Page 1

Official Partner of BMW Sauber F1 Team

convidados

148

programas para todas as horas de todos os dias do mês

para 1 aniversário

29horas completa um ano

e traz 29 personagens-chave da cidade para indicar tudo que faz da vida em são Paulo uma experiência desejável por todo o mundo

luiz toledo compõe uma

De 29 de outubro a 29 de novembro de 2010 – distribuição gratuita e exclusiva no embarque de congonhas

29HORAS | 29 de outubro a 29 de novembro de 2010 | congonhas

29

30

dias tem novembro. e a agenda 29horas tem

ode um porta-aviões num mar de prédios, carros, coisas e gente a congonhas:

Paris

quando alucina uma temporada em Natale Giramondo propõe um mergulho vital na luz da cidade para sair do banho transformado


4 | 29HORAS | 29 de novembro a 29 de dezembro 2009


5


Edimburgo – Escócia 55°N


Para conhecer o mundo você tem vários destinos para escolher. Para se sentir protegido, um só banco. Consultoria especializada em Seguros de Vida e Previdência para clientes HSBC Premier. Acesse hsbcpremier.com.br para agendar uma visita.

HSBC Seguros (Brasil) S.A. - CNPJ: 76.538.4460001-74 | HSBC Vida e Previdência (Brasil) S.A. - CNPJ: 05.607.4270001-76 SAC HSBC 0800 729 5977 - SAC e Ouvidoria HSBC Deficientes Auditivos 0800 701 5934 - Ouvidoria do HSBC 0800 701 3904 - hsbc.com.br/ouvidoria


Q

uerido passageiro,

A revista que você tem e já se acostumou a ter em mãos completa um ano – 365 dias de 29 horas cada, estendidos para levar até você o melhor da programação sem fim de São Paulo. Foram até agora mais de duas mil indicações de gastronomia, passeios, viagens, compras, artes e espetáculos, feiras e megaeventos esportivos, culturais e sociais. tudo sem transitar na superficialidade de uma revista customizada: 29horas é um produto essencialmente editorial, de conteúdo que Em nada fica a dever a seus sucedâneos de banca. E suas dicas não se obtêm com o mero recurso copia-e-cola. Tudo que se recomenda em 29HORAS é indicado por nossos ilustres perfilados ou garimpado por nossos colaboradores. Todos eles recrutados entre pessoas com o seu perfil, o do passageiro que embarca em Congonhas: uma pessoa de educação, ocupação e padrão de vida superiores, com forte sentido de cidadania e amor pelo que faz e vive. Quem faz 29HORAS sabe que passar bem é uma questão mais de arte que de poder. É gente perfeitamente capacitada a fruir, e a compartilhar com nossos leitores, tudo que faz a vida de e em São Paulo uma experiência desejável por qualquer cidadão, em qualquer lugar do mundo. E é preciso competência para provar e indicar o melhor desta cidade. Vão longe os tempos em que viver aqui era, de certa forma, estar à parte dos prazeres do mundo e à mercê do trabalho. Quem se lembra, aqui e agora, de dias assim? De Nova York se dizia que estar fora dela era estar em lugar nenhum. De São Paulo podemos dizer, hoje, sem arrogância e com a maior simpatia, que estar nela é estar em todo lugar: é uma metrópole com acesso a tudo e, de maneira singular, acessível a todos. É um momento muito – e positivamente – particular este em que vivemos, nesta cidade e neste país. Uma constatação que levou Natale Giramondo a suspender momentaneamente sua trajetória de delícias em Paris – leia sua reportagem à pág. 72 – para refletir sobre as tremendas diferenças entre ser um brasileiro no exterior, hoje, e ter sido há apenas quinze anos. É uma diferença tanto externa como interna: vemos, e somos vistos, de forma incrivelmente melhor. Para nossa enorme satisfação, o primeiro aniversário de 29HORAS coincide em tempo e tom com esse momento extraordinário. O brasileiro cidadão – agora de primeira classe – do mundo elegeu a revista uma de suas companhias favoritas: ela é agradável, atraente, interessante, e não lhe exige um tostão. Ele esgota todos e cada um de seus agora 65 mil exemplares mensais, e baixa duas mil vezes por dia a Agenda 29h em seu celular. Graças a esse remoçado cidadão – você, querido passageiro –, a revista tornou-se um sucesso editorial e comercial sem obter qualquer receita de circulação. Afinal, amor não se vende, felicidade não se compra, e é você, querido leitor, quem faz deste um muito feliz aniversário. Obrigado, e mais uma vez, boa leitura. Pedro barbastefano Jr. publisher 29HORAS

11


>sumário

de 29 de outubro a 29 de novembro

>hora H 18

TEATRO A atriz Barbara Paz revela por que prefere personagens dramáticas

20

CINEMA Duas superproduções pretendem não dar sossego aos cinéfilos paulistanos

22

NEGÓCIOS A 10ª ExpoManagement reúne as cabeças mais destacadas do management mundial

24

ESPORTE No dia 7 de novembro acontece a 39ª edição do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1

26

LIVROs Lançamentos na área de gastronomia abrem o apetite do mercado editorial

28

WALKING DISTANCE Os arredores da bucólica Praça Morungaba podem ser descobertos a pé

30

COMER, BEBER, VIVER Georges Henri analisa o vaivém do eixo Rio-São Paulo no quesito gastronomia

32

ADEGA Didú Russo fala sobre os vinhos orgânicos e naturais, que são cada vez mais procurados

34

MAIS QUE NÉCESSAIRE Cor-de-rosa, a tonalidade do verão, está em vários produtos

36

HORA LIVRE Luiz Toledo vai à escola para votar e retorna aos tempos da adolescência

38

LOUNGE 29HORAS Dois eventos em São Paulo reuniram gente da moda e do cinema

Agenda 29 horas 94

148 programas para as mais variadas horas do dia

29 horas com... 130

Silvana Chrystal Dona da primeira loja da Art Design na capital vive na ponte aérea entre São Paulo e Brasília


fila.com.br

fila aerobic low 15


Publisher: Pedro Barbastefano Júnior Conselho editorial: Chantal Brissac, Claudio Elisabetsky, Clóvis Cordeiro, Didú Russo, Fabio Sgarbi, Georges Henri Foz, Pedro Barbastefano Júnior, Wagner Carelli Redação (contato@29horas.com.br): Brunno Carvalho (arte), Chantal Brissac, Letícia Liñeira (estagiária), Maria Cecília Maciel (agenda), Vanda Fulaneto, Wagner Carelli Projetos editorial e gráfico, serviços editoriais: Studio San Floro Colaboradores: André Santos, Didú Russo, Dorotéia Fragata, Érico Hiller, Georges Henri Foz, Kike Martins da Costa, Luiz Toledo, Simone Galib, Tainá Azeredo, Tânia Nogueira

SÓCIOS-DIRETORES Clóvis Cordeiro e Pedro Barbastefano Júnior MARKETING Coordenador: Rodolfo Torrezan (rodolfo@meta29.com.br), Equipe de marketing: Bárbara Henrille (barbara@meta29.com.br), Larissa Ramos Costa Rezende (larissa@meta29.com.br), Raianny Barbarioli Cunha (raianny@meta29.com.br), Vanessa Cristina de Oliveira (vanessa@meta29.com.br) Equipe de criação: André Yoshikawa, Cesar Valério, Karen Kohatsu, Rose Oseki PUBLICIDADE Diretoria comercial: Fabio Sgarbi (fabiosgarbi@meta29.com.br) e Luiz Carlos Stein (stein@meta29.com.br) Equipe comercial: Flávia Moraes (flavia@meta29.com.br), Marcelo Rocha (marcelorocha@meta29.com.br) Clientes Diretos: Oswaldo Maffei Jr. (wado@meta29.com.br), Paulo de Tarso Phenee (paulodetarso@29horas.com.br) Projetos Especiais: Geraldo Mello Peixoto (gera@meta29.com.br)

>DESTAQUES 40 29 CONVIDADOS PARA UM ANIVERSÁRIO

Reunimos 29 pessoas que fazem de São Paulo uma cidade muito mais interessante e melhor

72 ODE A CONGONHAS

Em um belo ensaio, Luiz Toledo e Uórapa mostram por que o Aeroporto de Congonhas é uma inspiração

86 TEMPORADA EM PARIS

Viajar à cidade-luz é um clássico desde sempre. Confira a jornada de Natale Giramondo pelo berço da cultura

Rio de Janeiro – Oscar de Oliveira Jr. (oscar@meta29.com.br) Representantes: Brasília – Aloísio Nascimento (dbkn@uol.com.br), Minas Gerais – Moacir Lopes (moacir@yesbh.com.br), Paraná – Rogério Florenzano (florenzano@meta29.com.br), Rio Grande do Sul – Ricardo Rosa (ricardo@printsul.com.br), Santa Catarina – Jean Luc Jadoul (jljadoul@terra.com.br), Pernambuco – Luis Augusto Carvalhaes Norfini (novosrumos@hotlink.com.br) ADMINISTRAÇÃO Administrativo e financeiro: João Carlos Vendramini (joaocarlos@meta29.com.br) Manutenção e logística de distribuição: Marcelo Mattos (marcelomattos@meta29.com.br) Impressão e acabamento: IBEP Gráfica 29HORAS é uma publicação mensal sob encomenda da Meta 29 Serviços de Marketing Ltda. Editora contratada: San Floro Editoração Gráfica ME Jornalista responsável: Wagner Carelli (MTB 12986) Tiragem: 65.000 exemplares DISTRIBUIÇÃO GRATUITA E EXCLUSIVA NAS SALAS DE EMBARQUE DO AEROPORTO DE CONGONHAS A revista 29HORAS respeita a liberdade de expressão. As matérias, reportagens e artigos são de responsabilidade exclusiva de seus signatários. Meta 29 Av. Nove de Julho, 5966 - cj. 62 - Jd. Paulista - São Paulo - Cep: 01406-200 Tel.: 11.3086.0088 Fax: 11.3086.0676 www.meta29.com.br; www.29horas.com.br

29HORAS na rede: twitter.com/revista29horas @revista29horas

A Meta 29, consciente das questões ambientais e sociais utiliza papéis com certificação FSC (Forest Stewardship Council) na impressão deste material. A certificação FSC garante que uma matéria-prima florestal provenha de um manejo considerado social, ambiental e economicamente adequado e outras fontes controladas. Impresso na IBEP Gráfica Ltda. certificada na cadeia de custódia - FSC.


hora h

teatro

100% drama

Bárbara Paz gosta mesmo é de personagens intensas, como a jovem neurótica que interpreta em Hell, dirigida por Hector Babenco

Hell – Até 19/12. De qui. a dom.: às 20h. Teatro do SESI – Av. Paulista, 1313, tel. 3146-7405. Qui. e sex.: entrada gratuita, sáb. e dom.: R$ 10 e R$ 5.

18 | 29HORAS | de 29 de outubro a 29 novembro de 2010

Bárbara Paz como Hell, sua nova personagem, em cartaz no Teatro do SESI

paulo vainer

“Adoro viver com as personagens à beira do abismo. Levo meu drama para elas, que trazem sua leveza para mim”, afirma a gaúcha de Campo Bom que recentemente interpretou Renata na novela Viver a vida, que trocava a comida pela bebida alcoólica. Agora é a vez de Hell, do romance da escritora francesa Lolita Pille, de 2003. Na história, uma garota rica preenche seu dia a dia com bebidas, drogas, sexo e roupas de grife. Bárbara vive uma trágica história de amor ao lado do ator Ricardo Tozzi, que interpreta Andrea, tão rico e desesperado quanto ela. Para viver Hell, ela passou por um processo de preparação. “Viajei a Paris e fiz laboratório em alguns lugares que essas garotas costumam frequentar, como bares e restaurantes badalados. Vi um pouco da casca delas, mas o resto está dentro de mim”, revela. A iniciativa de adaptação para o teatro surgiu de Bárbara, que apresentou o livro para seu marido e diretor da peça, o cineasta Hector Babenco, que se disse surpreendido com a maneira provocante como a história o fascinou. Assim como Loucos de amor (1988) e Closer – mais Perto (2000), Hell surgiu de uma vontade de Babenco retornar aos palcos. “Trabalhar com ele foi maravilhoso. Hector é um grande diretor”, desmancha-se a atriz formada pelo Centro de Pesquisa Teatral do SESC, que já fez mais de 15 peças. Sua primeira experiência foi aos 17 anos no Teatro Escola Macunaíma com a peça Bonitinha, mas ordinária, de Nelson Rodrigues. Em 2003, recebeu o prêmio Kikito de melhor atriz de curta-metragem no 31º Festival de Gramado por sua atuação em Produto descartável. No cinema, ela fez Seja o que Deus quiser, de Murilo Salles. Megaprodutiva, Bárbara também criou um programa sobre produções de curta-metragem, o Curta da Estrada, cuja temática é a capital paulistana, transmitido pelo canal Brasil. “Amo esta cidade que me abriu os braços feito Cristo. Fiz muitos curtas como atriz e, em 2005, escrevi e dirigi meu primeiro curta, o Minha obra. Achei que o canal Brasil tem a minha cara, apresentei o projeto e eles amaram”, confessa Bárbara, que vai estar na próxima novela das sete, de Walcyr Carrasco. –Letícia Liñeira


19


europa Mágica a espanha é estrela do Filme sobre Félix Lope de Vega, enquanto a inglaterra reina soturna nos mistérios de harry potter e sua turma A maratona da 34ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo ocupou toda a segunda quinzena de outubro e infelizmente já chegou ao seu final. Mas o mês de novembro terá a estreia de duas superproduções que pretendem não dar sossego aos cinéfilos paulistanos. O primeiro lançamento de peso, previsto para o dia 19, é o 7º episódio da saga do bruxinho criado pela escritora britânica J.K. Rowling, Harry Potter e as relíquias da morte – Parte 1. Dirigido por David Yates, o filme leva para as telas o início da última aventura literária do mago teen. Neste novo longa, Harry e seus inseparáveis amigos Ron e Hermione tentam destruir o segredo da imortalidade de Voldemort, o Lorde das Trevas. Perseguido pelos Comensais da Morte, Harry luta contra as forças do mal sem a proteção de seus mentores, ainda mais agora que o Ministério da Magia e até mesmo a Academia

cinema

de Hogwarts foi dominada pela turma de Voldemort. A batalha final está se aproximando, e esse é o inevitável destino de Harry. Nos papéis principais estão Daniel Radcliffe (Harry), Emma Watson (Hermione), Rupert Grint (Ron), Ralph Fiennes (Voldemort), Helena Bonham-Carter (Bellatrix) e Alan Rickman (Snape). No dia 26, chega aos cinemas de SP a superprodução de 13 milhões de euros Lope, com a biografia do segundo maior escritor da Espanha, Félix Lope de Vega, autor de mais de 1.800 peças teatrais, 3.000 sonetos, nove poemas épicos e três romances. Lope não era tão erudito e conceituado como Miguel de Cervantes, mas Cervantes, seu contemporâneo, invejava a popularidade de Lope, o primeiro a misturar drama e comédia em suas peças, antes mesmo de Shakespeare começar a fazer o mesmo, alguns anos depois. O filme, uma co-produção entre Brasil e Espanha, foi dirigido pelo brasileiro Andrucha Waddington (de Casa de areia e Eu, tu, eles) e tem no elenco nomes como Sonia Braga e Selton Mello, ao lado do argentino Alberto Ammann (Lope) e das espanholas Pilar López de Ayala e Leonor Watling. Em setembro, Lope foi incluído na lista tríplice de candidatos a representar

20 | 29HORAS | de 29 de outubro a 29 novembro de 2010

Daniel Radcliffe vive um Harry ainda mais destemido

Em Lope, o galã conquista belas mulheres na Espanha do século 16

a Espanha na disputa pelo Oscar de filme estrangeiro. No entanto, dias depois saiu a decisão e o escolhido foi También la LLuvia, de Iciar Bollaín. O filme se passa no século 16, e começa com Lope de Vega retornando empobrecido de uma guerra em Portugal e integrando-se a uma trupe de teatro em Madri. Apaixonado pela filha do diretor, engata um romance até descobrir que ela é casada. Exige que ela se separe do marido e se envolve num escândalo que expõe a hipocrisia

das convenções sociais da época. Na tela, o galã Lope conquista belas mulheres, mesmo com seus dentes sujos e roupas raramente trocadas. “Naquela época ninguém tomava banho. Diz-se que era possível sentir o cheiro de Madri a 30 quilômetros de distância. Queria que o espectador ‘visse’ o cheiro na tela”, conta o diretor Andrucha Waddington. Então já está dado o aviso: leve ao cinema um lenço para chorar e também para cobrir o seu nariz. –Kike Martins da Costa

fotos divulgação

hora h


hora h

negócios

cases

de sucesso São tantos assuntos e compromissos ocupando a mente, no dia a dia, que às vezes falta tempo e foco para analisar o próprio negócio. Você já parou para pensar como anda a sua empresa ultimamente? Ela está precisando de uma estratégia mais realista, uma dose maior de ousadia, ideias inovadoras? Ou será que está faltando um pouco mais de motivação e capacidade para antecipar e decidir? Qualquer que seja a sua necessidade, vale a pena se programar e reservar em sua agenda três dias desse mês, de 8 a 10 de novembro, para a 10ª ExpoManagement, organizada pela HSM, um dos maiores eventos internacionais de conhecimento de gestão. Com um público-alvo de diretores de grandes empresas nacionais e multinacionais, o encontro reúne, uma vez por ano no país, as últimas e

De 8 a 10 de novembro, expoentes do mundo dos negócios estarão no evento da HSM

melhores ideias, tendências e conceitos discutidos por nomes estrelados do management mundial, como Jim Collins, Philip Kotler, Sir Terry Leahy, Steven Lewitt, Carlos Ghosn, Hans Donner, Vijay Govindarajan, Gary Hamel, David Ulrich, Francis Gouillart e John Elkington, entre outras personalidades, para abordar cases dentro de empresas e resultados de estratégias e ações na área de gestão. Trata-se de uma oportunidade única para executivos brasileiros se informarem, atualizarem seus conhecimentos teóricos e adotarem experiências de sucesso como estímulo e inspiração para o crescimento de seus negócios. –Maria Cecília Maciel

22 | 29HORAS | de 29 de outubro a 29 novembro de 2010

HSM – De 8 a 10 de novembro, das 9h às 19h15. A partir de R$ 1.915. Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387, tel. 4689-6666. www.hsm.com.br

Com a palavra

Os palestrantes e os seus assuntos Carlos Ghosn – Gestão da adversidade e do turnaround. É chairman e CEO da Renault S.A. e da Nissan Motor Co., Ltd., duas empresas automotivas globais. David Ulrich – O código da liderança. É considerado a maior autoridade em gestão de recursos humanos no mundo. Professor de Management na Ross School of Business da Universidade de Michigan. Francis Gouillart – Customer engagement. É co-fundador e presidente da Experience Co-Creation Partnership (ECC Partnership), um escritório de consultoria especializado em implementar processos criativos de gestão e habilidades organizacionais. Gary Hamel – Management innovation. Descrito como “o supremo expert da estratégia em todo o mundo“ pela The Economist e como o “maior expert em estratégia de negócios“ segundo a Fortune. Hans Donner – Evoluindo com design. É um mestre na arte da inovação. Tem capacidade ímpar de levar equipes e colaboradores a exercitar o pensamento out of the box.

Jim Collins – Gestão de resultados. Considerado o sucessor de Peter Drucker. John Elkington – Foi descrito pela revista BusinessWeek como “O decano do movimento de sustentabilidade corporativa há mais de três décadas”. Philip Kotler – Marketing 3.0. Autor de importantes obras editadas na área, traduzidas para mais de 20 idiomas e que ultrapassam a marca de cinco milhões de cópias vendidas em 58 países. Sir Terry Leahy – Obsessão pelos clientes. É CEO da gigantesca e bem-sucedida rede britânica de supermercados Tesco, com mais de 350 mil funcionários e mais de duas mil lojas em todo o mundo. Leahy transformou a Tesco na maior rede do Reino Unido e terceira maior do mundo. Steven Levitt – Superfreakonomics e os negócios. Co-autor de Freakonomics e Superfreakonomics, Levitt publicou um artigo associando o aumento de abortos à redução nos índices de criminalidade e deixou tanto conservadores como liberais indignados.

divulgação

As cabeças mais destacadas do management mundial vão se reunir no evento executivo mais importante do ano


hora h

esporte

Fórmula 1 arma o circo em

Interlagos

Bruno Senna e Di Grassi são as apostas dessa Fórmula 1

Grande Prêmio será decisivo na disputa pelo título do campeonato e terá, após 15 anos de ausência, um piloto com o sobrenome Senna na pista ano em que protagonizou mais erros e lambanças do que bons resultados) e dois estreantes: Lucas Di Grassi e Bruno Senna. Di Grassi, que corre pela equipe Virgin, fez algumas boas corridas e já tem presença confirmada na próxima temporada. Já Bruno corre pela Hispânia, uma equipe de poucos recursos e que ocupa sempre as últimas posições. O público brasileiro conseguirá, com muito esforço e boa vontade, enxergar nele apenas uma tímida sombra de seu tio famoso, o tricampeão Ayrton Senna. Os ingressos para a corrida e para os treinos custam de R$ 395 a R$ 2.385, mas já estão praticamente esgotados. Ainda restam apenas alguns poucos lugares nos setores D, estrategicamente localizado perto do S do Senna, e no setor S, no finalzinho do retão. O Grande Prêmio é um dos mais importantes

24 | 29HORAS | de 29 de outubro a 29 novembro de 2010

O Autódromo de Interlagos recebeu investimentos de R$ 9,5 milhões

eventos do calendário turístico de São Paulo, atraindo para a cidade cerca de 90 mil visitantes do exterior e dos quatro cantos do Brasil. O autódromo de Interlagos, que este ano recebeu da Prefeitura investimentos de R$ 9,5 milhões para implementar melhorias para o público e para a segurança dos pilotos, completou 70 anos de sua inauguração em maio. Foi o primeiro circuito do país concebido para receber exclusivamente corridas de automóveis e motocicletas. A decisão de construir um autódromo no extremo sul da cidade surgiu depois que o 1º

Grande Prêmio Internacional Cidade de São Paulo, realizado em julho de 1936 num circuito com largada na avenida Brasil, acabou em tragédia – a piloto francesa Hellé-Nice perdeu o controle de seu Alfa Romeo e atropelou o público, matando quatro pessoas e deixando outras 37 feridas. Esse acontecimento trágico motivou Eusébio Matoso, então diretor do Automóvel Club do Brasil, a construir um espaço para provas longe do centro urbano. Hoje, porém, a cidade já englobou o circuito, que também recebe grandes shows, missas e eventos para dezenas de milhares de espectadores. –K.M.C.

fotos divulgação

Quando chegar o domingo, dia 7 de novembro, os maiores nomes do automobilismo mundial estarão mais uma vez reunidos em São Paulo. Acontece nessa data a 39ª edição do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, que este ano será a penúltima prova do campeonato (a última corrida acontece em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, dia 14). A etapa brasileira será decisiva para as pretensões de feras como o australiano Mark Webber, o alemão Sebastian Vettel, o espanhol Fernando Alonso e os britânicos Lewis Hamilton e Jenson Button, os principais candidatos ao título deste ano na categoria mais veloz dos esportes a motor. A prova também terá quatro brasileiros: Rubens Barrichello (cheio de energia mesmo sendo o piloto em atividade com mais GPs disputados), Felipe Massa (num triste


AMAZING


hora h

Livros

Entre a estante e o fogão Cresce cada vez mais o número de lançamentos de obras dedicadas exclusivamente à gastronomia Gastronomia sertaneja, receitas que contam histórias – Ana Rita Dantas Suassuna. Melhoramentos. R$ 149. Narrando o dia a dia da cozinha de sua família numa fazenda do sertão pernambucano nos anos 40, a educadora Ana Rita Dantas Suassuna resgata preciosidades do paladar e faz um registro histórico importante. Entre as receitas, há várias facilmente reproduzíveis, algumas mais difíceis, de ingredientes regionais, e outras, como as caças hoje proibidas, que estão ali só por curiosidade.

Dez X 10, 100 Receitas para comer de joelhos – Carla Pernambuco. Leya. R$ 74,90 O livro é um pout pourri de receitas de diversas tendências. Da asiática, representada pelas cestinhas crocantes de frango thai, à nacionalista, que aparece nos camarões grelhados com taioba.

