{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1


Geral

Universo feminino

04 # Dos calçados às roupas, modelos maxi

14 # Novas arenas colocam Porto Alegre na rota de

estão em alta na estação do frio

turnês das maiores bandas do mundo

06 # Calça flare valoriza a silhueta da mulher e é sinônimo de estilo neste inverno

08 # Tom do ouro brilha nas produções femininas e make-up desta temporada

10 # Hábitos simples garantem a beleza dos cabelos quando as temperaturas baixam

16 # Gramado, na Serra Gaúcha, garante neve e diversão o ano todo para os turistas

18 # Em época de agendas apertadas, administrar bem o tempo é essencial

20 # É possível salvar - e melhorar - a vida de muitas pessoas com um simples ato de amor

Contatos GBM Comunicação Rua 25 de julho, 670, Sala 203 Bairro Rio Branco | Novo Hamburgo/RS CEP 93310-250 | Fone: (51) 3593.2669 www.revistapar.com.br

Editores - Mauro Moraes e Milton Grabin Reportagem - Camila Veiga Design - César Bressane Fotos - Capa (Reprodução), Divulgação e SXC.hu


MODA INVERNO - 2015

Moda maximizada Da roupa ao calçado, as apostas da estação exaltam tamanhos amplos e longos

E

ste é o inverno dos exageros, fato facilmente percebido quando colocamos algumas das principais tendências da estação lado a lado. Se no vestuário as silhuetas foram remodeladas em formas amplas e afastadas do corpo, nos calçados, a bota de cano altíssimo, após algumas temporadas de tentativas modestas, ganhou a maior parcela das fashionistas e veio de vez para a moda das ruas. Apesar de não serem bem-recebidas por quem aprecia cortes mais justos e sensuais ou por quem prefere sapatos mais discretos, as novidades têm tudo a ver com os dias de frio, pois oferecem aconchego e a desejada sensação de estar aquecido – com muito estilo, claro! Confira quais são as apostas.

4

Revista PAR


MODA INVERNO - 2015

Over the knee

1

2

3

Blanket coats

1

2

3

Blusões oversize

1

2

3

Batizadas em temporadas anteriores de ‘cuissards’, as botas que viraram sensação da linha calçadista feminina neste inverno receberam um nome totalmente explicativo: ‘over the knee’, que significa, na tradução literal, ‘sobre o joelho’. O cano justo e alto da modelagem segue pela perna até cobrir o joelho, o que exige materiais maleáveis e confortáveis em sua confecção. Com salto ou rasteira, lisa ou com adereços, a opção invernal desfilou nas passarelas de Donna Karan (1), Versace (2) e Balenciaga (3) e já faz sucesso nas lojas e no street style. Literalmente, os blanket coats são casacos-cobertor. Amplos e despretensiosos, os novos agasalhos da moda são verdadeiras capas, que cobrem – e aquecem – as produções até pouco abaixo da cintura ou até os tornozelos. Muito semelhantes aos ponchos, as peças ganharam diferentes releituras em grifes como Delpozo (1) e Roberto Cavalli (2), mas o hit das fãs de moda tem outra assinatura: foi o lançamento da Burberry Prorsum (3) que disparou no cenário fashion. Dos pontos ao corte, tudo é maximizado nos blusões que os estilistas elegeram como trend alert para esta estação de frio. Dries Van Noten (1), Public School (2) e Michael Kors (3) destacaram a peça, dando à clássica blusa que as vovós adoravam tricotar uma versão contemporânea. Sobre minissaias, vestidos e até mesmo acompanhando saias longas, os blusões têm a alma do conforto e, agora, a cara da moda inverno 2015.

