{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1


Índice CIDADANIA

4

Trabalho voluntário traz benefícios a quem recebe e a quem pratica

TURISMO

14

Yummy colors são as queridinhas na cartela de cores para o calor

BELEZA

16

Anos 70, dos hippies ao disco, ditam as regras em cabelos e make

BEM-ESTAR

6

18

Lençóis Maranhenses são um pequeno pedaço do paraíso

Verão é sinônimo de corpos à mostra. Portanto, é hora de cuidar do shape

ESPECIAL

8

Depois dos excessos, conceito normcore chega para resgatar a normalidade

MODA

MODA

10

Street sport é uma forte tendência para o verão 2015

CARREIRA

20

Bom senso é a regra de ouro na hora de escolher as roupas para o dia a dia no trabalho

COTIDIANO

22

Organização e planejamento são essenciais para quem deseja economizar

Lojas parceiras: Anjinho, Azul Calçados, Casa Fucci, Dullius, Esporte Total, La Traviatta, Pasetto e Totonho. Contatos GBM Comunicação Rua 25 de julho, 670, Sala 203 Bairro Rio Branco | Novo Hamburgo/RS CEP 93310-250 | Fone: (51) 3593.2669 www.revistapar.com.br

Editores - Mauro Moraes e Milton Grabin Reportagem - Camila Veiga Design - César Bressane Fotos - Capa (Reprodução), Divulgação e SXC.hu


4 AINADADIC

CIDADANIA

PRIMAVERA | VERÃO - 2014

Movidos pelo

bem

[

No Brasil, cerca de 25% das pessoas já desenvolvem trabalho voluntário

Revista PAR

No dia 5 de dezembro, comemorase o Dia Internacional do Voluntário. Segundo definição das Nações Unidas, “voluntário é aquele que, por interesse pessoal ou espírito cívico, dedica parte do seu tempo, sem remuneração alguma, a diversas formas de atividades, organizadas ou não, de bem-estar social ou outros campos.” Em todo o mundo, o voluntariado tem cada vez mais adeptos. No Brasil, não é diferente. Estudo feito pelo Ibope para a Rede Brasil Voluntário, em 2011, indicava que um em cada quatro brasileiros já havia feito ou fazia trabalho voluntário, o que representou, na ocasião, um contingente de 35 milhões de pessoas. Mantido o percentual, hoje são cerca de 50 milhões de voluntários atuando em escolas, entidades, hospitais, ONGs e comunidades carentes. A maioria é de mulheres: 53%. Os jovens também se destacam, movidos pelo desejo de ajudar a resolver os problemas sociais do Brasil, sentiremse úteis e valorizados e fazerem algo diferente no dia a dia. Para eles, o caminho mais fácil é muitas vezes a própria escola.

Qualquer pessoa pode ser voluntária, independentemente do grau de escolaridade ou da idade. O importante é ter boa vontade e responsabilidade. Há milhares de entidades em busca de voluntários. Para escolher uma, o interessado dever verificar se a área de atuação dela está de acordo com a sua intenção de trabalho e, depois, marcar um dia para conhecê-la pessoalmente. “Sinta como a entidade funciona e do que ela necessita. Talvez você tenha que pesquisar um pouco e sugerir tarefas, como cadastrar doadores no computador e ajudar a organizar um evento ou uma festa”, afirma Maria Elena Johannpeter, presidente da Parceiros Voluntários, entidade que atua no Rio Grande do Sul. Também é preciso ser humilde. O fato de estar ajudando os outros não significa que o voluntário será paparicado ou que seu trabalho não possa ser criticado. O trabalho voluntário exige o mesmo grau de profissionalismo que uma empresa, se não maior. Se não der certo com a primeira entidade, não desista. Ao contrário, tente outra vez.


