senar/MS tem, com sua metodologia, trabalhando a parte técnica e gerencial, auxiliando os produtores nas diversas culturas. Isso tem feito com que os proprietários, ao conhecerem o método desenvolvido a campo, busquem cada vez mais a assistência técnica para se informar de como se incluir”, conclui o coordenador.

8

senarms.org.br


ANO III - EDIÇÃO 34 - JULHO DE 2019

PRODUÇÃO DE PEIXES

ATEG EM PISCICULTURA ESTÁ PRESENTE EM 9 MUNICÍPIOS DE MS BENEFICIANDO 78 PRODUTORES Na cadeia produtiva da piscicultura, a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) completa 5 anos de implantação no estado em 2019. Atualmente, beneficia 78 produtores de nove municípios. A área de lâmina de água atendida é de aproximadamente 20 hectares. O coordenador do programa, André Luiz Nunes, detalha que a iniciativa contempla as seguintes ações: manejos produtivos, manejos de qualidade de água, auxílios em tomadas de decisões de compras e vendas de animais e insumos, planejamento de produção, escalonamento da safra, determinação de espécies ideais para o cultivo local, acompanhamento gerencial com foco no controle de custos e formação de preço de peixe. O piscicultor Rafael Guerra, de Nioaque, faz parte de um dos grupos atendidos pela ATeG. Ele conta que iniciou na atividade depois de participar de um curso do Senar/MS sobre piscicultura e que tem 1 hectare de lâmina de água em sua propriedade, onde produz peixes das espécies pintado e pacu. Para Rafael, o trabalho da ATeG tem sido fundamental para impulsionar a atividade e cita como um dos exemplos uma feira de comercialização promovida durante a Semana Santa e organizada com apoio do Senar/MS. A ação possibilitou que somente ele vendesse diretamente ao consumidor mais de 600 quilos de peixe. O coordenador da ATeG comenta que entre os resultados que já vêm sendo obtidos por alguns dos participantes estão: o aumento da produção em quilos, redução do tempo de cultivo das espécies e melhora na qualidade do peixe colocado no mercado.

MANEJO

ASSISTÊNCIA TÉCNICA E GERENCIAL EM OVINOCULTURA OFERECE DE ORIENTAÇÃO DE NUTRIÇÃO A CONTROLE SANITÁRIO A Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) em Ovinocultura, do Senar/ MS, oferece aos produtores participantes informações e orientações para promover desde melhorias nos manejos nutricional e reprodutivo, até o controle sanitário do rebanho. “Recomendações são feitas para aumentar a produção, mas o grande aporte do programa é a gestão da atividade”, explica o coordenador da ATeG, André Luiz Nunes. Ele comenta que o programa foi iniciado em agosto do ano passado e que conta com uma turma de 16 produtores de Campo Grande. Um dos integrantes deste grupo é Osvaldo Alves Rodrigues. Ele tem um rebanho de 170 cabeças e já trabalhava com a atividade há 13 anos. “Já temos resultados positivos com a ATeG. Já mudei a nutrição e uma série de outras coisas”, revela.

sistemafamasul.com.br

9


FAMASUL EM AÇÃO

Diretoria da Famasul participa de reunião com equipe da Aliança Agronômica

O diretor-tesoureiro da Famasul, Marcelo Bertoni, participa do lançamento do PPA – Plano Plurianual, do Governo de MS

O diretor-tesoureiro da Famasul, Marcelo Bertoni na posse da Câmara Técnica de Conservação do Solo e Água

CNA e Famasul discutem medidas para modernizar sistema de defesa agropecuário brasileiro

Saito participa da Reunião Anual da SBPC

O presidente do Sistema Famasul junto com representantes do setor produtivo em encontro com a bancada federal

Diretor-secretário, Frederico Stella, e o presidente do Sindicato de Nova Andradina, Hemerson Israel dos Santos, na abertura da Expojuna 2019

Simpósio Abraves: Diretoria da Famasul e os presidentes da Abraves e da Asumas

O diretor-secretário da Famasul, Frederico Stella, e o presidente da Aprosoja/MS, Juliano Schmaedecke, na inauguração do Laboratório de Análises Ambientais da Embrapa Agropecuária Oeste, em Dourados