] Revista PAR

5


MODA INVERNO - 2015

Flare, dos anos 70 para o seu look Calça favorece a silhueta e é sinônimo de estilo nesta estação

1 2

6

Revista PAR


MODA INVERNO - 2015

Combine com:

N

ão adianta tentar escapar: o estilo hippie chique veio com toda a força nesta temporada! Embalada pela cena boho da década de 70, a tendência avivou o uso da calça flare, modelagem de cintura alta, pernas justas na parte superior e bocas largas. No jogo de proporções, a peça é uma ótima aliada para as mulheres que desejam alongar a silhueta, pois seu balanço entre justo e solto confere aparência elegante e poderosa. Muito disso pode ser confirmado nas passarelas de Gucci (1) e Céline (2), entre outras que investiram neste padrão de calça para completar suas coleções. E, com a chegada do inverno, a modelagem que vinha entrando aos poucos na cena fashion contemporânea embalada pelo tradicional jeans, oferece mais sofisticação ao ser incorporada também na linha de alfaiataria e, assim, sendo bem-vista do escritório à festa noturna.

Cor camel

Blazer

Blusas justinhas

Casacos com corte ‘A’

Dicas para acertar no uso da flare - Equilibre a calça flare com blusas ajustadas ao corpo e conquiste um visual mais requintado; - Se usar gola rolê juntamente com a modelagem, alongará ainda mais a silhueta; - O mesmo vale para os saltos altos; enquanto calçados flat podem anular os benefícios visuais da flare a sua forma física; - Quando combinar a calça com casacos, prefira aqueles com corte ‘A’. Mais soltos nos quadris, eles reproduzirão o efeito da flare.

Chapéu floppy Revista PAR

Pelos

] ] 7


MODA INVERNO - 2015

Cubra-se de ouro Moda invernal ostenta o brilho do dourado nas produçþes femininas 8

Revista PAR


MODA INVERNO - 2015

P

assar despercebida neste inverno vai ser uma tarefa difícil, ainda mais para quem adotar uma das apostas das passarelas para esta estação de frio: o dourado. Sem medo de explorar o brilho do metal precioso, grifes nacionais como Acquastudio (1), Tufi Duek (2), Iódice (3) e Triton (4) resgataram a combinação do tom com o efeito molhado e deixaram a clássica discrição invernal para trás. E, reparando bem nos looks propostos, logo pensamos: acho que já vi isso antes... Claro

que sim! Muito do que vemos nas passarelas tem ligação direta com o lamê, tecido estonteantemente brilhoso que fez sucesso nas décadas de 70 e 80, principalmente na moda das discotecas e festas juvenis – e também nos looks da atriz e modelo norte-americana Farrah Fawcett (05). Mas o tecido plano não é a única matéria-prima a receber o toque metalizado da vez. Lonas, couros e jacquards também estão inseridos na tendência, que prolongou-se também aos acessórios.

1

2

5

6

Beleza que brilha E o ouro está marcando espaço também na beleza! Nas maquiagens da Chanel (06), por exemplo, chegou discreto, mas conferiu sofisticação ao make-up, delineando os olhos na companhia do clássico traço preto. Nas unhas, além de estar em alta na cartela de efeitos metalizados, o dourado foi protagonista, mesmo que em dose sutil, da nail art criada no desfile de Tadashi Shoji (7), em Nova Iorque. Escolha sua medida de ouro e brilhe!

3

4

7

] Revista PAR

9


BELEZA INVERNO - 2015

Hábitos fáceis preservam os fios do frio e do vento e mantêm a saúde capilar

Cabelos lindos no inverno, sim!

C

ada uma das estações do ano tem suas particularidades. E, quando se trata de cuidados de beleza, temos que atentar para as mudanças climáticas e adotar medidas que nos protejam das agressões que cada temporada traz à nossa saúde estética. Molduras do nosso rosto e estritamente relacionados à autoestima, os cabelos são alvo fácil das transformações de temperatura. Mas, com práticas cotidianas, é possível contornar os danos e manter as madeixas belas e saudáveis. Um cuidado básico e essencial para preservar a beleza capilar tem a ver com a lavagem. “Acertar

10

Revista PAR


BELEZA INVERNO - 2015

a temperatura da água na hora de lavar os cabelos fará toda a diferença”, alerta o hairstylist e sócio do salão de beleza Ney Silva, Sílvio Lima. Segundo ele, a água deve estar morna, visto que a temperatura elevada resseca o fio e abre sua cutícula, resultando no temido aspecto “palha”. “Em dias muito frios, quando necessitamos de um banho mais quente, a sugestão é que ao menos o enxague seja feito com água fria. O choque de temperaturas retrai a cutícula e preserva o alinhamento do cabelo”, recomenda o especialista, lembrando também que no inverno o ideal é não lavar os fios todos os dias, pois a raiz capilar leva mais tempo para secar e, a cada limpeza, os fios podem perder vitaminas.

