Page 1

INFORMATIVO

senarms.org.br sistemafamasul.com.br ANO III - EDIÇÃO 35 - AGOSTO 2019

DEZ 1 PESSOA = MINUTOS CAPACITADA

RESULTADO DO BALANÇO SEMESTRAL DO SENAR/MS

RELÓGIO DO SENAR/MS REGISTRA O RESULTADO DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2019

ENTENDA A FUNCIONALIDADE DAS CADEIAS PRODUTIVAS

FLORESTA SE DESTACA NAS EXPORTAÇÕES

TRANSFORMAÇÃO DE VIDA COM A EQUOTERAPIA


EDITORIAL

ÍNDICE Formação Profissional ........................................................3 Metodologia Senar/MS .......................................................4 Gestão e Superação ............................................................ 5 Mercado Externo .................................................................6 Ciência ................................................................................ 7 Transformação de Vida ........................................................8 Feira Agropecuária .............................................................8 Suinocultura ....................................................................... 9 Famasul em Ação .................................................... 10 e 11 Senar/MS.......................................................................12

Caros produtor e produtora rural, Fechamos o mês de agosto com boas notícias para a formação profissional. O Senar/MS alcançou uma marca que muito nos orgulha: capacitou mais de 26 mil pessoas nos seis primeiros meses do ano. O número reforça o engajamento da instituição, mas também confirma a busca por conhecimento dos trabalhadores e produtores rurais de Mato Grosso do Sul. Mostra que estamos qualificando o campo e cumprindo com a missão da instituição, que é compartilhar informações, inovações, tecnologias nas principais cadeias produtivas presentes no estado. E por falar em segmentos do agro, a recente metodologia de comunicação aplicada para facilitar o acesso às capacitações gratuitas da instituição, conseguirá atender com mais eficiência quem busca por eventos, assistência técnica e gerencial, e todos os produtos oferecidos no portfólio do Senar/MS. Em cada cadeia, são mais de 50 diferentes opções que atendem as mais diversas necessidades de aperfeiçoamento nas atividades rurais. Uma mudança que abraçamos pensando no bem de todos os que procuram pelos sindicatos rurais para agregar conteúdo ao currículo, melhorar produtividade, ou mesmo reduzir custos, entre outras demandas. Não poderia deixar de falar da série “Transformando Vidas”. Nesta edição, vamos relembrar algumas histórias que nos emocionaram e serviram de inspiração para tanta gente, confirmando a verdadeira transformação que acontece com a chegada do Senar/MS. Nós chamamos de “casos de sucesso” tudo aquilo que estimula, que provoca a evolução, que compartilha ideias, que movimenta, que nos faz olhar com novos olhos tudo a nossa volta. Toda semana o produtor rural fica por dentro do mercado com o Boletim Sistema Famasul, que contém informações levantadas pelo departamento técnico, importante para a tomada de decisão dentro e fora da propriedade. Neste exemplar, também trouxemos detalhes da maior feira de ciências da América Latina, marcamos presença na SBPC, workshop sobre sanidade para atividade suinícola e o Giro Rural com os principais eventos na Capital e no interior do estado. Aproveite o conteúdo preparado para você que está conectado com o campo. Excelente leitura!

Giro Rural ..................................................................13 a 18

EXPEDIENTE FAMASUL | Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul Presidente: Mauricio Koji Saito Vice-Presidente: Luis Alberto Moraes Novaes Diretor Secretário: Frederico Borges Stella | Diretor-Tesoureiro: Marcelo Bertoni | 2ª Secretária: Edy Elaine Biondo Tarrafel | 3ª Secretária: Maria Tereza Ferreira Zahran | 2ª Tesoureira: Thaís Carbonaro Faleiros Zenatti |3º Tesoureiro: André Cardinal Quintino CONSELHO DE VICE-PRESIDENTES Rafael Nunes Gratão | Antonio Umberto Maran | Leonardo Leite de Barros | Saturnino Silverio Pereira | Lauri Dalbosco | Ronan Nunes da Silva | Leandro Mello Acioly | Lucio Damalia | Manoel Agripino Cecílio de Lima MEMBROS SUPLENTES DA DIRETORIA Luciano Cargnin Manfio | Claudio Antonio Straliotto | Robson Velos Ribeiro | Yoshihiro Hakamada | Moezis José dos Santos | Gilmar Siqueira de Miranda | Ivan Leal de Paula | João Firmino Neto | Jesus Cleto Tavares | Valter Dalla Valle | Ligia Francisco Ricardo | Ivan Roberto Carrato Junior | Launil José Marquesan | Massao Ohata | Edson Bastos | Rogério de Menezes | José Ricardo Casotti MEMBROS DO CONSELHO FISCAL Efetivos: Nilton Pickler | Ruy Fachini Filho | Janes Bernardino Honorio Lyrio | Suplentes: Nilo Alves Ferraz | Telma Menezes de Araújo | João Borges dos Santos Junior SENAR/MS | Administração Regional do Estado de Mato Grosso do Sul | Conselho Administrativo | Dirigente: Mauricio Koji Saito | Membros titulares: José Pereira da Silva | Marcio Margatto Nunes | Daniel Kluppel Carrara | Alaide Ferreira Teles | Conselho Fiscal: Paulo César Bózoli | João Batista da Silva | Juraci da Silva | Superintendência: Lucas Galvan INFORMATIVO SISTEMA FAMASUL Coordenação de Marketing: Flávio Gutierrez | Equipe: Camila Sabariego | Giane Leite | Vitor Ilis | Ellen Albuquerque | Ronaldo Gibin | João Carlos Castro | Leandro Abreu | Rodrigo Scalabrini | Redação: Anderson Viegas | Projeto Gráfico: Fixa Comunicação | Edição e Diagramação: Agilità Propaganda | Fotos da edição: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul FAMASUL: Rua Marcino dos Santos, 401 | Cachoeira II | Campo Grande/MS

