__MAIN_TEXT__

Page 1

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

|

www.espacobrinquedo.com.br ano 15 nº 91 jun/jul

ANO 15

| Nº 91

| 2018

| EP GRUPO ESPACOBRINQUEDO.COM.BR

Compartilhar para crescer

TENDÊNCIAS GLOBAIS DE CONSUMO APONTAM NOVOS CAMINHOS PARA O MERCADO BRASILEIRO


/índice

FERNANDO LUZIO

RAFAEL ECKMANN

FÁBIO MARIANO

18

56 16 30 4/

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

REGIANE RELVA

8 10 12 16 18 30 42 44 48 50 52 56 58 62 64

brinquedo.com Opinando Panorama Em foco – José Eduardo Martins [Panini] Capa – Tendências globais de consumo Gôndola – Preview de mochilas da Escolar Perfil de Loja – Noy Brinquedos Os 10+ – Último bimestre Pesquisa – O impacto da tecnologia no consumo infantil [Play] É pique – Ri Happy completa 30 anos! Empresa – Faber-Castell Consumidor PDV – Marcelo Rossi Representante – DDeni Quando estou de folga – Rafael Biasotto


ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/5


editorial

Sobre dividir experiências

N

a era do varejo via internet, o anúncio de fechamento da rede americana Toys”R”Us não reflete apenas uma ampla e delicada situação socioeconômica ou uma crise localizada, mas também uma mudança global de comportamento por parte dos consumidores. Se até aqui a internet modificou seu negócio, nos próximos anos transformará ainda mais o processo de compra, desde a pesquisa até a entrega do produto. Porém, a demanda dos novos consumidores, sobretudo, exigirá a sua atenção. Para eles, a economia compartilhada, a personalização de produtos/serviços e integração entre físico e digital são conceitos indispensáveis. E para que você dê a devida atenção a cada uma dessas questões, recomendo nossa matéria de capa, em que apresentamos as dez tendências globais de consumo detectadas recentemente por um visionário estudo da Euromonitor. Fique atento! Não por acaso, o impacto da tecnologia no consumo infantil foi recentemente objeto de estudo da Play Pesquisa e Conteúdo Inteligente. Nesta edição, você encontra o resultado dessa interessante pesquisa realizada no Brasil. O material pode ajudar no direcionamento seus próximos negócios; confira! Em meio à complexidade dos novos formatos, temos a impressionante febre dos álbuns de figurinhas da Copa do Mundo de Futebol 2018. Para entender o conceito por trás dos colecionáveis e o sucesso dessas linhas no mercado nacional, entrevistamos o presidente da Panini Brasil José Eduardo Martins. A propósito, já completou o seu álbum? Outro destaque é a celebração dos 30 anos de Ri Happy, uma das maiores redes especializadas em brinquedos do País. Resiliente às muitas oscilações do mercado nacional, a companhia acaba de lançar um novo conceito de loja na capital paulista. Aqui você encontra a cobertura da inauguração e a trajetória completa da empresa. Na Gôndola sobre mochilas, selecionamos inúmeros modelos que serão lançados no início de agosto, na feira Escolar Office Brasil. O varejo de brinquedos, lugar mais do que apropriado para comercialização de linhas escolares, já pode planejar um mix completo. A beleza das novidades promete ganhar o coração da meninada no Volta às Aulas 2019. Diante de tantos lançamentos, resta ao varejo equilibrar seu desempenho até aqui com a expectativa para as datas mais rentáveis do ano. Sinônimo de aquecimento das vendas (e correria), o segundo semestre reserva oportunidades únicas para o nosso mercado. Para renovar as suas ideias e clarear suas decisões, leia esta edição e continue acompanhando pelos canais do EP Grupo na internet – portal, redes sociais, newsletters etc. Afinal, “não podemos resolver nossos problemas com o mesmo pensamento que os criou” (Albert Einstein).

marici@epgrupo.com.br @epgrupo fb.com/epgrupo1 linkedin.com/company/ep-grupo @epgrupo1

Ano 15 // Ed. 91 // Jun./Jul. 2018 ESPAÇO PALAVRA EDITORA E ARTE LTDA. DIREÇÃO-GERAL E JORNALISTA RESPONSÁVEL Marici Rosana Ferreira (MTB 36727) CONSELHO EDITORIAL

Aires Fernandes Rogério El Ness Geraldo Zinato Alexandre Marques REDAÇÃO

Aires Fernandes

Diretor de marketing da Estrela

Kika Martins Camila Guimarães

Rogério El Ness

REVISÃO

Diretor do Grupo Barão

Renata Lopes Del Nero Lu Peixoto ARTE

Wilson Alves MARKETING

Aline Fernades Luiz Paulo Ferreira ATENDIMENTO

Geraldo Zinato Presidente da Lider Brinquedos

Daiane Miranda ASSISTENTE ADMINISTRATIVA

Cristina Venâncio ESTAGIÁRIA

Brenda Andrelly Brenda Sarmanho

Alexandre Marques

Gerente nacional de vendas da Xalingo

ADMINISTRAÇÃO, PUBLICIDADE E REDAÇÃO

Av. Rouxinol, 1041, conj. 1109 Moema – São Paulo/SP CEP: 04516-001 Tels. (11) 5092-5588/(11) 5094-0403 E-mail: comercial@epgrupo.com.br ASSINATURAS

(11) 5092-5588 ou pelo site epgrupo.com.br TECNOLOGIA DE REALIDADE AUMENTADA

Massfar, empresa autorizada Zappar Brasil e Portugal. www.massfar.com Henry Assef: henry@massfar.com As matérias assinadas são de responsabilidade dos autores e podem ser reproduzidas, desde que citada a fonte. As fotos utilizadas nesta edição pertencem ao banco de imagens da revista Espaço Brinquedo e podem ser utilizadas, desde que citada a fonte. A revista Espaço Brinquedo possui distribuição nacional para proprietários, diretores, gerentes, compradores, lojistas e demais pessoas envolvidas com lojas de brinquedos, artigos infantis, magazines, supermercados, atacadistas, fabricantes, papelarias, armarinhos e bazares.


@brinquedo.com No insta @epgrupo

O post com fotos dos produtos expostos no evento Marcas & Personagens de 2018 no Recife foi o mais curtido do Instagram. Cartoon, Disney, Nickelodeon, Redibra e Entertainment One foram alguns dos expositores que revelaram oportunidades de licenciamento aos participantes! Siga nossa página @epgrupo e fique antenado sobre todos os eventos!

No www

Vale a pena conferir a divulgação da nova linha Jurassic World: Reino Ameaçado da Mattel no nosso site! A coleção de brinquedos é a mais completa e diversificada sobre os personagens do filme e tem como objetivo proporcionar aventuras reais que deixam a brincadeira ainda mais dinâmica e divertida. Entre em nosso site epgrupo.com.br e confira novidades do mercado de brinquedos.

A mais lida da E.B.90

A nossa matéria de capa foi a mais lida da 90a edição da Revista Espaço Brinquedo, contando detalhes sobre os produtos mais vendidos durante a 35a feira Abrin. A indústria de brinquedos teve crescimento contínuo nos últimos anos. Para saber mais, dê uma olhada em: https://issuu.com/epeditora/docs/eb90/19.

No Facebook

Os novos jogos cartonados da NIG Brinquedos com a Turma da Mônica propõem brincadeiras como mímicas e clássicos 4 x 1 que chamaram atenção dos internautas no Facebook! Curta nossa página para ficar por dentro de mais novidades: facebook.com/epgrupo1.

Mande um inbox...

Nossa redação adora receber sugestões de pauta de leitores! Se você tem alguma observação sobre o conteúdo da revista, não hesite em escrever para nossa equipe. Basta enviar um e-mail para jornalismo@epgrupo.com.br ou uma mensagem por inbox. E não se esqueça também de nos marcar em suas postagens sobre o mercado de brinquedos.

8/

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA


ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/9


/opinando... A categoria de games no Mercado Livre é uma das que mais crescem na plataforma. Na Brasil Game Show tivemos uma experiência tão positiva que, neste ano, ampliaremos a nossa participação, com uma localização ainda melhor e grandes surpresas em nosso estande – Fernando Sztrajtman,

gerente de Consumer Eletronics do Mercado Livre no Brasil.

Muito antes de clichês e estereótipos, a mãe brasileira precisa de ajuda para tomar as melhores decisões para o seu dia a dia e as marcas podem ajudar nisso

– Gustavo Casas, analista de

indústria do Google Brasil.

Com a crise, a solução do consumidor foi optar por produtos que pudessem ser usados em mais de uma ocasião. Isso obrigou as lojas a se adaptarem. A solução foi oferecer uma gama mais completa de produtos, do mais barato ao mais caro

– Marcelo Villin Prado, economista e sócio-diretor do IEMI – Inteligência de mercado.

Neste ano, continuaremos investindo em inovação, que é uma premissa básica da empresa. Já a expectativa de crescimento para 2018 na rede de franquias é de 25%, e na indústria, de 10% a 12%

– Marlin Kohlrausch, presidente da Calçados Bibi.

Infelizmente a maioria das emissoras abertas está tirando atrações infantojuvenis do ar. O que é um problema, pois os pequenos estão tendo contato com uma programação adulta cada vez mais cedo, o que não é saudável. A TV Cultura é uma das poucas que ainda exibem conteúdo infantil e é com enorme satisfação que a Galinha Pintadinha agora entra para a programação desse canal – Marcos

Luporini, um dos criadores da Galinha Pintadinha.

A capacidade da inteligência artificial em chegar às massas, no futuro, dependerá da capacidade de resolver problemas de todos os tipos de consumidores, e não apenas daqueles consumidores urbanos, abastados e ligados à tecnologia, que são aqueles que até agora têm adotado essas soluções

– Craig Elston, vice-presidente executivo de insights e estratégia do The Integer Group. 10 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA


Vรกrios modelos para colecionar !!