26 | 29HORAS | de 29 de outubro a 29 novembro de 2010

Delícias de chocolate – Jean-Paul Hévin. Editora Senac São Paulo. R$ 65 Livro de especial interesse para profissionais ou amadores que buscam um alto padrão técnico. Importante chocolatier francês, Hévin é bastante didático na explicação de receitas clássicas, como o bûche de Noël ou o macarron, ou inovadoras, como os canapés de cacau e parmesão. Cozinhando para os amigos – Gordon Ramsay. Editora Globo. R$ 79,90 Um chef para as quatro estações – Gordon Ramsay. Ediouro. R$ 64,90 Fica difícil escolher entre os dois livros do chef inglês que acabam de chegar às livrarias. Em Cozinhando para os amigos, o fã descobre um pouco da vida pessoal do astro da TV. Ele fala de sua família, de sua casa, de como eles cozinham, onde

compram os ingredientes. Em Um chef para as quatro estações, o apaixonado por gastronomia conhece o ritmo sazonal dos ingredientes na Inglaterra, aprende sobre esses ingredientes. Em ambos, as receitas parecem ótimas. Aprendiz de cozinheiro – Bob Spitz. Zahar. R$ 39 Este não é um livro de receitas. É um relato de uma experiência de vida. A experiência do autor, um famoso jornalista americano que se separa da mulher e decide viajar pela França e pela Itália estudando culinária. Na volta, coloca em prática o que sabe fazer de melhor: escrever.  Aprendiz de cozinheiro cativa especialmente pela qualidade do texto.  

fotos reprodução

No mundo todo, há uma onda de livros sobre comida e bebida. No ano passado, a Feira de Livros de Frankfurt, na Alemanha, reservou uma área só para livros de gastronomia e eventos promocionais relacionados a eles. No início deste ano, na França, aconteceu a primeira edição da Paris Cookbook Fair, feira de negócios dedicada ao gênero. No Brasil, a 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo também prestou uma atenção especial ao tema: foram lançados 47 títulos de gastronomia durante a feira. Segundo Isabel Alexandre, coordenadora de prospecção editorial da Editora Senac São Paulo, o segmento atinge diversos públicos: profissionais da área, estudantes universitários e técnicos, amadores que fazem cursos, amadores que apenas cozinham em casa, pensadores de outras áreas, como antropologia ou sociologia, e assim por diante. “E procuramos tornar todos os livros interessantes para todos esses públicos”, diz Isabel. Quem sai ganhando é você. Conheça alguns dos melhores lançamentos. –Tânia Nogueira


hora h

walking distance

A praça é nossa

Localizada entre a avenida Brigadeiro Faria Lima e o Jardim Europa, a Praça Morungaba é um recanto idílico repleto de árvores e passarinhos. Ao seu redor, além das belas casas do bairro, há lugares gostosos para esticar essa prazerosa caminhada. Por Vanda Fulaneto Fran’s Café A casa serve bons cafés e acompanhamentos. Difícil sentarse ali e não experimentar algum sanduíche, pão de queijo ou até mesmo o delicioso croque monsieur. Av. Brig. Faria Lima, 2639, tel. 33759890. www.franscafe.com.br

4 min.

5 min.

Praça Morungaba entre as ruas Irlanda, Escócia, Prudente Correa e a avenida Brigadeiro Faria Lima

Museu da Casa Brasileira É o único museu do país especializado em design e arquitetura, e se tornou referência nacional neste assunto. Antiga residência do ex-prefeito de São Paulo Fabio Prado, tem estilo neoclássico que reproduz as linhas do Palácio Imperial de Petrópolis. O jardim imenso, repleto de árvores, é um capítulo especial da visita. Av. Brig. Faria Lima, 2705, tel. 30323727. www.mcb.sp.gov.br

12 min.

Vipiteno A sorveteria do chef Laurent Suaudeau foi eleita pela revista Veja São Paulo como a melhor da cidade. Vale a pena experimentar alguns dos 24 sabores de sorvetes cremosos e naturais, feitos com frutas frescas e iogurte da melhor qualidade. R. Manuel Guedes, 85, tel. 34761881. www.vipeteno.com.br

28 | 29HORAS | de 29 de outubro a 29 novembro de 2010

Sallvattore O restaurante decorado por Sig Bergamin é agradabilíssimo e tem um aprimorado cardápio italiano – o clima e as criações gastronômicas nos remetem a uma casa de praia na riviera italiana. R. Salvador Cardoso, 131, tel. 3078-8686. www.sallvattore.com.br

foto centro: Cesar valério fotos divulgação

20 min.


hora h

comer, beber, viver por georges henri foz

De lá pra cá e de cá pra lá Enquanto cada vez mais bares cariocas se instalam em Sp, há também casas paulistanas que pousam no Rio, em um intercâmbio saudável e muito saboroso primeiro passo, foi dada a largada. Em seguida, o Esch Café, que nasceu perto da Bolsa de Valores no centro do Rio, montou uma filial na elegante Alameda Lorena. No começo deste ano, foi a vez do conceituado Garcia Rodrigues inaugurar uma lindíssima brasserie (não deve nada às de Paris) no shop. Vila Olimpia. Cravado no meio desse bairro de negócios, esta foi uma bandeira carioca plantada em solo paulistano. Ainda este ano foi a vez da rede carioca de estilo “american food”, o Johnnie Pepper, marcar presença na também badalada rua Dr. Mário Ferraz no Itaim. E de cá pra lá não foi diferente, alias, a investida dos paulistas no Rio foi bem turbinada. Em 2009, o grupo Fasano deixou claro que acredita no mercado carioca, até quando se trata do nicho de alto luxo. Inaugurou o hotel Fasano, com o restaurante Al Mare, em plena Vieira Souto, de frente para o mar. Outra rede de bistrô bem paulista, o Le Vin, também já assiste ao sucesso das suas duas unidades cariocas: Ipanema e Barra da Tijuca. Quem também arrasa

30 | 29HORAS | de 29 de outubro a 29 novembro de 2010

no Rio é o grupo CTC, dos famosos Original, Pirajá, Bar Astor, Pizza Bráz e Lanchonete da Cidade. A Pizza Bráz da Barra da Tijuca levou o conceito de pizzaria chique, com ambientação e serviço no melhor nível internacional, a esse bairro do Rio. Claro que com aquela pizza maravilhosa. Resultado: sempre lotado. Este grupo também plantou uma bandeira num lugar que sempre abrigou um ícone do Rio: o Barril 1800, na esquina das avenidas Vieira Souto e Rainha Elizabeth. Também já é sucesso e tem colaborado com a evolução das exigências do consumidor carioca. Não é raro ver ali nossos irmãos cariocas degustando um dry martini ou um

A carioca Johnnie Pepper...

mojito. Isso não quer dizer que o famoso chope perdeu a sua popularidade, seu público apenas passou a ter direito a mais opções. O Rio, que durante décadas viu reinar absoluto o famoso Porcão, está vendo agora a chegada do “império” Fogo de Chão. Esta rede nascida gaúcha, mas que foi de São Paulo

O Fasano abriu o sofisticado Al Mare na avenida Vieira Souto

fotos divulgação

É incrível a velocidade com a qual evoluem os conceitos entre diferentes mercados. Principalmente se pegarmos as praças São Paulo e Rio de Janeiro. Lembra da velha rixa que se traduzia em frases como “paulista trabalha e carioca leva a vida” ou “só há publico consumidor para tal produto ou serviço em São Paulo”? Há dez anos, apenas dez anos, o start-up da atual ponte aérea dos negócios foi dado a partir da adaptação do modelo de boteco carioca com embalagem paulista (mais serviço, mais conforto e cardápio de drinks e bebidas mais completos). O primeiro boteco adaptado em São Paulo foi o Posto 6 (referência 100% ao ponto em Ipanema), na esquina da Mourato Coelho com a rua Aspicuelta e, na sequência, na mesma esquina, porém em frente, o Zé Menino. Os dois foram abertos por iniciativa do nosso grande amigo Dandão Costa Neto e dos seus parceiros que ali deram a largada ao bairro mais carioca de São Paulo: a Vila Madalena. Hoje este bairro é o mais boêmio da cidade e reúne centenas de botecos. Depois desse


... marca presença na elegante rua Dr. Mário Ferraz, em SP

para o mundo, acabou de anunciar que também está aterrissando ali. Estes empresários todos não podem estar enganados: está claro que o Rio de Janeiro, a quatro anos da Copa do mundo, já está bombando. Temos noticias de outros restaurantes e bares de sucesso com passagem marcada para o Rio. Mas vamos deixar acontecer as inaugurações para não tirar o efeito surpresa que esses arrojados empreendedores merecem controlar. Mesmo porque, com planos como esses, eles certamente vão ler essa coluna durante

uma das viagens com destino ao que parece ser o novo Eldorado dos empresários paulistas. Até a próxima. georges@29horas.com.br Posto 6 – www.posto6.com Esch Café – www.esch.com.br Garcia Rodrigues – Tel. 3841-9420. www. garciaerodrigues.com.br Johnnie Pepper – www.johnniepepper.com.br Le Vin – R. Barão da Torre, 490, Ipanema. Av. Das Américas, 4666, Barra da Tijuca. www.levin.com.br Hotel Fasano – Av. Vieira Souto, 80, Ipanema. www.fasano.com.br Pizza Bráz – Av. Érico Veríssimo, Barra da Tijuca. www.casabraz. com.br

31


hora h

adega por Didú Russo

Paladar preservado Até o início do século passado, todo vinho era orgânico, como toda a agricultura também – não havia produtos químicos para “fertilizar” a terra ou para matar pragas e doenças, que eram combatidas com o equilíbrio natural. A humanidade viveu sem produtos químicos na agricultura até a Primeira Guerra Mundial, quando a indústria química desenvolveu os fertilizantes com sobras de munição, essa é a história contada por um dos grandes produtores biodinâmicos de Bordeaux, Jean-Pierre Amoreau do Château Le Puy (www.worldwine.com.br). Acreditava-se que a guerra duraria muito mais tempo e a indústria química não teria o que fazer com a enorme quantidade de produtos inorgânicos que sobrara. Assim nasceu o fertilizante. Os fertilizantes realmente funcionaram, mas quebraram o equilíbrio orgânico da terra que não respondia mais naturalmente aos ataques de insetos, pragas,

fungos etc. Assim a mesma indústria química desenvolveu os pesticidas, herbicidas e fungicidas, tornando a agricultura refém de seu negócio. Hoje há um grande movimento no mundo do vinho em busca de vinhos puros, livres de químicos que possam mostrar o verdadeiro terroir sem contaminar nem a terra e nem o consumidor. Um dos mais ardentes defensores da biodinâmica, Nicolas Joly, que produz o Clos de La Coulée de Serrant, (www.grandcru. com.br), um chenin blanc que é tão importante que tem uma Appellation d’Origine Controlée só dele, a AOC Coulée de Serrant, em Savennières no Vale do Loire, estará em São Paulo no 2º Encontro dos Vinhos da Renaissance des Appellation, que acontecerá nos dias 8 e 9 de novembro na Casa da Fazenda. Se você gosta de vinhos, não deixe de participar. Você vai cair de costas com o que provará, estarão presentes mais de 40 produtores, entre eles vários da De La Croix

32 | 29HORAS | de 29 de outubro a 29 novembro de 2010

Uvas sem agrotóxicos produzem vinhos extraordinários, únicos

(www.delacroixvinhos.com. br), uma importadora que só importa orgânicos e naturais. As pessoas céticas preferem ridicularizar o que a ciência não sabe explicar, mas não sabem dizer por que uma videira podada em lua minguante não cresce, enquanto a que foi podada em lua cheia floresce com vigor. Em biodinâmica

todas as soluções são naturais, parte-se do principio que a doença é um desequilíbrio e a cura não está no remédio químico, mas sim na busca do equilíbrio. Como esse conceito não faz dinheiro em indústria alguma, eles são criticados. Mas prove um vinho desses e depois me conte.

Uva inteligente

“Raisonée” ou sustentável, integrada. É o primeiro passo em defesa da preservação do solo. Procura-se respeitar a videira e seu meio ambiente, mas se o nível de “tolerância” é ultrapassado em caso de controle de pestes ou doenças, recorre-se aos produtos químicos. Não há um órgão regulamentador ou fiscalizador. Orgânico ou biológico, como se fala na Europa, é aquele vinho produzido em um vinhedo que não usou, em nenhuma etapa de sua produção, fungicidas, herbicidas, pesticidas ou qualquer aditivo químico no produto. Seu manejo, como antigamente se fazia, se baseia em produtos naturais e em equilíbrio biológico, para impedir o surgimento de insetos, fungos, ervas daninhas e outras enfermidades da vinha. Há órgãos certificadores e fiscalizadores de todo o processo. Biodinâmico. Busca os conhecimentos de antroposofia de Rudolf Steiner, que inclui toda a dinâmica ou energia envolvida na vida. Utiliza-se de preparados em bases de dinamização da homeopatia, com diluições de compostos e preparados diversos de ervas para tratamento das videiras. Os mais radicais não permitem nenhum recurso externo durante a fermentação, desinfecção, estabilização, filtração ou adição de anidrido sulfuroso. Natural. A cultura é sempre orgânica, não necessariamente biodinâmica, mas não aceitam SO2, em nenhuma quantidade. sxc.hu

Orgânicos, biodinâmicos e naturais, os vinhos verdadeiros são produzidos sem agredir o solo nem a saúde do consumidor


hora h

mais que nécessaire

La vie en rose

O azul marinho da Índia é o rosa. Até o final de outubro, a cor esteve ao mesmo tempo no Cristo Redentor, no Rio de Janeiro; e na Casa Branca, em Washington; no avião da Companhia Aérea Azul e até nas chuteiras dos jogadores brasileiros em Abu Dhabi. Tudo isso para comemorar o movimento “Outubro rosa contra o câncer de mama”, que promove ações no mundo inteiro – a 29HORAS participa da ação e mostra que essa cor pode ser linda em qualquer lugar e ocasião. Por Vanda Fulaneto

1

6

4

2

3

1. Kit para os pés da Revlon – Com lixa e cortador de unhas, é prático para viagens e para o dia a dia, já que pode ser levado na bolsa. R$ 48,60. SAC: 0800-7733450. 2. Womanity de Thierry Mugler – É a fragrância hipnotizante que une figo e caviar em uma única fórmula. R$ 380 (80 ml) na Bibelot. Tel. 3082-3956. 3. Havaianas Top – Imperdível aqui e no exterior, ela é ótima para a praia ou para a cidade. R$ 15,90. SAC: 2505-7405. 4. Joia de Mauricio Monteiro – Um dos joalheiros mais festejados de São Paulo, com loja no Shopping Iguatemi. Preço sob consulta. Tel. 3032-6832. 5. Brigadeiro Rosa – Delícia para gourmets de todas as idades. Na loja Pão de Queijo Haddock Lobo. R$ 3,50 a unidade. Tel. 3088-3087. 6. Camisa masculina da Shirtstock – Em 100% algodão, ideal para os dias quentes do verão. R$ 99,90. Tel. 3071-4185.

34 | 29HORAS | de 29 de outubro a 29 novembro de 2010

fotos divulgação

5


azeite de oliva

-

vinho

-

longevidade

Cozinha Mediterrânea Clássica Excelente seleção de azeites e vinhos ao preço da importadora

Indicado pelo público

Chef Revelação 2010 Pra Revista zeres a Mesa d

restaurante & empório G uia d a

Rua Haddock Lobo, 1159 - Jardins - São Paulo - SP Reservas: (11) 3068-9797 www.dolivinorestaurante.com.br


hora h

hora livre luiz toledo

Democracia envelhece De volta à escola. De volta às urnas. De volta ao passado. entrava e saía correndo, não entro mais. Mas até aí tudo bem, dos males o menor. O problema é que não apenas crescemos. À medida que fui encontrando meus antigos colegas de classe, o bichou pegou. Os antes meninos hoje são homens – um pouco mais ou um pouco menos do que isso, dependendo do ponto de vista. A maioria tem cabelos brancos, e essa é a boa notícia: muitos nem cabelo têm. Com raríssimas

exceções, são todos barrigudos. A musa do vôlei, objeto de desejo de toda a escola, sempre com seu indefectível shortinho vermelho, é hoje uma avó que lobo mau nenhum conseguiria encarar (mudei o esporte e a cor do shortinho para tentar poupá-la). O tempo parece ser ainda mais implacável com as mulheres. A única que escapou ilesa dessa batalha das décadas é a Cynthia.

Encontrei-a enquanto eu descia a escadaria da escola (pelos degraus e não mais pelo corrimão, como antigamente). Ela continua jovem, loira e linda. Mas não me reconheceu e insistia não se chamar Cynthia. Na verdade, seu nome é Fabiana e, no apogeu dos seus 16 anos, estava votando pela primeira vez para presidente. Era a filha da Cynthia. yestoledo@gmail.com

divulgação

Meu domicílio eleitoral é numa escola, no bairro onde nasci e me criei. Portanto, no meu caso, votar significa voltar ao passado. Uns 40 anos pelo menos. Não vou revelar meu voto, mas farei algumas revelações sobre essa minha volta no tempo. A primeira é de que tudo encolheu: a fachada do colégio, a sala de aula, o quadro-negro virou um quadrinho. E verde. Nas carteiras, onde eu

36 | 29HORAS | de 29 de outubro a 29 novembro de 2010


dezembro 2009

Verão 2011

O estilista Reinaldo Lourenço lançou no dia 18 de outubro sua coleção de verão no terraço do Shopping Cidade Jardim, com um desfile cheio de leveza e glamour. Os tons laranja e rosa predominaram no desfile, que teve parceria da marca Risqué e contou com um casting de tops veteranas como Cássia Avila, Isabella Fiorentino, Lara Gerin e Marina Renault. Depois do desfile, um coquetel na loja do estilista, no 1° andar, reuniu beldades de todas as tribos.

Graça Borges e Reinaldo Lourenço

Clô Orozco

Fernanda Barbosa e Ciro Midena

Anuncio FINAL Jack_ Revista 29_410mmX30mm.pdf

Costanza Pascolato

1

21/09/10

fotos Divulgação

Gabriela Alves

13:38

Tereza Fittipaldi

Tania Derani


cena cultural

Em um evento concorrido, o cineasta Fernando Meirelles lançou Cegueira, um ensaio, na Livraria da Vila. O livro, publicado pela editora da apresentadora do SBT e empresária Eliana Michaelichen, a Master Books, reúne histórias, depoimentos, fotos e detalhes dos bastidores do filme Ensaio sobre a cegueira, baseado na obra de José Saramago e dirigido pelo cineasta. Entre os convidados estavam Astrid Fontenelle, Arthur Veríssimo, Ernesto Paglia, Sandra Annenberg e a filha Elisa, Miguel Jorge Cunha, Newton Travesso, Paula Burlamarqui, Isay Weinfeld, Otavio (osgemeos), Nina Pandolfo, entre outras personalidades do cinema, das artes e da TV.

Carolina Ferraz

Fernando Meirelles

fotos Rodrigo trevisan

O livro Cegueira, um ensaio reúne depoimentos e fotos

Astrid Fontenelle e Ivaldo Bertazzo

Otevio (osgemeos)

Fernando Meirelles e Arthur Verissimo


>Retratos

personagens

de sp, por sp e para sp

Para comemorar seu primeiro aniversário, 29horas convidou 29 pessoas que vivem, trabalham, acontecem e fazem acontecer em São Paulo para revelar sua seleta rotina de prazeres e delícias na cidade, em todas as 29 horas do (nosso) dia. são Cidadãos que experimentam seu cotidiano dinâmico, repleto de atividades, como uma benção. como você. por letícia liñeira fotos érico Hiller e tainá azeredo

40 | 29HORAS | de 29 de outubro a 29 novembro de 2010


Fernanda Young Escritora, apresentadora, atriz e multi-multimídia, ela foi a nossa primeira capa, há um ano, e volta para celebrar este aniversário com suas dicas afiadas de carioca que abraçou São Paulo desde que fincou os pés na cidade, em Higienópolis, há 16 anos. Ela reitera aqui os segredos paulistanos que então revelou.

5h às 11h. “Adoro a Livraria Haikai.

Lá encontro uma seleção inteligente de livros, além dos principais lançamentos. O clima é gostoso, tem um café simpático e um astral que faz você se sentir em casa.”

11h às 17h.

“Musical Box. Fica na Praça Vilaboim e tem CDs incríveis, coletâneas, bons DVDs. Música pop, jazz, rock, MPB. E eu sou do tipo que adora comprar CDs. Passo sempre para dar uma olhada nas novidades.”

17h às 23h.

“Se der mole, vou todos os dias no Sushi Papaia. Está no mesmo lugar há mais de 10 anos e tem uma comida ótima e um atendimento eficiente e gentil.”

23h às 29h. “Esse mexicano

tem uma margarita frozen que é um perigo total. E tem umas queijadilhas de queijo deslumbrantes, um mix de cogumelos e espinafre... vale a pena.”


Samuel Seibel Jornalista paulistano, grande corredor, este filho de um imigrante polonês realizou em grande estilo seu sonho de ter uma livraria – é o dono da Livraria da Vila, que hoje tem quatro filiais –, cujo comando divide com seus dois filhos.

5h às 11h. “Saio para correr no Parque do Ibirapuera.”

11h às 17h.

“Vou ‘passear’ em alguma loja da Livraria da Vila.”

17h às 23h.

“Assisto a um bom filme, no cinema; leio um bom livro, em casa; bato um bom papo, em qualquer lugar.”

23h às 29h.

“Fora o inconfessável, vou dormir.”


Cecília Dale Empresária carioca e referência paulistana (e nacional) em decoração natalina. No ano passado projetou e decorou seis shoppings e 378 residências da cidade. Tem a música como hobby. Adora cantar!

5h às 11h.

“Caminhar com o sol nascendo no Parque Villa-Lobos me enche de energia para aguentar a correria do dia. Neste período, até o fim do ano, quando estou voltada às decorações de Natal, preciso desse momento para organizar os compromissos do dia.”

11h às 17h.

“O Due Cuochi Cucina, no shopping Cidade Jardim, é uma boa escolha pra o almoço. A vista na cobertura é privilegiada e a comida italiana, deliciosa.”

17h às 23h.

“Os shows de jazz na Livraria Cultura são imperdíveis.”

23h às 29h.

“Acompanho sempre que posso o maestro e pianista Juarez Santana no bar e restaurante Piove. Além dele, outros grandes músicos e bandas se apresentam lá com muita qualidade de música e diferentes estilos.”


Cláudia Proushan Artista plástica, fotógrafa, autora do livro Tibet, no coração do Himalaia, que reúne belíssimas imagens feitas por ela durante uma viagem à região. Inspira-se nas culturas do Nepal, Mongólia, China, Índia, Indonésia, Jordânia e Israel para criar seus trabalhos por meio da fotografia e das tintas.

5h às 11h. “Aos sábados, gosto de

ir à Pinacoteca para ver exposições e passear no Jardim da Luz, que está muito bonito e bem cuidado.”

11h às 17h.

“Nesta época, a cada dois anos, claro, meu programa é visitar a Bienal no Parque do Ibirapuera, que este ano está na sua 29ª edição.”

17h às 23h.

“Vou jantar no restaurante Brooklyn – aproveito para ver o show dos garçons que cantam e dançam.”

23h às 29h.

“Gosto de tomar um café no Paris 6, na Haddock Lobo.”


Monja Coen Missionária oficial da tradição Soto Shu – Zen Budismo com sede no Japão –, é a Primaz Fundadora da Comunidade Zen Budista, criada em 2001, no Pacaembu. Foi ordenada monja em 1983.

5h às 11h.

“Ouvir o amanhecer e agradecer o despertar. Praticar os ensinamentos de Buda e sorrir. Às segundas e quartas-feiras, corrida com a Monica Peralta (Peralta Sports) das 6h às 7h na Praça do Pacaembu; às terças e quintas, atividade para a terceira idade com a professora Vera, no Clube Escola Pacaembu. Pegar avião em Congonhas para dar palestras. Apreciar a vida.”

11h às 17h.

“Observar o meio do dia, sentir o calor e o frio, o vento e movimento. Passear e brincar com os cães. Ler. Nadar na Tabocas (Vila Beatriz). Ir ao dentista. Fazer compras nas redondezas do Pacaembu, Higienópolis ou Liberdade.”

17h às 23h.

“Ver o pôr-do-sol e o nascer da lua, as estrelas e a Via Láctea. Jantar leve. Reuniões administrativas e religiosas da Comunidade.”

23h às 29h.

“Aquieta-se a cidade. Noite profunda. Sem telefonemas, sem visitas, fico imersa nas telas brilhantes de ideias. Assistir TV (seriado House). Dormir. Sonhar. Estar presente. Aqui. Agora. Amar. Cuidar. Entristecer. E sempre perceber a transitoriedade. Gassho (mãos em prece).”


Mário Anseloni Presidente Executivo da Itautec, já exerceu funções nas áreas de engenharia, planejamento estratégico, marketing e gerência em empresas como IBM, Moore Formulários e HP. É casado e pai de dois filhos.

5h às 11h. “Café da manhã em família. Converso com a minha esposa Andrea e meus filhos Gabriel, de 3 anos, e Giovanna, de 6 anos. Não abro mão de levá-los à escola. Nos finais de semana, vamos ao Mercado Municipal e ao Zoo Safari.”

11h às 17h.

“Faço reuniões. No almoço, encontro amigos e parceiros no Magari, um dos meus preferidos. No final de semana, recomendo a picanha na calçada do Grill da Villa.”

17h às 23h.

“Levo minha esposa no Figueira Rubaiyat ou no Parigi – quando não assisto aos jogos do Palestra Itália, claro!.”

23h às 29h.

“A madrugada, hoje em dia, é dedicada a ficar em casa. Abro o notebook e trabalho, às vezes acompanhado de um vinho ou embalado por um jazz.”


Toni Sando

Diretor-superintendente do São Paulo Convention & Visitors Bureau, tendo atuado também nas áreas de operações, marketing, produtos e negócios nos bancos Noroeste, Nacional e Unibanco. Durante sete anos dedicou-se ao marketing da Accor Hotels na América do Sul.

5h às 11h.

“Acordo cedo, leio as primeiras notícias, tomo café na padaria e levo meu filho na escola. Aproveito o sol matinal para caminhar com o cachorro no Parque da Aclimação pelo menos duas vezes por semana.”

11h às 17h.

“Depois do almoço, ando pela Paulista e confiro a programação cultural dos 12 centros culturais, oito teatros e seis museus da região.”

17h às 23h.

“Nada melhor do que uma happy hour. Depois, jantar com a família ou com os amigos – a tradicional pizza não pode faltar no cardápio.”

