Issuu on Google+

LICENSING BRASIL

www.licensingbrasil.com nov/dez ano 3 nº 27

licensing Brasil

Meeting 2011:

www.licensingbrasil.com

Em terras mais civilizadas, explore sob orientação!

ano 3 nº 27 espaço palavra editora e arte Capa LB27.indd 1

10/27/11 2:20 PM


ANUNCIOS.indt 2

10/19/11 11:14 AM


ANUNCIOS.indt 3

10/19/11 11:14 AM


íNDICE

(28)

27 e 28 de setembro de 2011 Centro Fecomercio de Eventos  São Paulo/SP

Mais informações Tel: (11) 5092 5588 contato@epeditora.com.br

www.lbmeeting.com.br

(64)

Excelente oportunidade para conhecer novas marcas, trocar experiências e fechar negócios! Propriedade no Assunto O evento que direciona o mercado nacional de licenciamento. Palavra da Abral

27 e 28

8 setembro

CENTRO

10 FECOMERCIO

DE EVENTOS são paulo - sp Inscreva-se Curtas do Licenciamento 12 www.lbmeeting.com.br

Internacional 20 Mais informações: Tel: (11) 5092 5588

REALIZAÇÃO:

Entrevista 24

(70)

Capa – Licensing Brasil Meeting 2011 28 Pesquisa – Opinião dos visitantes - Licensing Brasil Meeting 2011 52 Em Destaque – Na prancha ou no shape 54 Vitrine – Moda praia 64 Novos Negócios – Rapunzel foi coroada a décima princesa Disney 68 Especial – Meus Prêmio Nick 2011 70 Consumo – As poderosas da nova classe média 72 Tendência – Play Consultoria 80 Design – Estúdio n’Ovo 82

6 INDICE.indd 6

LICENSING BRASIL

10/27/11 10:40 AM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 2:21 PM


editorial

Novos negócios

impulsionam o mercado

A

lém da busca e da veiculação de informações sobre o setor brasileiro de licenciamento, nosso objetivo é oferecer a possibilidade de novos

Ano 3 – Ed. 27 – Nov/Dez – 2011 Espaço Palavra Editora e Arte Ltda.

‹ Direção-geral e jornalista responsável › Marici Rosana Ferreira (MTb 36727)

‹ Conselho Editorial ›

David Diesendruck (Redibra), Ênio A. Kohler (Lepper), Kiko Smitas (Fantasias SulAmericana), Ana Amélia de Cesaro e Aurélia Picoli (Play Consultoria Infantil), Marici Foroni (Foroni), Gustavo Bacchi (Riclan), José Martins (Panini), Marcus Macedo (Exim), Edson Sawa (Regina Festas) e Germano Costa (Brandili).

negócios na área. É por isso que alguns eventos tornaram-se plata-

formas de ações encabeçadas pela Revista Licensing Brasil. Para conhecer a trajetória que nos leva até o atual contexto, leia a minha entrevista e saiba mais sobre nosso trabalho. Ainda no cenário de gerar oportunidades, confira a cobertura do Licensing Brasil Meeting 2011. Números do evento, as marcas que chegam ao Brasil, os executivos presentes, os destaques do ano... O encontro foi recorde de público e de realização de parcerias.

‹ Revisão ›

As tendências, envolvendo marcas e produtos, desta edição ficam por con-

‹ Redação ›

ta dos temas Surfe e Skate na matéria Em destaque e Moda Praia na Vitrine.

Renata Del Nero Camila Guimarães Kika Martins

‹ Arte ›

Wilson Alves Victor Ichiba

Analise as possibilidades de explorar esses nichos. Outra convergência evidenciada e publicada em nossas páginas é a mudança de comportamento das mulheres da nova classe média. A pesquisa realizada

‹ Estagiária ›

Priscila Mazochi

pela Editora Abril, em parceria com o Data Popular, revela informações relevan-

‹ Departamento comercial ›

tes para quem atua com o segmento feminino adulto. Espie quem são e o que

Alessandra Aragon Frate Daiane Cássia

‹ Assistente administrativa › Natânia Soares

‹ Marketing ›

querem essas poderosas do consumo. A coroação da nova princesa Disney e outras inúmeras novidades que envolvem marcas e empresas completam a última edição de 2011 da revista Licensing Brasil.

Livia Gimenes Luiz Paulo Ferreira

Este ano foi excelente para o licenciamento, concorda?

‹ International Sales ›

Então, que tal continuarmos nessa sintonia no próximo ano?

Multimedia, Inc. (USA) Tel. +1-407-903-5000 E-mail: info@multimediausa.com

‹ Administração, publicidade e redação › Rua Arapapi, 45 Indianópolis – São Paulo CEP: 04516-020 Tel. (11) 5092-5588/ (11) 5094-0403 E-mail: contato@epeditora.com.br [ Assinaturas ] (11) 5092-5588 ou pelo site www.epeditora.com.br

Conte com a gente! Um ótimo finzinho de 2011 e começo de 2012! Até mais. Marici Ferreira. - diretora -

As matérias assinadas são de responsabilidade dos autores e podem ser reproduzidas, desde que citada a fonte. As fotos utilizadas nesta edição pertencem ao banco de imagens da Revista Licensing Brasil e podem ser utilizadas desde que citada a fonte. A Revista Licensing Brasil possui distribuição nacional para diretores, gerentes de marketing e demais pessoas envolvidas no mercado de licenciamento dos setores de publicidade, acessórios, alimentos, brinquedos, canais de TV, confecção, cosméticos, higiene e limpeza, papelaria, promocional, tecnologia e informática. Profissionais de outros setores poderão adquirir os exemplares por meio da assinatura da revista. ERRATA: Na notinha da edição nº 26, página 22, com o título “Sunny apresenta linha dos Power Rangers” o último parágrafo não tem relação com a empresa em questão. Foi um erro de diagramação. Para informações sobre os produtos da Sunny Brinquedos, acesse: www.sunnybrinquedos.com.br Errata: Na matéria empresa da última edição, na qual publicamos o trabalho da licenciada Editora Alto Astral, saiu errado o nome do agente licenciador da propriedade Lazy Town. Quem agencia a marca no Brasil é a Pro-enter.

6

EDITORIAL.indd 6

Camila Guimarães

Marici Ferreira

Livia Gimenes

Luiz P. Ferreira

Daiane Cássia

Natânia Soares

Kika Martins

Alessandra Frate

Wilson Alves

Victor Ichiba

Priscila Mazochi

10/27/11 10:47 AM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 2:22 PM


propriedade no assunto As marcas, hoje em dia, possuem diversas ferramentas para elaborar histórias com grandes ideias que mudam as percepções e os comportamentos para os próximos anos.”

Todas as empresas são falíveis, mas é preciso agir rapidamente e com transparência.” Marcos Hiller, coordenador de MBA em “branding” da Trevisan Escola de Negócios. Fonte: iG – 11/10/2011

Chris Andersen, curador do evento TED. Fonte: Meio & Mensagem – 10/10/2011

As expectativas de estabilidade na receita das empresas nos próximos meses indicam que os proprietários de MPE também trabalham com essa possibilidade. O sinal amarelo está aceso.” Bruno Caetano, superintendente do Sebrae em São Paulo.

A divisão de games da Warner Bros, a WB Games, já é a segunda maior empresa do mercado brasileiro com títulos como FIFA, F1, Need for Speed, Mortal Kombat, Lego Batman, Harry Potter e Batman: Arkham Asylum.” Marcos Bandeira de Mello, gerente-geral da WBCP Brasil.

Fonte: Exame.com – 11/10/2011

A internet facilita o acesso a informações e a troca de sugestões. Após uma pesquisa, o consumidor tem a certeza de comprar o produto mais barato e recomendado.” Pedro Eugênio, CEO e criador do Busca Descontos.

8 Propriedade.indd 8

A internet torna o varejo mais competitivo. Por que ir até a loja? Ela precisa criticamente inovar mais do que antes, trazer um diferencial e criar uma relação. O design deve atrair mais.” Nelly Sitbon, sócia da agência francesa Chasseurs d’Influences. Fonte: Mundo do Marketing – 6/10/2011

LICENSING BRASIL

10/27/11 10:52 AM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 2:23 PM


Por Sebastião Bonfá

palavra da abral Filmes de longa-metragem, personagens clássicos e novos, marcas famosas, celebridades, tudo é licenciável em um dos mercados que mais cresce no mundo.

O

mercado de licenciamento apresenta uma ma-

seus personagens e depois, com o advento da digitalização,

turidade e um crescimento sustentável, com

primeiro, e mais recentemente o 3D, em longas campeões

uma rapidez inimaginável, há cerca de sete ou

de bilheteria, produzidos em computação gráfica.

oito décadas, quando a garotada se deliciava compran-

E, da tela, os heróis saltaram para o cotidiano das pes-

do os gibis que traziam as aventuras dos grandes heróis

soas, transformando seus personagens e heróis em obje-

americanos, muitos deles criados como esforço de guerra

tos de desejo de crianças e adultos, por meio do licencia-

de Tio Sam contra os desvarios nazistas de Hitler. Com

mento de uso e marca para produtos de consumo.

a Europa dominada pela Alemanha, os gibis ganharam mercado na América do Sul e, em especial, no Brasil.

O licenciamento – ainda empírico no Brasil – em função dos mercados mais avançados como os Estados

O sonho da garotada daquela época era virar Homem-

Unidos, o Japão e a Europa, é um mercado que cresceu

-Aranha, Super-Homem, Batman, Mandrake, O Fantasma,

5% no ano passado, movimentando um valor próximo

Capitão América, Os sobrinhos do Capitão, ou outros he-

a R$ 5 bilhões. E o cinema ficou com a parte do leão.

róis que povoavam suas aventuras e ilusões de infância.

Setenta por cento desse faturamento são provenientes

Não havia mercado para nada mais do que para tabloides

de produtos relacionados a entretenimento, como filmes,

de jornal, por isso o máximo que alguns conseguiam era

desenhos animados e histórias em quadrinhos.

(com a ajuda da mãe) montar uma tosca fantasia para

O sucesso da série Homem-Aranha foi o divisor de águas,

usar nos bailinhos infantis de Carnaval, famosos na época.

pois, até então, o licenciamento era limitado a desenhos ani-

No começo dos anos 1940, Walt Disney produziu

mados, e a partir daí passou a ser dominado por longas, hoje

uma série de desenhos animados, como Branca de Neve

em sua maioria em computação gráfica e em 3D.

e os Sete Anões, Dumbo, Pinocchio, Bambi, que tinham

O licenciamento no Brasil conta atualmente com cerca de

sua vida limitada ao tempo de exibição nos cinemas e

aproximadamente mil empresas  licenciadas e perto de 600 li-

reprisadas há cada sete anos.  Walt Disney dizia que a

cenças disponíveis distribuídas entre 90 agências licenciadoras,

reapresentação servia para mostrar seus desenhos à nova

sendo que a maioria é associada à Abral.

geração, com base em estudos que mostravam que a

Tudo, hoje em dia, é licenciável. Filmes de longa-metra-

cada sete anos uma nova geração de crianças é formada.

gem, personagens, livros, antigos heróis de quadrinhos, de-

O licenciamento no Brasil começou há aproximada-

senhos animados, novelas de  TV, clubes esportivos e atletas

mente 40 anos com Hanna Barbera, o próprio Disney, no

famosos de todas as modalidades, carros, celebridades, Copa

caso representado pelo pioneiro Elcan Diesendruck, e o

do Mundo, programas de TV.

brasileiro Mauricio de Sousa e sua Turma da Mônica.

Pense  em um nome, em uma atividade ou um uten-

Inicialmente restrito a revistinhas, foi ampliando o

sílio e adivinhe se não pode se criar uma licença em torno

leque de produtos licenciados, entrando no campo de

dele, criando um produto de consumo que pode torná-lo

brinquedos, produtos escolares, alimentos e vestuário.

rentável no mundo dos negócios.

