Page 1

Official Partner of BMW Sauber F1 Team

uma estrela que é

o que há de mais novo faz 50 anos passado meio século. o salão do

automóvel continua a ser aquele que revolucionou o mercado de feiras no país De 29 de agosto a 29 de setembro de 2010 – distribuição gratuita e exclusiva no embarque de congonhas

29HORAS | 29 de setembro a 29 de outubro de 2010 | céu

céu

Com um novo CD depois de cinco anos, justamente chamado vagarosa, ela segue trânsito lento e fulgurante pelo firmamento da MPB

nota 100

para o presidente

andrÉs sánchez levou o corinthians do inferno à glória e garantiu ao clube o presente mais esperado em cem anos: um estádio

nova york

nunca amamos tanto

Natale Giramondo visita a capital mundial do consumo e constata: agora ela dá literalmente para o gasto

31 144

dias tem outubro, e a agenda 29horas tem

programas para todas as horas de todos os dias do mês


Official Partner of BMW Sauber F1 Team

29HORAS | 29 de setembro a 29 de outubro de 2010 | andrés sánchez

31

dias tem outubro. e a agenda 29horas tem

144

programas para todas as horas de todos os dias do mês

presidente

nota 100

andrés sánchez

corinthians

levou o do inferno à glória e garantiu à fiel o presente mais esperado nos cem anos do clube: um estádio

o que há de mais novo faz 50 anos

passado meio século, o salão do automóvel continua a ser aquele que revolucionou o mercado de feiras no país

céu

a estrela

com um novo CD depois de cinco anos, justamente chamado vagarosa, a mais nova grande voz brasileira segue seu trânsito lento e fulgurante pelo firmamento da MPB

nova york Natale Giramondo visita a capital mundial do consumo e constata: agora ela dá literalmente para o gasto nunca amamos tanto


DO QUE É FEITO UM GRUPO QUE NÃO PARA DE CRESCER EM TODO O TERRITÓRIO NACIONAL? De pessoas. são mais De 17 mil associaDos* inovanDo, crianDo e servinDo. TI/TELECOM Data Center | Service Desk | Dados | Gestão de Experiência do Cliente | Recuperação de Crédito | Projetos de Software | Serviços de Aplicações | Consultoria | Contact Center | Voz e muito mais. Internet Banda Larga (3G e ADSL) | Telefonia Fixa e Celular | TV | Comunicação de Dados | Código 12 de Longa Distância Nacional e Internacional.

AGRO Soja | Farelo de Soja | Azeite de Oliva | Óleo de Soja | Óleo Composto de Soja e Oliva | Extrato de Tomate | Molho de Tomate | Gado de corte e leite.

SERVIÇOS Segurança Patrimonial | Segurança Eletrônica | Gestão Documental. Listas | Guias Online e Offline | Jornal | Mídia Out of Home. Manutenção | Vendas | Fretamento de aviões executivos. Serviços de Engenharia de Telecomunicações. Administradora do sistema integrado de transporte coletivo urbano de Uberlândia.

TURISMO Resort | Parque | Operadora de Turismo | Vacation Club.

O grupo empresarial está presente em todo o território nacional, atua nos setores de TI/Telecom, Agro, Serviços e Turismo, oferecendo soluções para garantir valor a todos, de maneira simples, sustentável e inovadora, valorizando relacionamentos e o potencial humano. O maior diferencial da Algar está na crença de que pessoas não são recursos, são talentos.

www.algar.com.br

*como são chamados nossos funcionários.


>sumário

de 29 de setembro a 29 de outubro

>hora H 12

Musa Fernanda Machado mostra seu talento dramático na peça Mente mentira

14

cinema Duas grandes estreias, uma romântica e outra mais hard, marcam este mês

16

perfil O ator paulistano Fernando Alves Pinto, que está no filme Nosso lar, fala de sua história

18

show Festivais com grandes atrações nacionais e internacionais movimentam a cidade

20

criança Divirta-se em família com a programação que inclui filmes, mostras, peças e museus

22

walking distance O centro de São Paulo guarda segredos históricos, como o Cine Marabá

24

comida Conheça os restaurantes de Nova York que têm filiais em São Paulo

26

comer, beber, viver

28

adega Nosso especialista Didú Russo explica por que pagamos tão caro pelos nossos vinhos

30

29horas em... Foz do Iguaçu é o destino preferido da apresentadora Michelle Gianella

32

das 23h às 29h Um novo bar itinerante vira ponto de encontro antes da balada

34

mais que nécessaire

36

hora livre Em um lampejo inspirado, Luiz Toledo saúda a primavera e nos inspira

38

lounge 29horas Uma degustação de azeites e vinhos no D’Olivino reuniu poucos e bons

Georges Henri se encanta com as casas de shows que a cidade oferece

Lançamentos que são verdadeiros básicos do consumo de beleza

Agenda 29 horas 64

144 programas para as mais variadas horas do dia

29 horas com... 98

maestro roberto duarte O diretor do Theatro São Pedro rege pelo mundo

Errata: Diferente do que foi publicado na edição n˚ 10, na pág. 30, o nome correto do sócio da Temaki Fry é Roni Foti.


Capa: Céu foi fotografada por Juarez Malavazzi, com produção de Vanda Fulaneto, cabelo e maquiagem por Sergio Bonfim (Beka Internacional). Céu veste Neon, Amapô e Teca /Helô Rocha.

Publisher: Pedro Barbastefano Júnior Conselho editorial: Chantal Brissac, Claudio Elisabetsky, Clóvis Cordeiro, Didú Russo, Fabio Sgarbi, Georges Henri Foz, Pedro Barbastefano Júnior, Wagner Carelli Redação (contato@29horas.com.br): Brunno Carvalho (arte), Chantal Brissac, Letícia Liñeira (estagiária), Maria Cecília Maciel (agenda), Vanda Fulaneto, Wagner Carelli Projetos editorial e gráfico, serviços editoriais: Studio San Floro Colaboradores: André Santos, Didú Russo, Dorotéia Fragata, Juarez Malavazzi, Georges Henri Foz, Kike Martins da Costa, Luiz Toledo, Simone Galib

SÓCIOS-DIRETORES Clóvis Cordeiro e Pedro Barbastefano Júnior MARKETING Coordenador: Rodolfo Torrezan (rodolfo@meta29.com.br), Equipe de marketing: Anna Flávia Murata (annaflavia@meta29.com.br), Larissa Ramos Costa Rezende (larissa@meta29.com.br), Vanessa Cristina de Oliveira (vanessa@meta29.com.br) Equipe de criação: André Yoshikawa, Cesar Valério, Karen Kohatsu, Rose Oseki PUBLICIDADE Diretoria comercial: Fabio Sgarbi (fabiosgarbi@meta29.com.br) e Luiz Carlos Stein (stein@meta29.com.br) Equipe comercial: Flávia Moraes (flavia@meta29.com.br), Marcelo Rocha (marcelorocha@meta29.com.br) Clientes Diretos: Oswaldo Maffei Jr. (wado@meta29.com.br) Projetos Especiais: Geraldo Mello Peixoto (gera@meta29.com.br) Rio de Janeiro – Oscar de Oliveira Jr. (oscar@meta29.com.br)

>DESTAQUES 40 UMA ESTRELA QUE É CÉU

Depois de levar a turnê do disco Vagarosa pelo exterior, Céu mostra por que vem cintilando na MPB

46 NOTA 100

Presidente do Corinthians, Andrés Sánchez comemora os 100 anos do clube e a construção do novo estádio

52 MÁQUINAS DO TEMPO

O Salão do Automóvel faz 50 anos e está mais novo e moderno do que nunca; confira a história e as novidades

56 NY

Representantes: Brasília – Aloísio Nascimento (dbkn@uol.com.br), Minas Gerais – Moacir Lopes (moacir@yesbh.com.br), Paraná – Rogério Florenzano (florenzano@meta29.com.br), Rio Grande do Sul – Ricardo Rosa (ricardo@printsul.com.br), Santa Catarina – Jean Luc Jadoul (jljadoul@terra.com.br), Pernambuco – Luis Augusto Carvalhaes Norfini (novosrumos@hotlink.com.br) ADMINISTRAÇÃO Administrativo e financeiro: João Carlos Vendramini (joaocarlos@meta29.com.br) Manutenção e logística de distribuição: Marcelo Mattos (marcelomattos@meta29.com.br) Impressão e acabamento: IBEP Gráfica 29HORAS é uma publicação mensal sob encomenda da Meta 29 Serviços de Marketing Ltda. Editora contratada: San Floro Editoração Gráfica ME Jornalista responsável: Wagner Carelli (MTB 12986) Tiragem: 50.000 exemplares DISTRIBUIÇÃO GRATUITA E EXCLUSIVA NAS SALAS DE EMBARQUE DO AEROPORTO DE CONGONHAS A revista 29HORAS respeita a liberdade de expressão. As matérias, reportagens e artigos são de responsabilidade exclusiva de seus signatários. Meta 29 Av. Nove de Julho, 5966 - cj. 62 - Jd. Paulista - São Paulo - Cep: 01406-200 Tel.: 11.3086.0088 Fax: 11.3086.0676 www.meta29.com.br; www.29horas.com.br

29HORAS na rede: twitter.com/revista29horas @revista29horas

Natale Giramondo vai ao centro mundial do consumo para revalidar sua lista de preferências gastronômicas imperdíveis

logo fsc

A Meta 29, consciente das questões ambientais e sociais utiliza papéis com certificação FSC (Forest Stewardship Council) na impressão deste material. A certificação FSC garante que uma matéria-prima florestal provenha de um manejo considerado social, ambiental e economicamente adequado e outras fontes controladas. Impresso na IBEP Gráfica Ltda. certificada na cadeia de custódia - FSC.


hora h

musa

Palco, tela e TV

No dia 10 de outubro, Fernanda completa 30 anos. Irá comemorar com o namorado, o fotógrafo Marcelo Faustini, e os pais em Maringá (PR), sua cidade natal. “Sou uma mulher simples, que ama a vida em família”, diz Fernanda, que festeja a ótima fase. Protagonista da peça Mente mentira, clássico do dramaturgo americano Sam Shepard em cartaz no Teatro Raul Cortez, em São Paulo, a atriz também estará na próxima novela das oito, Insensato coração, de Gilberto Braga, e em 2011 ganhará as telas com o filme Amanhã nunca mais, de Tadeu Jungle, no qual contracena com Lázaro de Oliveira. Formada em Artes Cênicas em Curitiba, Fernanda já fez sete novelas globais – a personagem Joana, de Paraíso tropical, foi um marco na sua carreira – e três filmes, entre eles Tropa de elite, de José Padilha, no qual encarnou a universitária Maria. O que a empolga agora é falar de sua intrincada personagem em Mente mentira, peça dirigida por Paulo de Moraes que esquadrinha o perturbador universo da violência familiar. Fernanda interpreta Beth, que por pouco não sobrevive à surra que levou do marido, Jake (Malvino Salvador), um jovem louco e violento. “Beth vai tentar se reerguer depois de ficar em estado de coma. Este trabalho, que exige absoluta imersão, foi um presente para mim”, explica a atriz, enquanto descreve a transformação da personagem. No camarim, ela leva três horas para entrar na sofrida pele de Beth, metamorfose que inclui frisagem dos cabelos, maquiagem e enfaixamento do corpo. Durante as duas horas de espetáculo, Fernanda se coloca inteira em um papel difícil e que revela uma nova face da atriz. Mais dramática, mais madura. Passado o transe teatral, ela volta a ser feliz: “Meu namoro vai bem e já dá até para sonhar com o meu filhinho. Aos 34, 35, pretendo ser mãe. Mas tudo na sua hora”. –Dorotéia Fragata

12 | 29HORAS | de 29 de setembro a 29 outubro de 2010

marcelo faustini

Fernanda Machado brilha no teatro, estreia logo mais no cinema e se prepara para ser uma das estrelas da próxima novela da Globo

Fernanda Machado interpreta uma personagem sofrida em Mente mentira,...


...que estรก em cartaz no Teatro Raul Cortez

13


hora h

cinema

entre o amor e a milícia

Uma comédia romântica ou um grande policial? As duas maiores estreias de outubro são diametralmente opostas, mas igualmente emocionantes uma mulher que tinha tudo o que sonhava – um marido bonitão, uma bela casa e uma carreira bem-sucedida –, mas não se sentia feliz ou realizada. Confusa e em crise, divorcia-se e decide sair da sua zona de conforto: embarca em uma jornada ao redor do mundo que funciona como uma caça ao tesouro do autoconhecimento. Na Itália descobre o verdadeiro prazer da gastronomia; na Índia, tem uma revelação e sente o poder da oração; por fim, em Bali, na Indonésia, encontra a paz interior, o equilíbrio e um verdadeiro amor. O felizardo é Felipe, um brasileiro interpretado pelo espanhol Javier Bardem. O Brasil está presente também na trilha sonora, que inclui canções de Bebel Gilberto. O filme tem momentos água com

14 | 29HORAS | de 29 de setembro a 29 outubro de 2010

Wagner Moura volta como Capitão Nascimento, agora...

açúcar, mas o saldo final é positivo, com imagens incríveis, bons diálogos e momentos que provocam muitos suspiros. Agora, se você quer ação, corra para a internet e garanta a sua entrada para a continuação do surpreendente megasucesso do diretor José Padilha. Nessa nova história, o Capitão Nascimento não está mais na tropa de choque do Bope, o Batalhão de Operações Especiais da polícia carioca, mas na cúpula da Secretaria de Segurança. Agora é coronel e seu maior inimigo são as milícias que tentam pôr ordem nas favelas cariocas de

uma maneira truculenta e irracional. Ao bater de frente com o sistema que domina o Rio de Janeiro, ele descobre que o problema é muito maior do que imaginava. E não é só: precisa equilibrar o desafio de pacificar uma cidade ocupada pelo crime com as constantes preocupações com seu filho adolescente. Quando o universo pessoal e o profissional de Nascimento se encontram, o resultado é explosivo. Enquanto o primeiro filme se passa no nível da polícia e seus principais personagens eram policiais, Tropa 2 foca o nível de cima, a interação da polícia com

fotos divulgação

No nacional Tropa de elite 2, que entra em cartaz no dia 8, a adrenalina corre com força por causa dos novos tiroteios, perseguições e situações perigosas protagonizadas pelo Coronel Nascimento (Wagner Moura). Já na comédia romântica Comer, rezar, amar, com estreia programada para o dia 1º, o que tira o fôlego dos espectadores são as paisagens de cartão postal da Itália, da Índia e da Indonésia, além das cenas de amor entre Julia Roberts e Javier Bardem. Se a sua ideia é um programa mais calmo, compre já um par de ingressos para a segunda opção. O longa, produzido por Brad Pitt e Dede Gardner, é baseado no best-seller autobiográfico de Liz Gilbert, interpretada por Julia Roberts. Liz é


Enquanto em Tropa de elite 2 a adrenalina corre solta, em Comer, rezar, amar é a paixão que dá o tom ... na cúpula da Secretaria de Segurança e às voltas com as milícias que controlam as favelas cariocas

a política, com os agentes decisórios da segurança pública. O cantor Seu Jorge atua no filme como o vilão Beirada, um líder miliciano barra-pesada. Se eu fosse você, reservaria duas noites para encarar essas duas ótimas estreias. Cada uma é mais apropriada para um momento, um estado de espírito, mas as duas certamente são excelentes opções para quem curte um filme bem produzido, com histórias bem amarradas, grandes interpretações, numa sala de cinema bem equipada, com um som potente, uma projeção de qualidade e uma gostosa pipoca. –Kike Martins da Costa

Javier Bardem e Julia Roberts formam o belo casal do filme inspirado no best-seller de Liz Gilbert

15


hora h

perfil

O mundo é o seu lar

Fernando Alves Pinto está em Nosso lar, que vem batendo recordes de bilheteria (mais de 2 milhões de ingressos), e em várias produções. “Moro onde o trabalho estiver”, diz esse ator itinerante e talentoso que não dá certo. “Com ela, devemos percorrer o Brasil todo”, diz o ator paulistano de 41 anos (e jeito de 28) que é dono de uma versatilidade artística incrível. Além de atuar, ele também toca e canta. “Aprendi violão, trompete, clarinete, cavaquinho, cravo e, agora, passei a estudar piano com mais afinco. O personagem da minha próxima peça tocará serrote, mais um instrumento para a minha ‘orquestra’ pessoal”, comenta rindo. A multiplicidade é parte dele desde pequeno. Curioso e muito criativo, foi

uma das inspirações para o tio, Ziraldo, criar o Menino maluquinho, um dos personagens mais famosos concebidos pelo escritor e cartunista. A família, aliás, é toda de vertentes artísticas. Fernando é filho de Ciça, cartunista da Folha de S. Paulo, e do artista plástico Zélio. É irmão do teatrólogo Pedro Vicente e da artista gráfica Ana Ciça. “No final do ano, com os primos, costumávamos montar autos de Natal. Já no Réveillon e nas férias de janeiro, fazíamos comédias que tinham até músicas especiais”, conta Fernando, lembrando também de

No filme, Fernando contracena com a atriz Ana Beatriz Corrêa

16 | 29HORAS | de 29 de setembro a 29 outubro de 2010

Para interpretar Lísias, o ator

outras estripulias típicas do Menino maluquinho. “Morávamos próximos uns dos outros, então juntávamos nossos carrinhos de rolimã, que eram desmontados, e criávamos um trem. Assim, o tombo e os machucados eram coletivos!” No final da adolescência, na hora de escolher a carreira, Fernando ficou em dúvida: engenharia, psicologia ou artes cênicas? Entrou em engenharia, foi reprovado em artes cênicas e decidiu morar em Nova

fotos divulgação

Em Nosso lar, filme dirigido por Wagner de Assis e inspirado no romance mais famoso do médium Chico Xavier, Fernando é Lísias, um espírito generoso, bem-humorado e amigo. Na vida real, Nando, como é conhecido, também é um cara bacana, que encanta seus interlocutores por sua leveza e simpatia. Com novo longa para estrear em breve – Dois coelhos, de Afonso Poyart – e a peça Cartas de amor, que começa este mês em Brasília, Fernando é um ator-viajante que pousa onde o público está. Desistiu, nos últimos anos, de conjugar o verbo morar. “Tenho emendado um trabalho no outro. Moro onde ele estiver”, diz, enquanto conversa com a reportagem da 29HORAS na casa de seu pais, no bairro do Pacaembu, em São Paulo. Em 2011, mais viagens aguardam Fernando. Em janeiro, irá estrear no Rio Salve-me musical, de Pedro Brício, peça que conta a história de um musical


Sobrinho do escritor Ziraldo, o ator inspirou o Menino maluquinho, que ele encarnou no cinema e na TV

foi buscar registros do período em que passou em coma, depois que sofreu um acidente de bicicleta

York com os pais. “Era a época do ‘Brasil, ame-o ou deixe-o’. Exatamente por amar a minha terra, eu optei por deixá-la. Esse não era o meu país”, afirma, emocionado. A temporada em Nova York foi rica de experiências. Ele trabalhou em várias profissões – de ajudante de marceneiro e garçom a fotógrafo e professor de francês. Também fez cursos de mímica e teatro de improviso e chegou a atuar em pequenos papéis.

Nessa fase, teve uma grata surpresa. Foi convidado por Walter Salles para fazer Terra estrangeira, filme de Salles e Daniela Thomas. “A partir daí não parei mais”, observa Fernando, que já fez 25 peças, 40 curtas e 20 longas. São 18 anos de carreira e trabalhos conhecidos em várias partes do mundo – em Barcelos, no rio Negro, ele filmou Os aviadores, produção austríaca sobre a Amazônia ainda não exibida no Brasil.

Uma trajetória pulsante, que teve uma pausa forçada em 1996, quando o ator sofreu um acidente de bike e ficou em coma por 15 dias. “Eu pedalava no bairro da Bela Vista quando de repente voei por cima do guidão – não tinha visto um buraco na rua. As testemunhas disseram que eu me levantei, disse que estava tudo bem e, em seguida, entrei em coma. Foi uma experiência que me fez refletir sobre a vida. Enquanto estava inconsciente, me sentia à

beira de um precipício. Se eu me soltasse – e isso era tentador – tinha a sensação de que iria expandir a minha consciência para todo o Universo. Ao mesmo tempo, a vida me chamava de volta para terminar tudo o que eu havia deixado para trás. Levei um ano para voltar à idade que tinha naquela época. E foi a música que ajudou meu cérebro a encontrar toda a história da minha vida”, diz Fernando, que confessa ter usado essa experiência transcendental na criação de Lísias do Nosso lar, longa que já levou mais de dois milhões de pessoas aos cinemas e que terá uma sequência: o diretor, Wagner de Assis, já começou a preparar a produção do 2˚ filme . “Busquei referências na minha espiritualidade. A minha relação com a morte, por causa do coma, foi muito forte. E eu, que nunca tinha lido nada do Chico Xavier, me encantei com a história e com a incrível mensagem desse livro.” –Dorotéia Fragata

17


hora h

show

a todo volume

Em outubro, as atrações internacionais estarão em todos os lugares e, no meio disso tudo, várias bandas nacionais também se apresentam olhando para você? Então pode ir desembolsando entre R$ 160 (arquibancada) e R$ 600 (pista premium). Os ingressos estão à venda na Ticketmaster. Também no dia 7 acontece no Via Funchal o show da parte paulistana do PercPan, festival de música percussiva que acontece todo ano em Salvador. Quem for ao Via Funchal poderá conferir o grupo angolano Buraka-Som Sistema, um dos maiores expoentes do kuduro, ritmo que faz sucesso não só na África como também em várias capitais da Europa. Os tíquetes estão à venda por valores entre R$ 100 e R$ 200 e a abertura da noite fica por conta de Iggor Cavalera & Mixhell. No dia 8, mais um show agita o estádio do Morumbi. Agora é a vez dos canadenses da veterana banda Rush, famosa

18 | 29HORAS | de 29 de setembro a 29 outubro de 2010

Com 16 bailarinos no palco, Corpo vivo, de Ivaldo Bertazzo,...