23h às 29h.

“A madrugada deixo para os boêmios. Apenas descanso e espero os filhos chegarem das baladas. Nos finais de semana, a grande dúvida é optar por qual show ou qual peça conferir.”


Camilla Massari Publicitária paulistana, já morou na Itália, nos Estados Unidos e em Chicago. Há sete meses dirige a agência de comunicação Cor Inovação. Adora viajar com o marido Daniel e os filhos Pedro e Maria.

5h às 11h.

“Correr na Praça Vinícius de Moraes. Chego a fazer quatro voltas – a praça tem cerca de 1,5km.”

11h às 17h.

“Nos finais de semana vou ao Haudy, lugar simples com uma comida chinesa sensacional! Passeio com os meus filhos e o meu marido na Fundação Maria Luisa e Oscar Americano, no Morumbi. Tem exposições bacanas e um jardim incrível, projetado por Burle Marx.”

17h às 23h.

“Durante a semana vou ao restaurante do Hyatt, é supergostoso. Na volta, admiro a ponte Estaiada iluminada à noite. Nos finais de semana, vou à Caserta, um lugar desprovido de charme, mas que, indiscutivelmente, tem a melhor pizza de São Paulo.”

23h às 29h.

“Durmo. Depois de um dia corrido tudo o que eu quero é a minha cama, meus lençóis.”


Laís Bodanzky Cineasta paulistana, diretora e idealizadora do projeto Cine Tela Brasil, que leva o cinema para diversas periferias em várias cidades do país, já explorou muito a cidade e ficou na ponte aérea por conta de seu mais recente lançamento, o filme As melhores coisas do mundo.

5h às 11h. “Ir ao parque

da Água Branca, lugar aconchegante que passou recentemente por uma reforma. Tem uma feira de orgânicos e atividades que sempre valem o passeio.”

11h às 17h.

“Adoro almoçar no Quinta do Museu, restaurante do Museu da Casa Brasileira. Lá tem um jardim agradável, é ótimo para ir com a família e a comida é deliciosa.”

17h às 23h.

“O Reserva Cultural possui uma programação única, com filmes que são exibidos apenas lá.”

23h às 29h.

“Festa do Santo Forte no Estúdio Emme – festa do DJ Tutu Moraes – é sempre bacana, com música brasileira bem confeccionada pelo DJ.”


Zeca Vieira Paulistano, diretor de marketing da SulAmérica Seguros e Previdência, morou oito anos no Rio de Janeiro, cidade que adora, e está de volta a São Paulo há três anos. Adora arte, comer fora e passear com seus três cachorros pelos Jardins, onde mora.

5h às 11h.

“Gosto de ir à Pinacoteca – aos sábados, claro – para apreciar seu acervo, suas exposições eventuais e seus jardins.”

11h às 17h.

“Esteira e indoor bike na Academia Fórmula – mensalmente.”

17h às 23h.

“Jantar no Arturito, um dos melhores restaurantes da cidade.”

23h às 29h.

“Cama. A minha. Mesmo com a praga do sabiálaranjeira cantando a partir das três da madrugada.”


Mario D’Andrea Publicitário e presidente da JWT Brasil, responsável pela excepcional qualidade criativa da agência. Dirige também a comunicação do HSBC na América Latina e já ganhou sete Leões em Cannes como diretor de criação. Diz que ninguém é mais paulistano do que ele.

5h às 11h.

“Corro no parque do Ibirapuera.”

11h às 17h.

“Ando pela Paulista inteira e passo horas na Livraria Cultura do Conjunto Nacional com minha mulher e minha filha.”

17h às 23h.

“Janto em qualquer um dos incontáveis restaurantes ótimos da melhor cidade do mundo para se jantar, minha São Paulo.”

23h às 29h.

“Madrugada? Nem lembro como é isso...”


Didú Russo Especialista em vinhos e querido colunista de 29HORAS. É fundador da Confraria dos Sommeliers, edita um site e apresenta um programa semanal na TV sobre vinhos.

5h às 11h.

“Preparo o café. Abro os e-mails: são convites para degustações, Viagra e Cialis a preços especiais (será que minha mulher tem falado com esses fornecedores?).”

11h às 17h.

“Degusto, avalio. Vou para alguma feira de vinhos. Devo surpreender de novo a Nazira (minha mulher) com um champanhe no terraço do Unique – você já foi lá em uma noite de lua cheia? Madonna mia di Sapri!”

17h às 23h.

“Jantar com importador. Poderia estar na Enoteca Saint Vin Saint, um dos raros autênticos bistrôs de São Paulo.”

23h às 29h.

“Subir os vídeos no Youtube e incluir no Facebook e no Twitter. Nem pude ir ao SubAstor encontrar os amigos que adoram falar da vida inteligente... Viver em São Paulo não é bárbaro? Saúde!.


Georges Henri Foz Filho de pai francês e mãe brasileira, morou na França até os 17 anos. É pai de Layla e Nicolas. Trabalhou em agências de publicidade e é um dos sócios do clube cubano Azucar, que acaba de completar 10 anos. É outro querido colunista de 29HORAS– titular de Comer, beber, viver.

5h às 11h.

“Moro na Granja Viana e gosto de chegar na cidade e parar no Octavio Café. Ótimo para marcar a primeira reunião do dia. Café completo e bem servido.”

11h às 17h.

“Encontro amigos em um dos meus restaurantes prediletos: Brasserie, Skye ou Pomodori. Se a vontade for

churrasco, marco no Dr. Tchê. Se for mais light, é no Sushi Kiyo.”

17h às 23h.

“Vou ao Azucar. Conheço quase todos os clientes e entre alguns mojitos ou drys vou até às 2h30.”

23h às 29h.

“Depois, o Genésio, que serve caldos para amenizar o estrago desses drinques.”


Débora Aguiar Arquiteta da grife de decoração e arquitetura contemporânea, voltada para a área de interiores. Sua marca já está registrada em Miami, Angola, Buenos Aires, Nova York, Portugal e Canadá.

5h às 11h.

“Gosto passear de bicicleta pela USP. Volto a casa energizada para trabalhar.”

11h às 17h.

“O circuito de decoração faz parte do meu cenário. Para um almoço rápido, vou ao Josefine. Às vezes me permito um almoço demorado no jardim do Bar des Arts. O Gero também é uma opção para uma tarde agradável.”

17h às 23h.

“Gosto de jantar no Due Cuochi Cucina do shopping Cidade Jardim. A vista da cidade é linda. Gosto de assistir a um belo espetáculo no Teatro Municipal ou a um belo concerto na Sala São Paulo, onde consigo admirar a arquitetura moderna contrastando com a beleza e com os detalhes da belíssima Estação Júlio Prestes.”

23h às 29h.

“Depois de um programa cultural, nada melhor do que matar a fome no Paris 6. Além de ser sempre movimentado, tem um charme à parte.”


Francisco Leite Nascido e criado em São Paulo, com origens em Tietê, é presidente da tradicional Sociedade Hípica Paulista, que em 2011 completará 100 anos de sua fundação. Não surpreende que ele tenha a criação de cavalos entre seus prazeres maiores, que enumeram ainda os charutos havana – em especial o Montecristo Edmundo – e os uísques, com predileção pelo Buchanan’s.

5h às 11h. “Almoço fora todos os

dias, especialmente na Hípica. Uma das minhas alternativas preferidas é o Rodeio.”

11h às 17h.

“Meus finais de tarde ideais se passam no Beto Ranieri, entre um charuto e um uísque.”

17h às 23h.

“Tenho jantado no Le Jazz, uma agradável surpresa entre os novos restaurantes. Às quartas-feiras temos – falo pelo Clube do Charuto – mesa cativa no Original.”

23h às 29h.

“O Astor e o SubAstor são grandes opções para esticar a noite.”


Zé Nogueira Paulistano do Brás e produtor dos programas Adega musical e Bistrô Eldorado, ambos da rádio Eldorado, onde trabalha há 34 anos. Gosta muito de ler e é apaixonado por futebol – joga como lateral direito no Namorados da Noite, gloriosa agremiação de exatos 30 anos.

5h às 11h.

“Como minha vida noturna é muito intensa, acordo às 11h e vou trabalhar na minha querida rádio Eldorado.”

11h às 17h.

“Se sobrar tempo, no final da tarde adoro tomar uma caipirinha lá no Totó. É a melhor da cidade! Chego e sento em uma mesa com o Alfredo, o dono.”

17h às 23h.

“Vou muito ao Azucar para tomar aquele mojito delicioso com o meu amigo – e sócio da casa – Juan.”

23h às 29h.

“Depois passo no Genésio ou no Genial para comer um picadinho ou alguns bolinhos de bacalhau.”


Sérgio Dias Espinha dorsal da bandafundadora do rock nacional, Os Mutantes. Está acostumado a sair muito mais em Henderson, nos Estados Unidos, onde reside atualmente.

5h às 11h. “Gosto de dormir agarradinho com a Lourdina, minha menina, e o meu gato Totototo.”

11h às 17h.

“Toco, nado, ensaio, faço tour e saio para ver o mundo: França, Espanha, desertos de Nevada, Yosemyte, United Kingdom... A vida me leva pelo mundo afora para fazer shows, conhecer pessoas e novos ângulos de perspectiva.”

17h às 23h.

“Em São Paulo fico trabalhando, então não tenho muito tempo para sair. Quando dá, vejo alguns amigos. À noite gosto mesmo de ver um filminho na televisão e comer macarrão no sofá.”

23h às 29h.

“Vou ao Pacaembu visitar a minha prima Claudia Coen, a monja, e na Pompeia passo em frente à minha antiga casa na Venâncio Ayres. Depois saio por aí com meu Mustang para correr muuuuito! É sempre bom deixar uma ou duas marcas de pneu nos asfaltos da vida....”


Manuel Chicau Nascido no Alentejo, região sul de Portugal, morou lá até os 17 anos e veio para o Brasil em 1975. Engenheiro civil, casado e pai de dois filhos, é dono da Adega Alentejana – há cinco anos a maior importadora de vinhos portugueses no Brasil.

5h às 11h. “Remo na raia olímpica da USP, um lugar muito especial dentro de São Paulo e que poucos paulistanos conhecem.”

11h às 17h.

“Almoço no Amadeus, que tem uma maravilhosa sinfonia de camarão, sempre acompanhada de um vinho Alvarinho.”

17h às 23h.

“Assisto a uma das comédias em cartaz na cidade. O humor brasileiro é imperdível e fiz muitos amigos por causa das piadas sobre os portugueses.”

23h às 29h.

“Não frequento a madrugada. Nas horas vagas pratico desporto (remo, corrida e tênis) e viajo dentro e fora do Brasil, sempre que posso. Quanto mais eu viajo, maior é a minha admiração pelo Brasil.”


Walter Mancini Membro de uma das famílias italianas mais tradicionais de São Paulo, é dono do Grupo Mancini, que se expandiu pela rua Avanhandava, no centro. Mantém uma rotina intensa de atividades físicas para cuidar do corpo e da mente.

5h às 11h.

“Corro todos os dias, só descanso no domingo. Às 4h toca o despertador. Vou pra USP, da USP para a academia Fórmula – corro 10 ou 15km e gosto de nadar também. Depois vou cuidar dos restaurantes.”

11h às 17h.

“Pinto e desenho. Todos os quadros expostos nos restaurantes são meus. Também garimpo peças para colocar na loja.”

17h às 23h.

“Em casa organizo minha marmita – sou vegetariano. Às vezes vou na hamburgueria The Fifties – para mim, eles fazem o cheeseburger só com o queijo. Gosto muito! Como um balde de onion rings e outro de batatas fritas. Depois ando pela Praça Vilaboim e olho revistas e livros.”

23h às 29h.

“Durmo pouco, porque senão a vida de esvaia rapidamente.”


Ênio Vergeiro Publicitário, publisher da revista FUT! e diretor de marketing do Clube Paulistano. É também motociclista e se reúne com outros publicitários para passear de moto pela cidade nos finais de semana.

5h às 11h. “Vou ao Clube Paulistano

todos os dias, há mais de 35 anos. Aproveito tudo que tem lá: da academia ao cinema e o restaurante.”

11h às 17h.

“Almoço no Empório Sta. Maria, no balcão de sushi – os melhores e mais criativos, tem também as melhores ostras de São Paulo, vindas diariamente de Santa Catarina”

17h às 23h.

“Jantar no Oliva. O polvo é excelente, cozinha mediterrânea do chef Julio Medeiros e excelente carta de vinhos. Passo na Livraria Cultura, a melhor revistaria da cidade.”

23h às 29h.

“O n’Box tem ótimos tapas, cerveja gelada e Espumante Flexinet. E sempre o pioneiro Jacaré Grill, que completa 20 anos este mês.”


Patrícia Magano Artista plástica paulistana conhecida e reconhecida pelas obras muito coloridas e instigantes. A nascente da obra é seu ateliê no Jardim Europa, decorado com desenhos, pinturas e retratos de suas várias fases de produção.

5h às 11h.

“Gosto de caminhar e parar no Pão de Queijo da Haddock Lobo e na Cristallo. Como estou de regime, sigo andando e vou ver arte na galeria Zipper.”

11h às 17h.

“Uma vez por semana almoço no Spot. Curto pegar um filme no Espaço Unibanco ou no shopping Frei Caneca ainda a pé.”

17h às 23h.

“Um drinque no Skye para ver o pôr-do-sol. Depois, jantar no Nagayama – amo a centolla desfiada e o sushi de foie gras.”

23h às 29h.

“Se for terçafeira posso ver um pocket show na tabacaria Caruso e tomar um café. Se estiver a fim de dançar, vou ao Azucar.”


Luiz Toledo Outro dos queridos colunistas de 29HORAS, é um dos maiores nomes da criação publicitária no Brasil. Trabalhou em algumas das principais agências do país até abrir a sua, a Toledo Propaganda. Dono de texto inigualável e da sensibilidade única que requer sua condição de prosador-poeta.

5h às 11h.

“Andar em Higienópolis – caminhar é meu esporte favorito. Também gosto de sinuca, citado aqui como programa da madrugada, porque a gente joga andando. Quem corre é a bolinha, com sorte na direção certa. Paradinha na Padaria Barcelona é obrigatória.”

11h às 17h.

“Almoço no Tatini e visito o Museu da Língua Portuguesa para ver a exposição do Fernando Pessoa. Alimentar o corpo e o espírito.”

17h às 23h.

“Azucar! Bar, doce

bar.”

23h às 29h.

“Tati Snooker. Tenho ido menos do que gostaria. Ultimamente vou mais a baladas. Buscar minha filha.”


Francisco Machado Paulistano, diretor comercial e de marketing do grupo DASS Sport & Style, que abrange as marcas Fila, Kappa, Tryon e Umbro. Sempre trabalhou com marketing esportivo – não à toa é apaixonado por futebol.

5h às 11h.

“Gosto muito de passar no Octavio Café – arquitetado pelo meu amigo Alfredo Farné da Seragini.”

11h às 17h.

“Costumo frequentar bastante a Livraria da Vila do shopping Cidade Jardim. Posso me perder lá durante horas vendo livros, ouvindo música...”

17h às 23h.

“Nos finais de semana, vou em algum cinema dos shoppings Cidade Jardim, Morumbi ou Iguatemi. Gosto de sair para jantar no Maní.”

23h às 29h.

“Sempre que tenho a visita de amigos de fora, levo-os ao São Cristóvão, na Vila Madalena. Já fui algumas vezes também no Alucci Alucci, os drinques de lá são muito bem preparados.”


Evandro Santo Humorista mineiro, mora em São Paulo há mais de 20 anos e ganhou fama ao interpretar o personagem Christian Pior no programa Pânico, na TV e no rádio.

5h às 11h. “Acordo e malho.

Depois passo em uma banca 24 horas, vejo as novidades e paro em alguma padaria da Frei Caneca para comer um bauru e tomar um café com leite.”

11h às 17h.

“Tomo champanhe e compro algumas estampas exclusivas na loja do meu amigo Marcelo Ferraz, que fica na rua São Miguel – lá tem o melhore decote em V da cidade.”

17h às 23h.

“Janto no Athenas, no Piolín ou no Gigetto. E vou ver alguma peça no Teatro Augusta ou no Clube Noir.”

23h às 29h.

“Paris 6 quase a semana toda. Depois, se for quarta-feira vou na Quarta Chic, da Bubu Lounge. Na quinta estico no Hot Hot. No sábado, The Week, e de lá para o after da Cantho ou as Jungles Parties do Nefertitti Club. Domingo eu ressuscito. Janto no Mestiço. Quando não tenho rádio na segunda, vou para o after do Executivo Club, que vai das 6h de segunda e até o meio-dia.”


Orlando Marques Presidente do grupo Publicis, começou sua carreira na Editora Abril. Foi diretor geral de publicidade da revista Veja e diretor comercial do jornal O Estado de S. Paulo. É também produtor de cachaça e gosta de tirar leite das vacas que cria em Borda da Mata, Minas Gerais, onde nasceu.

5h às 11h.

“Vou ao Mercado Municipal. Lá compro tudo o que preciso para cozinhar para os familiares e amigos.”

11h às 17h.

“Faço minhas caminhadas pelo Pacaembu.”

17h às 23h.

“No bar Dona Onça mato a saudade da culinária da minha terrinha, saboreando gostosas comidinhas de Minas Gerais. Já na Sala São Paulo – a melhor sala de espetáculos da cidade –, confiro o que há de melhor na programação.”

23h às 29h.

“Gosto de ir ao restaurante Piselli, onde normalmente sou recebido pelo sócio e proprietário Juscelino Pereira, meu grande amigo, que costuma atende seus clientes pessoalmente e sugere – sempre com propriedade – os pratos e os vinhos que se harmonizam bem.”


Leandro Valverdes Jornalista, músico e “bike anjo” – escolta pessoas que querem andar de bicicleta pela cidade até que elas ganhem segurança para pedalar sozinhas no trânsito caótico da cidade.

5h às 11h. “Gosto de almoçar no Goa, comandado por um cara que usa a bicicleta como meio de transporte. Ou no Pastifício Primo, cujo dono também utiliza a ‘magrela’. Depois dou uma passada na Tag & Juice, misto de loja, estúdio e galeria.”

11h às 17h.

“Sexta-feira vou à Livraria Cultura do Conjunto Nacional (no estacionamento dá para deixar a bicicleta sem gastar nada). Última sexta do mês é dia de Bicicletada (www. bicicletada.org/saopaulo), então é provável que eu encontre alguns amigos e pedale os poucos metros que nos separam da praça do Ciclista (Paulista x Consolação).”

17h às 23h.

“Sempre de bicicleta, ir até a Sala São Paulo. Fiz amizade com dois membros da OSESP após descobrir que eles também dão suas pedaladas até lá.”

23h às 29h.

“Vou à pizzaria Margherita. Não oferece assistência para deixar a bicicleta, mas um poste do lado de fora, à vista dos manobristas, costuma resolver. E a pizza do lado de dentro compensa.”


Paulo Saldiva Médico especialista em poluição atmosférica, professor titular e coordenador do Laboratório de Poluição Atmosférica da FMUSP, membro do Comitê Científico Harvard/EPA e do comitê da OMS que definiu os novos padrões de qualidade do ar. Gosta de São Paulo porque “aqui é um lugar pra ver gente.”

5h às 11h. .”Vou de bicicleta para a faculdade. Gosto de andar pela cidade e ouvir aquele burburinho das pessoas chegando, recémacordadas.”

11h às 17h.

“No final da tarde, pego a bicicleta e vou para o Ibirapuera ver o entardecer da cidade e o Espigão da Paulista lá no lago. De novo vejo gente, de todas as tribos possíveis.”

17h às 23h.

“Se você conseguir suportar o cansaço do dia, São Paulo te dá o que fazer. Está aí uma cidade que você pode morrer de infarto, mas de tédio nunca.”

23h às 29h.

“Toda noite antes de deitar gosto de olhar pela minha sacada. Vejo aquele monte de luz acesa e tento imaginar quantos sonhos estão rolando na cidade. É uma energia tão boa que sinto...”


Esther Góes Grande atriz paulistana, escritora, diretora e coordenadora de programação do complexo Cultural Funarte de São Paulo.

5h às 11h. “De manhã, que tal uma boa caminhada ao sol?.”

11h às 17h.

“Assistir na sala Guiomar Novaes, da Funarte, aos 17 excelentes músicos do Coletivo Orquestral, no dia 26/11, e no dia 20, a cantora e compositora Dani Gurgel, da novíssima safra de música popular desta cidade. Eles se apresentam na temporada musical da Transversal da Música no Tempo, que inclui 40 shows, às sextas, sábados e domingos, com programação clássica e erudita, tudo é bom!.”

17h às 23h.

“Até 10/11 tem o espetáculo Tchekov4 – Uma experiência Cênica, e o lindo Enfermaria n˚ 6, adaptação do conto do mesmo nome de Tchekov. E é claro que não se pode perder a Bienal de São Paulo deste ano, com ênfase na relação arte-política e questões da contemporaneidade.”

23h às 29h.

“De madrugada, se não dormir, leio. Estou relendo os geniais contos de Anton Tchekov.”


Ivaldo Bertazzo Diretor teatral e um dos coreógrafos mais respeitados do país. Trabalha com ‘cidadãos dançantes’. Tem-se dedicado especialmente ao trabalho com bailarinos da periferia, por meio da Cia. Teatro de Dança e da Escola do Movimento.

5h às 11h. “Gosto de ir no Horto Florestal. Aquilo ali é o máximo! Fico observando de lá a selva de pedra que é São Paulo durante uns 15 minutos. Faço isso a cada 15 dias.”

11h às 17h.

“Adoro fazer compras na feira da Liberdade. Compro verduras, legumes e panelas.”

17h às 23h.

“O Ráscal do shopping Pátio Higienópolis tem um bufê de saladas incrível e o preço é acessível. Os SESCs são as melhores opções em termos de programação alternativa na cidade – os teatros do Pinheiros, do Pompeia e do Vila Nova são os mais lindos!”

23h às 29h.

“Não costumo sair muito de madrugada, mas a cada dois meses vou ao Ceagesp comprar flores, lá por volta das 5h30. Esse é um programa do qual não dá pra ficar distante se você é paulistano. É uma loucura aquilo!”