Diretoria da Famasul e lideranças rurais na abertura da Expopar 2019

Diretoria da Famasul no Encontro do Líder MS em Campo Grande

10

senarms.org.br

Expopar 2019: o presidente da Famasul, Mauricio Saito, durante o evento em Paranaíba


ANO III - EDIÇÃO 34 - JULHO DE 2019

FAMASUL EM AÇÃO

Campanha do Agasalho: o diretor-tesoureiro do Sistema Famasul em entrega dos materiais coletados pelos colaboradores da Casa Rural no asilo São João Bosco

O diretor-tesoureiro do Sistema Famasul, Marcelo Bertoni, e lideranças políticas em posse da Frente Parlamentar de Unidades de Conservação na Assembleia Legislativa

Plano Safra: a ministra da Agricultura Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias e o diretor-tesoureiro da Famasul, Marcelo Bertoni

Programa Saúde do Homem e da Mulher Rural, em Nioaque

O presidente da Famasul, Maurício Saito, representantes do setor produtivo e lideranças políticas no lançamento do programa Investe Turismo, em Bonito

Posse da diretoria do Sindicato Rural de Figueirão

Saúde do Homem e da Mulher: em Juti, diretortesoureiro do Sistema Famasul, Marcelo Bertoni, com lideranças políticas

O superintendente do Senar/ MS, Lucas Galvan, e a diretoria da Famasul no lançamento do Plano Safra na sede do Banco do Brasil, em Campo Grande

O diretor-tesoureiro da Famasul, Marcelo Bertoni, em audiência pública sobre frigorífi cos na Assembleia Legislativa

Mauricio Saito recebe jovens lideranças na Famasul

O superintendente do Senar/MS, Lucas Galvan e o presidente do Sindicato Rural de Sidrolândia no Saúde do Homem e da Mulher Rural realizado no município

sistemafamasul.com.br

11


GIRO RURAL SINDICATO RURAL E SENAR/MS PROMOVEM EM MÉDIA TRÊS CURSOS POR MÊS EM ALCINÓPOLIS A parceria entre o Sindicato Rural e o Senar/MS está assegurando a realização de, em média, três cursos por mês em Alcinópolis. Segundo o presidente, Daniel Cochito, as capacitações são voltadas para os produtores e trabalhadores rurais na área de bovinocultura de corte, uma das principais atividades do agronegócio do município. Para mais informações ligue para (67) 3260-1235 ou mande e-mail para: sindruralalcinopolis@hotmail.com.

SINDICATO DE ANAURILÂNDIA VEM OBTENDO BONS RESULTADOS COM ATEGS E O AGRINHO A presidente do Sindicato Rural de Anaurilândia, Ligia Franciscon Ricardo, está comemorando os bons resultados que vêm sendo obtidos no município com os programas de Assistência Técnica e Gerencial do Senar/MS em Piscicultura, Horticultura, Bovinocultura de Leite e Bovinocultura de Corte e, também, com o Agrinho. “Com muita força de vontade e dedicação estamos superando as dificuldades e dando continuidade aos projetos e ações do sindicato. O Agrinho, em especial, tem nos surpreendido, pelas demandas que temos recebido da comunidade escolar e pelas respostas positivas que ganhamos dos alunos e as demonstrações de engajamento dos professores com o programa”. Para mais informações ligue para (67) 3445-1578 ou mande e-mail: sranaurilandia@uol.com.br.

SINDICATO RURAL DE BATAGUASSU ACELERA OS PREPARATIVOS PARA A EXPOBATA 2019 O Sindicato Rural de Bataguassu, em parceria com a Associação Amor & Vida, está acelerando os preparativos para edição 2019 da Expobata. Segundo o presidente, Manoel Agripino Cecílio de Lima, o evento será promovido entre os dias 8 e 11 de agosto no Parque da Juventude “Fernando Barbosa da Silva”. Na programação, show com artistas de renome nacional, como Luan Santana, Bruno & Barreto e Munhoz e Mariano, além de exposição de animais, veículos, máquinas, entre outras atrações. Mais detalhes em (67) 3541-1387 ou pelo e-mail: sind.bataguassu@uol.com.br.

