__MAIN_TEXT__

Page 1

DIPLOMATIC MAGAZINE | 1


PROVAVELMENTE O CARRO MAIS DIVERTIDO DO MUNDO!

EXCEL ENTES COND IÇÕES DE CRÉ DITO

Drive it or Race it.*

2 | DIPLOMATIC MAGAZINE

www.caterhamcars.pt

Visite-nos no Stand de Lisboa (Av. Miguel Bombarda 108)


Editorial

Salvé Considero que devo iniciar estas breves linhas com um “Bem Vindos” a todos os que nos privilegiam com a leitura de mais um projeto editorial do universo Best Com Group (BCG), a Diplomatic Magazine, uma publicação dinâmica que procurará levar ao leitor a excelência nacional e a relação de Portugal e dos Portugueses com as diversas comunidades internacionais . Importará igualmente dirigir um apreço especial a todos os que contribuíram, direta ou indiretamente, para o lançamento deste primeiro numero, um projeto com edição impressa e digital cujos conteúdos se revestem de um elevado interesse nos segmentos corporativos e associativos que se pretende alcançar. Integrada na área Internacional & Corporate do BCG, a revista Diplomatic Magazine assume-se como um suporte estratégico, em que os assuntos abordados gravitam em torno da chamada “Diplomacia Económica”, um posicionamento focado nos mercados e nas empresas e onde o papel da diplomacia converge, cada vez mais, com os interesses económicos e táticos de cada país. Procuraremos, em cada edição, levar até si conteúdos de excelência, partilhando por um lado as opiniões das diferentes personalidades que nos acompanham nas colunas de autor, e por outro corresponder com informação qualitativa no contexto da internacionalização e das relações externas das empresas, instituições e mercados. Esperamos ainda ser bem sucedidos enquanto catalisadores da dimensão de Portugal no mundo, somos uma nação impar na história, resilientes, capazes de nos adaptarmos aosmais diversos cenários e adversidades, temos na nossa língua e cultura uma força imensa, um ativo que devemos e temos de saber explorar. O momento é, mais uma vez, de conquista, o mercado interno é pequeno para a excelência e valor nacional, somos reconhecidos internacionalmente pela nossa capacidade adaptativa e conciliadora de interesses.

4 | DIPLOMATIC MAGAZINE

Welcome I consider that I should start these brief lines with a “Welcome” to all those who favor us with the reading of yet another editorial project of the UniverseBest Com Group (BCG), the Diplomatic Magazine, a dynamic publication that will seek to take the reader to national excellence and the relationship between Portugal and the Portuguese with the various international communities. It will also be important to send a special appreciation to all those who have contributed, directly or indirectly, to the launch of this first issue, a digital and printed edition project whose contents are of high interest in the corporate and associative segments that it is intended to cover. Integrated in the International & Corporate area of BCG, the magazine Diplomatic Magazine assumes itself as a strategic support, in which the subjects covered revolve around the so-called “economic diplomacy”, a position focused on markets and companies and where the role of diplomacy converges, more and more, with the economic and tactical interests of each country. In each edition, we will seek to bring to the table contents of excellence, sharing on the one hand the opinions of the different personalities that accompany us in the columns of author, and on the other, correspond with qualitative information in the context of internationalization and external relations of companies, institutions and markets. We hope to be successful as catalysts of the dimension of Portugal in the world, we are an odd nation in history, resilient, able to adapt to the most diverse scenarios and adversities, we have in our language and culture an immense force, an asset that we must know how to explore. The moment is, once again, of conquest. The internal market is small for excellence and national value. We are internationally recognized for our ability to adapt and conciliate different interests.


G o nç al o Terenas

Exímios nas relações diplomáticas, deveremos igualmente, saber tirar o devido partido de uma das maiores Diásporas mundiais (quando comparado com a população nativa). As realidades económicas e financeiras são mutantes, os paradigmas de hoje não são mais os que durante décadas se mantiveram nas praticas e comércio internacional, os mercados e as empresas evoluem constantemente tornando-se imperativo ser criativo e capaz de acompanhar as mudanças. A Diplomatic Magazine, querendo acreditar que com uma ambição legitima, procura contribuir para uma reflexão sobre temas tão diversos como a “Competitividade”, “Internacionalização”, “Promoção das Exportações”,” Excelência e Inovação”, “Business to Business”, “Novos Mercados”, “Diáspora“ e naturalmente sobre o papel e influência da “Diplomacia Económica” no desenvolvimento das politicas eestratégias económicas de cada país. Iniciamos este projeto editorial com um edição dedicada ao mercado de Marrocos e com uma homenagem, merecida, a S.E. Karima Benyaich, Embaixadora de Sua Majestade o Rei Mohammed VI, em Portugal. As relações históricas, económicas e culturais entre Portugal e Marrocos e o importante contributo da Embaixada de Marrocos no estreitar dos laços entre os dois países foram as razões maiores para esta escolha. Tendo o privilégio de privar de perto e de seguir algumas das realizações de uma das mais influentes personalidades marroquinas em Portugal dos últimos anos, é com regozijo que vos convido a ler com atenção as páginas que dedicámos a Marrocos e a S.E. Karima Benyaich. Faço votos para que os temas e os conteúdos desta publicação sejam do agrado de todos os que nos acompanham, espero que o empenho apostado em cada edição possa contribuir para o conhecimento e valorização de Portugal e dos seus empresários. Bem Hajam

And we must also know how to take full advantage of one of the greatest world Diasporas (when compared to the population native). Economic and financial realities are mutant, today ’s paradigms are no longer those that for decades have remained in practices and international trade, markets and companies constantly evolve making it imperative to be creative and able to keep up with the changes. The Diplomatic Magazine, wanting to believe that with a legitimate ambition, seeks to contribute to a reflection on subjects as diverse as “Competitiveness”, “Internationalization”, “Export Promotion”, “Excellence and Innovation”, “business to business” New Markets”, “Diaspora” and of course on the role and influence of ” Economic Diplomacy “in the development of each country ’s economic policies and strategies. We began this editorial project with an edition dedicated to the Moroccan market and with a well-deserved tribute to Karima Benyaich, Ambassador of His Majesty King Mohamed VI, in Portugal. The historical, economic and cultural relations between Portugal and Morocco and the important contribution of the Moroccan Embassy in the closer ties between the two countries were the major reasons for this choice. Having the privilege of depriving closely and following some of the achievements of one of the most influential Moroccan personalities in Portugal in recent years, it is with joy that I invite you to read carefully the pages that we have dedicated to Morocco and to Karima Benyaich. I hope that the themes and content of this publication will please all those who accompany us, I hope that the commitment bet in each edition can contribute to the knowledge and appreciation of Portugal and its business man. Welcome

DIPLOMATIC MAGAZINE | 5


Indíce / Index 04 - Editorial / Editorial 08 - Noticias / News 10 - Filipe de Botton 14 - O Problema da Seca em Portugal / The Drought Problem in Portugal 16 - O Futuro de uma Língua em Viagem / The Future of a Language on Travel 18 - Portugal High Tech 20 - Web Summit 22 - Karima Benyaich 30 - Dossier Marrocos / Morocco File

Pag. 22

Karima Benyaich

Pag. 10

Filipe de Botton

34 - Destino Marrocos / Morocco Destination 36 - Contratos Internacionais / Internationl Contracts 38 - Portugal na UNESCO / Portugal at UNESCO 40 -Direitos Propriedade Ind. e Estratégia de Marketing / Intellectual Property Rights on Marketing Strategies 44 - Feira de Franchising / Frachising Fair 46 -Camaras de Comércio e Indústria & Diplomacia/ Chambers of Commerce and Industry & Diplomacy 48 - Agenda Internacional de Feiras / International Fair Calendar 50 -André Araújo de Sá 54 -Paviana Construções 56 - Bruno Coelho 60 - Novo Regulamento Protecção Dados / New General Data Protection Regulation 64 - Fátima Lopes 70 - Golfe e Diplomacia / Golf & Diplomacy 72 - País de Marinheiros ou talvez não / Country of Sailors or maybe not 76 - Volvo Ocean Race 76 - O Cavalo Lusitano / The Portuguese Horse Breed 81 - Bentley Continental GT 82 - Aristides de Sousa Mendes

FICHA TÉCNICA:

Pag. 18 Stephan de Moraes

Propriedade: Best Com Group

Colaboradores nesta Edição:

Tiragem: 5.000 Exemplares

Adriana Dourado, Ana Lima, Andrea Lavareda,

Director: Pedro Nunes Maduro

Correia de Almeida, Flora Torralvo, Francisco

Editor: Gonçalo Terenas

Costa leite, Frederico Perry Vidal, João Ralão,

Coordenador: Victor Sales Gomes

Jorge Rio Cardoso, Manuel Liberal Jerónimo,

Director Técnico: Jaime Gonçalves

Mário Máximo, Rui Carvalho, Rui Portela Jr,

Director Comercial: Luis Barroca Monteiro

Stephan de Moraes, Tiago Gomes

Produção: Best Com Group Impressão: Loures Gráfica

6 | DIPLOMATIC MAGAZINE

Isenta de Registo na ERC ao abrigo do Dec. Reg. 8/99 de 9/6 Art. 12º nº 1 - a)


ESPECIALISTAS EM FUSÕES E AQUISIÇÕES . Fusões & Aquisições . Corporate Finance . Reorganização Empresarial . Compra e Venda de Empresas . Joint Ventures e Expansão Internacional . Avaliação de Empresas e Projetos de Investimento

+351 229 395 009 | info@nbbadvisors.com

www.nbbadvisors.com

DIPLOMATIC MAGAZINE | 7


Notícias / News

Todos os países da União Europeia registam crescimento económico em 2017 Segundo as previsões económicas de outono, todos os países da União Europeia registaram crescimento económico em 2017, que se deve manter em 2018. Nesta tendência de recuperação, o Reino Unido começa a evidenciar-se como a exceção. No conjunto dos 28 países, as previsões são de crescimento de 2,3% em 2017 e de 2,1 % em 2018. Nos 19 países da zona euro, prevê-se um incremento de 2,2% em 2017 e de 2,1% em 2018. O Reino Unido, envolto no complexo Brexit, registará um crescimento moderado, de 1,5% este ano e de 1,3% no ano que vem. Nas previsões para 2019, ano que os britânicos devem sair da União, o PIB deve crescer 2% na União a 27 países, 1,9% na zona euro e apenas 1,1% no Reino Unido.

Portugal e Tunísia prometem cooperar em casos de catástrofe e previsão de riscos Portugal and Tunisia promise to cooperate in disaster and risk prediction

8 | DIPLOMATIC MAGAZINE

All countries of the European Union register economic growth in 2017 According to autumn economic forecasts, all EU countries are experiencing economic growth in 2017, which is expected to continue in 2018. In this recovery trend, the UK is starting to stand out as the exception. In all of the 28 countries, forecasts are for growth of 2.3% in 2017 and 2.1% in 2018. In the 19 countries of the euro zone, an increase of 2.2% is expected in 2017 and of 2.1% in 2018. The United Kingdom, enveloped in the Brexit complex, will grow moderately, from 1.5% this year and 1.3% next year. In forecasts for 2019, the year that the British should leave the Union, GDP should grow 2% in the Union to 27 countries, 1.9% in the euro area and only 1.1% in the UK.

Agência Europeia do Medicamento vai para Amesterdão

Jogos Olímpicos de Inverno 2018 serão em Pyeongchang

European Medicines goes to Amsterdam

Olympic Winter Games 2018 will be in PyeongChang

Agency


TAP liga Lisboa a Fèz / TAP links Lisbon to Fèz A companhia portuguesa lança um voo que liga a cidade de Fès a Lisboa. A partir de agora, irá propor seis voos semanais para a cidade marroquina durante a estação do Inverno e voos diários no Verão de 2018. The Portuguese company launched a flight linking the city of Fès to Lisbon. As of October 30, TAP proposes six weekly flights to the Moroccan city during the winter season and daily flights from the summer of 2018.

Cuba muda política migratória / Cuba changes immigration Cuba anunciou, em Washington, uma série de mudanças na política migratória, a partir de 1 de Janeiro. Facilitar a entrada no país de pessoas radicadas noutros Estados e na obtenção da cidadania dos filhos de cubanos, nascidos no estrangeiro, são algumas delas. Cuba’s has announced a series of changes in immigration policy in Washington from January 1. Facilitating the entry into the country of people living in other states and obtaining the citizenship of children born to Cubans born abroad are some of them.

Monte Branco quer integrar lista da UNESCO / Mont Blanc wants to integrate UNESCO list O maciço do Monte Branco pode vir a fazer parte do Património Mundial da UNESCO. Autarcas franceses, italianos e suíços uniram esforços e deram o primeiro passo para que esta possa ser uma realidade. Um sítio que querem ver reconhecido como único e de interesse maior para o Planeta e para a Civilização Humana. The Mont Blanc Massif may be part of the UNESCO World Heritage Site. French, Italian and Swiss officials joined forces and took the first step to making this a reality. A site they want to see recognized as unique and of greater interest for the Planet and for Human Civilization.

Havai proíbe telemóvel na rua / Hawaii prohibits mobile phone on the street Havai aprova lei que proíbe o uso de telemóvel enquanto se atravessa a rua. A partir de agora, atravessar a rua enquanto está ao telemóvel vai dar multa no Havai. O mesmo se aplica ao uso de tabletes e videojogos. A questão está agora em como aplicar as regras. The US state of Hawaii has passed a law prohibiting the use of mobile phones while crossing the street. From now on, crossing the street while you’re on the phone is going to pay a fine in Hawaii. The same applies to the use of tablets and video games. The question now is how to apply the rules.

DIPLOMATIC MAGAZINE | 9


Filipe de Botton ENTREVISTA / INTERVIEW

PRESIDENTE DA DIRECÇÃO DO CONSELHO DA DIÁSPORA PORTUGUESA PRESIDENT OF THE DIRECTION OF THE WORLD PORTUGUESE NETWORK

10 | DIPLOMATIC MAGAZINE


Qual a principal missão do Conselho da Diáspora

What is the main mission of the Portuguese Diaspo-

Portuguesa (CDP)?

ra Council (CDP)?

O principal objetivo do Conselho da Diáspora é con-

The main objective of the Diaspora Council is to con-

tribuir para o reconhecimento e reputação da ima-

tribute to the recognition and reputation of Portu-

gem de Portugal no mundo, através da actuação da

gal’s image in the world, through the work of the

rede de portugueses e luso-descendentes de influên-

Portuguese and Portuguese-descendant network of

cia em diversas esferas de actividade. O CDP é uma

influence in various spheres of activity. The CDP is

instituição independente e privada, que assume uma

an independent and private institution that assumes

posição de neutralidade face aos ciclos políticos,

a position of neutrality in relation to the political cy-

mantendo um perfil de discrição na intervenção pú-

cles, maintaining a profile of discretion in the public

blica. O patrocínio do Presidente da República e do

intervention. The sponsorship of the President of the

Ministro dos Negócios Estrangeiros, na qualidade de

Republic and the Minister for Foreign Affairs, as ho-

órgãos honorários do Conselho, confere a esta ini-

norary bodies of the Council, gives this initiative a

ciativa uma enorme responsabilidade, sendo por isso

huge responsibility, and institutional collaboration is

a colaboração institucional uma das prioridades de

one of the priorities for action. We intend to increa-

acção. Pretendemos cada vez mais ligar os Portugue-

singly connect the Portuguese from the inside with

ses de dentro com os de fora e os de fora com os de

those from the outside and those from the outside

dentro.

with those from within.

Que balanço faz das ações desenvolvidas pelo CDP

What is the balance of the actions developed by

desde a sua fundação? Que ações estão previstas

CDP since its inception? What actions are planned

para o curto e médio prazo?

for the short and medium term?

O Conselho foi fundado por 24 membros em 2012.

The Council was founded by 24 members in 2012. To-

Hoje somos 94 membros, localizados em 25 países,

day we are 94 members, located in 25 countries, 46

46 cidades nos cinco continentes, o que significa um

cities in five continents, which means a very positi-

crescimento muito positivo ao longo destes cinco

ve growth over these five years and a signal of con-

anos e um sinal de consolidação da rede.

São va-

solidation of the network. There are varied themes

riados os temas propostos e desenvolvidos pelos

proposed and developed by the councilors, widely

conselheiros, amplamente reconhecidos como con-

recognized as relevant contributions to the country,

tribuições relevantes para o país, abordam assuntos

addressing various issues in areas of economic and

variados em áreas de interesse económico e social,

social interest, such as the creation of a hub in bio-

como por exemplo a criação de um hub em biotec-

technology in Portugal, tools of alternative financing

nologia em Portugal, ferramentas de financiamento

to the Portuguese economy , cultural diplomacy and

alternativo à economia portuguesa, a diplomacia cul-

the role of the Portuguese diaspora, prevention of

tural e o papel da diáspora portuguesa, a prevenção

disease and promotion of oncological health, export

da doença e promoção da saúde oncológica , a ex-

value-added services, development of the audiovisual

portação de serviços de valor acrescentado, o des-

and media industry in Portugal, skills for the twen-

envolvimento da indústria de audiovisual e media em

ty-first century.

Portugal, as competências para o século XXI .

A few days ago, on 8 November, we held a conference

Ainda hà poucos dias atrás, no dia 8 de Novembro,

on the theme “Innovation meets Cybersecurity: The

promovemos uma conferência sobre o tema “Innova-

Public-Private Cooperation Challenge”, whose main

tion meets Cybersecurity: The Public-Private Coope-

objective was to discuss and share experiences on

ration Challenge”, que teve como objectivo central

how to reconcile digital innovation and resilience in

debater e partilhar experiências sobre como compa-

organizations; and on the 20th of this month we will

tibilizar a inovação digital e a resiliência nas organi-

promote the Annual Meeting where we are planning

zações; e no dia 20 deste mês iremos promover o En-

to launch new topics for discussion.

contro Anual onde temos previsto lançar novos temas para debate.

DIPLOMATIC MAGAZINE | 11


Como interagem entre si os conselheiros que inte-

How do the members of the CDP interact with each

gram o CDP?

other?

Os encontros anuais promovidos pelo Conselho da

The annual meetings promoted by the Diaspora Coun-

Diáspora constituem o principal momento de con-

cil constitute the main moment of contact between

tacto entre os membros da rede que tem tido uma

the members of the network which has had a growing

crescente participação. Aproximar a Diáspora do país

participation. Bringing the Diaspora closer to the

é um dos nossos propósitos centrais e, por isso, es-

country is one of our central goals and therefore,

tes encontros têm igualmente contado com a partici-

these meetings have also had the participation of va-

pação de diversas personalidades nacionais oriundas

rious national figures from the public and private sec-

dos sectores público e privado. Pretende-se fomentar

tors. The aim is to foster a space for sharing among

um espaço de partilha entre os membros da rede, a

members of the network, civil society and political

sociedade civil e os agentes políticos do país, para a

actors in the country, to exchange ideas, experiences

troca de ideias, experiências e práticas sobre diver-

and practices on various topics and present concrete

sos temas e apresentação de propostas concretas de

proposals for action to develop the country.

actuação com vista ao desenvolvimento do país. How can the Board Members support the promotion De que forma podem os Conselheiros apoiar a pro-

and recognition of Portugal’s image abroad?

moção e reconhecimento da imagem de Portugal no

The Councilors of Portugal in the World, as they are

exterior?

called the Members of the Diaspora Council, act by

Os Conselheiros de Portugal no Mundo, como são

their ability to access and influence (in a discreet and

designados os Membros do Conselho da Diáspora,

articulated way), as well as by their expertise in spe-

actuam pela sua capacidade de acesso e influência

cific areas of economy, culture, science and citizens-

(de uma forma discreta e articulada), bem como pela

hip, working in a complementary way to institutional

‘expertise’ em áreas específicas da economia, da cul-

action and economic diplomacy. The Diaspora Coun-

tura, da ciência e da cidadania, trabalhando de for-

cil regularly carries out initiatives known as ‘Intro-

ma complementar à actuação institucional e de di-

ducing Portugal’, organized in collaboration with the

plomacia económica. O Conselho da Diáspora realiza

diplomatic network and AICEP, both in Portugal and

regularmente iniciativas designadas ‘Introducing Por-

abroad, in order to raise awareness of the potential

tugal’, organizadas em colaboração com a rede diplo-

of the country to potential investors in various fields.

mática e a AICEP, tanto em Portugal como no exterior,

The experiences already presented show practical and

com o objectivo de dar a conhecer o potencial do país

encouraging results and demonstrate that it is possi-

a potenciais investidores em diversos domínios. As

ble to strengthen cooperation between State institu-

experiências já realizadas mostram resultados práti-

tions and the private sector with mutual benefits.

cos , e encorajadores , e demonstram que é possível estreitar, com benefícios mútuos, a cooperação entre

What is your vision for the future of CDP?

instituições do Estado e o sector privado.

Our challenge is to strengthen and consolidate this global network of influence, extending the sphere of

Qual a sua visão para o futuro do CDP?

action to new geographical areas, and striving for

O nosso desafio é fortalecer e consolidar esta rede

gender balance; in addition to continuing to promo-

global de influência, alargando a esfera de actuação

te opportunities for institutional cooperation and

a novas áreas geográficas, e procurando o equilibrio

among members of the network, so that Portugal can

de gênero; para além de continuar a promover opor-

benefit from the active mobilization of its diaspora

tunidades de cooperação institucional e entre os

of influence.

membros da rede, no sentido de que Portugal possa beneficiar da mobilização activa da sua diáspora de influência.

12 | DIPLOMATIC MAGAZINE

Principais indicadores / Main indicators 94 Conselheiros / 94 Counselors 24 Países / 24 Countries 46 Cidades / 46 Cities 5 Continentes / 5 Continents


DIPLOMATIC MAGAZINE | 13


PNUEA: O problema da seca em Portugal PNUEA: The drought problem in Portugal

O Programa Nacional para o Uso Eficiente da Água (PNUEA), não é novo, embora com a seca extrema que Portugal tem atravessado, os seus propósitos e objetivos passassem a ter maior atualidade. A ênfase é agora dada à redução de perdas de água e à optimização dos sistemas de abastecimento. Por outro lado, o PNUEA procura também uma importante integração com outros sectores, nomeadamente, da energia, da indústria e da agricultura. Trata-se de um instrumento de política nacional para um uso eficiente da água resultante do conjugar de esforços de vários organismos do Estado. O actual programa apresenta vários aspectos positivos, nomeadamente a nível da definição de responsáveis pela coordenação, implementação e acompanhamento das várias medidas preconizadas. Os níveis de ineficiência têm vindo claramente a melhorar, sobretudo no sector urbano onde se registam valores na ordem dos 20% (que comparam com os níveis de 40% uma década antes). Nos sectores agrícola e industrial as melhorias têm sido mais modestas

The National Program for the Efficient Use of Water (PNUEA), is not new, although with the extreme drought that Portugal has crossed, its purposes and objectives are now more current. Emphasis is now placed on reducing water losses and optimizing supply systems. On the other hand, the PNUEA also seeks important integration with other sectors, notably energy, industry and agriculture. It is an instrument of national policy for the efficient use of water resulting from the efforts of various State agencies. The current program has a number of positive aspects, in particular as regards the definition of those responsible for the coordination, implementation and monitoring of the various measures envisaged. The levels of inefficiency have been clearly improving, especially in the urban sector where the figures are around 20% (compared to 40% a decade earlier). In the agricultural and industrial sectors the improvements have been more modest.

14 | DIPLOMATIC MAGAZINE


J o rg e R io Cardo s o

No primeiro caso, registam-se valores na ordem dos

In the first case, there are values in the order of 35%

35% (40%) e, no segundo, níveis de 20% (30%). As

(40%) and in the second, levels of 20% (30%). The tar-

metas definidas no PNUEA são o de reduzir, até 2020,

gets set in the PNUEA are to reduce the inefficiency of

o valor desta ineficiência dos sectores urbano, agrí-

the urban, agricultural and industrial sectors by 20%,

cola e industrial para 20%, 35% e 15%, respectiva-

35% and 15%, respectively, by 2020.

mente.

Investments made in reducing these water leaks are

Os investimentos feitos na redução destas fugas de água são

rewarding - at various levels, including economic, te-

compensadores — a vários níveis, nomeadamente, económi-

chnical, environmental, public and social health - and

co, técnico, ambiental, saúde pública e social — e, como tal,

as such a strategy must be taken that takes due ac-

há que apostar numa estratégia que tenha em devida conta os

count of the benefits of all these aspects. In crisis

benefícios decorrentes de todos estes aspectos. Em situações

situations there is a temptation to postpone this type

de crise há a tentação de adiar este tipo de investimento com

of investment with the justification that there are

a justificação de que existem outros sectores mais carenciados

other sectors that are more in need of these funds.

desses meios financeiros. Nada de mais errado.