O sonho dos meninos que compravam o gibi acabou tornando-se realidade, e os heróis foram encampados

Sebastião Bonfá é presidente da Associação Brasilei-

pelos cineastas, inicialmente com atores interpretando

ra de Licenciamento (Abral). LICENSING BRASIL

Palavra da Abral.indd 10

10/27/11 10:53 AM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 2:24 PM


curtas

licenciamento do Brinquedos Estrela licencia uma de suas mais tradicionais marcas: a boneca Susi A Brinquedos Estrela buscou inspiração no perfil das teens e tweens brasileiras para traçar o perfil de sua primeira marca licenciada: a Susi. Desde 1966 no portfólio da empresa, a boneca é a menina dos olhos da estrela. A fashion doll que desde a década de 1960 vem traduzindo a moda e o comportamento de diversas gerações de meninas, agora vai virar personagem de licenciamento por intermédio da Exim Licensing. A boneca foi transformada em desenho e ganhou um guia de estilo focado em temas, todos relacionados ao dia a dia das meninas de 5 a 12 anos de idade, que serão o público-alvo dos produtos que devem surgir com as estampas de Susi. “Esta é a primeira vez que um programa de licenciamento deste alcance é totalmente desenvolvido no Brasil para uma propriedade brasileira. Além do guia de estilo de Susi, criamos também um completo guia de embalagens e de artigos de exposição para o ponto de venda. O material é bem completo e estamos otimistas com os retornos que obtivemos até agora e vislumbramos boas oportunidades de negócio com esta nova licença”, afirma Marcus Macedo, gerente-geral da Exim Licensing. Já está fechado que Susi estará nas lojas Pernambucanas com uma coleção de roupas e acessórios para o próximo verão. A IBC contemplará toda a linha editorial nos três canais de vendas do segmento: bancas, livrarias e porta a porta. Já para a linha escolar, o novo programa inicia-se nesse próximo Volta às Aulas com uma coleção de cadernos pela Credeal e de mochilas com a Xeryus. Nos próximos meses, devem ser fechadas parcerias com empresas dos segmentos de cosméticos, cama e banho e calçados. Susi, a garota cheia de atitude, pede licença e deve se propagar entre os artigos voltados para as garotas. A meta da Brinquedos Estrela é multiplicar essas parcerias até o fim de 2012.

Mutante Rex é a nova licença da Brandili para meninos A coleção primavera Brandili apresenta novos produtos com exclusividade para meninos aventureiros e cheios de atitude: é a linha Generator Rex, inspirada no desenho animado infantil conhecido no Brasil como Mutante Rex. Disponíveis nos tamanhos 4, 6, 8 e 10, as opções variam de camisetas a conjuntos em diferentes cores e modelos. No desenho, transmitido pelo Cartoon Network e recém-estrelado na programação infantil do SBT, Mutante Rex, um menino de 15 anos que sofre amnésia, tem o poder de transformar partes de seu corpo em ferramentas que o ajudam a combater mutantes maléficos, os EVOs. Rex tem atitude, um senso de humor aguçado e adora aventuras. Com inspiração nesse universo, as camisetas de malha Brandili possuem estampas metalizadas, infladas e que brilham no escuro, têm gola arredondada e são superconfortáveis.

12 Curtas.indd 12

LICENSING BRASIL

10/27/11 10:56 AM


Primeira flagship store da Pretorian em São Paulo Localizada na Rua Oscar Freire, a mais sofisticada de São Paulo, a primeira flagship store da Pretorian (PTRN) oferece desde as peças da marca até motos e carros customizados. O imponente prédio de quatro andares traduz o conceito de moda ali enraizado: compreender a multiplicidade de interesses e agregar os diferentes estilos do homem. A PTRN explora esse conceito mesclando o mundo fashion com o universo das lutas. E ao tentar compreender a multiplicidade de interesses do homem contemporâneo, oferece diferentes modelos de carteiras de couro, para atender a todos os gostos. Além das carteiras, os clientes também poderão encontrar na loja a coleção de roupas masculinas e femininas da PTRN, capacetes, cintos e acessórios de renomadas marcas internacionais vendidos ali com exclusividade, como os óculos Black Flys e as botas e os sapatos Dr. Martens.

Bolsas e acessórios “Sex and the City” chegam ao Brasil A marca internacional da HBO “Sex and the City”, fabricada pela Kikers, acaba de ter sua primeira coleção de bolsas e acessórios lançada no Brasil. A linha conta com bolsas, nécessaires, cintos e carteiras e é toda inspirada em marcas internacionais, como Chanel, Luis Vuitton, Mulberry, Alexander Maqueen, e, claro, que nas personagens da série e dos filmes Carri, Samantha, Charlotte e Miranda. Todos os produtos são em couro sintético com um toque e textura, como o de avestruz, bem semelhante ao couro e ricas em detalhes e ferragens. As peças contam ainda com placas que levam o nome da marca e um chaveiro fofo que pode ser usado na bolsa.

Caloi entra em campo e marca gol de bicicleta nos jogos da Seleção Marca líder em bicicletas no Brasil, a Caloi fechou uma parceria com a empresa europeia SportSeen para expor seu nome em placas publicitárias nos últimos próximos dois jogos da Seleção Brasileira de futebol, as partidas realizadas contra Costa Rica e México. O slogan da marca “Caloi Movimentando a Vida.” foi exibido durante três minutos em cada um dos jogos, que foi transmitido ao vivo na Rede Globo e em canais internacionais. “A Caloi hoje é a maior fabricante de bicicletas fora do sudeste asiático e esse investimento ajudará ainda mais a fortalecer a marca no Brasil e internacionalmente”, explica a diretora de marketing da empresa, Juliana Grossi, que completa: “Essa ação coroa o grande momento que a marca vive. Esse ano inauguramos nosso escritório na China e estamos alcançando o número histórico de 1 milhão de bicicletas vendidas”.

Nov/Dez 2011

Curtas.indd 13

13 10/27/11 10:56 AM


curtas

licenciamento do Diplomata e Warner lançam linha de mochilas 3D Em parceria com a Warner Bros Consumer Products (WBCP), uma das empresas líderes no segmento de licenciamento em todo o mundo, a Diplomata acaba de lançar uma coleção premium de mochilas e lancheiras voltada para crianças de 2 a 10 anos de idade. Os produtos, moldados em EVA – uma borracha não tóxica que mistura alta tecnologia de Etil, Vinil e Acetato –, são mais resistentes e contam com um sistema exclusivo de rodas que facilitam o trajeto da criançada em escadas, calçadas e outras superfícies com relevo. Os itens já estão disponíveis nas principais lojas especializadas em acessórios de viagem de todo o País, papelarias e lojas de brinquedos e de presentes. “Buscamos parceiros que possam oferecer diferenciais ao mercado e que, ao mesmo tempo, tenham qualidade, sejam criativos e agradem ao público-alvo. Os personagens escolhidos para essa coleção fazem parte das marcas de grande sucesso de nosso portfólio e estamos apostando fortemente nesse lançamento”, ressalta Marcos Bandeira de Mello, gerente-geral da WBCP.

Disney Worldwide Conservation Fund distribuiu 2 milhões de dólares em 2011 O Disney Worldwide Conservation Fund (DWCF) doou 2 milhões de dólares para projetos de preservação em todo o mundo em 2011, a maior quantia já concedida em um único ano. Os beneficiários das doações do DWCF deste ano, que incluem organizações de preservação reconhecidas como o Jane Goodall Institute e o World Wildlife Fund, estão ajudando a preservar habitats, proteger espécies ameaçadas, promover a conexão das crianças com a natureza e garantir que as gerações futuras possam apreciar a vida selvagem e seus habitats. “Somos muito gratos pelo compromisso da Disney com a conservação, pois esse compromisso ajudará a garantir um futuro para os animais e os habitats que tanto prezamos”, disse Tracy Lee, vice-presidente sênior de filantropia do Jane Goodall Institute. “Esta doação é uma demonstração do compromisso da Disney de proteger o planeta e ajudar a conectar crianças e a natureza em 40 países ao redor do mundo”, disse a Dra. Beth Stevens, vice-presidente sênior de cidadania corporativa, meio ambiente e conservação da Disney. “Somos gratos aos vários cientistas, educadores e ambientalistas comunitários que dedicam suas vidas à preservação e temos muito orgulho em trabalhar com nossos apoiadores e funcionários para ajudar a garantir um futuro melhor para nosso planeta.” Desde 1995, o DWCF distribuiu quase $ 18 milhões de dólares para apoiar programas de conservação em 111 países. Para ter acesso à lista completa dos beneficiados pelas doações e para ver o Relatório de Conservação (Conservation Report) mais recente da The Walt Disney Company, acesse: www.disney.com/conservation.

14 Curtas.indd 14

LICENSING BRASIL

10/27/11 10:56 AM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 2:24 PM


curtas

licenciamento do As marcas Wimbledon, Goodyear e Volkswagen desembarcam no Brasil A IMG é uma empresa global de esportes, moda e negócios de mídia, com cerca de 3 mil funcionários que opera em mais de 30 países ao redor do globo e está de olho nos mercados emergentes da Índia, do Brasil e da China. Dentre o portfólio da empresa para negócios em território brasileiro estão as marcas mundialmente conhecidas Wimbledon, Goodyear, Volkswagen e quase todas as universidades norte-americanas. Os interessados em tais marcas devem contatar o gerente internacional de licenciamento da IMG, Marcelo Cordeiro, no escritório de Londres, pelo e-mail: marcelo.cordeiro@imgworld.com ou pelo telefone: +44 20 8233–7452.

Nova parceria: Disney e Balloontech! A Balloontech, tradicional empresa fabricante de balões de látex, iniciou uma nova fase de negócios. Agora a fabricante de balões “premium” é licenciada Disney. São oito personagens que compõem inicialmente o portfólio, entre eles, Toy Story, Princesas, Marie e o Tradicional Mickey. Todos balões têm impressão diferenciada, característica já consolidada dos balões da Balloontech.

Novo seriado “Julie e os Fantasmas” A nova série da Band, produzida em parceria com a Nickelodeon, estreou no dia 17 de outubro no canal aberto e no dia 20 de outubro na Nick. Julie e os Fantasmas conta a história de uma adolescente de 15 anos que muda de casa e acidentalmente liberta uma banda de fantasmas da década de 1980. Mas o que tinha tudo para ser um problema, acaba sendo uma solução: os fantasmas ajudam Julie a lidar com seu talento musical e a entender as dificuldades de sua paixão secreta. A Band está apostando no seriado de temática infantojuvenil, uma tradição na produção e exibição da casa, que já lançou sucessos como “Floribella” e “Dance Dance Dance”. O programa é um projeto transmídia, que compreende interação com o público e as redes sociais. Já a trilha sonora é composta por músicas de Rick Bonadio, prestigiado produtor musical. O licenciamento da marca Julie e os Fantasmas está sendo realizado pela Kasmanas.

16 Curtas.indd 16

LICENSING BRASIL

10/27/11 10:58 AM


ANUNCIOS.indt 1

10/28/11 10:11 AM


curtas

licenciamento do E-Commerce deve faturar R$ 18,7 bilhões em 2011, diz pesquisa O comércio eletrônico deve faturar R$ 18,7 bilhões em 2011, registrando um crescimento de 36% em relação ao ano passado, quando faturou R$ 14,8 bilhões. A estimativa foi feita pela Empresa de Inteligência e Comércio Eletrônico (Ebit), que divulgou um levantamento sobre o segmento, durante evento promovido pela Fecomercio, em São Paulo. Eletrodomésticos e produtos de informática lideraram as vendas virtuais no primeiro semestre deste ano. Na sequência, aparecem os produtos de informática, saúde, beleza e medicamentos, livros e assinaturas de jornais e revistas e eletrônicos. Dados apontam também que o Brasil é o quinto país com maior número de usuários de Internet (80 milhões), com 27 milhões de consumidores eletrônicos. Somente neste ano, 4 milhões de pessoas fizeram sua primeira compra on-line, sendo que 61% pertenciam a classe C. Para o Pedro Eugênio, CEO e criador do Busca Descontos – www.buscadescontos.com.br – site que reúne cupons de descontos dos principais varejistas do Brasil e é hoje o 3º maior gerador de vendas do e-commerce brasileiro, os dados do e-commerce agradam as empresas do setor: “Os números mostram um mercado ascendente. O crescimento do poder aquisitivo da classe C, a popularização da internet e a grande quantidade de lojas virtuais são fatores que colaboram com esse crescimento”, analisa.

Sanrio traz licença Kiss Hello Kitty para o Brasil Desde que foi anunciada em junho, a parceria entre a Sanrio e a banda Kiss para a criação da licença KISS Hello Kitty é notícia em todo o mundo. Agora, a Sanrio aproveitou a Licensing Brasil Meeting 2011 e lançou a novidade no Brasil também. “A Hello Kitty é ao mesmo tempo muito simples e versátil, o que nos permite trabalhar diversas parcerias que a mantém em alta ao longo desses 37 anos”, disse Chris Daniels, presidente da Sanrio do Brasil. Com o perfil roqueiro da personagem – que ganhou a maquiagem dos quatro integrantes da banda –, a companhia focará o público jovem e produtos de diversos segmentos como confecção, calçados, papelaria e acessórios. A chegada da licença KISS Hello Kitty deve reforçar ainda mais o crescimento da Sanrio na América Latina, que ampliou em 80% o número de empresas licenciadas na região no primeiro semestre do ano.