Mauricio Saito

Presidente do Conselho Administrativo do Senar/MS Presidente do Sistema Famasul

Tel.: (67) 3320.9700 | Site: sistemafamasul.com.br SENAR/MS: Rua Marcino dos Santos, 401 | Cachoeira II | Campo Grande/MS Tel.: (67) 3320.6900 | Site: senarms.org.br

2

senarms.org.br


ANO III - EDIÇÃO 35 - AGOSTO DE 2019

FORMAÇÃO PROFISSIONAL

SENAR/MS CAPACITOU UMA PESSOA A CADA DEZ MINUTOS NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2019

Capacitações garantem bons resultados

Entre janeiro e junho, o Senar/MS capacitou, por meio dos seus cursos de Formação Profissional Rural (FPR) e Promoção Social (PS), 26.435 pessoas em Mato Grosso do Sul. A média nestes 181 dias foi de 146 pessoas qualificadas por dia, seis por hora ou uma a cada 10 minutos. O número de produtores, trabalhadores rurais e pessoas capacitadas neste primeiro semestre pela entidade é maior do que a população de 63 dos 79 municípios sul-mato-grossenses. O presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, aponta que o trabalho desenvolvido pelo Senar/MS visa atender uma crescente demanda por mão de obra qualificada. Os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia reforçam a avaliação de Saito. Nos primeiros seis meses de 2019, o setor acumulou um saldo positivo, entre contratações e demissões, de 2.626 vagas, o que representou uma variação de 3,79% - a segunda melhor entre todos os segmentos da economia do estado. “A agropecuária só ficou atrás da área de Serviços, isso mostra o meio rural como celeiro de oportunidades. Porém, mais do que isso, a tecnologia empregada no Agro tem exigido trabalhadores capacitados e atualizados, formando um campo para quem está estudando ou quer seguir uma carreira promissora”.

Cursos complementam renda no campo

Para o superintendente do Senar/MS, Lucas Galvan, a transformação de vidas acontece a partir da capacitação. “Através da educação e da qualificação nós acreditamos que podemos transformar vidas, seja no trabalho, melhorando o resultado da sua entrega, seja empreendendo, com os conhecimentos obtidos nas capacitações. A transformação só acontece com a parceria que existe entre as instituições, que faz com que a missão seja cumprida”. Galvan ressaltou ainda que, além da capacitação, outra vertente do trabalho do Senar/MS também registrou um resultado muito positivo: o da Assistência Técnica e Gerencial nas propriedades. Segundo ele, neste primeiro semestre foram atendidos 3.136 produtores de dez cadeias produtivas, em 76 municípios do estado. “O Senar/MS há décadas capacita e intensifica a transferência de conhecimento por meio da assistência técnica. Desse modo, acreditamos que essa iniciativa é hoje uma das principais ferramentas para transformar vidas no campo”, destaca. Na assistência técnica e gerencial, os produtores rurais interessados são organizados em grupos, passando inicialmente por um conjunto de cursos do Senar/ MS. Em seguida, cada produtor desenvolve com os técnicos um plano de trabalho, que será implementado na propriedade e acompanhado por dois anos.

Aluno Senar/MS em aula teórica

sistemafamasul.com.br

3


METODOLOGIA SENAR/MS

PARA FACILITAR ACESSO, SENAR/MS PASSA A TRABALHAR SEUS CURSOS E PROJETOS POR CADEIAS PRODUTIVAS

Mais de 50 cursos em Bovinocultura de Corte no portfólio do Senar/MS

O Senar/MS adota uma nova metodologia de comunicação para facilitar o acesso de produtores e trabalhadores rurais aos seus cursos, capacitações, projetos e iniciativas. Agora, o portfólio da instituição é organizado por cadeias produtivas. O presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, ressalta que as atividades trabalhadas abrangem as principais áreas do agronegócio sulmato-grossense, totalizando 14 diferentes culturas. As vertentes trabalhadas dentro dessa nova metodologia são: Apicultura, Avicultura, Bovinocultura de Corte, Bovinocultura de Leite, Cana-deAçúcar, Equideocultura, Floresta Plantada, Floricultura, Fruticultura, Grãos, Olericultura, Ovinocultura, Piscicultura e Suinocultura. “Com isso, o produtor e o trabalhador rural conseguirão, com mais facilidade, identificar e se beneficiar com os produtos educacionais oferecidos pela instituição. Isso vai possibilitar um avanço na difusão do conhecimento dentro da propriedade, com tecnologia, sustentabilidade e resultado para o setor”. O superintendente do Senar/MS, Lucas Galvan, comenta que, com a mudança, todo o material de divulgação dos cursos e atividades da entidade foi adaptado para que o produtor e o trabalhador possam seguir a chamada trilha do conhecimento, em que as ações estão em uma sequência pelo nível da capacitação. “Assim, após finalizar um curso, capacitação ou participar de um projeto, o produtor ou trabalhador já poderá identificar outro curso, capacitação ou projeto que ele pode fazer em seguida para dar continuidade a sua formação profissional”, comenta. Para a cadeia da olericultura, por exemplo, são oferecidos cerca de 50 tipos de cursos, divididos pelas áreas de gestão, processos, educação, saúde e segurança do trabalho, máquinas e manejo. Essas capacitações possibilitam ao participante desde a preparação para a gestão de uma empresa rural, até as diferentes técnicas para o cultivo de hortaliças. Além dos cursos, o portfólio da cadeia, neste caso da olericultura, permite ainda ao interessado a oportunidade de participar da assistência técnica e gerencial em Horticultura, que oferece ao produtor alternativas que possibilitam o desenvolvimento do seu negócio por meio de uma gestão eficiente, incremento da produtividade e maior retorno financeiro.