Nothing more wrong.

De facto, a correcção do problema das fugas pode também

In fact, correction of the leakage problem can also

ser visto como um problema económico. Assim, sempre que o

be seen as an economic problem. Thus, whenever the

custo do investimento na modernização do sistema, de forma

cost of investing in the modernization of the system,

a evitar desperdícios, seja inferior aos benefícios colhidos pela

in order to avoid waste, is lower than the benefits ob-

redução de fugas dever-se-á proceder à intervenção. Dito de

tained by the reduction of leakage, the intervention

outra forma: a intervenção justifica-se sempre que os respecti-

must be carried out. Put another way: intervention is

vos benefícios marginais suplantem os custos marginais.

justified whenever the respective marginal benefits

Existe algum consenso sobre um valor entre os 15 e os 20%

outweigh the marginal costs.

como o nível óptimo de fugas (OCDE, 2014). O nível óptimo de

There is some consensus on a value between 15% and

fugas — percentagem de água tratada no sistema que é des-

20% as the optimal level of leakage (OECD, 2014). The

perdiçada e, por isso, não cobrada — nunca será zero uma vez

optimum level of leakage - the percentage of trea-

que para isso os custos de investimento seriam de tal forma

ted water in the system that is wasted and therefore

elevados que suplantariam largamente os benefícios. De res-

not collected - will never be zero since for this the

to, a OCDE refere mesmo a medida de controlo de fugas como

investment costs would be so high that they would

uma das nove acções nacionais recomendadas para os países

outweigh the benefits. Moreover, the OECD even re-

membros.

fers to the leakage control measure as one of the nine

A aposta política deve ser, agora mais do que nunca, no senti-

national actions recommended to member countries.

do da implementação e cumprimento do PNUEA, como parece

The political focus must now be more than ever on the

ser o propósito das autoridades. Além de ser um investimento

implementation and enforcement of the PNUEA, as

compensador tem as vantagens de contribuir para os objectivos

appears to be the purpose of the authorities. Besides

da Directiva Quadro da Água. O ambiente, e a qualidade de vida

being a rewarding investment, it has the advantages

dos cidadãos, agradece e o lema deste programa poderá fazer

of contributing to the objectives of the Water Fra-

jus ao seu nome: “Água com Futuro”!

mework Directive. The environment, and the quality of life of the citizens, thank you and the motto of this program can live up to its name: “Water with Future”!

DIPLOMATIC MAGAZINE | 15


O futuro de uma língua em viagem

The future of a language on travel

“O homem é a medida de todas as coisas, das coisas que são, enquanto são, das coisas que não são, enquanto não são”.

A frase em epígrafe pertence ao fi-

portuguesa. Claro que não podem

coisas que não são, enquanto não

lósofo grego Protágoras (481– 411

esquecer as línguas maternas e/ou

são”.

AC). Na maior parte das vezes é ci-

os crioulos (quando for o caso).

No que à língua diz respeito é preci-

tada apenas pelo seu início, ou seja:

As línguas maternas assumem a

so ter muito cuidado com as coisas

“O homem é a medida de todas as

identidade ancestral como os criou-

que são e as coisas que não sãono

coisas”.

los assumem o diálogo direto entre a

concerto interno de cada nação lu-

De facto, o homem é mesmo a medi-

língua portuguesa chegada aos seus

sófona e no concerto dos diferentes

da de todas as coisas. Exceto daque-

territórios em tempos recuados e os

relacionamentos de índole interna-

las que o transcendem...

seus hábitos de comunicação ante-

cional.

Porque fui buscar esta frase numa

rior falada.

Desejo que a clarividência das mul-

crónica ligada à Lusofonia? Bem,

Não sei se alguém duvida da impor-

heres e dos homens lusófonos ilu-

porque a lusofonia terá a medida

tância estratégica da globalização

mine os tempos futuros. Sem essa

que os cidadãos da lusofonia quise-

da lusofonia (isto é, da globalização

clarividência não haverá competiti-

rem e puderem realizar. Tal como,

da língua portuguesa). Aos que du-

vidade da língua portuguesa.

antes disso, começará por ter a me-

vidam, direi que há erros que uma

É preciso não esquecer que, desde

dida do que sonharem.

vez cometidos demoram muitos anos

os seus primórdios, a língua por-

Em cada país de expressão oficial

e demasiadas gerações a serem co-

tuguesa é uma língua em viagem.

portuguesa, os respetivos lideres

rrigidos.

Tornou-se grande no mundo porque

(coadjuvados pelas suas equipas)

Em cada país lusófono as políticas

soube viajar.

encontrarão a medida do que que-

para a língua portuguesa são vitais.

E é o que tem de continuar a fazer.

rem outorgar ao ideal da lusofonia.

E devem ser encaradas de um modo

A língua portuguesa nunca poderá

Oxalá não seja de visões curtas essa

dúplice: por um lado, defendendo

deixar de viajar!

medida…

a relevância da língua portuguesa

Por detrás de uma língua está uma

numa perspetiva de interligação com

ancestralidade,

por

as línguas maternas e os crioulos;

vezes uma civilização. É por isso que

uma

por outro, defendendo o cariz inter-

todos os cidadãos do mundo lusó-

nacional global da língua portuguesa

fono devem olhar e sentir a língua

no mundo. É que a língua portugue-

portuguesa como o elo de ligação

sa está presente em todos os conti-

primordial ao universo do mundo

nentes!

global.

Parafraseando as palavras de Protá-

Os líderes políticos dos países de ex-

goras direi que “O homem lusófono

pressão portuguesa têm de refletir

é a medida de todas as coisas, das

acerca do que desejam para a língua

coisas que são, enquanto são, das

16 | DIPLOMATIC MAGAZINE

cultura,


M ár io M áxim o

“Man is the measure of all things, things that are, while they are, of things that are not, while they are not ”.

The epigraph belongs to the Greek

Behind a language is ancestry, a cul-

tive of interconnection with native

philosopher Protagoras (481- 411

ture, sometimes a civilization. That

and Creole languages; on the other,

BC). In most cases it is mentioned

is why all citizens of the Portugue-

defending the global international

only by its beginning, that is, “Man

se-speaking world must look and feel

aspect of the Portuguese language in

is the measure of all things.”

the Portuguese language as the pri-

the world. The Portuguese language

In fact, man is the measure of all

mary connecting link to the universe

is present on every continent!

things. Except for those who trans-

of the global world.

To paraphrase Protagoras I will say

cend it ...

The political leaders of the Portugue-

that “Lusophone man is the measure

Why did I get this phrase in a chro-

se-speaking countries have to reflect

of all things, things that are, while

nicle linked to Lusophony? Well, be-

on what they want for the Portugue-

they are, of things that are not, whi-

cause Lusophony will have the mea-

se language. Of course they cannot

le they are not.”

sure that the citizens of Lusophony

forget the mother tongues and/or

In what concerns the language, one

want and can do. Just as before, you

the Creoles (when applicable).

must be very careful about the things

will begin by having the measure of

The mother tongues assume the an-

that are and the things that are not

what you dream.

cestral identity as the Creoles assu-

within the internal concert of each

In each Portuguese speaking country,

me the direct dialogue between the

Portuguese-speaking nation and in

the respective leaders (supported by

Portuguese language arrived at their

the concert of different international

their teams) will find the measure of

territories in times retreated and

relationships.

what they want to grant the ideal of

their habits of previous communica-

I wish that the foresight of Portugue-

Lusophony. May it not be short-sigh-

tion spoken.

se women and men illuminates futu-

ted this measure ...

I do not know if anyone doubts the

re times. Without this clairvoyance

strategic importance of the globali-

there will be no competitiveness of

zation of lusophony (that is, of the

the Portuguese language.

globalization of the Portuguese lan-

It should not be forgotten that, since

guage). To those who doubt it, I will

its beginnings, the Portuguese lan-

say that there are mistakes that once

guage is a language on the road. He

committed take many years and too

became great in the world because

many generations to correct.

he knew how to travel.

Policies in the Portuguese language

And that ’s what it have to keep

are vital in every Portuguese-spea-

doing.

king country. And they should be

The Portuguese language can never

viewed in a twofold way: on the one

stop traveling!

hand, defending the relevance of the Plume Creative/Getty Images

Portuguese language in a perspec-

DIPLOMATIC MAGAZINE | 17


Portugal High Tech “Ser ou não ser”

Portuguese High Tech “To be or not to be“ A WEB SUMMIT É REALMENTE DECISIVA PARA O PAÍS? IS THE WEB SUMMIT REALLY A GAME CHANGER FOR THE COUNTRY?

Muito foi escrito sobre a Web Summit, startups e, em particular, Lisboa como um novo centro tecnológico importante na Europa. A maioria das pessoas, suponho, deve ficar confusa com a coisa toda e muitos se perguntando se isso é real. Portugal é realmente tão bom em tecnologia? A Web Summit é realmente decisiva para o país? Isso é apenas marketing ou há algo importante acontecendo no país e eu não sou parte disso? Bem, a resposta não é fácil. Vamos começar com o básico. O hype só é justificado se efetivamente tecnologias e empresas de classe mundial estiverem a nascer em Portugal. Não se trata de eventos, não de Likes no Facebook ou de capas em revistas. Trata-se de inovação real criada pelas empresas. Onde estamos? Ao longo dos últimos 10 anos, 10 empresas alcançaram rounds de investimento da série A e acima (aumentos de capital de mais de 5 milhões de euros) com empresas de capital de risco globais (e investidores locais, como nós, no mesmo round na maioria). A lot has been written about the Web Summit, startups and in particular Lisbon as a new major tech hub in Europe. Most people, I suppose, must be puzzled about the whole thing and many wondering whether this is for real. Is Portugal really that good in technology? Is the Web Summit really a game changer for the country? Is this just marketing or is there something major happening in the country and I am not part of it? Well, the answer is not easy. Let´s start with the basics. The hype is only justified if effectively world-class technology and companies are being born in Portugal. It ’s not about

Isso é apenas marketing ou há algo importante acontecendo no país e eu não sou parte disso? Is this just marketing or is there something major happening in the country and I am not part of it?

events, not about Likes on Facebook or covers in magazines. It ’s about real innovation created by companies. Where do we stand? Over the last 10 years, 10 companies have reached Series A and above rounds of investment (capital increases of over 5 million Euros) with global venture capital firms (and local investors such as ourselves as well in the same round in most of them).

18 | DIPLOMATIC MAGAZINE


Stephan de M o raes Esta é uma boa métrica para entender se criamos tecnologia real porque grandes startups com tecnologia real sempre são financiados. Aqueles que não recebem financiamento não é porque não conseguem encontrar investidores na Série A, é porque não são bons o suficiente para atrair esses investidores, nacionais ou internacionais. E quem são essas empresas? Farfetch, Outsystems, Feedzai, Talkdesk, Veniam, Uniplaces, Seedrs, Unbabel, Aptoide e Codacy. Mais estão a chegar. Mas para colocar as coisas em perspectiva, a França teve 11 durante o mês de junho deste ano e o Reino Unido tinha 22 série A nesse mesmo mês. Então, sim, temos algo em andamento promissor, mas não vamos ficar excitados, porque ainda não estamos a produzir quantidade. Há certamente quantidade suficiente para sustentar um ecossistema e investidores profissionais, como a Indico Capital Partners, mas Lisboa não é Londres, Paris, Berlim ou uma capital escandinava. No entanto, somos incrivelmente melhores do que hà 5 anos atrás, quando não tinhamos um ecossistema que valesse a pena mencionar, então devemos celebrar isso. Agora, e o Web Summit. As pessoas fora da indústria perguntam-me: “É realmente tão bom e tão especial?”. A resposta curta é sim. O benefício económico para Lisboa é óbvio em termos de todas as indústrias associadas a qualquer evento desta dimensão. Existem outros grandes eventos em Lisboa, outros congressos e, à partida devemos ter todos eles. Mas, é claro, existem outros efeitos derivados da Web Summit. Em particular, a credibilidade que empresta a Lisboa como centro de tecnologia, mas sobretudo uma grande oportunidade para empresários, gerentes, investidores, funcionários governamentais e estudantes locais compreenderem um pouco mais profundamente a profunda revolução que a tecnologia traz à nossa vida pessoal e profissional. É ótimo ter a Web Summit em Lisboa. Não vai resolver os problemas e os desafios do país, mas ajuda a curto prazo e a longo prazo. Novamente, não se trata do lado do marketing do evento, mas sim o facto de Portugal estar integrado numa onda global e não devemos perder essa revolução, pois perdemos as anteriores.

This is a good metric to understand whether we have been creating real technology because great startups with real technology always get funded. Those that do not get funded is not because they cannot find investors at Series A, its because they are not good enough to attract those investors, national or international. Who are those companies, you will ask – Farfetch, Outsystems, Feedzai, Talkdesk, Veniam, Uniplaces, Seedrs, Unbabel, Aptoide and Codacy. More are on the way. But to put things in perspective, France had 11 during the month of June this year and the UK had 22 Series A that same month. So, yes, we have something going on which is promising but lets not get over excited, because we are not yet producing quantity. There is certainly enough quantity to sustain an ecosystem and professional investors such as Indico Capital Partners, but Lisbon is not London, Paris, Berlin or a Scandinavian capital. We are nevertheless incredibly better than 5 years ago when we had no ecosystem worth mentioning, so we should celebrate that instead. Now, what about Web Summit. People outside of the industry ask me – “Is it really good and special?”. The short answer is yes. The economic benefit for Lisbon is obvious is terms of all the industries associated with any such a big event. There are other big events in Lisbon, other congresses and we should have all of them in principle. But, of course there are other spill over effects from the Web Summit. In particular the credibility it lends to Lisbon as a tech centre, but above all a huge opportunity for local entrepreneurs, managers, investors, government officials and students to understand a little more deeply the deep ongoing revolution that technology is bringing to our personal and professional lives. Its great to have Web Summit

“...não devemos perder essa revolução, pois perdemos as anteriores” “...we should not miss this revolution as we missed previous ones” in Lisbon.Its not going to solve the country´s problems and challenges but is does help short term and long term. Again, its not about the marketing side of the event, its about Portugal being integrated in a global wave and we should not miss this revolution as we missed previous ones.

DIPLOMATIC MAGAZINE | 19


Web Summit Texto: Adriana Dourado

STEPHEN HAWKING, A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E O QUE SIGNIFICA SER HUMANO STEPHEN HAWKING, ARTIFICIAL INTELLIGENCE AND WHAT IT MEANS TO BE HUMAN

Pelo segundo ano consecutivo, Portugal recebeu em

For the second consecutive year, Portugal hosted the

Lisboa a maior conferência de tecnologia, inovação e

largest technology, innovation and entrepreneurship

empreendedorismo do mundo.

conference in the world.

Criada por Paddy Cosgrave em 2010, a Web Summit é

Created by Paddy Cosgrave in 2010, the Web Sum-

o lar da tecnologia, da robótica e de todos os temas

mit is home to technology, robotics and all subjects

onde é notável a influência da era digital. Música,

where the influence of the digital age is remarkable.

saúde e a indústria automóvel são alguns dos mais

Music, health and the automotive industry are some

recorrentes. Para muitas start-ups, esta conferência

of the most recurring. For many start-ups, this con-

representa uma rampa de lançamento, facilitando o

ference represents a launch pad, facilitating media

reconhecimento mediático e o encontro com inves-

recognition and meeting with investors.

tidores.

Considering the increasing weight of technology in

Considerando o peso cada vez maior que a tecnologia

today ’s society, it is no surprise that this year the

exerce na sociedade atual, não é surpresa que este

Web Summit was received with particular interest

ano a Web Summit tenha sido recebida com particu-

and enthusiasm - with more entries than ever befo-

lar interesse e entusiasmo - com mais participações

re, sold out almost 60,000 tickets. Between represen-

do que nunca, esgotou os quase 60.000 bilhetes

tatives of companies, successful entrepreneurs, we-

disponíveis. Entre representantes de empresas, em-

ll-known faces of the world of politics, celebrities and

preendedores de sucesso, caras conhecidas do mun-

artists, this edition was attended by more than 1,200

do da política, celebridades e artistas, esta edição

speakers. Attention was drawn to such personalities

contou com a presença de mais de 1.200 oradores.

as Al Gore, António Guterres, Brad Smith and Mike

As atenções estiveram viradas para personalidades

Massimino (author of the first tweet to be published

como Al Gore, António Guterres, Brad Smith e Mike

from space).

Massimino (autor do primeiro tweet a ser publicado

The main highlight of this year, passing by “flying

a partir do espaço).

cars” and Mercedes autonomous, was artificial inte-

O grande destaque deste ano, passando por “carros

lligence. Almost omnipresent, artificial intelligence is

voadores” e Mercedes autónomos, foi a inteligência

the way to the future, according to Stephen Hawking.

artificial. Quase omnipresente, a inteligência arti-

The renowned physicist was not physically present,

ficial é o caminho para o futuro, segundo Stephen

but he did not let the event pass him by, surprising

Hawking.

the visitors with a live lecture.

O físico de renome não esteve presente fisicamente, mas não deixou que o evento lhe passasse ao lado, surpreendendo os visitantes com uma palestra em direto.

20 | DIPLOMATIC MAGAZINE

25 Conferences for every Industry 1.200 Speakers 2.000 Start ups 2.500 Media 1.400 Investors 60.000 Attendees


Ao abrir a discussão sobre o tema, afirmou que a inteligência artificial pode vir a representar a humanidade e que talvez seja a ferramenta mais poderosa para a solução de problemas como a pobreza. Portugal contribuiu neste campo com a subida ao palco de Nuno Sebastião, fundador da empresa portuguesa Feedzai, que desenvolveu um software para detetar fraudes em transações eletrónicas através de inteligência artificial. Estiveram também em palco os robots Professor Eins-

In opening the discussion on the subject, he said that

tein e Sophia, a primeira inteligência artificial a rece-

artificial intelligence may represent humanity and

ber um estatuto de cidadã. Os humanóides Einstein e

that it may be the most powerful tool for solving pro-

a agora cidadã da Arábia Saudita especularam sobre

blems such as poverty.

o que significa ser humano, tendo um deles admitido

Portugal contributed in this field with the rise to the

que deseja criar ligações emocionais e afirmado que

stage of Nuno Sebastião, founder of the Portuguese

“o medo do progresso tecnológico reflete o medo das

company Feedzai, who developed software to detect

pessoas em si mesmas”.

fraud in electronic transactions through artificial in-

O PITCH, concurso para eleger e financiar a melhor

telligence. Also on stage were the robots Professor

start-up, deu, pela primeira vez este ano, oportunida-

Einstein and Sophia, the first artificial intelligence to

de ao público de participar da votação. A portuguesa

receive a status of citizen. Humanoids Einstein and

Glartek, criada para facilitar e reduzir custos de tare-

the now Saudi Arabian citizen have speculated on

fas de manutenção na indústria, ficou-se pelas semi-

what it means to be human, one of whom admitted

finais, e a vencedora dos 50.000 euros, eleita tanto

that he wants to create emotional attachments and

pelo público como pelo júri, foi Lifeina, uma start-up

stated that “the fear of technological progress re-

francesa que faz transporte e armazenamento de me-

flects the fear of the people themselves.”

dicação.

PITCH, a competition to elect and finance the best

O Primeiro-ministro Português, António Costa, apro-

start-up, gave, for the first time this year, an oppor-

veitou para agradecer aos visitantes estrangeiros.

tunity for the public to take part in the vote. The Por-

“Estamos sempre à vossa espera, como turistas, em-

tuguese company Glartek, created to facilitate and

preendedores ou amigos”. Se tudo correr dentro do

reduce maintenance costs in the industry, stayed for

que está previsto, Portugal pode voltar a ser anfitrião

the semifinals, and the winner of the 50,000 euros,

da Web Summit até 2020.

elected by both the public and the jury, was Lifeina, a French start-up that transports and storage of me-

25 Conferências para cada Indústria 1.200 Oradores 2.000 Start ups 2.500 Meios de Comunicação Social 1.400 Investidores 60.000 Visitantes

dication. The Portuguese Prime Minister, António Costa, took the opportunity to thank foreign visitors. “We are always waiting for you, as tourists, entrepreneurs or friends.” If everything goes according to plan, Portugal can host the Web Summit again by 2020.

DIPLOMATIC MAGAZINE | 21


Karima Benyaich ENTREVISTA / INTERVIEW

EMBAIXADORA DO REINO DE MARROCOS EM PORTUGAL EMBASSADOR OF THE MOROCCO KINGDOM IN PORTUGAL

22 | DIPLOMATIC MAGAZINE


Que balanço faz destes quase 10 anos em Portugal?

What is the balance of these almost 10 years in

No decorrer da última década, posso destacar que

Portugal?

as relações entre Portugal e Marrocos conheceram

During the last decade, I can emphasize that the re-

um desenvolvimento extraordinário e obtiveram re-

lations between Portugal and Morocco have expe-

sultados que qualificarei de naturais, o apogeu des-

rienced an extraordinary development and obtained

tas relações, é apenas o resultado da vontade comum

results that I will describe as natural, the apogee

expressa na Cimeira de Estado de Alto Nível dos dois

of these relations, is only the result of the common

países vizinhos que partilham, mais do que a história;

will expressed at the High Level Summit of the two

uma visão sobre os desafios do futuro e as oportu-

countries neighbors who share, more than history; a

nidades que poderão em conjunto ser aproveitadas

vision on the challenges of the future and the oppor-

pelos nossos dois países e respectivos operadores

tunities that can be jointly taken advantage of by our

privados e institucionais e cuja 13ª edição se realizou

two countries and their respective private and insti-

em Rabat nos dias 5 e 6 de Dezembro de 2017.

tutional operators and whose 13th edition was held

A visita a Marrocos, em Junho de 2016, de Sua Excelência

in Rabat on 5 and 6 December 2017.

o P r e s i d e n t e d a R e p ú b l i c a p o r t u g u ê s a , Prof. Dr.

The visit to Morocco, in June 2016, of His Excellen-

Marcelo Rebelo de Sousa, a primeira de um Chefe de

cy the President of the Portuguese Republic, Prof. Dr.

Estado português depois de 18 anos, veio imprimir

Marcelo Rebelo de Sousa, the first of a Portuguese head

um crescimento mais forte ao desenvolvimento das

of state after 18 years, has seen a stronger growth in

relações estratégicas que unem os dois países.

the development of the strategic relations that unite the two countries.

Como se sabe, a excelência das relações politicas es-

As you know, the excellence of political relations has

ta be le ce u um a b a s e s ó l i d a pa ra um a co o p era çã o

laid a solid foundation for pragmatic bilateral coo-

bilateral pragmática.

peration. I would say that when I arrived in Lisbon

Direi, que aquando da minha chegada a Lisboa, as

the priorities were clear. It was necessary to translate

prioridades eram claras.

into facts the will of the highest Moroccan and Por-

Era necessário traduzir em factos a vontade das mais

tuguese authorities in these relations. That is why I

altas autoridades marroquinas e português a s n e s s a s

set out to give priority to four key objectives: to give

re lações. Foi por isso que me fixei em dar prioridade

more visibility to these relations by creating links be-

a quatro objectivos fundamentais: dar mais visibilida-

tween the two institutions, municipalities, universi-

de a estas relações criando laços entre as entidades

ties, think-tanks etc ..., strengthening economic and

institucionais, municipalidades, universidades, think-

trade cooperation between our two countries but also

thanks etc... dos dois países, o reforço da cooperação

a better knowledge between our two peoples through

económica e comercial entre os nossos dois países,

a cultural promotion and a valuation of our common

mas também um melhor conhecimento entre os nos-

historical heritage and exchange between the two

sos dois povos através de uma promoção cultural e

civil societies and finally a better integration of the

de uma valorização do nosso património histórico

Moroccan community in Portugal.

comum e intercâmbio entre as duas sociedades civis e por fim um a m e l ho r i nte g ra çã o d a co m uni da de m arroquina em Portugal.

