Page 1

31

dias tem março. e a agenda 29horas tem 29HORAS | 1º de março a 29 de março de 2011 | tom zé

136

programas para todas as horas de todos os dias do mês

De 1º de março a 29 de março de 2011 – distribuição gratuita e exclusiva no embarque de congonhas

Denise

fraga

para esquecer amélia

eis a mulher de verdade: profissional atuante, mãe presente, companheiraparceira – sem perder a ternura jamais

escapadas

longe pode ser um lugar aqui ao lado

depois do carnaval, experimente o turismo bate-volta. as opções são incríveis, e os preços também

e o triunfo do “jornalismo cantado”

de como são Paulo rejeitou e finalmente acolheu o “estrangeiro” que veio a ser seu mais fiel e elaborado cronista


101


para esquecer

amélia eis a mulher de verdade: profissional atuante, companheiraparceira, mãe presente – tudo sem perder a ternura jamais

tomzé

de como São Paulo rejeitou e finalmente acolheu o “estrangeiro” que faz sua mais fiel tradução

escape longe pode ser um lugar aqui

perto: depois do carnaval, experimente as delícias do turismo bate-volta por preços que não dão ressaca em ninguém

31

dias tem março. e a agenda 29horas tem

136

programas para todas as horas de todos os dias do mês

De 1º de março a 29 de março de 2011 – distribuição gratuita e exclusiva no embarque de congonhas

29HORAS | 1º de março a 29 de março de 2011 | denise fraga

Denise fraga


2 | 29HORAS | 29 de novembro a 29 de dezembro 2009


3


>sumário

de 1º de março a 29 de março de 2011

>hora H 8

show Cantora colombiana Shakira se apresenta dia 19 no estádio do Morumbi

10

CINEMA Produções com foco na vida e na obra de grandes músicos estreiam no cinema

12

dança Grupo São Paulo Companhia de Dança estreia espetáculo no SESC Pinheiros

14

arte Saiba mais sobre a Casa Tomada, espaço destinado às práticas e reflexões artísticas

16

teatro Palcos da cidade mostram espetáculos distintos que fazem rir

18

walking distance Atrações culturais no Jardim Europa

22

consumo Os sites de compras coletivas viraram mania nacional

24

comida Confira os restaurantes de museus onde você tempera a refeição com arte

26

saúde O médico Alberto Gonzalez é entusiasta da alimentação crua e viva

28

COMER, BEBER, VIVER Descubra os restaurantes que merecem o rótulo de baixa gastronomia

30

ADEGA Por dentro do vinho Chianti, um italiano que vai muito bem com spaghetti

32

DAS 23H ÀS 29H Na madrugada, o restaurante Pasta & Vino serve ótimas massas

34

MAIS QUE NÉCESSAIRE Sugestões para voltar ao batente em grande estilo

36

HORA LIVRE A infância diminuiu e a adolescência cresceu

38

LOUNGE 29HORAS Quem faz e acontece em São Paulo

42

RIO 29H As novidades do Rio de Janeiro

Agenda 29 horas 66

136 programas para todas as horas do dia

29 horas com... 98

maria adelaide amaral, escritora e autora de novelas


Publisher: Pedro Barbastefano Júnior Conselho editorial: Chantal Brissac, Claudio Elisabetsky, Clóvis Cordeiro, Didú Russo, Fabio Sgarbi, Georges Henri Foz, Pedro Barbastefano Júnior, Wagner Carelli Redação (contato@29horas.com.br): Wagner Carelli (diretor); Chantal Brissac (editora-executiva); Brunno Carvalho (editor de arte); Letícia Liñeira e Vanda Fulaneto (repórteres) Colaboradores: Didú Russo, Dorotéia Fragata, Érico Hiller, Georges Henri Foz, Isabella Cury, Kike Martins da Costa, Letícia Ippólito, Luiz Toledo, Maria Cecília Maciel, Simone Galib, Tainá Azeredo e Thereza Farkas Projetos editorial e gráfico, serviços editoriais: Studio San Floro

SÓCIOS-DIRETORES Clóvis Cordeiro e Pedro Barbastefano Júnior MARKETING Diretor de marketing: Fabio Sgarbi (fabiosgarbi@meta29.com.br) Coordenador: Rodolfo Torrezan (rodolfo@meta29.com.br) Equipe de marketing: Bárbara Henrille (barbara@meta29.com.br), Larissa Ramos Costa Rezende (larissa@meta29.com.br), Vanessa Cristina de Oliveira (vanessa@meta29.com.br) Equipe de criação: André Yoshikawa, Cesar Valério, Karen Kohatsu, Rose Oseki PUBLICIDADE Diretora comercial: Ana Passoni (anapassoni@meta29.com.br) Diretor escritorios regionais: Luiz Carlos Stein (stein@meta29.com.br)

>DESTAQUES 46 UMA MULHER REAL Para comemorar o Dia Internacional da Mulher, conversamos com a atriz, escritora e produtora Denise Fraga

52 O POETA DO ASFALTO O baiano Tom Zé consegue extrair musicalidade das coisas mais prosaicas do cotidiano

60

HOTÉIS BATE-VOLTA Aproveite a baixa temporada e dê uma fugida para hotéis e pousadas em lugares incríveis perto de São Paulo

Equipe comercial: Flávia Moraes (flavia@meta29.com.br), Geraldo Mello Peixoto (gera@meta29.com.br), Marcelo Rocha (marcelorocha@meta29. com.br), Marcelo Kuperchmit (marcelok@meta29.com.br), Oswaldo Maffei Jr. (wado@meta29.com.br), Paulo de Tarso Phenee (paulodetarso@29horas. com.br), Rafael Bove (rafaelbove@meta29.com.br), Renato Albuquerque (renato@meta29.com.br) Rio de Janeiro – Diretora de publicidade – Gisele Evangelista (gisele@meta29.com.br), Executivo de contas – Antonio Carlos Maia Jr. (antoniocarlos@meta29.com.br) e Assistente comercial – Lorena Rocha (lorena@meta29.com.br) Representantes: Brasília – Aloísio Nascimento (dbkn@uol.com.br), Minas Gerais – Moacir Lopes (moacir@yesbh.com.br), Paraná – Rogério Florenzano (florenzano@meta29.com.br), Rio Grande do Sul – Ricardo Rosa (ricardo@printsul.com.br), Santa Catarina – Jean Luc Jadoul (jljadoul@terra.com.br), Pernambuco – Luis Augusto Carvalhaes Norfini (novosrumos@hotlink.com.br) Assistente comercial: Danielle Ferreira (danielleferreira@meta29.com.br) ADMINISTRAÇÃO Administrativo e financeiro: João Carlos Vendramini (joaocarlos@meta29.com.br) Manutenção e logística de distribuição: Marcelo Mattos (marcelomattos@meta29.com.br) Impressão e acabamento: IBEP Gráfica 29HORAS é uma publicação mensal sob encomenda da Meta 29 Serviços de Marketing Ltda. Editora contratada: San Floro Editoração Gráfica ME Jornalista responsável: Wagner Carelli (MTB 12986) Tiragem: 65.000 exemplares DISTRIBUIÇÃO GRATUITA E EXCLUSIVA NAS SALAS DE EMBARQUE DO AEROPORTO DE CONGONHAS A revista 29HORAS respeita a liberdade de expressão. As matérias, reportagens e artigos são de responsabilidade exclusiva de seus signatários. Meta 29 – Av. Nove de Julho, 5966 - cj. 62 - Jd. Paulista - São Paulo Cep: 01406-200 Tel.: 11.3086.0088 Fax: 11.3086.0676 www.meta29.com.br; www.29horas.com.br

29HORAS na rede: 29horas.mobi (celular) twitter.com/revista29horas fecebook.com/revista29horas

A Meta 29, consciente das questões ambientais e sociais utiliza papéis com certificação FSC (Forest Stewardship Council) na impressão deste material. A certificação FSC garante que uma matéria-prima florestal provenha de um manejo considerado social, ambiental e economicamente adequado e outras fontes controladas. Impresso na IBEP Gráfica Ltda. certificada na cadeia de custódia - FSC.


6 | 29HORAS | 29 de novembro a 29 de dezembro 2009


Trabalhar com determinação. Nós conhecemos bem a sua história. Empreender, crescer e ser líder de mercado não é uma questão de sorte. O ambiente de negócios, cada vez mais complexo, exige uma gestão efetiva dos riscos e oportunidades. A constante evolução tecnológica, mudanças nas estruturas de negócios e o dinamismo do mercado global são fatores que evidenciam essa tendência. Qualquer que seja sua área de atuação ou estágio de crescimento, para que sua empresa consiga se destacar no mercado, colocamos, lado a lado, nosso conhecimento global e a experiência no middle market. É por isso que somos a mais completa empresa de auditoria e consultoria do Brasil.

A u d i to r i a | Co n s u l to r i a Tr i b u tá r i a e Tra ba l h i sta | G estã o d e R i scos | Tra n sa çõ es Co r p o ra t i va s w w w.ey.co m . b r

7


hora h

show

shakira agita o

MORUMBI

Ela está aqui! Shakira, a cantora que fez o mundo dançar em 1996 com o megahit Estoy aqui, se apresenta dia 19 no estádio do Morumbi, como a atração principal da primeira edição do Pop Music Festival. Antes dela, sobem ao palco do megaevento musical o reggaeman jamaicano Ziggy Marley, o DJ britânico Fatboy Slim, a banda californiana de pop rock Train e os gaúchos do grupo Chimarruts. Mas a noite deve mesmo ser de Shakira, o furacão latino que veio ao mundo há 34 anos em Barranquilla, no norte da Colômbia. Filha de um libanês que trabalhava como comerciante de joias e de uma colombiana com ascendência catalã, a menina foi batizada com esse nome esquisito em uma referência ao termo shukran, que em árabe quer dizer algo como “agradecida” ou “cheia de graça”. Além de esbanjar graça desde seu nascimento, Shakira Isabel Mebarak Ripoll sempre foi uma menina-prodígio: aos 18 meses já conhecia todo o alfabeto, aos 3 já sabia ler e, aos 4, seus genes árabes se manifestaram e ela começou a dar seus primeiros passos de dança do ventre – sem que ninguém lhe tivesse ensinado! Desde pequena escrevendo canções, aos 13 gravou seu primeiro disco. Mas foi só com seu terceiro álbum, Pies descalzos, lançado em 1996, que ela conquistou as paradas de seu país, do Brasil e dos Estados Unidos. Daí em diante sua carreira deslanchou e hoje ela é a maior estrela da música latina no planeta, com mais de 60 milhões de discos vendidos, 10 prêmios Grammy, 14 Billboard Awards e fã-clubes espalhados pelo mundo todo. Em 2008, a revista Forbes listou Shakira como a quarta artista mais bem paga na indústria da música. Naquele ano, ela faturou US$ 38 milhões. Com um som pop e dançante que mistura ritmos latinos com toques de eletrônica e apresentações que tiram proveito do que há de mais moderno em termos de som,

8 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março de 2011

divulgação

CANTORA COLOMBIANA SE APRESENTA DIA 19 NO POP MUSIC FESTIVAL, QUE TAMBÉM TERÁ ZIGGY MARLEY E FATBOY SLIM

Com sua beleza exuberante, a colombiana vai rebolar os quadris e...


...promete chacoalhar o público no próximo dia 19, no estádio do Morumbi

luz e efeitos especiais, essa estrela global foi quem fez o show de abertura da Copa do Mundo da África do Sul, no ano passado, em Joanesburgo. Além de famosa por cantar, ela é embaixadora do Unicef para campanhas de combate à pobreza no Terceiro Mundo. Para suas performances no Brasil (o Pop Music Festival acontece este ano também em Porto Alegre, no dia 15, e em Brasília, no dia 17), ela prepara energéticas e sensuais coreografias para chacoalhar a multidão ao som das músicas de seu mais recente trabalho, o álbum Sale el sol, e de sucessos do passado como Whenever, wherever, Did it again e She wolf. Com apenas 1,58 m de altura, no palco Shakira se transforma em uma gigante. Sucesso que está sempre presente em seu repertório, Hips don’t lie (algo como “quadris não mentem”) sintetiza bem o poder dessa colombiana de voz possante e inconfundível: é difícil ficar parado quando a ouvimos cantar e a vemos rebolar, principalmente se for ao vivo. Em São Paulo, os ingressos custam de R$ 80 a R$ 500 e estão à venda pelo site www.livepass.com.br –Kike Martins da Costa

9


cinema

Música,

vidas e filmes

Nana Caymmi, Mamonas Assassinas, Raul Seixas, Novos Baianos e até o jovem Justin Bieber são temas do cinema Depois do sucesso dos documentários sobre Wilson Simonal, Arnaldo Baptista e os Titãs, chegou a vez de mais uma leva de produções com foco na vida e na obra de grandes músicos – e alguns nem tão grandes assim. A partir de março, Raul Seixas, Mamonas Assassinas, Nana Caymmi, Novos Baianos e o popstar mirim Justin Bieber ganham espaço na tela grande. O primeiro a estrear deve ser O início, o fim e o meio, um aguardado filme sobre o baiano Raul Seixas. Dirigido a quatro mãos por Evaldo Mocarzel e Walter Carvalho, tem lançamento programado para o dia 4 de março, com imagens

10 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março de 2011

de arquivo e depoimentos engraçados e comoventes sobre o irreverente roqueiro, eterno parceiro de Paulo Coelho e autor de hits como Ouro de tolo, Gita e Eu nasci há dez mil anos atrás. No dia 25, é a vez de Never say never, que acompanha uma turnê do canadense Justin Bieber e mostra shows, bastidores e um pouco da intimidade do garoto, que completa 17 aninhos este mês, mas tem uma enorme legião de fãs pelo mundo todo e já emplacou alguns sucessos nas paradas, como Baby e One time. Esta, com certeza não será a biografia definitiva do cantor, cuja carreira ainda está apenas

começando. Por falar em biografia definitiva, este deve ser o caso de Mamonas para sempre, documentário dirigido por Claudio Kahns sobre a meteórica trajetória do quinteto Mamonas Assassinas, que começou animando bailinhos em Guarulhos e rodou o país todo com shows lotados de jovens ensandecidos que cantavam em coro canções antológicas e escatológicas como Pelados em Santos, Mundo animal e Robocop gay. Na noite de 2 de março de 1996, os cinco rapazes morreram quando o jatinho Learjet que os trazia de uma apresentação em Brasília chocou-se contra um morro na Serra da Cantareira

quando se preparava para aterrissar no aeroporto de Cumbica. As imagens foram garimpadas numa ampla pesquisa entre fãs, familiares e emissoras de TV. “O filme presta uma homenagem ao quinteto e tenta resgatar um pouco de sua alegria contagiante”, avisa Kahns. Ainda neste primeiro semestre, chega também ao circuito o longa Rio sonata, dirigido pelo suíço Georges Gachot e protagonizado pela cantora Nana Caymmi. Filha de Dorival Caymmi, ex-mulher de Gilberto Gil, musa de Milton Nascimento e amiga de longa data de Nelson Motta, Tom Jobim e Nelson Freire, ela finalmente tem um filme

fotos divulgação

A biografia do roqueiro baiano Raul Seixas foi dirigida a quatro mãos e estreia no dia 4


Rio sonata e Filhos de João – O admirável mundo novo baiano narram as histórias de Nana Caymmi e dos Novos Baianos, respectivamente Mamonas: a história do quinteto de carreira interrompida por trágico acidente ganha documentário

inteiramente dedicado a sua relevante contribuição à música brasileira nesses últimos 50 anos. Por fim, outro documentário que levará aos cinemas música da maior qualidade e imagens raras que fazem parte de um capítulo interessantíssimo da história da música brasileira é Filhos de João – O admirável mundo novo baiano, que conta do surgimento à dissolução do conjunto Novos Baianos, que reuniu nos anos 70 artistas ultratalentosos como Baby Consuelo, Moraes Moreira, Paulinho Boca de Cantor, Luiz Galvão, Dadi, Pepeu e Jorginho Gomes. Em plena

O filme do jovem canadense Justin Bieber estreia no dia 25

ditadura militar, eles viviam de forma quase anárquica num sítio em Jacarepaguá onde tudo o que importava era simplesmente a música, a comida natureba, o amor livre, uma boa dose de substâncias psicotrópicas e o futebol. Apadrinhados de João Gilberto, fizeram uma fusão incrível de sambas antigos com guitarras elétricas ferozes, melodias doces, letras bemhumoradas e muito ritmo. É um pouco disso o que o filme tenta mostrar para quem não viveu aquela época. Prepare a pipoca e os ouvidos: o som vai começar a rolar e quem ficar de fora estará perdendo grandes performances! –K.M.C.

11


DANÇA

Flui d ez e harmonia Ao som de TchaikovskY ou André Abujamra, o grupo São Paulo Companhia de Dança rodopia e encanta no palco do Sesc Pinheiros

12 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março de 2011

Em cena, os 13 casais na remontagem de Theme and variations, obra do autor russo George Balanchine

Tchaikovsky pas de deux, de George Balanchine, e Sechs tänze, de Jíri Kylián), fez mais de 165 apresentações em 26 cidades e foi assistida por mais de 100 mil pessoas. Agora, depois da estreia paulistana, o grupo de 42 bailarinos se prepara para uma turnê pelo Brasil, começando pelo interior de São Paulo. No palco do SESC, a visão de Legend, um pas de deux neoclássico em que a bailarina, entre seus giros e equilíbrios, é totalmente conduzida pelo partner, promete impressionar.

Reginaldo Azevedo

Nos dias 26, 27 e 31 de março e 1, 2 e 3 de abril, a São Paulo Companhia de Dança estará apresentando no SESC Pinheiros duas novas obras: Legend, de John Cranko, remontada por Richard Cragun, e Inquieto, de Henrique Rodovalho. Theme and variations, de George Balanchine, já presente no repertório do grupo, também está no programa do espetáculo. É a oportunidade de apreciar o trabalho de uma companhia que vem, desde janeiro de 2008 – quando foi criada pela Secretaria de Estado da Cultura do Governo de São Paulo –, dançando lindamente pelos palcos de todo o país. Desde que começou, a Companhia já produziu doze obras (entre elas, espetáculos consagrados como Gnawa, de Nacho Duato,

Cena do balé Passanoite

A coreografia é de John Cranko (1927-1973), que foi diretor do legendário Stuttgart Ballet. Cranko criou

esse duo especialmente para o casal de bailarinos Richard Cragun e Márcia Haydée. E é o americano


alceu bett

João Caldas/Silvia Machado

entre nessa dança

Bailarina dança o balé Serenade, recém-exibido

Cragun, um dos maiores nomes do balé internacional – ele foi estrela do Ballet de Stuttgart durante anos ao lado de sua ex-mulher, a brasileira Márcia Haydée –, o autor da remontagem que será mostrada pela Companhia. São oito minutos de um duo ao mesmo tempo delicado e vigoroso, em que os bailarinos se entrelaçam e dançam em movimentos sutis, líricos, complexos. Já Inquieto, montagem do coreógrafo Henrique Rodovalho com música de André Abujamra,

tem uma linguagem mais contemporânea. Durante vinte minutos, dez bailarinos mostram a inquietação do ser humano em uma coreografia pungente e bem-humorada. Em vez da sapatilha de ponta do pas de deux, é a “meia ponta” que permite aos dançarinos saltos e voos mais soltos, em uma sessão intensa e sedutora. Para completar, a remontagem Theme and variations, obra do russo George Balanchine sobre o Movimento Final da Suíte nº3 para Orquestra

em Sol Maior Op. 55r, de Tchaikovsky, é uma peça que mostra o virtuosismo e a harmonia de 13 casais em cena. Um momento especial é a polonaise, quando os 26 bailarinos dançam ao som da incrível música de Tchaikovsky. Detalhes da produção tornam o balé ainda mais impactante, como o figurino idealizado por Tânia Agra, que criou espartilhos mais curtos e bandejas de “tutus” menores para que as bailarinas pareçam ainda mais leves e longilíneas. –Chantal Brissac

Para atrair pessoas de várias idades e perfis para o universo da dança, a São Paulo Companhia de Dança organiza palestras, apresentações e ensaios abertos que mostram como os espetáculos são concebidos e montados, além de oficinas para bailarinos com professores do grupo. Na área de registros, há vídeos, documentários e um livro recém-lançado, Sala de ensaio (Imprensa Oficial, R$ 50), que reúne textos de oito autores e ilustrações de Caco Galhardo, além de belas fotos. Mas o mais interessante, sem dúvida, é participar de algum dos programas gratuitos organizados pela Companhia em março. É preciso se inscrever (pelo e-mail: educativo@spcd.com.br) logo, porque as vagas são limitadas. Nesta temporada, há a Palestra com o Professor, Espetáculos Abertos para Estudantes, Espetáculo para Terceira Idade, Figuras da Dança Comentado e Canteiro de Obras Comentado.

São Paulo Cia. de Dança – Dias 26 e 27 – Sáb.: às 21h e dom.: às 18h. Dias 31 de março e 1, 2 e 3 de abril – Qui. a sáb.: às 21h e dom.: às 18h. SESC Pinheiros – R. Paes Leme, 195. www.sescsp.org.br

13


arte

reflexões compartilhadas

sócias da Casa Tomada, Tainá Azeredo e Thereza Farkas contam como funciona esse espaço que reúne diferentes vertentes da arte

14 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março de 2011

fixar em um único tipo de arte. A intenção é que todos os projetos da Casa permeiem essa ideia de interdisciplinaridade”, diz Tainá. A Casa Tomada abriga projetos como o Ateliê aberto, em que a Casa recebe seis jovens artistas que ficam produzindo durante três meses. O objetivo é fazer com que a convivência entre eles durante esse período possa proporcionar trocas de referências. “Na verdade, começamos com a ideia de fazer uma exposição, de colocar artistas de diferentes áreas para produzirem, assim poderíamos ver como é o contato entre eles durante a produção dos trabalhos”, diz Thereza. Esse tipo de residência difere daquelas que existem no exterior pois os artistas não moram na casa. “O que existe hoje – aqui no Brasil ainda existe pouco – são os formatos de residência artística. Conhecíamos algumas residências e fizemos algumas pesquisas pra

Armadilha para mariposas, obra do artista Alexandre B....

Abaixo a gravidade, de Josefa Pereira, no Ateliê aberto #2, em 2010

fotos tainá azeredo/thereza farkas

Desde pequenas elas gostam de transitar pelas mais variadas ramificações das artes. Tainá Azeredo, fotógrafa e pesquisadora formada em Artes do Corpo na PUC-SP e mestranda de Artes Visuais na FASM, e Thereza Farkas, formada em Cinema pela FAAP e atriz pelo Teatro Escola Célia-Helena, são amigas há mais de dez anos e sócias da Casa Tomada – espaço paulistano destinado às práticas e reflexões artísticas a partir de trabalhos feitos por uma vivência compartilhada. Tainá já teve seus trabalhos expostos no Parque Lage, no Rio de Janeiro; na Galeria Vermelho, em São Paulo; e no Salão de Abril, no Ceará; Thereza escreveu e dirigiu os curtas-metragens O pulso, Noite ilustrada e Viagem ao fundo do poço. “Essa Casa é um resultado de uma vontade nossa de colocar num mesmo espaço iniciativas artísticas independentes em contato real, já que nunca conseguimos nos


Sharon Eve Smith

...residente do Ateliê aberto #3, em 2010

Thereza Farkas e Tainá Azeredo, por Sharon Eve Smith

Vista parcial da exposição do Ateliê aberto #1, em 2009

Existem também projetos menores que acontecem no intervalo da residência. A Casa recebe é um intercâmbio anual, em que diferentes centros artísticos independentes ocupam uma vitrine que fica no segundo andar durante 15 dias. Já A Casa visita é o oposto, quando parte do acervo é transportado para outros lugares a fim de montar um workshop, como um programa educativo. Além disso, há uma biblioteca utilizada boa parte do tempo pelos residentes – que pode ser consultada por gente de fora, basta agendar a visita. Lá também ficam arquivados os projetos que são produzidos, além dos rascunhos feitos em cadernos pelos artistas e as publicações internas.

saber quais existiam. E elas variam muito de formato”, explica Tainá. Na Casa há encontros semanais com os participantes e também discussões com dois pesquisadores de áreas específicas, de acordo com a necessidade do grupo, como curadoria, leitura de portfólio e história da arte. E após os meses

de confinamento é feita uma exposição aberta ao público. As inscrições para o programa são feitas online, duas vezes ao ano. “Qualquer artista de qualquer área, qualquer idade e qualquer lugar pode se inscrever. A única exigência é que sejam artistas em início de carreira”, explica Tainá.