Novidades 2018 ESPAร‡O BRINQUEDO REVISTA

/ 11


#panorama Mais uma edição do Dia de Brincar

No dia 26 de maio, a Nickelodeon promoveu a terceira edição do Dia de Brincar, evento gratuito que convida as crianças do Brasil todo a se divertirem ao ar livre. Durante três horas, o canal troca a sua programação por uma chamada contínua que estimula os pequenos, de todas as regiões, a sair de casa para brincar. Como de costume, o canal promoveu um grande encontro para celebrar a data no Parque Villa-Lobos, em São Paulo. Nos Estados Unidos, o Worldwide Day of Play é celebrado há mais de uma década. Vale lembrar também que o Meus Prêmios Nick (ou Kids’ Choice Awards), uma das maiores premiações infantis do mundo, possui desde 2014 uma categoria que premia crianças e jovens envolvidos com atividades de responsabilidade social, que fazem a diferença e que possam servir de exemplo para outras crianças. Além disso, o canal possui um projeto, em parceria com a Fundação KidsRights, que destaca histórias de crianças de todo o mundo que estão provocando mudanças positivas em suas comunidades. No Brasil, a ação também encoraja as crianças a comentar e reagir usando emojis com #KidsCan, para falar nas mídias sociais da Nickelodeon o que fazem em prol de um mundo melhor. Atividades lúdicas e jogos recreativos que estimulem a atividade física, raciocínio, habilidades musicais, cidadania e interação entre amigos, pais e filhos são as principais atrações do evento. No palco principal, atrações musicais, teatro, contação de história e apresentação dos personagens prometem agitar os presentes. O Dia de Brincar conta com áreas para descanso e alimentação, tenda para Meet & Greet com personagens e serviço de identificação de crianças logo na entrada. A terceira edição do Dia de Brincar contou com o patrocínio de Acrilex, Estrela, Fiat, Ortopé e Ri Happy.

Turma da Mônica ganha a América Latina

Mónica y Sus Amigos é a nova revista de Mauricio de Sousa recém-chegada ao México em uma parceria entre a Mauricio de Sousa Produções (MSP) e a Editora Panini. O lançamento aconteceu na segunda edição da Conque, feira de quadrinhos e entretenimento, realizada no início de maio, em Querétaro. O contrato de três anos prevê o lançamento mensal das histórias da Turma da Mônica, que podem ser encontradas em bancas de jornal, lojas e no site da editora: www.panini.com.mx. Este lançamento aumenta a oferta de produtos disponíveis da turminha no mercado mexicano, uma vez que a MSP já está presente no país via Cartoon Network, canal no YouTube, que veicula episódios da Turma da Mônica Clássica e da Mônica Toy, e pelo aplicativo Play Kids. Existem planos para o lançamento de Mónica y Sus Amigos em outros países da América Latina, Ásia e Europa. Entre quadrinhos e jornais, as criações do desenhista Mauricio de Sousa chegam a quase 30 países, e as novas tecnologias permitem que elas alcancem lugares nunca imaginados.

12 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA


Abrin regional Com o intuito de

melhorar a distribuição da indústria e atingir mais efetivamente outros estados brasileiros, a Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos (Abrinq) dá continuidade às edições da Abrin regional. Começando por Brasília, a associação aposta em cidades com menos concentração de consumidores, uma vez que São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, juntos, detêm mais de 55% das vendas anuais de brinquedos. “Alguns estados vêm registrando crescimento de participação, e essa é a intenção de realizar a feira no Distrito Federal, buscando estados do Centro-Oeste e do Nordeste”, conta Synésio Batista da Costa, presidente da Abrinq. Bahia, Alagoas, Paraíba, Piauí e Sergipe, por exemplo, registraram em 2015 crescimento, assim como Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás. Para uma indústria cuja previsão de crescimento é de 12%, este ano promete boas notícias, segundo o presidente da entidade. Synésio prevê ainda 20% de queda das importações, com nova injeção de dinheiro na indústria nacional. De acordo com a entidade, nos últimos cinco anos houve um aumento do tíquete médio e da compra de brinquedos per capita, que passou de cinco a seis brinquedos por criança para sete a oito. O tíquete médio registrou predomínio das faixas de R$ 31 a R$ R$ 50 e de R$ 51 a R$ 100, que juntas representaram mais de 41% das compras.

Novos itens Squish Dee Lish

Conhecida por licenciar brinquedos como Playmobil, Ben 10 e Patrulha Canina, a Sunny Brinquedos anunciou novos bonequinhos para a coleção Squish Dee Lish. Feitos de espuma e supercheirosos, os personagens chegam em duas novas linhas: a série 2, com figuras em formatos de diversos objetos, como o diamante feliz e a borboleta, e os Squishies inspirados na licença Shopkins. Lançada em 2017, a série 1 foi um enorme sucesso e, por esse motivo, a marca resolveu ampliar sua coleção, permitindo que os pequenos mantenham a interação, uma vez que os Squishies possibilitam a troca entre os amigos. Já para a franquia da Patrulha Canina, a empresa ampliou seu catálogo de produtos e acrescentou três itens: Miniveículos da Missão Patinhas, o Veículo de Resgate Missão Patinhas e o Tablet da Missão Patinhas. Os Miniveículos da Missão Patinhas acompanham figuras, cards de missão compatíveis com a tela do novo veículo de resgate e o tablet do Ryder, que são adquiridos separadamente – Chase, Marshall, Zuma, Skye, Rocky e Rubble. Para solucionar os problemas no Reino de Barkingburg, a Patrulha Canina conseguiu um novo possante para a equipe e suas novas missões de resgate. Agora, as crianças deixarão a brincadeira mais divertida com o Veículo de Resgate Missão Patinhas. O brinquedo vem com o Robô Dog, com espaço para todos os filhotes, e vem com uma tela para colocar os cartões animados das missões, com som e luz. Com o Tablet da Missão Patinhas, a criança fará o papel do personagem principal, Ryder, recebendo e comandando todas as missões.

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 13


#panorama Conteúdo infantil chega ao Globoplay

Desde o mês de maio, o Globoplay, plataforma de streaming de vídeos do Grupo Globo, passou a ter conteúdo voltado para as crianças. A curadoria será feita pelo Gloob, que, junto ao Gloobinho, compõe a unidade infantil do Grupo. Além de receber séries e animações que já são sucesso entre as famílias brasileiras, o acervo conta com uma atração original e inédita: Escola de Gênios – coprodução do Gloob com a Mixer Films que conta a empolgante história de Isaac, um estudante de 12 anos de idade que, por conta de suas habilidades incríveis em matemática, ganha a oportunidade de estudar nessa escola especial. Entre novos amigos e experiências mirabolantes, Isaac descobre a robótica e, com ela, a possibilidade de ajudar a irmã tetraplégica a jogar videogame. A escola, onde jovens mentes brilhantes encontram maneiras divertidas e inusitadas de aprender, mostra desafios surpreendentes e experimentos em diversas áreas de estudo, trazendo para as telas a pluralidade e a diversidade entre as crianças brasileiras. Outra atração já confirmada para compor o portfólio é D.P.A. - Detetives do Prédio Azul, produzida em parceria com a Conspiração Filmes e marca líder do Gloob.

Nova linha Star Wars

Entre as novidades da Elka, destaque para a linha Star Wars que promete agradar tantos os fãs antigos quanto os da nova geração, por trazer brinquedos clássicos com uma releitura despojada e atual. Durante o mês de maio, quando aconteceu o Star Wars Day e foi lançado o novo filme Han Solo – Uma história Star Wars, a Elka aproveitou para apresentar os novos brinquedos. Jogo Tira-Varetas; Jogo das Argolas e Jogo Batalha Estelar são alguns dos produtos que vão fazer a diversão da criançada, além de auxiliar no desenvolvimento motor e aguçar suas habilidades manuais.

14 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

O primeiro brinquedo

Considerando o valor afetivo que os primeiros presentes de um bebê costumam ter pelo resto da vida, a Brinquedos Estrela criou uma linha especialmente para quem busca esse tipo de lembrança. Agora, a linha Soft & Friends traz os personagens Doggy, Miau e Ursinho para marcar o nascimento dos pequenos. Para estarem em contato com os recém-nascidos, os bonecos foram confeccionados com material extremamente macio, a fim de acomodar ainda melhor os bebês na hora de dormir, acompanhá-los nas brincadeiras e passeios de carrinho. Além disso, os graciosos personagens também são decorativos e ideais para compor o quartinho dos bebês.


Campanha Meias do Bem

Há cinco anos, a combinação de inovação, responsabilidade social, solidariedade e sustentabilidade deu forma ao Projeto Meias do Bem, idealizado pela Puket. Embora existam diversas ações solidárias no Brasil, nenhuma encontrava uma nova utilidade para as peças doadas. Mas esse projeto recolhe as meias em qualquer estado do País e as transforma em cobertores para pessoas em situações de rua. Durante todo o ano, as mais de 160 lojas da Puket e os outros parceiros são os pontos de coleta para o Meias do Bem. As peças são higienizadas e trituradas antes de se transformarem em cobertas. O Projeto Meias do Bem alcançou mais de 1 milhão de pares coletados – cerca de vinte toneladas – e 25 mil cobertores entregues desde seu surgimento em 2013. Para ajudar, a Puket ainda ofereceu 25 mil pares de meias novos. A iniciativa também conta com o apoio de mais de 250 ONGs cadastradas pelo projeto, que atuam na distribuição desse material. A contribuição do Projeto Meias do Bem vai muito além de ajudar o próximo, já que também traz benefícios ao meio ambiente. Cada par de meias reciclado economiza cerca de 75 litros de água e 66 BTUs de energia, evitando o uso de 75 milhões de litros de água e 66 milhões de BTUs. Em cada ponto de coleta há uma urna que recebe as doações ao longo de todo o ano.