5

Para ser um voluntário, não é preciso, necessariamente, sair de casa, ir a uma entidade e realizar tarefas como contar histórias, dar aulas ou tocar violão presencialmente em escolas, asilos, hospitais e outros lugares. Pode-se fazer voluntariado pela internet, em atividades como traduções, pesquisas, diagramações, divulgação de boas práticas pelas redes sociais e outras que podem ser feitas em sua casa. Por meio da internet, é possível utilizar seus conhecimentos profissionais para ajudar os outros, como dar assistência jurídica ou escrever reportagens. O Portal Voluntários Online (VOL) é uma ferramen-

ta que possibilita o encontro na internet entre pessoas dispostas a ajudar e organizações que precisam do voluntariado. Hoje o VOL conta com mais de 60 mil voluntários cadastrados e 800 ONGs em todo o País. Oferece diversos cursos sobre elaboração e gestão de projetos, gerenciamento de voluntariado on-line e voluntários em situação de desastre, entre outros. Além disso, você pode ajudar fazendo parte de redes sociais e colaborando como um infoativista ao divulgar em seus perfis informações sobre boas práticas e exercício da cidadania e voluntariado transformador.

DICAS PARA SER VOLUNTÁRIO Área de atuação - Escolha uma com a qual tenha afinidade. As preferidas dos brasileiros são ajuda a populações carentes, educação e meio ambiente. Tipo de trabalho - Dê preferência a uma atividade que você já conhece. A entidade conta com você para ajudar a resolver problemas de forma eficaz. Escolha da entidade - Consultorias e ONGs mantêm bancos de dados sobre centenas de instituições. Informe-se sobre o trabalho - Visite a entidade antes de começar o trabalho e procure saber exatamente o que esperam de você. Pega mal largá-lo pelo meio porque não está gostando. Localização da instituição - Para facilitar as coisas, prefira uma entidade perto da sua casa ou do seu trabalho. Cuidados com picaretas - Não tenha vergonha de fazer perguntas sobre a instituição. Procure saber quem manda, como é administrada e se tem existência legal. Isso diminui o risco de você entrar numa fria. Seriedade profissional - O trabalho voluntário exige o mesmo grau, se não maior, de dedicação e profissionalismo de uma empresa. Leve-o a sério.

ONDE INFORMAR-SE

Não espere elogios - Seja humilde e não espere ser paparicado por estar ajudando. Tolere críticas - Não desanime se as pessoas não baterem palmas nem vibrarem com seu trabalho. Não desista - Se a experiência não der certo na primeira vez, tente de novo em outra entidade. Há muita gente precisando da sua ajuda.

]

www.filantropia.org.br www.riovoluntario.org.br www.parceirosvoluntarios.org.br www.voluntariado.org.br

AINADADIC

Opção pode estar na internet

CIDADANIA

PRIMAVERA | VERÃO - 2014


6 OMSIRUT

TURISMO

PRIMAVERA | VERÃO - 2014

Paradise is here Uma paisagem paradisíaca, com dunas imensas e águas cristalinas, que variam do verde ao azul, não deixa dúvida: o paraíso é aqui, mais exatamente no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, que se estende pelos municípios de Barreirinhas, Santo Amaro e Primeira Cruz. Ao todo, são 155 mil hectares de uma natureza exuberante.

Revista PAR


7 OMSIRUT

[

Em Barreirinhas, principal porta de entrada do parque, os grandes destaques ficam por conta das lagoas Azul e Bonita, localizadas a 10 km e 15 km, respectivamente, do centro da cidade. Para chegar nelas, é preciso contratar um carro 4x4 credenciado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão responsável pela administração do parque, em uma das diversas agências espalhadas na cidade. Outros passeios feitos com frequência são para a praia do Atins e Lagoa da Esperança. Em Santo Amaro, os atrativos mais conhecidos são a Lagoa da Andorinha e a Lagoa da Betânia. A grande diferença entre Santo Amaro e Barreirinhas está baseada no fato de que, no primeiro, a distância entre o centro urbano e o campo de dunas do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é muito menor. A Lagoa da Andorinha, por exemplo, está situada há pouco mais de 5 km do centro urbano, em um trajeto que dura cerca de 20 minutos. Esta lagoa costuma ficar cheia mesmo em

TURISMO

PRIMAVERA | VERÃO - 2014

períodos de estiagem.

