Page 1

30

DIAS TEM NOVEMBRO E A AGENDA 29HORAS TEM

120

PROGRAMAS PARA TODAS AS HORAS DE TODOS OS DIAS DO MÊS

ESPECIAL

SUSTENTABILIDADE

IDEIAS INSPIRADORAS PARA REPENSAR O MUNDO

DÉBORA

FALABELLA

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA E EXCLUSIVA NO EMBARQUE E DESEMBARQUE DE CONGONHAS

FEMINISTA, A ATRIZ DA SÉRIE "NADA SERÁ COMO ANTES" NÃO ESCONDE SUAS OPINIÕES

Baixe o app "Realidade Aumentada Brasil", aponte o celular para a capa e confira cena do novo filme estrelado pela atriz


SAIBA DO QUE VOCÊ É FEITO COM APENAS UM TOQUE, MEÇA O SEU PERCENTUAL DE GORDURA CORPORAL E MASSA MUSCULAR.

O PREPARO FÍSICO COMEÇA PELO CORAÇÃO

MÚSCULO 43,5%

GORDURA CORPORAL 16,5%

ANÁLISE DA COMPOSIÇÃO CORPORAL Meça o percentual de gordura corporal e massa muscular direto no seu pulso ao toque de um botão.

NAVEGUE PELAS SUAS ESTATÍSTICAS

O preparo físico começa pelo coração. Monitore sua frequência cardíaca durante o dia para descobrir sua frequência em repouso, que é um grande indicador do seu nível de preparo físico.

Navegue pelas suas estatísticas através da tela touch, para obter uma visão geral do dia, sem precisar olhar o celular.

REGISTRE A ATIVIDADE DO SEU DIA TODO

ESCOLHA A COR QUE VOCÊ MAIS GOSTA

Registre passos, tempo ativo, calorias queimadas, frequência cardíaca e tempo de sono. Dia e noite, registro de atividades 24 horas, 7 dias por semana.

Adicione um toque de cor ao seu dia com pulseiras intercambiáveis, seja qual for o seu humor, ocasião ou roupa.

REGISTRO DE ATIVIDADES Defina metas diárias e semanais. Registre seu progresso ao longo do tempo para: passos, tempo ativo, calorias, distância e sono. Registre seus esportes e treinos ao longo do tempo.

COMBINE E REGISTRE SEUS TREINOS

NOTIFICAÇÕES NO CELULAR

Monitore calorias queimadas, tempo ativo e frequência cardíaca no modo Esportes.

Fique conectado. Nunca perca uma ligação ou mensagem de texto com notificações no seu celular.


TOMTOM TOUCH BATIMENTO CARDÍACO + COMPOSIÇÃO CORPORAL

Monitor de frequência cardíaca embutido

TOUCH PULSEIRA FITNESS

Composição corporal

SPORTS

PRIMEIROS PASSOS! Sabemos que levar uma vida ativa deixa as pessoas mais alegres e saudáveis. Se você está tomando o primeiro passo em direção a um estilo de vida mais ativo ou se preparando para correr meia maratona, nossa pulseira fitness irá ajudar a você chegar lá.

PULSEIRA FITNESS TOMTOM TOUCH Por que contar seus passos quando você pode ver do que o seu corpo é feito? Caso deseje ficar mais forte, mais em forma, mais magro ou apenas queira informações: A TomTom Touch mede a composição corporal para monitorar do que você é feito e não apenas conta os seus passos.

TOMTOM.COM/FITNESS


novembro 2016 ed. 85 Publisher: Pedro Barbastefano Júnior Conselho editorial: Chantal Brissac, Claudio Elisabetsky, Clóvis Cordeiro, Didú Russo, Georges Henri Foz, Pedro Barbastefano Júnior e Kike Martins da Costa

06

redação: Chantal Brissac (diretora de redação); Kike Martins da Costa (editor assistente); André Cordeiro (repórter) ; Rose Oseki (diretora de arte); Karen Suemi Kohatsu (designer) Gerente de produto: Ariovaldo Dias (ariovaldo@29horas. com.br) Colaboradores: André Yoshikawa, Carlos Monteiro, Claudia Martinelli, Didú Russo, Doroteia Fragata, Érico Hiller, Georges Henri Foz, Juliana Ferreira Simões, Leão Serva, Luiz Toledo, Maria Shirts, Matheus Fragata e Rafaella Finci PUBLICIDADE Diretor escritórios regionais: Luiz Carlos Stein (stein@29horas.com.br) Comercial (comercial@29horas.com.br): Gerente: Rafael Bove equipe: Angela Saito, Flávia Moraes, Ivie Furlan, Giovanna Barbastefano e Raphael Favilla rio de Janeiro – Cauê Issa (caue@29horas.com.br) brasília – Leonardo Freitas (leonardo.freitas@ootb.net.br) Curitiba – Alexandre Martins (alexandre.martins@29horas.com.br) Santa Catarina – Jean-Luc Jadoul (jljadoul@terra.com.br) Florianópolis – Sonia Meireles (sonia@yaguar.com.br) ribeirão Preto – João Queiroz (comercial@bbipublicidade.com) Norte e oeste do Paraná – Marcelo Pajolla (pajolla@pajolla.com) Campinas – Fabio Amaral (fabioamaral@29horas.com.br) atibaia – Daniel Paladino (dpaladino@ld2comunicacao.com.br)

20 22 24

colunas

Tripadvisor indiCa mobilidade 29H sp-rio As novidades na 3ª maior ponte aérea do mundo

58

Comer, beber, viver Ceviches para o verão são a pauta de GeorGeS HeNrI FoZ

60

adega DIDú ruSSo mostra a importância dos vinhos biodinâmicos

82

Hora livre luIZ toleDo dá um soco de realidade

30

destaques Capa

Débora Falabella, a atriz da série “Nada Será como Antes”, fala sobre sua vida e seus projetos no cinema, no teatro e na TV

Jornalista responsável: Chantal Brissac (MTB 15.064)

A revista 29HoraS respeita a liberdade de expressão. As matérias, reportagens e artigos são de responsabilidade exclusiva de seus signatários.

mUsas liTeraTUra HoTelaria gasTronomia viagem foTografia

marIa SHIrtS esclarece as principais dúvidas de mobilidade

Impressão e acabamento: Prol Editora Gráfica Ltda.

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA E EXCLUSIVA NAS SALAS DE EMBARQUE E DESEMBARQUE DO AEROPORTO DE CONGONHAS

hora h

ClauDIa martINellI lista hotéis sustentáveis

assistência comercial: Silene Barbieri Ciciliato

29HoraS é uma publicação mensal da MPC11 Publicidade Ltda.

sumário

39

espeCial SuSteNtabIlIDaDe é o foco do nosso especial: é hora de repensar o mundo

29HoraS – Av. Nove de Julho, 5966 - cj. 11 Jd. Paulista - São Paulo - Cep: 01406-200 Tel.: 11.3086.0088 Fax: 11.3086.0676 www.29HoraS.Com.br

29HORAS Na reDe: twitter.com/revista29horas facebook.com/revista29horas

63

aGenda 29h

120 programas para todas as horas de todos os dias do mês

A tiragem e distribuição desta edição de 65.000 exemplares é auditada pela bDo.

Capa – Débora Falabella, fotografada por Jorge Bispo


hora h

Musas

A divA dA Arte suAve

Número um No raNkiNg peso-palha, Claudia gadelha partiCipa No dia 19 de Novembro do eveNto uFC No giNásio do ibirapuera, em sp

O jiu-jítsu, que em japonês significa “arte suave”, é uma prática que busca valores como superação, determinação e respeito, princípios que mudaram a vida da potiguar Claudia Gadelha, de 27 anos. No início da adolescência em Mossoró, onde nasceu, Claudia entrou em crise com a família, envolveu-se com drogas e não sabia o que fazer da vida. O jiu-jítsu resgatou a jovem, que passou a se gostar e se conhecer melhor com o esporte. “Passei por fases muito difíceis na minha vida, mas sempre tive a certeza de que a situação ia mudar, que as coisas iam melhorar”, diz a atleta, que conquistou três títulos mundiais e agora se prepara para mais um desafio. No dia 19 deste mês, ela irá enfrentar a lutadora americana Cortney Casey – evento que tem como luta principal o embate entre o brasileiro Rogério Minotouro e o americano Ryan Bader. “Eu acho que vai ser uma luta ótima. A Cortney sempre busca a luta, faz grandes performances; sabe um pouquinho de tudo, não é especialista em nada. O público de São Paulo vai ver um show”, diz Claudinha, como é conhecida nesse universo. Depois de alguns anos no Rio, onde treinou com André Pederneiras e virou a mais jovem faixa preta de jiu-jítsu da história da academia Nova União – em 2008, fez sua transição para o MMA profissional –, Claudia mudou-se para os Estados Unidos, onde abriu uma academia que leva seu nome na Pensilvânia. Ela conta que saiu do Brasil em busca de evolução. “Estava na hora de ter um treinamento com menos estresse, mais descanso e mais foco. No Brasil, a gente acaba indo além do que deveria”, analisa. Para ela, foi isso que aconteceu em uma de suas lutas mais emblemáticas, no embate contra a polonesa Joanna Jedrzejczyk, em julho deste ano. “Exagerei na vontade de vencer, treinei demais, durante 17 semanas. Me senti uma Mulher Maravilha, porque treinei muito. Mas às vezes o treinar demais não é o certo, e é isso que estou aprendendo aqui nos Estados Unidos”, diz a atleta, que relaxa desses rounds exaustivos perto da natureza, especialmente nas cachoeiras do Rio, cidade que ama. Chantal Brissac

6 | 29HORAS | Novembro 2016


foto getty images

Claudia Gadelha tem história de superação e hoje é uma das maiores lutadoras de UFC

7


hora h

fotos divulgação

literatura

Gênio incompreendido: as obras do escritor gaúcho Simões Lopes Neto (sentado na mureta) só chegaram ao público depois de sua morte

AlmA gAúchA

CoNsiderado a maior expressão do regioNalismo literário No sul do país, simões lopes Neto é objeto de uma graNde exposição No saNtaNder Cultural, em porto alegre Como tantos outros talentos da literatura brasileira, o gaúcho João Simões Lopes Neto (1865-1916) se tornou conhecido apenas depois de sua morte. Nos seus 51 anos de vida, ele se dedicou a diversos trabalhos e morreu pobre e incompreendido. O sucesso póstumo aconteceu após o lançamento, em 1949, da edição crítica de “Contos Gauchescos” e “Lendas do Sul”, organizada para a Editora Globo por Augusto Meyer, com o apoio de outro grande escritor gaúcho, Érico Veríssimo. A partir daí, sua literatura, reconhecida como um símbolo do regionalismo brasileiro, rompeu as fronteiras do país e foi traduzida para diversos idiomas, sendo objeto de estudo de pesquisadores também no exterior. Neste ano do centenário de sua morte, é possível mergulhar na alma do escritor na exposição estruturada pelo Santander Cultural, em Porto Alegre. A mostra “Simões Lopes Neto – Onde não chega o olhar prossegue o pensamento”, em cartaz até o dia 18 de dezembro, desvenda de forma sedutora a vida do poeta e cronista nascido em Pelotas, autor de “Cancioneiro Guasca” (1910), “Contos Gauchescos” (1912), “Lendas do Sul” (1913), “Casos do Romualdo” (1914), e “Artinha de Leitura” e “Terra Gaúcha”, organizadas por Luís Augusto Fischer e publicadas em 2013. Além de escritor, Simões Lopes Neto atuou como jornalista, dramaturgo, empresário e comerciante. Entre várias atividades, ele teve torragem de café, vidraria,

8 | 29HORAS | Novembro 2016

destilaria e uma fábrica de cigarros chamada Diabo, uma provocação irreverente naquela época, quando havia em Pelotas três fábricas de cigarros com nome de santos. Para Ceres Storchi, curadora da exposição no Santander Cultural, o que diferencia Simões Lopes Neto de outros regionalistas é a forma de falar e entender o homem do campo. “Ele fez uma obra dialetal de uma forma original. Deu voz ao gaúcho, valorizando a história e a tradição do homem campeiro e a própria formação do território do Rio Grande do Sul”, diz Ceres. Há quem diga que sem Simões não há Guimarães Rosa. O grande escritor mineiro teria confessado que seu texto tem muito da influência de Simões. A curadora Ceres Storchi, que tem como livro de cabeceira os “Contos Gauchescos”, diz que a leitura dos “Contos” proporciona sempre uma experiência nova: uma deliciosa composição literária com uma brilhante proposta de linguagem. “As cenas do conto ‘Contrabandista’ poderiam ser de um romance moderno ou de uma imagem fílmica de Nelson Pereira dos Santos, mudando a direção, na cena final, para a do Tarantino de “Kill Bill” – vermelho-sangue, denso”, relata Ceres no livro da exposição, que inclui uma experiência sensorial na entrada do grande hall do Santander Cultural, além de programas de ação educativa com peças de teatro, apresentações de circo, filmes e seminários. C.B.


hora h

fotos divulgação

hotelaria

Restaurante do histórico Hotel Ca’d’Oro e o seu famoso prato, o Gran bollito, um cozido de carnes e legumes servido com três tipos de molho

ElEgância rEnovada No ceNtro de sp, o icôNico Hotel ca’d’oro reabre remodelado, mas com o glamour de sempre Alguns dos pratos do restaurante Ca’d’Oro ficaram famosos mundo afora, caso do Gran bollito misto alla Piemontese, um cozido de carnes e legumes que chega ao salão em um carrinho réchaud especial e é servido com três tipos de molhos. Figuras como o rei Juan Carlos da Espanha e o tenor Luciano Pavarotti provaram esta e outras criações enquanto estiveram hospedados no hotel. Aliás, o famoso tenor foi o responsável pela invenção do Penne alla Pavarotti, servido com tomate fresco, alho e pimenta dedo de moça. Como na época do lançamento do Gran bollito misto, em 1956, não havia como encontrar um carrinho próprio para servir à mesa dos clientes, ele foi encomendado a uma metalúrgica que fabricava carrinhos de bebês. Essa iguaria, uma das mais festejadas do Ca’d’Oro – fundado em 1953 pela família Guzzoni e fechado em 2009 – agora pode ser saboreada. O hotel e o tradicional restaurante foram reabertos em uma parceria com a construtora Brookfield na mesma rua Augusta, 129, como parte do complexo Ca’d’Oro São Paulo. O novo empreendimento inclui uma torre residencial e outra comercial. O projeto é dos arquitetos José Lucena e Patricia Anastassiadis (interiores), com paisagismo de Benedito Abbud. A família Guzzoni volta à administração do hotel, com o reforço da quarta geração do clã de ascendência italiana. O gerente geral Fabrizio Guzzoni é neto do fundador do Ca’d’Oro, o italiano Fabrizio Guzzoni

10 | 29HORAS | Novembro 2016

(1920-2005). “Eu me sinto feliz e muito entusiasmado ocupando este posto que já foi do meu avô e do meu tio. Sei que é uma grande responsabilidade, mas estou no negócio há 15 anos e vou trabalhar duro para manter o padrão Ca’d’Oro”, afirma. O restaurante e o bar no térreo do hotel mantêm a tradição dos anos dourados da casa, que inovou ao apresentar, no início dos anos 1950, uma refinada cozinha do norte da Itália, algo que não existia até então no Brasil. Além do célebre Bollito misto, é possível saborear deliciosos risottos, o clássico carpaccio – criado no hotel Cipriani, de Veneza –, e o Fettuccine al triplo burro, do restaurante Alfredo, de Roma, originalmente al doppio burro, mas que na versão de Guzzoni ganhava dose tripla de manteiga. Outros pratos interessantes são o Anitra alla “Colleoni”, peito de pato em crosta de ervas, com aspargos, purê de batata e três figos empanados, e o Trio Bergamasco, com três massas recheadas: casoncelli de vitela e amaretto, agnolotti de espinafre e queijos e ravioli de carne. Uma curiosidade é o belíssimo piano francês Erard, de 1870, feito em madeira e marfim, que retorna ao bar do hotel, assim como outras peças decorativas e obras de arte. Nas noites de terça a sábado e no almoço de domingo, um pianista toca no raro Erard. Um charme por si só, o Ca’d’Oro, com a cozinha do Piemonte e da Lombardia, é um dos programas imperdíveis de São Paulo.


hora h

gastronomia

Corrida de hambúrgueres abertura do burger Fest terá mais que 29 horas seguidas de música e Foodtrucks no jockey

Hambúrguer do Frank & Charles estará no Burger Fest

12 | 29HORAS | Novembro 2016

O Peerless Spirit é o suprassumo do mundo do whisky

bebidas

Joia líquida

the macallan lança o último dos decanters criados pela lalique para representar os seis pilares da marca, o peerless spirit Considerado o single malt mais cobiçado do mundo – e também o mais premiado –, o whisky escocês The Macallan nasceu em 1824 em berço esplêndido, às margens do rio escocês Spey. Os primeiros donos compartilhavam a determinação na produção do melhor produto possível, um legado que foi passado de geração em geração. Ao longo do tempo, a reputação do The Macallan só cresceu. A empresa sempre mirou na excelência do produto – e o conceito dos Seis Pilares. Eles envolvem o forte senso da localidade da destilaria, a longa experiência na destilação e o cuidadoso amadurecimento de seus maltes. O whisky, sem qualquer corante, é inteiramente elaborado de cevada maltada, cultivada na própria propriedade. Outra curiosidade é que apenas 16% de todo o whisky produzido na destilaria é engarrafado para consumo, de modo que só a parte mais nobre da produção é utilizada para venda. O Peerless Spirit fecha um ciclo virtuoso iniciado em 2005, em parceria com a cristaleria francesa Lalique, para ilustrar os seis pilares de excelência deste single malt, traduzidos em seis decanters. A peça exibe ao centro uma gota do destilado caindo do icônico triângulo invertido, presente em todas as garrafas. “A sexta peça da coleção cumpre o compromisso e tradição das duas marcas, The Macallan e Lalique, de criar objetos de arte”, diz Mauricio Leme, brand manager da Aurora, importadora do The Macallan no Brasil. O novo decanter custa a bagatela de US$ 35 mil, mas Mauricio acredita que, por ser o capítulo final da coleção “The Six Pillars”, este preço suba em função da busca por ávidos colecionadores.

fotos divulgação

A 9º edição da Burger Fest acontece em 120 estabelecimentos de São Paulo entre os dias 11 e 27 deste mês. Os fãs desse sanduba terão ao seu dispor mais de 200 versões, preparadas com diferentes estilos, blends de carnes, pães, molhos e complementos. Para dar a largada no festival, uma feira gastronômica ocupa o Jockey Club nos dias 5 e 6. O evento, conhecido como Chapa Quente, terá 30 horas ininterruptas com os melhores foodtrucks de hambúrguer da cidade, além de shows, DJs, exposições de arte, workshops, cultura urbana e lifestyle. Pela segunda vez, o Burger Fest tem patrocínio do UOL, a maior empresa brasileira de conteúdo, produtos e serviços da internet. A agência de entretenimento Multicase é a produtora do evento, criado em 2012 por Claudio Baran e Kelly Lobos. Em suas edições anteriores, já vendeu 1,2 milhão de hambúrgueres, em mais de mil casas participantes, não só em São Paulo, como também nas demais cidades que realizam o festival, como Rio de Janeiro, Campinas, Recife, Belo Horizonte e Salvador. Em São Paulo, esta 9ª edição terá como destaques a participação do Brewdog Bar, do Cabana Burger, do Frank & Charles, da Katz Burger, do Kød e do Tigre Cego, entre tantos outros restaurantes, bares e lanchonetes.


hora h

foto divulgação

foto shutterstock

bem-estar

Com o treinamento, as refeições ficam mais calmas e prazerosas; acima, a nutricionista Luiza Camargo, especializada em Mindful Eating

Como voCê Come? EspEcialista Em mindful Eating, a nutricionista luiza camargo Ensina como sair do piloto automático na alimEntação para vivEr com mais saúdE Muito popular atualmente, o treinamento conhecido como Mindfulness foi criado pelo médico americano Jon Kabat-Zinn em 1979. “Mindfulness é a consciência que surge quando prestamos atenção, com propósito, no momento presente e sem julgamentos”, define o próprio Jon Kabat-Zinn, de 72 anos, diretor da Clínica de Redução do Stress e do Centro de Atenção Plena em Medicina, na Escola da Universidade de Massachusetts. Mais recentemente, uma nova prática surgiu desse conceito envolvendo a alimentação: o Mindful Eating, que trabalha a consciência e o foco na hora de se alimentar. A nutricionista paulistana Luiza Camargo, pósgraduada em Obesidade e Emagrecimento e com especialização em Nutrição Desportiva, participou em 2015 do treinamento em Mindful Eating pelo UCSD Center for Mindfulness, nos Estados Unidos. “O alimento é um veículo para nutrir o corpo e a mente e um reflexo de como lidamos com nossas vidas. O Mindful Eating ajuda as pessoas a perceberem os sinais do corpo, as sensações. É um treinamento transformador”, diz Luiza. “A pessoa também aprende a fazer escolhas conscientes e sábias, e desacelera no seu dia a dia”, observa. Prestar atenção no aroma, no sabor, sentir na boca a textura do alimento, mastigar calmamente e perceber a digestão. Muitas vezes, o que parece fome é ansiedade ou outra emoção. A prática leva à identificação desses

14 | 29HORAS | Novembro 2016

sentimentos. “A gente aprende a se reconectar com o estômago, que não é percebido. Quanto eu posso comer? Em diversas situações, ultrapassamos o ponto da saciedade”, diz a especialista. Outro mandamento é a mastigação consciente. Segundo Luiza, são necessários ao menos vinte minutos para fazer uma refeição. Quem come rápido acaba comendo muito mais. A nutricionista lembra que existem nove fomes: a dos olhos, na qual tudo o que é bonito atrai; a do nariz; a do ouvido, que inclui escutar o próprio mastigar; a da boca, que está dissociada da fome biológica; a do tato, mais presente em culturas como a indiana, em que se come com as mãos; a do estômago, que é física e tem a ver com a quantidade; a fome das células, que é a fome corporal; a fome da mente, do “eu mereço um chocolate”; e a fome do coração, ligada às memórias afetivas. Perceber a diferença entre elas é fundamental. “Quem está ansiosa precisa mais de uma conversa com alguém ou de uma caminhada do que de um chocolate ou uma coxinha”. Sem dúvida, um treinamento fundamental nos dias de hoje, quando as pessoas vivem no piloto automático e pouco conectadas com seus interiores. A nutricionista faz treinamentos no Núcleo de Yoga Ganesha, em Pinheiros, e na Força Vital Academia, no Bosque da Saúde. www.luizacamargo.com.br


Global Time Link, EDIFICE EQB-500D. Smartphone Link, Mostrador duplo com horário mundial programado para até 300 cidades.