18 Curtas.indd 18

LICENSING BRASIL

10/27/11 10:58 AM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 2:25 PM


Internacional Cartoon Network anuncia acordo com o McDonald’s A Cartoon Network Enterprises (CNE), o braço de licenciamento e merchandising do Cartoon Network, realizou uma parceria com o McDonald’s para um programa de McLanche Feliz Ben 10 Ultimate Alien, para os restaurantes norte-americanos. Com base na popular série de desenhos originais do Cartoon Network, o programa Ben 10 Ultimate Alien foi realizado até 15 de setembro em todos os restaurantes McDonald’s na América do Norte. Na compra de um McLanche Feliz, os fãs da série de ação para meninos receberam uma das seis diferentes figuras translúcidas baseadas nas versões originais dos populares alienígenas da série, como todos os três alienígenas da supremacia - Humungousaur, Echo Echo e Cannonbolt - bem como Hazard Rath, Armadrillo e Water Hazard, com uma figura de Ben Tennyson. Este é primeiro programa McLance Feliz Ben 10 no McDonald’s. “Trabalhar com um líder da indústria como o McDonald’s neste primeiro McLanche Feliz é um marco muito grande para Ben 10, uma de nossas marcas de assinatura que continua a crescer e ter um bom desempenho na América do Norte e no mundo”, disse Pete Yoder, vice-presidente de produtos de consumo da CNE. A promoção McLanche Feliz Ben 10 Ultimate Alien do McDonald’s foi apoiada por uma série de elementos nas lojas, mídia e meios on-line para maximizar o conhecimento e as compras. Fonte: www.licensing.org

Mind Candy realiza parceria com Mega Brands A Mega Brands fechou uma parceria exclusiva com a Mind Candy para desenvolver brinquedos criativos dos Moshi Monsters. A empresa desenvolverá uma linha completa de conjuntos para construção Mega Bloks e quebra-cabeças inovadores em 3D para o mercado global. Os produtos chegarão ao varejo norte-americano para o Natal deste ano. “Este é um negócio extremamente animador para Moshi Monsters”, disse Darran Garnham, diretor de licenciamento global da Mind Candy. “Estamos na posição privilegiada de parceria com alguns dos mais importantes licenciados do mundo”. Fonte: licensemag.com

20 Internacional.indd 20

LICENSING BRASIL

10/27/11 11:01 AM


Novo livro: “Basics of Licen$ing” O livro “Basics of Licen$ing: How to Extend Brand and Entertainment Properties for Profit” (Noções Básicas de Licenciamento: Como ampliar as propriedades de marca e entretenimento para ter lucro) é um guia que já está disponível pela editora Kent Press. O livro de 268 páginas foi escrito pelo membro do Licensing Hall of Fame, Gregory J. Battersby, o ex-presidente da LIMA - Licensing Industry Merchandisers’ Association, Danny Simon, e é endossado pela LIMA. O preço é de US$ 17,95 para os membros da associação, US$ 24,95 para não membros e uma parte da renda vai para a instituição de caridade escolhida pela LIMA, a Children’s Brain Tumor Foundation. Fonte: www.licensing.org

Monster High em campanha contra o bullying A Mattel está utilizando a Monster High, linha número três de bonecas, depois de Barbie e de Princesas Disney, para abordar o problema de bullying nas escolas. Para auxiliar no esforço, os executivos da Mattel uniram-se a Lauren Parsekian e Molly Thompson, criadoras da Kind Campaign (Campanha da Gentileza, em inglês), um movimento popular que oferece uma solução de capacitação para o bullying. Amigas na Universidade Pepperdine, Lauren Parsekian e Molly Thompson começaram a campanha há dois anos e estão percorrendo o país para levar sua mensagem — que é legal ser gentil — a meninas do ensino fundamental. “Em outubro começamos a nossa terceira turnê nacional”, disse Lauren. Seu esforço chamou a atenção de rádios e canais de televisão, incluindo personalidades como Dr. Phil e Ryan Seacrest, e a empresa Mattel. “O movimento teve uma grande repercussão na empresa”, disse Lori Pantel, vice-presidente de marketing de produtos para meninas da Mattel, que ouviu as duas mulheres em uma entrevista de rádio com o Ryan Seacrest. “Gostamos da abordagem baseada em uma solução para algo que estava se tornando um problema sério na cultura americana”, avaliou. A parceria é uma boa combinação para ambos os lados. Para a Mattel, oferece uma chance de fortalecer a marca Monster High, que abrange uma gangue de adolescentes imperfeitas e seus defeitos estranhos. “É incrível a rapidez com que se envolveram com a nossa marca”, disse Lori Pantel. “Elas nos dizem: obrigado por fazer uma boneca e histórias sobre não ser perfeito”. Fonte: www.nytimesglobal.com

Nov/Dez 2011

Internacional.indd 21

21 10/27/11 11:01 AM


Internacional Saban cria urso Power Rangers A marca Saban realizou parceria com a Build-A-Bear Workshop para a fabricação de um urso de pelúcia vestindo uma fantasia do Red Power Rangers Samurai, da nova série de ação “Power Rangers Samurai”, que vai ao ar na Nickelodeon. O urso fantasiado já está disponível no mercado norte-americano. Fonte: licensemag.com

Linha de vestuário dos Ursinhos Carinhosos crescerá ainda mais no Reino Unido Uma nova linha de roupas dos clássicos Ursinhos Carinhosos será lançada neste outono norte-americano, como resultado do acordo firmado entre a Poetic Gem, a American Greetings Properties e seu agente de licenciamento no Reino Unido, a CPLG. A parceria aumentará ainda mais o negócio de vestuário dos Ursinhos Carinhosos no Reino Unido e na Irlanda, com uma linha de camisetas em estilo retro para meninas, pré-adolescentes e mulheres. “Estamos muito animados em trabalhar com a Poetic Gem para expandir um programa bem-sucedido de licenciamento e roupas dos Ursinhos Carinhosos no Reino Unido”, disse Carla Silva, vice-presidente de licenciamento global da AGP. Fonte: licensemag.com

Nelvana prepara comemorações do 40º aniversário A Nelvana foi para a Mipcom com grandes planos para celebrar seu 40º aniversário. E, antes da exposição de Cannes, a empresa obteve um acordo de transmissão para sua propriedade Squirrel Scaredy com a Disney Channel e Disney XD na Europa e em outros países. Os territórios de lançamento incluem França, Espanha, Benelux, Alemanha, Grécia, Turquia, Escandinávia, Oriente Médio, África e Japão. Squirrel Scaredy é baseado na série de livros infantis da autora canadense Mélanie Watt. “Estamos entusiasmados com a parceria com os canais da Disney para introduzir Squirrel Scaredy para as crianças e suas famílias em tantos países”, disse Jerry Diaz, vice-presidente de vendas globais da Nelvana Enterprises. “Estamos confiantes que o público em todo o mundo vai se relacionar com o nosso esquilo peculiar, mas adorável, reforçando a qualidade e o humor da história que sempre transcendem as fronteiras.” Fonte: www.licensing.biz

LICENSING BRASIL

Internacional.indd 22

10/27/11 11:01 AM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 2:26 PM


entrevista

Marici Ferreira “A Revista Licensing Brasil é hoje reconhecida editorial e comercialmente”

“E

m 1996 comecei a trabalhar na Full Time Editora com diversas revistas segmentadas. Era ge-

rente-geral de seis títulos, entre elas a Revista Lojas Brinquedos. Em 2000 fui para a Editora Photon e lançamos o título Mundo Infantil, no qual trabalhei até 2003. Nessa mesma época trabalhava como representante comercial na Revista Papel e Arte. Ainda em 2003 abri minha editora, a Espaço Palavra Editora e Arte. Em que contexto se envolveu com o mercado de licenciamento? O foco de meu trabalho sempre foi o mercado brasileiro de brinquedo. Nesse setor o licenciamento já começava a aparecer em alguns produtos e, em 2000, fui conhecer a feira de licenciamento em Nova York, nos Estados Unidos. Fiquei encantada. Fiz a primeira cobertura da feira e, a partir daí, criamos uma seção sobre licenciamento, tema que passou a ter espaço em

Marici Ferreira, editora da Espaço Palavra

todas as edições da Revista Mundo Infantil. nova-iorquina. Na volta, ainda no avião, meu maComo surgiu a ideia de montar uma re-

rido deu a ideia de elaborar um caderno sobre o

vista focada no setor brasileiro de licencia-

tema licenciamento dentro da revista. Foi nesse

mento?

exato momento que decidi, além de ampliar o

Em 2005, completando um ano de atividade

tema na Brinquedo, criar uma publicação destina-

de minha editora, que até então focava todas

da ao mercado brasileiro de licenciamento. Assim

as atenções para a Revista Espaço Brinquedo,

que desembarquei, eu e minha equipe começa-

fui novamente cobrir a feira de licenciamento

mos a esboçar a Revista Licensing Brasil. 

24 Entrevista.indd 24

LICENSING BRASIL

10/27/11 1:56 PM


Quais os desafios da publicação tanto do ponto de vista editorial quanto do comercial? Já estão superados? Como naquela época o licenciamento era um

As empresas no Brasil conhecem pouco sobre

negócio novo, a escassez de informações, não

o assunto, então esses

apenas sobre o cenário do setor nacional, mas

encontros são excelentes

também a falta de know-how das empresas que

oportunidades

já atuavam com o licenciamento foram grandes entraves no início da publicação. A dificuldade em pautar a revista era uma realidade que aos

Outras plataformas de negócios surgiram

poucos, por meio de muito trabalho, foi sendo

apoiadas pela publicação. Quais são essas ações

superada. Ainda encontramos certa barreira por

e de que maneira promovem o mercado de licen-

parte de algumas companhias que insistem em

ciamento?

não divulgar informações de sua atuação com o

Atualmente fazem parte do segmento de licen-

licenciamento. E, infelizmente, agindo dessa ma-

ciamento da editora o Concurso de Criação de Per-

neira, não colaboram com o crescimento do mer-

sonagens, o Fórum Licensing Brasil, o Licensing Brasil

cado e com a difusão do assunto. Mas sabemos

Meeting e o mais recente projeto, o Prêmio Licensing

que esse fato faz parte do processo de amadure-

Brasil. Paralelamente a essas plataformas, estamos

cimento do setor e que elaborar o conteúdo da

investindo nossos esforços nas mídias sociais que é

revista será cada vez mais tranquilo. Já por parte

hoje uma ferramenta de negócios espetacular. Es-

dos agentes licenciadores, sempre tivemos todo

tamos no twitter e no facebook. Temos também o

o respaldo editorial necessário para a elaboração

blog e o portal que são diariamente atualizados com

de matérias. São colaboradores fundamentais

notícias do setor.

para a publicação.

Mas, apesar de cada iniciativa ter suas peculiarida-

Comercialmente, algumas empresas nos apoia-

des, o principal objetivo de todas é fomentar o setor.

ram de imediato. Estão conosco desde o começo

É propor a análise e a discussão do tema. É reunir pro-

o Cartoon Network, a Creative, a Exim, a ITC e a

fissionais para a troca de ideias e a realização de negó-

Redibra. Toda publicação tem um tempo de ma-

cios. A difusão do tema e o movimento do mercado é

turação de cinco anos para provar a existência

nossa principal missão.

da periodicidade, do conteúdo e da distribuição. A Revista Licensing Brasil é hoje referência de

O Fórum Licensing Brasil e o Licensing Brasil

mercado, tanto para os agentes licenciadores

Meeting surgiram para suprir qual lacuna merca-

quanto para os fabricantes, os importadores e

dológica? Qual o balanço desses encontros?

os varejistas. A publicação é hoje reconhecida editorial e comercialmente.

Nov/Dez 2011

Entrevista.indd 25

São iniciativas criadas para divulgar o tema no País. As empresas no Brasil conhecem pouco sobre o assunto, então, esses encontros são excelentes opor-

25 10/27/11 1:56 PM


entrevista tunidades de estar perto de companhias licenciadas e de conversar com experts no assunto.  O saldo é muito positivo em ambos os eventos. O

Apesar de cada iniciativa ter suas peculiaridades, o

número de participantes é cada vez maior e o setor

principal objetivo de todas é

está a cada ano mais preparado para atender às expec-

fomentar o setor

tativas e demandas dos profissionais que comparecem. A quarta edição do Licensing Brasil Meeting

Qual sua análise sobre o licenciamento no

aconteceu em setembro. Qual a importância des-

Brasil? Há fatores que indicam  a chegada de ten-

se evento para o setor? Qual o resultado dessa

dências nesse segmento?

iniciativa?