Saiba mais O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é uma unidade de conservação federal de proteção integral criada em 1981. Admite, portanto, apenas o uso indireto dos recursos naturais. Possui 155 mil hectares de extensão, dos quais 90 mil são compostos por dunas e 65 mil são de restinga. É administrado pelo ICMBio com apoio do Conselho Consultivo. Para a realização de quaisquer atividades no parque, recomenda-se a contratação de um guia e exige-se que os serviços de condução motorizada sejam realizados por profissionais credenciados pelo ICMBio. O período chuvoso começa em janeiro, sendo que as famosas lagoas interdunares atingem seu auge de cheia entre os meses de maio e junho. A partir de julho, as chuvas cessam e as lagoas começam a secar, sendo possível, ainda, dependendo do ano, visualizá-las até meados de outubro e início de novembro, porém já quase secas.

Acessos A viagem de quem vai de carro da capital maranhense, São Luís, até Barreirinhas dura cerca de três horas e meia, utilizando-se as rodovias BR-135 (São Luís/Bacabeira) e MA-402 (Bacabeira/ Barreirinhas). Também na capital, o Aeroporto Cunha Machado recebe voos regulares de todas as demais capitais brasileiras. O aeroporto municipal de Barreirinhas está em fase final de instalação e em breve deve estar operando.

]

Revista PAR


8 LAICEPSE

ESPECIAL

PRIMAVERA | VERÃO - 2014

A moda Normcore é o estilo do momento e representa a contrapartida de consumidores saturados pela ostentação

é ser normal

[

Revista PAR

Dizem por aí que a moda é cíclica, que as tendências vêm e vão e que os conceitos do segmento fashion costumam contrastar entre si. Quando há muita estampa, há também um lado minimalista. Talvez este equilíbrio explique o surgimento do conceito normcore, um contraponto à ostentação e ao luxo. Cada vez mais presente nas ruas e nas passarelas, a busca pela normalidade vai além de um modo de vestir. A consultora de Produto de Moda e professora da Universidade Feevale, Julia Isoppo Picoli, acredita que o normcore tenha uma base comportamental que acaba se fundindo com a moda. “De um lado, podemos dizer que é uma consequência de um cenário econômico em crise. Em contenção, as pessoas querem ostentar menos, querem roupas que sejam mais versáteis e confortáveis e, principalmente, duráveis, tanto em qualidade, quanto em estilo”, justifica.


9 LAICEPSE

ESPECIAL

PRIMAVERA | VERÃO - 2014

Cristiane Eloisa Bertoluci, professora e estilista, detalha: “Depois de tantos excessos, até mesmo de informações, as pessoas filtram mais o conteúdo para ficar somente com o que realmente importa. O consumidor saturou. Ele quer ser o autor do seu estilo e não copiar alguém”, diz.

Vestuário O normcore não compreende uma estética padronizada. Porém, algumas peças são bastante usadas por seus adeptos: o clássico jeans, camisetas, moletons, tênis e sandálias baixas. “Não é à toa que marcas de luxo lançam tênis e bolsas tão versáteis que podem carregar até mesmo compras do supermercado”, descreve Julia, que complementa dizendo que referências dos anos 80 e 90 também têm espaço neste novo estilo de vida.

Para onde vai O normcore é uma forma de afirmação social. Coloca a trajetória de uma empresa e sua responsabilidade socioambiental à frente do valor de etiqueta. E vai além da moda, compreendendo também atitudes como a opção por pedalar, em vez de enfrentar o caos do trânsito, e a alimentação orgânica. Contudo, a busca pela individualização e personalização a todo momento pode vir a se tornar uma forma de massificação. “Como todo movimento comportamental, o normcore corre o risco da massificação até o aparecimento de um novo ciclo”, sinaliza Cristiane.

]

De onde vem As tendências comportamentais geralmente se formam a partir de acontecimentos locais e globais e vão se consolidando ao longo do tempo. Segundo Cristiane, sempre existiram pessoas antimoda, adaptadas ao normal e ao simples, apesar de o termo normcore ter sido criado há pouco tempo. O que ocorre é que, devido aos acontecimentos sócio-econômicos, o estilo foi difundido pelo próprio mercado. Julia reitera que se trata de uma macrotendência que foge à representação de personalidades. Somente quem tem este comportamento como essência de vida pode ser exemplo do normcore. “Uma referência é Banksy, artista cujo rosto é desconhecido, pois ele procura esconder-se no meio da população. O estilo também é altamente inspirado no seriado Seinfield, dos anos 90”, cita. Revista PAR


