Issuu on Google+

espaço brinquedo revista

www.espacobrinquedo.com.br ano 9 nº 59 fev/mar

| ano 9 | nº 59 | 2013

Qual a influência do mercado internacional em seus negócios? Confira as novidades apresentadas nas principais feiras do setor.

www.espacobrinquedo.com.br CAPA_EB-59.indd 1

2/18/13 2:31 PM


A aventura estรก sรณ comeรงando!

www.multibrink.com.br Central de vendas - (11) 3327-3300 ANUNCIO_dora4.indd 2

2/18/13 2:46 PM


[índice]

24 6 Opinando 10 Panorama 20 Em Foco – Juliano Romanucci 24 Especial – 10º Prêmio Revista Espaço Brinquedo 32 Capa – Feiras de Hong Kong, Nuremberg e Nova York 44 Mercado – Panorama 2012

50

48 Em Destaque – Mecânico dos Brinquedos 50 Gôndola – Primeira infância 58 Licenciamento – Filmes para lucrar em 2013 60 Perfil de Loja – Blanc Toys 62 Empresa – Apolo 64 Os 10+ – Recorde de vendas no Natal 70 Análise de Especialista – Ponto de venda 74 Representante – Por Yvan Nepomuceno

58

78 Se eu fosse criança 82 Está marcado

Fevereiro / Março 2013

Indice_eb59.indd 3

Espaço Brinquedo Revista

2/18/13 2:49 PM


[editorial]

Ano 9 – Ed. 59 – fev./mar. – 2013 Espaço Palavra Editora e Arte Ltda. [ Direção-geral e jornalista responsável ] Marici Rosana Ferreira (MTb 36727) [ Revisão ] Renata Lopes Del Nero [ Redação ] Camila Guimarães Kika Martins [ Arte ] Wilson Alves [ Capa ] Glenda Ribeiro [ Marketing ] Livia Gimenes Luiz Paulo Ferreira [ Departamento comercial ] Alessandra Aragon Frate Daiane Miranda [ Assistente administrativa ] Cristina Venâncio [ Administração, publicidade e redação ] Rua Arapapi, 45 Moema - São Paulo/SP CEP: 04516-020 Tel. (11) 5092-5588 / (11) 5094-0403 E-mail: contato@epeditora.com.br [ Assinaturas ] (11) 5092-5588 ou pelo site

Mais do que nunca, a vez do interativo!

S

e existe um mercado que já começa o ano repleto de novidades e fazendo negócios, é o de brinquedo. Logo de cara, as feiras internacionais de Hong Kong, Nuremberg e Nova York agitam e preparam os profissionais do setor para a edição brasileira, a Abrin. Neste ano, estive na China e o que vi foi uma onda de brinquedos com atividades interativas. Algumas paixões bem antigas das crianças, como carros, helicópteros e jogos, mas com conceitos e comandos ligados ao mundo digital. Confira estas e outras novidades das três feiras na matéria de capa! No Brasil, a previsão é de aquecimento para fabricantes e lojistas. Na seção mercado, traçamos um panorama do último ano, com depoimentos de alguns profissionais do setor sobre as expectativas para 2013. Por falar em negócios, também fizemos uma matéria sobre as atuais frentes de atuação da Apolo. Vale a pena conhecer as considerações desses especialistas em brinquedos. Nesta primeira edição do ano, não poderíamos deixar de fora a cobertura – ainda que tardia – do 10º Prêmio Revista Espaço Brinquedo. A cerimônia realizada anualmente, em dezembro, foi um sucesso! Os vencedores e alguns dos convidados presentes você confere no especial. Entre os destaques, a entrevistada desta edição. Uma profissional imbuída de toda a garra dos nortistas, Ruth Portela, responsável pelo sucesso da rede Hobby Brinquedos. Um papo enriquecedor e imperdível. Outra dica é a matéria sobre o serviço dos Mecânicos do Brinquedo, em Pernambuco. Por fim, confira a trajetória da Blanc Brinquedos, uma loja com mais de 40 anos de mercado. O start está dado! Agora, é por sua conta... Não deixe de nos informar as novidades e suas impressões sobre o conteúdo da revista. Escreva para a nossa equipe: marici@epeditora.com.br. Marici Ferreira

www.epeditora.com.br As matérias assinadas são de responsabilidade dos autores e podem ser reproduzidas, desde que citada a fonte. As fotos utilizadas nesta edição pertencem ao banco de imagens da Revista Espaço Brinquedo e podem ser utilizadas, desde que citada a fonte. A Revista Espaço Brinquedo possui distribuição nacional para proprietários, diretores, gerentes, compradores, lojistas e demais pessoas envolvidas com lojas de brinquedos, artigos infantis, magazines, supermercados, atacadistas, fabricantes, papelarias, armarinhos e bazares.

Editoral.indd 4

Marici Ferreira

Camila Guimarães

Kika Martins

Livia Gimenes

Luiz P. Ferreira

Cristina Venâncio

Daiane Miranda

Alessandra Frate

Wilson Alves

2/20/13 2:06 PM


Untitled-1 1

2/18/13 3:01 PM


[opinando]

A época pós-Natal não é necessariamente ruim. É claro que o consumidor está mais pressionado pelas contas geradas em dezembro e as dívidas de início de ano. Porém, com a melhora da economia, esse período é cada vez menos sentido pelo comércio”

Maria Fernanda, gerente de marketing da BRMalls. Fonte: Mundo do Marketing – 7/1/2013.

Para 2013, a projeção da Alshop [Associação Brasileira de Lojistas de Shopping] é que as vendas no setor varejista cresçam 12%. Estamos bastante otimistas” Nabil Sahyoun, presidente da associação. Fonte: DCI – Dezembro de 2012.

A economia brasileira não parece ter, no momento, capacidade de crescer muito mais que 3,5% ao ano. A evidência é que nossa inflação não cede. Mas o governo tem uma expectativa diferente em relação a esse potencial da economia e se vê como um indutor de crescimento, na base da força bruta, em vez de um facilitador das decisões do setor privado”

Monica de Bolle, economista, diretora da Casa das Garças.

Fonte: Revista Época – 2/1/2013.

A venda por dispositivos móveis é uma tendência muito forte, até mais que o social commerce, comércio feito nas redes sociais. Hoje, são cerca de 28 milhões de unidades, segundo a pesquisa Our Mobile Planet” Fábio Pereira, coordenador do Comitê de Varejo da camara-e.net. Fonte: Diário do Comércio de São Paulo de Dezembro de 2012.

Espaço Brinquedo Revista

Opinando_eb59.indd 6

Fevereiro / Março 2013

2/18/13 3:03 PM


ANUNCIO_4x4.indt 1

2/19/13 10:50 AM


[opinando]

O Brasil é o nosso principal mercado e nossa prioridade número um. Os usuários brasileiros confiam e se engajam na internet, não têm medo de fornecer as informações pessoais”

Matías Recchia, CEO da Vostu (maior desenvolvedora de jogos sociais do Brasil e da América Latina). Fonte: Proxxima – 17/12/2012.

O ano de 2012 foi um divisor de águas na maneira como as pessoas usam aplicativos. A grande mudança é a vontade de confiarem aos aplicativos tarefas do dia a dia”

Craig Palli, vice-presidente da agência de marketing em aparelhos móveis Fiksu. Fonte: Portal Terra – Tecnologia – 31/12/2012.

Respeito e confiança, assim como preços justos, são premissas básicas para qualquer empresa e não podem ser considerados como ‘diferenciais competitivos’. É preciso encantar, surpreender e ser hospitaleira em todas as áreas e pontos de contato do cliente com a empresa” Beatriz Cullen, diretora do Instituto Brasileiro de Hospitalidade Empresarial (IBHE). Fonte: Diário do Comércio – 6/1/2013.

Os artigos de marca própria são considerados de boa qualidade e entram na cesta de compras do consumidor para experimentação. Eles não foram inseridos dentro dos supermercados para competir, mas para dar mais opção de compra ao cliente da rede”

Patrícia Menezes, gerente de comunicação e marketing da Kantar Worldpanel no Brasil. Fonte: DCI – Dezembro de 2012.

Espaço Brinquedo Revista

Opinando_eb59.indd 8

Fevereiro / Março 2013

2/18/13 3:03 PM


Untitled-1 1

2/18/13 3:08 PM


[panorama]

Para driblar desaquecimento nas vendas As principais empresas de varejo do Brasil devem manter planos de expansão para 2013 como forma de driblar a desaceleração no ritmo de crescimento das vendas. Segundo analistas, este ano ainda será propício para a expansão das companhias. Entre as maiores varejistas de capital aberto, o desempenho das vendas em lojas que operam há pelo menos um ano teve crescimento de um dígito em 2012, inferior ao registrado em anos anteriores. A maturidade de novos pontos de venda costuma levar de três a cinco anos e representa uma melhoria de margens para as companhias, além de diluição de despesas – como as de logística – e melhor negociação com fornecedores. A atividade varejista no Brasil encerrou 2012 com alta de 6,4%, o menor ritmo de expansão dos últimos três anos, diz a Serasa Experian. Para 2013, o Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV), que representa as empresas do setor, prevê alta de apenas 5% nas vendas comparáveis. Em contrapartida, o IDV estima que 720 novas lojas devam ser abertas neste ano, alta de 14% em área de vendas sobre 2012. Fonte: Folha de S.Paulo – Mercado – 15/1/2013.

Nova regulamentação No dia 28 de dezembro de 2012, foi encerrada a consulta pública para as mudanças relativas à normatização de brinquedos no Brasil. Proposta pela comissão da Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos (Abrinq), a certificação visa proteger ainda mais as crianças de acidentes. Agora, a Associação Brasileira das Normas Técnicas – ABNT – coletará todas as manifestações dessa enquete e avaliará cada sugestão para, finalmente, implementar as mudanças. Ainda não há previsão para finalização da análise, segundo informações do Centro Brasileiro de Tecnologia e Segurança de Produtos (Cebratec).

Nig Brinquedos lança novos itens de Carrossel Para os pequenos fãs de Carrossel, a Nig Brinquedos apresenta seus recentes lançamentos para a marca. A Mesinha personalizada tem o mesmo formato do modelo usado pelos alunos da novela. Com acabamento em EVA, a novidade é segura, fácil de montar – pés desmontáveis – e vem acompanhada por um banquinho. Já a Lousinha de madeira inclui uma caixa de giz de cera e um apagador de EVA estampado. As novidades garantem diversão e aprendizado para a criançada, além de incrementar a linha Carrossel da Nig, composta também por jogos, quebra-cabeça de madeira, EVA e fogãozinho.

Espaço Brinquedo Revista

Panorama_eb59.indd 10

10

Fevereiro / Março 2013

2/18/13 3:12 PM


Untitled-1 1

2/18/13 3:13 PM


[panorama]

Capitão América com novos conteúdos e trajes O segundo episódio da aventura do Avengers Initiative traz como protagonista o Capitão América, enquanto combate uma série de criminosos fugitivos e superpoderosos, investiga o Toupeira na S.H.I.E.L.D. e descobre os últimos planos dos Masters of Evil. Usando suas ágeis habilidades e ataques táticos de bloqueio, o Primeiro Vingador batalha contra os vilões da Hydra. Tudo isso leva os jogadores até o maior dos testes – um confronto com o mestre dos reflexos fotográficos, o Treinador. Enquanto acabam com os inimigos, os participantes desbloqueiam novas mensagens do Marvel XP que revelam uma missão secreta de infiltração da agente Harpia, da S.H.I.E.L.D. Os fãs de Avengers Initiative também desvendarão prêmios exclusivos do Capitão América à medida que jogarem a nova história. Os fãs de Hulk não ficam para trás com o novo Mr. Fixit Hulk, disponibilizado conforme o personagem evoluir no jogo. O Avengers Initiative também foi aperfeiçoado para iPad mini e para a nova tela de Retina do iPad 4. Com a ajuda da força do Hulk e do heroísmo do Capitão América, os jogadores de Avengers Initiative terão bastante diversão. O Avengers Initiative está disponível na App Store em https://itunes.apple.com/pt/app/id507283331?mt=8. Para obter mais informações, acesse: www.marvel.com.

Novas guloseimas licenciadas Em parceria com a Florestal Alimentos, a Angelotti Licenciamentos anuncia o lançamento de uma linha de doces do Tigor T. Tigre. Pirulitos e balas mastigáveis personalizadas são algumas delícias para enlouquecer a molecada. Esta é apenas uma das várias novidades lançadas pela agência. Crack & Bonky, Lilica Ripilica, Teleco Teco e Atchim e Espirro compõem o portfólio de atrações com novas linhas no mercado. Para obter mais informações, acesse: www.luizangelotti.com.

Espaço Brinquedo Revista

Panorama_eb59.indd 12

12

Fevereiro / Março 2013

2/18/13 3:14 PM


Untitled-1 1

2/18/13 3:17 PM


[panorama]

Fundação Abrinq tem um novo parceiro O Programa Nossas Crianças, da Fundação Abrinq – Save the Children, faz diferença na vida de mais de 60 mil crianças e adolescentes em todo o Brasil ao oferecer suporte técnico e financeiro às organizações sociais e garantir a ampliação de vagas e uma qualidade cada vez melhor de atendimento. Para isso, é fundamental a parceria com empresas e institutos que possuem a mesma visão. Por isso, o Instituto Sabin, cuja principal função é coordenar e articular as ações de responsabilidade social exercidas pelo Laboratório Sabin, passa a ser o novo parceiro da Abrinq.