Por enquanto a Casa se mantém de todos os tipos de doação que recebe de instituições. “Estamos nos profissionalizando, indo em busca de patrocínios maiores. Fazemos workshops abertos ao público, que é uma maneira de arrecadar verba de produção. A ideia é abrigar vários projetos. O de residência foi o que impulsionou e o que exige a maior parte do nosso fôlego”, confessa Thereza, que reforça a ligação existente entre eles. “Todos os projetos que acontecem são de conexão. Não só de hibridismo de linguagens, mas de fortalecer espaços independentes e conectar artistas e pesquisadores numa mesma convivência”. –Letícia Liñeira www.casatomada.com.br

15


TEATRO

tempo de riso

PALCOS DE SP TÊM PEÇAS DE HUMOR NEGRO e ESCRACHO TOTAL, ENQUANTO BIENAL SEDIA INÉDITO CAMPEONATO DE STAND-UP COMEDY Em março, vai ser difícil conter as gargalhadas e o riso nervoso em São Paulo. Durante este mês, os palcos da cidade terão espetáculos de gêneros e propostas bem distintas, mas com uma característica comum: todos proporcionam uma fartura de situações cômicas, ainda que às vezes seja com um humor ácido e sarcástico. Até o dia 13, os fãs de um besteirol bem realizado e de atuações impagáveis devem se dirigir ao teatro Shopping Frei Caneca para aproveitar as últimas apresentações da peça 39 degraus. Escrito por Patrick Barlow e dirigido e traduzido por Alexandre Reinecke, o texto faz uma improvável e muito bemsucedida mistura de Alfred Hitchcock com Monty Python. Dan Stulbach faz o papel do aristocrático inglês Richard Hannay, que se vê envolvido em uma complicada trama policial quando uma misteriosa agente secreta é assassinada em seu apartamento no West End londrino. Os 90 minutos seguintes são uma rocambolesca fuga em que três atores (Fabiana Gugli,

16 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março de 2011

Danton Mello e Henrique Stroeter) se revezam em 30 papéis. O espetáculo tem 130 trocas de figurino e momentos em que o público se bate de tanto rir, com uma performance memorável de Henrique Stroeter, ator do grupo Parlapatões. Outro espetáculo que tem tudo para ser um sucesso é Pterodátilos, peça estrelada por Marco Nanini e dirigida por Felipe Hirsch que estreia no Teatro Faap no dia 18. O texto do norte-americano Nick Silver tem muito humor, diálogos precisos e também uma alta dose de dramaticidade. Considerada uma comédia violenta e provocadora, a história foca na vida de uma família rica e desfuncional. Com Nanini e Mariana Lima no palco, o espectador se sente tentado a rir, mas a peça também aborda temas que incomodam e fazem pensar, como o abandono, o alcoolismo, a violência e a depravação sexual. Na definição de Daniela Thomas, responsável pelos cenários e pela direção de arte, “trata-se de um espetáculo que faz doer o estômago, ao provocar

Marco Nanini divide o palco com Mariana Lima em Pterodátilos

Henrique Stroeter, Dan Stulbach e Danton Mello em 39 degraus

em alguns momentos o riso frouxo e, em outros, contrações nervosas”. Expondo o ridículo do consumismo exacerbado, a família na qual a história é centrada tem como chefe o banqueiro Artur (Nanini), sua mulher, a dona de casa alcoólatra Grace (Mariana Lima), o filho problemático Todd (Álamo Facó), a filha caçula Ema (também interpretada por Nanini) e seu namorado Tom (Felipe Abib), transformado em empregado doméstico na casa. Por fim, no Pavilhão da Bienal, entre os dias 24 e 27, acontece a segunda edição do evento Risadaria. A novidade deste ano é a realização do 1º Campeonato Brasileiro de Stand-Up Comedy, que

pretende encontrar novos talentos do humor nacional. Idealizado por Paulo Bonfá, que durante anos atuou no rádio (como um dos Sobrinhos do Ataíde) e na TV (à frente do Rockgol, da MTV), o festival terá ainda uma mostra de humor na fotografia, palestras sobre humor na literatura e um auditório onde serão exibidos documentários de humor. No ano passado, em sua primeira edição, o Risadaria conseguiu atrair mais de 23 mil pessoas, e a expectativa é que o evento reúna um público ainda maior este ano. Haverá até atrações internacionais: o palhaço norte-americano Avner, the Eccentric, vai coordenar um workshop sobre suas técnicas no Pavilhão da Bienal. –K.M.C.


Responsável Técnico: Dr. João Carlos Salvestrin – CRM 15835.

Sonhar é preciso. Acreditar também. O Hospital São José sempre trabalhou para realizar um sonho: alcançar o grau máximo de excelência no atendimento. Nosso sonho está cada vez mais presente. Fomos acreditados pela JCI Joint Commission International, o mais importante certificador de padrões de qualidade do mundo na área de saúde. O Hospital São José é o Hospital premium da Beneficência Portuguesa de São Paulo, o maior complexo hospitalar privado da América Latina, com mais de 150 anos de tradição. Sempre que precisar, conte conosco. Nossa infraestrutura, corpo clínico, hotelaria e gastronomia irão tornar a sua estadia a mais agradável possível.

O Hospital São José conquistou o Joint Commission International’s Gold Seal of Approval TM

Rua Martinianowww.hospitalsaojose.com.br de Carvalho, 965 - Bela Vista - São Paulo - SP Tel: 11 3505-6000 - www.hospitalsjose.org.br 17


walking distance

Arte

e bem-estar

o MIS – Museu da Imagem e do Som – expõe este mês São Paulo blues, mostra com imagens da cidade em tons de azul e em negativo feitas pelo fotógrafo Klaus Mitteldorf, notável por seu trabalho em moda e publicidade no Brasil e no exterior. Confira pelas proximidades do museu, no Jardim Europa, outras atrações imperdíveis. Por Letícia Liñeira

MuBE Bem ao lado do MIS está outro importante museu da cidade, o MuBE – Museu Brasileiro da Escultura. Em cartaz, a exposição One blood, do artista plástico italiano Lucio Salvatore. São 12 retratos de personalidades que, literalmente, deram o sangue em nome da arte – para produzir cada obra ele usou 2ml de sangue de cada um. One blood – Sala Pinacoteca. De 2/3 a 20/3. MuBE – Ter. a dom.: das 10h às 19h. Av. Europa, 218, tel. 2594-2601. www.mube.art.br

38 seg. 26 seg. MIS (centro) São Paulo blues – Espaço Nicho (piso térreo). Até 20/3. Ter. a sáb.: das 12h às 22h; dom. e feriados: das 11h às 21h. Gratuito. MIS – Ter. a sáb.: das 12h às 22h; dom. e feriados: das 11h às 21h. Av. Europa, 158, tel. 2117-4777. www.mis-sp.org.br

Starbucks A rede de cafeteria mais conhecida do mundo – presente em 53 países – já conta com 18 lojas em São Paulo. O frappuccino, receita exclusiva à base de café ou creme, batida com leite (integral, desnatado, soja ou soja light), gelo e essências ou caldas, é uma das bebidas mais saborosas. Seg. a sex.: das 7h às 22h; sáb., dom. e feriados: das 9h às 22h. R. Amauri, 286, tel. 3079-2900. www.starbucks.com.br

18 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março de 2011

7 min.

Paróquia N. S. do Brasil Localizada na esquina da avenida Brasil com a rua Colômbia, é uma das igrejas mais procuradas pelos noivos na capital. Seu estilo barroco se destaca em meio à paisagem urbana, os azulejos de cerâmica e o teto decorado com reproduções da Capela Sistina, no Vaticano, são verdadeiras obras de arte. Missas – Seg. a sex.: 8h, 9h, 12h05, 17h30 e 18h30; sáb.: 8h e 9h; dom.: 8h, 10h, 11h, 12h30, 17h, 18h30 e 20h. Pça. N. S. do Brasil, s/nº, tel. 3082-9786. www.nossasenhoradobrasil.com.br

fotos divulgação

17 min.

Spa Hara São 40 salas e sete bangalôs ao ar livre. As massagens – drenagem linfática e ayurvédica – são o cartãopostal desse spa com ambientes indianos, que conta agora com um espaço voltado para o design de unhas e cuidados com as mãos e pés, o Hara Nail by LCN, da empresa especialista nessa área. Seg. a sex.: das 7h às 22h; sáb.: das 10h às 18h; dom. e feriados: das 10h às 15h. Av. Europa, 140, tel. 3067-5555. www.haraspa.com.br


19


negócios

Temporada

gourmet

300 restaurantes participam de mais uma Restaurant Week e, na Daslu, acontece a primeira edição da feira Millesime Sergio e Javier Torres. Por fim, tem ainda a segunda maior Restaurant Week do planeta, perdendo apenas para a semana novaiorquina. Na edição deste primeiro semestre, 300 casas devem participar, mas nem todos são da capital – também integram o evento restaurantes de Campinas, Ribeirão Preto, São José dos Campos, Santos, Santo André e Cotia. Os cardápios especialmente elaborados para o programa, com

Sopa fria de beterraba com creme fraiche de limão siciliano, no Dui

20 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março de 2011

Pratos como o supremo frango sweet and sour do restaurante Tantra...

entrada, prato principal e sobremesa, serão oferecidos a um preço fixo de R$ 29,90 no

almoço e R$ 39,90 no jantar. A expectativa é de que a promoção, que vai acontecer entre

Risoto de coco com figo assado, do Villa Cioè

fotos divulgação

A cidade de São Paulo cada vez mais se firma como a capital gastronômica da América do Sul. Nenhuma outra metrópole do continente tem uma diversidade de culinárias sem igual, tem uma quantidade de estabelecimentos superior a qualquer outra e, para não deixar sombra de dúvida, é a única com dois restaurantes tocados por chefs com estrelas Michelin – caso do Arola 23, de Sergi Arola, e do Eñe, dos gêmeos


Os chefs Helena Rizzo e José Barattino participam do Millesime

Sabor exclusivo

Tradicional em Madri, o Millesime chega à cidade

...poderão ser saboreados por preços promocionais

os dias 21 de março e 3 de abril, mobilize algo em torno de 750 mil pessoas, movimentando aproximadamente R$ 30 milhões. Nessa iniciativa que visa a democratização da gastronomia paulistana e paulista, a ênfase dos menus será o uso de ingredientes da estação. O Dui, da chef Bel Coelho, por exemplo, vai oferecer uma sopa fria de beterrabas com creme fraiche de limão siciliano como entrada, e o Na Cozinha terá como opção de prato principal o mexidinho da Paraíba

(arroz vermelho com feijão fradinho, manteiga do sertão, queijo coalho, cachaça, cebola roxa e cubos de carne suína). Entre os novos participantes, vale destacar o Arturito, da premiada chef argentina Paola Carosella, o recém-inaugurado Villa Cioè (especializado em comida da Toscana) e o Portal da Coreia, o primeiro coreano a aderir à apetitosa iniciativa da Restaurant Week. Confira a lista completa de participantes e os cardápios de cada um no site www. restaurantweek.com.br

Enquanto centenas de restaurantes servem menus criativos e promocionais, o Terraço Daslu recebe o exclusivíssimo Millesime, um evento que já é um clássico de Madri e que, a partir deste ano, terá também edições em Nova York, Chicago e Cidade do México, firmando-se como uma espécie de Fórmula 1 da gastronomia, com seu circo itinerante que se desloca pelas grandes cidades do planeta. Na etapa paulistana, chefs brasileiros como Alex Atala, Helena Rizzo e José Barattino se juntarão nos dias 22, 23 e 24 de março a grandes cozinheiros da Espanha – como Sergi Arola, Enrique Martinez, Daniel García e os gêmeos Sergio e Javier Torres – para promover cooking shows e servir três jantares para 800 pessoas cada com pratos deliciosos como o bombom de foie gras e goiabada ao vinho do Porto (de Helena Rizzo e Daniel Redondo), o creme de mandioquinha com caviar de sagu e tinta de lula (dos irmãos

Torres) e as ostras ao vinagre suave de Jerez (de Sergi Arola). Para quem pretende participar dos cooking shows e dos workshops e quer também conhecer a rua do vinho e a alameda do champanhe, onde acontecerão degustações de bebidas e de presunto ibérico, os ingressos estão sendo vendidos por R$ 800. Os jantares infelizmente são fechados para convidados das empresas que patrocinam o evento. “Millesime é um evento que funciona como uma eficaz ferramenta de relacionamento para empresas com seus clientes especiais”, explica Manuel Quintanero, um dos organizadores. Pena, mas não dá nem para ficar com água na boca. Em uma cidade que tem 12,5 mil restaurantes, de 52 tipos e etnias, é possível degustar delícias (mesmo as criadas por “cozinheiros” e não “chefs” estrelados) em milhares de esquinas. É só procurar. E a nossa agenda (pág. 66) pode ajudar. Bom apetite! –K.M.C.

21


consumo

Febre coletiva

Sites de compras oferecem pechinchas e viram mania entre os brasileiros, mas tome cuidado: nem tudo é tão bom quanto parece

encontrar bons produtos, bons serviços e com preços para lá de atraentes. Basta disposição para procurar. No Peixe Urbano, o maior dos sites de compras coletivas do Brasil, no final de janeiro era possível adquirir um telefone celular Vivo 3G da marca Nokia modelo E63 por apenas R$ 24,90, quando seu preço de mercado é de aproximadamente R$ 200. No Groupon, o maior site do gênero no mundo todo, presente em 37 países, um celular da Claro marca LG modelo GT 360, que normalmente custa R$ 379, estava sendo vendido no início de fevereiro por R$ 79. Além de aparelhos eletrônicos, há de tudo: clareamento dentário (de R$ 1.350 por R$ 173 no

Imperdível), cursos para aprender a investir na bolsa de valores (de R$ 300 por R$ 72 no Peixe Urbano), limpeza dos bicos injetores e check-up geral de automóveis (de R$ 150 por R$ 45 no Groupalia), pacote com ingressos para dez jogos do São Paulo Futebol Clube no Campeonato Paulista (de R$ 300 por R$ 99 no ClickOn), créditos para serem gastos em restaurantes e lanchonetes, convites para o camarote do Bar Brahma no desfile das campeãs do Carnaval paulistano (de R$ 498 por R$ 249 no ClickOn), pacotes de viagem com 7 noites em resort all-inclusive, com passagem aérea e traslados para Porto Seguro durante o Carnaval (de RS 2.660 por R$ 1.798 no Viajar Barato)

fotos marcos palhares

Mais do que nunca, a união faz a força. Nas ruas da Tunísia e do Egito, o povo unido conseguiu derrubar ditadores que estavam no poder há décadas. Na internet brasileira, o povo se mobiliza para derrubar os preços e fazer boas compras com menos dinheiro. Os sites de compras coletivas viraram uma mania

nacional e já existem mais de 500 empresas nacionais oferecendo esse tipo de serviço na web. No final de 2010, quatro milhões de consumidores brasileiros haviam se cadastrado para participar dessa liquidação virtual, e estima-se que agora em março esse número já tenha subido para sete milhões. O chato é que boa parte das ofertas desses sites é “mais do mesmo”: há uma enxurrada de clínicas de estética suspeitas oferecendo massagens modeladoras e uma avalanche de restaurantes japoneses de reputação duvidosa promovendo rodízios de sushi. Em meio a esse mar de pechinchas desinteressantes, é possível, contudo,

22 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março de 2011


e muito mais. Já foi até possível fazer doações para as vítimas das chuvas na região da Serra Fluminense por meio desses sites de compras coletivas! O difícil é encontrar aquilo que a gente precisa e principalmente numa hora em que a gente possa usar o tal produto ou serviço. Imagine a situação do infeliz que faz parte do grupo de 949 pessoas que compraram um fim de semana em uma pousadinha charmosa em Boiçucanga, litoral norte de São Paulo. Quando é que esse espertalhão vai conseguir uma vaga num dos poucos quartos dessa pequena estalagem? Talvez só no verão de 2017! É importante ler com atenção as cláusulas apresentadas

em letras pequeninas nessas tentadoras ofertas. Para facilitar a vida daqueles que não querem perder nenhuma promoção, existem agora alguns sites que funcionam como agregadores de barganhas. O UOL lançou o www. radardedescontos.com. br, e lá o usuário pode selecionar as ofertas de um só tema (viagens, serviços, entretenimento, lojas, comida...) e de uma só cidade. E existe ainda outra ferramenta que surgiu depois dessa onda das compras coletivas e que também está produzindo resultados fantásticos para quem tem tempo e disposição para se dedicar a esse novo esporte nacional que é a caça às pechinchas.

Estamos nos referindo aos sites de leilões como o www.bateomartelo.com. Para participar, o usuário tem de se cadastrar e comprar um determinado número de “marteladas”. Cada martelada funciona como um lance pago em um leilão. O site ganha não pelo preço final do produto vendido, mas pelo número de lances (ou marteladas) que o objeto recebeu até ser arrematado. Dessa forma, alguns felizardos já adquiriram aparelhos eletrônicos e relógios por preços irreais, que parecem brincadeira. Exemplo disso é o home theater da Samsung modelo HT-C330, que no mercado custa cerca de R$ 489 e foi arrematado por apenas R$ 1,72! E o que dizer de um netbook

Philco com 2.0 GB de memória que vale R$ 749 e foi vendido por R$ 6,29? Melhor que isso, só a adega com capacidade para seis garrafas de vinho que custa R$ 249 e que foi arrematada por R$ 0,13. Aos poucos, esse fenômeno das compras pelo computador está modificando os hábitos de consumo dos brasileiros, e em breve isso fatalmente vai impactar no funcionamento das lojas e do comércio tradicional. Quando? Isso é difícil de prever, mas parece ser uma tendência irreversível. Mais uma prova da força da união e da mobilização das pessoas por meio das comunidades virtuais. Mouses! Unidos! Jamais serão vencidos! –K.M.C.

23


comida

Para comer com os olhos

Almoçar em um dos museus de São Paulo é um programão de bom gosto, literalmente; conheça quatro opções e tempere sua refeição com arte

24 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março de 2011

caramelizada). As delícias ficam expostas em um balcão onde os clientes interagem com os cozinheiros, que finalizam ali mesmo alguns dos pratos. Há ainda um cooktop para o preparo de tapiocas, que são feitas na hora. As comidas quentes vêm da cozinha em simpáticas panelas de ferro esmaltado verde da marca francesa Le Creuset. Na parede lateral, um jardim vertical criado pelo paisagista Gil Fialho ajuda a compor o ambiente brasileiro e moderno. Na hora do café, o toque final é o trio de brigadeiros de colher que vem como acompanhamento. No Museu de Arte Moderna (MAM), dentro do parque do Ibirapuera, o restaurante tem parede envidraçada voltada para o Jardim das Esculturas, onde podem ser vistas obras de Carlos Fajardo, Elisa Bracher, Nuno Ramos e Amélia Toledo. A comida não é menos interessante: são servidas criações de Bia Araújo, do

O restaurante do MAM tem parede envidraçada que dá vista...

charmoso Prêt Café, cuja matriz funciona na rua Bela Cintra. Operando em sistema de bufê, o menu inclui especialidades como o cuscuz de camarão, o

envelope de filet mignon recheado de brie e a pescada branca assada em massa filo, já tradicionais no endereço dos Jardins. No MASP, quem opera

O Quinta do Museu está instalado em um belo jardim

fotos divulgação

Nos anos 90, Arnaldo Antunes cantava: “A gente não quer só comida, a gente quer comida, diversão e arte”. Para quem pensa parecido com o poeta e ex-titã, uma boa alternativa é almoçar em um dos museus da cidade. Algumas das principais instituições de São Paulo, como o MASP, o MAM e o Museu da Casa Brasileira investiram nesses últimos anos em melhorias nos seus restaurantes e terceirizaram a operação desses espaços para profissionais conceituados da área. A mais recente novidade é o Santinho, filial do badalado restaurante Capim Santo que foi inaugurada em janeiro dentro do Instituto Tomie Ohtake. Lá, a chef Morena Leite oferece um bufê com saladas criativas e saudáveis, além de pratos quentes como o tropeiro do mar (feijão verde e feijão de corda com frutos do mar) e o mexido árabe (lentilhas com cordeiro desfiado, arroz e cebola


A jambalaya, do Le Manjue Bistrô, é o prato mais pedido

...para o Jardim das Esculturas, no parque do Ibirapuera

Bufê do Santinho, que fica no Instituto Tomie Ohtake

o restaurante é o pessoal do restaurante Uni, que tem também outro estabelecimento para almoços executivos na região da Faria Lima,

que nem parece estar localizado no coração da Faria Lima. No menu, à la carte, há uma seção só de receitas servidas no “papillote” (feitas no forno envoltas em papel manteiga): há abadejo com legumes, peito de peru com molho agridoce e filet mignon oriental. Outros destaques são os pratos brasileirinhos. Quarta-feira, por exemplo, é dia de quibebe com carne-seca e couve, enquanto sábado é dia de rabada com agrião e polenta. O Quinta do Museu só funciona de terça a domingo, portanto não abre às segundas-feiras. De terça a sexta, das 15h30 às

Salada do restaurante do MASP

próximo à rua Amauri. Há uma estação de saladas com variadas opções, um aparador com uma série de réchauds com pratos quentes nem tão atraentes quanto as apetitosas crudités e, por fim, uma terceira “ilha”, só com sobremesas. Vale a pena deixar um espaço para o brigadeirão, para a onipresente salada de frutas e para os docinhos em miniporções. No Museu da Casa Brasileira, o Quinta do Museu é uma atração à parte. Instalado nos fundos do casarão que pertenceu ao ex-governador Fábio Prado, o restaurante tem vista para o pacato jardim

18h, o local serve um chá completo ao preço de R$ 44 por pessoa. Por fim, ainda neste primeiro semestre, a cidade deve recuperar um de seus mais disputados espaços que misturam comida e arte: o café da Pinacoteca do Estado está fechado, mas deve reabrir até junho, com instalações ampliadas, novas comidinhas deliciosas e serviço aprimorado. –K.M.C. Santinho – R. dos Coropés, 88, tel. 3034-4673. Prêt do MAM – Pq. do Ibirapuera, tel. 5085-1306. Restaurante do MASP – Av. Paulista, 1578, tel. 3289-7704. Quinta do Museu – Av. Brig. Faria Lima, 2705, tel. 3031-0005.

25


saúde

O médico verdureiro

Para Alberto Peribanez Gonzalez, a chave para a saúde está na alimentação crua e viva Autor do livro Lugar de médico é na cozinha (Ed. Alaúde), o carioca Alberto Peribanez Gonzalez tem um desjejum especial todas as manhãs: suco verde, abacate, queijos de castanhas, frutas e chá verde. “Faz tudo o que o tradicional café da manhã se propõe, mas com vantagens incalculáveis”, ele explica. Doutor pela conceituada Universidade Ludwig Maximilian, de Munique, Alemanha, Gonzalez é adepto da alimentação viva, sistema adotado por povos da Antiguidade, como os essênios, que consumiam basicamente vegetais crus. Culinária que vem conquistando adeptos no mundo todo, ela passa longe do fogão, do microondas e do freezer. E também de venenos e pesticidas. A seguir, confira trechos da entrevista:

26 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março de 2011

Dr. Alberto, lugar de médico é mesmo na cozinha? Sim, a cozinha é um grande laboratório de transformação, no qual fabricamos a saúde ou a doença. E as doses receitadas devem ser três vezes ao dia, sete dias na semana e 12 meses ao ano! Tanto isso é verdade que no meu consultório temos cozinha e aula de culinária. O laboratório-cozinha só produz remédios-alimentos bons? Não, dependendo do manuseio e dos ingredientes, os alimentos podem se tornar venenosos. São nocivos produtos com conservantes e irradiados (microondas). Esse último é a verdadeira cozinha sem alma, sem nutrientes, sem nível vibratório e bastante negativo.

O dr. Alberto Gonzalez é um entusiasta da nutrição crua

O uso de açúcares, amidos e gorduras hidrogenadas também é nocivo. O que faz de bom a alimentação viva? O consumo de legumes, frutas e verduras cruas – ou, no máximo, amornadas – fortalece o sistema vascular, o coração, o sistema digestivo, a imunidade. Em um prato amornado, as bactérias naturais e benéficas não são degradadas, aumentando a concentração de fitonutrientes e de agentes antioxidantes. Já o alimento cozido perde seus nutrientes. Como descobriu a alimentação viva? A minha estreia aconteceu

com um copo de suco verde – maçãs verdes, sementes germinadas e folhas pela manhã. Senti uma diferença imediata no organismo. Veio um bem-estar físico, mental e emocional e depois passei não só a tomar o suco

Capa do livro de Gonzalez


verde, como também a estudá-lo. No seu livro você fala de ‘paz intestinal’. Por que os brasileiros sofrem com tantos problemas gástricos e intestinais? O excesso de carnes, gorduras, massas e açúcares causa dislipidemia, diabetes, hipertensão, câncer e artroses. Isso porque o

Homus e pão essênio

primeiro sistema agredido é o gastrointestinal. Dele vêm todas as interações imunes e fermentações que devastam o sistema saudável. É possível se beneficiar da alimentação viva sem descartar outros hábitos? Curiosamente, carne e laticínios são menos nocivos que açúcar, amidos

e gorduras hidrogenadas. Há benefícios, mas parciais. Quanto mais alimentos vivos, mais benefícios. Por que é tão difícil mudar hábitos? O difícil é tornar esse tipo de alimentação atrativa ao paladar da maioria dos brasileiros. A mudança é cultural: a cultura da culinária e da relação com a comida. Mas a minha missão é conscientizar as pessoas da necessidade dessa mudança para ter saúde. Parece que nunca ficamos tão doentes quanto agora. Com a alimentação viva é possível curar doenças como câncer? Todas as curas dependem da adesão e do entendimento do paciente e, principalmente, da capacidade do paciente de se livrar das críticas dos familiares. Alimentos vivos podem também fazer mal, conter agrotóxicos, bactérias, protozoários. É uma outra logística, deixo isso claro. No caso do câncer, aconselho o seguimento à risca dos protocolos da medicina convencional. Mas damos início ao alimento vivo como verdadeiro

anticâncer. As propriedades já são relatadas pelos institutos de câncer mais tradicionais do Brasil e do exterior. Este é o caminho da medicina do futuro? Acredito que sim. A mídia não se cansa de repetir programas de como alimentar-se bem e ter saúde. Esse já é um grande aval. A alimentação viva já era preconizada por Hipócrates, o pai da medicina ocidental. Ele dizia que a Natureza é quem cura, sendo o médico apenas um assistente da Natureza. Como atende no seu consultório? Quando os pacientes seguem a alimentação prescrita, é normal iniciar a redução de níveis de glicemia, pressão arterial e colesterol. Muitos retiram totalmente as medicações que tomavam. Em Alphaville (SP) e Capão Bonito (interior de SP), temos o consultório acoplado à cozinha. As pessoas participam das aulas de culinária e aprendem os métodos. Quem quiser saber mais pode olhar o blog www.doutoralberto.com –Dorotéia Fragata

27


comer, beber, viver por georges henri foz

Saia da rotina e descubra alguns restaurantes simples, diferentes – e com comida ótima – em lugares inusitados da cidade

Bolinhos de falafel crocantes e sequinhos, que vêm acompanhados...