SINDICATO RURAL DE BRASILÂNDIA RENOVA PROGRAMAS DE ATEG EM BOVINOCULTURA DE CORTE E DE LEITE Com bons resultados atingidos, o Sindicato Rural de Brasilândia, que é presidido por Adolfo Chorati Cavalhieri, está renovando os contratos dos dois programas de Assistência Técnica e Gerencial do Senar/MS que estão em atividade no município: o de Bovinocultura de Corte e o de Bovinocultura de Leite. Para saber mais sobre esses programas, e também outras atividades desenvolvidas pela instituição, basta ligar para o número: (67) 3546-1270 ou enviar e-mail para: srbrasams@hotmail.com.

12

senarms.org.br


ANO III - EDIÇÃO 34 - JULHO DE 2019

GIRO RURAL CAARAPÓ DEVE SEDIAR ABERTURA NACIONAL DO PLANTIO DE SOJA DURANTE A 28ª EXPOAC O presidente do Sindicato Rural de Caarapó, Carlos Eduardo Macedo Marquez, aponta que durante a programação da 28ª Exposição Agropecuária e Industrial do município, a Expoac, que vai ser realizada entre os dias 18 e 22 de setembro, deve ser promovida a abertura nacional do plantio da safra 2019/2020 de soja. Ele explica que a articulação para a realização do evento está sendo feita diretamente com a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a sul-mato-grossense, Tereza Cristina. Mais informações pelo telefone: (67) 3453-1362 ou pelo e-mail: sindcaar@hotmail.com.

PRODUTORES DE CARACOL RECEBEM ORIENTAÇÃO DAS ATEGS DE BOVINOCULTURA DE CORTE E DE LEITE Os produtores rurais de Caracol estão recebendo orientação técnica e gerencial de duas ATeGs do Senar/MS voltadas para a bovinocultura: a de Corte e a de Leite. O presidente do Sindicato Rural, José Calderan Bordin, explica que a de Leite conta com a participação de 11 criadores e a de Corte, 12. Ele comenta que, além desses programas, as entidades promovem em média 3 a 4 cursos por mês para atender produtores e trabalhadores rurais do município. Para mais informações, ligue para: (67) 3495-1159 ou mande e-mail: sindicaracol@terra.com.br/sindicatocaracol@hotmail.com.

SINDICATO RURAL DE COSTA RICA REELEGE PRESIDENTE HILIES DE OLIVEIRA Os associados do Sindicato Rural de Costa Rica reelegeram no fim de junho o presidente Hilies de Oliveira para um novo mandato de três anos. Com um estatuto atualizado, o quadro da diretoria foi ampliado e renovado para a nova gestão. Além do processo eleitoral, a entidade manteve no mês o trabalho de capacitação desenvolvido no município com a realização de 28 cursos somente no mês passado. A instituição também deu continuidade àAssistência Técnica e Gerencial do Senar/MS voltadas para as cadeias da Horticultura, Bovinocultura de Leite, Piscicultura e Florestas Plantadas. Para mais detalhes ligue para: (67) 3247-1172 ou mande e-mail para: sinrural@ net11.com.br.

SINDICATO RURAL DE DEODÁPOLIS PROMOVE QUATRO CURSOS NESTE MÊS DE JULHO O Sindicato Rural de Deodápolis e o Senar/MS estão oferecendo quatro cursos neste mês de julho a produtores, trabalhadores rurais e à população do município em geral. Segundo o presidente, Paulo Cardim, serão ministrados os treinamentos de Noções de Primeiros Socorros, Relações Interpessoais, Produção de Pães e Salgados e, ainda, de Cultivo de Orquídeas. Ele ressalta que as capacitações voltadas para os primeiros socorros são as mais demandadas no município. “Se oferecermos todo mês, todo mês tem turma fechada”, ressalta. Mais informações pelos telefones: (67) 3448-1482 e (67) 99647-2749 ou pelo e-mail: sindicatodeodapolis@uol.com.br.