O Executivo e o Elefante No Brasil, tema explorado por diversos autores ganha nova abordagem em livro lançado pela Editora Novo Conceito. “O Executivo e o Elefante” é de autoria de Richard L. Draft, professor na Universidade de Vanderbilt, onde também se especializa neste assunto. Não se trata apenas de um livro para executivos, mas uma boa leitura para líderes de qualquer segmento. São 17 capítulos com orientações sobre a vida em família e em sociedade, para prepará-lo, antes de assumir qualquer projeto. Liderar a si mesmo, alinhando seu comportamento e suas intenções, para fazer o que é preciso. Vale a pena conferir. Ficha Técnica: O Executivo e o Elefante Autor: Richard L. Draft. Editora: Novo Conceito. Páginas: 384.

Ri Happy bate recorde de vendas no Natal No fim de 2012, a Ri Happy teve um crescimento de 12%, em relação ao mesmo período do ano anterior. Das 124 lojas físicas que a rede possui, a unidade que mais vendeu foi a localizada no Via Parque Shopping (RJ). Porém, desta vez, o grande destaque foi o e-commerce, que ocupou a segunda posição de vendas na rede varejista. As vendas on-line da empresa tiveram um crescimento de 140% em relação ao Natal passado, índice que supera a estimativa do mercado eletrônico para o setor, que era de 25% de crescimento em relação a 2011 (segundo a e-bit, empresa com informações do comércio eletrônico). No site, os produtos mais vendidos foram: Barbie, A Princesa e a Pop Star, Boneca Galinha Pintadinha, Hot Wheels Ataque do T-Rex, Jogo Gênius – Estrela (O clássico), Boneca Monster High, Jogo Monopoly, Jogo Super Banco Imobiliário, Tablet da Barbie 84 atividades, Máquina de Costura – Ateliê Fashion e a Boneca Maria Joaquina.

Espaço Brinquedo Revista

Panorama_eb59.indd 14

14

Fevereiro / Março 2013

2/18/13 3:15 PM


Untitled-1 1

2/18/13 3:18 PM


[panorama]

Banda One Direction ganha álbum de figurinhas Os meninos da boyband britânica One Direction conquistaram Londres, a Inglaterra e o mundo inteiro, multiplicando fãs nos cinco continentes do planeta. Agora é hora de conquistarem as bancas e o coração das brasileiras, com o lançamento do Livro Ilustrado One Direction, da Panini. A coleção traz 200 figurinhas autoadesivas que preenchem 32 páginas de muita informação, fotos, recadinhos e segredos sobre Harry Styles, Zayn Malik, Louis Tomlinson, Liam Payne e Niall Horan. O álbum já está nas bancas de todo o País. As fãs de 1D vão enlouquecer com inúmeras fotos dos astros em diversas poses, vários ângulos e muito estilo. Entre as figurinhas que completam a coleção, 40 são feitas em material especial holográfico, dando todo o brilho e glamour que a banda pop mais em alta do momento merece. São páginas e mais páginas repletas de curiosidades e diversão sobre os cinco meninos que estão dominando o mundo. O álbum traz ainda um pôster frente-verso encartado nas páginas centrais, que pode ser destacado.

Publicidade infantil No final de janeiro, os dois projetos de lei que pretendem impor novas regras para anunciar alimentos com baixo teor nutritivo a crianças e vender lanches com brinquedos foram vetados pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB). Órgãos de defesa do consumidor, como o Instituto Alana e Idec, apresentaram ao governador dados para comprovar a interferência da publicidade e dos brindes na educação das crianças, mas o governo acredita que a proposta legislativa sobre a propaganda comercial não compete ao estado e, sim, à União.

Lego abre sua segunda loja no País A Lego abre sua segunda loja no Brasil e a primeira no Rio de Janeiro. O espaço está localizado no shopping Rio Design Barra. A inauguração é um dos investimentos feitos pela empresa para crescer no mercado brasileiro. Por causa do novo ponto de venda e dos lançamentos, como a linha voltada para o público feminino Lego Friends, a marca prevê um crescimento de 20% nas vendas para 2013. A loja carioca tem os mesmos produtos da de São Paulo e oferece peças para os clientes fazerem montagens livres. Fonte: Mundo do Marketing – 3/1/2013.

Espaço Brinquedo Revista

Panorama_eb59.indd 16

16

Fevereiro / Março 2013

2/18/13 3:15 PM


Untitled-1 1

2/18/13 3:20 PM


[panorama]

Francal acrescenta evento de celulares e tecnologia ao portfólio A Expo Cell e Tecnologia acontece entre os dias 19 e 22 de agosto, no pavilhão do Anhembi, em São Paulo, simultaneamente à Office Brasil Escolar 2013 – 27ª Feira Internacional de Produtos para Papelarias, Escritório, Escolas e Revendas de Informática, tradicional evento do mercado de papelarias. Um evento de negócios voltado para o aquecido mercado de celulares, smartphones e tablets, equipamentos, acessórios, softwares, componentes e serviços. Este é o perfil da Expo Cell & Tecnologia – Feira Internacional de Tecnologia e Acessórios, que teve sua primeira edição no Brasil realizada em 2012. A partir deste ano, a feira passa a integrar o portfólio da Francal Feiras, uma das maiores e mais tradicionais promotoras de eventos de negócios da América Latina, com 45 anos de experiência.

Bandeirante investe na produção de bonecos licenciados Composta pelos personagens Cheetara, Tygra, Lion, Panthro e Mumm-Ra, a linha de bonecos colecionáveis do ThunderCats é destaque no portfólio de produtos da Brinquedos Bandeirante. A série conta as aventuras de um grupo de felinos sobreviventes do Planeta Thundera e marcou a geração dos anos 1980. Com a nova coleção, o objetivo da empresa é resgatar a memória dos adultos que viveram esse sucesso, para que compartilhem esse encanto com as crianças. Além de brincar, os bonecos são decorativos, possuem 43 cm e são indicados para crianças a partir de 3 anos de idade. Produzidos em vinil, são resistentes e podem até ser lavados. Para obter mais informações, acesse: www.brinquedosbandeirante.com.br.

Panorama_eb59.indd 18

2/18/13 3:15 PM


Untitled-1 1

2/18/13 3:21 PM


[em foco]

Juliano Romanucci

À

frente da Kimania, o empresário Juliano Romanucci conta sua trajetória no mercado de brinquedo, aponta algumas estratégias cruciais para uma boa administração e releva otimismo para este ano. Confira mais uma carreira bem-sucedida!

que, para os profissionais do mercado, foi um grande ganho. Hoje, o consumidor está muito mais exigente, não tem tanta preocupação com o preço do produto, quer comprar qualidade que auxilie no desenvolvimento da criança. EB – Quais os princípios a serem seguidos para obter sucesso na gestão comercial? JR – Ser parceiro do seu fornecedor, fidelizar o consumidor, motivar sua equipe de vendas, investir no ponto de venda e respeitar a concorrência.

Espaço Brinquedo – De que maneira você enveredou pelo mercado de brinquedo? Juliano Romanucci – Sou formado em Marketing e Vendas pela Universidade Anhembi Morumbi e, em 1997, iniciei no mercado de brinquedos como representante comercial da empresa Glasslite. Representei, por alguns anos, outras grandes empresas. Com o conhecimento e relacionamento adquirido ao longo desse período, em 2001 iniciei um novo projeto, na época um grande desafio, trabalhar diretamente no varejo.

EB – Como avaliar o mercado nacional de brinquedo e qual é o maior desafio? JR – Atualmente, o mercado nacional de brinquedo vem passando por diversas dificuldades, quer seja na lucratividade do negócio, quer seja, no aumento dos impostos. Nosso maior desafio é lidar com a tecnologia eletrônica. Há alguns anos, uma criança de 8 a 10 anos de idade brincava com bonecas e carrinhos. Hoje, o cenário mudou, crianças dessa idade pedem tablets, celulares e notebook, dentre outros, artigos que são de uso de adolescentes/adultos.

EB – Nesse período, quais foram as principais mudanças do setor. JR – Muita coisa mudou, tivemos de nos profissionalizar, reduzir custos, acompanhar as tendências, apostar em licenças e em qualidade no atendimento. Além da diminuição da pirataria

Espaço Brinquedo Revista

Em Foco.indd 20

20

Fevereiro / Março 2013

2/18/13 3:34 PM


Untitled-1 1

2/18/13 3:31 PM


[em foco]

EB – De que maneira lojistas e fabricantes podem unir seus objetivos, para expansão do mercado? JR – Nos últimos anos, nós lojistas estávamos muito focados em apenas duas ou três marcas de brinquedos e isso está mudando. Entendo que um ponto de venda bem trabalhado pode vender mais que somente “grandes marcas”. A Kimania tem feito um trabalho de crescimento, dando visibilidade nos PDVs não só para essas grandes marcas, mas também para outras empresas com a mesma qualidade e capacidade e, ainda, com margem de lucro rentável.

EB – Quais as peculiaridades do setor em sua região de atuação? JR – As lojas Kimania estão localizadas na Zona Leste de São Paulo, uma região populosa que, alguns anos atrás, era considerada uma região “carente”, mas hoje o panorama mudou. Além da melhora da classe social, os consumidores estão mais exigentes com a qualidade dos produtos, com o atendimento e com o pós-venda. EB – Quais as novidades da empresa e expectativas para este ano? JR – Assumi a Kimania em 2001, quando o foco principal em venda era Pelúcias e Rádio Controles. Esse perfil foi totalmente alterado. Hoje, trabalhamos com todos os tipos de brinquedos, com foco nas melhores marcas e licenças. O ano de 2013 entra com uma expectativa de ótimas vendas em especial para a indústria nacional que vem ganhando mais espaço no ponto de venda.

EB – Como liderar com excelência uma equipe de vendas? JR – A motivação da equipe é a principal estratégia para aumento de vendas. Não é uma tarefa fácil, mas essa motivação deve ser diária e também financeira. EB – O que você espera da próxima Feira Abrin? JR – A cada ano, me surpreendo mais com a qualidade dos brinquedos da indústria nacional, com a força de vendas das licenças e com o interesse dos nossos fornecedores em aumentar a parceria. Neste sentido, espero uma feira Abrin cada vez melhor e mais promissora.

EB – Como o varejo deve lidar com o crescimento do e-commerce? JR – O tamanho do mercado de brinquedos é o mesmo. Se as vendas do e-commerce vêm crescendo, certamente esta fatia do mercado está saindo do varejo, por isso a necessidade de ter uma loja virtual, em paralelo com as lojas físicas. Os fabricantes e importadores devem ficar atentos com o fornecimento para algumas lojas e-commerce, ou seja, limitar e selecionar as vendas. Uma vez que hoje existem muitas lojas e-commerce sendo criadas e administradas dentro de residências, onde o escritório é a sala de jantar e o estoque é a garagem. Estas queimam preços e atrapalham nossas vendas, já que não precisam dispor de funcionários, tampouco dinheiro para pagar despesas com aluguel, condomínio, dentre outros.

Espaço Brinquedo Revista

Em Foco.indd 22

EB – O último ano não foi dos melhores para o mercado como um todo e as vendas ficaram retraídas. Qual a estratégia para 2013? JR – No final de 2012, a Kimania foi pioneira e criou um novo conceito de loja em nosso mercado. Inauguramos um outlet especializado em brinquedos. A estratégia para 2013 é centralizar os esforços nesse novo projeto. Serviço: Kimania - http://www.kimania.com.br/

22

Fevereiro / Março 2013

2/18/13 3:34 PM


Untitled-1 1

2/18/13 3:33 PM


[especial]

– 10º Prêmio Revista Espaço Brinquedo

Festa de premiação

revela os melhores do ano Os ganhadores são resultado de uma pesquisa que envolve os profissionais que atuam nas mais diversas plataformas de negócios do mercado de brinquedo

A

noite de 5 de dezembro foi especial para o setor brasileiro de brinquedo. Fabricantes, importadores, distribuidores, representantes comercias, lojistas, licenciadores e agentes se reuniram no Espaço Villa Vérico, em São Paulo, na décima edição do Prêmio Revista Espaço Brinquedo. Os ganhadores são resultado de uma pesquisa que envolve os profissionais que atuam nas mais diversas plataformas de negócios do mercado de brinquedo. Cabe à realizadora do prêmio, a Espaço Palavra Editora e Arte, a elaboração da enquete e a organização do resultado. Para anunciar os contemplados de 2012 dois profissionais do setor subiram ao palco: Patrícia Dale, proprietária da Planeta Brinquedos, e Marcelo Mouawad, diretor comercial da Semaan. Ambos, queridos pelo setor, deram um tom especial às entregas e o clima descontraído marcou a décima edição do prêmio. A representatividade da festa é anualmente fortalecida com a presença dos mais importantes fornecedores de brinquedos do País e das principais redes varejistas. Além do que, é no Prêmio Revista Espaço Brinquedo que a confraternização do setor acontece todos os anos.

Fevereiro / Março 2013

Especial_Premio.indd 24

2/18/13 3:46 PM


Os destaques de 2012!

Audir Queixa Giovani da BBRA entregou o prêmio Referência de Mercado à Ri Happy Brinquedos, representada por Hector Nuñez.

Clóvis Buso da Brinquedos Estrela contemplou Roberto Vidal da Lojas Renascer na categoria Comprador do Ano.

Marcelo Griebler da Yellow entregou o troféu de Comprador do Ano para Maria Terezinha C. Besser da Havan.