Rege Against the Machine volta aos palcos com a formação original

por sucessos como Tom Sawyer e Turn the page. As entradas custam de R$ 160 (arquibancada) a

R$ 500 (pista premium) na Ticketmaster. Dos dias 9 a 11 acontece em Itu a versão caipira do

festival verde

O SWU aposta na sustentabilidade, uma causa que atrai cada vez mais jovens no mundo todo. O evento irá reunir um time de grandes personalidades nacionais e internacionais para três dias de debates em torno de soluções, ideias e propostas para um mundo mais sustentável. São 24 speakers e outros 20 convidados entre especialistas, pensadores e representantes de ONGs. A americana Kate Dohring, fundadora do Wealth Living and Giving, e a brasileira Lala Deheinzelin, especialista mundial em economia criativa, são as curadoras do evento que contará ainda com a presença de Leonard Schelesinger, presidente da Babson (maior faculdade de empreendedorismo do mundo); Marcelo Yuka, músico; Ladislaw Dowbor, presidente do Conselho do Núcleo de Estudos do Futuro da PUC-SP; e Stephen D’Esposito, presidente da Resolve, instituição mediadora entre ONGs e empresas, com atuação nas zonas de conflito de extração de metais no continente africano.

fotos divulgação

Vai ter o punk rock californiano do Green Day na Arena Anhembi, o metal alternativo do Rage Against the Machine na Fazenda Maeda, o kuduro angolano do Buraka-Som Sistema no Via Funchal, o rock progressivo dos canadenses do Rush no Estádio do Morumbi, o pop eletrônico da dupla francesa Air na Chácara do Jockey e muito mais. A programação vai ser intensa para todo mundo, não interessa qual o seu gênero musical predileto. Prepare o seu bolso, porque os preços dos bilhetes para esses shows todos não estão nada baratinhos. A festa começa no dia 7, com o mega show da banda norte-americana de hard rock Bon Jovi no estádio do Morumbi. Quer suspirar quando o galã e vocalista Jon Bon Jovi cantar Born to be my baby


A cantora inglesa Joss Stone é uma das atrações no SWU

A banda britânica Jamiroquai encerra o Festival Natura Nós

O trio de punks do Green Day se apresenta na Arena Anhembi

festival de Woodstock. O SWU Festival, na Fazenda Maeda, vai reunir mais de 20 bandas e outra dezena de DJs em uma celebração

que mistura música, artes e sustentabilidade – SWU quer dizer starts with you (começa com você). Entre as principais atrações estão

as bandas Rage Against the Machine, Kings of Leon, Linkin Park, Pixies, Dave Matthews Band, Queens of the Stone Age e Cavalera Conspiracy, além de cantoras como Joss Stone e Regina Spektor. Confira a programação completa no site www.swu.com.br e pode ir abrindo a carteira: os ingressos mais baratos estão sendo vendidos pelo site www.ingressorapido. com a R$ 210, e os mais caros, a R$ 1.680. De volta a São Paulo, no dia 15 acontece na Arena Anhembi o showzaço com os divertidos punks californianos do Green Day. Mais maduro, o trio ainda não perdeu a revolta do início da carreira, quando ainda era um grupinho de moleques malcriados. As entradas custam de R$ 180 a R$ 250 no site www.livepass.com.br. Por fim, nos dias 16 e 17 acontece na Chácara do Jockey, na zona oeste da cidade, o festival Natura Nós. Na primeira

noite, as atrações são o pop eletrônico da dupla francesa Air, o funk dançante da banda inglesa Jamiroquai, o tango eletrônico da argentina Bajofondo e o rock da Snow Patrol, diretamente trazida da Irlanda do Norte e da Escócia. Para completar o line-up, shows de Vanessa da Mata, Céu, Móveis Coloniais de Acaju e Cidadão Instigado. Neste dia, os ingressos custam de R$ 190 a R$ 500 e podem ser comprados no site www.naturamusical. com.br. No dia seguinte, com preço único a R$ 60, a coisa fica um pouco mais familiar, com shows de Adriana Partimpim, Palavra Cantada, Pequeno Cidadão e Pato Fu. Cansou? Então pode ir recarregando as energias e o bolso porque em novembro ainda tem muito mais: Black Eyed Peas, Smashing Pumpkins, Pavement, Fatboy Slim, Mika, Moby, Groove Armada... –K.M.C.

19


hora h

Criança

A metrópole dos

pequenos

São Paulo é a grande cidade brasileira da cultura e do entretenimento. Que tal curtir em família o Dia da Criança, aproveitando os grandes espetáculos que estão em cartaz? São circos, musicais, estreias de cinema e de teatro, concertos lúdicos e até um festival de curtas de animação

Musical O musical Era uma vez (Into the woods), sucesso da Broadway e vencedor de cinco prêmios Tony, é imperdível. Criado por James Lapine, com letras e músicas do prestigiado compositor Stephen Sondheim (Mary Poppins, West Side Story, Gypsy), o espetáculo explora o destino dos personagens após o

20 | 29HORAS | de 29 de setembro a 29 outubro de 2010

O Espaço Catavento, no Palácio das Indústrias, possibilita...

Interior de uma das salas do Espaço Catavento: aprendizado lúdico

final feliz. Narra a história de um padeiro e sua esposa que vão para a floresta em busca dos ingredientes que desfazem a maldição que receberam de uma bruxa. A versão brasileira tem 22 personagens, com um elenco de 18 atores e uma orquestra de 15 músicos. Direção de Felipe Senna e Armando Bravi Filho. Teatro Brigadeiro. Av. Brig. Luís Antonio, 884, tel. 3115-2637. Qui: às 21h e dom: às 18h, R$90. Sex: às 21h30 e sáb: às 21h. R$ 110. Até 28/11.

Teatro Histórias do caixão do Zé – A lua cheia no alto da noite ilumina o cemitério mal-assombrado. Os uivos e os barulhos noturnos anunciam o despertar de um macabro personagem – o Zé! De seu caixão apodrecido, essa estranha personagem acorda para aterrorizar quem ousar passar pelos portões de seu domínio. Mas esta espera impaciente é amenizada pelas histórias que ele inventa para matar o tempo.

fotos divulgação

Cinema Eu e meu guarda-chuva é uma aventura dirigida por Toni Vanzolini, que conta a história de três amigos em sua última noite de férias. Eugênio, sempre munido do guarda-chuva herdado do avô, Frida e Cebola embarcam em uma aventura mágica ao

visitar sua nova escola. Um barão, que deveria permanecer em um antigo quadro da parede, ganha vida e comprova sua fama de “terror dos alunos”. Participação especial de Arnaldo Antunes. Já em Lenda dos guardiões, a jovem coruja Soren é fascinada pelas histórias épicas contadas pelo seu pai sobre os Guardiões de GaHoole, um bando mítico de guerreiros alados que lutaram em uma grande batalha para salvar todas as corujas dos maldosos Puros. Nos melhores cinemas das cidade.

bruno dias

Circo Circo dos sonhos – O novo espetáculo, com a participação de mais de 40 artistas, apresenta uma série de exibições das artes circenses. Uma sonhadora menina é protagonista de muitas aventuras e interage com artistas, trapezistas, malabaristas, contorcionistas, mágico, equilibristas, palhaços e muitos outros números, com música ao vivo. Dias 2, 3, 9, 10 e 12 (às 16h, às 18h e às 20h30) e 16/10 (às 16h). R$ 25 e R$ 12,50. Academia Brasileira de Circo. Av. Nícolas Boer, 120, tel. 2076-0087. www. academiadecirco.com.br


daniela de moraes

...experiências interativas

O filme Eu e meu guarda-chuva, de Toni Vanzolini, é uma aventura

Com a Cia. Polichinelo de Teatro de Bonecos e de Marcio Pontes. Até 24/10. Dom. e fer.: às 16h. R$ 10 e R$ 2,50. SESC Ipiranga – R. Bom Pastor, 822, tel. 3340-2000 Domingo é dia de teatro Todo domingo é dia de teatro infantil na Livraria Cultura, com uma história diferente a cada semana. Até 31 de outubro. Dom., às 15h. Livraria Cultura Shopping Market Place. Av. Dr. Chucri Zaidan, 902, tel. 3474-4033. Animação A exemplo do Festival de Curtas de São Paulo e do Anima Mundi, o Continental Shopping criou o Cineminha, onde as crianças podem assistir 15 curtas de animações produzidas por jovens cineastas paulistanos. Há também uma exposição de miniaturas dos personagens de desenhos

16, tel. 3057-0131.

Em Lenda dos guardiões, as corujas são as protagonistas

animados desde a década de 70 e uma mostra de alguns instrumentos utilizados na produção de animações, que podem ser experimentados pelos adultos e crianças. Até 17 de outubro. De seg. a sex.: das 14h às 22h; sáb.: das 10h às 22h; dom. e fer.: das 14h às 20h. Grátis. Av. Leão Machado, 100, tel. 3769-3769. Concerto Allegro, um boneco sem concerto, é da celebrada

série Aprendiz de Maestro, realizada pelo Tucca, em prol de crianças e adolescentes carentes com câncer na periferia de São Paulo, cujos personagens, Operilda e Maestro João, ensinam música às crianças de uma forma lúdica e divertida, em espetáculos que unem orquestra e teatro. Com Cassio Scapin, Maestro João Maurício Galindo e Sinfonieta Tucca Fortíssima. Dia 9/10: às 11h. R$ 50 e R$ 40. Sala São Paulo – Pça. Júlio Prestes,

Museu e Ciência Catavento – Bom lugar para mostrar à criança como estudar pode ser mais interessante e divertido. O Espaço Catavento, no Palácio das Indústrias, apresenta ao visitante, de forma lúdica e interativa, centenas de experiências baseadas no currículo escolar, divididas em quatro seções: Universo, Vida, Engenho e Sociedade, organizadas nos 4 mil metros quadrados do histórico prédio. Muitas das atividades tiveram a participação do Instituto de Astronomia e da Poli (USP) no desenvolvimento. Só o belo prédio já vale o passeio. De ter. a dom.: das 9h às 16h. R$ 6 e R$ 3 (crianças de 4 a 12 anos). Pça. Cívica Ulisses Guimarães, s/n˚, Parque Dom Pedro II, tel. 3315-0051. –Maria Cecília Maciel

21


hora h

walking distance

Tradições do centro

Símbolo da Cinelândia paulistana, o Marabá é um dos poucos cinemas de rua que ainda restam na cidade. Reformado pelos arquitetos Ruy Ohtake e Samuel Kruchin, foi reinaugurado em 2009 para preservar os elementos históricos da época. Na região da República, outros lugares mantêm suas raízes e seu charme. Por Letícia Liñeira

Ponto Chic Fiel há quase 90 anos à tradicional receita de bauru, a lanchonete continua cativando novos clientes com seu inimitável sanduíche, feito em pão francês com rosbife, tomate e pepino – que podem ser misturados ainda com os queijos prato, suíço e estepe. Para acompanhar, sucos diversos e um delicioso chope. De. seg. a sáb.: das 10h às 18h. Lgo. do Paissandu, 27, tel. 3222-6528. www.pontochic.com.br

3 min.

4 min.

Cine Marabá Av. Ipiranga, 757, tel. 5053-6881.

8 min.

Galeria do rock Construído em 1963 e inspirado no Copan, o complexo Grandes Galerias foi projetado pelo arquiteto Alfredo Mathias – responsável também pelos projetos do shopping Iguatemi e do Palácio Anchieta. Ficou conhecido como galeria do rock devido às lojas de discos que começaram a se instalar ali no final dos anos 70. Atualmente 20 mil pessoas circulam diariamente entre as 450 lojas que ocupam os 6 mil m² – cerca de 200 são voltadas para o universo do rock: CDs, vídeos, camisetas e estúdios de tatuagem e piercings. De seg. a sex.: das 10h às 18h30 e sáb.: das 10h00 às 18h. R. 24 de Maio, 62, ou av. São João, 439, tel. 3337-6277. www.galeriadorock.org.br

Bar Léo Inaugurado em 1940 por um alemão, o bar ficou famoso pelo chope de colarinho cremoso (considerado um dos melhores da cidade) e canapés no pão preto, de vocação germânica. Vive lotado e fecha, tradicionalmente, às 20h30. Durante a semana, um caprichado cardápio reúne no almoço gente de vários pontos da cidade. De seg. a sex.: das 11h às 20h30 e sáb.: das 11h às 16h. R. Aurora, 100, tel. 3221-0247. www.barleo.com.br

22 | 29HORAS | de 29 de setembro a 29 outubro de 2010

Padaria Santa Efigênia Desde 1956 no piso térreo de um dos cartões-postais da cidade, o edifício Copan, essa padaria divide o espaço com um miniempório e restaurante. O forte da casa é a coxa-creme, mas há quem também aporte na cinquentona padoca para degustar um bom café e ótimos pães na chapa. De seg. a dom.: das 6h às 22h30. Av. Ipiranga, 200, lj. 3A7, tel. 31516319. www.santaefigeniapaes.com.br

fotos divulgação

8 min.


hora h

comida

A Big

Apple é aqui

Restaurantes de Nova York abrem filiais em São Paulo e reforçam ainda mais as semelhanças entre as duas cidades

No Robin de Bois, o clima de bistrô e taverna é ideal para curtir pratos com sotaque francês

A cena gastronômica paulistana exibe lugares que criam uma linha direta da cidade com Nova York. Existem, por exemplo, três restaurantes nova-iorquinos cujas únicas filiais fora da Big Apple funcionam justamente aqui na Terra da Garoa. O elo mais famoso dessa Manhattan Connection estabeleceu-se quando, em outubro de 2008, foi inaugurada a filial paulistana do tradicional PJ Clarke’s. Aberto em 1884 na Terceira Avenida e tombado pelo patrimônio histórico e cultural da cidade, o centenário restaurante era frequentado por celebridades como Frank Sinatra, Jacqueline Kennedy Onassis e Paulo Francis. Ficou famoso por seus hambúrgueres caprichados, seus steaks suculentos e por clássicos

como os ovos benedict, os crabcakes e os waffles. Ah, e não deixe de provar o delicioso cheesecake, uma especialidade da casa! Maria Rita Pikielny, a mulher que convenceu os donos da marca a abrir uma filial no Brasil, tentou durante anos trazer o restaurante para cá, mas os americanos sempre relutaram em expandir seus negócios. Dois anos depois, a casa paulistana deu tão certo que em breve Maria Rita vai abrir mais um restaurante nos Jardins e, num futuro próximo, pensa ainda em montar filiais no Rio e em Buenos Aires. Nos Estados Unidos o PJ Clarke’s também acabou decidindo montar uma rede, com restaurantes em Atlanta, Boston, Las Vegas e Washington. A primeira filial, a de Atlanta, deve ser inaugurada nas próximas

24 | 29HORAS | de 29 de setembro a 29 outubro de 2010

O espírito de robin wood

O cardápio do Serafina oferece clássicos, como o ravioli al tartufo

fotos divulgação

Inaugurado em 2008, em Pinheiros, o Robin de Bois é a réplica fiel de sua matriz, um misto de taverna, pub e bistrô aberto há oito anos na discreta Smith Street, no Brooklin, por Bernard Decanali, francês radicado nos EUA que também é sócio do ponto paulistano. O nome é uma versão em francês do aventureiro da floresta de Sherwood, Robin Hood. O salão do restaurante tem iluminação tênue, pôsteres vintage e um monte de badulaques colecionados por Bernard. No cardápio, clássicos como steak tartar, croque monsieur e moules et frites (mariscos no vapor servidos com batatas fritas). Algumas receitas têm toques brasileiros: o risoto cítrico que acompanha o magret de canard e o molho de maracujá que cobre o filé de saint pierre.


O cheesecake do P. J. Clarke`s atrai gente de vários cantos da cidade

A focaccia legera, com tomates frescos, é o forte do Serafina

semanas. “Aqui o negócio se mostrou um sucesso absoluto. Em julho tivemos uma filial temporária em Campos do Jordão e, no verão, devemos ter outra em Riviera de São Lourenço. Nós mudamos a filosofia dos donos do PJ’s. Inspirados nas pequenas mudanças que fizemos no cardápio original, eles vão passar a servir croquetes, caipirinhas e milk shakes na

matriz nova-iorquina”, conta Maria Rita. O caso mais recente dessa invasão novaiorquina – motivada em grande parte pela crise norte-americana e pelo boom de países emergentes como o Brasil – é a inauguração do Serafina, na alameda Lorena. Com sete endereços em Nova York (incluindo uma filial nos Hamptons, o sofisticado

balneário frequentado pelos milionários da Big Apple), o restaurante italiano acaba de inaugurar seu QG nos Jardins. Se, nos Estados Unidos, a casa é frequentada por estrelas e personalidades como Tom Cruise, Al Pacino, Leonardo Di Caprio e Hillary Clinton, a filial paulista, instalada em um charmoso casarão de 1908, já virou point de empresários, modelos e fashionistas. Vive lotada e, entre os sócios, estão os ítalo-americanos e fundadores da marca, Fabio Granato e Vittorio Assaf, e também três investidores brasileiros – Marcelo Alcântara, Rubens Zogbi e Paulo Torre -, além de um italiano, Davide Bernacca. O restaurante nasceu a partir de uma promessa: Vittorio e Fabio, amigos e velejadores, um dia se perderam no mar em uma

grande tempestade em 1994 e, para se distrair enquanto o socorro não chegava, começaram a conversar sobre o que gostariam de fazer na vida. Os dois prometeram abrir um restaurante – um grande sonho dos dois – se sobrevivessem àquele perrengue. Em 1995, eles abriram o primeiro endereço do Serafina, em Nova York, com grande sucesso. Ao primeiro restaurante seguiram-se mais cinco unidades do Serafina e outros três restaurantes – um japonês, um mexicano e um francês. O cardápio do Serafina paulistano oferece clássicos italianos, com uma grande variedade de pizzas, foccacias, massas, risotos e saladas. Não deixe de experimentar a focaccia legera (com recheio de mussarela de búfala, tomates frescos e manjericão), os ravioli al tartufo e o papardelle di Portofino (massa chata cortada irregularmente e com molho pesto caseiro, vagens, batatas e pinoli). –K.M.C. Serafina – Al. Lorena, 1.705, tel. 3081-3702. PJ Clarke’s – R. Dr. Mario Ferraz, 568, tel. 3078-2965. Robin des Bois – R. Capote Valente, 86, tel. 3063-2795.

25


hora h

comer, beber, viver por georges henri foz

menu musical

Via Funchal

Faça valer o privilégio de morar em São Paulo (ou de estar na cidade) e aproveite a maravilhosa programação que as casas de shows oferecem oportunidade de desfrutar o que ela oferece de bom. Falo por mim, pelo meu ritmo no dia a dia, que parece não permitir que eu possa, uma vez por semana que seja, parar de emendar um compromisso no outro e fazer uma consulta (via internet é covardia) para saber o que esse mercado maluco traz para a gente. Arrisco dizer que é mais provável que alguém que não more aqui pense em planejar e aproveitar a vasta oferta de programas. É claro que quando uma pessoa vem passar alguns dias em São Paulo, não vai desperdiçar essa oportunidade porque é uma benção que só nós temos nesse país. Nosso defeito (pelo menos é o meu) é que a simples ideia de, depois do trabalho, enfrentar mais uma maratona de trânsito para casa e rumo ao espetáculo, incluindo um pit-stop para banho (e todo o timing que isso impõe), já traz ao subconsciente a sensação de estresse ou de missão impossível. Mas enfim, voltando à parte que me chocou, me senti absolutamente ridículo de não estar já agendado para pelo

26 | 29HORAS | de 29 de setembro a 29 outubro de 2010

Tom Jazz

menos outros três shows que foram referência na minha juventude. São eles Creedence Clearwater Revisited, Peter Frampton e Jeff Beck. E isto apenas na segunda quinzena do mês de setembro. É claro que para cada gosto ou geração estará rolando simultaneamente a mesma enormidade de ofertas. Só de casas de espetáculo grandes (acima de 5 mil pessoas) temos meia dúzia. Outro programa tão legal quanto e talvez até menos estressante, em função do menor número de pessoas por show, é ir a uma das casas menores. É o caso do Bourbon Street (focado em blues/ jazz, como o nome sugere) e do Tom Jazz. São casas

com shows intimistas, mas com programações de alto nível. E ainda é possível jantar corretamente. A seguir, confira os sites dessas casas. Que você more na nossa cidade ou apenas a visite de vez em quando, não deixe de acessar as programações maravilhosas de shows que São Paulo oferece, e faça valer o privilégio de morar aqui. A felicidade agradece e com certeza os seus amigos também. georges@29horas.com.br

Bourbon Street – www.bourbonstreet.com.br HSBC Brasil – www.hsbcbrasil.com.br Tom Jazz – www.tomjazz.com.br Via Funchal – www.viafunchal.com.br

fotos divulgação

Nesta edição, não falarei de nada relacionado à gastronomia. Vamos falar da potência em showbusiness e entretenimento que é São Paulo. Contar isso para vocês me ocorreu há poucos dias, quando meu irmão me ligou de Florianópolis dizendo que estava vindo assistir ao show do Mike Stern, virtuoso guitarrista de jazz que já dividiu palco com ilustres personagens, entre eles o lendário Miles Davis, que ele acompanhou por um bom período. Acabei tirando meia horinha, após adquirir os ingressos para este show no Bourbon Street, para dar uma olhada geral neste universo de shows e acabei me surpreendendo com a estranheza com a qual convivo com a minha cidade. E olha que esta coluna só está se referindo à oferta “musical” da cidade. Os apreciadores de teatro, concertos eruditos e qualquer outro tipo de entretenimento também desfrutam da mesma fartura de oferta. O nosso assunto é sobre se permitir viver melhor na nossa megacidade – e para isso temos que nos dar a


27


O custo brasil Entenda por que pagamos muito, mas muito mais, pelos vinhos que bebemos no nosso país

Quando vi pautada uma matéria sobre Nova York, logo me lembrei dos bons preços dos vinhos naquela cidade. Também pudera, lá acontecem duas coisas fundamentais. Uma é que os impostos são sensatos e trazem retorno aos cidadãos, em vez de financiar “mensalões”; já a outra é que há concorrência séria e madura, então as margens dos intermediários são mais baixas. Ganhamos nós, consumidores. Aqui no Brasil, não. Via de regra sentamos num restaurante para beber 1 garrafa e pagamos 16. Mas, afinal, onde estão as outras 15 garrafas? Veja abaixo: Vamos tomar por base um vinho que venha do Velho Mundo a R$ 3,60, que seriam cerca de U$ 2,00 na origem. Vamos agregar toda a cadeia de custos e impostos, taxas e margens dessa garrafa na origem até a sua mesa: R$ 0,30 de Pick Up (significa retirar a mercadoria da vinícola e colocá-la em algum lugar até o embarque).

adega por Didú Russo R$ 0,05 de Consolidação (significa juntar algumas outras caixas de alguns outros produtores até formar seu container). R$ 0,35 de frete “Reefer” (que é o container refrigerado, sim estes meus amigos contratam mesmo o refrigerado). R$ 0,42 de Despesas Portuárias + R$ 0,07 de seguro e + R$ 0,15 de Despachante e chegamos ao sub-total 1 de R$ 4,94. Então entramos no Imposto de Importação que somam mais R$ 1,33 + IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) que são R$ 1,08 para chegarmos ao sub-total 2 de R$ 7,35. A partir daí incide o PIS (Plano de Integração Social) com R$ 0,14 e o COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) de R$ 0,68 e chegamos ao sub-total 3 de R$ 8,17 Partimos então para o ICMS “normal” na entrada (veja que simples de entender...) de R$ 2,72 e aquela garrafa de R$ 3,60 já está em R$ 10,90. Entramos então na margem do importador, que varia muito de um para outro. Eu calculei aqui um modesto que coloca 45% sobre a venda, neste caso um valor de R$ 8,92 (mas é importante notar que este valor inclui 7% de impostos na venda (PIS e COFINS novamente e mais CSLL

28 | 29HORAS | de 29 de setembro a 29 outubro de 2010

e IRPJ) + a diferença de ICMS normal entre entrada e saída) e ainda custos de administração, amostras para o Ministério, depósito refrigerado, divulgação, entrega, comissão de vendas, catálogos, custo financeiro de manutenção de estoques e perdas com produtos estragados. A esta altura, nosso vinho que era R$ 3,60 lá no produtor sai do importador a um preço de venda para pessoas jurídicas de R$ 19,82. Então é acrescentado aí o ICMS normal de saída com R$ 2,23 e a ST (que é a Substituição Tributária, que obriga o vendedor recolher em nome do comprador 25% sobre uma margem de lucro que o próprio governo estimou!... no caso 67,82%, acredite se quiser...) isso dá mais R$ 3,36, que leva aquele nosso vinho de R$ 3,60 para R$ 23,17. Mas os distribuidores, lojistas e restaurantes precisam ganhar e para que eles possam vender o vinho a um preço próximo do preço que o importador pratica para o consumidor final, o importador coloca 40% de margem para eles. Pronto, o vinho foi de R$ 3,60 para R$ 38,62! Então o restaurante (que pagou R$ 23,17) coloca na carta a R$ 60,00, só para arredondar, afinal, se o vinho custar barato ninguém acha que é bom! Resumindo: você pagou R$ 60,00 + R$ 6,00 de caixinha para tomar uma

garrafa de vinho. Espero que tenha gostado... O restaurante ficou com R$ 36,83 para guardar a garrafa em temperatura correta e servir em taça adequada. O governo ficou com R$ 10,65 para não fazer nada além de gerar burocracia que só alimenta corrupção (municipal, estadual e federal, diga-se). O importador ficou com R$ 8,92 para bancar essa operação e trazer para sua mesa a garrafa de vinho. O produtor rezou para que o tempo fosse bom, que não chovesse na época errada, cuidou durante um ano das videiras, colheu, vinificou, engarrafou, arrolhou, etiquetou, embalou e daqueles seus R$ 60,00 recebeu R$ 3,60. Que tal? É o nosso pais e nós achamos graça... Saúde!

istockphoto

hora h


azeite de oliva

-

vinho

-

longevidade

Cozinha Mediterrânea Clássica Excelente seleção de azeites e vinhos ao preço da importadora

Indicado pelo público

Chef Revelação 2010 Pra Revista zeres a Mesa d

restaurante & empório G uia d a

Rua Haddock Lobo, 1159 - Jardins - São Paulo - SP Reservas: (11) 3068-9797 www.dolivinorestaurante.com.br

29


hora h

29 horas em...