4

senarms.org.br

Nessa mesma cadeia, existe a possibilidade do produtor ou trabalhador participar de outras ações do Sistema Famasul e Senar/MS que são relacionadas com a atividade, como: Dias de Campo, encontro técnico, Programa Proteção de Nascentes, Programa Jovem Aprendiz, Agri Trace – Rastreabilidade Vegetal e dos cursos técnicos em Agronegócio, que é semipresencial, e em Agropecuária, que é presencial. O superintendente do Senar/MS explica que para o produtor ter acesso a toda essa gama de conhecimento oferecida pela entidade, o caminho mais simples é procurar o Sindicato Rural do seu município, onde profissionais experientes e capacitados estarão preparados para indicar o curso, capacitação ou projeto mais adequado para atender a sua demanda. Acesse a página da entidade na internet, www.senarms.org.br, ligue para (67) 3320-6900 ou mande e-mail para o seguinte endereço eletrônico: senar@ senarms.org.br.

Senar/MS oferece cursos e Assistência Técnica e Gerencial na cadeia de grãos


ANO III - EDIÇÃO 35 - AGOSTO DE 2019

GESTÃO E SUPERAÇÃO

PRODUTOR SUPERA A LIMITAÇÃO FÍSICA E, COM ASSISTÊNCIA TÉCNICA, MELHORA A GESTÃO, PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO Félix Bispo Palácio tem 48 anos. Possui uma pequena chácara de 5 hectares em Terenos, na região central de Mato Grosso do Sul, onde cultiva banana, mandioca, batata-doce e, ainda, cria suínos e aves; além de ter um pequeno rebanho de gado leiteiro, cuja produção usa para fazer queijos. Sua história seria como a de milhares de outros pequenos produtores e agricultores familiares do estado, se não fosse um fato: Félix é deficiente físico. Teve as duas pernas amputadas após um acidente. “Para mim nunca foi uma dificuldade. Pelo contrário, tomei como impulso na minha vida e tenho feito de tudo. Aqui eu carpo, lido com máquinas, tiro leite, mexo com gado, trato de porco, faço canteiro, passo defensivo. Eu faço de tudo, só que da minha maneira. Sou muito grato a Deus e não olho isso como uma deficiência em minha vida não”, comenta. O homem que fez da dificuldade a motivação para trabalhar no campo, está tendo sua vida transformada novamente; e desta vez pela atuação do Sindicato Rural de Terenos e do Senar/MS. Por meio das duas instituições, o produtor e sua esposa puderam participar de uma série de capacitações, que os ensinaram a cultivar da forma correta suas plantações e depois a aproveitar a produção da melhor forma possível, utilizando-a como matéria-prima para o processamento de outros alimentos. “Quando plantava banana, achava que era só abrir o buraco na terra, jogar a muda lá dentro e depois fechar. Mas aprendi que a produção é bem mais

que isso. Depois, quando colho a banana, aprendi como fazer a maturação. Assim, evito na hora de vender aquela situação de umas bananas já maduras e outras verdes em um mesmo cacho”, recorda. Há cerca de cinco meses, além de participar dos cursos, Félix passou a ser atendido por uma outra iniciativa do Senar/MS: a Assistência Técnica e Gerencial em Horticultura. Apesar de participar há pouco tempo do programa, ele já destaca uma mudança positiva no modo como gerencia sua propriedade. “A assistência técnica fez com que mudasse basicamente tudo. Nós não tínhamos o costume de relacionar os gastos. Não tinha administração. Hoje, temos esse controle, o que entra e o que sai de despesa. Mudou também a forma de plantar, de colher e de armazenar. Até na comercialização o técnico nos ajuda. Nos acompanha, nos orienta com o fornecedor. Outros vizinhos que veem a orientação que estamos recebendo acabam se animando também, e querem participar do programa”, observa. A gestora do Sindicato Rural de Terenos, Milze Ferreira de Paula, destaca que somente no município a ATeG em Horticultura atende três grupos de produtores, e que assim como ocorre com Félix, os participantes já estão colhendo excelentes resultados. Ela lembrou ainda que o agricultor faz parte da Cooperativa dos Produtores Rurais do Assentamento Nova Aliança (Cooperana), que é uma grande parceira da Instituição na realização de cursos e de outras atividades.

A limitação física não restringiu o trabalho no campo

sistemafamasul.com.br

5


MERCADO EXTERNO

AGRO RESPONDE POR 95,41% DO FATURAMENTO DE MATO GROSSO DO SUL COM AS EXPORTAÇÕES

Produtos florestais se destacam no mercado externo

Mato Grosso do Sul encerrou o primeiro semestre de 2019 com uma receita de US$ 2,5 bilhões com a exportação de produtos do agronegócio. O setor correspondeu a 95,41% do total do faturamento do estado com as vendas para o mercado internacional nestes seis meses. O presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, destaca que nesta primeira metade do ano o destaque das exportações do estado ficou por conta dos produtos florestais, entre eles a celulose. “As exportações destes produtos renderam ao estado US$ 1,080 bilhão, o que representa uma alta de 12% frente ao mesmo período de 2018. Esse grupo representou 43,35% de participação nas exportações do nosso agronegócio”, informa Saito. Saito analisa que essa alta expressiva das exportações desse setor se deve à forte demanda da China, que aumentou em 25% na parcial de 2019 frente ao mesmo intervalo de tempo de 2018. “A China foi no primeiro semestre de 2019 o principal destino das exportações de produtos florestais de Mato Grosso do Sul, representando 60,70% do total. Os Estados Unidos aparecem em segundo, com 12,69% de participação”, ressalta. O presidente do Sistema Famasul também analisou o desempenho de outro grupo importante de produtos do agro no comércio exterior, o complexo da soja. No primeiro semestre de 2019, a receita de US$ 811 milhões em exportações, foi 37,35% inferior ao registrado na mesma parcial em 2018, e participação de 32,39% no total embarcado pelo estado. “Uma das razões é a redução da demanda chinesa que foi afetada pelo surto de peste suína africana no país, o que acarretou no arrefecimento da demanda chinesa pela oleaginosa”, pontuou.