Especial_Premio.indd 25

Ana Stabel da Cultura Marcas conferiu o prêmio Comprador do Ano à Claudia Gama Baltazar da Leader Magazine, representada por Nando Faustino da BBRA.

Marcos Ernica da BS Toys premiou Itania Mota da Le Biscuit, representada por Vagner Abreu, na categoria Comprador do Ano.

Geraldo Zinato da Lider Brinquedos contemplou a Lojas Americanas, vencedora na categoria Maior Volume de Vendas, representada por Leila Santos e Raffaela Varejão.

2/18/13 3:47 PM


[especial]

– 10º Prêmio Revista Espaço Brinquedo

João Vicente da Grow premiou a Planeta Brinquedo, vencedora na categoria Loja Especializada Destaque, representada pelo comprador Manuel Júnior e pela proprietária Patricia Dale.

Thiago Almeida e Tatiane Ramos da Oregon entregaram o troféu na categoria Loja de Departamento Destaque. Magazine Luiza, representado por Marici Ferreira, foi o ganhador.

Carlos Bazzo da Cotiplás e Supertoys entregou o troféu para Hector Nuñez da Ri Happy, destaque na categoria Loja Virtual.

Urgel Simões da Hasbro contemplou a Hobby Brinquedos, representada por Kelen Batista, vencedora na categoria Loja Destaque da Região Norte/Nordeste.

Alexandre Marques da Xalingo entregou para José Raimundo de Oliveira da Balão Mágico Brinquedos o prêmio Loja Destaque da Região Sudeste.

Ana Paula Barbosa da Zippy Toys premiou Marco Aurélio Darcie da Bumerang Brinquedos na categoria Loja Destaque, agora da Região Sul.

Especial_Premio.indd 26

2/18/13 3:47 PM


ANUNCIO_4x4.indt 1

2/19/13 11:29 AM


[especial]

– 10º Prêmio Revista Espaço Brinquedo

Maurício Palermo e Angela Cortez da Nickelodeon premiaram a Boneca Cupcake, da Brinquedos Estrela, vencedora na categoria Brinquedo Nacional Destaque.

Vagner Lefort da Long Jump entregou o troféu Loja Destaque da Região Centro para Carlos Amorim, da Ciatoy Brinquedos.

Kiko Smitas da SulAmericana Fantasias entregou o troféu Brinquedo Importado Destaque, conquistado pela Boneca Monster High, à Érica Giacomelli da Mattel.

Carlos Cardoso da Brinquedos Cardoso e Debora Faria da Dican entregaram o prêmio Licença/Personagem Destaque, vencido por Galinha Pintadinha, à Juliano Prado da Bromélia Filmes e à David Diesendruck e Carolina Serrano da Redibra.

Especial_Premio.indd 28

2/18/13 3:49 PM


Raquel Felício do Cartoon Network entregou a Homenagem do Ano para Regiane Longo da Ri Happy.

José Roberto da Multibrink conferiu Homenagem do Ano à Juliano Romanucci da Kimania Brinquedos.

Marici Ferreira da Espaço Brinquedo entregou o troféu em homenagem aos 75 anos da Brinquedos Estrela. A equipe toda subiu ao palco para celebrar.

Cotiplás BRINQUEDOS

Fevereiro / Março 2013

Especial_Premio.indd 29

29

Espaço Brinquedo Revista

2/18/13 3:49 PM


[especial]

– 10º Prêmio Revista Espaço Brinquedo

Circulando

Audir Queixa (BBRA), Regiane Longo (Ri Happy), Hector Nuñez (Ri Happy) e Maria Cecília do Nascimento (Ri Happy), Rosânia Calissi (Ri Happy), Kiko Smitas (SulAmericana) e Elisangela Sueli Rodrigues (BBRA). Albuquerque (Ri Happy).

Alexandre Rocca (Record), Sedamar Esaki (Faresak) e Roberto Marinho (PPI).

BS Toys: Rafael Nascimento Ernica, Andreia Bergamo e Marcos Ernica

Ana Maria Souza (Lider), Paolo Romano (Apolo), Geraldo Zinato (Lider/Apolo), Sarah Zinato e Souto (BMart).

João Nagano (Grow), Souto (BMart) e João Vicente (Grow).

Cotiplás BRINQUEDOS

Especial_Premio.indd 30

2/18/13 3:56 PM


Marcos Bononi (Nikelodeon), Claudio de Camillis (Hasbro), Kelen Batista (Hobby Brinquedos) e Urgel Simões (Hasbro).

Eduardo Burger, Marici Ferreira (Espaço Brinquedo) e Ricardo Sayon (Ri Happy).

Calissi angela

Marcos Bononi (Nikelodeon), Leonardo Natsumeda (Oregon), Tatiane Ramos (Oregon), Luciana Ferraz (Oregon) e Thiago Almeida (Oregon).

Nanci de Sena, José Roberto Nicolau (Multibrink), Roberto Saba (Ri Happy) e Margareth Saba (Ri Happy).

Isabelle Lavin (Gulliver), Marco Antônio Stocco (Grow) e Fabio Geromel (Gulliver).

Carlos Bazzo (Cotiplás), Edite Bazzo, Mônica Yoshida (Representações Yoshida), Fernando Yoshida (Representações Yoshida) e Ângela Cortez (Nicklodeon).

Equipe Brinquedos Estrela

Especial_Premio.indd 31

2/18/13 3:58 PM


[capa – especial hong kong toys & games fair] por Marici Ferreira

Passagem obrigatória no mundo do brinquedo!

C

O evento contou com cerca de 1.900 expositores de 41 países

hegar a Hong Kong não é fácil. Além das muitas horas de viagem, o fuso horário nos deixa um tanto confusos. Mas, um fato é incontestável: para quem trabalha com o setor de brinquedo, ir à feira é uma obrigação. Lá estão reunidas informações valiosas para os negócios! A 39ª edição da Hong Kong Toys & Games Fair, o maior evento do setor de brinquedos da Ásia e o segundo maior do mundo, aconteceu entre os dias 7 e 10 de janeiro em Hong Kong, na China. Organizado pelo Hong Kong Trade Development Council (HKTDC), o evento contou com cerca de 1.900 expositores de 41 países, incluindo pela primeira vez os participantes do Irã, que mostraram aos visitantes suas apostas para o setor mundial de brinquedo.

O diretor executivo do HKTDC, Fred Lam, e Marici Ferreira, diretora da Revista Espaço Brinquedo

Mat capaHK.indd 32

Não é segredo que os produtos mais inovadores e que terão espaço garantido nas lojas de brinquedo de todo o mundo, estão estrategicamente nos showrooms das empresas fora da feira. Isso significa que o olhar diante dos brinquedos apresentados nos pavilhões tem de ser ainda mais apurado. Além dos estandes, os visitantes puderam conferir temas relevantes por meio de conferências com renomados profissionais. Desenvolvimento de produtos e oportunidade de negócios com foco nos brinquedos para o perfil Kidults (adultos que conservam elementos infantis), gestão de segurança química global, tendências e padrões de abastecimento foram alguns dos assuntos em destaque da edição 2013. Quatro feiras simultâneas Mais de 2.700 expositores de todo o mundo participaram de quatro feiras internacionais que aconteceram simultaneamente no Hong Kong Convention and Exhibition Centre (HKCEC). Brinquedo, produtos para bebês, papelaria e licenciamento eram as plataformas de negócios das feiras que são organizadas pelo Hong Kong Trade Development Council (HKTDC). Presença brasileira na Asian Licensing Conference Marici Ferreira, presidente da Associação Brasileira de Licenciamento (Abral) e diretora da Espaço Palavra, foi uma das painelistas da Asian Licensing Conference, durante a Hong Kong International Licensing Show. Licenciamento no Brasil e as oportunidades de negócios envolvendo os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016 foram os temas apresentados aos executivos presentes na conferência. “É uma honra apresentar a evolução do setor brasileiro de licenciamento para executivos do mundo todo. Estamos num contexto promissor e prontos para realizar parcerias. O Brasil está nos planos das empresas estrangeiras e faremos desse momento uma excelente oportunidade para mostrar que estamos prontos para tais negócios”, ressaltou Marici Ferreira.

2/18/13 4:00 PM


Brinquedos em destaque! Garimpamos os lançamentos mais inovadores, além de serem comercialmente viáveis aqui no Brasil. Confira.

Bonecos Zumbi.

Jaw Bones: brinquedo de construção.

PlayCorn Angry Birds. Material similar ao isopor com o qual é possível compor os personagens do jogo.

X1 Helicóptero de Controle Remoto com Quatro Hélices. Kit com diversos materiais que possibilita a criação de diversos brinquedos e cenários.

Hoops: jogo de basquete em que o movimento do punho é o responsável pelas cestas.

Air Power Soccer Disk.

Carro a pedal com layout de modelos antigos.

O famoso aplicativo Talk to Friends, agora em forma real: Talkin Tom Superstar. A pelúcia interage com o APPS.

Take it Home.

Boneco Gangnam Style.

Mat capaHK.indd 33

Bicicleta Ferrari.

2/18/13 4:01 PM


[capa – especial hong kong toys & games fair] circulando

Marici Ferreira (Espaço Brinquedo) e Roberto Douer (DTC).

João Silva (Meninos e Meninas), Glória (Meninos e Meninas), Toni Abdo (Toni Toys), Thais Abdo (Toni Toys) e Leandro Klein (Super Legal).

Alexandre Marques (Xalingo) e João Carlos (Xalingo).

Paulo Benzatti (Buba), Souto (BMart), Greta Moas (Buba) e Samy S. Moas (Buba).

Luiz Fiorini (Multilaser) e Renato Feder (Multilaser).

Paulo de Tarso Hornos (Bang Toys), José Cavalcante (Vídeo Trade), Alexandre Marques (Xalingo), Bruna Salomão (Tip Top), Daniela Santana (DS Tranding) e Diego Vinícius (HKTDC).

Cotiplás/ Super Toys: Carlos Bazzo, Felipe Bazzo, Fabrício Bazzo, Thiago Bazzo e Luiz Bazzo.

Mat capaHK.indd 34

2/18/13 4:05 PM


Untitled-1 1

2/18/13 4:17 PM


[capa – especial International Toy Fair Nuremberg]

o ã ç a r e g

por Cristianne Gick Machado

a v o s n o d A ue q n i r eb

d

Conex ão do t cria u ma no radicional c o va pla taform m o digital a do b rincar

A

feira internacional de brinquedos de Nuremberg aconteceu entre os dias 30 de janeiro e 4 de fevereiro de 2013 e foi visitada por mais de 70 mil pessoas provenientes de 120 diferentes países. A motivação que reuniu esse expressivo número de visitantes foi conhecer os produtos que os 2.776 expositores – de 62 países – trouxeram como proposta para o mercado. E o que foi apresentado somou a expressiva marca de um milhão de produtos, incluindo 70 mil novidades, marcas e artigos em massa para todos os canais de vendas. A feira dedicou especial atenção a uma nova geração de brinquedos, que denominou Toys 3.0 – The Next Generation, cuja ideia central é combinar jogo tradicional com o mundo digital. O resultado é a conexão de brinquedos digitais e eletrônicos, jogos e conteúdos interativos em smartphones e tablets. O diferencial dessa nova forma de brincar é envolver todas as gerações, tanto os mais jovens quanto os mais velhos membros familiares, com apelo diferenciado a cada target, evidentemente.

Como é o caso do Appmates, desenvolvido pela Canadense Spin Master, com foco nos meninos entre 5 e 8 anos de idade. O jogo oferece seis modelos originais dos “Cars 2” (licença Walt Disney). Para começar, basta baixar a aplicação gratuita de “Cars 2” AppMates na App Store do iTunes. O jogo começa com o posicionamento do carrinho (que tem sensor especial) na superfície do tablet. Uma vez em movimento, o jogador tem de enfrentar pequenos desafios e como premiação, a cada fase que avança, ganha moedas. As moedas podem ser trocadas por pneus novos ou efeitos de luz.