•Cronógrafo •Resistência à água - 100m •Tough Solar (energia solar) •Conexão Bluetooth •Modo avião •Duplo horário mundial (2 cidades simultaneamente) •Alarme diário

Global Time Sync

Função Mobile Link

■ Mostrador duplo com hora mundial

programado para até 300 cidades

EQB- 500D-1A

Casio Edifice Brasil

■ Ajuste automático da hora

CASIO WATCH

Consulte modelos de Smartphones compatíveis

edificebrasil.com.br


hora h

realiDaDe 01 auMeNtaDa

Baixe o aplicativo “realidade aumentada Brasil“ na apple Store ou google Play.

02

aponte o seu celular para a foto com este ícone e assista ao vídeo do enjoy Conrad Punta del este.

A bela vista do vinhedo de Bodega de Garzón, que faz parte do enoturismo

turiSmo DE Ponta Em Punta

a ciDaDe uruGuaia preFeriDa pelos brasileiros tem atraÇÕes o ano toDo – opÇÕes que envolvem o turismo corporativo, o laZer Familiar e o entretenimento Dos cassinos e Da Gastronomia

Punta del Este, conhecida cidade balneária de luxo localizada no estado de Maldonado, em Uruguai, ferve durante a alta temporada de verão, mas na baixa temporada ela também não decepciona. Nas épocas de frio, as atrações turísticas mais famosas são a visita à Casa Pueblo para admirar o pôr do sol, o monumento Los Dedos na praia Brava e a sorte nos jogos no Enjoy Conrad Punta del Este Resort & Casino. Desde a sua abertura, em 1997, um dos principais objetivos do Enjoy Conrad foi romper com a sazonalidade da cidade e tornar-se um destino atraente durante o ano todo. Além do cassino, único com estilo Las Vegas na América do Sul, o resort é equipado com spa e fitness center, bares, restaurantes, boates e kid’s club. O complexo conta também com o Centro de Convenções – sede de congressos e convenções internacionais devido à sua

16 | 29HORAS | Novembro 2016

capacidade –, capaz de abrigar até cinco mil pessoas em uma área de mais de 4.500 m2. Com o objetivo de alavancar o fluxo de turistas o ano todo, foi apresentado em setembro o Punta del Este Bureau (puntadelestebureau.com), a fim de incentivar a realização de feiras e eventos e transformar a cidade de Punta del Este em destino de eventos mais importante da região. Para apreciadores de vinho, o enoturismo é outra ótima opção. A Bodega de Garzón, uma fazenda de cinco mil hectares do Grupo Agroland, oferece tour para mostrar o processo de fabricação de vinhos e degustação de três vinhos varietais. Projetada pelo escritório de arquitetura argentina Bórmida & Yanzón, a vinícola é considerada a primeira bodega sustentável construída fora da América do Norte. Do aproveitamento dos recursos naturais do

foto divulgação

ViageM


fotos divulgação

No alto, o Centro de Convenções e o cassino do Enjoy Conrad Punta del Este Resort & Casino. Abaixo, a vista do hotel Locanda Fasano, que será reinaugurado em dezembro

local à otimização do rendimento energético e geração de energias eólica e fotovoltaica, o foco é o meio ambiente. Nas Colinas de Garzón são produzidos azeites de oliva extra virgem, azeitonas, doces de amendoim e mel – o roteiro inclui passeio pelas oliveiras, visita à fábrica e degustação de azeites de oliva. Outra novidade que está chegando, com previsão de reabertura no dia 23 de dezembro, é o Hotel Fasano Las Piedras: agora com o novo nome de Locanda Fasano. Entre as principais mudanças está o projeto de ampliação integrado ao restante da propriedade, preservando a mesma identidade arquitetônica, e áreas como solarium, lounge, bar e piscina privativa para oferecer mais comodidade ao hóspede, principalmente no inverno. Rose Oseki

17


hora h

fotografia literatura

Patrimônio natural Durante um mês, equipe esquaDrinha a costa e

hotelaria

Prato harmonizado com o espumante, uma das propostas do Hilton

tim-tim!

hilton são paulo morumbi e chanDon se unem em brunch comemorativo ao GranDe prêmio Do brasil De Fórmula 1 Foi dada a largada para as comemorações do GP de Fórmula 1. Até o dia 13 de novembro, nos finais de semana, entre 12h30 e 15h30, quem for ao restaurante Armazém Morumbi, no Hilton São Paulo Morumbi, será recebido com um welcome drink da Chandon. É possível escolher entre Mimosa, o clássico com espumante e

18 | 29HORAS | Novembro 2016

Pajé Pataxó da Reserva da Jaqueira

curadoria de Jaime Portas Vilaseca e traz fotos de Rafael Duarte – que também assina os textos – Flavio Forner e Enrico Marcovaldi. Assinam o prefácio e o posfácio do livro os diretores da Conservação Internacional Guilherme F. Dutra, de Estratégia Costeira e Marinha, e Beto Mesquita, de Estratégia Terrestre, respectivamente. “Esta expedição mostra Abrolhos de uma perspectiva inédita, passando por caminhos pouco conhecidos que conectam os ambientes marinhos e costeiros. Um novo olhar que destaca o potencial da região para o ecoturismo, que ainda é pouco aproveitado”, ressalta Dutra.

suco de laranja; o Chandon Passion on Ice, com cubos de gelo; e Chandon Fresh, que combina Chandon Demi-sec, gelo e rodelas de laranja. Para os que quiserem continuar a refeição com os drinques ou com o espumante, o hotel oferece o double drink – na compra da primeira bebida, o cliente é presenteado com a segunda (seja em drinque ou garrafa). Além de estar disponível no Armazém Morumbi, o drinque Chandon Passion on Ice será servido aos hóspedes que desejarem apreciá-lo na piscina do hotel. O Hilton e a Chandon também promovem juntos um menu especial para brunch, com pratos inspirados nas regiões do Brasil e harmonizados com drinques feitos com o espumante da marca. A cada semana, o menu homenageará uma região do Brasil, além de contar com as delícias tradicionais de um típico brunch, como tapiocas, omeletes e ovos beneditinos. Para os que desejam experimentar a gastronomia nordestina, nos dias 5 e 6 de novembro a Estação Acarajé oferece vatapá, caruru, acarajé e diversas pimentas brasileiras. Já nos dias 12 e 13 de novembro, a região homenageada é a Sudeste: a Estação Interlagos terá cuscuz paulista e o famoso virado à paulistana com bisteca, couve refogada, ovo frito e banana empanada. O brunch, sempre nos finais de semana, custa R$ 65 (crianças até cinco anos não pagam e as de seis a onze têm desconto de 50%). Av. das Nações Unidas, 12.901, Torre Leste, tel. 2845-0000. hiltonmorumbi.com.br

foto divulgação

Foram 4.650 km de carro, 500 km de barco, 200 km de bike, 150 km de caminhada, 40 km remando pelos rios da região e mais de 14 cidades visitadas. Com travessias pelas costas do Espírito Santo e da Bahia, a expedição do livro “Abrolhos: Terra e Mar”, que será lançado este mês pela editora Bambalaio, pretende mostrar toda a riqueza natural e cultural da região que vai muito além do seu Parque Marinho Natural. Trata-se de um lugar com mais de 500 anos de história, que vem sendo escrita desde os primeiros passos do Descobrimento. Há comunidades tradicionais, parques naturais, aldeias indígenas e construções de extrema relevância para os nossos patrimônios histórico e cultural. Usando o esporte de aventura como meio, a equipe de exploração Miramundos desbravou essa maravilhosa região, percorrendo uma área total de 95.000 km2. O fotolivro, em edição bilíngue e 200 páginas, tem

fotos rafael duarte

o oceano De abrolhos, revelanDo contornos inéDitos Desse maravilhoso parque nacional


fgv.br/eaesp/cursos

A FGV/EAESP é a escola de negócios mais global do Brasil. Única no país reconhecida pela AACSB, EQUIS e AMBA, as três mais importantes acreditações internacionais. O profissional formado pela FGV/EAESP tem sua certificação reconhecida no Brasil e no exterior, com todo o prestígio de uma escola que também é referência em formação executiva para todos os estágios de carreira. Porque quando sua escola de negócios é global, sua carreira também é.


TripAdvisor indicA

Por Claudia Martinelli

Hotel Bangalôs da Serra, que tem gerador eólico, e o Ouro Minas Palace Hotel, que usa placas solares para aquecer piscinas e chuveiros

Hotéis sustentáveis

Pesquisas mostram que os viajantes Preferem se hosPedar em hotéis que têm ações claras Para Preservar o meio ambiente. confira alguns deles no brasil

Eco-Pousada Casa Bobô, Ilha de Boipeba, Bahia Os hóspedes podem aprender sobre as eco-práticas do estabelecimento durante a estadia, têm controles para a economia de energia nos quartos, películas nas janelas que mantêm a temperatura do hotel amena, torneiras econômicas e pavimentação projetada para reduzir inundações. Hotel e Fazenda Rosa dos Ventos,Teresópolis, Rio de Janeiro Para proteção da Mata Atlântica que circunda a propriedade, o hotel constituiu uma Área de Reserva Legal, Certificada pelo INEA, Instituto Estadual do Meio Ambiente. Implantado em 1972, o programa permitiu a regeneração da fauna e flora nativas, transformando pastos

20 | 29HORAS | Novembro 2016

na bela Mata Atlântica que hoje envolve o hotel. Ouro Minas Palace Hotel, Belo Horizonte, Minas Gerais Utiliza placas solares para aquecer piscinas e chuveiros, usa plantas nativas da região nos jardins e conta com plano de manutenção preventiva para garantir o funcionamento eficiente dos equipamentos que dependem de água e energia. Pousada Pedra da Laguna, Búzios, Rio de Janeiro Desde sua fundação, em 2000, a pousada conta com energia solar para o aquecimento da água dos chuveiros, reaproveitamento da água da chuva, separação de resíduos sólidos e orientação dos colaboradores e hóspedes para economia de água e energia. Hotel Bangalôs da Serra, Gramado, Rio Grande do Sul Ele tem gerador eólico e aquecimento solar, tratamento de efluentes líquidos que passam por três fases e preservam as águas subterrâneas, pomar e horta orgânicos, preservação de aves e animais da região, e caldeira movida a pellets, combustível renovável, da categoria da biomassa. Claudia Martinelli é gerente de comunicação no Brasil do TripAdvisor, site de planejamento e reservas de viagens

fotos divulgação

De acordo com uma recente pesquisa do TripAdvisor, 74% dos brasileiros pensam em fazer escolhas ecológicas em suas próximas férias. A seguir, listamos cinco hotéis e pousadas classificados como Ecolíderes Platina no site, categoria que abrange o maior número de práticas sustentáveis adotadas. O selo Ecolíderes foi desenvolvido junto a Rainforest Alliance e ao Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), e é um dos maiores projetos de sustentabilidade do mundo voltado para hotéis.


mobilidade

por Maria ShirtS

Para se mover mais e melhor Perguntas Muito Frequentes Feitas a uMa Pessoa que escreve sobre Mobilidade urbana

Bike, metrô ou busão? Paulistano é tarado por eficiência. Por isso, uma das primeiras perguntas que eu ouço quando falo que não dirijo – ou quando defendo que o carro não é o meio de transporte mais eficiente da cidade – é: qual modal vai mais rápido? É claro que depende da distância que você percorre, do trajeto e da oferta dos transportes de cada região. Para o meu circuito casa-trabalho, é bicicleta em primeiro lugar, com 25 minutos, carro em segundo, com 40, depois metrô com 45 minutos e por último ônibus com 1 hora. A distância é de 6,5 km. Que ônibus eu pego? Essa pergunta parece estúpida, mas mostra como faltam, ainda, melhores instruções nos pontos e na cidade sobre as rotas dos ônibus. É verdade que nossa cultura é assaz oral e que faz parte do tête-a-tête brazuca parar o motorista pra perguntar "esse ônibus passa não sei onde?". Mas prefeitura nenhuma conseguiu solucionar esse problema da informação das rotas – o que me parece ser bem básico. Já vi até iniciativas independentes colocarem papelitos nos pontos indicando quais ônibus passam naquele lugar, porque às vezes nem isso o poder público fixa mais nas paradas. Você acha que as ciclovias deveriam ter sido melhor planejadas? Essa pergunta é tão frequente que uma vez me pediram a resposta em um tweet. Então vamos lá: não. O argumento de que a ciclovia tinha que ser mais planejada é usado de má fé, geralmente pra minar uma política que questiona o monopólio do uso do espaço público pelo carro. Acho que excedi uns 35 caracteres. Mas o ponto é: toda política pública pode ser desenvolvida por mais tempo, consultar mais especialistas e envolver outros órgãos. Mas o que estava em jogo na implementação da malha cicloviária em São Paulo era esse questionamento do uso das ruas. E isso não poderia ter sido feito, em quatro anos, de maneira "mais planejada". Se a gestão envolvesse a população, que é carrocêntrica, a cidade nunca ganharia

22 | 29HORAS | Novembro 2016

Foto Luiz GuadaGnoLi / Secom (04/08/2014)

Todo mundo que fala e pesquisa sobre um mesmo assunto vira referência, pelo menos para as pessoas mais próximas. Organizei um FAQ com algumas das perguntas sobre mobilidade que ouço com mais frequência. São elas:

Ciclovia no bairro do Tatuapé, em São Paulo

400 km de ciclovias. E a verdade é que quem critica o planejamento dessa implementação não anda de bicicleta. É verdade que quanto mais faixas de rolamento são abertas, mais trânsito é provocado? Sim. Não parece intuitivo, mas um estudo antigo do período pós-guerra já indicava que não adianta abrir mais vias para os carros, porque isso gera algo chamado "trânsito induzido". É como se a abertura de ruas convidasse as pessoas que não usam carros a colocarem-os para fora de casa, gerando tráfego mais intenso. Por exemplo: uma pessoa que se planeja para sair mais cedo de casa para evitar o trânsito passa a sair mais tarde quando há mais oferta de ruas, gerando picos de rush mais carregados. O estudo mais conhecido sobre isso é do teórico Phil Goodwin e se chama Evidências Empíricas Sobre o Trânsito Induzido. Onde posso me informar mais? Hoje em dia há muitos apps e sites que discutem a mobilidade urbana. De ciclistas e pedestrianistas a estudiosos, há uma gama de lugares que dão dicas de rotas, que fiscalizam os gestores, que incentivam uma mudança nos paradigmas modais da cidade. É o caso do Vá de Bike, Bike é legal, Ciclocidade, Cidades para pessoas, dos apps "Sem Carro" e "MubMaps", entre vários outros. Convido todos a olharem essas e outras fontes de informação, e a continuarem esse FAQ via email, que está no rodapé dessa coluna. Bem-vindos! Maria Shirts é ciclista, pedestrianista e jornalista no Estúdio Fluxo. Trabalha os temas da mobilidade, literatura e política digital. Email: maria.shirts@gmail.com


29h sp-rio

a 3ª maior ponte aérea do mundo

hotelaria

O Hotel Mama Shelter é criativo em suas placas de “limpe o meu quarto” e tem uma loja com esses produtos

Bom humor e design moderno

Com matriz em Paris e filiais em cidades como Los Angeles, Bordeaux, Marselha e Lyon, a rede de hotéis Mama Shelter acaba de fazer seu desembarque no Brasil, mais precisamente no Rio, no bairro de Santa Teresa. O Mama Shelter quer ser um ponto de encontro de turistas e moradores, um refúgio urbano divertido e caloroso, além de charmoso e cheio de estilo. Sua decoração inclui obras de artistas locais (como Jambeiro e Zemog) e peças de design moderninho e muito bem-humorado: máscaras de plástico funcionam como luminárias, as placas de “limpe meu quarto” ou “não perturbe” trazem fotos fanfarronas e uma concept store vende roupas e objetos de decoração que seguem a linha divertida da grife hoteleira. Para completar o pacote, as amenities disponíveis nos banheiros dos apartamentos foram desenvolvidas exclusivamente para a rede, não contêm

24 | 29HORAS | Novembro 2016

parabenos, perfumes sintéticos ou corantes artificiais; a cozinha do restaurante é comandada pelo chef Fausto Rangel (apaixonado pela cozinha contemporânea brasileira) e o bar serve caipirinhas e petiscos típicos do Rio, como os bolinhos de feijoada e os tremoços. No total, são 55 confortáveis quartos, mas sem room service. Em compensação, o lounge ao ar livre e um salão de jogos são amplos e convidativos. A ideia é fazer com que o visitante circule bastante pelas áreas comuns do hotel, sentindose em casa, compartilhando experiências e momentos de prazer. As diárias variam de R$ 300 a R$ 560. Em breve, a rede Mama Shelter (que faz parte do Grupo Accor) deve abrir também unidades em cidades como Toulouse, Lille, Londres, Bangcoc, Praga, Hamburgo e México. Mama Shelter Rio - Rua Paschoal Carlos Magno, 5, Santa Teresa, tel. (21) 3980-0300.

FOTOs DivulgaçãO

No bucólico bairro de SaNta tereSa, o MaMa Shelter é boa opção para queM buSca uM hotel boutique coM preçoS aceSSíveiS e atMoSfera eStiloSa


bares

CinCo sentidos

coquetéiS de vaNguarda da Nova carta do Meza bar proporcioNaM experiêNciaS MultiSSeNSoriaiS O Meza Bar, famoso por sua coquetelaria criativa, acaba de lançar a Coleção Essência, que traz onze novas criações que prometem mexer com os sentidos dos frequentadores do gastrobar e levá-los para uma viagem através de sabores regionais do Brasil, em combinações inusitadas. A equipe de bartenders estudou temas como sensorialidade e o regionalismo para desenvolver as receitas, que seguem uma linha “pop & tropical”, com cores vibrantes, texturas variadas e sabores instigantes e prazerosos. A experiência tem como estrelas ingredientes como o jambu da Amazônia, o massala da Índia, o pequi de Goiás e o xarope de beterraba. Exemplos disso são o Jaipur (gim em infusão de massala, beterraba, bitter Angostura e suco de limão), o Tsuru (saquê com xarope de beterraba, sucos de melão e de limão, wasabi e um origami de papel na borda do copo), o Tupi or not? (gim, jambu, limão siciliano, xarope de açúcar e bitter Angostura) e o João Gato, feito com cachaça em infusão de café, licor de café, melaço de cana, suco de limão e fumaça de canela. Meza Bar - Rua Capitão Salomão, 69, Humaitá, tel. (21) 3239-1951.

FOTOs DivulgaçãO

Drinque Jaipur do Meza Bar: gim em infusão de massala

A cantora colombiana Totó La Momposina estará no Mimo Festival

música

Cardápio eClétiCo

MiMo feStival traz MúSicoS da europa, da África e da aMérica latiNa para ShowS gratuitoS eM patriMôNioS hiStóricoS da cidade Música de alta qualidade em alguns dos mais belos lugares históricos do Brasil. Assim é o Mimo Festival, com uma programação gratuita que inclui atrações nacionais e do exterior – um verdadeiro agradinho para os ouvidos, os olhos e a mente. Após passar pelas cidades mineiras de Tiradentes e Ouro Preto, por Olinda (no Pernambuco) e por Paraty (no litoral fluminense), a programação chega agora ao Rio, nos dias 11, 12 e 13. Em solo carioca, as principais atrações serão o multiinstrumentista pernambucano Antônio Nóbrega, a cantora colombiana Totó La Momposina e os pianistas portugueses Mário Laginha & Pedro Burmester (no dia 11); o pianista argentino Pablo Lapidusas e o africano Pat Thomas e sua Kwashibu Area Band (no dia 12) e, para encerrar, no dia 13, o cantor Ney Matogrosso, a cantora Fortuna e os franceses Jacky Terrason (piano) e Stéphane Belmondo (trumpete). Os shows acontecem na Igreja da Candelária, num palco na Praça Paris e na Igreja do Outeiro da Glória, entre outros locais. Para quem não conhece, Totó La Momposina é a “rainha da cúmbia”, famosa por sua voz potente, seus figurinos coloridíssimos e uma energia impressionante para seus 76 anos.

