Page 1

Não são de pedra as nossas casas, mas de mãos...

Abril - 2014

II SÉRIE

ANO IX

NÚMERO 41

Vilarandelo

v l n Car a a

2014

Mais um ano em que o Carnaval de Vilarandelo foi um sucesso!... Págs. Centrais

Pág. Donativos. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2 Dia da Árvore . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3 Encontros Inter-Geracionais. . . . . . . . . . 3 Centro Dia: O nosso Carnaval . . . . . . . . 4 O Pé Diabético . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4 Obras de beneficiação do Lar de Idosos 5 Junta de Freguesia. . . . . . . . . . . . . . . . . . 5 Projeto Pulseira Solidária. . . . . . . . . . . . 6 Viver o agora . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6 Vilarandelo TV . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7 Quase ausência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7 Carnaval Vilarandelo 2014 . . . . . . . . . . . 8 e 9 Jardim de Infância: O Dia do Pai. . . . . . . 10 O Carnaval na nossa escola . . . . . . . . . . 11 Donativos / restauro talha. . . . . . . . . . . 11 5.ª Prova Campeonato de Enduro. . . . . 12 XI Raid TT na Rota do Folar. . . . . . . . . . 12 Assembleia Geral da Casa do Povo. . . . 13 O meu amigo Lázaro . . . . . . . . . . . . . . . 13 Eleições/Casa do Povo: Órgãos Sociais. 14 Aniversários . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15 Jardim de Infância: Sala Verde. . . . . . . . . 16

Editorial VOLUNTARIADO EM VILARANDELO

S

er voluntário é ser um indivíduo que de forma livre, desinteressada e responsável, assume e se compromete nos seus tempos livres a levar a cabo acções de voluntariado, em prol dos outros, em especial dos mais necessitados. Ser voluntário é gostar de praticar o bem e prestar serviços, quer de cariz social, cultural ou desportivo, a favor da comunidade em que está inserido. Ser voluntário é dar-se aos outros sem esperar nada em troca, a não ser a amizade e o reconhecimento do seu trabalho. Transportando estes meus pensamentos, para a nossa terra” Vilarandelo”, eu posso afirmar que os Vilarandelenses podem estar orgulhosos dos seus voluntários!... Nesta linda e acolhedora vila transmontana, considerada por muitos a sede da cultura

do concelho de Valpaços, encontramos dezenas e dezenas de voluntários, que de uma forma gratuita desenvolvem a sua actividade de voluntariado, quer seja no dirigismo, quer seja como interpretes ou actores da sua organização ou associação. Às vezes até nos esquecemos ou não nos queremos lembrar que todos os dirigentes e participantes da Banda Musical (apenas os músicos recebem uma gratificação pela presença nas festas), do Rancho Folclórico, do Clube de Futsal, da comissão de Carnaval “ Os Malteses”, (estas quatro valências da Casa do Povo) e ainda o Clube de Caça e Pesca, o grupo de TT “ Usprigozus”, o Clube Automóvel, A Comissão de Festas, a Comissão Fabriqueira, o Grupo Coral da Igreja, o grupo da Petanca, o grupo de Jovens e os Orgãos Sociais da Casa do Povo, são voluntários. Continua na pag, 7


A

2

R

A

U

T

O

Donativos

novos sócios

DONATIVOS PARA O ARAUTO Adelaide Tété Polónio Charrua...................................................... 15,00 € Adélia Almeida Pascoal................................................................... 25,00 € Adélia Alves Ferreira Coelho.......................................................... 10,00 € Adérito dos Santos Terrão Mesquita.............................................. 15,00 € Aida da Rosa Mitras......................................................................... 10,00 € Alda Natércia Doutel....................................................................... 20,00 € Amândio Martins Teixeira................................................................. 5,00 € Ana Florêncio Polónio..................................................................... 10,00 € Ana Isabel de Morais Cavalheiro.................................................... 10,00 € Ana Teixeira da Silva...................................................................... 150,00 € Anabela Polónia Cancelinha............................................................ 10,00 € Aníbal Morais...................................................................................... 5,00 € Anónimo........................................................................................... 10,00 € Anónimo........................................................................................... 20,00 € Anónimo........................................................................................... 30,00 € António Brandão de Almeida......................................................... 25,00 € António dos Santos Silva................................................................... 7,50 € António Miguel Lino Moura............................................................ 30,00 € Cândida de Jesus Afonso.................................................................. 10,00 € Custódia Olimpia Nogueira.............................................................. 6,00 € Custódio Lopes Florêncio............................................................... 20,00 € Francisco Avelelas de Almeida........................................................ 30,00 € Helena Teixeira Cavalheiro................................................................ 5,00 € Ilda da Cunha Almeida..................................................................... 30,00 € Josefa Carolina Doutel..................................................................... 10,00 € Manuel Afonso Cunha........................................................................ 5,00 € Manuel da Rosa................................................................................. 10,00 € Manuel do Cabo Moreira................................................................. 10,00 € Maria Alves Ferreira Gonçalves...................................................... 15,00 € Maria da Anunciação Vale Mesquita............................................... 15,00 € Maria Fernanda Moreira da Silva.................................................... 10,00 € Maria Garcia Magalhães.................................................................. 10,00 € Maria Helena Avelelas de Almeida Esteves................................... 25,00 € Maria Lopes Pimenta....................................................................... 10,00 € Pedro Nuno Cavalheiro Magalhães................................................ 10,00 €

Donativos Para o CAT Alice Garcia Milheiro....................................................................... 10,00 € Maria Emília Nogueira Lopes......................................................... 20,00 €

Donativo para o Rancho Folclórico Maria de Lurdes Teixeira Lopes Monteiro..................................... 30,00 €

Casa do Povo Ilda da Cunha Almeida..................................................................... 50,00 €

DOAÇÕES EM GÉNEROS Data 11-02-2014 19-02-2014 19-02-2014 23-02-2014 24-02-2014 26-02-2014 26-02-2014 05-03-2014 06-03-2014 27-02-2014 10-03-2014 11-03-2014 15-03-2014 18-03-2014 16-03-2014 18-03-2014 18-03-2014