Espaço Brinquedo Revista Cristianne Gick Machado – Gerente de pesquisa e moderadora da Play

Mat capaNU.indd 36

2/18/13 4:54 PM


Outro espaço da feira que tradicionalmente chama a atenção é o dedicado à premiação das melhores ideias para desenvolvimento de brinquedos para diferentes categorias. Na categoria baby (0 a 2 anos de idade), o premiado foi um brinquedo de montar. ForTobbles Neo mado por seis copos arredondados e estilosos em cores vivas, a brincadeira favorece a descoberta das leis da gravidade e, ao mesmo tempo, proporciona o desenvolvimento das habilidades motoras. A graça do Tobbles Neo (Fat Brain Toy Co.) está em não posicionar os copos de forma horizontal e experimentar formas diversas. Na categoria pré-escolar (3 a 5 anos de idade),

Xplore

Já para o target adolescente e adulto, a Oregon Scientific apresentou o seu XPlORE Smart Globe Horizon. Esse globo interativo traz informações detalhadas sobre cada país do mundo, vem com uma smart pen que pode ser atualizada via internet. A caneta pode ser usada como uma combinação interativa com o iPad, basta apontar qual o país que se está pesquisando para gravar todas as informações que se desejam.

o brinquedo Nacht Der Magishen Schatten HabermaaB GmbH reúne bruxas, elfos e duendes que se encontram para fazer uma “dança misteriosa” em um Shadown Magic Game. Enquanto visualizam somente a sombra de uma das peças, os jogadores precisam memorizar e identificar qual a imagem que aparecia na sombra. Aquele jogador que conseguir identificar primeiro a imagem que não apareceu na sombra é o vencedor do jogo. Um simpático e curioso jogo que integra o

Nacht Der Magishen Schatten HabermaaB GmbH

Fevereiro / Março 2013

Mat capaNU.indd 37

37

Espaço Brinquedo Revista

2/18/13 4:54 PM


[capa – especial International Toy Fair Nuremberg]

Bumm Bumm Balloon

jogo de dardos com espetar o balão com palitos plásticos foi o eleito para a categoria escolar (entre 6 e 10 anos de idade). A ideia de Bumm Bumm Balloon (Schmidt Spiele Gmbh) é baseada na fascinação das crianças por estourar balões. A cada vez, a criança deve jogar o dardo e espetar o balão conforme o número que sorteou no jogo de dado. É possível ver as mudanças de forma do balão e perde o jogo quem estourar o balão. Para os adolescentes e a família (mais de 10 anos

RoboMe

E o vencedor da categoria Special Award Toys 3.0 foi o RoboMe (SABLON Germany GmbH). RoboMe tem os ingredientes de um companheiro robô de verdade. Uma vez conectado no iPhone ou iPod, o robô pode mudar sua aparência ou personalidade. Graças ao reconhecimento de voz, é capaz de aprender e registrar continuamente novos nomes, palavras e sentenças. Assim, pode falar com seus “amigos humanos”. Um segundo iOS-Gerat, usado como um controle remoto de vídeo estende seu raio de ação. Para ajudar a compreender por que o desenvolvimento dos produtos vem tomando os caminhos apresentados na feira, a Toy Fair promoveu um debate com profissionais de diferentes áreas que conversaram sobre comportamento humano, tendências de mercado e o papel da tecnologia, e-commerce e redes sociais para comunicação com o consumidor, o espaço foi denominado Toy Business Forum.

SIKU Racing de idade) a proposta vencedora é o brinquedo SIKU Racing (Sieper GmbH). Neste jogo os motoristas estão livres para orientar seus carros e a velocidades nesta pista de SIKU Racing, pois não existem pistas predefinidas. O diferencial está no controle remoto que é adaptável à experiência de quem está no comando, inclusive a velocidade podem ser ajustada. A cor do carro, a carroceria e o chassi pode ser montado individualmente (personalizados).

Cristianne Gick Machado – Gerente de pesquisa e moderadora da Play Pesquisa e Conteúdo Inteligente.

38

Mat capaNU.indd 38

Fevereiro / Março 2013

2/18/13 4:54 PM


Untitled-1 1

2/18/13 4:43 PM


[capa – especial american international toy fair] por Gustavo Pettinato Lucio e Caio Sumiya

Diversificar é a principal tendência! Confira novidades e tecnologias que devem chegar ao Brasil

C

om mais de mil expositores entre fabricantes, distribuidores e importadores de mais de cem países, a Toy Fair 2013 de Nova York, que ocorreu entre 10 e 13 de fevereiro, foi a edição comemorativa dos 110 anos do evento. A feira é bem dividida e muito eclética. Os produtos oferecidos vão desde artigos para a primeira idade, brinquedos de madeira, figuras de ação – cujo material é muito forte e fez com que virasse alvo de visita por parte da imprensa – até brinquedos para público mais velho, como smartphones e tablets – estes apareceram em demasia por toda a feira. Como o padrão de consumo do mercado americano é diferente do brasileiro, fomos à busca de novidades e tecnologias que possam virar tendência ou febre de consumo e até ser introduzidas no mercado brasileiro. Algumas ideias foram utilizadas em vários novos produtos, por exemplo, o uso de bigodes como decoração e tema para brincadeiras e jogos. Outra tendência foram os jogos de tamanho pequeno e com curto tempo de duração (até 15 minutos). Mas o que mais nos chamou atenção foi o grande número de produtos com aplicativos de interação entre os brinquedos e smartphones e tablets, a maioria com sistema iOS.

Espaço Brinquedo Revista

Mat capaNY.indd 40

O iPhone e iPad foram peças centrais em muitos estandes, como exemplo da bolinha Sphero, que é um verdadeiro desejo de consumo inclusive para muitos adultos, por seu design e qualidade. O interessante é que é um brinquedo muito resistente que pode ser usado dentro e fora de casa e até na chuva – inclusive, ele já está disponível nas lojas da Apple em Nova York. Outro produto interessante é a arma Tek Recon, por seu design, traz as telas dos videogames para a vida real. As pistolas podem ser usadas como uma simples arma de brinquedo que atiram pequenos e inofensivos anéis de borracha, mas, quando conectadas com um iPhone, ganham uma nova dimensão e experiência de jogo adicionando novas opções aos jogadores, como a localização e comunicação com aliados. Encontramos ainda produtos como o AppTivator, que são peças que, colocadas em cima da câmera do iPad, interagem com o jogo dando vida aos personagens. As tendências que continuam fortes nos produtos mostrados na feira foram: • Brinquedos que interagem com aparelhos mobile. • Brinquedos de artes e de construção, ligados a coordenação motora e desenvolvimento cognitivo. • Brinquedos e jogos com acabamentos especiais como cartas transparentes e tintas que brilham no escuro.

40

Fevereiro / Março 2013

2/19/13 10:32 AM


Brinquedos em destaque!

RoboMe (WowWee) Mais um incrível robô agora com função de reconhecimento de voz, controle por vídeo e reconhecimento de rosto, além de outros comandos personalizáveis – tudo isso graças à integração com dispositivos, como iPod Touch ou iPhone.

Tek Recon – Advanced Battle Systems (Tech4Kids) Nova linha de armas de tiro que integra as funcionalidades do radar GPS de um iPhone levando a jogabilidade a um novo nível de experiência. Com o iPhone acoplado na arma, é possível localizar seus amigos em um mapa, conversar via rádio e muitos outros recursos.

AppTivators Tablet Robots (WMC) Brinquedo que interage com o jogo de seu iPad, cujos personagens tremem, pulam e até explodem. Cada personagem possui habilidades diferentes de acordo com o jogo.

Boogie Board (Improv Electronics) Nova geração de sketch book agora com tela de LCD de 8,5”, pesando apenas 110 gramas e alta resistência. Vem com bateria embutida que dura até seis anos (50.000 apagadas).

ROMO (romotive.com) Mais um divertido robozinho que é controlado por dispositivos iOS. Esse brinquedo, no entanto, interage diretamente com você quando está no modo câmera, não necessitando de controle remoto para isso, basta estar na frente do robô que ele imita seus movimentos e suas expressões. Espaço Brinquedo Revista

Mat capaNY.indd 41

2/19/13 10:33 AM


[capa – especial american international toy fair]

Sphero (gosphero.com) O brinquedo parece ser simples: uma bolinha controlável por controle remoto por dispositivo com iOS (iPod, iPhone, iPad), porém, por trás desse conceito, as possibilidades são inúmeras. Com o auxílio de realidade aumentada, é possível controlar o “Sharky”, um esquilo virtual que interage com o ambiente e pode jogar diversos games e trocar a cor da bola. É um brinquedo com muita tecnologia, desde seu carregador que é por indução – basta colocar a bola em um suporte que não possui conexão –, sua capacidade de alcance de 15 metros com velocidade a 3,5 km/h e seu sistema SDK de programação, que é aberto para que desenvolvedores de software possam criar novos aplicativos.

Solo Wheel (Inventist) Um mono wheel com a mesma tecnologia de giroscópio da Segway que anda a uma velocidade de até 15 km/h com capacidade de carga para até 32 km.

Livros com realidade aumentada (Popar Toys) A tecnologia não é novidade, porém o que eles fizeram com os produtos da empresa é impressionante, basta instalar o aplicativo em seu dispositivo smartphone e aportar para qualquer parte do material deles, capa do livro, embalagem do brinquedo, banner de propaganda que tudo possui realiade aumentada e com diversas funcionaliades como jogos e curiosidades sobre o assunto.

Espaço Brinquedo Revista

Mat capaNY.indd 42

Flip (Wishbone) Feito em madeira de altíssima qualidade, o carrinho andador possui um mecanismo inovador e simples que reverte o produto em balanço. Para crianças de 1 a 5 anos de idade.

42

Fevereiro / Março 2013

2/19/13 10:33 AM


[onononononono]

Combat Creatures (WOW Stuff) Robôs de batalha por controle remoto que atiram dardos, bolas e discos e possuem 360 graus de controle para locomoção. Cada robô possui diversas partes móveis que devem ser protegidas durante a batalha – quem perder todas as partes perde o controle de seu robô.

Skylanders Swap Force (Activision) Nova versão dos personagens em que a criança pode trocar as partes do corpo de um personagem com outro e suas forças e poderes se misturam dando uma nova perspectiva para toda a brincadeira.

Astrojax MX (ACTIVE PEOPLE) É a nova geração do brinquedo Astrojax. São três bolas que usam o sistema de pêndulo para fazer manobras. Em sua nova versão, todas as partes são intercambiáveis e cada um pode fazer seu próprio estilo de Astrojax.

Spark (Razor) Qual criança não gostaria que seu patinete soltasse faísca? A Razor resolveu esse assunto com um novo dispositivo em seu patinete Spark: basta apertar o freio que o patinete solta faíscas.

Fevereiro / Março 2013

Mat capaNY.indd 43

Monster Poper (Hog Wild) Levaram as armas de bolinhas a uma nova ideia de diversão. A Hog Wild criou monstrinhos divertidos que atiram bolas de espuma e, além de brinquedo, também são divertidos bonecos decorativos.

Gustavo Pettinato Lucio e Caio Sumiya sócios proprietários do Estudio n’Ovo foram correspondentes da Espaço Palavra em Nova York.

43

2/19/13 10:33 AM


[mercado]

Um bom ano!

Players analisam 2012

P

ara saber qual o balanço de 2012 do mercado nacional de brinquedo, nada melhor do que perguntar aos profissionais do setor, não é mesmo? Foi o que fizemos. Confira a opinião de alguns dos principais players do cenário nacional.

“Acreditamos em um bom momento do mercado nacional de brinquedos e almejamos um crescimento de 15% para 2013, mesmo patamar de crescimento alcançado em 2012. Nosso mercado vai bem, pois houve aumento no poder aquisitivo dos consumidores e o governo federal está se mostrando empenhado em melhorar a situação da indústria nacional. Medidas como a desoneração da folha e redução do custo de energia nos deixam otimistas para a volta da competitividade da produção no Brasil. Temos no País capacidade produtiva, qualidade, design e criatividade para fazer crescer o mercado nacional de brinquedos.” – Aires Leal Fernandes, diretor de Marketing da Brinquedos Estrela.

“O mercado de brinquedo em 2012, tanto para os fornecedores quanto para o varejo, manteve um crescimento sadio e progressivo, surpreendendo muito. Sempre que se analisa o crescimento, precisamos checar se é da mesma base ou não. O crescimento da empresa, no varejo com a abertura de novas operações e novas lojas e nos fornecedores, acrescentando novos pontos de venda em seu fornecimento, desenvolve novos nichos de mercado, clientes com novos planos comerciais, mais disponibilidade de produtos, logística mais eficiente e, consequentemente, menos ruptura nos pontos de venda. São pontos que alteram e muito os números de crescimento de cada um. Um ponto crítico em 2012 foi a questão do abastecimento e pelas expansões previstas, pode se agravar e comprometer a demanda de produtos e crescimento, mas gerando também oportunidades para quem possa atender tais necessidades.” – Marco Aurélio, proprietário da Bumerang Brinquedos.

“O ano de 2012 foi favorável para o segmento de brinquedos educativos. A frequência e o tête-à-tête com os pais e com os educadores garantiram um aumento considerável no consumo devido à  preocupação com a escolha das melhores opções de brinquedos para as crianças. Ainda há muito a evoluir, mas o caminho foi progressivo em 2012 e prometedor para 2013.” – Vítor Tribuna, proprietário da Azul e Rosa Brinquedos Educativos E Criativos.

Espaço Brinquedo Revista

Mercado.indd 44

44

Fvereiro / Março 2013

2/19/13 10:52 AM


“As vendas em 2012 ficaram estabilizadas se compararmos com 2011 e não houve um crescimento significativo. O dólar teve um aumento em torno de 15% e elevou muito o preço dos produtos para o consumidor, acarretando perda de vendas de produtos mais caros. O e-commerce de brinquedos cresceu, porém ficou abaixo da expectativa do mercado. As lojas físicas tiveram um bom movimento, porém muitos lojistas perderam vendas, principalmente de produtos de mídia, pois não tiveram tempo de repor. Os produtos eletrônicos como tablets, notebooks, celulares estão com incentivos do governo e cada vez mais acessíveis. Cada vez mais o setor de brinquedo sofre com a concorrência dos eletrônicos.” – Patricia Saldovieri, diretora da California Toys.

“O Mercado de Brinquedos em 2012 foi marcado pela união da Ri Happy com PBKids, gerando a maior empresa varejista do setor. Essa aquisição trouxe uma enorme visibilidade para o setor. Acredito que a união das duas empresas é positiva e nos estimula a pensar e melhorar nossos negócios. O mercado será mais profissional. Todos ganham. O primeiro semestre de 2012 teve um bom crescimento. Já no segundo semestre tivemos forte retração e crescimento menor. Foi um ano médio para o setor. Espero que nossa presidenta faça a lição de casa em 2013 para sermos beneficiados com uma economia/consumo mais aquecido.” – Patricia Dalle, proprietária da rede Planeta Brinquedo.