O Brasil é o país do momento. Sou muito otimista

O evento segue o modelo das feiras de licenciamento

e, mesmo com todas as notícias de crise, acredito que

internacionais. Reunimos em dois dias os principais agentes

o brasileiro sempre é muito criativo. Gosto muito da

licenciadores, que detêm as maiores propriedades para o

frase “Enquanto uns choram, outros vendem lenços”

licenciamento de produtos, com as empresas interessadas

e acho que esse princípio faz parte do DNA do empre-

em adquirir o direito de tais marcas para sua linha.

sariado brasileiro. Sobre tendências aposto no licen-

De maneira geral, o resultado é sempre satisfatório

ciamento esportivo por causa da Copa do Mundo de

para os expositores, os palestrantes e os visitantes. A

2014 e das Olimpíadas de 2016. Além disso, acredito

cada ano, profissionais de outros estados e até países

no licenciamento de marcas adultas e corporativas.

veêm ao meeting e a concretização de negócios é cres-

O segmento infantil terá sempre novidades e estará

cente. Já estamos planejando 2012 com algumas mu-

sempre em alta.

danças que atenderão de forma ainda mais profissional a demanda tanto de liceciadores quanto de visitantes.

Algum recado para os profissionais envolvidos com o setor brasileiro de licenciamentos?

Novos projetos que envolvem o mercado brasi-

Gostaria que os agentes licenciadores compre-

leiro de licenciamento estão nos planos da editora?

endessem que eles são os principais responsáveis

Sempre. Minha equipe está constantemente pen-

pelo sucesso desse negócio e que agir com profis-

sando e esboçando projetos para esse nicho, mas nos-

sionalismo, ética, honestidade e união é a receita

sa experiência nos faz aguardar pelo momento mais

do sucesso.

adequado para a execução de tais ideias. 

LICENSING BRASIL

Entrevista.indd 26

10/27/11 1:56 PM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 2:27 PM


Capa

Quarta edição do evento gerou demanda de negócios da ordem de 600 milhões de reais Fotos: Marcelo Moscardi e Marcio Moscardi

O

Retrospectiva – LBMeeting

maior evento de licenciamento da América

Visitação

Latina, o Licensing Brasil Meeting, aconte-

2008 – 180 profissionais

ceu nos dias 27 e 28 de setembro, em São

2009 – 300 profissionais

Paulo, no Centro Fecomércio de Eventos. O encontro

2010 – mais de 700 profissionais

que reúne os principais agentes licenciadores de marcas

2011 – mais de 1.200 profissionais

com fabricantes e varejistas interessados em licenciar sua linha de produtos foi recorde de público, gerando

Número de agentes participantes

demanda de negócios da ordem de 600 milhões de reais.

2008 – Screens de oito empresas

Comprovando que a iniciativa da Revista Licensing Brasil

2009 – Screens de 11 empresas

é uma excelente oportunidade para conhecer novas

2010 – Screens de 15 de empresas

marcas, trocar experiência e fechar negócios.

Expositores (500m2 de feira): 23 empresas

Mais de 1.200 profissionais, dentre eles fabricantes de todos os segmentos da indústria nacional,

2011 - Screens de 17 empresas Expositores (1.000 m2 de feira): 25 empresas

importadores, varejistas, profissionais de publicidade e comunicação, estiveram nos dois dias de evento e

Novos negócios

puderam visitar os 25 estandes que apresentaram, ao

(*números aproximados)

todo, cerca de mil marcas disponíveis para produtos

2008 – 100 milhões de reais*

de consumo.

2009 – 200 milhões de reais* 2010 – 500 milhões de reais* 2011 – 600 milhões de reais*

28 Mat Capa1.indd 28

10/28/11 10:05 AM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 2:27 PM


Capa Vitrine de apostas! Selecionamos três marcas de cada companhia que prometem fazer sucesso no ponto de venda em 2012 e 2013. Analise as propriedades e invista no licenciamento de produtos.

Fundação Xuxa Meneghel

Turma da Xuxinha

Xuxa (para Baixinhos)

Público-alvo: crianças de todas as idades.

Público-alvo: crianças de 0 a 6 anos de

Público-alvo: meninas a partir de 6 anos

Agente: Xuxa Produções.

idade.

de idade.

Agente: Xuxa Produções.

Agente: Xuxa Produções.

Turma da Mônica Toy Público-alvo: a partir de 14 anos de idade. Agente: Mauricio de Sousa Produções.

Turma Ícones Público-alvo: 0 a 90 anos de idade. Agente: Mauricio de Sousa Produções.

Lilica Ripilica e Tigor T. Tigre Público-alvo: 4 a 6 anos de idade, ambos os sexos. Agente: Angelotti.

Jullie Jullie Público-alvo: 9 a 19 anos de idade, ambos os sexos. Agente: Angelotti.

Turma da Mônica Público-alvo: 0 a 90 anos de idade. Agente: Mauricio de Sousa Produções.

Fittipaldi Público-alvo: homens acima de 35 anos de idade. Agente: Angelotti.

LICENSING BRASIL

Mat Capa1.indd 30

10/27/11 11:14 AM


Bad Boy Público-alvo: masculino; pessoas cheias de atitude com espírito de vitória e perseverança.

X Games Público-alvo: masculino de 8 a 18 anos de idade. Praticantes e simpatizantes de esportes radicais. Agente: Global Licenses.

Pânico Público-alvo: jovens Agente: Global Licenses.

LazyTown Público-alvo: meninos e meninas de 4 a 8 anos de idade. Agente: Pro-enter.

Noddy Público-alvo: meninos e meninas de 2 a 5 anos de idade. Agente: Pro-enter.

NODDY IN TOYLAND™ © 2011 CRL

Agente: Global Licenses.

SFC (Santos Futebol Clube) Público-alvo: torcedores do clube de qualquer idade. Agente: Pro-enter.

Avengers Público-alvo: meninos 6 a 11 anos de idade, pré-adolescentes, adolescentes e adultos. Agente: Disney.

Mat Capa1.indd 31

Amazing Spider-Man Público-alvo: adolescentes entre 16 e 19 anos de idade e adultos. Agente: Disney.

Phineas e Ferb Público-alvo: meninos de 6 a 12 anos de idade. Agente: Disney.

31 10/27/11 11:14 AM


Capa

Capricho Público-alvo: garotas adolescentes. Agente: Abril Marcas.

Recreio Público-alvo: crianças de 6 a 11 anos de idade, ambos os sexos. Agente: Abril Marcas.

Boa Forma Público-alvo: mulheres adultas que se interessem por bem-estar, beleza, nutrição e fitness. Agente: Abril Marcas.

BondiBand Público-alvo: meninos e meninas de 4 a 8 anos de idade. Agente: Exim.

Power Rangers Público-alvo: meninos de 6 a 10 anos de idade. Agente: Exim.

Romero Britto Público-alvo: jovens e adultos maiores de 25 anos de idade. Agente: Exim.

Valentina di Guido Crepax Público-alvo: feminino, jovem e adulto. Agente: Creative.

Naruto Shippuden Público-alvo: masculino, infantojuvenil. Agente: Creative.

Luluzinha Teen Público-alvo: feminino, infantojuvenil. Agente: Creative.

Chuck&Friends Público-alvo: pré-escolar, 3 a 6 anos de idade. Agente: Hasbro.

Transformers - The Animated Series Público-alvo: meninos de 4 a 8 anos de idade. Agente: Hasbro.

My Little Pony Público-alvo: meninas de 4 a 8 anos de idade. Agente: Hasbro. LICENSING BRASIL

Mat Capa1.indd 32

10/27/11 11:14 AM


Sugar & Babe Público-alvo: acima de 14 anos de idade. Agente: Faresak.

Playstation Eye Pet e Modnation Racers Público-alvo: infantil. Uncharted, Ratched & Clank Público-alvo: adolescentes. Killzone e God of War Público-alvo: jovens adultos. LittleBigPlanet: Público-alvo: toda a família. Agente: ITC.

Bananas de Pijamas Público-alvo: crianças entre 0 e 5 anos de idade. Agente: Kasmanas.

Nov/Dez 2011

Mat Capa1.indd 33

Gorjuss Público-alvo: acima de 10 anos de idade. Agente: Faresak.

Anne Geddes Público-alvo: bebês. Agente: Faresak.

Smurfs Público-alvo: toda a família. Agente: ITC.

Bratz Público-alvo: garotas de 5 a 12 anos de idade. Agente: ITC.

Pretorian Público-alvo: jovens e adultos entre 15 e 50 anos de idade.  Agente: Kasmanas.

Sou Fã de Criança Público-alvo: pré-adolescentes, adolescentes, jovens e adultos. Agente: Kasmanas.

33 10/27/11 11:14 AM


Capa

Barbie Público-alvo: meninas de 4 a 12 anos de idade. Agente: Mattel.

Monster High Público-alvo: meninas de 6 a 12 anos de idade. Agente: Mattel.

Team Hot Wheels Público-alvo: meninos de 4 a 12 anos de idade. Agente: Mattel.

Winx Público-alvo: meninas de 4 a 7 anos de idade. Agente: Nickelodeon.

Tartarugas Ninja Público-alvo: meninos de 6 a 11 anos de idade. Agente: Nickelodeon.

Dora, A Aventureira Público-alvo: meninas de 2 a 5 anos de idade. Agente: Nickelodeon.

Mig & Meg Público-alvo: crianças de 0 a 12 anos de idade. Agente: Opta Brasil.

A Turma do Xaxado Público-alvo: crianças de 0 a 12 anos de idade. Agente: Opta Brasil.

Priscilla Alcantara Público-alvo: 6 a 15 anos de idade. Agente: Opta Brasil.

34 Mat Capa1.indd 34

LICENSING BRASIL

10/27/11 11:14 AM


Era do Gelo 4 Público-alvo: crianças, jovens e adultos. Agente: Redibra.

Pororo Público-alvo: pré-escolar, crianças de 3 a 5 anos de idade. Agente: BLG.

Galinha Pintadinha Público-alvo: 0 a 4 anos de idade. Agente: Redibra.

Kimmi Junior Público-alvo: meninas de 4 a 10 anos de idade. Agente: BLG.

MTV Público-alvo: masculino e feminino – 16 a 25 anos de idade. Agente: Redibra.

Rocky Público-alvo: teens. Agente: BLG.

Hello Kitty Público-alvo: mulheres de todas as idades. Agente: Sanrio.

Chococat Público-alvo: meninas de 6 a 12 anos de idade e também tem forte apelo com adolescentes. Agente: Sanrio.

Kiss Hello Kitty Público-alvo: desde o público infantil até o adulto. Agente: Sanrio.

Redakai (Cartoon Network) Público-alvo: meninos de 6 a 12 anos de idade. Agente: Redibra.

Toonix (Cartoon Network) Público-alvo: meninos 6 a 11 de idade e meninas 12 a 17 de idade. Agente: Redibra.

Mutante Rex (Cartoon Network) Público-alvo: meninos de 6 a 11 anos de idade. Agente: Redibra.

Mat Capa1.indd 35

10/27/11 11:15 AM


Capa

Ford/Mustang Público-alvo: unissex de 4 a 55 anos de idade, admiradores de auto brands e de carros esportivos vintage. Agente: Supermarcas.

Penelope Charminho Público-alvo: feminino até 5 anos de idade. Agente: Warner.

O Pequeno Príncipe (TV) Público-alvo: infantil masculino e feminino. Agente: Lük Marcas.

Hummel Público-alvo: unissex,18 a 24 anos de idade, praticantes e admiradores de esportes e de marcas esportivas-fashion. Agente: Supermarcas.

Herois DC: Batman, Superman e Lanterna Verde Público-alvo: meninos, adolescentes e jovens adultos. Agente: Warner.

O Pequeno Príncipe (Clássico) Público-alvo: recém-nascidos, infantil e adulto. Agente: Lük Marcas.

Tarzan Público-alvo: 8 a 34 anos de idade e admiradores de cinema e de personagens super-heróis. Agente: Supermarcas.

Thundercats Público-alvo: meninos e jovens. Agente: Warner.

Gogo’s Crazy Bones Público-alvo: meninos - 55 % meninas 45% - entre 12 e 45 anos de idade. Agente: PPI Worldwilde. LICENSING BRASIL

Mat Capa1.indd 36

10/27/11 11:15 AM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 3:19 PM


Capa Circulando pela feira

Luiz Angelotti (Angelotti Licensing) com a banda Restart, em seu estande, e a equipe da Palavra Editora.

Lük Marcas: Carolina Previato, Sheila Dryzum e Renato Zindeluk.

Glenn Migliaccio (ITC), Sheyla Silvestre (MSP), Rogério Santos (PPI), Roberto Marinho (PPI) e Fernanda Abreu (Kasmanas).

Achei o evento muito interessante. Ainda não tinha participado. Pude conhecer licenciadores com os quais, até então, ainda não havia falado. Obtive as informações em relação às licenças de meu interesse, além da excelente oportunidade para networking devida ao formato intimista do evento. Camille Lau, marketing da Caloi

Abril Marcas: Vanessa Weitman, Daniela Tonelloto e Larissa Correia.

38 Mat Capa1.indd 38

LICENSING BRASIL

10/27/11 11:17 AM


Equipe da Warner posa com os personagens da companhia.