Doador Amélia Teixeira Adelaide Tété Polónio Intermarché Rui Miguel Sousa Maria de Lurdes Machado da Silva Beatriz Lagarelhos Intermarché Cesaltina Machado Caseiro Vanessa Quintino Sílvia Capela Talho Artur Gomes Talho Eduardo Anónimo Amélia Santos Batista António Aníbal Lurdes Borges Talho Artur Gomes

Doação 7,81 kg de cebolas 30 kg de cebolas 1 bicicleta brinquedos Roupa e brinquedos Brinquedos e livros 25 fatos de Carnaval (CAT) Roupa e calçado Roupa e calçado Roupa, fraldas e leite 850 gr de linguiça e 310 gr de becon 5 kg de fígado 4 kg de grelos e 6 kg de espigos 8,4 kg de cebolas 14 kg de espigos 3,255 kg de agriões 1 kg de presunto e 1 kg de salsichão

20-03-2014 Amélia Reis Magalhães

9 kg de espigos e 1 molho de salsa

26-03-2014 Maria do Céu Ferreira

2,9 kg de alface e 0,36 kg de salsa

27-03-2014 Farmácia Duarte

1 pacote de fralda Lindor Grande (26 un), 1 pacote de fralda Lindor Media (30 un), 1 pacote Tena Flex Maxi Frald Large (22 un), 2 pacotes Tena Flex Plus Frald Large (30 un), 1 pacote Tena Flex Plus Frald Med (30 un), 3 pacote venixe fraldas grande noite (15 un), 9 pacote venixe fraldas médio noite (15 un) e 2 pacotes venixe fraldas medio (15 un).

27-03-2014 Farmácia Wells

Vários produtos farmacêuticos

01-04-2014 Talhos Eduardo

8,28 kg de Frango e 4,3 kg de fêveras

A todos os nossos agradecimentos.

Por motivos de falta de espaço e pelo fato de se terem inscrito ultimamente uma quantidade de sócios significativa, vamos colocar os novos sócios faseadamente neste e nos próximos Arautos: 1064 1065 1066 1067 1068 1069 1070 1071 1072 1073 1074 1075 1076 1077 1078 1079 1080 1081 1082 1083 1084 1085 1086 1087 1088 1089 1090 1091 1092 1093 1094 1095 1096 1097 1098 1099 1100 1101 1102 1103 1104 1105 1106 1107 1108 1109 1110

Luís Manuel Magalhães Medeiros Ana Rute Magalhães Medeiros Adelaide Paula Cancelinha Ferreira Modesta Melo Cancelinha Eugénio Rodrigues Alves Varandes Amélia Filipa Coroado Alves Varandas João Paulo Marques Vanessa Cristina Magalhaes Cancelinha Carla Luzia dos Santos Pires Otilia de Jesus Domingues Alves Jose Manuel Reis Magalhaes Victor Manuel dos Santos Jorge Maria Judite Taveira Pardelinha Aspeçada Teresa Pereira Cancelinha Jesus Narciso Melo Cancelinha Madalena Pereira de Jesus Eduardo Luis dos Santos Teixeira Carmen Dolores da Rosa Magalhães Nogueira Maria Helena Magalhães Cleto Medeiros Francisco Manuel Amaro Medeiros Fábio Ferreira da Silva Teresa Ramos Martiniano Estela Sofia Mairos da Rocha Ana Maria Arias Maria Alexanda Magalhães Lomba Carine Xavier Esteves Andreia Filipa L. F. Cancelinha Antonio Jose Cavalheiro Cancelinha Sofia Alexandra Lopes Fereira Vitorino Maria Fernandes Soares Eduardo Sá da Rosa Amelia Teixeira Lopes da Rosa Aida Cristina Teixeira Lopes da Rosa Guedes Rui Francisco Medeiros Alves Pinto Carla Margarida dos Santos Pimenta Armando Pessoa Maria do Nascimento Bruno Miguel Lopes Moreno Ana Maria Taveira Areias Ramiro Coelho Calado Abilio Alves Barreira Maria De Fátima Xavier Branco Barreira Isabel Maria Branco Barreira Fernando Augusto Pires Dos Santos Alexandra M . Da Silva Cavalheiro E Silva Alexandra Margarida Ferreira Lomba Carminda Maria Machado Fidalgo

Se desejar receber o “ARAUTO” numa residência fora de Vilarandelo, queira por favor enviar o seu endereço para: ARAUTO Casa do Povo de Vilarandelo Rua das Escolas 5430-651 Vilarandelo email: araut02005@gmail.com Todos aqueles que desejarem enviar artigos para serem publicados no ARAUTO, devem fazê-lo para o endereço acima ou para casapovo.vilarandelo@iol.pt


A

R

A

U

T

O

3

Centro de Dia e Lar de Idosos

Dia da Árvore O

Dia da Árvore comemorou-se no dia 21 de Março com o objectivo de dar as boas vindas á Primavera e alertar para a importância da preservação da Natureza. O dia foi simbolicamente assinalada com a plantação de flores nos jardins do Centro de Dia e ERPI. Sandra Oliveira Técnica Superior de Desporto

Encontros Inter-geracionais

N

o seguimento da promoção dos Encontros Intergeracionais, realizaram-se duas atividades com a participação dos meninos do Jardim de Infância da Casa do Povo deVilarandelo. Dia 11/02/2014- Pintura de corações com os meninos da Sala Verde, para simbolicamente celebrar a amizade entre idosos e crianças. Dia 18/03/2014- Pintura de Flores com os meninos da Sala Azul, para assinalar a chegada da Primavera. Dia 1/04/2014 – Decoração de um ovo com papel crepe com os meninos da Sala Laranja, para assinalar a Páscoa. O principal objectivo destas atividades centrase na tentativa de estimular experiências entre gerações fora do contexto familiar. Sandra Oliveira Técnica Superior de Desporto


A

4

R

A

U

T

O

Centro de Dia e Lar de Idosos

M

O nosso Carnaval

ais uma vez, e com o mote da promoção de um estilo de vida ativo comemorou-se o Carnaval com o tradicional desfile pelas ruas de Vilarandelo e o respectivo Baile de Máscaras. O tema escolhido para o desfile de 2014 realizado no dia 28/02/2014 foi “Os Super- Piratas”, onde Idosos do Centro de Dia e ERPI se fantasiaram a preceito. O Baile de Máscaras teve lugar no Centro de Dia e contou com a participação dos utentes de duas respostas sociais e algumas colaboradoras. Todos puderam desfilar com as suas máscaras, transformado o momento num convívio saudável onde prevaleceu a dança e animação. Aqui fica o nosso agradecimento ao Sr. José Mairos da Rosa, por gentilmente ter cedido a carrinha para o transporte dos idosos no desfile de carnaval. Sandra Oliveira Técnica Superior de Desporto