“As vendas foram boas e aquecidas. A Elka, em 2012, conseguiu ganhar mercado, fruto da boa aceitação de nossos lançamentos, e ampliar o relacionamento com os principais clientes. O fenômeno Galinha Pintadinha e o filme Spider Man também trouxeram movimento para as lojas e ajudaram a impulsionar o mercado de brinquedos que, a partir de agosto ganhou força e permitiu que a empresa chegasse com o estoque mais baixo dos últimos anos. Nossa expectativa para 2013 é de preocupação por um lado, devido às mudanças ocorridas na margem de valor agregado (MVA) e da resolução do senado federal sobre os importados que, com certeza, aumentarão os preços na ponta e, por outro, de entusiasmo com os novos projetos que estamos preparando e que farão sucesso 2013.” – Eduardo Kapaz Jr., diretor da Elka Brinquedos.

Fvereiro / Março 2013

Mercado.indd 45

45

Espaço Brinquedo Revista

2/19/13 10:53 AM


[mercado]

“O mercado de brinquedo em 2012 continuou em crescimento, embora com um pouco mais de dificuldade tendo em vista o aumento no custo dos brinquedos e do endividamento dos consumidores em geral. Foi um ano mais trabalhoso que exigiu mais de nós e com grande preocupação na área de RH.” – Leandro Klein, proprietário da Superlegal Brinquedos.

“O ano de 2012 foi de crescimento, mas com muito trabalho, redução de margens, muitos ajustes, estoques altos, resultados imprevisíveis, mas que acima de tudo prenunciou grandes mudanças para os próximos anos. O mercado de brinquedos brasileiro tem um grande potencial para crescer em novas frentes, mais virtual do que fisicamente. Os impostos e as burocracias excessivas estão exportando nossos consumidores, agora a tendência também já é sensível na classe C. As crianças, assim como os adultos, estão trocando qualquer ocupação, inclusive brincar e jogar, pelos tablets e smartphones. Filmes e séries voltaram a vender muitos brinquedos, mexendo na sazonalidade. As licenças e criações brasileiras são boas de jogo, definitivamente. Ou seja, muitos dados novos: as regras, as idades, os preços, os consumidores, os segmentos, as estruturas, enfim, em 2013 nada será como antes, mas nosso mercado é maduro o suficiente para perceber as novas tendências, se adaptar e aproveitar as oportunidades que se abrem na medida em que novos cenários começam a tomar forma. Acima de tudo, um 2013 de muito sucesso e felicidade para todos nós.” – Marcelo Mouawad, diretor comercial da Semaan.

“Foi um ano positivo. Conseguimos nos estabilizar após uma considerável queda de vendas no ano anterior, fato ocorrido no mercado como um todo. Nossa estratégia foi investir em nossa própria fábrica e diversificar a produção. Hoje, desenvolvemos aqui produtos licenciados da Disney com qualidade igual ou superior aos encontrados no exterior. Além disso, desenvolvemos a partir dos personagens deles novos produtos que se tornaram um sucesso em vendas. O apoio da Abrinq na redução de impostos federais e trabalhistas foi crucial para o sucesso da indústria de brinquedos no Brasil e devido a esses fatores é que decidimos investir fortemente em nossa fábrica no Brasil, aumentando o desenvolvimento local, pois além de ajudar a economia nacional o mercado brasileiro é rico em criatividade, solução e desenvolvimento. As estratégias para este ano estão voltadas à continuidade de nosso trabalho de desenvolvimento de novos produtos, acompanhamento de tendências mundiais para o mercado de brinquedos e adequar, cada vez mais, nossos produtos ao desejo das crianças.” – Vagner Lefort, diretor comercial da Long Jump.

Espaço Brinquedo Revista

Mercado.indd 46

46

Fvereiro / Março 2013

2/19/13 10:53 AM


ANUNCIO_4x4.indt 1

2/19/13 10:55 AM


[em destaque]

Mecânico dos Brinquedos “Hoje, o apelo é tecnológico e os grandes fabricantes investem na modernização de seus produtos”

N

o início, eram somente dois microempresários, com pouca estrutura e quase nenhum capital de giro ou conhecimento administrativo. No entanto, havia um sonho em comum. Foi necessária muita persistência, trabalho e força de vontade para realizá-lo, porém, em apenas seis anos de atuação, a empresa já detém uma filial em Pernambuco. Essa história começou em 2007, quando Eduardo Silva foi convidado a trabalhar numa empresa especializada em restauração de brinquedos no Recife. O jovem já atuava na área de consertos de eletroeletrônicos e, depois de um ano, migrou para outra empresa do ramo, onde detectou a versatilidade e a rentabilidade desse mercado. “Na sequência, passei um breve período como promotor de vendas da Brinquedos Bandeirante, quando eu e meu atual sócio, Waldemar Fonseca, decidimos abrir nossa própria loja”, relembra Eduardo. Assim, em 2009, surgiu a Mecânico dos Brinquedos, em Jaboatão dos Guararapes. Atualmente, a empresa emprega mais três funcionários, um na loja-matriz em Jaboatão dos Guararapes e dois na filial, no Recife. Candide, Estrela, Grow, Bandeirante, Mattel, Fisher Price, Homeplay, Burigotto, Peg-Perego, Chicco, Biemme, Infanti, Hercules, Multibrink, Sanny, Dican, Dardara, Tubline e Cimtoys são algumas das marcas autorizadas atendidas pela equipe. Para Eduardo, o diferencial do serviço pres-

Espaço Brinquedo Revista

Em destaque_2indd 48

tado fica por conta do extremo cuidado e da atenção com que realizam a atividade, desde a recepção dos brinquedos e dos pais. “Se o brinquedo supostamente reparado por ventura voltar a quebrar, em um curto período, frustramos a criança e perdemos a confiança dos pais”, observa Eduardo. Segundo o proprietário, são recebidos entre 50 e 85 brinquedos ou artigos infantis por mês, sendo 75% da demanda composta por artigos nacionais. “Temos uma tabela de serviços e preços bastante variável, considerando a gama de produtos que trabalhamos e a complexidade exigida no reparo. Porém, frisando-se os brinquedos com maior rotatividade, temos o preço médio de R$ 45. Dependendo do artigo, um conserto pode chegar a R$ 350.” Os empresários destacam ainda o crescimento do segmento no Nordeste brasileiro. “Nos últimos anos, nossa economia se desenvolveu, viabilizando o acesso das classes B e C a esses

48

Fevereiro / Março 2013

2/19/13 11:08 AM


produtos e serviços”, analisa o empresário. Ao ser questionado sobre a diferença entre os brinquedos modernos e os antigos, Eduardo aponta uma grande mudança. “Atualmente, existem brinquedos extremamente sofisticados, que usam componentes digitais e até softwares específicos. Porém o conceito também mudou. Percebemos que brinquedos mais antigos frequentemente tinham cunhos pedagógicos e propiciavam mais interação entre as crianças, além de serem fabricados com peças mais resistentes. Hoje, o apelo é tecnológico e os grandes fabricantes investem na modernização de seus produtos.” Os fabricantes interessados em oferecer assistência devem entrar em contato por telefone, para que a parceria seja analisada. A partir daí, serão enviados todos os documentos necessários para o credenciamento. “Estamos de portas abertas para outros fabricantes, tendo em vista o crescimento do setor varejista de brinquedos em

Os sócios Eduardo Silva e Waldemar Fonseca, acompanhados pelo funcionário Jobson.

Pernambuco. Nossa meta é oferecer um atendimento pós-venda”, revela Eduardo. Hoje, as lojas atendem clientes do Recife, toda a região metropolitana, além de outras cidades na Bahia, em Alagoas, no Sergipe, no Maranhão, na Paraíba e no Rio Grande do Norte, normalmente indicadas pelos fabricantes como a assistência técnica autorizada mais próxima. “Trabalhamos com extrema satisfação, mesmo com as dificuldades de se manter uma empresa, atuando em uma área tão pouco explorada”, finaliza.

Procedimento-padrão Após a etapa de análise diagnóstica, é traçada toda linha de reparo a ser executada: conserto a partir de peças novas ou restauradas. Tal procedimento fica sob a responsabilidade do profissional mais experiente no tipo de serviço solicitado. “Todos os mecânicos investem em cursos de aperfeiçoamento e qualificação profissional, financiados pela própria loja Mecânico dos Brinquedos, visando acompanhar as mudanças tecnológicas do mercado e satisfação dos clientes”, conta Eduardo. Além disso, diante da necessidade de mão de obra qualificada no ramo, alguns fabricantes também investem em treinamentos para os profissionais das assistências técnicas. “Os clientes têm ainda a garantia estabelecida pelo código de defesa do consumidor de 90 dias, descrita na nota de entrega do brinquedo reparado”, complementa.

Fevereiro / Março 2013

Em destaque_2indd 49

Serviço: Mecânico dos Brinquedos Matriz – Av. Bernardo Vieira de Melo, nº 1345 Galeria Boulevard Center / Sala 13. Piedade, Jaboatão dos Guararapes – PE. Tels: (81) 3093-3209/ (81) 3061-3802/ (81) 8885-8599. Filial – Av. João de Barros, nº 1750 - Edifício Galeria São José / Sala 14. Espinheiro, Recife – PE. Tels: (81) 3040-1172.

49

Espaço Brinquedo Revista

2/19/13 11:10 AM


[gôndola]

primeira infância

Fase curiosa, venda garantida!

É

na primeira infância que cada objeto, som e movimento é estudado pelos bebês com maior curiosidade. Os brinquedos estimulam a fala, a audição, a visão, a coordenação motora, entre outras habilidades. Mercadologicamente, os artigos direcionados a esse nicho têm espaço garantido no varejo e com relação às vendas é um segmento estável. Por tratar-se de produtos focados em crianças pequenas, a questão da segurança é altamente relevante. Confira algumas opções que o setor de brinquedos oferece. Invista nesse segmento!

Tapete de Atividades (Dican) Podem ser encontrados nas versões Bosque Encantado e Oceano Divertido e são especialmente desenvolvidos para exercitar a criatividade e a coordenação motora do bebê por meio dos brinquedos com formatos, estas cores, músicas e luzes que estimulam a visão e o encorajam a alcançar e agarrar. A base é um tapete acolchoado e macio que acomoda o bebê, e os brinquedos ficam suspensos no arco revestido flexível que também ajuda a delimitar o espaço físico protegido para a brincadeira.

Amiguinho da Selva Hipo e Dino (Calesita) O Dino e o Hipo vêm com engrenagens giratórias, blocos didáticos muito coloridos que levantam quando são encaixados. Eles abrem a boca e os dentes são blocos didáticos. A tampa abre para encaixar e guardar os blocos. O brinquedo ainda vem com puxador para o bebê levar seu amiguinho para passear. Quando a brincadeira acabar, o puxador dobra para guardar o brinquedo.

Espaço Brinquedo Revista

Gondola-EB#59.indd 50

50

Fevereiro / Março 2013

2/19/13 11:18 AM


Coleção Soft Cars (Divertoys) Cinco modelos de carrinhos coloridos e divertidos, confeccionados em vinil, macios e laváveis. Não contém ftalato, ou seja, não é prejudicial à saúde do bebê. Estimula o controle motor e a orientação espacial da criança.

Tapete Dançante do Mickey (Zippy Toys) Com mecanismo eletrônico, reproduz oito canções populares e seis divertidos efeitos sonoros. Muito interativo, pois é possível brincar tanto com os pés quanto com as mãos. Desenvolve a audição, a visão e a locomoção.

Fevereiro / Março 2013

Gondola-EB#59.indd 51

51

BabyPad (Elka) Com design moderno, luz, som e uma série de atividades lúdicas, o brinquedo desperta o sentido das crianças. Acionando os botões, estas entram em contato com o mundo das cores, dos números, das letras e dos sons de animais e músicas. Aprimora a capacidade cognitiva e traz diversão aliada à modernidade.

Mercadinho Aprender e Brincar (Fisher-Price) O item traz muita diversão e educação. Vem com quatro formas de “comida” para escanear e pesar, uma caixa registradora e um scanner que acende. Possui quatro modos: Aprender, Música, Imaginação e Bilíngue. Ensina cores, alimentos, formas, números, saudações, boas maneiras, opostos e ainda simula uma experiência divertida de compras.

Espaço Brinquedo Revista

2/19/13 11:20 AM


[gôndola]

primeira infância

Brincando de DJ (Brinquedos Estrela) Ganhou prêmio da Creative Child Magazine dos Estados Unidos como um dos brinquedos mais criativos de 2011. É uma mesa de discotecagem para bebês com mais de uma centena de combinações de música de cinco diferentes estilos. Conta com dois discos de mixagem e outros quatro efeitos musicais. Desenvolve a musicalidade e a percepção sonora.

Pelúcias Disney (Long Jump) Fofíssimas, as pelúcias estimulam a coordenação motora e a sensibilidade tátil. Como toda peça é feita com material hipoalergênico e tem todas as partes feitas em tecidos e costuras, não existe risco para a criança. São diversos personagens e modelos.

Espaço Brinquedo Revista

Gondola-EB#59.indd 52

Insetos Musicais (Ploft Toys) Contém luzes e sons que estimulam a curiosidade das crianças, além de transformar a brincadeira num excelente exercício de coordenação motora.