Para nós, que atuamos no segmento de distribuição de materiais de papelaria e brinquedos, participar deste evento é muito importante. Temos no encontro uma grande referência para compor nossa base de informações, o que nos ajuda a traçar o plano de compras e programar nosso mix para o próximo ano. Podemos visualizar quais são as estratégias e atuações das marcas e, assim, prospectarmos quais são as melhores apostas para nosso negócio. A cada edição, o Licensing vai, definitivamente, consolidando-se como um evento de extrema importância para todos os players da cadeia de varejo. Parabéns à organização e a todas as empresas participantes. Matheus Leonel – Trade Marketing da Reval Atacado de Papelaria

Braga Licenciamento: Monike Braga e Victor Cruz Neubern.

Foi minha primeira participação no LB Meeting e achei o evento muito produtivo, pois o mix de palestras e estandes me proporcionou uma visão bem completa do mercado de licenciamento e, com isso, poderei planejar a linha de produtos da Tectoy para 2012 com antecedência. Vanessa Marchetti Artéa, gerente-geral de Marketing da Tectoy Daniela Diesendruck, Bárbara Fernandes (Exim), Rosangela Cripa (Colors Publicidade), Leandro Silva (Nickelodeon) e Marici Ferreira (Licensing Brasil). Nov/Dez 2011

Mat Capa1.indd 39

39 10/27/11 11:17 AM


Capa

Creative: Walter Nogueira e sua equipe com os clássicos personagens.

Foi um evento muito importante e que mostra o crescimento da indústria de licenciamento no Brasil, além de trazer novos negócios para clientes e licenciadores. Antonio C. Boscaine Jr., gerente do setor infantojuvenil da Marisa

Ricardo Fiuza (BLG), Tatiana Lobo (BLG), Isabelle Lavin (Gulliver) e Ana Beraldi (SulAmericana Fantasias).

Achei o evento bem interessante, desde o site criado que continha todas as informações relevantes, o credenciamento que foi simples e facilitado pela equipe e a estrutura como um todo. A LBMeeting conseguiu reunir no mesmo espaço referências no setor de licenciamento e grandes marcas licenciadas, o que gerou uma troca de experiências interessante e permitiu que durante os dois dias de evento o melhor sobre esse segmento fosse discutido, mostrado e difundido entre os presentes de várias formas: estandes expositores, experiências de marca, palestras etc. Douglas Sabino, publicidade Fiat

Supermarcas: Eduardo Vidal, Ricardo Lompa Nunes e Moacir Galbinski.

Acesse a galeria de fotos da feira: www.lbmeeting.com.br

Mat Capa1.indd 40

10/27/11 11:17 AM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 2:34 PM


Capa 1º Prêmio Licensing Brasil Confira os vencedores!

• • • • • • A novidade de 2001 foi o coquetel de premiação do 1º Prêmio Licensing Brasil. Realizada na noite do dia 27 de setembro, a premiação, além de promover o encontro desses segmentos, premiou os Melhores do Ano 2010/2011 em diversas categorias. A pesquisa que definiu os vencedores foi realizada pela Destaque Business Research e participaram da enquete fabricantes, varejistas e licenciadores do território nacional. O período de avaliação para definição dos ganhadores foi de junho de 2010 a maio de 2011, ou seja, dos últimos 12 meses. A pesquisa foi auditada pela empresa A Arte Da Marca Pesquisa e Planejamento.

• • • • • • • • • • • •

Melhor produto licenciado no segmento de vestuário: Camiseta Ben 10 (Riachuelo) Melhor produto licenciado no segmento calçadista/ bolsas e acessórios: Mochila Ben 10 (Dermiwil) Melhor produto licenciado no segmento de papelaria: Caderno Turma da Mônica Jovem (São Domingos) Melhor produto licenciado no segmento de brinquedo: Boneco Patati Patatá (Multibrink) Melhor produto licenciado no segmento editorial: Álbum de Figurinha Campeonato Brasileiro 2010 (Panini) Melhor produto licenciado no segmento de alimento/ bebidas: Maçã Turma da Mônica (Fisher) Melhor produto licenciado no segmento de higiene/ cosméticos e cuidados pessoais: Shampoo Turma da Mônica (Huggies) Melhor varejo brinquedo: Ri Happy Melhor varejo papelaria: Kalunga Melhor varejo vestuário: C&A Melhor varejo calçadista/bolsas e acessórios: Le Postiche Melhor varejo alimentos e bebidas: Pão de Açúcar Melhor licença pré-escolar: Backyardigans (Exim) Melhor licença infantil: Ben 10 (Cartoon Network/Redibra) Melhor licença teen: Capricho (Abril Marcas) Melhor licença celebridade: Luan Santana (Redibra) Melhor licença adulta: Ana Hickmann (Global Licenses) Melhor agente licenciador: Rebibra

Patrocinadores:

R

Mat Capa1.indd 42

10/27/11 11:19 AM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 2:34 PM


Executivos recebem os troféus.

Paulo Houch da On Line Editora entregou o prêmio ao Melhor Produto Licenciado no Segmento de Vestuário para a executiva da Riachuelo, Daniela Salies.

Fabiano Flamino da Editora Alto Astral entregou o prêmio de Melhor Produto Licenciado no Segmento Calçadista/bolsas e Acessórios a Dermiwil, representada por Dercio Ruiz Filho.

Britto Junior da The Marketing Store conferiu o prêmio na categoria Melhor Produto Licenciado no Segmento de Papelaria. A vencedora, São Domingos, foi representada por Noemi Bosso e Rita Vinhal.

José Roberto Nicolau da Multibrink recebeu o troféu na categoria Melhor Brinquedo Licenciado, entregue por Ana Kasmanas, da Kasmanas Licenciamento.

Gustavo Bacchi da Riclan entregou o prêmio ao José Eduardo Severo Martins da Panini, vencedora da categoria Melhor Produto Licenciado no Segmento Editorial.

Mat Capa1.indd 44

Angela Cortez da Nickelodeon contemplou o vencedor na categoria Melhor Produto Licenciado no Segmento de Alimento/ bebidas. Recebeu o troféu Ronaldo Carneiro Wallter, executivo da Fischer, a campeã.

10/27/11 11:21 AM


Ornella Guzzo da Huggies, vencedora na categoria Melhor Produto Licenciado no Segmento de Higiene/cosméticos e Cuidados Pessoais, recebeu o prêmio das mãos de Ana Mendes da Brascol.

Ricardo Fiuza da BLG entregou o troféu à Mario Honorato da Ri Happy, contemplada na categoria Melhor Varejo de Brinquedo.

Didsinéia Alves da Editora Luz e Vida entregou simbolicamente o prêmio para Marici Ferreira, da Revista Licensing Brasil, que representou a Kalunga, ganhadora na categoria Melhor Varejo de Papelaria.

Guilherme Soárez da C&A, vencedora na categoria Melhor Varejo de Vestuário, recebeu o troféu das mãos de Christopher Daniels da Sanrio.

Sergio Domanico da Warner Bros conferiu o prêmio a Isabel de Oliveira Cardoso da Le Postiche que venceu na categoria Melhor Varejo Calçadista/bolsas e Acessórios.

Mat Capa1.indd 45

Marici Ferreira, diretora da Revista Licensing Brasil, contemplou o Pão de Açúcar, ganhador na categoria melhor varejo de alimentos e bebidas, representado por Juliana Ribeiro Pereira.

10/27/11 11:22 AM


Capa

Mat Capa1.indd 46

Joaquim Matias da Ricsen entregou o troféu na categoria Melhor Licença Pré-escolar. A vencedora foi a marca Backyardigans, e para receber o prêmio subiram ao palco Martha Colpaert, da Exim, Angela Cortez, da Nickelodeon Brasil e Claudete Zorek, da Exim.

Ronaldo Carneiro Wallter da Fischer premiou Cidinha Figueira, do Cartoon Network, e David Diesendruck, da Redibra, pela conquista na categoria Melhor Licença Infantil.

Andréia Sibério da Fantasias Rubies Brasil contemplou Vanessa Weitman da Abril Marcas, vencedora na categoria Melhor Licença Teen.

Luiz Montini da Alphafestas entregou o troféu para David Diesendruck, da Redibra, pela conquista de Luan Santana como Melhor Licença de Celebridade.

Marcelo Nogueira da Global Licenses e Ana Hickmann subiram ao palco e receberam o prêmio das mãos de Marici Foroni, da Foroni, na categoria Melhor Licença Adulta.

Alais Valentini da Top Cau entregou o troféu na categoria Melhor Agente Licenciador para David Diesendruk da Redibra.

10/27/11 11:22 AM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 3:20 PM


Capa Circulando 1

5

4

6

8

3

2

7 1 – Gustavo Bacchi (Riclan), Luiz Montini (Alphafestas) e Isabelle Lavin (Gulliver). 2 – Roberto Marinho (PPI), Rogério Santos (PPI) e Tereza Arruda (PPI). 3 – C&A: Roberta Perdigão e Guilherme Soárez 4 – Alexandre Volpi (ITC), Sidnei Bergamaschi (Tilibra), Juliana Praia (Play), Aurélia Picoli (Play) e Isabella Kaufman (Exim). 5 – Nelson Gimenez (D.O Negócios), Claudette Zorek (Exim), Adriana Amiralian (Phisalia) e Luis Paulo Freitas (Exim). 6 – Geraldo Zinatto (Lider Brinquedos) e David Diesendruck (Redibra). 7 – Editora Luz e Vida: Andrea Kruger, Simone Biseski e Didsinéia Alves. 8 – Equipe da Mauricio de Sousa Produções com Ornella Guzzo (Huggies) e Ronaldo Carneiro Wallter (Fischer).

LICENSING BRASIL

Mat Capa1.indd 48

10/27/11 11:23 AM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 2:37 PM


Capa 9

10

11

12

13

14

15

50 Mat Capa1.indd 50

9 – Jacqueline Padua (Nickelodeon), Júlia Medeiros (Exim), Tatiane Tardelli (Nickelodeon) e Angela Cortez (Nickelodeon). 10 –Equipe Kasmanas: Nelson, João, Ana, Bia, Mônica, Fernanda, Renato e Paula. 11 –Equipe Licensing Brasil: Victor, Kika, Daiane, Natânia e Livia. 12 –Estúdio N´ovo: Mariana Amaral, Felipe Sumiya, Gustavo Lucio, Angela D’Agostino e Mina Wladeck. 13 – João Nagano (Grow), Paula Bergo (Grow), Marcos Salotto (The Marketing Store) e Britto Jr. (The Marketing Store). 14 – Creata: André Sarmento, Flavio Tanabe, Davi Cury e Alexandre Assis. 15 – Ricardo Ballester (Ato), Alexandre (Diplomata), Luciana Angelotti (Angelotti), Luiz Angelotti (Angelotti), Alexandre Rocca (Record Entretenimento), Espínola (Diplomata) e Renato (Diplomata). LICENSING BRASIL

10/27/11 11:24 AM


16

17

18

19

20

21

16 – Edmea Nogueira (Sanrio), Claudio Taguchi (Sanrio), José Martins (Panini) e Christopher Daniels (Sanrio). 17 – Dércio Ruiz Filho (Dermiwil), Cidinha Figueira (Cartoon Network), David Diesendruck e Daniela Salies (Riachuelo). 18 – Daniela Diesendruck, Edson Collaço (Dermiwil), Vanessa Weitman (Abril Marcas), Andréia Sibério (Fantasias Rubies Brasil) e Marici Foroni (Foroni). 19 – Equipe Licensing Brasil:Alessandra Frate, Camila, Livia e Kika. 20 – Cidinha Figueira (Cartoon Network), Dércio Ruiz Filho (Dermiwil), Isabel de Oliveira Cardoso (Le Postiche) e Lilian Hasckel de Lima (Le Postiche). 21 – Sedamar Esaki (Faresak), Noemi Bosso (São Domingos), Rita Vinhal (São Domingos) e Marcela Faraco (Faresak).

Parceiros de peso Agradecemos a todos os parceiros que anualmente tornam possível a realização do Licensing Brasil Meeting. O sucesso do evento deve-se ao trabalho em parceria com as companhias licenciadoras, fabricantes, importadores e varejistas que acreditam e investem no encontro. Nosso agradecimento igualmente especial a Foroni, Riclan e Estúdio N´ovo, parceiros em todas as iniciativas da Espaço Palavra.

Acesse a galeria de fotos do prêmio: www.lbmeeting.com.br.

Mat Capa1.indd 51

10/27/11 11:24 AM


pesquisa - LBmeeting 2011

A opinião dos visitantes Após o evento, enviamos por e-mail, para todos os visitantes, uma pesquisa de satisfação. Nossa intenção é mapear e analisar os pontos fortes e fracos do encontro. A divulgação dos resultados dessa pesquisa tem o objetivo de mostrar aos participantes, expositores e visitantes o resultado do Licensing Brasil Meeting em números. Veja!