6

senarms.org.br

Já a analista técnica do Sistema Famasul, Bruna Dias, destacou outro importante grupo de produtos exportados pelo agro sul-mato-grossense, as carnes. “O mercado externo para a proteína animal brasileira está especialmente promissor neste ano de 2019, com faturamento 17% superior ao igual período de 2018. Os compradores tradicionais aumentaram as aquisições em razão da maior competitividade da proteína brasileira, resultado da combinação: valorização do dólar e qualidade do produto. A Rússia retomou as relações com o Brasil com aquisição importante, 34% do volume já adquirido em tempos áureos e a China intensificou suas compras, no primeiro semestre foram 31% de aumento na receita, em relação ao igual período do ano passado”, comentou. Ela aponta que Mato Grosso do Sul registrou um incremento de 12% em receita nas exportações de proteína animal nos primeiros seis meses deste ano, em relação aos do ano anterior. “Destaque para o desempenho da carne bovina que aumentou 37% no faturamento e 60% no volume, quando comparado ao igual período de 2018. O cenário se mantém positivo porque a médio e longo prazo, as iniciativas do governo federal em visitas externas e medidas internas para melhorias na produção, poderão render bons frutos com a abertura do mercado da Indonésia, que já está em tratativa. E a consolidação das relações comerciais com mercados bastante exigentes, como o Japão e a Coréia do Sul, em especial para a carne bovina”, finalizou.


ANO III - EDIÇÃO 35 - AGOSTO DE 2019

CIÊNCIA

SENAR/MS APRESENTA AÇÕES DE EDUCAÇÃO DURANTE REUNIÃO DA SBPC EM CAMPO GRANDE Nos sete dias de exposição na maior feira científica da América Latina, a 71ª Reunião da SBPC, em Campo Grande, o Senar/MS foi apresentado para mais de 500 pessoas que passaram pelo estande institucional. No evento, foram expostas ações referentes à Assistência Técnica e Gerencial, ao Centro de Excelência em Bovinocultura de Corte e à Rede de Inovação para Agricultura e Pecuária. O Sistema Famasul e o Senar/MS foram apoiadores do evento. Durante a participação no Fórum Brasileiro de Agricultura Sustentável, o presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, destacou o desafio do setor produtivo em garantir alimentos para os próximos anos e a importância da informação para o desenvolvimento. “Somente quatro décadas separam um estado importador de alimentos, de um estado grande produtor e exportador de alimentos. Crescimento baseado em tecnologias de produção sustentável calcado em três pilares: econômico, social e ambiental. E quando falamos em agricultura, não podemos considerar a forma equivocada como a mídia tem veiculado o tema dos defensivos agrícolas e precisamos considerar sim que todo trabalho desenvolvido é amparado pela comunidade científica e a eficiência dos produtores rurais”, ressaltou Saito. O presidente do Sistema Famasul também participou neste mês da assinatura do termo para a implantação da primeira indústria de processamento de borracha de Mato Grosso do Sul. A previsão é que a empresa comece as atividades já em janeiro de 2020, com projeção de movimentar toda a cadeia produtiva da heveicultura no estado. “O primeiro processamento da borracha natural traz novas oportunidades para que outras indústrias também incrementem o setor produtivo. A ação é uma oportunidade para os produtores rurais acrescentarem a cultura na sua atividade. A chegada da indústria traz uma ótima oportunidade para expansão da produção, com muito mais segurança, já que a chegada da empresa proporcionará o processamento da matéria-prima no estado”, salientou o presidente do Sistema Famasul.

Visitantes no estande do Senar/MS na SBPC

Na abertura do Workshop de Atualização e do 2º Fórum Estadual do Plano Estratégico do Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA), Saito enfatizou a importância da sanidade animal e vegetal para o futuro da agropecuária sul-mato-grossense. “Países que se destacam na exportação vendem segurança alimentar e não somente alimento. Essa é a mentalidade que precisamos ter. A vacinação teve e tem um importante papel para os produtores rurais do estado, mas é uma etapa que está sendo finalizada para um novo desafio que é o de responder questões referentes à sanidade animal do País”, afirmou. Saito, que recentemente assumiu a presidência da Comissão de Sanidade Animal da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), compartilhou a experiência com os participantes do evento. “Conheci a realidade de outros estados, como é o caso do Paraná, que podemos ter como exemplo na maneira ágil de solucionar questões relacionadas a eventos sanitários. O fundo privado, já implantado naquele estado, é um pré-requisito da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) para alcançarmos o status de estado livre de febre aftosa sem vacinação”, concluiu.

Lideranças participam da cerimônia de abertura da Feira

sistemafamasul.com.br

7


TRANSFORMAÇÃO DE VIDA

EQUOTERAPIA, SINDICATO RURAL E SENAR/MS TRANSFORMAM VIDAS EM APARECIDA DO TABOADO O Centro de Equoterapia “Passo a Passo”, do Sindicato Rural de Aparecida do Taboado, e o Senar/MS têm ajudado a transformar a vida de dezenas de pessoas que recebem o tratamento, como o pequeno Davi, de 4 anos. Ele tem paralisia cerebral e, há um ano, recebe atendimento no Centro visando melhorar o equilíbrio, ganhar força muscular, melhorar a coordenação motora, a atenção e a concentração. “Já vai fazer um ano que ele está aqui no Centro. E a gente só tem o que agradecer, porque o crescimento dele na parte motora e cognitiva foi muito grande. A gente nem esperava que isso fosse acontecer de tão imediato”, comenta a mãe de Davi, Aline Alves. A mãe destaca o avanço que a criança teve com o tratamento. “Aqui o grupo é muito bom, então a interação do meu filho foi espetacular... extraordinária para falar a verdade. Acho que essa é a palavra que eu usaria hoje para o Davi, porque ele se desenvolveu muito. Se for ver um vídeo do Davi de um ano atrás e comparar com hoje, ele é outra criança. Com a estimulação do cavalo, ele consegue andar com o auxílio do andador, coisa que ele não conseguia antes, por exemplo, porque ele não ficava ereto”, comenta.