10 ADOM

MODA

PRIMAVERA | VERテグ - 2014

Tendテェncia que vem das quadras Street sport テゥ o estilo que contrasta referテェncias esportivas com elementos fashion

Revista PAR


11 ADOM

[

MODA

PRIMAVERA | VERÃO - 2014

Quer tendência mais confortável que a street sport? Pipocando pelas passarelas e pelas ruas há algumas temporadas, o estilo que mistura estampas, detalhes ou peças completamente retiradas do ambiente de academias ou das quadras esportivas com brilhos, cores e elementos, que antes circulavam somente nos looks mais sofisticados, vem com tudo neste verão. Com entrada permitida nos mais diferentes momentos da agenda, a proposta descontraída conta com o tênis como elemento-chave, como destacou a Chanel desde sua coleção para a primavera do ano passado. Rompendo toda barreira até então imposta pelo dress code, as fashionistas de plantão usam e abusam de sneakers casuais ou da linha running, combinados a vestidos e saias.

Misturas Invertendo a composição, outra mistura ao estilo sport fashion chama a atenção: nos pés, os acessórios são glamourosos, incluindo sandálias e escarpins com saltos altíssimos, enquanto as roupas carregam o lado esportivo do look. São camisetas e vestidos que trazem números inspirados no futebol americano e no basquete, ou com peças geométricas coloridas e metalizadas. Leggings coloridas, shorts em tecidos leves adornados por pedrarias e metais e saias divertidas são mais opções. As cores da tendência são vibrantes, incluindo laranja e vermelho. O branco faz dupla com preto e azul. Texturas volumosas e acolchoadas, tecidos tecnológicos e zíperes aparentes têm espaço especial. A malha mash-up foi outra sugestão das passarelas e aparece em blusas, saias e vestidos. Com um perfume dos anos 90, a moda street sport tem seu arremate com acessórios como viseiras, bonés e mochilas.

]

Revista PAR


14 PRIMAVERA | VERÃO - 2014

MODA

ADOM

Yummy colors: as cores dos doces estão de volta

03

02

01

Revista PAR

[

Femininas, delicadas e ao mesmo tempo divertidas, as tonalidades suavizadas despontam entre as tendências deste verão. Conhecidas do guarda-roupa feminino há algumas estações, elas agora têm novo nome: yummy colors. Já chamadas de candy colors e cores pastel, são facilmente identificadas por sua pigmentação sutil, com aspecto lavado e, na nova roupagem, com leve toque cítrico.


15 ADOM

MODA

PRIMAVERA | VERÃO - 2014

04 05 06

E não é à toa que o novo nome surgiu. A palavra “yummy” é uma expressão da língua inglesa relacionada aos conceitos de delícia ou gostosura. Ou seja, termo diretamente atrelado aos doces e às guloseimas que inspiram a cartela da temporada. Azul, amarelo, verde, rosa e laranja são protagonistas da paleta, e vão além das roupas para colorir também calçados e bolsas. No desfile da grife italiana Burberry Prorsum, invadiram não somente os acessórios (01 e 02), mas também os looks masculinos (03). Caso semelhante ocorreu no desfile da Triton (04), durante a São Paulo Fashion Week. 07

Combinações Na norte-americana Custo Barcelona (05), as yummy colors acompanharam a ousadia de camisas femininas transparentes. Enquanto a Diesel (06) abusou de sua doçura para pintar jeans e peças do vestuário em couro, a francesa Barbara Bui (07) aproveitou suas possibilidades em looks com toque sportchic. Para assistir ao desfile Resort 2015 da Dior, a cantora Rihanna (08) optou por vestido em um dos tons da tendência: o rosa extrasuave. A brincadeira fashion pode ficar ainda mais interessante se as yummy colors forem contrastadas com o forte preto, como fez Lea Michele (09), ou com a pureza do off-white, como fez a também atriz Cate Blanchett (10).