29 horas em

foz do iguaçu A apresentadora Michelle Gianella se rende ao espetáculo grandioso das cataratas, famosas no mundo todo

O tema preferido de Michelle desde a faculdade – fez jornalismo na Cásper Líbero, em São Paulo – sempre foi futebol. “Quis escrever sobre o que diziam que as mulheres não entendiam”, ela lembra. Depois de um estágio na TV Gazeta, Michelle foi trabalhar nos programas Mesa redonda e Gazeta esportiva, e conseguiu quebrar um tabu, provando que futebol não é assunto só para homem. Com uma rotina bastante corrida, a apresentadora costuma aproveitar os poucos dias em que não há jogos de futebol para viajar. Uma de suas paixões é Foz do Iguaçu. “As cataratas são muito lindas e devem mesmo ser reconhecidas como uma das sete maravilhas naturais. É um passeio inesquecível!”, diz ela, que sugere um roteiro

especial para quem quer estar diante desse cartãopostal emoldurado pelas águas. –D.F.

5h às 11h

“Depois do café da manhã, com roupa de banho por baixo da roupa (essa dica é essencial), aproveite o serviço das empresas de turismo locais e pegue uma van em direção das Cataratas. Desça na primeira parada e curta o passeio do Macuco. Durante três quilômetros, você terá informações sobre a fauna e flora da região. Depois de uma caminhada de 15 minutos, poderá conhecer o Salto do Macuco, uma cachoeira de 20m de altura. Em seguida, vem a etapa mais emocionante da aventura: em um barco inflável bimotor, pelo rio Iguaçu,

30 | 29HORAS | de 29 de setembro a 29 outubro de 2010

você irá conhecer de perto, muito perto mesmo, as cataratas. Estão garantidos vários bons (e energizantes) banhos! E o piloto do barco se aproxima, o quanto é seguro, da Garganta do Diabo, lindíssima!”. Macuco Safári – Rod. das Cataratas, km 18, tel. (45) 35744717, Parque Nacional do Iguaçu. www.macucosafari.com.br

11h às 17h

“Depois da emoção do barco, a volta é tranquila. É hora de fazer a trilha até

Um tucano no Parque das aves

o mirante. Dos 19 grandes saltos, três são brasileiros: Floriano, Deodoro e Benjamin Constant. No mirante, mais banho natural. Você descobrirá que as Cataratas do Iguaçu têm dois relevos e, abaixo dos seus pés, muita água passa por ali. Quem gosta de aventura, pode fazer rapel, arvorismo, escalada em pedra e até rafting. Na volta, observe a vista do Elevador Panorâmico e, ao chegar, percorra a Praça Santos Dumont. Ela leva


Visão das Cataratas do Iguaçu

A usina Itaipu

o nome do Pai da Aviação porque foi ele, em uma visita que fez ao local em 1916, quem iniciou a luta pela preservação da área. Na hora do almoço, gosto muito do restaurante Porto Canoas. Dá para provar os peixes da região e se deliciar com o Pirá de Foz, delicioso prato típico.”

fotos Matheus Fragata

Porto Canoas – Rodovia BR 469, km 18, tel. (45) 3521-4446.

17h às 23h

“O Parque das Aves é um santuário que une ecoturismo e conservação

ambiental, com 150 espécies. Preste atenção nos flamingos, infelizmente em extinção. O borboletário e o setor de répteis são outras atrações. Sugiro depois uma visita ao marco das Três Fronteiras, obelisco que simboliza as três nações – Brasil, Argentina e Paraguai. No mirante, é possível observar os três países fronteiriços. De lá, siga até o Paraguai e descubra o mercado de eletrônicos e cosméticos. O happy hour no Iate Clube Maringá é ótimo. Nas noites de sextas e sábados, às 20h, vale ir até o Itaipu assistir ao espetáculo das luzes sendo acesas na maior usina hidrelétrica do Brasil. É deslumbrante.” Parque das Aves – Rod. das Cataratas, km 11, tel. (45) 35298282, www.fozdoiguacu.com.br Itaipu Binacional – Av. Pres. Tancredo Neves, 6731, tel.(45) 3520-6999. www.itaipu.gov.br

Iate Clube Maringá – R. Dourado, 111, tel. (45) 3527-3478.

23h às 29h

“Depois do jantar, descubra o ambiente elegante e europeu do Cassino Iguazu, que tem uma arquitetura sem igual. Lá tem mesas de blackjack, dados, roleta, pôquer, ponto e banca, além de caça-níqueis. Há ainda a sala VIP com dois

bares e áreas de descanso. Se for época de lua cheia, verifique se não há luau nas cataratas. É preciso se informar no Parque Nacional, já que eles têm uma programação especial para quem quer assistir a esse show incrível à noite. É muito lindo de se ver!” Cassino Iguazu – Ruta 12, km 1640, Puerto Iguazu, Missiones, Paraguai, tel. (54) 3757-498-000. Parque Nacional do Iguaçu – tel. (45) 3521-4400. www.cataratasdoiguacu.com.br

A belíssima Garganta do Diabo

31


hora h

das 23h às 29h

Caixa de surpresas Quando pensamos que São Paulo já tem absolutamente tudo no quesito vida noturna, eis que surge o inusitado: um complexo de gastronomia, entretenimento e arte instalado em contêineres marítimos em pleno Jardim América. E o mais curioso: ele é itinerante. Ou seja: ano que vem zarpa para outro lugar, que pode ser Bahia, Barcelona, Paris ou o mundo afora. Essa é a proposta do nBOX, que acaba de abrir as portas, na avenida São Gabriel. Se, do lado de fora a arquitetura surpreende – ele é composto por 12 contêineres, cujas dimensões variam entre 20 e 40 pés –, lá dentro as novidades continuam: há um bar de tapas, com cardápio assinado pelos chefs Sergio e Javier Torres – conhecidos como os “gêmeos de ouro” da gastronomia espanhola contemporânea e que também são donos dos

restaurantes Eñe (São Paulo e Rio de Janeiro), e Dos Cielos, de Barcelona, tendo o restaurateur Arcadio Martinez como sócio. A cozinha contemporânea espanhola e a coquetelaria são, de fato, um dos pontos altos do nBox. Recheiam o cardápio tapas, como as croquetas de Jamón Serrano, pinchos, que são pequenas porções servidas sobre uma fatia de pão e mini sanduíches, como o de atum com pimentão de Piquillo, o famoso pimentão defumado espanhol. Todos podem ser acompanhados por drinques exclusivos, criados com água Perrier, como o La Fête, com algodão-doce, e o Evergreen, à base de licor de melão e ananás, cachaça e capim-limão. Tem ainda o Freixenet Cavas Lounge, onde são feitos coquetéis com os melhores e mais conhecidos espumantes da Espanha, em uma releitura da tradicional sangria.

32 | 29HORAS | de 29 de setembro a 29 outubro de 2010

O bar itinerante tem salas tipo lounge que lembram tendas

Cada ambiente tem um estilo de decoração, em geral aconchegante

A decoração é toda colorida, com diversos ambientes, e mistura o estilo retrô a peças atuais. Há salas, tipo lounge, que mais lembram tendas – outras mais escuras e uma toda branca. O som também é bom: uma viagem pelos anos 70, 80, 90 e hits atuais. “Projetos ousados e criativos são a nossa especialidade”, diz o designer e artista plástico Alê Jordão, responsável pela concepção artística do local. Jordão

levou para lá algumas de suas obras de arte e grafites, além de ter feito intervenções. O resultado? Um lugar pop, que mais parece uma sobreposição de legos – aqueles famosos brinquedinhos de montagem –, só que gigantes. Lugar interessante para conversar, ver gente bonita ou simplesmente aquecer as turbinas antes da balada. –Simone Galib nBox – av. São Gabriel, 600. De ter. a sáb.: das 19h à 1h.

fotos divulgação

O bar nBOX, que parece uma sobreposição de legos, é um lugar delicioso para conversar, ver gente bonita ou simplesmente fazer o “esquenta” antes de sair para a balada


hora h

mais que nécessaire

must have Uma seleção de produtos premium para seu bem-Estar. Por vanda fulaneto

4

2

5

3

1

6

1. Anthelios XL da La Roche-Posay – filtro solar FPS 60 com cor suave e efeito natural. Funciona como base protetora para todos os tipos de pele. Por R$ 69. SAC: 0800-701-1552. 2. Talco perfumado da Maison Rance – vem em um belo vidro da Bohemia, com uma delicada esponja. Na Fauré, por R$ 175. Tel. 3813-2870. 3. Pincel para maquiagem da M.A.C. – feito com pelos de cabra e fibras óticas nas pontas, deixa o makeup mais eficiente e prazeroso. R$ 203. SAC: 0800-282-8998. 4. 212 VIP – novo perfume de Carolina Herrera, inspirado no estilo de vida nova-iorquino, mistura notas de rum com maracujá, gardênia, almíscar, baunilha e fava tonka. Por R$ 370 (80 ml). SAC: 0800-704-3440. 5. Esmalte Nouvelle Vague da Chanel – tem um tom turquesa lindo e ótima cobertura. Por R$ 92. SAC: 0800-704-3440. 6. Cuticare Nourishing Pen – você sabia que a cutícula é uma proteção das unhas? As europeias, que jamais tiram as cutículas, usam essa caneta da marca alemã Alessandro com poderes hidratantes. Na Artisalus, por R$ 80. Tel. 3079-1134.

34 | 29HORAS | de 29 de setembro a 29 outubro de 2010


Deixe o estresse fora da rotina

www.boiron.com.br

Sédatif PC. A nova opção contra a ansiedade.

Sédatif PC é um medicamento homeopático auxiliar no tratamento do estresse e da ansiedade, que não causa sonolência nem possui interação medicamentosa. Fabricado e vendido desde 1955 na França, Sédatif PC chega agora ao Brasil.

Disponível nas grandes drogarias, farmácias homeopáticas e de manipulação. Acesse

www.sedatifpc.com.br e saiba mais.

SÉDATIF PC É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA.

Contraindicações: Este produto não deve ser utilizado por pessoas hipersensíveis aos componentes da fórmula. Intolerâncias: Este medicamento contém LACTOSE. Atenção, diabéticos: Este medicamento contém SACAROSE. Registro MS: 1.6916.0002.001-8. Indicações: SÉDATIF PC é indicado como auxiliar no tratamento da tensão emocional e mental, nervosismo, ansiedade, inquietude, irritabilidade e distúrbio do sono. TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DE CRIANÇAS. ESTE MEDICAMENTO É HOMEOPÁTICO. SIGA CORRETAMENTE O MODO DE USAR. NÃO DESAPARECENDO OS SINTOMAS, PROCURE ORIENTAÇÃO DO PRESCRITOR. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. Setembro/2010.

Saiba onde encontrar:


hora h

hora livre luiz toledo

Imponente como uma montanha. Surpreendente como um vulcĂŁo. O IpĂŞ Amarelo despertou.

Feliz Primavera. 36 | 29HORAS | de 29 de setembro a 29 outubro de 2010

yestoledo@gmail.com


dezembro 2009

por simone galib

Sabor exótico

O Lounge 29Horas recebeu seus convidados no D´olivino, um charmoso restaurante de cozinha mediterrânea no coração dos Jardins. Regado a muito azeite extravirgem e vinhos europeus, o cardápio, assinado pelo chef André Castro, teve delícias como o pulpo gallego, polvo cozido com vinho, cebola, tomate-cereja e páprica, e o risoto de açafrão com camarões ao molho de ervas. Na sobremesa, um levíssimo flan com calda de frutas silvestres, servido com vinho espanhol, foi o campeão do bis. Uma noite de alta gastronomia, ótima conversa e gente elegante. Os convidados da 29HORAS durante a degustação, no mezanino do D’olivino

Emma Mattos e Debora Novaes

Anuncio FINAL Jack_ Revista 29_410mmX30mm.pdf

André Castro

1

21/09/10

Azeites especialíssimos

José Reinaldo Gomes

fotos 2 irmãos filmes

Genia Winitzki

13:38

Aluisio Guimarães


Dona Benta pop

Carolina Ferraz lançou seu primeiro livro de gastronomia, Na cozinha com Carolina (Ed. Jaboticaba), em uma noite animada na Livraria da Vila da alameda Lorena. Vários amigos apareceram para compartilhar o sucesso da atriz também com as panelas. “Desde pequena lembro-me da minha mãe se mexendo de um lado pro outro, picando cebola, provando molhos, preparando as carnes, um pouquinho de vinho aqui, uma pitada de pimenta ali e aquele cheiro incrível que tomava conta de todos os ambientes”, disse a atriz. “Tenho certeza de que aí é que começou a minha paixão pela cozinha.”

Carolina Ferraz

Lobão, Alicinha Cavalcanti e Regina Lopes

Anderson Birman e Maythe Birman

Marcia e Ara Vartanian

Edna Akemi e Charlô Whately

Miro e Carolina Ferraz


>capa

ceu a estrela que ĂŠ

Depois de levar a turnĂŞ do disco Vagarosa para os Estados Unidos


por Letícia Liñeira Fotos Juarez malavAzzi

e a Europa, ela segue pelo brasil fazendo cintilar o nome e o céu da MPB


>capa

cana e outra na latino-americana – prêmios que prestigiam os melhores nomes da música internacional –, emplacou seu álbum de estreia na lista da revista Billboard, que registra os discos mais vendidos nos Estados Unidos e já vendeu mais de 300 mil cópias no mundo. Quem está por trás de todos esses feitos memoráveis é a dona de uma das vozes mais suaves e envolventes da nova geração de cantoras da MPB: Maria do Céu Whitaker Poças ou, simplesmente, Céu. “No primeiro disco você é uma página em branco, ninguém te conhece. Você pode mostrar muito das suas influências e não necessariamente quem é. Já esse segundo CD veio para reafirmar o que eu queria dizer. Eu encanei em fazer o que de fato fazia sentido para mim”, explica a cantora, em entrevista à 29HORAS. A genética também colaborou. A moça é filha do maestro e compositor Edgar Poças, o responsável pelos arranjos das músicas do grupo Balão Mágico, sucesso da década de 80. “Meu pai é uma figura, um cara muito intenso e visceral”, diz Céu, que além de seguir as influências do pai, também se inspira na mãe, a artista plástica Carolina Whitaker, e no irmão Diogo Poças, músico. A família tem ainda mais artistas cheios de histórias. “Eu tive um bisavô que gostava de canto lírico e, além de músicos, também temos atores, uma mistureba”, diz. Tudo começou, na verdade, com o patriarca da família. “O meu avô era uma cara muito moderno. Ele era advogado, mas na verdade eu acho que ele tinha um pezinho no mundo das artes, porque era muito amigo do Di Cavalcanti, do Portinari, e também gostava de Dorival Caymmi, de Luiz Gonzaga. Então eu acho que essa sementinha já estava plantada nele”, divaga Céu, que cresceu escutando música brasileira popular e erudita – grandes nomes como Ernesto Nazareth, Heitor Villa-Lobos e Chiquinha Gonzaga embalavam os dias da família. Já nos sambas, Nelson Cavaquinho e Monsueto. “Acho que sou uma típica brasileira, que traz uma série de coisas de muitos lugares. É uma influência que já me foi dada de presente. Ainda bem, porque é só coisa fina”, afirma com um belo sorriso. Mesmo fazendo parte de uma família quatrocentona, Céu não foi criada com tradicionalismo. Ela, que já sabia qual carreira seguir desde os 14 anos, preferiu não fazer faculdade e teve liberdade para escolher seus próprios caminhos. “Cheguei a pensar em ser artista plástica, mas quando tomei gosto pela música, mudei de opinião”. Aos 18 anos, foi sozinha para os Estados Unidos, queria pesquisar sobre as cantoras de jazz e do blues antigo. Não foi fácil. Para garantir o sustento, trabalhou como garçonete em alguns bares. “Foi muito bom para eu me

Céu cresceu escutando boa música brasileira

conhecer mais. Uma viagem inesquecível, com muitas aventuras, eu aprendi bastante. Um período que, inclusive, me impulsionou a compor”, diz essa artista multitalentosa que, além de fazer composições, trabalha a parte de edição das músicas. “Os discos são como histórias, diários, muito pessoais. Sinto como uma trilha sonora de um filme que estou

fui agregando ritmos como uma colagem. Trouxe essa bagagem

brasileira que é a minha herança

42 | 29HORAS | de 29 de setembro a 29 de outubro 2010

vivendo no momento”. Preocupada em transmitir da melhor maneira o que está vivendo, ela escolhe com todo cuidado o produtor, os músicos e o repertório. “Desde o momento em que lanço um disco já estou compondo para outro. Nunca paro de pensar no próximo passo”. A influência de diferentes ritmos é outra marca registrada de Céu, que considera a música mutante, já que é uma matéria-prima muito rica. “No meu repertório, fui agre-

cauã veste: camiseta branca foch e colete diesel

Ela já recebeu duas indicações ao Grammy, uma na versão ameri-


Aos 30 anos, Céu é um dos nomes que cintilam na constelação de jovens cantoras

43


>capa

gando ritmos como uma espécie de colagem. Trouxe essa bagagem brasileira que é a minha herança, mas também sou fã de jazz, sempre gostei de música da Jamaica antiga, de blues. A gente pode transitar em tudo o que gosta, acho bacana poder me inspirar em vários estilos”. E é vagaroso o trânsito dessa estrela. Foram quase cinco anos de intervalo do disco de estreia, em 2005, para o CD recém-lançado, justamente chamado Vagarosa. Foi o gap necessário para que Céu pudesse divulgar seu trabalho no Brasil e no mundo e preparasse novos repertórios. Ela se apresentou em um dos mais importantes festivais de música nos Estados Unidos, o Lollapalooza, e em julho na Europa, passando por Alemanha, França, Dinamarca, Portugal, Inglaterra e Espanha. Houve também um acontecimento especial nesse meio tempo: Céu, que é casada com o músico Gui Amabis, virou mãe. Sua bebê, Rosa, tem dois aninhos. “É difícil conseguir lidar com tudo, mas tento ser uma mãe presente. O bom é que ela sempre vai comigo para as turnês. É também um desafio, porque não gosto de tumultuar a vida dela”, diz a mãe apaixonada. O novo CD tem uma homenagem à pequena na faixa Rosa, menina Rosa, canção de Jorge Ben Jor de 1963. A filha também tem aguçado em Céu o desejo de servir à comunidade e contribuir para a melhoria do meio ambiente, algo que procura fazer desde menina. “Eu reciclo. E estamos nos livrando do nosso carro, andamos muito de transporte coletivo em São Paulo. Mas eu gostaria de fazer mais. Ainda estou pensando como vou elaborar isso. Não é só pela preocupação normal de uma cidadã comum, mas também pela coisa maternal. Enfim, por querer deixar algo para ela, para as próximas gerações”. Aconchego. Essa é a sensação que se tem ao ouvir Céu, que canta canções gostosas como Bubuia – um termo do norte do Amazonas que significa borbulha, tranquilidade – e Cangote. E esse carinho e aconchego têm conquistado gente de várias partes do mundo. “Tocar no Brasil é a melhor coisa porque é tocar em casa, as pessoas entendem o que estou falando. Lá fora, se eu pudesse escolher um lugar em que tenha passado bons momentos, escolheria Paris. Tenho um carinho muito grande pela cidade e pelo jeito que me recebem nos shows. E lá tem um silêncio, uma coisa que eu gosto muito”. Nem por isso ela renega sua paixão pela terra natal: “Meu coração é paulistano”. Nada nela renega as origens. Trata-se de uma típica paulistana, agora no “time das balzaquianas”, como diz: completou 30 anos em 17 de abril. E, de fato, Céu cabe direitinho na descrição que o romancista francês Honoré de Balzac faz da mulher madura em seu célebre romance A mulher de trinta anos: “A mulher jovem tem muitas ilusões, muita inexperiência, mas uma mulher de trinta anos tem atrativos irresistíveis”.

44 | 29HORAS | de 29 de setembro a 29 de outubro 2010

29 horas em sp com céu Apesar de preferir ficar em casa com a família, a cantora não deixa de conferir as muitas opções que a cidade oferece

Comida – “Gosto muito do Martin Fierro, porque tem uma carne incrível e um clima muito agradável, simples, mas muito fino. Outro bacana é o Spot, onde eu trabalhei como garçonete, então eu tenho uma relação de carinho. Um lugar delicioso.” Martin Fierro – R. Aspicuelta, 683, tel. 3814-6747. Spot ­– Al. Min. Rocha Azevedo, 72, tel. 3284-6131.

Cinema – “Adoro cinema de rua. Costumo ir ao Lumière, um dos poucos que ainda restam na cidade. É um cinema que eu amo!” UOL Lumière – R. Joaquim Floriano, 339, tel. 3071-4418.

Balada – “Estou numa fase mãe, então não saio tanto. Mas de vez em quando vou ao Tapas, porque tenho muitos amigos que tocam lá, é a minha turma”. Tapas Club – R. Augusta, 1246, tel. 2574-1444.

Passeios – “Faço muita coisa com a Rosa. A gente vai ao parque Villa- Lobos e ao Ibirapuera. Também gosto de levá-la ao Museu da Casa Brasileira. Lá tem aquele gramadão e ótimas exposições e shows. É um programa que fazemos com ela desde nenezinha. É muito agradável no domingo. Ela fica lá correndo...é muito bom”. Villa-Lobos – Av. Professor Fonseca Rodrigues, 2001, tel. 3023-0316. Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral, s/n˚, tel. 5573-4180. Museu da Casa Brasileira – Av. Brig. Faria Lima, 2705, tel. 3032-3727.