DIPLOMATIC MAGAZINE | 23


Hoje, os números falam por si, no plano económico

Today, the figures speak for themselves, in economic

e comercial, o volume das trocas comerciais regis-

and commercial terms, the volume of trade increa-

tou um aumento notável passando de 280 milhões

sed notably from 280 million euros in 2009 to close

de Euros em 2009 a perto de mil milhões em 2017.

to 1 billion in 2017. Also, the number of Portuguese

Também, o número de empresas portuguêsas que

companies exporting to Morocco is steadily increa-

exportam para Marrocos está a aumentar constante-

sing from 987 in 2009 to 1303 in 2017. Morocco is

mente passando de 987 em 2009 para 1303 em 2017.

currently the first partner of Portugal in the Arab

Ma rro cos é act ualm e nte o pr i m e i ro p a rc e i ro de

World and the second in Africa, after Angola

Po rtugal no Mundo árabe e o segundo em Africa, a

This was possible thanks to a dynamic of visibility in

seguir a Angola.

all the big events organized in Portugal and to a work

Isto foi possível, graças a uma dinâmica de visibilida-

of economic promotion of the potential and destina-

de em todas as grandes manifestações organizadas

tion of Morocco as an investment and production des-

em Portugal e a um trabalho de promoção económica

tination and as an export market.

do potencial e do destino Marrocos, como destino de

Today, my country is attracting a great deal of inte-

investimento e produção e como mercado de expor-

rest from Portuguese investors who are now present

tação.

in Morocco and from 30 in 2008 to 300 companies in

Hoje, o meu país suscita um grande interesse por

different sectors, namely in the automotive, construc-

parte dos investidores portuguêses que actualmente

tion, cork, pharmaceutical, in agri-food, in textiles, in

estão presentes em Marrocos e que passaram de 30

hotels, etc ...

em 2008 a 300 empresas implantadas em diferentes

The level of Portuguese direct investment in Morocco

sectores, nomeadamente na indústria automóvel, na

has increased significantly over the past ten years. In

construção, na cortiça, na indústria farmacêutica, no

particular, I would like to highlight two large invest-

agroalimentar, no têxtil, na hotelaria etc...

ments: Simoldes, in the automotive sector and Grupo

O nível dos investimentos directos portuguêses em

Sana, respectively, for 60 million Euros first and for

Marrocos registou um aumento significativo no de-

90 million Euros for the second. The prospects in this

correr dos últimos dez anos, saliento particularmente

sense are part of a partnership that is strategic in

dois grandes investimentos, o da sociedade Simoldes,

order to benefit from a relationship oriented towards

no sector automóvel e o do Grupo Sana, na hotela-

a better exploitation of the economic potential that

ria, respectivamente por 60 milhões de Euros para

exists in the two countries.

o primeiro e 90 milhões de Euros para o segundo.

Among the major partnership projects launched in

As perspectivas neste sentido, inscrevem-se na via de

the course of this decade is electricity interconnec-

uma parceria que se quer estratégica em proveito de

tion with a capacity of about 1,000 megawatts, which

uma relação orientada para uma melhor exploração

is an important step towards the development of a

das potencialidades económicas que existem nos dois

broad partnership in the energy sector, building a

países.

“regional energy hub”. One such project, cited as an

Entre os principais projectos de parceria lançados

example, also has, once it enters its stage of imple-

no d e c o r r e r d e s t a d é c a d a , f i g u r a a i n t e r c o n e x ã o

mentation, a strong capacity to train subsidiary in-

e l é c t r i ca, com uma capacidade de mais ou menos

dustries. In fact, this dynamic is evident in the auto-

1.000 megawats, e que constitui uma étapa impor-

motive or hotel sector.

tante para o desenvolvimento de uma parceria alargada no sector da energia, traduzindo uma vontade comum em construir um “hub energético regional”. Um tal projecto, citado a título de exemplo, tem também, uma vez que entre na sua fase de realização, uma forte capacidade de treinamento de indústrias subsidiárias. De facto, essa dinâmica constata-se, no sector automóvel ou no da hotelaria.

24 | DIPLOMATIC MAGAZINE


A nível cultural e humano, os intercâmbios e a cooperação demonstraram ser cada vez mais intensos. O povo português continua a descobrir as potencialidades de Marrocos e os grandes projectos lançados pelo nosso país sob a conduta de Sua Majestade o Rei Mohammed VI, assim como os marroquinos são cada vez mais numerosos a descobrir e a investir em Portugal. Residem aqui, as razões profundas que convenceram m a i s d e 8 0 . 0 0 0 t u r i sta s p o r t u g u ê s e s a e s c o l h e r M a rrocos para as suas férias em 2017, fazendo do destino Marrocos um dos primeiros destinos turisticos fora da UE. Esta notável evolução registada a nível económico tornou-se possível, igualmente, graças ao aumento das ligações aéreas regulares que passaram de 10 a m a i s d e 3 8 e m 1 0 a n o s , p a ra d i fe re nte s c i d a d e s m a rroquinas, tais como Casablanca, Fez, Tânger e

On a cultural and human level, exchanges and coope-

Marrakech efectuadas pela Royal Air Maroc e pela

ration have been increasingly intense. The Portugue-

TAP e ás quais se acrescentam durante o período

se people continue to discover the potential of Mo-

estival vôos charter num total de 90 (para Saidia e

rocco and the great projects launched by our country

Agadir).

under the conduct of His Majesty King Mohammed VI,

Termino esta minha resposta, observando que, tendo

as well as Moroccans are increasingly numerous to

em conta a importância da cooperação descentrali-

discover and invest in Portugal.

zada no acompanhamento e na aproximação entre os

Here are the deep reasons that have convinced more

povos, foi dado um especial ênfase ao papel das cida-

than 80,000 Portuguese tourists to choose Morocco

des para que a parceria estratégica entre os nossos

for their holidays in 2017, making Morocco one of the

dois países seja um modelo de crescimento partilha-

first tourist destinations outside the EU.

do com mais de 15 acordos de geminação assinados

This remarkable economic development has also been

entre colectividades marroquinas e portuguêsas no

possible thanks to the increase in scheduled air con-

decorrer dos 10 últimos anos.

nections from 10 to more than 38 in 10 years to diffe-

A cultura, o desporto, os intercâmbios universitários

rent Moroccan cities such as Casablanca, Fez, Tangier

foram desenvolvidos através de Parcerais inovadoras.

and Marrakech by Royal Air Maroc and TAP and to

Hoje, os nossos dois países dispõem de um quadro

which are added during the summer charter flights

destinado a promover a dinâmica de cooperação em

for a total of 90 (for Saidia and Agadir).

matéria de ensino superior e de investigação cientifica

I close this response by noting that, given the impor-

através da realização da Cimeira dos Presidentes das

tance of decentralized cooperation in monitoring and

Universidades e da assinatura de numerosos acor-

bringing people together, a special emphasis has been

dos entre universidades portuguêsas e marroquinas.

placed on the role of cities so that the strategic partnership between our two countries is a shared growth model with more than 15 twinning agreements signed between Moroccan and Portuguese collectives over the last 10 years. Culture, sport and university exchanges were developed through innovative partnerships. Today, our two countries have a framework to foster cooperation in higher education and scientific research through the Summit of Presidents of Universities and the signing of numerous agreements between Portuguese and Moroccan universities.

DIPLOMATIC MAGAZINE | 25


Que semelhanças, económicas e culturais, encontrou

What economic and cultural similarities did you

entre os dois países?

find between the two countries?

Sem entrar em detalhes, direi que os nossos dois

Without going into detail, I will say that our two coun-

países para além das suas similitudes culturais que

tries, in addition to their cultural similarities, have

permitiram a cada um, através desta história comum,

allowed each one, through this common history, to

de se enriquecer um ao outro, são dois países com-

enrich each other, are two complementary countries

plementares que tudo aproxima. Quando cheguei a

that are all approaching. When I arrived in Portugal,

Portugal, fiquei maravilhada por encontrar muitas se-

I was amazed to find many similarities between our

melhanças entre os nossos dois países, sobretudo em

two countries, especially in cultural, architectural

matéria cultural, arquitectónica e de comportamen-

and behavioral matters, to the point that I never felt

to, a tal ponto que não me senti nunca uma estran-

like a foreigner. The Portuguese people are as hospi-

geira. O povo português é tão hospitaleiro quanto o

table as the Moroccan people. In 9 years I never felt

povo marroquino. Em 9 anos nunca me senti desen-

uprooted, thanks to the welcome that was given me

raizada, graças ao acolhimento que me foi dispensa-

by all the people with whom I had the pleasure and

do por todas as pessoas com quem tive o prazer e a

honor to cross.

honra de me cruzar.

These similarities reflect this common heritage and

Estas semelhanças reflectem essa herança comum

the deep friendship that exists between our two

e a amizade profunda que existem entre os nossos

countries. The Moroccan dialect retains several Por-

dois países. O dialecto marroquino conserva várias

tuguese words, and traces on the Atlantic coast, an

palavras portuguêsas, e vestígios na costa atlântica,

ocean with which we share the coasts, cities like El

um oceano com o qual partilhamos as costas, cida-

Jadida (formerly Mazagão) or Essaouira (former Mo-

des como El Jadida (ex-Mazagão) ou como Essaouira

gadouro) are there to remind us that Portugal was

(ex-Mogadouro) estão lá para nos recordar que Por-

present in Morocco, passing the reverse in Portugal,

tugal esteve presente em Marrocos, passando-se o

where there are many words of Arab origin, as well

inverso em Portugal, onde existem muitas palavras de

as vestiges at architectural level, especially in the Al-

origem árabe, assim como vestigios a nível arquitec-

garve region.

tónico, sobretudo na região do Algarve.

From an economic point of view, when we look at the

Do ponto de vista económico, quando observamos

structures of the two economies, we realize that the

as estructuras das duas economias apercebemo-nos

two countries share a close similarity by being de-

que os dois países partilham uma estreita semel-

pendent on the functioning of their respective eco-

hança estando dependentes do funcionamento das

nomies of SMEs and PMIs, especially as the areas of

suas economias respectivas das PME e PMI, especial-

industry, agriculture and services represent a simila-

mente porque as áreas da indústria, da agricultura e

rity that may allow our two economies, in this sense,

dos serviços representam uma similaridade que pode

to approach the regional and international market

permitir ás nossas duas economias, neste sentido,

not only in a competitive but complementary logic.

abordarem o mercado regional e internacional não só

And this complementarity can find its full potential

numa lógica de concorrência, mas de complementari-

by leading the Moroccan and Portuguese private

dade. E esta complementaridade pode encontrar toda

sectors to approach the African, Latin American and

a sua envergadura ao conduzir os sectores privados

Arab markets as a whole, combining the strengths of

marroquinos e portuguêses a encarar a abordagem

each of these geo-strategic areas, in a trilateral pers-

do conjunto dos mercados africanos, latino-america-

pective.

nos e árabes, aliando os pontos fortes de cada uma dessas áreas geoestratégicas, numa óptica trilateral.

Karima Benyaich was a successful case in Portugal. What advice would you give to your successor for

Karima Benyaich foi um caso de sucesso em Por-

the office you are now leaving?

tugal. Que conselhos daria ao seu sucessor para o

If one speaks of success, it was thanks to all the su-

exercício do cargo que agora abandona?

pport I received during all these magnificent years

Se se fala de sucesso, foi graças a todo o apoio que

from all the Portuguese with whom I shared almost

recebi, durantes estes magnificos anos, de todos os

a decade.

prtuguêses com quem partilhei quase uma década.

26 | DIPLOMATIC MAGAZINE


Como sabe o meu sucessor é um homem de grande

As you know my successor is a man of great quality

qualidade e um profissional da diplomacia económi-

and a professional of economic diplomacy. I have no

ca. Não tenho dúvidas que porá a sua marca nesta

doubt that he will make is mark in this constant and

evolução constante e dinâmica que caracteriza as

dynamic evolution that characterizes our relations

nossas relações e contribuirá para este edificio, que

and will contribute to this building, which is built over

se constrói ao longo dos anos, por ambas as partes,

the years by both parties, in a spirit of friendship,

num espirito de amizade, de respeito mútuo, de soli-

mutual respect, solidarity and trust.

dariedade e de confiança partilhada.

Nesta passagem por Portugal quais foram os acon-

In this passage through Portugal what were the

tecimentos/momentos que mais a marcaram?

events / moments that marked it most?

Há tantas coisas a realçar em 9 anos. Sem sombra

There are so many things to highlight in 9 years. Wi-

de dúvidas, não há maior privilégio na vida do que

thout a doubt, there is no greater privilege in life

servir o seu país, servi-lo num país como Portugal, o

than serving my country, serving in a country like

mais antigo Estado-Nação do mundo, foi uma enorme

Portugal, the oldest nation-state in the world, was a

honra.

great honor.

Esta honra é ainda maior, dado que no decorrer da

This honor is even greater given that in the course of

minha Missão tive o imenso privilégio de criar uma

my Mission I had the immense privilege of creating

relação de amizade com grandes personalidades do

a relationship of friendship with great personalities

mundo politico, económico, cultural e da sociedade

of the political, economic, cultural and civil society.

civil. Retiro desta experiência excepcional, que a ri-

From this exceptional experience, the wealth of a na-

queza de uma Nação reside antes de tudo na sua ci-

tion resides first and foremost in its civilization and in

vilização e no valor do seu povo, este povo que me

the value of its people, this people who impressed me

impressionou pelas suas qualidades humanas e pro-

with their human and professional qualities.

fissionais.

That is why Portugal will always personify this great

É por isso, que Portugal personificará sempre para

nation to me at the forefront of great causes; this

mim esta grande Nação na vanguarda das grandes

great culture which has constantly defended the vir-

causas ; essa grande cultura que defendeu constan-

tues of humanism; this great country that has always

temente as virtudes do humanismo ; esse grande país

been able to raise the values of openness, pluralism

que sempre foi capaz de elevar bem alto os valores da

and dialogue very high.

abertura, do pluralismo e do diálogo.

I was struck by the love that the Portuguese have

Fiquei impressionada pelo amor que os portuguêses

for the interests of their nation and the dignity with

têm pelos interesses da sua nação e pela dignidade

which this people deal with the challenges.

com a qual este povo lida com os desafios.

DIPLOMATIC MAGAZINE | 27


Sempre afirmou que valorizava muito a cooperação cultural como forma de aproximação entre os povos. Acha que essa aproximação cultural entre Portugal e Marrocos existe? O que acha que pode ser feito neste campo para aproximar ainda mais os dois países? Ao longo da minha missão em Portugal, dediquei uma atenção particular na promoção da cultura marroquina, em toda a sua diversidade, vestuário, culinária, musical, cinematográfica, e de uma maneira geral, artesanal. Um conhecimento mútuo da nossa história e cultura respectivas, é a base para uma aproximação mais profunda entre os nossos dois povos. Neste sentido, celebrámos este ano o 60º aniversário do estabelecimento das relações diplomáticas entre Marrocos e Portugal, sob os auspícios de S.E. o Senhor Presidente da República, e esta comemoração foi a ocasião, como muitas outras durante esta década, para dar a conhecer e partilhar com os nossos amigos portuguêses e o público em geral, muitos pilares da nossa rica cultura. Assim, organizámos uma noite musical e um desfile de moda de caftans, e vestidos de cerimónia femininos, num local emblemático da vila de Cascais, o Palácio presidencial da Fortaleza de Cascais. Paralelamente a este evento, organizámos uma exposição de tapetes e uma outra de quadros de um pintor de renome, pudendo assim, oferecer ao público português uma amostra da diversidade do nosso património cultural. Cito estes eventos organizados este ano, a título de exemplo, sabendo que seria dificil fazer um balanço exaustivo de todas as manifestações culturais que a Embaixada organizou individualmente ou com outros parceiros, igualmente preocupados em promover este conhecimento mútuo entre os dois povos, próximos e amigos. Gostaria de realçar também o papel activo das associações dos marroquinos residentes em Portugal que muito contribui através das suas acções para a promoção da cultura marroquia dado que na sua maioria estão bem integrados em Portugal, um país aberto e tolerante. Ainda há um longo caminho a percorrer, mas o objectivo que estabelecemos é claro, os marcos estão definidos e de ano para ano colocamos simbólicamente uma pedra neste edificio, construido sobre uma amizade e um respeito partilhado e enriquecido por uma sede de conhecimento de ambas as partes. E o número crescente de turistas, universitários, estudantes e investigadores que se interessam pelo nosso património comum, é dia após dia, uma promessa de sucesso na conclusão desse conhecimento mútuo.

28 | DIPLOMATIC MAGAZINE

He had always stated that he highly valued cultural cooperation as a way of bringing people together. Do you think that this cultural approach between Portugal and Morocco exists? What do you think can be done in this field to bring the two countries closer together? Throughout my mission in Portugal, I paid special attention to the promotion of Moroccan culture, in all its diversity, clothing, cuisine, music, film, and in general, crafts. A mutual understanding of our respective history and culture is the basis for a deeper rapprochement between our two peoples. In this sense, we celebrated this year the 60th anniversary of the establishment of diplomatic relations between Morocco and Portugal, under the auspices of the President of the Republic, and this celebration was the occasion, like many others during this decade, to make known and share with our Portuguese friends and the general public, many pillars of our rich culture. Thus, we organized a musical evening and a caftans fashion show, and feminine dresses, in an emblematic place of the village of Cascais, the Presidential Palace of the Fortress of Cascais. In parallel to this event, we organized an exhibition of rugs and another one of paintings by a renowned painter, so that we could offer the Portuguese public a taste of the diversity of our cultural heritage. I cite these events organized this year as an example, knowing that it would be difficult to make an exhaustive assessment of all the cultural manifestations that the Embassy organized individually or with other partners, equally concerned to promote this mutual knowledge between the two peoples, neighbors and friends . I would also like to emphasize the active role of associations of Moroccan residents in Portugal who contribute a great deal through their actions to promote Moroccan culture since most of them are well integrated into Portugal, an open and tolerant country. There is still a long way to go, but the goal we set is clear, the landmarks are defined and from year to year we symbolically place a stone in this building, built on a friendship and a shared respect enriched by a thirst for knowledge of both parts. And the growing number of tourists, university students and researchers who are interested in our common heritage is day after day a promise of success in completing this mutual knowledge.


Que argumentos poderia apresentar aos empre-

What arguments could you present to Portuguese

sários portuguêses para investirem em Marrocos?

entrepreneurs to invest in Morocco?

Marrocos conheceu estes últimos anos, sob a lide-

In recent years, under the leadership of His Majesty

rança de Sua Majestade o Rei Mohammed VI, um

King Mohammed VI, Morocco has experienced a great

grande desenvolvimento e grandes reformas o que

development and great reforms, which has made the

fez com que, o mercado marroquino goze de numero-

Moroccan market enjoy numerous advantages, in ad-

sas vantagens, para além da proximidade geográfica

dition to the geographical and cultural proximity to

e cultural a que já me referi:

which I have already referred:

- O clima dos negócios é dos mais atractivos de Africa

- The business climate is one of the most attractive in

e no mundo Árabe. Basta recordar os dois últimos

Africa and in the Arab world. It is enough to recall the

relatórios de 2016 e 2017 que confirmam o lugar de

last two reports of 2016 and 2017 that confirm the

Marrocos como plataforma de investimento privile-

place of Morocco as a privileged investment platform

giada na região.

in the region.

- A isto, soma-se a visibilidade fornecida pelas es-

- Added to this is the visibility provided by the secto-

tratégias sectoriais de desenvolvimento, que traçam

ral development strategies which outline the energy,

para cada um dos sectores em questão, a energia,

automotive, textile and pharmaceutical industries for

a indústria automóvel, o têxtil e a indústria farma-

each of the sectors concerned, the clear objectives

cêutica, os objectivos claros e as oportunidades que

and the opportunities that can be harnessed by these

podem ser aproveitadas por estes parceiros.

partners.

- Para suporte destas estratégias, Marrocos desen-

- In support of these strategies, Morocco has deve-

volveu toda uma infraestructura de acolhimento e

loped an infrastructure for the reception and deve-

de desenvolvimento das empresas, através de zonas

lopment of companies through free zones, industrial

francas, zonas indstriais , capazes de atrair projectos

zones, capable of attracting large-scale projects in

de envergadura em todos os sectores.

all sectors.

- Marrocos dispõe actualmente de uma capacidade

- Morocco now has a demonstrated capacity for ma-

demonstrada, de realizações de grandes projectos,

jor projects, which require complex financial arrange-

que necessitam de montagens financeiras comple-

ments to accompany credibility with international fi-

xas que acompanhem a credibilidade junto das ins-

nancial institutions. This confidence is also explained

tituições financeiras internacionais. Esta confiança

by the pool of qualified human resources available,

explica-se igualmente pelo conjunto dos recursos hu-

which stand out across the region.

manos qualificados disponíveis, que se destacam em

- Another important advantage is the opening of Mo-

toda a região.

rocco to a large free trade area, giving the Moroccan

- Uma outra vantagem importante consiste na abertu-

market a potential of over one billion consumers.

ra de Marrocos a uma grande zona de comércio livre, conferindo ao mercado marroquino um potencial de mais de mil milhões de consumidores.

DIPLOMATIC MAGAZINE | 29


Dossier Marrocos

Morocco File

Texto: AICEP Fotos: Jaime Gonçalves

Área: 710 850 km2 (incluindo o Sahara Ocidental, que ocupa 252 120 km2) População: 33 848 242 habitantes Designação oficial: Reino de Marrocos Capital: Rabat Outras cidades importantes: Casablanca, Fés, Tanger, Marrakech, Salé e Meknés Fronteiras terrestres: Argélia, Espanha, Sahara Ocidental Religião: A religião oficial é o islamismo; a maioria da população é muçulmana Língua: A língua oficial é o árabe, embora uma minoria significativa da população fale o berbere. O francês (língua usada predominantemente nos negócios e na administração) e o castelhano são também utilizados Unidade monetária: Dirham marroquino (1 EUR = 10,8677) Pagamentos: O Euro é aceite para pagamento em muitos hotéis e riads. A gorjeta é um hábito estabelecido. ATM: O limite de levantamento diário é, normalmente, 2.000 Dirhams. - Atenção que não é incomum que ao fim de semana estejam sem dinheiro para dispensar. Cartões de crédito: Os principais centros turísticos aceitam cartões de crédito, mas por vezes os estabelecimentos fazem-se cobrar de uma taxa de 5 por cento. Os cartões mais utilizados pertencem às redes Visa e Mastercard.

30 | DIPLOMATIC MAGAZINE

Area: 710 850 km2 (including Western Sahara, which occupies 252 120 km2) Population: 33 848 242 inhabitants Official name: Kingdom of Morocco Capital: Rabat Other important cities: Casablanca, Fés, Tangier, Marrakech, Salé and Meknes Land borders: Algeria, Spain, Western Sahara Religion: The official religion is Islam; the majority of the population is Muslim Language: The official language is Arabic, although a significant minority of the population speaks the Berber. French (predominantly used in business and administration) and Castilian are also used Currency: Moroccan Dirham (EUR 1 = 10.8677) Payments: Euro is accepted for payment at many hotels and riads. Tipping is an established habit. ATM: The daily withdrawal limit is normally 2,000 Dirhams. Attention is not uncommon that at the weekend they have no money to dispense. Credit Cards: Major resorts accept credit cards, but sometimes establishments do charge themselves a 5 percent fee. The most used cards belong to the Visa and Mastercard networks.


Fuso horário: GMT Código telefónico internacional: +212 Corrente Elétrica: 220 volts AC 50Hz Pesos e Medidas: Marrocos utiliza o sistema métrico, embora também sejam usadas algumas unidades de medida locais. Horários de Funcionamento Serviços Públicos: (de segunda a sexta-feira) Inverno – 9h00 às 16h30, no Verão – 9h00 às 15h00 e no Ramadão – 9h00 às 15h00 Bancos: Inverno – 8h15 às 16h00 (de segunda a sexta-feira) Verão – 8h30 às 15h00 (de segunda a sexta-feira) Ramadão – 9h00 às 15h00 (de segunda a sexta-feira) Comércio tradicional: Inverno – 9h00 às 13h00 / 15h00 ou 15h30 às 19h00 (de segunda-feira a domingo) Verão – 9h00 às 13h00 / 15h00 ou 15h30 às 20h00 ou 20h30 (de segunda-feira a domingo) Ramadão – 10h00 às 13h00 / 14h00 às 16h00 (de segunda-feira a domingo) Em alguns locais o comércio encerra ao domingo. Regime de Entrada e estadia: Os cidadãos portugueses, ou de qualquer país da União Europeia, e brasileiros não precisam de visto para estadias de turismo em Marrocos até 90 dias. Apenas precisam de apresentar passaporte com, no mínimo, 3 meses de validade. Saúde: Além das vacinas normais que se deve ter sempre em dia (tétano, hepatites), não são necessários quaisquer cuidados de saúde especiais para viajar em Marrocos. Clima: As melhores alturas para visitar Marrocos são a primavera (meados de março até maio) e o outono (setembro a novembro). Nas outras épocas do ano não devemos substimar o calor extremo e o frio intenso, particularmente nas zonas do alto Atlas, onde a neve se avista e sente desde novembro até julho. Para os que viajam no inverno, o melhor destino são as áreas mais a sul – onde as noites são, ainda assim, muito frias. A costa norte e as montanhas Rif são muito húmidas no inverno e no início da primavera.