08

09

10 Revista PAR

]


16 AZELEB

BELEZA

PRIMAVERA | VERÃO - 2014

Hippie ou disco, a beleza é Temporada quente dá nova vida às tiaras de flores e ao brilho do make up das discotecas

05

12

01

06

08 Revista PAR


17 AZELEB

[

As tendências em beleza feminina que chegam com o verão 2015 resgatam dois estilos que fizeram sucesso nos anos 70. De um lado, vemos a naturalidade do movimento hippie; de outro, o glamour embalado pela era das discotecas. O primeiro e mais delicado deles é característico do início da década – e é o mais evidente hoje. A atitude pacífica “flower power” foi marcada por coroas que adornavam cabelos com textura leve, ondas irregulares e descompromissadas ou fios frisados. Janis Joplin (01) é referência do visual que mantém como fãs incontestáveis a cantora Taylor Swift (02) e a top Alexa Chung (03), e subiu 03 às passarelas de Nova Iorque na temporada Resort 2015 da Desigual (04). Na pele da personagem Sandra, da novela global Boogie Oogie, Ísis Valverde (05) também aderiu às longas e desordenadas madeixas e às flower headpieces – como são chamadas as tiaras de flores. Penas e tranças também sobem às cabeças.

BELEZA

PRIMAVERA | VERÃO - 2014

11

09

07

02

10

O lado Glam

Revival Também foi nos anos 70 que o black power ganhou força. Hoje, os fios volumosos são assumidos por personalidades como Solange Knowles (06). O cabelo liso milimetricamente dividido e com franja reta, ao estilo de Jane Birkin (07), também é recorrente. Os olhos esfumados e lábios em tom suave de Brigitte Bardot (08) são referências setentistas que perduram até hoje como curingas para todo tipo de evento. E a naturalidade das mulheres hippies revive no make up das passarelas. 04

Com o advento das discotecas, a maquiagem carregada de brihos e cores e os penteados glamourosos ocuparam seu espaço. Diana Ross (09) foi musa do movimento. A também cantora Beyoncé (10) é a maior representante atual, com madeixas onduladas e lustrosas. Farrah Fawcett (11) e seu corte em camadas também inspiram o visual contemporâneo. A vertente de beleza que provém da era disco evidencia sombras vivazes, aplicadas de maneira expansiva e acompanhadas por cílios bem marcados e lábios cremosos, muito semelhantes ao make up que a londrina Holly Fulton (12) propôs para a temporada quente.

Hippie Cabelos frisados, volumosos e desalinhados; Flores, penas e tiaras delicadas; Franjas retas e marcantes; Tranças leves; Make up sem exageros.

Disco Madeixas onduladas e brilhantes; Penteados glamourosos; Sombras vivazes; Cílios bem marcados; Lábios cremosos.

]

Revista PAR


18

Dieta

RATSE-MEB

BEM-ESTAR

PRIMAVERA | VERÃO - 2014

que favorece a silhueta

Cardápio leve e desintoxicante valoriza as medidas para a estação de calor e roupas curtas

Revista PAR

[

O verão está batendo à porta, trazendo consigo a temporada de praias, biquínis e sungas. Mesmo quem não vai viajar para o litoral, rende-se, devido ao alto calor, a roupas mais curtas e abertas. Inevitavelmente, o corpo fica exposto e a preocupação com o shape aumenta. Para desfrutar dos dias mais quentes com a silhueta bem desenhada e a mente tranquila, a alimentação é a mais forte aliada. No jogo da boa forma, ao contrário do que muitos pensam, a redução do número de refeições não favorece o corpo. Restringir os alimentos somente aos horários de almoço e janta não é saudável. O correto é comer a cada três horas, prática que aumenta o metabolismo, diminui o armazenamento de gorduras e

melhora a utilização dos nutrientes pelo organismo. Outros hábitos são complementares, com destaque especial para a rotina regrada de exercícios físicos e o consumo de cerca de dois litros de água ao dia.

O que comer? Com a orientação da nutricionista da empresa Dietas Delivery, Brunna Reis, preparamos um poderoso cardápio emagrecedor para quem deseja iniciar sua dieta veranil. Brunna também revela a receita da sopa detox, grande aliada na eliminação de substâncias potencialmente tóxicas que estão no organismo. Mas não esqueça: em longo prazo, toda dieta requer acompanhamento profissional.


19 PRIMAVERA | VERÃO - 2014

- 1 copo de suco verde (1 folha de couve + 1 punhado de hortelã + 1 fatia de abacaxi + 1 maçã + 200 ml de água de coco natural); - 1 tapioca com azeite e orégano.