Oshistórias, discos sãodiários, como muito pessoais. Sinto como uma trilha sonora de um filme que estou vivendo no momento


>perfil

nota 100 texto de osmar freitas jr. retratos uórapa entrevista a osmar freitas jr. e joão signorelli

com andrés sánchez, o corinthians foi do inferno ao paraíso em escalada fenomenal que culminou com o maior presente que a nação corinthiana poderia receber nos 100 anos do clube: um estádio

Andrés Navarro Sánchez não é assim tão fanático pelo alvinegro. É uma constatação espantosa, já que o homem é presidente do Sport Club Corinthians Paulista. De seus 46 anos de vida, nada menos do que 32 foram passados dentro do clube, que ele resmungando dirige desde 2007. Mas, para o cair de queixo de certos interlocutores, o brilho de empolgação em seus olhos, de negror característico dos filhos da Andaluzia, surge com tema definitivamente policromático. “Não há nada mais maravilhoso do que ver as frutas arrumadas na banca”, diz com um sorriso de quem fala de netinhos. E, ato contínuo, o inveterado feirante, com gestos delicados, transforma a mesa da presidência do Timão, num tabuleiro. “As maçãs vermelhas no meio. As mangas com aquele amarelo forte vão à direita. As uvas roxinhas ajeitadas na esquerda”, ensina animadíssimo. É um maestro regendo uma cornucópia. “Gosto mesmo é de lidar com frutas”, diz. Mas que ninguém se engane: seu DNA pode ser Colaborou: Ariovaldo Dias

46


AndrĂŠs acende charuto com as velinhas do centenĂĄrio: um rei, um reinado, e agora com um castelo

47


>perfil

o coração é alvinegro, o gosto é policromático: “nada mais bonito que fruta arrumada na banca”

composto de pêssegos, melões e outros produtos das terras de Almeria, na Espanha dos seus antepassados. Porém, a alma imortal é corinthiana. Deus decretou que, na véspera do Natal de 1963, nasceria em Limeira, São Paulo, “o” Fiel. Esse negócio das frutas é paixão de ofício, começado aos 12 anos de idade, ao lado dos pais, dueña Josefa e “seu” Gregorio. O Corinthians é sacerdócio, missão – que ele jura ser um grande sacrifício. Para aqueles de imaginação exaltada, comparar Andrés com um El Cid – o herói da reconquista espanhola que ganhou batalhas até depois de morto – será irresistível. Afinal, o guerreiro do Parque São Jorge está em luta encarniçada contra os “mouros” – os adversários encastelados no estádio do “Mourumbi” –, desde que fincou bandeira no bairro de Itaquera e anunciou que ali seria a fortaleza há um século esperada pelas tropas do Timão. Dois dias depois, a CBF, a Prefeitura de São Paulo e o governo do Estado sugeriram que a cidadela, ainda inexistente, seria o campo de abertura das batalhas da Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Era a glória, e um golpe quase mortal no coração tricolor dos infiéis – quase, porque Andrés, como vencedor magnânimo, diz torcer para que os “mouros” deem um tapa no estuque de sua arena e consigam fazer um puxadinho que agrade à FIFA a tempo de participar da festa. Em todo caso, o primeiro pontapé a colocar a bola em jogo na próxima grande guerra mundial do futebol não será dado em outro lugar que não ali, na Zona Leste, sob o grito dos nativos: “É nóis na fita, mano!”. Foi a irmandade lá de Itaquera que batizou a arena: “Invejão”. Que seja esse o nome registrado em cartório, com reconhecimento de firma do pai Andrés Navarro Sánchez. Do contrário, as hostes inimigas vão tentar emplacar apelidos. Os cronistas esportivos, eternos enxeridos, já tentaram um “Fielzão”, de pouquíssima criatividade, como lhes é costumeiro. E as outras torcidas arriscam um “Gambazão”. “Deixa eles”, diz Andrés. Isso tudo ocorria em meio às celebrações do centenário do clube mais amado do Brasil (os flamenguistas que discordem e exijam recontagem de votos), que se espalham pela cidade e vão seguir enlouquecendo a

48

mega-urbe paulistana até o fim de 2010. Afinal, completam-se 100 anos de reinado – agora, com um castelo. E, se o clube virou reino, seu presidente virou rei. Para os corinthianos, um soberano absoluto, uma espécie de Papa, acima de todas outras cabeças coroadas no Sacro Império Corinthiano. Nele mesmo, a coroa não cabe – e ele não quer fazer caber. Andrés é um republicano e um socialista desde sempre, e diz repudiar o absolutismo. Que dizer de sua grande amizade e aliança com o presidente perene da CBF, o Todo Poderoso Ricardo Teixeira? Bem, eles são amigos e estão muito próximos – Andrés foi escolhido por Teixeira como chefe da delegação brasileira na Copa do Mundo na África do Sul –, o que aparentemente não mudou sua forma de pensar, nem de ser. Ele teria sugerido – numa boa – a Teixeira que o tempo de domínio do presidente da Confederação Brasileira de Futebol deveria chegar ao fim: “Eu disse para ele que não era bom para nenhum país, nenhum clube, nenhuma instituição, o governo longo de uma só pessoa”. E ele mesmo, Andrés, se vê no “trono” caso Teixeira resolva aceitar seu conselho? Andrés arrepia-se com a pergunta: “Deus me livre! Aqui no Corinthians eu já estou contando os dias para ir embora. Imagine na CBF!”. Parece tratar-se de um abacaxi que ele não quer em sua banca. Para Andrés, “déspota” não pode nunca seguir junto a “esclarecido”. São adjetivos antagônicos, mesmo quando o primeiro for substantivo. Sua batalha pela coroa alvinegra se deu sob a bandeira da reforma dos estatutos do S. C. Corinthians Paulista. “Pelos novos estatutos, o presidente sai no dia em que acaba seu mandato único. Não pode se reeleger. Num país onde os presidentes de clubes ficam dez, quinze ou vinte anos no poder, o estatuto do Corinthians é uma lufada de ar fresco. E a partir de agora, todo sócio vota”, diz o cavaleiro montado no cargo que já foi de absolutistas longevos como Wadih Helu (1961-71), Alfredo Ignácio Trindade (1948-59) e Alberto Dualib (1993-2000). E, depois de Sánchez, não virá o dilúvio. “Outro ocupará o posto. Eu vou cuidar de meus filhos. Sabe lá o que é perder quatro anos da vida deles?”, diz.


Com o cone das comemorações que não acabam: a festa não vai acabar, mas ele promete sair ao fim do mandato


>perfil

o jeitão faz crer que ele seja um casca grossa. mas é casca de sabra, dura por fora, doce por dentro

Ele parece ficar possuído de autorrancor e remorso ao lembrar sua própria ausência na vida de Lucas e Marina – seus filhos com a ex-esposa Maria Bernadete. “É duro! Eu sabia disso quando aceitei me candidatar. Até dez dias antes das eleições eu queria desistir. Fiquei no maior dilema, pensando nos filhos. Mas acho que todo cidadão deve participar da política. Mesmo que seja a de seu clube de futebol. Assim, encarei a parada e vou até o fim”, diz. Em momentos assim ficam evidentes as duas facetas públicas de Andrés. A do coração mole, que chora a distância dos filhos, que perdoa tudo e todos, só vê quem é próximo. A mais exposta é a do machão intratável, homem cuja língua não dança o minueto. De fato, quem o viu brigando com o goleiro Felipe – ex-ídolo corinthiano, hoje desterrado em Portugal – num programa de tevê, aos olhos de todos, tem fortes razões para apostar que o presidente é um casca grossa. Mas, se for, é casca de sabra – aquela fruta espinhenta, dura de abrir, e de grande doçura na polpa. Antes de saber dessa face mais doce do presidente, 29HORAS resolveu convocar, por via das dúvidas, dois corinthianos históricos para entrevistá-lo e outro para fotografá-lo – sendo um dos entrevistadores o ator e jornalista João Signorelli, que há sete anos encarna o pacifista Mahatma Gandhi num monólogo de extraordinário sucesso pelos palcos mais diversos de todo o Brasil. A jogada foi digna de uma falta batida por Neto, o grande meio-campista corinthiano, herói do primeiro título brasileiro vencido pelo clube – e ídolo maior do entrevistado. Bola na rede. “Vocês não são da crônica esportiva, não é?”, perguntou Andrés. À negativa, e às apresentações, seguiu-se um papo em que o senhor da Fazendinha desvelou-se em gentileza e paciência insuspeitadas. E deixou que o Mahatma – que tem conhecimento enciclopédico sobre assuntos do Timão – mandasse no jogo. Esse muito solícito e simpático Andrés que entrevistamos diz que sua maior alegria com o Corinthians foi o campeonato de 1977, quando terminou o jejum de 23 anos sem títulos. A maior tristeza ele conta mas... pede para dizer off the record, ou seja, sem que pudés-

50

semos publicá-la. Uma pena, mas ele diz que é “pelo bem da Fiel”. E a maior amargura que ele pode revelar? Não poderia ser outra: “Foi a queda para a Série B. E eu tenho parcela de culpa nisso, pois estava aqui, na diretoria”. O mea-culpa é acompanhado de uma ressalva: “Um time como o Corinthians não cai de uma hora para outra. Começa a cair muitos anos antes. Nós iniciamos a descida ainda em 2004”. “Mas o Timão foi campeão brasileiro em 2005...”, lembra Bapu Ghandi. “Foi ilusório”, diz Andrés. “Montaram um time para ganhar aquele campeonato, mas as estruturas estavam podres. Qualquer um pode gastar milhões fazendo parcerias, trazendo jogadores por um ano, vencer uma competição e depois deixar tudo cair. Campeonatos são ganhos ou perdidos, é coisa do futebol. Mas a estrutura do clube tem de ser protegida, trabalhada e reforçada todos os dias. Quando não se tem isso, o time cai e só sai do buraco depois de muito esforço e reformas”, ensina o homem que, se ajudou a pôr a Fiel no inferno, como diz, também a tirou de lá. “Era preciso recuperar o orgulho da torcida corinthiana. Ela sempre foi fiel, mas estava avexada. Nós devíamos a ela motivos para ter a cabeça erguida. Saímos da Série B em 2008, fomos vices da Copa do Brasil, e depois campeões daquele torneio e do Paulista em 2009. Sabe quanto se faturava com vendas de camisas do Corinthians em 2007? R$ 7 milhões. Sabe quanto vendemos agora? R$ 52 milhões. E hoje temos camisas de R$ 40. Antes era uma bagunça e grande exploração. No dia seguinte ao aniversário do clube, inauguramos a centésima loja”, diz. Andrés, enfim, pudemos constatar, tem um grande e doce coração, que pulsa sob fulgurante escudo com uma boia, dois remos, uma âncora, a bandeira do estado de São Paulo e o verbo, aquele do início: “S. C. Corinthians Paulista – 1910”. Às cinco estrelas que o encimam, espera-se, será acrescentada uma supernova até o fim do ano, ainda durante seu reinado – porque, além do coração, Andrés tem também o pé quente. E se às vezes ele o utiliza para distribuir pontapés, é que a sentença se anuncia bruta, e ele, cego, a executa – pois que, senão, o coração perdoa.


29Hrs em SP com andrés sánchez

Confira os programas que o todo-poderoso do Timão costuma fazer na cidade: RESTAURANTE – “O Ecco tem ótimos pratos, como o picadinho de mignon, e um clima agradável, porque é frequentado por muita gente bacana”. Ecco – R. Amauri, 244, tel. 3079-2299.

BAR – “Costumo ir ao Cortez, lá o chope é bem tirado e os pratos são muito bons”. Cortez Bar – R. Fiandeiras, 555, tel. 3044-2332.

TEATRO – “O teatro Corinthians é o único teatro público dentro de um clube. Ficam em cartaz peças culturais e montagens temáticas relacionadas ao futebol”. Teatro Corinthians – R. São Jorge, 777, tel. 2296-7927.

CINEMA – “Gosto de ver filmes no VillaLobos. Lá tem as últimas superproduções e o cinema é bem confortável e moderno”. Shopping Villa-Lobos – Av. das Nações Unidas, 4777, tel. 3024-3860.


>especial salão do automóvel

O cartaz do primeiro Salão do Automóvel, em 1960; a apresentação do Fusca e da Kombi, e o catálogo oficial da edição de 1964

Máquinas do tempo

entre os dias 27 de outubro e 7 de novembro acontece o Salão do Automóvel, que nesta edição faz 50 anos por maria cecília maciel

O brasileiro tem paixões muito bem definidas. O carro, talvez, seja a maior delas. Exagero? Nem tanto. No Salão do Automóvel, no auge dos anos 80, aproveitando o grande movimento da feira, uma marca popular de duchas contratou belas moças para demonstrar o seu novo produto de uma forma, no mínimo, insólita: seminuas, embaixo do chuveiro jorrando água, ali mesmo, no local. Apesar do ousado apelo, poucos circulavam pelo estande dessa empresa, que, provavelmente, subestimou os atributos da vizinha ao lado: a potente Ferrari 328, então, um dos carros mais famosos do mundo, estrela de seriados de TV, como Magnum e Dallas. Essa, sim, roubava todos os olhares dos visitantes, que pareciam hipnotizados por seus contornos e qualidades insuperáveis, formando extensas filas para ver a desejada máquina.

Na linha cronológica durante as cinco décadas de existência do evento, carrosícones marcaram época e viraram moda no brasil e no mundo, enquanto a indústria automobilística evoluía rapidamente. confira alguns modelos inesquecíveis para várias gerações de brasileiros: 52 | 29HORAS | de 29 de setembro a 29 de outubro 2010

1960 Primeiro salão No Pavilhão do Ibirapuera, em São Paulo, evento reuniu as 12 montadoras da época. Entre os modelos expostos estava o Aero-Willys.

1964 1 milhão de carros Salão celebra a marca de 1 milhão de carros produzidos no País. Destaque para o Toyota Bandeirante.


Em sua quinta edição, o evento teve novidades como o Galaxie; acima, a capa do catálogo de 1976, e o interior do Salão de 1978

Há muitas histórias guardadas na trajetória dos 50 anos do Salão do Automóvel – o maior e mais importante evento automobilístico da América Latina – e todas se misturam à evolução da própria indústria automobilística no país. Elas remontam desde os clássicos modelos da década de 60 e passam por momentos peculiares, como o racionamento do petróleo nos anos 70 e 80, o surgimento dos carros movidos a álcool, a abertura para os importados, em 90, com a profusão de marcas globais. A história ainda envolve a preocupação com o meio ambiente, que trouxe as avançadas tecnologias dos flex, híbridos e elétricos, além de protótipos e carros-conceito, que são o destaque dos dias atuais. Pelas passarelas do Pavilhão da Indústria e do Comércio do Parque do Ibirapuera (de 1960 a 1969) e do

1968 Chegam os médios Lançamento dos primeiros carros de médio porte feitos no Brasil, entre os quais o Ford Corcel.

Anhembi Parque (a partir de 1970) desfilaram carros memoráveis como o Fusca 1.2, Karmann-Ghia, AeroWillys, DKW, Toyota Bandeirantes, Opala, Ford Corcel, Brasília, Passat, Fiat 147, Alfa Romeo, Gol Plus, Santana, Uno, Gurgel BR-800, Mitsubishi Pajero, Renault Clio, Ford Ka, Corolla nacional, Citroën Xsara, Honda Fit, entre tantos outros. O idealizador do evento, Caio de Alcântara Machado, não tardou a perceber a importância da mostra quando a indústria brasileira deu seus primeiros passos, em 1957. Em três anos, imprimia o selo da Alcântara Machado Feiras e Promoções ao lado da parceira e patrocinadora Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) na primeira edição do Salão dos Automóveis, de saída, um sucesso de público, com mais de 400 mil

1970 Novo endereço Mostra começa a ser realizada no pavilhão de exposições do Anhembi e tem entre os lançamentos a Variant, da Volkswagen.

visitantes por dia, ávidos pelas novidades de apenas 12 pioneiras montadoras. “Hoje, são mais de 500 produtos de cerca de 40 marcas colocados à disposição do mercado”, ressalta Cledorvino Belini, presidente da Anfavea e do Sindicato Nacional da Indústria de Tratores, Caminhões, Automóveis e Veículos Similares (Sinfavea). “Em 2010, chegaremos a 3,4 milhões de unidades comercializadas no país. Felizmente, há muito espaço para crescer”, projeta Belini sobre o 5° maior mercado em termos globais e o 6° maior produtor – segmento em que pretende investir US$ 11,2 bilhões durante o triênio 2010 a 2012. Salão do Automóvel – De 27/10 a 7/11. Dia 27/10: das 14h às 22h; de 28/10 a 6/11: das 13h às 22h e dia 7/11: das 11h às 19h. R$ 40, R$ 30 (de 5 a 12 anos) e grátis (para menores de 5 e maiores de 60). Av. Olavo Fontoura, 1209, tels. 3060-5000. www.salaodoautomovel.com.br

1976 Crise do petróleo Fabricantes exibem os primeiros motores adaptados para uso do álcool. A Fiat faz sua estreia no salão, com o 147.

53


>especial salão do automóvel Porsche O utilitário esportivo Cayenne S Hybrid, na versão híbrida, é uma das novidades da marca. Equipado com motor V6 a gasolina, de 333 cavalos e outro elétrico de 47 cv, pode chegar a ter 380 cv de potência para se mover. Também é destaque no estande da Porsche o superesportivo 911 GT2 RS, modelo de rua mais veloz fabricado pela empresa. Traz motor de seis cilindros, biturbo, de 620 cv, potência para acelerar de 0 a 100 km/h em 3,5 segundos e atingir 330 km/h.

Audi Fabricado a partir do modelo de competição R8, cinco vezes vencedor da tradicional corrida 24 Horas de Le Mans, o Spyder é equipado com o motor 5.2 FSI V10 de 525 cavalos de potência. De acordo com a montadora, o modelo vai de 0 a 100 km/h em apenas 4,1 segundos e tem velocidade máxima de 313 km/h. Quando equipado com transmissão manual, o conversível consome uma média e 14,9 litros a cada 100 km. Traz cinto de segurança com microfone, capota de lona com acionamento automático, defletores que impedem o turbilhão de ar na cabine, faróis de LED e parte da carroceria em fibra de carbono.

Volkswagen Mais elegante com a nova plataforma New Compac Coupe, o sedã está 90 milímetros mais comprido e dois centímetros mais baixo. São três opções de motores a gasolina (1.2 de 104 cv, 1.4 de 121 cv e 2.0 TSI de 200 cv) e duas a diesel (1.6 TDI de 104 cv e 2.0 de 138 cv), com transmissão de dupla embreagem. Há também as versões BlueMotion, 1.2 e 1.6, equipadas com sistemas especiais para desligar o motor quando o carro estiver parado e de aproveitamento de energia nas frenagens. Segundo a marca, o consumo é de 18.71 km/l (gasolina) e o modelo emite 124g/km de CO2.

1986 Só importados Indústria nacional não participa da mostra, que teve 59 modelos importados apenas para exposição, como a Ferrari 328.

54 | 29HORAS | de 29 de setembro a 29 de outubro 2010

1990 Salão da abertura Com a liberação das importações, evento apresenta os primeiros modelos importados para venda, como o Alfa Romeo 164.

1994 A vez dos populares Todas as montadoras lançam automóveis com motor 1.0, como o Gol Plus, da Volkswagen.


Fiat A montadora vai levar o Fiat Concept Car III ou simplesmente FCC III para o Salão. Trata-se de um protótipo feito a partir de ideias de internautas participantes do projeto Fiat Mio (www.fiatmio.cc). Segundo o gerente do Centro de Estilo da marca para a América Latina, Peter Fassbender, o trabalho virtual os ajudou a ganhar tempo na confecção do conceito, garantindo muita agilidade para os designers darem forma às diversas sugestões enviadas para suas pranchetas. Já o Fiat Bravo, outra atração da marca, chega 20 anos depois da primeira geração, esperada para desembarcar no Brasil em 1990. E ainda sem data definida. São duas opções de motores: E.torQ 1.8 16V de 132cv (com o câmbio automatizado Dualogic opcional) e o 1.4 16V T-Jet de 152cv.

Ford Previsto para chegar em dezembro ao mercado nacional, o Fusion Hybrid é um dos maiores destaques desse Salão. O carro usa tecnologia que combina um propulsor convencional com motor elétrico. Segundo especulações de revistas estrangeiras, o carro já ganhou a confiança da policia de Nova York, que pretende substituir até 30% de sua frota pelo híbrido. Tem consumo de combustível de 17,3 km/ litro, em média, e pode rodar no modo 100% elétrico, o que permite se aproximar silenciosamente de determinado local, praticamente sem produzir ruídos. O Mustang Shelby GT500, F-250 Super Duty e a versão Titanium do Focus também serão apresentados pela montadora.

Mitsubishi O novo motor do Crossover ASX a Diesel traz a tecnologia MIVEC (Mitsubishi Innovative Valve timing Electronic Control) capaz de alcançar níveis únicos de potência e baixas emissões de CO2 . O sistema que desliga o motor durante as paradas ajuda a combater o desperdício de combustível. Tem capacidade para 442 litros de bagagens, disponíveis para cinco ocupantes. Todas as versões são equipadas com sete airbags, controle ativo de estabilidade e tração, ABS e Hill Start Assist (Assistência no Arranque em Subidas). À noite, os faróis de Xenon recorrem à tecnologia Super Wide Range, que ilumina uma faixa mais larga da estrada.

2000 Conceitos no Brasil Montadoras apresentam, pela primeira vez, veículos conceito (com tendências futuras), trazidos das matrizes. O Xsara Picasso fez sua pré-estreia no Salão.

2006 Sonhos de consumo A Fiat apresenta o FCC, 1º carro conceito nacional. A nova versão do Mustang Shelby GT500 e o Porsche Carrera GT chegam pela primeira vez no país.

2008 Salão verde Seguindo tendência mundial, exposição teve diversos veículos com tecnologias menos poluentes, como carros elétricos (GM Volt) e híbridos.

55


NY

>viagem

Uma cidade que, mais do que nunca, dรก para o gasto texto e fotos natale giramondo


O skyline mais famoso do mundo, desde o ponto de vista do Top of the Rock


>viagem

Há quantos anos os brasileiros, seguidores do modelo americano de consumo, cultuam Nova York como o ícone máximo desse mesmo modelo? A cidade, de alguma forma, sempre encarnou os sonhos materiais, representou as referências de comportamento e cultivou inspirações contemporâneas que a tornaram um símbolo, e um destino sempre cogitado. E neste momento em que a “cidade-referência” finalmente absorve a reverberação dos impactos tanto da tragédia do 11 de setembro quanto da crise econômica dos últimos anos, parece tornar-se muito mais democrática – sem perder a maluca identidade cosmopolita, e, principalmente, tornando-se mais acessível do que nunca! É hora de visitá-la, pela primeira ou pela enésima vez. Como é de praxe, queridos passageiros, vamos programar sua viagem a NYC optando por voos diretos. A Tam oferece um diurno que é bem interessante, principalmente para quem não costuma, ou não consegue, dormir em avião. Para outras opções, entre no site da decolar.com e localize o melhor preço para o período que escolher como ideal. Quanto à hospedagem, acesse hotéis.com e selecione o melhor pelo melhor preço, ou então busque por cadeias como hilton. com, intercontinental.com ou hyatt.com. Não se esqueça: o yellow cab – o táxi de lá, você sabe – do aeroporto Kennedy até o centro de Manhattan vai custar, com gorjeta, U$ 60. Uma vez instalados, vamos ao que interessa – às dicas e atualidades do bom e do melhor na Big Apple segundo a Famiglia Giramondo. Caminhar em Manhattan é sempre uma delícia e, para o primeiro dia, sugerimos uma caminhada de reconhecimento pela 5ª Avenida, pela Madison e pela avenida das Américas, apenas para relaxar a musculatura das pernas e da mente. Open your mind. Nova York é um verdadeiro espetáculo étnico e nos permite observar pessoas de todos os lugares do mundo, com hábitos e costumes diferentes, que estando lá têm, como denominador comum, apenas o desejo de se sentirem globais, universais. E o de comer, claro. Nossa dica gastronômica para o primeiro dia é obrigação de qualquer iniciante ou iniciado, heavy user, da cidade: o Oyster Bar, localizado na Grand

Interior da Grand Central Station, monumental “antesala” do Oyster Bar

Tipos nova-iorquinos: objetos de observação para abrir a mente

seja você iniciante ou iniciado em NY, é obrigatório abrir os trabalhos gastronômicos no oyster bar

A viagem de Natale Giramondo foi integralmente proporcionada por 29HORAS. A reportagem não tem compromisso ou obrigação com quaisquer das pessoas, empresas ou organizações nela citadas.

