Page 1

África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Área Autônoma Palestina, Argélia, Argentina, Armênia, Austrália, Áustria, Bahamas, Bahrein, Bangladesh, Bélgica, Bermuda, Brasil, Brunei Darussalam, Canadá,

a beleza crítica de

mariana

weickert

Catar, Cazaquistão, Chile, China, Cingapura, Colômbia, Costa Rica, Egito, El Salvador, Emirados Árabes, Eslováquia, Espanha, EUA,

Ilhas do Canal, Ilhas Maurício, Ilhas Virgens Britânicas, Índia, Indonésia, Iraque, Irlanda, Israel, Itália, Japão, Jordânia, Korea, Kuwait, Líbano, Líbia, Luxemburgo, Macau, Malásia, Maldivas, Malta, México, Mônaco, Nicarágua, Nigéria, Nova Zelândia, Omã, Panamá, Paquistão, Paraguai, Peru, Polônia, Reino Unido, República Tcheca, Rússia, Sri Lanka, Suécia, Suíça, Tailândia, Taiwan, Turquia, Ucrânia, Uruguai, Venezuela, Vietnã.

O HSBC tem 8 mil agências para você no mundo inteiro. O HSBC está no mundo todo. E, mais do que estar, nós procuramos viver e entender a realidade de cada um dos 86 países onde atuamos. Porque só assim é possível compreender as necessidades dos nossos mais de 100 milhões de clientes e oferecer os melhores produtos e serviços financeiros. O HSBC conecta você com o que o mundo tem de melhor.

HSBC Bank Brasil S.A. - Banco Múltiplo

hsbc.com.br

ou como ser moda, fazer moda e estar na moda sem perder a (linda e pensante) cabeça

tas

e o ofício da auto-reinvenção

como o cqc que lidera,

De 29 de janeiro a 1º de março de 2011 – distribuição gratuita e exclusiva no embarque de congonhas

Hong Kong, Hungria, Ilha de Man, Ilhas Cayman, Ilhas Cook,

29HORAS | 29 de janeiro a 1º de março de 2011 | mariana weickert

Filipinas, França, Geórgia, Grécia, Guatemala, Holanda, Honduras,

Marcelo tas renova-se todos os dias. É assim desde menino, quando aprendeu a questionar o mundo e a si mesmo em um hilariante episódio rural

pondo o bloco

na RUA

a dura, inadiável e sempre justa batalha para manter os blocos como a mais legítima das expressões carnavalescas

28

dias tem fevereiro. e a agenda 29horas tem

148

programas para todas as horas de todos os dias do mês


101


Argélia, Argentina, Armênia, Austrália, Áustria, Bahamas, Bahrein, Bangladesh, Bélgica, Bermuda, Brasil, Brunei Darussalam, Canadá, Catar, Cazaquistão, Chile, China, Cingapura, Colômbia, Costa Rica, Egito, El Salvador, Emirados Árabes, Eslováquia, Espanha, EUA,

Hong Kong, Hungria, Ilha de Man, Ilhas Cayman, Ilhas Cook, Ilhas do Canal, Ilhas Maurício, Ilhas Virgens Britânicas, Índia, Indonésia, Iraque, Irlanda, Israel, Itália, Japão, Jordânia, Korea, Kuwait, Líbano, Líbia, Luxemburgo, Macau, Malásia, Maldivas, Malta, México, Mônaco, Nicarágua, Nigéria, Nova Zelândia, Omã, Panamá, Paquistão, Paraguai, Peru, Polônia, Reino Unido, República Tcheca, Rússia, Sri Lanka, Suécia, Suíça, Tailândia, Taiwan, Turquia, Ucrânia, Uruguai, Venezuela, Vietnã.

O HSBC conecta você com o que o mundo tem de melhor.

HSBC Bank Brasil S.A. - Banco Múltiplo

tas marcelo

e o ofício da auto-reinvenção

como seu programa, o líder do cqc procura

28

dias tem fevereiro. e a agenda 29horas tem

148

programas para todas as horas de todos os dias do mês

renovar-se todos os dias. É assim desde menino, quando aprendeu a questionar o mundo e a si mesmo em um hilariante episódio rural a beleza crítica de

mariana

weickert ou como ser moda, fazer moda e estar na moda sem perder a (linda e pensante) cabeça

pondo o bloco

O HSBC tem 8 mil agências para você no mundo inteiro. O HSBC está no mundo todo. E, mais do que estar, nós procuramos viver e entender a realidade de cada um dos 86 países onde atuamos. Porque só assim é possível compreender as necessidades dos nossos mais de 100 milhões de clientes e oferecer os melhores produtos e serviços financeiros.

29HORAS | 29 de janeiro a 1º de março de 2011 | marcelo tas

Filipinas, França, Geórgia, Grécia, Guatemala, Holanda, Honduras,

De 29 de janeiro a 1º de março de 2011 – distribuição gratuita e exclusiva no embarque de congonhas

África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Área Autônoma Palestina,

hsbc.com.br

na RUA

a dura, inadiável e sempre justa batalha para manter os blocos como a mais legítima das expressões carnavalescas


4 | 29HORAS | 29 de novembro a 29 de dezembro 2009


5


>sumário

de 29 de janeiro a 1˚ de março de 2011

>hora H 10

noite Sommelière, cantora e dançarina, Lis Cereja divulga a arte flamenca

12

CINEMA Malu de bicicleta e Bruna surfistinha trazem divas televisivas à telona

14

show Astros pop dos anos 80 e 90 ressuscitam em apresentações na cidade

16

teatro Uma comédia e um drama são as principais estreias do mês

18

WALKING DISTANCE Percorra a pé o Cambuci e a Aclimação

20

negócios Confeitaria catalã Papabubble com franquia em Pinheiros

22

turismo/experiência Empresário paulistano faz manobras a bordo de um caça supersônico

24

COMIDA A culinária funcional começa a ser desenvolvida por chefs respeitados

26

COMER, BEBER, VIVER Que tal uma autêntica parrilla?

28

ADEGA Didú Russo dá nova receita: vinho do Porto com muito gelo e água tônica

30

DAS 23H ÀS 29H Uma casa noturna desinibida se prepara para o Carnaval

32

MAIS QUE NÉCESSAIRE Produtos para curtir a folia com bem-estar

34

HORA LIVRE O número de celulares supera o de pessoas

36

LOUNGE 29HORAS Quem faz e acontece em SP

40

RIO 29H As novidades do Rio de Janeiro

Agenda 29 horas 64

148 programas para todas as horas do dia

29 horas com... 98

elisa lucinda, poeta inspirada


7


Publisher: Pedro Barbastefano Júnior Conselho editorial: Chantal Brissac, Claudio Elisabetsky, Clóvis Cordeiro, Didú Russo, Fabio Sgarbi, Georges Henri Foz, Pedro Barbastefano Júnior, Wagner Carelli Redação (contato@29horas.com.br): Wagner Carelli (diretor); Chantal Brissac (editora-executiva); Brunno Carvalho (editor de arte); Letícia Liñeira e Vanda Fulaneto (repórteres) Colaboradores: André Gardenberg, Didú Russo, Dorotéia Fragata, Érico Hiller, Georges Henri Foz, Juarez Malavazzi, Kike Martins da Costa, Letícia Ippólito, Luiz Toledo, Maria Cecília Maciel, Mônica Wojciechowski, Renata Suter, Rodolfo Barreto, Simone Galib e Tainá Azeredo Projetos editorial e gráfico, serviços editoriais: Studio San Floro

SÓCIOS-DIRETORES

>DESTAQUES 44 MARIANA WEICKERT

Ela foi top model, criou sua própria marca, faz sucesso na TV e hoje é um dos nomes mais requisitados pela publicidade

50 MARCELO TAS

As ótimas histórias de Marcelo Tristão Athayde de Souza, o âncora do CQC e futuro candidato à presidência do Brasil

58 OS BLOCOS DE SÃO PAULO

Conheça as histórias de três blocos que conseguem arrastar milhares de foliões pelos cantos e becos da cidade

Clóvis Cordeiro e Pedro Barbastefano Júnior MARKETING Diretor de marketing: Fabio Sgarbi (fabiosgarbi@meta29.com.br) Coordenador: Rodolfo Torrezan (rodolfo@meta29.com.br) Equipe de marketing: Bárbara Henrille (barbara@meta29.com.br), Larissa Ramos Costa Rezende (larissa@meta29.com.br), Raianny Barbarioli Cunha (raianny@meta29.com.br), Vanessa Cristina de Oliveira (vanessa@meta29.com.br) Equipe de criação: André Yoshikawa, Cesar Valério, Karen Kohatsu, Rose Oseki PUBLICIDADE Diretoria comercial: Fabio Sgarbi (fabiosgarbi@meta29.com.br) e Luiz Carlos Stein (stein@meta29.com.br) Diretora de publicidade: Ana Passoni (anapassoni@meta29.com.br) Equipe comercial: Flávia Moraes (flavia@meta29.com.br), Marcelo Rocha (marcelorocha@meta29.com.br), Marcelo Kuperchmit (marcelok@meta29.com.br), Rafael Bove (rafaelbove@meta29.com.br), Renata Slama (renataslama@meta29.com.br), Renato Albuquerque (renato@meta29.com.br Clientes diretos: Oswaldo Maffei Jr. (wado@meta29.com.br), Paulo de Tarso Phenee (paulodetarso@29horas.com.br) Projetos especiais: Geraldo Mello Peixoto (gera@meta29.com.br) Rio de Janeiro – Diretora de publicidade – Gisele Evangelista (gisele@meta29.com.br), Executivo de contas – Antonio Carlos Maia Jr. (antoniocarlos@meta29.com.br) e Assistente comercial – Lorena Rocha (lorena@meta29.com.br) Representantes: Brasília – Aloísio Nascimento (dbkn@uol.com.br), Minas Gerais – Moacir Lopes (moacir@yesbh.com.br), Paraná – Rogério Florenzano (florenzano@meta29.com.br), Rio Grande do Sul – Ricardo Rosa (ricardo@printsul.com.br), Santa Catarina – Jean Luc Jadoul (jljadoul@terra.com.br), Pernambuco – Luis Augusto Carvalhaes Norfini (novosrumos@hotlink.com.br) Assistente comercial: Danielle Ferreira (danielleferreira@meta29.com.br) ADMINISTRAÇÃO Administrativo e financeiro: João Carlos Vendramini (joaocarlos@meta29.com.br) Manutenção e logística de distribuição: Marcelo Mattos (marcelomattos@meta29.com.br) Impressão e acabamento: IBEP Gráfica 29HORAS é uma publicação mensal sob encomenda da Meta 29 Serviços de Marketing Ltda. Editora contratada: San Floro Editoração Gráfica ME Jornalista responsável: Wagner Carelli (MTB 12986) Tiragem: 65.000 exemplares DISTRIBUIÇÃO GRATUITA E EXCLUSIVA NAS SALAS DE EMBARQUE DO AEROPORTO DE CONGONHAS A revista 29HORAS respeita a liberdade de expressão. As matérias, reportagens e artigos são de responsabilidade exclusiva de seus signatários. Meta 29 – Av. Nove de Julho, 5966 - cj. 62 - Jd. Paulista - São Paulo Cep: 01406-200 Tel.: 11.3086.0088 Fax: 11.3086.0676 www.meta29.com.br; www.29horas.com.br, www.29horas.mobi (celular)

29HORAS na rede: twitter.com/revista29horas @revista29horas

A Meta 29, consciente das questões ambientais e sociais utiliza papéis com certificação FSC (Forest Stewardship Council) na impressão deste material. A certificação FSC garante que uma matéria-prima florestal provenha de um manejo considerado social, ambiental e economicamente adequado e outras fontes controladas. Impresso na IBEP Gráfica Ltda. certificada na cadeia de custódia - FSC.


9


tainá azeredo

hora h

noite

Lis Cereja é uma estudiosa da arte flamenca, que ela compartilha com amigos e clientes em sua enoteca...

10 | 29HORAS | de 29 de janeiro a 1º de março de 2011


olé!

Sommelière, cantora e dançarina, Lis Cereja brilha em sua enoteca, a Saint Vin Saint, enquanto mergulha cada vez mais na arte flamenca, sua paixão Lis sempre sonhou em ter sua própria enoteca, desde a época da faculdade. Um lugar em que pudesse unir o universo da enogastronomia no melhor estilo dos bistrôs da Europa. Aos 27 anos e formada em Nutrição e Gastronomia, ela já trabalhou em importadoras e vinícolas e, no ano passado, lançou o livro Superdicas para entender de vinhos (Ed. Saraiva). Agora administra a Enoteca Saint Vin Saint, em São Paulo, que acaba de completar três anos. O nome é uma homenagem ao padroeiro dos vinhos, São Vicente, e o lugar é uma espécie de bistrô e livraria, que também oferece cursos, degustação, jantares harmonizados, música e dança ao vivo. Dinâmica, como a sua própria casa, Lis faz de tudo um pouco na enoteca. Prepara as cartas de vinho, compostas 99% pelos biodinâmicos, atende os clientes, entra às vezes para ajudar na cozinha e ainda tem pique para soltar a voz no canto flamenco e embalar as noites de show espanhol, sob o comando do guitarrista flamenco Gustavo Senna. “Sou apaixonada por essa cultura tão intensa”, diz. O interesse não teve influência familiar, apesar de ter ascendência espanhola por parte da bisavó. “A manifestação enogastronômica foi que despertou o meu encanto”. Mas essa paixão pela cultura espanhola foi tanta que Lis não se limitou em estudar apenas os vinhos e a culinária. Há três anos pratica dança flamenca e há dois faz aulas de canto. “Sou fanática por esse estilo de música, ouço todos os dias. É incrível o poder que ela tem de levantar o astral”, diz. Em março Lis embarca rumo a Sevilha, em Andaluzia, berço do flamenco, para fazer um curso intensivo. Ela viaja sempre com o marido, Ramatis, sommelier que a partir deste semestre passa a ser também companheiro de trabalho. –Letícia Liñeira

... em São Paulo, onde também é sommelière, cantora e dançarina

Enoteca Saint Vin Saint – Seg. a sáb.: das 18h às 2h. R. Prof. Atílio Innocenti, 811, tel. 3846-0384. www.saintvinsaint.com.br

11


cinema

gatas na tela Malu de bicicleta é um Dom Casmurro moderno e Bruna surfistinha é uma Dama das camélias em versão rasteira

estreladas por atrizes com uma certa semelhança física. Deborah Secco, que encarna a Bruna surfistinha, e Fernanda de Freitas, protagonista de Malu de bicicleta, já foram escaladas para atuar como irmãs em uma novela, Pé na jaca, tamanha a semelhança. Hoje Fernanda pode ser vista no seriado cômico S.O.S. emergência ou na peça teatral Ensiname a viver. Bruna surfistinha estreia nos cinemas brasileiros no dia 21, e seus produtores esperam que o filme seja um grande sucesso. Além de Deborah Secco, o elenco traz Cássio Gabus Mendes, Louise Cardoso e Fabiula Nascimento. O livro sobre a jovem de classe média

A paulista Fernanda de Freitas vive a carioca Malu

12 | 29HORAS | de 29 de janeiro a 1º de março de 2011

Deborah Secco é Bruna surfistinha no filme de Marcus Baldini

que um dia resolve sair de casa e vira celebridade nacional ao trabalhar como garota de programa e expor sua rotina num blog na internet foi um best-seller instantâneo e ficou no topo da lista dos mais vendidos por alguns meses. A história é pobre e linear, mas as aventuras e desventuras de cortesãs e prostitutas sempre cativaram o público, desde A dama das camélias, de Alexandre Dumas, até Uma linda mulher, personificada por Julia Roberts. Já Malu de bicicleta, que já está em cartaz nos cinemas, equilibra humor e drama para relatar a complexa relação amorosa do paulistano Luiz Mario, um homem que coleciona casos amorosos, mas não se envolve emocionalmente com nenhuma mulher até o dia em que, de passagem pelo Rio de Janeiro, apaixona-se perdidamente pela carioca Malu, que o

atropela de bicicleta na ciclovia do Leblon. Tudo vai bem até o dia em que essa história de amor é abalada pela descoberta de uma enigmática carta de amor. O ciúme toma conta da relação, como em Dom Casmurro, de Machado de Assis. “Mas é preciso deixar claro que eu não tenho a pretensão de ser comparado ao Machado. Malu de bicicleta tem um pouco de Dom Casmurro, sim, mas também de Otelo, Madame Bovary e diversos outros romances em que o amor descontrolado e o ciúme doentio estão presentes”, avisa Marcelo Paiva. O curioso é que, no filme, o paulista Luiz Mário é interpretado pelo ator carioca Marcelo Serrado, enquanto a carioca Malu ganha vida com a atuação da paulista Fernanda de Freitas, nascida em São José do Rio Preto. –Kike Martins da Costa

fotos divulgação

Neste mês de fevereiro, duas personagens saltam de livros brasileiros para a telona. Malu de bicicleta, texto escrito por Marcelo Rubens Paiva, ganha uma adaptação para o cinema pelas mãos do diretor Flávio Tambellini, responsável em 2001 pela versão cinematográfica do romance policial Bufo & Spallanzani, de Rubem Fonseca. Pelas mãos do cineasta Marcus Baldini, o mesmo acontece com o diário autobiográfico O doce veneno do escorpião, inspirado nas aventuras sexuais da sorocabana Raquel Pacheco Pinto, que virou garota de programa com o pseudônimo de Bruna Surfistinha. As duas produções são


13


show

HSBC BRASIL, VIA FUNCHAL E CREDICARD HALL RECEBEM BOY GEORGE,CYNDI LAUPER E OS BACKSTREET BOYS Nem só de Amy Winehouse, LCD Soundsystem, Paramore e outras estrelas da cena pop atual vive a agenda de shows de São Paulo. No final de fevereiro, grandes nomes das paradas de sucesso do final do século passado saem da tumba e se apresentam nas principais casas de

espetáculo da cidade. A festa retrô começa no dia 23, quando a cantora Cyndi Lauper sobe ao palco do Via Funchal (rua Funchal, 65, Vila Olímpia, tel. 3846-2300). Aos 57 anos, a extravagante e debochada intérprete de sucessos como Girls just wanna have fun, True colors e Time after time volta a se

O quarteto americano que é fenômeno de vendas retorna ao Brasil com a turnê This is us

14 | 29HORAS | de 29 de janeiro a 1º de março de 2011

estão à venda no site www. viafunchal.com.br e custam de R$ 150 a R$ 300. No dia 26, o quarteto Backstreet Boys – hoje formado por Nick Carter, Howie Dorough, Brian Littrell e A.J. McLean – ressurge no Credicard Hall (avenida Nações Unidas, 17.981, Santo Amaro, tel. 4003-5588) para fechar sua turnê por cinco cidades brasileiras - Rio, Recife, Brasília, Belo Horizonte e São Paulo. Após milhões de discos vendidos pelo

fotos divulgação

festa retrô

apresentar para divulgar seu mais recente álbum, intitulado Memphis blues, lançado em 2010 e muito bem recebido pela crítica e pelo público (chegou ao 26º posto na lista dos mais vendidos nos Estados Unidos). No novo trabalho, totalmente dedicado ao blues, Cyndi revela uma outra faceta de seu talento, em parcerias com B.B. King, Allen Toussaint, Johnny Lang, An Peebles e o saxofonista brasileiro Léo Gandelman. Os ingressos


Cyndi Lauper canta no Via Funchal

mundo todo e hits como I want it that way, As long as you love me e Larger than life, a boys band retorna com um novo trabalho, o CD This is us, lançado no final de 2009. Além dos clássicos que embalaram adolescentes no final dos anos 90, eles pretendem emplacar novas canções de melodias marcantes e batidas simples de puro rhythm’n’blues como Bye bye love, Straight through my heart e PDA. Os ingressos mais baratos

O britânico Boy George faz apresentação única

custam R$ 100, e os mais caros estão à venda por R$ 400 nas bilheterias do Credicard Hall ou no site www.ticketsforfun.com.br. Por fim, no dia 27 o vocalista da banda Culture Club, Boy George, faz uma única apresentação na cidade, no HSBC Brasil (rua Bragança Paulista, 1.281, Chácara Santo Antônio, tel. 4003-1212). Famoso por clássicos pop como Do you really want to hurt me, The crying game, Mistake number 3 e Karma

chameleon, o transgressor e polêmico artista britânico que nos últimos anos só aparece na mídia por causa das confusões em que se mete promete cantar esses sucessos todos e também músicas de seu novo disco, Ordinary alien. Bem mais gorducho do que nos tempos de Culture Club, nos últimos anos George O’Dowd dedicou-se menos à música e mais a trabalhos como ator (participou da montagem londrina do musical Taboo) e como

escritor – lançou um livro de receitas macrobióticas intitulado Karma cook. Também atua com DJ e fotógrafo. Os ingressos para ver Boy George custam de R$ 80 a R$ 280 e estão à venda no site www.ingressorapido.com. br. E, se você tem mais de 30 anos, prepare-se, pois nos próximos meses vem aí mais uma leva de “dinossauros”: Iron Maiden, Ozzy Osbourne, Seal, U2, Roxette, Slash... –K.M.C.

15


teatro

Tempo de

estreias

As globais Alessandra Negrini e Camila Morgado entram em cena com seus novos espetáculos

16 | 29HORAS | de 29 de janeiro a 1º de março de 2011

Ao final de um jogo de perguntas e adivinhações, as amizades se desintegram e os rancores aparecem. Na manhã seguinte, procurando juntar os fragmentos das relações abaladas, chega à casa Elizabeth, uma elegante e misteriosa senhora e seu acompanhante Oscar. Com alguma delicadeza e uma boa dose de sarcasmo, o autor encaminha a expectativa de entretenimento da plateia na direção de uma reflexão dolorosa e angustiante. Os personagens são transformados em vítimas de uma metáfora fantasiosa, que levanta uma discussão sobre vida e morte. “Muitas das minhas peças são sobre pessoas que estão vivas, mas morreram emocional e intelectualmente há muito tempo. Você pode

Bia Nunnes, Camila Morgado e Anderson Muller...

...estão na comédia Igual a você

fotos divulgação

Depois do recesso do Natal, do Réveillon e das férias de janeiro, uma leva de espetáculos teatrais traz vida nova aos palcos paulistanos. No Teatro Paulo Autran, no Sesc Pinheiros (R. Paes Leme, 195, tel. 3095-9400), a atração é a montagem de A senhora de Dubuque, escrita em 1977 por Edward Albee, escritor norte-americano ganhador de três prêmios Tony e três Pulitzer, autor de sucessos como Quem tem medo de Virginia Wolf e Três mulheres altas, entre outros. Com direção do ator Leonardo Medeiros, a peça tem elenco encabeçado por Alessandra Negrini, Karin Rodrigues e Joaquim Lopes. Na trama, ambientada na cidade de Dubuque, no interior dos EUA, um jovem casal recebe em sua casa dois outros casais de amigos.


Em A senhora de Dubuque, o autor encaminha a expectativa de entretenimento da plateia na direção de uma reflexão dolorosa e angustiante Rodrigues e Negrini em cena na peça A senhora de Dubuque

estar morto no íntimo e ainda vivo”, afirma Albee. O espetáculo está em cartaz nas noites de sexta (às 21h), sábado (às 21h)

e domingo (às 18h) até o dia 6 de março. A partir do dia 11 de fevereiro, é outra atriz global quem sobe ao palco

Romance na internet Para quem prefere um espetáculo mais alternativo, a opção é Decifra-te ou me devora, escrita e dirigida por Elias Andreato. Protagonizada por Helô Cintra e João Paulo Lorenzon, a peça entra em cartaz dia 5 de fevereiro no Miniteatro (pça. Roosevelt, 108, Centro, tel. 2865-5955), que tem capacidade para apenas 30 espectadores. A encenação mostra a história de um homem e uma mulher que se conhecem pela internet. Por meio de perguntas metafóricas, um tenta entender o outro. Depois, o casal se fala pela primeira vez pelo telefone e cada parceiro passa a conhecer a voz de seu pretendente. As camadas vão se revelando uma a uma, até que os dois se encontram, de fato, corpo a corpo. As sessões acontecem aos sábados (às 21h) e domingos (às 20h).

do Teatro Raul Cortez (R. Dr. Plinio Barreto, 285, Bela Vista, tel. 2626-0261). Nesta data estreia a comédia Igual a você, protagonizada por Camila Morgado, que divide a cena com Anderson Muller e Bia Nunnes em cinco esquetes que retratam de maneira divertida e bem-humorada as dores, os conflitos e as loucuras que assolam a vida moderna. Num texto da dramaturga Adriana Falcão, o trio de atores aborda a obsessão; Lícia Manzo é a autora de um quadro sobre a paranoia e o vício; a hipocondria é o mote do segmento escrito a quatro mãos por Therèze

Bellido e Fernando Duarte; Cristina Fagundes se dedica ao pânico e à ninfomania, enquanto Regiana Antonioni fala de TPM e do transtorno obsessivocompulsivo. “Os textos brincam com esses temas ao colocarem uma lente de aumento sobre problemas do nosso cotidiano, de forma inteligente e muito instigante”, explica o diretor do espetáculo, Ernesto Piccolo. A peça fica em cartaz até o dia 24 de abril e as apresentações acontecem às sextas (às 22h), aos sábados (às 21h30) e aos domingos (às 19h). –K.M.C.