Time zone: GMT International Dialing Code: +212 Electrical Current: 220 volts AC 50Hz Weights and Measures: Morocco uses the metric system, although some local units of measurement are also used. Hours of operation Public Services: (from Monday to Friday) Winter - 9am to 4.30pm, Summer - 9am to 3pm and Ramadan - 9am to 3pm Banks: Winter - 8:15 a.m. to 4:00 p.m. (Monday to Friday) Summer - 8:30 a.m. to 3 p.m. (Monday to Friday) Ramadan - 9:00 a.m. to 3:00 p.m. (Monday to Friday) Traditional: Winter - 9:00 a.m. to 1:00 p.m. / 3 p.m. or 3:30 a.m. to 7:00 p.m. (from Monday to Sunday) Summer - 9:00 a.m. to 1 p.m./15 a.m. or 3.30 a.m. to 8.30 a.m. or 8.30 a.m. (from Monday to Sunday) Ramadan - 10:00 a.m. to 1:00 p.m. / 2:00 p.m. at 16:00 (Monday to Sunday) In some places the trade closes on Sunday. Entry and stay regime: Portuguese citizens, or from any country in the European Union, and Brazilians do not need a visa for tourism stays in Morocco up to 90 days. They only need to present a passport with a minimum of 3 months of validity. Health: In addition to the standard vaccines that should always be taken (tetanus, hepatitis), no special health care is required to travel in Morocco. Climate: The best times to visit Morocco are spring (mid-March to May) and autumn (September to November). At other times of the year we should expect extreme heat and intense cold, particularly in the high Atlas areas, where snow can be seen and felt from November to July. For those traveling in winter, the best destination are the more southerly areas - where evenings are still very cold. The north coast and the Rif mountains are very humid in winter and early spring.

DIPLOMATIC MAGAZINE | 31


Situação Económica e Perspetivas Com cerca de 33,8 milhões de habitantes1 (60% corresponde a população urbana e 40% a população rural), dos quais 53,3% tem menos de 30 anos, Marrocos caracteriza-se por ter uma maior estabilidade política, social e económica face a outros países da região. As reformas económicas introduzidas ao longo dos últimos anos, a crescente abertura ao exterior, o assinalável investimento em infraestruturas e a aposta num conjunto de setores considerados estratégicos para o desenvolvimento e modernização do país (energia, agricultura, indústria e turismo), mudaram de forma muito positiva a face económica de Marrocos, que se traduziu numa notável evolução do setor financeiro, dos serviços e da indústria.

Economic Situation and Perspectives

De forma gradual, os restantes setores de ativida-

developed, namely the industry, which contributes about 29%

de têm vindo a registar um maior desenvolvimento,

to the GDP and absorbs 13% of the active population, especially

nomeadamente a indústria, que contribui com cer-

the manufacturing industry, namely agri-food products , chemi-

ca de 29% para o PIB e absorve 13% da população

cals, textiles and leather. It has been the Government’s concern

ativa, destacando-se a indústria transformadora, no-

to diversify the economy, focusing on the promotion of higher

meadamente os produtos agroalimentares, produtos

value-added industries - automotive, aeronautics, electrical and

químicos, o têxtil e o couro. Tem sido preocupação

electronics - around major integrating projects such as Renault,

do Governo diversificar a economia, apostando na

PSA and Bombardier. It should be noted that a new industrial

promoção de indústrias de maior valor acrescentado

strategy for seven years (2014-2020) has been launched with an

- automóvel, aeronáutica, elétrica e eletrónica -, em

ambitious program to strengthen the contribution of industry to

torno de grandes projetos integradores como os da

GDP growth and job creation. It should also be noted that the

Renault, da PSA e Bombardier. De salientar que foi

industrial fabric is characterized by the weight of SMEs, which

lançada uma nova estratégia industrial para sete anos

represent about 85% of the sector (93% in the case of the manu-

(2014-2020), com um ambicioso programa que visa

facturing industry), with a small group of large industrial com-

reforçar a contribuição da indústria para o aumento

panies in the private sector.

do PIB e para a criação de emprego. De referir ainda

The services sector continues to have a predominant role in the

que o tecido industrial é caracterizado pelo peso das

country’s economy (56.3% of GDP in 2015), with tourism, trans-

PME, que representam cerca de 85% do setor (93%

port and communications, and financial and real estate inter-

no caso da indústria transformadora), existindo um

mediation services particularly important. Of note is the high

pequeno grupo de grandes empresas industriais no

public investment made in infrastructure (roads, motorways,

setor privado.

ports, airports, high-speed lines, industrial zones, among

O setor dos serviços continua a ter um papel predo-

others), including the expansion of the Tanger Med port with

minante na economia do país (56,3% do PIB em 2015),

repercussions on the development of logistics services.

With around 33.8 million inhabitants (60% corresponds to the urban population and 40% the rural population), of which 53.3% are under 30, Morocco is characterized by greater political, social and economic stability compared to other countries in the region. The economic reforms introduced over the last few years, the increasing openness to the outside world, the significant investment in infrastructure and the commitment to a set of sectors considered strategic for the country’s development and modernization (energy, agriculture, industry and tourism) have changed from the economic side of Morocco, which has translated into a remarkable evolution of the financial sector, services and industry. In a gradual way, the other sectors of activity have been more

com o turismo, os transportes e comunicações, e os serviços de intermediação financeira e imobiliária a assumirem particular destaque. De salientar o elevado investimento público que foi feito em infraestruturas (estradas, autoestradas, portos, aeroportos, linhas de alta velocidade, zonas industriais, entre outras) de que se destaca a expansão do porto Tanger Med com repercussões no desenvolvimento dos serviços de logística.

Embaixada do Reino de Marrocos Embassy of the Kingdom of Morocco Rua Alto do Duque, 21, 1400-099 Lisboa Tel.: (+351) 213 008 080 sifmar@emb-marroccos.pt / www.emb-marrocos.pt Embaixada de Portugal em Rabat Embassy of Portugal in Rabat 5, Rue Thami Lamdouar – Souissi - Rabat Tel.: (+212) 537 75 64 46/47/50 embaixada@ambportugalrabat.org / ambportugalrabat.org

32 | DIPLOMATIC MAGAZINE


Regime de Investimento Estrangeiro A “Carta de Investimento” (Charte de L’Investissement – Lei-Quadro n.º 18-95), em vigor desde 1 de janeiro de 1996, veio diminuir e simplificar os procedimentos administrativos referentes à realização de investimentos, tendo adotado incentivos comuns para todos os setores, à exceção do setor agrícola, cujo regime fiscal é objeto de legislação específica. Este quadro legal será brevemente sujeito a uma reforma profunda com o objetivo, entre outros, de facilitar o ambiente de negócios para os projetos de investimento, simplificar procedimentos e encorajar o investimento público e privado (Le plan de réforme de l’Investissement dévoilé). Ao investidor estrangeiro é concedido idêntico tratamento que aos nacionais, praticamente para todos os setores de atividade, podendo as empresas ser detidas na totalidade por capital externo. Com o objetivo de captar investimento foram adotadas, entre outras medidas: a redução da carga fiscal nas operações de aquisição de bens de equipamento, materiais e ferramentas necessários à realização do investimento, nomeadamente com a aplicação de direitos aduaneiros mais baixos e de isenção de IVA; a redução da taxa de imposto que recai sobre o rendimento e o lucro; a isenção do imposto referente aos registos e taxas locais no âmbito da aquisição de terrenos ou ampliação de estruturas já existentes; a aplicação de um regime preferencial em favor do desenvolvimento regional; e a promoção de praças financeiras off shore, de zonas francas de exportação e de um regime franco de entreposto industrial. Algumas regiões, como Tânger, têm um regime especial de redução tributária. No que se refere a Zonas Francas (Zones Franches) Marrocos conta com: duas zonas francas de exportação, situadas em Tânger e Kénitra, com as empresas aí instaladas a beneficiarem de condições especiais para o desenvolvimento de atividades industriais e comerciais, nomeadamente em termos fiscais e de comércio externo; duas zonas francas “tradicionais” em Tanger Med Ksar el Majaz Mellousa 1 e 2 e em Dakhla et de Laayoune e uma zona franca para armazenagem de hidrocarbonetos em Kebdana-Nador.

Foreign Investment Regime The “Investment Letter” (Charte de L’Investissement - Framework Law no. 18-95), in force since January 1, 1996, has reduced and simplified the administrative procedures for the realization of investments, adopting common incentives for all sectors, except for the agricultural sector, whose tax regime is the subject of specific legislation. This legal framework will soon be subject to a profound reform with the aim of facilitating the business environment for investment projects, simplifying procedures and encouraging public and private investment (Le plan de réforme de l’Investissement dévoilé). Foreign investors are granted the same treatment as nationals, practically for all sectors of activity, and the companies may be wholly owned by foreign capital. In order to attract investment, the following measures were taken: reduction of the tax burden on the purchase of equipment, materials and tools needed to carry out the investment, in particular the application of lower customs duties and VAT exemption ; the reduction of the tax rate on income and profit; the exemption from the tax on local registrations and taxes in connection with the acquisition of land or the extension of existing structures; the application of preferential arrangements for regional development; and the promotion of offshore financial centers, export processing zones and a free industrial warehousing system. Some regions, such as Tangier, have a special tax reduction regime. With regard to free zones (Zones Franches), Morocco has two export processing zones, located in Tangiers and Kénitra, with the companies established therein benefiting from special conditions for the development of industrial and commercial activities, in particular in fiscal terms and foreign trade; two “traditional” free zones in Tanger Med Ksar el Majaz Mellousa 1 and 2 and in Dakhla et de Laayoune and a free zone for storage of hydrocarbons in Kebdana-Nador.

Aicep - Portugal Global Ambassade du Portugal 5, Rue Thami Lamdouar - B. Postale 5050 Souissi - Rabat Tel.: (+212) 537 752 472 aicep.rabat@portugalglobal.pt www.portugalglobal.pt C. Com. Ind. e Serviços de Portugal em Marrocos (CCISPM) C. Com. Ind. and Services of Portugal in Morocco (CCISPM) 48 Boulevard de Paris, Casablanca - 20250, Morocco Tel.: (+212) 522 209 018 ccispm@ccispm.com

DIPLOMATIC MAGAZINE | 33


Destino Marrocos

Morocco Destinations

Sugestões de Alojamento Accommodation Suggestions

Kasbah Tamadot Montanhas Atlas / Atlas Mountains http://www.virginlimitededition.com

Kasbah Tamadot é o retiro mágico de Sir Richard Branson nas montanhas do Marrocos no Atlas. Este hotel de 28 quartos está empoleirado no topo de um vale com vista para o Monte Toubkal e para algumas das aldeias tradicionais berberas que cercam a região. Na verdade, na língua berbere, Kasbah Tamadot significa “brisa suave”. Em qualquer ponto do Kasbah Tamadot, o visitante fica surpreso e encantado. Desde o design exclusivo de cada quarto e tendas berberes, até ao excepcional serviço ao cliente da equipe local, este hotel proporciona certamente uma estadia única e uma experiência fantástica. Kasbah Tamadot foi nomeado Best Resort Hotel, África do Norte e Médio Oriente pelos Travel + Leisure World’s Best Awards 2017!

Kasbah Tamadot is Sir Richard Branson’s magical retreat in Morocco’s Atlas Mountains. This 28 bedroom hotel is perched at the top of a valley with views up to Mount Toubkal and over to some of the traditional Berber villages that dot around the region. In fact, in the Berber language, Kasbah Tamadot means ‘soft breeze’. Everywhere you look around Kasbah Tamadot you will be surprised and delighted! From the unique design of each bedrooms and Berber Tents, to the exceptional customer service of the local staff, it will be a unique holiday and a fantastic experience. Kasbah Tamadot has been named Best Resort Hotel, North Africa and the Middle East in the Travel + Leisure World’s Best Awards 2017.

Pullman Marrakech Palmeraie Resort and Spa Marraquexe / Marrakech http://www.pullmanhotels.com

Um oásis chique com estilo marroquino, o Pullman Marrakech Palmeraie Resort and Spa é um hotel com tudo incluído e com algo para todos. O resort brilha com as suas atividades para crianças, várias piscinas exteriores, mini-golfe, um clube para crianças, zoológico e trampolins gigantes. Por outro lado, os adultos apreciarão o spa com um hammam tradicional, as requintadas opções de refeições. Os quartos são amplos com características modernas de design e varandas ou pátios privados. Embora seja um pouco retirado da cidade, o hotel oferece serviço de transporte gratuito se os hóspedes optarem por se aventurar fora da propriedade. A chic oasis with Moroccan flair, the Pullman Marrakech Palmeraie Resort and Spa is an all-inclusive hotel with a little something for everyone. The resort shines with its activities for children -- multiple outdoor pools, mini-golf, a kids’ club, petting zoo, and giant trampolines. On the other hand, adults will appreciate the spa with a traditional hammam, the exquisite dining options. Rooms are large with modern design features and private balconies or patios. Though it’s a bit removed from town, the hotel offers free shuttle service should guests choose to venture off the property.

34 | DIPLOMATIC MAGAZINE


Mazagan Beach & Golf Resort Casablanca / Casablanca http://www.mazaganbeachresort.com

Rodeado por magníficos jardins paisagísticos, com vista para o Oceano Atlântico, esta propriedade grandiosa captura perfeitamente a arquitetura rica e colorida do estilo de construção de Marrocos. Os quartos e suites apresentam uma decoração de inspiração marroquina, televisão por satélite e wi-fi e uma fantastica seleção de vistas: oceano, lagoas, campo de golfe, jardins ou a majestosa piscina. Uma série de instalações de classe mundial incluem clubes para crianças e adolescentes, um casino e uma discoteca. Doze restaurantes e bares oferecem refrescos informais e refeições finas e exclusivas sob a forma de pratos tradicionais deliciosos, preparados e servidos como eram há centenas de anos atrás.

Surrounded by magnificent landscape gardens, overlooking the Atlantic Ocean, this grandiose property perfectly captures the rich and colourful architecture of Morocco’s building style. Rooms and suites feature Moroccan-inspired décor, satellite television and complimentary wi-fi, and come with a selection of views: the ocean, lagoons, golf course, gardens or the majestic swimming pool. A host of world-class facilities include kids’ and teen clubs, a casino and a nightclub. Twelve restaurants and bars provide both informal refreshments and exclusive fine dining in the form of mouthwatering traditional dishes, prepared and served as they have been for hundreds of years.

Palais Amani Fêz / Fez http://www.palaisamani.com

Sereno, pacífico e encantador, este palácio do século XVII, com seus arcos de gesso esculpido e pátio sombreado de laranjeiras, teve a inclusão de elementos Art Deco na sua decoração na década de 1920 após um terremoto. Hoje, o palácio é o ponto de partida obrigatório para que se quer perder no fantáscio labirinto místico que é Fes el Bali. Depois de uma meticulosa renovação de quatro anos durante a qual os azulejos zellije cortados à mão foram esfregados e polidos, vigas de madeira de cedro descascadas e oleadas, chaminés varridas e aquecimento e ar condicionado instalado, esta beleza está de volta à sua antiga glória mas ainda com mais elementos de luxo. Serene, peaceful, heartbreakingly beautiful, this 17th century palace with its carved plaster arches and orange-tree shaded courtyard got its Art Deco edge in the 1920s after an earthquake. Today the palace it’s the ultimate base from which to lose your heart to the mystical labyrinth that is the Fes el Bali. After a meticulous four year renovation during which hand cut zellije tiles were scrubbed and polished, cedar wood beams stripped and oiled, chimneys swept and heating and air-conditioning added, this belle is back to her former glory with added luxe factor.. DIPLOMATIC MAGAZINE | 35


Internacionalização, Contratos Internacionais e a Cláusula Arbitral

Internationalization, International Contracts and the Arbitration Clause

Depois de vários anos marcados pela recessão económica, pela redução do consumo, pela quebra do investimento e, sobretudo, pela intervenção da Troika em Portugal, com a implementação do respetivo programa de assistência financeira (hoje tido por muitos como demasiadamente exigente ou mesmo desajustado), Portugal parece querer, enfim, renascer, com alguns dos principais indicadores económicos em franca recuperação (esperemos, naturalmente, que de forma consolidada, e não meramente aparente ou artificial). A verdade é que, quer durante o período intervencionado, quer agora, a internacionalização da economia e do tecido empresarial nacional nunca abrandaram, bem pelo contrário. Em particular, as exportações cresceram sempre de forma notável, com várias empresas portuguesas a virarem-se para o estrangeiro, internacionalizando-se, numa tentativa de compensar a diminuição da procura interna. Engane-se, porém, quem pensa que a internacionalização das empresas nacionais assentou ou assenta na criação de pesadas estruturas no estrangeiro. Ao invés de fazer deslocar trabalhadores para locais diferentes da sua sede ou de aí instalar sucursais ou filiais, as empresas portuguesas têm preferido estabelecer parcerias com agentes locais, aproveitando a sua organização, capacidade e conhecimento do mercado. Instrumentos de excelência na criação e definição daquelas parcerias têm sido os contratos internacionais de distribuição, designadamente nas suas diferentes modalidades: agência, concessão, franchising, distribuição autorizada, etc.. do contexto ou, tão simplesmente, saber com o que se pode contar, é, não raras vezes, a verdadeira chave para o sucesso. Um dos fenómenos mais interessantes da prática contratual internacional - e verdadeiramente paradigmático nos contratos vindos de referir - é o da utilização, hoje perfeitamente aceite e generalizada, dos denominados INCOTERMS.

36 | DIPLOMATIC MAGAZINE

After several years marked by the economic recession, the reduction of consumption, the fall in investment and, above all, the Troika’s intervention in Portugal, with the implementation of its financial assistance program (now considered by many as too demanding or even out of order) , Portugal seems to want to be reborn, with some of the main economic indicators in recovery (hopefully, of course, in a consolidated way, not merely apparent or artificial). The truth is that, both during the intervening period and now, the internationalization of the economy and the national business fabric have never slowed, quite the opposite. In particular, exports have always grown notably, with several Portuguese companies turning abroad, internationalizing, in an attempt to compensate for the decline in domestic demand. However, anyone who thinks that the internationalization of national companies is based or was based on the creation of heavy structures abroad is misleading. Instead of moving workers to locations other than their headquarters or installing branches or subsidiaries, Portuguese companies have preferred to establish partnerships with local agents, taking advantage of their organization, capacity and market knowledge. Instruments of excellence in the creation and definition of these partnerships have been the international contracts of distribution, namely in its different modalities: agency, concession, franchising, authorized distribution, etc. One of the most interesting phenomena of international contractual practice - and truly paradigmatic in the contracts to be mentioned - is the use, now widely accepted and widespread, of the so-called INCOTERMS. INCOTERMS or international commercial terms are no more than terms of trade elaborated by the International Chamber of Commerce which comprise a set of rules facilitating various aspects of international transactions, regulating aspects as distinct as the distribution of costs, the place of delivery of the merchandise , the risk of transport and liability for customs obligations.


Frederico Perry Vidal Os INCOTERMS ou international comercial terms mais não são do que termos de comércio elaborados pela Câmara de Comércio Internacional que compreendem um conjunto de regras facilitadoras de vários aspetos das transações internacionais, regulando aspetos tão distintos como a distribuição de custos, o local de entrega da mercadoria, o risco de transporte e a responsabilidade pelas obrigações aduaneiras. A título de mera curiosidade, existem atualmente 11 INCOTERMS, alguns dos quais válidos para todos os tipos ou modos de transporte - FCA (Free Carrier) ou CIP (Carriage and Insurance Paid), por exemplo - e outros apenas para o transporte marítimo, como seja o caso da regra FOB (Free on Board) ou CIF (Cost Insurance Freight). Ainda no âmbito da contratação internacional, merece particular destaque o fenómeno da arbitragem. Com efeito, a crescente sofisticação das relações jusmercantis internacionais, aliada à morosidade dos processos judiciais, tem contribuído para afirmar a arbitragem enquanto o meio alternativo de resolução de disputas, a que a generalidade das empresas tem recorrido de forma cada vez mais frequente e descomplexada. Para isso muito contribuiu, no nosso país, a Lei nº 63/2011, de 14 de dezembro (nova LAV) que transpôs em grande medida a Lei-Modelo da UNCITRAL,indo assim ao encontro das soluções das modernas legislações e regulamentos de instituições arbitrais,colocando Portugal no mapa das arbitragens internacionais e,ao mesmo tempo, facilitando o reconhecimento e execução de sentenças arbitraisestrangeiras, adotando um regime semelhante ao previsto na Convençãode Nova Iorque de 1958. Por fim, uma nota de ordem mais prática, mas não menos importante. A decisão de iniciar um processo de internacionalização ou de contratação internacional deve ser sempre acompanhado de uma análise, tão detalhada quanto possível, do “país de destino” e, em particular, do seu contexto económico, político, social e cultural. Mais do que a perfeição técnica de um qualquer contrato ou processo de internacionalização, saber como agir (ou reagir) em determinado contexto ou, tão simplesmente, saber com o que se pode contar, é, não raras vezes, a verdadeira chave

Manuel Liberal Jerónimo As a matter of mere curiosity, there are currently 11 INCOTERMS, some of which are valid for all types or modes of transport - FCA (Free Carrier) or CIP (Carriage and Insurance Paid), and others only for maritime transport, such as the FOB (Free on Board) rule or CIF (Cost Insurance Freight) rule. Still in the scope of international contracting, the phenomenon of arbitration deserves special mention. In fact, the growing sophistication of international legal relations, combined with the length of court proceedings, has contributed to affirm arbitration as the alternative means of dispute resolution, to which most companies have been increasingly frequent and uncomplicated. To this end, Law 63/2011, of December 14 (new LAV), which largely transposed the Model Law of UNCITRAL, has contributed greatly to our country, thus meeting the solutions of the modern laws and regulations of arbitration institutions, placing Portugal on the map of international arbitrations and, at the same time, facilitating the recognition and enforcement of foreign arbitration awards, adopting a regime similar to that provided for in the 1958 New York Convention Finally, a more practical note, but not least. The decision to initiate a process of internationalization or international recruitment must always be accompanied by a detailed analysis of the “country of destination” and, in particular, of its economic, political, social and cultural context. More than the technical perfection of any contract or process of internationalization, knowing how to act (or react) in a particular context or, simply, knowing what can be counted, is often the real key to success .

para o sucesso.

DIPLOMATIC MAGAZINE | 37


Portugal eleito para o Conselho Executivo da UNESCO Portugal elected to the UNESCO Executive Board

Por tugal foi eleito no passado dia 8 de Novembro para o Conselho Executivo da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), mandato que irá prolongar-se até 2021, anunciou hoje o governo. Numa nota enviada às redações, o Ministério dos Ne gócios Estrangeiros congratulou-se com a eleição, formalizada em Paris durante uma votação secreta na 39.ª Conferência Geral da UNESCO, recordando que é a quar ta vez que Por tugal é eleito para este órgão da UNESCO. Por tugal esteve pela última vez no Conselho Executivo da UNESCO entre 2005 e 2009. “ Trata-se do culminar de uma intensa e bem-sucedida campanha da candidatura por tuguesa para este lugar que envolveu ativamente toda a rede diplomática por tuguesa, com destaque para a Missão Permanente de Por tugal junto da UNESCO, liderada pelo Embaixador José Filipe Moraes Cabral”, referiu o comunicado da diplomacia por tuguesa. “A eleição de Por tugal para o Conselho Executivo da UNESCO, prioritária para o governo, reflete o re conhecimento internacional da impor tância que o nosso país atribui ao multilateralismo, conforme ficou bem patente no trabalho aber to, transparente e inclusivo que Por tugal desenvolveu durante o mandato que exerceu no Comité do Património Mundial da UNESCO”. Também o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa saudou a eleição de Por tugal para o Conselho Executivo da UNESCO, considerando ser “mais um êxito da diplomacia” nacional que poderá proje tar ainda melhor a sua imagem a nível internacional e assegurar uma capacidade de inter venção acrescida numa plataforma multilateral tão relevante como é a UNESCO”.