>Retratos

111 por 29 Academia Fórmula – R. Da Consolação, 2970, tel. 3062-0193. Academia Tabocas – R. Tabocas, 98, 3815-4962. Aeroporto de Congonhas – Av. Washington Luís, s/n˚, tel. 50909000. Arena Palestra Itália – R. Turiassu, 1840. Bar Alucci Alucci – R. Vitório Fasano, 35, tel. 3086-1252. Bar Astor – R. Delfina, 163, tel. 3815-1364. Bar des Arts – Av. Higienópolis, 618, 3662-6363. Bar Dona Onça – Av. Ipiranga, 200, tel. 3257-2016. Bar Genésio – R. Fidalga, 254, tel. 3813-9226. Bar Genial – R. Girassol, 374, tel. 3812-7442. Bar n´Box – Av. São Gabriel, 600. Bar Original – R. Graúna, 137, tel. 5093-9486. Bar São Cristóvão – R. Aspicuelta, 533, tel. 3097-9904. Bar SubAstor – R. Delfina, 163, tel. 3815-1364. Bar Totó – R. Dr. Sodré, 77, 38419067. Barcelona Pães e Doces – R. Armando Penteado, 33, tel. 3826-4689. Bienal de São Paulo – Av. Pedro Álvares Cabral, s/n˚, portão 3, pavilhão Ciccillo Matarazzo Bubu Lounge Disco – R. dos Pinheiros, 791, tel. 3081-9659. Cantho – Lg. do Arouche, 32, tel. 3723-6624. Ceagesp – Av. Dr. Gastão Vidigal, 1946, tel. 3643-3700. Churrascaria Dr. Tchê La Parrilla de La Villa – R. França Pinto, 489, tel. 5575-9625. Churrascaria Rodeio – R. Haddock Lobo, 1498, 3474-1333. Cine TAM (Morumbi shopping) – Av. Roque Petroni Jr., 1089, tel. 5189-4656. Cinemark (shopping Cidade Jardim) – Av. Magalhães de Castro, 12000, 3552-1000. Cinemark (shopping Iguatemi) – Av. Brig. Faria Lima, 2232, tel. 3816-6116. Clube Azucar – R. Dr. Mário Ferraz, 423, tel. 3074-3737. Clube Escola Pacaembu – Pça. Charles Miller, s/n˚, tel. 32214659. Clube Noir – R. Augusta, 331, tel. 3255-8448. Clube Paulistano – R. Honduras,

70 | 29HORAS | de 29 de outubro a 29 novembro de 2010

1400, tel. 3065-2000. Cristallo – R. Oscar Freire, 914, tel. 3082-1783. Empório Santa Maria – Av. Cidade Jardim, 790, tel. 37065211. Enoteca Saint Vin Saint – R. Prof. Atílio Innocenti, 811, tel. 3846-0384. Espaço Unibanco – R. Augusta, 1475, tel. 3288-6780. Estação Júlio Prestes – Pça. Júlio Prestes, s/n˚. Estádio do Pacaembu – Pça. Charles Miller, s/n˚. Estúdio Emme – R. Pedroso de Moraes, 1036, tel. 3031-3290. Executivo Club – R. 7 de Abril, 425. Funarte – Al. Nothmann, 1058, tel. 3662-5177. Fundação Maria Luisa e Oscar Americano – Av. Morumbi, 4077, tel. 3742-0077. Grand Hyatt – Av. das Nações Unidas, 13301, tel. 2838-1234. Livraria Cultura – Av. Paulista, 2073, tel. 3170-4033. Livraria da Vila – Av. Magalhães de Castro, 12000, tel. 3755-5811. Livraria Haikai – R. Armando Penteado, 44, tel. 3663-4616. Magari Ristorante – R. Amauri, 234, tel. 3073-0234. Mercado Municipal – R. da Cantareira, 306, tel. 3313-1326. Museu da Língua Portuguesa – Pça. da Luz, s/n˚, tel. 3326-0775. Musical Box – R. Armando Penteado, 1, tel. 3825-6844. Nefertitti Club – R. Augusta, 2077, tel. 3083-0101. New Dog – R. Joaquim Floriano, 254, tel. 3168-7899. Oca – Av. Pedro Álvares Cabral, s/n˚, portão 3, tel. 5572-0985. Octavio Café – Av. Brig. Faria Lima, 2996, tel. 3074-0110. Padaria Pain de France – R. Cônego Eugênio, 1092, tel. 3812-2649. Pão de Queijo Haddock Lobo – R. Haddock Lobo, 1408, tel. 3088-3087. Parque da Aclimação – R. Muniz de Souza, 1119, tel. 3208-4042. Parque da Água Branca – Av. Francisco Matarazzo, 455, tel. 3865-4130. Parque do Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral, s/n˚, tel. 55734180. Parque Horto Florestal – R. do Horto, 931, tel. 6231-8555.

confira os endereços e os telefones das 111 indicações proporcionadas pelas 29 personagens convidadas para o 1º aniversário de 29 horas Parque Villa-Lobos – Av. Prof. Fonseca Rodrigues, 2001, tel. 3023-0316. Pastifício Primo – R. Fradique Coutinho, 211, 3881-9080. Pinacoteca do Estado – Pça. da Luz, 2, tel. 3324-1000. Pizzaria Caserta – Av. Eliseu de Almeida, 775, tel. 3721-8255. Pizzaria Margherita – Al. Tietê, 255, tel. 2714-3000. Praça do Ciclista – Cruzamento da Av. Paulista com a R. da Consolação. Praça Vinícius de Moraes – Av. Giovanni Gronchi, s/n˚. Raia Olímpica da USP – Pça. 2, Prof. Rubião Meira, 61, tel. 3091-3562. Ranieri Pipes – Al. Lorena, 1221, tel. 3062-5504. Reserva Cultural – Av. Paulista, 900, tel. 3287-3529. Restaurante Amadeus – R. Haddock Lobo, 807, tel. 30612859. Restaurante Arturito – R. Artur de Azevedo, 542, tel. 3063-4951. Restaurante Athenas – R. Augusta, 1449, 3262-1945. Restaurante Brooklyn – R. Baltazar Fernandes, 54, tel. 5533-4999. Restaurante Due Cuochi Cucina – Av. Magalhães de Castro, 1200, 3˚ piso, tel. 3758-2731. Restaurante Figueira Rubaiyat – R. Haddock Lobo, 1738, tel. 3087-1399. Restaurante Gero – R. Haddock Lobo, 1629, tel. 3064-0005 Restaurante Gigetto – R. Avanhandava, 63, tel. 3256-9804. Restaurante Goa – R. Cônego Eugênio Leite, 1152, tel. 30310680. Restaurante Grill da Villa – R. Inácio Pereira da Rocha, 422, tel. 3812-0765. Restaurante Haudy – R. Dom Armando Lombardi, 490, tel. 3726-9370. Restaurante Jacaré – R. Harmonia, 321, tel. 3031-5586. Restaurante La Brasserie – R. Bahia, 683, tel. 3826-5409 Restaurante Le Jazz Brasserie – R. dos Pinheiros, 254, tel. 2359-8141. Restaurante Maní – R. Joaquim Antunes, 210, tel. 3085-4148. Restaurante Mestiço – R. Fernando de Albuquerque, 277, tel. 3256-3165.

Restaurante Nagayama – R. Bandeira Paulista, 369, tel. 30797553. Restaurante Oliva – Av. Nova Independência, 98, tel. 55054755. Restaurante Parigi – R. Amauri, 275, tel. 3167-1575. Restaurante Paris 6 – R. Haddock Lobo, 1240, tel. 3085-1595. Restaurante Piolin – R. Augusta, 311, tel. 3256-9356. Restaurante Piove – R. Jerônimo da Veiga, 75, tel. 3071-2303. Restaurante Piselli – R. Pe. João Manuel, 1253, tel. 3081-6043. Restaurante Pomodori – R. Dr. Renato Paes de Barros, 534, tel. 3168-3123. Restaurante Quinta do Museu – Av. Brig. Faria Lima, 2705, tel. 3031-0005. Restaurante Ráscal – Av. Higienópolis, 636, tel. 3823-2667. Restaurante Sí Señor – R. Armando Penteado, 18, tel. 3476-2538. Restaurante Skye – Av. Brig. Luís Antônio, 4700, tel. 3055-4702. Restaurante Spot – Al. Min. Rocha Azevedo, 72, tel. 3284-6131. Restaurante Sushi Kiyo – R. Tutóia, 223, tel. 3887-9140. Restaurante Sushi Papaia – Pça. Vilaboim, 93, tel. 3666-2086. Restaurante Tatitni – R. Batates, 558, tel. 3885-7601. Sala São Paulo – Pça. Júlio Prestes, 16, tel. 3223-3966. SESC Pinheiros – R. Paes Leme, 195, tel. 3095-9400. SESC Pompeia – R. Clélia, 93, tel. 3871-7700. Sociedade Hípica Paulista – R. Quintana, 206, tel. 5504-6100. Tabacaria Caruso – Av. Magalhães de Castro, 1200, 1˚ piso, loja. 26, tel. 3552-3232. Tag & Juice – R. Gonçalo Afonso, 99, tel. 2362-5888. Tati Snooker – Av. Santo Amaro, 1308, tel. 3044-5325. Teatro Augusta – R. Augusta, 943, tel. 3151-4141. Teatro Municipal – Pça. Ramos de Azevedo, s/n˚, tel. 3397-0300. The Fifties – Pça. Vilaboim, 77, tel. 3666-7362. The Week – R. Guaicurus, 324, tel, 3868-9944. Zipper Galeria – R. Estados Unidos, 1494, tel. 4306-4306. Zoo Safári – Av. Cursinho, 6338, tel. 2336-2131.


>CAPA


São brasileiros. São estrangeiros. São globais. São executivos. São legislativos. São judiciários. São brancos. São negros. São amarelos. São vermelhos. São azuis. São emergentes. São decadentes. São descendentes. São apressados. São adiantados. São trabalhadores. São escritores. São atores. São leitores. São profissionais. São amadores. São esportistas. São empreendedores. São amantes. São Josés. São Marias. São Pedros. São milhares. São milhões.

texto de Luiz Toledo. ensaio de Uórapa.

São Paulo, Congonhas.


>CAPA

Aeroporto são os outros. Congonhas é Congonhas. Parece mais um porta-aviões do que um aeroporto. Um porta-aviões ancorado num mar de prédios, carros, coisas e gente. Ao chegar a São Paulo por Congonhas, você não vê (nem sente) o aeroporto se aproximando. Ele simplesmente surge, cercado de São Paulo por todos os lados. Então você aterrissa em Congonhas, em São Paulo. E isso é o que basta para você, se quiser, ser paulista, considerar-se paulistano. Independentemente de seu sotaque, cor, sexo ou religião, ninguém vai dizer, poderá dizer, o contrário. Seja bem-vindo.


Uma das três leoas que faz companhia ao “rei da selva”


>CAPA

Congonhas é uma derivação do tupi “kõ’gõi”, que significa “erva que sustenta”. Uma palavra que definia vários tipos de arbusto cujas folhas serviam para chás, abundantes na região do rio Paraopeba, que corta a cidade de Congonhas do Campo, em Minas Gerais. É difícil entender por que uma erva-mate virou nome de aeroporto. Mas isso ajuda a entender São Paulo. São Paulo não é óbvia, para dizer o mínimo.

A bem da verdade, o nome foi dado em homenagem ao Visconde de Congonhas, Lucas Antônio Monteiro de Barros, primeiro governante da Província de São Paulo. E mais um detalhe, que não é tão detalhe assim: ele era bisavô do proprietário majoritário das terras adquiridas para a implantação do aeroporto. A justa homenagem também ajuda a entender São Paulo.


>CAPA

Até o final da década de 20, praticamente toda a infraestrutura para avião no Brasil era aquática, destinada aos hidroaviões. Em São Paulo, o único aeroporto público era o Campo de Marte. Mas você já viu esse filme mudo antes: por sua localização próxima ao rio Tietê, a pista sofria constantes inundações. Com projeto do engenheiro e mais tarde prefeito Prestes Maia, Congonhas nasceu nos anos 30, com forte presença de Art Déco – bebendo da mesma fonte arquitetônica e também dessa década são o Estádio do Pacaembu, a Biblioteca Mário de Andrade, o Viaduto do Chá e vários edifícios residenciais, principalmente no bairro de Higienópolis. Na época, a pujança econômica de São Paulo, com seus mais de um milhão de habitantes e 40 mil telefones, já era visível (hoje essa é a população de Congonhas/mês, com seus respectivos 40 mil celulares/dia entrando e saindo do aeroporto). E esse desenvolvimento literalmente decolou com a chegada dos primeiros aviões de fuselagem totalmente metálica, como os Junkers 52 e o Douglas DC 3, lançados comercialmente em 1935 e 1936, que pesavam 10 toneladas, tinham capacidade para 200 passageiros e atingiam até 200 km/h. (Não faço comparações com os jatos de hoje, porque minha atração por essas máquinas aladas é pequena. Em outras palavras, tenho medo de avião. Na verdade, tinha: certa vez viajei de primeira classe a convite de uma grande empresa e descobri que meu medo é de classe econômica. Primeira classe não cai.)


>CAPA


Nas décadas de 50/60 Congonhas acompanhava a efervescência cultural da cidade que inaugurava o MASP, o MAM, a Bienal de Artes Plásticas, abrigando obras de arte e transformando-se, ele próprio, num patrimônio da cidade. Em 59, com a inauguração da ponte aérea São Paulo–Rio, foi o berço dos pauliocas – paulista com carioca –, os assíduos de Congonhas. Nos anos 70 transformou-se em ponto de encontro da boemia – o café do aeroporto era 24 horas. Diferentemente de hoje, quando você pode ir a uma academia ou supermercado às 3h30 da manhã ou entrar numa boate às 7h da matina, nem tudo funcionava 24 horas em São Paulo. Ou 29 horas, como prefere esta revista.


>CAPA

Certamente, com erros e omissões, misturei São Paulo e Congonhas com fatos, obras e pessoas porque, de fato, obras e pessoas em São Paulo e Congonhas até hoje se misturam. Numa inteligência caótica, numa lógica desordenada, num acaso premeditado que podemos comparar a um jogo. Talvez a um jogo de xadrez maluco. Xadrez, aliás, que vive no mármore branco e granito preto do piso do aeroporto, um dos símbolos de Congonhas. E onde todos nós jogamos – como peças ou como jogadores – sempre que fazemos o check-in.


Não poderia deixar de citar que Congonhas também foi palco de histórias tristes, envolvendo pessoas queridas. A todos, meu respeito. E uma rosa branca.


>viagem

paris texto e fotos natale giramondo


O museu do Louvre, com suas multidões à porta: o conhecimento como chave da transformação

quando alucina Isto é, sempre. Mergulhe uma, e outra, e outra vez neste lindo, delicioso e borbulhante delírio e saia daí cada vez mais vivo, mais feliz e até mais leve – de alma, obviamente


>viagem

Querido passageiro, antes de mergulharmos nas dicas da Cidade-Luz, que coroam a peregrinação da Famiglia Giramondo pelos quatro continentes neste primeiro ano de vida da nossa querida 29HORAS, gostaria de repartir com você algumas percepções de viagem que obrigam à reflexão. A sensação que temos lá fora é a de que vivemos um momento histórico aqui dentro, em nosso país. Um momento compartilhado por todos, de todas as raças e origens, de todos os extratos sociais – e que, em síntese, traduz a sensação de que não mais vivemos no país do futuro promissor: estamos vivendo num grande Brasil do presente. Quem poderia prever há dez, quinze, vinte anos, que seríamos um dos pilares de sustentação de uma nova realidade política e econômica mundial? Quem poderia prever no passado recente que o Brasil seria uma potência, ainda que emergente? Que assumiria um posto de liderança e referência em um novo mundo cem por cento globalizado, conectado e, sobretudo, cem por cento acessível? Pela primeira vez em meus quase 50 anos de vida, em pleno Boulevard St. Germain, me enchi de orgulho de encontrar tantos brasileiros, de todas as distintas gemas que fizeram deste um povo único, passeando e aprendendo pelo mundo. E mais: compartilhando com todos, no retorno à casa, as informações que colheram aplicadamente sobre um novo jeito de viver. Que atire a primeira pedra quem em uma de suas viagens internacionais jamais comentou com a esposa ou com os amigos: “Isso aqui está cheio de brasileiros. Disfarça e vamos falar em inglês”. Isso acabou. Acabou esse sentimento, sim, de vergonha. Podemos nos alegrar com a abundância de brasucas espalhados pelo mundo, dispostos tanto a desfrutar como a informar-se – e, o que é mais importante, determinados a retornar ao Brasil com uma bagagem ética e intelectual, a serem cidadãos melhores, e a contribuir para um Brasil mais justo e menos elitista. Visitar Paris, andar por ruas limpas e ver monumentos históricos magnificamente preservados melhora e engrandece a vida e o caráter. Só é preciso querer para que aconteça – e o brasileiro, tudo indica, agora quer. Portanto, iniciemos esta reportagem com um brinde: um grande tim-tim ao primeiro aniversário de 29HORAS e aos brasileiros, que já não sofrem da síndrome de eterna “provável” potência.

Interior do Le Comptoir: bola da vez entre os bistrôs parisienses

Chega de “viagem” E vamos ao que interessa. Com a colaboração de diversos amigos e companheiros fomos a Paris ávidos para atualizarmos nossas dicas. Bingo! Além de tudo que havia para ver e rever, ainda fomos privilegiados com uma semaninha especial: era a semana da moda e do automóvel, simultaneamente. Paris, realmente, borbulhava! Como sempre sugerimos após a decisão do destino, opte por hotéis com boa relação custo-beneficio. Para curtir esta Paris glamurosa tente se hospedar no bairro de Saint Germain.

os brasileiros descobrem que viajar ao exterior é o meio mais delicioso de engrandecer a vida e o caráter

A viagem de Natale Giramondo foi integralmente proporcionada por 29HORAS. A reportagem não tem compromisso ou obrigação com quaisquer das pessoas, empresas ou organizações nela citadas.

88 | 29HORAS | de 29 de outubro a 29 de novembro 2010

Hotéis como Le Relais Saint Jacques, Meliá Vendome, Le Littre, Meliá Colbert, Dauphine, Hotel de Buci, Villa Pantheon são excelentes opções. Entre nos sites e busque o melhor preço para o período selecionado. Normalmente você encontrará tarifas entre 180 e 250 euros. Paris não é barata. Hospedados, comecemos nossa semana de aprendizado, informação e muita gastronomia com uma bela caminhada pelo Boulevard St. Germain e arredores. Como bom católico, comecei minha peregrinação pela Igreja da Medalha Milagrosa, localizada na Rue de Bac, 140. Esta pequena igreja, uma capela, na verdade, é muito visitada por brasileiros e por devotos de todas as partes de Santa Catarina Labouré,


No sentido horário, a partir da foto maior, no alto: Rue de Buci, para peregrinar à noite; vitrine de tentações de Pierre Hermé; o Les Cocottes, o mais cool e mais barato entre os restaurantes de Christian Constant; a fromagerie da Grand Épicerie, só para aqueles que não se descontrolam; Filas de “viciados” à porta da Berthillon, dependentes de um sorvete; interior da brasserie Bofinger, com sua maravilhosa cúpula

89


>viagem

para quem a Virgem Maria teria aparecido em 1830 aí mesmo, na capela. Vale o astral! A história de Santa Catarina Labouré é impressionante; seu corpo está preservado sob o altar da igreja há décadas e – incrível – mantém-se intacto. Na esquina mais próxima à igreja, ainda na Rue de Bac, encontra-se uma das grandes referências da gastronomia parisiense, a Grand Épicerie de Paris: um misto de fromagerie, supermercado, brasserie, enfim, um local que o deixará maravilhado. E se você não se controlar... Bem, passada esta primeira grande experiência, recomendamos um pit-stop em algum pequeno bistrô do bairro, que pode ser o L’Epi Dupin”, na Rue Dupin, 11 (tel.01-42 22 64 56). Fica ao lado da Grand Épicerie e tem excelente relação custo-benefício. Opte pelo prato do dia. À tarde, caminhe pelos bulevares que cortam Saint Germain. As vitrines são tentadoras – tudo fica mais bonito em Paris. Descansados e ambientados vamos ao nosso 2º dia. Levante-se e vá a uma boulangerie nos arredores para seu café da manhã. Siga os franceses recém-saídos de seus apartamentos: eles mostrarão o caminho para uma excelente baguete ou croissant. Sugerimos a Boulangerie Poilane, na Rue Du Cherche-Midi, 8. Deliciosa.! Para começar a sentir a vibração de Paris, siga pelo rio Sena até as proximidades do Arco do Triunfo e venha des-

90 | 29HORAS | de 29 de outubro a 29 de novembro 2010

cendo a pé pela nobreza do Champs Elysées. Siga para obter fotos incríveis e ver lojas chiquérrimas na Avenue Montaigne: lá você encontrará a verdadeiramente alta costura francesa, encimada por Dior. Fica na avenida também o famoso hotel Plaza Athenée. Puro luxo.

Para continuar curtindo todo esse glamour durante o almoço, sugerimos uma esticada ao famoso Bar des Theatres (Avenue Montaigne, 6) – que, segundo nosso querido Selim Nigri, é onde se come o melhor steak tartar da cidade. Além de toda a referência, e e em que pese a localização hiper privilegiada, o custo do prato de tartar é honestíssimo, apenas 15 euros. Feita a boquinha, volte ao Champs Elyseés, siga na direção Place de La Concorde e entre no Ladurée (Avenue des Champs Elysées, 75) – que desde o início do século 20, então na Rue Royale, é a melhor casa de chá de Paris – e coma, com um cafezinho, um dos melhores macarrons que você já provou em toda a sua vida. Imperdível. Eles também têm lojas tradicionais em Mônaco, Tóquio e Londres. Para o final do dia ou até mesmo para encerramos este dia intenso sugerimos uma paradinha no famoso Café de Flore, em pleno Boulevard Saint Germain, local hiper-tradicional que da década de 1920 até o final do século passado foi o ponto de encontro de intelectuais e artistas de todo o


Na pág. oposta, e acima, à direita, duas tomadas do Sena – uma com a a restaurada catedral de Notre Dame, outra com a torre Eiffel: a programação das maravilhas se intensifica nas proximidades das duas margens do rio. No alto, a mitológica Brasserie Lipp; acima, o tradicional café Les Deux Magots

a avenue montaigne é um catálogo a cÉu aberto do mais alto luxo e da elegância exclusiva. finalize o passeio provando os macarrons do ladurée

mundo. Sartre e Simone de Beauvoir não saiam do Flore e “despachavam” de lá, como se estivessem em um escritório. A frequência já não é exatamente a mesma, mas a decoração permanece igual. Merece vários repetecos. Para o dia seguinte, sugerimos uma caminhada sentido Bastilha e, de lá, para a ilha de Saint Louis, curtindo o visual do rio e as cores da cidade. É um passeio mágico. A catedral de Notre Dame teve a fachada restaurada, e está linda! Tente ficar o máximo que puder na ilha, um verdadeiro oásis de beleza e de cultura. Há vários bistrôs tentadores por aí, mas a grande dica são os sorvetes da casa Berthillon. Basta provar uma vez o imperdível sorvete de pera (poire) para criarmos “dependência”: sempre que você se deparar com um local que venda sorvetes Berthillon, seu corpo não resistirá. À noite, sugerimos uma ida a uma verdadeira brasserie. Se você quiser ter uma experiência maluca com a diversidade e os hábitos da culinária francesa, vá à Bofinger, que desde 1906 está instalada próxima à Bastilha (Rue de la Bastille, 5-7). A abóbada de vidro que ilumina o salão principal é incrível! Se você quiser ombrear com artistas, intelectuais e políticos – não somente locais, mas principalmente estrangeiros – vá à Brasserie Lipp, instalada desde 1880 no nº 151 do Boulevard Saint Germain. Até a fachada é famosa, e foi declarada monumento nacional.

91


>viagem Na pág. oposta, a avenue de Montaigne à altura do superbe Plaza Athenée; ao lado, o Bar des Theatres, ainda na Montaigne, lar daquele que é tido como o melhor steak tartar do planeta; no centro e abaixo, a igreja da Madeleine e, no seu entorno enlouquecedor, detalhe da épicerie Hediard

Para o quarto dia sugerimos um mergulho nas artes plásticas. Levante, tome um café da manhã na tradicional Les Deux Magots, em frente à igreja de Saint Germain, e rume ao Louvre. Serão horas de prazer e colírio para os olhos. Se você já visitou o Acervo Egípcio, volte lá. Em nenhum outro lugar se pode ter uma noção tão abrangente e precisa do que foi a organização e a cultura do Egito antigo, e do por quê daí saiu o molde da civilização ocidental. Ter o prazer de rever a Mona Lisa também não faz mal a ninguém. Ao sair do Louvre você estará mais leve, mais feliz, e apto a caminhar por Paris mais integrado ao primeiro mundo. Buscar e obter informação sempre vai se refletir diretamente nos nossos comportamentos e hábitos futuros.

Para quem pretende comprar vinhos, transmitimos as orientações do nosso querido Didú Russo e sugerimos as lojas Nicolas, com as melhores opções pelos melhores preços. Aliás, o Didú, nosso colunista, recomenda uma nova experiência: provar os vinhos biodinâmicos ou orgânicos (leia sua coluna nesta edição), o que exige uma busca mais capilar. Os locais em que se encontrarão mais opções desses vinhos, e com bons preços, são as casas Autour d’un Verre (Rue de Trevise, 21) e Le Baratin na (Rue Jouye Rouve, 3). À noite, peregrine pela Rue de Buci. É divertidíssimo: há ótimos bares, ótimos cafés e excelentes bistrôs. É o coração de Saint Germain. Para o dia seguinte, recomendamos uma caminhada pelos arredores das duas margens do rio Sena, circulando pelas artérias principais: aí você entenderá por que Paris é a capital da moda. Na Rive Droite, a margem direita, você encontrará entre a Avenue Montaigne e a Rue Saint Honoré todo o charme e o glamour da alta costura mundial, desde a já citada maison Dior a Lacroix, Gucci, Kenzo, D & G, Prada, Valentino – e até mesmo algumas das top do Brasil, entre as quais a do nosso querido Carlos Miele. Do outro lado do rio, na Rive Gauche, a margem esquerda, encontramos outro tipo de charme e glamour: o das lojas descoladas que projetam as tendências do verdadeiro dia a dia das pessoas. Um show. Entre uma e outra margem não deixe de encostar em uma doceira Pierre Hermé. A loucura é tal que o estágio atual é o doce Duas Mil Folhas! Uma experiência calórica imperdível. À noite, não deixe de tentar o Le Comptoir, a três quadras da lindíssima Igreja de Saint-Sulpice. Seguramente é a bola da vez entre os bistrôs parisienses. Quem puder esticar mais dois dias nesta cidade de charme e tentações únicos, recomendamos passeios a pé no entorno

92 | 29HORAS | de 29 de outubro a 29 de novembro 2010

deixe-se inebriar pelo turbilhão de delícias ao redor da igreja da madeleine. viaje nas geleias, trufas, caviares


literalmente delicioso da igreja da Madeleine. É um círculo de loucuras como a casa Fauchon, a casa de caviar Kaspia, a Maison de La Truffe e a épicerie Hediard; pode parecer um verdadeiro sonho. Mas esteja bem acordado e faça tudo com muita calma. Aprecie uma Veuve Cliquot na Fauchon por apenas 40 euros. Viaje nas geleias da Hediard. Aprenda sobre trufas e caviar. Ao final deste giro, siga novamente pela Rue de Saint Honoré e volte a admirar tudo, depois pare obrigatoriamente na Colette. Nesta loja-conceito você encontrará produtos inimagináveis, todos com design e curadoria. Peças como a Lacoste original, com interferência do personagem Tintin na marca do jacaré, exemplificam como o conceito pode operar sobre as marcas. Não deixe de visitar a Colette. À noite tente agendar com o seu concierge (os grandes restaurantes de Paris só trabalham com reservas antecipadas) um dos restaurantes de Christian Constant na Rue St.

Dominique. O Les Cocottes é o cool dos três, e também o mais barato e o mais divertido. Outra opção na Rue St Dominique, para quem gosta de peixes, é o excelente Les Fables de La Fontaine. Aliás, apreciadores de mariscos não podem deixar de ir a alguns dos endereços da rede Léon de Bruxelles, em Paris desde 1893 (Boulevard Beaumarchais, 3, Bastilha; Boulevard Saint Germain, 131, e Champs Elysées, 63). É o grande encerramento gastronômico da temporada! Para o dia de despedida, reservamos um passeio especial ao Grand Palais. Uma linda exposição de Monet estará aí até dezembro. Colírio puro para os olhos e mente. Antes de fechar as malas, não deixe de refletir sobre o porquê de tantas reclamações sobre o jeito “francês” de ser. Eu já tenho a minha resposta: quem não se sente Napoleão em uma cidade como Paris? Linda, imponente, exuberante, culta e única. Dá pra ser diferente? Au revoir e bon voyage!!!