17


walking distance

Tradições do

Cambuci

o Parque Aclimação tem bicicletário, quadra de futebol, brinquedos, barras de ginástica e até uma biblioteca. Durante um passeio pelas trilhas, repletas de jabuticabeira, sibipiruna, pau-brasil, não é raro se deparar com aves, como irerê, quero-quero e joão-debarro. Confira por ali outros programas que mantêm suas tradições.Por Letícia Liñeira

Doceria Anabella Aberta em 1980, a casa oferece uma infinidade de opções para quem não está nem aí para a dieta: são tortas, bolos e docinhos para festas – o pudim de leite condensado, a torta de limão, o bolo trufado e o mil folhas são puras perdições! Seg. a dom.: das 9h às 21h. Av. Lins de Vasconcelos, 922, tel. 3341-2440.

12 min.

20 min. 15 min.

Bloco da Ressaca Esse é um dos blocos de rua mais tradicionais da cidade. Criado em 1984, numa segunda-feira – considerada por muitos como o dia da ressaca –, este ano o bloco realiza seu 28˚ desfile com o tema O jornal tem história e o Ressaca canta sua glória, uma homenagem ao Jornal do Cambuci & Aclimação, que completa 30 anos. Com direito a trio elétrico, bateria, passistas e casal de mestre-sala e porta-bandeira, o bloco promete arrastar cerca de cinco mil foliões durante o percurso. Dia 26 de fevereiro: concentração a partir das 14h, desfile: das 16h30 às 18h30. Lgo. do Cambuci, s/n˚.

18 | 29HORAS | de 29 de janeiro a 1º de março de 2011

Yokoyama Desde 1967 a família Yokoyama é conhecida na região do Cambuci, Aclimação e Vila Mariana pelo sucesso dos seus mais de 20 sabores de pastéis, embora as esfihas, bolinhos e empadas também tenham seus clientes fiéis. Seg. a sáb.: das 9h30 às 22h. Av. Lins de Vasconcelos, 1365, tel. 3207-9613. www.pastelariayokoyama.com.br

fotos divulgação

Parque da Aclimação Seg. a dom.: das 6h às 20h. R. Muniz de Souza, 1119, tel. 3208-4042.


ASSINE

www.assinerg.com.br

0800 777 1400

Elegância e poder há mais de 35 anos.

19


negócios

Em ponto de bala

Confeitaria catalã Papabubble inaugura filial em Pinheiros para vender seus caramelos artesanais para um treinamento com três meses de duração no qual aprenderam a fazer as coloridas balinhas. Em seguida, escolheram um ponto – um casa geminada na rua Pinheiros, entre a Joaquim Antunes e a Cônego Eugênio Leite – e começaram a reforma para montar a lojinha, que foi finalmente inaugurada em novembro. “Todo mês pagamos royalties para a matriz catalã, mas em compensação conquistamos todo o knowhow e o direito de sermos a única filial no Brasil até 2013”, explica Mariana, de 23 anos. “Mas posso dizer que a nossa lojinha tem o mesmo layout das demais

Coloridas e com sabores inusitados, as balas são feitas pelas sócias

20 | 29HORAS | de 29 de janeiro a 1º de março de 2011

Fachada da nova loja de caramelos no bairro de Pinheiros

lojas da Papabubble, que está presente em outras sete cidades – Nova York, Amsterdã, Lisboa, Tóquio, Moscou, Taipei, além da matriz em Barcelona”, completa Maya, também com 23 aninhos. Quem entra na loja logo é seduzido pelo cheiro de calda de açúcar e pelo alegre colorido das balinhas expostas em saquinhos de 140 g (cada um vendido a R$ 13), potinhos com 390 g (a R$ 35) ou tubos de ensaio com 60 g (a R$ 8). Há uma infinidade de sabores, como maracujá, banana, cereja, morango, framboesa, abacaxi, maçã verde, kiwi, melancia, coco, guaraná, caipirinha e mojito. Há também pirulitos, caramelos em forma de sushi, flor, anéis de colocar no dedo e balinhas feitas sob encomenda com o nome ou uma frase escrita no recheio. Mariana e Maya, na maior parte do dia, estão

no balcão enrolando ou cortando as balinhas. A cada dia elas consomem uma saca inteira de 25 kg de açúcar, sem falar nos inúmeros potes de xarope de glicose, nas essências e nos corantes que conferem os diferentes sabores e visuais das engenhosos confeitos. As duas trabalham vestindo luvas porque manuseiam a massa quente sobre uma mesa aquecida a cerca de 100ºC, para manter o caramelo flexível e moldável. “É um trabalho braçal, supercansativo”, diz Maya. “E, ao mesmo tempo, nós temos de imaginar tudo em 3D, para não errar ao montar o desenho dentro da bala que vai aparecer quando elas forem cortadas.” A tradição iniciada no bairro gótico em 2004 agora chega a São Paulo. Ficou mais fácil fazer uma visita a essa maravilhosa fábrica de doces delícias. –K.M.C.

fotos divulgação

Há exatamente um ano, em fevereiro de 2010, Mariana Charf, recém-formada em arquitetura, estava passeando em Nova York quando conheceu a filial norte-americana da loja catalã de balas Papabubble Caramel Artisans. Fascinada, contou para sua amiga, a designer Maya Yendo, que também estava de viagem marcada para a Big Apple. Quando retornou de lá, as duas decidiram entrar em contato com a matriz em Barcelona e verificar se haveria a possibilidade de abrirem uma filial da confeitaria em São Paulo. A resposta foi positiva e, em maio, as duas já estavam em Barcelona e em Amsterdã


21


turismo/experiência

Quando o céu não é o limite Empresário paulistano é o primeiro brasileiro a fazer manobras a bordo de um caça supersônico russo MiG 29

22 | 29HORAS | de 29 de janeiro a 1º de março de 2011

rumo à cidade de Nizhny Novgorod, a 400 km de Moscou. Após 26 horas de voo, incluindo uma conexão na Alemanha, chegaram à Rússia, onde iria fazer o tão sonhado voo rumo aos limites da estratosfera, de onde é possível ver a curvatura da Terra. De posse de um livrinho de bolso do estilo “fale russo”, lá foi ele, ansioso, feliz e cinco quilos mais magro. Para estrelar nessa jornada espacial, ele decidiu emagrecer e, sete meses antes da viagem, iniciou um treinamento pesado. “Não virei o Superman, mas perdi cinco quilos e ganhei energia”.

Palhares no caça russo: viagem foi planejada durante dez anos

O aventureiro lembra que não se entra em uma base como se entra em um parque de diversões. Há regras – uma delas é não fotografar nem filmar – e o time que acompanha é numeroso. “Quando me pegaram no hotel para o voo, havia carro batedor na frente, o meu carro (onde estavam também minha esposa, a tradutora, um cinegrafista e mais uma ajudante), além de mais um carro com mais equipes. Era muita gente!”, recorda. Quando entrou na base, mais pessoas o

esperavam. Como ele diz, o tratamento começou a ficar “meio pop-star” uma certa hora, com câmeras, flashes e filmadoras apontando em sua direção a cada movimento. Eram 120 pessoas envolvidas só para a garantia do voo. O piloto Yuri Poliakov, com mais de quatro mil horas de voo em MiGs, conduziu a viagem dos sonhos de Marcos, que não hesitou em pedir a Yuri que fizesse manobras especiais, além de um pedido ousado: ele queria decolar verticalmente! O piloto

O MIG 29 ainda no chão: aventura incluiu decolagem vertical e quebra da barreira do som

fotos marcos palhares

Você já imaginou voar no caça-símbolo da Força Aérea Russa? Marcos Palhares, empresário da área de internet de 36 anos, não só imaginou como sempre acalentou essa ideia – desde que era menino. E fez de tudo para realizar o seu sonho. “Aprendi que sonhos servem para ser realizados e há mais de vinte anos venho estudando o assunto”, ele diz. Marcos sempre foi fanático por aviação de caça, desde muito pequeno. Com o tempo e os compromissos que engoliam o dia a dia, acabou deixando o projeto de lado. Mas um dia decidiu que era a hora. Foi quando descobriu que existia essa oportunidade no mercado de turismo. Decisão acertada, iniciou uma poupança, de dez anos, para juntar o dinheiro para realizar o projeto, que não é barato. Só o passeio custa 17 mil euros; a viagem toda sai por 70 mil euros. Em 8 de agosto de 2009, Marcos e a mulher, Silvana, saíram de Guarulhos


empresário, que chegou a Mack 1.8 na linguagem de piloto de caça. “É muito emocionante, especialmente na hora em que ele curvou o caça e percebi o planeta Terra, azul, lá embaixo, e eu flutuando no céu negro, no limite da estratosfera. Foi magnífico”, empolga-se. Ele agora planeja nova jornada nas estrelas. Quer fazer este ano um voo em gravidade zero – similar ao utilizado pela NASA para treinar astronautas – e pretende também lançar seu livro, em que conta a experiência radical nas alturas. –Chantal Brissac

Turismo espacial A partir de 2012 será possível ter a mesma emoção que Yuri Gagarin sentiu ao ver o contraste azul da Terra com o manto negro do espaço. Em uma viagem sensorial sem precedentes, um avião-foguete levará o viajante além dos limites normais das regiões de voo, acima dos 100 quilômetros de altura, onde começa o espaço. Quem organiza a aventura é o empresário Edgar Werblowsky, diretor da Immaginare - O guia de experiências e sonhos, agência que oferece uma lista inusitada de viagens incríveis, entre elas a do voo supersônico no MiG 29, protagonizada por Marcos Palhares. A agência já recebeu pedidos de interessados para fazer o voo sub-orbital. “Já existem 200 passageiros registrados para este voo, que deve custar em média US$ 200 mil por pessoa”, diz Edgar, lembrando que, ao alcançar a altitude máxima, os motores do foguete se desligam e vive-se a experiência de ficar até cinco minutos sem gravidade alguma, enquanto se contempla a vasta escuridão do espaço e o horizonte azul da Terra. Os voos espaciais decolarão dos chamados Aeroportos Espaciais, que ainda estão em fase de desenvolvimento e de implantação. Os países mais cotados são os Estados Unidos, a Rússia e o Cazaquistão.

Ismael Lago | CRM 1387

concordou, desde que a decolagem começasse a 40 graus e depois que o caça ganhasse o espaço. Aí, ele poderia empinar o nariz do avião e subir a 90 graus, consolidando o desejo do passageiro. A sensação de estar na vertical, segundo Marcos, foi incrível. Nesse voo, ele atingiu 21 mil metros de altura e viu a curvatura da Terra, além de ter voado a 2 mil km/hora quebrando a barreira do som! “Houve momentos em que eu me sentia uma massa de pizza. Na velocidade supersônica, o corpo é espremido no assento”, explica o

23


comida

Comidinhas do bem

A culinária funcional, que protege o organismo de doenças, começa a ser desenvolvida por chefs respeitados, que criam receitas de dar água na boca

24 | 29HORAS | de 29 de janeiro a 1º de março de 2011

culinária orgânica e funcional, a máxima “somos o que comemos” foi substituida pela “somos aquilo que nosso organismo consegue absorver”. “Os pesticidas e venenos não deixam as vitaminas e minerais serem absorvidos pelo organismo, além de inflamarem as células do corpo”, diz o chef. Por isso, alguns restaurantes têm investido na chamada culinária funcional, que além de satisfazer às necessidades nutricionais ainda tem efeitos fisiológicos benéficos. E o melhor: a comida é maravilhosa. A cozinha do Le Manjue Bistrô, chefiada por Caleffi, traz pratos contemporâneos e saborosos que, além de serem orgânicos, respeitam a sazonalidade dos produtos. A famosa jambalaya é o pratoassinatura de Caleffi e o mais pedido do cardápio. Trata-se de uma mistura à base de arroz e acompanhamentos, quase como um risoto. Experimente a de camarão (arroz cateto bicolor com camarões

Atum, legumes e arroz integral compõem o prato do Chácara Itaí

Criação do restaurante Moema Natural, que abre para o almoço

fotos divulgação

“Somos aquilo que comemos”. Quem nunca ouviu a famosa frase? Ela é repetida com frequência e há muito tempo: foi proferida pela primeira vez, que se saiba, por Hipócrates, médico grego nascido por volta de 460 a.C., conhecido como o pai da medicina. Hipócrates defendia que a forma mais eficaz de prevenir doenças era por meio da moderação e de hábitos saudáveis. O aparecimento de doenças significava que algo havia saído dos trilhos. Hipócrates tinha razão, mas o que ele não poderia prever é a loucura que o mundo se tornou: prazos apertados, congestionamentos, agrotóxicos, poluição, bioengenharia... As pessoas se adaptaram à correria do novo mundo, mas o genoma humano ainda não se adaptou à “junk food” e não consegue absorver ou eliminar algumas substâncias ingeridas, como os agrotóxicos. Para o chef Renato Caleffi, do restaurante Le Manjue Bistrô, especialista em


A jambalaya, do Le Manjue Bistrô, é o prato mais pedido

Espaguete colorido e saudável no restaurante Chácara Itaí

salteados e flambados em cachaça orgânica, vinho branco, curry e banana, acompanhado de caramelo de aceto e queijo crocante, R$ 65,60) ou a jambalaya selvagem (arroz cateto bicolor com shitake, vinho branco, requeijão, mussarela, queijo gouda crocante, salsa e caramelo de aceto, R$ 48,50). O restaurante Maní (que traz o mesmo nome da deusa indígena da mandioca), localizado no bairro Jardim Paulistano, também conta com um cardápio saudável, orgânico e contemporâneo. A casa tem dois chefs, a brasileira Helena Rizzo e

o catalão Daniel Redondo. Os destaques são a paleta de cordeiro cozida com tubérculos assados e farofa de castanha do Pará (R$ 61), o peixe do dia com banana da terra e migalhas do Maní (R$ 60) e o rosbife em crosta de Lapsang Souchong com salada morna de batatas (R$ 60). No Lorena 1989, comandado pelo chef Leo Botto, os ingredientes orgânicos são comprados de pequenos produtores. O cardápio traz referências da culinária espanhola e italiana e características da cozinha rústica. Além do cardápio orgânico, a casa apresenta um diferencial:

abre para o café da manhã, além do almoço e do jantar. Para o almoço, o Lorena 1989 oferece um menu executivo, com pratos como o farto e delicioso Bacalhau do Leo, que acompanha banana prata, cebola roxa caramelizada e batata doce (R$ 44). O restaurante Chácara Itaí é comandado pela chef Dayse Paparoto e abre apenas para o almoço. Também oferece uma cozinha baseada nos conceitos dos alimentos funcionais somada ao dinamismo e à rapidez de serviços convenientes a uma refeição em horário de trabalho. O cardápio da casa é conciso, planejado para atender com eficiência o giro da clientela: apresenta sempre dois pratos completos, que variam diariamente. O ambiente descontraído conta com um sistema de autoatendimento. Aberto há oito anos, o Moema Natural acaba de contratar uma nova chef,

Nathalie Sardenberg, que veio para padronizar as duas sedes do restaurante, ambas próximas ao parque Ibirapuera. O sistema da casa é bufê e conta com receitas criativas, muito bem produzidas e saborosas, que suprem a ausência de carne vermelha nos pratos. –Mônica Wojciechowski

Le Manjue Bistrô – R. Domingos Fernandes, 608, tel. 3034 0631. Ter. e qua.: das 12h às 15 e das 19h às 23h. Qui. a sáb.: das 12h às 24h. Maní – R. Joaquim Antunes, 210, tel. 3085 4148. Almoço – Ter. a sex.: das 12h às 15h. Sáb.: das 13h às 16h. Dom.: das 13h às 17h. Jantar – Ter. a qua.: das 20h às 23h30. Qui.: das 20h às 24h. Sex. e sáb.: das 20h30 às 24h30. Lorena 1989 – Al. Lorena, 1989, tel. 3081 2966. Ter. a dom.: das 9h a 1h. Chácara Itaí – R. Ministro Jesuíno Cardoso, 104; tel. 3842-0782. Seg. a sex.: das 12h às 15h. Moema Natural – Al. dos Arapanés, 1456, tel. 5543 3679. Al. Jauaperi, 1332, tel. 5542 8399. Ter. a sex.: das 12h às 15h30. Final de semana: das 12h às 16h.

25


comer, beber, viver por georges henri foz

O que é que a

parrilla tem? Confira os restaurantes em são paulo que merecem ser chamados de parrilla

e especialista no assunto, para saber que nossos vizinhos transitam em estágio bem superior ao nosso. É verdade. Mas o assunto aqui hoje são as carnes, ou melhor, os cortes argentinos e o jeito de prepará-las. Esta matéria vai falar da parrilla, cujo simples nome já dá água na boca. O que caracteriza a verdadeira parrilla e onde podemos encontrar restaurantes na nossa São Paulo que sejam dignos de tal nomenclatura. Pra começar, a autêntica parrilla tem que conter alguns itens genuínos em cada parte do cardápio. Muitos desses ítens têm

A grelha do Pobre Juan é uma atração à parte

26 | 29HORAS | de 29 de janeiro a 1º de março de 2011

Ojo de Bife do restaurante Pobre Juan

de ser importados da Argentina ou do Uruguai. Outros, preparados por quem entende mesmo da matéria, para não correr o risco de parecer imitação grosseira. No couvert: a primeira coisa que vem na mesa de uma boa parrilla, acompanhando os pães, manteiga etc. é o chimichurri. Este molho,

perfeito para acompanhar a carne, é feito à base de pimentão vermelho, orégano, alho, cebola, salsinha e vinagre. Tudo picado e equilibrado na medida certa para depois ser fechado em papel filme e colocado na geladeira até o dia seguinte. É pôr o chimichurri na boca para saber logo se a casa é genuína ou não.

Empanada do restaurante Martin Fierro, o pioneiro

fotos divulgação

As diferenças que temos com nossos hermanos argentinos se restringem cada vez mais ao universo do futebol. E, mesmo assim, vários jogadores importados da Terra do Tango já se tornaram ídolos de algumas das maiores torcidas do nosso país. Carlitos Tevez e outros são testemunha disto. Na contramão desse sentimento, quando o assunto toca o paladar, as coisas são bem diferentes. No universo dos vinhos, mesmo com nossos produtores fazendo progressos notáveis, não é preciso ser o Didú Russo, nosso querido colaborador


Nas entradas: são obrigatórias as empanadas (de carne, picante ou não, e de queijo com cebola), as morcillas (linguiça de sangue) doces ou salgadas, o chorizo (nossa linguiça), as mollejas (timo), e as deliciosas provoletas com orégano que chegam à mesa derretendo. Ah, os lugares mais verdadeiros também sugerem o matambre frio, que é um enrolado feito com a carne do músculo que cobre a costela, que prensa um recheio composto por ovo, cenoura, cebola, salsão... e otras cositas más. Nas carnes: são alguns cortes diferenciados como o ojo de bife (miolo do contra-filé), o vazio (fraldinha), o bife de chorizo (nosso contra-filé de mais ou menos 400 g) e o assado de tira (corte estreito e vertical da costela com gordura). Lembro que as carnes sem osso vêm da Argentina e as com osso do Uruguai, em função das restrições da febre aftosa. Não vamos esquecer das milanesas com purê. A grelha: tem de ser levemente inclinada com canaletas que não deixem a gordura cair no fogo e incendiar a brasa, comprometendo o gosto da carne. Pronto! Atendendo a esses requisitos (que não são poucos), tudo indica que você está em uma autêntica parrilla argentina. Aliás, para

finalizar, a panqueca de manzanas redondinha e crocante, assim como a panqueca de dulce de leche (o verdadeiro) que vem enroladinha, também são marca registrada desta

valorizado, os preços são mesmo de hermano. Que la pasen bien!

3845-4965), que também tem filiais em Perdizes e no Shopping Cidade Jardim.

Seguem abaixo, por bairro, restaurantes que merecem ser chamados de parrillas:

Jardins: La Caballeriza (tel. 3541-2220) e Estación Sur (tel. 3885-0133).

euRicO max é Ousada e diveRtida. euRicO max é mOdeRna e exclusiva. euRicO max é O seu númeRO!

calçados femininos do nº 40 ao 43 • masculinos até o nº 48

Rua OscaR FReiRe, 550 | JaRdins sãO PaulO | sP | FOne: 1 1 3061-3050 www.euRicOmax.cOm.bR viagem gastronômica. Não é a toa que tantos brasileiros, assim como nós, vão a Buenos Aires com o único intuito de se deleitar com as verdadeiras parrillas, regadas a cartas de vinho amplas e surpreendentes. Fora que lá, com o nosso real

Moema: El Ladrillo (tel. 3562-6499) e La Cabaña (tel. 5052-7612), que tem tango ao vivo todas as quintas. Itaim/Vila Olímpia: 348 (tel. 3849-0348), Bárbaro (tel. 3845-7743), Rincón de Buenos Aires (tel. 38490096) e Pobre Juan (tel.

Vila Mariana: Dr. Tchê (tel. 5575-9625), com seu famoso assado de tira. Vila Madalena: Martin Fierro (tel. 3814-6747), aliás o primeiro de todos e que continua de primeiríssima. georges@29horas.com.br

27


adega por Didú Russo

Porto de verão Pouca gente sabe, mas o vinho do Porto servido em um copo do tipo long drink, repleto de gelo picado e completado com água tônica, fica um supershow

28 | 29HORAS | de 29 de janeiro a 1º de março de 2011

o corte da fermentação do mosto (uvas amassadas com suas cascas), com a adição de água ardente vínica. As leveduras que transformam o açúcar em álcool morrem e o processo é interrompido. O que acontece é que o vinho fica doce e alcoólico. No caso dos secos, a fermentação vai até o final e então acrescenta-se o álcool vínico. No caso dos Extra Dry, o residual de açúcar é sempre abaixo das 40 gramas por litro. Eu perguntei ao meu amigo Carlos Cabral, a maior autoridade em Vinho do Porto no Brasil, quando surgiu esse drink que misturava o Porto com a tônica. Ele me disse que nos idos de 1985, duas casas famosas de Porto, a Fonseca (Fonseca Siroco) e a Sandeman (Sandeman Ship Dry), foram as lançadores da ideia desse

O Porto Ruby Sandeman fica perfeito com gelo e água tônica

drink para promover o vinho no verão e que originalmente usava-se o Porto White normal, não o Dry e nem o Lágrima (este com mais de 130 g/litros de açúcar residual). Mas seja qual for o tipo de Porto, acredite, é uma grande pedida para o verão. Eu, particularmente, gosto com o Porto Ruby normal, é mais barato,

funciona perfeitamente, você encontra nos supermercados e não dói o coração misturar uma tônica num Porto superior como um Tawny 10, 20 ou 40 anos, um LBV ou um Vintage. Isso não conseguiria jamais, mas com um Ruby... fica bárbaro. Faço com prazer e repito. Experimente. Saúde!

divulgação

Eu sou apaixonado por vinho do Porto. Também, pudera, bebi dele antes mesmo de mamar em minha mãe... Não ria não, é verdade, mas não vou contar agora, pois a história é muito longa. Hoje quero falar de Porto no verão. A ideia é colocar no copo tipo long drink duas doses de Porto e completar com água tônica. Claro, antes preencha o copo com muito gelo. Se quiser, coloque uma rodela de laranja e um toque de seu sumo. Quando faço isso à beira da piscina com meus filhos e amigos, a garrafa desaparece em questão de minutos. O recomendado é o chamado Porto Dry, que significa Porto Seco. Explico. Normalmente o vinho do Porto tem um residual alto de açúcar (entre 90 a 130 gramas por litro), pois sua receita usa


Quem conhece, sabe a diferença.