25


29h sp-rio

a 3ª maior ponte aérea do mundo

gastronomia

Carnes para viagem

No vaMo, No boSSa Nova Mall, é poSSível coMer uM grelhado aNteS de eMbarcar ou coMprar Seu corte favorito e levÁ-lo para preparar eM caSa No térreo do shopping Bossa Nova Mall, em anexo ao Aeroporto Santos Dumont, o restaurante Vamo tem projeto arquitetônico de Antônio Violante e cardápio desenvolvido por Andrea Tinoco. O conceito da casa é inspirado nos kitchen bars nova-iorquinos. O cardápio oferece massas, saladas, hambúrgueres e grelhados (como o bife de chorizo, a costela com molho barbecue, o bife ancho e o suculento filé mignon), além de caprichadas sobremesas, sucos, cervejas artesanais e vinhos selecionados – tudo com vista para a Baía de Guanabara e para a Marina da Glória. O Vamo é uma excelente opção para aquele almoço ou mesmo jantar antes de embarcar num voo e seguir viagem. Para quem está chegando à cidade, o local também é muito útil e prático: em sua loja com cortes selecionados encontram-se carnes especiais para levar para casa. Vamo–Vamo - Rua Almirante Silvio de Noronha, 365 (Bossa Nova

O peso-médio William Patolino será uma das atrações da balada

Mall, loja 1.012), Centro, tel. (21) 2303-7255.

Costela com molho barbecue do restaurante Vamo

noite

lutas e danças

Dia 4, sexta-feira, a Marina da Glória será palco da primeira edição do Fight2Night, evento que mistura esporte e entretimento e espera receber quatro mil pessoas. Os amantes de MMA (artes marciais mistas) poderão ver de perto lutas protagonizadas no octógono por grandes nomes da modalidade, como o meio-pesado Thiago Silva, o meio-médio Paulo Thiago, o peso-médio William Patolino e o meio-médio neo-zelandês Dylan Andrews, além da brasileira Virna Jandiroba, que vai enfrentar a alemã Sheila Gaff na categoria peso palha. Depois dos combates, por volta da meia-noite, começa uma festa que terá como principal atração um show do rapper Marcelo D2 e seguirá até o amanhecer com sets dançantes comandados pelos DJs Guga Guizelini e F-Tampa. Os donos do evento são o ator Bruno Gagliasso e o empresário Roberto Baldaconni. Fight2Night - Avenida Infante Dom Henrique, s/ nº, Marina da Glória. Ingressos de R$ 150 a R$ 400 para a as lutas e a R$ 90 para a festa (o combo lutas + festa sai por R$ 240) .

26 | 29HORAS | Novembro 2016

FOTOs DivulgaçãO

balada fight2Night coMeça coM eMocioNaNteS coMbateS de MMa No octógtoNo e Segue até o aMaNhecer coM Muita MúSica Na piSta de daNça


NA ILHA

verão

Venha para o Transamérica Comandatuba escrever sua história de verão nesse cenário inesquecível.

Saída em 03 de Jan.

5 noites

Pacotes a partir de 10X R$

799,00 por

10x R$

736,00

*

CIPE ANTE SERVA RE SUA ANHE EG S

AGENS. T N A V CIAI E P S E

Hospedagem cortesia para crianças.**

CONSULTE OUTRAS OPÇÕES DE DATAS

por pessoa

A ilha perfeita para sua história Grande São Paulo: (11) 5693 4050 | Outras cidades: 0800 012 6060 www.transamerica.com.br | Faça sua reserva, nossa equipe está à sua disposição ACUMULE PONTOS. PARTICIPE!

#comandatuba

* Valor válido por pessoa em apartamento superior duplo para 5 noites e pagamento antecipado até 30/11/16. Consulte outras opções de datas. O pacote inclui hospedagem com café da manhã e jantar com bebidas não alcoólicas durante os jantares, passagem aérea em fretamento LATAM partindo de São Paulo com destino ao aeroporto de Comandatuba, transfer terrestre e taxas. Valores sujeitos a alteração sem prévio aviso. ** Duas crianças de até 11 anos na mesma acomodação dos pais tem cortesia de hospedagem, pagam apenas transfer e aéreo.


29h sp-rio

a 3ª maior ponte aérea do mundo

gastronomia

LaGostas e sardinhas no LeBLon

baixa gastronomia por carlos monteiro cARlOS.mONteiRO@SARAvAH.cOm.bR

instalada no coração do leblon, a Porto Frescatto oferece produtos de gastronomia e pescados de alta qualidade em cortes especiais, como atuns, chernes, salmões selvagens do Alasca, sardinhas, bacalhaus, centollas chilenas, vieiras canadenses, cavaquinhas, lagostas, polvos, pitus, mexilhões, lulas, camarões e muito mais – são mais de trinta espécies à disposição, frescas e/ou congeladas. Algumas dessas iguarias podem ser degustadas ali mesmo. A boutique tem também uma seleção de azeites, molhos, vinhos e acessórios que combinam perfeitamente com os peixes e os frutos do mar. Para proporcionar uma experiência única ao cliente, os sócios da loja criaram identidades musicais (aos cuidados da Rádio ibiza) e olfativas (aos cuidados da Jing), que transportam o cliente para perto do mar através da “brisa marinha” – um agradável aroma de mar que domina o ambiente. O projeto do espaço, com 40 m², é do arquiteto Ricardo campos, da empresa Santa irreverência, e o design é assinado pela AvO, agência de branding consciente.

foto divulgação

Porto Frescatto - Avenida Ataulfo de Paiva, 566, leblon, tel. (21) 2249-2454.

foto carlos monteiro

porto FresCatto é a nova boutique de peixes, molusCos e CrustáCeos da zona sul, Com direito a uma ‘brisa marinHa’ desenvolvida espeCialmente para o loCal

Fachada do Hipódromo: uma tradição de 71 anos

Campeão do Baixo Gávea

Com antigos e simpátiCos garçons, petisCos irresistíveis e uma Carne que é um suCesso, o restaurante Hipódromo é pule de dez! Na chegada ao Hipódromo já sou acolhido, com simpatia e gentileza, pelo (garçom) lacerda, gente boa e queridinho da galera do baixo Gávea. Outros velhos garçons da casa, bem conhecidos, estão por lá: Sassá, Sorriso, João de Deus... Depois de aboletado em uma mesa na área interna, com ar condicionado, é claro – dá também para ficar na varanda –,peço de entrada uma barbada: linguiça de pernil e pão de alho acompanhados de caipirosca tradicional – limão, é óbvio. e vamos ao páreo. O franco favorito da casa é a picanha, que dá até para três pessoas, acompanhada de arroz de brócolis com muitas azeitonas pretas portuguesas, batatas portuguesas, farofa de ovos ou banana e molho vinagrete, mas tem que ser exatamente assim. e desce mais um chope, laceeerda! A casa tem outros pratos, como o galeto que leva seu nome, e até pizzas, mas a picanha vence de ponta a ponta! Já as sobremesas não podiam ter mais tradição: banana frita com sorvete e canela ou picolé Kibon. e, cruzando pelo disco final com vários corpos de vantagem, o café muito especial... Hipódromo - Praça Santos Dumont, 108, Gávea, tel. (21) 2274-9720

Porto Frescatto tem seleção especial de vinhos para peixes

28 | 29HORAS | Novembro 2016


CAPA

DéborA FAlAbellA:

DElIcADA E

DestemiDa

Mãe presente, Mulher independente, feMinista, apaixonada pelo naMorado e seM Medo alguM de envelhecer, essa atriz é o retrato do agora POR PEDRO HENRIQUE FRANÇA FOTOS JORGE BISPO

30 | 29HORAS | Novembro 2016


No teatro há 22 anos, Débora já conquistou oito prêmios e é uma das protagonistas preferidas de diretores

31


foto estevaM avellar / tv globo

CAPA

Realidade e ficção: a personagem Verônica da série “Nada Será como Antes” tem alguns traços da atriz

DéborA FAlAbellA tem voz mAnsA, é ConheCiDA Pelo jeito ferença de salário entre mulheres e homens. É uma luta

doce, tímido, discreto. Seu porte pequeno, no entanto, leva a interpretações equivocadas. Não espere dessa mineira uma mulher condescendente. De passiva ela não tem nada. É uma mulher decidida, de opiniões firmes. Sua personagem atual, a Verônica da série “Nada Será como Antes”, traz alguns traços de sua real personalidade. Na trama, ela é uma atriz que viveu tempos de glória, enquanto ainda era casada com o dono de uma emissora, e tem de se afirmar já mais velha, como mulher desquitada e mãe solteira, numa sociedade em que à época essa condição ainda era mal falada. Mãe de Nina, de sete anos, com o roqueiro Chuck Hipolitho, Débora se separou com a filha ainda pequena e lidou bem com isso. Sabe, porém, que o machismo de décadas passadas ainda reverbera no presente. Para ela, isso é assunto a ser tratado com urgência – e radicalismo, sim. “Determinados assuntos precisam ser colocados de forma radical. Por mais que se tenha a sensação de que isso está um pouco exagerado ou politicamente correto demais. Existem temas que são tão urgentes que, se não forem colocados de forma urgente também, acabam se esvaindo. Isso acontece em vários ângulos: além do machismo, também na questão da sexualidade das pessoas e na questão do gênero. Eu acho que a gente tem de tratar tudo isso de forma urgente”, dispara. O machismo, diz Débora, é algo presente “em todos os lugares” – fora e dentro de casa. “A gente sabe, por exemplo, desde muito tempo, de que realmente existe uma di-

32 | 29HORAS | Novembro 2016

diária, mas que eu vejo em todos os cantos e não só nessa questão. A própria maneira como a imprensa enxerga a mulher também é um ponto. Colocam sempre a mulher num ambiente íntimo em que o interesse é saber a vida pessoal, se ela vai ter filho, se ela vai casar ou não, o que faz pra ficar bonita. Com os homens, a vida íntima até aparece, mas se respeita mais, fala-se mais da carreira. E isso é uma questão não só da mídia, mas ainda dos assuntos de família.” O tratamento diferenciado às mulheres está também, em sua visão, presente na questão do impeachment da ex -presidente Dilma Roussef. “Você pensa no Congresso, como ele funciona. Claro que tem machismo ali. Se fosse um homem ocupando aquela posição [de presidente] as coisas teriam sido diferentes”, opina. Apesar de resistir em expor suas opiniões políticas, a atriz chegou a se manifestar durante o processo. E lamenta a hostilização a figuras como Chico Buarque, que defenderam a ex-presidente. “Tem hora que não dá mais pra fingir que nada acontece e que vivemos num mundo maravilhoso. Existe uma polarização, uma selvageria, que tem me incomodado muito. Como pode uma pessoa perder o respeito pelo Chico Buarque? Você pode não concordar com a ideologia, mas não pode hostilizá-lo. Acho que é preciso respirar e ter mais diálogo. Pra mim, a melhor maneira de me expressar e mostrar o que eu acredito é através da minha arte.”


CAPA

34 | 29HORAS | Novembro 2016

Acima, cena do filme “O Filho Eterno”; abaixo, Débora na peça “Continente Negro”

foto divulgação

Desde 2012, Débora namora o ator Murilo Benício, com quem já havia contracenado em “O Clone” e era seu então colega em “Avenida Brasil”, quando se envolveram. A arte volta a juntar os dois na série “Nada Será Como Antes” – e pela primeira vez como par romântico. A intimidade entre eles, diz Débora, só ajudou. “No início a gente se perguntou: ‘Como vai ser isso?’ Mas já tínhamos trabalhado juntos, temos uma química boa, a gente gosta de contracenar. Fomos pra cena com a maior verdade do mundo e com essa consciência de fazer um casal que não é a gente. Mas que, ao mesmo tempo, é um casal apaixonado.” Eles formam um casal do tipo que leva sempre trabalho pra casa. “Nosso trabalho invade muito nossa vida. Não é algo chato, é algo que nos alimenta e faz com que a gente entenda mais aqueles personagens e chegue ao set sabendo muito sobre aquela cena, a história que a gente ia contar. Nós temos uma relação de paixão com nosso trabalho”, comenta. Apesar dos quatro anos juntos, Débora e Murilo ainda se chamam de namorados. Nada contra a instituição do casamento, ela observa. Apenas uma forma de viver. “Acho muito ruim rotular para os outros o que você é. Estamos juntos, somos companheiros. Rotular gera uma expectativa. E não queremos explorar essa vida de casado. É simplesmente uma relação”. Uma relação que deve se aprofundar mais em 2017, quando Débora, que mora em São Paulo, irá interromper a incessante ponte-aérea para estabelecer residência com a filha no Rio. E ela já chega com peça para estrear. Apesar de trabalhos marcantes na TV e no cinema, é no Grupo 3 de Teatro, fundado por ela, Gabriel Paiva e Yara de Novaes, que Débora exerce sua maior liberdade criativa. Em janeiro, ela encenará no Oi Futuro Flamengo um texto do dramaturgo inglês Mike Bartlett, o mesmo autor de “Contrações”, que já foi montada pela companhia e conquistou sete prêmios. A peça “Love, Love, Love” é um retrato de gerações, ambientada em três épocas diferentes. Várias décadas passam enquanto se acompanha a história de um casal de hippies dos anos 70. Eles criaram seus filhos de forma bem livre e hoje, às voltas com netos, buscam uma reflexão sobre educação. Um tema que Débora vive diariamente dentro de casa com a sua pequena, Nina. “É importante dar liberdade, mas também entender o que é guiar uma pessoa. Existe um equilíbrio aí, que não é fácil. É uma peça para refletir”, diz. Em tempos de mulheres independentes, Débora também conta com a ajuda de babá em casa. E não vê problema algum em dividir com ela algumas tarefas que seu trabalho de vez em quando impede. “O que eu acho complicado é a terceirização da educação e do afeto. A escola deveria ser uma extensão da educação [de casa]. Porque isso é algo que cabe muito aos pais”.

foto divulgação

LOVE, LOVE, LOVE


foto divulgação / tv gloBo

COM AÇÚCAR E COM AFETO

Na ocasião da entrevista, em um café na Gávea, zona sul do Rio, a atriz foi acompanhada da filha. “Estou com ela o máximo que consigo”, explica. Durante o papo, Nina pediu bala, consentida pela mãe. Mas ao pedir uma bebida para a criança, lhe deu o direito apenas de escolher o suco – ainda que a garota tenha ensaiado resmungar (e resmungou) na tentativa de conseguir outra coisa. Débora, como grande parte das mães contemporâneas, lida com a dualidade de proteger a cria e entregá-la ao mundo. O sim e o não. Em tempos de uma geração adolescente cada vez mais antenada com as questões de gênero e sexualidade, reivindicando transformações na própria escola, como o direito do uso de saia para meninos e banheiros para transgêneros, ela defende a liberdade como algo fundamental na formação do indivíduo. “Antigamente, os pais influenciavam muito o comportamento social dos filhos. Cada vez mais, vejo que quero educar minha filha para ser quem ela quiser. Por isso, acho importante que essa liberdade também exista na escola em que ela estude, para ela ser, se vestir e se comportar da maneira que quiser”. Iniciada nas artes aos 15, com o teatro, e desde os 19 na televisão, Débora já viveu grandes momentos na carreira que lhe deram repercussão nacional. A fama, apesar de “bastante complicada”, nunca chegou a ser exatamente um problema. “Não é todo mundo que lida bem com isso, não é fácil. Mas se você está mais ligada à arte, consegue respirar e ir – se não isso vira outra coisa”. Para ela, a maturidade e o anos passados ajudam muito nesse proces-

so. “A televisão tem uma ligação forte com a imagem e a novidade. Com o passar do tempo, você deixa de ser uma novidade para ser tratada como você é: uma atriz. Tenho gostado de pensar as personagens com mais calma e uma maturidade maior para entendê-las”. Aos 37 anos, Débora tem curtido ver a vida passar. “A gente vai descobrindo que é melhor do que a gente imaginava. Está um pouco difícil ser otimista nos tempos atuais, mas eu tenho enxergado muitas possibilidades à frente. Chega um momento da profissão que as coisas superficiais vão ficando pra trás, e você começa a ter uma calmaria que é muito boa”. Ao olhar para trás, ela não imaginava tudo que aconteceria. “As coisas foram acontecendo e eu fui acompanhando. Quando volto e me vejo em Belo Horizonte, ainda no teatro, nunca pensava que moraria em outra cidade. Acho que tive sorte e algum talento, mas acho que eu tive...”. Uma luzinha? “É. Uma luz que foi me guiando para coisas muito legais”. E essa luz não para de brilhar. Além da série em cartaz na Globo e da nova peça para estrear, ela ainda lança um filme em dezembro – “O Filho Eterno”, baseado no premiado livro de Cristóvão Tezza, sobre a história da relação de um pai e seu filho com síndrome de Down. Ainda no cinema, está em mais duas produções: “Todo Clichê do Amor”, de Rafael Primot, e a adaptação de “O Beijo no Asfalto”, de Nelson Rodrigues, mais uma vez com o namorado, Murilo Benício, estreando na direção. “A gente adora ensaiar, trabalhar, falar de projetos”, comenta. O amor está mesmo no ar. Ação!

Na pele da mocinha vingativa da novela “Avenida Brasil e como Emma na peça “Contrações”

36 | 29HORAS | Novembro 2016

foto divulgação

CAPA


Além da série na Globo e da nova peça para estrear, ela ainda lança um filme em dezembro, “O Filho Eterno”

37


Motores | Automação | Energia | Transmissão & Distribuição | Tintas

QUER REDUZIR SUA CONTA DE ENERGIA ELÉTRICA? Concessionárias de energia elétrica podem conceder bônus para troca de motores elétricos antigos por MOTORES NOVOS E MAIS EFICIENTES. Motores elétricos são os principais consumidores de energia elétrica pois são itens presentes e indispensáveis para o funcionamento de máquinas e equipamentos existentes nas instalações industriais e comerciais. Com o objetivo de reduzir o consumo de energia elétrica e promover a eficiência energética, a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), está estimulando a substituição de motores antigos por equipamentos modernos e mais eficientes.

Consulte a sua concessionária de energia.

Acesse www.weg.net/see+ e conheça o simulador exclusivo de economia de motores elétricos na indústria.

Transformando energia em soluções.

www.weg.net


especial sustentabilidade

foto PauloChiozzini via visualhunt_CC BY-nC-sa

S.o.S terra O planeta está mudando. E não para melhor. Com o aquecimento global tivemos registros climáticos nunca antes vistos: a maior temperatura nos últimos 80 anos, o maior período de seca e a maior chuva medida. Os índices de dióxido de carbono na atmosfera são também alarmantes: uma concentração acima de 400 partes por milhão, a maior taxa nos milênios de existência da Terra. Como se vê, é um cenário assustador para nós e uma péssima herança para as gerações futuras. Mas não precisa ser. O nosso especial vem para mostrar que ainda não é tarde para mudarmos nossos hábitos. Podemos melhorar aos poucos: não desperdiçando alimentos, procurando novas formas de moradia que dialoguem com o ecossistema, reduzindo a poluição na mobilidade urbana, criando empresas mais responsáveis com o meio ambiente, não abusando no uso de agrotóxicos. É um longo caminho para ser percorrido. Mas não se engane: ainda temos tempo.

39


foto karen suemi kohatsu

especial sustentabilidade

Entre os dias 21 e 23 de outubro, o VII Festival de Gastronomia Orgânica reuniu centenas de pessoas no Parque da Água Branca

a força doS orgânicoS

Sem peSticidaS, herbicidaS e outroS venenoS, a produção orgânica creSce e Se fortalece, promovendo a Saúde daS peSSoaS e do meio ambiente por Chantal BrissaC Uma palestra gratuita que aconteceu recentemente na renomada Casa Santa Luzia, em São Paulo, mostrou o grau de interesse que as pessoas têm hoje por questões de saúde e bem-estar. O evento fazia parte da 12ª Quinzena de Alimentos Orgânicos da Casa, uma das primeiras do mercado a dar espaço para os produtos orgânicos em suas gôndolas, e o palestrante era o agrônomo especializado em biodinâmica Alexandre Harkaly, formado na USP-Esalq com especialização em Biodinâmica no Emerson College, em Boston. Harkaly é diretor do IBD Certificações e da Associação Biodinâmica, e provou para uma plateia entusiasmada e numerosa, que fez fila para entrar, por que é tão importante consumir orgânicos. “Em apenas duas semanas de alimentação orgânica é possível limpar os resíduos de agrotóxicos de uma criança”, ele disse. Os benefícios não se resumem à saúde física, mas também à emocional e mental. O assunto merece atenção. Desde 2008, o Brasil tornouse o maior consumidor de agrotóxicos do mundo, quando,

40 | 29HORAS | Novembro 2016

de acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), foram lançadas 673,9 mil toneladas desses produtos no meio ambiente. Essa cifra continuou subindo e, em 2011, estima-se que atingiu o patamar de 852,8 mil toneladas, inclusive de produtos proibidos em outros países. Usamos 14 agrotóxicos banidos nos Estados Unidos e na União Europeia. Por isso, um tema que já tinha bastante relevância para a agenda de discussões do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) passou como ponto de alta prioridade, pelos diversos efeitos negativos que essas substâncias produzem na saúde humana e animal e seus impactos no meio ambiente. O Consea tem classificado o uso de agrotóxicos como uma das mais graves e persistentes violações do DHAA (Direito Humano à Alimentação Adequada) no Brasil. De acordo com um de seus documentos, o consumo de alimentos contaminados provoca doenças como cânceres, malformação congênita, distúrbios endócrinos, neurológicos e mentais.