Esta coluna de março propõe um assunto característico das megacidades, que recebem pessoas das mais variadas regiões do país e do mundo, com seus costumes e hábitos particulares. O tema é a baixa gastronomia. E os lugares que eu e o Gera, amigo e colaborador da Meta 29 – empresa responsável por essa publicação – selecionamos, talvez sejam inéditos para você, caro leitor. Mas tenho certeza de que você vai gostar das nossas indicações, verdadeiras pérolas escondidas no oceano gastronômico que é

fatiado), o armênio Missak Yaroussalian, o Carlinhos, traz à mesa especialidades armênias deliciosas como o Arais, de criação própria, que é um tipo de Cafta redonda e fininha dentro de um pão sírio crocante, e o Pastrmá, carne seca à moda árabe servida com dois ovos fritos em cima. Como diz o Gera, “é de fazer chorar até o borracheiro da esquina”. Tem também o carneiro recheado com snoubar (o pinoli italiano), mas esse é só sob encomenda e para dez pessoas ou mais. Detalhe: Além do bar completíssimo (mais de 20 rótulos de vodka), ao servir

28 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março de 2011

São Paulo. A melhor definição para merecer esse rótulo de “baixa gastronomia” me parece ser: “combinação de um endereço e instalações absolutamente improváveis (às vezes muito simples) junto com um resultado em sabor diferente e delicioso”. Vamos começar pelo endereço que mais se aproxima da normalidade e que, de todos os citados nessa coluna, é o único mais ou menos conhecido do público. Carlinhos (no Pari) – Apesar de ser conhecido no Pari como o rei da picanha (ele só serve o miolo

um refrigerante com gelo e laranja ou limão, já vêm no copo os cubos de gelo com as fatias de frutas dentro deles. Muito simpático e interessante. Falafel Malka (Bom Retiro) – Fica no segundo andar de uma galeria cheia de lojas de coreanos. A cozinheira e proprietária Malka Nahum Levy, israelita natural de Tel Aviv, apesar da cara sempre fechada, faz um falafel maravilhoso. Crocante e sequinho, ele pode ser servido no prato ou em sanduíche no pão sírio e vem acompanhado de pepino em conserva (feito lá) tomate picado, cebola,

fotos divulgação

Obaixacharme da gastronomia


...com pepino em conserva

Chanko Nabe, a famosa sopa dos lutadores de sumô

salsinha e tahine. Da microcozinha saem vários pratos da cozinha judaica, um melhor que o outro, enquanto o marido serve as poucas mesinhas de ferro da sala. Só na hora do almoço. Galinhada do Bahia (Canindé, ao lado do estádio da Portuguesa) – Este está situado no quintal da casa do baiano Raimundo Nonato, numa vilinha. A famosa galinhada vem acompanhada de um pirão bem grosso, Baião de dois, os miúdos da galinha e legumes (quiabo, maxixe, inhame e abóbora). Vários chefs estrelados da cidade

frequentam esta galinhada. Serve também outros pratos nordestinos como buchada de bode e sarapatel. Coisa pra cabra macho! Só no almoço, por motivos óbvios. Chi Fu (Liberdade) – Fica num esboço de palacete chinês cheio de brilhos e ouros e o cardápio tem até tradução para alguma coisa parecida com o português. Mas neste restaurante chinês uma coisa é certa: a comida é muito boa. E muito diferente! Barriga de peixe com jiló, porco com bambu (bambu mesmo, não o broto), lula apimentada (deliciosa)...

O cardápio é enorme. E as verduras são um capitulo especial: mostarda, nirá com alho e agrião chinês, o ideal é ir em grupo porque as porções são grandes e dá para experimentar varias coisas. Restaurante Bueno (Liberdade) – Este é um restaurante japonês bem diferente de todos que você conhece, é famoso pelo seu Chanko Nabe, a comida dos lutadores de sumô. Mesmo porque o seu proprietário era lutador de sumô no Japão antes de vir ao Brasil e abrir este restaurante. Este prato é uma sopa de carnes, legumes e bastante

cebola. Também oferece todo tipo de robatas. E também espetinhos de pele de frango bem crocante e língua de boi grelhada que é muito comum entre os japoneses. Outro prato a experimentar é o Okonomiyaki, que é difícil de definir, fica entre uma panqueca e um omeletão. Só experimentando. Viu só, ainda bem que avisamos que o assunto de hoje era diferente. Mas se você for tão curioso e apreciador de coisas raras como eu e o Gera, aproveite um compromisso perto de um desses endereços e faça uma visita. Quem gosta de agradar o paladar é capaz de se permitir coisas bem além da normalidade. Até a próxima. georges@29horas.com.br Carlinhos – R. Rio Bonito, 164, tel. 3315-9474. Falafel Malka – R. José Paulino, 345, loja 21, tel. 3222-2157. Galinhada do Bahia – R. Azurita, 46, casa 8, tel. 3315-8614. Chi Fu – Pça. Carlos Gomes, 168, tel. 3112-1698. Restaurante Bueno – R. Galvão Bueno, 458, tel. 3203-2215.

29


adega por Didú Russo

Que tal um belo Chianti? Italianíssimo, da região da Toscana, ele é imbatível na companhia de um vero spaghetti al sugo, acredite

30 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março de 2011

crítica de vinhos inglesa, me disse certa vez que este era seu vinho do dia a dia. Originalmente o Chianti era produzido com duas castas brancas: Trebbiano e Malvasia, além das tintas Sangiovese e Canaiolo. Hoje já não se usam as brancas. Existem muitos produtores de Chianti e os melhores são os “clássicos”, que são da região demarcada. Sempre que possível prefira os “Riserva”, que são envelhecidos por dois anos em barricas antes de engarrafados. A região demarcada está entre Firenze e Siena, são 70 mil hectares que incluem Castellina in Chianti, Gaiole in Chianti, Greve in Chianti, Radda in Chianti e parte de Barberino Val d’Elsa, Castelnuovo Berardenga, Poggibonsi, San Casciano in Val di Pesa e Tavarnelle Val di Pesa. Há documentos que citam o nome Chianti já em 1398! O elegante Marco Ricasoli-Firidolfi, quadrineto do Barone Bettino Ricasoli (considerado o inventor do Chianti em 1872) e

produtor do maravilhoso Rocca di Montegrossi esteve no Brasil em julho de 2010 e me confidenciou que gostaria muito de um dia engarrafar um grande Chianti numa dessa garrafas “in fiaschi”. Tomara, o vinho em sua garrafa original merece um “risorgimento” e não deve ficar relegado a vinhos baratos apenas.

O clássico Marchese Antinori

A história do Galo Nero Há uma lenda interessante envolvendo os vinhos Chianti: Em meados do século XVII, as disputas políticas envolvendo as cidades de Siena e Firenze quanto à extensão territorial de cada uma alcançaram também a denominação dos vinhos Chianti. A fim de resolver essa questão, foi proposta a realização de uma prova para a delimitação das fronteiras. A prova, uma corrida, envolveria um cavaleiro de cada cidade que deveria sair em direção à outra assim que o galo cantasse na alvorada. A fronteira seria o ponto onde eles se encontrassem. Acertado isso, o povo de Siena elegeu um galo bonito, jovem, bem nutrido, para cantar na alvorada enquanto o povo de Firenze escolheu um galo negro, magro e mal alimentado. É claro que o galo de Firenze acordou mais cedo, pois tinha fome, e cantou antes do galo de Siena fazendo com o que o cavaleiro

de Firenze tivesse boa vantagem. Essa vantagem fez com que os cavaleiros se encontrassem já bem perto de Siena e, como consequência, a cidade de Firenze conquistou um território maior que a vizinha. Dizem que foi essa disputa que originou a figura do “Galo Nero” nas etiquetas dos Chianti Clássico. Sugestões de alguns bons Chianti: • Chianti Clássico Tenuta di Capraia DOCG • Chianti Clássico Badia a Coltibuono • Castellare di Castellina • Chianti Piccini • Castello di Ama Chianti Clássico • Marchesi Antinori Chianti Clássico • Rocca di Montegrossi Classic Wines • Tenuta di Castiglioni e Nipozzano, ambas de Frescobaldi • Tiberini Podere Le Caggiole Chianti Colli Senesi DOCG

divulgação

O Chianti talvez seja a imagem mais forte de um vinho em nossa memória. Quem não se lembra daquelas garrafas bojudinhas que vinham envoltas em palha, os “fiaschi”? Não havia cantina que se prezasse que não tivesse umas dessas penduradas no teto... Até no filme A dama e o vagabundo havia uma garrafa dele na mesa onde o simpático casal canino saboreou o spaghetti al sugo chupando o mesmo fio do macarrão até se beijarem... quem não se lembra? Hoje, infelizmente os Chianti “in fiaschi” estão relegados a vinhos inferiores. Com a chegada dos “Super Toscanos”, dos quais falamos aqui na edição de julho de 2010, e que são da mesma região, a imagem dos Chianti ficou erradamente relegada a um segundo plano, o que não condiz com sua qualidade e versatilidade gastronômica. Há excelentes Chianti (veja ao lado uma lista) e eles são realmente insuperáveis com um vero spaghetti al sugo. Jancis Robinson, a famosa


31


das 23h às 29h

De pai para filho sócios do italianíssimo pasta & vino servem massas até altas horas da madrugada

32 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março de 2011

Seguindo estilo próprio, tem ambiente tipo cantina italiana em um clima mais despojado. “Comer na calçada em mesa de ferro e em cumbuca de barro era um escândalo na época”, observa Pedro. Hoje a área externa é fumante, reforçando ainda mais sua popularidade. Sentei na primeira mesa do lado interno. De entrada pedi a alcachofra ao inferno (com azeite e bacon, R$ 30) e como prato principal experimentei o strapatti (massa com manteiga, manjericão e parmesão, R$ 30), massa mais pedida na alvorada. Não resisti ao merengue com morango (suspiro com chantilly e morango, R$ 15). Para beber, escolhi um dos 130 rótulos de vinho servidos pela casa. O extenso cardápio de bebidas oferece cerveja Serramalte, Bohemia, Xingu, Stella Artois e Heineken; caipirinha com Stolichnaya, Absolut e Wyborowa; whisky Red Label, Black Label e Chivas. O Pasta & Vino funciona 24h desde 1992 e foi por acaso que isso aconteceu. O restaurante se localizava inicialmente na rua da Consolação. Na primeira semana em que eles

O restaurante funciona 24h por dia durante todos os dias da semana

O Pasta & Vino tem estilo de cantina italiana com clima despojado

mudaram para a rua Barão de Capanema, foram assaltados. Ladrões quebraram o vidro durante a madrugada, levando tudo. Como o vidro demorou para ser consertado – quase 20 dias – , os donos e a equipe fizeram vigílias nas madrugadas no restaurante. Nessas ocasiões, pessoas que andavam por ali se surpreendiam ao encontrar o lugar aberto. O espanto era maior ainda ao ver os proprietários preparando uma pasta para amigos. A partir disso, nunca

mais fecharam as portas. Literalmente. Não existe um dia desde 1992 em que o Pasta & Vino esteve fechado. Rapidinho o boca a boca fez a fama do restaurante e cada vez mais pessoas o frequentam até altas horas. Para quem aprecia um bom drinque: bebidas alcoólicas param de ser servidas às 5h – e às 12h o bar reabre. –Isabella Cury Pasta & Vino – R. Barão de Capanema, 206, tel. 3081-8747t. 24h, inclusive delivery.

fotos divulgação

O tradicional está na moda. Os jovens de ontem passaram a dica aos jovens de hoje e atualmente todos frequentam o mesmo lugar. É um restaurante que não tem idade, frescura ou horário. Pude comprovar isso outro dia, às 3h30 da manhã, quando procurava alguma lanchonete e avistei o Pasta & Vino – funcionando a todo vapor. Um garçom servia um sugestivo filé mignon à parmegiana com batata e ervilha a um casal sentado em uma mesa do lado de fora. Deu vontade de entrar e compartilhar esse sabor na madrugada. Inaugurado em 1984, o Pasta & Vino traz duas boas notícias logo de cara. Além de ficar aberto 24 horas por dia, todos os dias da semana, o cardápio é servido por extenso a qualquer hora. Os donos e irmãos, Pedro Paulo e José Antonio, sempre estão por lá e fazem questão de receber seus clientes com respeito e carinho. “Queremos que as pessoas se sintam bem”, diz José. Os irmãos seguiram a tradição familiar de restaurantes italianos, mas inovaram em conceito. Foram os precursores em colocar mesas na calçada.


33


mais que nécessaire

Volta ao trabalho Se é depois do Carnaval que realmente a coisa engrena no mundo corporativo, então é hora de preparar esse retorno em grande estilo. Além de peças clássicas, novidades que fazem a alegria dos que gostam de inovar. Para usar antes, durante e depois do expediente. Só não vale perder a hora! Por Vanda Fulaneto

3

2 1

4

1. iPad – O máximo da evolução tecnológica é o iPad Apple 3G com 64GB. R$ 2.599 na Fnac, tel. 3579-2000. 2. Brief Case – Pasta de trabalho para documentos e papéis. R$ 6.725, na Victor Hugo. Tel. 3082-1303. 3. Caneta de classe – Qualidade e beleza juntas. Assim é a caneta Solitaire Dimension, da Montblanc. R$ 2.495. Tel.3068-8811. 4. Sapato 100% couro – É da marca Burberry o sapato de executivos que amam luxo. R$ 1.375 na Burberry. Tel. 3032-7274. 5. Despertador portátil – Para acordar na hora certa, o Pacha C, em couro, é um clássico da marca Cartier. R$ 2.060. Tel. 3065-7850.

34 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março de 2011

fotos divulgação

5


35


hora livre luiz toledo

O que você vai ser depois de crescer? A infância diminuiu, a adolescência cresceu, a expectativa de vida aumentou. O livro da sua história ganhou muitas páginas em branco.

36 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março de 2011

verso da foto tenho uma revelação: eu sou mais velho que ele. Aquele idoso da foto que aparenta ter idade para ser meu pai hoje tem 1 ano menos que eu, 53 anos. Outros tempos. Graças a Deus, à tecnologia, à medicina e a tudo mais, nossa expectativa de vida aumentou

consideravelmente. E talvez isso venha provocando uma reação em cadeia, mexendo com as fases da vida, mudando os rituais de passagem, adiando os sinais do tempo. Nossa história cresceu. O livro da nossa vida ganhou muitas páginas em branco. Dizem que teremos mais de uma profissão (volta

a dúvida: medicina ou veterinária?). Avós fazendo vestibular junto com os netos já foi notícia, hoje não surpreende mais ninguém. Finalizo com outra foto que vale mais que mil palavras: no clube que eu frequento os candidatos a novos sócios ficam expostos em fichas num mural: crianças, jovens casais. Mas um dos candidatos chamou minha atenção: em vez de sério e com cara assustada como os outros, ele exibia um largo sorriso 3x4. Pela cara e pelo nome, Manoel, veio da “terra que tudo deu ao mundo e nada pediu a ele”. E, pela visível vitalidade, acredito que veio a nado (nadar é preciso). O Manoel que resolveu ficar sócio de um clube agora, talvez visando às próximas Olimpíadas, tem mais que um sorriso bonito, tem 92 anos. Completos. Viva a vida. yestoledo@gmail.com

divulgação

A mãe, querendo falar sobre sexo com a filha de 8 anos, puxa a conversa: – Filha, hoje eu encontrei um preservativo lá no pátio. A menina, intrigada, pergunta: – Mãe, o que é pátio? A infância diminuiu, a adolescência começa mais cedo e acaba mais tarde, muito mais tarde. A inocência vai rápido e a maturidade vem devagar. O que antes se fazia aos 20/25 anos hoje é aos 30/35. Casar, por exemplo. Trabalhar, não raro, é outro exemplo. Conheço muitos “quarenteens” que vivem com os pais e não cogitam mudar de vida tão cedo. Se a vida começava aos quarenta, hoje é aos 60. Mexendo em fotos antigas, peguei uma de um parente distante que não conheci. Ele aparece careca, bigode branco, portando uma bengala e rodeado pela mulher e crianças de várias idades. No


37


dezembro 2009

por simone galib

simonegalib@29horas.com.br

Sofá Antropófago: obra feita com comunidades artesãs da favela Zumbi dos Palmares, em Curitiba

MADE IN BRAZIL

38 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março de 2011

Pedro Franco, 33 anos, único designer brasileiro a participar...

fotos divulgação

Criatividade é o que não falta na história e na vida de Pedro Franco, de 33 anos. Além de ser o único designer brasileiro a participar até abril da ArtNhow! – exposição superprestigiada de Milão – ele acaba de ser convidado para assumir a diretoria da Missoni Home, no Brasil. Junto com Flavia, sua mulher e parceira, Franco comanda a A Lot Of, um espaço underground em São Paulo com mobiliários assinados por diversos designers brasileiros e estrangeiros, e que tem como objetivo valorizar as criações feitas à mão. Nos últimos dez anos, ele participou de quatro exposições no Salão Satélite de Milão, conquistou três prêmios internacionais, fez inúmeras exposições pelo país, além de ter dado aulas e palestras em instituições renomadas. O moço começou cedo: aos 22 anos criou a poltrona Orbital, quando participava de um workshop dos irmãos Campana. A obra conquistou o 1º lugar na mostra Brasil Faz Design, no Museu da Casa Brasileira. No ano seguinte, novamente a Orbital foi exposta com a mostra Brasil Faz Design, só que no Fuori Salone de Milão. O resultado disso veio com a publicação da respeitada revista italiana Abitare. Além da bagagem como designer de peças e mobiliários, o seu trabalho também está presente no design de São Paulo, onde ele já assinou projetos de bares, casas noturnas e lojas de mobiliário e decoração. Para ele, nada de cópias. “O design feito à mão é o caminho mais importante a ser seguido em contrapartida ao produto copiado e geralmente produzido na China. O chamado hand made torna cada peça única e exclusiva”. Ele sabe o que diz!

...da ArtNhow!, exposição superprestigiada de Milão


lifestyle

Foi com um festão no Morumbi para cerca de 500 convidados o lançamento do site EYE4DESIGN, que mostra tendências, arquitetura e design e que terá colaboradores nas principais cidades do mundo, como Londres, Paris, Nova York, Berlim e Xangai. Muita gente interessante passou por lá e se divertiu até altas horas.

Maria Di Pace, Carolina Pascowitch e Maria Timoner

Lara Gerin e Aninha Strumpf

Alexandre Assaly e Luiz Fernando Magalhaes

Jorge Elias

Lala Rudge

Ana Maria Carvalho Pinto

39


dezembro 2009

BOTECO JAPONÊS

Um japonês descolado com jeito de boteco. Esse é o proposta do Seu Miagui, o mais novo bar do Itaim, na Clodomiro Amazonas, e que surge com uma proposta bem diferente. No cardápio, petiscos da cozinha japonesa, como sashimis cortadinhos em cubos para comer com palitos de aperitivo, e temakis em

formato de canudo. Há ainda robatas no espeto, porções de salgadinhos japoneses e yakisoba frito. O chef An Qiang, do restaurante Naga, assina o menu. A decoração também entra no clima: as luminárias foram feitas com garrafas de saquê, os monitores transmitem filmes orientais e tem até um pôster original do filme Karatê Kid, autografado pelos atores Ralph Macchio (Daniel-San) e Pat Morita (Mr. Miyagi).

Academia de luxo

O quesito luxo agora invade também as academias. São Paulo acaba de ganhar um novo espaço de saúde e bem-estar, o SettNandi Coaching Spa & Hair, na rua Clodomiro Amazonas, no Itaim Bibi, criado para um público que gosta de exclusividade e tratamentos diferenciados. Os profissionais atendem grupos pequenos, de no máximo cinco pessoas, procurando resgatar o

40 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março de 2011

Sashimis cortados em cubo: para comer como aperitivo

trabalho do personal trainer. Por trás da empreitada está a empresária Dora Zarzur, do ramo hoteleiro, Alessandra Gubeissi, que comanda o SPA, com inúmeros tratamentos corporais, incluindo técnicas da medicina chinesa, e Flavio Settani, famoso pela técnica do life coaching, que adapta os treinos e exercícios ao estilo de vida do cliente. Aliás, Flavio é conhecido por modelar os corpos do hi-society paulistano e de algumas celebridades, como Luciana Gimenez.

PISTA QUENTE

Atenção baladeiros em geral: a já fervida noite paulistana acaba de ser reforçada com a estreia do Josephine, o descolado club de Washington DC, recém-inaugurado na rua Dr. Mario Ferraz. A versão brasileira é inspirada nas baladas internacionais de Berlim, Amsterdam e Londres. Um time de experts está no comando da nova casa: o fotógrafo paulistano Beto Riginik, Igor Gimenez, os deejays Milk, especializado em black music, e Anselmo Kalil, e o empresário Joaquim Leite Neto, que vive e trabalha nos Estados Unidos. No mezanino, uma área aberta permite que se fume. A casa funciona às quartas, sextas e sábados, com muito hip hop e house music, deixando os outros dias para eventos e festas privés.


curto-circuito

São Paulo ferveu com mais uma edição do SPFW. Festas e pós-desfiles das marcas Colcci, Triton e Cori reuniram celebridades internacionais como Christina Aguilera e Paris Hilton. O estilista Alexandre Herchcovith recebeu seus convidados em uma noite pra lá de animada. Aqui, uma pequena mostra da diversão no circuito fashion.

Eri Johnson

Alexandre Herchcovitch

Paris Hilton

Christina Aguilera

Alessandra Ambrosio

Giselle Nasser, Alice Braga e Andrea Ribeiro

41


por andrea finzi

andreafinzi@29horas.com.br

talento precioso

Carioca da gema, Cinara Leal está dando o que falar na novela Araguaia, na qual interpreta Safira. Seu papel está em plena ascensão, pois descobriu-se que Safira é filha e meia-irmã dos personagens de Lima Duarte e Milena Toscano – o que garantiu a esta jovem que adora dançar e não resiste a pratos bem brasileiros, como feijoada, um espaço maior na trama do diretor Marcos Schechtman. Além de atriz, Cinara é bailarina, formada em educação física e artes plásticas. Sua experiência inclui trabalhos na TV, como Caras e bocas e A favorita, e participações no cinema. A atriz fez Tropa de elite 2, de José Padilha, Feliz Natal, de Selton Mello, e Suprema felicidade, de Arnaldo Jabor.

42 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março de 2011


De volta à zona Sul Fachada e pratos do restaurante Salitre, em Ipanema

Após um ano e meio fixado no Leblon, o restaurante Salitre agora reabre suas portas na rua Barão da Torre, em Ipanema. A carta de vinhos é o carro-chefe da casa, que mantém em sua adega subterrânea mais de 800 rótulos. Rodrigo Moura é o jovem sommelier de 32 anos, responsável pela seleção dos vinhos. O preço das garrafas nacionais e importadas vai de R$ 25 a R$ 6 mil. E para acompanhar, dê uma olhada no menu de comidinhas, que tem a deliciosa bruschetta de shitake, cebola e shoyu (foto), entre outros belisquetes.

A interpretação de uma diva

A peça Marlene Dietrich – As pernas do século, primeira montagem sobre a biografia da famosa atriz e cantora alemã Marlene Dietrich, rendeu à Sylvia Bandeira a indicação de melhor atriz no 23º Prêmio Shell de Teatro. Sua belíssima interpretação da diva protagonista foi sucesso de outubro a fevereiro no Teatro Solar de Botafogo e teve a colaboração do talentoso figurinista Marcelo Marques, que ajudou produzi-la com todo charme e glamour que a diva esbanjava. A cerimônia de premiação aconteceu recentemente na sala Vitória do Jockey Club Rio.

Bem-estar natural

Inaugurado no início do ano em Ipanema, o Spa Fasano Renata Abreu é uma ótima opção para quem deseja relaxar o corpo e a mente da agitação do dia a dia ou até mesmo após exaustivas horas de voo. Localizado no primeiro andar do hotel Fasano, o espaço oferece, entre as massagens e tratamentos corporais e faciais, uma novidade recémlançada, a Olivaterapia, procedimento usado para recuperar a pele após sua exposição ao sol – e que também pode ser feito no inverno para hidratar a pele. Graças ao seu poder antioxidante, o azeite de oliva protege a pele e atrasa seu envelhecimento. De acordo com a especialista Renata Abreu, esse “segredo milenar vem do Egito, onde as mulheres potencializavam suas belezas naturais deixando a pele e os cabelos brilhantes com o uso contínuo do azeite”. A bela Sylvia Bandeira no papel da diva Marlene Dietrich

43


O espaço deles

No último dia 15 de fevereiro o Fashion Mall, em São Conrado, ganhou uma loja que reúne moda, arte, música, design e gastronomia em um só lugar. A Avec Homme, do grupo Avec, é voltada exclusivamente para o público masculino e oferece roupas e acessórios de marcas internacionais como Marc Jacobs, Paul Smith, Mulberry, Fredy Perry, Horiyoshi, entre outras. A linha Fun é repleta de objetos de decoração hightech, como luminárias de LED e coleção de carrinhos de controle remoto. A loja, de 150 m², conta ainda com um Martini bar. Passaram por lá na inauguração famosos como os jogadores de futebol Fred e Loco Abreu, o judoca Flávio Canto, o piloto de Stock Car Cacá Bueno, o jogador de pólo João Paulo Ganon e os atores Thiago Martins e Marco Antônio Gimenez.

Fachada da Avec Homme, no Fashion Mall

Thiago Martins, Marco Antonio Gimenez e Cassio Reis

O fotógrafo Marcelo Faustini

44 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março de 2011

Silvia Chreem e Flávio Canto

Interior da loja, exclusiva para o público masculino

fotos Cesar França

Nana Gouveia


45


>perfil

Uma mulher

real

No mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, uma conversa franca e feminina com a atriz Denise Fraga por chantal brissac Fotos Érico hiller

Ela escolhe laranjas no sacolão. Adora caminhar pela avenida

Paulista. Joga ping pong com os filhos e o marido e ama sair de cara lavada. Nunca injetou botox no rosto (nem pretende), mas faz yoga e pilates diariamente porque quer ser uma avó ágil daqui muitos anos, para poder se sentar no chão com a criançada. “E sem precisar se apoiar no chão para levantar”, diz, rindo, enquanto exibe a proeza. Denise, de 45 anos, é assim: simples, engraçada, espontânea. Por isso uma entrevista com ela se torna um grande prazer, uma conversa de (novas) amigas. Mesmo diante da agenda apertada de sempre – está com três novos projetos para 2011 – ela generosamente se abre para contar um pouco da sua história. O papo aconteceu no escritório da atriz, no bairro de Higienópolis, em São Paulo. Denise é carioca do subúrbio de Lins de Vasconcelos, mas mora na capital paulista há 20 anos. O vínculo com a comunidade natal ainda é muito forte, até porque toda sua família materna mora na mesma vila.