Davi pratica equoterapia e melhora é visível

FEIRA AGROPECUÁRIA

EXPOBATA 2019 MOVIMENTA TODA A REGIÃO LESTE DE MATO GROSSO DO SUL A Expobata 2019 movimentou toda a região leste de Mato Grosso do Sul no início deste mês de agosto. O evento é promovido pela Associação Amor & Vida, que presta assistência a dependentes químicos no município, com apoio do Sindicato Rural de Bataguassu e de outras instituições.

Superintendente do Senar/MS, presidente do Sindicato Rural e diretor-secretário da Famasul na abertura da feira

8

senarms.org.br

O evento contou com uma grande estrutura e com vários shows de artistas de renome nacional, além de exposições de animais, prova de laço e tambor, rodeio e parque de diversões. O diretor-secretário do Sistema Famasul, Frederico Stella, e o superintendente do Senar/MS, Lucas Galvan, junto com o presidente do Sindicato Rural, Manoel Agripino, participaram da abertura. O Senar/MS marcou presença no evento com um estande, em que foram apresentados seu portifólio de cursos e realizada a orientação aos produtores rurais e ao público que compareceu à exposição. Uma das principais atividades no espaço foi a vitrine tecnológica promovida pela Assistência Técnica e Gerencial em Horticultura, na qual foram apresentadas as inovações e novidades para o setor.

Cerimônia de abertura da tradicional feira agropecuária de Bataguassu


ANO III - EDIÇÃO 35 - AGOSTO DE 2019

SUINOCULTURA

SENAR/MS REALIZA WORKSHOP SOBRE DOENÇAS VIRAIS DE SUÍNOS E ABRE TEMPORADA NACIONAL Mato Grosso do Sul foi escolhido como primeiro estado a realizar o Workshop Sobre Doenças Virais de Importância na Produção de Suínos. Organizado pelo Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural –, o evento realizado no Sindicato Rural de Dourados – a 230 km de Campo Grande –, teve como palestrante a Dra. Masaio Mizuno Ishizuka, especialista em epidemiologia das doenças infecciosas. O Workshop foi realizado em parceria com a ABCS – Associação Brasileira dos Criadores de Suínos –, ABPA – Associação Brasileira de Proteína Animal –, ABEGS – Associação Brasileira das Empresas de Genética de Suínos –, Abraves – Associação de Médicos Veterinários Especialistas em Suínos –, e demais parceiros estaduais. Representando o Sistema Famasul, Fernanda Oliveira, coordenadora do programa de Assistência Técnica e Gerencial para suínos e aves do Senar/ MS, ressaltou a importância de eventos como o Workshop para Mato Grosso do Sul. “Somos o primeiro estado a ser contemplado no Brasil com o Workshop, principalmente porque somos um estado que se destaca na suinocultura. Estamos em sexto lugar na produção e sétimo no abate. A capacitação de profissionais do setor, gerentes de granja, médicos veterinários e produtores é essencial para que as premissas da biosseguridade sejam aplicadas e tenhamos sucesso também, sem focos dessas doenças nas nossas granjas. O Senar/MS e o Sistema Famasul também têm ações voltadas para biosseguridade na suinocultura. Temos o programa de Assistência Técnica e Gerencial e também os cursos de FPR na parte de biosseguridade”, ressaltou. Presidente da Asumas – Associação Sul-Mato-Grossense de Suinocultores –, Alessandro Boigues, também participou da abertura oficial do evento na manhã desta terça-feira. “Agradecer o apoio de todos os técnicos, produtores e pessoas ligadas ao nosso segmento. E dizer que é muito importante a presença maciça. Em um estado que ainda não é grande na produção de suínos, mas um estado muito grande na valorização das pessoas que trabalham com a suinocultura. Esse é nosso estado e nossa força. São todos vocês que darão a grandeza da nossa suinocultura. Isso demonstra o comprometimento com a nossa atividade”, afirmou. Michael Araújo, diretor do Sindicato Rural de Dourados, agradeceu ao Senar/MS por ser pioneiro na realização do evento. “Satisfação muito grande ter a casa cheia aqui no Sindicato Rural de Dourados. Atividade da suinocultura é muito importante e o sindicato enxerga como uma grande