Produtos adequados

Com a temperatura acertada, entram em ação dois importantes agentes: o xampu e o condicionador. Para o primeiro deles, a principal orientação referese ao nível de pH, geralmente indicado na embalagem. “Quanto mais alto o nível de pH do xampu, maior será sua interferência na estrutura do fio, pois o pH alto indica limpeza profunda, que deve ser feita somente por profissionais

capacitados, especialmente antes de tratamentos químicos. A medida ideal para xampus do dia a dia compreende pH de 3,5 a 4,5, que manterá o cabelo limpo e alinhado”, ensina Sílvio. Depois de higienizados, os fios precisam de hidratação, papel que cabe ao condicionador, companhia indispensável do xampu. “Fórmulas com queratina são apropriadas para o inverno, por seu poder de reconstrução”, cita o hairstylist. A cada 15 dias, a hidratação com máscaras capilares complementa os cuidados. Mas atenção: tanto o condicionador quanto a máscara devem ser aplicados mantendo a distância de um dedo da raiz dos cabelos. Como explica Sílvio, são o comprimento e, principalmente, as pontas que mais precisam destes reforços, por sofrerem desgastes dos ventos, da poluição e da química. Além disso, a proximidade da raiz causa excesso de oleosidade. Caso a finalização da lavagem exija o uso do secador, este deve ser mantido a uma distância média de 20 centímetros do couro cabeludo. Contra a força do vento e sua temperatura, são recomendados os protetores térmicos, que agrupam as Revista PAR

cutículas do cabelo e, com a ajuda do calor, inibem o aspecto poroso dos fios. “Produtos à base de silicone são mais apropriados por serem mais leves”, conclui o profissional.

Cuidados básicos

- Lavar os cabelos com água em temperatura morna; - Usar xampu com nível de pH entre 3,5 e 4,5; - Aplicar condicionador em todas as lavagens; - Fazer hidratações regularmente; - Recorrer ao protetor térmico sempre que expor o cabelo ao secador. 11

]


CULTURA INVERNO - 2015

Eddie Vedder, lĂ­der do Pearl Jam

velhas Feras nas novas arenas!

14

Revista PAR


CULTURA INVERNO - 2015

Se há um legado inegável deixado pela Copa do Mundo de 2014 realizada no Brasil, ele pode ser traduzido nas novas arenas multifuncionais. Diferentemente do que muitos pensavam – e até mesmo torciam –, estes novos palcos estão sendo usados para grandes shows, nacionais e internacionais. A capital gaúcha Porto Alegre, por exemplo, conta com dois equipamentos entre os mais modernos do mundo e que chegaram a este patamar graças aos investimentos – e benefícios – concedidos por conta do Mundial de Futebol. O Beira Rio recebeu jogos da Copa e a Arena do Grêmio abrigou treinos do evento, que agora completa um ano. Os novos estádios contam com estrutura adequada para receber shows de artistas de nível internacional e já começam a atrair grandes turnês mundiais. Muitos nomes estão sendo especulados para este ano e para 2016, de Rolling Stones a Paul McCartney, passando por The Who, AC/ DC e Foo Fighters. PEARL JAM   De concreto mesmo, está confirmada a vinda do Pearl Jam, que se apresentará na Arena do Grêmio, no dia 11 de novembro. Um dos ícones do movimento Grunge, o Pearl Jam já fez um show histórico em Porto Alegre, em 2011, e prometeu voltar. A banda liderada pelo vocalista Eddie Vedder conta ainda com Jeff Ament (baixo), Stone Gossard (guitarra rítmica), Mike McCready (guitarra solo) e Matt Cameron (bateria). O Pearl Jam é uma das mais cultuadas bandas de rock e conta com uma verdadeira legião de fãs. Os ingressos variam entre R$ 80,00 e R$ 460,00.