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 15


em foco/ José

Eduardo Martins DC Comics, Mangás e outras marcas grandes e importantes. Também trabalhamos fortemente para sempre trazer novidades para os leitores, como o álbum de figurinhas da Copa do Mundo da FIFA, que neste ano aparece com diversas novidades: as 32 seleções classificadas com seus uniformes oficiais, o número de atletas por página aumentou para 18, e dados estatísticos foram adicionados, como o ano em que o jogador iniciou no time nacional. Essa edição também conta com uma página dedicada às lendas da Copa, além de cromos com todos os pôsteres dos estádios-sedes dos jogos. EB – Como a Panini procura trabalhar suas vendas fora

desses períodos sazonais? JOSÉ MARTINS – Somos uma das principais na área de

F

undada em 1961 com o lançamento da coleção do Campeonato Italiano de futebol, ainda hoje a Panini está em evidência por conta da febre dos álbuns de figurinhas da Copa do Mundo. Sem contar os cards e demais publicações colecionáveis. Logo, esta é a essência da companhia. Mas o que esses consumidores buscam, afinal? Ninguém melhor do que o presidente da Panini Brasil para explicar. “Os consumidores buscam entretenimento, diversão e novidades em nossas coleções. Temos muitos fãs e pessoas que acompanham e esperam por nossos lançamentos.” Confira a entrevista completa, a seguir:

ESPAÇO BRINQUEDO – Qual o segredo para manter-se entre

as principais marcas do segmento durante tantos anos? JOSÉ MARTINS – Somos uma das principais editoras na área de colecionáveis de esportes e entretenimento, além de publicação de revistas e livros de grandes licenças voltadas para o mundo geek. Oferecemos para o público em geral, colecionadores e leitores, uma grande variedade de publicações para todos os gostos e idades. Além disso, trabalhamos com licenças que fazem muito sucesso, o que atrai o público. São marcas queridas e adoradas por todos, a exemplo de Turma da Mônica, Marvel Comics,

16 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

colecionáveis de esportes com lançamento de figurinhas e cards de eventos anuais como Campeonato Brasileiro, Campeonato Espanhol, FIFA 365 que reúne os principais clubes de futebol do mundo, Campeonato NBA, Campeonato NFL, entre outros. Também lançamos o ano inteiro muitas revistas e livros licenciados que fazem sucesso entre o público. Produzimos ainda álbuns de figurinhas de coleções específicas no setor de entretenimento, entre desenhos, séries de TV e filmes. EB – Qual o papel do ponto de venda neste processo? JOSÉ MARTINS – Disponibilizamos nossas coleções e pu-

blicações em bancas de jornal, geek points, comic shops e livrarias de todo o Brasil, além, é claro, da loja on-line da Panini. Incentivamos todos os pontos de venda com referências e materiais de divulgação. EB – A Panini também disponibilizou as figurinhas da

Copa do Mundo 2018 em algumas lojas de esportes e brinquedos. Quais foram os parceiros no Brasil? JOSÉ MARTINS – A venda dos kits com álbuns e figurinhas da Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018 está disponível em bancas de jornal, livrarias e revistarias como Saraiva, lojas de brinquedos como a Ri Happy, de departamento, de conveniência de postos de combustíveis e casas lotéricas. EB – O que explica essa febre dos álbuns da Copa do

Mundo? JOSÉ MARTINS – Ouvimos que a Copa do Mundo começa

quando lançamos o álbum de figurinhas oficial da FIFA. Percebemos o movimento em torno dele em todos os


anos. É um produto muito querido por todos, que gera diversão e novas amizades, já que as pessoas participam de diversos eventos de troca de figurinhas. Acreditamos ainda que o brasileiro é apaixonado por futebol. Assim, tudo que envolve o mundial vira febre. Nosso álbum traz informações dos grupos, jogos, locais, e todos podem utilizá-lo para acompanhar as competições, conhecer os jogadores e as federações. EB – Quando o digital ganhou peso no marketing e na

comunicação da companhia? JOSÉ MARTINS – Trabalhamos fortemente a divulgação

em nossas redes sociais @editorapanini, @torcidapanini e @lojapanini. Temos páginas no Facebook, Instagram, Twitter e canal no YouTube. Em tempos de era digital, entendemos a necessidade de criar opções para os consumidores também nos meios virtuais em relação ao álbum de figurinhas da Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018. Por isso, contamos com o conhecido Panini Collectors: aplicativo que foi reformulado com novas funcionalidades para os colecionadores controlarem suas figurinhas, e o FIFA World Cup trading App, que oferece a possibilidade de colecionar cards e cromos, incluindo conteúdo de Copas anteriores. Os cromos impressos com as imagens dos escudos de cada seleção, além do Cavaleiro Panini, contêm códigos e QR code no verso que possibilitam ao colecionador ganhar envelopes virtuais. Já em parceria com a FIFA e a Coca-Cola, oferecemos a experiência do álbum na versão digital, disponível no site www.fifa.com/paninistickeralbum, com muitas novidades. São desafios, conquistas, troca de cromos e atualizações de cada seleção. O colecionador pode encontrar códigos variáveis no verso das figurinhas dos times posados, que, quando ativados, resgatam envelopes com cromos virtuais. Os aplicativos estão disponíveis nas plataformas iOS e Android, e as instruções para a utilização de todos os produtos digitais aparecem no álbum impresso. Outro produto lançado é o Adrenalyn XL, o mais popular game de cards de esportes da Panini, o qual possui uma versão digital, disponível em www.paniniadrenalyn.com. Para transferir os jogadores dos cards físicos para o mundo virtual, basta cadastrar os códigos impressos no verso de cada card. Com isso, o colecionador disputa diversas partidas e campeonatos, compra cards especiais e exclusivos, além de jogar no modo Saga – uma novidade para o colecionador colocar em prática tudo o que aprendeu para vencer todas as seleções.

EB – Qual ação de marketing da empresa no Brasil merece

destaque? JOSÉ MARTINS – O lançamento do álbum oficial da Copa

do Mundo foi apoiado por campanhas de marketing, incluindo propaganda em TV, rádio, revistas, mídia exterior, a contratação do ex-jogador Cafu como garoto-propaganda, marketing em plataformas digitais, sampling em jornais de todo o País e uma grande surpresa: um repórter mirim Panini. Além das campanhas, estamos com ações de ativação envolvendo o produto em shopping centers, parcerias com diversos grupos de troca de figurinhas e ação com influenciadores digitais. Faremos ainda o Panini Day na cidade de São Paulo, um evento para incentivar a troca de figurinhas e proporcionar um dia de experiência com a marca. O marketing trabalhou a todo vapor para inovar nesta Copa, oferecendo treze kits de produtos ao público, incluindo os álbuns brochura e capa dura, as figurinhas e alguns itens diferenciados. O grande destaque fica para a edição limitada de catorze latas pocket colecionáveis para guardar e transportar as figurinhas, com desenhos inspirados nas onze cidades-sedes da Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018, além do pôster oficial da Rússia, a capa do livro ilustrado e o mascote do torneio; box premium, composto de um álbum capa dura e cem envelopes; boxe família, com dois álbuns capa dura e 200 envelopes; e a tradicional capa plástica para proteger o álbum. EB – Nos últimos anos, os fabricantes e varejistas de brin-

quedos passaram a investir em linhas colecionáveis. De que forma esse movimento é encarado? JOSÉ MARTINS – É um movimento importante para a Panini, assim podemos ampliar nossa linha de colecionáveis, oferecer nossos produtos e, consequentemente, aumentar a produção e as vendas. EB – De modo geral, como o mercado infantojuvenil no

Brasil pode ser avaliado? JOSÉ MARTINS – Positivamente e com um grande potencial. Oferecemos produtos para o mundo geek que tem apresentado grande crescimento com o lançamento de diversos conteúdos pelas principais empresas do setor, como Turma da Mônica, Disney, Marvel, Star Wars, Warner, DC Comics, entre outras.

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 17


capa

18 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA


10 tendências

GLOBAIS DE CONSUMO

ESTUDO APONTA CAMINHOS PARA A INDÚSTRIA E O VAREJO

N

este início de ano, a empresa de pesquisa estratégica de mercado Euromonitor International revelou as dez principais tendências de consumo para 2018 em seu relatório Top 10 Global Consumer Trends – https://bit.ly/2JWf4uV. De acordo com a autora do estudo, Alison Angus, é esperado um aumento no consumo de bens e serviços. Contudo, ela alerta que as escolhas e o comportamento das pessoas estão mudando, o que continuará influenciando as decisões de negócios das empresas. Nesse sentido, tecnologia e acesso à internet terão papel fundamental. Confira o resultado e, a seguir, a opinião de grandes especialistas que poderão ajudá-lo a direcionar seus negócios.

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 19


capa #1 VIDA LIMPA: Consumidores estão adotando um estilo de vida clean e minimalista, no qual moderação e integridade são palavras-chave. A chamada geração Straight Edge – entre 20 e 29 anos de idade –, que teve acesso à educação superior e cresceu em meio a fortes recessões econômicas, terrorismo e turbulências políticas, considera isso relevante. Essa geração adotou uma visão de mundo mais ampla do que as gerações anteriores.

#2 OS INQUILINOS: Uma nova geração preocupada com a comunidade, que prefere o aluguel e as assinaturas está reformulando a economia, fazendo do consumo ostentoso uma coisa do passado. A rejeição dos materiais em prol das experiências e de um estilo de vida mais livre, que vêm caracterizando os hábitos de compras dos Millennials nos últimos anos, é uma tendência em desenvolvimento e se espalha pelo mundo.

#3 A CULTURA DA REINVINDICAÇÃO: Seja colocando reclamações no Twitter, espalhando mensagens virais pelas redes sociais, seja participando de petições on-line, consumidores estão dando voz às suas opiniões. O “ativismo hashtag”, embora não seja tão novo, vem ganhando força à medida que as pessoas têm acesso à internet e às redes sociais.

#4 ESTÁ NO MEU DNA: A crescente curiosidade das pessoas sobre sua composição genética – que as torna tão especiais – e a busca por personalização dos produtos/serviços de saúde e beleza estão alimentando a demanda por kits domésticos. Os consumidores-alvo vão desde os que se preocupam com seu bem-estar até aqueles que buscam entender suas origens e os fanáticos por nutrição e vida fitness.

#5 EMPREENDEDORES ADAPTATIVOS: Eles estão buscando mais flexibilidade e estão preparados para assumir riscos. Os Millennials, particularmente, possuem uma natureza empreendedora, deixando de lado a rotina das 9h às 17h e buscando uma carreira que ofereça mais liberdade.