58 | 29HORAS | de 29 de setembro a 29 de outubro 2010

Central Station. A estação é uma pérola da arquitetura nova-iorquina, e o Oyster Bar, com seu cardápio que varia diariamente, é um dos picos inesquecíveis de encantamento da cidade. As ostras são da melhor procedência, dos Estados Unidos e do mundo – e o Vodka Martini é nota 10. Não perca – se possível, repita. Siga seu caminho para fazer a digestão e, de quebra, curtir o melhor visual de NY: vá diretamente ao Top of the Rock, o observation deck – ou mirante – localizado no topo do Rockfeller Center, com 360º de visão da cidade. Considero o visual daí mais interessante que o do Empire State pela facilidade de acesso, pelo maior glamour e, principalmente, porque, de um lado, observa-se bem o deslumbrante Central Park e, de outro, observa-se justamente... o Empire


jose manuel

No sentido horário, a partir da foto acima: interior do Oyster Bar, com suas ostras da melhor procedência e Vodka Martini nota 10; fachada da Magnolia Bakery, que Tom Cruise frequenta com os filhotes; o Sarabeth’s, para começar um dia deliciosamente; interior do P. J. Clarke’s on the Hudson, para um burguer excepcional – e com vista

59


>viagem

State! O Top of the Rock merece também uma visita noturna. Fecha à meia-noite e você pode subir até as 23h15. Já ambientados, sugerimos um segundo dia intenso. Comece por caminhar em direção ao sul da ilha e curta as vitrines das artérias que ligam o Midtown ao marco zero da cidade. Caminhe o quanto conseguir, sem stress, em direção ao porto. Quando cansar, tome um dos milhares de táxis que servem a região e peça ao motorista seguir rumo aos píer 17, em South Street Seaport. Aí chegando você poderá optar por alugar uma bike e pedalar por todo o lado sul da ilha – podendo optar por até mesmo cruzar a ponte do Brooklin – ou simplesmente caminhar por este shopping a céu aberto com inúmeras opções de lojas.

Exatamente na Fulton St, próxima ao píer 17, você encontrará a única Abercrombie de Manhattan em que não é preciso fazer fila para entrar e sempre há itens on sale. Suba ao segundo andar e faça a farra da garotada, com preços bem mais acessíveis que em outras lojas da rede. Após o consumozinho básico sugerimos um lanche imperdível no P. J. Clarke’s on the Hudson, no World Financial Center, a filial downtown do arqui-conhecido P. J. original, na 3ª Avenida com 55 Leste, que completou 125

60 | 29HORAS | de 29 de setembro a 29 de outubro 2010


Na pág. oposta, acima, a Fulton St., para um consumozinho básico depois de pedaladas pelo South Street Seaport (abaixo). Acima, à esquerda, a fachada do Guggenheim; à direita a do Metropolitan, para duas horinhas de arte. Ao lado, o Hatsuhana, para encerrar bem o dia; cuidado para não esbarrar em Rafa Nadal (no detalhe) no caminho para os toaletes

por que o top of the rock, o mirante do rockefeller center, é melhor do que o do empire state? porque de um lado você vê o central park de perto – e, do outro, você vê o Empire state!

anos de idade – a maior parte deles sem nunca ter tido uma filial (agora tem quatro, inclusive uma em São Paulo). Além do burguer espetacular, você poderá curtir uma vista muito legal da estátua da Liberdade. Não perca. À noite, curta a loucura de Times Square e não deixe de se fotografar no mega-painel hiper-interativo da Kodak. Os delírios luminosos da praça vão inspirar as próximas “missões”. No terceiro dia, programe-se culturalmente. Comece pelo Museu Guggenheim, que além das sempre interessantes exposições periódicas tem um acervo de arte contemporânea único, sem contabilizar a delícia de sua arquitetura e de sua localização, em frente ao Central Park. Não deixe de passear pela loja do museu, tampouco. Do Guggenheim vá ao Metropolitan pela 5ª Avenida, a menos de um quilômetro de distância. Dos cinco mil anos de arte de todos os continentes abrangidos no espaço do museu, escolha a sala do Egito, obrigatória. Como você vai dedicar pelo menos duas horinhas e este passeio, dá para esticar uma espiada também pelas salas de artes greco-romanas e de artes medievais, igualmente imperdíveis. Encerre o dia com uma farrinha gastronômica. Agende-se para ir ao Hatsuhana, um verdadeiro restaurante japonês na 48, entre Madison e 5ª Avenida, ou tente reservar mesa no

61


>viagem Ao lado, as cada vez mais coloridas e claras luzes de Times Square, agora com um painel interativo gigante para você se ver e fotografar; abaixo, interior da Apple Store da 5ª Avenida, aberta 24 horas, e atacada noite e dia por invasores brasileiros

Esca, um dos restaurantes do famoso chef Mario Batali na cidade. Qualquer opção deixará você maluquinho de prazer. Faça uma caminhada digestiva em direção à loja da Apple da 5ª Avenida, próxima ao Central Park. Este paraíso contemporâneo de consumo fica aberto 24h! Acredite se quiser: todos os dias, non stop. Brasileiros invadem a megastore em busca de iPhones e iPads e iPods... é incontrolável.

Nova York também oferece prazeres intensos para quem gosta de esportes. Independentemente das paixões por esta ou aquela modalidade esportiva específica, não deixe de tentar ver um jogo da liga de futebol americano (Jets ou Giants) ou até mesmo de um jogo de basquete do NY Knicks no Madison Square Garden. O caminho é simples. As temporadas estão começando agora em setembro e vão até fevereiro. Entre direto nos sites nfl.com ou nba.com e vá direto ao calendário dos home games. Localizado o dia ideal, procure por tickets on sale ou no Ticket Exchange. Você conseguirá ingressos por mais ou menos U$ 100. Vale a pena, é um show de informações e de entretenimento. Uma lição para nós que pretendemos sediar ótimos mundiais e Olimpíadas. Mas os prazeres esportivos ultrapassam as quadras e os ginásios, e podem estar aí na esquina. A Famiglia Giramondo, acompanhada de um nobre amigo da Famiglia Corazza, teve a honra de jantar no Hatsuhana – indicado anteriormente – ao lado do number one do tênis, Rafa Nadal, em plena temporada do US Open, que ele venceria pela primeira vez. Um luxo! Aliás, em outra missão para este dia – uma visita à Magnolia Bakery –, não se espante se cruzar Tom Cruise com seus filhotes, principalmente se for uma tarde de sábado. Este paraíso dos cupcakes e dos banana puddings é um dos locais mais frequentados pelos descolados da ilha que não dispensam um bom doce. A Magnolia Bakery original fica

não deixe de se ver e se fotografar no megapainel hiperinterativo da kodak, novo delírio luminoso que só times square pode dar 62 | 29HORAS | de 29 de setembro a 29 de outubro 2010


em Greenwich Village (401 Bleecker St.), mas a mais legal para frequentar fica na avenida das Americas 1240. Para começar mais um dia, que encerrará a nossa cota de dias completos em NY, sugerimos começar por um lugar que o nosso amigo Ale Delgado costumava frequentar no café da manhã: o Sarabeth’s (40 Central Park South), em frente ao Central Park, bem pertinho do Plaza. Uma delícia para ficar observando as pessoas. Peça os ovos Benedict. Siga à tarde para o Tkts, bem no centro de Times Square, e reserve um musical com desconto na Broadway, ou opte por um off Broadway como o nosso conhecido Blue Man Group, que tem residência fixa no teatro da Lafayette St, 434. Se optar pelo Blue Man Group, aproveite e faça uma

reserva no vizinho Indochine. Além de uma frequência bárbara é um dos melhores asiáticos da cidade. Outra ótima opção para os notívagos é terminar a noite no B. B. King Blues Club and Grill, do próprio B. B., em plena Time Square. Sempre rola um som ao vivo até as 2h. Bem, amigos, poderíamos ainda falar dos parques (Bryant Park, Gramercy Park...), dos shows, das delicatessen (como a Katz, de 122 anos, na Houston Leste 205), das balas e guloseimas (não perca a Dylan’s na 3ª Avenida 1011) e teríamos conversa para páginas e páginas, mas... o Brasil nos espera e para a próxima edição comemoraremos o primeiro aniversário de nossa revista, esta querida 29HORAS, no glamour da Cidade Luz: Paris! Au revoir!

63


dezembro 2009

por maria cecília maciel

80 Crepe de chevre do Voilà Bistro

74 O grupo Gotan Project volta ao Brasil para lançar seu terceiro disco, Tango 3.0

Viva a arte em São Paulo Outubro está pra lá de criativo, com novos espaços e novas mostras de arte, inclusive para as crianças. Inspire-se! A abertura da Bienal Internacional de São Paulo, no mês passado, parece ter sido inspiradora para desencadear vários movimentos de arte, como sempre acontece com a mostra Paralela, neste ano em sua 10ª edição. Vários eventos pipocam aqui e ali: o ProCOa 2010, a inauguração de um espaço para a Fundação Escultor Victor Brecheret, as comemorações dos 50 anos do Museu da FAAP, o lançamento do selo de arte da editora Terra Virgem, a exposição de Guilherme de Faria, a exibição das obras do colecionador Domingos Giobbi, na Pinacoteca, e até uma nova loja de design dinamarquês, onde você pode levar as peças para casa. Mês ideal para a abertura da mais nova galeria de São Paulo, a Zipper, que chega trazendo toda a expertise de Fábio Cimino, Danilo Beltran e Melina Valente, mestres em promover talentos emergen-

64 | 29HORAS | 29 de setembro a 29 de outubro 2010

85 Mesa da linha Inex, de Pedro Useche, para a Mais Design

tes, num espaço bem especial e moderno, desenhado pelo escritório Rosenbaum. Arte e diversão também não faltam na programação infantil, com muitas opções para pintar o sete na semana da criança. De resto, o que você já confere há um ano: o melhor da programação paulistana, com muita música, gastronomia, teatro, feiras e exposições. Bom proveito! mariacecilia@29horas.com.br


> agenda 29h no seu celular: www.29horas.mobi

67 Autorretrato de Guilherme de Faria, em exposição na Caixa Cultural

70 A companhia de dança Cloud Gate apresenta Whisper of Flowers no Teatro Alfa

os destaques do mês

O quê? Peça De Verdade estreia novo teatro em São Paulo. Por quê? Com direção de Antonio Januzelli, a primeira adaptação para o teatro, no Brasil, da obra do escritor húngaro, Sándor Márai, também marca a estreia do Teatro da Livraria da Vila, no Shopping Cidade Jardim. Um homem solitário reflete sobre o fracasso de suas relações amorosas e como isso o levou ao colapso de sua existência. Interpretação e adaptação de João Paulo Lorenzon. Até 5 de dezembro. Sáb. às 20h e dom. às 18h. Shopping Cidade Jardim – Av. Magalhães de Castro, 12.000, tel. 3552-1000. www.cidadejardimshopping. com.br

23h às 29h

O quê? 50 anos do Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Alvares Penteado (MAB-FAAP). Por quê? A comemoração teve início no último dia 14, quando o Salão Cultural e a Sala Annie Alvares Penteado receberam duas grandes exposições: a multimídia Tékhne (até 14 de novembro), que revisita as principais mostras de arte tecnológica realizadas pelo MAB-FAAP, além de obras inéditas; e Memórias Reveladas (até 12 de dezembro), que resgata o processo de construção da faculdade de artes plásticas. Holografias das principais peças encenadas no Teatro FAAP integram a exposição. Ter. a sex.: das 10h às 20h; sáb., dom. e fers.: das 13h às 17h. R. Alagoas, 903, tel. 3662-7198.

17h às 23h

O quê? Fundação Escultor Victor Brecheret. Por quê? A trajetória artística do escultor consagrado mundialmente – que nasceu e morreu em São Paulo – está perpetuada, graças a sua filha, Sandra Brecheret. Ela ofereceu recentemente à cidade um centro de pesquisa e documentação sobre escultura. Num casarão de 1936, edificado pelo arquiteto modernista russo Gregori Warchavchik, no coração do Jardim Europa, pode-se contemplar peças como a Vendedora de Frutas e a Portadora de Perfume, cuja réplica está no jardim da Pinacoteca, além de esboços, fotos e documentos de Brecheret. Visitas devem ser agendadas pelo e-mail brecheret@terra.com.br. www.victor.brecheret.nom.br

11h às 17h

5h às 11h

confira as sugestões que servem para todos os dias de sua semana O quê? Like a Wedding. Por quê? Um casamento de mentirinha é um dos maiores sucessos em noite especial da casa noturna Disco. Lançada em maio deste ano, a festa caiu no gosto dos habitués e vem sendo repetida todo mês. Nesta noite, a boate dá lugar a uma cerimônia completa, com direito a convites, noivos, padre, padrinhos, latas arrastadas pelo carro todo pintado dos noivos, projetor com imagens dos pombinhos, e até bem-casado. Mas com um clima bem mais relaxado. O comando artístico é do DJ Milton Chuquer, phd em festas de casamento badalas e a criação é da agência Haute. Confira a programação no site www.clubdisco.com.br

65


setembro 2010

Oxigênio 2 5h às 11h

exposiCAo O quê? Paralela 2010// A Contemplação do Mundo. Por quê? Em sua 5ª edição, a mostra – que tem como proposta ser um complemento à Bienal de São Paulo – reúne 82 artistas sob a curadoria de Paulo Reis e destaca a participação de jovens artistas ao lado de alguns dos principais nomes da arte brasileira nos anos noventa. Até 28 de novembro, ter. a sex., das 12h às 18h; sáb. e dom., das 10h às 18h. Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo – R. Jorge de Miranda, 676, tel. 3229-9389. Lista de participantes e novidades no blog www.paralela10.wordpress.com

gastronomia

11h às 17h

É um convite para encher os pulmões e os olhos de arte. No Parque Buenos Aires, 18 artistas mostram obras cuja tônica é a sustentabilidade. Entre os participantes, nomes como Aguilar, Beto Borges, Guto Lacaz, Kátia Canton, Monique Allain, Regina de Barros, entre outros. Até o dia 3 de outubro. No sábado 2 e no domingo 3, às 11h e às 15h, haverá a obra Mensageiras, na qual 27 sacos plásticos aguardam para ser substituídos por mudas de palmito Jussara, ameaçadas de extinção. Ao plantar uma muda, ela receberá o seu nome. www.ocupacaooxigenio. wordpress.com

quarta, 29

O quê? Menu especial de almoço do 210 Diner. Por quê? Diferentemente dos almoços executivos convencionais, que restringem o menu, esse permite que os clientes escolham um prato principal, sanduíche ou grelhado e, incluso no valor do prato, oferece uma opção entre as seis entradas, como Popcorn Shrimps, Bacon Defumado e Caesar Salad. No caso dos grelhados, além da entrada, é possível pedir um dos 14 acompanhamentos. Ter. a qui.:, das 12h às 15h e das 19h às 24h; sex.: das 12h às 15h e das 19h às 24h30; sáb., das 12h às 16h e das 19h às 24h30; dom.: das 12h às 16h e das 19h às 23h30. R. Pará, 210, tel. 3661-1219.

17h às 23h

mUsica O quê? Orquestra Jazz Sinfônica – Série JAZZ com concerto dedicado à música de Moacyr Santos. Por quê? Para ouvir o trabalho de um dos maiores músicos brasileiros. O arranjador, compositor, maestro e multi-instrumentista pernambucano trabalhou na Rádio Nacional do Rio de Janeiro e regeu a orquestra da TV Record, em São Paulo. Em 1967 mudou-se para Los Angeles, onde viveu compondo trilhas para o cinema e dando aulas de música. Moacir faleceu em 2006, uma semana depois de completar 80 anos. Com regência do Maestro J. M. Galindo. Dia 29 de setembro, às 21h. R$ 15 e R$ 3. Sesc Pinheiros – R. Paes Leme, 195, tel. 3095-9400.

23h às 29h

show

66 | 29HORAS | 29 de setembro a 29 de outubro 2010

O quê? Dinosaur Jr. Por quê? A clássica banda, ao lado do Pixies, foi uma das responsáveis pelo retorno dos solos de guitarra ao rock independente americano nos anos 80, servindo de influência para o Sonic Youth, Nirvana, Mudhoney e toda uma geração de bandas surgidas nos anos 90. O disco mais recente do grupo é Farm, nono da discografia oficial, lançado no ano passado e que está entre os 50 melhores álbuns de 2009 do site Pitchfork. Às 23h. R$ 80. Comitê Club – R. Augusta, 609, tel. 3237-3068. www.comiteclub.com.br


quinta, 30

setembro 2010

O quê? Guilherme de Faria – Obra Gráfica. Por quê? O artista é uma referência da gravura brasileira, com mais de 600 edições documentadas e 83.000 litografias originais impressas a partir de matrizes em pedra litográfica. A mostra apresenta uma síntese dessa produção, por meio de 130 peças, entre gravuras e desenhos, vídeo e documentários do artista elaborando desenhos e artefatos para as suas criações. Até 17 de outubro. De ter. a dom.: das 9h às 21h. Caixa Cultural São Paulo – Galeria Humberto Betetto. Pça. da Sé, 111, tel. 3321-4400.

5h às 11h

ExposiCAo

O quê? Macaé Pur Brésil. Por quê? É o primeiro chocolate brasileiro da Valrhona. Em terras francesas, o puro brasileiro, lançado por lá em março deste ano, caiu no gosto dos chefs, como os estrelados Pierre Hermé e Joël Robuchon. Tem sabor intenso e frutado, com 62% de cacau da espécie Forastero. Os frutos são colhidos em fazendas localizadas ao sul da Bahia, e o nome Macaé foi escolhido pela sonoridade brasileira. Voltado para a confecção de sobremesas finas, pode ser encontrado em tabletes de degustação de 20g e em pacotes de 3 kg. Seg. a sáb.: das 10h às 22h; dom.: das 14h às 20h. Al. Lorena, 1.818, tel. 3068-8899.

11h às 17h

gastronomia

O quê? 39 Degraus. Por quê? A comedia, de Patrick Barlow, adaptada por Alexandre Reinecke e Clara Carvalho, conta a história de Richard, um belo sedutor incorrigível, que conhece a linda agente secreta, com sotaque alemão, Annabela Schimit. Encantado, ele a leva para o seu apartamento, onde ela é misteriosamente assassinada. Esse acontecimento detona toda a trama de suspense policial. Direção de Alexandre Reinecke, com Dan Stulbach, Danton Mello, Henrique Stroeter, Fabiana Gugli e Paulo Ivo. Até 28 de novembro. Sex., 21h30 e dom., 18h30 (R$70); sáb.: 21h (R$80). Teatro Shopping Frei Caneca – R. Frei Caneca, 569, tel. 3472-2229.

17h às 23h

teatro

O quê? Temporada de rum no bar São Cristóvão. Por quê? Durante esse mês, 23 rótulos de rum especiais da reserva particular de Leonardo Silva Prado, o Léo, dono do bar, estarão disponíveis para degustação. Destaque para o Do Diplomático – reserva exclusiva, da Venezuela, considerado um dos melhores do mundo – e Angostura 1919, fabricado em Trinidad Tobago e enviado para os marines na 2ª Guerra (ambos a R$ 24, a dose) e para o Bacardi 8 anos reserva superior (R$18), fórmula da família Bacardi exilada depois da revolução cubana e produzido nas Bahamas. De seg. a dom.: das 12h até o último cliente. R. Aspicuelta, 533, tel. 3097 9904.

23h às 29h

bar

67


outubro 2010

Rita Lee em ETC 5h às 11h

musica O quê? Série musical Vale a Pena Ouvir, do Centro Cultural Banco do Brasil. Por quê? Programa ao ar livre, na Praça do Patriarca, no Centro de São Paulo, às 12h30. São três espetáculos no mês de outubro, com duas sessões cada (sex. e sáb.), reunindo facetas da diversidade musical do Brasil – do tradicional forró às músicas regionais. Na programação, a banda mineira formada por deficientes visuais, Forró no Escuro (1 e 2 de outubro); o paulistano-pantaneiro Gabriel Sater (15 e 16 de outubro) e os paraibanos do Cabruêra (29 e 30 de outubro), que fecham o projeto. Mais informações, pelo tel. 3113-3651.

cinema

11h às 17h

A turnê volta a São Paulo, desta vez no Grande Auditório. O repertório da cantora nunca é fixo – ela gosta de cantar o que “dá na telha”, mas estão entre as suas preferidas para esse show as canções Vírus do amor, Banho de espuma, Chega mais, Atlântida, Ôrra meu e Insônia. Dia 2 de outubro: às 21h. Av. Olavo Fontoura, 1209, tel. 2226-0400.

sexta, 01

O quê? Estreias no cinema. Por quê? Comer, rezar, amar, inspirado em best-seller homônimo, é estrelado por Julia Roberts e dirigido por Ryan Murphy. Recentemente divorciada, Liz Gilbert sai da zona de conforto, arriscando tudo para mudar sua vida, embarcando em uma jornada ao redor do mundo que se transforma em busca por auto-conhecimento. Ela descobre o real prazer da gastronomia na Itália; o poder da oração na Índia e a paz interior e equilíbrio de um verdadeiro amor em Bali. E mais: Um jantar para idiotas, O vampiros que se mordam, O garoto de Liverpool e Enterrado Vivo. Nas redes de cinema da cidade, como Cinemark, PlayArte e UCI.

17h às 23h

show O quê? Gal Costa. Por quê? Com 36 discos, três DVDs, músicas imortalizadas, a chamada voz de cristal chega com alegria e arte para apresentar mais um grande show. Acompanhada por Luis Meira no violão, Jacaré na percussão e Dudinha no baixo e arte, no repertório, sucessos como Eu vim da Bahia, Meu bem Meu mal, Folhetim, Vatapá, Você não entende nada, Festa do interior, O Balance, entre outros. Dia 1 de outubro, às 21h. R$ 80 a R$ 140. Grande Auditório – Av. Olavo Fontoura, 1209, tel. 2226-0400.