Horário de Funcionamento Segunda a Sexta: das 19h00 às 04h00 Sábados e Feriados: das 21h00 às 04h00

Novo Endereço

Telefone

Web Site

Av. Juscelino Kubitschek, 373 Itaim Bibi - São Paulo - SP

11 2608-9666

www.cafephoto.com.br

29


das 23h às 29h

amor sem preconceitos

De frente para o Copan, desinibida e acolhedora, a boate love story se redesenha para curtir o Carnaval começando pelo horário de funcionamento. O lugar favorito dos assíduos da madrugada abre à uma e meia da manhã – nossas 25h30 – e não fecha antes das nove, quando o sol está a mil e a maioria já encara o batente. Todo esse pique de segunda a sábado. Famosa pelos seus after hours, a casa recebe festeiros que saem de eventos às 5 da matina e seguem direto para lá. Na Love Story, todo mundo é tratado com a maior discrição possível – a ideia é deixar as pessoas à vontade para que possam se libertar e até

A boate é conhecida como “a casa de todas as casas”

30 | 29HORAS | de 29 de janeiro a 1º de março de 2011

Filas na Love Story: público heterogêneo e que se diverte ...

se transformar. Não é raro encontrar ali advogadas, publicitárias e outras garotas de família dançando felizes em cima de palcos. Conhecidos como “queijo”, esses mini palcos viram cenários dessas divas que se atracam sem pudor no “pole dance”: elas se exibem sensualmente em finas colunas de ferro para uma plateia diversificada. No segundo andar há um camarote com vista para a pista. Ao lado está a cabine do DJ, que saúda o público através de um microfone. É a música pop, incluindo sucessos que passam nas rádios, que agita as madrugadas. Dois bares no primeiro andar e um american bar no segundo abastecem o público sedento. A primeira vez que visitei

a casa fiquei surpresa. Já conhecia a fama de sucesso e os boatos picantes, mas nada superou a realidade. Demorou um pouco para eu entender o que se passava ao meu redor, mas logo depois entrei no clima da cena pitoresca e divertida. Seu João, o manda-chuva, explicou que a Love Story faz questão de dar essa liberdade aos clientes, mas também existem regras. Lá não passam filmes pornográficos e não é permitido tirar a roupa. Oferecem cerveja Antártica Itaipava, vodca Smirnoff e Absolut, tequila e diversos whiskys. Neste Carnaval, porém, as coisas vão mudar um pouquinho. A boate será repaginada para atender os foliões de plantão em São Paulo. Fantasiada

fotos divulgação

Existe um lugar onde patricinhas, artistas, intelectuais, jogadores de futebol, turistas, executivos, estudantes e outras tantas tribos frequentam juntos. Este espaço existe há 19 anos e ainda se localiza no centro da capital paulistana. Ali parece valer o eterno lema “Paz e amor”, tão pacífica é a convivência entre os mais variados segmentos de público. Conhecida como “a casa de todas as casas”, a boate Love Story guarda todo tipo de segredo em suas paredes, sofás e banheiros. Nada de óbvio permeia essa balada,


para entrar no clima das escolas de samba, a casa será invadida por confetes. Mixando o som dos DJs com o ruído dos tambores, as noites carnavalescas serão repletas de serpentinas e máscaras para complementar as fantasias dos clientes. Quem está à procura de uma diversão diferente na madrugada já sabe onde encontrar. –Isabella Cury

... até as 9h da manhã

O DJ Juninho comanda o espetáculo noite adentro

Love Story – R. Araújo, 232, tel. 3231-3101.

31


mais que nécessaire

folia equipada

Os historiadores dizem que o primeiro Carnaval brasileiro aconteceu em 1641, animado com canções portuguesas, mas há ainda muita discussão sobre a origem da festa. Há quem diga que ela surgiu no antigo Egito; outros atribuem o nascimento do Carnaval às Saturnálias, festas que aconteciam no Império Romano em homenagem ao Deus Saturno. Enfim: a folia vem de longa data. Por isso não se acanhe e equipe-se para se divertir este ano também. Por Vanda Fulaneto

4

3 5 1

1. Refrescante bucal – Para beijar à vontade com o hálito fresco, o Glister Spray Refrescante Bucal da Amway é perfeito. R$ 10,30. SAC: 0800-0940-6766. 2. Máscara de papier maché – Criação do Ateliê das Máscaras, leva cristais Swarovski. Preço sob consulta. Tel. 2959-8666. www.ateliedemascaras.com.br 3. Cantil em inox – Para carregar seu próprio whisky (ou água, suco natural) onde quer que você vá. R$ 34,90 no Espaço Santa Helena. Tel. 3087-5800. 4. Camisa em algodão – Com estampa havaiana, para um Carnaval pra lá de animado. R$ 87,90 na Shirtstock. Tel. 3071-4185. 5. Água termal aromatizada – No auge da diversão, nada melhor que um jato de água termal para refrescar o calor. Esta é da Anasuil. R$ 64. SAC: 2973-4144.

32 | 29HORAS | de 29 de janeiro a 1º de março de 2011

fotos divulgação

2


33


hora livre luiz toledo

celulares Mais de 190 milhões em ação

34 | 29HORAS | de 29 de janeiro a 1º de março de 2011

todos os quatro, no celular. A hipótese é improvável, mas talvez um tenha ligado para o outro e estavam fazendo uma conference call. Mas a situação que me chocou e me motivou a escrever sobre esse assunto aconteceu quase ontem. Eu estava entretido com meu cheeseburger quando entraram mãe e filha na lanchonete. A mãe na frente, a filha atrás. A mãe falava no celular, falava e andava. Sentaram ao meu lado. Receberam o cardápio. A menina pediu minihambúrgueres, sem entusiasmo. A mãe, incomodada com o garçom: “beirute – continua Beatriz.” Chegaram os sanduíches: a menina comeu, sem apetite, opaca. A mãe devorou o beirute usando as duas mãos, enquanto,

com habilidade de contorcionista, segurava o aparelho entre a clavícula e a orelha e falava. Eu via e ouvia. Os assuntos eram de gravidade zero: moda com rosbife, maledicências com presunto, a vida – vidinha – com maionese. Eu já poderia ter ido embora, mas pedi meu terceiro café. Mania de assistir às histórias até os letreiros. Veio a conta. A mãe pagou e as duas saíram

quase do jeito que entraram: a menina invisível e a mãe falando e andando no celular. A menina na frente, a mãe atrás. Quarto café e me lembrei de uma definição para a internet – e os celulares são computadores – que cabe aqui. A internet é como a boemia: aproxima os distantes e afasta os próximos. Feliz fevereiro novo. yestoledo@gmail.com

divulgação

Já somos mais celulares que brasileiros (escrevi somos em vez de temos de propósito). Do jeito que a coisa vai, em breve seremos mais celulares do que ratos (de novo). Bilhões. Acrescidas mil tecnologias, a gente não apenas fala no celular: escreve, lê, fotografa, filma, navega, grava, joga, desperta, enfim, celula-se. O problema é onde, como e quando usamos essas fantásticas maquininhas. Estava num elevador lotado e um sujeito descrevia em pormenores para um amigo os sintomas que o fizeram procurar um médico na volta da praia. Vou poupar o amigo leitor de mais detalhes. Outra cena que parecia um cartum, acontecendo ao vivo: quatro executivos num restaurante, numa mesa de quatro, falavam,


35


dezembro 2009

por simone galib

simonegalib@29horas.com.br

Enquanto Mayana Moura se despedia da novela Passione, a atriz e modelo, que ficou famosa por interpretar a turbulenta Melina, já surgia em um cenário bem diferente: mais precisamente em cima de uma luxuosa Mercedes SL 350. O ensaio, com o tema Espelhos, dirigido pelo fotógrafo Luiz Tripolli, inclui nomes como a esportista Maurren Maggi, o cineasta Bruno Barreto, o estilista Pedro Lourenço e a chef Helena Rizzo. As imagens rechearam a exposição fotográfica da Top Night Mercedes-Benz, aberta no dia 20 de janeiro com uma festa na Casa Fasano, em São Paulo. A noite também marcou o lançamento no Brasil do CLS 63 AMG, o mais novo carro do time de esportivos premium da marca, com motor 5.5 V8 biturbo, câmbio automatizado de sete marchas e duas embreagens. O valor aproximado do “brinquedinho”? Cerca de US$ 260 mil.

SE FOR DIRIGIR, NÃO BEBA.

Recém-lançado, o carro da Mercedes-Benz custa US$ 260 mil

JACK DANIEL’S and OLD NO. 7 are registered trademarks. ©2010 Jack Daniel’s. Tennessee Whiskey Alcohol 40% by Volume (80 proof).

fotos divulgação

luxo móvel


Sob medida

Que os brasileiros adoram Miami, todo mundo já sabe. Mas que tal sair um pouco fora de Miami Beach, rodar mais 15 minutos e aterrissar no complexo Bal Harbour, balneário com cerca de dois quilômetros de areias brancas e águas cristalinas, que foi totalmente repaginado e virou uma espécie de pólo cultural da cidade? É ali que fica o famoso Bal Harbour Shops, um shopping a céu aberto com mais de 100 lojas das mais sofisticadas marcas

internacionais, como Gucci, Prada, Chanel e Lanvin. Lá também estão as lojas de departamento Neiman Marcus e Saks Fith Avenue, além de restaurantes de alta gastronomia. Não estranhe se encontrar pelos corredores Jennifer Lopez, Beyoncé, Shakira e Lenny Kravitz. E tem mais: o novíssimo hotel cinco estrelas One Bal Harbour Resort & Spa, com 18 andares e uma vista para o mar de perder o fôlego. Com somente duas suítes por andar e elevadores privados, o hotel tem ainda cabanas ao redor da piscina e um SPA de 1.000 m2. Precisa de mais?

Só para elas

Essa história de futebol às quartas-feiras, com namorados ou maridos grudados em frente à TV, levou o chef Arthur Sauer a criar um cardápio especial para mulheres no Roux, um charmoso bistrô na rua Ministro Rocha Azevedo, nos Jardins. “Percebemos que as reservas eram especialmente de grupos de amigas que aproveitam a ausência de seus parceiros para se encontrar”, diz o chef. O menu, modificado toda semana, inclui entrada, um prato principal, sobremesa e uma taça de vinho – tudo muito levinho, saboroso e por R$ 45. A ideia está fazendo o maior sucesso. “Já chegamos a reunir 50 mulheres em uma mesma noite”, conta Sauer. Mas, embora a quarta-feira seja para elas, os homens também podem entrar nesse “clube” das lulus. Aliás, são muito bem-vindos!

Vestida para matar

Um toque de feminilidade e sedução não faz mal para ninguém. E para combinar com o clima quente da estação, nada melhor que o corset, todo feito em shantung liso e inspirado na era vitoriana do século 19, a grande estrela da nova coleção da Fruit de la Passion. Ele vem com barbatanas, fecho frontal, traçado de ilhoses, custa R$ 414 e não causa nenhum incômodo na hora de usar. Mulheres, arrasem!


dezembro 2009

Retrato em branco e preto

A história do hi-society de São Paulo está muito bem retratada. A autora dessa empreitada é a fotógrafa paulistana Gilda Mattar, que acaba de lançar um livro com seu nome e traz 68 fotos assinadas por ela, entre 1989 e 1996, especialmente para a coluna social do jornal O Estado de São Paulo, em três fases distintas: com Sônia Racy (Coluna 2), Nirlando Beirão (Galeria) e Cesar Giobbi (Persona). Com 128 páginas, editado pela DBA, o livro tem imagens interessantes de gente das artes, da política e da vida cultural do país, como Giulia Gam, José Serra, J.R. Duran, Marília Pera, Rita Lee e Pina Bausch, entre outros nomes. Para o professor Tadeu Chiarelli, diretor do Museu de Arte Contemporânea da USP e que assina uma pensata de abertura, o trabalho de Gilda foi transgressor: “Ela retirou daquele tipo de fotografia o caráter previsível que o caracterizava.”

Jantar a bordo do Silversea: pratos assinados por chefs estrelados

SE FOR DIRIGIR, NÃO BEBA.

Atenção gourmets: a linha italiana de cruzeiros de luxo Silversea lançou seus novos programas de viagens gastronômicas, em seus seis exclusivos navios, para até 500 passageiros. Ela é a única do mundo a manter restaurantes Relais & Château a bordo. O programa Culinary Arts traz uma série de chefs estrelados que preparam jantares, onde os passageiros degustam e aprendem os segredos dos pratos assinados pelos melhores chefs do mundo. Há roteiros pelo Mediterrâneo, Ásia, Arábia, Caribe, México e América do Sul, entre outros. Os navios da companhia são super-requintados, têm serviço impecável, 90% das suítes com vista para o mar e serviço de mordomo para todas as acomodações.

JACK DANIEL’S and OLD NO. 7 are registered trademarks. ©2010 Jack Daniel’s. Tennessee Whiskey Alcohol 40% by Volume (80 proof).

fotos divulgação

Al mare


Temperatura máxima

fotos rodolfo barreto

Em ritmo de verão, nada melhor do que circular por Florianópolis, que tem algumas das praias mais bem frequentadas do país. Sol, mar, céu azul e gente bonita na praia Mole e Barra da Lagoa, tudo em clima de férias e muito bem capturado pelas lentes do fotógrafo carioca Rodolfo Barreto, 33 anos, que assina este ensaio. Ele é autor do livro de contos Traumas e outras coisas que não saem no banho e roteirista dos curtas Équilibre, Control pê (semifinalista do Claro Curtas 2010), e Com a mosca azul, selecionado para o 43º Festival de Brasília e 22ª Mostra do Audiovisual Paulista.

Flagrantes do fotógrafo Rodolfo Barreto feitos em janeiro nas praias Mole e Barra da Lagoa, em Floripa


por Renata Suter

Tempo, tempo, tempo

Fernanda Montenegro está no livro Arquitetura do tempo, fotografada por André Gardenberg

40 | 29HORAS | de 29 de janeiro a 1º de março de 2011

Chico Buarque também mostra seu belo rosto no livro

fotos divulgação

André Gardenberg é um bom exemplo de que talento vem de família. Sua irmã é a bem-sucedida cineasta Monique Gardenberg. Ele é um dos fotógrafos mais conceituados do país, que já expôs suas obras no Centro Cultural Correios do Rio de Janeiro, no MAM e no Museu da Imagem e do Som de São Paulo, entre outros lugares. Autor de Arquitetura do tempo (Editora Cosac & Naify), belíssimo livro que se originou de uma exposição do mesmo nome, com 48 retratos de personalidades – entre elas, Fernanda Montenegro e Chico Buarque – André questiona com esse trabalho a indústria da beleza, que encara as marcas do tempo como “defeitos” a serem escondidos ou extirpados. Para o fotógrafo, “as rugas estão carregadas de beleza, sabedoria, vivência e até sensualidade”. Vale conferir o livro, o site e também participar de seus workshops. www.andregardenberg.com.br


A folia da musa

O Carnaval carioca corre o risco de perder a mais deslumbrante de suas musas: a eterna top model Luiza Brunet. Para alguns amigos mais chegados, a bela confidenciou que o desfile que fará este ano pela escola de samba Imperatriz Leopoldinense seria sua última participação na folia do Rio de Janeiro. Em excelente forma, Luiza mais uma vez serve como inspiração para as mulheres que têm lotado o salão Fashion Clinic, no bairro de Ipanema, em busca do corte Brunet, como ficou conhecido o visual moderno, estilo Chanel, assinado pelo hair stylist Tiago Parente. Resta torcer para que ela mude de ideia e continue arrasando no Sambódromo.

Surpresa musical A exuberância de Brunet, que quer parar de desfilar

A bela e jovem curitibana Thaís Gulin chamou a atenção ao interpretar a música Paixão, da trilha sonora da novela Passione, da Rede Globo. Aos 19 anos, ela decidiu passar uma temporada

na Europa e, na volta, se decidiu pela carreira de cantora, optando por um repertório recheado de compositores marginalizados. A ousadia deu certo e agora, aos 27 anos, Thaís estourou no mercado carioca. Seu CD é uma daquelas raras e boas surpresas do mercado fonográfico.

41


Real e essencial O príncipe D. João de Orleans e Bragança, de 56 anos, arregaçou as mangas e ajudou a diminuir o sofrimento dos envolvidos na tragédia na serra fluminense: ele desmarcou compromissos de uma semana para fazer trabalho braçal distribuindo donativos para as famílias desabrigadas. “Tenho uma vida comunitária e faço por consciência cívica. Isso é orgulho de ser brasileiro”, disse o príncipe, que considera um crime deixar as pessoas construírem casas nas encostas.

O sessentão Fernando Bicudo está cheio de ideias e projetos

Dupla afinada

Tuninho Galante e Marceu Vieira são parceiros de longa data. Marceu faz parte da turma da coluna do jornalista e craque Ancelmo Gois. Entre 1º de fevereiro e 1º de março, a dupla se apresenta no Centro Cultural Carioca com o show pré-carnavalesco Minha escola vai desfilar. Cariocas legítimos, eles sugerem aqui bons programas no Rio de Janeiro: O melhor café da manhã: da sorveteria Mil Frutas, em Ipanema e o do Forte de Copacabana. O melhor cafezinho: da Livraria da Travessa, em Ipanema. Programa sem compromisso: andar pelos bairros de Ipanema, Leblon e Urca. Bom passeio: conhecer a ONG Roda Viva no Morro do Borel, na Comunidade Chácara do Céu.

Os novos ares de Bicudo

Ele já foi diplomata, economista, estilista de sapatos, candidato a deputado estadual pelo Rio de Janeiro, bailarino, produtor, mas ficou conhecido por seu competente trabalho no cenário da ópera no Brasil dos anos 80. Aos 63 anos, Fernando Bicudo continua em forma e em plena atividade profissional como presidente da Associação Brasileira de Artistas Líricos, além de totalmente debruçado sobre os livros que está preparando. Um é sobre a Pré-História e o outro, sem data de lançamento prevista, sua autobiografia. Mas o projeto que vem tirando o sono de Bicudo é um projeto para a abertura da Copa do Mundo de 2014. Criador da abertura da Eco 92, caso tenha o projeto aprovado, apresentará mais uma ideia inovadora.

O glamour dos bailes

Primeiro homem a ser rei de bateria, o coreógrafo Zé Reinaldo decidiu diversificar. Abandonou o lado dos holofotes da avenida e passou para os bastidores, onde vem preparando a atriz Suzana Pires e a promoter Alicinha Cavalcanti para a folia. Ambas desfilarão no Carnaval – Suzana no Rio e Alicinha em São Paulo –, e já realizam um treinamento preparado por Zé, que prescreve corrida de oito quilômetros por dia, dieta especial e nada de sol no rosto. O coreógrafo também coordena o Baile das Panteras ao lado de Ricardo Amaral, Alexandre Acciolly e Luiz Calainho. Junto com Zé, o trio promete resgatar o glamour dos bailes de Carnaval da cidade. Galante e Vieira apresentam show pré-carnavalesco

42 | 29HORAS | de 29 de janeiro a 1º de março de 2011


43


>perfil


mariana

weickert Ela girou o mundo como top model internacional e criou sua própria marca. hoje faz sucesso na TV sem sair da moda e sem perder a (bela e pensante) cabeça por simone galib fotos juarez malavazzi

um jeito crítico e inteligente

de ser linda

Há modelos e modelos. Mariana Weickert não é apenas uma loura bonita, de corpo esbelto, que deu certo nas passarelas e viajou o mundo, sendo fotografada para grandes revistas e campanhas de renomadas grifes internacionais. A top model conseguiu sobreviver aos desafios do efêmero mundo da moda e, sem sair dele, foi além: tornou-se empresária, apresentadora de TV e hoje é um dos nomes mais disputados por grandes campanhas publicitárias, não apenas nacionais. A moça tem conteúdo. Nascida em Santa Catarina e prestes a completar 28 anos, Mariana Weickert vive um momento especial: é uma das embaixadoras do novo carro de luxo da Range Rover, o Evoque, que chega ao Brasil no segundo semestre, e será também a nova embaixadora da marca Riachuelo, ocupando durante um ano o posto que já foi de Ivete Sangalo. A campanha será gravada e fotografada na Argentina, com produção envolvendo mais de cem profissionais. Na paralela, continua desfilando, tocando a sua marca própria, a Alór, de beachwear, e, depois de brilhar como apresentadora na MTV e na Rede 21, prepara-se para ancorar novo programa, Vamos combinar, que estreia dia 21 de março no GNT.


>perfil

A receita do sucesso? Muita batalha, carisma e foco. “Você tem de galgar, dar o melhor de si. Eu já dividi casa com 12 pessoas, pulei catraca de metrô porque não tinha dinheiro e me dei bem em uma área difícil. Sorte é uma fusão de competência e oportunidade”, diz Mari, como é conhecida pelos amigos. Ela começou cedo: aos 16 anos pisava pela primeira vez na passarela. Aos 17, já estava morando em Nova York, onde viveu durante seis anos. Sempre desfilou para as maiores marcas de Paris, Londres, Milão e Nova York, como Alexander McQueen, Marc Jacobs, Gucci, Dior, Chanel, Versace e Valentino, entre outras. Poderia ter ficado nos Estados Unidos, o sonho de consumo de qualquer top model, mas não quis. “Nova York não me agrada, é um lugar sem raízes, impessoal, com gente do mundo inteiro.” Em 2005, quando voltou ao Brasil para mais uma temporada de moda, virou a mesa. “Vim ao SPFW para ficar cinco dias e nunca mais voltei, nem mesmo para fazer a mudança. Contratei uma empresa, tudo foi colocado em contêineres e só peguei minhas coisas no porto de Santos”. Com a carreira internacional praticamente interrompida, Mariana pensou em estudar – de ciências políticas a gastronomia – mas a vida a levou mais uma vez para outros universos: a MTV a chamou e ela aceitou apresentar o programa de verão Casa de praia. Na sequência, veio o convite da Rede 21, do grupo Band, para estrelar ao lado de Marcelo Tas e Lobão em um programa diário de entrevistas pouco convencional, o Saca-rolha. Espontânea, articulada e carismática, a moça conseguiu transitar bem em cena, destacando-se entre uma dupla nada ortodoxa, Lobão e Marcelo Tas. O trabalho na TV começou a ganhar fôlego. Mariana foi convidada pelo canal GNT para cobrir, como repórter especial, as duas últimas edições do São Paulo Fashion Week. Não demorou para conquistar seu próprio espaço, integrando o elenco fixo da emissora, onde passou a apresentar o programa GNT Fashion junto à editora de moda Lilian Pacce. E agora ganha o seu próprio programa, onde vai interpretar as passarelas e dar uma espécie de consultoria, com informações práticas, para o cotidiano do telespectador. O que ela gosta mesmo é de desmistificar o universo fashion. “Esse glamour todo é falso, irreal. A moda é um mundo real. As pessoas têm fome, sede, família, trabalho. Há quem acredite que o mais importante é se o Valentino fez uma coleção azul ou vermelha. Dane-se”, diz ela. Esse talvez seja o maior trunfo para o êxito profissional da modelo-empresária-apresentadora. Beleza e genética privilegiada à parte, ela fala o que pensa sobre um universo que vive de aparências e ideias preconcebidas. Exemplo dessa autenticidade foi um episódio que aconteceu há quatro anos, quando ela era fotografada para uma daquelas sessões de estilo de uma revista de celebridades. Com o corpo es-

46 | 29HORAS | de 29 de janeiro a 1º de março 2011

Esse glamour todo é falso. a moda é mundo real, as pessoas têm fome,

sede, família, trabalho. dane-se se o valentino usa azul ou vermelho

29 h0ras em sp com mariana weickert Confira os programas da bela na cidade

COMIDINHAS – “Delivery do restaurante Ritz. Na minha fase mais doméstica, é o cardápio que mais peço para comer em casa.” Ritz – R. Jerônimo da Veiga, 141, tel. 3079-2735.

BAR – “Gosto do Número, um dos mais novos bares da cidade, com projeto de Isay Wenfield. A coxinha de lá, não existe igual.” Número – R. da Consolação, 3585, tel. 3061-3995.

CULTURA – “Amo a Livraria da Vila. Todas as lojas são boas, mas a do Shopping Cidade Jardim é a que mais gosto e frequento.” Shopping Cidade Jardim – Av. Magalhães de Castro, 12000, tel. 3552-5900.

PASSEIOS – “Sugiro o Mercado Municipal, a Pinacoteca e o Museu da Língua Portuguesa. É um ótimo circuito para se fazer de metrô, parando para almoçar no Mercadão.” Mercado Municipal – R. da Cantareira, 306, tel. 3228-0673. Pinacoteca – Pça. da Luz, tel. 3229-9844. Museu da Língua Portuguesa – Pça. da Luz, s/n˚, tel. 3326-0775.

CAMINHADAS - “Gosto de frequentar o Parque do Povo. Só podia ser um pouco mais arborizado.” Parque do Povo – Av. Nações Unidas, 7123.


Luxos? “Ter tempo é o maior luxo da vida”


>perfil


A bela em repouso: ”Se eu puder viver em casa, esperando o marido, eu fico”

fui a um evento usando jeans que comprei em um supermercado. e daÍ? não fiz gênero. dou

agradecimento loja bya barros

valor ao dinheiro, e o produto era bom e barato. Por que não?

cultural coberto por uma calça jeans que comprou na rede de supermercados Extra, Mariana não teve o mínimo pudor em revelar ao repórter a marca que usava. A história causou tanto frisson no mundo fashion e fora dele – o próprio supermercado se surpreendeu – que até hoje as pessoas lembram do caso. “Não fiz gênero. Naquele dia eu fui para um evento usando um jeans que comprei no supermercado. Dou valor ao meu dinheiro, o produto era bom e barato. Por que não usar e revelar”? Mais que um rosto fotogênico, Mariana é divertida, espontânea. Focada, faz análise há três anos para tentar se conhecer melhor. Diz que ainda não conseguiu. “Acho que vou ainda levar uns bons anos”. Curiosa, já percorreu vários caminhos filosóficos e religiosos. “Já fui ao candomblé, umbanda, igreja católica, evangélica, Seicho-No-Ie... Acredito em Deus, em uma força maior, mas não sigo nenhuma religião. E invejo muito quem tem fé e acredita em algo”. A rotina estressante de trabalho e o cansaço têm tirado Mariana dos grandes eventos e a deixado mais em casa. “Ando muito velhinha, de cabeça. Estou me tornando mais seletiva. E se eu puder viver praticamente como uma senhora de tailleur Chanel, esperando o marido, eu fico”, diz. Para quem começou aos 16 anos pagando suas próprias contas e sob muita pressão, é uma fase importante. “Estou amando tudo isso, sinto-me mais segura”. E, parafraseando Nelson Rodrigues, aconselha: “Jovens, envelheçam”. Para ela, hoje “ter tempo é o maior luxo da vida”. Planos para o futuro? Mariana Weickert sonha com um casamento – e um casamento de sonho: “Eu acredito nessa instituição. Quero ter a pessoa certa ao meu lado e que seja para sempre. O que desejo também é quase utopia: morrer de mãos dadas com ele”.