sistemafamasul.com.br

13


GIRO RURAL EM DOURADINA, SINDICATO RURAL E SENAR/MS PROMOVEM CURSOS JÁ COM ‘DEMANDA CERTA’ Em Douradina, o Sindicato Rural e o Senar/MS estão realizando cursos já com ‘demanda certa’. “Promovemos as capacitações a partir das demandas que chegam até nós. Já com a turma fechada, promovemos o treinamento”, explica o presidente Cláudio Pradella, completando que no mês de junho, graças às parcerias com o município e instituições como a Fundação Nelito Câmara, foram em média duas por semana. Para mais detalhes ligue para: (67) 3412-1137 ou mande e-mail para: sindiruraldouradina@hotmail.com.

PARCERIA COM USINA SUCROENERGÉTICA GARANTE A REALIZAÇÃO DE MAIS CURSOS EM ELDORADO Em julho, o Sindicato Rural e o Senar/MS estão promovendo cerca de nove cursos em Eldorado. Dessas capacitações, o presidente, Luiz Vicentini Neto, destaca uma, a de Formação de Membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho Rural (Cipatr), oferecida em parceria com a usina sucroenergética Rio Paraná. Ele informa que a associação com a empresa tem possibilitado a realização de uma a duas capacitações por mês no município. Mais informações ligue para: (67) 3473-1191 ou mande e-mail para: sindicatoruraleldorado@hotmail.com.

SINDICATO DE GLÓRIA DE DOURADOS COMEMORA SUCESSO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA E GERENCIAL O Sindicato Rural de Glória de Dourados está comemorando o sucesso dos programas de Assistência Técnica e Gerencial do Senar/MS (ATeGs) implantados no município. Segundo o presidente, Marcos Acácio de Souza, são atendidas as cadeias da Bovinocultura de Leite, Horticultura, Suinocultura e Avicultura. Para mais informações ligue para: (67) 3466-1603 ou mande e-mail para: sindgloriadedourados@hotmail.com.

14

senarms.org.br


ANO III - EDIÇÃO 34 - JULHO DE 2019

GIRO RURAL SAÚDE DO HOMEM E DA MULHER REALIZA 720 PROCEDIMENTOS EM GUIA LOPES DA LAGUNA O programa Saúde do Homem e da Mulher do Senar/MS realizou 720 procedimentos em Guia Lopes da Laguna na edição promovida em junho deste ano. Segundo o presidente do Sindicato Rural do município, Jesus Cleto Tavares, aproximadamente 250 pessoas receberam atendimento. Ele destacou que a iniciativa é uma forma de retribuir ao produtor o trabalho voltado à população. “Temos que ser gratos ainda mais, ao produtor rural, seja ele de grande ou pequeno porte, que levanta cedo para trabalhar. A ação é uma retribuição ao esforço de quem produz os alimentos para nós”, comentou. Para mais informações ligue para: (67) 3269-1280 ou mande e-mail para: sindruralgll@hotmail.com.

CURSOS E ATENDIMENTO DAS ATEGS MOVIMENTAM SINDICATO RURAL DE JARAGUARI O Sindicato Rural de Jaraguari e o Senar/MS estão oferecendo em média três cursos por mês no município. Segundo o presidente, Durval Ferreira Filho, as capacitações mais procuradas são as de Promoção Social (PS) voltadas para a alimentação e nutrição. Além dos treinamentos, ele conta que outra atividade importante promovida pelas entidades são os programas de Assistência Técnica e Gerencial (ATeGs), dedicados às cadeias da Bovinocultura de Leite e Horticultura. Para detalhes ligue para: 67) 32851122 ou mande e-mail para: sindicatojaraguari@hotmail.com.