fonte de diversificação de renda para todos os produtores. Nesse momento de incertezas, esse Workshop que o Senar/MS traz para Dourados e que contempla o estado todo como o primeiro evento, trará informações muito importantes para tomada de decisões nas propriedades e, sem dúvidas, vai contribuir para a evolução do setor”, disse. Charli Ludtke, diretora técnica da ABCS, realizou a abertura da palestra e ressaltou o privilégio dos produtores, profissionais do setor e acadêmicos em acompanharem o evento. “Para esse assunto tão importante que é como mitigar os fatores de risco e evitar a entrada de doenças como a Peste Suína Africana, por exemplo, teremos a professora Masaio que falará para nós os fatores de risco. Tenho certeza que o dia de hoje será muito produtivo, principalmente porque conseguiremos olhar o todo. Entender o que é risco na minha propriedade, o que é risco em Dourados e no Estado. Entendendo como reduzir esse risco”. Abrindo sua palestra, a Dra. Masaio afirmou que veio a Mato Grosso do Sul para compartilhar conhecimento e também aprender com os participantes do Workshop. “Quero compartilhar com vocês tudo que aprendi nos meus 54 anos de carreira profissional. E aprender com vocês também. Um pouco dos seus problemas, das suas preocupações e verificar até onde nós podemos conciliar as medidas de mitigação de risco, porque não há problemas sem solução”, concluiu. Além da Peste Suína Africana, o evento também abordou outros temas, tais como: Peste Suína Clássica, a Síndrome Respiratória e Reprodutiva dos Suínos, Doenças Vesiculares - Febre Aftosa, por exemplo - e, também, sobre o Papel do Serviço Veterinário Oficial no atendimento às enfermidades de notificação obrigatória.

Analista Técnica apresenta ATeG em suinocultura

Especialistas debatem sanidade em granjas

sistemafamasul.com.br

9


FAMASUL EM AÇÃO

Fórum de Agricultura Sustentável

Alunos certifi cados pelo Senar/MS em Anastácio

Assinatura de Outorga da Fundect no auditório da Semagro

Caravana de ovinocultores bolivianos na Famasul

Encontro “Jovens da Agropecuária” em Chapadão do Sul

Cerimônia de abertura da Exposição de Aquidauana

Entrega de Certifi cados do Senar/MS em Anastácio

10

senarms.org.br

Feira Agropecuária de Bataguassu

Agenda com superintendente da Sudeco


ANO III - EDIÇÃO 35 - AGOSTO DE 2019

FAMASUL EM AÇÃO

Lideranças durante Fórum da Rede Mais Brasil

Painel Econômico para o Exército Brasileiro

Lançamento da 1ª Fábrica de Borracha em MS

Premiação do Concurso Fotográfi co Sistema Famasul

Posse da diretoria do Sindicato Rural de Anastácio

Visita ao Sindicato Rural de Santa Rita do Pardo

Programa Saúde do Homem e da Mulher Rural em Jateí

Sessão Solene Assembleia Legislativa de MS

Programa Saúde do Homem e da Mulher em Corumbá

Fórum de Fortalecimento da Rede Mais Brasil

sistemafamasul.com.br

11


FAMASUL EM AÇÃO

12

senarms.org.br


ANO III - EDIÇÃO 35 - AGOSTO DE 2019

GIRO RURAL SINDICATO RURAL DE AMAMBAI FINALIZA PREPARATIVOS PARA 31ª EXPOBAI O Sindicato Rural de Amambai está finalizando os preparativos para a XXXI Exposição Agroindustrial do município, a Expobai, que será promovida entre os dias 4 e 8 de setembro. Segundo o presidente, Rodrigo Angelo Lorenzetti, a programação inclui shows, circuito da pecuária, palestras e vitrines tecnológicas, entre outras atrações. Mais detalhes pelo telefone: (67) 3481-1093 ou pelo e-mail: sramambai@sramambai.com.br.

TOMA POSSE NOVA DIRETORIA DO SINDICATO RURAL DE ANASTÁCIO Tomou posse em agosto a nova diretoria do Sindicato Rural de Anastácio, que passou a ser presidido por Bedson Bezerra de Oliveira. O produtor rural, Moezis José dos Santos deixou a presidência, mas passou a compor a diretoria da instituição. “Hoje o sindicato rural é patrimônio da sociedade, onde o presidente é um gestor dos recursos, e temos que mostrar o resultado e a transparência desse trabalho que desenvolvemos aqui”, destacou o novo presidente. Para mais informações, ligue para: (67) 99933-1359 ou mande e-mail para: sindruralanastacio@yahoo. com.br.

SINDICATO DE APARECIDA DO TABOADO DEFENDE PROPOSTAS PARA A MELHORIA DA CADEIA DE PRODUÇÃO DA BORRACHA O presidente do Sindicato Rural e da Associação dos Produtores de Borracha de Aparecida do Taboado e região (Aprobat), Eduardo Antonio Sanchez, tem participado junto com o presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, das discussões de propostas para a melhoria de toda a cadeia produtiva da borracha natural. Mais detalhes no telefone: (67) 35651288 ou pelo e-mail: srural.ap@terra.com.br.

SINDICATO RURAL DE AQUIDAUANA PROMOVE A 52ª EDIÇÃO DA EXPOAQUI O Sindicato Rural de Aquidauana promoveu no mês de agosto a 52ª edição da Exposição Agropecuária do município. Segundo o presidente, Carlos Quelho de Castro, o evento contou com várias atrações musicais com artistas de renome nacional, além dos tradicionais leilões e exposição de animais e mostra de máquinas. Mais informações pelo telefone: (67) 32412826 ou pelo e-mail: sr.aquidauana@gmail.com.

sistemafamasul.com.br

13


GIRO RURAL SINDICATO RURAL DE ARAL MOREIRA E SENAR/ MS LEVAM ASSISTÊNCIA TÉCNICA PARA OVINOCULTORES O Sindicato Rural de Aral Moreira, presidido por Edson Bastos, e o Senar/ MS estão levando Assistência Técnica e Gerencial para um grupo de 12 produtores de ovinos do município. Além de orientações, os participantes já estão recebendo a visita dos técnicos nas propriedades, que após o diagnóstico da situação de cada uma delas, apontarão quais as melhores alternativas para produzir mais e com sustentabilidade. Mais detalhes pelo telefone: (67) 3488-1307 ou pelo e-mail: sraralmoreira@uol.com.br.