“Quando vou ao Rio, vou direto para Lins, e lá fico. É um lugar muito especial, onde morei dos três aos 24 anos – e onde meus filhos hoje também brincam e curtem.” Mas é em Sampa que ela, o diretor de cinema Luiz Villaça, com quem é casada há 17 anos, e os filhos Nino e Pedro vivem uma gostosa “rotina sem rotina”. Agora o que tem absorvido Denise são os ensaios para a estreia, em maio, da peça Sem pensar, da dramaturga britânica Anya Reiss. É a primeira vez que Luiz vai dirigir teatro. “Nós vimos a peça juntos em Londres ano passado e decidimos comprar os direitos; o texto dessa menina, que tem hoje 19 anos, é inacreditável”. É a história de uma família – casal e filha de 13 anos – e a falta de comunicação entre eles. A garota está prestes a ter um caso de amor e ninguém percebe absolutamente nada. Esta é a segunda atuação de Denise como mãe de adolescente, papel que vem exercitando em


>perfil

tempo integral em casa, com a sua dupla de meninos, de 13 e 11 anos. No ano passado, ela fez a mãe do jovem protagonista no filme As melhores coisas do mundo, de Laís Bodanzky, em que mostrou mais uma vez sua verve dramática. Outros papéis densos foram a ex-guerrilheira da minissérie Queridos amigos (2008) e a rainha Elizabeth da tragédia Ricardo III, de Shakespeare, montagem dirigida por Jô Soares em 2006, entre diferentes trabalhos para o teatro, cinema e TV. Já na comédia, são muitas as passagens marcantes. Uma inesquecível é a empregada Olímpia de Trair e coçar é só começar, que ela encarnou de 1989 a 1995 (a peça comemora este ano 25 anos), personagem que a projetou depois para a extinta TV Pirata, da Globo, e para uma carreira bemsucedida na emissora. Denise começou a atuar muito cedo, antes dos 20 anos. Trair e coçar foi a sua 15ª peça, ela tinha um grupo de teatro no Rio e respirava o tablado dia e noite. “Fiquei seis anos nessa peça, nove anos no Retrato Falado e dois anos com A alma boa de Setsuan. Eu gosto de projetos longos”. A Alma boa, com direção de Marco Antônio Braz, baseada em texto do dramaturgo alemão Bertolt Brecht, levou 200 mil pessoas ao teatro no país e é um dos maiores orgulhos da atriz. “Eu nunca tive em cena dizendo uma coisa que eu tanto queria que o outro soubesse”, ela explica, lembrando que a peça provocou uma reflexão sobre o bem e o mal nas pessoas, mas sem perder a leveza. “Muita gente vinha me falar do conteúdo, da mensagem, e isso foi muito gratificante”. Outra repercussão maciça que ela colheu – e ainda rece-

em nove anos de retrato falado, interpretou 173 histórias hilárias be – é fruto de Retrato falado, engenhoso programa dirigido por Luiz Villaça, que ficou nove anos no Fantástico. O quadro virou um case de sucesso de audiência ao exibir histórias hilárias e verdadeiras de brasileiras anônimas – foram 173 mulheres, que Denise chama carinhosamente de “as meninas do Retrato”. “Eu agradeço para sempre a essas meninas”, afirma, “não só porque tive um panorama incrível da criatividade feminina para resolver problemas, mas principalmente porque elas tiveram a grande sabedoria de saber rir de si mesmas. O Retrato, como o José Roberto Torero, um dos roteiristas, disse uma vez, fez todo mundo ver que todo mundo é especial, que a vida de qualquer um pode dar um filme”. Entre tantos casos, Denise lembra o de Janaína, a moça recém-casada que com muita manha e paciência conseguiu acabar com as noitadas do marido nas sextas-feiras. Nesse dia, ele saía e só voltava “no sábado com Haroldo de Andrade” – programa da rádio carioca que começava às 8h da manhã. Depois de ficar várias noites esperando o marido de baby

Aos 30 anos, Céu é um dos nomes que cintilam na constelação de jovens cantoras

Denise se divide entre o teatro, o cinema e a TV, em projetos de humor e dramáticos. O teatro, para ela, “é o grande espaço do ator”

48 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março 2011


Sentada no ch茫o do seu escrit贸rio, no bairro de Higien贸polis: simples e espont芒nea

49


>perfil

29hrs em SP com denise Confira os lugares preferidos da atriz na cidade

5h às 11h “Adoro São Paulo, onde costumo andar bastante. Um exemplo é a avenida Paulista. Sempre que posso caminho de Higienópolis até a avenida, que tem incríveis atrativos.”

11h às 17h “Amo almoçar a comida maravilhosa da Filó embaixo de uma jabuticabeira deliciosa no restaurante Buttina. Sempre que temos oportunidade, vamos para lá.” Buttina – R. João Moura, 976, tel. 3083-5991.

17h às 23h “Um passeio bacana, especialmente no fim de semana, é a Pinacoteca, naquela região do centro da cidade que guarda tantas belezas.” Pinacoteca – Pça. da Luz, tel. 3324-1000.

23h às 29h

“Eu não escolho o cinema, escolho o filme, mas acaba coincidindo de frequentarmos bastante os cinemas da região da Paulista, como o Reserva Cultural e o Unibanco.” Reserva Cultural – Av. Paulista, 900, tel. 3287-3529. Espaço Unibanco – R. Augusta, 1475, tel. 3288-6780.


Denise quer mais tempo para escrever outros livros e realizar projetos que fervilham em sua criativa cabeça

doll, a esposa decidiu agir. Produzia-se inteira na frente dele e dizia que ia “sair com o pessoal”. Quando ele se mandava, ela pegava café, gibi e um gole de uísque e ia para a escada do prédio. Fechava a porta corta-fogo e ficava ali. “Quando ouvia o marido chegar, ela dava um tempinho e entrava cantando, o batom borrado, mandava o gole de uísque para chegar com bafo de bebida. Foi fazendo isso direto até que um dia ele falou: ‘não vou sair não, fica aí amor, vamos fazer um peixinho’. Achei incrível essa persistência da Janaína”, ri Denise. Esta e outras histórias renderam o livro Retrato falado, que compila essa experiência única na TV brasileira. Agora seu mais novo projeto literário é Travessuras de mãe, seleção de crônicas da atriz na revista Crescer – sua coluna mensal é um dos espaços mais lidos dessa publicação. Denise escreve com muita graça, delicadeza e inteligência. Nesses textos, conta sobre as agruras e delícias da maternidade, as descobertas com os filhos e o crescimento pessoal que esse contato proporciona. “Mesmo vendo Chaplin e Mon oncle (o célebre filme de Jacques Tati) desde pequenos, cada um dos meus filhos tem um gosto muito particular”, diverte-se a mãe. Nino, o mais velho, só ama música sertaneja – para um certo desespero bem-humorado de Denise –; já Pedro é beatlemaníaco e também ouve muito AC/DC e Led Zeppelin. Ah, e os dois amam CQC e Pânico. A família mora em Higienópolis mas também tem uma casa no interior de São Paulo, para poder “pisar na terra, se sujar, subir em árvores e olhar as estrelas”. Quase todo fim de semana a turma debanda para esses lados, muitas vezes com amigos. Luiz, o maridão e parceiro de trabalho, de ideias e ideais, é um apaixonado por Denise. Só que na hora de dirigi-la no set de filmagem não tem moleza, não. “Por exemplo, quando tem uma atriz gravando com a gente, ele diz: ‘será que você chega um pouquinho mais para cá?’; já comigo é assim: ele pega no meu ombro e arruma, é aqui, ó!”, conta, gargalhando. “Mas a gente está muito acostumado a trabalhar junto. Nós nos conhecemos já trabalhando: em 1994, no curta Até a eternidade. A partir daí foi um filme atrás do outro.” Filhos e filmes. Denise e Luiz produziram os rebentos e as obras simultaneamente. O primeiro longa do cineasta, Por trás do pano, que conquistou um monte de prêmios, foi filmado com Denise amamentando Nino de quatro em quatro horas. Já Pedro foi embalado no set de Retrato falado, entre as situações mais engraçadas que a atriz encenou. “Trabalhei até vinte dias antes de ele nascer”. Uma contadora de histórias. Assim é que ela se vê: “Tenho a melhor profissão do mundo. Adoro contar histórias. Sou a intérprete de uma ideia, de um autor, daquilo que eu li”. Por isso, gosta de ler e reler em voz alta, várias vezes, se escutando, no seu ofício diário de atriz. Muitas vezes a personagem

Adoro contar histórias. Sou a intérprete de uma ideia, de um autor sugere alguma imagem e Denise vai procurar no seu arsenal de experiências alguma voz ou trejeito familiar. No seu processo criativo, ela invariavelmente busca referências em pessoas da família. “Uma tia, uma prima, uma parente. A minha família é muito rica de personalidades, é muitíssimo viva.” Agora ela anda perscrutando a memória afetiva para compor suas novas personagens. Além da mãe da peça Sem pensar, da jovem autora britânica – que deve estrear no Teatro Tuca no dia 13 de maio – Denise começará logo a filmar Primavera num espelho partido, novo filme de Luiz Villaça baseado no livro homônimo do uruguaio Mario Benedetti (1920-2009), autor de obras como A trégua e Correio do tempo. É um triângulo amoroso que tem como pano de fundo a ditadura militar e se passa no Brasil, na Argentina e no Uruguai, com elenco de atores dos três países. Como será falado em espanhol, a atriz vem treinando o idioma. Ainda este ano também sairá um novo programa na Globo, de título indefinido, mas vocação humorística. Para dar conta de tudo, Denise só sonha com mais tempo. É o que quer para continuar nesse exercício feminino e constante do equilibrismo, de sustentar mil coisas ao mesmo tempo sem deixar nada cair. Com um detalhe importante: sendo absolutamente intensa, plena e concentrada em cada atividade, cada missão. “Realmente eu não tenho esse chip de estar aqui conversando com você e também conferir o celular ou dar uma espiada no e-mail”, observa, enquanto se lembra de que a grande dificuldade das pessoas hoje é a plenitude: “Você é chamado à não plenitude diariamente. Não vai mais viajar de táxi olhando pela janela porque vai achar que está perdendo tempo, que pode resolver meia dúzia de pepinos na corrida. E isso tudo é muito angustiante.” Para aliviar essas demandas enlouquecedoras, ela e a família curtem programas com arte, cultura, viagens e reflexão. “Uma pessoa que tem contato com arte é uma pessoa melhor em qualquer lugar do planeta: o universo se amplia, a terra afofa. Acho que a poesia, o cinema, a música, o teatro, a literatura, as artes plásticas servem para afofar a terra humana”, diz Denise Fraga, que amacia o chão dos que a conhecem e também os transporta para um céu inspirador.

51


>personagem

oasfalto poeta do Ele nasceu na Bahia, trabalhou como jardineiro e durante anos carregou a pecha de maldito; hoje, mesmo sem cantar axé ou rebolar no Carnaval,

TOM ZÉ é famoso no mundo

todo e consegue extrair musicalidade das coisas mais prosaicas do cotidiano POR KIKE MARTINS DA COSTA FOTOS ÉRICO HILLER

Quando adolescente, Tom Zé dizia não ter uma voz boa e, para contornar

o problema, inventou um tal de jornalismo cantado para se expressar por meio da música. Do jeitão que ele fala, parece brincadeira, mas ele de fato criou um gênero, que explica como esse nordestino arretado nascido no município de Irará, no Recôncavo Baiano, veio a ser um grande cronista de seu tempo em suas composições meio amalucadas e cheias de insights interessantes do cotidiano. Em seu primeiro sucesso nacional, vencedor do IV Festival de Música Popular Brasileira da TV Record em 1968, ele definiu a metrópole que o acolheu com notável precisão: “Crescem flores de concreto / Céu aberto ninguém vê / Em Brasília é veraneio / No Rio é banho de mar / O país todo de férias / E aqui é só trabalhar. / Porém com todo defeito / Te carrego no meu peito / São, São Paulo, meu amor”. “Essa cidade é uma grande inspiração. A poesia concreta aqui está presente até em nome de estacionamento – outro dia paramos o carro num lugar chamado São Park”, observa o baiano com um sorriso largo e contagiante. Hoje, aos 74 anos, ele é um exímio compositor, cantor e instrumentista, com base erudita e teorias mirabolantes sobre a bossa nova, o samba e o pop. Só ele seria capaz de provar que o funk carioca Tô ficando atoladinha, do MC Sandrinho e da banda Bola de Fogo, é um exemplo típico de “metarrefrão microtonal e polissemiótico”, decorrência das inovações introduzidas pela bossa nova.


Em plena express達o do jornalismo cantado


>personagem

Ao microfone, como naquele primeiro programa de TV em que se apresentou. O programa chamava-se Escada para o sucesso; ele compôs para a ocasião, especialmente, uma canção que intitulou Rampa para o fracasso

No final do ano passado, ele lançou nos Estados Unidos e na Europa a caixa Studies of Tom Zé, com três álbuns em vinil desconstruindo e recriando à sua maneira os ritmos brasileiros. O primeiro é Estudando o samba – the best of Tom Zé; o segundo se chama Estudando o pagode – na opereta segregamulher e o terceiro, Estudando a bossa – Nordeste plaza. O subtítulo da coletânea sintetiza tudo: Tô te explicando para te confundir. O material ganhou elogios rasgados de críticos influentes de respeitadas publicações, como Jon Pareles, do The New York Times, e Véronique Mortaigne, do Le Monde. No Brasil, os cadernos de cultura da Folha e do Estadão abriram um considerável espaço para o lançamento desse novo trabalho. Nem parece que, durante anos e anos, esse grande músico brasileiro foi relegado ao ostracismo e não conseguia sequer uma nota na grande imprensa ou um tempinho em TV e rádio de seu país. Tom Zé é filho de um camelô que vivia no agreste baiano e um dia tirou a sorte grande: comprou um bilhete de loteria que acabou por ser premiado. “Depois dessa, ele passou a ser visto com outros olhos pelo pessoal lá na minha terra, se casou com a filha do coronel local e teve dois filhos com ela. Só que ela morreu muito jovem, mas meu pai casou-se novamente e aí é que eu e mais outros três irmãos viemos a nascer”, diz Tom Zé, cujo nome completo é Antônio José Santana Martins. Com a grana da loteria, o patriarca da família fazia questão de mandar todos os filhos cursar o ginasial em Salvador. Na capital, Tom Zé levava uma vida muito solta, sem nenhum compromisso com nada, nem com os estudos. “Eu havia me tornado um delinquente, um degenerado”, reconhece. Por conta disso, foi levado de volta para Irará, onde teve uma epifania ao ver um amigo de infância tocar muito bem um violão e cantar como um passarinho. “Decidi que era aquilo que eu queria para a minha vida e, assim que pude, fui à Feira de Santana comprar o meu próprio violão”. Só que, com o tempo, ele viu que aquela arte não era tão simples e que sua voz não era a mais apropriada para aquele ofício. “Foi aí que inventei o jornalismo cantado. Eu relatava em minhas composições as obras que não eram realizadas pelo prefeito, falava das fofocas que corriam das pessoas lá da minha cidade, trazia os fatos do dia a dia para a música e encobria com essa narrativa as minhas deficiências como cantor. Consegui um jeito de me comunicar por meio da poesia e das melodias.” De volta a Salvador, foi convidado a se apresentar na TV, no programa dominical Escada para o sucesso, uma atração bem popular naquela época, o início dos anos 60. “Só que eu pirei. Cantei uma música que compus e que fazia um deboche com aquilo tudo. Seu título era Ram-

54 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março 2011

relatava em minhas composições as obras que não eram realizadas pelo prefeito, falava das fofocas na cidade e encobria as minhas deficiências como cantor. consegui um jeito de me comunicar por meio da poesia e das melodias


>personagem

pa para o fracasso. Meus primeiros quinze minutos de fama começaram e terminaram ali mesmo”. Na sequência, começou a trabalhar no Centro de Cultura Popular e cursou a Escola de Música da Universidade Federal da Bahia, onde teve aulas com Ernst Widmer, Walter Smetak e o dodecafonista Hans Joachim Koellreuter, grandes e conceituados músicos. Para ser admitido na faculdade, começou a tocar violoncelo. Um dia, foi apresentado por um amigo a Caetano Veloso e Gilberto Gil e juntou-se a eles primeiramente num espetáculo no Teatro Castro Alves, em Salvador, e depois no projeto Arena canta Bahia, dirigido por Augusto Boal, em São Paulo. No sulzão maravilha participou do histórico disco Tropicália – panis et circensis e, no mesmo ano, concorreu ao Festival da Record e ganhou, derrotando medalhões da MPB como Chico Buarque, Edu Lobo, Jair Rodrigues, Elza Soares e os próprios Caetano e Gil. Foi aí que começou sua “desgraça”. Nos anos seguintes, enveredou por um trabalho mais radical, hermético e cheio de experimentalismos. De 1970 a 1978, conseguiu lançar cinco discos, mas nenhum fez sucesso. “Aí eu passei a me sentir como um leproso. Meus amigos me deram as costas.

Ninguém mais dava a menor bola para o Tom Zé. Foi uma verdadeira humilhação. Nesse período eu pensei até em voltar para Irará para cuidar de um posto de gasolina que minha família tinha por lá.” Nesses anos de esquecimento, ele chegou a cantar no casamento da filha de um amigo, dono de uma concessionária de automóveis, para faturar uns trocados e quase seguiu a dica de um marchand que o aconselhou a virar um guru charlatão, com turbante de pano enrolado na cabeça, pedra semipreciosa fixada na testa e um monte de “previsões” furadas. Quando foi procurar Guilherme Araújo (empresário de Gal Costa), ele sugeriu a Tom Zé que passasse a cantar músicas sertanejas. Mas nosso bravo baiano resistiu e não se deixou abater e nem optou pelas soluções mais simples e óbvias, como a pobre axé music. “Nem me entreguei às queixas”, orgulha-se. Um dos poucos que lhe estenderam a mão durante essa fase difícil foi o escritor Walter George Durst, que estava escrevendo a minissérie Rabo de saia para a TV Globo e arranjou um emprego temporário para Tom Zé. Seu cargo na produção era o de assessor de baianidade. “Eu ficava lá dizendo

Como ilustração e como boneco: reproduções à maneira de um “metarrefrão polissemiótico”

56 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março 2011


ainda sou estrangeiro em SP. ando no centro e as pessoas me pedem: “raul seixas, me dá um autógrafo?” no metrô, me espanta ver gente simples se virar bem naquela bagunça, me sinto um caipira, deslocado... mas é aqui que eu quero morar

como cada personagem deveria agir e falar, mas essa boquinha não durou muito tempo. O pessoal da Globo me detestava...” Sua sorte começou a virar quando David Byrne, o líder da banda norte-americana Talking Heads, veio ao Brasil no final dos anos 80. Xeretando os discos em uma lojinha xexelenta de Copacabana, Byrne ficou intrigado pela capa de um LP que estava na seção de samba e trazia a imagem de dois arames farpados entrelaçados. Esse álbum era a versão original de Estudando o samba, um dos trabalhos mais incompreendidos de Tom. Aí, semanas depois, quando Matinas Suzuki Jr., da Folha de S. Paulo, foi ao escritório de Byrne em Nova York entrevistá-lo, viu sobre sua mesa um bilhete onde se lia: “In Brazil, call Tom Zé”. O jornalista fez a ponte e os dois se encontraram pessoalmente em um hotel no bairro da Liberdade, em São Paulo. Byrne elogiou muito o que havia ouvido e pediu mais algumas canções para incluir numa coletânea de world music. Tom mandou, Byrne gostou ainda mais do que recebeu e decidiu: iria lançar um disco só com as melhores canções do baiano pelo selo Luaka Bop, ligado à poderosa gravadora Warner.

Os dedos das mãos, em movimento perene, sempre apontam um ponto à frente – os olhos sempre miram um ponto acima

57


>personagem No chão de seu apartamento em Perdizes, seu casulo: o mundo imediatamente ao redor, seu laboratório

“A capa de Estudando o samba significou para mim mais ou menos o que aquele bilhete premiado representou para o meu pai. Renasci artisticamente, fui redescoberto, voltei a ter uma voz, ganhei um espaço e um microfone – ou melhor, um megafone!”. De 1992 até hoje, sua agenda de shows está sempre cheia de compromissos. Tom Zé já se apresentou para milhares de pessoas em palcos respeitados como o do Barbican Center, em Londres, e o do Festival de Montreux, na Suíça. Também tocou em cidadezinhas da Macedônia e dos Estados Unidos. Tornou-se um cidadão globalizado e conquistou primeiros, segundos e terceiros mundos. Sempre que pode, retorna para seu casulo: seu apartamento no bairro de Perdizes. “No fundo eu ainda sou um estrangeiro aqui em São Paulo, só que é onde eu quero estar, assim mesmo. Quando ando pelas ruas do Centro, as pessoas me abordam e dizem ‘Me dá um autógrafo, Raul Seixas?’ Eu apenas rio, fazer o quê? No metrô, fico espantado como o povo mais humilde se entende naquela acelerada bagunça e não se perde. Eu me sinto um caipira, alguém deslocado”. Hoje Tom Zé mora no 10º andar de um prédio e tem seu estúdio no 5º andar desse mesmo edifício. Quando morava do outro lado da rua, cuidava do jardim do condomínio e se orgulha até hoje das flores que cultivava e que ainda pode enxergar da janela da sua sala. “Era uma terapia, as plantas eram uma válvula de escape para os meus nervos. A terra alimenta o nosso corpo, nos dá saúde e também turbina a divagação cósmica”, filosofa. Apaixonado por São Paulo, ele já compôs várias músicas inspiradas na cidade, como Correio da estação do Brás, Interlagos Fórmula 1 e a surreal A briga do Edifício Itália com o Hotel Hilton. Na simpática Augusta, Angélica e Consolação, conseguiu transformar em criativa poesia a árida cartografia das congestionadas avenidas paulistanas: “Augusta, graças a Deus / Entre você e a Angélica / Encontrei a Consolação...”. Em 2010, suas canções ganharam novas versões no projeto Remixando Tom Zé, coordenado por Lucas Santtana, um dos principais nomes da nova safra de músicos paulistanos. “Eu praticamente só ouço música clássica, mas é uma honra ser homenageado por essa turma. Eu adoro o trabalho de artistas como Mariana Aydar, Anelis Assumpção, Mallu Magalhães, Marina De La Riva e Fernanda Takai. Praticamente todos os grandes compositores da música erudita estão mortos, e essas moças estão bem vivas. É enriquecedor ter contato com essa nova geração”, diz. Bom também é termos entre nós um veterano como Tom Zé, aos 74 anos e ainda esbanjando talento e verve.

58 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março 2011

29 horas em sp com tom zé

Veja os endereços preferidos do cantor na cidade

5h às 11h “De dia, gosto de andar a pé pelo meu bairro, Perdizes. Este é o meu laboratório. É bom conhecer o que existe ao meu redor e ter contato com as pessoas no mercadinho, no parque, na livraria. Não sou nenhuma celebridade, mas a identidade aceita e reconhecida pelo outro me revitaliza. Eu sou eu porque um você me chama de você”.

11h às 17h “Acho fascinante também caminhar pelo Pacaembu e por Higienópolis. Aquele jardim das esculturas da FAAP é uma coisa muito linda. Pena que puseram grade...” FAAP – R. Alagoas, 903.

17h às 23h “Acho sensacional o que fizeram na Estação Júlio Prestes, onde um dos principais átrios do prédio foi reformado e convertido na Sala São Paulo. É um lugar magnífico, no nível da fantástica Orquestra Sinfônica do Estado” Sala São Paulo – Pça. Júlio Prestes, 16, tel. 3367-9500.

23h às 29h “Gosto de me apresentar na USP, seja no Anfiteatro da Cidade Universitária ou em qualquer auditório menor. Foi graças aos estudantes dessa instituição que eu me mantive vivo e produzindo durante os meus anos de ostracismo e exílio da mídia” Anfiteatro Camargo Guarnieri – R. do Anfiteatro, 109, tel. 3091-4330.


59


>especial turismo

Escapadas Opções de hotéis e resorts bacanas próximos de São Paulo – para um fim de semana recheado de natureza, lazer e alta gastronomia por chantal brissac Depois do Carnaval, começa uma ótima época para

quem quer fazer pequenas viagens nos fins de semana – ou até maiores – por bons preços. É a baixa temporada, que vai até o início de julho e derruba os valores das diárias em até 50%. Essas escapadas são essenciais para o paulistano que pretende relaxar, contemplar outros cenários, se divertir – e voltar para Sampa reenergizado. Selecionamos alguns lugares próximos, na praia, no campo e na montanha, que podem ser visitados em um rápido bate-e-volta, de sexta a domingo. Escolha o que mais tem a ver com seu estilo e boa viagem.