SINDICATO DE NIOAQUE MOBILIZA PARA SAÚDE DO HOMEM E DA MULHER E COM PARCERIAS FAZ EM MÉDIA 13 CURSOS POR MÊS O Sindicato Rural de Nioaque mobilizou produtores e trabalhadores rurais para o Programa Saúde do Homem e da Mulher, que aconteceu no dia 20 de julho. Além disso, o presidente do sindicato rural do município, Iziquiel Rodrigues de Oliveira, comenta que graças às parcerias com produtores, instituições e projetos com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural, 9º Grupo de Artilharia de Campanha do Exército, o Cras e o programa Vale Renda, estão realizando em média 13 cursos do Senar/MS, por mês. Para mais detalhes ligue (67) 3236-1306 ou mande e-mail para: snioaque@terra. com.br

sistemafamasul.com.br

15


GIRO RURAL

SINDICATO RURAL DE PARANAÍBA PROMOVE EXPOSIÇÕES E VITRINE DE BOVINOCULTURA O Sindicato Rural de Paranaíba, que é presidido por Nilo Alves Ferraz, promoveu vários eventos em junho. No dia 26, realizou uma vitrine da Bovinocultura de Corte abordando questões como o programa Precoce-MS, que discute a importância da assistência técnica para uma pecuária mais eficiente e resultados econômicos da ATeG em Bovinocultura de Corte no município. Entre os dias 26 de junho e 7 de julho realizou também a 57ª edição da Exposição Agropecuária e Industrial (Expopar) e a 17ª Expoleite.

SINDICATO DE PEDRO GOMES INICIA TURMA DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA E GERENCIAL PARA CULTIVO DE SERINGUEIRAS O Sindicato Rural de Pedro Gomes inicia neste mês de julho, em parceria com o Senar/MS, o programa de Assistência Técnica e Gerencial para o cultivo de seringueiras. Segundo o presidente, José Roberto Scalabrini, esse é o segundo programa em atividade no município. “Também contamos com o de Horticultura e no ano passado foi concluído o de Bovinocultura de Leite”. Para mais informações ligue para: (67) 3230-1135 ou mande e-mail para: sindicatoruralpgms@gmail.com.

SINDICATO DE RIO BRILHANTE FAZ PARCERIA COM USINA PARA ENFRENTAR PROBLEMA DA MOSCA O Sindicato Rural de Rio Brilhante firmou parceria com o grupo Biosev para enfrentar o problema de surtos de moscas no município. Segundo o presidente, Luciano Cargnin Manfio, a empresa contratou uma consultoria para oferecer orientação tanto a produtores quanto a funcionários da usina sobre as medidas que devem ser adotadas para controlar o inseto. Além disso, a instituição está finalizando os preparativos para o 8º Concurso Estadual do Milho Safrinha, que será realizado de 16 a 17 de agosto. Para mais informações ligue para: (67) 3452-7320 ou mande e-mail para: ruralrb@hotmail.com.

16

senarms.org.br


ANO III - EDIÇÃO 34 - JULHO DE 2019

GIRO RURAL

SINDICATO RURAL DE RIO VERDE DE MATO GROSSO REFORMULA ANUIDADE E OFERECE CURSOS O Sindicato Rural de Rio Verde de Mato Grosso promoveu recentemente uma mudança em seu estatuto para fazer uma reformulação na anuidade, visando aprimorar a arrecadação de recursos para a manutenção do trabalho da instituição. Além disso, o presidente, Launil José Marquesan, disse que a entidade mantém a “todo vapor” a programação de quatro a cinco cursos por mês oferecidos em parceria com o Senar/MS para produtores, trabalhadores rurais e à população do município. Para mais informações ligue para: (67) 3292-1428 ou mande e-mail para: sindicatoruralrv@hotmail.com.

FESTA DO TOMATE E FEIRA AGROINDUSTRIAL DE ANTÔNIO JOÃO VÃO SER PROMOVIDAS EM NOVEMBRO O Sindicato Rural de Antônio João anunciou novidades em relação à Festa do Tomate e à Feira Agroindustrial. Segundo a presidente, Roseli Maria Ruiz, os eventos – que nos últimos anos estavam sendo realizados em setembro – vão ser promovidos em 2019, do dia 7 ao 10 do mês de novembro. “Além da tradicional programação com oficinas e shows, vamos ter também um evento direcionado ao trabalho da mulher no setor rural e também no urbano”. Para mais informações ligue para: (67) 3435-1144 ou mande e-mail para: srantoniojoao@gmail.com.