Lanche da manhã: - 1 xícara de chá verde; - 1 pera; - 2 castanhas do Brasil.

Almoço: - 3 colheres de arroz integral com cenoura ralada e açafrão; - 1 colher (sopa) de feijão; - 1 filé de peixe, frango ou carne vermelha (assado, grelhado ou cozido); - Salada verde à vontade; - 2 tipos de legumes variados.

BEM-ESTAR

Café da manhã:

RATSE-MEB

CARDÁPIO EMAGRECEDOR Preparo: Coloque em uma panela de pressão o inhame, a cenoura, o tomate, a abobrinha e a couve picada; Complete com água filtrada (aproximadamente 1,5 litro); Deixe pegar a pressão e então SOPA DETOX cozinhe por 20 minutos. Ao cozinhar, retire a pressão da Ingredientes: panela, transfira tudo para um 2 inhames descascados; liquidificador e bata até obter um 1 cenoura; ponto bem consistente; 1 abobrinha; Faça um refogado com alho, 1 tomate; cebola e um fio de azeite 1 xícara de couve-manteiga picada; extravirgem e acrescente à sopa; 1 dente de alho picado; Use o sal marinho o mínimo 1/2 cebolinha picada; possível e coloque o gengibre 3 rodelas de gengibre picadas; e a pimenta. Decore com Cheiro verde a gosto picado; o cheiro verde 1 colher de chá de açafrão; picado. 1,5 litro de água.

]

Lanche da tarde: - 1 batata doce cozida (pequena); - 1 copo de suco de maracujá.

Jantar: - Sopa Detox; - Salada (2 tipos de folhas + 2 tipos de legumes + 1 proteína).

Revista PAR


20 ARIERRAC

CARREIRA

PRIMAVERA | VERÃO - 2014

Com que roupa eu vou?

Seguir corretamente o dress code profissional favorece sua imagem e sua carreira

[

Todo ambiente profissional requer vestimentas adequadas. No imenso universo de setores e cargos, o dress code - termo inglês que designa as regras do vestir - do ambiente de trabalho pode variar de acordo com seu grau de formalidade. Mas uma característica é elementar: sua imagem deve transmitir os valores e objetivos que você tem, sem deixar que o visual chame mais atenção do que sua capacidade profissional. Pelo contrário, ele deve reforçá-la. A consultora de Imagem Mayra Freire explica que a Revista PAR

maior regra é fugir dos exageros e preservar a elegância e a sobriedade. “Tudo que usamos no nosso corpo fala um pouquinho sobre quem somos, o que queremos e no que acreditamos. As roupas devem transmitir exatamente as capacidades mais importantes para seu objetivo de carreira. Se seu cargo exige que você seja organizado, isso deve estar refletido na sua aparência. Usar roupas amassadas ou em tamanho maior, por exemplo, pode mostrar que esse não é o seu forte, e seus colegas e superiores irão, aos poucos, descredenciá-lo.”


21

“Ao escolher roupas que traduzem suas habilidades, as pessoas as reconhecem mais facilmente e elas se tornam sua marca. Ao escolher alguém para um novo projeto ou posição que necessite das habilidades que possui, seu nome será lembrado rapidamente”, afirma a especialista. Para quem lida com o público externo, além das conexões com colegas e superiores, recai a incumbência de demonstrar a filosofia da marca em sua imagem pessoal. Alguém que procura uma empresa que se apresenta como inovadora, cita Mayra, ficará desconfiado ao receber um representante que parece ser superconservador. “Estudar a história da marca, seus objetivos, missão, visão, valores e como ela quer se posicionar no mercado é essencial para descobrir o que seus clientes esperam”, aconselha.

Para elas Exige-se um equilíbrio entre o justo e o largo; o curto e o comprido; Camisas, taileurs, calças de modelagem reta, blazers, sapatos sociais e acessórios discretos são a base do guardaroupa; Ambientes casuais permitem a combinação de jeans e couro, mas sempre com modelagens mais clássicas; Comece por peças em cores neutras, como cinza, bege, preto, branco e marinho. Aos poucos, acrescente outros tons elegantes.