23h às 29h

MUsica

68 | 29HORAS | 29 de setembro a 29 de outubro 2010

O quê? Luis Felipe Gama e Ana Luiza com Natan Marques. Por quê? O pianista, arranjador e compositor Luis Felipe Gama e a cantora e compositora Ana Luiza apresentam com o violinista e arranjador Natan Marques repertório que começou a ser experimentado em dezembro de 2009. Depois de apresentações de grande sucesso de público e crítica em Buenos Aires, o trio define nessa temporada as escolhas para o CD a ser gravado com o prêmio recebido da Funarte/Minc. Casa de Francisca. Dias 1, 8 e 15 de outubro, às 21h e 24h30. R. José Maria Lisboa, 190, tel. 3052-0547.


sábado, 02

outubro 2010

O quê? Aéreas, de Cássio Vasconcellos. Por quê? O livro inaugura o selo Terra Virgem fine art books: sofisticado no design, na impressão e no acabamento, em edição numerada e assinada pelo autor. Dos 300 exemplares, com capa de Gustavo Victorino, os 100 primeiros são acompanhados de cópia fotográfica. O livro exibe 50 imagens de territórios vistos do alto do olhar de Cássio, além de um inédito ensaio de Eder Chiodetto, jornalista e curador. Outro título recém lançado pela editora é Travessia do Pacífico, um relato da viagem de 17.400 km, feita pelo velejador Beto Pandiani, com Igor Bely, a bordo de um catamarã. www.terravirgem.com.br

5h às 11h

livro

O quê? Curumim disse sim, Curuminha disse não. Por quê? Elaborado a partir de vasta pesquisa sobre o folclore brasileiro, o espetáculo infantil, escrito e dirigido por Paulo Ribeiro (também diretor de Alladin O Musical e O Poeta e as Andorinhas), é uma adaptação da obra Aquele que Diz Sim e Aquele que Diz Não, de Bertolt Brecht. Mitos, lendas e cantigas do folclore nacional tornam essa dramaturgia legitimamente brasileira. No elenco, Cibele Troyano, Nábia Villela, André Marçal, Victor Lei, Mariana Siqueira. Até dia 31, sáb. e dom.: às 16h. Teatro Cleyde Yáconis – Av. do Café, 277, tel. 5070-7018. www.teatrocleydeyaconis.art.br

11h às 17h

teatro infantil

O quê? Paulo Ricardo canta Cazuza, acompanhado pela Filarmônica Brasileira sob regência do Maestro León Halegua. Por quê? Contemporâneos na história do rock brasileiro, Paulo Ricardo conheceu Cazuza – Agenor de Miranda Araújo Neto – aos 18 anos, apresentados por Ezequiel Neves, produtor musical da Som Livre, responsável pelo nascimento do Barão Vermelho. Admirador de Cazuza, os dois se tornaram grandes amigos. “Cazuza era um príncipe, éramos todos seus fãs”, diz o cantor. Dia 2 de outubro às 21h. R$ 100. Clube Hebraica – R. Hungria, 1000, tel. 3812-1874.

17h às 23h

show

teatro

23h às 29h

O quê? No Gogó do Paulinho. Por quê? Para dar boas gargalhadas. Em seu novo espetáculo, Paulinho GoGó, hilário personagem da Praça É Nossa, do SBT, brinca com a moda do stand-up comedy, conta suas próprias estórias e interage com a plateia. Às 23h50. R$ 40. Teatro Bibi Ferreira – Av. Brigadeiro Luís Antônio, 931, tel. 31053129. www.teatrobibiferreira.com.br

69


outubro 2010

Outubro Aberto 5h às 11h

arte O quê? Projeto Octógono Arte Contemporânea: A Soma dos Dias – Carlito Carvalhosa. Por quê? A terceira exposição do projeto, com curadoria de Ivo Mesquita, une uma instalação formada por grandes espirais de tecido branco e o som dos alunos da Escola de Música de São Paulo - Tom Jobim, que executam obras do compositor americano Phillip Glass, realizadas entre 1969 e 2009. Até 7 de novembro. Dias 3 e 10 de outubro, das 12h30 às 13h30; dias 6 e 13 de outubro, das 14h30 às 15h30; dia 9 de outubro, das 14h às 16h e dias 20 e 27 de outubro, das 16h30 às 17h30. Pinacoteca – Pça. da Luz, 2, tel. 3324-1000.

11h às 17h

gastronomia O quê? Pastifício Pissani. Por quê? O chef Carlos Pissani traz nos genes a tradição italiana na feitura de massas frescas. Entre as lungas, há, para pronta entrega, pappardelle extra finos ao merlot, tagliatelli extra finos ao chardornney e tagliarini finas ervas. Para quem prefere as recheadas, pode-se optar por formatos personalizados, estrela, pappachioli, ou a sofisticada tryptique – triângulos de massa fresca, recheados com lagosta, lascas de trufas brancas na manteiga e ciboulette. Encomendas com quatro dias de antecedência. Seg. a sex.: das 11h às 20h; sáb.: das 10h às 15h30; dom.: das 10h às 15h. Al. Franca, 1413, tel. 3081-6847.

danCa

17h às 23h

Essa é a 5ª edição do movimento de abertura de ateliês de artistas plásticos residentes em São Paulo que surgiu para desenvolver e construir a produção artística como um todo. Neste ano, paralelamente à 29ª Bienal Internacional de São Paulo, os 14 participantes do circuito mantêm seus ateliês em diferentes bairros da cidade com suas trajetórias e mídias, críticos, pesquisadores e marchands. Esta variedade de pesquisas e experimentações amplia a reflexão para a arte. Na abertura, palestra do organizador curatorial Olivio Guedes, pesquisador de artes plásticas, diretor cultural do MuBE e integrante do conselho consultivo do Procoa, e fórum de apresentação, no dia 29 de setembro, às 14h. De 1 a 31 de outubro, as visitações poderão ser agendadas diretamente pelo e-mail de cada artista. www.mube.art.br

domingo, 03

O quê? Cloud Gate 2010. Por quê? Considerada uma das melhores companhias de dança, a Cloud Gate Dance Theatre volta, agora, com Whisper of Flowers, espetáculo especialmente criado para o Festival Tchekhov, de Moscou, em edição dedicada aos 150 anos do nascimento do grande escritor russo. Baseada em O Jardim das Cerejeiras, a coreografia deixa de lado personagens e enredo da peça original para explorar o eterno tema da exuberância que acaba por ceder lugar à escuridão. Dias 2 (21h), 3 (18h), 4 e 5 (21h) de outubro. R$ 50 a R$ 120. Teatro Alfa – R. Bento Branco de Andrade Filho, 722, tel. 5693-4000. www.teatroalfa.com.br

23h às 29h

gastronomia

70 | 29HORAS | 29 de setembro a 29 de outubro 2010

O quê? Cervejas Gayant. Por quê? Acabam de desembarcar na cidade alguns exemplares da cervejaria familiar francesa Gayant Brewers, fundada em 1919, a segunda maior do país no seu segmento. A independência financeira e a preservação da natureza são características fundamentais para a consagração da marca, defendidas até hoje pelo presidente Patrick d´Aubreby. Entre os rótulos, Du Demon, Tequeiros, Saint Landelin – cerveja leve, graças ao armazenamento longo e das mais apreciadas no Norte da França –, St Landelin Mythique, La Divine, Amadeus, La Goudale e Du Desert. www.beersonthetable.com.br


segunda, 04

outubro 2010

O quê? D.Tonetti. Por quê? Criada em 1990, a marca, voltada para o segmento infanto-juvenil, oferece modelos para as mais diversas ocasiões: enxoval personalizado para maternidade, batizados, damas de honra, vestidos de festa, pijama e roupas do dia a dia. E agora passa a desenvolver uma linha praia, de biquínis e sungas, com estampas coloridas e divertidas. Tudo com muita bossa e bom gosto. R. Dom Armando Lombardi, 306, tel. 3722-1702. www.dtonetti.com.br

5h às 11h

crianCa

O quê? Restaurante Domitila. Por quê? O espaço é aconchegante e a comida, caseira. O bufê tem sempre opções de saladas variadas, carnes, aves e frutos do mar para os mais diferentes gostos, além de arroz (branco e integral), feijão e uma massa. Todas as receitas são elaboradas pela chef e proprietária, Larissa Aguiar, que completou seus estudos de culinária na escola suíça DCT University Center Switzerland. O espaço também está aberto a eventos, com cardápio personalizado, que pode ir à casa do cliente. De seg. a sex.: das 12h às 15h. R. Clodomiro Amazonas, 99, tel. 3078-7434. www.domitilarestaurante.com.br

11h às 17h

gastronomia

O quê? Temporada de alcachofra. Por quê? Vários restaurantes incluíram a apreciada flor no menu. O Pateo da Luz (Center 3 – Av. Paulista, 2064, tel. 3266-5975) oferece risoto, capelletti e pizza com base de alcachofra. O chef Jurandir Meirelles, do Zucco, apresenta a lasanha de alcachofra fresca com mussarela de búfala e creme de alcachofras frescas com camarões (R. Haddock Lobo, 1.416, tel. 3897-0666). No Floriano: medalhão com três pimentas e risoto de alcachofras (R. Joaquim Floriano, 466, tel. 3079-3500). Já o Chef Rouge apresenta o Cabillaud aux Artichauts et Coeur de Palmier, prato que combina bacalhau e fundo de alcachofra (R. Bela Cintra, 2238, tel. 3081-7539.

17h às 23h

gastronomia

O quê? Colônia de férias oficial do AC Milan, na semana das crianças, no Breezes Búzio Resort & Spa. Por quê? O Milan Junior Camp, programa de treinamento oficial do clube italiano Milan, trará um profissional da categoria de base do time ao Brasil, especialmente para passar ensinamentos técnicos e táticos aos rossoneri (como são chamados os torcedores do Milan em italiano). São cinco horas diárias de treinamentos, realizadas em duas etapas: manhã e tarde, durante três, cinco ou sete dias, conforme o interesse. A programação se destina a faixa etária de 6 a 13 anos. De 9 a 16 de outubro. Inscrições na Central de Reservas 0800 704 3210. www.milanjuniorcamp.com.br

23h às 29h

viagem

71


outubro 2010

A animação Meu malvado favorito 5h às 11h

evento O quê? 2º Salão da Motocicleta. Por quê? Parceria de Emerson Fittipaldi com a Megacycle Eventos e a Associação Nacional dos Fabricantes e Atacadistas de Motopeças, o salão já é um dos mais conceituados do segmento, apresentando as últimas novidades das montadoras, fabricantes, motopeças, acessórios, equipamentos, além de shows, testes, competições e promoções. De 5 (visitante Vip) a 8 de outubro, das 13h às 21h; dia 9, das 10h às 21h, e dia 10, das 12h às 20h. Pavilhão do Anhembi. Av. Olavo Fontoura, 1.209, tel. 2226-0400. www.salaodamotocicleta.com.br

feira

11h às 17h

Estreou no mês passado e já pode ser levada para a casa para uma experiência interativa. É que foi lançado o jogo para Wii Despicable me, em que o jogador pode entrar no universo do filme, tanto na pele do protagonista vilão Gru, em sua missão de roubar a lua, como na do principal inimigo dele, Vector. Nas lojas especializadas.

terça, 05

O quê? 16ª Expo Bebidas & Serviços – 2010. Por quê? A feira reúne fabricantes e distribuidores de bebidas, fornecedores de insumos e equipamentos e prestadores de serviços, além de visitantes de todo o país. Um dos grandes chamarizes do evento é a sua capacidade de apresentar as novidades ao mercado e gerar novos negócios. De 5 a 7 de outubro, das 14h às 22h. Expo Center Norte. R. José Bernardo Pinto, 333, tel. 2089-8500.

17h às 23h

gastronomia O quê? Becco 388. Por quê? O restaurante tem menu assinado pelos chefs André Barone e Daphne Glidden. O casal, com experiência em restaurantes nos Estados Unidos e na Itália, explora a cozinha contemporânea, com pratos criativos mas despretensiosos. Entre as sugestões, há o Pappardelle, massa servida com molho de manteiga italiana, pinoli e sálvia fresca; e o Double Cut Filet Mignon, um steak grelhado com batatas fritas e molho béarnaise. Almoço: ter. a sáb.: das 12h às 15h30; dom.: das 12h às 17h. Jantar: ter. a qui.: das 18h às 23h; sex. e sáb.: das 18h às 24h30. R. Mato Grosso, 388, tel. 2361-0388.

23h às 29h

bar

72 | 29HORAS | 29 de setembro a 29 de outubro 2010

O quê? Bar do Santa. Por quê? Dos mesmos donos e ao lado do restaurante Santa Gula, a frequência é bem particular: motociclistas. Não é para menos, foi instalado um lava rápido de motos dentro da casa, entre paredes de vidro, para observarem a cuidadosa limpeza dos veículos. Entre uma Harley Davidson e outra, pode-se curtir um sinuca numa das duas mesas oficiais. No cardápio, ótimos petiscos como os quadradinhos de filé a milanesa. O chope é Baden Baden. O lava rápido funciona de ter. a sáb. e fers.: das 10h às 19h, e dom.: das 12h às 17h. É possível marcar a lavagem até meianoite, com cobrança de taxa extra. Ter. a dom.: a partir das 10h. R. Fidalga, 330, tel. 3819-0177.


quarta, 06

outubro 2010

feira

5h às 11h

O quê? Brasil Scrapbooking 2010. Por quê? Uma feira especializada na arte de decorar álbuns, diários e fotografias. Para os aficionados pelo scrapbook que querem saber das novidades e produtos para este setor. De 6 a 9 de outubro. Centro de Eventos São Luís. R. Luís Coelho, 323, tel. 3722-3344. www.brazilscrapbookingshow.com.br

O quê? 9a Pet South America. Por quê? O evento reúne toda a cadeia produtiva do setor de animais de estimação na América Latina. Facilita o contato e a geração de negócios para os fornecedores, já que atrai profissionais de diversos estados e países, além de compradores que podem encontrar na feira toda a gama de produtos e serviços para os seus bichinhos. De 6 a 8 de outubro, das 13h às 21h. Expo Center Norte – Pavilhão Vermelho. R. José Bernardo Pinto, 333, tel. 2089-8500. www.petsa.com.br

11h às 17h

feira

O quê? Show do Bon Jovi. Por quê? Depois de 15 anos, o grupo retorna ao Brasil com a turnê The Circle Tour, atualmente a número 1 no mundo. No repertório, canções do álbum homônimo, lançado recentemente, que chegou ao topo das paradas mundiais em sua estreia. Números da premiada banda: mais de 120 milhões de discos vendidos, 2600 shows em mais de 50 países para mais de 34 milhões de fãs. Dia 6 de outubro, às 21h. Estádio Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi) – Pça. Roberto Gomes Pedrosa, s/n, tel. 4004-2060.

17h às 23h

show

O quê? São Pedro São Paulo. Por quê? Considerado a melhor happy hour da cidade pelo guia Comer e Beber da Veja São Paulo, a casa passa a oferecer agora seus serviços de buffet: o São Pedro São Paulo Sua Casa. A ideia é possibilitar aos clientes montar uma festa de um jeito mais descontraído, com todas a facilidades de um bar: dos comes e bebes a ambientação, passando pelos serviços de garçons, tanto para grandes festas como para petit comités. Agendamento pelo tel. 3667-0835 ou pelos e-mails de Najla Kertzer: mkertzer@uol.com.br, Magú Baptista Pereira: magu@ribeiro.net, e Mariana França: marianaazevedof@yahoo.com.br

23h às 29h

bar

73


outubro 2010

Olea Mozzarella Bar 5h às 11h

exposiCAo O quê? Exposição Coleção Domingos Giobbi – arte, uma relação afetiva. Por quê? Faz parte de um projeto desenvolvido em quatro módulos, focado na importância do colecionismo privado em São Paulo para a história da arte brasileira. A mostra apresenta 115 obras sacras, com destaque para imagens em barro cozido, feitas nos primeiros séculos da colonização, e também pinturas e desenhos de Di Cavalcanti, Alfredo Volpi, José Antonio da Silva, Lasar Segall, além de um conjunto de leões de cerâmica feito por Nuca de Tracunhaém (PE). Curadoria de Maria Alice Milliet. Ter. a dom.: das 10h às 17h30. Pça. da Luz, 2, tel. 3324-1000.

gastronomia

11h às 17h

Inaugurado no final do ano passado, o restaurante reúne dois expositores de muçarela de búfala e apresenta uma vitrine com produtos relacionados a saladas, como azeites, molhos, rúcula selvagem e grãos diversos, onde os clientes podem escolher à vontade os ingredientes de acordo com a sua preferência. Almoço – de seg. a sex: das 12h às 15h e jantar – das 19h às 24h. Sáb.: das 13 à 1h e dom.: das 13h às 24h. R. Joaquim Antunes, 198, tel. 3062-1535.

quinta, 07

O quê? Restaurante Hiro. Por quê? Reformado, a unidade do Shopping Eldorado reabre mais elegante, explorando a bela vista para o Jockey Club. A casa disponibiliza pratos à la carte para os tradicionais teishoku, teppan e combinados. No sistema Kaiten Sushi, uma esteira circula ao redor do restaurante, levando sushis, sashimis e inovações criadas pelo sushiman e clientes. Já os Robatas, servidos na unidade São Francisco, são grelhados feitos em espetos com molhos orientais. Seg. a sáb.: das 11h às 15h e das 19h às 23h; dom.: das 12h às 15h30. Av. Rebouças, 3970, 3º piso, tel. 3032.9872 e demais unidades no site www.restaurantehiro.com.br

17h às 23h

show O quê? Gotan Project. Por quê? Após três anos, o grupo formado pelo francês Philippe Cohen Solal, pelo suíço Christoff H. Muller e pelo argentino Eduardo Makaroff retorna ao país apresentando seu terceiro disco de estúdio, Tango 3.0, lançado em abril deste ano na Europa. O trabalho revela mais uma vez o interessante mix de influências dos músicos, que incorporam ao tango tradicional batidas eletrônicas, blues, sons das ruas de todo o mundo, preservando a classe e a elegância do bandoleón ao caldo. Às 22h. R$ 50 a R$ 350. HSBC Brasil. R. Bragança Paulista, 1281, tel. 5646-2120. www.hsbcbrasil.com.br

23h às 29h

evento

74 | 29HORAS | 29 de setembro a 29 de outubro 2010

O quê? Trixmix Cabaré. Por quê? Une várias vertentes artísticas, tais como dança, mágica, teatro, circo, balé, stand-up, em um único palco. A partir das 21h30, o clima é de cabaré e as edições mensais trazem sempre novas atrações. Após as apresentações, às 23h30, DJs convidados assumem o som, as mesas se afastam e público e artistas se misturam para uma festa sem hora para terminar. R$ 40. Clube Eazy. Av. Marquês de São Vicente, 1767, tel. 3021.2410.


sexta, 08

outubro 2010

O quê? Le Petite Parisiense de Marco Apollonio. Por quê? Qual menina não gostaria de ganhar uma joia no Dia das Crianças? A primeira coleção que Marco Apollonio cria para princesinhas de até 12 anos reúne pequenas coroas como tiaras e grampos, colares, pentes e mini brincos com pérolas e cristais. Os banhos de ouro e de prata patinada dão um ar de antiguidade, como os “tesouros” encontrados na caixa de joias da vovó. R. Oscar Freire, 2234, tel. 3081-6370 e 6710-3874.

5h às 11h

crianCa

O quê? Cinema. Por quê? É dia de estreias: aventura em Eu e meu guarda-chuva e A lenda dos guardiões; ação em Tropa de elite 2 e Outros caras e o drama The Runaways – Garotas do Rock, baseado no livro da vocalista Cherie Currie, Neon Angel - uma reflexão sobre suas experiências como estrela do rock, passando um grande alerta antidroga para os adolescentes. Com Kristen Stewart, Dakota Fanning, Alia Shawkat, Scout Taylor-Compton, Tatum O´Neal. Direção de Floria Sigismondi. Nas redes de cinema da cidade, como Cinemark, PlayArte e UCI.

11h às 17h

cinema

O quê? Rush com a turnê Time Machine. Por quê? Para ouvir um dos melhores grupos de rock da história – o terceiro a ganhar mais discos de ouro ou platina consecutivos, atrás do The Beatles e The Rolling Stones. O trio, formado por Geddy Lee (baixo, teclado e vocal), Alex Lifeson (guitarra) e Neil Peart (bateria), apresenta o álbum Moving Pictures na íntegra, além de outros grandes hits e duas novas canções Caravan e BU2B. Hoje, às 21h30, no Estádio do Morumbi. Estádio Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi) – Pça. Roberto Gomes Pedrosa, s/n, tel. 4004-2060.

17h às 23h

show

O quê? Check-in Garage Especial Aeroplane – Bélgica. Por quê? Em três anos, o projeto ganhou a admiração de nomes como Grace Jones, Friendly Fires e Sebastien Tellier. Boa oportunidade de conhecer a nova fase do produtor da balada, Vito de Luca, que acaba de lançar o álbum We Can’t Fly, recheado com soulful disco e eletrônica do início dos anos 80 e uma coleção de influências que vão desde Abba e trilhas de cinema até Pink Floyd, Rolling Stones. Line-up: Eli Iwasa, Aeroplane – Bélgica e Renato Cohen. Às 23h45. R$ 50. Hot Hot. R. Santo Antônio, 570, tel. 2985-8685. www.hothotsite.com.br

23h às 29h

balada

75


outubro 2010

5h às 11h

O quê? Mega Water Play do Wet’n Wild. Por quê? O novo mega brinquedo do parque aquático, com mais de 1.200 m2 e 14 m de altura, tem toboáguas, escorregadores, tobogãs, duchas, quedas d’água, balanços, guardachuvas, pistolas d’água e mangueiras de esguicho. Com capacidade para 400 pessoas, movimenta 20 mil litros de água por minuto. Tudo em 17 plataformas de cinco níveis diferentes, para escolher entre mais calmas ou mais agitadas. Na semana das crianças, abre nos dias 9 a 13 e 16 de outubro, das 10h às 17h30, e nos dias 14 e 15, das 10h às 17h. Rod. dos Bandeirantes, km. 72, Itupeva, tel. 4496-8000.

festival O quê? SWU Music and Arts Festival. Por quê? Além de boa música, o festival prega a sustentabilidade, num fórum com especialistas, pensadores, políticos, empresários e ONGs. Com duração de três dias, o evento traz Joss Stone, Rage Against the Machine (pela primeira vez na América do Sul), Mutantes, Capital Incial, Kings of Leon, Dave Matthews Band, Teatro Mágico, Jota Quest, Linkin Park, Regina Spektor, entre outros. Dias 9, 10 e 11 de outubro, a partir das 12h. R$ 210 a R$ 580. Fazenda Maeda – Rod. SP 75 Santos Dumont, Km 18 Sul, Itu, SP. www.swu.com.br

mUsica

17h às 23h

Esta é a primeira mostra individual do artista cearense João Pedro Carvalho Neto aqui na cidade. Reúne 47 xilogravuras coloridas que abordam temas relacionados à região do Cariri, onde o artista nasceu e iniciou seus trabalhos com xilogravura, como a religiosidade popular, o sertão, a natureza, as festas (de apartação do gado e quadrilhas juninas). Até 17 de outubro. De ter. a dom.: das 9h às 21h. Caixa Cultural – Pça. da Sé, 111, tel. 3321-4400. www.caixa.gov.br/ caixacultural

crianCa

11h às 17h

Xilogravuras de João Pedro do Juazeiro

sábado, 09

O quê? Ópera Norma. Por quê? Ópera em dois atos de Vincenzo Bellini, libreto de Felice Romano, baseado na tragédia de L. A. Souvet. Norma é obra de grande beleza lírica e tensão dramática. A abertura tem características de um prelúdio dramático. Os druidas aparecem numa introdução solene, seguida de um discurso inflamado de Oroveso, que conduz a uma típica marcha italiana do início do século XIX. Dias 9 e 10/10: às 17h. R$ 20. Entrada grátis para portadores de deficiência visual. Reservas pelo tel. 3661-6529, com Lucimar (limite de 15 pares por récita). Theatro São Pedro – R. Barra Funda , 171, tel. 3667-0499.