Gato Mittens (Girotondo) O brinquedo possui chocalho, argola e textura. Vem com uma argola para fixar no berço, no carrinho ou no bebê-conforto. É produzido com fibras e poliéster e possui sons, texturas e argolas. Colorido e alegre, foi desenvolvido especialmente para ajudar no desenvolvimento saudável dos bebês.

52

Fevereiro / Março 2013

2/19/13 11:20 AM


Livrinho Divertido (Little Tikes/Buba) Virando a página, a criança ouve sons e brinca com o teclado musical que emite diferentes luzes.

Zuquinha Escorrega Bolinha (Elka) O macaquinho tem uma abertura na cabeça para que a criança coloque as bolinhas e observe por onde sairá. Suas orelhas giram e, ao apertar seu nariz, Zuquinha fala quatro frases diferentes.

Centro de Atividades Wondrbug (My Baby Store) Contém oito brinquedos desenhados para o bebê se entreter e ajuda a desenvolver suas habilidades motoras básicas. Possui um confortável assento giratório de 360° e base fixa aderente ao chão. Possui brinquedos em formato de minhoca que acendem e emitem sons e chocalhos texturizados com alças. O brinquedo tem forma de borboleta com asas em tecido e espelho.

Busão da Naftalina (Lider Brinquedos) É o ônibus divertido da turma da Galinha Pintadinha. Ao bater em um obstáculo, muda o percurso. Com luz, músicas e muito movimento.

Fevereiro / Março 2013

Gondola-EB#59.indd 53

53

Espaço Brinquedo Revista

2/19/13 11:21 AM


[gôndola]

primeira infância

Mamãe Tartaruga (Ploft Toys) Estimula a imaginação da criança com os sons emitidos e as luzes encantadoras. Traz movimento por meio das rodinhas. Tapetinho Musical (Pimpolho) Fabricado em material macio e colorido foi desenvolvido para estimular os sentidos e interagir com as crianças, possui figuras ilustrativas que, quando tocadas, reproduzem os sons de animais e das sete notas musicais.

Linha Playmobil 1,2,3 (Sunny Brinquedos) Coleção produzida pensando nas crianças menores, de 1 ano até 3 anos de idade. Não possui peças removíveis, como acontece com as coleções normais, e os bonequinhos vêm com as mãozinhas e os pezinhos juntos, diminuindo a possibilidade de machucar as crianças. A linha auxilia a criança a aperfeiçoar a coordenação motora e estimula a inteligência.

Móbiles para o Bebê (Yellow) Centro de atividades 3 em 1. Três posições de montagem: móbile de berço, academia e mesa de atividades. Contém dois chocalhos removíveis e estimula as percepções visual, auditiva e tátil.

Espaço Brinquedo Revista

Gondola-EB#59.indd 54

54

Fevereiro / Março 2013

2/19/13 11:21 AM


Teclado Eletrônico do Mickey (Zippy Toys) Totalmente seguro e interativo, reproduz canções e sons de instrumentos, possui a função de gravar, controla velocidade e volume das melodias, além de ser todo colorido, despertar a curiosidade da criança e estimular a fala, a audição, a visão e a coordenação motora.

Cachorrinho Canta e Dança Aprender e Brincar (Fisher-Price) Incentiva o bebê a se mover, dançar e cantar canções já conhecidas. O brinquedo traz mais de 25 canções e frases, ensinando sobre o ABC e letras, contagem e números, partes do corpo, ações, boas maneiras, cumprimentos e primeiras palavras. Com ativação nos pés do cachorrinho, há dois modos de brincadeira (Aprender e Música). O cachorrinho bate palmas, balança de um lado para o outro e levanta as orelhinhas.

Pescoçudos Mordedor – Chocalho (Toyster) Fabricado em vinil, os modelos Arara, Girafa e Tartaruga são coloridos, gostosos de morder e fáceis de segurar, com cheirinho e barulhinho suaves, para massagear a gengiva do bebê.

Bateria Rock Band (Dican) Uma réplica de bateria em tamanho pequeno. Traz bumbo com pedal, caixa, tom-tom, prato, duas baquetas, um banco e quatro modelos de tocar.

Fevereiro / Março 2013

Gondola-EB#59.indd 55

55

Espaço Brinquedo Revista

2/19/13 11:22 AM


[gôndola]

primeira infância

Super Atividades do Bebê (Little Tikes/Buba) Possui diversas atividades que desenvolvem as habilidades do bebê: bolinhas afundam na rampa, martelo para bater no teclado e teclado musical.

Fofomóvel Cars (Lider Brinquedos) Disponível em dois modelos (Relâmpago McQueen e Matt), o premiado Fofomóvel é, como o nome já diz, muito fofinho. Produzido em vinil atóxico, o brinquedo acompanha os bebês até na hora de dormir.

Linha Crescer Sorrindo (Xalingo) Acompanha os bebês nos primeiros gestos, dando cores aos seus movimentos e alegria as suas brincadeiras. Compostos por cores vivas e brilhantes, sons, diferentes texturas, tamanhos e temas, tornando esses brinquedos muito atrativos. São de fácil manuseio, por possuírem peças grandes, desenvolvem habilidade e percepção motora para as crianças.

Bondinho (Calesita) Um estímulo psicomotor, o Bondinho é um ônibus didático. Possui diversas peças giratórias e blocos para encaixe. Seus olhos são móveis e o brinquedo ainda vem com som. Acompanha dois passageiros que se destacam dos assentos e podem seguir para uma nova brincadeira fora do Bondinho.

Espaço Brinquedo Revista

Gondola-EB#59.indd 56

56

Fevereiro / Março 2013

2/19/13 11:23 AM


ANUNCIO_4x4.indt 1

2/19/13 11:24 AM


[licenciamento]

Para divertir (e lucrar) em 2013!

agen

Confira os filmes infantojuvenis que terão programa de licenciamento aberto no Brasil

agente:

Disney – (11) 5504-9501. Thor O Mundo Sombrio Estreia: 8 de novembro.

Aviões

Estreia: 13 de setembro.

Homem de Ferro 3 Estreia: 26 de abril.

Universidade Monstros

Frozen, O Reino do Inverno Mágico 3D

Estreia: 21 de junho.

agente:

Estreia: 27 de novembro.

BR Licensing – (11) 5031-3411.

agente:

Redibra – (11) 3383-1616.

agen

Smurfs 2 Estreia: 2 de agosto.

Reino Escondido [Título original “Leaf Men”] Estreia: Maio.

Tá Chovendo Hambúrguer 2 Estreia: 29 de setembro.

licenciamento_eb59.indd 58

58

Fevereiro / Março 2013

2/19/13 11:26 AM


agente:

Exim – (11) 3885-9275.

The Croods Estreia: 22 de março.

Star Wars, Episódio II – O ataque dos clones

Velozes e Furiosos 6 Estreia: Maio.

Meu Malvado Favorito 2

Turbo

Estreia: 5 de julho.

Estreia: 19 de julho.

Estreia: 20 de setembro.

Peabody & Sherman

Star Wars, Episódio III – A vingança dos Sith

Estreia: 25 de dezembro.

Estreia: 11 de outubro.

agente:

Warner Bros. Consumer Products – (11) 2133-2900.

O Hobbit - A Desolação de Smaug Estreia: 13 de dezembro.

Jack, o Matador de Gigantes (haverá licenciamento promocional)

O Homem de Aço Estreia: 14 de junho.

Estreia: 22 de março Fevereiro / Março 2013

licenciamento_eb59.indd 59

59

Espaço Brinquedo Revista

2/19/13 11:26 AM


[perfil de loja]

“Estamos nos aperfeiçoando no e-commerce, porque é uma tendência do mercado.”

F

EB – O que o consumidor encontra de diferente na Blanc Toys, em termos de atendimento, facilidade, serviço e produto? Na Blanc Toys, o consumidor encontra grande variedade de brinquedos, todos com certificação do Inmetro, bons preços, além de atendimento personalizado e muitas outras vantagens. Somos especializados em brinquedos e oferecemos todas as categorias, até mesmo pelúcias exclusivas. EB – Qual categoria de brinquedo tem mais procura? É complicado citar uma apenas, pois a procura de brinquedos varia. Atualmente, vendemos muito as linhas temáticas, tais como: Galinha Pin-

undada em 1968, na Praça da Árvore, bairro da capital paulista, a primeira loja do grupo recebeu o nome de “Ao Barateiro”. Na época, o foco comercial era um pouco diferente do atual. “Antes, o mix era composto por diversos produtos: presentes, papelaria, utilidades domésticas e brinquedos”, conta uma das responsáveis pela loja. Com o passar do tempo, os administradores se encantaram com o universo do brinquedo e suas possibilidades de negócios. “Assim, começamos a expansão em shoppings e passamos a usar o nome Blanc”. Inicialmente, foram inauguradas lojas no Shopping Plaza Sul e, posteriormente, outras duas unidades nos shoppings Jardim Sul e Boa Vista ambas não pertencem mais ao grupo. Para saber os detalhes dessa trajetória, entrevistamos os proprietários da Blanc Toys, Jayme e Renata Blanc. Confira o perfil da rede, a seguir: Espaço Brincando – Ao longo destes mais de 40 anos, qual a principal mudança administrativa? Depois de reinaugurarmos a loja do Shopping Plaza Sul, em 2011, iniciamos as vendas pela loja virtual e um trabalho focado nas mídias sociais. No ano passado, demos uma repaginada e  inovamos o layout da Blanc Toys. A comunicação é importante. Crescemos no segmento e nos consideramos vitoriosos por ter enfrentado tantas turbulências de mercado, nestes anos todos.

Espaço Brinquedo Revista

Perfil de loja_eb59.indd 60

60

Fevereiro / Março 2013

2/19/13 11:43 AM


de 140 metros quadrados de espaço para exposição dos produtos. Tudo muito clean, organizado e rico em comunicação visual. EB – Há possibilidade dos fabricantes trabalharem seus produtos no ponto de venda? Costumamos dar abertura para os fabricantes em nossas lojas e também criamos muitas ações em parceira para divulgar seus produtos, além do nosso trabalho e imagem. É necessário ceder espaço para a promoção dos produtos, pois todos ganham com essa exposição direta. EB – De que maneira fidelizam seus clientes? Damos muita ênfase à fidelização de clientes e trabalhamos, incansavelmente, essa questão. É imprescindível. Muitas pessoas vendem brinquedos, mas não encantam o consumidor. Vendemos a felicidade em brinquedos, portanto precisamos garantir algo a mais para eles. Cadastros de clientes, ações nas mídias sociais, no site e na loja física são alguns dos cuidados que os administradores devem ter com o comércio. É um trabalho contínuo, mas o resultado é gratificante. EB – Como avalia o mercado varejista de brinquedos? É um mercado repleto de magia, porém competitivo, devido às muitas cargas tributárias do Brasil. Ao longo desses anos, lutamos para crescer em diferentes momentos da economia do País. Foi preciso se deixar envolver por esse encanto. EB – Qual a expectativa de vendas para 2013? Nossa expectativa é o crescimento contínuo e aprimoramento do serviço, para oferecer o melhor à comunidade e aos nossos clientes. Sonhamos com o dia em que  os  grandes  fornecedores acordarão para a real situação do País e trabalharemos com melhores margens. Com isso, todos ganhariam.

Jayme e Renata Blanc acompanhados pelos fornecedores.

tadinha, Monster High, Carrossel etc. Existe uma procura significativa também pelo Beyblade, pela boneca Cupcake, pelo Genius, Camaro Amarelo, pela linha Trash Pack, pelo Hot  Wheels e pela Barbie, entre outros. EB – No mix, qual a porcentagem de produtos nacionais e importados? Hoje, vendemos 80% de produtos importados, os demais são nacionais e não abrimos mão dos brinquedos brasileiros. EB – Atualmente, a Blanc Toys possui quantas unidades? Existe algum projeto de expansão? No momento, possuímos duas lojas. Uma física e uma virtual, mas aguardem... Em breve, divulgaremos outras, pois planejamos expandir. O mercado nos leva a isso. EB – Qual o perfil dos consumidores da Blanc Toys? Nossos clientes pertencem a diferentes classes sociais, mas prevalecem as classes B e C. São consumidores antenados nas novidades e exigentes. EB – Quais os resultados, desde a implementação do e-commerce? Estamos nos aperfeiçoando no e-commerce, porque é uma tendência do mercado. No momento, investimos bastante nas vendas on-line. Não temos uma porcentagem precisa de crescimento com a venda pelo site, mas ocorre ano a ano. Antes, éramos uma pequena loja e, hoje, temos mais

Fevereiro / Março 2013

Perfil de loja_eb59.indd 61

Serviço: Blanc Toys Shopping Plaza Sul Tel. (11) 2365-2000 www.blanctoys.com.br

61

Espaço Brinquedo Revista

2/19/13 11:43 AM


[empresa]

“Para este ano, estão previstas doze licenças, além de novos produtos injetados e importados”

I

nicialmente, a produção de bolas da Apolo correspondia à demanda de um mercado de brinquedos menos complexo. Fundada em 1969, na cidade de São Paulo, a empresa sentiu as mudanças de comportamento derrubarem o consumo, com o passar do tempo. Já na presidência da Lider Brinquedos, Geraldo Zinatto detectou ali uma grande oportunidade de criar novidades em EVA e colocá-las para circular no mercado. Assim, em março de 2007, o empresário assumiu 100% da empresa e modificou o futuro dos negócios. Ainda hoje, a unidade fabril da Apolo está localizada em Itaquera, na Grande São Paulo, mas foi totalmente reformada. As linhas da empresa são independentes, assim como o departamento comercial, ainda que sob a mesma direção da Lider. No momento, a