O Pé Diabético

O

Pé Diabético, constituiu uma série de alterações anatomopatológicas e neurológicas consequentes do agravamento da Diabetes Mellitus. Essas alterações constituem-se de neuropatia diabética, problemas circulatórios, infecção e diminuição da circulação sanguínea no pé. Por isso, se houver lesões, a sua cicatrização deverá ser retardada, poderá levar a um maior risco de contaminação bacteriana e levar em casos extremos à amputação do membro. Elas começam a ocorrer, geralmente, quando as taxas de glicose permanecem altas durante muitos anos. Os locais mais afectados são os dedos (aparecimento de deformidades, calosidades, feridas devido ao calçado ou micoses), sulcos interdigitais (entre os dedos, devido a fissuras e cortes que possam ocorrer relacionado com a humidade ou presença de fungos) e região medial e distal do pé (local de apoio e sujeito a calosidades). Os sintomas geralmente manifestam-se através de: formigueiro, perda de sensibilidade, calor, dormência e fraqueza muscular. Por isso, é importante adquirir hábitos diários, tais como:

• Examinar os pés diariamente num local bem iluminado; • Verificar a existência de frieiras, cortes, calos, feridas ou alterações de cor da pele; • Manter os pés sempre limpos, usando sempre água morna para evitar possíveis queimaduras (devido à diminuição da sensibilidade) e a toalha deve ser macia; • Manter a pele hidratada, mas sem passar creme entre os dedos ou unhas; • Usar meias sem costura. O tecido deve ser algodão ou lã; • Cortar as unhas de forma quadrada, com as laterais levemente arredondadas, e sem tirar a cutícula; • Escolher os calçados fechados, macios, confortáveis e com solas rígidas que ofereçam firmeza. As mulheres devem dar preferência a saltos quadrados, que tenham no máximo, 3 cm de altura;

A prevenção é a maneira mais eficaz de evitar a complicação. A medida principal é manter os níveis da glicemia controlados, realizando um exame visual diário dos pés e avaliação médica periódica. Como a Diabetes Mellitus é uma doença frequente nos idosos, foi importante realizar uma palestra, de informação sobre o pé diabético que é uma das complicações desta doença. Foram reunidos os idosos do Centro de Dia e Lar de idosos da Casa do Povo de Vilarandelo, que demonstraram interesse e debateram este tema com muita abertura. Enfª Vanda Reis


A

R

A

U

T

O

5

Obras de beneficiação do Lar de Idosos

T

al como prometido, aqui estamos para informar todos os leitores, qual o ponto da situação das obras do Lar de Idosos. No dia em que escrevo esta pequena notícia, já estão a ser colocados os mosaicos, os tectos falsos e já estão a ser feitas as pinturas em tectos e paredes. Dentro de dias vão entrar em obra, os picheleiros para colocação das loiças dos wc e os electricistas que vão recomeçar os trabalhos até à conclusão da parte eléctrica. Como podem verificar nas fotos os trabalhos decorrem a bom ritmo. Pensamos que podemos manter o final de Maio próximo, para conclusão da obra. Nesta data e após alguns contactos aos idosos que constam da lista de espera, só já faltam confirmar a entrada no Lar, meia dúzia de pessoas, o que quer dizer que o novo espaço antes de abrir já está quase ocupado. O Presidente da Direcção Normando Alves

Sala de Actividades - Piso 1.

Corredor - Piso -1.

Novo alpendre - lado nascente.

Mensagem da Junta de Freguesia de Vilarandelo

E

m primeiro lugar quero saudar todos os Vilarandelenses. Como vem sendo hábito, a Junta de Freguesia tem utilizado o jornal “Arauto” para poder informar os Vilarandelenses do nosso trabalho e das nossas ideias. É com muita satisfação que neste “Arauto” vos informo que a 1ª FEIRA DE CARNAVAL com gastronomia, artesanato e produtos regionais foi um sucesso. Esta feira realizou-se no Domingo e na Terça-Feira de Carnaval, dia 2 e 4 de Março. Esta Feira contou com 25 expositores, que deram vida á nossa Feira e ao nosso Carnaval de Vilarandelo. Os 25 expositores expuseram nesta feira bom fumeiro, queijos, vinhos, artesanato, plantas variadas e licores, bijuteria, bolos caseiros, boas guloseimas entre outros. Esta feira ajudou o comércio de Vilarandelo em geral e todos quantos se quiseram juntar a esta iniciativa. Faço desde já um apelo a todos que se quiserem juntar a estas iniciativas que a Junta de Freguesia irá continuar a organizar que preparem os bons produtos desta nossa terra e que venham expor nas próximas iniciativas. Convido desde já a todos quantos queiram participar nestas futuras iniciativas a passarem pela Junta de Freguesia de Vilarandelo e deixarem os seus contactos a fim de serem contactados. Relativamente a formações, provavelmente já serão lançados os cartazes com formações disponíveis nos editais da Junta de Freguesia, no edifício da Junta e nos cafés e comércios de Vilarandelo. Os interessados devem dirigir-se á Junta de Freguesia a fim de efectuarem a sua inscrição. Aos leitores do “ARAUTO” de terras vizinhas ou

mais longínquas, a Vila de Vilarandelo e as suas gentes terão muito gosto que nos visitem no dia 19 de Abril, em mais um “Rali Rota do Folar” organizado Pelo Clube Automóvel de Vilarandelo. Um prova que