49


>personagem


lições de uma vaca morta de frio

Marcelo tas já fez de tudo e promete fazer mais de

tudo – só que diferente. o âNCORA DO CQC é um mestre da auto-reinvenção e chegou lá questionando o mundo ao redor e a si mesmo. coisas que aprendeu cedo, ao matar uma vaca, inadvertidamente, na fazenda do avô por dorotéia fragata fotos érico hiller

Em uma segunda-feira, três horas antes de entrar em cena, Marcelo Tristão Athayde de Souza, ou simplesmente Marcelo Tas, âncora do CQC, um dos programas de maior audiência da Rede Bandeirantes de Televisão, chega aos estúdios para conceder a entrevista que resultou neste perfil. Ele se desculpa pelo tempo apertado, diz que precisou esgueirar-se pelos engarrafamentos de trânsito de São Paulo e reclama, à sua maneira sempre peculiar, da falta de tempo: “29 horas num dia não bastam! Minha agenda é uma loucura, mas anote aí: vai piorar! Em 2038, serei candidato a presidente da República deste país!”. Notava-se de cara que a conversa teria de ser longa, tamanho é o arsenal de histórias e a capacidade de contá-las deste menino de 51 anos, dois casamentos e três filhos – Luiza, 20, do primeiro, e Miguel, 8, e Clarissa, 4, do segundo. De fato, depois de uma negociação que mais uma vez trouxe à tona sua verve de político gauche (não no sentido de esquerdista do termo, mas no de estranho, raro) a conversa foi esticada para mais uma segunda-feira.

51


>personagem

E de onde teria vindo essa veia cético-política do conhecido apresentador, cronista, blogueiro, radialista, intérprete de livro falado, apresentador de programa infantil em canal a cabo da TV brasileira e ator de comédias nacionais? “Ah, vem de Ituverava, onde nasci. Lá do meu avô paterno, João Athayde, um homem simples e muito inteligente que começou como carroceiro, conseguiu estudar, criar uma família com sete filhos e tornar-se prefeito da cidade. Jânio Quadros dormiu na casa dele. E eu estava lá! Por ser o neto mais velho, acompanhava meu avô em tudo que ele fazia – tirava leite das vacas da fazenda dele, acompanhava de perto o trabalho dos peões e até o parto dos animais. Um dia ele acordou com uma gripe forte e eu, muito metido, fui substituí-lo nos trabalhos do campo. Tinha 12 anos e me sentia senhor do mundo. Entre outras tarefas, ajudei a desatolar uma vaca. Foram oito horas de trabalho árduo. Quando voltei para vê-lo, contei a façanha ao meu avô. E ele me perguntou. ‘Você deixou a vaca onde?’. E eu: ‘No cimentado, perto do curral’. ‘Menino burro’, disse ele, ‘não aprende nada. Tem que deixar na terra, o cimento esfria à noite e ela vai morrer de frio. Você não aprendeu ainda?’. Dito e feito. No dia seguinte, a vaca estava morta. Mas eu tinha aprendido a lição: questionar sempre!”. Filho de um professor de Educação Física e de uma pedagoga, Tas, apesar de pertencer à turma do fundão, sempre foi bom aluno. Cansado da vida tranquila que levava no início da adolescência, em Ituverava, juntou um grupo de amigos e, sem que seus pais soubessem, tomou um ônibus, foi a Barbacena, em Minas, e se inscreveu na EPCAR – Escola Preparatória de Cadetes do Ar. De todos os que prestaram, só ele passou. “Essa foi só a primeira parte. Havia uma série de testes que tinham de ser feitos no Rio. Aí, meu pai me levou. E, pela primeira vez na vida, voei em um DC3, avião do tempo da Segunda Guerra, de pára-quedistas.” Depois de passar em todos os exames, seguiu para o colégio militar. Eram os tempos da ditadura, e ele não teve o aval do irmão do meio, João Athayde de Souza Neto, um apaixonado pelo comunismo. Tas estudava em Barbacena e, quando chegavam as férias, pegava carona em todos os voos possíveis e imagináveis com comandantes de aeronaves da FAB. Assim conheceu o Nordeste, a Amazônia, o Sul, o Centro-Oeste. Até que resolveu sair da EPCAR sem concluir o curso. Para tanto, precisava falar com o brigadeiro na direção da escola. O diálogo foi assim: “O senhor sabe o que está fazendo?”, perguntou o brigadeiro. “Sei, sim, senhor!”, respondeu o aluno. “Sabe o quanto custou para a União a sua educação?”. “Imagino, senhor!”. “Pois eu vou lhe mostrar”, disse. E mostrou o número mais estratosférico que Tas já havia visto até então... O brigadeiro continuou: “O senhor acha justo um país pobre

52 | 29HORAS | de 29 de janeiro a 1º de março 2011


Algumas marcas “tasianas”: os óculos, o par de tênis All Star, além da cabeça brilhante, em todos os sentidos

investir essa soma na sua educação? E ainda assim o senhor quer ir embora?”, argumentou. “Quero, sim senhor!”, Tas respondeu, “mas eu lhe garanto que vou lutar para que cada centavo gasto na minha educação não tenha sido gasto em vão!” . O comandante olhou longamente para ele e encerrou a conversa: “Veremos, veremos...”. Tas ri da lembrança, mas tudo indica que ele cumpriu o prometido, e fez valer cada tostão investido em sua formação. De Barbacena, partiu para São Paulo, prestou vestibular para a Escola Politécnica da USP, e passou. Para quem tinha estudado em colégio militar, a USP era a antítese. “Foi um choque. Entrei para um grupo anarquista! E descobri o jornal da Escola de Comunicações e Artes.” Foi fatal: ele quis fazer parte desse mundo também, o do jornalismo. Passou a escrever artigos para o jornal da ECA, que nunca eram publicados. “Só fui aceito a duras penas, já cursava o segundo ano da Poli. Quando vi minha matéria publicada, prestei vestibular novamente e entrei em Jornalismo. A mudança foi radical! Descobri um outro mundo”. Nos anos seguintes, Tas descobriu também a polêmica. Seus artigos batiam tanto na direita quanto na esquerda. No início dos anos 80, começou a estudar teatro e, a partir daí, sua criatividade veio à tona com força total. “Entrei para o

Minha agenda é uma loucura, mas, anote aí: Vai piorar. Em 2038, serei candidato a presidente da República deste País 53


desisti da carreira militar e do teatro sem chegar a saber quem foi mais difĂ­cil de encarar, o brigadeiro que me comandava ou o antunes filho

54 | 29HORAS | de 29 de janeiro a 1º de março 2011


Marcelo Tas se prepara para entrar em ação no CQC: calça os sapatos, ajeita a gravata e confere o visual único e reconhecido em qualquer lugar

55


>personagem Tas na bancada do CQC, da Bandeirantes: programa e líder sempre renovados

Centro de Pesquisa Teatral – o CPT – cursei o SESC e o grupo do Antunes Filho. Larguei tudo o que fazia. O Antunes Filho ensina mesmo, mas exige o máximo de seus alunos e comigo não foi diferente. Durante um ano e meio não tive um dia de folga. Em uma conversa com os alunos, ele dizia a seguinte frase: ‘Para ser um bom ator é preciso...’ , e cada um continuava com o que achasse. Alguém completou: ‘... estudar Filosofia’. E outro: ‘...estudar Física Quântica’. E eu: ‘...jogar videogame’. Só ouvi um grito, e era do Antunes: ‘Quem disse isso?’ Eu continuei: ‘Ajuda na acuidade visual e auditiva e daqui alguns anos pode até ser responsável pela narrativa’. A resposta veio rápida: ‘Saia da minha sala, saia da minha frente!’ e foi o tempo de eu escapar de uma cadeira voando (risos). Eu saí e voltei no dia seguinte, como se nada tivesse acontecido”, continua Tas. Juntamente com o teatro, crescia a amizade – e o trabalho – em parceria com Fernando Meirelles e Paulo Morelli, que viriam a ser dois dos mais importantes diretores de cinema do país. “O Fernando tinha trazido uma câmera do Japão (não existia câmera no Brasil, a não ser em canais de televisão) e nós três resolvemos traçar um objetivo. Tínhamos um livrão onde escrevíamos diariamente nosso objetivo – revolucionar a TV do ano 2000. Como os canais eram poucos, conseguimos colocar nossos vídeos no Comando da madrugada, programa de Goulart de Andrade na TV Gazeta. Foi aí que surgiu o repórter Ernesto Varella e acabei desistindo do teatro. Até hoje me pergunto se foi mais difícil encarar o brigadeiro da EPCAR ou o Antunes Filho”, diz ele. Da Gazeta, Tas foi trabalhar com Mino Carta em jornalismo escrito. Depois, passou à Abril Vídeo. Daí, à Record, ao SBT e à Cultura. Então, foi contratado pela Globo. “Avisei que estava concorrendo a uma bolsa na Fundação Fullbright, nos Estados Unidos. Ganhei a bolsa, parei com o que estava fazendo e fui para Nova York. Foram dois anos maravilhosos no West Village. A biblioteca de cinema a que tive acesso é indescritível! Assisti a todos os filmes do Buster Keaton, um sonho. E descobri a internet. De repente, você falava com alguém no Japão! E, logo em seguida, com outro país. Uma loucura! E ainda ganhava para me manter lá. Nas ruas, me encontrava com Spike Lee, Martin Scorsese e meu vizinho era David Byrne! Bem, aí acabou a bolsa, minha mulher estava grávida e tivemos que voltar. Sem emprego e sem dinheiro”, ri Tas. Quando voltou, deu uma entrevista para a Folha de S. Paulo depois da qual tudo recomeçou. O primeiro trabalho foi no premiadíssimo Castelo Rá-Tim-Bum, depois veio a MTV e então ele voltou à Globo participar da criação dos programas Programa legal e Casseta & planeta. Foi quando descobriu qual era sua real função. “Montei o Telecurso 2º Grau e assumi o meu papel de educador. Coordenei um projeto

56 | 29HORAS | de 29 de janeiro a 1º de março 2011

de 1500 programas com aulas de Filosofia, Sociologia, Artes Plásticas e Música. Daí, fui para a Bandeirantes e, depois de fazer o programa Saca-rolha, na rede 21, veio o convite para o CQC”. Produzido em sete países, o CQC brasileiro difere de todos eles. “Sua implantação foi muito rápida e extremamente orgânica. Agora, o programa já anda sozinho e teremos surpresas este ano. O mais importante do programa é que ensina a população a pensar, a criticar, a conhecer quem está no poder. E a reunião de pauta é contínua. Nem sempre o que é decidido na terça-feira é mantido até o momento da gravação. Varia conforme o que acontece durante a semana”. Por ser o mais velho do grupo, Tas é bastante consultado. “Sou o lado geriátrico do programa. E o mais chato também! O CQC é um programa da família brasileira. Muitas crianças o assistem. Então, sempre reclamo para que diminuam o palavrão. E tem picos de audiência. O Top Five é um deles. Outro, o Proteste Já! que acabou se tornando o SAC do Brasil. Mas a troca de experiências entre toda a equipe – trabalho com pessoas de 23 a 37 anos – faz com que o CQC se renove sempre”. Como seu sempre reinventado líder.

29 horas em sp com marcelo tas

Veja os endereços preferidos do multimídia na cidade “Amo o Parque Villa-Lobos. Lá tem de tudo! Perua com cachorrinho, crianças, mano, gente que solta pipa, bicicletas, as árvores são novas, é amplo e dá para estacionar. “ Parque Villa-Lobos – Av. Prof. Fonseca Rodrigues, 2001, tel. 3023-0316.

“O Aeroporto de Congonhas é a minha segunda casa. Conheço cada corredor, cada loja, cada café, cada banca, cada restaurante. É um charme! Tem até lan house. E me encanto sempre. Frequento o aeroporto há 30 anos.” Aeroporto de Congonhas – Av. Washington Luiz, s/nº, tel. 5090-9000.

“No bairro da Mooca, tem uma pizza maravilhosa. A pizzaria é antiga, tradicional e tem, de longe, a melhor pizza de São Paulo. É a São Pedro.” Pizzaria São Pedro – R. Javari, 333, tel. 2291-8771.

“O Mercadão é um lugar mágico, repleto de aromas, sabores e de charme. Eu gosto muito de andar por ali.” Mercado Municipal – R. da Cantareira, 306, tel. 3228-0673.

“Adoro ir aos sábados na Florêncio de Abreu e na Santa Ifigênia comprar ferramentas e games. Andar nessas ruas tradicionais do centro paulistano me faz bem.”


57


>carnaval

Eu ainda quero botar meu bloco na rua por letícia liñeira fotos tainá azeredo

Conheça a história de resistência de três blocos que conseguem arrastar milhares de foliões pelos cantos e becos da cidade


A cultura africana é a fonte de inspiração da bateria Ilú Obá de Min, composta exclusivamente por mulheres

Eles não seguem os rígidos padrões dos desfiles das escolas de samba. O charme está na mistura de ritmos. A regra única é se divertir – sem gastar um tostão. Embora durante muitos anos eles tenham permanecido esquecidos, a verdade é que os blocos de rua são sinônimos de resistência cultural e buscam reviver os carnavais de antigamente, quando os primeiros blocos e cordões carnavalescos começaram a surgir na década de 70. Em São Paulo, esse tipo de manifestação ainda não é muito forte, se comparado aos tradicionais blocos do Rio de Janeiro, Recife e Bahia. O Carnaval paulista ainda está em transformação e, para manter viva essa prática, existem muitos blocos bons para se divertir por aí. Hoje são cerca de dez grupos filiados à ABASP – Associação das Bandas Carnavalescas de São Paulo –, que recebem uma pequena quantia de recursos liberados pela SPTuris para ser repartida entre eles. Essa falta de incentivo desanima os demais blocos, mas não impede que eles se organizem e preparem arrastões pra lá de descontraídos. A seguir, conheça as histórias de três personagens que se abastecem de muita alegria e disposição para preservar essa belíssima tradição popular.


>carnaval

Inspiração pernambucana “Sempre fui um folião entusiasta, daqueles que adoram sair fantasiados pelas ruas, acompanhar os desfiles em escolas de samba”. Esse é Maurici Brasil, paulistano de 42 anos, músico e um dos organizadores do bloco de rua Maracaduros, idealizado pela Cia. de Artes do Baque Bolado, da qual é diretor artístico. Seu primeiro contato com o maracatu, ritmo folclórico de Pernambuco, foi em 1996, quando surgiu o Baque Bolado, companhia de repertório que foi a precursora desse estilo em São Paulo. “Fazíamos parte de um balé folclórico e uma das cenas tinha o maracatu. Não sabíamos muito bem o que era, mas percebemos que tinha uma coisa forte na música”, diz. Depois veio a oportunidade de fazer uma apresentação

em uma feira de artes no bairro da Pompeia. “Era para ser só um dia, mas depois fomos chamados para participar de outras feiras”. O bloco começou em 1998. “Foi uma extensão daquelas apresentações de maracatu que fazíamos por aí”, diz Maurici, lembrando que o nome é uma alusão àqueles que estavam duros, sem grana para viajar a Pernambuco. No ano passado três mil pessoas acompanharam as duas horas de folia. Sem sede nem ensaios, o Maracaduros tem divulgação por e-mail e no boca a boca mesmo. “Ele é totalmente anárquico: é só chegar com o seu instrumento e partir para o desfile”, anuncia. A única obrigatoriedade é a inversão de papéis: assim como no Maracatu de Pernambuco, os homens que saem para o cortejo devem ir vestidos de mulher.


Na pág. oposta, Maurici Brasil (na bicicleta) com alguns dos integrantes do bloco Maracaduros, da Cia. de Artes do Baque Bolado; ao lado, Mazé Cintra, Sosô Parma, Laís Oliveira e Beth Beli, do Ilú Obá de Min

Raízes africanas

O interesse pela cultura africana vem desde os 17 anos, quando integrava a Banda-lá, composta exclusivamente por negros. Beth Beli, paulistana de 42 anos, é percussionista e cantora, e junto a sua parceira musical, Adriana Aragão, criou a Ilú Obá de Min, organização sem fins lucrativos de mulheres que buscam preservar a cultura negra. Beth hoje atua como regente e mestre de bateria da banda e do bloco de rua. Beth estudou durante anos os ritmos afro-brasileiros e africanos. “O tambor é o que une essas mulheres. Percebemos aqui que todas estão em busca dessa musicalidade”. O nome, inclusive, não foi por acaso. Ilú Obá de Min significa as mãos femininas que tocam o tambor do rei Xangô. Seu encanto pelo Carnaval surgiu na época em que frequentava a casa de uma amiga, filha de Gilberto Bonga, ex-diretor de bateria das escolas de samba Rosas de Ouro, Mocidade Alegre e Unidos do Peruche. O bloco nasceu há sete anos e a bateria é composta somente por mulheres, que participam de oficinas de percussão de rua que acontecem aos sábados, no vale do Anhangabaú, e domingos, na praça do Patriarca, sempre às 16h, entre outubro e dezembro. São 100 mulheres na bateria, 40 bailarinos – entre homens e mulheres – e sete cantoras, que ficam sob a coordenação de Beth e Adriana. O percurso que vai da rua Major Quedinho até o largo do Paissandu dura 1h30 e arrasta cinco mil foliões. Este ano, o tema será uma homenagem às rainhas africanas candaces, que tinham os homens como seus súditos. A organização impressiona. “É um bloco muito bem estruturado. Não surgiu do nada, teve uma pesquisa para ser desenvolvido”, diz Beth, que reconhece também a dedicação que isso exige. “É um trabalho grande reunir essas mulheres. São todas tão diferentes, mas compensa justamente porque é muito intenso”.

61


>carnaval

No Studio SP, da esq. para a dir.: Alexandre Lucas, Ale Youssef, Alexandre Natacci e Beto Lago, turma de amigos que criou o Acadêmicos do Baixo Augusta

O defensor do Baixo Augusta

O paulistano Ale Youssef sempre foi ligado a iniciativas públicas, como manifestos e denúncias de ações que vão contra o bem-estar sócio-cultural da cidade. Desde criança já tomava a frente das coisas. Foi representante de classe na escola, presidente do centro acadêmico na faculdade de Direito e chegou a se candidatar a deputado federal (PV-SP) nas eleições passadas. Aos 36 anos, é presidente do bloco Acadêmicos do Baixo Augusta e dono do Studio SP, que fica na mesma região, considerada um símbolo da cidade por ser foco de diversidade e efervescência cultural. A iniciativa de criar o bloco partiu de uma turma de amigos muito unida que se reuniu durante o fim de semana do casamento de um amigo, em Paraty, no Rio. Entre as conversas, surgiu a ideia: “Por que não fazemos um bloco de rua na Augusta para despertar a atenção do Carnaval em São Paulo?”. A repercussão foi além do esperado. Com apenas dois anos, o bloco já conta com uma baita equipe: o cantor Wilson Simoninha é o puxador do hino, a atriz Marisa Orth é a madrinha de bateria e o escritor Marcelo Rubens Paiva, o porta-estandarte. A data de fundação do bloco é justamente a data de casamento do tal amigo, que junto com a mulher sai à frente do bloco – ambos fantasiados de noivos, homenageados. O percurso, ao som de marchinhas, vai começar na rua Bela Cintra e terminar na rua Martinho Prado, com previsão de três horas de duração. Com toda a experiência adquirida, Ale percebeu que não são somente os blocos que não têm incentivo. “Todo tipo de ocupação na rua é um desastre aqui na cidade. Não porque as pessoas não sabem fazer, mas porque não têm apoio algum. São Paulo parece que joga contra a própria vocação. Os blocos de rua aqui resistem em um ambiente completamente hostil a eles, que tentam de alguma forma consolidar ou resgatar tradições da cidade”, diz. E é a vontade de mudar situações como essa que o motiva a tomar iniciativas tão interessantes.

os blocos e as datas Ilú Obá de Min – Dia 4 de março. Concentração às 19h na rua Major Quedinho; desfile às 20h30. Sede: Al. Eduardo Prado, 342. Maracaduros – Dia 7 de março. Concentração às 23h no cruzamento das ruas Wisard e Mourato Coelho; desfile a partir da meia-noite. Acadêmicos do Baixo Augusta – Dia 27 de fevereiro. Concentração às 14h na rua Bela Cintra; desfila às 16h.

62 | 29HORAS | de 29 de janeiro a 1º de março 2011


63


dezembro 2009

por maria cecília maciel e vanda fulaneto

86 Ney Matogrosso se apresenta nos dias 18 e 19 no HSBC Brasil

90 Peça da loja Scandinavia Designs

Mais diversão

Aproveite as boas estreias desse verão nas áreas de cultura, artes e gastronomia Neste ano, fevereiro está com uma cara diferente. Como o Carnaval ficou para março, a sensação é que o verão foi esticado – mesmo com o início do ano letivo escolar e a volta da rotina frenética na cidade. O mês, naturalmente curto, terá mais dias para ser aproveitado, perdurando o clima de descontração nos parques, bares com mesinhas na calçada, sorveterias, passeios a pé pelo bairro... Não faltam drinques refrescantes e pratos leves, ideais para a estação, lançados pelos bons estabelecimentos para atrair a clientela. Aliás, não faltam novas casas, como o recém-inaugurado restaurante Clos de Tapas, na Vila Nova Conceição; o Santinho, da chef

64 | 29HORAS | 29 de janeiro a 1º de março de 2011

78 O humorista Fábio Porchat em Fora do normal

Morena Leite, instalado dentro do Instituto Tomie Ohtake; e ainda o Gïbran, de especialidades árabes, fiéis à tradição dos países do Oriente Médio. Há também boas estreias de shows, teatros, cinema e mostras, além de interessantes indicações de pousadas e hotéis para quem ainda não definiu onde vai rasgar a fantasia. Bom proveito! mariacecilia@29horas.com.br, vandafulaneto@29horas.com.br


> agenda 29h no seu celular: www.29horas.mobi

72

88 Mostra Aleksandr Ródtchenko: revolução na fotografia, na Pinacoteca

Taça de sorvete do General Prime Burger

os destaques do mês

O quê? Pensando sobre... Por quê? Com concepção, direção e coreografia de Dinah Perry, o novo espetáculo da companhia Artistas do Corpo fala sobre as diversas manifestações do relacionamento humano dentro do cotidiano atual. Temas como a liberdade de expressão e a verdadeira manifestação dos sentimentos são abordados em sete cenas que alternam música, dança contemporânea, poesia e muito mais. Dias 29 e 30 de janeiro e 4, 5, 6, 11,12 e 13 de fevereiro. Sex: às 21h30, sáb.: às 21h e dom.: às 20h. R$ 30. Teatro Augusta – R. Augusta, 943, tel. 3151-2464. www.teatroaugusta.com.br

23h às 29h

O quê? Cia. Le Plat du Jour. Por quê? Reestreia de quatro peças infantis premiadas de seu repertório – Peter Pan & Wendy (até 27/03, sáb. e dom.: às 16h, no Teatro União Cultural); Os três porquinhos (até 20/02, sáb. e dom.: às 16h, no Teatro Centro da Terra); Chapeuzinho vermelho (até 27/02, sáb.: às 16h, no Teatro Anhembi Morumbi) e João e Maria (até 27/03, sáb.: às 16h, no Teatro Procópio Ferreira) – em São Paulo. A adaptação de clássicos da literatura infantil é característica da consagrada dupla Alexandra Golik e Carla Candiotto. Tel. 3871-1252. www.leplatdujour.com.br

17h às 23h

O quê? Novo espaço da padaria P.A.O. no Shopping Iguatemi. Por quê? Na lista das delícias estão os pães de sabores variados, entre eles o gougére (pão de queijo preparado com receita francesa), o famoso bolo de chocolate belga 70% de cacau, recheado com lâminas de caramelo, além de sanduíches como o croque monsieur (queijo emmental suíço e jamon serrano) para o almoço. Todos são produzidos com ingredientes orgânicos, frescos e selecionados, vindos da própria cozinha, na Vila Madalena. Seg. a sáb.: das 11h às 23h; dom.: das 12h às 23h. Av. Brig. Faria Lima, 2232, tel. 3031-5715.

11h às 17h

5h às 11h

confira as sugestões que servem para todos os dias de sua semana O quê? Centro gastronômico do hotel Maksoud Plaza. Por quê? Reúne bares e restaurantes no seu agradável Atrium Lobby, que funcionam 24 horas, com sugestões gastronômicas das mais variadas na madrugada, da 1h às 6h da manhã. Todos os estabelecimentos – Café Brasserie Belavista, Arlanza Grill, La Cuisine du Soleil, Pizzeria Belavista (até a 1h), Patisserie, Batidas e Petiscos Bar, Trianon Piano Bar, Amaryllis, Atrium Lobby Bar, Pool Snack Bar – têm Wi-Fi via Fast Track Internet do Maksoud Plaza. Al. Campinas, 150, tel. 3145-8000.