SAÚDE DO HOMEM E DA MULHER ATENDE MAIS DE 250 PESSOAS EM BANDEIRANTES Mais de 250 pessoas foram atendidas pelo Programa Especial Saúde do Homem e da Mulher Rural do Senar/MS, no município de Bandeirantes. O diretor-tesoureiro do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Marcelo Bertoni, junto ao presidente do Sindicato Rural, João Nelson Lyrio, fez a abertura da ação que atendeu mais de 250 pessoas, entre consultas médicas, testes rápidos e exames. Mais detalhes pelo telefone: (67) 3261-1251 ou pelo e-mail: srbandeirantes@ famasul.com.br.

SINDICATO RURAL DE BATAYPORÃ PROMOVE CURSOS E FAZ ALTERAÇÃO NO ESTATUTO O Sindicato Rural de Batayporã, presidido por Altamir José Ramos Fonseca, está promovendo vários cursos de capacitação em parceria com uma usina sucroenergética da região. Também apoiou uma alteração no seu estatuto para possibilitar a locação do seu salão de festas para eventos, permitindo que a entidade tenha mais uma fonte de arrecadação de recursos para manutenção e desenvolvimento de projetos e ações. Mais informações pelo telefone: (67) 3443-1388 ou pelo e-mail: sindruralbata@gmail.com.

PRESIDENTE DO SINDICATO DE BELA VISTA DESTACA IMPORTÂNCIA DO AGRO NA ABERTURA DA EXPOBEL O presidente do Sindicato Rural de Bela Vista, Leandro Mello Acioly (Dindo), destacou, durante a abertura da 48ª Exposição Agropecuária de Bela Vista (Expobel), a importância do agro para o País. “O agronegócio é o único setor da economia nacional que apresenta saldo positivo, empregando cerca de 18 milhões de trabalhadores, gerando até maio deste ano 50 mil postos de trabalho com carteira assinada. Em 2018, o agronegócio representou 23,5% do PIB”. Para ele, o protagonismo do agronegócio se deve à união e à organização da classe produtora por meio das entidades representativas, como os sindicatos rurais patronais, associações e federações. Para mais informações ligue para: (67) 3439-1460 ou mande e-mail para: sindicatoruralbelavista@gmail.com.

14

senarms.org.br


ANO III - EDIÇÃO 35 - AGOSTO DE 2019

GIRO RURAL SINDICATO DE BONITO QUER ESTIMULAR ADESÃO DE SOJICULTORES DO MUNICÍPIO AO SOJA PLUS A presidente do Sindicato Rural de Bonito, Elza Maria Trevelin, quer estimular os produtores de soja do município a receberem a Assistência Técnica e Gerencial do Soja Plus. Ela aponta que com esse auxílio, os produtores terão mais segurança jurídica para trabalhar na atividade. “Com o acompanhamento técnico, eles vão estar mais informados do que é permitido dentro da propriedade”, explicou. Para mais informações, ligue para: (67) 3255-1615 ou mande e-mail para: srbonito@bonitonline.com.br.

PROGRAMA DE PREVENÇÃO DO SENAR/ MS FAZ 385 PROCEDIMENTOS EM CORUMBÁ O programa Saúde do Homem e da Mulher Rural do Senar/MS realizou em Corumbá, no início de agosto, 385 atendimentos no assentamento Taquaral. O presidente do Sindicato Rural de Corumbá, Luciano Aguilar Rodrigues Leite, ressaltou as parcerias para que o programa pudesse ser realizado no município. “É com satisfação que a gente atende essa parte da saúde aqui dentro do assentamento. Agradeço a todos os parceiros, às secretarias envolvidas, ao Senar/MS, à Famasul, ao presidente Mauricio Saito”, afirmou. Para mais detalhes, ligue para: (67) 3231-9798 ou mande e-mail para: srcpantanal@ hotmail.com.

SINDICATO DE COXIM DESTACA AÇÕES NA ÁREA DE CAPACITAÇÃO, EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA O presidente do Sindicato Rural de Coxim, Mário da Fonseca Pires da Silva, destaca o trabalho que vem sendo feito na entidade em parceria com o Sistema Famasul e o Senar/MS por meio de ações na área de capacitação, com os cursos e treinamentos, de educação, o Curso Técnico em Agronegócio e a Assistência Técnica e Gerencial com o programa em Bovinocultura de Corte. Para mais detalhes, ligue para: (67) 3291-1453 ou mande e-mail: sindicato.rural.coxim@hotmail.com.

sistemafamasul.com.br

15


GIRO RURAL NOVA DIRETORIA DO SINDICATO DE FIGUEIRÃO FAZ PLANEJAMENTO PARA O RESTANTE DO ANO A nova diretoria do Sindicato Rural de Figueirão, presidida por Kênede Barbosa de Amorim, fez recentemente o planejamento de ações, projetos e iniciativas para o ano de 2019. Segundo ele, este trabalho é fundamental para estabelecer as prioridades da gestão a curto, médio e longo prazo. Mais informações pelo telefone: (67)3274-1445 ou pelo e-mail: sindrural. figueirao@hotmail.com.

SINDICATO DE IGUATEMI COMEMORA BONS RESULTADOS DO LEILÃO EM PROL DO HOSPITAL DA VIDA O presidente do Sindicato Rural de Iguatemi, Marcio Margatto Nunes, está comemorando os bons resultados alcançados com o leilão promovido em junho no município em prol do Hospital da Vida de Barretos. A festa buscou angariar fundos para a instituição, que oferece gratuitamente tratamento para o câncer à população brasileira. Mais detalhes pelo telefone (67) 3471-2005 ou pelo e-mail: sindrural_iguatemi@hotmail. com.