93


dezembro 2009

por maria cecília maciel

104 O grupo Quasar Dança em cartaz dias 6 e 7 Teatro Alfa

74 Cadeira de Três Pés de Joaquim Tenreiro

Na reta final

O penúltimo mês do ano está recheado de atrações nas mais variadas áreas. Tudo para você aproveitar todos os dias da melhor forma O paulistano, que já corre o ano inteiro, em novembro consegue pisar ainda mais fundo no acelerador, dando a largada para a inevitável correria de fim de ano: os tradicionais preparativos para as festas de confraternização, de Natal e Ano Novo, a programação da viagem de férias, o fim do ano letivo da escola, faculdade, contas, trabalho... E, em meio a essa maratona, chega à cidade o 39º GP Brasil, a penúltima corrida do Mundial de Fórmula 1. Correr está, mesmo, na ordem do dia – ou melhor, do mês. Seja de carrão ou de moto 600cc, no 8ª. Itaipava GT Brasil; a pé ou de bike, na 4ª Virada Esportiva;

94 | 29HORAS | 29 de outubro a 29 de novembro 2010

110 Estréia do filme Capitães de Areia de Cecília Amado e Guy Gonçalves

ou atrás do melhor lugar para assistir os imperdíveis shows de Paul McCartney e Black Eyed Peas. Melhor correr também para fazer as reservas nos agradáveis hotéis e pousadas sugeridos nesta edição da Agenda 29HORAS. Confira ainda a programação de artes e espetáculos, eventos, gastronomia, passeios e compras. Bom proveito! mariacecilia@29horas.com.br


> agenda 29h no seu celular: www.29horas.mobi

98 Sorvete de paçoca e Charlotte de kiwi do Diversità Bistro

70 Paul McCartney vem ao Brasil e faz show no Morumbi

os destaques do mês

O quê? Expand Wine Bar na Villa Daslu. Por quê? A cidade ganhou um novo espaço para os apreciadores de um bom vinho. Um dos chamarizes é a máquina Enomatic, que tem capacidade para 16 rótulos de vinho que podem ser servidos em três diferentes dosagens: 30, 60 e 120 ml ou ser consumidos em garrafas. E a carta, com cerca de 19 opções de países como França, Argentina, Chile, Espanha, Alemanha, Portugal e Itália. De seg. a sáb.: das 10h às 20h; ter. das 10h às 22h. Para o happy hour, funciona de seg. a sex.: das 17h às 19h30 (não incluso feriados). Av. Juscelino Kubitschek, 2.041, tel.30441839 / 3044-1634.

23h às 29h

O quê? Curta o Curta no Almoço do Centro Cultural Banco do Brasil. Por quê? A mostra de curtas-metragens nacionais, que está na sétima edição no Rio de Janeiro, é uma opção de entretenimento rápido e de qualidade no centro de São Paulo. São produções nacionais que incluem obras de diferentes estilos, épocas e temas, entre comédias leves, documentários premiados, filmes de suspense, dramas, fitas conceituais e de animação, em sessões gratuitas de até 22 minutos. De qua. a sex.: às 12h30 com reprise às 13h e às 13h30. R. Álvares Penteado, 112, tel. 3113-3651/ 3113-3652. www.curtaocurta. com.br

17h às 23h

O quê? Zipper Galeria. Por quê? Sob o comando de Fábio Cimino, Danilo Beltran e Melina Valente, o novo espaço nasce para a prospecção, divulgação, promoção e colocação no mercado de obras de talentos emergentes brasileiros, com o intuito de consolidar uma nova geração de artistas. Os 420 m2, divididos em dois blocos, têm a assinatura do escritório Rosenbaum. Em cartaz, O átomo e o vazio, do paulistano Ricardo Aguiar, o RAG, apresentando a série de 32 telas, nas quais utiliza o azul como cor chave, remetendo à cor emblema do francês Yves Klein. Até 2 de dezembro. R. Estados Unidos, 1494, tel. 4306-4306. www.zippergaleria.com.br

11h às 17h

5h às 11h

confira as sugestões que servem para todos os dias de sua semana O quê? Pacote Glamour do Sofitel São Paulo Ibirapuera. Por quê? Os fãs da renomada marca de carros italiana Ferrari agora têm mais um bom motivo para escolher o elegante hotel para se hospedar, nos fins de semana. Em parceria com a locadora de carros V8 & Clássicos, lançou o pacote Glamour que oferece um passeio de 30 minutos, por pessoa, no modelo F355 Targa. O circuito inclui as principais vias do Jardim Europa e Itaim. E mais: mimos como uma massagem relaxante para o casal, no Wellness Center. A partir de R$ 1.420 por casal em apartamento Classic. R. Sena Madureira, 1355, tel. 3201-0800. www.sofitel.com.br

95


outubro 2010

Espaço Buticabeira 5h às 11h

exposiCAo O quê? RevelARTE – O Masp nas ruas. Por quê? Você tem até o dia 31 de outubro para se deparar com um Van Gogh, um Renoir ou um Goya no muro de uma movimentada rua de São Paulo. Explica-se: o museu elegeu um raio de 1,5 km ao seu redor, abrangendo a região da Av. Paulista e suas ruas adjacentes, para expor reproduções de quarenta obras do seu acervo, que reúne cerca de 8.000 obras produzidas na Europa e Américas nos últimos 500 anos. As reproduções foram selecionadas pelo curador do museu, Teixeira Coelho. Confira o mapa da localização das obras no site www.masp.art.

11h às 17h

evento O quê? 18° Expo São Roque. Por quê? Além de apresentar os tradicionais vinhos e pratos que levam alcachofra na composição, típicos da região, o visitante pode conferir atrações de palcos, banda e apresentações itinerantes. Neste ano, destaque para a participação do estande Ítalo-Polonesa e as versões da alcachofra no azeite. Até 2 de novembro, das 10h às 22h. Recanto da Cascata. Rod. Raposo Tavares, km 60, com acesso também pela Castelo Branco, saída 54 B, São Roque, SP.

dança

17h às 23h

Localizado em um charmoso sobrado da década de quarenta, em Pinheiros, o novo buffet infantil, com um grande “quintal” a céu aberto, conta com mais de 10 árvores frutíferas, entre jabuticabeiras, amoreiras, pitangueiras, araçazeiro e coqueiros, distribuídas em 800 metros quadrados de terreno. Entre as atrações, tem circuito de arvorismo, com tirolesa de carrinho, ponte de corda, escadinha suspensa, teia de aranha, parede de escalada, bung-trampolim, waterball (espécie de bolha gigante para brincar na água se se molhar), além de oficinas diversas (de costura, mãos de cera e carinhas pintadas). No menu, opções saudáveis, bolos e guloseimas de Fabiola Toschi. R. Francisco Leitão, 383. www.espacobuticabeira. com.br

sexta, 29

17h às 23h – O quê? Bela Adormecida + Relações Humanas com Pavilhão D. Por quê? O balé de um prólogo e três atos do compositor russo Tchaikovsky, com libreto de Marius Petipa e Ivan Vsevolojsky, coreografia de Marius Petipa, é baseado no conto de fadas do escritor Charles Perrault. Sua estreia ocorreu no Teatro Mariinsky, em São Petersburgo, em janeiro de 1890. Já Relações Humanas utiliza a mescla entre as linguagens do balé clássico e da dança contemporânea. Dias 29, 30 e 31 de outubro, sex. às 21h, sáb. às 20h e dom. às 18h. R$ 4. TD – Teatro de Dança. Av. Ipiranga, 344, tel. 2189-2557.

23h às 29h

show

96 | 29HORAS | 29 de outubro a 29 de novembro 2010

O quê? Monique Maion & Os Fellas no Buchanans’s Lounge Ranieri. Por quê? Para se divertir com a cantora e o grupo formado por Fernando Coelho, Ladislau Kardos, Mauricio Biazzi, Piero Damiani, Renato Spinosa e Henrique Villas Boas, interpretando Ella Fitzgerald, cabaret jazz e clássicos da Motown. Hoje a partir das 22h30. Al. Lorena, 1.221 (esq. da R. Ministro Rocha Azevedo) tel. 3062-5504. ranieribuchananslounge.blogspot.com


sábado, 30

outubro 2010

O quê? Refúgio Ecológico Caiman. Por quê? Localizado no Pantanal Sul matogrossense, pode ser uma boa opção no feriado para quem aprecia os espetáculos da natureza. É possível observar a fauna pantaneira e símbolos da região, como os jacarés e a arara azul. Há também safári fotográfico noturno, passeios a cavalo, saída em canoa canadense e visita ao Centro de Interpretação Ambiental, espaço cultural sobre o ecossistema da região. Além de pousadas o REC opera o regime Private Villas (aluguel de casas privativas). Tel. 3706-1808. www.caiman.com.br

5h às 11h

viagem

O quê? Mansão Macabra. Por quê? A Casa das Rosas apresenta a terceira edição do evento que comemora o Halloween e, especialmente, o Dia do Saci. Com uma atmosfera sombria, a Mansão Macabra recebe convidados que mostrarão por que as lendas contadas sobre a Casa vão muito além de histórias de ninar. Das 13h30 às 15h tem oficina de criação de sacis com Luciana Bolognini; das 15h às 16h, contação de história com a Cia. Dedo de Prosa; das 16h às 17h, exibição de animação com o desenho Juro que te vi. Av. Paulista, 37, tel. 3285-6986. www.casadasrosas.sp.gov.br

11h às 17h

crianca

O quê? Almir Sater. Por quê? Acompanhado por sua viola de dez cordas, mais conhecida como viola caipira, o músico mostra ao público alguns clássicos de sua carreira como Tocando em frente, Terra de sonhos e Moreninha linda. Suas composições refletem o popular e o erudito de maneira ímpar na MPB. Apesar da excelência técnica, Almir é simples e natural – em seus shows o público tem a impressão de estar na sala de visitas do cantor. Hoje às 22h. R$ 50 a R$ 130. Credicard Hall - Av. das Nações Unidas, 17.955, tel. 4003-6464/ 2846-6166. www. credicardhall.com.br

17h às 23h

show

O quê? Antidepressivos. Por quê? Último dia para ver a história de Basílio e Clara, um divertido casal de hipocondríacos, viciados em remédios, colecionadores de receitas médicas e que estão permanentemente em conflito consigo mesmos. Direção de Gustavo Sibem, com Sérgio Carrera e Maitê Poli. Às 24h. R$ 20. Espaço dos Satyros I. Pça. Roosevelt, 214, tel. 3258-6345. satyros. uol.com.br.

23h às 29h

teatro

97


outubro 2010

domingo, 31

O quê? Se não neste tempo – Pintura alemã contemporânea: 1989-2010. Por quê? A exposição reúne 83 obras de 26 artistas alemães que nasceram e cresceram sob uma Alemanha dividida. São obras de artistas consagrados como o destacado Neo Rauch, que acaba de comemorar seus 50 anos com duas exposições em Leipzig e Munique. Até 9 de janeiro. Galeria Clemente de Faria, no 1º subsolo do museu. Ter., qua., sex., sáb., dom. e fer.: das 11h às 18h (bilheteria aberta até às 17h); qui.: das 11h às 20h (bilheteria aberta até às 19h). Masp. Av. Paulista, 1578, tel. 3251-5644.

gastronomia O quê? Diversità Bistro. Por quê? O menu especial em comemoração ao primeiro aniversário da casa fica disponível só até hoje. Por R$ 58, pode-se pedir uma refeição completa, com direito a entrada (terrine com alcachofras com carpaccio de carne ao molho de Amaretto), duas opções de prato principal (medalhão de robalo e camarões em leve crosta de alho, com purê de feijão branco com papaia e molho de coentro, por exemplo), sobremesa e até o drinque da casa. De ter. a sex.: das 19h às 24h; sáb.: das 12h às 16h30 e das 19h às 24h; dom.: das 12h às 16h. Av. Água Fria, 1.361, tel. 2737-4009.

balada

17h às 23h

Uma individual de desenhos de moda do talentoso estilista brasileiro, morto no início da década 1990, é o destaque da Galeria Mezanino. Com direção de Renato de Cara e edição e acervo de Rita Segreto, irmã do estilista, a mostra tem 20 croquis do artista, além de alguns modelos criados por Segreto nos anos 80, fase em que desfilava suas roupas em locações sofisticadas, como a Casa Rhodia, a Casa da Manchete, as escadarias da FAAP e os jardins do Museu do Ipiranga. Até o dia 20 de novembro. Galeria Mezanino na Galeria Mundo Mix. R. Augusta, 2.559, tel. 3063-1892. De seg. a sáb., das 12h às 20h.

11h às 17h

Exposição Conrado Segreto

5h às 11h

exposicao

O quê? Have a nice Sunday! Do Lionn Nightclub. Por quê? Boa opção para os amantes de boa música que precisam de batidas menos noturnas e mais diurnas para seus ouvidos. Voltada para a incrível varanda da casa, um dos skylines de São Paulo mais bonitos, a festa cria um gostoso espaço de convivência ao ar livre, ideal para as tardes de domingo, com drinques especiais, como o clericot e a sangria, preparados apenas neste dia. O horário é civilizado, entre 17h e 24h, depois do almoço em família. Av. Brigadeiro Luís Antônio, 277, tel. 3104-7157

23h às 29h

exposicao

98 | 29HORAS | 29 de outubro a 29 de novembro 2010

O quê? Árvores suspensas sobre um rio quase morto. Por quê? Quem passa pelas margens do Tamanduateí, perto do Mercado Municipal de São Paulo, depara com uma imagem insólita: árvores de grande porte estão suspensas sobre o rio. Intervenção do artista mexicano Hector Zamora, com sua obra Errante, que faz parte do Margem, projeto organizado pelo Itaú Cultural com curadoria do arquiteto Guilherme Wisnik. É a primeira de uma série de obras que irão dialogar com rios da bacia hidrográfica brasileira. Diariamente, ao ar livre, 24 horas. R. da Cantareira, 306, tel. 3313-2444.


segunda, 01

novembro 2010

O quê? Double Twist Mascara. Por quê? O segredo desse rímel da Revlon é o pincel aplicador dois em um - as cerdas vêm atreladas a um pente separador, o que intensifica os efeitos de volume, curvatura e alongamento dos cílios. O produto está disponível na tonalidade Blackest Black. Preço sugerido: R$ 44,62. Os produtos da Revlon são distribuídos no Brasil pela Frajo Internacional de Cosméticos. SAC 0800 7733450. www.frajo.com.br

5h às 11h

beleza

O quê? Tem mais tá acabando no Tordesilhas. Por quê? O projeto da casa especializada em cozinha brasileira compreende a elaboração de novos pratos, sob o comando da chef Mara Salles, feitos com um ingrediente raro e valioso identificado em alguma região do país. A bola da vez é margarito, um tubérculo da América do Sul, que se transforma em deliciosos pratos como Mangarito ao Murro com Alho Negro e Nhoque de Mangaritos com Ragu da Galinha d’Angola e Verduras. De ter. a sex., das 12h às 15h; sáb. e dom.: das 12h às 17h. Rua Bela Cintra, 465, tel. 3107-7444. www.tordesilhas.com

11h às 17h

gastronomia

O quê? Minhas sinceras desculpas. Por quê? A ideia do monólogo é trazer de maneira cômica assuntos não interessantes em pauta. Apresenta um ator entediado e frustrado pela falta do que dizer e pela dificuldade de ser original. De Eduardo Sterblitch, com supervisão de João Brandão, a comédia surpreende com um musical dirigido por Marcinho Eiras e o outros nomes de peso como Dom Paulinho Lima, Luiz Claudio Faria, Luis Antunes, João Paulo, o JP, Will e Felipe Alves. Até 13 de dezembro, seg.: às 21h. R$ 50. Teatro Procópio Ferreira. R. Augusta, 2823, tel. 3083-4475.

17h às 23h

teatro

O quê? My Baby Store. Por quê? A nova loja virtual especializada em produtos importados para bebês vende carrinhos da marca Jeep (a mesma do carro). Entre os modelos, o Overlande Limited Jogging Stroller, com três rodas, é ideal para todo tipo de terreno e para pais que gostam de se exercitar, correr ou ouvir música junto com seu bebê – a bandeja sob a alça traz um sistema especial para Ipod, MP3 ou CD player, incluindo caixas de som e amplificador, além de um calculador de velocidade e distância. As rodas têm amortecedor e as traseiras, breque. Tel. 3721-5324. www.mybabystore.com.br

23h às 29h

consumo

99


novembro 2010

Filme REVIVE Ayrton SENNA 5h às 11h

curso O quê? Music Center Núcleo de Ensino Musical. Por quê? Para estudar música com profissionais renomados, como o guitarrista Bruno Grandeza, com mestrado pela California State University de Los Angeles; o guitarrista Jorge Shy (Heróis da Resistência), graduado pela Berklee College of Music; e o pianista Aimar de Noronha Santinho, pós-graduação pelo Conservatório Superior de Música de Barcelona e Master em Música Espanhola pela Academia Marshall de Barcelona, entre outros. Seg. a sex.: das 8h às 22h; sáb.: das 8h às 16h. R$ 320 por mês. R. José Maria Lisboa, 921, tel. 3889-9084.

11h às 17h

arte O quê? A caminho do contemporâneo: um olhar sobre os anos 50 . Por quê? A mostra resgata o ambiente cultural que propiciou grandes mudanças nas artes e no design entre 1947 e 1967. São móveis de Joaquim Tenreiro, Geraldo de Barros e Lina Bo Bardi, obras de Volpi, Helio Oiticica, Mira Schendel, Lygia Clark e Sergio Camargo, todas pertencentes à coleção de Jayme Vargas, o realizador. De ter. a dom.: das 10h às 18h. R$ 4, dom. e fer.: grátis. Museu da Casa Brasileira (terraço). Até 7 de novembro. Av. Faria Lima, 2705, tel. 3032-3727. www.mcb.org.br

gastronomia

17h às 23h

Na semana do GP Brasil de Fórmula 1 chega aos cinemas Senna, um documentário britânico dirigido por Asif Kapadia. O longa mostra a notável história de Ayrton Senna, pontuando seus feitos nas pistas e fora delas, sua busca por perfeição e o status de mito que ele alcançou no mundo todo. É emocionante rever cenas de sua temporada de estreia, em 1984, a conquista de seus três campeonatos e sua trágica e precoce morte uma década depois. Como disse Alain Prost, um de seus maiores rivais nas pistas, “Ayrton tinha um só defeito: não temia correr riscos e achava que nunca ia morrer”. Infelizmente, estava enganado. O filme estreia no dia 12 em rede nacional.

terça, 02

O quê? Reservado do Conde. Por quê? É o novo espaço do restaurante Mercearia do Conde, um lugar de atmosfera aconchegante, ótimo para encontros românticos, reuniões sigilosas e festinhas privé. Menu e trilha sonora são escolhidos conforme a ocasião. O cliente pode optar por servir um coquetel volante, com canapés, bocaditos, cumbuquinhas e finger food “assanhados” criados pela Flávia, ou pratos do cardápio da casa. De seg. a qua.: das 12h às 15h e das 19h às 24h; qui. a dom.: das 12h30 às 24h. R. Joaquim Antunes, 217, tel. 3081-7204. www. merceariadoconde.com.br

23h às 29h

dvd

100 | 29HORAS | 29 de outubro a 29 de novembro 2010

O quê? Versão estendida de O senhor dos anéis. Por quê? A coleção traz cenas inéditas e extras. O box com 12 DVDs traz, além dos três filmes completos, A sociedade do anel, As duas torres e o Retorno do rei, cenas que foram excluídas na edição feita para o cinema, comentários do diretor, da equipe de produção e detalhes dos cenários e efeitos visuais dos filmes, além de booklets, que serão o guia dos fãs para a descoberta da Terra Média como nunca foi vista antes. Por R$ 199,90 em lojas como Saraiva, Americanas e Submarino.com., entre outras.


quarta, 03

novembro 2010

O quê? 5º - Bike Expo Brasil 2010. Por quê? É o maior evento especializado na área ciclística, em toda a América Latina. A feira, completa e multissetorial, apresenta milhares de itens em equipamentos, produtos e serviços, funcionando como palco de novos lançamentos e ponto de encontro entre fornecedores e clientes. De 1 a 3 de novembro, das 10h às 21h. Expo Center Norte – R. José Bernardo Pinto, 333, tel. 2089-8500. www.bikeexpobrasil.com.br

5h às 11h

evento

O quê? Pratos da semana do Bolinha. Por quê? Para provar seu menu tradicional da cozinha paulistana. Segunda-feira é dia de virado paulista; terça tem dobradinha à moda; quarta, a premiada feijoada, carro chefe da casa; quinta é a vez da rabada; e, na sexta, duas ótimas pedidas: moqueca e bobó de camarão. O fim de semana é dedicado à famosa feijoada feita no mesmo fogão há lenha da inauguração do restaurante, em 1946. Seg.: das 11h às 17h (à noite fechado para eventos); ter. a dom. e fer.: das 11h às 24h. Av. Cidade Jardim, 53, tel. 3061-2010. www.bolinha.com.br

11h às 17h

gastronomia

O quê? Quarta Para Elas no Roux Bistro. Por quê? Nas noites de futebol, o chef Arthur Sauer elabora menu especial para as mulheres: entrada (salmão marinado, Gravlax, e salada verde, mel e aceto balsâmico), prato principal (ravioli de pato com molho de azeitona ou risoto de brie e amêndoas), sobremesa (mousse de chocolate crocante da casa ou sorvetes artesanais, como o de baunilha em fava) e uma taça de vinho. Por R$ 45. Al. Ministro Rocha Azevedo, 1101, tel. 3062.3452.www. rouxbistro.com.br

17h às 23h

gastronomia

O quê? CB Bar. Por quê? Primeira apresentação do Festival Produto Instrumental Bruto. Três bandas selecionadas competem pelo melhor show da noite, que ainda tem a exibição da banda madrinha, vencedora no ano passado Tigre Dente de Sabre (Bragança Paulista). Bandas selecionadas: Aeromoças e Tenistas Russas (São Carlos – SP), Mamma Cadela (São Paulo – SP), O Garfo (Fortaleza – CE). R. Brigadeiro Galvão, 871, tel. 3666-8971.

23h às 29h

bar

101


novembro 2010

zezé di camargo e luciano 5h às 11h

consumo O quê? Linha Cosmolite de malas rígidas da Samsonite. Por quê? Leves e resistentes, são feitas de material que suporta bem os impactos. As rodas spinner com giro de 360 graus dão mais mobilidade. O sistema de cadeado externo TSA faz toda a diferença. Sua tranca acoplada na lateral da bagagem permite que apenas os fiscais da alfândega americana abram a mala com uma chave mestra universal, sem danificá-la. Nos tamanhos spinner 55cm (R$ 1.759) e spinner 74cm (R$ 2.439). SAC: 5181-1617. www.samsonite.com.br

11h às 17h

gastronomia O quê? Restaurante Arabia. Por quê? Acaba de incluir no menu novos doces libaneses desenvolvidos pelo chef e pâtissier Samih Abou Ali: o halewi bi jibne, charutinho de massa de queijo e semolina recheado com nata; o wardet, doce folhado de massa philo, mais fina e delicada que 40), o mahmoul mad, massa à base de semolina com recheio que mescla creme de confeiteiro e pistache, além do chaibiet (doce de massa filo, folhada, e recheada com nata. Seg. a qui.: das 12h às 15h30 e das 19h às 24h; sex. e sáb.: das 12h à 1h; dom.: das 12h às 24h. R. Haddock Lobo, 1397, tel. 3061-2203.

show

17h às 23h

A dupla desta vez apresenta um show interativo, bastante diferente. Eles pretendem completar o repertório do show com a ajuda de seus fãs. Para isso, vários terminais de computador foram instalados em todas as entradas da casa de espetáculo para que as pessoas elejam a música preferida nestes 19 anos de carreira da dupla. No final da apresentação, as cinco canções mais votadas encerram a noite da turnê que leva o nome dos artistas. Dias 4, 5, 6 e 7 de novembro, qui.: às 21h30; sex. e sáb.: às 22h; dom.: às 20h. Credicard Hall - Av. das Nações Unidas, 17.955, tel. 4003-6464/ 2846-6166. www. credicardhall.com.br

quinta, 04

O quê? Corinne Bailey Rae. Por quê? A cantora britânica de R&B é uma das grandes revelações da soul music da atualidade. Chega pela primeira vez ao Brasil com a turnê de lançamento de seu mais recente trabalho, The sea. Seu primeiro disco estreou em 2006 em primeiro lugar na parada inglesa, e tornou-se um sucesso global, especialmente por causa dos hits Like a star e Put your records on. Às 21h30. R$ 150 a R$ 600. Via Funchal. R. Funchal , 65, tel. 3846-2300. www.viafunchal.com.br

23h às 29h

balada

102 | 29HORAS | 29 de outubro a 29 de novembro 2010

O quê? Kiss & Fly. Por quê? A casa, uma das melhores baladas da cidade, recebe para a After Party Bacardi nada menos do que os The Black Eyed Peas, comandando as pickups junto à um TOP DJ surpresa, depois da apresentação no Estádio do Morumbi. E o público pode experimentar o drinque oficial da turnê brasileira, o Bacardi Mojito V.I.Pea, feito com uma combinação especial de jabuticaba e black sugar na versão original. Hoje, a partir das 23h59. R$ 400 (homem) e R$ 250 (mulher). Villa Daslu. Av. Juscelino Kubitschek, 2041, tel. 3044-6181.www. kissandflyclub.com.br


sexta, 05

novembro 2010

O quê? 39º GP Brasil de Fórmula 1. Por quê? Penúltima corrida do Mundial. Assim como aconteceu cinco vezes consecutivas, Interlagos poderá assistir a decisão do campeonato. Dias 5 (treino livre das 10h às 11h30 e das 14h às 15h30), 6 (treino livre das 11h às 12h e sessão de classificação das 14h às 15h) e 7 de novembro (Grande Prêmio Petrobras do Brasil de Fórmula 1TM, 71 voltas, a partir das 14h). Abertura dos portões às 7h. R4 395 a R$ 2.385. Autódromo José Carlos Pace – Interlagos. Av. Senador Teotônio Vilela, 261, 5666-8822. www. gpbrasil.com.br

5h às 11h

evento

O quê? Estreias no cinema. Por quê? A comédia Amor por contato, com David Duchovny, Demi Moore, Gary Cole, Glenne Headly. Uma família aparentemente perfeita faz parte de uma campanha de marketing que pretende vender produtos luxuosos. Em Conspiração Xangai, com Li Gong, John Cusack, Yun-Fat Chow e Ken Watanabe, Paul Soames é um agente secreto americano que investiga o assassinato de seu melhor amigo e acaba se envolvendo numa rede de conspiração e mentiras, além de viver um perigoso romance. Nas melhores redes, como Cinemark, PlayArte e UCI.