ARIERRAC

Reflexos

CARREIRA

PRIMAVERA | VERÃO - 2014

É proibido: Saias curtas ou justas, calças muito justas, calças legging, shorts, blusas tomara-que-caia, blusas de alcinha, frente-única, decotes, brilhos exagerados, transparências e chinelinhos. Resumindo: tudo o que faça parecer que você está relaxando em casa ou indo para a balada.

Confraternização Junto com o fim de ano, vêm as festas de confraternização das equipes e empresas. O clima descontraído é comum nestas comemorações, mas, ainda assim, trata-se de um ambiente de trabalho, e as impressões que você deixar lá irão te acompanhar por muito tempo. Mayra alerta que as mesmas regras que proíbem exageros ou demasiadas exibições do corpo dentro do escritório valem nestes momentos. Porém, há uma pequena liberdade em prol do conforto quando o evento for mais casual. “Se for um almoço informal, é permitido usar camisetas, bermudas e tênis. Já se for uma festa ou um jantar, vestidos sociais e ternos são apropriados”, salienta.

Para eles: Homens devem valer-se de camisas bem cortadas, principalmente nos punhos, ombros e colarinho; calças sociais; gravatas e blazers; Cintos e sapatos prevalecem em tons preto e marrom; As meias podem ter a cor cinza, marrom ou bege e devem combinar com a cor da calça. Porém, se o sapato for preto, devem ter o mesmo tom; Camisetas brancas, calças jeans de modelagem tradicional e suéter são opções menos formais.

É proibido: Calças jeans furadas ou surradas, camisetas puídas ou muito largas, tênis esportivos, moletons, calças largas e caindo, bermudas e meias esportivas ou velhas. Revista PAR

]


22 ONAIDITOC

COTIDIANO

PRIMAVERA | VERÃO - 2014

Lição de casa [

Quando se fala em educação financeira e em poupar, a maioria das pessoas já afirma imediatamente: “Com o que eu ganho, não tenho como poupar!”. Mas pesquisas mostram que isto não é totalmente verdade, sendo que, em média, 20% dos gastos são excessos. Para conseguir equilibrar as finanças domésticas, antes, deve-se convocar uma reunião

1.

Os gastos de energia elétrica são um dos que mais apresentam excessos. Racionalize o uso do chuveiro e passe todas as roupas de uma só vez.

familiar para discutir quais os objetivos e o que pode ser feito para que essas reduções realmente ocorram. Para mostrar melhor essa questão, o educador financeiro Reinaldo Domingos, autor de diversos livros sobre o tema, sugere 10 dicas práticas e objetivas para equilibrar as contas domésticas:

6. Economize ao utilizar o veículo. Nem sempre se necessita fazer tudo de carro; andar pode ser saudável e econômico. Além disso, é importante manter o carro revisado para que imprevistos não estourem as finanças.

2. O uso de telefone também deve ser repensado, fazendo uma análise entre os valores do fixo e do celular. É preciso comparar o valor das tarifas sempre que possível. Dê preferência ao uso do telefone fixo em vez do celular.

7. Na utilização de gás e água, também é possível economizar. Evite deixar o fogo, o chuveiro e as torneiras ligados sem necessidade e busque reutilizar a água.

3. A reciclagem de produtos também deve ser priorizada. Os desperdícios nas casas são muitos, sendo possível reciclar desde alimentos até roupas e materiais escolares, sem perder a qualidade.

8. Na compra de alimentos, evite excessos e otimize a utilização do que se comprou. Prefira comprar no horário final das feiras ou varejões.

4.

Antes de ir ao supermercado, faça uma lista de compras e procure deixar as crianças em casa. Também tenha cuidado com as promoções, que nem sempre são vantajosas.

5.

Compare os preços quando for às compras. As variações são muitas. Lojas maiores compram em maior quantidade e podem oferecer preços melhores. Revista PAR

9.

Ao levar as crianças para escola, busque revezamento de pais; associe-se com os responsáveis pelos colegas de seus filhos que moram próximos a sua casa.

10. Nos fins de semana, pode-se trocar passeios caros por mais baratos, como trocar shopping, cinema e restaurantes por passeios no parque, visitas a museus e refeições em casa.

]


Profile for César Bressane

Revista PAR 03  

Revista PAR 03  

Advertisement