23h às 29h

teatro

76 | 29HORAS | 29 de setembro a 29 de outubro 2010

O quê? Margaridas enlatadas. Por quê? Adaptação da literatura de Caio Fernando Abreu, a peça trata de temáticas contemporâneas como solidão, incomunicabilidade e a relação com o caos urbano por uma ótica essencialmente feminina. A adaptação de contos deu origem a um monólogo interpretado por três atrizes que mostram a força e a atmosfera da obra do autor. Dias 9 e 16 de outubro, às 23h59. R$ 30 e R$ 15. Teatro Espaço Parlapatões – Pça. Franklin Roosevelt, 158, tel. 3258-4449.


domingo, 10

outubro 2010

O quê? Gets – Great Entertainment Toys. Por quê? É uma das melhores lojas de brinquedos da cidade – bom lugar para comprar o presente do Dia das Crianças. Tem sempre uma novidade diferente, como o Gerador Eólico, da 4M, que alia consciência ecológica e diversão, prêmio de Excelência em Brinquedo na última edição da Abrin, a maior feira do gênero da América Latina. Trata-se de um kit para construir um surpreendente gerador e aprender sobre fontes renováveis de energia. Shopping Iguatemi – Av. Brig. Faria Lima, 2232, tel. 3032-2736. www.getsbrinquedos.com.br

5h às 11h

criança

O quê? O farto bufê do Praça São Lourenço. Por quê? Bom lugar para almoçar com as crianças. Instalado em meio a muito verde, com direito a lago, fontes e uma casa na árvore, o restaurante de sotaque italiano oferece pratos produzidos de forma rústica, no forno a lenha. Apesar do variado cardápio a la carte, é o bufê que chama mais a atenção. Entre os pratos, que variam conforme o dia da semana, estão os Panzottis recheados e o Bacalhau espiritual com banana na lenha. Seg. a qui.: das 12h às 24h; sex. e sáb.: das 12h à 1h; dom.: das 12h às 17h. R. Casa do Ator, 608, tel. 3053-9300. www.pracasaolourenco.com.br

11h às 17h

gastronomia

show

17h às 23h

O quê? Anahí Portillo. Por quê? A cantora mexicana, ex RBD, está de volta ao Brasil, de onde iniciou, em novembro de 2009, sua mais recente e bem sucedida turnê solo, Mi Delírio World Tour. Desta vez, a cantora vem para lançar o DVD oficial da turnê. Dia 10 de outubro, às 20h30. R$ 80 a R$ 500. HSBC Brasil – R. Bragança Paulista, 1281, tel. 56462120. www.hsbcbrasil.com.br

O quê? Bardot Boteco Bistrô. Por quê? Alia a elegância e alta gastronomia de um bistrot francês à tradição de um boteco chique. No projeto da arquiteta Patricia Anastassiadis, o elevador-bar dá acesso à varanda aberta no piso superior. No cardápio, assinado pela chef Ana Soares, sugestões como Steak Aperrô com toques de molho francês. Entre os coquetéis, o delicado Brigitte (vodka, raspberry, chambord, laranja, rubi, cramberry). Já no quesito música, jazz e bossa nova misturados a elementos eletrônicos embalam o happy hour, sob o comando do DJ Buga. Seg. a sex.: a partir das 17h; sáb.: a partir das 12h; dom.: a partir das 14h. R. Clodomiro Amazonas, 260, tel. 3168-9988.

23h às 29h

gastronomia

77


outubro 2010

Paulínia Arena Music 2010 5h às 11h

museu O quê? Museu da Mágica. Por quê? Para aprender alguns truques e conhecer a trajetória do mundo do ilusionismo, desde 1898, por meio de 100 posters coloridos, 500 aparelhos de mágica e 500 fitas de vídeo. Além disso, Mister Basart, o mágico idealizador e fundador do museu, interage com o público, com demonstrações de vários tipos de mágica, brincadeiras e efeitos de ilusão. Há cursos e eventos realizados no espaço. R$ 18 (dias úteis) e R$ 30 (fim de semana). É preciso agendar. R. Silva Bueno, 519, cj. 42, tel. 2061-7373. www.museudamagica.com.br

11h às 17h

curso O quê? Arquitetura Islâmica: os árabes, o Islã e outros povos. Por quê? Último dia para se inscrever nesse curso, ministrado por Andrea Piccini, Lygia Rocco e Victor Mellão. Dividido em cinco aulas, introduz o aluno ao universo muçulmano por meio da arquitetura, da arte, da propagação da religião, da cultura e da política, especialmente turca. Dias 14, 21 e 28 de outubro, 4 e 11 de novembro, das 19h30 às 22h. R$ 350 e R$ 250. Espaço Câmara Árabe – Av. Paulista, 326, 11º andar, tel. 5084-5131.

show

17h às 23h

É o único rodeio coberto do Brasil, traz uma programação musical com os melhores artistas do país em dois palcos. Entre as atrações, rodeio em touro, três tambores e montaria em carneiro (para crianças); desafio internacional de montaria em touros, com competidores de cinco países; Projeto Areninha – espaço destinado às crianças; além de praça de alimentação e de exposição e estacionamento. Dias 7 (Luan Santana), 8 (Jorge & Mateus), 9 (Zezé di Camargo & Luciano), 10 (Maria Cecília & Rodolfo), 11 (Victor & Léo) e 12 de outubro (Edson e você), a partir das 19h. Parque Brasil Quinhentos, Paulínia, SP. Reservas: camarotes@ pauliniaarena.com.br ou pelo tel. (19) 3874-1563.

segunda, 11

O quê? Echo & The Bunnymen. Por quê? A banda inglesa, liderada por Ian McCulloch e Will Sargeant, inspirou muitos grupos da atualidade, com hits, como Lips Like Sugar . Como no show apresentado no Radio City Music Hall, em Nova York (com ingressos esgotados 11 meses antes), o espetáculo será dividido em duas partes: o primeiro set com sucessos e clássicos e, após o intervalo, apresentam o álbum Ocean Rain com a participação de um quarteto de cordas. O formato será mostrado apenas nos shows de São Paulo e de Buenos Aires. Às 21h30. Credicard Hall – Av. das Nações Unidas, 17.955, tel. 4003-6464.

23h às 29h

bar

78 | 29HORAS | 29 de setembro a 29 de outubro 2010

O quê? Bendito Bar. Por quê? Para entrar e ficar à vontade. No térreo, o ambiente é de boteco, com mesas, cadeiras e balcão. No primeiro andar, que pode ser reservado para comemorações, há um bar de apoio, mesa de sinuca, mesa de carteado, dardo e home theater. Serve uma boa variedade de petiscos, sanduíches, porções, pratos e saladas, além de picanha na chapa, feijoada aos sábados e paella e bacalhoada aos domingos. Um prato-cheio para apreciadores de scotch, com grandes marcas num selecionado Clube do Whisky. Seg. a sex.: das 17h à 1h; sáb. e dom.: das 12h à 1h. R. Doutor Fonseca Brasil, 289, tel. 3749-1066.


terça, 12

outubro 2010

O quê? Le Petit Jardin. Por quê? Idealizada por Jane Prates Sampaio Lima, que nos últimos 15 anos esteve à frente de duas agências de publicidade fundadas por ela, a loja é resultado de viagens mundo afora, combinadas com a expertise da antiga profissão, revelado em criativos arranjos florais, dos mais clássicos aos mais modernos. De seg. a sáb.: das 10h às 22h; dom.: das 14h às 20h. Shopping Cidade Jardim – Av. Magalhães de Castro, 12000, 1° andar, tel. 3552-5252. www.lepetitjardin.com.br

5h às 11h

consumo

O quê? Pedro e o Lobo e João e Maria. Por quê? É uma boa alternativa para comemorar o Dia das Crianças. A Cia Imago sobe ao palco com as duas peças, sob direção musical do Maestro Jamil Maluf (OER) e direção cênica e adaptação de Fernanda Anhê. Encenada por bonecos, com a técnica do teatro negro, a montagem cativa as crianças e os pais, apresentando os instrumentos de uma orquestra através dos personagens: cada um é representado pelo som de um instrumento. Dia 12 de outubro, às 16h. Teatro Bradesco. Bourbon Shopping – R. Turiassú, 2100, 3° piso, tel. 3670-4100.

11h às 17h

teatro

O quê? Lojas Renner. Por quê? Os estilistas da marca se inspiraram no Brasil, mais precisamente nas praias do Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Bahia, estados que emprestaram sua cultura e paisagens para ajudar a dar vida e cor na moda 2010 da estação favorita das brasileiras. Transparências, mangas bufantes e peças do guarda-roupa masculino como paletós, camisas e coletes aparecem com uma leitura feminina. Os acessórios enriquecem o look: sandálias coloridas, clogs e peep toe e bolsas de vários tamanhos recebem aplicações de flores, laços e drapeados. Shopping Eldorado – Av. Rebouças 397, tel. 2165-2800.

17h às 23h

moda

O quê? Le Roi Bar e Restaurante. Por quê? Consolidou-se entre os pontos de encontro da noite paulistana. A meta dos sócios, Mauricio Neves, Felipe Faria, Guilherme Mussi e Tiago Diniz era a de criar um bar com ambiente sofisticado e aconchegante, com uma cozinha capaz de atender os clientes mais exigentes. Entre as sugestões do cardápio, risoto de camarão rosa, petit gateau de queijo de cabra, sanduíches, paninis e petiscos que podem ser acompanhados pelo cremoso chope Primus ou por ótimos drinques, como o Le Roi, feito com vodka e uva Niágara. De seg. a sex.: das 12h às 15h e das 18h à 1h; sáb.: das 13h às 2h. R. Doutor Mário Ferraz, 514, tel. 3071-1303.

23h às 29h

gastronomia

79


outubro 2010

5h às 11h

O músico, compositor, autor, intérprete, escritor e arquiteto é um dos artistas mais amados e de maior sucesso de público e de crítica na história da música popular italiana. Agora, celebra seus quarenta anos de carreira em única apresentação. Dia 11 de outubro: às 21h30. De R$ 50 a R$ 280. HSBC Brasil – R. Bragança Paulista, 1281, tel. 5646-2120.

bem-estar O quê? Centro de bem-estar Levitas. Por quê? Além de ser uma academia completa em frente ao parque Ibirapuera, com direito a aulas no parque, o Levitas é 100% voltado para o bem-estar, com destaque aos serviços Levitas Touch, setor de estética e massoterapia. Lá são realizados massagem relaxante, massagem de pedras quentes, shiatsu, reflexologia, drenagem linfática, massagem modeladora e hiperbárica, uma exclusividade do centro. A novidade é o Power Flex, criado pelo Levitas, uma sessão de 30 minutos de alongamento no famoso Power Plate. Av. República do Líbano, 874, Ibirapuera, tel. 3054-7922. www.levitas.com.br

gastronomia

11h às 17h

Claudio Baglioni – One World Tour 2010

quarta, 13

O quê? As sobremesas francesas do Bistro Voilà. Por quê? Vão além do tradicional Crème Brûlée. O mesmo crème anglaise do Quenelles de chocolate, feito com café, acompanha o Gâteau de chocolate belga e avelã coberto por uma coroa de chocolate branco, uma das mais criativas apresentações. Já a suculenta calda de morango banha o crepe leve e flambado ao Cognac (desmancha na boca!). Almoço: de seg. a sex.: das 12h às 15h30; sáb.: das 12h às 17h; dom.: das 12h às 18h. Jantar: de ter. a qui.: das 19h às 24h; sex. e sáb., das 19h30 à 1h. Al. Itu, 1088, tel. 2613-8703. www.voilabistro.com.br

17h às 23h

festival O quê? Urban Music Festival. Por quê? A principal atração do evento é o músico, rapper e produtor norte-americano Timbaland, que se apresenta pela primeira vez no país. O festival traz, ainda, shows e sets de artistas brasileiros, como o DJ King, as Valkyrias, a cantora Negra Li, Lovefoxxx, Root Rock Revolution e o DJ Mau Mau. E mais: arena de esportes urbanos, com feras de le parkour, skate, street ball, bike free style e in line skate, street art e peças concebidas ao vivo em live painting e stencil art. Dia 13 de outubro, às 18h. R$ 160 a R$ 400. Arena Anhembi – Av. Olavo Fontoura, 1.209, tel. 2226-0400. www.ingressorapido.com.br

23h às 29h

bar

80 | 29HORAS | 29 de setembro a 29 de outubro 2010

O quê? The Blue Pub. Por quê? Nos dias de jogos do Brasileirão 2010, o bar oferece promoção para torcedores do São Paulo, Corinthians, Santos e Palmeiras. Se for corinthiano, por exemplo, na compra de três chopes Eisenbahn, o Blue Burguer Completo, também conhecido como o sanduíche mais gordo do cardápio, sai a R$ 18. Na compra de duas Guiness, os são-paulinos têm direito a um dos melhores pratos do bar, o Filet à Mostarda, por R$ 21. Dom. a qua.: das 16h à 1h; qui. a sáb.: das 16h às 2h. Al. Ribeirão Preto, 384, tel. 3284-8338. www.theblupub.com.br


quinta, 14

outubro 2010

O quê? 13ª São Paulo Boat Show 2010 – Salão Náutico Internacional. Por quê? Ótimo programa para os amantes de lanchas, iates, velas, jet-ski, motores. O evento traz as últimas novidades em matéria de embarcações, equipamentos e acessórios, para os mais variados consumidores do setor náutico. De 14 a 19 de outubro, seg. e ter., qui. e sex.: das 14h às 22h; sáb. e dom.: das 12h às 22h. Transamérica Expo Center – Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387, tel. 5643-3000.

5h às 11h

feira

O quê? Danish Design. Por quê? A recém inaugurada loja de design é uma verdadeira mostra de obras assinadas e autenticadas pelos mais importantes ícones do design dinamarquês da atualidade, como Hans Wegner, Arne Jacobsen, Paul Henningsen, Nanna Ditzel, Borge Mogensen e Louise Campbell. A diferença é que você pode levar os objetos para casa. R. Eng. Alcides Barbosa, 47. www.danishdesign.com.br

11h às 17h

design

O quê? The Cranberries. Por quê? O grupo está na estrada com essa turnê desde 12 de novembro de 2009 e já passou pelo Chile, Brasil, Peru, Equador, Venezuela, Argentina e México. Sempre fazendo performances em casas cheias, uma das maiores bandas irlandesas de todos os tempos, com quatro álbuns no TOP 20 da Billboard, oito singles no ranking e 40 milhões de discos vendidos no mundo está de volta a São Paulo. Dia 14 de outubro, às 21h30. R$ 100 a R$ 300. Credicard Hall – Av. das Nações Unidas, 17.955, tel. 4003-5588. www.credicardhall.com.br

17h às 23h

show

O quê? JA 367. Por quê? Mix de bar, clube prive, restaurante e lounge, a casa arquitetada por Nandi Nascimento exibe um estilo meio decadence avec elegance, com muito veludo, seda e móveis vintage. A carta de bebidas segue o conceito, oferecendo rótulos de champanhes como Don Perignon e Ruinard ou a brasileira Itubaína. Na programação musical, apresentações ao vivo de jazz, jam sessions e novos talentos, além da banda residente Da Horta. Qui. a sáb.: das 21h às 2h. R. Joaquim Antunes, 367, tel. 4306-0367.

23h às 29h

bar

81


outubro 2010

da República à Contemporaneidade 5h às 11h

moda O quê? Stamato. Por quê? Há mais de 20 anos no mercado de fitness, praia e roupas esportivas para o dia a dia, a marca tem confecção própria o que permite manter ótimos preços. São legs, tops, camisetas, conjuntos, agasalhos, saias, todos muito confortáveis e com ótimo caimento. Confira a última coleção nas lojas e no site www.stamato.com.br. R. Augusta, 2606, tel. 3085-7370; R. das Rosas, 766, tel. 50719063 e R. Hollywood, 214, tel. 5093-6239.

11h às 17h

cinema O quê? Cinema. Por quê? Estreias: O Solteirão, com Michael Douglas, Susan Sarandon e Danny DeVito. Comédia sobre Bem Kalmen, dono de uma grande concessionária de carros, que, devido a sua infidelidade no casamento, é abandonado pela família e conhece Jordan, filha de um magnata dos automóveis, a quem se apega e tem de fazer uma escolha: aproveitar esse novo relacionamento ou usá-la para voltar aos negócios. Machete é um filme de muita ação que traz DannyTrejo, Robert De Niro, Jessica Alba e Lindsay Lohan. Nas redes de cinema, como Cinemark, PlayArte e UCI.

show

17h às 23h

Composta por 36 esculturas de famosos artistas plásticos brasileiros, entre eles Victor Brecheret, Rodolfo Bernardelli, Farnese de Andrade e Modestino Kanto, a exposição faz parte do acervo do Museu Nacional de Belas Artes e reúne obras ¬com materiais diversos – terracota, cerâmica, mármore e bronze – do período republicano até os dias de hoje. Outros artistas também participam da exposição, como Hugo Bertazzon, Décio Vilares, Celso Antonio, Magalhães Correia, João Turin, Zélia Salgado e Bruno Giorgi. Até 17 de outubro. De ter. a dom.: das 9h às 21h. Caixa Cultural – Pça. da Sé, 111, tel. 3321-4400. www.caixa.gov. br/caixacultural

sexta, 15

O quê? Exaltasamba. Por quê? O grupo musical que nasceu na cidade de São Bernardo do Campo tornou-se um ícone do pagode. Formado por Péricles (banjo e voz), Thiaguinho (banjo e voz), Pinha (repique de mão), Brilhantina (cavaquinho) e Thell (tantã), tem mais de oito milhões de discos vendidos, em 24 anos, tendo lançado 15 CDs e quatro DVDs. O álbum Cartão Postal vendeu 1.250,000 cópias, em 1998, e a coletânea Série Bis rendeu ao grupo um disco de ouro. Dias 15 e 16, às 22h30, e 17 de outubro, às 18h. R$ 75 a R$ 150. Credicard Hall – Av. das Nações Unidas, 17.955, tel. 4003-5588. www.credicardhall.com.br

23h às 29h

teatro

82 | 29HORAS | 29 de setembro a 29 de outubro 2010

O quê? Como ser uma pessoa pior. Por quê? Para ver um espetáculo diferente. Amabile (Lulu Pavarin), uma mulher viciada em relacionamentos destrutivos, mergulha em profunda crise e se tranca num apartamento, acompanhada de uma samambaia e uma garrafa de uísque. Frustrada com a impossibilidade de melhora cria o seu próprio método de auto-ajuda para se tornar, em doze passos, uma pessoa pior. Argumento e interpretação de Lulu Pavarin, dramaturgia de Germano Mello e Michelle Ferreira, com direção de Mário Bortolotto. Dias 15 e 22 de outubro, às 23h59. R$ 30 e R$ 15. Espaço Parlapatões – Pça. Franklin Roosevelt, 158, tel. 3258-4449.


sábado, 16

outubro 2010

O quê? 6ª Feira e Conferência de Design Pixel Show - 2010. Por quê? Os grandes artistas nacionais e internacionais das áreas de fotografia, artes visuais, ilustração, graffiti, moda, comics e games fazem parte todos os anos do line-up do evento, o maior do Brasil e o quinto maior do mundo, segundo os organizadores. Dias 16 e 17 de outubro, das 9h às 19h. Fecomércio – R. Doutor Plínio Barreto, 285, tel. 5084-9040/3926-0174. www.pixelshow.com.br

5h às 11h

FEIRA

O quê? Festival Natura Nós. Por quê? Desta vez, o cenário escolhido é a Chácara do Jockey, na Cidade Jardim. Os shows serão divididos entre dois palcos, e as atrações, com características diferentes em cada um dos dias. O sábado é para curtir com os amigos e o domingo, com a família e crianças. Air, Jamiroquai, Mat Kearney, Céu, Snow Patrol, Vanessa da Mata, Pequeno Cidadão, Adriana Partimpim, Palavra Cantada e Pato Fu são apenas alguns nomes que estarão nos palcos do festival. Dias 16 e 17 de outubro. Sáb.: a partir das 15h (R$ 180 a R$ 450) e dom.: a partir das 12h (R$ 60). Av. Pirajussara, s/n, tel. 2163-2000. www.livepass.com.br

11h às 17h

MUSICA

O quê? Spirit of London Blue – 13º Festival de Música Eletrônica. Por quê? É uma festa rave que acontece todos os anos no país. Em 2010, a temática da festa é “Vista-se de Azul” para celebrar a cor do planeta. Entre os músicos, destaque para Eliza G, Megaband, Dj Hype Feat e Mc Daddy Earl, Edward Maya, Yolanda Be Cool, Electrixx, Gramophonedz e F. Hoje, a partir das 20h. Sambódromo do Anhembi – Av. Olavo Fontoura, 1.209, tel. 2226-0400. www.spiritoflondon.com.br

17h às 23h

FESTIVAL

O quê? Sevensix Bar & Club. Por quê? A nova casa noturna conta com uma pista iluminada por dois enormes painéis de LEDs, que ganham formas e desenhos conforme as batidas de músicas eletrônicas. O projeto Béni & Liberté, de Emílio Jorge e Eduardo Lima, apresenta pocket shows e performances de novos artistas da dança, dramaturgia e discoteca, às sextas-feiras, e diferentes produções musicais com DJs nacionais e internacionais, aos sábados. Nas segundas-feiras, é a vez do projeto The 2ª, comandado por Guga Saccomani. Seg.: a partir das 23h; sex. e sáb.: a partir das 20h. R. Henrique Shaumann, 170, tel. 6165-0902.

23h às 29h

balada

83


outubro 2010

Feijoada da Beth Cozinha de Estar 5h às 11h

exposiCAo O quê? Exposição Oca Maloca. Por quê? Último dia para ver a homenagem de Maria Tomaselli a Brasília, cidade que abrigou sua obra e que se tornou a casa de tantos migrantes brasileiros: a oca indígena que se funde a maloca das cidades. Trata-se de uma obra interativa do acervo do Museu de Arte de Brasília, desde 1990. Depois de 20 anos, a artista restaura e remonta a sua criação que discute a arte em si, o fazer coletivo e a estética urbana, de forma itinerante – depois de Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, a habitação-escultura, de 10 m2, retorna ao MAB restaurada. Das 9h às 21h. Galeria Octogonal – Pça. da Sé, 111, tel. 3321-4440.

11h às 17h

teatro O quê? A Garota do Blog! Por quê? É um espetáculo inspirado em uma série de grande sucesso entre os adolescentes: Gossip Girl, que discute os problemas que eles se deparam no dia a dia, tais como internet, descoberta do sexo, conflitos de geração, valor de dinheiro e o mundo das drogas. A história se passa com uma turma de seis amigos, colegas de classe, que aproveitam a plenitude essa fase da vida com tudo o que ela pode oferecer de bom e de ruim. Até 21 de novembro, sáb. e dom.: às 14h. Teatro Bibi Ferreira – Av. Brigadeiro Luís Antônio, 931, tel. 3105-3129.

show

17h às 23h

Esse é um dos carros-chefes deste charmoso restaurante que, além de servir a tradicional feijoada, oferece opções diárias de saladas e pratos quentes, como o picadinho de mignon com purê de batatas e ovo frito e a pescada branca à milanesa com molho de camarão e purê de mandioquinha, preparados e servidos pessoalmente pela própria chef e proprietária Beth Branco. O salão lembra uma enorme cozinha e é dividido em dois ambientes: o primeiro é uma grande varanda, com teto retrátil para os dias de calor, já o segundo, é decorado com um grande painel fotográfico de alfaces frescas. De seg. a sex.: das 12h às 15h e sáb.: das 12h às 16h. R. Pedroso Alvarenga, 1061, tel. 3073-0354.

domingo, 17

O quê? Sepultura e André Matos. Por quê? Para comemorar 25 anos de carreira com dois shows em uma noite histórica, depois da turnê do grupo pela Europa. Foram quatro meses na estrada e shows em lugares que nunca tocaram. Destaque para o festival Brutal Assault, na República Tcheca, onde dividiram o palco com Napalm Death, Obituary e Fear Factory. Hoje às 18h. R$ 100 a R$ 180. HSBC Brasil. R. Bragança Paulista, 1281, tel. 5646-2120. www.hsbcbrasil.com.br

23h às 29h

bar

84 | 29HORAS | 29 de setembro a 29 de outubro 2010

O quê? Jordão Bar. Por quê? O conceito bar gourmet, que alia o desejo etílico ao gastronômico, chega ao Tatuapé. A arquitetura e decoração chamam a atenção: calçada revestida com pedra diferenciada, confortáveis sofás em ratã, um banco de concreto semicircular com estofados feitos com couro náutico, coberto por grandes umbrelones. No menu, Roast Beef com Tomilhos (rolinhos de roast beef com rúcula e farofa de tomilho) e a Frigideira de pulpo (polvo cozido e grelhado com azeite, salsinha, sal grosso e batatas) são dois hits da casa. De dom. a qua.: das 17h30 às 24; qui. e sex.: das 17h30 à 1h; sáb.: das 12h à 1h. R. Arapucarana, 1452, tel. 2671-0670. www.jordaobar.com.br


segunda, 18

outubro 2010

O quê? Linha Inex de Pedro Useche para a Mais Design. Por quê? São cinco novas peças, entre poltrona com assento estofado ou em tela, banco longo, mesa de bar, mesa de café e de centro. Os novos produtos seguem o conceito original: práticos e versáteis, podem ser usados tanto em áreas internas quanto externas. Trazem estrutura de aço inoxidável, revestida com tela Batyline, extremamente resistente e flexível e de fácil manutenção. Os acabamentos são de madeira Cumaru e as peças podem ser revestidas com couro ou tecidos. Tel. 5511-6768. www.maisdesignmoveis.com.br

5h às 11h

design

O quê? Café Bistrô - Tostare Café, em Moema. Por quê? É a mais nova casa da rede com mais de 22 franquias espalhadas pelo país. O Moccaccino (café, leite e calda de chocolate) e o Expresso Bombom (café expresso e leite condensado) são inovações da marca, que oferece outras especialidades como o Cappuccino Crocante (café expresso, leite, Ovomaltine e camada de chantilly), o Cappuccino Doce de Leite (café expresso, leite doce de leite e chantilly) e o cremoso Cappuccino Nutella (café expresso, leite, nutella e chantilly). Av. Juriti, 629, tel. 5051.7898.