Stones em 2016? Outro show que esteve muito próximo de se confirmar foi o do lendário grupo britânico Rolling Stones, que deveria se apresentar no Beira Rio, também em novembro. Mick Jagger, Keith Richards, Ron Wood e Charlie Watts iniciariam pela capital gaúcha a turnê brasileira do show On Fire. Porém, a turnê não virá mais à América Latina neste ano, devendo percorrer o Brasil em 2016 e com o Beira Rio na agenda. Agora é aguardar.

] Revista PAR

15


TURISMO INVERNO - 2015

Gramado, neve e diversão o ano todo! Localizada a 125 quilômetros da capital Porto Alegre, a cidade de Gramado, na Serra Gaúcha, é um dos destinos mais procurados por turistas no Brasil. O município conta com uma excelente infraestrutura e um espectro enorme de atrativos, sejam eles naturais ou criados especialmente para encantar os visitantes. Confira algumas destas muitas atrações!

Snowland

Primeiro parque de neve indoor das Américas, o Snowland oferece a experiência única de se praticar esqui, snowboarding e tubing, tudo em um ambiente que lembra um charmoso vilarejo alpino, com temperatura ambiente que fica entre -2º C e -2,5ºC. O sistema que gera a neve é o mais moderno do mundo. A área de alimentação e as diversas lojas no vilarejo complementam os atrativos e garantem diversão para toda a família. www.snowland.com.br

Mundo Encantado

No Mundo Encantado, sete cenários com miniaturas incríveis retratam a colonização alemã na região, desde a chegada dos imigrantes até os dias atuais . Um mundo incrível é o resultado do trabalho iniciado pelo idealizador Moacir Foss e que se traduz em trabalhos com grande riqueza de detalhes. www.mundoencantadodegramado.com.br

16

Revista PAR


TURISMO INVERNO - 2015

Aldeia do Papai Noel

Também conhecida com Mansão Knorr, a casa foi construída em 1940 e emana uma energia que nos faz crer numa realidade surreal. O clima natalino é garantido o ano inteiro. Um cenário mágico construído em estilo bávaro com pinheiros alemães e renas de verdade, trazidos do norte da Europa, e um jardim com elfos iluminam a aldeia do Papai Noel, dando graça e magia ao local. www.papainoel.com

Gramado Zoo

O Gramado Zoo possui uma área de 200.000 m² quadrados de uma natureza exuberante e com uma vista incrível do mirante para as montanhas e vales de Gramado. Para conhecer o Gramado Zoo, os visitantes têm que caminhar 1,2 km sem grades, pois 1.500 animais e aves não vivem em jaulas. O que os separa dos visitantes são vidros blindados e telas de proteção reforçadas, proporcionando aos animais uma melhor qualidade de vida. www.gramadozoo.com.br

Parque Mini Mundo

Através das miniconstruções, os visitantes podem conhecer um pouquinho da antiga Europa, minirréplicas de construções da Alemanha, ver os enormes castelos europeus com riqueza em detalhes, construções suíças. Nesse mundo em miniatura há também uma réplica do aeroporto de Bariloche, na Argentina, e a Cordilheira dos Andes, além de atrações do Brasil. www.minimundo.com.br

Dreamland - Museu de Cera

Inaugurado em 2009, o primeiro museu de cera da América Latina e o único no Brasil conta com mais de 90 personalidades famosas em cenários temáticos. As características e detalhes das estátuas impressionam. Gisele Bündchen, Neymar, Ayrton Senna, Michael Jackson e o Papa João Paulo II são algumas das personalidades homenageadas. www.dreamland.com.br