contará com muitos participantes e que uma vez mais ajudará a levar bem longe o nome da nossa Vila de Vilarandelo e que a Junta de Freguesia irá apoiar. Informo também que a nossa Vila de Vilarandelo irá receber uma das únicas sete provas em todo o país do Campeonato Nacional de Enduro. O Clube TT “USPRIGOZUS” em concurso com outros moto clubes a nível nacional ganhou uma prova a contar para o Campeonato nacional de enduro, sobe a alçada da Federação Motociclismo Portugal. Esta Prova irá realizar-se entre Valpaços e Vilarandelo no dia 22 de Junho e trará ao nosso concelho e á nossa Vila de Vilarandelo para acompanhar os pilotos de renome Nacional, Europeu e Mundial. Serão os casos dos Pilotos Mário Patrão e Hélder Rodrigues (pilotos participantes no DAKAR). Casos como Hugo Santos (Campeão Nacional de Motocross) e Pilotos portugueses que estão inscritos no Campeonato Mundial de Enduro como Diogo Ventura, Luís Oliveira, Joaquim Rodrigues, Gonçalo Reis, Luís Correia. Como será normal e com intuito de dar a conhecer a nossa terra e as nossas gentes e no sentido de mostrarmos o que de bom tem a nossa terra de Vilarandelo iremos apoiar esta iniciativa que terá horas de directos da SPORTTV e RTP2 em Vilarandelo e Valpaços. Convido desde já a todos a participarem nestes dois grandes eventos em Vilarandelo. O Rali Rota do Folar bem como o campeonato nacional de Enduro. O Presidente de Junta Luís Miguel Pessoa Rosa


A

6

R

A

U

T

O

6

Centro de Acolhimento Temporário

N

Projeto Pulseira Solidária

o âmbito do projecto “Pulseira Solidária”, vimos por este meio agradecer toda a ajuda que nos foi dispensada da vossa parte, bem como dar conhecimento do ponto de situação do projecto. Felizmente e com a ajuda de todos conseguimos a aquisição de equipamento que faz toda a diferença no dia a dia do centro e consequentemente das crianças. Todos os agradecimentos que vos possamos fazer chegar são poucos comparativamente com o que conseguimos possibilitar às crianças através da vossa ajuda. Felizmente podemos informar-vos que o valor monetário que chegou à instituição, nesta data, no Âmbito deste Projecto é, nesta data, de 2567,30€. Devemos salientar que existem ainda donativos nos pontos de doação. Com um sorriso de satisfação podemos ainda informar-vos que já conseguimos adquirir: 2 Aparelho de som e imagem (72,00€), um Nebulizador (119,00), a reformulação dos quartos, já necessária: 1 roupeiro, 3 camas, 7 prateleiras (1826.55€) e um

muda-fraldas com banheira (59,00€).Salientamos que adquirimos, através deste valor de donativos, a 2ª tranche de pulseiras (282,90€) para conseguirmos continuar com este projecto. O valor disponível para compras actualmente é de 207,85€. Relativamente a pequenos valores doados, por este projecto,

Viver o agora N

os dias que correm, muitas vezes somos confrontados com questões relacionadas com a nossa identidade, sobretudo quando alguma crise se instala na nossa vida ou nos vemos ameaçados perante uma situação. Este tipo de circunstâncias são-lhe familiares? Se sim, você provavelmente já se apercebeu que as circunstâncias da vida são tão impermanentes como imprevisíveis, as quais nos podem causar alguma ansiedade.

sem troca de pulseira, tem sido destinado para assegurar pequenos pormenores, que fazem toda a diferença na vida destas crianças: os gelados no verão, uns acessórios para o cabelo da meninas, colocamos ainda a possibilidade dos fatos de carnaval serem, também, suportados por este valor.

A vida do ser humano normalmente é caracterizada por momentos de ansiedade, onde sentimentos de insegurança e tristeza dominam as nossas vidas, repercutindo-se tanto a nível físico com psicológico, o que de forma contínua afecta o significado que damos à nossa vida. Perante tais circunstâncias, a atitude normal é projectarmo-nos para um futuro distante onde os nossos problemas serão resolvidos. Mas será esta a atitude que nos vai trazer paz? Definitivamente não, pelo menos enquanto não nos entregarmos plenamente ao momento presente. É sim, no momento presente onde nos é permitido tomar decisões e criar intencionalmente um futuro melhor, fruto das acções conscientemente assumidas. Ao perceber que o passado e o futuro existem apenas como realidades cronológicas e psicológicas, e não como uma realidade presente e que se possa tocar, somos inevitavelmente

Obrigada :) Muito Obrigada! É bom sabermos que podemos contar com a vossa intervenção neste fim: DAR AO MELHOR DO MUNDO UM MUNDO BEM MELHOR! Iochabel Ferreira Dir Tec. do Centro de Dia e CAT

obrigados a honrar o momento presente, a única e verdadeira realidade onde tudo acontece, tudo aconteceu e um dia tudo virá a acontecer. Consegue sentir esta realidade e enquadrá-la na sua experiência de vida? Em caso afirmativo, está a agir de forma sábia e a seguir com a corrente da vida. Pelo contrário, se ainda carrega o fardo de memórias menos boas bem como todo o tipo de condicionamentos, revivendo com frequência um passado que outrora lhe trouxe dor e sofrimento, já se questionou sobre a sua utilidade? Se reflectir um pouco, naturalmente vai chegar à conclusão que este modo de viver ainda lhe vai trazer mais dor e sofrimento. Perante tais cenários, lanço-lhe um desafio: vire uma nova página na sua vida e assuma a responsabilidade em tudo o que faz com perseverança, e verá que estados de espírito tais como a paz e a alegria serão cada vez mais frequentes no seu dia-a-dia. Idálio Soares Psicólogo


A

R

A

U

T

O

7

VilarandeloTv Uma nova visão local N

o passado dia 15 de Novembro de 2013, sexta-feira, deu-se inicio à emissão do canal de televisão Vilarandelotv. Um canal exclusivo na operadora Meo. A sua programação consiste em emitir eventos culturais, informações, desporto, etc, relacionados exclusivamente à vila de Vilarandelo. Para poder assistir às emissões e sendo cliente da meoadsl( cabo) ou meofibra, basta primir a tecla verde do comando da box, marcar o numero 425472 e por fim primir OK.As emissões terão um tempo de duração entre uma hora e meia a duas horas, sempre aos fins de semana, às 17:30 e às 21:30 respetivamente. Também podem acompanhar na página do facebook, (www.facebook.com/vilarandelotv). Se tiverem fotos, músicas e videos sobre a Vila de Vilarandelo e que queiram partilhar, podem enviar para o seguinte mail: geral.vilarandelotv@gmail.com. VilarandeloTv - Uma nova visão local facebook/vilarandelotv