20 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

#6 VEJO DO MEU QUARTO: Em 2018, a percepção e realidade se conectam, mesclando imagens digitais com o espaço físico. Consumidores poderão visualizar os produtos antes de comprá-los, seja nas lojas físicas, seja pelo e-commerce. A sofisticação dos celulares em 2017 abriu portas para mais funcionalidades, envolvendo a tecnologia de realidade aumentada.

#7 CONSUMIDORES DETETIVES: Com maior agitação política em 2017, a desconfiança dos consumidores está crescendo e gerando maior envolvimento emocional e ações por parte deles. Eles continuam céticos em relação aos produtos produzidos em massa e às reais motivações das empresas que os produzem. Cansados de ouvir retóricas vazias e palavras tranquilizadoras, buscam conhecer os detalhes sobre a produção e distribuição dos itens.

#8 CO-LIVING: Essa tendência floresceu entre os Millennials e os consumidores acima dos 65 anos de idade. É uma maneira de se viver na qual as pessoas dividem uma habitação e compartilham os mesmos interesses e valores. Esse estilo nasceu dos centros urbanos, que abraçaram a economia compartilhada como um modo de vida.

#9 I-DESIGNERS: O desejo de alcançar a verdadeira autenticidade está impulsionando a personalização a um outro nível em 2018, transformando os consumidores em criadores, permitindo que eles participem do processo de design e produção dos produtos.

#10 OS SOBREVIVENTES: Dez anos após a crise de crédito, que anunciou o início da Grande Recessão, a mentalidade frugal (comedida) dos consumidores permanece inalterada. Apesar de as economias terem melhorado, com aumento da renda e queda do desemprego, a disparidade entre o rico e o pobre é muito visível. Aqueles que se encontram presos entre os baixos salários, escassos benefícios governamentais e os altos custos de vida continuam lutando para lidar com a austeridade. Fonte: Euromonitor – https://bit.ly/2JWf4uV.

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K


anuncio espaรงo brinquedo mai18.pdf

1

16/05/2018

11:46

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

ESPAร‡O BRINQUEDO REVISTA

/ 21


capa Com base nesse estudo, é possível identificar diferentes aspectos culturais/sociais, econômicos, tecnológicos e industriais interligados. Por isso, convidamos alguns especialistas para avaliarem sob diferentes pontos de vista o que está por trás dessas tendências e as suas aplicações no mercado brasileiro. Confira!

RAFAEL ECKMANN

UM OLHAR INDUSTRIAL

Em um passado recente, a maioria esmagadora das indústrias no mundo acreditava que a produção em alta escala de produtos padronizados ou com baixa diferenciação era a chave para a geração exponencial de receitas. Porém, no mundo atual esse formato vem se tornando cada vez mais obsoleto. Graças a grandes avanços tecnológicos e à popularização das mídias digitais surge um novo perfil de consumidor interessado, cada vez mais, em se diferenciar socialmente. Nos dias de hoje os consumidores não querem simplesmente entrar em uma loja para comprar um produto default das prateleiras, padronizado, sem relevância e personalidade. Eles desejam escolher não somente questões estéticas do produto, mas também características de funcionamento que façam sentido a sua realidade. A tecnologia aplicada na indústria vem transformando essa relação com os consumidores e elevando a customização a um outro nível. Esse novo conceito de customização na indústria ficou conhecido como

22 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

“indústria 4.0”, tendo os alemães como pioneiros no avanço dessa modalidade. O conceito visa aproximar fabricantes de seus consumidores, transformando o processo produtivo em algo realmente colaborativo. A ideia é que o consumidor, ao acessar o website de uma marca, possa escolher não somente o produto, mas definir também características específicas de acordo com suas necessidades, como estampas, cores, tamanhos, materiais, funções etc. O pedido é recebido e processado por meio do sistema, que transmite as informações ao setor de produção, já pré-configurado, automatizado e preparado para montar o produto de acordo com as solicitações do cliente. As vantagens são inúmeras, mas destaco duas que me chamam bastante atenção. Fabricantes podem oferecer produtos assertivos com maior conversão de vendas e consumidores podem participar do processo de design, customizando seu próprio desejo, diferenciando-se cada vez mais socialmente. – Rafael Eckmann, designer, especialista em desenvolvimento de produto.


ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 23


capa

UM OLHAR ECONÔMICO FERNANDO LUZIO

24 /

Trazendo para a realidade do consumidor brasileiro, que passou por uma recessão brutal como nunca tinha vivido antes, nos deparamos com compradores mais cautelosos; obviamente, diante do aperto que todos passaram nos últimos anos, o receio de que a economia ainda não tenha se recuperado de fato e de que essa melhora seja passageira, por conta da crise política. Esses fatores fazem com que o consumidor continue comedido. Obviamente, as contas macroeconômicas estão apresentando sinais de melhora, o nível de emprego está voltando a subir, a valorização da força de trabalho está crescendo e, tecnicamente, já saímos da recessão. No entanto, alguns setores estão voltando mais lentamente do que outros e ainda não atingiram o nível de atividade econômica que tinham antes da crise. O medo do consumidor segura a recuperação. Pode ser que diante de pequenas melhoras na economia ele até retome seus antigos hábitos, mas ainda assim teremos um consumidor diferente. Quando falamos em estilo de vida mais clean, por exemplo, por um lado pode haver uma redução do consumo, mas em contrapartida as pessoas passarão a consumir de maneira diferente. Ao invés de comprar vários produtos separadamente, darão prioridade aos artigos multifuncionais. Com casas mais apertadas e mais modestas do ponto de vista do tamanho, passarão a consumir produtos que no mesmo espaço permitam a execução de várias funções. Então, a indústria passará a criar produtos mais funcionais. Com a crise, as pessoas gastam menos com objetos para decorar a casa, mas desembolsam mais para fazer as refeições em casa – o que desperta interesse por outros itens e movimenta outros setores da indústria, gerando uma mudança de produtos e serviços consumidos. Esse novo estilo de vida também leva ao uso de produtos compartilhados. Hoje, não é mais necessário comprar uma bicicleta: podemos usar o bike sharing, um sistema de aluguel de bicicletas compartilhadas. Pode parecer que a indústria perderá dinheiro, pois terá menos compradores de bicicletas. Contudo, teremos cada vez mais adeptos das bicicletas compartilhadas, ou seja, a

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

indústria passa a lucrar de outra forma. Se temos mais gente usando produtos coletivamente, vamos plantar máquinas para vender peças. Isso significa que o desgaste de peças de itens compartilhados implica maior manutenção e frequente reposição de suas partes. O volume de peças de reposição e os serviços de manutenção serão bem maiores. Logo, o estilo de vida clean é paradoxal. O consumo compartilhado não necessariamente atrapalha a economia. O dinheiro economizado passa a ser investido em outras coisas, a partir de novas necessidades. O próprio hábito das assinaturas e clubes de compras – vinhos, gastronomia, produtos de beleza, alimentos etc. – é uma bênção para a indústria e para a economia. Esse é um modelo de negócios bem interessante, pois gera uma receita flat para o varejo e, ao mesmo tempo, tem uma receita adicional dos produtos que são comprados a mais. Novas tecnologias como a realidade aumentada e mesmo a possibilidade de comprar sem sair de dentro do próprio quarto são extraordinárias do ponto de vista econômico porque permitem o aumento do consumo com a redução de gastos da indústria e do varejo com logística reversa e devolução de produtos. Outro aspecto que merece a atenção da indústria é o fato de que o consumidor está mais atento aos esforços feitos pelas marcas em termos de proteger o meio ambiente. Isso terá cada vez mais valor para o consumidor. Também é válido lembrar que, ao envolver o consumidor e permitir que ele faça parte da criação de um produto ou um serviço, até mesmo a partir de um problema que ele tenha relatado, o resultado é muito mais eficiente e é diferente do ponto de vista de alguém que está dentro de uma fábrica tentando produzir algo que desperte o seu interesse. A desigualdade e disparidade de renda é, sem dúvida alguma, um dos grandes problemas do capitalismo contemporâneo e esse desequilíbrio é prejudicial para a economia por vários motivos. – Fernando Luzio é consultor, leadership coach, escritor e palestrante. Fundador e CEO Latin America da Luzio Strategy Group, é formado em administração de empresas pela Fundação Getulio Vargas (EAESP-FGV), com especialização em estratégia pela London Business School e pela Harvard Business School. É professor de estratégia empresarial do MBA da Universidade de São Paulo (FIA-USP) desde 1999, e autor de dois livros sobre estratégia.


ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 25


capa

FÁBIO MARIANO

UM OLHAR SOCIAL Em relação à vida limpa, não necessariamente os consumidores estão em moderação e integridade. É preciso ter cuidado para não criar uma ideia moralista, “salvadora”, e romântica demais, em relação aos consumidores, especialmente da geração Millennials. Não podemos cair nessa cilada de tipificar de modo exageradamente otimista, quase utópico, uma geração. Na verdade, hoje, com o advento da tecnologia, não precisamos mais ter tantos objetos físicos. Muitos dos itens que utilizamos já se tornaram virtuais – por exemplo, as músicas, que antes estavam no CD e hoje são simplesmente baixadas. Em geral, é preciso ter cuidado ao falar sobre as tendências globais de consumo porque elas trazem também uma visão muito reduzida e concentrada nos jovens de elite. Quando consideramos que há uma geração Millennial que busca trabalhos mais livres, adaptativos e flexíveis, devemos considerar que pelo menos 70% dos jovens do Brasil são de baixa renda, têm uma escolaridade deficitária, não estão qualificados para o mercado de trabalho do século XXI e, diante de um País em crise, optam pelas vagas de trabalho que estão disponíveis. Não há muito o que escolher. Essas macrotendências acontecem no mundo todo, mas com adaptações locais. As tendências correspondem ao ztegeinst atual, uma expressão alemã que significa espírito do tempo, que reflete os valores, as sensações, as experiências de uma determinada época. O ztegeinst da atualidade reforça a inclusão, o empoderamento e a transparência. Logo, vivemos um tempo de maior humanização. Procuramos maior per-

26 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

sonalização no consumo e isso significa que as empresas não devem mais aparecer como grandes corporações mecanizadas, insensíveis, e sim como sujeitos na sociedade que participam da humanização dela própria. Não por acaso estamos presenciando um número maior de marcas que se envolvem e que apoiam causas sociais como contra a homofobia, contra a violência da mulher, de inclusão dos deficientes físicos e assim por diante. Isso é fundamental no consumo, uma vez que o consumidor não está mais atrás apenas do menor ou melhor preço, nem do custo-benefício, mas está atento ao consumo, às marcas que geram uma identificação e um relacionamento com ele. Se falamos em marcas com relacionamento e diálogo com o cliente, isso implica que esta marca entenda as características humanas para falar a mesma língua deste consumidor. Mas nesse diálogo as marcas também devem se posicionar. Em todas as dez tendências apontadas pela Euromonitor, vemos a interrelação e convergência entre os movimentos da inclusão, do empoderamento e da transparência. Eles estão fortemente representados, alimentando essas tendências. Hoje, vivemos uma sensação de indignação e vários sociólogos apontam isso. Essa sensação é decorrente desses três movimentos que destaquei: inclusão, empoderamento e transparência. Logo, o que não diz respeito a eles começa a gerar em nós uma insatisfação. – Fábio Mariano Borges, especialista em comportamento do consumidor e professor do programa de mestrado da disciplina na ESPM.


ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 27


capa

REGIANE RELVA

UM OLHAR TECNOLÓGICO Estamos no meio de uma revolução. É a maior revolução que a humanidade já passou. A integração entre o mundo físico e o mundo digital está cada vez mais evidente em nosso cotidiano. Agora, não somos mais físicos ou digitais, somos “fígitais” que é a mistura de ambos. Essa nova geração que está chegando já é a geração dos nativos digitais; eles querem cocriar, colaborar, inventar, odeiam mentiras e não toleram empresas que fazem um discurso e agem de forma contraditória. Eles querem a autenticidade, a inovação – isso faz parte do DNA desta nova geração. Com tudo isso, os negócios terão de se reinventar; não se trata mais do omnichannel, agora desenvolveremos o unified commerce, ou seja, são todos os canais integrados, sejam eles físicos; sejam digitais. O que muda agora é a experiência personalizada para o consumidor final. Os pontos de contato se multiplicam diariamente. Na jornada de consumo, você pode por exemplo começar uma venda pela loja e concluir pelo WhatsApp; começar pelo WhatsApp, passar pela loja virtual e dar uma volta por um quiosque interativo e acabar comprando pela loja física ou até comprar via internet e pedir para entregar em um locker. Então, essa forma de compra, venda e recebimento de mercadorias está mudando absurdamente e já não é mais um futuro, e sim uma realidade – não apenas para os países mais desenvolvidos. Nós também já temos várias iniciativas, nas quais podemos comprar pela internet, retirar o produto sem descer do carro dentro de alguns shoppings de São Paulo que contam com lockers à disposição do

28 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

consumidor; vários pequenos varejistas vendendo via WhatsApp e das redes sociais, colocando lojas que na verdade não vendem produtos e são apenas centros de experimentação, de interatividade, de entretenimento, ou seja, a relação com o consumidor mudou radicalmente e a tecnologia está extremamente acessível. Todos têm acesso a ela, inclusive um varejista muito pequeno. Até os nanoempresários já têm a tecnologia da informação à disposição. Afinal de contas, os smartphones viraram supercomputadores e estão na palma de nossas mãos, tornando nossos negócios totalmente digitais e disponíveis a um clique. Portanto, independentemente do tamanho de um negócio, a transformação digital vai passar pelo seu caminho, seja ele em um comércio tradicional, seja apenas virtual. Já temos vários cases mundiais, como é o caso da Amazon e de outras tantas que estão vindo do mundo virtual para o mundo físico – e o caminho contrário também está acontecendo. Estamos saindo do tradicional em direção ao virtual, mas não apenas via e-commerce. O B2B e o B2C estão perdendo importância frente ao Me2B, no qual o consumidor demanda aquilo que efetivamente deseja comprar. Assim, a personalização, o acesso à compra em qualquer lugar, em qualquer momento e de qualquer forma é o que vai nortear os negócios que sobreviverão nesse mundo totalmente fígital. – Regiane Relva é especialista em tecnologia aplicada ao varejo, CEO da Vip-Systems Informática e coordenadora-geral do Smart Campus Facens.


ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 29


/gôndola

Mochilas

Lançamentos para o Volta às Aulas 2019

M

uitas opções! Os “mochileiros” se superam a cada ano, apresentando coleções ricas em materiais, modelos, cores e detalhes. O licenciamento destaca-se neste setor. Não é à toa que o segmento dita tendências para outros mercados quando o assunto é em que personagens apostar. Confira alguns dos lançamentos que estarão na Escolar Office Brasil, que acontece de 5 a 8 de agosto em São Paulo, e abasteça sua loja para o Volta às Aulas do próximo ano!

OS SMURFS / SANTINO

CAPRICHO / DMW

RUSTY RIVETS / DERMIWIL

NINTENDO – MARIO / DMW GALINHA PINTADINHA CIRCO / DMW

30 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

JUCTICE LEAGUE – HEROES UNITED / XERYUS


ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 31


/gôndola

TURMA DA MÔNICA / PACIFIC

TURMA DA MÔNICA / LUXCEL

GALINHA PINTADINHA FESTA NO PARQUE / DMW

UMBRELLA CORPORATION/ PACIFIC

GUDETAMA / XERYUS

HELLO KITTY / DIPLOMATA

32 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

AUTHENTIC GAMES / SESTINI


ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 33


/gôndola

JURASSIC WORLD 2 / DERMIWIL

ANGRY BIRDS / SANTINO

MOCHILA CAMARO / DIPLOMATA

DEADPOOL 2 / DMW

CONTAINER / DERMIWIL

34 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

COLEÇÃO SEANITE / SEANITE


/gôndola

PAW PATROL / XERYUS

LARVA / XERYUS

MINECRAFT! / DMW

ALVIN – MESSY / PACIFIC

LOONEY TUNES TEEN / XERYUS

ESQUADRÃO SUICIDA / XERYUS

36 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

LADYBUG – BE MIRACULOUS E CAT NOIR – MIRACULOUS CLAWS OUT! / PACIFIC


ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 37


/gôndola

MOCHILINHA / DCL

SMILEY / GO SUPER

RICK AND MORTY / DERMIWIL

PEPPA & GEORGE / XERYUS

PJ MASKS / DERMIWIL

NELLA / XERYUS

38 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

VILA SÉSAMO – HORA DA HISTÓRIA / XERYUS


FERRARI / FORONI

BLAZE / XERYUS TOM VEIGA / CLIO STYLE

PLUSH GARFIELD / LUXCEL

BARCELONA / XERYUS

FROZEN / DERMIWIL

AVENGERS / XERYUS

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 39


/gôndola

SHOPKINS – SWISHIES / XERYUS

OS INCRÍVEIS 2 / DERMIWIL POCOYO / SANTINO

VON DUTCH MOCHILAS / VON DUTCH

SCOOBY DOO TEEN / XERYUS

40 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

UP4YOU / LUXCEL


ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 41


/perfil de loja

Noy Brinquedos Rede curitibana zela pela oferta e pelo atendimento!

E

specializada no comércio de brinquedos, a Noy inaugurou sua primeira loja em 2001: “Minha família toda atua no segmento de brinquedo e surgiu, então, a ideia de abrir a primeira loja. Idealizada por mim e por meus pais, Noemi Lara e Izaque França, trabalhamos diferenciando-nos da concorrência por meio de ofertas e ótimo atendimento”, conta Fábio Junior Rodrigues dos Santos.  Atualmente são quatro lojas com metragens de 50 a190 m2 e 35 colaboradores. A rede curitibana comercializa uma grande variedade de brinquedos nacionais e importados, sempre oferecendo aos clientes as melhores marcas do mercado: “Nosso objetivo é proporcionar, por meio dos produtos, alegria e diversão. Hoje temos mais de 3 mil itens ativos em nosso mix. E este ano iniciamos um projeto para atuar com a linha Baby”. Para a interação junto aos consumidores são realizadas promoções em datas-chaves do comércio e campanhas de vendas para o dia Star Wars, aniversário da Barbie, Mickey, entre outras. Além das unidades físicas, a Noy conta com e-commerce desde 2014, e a plataforma é um sucesso, representando 25% do faturamento: “As vendas on-line começaram por iniciativa do meu irmão mais novo, William Santos. Assim, nossos clientes passaram a ter mais tranquilidade para comprar nossos produtos sem sair de casa, com a garantia e a confiabilidade de nossa loja física”. Segundo ele, na operação de e-commerce o foco é garantir a melhor experiência em compras de brinquedo on-line: “A prova de que estamos fazendo um bom trabalho foi a indicação ao Prêmio Revista Espaço Brinquedo, no ano passado, na categoria “melhores sites de compras de brinquedo do Brasil”, relembra.

42 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

Loja – Outlet e administração

Nosso objetivo é proporcionar, por meio dos produtos, alegria e diversão. Hoje temos mais de 3 mil itens ativos em nosso mix. E este ano iniciamos um projeto para atuar com a linha Baby Sobre os brinquedos mais procurados nas lojas físicas estão Bonecas Barbie, Boneca LOL, Casa da Barbie, Carrinhos Hot Wheels, Nerf e as figurinhas da Copa do Mundo. Já na virtual, os brinquedos da Patrulha Canina, Casa da Barbie, Naves do filme Star Wars e bonecos dos Vingadores são os mais buscados.


OS MAIS PROCURADOS: • Lojas físicas: Bonecas Barbie, Boneca LOL, Casa da Barbie, Carrinhos Hot Wheels, Nerf e as figurinhas da Copa do Mundo. • Loja virtual: Brinquedos da Patrulha Canina, Casa da Barbie, Naves do filme Star Wars e bonecos dos Vingadores.