Motos & carros

Para os amantes dos motores e da velocidade, o Harley Motor Show e o Hollywood Dreams Cars são atrações imperdíveis. No primeiro, o espaço de quase 1.000 m² tem decoração inspirada nos bares e cassinos de Las Vegas, onde as motos ficam expostas no meio do museu, em cima de mesas e balcões do bar e penduradas com correntes em paredes. Já no Hollywood Dream Cars, os admiradores têm acesso a maior exposição de carros antigos que fizeram história no meio automobilístico. www.harleymotorshow.com.br www.hollywooddreamcars.com.br Revista PAR

] 17


CARREIRA INVERNO - 2015

Você administra bem seu tempo? Para ser produtivo e ter qualidade de vida, é preciso priorizar e atribuir tempo a cada atividade e checar

18

“Tempo é algo fabricável.” Por mais estranha que possa parecer, essa frase muito dita e repetida tem sentido quando analisada mais profundamente. As 24 horas do dia, se utilizadas de maneira equilibrada, são suficientes para atender a necessidades biológicas e realizar atividades profissionais, das quais não se pode abrir mão. Em outras palavras, fazer o que se quer ao longo do dia é uma questão de organização, de atribuir tempo a cada tarefa de acordo com sua importância ou necessidade. Assim, é possível chegar ao final do dia com a sensação de que tudo o que era necessário fazer foi feito e sentir-se mais leve. Mas atenção: algumas vezes não é possível fazer tudo. Neste caso, não se frustre e aceite como algo normal. Afinal, no dia seguinte, tudo pode ser normalizado. Especialistas chamam a atenção para a importância de se administrar o tempo e conciliar adequadamente vida pessoal e trabalho, até mesmo para o equilíbrio Revista PAR


CARREIRA INVERNO - 2015

mental e físico. Para o consultor Rodrigo Ventre, “aceitar que não é possível fazer tudo é uma das dicas mais valiosas para que as pessoas não se angustiem com a falta de tempo.” Aliás, a alegada ‘falta de tempo’ é uma das maiores angústias da humanidade atualmente, superando até as reclamações relacionadas à falta de dinheiro. “Antigamente, era natural esperarmos cartas. Com o e-mail, ficamos aflitos se a resposta não chega de forma imediata. E, com isso, cada vez mais nos sentimos culpados e incapazes por não darmos conta de gerenciar o nosso tempo”, acrescenta Ventre. O consultor salienta que, muitas vezes, pensamos o tempo da forma errada, não considerando sua verdadeira dimensão. O tempo, diz, não é como o dinheiro, por exemplo, que podemos guardar para usar depois, mas frequentemente temos esta ilusão. “Vou fazer isto agora, assim ganho tempo para depois”. Tempo não se guarda, ele flui e precisamos aprender a lidar com ele no momento presente, especialmente na atualidade, onde ele parece estar mais corrido.

do tempo com os pais do que com a quantidade. A família tem ficado em último plano, e, quando pensamos que ela é o núcleo da sociedade, percebemos a gravidade dessa constatação. De acordo com o consultor, como a vida ficou muito complexa, é fundamental planejamento para,

inclusive, nos ajudar a reservar tempo. “É importante que os casais reservem um dia para saírem para namorar sozinhos, dedicar um dia pra si mesmo e considerar a família com o mesmo compromisso das atividades profissionais”, observa Ventre.

Vida pessoal e familiar Alguns pais aproveitam que estão com os filhos para fazer duas coisas ao mesmo tempo, por exemplo, ir ao clube e trabalhar pelo telefone, com a falsa ilusão de que estão presentes. Estudos da pedagogia da educação revelam que os filhos se preocupam muito mais com a qualidade Revista PAR

19


CIDADANIA INVERNO - 2015

A vida continua Milhares de pessoas são salvas todo o ano graças à doação de órgãos, iniciativa que precisa ser estimulada e comunicada à família

Um ato de amor. Assim pode ser definida a doação de órgãos, que ganha a cada ano mais adeptos no Brasil. Em 2014, de acordo com levantamento da Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO), foram doados 7.898 órgãos, número que representa crescimento de 3% sobre o ano anterior.