Motivos pelos quais participou do meeting:

Conhecer novas marcas

36%

34%

Networking com profissionais de outros segmentos Aproximação com os licenciadores

30%

O mês escolhido para a realização do meeting é satisfatório para os seus negócios?

18% Sim Não

82%

52 pesquisa.indd 52

LICENSING BRASIL

10/27/11 11:35 AM


O que achou da estrutura geral do evento?

Excelente Boa

42%

55%

Ruim

Em sua opinião faltou algum licenciador importante?

9%

Sim Não

91%

Pretende participar do Licensing Brasil Meeting 2012?

Prevê a concretização de negócios por meio do meeting?

Sim

Sim

100%

Nov/Dez 2011

pesquisa.indd 53

100%

53 10/27/11 11:35 AM


Em destaque

Na prancha ou no shape Confira as marcas originadas do surfe e do skate

N

o mar ou nas pistas, são milhões de adeptos do surfe e do skate que realizam manobras radicais e investem num estilo de vida que reforça a imagem da prática de tais esportes. Sem falar nos admiradores que apesar de não droparem uma onda ou arriscarem um flip, aderem à cultura de surfistas e skatistas.

De olho nesses consumidores, a indústria investe cada vez mais em propriedades originadas no surfe ou no

skate, pois tais marcas já têm uma relação estabelecida com os praticantes por meio desses esportes.

Confira as licenças disponíveis e invista nesse nicho!

Megaevento de skate e bmx, com edições em

A marca originou-se do próprio atleta, o grande

mais de 120 países (três no Brasil) que conta com a

embaixador do skate nacional, responsável, inclusive,

maior pista do mundo. Aqui, com muita divulgação

pela democratização do esporte no País. Seu caris-

e exposição, o evento faz parte do calendário ofi-

ma, todos os títulos conquistados e muita visibilidade

cial da cidade de São Paulo e tem cobertura exclu-

transformaram-no em uma marca que, assim como o

siva da TV Globo. O recente aumento no número

esportista, ocupa lugar de destaque e está presente

de espectadores do evento, o transformou em uma

na mídia, em produtos e nos principais mercados.

marca que atende a crescente demanda desses esportes radicais. Público-alvo: crianças e adolescentes entre 8 e 16 anos de idade. Atuais licenciados: 3M - adesivos de parede, para celular, computador e linha branca. Categorias em aberto para licenciamento: todas com exceção das linhas trabalhadas pela 3M. Agente licenciador: BLG.

Público-alvo: crianças e adolescentes entre 7 e 15 anos de idade. Atuais licenciados: Long Jump - skates e equipamentos de segurança, Tilibra - cadernos, C&A - confecção e acessórios e 3M - adesivos de parede, para celular, computador e linha branca. Categorias em aberto para licenciamento: alimentos, cama, mesa e banho, editorial, cosméticos, brinquedos e jogos, papelaria – linha escrita. Agente licenciador: BLG.

54 Em Destaque.indd 54

LICENSING BRASIL

10/27/11 11:42 AM


Um marca com atitude, emoção, liberdade e in-

Nasceu de uma proposta editorial inovadora com

tensidade que teve origem numa revista voltada es-

tudo o que realmente interessa ao público-alvo: as

pecialmente para o mundo do surfe.

melhores histórias sobre o skate, seus eventos e per-

Público-alvo: jovem e adulto.

sonagens, e a programação de tudo o que acontece.

Atuais licenciados: Luxcel (mochilas) e Grafon’s (cadernos). Categorias em aberto para licenciamento: confecção, calçados e acessórios. Agente licenciador: Creative.

Atributos da marca: jovem e adulto. Atuais licenciados: sem contrato fechado até o momento. Categorias em aberto para licenciamento: confecção, calçados, papelaria e acessórios. Agente licenciador: Creative.

No início dos anos 1970 pranchões foram gradativamente dando espaço a pranchas menores. Jack Shipley, que tinha então uma surf shop em Honolulu, desenhou pela primeira vez, no deck de uma prancha a ser vendida em sua loja, o logotipo que dali em diante seria associado ao ato de surfar onde quer que fosse visto. A Lightning Bolt atacou com seu raio estilizado e inovou a forma de comunicação dentro do surf. Bastava olhar para o símbolo sem letras para que imediatamente viesse à mente o produto a que ele correspondia. Grandes surfistas permitiram que a marca se consagrasse ainda mais: dos canudos cristalinos de Pipeline para páginas de revistas, filmes de surf, patrocínio de eventos e produtos diversos. Público-alvo: masculino, de 13 a 24 anos de idade. Surfistas e simpatizantes de esportes com pranchas. Atuais licenciados: Santino – mochilas e Ecológica – cadernos. Categorias em aberto para licenciamento: acessórios (óculos, relógios), escrita, cameba, personal care, energético e chinelos. Agente licenciador: Global Licenses.

Nov/Dez 2011

Em Destaque.indd 55

55 10/27/11 11:42 AM


Em destaque

Pioneira no setor, com trinta anos de inovações, o maior mix de produtos e o maior faturamento, entre as marcas do mercado de surf e esportes aquáticos, no Brasil. O começo foi com o wetsuit diferenciado, feito especialmente para surfistas. Referência no mundo do surf pelas wetsuits de qualidade, a Mormaii já é reconhecida em todos os setores esportivos por continuar criando produtos inovadores que solucionam problemas. Público-alvo: jovens de 16 a 28 anos de idade com estilo de vida tranquilo e que praticam esportes. Atuais licenciados: ao todo são 31 empresas licenciadas, entre elas a Technos, a Grendene, a Trifil e a Credeal. Categorias em aberto para licenciamento: não limitam a atuação, portanto há categorias que ainda não foram exploradas. Agente licenciador: Mormaii.

É uma das mais tradicionais marcas  de surfwear

Consolidada no mercado brasileiro de surfwear, a

brasileira com 23 anos de mercado, legitimidade sur-

Freesurf está presente desde 1990 por meio da linha

fe e muito bem posicionada. Possui desenvolvimento

de roupas, traduzindo o conceito de felicidade, liber-

próprio, distribuição no segmento surfe em todo Bra-

dade e atitude, mantendo-se fiel às raízes do surfe,

sil,  comunicação efetiva com anúncio  nos principais

sempre com muita devoção e respeito ao esporte.

veículos,  patrocínio a eventos e atletas, histórico de venda inclusiva em diversas categorias de produto.  Público-alvo:15 a 25 anos de idade.

Hoje a marca abre novas oportunidades de negócios, por intermédio do licenciamento, para as demais categorias de produtos.

Atuais licenciados: não possui licenças ativas.

Público-alvo: a partir de 14 anos de idade.

Categorias em aberto para licenciamento: mo-

Atuais licenciados: linha de roupas.

chilas, bolsas, malas, papelaria, óculos solares, relógios, underwear e meias. Agente licenciador: Supermarcas.

56 Em Destaque.indd 56

Categorias em aberto para licenciamento:  para as demais categorias. Agente licenciador: Faresak.

LICENSING BRASIL

10/27/11 11:42 AM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 2:38 PM


Em destaque

Marca brasileira de surfe que patrocina campeonatos locais e provas internacionais que acontecem no Brasil. Estimula o crescimento do esporte junto a crianças e pratica a integração deste com a preservação da natureza. Em 1982, o surfista Alfio Lagnado criou a Hang Loose, marca genuinamente brasileira numa época em que o mercado de surfwear praticamente não existia. Praticante assíduo do esporte, Alfio notou a carência de bermudas específicas para a prática do surfe e começou a produzi-las, pois os únicos modelos disponíveis no mercado eram trazidos do exterior. Hoje, a marca Hang Loose é líder no segmento de surfwear e exporta seus artigos de confecção para diversos países da América Latina e da Europa. Público-alvo: masculino e feminino, de 13 a 24 anos de idade. Surfistas e simpatizantes de esportes com pranchas. Atuais licenciados: Lupo - cuecas e meias, Magnum – relógios, Óticas Carol – óculos, Nitro – mochilas e Venture – confecção infantil. Categorias em aberto para licenciamento: cadernos, escrita, cameba, higiene pessoal, filtro solar, energético e chinelos. Agente licenciador: Global Licenses.

Marca californiana criada pelo ex-top surfer Michael Tomson, que criou no início dos anos 1980 o lifestyle surf + arte + música + atitude que hoje é perseguido por todas as marcas que atuam nesse mercado. Marca - mãe da marca MCD – de grande expressão no mercado brasileiro, foi patrocinadora de importantes ícones do surf mundial como Martin Potter (campeão do mundo 1989), Derek Ho (campeão do mundo 1993 e rei de Pipeline) e mais recentemente do free surfer e músico Rob Machado. Marca muito forte na Europa, onde na França patrocina o surfista franco-brasileiro Eric Ribieri que compete também no circuito brasileiro de surf. Público-alvo: 15 a 25 anos de idade. Atuais licenciados: não possui licenças ativas. Categorias em aberto para licenciamento: calçados, sandálias de borracha, mochilas, bolsas, malas, papelaria, óculos solares, relógios, underwear e meias. Agente licenciador: Supermarcas.

58 Em Destaque.indd 58

LICENSING BRASIL

10/27/11 11:43 AM


Marca californiana  do designer Rick Rietveld que

Pioneira marca nacional para o mercado femi-

tem no personagem “Sharkman” seu grande símbolo.

nino de surfe, a Hot Girls nasceu em 1989 com

O personagem possibilita também o uso dessa licença

uma completa linha de confecção para adolescen-

para o segmento infantil. Marca de grande sucesso no

tes que mudou a história do surfwear feminino. 

Chile, onde possui sua maior operação na América La-

Desenvolvida com a missão de antecipar as ten-

tina e sua flagship store. Também licencia o segmento

dências de moda e adaptá-la ao público jovem, a

de esportes de neve mais notadamente o snowboard.

marca destaca-se como sinônimo de saúde, atitu-

Público-alvo: 6 a 24 anos de idade e pessoas

de e comportamento.

de espírito jovem ou com identificação com os

Público-alvo: acima de 12 anos de idade.

boardsports. 

Atuais licenciados: Dermiwil e SCR Jeans

Atuais licenciados: não possui licenças ativas. Categorias em aberto para licenciamento: calçados, sandálias de borracha, mochilas, bolsas, malas,

Categorias em aberto para licenciamento: malharia, lingerie, calçados, cosméticos, entre outras. Agente licenciador: Faresak.

papelaria, óculos solares, relógios, underwear e meias. Agente licenciador: Supermarcas.

Marca legitimamente australiana ligada aos boardsports. Foi uma das primeiras no mundo a fundir os esportes de ação com a arte e a música, tudo com muito bom humor. Possui posicionamento premium não de valor, mas de reconhecimento, pois não se trata de uma marca óbvia. É uma marca inovadora que se reinventa a cada nova coleção. Público-alvo: 15 a 25 anos de idade, muito bem informado e comunicativo por meio do universo on-line. Atuais licenciados: o licenciado master é a Mormaii com a linha de vestuário, mochilas, papelaria e óculos solares. Categorias em aberto para licenciamento: calçados, sandálias de borracha, relógios, underwear e meias. Agente licenciador: Supermarcas.