São mais de 3 mil itens ativos no mix

Projetos de expansão estão nos planos da rede para este ano ainda: “Mudaremos a sede de nosso e-commerce para um espaço com o dobro do tamanho atual. Além disso, nossa loja do Shopping Cidade será reformada e transferida para um espaço maior”, revela. Para finalizar, Fábio analisa o ​atual cenário do varejo de brinquedo no País: “Com a atual crise econômica, o brasileiro deu ainda mais valor ao seu dinheiro. Nossos clientes continuam comprando, mas buscando itens de valor mais baixo e promoções. Seguindo esse momento, nossa operação procura se reinventar todos os dias, buscando produtos com valor diferenciado para atender a demanda de nossos clientes. Estamos muito otimistas para o futuro”.

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 43


+

os 10

CONFIRA OS BRINQUEDOS

mais vendidos no último bimestre! + armarinho delmar [rio de janeiro] 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º

Amoeba – Good Look Carrinhos Hot Wheels – Mattel Meu Bolinho de Aniversário Trec-Trec – Lugo Carton Pokémon SL5 Booster Display Ultrpris – Copag Unicórnio sentado branco – Mega Fofo Agarradinhos Galinha Pintadinha/Disney/Patati Patatá – Lider LOL – Candide  Tapa Certo Avengers – Estrela Detetive Jr. DPA – Estrela Massinhas Play Doh – Hasbro

+ Locomotiva Brinquedos [Manaus] 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º

44 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

LOL 7 Surpresas – Candide LOL Confetti Pop 9 Surpresas – Candide LOL 5 Surpresas – Candide LOL 50 Surpresas – Big Suprise – Candide LOL 7 Surpresas Pets – Candide Pião Beyblade Strike com lançador sortido – Hasbro Jogo Lab 42 – Estrela Boneco Pantera Negra 12” sortido – Hasbro Boneca Elena de Avalor com vestido de baile 10” – Sunny e Candy Playskool Heroes – Boneco Sha Psh 12 sortido – Hasbro


ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 45


+

os 10

+ dinolândia [piauí] 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º

Amoeba – Aska Toys Carrinho básico Hot Wheels – Mattel LOL 5 Surpresa – Candide Shopkins Banca de Fruta – DTC Jogo Pokémon Booster – Copag Amoeba 180 g – Aska Toys Massa de modelar Play Doh – Hasbro Shopkins Blister Kit com 12 – DTC Zelfos – DTC Pokémon Sl3 Booster – Copag

zul e Rosa Brinquedos + AEducativos [São Paulo] 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º

Bichos Grávidos – Bichos de Pano Kit frutas com corte – Newart Escape Futebol – Mitra Bola ao alvo cores – HSB Bola ao cesto – Softmel Magstix – Magnetech Espelho mágico – Bate Bumbo Caminhão aramado – Gui Gui Zig-zag – Bohney Caixa tátil – Simque

+ toymania [e-commerce] 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º

46 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

Barbie Real Casa dos Sonhos – Mattel LOL 7 Surpresas – Candide Carrinho Roadster vermelho – Bandeirante Jogo Rummikub – Grow Barbie Massinha Food Truck Comidinhas Japonesas e Sushi – FUN Divirta-Se Polly Pocket Super Clubhouse – Mattel Peppa Pig Casa com Jardim – DTC Boneca Baby Alive Hora de Comer – Hasbro Piscina Girafa Divertida – Intex Veículo KK Móvel – Candide


ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 47


pesquisa

O impacto da tecnologia no consumo infantil Estudo realizado recentemente pela Play Pesquisa e Conteúdo Inteligente ajuda a direcionar seus próximos negócios MUDANÇAS GERADAS PELA TECNOLOGIA

74% A criança, a tecnologia e as novas senhas. A natureza já foi um playground infantil para explorar, inventar e descobrir por meio da flora e da fauna. Mas hoje a tecnologia é o novo playground das crianças: 74% JOGAM GAMES. Exploram, inventam e descobrem, por meio dos tutoriais.

A expressão verbal. Antigamente, a criança ingressava na escola normalmente aos 5 anos de idade, fase em que melhor desenvolvia sua capacidade oral. Hoje, 4 EM CADA 5 PESSOAS USAM EMOJIS para se comunicar (Fonte: revistaw.com.br/75-daspessoasusam-emojis-em-suas-mensagens-de-trabalho/). As crianças interagem, criam e se expressam com diversos grupos de forma visual e emocional.

Os meios de transporte nos levavam para alguns lugares. A tecnologia nos leva para qualquer lugar, independentemente da distância. A Samsung, por exemplo, criou um aplicativo – Bedtime VR Stories –, cuja proposta é reproduzir um conto em realidade virtual por meio do headset Gear VR, de tal maneira que pais e filhos possam interagir na hora de dormir. A empresa explica que o aplicativo foi projetado para unir famílias que estão fisicamente separadas.

Para aprender sobre um produto, manuais e bulas eram usados. Hoje, 42% DAS CRIANÇAS BUSCAM APRENDER VIA TUTORIAIS – manuais virtuais.

48 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA


A TV era o único destino da audiência infantil. Hoje, 81% BUSCAM CONTEÚDOS NOVOS NO YOUTUBE – o canal é um dos principais destinos de audiência desse público (Fonte: ComScore Março 2016, 6-14 yo).

81%

Partidas de futebol reais eram a maior audiência da TV. Hoje, as partidas de videogame ganham cada vez mais espaço na grade de programação. Em 2016, o SporTV transmitiu a final do CBLoL, em julho, direto do Ginásio do Ibirapuera, e a classificatória brasileira para o Mundial (IWCQ), realizada em Curitiba.

Socialmente, o relacionamento interpessoal era o mais importante. Ao chegar na casa de alguém, por exemplo, a prioridade era cumprimentar a todos. Hoje, a primeira preocupação das crianças é descobrir a senha do wi-fi. Em 2020, prevê-se que 85% das interações com clientes serão realizadas por meio de máquinas.

REFLEXÕES ESTRATÉGICAS PARA O MERCADO INFANTIL – O QUE FAZER? •

Se a tecnologia é o novo playground da criança, os produtos precisam ser mais “fígital”, ou seja, integrar o físico com o digital (do inglês phigital).

Se o emoji é o novo alfabeto da criança, por que poucas marcas usam este meio de linguagem?

Se a tecnologia nos leva a qualquer lugar, para onde o seu produto nos leva?

Se os tutoriais são os manuais virtuais, como as marcas têm se apropriado disso?

Se o YouTube é um dos principais destinos desta audiência, o quão presente sua marca está no canal?

Se as partidas de videogame crescem em audiência, o quão presente as marcas podem estar neste tipo de programa?

Se a senha do wi-fi é a primeira preocupação ao visitarem um lugar, como está a sua loja?

Se a sua marca deixar de existir, o mundo ficará mais triste?

As próximas duas décadas serão diferentes de tudo que vivemos nos últimos 100 anos.

Criatividade, empatia e coragem serão as grandes habilidades do futuro.

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 49


é pique/

Ri Happy 30 ANOS

Referência no mercado encara o desafio da inovação

T

udo começou em 1988, com uma parceria entre um médico pediatra e um administrador de empresas para a abertura de uma única loja em São Paulo. Desde então, a Ri Happy dedicou-se a ser a melhor prestadora de serviços do segmento, oferecendo produtos diferenciados, atendimento especial, preços competitivos e muitas brincadeiras para as crianças. Assim, tornou-se uma das maiores redes varejistas de brinquedos do País. “A história da marca Ri Happy está relacionada com o incentivo ao brincar e ao quanto esse ato é importante no desenvolvimento das crianças e não somente como diversão. Continuaremos essa missão de estimular o desenvolvimento infantil por meio da brincadeira, resgatar o lúdico e a diversão em família”, garante a diretora de marketing da Ri Happy, Flávia Drummond. De acordo com a diretora, a aquisição da rede pelo grupo Carlyle contribuiu para a expansão de novas unidades, evolução de diferentes processos da empresa, do crescimento dos negócios e da própria marca Ri Happy. “Aperfeiçoamos a operação do e-commerce e continuamos a investir para ser omnichannel”, observa. Além disso, a companhia também realizou parcerias estratégicas com a Disney e a Lego, a fim de proporcionar espaços exclusivos de experiência para os clientes nas lojas. Em 2015, a Ri Happy inaugurou as primeiras lojas-conceito. “Já contamos com esse tipo de unidade, até então inédita no Brasil, em três capitais – São Paulo, Recife e Salvador –, e estamos dando início à implementação do nosso centro de distribuição. Neste último ano, ampliamos o investimento em infraestrutura para possibilitar uma melhor operação de loja.” Com o crescimento orgânico de novas unidades próprias e franquias por todo o País, novos negócios como a marca Mundo

50 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

Ri Happy no conceito One Stop Shop e novas campanhas que estimulam a brincadeira, a evolução contraria a retração do mercado como um todo. Para este ano comemorativo, a rede preparou uma campanha especial dos 30 anos em abril com as Brincadeiras do Solzinho, um jogo lúdico para interação entre os jogadores por meio de desafios e perguntas. Flavia explica que o jogo é uma continuidade da campanha #modo brincar, lançada em dezembro do ano passado, que resgata os valores da brincadeira em família e ressalta a importância de os pais reservarem momentos do dia a dia para desligarem seus aparelhos eletrônicos e se conectarem com os filhos. “A campanha de 30 anos também promove o Aniversário Solidário, onde cada loja realiza a doação de brinquedos para uma instituição local, com a parceria dos clientes. E, neste ano, a rede lançou a sua nova marca Mundo Ri Happy, estreou um novo canal no YouTube (Toyzera) e trouxe novidades para o e-commerce (junho).”