A feira da Associação de Agricultura Orgânica acontece no Pq. da Água Branca às terças e aos sábados e domingos, das 7h às 12h

À esq., Alexandre Harkaly, diretor do IBD; acima, a feira do Modelódromo do Parque Ibirapuera, em São Paulo

foto divulgação

foto divulgaçãowv foto karen suemi kohatsu

Em entrevista à 29HORAS, o agrônomo Alexandre Harkaly ressaltou também que o modelo de produção de alimentos prevalecente no Brasil – da monocultura exportadora baseada no uso intensivo de insumos, com ênfase nos agrotóxicos – é prejudicial para toda uma rede, que inclui trabalhadores agrícolas, distribuidores, consumidores, além de impactar negativamente na saúde do solo e da água, que fica contaminada. “Já quando se consome um produto orgânico, o cidadão colabora para que se mantenha um processo de produção justo, seguro e saudável para todas as partes. Nesse tipo de produção, o solo e a água que fazem parte do entorno são livres de venenos e a saúde do agricultor está preservada”, afirma. Para receber uma certificação do IBD, Instituto de Biodinâmica Certificações, com sede em Botucatu (SP), o produtor deve desintoxicar o solo e não pode utilizar adubos químicos sintéticos nem agrotóxicos. Deve recompor as matas ciliares, preservar espécies nativas, proteger a vida selvagem e os recursos hídricos. Também precisa respeitar as normas sociais baseadas nos acordos internacionais do trabalho, garantindo salários justos, condições dignas de trabalho e treinamento para os seus times. Harkaly lembra que o IBD não consegue medir o número de consumidores orgânicos, mas consegue quantificar produtores e indústrias certificadas. “Desde 2011, quando co-

meçou oficialmente o orgânico no Brasil, com a regulamentação e entrada em vigor da lei 10.831, são cerca de 14.000 produtores certificados. Ao IBD confere aproximadamente 60% deste total”. Segundo ele, a escala e também a tecnologia são fundamentais para que o preço dos orgânicos se equalize cada vez mais aos preços dos não orgânicos. Perguntado sobre os vegetais com maior risco à saúde, que recebem mais pulverizações, o especialista elege um quinteto: tomate, pepino, pimentão, batata e berinjela. E tirar as cascas de legumes e frutas com agrotóxicos adianta? “Para aqueles agrotóxicos não sistêmicos sim, mas para os sistêmicos não há o que fazer a não ser cozinhá-los e esperar que a alta temperatura quebre as moléculas, o que nem sempre é garantido”, afirma Hakaly, lembrando que a Anvisa, responsável pelas avaliações dos agrotóxicos usados no Brasil, precisaria ser mais atuante para evitar descalabros como o uso de venenos maléficos, que já foram banidos em diversos países e persistem aqui. Há cerca de cinco anos, mais grupos têm se formado para lutar contra o uso indiscriminado de agrotóxicos (que são isentos de impostos) e a pulverização aérea. A Lei nº 13.301/2016, que dispõe sobre medidas de controle do mosquito Aedes Aegypti, foi sancionada por Michel Temer em agosto, ainda como interino, e é perigosa porque atinge muitos outros alvos além do mosquito. Pulverizado diretamente sobre regiões habitadas, os agrotóxicos atingem residências, escolas, creches, hospitais, clubes de esporte, feiras, comércio de rua e ambientes naturais, meios aquáticos como lagos e lagoas, além de centrais de fornecimento de água para consumo humano. “O Brasil inovou mais uma

41


especial sustentabilidade

vez. O governo agora permite que se jogue o veneno em cima das nossas casas. É uma das coisas mais surpreendentes que vi acontecer no Brasil”, lamentou o médico patologista Paulo Saldiva, especialista em saúde ambiental e diretor do Instituto de Estudos Avançados da USP, durante audiência pública na Faculdade de Saúde Pública da USP. Diante desta situação, mais de cem entidades nacionais constroem desde 2011 a Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, que tem o objetivo de sensibilizar a população brasileira para os riscos que os agrotóxicos representam, e anunciar um novo modelo de produção de alimentos baseado na Agroecologia. Para Alexandre Harkaly, muitas pesquisas mostram a conexão dos agrotóxicos com doenças como o câncer. “Há vários trabalhos que evidenciam esta correlação. Poucos têm a coragem de pesquisar a fundo e publicar. Portanto, devemos encarar esta questão dos agrotóxicos e substâncias sintéticas no sangue como algo que não se deseja acumular, pois ninguém sabe ao certo a partir de qual concentração um produto passa a fazer mal a um ser vivo”, afirma.

42 | 29HORAS | Novembro 2016

O empresário Carlos Magno Vivaldi, de São Paulo, sabe bem o que isso significa. Sua esposa teve um câncer e, aconselhada no hospital a investir em uma alimentação saudável, passou a consumir apenas produtos orgânicos. “A recuperação dela, mesmo durante a quimioterapia, foi admirável”, diz Vivaldi, que decidiu, depois disso, abrir o Quiosque Orgânico, que comercializa vegetais e produtos orgânicos. “Queremos melhorar a saúde das pessoas, pois sentimos na pele e na alma os efeitos benéficos dos orgânicos”. Com duas lojas nos bairros de Moema e Perdizes que funcionam diariamente, ele recentemente abriu seu negócio para franquias (com investimentos a partir de R$ 35 mil reais) com alguns diferenciais. Além dos preços, mais em conta do que nos supermercados, Magno criou as chamadas “Bikes Orgânicas”, uma nova e charmosa forma de oferecer os produtos nas ruas. Duas delas já foram vendidas no Rio de Janeiro. “O alimento nos mantêm de pé, mas com a alimentação 100% orgânica nos sentimos vivos! O upgrade na saúde e na vitalidade é visível”, diz ele, ao lado da mulher, Débora, e de seu time de funcionários.

fotos divulgação

No alto, seção de orgânicos da Casa Santa Luzia; acima, bobó de coco do chef Thiago Medeiros, apresentado no Festival de Gastronomia Orgânica; e a bike projetada pelo Quiosque Orgânico, franquia que vende alimentos sem agrotóxicos nas ruas


FROTA MAIS NOVA E COMPLETA.

ALUGUE AGORA:

a partir de

10x

R$

20

,90

*

RENEGADE AUTOMÁTICO.

wi-fi 4g móvel no carro.**

Só a Movida tem um grupo exclusivo que garante o Renegade automático. Faça já sua reserva com diárias que cabem no seu bolso. E, por apenas mais r$ 1,00***, você ajuda a Movida a neutralizar a emissão de CO2 plantando árvores no Brasil. baixe o aplicativo:

reserve já: 0800-606-8686 movida.com.br

aluguel de carros

Imagens meramente ilustrativas. Preço referente ao Grupo HX; o valor pode sofrer alterações de acordo com a disponibilidade de cada loja; consulte tarifa regional em nosso site. Parcelamento válido apenas para o cartão Visa; para as demais bandeiras, parcelamento em até 6 vezes. **R$ 15,00 a diária; sujeito a disponibilidade. ***R$ 1,00 por diária; a Movida coloca o dobro do valor total da proteção para o plantio das árvores.

Para nós, um novo carro. Para você, uma nova praia, cachoeira, trilha, etc.


fotos divulgação

especial sustentabilidade

No centro cultural da SCAR (Sociedade Cultura Artística), o projeto da Weg implanta o sistema fotovoltaico; acima, produtos da NG

EmprEsas consciEntEs

Nas mais diversas áreas, empresas redefiNem seus coNceitos de Negócio, buscaNdo a susteNtabilidade ambieNtal, social e ecoNômica, uma Necessidade cada vez mais urgeNte Nos dias de hoje Empresas dos mais diversos setores procuram formas de reduzir os impactos ao meio ambiente. A Movida, por exemplo, decidiu neutralizar emissões com a SOS Mata Atlântica. Fechou uma parceria com a instituição, responsável pelo plantio das árvores para neutralização das emissões de carbono das diárias do programa Carbon Free da locadora, segunda maior em aluguel de automóveis do país e única com um projeto de sustentabilidade desse tipo. Lançado em 2009 e, acompanhando o crescimento da própria locadora, o projeto ganha cada vez mais espaço. Até julho deste ano, já foram mais de 26 mil diárias, num total superior a quatro milhões de quilômetros rodados e mais de sete mil árvores plantadas. “Combater o desmatamento e as mudanças climáticas é tarefa de todos nós, empresas e consumidores, e a Movida compartilha essa responsabilidade”, diz Renato Franklin, CEO da Movida. No campo da beleza, uma nova empresa, a NG de France, sediada no Rio Grande do Sul e focada nos cosméticos profissionais capilares, desempenha práticas sustentáveis em todo o processo produtivo: desde a agricultura orgânica da matéria-prima até o produto final. “As reduções do uso de produtos químicos e conservantes prejudiciais à saúde resultam na formação de um consumidor que se preocupa com o meio ambiente. Esta meta está no coração da nossa empresa”, diz Junior Diego Becker, CEO da NG de France. Associada à empresa francesa Biossentiel, a marca homenageia a aromaterapeuta Nelly Grosjean, doutora francesa reconhecida mundialmente por trabalhar com elementos da natureza, em favor da saúde do corpo e da mente. Os pro-

44 | 29HORAS | Novembro 2016

dutos capilares da NG têm o selo da Ecocert, órgão de referência mundial responsável pela certificação de produtos derivados da agricultura biológica, reforçando seu compromisso com o ambiente e estabelecendo metas ambiciosas a cada ano para reduzir o impacto ambiental. Em uma outra vertente, que envolve a fabricação e comercialização de motores elétricos, transformadores, geradores e tintas, a Weg, instalada em Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, se fortalece como empresa ambientalmente responsável. Um de seus pilares é a prática da eficiência energética, que consiste em usar a energia de forma racional e eficiente. Alguns exemplos de soluções implantadas nos últimos doze meses incluem a modernização dos motores elétricos e a automação dos sistema das centrais de óleo da usinagem da Embraco, resultando em 47% de redução do consumo de energia elétrica. Já para a fábrica da Renault, no Paraná, a Weg substituiu motores e uso de inversores de frequência no processo de pintura, gerando 35% de economia no consumo de energia elétrica neste processo. Outros projetos incluem o desenvolvimento de sistemas para geração de energia solar fotovoltaica, caso do trabalho feito para 44 agências da Caixa Econômica Federal. Outro caso exemplar de responsabilidade ambiental no universo corporativo é o da CRBS Tech, empresa fundada em 1994 por Claudio Salgado que há mais de dez anos desenvolve tecnologia focada na sustentabilidade. Sua missão é prover às empresas soluções inovadoras nas áreas de medicina, energia, prospecção mineral e projetos, melhorando os processos produtivos e respeitando o meio ambiente.


foto divulgação

foto angelo dal bo

especial sustentabilidade

Massimo Bottura, Alexandra Forbes e David Hertz, do Refettorio Gastromotiva; acima, Rodrigo Hilbert, que lançou o Farmsquare

Comida responsável InIcIatIvas como a do ReffetoRIo GastRomotIva e da platafoRma faRmsquaRe focam em um dos maIoRes pRoblemas do bRasIl, o despeRdícIo de alImentos Sim, nesse quesito nós também exibimos marcas vergonhosas: o Brasil está entre os dez países que mais perdem e desperdiçam alimentos no mundo. Segundo Viviane Romeiro, coordenadora de Mudanças Climáticas do World Resources Institute (WRI) Brasil, são desperdiçados anualmente 41 mil toneladas de alimentos. E o que isso tem a ver com sustentabilidade? Tudo. “É um assunto que envolve uma questão social e de segurança alimentar, de impacto econômico, mas também de impactos ambientais, e aí destacamos essencialmente a perda da biodiversidade, impactos no uso do solo e na questão da água, além do clima com as emissões de carbono”, explica Viviane. Aberto durante os Jogos Olímpicos, o Reffetorio Gastromotiva, no Rio, é uma iniciativa que contribui na luta contra o desperdício de alimentos, a má nutrição e a exclusão social. Trazido para o Brasil pelos chefs Massimo Bottura (Food for Soul), David Hertz (Gastromotiva) e pela jornalista Ale Forbes, ele funciona como um restaurante-escola, no qual chefs convidados e jovens talentos das comunidades cariocas cozinham com ingredientes excedentes que seriam descartados, como vegetais considerados fora dos padrões para venda em supermercados. O espaço, que serve jantares gratuitos para pessoas carentes, planeja abrir para o almoço para clientes que possam pagar. Entre os projetos de ação social que trabalham para diminuir o desperdício, merece destaque o Comida Invisí-

46 | 29HORAS | Novembro 2016

vel, que recupera a comida que você não vê, o alimento próprio para consumo que é atirado no lixo todos os dias. Os alimentos de entrepostos, supermercados, feiras livres e indústrias alimentícias são destinados a pessoas em situação de vulnerabilidade social. Já o projeto Fruta Imperfeita é um serviço de assinatura de cestas de legumes e frutas considerados “feios”, mas nem por isso menos saudáveis e saborosos. Eles fizeram parcerias com trabalhadores rurais para que as frutas e os legumes que seriam descartados pelos produtores – porque não se encaixam no padrão estético exigido pelo varejo – cheguem até você. Trabalham com produtores locais e pequenos, de estrutura familiar, pois são eles que mais sofrem com as perdas devido à imperfeição, já que o processo de cultivo é o mais natural possível. Outra ação interessante vem capitaneada pelo ator e apresentador Rodrigo Hilbert, que criou a plataforma social Farmsquare, voltada para promover o encontro entre quem quer doar alimentos saudáveis e quem busca por eles. Os fornecedores cadastram os produtos que querem disponibilizar para o público e os interessados se cadastram para fazer a compra. As partes envolvidas ficam inteiramente livres para negociar a forma em que será feita a troca ou a doação, sem qualquer intermediário. O Farmasquare conta com grandes parceiros por trás do negócio, como David Hertz, Del Valle, CI&T, Niiez e a desenvolvedora Flagcx.


Casa Clara, sítio anexo à Ecovila Clareando, em Piracaia, no interior de São Paulo

ViVer em harmonia

MesMo nas grandes cidades é possível Morar de forMa Mais inteligente e sustentável, buscando econoMia de recursos e proxiMidade coM a natureza por Rafaella finci Foi-se o tempo em que a cidade grande era sonho de qualquer um que almejasse uma vida melhor. Mesmo com toda a conveniência e os serviços oferecidos pelos centros urbanos, hoje há problemas graves e crônicos que fazem a população volta e meia questionar: será que não é melhor viver de forma mais simples e sustentável? Essa busca tem se intensificado nos últimos anos. Enquanto a arquitetura evolui para atenuar os efeitos causados pelo homem no ambiente, recursos como a reciclagem de lixo e o consumo consciente de água e energia já se inseriram nas rotinas de prédios e condomínios das grandes cidades. Mas isso não tem sido suficiente para algumas pessoas, que procuram maior diversidade cultural, espiritual e ecológica. São indivíduos que almejam moradias nas quais seja possível mesclar as antigas sabedorias aos conhecimentos atuais. Nesse sentido, as ecovilas figuram como exemplo importante. Comunidades urbanas ou rurais, elas reúnem pessoas que têm a intenção de viver em harmonia e de forma sustentável. Esses espaços se caracterizam como entidades autônomas, na medida em que preenchem as principais funções sociais: moradia, sustento, produção, vida social, lazer etc. Um dos princípios fundamentais do modelo das ecovilas é não tirar da Terra mais do que se pode devolver a ela, garantindo, assim, sua continuidade. Para isso, um dos conceitos utilizados é o da permacultura, sistema de planejamento

48 | 29HORAS | Novembro 2016

para a criação de ambientes humanos sustentáveis e produtivos em equilíbrio e harmonia com a natureza. De acordo com Rafael Togashi, criador do projeto Ecovilas Brasil, esses espaços são “iniciativas que saem da teoria e realizam na prática ações sustentáveis”. A criação de ecovilas não é um processo tão recente, tendo comunidades do tipo ao redor do mundo há mais de 40 anos. Mas somente nos últimos vinte anos é que esse modo de vida tem ganhado maior representatividade, principalmente a partir de 1998, quando a ONU listou as ecovilas como uma das cem melhores práticas para o desenvolvimento sustentável. No Brasil, já existem diversas comunidades sustentáveis espalhadas por diferentes estados, como São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Bahia, inclusive algumas no meio das capitais. Com a experiência feliz que teve vivendo em ecovilas, Rafael Togashi quis mostrar essas comunidades para o mundo. Foi então que nasceu o documentário “Ecovilas Brasil – Caminhando para a Sustentabilidade do Ser”. “O objetivo sensibilizar as pessoas para uma vida mais sustentável, seja no aspecto econômico, ambiental, social ou cultural”, diz Rafael, que prepara livro sobre o assunto. Receptivas e abertas a novos moradores, as ecovilas propõem experiências para os interessados. A ecovila Inkiri Piracanga, em Itacaré, na Bahia, tem aulas de meditação, surf, yoga, música e alfabetização ecológica. Já a ecovila

fotos divulgação

especial sustentabilidade


especial sustentabilidade

A Ecovila Clareando, em Piracaia, em oficina de bioconstrução; à dir. Rafael Togashi, criador do projeto Ecovilas Brasil

Lar, verde Lar Confira alguns pilares da arquitetura sustentável, que considera as condições climáticas e dos ecossistemas do entorno para construir, usa de forma sustentável os materiais e busca a otimização dos recursos naturais, entre outros princípios. Uso de energia solar, ou ainda de sistema que possibilite economia e consumo racional de água e energia elétrica • Emprego de madeiras certificadas • Foco em projetos que privilegiem a iluminação natural • Sistema de captação de águas de chuva para o uso interno • Escolha de materiais recicláveis e reutilizáveis • Adoção do telhado verde, que aumentar a área vegetal da casa e diminui o calor interno da residência no verão.

Clareando, na Serra da Mantiqueira, em São Paulo, oferece, nos finais de semana, oficinas de pães, de bioconstrução ou ainda aulas de ioga. Rafael desempenha um papel de tecelão nessa rede, levando informações de uma comunidade para a outra sobre as técnicas mais bem-sucedidas. “O importante é o equilíbrio, seja a vida na cidade ou no campo. Mas nas duas é preciso buscar a harmonia com a natureza”. E esse caminho, segundo ele, deve incluir práticas como a reciclagem, a compostagem, a economia de água e luz e a compra de produtos locais – e somente o que for necessário. “Se queremos uma mudança, temos que ter resultados com essas novas práticas.”

50 | 29HORAS | Novembro 2016

fotoS divulgação


foto divulgação

especial sustentabilidade

A ONG Bike Anjo: aulas para quem quer usar a bicicleta como meio de transporte

Quem tem medo de pedalar? A ONG Bike ANjO AjudA pessOAs A se lOcOmOverem pelO meiO de trANspOrte mAis susteNtável dO muNdO pOr André Cordeiro Um dos maiores desafios das sociedades modernas é a mobilidade urbana. Já somos mais de sete bilhões de pessoas habitando o mesmo planeta e desse total mais da metade vive em centros urbanos. Para se ter uma ideia, o relatório “World Urbanization Prospects”, feito em 2014 pelas Nações Unidas, projeta que 66% da população mundial estará morando em áreas urbanas até 2050. Com esses dados em mente, percebe-se que, cada vez mais, se faz necessário repensarmos a mobilidade urbana. Nesse futuro nem tão distante não haverá espaço para colocar as vontades individuais sobre o coletivo; ao contrário, o coletivo deverá ser a prioridade. Será que todos precisam de um carro para se locomover ao trabalho, por exemplo? Daí vemos a importância de se ter um bom transporte público, que conecte os seus modais para o melhor uso do cidadão. E, para falar a verdade, não é preciso imaginar o futuro para ver como o trânsito vem se agravando. Basta olharmos para São Paulo nos dias de hoje. De acordo com uma pesquisa feita pelo Ibope e divulgada no dia 19 de setembro, encomendada pela Rede Nossa São Paulo, o paulistano perde diariamente, em média, 2h58 no seu desloca-

52 | 29HORAS | Novembro 2016

mento pela cidade, um aumento de 20 minutos em relação ao ano de 2015. Essa perda de tempo se traduz em um dado alarmante: quem vive em São Paulo passa um mês e meio parado no trânsito por ano. A mesma pesquisa aponta que um em cada cinco paulistanos afirma ter andado de bicicleta nas ciclovias da cidade, porém, 53% acham “pouco seguro” o trajeto. O desrespeito de motoristas e motociclistas, roubos, irregularidades e buracos no solo foram apontados como motivos para tal insegurança. Nesse contexto é que entra o Bike Anjo, ONG que tem como objetivo estimular as pessoas a adotar a bicicleta como meio de transporte nas cidades. O Bike Anjo nasceu em 2010, em São Paulo, motivado por ciclistas que tiveram a iniciativa de apadrinhar outras pessoas para conduzi-las de bike nos seus trajetos. “A gente recebe o pedido e vai até a casa da pessoa, acompanhando-a do trajeto da casa até o trabalho, ou da casa até a faculdade”, explica Missaki Idahara, um dos coordenadores da ONG. “E hoje a gente viu outra necessidade, que é a de ensinar pessoas a pedalar do zero, porque tinha muita gente que queria vir para o mundo da bicicleta, só que não sabia pedalar. E hoje a gente atende em


REALIDADE AUMENTADA 01

02

Aponte o seu celular para a foto com este ícone e assista o vídeo sobre a rede Bike Anjo

bana do Brasil, o Bike Anjo conta hoje com 4485 voluntários no mundo – eles exportaram essa ideia para outros países –, mais de 19000 pessoas que já foram atendidas, e se encontra em 477 cidades de 17 países. A iniciativa cresceu tanto que o termo “bike anjo” se popularizou entre os ciclistas, sendo usado para se referir a qualquer pessoa que queira ajudar um amigo a andar de bicicleta. E o coletivo está na essência do projeto: eles sobrevivem basicamente de contribuições de pessoa física, doações e do próprio dinheiro dos voluntários; é uma filosofia de sempre ajudar o próximo. “À medida que a rede Bike Anjo vai crescendo, a gente vai precisando não tanto de recursos financeiros, mas de voluntários, de pessoas que gostem de ajudar os outros”, explica Missaki. “Queremos estar em cidades remotas do interior, onde não há voluntários, e também em outros países, além dos 17 onde já atuamos”. O bike anjo precisa de tranquilidade e paciência para ensinar as pessoas e ajudá-las a superar seus medos. E precisamos também dessa paciência – e do desejo de mudança. A mobilidade é uma escolha diária de cada um, e que impacta, de forma positiva ou negativa, no seu bairro, na sua cidade e na sua própria vida.

foto divulgação

São Paulo cerca de 40, 60 pessoas por mês, fazemos com ela todos os passos, é um trabalho completo”. O serviço é gratuito e funciona da seguinte forma: a pessoa entra no site bikeanjo.org e lá encontra duas modalidades, uma em que a pessoa já sabe pedalar e pede ajuda para o bike anjo traçar uma rota segura até o seu destino, e a segunda, em que quer aprender a pedalar. Para quem quer fazer parte dessa rede transformadora, também é possível se tornar um voluntário. Eles também fazem oficinas gratuitas que funcionam em 17 cidades do Brasil. Em São Paulo, elas costumam acontecer no penúltimo e último domingo do mês no Largo da Batata, onde a pessoa se inscreve na hora e já recebe o auxílio de um bike anjo. “A nossa intenção é ter cada vez mais pessoas pedalando para fazer com que o poder público e a iniciativa privada olhem para a mobilidade urbana através da bicicleta”, diz Missaki. “Então a gente faz o contrário: não é primeiro construir a infraestrutura para ter mais ciclistas, mas sim ter ciclistas para ter infraestrutura. E no caso de São Paulo aconteceu de as duas coisas estarem andando juntas”. Considerada uma das maiores ONGs de mobilidade ur-

Baixe o aplicativo “Realidade Aumentada Brasil“ na Apple Store ou Google Play.