11h às 17h

cinema

O quê? F1 Rocks - Eminem. Por quê? O festival, em clima de GP de Formula 1, está na sua terceira edição. Estreia no Brasil com o rapper Eminem, que coleciona mais de 80 milhões de álbuns vendidos no mundo e mais de 174 prêmios nos seus 15 anos de carreira. Ele apresenta seu novo disco Recovery que já vendeu mais de 2 milhões de cópias só nos EUA e está em 1º lugar na Billboard há 10 semanas. Hoje às 19h30. R$ 150 a R$ 500. Jockey Club de São Paulo. Av. Lineu de Paula Machado, 1263, tel.2161-8300.

17h às 23h

show

O quê? Kurt Brunus Project. Por quê? Para ouvir um genuíno ritmo e blues de New Orleans, onde viveu desde pequeno o músico nascido de uma família de músicos, em Los Angeles. O Multi-multiinstrumentista, cantor e percussionista retorna com o seu show de puro rythm & blues, com doses de rap, hip hop e reggae. Dias 4, 5 e 6, qui.: a partir das 23h30; sex. E sáb.: a partir das 24h (1a. Entrada) e 1h30 (2a. Entrada). Bourbon Street Music. R. Dos Chanés, 127, tel. 5095- 6100.www. boubonstreet.com.br

23h às 29h

show

103


novembro 2010

sábado, 06

O quê? Brinquedo acessível no Parque do Ibirapuera. Por quê? Trata-se do novo Playground Inclusivo, um brinquedo projetado para integrar crianças com e sem deficiência, localizada próximo à Marquise e ao Auditório. Com rampas de inclinação suave, inscrições em braile, piso tátil e suportes aéreos ao alcance de uma criança sentada em uma cadeira de rodas, propõe brincadeiras que misturam equilíbrio, força e estímulos sensoriais na medida exata para que crianças cadeirantes, cegas, surdas, com deficiência intelectual ou múltipla possam divertir-se com o máximo de autonomia.

festival O quê? UMF - Ultra Music Festival. Por quê? Pela primeira vez no Brasil. Famoso por apresentar os melhores DJs e bandas do mundo, o festival, criado há 13 anos, já esteve em cidades como Miami, Ibiza, Nova York e Porto Rico. Entre os artistas confirmados estão Fatboy Slim, Above & Beyond, Groove Armada, Kaskade e Afrobeta (banda ao vivo). Carl Cox, acompanhado de Moby (DJ set), Fedde Le Grand e Yousef irá apresentar sua mega Carl Cox & Friends Arena pela primeira vez na América Latina. Hoje às 12h. Chácara do Jockey. Av. Francisco Morato, 5100, tel. 2163-2000.

danca

17h às 23h

Junto ao mega-premiado trio veio também a colega da Hollywood Records, Demi Lovato. A turnê combina performances dos artistas, grandes hits, além de outros participantes de Camp Rock 1 e 2 (The Final Jam, da Walt Disney Records), apresentando as músicas das trilhas sonoras dos dois filmes e de Jonas L.A., a série de sucesso do Disney Channel que conta com os Jonas Brothers no elenco. Dia 6 às 19h. R$ 185 a R$ 805. Estádio do Canindé (Portuguesa) – R. Comendador Nestor Pereira, 33, tel. 4003-6464/ 2846-6232.

11h às 17h

jonas brothers live in concert

5h às 11h

crianCa

O quê? Quasar Cia. de Dança 2010. Por quê? O talento e a fertilidade criativa do coreógrafo Henrique Rodovalho, associados a um elenco de bailarinos de técnica irrepreensível, vêm seduzindo plateias no Brasil e no exterior. A linha de pesquisa desenvolvida pela companhia goiana, caracterizada pela exploração do movimento, atrai pela expressão e plasticidade. Dias 6 e 7 de novembro, sáb. às 21h e dom.: às 18h. Teatro Alfa. R. Bento Branco de Andrade Filho, 722, tel. 5693-4000.

23h às 29h

bar

104 | 29HORAS | 29 de outubro a 29 de novembro 2010

O quê? Bar Pecorino. Por quê? A nova casa é comandada pela experiente dupla Zito Silveira (dos bares Coronel Mostarda e Almirante Sardinha) e Ricardo Fleury (sócio do Dorothy Parker e do Rádio Café). O local investe em petiscos e pratos típicos italianos, preparados com ingredientes de primeira linha sob o comando do chef André Galante (ex-Neka Mena Barreto, Alex Atala e La Brasserie Erick Jacquin). Destaques para a salumeria do bar, onde o cliente pode escolher os antepastos direto no balcão. De seg. a sex.: das 12h às 15h e das 19h às 24h; sáb.: das 12h às 16h30 e das 19h à 1h; dom.: das 12h às 17h.


domingo, 07

novembro 2010

O quê? Teatro nos Parques: O lixão – Cia. Passargada. Por quê? Uma montanha de lixo surge em um terreno baldio, localizado entre dois prédios de apartamentos, provocada pelo desleixo dos moradores. A convivência com o lixão altera as relações pessoais, ninguém assume a responsabilidade pelo seu aparecimento e todos reclamam do incômodo vizinho. Até que resolvem fazer alguma coisa. Dia 7 de novembro, às 11h. Av. Frederico Rene de Jaegher, alt. do 2750 da Av. Robert Kennedy, tel. 2117.4700.

5h às 11h

teatro

O quê? Espetáculo Florilégio no Museu da Casa Brasileira. Por quê? Mira Haar e Carlos Moreno apresentam canções da década de 50 e 60 de compositores de MPB e internacional, como Lupicínio Rodrigues, Herivelto Martins, Billy Blanc, Carlos Gardel e Edith Piaf. Os atores dançam, cantam e interpretam Besame Mucho e O Cravo Brigou a Rosa. O show intercala números musicais e trechos de poesia. No repertório, 40 músicas, divididas em sete blocos. Dias 7, 12, 13 e 14 de novembro, às 16h. Museu da Casa Brasileira (terraço). Av. Faria Lima, 2705, tel. 3032-3727. www.mcb.org.br

11h às 17h

teatro

teatro

17h às 23h

O quê? As prodigiosas histórias de Baltazar. Por quê? O texto da peça, livremente inspirada no conto A Prodigiosa Tarde de Baltazar, de Gabriel García Márquez, foi escrito de maneira colaborativa com cenas criadas pelos atores a partir de lembranças pessoais. Último dia, às 20h. R$ 30. Clube Hebraica. R. Hungria, 1000, tel. 3818-8800. www.hebraica.org.br

O quê? Festival do Minuto. Por quê? O evento propõe a produção de vídeos com até um minuto de duração, recebido por meio do site www.festivaldominuto.com.br, até 30 de novembro, sob o tema Receita em um Minuto e oferece dois prêmios: um no valor de R$ 2 mil vindo da curadoria e outro de R$ 4 mil para o melhor vídeo sobre reaproveitamento de alimentos, concedido pela Nestlé, empresa patrocinadora da categoria. Trata-se do maior festival de vídeos da América Latina e também o mais democrático, já que aceita contribuições de amadores e profissionais indistintamente.

23h às 29h

festival

105


novembro 2010

segunda, 08 negocios

evento

11h às 17h

A última vez que a banda escocesa de indie pop, formada em 1996 em Glasgow, veio ao Brasil foi em 2001 – para o Free Jazz Festival. O grupo adotou mais recentemente influências do soul e funk nórdicos e irá apresentar canções do novo disco, Write about love, recheado de músicas românticas. Um dos destaques do show é a canção I want the world to stop. Dia 10 às 22h. R$ 180 a R$ 250. Via Funchal. R. Funchal , 65, tel. 3846-2300. www.viafunchal.com.br

5h às 11h

belle & sebastian

O quê?10ª ExpoManagement – 2010. Por quê? Há 10 anos reúne as últimas e melhores ideias, tendências e conceitos revelados pelos mais conceituados nomes do management mundial. Uma oportunidade para executivos brasileiros se informarem, atualizarem seus conhecimentos teóricos e adotarem as experiências desses vencedores como estímulo e inspiração para o crescimento e alavancagem de seus negócios. De 8 a 10 de novembro, das 9h às 19h15. Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387, tel. 4689-6666. www.hsm.com.br

O quê? Red Bull Sounderground - 1º Festival Internacional de Músicos de Metrô. Por quê? O evento reúne 20 artistas de 10 países (Barcelona, Berlim, Londres, Moscou, São Petersburgo, São Paulo, Paris, Montreal, Nova York e Cidade do México) com apresentações em várias estações do metrô de São Paulo. Barcelona, Berlim, Londres, Moscou, São Petersburgo, São Paulo, Paris, Montreal, Nova York e Cidade do México. De 8 a 12 de novembro, das 11h às 18h. Confira a programação no site www. redbullsounderground.com.

17h às 23h

gastronomia O quê? Sorvete de massa gourmet da Diletto Food Service. Por quê? Servido em hotéis e restaurantes como A Bela Sintra, Due Cuochi, PJ Clarke´s, Pomodori, Varanda Grill e Lanchonete da Cidade, tem como diferencial a qualidade e origem controlada das matérias-primas. O sorvete de chocolate italiano leva blend de cacau premiado na Europa e o gelato de pistache tem em sua composição as premiadas nozes cultivadas na região de Bronte, aos pés do vulcão Etna, na Itália, um dos melhores locais no mundo para o cultivo desses frutos. www.gelatodiletto.com

23h às 29h

design

106 | 29HORAS | 29 de outubro a 29 de novembro 2010

O quê? Tribute To Andy Warhol, Gift Box by Dom Pérignon. Por quê? Para homenagear o ícone pop da contracultura, um apreciador do famoso champanhe. Então, Dom Pérignon pediu ao Laboratório de Design da Central Saint Martins School of Art & Design que reinterpretasse uma garrafa atemporal. O resultado é uma coleção singular de três peças, cada uma com seu rótulo único em vermelho, azul ou amarelo, os jogos de cores icônicos de Warhol. SAC 3062-8388. domperignon@lvmh.com


terça, 09

novembro 2010

O quê? Camila Dresch Temple. Por quê? É uma empresa especializada na organização e administração de eventos corporativos e de relacionamento, que assume todo o planejamento e administração com eficiência, criatividade e economia. O atendimento inclui escolha do espaço, locação de equipamentos, alimentação, entretenimento, decoração, contratação de profissionais especializados, seleção e negociação de palestrantes, captação de patrocínio. Tels. 8559-0540, 7865-0405. www.camilatempleeventos.com.br

5h às 11h

eventos

O quê? ALEM de Carlos Dias, na Choque Cultural. Por quê? A exposição reúne grandes pinturas e instalações, como a que pode ser vista no andar de cima da galeria Choque Cultural, que ganhou o nome de DARKUARTO, mesmo nome que o artista gaúcho dá ao seu ateliê em Santa Catarina. A principal linguagem do artista é a pintura de estética suja, contemporânea, pop, energética e barulhenta, que impacta pelos sentidos e não pelo intelecto. Até 20 de novembro. Ter. a sáb.: das 12h às 19h. R. João Moura, 997, tel. 3061-2365. www. choquecultural.com.br

11h às 17h

arte

O quê? A meia hora de Abelardo. Por quê? Na peça, Gabriel Cruz é um ator decadente que adotou o nome de Abelardo, personagem que representou na novela Baile de máscaras. No enredo da novela, Abelardo matava mulheres depois de convencê-las a dançarem mascaradas. Depois de anos esquecido, Gabriel/Abelardo tem a chance de ser entrevistado pelo jornalista de uma publicação conceituada. Até 7 de dezembro, ter.: às 21h. Espaço Parlapatões. Pça. Franklin Roosevelt, 158, tel. 3258- 4449.

17h às 23h

teatro

O quê? Visa e Sonesta. Por quê? Os hotéis da rede Sonesta, administrados pelo grupo SuperClubs, agora fazem parte do Visa Program, programa de vantagens que oferece serviços diferenciados e condições especiais de pagamento aos afiliados do cartão (débito ou crédito) para compras realizadas no site www.sonesta.com.; além de 20% de desconto, Welcome Amenities para os que se hospedarem por no mínimo duas noites. O programa vai até agosto de 2011. Informações e reservas: 2164-6009, reservas.sp@sonestahotels.com.br

23h às 29h

hotelaria

107


novembro 2010

5h às 11h

O quê? Aparador Copin. Por quê? Inspirado nas curvas do Edifício Copan, símbolo da arquitetura moderna brasileira, projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer em 1954 para o centro da cidade de São Paulo, o móvel é uma homenagem que o arquiteto e designer Luciano Deviá presta à obra emblemática. Com pés de aço inox escovado, a peça multifuncional de madeira Sucupira ebanizada tem duas portas em L, duas portas pivotantes e quatro gavetas. Mede 220cm x 54cm x 85cm. Na COD. Av. Cidade Jardim 924, tel. 3816-7233. www.codbr.com.br

gastronomia O quê? Restaurante Baruk. Por quê? Lançou seu primeiro festival de mini kebabs. Até o dia 30 de novembro, a casa oferece um cardápio exclusivo com cinco opções do prato em versão menor, por R$ 23,90 cada. Entre as sugestões, o kebab de falafel, de kafta e o de cordeiro. Há também o kebab de frango (com babaganuch, molho vinagrete, molho taratur e alface, enrolado no pão sírio) e o de filé mignon (com homus, alface e molhos vinagrete e taratur, enrolado no pão sírio). De seg. a sáb.: das 11h às 17h. Al. Raja Gabaglia, 160, tel. 3045-9999. www.restaurantebaruk.com.br

danca

17h às 23h

A exposição reúne obras de cerca de 20 artistas selecionados ao longo de duas décadas no Programa Anual de Exposições do Centro Cultural São Paulo. Criado em 1990, o Programa surgiu a partir de uma política da instituição de incentivo à produção recente de arte no Brasil, dirigido especialmente a artistas em início de trajetória profissional. Desde então, passaram pelo CCSP mostras de Rosângela Rennó, Marco Buti, Vânia Mignone, Eduardo Coimbra, Lúcia Koch, Tatiana Blass, Cinthia Marcelle e Amilcar Packer, entre outros. Até 13 de fevereiro. De ter. a sex.: das 10h às 20h; sáb., dom. e fer.: das 10h às 18h. Grátis. R. Vergueiro, 1000, tel. 3277- 3611.

design

11h às 17h

20 anos do Programa de Exposições do CCSP

quarta, 10

O quê? Balé Nacional da China. Por quê? Chega pela primeira vez ao Brasil a mais importante e tradicional companhia de dança chinesa com o célebre balé Lanternas vermelhas. Única companhia de dança estatal da China e uma das mais prestigiadas do mundo, traz o espetáculo dirigido pelo cineasta Zhang Yimou, com coreografia de Wang Xkinpeng e música de Chen Qigan. De 10 a 13 de novembro, às 21h, e dia 14, às 20h. R$ 60 a R$ 300. Teatro Bradesco. Shopping Bourbon São Paulo – R. Turiassu, 2100, 3° Piso. tel. 3670-4100. www.teatrobradesco.com.br

23h às 29h

balada

108 | 29HORAS | 29 de outubro a 29 de novembro 2010

O quê? Festa Cream. Por quê? É a primeira edição da plataforma Cream, mais importante marca de música eletrônica do mundo, palco para o DJ e produtor Laidback Luke, além da banda inglesa Faithless, em sua única apresentação no país. A festa conta ainda com uma apresentação do DJ brasileiro Rodrigo Ferrari. O evento também marca o lançamento do festival de verão Creamfields, em 22 de janeiro de 2011, no estado de Santa Catarina, seguido por uma turnê de oito festas em diferentes cidades brasileiras. A partir das 22h até 6h. R$ 60 a 140. WareHouse – R. Mergenthaler, 829, tel. 2189-3700. www. creamfields.com.br, www.industriae.com.br


quinta, 11

Novembro 2010

O quê? As construções de Brasília. Por quê? A mostra conta com 140 fotografias do acervo do Instituto Moreira Salles e mais uma seleção de 60 obras de linguagens variadas de artistas modernos e contemporâneos. Apresenta parte da valiosa coleção de imagens de Marcel Gautherot, Peter Scheier e Thomaz Farkas, além de obras gráficas e audiovisuais de Mary Vieira, Aloísio Magalhães e Eugene Feldman. Seg.: das 11h às 20h; ter. a sáb.: das 10h às 20h; dom.: das 10h às 19h. Galeria de Arte do SESI – Centro Cultural Fiesp-Ruth Cardoso. Av. Paulista, 1313, tel. 3146-7405.

5h às 11h

exposicao

O quê? Menu degustação do Tantra. Por quê? Para experimentar sabores exóticos como a salada wafu japonesa, com shiitake, champignon, shimeji, shoyu, molho de ostras, saquê, cebolinha e manteiga. Outra sensação é a sobremesa “Sensual Brasil”, manga em cubo caramelizada e especiarias afrodisíacas, servida com sorvete. Tudo por R$ 100, com direito ao drinque indiano lassi, com iogurte e temperos. Até 30 de novembro. De seg. a sex.: das 12h às 15h e das 18h às 2h; sáb.: das 13h às 17h e das 19h às 2h; dom.: das 13h às 17h. R. Chilon, 364, tel. 3846-7112.

11h às 17h

gastronomia

O quê? Mamma mia! Por quê? Considerado um fenômeno global pela imprensa internacional, o musical, baseado em músicas do quarteto sueco ABBA, em 11 anos tornou-se referência nos palcos europeus, na Broadway e por toda América do Norte. Na versão brasileira, a protagonista é Kiara Sasso no papel de Donna (a mãe). Qua., qui. e sex.: às 21h; sáb.: às 17h e 21h; dom.: às 16h e 20h. R$ 80 a R$ 250. Teatro Abril - Av. Brigadeiro Luís Antônio, 411, tel. 3112-0193. www. ticketsforfun.com.br

17h às 23h

show

O quê? Festa Moving no D-Edge. Por quê? Os DJs alemães Gorge e Phonique, acostumados com o agito das baladas europeias, comandam a noite. E prometem agitar as pistas da casa. O lugar está preparado para receber, confortavelmente, 400 pessoas, com dois bares e uma área própria para descanso (chill out area), arcondicionado e um dos melhores sistemas de som (DAS). Hoje, a partir das 24h. R$ 30 a R$ 70. Al. Olga, 170, tel. 3667-8334. www.dedge.com.br

23h às 29h

balada

109


novembro 2010

Menu Cambraia 5h às 11h

consumo O quê? Máquina de café SENSEO. Por quê? As companhias Philips e Café Pilão Sara Lee se uniram para lançar um novo sistema de café mono-dose com sachês. A máquina é capaz de fazer um café com uma espessa camada de creme e pode servir xícaras de 60 ml ou canecas de 120 ml. Sucesso de vendas no mercado europeu, ela está em mais de 40% das casas francesas e 60% das holandesas. Nas cores vermelha e preta, custa cerca de R$ 299. Já o pacote de sachês sai por R$ 9,90, em três sabores, sendo que a versão de 60 ml tem 18 unidades e a de 120ml, 10. www.senseo.com.br

11h às 17h

cinema O quê? Cinema Por quê? Tem estreias, como a animação O mundo encantado de Gigi; a ação Machette, com Danny Trejo, Robert De Niro e Jessica Alba; o nacional Capitães de areia, de Cecília Amado e Guy Gonçalves, uma adaptação do romance escrito por Jorge Amado sobre meninos de rua; Red, com Bruce Willis e Helen Mirren, o exagente secreto que vive uma aposentadoria tranquila até que um assassino aparece querendo matá-lo. O drama Minhas mães e meu pai aborda uma família nada convencional. Nas redes de cinema da cidade como Cinemark, PlayArte e UCI.

viagem

17h às 23h

De 5 a 21 de novembro, a chef Bel Coelho vai apresentar no seu restaurante Dui o Menu Cambraia, cardápio completo preparado e harmonizado com a Cachaça Cambraia, um blend de primeira linha de cachaças de pequenos alambiques produzido pela Pirassununga, com envelhecimento de três anos em tonéis de carvalho. Bel Coelho e Carolina de Tommaso Harley (da Cambraia) mostram com este menu especial que a cachaça combina, sim, com gastronomia. O cardápio inclui entrada, dois pratos principais, um intermezzo (servidos entre os dois pratos), sobremesa e dois drinques. O preço por pessoa é R$ 170 (menu completo, com os drinques) ou R$ 130 (sem os drinques). Dui – Al. Franca 1590, Jardins, tel. 26497952. www.duirestaurante.com.br.

sexta, 12

O quê? Yacamim Reserva Hotel – Ilhabela. Por quê? É um bom destino para o fim de semana. Cercado por uma área de preservação ambiental do Parque Estadual de Ilhabela, o Yacamim é um projeto inovador, em condomínio fechado de alto padrão com residências (3 a 5 suítes) e bangalôs (2 suítes), hotel com 28 bangalôs-suíte, SPA L’Occitane e área de lazer. Numa área de 140 mil m², tem infraestrutura completa com piscinas, quadra poliesportiva, espaço fitness, saunas, sala de jogos e recreação, espaço para eventos e segurança 24 horas. Tel. 31239600. reservas@hotelariabrasil.com.br

23h às 29h

bar

110 | 29HORAS | 29 de outubro a 29 de novembro 2010

O quê? O’Pub. Por quê? É o primeiro Pub no novo centro comercial da Granja Viana, Granjardim. A casa alia a descontração brasileira com o melhor do estilo dos bares irlandeses. A carta de cervejas conta com cerca de 45 rótulos de vários países, como México, Irlanda, Alemanha, Estados Unidos e Brasil, das clássicas Guiness e Murphy até a inglesa Double Chocolat, para quem gosta de sabores diferentes. Entre as nacionais, Eisenbahn, Baden Baden, Devassas Loira, Negra e Ruiva. De qua. a sáb.: das 12h às 24; dom.: das 12 às 22; ter.: das 12h às 16h. Av. São Camilo, 980, Granja Viana, tel. 47024773. www.o-pub.com.br


sábado, 13

novembro 2010

O quê? Coleção da Tyrol. Por quê? Para apresentar a linha de verão 2011, a marca convidou nomes como Thelma Vilas Boas, Debby Gram, Feco Hamburguer, Felipe Hellmeister (Fepa) e o francês Olivier Jacquet para interpretar as inspirações da grife para a estação. Os cenários escolhidos pelos fotógrafos vão desde as margens do Rio Senna e o Jardim de Luxemburgo, a Mansão Jafet, no Ipiranga, passando pelas ilhas da Barra do Sahí, no Litoral Norte, até uma academia de boxe, estilo anos 80 e o galpão do florista Vic Meirelles. Vale conferir. www. tyrol.com.br

5h às 11h

crianca

O quê? Zzi Luca Pasta e Vino. Por quê? Boa opção para o sábado e a casa está com novos pratos no cardápio. Entre as novidades elaboradas pelo chef Lucas Ramos está o imperdível gnocchi al sugo com salsiccia nel forno a legna - pasta especial da casa, feita no forno a lenha com ingredientes orgânicos e produção diária limitada. De ter. a qui.: das 19h às 23h; sex.: das 19h às 24h; sáb.: das 13h às 16h e das 19h às 24h. R. Joaquim Távora, 1296, tel. 3853-2018. www.zziluca.com.br

11h às 17h

gastronomia

O quê? Caymmi in Concert. Por quê? Acompanhada da Filarmônica Brasileira sob regência do Maestro León Halegua, Daniela Mercury, cantora de axé music, sambareggae e MPB, compositora, dançarina, produtora e atriz interpreta o saudoso Dorival Caymmi (Salvador, 30 de abril de 1914 — Rio de Janeiro, 16 de agosto de 2008), cantor, compositor, violonista, pintor e ator brasileiro. Hoje às 21h. R$ 140. Clube Hebraica. R. Hungria, 1000, tel. 3818-8800. www.hebraica.org.br

17h às 23h

show

O quê? Afro-Bege. Por quê? Standup comedy de Robson Nunes, ator e comediante que tem no currículo participações em 11 longa-metragens, como Carandiru, Domésticas e Boleiros, e o grande festival de humor Risorama, apresenta sua vertente de comédia trazendo experiências pessoais que se transformam em boas piadas. Mas o também apresentador infantojuvenil do canal Disney adverte que o show é para os pais! Até 11 de dezembro, sáb.: às 23h59. R$ 40 e R$ 20. Teatro Jaraguá. R. Martins Fontes, 71 – Novotel, tel. 3255-4380.