Visão do deck da Pousada Picinguaba: para relaxar em cenário de sonho


Entre a floresta e o mar Um lugar lindo e inexplorado, onde você é tratado com o mais exclusivo dos serviços. Assim é a Pousada Picinguaba, que fica na Área de Proteção Ambiental da Mata Atlântica, entre Rio e São Paulo, a três horas e meia da capital paulista. Com praias selvagens e natureza preservada no seu entorno, ela oferece apenas dez suítes, o que a torna um refúgio pequeno e sedutor, procurado especialmente por casais e viajantes europeus. O time de 25 pessoas que atende os hóspedes é simpático e quase todo formado por locais. A Pousada é socialmente responsável e desenvolve vários programas com a comunidade por meio de sua ONG, a APIS (Ação Picinguaba

Sustentável), além de usar no hotel práticas ecológicas como a compostagem e a racionalização de água. Rústica, com um estilo que mistura toques da arquitetura colonial portuguesa com a arte primitiva e popular brasileira, a decoração e a arquitetura convidam ao descanso completo, em um clima zen. Não há televisão nos quartos, tampouco telefone ou acesso à internet. A ordem é se desligar e esquecer os problemas, enquanto se contempla a natureza de um dos quartos com vista para o mar. É por isso que a “programação” em Picinguaba não existe – o que importa é existir ali, apenas estar. No final de tarde, com a brisa do mar na

varanda, a profusão de plantas tropicais e o som dos pássaros, a sensação é de estar em um cenário de filme (de sonho). No dia seguinte, para acordar desse idílio, não tenha pressa de saborear o café da manhã caseiro feito com ingredientes frescos e orgânicos, a maior parte deles proveniente da Fazenda Catuçaba, um segundo – e charmoso – hotel do mesmo grupo, instalado em um casarão de 1850, que acaba de ser inaugurado na região de São Luiz do Paraitinga. Durante a baixa temporada, as diárias (para duas pessoas) custam a partir de R$ 610,00 com café da manhã. Pousada Picinguaba – Tel. (12) 3836-9105. www.picinguaba.com


>especial turismo

O ar fresco da montanha Você acha que destinos como Campos do Jordão são apenas para os meses de frio? Irá se surpreender, porque o verão e a baixa temporada são as melhores épocas para ficar na cidade, que fica mais vazia e sem aquele burburinho importado de SP que caracteriza o mês de julho. Mas quem fica no Grande Hotel Senac (a duas horas de São Paulo) não tem sequer vontade de tirar os pés de lá para ir à vilinha de Capivari, tão gostoso – e completo, em área verde de 400 mil m² – é o ambiente desse hotel, um clássico da região. A começar pela gastronomia, que tem o suporte de chefs e profissionais formados na Escola Senac, dentro do hotel (e que pode ser visitada), e oferece pratos deliciosos, com opções para todos os gostos, de vegetarianos a carnívoros ferrenhos. Quem viaja com crianças, encontra o respaldo de uma programação com

62 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março de 2011

monitores que funciona o ano todo. A molecada faz atividades na piscina, percorre trilhas, brinca muito e encena shows e peças de teatro. Para os adultos, as quadras de tênis e de squash, a academia e o health club – este com sauna seca e úmida, ducha escocesa e circular, cascata turbilhão e ofurô – são boas opções para esfriar a cabeça. Mas há também os workshops gastronômicos e degustações de vinhos, além das oficinas de arte que se transformam em ótimos momentos de concentração e paz. Na hora de dormir, o glamour do hotel, que inclui serviço de mordomo, é sentido na qualidade dos lençóis de algodão egípcio e nos travesseiros de plumas, entre outros mimos. Com o mesmo padrão de serviços, o Grande Hotel São Pedro, na cidade de Águas de São Pedro, a duas horas e meia de São Paulo, oferece atividades para entreter toda a família. Um dos


Acima, à esq., uma das áreas do Grande Hotel Senac de Campos do Jordão; ao lado, à esq., piscina deste mesmo hotel e bar do Grande Hotel Senac Águas de São Pedro. Acima, à dir., suíte do Mavsa Resort e piscina com toboágua desse mesmo resort

destaques desse resort é o campo de golfe de nove mil m² – mas vale também fazer uma pausa no health club, que conta com saunas, duchas, cascatas e serviços de spa como massagens faciais e corporais. No comando da gastronomia, a chef Patrícia Fontana faz uma comida saborosa, colorida e refinada – o restaurante Engenho das Águas já foi estrelado por oito anos consecutivos pelo Guia Quatro Rodas. Na baixa temporada, os dois hotéis têm diárias para casal a partir de R$ 690, com pensão completa. Grande Hotel Senac – Tels. (12) 3668-6000 (Campos) e (19) 3482-7600 (São Pedro). www.grandehotelsenac.com.br

O sossego do campo Em uma cidadezinha chamada Cesário Lange, a apenas 90 min. de São Paulo, fica um resort campestre que é uma deliciosa surpresa. O Mavsa Resort, Convention & Spa reúne atrações para quem quer descansar e também para quem adora viajar em família para fazer esportes e atividades “radicais”. Arvorismo, tirolesa, banana boat, passeio de caiaque, pesca esportiva e até o simples pedalinho ganham ali um gostinho especial, por causa da beleza e da amplitude da locação. São 720 mil m², em Área de Proteção Ambiental com bosque e mais de mil pés de árvores frutíferas. Para quem tem filhos pequenos, o Mavsa é perfeito. A piscina com toboágua atrai a criançada o dia todo, além da prainha artificial, das quadras e das atividades com os monitores – uma delas é o passeio no pequeno zoológico semi-aberto onde convivem macacos, jacarés, lhamas e avestruzes. O interes-

sante desse hotel é que o astral é bem de interior – a comida, embora simples, é muito saborosa e bem feita – mas as acomodações guardam um luxo especial, com suítes amplas e confortáveis. Quem fica em um dos quartos do “Palácio”, por exemplo, encontra saleta de estar, sala de banho com jacuzzi e ducha com cromoterapia. Já quem busca um clima mais rústico, pode curtir o bangalô, construído na copa de uma árvore e de onde é possível avistar os dois lagos. Embora o visual dessa acomodação seja mais selvagem, o conforto do interior é grande: com TV de plasma, ar condicionado e ducha central aquecida, não deixa a impressão de que ali moram o Tarzan ou o Robinson Crusoé. Na baixa temporada, o preço por pessoa é R$ 548, com o sistema all inclusive, mínimo de duas diárias. Mavsa Resort, Convention & Spa – Tel. (15) 32468200. www.mavsaresort.com

63


>especial turismo

Alta gastronomia na praia Resort de luxo situado na praia de Pernambuco, no Guarujá, a apenas 87 km de São Paulo, o Sofitel Guarujá Jequitimar é um daqueles lugares dos quais você não quer arredar pé por nada desse mundo. Tem uma praia linda (e com água limpa, felizmente) bem à frente; uma piscina paradisíaca; quartos superconfortáveis, com todas as comodidades tecnológicas; um spa completo, que oferece até tendas de massagem externas; um café da manhã recheado de delícias francesas, como os croissants de chocolate; e o Les Épices, restaurante comandado pelo chef Marc Le Cornec que é o único estrelado do litoral sul paulista pelo Guia Quatro Rodas 2011. As criações de Marc são ótimas e misturam ingredientes brasileiros com o incomparável toque francês. Em alguns eventos, chefs de restaurantes badalados vão compartilhar a cozinha de Marc e mostrar seus menus – os hóspedes do hotel são então brindados com pratos diferentes, como foi o caso de um evento recente, Harmonia dos Sabores, que reuniu chefs como Bel Coelho, do Dui, autora de um delicioso Robalo com molho de castanha de caju e pupunha assada e de um Tartare de abacaxi com flor de manjericão, tapioca brullè e baba de moça. Durante a baixa temporada, a diária para casal (cortesia para uma criança até seis anos no apto.), com café da manhã e almoço estilo buffet, custa a partir de R$ 688 (de dom. a quinta) e R$ 757 (sexta e sábado). Sofitel Guarujá Jequitimar – Tel. (13) 2104-2000. www.sofitel.com.br

64 | 29HORAS | de 1º de março a 29 de março de 2011


Na outra página, o restaurante Mar Casado, do Sofitel Jequitimar, na beira da praia de Pernambuco. Acima, visão da piscina; à esq., uma das suítes do resort, que conta também com spa (abaixo) e tendas de massagem

65


dezembro 2009

por maria cecília maciel e vanda fulaneto

94 Drinque do Las Favas Contadas

75 Exposição Realidades - Desenho contemporâneo brasileiro

Prazeres de março As atrações começam pelo Carnaval, que já anima o mês a partir da primeira semana

70 Máscaras venezianas, na boutique erótica Revelateurs

A melhor cidade do mundo para se viver. Pelo menos este é o resultado do 5th Annual Hub Culture Zeitgeist Ranking, rede social bastante acessada na Alemanha. Das 20 posições do ranking e pelo segundo ano consecutivo, São Paulo foi eleita a número um – neste ano, seguida de Estocolmo e Sidney. A escolha é feita a partir de uma eleição realizada pelos integrantes do site, cerca de 20 mil usuários, que opinam por meio de perguntas, e-mails e conversas na rede. Na apresentação das campeãs, em 2011, a cidade foi considerada o melhor

66 | 29HORAS | 1º de março a 29 de março de 2011

lugar para aproveitar as oportunidades de uma sociedade de consumo que cresce rapidamente, mas sob controle, graças a uma boa política de desenvolvimento. E a agenda 29HORAS está aqui para não deixar mentir. Confira as novidades em gastronomia, cultura, compras e lazer. E tenha um ótimo mês! mariacecilia@29horas.com.br, vandafulaneto@29horas.com.br


> agenda 29h no seu celular: www.29horas.mobi

83 Marco Luque estreia Labutaria

69 Exposição 60 anos de TV no Brasil, na Caixa Cultural

os destaques do mês

O quê? São Paulo Restaurant Week. Por quê? Em sua 8ª edição, o evento inclui, pela primeira vez, entre os dias 21 de março e 3 de abril, restaurantes de todo o Estado. Com expectativa de 750 mil pessoas, conta com mais de 300 restaurantes, espalhados por São Paulo, Campinas, São Bernardo do Campo, Santo André e outras cidades. Os cardápios especiais com entrada, prato principal e sobremesa são oferecidos a R$ 29,90, no almoço, e a R$ 39,90, no jantar. Clientes Mastercard Black e Platinum podem aproveitar o evento com uma semana de antecedência, entre os dias 14 e 20 de março. www.restaurantweek.com.br

23h às 29h

O quê? Biblioteca Municipal Monteiro Lobato. Por quê? Criada em 1936 por um grupo de intelectuais liderado por Mário de Andrade, é a mais antiga biblioteca infantil em funcionamento no Brasil. Conta com sala de artes, discoteca, seção de livros raros, teatro de bonecos, o acervo Monteiro Lobato (com documentos e até a máscara mortuária do escritor, moldada por Victor Brecheret), o Teatro Infantil Monteiro Lobato/TIMOL, a Academia Juvenil de Letras e mais. Seg. a sex.: das 8h às 18h; sáb.: das 10h às 17h e dom.: das 10h às 14h. R. Gen. Jardim, 485, tel. 3256-4122.

17h às 23h

O quê? Mostras do Oriente. Por quê? Duas exposições pouco acessíveis às galerias brasileiras, que encerram suas mostras em 27 de março. A Arte contemporânea chinesa engloba fotografias, instalações e pinturas de artistas chineses da atualidade (MAC – R. da Reitoria, 160, tel. 3091-3039). Já Islã: arte e civilização reúne mais de 300 obras do século 8 ao 21, vindas dos principais museus da Síria e do Irã, além de obras do Líbano, Brasil e de países da África como Mauritânia, Marrocos e Líbia (Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo – R. Álvares Penteado, 112, tel. 3113-3651).

11h às 17h

5h às 11h

confira as sugestões que servem para todos os dias de sua semana O quê? SPCVB (São Paulo Convention & Visitors Bureau). Por quê? O site da entidade, www.visitesaopaulo.com, está de layout renovado. O endereço facilita o acesso a informações sobre eventos e turismo na metrópole e em destinos parceiros no litoral e interior, ajudando a promover a cidade que figura no Top 20 mundial de eventos internacionais. O site exibe quatro ícones: Agenda (eventos previstos na cidade), Destaque (notícias principais do dia ou da semana), Destino SP (programação por região) e o Blog SP. Há ainda vídeos, entrevistas, atrações culturais, esportivas e mais.

67


março 2011

Série Municipops

5h às 11h

consumo O quê? Grand Cru. Por quê? A importadora, que acaba de inaugurar sua 27ª loja, também abriu a temporada de grandes promoções. No catálogo de 40% de desconto, estão incluídos produtos do Velho e do Novo Mundo, como o Anwilka 2006 e Atalayas de Golban 2004. Já no de 15%, há vinhos brancos e rosés, champanhe e espumantes. A promoção acontece em todas as lojas da rede espalhadas pelo Brasil. Para os vinhos descontinuados, até o final dos estoques; e para os vinhos com 15% de desconto, até o dia 3 de março. Av. Brig. Luís Antonio, 3780, tel. 3051-3731. www.grandcru.com.br

11h às 17h

exposição O quê? Galeria Choque Cultural. Por quê? Abre o ano de 2011 com duas individuais: Curiosa symphonia para orquestras de cores e formas, do brasileiro Rafael Silveira, e Coração frio da princesa, do americano Adam Wallacavage. Para o galerista Baixo Ribeiro, “o trabalho de escultura presente nas molduras de Silveira dialoga com as esculturas de Wallacavage, que representam uma volta do trabalho rebuscado e escultural, com uma visão e linguagem jovem e atualizada”. Até 12 de março. Ter. a sáb.: das 12h às 19h. R. João Moura, 997 e 1001, tel. 3061-4051.

gastronomia

17h às 23h

Na quinta-feira, 3 de março, às 21 horas, acontece no SESC Pinheiros um espetáculo dedicado à musica de Astor Piazzolla, o revolucionário inventor do “nuevo tango”. O concerto tem como músico convidado Rodolfo Mederos, bandoneonista, compositor e arranjador, um dos mais destacados músicos argentinos contemporâneos. O espetáculo faz parte da Série Municipops, concertos da Orquestra Sinfônica Municipal com obras “popularmente clássicas” e obras “classicamente populares”. A regência é do maestro Marcelo Ghelfi e o programa tem seis obras – entre elas, o Concierto para bandoneón y orquesta, a mais conhecida obra sinfônica de Piazzolla. Ingressos entre R$ 7 e R$ 14. SESC Pinheiros – R. Paes Leme 195, tel. 3095-9400.

terça, 01

O quê? Novo espaço do All Black. Por quê? Para pequenos grupos que querem ficar mais à vontade. Localizada na varanda do segundo andar, a área comporta até dez pessoas e conta com garçom e bar próprios. A reserva é feita pela compra do pacote que já inclui a entrada (R$ 300, terça e quarta; e R$ 400, quinta e sábado), com direito a uma garrafa de Johnnie Walker Black Label e mais três garrafas de água, ou uma garrafa de Smirnoff Black e mais quatro latas de Red Bull. O ambiente fica disponível entre 18h e 22h. R. Oscar Freire, 163, tel. 3088-7990. www.allblack.com.br

23h às 29h

bar

68 | 29HORAS | 1º de março a 29 de março de 2011

O quê? Programação musical do Terraço Itália. Por quê? Até 31 de março, de segunda a quarta-feira, acontecem apresentações ao vivo de jazz e bossa nova no espaço Piano Bar da casa. Às quartas, o trio de jazz Hammond Grooves, formado por Daniel Latorre, pelo apresentador do programa Sala dos Professores da Rádio Eldorado Daniel Daibem e por Wagner Vasconcelos, toca clássicos consagrados por Jimmy Smith, Lonnie Smith, George Benson e outros, além de temas autorais. Couvert artístico: R$ 20. Dom. a qui.: das 12h às 24h; sex. e sáb.: das 12h à 1h. Av. Ipiranga 344, 41° e 42°, tel. 2189-2929.


quarta, 02

março 2011

O quê? 60 anos de TV no Brasil. Por quê? É uma viagem pela história desse importante meio de comunicação que fascina milhões de brasileiros. A trajetória vai dos primeiros sinais de teledifusão, gerados em 18 de setembro de 1950, no bairro de Sumaré, em São Paulo, à TV do futuro, digital, e tecnologias atuais. A exposição mostra também objetos históricos e equipamentos, como a primeira câmera da TV Tupi, além de diversos vídeos, que estão disponíveis em cada estande. Até 13 de março. Ter. a dom.: das 9h às 21h. Caixa Cultural – Pça. da Sé, 111, sala D. Pedro II, tel. 3321-4400.

5h às 11h

exposição

O quê? Menu Light Árabe do restaurante Baruk. Por quê? Elaborado com muita criatividade, o menu é composto por várias guloseimas que aguçam o paladar sem comprometer a dieta, como sopinha de coalhada com pepino, minissalada de grãos com damasco, esfiha fechada de verdura, kibe assado e uma saborosa salada de frutas com calda de flor de laranjeira, pelo valor fechado de R$ 29,90. Seg. a dom.: das 11h às 17h. Al. Raja Gabaglia, 160, tel. 3045-9999. www.restaurantebaruk.com.br

11h às 17h

Gastronomia

O quê? As louras preferem os gays. Por quê? Durante três anos, foi o maior sucesso de público e bilheteria na França. A comédia de Franck Le Hen e Eleni Laiou explora as crises da identidade sexual e da relação de um casal. De forma muito bem-humorada, ao estilo de grandes sitcom (situation comedy) e vaudevilles, tem como pano de fundo o universo gay, as confusões e as relações ambíguas na história de amor entre um homem e uma mulher. Até 1° de abril. Qua. e qui.: às 21h; sex.: às 21h30. R$ 50. Teatro Augusta – R. Augusta, 943, tel. 3151-4141. www.teatroaugusta.com.br

17h às 23h

teatro

O quê? Pechinchas de turismo na internet. Por quê? O novo Portal Tripz, do Clube de Descontos, contempla pacotes turísticos nacionais e internacionais. Com investimentos iniciais de R$ 3 milhões, disponibiliza ofertas até 90% abaixo do valor normal, que poderão ser parceladas em até 3 vezes, sem juros. www.tripz.com. br. Já o Tripular é especializado em compras coletivas com ótimas promoções para os clientes cadastrados. Por enquanto, apenas para a cidade de São Paulo, com algumas promoções em todo o território nacional. www.tripular.com.br

23h às 29h

internet

69


março 2011

Carnaval de São Paulo

5h às 11h

consumo O quê? Máscaras venezianas, na boutique erótica Revelateurs. Por quê? Para surpreender o parceiro ou se disfarçar elegantemente no Carnaval. Todo o processo de fabricação das peças de papel machê é feito à mão – do recorte à colocação das fitas, passando pela decoração feita com pincéis especiais. Preço: R$ 440. R. Gaivota,1502, tel. 5561-9552. Para quem prefere, as máscaras também são vendidas na loja virtual, pelo site www.revelateurs.com.br.

11h às 17h

gastronomia O quê? Vinarium Vino e Cucina. Por quê? Genuíno cuoco napolitano, Ciro Sabella é casado com a brasileira Marta Silva e responsável pela cozinha tradicional servida na casa. Além de um menu executivo na hora do almoço, o restaurante serve massas, carnes, peixes e entradas diferentes, como o carpaccio de polvo. Não deixe de experimentar o pão de bruschetta preparado pelo próprio Ciro. Ter. a dom.: das 11h30 às 15h30 e das 18h30 às 23h30. Al. Lorena, 1214, tel. 3062-0957.

bar

17h às 23h

Maior evento popular da cidade, as escolas de samba desfilam no Sambódromo do Anhembi. Dia 4 de março, das 23h às 5h05, apresentação do Grupo Especial, com a Unidos do Peruche, Tom Maior, Acadêmicos do Tucuruvi, Rosas de Ouro, Mancha Verde, Vai-Vai e Pérola Negra. Dia 5, das 22h30 às 4h10, Nenê de Vila Matilde, Águia de Ouro, Mocidade Alegre, Unidos de Vila Maria, X-9 Paulistana, Gaviões da Fiel e Império de Casa Verde. Dia 6 de março, Grupo de Acesso, das 21h às 4h, com as escolas Torcida Jovem, Acadêmicos do Tatuapé, Imperador do Ipiranga, Morro da Casa Verde, Camisa Verde e Branco, Uirapuru da Mooca, Leandro de Itaquera e Dragões da Real. Ingressos a partir de R$ 25. As escolas campeãs irão desfilar no dia 11, ingressos a partir de R$ 45. Av. Olavo Fontoura, 1.209, tel. 40032245. www.ligasp.com.br

quinta, 03

O quê? Armazém Piola. Por quê? A nova casa combina gastronomia e cultura, comidinhas de boteco e cozinha italiana. Figuram no menu de coxinhas de galeto ao Tremiti – variedade de minipizzas de cogumelo paris, carciofini e brie com presunto cru italiano e mais. Na carta de bebidas, a compra da Vodka Ketel One dá direito a uma troca por drinks sem pagar os insumos. O endereço era um antiquário, e as peças garimpadas por Caio Luiz, do Ao Mofo Elegante, estão à venda no bar. Ter. a dom.: das 17h às 2h. R. Aspicuelta, 547, tel. 4305-6539. www.armazempiola.com.br

23h às 29h

balada

70 | 29HORAS | 1º de março a 29 de março de 2011

O quê? Moving no D-Edge. Por quê? Noite de atração internacional em dose tripla. A dupla de eletrohouse, Booka Shade, da Alemanha, formada no início dos anos 90, com quatro álbuns e vários singles de sucesso, como Mandarine girl e Body language; e o requisistado dinamarquês Anders Trentemøller, que iniciou em 1997 com o DJ T.O.M., lançando o primeiro projeto live-house da Dinamarca, o Trigbag, que acabou no ano 2000, depois de lotar muitos festivais internacionais. Hoje o músico conta com dois álbuns, 12 singles e 24 remixes. Às 24h. Al. Olga, 170, tel. 3666-9022.


sexta, 04

março 2011

O quê? Pousada Maravilha. Por quê? Para desfrutar o melhor da natureza com luxo e todo o conforto no Arquipélago de Fernando de Noronha. Fica na Baía do Sueste e, com apenas cinco bangalôs e três apartamentos, oferece serviços que equivalem à hotelaria cinco estrelas. As malas são desfeitas pelas camareiras, e um pré-check-in é feito ainda no aeroporto da ilha. A piscina é deslumbrante e até de dentro do ofurô têmse uma vista linda de toda a baía. Pacote de Carnaval, de 5 a 13 de março (8 noites), de R$ 24.240 (bangalô) a R$ 34.220 (ap. luxo). www.pousadamaravilha.com.br

5h às 11h

viagem

O quê? Cinema. Por quê? Dia de várias estreias: Lope, a juventude do espanhol Lope de Vega, um dos maiores dramaturgos e poetas de todos os tempos; Vips, história de um empresário e líder de facção criminosa que enganou a todos usando 15 identidades diferentes; A minha versão do amor conta a comovente história de Barney, um homem de 65 anos politicamente incorreto, alcoólatra e fumante de charutos que sempre viveu de forma impulsiva e destemida; A animação Gnomeu & Julieta, dirigida por Kelly Asbury; Vovó... zona 3; e o terror Doce vingança. Nos melhores cinemas da cidade.

11h às 17h

Cinema

O quê? Bloco Oba! de Votuporanga. Por quê? É famoso por unir o melhor das micaretas com o Carnaval da Bahia. Seus integrantes vêm de diversas partes do país e do mundo. São cinco dias de festa com shows, trio elétrico, folia e gente bonita. O “esquenta” começa cedo no QG oficial (Recinto de Exposições Presidente Costa e Silva), com shows, bebidas e churrasco. À noite, os integrantes do Bloco seguem para a Av. Ângelo Bimbato, numa estrutura fechada, com praça de alimentação e camarotes. O trio elétrico comanda grandes bandas e cantores do circuito. www.blocooba.com.br

17h às 23h

carnaval

O quê? Cruzeiro MSC Orchestra. Por quê? Para curtir intensamente o Carnaval: um roteiro que sai de Santos, passa em Salvador, Recife, Maceió e volta para o local de partida. São oito noites de cruzeiro, sendo que acontecem pernoites em Salvador e Recife, permitindo que os hóspedes curtam o eletrizante Carnaval do Nordeste, acompanhando os blocos tradicionais de artistas famosos, além de conhecer os principais pontos turísticos das cidades. Preços: de US$ 1.489 a US$ 3.659. Porto de Santos. Av. Conselheiro Rodrigues Alves, s/nº, Santos, SP, tel. (13) 3202-6565.

23h às 29h

carnaval

71


março 2011

Flavour Guide

5h às 11h

viagem O quê? Novo Cambury Hotel. Por quê? Recentemente adquirido pela rede Beach Hotel, que possui outros dois hotéis em Maresias e Juqueí, o Novo Cambury mantém o conceito do aconchego de frente para o mar, bom gosto e excelência de atendimento. Com acesso direto à praia, há serviço completo de praia e piscina, miniplayground e um centro de relaxamento com sauna, academia e sala de massagem. Entre os 40 apartamentos está a sofisticada suíte Excellence, com 70m² de área, varanda, hidromassagem, televisor de 32” e aparelho para DVD. www.novocambury.com.br

teatro

11h às 17h

Escrito pelo jornalista e crítico gastronômico Josimar Melo em parceria com a BBD Editora, este guia traz em 256 páginas os 700 melhores endereços gastronômicos de São Paulo com nove cardápios diferenciados, entrevistas com arquitetos especializados em restaurantes, um capítulo com informações sobre harmonização de bebidas e as experiências na gastronomia vividas por Josimar em suas viagens pelo mundo. As belas ilustrações foram feitas pela artista plástica Juliana Alia e aparecem em todo o livro. O guia custa R$ 175 e pode ser encontrado nas principais livrarias brasileiras.

sábado, 05

O quê? Canção de amor em Rosa. Por quê? O musical infantil conta uma divertida história de amor, amarrada por canções de Noel Rosa, que levam as crianças a obras como Pierrot apaixonado, Com que roupa, Seja breve, Conversa de botequim, Palpite infeliz, O orvalho vem caindo, entre outras. Chico, um sambista boa-vida, está apaixonado por Isabel e deverá enfrentar um rival com a ajuda de seu melhor amigo, numa competição para conquistar a mão de Isabel. De 5 a 27 de março. Sáb. e dom.: às 16. R$ 10 e R$ 20. Teatro Augusta – R. Augusta, 943, tel. 3151-4141. www.teatroaugusta.com.br

17h às 23h

bar O quê? The Orleans Music Bar. Por quê? O novo bar é inspirado na cidade americana que lhe empresta o nome – da arquitetura assinada por Tadeu Goulart, que remete ao tradicional French Quarter, à cozinha, que serve petiscos de clássicos repaginados, como o Spick Wings e tomates verdes fritos. A programação musical não se limita ao jazz, apresentando diferentes ritmos e gêneros, como rock, blues e MPB de artistas já consagrados e novos talentos, sempre com música ao vivo. Ter. a dom.: a partir das 18h; às 20h (pocket show) e às 22h (show principal). R. Girassol, 398, tel. 3031.1780.

23h às 29h

carnaval

72 | 29HORAS | 1º de março a 29 de março de 2011

O quê? Carnival 2011 The Week. Por quê? O clube montou uma superprogramação para as cidades de Florianópolis, Rio de Janeiro e São Paulo, trazendo grandes DJs internacionais, como Ralphi Rosario (USA). No dia 5 de março: a partir das 23h59, e no dia 7 de março no mesmo horário, a atração é Isaac Escalante (MEX) na casa paulistana. R$ 30, por dia. R. Guaicurus, 324, tel. 3868-9944. www.theweek.com.br


domingo, 06

março 2011

O quê? Divas – Arte de armar, arte de amar. Por quê? O pintor, artista plástico, publicitário e editor paulistano Neto Sansone faz um paralelo entre as artes plásticas e o cinema por meio de mitos femininos: Vênus de Milo se transforma em Marilyn Monroe, o pop de Lichtenstein encontra o pavor de Hitchcock e Shirley Temple é uma das meninas de Velázquez. A curadoria das nove amplas telas, trabalhadas com tinta acrílica, é de Jacob Klintowitz. Até 25 de março. Seg. a sex.: das 9h às 19h; sáb., dom. e feriados: das 10h às 17h. Grátis. Espaço Cultural Citi – Av. Paulista, 1111, térreo, tel. 4009-3000.

5h às 11h

exposição

O quê? Indicações gastronômicas em Ilhabela. Por quê? Os sanduíches do Borrachudo são muito caprichados: bacalhau, salmão, picanha e avestruz são os recheios usados para fazer os lanches. O hambúrguer de cordeiro, com cream cheese, salada e molho de hortelã também é destaque. Seg. a sáb.: das 12h às 2h30; fecha dom. Av. Dr. Carvalho, 1020, Ilhabela, SP, tel. (12) 3896-1499. www.borrachudo.com.br. Já o Restaurante Famiglia Manzoli oferece um ravioli recheado de vitela especialíssimo, feito pelo dono da casa,Vittorio Manzoli. Av. Princesa Isabel, 207, tel. (12) 3896-1379.

11h às 17h

gastronomia

O quê? Restaurante Arábia. Por quê? Introduziu em seu cardápio novos pratos, como o Michui de Peixe (cubos tenros de peixe branco grelhado, com pedaços de tomate e cebola), servido todos os dias. Aos sábados e domingos tem Fatti de Aspargos (frescos, com molho de coalhada, torradas de pão árabe e snoobar). No domingo, Ossobuco de Cordeiro (saboroso cordeiro com osso, servido com arroz cozido com freek (trigo colhido verde e seco ao forno), pistaches e amêndoas e snoobar. R. Haddock Lobo, 1397, tel. 30612203 e Pça. Vilaboim, 73, tel. 3476-2201.