Editorial Continuação da 1.ª pag. Então!... Que me dizem?... São sem dúvida muitos voluntários a trabalhar no voluntariado, de uma forma desinteressada e gratuita… Aproveito este editorial no nosso “ Arauto”, para de uma forma muito clara e objectiva realçar e afirmar que os órgãos sociais da Casa do Povo, à semelhança de todos ou outros voluntários, também não são remunerados. Para que não restem dúvidas, o presidente da direcção, nunca recebeu, não recebe, nem nunca receberá qualquer remuneração ou gratificação, até porque isso lhe está vedado, pelos estatutos, ponto nº. 6 do artº. 23º. Caros sócios, leitores do Arauto e Vilarandelenses, só mentes mal-formadas e mal-intencionadas podem, quase sempre em conversa de café, dizer que o presidente da direcção da Casa do Povo é remunerado. Só poderá dizer tal infâmia quem não é, nem nunca será capaz de exercer tal cargo gratuitamente. Espero que, depois deste esclarecimento, tenha conseguido dissipar todas as dúvidas, assim como espero e desejo não ter de voltar a preocupar-me com este assunto!... Nesta minha caminhada de voluntariado, de missão e compromisso com um voluntário enorme do passado, eu e os companheiros que integram os três órgãos sociais, Mesa da Assembleia, Conselho Fiscal e Direcção, da Casa do Povo, continuamos no presente e continuaremos no futuro a engrandecer a Instituição, a prestar serviços de qualidade à comunidade e seremos sempre, estou certo, uma Instituição de referência no nosso distrito. Os colaboradores que aqui trabalham, os utentes que servimos e as obras bem visíveis, são a prova evidente do nosso trabalho e da nossa perseverança!... Os meus parabéns e um obrigado muito grande a todas as voluntárias e voluntários de Vilarandelo!... Tudo o que fazemos na vida Terá críticas destrutivas e aplausos, Não nos podemos envaidecer pelos aplausos Nem esmorecer pelas críticas destrutivas!... Vivam os voluntários… Viva Vilarandelo!

Quase ausência Tenho uma dor que habita em mim. Uma dor que teima em não sarar. Uma dor que nem a comunidade médica consegue diagnosticar, como sempre fazem quando nos socorremos dos seus préstimos. Como uma ferida aberta que teima em não cicatrizar, como um corte de artéria que jorra sangue sem cessar. Esta dor acompanha-me desde que partiste e nem me avisaste dessa tua anunciada ausência. Sei-o agora, soube-o depois, que afinal quando me desejaste “Boa Noite, Miguel”, foi o voto definitivo e último, derradeiro e completo. Sei-o agora, que confronto o inevitável, que a descida daquela avenida da cidade, foi um prenúncio indubitável daquilo que os médicos sabiam, porém evitam dizer, por profissionalismo, pela jura académica que fazem quando são investidos no seu ofício. Mas de noite, quando sonho, sinto a tua presença, sem te ver; sinto o sibilar da tua voz, sem te sequer perscrutar; examino a intensidade dos teus olhos, sem os poder registar na lente de alta definição da minha máquina digital. Sabes que o teu relógio continua a marcar horas, minutos e segundos, na quase evidência de que a tua partida foi temporária e reversível? Ao invés, a minha enferma Fé, ora vazia, ora fenecida, não me aconchega ou ilumina, nem me dá a flama dos crentes, sempre esperançados em encontros de devir prometidos, em ressurreições interiorizadas, porque diligentemente repetidas ao longo dos anos terrenos. Dentro da minha cabeça, rodopiam a velocidades estonteantes, pontos desfocados de luzes e sombras, sinapses eléctricas de dados desavindos, paulatinamente refreados sempre que a consciência toma conta de tudo o que se vivencia cá dentro. E é naquela quase ausência, ou nesta insanidade premonitória, que todos os dias e noites, todas as noites e dias seguintes, calcorreio o caminho com percepções e indícios, com memórias passadas, sinais e esparsas lembranças de acontecimentos vividos num tempo pretérito. As sementeiras repetem-se invariavelmente, as folias estivais explodem em dias tórridos de verão, as colheitas sucedem-se, as datas religiosas teimam em marcar os calendários anuais, mas as renovadoras primaveras, essas nunca mais foram as mesmas, porque há sempre uma andorinha ou um tépido raio de sol que deixaram de me acompanhar desde o dia em que me deixaste nesta intermitente ausência.

O Presidente da Direcção da Casa do Povo Normando Alves

Miguel Lino Moura In memoriam, primaveras de entre 1935 - 2010

PETRO VILARANDELO Combustíveis e Lubrificantes, Lda Estrada Nacional, 213 • 5430-633 Sá Vilarandelo

Tel. 278 749 509 • Fax 278 749 303


8

Vilarandelo

v l n Car a a

2014

PROJECTAMOS E INSTALAMOS Av. Eng.º Adelino Amaro da Costa - R/C • 5430-421 Valpaços Tel. 278 729 830 - Fax 278 729 408 - e-mail:clinox@iol.pt

Cozinha Industriais e Lavandarias Cafés e Restaurantes Ar condicionado e ventilação mecânica Frio comercial e industrial Mobiliário metálico

ASSEGURAMOS UMA EFICAZ ASSISTÊNCIA TÉCNICA NO MÁXIMO EM 24 HORAS


Comissão de Carnaval “Os Malteses” Mais um ano em que o Carnaval de Vilarandelo foi um sucesso!