Nov/Dez 2011

Em Destaque.indd 59

59 10/27/11 11:43 AM


Em destaque

Em 1995, o Extreme Games revolucionou o mundo dos esportes. Desde então, as regras foram quebradas por um grupo de atletas que torcem pelos outros, que valorizam progredir em vez de vencer, respeitar em vez de ser rival, e motivar em vez de ter medo. Uma marca ESPN/ Disney, amplamente divulgada nas plataformas de comunicação da ESPN, TV, sites e mídias sociais. Hoje, o X Games é internacionalmente reconhecido como um evento onde são reunidos campeões de esportes de ação, competidores, entusiastas e fãs. É uma marca que reúne vários esportes: skate, bmx, rally, motocross, ski, snowboard, entre outros. Conta com vários brasileiros entre os melhores atletas do mundo e está em processo de expansão para seis eventos anuais nos quatro continentes. No Brasil, cinco cidades se candidataram a sediar o evento e saberemos a vencedora em janeiro de 2012. Com isso outras atividades locais acontecerão multiplicando exponencialmente a exposição na TV, na internet e nas mídias sociais. Público-alvo: masculino de 8 a 18 anos de idade. Praticantes e simpatizantes de esportes radicais. Atuais licenciados: Oriente – relógios, Choice Bags – mochilas, Marchon – óculos, Art Manual – estojos, Band up! – comércio eletrônico, Bel Fix – skates, pranchas e Escaravelho – confecção. Categorias em aberto para licenciamento: papelaria, energético, produtos pessoais, chinelos, tênis, cama e banho, promoções. Agente licenciador: Global Licenses

Uma das mais tradicionais marcas de surfe no mundo, criada em 1960. Ícone da geração californiana responsável pela disseminação da cultura surfe e do skate, além das fronteiras do Hawaii e da Califórnia. Representa o nome de uma manobra clássica no surf de longboard e tem em seu logo de grande reconhecimento e na sua legitimidade vintage a sua grande expressão de marca. Público-alvo: 15 a 50 anos de idade. Atuais licenciados: o licenciado máster é o grupo Long Jump com confecção adulto, masculino e feminino, acessórios, pranchas de surf, skates e óculo de sol. No segmento de papelaria, a São Domingos, e mochilas e bolsas, a Luxcel. Categorias em aberto para licenciamento: calçados, sandálias de borracha, homewear, decoração, relógios, underwear e meias. Agente licenciador: Supermarcas. LICENSING BRASIL

Em Destaque.indd 60

10/27/11 11:43 AM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 2:39 PM


Em destaque

Surgiu na década de 1980 pelas mãos de Celso Medeiros. Desde o início uma das maiores preocupações da marca foi o incentivo à preservação da natureza e do meio ambiente. Para divulgar esse princípio criou o consagrado personagem pelicano sempre presente nas ações de esporte ligadas à limpeza e à conservação. Cem por cento nacional, enaltece nossas características como povo, valorizando nossas belezas naturais, nossos atletas, nossa alegria e nossa cordialidade. Patrocina atletas, participa de campeonatos e em quase 30 anos de existência é incontável o material humano que já esteve ligado a sua imagem, seja como atleta ou apenas por cumplicidade com sua proposta. Público-alvo: masculino, de 13 a 24 anos de idade, surfistas e simpatizantes de esportes com pranchas. Atuais licenciados: iniciando o programa de licenciamento. Categorias em aberto para licenciamento: acessórios (óculos, relógios), escrita, papelaria, mochilas, cameba, personal care, energético e chinelos. Agente licenciador: Global Licenses.

A atitude do skate e do surfe reunida em uma

Marca nacional de surfwear criada pela parceria

marca. Com seu estilo descontraído, livre e ousado,

dos irmãos Raphael Levy e Cláudio Leon Levy. Com 27

a Stanley vem conquistando cada vez mais o mer-

anos de mercado é pioneira no segmento e conhecida

cado jovem. Há 34 anos, a marca surgiu como uma

no meio jovem pela qualidade e constante renovação

fabricante de equipamentos para a prática do surfe

da linha de mochilas.

e depois partiu para a confecção de bermudas para

Público-alvo: simpatizantes do surf; praticantes

surfistas com qualidade internacional. Hoje, tem

do esporte e pessoas que admiram a cultura e o

uma linha completa de roupas para surfe e skate,

lifestyle entre 11 e 20 anos de idade.

além de oportunidades radicais de licenciamento. Público-alvo: adolescentes e jovens adultos. Atuais licenciados: Marisa e Dermiwil. Categorias em aberto para licenciamento: papelaria. Agente licenciador: Redibra.

Atuais licenciados: Lunender, Pacific e Duraplast. Categorias em aberto para licenciamento: escolar (cadernos e linha escrita), acessórios (relógio e boné), underwear (meia e cueca) e cosméticos. Agente licenciador: Kasmanas. LICENSING BRASIL

Em Destaque.indd 62

10/27/11 11:44 AM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 2:39 PM


vitrine

Moda praia Confira as opções licenciadas para o verão 2012!

Toalha de praia Smilingüido Fabricante: Teka Agente da marca: Luz e Vida Chapéu bebê Disney Baby Fabricante: Boneleska Agente da marca: Disney

Sunga Bad Boy nos modelos sungão e boxer Fabricante: Mash Agente da marca: Global Licenses

64 vitrine.indd 64

LICENSING BRASIL

10/31/11 10:23 AM


Linha Praia feminina Cobra D´agua Verão 2012 Fabricante: Confecções Emmes Agente da marca: Cobra D´agua

Toalha de praia Looney Tunes Fabricante: Teka Agente da marca: Warner Canga de praia Sininho Daisy Fabricante: Bali Blue Agente da marca: Disney

Óculos de sol Disney Fabricante: Master Glasses Agente da marca: Disney Óculos de sol Fórum Fabricante: Tecnol Agente da marca: Fórum

Nov/Dez 2011

vitrine.indd 65

65 10/31/11 10:23 AM


vitrine

Chapéu infantil Princesas Disney Fabricante: Boneleska Agente da marca: Disney

Toalha-Bolsa Betty Boop Fabricante: Allegrini Agente da marca: Creative Licensing

Toalha de praia Chicaloca Fabricante: Allegrini Agente da marca: Creative Licensing

Marcyn Capricho Praia Fabricante: Marcyn Confecções Agente da marca: Abril Marcas

66 vitrine.indd 66

10/31/11 10:24 AM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 2:42 PM


Novos negócios

RAPUNZEL foi

coroada a décima Princesa Disney A comemoração real foi realizada no Palácio de Kensington, em Londres, Inglaterra O desfile, que ocorreu nos jardins de Kensington, foi acompanhado por cerca de 25 mil fãs da Disney, os quais agitaram suas bandeiras durante todo o cortejo para dar

A chegada de Rapunzel para a coroação foi acompanhada por cerca de 25 mil fãs

A

as boas-vindas a Rapunzel e às outras Princesas Disney, que vinham em suas carruagens puxadas por cavalos. O

Disney coroou, no dia 2 de outubro, Rapun-

Palácio de Kensington foi eleito pela Disney o cenário ideal

zel como a décima Princesa Disney em uma

para esta mágica cerimônia de coroação por ter sido o lar

cerimônia de grande prestígio que contou

de muitas princesas da vida real durante vários séculos.

com a presença de muitas celebridades e foi acompa-

Cada Princesa Disney tem uma história exclusiva e

nhada por uma audiência internacional no Palácio de

especial, permitindo às meninas soltar a imaginação e

Kensington, na capital inglesa.

viver seus próprios contos de fadas. Rapunzel é uma he-

Princesinhas de diferentes partes do mundo con-

roína moderna; ela pode ter passado a maior parte de

templaram as boas-vindas para Rapunzel à Corte Real

sua vida trancada em uma torre distante de tudo, mas

das Princesas Disney, da qual já fazem parte Ariel,

não é nem um pouco a típica “donzela em apuros”. A

Aurora, Bela, Cinderela, Jasmine, Mulan, Pocahontas,

garota com 21 metros de reluzente cabelo mágico é

Branca de Neve e Tiana. A jovem cantora britânica

uma jovem ativa e curiosa que dedica seus dias à arte,

Shannon Saunders interpretou a nova música exclusi-

aos livros e à imaginação. Rapunzel tem muita curiosi-

va das Princesas Disney, “The Glow”.

dade sobre o mundo exterior e não consegue deixar de sentir que seu verdadeiro destino está do lado de fora da sua solitária torre. “A comemoração de hoje foi vibrante, emocionante e divertida, assim como é nossa nova incorporação à família de Princesas Disney”, afirmou Anne Gates, vice-presidente executiva e CFO da Disney Consumer Products. “As meninas de todo o mundo admiram a Princesa Rapunzel por sua curiosidade e sua imaginação, e agora podem continuar celebrando suas virtudes e sua história com seu acesso à Corte Real das Princesas Disney.”

As 10 princesas Disney posam para a foto na entrada do Palácio de Kensington LICENSING BRASIL

Novos negocios.indd 68

10/27/11 12:01 PM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 2:43 PM


Especial

“MEUS PRÊMIOS NICK 2011” NX Zero, Paula Fernandes, Neymar e Manu Gavassi foram alguns dos premiados da noite

A

Nickelodeon realizou no dia 13 de outubro,

de zeppies da noite. Ele ganhou como “Atleta do Ano”

em São Paulo, a 12ª edição do “Meus Prê-

e “Cabelo Maluco”. Já a cantora sertaneja Paula Fernan-

mios Nick”. Mais de cinco mil crianças con-

des ganhou como “Cantora Favorita” e Sam, de I-Carly,

feriram o anúncio dos ganhadores de cada uma das

levou o prêmio de “Personagem mais Engraçado”.

21 categorias da premiação, que foi apresentada pela

Outra grande estrela da noite foi o famoso slime – a

banda Restart no colorido palco do Credicard Hall e

meleca verde com gosto de maçã – que melecou mui-

contou com a presença de mais de 60 celebridades.

ta criança durante o evento. Foram mil litros utilizados

“O evento foi totalmente embalado como se fosse

durante todo o evento. A plateia dançou, cantou e se

um produto. A inspiração surgiu a partir da cultura

divertiu com as apresentações musicais de Ivete Sanga-

gráfica dos produtos japoneses”, explica Jimmy Le-

lo, Dulce María, NX Zero e Emicida, além de outros.

roy, vice-presidente de criação da Nickelodeon. “Nosso objetivo é oferecer um evento com cada vez mais qualidade técnica e artística já que esta é uma das melhores experiências que uma criança pode ter em termos de música e diversão”, diz Leroy. Com patrocínio de Chamyto, Long Jump, Sucrilhos Kellogg’s, Trakinas e Tang e apoio de Fini, PBKids e Riachuelo, o evento seguiu a mesma linha conceitual e visual do Kids’ Choice Awards, a versão americana do prêmio, que aconteceu em abril, em Los Angeles. O jogador do Santos Neymar foi um dos campeões

70 Especial.indd 70

A banda Restart na chuva de Slime. LICENSING BRASIL

10/27/11 12:03 PM


Confira os vencedores – 2011 Banda Favorita NX Zero Cantor Favorito Luan Santana Cantora Favorita Paula Fernandes Música do Ano Um Beijo (Luan Santana) Gata do Ano Mel Fronckowiak Gato do Ano Caio Castro

Ivete Sangalo marcou presença dentre as apresentações musicais do evento.

Ator Favorito Ricardo Tozzi Atriz Favorita Sophia Abrahão

Twitter Favorito @nickelodeonbr

Game Favorito Angry Birds Rio

Programa de TV Favorito Rebelde

Atleta Favorito Neymar

Filme do Ano Harry Potter e as Relíquias da Morte II Desenho Favorito Bob Esponja Humorista Favorito Leandro Hassum Cabelo Maluco Neymar Artista Internacional Favorito Dulce María

Personagem mais Engraçado Sam (I-Carly)

Revelação Musical Manu Gavassi

Ajude Seu Mundo Casa do Zezinho

Nov/Dez 2011

Especial.indd 71

71 10/27/11 12:03 PM


Consumo

As poderosas da nova classe média Pesquisa realizada pela Editora Abril revela detalhes de consumo

A

pesquisa realizada

Grandes tendências!

pela Editora Abril,

Ela sofistica o consumo

em parceria com o

No primeiro ciclo de conquistas, as brasileiras que

Data Popular, entre os meses

ascenderam para a nova classe média compraram ge-

de março e julho de 2011,

ladeira dúplex, máquina de lavar roupa, produtos para

releva detalhes de consumo

o cabelo e outros itens relativamente básicos.

das mulheres da nova classe média. Confira!

Agora, começam a sofisticar o consumo, adquirindo bens e serviços antes restritos às mulheres da elite. Ontem conquistou:

Agora, está conquistando:

- Linha branca

- Viagem de avião

- Computador

- Decoração

- Celular pré-pago

- Maquiagem

- Produtos para cabelo

- Notebook

- Prótese dentária

- Perfume importado

- Carro usado

- Ar-condicionado

- Armários básicos

- Jantar fora - Internet banda larga - Escola particular para os filhos

Metodologia - Análise de pesquisa nacional com 5 mil pessoas - Pesquisa on-line com 30,6 mil pessoas em 26 estados - 556 horas de observações etnográficas em 12 residências em 3 estados (São Paulo, Rio de Janeiro e Ceará) - Grupo de discussão em São Paulo - Entrevistas com especialistas: Silvio de Abreu - Autor de novela Márcia Regina de Lima Silva - Professora de sociologia da USP Heloísa Buarque de Almeida - Professora de antropologia da USP Joana de Vilhena Novaes - Professora da PUC-Rio

72 consumo.indd 72

- Carro seminovo ou novo Quer uma carreira Foi-se o tempo em que as mulheres da classe C se contentavam com um emprego sem perspectiva de crescimento profissional. As jovens da nova classe média querem uma carreira. Mas não estão dispostas a abrir mão do equilíbrio entre vida pessoal e profissional em nome da carreira. 21% para 11% foi a queda do número de mulheres de classe C em empregos domésticos.

LICENSING BRASIL

10/27/11 12:11 PM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 2:43 PM


Consumo 70% das jovens almejam uma carreira (não só um emprego). 56% não sacrificam tempo com a família pelo trabalho. 20% foi a redução do número de mulheres de classe C fazendo hora extra entre 2002 e 2010.

deram mal. Hoje, as mulheres da nova classe média sabem que, por trás de uma marca conhecida, existem garantias que elas querem e precisam. Mas existe um fato novo nessa história: elas estão estreando em segmentos mais sofisticados, nos quais ainda não conhecem nem herdaram preferências de

Decide mais

marca. Estão escolhendo agora.