23h às 29h

teatro

111


novembro 2010

domingo, 14

O quê? Parque Raposo Tavares. Por quê? Ganhou, no mês passado, um bosque de leitura, equipamento cultural que funciona nos finais de semana oferecendo literatura rápida, como obras de poesia, mangá e literatura de cordel, além de revistas e periódicos variados, num total de três mil itens disponibilizados ao público. Além de levar lazer a diversos pontos da cidade, o projeto Bosque da Leitura divulga as bibliotecas públicas e informa a população sobre sua programação e funcionamento. Das 9h30 às 16h. R. Telmo Coelho Filho, 200, tel. 3735-1372.

show O quê? Festival XXXperience. Por quê? A maior festa de música eletrônica open air do Brasil está fazendo 14 anos e para comemorar traz muitas novidades e formatos inéditos, como a cenografia em 3D. São quatro palcos com mais de 40 atrações, camarote, bar com consumo livre, e set list que inclui Paul Van Dyk, Calvin Harris, Richie Hawtin, Dubfire, Steve Lawler, Dr. Lektroluv, Eskimo e Felguk, entre outras feras do gênero. Hoje, às 16h. R$ 130 a R$ 510. Arena Maeda. Rodovia do Açúcar KM 18,6, Tapera Grande, Itu, SP.

show

17h às 23h

A cantora de jazz norteamericana volta ao Brasil para apresentar sua nova turnê, baseada no repertório do seu mais recente disco, The fall. Ganhadora de cinco prêmios Grammy, a artista que também se destacou no cinema ao lado de Jude Law, em Um beijo roubado, mostra seu talento em canções gostosas e bem interpretadas. 14/11, às 16h, grátis, no Parque da Independência. Av. Nazareth, s/n,˚ tel. 2273-7250.

11h às 17h

show da norah jones

5h às 11h

passeio

O quê? Millencolin. Por quê? Hoje é dia de show internacional no Carioca Club. A banda de punk rock sueca comemora o aniversário de 10 anos do CD Pennybridge Pioneers e vem tocar na cidade. Formada em 1992 em Örebro, Suécia, pelo designer e guitarrista Erik Ohlsson junto a seus amigos, o guitarrista Mathias Färm (originalmente na bateria), Nikola Sarcevic no Baixo e Vocal, posteriormente Fredrik Larzon entrou para a banda em 1993 para que Mathias pudesse ficar na guitarra. Das 17h às 22h. Carioca Club. R. Cardeal Arcoverde, 2899, tel. 38138598. www.cariocaclub.com.br

23h às 29h

livro

112 | 29HORAS | 29 de outubro a 29 de novembro 2010

O quê? Treino para mulheres. Por quê? É um verdadeiro personal trainer de bolso, com um programa completo para entrar em forma em 16 semanas, criado especialmente para as mulheres. “É perfeitamente possível conquistar um corpo definido e ficar sarada em qualquer idade”, dizem os autores, o treinador José Alexandre Filho e a jornalista Deborah Bresser. O livro oferece uma programa completo para perder peso ganhando saúde, que leva em consideração as especificidades femininas, como as alterações hormonais provocadas pelo ciclo menstrual, por exemplo. R$ 39,90. www.leya.com.br.


segunda, 15

novembro 2010

O quê? Prêt-à-Porter. Por quê? Não se trata de nenhum modelito para a sua próxima festa. Mas de um eletrodoméstico especial para ajudar a manter suas roupas em perfeito estado. O produto auxilia na hora da pressa e age sobre os materiais que envolvem as fibras dos tecidos, removendo odores como os de comida e cigarro, por exemplo. O ciclo de desodorização e renovação dura de 20 a 40 minutos, o tempo perfeito para quem quer apenas dar uma passadinha em casa antes de sair para outro lugar. Preço sugerido: R$ 699. www.brastemp.com.br

5h às 11h

consumo

O quê? Classic Fine Foods – Produtos Gourmet Premium. Por quê? A importadora e distribuidora inglesa especializada em alimentos gourmet das melhores procedências do mundo atende tanto chefs como consumidores finais. Entre as ofertas, destaque para a Cacao Barry, uma das grifes de chocolates finos mais vendidas na França e para os champanhes Mont D’Hor, ainda pouco conhecidos pelos brasileiros. De seg. a sex.: das 7h às 21h. Pedidos até 15h, todos os dias, por e-mail (pedidos@ classicfinefoods.com.br) ou pelo fax: 25072796. www.classicfinefoods.com

11h às 17h

gastronomia

O quê? KLM. Por quê? A companhia área holandesa lançou uma novidade para os passageiros da classe econômica: refeições a la carte nos voos de Amsterdã para Bangkok, Taipei, Calgary, Cidade do Cabo, Cingapura, Denpasar, Dubai, Lima, Manila e São Paulo. Para tal, o passageiro deve optar no momento do check-in online, entre 30 e 24 horas antes da partida, por um dos quatro menus disponíveis. A escolha do menu independe do serviço de bordo padrão tradicional, que continua sendo gratuito. KLM Royal Dutch Airlines. www.klm.com

17h às 23h

viagem

O quê? Fidelis. Por quê? O ponto privilegiado, no coração da Vila Olímpia, e o ambiente elegante mas descontraído, que faz lembrar uma grande praça com seu jardim vertical, é um convite para o happy hour e para a noite, servindo um cardápio com petiscos e opções variadas de bebidas, cachaças envelhecidas e chope Brahma. Essa grelharia também é uma boa opção para o almoço, servindo picanha, prime ribs e salmão, todos em porções individuais bem servidas. De seg. a sex.: das 12h às 15h e das 18h até o último cliente; sáb.: das 12h até o último cliente; dom.: das 12h às 18h. R. Funchal, 619, tel. 3333-2233.

23h às 29h

gastronomia

113


novembro 2010

exposicao

5h às 11h

Carl Palmer Band no Brasil

O quê? Histórias de mapas, piratas e tesouros. Por quê? A mostra, que ocorre como parte integrante do 2° Fórum de Fotografia Latino-Americana, reúne 22 artistas de seis países - Brasil, Argentina, Colômbia, Cuba, Peru e Venezuela - para discutir o uso de novas e velhas tecnologias, além de pôr em questão o modo como se entende o espaço. Com curadoria de Eduardo Brandão e cocuradoria da Cia de Foto, a exposição está distribuída entre três andares do instituto Itaú Cultural. Até 19 de dezembro. Grátis. Av. Paulista, 149, tel. 21681777. www.itaucultural.org.br

bem-estar

11h às 17h

Considerado um dos grandes bateristas de todos os tempos, Carl Palmer celebra a música de Emerson, Lake & Palmer num show de duas horas, executando os maiores sucessos instrumentais gravados pelo trio inglês. Essa apresentação no Brasil encerra a turnê pelas Américas, e que passará antes pelos Estados Unidos, Canadá, Argentina e Chile. Dia 19/11, das 20h às 22h. R$80 a R$160. Carioca Club. R. Cardeal Arcoverde, 2899, tel. 3813 8598. www.carlpalmer.com

terça, 16

O quê? Anacã para empresas. Por quê? É um jeito de reunir a diretoria e/ou funcionários para a confraternização de final de ano de uma forma bem diferente: lúdico, interativo e prazeroso. No espaço das parceiras Ana Maria Diniz, Helô Gouvêa e Claudia Pirani se transpira dança, com profissionais experientes, uma extensa e bem escolhida seleção de modalidades, e novas técnicas. Agora, o estúdio coloca toda a sua estrutura para esse descontraído encontro, com direito a comidinhas e sucos saudáveis, além de muita dança, claro! Av. Brasil, 649, tel. 30520763. www.estudioanaca.com.br

17h às 23h

musica O quê? Filarmônica Bachiana SESI-SP Regente João Carlos Martins. Por quê? Continuando a série das grandes sinfonias da história e dos maiores gênios do cinema, a Filarmônica Bachiana SESI-SP apresenta nos dias 16 e 30 de novembro, às 21hs no Teatro Bradesco, Suíte Quebra-Nozes de Tchaikovsky, abrindo a série de concertos natalinos e lançando a carreira do tenor Jean William com Donizetti e Haendel. Na segunda parte, Tributo a Nino Rota. Hoje às 21h. Teatro Bradesco. Shopping Bourbon São Paulo – R. Turiassu, 2100, 3° Piso. tel. 3670-4100. www.teatrobradesco.com.br

23h às 29h

design

114 | 29HORAS | 29 de outubro a 29 de novembro 2010

O quê? Veuve Cliquot Fridge. Por quê? Ideal para um piquenique primaveril, o novo porta-champagne, desenvolvido pelo escritório de design QSLD Paris para a marca, é feito de material de alta tecnologia que mantém a temperatura ideal da bebida por até duas horas. Com uvas vindas de 50 a 60 variados crus, o champagne Veuve Clicquot Brut Yellow Label representa os melhores vinhedos da Maison. Preço sugerido: R$ 250. SAC: 3062-8388.


quarta, 17

novembro 2010

O quê? I in U / Eu em Tu. Por quê? Mostra retrospectiva da artista norte americana Laurie Anderson, sob encomenda para o Centro Cultural Banco do Brasil. Apresenta um conjunto de obras originais compostas de instalações, fotografias, desenhos, vídeos, músicas e documentações de performances. São criações produzidas desde os anos 70 até os dias atuais. Com curadoria de Marcello Dantas, é a primeira vez que a artista expõe no Brasil. Até 26 de dezembro. De ter. a dom.: das 10h às 20h. Grátis. R. Álvares penteado, 112, tel. 3113-3600. www.bb.com.br

5h às 11h

exposicao

O quê? Nova loja da marca SaLA. Por quê? Conhecida no mercado de atacado de produtos de arte, design e decoração, a marca SaLA, de Juliana Daidone, ganha um novo formato, que inclui a inauguração de uma loja para o varejo – com peças diferentes criadas pela própria Juliana – e reformulações no site (www.saladesign. com.br) e no blog (www.saladesign.com.br/ blog). De seg. a sex.: das 10h às 19h; sáb.: das 13h às 18h. Alameda Franca, 1365, tel . 3081-3184. www.saladesign.com.br, www. saladesign.com.br/blog

11h às 17h

design

O quê? Dos escombros de Pagu. Por quê? Últimos dias para ver o monólogo que faz parte das comemorações dos 100 anos de nascimento da modernista Patrícia Galvão, a “Pagu”, escritora, feminista, militante política, comunista, crítica literária e teatral, que marcou a história do Brasil. De Tereza Freire, com direção de Roberto Lage, com Renata Zhaneta. Até 18 de novembro, qua. e qui.: às 21h. R$30. Teatro Eva Herz. Av. Paulista, 2073 – Cj. Nacional, Livraria Cultura, tel. 3170-4059.

17h às 23h

teatro

O quê? www.seupetshop.com.br. Por quê? É a loja virtual da Animals World, uma pet shop completíssima, localizada há sete anos em São Paulo. A virtual, agora, atende todo o Brasil. Há produtos para cães, gatos, aves e outros animais, com uma extensa oferta que inclui linha terapêutica, suplementos e vitamina, higiene e beleza, acessórios e até medicamentos, além de muitas novidades, como a recém lançada plataforma Save Dog, patenteada, criado e desenvolvida por veterinário, com o intuito de reduzir o risco de morte por afogamento de cães e gatos em piscinas residenciais ou o bebedouro de água portátil, ambos ideais para o verão.

23h às 29h

pet

115


novembro 2010

quinta, 18

Depois de gravar o disco Skank ao vivo no mineiro, lançado em CD, DVD e Bluray, a banda mineira faz duas apresentações em São Paulo com a participação especial da cantora Negra Li, em dueto com Samuel Rosa no hit Ainda gosto dela. Dias 19 e 20 de novembro, às 22h. R$ 50 a R$ 150. Citibank Hall. Av. dos Jamaris, 213, tel. 2846-6040. www.credicard.com. br/citibank-hall/home/index.htm

O quê? Muleke no Rio, do designer e artista plástico Alê (Alessandro) Jordão. Por quê? O título faz parte da série Imagens que falam, da editora Noovha América, que tem como objetivo contar histórias só com desenhos. Narra a história do cachorro do artista, que, assim como seu dono, é apaixonado por tênis. Ao ver uma imagem do Pão de Açúcar na TV, Muleke imagina que a montanha é um tênis gigante e segue para o Rio de Janeiro para viver grandes aventuras. R$ 29, com 24 páginas. R. Ribeiro do Vale, 1.140, tel. 50900061.www.noovhaamerica.com.br.

gastronomia

11h às 17h

show do skank

5h às 11h

livro

O quê? Art Esfiha. Por quê? Quando se pensa ter experimentado todas as delícias tradicionais da cidade, sempre aparece mais uma imperdível. É o caso da culinária libanesa da Art Esfiha, com sua famosa esfiha de carne, bem recheada e saborosa, elaborada com uma receita original de família. Há outras versões feitas com a mesma massa fina e delicada. O quibe cru é outra especialidade da casa. De seg. a sex.: das 10h às 20h; sáb.: das 10h às 19h. R. Tuiarú, 67, tel. 3051-3992. wwwartesfiha.com.br

17h às 23h

show O quê? Stereophonics – turnê Keep calm and carry on. Por quê? Em única apresentação e pela primeira vez no Brasil, a banda que já emplacou 25 músicas entre as 40 mais tocadas da Inglaterra e vendeu mais de nove milhões de discos, pode ser vista de perto. Nesse show, os membros originais Kelly Jones e Richard Jones se apresentam ao lado do baterista argentino Javier Weyler e do guitarrista Adam Zindani, para tocarem hits como A Thousand Trees, entre outros do último álbum da turnê. Às 21h30. R$ 140 e R$ 200. Citibank Hall - Av. Jamaris, 213, tel. 2846-6166. www.citibankhall.com.br

23h às 29h

balada

116 | 29HORAS | 29 de outubro a 29 de novembro 2010

O quê? Calvin Harris, no Hot Hot. Por quê? Um dos nomes mais comentados no universo pop eletrônico do mundo, o inglês tinha apenas 22 anos, em 2007, quando chegou ao top 10 em seu país. Seu estilo marcado por faixas dance/pop, com synths e bases de electro o transportou de pequenos clubes e festas fechadas para grandes produções ao lado de Kylie Minogue, Roisin Murphy, Sophie Ellis-Bextor e Madonna, além de remixes para Jamiroquai, The Ting Tings, Groove Armada e Cut Copy. Hoje às 23h45. R$ 60. R. Santo Antônio, 570, tel. 2985-8685.


sexta, 19

novembro 2010

O quê? Avène 50+ Spray Infantil. Por quê? Eis um dos melhores protetores solares para crianças do mercado. A marca francesa de dermocosméticos Eau Thermale Avène lançou esse fotoprotetor ideal para a pele sensível da criança. A fórmula, hipoalergênica e livre de perfume, é altamente resistente à água graças à adição de um novo polímero que garante maior adesão à pele. Além disso, o complexo fotoprotetor do produto garante ampla proteção contra todo o espectro UV (UVB, UVA curto e UVA longo). R$ 84,90 (200 ml). SAC 0800 702 10 37

5h às 11h

crianca

O quê? Cinema. Por quê? Hoje estreia Harry Potter e as relíquias da morte – parte 1. Harry, Rony e Hermione são fugitivos. Em meio ao esforço para se manterem escondidos, o trio ainda precisa encontrar as horcruxes, o único meio pelo qual Voldemort pode ser eliminado. Em A vida durante a guerra, Trish está de casamento marcado e a família poderá deixar para trás o fantasma de Bill, seu ex-marido, preso por pedofilia. Mas, Bill é solto e Trish e as crianças terão que lidar com o passado. Nas redes Cinemark, PlayArte e UCI.

11h às 17h

cinema

O quê? Mayra Andrade. Por quê? A cantora cabo-verdiana de 24 anos volta ao Brasil para mostrar seu novo trabalho de estúdio Stória, Stória – uma mistura de ritmos brasileiros, cubanos e africanos, aliados ao jazz. Com a inspiração do produtor brasileiro Alê Siqueira, o disco gravado entre Paris, Rio de Janeiro, São Paulo e Havana traz um repertório que mistura canções pessoais, parcerias, músicas compostas por artistas cabo-verdianos contemporâneos e uma de um brasileiro. Dia 22 de outubro, às 22 horas. R$ 60 a R$ 130. Citibank Hall – Av. Jamaris, 213, tel. 4003-6464. www.citibankhall.com.br

17h às 23h

show

O quê? Living Lounge Bar & Sushi. Por quê? É um lugar despojado para entretenimento (com telão dupla-face), encontros informais e reuniões, com um excelente menu de petiscos, bebidas e coquetéis, uma seleção de cervejas artesanais brasileiras e extensa carta de vinhos, além de pratos rápidos preparados por ótimos sushimen. Localizado no lobby do Hotel Renaissance, o ambiente pode ser frequentado tanto por hóspedes como pelo público em geral. Renaissance São Paulo Hotel. De dom. a seg.: das 7h às 24h. Al. Santos, 2.233, tel. 3069 2233. www. renaissance.com.br/saobr

23h às 29h

gastronomia

117


novembro 2010

tokio hotel 5h às 11h

esporte O quê? 4a. Edição da Virada Esportiva. Por quê? Neste ano, o evento que dura 24 horas está cheio de novidades. A Virada no Gelo, a Arena Digital e o Squash, por exemplo, que ocupam o Memorial da América Latina. Já o Parque Esportivo dos Trabalhadores abriga a corrida 24 horas, a corrida infantil, a caminhada e o tênis com Patrícia Medrado. Na Represa Guarapiranga, na zona sul, ocorrem competições a nado e no Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, no Ibirapuera, acontecem as provas de atletismo. www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/ secretarias/esportes/

crianca

11h às 17h

O grupo alemão se apresenta no Brasil pela primeira vez, com a turnê Welcome to humanoid city, divulgando o disco Humanoid, de 2009, com novos cenários, figurinos e efeitos especiais. Segundo David Jost, manager do quarteto, formado pelo vocalista Bill Kaulitz, Tom Kaulitz guitarrista, Georg Listing baixista e o baterista Gustav Schäfer, as músicas do álbum são fortes, obscuras e cheias de solos de guitarra. A banda já vendeu mais de 6 milhões de CDs e DVDs em nove anos de carreira. Dia 21/11, às 22h. R$ 200 a R$ 350. Via Funchal. R. Funchal, 65, tel. 2144-5444. www.viafunchal.com.br

sábado, 20

O quê? Natal da Turma da Mônica - Cadê o Papai Noel? Por quê? Grande espetáculo de Natal com toda a Turma da Mônica inserida em belíssimos números musicais e circenses, com bailarinos, efeitos especiais e muita interatividade com o público. Nesta história, a turminha tem que resolver o mistério do sumiço do Papai Noel e dos brinquedos das crianças. Hoje, das 14h às 17h30. R$ 70 a R$ 150 (crianças até 12 anos pagam meiaentrada). Via Funchal. R. Funchal, 65, tel. 2144-5444. www.viafunchal.com.br

17h às 23h

show O quê? Creedence Clearwater Revisited. Por quê? A banda de Stu Cook e Doug Cosmo, integrantes originais remanescentes do grupo Creedence Clearwater Revival (1968), iniciaram o novo projeto, em 1995, com o objetivo de retomar os grandes clássicos que ficaram para trás. Embora a dupla tenha planejado inicialmente apresentações mais íntimas e menores, a sua agenda anda apertada com cerca de 100 shows por ano. O grupo também lançou o álbum Recollection. Hoje às 22h. R$ 200 a R$ 300. Via Funchal. R. Funchal, 65, tel. 2144-5444. www.viafunchal.com.br

23h às 29h

consumo

118 | 29HORAS | 29 de outubro a 29 de novembro 2010

O quê? Oktoberfest em casa. Por quê? É a sugestão da empresa Lig Chopp Germânia, especializada em delivery de chopes. O portfólio da marca é composto por chopes claros, escuros, com vinho e o da casa, Germânia Slow Beer, além das tradicionais cerveja pilsen e escura. Há também uma butique que conta com diversos produtos como copos de diversos formatos, canecas de porcelana, calderetas, tulipas, taças, tábua para churrasco, gelo, chopeiras, entro outros. Basta informar o numero de convidados e a duração da festa e a Germânia calcula a quantidade necessária da bebida. SAC 0800110-420. www.choppgermania.com.br


domingo, 21

novembro 2010

O quê? Dois Santos Lodge Resort. Por quê? Localizado entre as cidades de Porto Feliz e Itu, na rota do turismo e da hospedagem de luxo, o resort tem opções de lazer que incluem lago para os esportes náuticos; campo de futebol de grama e areia; quadra de tênis de saibro, além de uma surpreendente praia de água doce. Há opções para as criança e o SPA Arcanjo, com os mais variados tipos de tratamentos. A hospedagem Day Use é ideal para quem tem pouco tempo. Rod. Marechal Rondon, km 127,5. Estrada do Chapadão, Porto Feliz, SP. Tel. 3711-2222 e 9888-1234. www.doissantos.com.br

5h às 11h

viagem

O quê? Galeria Aecio Sarti - O Muro da Minha Rua. Por quê? Recém-aberta no bairro Vila Madalena, a galeria é focada no trabalho do artista plástico Aecio Sarti, que vive e trabalha em Paraty e utiliza lona reciclada como base para suas pinturas. O artista sergipano, que estudou no Colorado Institute of Art, em Denver, já expôs na Embaixada do Brasil em Madri, em Santiago de Compostela, Pontevedra e outras cidades da Galícia. De ter. a sex.: das 10h às 20h; sáb. das 10h às 20h; dom.: das 13h às 17h. R. Harmonia, 293, tel. 7803 2411.

11h às 17h

arte

O quê? Paul McCartney – Up and Coming Tour. Por quê? Porque não é sempre que um ex-beatle dá um show no Brasil - sua última apresentação por aqui foi em 1993. Depois de passar pelos Estados Unidos, México, Europa e, mais recentemente, por Porto Alegre, a turnê desembarca em São Paulo para um show com três horas de duração, onde o multi-instrumentista Sir Paul McCartney apresenta hits de toda a sua trajetória. Dias 21 e 22/11, às 21h30. De R$ 140 a R$ 700. Estádio do Morumbi. Pça. Roberto Gomes Pedrosa – s/nº, tel. 37498000. www.ingresso.com

17h às 23h

show

O quê? Gran Royalle Casa de Pães. Por quê? Seu cardápio inclui refeições, música e arte. Numa área de 1.700 metros quadrados, a casa abriga padaria, restaurante e mezzanino. Além de pães, doces, salgados, tortas e bolos, há lanches, refeições por quilo e serviço à la carte, café da manhã, chá da tarde e bufê de sopas e caldos, pizzas, e o exclusivo “cozinha-show”, um carrinho que prepara pratos na frente do cliente. O panetone é oferecido, tradicionalmente, o ano inteiro. A cozinha trabalha 24 horas, sob a supervisão dos chefs internacionais Benê Hur e Silvano Patrício. R. Eduardo Espínola, 70, tel. 2099-1111. www.granroyalle.com.br

23h às 29h

gastronomia

119


novembro 2010

Festival tailandês no Bankao 5h às 11h

arte O quê? Peças do MoMA Design Store na Marché Art de Vie. Por quê? É uma oportunidade de ver ou adquirir peças de um dos mais famosos e importantes museus de arte moderna do mundo. São objetos de desejo assinados por renomados artistas como Frank Lloyd Wright, Charles e Ray Eames, Andy Warhol, Eric Janssen, entre outros. O mix de produtos inclui itens de decoração para casa, escritório, artigos de uso pessoal, papelaria, cartões e até enfeites de Natal. Al. Gabriel Monteiro da Silva, 1606, tel. 3853-9765 e R. Itápolis, 219, tel. 36602888. www.marcheartdevie.com.br

11h às 17h

gastronomia O quê? Rotisserie Panela de Ferro via Twitter. Por quê? Fica mais fácil encomendar almoço e jantar para serem entregues em casa. A cozinha, especializada em alimentação saudável, elabora os pratos sem condimentos prontos ou conservantes, temperados somente com os usuais alho, sal, pimenta, cebola e cheiro verde. Há pratos fixos do cardápio ou do menu do dia, postados todas as manhãs online, onde os clientes respondem com os seus pedidos. De seg. a sex.: das 10h às 19h, sáb.: das 10h às 18h. R. Girassol, 320, tel. 3032.3034. www. paneladeferronavila.blogspot.com

show

17h às 23h

O Loi Krathong é um festejo inspirado num velho ritual hindu em louvor à Deusa da Água, Phra Mae Khongkha. A data é celebrada na Tailândia na lua cheia do 12º mês no calendário lunar tailandês. Essa tradição pode ser apreciada em São Paulo. Entre 18 e 27 de novembro acontece o festival Loy Krathong no Bankao, com cardápio de 13 pratos para duas pessoas (R$ 210). O menu inclui seis entradas, três pratos principais e quatro sobremesas. Especialidades como o Gaeng Kua Saparod (camarões ao leite de coco e curry vermelho tailandês servido com abacaxi), feitas pelo chef David Zisman, podem ser degustadas no jantar. R.Manuel Guedes, 444, tel. 31680662. www.bankao.com.br

segunda, 22

O quê? Scissor Sisters. Por quê? Pela primeira vez no país, o festejado grupo novaiorquino de dance music, formado em 2002, traz a turnê do álbum Night work, seu terceiro trabalho em estúdio, produzido por Stuart Price, também responsável pela faixa Hung up, de Madonna, e pelos últimos CDs do The Killers e Kylie Minogue. No disco, sucessos como I don’t feel like dancing. A banda abusa do estilo retrô, não só no som como também nos figurinos. Hoje às 22h. R$ 200 a R$ 300. R. Funchal, 65, tel. 2144-5444. www.viafunchal.com.b

23h às 29h

consumo

120 | 29HORAS | 29 de outubro a 29 de novembro 2010

O quê? Next Gift. Por quê? Para quem procura presentes sensoriais, inspiradores. Música, flores, chocolate, uma rua em Istambul, uma loja no Soho... um museu em Paris. A loja explora as tendências internacionais de design e objetos, buscando sempre o presente mais original, inesquecível. São belas composições e kits para as mais variadas finalidades. O site, bem organizado, divide as sugestões nas categorias: por ocasião, por produto, por preço, para quem e everyday. Boa dica para presentear amigos e empresas. www.nextgift.com.br


terça, 23

novembro 2010

O quê? Calçados da linha Maggiori Di Pollini. Por quê? A marca Di Pollini criou uma coleção para homens que gostariam de ser alguns centímetros mais altos. Trata-se de um calçado com design italiano e totalmente estruturado para que ele se sinta confortável e com a estatura maior. Diferente de similares que têm saltos grossos e exagerados, estes são modelos discretos, graças a uma tecnologia especial na parte interna capaz de aumentar até sete centímetros a altura da pessoa. Tels. 2671-4618 e 5561-9852. www.dipollini.com.br

5h às 11h

moda

O quê? Salve Jorge Itaim. Por quê? A casa conhecida por seus badalados happy hours semanais, agora abre para almoço. O novo cardápio oferece diversas opções de aves, carnes, peixes e massas. Entre as pedidas, peito de frango à milanesa com batatas fritas e creme de espinafre e salmão grelhado com batatas cozidas e arroz integral ou quinua. Os pratos executivos incluem uma opção de entrada e sobremesa, que variam diariamente. Dom. a qui.: das 12 às 15h e das 17h às 24h; sex. e sáb.: das 12 às 15h e das 17h à 1h. R. Bandeira Paulista, 327, tel. 3071-0389.