Empresa_Apolo(CS6).indd 62

empresa conta com cerca de 360 funcionários e dispõe de equipamentos de rotomoldagem, injeção, sopro e EVA de alta tecnologia. Com isso, a Apolo deu uma guinada. Em busca de novos mercados e crescimento para os negócios, Geraldo decidiu ampliar o leque de produtos. Além das bolas em EVA e vinil, hoje a linha é composta por brinquedos injetáveis como carrinhos e caminhões, bonecas, bolinhas de piscina e até artigos para as crianças brincarem na hora do banho. “Ao longo desses anos, a Apolo Brinquedos cresceu em torno de 45%”, revela o administrador. Como não poderia deixar de ser, o licenciamento da empresa especializada em bolas teve início com os clubes de futebol. No mesmo ano da aquisição da empresa, 2007, a ferramenta passou a fazer parte dos negócios, com a inclusão de inúmeros times nacionais à produção. Hoje, o portfólio também reúne

2/19/13 11:46 AM


diversos personagens. “Para este ano, estão previstas doze licenças, além de novos produtos injetados e importados que apresentaremos na feira Abrin. Thundercats, Tartarugas Ninja, Dora, Homem de Ferro 3, Peixonauta, Cocoricó, Amigãozão, Smurfs, Penéloe Charmosa, Ben 10, Jolie e Disney são algumas novidades desta edição”, antecipa Geraldo. O empresário relata ainda que os projetos futuros da empresa incluem a expansão das linhas licenciadas de brinquedo e o investimento em

Dezembro 2012 / Janeiro 2013

Empresa_Apolo(CS6).indd 63

equipamentos de produção. “É preciso inovar constantemente. O mercado de brinquedo é promissor, ousado e muito disputado também. Não apenas em termos de licenciamento de produtos, como também com relação às importações. De qualquer forma, é um mercado em crescimento”, finaliza satisfeito. Serviço: Apolo Brinquedos www.apolobrinquedos.com.br/apolo/ Tel.: (11) 2521-8100.

63

2/19/13 11:47 AM


[os 10 +]

Campeões de vendas no Natal! PBKids [Brasil] 1º Trash Pack Latão Sortidos – DTC. 2º Cupcake Surpresa – Estrela. 3º Galinha Pintadinha – Multibrink. 4º Beyblade de Batalha Confront Duplo – Hasbro. 5º Turbo Twist – DTC. 6º Bola Maluca do Pebe – Importação PBKids. 7º Hot Wheels Rev Ups Pista Looping – Mattel. 8º Boneco do Pebe – Lider. 9º Disney Princesas Boneca Fashion – Mattel. 10º Torrecopos – Grow.

Ri Happy [Brasil] 1º Beyblade Batalha Sortida – Hasbro. 2º Boneca Galinha Pintadinha – Multibrink. 3º Barbie Princesa e Pop Star – Mattel. 4º Jogo Super Banco Imobiliário – Estrela. 5º Barbie Real Casa com Boneca – Mattel. 6º Barbie Salão Arte Studio – Mattel. 7º Beyblade de Batalha Confront – Hasbro. 8º Bateria Infantil – Happy Toys. 9º Hot Wheels Ataque do T-Rex – Mattel. 10º Pelúcia Interativa Cachorro Gogo com Brilho – Hasbro.

Hobby Brinquedos [Amazonas] 1º Hot Wheels Novo Sortimento Carrinhos Básico – Mattel. 2º Brinquedos Beyblade de Batalha – Hasbro. 3º Toop com Bastão Blister – DTC. 4º Galinha Pintadinha Musical – Multibrink. 5º Cupcake Surpresa – Estrela. 6º Max Steel Sortimento Figura Especial – Mattel. 7º Hot Wheels Pacote 5 Carros – Mattel. 8º Pacote Max Steel – Mattel. 9º Barbie Fashion & Beauty com Anel Menina – Mattel. 10º Torrecopos Pro By Speed Stacks – Grow.

Espaço Brinquedo Revista

Os 10+_eb59.indd 64

64

Fevereiro / Março 2013

2/19/13 11:48 AM


ANUNCIO_4x4.indt 1

2/19/13 11:54 AM


[os 10 +]

Dinolândia [Teresina – PI, e São Luís – MA] 1º Hot Wheels Sortimento Carrinhos Básicos – Mattel. 2º Max Steel Figuras Básicas – Mattel. 3º Pião Beyblade – Hasbro. 4º Barbie Fashion – Mattel. 5º Hot Wheels Rev-Ups Sortimento Veículos – Mattel. 6º Barbie Bailarina – Mattel. 7º Luz Mágica – DTC. 8º Max Steel Figura com Acessório – Mattel. 9º Barbie Fashion & Beauty com Anel Menina – Mattel. 10º Cupcake Surpresa – Estrela.

Mimo & Cia [São Paulo] 1º Trash Pack – DTC. 2º Robô Fish – DTC. 3º Beyblade – Hasbro. 4º Cupcake Surpresa – Estrela. 5º Playmobil – Sunny. 6º Inkoos – DTC. 7º Ateliê Fashion – Long Jump. 8º Mini Lalaloopsy – Buba. 9º Lousa Color N’Glow – DTC. 10º Genius – Estrela.

Planeta Brinquedo [Fortaleza – CE] 1º Brinquedo Beyblade de Batalha – Hasbro. 2º BB Barbie Real Casa com Boneca – Mattel. 3º Ateliê Fashion – Long Jump. 4º Cão Spock Interativo Profissões – Candide. 5º Mônica Patinadora – Grow. 6º Galinha Pintadinha Musical Bate e Volta – Lider. 7º Patinete Hello Kitty – DTC. 8º Brinquedo Beyblade de Batalha Confronto 2 por Pack – Hasbro. 9º Furreal Cachorrinho Gogo com Brilho – Hasbro. 10º Air Hogs Vectron Wave – Long Jump.

Espaço Brinquedo Revista

Os 10+_eb59.indd 66

66

Fevereiro / Março 2013

2/19/13 11:56 AM


Bumerang Brinquedos [Curitiba – PR] 1º Bonecas Monster High – Mattel. 2º Galinha Pintadinha – Multibrink. 3º Casa na Árvore – Homeplay. 4º Lego Ninjago – Lego. 5º Ateliê Fashion – Long Jump. 6º Bonecas Carrossel – BBRA. 7º Boneca Maria Joaquina Mecanizada – Estrela. 8º Beyblade – Hasbro. 9º Jogo Torrecopos – Grow. 10º Mini Chef Sorveteria – Long Jump.

Semaan [São Paulo] 1º Bonecas Carrossel – Baby Brink. 2º Pelúcia Galinha Pintadinha – Multibrink. 3º Bonecas Monster High – Mattel. 4º Banco Imobiliário com Cartão – Hasbro. 5º Figuras de Ação Avengers 10 Polegadas – Hasbro. 6º Escudo Capitão América – Hasbro. 7º Piões Beyblade – Hasbro. 8º Nerf Maverick – Hasbro. 9º Bonecas Barbie Pop Star – Mattel. 10º Boneco Eletrônico Buzz – Mattel.

Azul e Rosa Brinquedos Educativos [São Paulo] 1º Casa de Boneca com Piscina – Bohney. 2º Cavalete Magnético – Conceito Básico. 3º Xilofone – Artzanuto. 4º Futebox – Mitra. 5º Pescaria – Soft Mel. 6º Bolsa para Pintar – Cores no Quintal. 7º Bola ao Alvo – Arte Claudio. 8º Pega Varetas – Grande Guigui. 9º Pião Sonoro – IMC. 10º Concertina – PlanToys.

Fevereiro / Março 2013

Os 10+_eb59.indd 67

67

Espaço Brinquedo Revista

2/19/13 11:56 AM


ANUNCIO_4x4.indt 1

2/19/13 11:57 AM


ANUNCIO_4x4.indt 1

2/19/13 11:57 AM


[análise de especialista]

ponto de venda por Marcelo Rossi

2012 2013 Ano novo... Estratégias antigas...

T

odo início de ano é momento de renovação. No mercado de brinquedos não é muito diferente. Apesar de a maioria dos fabricantes e importadores já estar organizada com os lançamentos desde outubro – pelo menos os que atuam com um planejamento estratégico elaborado –, algumas questões só começam a ser trabalhadas a partir de janeiro, já que ninguém é louco de mexer na equipe comercial ou de merchandising no meio do grande movimento sazonal do final de ano. Capacitação profissional ainda é o grande problema de ambas as áreas. A falta de renovação de profissionais na área comercial e a ausência de uma visão estratégica do trabalho de ponto de vendas faz com que a maioria das empresas não consiga enxergar movimentos de renovação e evolução dessas áreas. E sem áreas de vendas e de merchandising em evolução, ampliar a distribuição dos produtos, aumentar o giro nos pontos de vendas e ganhar participação de mercado torna-se uma tarefa muito complicada.

Espaço Brinquedo Revista

Papo PDV.indd 70

Passeando pelas lojas no final do ano passado, percebia-se muito trabalho repetitivo, sem evolução. Os trabalhos de reposição de bonecas nas lojas tradicionais da 25 de Março, por exemplo, eram exatamente iguais aos que se observavam há cinco anos: um grande volume de pessoas se atropelando pelos corredores para trazer um enorme volume de produtos para a área de vendas. Entre elas, algumas pessoas conhecidas que aplicaram verdadeiros “golpes” com questões trabalhistas em agências ou mesmo fabricantes. Mas como todo mundo trabalha sem registro ou qualquer formalidade legal, não importa muito a qualidade dos trabalhos: o que vale mesmo é ter volume de trabalho. Outro exemplo significativo da dificuldade das empresas pensarem fora do “quadradinho” foi o de um grande competidor, fabricante do segmento de brinquedos que investe mais de meio milhão por ano em atividades de ponto de vendas, pagam salários acima da média de mercado e contratam cerca de dez vezes seu staff de pro-

70

Fevereiro / Março 2013

2/19/13 11:58 AM


13

rada) podem ser usados sem alguma decisão estratégica nos lançamentos que serão apresentados na próxima Abrin? • Alguma informação trazida do campo vai afetar as decisões da formação da próxima política comercial? • Você consegue apontar três intervenções da equipe (informações de mercado, decisão de reposicionamento, mudança na rotina de trabalho) que impactaram diretamente no resultado de alguma venda? • Você está confiante que conhece os pontos de vendas onde atuam seus principais concorrentes melhor do que eles? Seguramente, menos de dez por cento das empresas que lerem este artigo responderão “sim” a mais do que três perguntas. E somente cinco ou seis empresas responderão “sim” a todas elas. Se a maioria das empresas está desatualizada nas estratégias de ação no ponto de venda, por que não mudam e atualizam seus movimentos, ampliando competitividade e potencializando os resultados que podem obter do giro de seus produtos nos canais de distribuição onde atuam? Difícil responder. Nossa experiência mostra que grande parte das empresas conhece muito pouco sobre merchandising. Os profissionais de marketing dessas empresas não trazem em suas bagagens conhecimentos ou experiência para traçarem estratégias de merchandising que aproveitem a estrutura existente e o trabalho acaba ficando sob a responsabilidade da área de vendas. Os supervisores, invariavelmente promotores com algum destaque que assumiram a equipe e cuja principal responsabilidade é controlar “se todo mundo chega cedo na loja”, não têm orientação de qual estratégia adotar, não sabem quais informações serão efetivamente usadas pela direção da empresa e têm bastante dificuldade em construir ferramentas que coletem e organizem estrategicamente essas informações.

motores em temporários para os períodos de alta sazonalidade. Fomos chamados para uma avaliação da qualidade do trabalho de merchandising que a equipe apresentava e na avaliação, descobrimos que todo esse investimento não resultava nem mesmo num relatório de giro satisfatório. Na verdade, a supervisão de merchandising não sabia nem como calcular o giro de um produto. Quando apresentamos nossa recomendação de estruturação e organização estratégica do trabalho, aumentando a frequência de visitas em lojas e reduzindo em mais de R$ 100 mil ao ano as despesas, a empresa decidiu por não mexer na estrutura atual. A falta de conhecimento em merchandising e a ausência de um profissional com visão estratégica faz com que as empresas tenham receio em mudar suas fórmulas e manter trabalhos em níveis medíocres. Como saber se é necessário mexer na equipe e no formato de trabalho? Simples. Se nada de estratégico foi modificado no último ano, certamente, o trabalho de ponto de venda está defasado. Somente no último ano, mudanças expressivas aconteceram nas principais redes de varejo. Um grande distribuidor de papelaria se consolidou como distribuidor de brinquedos – e ampliou expressivamente a distribuição numérica em pequenos varejos que também necessitam de apoio para girarem seus produtos. As redes de autosserviços do setor alimentício mudaram suas estratégias de distribuição, o que fecha um cenário completamente novo na atuação das empresas em seus trabalhos nos pontos de venda. Mas existe uma forma muito mais simples de atestar se é hora de reorientar a estratégia de ponto de venda de sua empresa. Tente responder de maneira direta às cinco perguntas a seguir: • Sua equipe apresentou relatórios de performance dos produtos por cliente e por perfil de loja? • Os relatórios que sua equipe gerou (independentemente do tipo de informação ge-

Fevereiro / Março 2013

Papo PDV.indd 71

71

Espaço Brinquedo Revista

2/19/13 11:59 AM


[análise de especialista]

ponto de venda

diversificado, a DTC está sempre buscando novas formas de atuar no ponto de venda de maneira estratégica e diferenciada. Inaugurou a onda de displays de papelão com vídeo nas lojas e rapidamente conquistaram espaços diferenciados para seus produtos, material de impacto nas prateleiras, relatórios de giro online e ainda hoje testam novos modelos de composição e gestão de sua equipe de promotores. É uma busca interminável por formas de melhorar ainda mais o trabalho que já é diferenciado nas lojas. A contratação de empresas especializadas para capacitação de profissionais, ou mesmo a terceirização da equipe com empresas especializadas, está tornando-se uma prática cada vez mais comum no mercado de brinquedos. Custa menos que as equipes próprias, gera menos problemas com questões contratuais e trabalhistas e geralmente é supervisionada por profissionais qualificados que entendem de merchandising e podem orientar os trabalhos de forma a contribuir com a estratégia da empresa. Quem dominar seus espaços no ponto de vendas e usar os recursos mais atualizados estrategicamente integrados com movimentos de marketing e da área comercial certamente construirá resultados melhores. E o melhor disso tudo: não é um trabalho do outro mundo – basta ter gente que entende do assunto. É simplesmente para os empresários de brinquedos entenderem de todas as áreas e estarem atualizados de todas as atualizações de mercado. Outros modelos de negócios (como: alimentício, de higiene pessoal, eletroeletrônico, de bebidas etc.) já adotam há décadas modelos de atuação no ponto de venda mais modernos e terceirizados. Agora é a vez do brinquedo se atualizar.