Se antes elas eram vistas como “donas de casa”, hoje elas são as “donas da casa”, pois decidem ou in-

Segmentos em que elas já têm suas marcas preferidas:

Estão escolhendo as marcas favoritas agora:

a renda da família, conhecem mais as necessidades da

- Alimentação

- Roupas

casa e são mais bem informadas do que os homens.

- Personal care

- Sapatos

- Eletrodomésticos

- Eletroeletrônicos

mulher (na classe A, a mulher contribui com 25% do

- Home care

- Automóveis

orçamento).

- Maquiagem

- Móveis e decoração

- Perfume

- Bancos

- Lojas de roupas

- TV a cabo

- Operadora de celular

- Plano de saúde

fluenciam praticamente todas as compras da família. Elas têm mais poder porque contribuem mais para

41% da renda familiar da nova classe média vêm da

70% são as principais responsáveis pelas compras da casa. 45% delas leem revistas, pelas quais ficam sabendo das novidades de consumo (contra 31% deles). Orgulho da cor

Consumo por segmento

Até alguns anos atrás, boa parte dos negros e par-

Alimentação

dos da classe C se declaravam brancos nas pesquisas.

66% buscam refeições saudáveis e balanceadas.

Na nova classe média, o orgulho da cor está em alta.

Só 37% valorizam produtos diet e light (contra 66%

A maior presença dos negros na mídia, as políticas de afirmação e, principalmente, o maior poder econômico da nova classe média estão entre os principais motivos desse fenômeno. 51% dos brasileiros se disseram negros e pardos

na classe A). A maioria prefere produtos semiprontos que permitam à mulher dar seu “toque pessoal” à receita. 6,4 milhões de mulheres compram algum tipo de congelado todo mês.

em 2010. 18 milhões de pessoas que se declararam brancas em 2003 se declararam negras ou pardas em 2010. 48% da classe C se dizem negros ou pardos (há 7 anos, eram 40%).

Finanças 72% se dizem cuidadosas com dinheiro. 71% planejam antes o que vão comprar. A maioria quer prazos mais curtos de financiamento.

Mais valor às marcas Elas já experimentaram os produtos talibãs – e se

74 consumo.indd 74

Tem orgulho do crédito, que representa segurança em imprevistos.

LICENSING BRASIL

10/27/11 12:12 PM


Moda Gostam de roupas mais curtas, mais justas e mais coloridas que as mulheres da elite.

62% valorizam o design na hora da compra. 31% querem comprar ou trocar de carro nos próximos 12 meses.

57% das mulheres com menos de 34 anos de idade amam novidades. 16 pares de sapato é a média entre elas (na classe D, o número é inferior a 5 pares). 60% das mulheres com carteira assinada compram roupas especiais para trabalhar.

AT&T

12:34 PM

Tecnologia 74,7% consultam amigos e parentes antes de comprar computador. 65% consultam outras pessoas antes de comprar celular. 46% vão comprar um notebook nos próximos 12 meses.

Beleza

50,8% vão trocar de celular nos próximos 12 meses.

39% querem emagrecer. 14% delas possuem plano odontológico – e o mais novo desejo é corrigir dentes tortos e fazer clareamento. Mulheres com cabelos alisados começam a invejar cabelos cacheados (mas ainda preferem o liso, por praticidade) - 70% acreditam que cuidar da beleza aumenta as chances de sucesso na vida.

Saúde 61% fazem consultas e exames preventivos (índice igual ao das mulheres A/B). 72% afirmam cuidar da saúde de toda a família (na elite, o número é 63%). 56% compram os remédios da família. Preferem os genéricos, exceto para doenças mais

Casa

complexas.

31% querem comprar casa nos próximos 2 anos. 62% têm interesse em decoração. 40% querem reformar a casa (na elite, só 36%). 80% têm prazer de receber pessoas em casa (a decoração é símbolo de status). 59% consideram cozinha a parte mais importante do lar – e querem uma cozinha planejada. Preferem casa, mas cogitam mudar para apartamen-

Educação 38% das mulheres de classe C querem fazer curso de inglês. 36% querem fazer faculdade. 58% dos universitários de classe C são mulheres. 26 anos é a média de idade das universitárias de classe C (era 27 há cinco anos).

to (por localização, financiamento e segurança). Em apartamento, se encantam com a cozinha americana.

Turismo 62% viajaram no último ano (contra 54% dos homens).

Automóvel Carro = conforto (não passar mais por constrangimentos em transporte coletivo lotado). 44% compram carro financiado (índice maior que o

72% vão viajar nos próximos 12 meses. 42% das que vão viajar o farão de avião. 20% querem viajar para o exterior. Em 25% das viagens, se hospedam em hotel.

dos homens e de mulheres da elite). 64,8% escolhem carro pela potência do motor.

Nov/Dez 2011

consumo.indd 75

Mais informações: www.publiabril.com.br

75 10/27/11 12:12 PM


meeting.pdf

1

10/27/11

10:22 AM

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

www.lbmeeting.com.br


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 2:46 PM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 2:46 PM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 2:47 PM


Por Aurélia Picoli e Ana Amélia Cesaro

tendência

Sustentabilidade nas relações Você sabe qual a maior preocupação dos jovens hoje em dia? Quem arrisca? O meio ambiente? Os amigos? A tecnologia e a internet? A escola? O futebol? A maior preocupação dos jovens hoje em dia é com relação à sustentabilidade das relações.

E

m meio a este universo violento no qual vive-

Este tipo de ação dá audiência, faz com que os

mos, a criança e o adolescentes ainda deparam

agressores sejam admirados por um grande grupo e

com o bullying, que, sim, sempre existiu, po-

sejam também respeitados por muitos.

rém antes a audiência era restrita à escola, ou entre os

Muitas famílias andam desesperadas com esse

amigos. Hoje o bullying ganhou maior proporção, sen-

tipo de ação que vem acontecendo, e os psicólogos

do alguns dos vídeos de maior audiência do YouTube.

afirmam que, além da audiência, o principal que esses

Fizemos um estudo com 50 crianças e adolecen-

agressores buscam é o limite, uma vez que este não

tes entre 8 e 14 anos de idade, em maio de 2011,

é imposto em casa por sua família e também não é

classe AB, na praça de São Paulo, onde detectamos

imposto na escola.

que a maioria dos entrevistados confessa já ter sofrido

Saindo um pouco da parte comportamental e indo

bullying na escola ou entre os amigos e uma grande

para a categoria artística, percebemos que o próprio

parcela confessa que já promoveu o bullying também.

humor hoje acaba apelando para coisas grotescas,

Preocupados com esse cenário, alguns veículos de

insultos para ganhar maior audiência. E estes são os

comunicação, como a Revista Capricho, vem traba-

programas e artistas que nossas crianças e adolescen-

lhando com o tema. Em 2010 lançaram o “Diga Não

tes assistem e admiram, é pura diversão para eles.

ao Bullying” no projeto Capricho na escola.

Em meio a tudo isso, percebemos em vários gru-

Outra “mania” em algumas escolas de São Paulo

pos de crianças e adolescentes uma insegurança mui-

são as “Garotas Pitt Bull”. Normalmente é um grupo

to grande, mas não estamos falando apenas da vio-

de meninas (amigas), entre 12 e 17 anos de idade,

lência das ruas, estamos falando da insegurança e do

que se juntam contra outra menina. Normalmente es-

medo que muitos têm de ir à escola, pois não têm cer-

colhem meninas que fizeram alguma coisa que não

teza do que vão encontrar, e se o amigo companheiro

gostaram, como “ficar” com o menino que alguma

que sempre esteve ao lado, de uma hora para outra,

menina da turminha estava interessada. Primeiramen-

muda de atitude e começa a agir de forma a insultar

te, elas se aproximam da “tal” menina, ficam amigas

ou bater nele e nos outros amigos?

e a convidam para uma festa que preferencialmente

Com isso começa a existir um questionamento mui-

é na casa de alguma das meninas da turminha. No

to maior com relação aos valores das relações, uma

meio da festa as meninas se reúnem para literalmente

preocupação maior em saber com quem de fato estão

“bater” e ofender a menina eleita por elas sendo tudo

relacionando-se. Porém percebemos, em meio a esse

filmado e registrado. No dia seguinte o vídeo será dis-

cenário, um pequeno movimento de pessoas que co-

seminado na net por meio das redes sociais, chegando

meçam a resgatar o “bem”, começam a resgatar a valo-

também em outras escolas.

rização de que ser bom e fazer o bem pode ser “cool”.

80 Tendencia - play.indd 80

LICENSING BRASIL

10/27/11 2:01 PM


Nesse estudo que realizamos, uma das campanhas

bullying? O bullying não necessariamente acontece com

de maior recall espontâneo das crianças e adolescen-

os “diferentes” e sim muitas vezes com os “iguais”, mes-

te nos últimos tempos é a campanha da Coca-Cola:

ma classe social, sexo e religião. Tendo o preconceito em

“Existem razões para acreditar”, os bons são a maio-

baixa, pode haver uma forma mais simples dessa inversão

ria. Nessa campanha que entrou no ar no início deste

de valores, começar a acontecer.

ano, a Coca-Cola fala de 125 razões para acreditar em

Outro fator relevante para eles é a presença dos pais

um mundo melhor. “Em um mundo onde a maioria

em suas vidas. Todos dizem que gostariam de maior

das pessoas e das empresas está preocupada com o

presença dos pais no seu dia a dia e todos afirmam

meio ambiente, a sustentabilidade, veio uma empresa

que gostariam de pais mais atentos e que dessem mais

como a Coca-Cola falar que, além de ser boa com o

limites a eles.

meio ambiente, lembra também de ser boa com os

Porém o principal para essas crianças e adolescentes

outros, de respeitar e acreditar sempre em um mundo

estudados é a busca por algumas mudanças, a busca por

melhor”, declaração de uma menina de 14 anos.

inversões de valores, e eles sabem que para isso aconte-

E o preconceito nesse contexto?

cer dependem muito deles mesmos, de sua força e de

Segundo as crianças e adolescente estudados, o

seu otimismo.

preconceito é “uncool”, ou seja, está fora de moda. Notamos hoje uma tolerância maior desses jovens

Aurélia Picoli e Ana Amélia Cesaro são sócias-

com as diferenças, eles querem experimentar, co-

-diretoras da empresa Play Pesquisa e Conteúdo

nhecer e circular por diversas tribos. E a questão do

Inteligente.

Set/Out 2011

Tendencia - play.indd 81

81 10/27/11 2:01 PM


Design – Estudio n’Ovo

A aplicação de arte licenciada

sem mistérios Por Gustavo Pettinato Lucio

O produto adequado para uma marca

I

magine só uma mamadeira da marca Playboy, ou então um perfume de uma marca de queijo, no mínimo não vai pegar bem! Se uma marca não

possuir princípios e posicionamento bem definido, certamente iremos deparar com diversos produtos e ações da marketing que não farão o menor sentido e irão ajudar a sujar sua imagem, seu potencial de venda e o sucesso no mercado. Podemos fazer algumas perguntas ou melhor respondê-las para explicar no licenciamento de marcas a necessidade do posicionamento de seus produtos estar muito bem definido e alinhado com todas as partes envolvidas no processo de criação, produção e venda.

No plano de marketing de uma marca para o seu licenciamento estará descrito e serão sugeridos os possíveis pro-

Quais são os atributos e as características da marca para o mercado?

dutos a serem fabricados e em quais categorias de licenciamento eles estarão. Esses produtos deverão ser muito bem desenvolvidos, com posicionamento de target correto, ten-

Com qual mercado essa marca se

do diferencial em seu projeto de design, no acabamento vi-

identifica e irá trabalhar? Infantil, teen,

sual e de produção, nas embalagens e no ponto de venda.

adulto? Qual é a estratégia de comunicação? Qual é o produto que melhor transmite a essência da marca?

Essas características citadas, proporcionam ao consumidor, cada vez mais exigente, uma experiência de marca diferenciada e permite que ele se comunique diretamente com a essência da propriedade. São esses pequenos detalhes que fazem com que tenhamos o desejo de consumir os produtos de determinada mar-

Tendo bem definidos os princípios da marca e

ca e não de seus concorrentes.

suas características, já é um passo no sentido correto para o sucesso no mercado e não na contramão com

Gustavo Pettinato Lucio é diretor da agência

produtos inadequados.

Estúdio n’Ovo.

82 Estudio-nOvo_Materia-Revista27_CS4.indd 82

LICENSING BRASIL

10/27/11 12:18 PM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 12:20 PM


ANUNCIOS.indt 1

10/27/11 12:19 PM


Revista Licensing Brasil #27