11h às 17h

gastronomia

O quê? Ballet de Geneve 2010. Por quê? Sobre um cenário surpreendente, o elenco multirracial do Ballet du Grand Théâtre de Genève utiliza as linguagens do corpo e da voz nos diversos idiomas, inclusive o português, para transmitir sua mensagem da arte além das fronteiras. Dias 23 (21h) e 24 (18h). R$ 40 a R$ 120. Teatro Alfa. R. Bento Branco de Andrade Filho, 722, tel. 5693-4000. www.teatroalfa.com.br

17h às 23h

danca

O quê? Aspall Suffolk Cyder. Por quê? Conhecida por importar rótulos especiais de cervejas, a Boxer do Brasil agora investe na Cidra ou DryCyder, como a bebida é conhecida na Inglaterra. Entre diversas marcas, tipos e sabores diferentes, a escolhida foi a Aspall Suffolk, que é a única no mercado a ser produzida com 100% de maçã, sem adição até mesmo de açúcar, o que é comum neste mercado para economizar tempo e dinheiro na produção. Delicada, é feita com um blend equilibrado e pode ser encontrada em quatro versões: Premier Cru, Draught, Perronelle’s Blush e Organic. www.boxerdobrasil.com.br

23h às 29h

consumo

121


novembro 2010

5h às 11h

O quê? Castilho. Por quê? É uma butique descolada. Além das várias marcas que compõem um mix selecionado de produtos, com roupas casuais, festa, bordados únicos, a loja desenvolve a sua própria coleção, marcada por um design autoral, com modelagens e estampas especiais. No piso superior, os sapatos e sandálias feitos a mão são um capítulo à parte – bem diferentes e muito confortáveis. Há belas peças de prata com pedras para acompanhar o visual. De seg. a sex.: das 9h30 às 19h30; sáb.: até as 18h. R. Augusta, 2.490, lj. 2, tel. 3085-8035.

gastronomia O quê? Le Manjue Bistrô. Por quê? O único restaurante da cidade a ter o certificado do IBD – Instituto Biodinâmico mudou-se da Vila Madalena para a Vila Nova Conceição. O conceito verde vai dos móveis de madeira certificada e piso ecológico ao cardápio, elaborado pelo chef Renato Caleffi com produtos, ingredientes e matérias-primas livres de agrotóxicos e de substâncias nocivas ao organismo. Ter a sex.: das 12h às 15h30 e das 19h às 23h30; sáb.: das 12h às 24h; dom.: das 12h às 17h. R. Domingos Fernandes, 608, tel. 3034-0631. www.lemanjuebistro.com.br

show

17h às 23h

Reúne o melhor do gênero de humor. Com curadoria de Marcelo Mansfield e idealização de Clarissa Rockenbach e Fernando Padilha. Sex. às 22h (Murilo Gun, Bruno Motta e Geraldo Magela); sáb. às 22h (Maíra Dvorek, Marcelo Madureira e Márcio Ribeiro) e às 23h30 (Angela Dip, Rudy Landucci e Marcelo Mansfield); dom. às 19h (Renato Tortorelli, Carol Zôccoli e Marcelo Oliosi) e às 20h30 (Ben Ludmer, Murilo Couto e Fábio Porchat). Até 28/11. R$ 60. Teatro Juca Chaves. R. João Cachoeira, 899, tel. 31682015.

moda

11h às 17h

2ª Mostra Brasileira de Stand-Up Comedy

quarta, 24

O quê? Roberto Carlos. Por quê? Mais um grande evento para costurar o glorioso ano em que o rei comemora 50 anos de carreira. O ícone da Jovem Guarda foi o cantor brasileiro que mais vendeu discos: 120 milhões de cópias no mundo inteiro. Dias 24 e 25 de novembro, às 21h30. R4 160 a R$ 300. Anhembi - Grande Auditório. Av. Olavo Fontoura, 1209, tel. 2226-0400. E no dia 27 de novembro, às 21h30 (R$ 80 a R$ 220), no Ginásio do Corinthians. R. São Jorge, 777, tel. 2095-3000. www.corinthians.com.br.

23h às 29h

gastronomia

122 | 29HORAS | 29 de outubro a 29 de novembro 2010

O quê? Matriz Hamburgueria Bar. Por quê? O ambiente é charmoso, com a área externa voltada para a rua e interior decorado com painéis de Carlos Matuck, além de fotos da cidade. Mix de bar e sanduicheria, serve petiscos, pratos, bons drinques e cervejas. O chef Ronaldo Carvalho cria hambúrgueres gourmet e deliciosos grelhados. Destaque para o Quatrocentão (filé mignon, queijo prato, bacon e maionese no pão ciabatta) e o filé mignon com legumes na manteiga. Não deixe de experimentar a batata rústica com alecrim. Seg. a qui.: das 12h à 1h; sex. e sáb.: das 12h às 3h. R. Dr. Mário Ferraz, 404, tel. 3167-0678. www.matrizhamburgueria.com.br


quinta, 25

novembro 2010

O quê? Ong Brasil Feira e Congresso Internacional para ONG’s Brasileiras. Por quê? Composto por exposição e congresso internacional, é um evento sem fins lucrativos, direcionado para o desenvolvimento e a capacitação das Organizações Não Governamentais Brasileiras, com atuação no país. De 25 a 27 de novembro. Expo Center Norte – R. José Bernardo Pinto, 333, tel. 2089-8500. www.ongbrasil.com.br

5h às 11h

evento

O quê? Regina Vaz. Por quê? Bailarina clássica formada pelo Royal Ballet Academy of London, Regina trabalha há 38 anos como professora de Ballet (15 do quais formando bailarinas no Teatro Municipal de São Paulo), Jazz, Danças Orientais e Alongamento Indiano. Sua tese em Anatomia Aplicada à Dança e ao Movimento e sua visão holística a levaram à Terapia Corporal e à Medicina Ayurveda e, mais recentemente, à massagem indiana para bebês, oferecendo sessões e cursos para as mamães e seus filhotes. Contatos pelo tel. 9274-1422. regina2001@ig.com.br

11h às 17h

bem-estar

O quê? Improvável da Cia Barbixas de Humor. Por quê? Último dia para ver os atores Anderson Bizzocchi, Daniel Nascimento, Elídio Sanna e mais dois convidados neste show baseado no improviso, em que a plateia tem fundamental importância para criação das cenas. Como cada espetáculo é completamente improvisado, cada apresentação é única. A Cia. Barbixas de Humor está entre os Top 100 do mundo ao lado da cantora Madonna, a Universal Music e o canal de Barak Obama. Às 21h30. R$ 25 e R$ 50. Teatro Tuca. R. Monte Alegre, 1024, tel. 2626.0938. www.improvavel.com.br

17h às 23h

teatro

O quê? Quintas-feiras no Jam Warehouse. Por quê? Para comer sushis e sashimis ao som de Ari Borger ao piano, Celso Salim, na guitarra e voz, e Marcos Klis no baixo acústico. Após ter se apresentado ao lado de grandes nomes do Blues no Brasil e nos EUA, chegando até a abrir shows para lendas vivas como BB King, Ari é considerado atualmente um dos melhores pianistas de blues em atividade. Até 1h. R. Lopes Neto, 308, tel. 3473-3273. www.jamwarehouse.com.br

23h às 29h

gastronomia

123


novembro 2010

sexta, 26 evento

11h às 17h

gastronomia O quê? Restaurante Chácara Itaí. Por quê? A casa, que atende na hora do almoço, alia alimentação balanceada e saudável com os requintes da gastronomia contemporânea. O serviço é dinâmico e rápido, e de autoatendimento. Das mãos da chef Dayse Paparoto (ex Fasano, Due Cocchi, Hotel Sofitel e Nico Pasta & Basta) brotam pratos como o Ivoltini de frango, recheado com legumes grelhados e arroz vermelho, purê de cenoura e brócolis. De seg. a sex.: das 12h às 15h. R. Ministro Jesuíno Cardoso, 104; tel. 3842-0782.

gastronomia

17h às 23h

Versão brasileira do famoso musical da Broadway, com Diogo Vilela e Miguel Falabella. Na trama, Georges (Falabella) é o proprietário do cabaré A Gaiola das Loucas, a joia e o orgulho de St. Tropez, um lugar onde você encontra o seu par, mas a garota foi ali se barbear!, como diz uma das canções do espetáculo. Ousadia, criatividade e muitas surpresas são parte da receita desse sucesso, além do preciosismo e do talento de 25 atores e bailarinos selecionados entre mais de 1.000 candidatos de todo o Brasil. Dias 29 (21h30), 30 (21h) e 31 (19h) de novembro. R$ 20 a R$ 140. Teatro Bradesco. Shopping Bourbon São Paulo – R. Turiassu, 2100, 3° Piso. tel. 3670-4100. www. teatrobradesco.com.br

5h às 11h

a gaiola das loucas

O quê? VII – Festival e Expo Brasil Off-Road. Por quê? Bom para os amantes do mundo off-road, praticantes e simpatizantes. São cerca de 100 veículos divididos por categorias que incluem veículos antigos, civis e militares; picapes, camionetes e caminhões pequenos; além de 4x4 que sofreram modificações. E mais: provas realizadas na pista, construída na arena externa do pavilhão. Dias 26 (das 16h às 22h), 27 (das 14h às 22h) e 28 de novembro (das 14 às 20 horas). Centro de Exposições Imigrantes – Rod. dos Imigrantes km 1,5, tel. 5073-9388. www.brasiloffroad.com.br

O quê? Mercearia do Francês Por quê? Boa dica para quem curte a comida clássica francesa. O restaurante, recém-inaugurado no bairro de Perdizes, privilegia espaços amplos e claros e tem uma decoração aconchegante, com o clima de bistrô. Há desde ovos moles com vinho tinto, cebolinhas e bacon e salada de pato defumado com foie gras até criações tradicionais francesas como cassoulet e o imbatível steak au poivre. Na sobremesa, não deixe de pedir o creme brulée. R. Ministro Ferreira Alves, 282, tel. 3675-6696. www.merceariadofrances.com.br

23h às 29h

musica

124 | 29HORAS | 29 de outubro a 29 de novembro 2010

O quê? Banda Montana Blues no Coobee. Por quê? Rock e blues fo fun animam a noite desta sexta-feira. O grupo foi criado originalmente no começo de 2003, por três dos seus integrantes atuais, e apresenta um repertório de grandes nomes do blues como E.Clapton, BB King, Buddy Guy, S.R.Vaughan, Allman B.Band, J.Lee Hoocker, e Hendrix, Freddie King. R$ 30 (homens) e R$ 20 (mulheres). A partir das 22h. Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 165, tel. 3045-1560.www.montanablues.com.br


sábado, 27

novembro 2010

O quê? H2HC - 7ª Hackers to Hackers Conference. Por quê? Conferência organizada por pessoas que trabalham ou que estão diretamente envolvidas com pesquisas e desenvolvimento na área de segurança da informação. Há treinamentos e palestras apresentadas por membros respeitados do mundo corporativo, grupos de pesquisas e comunidade underground. Neste ano a conferência promete demonstrar técnicas que nunca foram vistas antes. Dias 27 e 28 de novembro, das 8h às 18h. Novotel São Paulo Morumbi – R. Ministro Nelso Hungria, 450, tel. 3787-3400.

5h às 11h

evento

O quê? Aprendiz de Maestro – Ópera dos Bichos. Por quê? A celebrada série é uma realização da TUCCA, que utiliza todos os recursos arrecadados na missão de curar crianças e adolescentes carentes com câncer. Na série, personagens como Operilda e Maestro João ensinam música às crianças de uma forma divertidas, em espetáculos que unem orquestra e teatro. Os ingressos podem ser entregues , mediante taxa de R$ 10, ou retirados na sede administrativa da TUCCA, de seg. a sex.: das 10h às 18h. Av. 9 de Julho, 4275, tel. 3884.4921. www.tucca. org.br/eventos/fallback.htm

11h às 17h

MUSICA

O quê? Boca de Ouro. Por quê? Parte das homenagens pelos 30 anos da morte de Nelson Rodrigues, o Grupo Gattu encena a tragédia tipicamente carioca, escrita em 1959 pelo dramaturgo. A peça estreou em 19 de outubro de 1960, em São Paulo, no antigo Teatro Federação, depois chamado Cacilda Becker. Sem sucesso, ficou somente três semanas em cartaz, tendo no papel-título o diretor polonês Ziembinski. Até 19 de dezembro, sáb.: às 21h e dom.: às 20h. Teatro Gil Vicente. Av. Rudge, 315, tel. 3618.9014.

17h às 23h

teatro

O quê? Smirnoff Nightlife Exchange. Por quê? É um grande intercâmbio da noite. Com o objetivo de criar uma nova experiência em baladas, a marca mundial de vodca criou um projeto ousado que inclui 14 países. Por meio de uma página no Facebook, a marca coletou preferências do que seria uma balada perfeita. No final, as melhores ideias foram embaladas em um container e transformadas em eventos muito especiais, pois cada país recebeu o container com as surpresas preparadas pelo outro. Hoje é dia de colocar em prática a festança reservada ao Brasil. www.smirnoff.com.br.

23h às 29h

balada

125


Espera aí, você não tinha que estar nesse voo?

Tem informação de qualidade no ar. A Revista 29HORAS traz uma série de matérias especiais e uma agenda completa de programação que vai prender de vez a sua atenção. Com circulação exclusiva no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, a revista oferece dicas muito especiais sobre tudo o que acontece de bom na cidade. E o melhor é que você não paga absolutamente nada. A Revista 29HORAS é como o seu voo: você não pode perder.

REVISTA 29HORAS. Quem começa a ler não para mais.


domingo, 28

novembro 2010

O quê? Matiz Manhattan. Por quê? O hotel, localizado a duas quadras da avenida Paulista, tem uma parceria com a Champi Massoterapia, a 350 metros dali, o que permite oferecer um spa completo a seus hóspedes. Tratamentos como massagem clássica, shiatsu, reflexologia, pedras quentes, Tui Na e drenagem linfática, entre outros, com 20% de descontos. No quarto, as comodidades de apartamentos, com utensílios, frigobar, microondas e sala de estar. R. Haddock Lobo, 867, tel. 3123-9600.

5h às 11h

evento

O quê? Temporada OSB 2010 - Série Safira. Por quê? No programa reservado para hoje, o regente Roberto Minczuk e a violinista de Chicago Rachel Barton-Pine, considerada um prodígio no violino (ela começou a tocar com três anos e meio de idade) apresentam Schumann, Abertura, Scherzo e Finale, Op. 52; Barber, Concerto para Violino, Op. 14; Busoni, Suíte Turandot (estreia no Rio de Janeiro) e Respighi, Pinheiros de Roma. Às 17h. R$ 44 a R$ 121. Sala São Paulo. Pça. Júlio Prestes, s/n, tel. 3223-3966. www.salasaopaulo.art.br

11h às 17h

MUSICA

O quê? Oswaldo Montenegro – Canções de amor. Por quê? Depois de ter seu primeiro longa-metragem Léo e Bia premiado no Festival de Recife, seu DVD Quebra-cabeça elétrico elogiado pela crítica e de gravar treze programas para o Canal Brasil com a sua premiada Cia Mulungo de teatro, Montenegro surpreende lançando um disco que mistura, dentro do mesmo tema, três músicas inéditas a outras doze canções que compôs nos trinta anos de carreira que comemora em 2010. Dia 29, às 22h. R$ 40 a R$ 130. HSBC Brasil. HSBC Brasil – R. Bragança Paulista, 1281, tel. 5646-2120.

17h às 23h

teatro

O quê? Sunday Rock’s no bar Eu, Tu, Eles. Por quê? Para animar os domingos com as bandas Urbanus e On The Road’s, que se apresentam na casa em semanas alternadas. O objetivo é trazer para o bar o melhor do rock, regado a grande variedade de cervejas da casa e saborosas caipirinhas criadas pelo mestre Souza e executadas pelo barman Clebio Mendes. No repertório, clássicos de Pink Floyd, Queen, Pearl Jam, Bon Jovi, AC/ DC, Coldplay, Creedence Clearwater Revival, The Doors, Rolling Stones e Scorpions, entre outras. De ter. a sex.: a partir das 18h; sáb. e dom.: a partir das 16h. Av. Faria Lima, 2902, tel. 3071-4535.

23h às 29h

balada

127


novembro 2010

bya barros express 5h às 11h

design O quê? Design especial em prata e pedras. Por quê? Escondido na feirinha de artesanato do Extra Morumbi está o estande do talentoso Jorge, argentino que cria um belo trabalho em peças como colares, brincos e pulseiras, feitas com prata 90 e pedras, brasileiras e de outras regiões do mundo, pouco conhecidas aqui. Destaque para os colares tipo medalhão, uns redondos, outros retangulares para incrementar uma camiseta básica no verão. Bom contato para lojas que procuram acessórios diferenciados com bom preço. Av. Das Nações Unidas, 16741, tels. 6636-9356 e 8721-8830.

gastronomia

11h às 17h

A nova loja da arquiteta Bya Barros oferece, nos seus 1.200 m² distribuídos em cinco andares, uma diversidade incrível de móveis, objetos, acessórios e achados com uma vantagem essencial para o dinâmico cliente de São Paulo: a pronta-entrega. Você pode levar o seu sofá ou a sua adega debaixo do braço. O atendimento premium é outro atrativo da loja, que oferece até um “dog bar” para quem vai acompanhado do cachorrinho – aliás, os pets têm livre acesso ali. Há também o Octávio Café, e dois DJ’s revezam uma picape no local. Al. Itu, 1068 B, tel. 3062-6366. www.byabarrosexpress.com.br

segunda, 29

O quê? Bac’s. Por quê? Para saborear salgadinhos feitos à moda tradicional, com direito a molhinho de pimenta, sem precisar ir até o centro da cidade para isso. A campeã de pedidas é a coxinha creme, seguida do quibe, bolinho de bacalhau, e do sanduíche de pernil, entre os lanches rápidos. Há uma extensa lista de guloseimas portuguesas, como fios de ovos, camafeu, toucinho do céu, pastel de belém e papo de anjo. De seg. a sáb.: das 8h às 23h e dom.: das 8h às 21h. Shopping Ibirapuera. Av. Ibirapuera, 3101, Piso Jurupis, tel. 5561-2875 e no Shopping Metrô Santa Cruz. www.bacs.com.br

17h às 23h

hotelaria O quê? Pousadav. Por quê? Para se hospedar em São Paulo de forma mais amistosa e acolhedora. Charmosa e bem localizada, a pousada está há 25 anos na alameda Franca, no quadrilátero mais chique da cidade. Também oferece uma boa cozinha no espaço Ziláh Gourmet, que aposta na brasilidade, com cardápio que homenageia Villa Lobos nos pratos que levam o nome de suas obras, como o Trenzinho Caipira – peito de frango marinado na cachaça, com um creme de milho feito apenas com milho verde. Al. Franca, 1621/1633, tel. 3062-1444. www.zilah. com

23h às 29h

consumo

128 | 29HORAS | 29 de outubro a 29 de novembro 2010

O quê? Phebo e Granado. Por quê? Boas marcas para presentear no Natal. A Phebo completa 80 anos e investe em um novo site: www.phebo.com.br. A ideia foi reproduzir uma floricultura com as ilustrações da francesa Anne Marie Helies, na página, inspiradas nas cores vibrantes das embalagens dos produtos. Os usuários podem agrupar os produtos da Phebo e da Granado em um único carrinho de compras. Pena que a linha de shampoos desta última, tão boa, não esteja disponível. De qualquer forma, pode ser encontrada no site www. granado.com.br.


Quem conhece, sabe a diferença.

Horário de Funcionamento Segunda a Sexta: das 19h00 às 04h00 Sábados e Feriados: das 21h00 às 04h00

Novo Endereço

Telefone

Web Site

Av. Juscelino Kubitschek, 373 Itaim Bibi - São Paulo - SP

11 2608-9666

www.cafephoto.com.br


29 horas com...

Dona da primeira loja de acessórios da rede Art Design em São Paulo comenta sua rotina na ponte aérea entre São Paulo e a capital federal A empresária Silvana Chrystal iniciou sua carreira enquanto cursava faculdade de Comunicação Social, aos 18 anos. “Surgiu a vontade de ter minha própria loja de acessórios, mas queria fazer as coisas no tempo certo. Então fiz estágio e trabalhei durante dois anos como vendedora de uma loja”, conta ela sobre o período de experiência que ganhou

130 | 29HORAS | 29 de outubro a 29 de novembro 2010

naquela época. Assim que terminou a faculdade realizou seu sonho e abriu sua primeira loja, a Art Design, que está no mercado há 13 anos. O trabalho, no entanto, não foi simples. Silvana resolveu apostar no varejo. Para dar conta da grande demanda, fez diversos cursos para gerir os negócios, procurou profissionais da área – por

todas as horas 7h. “Levanto cedo e tomo café da manhã com as minhas filhas – as gêmeas Emanuelle e Giovanna, de dois aninhos”.

9h30. “Levo minhas filhas para a natação e procuro ficar envolvida em atividades físicas durante a parte da manhã. Isso ajuda a aliviar a correria que vou enfrentar ao longo do dia”.

11h30. “Chego no escritório e começo a coordenar o que as meninas da loja vão fazer. Otimizo meu tempo de todas as formas, então faço uma refeição por onde estiver, nem almoço em casa”.

14h.

“Durante o período da tarde geralmente participo de reuniões e encontros”.

16h.

“Quando estou em Brasília visito minhas outras duas lojas, recebo os fornecedores e atendo os clientes”.

19h.

“Duas vezes por semana tomo café na beira do lago, no Distrito Federal, e faço aulas particulares de inglês lá mesmo ao ar livre”.

21h30. “Depois de um dia cheio de compromissos, costumo ficar em casa a partir desse horário”.

24h.

“Faço algumas leituras, pois não consigo deitar antes da meia-noite”.

Foto divulgação

SILVANA ChRYSTAL

quem tem muito respeito – para receber dicas e conselhos e realizou um detalhado estudo de mercado para não falhar e sair no prejuízo. “Em São Paulo tudo é muito competitivo”, afirma ela que atualmente conseguiu expandir a marca e possui quatro filiais em Brasília e uma em São Paulo, no shopping Vila Olímpia – por enquanto, pois ainda prevê a abertura de mais lojas na capital paulista. As coleções possuem peças e acessórios marcados pela diversidade e sofisticação – uma das marcas mais cobiçadas é a francesa Guy Laroche. Se pudesse descrever sua coleção, Silvana a definiria como moderna e contemporânea. Mãe das gêmeas Emanuelle e Giovanna, de dois anos, Silvana tenta aproveitar ao máximo os momentos que tem com as pequenas, nem que para isso tenha que reorganizar toda a sua agenda. “Flexibilidade virou palavra de ordem depois que elas nasceram”, confessa a mãe apaixonada que vem semanalmente a São Paulo, cidade pela qual tem grande admiração.–L.L.


131


Official Partner of BMW Sauber F1 Team

revista 29HORAS - ed.13 - novembro 2010  

Revista mensal com agenda cultural de São Paulo, distribuída no Aeroporto de Congonhas. Capa: Uma Ode a Congonhas

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you