ATUAL ESTRUTURA • • • •

Colaboradores: 4.136 (lojas + sede) Vendedores nas lojas: 1.773 Pontos de venda (Ri Happy + PBKids): 243 Localização da sede: Av. Ipiranga, 200 República - São Paulo


Para composição do mix, nosso critério é dispor da maior variedade de brinquedos, alinhada à expectativa dos clientes Bonecas e acessórios, minicolecionáveis, fashion dolls, heróis (inclusive para o público geek), carrinhos (roda livre e rádio-controle), pistas, jogos, quebra-cabeça, massas de modelar, atividades, blocos, instrumentos musicais, fantasias, pré-escolar, linha de primeira infância, pelúcias, bicicletas, rodados e brincadeiras ao ar livre são algumas das categorias oferecidas pela rede. “Para composição do mix, nosso critério é dispor da maior variedade de brinquedos, alinhada à expectativa dos clientes. Buscamos oferecer itens para as diversas formas de a criança brincar: seja para sociabilizar, seja para desenvolver a criança e assim por diante (brinquedos para bebês, brinquedos role play etc.). Além disso, temos todas as licenças quentes do mercado e lançamentos mundiais para oferecer o que há de melhor para nossos clientes. Procuramos também ter uma variedade de preços por categoria, a fim de alcançar todas as classes sociais”, explica Flavia. Embora a marca Solzinho não esteja mais disponível, a Ri Happy tem outras três linhas próprias, cada uma com um propósito: Minimi (primeira infância), Funtastik (inovação) e FunFun (produtos de qualidade com valor competitivo).

NOVO CONCEITO DE LOJA No último dia 5 de maio, a Ri Happy lançou a sua mais nova marca: a loja Mundo Ri Happy. No conceito One Stop Shop, esta unidade se torna um destino completo para quem busca comprar qualquer produto para uma criança, desde brinquedos até artigos esportivos, vestuário, fraldas, calçados, diversos produtos para bebês e linha geek. A partir do segundo semestre, a loja também passa a oferecer itens de papelaria e produtos de beleza infantil. “O mercado de brinquedos no Brasil segue positivo e resiliente, pois os pais reconhecem o papel educativo e fundamental do brincar na formação das crianças. O Grupo Ri Happy, atualmente com mais de 250 unidades, continua seu plano de crescimento no mercado infantil com abertura de novas lojas, ampliando o negócio com novas categorias, fortalecendo o departamento baby, aumentando o investimento no digital e na jornada omnichannel.”

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 51


/empresa

Faber-Castell Tradição e inovação bem alinhadas!

A

história da Faber-Castell se confunde com a da própria criação do lápis. Fundada em 1761 na Alemanha por Kaspar Faber, na cidade de Stein, próxima de Nuremberg, é a mais antiga fabricante de instrumentos de escrita e uma das empresas líderes na fabricação de produtos de alta qualidade para o desenvolvimento da criatividade. Após 257 anos de atuação no mundo, é líder mundial na produção de lápis de madeira ref lorestada. “No Brasil, onde estamos presentes desde 1930, três fábricas, que estão localizadas em São Carlos (São Paulo), Prata (Minas Gerais) e Manaus (Amazonas) são responsáveis pela produção de 2,5 bilhões de EcoLápis por ano”, conta Marcelo Vecchi, gerente de comunicação da companhia. A fábrica em São Carlos ocupa atualmente posição de destaque nas instalações de produção do grupo em todo o mundo, sendo a maior subsidiária. Já na região de Prata, no Triângulo Mineiro, a empresa possui 10 parques florestais, totalizando cerca de 9,6 mil hectares, sendo que destes, aproximadamente 3 mil são de área de preservação permanente e 6.500 são de áreas plantadas. “No Brasil, são cerca de 2.700 colaboradores divididos nas fábricas e no escritório em São Paulo”, afirma. A empresa fabrica e comercializa produtos de alta qualidade para escrita, desenho, pintura e trabalhos criativos. “As linhas são compostas por cerca de mil itens que acompanham os consumidores desde a pré-escola até a idade adulta, com destaque para os EcoLápis de cor e de grafite, giz de cera, tintas escolares, canetinhas hidrográficas, apontadores, borrachas, canetas, lapiseiras e os mais exclusivos instrumentos e acessórios premium para escrita.” Segundo o gerente, são mais de 70 mil postos de vendas no Brasil, além da exportação para mais de 70 países. Para estar próximos aos lojistas, são desenvolvidos planos

52 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

de relacionamentos e políticas comerciais mais adequadas respeitando o perfil do setor: “Uma das iniciativas foi o treinamento oferecido para eles que visa desenvolver o potencial da equipe para as vendas, discutindo temas como os principais diferenciais por linha de produto, técnicas de abordagem e melhores práticas de exposição no ponto de venda”, conta Marcelo. O relacionamento com o consumidor é também foco constante no trabalho da Faber-Castell: “Está em nosso DNA estimular a criatividade. O objetivo da companhia é sempre promover iniciativas que apoiem o desenvolvimento da criatividade ao longo da vida.” O gerente destaca algumas iniciativas que são soluções inspiradoras e ajudam o consumidor a expandir a forma de pensar, provocando o pensamento crítico e estimulando a inovação. Plataforma digital Inspirarte – “Reúne conteúdo de qualidade que permite aos consumidores o aprimoramento de técnicas e estilos e o compartilhamento de tutoriais, além de dicas para trabalhos artísticos.” Co-Laborando – “Com o foco de inspirar os professores, contém planos de aulas interativas que facilitam a rotina docente.” Aplicativo Floresta Sem Fim – “Tivemos em 2016, o aplicativo desenvolvido com o objetivo de apresentar aos consumidores o cuidado da empresa em relação ao meio ambiente. Além disso, a plataforma foi desenvolvida para divertir as crianças.”

São mais de 70 mil postos de vendas no Brasil, além da exportação para mais de 70 países


ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 53


/empresa CONFIRA ALGUNS DOS RECENTES LANÇAMENTOS Canetinhas Jumbo Triangular Especialmente voltadas às crianças entre 3 e 5 anos de idade, possuem diâmetro mais largo e corpo em formato triangular, facilitando a pega e permitindo mais precisão ao pintar, o que é fundamental nessa fase de aprendizado. Além disso, contam com pontas super-resistentes que não afundam, garantindo maior durabilidade. As tintas ainda possuem cores vivas e laváveis e as tampas são antiasfixiantes. Estão disponíveis em estojos com 6, 12 e 24 cores.

Canetinhas Contorno & Pinta

Linha SuperSoft – 24 e 50 cores

Com o sortimento de 10 cores e tinta lavável, foram criadas e pensadas especialmente para crianças de 6 a 13 anos de idade. São duas pontas de diferentes tamanhos de traço: um deles é mais fino, sendo indicado para contornos; e o outro, que é maior, foi desenvolvido para colorir.  

Com formulação exclusiva supermacia, vem agora na versão com 50 cores. Com design moderno e descolado, seu acabamento é all black – apenas capuz colorido –, sendo ideal para colorir papéis claros e escuros com magnífica cobertura. O estojo é reciclável e reutilizável.

O INVESTIMENTO CONSTANTE EM INOVAÇÃO RESULTOU NO RECENTE LANÇAMENTO DO FORA DA CAIXOLA: O PRIMEIRO CLUBE DE ASSINATURAS VOLTADO PARA O DESENVOLVIMENTO CRIATIVO “Mensalmente a criançada recebe em casa uma caixa imperdível e exclusiva para se divertir com brincadeiras lúdicas que despertam o senso crítico e o espírito inventivo. Com edições limitadas, cada caixola trará uma atividade surpresa contendo um desafio, que precisa ser resolvido pela criança. Mas, para isso, ela tem à sua disposição acessórios que seguem a temática da história que está sendo contada”, explica o gerente.  Para realizar a assinatura é só acessar o site www.foradacaixola.com. De acordo com o executivo, o plano semestral é o mais indicado para a construção do repertório criativo, mas há outras opções de adesão: a avulsa e a de presente.

54 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

“O propósito do Fora da Caixola é despertar a imaginação dos pequenos – sendo assim, não há regras. A intenção é usar a diversão como ferramenta de reflexão e aprendizado. Para isso, foi desenvolvida uma metodologia que dispõe de técnicas que enriquecem o repertório da criança a cada mês. O objetivo é despertar a curiosidade da garotada e impulsionar a criatividade”, finaliza.


/consumidor

mãe

O QUE UMA PROCURA NOS BRINQUEDOS?

C

onversamos com Andressa Isola, mãe do Eduardo de 4 anos de idade e sócia-diretora do Instituto Mãe.

Motivação

“O gosto do meu filho pelo brinquedo e pelo personagem. Quando é para presentear alguma criança sempre busco algo que seja ou educativo – dependendo da idade, escolho brinquedos de madeira –, ou que desenvolva algum sentido. Para mais velhos, a partir de 4 anos, gosto de dar jogos e, se tem irmão, sempre penso em algo que possam brincar juntos.”

Preferência

“Gosto muito de jogos ou brinquedos que usem a imaginação.” 

Material

“Hoje, ele com 4 anos, não me importo tanto. Quando era menor tinha muita preocupação por conta de levar à boca e ser de material tóxico ou que soltasse peças.”

Compra

E e p d

“Prefiro comprar na loja física, independentemente do tamanho.”

Atendimento

“Há lojas excelentes com atendentes que sabem o que indicar, como o brinquedo funciona, se tem muita saída... Assim como têm lojas nas quais os vendedores só dizem o que está escrito na embalagem.”

O brinquedo perfeito

“Acho que o brinquedo perfeito é aquele quando a criança consegue estimular todos os sentidos. Imaginação, criatividade, brincar em conjunto, ganhar e perder...”

Novidades

“Não procuro geralmente. Ele é quem me mostra o que tem no mercado com base em comerciais ou desenhos que assiste.”

Um bom brinquedo

“Possibilita diversas brincadeiras.”

Andressa acredita que o brinquedo perfeito é aquele quando a criança consegue estimular todos os sentidos.