D

esta vez tivemos a novidade da 1.ª Feira de Carnaval, onde se vendeu um pouco de tudo, nomeadamente, produtos gastronómicos e artesanato. Foi uma excelente ideia da Junta da Freguesia, que será obviamente para continuar. Este género de feiras são muito importantes para o desenvolvimento cultural e económico de Vilarandelo e da região. Com características ainda modestas por estar ainda numa fase embrionária, esta feira, é uma oportunidade para se trocar ideias e se mostraram novos produtos. Tem que se começar devagar mas com os pés bem assente na terra! Na terça-feira de Carnaval (dependendo do estado do tempo) chegam a visitar Vilarandelo cerca 4.000/5.000 pessoas. Ou seja, é importante aproveitarmos, a bem da nossa comunidade, este afluxo de gente que visita a nossa terra. O Carnaval será obviamente para continuar, até porque foi-nos prometido que para o ano que vem o Pavilhão Multiusos será uma realidade. Depois de tantos anos à espera e tantas promessas, ainda estamos um pouco incrédulos, mas vamos acreditar que ele será feito, vamos acreditar que daqui a dois ou três anos possamos trabalhar com calma os nossos carros alegóricos no novo pavilhão e que as outras associações da terra possam também usufruir dele. O Pavilhão não será só nosso, será das forças vivas de Vilarandelo, nós apenas estamos a encabeçar a luta pela sua construção, uma luta que já tem cerca de 15 anos. Em jeito de conclusão aproveitamos para agradecer a todos os que de uma forma ou de outra, directa ou indirectamente colaboraram connosco estes anos todos (tratoristas, pessoal dos peditórios, patrocinadores, aos vários grupos que participaram nos corsos, Junta da Freguesia, Câmara Municipal, INATEL e à população em geral. Nunca é demais agradecer a essa gente toda, sem eles não haveria Carnaval em Vilarandelo, um grande obrigado e até para o ano! Pl’a Comissão de Carnaval Paulo Pascoal

Francisco A. Tété PROMOTOR • MEDIADOR Rua Prof.ª Amélia Castelo, 18 - 5430-659 VILARANDELO Telem: 963 154 893 • Email: franciscotete@iol.pt


10

A

R

A

U

T

O

Jardim de Infância

N

o dia 19 de Março, o Dia do Pai foi um dia muito especial para todos nós. Festejamos um dia muito especial que tivemos a visita dos nossos amigos especiais, os nossos pais. Foi muito bom podermos ter a companhia deles. Tivemos um lanche muito delicioso. Obrigado por terem vindo, é sempre bom termos a vossa companhia… Os meninos do Jardim de Infância

Dr. Matos: “Doenças Infetocontagiosas”

N

o dia 24 de Fevereiro de 2014, mais uma vez se realizou no Jardim de Infância da Casa do Povo de Vilarandelo uma reunião de pais e/ou encarregados de educação. Durante esta reunião tivemos mais uma vez a presença do Dr. Matos que nos veio advertir para algumas doenças infetocontagiosas mais comuns nas crianças. Esta ação de informação/sensibilização foi uma mais-valia para toda a gente, pois advertiu-nos para os sintomas que nos irão ajudar a atuar da melhor maneira com as nossas crianças. O Jardim de Infância


A

R

A

U

T

O

11

Jardim de Infância

O carnaval da nossa escola N

o dia 28 de Fevereiro realizamos o nosso desfile de Carnaval. Este ano o nosso tema foi a Natureza. Os mais pequeninos, a Sala Laranja estavam umas lindas joaninhas, a Sala Azul umas borboletas cheias de cor e os mais crescidos, a Sala Verde, as meninas umas lindas flores e os meninos uns jardineiros bastante trabalhadores. Foi um dia de muita magia e diversão à mistura. Os meninos do Jardim de Infância

Donativos para o restauro da talha dourada da Igreja Paroquial de Vilarandelo Aida Mitras . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20,00 € Alda Doutel. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20,00 € Alice Melo Pascoal. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20,00 € Amelia Martins Coroado Machado. . . . . . . . . . . . . 50,00 € Américo Garcia Magalhães . .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. 50,00 € Anónima . .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. 105,00 € Anónima . .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. . 20,00 € Anónimo. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. 10,00 € Anónimo. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. . 100,00 € Anónimo. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. 20,00 € Anonimo. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. 50,00 € Anónimo. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. 50,00 € Anónimo. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. . 50,00 € António Sousa Garcia. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. 20,00 € António Teixeira da Silva. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 150,00 € Augusto Mesquita . .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. . 150,00 € Cândida Bobadela Medeiros. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 50,00 € Cândida Silva Magalhães . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 50,00 € Celeste Sá da Rosa. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10,00 € Custódia Nogueira. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20,00 € Dolores Mesquita . .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. . 100,00 € Fernando Almeida Pascoal. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 100,00 € Henriqueta Rosa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20,00 € Jaime Morais da Silva. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 50,00 € Josefa Doutel. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 50,00 € Júlio Vale. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20,00 € Leonilde Nogueira . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 50,00 € Luís Lopes. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 40,00 € Manuel Madureira Medeiros. . . . . . . . . . . . . . . . . . . 200,00 € Maria dos Anjos Cancelinha. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10,00 € Maria Eugénia Terra. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 50,00 € Mário Milheiro Cancelinha. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20,00 € Nelson Abelha. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. 20,00 € Paula Cristina Nogueira . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20,00 € Rita Teixeira Mesquita. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. .. . 200,00 € Serafim Pinto Cardosos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20,00 € A todos, o nosso muito obrigado! Comissão Fabriqueira


A

12

R

A

U

T

O

USPRIGOSUS - GRUPO TT

5ª P

Prova do Campeonato de Enduro

ela primeira vez no Distrito de Vila Real, no concelho de Valpaços e na freguesia de Vilarandelo, mais uma organização de “Usprigozus Grupo TT de Vilarandelo”, irá decorrer no dia 22 de Junho de 2014 uma prova para o Campeonato Nacional de Enduro com provas especiais a realizar na cidade de Valpaços e na vila de Vilarandelo. Será um evento que vai trazer a este concelho centenas de pessoas que irão acompanhar os melhores pilotos nacionais e alguns com reconhecido mérito internacional nesta modalidade.

XI Raid TT na Rota do Folar M

ais um ano, mais uma vez, Usprigozus Grupo TT de Vilarandelo irá organizar o XI Raid TT na Rota do Folar, inserido no programa de actividades da Feira do Folar 2014. Como vai sendo hábito o percurso decorrerá no concelho de Valpaços. O início do evento será no dia 11 com um pequeno percurso nocturno para os participantes aquecerem as máquinas. No dia 12 depois do fecho das inscrições, será servido o pequeno-almoço na zona industrial com o apoio da Junta de Freguesia de Valpaços, há qual agradecemos, sendo o ponto de partida para o grande dia dos pilotos e máquinas que irão percorrer várias freguesias deste concelho. O almoço realizarse-á em Carrazedo de Montenegro com a colaboração da Junta de Freguesia, há qual desde já agradecemos todo o apoio prestado. O jantar irá decorrer na Quinta Adelaide Simões. No dia 13 após mais um “Porco no Espeto” que alimentará os resistentes ao almoço. Pelas 15:00h irá iniciar um trial para os jipes com zona de espectáculo para todas as pessoas que nos queiram visitar. Queremos também agradecer desde já o apoio da Junta de Freguesia de Vilarandelo e a todas as pessoas intervenientes na organização.