17h às 23h

gastronomia

O quê? 1ª classe em voos para Buenos Aires e Santiago da TAM. Por quê? Para os dois destinos, partindo do aeroporto de São Paulo/ Guarulhos, e para Buenos Aires, com saída do aeroporto do Rio de Janeiro/Tom Jobim, nas aeronaves A330 e B777 há mimos como os assentos que ocupam a área exclusiva do avião e reclinam até 180 graus, salas VIP, além de aluguel de celular gratuito no país de destino (exceto as tarifas das ligações), carro para ir e voltar do aeroporto ao local de hospedagem e “sabores do mediterrâneo”, elaborados pelos chefs espanhóis Javier e Sergio Torres. www.tam.com.br

23h às 29h

viagem

73


março 2011

camisas das Abelardas 5h às 11h

viagem O quê? Zoo do Parque Beto Carrero World. Por quê? Tem um novo aviário para 130 aves, que inclui ararajubas, anacãs, tucanos e papagaios. O projeto do viveiro levou em consideração o bem-estar das espécies. A altura de 12 metros permite que possam voar tranquilamente, quase como se estivessem livres. O local contará com árvores nativas e frutíferas que, além de servirem de abrigo, também oferecerão alimento. Além disso, há cachoeira e pequenos lagos, a fim de imitar o habitat natural dos pássaros. www.betocarrero.com.br

11h às 17h

gastronomia O quê? A nova linha de sorvetes do Empório Santa Maria. Por quê? Os sabores são enlouquecedores, e têm a qualidade e cremosidade dos gelatos italianos, feitos com frutas naturais e outros ingredientes do Brasil, como castanha-do-pará, coco, cajá, maracujá, doce de leite, paçoca e limão, entre outros, incluindo diets e sem leite em suas composições. Seg. a sáb.: das 8h às 22h; dom.: das 8h às 21h. Av. Cidade Jardim, 790, tel. 3706-5211.

música/Gastronomia

17h às 23h

Quem busca camisas femininas sociais bonitas, bem cortadas e com algodão da melhor qualidade – até mesmo o algodão egípcio –, encontra nessa loja das irmãs paulistanas Giovana e Juliana Abel uma variedade de peças incrível, com gama sortida de cores, estampas e texturas. A especialização em camisaria começou em 2008, quando as clientes da loja – que já vendia peças femininas – começaram a encomendar e cobrar novos modelos. O atrativo é que as clientes podem escolher o tipo de botão que querem para a camisa (estilo retrô, dourado etc.), ajustando a peça às suas necessidades. Roupas em malharia são outro destaque. Por ser uma loja de fábrica, os preços são interessantes. R. João Cachoeira, 1585, tel. 3842-3026.

segunda, 07

O quê? Nova trilha musical do Le Marais Bistrot. Por quê? É assinada pelo cantor e compositor Ed Motta. De sua coleção de 20 mil vinis, ele selecionou canções e trilhas clássicas do cinema francês e jazz gravados por artistas que nasceram ou viveram na França. “As músicas não se repetem e criam um clima diferente de dia e de noite”, diz Ed Motta. Almoço – Seg. a sex.: das 12h às 15h; sáb.: das 12h às 16h e dom.: das 12h às 17h. Jantar – Seg. a qui.: das 19h30 às 24h; sex. e sáb.: das 19h30 à 1h. R. Jerônimo da Veiga, 30, tel. 3071-4635.

23h às 29h

internet

74 | 29HORAS | 1º de março a 29 de março de 2011

O quê? Companhia aérea Swiss. Por quê? Agora oferece um aplicativo, para uso em smartphones BlackBerry, que permite fazer reserva, check-in, escolher assento, verificar o status do voo (horários, situação de chegada e partida) e até comprar passagens. O aplicativo também se integra com outras funções de um BlackBerry, incluindo as do GPS, e ainda funciona como um consultor de viagem: informações sobre franquia de bagagem, uso de lounges e serviços de bordo, por exemplo. www.swiss. com/blackberry ou BlackBerry App World.


terça, 08

março 2011

O quê? Canto da Floresta. Por quê? Para acordar num resort de charme, eco-místico, longe da folia de Carnaval. Há atividades para todas as idades, incluindo massagem indiana Shantala, para os bebês, técnicas de relaxamento para adeptos da yoga. Numa área verde de mais de um milhão de m2 também há piscinas climatizadas, quadras de squash, vôlei, campo de futebol, saunas, sala de cinema, quiosque de musculação, mountain bike, trilhas e cachoeiras ecológicas. Amparo, SP. Tel.: 3892-7732. www.hotelcantodafloresta.com.br

5h às 11h

viagem

O quê? Restaurante Poivre. Por quê? A cozinha autêntica de bistrô é comandada por Antonio Pimentel, que esteve à frente do antigo restaurante Pimentel por 30 anos. No menu, clássicos da cozinha francesa como o steak au poivre, o steak tartar de carne e de salmão, scargot à provençal, crepe Suzette, creme brullée e, como prato da cozinha contemporânea, o abadejo ao molho de tangerina. Ter. a sex.: das 12h às 17h (inclui menu executivo) e das 19h às 24h; sáb.: das 12h às 17h e das 19h às 24h e dom.: das 12h às 17h. R. Santa Justina, 48A, tel. 3849-9991.

17h às 23h

Gastronomia

O quê? Realidades - Desenho contemporâneo brasileiro. Por quê? Com obras de 17 artistas, a mostra aborda as diferentes manifestações do desenho na atual arte brasileira. “Uma coisa que me orientou na seleção desses artistas foi a liberdade de suas escolhas traduzidas em distintas linguagens/poéticas explicitadas em suas obras, o desejo de experimentar, o direito de rever/ mudar posicionamentos frente a suas pesquisas, bem como o prazer do trabalho realizado”, diz Nazareno Rodrigues, curador e artista da exposição. Até 27 de março. Ter. a sex.: das 13h às 22h; sáb., dom. e feriados: das 10h às 19h. SESC Pinheiros – R. Paes Leme, 195, tel. 3095-9400.

11h às 17h

teatro

O quê? Brown Sugar. Por quê? A casa tem projeto arquitetônico de Gabriel Matravolgyi, com estética rock‘n’roll, e o cardápio foi criado pelo consultor gastronômico Vicci Domini (Fasano). Na seção de entradas estão pizzas aperitivo como a Carciofini (mussarela, alcachofra, e azeitonas), sanduíches como o Panini Parma (creme de ricota e ervas, presunto cru e abobrinha grelhada) e mais. Entre os pratos principais, o Fettuccini ao limone com camarão e aspargos é uma das boas pedidas. Dom. a qua.: das 12h à 1h e qui. a sáb.: das 12h às 2h. R. Pe João Manoel, 1055, tel. 3063-4249.

23h às 29h

bar

75


março 2011

O versátil Baglioni

5h às 11h

viagem O quê? Day Use da rede Atlantica Hotels International. Por quê? Ideal para quem está de passagem pela cidade e quer se hospedar por apenas algumas horas, para um banho, descanso ou acesso à internet. A modalidade permite um período de permanência de seis horas, ou até mais, de acordo com a disponibilidade existente nos seguintes hotéis: Comfort Suites Alphaville, Quality Suites Alphaville, Radisson Alphaville, Quality Suites Congonhas, Quality Suites Long Stay Bela Cintra, Quality Suites Vila Olímpia e Radisson Faria Lima. SAC: 0800555-855. www.atlanticahotels.com.br

11h às 17h

Gastronomia O quê? Restaurante Badebec. Por quê? A casa oferece um buffet maravilhoso, e ganhou uma segunda unidade no Sheraton Hotel. Para a entrada, há crostini no forno a lenha, salada de cevada com alho poró e trigo ou terrine de beringela com queijo mascarpone e tomate seco. Entre os pratos quentes, o agnolotti recheado de mussarela de búfala com molho de tomate e manjericão. Seg. a sex.: das 10h às 15h e das 19h30 às 23h; sáb. e dom.: das 12h às 16h e das 19h30 às 23h. Av. das Nações Unidas, 12.559, tel. 3043-9152.

gastronomia

17h às 23h

O Baglioni tem uma proposta inovadora, já que mistura padaria, empório e restaurante em um só espaço. A cozinha é uma fusão da cozinha italiana com toques mediterrâneos, considerada a cozinha saudável, com belas e coloridas saladas, grelhados, risotos e massas. Quem gosta de mais calorias não fica na mão. Uma deliciosa feijoada é servida às quartas e aos sábados. Localizada logo na entrada, a padaria acena com delícias como o bolo bem casado, tortas salgadas, muffins integrais de banana e granola, brownies com mousse de chocolate e pães de diversos tipos. O conceito “all day food” é o forte da Baglioni – ela oferece opções saudáveis de refeições a qualquer hora do dia. A casa funciona de seg. a sáb. das 7h às 23h. R. Pedroso Alvarenga, 708, tel. 3078-0388.

quarta, 09

O quê? Seu Miagui. Por quê? Acaba de abrir as portas, no Itaim. Mais uma casa que aposta no conceito que leva a cozinha japonesa para a mesa de boteco. O cardápio lista aperitivos como temaki em formato de canudo e sashimis cortados em cubos. Há ainda robatas no espeto e yakisoba frito. O chef An Qiang, do restaurante Naga, assina o menu. Na decoração, o maior motivo de orgulho do izakaya: um pôster original do filme Karate Kid autografado pelos atores Ralph Macchio e Pat Morita. Ter. a dom.: das 17h às 2h. R. Clodomiro Amazonas, 556, tel. 2373-8878. (MUDAR DIA!)

23h às 29h

balada

76 | 29HORAS | 1º de março a 29 de março de 2011

O quê? Club Josephine. Por quê? O badalado club de Washington DC abriu suas portas em São Paulo. A versão brasileira é inspirada nas baladas internacionais de Berlim, Amsterdã e Londres. Além do imenso bar reinam os camarotes, todos de frente para a pista principal. Destaque para o sistema de som projetado pelos sound designers americanos Mood Bacho e Alex Haje. Funciona às quartas, com o DJ Milk no comando da cabine com hip hop e r&b, e às sextas, com o DJ Paulo Jardim tocando house e disco. R. Dr. Mário Ferraz, 589, tel. 3571-1191. www.josephinedc.com


quinta, 10

março 2011

O quê? RMC System da Amend Cosméticos. Por quê? O kit é composto por Xampu Repositor, Repositor de Massa Capilar e Balm Protetor Pós-Reposição. Os produtos são indicados para cabelos danificados e enfraquecidos por descolorações e tinturas, ação do secador e chapinha. Segundo a empresa, agem diretamente nas camadas internas e externas dos fios e são capazes de manter os cabelos mais resistentes e tornando o cabelo mais saudável, sedoso e brilhante. Dispensa o uso de touca térmica. Nas principais drogarias e perfumarias do país por cerca de R$ 84.

5h às 11h

beleza

O quê? Restaurante Manuali. Por quê? As massas ali servidas são feitas artesanalmente pelo chef ítalo-brasileiro Bruno Manuali. Nos mais de 15 tipos de massas que ele produz são usadas farinha de trigo e sêmola de grano duro importadas da Itália. Além das massas, o cardápio oferece pratos clássicos de várias regiões italianas. A carta de vinhos conta com 90 rótulos e a casa dispõe de uma rotisseirie onde podese encomendar a especialidade da casa e assados para entrega em domicílio. Ter. a dom.: das 11h45 às 15h e das 19h às 24h. Al. Lorena, 1442, tel.3063-1317.

11h às 17h

gastronomia

O quê? Banana mecânica. Por quê? A peça aborda a tragédia urbana carnavalizada sobre mitos alucinantes, oníricos, surrealistas e fantasiosos, por meio de temas e personagens que compõem a mitologia do Carnaval carioca. Autoria e direção de Francisco Carlos, com André Engracia, Eloisa Leão, Fabianna Serroni, Felipe Montanari, Fernando Delabio, Germano Melo, José Trassi, Mafalda Pequenino e Paulo Gaeta. Até 31 de março. Qui.: às 21h. R$20. Espaço dos Satyros I – Pça. Roosevelt, 214, tel. 3258-6345.

17h às 23h

teatro

O quê? Hoteis.com. Por quê? A empresa, líder no mercado de reservas de hospedagens, preparou uma surpresa para os fãs do cinema: uma seleção de hotéis localizados em cidades que foram cenário de filmes indicados ao Globo de Ouro e Oscar deste ano, tais como o Salisbury Hotel, na Nova York de Cisne negro; The Lenox Hotel Boston, na cidade onde se passa A rede social; Terrass Hotel, na Paris que recebeu Leonardo DiCaprio para filmar A origem, entre outros igualmente interessantes. Todos os empreendimentos receberam a melhor avaliação dos clientes do site. www.hoteis.com

23h às 29h

internet

77


março 2011

Paralela Gift

5h às 11h

feira O quê? 22ª edição da Abup Show. Por quê? A feira de utilidades domésticas e presentes é reconhecida como uma das melhores e mais selecionadas do país. O evento conta com 115 expositores, entre eles Casa Bonita, M.Cassab e Oxford. A Abup – Associação Brasileira das Empresas de Utilidades e Presentes – é uma sociedade civil de âmbito nacional, cujo objetivo é o desenvolvimento do setor de utilidades domésticas e presentes como um todo. De 11 a 14 de março: das 10h às 19h e dia 15 de março: das 10h às 19h. Pq. do Ibirapuera, portão 3. www.abup.com.br

11h às 17h

Cinema O quê? Cinema. Por quê? Dia de estreias: a comédia Passe livre traz os amigos Rick e Fred, inquietos e cansados da rotina do casamento. Tudo muda quando suas esposas tentam uma abordagem ousada e oferecem um passe livre: uma semana de total liberdade para que os dois façam o que quiserem, livres das obrigações do matrimônio. Inicialmente parece que um sonho se torna realidade para Rick e Fred, mas eles descobrem que seus conceitos sobre a atual vida de solteiro estão fora da realidade. E mais: a ação Assassino a preço fixo. Nos melhores cinemas da cidade.

dança

17h às 23h

Este evento de design é na verdade uma feira de negócio destinada a lojistas e profissionais da área. Realizada duas vezes por ano, ela tem como base o lançamento de coleções e novidades de designers de todo o país. Sob curadoria da designer Marisa Ota, tem como objetivo estimular a criação autoral, a utilização de novos materiais e a produção sustentável. Interessante também para quem curte design e quer apreciar coleções de artistas dos mais variados cantos do Brasil, profissionais que não apenas trabalham com criatividade e qualidade, como também têm capacidade de distribuir as peças para todo o território nacional. De 12 a 15 de março, das 10h às 20h. Shopping Iguatemi, 9º andar. Av. Brigadeiro Faria Lima, 2232. www.paralelagift.com.br

sexta, 11

O quê? Ikiru – Solo com Tadashi Endo. Por quê? O espetáculo foi considerado um réquiem pela aclamada bailarina Pina Bausch, falecida em 2009. Nesta performance, Tadashi Endo responde suas questões criativas unindo de maneira muito particular referências do Butoh-MA e da Dança Teatro. Em Ikiru, o bailarino japonês celebra a brevidade da vida e homenageia seus mestres mortos. Dias 11 (21h), 12 (20h) e 13 (18h) de março. R$ 4. Teatro de Dança – Av. Ipiranga, 344, subsolo do Edifício Itália, tel. 2189-2557.

23h às 29h

bar

78 | 29HORAS | 1º de março a 29 de março de 2011

O quê? O quê? Sexta do Vinil no Sonique Bar. Por quê? Porque os conhecidos bolachões estão se tornando atrações em bares descolados, que procuram um diferencial. Na balada do Sonique, por exemplo, eles atraem um grande público interessado em curtir uma boa música, com frequências sonoras mais altas e baixas, ecos, batidas graves, harmônicos, ”naturalidade” e espacialidade do som – como costumam argumentar os entusiastas. Até entre os DJs saber manipular bem um LP (Long Play) vira uma singularidade. Ter. e qua.: das 18h às 2h; qui. a sáb.: das 18h às 3h. R. Bela Cintra, 461, tel. 2628- 8707.


sábado, 12

março 2011

O quê? 18ª Craft Design. Por quê? Em novo endereço, a feira tem como objetivo o lançamento de produtos de designers consagrados e novos talentos, percorrendo todo o universo da decoração e estilo, viabilizando a relação comercial e transformando boas ideias em bons negócios. De 12 a 15 de março: das 10h às 20h. Centro de Convenções Frei Caneca – R. Frei Caneca, 569, 5º andar, tel. 3644-3508. www.craftdesign.com.br

5h às 11h

feira

O quê? Picchi Restaurante. Por quê? Nos almoços de sábado há degustação de massas artesanais, fabricadas na casa, com receitas dos ancestrais do chef italiano natural Pier Paolo Picchi, de Lucca, na Toscana. A intenção é passear pela cozinha clássica italiana, e para isso não falta nem uma máquina centenária, o bigolaro, que dá forma a pastas como o bigoli e o pici. Por R$ 80, com sobremesa. Almoço – Seg. a sex.: das 12h às 15h; sáb.: das 12h às 16h. Jantar – Seg. a qui.: das 19h às 24h; sex. e sáb.: das 19h à 1h. R. Jerônimo da Veiga, 36, tel. 30789119. www.picchi.com.br

11h às 17h

gastronomia

O quê? Tarja Turune. Por quê? A cantora soprano finlandesa iniciou a carreira em 1996 com a banda Nightwish. Em carreira solo desde 2004, vem encantando plateias em todo o mundo com seu metal sinfônico, já indicado seis vezes ao Emma Awards. De volta ao Brasil, traz sua What Lies Beneath América 2011 Tour, do álbum homônimo lançado em 2009, produzido pela própria artista, contando com participações especiais. Destaque para o single Falling awake. Hoje: às 22h. De R$ 100 a R$ 260. HSBC Brasil – R. Bragança Paulista, 128, tel. 2163-2100. www.hsbcbrasil.com.br

17h às 23h

show

O quê? Galinhada da Madrugada no Dalva e Dito. Por quê? A casa entrou para o rol dos estabelecimentos que atendem a boemia, garantindo pratos, lanches, cafés da manhã, entre outras pedidas, e passou a oferecer aos sábados, das 24h às 3h, a Galinhada da Madrugada, acompanhada de arroz e pirão. A cada sábado, após as 24h, um bufê é montado dentro da cozinha do restaurante. Ali, o cliente pega seu prato e talheres e pode comer à vontade, sentado ao lado de um garçom ou cozinheiro que já o serviu antes. Por R$ 29. R. Padre João Manuel, 1115, tel. 3062-6282. www.dalvaedito.com.br

23h às 29h

bar

79


março 2011

Club cubano Azucar

5h às 11h

esporte O quê? Corrida farmácia Walmart – Abertura do circuito Corpore ESPN 2011. Por quê? O evento acontece na USP, e essa é uma das chances de aproveitar a estrutura que a Cidade Universitária oferece, já que os eventos no local agora são limitados: fácil acesso, estacionamento, percurso por largas e arborizadas vias. São duas opções de circuito: 12 km e 5 km, com largada às 8h. As provas são válidas para o Ranking Corpore e elegíveis para o Corri Todas. Há premiação para os cinco primeiros colocados, camisetas para os inscritos e medalhas aos concluintes. www.corpore.org.br

11h às 17h

música O quê? Franz Liszt: O piano em foco. Por quê? Em 2011, a temporada de concertos da Fundação Maria Luísa e Oscar Americano homenageia a obra de Liszt, pianista e compositor, e abre seus programas – seguindo o exemplo do homenageado – a outros responsáveis pela evolução da música através dos tempos. Neste mês, há dois recitais: dia 13 de março, André Carrara (piano) e dia 27 de março, Miroslav Georgiev (piano). Dom.: às 11h30. R$ 20 e R$ 10. Av. Morumbi, 4077, tel. 3742-0077. www.fundacaooscaramericano.org.br

dança

17h às 23h

Ele completou dez anos de sucesso absoluto com muita salsa, gente bonita e animada. O Azucar é a primeira casa noturna a introduzir a salsa (dança cubana) e o mojito na noite da Paulicéia. O espaço agrada pessoas de todas as tribos e une estrangeiros e brasileiros que têm em comum a paixão pelo ritmo latino. A balada pode ficar ainda melhor às terças e quintas, pois estas são as noites em que a casa oferece aulas de salsa gratuitas. O DJ Julio Morcen comanda a música com clássicos dos anos 70 e 80 de origem cubana. No final da noite, o clube, considerado a embaixada de Cuba em São Paulo, recebe os chefs de cozinha da cidade. R. Dr. Mário Ferraz, 423, tel. 30743737.

domingo, 13

O quê? Divas. Por quê? Último dia para ver esse espetáculo inédito com olhar contemporâneo, que aborda o universo feminino e fala de forma bem-humorada sobre as mudanças e alterações das mulheres, por meio de personagens inspiradas nas estrelas glamorosas do início do século 20, que marcaram época pelo seu talento, versatilidade e charme. Hoje: às 19h. R$ 15 e R$ 30. Teatro Augusta – R. Augusta, 943, tel. 3151-4141. www.teatroaugusta.com.br

23h às 29h

gastronomia

80 | 29HORAS | 1º de março a 29 de março de 2011

O quê? Café Journal. Por quê? É um dos poucos estabelecimentos na cidade que tem a máquina de servir vinhos em taças Enomatic. A cada mês, a casa traz uma nova seleção de rótulos conceituados para seus clientes, oferecendo o que há de melhor da adega do restaurante. Há vinhos como o Clos des Lambrays Pinot Noir 2002. Com opções de medidas de taças de 30 ml, 75 ml ou 150 ml, o cliente insere seu cartão na máquina, escolhe a quantidade que deseja e o valor é automaticamente computado no cartão. Todos os dias: das 12h até o último cliente. Al. dos Anapurus, 1121, tel. 5055-9454.


março 2011

Berserk!

segunda, 14

O quê? 42ª Gift Fair/14º D.A.D. Por quê? A maior feira de artigos para a casa, decoração e design da América Latina aposta na estabilidade econômica e na ascensão social, em 2011. Estima-se uma visitação em torno de 70 mil profissionais e mais de 700 expositores, nos segmentos objetos para o lar, mesa posta, utensílios de copa e de cozinha, objetos de decoração e design. De 14 a 17 de março: das 10h às 20h, entrada até as 19h; e dia 17: até 16h. Expo Center Norte – R. José Bernardo Pinto, 333, tel.2089-8500. www.centernorte.com.br/expo-center-norte

5h às 11h

feira

O quê? Salsicha de alho frito da Tosello. Por quê? É inédita no mercado. Elaborada de forma quase artesanal, leva os mesmos ingredientes que a tradicional salsicha tipo Bockwurst, porém acrescenta um preparado de alho frito – uma receita guardada a sete chaves. Ótima para acompanhar um chope gelado, pratos quentes e saladas. Pode ser encontrada nas melhores casas de frios da cidade. R. Rialma, 120, Jardim Dall’Orto, Sumaré – SP. Tel. (19) 3832-5505. www.tosello.com.br

11h às 17h

consumo

bar

George V Casa Branca www.gvcb.com.br

internet

George V Alto de Pinheiros www.gvap.com.br centraldereservas@georgev.com.br

Central de Reservas: 0800 773 4663

Você merece tudo isso.

23h às 29h

O quê? Tela dos Aeroportos em Casa. Por quê? A Infraero está dando uma ajuda bem útil: consultar diretamente de casa, em tempo real, aquele quadro presente em todos os aeroportos do Brasil que informa o horário de chegada e partida de voos. Na hora de buscar alguém no aeroporto, basta dar uma olhada no computador para ver se o voo está atrasado, adiantado ou no horário. Acesse o site em www.infraero.gov.br/voos

n u nc a é de m a i s . Dois endereços em São Paulo:

17h às 23h

O quê? Restaurante Bracia Parrilla. Por quê? Especializada na gastronomia argentina, a casa charmosa e aconchegante reúne vinhos dos mais diversos países, acondicionados na adega subterrânea climatizada. Às quintas, há shows de tango com quinze artistas que sobem ao palco no salão principal, ao som da música símbolo da cultura argentina. Dividido em três partes, o espetáculo faz o público interagir e incluindo apresentações cômicas. Seg. a qua.: das 12h às 24h; qui. a sáb.: das 12h à 1h e dom.: das 12h às 22h. R. Azevedo Soares, 1008, tel. 2295-0099. www.braciaparrilla.com.br

Conforto

81


março 2011

MPB4 no Tom Jazz

5h às 11h

curso O quê? Cursos 2011 no MAM. Por quê? A programação anual dos cursos é articulada pela curadoria do museu e tem o objetivo de promover o debate e a reflexão sobre história da arte, artes visuais e temas contemporâneos. O leque de cursos teóricos e práticos é amplo, abrangendo modalidades como desenho e fotografia, pintura, artes cênicas, figurino e design. Além disso, são coordenados por profissionais de renome, especialistas em suas áreas e artistas premiados, e contam com aulas no auditório e nos ateliês do MAM e material pedagógico específico. Tel. 5085-1312. www.mam.org.br

11h às 17h

GASTRONOMIA O quê? Feijoada de verão no restaurante Fulana. Por quê? Arturo Frank, chefe da casa cuja cozinha é uma fusão da culinária italiana com a espanhola, criou uma alternativa para a tradicional Feijoada nos dias mais quentes: a versão com frutos do mar. Servidos separadamente no Buffet, arroz, feijão branco, camarão, polvo, lula, cabeça de lula, mariscos e o cação compõem o prato. Acompanhamentos: camarão salgado, pimentão fatiado, mexilhões ao vinagrete, farofa de vôngole e molho apimentado. R. Luiz Dumont Vilares, 651, tel. 2283-6575. www.fulanarestaurante.com.br

gastronomia

17h às 23h

O grupo que influenciou uma geração com interpretações que viraram hinos da música brasileira lança um CD independente com boleros que marcaram época. Para isso, convidou grandes compositores para escreverem versões atualizadas de clássicos do gênero, entre eles, Caetano Veloso, Paulo César Pinheiro, Fernando Brant e Zélia Duncan. E convocou o Duofel, o Quarteto Maogani, Toninho Horta e o Trio Madeira Brasil para dividirem os doze boleros selecionados. É possível tanto relembrar canções como Cálice (Chico Buarque e Gilberto Gil) quanto conhecer Conversa com o coração (Guinga e Paulo César Pinheiro), a primeira música de Guinga a ser gravada. Dias 18 e 19 de março, às 22h. Couvert: R$ 90, platéia: R$ 40, Mezanino. Tom Jazz. Av. Angélica, 2331, tel. 3255-0084.

terça, 15

O quê? Izakaya Issa. Por quê? Para provar deliciosas iguarias nipônicas, servidas como tapas (otoshis), e petiscos muito especiais, como os bolinhos de polvo (takoyakis), num autêntico boteco japonês, comandado pela simpática Dona Margarida – antes à frente do Restaurante Goen – e suas ajudantes Harumi e Takae. Para beber, há mais de dez rótulos de saquês e sete de shochus (destilado de arroz). A casa é pequena e aconchegante e pequenos grupos podem se acomodar em um dos quatro reservados ozashikis. Seg. a dom.: das 18h30 às 23h30. R. Br. de Iguape, 89, tel. 3208-8819.