SINDICATO DE IVINHEMA E NOVO HORIZONTE DO SUL FAZ PARCERIA PARA OFERECER PÓSGRADUAÇÃO O Sindicato Rural de Ivinhema e Novo Horizonte do Sul, presidido por Edy Elaine Biondo Tarrafel, em parceria com a Trecsson Business FGV, passa a oferecer a Pós-graduação em Administração de Empresas, com aulas ministradas na cidade de Ivinhema, no Polo Educacional onde acontecem também as aulas do Curso Técnico em Agronegócio. Para mais detalhes, ligue para: (67) 3442-2002 ou mande e-mail para: sindruralivinhema@ hotmail.com.

SINDICATO DE NOVA ALVORADA DO SUL FECHA MAIS UMA TURMA DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA O Sindicato Rural de Nova Alvorada do Sul está com mais uma turma de Assistência Técnica e Gerencial do Senar/MS. Segundo a presidente, Telma Menezes de Araújo, estão em atividade duas turmas do programa de Horticultura e três da Bovinocultura de Leite, além de cursos de Formação Profissional Rural e Promoção Social. Para mais detalhes, ligue para: 67) 3456-1733 ou mande e-mail para: sindnova@brturbo.com.br.

16

senarms.org.br


ANO III - EDIÇÃO 35 - AGOSTO DE 2019

GIRO RURAL MELHORIA DA LOGÍSTICA EM PORTO MURTINHO DESPERTA EXPECTATIVA PARA O AGRO DO MUNICÍPIO A melhoria da logística em Porto Murtinho está despertando a expectativa para o agronegócio. No município, o Sindicato Rural é presidido por Italívio Coelho Neto. Segundo o prefeito da cidade, Derlei Delevatti, a construção de novos terminais portuários no Rio Paraguai e a construção de uma ponte que ligará o município a Carmelo Peralta, no Paraguai, podem estimular, por exemplo, a reabertura do frigorífico local, beneficiando principalmente a pecuária. Para mais informações, ligue para (67) 3287-1334 ou mande e-mail para: sindicatoruraldeportomurtinho@gmail.com.

SINDICATO DE RIBAS DO RIO PARDO FECHA SEMESTRE CONTABILIZANDO 17 CURSOS REALIZADOS O presidente do Sindicato Rural de Ribas do Rio Pardo, Hudson Amorim de Oliveira, aponta que a entidade fechou o semestre contabilizando a realização de 17 cursos oferecidos pelo Senar/MS. A previsão, de acordo com ele, é terminar 2019 com um volume de 34 a 36 capacitações. Para mais detalhes, ligue para (67) 3238-1395 ou mande e-mail para: sindicatoruralribasdoriopardo@gmail.com.

EM RIO NEGRO, SENAR/MS PROMOVE CERCA DE QUATRO CURSOS POR MÊS O Sindicato Rural de Rio Negro e o Senar/MS estão promovendo, em média, quatro cursos por mês. Em agosto, um dos destaques da programação, conforme o presidente, Henrique Mitsuo Vargas Ezoe, foi o treinamento de “Utilização de drones como tecnologia de precisão”. Para mais informações, ligue para (67) 3278-1011 ou mande um e-mail para: srrionegro@hotmail.com.

SINDICATO DE SONORA OFERECE CURSO DE PRODUÇÃO DE ALIMENTOS SAUDÁVEIS O Sindicato Rural de Sonora, presidido por Silmara Régia Bonfim de Oliveira, e o Senar/MS ofereceram neste mês de agosto a produtores e trabalhadores rurais do município e região o curso de “Produção de Alimentos Saudáveis”. O objetivo da capacitação foi auxiliar os participantes a prepararem receitas saudáveis com produtos adquiridos na região. Para mais detalhes, ligue para: (67) 3254-4196 ou mande e-mail para: sindicatorural_sonora@hotmail.com.

sistemafamasul.com.br

17


GIRO RURAL SINDICATO RURAL DE TACURU E SENAR/MS PROMOVEM ENTRE DOIS E TRÊS CURSOS POR MÊS O Sindicato Rural de Tacuru e o Senar/MS estão promovendo entre dois e três cursos por mês. Em agosto, por exemplo, as capacitações oferecidas foram as de “Criação de Bezerras e Novilhas para a Produção de Leite” e de “Produção de Conservas de Frutas”. A presidente, Maria Neide Casagrande Munaretto, destacou a importância da qualificação para atender à crescente demanda por mão de obra no município e região. Mais informações pelo telefone: (67) 3478-1070 ou pelo e-mail: srtacuru@hotmail.com.

SINDICATO RURAL DE TAQUARUSSU E SENAR/MS OFERECEM ASSISTÊNCIA TÉCNICA E CURSOS O Sindicato Rural de Taquarussu e o Senar/MS estão oferecendo Assistência Técnica e Gerencial a produtores de hortaliças e cursos de capacitação. Neste mês de agosto, o treinamento oferecido, segundo o presidente Claudinet Vicente Crivelli, foi o de “Processamento de Carne de Peixe”. Mais informações pelo telefone: (67) 3444-1399 ou pelo e-mail: sindicatoruraldetaquarussu@bol.com.br.

SINDICATO RURAL DE VICENTINA PROMOVE DE UM A DOIS CURSOS POR MÊS A pedido do Sindicato Rural, o Senar/MS promove de um a dois cursos por mês no município. Até julho, as instituições já contabilizavam, conforme o presidente, Valter Dalla Valle, 13 capacitações. Uma das mais demandadas foi a de “Informática Básica”, que já foi oferecida três vezes em 2019. Para mais detalhes, ligue para: (67) 99812-6830 e-mail: sindvicentina@hotmail.com.

18

senarms.org.br


BOLETIM CASA RURAL

AGRICULTURA

/sistemafamasul www.senarms.org.br | www.sistemafamasul.com.br


Profile for famasul

Informativo Sistema FAMASUL - Edição 35/2019  

Informativo Sistema FAMASUL - Edição 35/2019  

Profile for famasul
Advertisement