65


janeiro 2011

Marcelino Pan y Vino

5h às 11h

consumo O quê? Mochila STÖD. Por quê? O modelo 9521 da linha Agility promete mais agilidade e segurança para passar na alfândega. Confeccionada em nylon super-resistente, com compartimento para notebook de até 15,4 polegadas, a mochila traz uma abertura especial, que evita a remoção do computador antes do embarque. É só abrir o zíper. Com alça elástica, está disponível em quatro versões de cores: preto, preto e cinza, preto e azul e cinza. Preço médio de R$ 259. www.stod.com.br

11h às 17h

criança O quê? Mostra Cia. Circo de Bonecos 10 anos. Por quê? Para marcar uma década de trabalhos, a Cia. Circo de Bonecos traz os principais espetáculos, que tiveram apoio do Instituto Alfa de Cultura. Circus (29 e 30 de janeiro); O voo (5 e 6 de fevereiro); Inzôonia (12 e 13 de fevereiro); Guarda zool (19 e 20 de fevereiro) e Circo de bonecos (26 e 27 de fevereiro). Sáb. e dom.: às 16h. R$ 12, crianças, e R$ 24, adultos. Teatro Alfa – R. Bento Branco de Andrade Filho, tel. 56934000. www.teatroalfa.com.br

dança

17h às 23h

Em uma espaçosa casa dos anos 1930, na Vila Madalena, nasceu um restaurante de comida descomplicada e saudável. Quem comanda as panelas é Daniela França Pinto, que investigou memórias da infância para montar o cardápio, repleto de comidinhas marcantes. Lá é possível experimentar o Bolo de Caco, pão à base de batata-doce assado no forno à lenha (servido com manteiga de conhaque, salsa e toque de alho assado, R$ 13,50), além do durum, sanduíche de origem turca, com pernil de cordeiro. Hambúrgueres também fazem sucesso na casa, além de sobremesas como o pavê de Sonho de Valsa (R$ 9). Nos fins de semana, o café da manhã (R$ 23) inclui sucos, iogurte caseiro, ovo caipira e croissants. R.Girassol, 451, tel. 3034-0461.

sábado, 29

O quê? Mosaico. Por quê? O novo espetáculo da Cia Clube Latino é uma composição diversificada de novas experimentações da dança a dois. No que pode parecer uma única imagem preenchendo um plano, à medida que se aproxima, vê-se um composto de várias imagens, entre coisas e pessoas que formam o todo. Giros, cores, corpos, luzes, movimentos, ritmos vão tecendo os desenhos desse verdadeiro mosaico da dança, numa viagem atemporal. Dias 29 (20h) e 30 (18h) de janeiro. R$ 4. TD – Teatro de Dança. Av. Ipiranga, 344, tel. 2189-2557. www.teatrodedanca.com.br

23h às 29h

gastronomia

66 | 29HORAS | 29 de janeiro a 1º de março de 2011

O quê? Bagueteria St. Etienne. Por quê? Acaba de chegar ao Alto de Pinheiros com uma megaestrutura gastronômica, onde se pode saborear desde um combinado japonês, no sushi-bar, a um farto brunch no domingo até 16h, passando por um sanduíche às 5h da manhã, e depois levar o leite e o pão quentinho para casa. São quatro andares em quase 1.500 m², com direito a deck, mezzanino e terraço ao ar livre para fumantes. O complexo inclui bar, adega, pizzaria, rotisseria, farmácia, livraria e uma loja de conveniência para casa. 24 horas. Av. Diógenes Ribeiro de Lima, 2555, tel. 3021-1200.


domingo, 30

janeiro 2011

O quê? Temporada de verão no Hopi Hari. Por quê? Para ver Alice no país mais divertido do mundo numa programação cheia de novidades, que inclui a interação dos personagens de Lewis Carrol com os visitantes em shows de rua, bicicletas tematizadas, cenários para sessão de fotos e autógrafos e um inédito desfile de carros cenográficos, com trilha sonora especialmente desenvolvida para a atração, no final do dia. Até 20 de março: das 10 às 20 horas. R$ 69 (antecipado) e R$ 79 (bilheteria). Rod. dos Bandeirantes, km 72, Vinhedo, SP, tel. 0300-789-5566.

5h às 11h

passeio

O quê? Aladdin, o musical. Por quê? Último dia para assistir a um dos maiores clássicos da literatura árabe que canta o amor, a amizade, a liberdade e os sonhos, na romântica e divertida história do jovem órfão Aladdin, pela visão de Sherazade. No elenco estão 20 atores, cantores, bailarinos e uma equipe de quase 80 profissionais. O espetáculo conta com efeitos especiais surpreendentes, telões, grandiosos cenários e adereços. Dia 30 de janeiro, às 17h. Teatro Bradesco. Bourbon Shopping São Paulo – R. Turiassu, 2100, tel. 4003-1212. www.ingressorapido.com.br

17h às 23h

teatro

O quê? Clos de Tapas. Por quê? É a última boa-nova da Vila Nova Conceição. O restaurante espanhol, inaugurado pelo restaurateur Marcelo Fernandes, é especializado em tapas. No comando da cozinha estão os estrelados chefs Ligia Karazawa e Raúl Jímenez, ambos com menção no respeitado guia Michelin e passagens por conceituadas casas na Espanha. O couvert já surpreende com os discos de massa crocante de pastéis acompanhados por uma bisnaga de ervas e farofa de calabresa. Na carta de vinhos, mais de 120 opções do velho e novo mundo. R. Domingos Fernandes, 548, tel. 3045-2291.

11h às 17h

gastronomia

O quê? Hooters Brasil. Por quê? Como a famosa casa americana, inaugurada em 1983, a nova casa traz o conceito de “restaurante do bairro”, com boa comida, bom serviço, preços razoáveis, ambiente descontraído e, especialmente, a sua marca registrada: as famosas Garotas Hooters, belas e divertidas garçonetes que servem os clientes em microshorts laranjas. O bar é convidativo e o salão possui TVs espalhadas com transmissão simultânea de eventos esportivos do mundo todo. Seg. a qui. e dom.: das 12h às 24h; sex. e sáb.: das 12h à 1h. R. Gomes de Carvalho, 1575, tel. 3842-3300.

23h às 29h

bar

67


janeiro 2011

Brasil Open 2011

5h às 11h

Curso

11h às 17h

O único torneio da ATP (Associação de Tenistas Profissionais) realizado no país há 11 anos acontece este ano na Costa do Sauípe, Bahia, e terá a participação dos três últimos campeões do torneio: os espanhóis Juan Carlos Ferrero (campeão em 2010), Tommy Robredo (2009) e Nicolas Almagro (2008). O torneio registra todos os 19 tenistas inscritos entre os 76 melhores do mundo, entre eles os brasileiros Thomaz Bellucci (31º) e Ricardo Mello (76º). O evento acontece nos dias 5 e 6 de fevereiro, às 14h; de 7 a 10 de fevereiro, às 15h; 11 de fevereiro, às 16h; e 12 de fevereiro, às 17h30. R$ 10 a R$ 160. www.brasilopen.com. br/2011

segunda, 31

O quê? Como encontrar seu estilo, com Helena Montanarini. Por quê? A consultora de moda já foi apontada pela revista The italian fashion weekly magazine como uma das seis compradoras mais importantes do mundo, em moda homem. Helena produziu desfiles para nomes como Jean Paul Gaultier, Thierry Mugler e AnneMarie Beretta. Na Vila Romana, dirigiu o lançamento da marca Giorgio Armani e participou da abertura da Daslu Homem. De 31/01 a 3/02, das 10h às 13h (4 aulas/12 horas). R$ 600 (em até 3x). Escola São Paulo. R. Augusta, 2239, tel. 3060-3636. www.escolasaopaulo.org

Exposição

O quê? Los grumildos. Por quê? Os bonecos produzidos pela artista peruana Ety Fefer são seres mitológicos, meio-humanos, meioanimais, que tocam e dançam blues, jazz e eletrônico. Eles já estiveram em diversos países da Europa, América do Norte e Austrália, tanto em grandes eventos, como o Sziget Music Festival de Budapeste e Festival d’Eté de Quebec, como nos de vanguarda, como o Fusion, de Berlim, e Robodock, de Amsterdã. Até 6 de fevereiro, ter. a sáb.: das 12h às 21h; dom.: das 12h às 20h. SESC Pompeia. R. Clélia, 93, tel. 3871-7700. www.sescsp.org.br

17h às 23h

Gastronomia O quê? Mercearia do Francês. Por quê? Incorporou três novos drinques à carta de bebidas, para os dias mais quentes. O Sugestão do Mercearia é composto por vodca Belvedere, lichia em calda e tangerina com toque de monin de morango. Já a Caipirosca do chef leva kiwi, abacaxi, uva verde, um toque de monin de kiwi e saquê. E o Água de Paris é elaborado com suco de tangerina, morangos laminados, Cointreau e espumante brut. Seg. a dom.: das 11h45 às 22h. R. Itacolomi, 636, tel. 3214-1295 e mais dois endereços. www.merceariadofrances.com.br

23h às 29h

Viagem

68 | 29HORAS | 29 de janeiro a 1º de março de 2011

O quê? Essencial Hotéis by Litoral Verde. Por quê? A marca, lançada há um ano pela operadora turística Litoral Verde no Brasil, traz um novo conceito para o turismo de luxo, reunindo hotéis-boutique, pousadas de charme e até cruzeiros em veleiros privativos – passeios sob medida para clientes exigentes e que gostam de serviços personalizados. No início eram apenas seis hotéis-boutique e hoje oferece uma ampla gama de viagens experiências em arte e cultura, aroma e sabores, relaxamento e aventura. www.essencialhoteis.com.br


terça, 01

fevereiro 2011

O quê? A linha de camisaria da AM Stile. Por quê? A recém-inaugurada grife do estilista italiano Antonio Meneghetti tem como um dos carros-chefes o portfólio de camisas de algodão de fio egípcio confeccionadas na Itália e camisas de seda com estampas desenvolvidas pela marca. Modelos clássicos e acinturados, personalizados com elementos do alto design, que podem ser detalhe no botão, no punho ou golas. Há também peças de alfaiataria, festa e calçados, além de uma linha para casa. Seg. a sáb.: das 10h às 20h. Av. Nove de Julho, 3571, tel. 3213-2499.

5h às 11h

moda

O quê? 1ª Feira Internacional de Confeccionistas de Moda (FEICON). Por quê? Foi criada para oferecer ao público brasileiro e estrangeiro o enorme leque de tendência e produtos da indústria têxtil paulista, reunindo todo o mercado produtor das regiões de Americana, Sumaré, Nova Odessa, Santa Bárbara d´Oeste e Hortolândia – expositores que estão entre as grandes empresas especializadas em moda. De 1 a 3 de fevereiro: das 14h às 22h. Expo América. Rod. Anhanguera, Km 119, Nova Odessa, SP, tel. (19) 3471-3877. www.feiconmoda.com.br

11h às 17h

feira

O quê? Vampire Weekend. Por quê? O grupo nova-iorquino formado em 2006, influenciado pela música popular africana e pela música ocidental clássica, já tinha atraído a atenção do público e da mídia ao lançar, em 2008, seu primeiro disco. Mas a consagração veio com Contra, em 2010, por duas semanas o álbum mais vendido de Nova Iorque, chegando ao posto mais alto da Billboard. Pela primeira vez no Brasil. Dia 1 de fevereiro: às 22h30. De R$ 80 a R$ 250. Via Funchal. R. Funchal, 65, tel. 3846-2300. www.viafunchal.com.br

17h às 23h

show

O quê? Buddha-Bar. Por quê? Reabriu com novidades para 2011. O restaurante apresenta dez novos drinks, ideais para a estação, como o Sweet Pepper (feito com vodka, gim, mix maracujá, pimentão, morango e Perrier). O chef Anderson Sousha continua no comando da cozinha japonesa, e o menu contemporâneo, assinado por Erick Jacquin. Almoço – ter. a sex.: das 12h às 15h. Jantar – ter. a sáb.: das 19h30 à 1h e bar até o último cliente. Villa Daslu. Av. Juscelino Kubitschek, 2041, tel. 3044-6181. www.buddhabarsp.com.br

23h às 29h

balada

69


fevereiro 2011

Letz Zep

5h às 11h

exposição O quê? Teoria, de Ignasi Aballí (Espanha, Barcelona, 1958). Por quê? Desenvolvida especialmente para o espaço Octógono, da Pinacoteca, a instalação de um dos mais destacados artistas espanhóis da atualidade é composta por nove vitrines coloridas. Segundo Ivo Mesquita, curador da mostra, em sua obra é possível constatar uma reflexão sobre os materiais e processos de criação artística, com especial incidência na pintura e na fotografia. Até 27 de fevereiro. Ter. a dom.: das 10h às 17h30. R$ 3 e R$ 6 (sáb. Grátis). Pça. da Luz, 2 , tel. 3324-1000.

Gastronomia

11h às 17h

Quer matar a saudade de uma dos melhores grupos da história do rock? A banda inglesa Letz Zep é a única banda tributo oficial do Led Zeppelin, reconhecida pelos membros originais do Led. Os integrantes foram até convidados pelo vocalista Robert Plant e guitarrista Jimmy Page para tocar na festa de lançamento da coletânea Mothership. Popular, bem recebida pela crítica do mundo inteiro, ela já recebeu elogios de diversos grandes nomes da música como Janick Gers e Ozzy Osbourne, entre outros. Pela primeira vez no Brasil, irá mostrar não só as músicas como o estilo do grupo. Dia 25 de fevereiro, às 22h. R$ 50 a R$ 250. Via Funchal. R. Funchal, 65, tel. 3846-2300. ww.viafunchal.com.br

quarta, 02

O quê? Restaurante Santinho. Por quê? Une gastronomia a arte, design e entretenimento. Recém-inaugurado dentro do Instituto Tomie Ohtake, sob o comando da chef Morena Leite do grupo Capim Santo, a casa explora a cozinha gourmet com uma bancada de dez metros de comprimento, onde os clientes podem interagir com os cozinheiros. Destaque para o Tropeiro do Mar (feijão verde, feijão preto, feijão de corda, feijão vermelho e frutos do mar). Abre só para almoço. Ter. a sex.: das 12h às 15h; sáb. e dom.: das 12h30 às 16h30. R. dos Coropés, 88, tel. 3034-4673.

17h às 23h

teatro O quê? O idiota – uma novela teatral. Por quê? A peça, baseada nos 12 capítulos do livro do escritor russo Fiódor Dostoiévski, O idiota, foi prêmio APCA e segundo lugar na eleição do Melhores do Guia 2010. Direção de Cibele Forjaz, com Aury Porto, Fredy Allan, Luah Guimarãez e outros. Divididos em três partes, o espetáculo pode ser visto às quartas, às 19h (na íntegra com 6h30), quintas e sábados, às 20h (parte1), sextas, às 20h, e domingos, às 19h (as partes 2 e 3 juntas). Direção: Cibele Forjaz. R$ 4 a R$ 16. R. Clélia, 93, tel. 3871-7700.

balada

23h às 29h

O quê? Programação internacional no Disco. Por quê? Noite especial no clube com atração internacional: a dupla de DJs Mustapha & Tasita D’Mour, do house e soul music, que promete sacudir a pista da casa. Dia 9 tem Ronny Sikely, e dia 16 de fevereiro é a vez de Ron Carrol. Qua., sex. e sáb.: das 23h até o último cliente. R. Prof. Atílio Innocenti, 160, tel. 3078-0404.

70 | 29HORAS | 29 de janeiro a 1º de março de 2011


quinta, 03

fevereiro 2011

O quê? Novas vagas no Garage. Por quê? O galpão de 1.200 m², na Vila Leopoldina, funciona nos mesmos moldes das marinas, mas é voltado para os proprietários de carros antigos que procuram um local para guardar e conservar suas preciosidades, mediante pagamento de uma mensalidade. O lugar também reúne os amantes e proprietários das raridades, numa área destinada especialmente para esses encontros, com churrasqueira, forno a lenha para pizza e fogão. R. Guaipá, 167, tel. 3644-6161.

5h às 11h

hobby

O quê? 18ª Expo Noiva & Festas – 2011. Por quê? Além das últimas novidades em produtos e serviços expostas por mais de 150 profissionais do setor, há desfiles de vestidos de noiva, trajes para noivos, roupas para daminhas e madrinhas, pajens e padrinhos e lingerie; uma área destinada à exposição e degustação de bolos artísticos; e minicursos gratuitos ministrados por profissionais talentosos sobre temas variados, como decoração floral e de festas. De 3 a 5 de fevereiro. Centro de Exposições Imigrantes. Rod. dos Imigrantes, km 1,5, tel. 2280-8558. www.exponoivas.com.br

11h às 17h

feira

O quê? Rosa de vidro. Por quê? Em curta temporada, a peça de João Fábio Cabral, dirigida por Ruy Cortez, é livremente inspirada na vida e na obra de Tennessee Williams. Aborda a relação incestuosa, porém sem envolvimento carnal, entre o dramaturgo norte-americano e sua única irmã, Rose. No elenco estão Julia Bobrow, Gilda Nomacce, Tales Penteado e Ricardo Gelli. Até 25 de fevereiro, qui. e sex.: às 21h. R$ 10 e R$ 5. SESC Consolação. R. Doutor Vila Nova, 245, tel. 3234-3000.

17h às 23h

teatro

O quê? Cachaça da Tulha no Bar Birô. Por quê? A cachaça artesanal, produzida na cidade de Mococa, é bastante especial. Preparada por Camila Guidolin e José Severo, ambos sommeliers de um conceituado restaurante em São Paulo, é envelhecida em tonéis de carvalho e engarrafada em vidro com tampa de rosca. Ideal para acompanhar o pastel de feijoada e a mineirinha (tábua com costelinhas e asinhas de frango recheadas com bacon) do Bar Birô. Seg. a sáb:. das 11h até o último cliente. R. Vergueiro, 1889, tel.5081-4040.

23h às 29h

gastronomia

71


fevereiro 2011

Maria Gadú

5h às 11h

beleza O quê? Vinoterapia facial e corporal no Espaço Be. Por quê? O vinho não faz bem apenas à alma, mas ao corpo também. É o que garante esse centro estético e de bemestar que realiza um tratamento à base da bebida. Os cremes utilizados nas esfoliações e massagens atuam na proteção do colágeno e elastina, pois em suas composições, além do óleo da semente da uva, também são utilizados a polpa e a casca da fruta, ricos em polifenóis. De quebra, a cliente recebe uma taça de vinho antes da sessão. Ter. a sáb.: das 8h às 19h. R. Augusto Tolle, 696, tel. 2959-6668.

Cinema

11h às 17h

Depois de subir ao palco do programa Esquenta!, pilotado por Regina Casé, em janeiro, ao lado de Caetano Veloso (os dois fizeram juntos a turnê Duo no final do ano, em apresentações por várias capitais), e da sua recente viagem a Los Angeles, a cantora-revelação de 24 anos sobe ao palco do Espaço Lux, em São Bernardo do Campo, apresentando as canções do seu último trabalho, Multishow ao vivo (CD e DVD), além de outros hits de sua carreira meteórica. Acompanhada por sua banda – que tem entre os músicos o ótimo baterista Cesinha – , Gadú, cantora indicada ao Grammy Latino, irá cantar composições próprias e de músicos consagrados. Dia 26 de fevereiro, às 20h. R$ 100 e R$ 60. R. Antonio Luiz Valério, 93, tel. 4339-3613. www.espaçolux. com.br

sexta, 04

O quê? Cinema. Por quê? Hoje é dia de estreias: Como você sabe é uma comédia com direção e roteiro de James L. Brooks sobre um triângulo amoroso que envolve uma ex-atleta com dificuldades para construir uma nova vida, um ex-lançador de basebol narcisista e egocêntrico e um empresário centrado, que se relaciona mal com o pai e foi acusado por crime financeiro. Com Reese Witherspoon, Jack Nicholson, Paul Rudd e Owen Wilson. Não perca ainda: Splice – A nova espécie, Sequestro e O vencedor. Nos melhores cinemas da cidade, como Cinemark, PlayArte e UCI.

17h às 23h

show O quê? Rita Ribeiro. Por quê? Com participações de Chico César e de Zeca Baleiro, o espetáculo comemora sete anos da intervenção da cantora, Tecnomacumba, uma mistura de música popular brasileira com religiosidade ancestral, recentemente apresentada no Festival Mundial de Artes Negras em Dakar, capital do Senegal. O DVD e CD lhe renderam o Prêmio da Música Brasileira de Melhor Cantora na categoria Canção Popular. Dia 4 de fevereiro, às 22h. De R$ 40 a R$ 80. HSBC Brasil. R. Bragança Paulista, 1281, tel. 5646-2120. www.hsbcbrasil.com.br

23h às 29h

gastronomia

72 | 29HORAS | 29 de janeiro a 1º de março de 2011

O quê? General Prime Burger da Oscar Freire. Por quê? Inaugurou um agradável terraço, com vista para o bairro dos Jardins. É uma ótima opção para aqueles que buscam um lugar para tomar um sorvete, fazer um happy hour e até almoçar em um dia ensolarado. Uma nova linha de frozens de frutas também entrou no cardápio, com as mais incrementadas caldas e complementos. Dom. a qui.: das 12h às 24h; sex. e sáb.: das 12h à 1h. R. Oscar Freire, 450, tel. 3060-3330.


sábado, 05

fevereiro 2011

O quê? Pousada Port Louis. Por quê? Recéminaugurada na Praia da Tabatinga, no Litoral Norte de São Paulo, traz um novo conceito em hospedagem, o Pocket Resort, que alia o melhor do resort em um espaço pequeno e mais aconchegante, com a personalização e flexibilização de regras e serviços de uma pousada de charme. Para quem gosta de boa gastronomia, o restaurante Baleares – com cardápio elaborado pelo chef Patrick Ferry e baseado na culinária francesa e sabores do mar – pretende ser um dos melhores da região. Reservas pelo tel. (12) 3884-6010.

5h às 11h

Viagem

O quê? Penetráveis, da Cia. Mariana Muniz. Por quê? O espetáculo dá continuidade à pesquisa de linguagem em arte/dança contemporânea, realizada pelo grupo e inspirada no trabalho do artista plástico brasileiro Hélio Oiticica. Concepção e direção coreográfica de Mariana Muniz. Dias 5 e 6 de fevereiro, às 16h (Pq. da Juventude – Av. Cruzeiro do Sul, 2630, tel. 2251-2706); 16 de fevereiro, às 11h (Teatro Anhembi Morumbi – R. Dr. Almeida Lima, 1134, tel. 2790-4500); 17 a 19 de fevereiro: às 20h30, e dia 20 de fevereiro: às 19h. Galeria Vermelho. R. Minas Gerais, 350, tel. 3138-1520.

11h às 17h

teatro

O quê? Diogo Nogueira. Por quê? O cantor e compositor faz show de lançamento do recém-lançado DVD, Sou eu, o segundo de sua carreira, já na lista dos cinco mais vendidos em todo o Brasil. Também lançado em CD, o projeto contou com a participação especial de grandes nomes da música brasileira, como Chico Buarque, Ivan Lins, Alcione, Hamilton de Holanda, além dos dançarinos da Companhia de Dança Carlinhos de Jesus. Dia 5 de fevereiro, às 22h. R$ 50 a R$ 120. HSBC Brasil. R. Bragança Paulista, 1281, tel. 5646-2120. www.hsbcbrasil.com.br

17h às 23h

show

O quê? Pompéia Bar. Por quê? O espaço, localizado em uma esquina do bairro homônimo, ganhou fama pelos seus deliciosos sanduíches, como o Maravilha, feito com peito de peru, queijo branco, cenoura ralada, molho de mostarda, maionese e alface. Mas o Premiado é um dos mais pedidos, recheado com chester defumado, queijo parmesão, queijo gorgonzola, mussarela de búfala, maionese e alcaparras. Há excelentes petiscos e pratos também. Seg. a sáb.: das 12h à 1h. R. Dr. Augusto de Miranda, 712, tel. 3872-1769.