AB

56 /

(1 ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

ab


ABP IMPORTADORA Especializada em Insumos para Indústria de Brinquedos

Módulos de Som

Módulos de Luz

Fricção e motores elétricos

Artigos para Primeira Infância

ABP IMPORTADORA COMERCIAL E INDUSTRIAL LTDA

(11) 3865 1536

abp@abpimport.com.br

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 57


/ponto de venda

VTex Day

O FUTURO FOI ANTEONTEM

S

ob o slogan de “Let’s go forward together” (vamos em frente juntos) o São Paulo Expo na rodovia dos Imigrantes recebeu nos dias 14 e 15 de maio o VTex Day 2018. Na verdade, o evento usa a expressão “day” porque dura 24 horas, organizadas em dois dias em que mais de 150 palestrantes compartilham seus conhecimentos, experiências e distribuem conselhos e dicas a um público de mais de 10 mil pessoas. Detalhe: o ingresso é pago e não é barato. Quem quer livre acesso aos mais de quinze espaços de apresentações e workshops, além de acesso aos expositores, desembolsou nada menos que R$ 1.900. Já o ingresso mais em conta, que dava acesso à Keynote Arena – um auditório com capacidade para mais de mil pessoas sentadas e à área de expositores, além de algumas oficinas e workshops, precisou investir “apenas” R$ 450 no ingresso para os dois dias. O evento foi aberto por ninguém menos que Bruce Dickinson da banda Iron Maiden, que além de músico é piloto, empresário, investidor, cervejeiro, escritor, locutor e esgrimista. Uma lista de conquistas que só cresce. Ele compartilhou um pouco da criatividade e a experiência de como conduz seus negócios. Foi seguido por Marc Randolf, o cofundador da Netflix. E assim foram dois dias de uma maravilhosa loucura de palestras, debates e muita informação.

58 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

Mas o que isso tudo tem a ver com a coluna que trata de assuntos sobre pontos de vendas? Surpreendentemente: tudo! De soluções de meios de pagamento a processos e ferramentas para gestão de estoques, passando por aplicativos e estratégias de como integrar ações de internet com loja física e vender nas redes sociais.


ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 59


Nas palavras da diretora digital da L’Oréal, Rafaela: “Não existe mais essa coisa de loja física, loja digital. Tudo agora nas organizações tem de ser digital”. No primeiro painel de debate do evento, além de L’Oréal estavam na mesa representantes da Lever, Coti, Bioextratus e, o mais legal, a diretora de e-commerce da Ikesaki, um canal de vendas de todas essas empresas. Juntos, fabricantes e canal de vendas trouxeram várias questões numa verdadeira aula de como atuar em conjunto com o varejo na internet. Essa integração entre vendas digitais e físicas esteve presente em todas as abordagens. Empresas de cobrança como Rede (Itaú), GetNet (Santander) e Pague Fácil (Bradesco), além dos conhecidos gateways que encontramos nas compras on-line (PagSeguro, Moip, PayPal), apresentaram suas soluções de pagamentos integrados nas vendas na loja física e no e-commerce – tudo na mesma plataforma, gerenciados nos mesmos aplicativos no celular. Tudo para facilitar a vida do consumidor e trazer maior transparência e segurança para o varejo. Descobrimos também que notebook é coisa do passado. Tudo é desenvolvido, divulgado, gerenciado e controlado pelo smartphone. Quer conhecer alguma ferramenta sobre algum aplicativo de qualquer área de atuação? Puxe o smartphone que algum jovem dará uma aula de como é fácil e rápido resolver o problema. Os expositores são organizados em pequenos estandes modulados, onde mais de 120 empresas apresentavam suas soluções, demonstrações e algumas, pasmem, palestras para pequenos grupos numa área de menos de 10 m2. Valia tudo para conquistar a plateia. Uma verdadeira avalanche de informação, novidades, tecnologia e, principalmente, soluções! Precisa de uma empresa de logística que faz entrega em 24 horas? Havia duas lá. Embalagem para despachar seus produtos por correios? Tinha também. Empresa de logística para entregas nacionais? De todo tipo, desde transportadores diretos, intermediadores, consolidadores até exportadores. Difícil de escolher. Agências de marketing digital aos montes e ferramentas para todas as necessidades: integradores de canais, ERPs, plataformas para lojas na internet, ferramentas para mensuração de resultados, geradores de leads... E o mais

Não existe mais essa coisa de loja física, loja digital. Tudo agora nas organizações tem de ser digital legal, todos estavam lá para fazer negócio. Todos se interessam pelo seu negócio e querem buscar uma forma de apresentar soluções (e vender seus produtos e serviços, naturalmente). Mas ninguém sai de lá sem solução. Até uma empresa de trade marketing digital, que cuida dos seus produtos em outras lojas on-line (os marketplaces), encontramos entre os expositores. Foi uma ducha ininterrupta de 24 horas de novidades e de experiências! A mais interessante foi a do espaço Experiência Omnichannel, onde todos os canais de atendimento ao cliente são integrados, numa ferramenta que a própria VTex demonstrava, e torna a experiência de atendimento em diferentes plataformas numa realidade desejada por qualquer marca que prioriza a satisfação de seus consumidores. Se você atua no mercado de brinquedos e importa produtos, fabrica, distribui ou tem uma loja de varejo ou e-commerce e ainda tem dúvidas que a forma de vender para o consumidor final está mudando numa velocidade enorme, está na hora de se atualizar. Nós nunca havíamos participado de uma edição do VTex Day. A parte mais incrível dessa experiência foi ver que milhares de pessoas já estão nesse mundo digital, onde todos os canais de relacionamento com o consumidor se integram e que, a partir de um smartphone, num aplicativo colocado na nuvem, você é capaz de gerenciar todo seu negócio. A novidade é que todo este assunto não é mais coisa do futuro. É uma realidade presente em milhares de empresas, à frente de seus concorrentes.

Marcelo Rossi é CEO da PDV Active – marcelo@pdvactive.com.br

60 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

C


32ª Feira Internacional de Produtos para Papelarias, Escolas e Escritórios

Novidades imperdíveis, conteúdo indispensável, fundamental para seus negócios. CREDENCIAMENTO GRATUITO

Promoção/Organização

Patrocínio

05-08 05-07: 11 às 20h 08: 11 às 18h

escolarofficebrasil.com.br

Apoio

Montadora Oficial

Transportadora Oficial

2018

#EscolarOffice2018

Operadora de Viagem

Afiliada à

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

Local de Realização

/ 61


/representante

DDeni REPRESENTAÇÕES P

or meio de uma irmã que, na época, era compradora da Lojas Brasileiras, Denivalda A. de Albuquerque enveredou pelo mercado de brinquedos. “Quando surgiu a oportunidade de trabalhar como vendedora preposta para representação da Plast Nillo no Rio de Janeiro, estava em busca de um caminho e não pensei duas vezes”, relembra Deni. Enquanto atuava como vendedora da marca, surgiu a chance de se tornar representante da linha. “Para isso, precisaria de um escritório, até para organizar as vendas, visitas e tudo mais. Então, em abril de 1994, decidi abrir a DDeni Representações.” Com o passar do tempo, o negócio cresceu e a administração do escritório passou a ser feita em sociedade com Dennys Alves Lopez Romero.

Atualmente, o escritório representa a Candide, a Sunny Brinquedos, a Dican – apenas para alguns clientes específicos –, a Monte Líbano e a Delta Útil. Estas últimas fabricantes abrangem outros segmentos, além do de brinquedo. “Minha região de atuação compreende Rio de Janeiro capital e interior. Além da Lojas Americanas, da Leader e da Casa & Video, no momento abastecemos cerca de 140 pontos de vendas na região.” Para a representante, os diferenciais de atendimento aos lojistas oferecidos pelo escritório são resultado da paixão que a equipe DDeni tem pelo universo de fantasia das crianças e suas brincadeiras. Amparada pelos prepostos Ana Lúcia, Maria Aparecida, Izidro e Roseli, a proprietária garante: “Amamos esse envolvimento com o público infantil. Essa é a nossa maior motivação.”

Amamos esse envolvimento com o público infantil. Essa é a nossa maior motivação Denivalda Albuquerque e Dennys Alves Lopez Romero

62 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA


ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 63


\quando estou de folga/

Rafael Biasotto, DISCIPLINAS FÍSICA E MENTAL

A

luta e o resultado bem-sucedido do CEO e fundador da Uatt? e da Up! Content Co. Rafael Biasotto, boa parte do mercado já conhece. O que poucos sabem é de onde vem tanto foco e autoconfiança para conduzir seus negócios. O fato é que, desde 2015, o empresário dedica seu tempo livre ao muay thai, modalidade a qual atribui seu equilíbrio emocional. “Sempre gostei de artes marciais e a forma como ajudam no cultivo da disciplina e da concentração, além de serem um estímulo constante à superação dos próprios limites”, conta. Ao atravessar uma fase intensa e difícil no trabalho, Rafael decidiu iniciar o treinamento, sem imaginar que encontraria ali uma válvula de escape tão prazerosa. “O muay thai me proporcionava um momento para estar comigo mesmo, para pensar em outras coisas, além dos problemas do trabalho”.

64 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

Feliz com os resultados alcançados até aqui, o empresário garante que os inúmeros benefícios vão muito além do tatame. “Minha meta é continuar na prática desta modalidade, que tem feito tão bem à minha mente e ao meu corpo.” Ainda que sem grandes pretensões como lutador, Rafael não pretende parar tão cedo. “Não almejo ser um campeão de Muay Thai [risos], mas quero estar sempre em atividade, em movimento, pois vida é movimento.” Para ele, é fundamental estar de bem consigo mesmo para novas ideias surgirem e ele realizar bons projetos. “É um momento que tiro para estar comigo. Nesse tempo, consigo me concentrar e me superar. Fico mais disposto e estimulado para os desafios diários do trabalho”, finaliza.


ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 65


66 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA


ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

/ 67


68 /

ESPAÇO BRINQUEDO REVISTA

Profile for EP Grupo – Agência de Conteúdo

Revista Espaço Brinquedo #91  

Compartilhar para crescer TENDÊNCIAS GLOBAIS DE CONSUMO APONTAM NOVOS CAMINHOS PARA O MERCADO BRASILEIRO #epgrupo

Revista Espaço Brinquedo #91  

Compartilhar para crescer TENDÊNCIAS GLOBAIS DE CONSUMO APONTAM NOVOS CAMINHOS PARA O MERCADO BRASILEIRO #epgrupo

Profile for epeditora