Missaki ajuda uma aluna: use a realidade aumentada na foto para saber mais sobre o projeto que ganhou o mundo

53


foto divulgação

especial sustentabilidade

O rio Capivari-Monos é considerado o último grande rio limpo de São Paulo

os rios de são paulo cidAde já teve mAis de 300 liNdOs cursOs d’áGuA cOrreNdO pOr seus vAles, várzeAs e cOliNAs, mAs sOterrOu A GrANde mAiOriA pOr KiKe MArtins dA CostA Se Dom Pedro 1º chegasse hoje a São Paulo, não encontraria mais o Riacho do Ipiranga, às margens do qual deu o brado de independência do Brasil. Também não encontraria mais o Ribeirão do Itororó (coberto pela Avenida 23 de Maio) e nem o Córrego do Saracura, aterrado para dar lugar à Avenida Nove de Julho. São Paulo já teve muitos rios, mas grande parte deles foi enterrada ou canalizada para dar lugar a vias para automóveis. Em outros casos, como o Tietê e o Tamanduateí, o leito de terra ou de pedras foi substituído por valas de concreto, enquanto o Pinheiros, que já foi um rio sinuoso e cheio de meandros, hoje tem suas águas deslizando num canal retificado, da represa de Guarapiranga até a foz, no Tietê (como é o curso natural), ou no sentido oposto, do Jaguaré à Billings, de acordo com o que é determinado pelos engenheiros da Sabesp. Existe coisa mais bizarra? Quem quiser visualizar a rica rede hidrográfica original da cidade deve ir até o Sesc Vila Mariana, onde está em cartaz até o dia 18 de dezembro a exposição interativa “Rios Des. Cobertos – O Resgate das Águas da Cidade”. A mostra foi organizada pelo projeto Rios e Ruas, iniciativa do arquiteto José Roberto Bueno e o geógrafo Luiz Campos Junior. Sonhadores, eles imaginam que, um dia, conseguirão trazer novamente à luz alguns desses rios tão maltratados e esquecidos. A exposição é composta por uma maquete, painéis e totens que convidam o público a descobrir os regatos que cor-

54 | 29HORAS | Novembro 2016

rem pela capital paulista e a complexidade de sua geografia, cheia de vales e colinas. A intenção é mostrar que os rios, mesmo soterrados, permanecem vivos. E, para que as pessoas se aproximem desses cursos d'água e reflitam sobre o insustentável e insano processo de urbanização da cidade, a dupla ainda promove eventualmente expedições que visitam as nascentes de alguns desses rios e córregos. Para saber mais, acesse www.rioseruas.com.br Você também pode se deslocar até o Parque Estadual da Serra do Mar, em Parelheiros, e conhecer “in loco” como era a natureza da cidade nessa maravilhosa área preservada e pouco explorada. É lá que fica o Rio Capivari-Monos, considerado o último grande rio limpo da capital, com corredeiras e quedas como a impressionante Cachoeira da Usina. A dica é entrar em contato com a agência de ecoturismo Biotrip, que organiza no dia 5 deste mês um tour guiado pela região. O roteiro pela área de proteção ambiental Capivari-Monos percorre trilhas em trechos de Mata Atlântica nativa, onde é possível se deparar com rastros de antas e jaguatiricas, provar frutas desse ecossistema e se banhar em cinco cachoeiras – a do Sagui, a do Oásis, a do Saltinho, o Salto do Meio e a dos Raios de Sol. O passeio custa R$ 180 por pessoa, com um delicioso almoço. O transporte é feito em microônibus ou van (dependendo do número de pessoas) e as reservas devem ser feitas pelo e-mail biotrip@ biotrip.com.br ou pelos telefones 2366-3476 e 95461-9547.


foto montagem visualhunt.com

especial sustentabilidade

A escassez de recursos em nosso planeta não pode ser ignorada, como nos alerta o livro “A Guerra da Água”, de Harald Welzer

O planeta está febril

E a humanidadE é o próprio vírus causador. ou nós nos tornamos um bom hospEdEiro, ou sErEmos Eliminados por Sergio Luiz Pereira No livro recém-lançado “A Guerra da Água” (Geração Editorial), o cientista alemão Harald Welzer, diretor do Instituto de Ciências Culturais de Essen e professor-pesquisador da Universidade Witten/Herdecke, nos diz que a próxima guerra mundial será pela água. Infelizmente, esse não é um exagero de Welzer, que se debruça sobre o tema há algumas décadas. Nesse nosso século 21, a maior batalha da humanidade deve acontecer não apenas por questões políticas, econômicas e sociais, mas também em consequência das mudanças climáticas que têm tornado muitas áreas do nosso planeta inúteis para a sobrevivência. Há muito que o clima está mudado e mudando. O motor climático, devido ao aquecimento global, persegue, tal qual um carro de corrida, novas e indesejadas marcas: a maior temperatura registrada nos últimos 80 anos, o maior período de seca e, subsequentemente, a maior chuva medida desde que se iniciou a série histórica. As razões para esses fenômenos há pelo menos três décadas vêm sendo alertadas pela comunidade científica internacional e apresentadas em artigos científicos ou em relatórios como os do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) fundado em 1988, conjuntamente pela World Meteorological Organization (WMO) e pelo United Nations Environment Programme (UNEP).

56 | 29HORAS | Novembro 2016

Entretanto, as sociedades, em especial a brasileira, ainda não perceberam que o aquecimento global associado ao desmatamento desmedido turbinaram o clima de tal forma que os eventos climáticos estão e ficarão cada vez mais extremos. Vivemos em um planeta em que recentemente as concentrações atmosféricas de dióxido de carbono (CO2) atingiram a preocupante marca de 400 partes por milhão – a maior taxa em quinhentos mil anos. Robert Glasser, diretor da agência da ONU, fez um comunicado recente à imprensa dizendo que “é profundamente perturbador” saber que os níveis globais das 400 partes por milhão tenham sido alcançados em 2016. A humanidade é tão dependente do clima e do meio ambiente como qualquer outra espécie. Atualmente são mais de sete bilhões de seres humanos para serem alimentados e viverem neste mundo. Os desafios, portanto, envolvem todas as áreas. A habitação é uma delas. Isso porque a urbanização caótica aumenta a poluição dos rios, a impermeabilização do solo, dificulta a mobilidade e escancara as grandes falhas existentes nos sistemas de saneamento de água. Soluções existem. Porém, elas não são únicas ou mágicas. A primeira envolve a mais que óbvia constatação de que o modelo de urbanização no Brasil está falido. Não faz o me-


foto arquivo pessoal

O engenheiro Sergio Luiz Pereira e o advogado Adalberto Simão Filho autografam “A Empresa Ética em Ambiente Ecoeconômico”

nor sentido uma cidade matar seus rios e passar a depender exclusivamente de águas de outros mananciais cada vez mais distantes. Este é o caso de toda cidade brasileira que cresce. Os índices de tratamento do esgoto doméstico urbano e industrial no Brasil são vergonhosos. E desta forma os rios estão sendo mortos a cada dia que passa. É uma grande incoerência nossa utilizar os rios como transportadores de toda a ordem de sujeira. A ocupação de áreas de mananciais é outra incomparável idiossincrasia brasileira. A ausência de bons planos diretores e mesmo a falta de fiscalização, associada ao oportunismo político populista de alguns, têm permitido que áreas vitais para a saúde hídrica dos rios e represas e, consequentemente, da população, sejam deterioradas em uma velocidade nunca prevista. Outro agravante é a verticalização das cidades, sem regras que norteiem e incentivem a “construção verde”, que defende os sistemas de captação, armazenagem e reuso das águas pluviais, aproveitamento da luz solar, equipamentos eficientes, telhados vivos etc. Também é necessário que uma parte do terreno seja cedida ao poder público para o alargamento das ruas e calçadas – ou as cidades serão estranguladas em si mesmas. As cidades, assim como as áreas de mananciais, cada uma a seu modo, devem ser reflorestadas. O Brasil é um país abençoado pela natureza em diversos aspectos. No quesito água, detemos aproximadamente

quase 12% de toda a água potável disponível para consumo humano do planeta. Talvez seja essa fartura que não nos permitiu até agora aprender como devemos preservá-la e utilizá-la com sabedoria. É uma questão ética e ao mesmo tempo de sobrevivência para todos. Quando se fala em sustentabilidade, uma das máximas é: pense globalmente e haja localmente. O clima da Terra depende de diversos fatores. Hoje já se sabe que o desmatamento da Amazônia, aproximadamente 20% da cobertura original, está interferindo no ciclo hidrológico do sudeste brasileiro, uma vez que isso influi na evaporação e na umidade que chega ao sudeste. O planeta está altamente febril e a humanidade é o próprio vírus causador. Ou nós nos tornamos um bom hospedeiro, ou seremos eliminados. Em suma, a humanidade deve planejar e empregar os avanços científicos para poder melhor usufruir as áreas florestais, rurais e urbanas, buscando o benefício de todos e garantindo, assim, o seu próprio futuro no planeta. Sergio Luiz Pereira é Prof. Dr. Livre-Docente da Escola Politécnica da USP, professor da FEA da PUC-SP, consultor em Ecoeconomia e autor dos livros “Gás Natural e Transição para uma Economia de Baixo Carbono”, com Fernando Mario Rodrigues Marques, e “A Empresa Ética em Ambiente Ecoeconômico”, com Adalberto Simão Filho.

57


comer, beber, viver

foto antonio rodrigues

por georges henri foz

Ceviche clássico do La Peruana: peixe branco, coentro e cebola roxa, com purê de batata doce e milho

Sabor, freScor, bem-eStar Descubra os sabores anDinos e fique mais leve neste verão Estamos em novembro e o calor vem quebrando barreiras jamais vistas em São Paulo. Aqui não contamos com o vento constante que abençoa cidades como Salvador ou Natal, o que faz com que ao sair do ar-condicionado do carro ou do escritório a gente já se sinta pesado antes mesmo de almoçar. Da mesma forma que no frio estamos dispostos a comer churrascos, massas e até feijoadas, este calor massacrante sugere comidas mais leves e de preferência frescas. Por mais que a comida japonesa seja sucesso absoluto por aqui e que tenhamos várias opções desta culinária por quarteirão, precisamos de alternativas saborosas que vão além das simples saladas que não resolvem o assunto por si só, pelo menos não pra mim. Sugiro nesta coluna alguns endereços especializados em ceviches, esta iguaria peruana que chegou a São Paulo uns dez anos atrás, mas que caiu no gosto dos paulistanos há apenas dois ou três anos. Assim já podemos contar com alguns bons endereços de cevicherias na cidade, agora em vários bairros. Em cada um deles vale a pena estudar o cardápio, porque cada um traz uma especialidade regional andina diferente, além dos tradicionais pratos à base de peixe fresco. A viagem vai bem além do peixe marinado no limão

58 | 29HORAS | Novembro 2016

com lèche de tigre, cebola e abacate... Os preços costumam ser razoáveis, principalmente nas sugestões de almoço e, atenção, para quem ler esta coluna em tempo, de 27 de outubro ao dia 10 deste mês acontece a Peru Week. Até esta data os restaurantes participantes estarão oferecendo menus especiais com entrada, prato e sobremesa por até R$ 50. Também serão oferecidas promoções de pacotes turísticos para o Peru. Bom momento para tentar entender um pouco mais deste lindo país vizinho e de sua culinária tão saborosa e refrescante, não é? Aproveite o gancho para entrar em forma e ficar mais leve e disposto neste verão. Até! La Peruana - Alameda Campinas, 1357, tel. 3885-0148 | La Cevicheria - R. dos Pinheiros, 444, tel. 3969-3893 | Huaco Restobar - R. Fradique Coutinho, 832, tel. 3969-3893 | Suri - R. Mateus Grou, 488, tel. 30341763 | Comedoria Gonzales - R. Pedro Cristi, 31, tel. 3813-8719 | Killa Novoandino - Rua Tucuna, 689, tel. 98551-8511 | La Mar - Rua Tabapuã, 1410, tel. 3073-1213 | Inkahuasi Restaurante e Cevicheria - Av. Vital Brasil, 711, tel. 3578-1012 | Rinconcito Peruano - R. Aurora, 451, tel. 3361-2400 georges@29horas.com.br


por didú russo

fotos divulgação

AdegA

Os produtores de vinho da África do Sul têm compromisso com a sustentabilidade, é o caso do Boekenhoutskloof e do Wetshof

O vinhO e Os agrOtóxicOs Felizmente, vem crescendo produtores que não usam produtos químicos e criam vinhos mais sutis Antes que Fritz Haber descobrisse a fórmula do fertilizante artificial, por volta da 1ª Guerra Mundial, as únicas maneiras de fixar o nitrogênio e juntá-lo ao hidrogênio nas plantas eram os raios da chuva ou a ação das bactérias produzidas naturalmente pelas leguminosas que permeavam qualquer agricultura. Mas o homem busca dinheiro. Com o NPK se produzia mais, se ganhava mais. Acontece que fertilizar o mundo é diminuir a sua biodiversidade. Para se ter uma ideia, em um hectare de terra virgem existem cerca de dez milhões de vidas, que vão das bactérias aos pequenos ratinhos. Com o uso de químicos não existe nenhuma delas. O fertilizante artificial foi uma verdadeira arapuca, pois quebrou o equilíbrio da ecologia. Tudo tinha um equilíbrio natural, mas essa interferência alterou as coisas. Com ele, vieram as ervas daninhas, e a indústria química respondeu com os herbicidas; depois, vieram pestes e a indústria química respondeu com mais um produto, os pesticidas. Então vieram fungos e a indústria química respondeu com os fungicidas. Assim, a agricultura virou refém da indústria química. Não é inteligente isso. O assunto é longo e, se você tem interesse nisso, recomendo que leia o livro “O Dilema do Onívoro”, de Michael Pollan. Você não vai acreditar a que ponto chegamos na artificialidade de nossos alimentos. Leia. No caso do vinho, a indústria química não parou por aí,

60 | 29HORAS | Novembro 2016

pois na enologia existem inúmeros produtos para deixar o vinho com outra textura, com outra acidez, com outro sabor de outra levedura, que originalmente deveria ser do terreno onde foi cultivada a vinha. Mas isso contribuiu também para se produzir vinhos muito parecidos, sem personalidade, manipulados. Por sorte, e com a comunicação, a informação e a consciência dos consumidores – principalmente os mais jovens –, esse cenário vem mudando. Hoje, o segmento que mais cresce é o dos vinhos sem produtos químicos. Esses vinhos são mais autênticos, têm mais tipicidade, são mais longos, mais sutis. Não se sabe ao certo o percentual de produtores orgânicos, biodinâmicos e naturais (aqueles que não usam produtos químicos), pois os levantamentos são feitos apenas entre os certificados, o que daria algo por volta de 5 a 6% deles, mas há uma enorme quantidade de produtores não certificados. Aliás, hoje, os melhores e mais conceituados produtores de vinhos não têm certificado algum. Mas o importante é que o número é crescente. Como é sempre a demanda que faz a oferta e não o contrário, esperemos que a consciência dos consumidores continue crescendo para que nos livremos de uma vez destes produtos químicos que matam a Terra que não é nossa, mas de nossos descendentes. Didú Russo é editor do site www.didu.com.br


por kike martins da costa 5h às 11h

11h às 17h

74

68

agenda 29h

O spa Anantara inaugura unidade no hotel Tivoli Mofarrej

Delícias tex-mex na 1ª filial da rede Taco Bell no Brasil

17h às 23h

23h às 29h

69

80

Guns’n’Roses faz apresentação no Allianz Parque

Petiscos compartilhados no Vila Seu Justino

NOVEMBRO TEM CARRÕES E DOIS MEGASHOWS NA CIDADE

fotos divulgação

SÃO PAULO RECEBE O SALÃO DO AUTOMÓVEL, O GP DE FÓRMULA 1 E AS APRESENTAÇÕES DE MARIAH CAREY E DO GUNS’N’ROSES Em novembro, como de costume, carrões vão invadir a cidade. O salão do Automóvel terá sua primeira edição no antigo centro de exposições Imigrantes (atual São Paulo Expo), e o Grande Prêmio de Fórmula 1 movimenta o autódromo de Interlagos. Se quiser opções mais culturais, dirija-se ao instituto Itaú Cultural ou ao Centro Cultural Correios, onde estão em cartaz, respectivamente, a Ocupação Cartola e uma interessante exposição de obras do caricaturista J. Carlos. No Teatro Alfa, a companhia francesa Käfig apresenta sua mistura de dança com hip hop e realidade virtual. Quer aproveitar as noites de calor e está a fim de um show ao ar livre, com bastante gente bonita para confraternizar? Saiba que a banda Guns’n’Roses se apresenta no dia 12 no Allianz Parque.

Nos cinemas, as principais estreias são o super-herói da Marvel “Doutor Estranho” e as aventuras de “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, com roteiro da escritora britânica J.K. Rowling, a criadora da saga Harry Potter. Bateu fome? Faça pit stops no recém-inaugurado bistrô Sympa, no japa Kitchin e nos bucólicos Café Mesa III e Iulia Gastronomia, no Jockey Club. E, se a intensidade dessa programação te deixar cansado, então vá relaxar na primeira unidade do spa tailandês Anantara das Américas, que acaba de ser inaugurada no hotel Tivoli Mofarrej. Ou vá extravasar suas energias negativas no Break Lab, onde é possível destruir com marretadas televisores e computadores. Bom proveito! kikecosta@uol.com.br

63


novembro

arte portUGUesa, com certeZa

A Nutella, creme italiano de avelãs e cacau, ganhou uma versão brasileirinha, à base de castanha-do-pará. Com uma textura mais rústica e menos doce, a Castella é feita sem a adição de conservantes e é perfeita para ser comida com tapiocas e bolos. O pote com 200 g custa R$ 49, e o de 400 g sai por R$ 69. Os pedidos devem ser feitos pelo site www.gaudens.com.

Para aproximar o público brasileiro da produção dos artistas portugueses selecionados para a edição 2016 da Bienal Internacional de Arte, o Consulado Geral de Portugal apresenta até o dia 11 de dezembro a mostra “O Futuro Será uma Réplica”, com obras de Lourdes Castro, Priscila Fernandes, Carla Filipe, Grada Kilomba e Gabriel Abrantes. Entrada gratuita. Rua Canadá, 324, Jardim América, tel. 3084-1800.