20

Com este engajamento, a taxa brasileira de doadores subiu de 13,5 por milhão de pessoas para 14,2 por milhão, um avanço indiscutível. Porém, o índice está abaixo da meta estipulada pela ABTO, que era de 15 por milhão no ano passado; e muito aquém da Espanha, país líder mundial neste tema e cuja taxa chega a Revista PAR

37 por milhão. Embora ainda tenhamos muito a evoluir, o Brasil tem motivos para se orgulhar. Segundo o Registro Brasileiro de Transplantes (RBT) de 2014, nosso país tem o maior sistema público de transplantes de órgãos do mundo e é o segundo colocado em transplantes renais (5.433) e hepáticos (1.723).


CIDADANIA INVERNO - 2015

Família precisa saber autorizar

Um dos maiores entraves à realização dos transplantes é a falta de autorização da família para a cirurgia. Medida pela chamada “taxa de negativa familiar”, o índice em 2014 ficou em 46%, 1% menor que em 2013. Ainda que esta taxa tenha diminuído, somente com a conscientização de todos os envolvidos será possível respeitar a vontade do potencial doador e

salvar ainda mais vidas. Sempre é bom lembrar que um doador de órgãos e tecidos pode beneficiar até sete pessoas de uma só vez.

Cadastro nacional de Medula Óssea

Criado em 1993, o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome) centraliza o cadastro de voluntários que doam amostra de sangue (10 ml) para a tipagem de

HLA (características genéticas). Os dados do potencial doador são inseridos no cadastro do Redome e, sempre que surgir um novo paciente, a compatibilidade será verificada. Uma vez confirmada, o doador será consultado para decidir quanto à doação. O transplante de medula óssea, vital para quem tem leucemia, é um procedimento seguro, realizado em ambiente cirúrgico, feito sob anestesia geral, e requer internação de, no mínimo, 24 horas.

heróis do dia a dia Outro ato de solidariedade e de amor ao próximo à disposição da maioria absoluta da população é a doação de sangue. No Brasil, ela é 100% voluntária e, atualmente, 1,8% da população faz uso da prática, percentual superior ao parâmetro da Organização Mundial de Saúde (OMS), que sugere que pelo menos 1% da população seja doadora. Para doar sangue é preciso ter entre 16 e 69 anos, com a primeira doação realizada antes do 60 anos; pesar mais de 50 kg; estar com bom estado de saúde e não oferecer risco de transmitir doenças pelo sangue. Menores de 18 anos devem ter autorização formal de responsável.

DOAÇÃO EM VIDA É ALTERNATIVA CORAJOSA A relevância da doação de órgãos foi sentida pelo técnico em Hidrologia Israel Diego Pinto Martins, de 33 anos, morador de Canela/RS, há poucos meses, mas de forma intensa. Tudo começou quando seu irmão Igor Daniel, de 38 anos, descobriu um problema nos rins. Em estágio avançado, a enfermidade comprometia mais de 80% do funcionamento dos órgãos e, mesmo com a hemodiálise, nenhum tratamento seria suficiente para salvar a vida do irmão. A notícia, obviamente, foi um choque para a família de cinco irmãos. Os pais de Igor logo se prontificaram a doar um rim para o filho, mas a idade avançada impediu. Entre os irmãos, os exames provaram a compatibilidade ideal e, após seis meses de preparação e exames mais detalhados, Israel doou o orgão, em cirurgia realizada no Hospital Mãe de Deus, e devolveu a saúde ao irmão. “Eu, que sequer doava sangue, compreendi a infinita importância de poder salvar uma vida. Hoje, sou um doador declarado, como toda a minha família, e, a quem puder aconselhar, incentivo: seja um doador você também!”, conclui Israel.

Revista PAR

21


]


Profile for César Bressane

Revista PAR 07  

Revista PAR 07  

Advertisement