Fonte: Lusa

38 | DIPLOMATIC MAGAZINE


Portugal was elected on November 8 to the Executive Board of the United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization (UNESCO), a mandate that will continue until 2021, the government announced today. In a note sent to newsrooms, the Ministry of Foreign Affairs welcomed the election, formalized in Paris during a secret ballot at the 39th General Conference of UNESCO, recalling that it is the fourth time that Portugal has been elected to this UNESCO body. Portugal was on the Executive Board of UNESCO for the last time between 2005 and 2009. “ This is the culmination of an intense and successful campaign of the Portuguese candidacy for this place that actively involved the entire Portuguese diplomatic network, especially the Permanent Mission of Portugal to UNESCO, led by Ambassador José Filipe Moraes Cabral”, the statement said. “ The election of Portugal to the Executive Board of UNESCO, a priority for the government, reflects the international recognition of the importance that our country attaches to multilateralism, as reflected in the open, transparent and inclusive work that Portugal developed during its mandate in the UNESCO World Heritage Committee”. The President of the Republic, Marcelo Rebelo de Sousa, also welcomed the election of Portugal to the Executive Board of UNESCO, considering it to be “one more success of the national diplomacy ” that could further project its international image and ensure a greater capacity for intervention in a multilateral platform as relevant as UNESCO”.

DIPLOMATIC MAGAZINE | 39


A Influência dos Direitos de Propriedade Intelectual na Estratégia de Marketing

The Influence of Intellectual Property Rights on Marketing Strategies

A propriedade intelectual tem um papel fundamental

Intellectual property rights play a crucial role in

na estratégia de marketing de qualquer empresa. En-

the marketing strategy of all kinds of an increa-

volvendo um conjunto valioso de processos, criações

sing number of companies, and it involves a set of

e comunicações dirigidas, direta ou indiretamente, a

processes, creations and communications offerings

clientes, consumidores ou a ambos, o marketing gera,

which have value for the clients, customers or so-

necessariamente, ativos intangíveis que podem ser

ciety in general. Marketing necessarily generates

protegidos por direitos de propriedade intelectual. De

intangible assets that may be protected by intellec-

facto, é este o primeiro aspeto significativo da influên-

tual property rights. In fact, this is the first signifi-

cia dos direitos de propriedade intelectual sobre a es-

cative aspect of the influence of intellectual proper-

tratégia de marketing: a proteção dos ativos intangí-

ty rights on marketing strategies: the protection of

veis numa campanha de marketing.

intangible assets in a marketing campaign.

Não obstante, na procura de captar a atenção dos

Notwithstanding

clientes e afastar a concorrência, as campanhas de

drawing the attention of clients or customers and

marketing ultrapassam, por vezes, as fronteiras da lici-

attempting to outdo the competition, marketing

tude, aspeto que é especialmente sentido com relação

campaigns sometimes exceed legal limitations, es-

aos direitos de propriedade intelectual de terceiros.

pecially concerning the respect of intellectual pro-

Neste sentido, a adequação jurídica das estratégias de

perty rights duly protected by law. In this sense,

marketing aos direitos de propriedade intelectual é,

the compliance of marketing strategies to what is

igualmente, um aspeto vital a ter consideração, na me-

allowed by law is also a crucial aspect where mar-

dida em que uma campanha ilícita poderá, para além

keting and intellectual property must go hand in

de desacreditar a comunicação per se, ter pesadas con-

hand. An unlawful campaign can conceivably effect

sequências legais para a empresa infratora.

the communication strategy itself and has strong legal consequences.

40 | DIPLOMATIC MAGAZINE

the

above,

enthusiastically


Víto r Pal m el a Fidal g o

Tipos de Direitos de Propriedade Intelectual que podem estar envolvidos nas campanhas de marketing. Novas designações comerciais, logotipos, nomes de domínio, nomes de produtos, slogans, flyers, white papers, brochuras ou newsletters, são alguns dos exemplos de processos e criações que fazem parte da estratégia e da comunicação dos departamentos de marketing. Se esses elementos são protegidos, no caso concreto, por direitos de propriedade intelectual, isso irá depender do cumprimento dos respetivos requisitos legais; contudo, em tese, todos estes elementos poderão ser protegidos, sendo que a modalidade e o conteúdo da proteção irão depender do bem imaterial em causa.

Types of intellectual property rights that may be in-

Marca A marca é um sinal (nominativo, figurativo ou misto), que identifica os produtos ou os serviços de um determinado agente económico. Nas campanhas de marketing é bastante comum o lançamento de novos sinais distintivos. Estes sinais são, normalmente, submarcas que, em conjunto ou não com a marca principal da empresa, surgem tendo como objetivo a comunicação do lançamento de um novo produto, serviço ou, porventura, de uma determinada vantagem para o consumidor. Tendo distintividade e respeitando o princípio de novidade das marcas, estes sinais deverão ser registados como marcas.

Trademark

Desenho Industrial Os desenhos industriais protegem os aspetos ornamentais ou estéticos de um produto, incluindo a cor, a forma ou as linhas. Não está aqui em causa a subjetividade estética do mesmo, mas sim se este constitui uma inovação ornamental ou estética em relação ao estado da arte. Neste sentido, desde que os mesmos sejam novos e não óbvios, os desenhos utilizados nas campanhas de marketing deverão ser protegidos pelo desenho industrial.

Industrial Design

volved in marketing campaigns. New commercial names, logos, domain names, product names, slogans, flyers, white papers, brochures, newsletters, landing pages or website designs are some examples which are part of the marketing communication and strategy. Whether they are protected or not, in the particular case, by intellectual property rights will depend on whether or not they fulfill the respective requirements for protection. However, at least in theory, they all can be protected. The extension and the way of protection will differ according to the kind of asset in question.

A trademark is a sign (word or figurative), which identifies products or services of a particular source from those of others. In the marketing advertisement it is a common occurrence to see new signs launched in the communication. These signs are usually subbrands which, together or not with the main brand of the company, emerge as a brand-new communication to launch a new product, service or advantage for the relevant public. Being distinctive signals and respecting the principle of novelty for marks, they should be registered as trademarks.

Industrial designs protect the ornamental or aesthetic aspect of a product, including its color, shape or lines. Industrial designs may consist of three or two dimensional features. In this sense, provided that they are new and non-obvious, creative designs used in the marketing campaign should be protected by industrial design.

DIPLOMATIC MAGAZINE | 41


Direito de autor Deverão ainda ser mencionados os direitos de autor. Os direitos de autor concedem direitos exclusivos tendo como objeto obras originais. Este direito de propriedade intelectual pode englobar white papers, notícias ou newsletters. Um determinado design poderá, igualmente, ser protegido por direitos de autor, havendo, por vezes, uma sobreposição entre o d i r e ito de autor e o desenho industrial, o que não será necessariamente prejudicial, na medida em que as proteções poderão complementar-se. De facto, a proteção facultada pelos direitos de autor é, em grande parte dos países, mais duradoura do que a proteção oferecida pelos desenhos industriais.

Copyright

Cumprimento do Marketing da Propriedade Intelectual. Conforme já mencionado, é comum que, no processo de marketing, diversos materiais sejam lançados. Além da proteção que pode ser obtida através dos direitos de propriedade intelectual citados anteriormente, existe o risco de violação dos direitos de propriedade intelectual de terceiros. Tendo isso em mente, será de primordial importância a s s u m i r o c u m p r i m e n t o p r é v i o e e fe t i v o d o s d i r e itos de propriedade intelectual, protegendo, desta forma, a empresa contra ações judiciais e eventuais prejuízos reputacionais. Citamos dois exemplos de conduta que deverão ser considerados: - Efetuar pesquisas de anterioridade da marca; - D e l i m i ta r a f ro nte i ra e nt re o c o m p o r ta m e nto c o n correncial e anticoncorrencial.

Intellectual property marketing compliance.

Com efeito, a estratégia de marketing irá obrigar, necessariamente, à adoção de uma estratégia legal preventiva. Nesta estratégia, aconselhamos a que três questões distintas devam ser respondidas: - O que deverei proteger para obter exclusividade no meu negócio e evitar a cópia? - O que deverei fazer de forma a evitar quaisquer infrações dos direitos de propriedade intelectual? - Quão longe, no ponto de vista legal, poderei ir na minha campanha de marketing, tendo em conta a posição do meu concorrente(s)?

The last relevant intellectual property issue that should be considered is the copyright. Copyright is an exclusive right that protects certain forms of original works. Under this intellectual property right can be included white papers or newsletters. Landing pages and website designs can be protected by copyright as well, however, in such cases there may be an overlap between a copyright and an industrial design which is not necessarily a bad thing since they complement each other. In fact, the copyright protection is, in most countries, longer than the legal protection offered by industrial designs.

As has already been mentioned, a variety of communication material is usually launched in the marketing process. Apart from the protection which can be obtained through the above-mentioned intellectual property rights, there is also a risk of infringement of someone’s intellectual property rights. Bearing this in mind, it is of the utmost importance to undertake a previous effective intellectual property conformity compliance, thus protecting your business against litigation, lost profits and a damaged reputation. Here are some examples of behaviors or situations that should be taken into account. - Trademark clearance searches - Ca r ef u l l y d r a w th e l i n e b etween co m p eti ti on and anti-competitive behavior As we have seen, in terms of intellectual property rights, marketing campaigns have to be carefully delineated. In order to avoid troubles in the future it should be adopted a preventive legal strategy. In this strategy three main separated questions should be asked before launching a marketing campaign: - What should I protect to have exclusivity in my business and avoid copying? - What should I do in order to avoid any infringements of intellectual property rights? - How far can legally I go in my marketing campaign?

42 | DIPLOMATIC MAGAZINE


DIPLOMATIC MAGAZINE | 43


Feira de Empreendedorismo e Franshising

Entrepreneurship and Franshising Fair

A MAIOR FEIRA DE EMPREENDORISMO E FRANCHISING EM PORTUGAL JÁ TEM DATA MARCADA THE BIGGEST ENTREPRENEURSHIP AND FRANCHISING FAIR IN PORTUGAL IS ALREADY SCHEDULED

A Associação Portuguesa de Franchising vai levar ao

The Portuguese Franchising Association will bring to

Páteo da Galé, em Lisboa, um evento que irá juntar

Páteo da Galé, in Lisbon, an event that will bring to-

mais de 60 sectores de actividade. Trata-se da Feira

gether more than 60 sectors of activity. It is the Fran-

de Empreendedorismo e Franchising (FEF 2018), que

chising and Entrepreneurship Fair (FEF 2018), which

tem como objectivo ser um dinamizador de negócios

aims to be a business and job creation enabler, and

e de criação de empregos, e o ponto de encontro en-

the meeting point between entities, businessmen and

tre entidades, empresários e empreendedores.

entrepreneurs.

Dirigida a todos os que procuram inspiração, infor-

Aimed at all those seeking inspiration, information

mação e soluções que ajudem a ter sucesso, seja nos

and solutions to help them succeed, whether in bu-

projetos empresariais ou na criação de uma empresa,

siness projects or the creation of a company, the FEF

a FEF 2018 irá ter lugar nos dias 9 e 10 de Março de

2018 will take place on March 9 and 10, 2018.

2018. Disponibilizando aos seus visitantes uma vasta

Offering its visitors a wide range of businesses, the

oferta de negócios, a Feira vai também contar com

Fair will also have a space for lectures, thematic wor-

um espaço de palestras, workshops temáticos e ser-

kshops and support services, both to Franchisors and

viços de apoio, tanto a Franchisadores e Franchisa-

Franchisees, as well as Entrepreneurs.

dos, como a Empreendedores.

In the last edition, the more than four thousand peo-

Na última edição, as mais de quatro mil pessoas que

ple who visited the ETF were able to contact about

visitaram a FEF conseguiram contactar com cerca de

a hundred entities related to the areas of entrepre-

uma centena de entidades relacionadas com as áreas

neurship and franchising. This year, the organization

do empreendedorismo e do franchising. Este ano, a

intends to exceed expectations and showcase the best

organização pretende superar as expectativas e mos-

to o f fe r i n f r a n c h i s i n g a n d e n t r e p r e n e u r s h i p i n

trar o que há de melhor para oferecer em franchising

Po r t u g a l .

e empreendedorismo em Portugal.

44 | DIPLOMATIC MAGAZINE


DIPLOMATIC MAGAZINE | 45


Camaras de Comércio e Indústria & Diplomacia, uma relação umbilical? Chambers of Commerce and Industry & Diplomacy, a umbilical relationship?

Algo que parece evidente a quem se dedica à atividade diplomática e empresarial é a óbvia vantagem das Camaras de Comércio. Mas nem sempre o que é obvio para uns é para outros. O que se compreende, até porque existem várias Camaras de Comércio sem qualquer relevância, que criaram alguma desconfiança natural aos Diplomatas. Uma desconfiança a ultrapassar Tanto assim é que num espaço de tempo não muito longo, dois embaixadores – acabando um deles por promover e com celeridade, a criação de uma – questionaram sobre os verdadeiros e reais benefícios das Camaras de Comércio e Industria na promoção dos empresários/empresas dos seus países ou se na verdade não estava a ser uma atividade concorrencial da por si promovida. Um concretizava que se assim fosse, porque haveria de apoiar um pedido que tinha? Contrariamente ao que alguns defendem de que não é fundamental a ligação entre a(s) Camara(s) de Comércio e Industria e a Representação Diplomática respetiva, entendemos, desde logo, que esse é o primeiro “selo de garantia”. A relação estreita, no respeito das funções de ambas, permite estabelecer com credibilidade e sustentabilidade o B&B entre os empresários/empresas dos Países abrangidos. A criação de varias Associações intituladas de CCI por mera iniciativa de uma pessoa, iludem, criam expetativas, mas não se traduzem em relações empresariais duradouras e tem originado uma legitima desconfiança das mesmas, quer junto do meio Diplomático quer junto do sector empresarial. Planificação conjunta mais que um direito uma obrigação.

CCT Câmara de Comércio e Indústria de Taipei Av. da Boavista, 1588, Sala 316, Porto http://www.cctaipei.pt

46 | DIPLOMATIC MAGAZINE

So m eth i n g th a t seem s o bv i o u s to th o se en g a ged in d i p l o m a ti c a n d b u si n ess a cti v i ty i s th e o bv i o us adv a nta g e o f th e Ch a m b er s o f Co m m er ce. Bu t n o t a l wa ys wh a t i s o bv i o u s to so m e i s to others . T h i s i s u n d er sta n d a b l e, b eca u se th er e a r e s ever a l Ch a m b er s o f Co m m er ce wi th o u t a ny r el evance, wh i ch cr ea ted so m e n a tu r a l m i str u st to th e Diplom a ts. A d i str u st to ov er co m e. So m u ch so th a t i n a v er y sh o r t sp a ce o f ti m e, two a m b a ssa d o r s - o n e o f th em ev entu a l l y p r o moting a n d cr ea ti n g o n e - q u esti o n ed th e r ea l b en e fits of th e Ch a m b er s o f Co m m er ce a n d In d u str y i n promoti n g th e entr ep r en eu r s / co m p a n i es o f th ei r countr i es o r i f i n fa ct i t wa s n o t to b e a co m p etitive a cti v i ty o f i ts own . If so, why sh o u l d h e su p port a r eq u est h e h a d ? Co ntr a r y to wh a t so m e a r g u e, th a t th e l i n k b etween th e Ch a m b er s o f Co m m er ce a n d In d u str y a nd the r esp ecti v e Di p l o m a ti c Rep r esenta ti o n i s n o t fundam enta l , we u n d er sta n d , f i r st o f a l l , th a t th i s is “a sea l o f g u a r a ntee”. T h e cl o se r el a ti o n sh i p , r esp ecti n g th e f u n cti ons of b o th , m a kes i t p o ssi b l e to esta b l i sh wi th cr edibility a n d su sta i n a b i l i ty th e B& B b etween th e entrepren eu r s/co m p a n i es o f th e co u ntr i es cov er ed . T h e cr ea ti o n o f sev er a l Asso ci a ti o n s, ca l l ed CCI, by m er e i n i ti a ti v e o f a p er so n , d ecei v e, cr ea tes ex pecta ti o n s, b u t d o es n o t tr a n sl a te i nto l a sti n g b us ines s r el a ti o n s a n d h a s g i v en r i se to a l eg i ti m a te d istrust o f th em , b o th i n th e Di p l o m a ti c a n d i n th e b us ines s secto r. Jo i nt p l a n n i n g , m o r e th a n a r i g ht a n o b l i g a ti on.

Camara de Comercio e Industria Romenia-Portugal Rua das Portas de Santo Antão, 89, 1169-022 Lisboa http://rccp.pt/camara-de-comercio-e-industria-romenia-portugal


Co r reia de Al m eida

Entendemos ser quase obrigatório a realização conjunta de conferências, seminários, congressos e bolsas de cooperação e efetuar a mediação de litígios entre participantes do intercâmbio económico bilateral. Estar no terreno Respondia-me um Embaixador, mas nos podemos fazer isso tudo sozinhos. Poder pode. Mas pode abrir delegações regionais (ou núcleos locais) da embaixada em todas as sedes de concelho para efetuar estudos de viabilidade económica dos, eventuais, parceiros/investidores? E ir empresa-a-empresa explicar os benéficos de B&B com o seu País? Emite sozinho o “selo de garantia”? Uma CCI deve planificar a sua agenda em concordância, sempre que possível, com a Representação Diplomática existente, definindo o âmbito na prestação de informações, resposta a consultas, emissão de pareceres, elaboração de estudos de mercado e relatórios, bem como na agilização e fomentação de contactos e de estudos económicos a interessados dos dois países.

A CCI should plan its agenda wherever possible with the existing Diplomatic Representation, defining the scope of information provision, response to consultations, issuance of opinions, preparation of market studies and reports, as well as the facilitation and promotion of contacts and economic studies to interested parties in both countries. I believe that it is almost mandatory to hold conferences, seminars, congresses and cooperation grants together and to mediate disputes between participants in bilateral economic exchanges. Be on the ground An Ambassador told me, “but we can do it all by ourselves”. Yes, you can. But can you open regional embassies all over the country, on every county, to carry out economic feasibility studies for all the eventual partners/investors? And go company-by-company explain the benefits of B & B with your Country? Do you issue the “warranty stamp” yourself?

DIPLOMATIC MAGAZINE | 47


Calendário Internacional de Feiras Janeiro 2018

International Fair Calendar January 2018

Hong Kong International Licensing Show Setores: Franquias, Serviços, Bens de Consumo, Licenças, Videogames De segunda 8 até quarta 10 Janeiro 2018 Local: Hong Kong Convention & Exhibition Centre, Hong Kong Sectors: Franchises, Services, Consumer Goods, Licenses, Video Games From Monday 8 to Wednesday 10 January 2018 Location: Hong Kong Convention & Exhibition Center, Hong Kong PSI Setores: Brindes, Distribuição, Marketing, Presentes Corporativos, Publicidade, Vendas De terça 9 até quinta 11 Janeiro 2018 Local: Messe Düsseldorf, Düsseldorf, Alemanha Sectors: Gifts, Distribution, Marketing, Corporate Gifts, Advertising, Sales From Tuesday 9 to Thursday 11 January 2018 Location: Messe Düsseldorf, Düsseldorf, Germany London Boat Show Setores: Desportos, Náutica, Barcos, Barcos a Motor, Engenharia Náutica, Desportos Náuticos De quarta 10 até domingo 14 Janeiro 2018 Local: Excel London, Londres, Reino Unido Sectors: Sports, Nautical, Boats, Motor Boats, Nautical Engineering, Water Sports From Wednesday 10 to Sunday 14 January 2018 Location: Excel London, London, United Kingdom Autosport International Setores: Automóvel, Desportos De quinta 11 até domingo 14 Janeiro 2018 Local: NEC Birmingham - National Exhibition Centre, Birmingham, Reino Unido Sectors: Automotive, Sports From Thursday 11 to Sunday 14 January 2018 Location: NEC Birmingham - National Exhibition Center, Birmingham, United Kingdom Domotex Hannover Setores: Arquitetura, Decoração do Lar, Design, Equipamentos e Ferramentas, Produtos Têxteis, Tratamento de Superfícies De sexta 12 até segunda 15 janeiro 2018 Local: Deutsche Messe AG Hannover, Hannover, Alemanha Sectors: Architecture, Home Decoration, Design, Equipment and Tools, Textile Products, Surface Treatment From Friday 12 to Monday 15 January 2018 Location: Deutsche Messe AG Hannover, City: Hannover, Germany

48 | DIPLOMATIC MAGAZINE

CABSAT Setores: Internet, Tecnologia, Broadcasting, Tecnologias Multimídia De domingo 14 até terça 16 Janeiro 2018 Local: Dubai World Trade Centre, Dubai, Emirados Árabes Sectors: Internet, Technology, Broadcasting, Multimedia Technologies From Sunday 14 to Tuesday 16 January 2018 Location: Dubai World Trade Center, Dubai, United Arab Emirates STEELFAB / MIddle East Industrial Show Setores: Aço, Engenharia Industrial, Equipamentos e Ferramentas, Financeiro, Máquinas, Metais De segunda 15 até quinta 18 Janeiro 2018 Local: Expo Centre Sharjah, Dubai, Emirados Árabes Sectors: Steel, Industrial Engineering, Equipment and Tools, Financial, Machinery, Metals From Monday 15 to Thursday 18 January 2018 Location: Expo Center Sharjah, Dubai, United Arab Emirates PREMIUM Setores: Moda, Acessórios de Moda, Acessórios Fasion, Designers de Moda, Moda Feminina, Moda Masculina, Vestuário De terça 16 até quinta 18 janeiro 2018 Local: STATION-Berlin, Berlim, Alemanha Sectors: Fashion, Fashion Accessories, Fashion Designers, Women’s Fashion, Men’s Fashion, Clothing From Tuesday 16 to Thursday 18 January 2018 Place: STATION-Berlin, Berlin, Germany Location: STATION-Berlin, Berlim, Alemanha Matka Nordic Travel Fair Setores: Lazer, Turismo, Organizações de Turismo, Turismo Cultural, Turismo de Inverno, Turismo Rural De quinta 18 até domingo 21 Janeiro 2018 Local: Helsinki Exhibition and Convention Centre, Helsinque, Finlândia Sectors: Leisure, Tourism, Tourism Organizations, Cultural Tourism, Winter Tourism, Rural Tourism From Thursday 18 to Sunday 21 January 2018 Location: Helsinki Exhibition and Convention Center, Helsinki, Finland Project New York Setores: moda, Lingerie, Moda Feminina, Moda Infantil, Moda Masculina, Moda Urbana, Vestuário De domingo 21 até terça 23 Janeiro 2018 Local: Jacob K. Javits Convention Center, New York, EUA Sectors: Fashion, Lingerie, Women’s Fashion, Children’s Fashion, Menswear, Urban Fashion, Clothing From Sunday 21 to Tuesday 23 January 2018 Location: Jacob K. Javits Convention Center, New York, USA


DIPLOMATIC MAGAZINE | 49


André Araújo e Sá ENTREVISTA / INTERVIEW Texto: Flora Torralvo Fotos: Tiago Gomes

O Hotel Estoril Palácio celebrou este ano 87 anos de

The Estoril Palácio Hotel celebrated this year 87

um historial fabuloso que mais parece saído de um

years of a fabulous history that looks more like a

filme clássico.

classic movie.

Atravessou uma guerra mundial e a revolução nacio-

It crossed a world war and the national revolution, it

nal, foi palco de momentos altos em épocas áureas

was the stage of high moments in golden times and

e em épocas de crise serviu de refúgio aos maiores

in times of crisis it served as refuge to the greater

líderes europeus.

European leaders.

Acolheu membros da realeza europeia, albergou

It has hosted members of European royalty, harbored

espiões e foi escolhido como cenário de filmes como

spies and was chosen as the backdrop for such films

foi o caso da série James Bond no filme “Ao Serviço

as the James Bond series in the film “In the Service

de Sua Majestade”.

of His Majesty.”

Quem nos contou estas e outras histórias foi André

Those who told us these and other stories was

Araújo e Sá, Sales Director do Hotel Estoril Palácio.

André Araújo and Sá, Sales Director of the Hotel Estoril Palácio.