Na próxima edição do Arauto vamos fornecer mais notícias sobre o evento. No entanto através do site “usprigozus. com” poderão acompanhar passo a passo toda a informação disponível. A todos os amigos e colaboradores desta colectividade solicitamos que marquem na vossa agenda este dia, pois contamos com a vossa presença para que este evento seja notícia pela positiva e que o nome desta freguesia e do concelho seja reconhecido no panorama nacional.


A

R

A

U

T

O

13

Assembleia Geral da Casa do Povo de Vilarandelo P

or convocatória do Sr. Presidente da Assembleia Geral, Pe. Jorge Fernandes, reuniu no dia 31/03/2014, pelas 21 horas, no salão de Festas da

sede da Casa do Povo, a Assembleia Geral, com a seguinte ordem de trabalhos: 1- Período antes da ordem do dia. 2- Apresentação do Relatório e Contas de Gerência referentes ao ano de 2013.

O Sr. Presidente da Mesa, deu as boas vindas a todos os sócios e o Presidente da Direcção informou os presentes sobre o ponto da situa-

sido levadas a cabo, para angariação de fundos, sendo as mais significativas o projecto “Pulseira Solidária” e “Donativos em géneros”, a 1ª. a favor do C.A.T. e a 2ª. para toda a Instituição. Seguidamente, a D. Elisa Pascoal, responsável pelos Serviços Administrativos, leu o Relatório e o Técnico Oficial de Contas ( T.O.C.), Tony Teté apresentou as Contas de Gerência de 2013. Depois da Presidente do Conselho Fiscal, Drª. Isabel Sequeira ler o pare-

cer do órgão a que preside, aconselhou os sócios a votar favoravelmente o Relatório e Contas de 2013 e não havendo inscrito nenhum sócio para uso da palavra, o Sr. Presidente da Mesa pôs à votação o Relatório e Contas do ano transacto, que foram aprovadas por unanimidade. Não havendo mais nada a tratar, o Sr. Presidente da Assembleia deu por concluída mais uma reunião magna dos Associados. Normando Alves

ção das Obras de Beneficiação do Lar de Idosos. Foi exibido um filme, que embora resumidamente mostrou-nos alguns procedimentos, tarefas e instalações das variadas valências sociais da Casa do Povo. A Técnica de Gestão, Drª. Sara Vilabril, fez uma apresentação em power point, das diversas iniciativas que têm

O meu amigo Lázaro

profissionais que lá trabalham, mas a austeridade é o cancro da oncologia.

Não se pode viver bem, numa sociedade em que se morre mal. Todos sabemos que a morte faz parte da vida, mas por favor não nos descartem só porque: - custe o que custar. O meu amigo Lázaro, é que costumava dizer por graça, em horas de aflição: - que interessa á milhares de Lázaros, pobres, esfomeados morrer, se no cemitério também há flores!… E e mártires. agradeceram-lhe com o desprezo. Este meu amigo, também trasmontano, era um A morte é uma grande rasoira, que passa sobre o rapaz simples, mas com certo sentido de humor. Fomos inseparáveis desde o primeiro ao último argumentando que esse sacrifício seria proveitoso alqueire da vida, e põe para fora o que está a mais. Já nada me espanta, agora os Ingleses querem dia de tropa, incluindo os dois anos de guerra da para o fortalecimento da economia. Nos tempos espartanos em que vivemos, os clonar um hambúrguer proveta, produzido Guiné. Foi mais uma vítima do stresse traumático após a portugueses com mais de sessenta e seis anos, in vitro, a partir de células estaminais, o mais semelhante possível à carne tradicional, isto tudo guerra. Foi invadido por uma fobia da perseguição roçamos todos esses perigos. e em casa partia tudo, alegando que o estavam a Vejam os peritos da ética na saúde o que nos para substituir a produção de gado. Querem-nos atacar pelo telhado. Fugia para o campo, de dia ou dizem! … - Nas doenças em fase terminal, deve- fazer a nós, como fizeram às vacas loucas. de noite e dizia que lá sim, tinha espaço para se se cortar nos medicamentos, porque são muito E lembrar-me eu que bebi tantas vezes água da caros. Ou seja, ganham em três frentes, é três bolanha e comi pão ratado pelos ratos e quantas defender do inimigo. Nunca houve assistência digna aos ex- em um, nos medicamentos, vagam-se camas nos vezes punha as côdeas de pão duro, no rego da água para amolecerem, porque manteiga nem combatentes, vêm-se com frequência, como sem hospitais e alivia-se a Segurança Social. abrigo, nos vãos de escada dos centros urbanos. Recentemente, alguém se terá referido aos mais existia. A Pátria usou-nos para a defender e depois velhos, aos idosos e reformados, como a peste Na minha meninice, em Vilarandelo, quando se grisalha. A partir dos sessenta e seis só já dão encertava um pão de cinco arrastes tirado da abandonou-nos. Pobre Lázaro, depois de mártire morreu porque despesa: até o Ministro das Finanças Japonês,Táro terendeira, era um manjar e se me caísse um naco se atirou de uma camionete em andamento, Aso, comunga religiosamente da mesma opinião. no chão, dava-lhe uma assopradela para tirar o pó como fazia na guerra da Guiné: a morte, não é a Quem andar nos hospitais, é que dá conta dos e depois dava-lhe um beijo muito carinhoso, para pior coisa que pode acontecer ao homem, mas mártires que se arrastam por lá, em fases terminais. adorar e agradecer a Deus, aquele cibinho de pão. sim o sofrimento. E eles sádicos e Espartanos, dizem bem alto. - Fui amigo do Lázaro, e sou amigo de todos os Na Grécia antiga, os Espartanos não eram os Não sejam piegas, tenham coragem e aguentem, Lazarados. únicos a menosprezar a vida humana. Defendiam que os sem-abrigo também aguentam. Eu quero Eduardo Ferreira da Costa a eliminação física dos velhos, fracos e inválidos, aqui deixar um grande louvor e admiração pelos