Os fãs de comida vegana agora têm mais uma opção: o Congolinária, pilotado pelo refugiado congolês Pitchou Luambo. Amante da gastronomia de seu país, que privilegia os vegetais em detrimento das carnes, Pitchou serve fufus, sambusas, simbas, tembos, omombas e outros pratos típicos da comida africana no corner que ocupa na praça de alimentação Quintal de Casa. Rua Dr. Renato Paes de Barros, 484, Itaim, tel. 94376-2912.

made in aFrica

5h às 11h

nUteLLa paraense

5h às 11h

02 quarta

11h às 17h

01 terça

Lanches à itaLiana

11h às 17h 17h às 23h

Neste ano, a tradicional projeção gratuita e ao ar livre no encerramento da Mostra Internacional de Cinema no Parque Ibirapuera terá a exibição da cópia restaurada de “The General” (1926), de Buster Keaton e Clyde Bruckman. A nova trilha sonora do filme será executada ao vivo pela Orquestra de Heliópolis. Garanta seu lugar na área externa do Auditório Ibirapuera.

cinema ao ar Livre

pÃo Fresco a toda hora mesmo

hermanos no vinho

Dos mesmos donos de uma tradicional padaria aberta no Limão há 32 anos, A Lareira agora acaba de inaugurar uma filial gigantesca que funciona em regime 24 horas em Perdizes. Com 2.300 m² de área, vende pães de fermentação natural, docinhos, sanduíches, pizzas e refeições completas. Avenida Sumaré, 488, Perdizes, tel. 2892-0073.

Os vinhos da Spielmann Estates, vinícola butique da região de Mendoza, na Argentina, entraram nas cartas de bebidas de alguns dos melhores restaurantes da cidade, como a Vinheria Percussi, o Cantaloup, o La Casserole e o Rubaiyat. Seus diferenciais são o foco em pequenas quantidades de uva por videira, otimizando a qualidade da fruta, e seu centenário vinhedo de Malbec.

64 | 29HORAS | Novembro 2016

fotos divulgação

O Taka Daru Izakaya é um boteco japonês de ambiente informal e preços acessíveis. Da cozinha comandada pelo chef Takaaki Yasumoto saem várias opções de yakitoris (espetinhos de frango ou legumes no molho tarê), bolinhos de polvo takoyaki, vinagretes de lula e camarão acompanhados de “torradinhas” de onigiri (bolinho de arroz) e o soborodon – arroz coberto por carne moída de frango e ovo de codorna. Para beber, saquês e uísques japoneses e cervejas de garrafa. Rua Costa Carvalho, 234, Pinheiros, tel. 3034-0937.

O Via Emilia apresenta novas piadinas criadas pela jovem chef Lais Duo. Os deliciosos “sanduíches” italianos aparecem em três novas versões: a Cento, feita com alcachofra, stracchino (queijo fresco da região da Lombardia), alface-americana e tomatinho seco, a Stromboli (com salame picante, mozzarella de búfala e tomate ralado) e a Americana, com hambúrguer de fraldinha, queijo, bacon, maionese de manjericão, alface e tomate. Todas as opções são acompanhadas por salada ou chips de tubérculos. Rua dos Pinheiros, 537, Pinheiros, tel. 3062-2437.

23h às 29h

23h às 29h

17h às 23h

caia nesse iZakaYa!


brinQUedos do parÁ

centraL artÍstica

A Casa – Museu do Objeto Brasileiro apresenta só até amanhã a exposição “Imagens da Amazônia – Brinquedos de Abaetetuba”. Cores exuberantes, formas originais e lirismo compõem as 3 mil peças da mostra, itens representativos da cultura ribeirinha do Pará, tradicionalmente comercializadas durante o Círio de Nazaré. Entrada gratuita. Avenida Pedroso de Morais, 1.216, Pinheiros, tel. 3814-9711.

“ConCentração” é a nova exposição individual de Denise Milan, em cartaz na Galeria Lume até o dia 7. Com curadoria de Marcello Dantas, a mostra traz 14 obras, entre esculturas e trabalhos tridimensionais, desenhos e vídeos. A arte na pedra é o principal eixo criativo dessas obras da artista. Rua Gumercindo Saraiva, 54, Jardim Europa, tel. 4883-0351.

che beLLa moZZareLLa!

11h às 17h

04 sexta 5h às 11h

5h às 11h

03 quinta

deLÍcias do pacÍFico

Uma das propostas do Eataly é oferecer sempre “a mozzarella mais fresca da cidade”. Em sua unidade paulistana, além de abrigar uma fabriqueta da Tuttolatte, que produz diariamente laticínios, o complexo gastronômico agora dispõe também do espaço La Mozzarella, ideal para quem quiser consumir na hora saladas com a cremosa burrata ou mozzarellas com doce de leite ou goiabada. Avenida Pres. Juscelino Kubitschek, 1.489, Vila Olímpia, tel. 3057-3138.

11h às 17h Estreia hoje nos cinemas “Dr. Estranho”, superprodução com direção de Scott Derrickson e superelenco encabeçado por Benedict Cumberbatch, Chiwetel Ejiofor, Tilda Swinton, Rachel McAdams e Mads Mikkelsen. Criado pelo roteirista Stan Lee e pelo desenhista Steve Ditko, o personagem Stephen Vincent Strange, o Doutor Estranho, é um médico que herdou seus superpoderes após a morte de seu mestre, o Mago Supremo. Ele é conhecido como um dos heróis mais fortes do universo mágico e místico da Marvel Comics.

O Rio Mar é um restaurante especializado em cozinha peruana localizado na esquina mais icônica da capital paulista, entre as avenidas Ipiranga e São João. Em seu salão com grandes janelões antigos, serve fartas porções de ceviches, choritos (mexilhões marinados em limão com ají picante, cebolas, tomates em cubinhos e milho) e o sortido piqueo mariño – misto de ceviche, peixe empanado, causas de batata com carne de caranguejo e arroz com frutos do mar). Para beber, prove o caprichado pisco sour. Avenida São João, 610, 1º andar, Centro, tel. 3224-8938.

17h às 23h

17h às 23h

hQ nas teLonas

Os bailarinos da São Paulo Companhia de Dança encenam hoje no Teatro Sérgio Cardoso um balé inspirado em “Romeu e Julieta”, de William Shakespeare. A trágica e atemporal história de amor e ódio que há séculos encanta plateias no mundo todo ganha coreografia do italiano Giovanni Di Palma. Ingressos de R$ 10 a R$ 30. Rua Rui Barbosa, 153, Bela Vista, tel. 3288-0136.

baLÉ romÂntico

dancinG niGht

O balcão do recém-inaugurado Vesúvio on Tap Bar tem 12 torneiras com cervejas e chopes nacionais e estrangeiros, como London Pride e Honey Dew. Para petiscar, aposte nas bruschettas, nas batatas rústicas, nos dadinhos de tapioca ou, se a fome for grande, nos hambúrgueres. Rua Desembargador do Vale, 824, Pompeia, tel. 2892-6385.

23h às 29h

23h às 29h

fotos divulgação

chope em erUpÇÃo

David Guetta é a grande atração desta noite no Espaço das Américas. O francês, que é um dos principais DJs do mundo na atualidade, faz set intimista que inclui hits como “I Gotta a Feeling”, “When Love Takes Back”, “Hey Mama”, “This One’s For You”, “Titanium” e “Sexy Bitch”. Ingressos de R$ 170 a R$ 700. Rua Tagipuru, 795, Barra Funda, tel. 2027-0777.

65


novembro

novidades GeLadas

5h às 11h

dna hoLoGrÁFico O Catavento Cultural e Educacional acaba de reinaugurar a sala do DNA, na seção Vida do museu. O novo projeto cenográfico aborda o tema a partir de hologramas e painéis interativos. Além disso, uma escultura de 3 metros foi montada para mostrar a estrutura de uma molécula de DNA humano. O novo espaço tem 175 m². Ingressos a R$ 6. Praça Cívica Ulysses Guimarães, s/ nº, Parque Dom Pedro II, tel. 3315-0051.

11h às 17h

Feira de arte A feira de arte contemporânea Parte ganha até amanhã mais uma edição no Clube Hebraica. Em seu sexto ano, o evento reúne 38 galerias, que trazem obras em diversos suportes, como escultura, pintura, gravura, fotografia, vídeo, instalação e livros de arte. Rua Dr. Alberto Cardoso de Melo Neto, 115, Jardim Paulistano, tel. 3818-8800.

A partir da exibição em 16 mm do clássico filme “O Circo”, de Charles Chaplin (EUA, 1928, PB, 71 minutos), o pianista Tony Berchmans apresenta sua interpretação sonora na edição final do Cinematographo Samsung Conecta. A sessão acontece hoje às 16h no MIS (Museu da Imagem e do Som). Entrada gratuita. Avenida Europa, 158, Jardim Europa, tel. 2117-4777.

17h às 23h

5h às 11h

05 sábado 06 domingo

O FranceDanse chega ao Brasil pela primeira vez, após passar por 15 países da Europa, Ásia, Oceania e EUA, com 11 companhias e coreógrafos franceses. Aqui em São Paulo, a atração de hoje é a apresentação na Galeria Olido de Christian Rizzo e da Cia. ICI – CCN, de Montpellier, da província de Languedoc-Roussillon. Entrada gratuita. Avenida São João, 473, Centro, tel. 3331-8399.

cinema com mÚsica ao vivo

11h às 17h

danÇa à Francesa

A sorveteria Frida & Mina, de Fernanda Bastos e Thomas Zander, está com novidades para esta primavera/ verão. Entre elas, o sorbet de goiaba, o sorbet de frutas vermelhas e o sorvete de amendoim. Os produtos artesanais da sorveteria são elaborados com ingredientes comprados de fornecedores locais – vários deles orgânicos, caso do leite, dos ovos e do açúcar – e não contêm estabilizantes ou corantes. Para acompanhá-los, prove um cafezinho feito com grãos da Martins Café e coado ao estilo japonês, no filtro Hario V60. Rua Artur de Azevedo, 1147, Pinheiros, tel. 2579-1444.

piZZettes em dobro

O espetáculo “A.M.A.D.A.S.”, em cartaz no Teatro Brigadeiro, é uma sátira aos rígidos padrões de beleza da nossa sociedade cada vez mais fútil e superficial. O bemhumorado texto foca na vida de uma mulher (Elizabeth Savala) que, em uma reunião da Associação de Mulheres que Acordam Despencadas – A.M.A.D.A.S –, expõe suas inseguranças e angústias. Ingressos a R$ 60. Avenida Brig. Luiz Antônio, 884, Bela Vista, tel. 3115-2637.

A revista “Trip” celebra seus 30 anos hoje com uma festança aberta ao público na Audio Club que terá como principal atração musical o trio de hip-hop De La Soul, famoso nos anos 90 por hits como “Me, Myself and I” e “Ring, Ring, Ring (Ha Ha Hey)”. Ingressos a partir de R$ 60. Avenida Francisco Matarazzo, 694, Água Branca, tel. 2027-0777.

66 | 29HORAS | Novembro 2016

23h às 29h

23h às 29h

trip hop

Nas noites de domingo, na Silo Bar & Forneria, na compra de qualquer pizzette do cardápio, o cliente ganha uma outra à sua escolha. Feitas com trigo orgânico e fermentação longa e natural, elas são assadas no forno a lenha, ao estilo napolitano. As fininhas pizzetes chegam à mesa em tábuas de madeira e em porções individuais, com coberturas criadas pelo chef Marc Le Dantec, como a de burrata com tomate e manjericão, a de pera com gorgonzola e nozes e a de mozzarella com cogumelos, bacon e azeite de trufa. Rua Diogo Jácome, 360, Vila Nova Conceição, tel. 3044-7323.

fotos divulgação

17h às 23h

ser Linda cansa


abra sUa mente

Joias artÍsticas

5h às 11h

Começa hoje e vai até o dia 9 no Transamérica Expo Center a edição 2016 do HSM Expo, em um novo formato, ideal para quem quiser aprimorar e atualizar seus conhecimentos em temas essenciais para os negócios. Entre os palestrantes estão feras como Thomas Friedman, Steve Wozniak e Oliver Stone. Rua Dr. Mário Villas Boas Rodriguez, 387, Santo Amaro, tel. 4689-6642.

5h às 11h

A exposição “Tudo Joia” apresenta até o dia 26 na Galeria Bergamin & Gomide 60 peças, entre criações modernistas de Di Cavalcanti e Burle Marx, a contemporâneas de Antonio Dias e Roy Lichtenstein. Ao todo, cerca de 40 artistas participam com suas preciosidades feitas em prata, ouro e outros materiais nobres. Rua Oscar Freire, 379, loja 1, Jardins, tel. 3853-5800.

saLadas enerGÉticas

coUvert caprichado

11h às 17h

07 segunda 08 terça Na Power Lunch, o chef Micheal Morales oferece refeições saudáveis e completas para quem tem uma vida intensa, com ênfase nas saladas cheias de texturas, aromas e sabores, além de proteínas e incrementados molhos. Exemplo disso é o Quinoa Bowl – feito com rúcula com salmão grelhado, quinoa cozida, queijo meia cura, tomatecereja, brócolis, milho e molho pesto. Rua Clodomiro Amazonas, 1.158, loja 13, Itaim, tel. 2362-0810.

11h às 17h

O restaurante português Tasca do Zé e da Maria recebe seus clientes com um dos melhores e mais completos couverts da cidade. Ele inclui pães quentinhos, manteiga, queijo fresco, bolinhos de bacalhau, croquetes de carne e rissoles de camarão. Custa R$ 21,90 no almoço de segunda a sexta, e R$ 23,90 no jantar de segunda a sábado e nos almoços de domingo (e nos feriados). A carta de vinhos lista excelentes opções de rótulos portugueses – especialmente vindos do Douro e do Alentejo. Rua dos Pinheiros, 434, Pinheiros, tel. 3062-5722.

empreendedorismo sociaL

17h às 23h

A Compagnie Käfig, de Mourad Merzouki – francês de origem argelina, atualmente diretor do Centro Coreográfico Nacional de Créteil –, se apresenta hoje no palco do Teatro Alfa. Merzouki expande a linguagem do hip-hop, fundindo-o com elementos de circo, artes marciais, artes plásticas e dança contemporânea, sem perder de vista as raízes de sua dança, suas origens sociais e geográficas. O espetáculo “Pixel” mistura ainda a dança às projeções digitais, mesclando a realidade e o mundo virtual. Ingressos de R$ 50 a R$ 180. Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722, Santo Amaro, tel. 5693-4000.

Projeto que ensina gastronomia de graça a jovens em situação de risco, o Chefe Aprendiz promove esta noite um jantar na Casa Santo Antônio para garantir sua sustentabilidade e angariar recursos para financiar suas atividades na comunidade do Glicério. Cada participante deve desembolsar R$ 140, e o valor inclui entrada, prato principal, sobremesa e bebidas. Avenida João Carlos da Silva Borges, 764, Granja Julieta, tel. 4328-6205.

sUshi da meia-noite

viva a FermentaÇÃo!

Prestes a completar três anos, o restaurante Geiko-San, comandado por Fabrizio Matsumoto, é uma das poucas casas que, às segundas-feiras, fica aberta até a meianoite. Seu cardápio oferece carpaccio de salmão com azeite trufado, tempurá de vieras com aromáticas folhas de shissô e sushis de tartar de atum com gema de ovo. Rua Haddock Lobo, 1.416, Jardins, tel. 3061-0150.

O Lira é um bar empório de fermentados – cervejas, queijos, embutidos e pães –, que valoriza produtos artesanais. Tem uma só mesa (coletiva), mas quatro torneiras de chope e cem rótulos de cervejas especiais. Prove o sanduíche de porco, feito com costela e fraldinha suínas desfiadas, queijo Serra do Lopo e compota de maçã. Rua Marquês de Itu, 1.039, Santa Cecília, tel. 2528-3786.

23h às 29h

23h às 29h

fotos divulgação

17h às 23h

danÇa do reaL com o virtUaL

67


novembro

09 quarta 10 quinta 5h às 11h 11h às 17h

A Taco Bell, maior rede de fast-food mexicana do planeta, acaba de chegar ao Brasil. A primeira loja já está funcionando há algumas semanas no Itaim. O cardápio lista deliciosos tacos, burritos, quesadillas, crunchwraps e nachos, vendidos separadamente ou em combos. Para beber, além de refris, há também chope Brahma. Rua Joaquim Floriano, 466, Itaim, tel. 3508-4900.

17h às 23h

saLt’n’peppa A importadora La Pastina e a Carmencita – marca líder no mercado espanhol em vendas de açafrão e especiarias – apresentam novos condimentos em embalagens tamanho família: sal rosa do Himalaia (moinho com 390 g), pimenta negra (180 g) e sal marinho (360 g). Além econômicas, as embalagens são modernas, práticas e decorativas. Custam de R$ 27 a R$ 70 no Empório EAT do shopping Morumbi. Avenida Roque Petroni Jr., 1.089, Brooklin, tel. 5181-3365.

O Balé da Cidade de São Paulo fecha a temporada de 2016 no Theatro Municipal com “O Quebra Nozes”, tradicional obra da dança clássica, em uma leitura contemporânea assinada pelo coreógrafo e videomaker Alex Soares. As músicas de Tchaikovsky serão executadas pela Orquestra Sinfônica Municipal. Ingressos de R$ 25 a R$ 90. Praça Ramos de Azevedo, s/ nº, Centro, tel. 3053-2100.

carrÕes de casa nova

5h às 11h

O Salão do Automóvel, o mais aguardado evento automotivo da América Latina, acontece até o dia 20, agora no São Paulo Expo (antigo Centro de Exposições Imigrantes). Em sua última edição, reuniu mais de 750 mil visitantes. Distribuídas por 90 mil m², todas as principais marcas expositoras revelarão seus próximos lançamentos. A Renault, por exemplo, apresenta o SUV Kwid (foto). Pelo menos cinco grandes marcas terão carros no espaço de test-drive: Jaguar, Land Rover, Peugeot, Citroën e Volkswagen. Ingressos de R$ 40 a R$ 95. Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, tel. 3060-4717.

11h às 17h

teX-meX no itaim

O Chivito de Ouro é um boteco especializado em um sanduíche tipicamente uruguaio, o Chivito. Feito com filé-mignon, bacon, presunto, ovo, queijo e salada, aqui ele é servido na companhia de uma generosa porção de batatas fritas – no Uruguai, o acompanhamento mais comum é a salada de batatas. Avenida Heitor Penteado, 1.565, Vila Madalena, tel. 3877-0974.

o monstro da Ópera

made in UrUGUaY

boUrbon no brasiL

68 | 29HORAS | Novembro 2016

17h às 23h

O Empório Abbatepietro é um bar com 13 torneiras de chope e mais de 200 rótulos de cerveja. Para quem quiser beliscar algum petisco, a dica é recorrer a um dos food trucks que estacionam na porta da loja, como o Buzina e o Mocotó. Rua Carlos Weber, 426, Vila Leopoldina, tel. 3647-9091.

ampLos horiZontes cerveJeiros

fotos divulgação

Produzido desde 1830 no Kentucky, o bourbon whiskey Bulleit combina milho, centeio e malte de cevada para criar uma bebida que para alguns é uma verdadeira obra de arte. Agora a marca chega ao Brasil, trazida pela Diageo. Cada garrafa de 700 ml está sendo vendida por preços em torno de R$ 190. Com um caráter diferenciado, é uma bebida envelhecida em barris de carvalho branco americano de primeiro uso. Sua embalagem tem design inspirado nos vasilhames de vidro produzidos na Pensilvânia e em Ohio em meados de 1800, resgatando a memória do criador da marca, Augustus Bulleit.

O Teatro do Sesi apresenta uma montagem de “Peer Gynt”, clássico de Henrik Ibsen com direção de Gabriel Villela. No elenco, Chico Carvalho, Dagoberto Feliz, Mariana Elisabetsky, Mel Lisboa e outros. A peça narra as aventuras de um jovem sonhador que vive num vilarejo na Noruega e encontra seres mágicos, como duendes e ninfas. A trilha da encenação inclui músicas dos Beatles, do Queen e do The Doors tocadas ao vivo. Entrada gratuita. Avenida Paulista, 1.313, Bela Vista, tel. 3528-2000.

23h às 29h

23h às 29h

deLÍrios roQUeiros


12 sábado 5h às 11h

briLho atÉ nos pÉs Dentro do revival dos anos 80, as roupas com paetês e ombros estruturados estão de volta. E, para compor um look total, a Hardcore Footwear acaba de lançar vários modelos de sneakers femininos e masculinos metalizados, na cor dourada e com detalhes em preto ou branco. Eles estão disponíveis do tamanho 34 ao 44. Rua Bela Cintra, 2.157, Jardins, tel. 2776-6014.

11h às 17h

verde e rosa Até o dia 13, o Itaú Cultural apresenta a “Ocupação Cartola”. Durante a mostra sobre o sambista e fundador da escola de samba Estação Primeira de Mangueira, o público pode conhecer mais de sua vida, sua obra e seu processo de criação. A exposição reúne poemas inéditos, fotos e manuscritos originais. Entrada gratuita. Avenida Paulista, 149, Paraíso, tel. 2168-1777.

A filial paulistana da tradicional cervejaria artesanal do Fritz, de Monte Verde, agora oferece aos sábados no almoço – das 12h às 16h – um Festival de Comida Alemã, ao preço único de R$ 49,90 por pessoa, excetuando bebidas e a taxa de serviço. O cardápio inclui pães tipo bretzel, pastéis de einsbein, salsichões com salada de batatas e muito mais. Avenida Cidade Jardim, 655, Itaim, tel. 2774-3817.