SALES DIRECTOR DO HOTEL ESTORIL PALÁCIO

50 | DIPLOMATIC MAGAZINE


Como surgiu este hotel?

How did this hotel come about?

Este Hotel nasceu em 1930, foi um projeto edificado

This Hotel was born in 1930, was a project built by

pelo Sr. Fausto Figueiredo que tem hoje uma estátua

Mr. Fausto Figueiredo that today has a statue in his

em sua homenagem nos Jardins do Casino Estoril. Ele

honor in the Gardens of Casino Estoril. He eventually

acabou por projetar o Estoril como destino turístico e

designed Estoril as a tourist destination and built,

construiu, entre alguns empreendimentos o Hotel Pa-

among some ventures, the Palácio Hotel and Estoril

lácio e o Casino do Estoril, que durante muitos anos

Casino, which for many years belonged to the same

pertenceram à mesma empresa.

company.

Este hotel já foi conhecido por “Costa dos Reis”.

This hotel was once known as “Costa dos Reis”

Porquê?

(Coast Of Kings). Because?

Já. Foi conhecido durante o período da Segunda Gue-

It was known during the Second World War period,

rra Mundial, em que, devido à neutralidade de Por-

when, due to the neutrality of Portugal, some royal

tugal, algumas famílias reais se exilaram no Estoril.

families exiled themselves in Estoril. The Hotel Palace

O Hotel Palácio foi a casa escolhida para a estadia

was the home chosen for the stay of countless mem-

de inúmeros membros da realeza europeia, como a

bers of European royalty, such as the royal family of

família real de Itália, o rei Humberto de Itália que

Italy - King Humberto of Italy who lived in Cascais

vivia em Cascais, por exemplo, ou a família real de Es-

for example - or the royal family of Spain, such as

panha, como a Vitória Eugénia que era a bisavó do rei

Vitória Eugenia who was the great grandmother of

Filipe de Espanha, foi uma cliente frequente do hotel,

King Philip of Spain, who was a frequent guest of the

uma das suites tem o seu nome inclusive. E muitos

hotel (one of the suites is named after her). And many

outros, como Grace Kelly, a família real da Grécia, do

others, such as Grace Kelly, the royal family of Gree-

Luxemburgo, princesa Ana de Inglaterra, e príncipe

ce, Luxembourg, Princess Anne of England, and Prince

Filipe da Dinamarca. Aqui muitos membros de várias

Philip of Denmark. Here many members of several ro-

casas reais recebiam os seus convidados para os mais

yal houses received their guests for the most varied

variadíssimos eventos, como casamentos, bailes de

events, such as weddings, debutante balls, many ce-

debutantes, muitas cerimónias...

remonies...

Para além de famílias reais, este hotel também acol-

In addition to royal families, this hotel has also hos-

heu muitos chefes de Estado, imperadores, a nobreza

ted many heads of state, emperors, European nobi-

europeia, muitos políticos, grandes artistas do mun-

lity, many politicians, great world artists, writers,

do, escritores, campeões de desporto, realizadores

sports champions, filmmakers and actors. And still

de cinema, atores. E mantém esta tradição de que

maintains this tradition that make us proud.

tanto nos orgulhamos. This is a hotel that is full of stories... Este é um hotel que está recheado de histórias...

This is because, during World War II, Lisbon was a

É, isto porque, durante a Segunda Guerra Mundial

mandatory stoppage point for spies. One of the spies

Lisboa era um ponto de paragem obrigatória de es-

was Ian Fleming who wrote here the first James Bond

piões, um dos espiões foi Ian Fleming que escreveu

book, Casino Royal, and is said to have been inspired

aqui o primeiro livro do James Bond que foi o Casino

by the Palace Hotel. He was inspired by a Yugoslav

Royal, e diz-se que se inspirou no Hotel Palácio. Ele

spy, who was Dusko Popov who frequented this hotel

inspirou-se num espião jugoslavo, que era Dusko Po-

in the same period in 1941, and we have on the bar

pov que frequentaram este hotel no mesmo período

chart a record of guests of Ian Fleming and Dusko

em 1941, e nós temos na carta de bar uma ficha de

Popov, and a small page that is written in several lan-

registo dos hóspedes de Ian Fleming e Dusko Popov,

guages, and talks a little about what was the bar of

e uma pequena página que a escrita em vários idio-

the Palace Hotel and who frequented it. It was said

mas, e fala um pouco do que era o bar do Hotel Pa-

that it was very frequented by English spies, it was an

lácio e quem o frequentava. falava-se que era muito

area that was also frequented by German spies, and

frequentado por espiões ingleses, era uma zona que

many were also in the Estoril Casino.

também era frequentada por espiões alemães, e muito se encontravam também no casino do Estoril.

DIPLOMATIC MAGAZINE | 51


O que acha que vos distingue dos outros hotéis?

What do you think distinguishes you from other ho-

Acima de tudo as pessoas que trabalham aqui. Até há

tels?

uns anos atrás 50% do staff trabalhava connosco há

Above all, the people who work here. Until a few

mais de 25 anos. Hoje em dia temos colaboradores

years ago 50% of the staff worked with us for more

que trabalham connosco há cerca de 10, 15 ou 20

than 25 years. Nowadays we have collaborators that

anos, então a mensagem vai sendo passada de ge-

have worked with us for about 10/15/20 years, so the

ração em geração. O que nos diferencia dos outros

message is passed on from generation to generation.

é essencialmente o serviço, que tem como objetivo

What differentiates us from others is essentially the

fazer com que as pessoas se sintam em casa e não

service, which aims to make people feel at home and

num hotel. Por esta razão, temos clientes repetidos,

not in a hotel. For this reason, we have repeat guests,

que vem variadíssimas vezes ao nosso hotel.

who come to our hotel many times

Nos últimos tempos aumentou a oferta de qualida-

In recent times the quality of the area has increa-

de na zona. Esse facto alterou de alguma forma a

sed. Has this altered your hotel’s revenue in any

faturação do vosso hotel?

way?

Alterou para melhor! Estamos a ter melhores resul-

Changed for the better! We are having better results

tados hoje em dia, uma maior ocupação, estamos a

nowadays, a greater occupation, we are selling be-

vender melhor, mas a nível de serviço de hotel o ob-

tter, but at the level of hotel service the goal is to

jetivo é melhorar sempre. O cliente quando vem para

always improve. The customer when coming to the

o Hotel Palácio, espera muito mais do que encontrar

Hotel Palace, expects much more than finding a com-

uma cama confortável, ou um bom pequeno almoço.

fortable bed, or a good breakfast. The expectation

A expectativa que os clientes têm ao escolher o nos-

that customers have when choosing our hotel is,

so hotel é, um bom serviço, porque nós temos uma

good service, because we have a reputation out there

reputação lá fora ligada exatamente ao serviço, que

linked to exactly the service, which is a set of factors

é um conjunto de fatores ligada não só à qualidade

linked not only to the quality of the rooms, the quality

dos quartos, à qualidade do pequeno almoço, à loca-

of the breakfast, the location of the hotel, but above

lização do hotel, mas acima de tudo é toda esta har-

all is this harmony that exists between the people, the

monia que existe entre as pessoas, o staff e o hotel

staff and the hotel that combine perfectly.

que combinam na perfeição.

O Palácio foi segunda casa das famílias reais espanhola, italiana, francesa, búlgara e romena e continua ainda hoje a ser o local de eleição dos seus descendentes. Em sua homenagem foi criada em 2011 a Galeria Real, onde se podem apreciar instantâneos de grandes personalidades da realeza que passaram pelo hotel.

The Palace was the second home of the Spanish, Italian, French, Bulgarian and Romanian royal families and continues today to be the place of election of their descendants. In his honor was created in 2011 the Royal Gallery, where you can see snapshots of great personalities of royalty who passed through the hotel.

52 | DIPLOMATIC MAGAZINE


DIPLOMATIC MAGAZINE | 53


Paviana Construções

A Paviana Construções foi fundada em 1999 pelos

Paviana Construções was founded in 1999 by the

irmãos Hugo e João Paviana e afirmou-se desde a

brothers Hugo and João Paviana and was establi-

primeira hora pela filosofia de proximidade, quer

shed from the first hour by the philosophy of proxi-

com os seus colaboradores, nomeadamente fornece-

mity, both with its employees, namely suppliers and

dores e sub-empreiteiros, quer com os seus clientes.

sub-contractors, and with its customers. This philoso-

Esta filosofia tem-se mantido até aos dias de hoje,

phy has been maintained to this day, regardless of the

independentemente do crescimento e da estratégia

growth and strategy of the company.

da empresa.

In addition to the issue of proximity, quality and mee-

Para além da questão da proximidade, a qualidade e

ting deadlines have always been the main focus in re-

o cumprimento de prazos foram sempre o foco prin-

lation with customers, because these are determining

cipal na relação com os clientes até porque estes são

factors for the degree of customer satisfaction.

aspectos determinantes para o grau de satisfação dos

In the very extensive portfolio of works the company

clientes.

has already developed, the Egyptian Embassy stands

No portfolio muito extenso de obras que a empre-

out because it was a very short-term project, a very

sa já desenvolveu destaca-se a Embaixada do Egipto,

demanding client, a high level of finishes, and a very

porque foi uma obra com um prazo muito curto, um

demanding inspection.

cliente muito exigente, um grande nivel de acaba-

The work was completed on time (6 months) and

mentos, e uma fiscalização muito rigorosa.

had countless international supplies, such as stone,

A obra foi cumprida dentro do prazo (6 meses) e

for example, that came from Greece, or the frames,

contou com inúmeros fornecimentos internacionais,

which were a prototype and came from Switzerland.

como a pedra por exemplo, que veio da Grécia, ou os

Much of Paviana’s success and affirmation in the mar-

caixilhos, que eram um protótipo e vieram da Suiça.

ket was due to the fact that the company had been

Grande parte do sucesso e da afirmação da Paviana

able to anticipate one trend before all others, seeing

no mercado deveu-se ao facto de a empresa ter con-

that in countries like France or England construction

seguido antecipar uma tendência antes de todos os

was declining and rehabilitation was to increase.

outros, ao verificar que em países como a França ou

This commitment to rehabilitation in Portugal has

a Inglaterra a construção estava a diminuir e a reabi-

proved to be a smart move and the fact that the com-

litação estava a aumentar.

pany has gained skills over the years in rehabilitation

Esta aposta na reabilitação em Portugal revelou-se

has allowed Paviana to become a highly recognized

uma atitude inteligente e o facto de a empresa ter

player in Lisbon.

ganho competências ao longo dos anos na reabilitação permitiu à Paviana tornar-se um player altamente reconhecido em Lisboa.

54 | DIPLOMATIC MAGAZINE


This option for rehabilitation ends up mirroring another very important dimension for Paviana’s attitude in the market: sustainability. In fact, it is much more sustainable to recover what already exists than to waterproof more soils with more buildings, more buildings, more neighborhoods and more consumption of materials. Paviana is recognized as a very environmentally friendly company and its leaders believe that companies should not only exist to generate profit but also to make their mark on society. The current strategy of the company now points to Esta opção pela reabilitação acaba por espelhar outra dimensão muito importante para a forma de estar no mercado da Paviana: a sustentabilidade. De facto, é muito mais sustentável recuperar o que já existe do que impermeabilizar mais solos com mais c o n st r u ç õ e s , m a i s p re d i o s , m a i s b a i r ro s e m a i s c o n sumo de materiais. A Pav i a n a é re c o n h e c i d a p o r s e r u m a e m p re s a m u i to ecológica e amiga do ambiente e os seus responsáveis entendem que as empresas não devem existir apenas para gerar lucro mas também para deixar a sua marca na sociedade. A estrategia actual da empresa aponta agora para duas novas áreas: Por um lado, assumindo que a re-

two new areas: On the one hand, assuming that urban rehabilitation will stop growing at the same pace within 2 or 3 years, the company has been diversifying the type of works by already betting on offices, industrial warehouses and hotels, all over the country. On the other hand, internationalization, with a focus on emerging markets such as Senegal in Africa and in Europe, especially in France, where contacts have already begun. Paviana’s partners are very optimistic about the future. The company closed the year 2017 with a turnover of around 10 million euros and estimates a growth of 20 to 30% for 2018, having already contracts for 2019.

abilitação urbana irá deixar de crescer ao mesmo ritmo dentro de 2 ou 3 anos, a empresa tem vindo a diversificar o tipo de obras estando já a apostar em escritórios, naves industriais e na hotelaria, um pouco por todo o pais. Por outro lado, a internacionalização, com a aposta em mercados emergentes, como o Senegal em África, onde já iniciaram a operação e na Europa nomeadamente em França onde já iniciaram contactos. Os responsáveis da Paviana estão muito optimistas em relação ao futuro. A empresa fechou o ano de 2017 com uma facturação a rondar 10 milhoes de euros e calcula um crescimento de 20 a 30% para 2018, tendo já em carteira contratos para 2019.

DIPLOMATIC MAGAZINE | 55


Bruno Coelho ENTREVISTA / INTERVIEW Texto: Flora Torralvo Fotos: Tiago Gomes

A R EA B I L I TAÇ ÃO UR BA N A CO N T I N UA EM F RA N CO

URBAN REH ABI L I TAT I ON CONT I NUES TO G ROW,

C R ES C I ME NTO, UMA T EN D ÊN C I A ACO M PA N H A-

A T REND AL S O AC COM PANI ED BY T H E REMODE-

DA TA MB É M PE LO S EG M EN TO D E REM O D EL AÇ ÃO

L I NG AND I NT ERI OR DECORAT I ON S EG MENT OF

E DECO R AÇ ÃO D E I N T ERI O RES D E H A B I TAÇ ÃO. O

HOUS I NG . T HE AT EL I ER D’MAI S ON I S AT T ENT IV E

ATELI E R D ’ MAI S O N, ESTÁ ATEN TO AO FEN Ó M EN O E

TO T HE PH ENOM ENON AND FOL LOWS EAC H STEP

ACO MPANH A C ADA PA S S O CO M O M Á X I M O RI G O R .

W I T H T H E UT MOST RI G OR .

Há quanto tempo existe o Atelier d´Maison?

How long has the Atelier d’Maison been there?

Desde 2010, um negócio que tem vindo a crescer pas-

Since 2010, a business that has been growing step by

so a passo sempre na prospeção da qualidade.

step always in the pursuit of quality.

Qual é a imagem de marca do Atelier d’Maison?

What is the brand image of Atelier d’Maison?

Somos um serviço de excelência cada vez mais cuida-

We are a service of excellence more and more careful,

do, personalizado, não há surpresas nem antes nem

personalized, there are no surprises before or after.

depois. É por aí que queremos marcar a diferença,

That is where we want to make a difference, besides,

além disso, não queremos fazer mais do mesmo, cada

we do not want to do more of the same, each client

cliente é um cliente, e personalizamos todo o imóvel

is a client, and we personalize the whole property ac-

em função desse cliente. A seriedade está acima de

cording to that client. Seriousness is above all else.

tudo.

I can tell you that Saturday I’m going to Marbella to

Posso dizer-lhe que sábado vou para Marbella para

start a project for a future hotel. We are going to

começar um projeto de um futuro hotel.

take our cork, which is a Portuguese flag that I make

Vamos levar a nossa cortiça, que é uma bandeira que

a point of taking anywhere, because cork is a product

faço questão de levar para qualquer lado, porque a

of our own and is an excellent thermal and acoustic

cortiça é um produto muito nosso e é um excelente

insulation, ideal for this type of work.

isolante térmico e acústico, ideal para este tipo de trabalhos.

56 | DIPLOMATIC MAGAZINE


O mercado estrangeiro já é habitual?

Is the foreign market habitual?

Sim, já tivemos projetos na Suiça e e em Espanha,

Yes, we already had projects in Switzerland and in

não temos limites. O planeta é redondo, desde os 19

Spain, we have no limits. The planet is round, since

anos que dei a volta ao planeta terra, e como tal não

I was 19 years old and I have traveled around the

tenho qualquer problema em deslocar-me para fazer

planet Earth, and as such I have no problem getting

o meu trabalho.

around doing my job.

Como surgiu este novo cliente em Marbelha?

How did this new customer appear in Marbella?

Surgiu através de um cliente nosso de outro proje-

It came through a client from another project. About

to. Há cerca de dois anos, criámos um espaço comer-

two years ago, we created a commercial space on Av.

cial na Av. Almirante Reis, que tinha uma vertente de

Almirante Reis, which had a property sales line along

venda de imobiliário juntamente com a construção. A

with construction. The client passed by and was en-

cliente passou por ali e ficou encantada com os ce-

chanted by the scenarios that we had set up and from

nários que lá tínhamos montado, daí surgiu o convite

there came the invitation to go to Cascais to rehabi-

para irmos a Cascais para reabilitar um apartamento

litate an apartment of 550m2 and valued the space.

com 550m2 e valorizámos o espaço. Esta é outra ver-

This is another very important aspect of my company,

tente muito importante da minha empresa, nós con-

we continue to value real estate. Every time we finish

tinuamos a valorizar os imóveis. Cada vez que aca-

a requalification I ask the clients to make an evalua-

bamos uma requalificação eu peço aos clientes para

tion of the property, and then come to see the before

fazerem uma avaliação do imóvel, e depois venham

and after.

ter comigo para ver o antes e o depois. A cosmética

The cosmetics of the building are one thing and va-

do edifício é uma coisa, mas depois a valorização dele

luing it is another, they are totally opposite things.

é outra, são coisas totalmente opostas.

Whoever is knowledgeable, knows how to distingui-

Quem é conhecedor, sabe distinguir muito bem os

sh materials very well and knows that there is a big

materiais e sabe que há uma grande diferença, por-

difference, because this is not like some television

que isto não é como alguns programas de televisão,

shows, where everything is done from one day to the

onde tudo é feito de um dia para o outro e... de uma

other and… in a different way. I also took training in

forma diferente. Eu também tirei formação de deco-

interior decoration, but my area is even construction,

ração de interiores, mas a minha área é mesmo cons-

a business that came from family. And the word crisis

trução, um negócio que veio de família. E a palavra

was something we never heard. We never had a lack

crise, foi algo que nunca ouvimos. Nunca tivemos fal-

of work because our bet was always on quality. And

ta de trabalho pois a nossa aposta sempre foi na qua-

this is infallible, anywhere in the world always bears

lidade. E essa é infalível, em qualquer ponto do mun-

fruit. For this I spend my life studying the products

do dá sempre frutos. Para isso passo a vida a estudar

on the market, there is no new product on the market

os produtos do mercado, não existe produto novo no

that I do not keep an eye on.

mercado que eu não esteja de olho nele.

DIPLOMATIC MAGAZINE | 57


O Atelier d´Maison aposta em Feiras Internacionais?

Is Atelier d’Maison betting on International Fairs?

Sim, vamos a várias feiras internacionais. Brevemente

Yes, we go to several international fairs. Soon I will

irei para Itália para visitar e conhecer melhor a maior

go to Italy to visit and get to know the biggest model

fábrica de casas modelares da Europa, onde irei estar

house in Europe, where I will be working with them

8 dias a trabalhar juntamente com eles. Eu nessas

for 8 days. I put my hand in those things. I’m not a

coisas ponho a mão na massa, não sou empresário de

show off businessman sitting in the office. I do not

show off, de ficar sentado no escritório. Não quero

want any of my clients to ask me something that I do

que qualquer cliente meu me pergunte algo que eu

not know how to answer.

não saiba responder.

We must constantly be learning, we must be humble,

Temos de estar constantemente a aprender, temos de

and try every day to learn more and more. We must

ser humildes, e tentar todos os dias aprender mais e

always be evolving.

mais. Temos de estar sempre a evoluir.

Porquê escolher o Atelier d’Maison?

Why choose Atelier d’Maison?

Porque somos uma empresa que cuida e estima os

Because we are a company that cares and esteems our

clientes. O fundamental para mim é a confiança. A

customers. The key to me is trust. Our biggest publicity

nossa maior publicidade tem sido o boca a boca e

has been word of mouth, and new clients come through

surgem novos clientes através da confiança que ou-

the trust others have placed in us, because they have

tros depositaram em nós, porque foram bem servi-

been well served and enjoyed our work. Our motto is

dos e gostaram do nosso trabalho. O nosso lema é

to go further. It’s in our DNA. That is why we value the

ir mais além. Está no nosso ADN. Daí valorizarmos

trust, the fulfillment of deadlines, which nowadays is

a confiança, o cumprimento de prazos, que hoje em

fundamental, and the quality of services and material.

dia é fundamental e a qualidade dos serviços e do material.

58 | DIPLOMATIC MAGAZINE


DIPLOMATIC MAGAZINE | 59


Novo Regulamento Geral de Proteção de Dados New General Data Protection Regulation Texto: Flora Torralvo Fotos: Jaime Gonçalves

É EM MAIO DE 2018 QUE ENTRA EM VIGOR O NOVO

IT IS IN MAY 2018 THAT THE NEW GENERAL DATA PRO-

REGULAMENTO GERAL DA PROTEÇÃO DE DADOS, QUE

TECTION REGULATION COMES INTO FORCE, WHICH

TRAZ CONSIGO VÁRIOS DESAFIOS TANTO AOS CIDA-

BRINGS WITH IT SEVERAL CHALLENGES BOTH TO CITI-

DÃOS, COMO ÀS EMPRESAS E OUTRAS ORGANIZAÇÕES

ZENS, BUSINESSES AND OTHER PRIVATE AND PUBLIC

PRIVADAS E PÚBLICAS.

ORGANIZATIONS.

A proteção das pessoas singulares relativamente ao

The protection of natural persons with regard to the

tratamento de Dados Pessoais é um direito funda-

processing of Personal Data is a fundamental right.

mental. A rápida evolução tecnológica e a globali-

Rapid technological change and globalization have

zação criaram novos desafios em matéria de proteção

created new challenges in the protection of Personal

de Dados Pessoais exigindo um quadro de proteção

Data, requiring a solid and more consistent protec-

sólido e mais coerente na União Europeia.

tion framework in the European Union.

Surge assim a necessidade de um Regulamento que

There is therefore a need for a Regulation introdu-

introduz alterações importantes sobre a proteção

cing important changes on the protection of indivi-

das pessoas singulares relativamente ao tratamento

duals with regard to the processing of Personal Data

de Dados Pessoais impondo novas obrigações aos ci-

by imposing new obligations on citizens, businesses

dadãos, empresas e outras organizações privadas e

and other private and public organizations.

públicas.

The new Regulation applies to the processing of per-

O Novo Regulamento aplica-se ao tratamento de da-

sonal data of natural persons, irrespective of their

dos pessoais das pessoas singulares, independen-

nationality or place of residence, and by means who-

temente da sua nacionalidade ou do seu local de

lly or partly automated, and also by non-automated

residência, e por meios total ou parcialmente auto-

means of personal data contained in or destined for

matizados, e também por meios não automatizados

files and carried out in the context of the activities of

de dados pessoais contidos em ficheiros ou a eles

an establishment (organization or company) of a con-

destinados e efetuado no contexto das atividades de

troller or a subcontractor located within the Union,

um estabelecimento (organização ou empresa) de um

irrespective of whether the processing occurs within

responsável pelo tratamento ou de um subcontratan-

or outside the Union.

te situado no território da União, independentemen-

Therefore, any processing of personal data carried

te de o tratamento ocorrer dentro ou fora da União.

out in the context of the activities of an establishment

Assim qualquer tratamento de dados pessoais efetua-

responsible for processing within the Union should be

do no contexto das atividades de um estabelecimento

done in accordance with this Regulation irrespective

responsável pelo tratamento situado na União deve-

of whether the treatment itself is carried out within

rá ser feito em conformidade com o presente regu-

the Union.

lamento, independentemente de o tratamento em si

Diplomatic Magazine was present at the New Gene-

ser realizado na União.

ral Data Protection Regulation Conference held at the

A

revista Diplomatic Magazine esteve presente na

AERLIS Auditorium and had the opportunity to speak

Conferência do Novo Regulamento Geral de Proteção

with some of its speakers, who explained to us what

de Dados que decorreu no Auditório da AERLIS e teve

will change.

oportunidade de falar com alguns dos seus oradores, que nos explicaram o que vai mudar.