23h às 29h

gastronomia

73


fevereiro 2011

Seguro contra chuva

5h às 11h

Criança O quê? Patati Patatá, um show de alegria!. Por quê? Para se divertir com a famosa dupla de palhaços, conhecida das crianças por suas apresentações em escolas, shoppings, festas infantis e eventos, além apresentações em programas infantis da TV. Eles já lançaram dez CDs, cinco DVDs e duas coleções com 100 músicas cada. No repertório estão Se você quer sorrir, A dança do macaco, O gambazinho cheiroso, Hora da refeição, As mãos e Chuveiro, chuveiro. Dia 6 de fevereiro: às 11h e 18h. De R$ 40 a R$ 100. Credicard Hall. Av. das Nações Unidas, 17955, tel. 4003-5588. www.ticketsforfun.com.br

11h às 17h

Gastronomia O quê? Parrilla Ladrillo. Por quê? Além da variedade de cortes argentinos e pratos típicos, a casa também oferece opções lights como a salada Palermo Hollywood (agrião, alface roxa, endívia, tomate, damasco e palmito) e o Linguado ao molho de maracujá com purê e alho-poró. Mesmo sendo bem arejado, graças a um janelão que corta o salão, a área externa é bastante disputada nesta época. Seg. a sex.: das 12h às 15h30 e das 18h às 24h; sáb.: das 12h às 24h; dom.: das 12h às 18h. Av. Pavão, 454, tel. 35626499. www.ladrillo.com.br

teatro

17h às 23h

O Itamambuca Eco Resort, um hotel maravilhoso em Ubatuba, no litoral norte de São Paulo, pensou em algo inédito: ele criou o Seguro Contra Chuva, já que estamos em época de águas fartas. A partir do Carnaval, ele dará diárias gratuitas aos hóspedes que enfrentarem chuva nos dias em que estiverem no hotel. Para cada dia de chuva o prêmio do seguro é uma diária cortesia (a ser utilizada durante a baixa temporada, de maio a setembro), mas a ação é válida para chuvas por mais de cinco horas contínuas no período das 9h às 17h. O hotel tem apartamentos e bangalôs com vista para a Mata Atlântica. Tem alta gastronomia e área de lazer completa, com trilhas, aulas de surf, mergulho, yoga e prática de observação de aves. Informações e reservas: (12) 3834-3000. www.itamambuca. com.br

domingo, 06

O quê? Mambo italiano. Por quê? A peça foi um sucesso no Canadá, Estados Unidos e Europa. De uma nova safra de comédias de costume contemporâneas, o espetáculo do canadense Steve Galluccio aborda a atual estrutura familiar e suas crises, com texto que leva à reflexão e ao riso. Direção de Clarisse Abujamra, com Claudia Mello, Antonio Petrin, Tânia Bondezan, Luciano Andrey, Lara Cordula e outros. Até 27 de março. Sex.: às 21h30 (R$ 60); sáb.: às 21h (R$ 70); dom.: às 19h (R$ 60).Teatro Nair Bello. Shopping Frei Caneca. R. Frei Caneca, 569, tel. 3472-2414.

23h às 29h

gastronomia

74 | 29HORAS | 29 de janeiro a 1º de março de 2011

O quê? Padaria Bella Paulista. Por quê? O nome faz justiça ao agradável espaço que alia padaria, restaurante, lanchonete, pizzaria, bar, confeitaria e conveniência. Há pães de todos os tipos feitos na casa, forno a lenha para sanduíches, buffet de café da manhã (a partir das 7h), buffet de sopas (das 18h às 4h) e pizzas a qualquer momento. O espaço também possui adega, tabacaria, minimercado, sorveteria com 42 sabores de sorvetes, vários tipos de queijos, massas e muitos bolos. Funciona 24h, inclusive o serviço delivery. R. Haddock Lobo, 354, tel. 3214-3347. www.bellapaulista.com


segunda, 07

fevereiro 2011

O quê? Le Chantier. Por quê? A nova loja reúne marcas famosas do universo fashion, como Acostamento, Lucy in the Sky, DTA, Zimpy e Siri, além da própria coleção. A novidade fica por conta da tecnologia: um provador online que permite provar looks por meio de um manequim de medidas exatas. Já o projeto arquitetônico da loja, assinado pela empresária Bárbara Moya, é inspirado nos anos 20. Al. Tietê, 43, loja 5, tel. 3061-3413. www.lechantier.com.br

5h às 11h

moda

O quê? Gïbran. Por quê? Oferece pratos árabes fiéis à tradição dos países do Oriente Médio. O menu contempla iguarias daquela região, como a esfiha de basturma, feita com uma carne de origem armênia de sabor acentuado, cortada a mão em pequenos pedaços e entremeada com mussarela e massa fina. Outra especialidade é o kibe de peixe. Almoço – ter. a sex.: das 12h às 15h; sáb. e dom.: das 12h às 17h. Jantar – ter. e qua.: das 19h às 22h30; qui.: das 19h às 23h; sex.: das 19h às 23h30; sáb.: das 19h às 24h. R. Comendador Miguel Calfat, 296, tel. 20831593. www.restaurantegibran.com.br

11h às 17h

Gastronomia

O quê? Philadelphia Mania. Por quê? A Pizza Hut, em parceria com a K&S Alimentos, lançou uma promoção que inclui sete novas receitas com o famoso cream cheese no cardápio da pizzaria. Há entradas, massa com molho especial, pizzas com cobertura ou borda recheada e, na sobremesa, um tradicional cheesecake envolto em biscoito de chocolate e coberto com ganache. Disponível até fevereiro nas unidades Alphaville, Amauri, Bairro do Limão, Bandeirantes, Rua dos Pinheiros e Shopping Center Norte, em São Paulo. www.pizzahut.com.br

17h às 23h

gastronomia

O quê? Guia 2011 de hotéis e pousadas sustentáveis da Associação de Hotéis Roteiros de Charme. Por quê? A publicação traz um serviço completo dos 50 hotéis e pousadas associados em todo o Brasil. Há dois novos membros: o Hotel Villa Bahia, em Salvador, e a Pousada do Engenho, no Rio Grande do Sul. Os empreendimentos foram os únicos selecionados entre mais de 100 candidatos em todo o país. Ambos enfrentaram um rígido processo de seleção que levou em consideração o conforto, a qualidade de serviços e a prática de ações sustentáveis. www.roteirosdecharme.com.br

23h às 29h

turismo

75


fevereiro 2011

Circus Music Festival

5h às 11h

design O quê? Fetiche Design. Por quê? Criada pelos designers Carolina Armellini e Paulo Biacchi, a marca de mobiliário contemporâneo apresenta um trabalho livre, que não faz uso de um material ou processo específico. A cada produto, os designers buscam o ineditismo em referências e significados além do formal e funcional para as suas peças, que podem ser adquiridas em endereços como a Micasa Estar de Luxo e Artefacto Basic. www.fetichedesign.com.br

11h às 17h

Gastronomia O quê? Pranzo Ristorante. Por quê? Nova opção de almoço no bairro de Moema (índios). A proposta é oferecer pratos caprichados da gastronomia italiana e um serviço rápido e atencioso, a preços realmente convidativos – de R$ 15,50 a R$ 19,50. Os clientes se servem em uma pequena mesa de antepastos e saladas e podem escolher uma das cinco opções do dia, entre assados, braseados e grelhados acompanhados de risotos, massas, polentas, purês, refogados e legumes. Os pratos mudam todos os dias. Seg. a sáb.: das 11h30 às 15h. Al. dos Aicás, 1501, tel. 5096-2569.

show

17h às 23h

Festival com ações voltadas para a responsabilidade social, ele alia bandas musicais de pop rock e rock teen a artistas circenses que envergam essa bandeira. O evento é beneficente a PIVI – Projeto de Incentivo a Vida –, associação filantrópica que presta auxílio a crianças vítimas da violência doméstica e portadoras do vírus HIV. A festa vai acontecer no dia 13 de fevereiro, a partir das 10h, no salão social do Clube de Regatas Tietê. Com mais de 24 atrações em 12 horas de música sem intervalo, o evento reunirá também talentos da dança, do circo e do teatro. Coreografias e figurinos modernos são uma atração à parte. Ingressos de R$ 25 a R$ 75. Clube de Regatas Tietê. Av. Santos Dumont, 843, tel. 3228-5244.

terça, 08

O quê? Sara Chrétien, no Anita. Por quê? Uma das maiores cantoras de jazz do país agora é atração fixa no bar do restaurante Anita, em Higienópolis. Ela se apresenta com o quinteto formado por seus filhos, Wilson Teixeira (saxofone) e Cuca Teixeira (bateria), e por Edinho Santana (piano), Daniel D’Alcântara (trompete) e Thiago Alves (contrabaixo). Holandesa radicada no Brasil desde 1964, ela fez muito sucesso nos tempos da Baiúca e do 150 Night Club, do Maksoud Plaza. O couvert artístico é R$ 20. Ter.: às 21h30. R. Mato Grosso, 154, tel. 26283584 (reservas).

23h às 29h

internet

76 | 29HORAS | 29 de janeiro a 1º de março de 2011

O quê? Portal Improvisando. Por quê? Lançado em janeiro por Lala Bradshaw, expert em improvisação teatral, o portal é uma referência para a arte do improviso, suas vertentes, teorias e expoentes da área. Trilíngue, garante acesso aos grandes improvisadores da atualidade, trazendo notícias em tempo real dos maiores festivais do gênero no mundo, entrevistas e vídeos com grandes nomes, como o chileno Sergio Molina e os brasileiros Cesar Gouvêa e Marcio Ballas, criador do espetáculo Jogando no quintal e apresentador do programa É tudo improviso, da Band. portalimprovisando.com


quarta, 09

fevereiro 2011

O quê? 52ª Feira Nacional da Indústria de Joias, Relógios e Afins (Feninjer). Por quê? Em 25 anos, consolidou-se como a maior e mais importante feira do setor na América Latina. Este ano, amplia sua área de exposição para 12 mil m² e diversifica o mix de produtos, apresentando artigos de couro, ótica, artefatos de pedra, acessórios, além de joias em ouro, joias em prata, relógios, gemas e embalagens. De 9 a 11 de fevereiro, das 10h às 18h; e dia 12, das 10h às 17h. Transamérica Expo Center. Av. Dr. Mario Villas Boas Rodrigues, 387, tel. 3016-5850. www.feninjer.com.br

5h às 11h

Feira

O quê? Restaurante Açafrão da Terra, na Granja Viana. Por quê? Bom lugar para almoçar ou jantar no verão, em meio a plantas e árvores, a céu aberto. Dentre as novas pedidas da estação estão a Truta do pescador e o Canelone de berinjela. Às quartas, no menu executivo, é servido o Salmão grelhado com alcaparras e legumes. Almoço – ter. a sex.: das 12h às 15h; sáb. e dom.: das 12h às 16h. Jantar – ter. a qui. e dom.: das 19h às 22h30; sex. e sáb.: das 19h às 24h. R. José Felix de Oliveira, 860 C, Granja Viana, Cotia, tel. 4612-0398. www.acafraorestaurante.com.br

11h às 17h

Gastronomia

O quê? Nany People, Então... deu no que deu. Por quê? A atriz e humorista estreia seu solo, pela primeira vez em São Paulo, satirizando situações do cotidiano, suas experiências na televisão e as diferenças entre os universos masculino e feminino. Mineira radicada em São Paulo, Nany é mestre de cerimônias do maior festival de humor da América Latina, o Risorama, em Curitiba. Dias 9, 16 e 23 de fevereiro e 2 de março, às 21h. R$ 40. Teatro Procópio Ferreira. R. Augusta, 2823, tel. 3083-4475. www.teatroprocopioferreira.com.br

17h às 23h

teatro

O quê? Campanha com a Miley Cyrus. Por quê? A jovem estrela da Disney, consagrada como Hannah Montana, chega ao Brasil no final do primeiro semestre de 2011 para um evento organizado pela Santher – parte integrante da campanha Miley Cyrus “Eu quero sym”. Ao acessar o site www.euquerosym.com.br e se cadastrar, você concorre a ingressos para participar de uma festa exclusiva ao lado da estrela. Serão sorteadas 60 felizardas, que poderão levar dois acompanhantes e cinco delas ainda poderão arrumar o look e chegar ao lado de Miley.

23h às 29h

internet

77


fevereiro 2011

All Time Low

5h às 11h

exposição O quê? SIS Intercâmbio Cultural. Por quê? A empresa, especializada em cursos no exterior, abriu inscrições para curso de idiomas voltado a jovens acima de 13 anos. O programa é direcionado aos adolescentes que queiram viajar sozinhos ao exterior pela primeira vez ou que queiram fazer uma experiência antes de realizar intercâmbio mais longo. A duração é de 3 ou 4 semanas e o participante pode escolher entre 24 países do mundo todo para viajar. Reservas pelos tels.: 3061-0080 / 3062-6333. www.sis-intercambio.com.br

gastronomia

11h às 17h

A banda de pop punk de Baltimore, Maryland, com três álbuns gravados e a mesma formação desde 2003, irá se apresentar no Via Funchal. No show, destaque para o vocalista e guitarrista Alex Gaskarth. Fazem parte do grupo o guitarrista Jack Barakat; Zack Merrick no baixo; Rian Dawson na bateria. O nome foi tirado da música do New Found Glory, Head on collision. Participam da abertura do show o grupo de rock independente de 1997, Motion City Soundtrack, e a dupla College 11, atual sensação. Dia 29 de janeiro, às 22h. Ingressos entre R$ 120 e R$ 200. Via Funchal. R. Funchal, 65, tel. 3846-2300. www.viafunchal. com.br

quinta, 10

O quê? Restaurante Gopala Madhava. Por quê? Porque o menu lacto-vegetariano da casa apresenta uma combinação especial dos sabores da Índia. A chef Madhava visitou o país oito vezes para se aperfeiçoar na cultura védica e divulgar a tradicional arte indiana por meio da alimentação. Às sextas, a casa serve feijoada vegetariana com o nutritivo feijão azuki, legumes e ricota defumada. Durante a refeição pode-se ouvir alguns mantras que remetem ao clima místico e tranquilo da Índia. Seg. a sex.: das 11h30 às 15h; sáb.: a partir das 12h. R. Antonio Carlos, 413, tel. 3253-3844.

17h às 23h

teatro O quê? Fora do normal. Por quê? A comédia solo do humorista Fábio Porchat traz ao palco críticas bem-humoradas do cotidiano, abordando telemarketing, viagens ao exterior e tecnologia em banheiros, entre outras observações. Contratado da Globo como roteirista e ator do programa Tudo junto e misturado, ao lado de Bruno Mazzeo, Porchat é integrante do primeiro grupo de stand up comedy do Brasil, o Comédia em pé, há quatro anos em cartaz no Rio de Janeiro. Até 3 de março, qui.: às 21h. R$ 40 e R$ 20. Teatro Procópio Ferreira. R. Augusta, 2823, tel. 3083-4475.

23h às 29h

balada

78 | 29HORAS | 29 de janeiro a 1º de março de 2011

O quê? Atrações internacionais no D-Edge. Por quê? Hoje quem assume a cabine é a dupla ao Audiofly, da Inglaterra, formada pelos DJs e produtores Luca Saporito e Anthony Middleton que, desde 2002, vem conquistando as pistas com o seu modern house. Dia 10 de fevereiro, a partir das 23h. No dia 17 de fevereiro é a vez de Dennis Ferrer, DJ, produtor e remixer de Nova Iorque, veterano da house music e fundador da gravadora Objektivity. Al. Olga, 170, tel. 3667-8334. www.d-edge.com.br


sexta, 11

fevereiro 2011

O quê? Brinquedos franceses Les Déglingos. Por quê? A novidade trazida para o Brasil pela empresa gaúcha Félix Puer virou febre no mundo inteiro. Esquisitos, além de divertir a garotada, brincam com cores, formas e com seus próprios nomes. Tem o chefe lobo sofisticado; o cachorro poeta; o rato divertido e por aí vai. Confeccionados em tecidos, medem cerca de 26 cm. São vendidos em lojas infantis, mas também nas especializadas em decoração de São Paulo e do Rio de Janeiro. Hoje um dos pontos de venda da marca é a loja de decoração Coisas da Dóris. www.coisasdadoris.com.br

5h às 11h

criança

O quê? Estreia de Burlesque. Por quê? O musical marca a estreia da cantora Christina Aguilera como atriz e celebra a cantora, atriz e ganhadora do Oscar Cher. Ali é uma jovem de cidade de interior com uma bela voz, que segue para Los Angeles para escapar da vida dura e de um futuro incerto. Acaba sendo empregada como garçonete num teatro majestoso, mas em péssimo estado de conservação, o The Burlesque Lounge, onde está sendo exibido um fantástico musical. Não perca ainda Cisne negro, O discurso do rei, Incêndios e Caminho da liberdade. Nos melhores cinemas da cidade.

11h às 17h

Cinema

O quê? Pizzeria Carrieri. Por quê? Inclui pizzas frias em seu cardápio, que trazem combinações feitas com ingredientes mais leves, ideais para a temporada, como a Crudaiola (rúcula fresca, tomate cereja, queijo Bocconcino, presunto cru italiano, coberto com lascas de Grana Padano), a Profumo di Limone (mozzarella de búfala, presunto defumado, champignon Carpaciato, rúcula e parmesão). Ter. a dom.: das 17h30 às 24h; sex. e sáb.: até as 24h30. R. Pedra Azul, 678, tel. 2528-1010.

17h às 23h

gastronomia

O quê? Comedians Comedy Club. Por quê? A casa dedicada à comédia stand up abriu a temporada 2011 com novidades. Neste ano serão 10 apresentações semanais – duas na quinta e três de sexta a domingo, incluindo sessões às 23h59. Outro destaque é a promoção Double Chope, realizada das 18h30 às 20h. Todo cliente que pedir um chope durante o horário leva outro de graça. R$ 30. R. Augusta, 1129, tel. 2615-1129.

23h às 29h

teatro

79


fevereiro 2011

Lisboa em Pessoa

5h às 11h

passeio O quê? Sabina Escola Parque do Conhecimento. Por quê? Para entrar num túnel que mostra a formação do Universo, desde o Big Bang e a origem da Terra, sentindo até os tremores. Neste grande espaço destinado à exposição de ciências e artes também está a única réplica existente na América Latina do esqueleto de um Tyrannosaurus rex, com 12,8 m de comprimento, e um simulador do fundo do mar. Ter. a sex., exclusivo para escolas públicas e particulares, com agendamento prévio. Fins de semana, das 9h às 17h30. R. Juquiá, s/nº, Santo André, tel. 4422-2001.

11h às 17h

Gastronomia O quê? Casinha de Monet Bistrô. Por quê? Em novo endereço e com espaço físico maior, apresenta no cardápio receitas inéditas, como o boeuf bourguignon (carne ensopada em vinho tinto, com cogumelos paris, cenoura e cebolinha, servido com batata souté) e resgata outras que fizeram sucesso e estavam fora do menu, como o badejo com crosta de pistache, servido com garni (abobrinha, cenoura, ervilha, batata e brócolis). Ter. a sáb.: das12 às 23h; dom.: das 12h às 17h; seg.: das 12h às 16h. R. Fradique Coutinho, 37, tel. 3032-7403. www.casinhademonet.com.br

teatro

17h às 23h

Um guia turístico e literário da capital portuguesa, escrito por João Correia Filho, é o mais novo lançamento da editora LeYa. Preparado a partir das indicações de um dos moradores mais conhecidos da capital lusitana, o poeta Fernando Pessoa, ele teve como ponto de partida o livro Lisboa: o que o turista deve ver, escrito por Pessoa em 1925 – que permaneceu inédito por décadas, sendo editado pela primeira vez em 1992. A obra resulta do profundo conhecimento que o poeta tinha de sua cidade natal, onde viveu a maior parte de sua vida. O leitor tem acesso às dicas desse cicerone especial, que o conduz a locais como a Torre de Belém, o Mosteiro dos Jerônimos e o Castelo de São Jorge, entre outros. Com 376 páginas, custa R$ 79,90. www.leya.com.br

sábado, 12

O quê? A árvore seca. Por quê? O jovem autor Alexandre Sansão utiliza a poética do cordel para retratar a história de uma mulher do sertão nordestino que atravessa uma vida permeada por desgraças. Numa odisseia épica que vai do seu nascimento até a velhice, narrada em primeira pessoa, a personagem conta como consegue extrair felicidade e força de pequenos momentos de um cotidiano amargo. Com Ester Laccava e direção de Leandro Goddinho e Antônio Vanfill. Até 19 de fevereiro, sex. e sáb.: às 21h. R$ 20. SESC Pinheiros. R. Paes Leme, 195, tel. 3095-9400. www.sescsp.org.br

23h às 29h

show

80 | 29HORAS | 29 de janeiro a 1º de março de 2011

O quê? Claudia Leitte. Por quê? Depois do megashow da virada do ano em Salvador e do sucesso da turnê Rhytmos, lançada em julho, a cantora lança sua nova turnê, Claudia Leitte Tour 2011. No repertório estão sucessos como As máscaras, que dá nome ao seu novo CD, além de Don Juan e Famo$a, que lideram as paradas nas rádios do país. Dia 12 de fevereiro: às 23h. R$ 70 a R$ 120. Via Funchal. R. Funchal, 65, tel. 38462300. www.viafunchal.com.br


domingo, 13

fevereiro 2011

O quê? Galeria CAIXA Brasil, Obras selecionadas. Por quê? Último dia para ver a mostra que marcou os 150 anos da instituição. Trata-se da continuação da exposição que levou mais de 600 obras de arte, em novembro de 2010, a todas as 27 capitais do país. Durante esse período, cada um dos mais de 49 mil visitantes pôde votar nas três obras de sua preferência, resultando na escolha de 150 peças do acervo artístico do banco, entre elas trabalhos de Tarsila do Amaral e Di Cavalcante. Dia 13 de fevereiro: das 9h às 21h. Pça. da Sé, 111, tel. 3321-4400. www.galeriacaixabrasil.com.br

5h às 11h

exposição

O quê? Novas receitas da chef Bella Masano no Amadeus. Por quê? O restaurante traz pratos como a lagosta em escalopes sobre creme de beterraba ao aroma de trufas brancas, na entrada, ou a moqueca de peixe com banana, com um leve toque de alga kambu, pimenta de cheiro e farofinha crocante. Quem pede esse prato leva uma louça de cerâmica especial para casa. Seg. a sex.: das 12h às 15h e das 18h às 24h; sáb.: das 12h às 16h30 e das 19h à 1h; dom.: das 12h às 16h30 e das 19h às 23h; fer.: das 12h às 16h30 e das 19h às 24h. R. Haddock Lobo, 807, tel. 3061-2859

11h às 17h

gastronomia

O quê? Êxtase. Por quê? Último dia para ver essa comédia inteligente e divertida, que reflete sobre a relação homem-mulher e o universo da classe trabalhadora na Inglaterra pós-industrial. A história se passa em 1979, em Londres, onde um grupo de velhos amigos leva uma vida amarga, vivendo no limite da razão. Espaço Parlapatões. Dia 13 de fevereiro: às 19h. R$ 40. Pça. Franklin Roosevelt, 158, tel. 3258-4449. www.ingressorapido.com.br

17h às 23h

TEATRo

O quê? Vinho de Jabuticaba. Por quê? Produzido pela família italiana Villardi, no Brasil desde 1905, o vinho é tinto, aveludado e encorpado. Próprio para aperitivos e sobremesas, lembra o Porto. Estudos técnico-científicos atestam que os vinhos tintos, consumidos moderadamente, ajudam a prevenir algumas doenças, graças à antocianina. Conforme trabalho realizado pela química Daniela Brotto Terci, da Unicamp, a jabuticaba contém mais antocianina que a uva, beneficiando ainda mais o consumidor, na proporção de 314 mg contra 227 mg da uva. www.villardi.com.br

23h às 29h

gastronomia

81


fevereiro 2011

Loja Again

5h às 11h

turismo O quê? Viagem guiada ao Egito. Por quê? O ProjetoCultura organiza, de 4 a 13 de março, uma viagem cultural para o Egito, levando dois experts em arqueologia pela USP: Cássio de Araújo Duarte, doutor em Arqueologia do Egito, e Philippe Racy Takla, mestre em Arqueologia do Oriente Médio. Além de visitas a museus, templos, pirâmides, tumbas, esfinges, múmias e complexos arqueológicos e arquitetônicos, nas cidade do Cairo, Luxor e Gizé, o roteiro inclui um Cruzeiro pelo rio Nilo, de 4 noites. R. Portugal, 43, tel. 3081-5845. www.projetocultura.com.br

gastronomia

11h às 17h

Unidos pelo amor à arte, os decoradores Attilio Baschera e Gregório Kramer são atemporais e fazem da sua loja Again, no bairro de Higienópolis, uma referência na decoração brasileira. Instalada em um casarão antigo no tradicional bairro, a loja oferece objetos de decoração, bandejas, copos, pratos, bowls, guardanapos diferenciados, quadros, tapetes, além de belas roupas de cama e uma linha de homewear que inclui até sapatos para ficar em casa. Mas o grande destaque da casa é a coleção de tecidos, com estampas desenvolvidas pela elegante dupla. A Again desmistifica o conceito de que para se viver bem é necessário luxo e aposta na cultura e na simplicidade. R.Alagoas, 651, tel. 3662-3372.

segunda, 14

O quê? Bolos de sorvete da Anusha. Por quê? É uma novidade da chocolatière Ana Maria Castanho, a Anusha, para refrescar o verão. Há três versões: feito com pão-de-ló, crocante, sorvete de creme, creme inglês e coberto com ganache de chocolate; com pãode-ló, banana caramelada e sorvete; ou ainda pão-de-ló, abacaxi caramelado e sorvete. R$ 80 o quilo. Seg. a dom.: das 10h às 20h. R. Comendador Miguel Calfat, 420, tel. 30456054. www.anushachocolates.com.br