SINDICATO DE DOIS IRMÃOS DO BURITI PREPARA TRADICIONAL LEILÃO BENEFICENTE EM PROL DA APAE O Sindicato Rural de Dois Irmãos do Buriti e outras entidades parceiras estão ultimando os detalhes para a realização, no dia 3 de agosto, do tradicional leilão beneficente em prol da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) do município. O presidente, Hermínio Pitão, explica que além de promover o evento, a entidade também trabalha para arrecadar “prendas” para a comercialização no certame. Para mais informações ligue para: (67) 3243-1273 ou mande e-mail para: sindiruraldib@hotmail.com.

sistemafamasul.com.br

17


GIRO RURAL SINDICATO RURAL DE JUTI MOBILIZA PRODUTORES E TRABALHADORES RURAIS PARA SAÚDE DO HOMEM E DA MULHER O Sindicato Rural de Juti fez uma grande mobilização para a realização neste mês de julho do programa Saúde do Homem e da Mulher do Senar/MS no município. Segundo o presidente, Ramão Benites, a ação foi desenvolvida em parceria com a prefeitura e a estrutura de atendimento foi instalada próxima ao posto de saúde da cidade. Aproximadamente 300 pessoas foram atendidas com a iniciativa. Para mais detalhes sobre esta e outras ações e projetos do sindicato ligue para: (67) 3463-1304 ou mande e-mail para: sindjuti@hotmail.com.

TRABALHO DAS ATEGS DO SENAR/MS É DESTAQUE EM PARANHOS O presidente do Sindicato Rural de Paranhos, Edir Pereira Ratier, aponta o trabalho desenvolvido pela Assistência Técnica e Gerencial (ATeGs) do Senar/MS como um dos destaques do trabalho da entidade em 2019. Ele comenta que já está em atividade há cerca de 3 meses o programa de Bovinocultura de Leite, que foi iniciado em junho; e o de Horticultura – e que está em processo de fechamento de turma o de Bovinocultura de Corte. “No do leite, os produtores estão muito satisfeitos e a iniciativa já apresenta bons resultados”. Para mais informações ligue para: (67) 3480-1784 ou mande e-mail para: contador.edir@gmail.com.

SINDICATO RURAL DE SETE QUEDAS E SENAR/ MS VÃO OFERECER QUATRO CURSOS NESTE MÊS DE JULHO O Sindicato Rural de Sete Quedas e o Senar/MS vão oferecer quatro cursos neste mês de julho. De acordo com o presidente, Paulo Maria Pereira, serão oferecidos treinamentos tanto na área de Formação Profissional Rural (FPR), com o de NR 35 – Capacitação para Trabalho em Altura e Noções Básicas de Primeiros Socorros –, quanto de Promoção Social (PS) e de Produção Artesanal de Embutidos e Defumados e Processamento de Carne de Peixe. Para mais informações ligue para: (67) 3479-1171 ou mande e-mail para: sindicatorural7quedas@gmail.com.

SINDICATO DE CAMAPUÃ DOA MELANCIAS CULTIVADAS EM CENTRO DE TREINAMENTOS E RECEBE DOAÇÃO DE PATRULHA MECANIZADA O Sindicato Rural de Camapuã fez a colheita e doou as melancias cultivadas em seu centro de treinamentos, em um projeto piloto de cultivo que pode se tornar no futuro mais uma fonte de renda para a instituição. Além disso, o presidente, Saturnino Silvério Pereira, diz que a entidade recebeu da prefeitura e do governo do estado a doação de uma patrulha mecanizada, composta por um trator usado e uma grade aradora com 20 discos. Inicialmente, os equipamentos serão utilizados em ações, projetos e trabalhos na fazenda da instituição. Para mais detalhes ligue para: (67) 3286-1168 ou mande e-mail para: sindicatoruraldecamapua@hotmail.com.

18

senarms.org.br


Profile for famasul

Informativo Sistema FAMASUL - Edição 34/2019  

Informativo Sistema FAMASUL - Edição 34/2019  

Profile for famasul
Advertisement