23h às 29h

internet

82 | 29HORAS | 1º de março a 29 de março de 2011

O quê? Clique alimentos. Por quê? O site é uma oportunidade para qualquer pessoa colaborar com a sociedade. Ao clicar no link, doa-se um quilo de alimento para qualquer uma das cidades selecionadas, sem pagar nada por isso. Você pode escolher o destino da sua doação e a empresa patrocinadora, que doa o alimento para a cidade escolhida. A ação é do O Banco de Alimentos, uma instituição comprometida com o combate à fome no Brasil. Só em Porto Alegre, já foram doados mais de 12 milhões de quilos de alimentos em oito anos. O Rio de Janeiro também está na relação. www.cliquealimentos.com.br


quarta, 16

março 2011

O quê? 5ª edição do Web Expo Fórum. Por quê? O foco este ano será o tema “como ter relevância na internet”, tendo em vista a enorme quantidade de sites, os diferentes modos de acesso, a explosão de redes sociais, os diferentes modelos de negócios e de iniciativas originais. Os workshops acontecem em paralelo ao Congresso, explorando Web Tech, Web Business, Web Commerce e Web Innovation. Dias 16 e 17 de março: das 8h30 às 18h. Centro de Convenções Frei Caneca – R. Frei Caneca, 569, tel. 3472-2082. www.webexpoforum.com.br

5h às 11h

feira

O quê? Novas delícias no Le Vin. Por quê? O tradicional doce francês Babá ao Rum ganhou três novas versões, criadas pelo chef Paulo König. O bolinho leve e macio que leva rum em sua massa, agora pode ser encontrado nas versões tradicional (decorada com chantilly e cereja), tropical (coberta com frutas da estação) e uma releitura à base de chocolate belga e coberta com creme de chocolate. Cada uma custa R$ 6,80. Seg. a qui.: das 12h às 24h; sex. e sáb.: até 1h e dom.: até 23h. Al. Tietê, 184, tel. 3081-3924. E mais seis endereços em São Paulo e no Rio de Janeiro. www.levin.com.br

11h às 17h

gastronomia

O quê? Marco Luque em Labutaria. Por quê? O ator e apresentador do programa CQC, da Band, estreia seu novo espetáculo Labutaria, uma comédia de personagens, depois do grande sucesso de Tamo junto!. Novamente sozinho no palco, Luque interpreta cinco personagens inspirados e suas rotinas do dia a dia: um monitor de acampamento; um vegetariano preocupado com a sustentabilidade do planeta; o motoboy Jackson Five; o taxista Silas Simplesmente; e a diarista Mary Help. Hoje: às 21h30. R$ 70. Teatro Shopping Frei Caneca – R. Frei Caneca, 569, 6º andar, tel. 3472-2226.

17h às 23h

stand-up

O quê? Villa Imperial Bar. Por quê? Bem ao estilo de botequim carioca, acaba de chegar na área dos estudantes do Mackenzie, em Higienópolis. A casa, decorada com caricaturas dos amigos do proprietário, serve pratos como a linguiça artesanal defumada com provolone, em fatias bem fininhas; filé mignon em tiras acebolado ao rôti de vinho e quitutes da praia, como a casquinha de camarão. Ótimas caipirinhas e chope Brahma. Seg. a sáb.: das 11h30 às 2h. R. Maria Antonia, 368, tel. 2532-4658. www.villaimperialbar.com.br

23h às 29h

BAR

83


março 2011

Temporada Osesp 2011

5h às 11h

exposição O quê? Titanic: a exposição – objetos reais, histórias reais. Por quê? Para se aprofundar (sem trocadilho) numa das maiores catástrofes marítimas de todos os tempos. Ao naufragar em 1912, o Titanic provocou a morte de mais de 1.500 pessoas das 2.228 que estavam a bordo. Há muitos objetos originais retirados do fundo do mar; uma reprodução de um iceberg de 3,5 m; belas recriações das cabines e da sala das caldeiras. A partir de 17 de março, no BarraShopping. Seg. a sáb.: das 11h às 23h e dom.: das 14h às 20h. Av. Diário de Notícias, 300, Porto Alegre, RS, tel. (51) 4003-4171.

GAsTRONOMIa

11h às 17h

A abertura traz o espanhol Rafael Frühbeck De Burgos para reger a 9a. Sinfonia de Beethoven em ré menor, com o Coro da Osesp, a soprano Susanne Bernhard, a contralto Denise de Freitas, o tenor Donald Litaker e o baixo-barítono Jochen Kupfer. Dias 17 e 18 de março, às 21h; dia 20 de março, às 17h. O regente De Burgos já visitou várias vezes a cidade, mas sempre à frente de orquestras europeias, e, nos dias 24 e 25 de março, às 21h, e 26 de março, às 16h30, volta a reger a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, ao lado de Ilya Gringolts ao violino, interpretando Tchaikovsky, Albéniz e Stravinsky. R$ 24 a R$ 135. Sala São Paulo. Pça. Júlio Prestes, 16, tel. 3223-3966. www.osesp.art.br

quinta, 17

O quê? Casa de Pães Villa Real. Por quê? É moderna, ainda que os proprietários sejam de uma tradicional família de padeiros portugueses. A casa utiliza produtos de qualidade para produzir vários tipos de pães, sanduíches, doces, tortas, salgados, além de mais de 20 tipos de pizza. Serve almoço por quilo com várias opções de saladas e pratos quentes. Seg. a sex.: das 11h30 às 16h; sáb., dom. e feriados: a partir das 12h. Nos finais de semana, café da manhã das 7h às 11h30. Pça. dos Inconfidentes, 21, tel. 3803-9845. www.casadepaesvillareal.com.br

17h às 23h

show O quê? Seal (Seal Henry Olusegun Olumide Adeola Samuel). Por quê? O cantor e compositor londrino, famoso por sua voz rouca e ritmos dançantes, volta ao Brasil depois de três anos para uma série de shows em seis capitais. A turnê faz parte da divulgação de Seal 6: Commitment, seu último álbum lançado em 2010. Entre seus principais hits estão as músicas Crazy e Kiss from a rose. Hoje: às 21h30. Credicard Hall – Av. das Nações Unidas, 17955, tel. 4003-5588. www.ticketsforfun.com.br

23h às 29h

gastronomia

84 | 29HORAS | 1º de março a 29 de março de 2011

O quê? Pizza aperitivo na chapa do Bar Serafim. Por quê? Tem um formato diferente, retangular. O prato é servido em uma grelha que, além de deixar a massa crocante, mantém a pizza quente e facilita na hora de servir. São dez opções que incluem sabores inesperados, como o Da Boa (picanha em iscas, tomate seco e mussarela), Kassato Maru (cogumelos shitake, shimeji e parmesão) e Pero Vaz (palmito, alho, mussarela e manjericão), além das convencionais. Seg. a sex.: das 17h às 2h; sáb.: das 13h às 2h e dom.: das 13h às 22h. Al. dos Anapurus, 1184, tel. 5052-0473. www.barserafim.com.br


sexta, 18

março 2011

consumo

Mediterrâneo Italiano Grandeur of the Seas

Aéreo, 1 noite de hotel em Palma de Mallorca + 7 noites de cruzeiro. Saída 13 de Maio.

5h às 11h

O quê? Monama. Por quê? É uma nova marca de alimentos orgânicos que chega ao mercado, com três produtos: granola, barra de cereais e snacks – todos 100% orgânicos. Ideia de Camila Brennand Fortes, jovem empreendedora de 22 anos, que desde a adolescência segue a medicina ayurvédica. Com certificação IBD, atestando isenção de agrotóxicos e qualquer tipo de veneno na produção, a empresa oferece opções para quem busca uma alimentação de qualidade em qualquer idade, além de produtos para diabéticos e pessoas sensíveis ao glúten. Tel. 4591-2271. www.monama.com.br

feira

Roteiro Palma de Mallorca, Cannes/Monte Carlo, La Spezia (Cinque Terre), Roma, Palermo (Sicília) e Palma de Mallorca. A PARTIR DE

11h às 17h

O quê? Feira Internacional de Animais e Produtos Pets. Por quê? Ótima oportunidade de negócios no setor, a Pet Show traz outros eventos simultâneos, como o 5° Grand Prix de Cinofilia; 25° Exposição Internacional de Cães de Raça; Exposição de Gatos de Raça com realização do Cat Fanciers of Brazil e apoio do Cat Fanciers Association; Exposição de Gatos de Raça dos Clubes do Brasil e America Latina e 1° Pet Show Fashion com desfile e Prêt a Porter. De 18 a 20 de março: das 13h às 20h. Grátis. Centro de Exposições Imigrantes – Rod. dos Imigrantes, km 1,5. www.cipanet.com.br

A partir de Palma de Mallorca, capital das Ilhas Baleares Espanha, em direção à glamurosa Cotê d’Azur francesa e à romântica região de Cinque Terre e Sicília, na Itália.

ENTRADA R$ 647,00

+10X R$

258,81

À VISTA R$ 3.235,10 - cat Q interna

O quê? Cinema. Por quê? Dia de estreias: Uma manhã gloriosa é uma comédia sobre a batalhadora produtora de TV Becky Fuller, que aceita trabalhar e revitalizar o programa Daybreak, contratando o lendário âncora de TV Mike Pomeroy, que se recusa a reportar assuntos comuns dos programas matinais. Em Animais unidos, jamais serão vencidos, um grupo de bichanos é forçado a sair de seu habitat por causa da destruição causada pelos humanos. Eles vão para a África, mas lá um hotel de luxo está usando toda a água, não deixando nada para os animais. Nos melhores cinemas da cidade.

17h às 23h

cinema

stand-up

Reservas: 11 3236 6555 reservas@rubiatur.com.br www.rubiatur.com.br

23h às 29h

O quê? Comédia ao vivo – Humor 5 estrelas. Por quê? O stand-up, apresentado desde 2008 e considerado o melhor do gênero, já foi visto por mais de 30 mil pessoas, só na cidade de São Paulo. Em nova temporada, a cada apresentação, os comediantes se revezam com convidados especiais, garantindo boas gargalhadas do público. Até 22 de abril. Sex.: às 23h59. R$ 50. Teatro Renaissance – Al. Santos, 2233, tel. 21224241. www.teatrorenaissance.com.br

85

Preços p. pessoa, em acomodação dupla, cat Q interna, navio Grandeur of the Seas; taxas não incluídas p. pessoa: porto R$ 360; serviço R$ 119; aéreo com embarques em Guarulhos, Cia Ibéria classe O operador; Hotel Esperia Mallorca ou similar cat 4*, café da manhã incluído; preços em reais ao câmbio de US$ 1,00 = R$ 1,73 em 16 fev 2011, sujeito a variações diárias; pagamento em 11X, com 20% entrada + taxas à vista e saldo 10X cartões MASTERCARD – VISA – DINERS. Reservas sujeitas à disponibilidade de lugares.


março 2011

Música do mundo

5h às 11h

exposição O quê? Exposição Gloria Coelho – Linha do tempo, no Museu da Casa Brasileira. Por quê? A mostra vai só até amanhã. São 60 obras da estilista, de 1996 a 2011, um retrato dos quase 20 anos de uma carreira de sucesso. Com curadoria da própria Glória Coelho e de Ana Lúcia Castro, a abertura da exposição contou com o lançamento do livro Glória Coelho, da Editora Alles Trade – um acervo realizado por expoentes da fotografia de moda no Brasil, como Bob Wolfenson, Claudia Guimarães e outros. Até 20 de março: das 10h às 18h. Av. Faria Lima, 2705, tel. 3032-3727. www.mcb.org.br

feira

11h às 17h

O cantor, compositor e violonista Tim O’ Connor resgata a cultura irlandesa em concerto de músicas com influência do folk celta, tendo como convidado Paul Daly na flauta (um excelente flautista irlandês) e Steve Blackeburn na percussão. Apresenta composições próprias com melodias vivazes (reels e jigs) e profundas (airs), trazendo um lado místico, além da riqueza estética e contagiante do folk irlandês. A apresentação única acontece no dia 19 de março, às 16h30. Grátis. Fundação Cultural Ema Gordon Klabin. R. Portugal, 43, tel. 3062-5245. www.emaklabin.org.br e www.timoconnor. co.uk

sábado, 19

O quê? 11º ExpoBelt – Feira e Fórum de estudos Internacionais e Intercâmbios. Por quê? É uma das principais feiras desse segmento no mundo, contando com o apoio das organizações internacionais. Dias 19 e 20 de março: das 14h às 19, no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo (R. Frei Caneca, 569, tel. 3472-2000) e dia 22 de março: das 15h às 21h, no Centro de Convenções do Hotel Mercure Lourdes, em Belo Horizonte (Av. do Contorno, 7315, tel. (31) 3298-4100). www.expobelta.com.br

17h às 23h

SHOW O quê? Pop Music Festival. Por quê? Comandado este ano por Shakira, o evento, que passa por Porto Alegre no dia 15 de março, apresenta também a esperada banda norte-americana Train, o mago das pistas Fatboy Slim e a banda brasileira Chimarruts – representantes de várias vertentes da música pop internacional de alta qualidade técnica e equipamentos de última geração. Com espaços VIPs, praças de alimentação e bares. Dia 19 de março: às 17h. De R$ 80 (arquibancada) a R$ 500 (pista premium). Estádio do Morumbi – Av. Giovanni Gronchi, 1, tel. 3749-8018.

23h às 29h

bar

86 | 29HORAS | 1º de março a 29 de março de 2011

O quê? Ministro 1153. Por quê? O gastro-bar, com nova decoração, traz novidades da Itália em seu menu e carta de drinques. O Aperol Spritz, hit dos bares italianos, é uma delas, preparado a base de Aperol, espumante e água com gás. No quesito comidinhas, entre a pedidas está o Suppli al telefono, bolinhos de risoto recheados com mussarela, tomate seco e manjericão, e as Olive Ascolane, azeitonas recheadas de linguiça, empanadas e fritas. Seg. a qua.: das 12h às 24h; qui.: das 12h a 1h; sex. e sáb.: das 12h às 2h. Al. Ministro Rocha Azevedo, 1153, tel. 3064-1153. www.ministro1153.com.br


domingo, 20

março 2011

passeio

Ilhas Gregas Splendour of the Seas

Aéreo, 1 noite de hotel em Veneza + 10 noites de cruzeiro. Saída 11 de Maio.

5h às 11h

O quê? Expresso Wet do Wet’n Wild. Por quê? O parque aquático, localizado em Itupeva (SP) na Rodovia dos Bandeirantes km 72, a 30 minutos da cidade de São Paulo, lançou um sistema que inclui transporte e ingresso para o público de outras regiões do estado, e algumas regiões de Minas Gerais. Para isso, foram firmadas parcerias com empresas de transporte e turismo desses locais. No começo, haverá saídas regulares todos os domingos em todo o Vale do Paraíba e região de Ribeirão Preto. Mais informações: Ilha de Santorini (16) 2102-4446 ou JRA Turismo (12) 3923-3805.

bar

Roteiro Veneza, Split (Croácia), Corfu, Chania (Creta), Atenas, Mikonos, Santorini, Katakolon/Olimpia e Veneza. A PARTIR DE

11h às 17h

O quê? Santo Paulo Bar. Por quê? O primeiro bar temático dentro de um estádio brasileiro tem nova carta de bebidas, desenvolvida pelo chef Kleber Jacob. Entre as suas criações, destaque para as sangrias, com misturas exóticas de saquê, prosseco e frutas frescas, e para a sangria azul de saquê, com carambola, Curaçao Blue e frutas. Servem até quatro pessoas e a jarra de um litro, bem gelada, custa a partir de R$ 40. Qua. a sex.: das 12h às 15h e das 18h às 24h; sáb.: das 12h às 24h; dom.: das 12h às 18h. Estádio do Morumbi – Pça. Roberto Gomes Pedrosa, 1, tel. 3742-4432.

A partir de Veneza, vivencie uma viagem de descobertas rumo às paradisíacas ilhas gregas de antigas civilizações.

ENTRADA R$ 885,00

+10X R$

354,00

À VISTA R$ 4.425,00 - cat Q interna

O quê? Eri pinta Johnson borda. Por quê? O ator conta e interpreta de forma divertida sua trajetória artística, relembrando alguns dos seus personagens, como o Gay Lulu, da novela Barriga de aluguel. Suas famosas imitações também estão no contexto da peça, como o gaguinho desempregado, os bêbados e o quase protagonista “Feio da Turma”. Direção de Jairo Mattos, com participações de vozes de Gabriela Duarte e Cesar Filho. Até 10 de abril. Sex.: às 21h30; sáb.: às 21h30h e dom.: às 20h. Teatro Renaissance – Al. Santos, 2233, tel. 2122-4241.

17h às 23h

teatro

consumo

Reservas: 11 3236 6555 reservas@rubiatur.com.br www.rubiatur.com.br

23h às 29h

O quê? Ballantine´s. Por quê? A marca de whisky lançou no Brasil a edição limitada Equalizer, contendo o já conhecido whisky Ballantine´s Finest (ou 8 anos), 750 ml. A garrafa, criada pelo escritório londrino de design The Core, vem em tons de azul escuro, e reflete um equalizador gráfico que reage ao som. O novo produto faz parte da nova campanha da marca “Listen to Your Beat”. À venda por R$ 99, 90, nas Lojas Americanas. www.lojasamericanas.com.br

87

Preços p. pessoa, em acomodação dupla, cat Q interna, navio Splendour of the Seas; taxas não incluídas p. pessoa: porto R$ 335,00; serviço R$ 97,00; aéreo com embarques em Guarulhos Cia Ibéria classe O operador; Hotel Delfino Veneza Mestre ou similar cat 4*; preços em reais ao câmbio de US$ 1,00 = R$ 1,73 em 16 fev 2011, sujeito a variações diárias; pagamento em 11X com 20% entrada + taxas à vista e saldo 10X cartões MASTERCARD – VISA – DINERS. Reservas sujeitas à disponibilidade de lugares.


março 2011

Santa Luzia

5h às 11h

feira O quê? 9ª Febrace – Feira Brasileira de Ciências e Engenharia – Criatividade e Inovação. Por quê? Pretende estimular novas vocações em ciências e engenharia por meio do desenvolvimento de projetos inovadores e criar oportunidades de interação espontânea entre os estudantes e professores das escolas com a comunidade universitária. De 21 a 23 de março: das 9h às 18h; dia 24 de março: das 9h às 19h; dia 25 de março: das 9h às 18h; e dia 26 de março: das 9h às 13h. USP – Av. Prof. Luciano Gualberto, s/n˚, Cidade Universitária. www.lsi.usp.br/febrace

11h às 17h

consumo O quê? Colher de sorvete Cuisipro. Por quê? É uma boa inovação, especialmente para servir as massas mais congeladas. Basta colocar a colher em cima do sorvete, empurrar o êmbolo firmemente até encher o cilindro de aço e retirá-la. O sorvete é liberado ao pressionar o botão, na parte superior da colher. Com o apetrecho, podese caprichar na apresentação da sobremesa, alternando sabores, com cookies e waffles, por exemplo. Funciona com pilhas. R$ 72,25. Na Utilplast. Al. Lorena, 1931, tel. 3088-0862; R. Dr. Mário Ferraz, 507, tel. 3078-0121. www.utilplast.com.br

GASTRONOMIA

17h às 23h

Há 84 anos em São Paulo, a Casa Santa Luzia, que começou como um armazém de secos e molhados diferenciado, na Oscar Freire esquina com a rua Augusta, hoje é conhecida como o grande paraíso das delícias. Não há chef, gourmet ou amante da boa comida que não goste de perambular pelo supermercado, abastecido diariamente com produtos frescos – a seção de verduras e legumes orgânicos é muito bem sortida, e com bons preços – e de alta qualidade. A casa também é considerada um marco na história da importação de alimentos no país por seus produtos raros e refinados de cinco continentes. Tem adega climatizada com uma tentadora variedade de bebidas e conta com a consultoria do expert Marcelo Matos. De seg. a sáb., das 8h às 20h. Al. Lorena, 1471, tel. 3897-5000.

segunda, 21

O quê? Restaurante Hiro. Por quê? Lançou o novo sushi de Hokkigai. Extraído das águas do Atlântico Norte, o Hokkigai é um molusco bivalve, de sabor levemente adocicado, cujo corpo exibe um curioso degradê entre o branco e o vermelho, cores presentes na bandeira da cidade de São Paulo e do Japão. “É uma forma de agradecer e homenagear a cidade que acolheu os imigrantes, especialmente os japoneses”, diz a sóciaproprietária Laura Miyaji. Shopping Eldorado e mais dois endereços. Av. Rebouças, 3970, tel. 3032-9872. Seg. a dom.: das 11h às 23h. www.restaurantehiro.com.br

23h às 29h

internet

88 | 29HORAS | 1º de março a 29 de março de 2011

O quê? Café Store. Por quê? Nessa nova loja virtual você pode adquirir as melhores marcas de café e todos os instrumentos necessários para a preparação da bebida, sem sair de casa. Com venda para todo o Brasil, são mais de 200 tipos de cafés de alta qualidade – com ficha técnica, premiações e selos–, além de máquinas de espresso e cafeteiras importadas, livros especializados e diversos tipos de acessórios. Entre as marcas, a italiana Illy, Suplicy, Baggio, Isabela Raposeiras e novos produtores, como Barisly e a mineira Pé de Café. www.cafestore.com.br


terça, 22

março 2011

feira

Terra Santa Mariner of the Seas

Aéreo, 2 noites de hotel em Roma, traslados e 11 noites de cruzeiro. Saída 8 de Julho.

5h às 11h

O quê? 9ª edição da feira Expo Revestir, Fórum Internacional de Arquitetura e Construção e 6ª Kitchen & Bath Expo 2011. Por quê? Três eventos imperdíveis, que acontecem no mesmo espaço. A Revestir apresenta variedade de recursos, texturas e cores de revestimentos. A Kitchen & Bath lança produtos para cozinhas e banheiros. Já o Fórum de Arquitetura e Construção traz especialistas de todo o mundo para palestras sobre o tema. De 22 a 25: das 10h às 19h. Transamérica Expo Center São Paulo – Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387, tel. 56433000. www.transamericaexpo.com.br

criança

Roteiro Roma, Haifa (Israel), Ashdod (Israel), Atenas, Éfesus (Turquia), Rhodes (Grécia), Chania (Creta) e Roma. A PARTIR DE

11h às 17h

O quê? BBtrends. Por quê? Acaba de trazer para o Brasil o colete inglês Konfidence. Com flutuantes internos que podem ser removidos conforme a criança adquire confiança na água, torna mais fácil e prazeroso o aprender a nadar. É também o único colete, vendido por aqui, que estimula a posição correta de natação. Confortável e fácil de vestir, tem design diferenciado, cores vibrantes e é supermacio, pois é confeccionado com Neoprene especial. De 2 a 7 anos, nas cores amarelo, rosa e vermelho. R. Gabriel Monteiro da Silva, 235, tel. 3377-9200. www.bbtrends.com.br

A partir de Roma, descubra os encantos do Mediterrâneo Oriental. Visite cidades milenares de passado bíblico, a Cidade Santa de Jerusalém, Cesaréia e muito mais.

ENTRADA R$ 1.175,71

470,28

+10X R$

À VISTA R$ 5.878,00 - cat Q interna

O quê? Cantina Bella Donna. Por quê? Há diversos tipos de massas, a maioria preparada artesanalmente pela proprietária e chef de cozinha, Terezinha Rodrigues. A casa também oferece opções de saladas, carnes, aves e sobremesas. Na carta de vinhos, selecionadas variedades nacionais e internacionais. Entre as melhores pedidas estão a Perna de Cabrito e o Conchiglione de Camarão, além de mais de 50 tipos de pizzas. Ter. a dom. e feriados: das 11h às 23h. Pizzaria – Ter. a dom. e feriados: das 18h às 24h. R. Tabapuã, 749, tel. 3078-6889. www.cantinabelladonna.com.br

17h às 23h

gastronomia

beleza

Reservas: 11 3236 6555 reservas@rubiatur.com.br www.rubiatur.com.br

23h às 29h

O quê? Os novos esmaltes Sweet Rock ‘n Roll da Risqué. Por quê?As tendências e ousadias experimentadas pela top model Isabeli Fontana nas passarelas serviram de base para escolher as cores e os nomes dos esmaltes da nova coleção: Azulcrination, azul royal rebelde e ousado; Isabeli, preto berinjela; Psico, roxo intenso; Rock’n Roll, prata que remete ao brilho de uma estrela; o glitter furtacor, Star, que pode ser usado sozinho ou sobre outras cores, além do cinza chumbo, Tatoo, estilo rock ‘n roll. À venda em redes de drograrias, supermercados e lojas especializadas.