60 | DIPLOMATIC MAGAZINE


Na opinião de Daniel Reis, sócio da empresa de ad-

In the opinion of Daniel Reis, a partner in the law

vogados PLMJ, “este tema é importante agora por-

firm PLMJ, “this issue is important now because, star-

que, a partir de Maio de 2018, as empresas vão ter de

ting in May 2018, companies will have to implement

implementar um conjunto de procedimentos e meca-

a set of procedures and mechanisms to ensure com-

nismos para garantir o cumprimento do regulamento.

pliance with the regulation. This is something that

Isto é algo que vai dar trabalho, portanto, as empre-

involves hard work, so companies need to prepare

sas precisam de se preparar agora”.

now ”.

Daniel Reis refriu também que “estão sujeitas a mul-

Daniel Reis also stated that “they are subject to fi-

tas todas as infrações aos princípios aplicáveis à pro-

nes all violations of data protection principles, for

teção de dados, por exemplo, tratar de dados de po-

example, deal with potential customer data without

tenciais clientes sem o consentimento deles. Enviar

their consent. Sending advertising emails without the

e-mails com publicidade sem ter o consentimento das

consent of the people, this is an easy to understand

pessoas, este é um exemplo fácil de perceber, pode

example, it can be a violation and the value of the

ser uma violação e o valor das coimas é potencial-

fines is potentially very high.

mente muitíssimo elevado.

Other infractions will be to save data longer than ne-

Outras infrações serão guardar dados mais tempo do

cessary; not destroy data when they are no longer

que o necessário; não destruir dados quando eles

needed; transmitting or disclosing data to third par-

deixam de ser necessários; transmitir ou divulgar da-

ties may also be a breach. The list is huge”.

dos a terceiros também pode ser uma violação. A lista é enorme”.

DIPLOMATIC MAGAZINE | 61


“A lei por si só nunca garante que os direitos dos cidadãos não irão ser violados”

“ The law alone never guarantees that citizens’ rights will not be violated”

A Diplomatic Magazine falou também com Cristina

Diplomatic Magazine also spoke with Cristina Sousa

Sousa Dias, Partner BDO Portugal que nos disse o

Dias, Partner BDO Portugal Corporate that told us

que vai mudar para as empresas a partir de agora:

what will change for companies from now on:

“Digamos que temos muitos desafios, teremos de

“Let us say that we have many challenges, we will

pensar em todos os processos no sentido de cumprir

have to think of all the processes in order to com-

com o regulamento. O recurso ao consentimento para

ply with the regulation. The use of consent for the

a recolha e tratamento de dados pessoais tem cons-

collection and processing of personal data has been

tituído uma prática recorrente em Portugal. As orga-

a recurring practice in Portugal. Organizations have

nizações têm privilegiado o consentimento como so-

privileged consent as a practical solution to ensure

lução prática para assegurar a licitude do tratamento

the lawfulness of the processing of personal data of

de dados pessoais de terceiros. O regulamento, con-

third parties. The regulation, however, has created

tudo, veio criar barreiras adicionais às actuais práti-

additional barriers to current practices, and introdu-

cas, e introduz regras muito mais rígidas às empresas

ces much stricter rules for companies when it comes

quando se trata de obter o consentimento para recol-

to obtaining consent for the collection and processing

ha e tratamento de dados pessoais”.

of personal data”.

62 | DIPLOMATIC MAGAZINE


Os mecanismos de cobertura do risco e mitigação do

The mechanisms of risk coverage and mitigation of

impacto também foram abordados nesta sessão por

impact were also addressed in this session by Nelson

Nelson Ferreira, Director Técnico da AIG que afir-

Ferreira, Technical Director of AIG who said that “the-

mou que “são vários os abusos por parte de várias

re are several abuses by several companies mainly in

empresas principalmente em áreas como turismo e

areas such as tourism and health, where the data are

saúde, onde os dados são bastante sensíveis. Como

quite sensitive. As such, any misuse of such information

tal, qualquer utilização indevida dessa informação

can bring large responsibilities to companies because

pode trazer grandes responsabilidades para as em-

the rights of the holders exist”.

presas porque os direitos dos titulares existem”.

Jorge Xavier, Product Manager at myPartner, explai-

Jorge Xavier, Gestor de produto da myPartner, expli-

ned to us that “what is changing at the moment is the

cou-nos que “o que muda neste momento é o para-

paradigm, because from now on, the company has the

digma, pois a partir de agora, a empresa tem a obri-

obligation to know the law and respect the rights of ci-

gação de conhecer a lei e respeitar os direitos dos

tizens. In addition, if there is a security breach that ex-

cidadãos. Além disso, no caso de existir uma falha

poses the personal data of a natural person, the owners

de segurança que exponha os dados pessoais de uma

of such data themselves will have to be notified”.

pessoa singular, os próprios titulares desses dados terão de ser notificados”.

“A partir de agora, a empresa tem a obrigação de conhecer a lei e respeitar os direitos dos cidadãos”

“From now on, the company has the obligation to know the law and respect the rights of citizens”

Na opinião de Miguel Brown, Manager da Dognae-

In the opinion of Miguel Brown, Manager da Dognae-

dis, Grupo Prosegur a segurança da informação vai

dis, Grupo Prosegur information security will entail

implicar uma série de mudanças no tecido empresa-

a series of changes in the business fabric, which we

rial, da qual já se deveria estar a falar há mais tempo,

should have been talking about for a longer time, be-

pois “o tempo agora vai ser muito apertado para ter

cause “the time will now be too tight to get everything

tudo pronto em Maio. No entanto, estas alterações

ready in May. However these changes will bring bene-

vão trazer benefícios para as empresas, para começar

fits to companies, who get a vision of safety and their

estas ficam com uma visão da segurança e da sua pos-

posture, which is something that companies nowadays

tura, que é uma coisa que as empresas hoje em dia

do not have. They also start to have a risk analysis in

não têm. Também passam a ter uma análise de risco

their processes, in addition to the rather large compe-

nos seus processos, para além do factor de competi-

titiveness factor.

tividade bastante grande”.

We are in a global market and companies that are not

Nós estamos num mercado global e as empresas que

ready for GDPR (General Data Protection Regulation)

não tiverem prontas para o GDPR (General Data Pro-

will lose a number of customers.

tection Regulation) vão perder uma série de clientes.

DIPLOMATIC MAGAZINE | 63


Fátima Lopes ENTREVISTA / INTERVIEW Texto: Flora Torralvo Fotos: Jaime Gonçalves

FÁTIMA LOPES, UMA ESTILISTA PORTUGUESA DE

FÁTIMA LOPES, AN INTERNATIONALLY RENOWNED

RENOME INTERNACIONAL, COMEMOROU 25 ANOS

PORTUGUESE FASHION DESIGNER, CELEBRATES

DE CARREIRA, E CONTOU À DIPLOMATIC MAGAZINE

HER 25TH YEAR CAREER AND TOLD DIPLOMATIC

UM POUCO SOBRE O SEU PERCURSO PROFISSIONAL

MAGAZINE A LITTLE ABOUT HER CAREER.

Este ano celebra 25 anos de carreira, qual é o ba-

This year marks the 25th anniversary of your career.

lanço que faz?

What evaluation do you make of your career?

É maravilhoso. Não posso deixar de agradecer porque

It is wonderful. I cannot fail to thank for having had

tenho tido uma carreira abençoada, de concretização

such a blessed career, of realizing my dreams. So

de sonhos. Foi muita coisa que aconteceu nestes 25

much has happened in these 25 years. Sometimes I

anos. Às vezes acho que foram várias vidas numa!

think it ’s been several lives

64 | DIPLOMATIC MAGAZINE


Como começou esta viagem pela moda?

How did this fashion trip begin?

Esta viagem começou há 25 anos mais 2, ou seja, 25

This trip started 25 years ago plus 2, that is, 25 years

anos da marca Fátima Lopes, mas antes disso, eu co-

of the Fatima Lopes brand, but before that, I started

mecei por, aquilo que eu costumo chamar um curso

with what I usually call a practical course, because I

prático porque abri uma loja, na altura na Avenida de

opened a store, at the time on Avenida de Roma, with

Roma, com multimarcas. Eu viajava pela Europa todos

multibrand. I traveled to Europe every month, Paris,

os meses, Paris, Milão e Londres e comprava roupava

Milan and London and bought author clothes, unique

de autor, peças únicas, que na altura não existiam em

pieces that at the time did not exist in Portugal. And

Portugal. E só a minha loja, a Versus, é que tinha. Fiz

only my store, Versus, had it. I did this for 2 years,

isto durante 2 anos, e foi uma escola de vida, porque

and it was a life school, because during that time I

durante esse tempo aproveitei para frequentar feiras

used to attend fashion fairs and try to realize in loco,

de moda e tentar perceber in loco, com os grandes,

with the big players, how things really happened in

como é que as coisas realmente aconteciam nesta

this area.

área.

The Versus store lasted for two years, until I felt I

A loja Versus durou dois anos, até eu sentir que era

could do a test with twenty pieces. I called the collec-

capaz e fazer um teste com vinte e tal peças. Cha-

tion “ Versus”, because I did not have the courage to

mei à colecção “ Versus”, porque não tinha a coragem

call her Fatima Lopes. I did not know if people would

de lhe chamar Fátima Lopes. Não sabia se as pessoas

like it or not. I hung up the pieces in the store, and all

iriam gostar ou não. Pendurei as peças na loja, e de

of a sudden they all sold out and I thought, the time

um dia para o outro venderam-se todas e aí pensei,

has come.

chegou o momento.

Como conseguiu financiamento para abrir a loja

How did you get funding to open the Versus store?

Versus?

I worked for 4 years in tourism and then opened the

Eu trabalhei durante 4 anos em turismo e depois abri

store with a partner. It was a store that did not even

a loja com uma sócia. Era uma loja que nem tinha

have 40m2, on Avenida de Roma, it was very small.

40m2, na Avenida de Roma, era muito pequenina. E

And it was a time when everything sold out. This was

foi numa época em que se vendia tudo. Estamos a

26 or 27 years ago. There was nothing in Portugal,

falar há 26 ou 27 anos atrás. Em Portugal não havia

and people had a thirst for novelty and new things

nada e as pessoas tinham uma sede da novidades, de coisas novas.

DIPLOMATIC MAGAZINE | 65


Tudo começou no Convento do Beato, local que es-

It all began at the Convento do Beato, the place he

colheu para comemorar os 25 anos de carreira.

chose to celebrate your 25th anniversary.

Sim o Convento do Beato é muito especial para mim

Yes the Convento do Beato is very special for me be-

porque lá eu fiz o primeiro e segundo desfiles da

cause it was where I made my first and second fashion

minha vida. E agora 25 anos depois, e já desfilei em

shows. And now, 25 years later, and I’ve done shows

praticamente todo o lado, nenhum tem o simbolismo

in almost everywhere, none have the symbolism that

que tem o primeiro. Como tal, fiz questão de voltar

has the first. As such, I made a point of returning

ao Convento do Beato, principalmente agora que foi

to Convent do Beato, especially now that it is all re-

todo remodelado e está espetacular, é talvez dos sí-

furbished and it ’s spectacular, it is perhaps the most

tios mais bonitos deste país para fazer um desfile de

beautiful place in this country to do a fashion show.

moda.

Em 1999 estreou-se na semana de moda em Paris, e

You made your debut in the Paris Fashion Week in

desde então é presença habitual.

1999, and you had been a regular presence ever since.

Sim foi hà 19 anos e entretanto já fiz 38 desfiles em

Yes it was 19 years ago and in the meantime I have

Paris. Também aí eu era uma outsider, uma portugue-

done 38 fashion shows in Paris. Here too I was an

sa em Paris, e ninguém acreditava que pudesse ter

outsider, a Portuguese woman in Paris, and nobody

sucesso. Na verdade eu acho que na vida não deve-

believed I could succeed.

mos ter medo, devemos ter a iniciativa, e na verda-

Actually I think in life we should not be afraid, we

de eu não tenho medo, porque pode correr mal, mas

should take the initiative, and in fact I’m not afraid,

pelo menos tentei. Mas eu vou fazer para que corra

because it can go wrong, but at least I tried. But I’ll

bem!

make it go well!

Esse primeiro desfile em Paris aconteceu na véspera

This first show in Paris happened on the eve of the

de começar a semana da moda, o que foi pensado es-

“Fashion Week”, which was thought strategically be-

trategicamente, porque eu tinha noção que era uma

cause I had a notion that I was a Portuguese woman

portuguesa e que ninguém me conhecia em Paris, e

and that nobody knew me in Paris, and I had to draw

tinha de me fazer notar.

attention.

E esse desfile teve uma característica que passados

And this parade had a feature that years after was

anos foi copiado, porque a passerelle tinha água.

copied, because the passerelle had water. We built a

Construimos um muro com 15cm de água, e tudo

wall with 15cm of water, and all that had a different

aquilo tinha uma áura diferente.

aura. It was the first show of a Portuguese woman,

Era o primeiro desfile de uma portuguesa, mas que

but that was different from everything and the French

era diferente de tudo e a imprensa francesa e inter-

and international press joined in an incredible way.

nacional aderiu de uma forma incrível. Portanto, as

So things have been happening step by step, and it

coisas foram acontecendo passo a passo, e foi talvez

was maybe because the brand is different, it ’s not an-

porque a marca é diferente, não é cópia de ninguém.

yone’s copy.

66 | DIPLOMATIC MAGAZINE


E Paris respeita os criadores, não interessa a naciona-

And Paris respects the creators, no matter the natio-

lidade, eles costumam dizer que a moda não tem na-

nality, they usually say that fashion has no nationa-

cionalidade. E é verdade, eu nunca fui descriminada

lity. And it ’s true, I was never discriminated against

de forma alguma por ser portuguesa, mesmo numa

for being Portuguese, even at a time when people had

altura em que as pessoas tinham uma ideia de que

an idea that Portugal was a backward country becau-

Portugal era um país atrasadoporque há vinte e tal

se twenty or so years ago, the idea they had of the

anos atrás, a ideia que tinham dos portugueses era a

Portuguese was that of emigrants who they had then.

dos emigrantes que tinham naquela altura.

But I walked through the front door, because I was

Mas eu entrei pela porta da frente, porque eu era

unique, I was a creator and the creators are respec-

única, era uma criadora e os criadores são respeita-

ted in the fashion world.

dos no mundo da moda. Has the internationalization of your brand always A internacionalização da sua marca foi sempre um

been one of your major goals?

dos seus grandes objetivos?

When I came to live in Lisbon, it was because I was awa-

Eu quando vim viver para Lisboa, foi porque tinha a

re that I lived on a small island and that there was no

consciência de que vivia numa ilha pequenina e de

market, it was unthinkable to make fashion in Madeira.

que não havia mercado, era impensável fazer moda

And I thought the capital, Lisbon, would be enough for

na Madeira. E achei que a capital, Lisboa, seria o

me. But when I got here I quickly realized that Portugal

suficiente para mim. Mas quando cá cheguei aper-

was also small and that the world was not unattainable,

cebi-me, rapidamente, que Portugal também era pe-

the world was possible. Especially through Paris, which

quenino e que o mundo não era inatingível, o mundo

is the fashion capital. I quickly realized that I had to

era possível. Sobretudo através de Paris que é a ca-

take this step, and it was through Paris that internatio-

pital da moda. Rapidamente percebi que eu tinha de

nalization happened.

dar esse passo, e foi através de Paris que a internacionalização aconteceu.

At this moment your bet is also on the emerging markets. Tell us a little about it.

Neste momento a sua aposta está também nos mer-

I think my bet has always been on emerging markets,

cados emergentes. Fale-nos um pouco sobre isso.

because they are markets with a thirst for fashion. And

Eu acho que a minha aposta sempre esteve nos mer-

you have to know how to customize and please markets.

cados emergentes, porque são mercado que têm sede

An African does not have the same dress code as so-

de moda. E é preciso saber como personalizar e agra-

meone from the East, or from Europe, so one must have

dar aos mercados. Um africano não tem a mesma for-

a sense of the markets.

ma de vestir que alguém do oriente, ou da Europa, portanto, é preciso ter noção dos mercados.

DIPLOMATIC MAGAZINE | 67


O biquíni de diamantes, foi um dos pontos altos da sua carreira... Foi. Quando eu comecei a desfilar em Paris, o meu assessor de imprensa, dizia-me que eu tinha de desfilar como manequim porque era a única criadora que o poderia fazer, não havia ninguém que o tivesse feito e seria muito giro eu fazer de manequim no meu próprio desfile. Eu pensei se seria muito pretensioso, e até ridículo fazer algo assim. Mas ele voltou a insistir meses depois, a brincar respondi-lhe que só o faria se fosse vestida com diamantes. De repente, ele olhou para mim e disse, é isso! E a brincadeira tornou-se muito séria. Tínhamos um amigo em Antuérpia que tinha um negócio de lapidação de diamantes, e pensou-se num biquíni. Eu liguei e ele respondeu “consider it done”! Considera feito, e eu pensei. Oh não! Agora vai ter mesmo de ser. E aconteceu. E realmente deu-me bastante visibilidade, que de outra forma não seria possível. Isto aconteceu no ano 2000, em que não havia internet, não haviam redes sociais, portanto a forma de comunicar era totalmente diferente, era através só de revistas,

The diamond bikini was one of the highlights of his

jornais e televisão. E essas revistas e jornais do mun-

career...

do noticiaram o desfile, e teve uma repercussão tal

Yes. When I started in Paris, my press officer, who be-

que entrei no Guiness em 2000 com o biquíni mais

came a friend for life, told me that I had to parade as

caro do mundo.

a mannequin because I was the only creator who could do it, there was nobody who had done it and it would be very cute that I was a mannequin in my own fashion show. And I thought it would be very pretentious, and even ridiculous to do something like that. But he pressed on again months later, and I jokingly told him that I would only do it if I were wearing diamonds. And suddenly, he looked at me and said: “that’s it!” And the joke became very serious. We had a friend in Antwerp who had a diamond-cutting business, and we thought of a bikini. My friend told me, “Call Greg and he’ll know how to do it.” I called, and he replied “consider it done”! And I thought. Oh no! Now it has to happen. And it happened. And it really gave me a lot of visibility, which otherwise would not be possible. This happened in the year 2000, when there was no internet, there were no social networks, so the way of communicating was totally different, it was only from magazines, newspapers and television. And these media all over the world reported the show, and had such a repercussion that I entered Guinness Book of Records in 2000 with the most expensive bikini in the world.

68 | DIPLOMATIC MAGAZINE


DIPLOMATIC MAGAZINE | 69


Golfe e Diplomacia

Golf and Diplomacy Ru i Po r tel a

Iniciamos neste numero uma colaboração regular

This article is the start of a regular contribution to

com a revista Diplomatic Magazine.

Diplomatic Magazine.

A nossa empresa, Golfsport, atua no meio do golfe

Our company, Golfsport, has participated in the golf

desde 1996 com uma atividade que abrange desde

market since 1996 with activities ranging from orga-

a organização de eventos até à promoção e execução

nizing events, to promoting and executing tourist cir-

de circuitos turísticos para golfistas internacionais

cuits for the international golfers who visit us. Now

que nos visitam.

that introductions have been made, readers will be

Feitas as apresentações, perguntarão os leitores o

asking themselves “What does a column with this

que tem a ver uma coluna com este tipo de conteúdo,

type of content have to do with a magazine addres-

com uma revista dirigida ao mundo diplomático?

sing the diplomatic world?”

Desde logo me vem à memoria, uma entrevista que

In response; I am reminded immediately of an inter-

tive honra de fazer ao nosso antigo Ministro dos

view I had the honor of conducting with our former

Negocios Estrangeiros, João de Deus Pinheiro, cuja

Minister of Foreign Affairs, João de Deus Pinheiro,

paixão pelo golfe é conhecida.

whose passion for golf is well known.

Nessa conversa recordou-nos

as importantes reu-

In the course of the interview he recalled the impor-

niões politicas que teve com o Secretario de Estado

tant political meetings he had attended with the US

norte-americano James Baker , também ele um pra-

Secretary of State James Baker, who was also a keen

ticante deste desporto. Uma em particular, teve um

practitioner of this sport. One in particular had an

episodio que achei verdadeiramente delicioso.

episode that I found truly delicious.

Numa reunião da NATO, num prestigiado Hotel com

At a NATO meeting at a prestigious Golf Course Ho-

campo de golfe em Turnberry, na Escócia, era neces-

tel in Turnberry, Scotland, it was necessary to find

sário encontrar uma estratégia em relação à Russia e

a strategy towards Russia and all the countries that

a todos os países que compunham a União Sovietica.

made up the Soviet Union. In the middle of this mee-

No meio dessa reunião, o nosso ministro recebe um

ting, our minister receives a note from James Baker,

bilhete do James Baker, desafiando-o para nove bu-

challenging him to nine holes. Joao de Deus Pinheiro

racos. Na resposta a este bilhete, João de Deus Pin-

replies that he can’t as he needs to write down the

heiro informa que não pode pois tem que escrever as

conclusions of the meeting. Another note comes back

conclusões dessa reunião. Nova missiva de resposta

from the Secretary of state: “don’t you worry… I will

do secretario de Estado revela “não te preocupes, eu

tell you what the meeting conclusions are”

revelo-te quais são os resultados desta reunião“.

And so, to general amazement, they left in the middle

E, perante a estupefação geral, saíram a meio da re-

of the meeting, and went to play golf. When he arri-

união, e lá foram jogar. Quando chegou a Portugal,

ved back in Portugal, João de Deus Pinheiro gave Pri-

João de Deus Pinheiro entregou ao Primeiro Ministro

me Minister Cavaco Silva two reports: One, the offi-

Cavaco Silva dois relatórios: Um, o oficial e outro... o

cial and another... from James Baker! It was with the

do James Baker! Foi com este último, que Cavaco Sil-

second one that Cavaco Silva shone at the meeting of

va brilhou na reunião de Chefes de Estado europeus!

European Heads of State!

Se golfe não tem nada a ver com diplomacia…

If golf has nothing to do with diplomacy...

70 | DIPLOMATIC MAGAZINE


DIPLOMATIC MAGAZINE | 71


País de Marinheiros, ou talvez não!

Country of Sailors, or maybe not!

Somos um País de Marinheiros, te-

fácil, não porque os nossos jovens

vento fortíssimo e quase a chover e

mos dos melhores Planos de Água do

não “tenham jeito” para a coisa mas

ver chegar a terra um pequeno 420

Mundo, um clima de exceção (agora

porque há uma série de procedimen-

com duas jovens, mesmo muito jo-

demasiado seco) e quase nada acon-

tos que não são fáceis de cumprir (a

vens, que tinham ido treinar para

tece no Mar Português.

água está fria e às vezes o barco vira,

uma competição que se ia realizar

Há mais de três décadas que acom-

fica-se molhado, as ondas assustam,

nesse fim de semana e… era para

panho a vela nacional e é com gran-

o vento é por vezes forte…) e por

ganhar, diziam elas.

de tristeza que constato que poucas

tudo isto é preciso realmente ter

Realmente a relação que todos te-

coisas mudaram ao longo dos anos.

uma grande paixão para se continuar

mos com o mar varia de País para

Na euforia da Expo 98 houve verbas

a velejar.

País e parece-me que no nosso caso

que apetrecharam os muitos clubes

Nunca me esqueço de há uns anos

concreto deveria estar mais enraiza-

náuticos de norte a sul do País com

estar na Baía de Bergen, com um

da.

pequenos Optimits, os Clubes do Mar, que achava eu - iriam seduzir os nossos jovens e dirigentes a olhar de uma forma diferente para os tais fantásticos Planos de Água. Afinal os pequenos barcos foram ficando desativados lentamente, a ocupar espaços nos armazéns dos clubes e sem utilização. Nem os protocolos com o Desporto Escolar os salvou. Claro que não é fácil transportar jovens das escolas para as margens do rio, as barragens ou o mar, perder umas horas dentro de água e regressar à escola. Isto implica muito tempo, algum dinheiro e muita organização e dedicação. Os pequenos clubes têm lutas titânicas para manter as suas escolas de vela, organizar alguma competição e estão muito limitados financeiramente para realizar o sonho de colocar os mais hábeis em competições internacionais. Todos sabemos que velejar não é

72 | DIPLOMATIC MAGAZINE


Ana Lim a

We are a Country of Sailors, we have

the Country with small Optimits, the

river banks, the dams or the sea, to

the best Water Plans in the World,

Clubs of the Sea, which I thought

spend a few hours in the water and

a climate of exception (now too dry)

would seduce our youth and leaders

to return to school. This involves a

and almost nothing happens in the

to look in a different way for such

lot of time, some money and a lot of

Portuguese Sea. For more than three

fantastic Plans of water.

organization and dedication.

decades I have been following the

After all, the small boats were slowly

Small clubs have titanic struggles to

national sail and it is with great sad-

being deactivated, occupying spaces

maintain their sailing schools, orga-

ness that I notice that few things

in the warehouses of the clubs and

nize some competition and are very

have changed over the years. In

without use. Neither have the proto-

financially constrained to realize the

the euphoria of Expo 98 there were

cols with School Sports saved them.

dream of putting the most skilled in

funds that equipped the many nau-

Of course, it is not easy to transport

international competitions.

tical clubs from north to south of

young people from the schools to the

We all know that sailing is not easy, not because our young people do not “get the hang of it � but because there are a lot of procedures that are not easy to keep up with (the water is cold and sometimes the boat turns, gets wet , the waves scare, the wind is sometimes strong ...) and for all this it is really necessary to have a great passion to continue sailing. I never forget to be in the Bay of Bergen a few years ago, with a very strong wind and almost to rain and to see land a small 420 with two young girls, even very young, who had gone to train for a competition that was going to take place in that weekend and it was to win, they said. Actually the relationship we all have with the sea varies from Country to Country and it seems to me that in our concrete case it should be more ingrained.