17h às 23h

Gastronomia O quê? Kinoshita. Por quê? O restaurante está completando três anos na Vila Nova Conceição. Para celebrar esta data, o chef Tsuyoshi Murakami abre sua cozinha para receber Toshio Kinoshita, seu sogro e exproprietário do restaurante. A dupla de chefs elaborou um menu comemorativo, que será harmonizado com champanhe Krug Grand Cuvée. De 18 a 28 de fevereiro. Almoço – seg. a sex.: das 12h às 15h; sáb.: das 12h às 16h. Jantar – seg. a sáb.: das 19h às 24h. R. Jacques Félix, 405, tel. 3849-6940. www.kinoshita.com.br

23h às 29h

consumo

82 | 29HORAS | 29 de janeiro a 1º de março de 2011

O quê? Casal da Coelheira Rosé 2009. Por quê? O rótulo português que ganhou uma Grand Médaille d’Or como melhor vinho do mundo de sua categoria, no último Concurso Mundial de Bruxelas, chegou ao país pela importadora Max Brands. Produzido pela vinícola Quinta do Casal da Coelheira, é perfeito para os dias mais quentes. Na composição, 50% de uvas Syrah e 50% de uvas Touriga Nacional. Apresenta uma doçura equilibrada pela acidez elevada, tornando-se frutado e leve, mas muito concentrado. R. Eng. Antonio Jovino, 220, tel. 2174-6700. www.mxbrands.com.br


terça, 15

fevereiro 2011

O quê? 2º ABUP Móvel Show – Paralela Móvel. Por quê? A edição de 2011 conta com uma novidade: a Paralela Móvel, uma versão somente de mobiliário da Paralela Gift, uma das principais feiras de design contemporâneo do país, que acontece duas vezes por ano na capital paulista. Entre os expositores, estarão presentes o Estudio Gloria, a Forma Ludens, a Corporação de Ofício / Quatro Vezes Wipfli, entre outros. De 15 a 18 de fevereiro, das 10h às 20h. Fundação Bienal de São Paulo. Pq. Ibirapuera, Portão 3 – Pavilhão Ciccillo Matarazzo, tel. 5576-7600. www.fbsp.org.br

5h às 11h

evento

O quê? Mostra de Repertório – IVO 60. Por quê? Para comemorar 10 anos, o grupo reúne no Centro Cultural São Paulo suas peças que foram apresentadas em praças, parques e CEUs da cidade. Com um trabalho marcado pelo humor irreverente, críticas políticas e muita musicalidade, o IVO 60 apresenta quatro espetáculos: O menino que fugiu da peça (15 e 16 de fevereiro, às 14h30); Sombras da luz (19 e 20 de fevereiro, às 17h30); Top! Top! Top! (23 e 24, às 19h); e Gozolândia - uma farsa democrática (26 e 27, às 17h30). Grátis. R. Vergueiro, 1000, tel. 3397-4048. www.ivo60.com.br

11h às 17h

teatro

O quê? Novidades para o jantar do Brie Restô. Por quê? O restaurante incrementou o seu cardápio para o verão com o Lombo de cordeiro ao Porto servido com nhoque de mandioca e alho negro (R$ 75) e Nems de salmão com legumes e manga. No menu há outras sugestões leves e saborosas que podem ser degustadas na área externa da casa, sob uma árvore centenária. Almoço – ter. a sex.: das 12h30 às 15h; sáb.: das 12h30 às 17h e dom.: das 12h30 às 17h. Jantar – ter. a qui.: das 19h30 às 24h; sex. e sáb.: até a 1h. R. Dr. Melo Alves, 216, tel. 3063-4838. www.brieresto.com.br

17h às 23h

Gastronomia

O quê? Opium Solarium São Paulo. Por quê? Inspirada na Opium Barcelona, oferece noites de house, black, dance e rock in house, num prédio com estrutura de quatro andares e pé direito bem alto. Destaque para o Solarium, no último piso, que remete ao píer com vista para o mar da balada espanhola, com sofá, deck, camarote, sushi bar, cabine de DJ e pista de dança, além de um sistema que recebe som dos demais pisos. Há nove camarotes em mezaninos espalhados por todo o espaço. Ter., sex. e sáb.: a partir das 23h30. De R$ 50 a R$ 200. Pça. Prof. José Lannes, 46, tel. 5505-1999.

23h às 29h

evento

83


fevereiro 2011

Beleza masculina

5h às 11h

feira O quê? 9ª Feira Brasileira de Móveis e Acessórios de Alta Decoração. Por quê? A Associação Brasileira das Indústrias de Móveis de Alta Decoração, com sede na cidade de São Paulo, foi criada em 2003 e já conta com mais de 170 empresas de todo o país. Uma de suas mais importantes ações é justamente a feira que acontece todo ano, em fevereiro e julho, envolvendo expositores do setor moveleiro e das áreas de objetos e acessórios. De 16 a 19 de fevereiro, das 10h às 19h. Centro de Exposições Imigrantes. Rod. dos Imigrantes, km 1,5, tel. 5505-1214. www.abimad.com.br

GASTRONOMIA

11h às 17h

A preocupação do homem brasileiro com a queda de cabelos pode ser atenuada em breve, já que a marca Kerastase acaba de lançar a linha Capital Force, da Kerastase Homme. Composta por shampoo e tônico anti caspa, shampoo e tônico anti- oleosidade, sérum de massagem capilar, gel de limpeza, cremes de tratamento intensivo de reequilíbrio, os produtos têm em sua fórmula a tecnologia derivada da taurine (poderoso aminoácido orgânico), além de ativos que atuam combatendo os agravantes que causam a calvície. Quem sofre com a queda capilar, principalmente em áreas específicas como testa, topo da cabeça e laterais, pode se beneficiar com os produtos da linha. SAC: 0800-701-7237.

quarta, 16

O quê? Johnnie Pepper. Por quê? Agora as famosas Baby Back Ribs (costeletas de carne suína levemente assadas e temperadas), com 650 gramas de carne e molho barbecue, e a Neverlamb (paleta de cordeiro lentamente assada e temperada), com 1.300 gramas e molho madeira, podem ser levadas para casa em embalagens apropriadas e preparadas em qualquer churrasqueira, em 15 minutos. R. Dr. Mário Ferraz, 528, tel. 2528.3100. www.johnniepepper.com.br

17h às 23h

teatro O quê? Enquanto isso..., de Alan Ayckbourn. Por quê? A famosa trilogia chega pela primeira vez ao país. Trata-se de uma história em três peças que gira em torno das confusões familiares geradas pelo conquistador Nilton, que decide levar sua jovem cunhada para um fim de semana de amor. Até 27 de março. Na Sala de Jantar – qua. e qui.: às 21h; Na Sala de Estar – sex.: às 21h30 e dom.: às 20h; No Jardim – sáb.: às 20h e 22h. R$ 30 (setor 2) a R$ 60 (setor 1) ou R$ 90 (combo para as três peças). Teatro Folha. Av. Higienópolis, 618, tel. 3823-2323. www.teatrofolha.com.br

23h às 29h

balada

84 | 29HORAS | 29 de janeiro a 1º de março de 2011

O quê? O Rocker Club. Por quê? Aqui o rock não é apenas música, mas estilo de vida: desde a escolha do endereço (entre o Club Vegas e o Sarajevo, no chamado Baixo Augusta) até a decoração do salão principal, com direito a um piano, uma moto chopper e vários objetos dos anos 50 na salinha de som. Na pista de dança UnderRocker, pode-se ouvir de Elvis e Johnny Cash a Bob Dylan e Eric Clapton, até o pós-punk europeu de Gogol Bordello e os moderníssimos The Strokes. Qua. a sáb.: das 22h às 5h; dom.: das 18h às 2h. R$ 5 a R$ 20. R. Augusta, 901 G, tel. 3129-5588.


quinta, 17

fevereiro 2011

O quê? Whirlpool Latin America. Por quê? A empresa líder do mercado latino-americano de eletrodomésticos foi destaque no 24º Prêmio Design Museu da Casa Brasileira. Venceu na categoria eletroeletrônicos com o Purificador de Água Consul e ganhou menção honrosa com o projeto conceito Brastemp Freedom, cujo mote é facilitar o uso de eletrodomésticos por pessoas com deficiência, oferecendo módulo de controle por voz e outras funções eletrônicas que inovam na interface com o consumidor. www.whirlpool.com.br

5h às 11h

Consumo

O quê? Bistrô Cezano. Por quê? O menu tradicional combina pratos saudáveis da província com preços acessíveis. Há incríveis amuse-bouche, como o delicioso camarão salteado com tartar de abacate. O menu executivo (R$ 32), de terça a sexta-feira das 12h às 16h30, serve couvert, entrada, prato principal e sobremesa, como o Tarte Fruits Gourmet, com 0% de gordura e 0% de açúcar. Seg. a qua.: das 12h às 16h30; qui. e sex.: das 12h às 16h e das 20h às 24h30; sáb.: das 13h às 24h30. R. da Consolação, 3368, tel. 2768-3919.

11h às 17h

gastronomia

O quê? A bomba e o beijo. Por quê? A história de Zedú Neves fala de Pedro e Sofia, que viveram um grande amor e hoje estão separados. Ela, apaixonada, vive com o terapeuta de Pedro. Ele, desiludido, constrói uma bomba. Lorena, amiga de Sofia, e Renan, amigo de Pedro, formam um segundo casal otimista. O destino coloca todos na mesma sala a minutos da explosão da bomba. Com Ângelo Aleixo, Inara Leme, Juliano Gubolin, Luciana Ribeiro e Vitor Davied. Até 17 de março. Qua. e qui.: 21h. R$ 20. Teatro Augusta – Sala Experimental. R. Augusta, 943, tel. 31514141. www.ingressorapido.com.br

17h às 23h

TEATRO

O quê? Seo Leopoldo. Por quê? A casa é campeã de público na Vila Leopoldina. O ambiente é simples e aconchegante e conta com tira-gostos deliciosos, como o que leva o nome da casa, feito com abóbora, arroz e vinho branco; a bruschetta com tomate e queijo parmesão; a calabresa acebolada curtida no vinho tinto; e lulas salteadas com ervas finas. Também há ótimas opções de pratos e sanduíches. Seg. a qua.: das 6h às 24h, qui. e sex.: das 6h às 2h; sáb. e dom.: das 14h às 24h. R. Carlos Weber, 350, tel. 3647-9615.

23h às 29h

gastronomia

85


fevereiro 2011

20 anos de tradição

5h às 11h

MODA O quê? Groms. Por quê? A Billabong, grife focada no público dos esportes de ação e, especialmente, do lifestyle do surf, lançou uma marca dedicada aos caçulinhas de 2 a 8 anos. Composta por 30 itens nacionais e importados, entre t-shirts, boardshorts e walkshorts, a linha Groms é a miniversão da linha adulto e juvenil da Billabong. Para os pequeninos que querem seguir o estilo do papai. R. Oscar Freire, 909, tel. 3081-2798. www.billabong.com.br

11h às 17h

cinema O quê? Estreias no cinema. Por quê? O drama de Danny Boyle, 127 horas, é baseado em fato real. Relata a história do alpinista Aron Ralston numa montanha em Utah, em 2003, quando teve seu braço preso por uma pedra e, sozinho, aguentou por cinco dias até que amputou o próprio membro com um canivete. Em O Dilema, de Ron Howard, homem descobre que a mulher de seu mehor amigo tem um caso extra-conjugal. Nos melhores cinemas da cidade.

show

17h às 23h

Desde a abertura de seu primeiro restaurante em 1990, no Itaim, o Barbacoa virou referência em churrascaria – não só pela qualidade da carne, que tem 23 cortes especiais, como também pelo ótimo buffet de saladas, que agrada até vegetarianos convictos. As saladas, fresquíssimas, têm ingredientes de alta qualidade e a a tábua de queijos é um diferencial. Entre as carnes, destaque para o Bife Ancho, o Bife de Tira e a Paleta de Cordeiro. Quem gosta de peixes, não fica na mão: pintado e salmão grelhados são servidos com legumes salteados e coloridos. Nas sobremesas, a atração é calórica, como a coleção de pudins, mousses e pavês. Preço do rodízio: R$ 87,70. R. Dr. Renato Paes de Barros, 65, tel. 3168-5522.

sexta, 18

O quê? Ney Matogrosso. Por quê? Turnê de lançamento do DVD Beijo bandido, projeto homônimo ao CD lançado em 2009. A gravação foi realizada no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. No repertório, canções como Medo de amar (Vinícius de Moraes), Bicho de sete cabeças (Geraldo Azevedo/ Zé Ramalho/Renato Rocha), De cigarro em cigarro (Luiz Bonfá), Segredo (Herivelto Martins/Marino Pinto), entre outras. Dias 18 e 19 de fevereiro, às 22h; e dia 20, às 20h. De R$ 50 a R$ 150. HSBC Brasil. R. Bragança Paulista, 1281, tel. 5646-2120. www.hsbcbrasil.com.br

23h às 29h

balada

86 | 29HORAS | 29 de janeiro a 1º de março de 2011

O quê? Festa No Monday, do Warehouse. Por quê? Dessa vez o festival Popload Gig, que acontece na casa anexa ao clube Pacha, traz o grupo LCD Soundsystem de volta aos palcos brasileiros para a estreia do projeto No Mondays. Também tem as atrações nacionais DJ Troter, banda Inky e The Twelves. Ao final do show, a pista dará início a um afterhour que comemora os 15 anos do Hell’s Club com os DJs Gêmeas, Adriana Rechi e Marina Dias, Pil Marques e Mau Mau. Dia 18 de fevereiro, a partir das 21h. R$ 90 a R$ 280. R. Mergentheler, 829, tel. 2189-3723. www.nomondays.com.br


sábado, 19

fevereiro 2011

O quê? 17ª Salão do Estudante – 2011. Por quê? É a maior feira de educação internacional da América Latina. O evento é uma oportunidade para se conhecer diversas instituições estrangeiras, conversar com seus representantes e obter todas as informações necessárias das mais importantes agências brasileiras de intercâmbio e a presença do Pavilhão do Canadá. Dias 19 e 20 de fevereiro, das 13h às 19h. Centro de Eventos São Luís. R. Luis Coelho, 323, tel. 3138-9667. www.salaodoestudante.com.br

5h às 11h

feira

O quê? Hotel Itapemar, na Ilhabela. Por quê? Apresenta renovações nos seus espaços e suítes. Destaque para a recepção, que ficou mais clean e moderna com os móveis da Artefacto; e para as suítes Alvoradas, que ganharam plasmas e cafeteiras Nespresso, além de novo visual. São seis categorias de suítes, com um total de 60 quartos, entre eles o único loft da ilha e opções de jacuzzi ou ofurô nos apartamentos. A infraestrutura inclui espaço para os charuteiros, quadra de tênis e de squash e uma academia com equipamentos da Reebook. www.itapemar.com.br

11h às 17h

viagem

O quê? Restaurante São Paulo-Tokyo. Por quê? Para comemorar um ano, a casa inovou o seu cardápio. Agora, além do famoso festival japonês, o chef Mário Tucillo prepara pratos à la carte, como Sashimi de iguarias do mar (carpaccio de salmão com água-viva, barbatana de tubarão, vieiras, shirauo temperado com limão siciliano, azeite trufado e sal de guerand). Almoço – ter. a sex.: das 12h às 15h; sáb., dom. e fer.: das 13h às 16h. Jantar – ter., qua., qui., dom.: das 18h às 23h; sex., sáb. e fer.: das 19h às 23h30. R. Borges Lagoa, 1172, tel. 5081-6444. www.saopaulotokyo.com.br

17h às 23h

gastronomia

O quê? Back Gastrobar. Por quê? Inaugurado em dezembro na Vila Madalena, a cozinha é comandada pelos mesmos chefs do bistrô Le French Bazar, que trouxeram todo o seu bom gosto e expertise para o bar. As criações são novas, como o tempura de camarão com ovas temperadas com wasabi e o t-bone steak ao molho bernaise. Destaque para as batatas rústicas apimentadas para acompanhar o refrescante clericot de vinho rosé. O espaço tem uma excelente área externa cheia de ombrelones. Seg. a sex.: das 19h à 1h; sáb.: das 13h às 3h; dom.: das 12h30h às 18h30. R. Girasol, 273, tel.3034-6094.

23h às 29h

gastronomia

87


fevereiro 2011

Pizzaria Copan

5h às 11h

exposição O quê? Aleksandr Ródtchenko: revolução na fotografia. Por quê? A mostra apresenta cerca de 300 obras, entre fotografias, fotomontagens, capas de livro, revistas e cartazes, de Aleksandr Ródtchenko (18911956), um dos grandes inovadores da arte de vanguarda do século 20, e um dos líderes do construtivismo russo. O artista iniciou-se na fotografia na década de 1920 e foi aclamado internacionalmente como pintor, escultor e designer gráfico. Ter. a dom.: das 10h às 17h30. R$ 6 e R$ 3. Grátis aos sábados. Pinacoteca. Pça. da Luz, 2, tel. 3324-1000. www.pinacoteca.org.br

11h às 17h

criança O quê? Assembleia dos bichos. Por quê? Penúltimo fim de semana para ver um grande sucesso de público e crítica em teatro infantil da Cia. Bendita Trupe. A peça ganhou o Grande Prêmio da Crítica – APCA de 2005 e o prêmio de melhor atriz para Jacqueline Obrigon. A apresentação aborda temas como ética, ecologia, cidadania e solidariedade. De Cláudia Vasconcellos, com direção de Johana Albuquerque. Dias 19, 20, 26 e 27 de fevereiro, às 15h. R$ 40. Teatro Livraria da Vila. Shopping Cidade Jardim. Av. Magalhães de Castro, 12000, tel. 3755-5811. www.livrariadavila.com.br

show

17h às 23h

Há 14 anos no Centro de São Paulo, ela faz sucesso por servir deliciosas pizzas a qualquer hora do dia. É por isso que o horário do almoço é concorrido por ali. Muita gente faz fila para saborear pizzas como a marguerita, a vegetariana e até de sabores criativos, como a que leva amendoim e outros ingredientes afrodisíacos. Além das pizzas, há boas saladas, grelhados e massas. Às quartas e sábados, o bacalhau e a feijoada atraem visitantes de bairros distantes. A casa está instalada no condomínio de concreto de maior fama da América Latina, o edifício Copan. Vale conversar com Raimundo, o simpático proprietário, que dedica seu tempo aos clientes que ele conhece pelo nome. Funciona de segunda a sábado das 11h às 24h. Av. Ipiranga, 200, tel. 3237-2561. www.pizzariacopan.com.br

domingo, 20

O quê? Paramore – Brand New Eyes Tour. Por quê? Ganhadora de Melhor Banda Alternativa no European Music Awards e liderada pela cantora Hayley Williams, a Paramore apresenta a turnê de seu último trabalho, Brand new eyes, entre outros hits como The only exception, Misery business, Ignorance e Decode, da meteórica e premiada carreira de seis anos. Pela segunda vez no país. Dia 20 de fevereiro: às 20h. De R$ 100 a R$ 300. Credicard Hall. Av. das Nações Unidas, 17981, tel. 4003-5588. www.ticketsforfun.com.br

23h às 29h

balada

88 | 29HORAS | 29 de janeiro a 1º de março de 2011

O quê? MSC Cruzeiros. Por quê? Realiza festas de 15 anos a bordo de seus navios. A debutante pode escolher as músicas para o momento da valsa e dançar com um oficial do navio, no grande salão reservado e decorado para o evento. Há bolo personalizado, coquetel, serviço de fotos e certificado simbólico da cerimônia assinado pelo comandante da embarcação. E mais: tratamento de luxo, sessão de beleza com direito a corte de cabelo e manicure e até café da manhã na cabine, no dia seguinte. Opções de roteiros nacionais, Buenos Aires e Punta Del Este. www.msccruzeiros.com.br/ home.asp


segunda, 21

fevereiro 2011

O quê? Marcelo Beauty. Por quê? A marca acaba de lançar o Hidratante Tensor Facial, produto desenvolvido para oferecer hidratação à pele e ao mesmo tempo um suave e rápido efeito tensor. É formulado com alga gracilária, um ativo biotecnológico de ação hidratante e amaciante, que também age transportando os demais ativos presentes na formulação para as camadas mais profundas da pele, o que promove uma ação mais intensa e suaviza as linhas finas. R$ 39,99. SAC: 0800 55 28 89. www.marcelobeauty.com.br

5h às 11h

beleza

O quê? Restaurante Madhu. Por quê? Único restaurante indiano com comida típica do sul da Índia. Entre os destaques está o Beef Madhu (tenras tiras de carne, acrescidas de cebola, tomate, temperos indianos como marsala, açafrão e coentro em pó). Outra boa opção é o frango da casa, feito com coxas e sobrecoxas desossadas e banhadas no iogurte, cebolas, temperos indianos e especiarias. Na sobremesa, destaque para o Lassi, uma espécie de frozen indiano. Seg. a qua.: das 12h às 22h; qui.: das 12h às 23h30; sáb: das 13h à 1h; dom.: das 13h às 22h30. R. Augusta, 1422, tel. 3262-5535.

11h às 17h

gastronomia

O quê? Serafina. Por quê? Para começar bem a noite, com o drinque da casa, feito com champanhe e frutas da estação. Na entrada, fique com a braciolla (rúcula e cogumelo paris regado ao limão siciliano). Então, pode vir o Peixe Espada grelhado com tomate seco e pignoli. Na sobremesa, o imperdível creme brullé au limoncello.Vale lembrar que, além da boa comida, o restaurante é um lugar de gente bonita, música de balada e muita paquera. Outra aposta do local são os vinhos selecionados da carta, com 120 rótulos. Seg. a dom.: das 12h à 1h. Al. Lorena, 1705, tel. 3081-3702.

17h às 23h

Gastronomia

O quê? Terra Santa Viagens. Por quê? A agência oferece pacotes de viagem para Israel em até 20 vezes sem juros. Especializada em passeios de peregrinações para as cidades bíblicas de Israel, a empresa oferece roteiros de oito dias por cidades como Jerusalém, Cafarnaum e Belém, entre outras, com transporte e hospedagem inclusos, na companhia de um pastor que explicará a importância bíblica de cada local. Outro serviço diferenciado da Terra Santa é realizar casamentos nos moldes das cerimônias da época de Jesus, em Caná, na Galileia. www.terrasantaviagens.com.br

23h às 29h

viagem

89


fevereiro 2011

Design escandinavo

5h às 11h

casa O quê? Corporação de Ofícios. Por quê? Desenvolve produtos e acessórios de decoração, com composição e sobreposição de estampas variadas, cores e estilos. Com o sucesso das criações, as idealizadoras Monica Wipfli, arquiteta e mestre em arquitetura e urbanismo pela FAU-USP, e Corina Wipfli, joalheira e historiadora, resolveram fundar outra marca, a Quatro Vezes Wipfli, agora com peças para casa e para o corpo. Seg. a sex.: das 9h30 às 18h; sáb.: das 9h30 às 14h. R. Professor Atílio Innocenti, 693, tel. 5531-0219. www.corporacaodeoficios-loja.blogspot.com

GASTRONOMIA

11h às 17h

Sob a batuta do casal Anette e Soren Priess Gade, dinamarqueses que moram em São Paulo há alguns anos, a loja Scandinavia Designs é referência no design escandinavo com móveis, objetos de decoração, louças, copos, utensílios domésticos, peças para escritório e luminárias. No momento, vive uma grande explosão pela procura dos apaixonados pela qualidade desse design minimalista e inspirador. A casa vende produtos das marcas Royal Copenhagen, Menu, Stelton, entre outras, e oferece linhas completas de renomados designers escandinavos, como Arne Jacobsen, Erik Magnussen e Verner Panton. R. Barão de Capanema, 559, tel. 3081-5158. www.scandinavia-designs. com.br

terça, 22

O quê? A Casota. Por quê? Casa que surgiu em 1984, em São Paulo, para oferecer especialidades das mais variadas regiões de Portugal. No princípio, o carro-chefe eram os doces, mas, com o passar dos anos, a empresa começou a atender grandes banqueteiros em jantares e almoços de grandes empresas e até festas de casamento, com doces e pratos típicos, e não perdeu o toque caseiro nem mesmo na decoração do espaço. Entre as receitas premiadas estão a Lampreia de Ovos com Amêndoas e o Papo de Anjo. Ter. a sáb.: das 10h às 23h; dom.: das 10h às 19h. Av. Mirúna, 442, tel. 5093-6751.