89

Preços p. pessoa, em acomodação dupla, cat 11, navio Celebrity Eclipse; taxas não incluídas p. pessoa são pagas juntamente com a entrada: porto R$ 953,00; serviço: R$ 279,00; aéreo com Ibéria classe O operador; embarques em GRU; Hotel Kingsway Hall 4* ou similar com café da manhã incluído; preços em reais ao câmbio de US$ 1,00 = R$ 1,73 em 16 fev 2011, sujeito a variações diárias; pagamento em 11X com 20% entrada + taxas à vista e saldo 10X cartões MASTERCARD – VISA – DINERS. Reservas sujeitas à disponibilidade de lugares.


março 2011

Paula Fernandes

5h às 11h

design O quê? Vitra Home. Por quê? A marca suíça, ícone do design mundial, tem nova distribuidora oficial no Brasil: a Novo Ambiente, especializada em mobiliário contemporâneo. Criada em 1950, a Vitra tornou-se uma “fábrica” de designers consagrados, como os americanos George Nelson e Ray Eames e os franceses Philippe Starck e Jean Prouvé. Suas peças, das mais clássicas às mais atuais, são consideradas obras de arte. Entre os 37 produtos que serão vendidos, há uma linha infantil, poltronas e até relógios. Tels. 3427-0997 e 7812-0567. www.novoambiente.com.br

11h às 17h

exposição O quê? Retrospectiva – Marrey Luiz Peres (1926-1993). Por quê? Expoente das artes plásticas, o artista tem seu acervo reunido e restaurado, com exposição inédita para o público paulistano. São cerca de 100 obras, entre pinturas em acrílica e óleo e desenhos que compõem um panorama da obra de Marrey, incluído no Dicionário Brasileiro de Artistas Plásticos, em 1977, e diretor da Associação Paulista de Belas Artes, de São Paulo, nas décadas de 60, 70 e 80. Até 2/4. Qua. a sex.: das 11h às 18h; sáb.: das 12h às 17h. Galeria PontoArt – R. Inácio Pereira da Rocha, 246, tel. 2548-1661.

gastronomia

17h às 23h

Depois de se apresentar para 700 mil pessoas em um dueto com o rei Roberto Carlos, a cantora e compositora, de 26 anos, mineira de Sete Lagoas e intérprete de grandes sucessos como Meu eu e você e Pássaro de fogo, apresenta o show de estreia da turnê de lançamento de seu primeiro DVD, Paula Fernandes ao vivo. A moça traz na bagagem parcerias com grandes artistas, como Leonardo, Victor & Léo e Zezé di Camargo, além de trilhas sonoras de diversas novelas. O show é marcado por sucessos e reinterpretações de clássicos populares como Ainda ontem chorei de saudade e Costumes, além de composições próprias. Em única apresentação, dia 26 de março, às 22h. R$ 20 a R$ 120. Citibank Hall. Av. Jamaris, 213, tel. 4003-6464. www.t4f.com.br

quarta, 23

O quê? Novos pratos no eñe. Por quê? A casa de Sergio e Javier Torres, chefs que ganharam recentemente a primeira estrela no guia Michelin pelo trabalho no espanhol Dos Cielos, em Barcelona, renovou o cardápio. Os destaques são as favas frescas com mexilhões e limão e o arroz de bacalhau com grão de bico. E nas sobremesas, releituras de maçã do amor e bolo floresta negra. Seg. a qui.: das 12h às 15h e das 19h às 24h; sex.: das 12h às 15h e das 19h à 1h e sáb.: das 13h às 16h e das 20h à 1h. R. Dr. Mário Ferraz, 213, tel. 3816-4333. www.enerestaurante.com.br

23h às 29h

bar

90 | 29HORAS | 1º de março a 29 de março de 2011

O quê? Na Mata. Por quê? Volta a funcionar depois de uma grande reforma, que já pode ser notada na fachada, mais ampla e iluminada. O “Na Moita”, área de shows da casa, conta agora com novos camarotes, um bar e um palco 50 % maior. A ideia foi criar unidade, ligando restaurante e pista num mesmo ambiente, contemporâneo e lúdico. Mesas e cadeiras foram trocadas por sofás, tudo para tornar o espaço mais confortável. A acústica, que já era boa, ficou ainda melhor para receber novos projetos musicais. R. da Mata, 70, tel. 3079-0300.


quinta, 24

março 2011

moda

Escandinávia e Rússia Celebrity Eclipse

Aéreo, 2 noites de hotel em Londres com traslados + 14 noites de cruzeiro. Saída 13 de Julho.

5h às 11h

O quê? Coleção outono-inverno da Jorge Bischoff. Por quê? A grife, com sede na cidade de Igrejinha, no Rio Grande do Sul, que leva o nome do designer responsável pela criação dos sofisticados sapatos e bolsas, está com uma coleção imperdível. São modelos com influência da estética do minimalismo, do militarismo, das estampas animais e dos looks andróginos. Open boots, ankle boots, sandal boots e scarpins são alguns dos modelos que se destacam – e carregam acessórios como fivelas, zíperes e amarrações. R. Oscar Freire, 518. www.jorgebischoff.com.br

feira

Roteiro Londres, Bruges (Bélgica), Berlim, Helsinki (Finlândia), São Petersburgo (Rússia), Tallin (Estônia), Estocolmo (Suécia), Copenhague (Dinamarca) e Londres. A PARTIR DE

11h às 17h

O quê? 3ª Country Fair – 2011. Por quê? Para conferir as novidades e tendências do mundo country. Entre as atrações, o destaque fica para a entrega da 10ª edição do Arena de Ouro, o Oscar dos profissionais de rodeio do país. O visitante conta com desfiles de moda, apresentações e shows, eleição da Rainha Country Fair, entre outros. Os estandes apresentam produtos de lojas country para a compra a preço de atacado, como chapéus e botas. De 24 a 26: das 13h às 21h. Centro de Exposições Imigrantes – Rod. dos Imigrantes, km 1,5, tel. 5067-6767. www.feiracountry.com.br

Siga a trilha dos Vikings e dos Czares e conquiste a terra do sol da meia noite. Passeando pelas ruas de São Petersburgo ou pelas capitais do Báltico, ninguém irá recriminá-lo por sentir-se parte da realeza.

ENTRADA R$ 1.927,20

+10X R$

770,88

À VISTA R$ 9.636,00 - cat 12 interna

O quê? Restaurante Anita. Por quê? Depois da cantora Sara Chrétien, às terças-feiras é a vez do pianista Luiz Mello abrilhantar as noites de quintas com seu jazz progressivo. Ele, que fez história no antigo Paddock, depois Baiúca, Anexo e mais recentemente no Walter Mancini, apresenta-se com um trio, além de um convidado cantor ou instrumentista. A carreira do músico inclui gravações, shows e programas de TV com grandes nomes, como Elis Regina, Dolores Duran e Dorival Caymmi. A partir das 21h30. R$ 20. R. Mato Grosso,154, tel. 2628-3584.

17h às 23h

show

balada

Reservas: 11 3236 6555 reservas@rubiatur.com.br www.rubiatur.com.br

23h às 29h

O quê? Lab Club. Por quê? É dos fundadores do Clash (um dos 50 melhores clubes do mundo, segundo a revista inglesa DJ Mag) e da SPKZ (casa que levou música eletrônica de qualidade à Vila Madalena), em parceria com Dudu Marote, produtor musical reconhecido na cena internacional de música eletrônica. A casa tem uma charmosa área para fumantes, uma pista de dança subterrânea e o Bar Laboratório, capaz de proporcionar diferentes experiências sensoriais, como um inusitado spaghetti de cachaças. Ter. a sáb.: a partir das 23h. R. Augusta, 523, tel. 3159-1745. www.labclub.com.br

91

Preços p. pessoa, em acomodação dupla, cat Q interna, navio Mariner of the Seas; taxas não incluídas p. pessoa: porto R$ 608,00; serviço: R$ 223,00 são pagas juntamente com a entrada; aéreo com Ibéria classe O operador; embarques em GRU; Hotel NH Vittorio Veneto 4* ou similar com café da manhã incluído; preços em reais ao câmbio de US$ 1,00 = R$ 1,73 em 16 fev 2011, sujeito a variações diárias; pagamento em 11X com 20% entrada + taxas à vista e saldo 10X cartões MASTERCARD – VISA – DINERS. Reservas sujeitas à disponibilidade de lugares.


março 2011

Iron Maiden

5h às 11h

viagem O quê? Latitudes – Viagens de conhecimento. Por quê? Dia da saída para o mais novo roteiro da empresa: Japão, florada das cerejeiras. Durante a viagem, o grupo conhecerá a Sakurá (cerejeira), flor nacional do Japão, símbolo da felicidade. As pétalas caem durante duas semanas e seu chá é utilizado em rituais como casamentos e ocasiões festivas. Aguardadas por milhões de japoneses, as festas ou “hanami” (ver as flores) são realizadas ao ar livre, sob as cerejeiras em flor. De 25 de março a 7 de abril. R. Clodomiro Amazonas, 1158, lojas 62/63, tel. 3045-7740. www.latitudes.com.br

11h às 17h

cinema O quê? Cinema. Por quê? Estreia de Sucker punch – Mundo surreal, com Evan Wood, Jena Malone e Jamie Chung. Direção de Zack Snyder. Uma garota é internada em uma instituição mental por seu perverso padrasto, e passará por uma lobotomia em cinco dias. Enquanto o dia não chega, a garota cria um mundo alternativo, onde precisa roubar cinco objetos para fugir de um homem que pretende estuprá-la. Nos melhores cinemas da cidade, como as redes Cinemark, PlayArte e UCI.

dança

17h às 23h

Com novo disco entre os mais vendidos do Reino Unido, a banda heavy metal Iron Maiden, que esteve no Brasil ano passado, retorna para mostrar a turnê de The final frontier. O grupo liderado por Bruce Dickinson passa por São Paulo no dia 26 de março, no Estádio do Morumbi (Pça. Roberto Gomes Pedrosa, 1, tel. 3742-4432), às 21h30 (com abertura dos portões às 15). Depois segue para o Rio de Janeiro (27 de março, no HSBC Arena), Brasília (28 de março, no Estádio Nilson Nelson), Belém (1º de abril, no Parque de Exposições), Recife (3 de abril, no Parque de Exposições), finalizando em Curitiba (5 de abril, no Expotrade). Ingressos pela internet: wwww.livepass. com.br e no MorumbiShopping – Estacionamento Piso G1.

sexta, 25

O quê? Chico no feminino. Por quê? Fundamentado na dança contemporânea, o espetáculo propõe diversas linguagens artísticas, a fim de abordar os princípios que constituem o feminino na obra de Chico Buarque, baseando seu estudo no livro Figuras do feminino na canção de Chico Buarque, de Adélia Bezerra de Menezes. A Magesto Cia. de Dança utiliza elementos como clown e técnicas aéreas e recursos de vídeo e artes plásticas. Dias 25 (às 21h), 26 (às 20h) e 27 (às 18h). R$ 4. Teatro de Dança – Av. Ipiranga, 344, subsolo do Edifício Itália, tel. 2189-2557.

23h às 29h

teatro

92 | 29HORAS | 1º de março a 29 de março de 2011

O quê? A voz do provocador. Por quê? É um monólogo sem preconceitos, que trata temas insólitos de forma inteligente e mordaz, tentando por meio da tragédia, comédia e humor corrosivo compreender o que é ser brasileiro. Em todas apresentações, no final do espetáculo, é aberto um diálogo, com Antonio Abujamra como convidado a responder às perguntas do público. Dia 25: às 23h59. R$ 30. Espaço Parlapatões – Pça. Franklin Roosevelt, 158, tel. 3258-4449.


sábado, 26

março 2011

exposição

Leste Europeu M/S Amalyra

5h às 11h

O quê? Muntadas – Informação espaço controle. Por quê? Mostra de Antoni Muntadas, um dos mais importantes artistas contemporâneos, cuja obra analisa as relações entre a sociedade e a mídia. Esta é a primeira exposição no Brasil que apresenta a obra do artista de maneira mais ampla, com trabalhos realizados em diferentes épocas de sua produção (1978 a 2011). Até 8 de abril. Ter. a dom.: das 10h às 17h30. R$ 6 e R$ 3. Grátis aos sábados. Pinacoteca – Pça. da Luz, 2, tel. 3324-1000. www.pinacoteca.org.br

teatro

Conheça pequenas cidades e as grandes capitais do antigo Império Austro-húngaro em emocionante cruzeiro fluvial a bordo do M/S Amalyra. Comida gourmet, cabines com varanda e serviço esmerado Roteiro Praga, Carlovy Vary, Nuremberg, Regensburg, Passau, Salzburg, Melk, Vale do Wachau, Viena, Budapeste A PARTIR DE

11h às 17h

O quê? Estreia de Evita. Por quê? É uma das obras de teatro musical mais vistas e admiradas em todo o mundo. Com letras de Tim Rice, música de Andrew Lloyd Webber e direção de Jorge Takla, Evita conta a fascinante história de Eva Perón, na primeira montagem totalmente criada e realizada no Brasil, com artistas brasileiros, integralmente cantada em português, em versão de Cláudio Botelho. De 26 de março a 23 de abril. Sex.: às 21h30; sáb.: às 17h e 21h e dom.: às 16h e 20h. De R$ 64 a R$ 148. Teatro Alfa – R. Bento Branco de Andrade Filho, 722, tel. 5693-4000. www.teatroalfa.com.br

Hospedagem em hotéis 5* em Praga e Budapeste, 7 noites de cruzeiro fluvial Rio Danúbio, aéreo e traslados e passeios terrestres incluídos – SAÍDA 3 AGO 2011.

ENTRADA R$ 2.920,41

+4X R$

1.703,57

À VISTA R$ 9.734,71 - cat B externa varanda

O quê? Temporada Filarmônica Bachiana SESI-SP 2011. Por quê? Sob a regência do maestro João Carlos Martins, terá sete concertos entre os meses de março e novembro. No repertório, as 9 Sinfonias de Beethoven e um Tributo aos 90 anos de Piazzolla. O primeiro concerto apresenta a Sinfonia nº 7. Na segunda parte, o jovem violinista Lucas Faria fará um concerto para violino de Bach e o maestro João Carlos Martins será o solista da peça Libertango de Piazzolla. Dia 26 de março: às 21h. De R$ 60 a R$ 120. Sala São Paulo – Pça. Júlio Prestes, 16, tel. 3223-3966. www.osesp.art.br

17h às 23h

música

balada

Reservas: 11 3236 6555 reservas@rubiatur.com.br www.rubiatur.com.br

23h às 29h

O quê? Festa Carroussel, da Kitsch Club. Por quê? É a mais nova aposta da casa para as noites de sábado. Para animar, atrações inusitadas e personagens burlescos surgem na pista e no palco surpreendendo os convidados. Na pick-up, o DJ residente Relson Salles, que já foi atração no Club Havana, em Brighton, Reino Unido, e no Club Velvet, em Madrid, Espanha. Relson gosta de misturar estilos e tendências musicais, como o Deep House, o Funk, a Disco, o Groove e o Soul. Ter. a sáb.: das 23h às 5h. R. Vergueiro, 2676, tel. 5084-1440. www.kitschclub.com.br

93

Preços p. pessoa, em acomodação dupla, cat B externa, varanda navio M/S Amalyra; taxa de porto não incluída: R$ 230,00; aéreo com Lufthansa, classe operador; embarques em GRU; Hotel Old Town 5* em Praga; Hotel Kempinski Corvinos 5* em Budapeste, café da manhã incluído; preços em reais ao câmbio de US$ 1,00 = R$ 1,73 em 16 fev 2011, sujeito a variações diárias; reservas sujeitas à disponibilidade de lugares. Pagamento em 5X com 30% entrada + taxas à vista e saldo 4X cartões MASTERCARD – VISA – DINERS. Reservas sujeitas à disponibilidade.


março 2011

Morcheeba

5h às 11h

viagem O quê? Hotel Privé Boulevard. Por quê? Recém-inaugurado, é o primeiro hotel superluxo de Caldas Novas, em Goiás. Localizado a 800 m do Centro, tem um belo parque aquático, com piscinas termais, hidromassagem, cascata, fitness center e salão de jogos. Outro diferencial é o acesso gratuito do hóspede ao mais tradicional clube da cidade, o Clube Privé, e ao parque temático Water Park, ambos ao lado do Privé Boulevard. Destaque para o restaurante e choperia Boulevar e a Pizzaria Firenze nos arredores. Reservas: 0800-627-575. www.rededehoteisprive.com.br/hotel-boulevard

gastronomia

11h às 17h

A banda dos irmãos Paul (Dj) e Ross Godfrey vem acompanhada de Skye Edwards, vocalista original do trio, desde o início da carreira, em 1990, quando se conheceram numa festa de house music em Londres. No repertório do grupo inglês, hits e sucessos da música eletrônica com influências em trip hop, rhythm and blues e pop, além de canções do CD Dive deep, lançado em 2008 e do último disco, Blood like lemonade, lançado em 2010. Em única apresentação, dia 26 de março, às 22h. Os ingressos custam de R$ 60 a R$ 300. HSBC Brasil. R. Bragança Paulista, 128, tel. 21632100. www.hsbcbrasil.com.br

domingo, 27

O quê? Las Favas Contadas. Por quê? O restaurante, que passou a abrir para o almoço aos domingos, apresenta um menu inspirado em receitas do norte do país, feito pelo chef Caio Henri (pernambucano que pilotou a cozinha do Palácio do Planalto, entre 2004 e 2007). Entre as melhores apostas está a Frigideira de Maniçoba com Frutos do Mar, acompanhada por arroz jasmim com flocos de arroz selvagem, entre os peixes. Ter. a sex.: das 19h às 24h; sáb.: das 12h às 17h e das 19h às 24h; dom.: das 13h às 17h. R. Patizal, 72, tel. 3815-7639. www.lasfavascontadas.com.br

17h às 23h

bar O quê? As atrações do Melograno. Por quê? Há bons motivos para visitar esse bar, além da carta de cervejas com mais de 160 rótulos, como as recém-importadas Sherwood, de Massachussetts. O local oferece o projeto cultural Harmonizasom, aos domingos, às 17h30 (o Trio Futricando apresenta um repertório instrumental variado e de qualidade, com chorinho, MPB e jazz); e às segundas, a partir das 20h (é a vez do grupo Rodas de Humor, com Laert Sarrumor, voz do Topo Gigio, autor da série de livros Mil piadas do Brasil e integrante do grupo Língua de Trapo). R. Aspicuelta, 436, tel. 3031-2921.

23h às 29h

gastronomia

94 | 29HORAS | 1º de março a 29 de março de 2011

O quê? Drinques e pratos exclusivos à base de café do Nicecup. Por quê? A casa usa seu próprio café, cultivado em Minas Gerais, para preparar elaboradas receitas. Um dos exemplos é a salada de folhas verdes com queijo de coalho ao melaço de café. Outra boa pedida, indicada para os dias mais quentes, é o drinque nice orange coffee, que leva creme de leite, suco de laranja e muito gelo. A variada carta de cafés ganha mais aroma e sabor graças aos grãos frescos, torrados e moídos no momento do consumo. Sáb. e dom.: das 9h às 24h. R. Pedro Nicole, 1, tel. 5083-1012. www.nicecup.com.br


segunda, 28

março 2011

O quê? Nova linha Institut Esthéticienne Payot. Por quê? Traz como destaque o componente Aquasense em sua formulação – matéria-prima que pertence a uma nova geração de ativos que melhora a hidratação e a revitalização da pele. Adicionado às fórmulas, o extrato da casca de uma árvore brasileira, o Angico Branco, estimulando a hidratação da pele de dentro para fora. Para profissionais e consumidores finais. Nos Centros Técnicos da Payot em São Paulo (R. Borges Lagoa, 913, tel. 5081-7790) e Rio de Janeiro (R. Fernando Osório, 15, tel. 25537248). SAC:é 0800-164-711.

5h às 11h

beleza

O quê? Restaurante Kampai. Por quê? Ótima opção de japonês no Itaim, a casa oferece serviço à la carte, almoço executivo e sistema de rodízio, o chamado Festival da Casa, para apreciar à vontade um extenso menu a um preço fixo. As sobremesas também são imperdíveis, especialmente o sorvete de gengibre, com calda vermelha, chantilly e morango, servido entre os tradicionais biscoitos Sembei. Almoço – Seg. a sex.: das 12h às 15h e sáb.: das 13h às 16h. Jantar – seg. a qui.: das 19h às 24h; sex. e sáb.: das 19h à 1h. R. Pedroso Alvarenga, 1085, tel. 3079-0505. www.kampairest.com.br

11h às 17h

gastronomia

O quê? Restaurante Spot. Por quê? No espaço todo envidraçado, dos mesmos proprietários do Ritz, que funciona a menos de uma quadra da Avenida Paulista e que faz sucesso desde 1994, você pode ver atores, jornalistas e celebridades e desfrutar as delícias da cozinha contemporânea bem executada com leveza e criatividade. No cardápio, o destaque é o penne com melão e presunto cru em molho de creme de leite e limão. Almoço – Seg. a sex.: das 12h às 15h; sáb. e dom. das 12h às 17h. Jantar – das 20h à 1h. Al. Ministro Rocha Azevedo, 72, tel. 3284-6131.

17h às 23h

Gastronomia

O quê? Novo site EYE4DESIGN. Por quê? Para estar na vanguarda das últimas tendências em arquitetura, design, arte e lifestyle. O site conta com um time de colaboradores espalhados pelas principais cidades do mundo, como Londres, Paris, Nova York, Berlim e Xangai. No comando do novo projeto, uma equipe apaixonada: Marie Timoner, Carolina Pascowitch, Filipe Troncon, Maria di Pace, Roberta di Pace e Raul di Pace. www.eye4design.com.br

23h às 29h

internet

95


março 2011

Povos indígenas

5h às 11h

design O quê? Espagueteira Angiolina. Por quê? Batizada com o nome da avó da dupla de designers Davide e Gabriele Adriano, essa espagueteira foi inspirada na forma como a nonna e muitas donas de casa cozinhavam a massa, na Segunda Guerra Mundial: dentro das latas de molho de tomate. A panela é inteiriça e tem capacidade para seis litros. É feita de aço inoxidável e a alça especial permite três posições diferentes de encaixe para a tampa – aberta, fechada e semi-aberta. Já deu ao fabricante Riva dois prêmios: o IF Design Award 2011 e o Good Design 2010. www.riva.com.br

11h às 17h

GASTRONOMIA O quê? La Piadina. Por quê? Primeira casa especializada em Piadinas, em São Paulo. Prato da região da Emiglia Romagna, trata-se de uma espécie de pão típico, feito à base de farinha, azeite extravirgem e assado na pedra sabão, que pode ser degustado com diversos tipos de recheios. E, todo dia 29 do mês, ocorre o Festival do Gnocchi da Fortuna, em que são servidas miniporções da massa feita artesanalmente. Seg. e ter.: das 12h às 15h30; qua. a sáb.: das 12h às 15h30 e das 19h às 23h30 e dom.: das 12h às 18h. R. Professor Atílio Innocenti, 911, tel. 3926-5427. www.lapiadina.com.br

gastronomia

17h às 23h

A fotógrafa premiada Rosa Gauditano se dedica a registrar a multiplicidade das etnias indígenas no país. Nessa exposição (que começou em Brasília, na Galeria Piccola II), Rosa expõe 60 fotos, que abrangem 34 das mais de 225 culturas indígenas. Seu trabalho foge do folclórico ou do turístico, compartilhando o dia a dia das tribos em uma intimidade cheia de respeito pelos índios. Como diz Rosa: “As populações indígenas têm muito a ensinar sobre os segredos da vida e da natureza do Brasil. Para que isso efetivamente ocorra, será preciso apoiá-los em sua luta pela sobrevivência e manter o espírito aberto para aprender com eles.” Galeria Humberto Betetto, da Caixa Cultural de São Paulo. De 19/3 a 15/5. Terça a dom., das 9h às 21h. Pça. da Sé, 111, 2˚ andar, tel. 3321-4400.

terça, 29

O quê? O quê? Novo restaurante Colette. Por quê? Com influência das culinárias brasileira, francesa e americana e consultoria da renomada chef Ana Soares, quem comanda a cozinha é o chef-revelação Ricardo Fittipaldi (ex-MyNy Bar). Entre as pedidas estão o Escondidinho de Pato, mandioquinha e cogumelos; e o SalmãoBernaise, purê de abóboras, endívias douradas, tomates confitados. Seg. a sex.: das 12h às 15h30 e das 20h às 24h; sáb.: das 13h às 16h30 e das 20h às 24h. Al. Jaú, 1372, tel. 3061-5765. www.colettebrasserie.com.br

23h às 29h

gastronomia

96 | 29HORAS | 1º de março a 29 de março de 2011

O quê? Madame D’Orvilliers. Por quê? A marca, já premiada pela Associação Brasileira da Indústria do Café (ABIC), com o título de Melhor Café Gourmet do Brasil, agora apresenta seu novo blend com edição limitada: o Renascence. Produzidos em lavoura de Catuí Amarelo, trata-se de uma mistura de grãos naturais, secos ao sol e descansados em tulha de madeira por 90 dias. É um dos 12 finalistas do terceiro concurso de qualidade da Rain Forest, que reúne cafés certificados de todo o mundo nos Estados Unidos. Casarão do Café. R. Padre Carvalho, 46, tel. 3815-2794. www.cafestore.com.br


a webjet trouxe mais pĂşblico para os aeroportos. e a meta 29 vai trazer mais anunciantes para esse pĂşblico todo.

Anuncie com a Meta 29 e fale com o expressivo nĂşmero de passageiros da Webjet.

0800 725 0929 www.meta29.com.br

Os melhores projetos, nos melhores aeroportos.


29 horas com... Jornalista, escritora e dramaturga, a portuguesa Maria Adelaide Amaral ficou conhecida do grande público pelas minisséries e novelas que escreve para a Globo, embora também seja uma autora prolífica no teatro, com dezenas de trabalhos de sucesso, como Mademoiselle Chanel. Hoje ela é responsável pelo remake da divertida novela Ti-ti-ti. Paulistana de Higienópolis, conta um pouco da sua rotina.

5h às 11h “Acordo as 6h, faço 25 minutos de meditação e depois pilates. Após o café da manhã e a leitura dos jornais, saio para caminhar por 40 minutos. Sábado e domingo, nado no Pinheiros. Depois banho e trabalho até as 13h.” Esporte Clube Pinheiros – R. Angelina Maffei Vita, 493, tel. 3598-9700.

11h às17h “Almoço uma refeição bem leve e bem verde. Meia hora depois volto de novo para o batente, de onde só saio às 19h para assistir Ti-ti-ti. Se o trabalho está tranquilo, dou uma fugida ao Belas Artes (que infelizmente vai fechar) ou Unibanco para pegar uma sessão de cinema. Vou de táxi e volto a pé, invariavelmente.” Belas Artes – R. Consolação, 2423, tel.32584092. Espaço Unibanco – R. Augusta, 1475, tel. 3288-6780.

17h às 23h “Aos domingos, às 17h, vou à Sala São Paulo assistir concertos da Orquestra Sinfônica Brasileira. E também costumo ir ao teatro à sessão das 18h ou das 19h. Depois da novela quase sempre saio para jantar. Segunda ou terça, saio com a minha amiga Lídia Aratangy, seguindo um ritual de décadas.” Sala São Paulo – Pça. Júlio Prestes, 16, tel. 3367-9500.

23h às 29h “Na maior parte dos dias, às 23h já estou na cama com um bom livro. Sexta e sábado os programas podem se estender um pouco mais. Mas nunca além das 2h, porque à 1h começo a virar abóbora.”

érico hiller

Maria Adelaide Amaral


99


O que é viver em um mundo sem limites para você? St. Ouens Bay – Jersey 49°N

O mundo está esperando por você. Um mundo sem limites, onde cada vez mais pessoas se conectam, trocam experiências e criam oportunidades. Quanto mais você conhece esse mundo, mais você o aproveita. Fale com um gerente do HSBC Premier. hsbcpremier.com.br

HSBC Bank Brasil S.A. - Banco Múltiplo | SAC HSBC 0800 729 5977 | SAC e Ouvidoria HSBC Deficientes Auditivos 0800 701 5934 | Ouvidoria do HSBC 0800 701 3904 | hsbc.com.br/ouvidoria

revista 29HORAS - ed. 17 - março 2011  

Revista mensal com agenda cultural de São Paulo, distribuída no Aeroporto de Congonhas. Capas: Tom Zé e Denise Fraga.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you