17h às 23h

5h às 11h

11 sexta

Os Guns N’ Roses estão de volta! Axl Rose, Slash, Duff McKagan e cia. se reúnem novamente para a turnê “Not in This Lifetime”, que tem um imperdível show hoje de noite no Allianz Parque (Arena do Palmeiras). Apenas com Axl Rose da formação original, o Guns se apresentou no Brasil pela última vez em 2014. Ingressos de R$ 145 a R$ 780. Rua Palestra Itália, 500, Pompeia, tel. 4003-1212.

ostras coisas

mUniQUe É aQUi

11h às 17h

A novidade do Ecully é o bar de ostras, que funciona às sextas e sábados, com receitas exclusivas. Trazidas de Santa Catarina e de Ilhabela, as ostras podem ser degustadas apenas com raspadinha de limão, cravo e azeite de alecrim ou são a abertura para outros pratos com frutos do mar, feitos com vieiras, mexilhões e vôngoles. O restaurante tem mais de 1.400 rótulos de vinhos de várias partes do mundo, fruto da parceria com a importadora Grand Cru, no mesmo endereço. Rua Diogo Jácome, 361, Vila Nova Conceição, tel. 2776-9504.

17h às 23h

Sob o comando do técnico Tite, a seleção brasileira entra em campo esta noite para enfrentar a Argentina no Mineirão, em Belo Horizonte – jogo válido pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, na Rússia. A partida será transmitida ao vivo pela TV Globo e promete movimentar os bares da cidade que têm telões e exibem os jogos de futebol para sua clientela.

23h às 29h

armas e rosas

A pista do High Line Bar será animada hoje por Felix Jaehn, DJ alemão com mais de 7 milhões de seguidores no Spotify e autor dos hits “Cheerleader”, “Ain’t Nobody (Loves Me Better)” e “Book of Love”. Chegue cedo e curta o agradável rooftop da casa. Ingressos de R$ 80 a R$ 140. Rua Girassol, 144, Vila Madalena, tel. 3032-2934.

drinQUes com toQUe nipÔnico

neYmar X messi

23h às 29h

fotos divulgação

tem aLemÃo na LaJe

O restaurante Mori Ohta Sushi acaba de lançar uma nova carta de drinques, assinada pelo mixologista Paulo Ravelli. Perfeita para acompanhar o rodízio de pratos japoneses da casa, ela inclui 28 novos coquetéis, como os vários gim-tônicas, o Bloody Mary (feito com uísque, vodca, açúcar mascavo, suco de tomate e guarnecido por um niguiri de salmão maçaricado), o Wasabi Martini Second Try (que mistura saquê, gim, maçã verde, limãosiciliano, baunilha e spray de absinto) e o Favela, à base de cachaça, abacaxi e suco de limão. Rua da Consolação, 3.610, Jardins, tel. 3898-2977.

69


novembro

5h às 11h 11h às 17h

QUem nÃo QUer pÃo? Manuelle Ferraz comanda a cozinha da Quem Quer Pão 75 e é a alma do pequeno restaurante situado na Barra Funda. O pão de queijo parece caseiro, feito com queijo curado e polvilhos mineiros, é denso e saboroso. No café da manhã você pode pedi-lo recheado com goiabada cremosa, queijo minas ou requeijão. Vale acompanhar com o café coado. Rua Dona Elisa, 117, Barra Funda, tel. 2538-0844.

Em sua recém-inaugurada Mario Galluzzi Cozinha de Afeto, o chef se propõe a resgatar doces lembranças e despertar sentimentos por meio da comida caseira. Com passagens na cozinha da L’Osteria del Pomiroeu (na Itália) e de restaurantes paulistanos como Attimo, D.O.M, Dalva & Dito e La Cocotte, ele realiza eventos fechados em seu novo espaço, mas também o abre para o público aos sábados para almoço, das 12h às 16h, e aos domingos e feriados, das 10h30 às 15h, para um brunch em estilo mediterrâneo. Rua Capote Valente, 275, Pinheiros, tel. 3062-6510.

17h às 23h

top mUseUm A Pinacoteca de São Paulo foi considerada o melhor museu do Brasil e o melhor da América do Sul, segundo o Travelers’ Choice 2016, prêmio do site TripAdvisor. No ranking mundial, a Pina ocupa a 19ª posição. Os vencedores foram determinados com base em um algoritmo que leva em conta a quantidade e a qualidade das avaliações e notas de museus no mundo todo, em um período de 12 meses. Praça da Luz, 2, Bom Retiro, tel. 3324-1000.

O espetáculo “Yentl em Concerto” segue em cartaz no Teatro Porto Seguro nas noites de segunda-feira. A partir do filme homônimo de Barbra Streisand e o conto “Yentl - The Yeshiva Boy”, de Isaac Bashevis Singer, Alessandra Maestrini concebeu esse espetáculo-concerto que conta a história de Yentl, garota que se traveste de homem para poder estudar. Ingressos de R$ 30 a R$ 40. Rua Barão de Piracicaba, 740, Campos Elíseos, tel. 3226-7300.

23h às 29h

5h às 11h

13 domingo 14 segunda

A Novidade Saudável (www.novidadesaudavel.com.br) é uma loja virtual especializada em produtos naturais e orgânicos. Ela foca em produtos como os da renomada marca americana Big Tree Farms. Exemplo disso é o néctar de coco. Não refinado, ele tem certificação orgânica, é um produto vegano e estimula o Comércio Justo (Fair Trade).

11h às 17h

rosberG X hamiLton

eventos, aLmoÇos & brUnchs

Acontece hoje no Autódromo de Interlagos o GP Brasil de F-1. A corrida, penúltima etapa da temporada 2016 do Mundial de Pilotos e Construtores. Será também uma despedida para Felipe Massa, prestes a se aposentar. Na área VIP, o Interlagos Club disponibilizará refeições e visitas aos boxes. O GP Brasil poderá, como já ocorreu em outros anos, consagrar o campeão do mundial de pilotos. Quem você acha que vai ganhar: Nico Rosberg ou Lewis Hamilton? Ingressos de R$ 570 a R$ 14.400 no site www. gpbrasil.com.br. Avenida Teotônio Vilela, 261, Interlagos.

“Cinema Novo”, dirigido por Eryk Rocha, é um ensaio poético que investiga um dos principais movimentos cinematográficos latino-americanos, através do pensamento e de fragmentos de longas dos seus principais autores. O filme, que estreia hoje no circuito comercial paulistano, mergulha na aventura da criação de uma geração de cineastas que inventou uma nova forma de fazer cinema no país.

23h às 29h

rock enGarraFado O grupo gaúcho de rock Nenhum de Nós completa 30 anos de carreira e, para celebrar essa marca, acaba de lançar o vinho NDN Malbec, produzido pela vinícola Helios, de Monte Belo do Sul (RS). Amadurecido em tonéis de carvalho, é encorpado, tem aroma marcante de especiarias e sabor frutado. Pode ser comprado ou apreciado no Red Buteco. Rua Mourato Coelho, 1.160, Vila Madalena, tel. 2619-9945.

70 | 29HORAS | Novembro 2016

serÁ QUe eLa É

das FaZendas norte-americanas

fotos divulgação

17h às 23h

ideia na cabeÇa, cÂmera na mÃo


15 terça

16 quarta 5h às 11h

caricatUras nos correios O Centro Cultural Correios apresenta até o dia 20 a exposição “J. Carlos em Revista”. Com entrada gratuita, a mostra relembra a obra do caricaturista carioca J. Carlos (1884-1950), que em meio século de carreira produziu mais de 50 mil ilustrações para as principais revistas da época, popularizando figuras típicas do Rio, como os banhistas, os foliões do Carnaval e as melindrosas. Avenida São João, s/ nº, Centro, tel. 2102-3690.

11h às 17h

mistUra Fina

A tradição da confeitaria francesa é um dos destaques no Le Vin Bistrot. Diariamente são preparados com carinho artesanal bolos como o Frisson (de amêndoas e avelã) e o Lolita (de chocolate branco e laranja com macarons de laranja) e tortas como a de limão, a de amêndoas e a Délice de Grenoble (de nozes caramelizadas). Alameda Tietê, 184, Jardins, tel. 3063-1094.

5h às 11h

A Havanna acaba de lançar seu blend de café exclusivo, com uma combinação de grãos das regiões do Cerrado Mineiro, do Sul de Minas e da Bahia. É um café encorpado e saboroso ideal para harmonizar com o delicioso doce de leite argentino da marca. A cafeóloga Eliana Relvas ajudou a criar o novo blend, que tem notas achocolatadas e de caramelo, com acidez equilibrada. O blend pode ser degustado nas cafeterias da marca e também está disponível em formato de pouch em grãos e torrado e moído. Avenida Ibirapuera, 3.103 (Shopping Ibirapuera), Moema, tel. 2059-2827.

11h às 17h

A Doceria Thata Brigadeiros Finest, de Tatiane Costa Silva, promove até o dia 25 o Festival Doce Primavera, oferecendo 30 sabores de brigadeiros e macias madeleines de limão, doce de leite e chocolate. Outras atrações são o clássico camafeu, os macarons e os canelés – bolinhos crocantes por fora e macios por dentro, típicos da cidade de Bordeaux. Rua Molière, 341, Jardim Marajoara, tel. 5521-0406.

17h às 23h

doÇUra à Francesa

O Teatro Gazeta será hoje o palco de uma palestra com o monge budista Gen-la Jampa. A partir do mote “Saia do Lugar Comum”, ele propõe novas maneiras para as pessoas se relacionarem com os fatos do dia a dia, transformando-os em oportunidades por meio da prática da meditação e dos ensinamentos de Buda. Ingressos a R$ 30. Avenida Paulista, 900, Bela Vista, tel. 3253-4102.

maraviLhas baGatÉLicas

doce estaÇÃo

17h às 23h

popLoad 10 anos

GULoseimas de beber

A atração desta noite da Popload Gig no Audio Club é a cultuada dupla francesa Air. O duo formado por Jean-Benoît Dunckel e Nicolas Godin vem a São Paulo apresentar hits como “Sexy Boy” e outras faixas de sua música eletrônica com um certo ar vintage e uma pegada pop e psicodélica. Ingressos de R$ 240 a R$ 300. Avenida Francisco Matarazzo, 694, Água Branca, tel. 3862-8279.

O Fábrica Drinks é um bar que fica aos fundos de um espaço colaborativo de arte e design. Oferece cerca de 30 coquetéis clássicos, como negroni e bloody mary, e outros autorais. Os destaques são as combinações feitas com guloseimas, como o Horny, à base de conhaque, licor de chocolate, creme de leite, paçoca e Nutella. Rua Augusta, 1.283, Consolação, tel. 3554-4997.

23h às 29h

23h às 29h

foto divulgação

aUtoconhecimento

O Bagatelle Bistrot está com deliciosas novidades em seu cardápio, criado pelo chef Gustavo Young. Entre elas, o poulet rôti et truffé (galeto marinado e assado com ervas, trufas, batata rústica e cogumelos), o steak de thon au grill (atum grelhado acompanhado de fubá branco e farofa de pão), o riz aux crevettes (arroz caldoso com camarões grelhados), o magret de canard (peito de pato com mousseline de cenoura, espinafre e farofa de milho) e o couscous d’agneau (lombo de cordeiro na brasa, sêmola de trigo, amêndoas, legumes e aioli de pimenta harissa). Rua Pe. João Manuel, 950, Jardins, tel. 3062-5870.


novembro

17 quinta

18 sexta atraentes opostos

5h às 11h

bicharada no mUseU

A Galeria Frente apresenta até o dia 29 uma exposição individual de Hércules Barsotti, um dos principais expoentes do neoconcretismo. A mostra “Opostos Determinantes” conta com aproximadamente 70 obras confeccionadas entre a década de 1950 e 1970. São pinturas e desenhos, belos e potentes. Rua Melo Alves, 400, Jardins, tel. 3061-3155.

Estreia hoje nos cinemas “Pequeno Segredo”, com Julia Lemmertz, Marcello Antony e Maria Flor. O filme conta três histórias conectadas por um único segredo, abrangendo a primeira família brasileira a dar a volta ao mundo a bordo de um veleiro – os Schurmann. Uma dessas tramas é a comovente saga da adoção de Kat, falecida em 2006. A direção é de David Schurmann.

11h às 17h

5h às 11h

O Museu de Zoologia da USP apresenta a mostra “Biodiversidade: Conhecer para Preservar”, que tem expografia assinada pelos escritórios de arquitetura Metrópole Arquitetos e Escritório Paulistano de Arquitetura. Recentemente reformado, o museu abriga diversos animais taxidermizados – de tigres a tamanduás –, enormes ossadas de dinossauros e fósseis. No total, são mais de 800 peças em exposição. Na Zooloja, podem ser adquiridos livros, gravuras, brinquedos, camisetas, bonés e pequenas lembranças. Entrada gratuita. Avenida Nazaré, 481, Ipiranga, tel. 2065-8100.

11h às 17h

coZinha nipÔnica O Kitchin é o novo restaurante japonês do Itaim. Entre os sócios da casa estão Marcelo Abrão (dono da grife de moda masculina Yachtsman) e Gustavo Santos, um dos donos do Piselli, além dos maîtres-gerentes Fernando Ramalho e José Souza mais o sushiman Denis Watanabe. O menu do Kitchin inclui na parte fria sugestões como ussuzukuri de peixe branco, sashimi de frutos do mar, battera de salmão e temaki de atum apimentado, além de combinados. A cozinha quente prepara tempurá de camarão e teppanyaki de frutos do mar, entre outros pratos. Rua Iaiá, 83, Itaim, tel. 2339-2072.

diversidade na teLona

horror & hUmor

O 24° Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade, maior festival LGBTQ da América Latina, acontece até o dia 20 em várias salas da cidade. Serão exibidas dezenas de produções de países como Suécia, Canadá, França, Israel, EUA, Espanha e Brasil. No Espaço Itaú Augusta, serão apresentados hoje vários curtas com as temáticas “Sexy Latinos” (às 18h), “Sexy Bofes” (às 20h) e “Sexy Boyz” (às 22h). Rua Augusta, 1.475, Consolação.

O musical “Rocky Horror Show” está em cartaz no Teatro Porto Seguro. Sucesso há décadas nos cinemas, ganha montagem de palco encabeçada pelo hilariante ator Marcelo Médici, acompanhado de Bruna Guerin, de “Urinal, o Musical”. A direção é da dupla Charles Moeller e Cláudio Botelho. Ingressos de R$ 25 a R$ 120. Rua Barão de Piracicaba, 740, Campos Elíseos, tel. 3226-7300.

17h às 23h

Livro eniGmÁtico

Para comemorar um ano, a grife de delivery de cozinha japonesa SushiChic convidou Juliana Russo para assinar uma série limitada e exclusiva de boxes com lindas ilustrações que remetem aos grafites do bairro da Liberdade. Recheado com 34 peças (entre niguiris e hot rolls), custa R$ 139. Os pedidos podem ser feitos pelo site www.sushichic.com.br ou pelo tel. 3900-5000.

72 | 29HORAS | Novembro 2016

23h às 29h

23h às 29h

boX coLecionÁveL de aniversÁrio

Estreia este fim de semana “Animais Noturnos”, filme dirigido pelo estilista Tom Ford. Na trama, Susan (Amy Adams) é uma negociante de arte que, um dia, recebe um manuscrito de autoria de Edward (Jake Gyllenhaal), seu primeiro marido. Durante a leitura da obra, Susan pensa sobre as razões de ter recebido o texto, descobre verdades dolorosas sobre si mesma e relembra traumas de seu relacionamento fracassado.

fotos divulgação

17h às 23h

seGredo reveLado


sábado 19 5h às 11h

roLÊ na roÇa Idealizadas por Léo Botto, as Expedições ao Leo têm mais uma edição hoje: o passeio inclui uma visita à Fazenda Coruputuba, em Pindamonhangaba (SP). O principal objetivo desse evento é reconectar as pessoas com a cultura da terra. O chef conduz os participantes por lugares onde pequenos e médios produtores cultivam produtos orgânicos. Na chegada, é servido um café da manhã, depois é feito um tour pela propriedade e, por fim, é servido um almoço, feito com ingredientes locais. Cada pessoa paga R$ 320 (R$ 370 com o transporte). Reservas pelo site www.foodpass.com.br.

11h às 17h

A Grand Cru Moema, mix de loja de vinhos e bistrô, acaba de inserir novas receitas criadas em parceria com a Escola da Arte Culinária do chef Laurent Suaudeau. Ao todo, são 15 novos pratos, como a panelinha de frutos do mar ao vinho branco, o robalo em crosta de salsa e alcaparras ao molho de laranja, o atum grelhado em crosta de especiarias e molho thai, os raviólis de pato ao molho de tangerina e o short rack ao molho de tamarindo. Alameda dos Nhambiquaras, 614, Moema, tel. 3624-5819.

17h às 23h

A comédia “Morte Acidental de um Anarquista”, em cartaz no Teatro Folha até 18 de dezembro, tem texto de Dario Fo (prêmio Nobel de Literatura em 1997) e é protagonizada por Dan Stulbach, Henrique Stroeter, Marcelo Castro, Riba Carlovich e Maira Chasseraux. Com diálogos cortantes, é um clássico popular e atual que diverte e faz pensar. Ingressos de R$ 40 a R$ 70. Rua Veiga Filho, 133, Shopping Pátio Higienópolis, tel. 3823-2323.

23h às 29h

aLmoÇos harmoniZados

Estreia este fim de semana nos cinemas o filme “Snowden”, dirigido por Oliver Stone. Conta a história de Edward Snowden, ex-funcionário da CIA que divulgou para a imprensa uma série de documentos sigilosos da Agência de Segurança Nacional dos EUA que comprovaram atos de espionagem do governo norte-americano. No elenco, Joseph Gordon-Levitt e Melissa Leo.

anarQUia no paLco

foto divulgação

vaZamentos & reveLaÇÕes

73


novembro

20 domingo 21 segunda viaGem à taiLÂndia

O Condessa Bistrô agora abre para o café da manhã aos domingos. Das 9h às 11h30, são servidas receitas saudáveis e nutritivas da criativa chef Flávia Marioto. São diversas opções de tostadas (feitas com pão orgânico integral), omeletes, bowls de iogurte com frutas e granola, mix de frutas da estação e sucos detox, como o que é elaborado com maçã, pepino, couve e salsão. Com mesinhas na varanda, o Condessa é um espaço acolhedor e charmoso, perfeito para uma visita antes ou depois de um passeio pelo vizinho Parque do Ibirapuera. Rua Bueno Brandão, 66, Vila Nova Conceição, tel. 3842-5141.

17h às 23h

11h às 17h 17h às 23h

LiGht mY Fire

O documentário “Marias”, em cartaz nos cinemas, retrata uma jornada pelo feminino através das festas marianas da América Latina. A diretora Joana Mariani viajou pelo Brasil e por Cuba, México, Peru e Nicarágua acompanhando as festas das padroeiras desses países, todas Nossas Senhoras, registrando semelhanças e diferenças, inspirada nas pesquisas realizadas pela jornalista Carolina Chagas.

LUta e poesia nas FÁbricas

Um maGo em nova York Um programão para a garotada neste fim de semana é assistir nos cinemas a “Animais Fantásticos e Onde Habitam”. O filme, com direção de David Yates e roteiro de J.K. Rowling (a autora da saga Harry Potter), tem como centro a figura excêntrica do magizoologista Newt Scamander (Eddie Redmayne), que chega a Nova York com sua maleta, onde carrega uma coleção de fantásticos animais mágicos que coletou durante suas viagens.

O Hotel Tivoli Mofarrej acaba de abrir o primeiro Anantara Spa do Ocidente. Presente em países como Camboja, Catar, China, Emirados Árabes, Maldivas, Sri Lanka e Tailândia, totaliza 39 unidades, criadas para restaurar o equilíbrio e a harmonia entre corpo e mente em verdadeiros oásis de graça e tranquilidade, utilizando técnicas orientais e produtos naturais de alta qualidade, incluindo princípios ativos locais como açaí e cupuaçu. Mentor dos spas Anantara e terapeuta de celebridades como David Beckman e Naomi Campbell, o tailandês Khun Nana está atendendo na unidade paulistana. Alameda Santos, 1.437, 4º andar, Jardim Paulista, tel. 3146-5900.

FÉ e devoÇÃo

11h às 17h

5h às 11h

5h às 11h

pro dia nascer FeLiZ

Simone Adolphine Weil (1909–1943) foi uma escritora e filósofa francesa, que se tornou operária para escrever sobre o cotidiano dentro das fábricas. Em “A Última Dança”, em cartaz às segundas-feiras no Viga Espaço Cênico, a atriz Natalia Gonsales leva ao palco os escritos dessa francesa, que narram sua vivência na fábrica e a resistência às guerras e à opressão. Ingressos a R$ 30. Rua Capote Valente, 1.323, Pinheiros, tel. 3801-1843.

viaGem borbULhante

No musical “Jim”, em cartaz no Teatro Vivo, o ator Eriberto Leão apresenta detalhes da vida e da carreira do lendário vocalista do The Doors. A história é contada por um fã de Jim Morrison que acredita ser a reencarnação do próprio ídolo. Ao longo da montagem, são apresentadas 12 canções clássicas do grupo, tocadas ao vivo por uma banda. Avenida Dr. Chucri Zaidan, 2.460, Morumbi, tel. 97420-1520.