Outra grande parte só aloca promotores nas lojas para o cliente ver. Transferem parte do problema aos representantes e movimentam seus repositores de acordo com o barulho que cada gerente de loja fizer. Ainda existem muitas empresas que disponibilizam a verba, mas não querem colocar as mãos na operação. Deixam os representantes decidirem para onde vai cada reforço e, depois, cobram os resultados. Se pretendemos mudar esse cenário e ter equipes de alta performance cujo trabalho impacte na velocidade de giro dos produtos nas prateleiras, é necessário olhar para a frente e ver o que está fazendo quem está na frente. Se observarmos os líderes desse mercado, certamente teremos grandes exemplos de como uma estratégia sólida de merchandising pode representar uma diferença competitiva que resulta numa venda maior. A Hasbro é um grande exemplo disso. Quando trouxe sua operação ao Brasil, o primeiro movimento de Trade Market foi estruturar uma equipe de merchandising nos moldes das maiores empresas de mercado. Isso garantiu conhecer todos os movimentos da cadeia de distribuição e ter contato direto com o consumidor, orientando os movimentos de Trade Market e potencializando a exposição de produtos diferenciados através do licenciamento. Ainda há muito a ser feito, principalmente na capacitação de sua equipe de campo e no formato do trabalho sazonal, mas poucas empresas se estruturam de forma tão rápida e profissional. Outro exemplo interessante é o da Long Jump. A equipe de merchandising da Long Jump é mencionada como diferenciada em lojas como Ri-Happy e Armarinhos Fernando, entre outras. Desde seus primeiros movimentos, a empresa investiu forte em marketing: grandes verbas na mídia, licenças de ponta e... trabalho no ponto de venda direcionado. A DTC é um case fantástico! Com uma distribuição inteligente e um portfólio de produtos

Espaço Brinquedo Revista

Papo PDV.indd 72

Marcelo Rossi é diretor da PDV Active – Gestão de Pontos de Venda. marcelo@pdvactive.com.br/(11) 2359-2026.

72

Fevereiro / Março 2013

2/19/13 11:59 AM


ANUNCIO_4x4.indt 1

2/19/13 12:01 PM


[representante] por Yvan Nepomuceno

Núcleo de inteligência comercial

D

função é identificar oportunidades, planejar estratégias, implantá-las e monitorar resultados. Sua principal característica é a utilização da inteligência não viciada com o dia a dia da empresa, tornando-se livre dessa forma para pensar. A matéria-prima é a informação em seu estado puro. Isenta da influência de vícios de interpretação. Sua estrutura funcional consiste em um coordenador, um comitê e forças-tarefas. Sua missão é identificar oportunidades, planejar estratégias, implantá-las, monitorar resultados e adequar a empresa às expectativas do mercado. O núcleo não é um departamento e não está vinculado ao organograma, embora envolva todas as áreas e conte com a participação de boa parte dos funcionários. Ele não pode ser definido como um organismo físico, mas sim como uma atmosfera intelectual. É exatamente essa atmosfera que determinará o sucesso do núcleo, pois se não obtivermos o isolamento necessário dos vícios, das influências e da subordinação, teremos criado algo cujos resultados estarão comprometidos. Estruturando o núcleo Os integrantes e suas funções: Coordenador: Além de coordenar os trabalhos que serão atribuídos às forças-tarefas e as análises e deliberações do comitê, o coordenador será o responsável pela criação e pela manutenção do ambiente isento das influências internas da empresa. Por esse motivo é importante que este não faça parte do quadro funcional da empresa e não esteja subordinado a nenhuma gerência. Comitê: O comitê será formado pelos responsáveis pelas áreas comercial, industrial, logística e de marketing. Seus membros serão fixos e terão como principal função receber as informações, definir estratégias e promover a implantação das ações.

emiti meu gerente comercial! Já era hora. Ele era antigo na empresa e estava ultrapassado. Fui obrigado a afastá-lo para renovar as lideranças em minha organização, mas as vendas caíram! É comum nos depararmos com situações como essa. Casos em que a direção da empresa atribui os méritos e os fracassos às pessoas, esquecendose de que estas fazem parte de um sistema, e é o sistema que deve dar condições para que estas desenvolvam um bom trabalho. Mas qual seria a alternativa? Ele já vinha em um processo de acomodação e nada de novo acontecia. Como vislumbrar novos horizontes, se a pessoa que está à frente da gerência comercial vive das conquistas do passado? Vamos entender o que acontece. Ninguém fica em um cargo de gerência comercial por muito tempo se não tiver méritos, pois se não os tivesse, a organização toda já teria sucumbido. Por outro prisma, concluímos que o gerente desenvolvia um trabalho constante de sedimentação do mercado anteriormente conquistado por ele e por sua equipe. Aliás, um trabalho essencial para que sejam preservadas as conquistas obtidas. Que os tempos mudaram não há dúvidas, e a necessidade de inovação constante não se questiona. Mas será que isso vem com a substituição das pessoas ou com a renovação do modelo comercial até então adotado? Não podemos pedir ao gerente comercial, seja ele quem for, que assuma com perfeição a função operacional de acompanhar os clientes e, ao mesmo tempo, planeje estratégias comerciais, pois é quase impossível que uma única pessoa realize simultaneamente essas funções, embora sejam complementares. É aí que entra a criação do Núcleo de Inteligência Comercial. Uma célula da empresa cuja

Espaço Brinquedo Revista

Representante_eb59.indd 74

74

Fevereiro / Março 2013

2/19/13 12:03 PM


ANUNCIO_4x4.indt 1

2/19/13 12:05 PM


[representante]

Força-tarefas: As forças-tarefas serão formadas e renovadas durante a evolução do processo e em decorrência das necessidades deliberadas pelo comitê. As funções serão a de coletar informações e executar ações definidas pelo comitê. Exemplificando o funcionamento do núcleo: O núcleo será formado com o objetivo inicial de avaliar a atuação da empresa junto ao mercado e adequá-la às expectativas dos clientes, viabilizando uma ampliação da base de clientes e recuperação de inativos. Participarão da estrutura física do núcleo um coordenador externo contratado especificamente para essa função, membros do comitê, as gerências comercial, industrial, logística e de marketing, e serão formadas inicialmente duas forçastarefas: a primeira composta do pessoal da área de sistemas com o objetivo claro de levantar as vendas da empresa nos últimos anos, e a segunda pelos representantes comerciais e gerências regionais, com o objetivo de trazer informações de campo que justifiquem as perdas identificadas. Após essa fase inicial de análise, surgirão as primeiras tarefas a serem implementadas.

Nessa hora, o comitê se deparará com indicadores que sugerem modificações na política comercial, adequação dos produtos e serviços que a empresa oferece, melhoria na logística de distribuição, aperfeiçoamento dos processos de venda e pós-venda, dentre outros. Para o desencadeamento dessas ações serão formadas novas forças-tarefas sob orientação do comitê e, a cada etapa vencida, o comitê avaliará os resultados e orientará as próximas etapas, formando para isso outras forças-tarefas. É um processo constante de melhoria, até que o núcleo de inteligência comercial seja indispensável. Trata-se de uma cultura empresarial capaz de transformar não só o atual modelo comercial como a própria empresa. Assim, daremos continuidade ao trabalho de sedimentação de mercado, realizado pelo gerente comercial e, ao mesmo tempo, vislumbramos novas oportunidades no mercado. Yvan Nepomuceno é consultor de empresas com foco na recuperação de clientes inativos e ampliação da base de clientes, e é o responsável pelo Projeto Gerenciador de Vendas Análises B.I.

SERVIÇO Representações Barbosa

Tatiana dos Santos Camargo e Robertson Barbosa, responsáveis pela empresa.

Representante_eb59.indd 76

Histórico: Em 2001, iniciei o trabalho na cidade do Rio de Janeiro, como representante de bolas de aniversário e preposto de brinquedos. Passei pelo estado de Santa Catarina e, posteriormente, vim para Bauru no interior de São Paulo. Hoje, somado a meu trabalho de representante, atuo como consultor de vendas da Soft Toys - www.softtoys.com.br/catalogo, fabricante de pelúcias, pela qual tenho me empenhado. Diferencial: Não nos limitamos à representação, sempre temos grandes objetivos em vista. Neste início de ano, começamos uma forte campanha com as pelúcias para Páscoa, Dia das Mães e Dia dos Namorados, além dos futuros eventos esportivos. Marcas representadas: Abrakidabra – importadora de produtos Crayola – e Soft Toys, com as pelúcias. Experiência no mercado: Quase 12 anos de atuação. Região de atuação: Bauru, São José do Rio Preto e cidades vizinhas. Contatos: Tel. (14) 3238-2283/ 9729-9671/ 8102-6023 E-mail: representacaobarbosa@terra.com.br/ consultorsofttoys@terra.com.br.

2/19/13 12:04 PM


ANUNCIO_4x4.indt 1

2/19/13 12:07 PM


[se eu fosse criança]

PEDRO LAURIOLA [Mercotoys]

Eu gostaria de ter réplicas de carros famosos, com motores elétricos à bateria. Em minha infância, não existiam modelos tão exatos na escala para as crianças. É uma forma de sonhar, de imitar o próprio pai, de ser um agente 007 com seu modelo Super Sport, o Batman com o Batmóvel ou até um corredor de carreiras, como o famoso Fangio. Fui um menino apaixonado por filmes de aventura como “Rin- Tin-Tin”, “El Zorro”, “Maverik”, ”Popeye” e, especialmente, histórias de animais como cachorros e cavalos.

LENA VETTORETTI [BH Licensing]

Hoje em dia, eu gostaria de ter o Wii ou o PlayStation, pelo realismo dos jogos e inúmeras opções de atividades na programação. São games de muito realismo, com várias opções de entretenimento. Principalmente o Wii, pelos diversos aplicativos esportivos para disputas em dupla ou equipe, animando o ambiente e integrando a família. Lembro bem de vários personagens de sucesso em minha infância, como a Turma da Mônica, O Sítio do Picapau Amarelo, a Moranguinho, A Turma do Balão Mágico e a Xuxa, entre outros. Adorava! Naquela época, tínhamos menos acesso à programação internacional, o que dava mais Ibope aos programas e personagens nacionais. Atualmente, o universo infantil é bastante influenciado pelos estrangeiros, graças aos canais fechados de TV, à internet e até mesmo ao cinema.

Espaço Brinquedo Revista

Se eu fosse crianca#59.indd 78

78

Fevereiro / Março 2013

2/19/13 12:08 PM


ANUNCIO_4x4.indt 1

2/19/13 12:08 PM


ANUNCIO_4x4.indt 1

2/19/13 12:10 PM


ANUNCIO_4x4.indt 1

2/19/13 12:14 PM


[está marcado!]

Programe-se para começar 2013 com tudo! Australian Toy Hobby and Nursery Fair [3 a 6 de março] Local: Melbourne (Austrália).

Site: www.toyfair.com.au/. Feira 1,99 [18 a 21 de março] Local: São Paulo (Brasil).

Site: www.feira199brasil.com.br. MIPTV [8 a 11 de abril] Local: Cannes (França). Site: www.miptv.com/.

Curso Desenvolvendo o domínio da negociação ganha-ganha - FIESP [18 a 22 de março] Áreas de interesse: Comercial (marketing e vendas); Relações públicas; Gerência de projetos; Gestão de conflitos e assuntos internos. Vagas: Em média, 25 integrantes. Duração: 15 horas. Local: São Paulo. Para obter mais informações, acesse: www.fiesp.com.br/cursos-e-palestras ou ligue para (11) 3549-4499.

Espaço Brinquedo Revista

Esta marcado eb59.indd 82

82

Fevereiro / Março 2013

2/19/13 12:15 PM


ANUNCIO_4x4.indt 1

2/19/13 12:16 PM


ANUNCIO_4x4.indt 1

2/19/13 12:16 PM


Revista Espaço Brinquedo #59