17h às 23h

teatro O quê? À meia-noite um solo de sax na minha cabeça. Por quê? O Parlapatão Henrique Stroeter estreia ao lado do ator Fábio Espósito – palhaço brasileiro do espetáculo Quidam, do Cirque Du Soleil – a peça com texto e direção de Mário Bortolotto. A amizade entre Billy (Stroeter) e Jesse (Espósito) é o tema central da história. Entre 1950 e a passagem do ano de 1983 para 1984, eles vivem diversos momentos pessoais, políticos e sociais. Até 16 de março, ter. e qua.: às 21h. R$ 30. Espaço Parlapatões. Pça. Franklin Roosevelt, 158, tel. 3258-4449. www.ingressorapido.com.br

23h às 29h

show

90 | 29HORAS | 29 de janeiro a 1º de março de 2011

O quê? Negra Li, no Rey Castro Cuban Bar. Por quê? Esta noite a cantora comanda o projeto Pure Black Fusion (às terças, com shows ao vivo de soul, r&b e disco funk). Influenciada por nomes como Lauryn Hill e Whitney Houston, ela também embala sucessos próprios dos seus dois CDs: Guerreiro, guerreira, ao lado do rapper Helião, e Negra livre. Entre os seus hits estão Exército do rap e Você vai estar na minha, além de clássicos internacionais como Killing me softly. Dia 22 de fevereiro, às 23h30. De R$ 15 a R$ 35. R. Ministro Jesuíno Cardoso, 181, tel. 3842-5279. www.reycastro.com.br


quarta, 23

fevereiro 2011

O quê? Pacote terrestre para a Semana de Design em Milão 2011. Por quê? Para ver as novidades no principal circuito de design do mundo, entre 12 e 17 de abril. A Lot Of oferece cinco noites no Hotel Rio (três estrelas), com café da manhã, em local estratégico de fácil acesso ao Duomo, Fuori Salone e linha de metrô que leva ao salão RO-Phero. Quarto single: 1.000 euros (diária extra, 200 euros). Quarto duplo: 1.750 euros (diária extra, 350 euros). Pagamento à vista ou em cheque pré-datado até abril de 2011. Al. Gabriel Monteiro da Silva, 256, tel. 30688891. www.alotof.com.br

5h às 11h

evento

O quê? Restaurante Brasiliani. Por quê? A casa com fachada de tijolinho aparente é comandada pelo napolitano Gincarlo Cassoni e conta com um extenso cardápio, que oferce 20 tipos de massas artesanais, entre elas o agnoloti quatro queijos e o ravioli de pecorino. As sobremesas são irresisitíveis: o beijinho da Mary, feito com massa folhada e recheio de cocada mole, acompanhada de sorvete; e o supermerengue de frutas. Seg.: das 12h às 15h; ter. a sex.: das 12h às 15h e das 17h30 às 23h30; sáb.: das 12h às 23h30; dom.: das 12h às 17h. R. Marco Aurélio, 102, tel. 3875-3915.

11h às 17h

gastronomia

O quê? Cindy Lauper. Por quê? Ícone pop dos anos 80, conhecida pelo estilo extravagante, Cindy Lauper vem ao Brasil pela quarta vez. Dona de sucessos consagrados como True colors, Time after time e Girls just want to have fun, foi a primeira cantora do mundo a emplacar cinco músicas na Billboard, desbancando artistas como Madonna e Tina Turner. Dia 23 de fevereiro, às 22h. De R$ 150 a R$ 300. Via Funchal. R. Funchal, 65, tel. 38462300. www.viafunchal.com.br

17h às 23h

SHOW

O quê? The Blue Pub Bar. Por quê? Mescla elementos de um legítimo pub inglês com a descontração brasileira, e os clientes de ambas as nacionalidades se sentem em casa. No espaço, próximo à Avenida Paulista, o forte é a cerveja e o chope, com mais de 50 rótulos, mas há 23 tipos de whiskies e diversas marcas de vodca, rum, tequila, cachaça e vinhos, nacionais e importados. Destaque para os petiscos, como os pastéis indianos e os anéis de cebola. Seg. a qua.: das 18h à 1h; qui. a sáb.: das 18h às 2h. Al. Ribeirão Preto, 384, tel. 3284-8338. www.thebluepub.com.br

23h às 29h

BAR

91


fevereiro 2011

Wood’s Bar

5h às 11h

casa O quê? Cocuroci Home. Por quê? A empresa é especializada em automação e sonorização residencial, com propostas altamente tecnológicas e soluções sob medida para os mais diversos ambientes. Trabalha com home theater, automação estilo “Casa Inteligente”, cenários de iluminação, sonorização do ambiente, internet sem fio, projetores, telas, entre outras soluções que podem ser conhecidas no site www.cocurocihome.com.br e/ou no show room. R. Siqueira Bueno, 1982, tel. 2308-7004.

11h às 17h

GAsTRONOMIa O quê? Santa Clara Batataria. Por quê? Oferece opções de batatas suíças especiais para a temporada, leves e saudáveis. Entre as sugestões está a Batata de Espinafre com Mussarela de Búfala, no tamanho pequeno, acompanhada de salada. Já a Caprese é feita à base de tomate, mussarela e manjericão. Tem até a Vegetariana com abobrinha, berinjela, alho-poró, cenoura e couve. Dom. a qui.: das 18h às 23h30; sex. e sáb.: das 18h às 24h. Almoço – qui. a dom. e fer.: das 12h às 16h. R. Girassol, 354, tel. 3816-2501 e R. Áurea, 361, tel. 5575-9504.

CURso

17h às 23h

Comportado e divertido, o chamado gênero “sertanejo universitário” tem atraído muitos jovens para festas e baladas em todo o país. Uma casa surgiu recentemente no bairro da Vila Olímpia para apresentar esse estilo de música em um espaço amplo, com conforto diferenciado e serviços especiais ao cliente. O Wood´s Bar, que já existia em Curitiba – onde lançou duplas de sucesso como Jorge & Mateus e Fernando & Sorocaba, entre outros – agora tem seduzido jovens paulistanos. A casa, com 1.000 m² e seis metros de pé direito, tem três bares amplos e é dividida em dois espaços, em que o mezanino é uma área vip com dez camarotes estrategicamente posicionados de frente para o palco e 74 mesas bistrô que acomodam confortavelmente 1.000 pessoas. R. Quatá, 1016, tel. 3849-6868.

quinta, 24

O quê? Os filmes do Oscar, por Sérgio Rizzo, na Casa do Saber. Por quê? Para ficar por dentro da 84ª premiação da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Los Angeles, que acontece em 27 de fevereiro. Trata-se de um encontro sobre a história e os destaques do ano do maior evento da indústria cinematográfica, com uma avaliação da safra de candidatos deste ano. Dia 24 de fevereiro: das 20h às 22h. R$ 105. R. Dr. Mário Ferraz, 414, tel. 3707-8900.

23h às 29h

BAR

92 | 29HORAS | 29 de janeiro a 1º de março de 2011

O quê? Leporace. Por quê? O bar intitulado como um legítimo bar da esquina, no bairro do Campo Belo, tem ótimas carnes embutidas assadas na churrasqueira; calabresa recheada com queijo provolone incrementada com um delicioso molho de maracujá; e os novos petiscos como a saltenha de carne; um bem-feito baiãzinho de dois; pastel de mortadela com queijo branco e pastel de carne moída com quiabo. Todos acompanhados por cervejas selecionadas e bem geladas. Seg. a sex.: das 17h à 1h; sáb.: das 12h à 1h; dom.: das 12h às 24h. R. Edson, 1362, tel.5044-0948. www.leporace.com.br


sexta, 25

fevereiro 2011

O quê? Just 4 Me. Por quê? É uma loja que se difere das outras por ser focada, especialmente, nas adolescentes. Ali as meninas podem encontrar peças com estampas descoladas, camisetas, acessórios e maquiagem. Além disso, aprendem a montar seu próprio look e figurino e a se vestirem de forma criativa. No espaço também são comercializadas algumas marcas específicas para a faixa etária (entre 10 e 16 anos), a Cohouchou – marca jovem da Patachou –, Pura Mania, Authoria, entre outras. R. Girassol, 591, tel.3032-6846. www.just4me.com.br

5h às 11h

MODA

O quê? Estreias no cinema. Por quê? Besouro Verde é inspirado nas aventuras desse super-herói dos quadrinhos e seu ajudante Kato. Britt Reid (Seth Rogen) é um milionário que combate o crime como um justiceiro mascarado, com a ajuda de seu motorista Kato, expert em artes marciais, e é apaixonado por uma repórter (Cameron Diaz). Não perca: Bruna Surfistinha, The Divide e Blue Valentine. Nos melhores cinemas da cidade.

11h às 17h

Cinema

O quê? Kate Nash. Por quê? Pela primeira vez no Brasil, a cantora britânica apresenta o novo trabalho My best friend is you (Universal 2010). Aos 23 anos, ela compõe, toca piano, guitarra, baixo e bateria. Suas músicas de reflexões simples e bemhumoradas saíram de seu Myspace e ganharam uma legião de fãs em todo o mundo desde que lançou o primeiro single, Foundations, e ao assinar com o selo Fiction Records o lançamento do CD Made of bricks, em 2007. Dia 25 de fevereiro: às 22h. De R$ 160 a R$ 300. HSBC Brasil. R. Bragança Paulista, 1281, tel. 5646-2120.

17h às 23h

show

O quê? Michael Schenker Group. Por quê? O MSG, grupo liderado pelo guitarrista alemão Michael Schenker (ex-UFO e Scorpions), retorna ao Brasil com a MSG – 30th Anniversary Tour para se apresentar no Manifesto Bar. A novidade é a presença do lendário baterista Carmine Appice (Vanilla Fudge, Cactus, Beck, Ozzy Osbourne, Rod Stewart e outros). No repertório, clássicos como Armed and ready, Let sleeping dogs lie, Ready to rock, além de hits do UFO como Rock bottom e Lights out. Dia 25 de fevereiro: às 23h59. De R$ 90 a R$ 300. R. Iguatemi, 36, tel. 3168-9595. www.manifestobar.com.br

23h às 29h

show

93


fevereiro 2011

São Pedro São Paulo

5h às 11h

VIAGEM O quê? Pousada Ilha Splendor, na Ilhabela. Por quê? É um belo refúgio em meio à Mata Atlântica. Localizada num terreno às margens do rio da Toca, as árvores e a brisa constante colaboram para que a temperatura seja sempre agradável no hotel. As sete acomodações são amplas, avarandadas e equipadas com espreguiçadeiras, closet, camas king size, travesseiro e edredom de plumas de ganso, poltronas ou chaise long e amenities L’Occitane – duas delas trazem hidromassagem e lareira. No deck, piscina natural de água cristalina. Mais informações no site www.ilhasplendor.com.br

11h às 17h

gastronomia O quê? Empório do Pastel. Por quê? Abriu a segunda loja na cidade no miolo da Vila Madalena. A casa é famosa pela quantidade de sabores do cardápio, 45 recheios ao todo, sendo 35 salgados, nove doces e uma opção de pastel acompanhado de salada. Há também massas, panquecas, porções e opções de pratos gourmets. Mas apenas a matriz dispõe do sistema Delivery. Ter. a sex.: das 18h às 24h; sáb.: das 12h às 24h; dom.: das 12h às 23h. R. Inácio Pereira da Rocha, 273, tel. 2371-7101 e R. Emílio Colela, 97, tel. 3903-5454. www.emporiodopastel.com.br

SHOW

17h às 23h

Este charmoso bar do Itaim Bibi tem segredos que tornam uma estada ali especial. Para começar, pela coleção de móveis que vieram de uma confeitaria de Santos da década de 1920 e nos remetem a velhos tempos. Outro atrativo é a mais do que respeitável coleção de uísques, com 65 exemplares para a clientela e algumas raridades de colecionador, como os escoceses Sandy Mac, Dalwhinnie 15 e o Speyburn 10. Também vale espiar a coleção de isqueiros, exposta numa bancada com tampo de vidro. Você encontra modelos incríveis, como o que tem forma de tamanco holandês. Para completar, e o mais importante, a qualidade do cardápio de comidinhas e bebidas, que convidam a um delicioso happy hour. R. Doutor Renato Paes de Barros, 127, tel. 30794028. www.saopedrosaopaulo. com.br

sábado, 26

O quê? Carnaval Palavra Cantada. Por quê? Para animar o Carnaval das crianças com muita música, confete e serpentina. Sandra Peres e Paulo Tatit se apresentam nesse show que, segundo eles, é “o mais animado que a Palavra Cantada já fez” em quatro anos de espetáculos. No repertório estão músicas carnavalescas, como Hoje é dia de Carnaval e Só quero a mamãe e o papai, e releituras de grandes sucessos, como Sopa, Pé com pé e Pindorama. Dia 26 de fevereiro: às 18h. De R$ 50 a R$ 120. HSBC Brasil. R. Bragança Paulista, 1281, tel. 5646-2120.

23h às 29h

gastronomia

94 | 29HORAS | 29 de janeiro a 1º de março de 2011

O quê? Canto da Mata Forneria. Por quê? Para provar uma pizza especial, fora do circuito, num lugar bem agradável e bonito: a antiga residência do Conde Francisco Matarazzo, localizada numa área com 13 mil m² de mata preservada. O projeto “verde” inclui tijolos de antigas construções, madeiras de demolição e reutilização de chapas de aço e de passarelas industriais; os dois grandes fornos aquecem a água utilizada para lavar a louça e a mão de obra é formada pela comunidade local. Ter. a dom.: das 18h à 1h. Av. Martin Luther King, 1861, Vila São Francisco, tel. 3681 7469.


domingo, 27

fevereiro 2011

O quê? Máquina Gaggia para fazer sorvetes artesanais. Por quê? A tradicional fabricante italiana de máquinas para café espresso apresenta, agora, um equipamento para produzir um genuíno gelato em casa. De fácil operação e em poucos minutos prepara delícias geladas e cremosas, sem a adição de conservantes químicos. Acompanha manual em português que, além das instruções de uso, traz uma seleção de receitas. Por R$ 2.690, pela Imeltron. Tel. (19) 3202-1600. www.imeltron.com.br

5h às 11h

CONSUMO

O quê? Felix Bistrot, na Granja Viana. Por quê? O chef Alain Uzan lançou duas opções para a temporada: o Mix de Folhas com Manga e Tomate Cereja ao molho Mostarda e o Tartar de Filé com Mousse de Estragão e Mandioquinha Crocante. Para sobremesa, Torta fina de maçã com calda de caramelo e sorvete. Seg.: das 12h às 15h; ter. a qui.: das 12h às 15h e das 19h às 23h; sex.: das 12h às 15h e das 19h às 24h; sáb.: das 12h às 17h e das 19h às 24h; dom.: das 12h às 17h; fer.: das 12h às 16h e das 19h às 23h. R. José Felix de Oliveira, 555, Granja Viana, tel. 4702-3555. www.felixbistrot.com.br

11h às 17h

Gastronomia

O quê? Boy George, a voz do Culture Club. Por quê? Para ouvir Do you really want to hurt me? e The crying game, entre outros clássicos dos anos 80, na voz do cantor, compositor e DJ britânico George Alan O’Dowd, o Boy George, além de músicas do novo disco, Ordinary alien. Fã de David Bowie e acostumado a causar polêmicas com seu visual andrógino desde os anos 70, esteve há dois anos em São Paulo e seu show foi um sucesso. Dia 27 de fevereiro, às 21h. De R$ 80 a R$ 280. HSBC Brasil. R. Bragança Paulista, 1281, tel. 5646-2120. www.hsbcbrasil.com.br

17h às 23h

show

O quê? UXUA Casa Hotel. Por quê? É um hotel incrível em Trancoso, no litoral sul da Bahia, ótima opção para o Carnaval. Idealizado e projetado por Wilbert Das, que por anos se destacou como diretor de criação da marca Diesel, o hotel nasceu com nove casas e tornou-se referência pelo estilo único de arquitetura e decoração, e por propiciar a vivência dentro da comunidade. A novidade é a inauguração da décima casa: a do Seu Irênio, em homenagem ao ilustre morador que fez história na região – a quarta casa com vista para o Quadrado de Trancoso. Tel. (73) 3668-2277. www.uxua.com.br

23h às 29h

TURISMO

95


fevereiro 2011

Nova linha da Gucci

5h às 11h

design O quê? SAYL Side Chair. Por quê? Assinada pelo designer Yves Béhar para a marca Herman Miller e projetada para ocupar pouco espaço, eis uma boa cadeira para o escritório. Moderna e ergonômica, não possui moldura (o que facilita os movimentos) e apresenta várias opções de cores e modelo de encosto e pés. Chega ao mercado com os mesmos preceitos de sustentabilidade do carro-chefe da linha, a SAYL Chair: até 92% da sua composição é reciclável. Preço Sugerido: a partir de U$ 1200. SAC: 3729-9555. www.hermanmiller.com.br

11h às 17h

LIVROS O quê? Livraria Gourmet. Por quê? O chef e editor André Boccato inaugurou há poucos meses esse reduto de livros da arte culinária na rua Augusta. Agora, além da livraria, os amantes da gastronomia também contam com um quiosque instalado no restaurante Capim Santo. Entre os títulos da Editora Boccato estão o Dicionário gastronômico do café, O Brasil bem temperado – Nordeste e Os árabes no Brasil – História e sabor. R. Augusta, 2542, loja 8, tel. 3062-6454 e no Capim Santo, Al. Ministro Rocha Azevedo, 471, tel. 3068-8486. www.livrariagourmet.com.br

GASTRONOMIA

17h às 23h

Celebridades como Angelina Jolie, Jennifer Lopez e Madonna foram vistas recentemente carregando modelos da linha 1973, da marca italiana. Trata-se de uma bolsa inspirada no histórico modelo “Shoulder Bag” do ano de 1973, encontrado pela diretora criativa Frida Giannini nos arquivos da grife. A silhueta clássica e o jeitão vintage das bolsas, feitas em diferentes formatos e materiais – entre eles o couro tradicional, camurça e couros exóticos de avestruz e crocodilo – seduzem quem é “bolsamaníaca” e está disposta a gastar alguns milhares de reais por um modelito Gucci. A top handle tote, em couro preto, custa R$ 5.500; já a de couro de avestruz sai por inacreditáveis R$ 18.860. Shopping Iguatemi – Av. Brigadeiro Faria Lima, 2232, tel. 3097-8655. www.gucci.com

segunda, 28

O quê? As saladas especiais do restaurante Trindade. Por quê? A chef portuguesa Ilda Vinagre caprichou nas sugestões para os dias mais quentes: Salada mista (alface, endívias, rúcula, agrião, tomate, pepino, kiwi e ovo com molho de mostarda, azeite, mel e suco de laranja); e Salada da casa (alface, tomate, palmito e mussarela de búfala com lula, camarão e peixe marinado no molho de Vinagre Balsâmico e queijo). Seg. a qui.: das 12h às 15h30 e das 19h à 1h; sex. e sáb.: das 12h às 2h; dom.: das 12h às 24h. R. Amauri, 328, tel. 3079-4819. www.restaurantetrindade.com

23h às 29h

CARNAVAL

96 | 29HORAS | 29 de janeiro a 1º de março de 2011

O quê? Bailes Devassa. Por quê? Marcam a volta dos famosos bailes de gala do Carnaval carioca, nas décadas de 50 e 60, que perderam o glamour e entraram em decadência nos anos 80. Para 2011, acontece a repaginação do Baile de Gala da Cidade do Rio de Janeiro, antes realizado nos salões do Theatro Municipal, além de outros cinco bailes. O local escolhido para os eventos é o Armazém 4, do cais do porto, inteiro reformado. Com apoio da prefeitura do Rio e patrocinado pela cerveja Devassa, a organização do projeto é assinada por Ricardo Amaral, Luiz Calainho e Alexandre Accioly.


terça, 01

março 2011

O quê? Imagens da Cidade de São Paulo – Paulo Von Poser. Por quê? O artista plástico, arquiteto e professor exibe 28 trabalhos que compõem um recorte de sua produção das últimas três décadas, todos relacionados, de alguma forma, com o centro da cidade, especialmente, à área do Anhangabaú e seu entorno. Com curadoria de Celso Fioravante, a mostra propõe um olhar flutuante entre pontos de vista variados, cotas e terraços, vistas aéreas e marcos da paisagem da região. Até 8 de abril, das 10h às 18h. Espaço Cultural BM&F BOVESPA. Pça. Antônio Prado, 48, tel. 2565.6826. www.bmfbovespa.com.br

5h às 11h

exposição

O quê? Cinematerna. Por quê? Já iniciou sua programação 2011. O projeto permite que as mamães de recém-nascidos até 18 meses possam aproveitar as sessões de cinema de forma confortável, com som mais baixo, ar-condicionado menos frio, trocadores na sala e um estacionamento de carrinhos. Também é possível amamentar os bebês dentro dos espaços. Pode-se escolher pela internet os filmes a serem exibidos nas salas participantes, em matinês que acontecem às 13h, 13h30 e 14h. Confira a programação no site www.cinematerna.com.br

11h às 17h

cinema

O quê? Desapegue! Por quê? Nos moldes de um Clothing Swap, evento que se tornou tendência na América do Norte e Europa, o primeiro projeto brasileiro é mensal, só para mulheres e promove a troca de peças de vestuário usadas, em bom estado de conservação. Criado há um ano, o encontro ocorre toda primeira terça do mês, no Bar do Santa, na Vila Madalena. O escambo chique surgiu com o objetivo de aumentar a longevidade das roupas, em uma ação sustentável, conscientizando de forma interativa e divertida. Hoje: das 19h às 22h. R$ 20 e R$ 25. R. Fidalga, 330, tel. 3891-0158. desapegue.blog.uol.com.br

17h às 23h

O quê? Lanchonete da Cidade. Por quê? Tem novo hambúrguer no cardápio: o Bombom a La Presse (R$ 28), com 180 gramas de carne no pão prensado e recheado com tomate, mussarela de búfala e um fio de azeite. Para acompanhar, outra novidade: a batata parafuso, frita em forma de espiral. Na sobremesa, a casa lança gelados preparados com o sorvete de iogurte Diletto nos sabores banana, morango, manga, limão siciliano, frutas vermelhas e hortelã. Dom. a qui.: das 12h a 1h; sex. e sab.: das 12h às 3h. Al. Tietê, 110, tel. 3086-3399 e em mais dois endereços. www.lanchonetedacidade.com.br

23h às 29h

evento

gastronomia

97


29 horas com... Elisa Lucinda

Escritora, atriz e fundadora da Casa Poema, no Rio de Janeiro, onde promove cursos de poesia falada, Elisa Lucinda é autora do recém-lançado Parem de falar mal da rotina (Ed. Leya), seu primeiro livro de prosa, adaptado de uma peça que foi sucesso de público no país.

5h às 11h “Gosto de passear pelos arredores da Estação da Luz, em especial para visitar o Museu da Língua Portuguesa, que eu amo.” Museu da Língua Portuguesa – Pça. da Luz, s/nº, tel. 3326-0775.

11h às 17h

“Quando venho a São Paulo (moro no Rio), fico hospedada na região da Paulista, portanto adoro almoçar em alguns restaurantes bacanas do pedaço, para caminhar por ali. Um exemplo é o Spot, bonito e com comida ótima.” Spot – Al. Min. Rocha Azevedo, 72, tel. 3284-6131.

17h às 23h

“O Conjunto Nacional é o meu point, acho fascinante a arquitetura e o clima do lugar. Vou bastante à livraria Cultura, cheia de surpresas.” Livraria Cultura – Av. Paulista, 2073, tel. 3170-4033.

23h às 29h

“Não curto boate, gosto de balada com música ao vivo, e gosto de algumas casas de samba, como o bar Na Aba, que conheci com a Beth Carvalho.”

divulgação

Na Aba – Av. Brig. Faria Lima, 452, tel. 3812-9688.


99


África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Área Autônoma Palestina, Argélia, Argentina, Armênia, Austrália, Áustria, Bahamas, Bahrein, Bangladesh, Bélgica, Bermuda, Brasil, Brunei Darussalam, Canadá, Catar, Cazaquistão, Chile, China, Cingapura, Colômbia, Costa Rica, Egito, El Salvador, Emirados Árabes, Eslováquia, Espanha, EUA, Filipinas, França, Geórgia, Grécia, Guatemala, Holanda, Honduras, Hong Kong, Hungria, Ilha de Man, Ilhas Cayman, Ilhas Cook, Ilhas do Canal, Ilhas Maurício, Ilhas Virgens Britânicas, Índia, Indonésia, Iraque, Irlanda, Israel, Itália, Japão, Jordânia, Korea, Kuwait, Líbano, Líbia, Luxemburgo, Macau, Malásia, Maldivas, Malta, México, Mônaco, Nicarágua, Nigéria, Nova Zelândia, Omã, Panamá, Paquistão, Paraguai, Peru, Polônia, Reino Unido, República Tcheca, Rússia, Sri Lanka, Suécia, Suíça, Tailândia, Taiwan, Turquia, Ucrânia, Uruguai, Venezuela, Vietnã.

O HSBC tem 8 mil agências para você no mundo inteiro. O HSBC está no mundo todo. E, mais do que estar, nós procuramos viver e entender a realidade de cada um dos 86 países onde atuamos. Porque só assim é possível compreender as necessidades dos nossos mais de 100 milhões de clientes e oferecer os melhores produtos e serviços financeiros. O HSBC conecta você com o que o mundo tem de melhor.

HSBC Bank Brasil S.A. - Banco Múltiplo

hsbc.com.br

revista 29HORAS - ed. 16 - fevereiro 2011  

Revista mensal com agenda cultural de São Paulo, distribuída no Aeroporto de Congonhas. Capas: Marcelo Tas e Mariana Weickert.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you