H

Superloja Zemag Comércio de Eléctrodomésticos, Lda. Tel./Fax 278 74 97 88 - Rua D. Amélia Castelo, 46 • 5430-659 VILARANDELO visite-nos em www.superlojazemag.com


A

14

R

A

U

T

O

Eleições da Casa do Povo de Vilarandelo

Órgãos Sociais Assembleia Geral

N

o dia 23/02/2014, realizaram-se as eleições para os órgãos sociais da Casa do Povo, para o triénio 2014/2017. Foi eleita a lista A com 233 votos a favor, 8 votos brancos e 2 nulos. Aos sócios da Casa do Povo que fizeram parte dos órgãos sociais, Drª. Fátima Teresa, José Joaquim Magalhães, Francisco da Cunha Afonso, Paulo Silva e António José Garcia Ferreira, eu quero agradecer o empenho e dedicação que demonstraram nos mandatos anteriores. Aos novos elementos, Manuel Fernando Pereira, António Morais Friões, Drª.Isabel Sequeira, Tiago Barreira e Marinha Almeida, que agora assumiram estas funções, pela primeira vez, eu desejo um bom trabalho e estou certo que irão dar o seu melhor, servindo dignamente a Instituição.

• Presidente Pe. Jorge Augusto Rosa Fernandes • 1.º Secretário Manuel Fernando Reis Pereira • 2.º Secretário António Morais Friões

Conselho Fiscal • Presidente Dr.ª Isabel Maria Nogueira Sequeira • 1.º Secretário Artur António Gomes • 2.º Secretário Tiago Filipe Alvarelhos Barreira

Normando Alves Presidente da Casa do Povo

Direcção • Presidente • Secretário • Tesoureiro • 1.º Vogal • 2.º Vogal

Normando Teixeira Alves Marinha Soares de Almeida Amândio de Almeida Pascoal José António Doutel Martins Coroado * Amândio Garcia Magalhães * Não presente na foto

Rua da Cerca, n.º 29 • 5430-649 VILARANDELO EMAIL: joaomairosrosaefilho@gmail.com Telemóvel: João Mairos: 968 637 700 • Luis Pessoa: 917 196 013 Alvará de Construção: 67448 Execução de Projectos e Técnicas de Engenharia Civil, Execução de Moradias, Armazéns, Muros de Suporte, Acabamentos, Pinturas, Impermeabilizações e Assentamentos


A

R

A

U

T

O

15

A N I V E R S Á R I O S

Elvira Barreira,

Etelvina Jesus,

Amélia Cunha,

nascida a 18-02-23, natural de Ervões

nascida a 20-02-1938, residente em Vilarandelo

nascida 22-02-1926, residente em Vilarandelo

José Silvino,

Amélia Coroado Machado,

José Nascimento,

nascido a 05-03-1939, residente em Alvarelhos

nascida a 11-03-1926, natural de Vilarandelo

83 anos, nascido a 28-03-1930, natural de Vilarandelo

Judite Morais, nascida 29/01/1931, 83 anos, natural de Ervões

Manuel Morais,

Narcisa Mairos,

Lídia Gomes,

nascido a 6/02/1927, 87 anos, natural de Barreiros.

nascida a 9/02/1933, 81 anos, natural de Vilarandelo.

nascida a 12/02/1928, 86 anos, natural de Vilarandelo


16

A

R

A

U

T

O

Jardim de Infância

Sala Verde

la amigos, mais uma vez estamos no Arauto. Nós somos os meninos da Sala O Verde. Somos um grupo de 18 crianças, 5 meninas e 13 meninos. Adoramos trabalhar, descobrir coisas novas e principalmente brincar. Somos 13 finalistas para

o ano vamos ingressar no Primeiro Ciclo. As nossas amigas grandes, que nos ajudam todos os dias são a Daniela e a Cátia. Com elas desenvolvemos a nossa autoestima, a nossa linguagem, o nosso pensamento, a nossa socialização e a nossa interação transformando-nos em futuros cidadãos capazes de pensar, de criar e de socializar. O nosso grupo é: o André, o Ricardo, o Rodrigo, a Lara, o David, a Joana, o Afonso, o Carlos, o Lander, o Mateus, a Barbara, o João Dinis, o Gustavo, a Maria, a Lara T., o Francisco, o Diogo e o João Ricardo.

Eu gosto muito de vir à escola porque… André: “Adoro brincar e trabalhar.” Ricardo: “Adoro brincar com os legos. O meu melhor amigo é o Mateus.” Rodrigo: “Gosto da comida, dos trabalhos e de ir brincar para o parque (baloiços).” Lara: “Adoro ir visitar os idosos, trabalhar e brincar. Adoro trabalhar e ajudar os nossos amigos mais crescidos, os idosos.” David: “Adoro brincar com os legos e marcar a presença.” Joana: “Adoro ir brincar para o parque e trabalhar. A minha melhor amiga é a Lara.” Afonso: “Posso brincar e estudar.” Carlos: “Gosto muito da Daniela e da Cátia. Gosto muito de brincar.” Lander: “Adoro brincar e fazer trabalhos. A minha comida preferida é arroz com feijão e adoro pera.” Mateus: “Adoro o canto da escrita e dos brinquedos.” Barbara: “Gosto muito de brincar com a Lara e pintar

com as tintas e o pincel.” João Dinis: “Adoro brincar e trabalhar. O meu melhor amigo é o João.” Gustavo: “Gosto de trabalhar e brincar nos cantinhos.” Maria: “Gosto de pintar com os pincéis e os lápis de cor.” Lara T.: “Gosto muito de brincar e trabalhar no canto da escrita e com os livros.” Francisco: “Gosto muito de brincar com os jogos, com os legos, da Cátia e da Daniela. O meu melhor amigo é o André.” Diogo: “Adoro trabalhar e gosto muito da comida. A minha comida preferida é batatas aos trambolhões.” João Ricardo: “Gosto de brincar e trabalhar. Adoro ir visitar e trabalhar com os nossos amigos idosos.” “Uma criança é como uma borboleta ao vento. Algumas podem voar mais alto que outras Mas cada uma voa da melhor forma que pode…” Os meninos da Sala Verde

ARAUTO ABRIL 2014 - CASA DO POVO DE VILARANDELO  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you