74 | 29HORAS | Novembro 2016

Desde sua fundação, em 1772, a Maison Veuve Clicquot exporta seus champanhes para o mundo todo. Em uma época em que viajar era uma aventura, a Madame Clicquot sempre cultivou um espírito aventureiro. Veio daí a inspiração para o novo box de metal da bebida, o Clicquot Arrow, que apresenta 29 destinos e está à venda por R$ 440. Para saber onde comprá-lo, ligue no SAC 3062-8388.

foto divulgação

A Bráz Pizzaria acaba de lançar a sua já tradicional Pizza da Estação: o Calzone do Mercado. A receita é uma releitura mais rústica de calzones tradicionais. Em homenagem ao Mercado Municipal, em seu recheio o clássico presunto virou mortadela, e a mussarela ganhou companhia da ricota e de azeitonas pretas e um toque de cebolinha. Rua Piracuama, 155, Perdizes, tel. 2366-9894.

23h às 29h

23h às 29h

caLZone da estaÇÃo


terça 22

TEATRO

FOLHA

Quando estiver em São Paulo venha conferir.

Não dá pra não ir.

Veja SP

5h às 11h

mÚLtipLas paisaGens A Mônica Filgueiras Galeria apresenta em parceria com o Atelier Paulista a mostra-invasão coletiva “(in)corporatura”. As múltiplas obras de 16 artistas retratam paisagens de todo tipo, figurativas, conceituais, abstratas, icônicas, indiciais. São obras de artistas como Branca de Oliveira, Eva Castiel, Fernanda Boutros, Fernando Saiki, Maurizio Mancioli e Vera Souto, entre outros. Rua Bela Cintra, 1.533, Jardins, tel. 3082-5292.

MORTE ACIDENTAL DE UM ANARQUISTA Sextas às 21h30 - Sábados às 20h e 22h30 - Domingos às 20h

aLmoÇÃo no ristorantino

JURO QUE É VERDADE Sextas à meia-noite

11h às 17h

NOVE EM PONTO Quartas e Quintas às 21h - Até 10/11

O Ristorantino renova seu menu executivo, trazendo novos sabores da Itália. Por R$ 85, os clientes têm direito a entrada, prato principal e sobremesa, incluindo delícias como a caprichada lasanha bolonhesa “al letto” da casa, o baccalà mantecato com polenta, a piccata al limone, o filé de pargo em crosta de amêndoas com purê de abobrinha e a panna cotta de baunilha com calda de frutas vermelhas. Rua Melo Alves, 674, Jardins, tel. 3063-7323. Veja SP

17h às 23h

O espaço Uma|Raquel Davidowicz abriga até dezembro uma filial pop-up do SudDog, bar de cachorros-quentes da chef Roberta Sudbrack. Além do lanche, ela traz também seu famoso bolo molhado de chocolate amargo, assim como a cerveja carioca Jeffrey e vinhos naturais. O local funciona de terça a sábado, das 12h às 20h. Rua Girassol, 273, Vila Madalena, tel. 3813-5559.

23h às 29h

doGÃo com pediGree

O boteco Alegria do Galo tem um jeitão despojado, com ambiente rústico e cardápio despretensioso. Para bebericar, as melhores opções são as cervejas artesanais, as caipirinhas e as sangrias. Para beliscar, aposte nos sticks de tapioca, nas lulinhas empanadas e na carne-seca com cubinhos de mandioca. Rua Sócrates, 558, Chácara Flora, tel. 5524-1525.

OS SALTIMBANCOS Sábados e Domingos às 16h

Sessões Extras 02, 14 e 15/11, às 16h

Veja SP

foto divulgação

GaLinÁceo FeLiZ

CIRCUS - A NOVA TOURNÉE Sábados e Domingos às 17h40

Sessões Extras 02, 14 e 15/11, às 17h40

Verifique na porta do teatro a classificação indicativa de todas as peças em cartaz. Alvará Corpo de Bombeiros - 12/02/2018 e Alvará Municipal - processo 2014-01.130.552-7

Promoção:

75

Patrocínio:

75


novembro

23 quarta 24 quinta 5h às 11h

portUGUeses no mUseU aFro-brasiL O Museu Afro Brasil apresenta a exposição “Portugal Portugueses – Arte Contemporânea”, com curadoria de Emanoel Araujo. A mostra reúne 270 obras de alguns dos principais artistas portugueses, como Joana Vasconcelos, Helena Almeida, Maria Helena Vieira da Silva, Miguel Palma, Rafael Bordalo Pinheiro e Michael de Brito. Avenida Pedro Álvares Cabral, s/ nº, Parque Ibirapuera, Portão 10, tel. 3320-8900.

11h às 17h

pÃes com sotaQUe GermÂnico

O Café Pati Piva do Shopping Iguatemi agora funciona no Espaço Fashion II, no Piso Superior. No local, serve saladas, quiches, sanduíches, crostinis, docinhos, sorvetes, cafés e bebidas refrescantes, como a Pink Lemonade. Quer uma dica? Prove a tentadora Frozen Smore (sorvete de gianduia, marshmellow e crocante de caramelo). Hummmm... Avenida Brig. Faria Lima, 2.232, Jardim Paulistano, tel. 3032-4615.

5h às 11h

paUsa doce A Premium Bread, de Marcos e Lúcia Vogel, produz pães artesanais pré-assados e congelados. Um complexo processo preserva a textura, o sabor e o aroma de um pão feito na hora. A empresa tem como consultor o alemão Rainer Zachert, que tem uma padaria com mais de cinco décadas de tradição em Stuttgart. A lista de produtos da Premium Bread inclui ciabattas, brioches, pumpernickels, pretzels, baguettes, pães de queijo, grissinis, pão de nozes, pão de azeite, pão australiano, pão de sementes de girassol e broas de milho com mel, entre outros tantos. Rua Castro Verde, 122, Santo Amaro, tel. 2892-9282.

pimentinha na teLa

O Italy está com várias novidades em seu cardápio. Entre elas, a meia-lua de berinjela tostada no azeite e tomates frescos, servida com creme mascarpone, espinafre e pangrattato; o ravióli de búfala ao pomodoro fresco e pesto genovês; e o risoto de manjericão com brócolis e abobrinha, finalizado somente com azeite extravirgem de oliva, sem manteiga. Se quiser um dos clássicos da casa, aposte no caramelle de polenta e gorgonzola ao ragu de carne. Rua Oscar Freire, 450, Jardins, tel. 3168-0833.

17h às 23h

A peça “La Estupidez”, em cartaz às quartas e quintasfeiras no Teatro Porto Seguro, é ambientada em Las Vegas, em 1980. Em um motel de beira de estrada, cinco histórias de pessoas que planejam ficar ricas se cruzam através de um telefonema. Otavio Martins dirige cinco atores que se desdobram em 25 personagens. Ingressos de R$ 20 a R$ 60. Rua Barão de Piracicaba, 740, Campos Elíseos, tel. 3226-7300.

Estreia hoje nos cinemas o filme “Elis”, estrelado por Andreia Horta, Caco Ciocler e Gustavo Machado. A direção é de Hugo Prata. Nesta cinebiografia da cantora Elis Regina, vemos a adolescência da artista, com as dificuldades financeiras e os primeiros testes para ter seu talento descoberto, até a ascensão, incluindo o destaque na TV, seus envolvimentos amorosos, as controversas decisões tomadas durante a ditadura militar, as brigas com parceiros de trabalho e a dependência de drogas e álcool, que levaram à sua morte precoce.

espUmante on the rocks

espetinhos com saQUÊ

A Moët Ice Impérial Rosé é o primeiro champanhe rosé criado especialmente para ser degustado com gelo. Refrescante e vibrante, possui um rosa vívido e brilhante com reflexos dourados. Seu aroma frutado remete a cerejas, groselhas e cranberries. A garrafa de 750 ml tem preço sugerido de R$ 400. Para saber onde encontrá-la, ligue no SAC 3062-8388.

No balcão do Izakaya Yorimichi, o chef Ken Mizumoto prepara e serve caprichados espetinhos tipo robata feitos em uma churrasqueira a carvão. Para acompanhar, peça um bom saquê. No andar superior, a casa tem salas com tatames para receber grupos e casais que estão em busca de sossego e privacidade. Rua Otávio Nébias, 203, Paraíso, tel. 3052-0029.

76 | 29HORAS | Novembro 2016

23h às 29h

23h às 29h

17h às 23h

moteL do miLhÃo

fotos divulgação

11h às 17h

novidades no itaLY


5h às 11h

sexta 25 aLta JoaLheria

Libere sUas enerGias

A elegante e tradicional linha Perlée acaba de chegar à loja brasileira da Van Cleef & Arpels. Esse set de delicadas criações da alta joalheria francesa tem base no design arredondado, nos diamantes e em pedras preciosas. A coleção é composta por anéis de dois dedos, brincos e pendentes em ouro. Avenida Pres. Juscelino Kubitschek, 2.041, Vila Olímpia, tel. 3152-6630.

Tá tenso? Então desestresse no Break Lab Entertainment. Além de uma boa cerveja e alguns petiscos, o local oferece visitas ao “quarto da raiva”, onde o cliente pode quebrar tudo — televisores, computadores, telefones e outros objetos. Mas cada marretada tem seu preço: R$ 39,90 para uma TV pequena e R$ 45 para detonar um combo (monitor + CPU). Avenida Interlagos, 261, Jardim Umuarama, tel. 4328-3752.

17h às 23h

aLmoÇo na carniceria

O bar Z Carniceria, no Largo da Batata, abre de segunda a sexta no almoço para servir deliciosos pratos criados pela chef Mariana Gilbertoni. Ela resgata clássicos brasileiros em releituras com uma pegada despretensiosa e preços acessíveis. Vale provar a bochecha de porco com legumes cozidos, a lasanha vegetariana, o polvo grelhado ou o cupim braseado com purê de mandioquinha. Avenida Brig. Faria Lima, 724, Pinheiros, tel. 2936-0934.

23h às 29h

11h às 17h

foto divulgação

tUdo por Um Jantar Estreia este fim de semana nos cinemas o thriller “Jack Reacher: Sem Retorno”. Na trama, Jack (Tom Cruise) retorna à base militar onde serviu na Virgínia, e descobre que a major Susan Turner (Cobie Smulders) está presa. Estranhando a situação, ele investiga o caso e logo se envolve em uma trama de espionagem.


novembro

tarde no JockeY

5h às 11h

chULasco top top top

11h às 17h

para nÓs dois Vinte anos depois do lançamento icônico de CK One, a Calvin Klein apresenta a fragrância unissex CK2, um novo perfume de duas facetas que equilibra duas forças opostas: o frescor elétrico e picante do wasabi, da tangerina e do vetivér e o calor de madeiras magnéticas como o sândalo. O frasco com 50 ml está sendo vendido por R$ 309 no site www.sephora.com.br.

Marisa Ota e Samuel Angelo acabam de inaugurar a Loja Hybrida, um espaço-conceito que une moda, decoração, arte e design. A lista de itens à venda é uma coleta de peças que contam as mais variadas histórias. Com área de 150 m², conta com um café que, além de sobremesas e chás, oferece uma minicoleção de livros e publicações independentes. Praça dos Omaguás, 56, Pinheiros, tel. 2924-2416.

O New Shin-La Kwan é um restaurante coreano onde, há mais de dez anos, a especialidade é o delicioso bulgogi, churrasco feito à mesa – na brasa – com nacos de costela bovina besuntados em uma rica marinada que mistura óleo de gergelim, shoyu e suco de abacaxi. Quem pilota a cozinha é a coreana Hae Sook Chun. Rua Prates, 343, Bom Retiro, tel. 3315-9021.

17h às 23h

LoJa Única

5h às 11h

26 sábado 27 domingo

“Gota d’Água [A Seco]”, em cartaz no Teatro Faap, é um espetáculo inspirado na clássica peça de Chico Buarque e Paulo Pontes. A adaptação e a direção são de Rafael Gomes, e o elenco é encabeçado Laila Garin e Alejandro Claveaux. A montagem traz canções como a emblemática “Cálice”. Ingressos de R$ 80 a R$ 100. Rua Alagoas, 903, Higienópolis, tel. 3662-7233.

11h às 17h

O Iulia Gastronomia & Eventos, dos irmãos Ricardo e Rodrigo Lima, acaba de ser inaugurado no Jockey Club. No almoço de terça a domingo, o restaurante conta com um bufê especial e, a partir do happy hour, trabalha com um menu à la carte, com drinques, aperitivos, sanduíches e pratos caprichados como o trio de minitournedos de filé e o robalo à moda amalfitana. Tudo isso somado à vista para as corridas dos cavalinhos ou para o skyline da cidade. O nome do local é uma homenagem dos irmãos à memória da irmã Júlia Lima (Iulia é Júlia em latim). Rua Dr. José de Queiroz s/ nº, Portão 1, Cidade Jardim, tel. 3031-5141.

17h às 23h

reLendo chico

Termina hoje a temporada do espetáculo “Hoje É Dia de Maria, Uma Fábula Musical” no Teatro Cetip. Inspirado em contos de Câmara Cascudo e Silvio Romero, mostra a sofredora menina do interior Maria (Lígia Paula Machado), que sai de casa para ganhar o mundo após ser maltratada pelo pai e pela madrasta. Ingressos de R$ 60 a R$ 120. Rua Coropés, 88, Pinheiros, tel. 4003-5588.

shake YoUr bootY

78 | 29HORAS | Novembro 2016

boLsa de moedas O site www.melhorcambio.com é uma plataforma que conecta quem quer comprar ou vender moedas internacionais com as casas de câmbio. O mais importante recurso dessa nova ferramenta mostra ao usuário o real valor que ele irá pagar na hora de fazer sua compra em uma casa de câmbio e permite a comparação entre diversas cotações. Ótimo para quem vai viajar para o exterior!

fotos divulgação

A casa noturna Boogie está de volta, com sua pista animada por hits dos anos 70, 80 e 90. Totalmente repaginada, quer atrair um público de 30 a 45 anos. Com capacidade para 800 pessoas, o local agora tem 12 camarotes distribuídos no entorno da pista de dança, além de mesas-bistrô próximas da cabine do DJ. Para beliscar, tem finger foods, como temakis e croquetes de cordeiro com geleia de hortelã. Para bebericar, o carrochefe é a Boogie’rinha – feita com vodca, uva niágara, suco de limão, manjericão e um lance de gim. Rua Alvorada, 515, Vila Olímpia, tel. 2503-4371.

23h às 29h

23h às 29h

essa maria nÃo vai com as oUtras


5h às 11h

segunda 28 bonito trabaLho A partir das 19h30, acontece no Hotel Unique a festa dos 25 anos da ONG Laramara, instituição que realiza inclusão social de crianças e jovens com deficiência visual e múltipla deficiência. O jantar beneficente será assinado pelo chef Emmanuel Bassoleil e terá show da cantora Paula Fernandes. Ingressos a R$ 600. Avenida Brigadeiro Luis Antônio, 4.700, Jardim Paulista, tel. 3660-6412.

17h às 23h

bike ostentaÇÃo Com arquitetura assinada por Olegário de Sá e Gil Cioni, a Bicicletaria Faria Lima, dos sócios João Navarro e Johnny Lin, tem oficina e produtos variados, de correntes a sapatilhas, além de dezenas de modelos de bikes, incluindo marcas bacanas como a suíça BMC e a nacional Soul Cycles, que custam de R$ 1.500 a R$ 40 mil. Avenida Faria Lima, 2.744, Jardim Europa, tel. 99606-0979.

happY niGhts

A dupla queijo com goiabada, conhecida como Romeu e Julieta, agora pode ser degustada na forma de gelato nas lojas da Bacio di Latte. Feito à base de queijo mascarpone com recheio de goiaba cremosa, é incrementado com generosos pedaços de goiabada cascão. Rua Oscar Freire, 136, Jardins, tel. 3662-2573.

23h às 29h

11h às 17h

foto divulgação

casamento perFeito

A steakhouse Fleming’s acaba de introduzir em sua carta de bebidas coquetéis refrescantes para celebrar a volta dos dias e das noites com temperaturas mais elevadas. Entre as novidades estão o French 75, combinação de gim, espumante, suco de limão e xarope de açúcar, e o perfumado Blueberry Lemon Drop (foto), elaborado com vodca russa aromatizada com mirtilos, suco de limão e blueberries frescas. Quem preferir pode provar um dos clássicos da casa – caso da Purely Fresh Margarita. Avenida Cidade Jardim, 318, Jardim Europa, tel. 3037-7347.


cÁLcio mastiGÁveL

O novo relógio da linha Hugo Boss Orange possui caixa em aço e pulseira de couro marrom. Com movimento de quartzo, o modelo conta também com acabamento em vidro mineral. Seu design mistura luxo, robustez e uma pegada aventureira e casual. Produzido pela suíça Movado, está sendo vendido nas lojas da joalheria Vivara por R$ 750. Rua Bela Cintra, 2.141, Jardins, tel. 3085-3887.

O Inellare é um tablete mastigável, que suplementa as quantidades de cálcio e vitamina D do organismo. O suplemento alimentar tem versões nos sabores chocolate e caramelo e uma sem açúcar sabor chocolate, todas disponíveis em embalagens com 30 ou 60 tabletes. Ele melhora a dissolução do cálcio pelo organismo, ajudando na prevenção da osteoporose. Está à venda nas lojas da rede Drogasil.

O Café Mesa III é a novidade na Amoreira – loja de peças de design, fotos e outros itens de decoração e vestuário garimpados com extremo bom gosto por Cristina Rogozinski e Fernanda Rezende. Nas poucas mesas espalhadas pela área externa, são servidas empadinhas, massas, saladas, quiches e outras gostosuras preparadas pela chef Ana Soares. Ah, tem também café, como o nome do estabelecimento anuncia. Ele é perfeito para acompanhar o queque de fubá com goiabada. Rua dos Macunis, 510, Alto de Pinheiros, tel. 3032-5346.

simpatia É QUase amor

O chef Thiago Cerqueira Lima (ex-Les Repas) agora brilha à frente da cozinha do Sympa, instalado no imóvel onde funcionava o Épice. Sua especialidade são as receitas francesas, mas sempre com um toque jovem. No enxuto cardápio desse neobistrô, os destaques são o tempurá de rã servido com nhoque de cenoura e emulsão à provençal, o tartar de carne com ovas de uni (ouriço-domar) e crocantes de arroz moti, as vieiras acompanhadas de purê de ervilha, os camarões grelhados ao molho bisque escoltados por ravióli de abóbora e o miolo de paleta de wagyu, servido com molho roti. Rua Haddock Lobo, 1.002, Jardins, tel. 3061-2295.

tacacÁ da FaFÁ

Um homem ensandecido tem um suposto encontro com um outro numa estação de trem e passa a xingá-lo e ofendêlo numa histeria incessante. Esse é o ponto de partida de “Eu Tenho Tudo”, monólogo com atuação de Pedro Vieira, em cartaz às segundas e terças no Viga Espaço Cênico e com texto do francês Thierry Illouz. Ingressos a R$ 40. Rua Capote Valente, 1.323, Pinheiros, tel. 3801-1843.

Fafá de Belém apresenta hoje no Teatro Gazeta um espetáculo diferente dos trabalhos anteriores de sua rica trajetória. O show “Fafá de Belém – Guitarradas do Pará” explora as atitudes, as referências e as mais modernas sonoridades da música paraense. Mas também revisita clássicos e sucessos da carreira da cantora. Ingressos a R$ 100. Avenida Paulista, 900, Bela Vista, tel. 3253-4102.

17h às 23h

Ódio ineXpLicÁveL

vinhos nas aLtUras

petiscos para compartiLhar

Voe bebendo ótimos vinhos. Quer saber onde? Em sua 30ª edição, a The Cellars in the Sky premiou várias companhias da aliança OneWorld: na British Airways, o branco Domaine d’Ardhuy Corton Charlemagne 2009, da Borgonha, foi o premiado. Na Qatar Airways, quem levou foi o vinho de sobremesa Château d’Yquem 2008, de Bordeaux. E na Cathay Pacific, o prêmio foi na categoria Melhor Carta de Vinhos entre as Primeiras Classes.

O bar Vila Seu Justino acaba de repaginar seu cardápio, investindo em opções de comidinhas para serem compartilhadas. Entre as novas sugestões estão os bolinhos de costela desfiada com molho barbecue, os mini-hambúrgueres de fraldinha com cheddar e bacon moído, os minissanduíches de carne louca e os miniquibes de carne recheados com coalhada. Rua Harmonia, 77, Vila Madalena, tel. 2305-0140.

80 | 29HORAS | Novembro 2016

23h às 29h

23h às 29h

17h às 23h

11h às 17h

aLmoÇo ao ar Livre

5h às 11h

aventUra eLeGante

5h às 11h

30 quarta

11h às 17h

29 terça

fotos divulgação

novembro


por luiz toledo

ilustração gustavo bourgeaiseau

hora livre

A bolA. Abro a janela distraído. Na imundície do pátio, homens jogavam futebol. Chutavam a bola excitados. Alguns com uma alegria quase infantil. A bola rolava incerta, trôpega, bêbada. Parecia uma bola de meia molhada. Ou uma bola de couro murcha, surrada. A bola não era redonda. A bola não era uma bola. A bola, meu Deus, era a cabeça de um homem. Isso aconteceu dentro de um presídio poucos dias atrás. Dentro do Brasil. Dentro do século XXI. Não é possível que não aconteça nada dentro de nós. Fecho a janela do computador e vejo o beco. Vou-me embora para Pasárgada.

yestoledo@gmail.com

82 | 29HORAS | Novembro 2016


revista 29HORAS - ed. 85 - novembro 2016  

Revista mensal com agenda cultural de São Paulo, distribuída no Aeroporto de Congonhas. Capa: Débora Falabella

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you