Plume Creative/Getty Images

DIPLOMATIC MAGAZINE | 73


“Seria importante que a Aporvela e a sua Caravela Vera Cruz fossem a parte prática das aulas de história”

“It would be important that Aporvela and her Caravela Vera Cruz were the practical part of the history classes”

A Aporvela – Associação de Treino de Mar tem feito

Aporvela - Sea Training Association has done a work

um trabalho de excelência nesta área. Meteu mãos

of excellence in this area. He set to work, build Cara-

à obra, construiu Caravelas e tenta chegar aos mais

velas and try to reach the youngest through history

novos através da história que a bordo se transforma

that on board becomes a practical lesson. Vera Cruz

numa aula prática. A Vera Cruz faz regularmente saí-

regularly departs with groups of young sailors that I

das com grupos de jovens marinheiros que não ten-

have no doubt will never forget this experience. Also

ho dúvidas nunca mais esquecerão esta experiência.

moored receives visits from schools that on board

Também atracada recebe visitas de escolas que a bor-

look at the feats of our navigators in a different way,

do olham para os feitos dos nossos navegadores de

with a huge admiration of how it was possible to be

uma forma diferente, com uma enorme admiração de

able to break new seas, what fears they faced and

como foi possível conseguir desbravar novos mares,

what endless challenges.

que medos enfrentavam e que desafios sem fim.

It would be important, I say, that I am passionate

Seria importante, digo eu que sou uma apaixonada

about the sea, that Aporvela and her Caravela Vera

pelo mar, que a Aporvela e a sua Caravela Vera Cruz

Cruz were the practical part of the history classes, I

fossem a parte prática das aulas de história, tenho a

am sure there would never be any negatives in this

certeza que nunca mais haveria negativas nesta dis-

discipline and other projects would come up. (I leave

ciplina e outros projetos iriam surgir (fica a sugestão

this suggestion to the Ministry of Education).

para o Ministério da Educação).

The effort of Aporvela has been of “Adamastor ” unfol-

O esforço da Aporvela tem sido de “Adamastor ” des-

ding in bringing to national waters the great sailboats

dobrando-se em trazer para águas nacionais os gran-

- TallShips. This year the TallShips traveled to the land

des veleiros – TallShips. Este ano os TallShips ruma-

of Vasco da Gama - Sines, last year to Lisbon where

ram à terra de Vasco da Gama – Sines, o ano passado

they were present some of the most beautiful sailing

a Lisboa onde marcaram presença alguns dos mais

ships of the World. With the Portuguese flag was our

bonitos veleiros de grande porte do Mundo. Com a

Sagres, Creoula, Sta. Maria Manuel, Vera Cruz among

bandeira lusa esteve a nossa Sagres, o Creoula, o Sta.

others. The shipments of Portuguese young people

Maria Manuel, a Vera Cruz entre outros. Os embar-

surpassed all expectations and to our pride there was

ques de jovens portugueses ultrapassaram todas as

a young man of 22 years, a training engineer, who

expectativas e para orgulho de todos nós até houve

ventured on different sailboats to Canada, comple-

um jovem de 22 anos, engenheiro de formação, que

ting the whole course, we speak of Duarte Soromenho

se aventurou em diferentes veleiros a ir até ao Ca-

“an experience to be repeated without a doubt ”.

nadá cumprindo todo o percurso, falamos de Duarte

The clubs continue to organize many international

Soromenho “uma experiência a repetir sem dúvida”

competitions always with very limited support, some

Os clubes continuam a organizar muitas competições

with more media exposure than others.

internacionais sempre com apoios muito limitados, uns com maior exposição mediática que outros.

74 | DIPLOMATIC MAGAZINE


DIPLOMATIC MAGAZINE | 75


Alicante, Lisboa, Cape Town, Melbourne, Hong Kong, Guangzhou, Auckland, Itajaí, Newport, Cardiff, Gothenburh, The Hague

76 | DIPLOMATIC MAGAZINE


Volvo Ocean Race Recentemente tivemos no Rio Tejo os veleiros da

Recently we had in the Tejo River the sailboats of the

Volvo OceanRace que permitiram perceber quanto

Volvo OceanRace that allowed to realize how profes-

profissional é a vela internacional. Apoios de empre-

sional is the international sail. Support from compa-

sas com verbas de muitos milhões e que contratam

nies with millions of dollars and who hire the best

para as suas tripulações os melhores velejadores do

sailors in the world for their crews. It is undoubtedly

mundo. É sem dúvida uma das regatas mais duras de

one of the toughest regattas ever, effort and deter-

sempre, o esforço e a determinação são essenciais

mination are essential for who wants to be on board,

para quem quer estar a bordo, não duvidamos que

we do not doubt that they are an inspiration for those

são uma inspiração para quem se quer fazer ao mar.

who want to go to the sea.

Os veleiros são espartanos, desde os objetos, roupa,

Sailboats are Spartan, from the objects, clothes, hy-

produtos de higiene que as tripulações podem levar

giene products that the crews can carry on board to

para bordo até à comida e às horas de descanso tudo

the food and the hours of rest everything is taken to

é levado ao extremo, mas integrar uma destas tripu-

the extreme, but to integrate one of these crews is

lações é o sonho de qualquer homem ou mulher que

the dream of any man or woman who make the sea

fazem da vela a sua vida.

their life.

Três jovens portugueses não se assustaram com todas

Three Portuguese young men were not frightened by

estas exigências e num verdadeiro ato de coragem

all these demands, and in a real act of courage they

fizeram-se ao mar. São velejadores de mão cheia, já

went to sea. They are full-handed sailors, who have

participaram em muitas competições e desafios in-

participated in many international competitions and

ternacionais e agora quiseram mostrar que a história

challenges and now wanted to show that the history

dos portugueses no mar tem continuidade.

of the Portuguese at sea has continued. Bernardo Fre-

Bernardo Freitas e Frederico Pinheiro de Melo, vele-

itas and Frederico Pinheiro de Melo, Olympic sailors

jadores olímpicos integraram uma tripulação com a

joined a crew with the only female skipper - the British

única skipper feminina – a britânica DeeCaffari no ve-

DeeCaffari on the TurnThe Tide OnPlastic, supported

leiro TurnThe Tide OnPlastic, apoiado pela Fundação

by the Mirpuri Foundation, a non-profit organization.

Mirpuri, uma organização sem fins lucrativos.

Also António Fontes who has already fulfilled the

Também António Fontes que já cumpriu a mítica Tran-

mythical Transat among other offshore events inte-

satentre outras provas offshore integra a tripulação

grates the crew of SHK Scallywag, the first team from

da SHK Scallywag, a primeira equipa de Hong Kong a

Hong Kong to participate in Volvo.

participar na Volvo.

I have no doubt that once Volvo has finished these

Não tenho dúvidas que terminada a Volvo estes no-

new navigators bring in their little backpack lots of

vos navegadores trazem na sua pequena mochila mui-

stories to tell and that would make many other young

tas histórias reiais para contar e que iriam fazer com

people in our schools have a strong motivation to go

que muitos outros jovens das nossas escolas tivessem

to sea. But ... is there anybody, any organization that

uma forte motivação para se fazerem ao mar. Mas…

develops this work of showing that we are also ca-

e haver alguém, alguma organização que desenvol-

pable?

va esse trabalho de mostrar que também somos ca-

Well this is what is more difficult, maybe ask Presi-

pazes?

dent Marcelo (who happened to sail a few years ago

Bom isso é que é mais difícil, talvez eventualmente

in the little sailboat of Francisco Lobato who won the

pedir ao Presidente Marcelo (que por acaso há uns

Transat) to give a strong hug to the National Sailing

anos velejou no pequeno veleiro de Francisco Loba-

and thus to spread to the world our sail !

to que ganhou a Transat) para dar um forte abraço à Vela Nacional e pôr assim nas bocas do mundo a nossa vela!

DIPLOMATIC MAGAZINE | 77


O Cavalo Lusitano

The Portuguese Horse Breed J o ão R al ão

Produto Português de Excelência

A Portuguese Product of Excellence

Recuando até à última glaciação, tudo indica que a zona baixa das planícies do SW ibérico foram poupadas a este último período glaciar. Este facto singular terá permitido aqui a sobrevivência de um grupo equino evoluído que permitiu a domesticação muito cedo e a equitação superior que nesta região parece ter precedido todas as outras.* Este cavalo Ibérico terá, segundo tudo hoje leva a crer, viajado para oriente até ao Norte de África e Ásia Menor e daí até à China do 1.º Imperador.** O cavalo Lusitano é o descendente directo deste cavalo Ibérico, antepassado de todos os cavalos que estiveram na base da equitação em todo o mundo, desde a Europa ao Norte de África, à Ásia Menor, à Índia e à China. Foi, pelo menos desde a Antiguidade Clássica, usado como melhorador desde a bacia do Mediterrâneo até às bacias dos mares Negro e Cáspio. Este cavalo constitui hoje uma preciosa herança genética da Andaluzia e de Portugal. Por razões diversas e critérios de selecção divergentes nos últimos trezentos anos, as características do efectivo originário da região andaluza e de Portugal afastaram-se, mantendo-se este último mais próximo do cavalo ibérico original, de que ambos descendem. É esse cavalo que dá origem à lenda grega do Centauro, quando por aqui homens e cavalos se confundiam num só. É aqui que na Antiguidade Clássica se acreditava que as éguas prenhes só do vento parem os “Filhos do Vento”, os cavalos mais velozes da Antiguidade. Este cavalo expande-se por toda a Europa, Ásia e Norte de África, sendo usado ainda no século XVIII como melhorador universal. É só nos séculos XIX e XX que vem a sofrer diversas infusões de sangues estranhos, em consequência da necessidade de maior força de tracção. Se hoje chegámos onde chegámos, com cavalos maiores e melhores, foi graças à acção inteligente dos criadores e à base de uma genética fortíssima que quinze mil anos de selecção não deixaram destruir por duzentos anos de perturbação, tirando, ao contrário, partido destas influências e chegando hoje à

Retracing until the last glaciation, everything indicates that the low zone of the plains of the Iberian SW was spared to this last glacial period. This singular fact will have allowed here the survival of an evolved equine group that allowed the domestication very early and the superior riding that in this region seems to have preceded all the others. * This Iberian horse will have, according to all indications today, traveled east to North Africa and Asia Minor and from there to the China of the 1st Emperor. ** The Lusitano horse is the direct descendant of this Iberian horse, the ancestor of all horses that have been the basis of riding throughout the world, from Europe to North Africa, Asia Minor, India and China. It has been, at least since ancient times, used as a breeder from the Mediterranean basin to the basins of the Black and Caspian Seas. This horse constitutes a precious genetic inheritance of Andalusia and Portugal. For divergent reasons and selection criteria in the last three hundred years, the characteristics of the herd originating in the Andalusia region and Portugal have moved away, the latter remaining closer to the original Iberian horse, from which both descend. It is this horse that gives rise to the Greek legend of the Centaur, when her men and horses were confused in one. It is here that in classical antiquity it was believed that the mares pregnant only with the wind give birth to the “Sons of the Wind,” the fastest horses of antiquity. This horse expands throughout Europe, Asia and North Africa, being used still in century XVIII like a universal improver. It is only in the nineteenth and twentieth centuries that it undergoes several infusions of strange bloods, as a consequence of the necessity of greater tractive force. If today we have arrived, with bigger and better horses, it was thanks to the intelligent action of the creators and based on a very strong genetics that

78 | DIPLOMATIC MAGAZINE


DIPLOMATIC MAGAZINE | 79


produção de cavalos de maior dimensão e de qualidade de andamentos, capazes de ombrear com todas as raças especializadas, em quase todas as modalidades do desporto equestre moderno. É actualmente procurado em todo o Mundo como montada de desporto e de lazer, e como reprodutor pelas suas raras qualidades de carácter e antiguidade genética. A APSL – Entidade de Utilidade Pública, é responsável pela gestão do Livro Genealógico da Raça Lusitana (Stud-Book), que é único, funcional em Portugal, País berço da Raça e que é pertença do Estado Português. Tem ainda como principais atribuições assegurar a pureza étnica do Cavalo Lusitano e o seu aperfeiçoamento zootécnico e sanitário, promovendo e divulgando o nosso Cavalo. Neste sentido organiza anualmente o Festival Internacional do Cavalo Lusitano, que em 2018 terá lugar de 31 de Maio a 2 de Junho, nas instalações do Hipódromo Manuel Possolo, em Cascais. Actualmente contamos com 19 Associações Congéneres: África do Sul, Alemanha, Austrália, Bélgica, Brasil, Colômbia, Dinamarca, Espanha, Equador, EUA, Finlândia, França, Holanda, Inglaterra, Itália, México, Noruega, Suécia, Suíça e com nascimentos em todo o Mundo. O nosso Cavalo desempenha um papel fundamental na projecção de Portugal em todo o Mundo sendo hoje um dos produtos portugueses de maior sucesso e prestígio internacionais. Destaca-se por ser o cavalo por excelência para a Arte Equestre e para o Toureio mas, para além de ser o cavalo que mais prazer dá montar, continua a surpreender pela sua natural aptidão para o Ensino, e Atrelagem de competição onde aliás já obteve, por duas vezes, o título de Campeão do Mundo e também na Equitação de Trabalho se distingue ao obter os mais importantes títulos internacionais. Texto adaptado do artigo do Arq. Arsénio Raposo Cordeiro,no Congresso do Cavalo Lusitano 2011, em Torre do Tombo, Lisboa *Vide F. Sommer de Andrade, “O Filho do Vento”, in Cavalo Lusitano, Lisboa, Edições Inapa. **Vide Paulo Gavião Gonzaga, A History of the Horse, J. Allen.

80 | DIPLOMATIC MAGAZINE

fifteen thousand years of selection did not allow to be destroyed by two hundred years of disturbance, taking, on the contrary, from these influences and reaching today the production of horses of bigger size and of quality of movements, able to stand with all the specialized races, in almost all the modalities of the modern equestrian sport. The APSL (Portuguese association of the Portuguese Horse Breed) is responsible for the management of the Stud Book, which is unique in Portugal, the birthplace of the Breed, and belongs to the Portuguese State. It also has as main attributions to ensure the ethnic purity of the Lusitano Horse and its zootechnical and is sanitary improvement, and promoting our Horse. In this sense, it organizes the International Festival of the Lusitano Horse, which in 2018 will take place from May 31 to June 2 at the Manuel Possolo Racecourse in Cascais. At the moment we have 19 Congenerary Associations: South Africa, Germany, Australia, Belgium, Brazil, Colombia, Denmark, Spain, Ecuador, USA, Finland, France, Holland, England, Italy, Mexico, Norway, Sweden, Switzerland and with births in Worldwide. Our Horse plays a fundamental role in the projection of Portugal around the World and is today one of the most successful Portuguese products and international prestige. It stands out for being the horse par excellence for the Equestrian Art and for Bullfighting, besides being the horse that gives the most pleasure to ride, continues to surprise by its natural aptitude for the Teaching, and competition coup where in fact already obtained, twice, the title of World Champion, and also in the Horse Riding is distinguished when obtaining the most important international titles.

Text adapted from the article by Arsénio Raposo Cordeiro, at the Congress of the Lusitano Horse 2011, in Torre do Tombo, Lisbon *Vide F. Sommer de Andrade, “O Filho do Vento”, in Cavalo Lusitano, Lisboa, Edições Inapa. **Vide Paulo Gavião Gonzaga, A History of the Horse, J. Allen.


Bentley Continental GT Ru i Car val ho

A trip aboard the new luxury paradigm “The pinnacle of success in design and engineering.” This is how Wolfgang Dürheimer, president of Bentley Motors, realizes that the new Bentley Continental GT has come to make history in the automotive world, while simultaneously bringing to the road a renewed paradigm of Lux. “Very british as usual” this model of Bentley, presented at the Uma viagem a bordo do novo paradigma de luxo “O pináculo de êxitos no design e na engenharia.” É desta forma que Wolfgang Dürheimer, presidente da Bentley Motors, deixa perceber que o novo Bentley Continental GT veio para fazer história no mundo automóvel, trazendo em simultâneo para a estrada um renovado paradigma de luxo. “ Very british as usual” este modelo da Bentley, apresentado no Salão Automóvel de Frankfurt e quase a chegar ao nosso mercado, é, segundo a marca líder em mobilidade de luxo, “o melhor Grand Tourer jamais produzido.” Imponente como sempre, surge agora numa forma mais “escultural e mais afilada”. Ideal para os amantes da velocidade, o motor biturbo W12 TSI de 6.0 litros é melhorado com uma caixa de dupla embraiagem de oito velocidades. Graças a uma potência de 635 cv e 900 Nm de binário, esta “bomba” criada para uma condução ágil, atinge os 100 km/h em apenas 3,7 segundos e dispõe de uma velocidade máxima de 333km/h alcançada em sexta velocidade. As restantes sétima e oitava velocidades, servem para desfilar todo o seu charme em velocidade “de cruzeiro.” Com o sistema “all-wheel-drive” substitui-se a tradicional distribuição de potência 40-60 entre os eixos dianteiro e traseiro e a posição do motor, agora mais recuado, permite a melhorar a distribuição do peso. Outra novidade é o “Bentley Dynamic Ride”, um sistema para controlo e ajuste eletrónico da barra anti-rolamento que na prática consegue uma substancial melhoria da condução tornando o carro mais leve mas também mais preciso, como uma águia que não perde o seu foco. “ Trabalhado à mão”, o novo Continental GT oferece um leque praticamente ilimitado de opções de personalização, cumprindo com a promessa de algo nunca antes visto.

Frankfurt Motor Show and almost reaching our market, is, according to the leading brand in luxury mobility, “the best Grand Tourer ever produced.” Imposing as ever, it now appears in a more “ sharper and sculptural” shape. Ideal for speed enthusiasts, the 6.0-liter W12 TSI twin-turbo engine is enhanced with an eight-speed dual clutch gearbox. Thanks to a power of 635 hp and 900 Nm of torque, this “pump” created for agile driving, reaches 100 km / h in just 3.7 seconds and has a top speed of 333 km / h achieved at sixth speed The remaining seventh and eighth speeds, serve to parade all its charm in “cruising speed.” The all-wheel-drive system replaces the traditional 40-60 power distribution between the front and rear axles, and the now retracted engine position allows for better weight distribution. Another novelty is the “Bentley Dynamic Ride,” a system for electronic control and adjustment of the anti-roll bar that in practice achieves a substantial improvement in driving making the car lighter but also more accurate, like an eagle that does not lose its focus . “Hand-crafted,” the new Continental GT offers a virtually unlimited range of customization options, delivering on the promise of something never seen before. A Real Luxury!

Um verdadeiro Luxo!

DIPLOMATIC MAGAZINE | 81


82 | DIPLOMATIC MAGAZINE


Memória

Memories

Aristides de Sousa Mendes foi um prestigiado diplomata português que salvou 30.000 vidas do Holocausto, emitindo-lhes vistos que se destinavam quer a indivíduos, quer a famílias. De 16 a 23 de Junho de 1940, Aristides de Sousa Mendes desobedeceu às ordens impostas pelo governo de Salazar, guiando-se pelos ditames da sua consciência moral. À medida que recrudescia a ameaça nazi e a perseguição de milhares de Judeus por toda a Europa se intensificava, milhares de refugiados judeus, em Bordéus, procuraram os consulados de Portugal e de Espanha, em busca de vistos para escapar a uma morte certa. Espanha negou os vistos aos refugiados judeus que passaram a ter como única esperança o consulado português. De 17 a 19 de Junho, o cônsul português trabalhou incessantemente na emissão de vistos, juntamente, com dois dos seus filhos. Nesses três dias, foram emitidos 30.000 vistos, contrariando as ordens expressas de Salazar. Aristides de Sousa Mendes conseguiu ainda que os consulados portugueses de Bayonne e Hendaye, que haviam obedecido a Salazar, emitissem mais vistos. A 24 de Junho de 1940, Aristides de Sousa Mendes recebeu um telegrama de Salazar, ordenando-lhe que se apresentasse em Lisboa para explicar o seu acto de desobediência. Não só Aristides de Sousa Mendes foi despedido, como também lhe foi negada qualquer reforma, após 30 anos de carreira diplomática, impossibilitando assim o sustento da sua família. A Associação Judaica de Lisboa foi a única a ajudar a família Sousa Mendes, providenciando alimentação e assistência médica. Aristides de Sousa Mendes morreu no dia 3 de Abril de 1954, mas lutou pela justeza dos seus feitos até ao seu último suspiro. Em 1966 o estado de Israel declarou Aristides de Sousa Mendes “Justo entre as Nações” e em 1986 o Congresso dos Estados Unidos emitiu uma proclamação em honra do seu acto heróico. Mais tarde foi finalmente reconhecido pelo estado Português, tendo sido apresentadas desculpas à família e Aristides de Sousa Mendes promovido postumamente à categoria de embaixador. O rosto de Sousa Mendes apareceu impresso em selos em vários países.

Aristides de Sousa Mendes was a prestigious Portuguese diplomat who saved 30,000 lives from the Holocaust by issuing visas to both individuals and families. From 16 to 23 June 1940, Aristides de Sousa Mendes disobeyed the orders imposed by the Salazar government, guided by the dictates of his moral conscience. As the Nazi threat receded and the persecution of thousands of Jews throughout Europe intensified, thousands of Jewish refugees in Bordeaux sought the consulates of Portugal and Spain in search of visas to escape certain death. Spain denied visas to Jewish refugees who came to have the Portuguese consulate as their only hope. From 17 to 19 June, the Portuguese consul worked unceasingly to issue visas together with two of his children. In these three days, 30,000 visas were issued, contrary to the express orders of Salazar. Aristides de Sousa Mendes also managed to get the consulates of Bayonne and Hendaye, who had obeyed Salazar, to issue more visas. On June 24, 1940, Aristides de Sousa Mendes received a telegram from Salazar, ordering him to appear in Lisbon to explain his act of disobedience. Not only was Aristides de Sousa Mendes fired, but he was also denied any reform after 30 years of diplomatic career, making it impossible for his family to support himself. The Jewish Association of Lisbon was the only one to help the Sousa Mendes family, providing food and medical assistance. Aristides de Sousa Mendes died on April 3, 1954, but fought for the correctness of his deeds until his last breath. In 1966 the state of Israel declared Aristides de Sousa Mendes “Righteous among the Nations” and in 1986 the United States Congress issued a proclamation in honor of his heroic act. Later it was finally recognized by the Portuguese state, with apologies to the family and Aristides de Sousa Mendes promoted posthumously to the category of ambassador. The face of Sousa Mendes appeared printed on stamps in several countries. “He who saves a life is saving all mankind.”

“Aquele que salva uma vida está a salvar toda a Humanidade.”

DIPLOMATIC MAGAZINE | 83


TOLDOS - CORTINAS DE VIDRO - PROLONGAMENTO DE ESPAÇOS - PERGOLAS BIOCLIMÁTICAS - PARAVENTOS RETRACTÉIS ESTORES DE INTERIOR - PERGOLAS DE MADEIRA OU ALUMÍNIO

WWW.ARQUITETOLDOS.COM.PT TEL.: 219 758 190 TELEM.: 936 441 165


DIPLOMATIC MAGAZINE | 85


Profile for BestComGroup

Diplomatic Magazine 1  

Diplomatic Magazine 1  

Advertisement