11h às 17h

gastronomia

O quê? Maria Rita. Por quê? Para dar um up na segunda-feira, com um show diferente focado na canção e voz. As músicas escolhidas vêm dos seus três trabalhos bem como de projetos dos quais ela participou. Algumas nem fizeram parte do último trabalho da cantora, como Conceição dos coqueiros (Lula Queiroga), Cupido (Claudio Lins), Perfeitamente (Fred Martins e Francisco Bosco), Só de você (Rita Lee), A história de Lily Braun (Edu Lobo e Chico Buarque), e Soledad, do uruguaio Jorge Drexler. Dias 18 e 25 de outubro, às 22h. R$ 150. Tom Jazz – Av. Angélica, 2331, Higienópolis, tel. 3255-0084. www.tomjazz.com.

17h às 23h

show

O quê? Ateliê do Café. Por quê? A empresa oferece um serviço pioneiro de torrefação e comercialização de cafés single state (cafés de origem) pela internet. Com um estoque mínimo de cafés verdes, reabastecido mensalmente, \seus profissionais realizam a torra fresca, a seleção final dos grãos, a embalagem e o envio aos clientes. Há opções entre diferentes moagens para cafés em pó, em grãos e em sachê, todos com selo de sustentabilidade. Vendas por telefone ou internet para qualquer parte do Brasil. Na loja virtual (www.ateliedocafe.com. br) há ofertas de xícaras assinadas pela designer Rachel Hoshino, cafeteiras e livros sobre o assunto. Tel. (19) 3869-1252.

23h às 29h

gastronomia

85


outubro 2010

Anywhere is my land 5h às 11h

design O quê? Novo corner de Patricia MB Gotthilf, no Universo Cecília Echenique. Por quê? O espaço da designer de joias multidisciplinar, que também passeia pela pintura, escultura e gravura, abre com duas coleções: Laços da Natureza e Selva Dourada, ambas de design apurado, sofisticado, que vai de encontro ao trabalho desenvolvido pela estilista Cecília Echenique. As joias, em ouro e prata, misturam pedras brasileiras com diferentes materiais, sempre com formas inspiradas na natureza. R. Peixoto Gomide, 1756, tel. 3031-1417/ 3079-8258. www.ceciliaechenique.com.br

gastronomia

11h às 17h

Com curadoria de Hans-Michael Herzog e Katrin Steffen, a exposição reúne mais de 50 obras realizadas pelo artista Antonio Dias durante o período de 1960 e 1970. É composta por pinturas, desenhos, instalações e filmes da coleção Daros Latinamerica (Zurique), da Genéviève e Jean Boghici (Rio de Janeiro), do acervo da Pinacoteca do Estado e do próprio artista (Rio de Janeiro e Milão). Entrada gratuita. De seg. a sex.: das 10h às 17h. Santander Cultural – R. João Brícola, 24.

terça, 19

O quê? Pasta d’autori. Por quê? A casa no Itaim Bibi conta com restaurante e rosticceria. Há pratos elaborados com massas frescas de fabricação própria, como pastas e antepastos, além de uma grande variedade de saladas, risotos e carnes. O cardápio do almoço muda todos os dias, e para quem preferir, a rosticceria permite ao cliente levar para casa iguarias semiprontas produzidas com ingredientes frescos e de primeira qualidade. Tem ainda o Espaço Gourmet para encontrar amigos e degustar vinhos, onde também são realizadas aulas de culinária e eventos. R. Prof. Atílio Innocenti, 743, tel. 3044-0615. www.pastadautori.com.br

17h às 23h

danCa O quê? Mikhail Baryshnikov & Ana Laguna. Por quê? Dois expoentes da dança mundial se reúnem no espetáculo Três Solos e Um Dueto. Baryshnikov apresenta o memorável solo Years Later, em que dança sobre imagens de si mesmo, projetadas em um telão, e o solo Valse Fantasie, coreografado por Alexei Ratmansky, ex diretor artístico do Ballet Bolshoi. Ana Laguna dança uma versão criada para ela da coreografia Solo For Two, de Mats Ek, com aparições de Baryshnikov. Juntos encerram o programa com a coreografia Place, de Mats Ek. Dias 19 e 20 de outubro, às 21h. Teatro Alfa – R. Bento Branco de Andrade Filho, 722, tel. 5693-4000.

23h às 29h

bar

86 | 29HORAS | 29 de setembro a 29 de outubro 2010

O quê? Cervejaria Ô Fiô. Por quê? Recém aberta no Morumbi pelos empresários Alexandre Torres e Rogério Souza, a casa conta com uma gostosa área externa, entre árvores e muito verde. Na carta de cervejas, há mais de 260 rótulos, artesanais, nacionais e importadas; e os chopes Erdinger e Warsteiner. Na cozinha, petiscos e lanches como o sanduíche Toinho (bife à parmegiana no pão de ciabata), além do hambúrguer feito na própria cervejaria são os destaques. Ter. a sex.: a partir das 17h; sáb.: a partir das 12h; dom.: a partir das 14h. R. Lício Marcondes do Amaral, 51, tel. 3721-6636.


quarta, 20

outubro 2010

O quê? A coleção 2010 da Ritzenhoff na Spicy. Por quê? A marca alemã, conhecida por aliar design, conceito e diversão em taças de champanhe, prosecco, vinho e cerveja, desafiou designers renomados de diversas partes do mundo para criar uma linha de objetos cheia de personalidade. Entre as novidades estão taças decoradas em ouro, corações, beija-flores, cupidos e cofres de ursos inspirados no popstar Michael Jackson e no movimento hippie. Al. Gabriel Monteiro da Silva, 1236, tel. 3083-4407. www.spicy.com.br.

5h às 11h

casa

O quê? Novo ponto de BookCrossing na Biblioteca Mário de Andrade. Por quê? Criada pelo norte-americano Ron Hornbaker, em 2001, a ação consiste em deixar livros em espaços públicos para que possam ser encontrados e lidos por outros leitores. No site www. bookcrossing.com, o usuário pode fazer parte de uma comunidade com mais de 850 mil leitores de 130 países que já espalharam 6 milhões de exemplares pelo mundo. De seg. a sex.: das 8h30 às 20h30; sáb.: das 10h às 17h. Av. São Luís, 235, tel.3256-5270. Outros pontos na cidade: Casa das Rosas (Av. Paulista, 37) e Central das Artes (R. Apinagés, 1081). www.bookcrossing.com.br

11h às 17h

livro

O quê? O Salvador – Boteco Chic. Por quê? Para comer hambúrguer de avestruz com queijo e maionese temperada ou hambúrguer de salmão ao molho limone. O cardápio traz deliciosas porções, como as de pastéis mistos, bolinho de mandioca com carne seca, brusqueta de gorgonzola e calabrezinha acebolada – sempre acompanhadas com geleia de pimenta exclusiva da casa –, além de massas e saladas servidas em casquinhas de crostines. As caipiroscas são servidas com frutas da época, vale experimentar a de banana. Seg. a sex.: das 7h às 24h; sáb.: 8h às 24h; dom.: das 8h às 20h. Al. dos Anapurus, 1488, tel. 3586-4294. www.osalvador.com.br

17h às 23h

gastronomia

O quê? Novidade no Ministro 1153. Por quê? A casa trouxe da Itália os sanduíches piadina. Coqueluche nos bares italianos, os lanches são feitos com massa fina e crocante, preparada com farinha especial, azeite e diversas opções de recheio – quatro formaggio (recheada com parmesão, mussarela, gorgonzola, provolone e combinada com gotas de mel), parma (com presunto cru e queijo cremoso); de rúcula e tomate e a versão doce, com chocolate e coco ralado. De seg. a qui.: das 12h à 1h; sex. e sáb.: das 12h às 2h. Al. Ministro Rocha Azevedo, 1153, tel. 3064-1153.

23h às 29h

gastronomia

87


outubro 2010

Empório Ravioli 5h às 11h

casa O quê? Torneira K4 da empresa alemã Grohe. Por quê? É puro luxo para a cozinha! Em formato curvo, pode ser encontrada com dois acabamentos: aço inox maciço ou cromado. O diferencial do modelo é a sua bica, que tem ponta destacável, para facilitar na hora da limpeza das cubas. E para não machucar os alimentos mais frágeis na hora de lavá-los, a K4 tem um jato suave além de outro concentrado. A mangueira fica camuflada no cano da torneira, imperceptível quando não está sendo usada. Preço sugerido: R$ 2.582,10 (aço inox) e R$ 1.556,10 (cromada). Tel. 3937-1444. www.grohe.com.br

11h às 17h

gastronomia O quê? Sorvete de espumante Salton. Por quê? Passeando pelo parque do Ibirapuera? Que tal um sorvetinho especial na sorveteria Taperebá, ali pertinho, no bairro Moema? Feito do tradicional Salton Brut, com as uvas Chardonnay e Riesling, para casar com o conceito de brasilidade da casa. Custa R$ 6 (uma bola) e R$ 8 (duas bolas). Ter. A dom.: das 11h às 21h. Av. Macuco, 703, tel. 5052-0330. www.tapereba.com.br

show

17h às 23h

Famoso por levar o sobrenome de um dos mais tradicionais chefs da gastronomia da Toscana, Roberto Ravioli, esse restaurante localizado na Vila Olímpia traz em seu menu deliciosas saladas, carpaccios e peixes nobres (robalo e bacalhau) cobertos por molhos leves. A polenta cremosa – que pode ser servida com um dos cinco tipos de molhos – continua sendo o prato mais tradicional da casa, que também tem a dobradinha e o cordeiro como alguns dos mais pedidos. A decoração do bar no salão principal é feita com cerca de mil garrafas vazias que ficam penduradas no teto com iluminação indireta. Dom. e seg.: das 12h às 23h, de ter. a qui.: das 12h às 24h e sex e sáb.: das 12h à 1h. R. Fidêncio Ramos, 18, tel. 3846-2908. www.emporioravioli. com.br

quinta, 21

O quê? Green Day. Por quê? Depois de 12 anos, um dos principais expoentes do gênero punk rock no mundo está de volta ao Brasil. Com 20 anos de carreira, o grupo já vendeu cerca de 25 milhões de discos em todo o mundo e ganhou quatro prêmios Grammy, inclusive do último álbum, que ficou em primeiro lugar nas paradas em quatorze países diferentes, atingindo ouro e platina em todos eles – o melhor desempenho atingido pelo Green Day em toda a sua carreira. Dia 20, às 22h. R$ 180 e R$ 250. Arena Anhembi – Av. Olavo Fontoura, 1.209, tel. 2226-0400. wwwlivepass.com.br

23h às 29h

gastronomia

88 | 29HORAS | 29 de setembro a 29 de outubro 2010

O quê? Novidade no cardápio da La Gloria Pizza Bar. Por quê? Agora, além das mais de 50 coberturas diferentes de pizzas, a casa serve risotos, carnes, massas e peixes especiais. No menu, ainda há sanduíches feitos com massa de pizza, saladas, petiscos, sobremesas e pizzas doces. Entre os destaques, Costeletas de cordeiro uruguaias com molho de ervas, acompanhadas de risoto de funghi (R$ 58,00); Risoto de alcachofra e camarão rosa (R$ 49,00) e Filet à parmegiana com muzzarella de búfala e batata rústica (R$ 46,00). Funciona todos os dias a partir das 18h; dom. e seg.: até 24h; ter. e qua.: até 24h30; qui.: até 1h, sex. e sáb.: até 1h30. Av. Macuco, 685, tel. 5051-5329.


sexta, 22

outubro 2010

O quê? Linha Cassis da Le Creuset. Por quê? Para comemorar os 85 anos da tradicional marca francesa de panelas de ferro fundido esmaltado, encontradas nas cozinhas e nas mãos dos mais renomados chefs. A linha, de cor especial e edição limitada, conta com dez itens – panela redonda, panela oval, panela risoto caçarola buffet e grelha quadrada – e, garante uma transmissividade perfeita para a tecnologia por indução, entre outras fontes de calor. São as únicas do mercado que vão direto ao forno sem a necessidade de desrosquear os pegadores ou retirar a tampa, porque resistem à temperaturas de até 200ºC. www.lecreuset.com.br

5h às 11h

casa

O quê? Cinema. Por quê? Estreiam os filmes Atividade Paranormal 2 – a sequência do filme lançado em 2009, em que um casal se assusta com atividades paranormais em uma casa de campo – e Garfield – um super herói animal. Desta vez, o bichano que não costuma tomar partido algum, além de escolher entre hambúrguer ou lasanha, unese a um musculoso super-gato, o Garzooka, que sai do mundo dos quadrinhos para o dos desenhos animados com uma história terrível. Ambos farão de tudo para salvarem seus mundos. Nas redes de cinema da cidade, como Cinemark, PlayArte e UCI.

11h às 17h

cinema

O quê? Mayra Andrade. Por quê? A cantora cabo-verdiana de 24 anos volta ao Brasil para mostrar seu novo trabalho de estúdio Stória, Stória – uma mistura de ritmos brasileiros, cubanos e africanos, aliados ao jazz. Com a inspiração do produtor brasileiro Alê Siqueira, o disco gravado entre Paris, Rio de Janeiro, São Paulo e Havana traz um repertório que mistura canções pessoais, parcerias, músicas compostas por artistas cabo-verdianos contemporâneos e uma de um brasileiro. Dia 22 de outubro, às 22 horas. R$ 60 a R$ 130. Citibank Hall – Av. Jamaris, 213, tel. 4003-6464. www.citibankhall.com.br

17h às 23h

show

O quê? Comedia ao Vivo. Por quê? O elenco fixo que conta com Dani Calabresa, Fábio Rabin, Luiz França e Marcelo Adnet se reveza durante as apresentações sempre com convidados especiais. O espetáculo, que foi considerado o melhor do gênero, já foi visto por mais de 23 mil pessoas, apenas na capital paulistana. Às sextas-feiras, 23h59. R$ 50 e R$ 25. Teatro Renaissance – Al. Santos, 2233, tel. 2122-4241.

23h às 29h

show

89


outubro 2010

A festa de Abigaiu 5h às 11h

viagem O quê? Quinta dos Pinhais. Por quê? Fica num dos trechos mais belos da Serra da Mantiqueira, a 1400 m de altitude e a apenas 176 km de São Paulo. O pano de fundo são os dois maiores monumentos naturais da região: o Pico Agudo e a Pedra do Baú. A pousada, em estilo rústico, oferece chalés charmosos, espaçosos e bem equipados – todos se aproveitam da bela vista. O Bistrô Bernadette bem como o spa aquecido, a piscina, cavalgadas, campo de futebol e de mini-golfe, além de um lindo pomar e horta são outras atrações do local. www.quintadospinhais.com.br

festival

11h às 17h

Eleita em 2007 como a melhor peça de teatro adulto do 11˚ Festival Teatro Cultura Artística, o espetáculo já foi visto por mais de cinco mil pessoas. Com direção de Mauro Baptista Védia e texto do inglês Mike Leigh – que a escreveu na década de 70 – aborda dramas do cotidiano e faz uma reflexão sobre os hábitos e costumes da sociedade contemporânea, que estão focados na cultura de massa e no consumismo. Censura: 12 anos. Até 15 de dezembro. De ter. e qua.: às 21h. Bilheteria: De sáb. e dom.: das 14h às 22h e de ter. e qua.: das 14h até o início do espetáculo. Teatro MuBE – R. Alemanha, 221, tel. 2148-2905.

sábado, 23

O quê? Sertanejo Pop Festival. Por quê? Parceria das empresas Som Livre, Maior e Mondo Entretenimento, é o primeiro festival do gênero na capital paulista. Grandes duplas apresentamse no palco principal, intercaladas por shows de novos talentos, no segundo palco. Guilherme & Santiago, Chitãozinho & Xororó, Maria Cecília & Rodolfo e João Bosco & Vinícius, no dia 23 de outubro, e Michel Teló, Hugo Pena & Gabriel, Luan Santana e Fernando & Sorocaba, no dia 24. Sáb.: das 14 às 23h e dom.: das 14h às 22h. R$ 120 e R$ 300 ou R$ 200 e R$ 500 (os dois dias). Chácara do Jockey – Av. Pirajussara, s/n, tel. 2163-2000. www.livepass.com.br

17h às 23h

danca O quê? Ballet de Geneve 2010. Por quê? Sobre um cenário surpreendente, o elenco multirracial do Ballet du Grand Théâtre de Genève utiliza as linguagens do corpo e da voz nos diversos idiomas, inclusive o português, para transmitir sua mensagem da arte além das fronteiras. Dias 23 (21h) e 24 (18h). R$ 40 a R$ 120. Teatro Alfa – R. Bento Branco de Andrade Filho, 722, tel. 5693-4000. www.teatroalfa.com.br

23h às 29h

gastronomia

90 | 29HORAS | 29 de setembro a 29 de outubro 2010

O quê? Novas sobremesas do The Fifties. Por quê? Para adoçar a noite. Entre as novidades está uma versão do hit dos sorvetes de iogurtes, a taça Yogo Fifties, composta por sorvete cremoso de iogurte Diletto, coberto com calda de frutas vermelhas, creme de avelãs e amêndoas laminadas (R$12,90), e variações das Tortilhas The Fifties (R$ 10,90 cada), recheadas com creme de avelã (servida com sorvete de iogurte Diletto e calda de frutas vermelhas), com doce de maçã ou com doce de leite (servida com sorvete de creme). Seg., qui. e dom.: das 11h30 à 1h; sex. e sáb: das 11h30 às 5h. Al. Santos, 1015, tel. 3266-4278 e mais sete endereços www.thefifties.com.br


domingo, 24

outubro 2010

O quê? Fernando Pessoa, plural como o universo. Por quê? É a primeira exposição sobre um autor português no Museu da Língua Portuguesa. Pretende mostrar a multiplicidade da vida e da obra do poeta, que se revela nos versos das dezenas de heterônimos e personagens literários criados por ele. Poemas impressos e projetados, fac-símiles de documentos, fotos, quadros de pintores portugueses, e ainda um vídeo feito por Carlos Nader, com roteiro de Antônio Cícero. Curadoria de Carlos Felipe Moisés e Richard Zenith. Até 30/1/2011. De ter. a dom.: das 10 às 18h. Pça. da Luz, s/nº, tel. 33260775. www.museudalinguaportuguesa.org.br

5h às 11h

exposicAo

O quê? Os sapatos de Salvatore Ferragamo. Por quê? A grife italiana lançou, recentemente uma linha de calçados “eco-friendly”, em seis modelos, desenhados com foco no conforto. O couro é tingido com pigmentos à base de água, e a sola é feita de material que se decompõe facilmente. Além da matéria-prima sustentável, parte da renda dos produtos é revertida para a Acumen Fund, uma organização sem fins lucrativos, que ajuda no combate à pobreza na África e Ásia. De seg. a sáb.: das 10h às 22h; dom.: das 14h às 20h. Cidade Jardim – Av. Magalhães de Castro, 12.000, tel. 3758-4791. www.ferragamo.com

11h às 17h

moda

O quê? O Pelicano. Por quê? De August Strindberg e direção de Denise Weinberg, a peça enfoca um drama familiar. Com a morte do pai, a família se vê em uma forte decadência financeira, o que resulta em uma necessidade de reaproximação coletiva. Mãe, filho, filha, genro e governanta se veem forçados a conviver juntos, o que desperta os mais variados sentimentos nos envolvidos. Com Sheila Gonçalves, Flávio Barollo, Patrícia Castilho, Flávio Baiocchi e Mari Nogueira. Até 19 de dezembro, sáb.: às 21h e dom.: às 19h. R$ 10. Viga Espaço Cênico. R. Capote Valente, 1323, tel. 3801-1843. www.viga.art.br

17h às 23h

teatro

O quê? Forneria do Santa. Por quê? É o endereço certo para degustar as redondas gourmet ou confort food em ambiente aconchegante, à luz de velas, com decoração cosy, ou seja, todos os itens da casa estão à venda. O cardápio foi elaborado com a consultoria do chef Marcelo Tanus. Entre as pizzas de massa fina e individuais, boas pedidas como a de alcachofra e a calabresa de avestruz. Já entre os pratos, pode-se optar pelo Frango Caipira Recheado com Alho Poro, acompanhado de talharim ao creme de queijos. Seg., ter., qua., e dom.: das 19h às 24h; qui. a sáb., das 19h à 1 h. R. Ministro Gabriel de Resende Passos, 319, tel. 5054-1199/ 5051-6875.

23h às 29h

gastronomia

91


outubro 2010

Quem tem medo de curupira? 5h às 11h

evento O quê? Semana Mesa São Paulo. Por quê? O evento conta com o Mesa Tendências – Fórum Internacional de Gastronomia de São Paulo, que reúne grandes nomes da gastronomia nacional e internacional. É uma edição de Prazeres da Mesa ao vivo, onde a ideia é fazer a revista diante dos seus leitores com aulas, jantares e degustações. Todas as atividades são registradas pela redação da revista que depois resulta na edição de dezembro. De 25 a 29 de outubro, das 9h às 20h. Faculdade de Gastronomia Senac – Av. Eng. Eusébio Stevaux, 823, tel. 5682-7300.

11h às 17h

casa O quê? Coleção de móveis para áreas externas da italiana Paola Lenti, na Regatta Tecidos. Por quê? Com design contemporâneo, a linha é composta por 14 móveis, entre poltronas, sofás, cadeiras, chaises, espreguiçadeiras, mesas de apoio, pufes multiuso – perfeitos para a criação de espaços convidativos e sofisticados nos jardins, áreas de piscina, terraços, beiras de praias ou iates. Extremamente clean, as peças são feitas com uma fibra especial, com várias espessuras e formas, bem resistentes a raios UV, cloro e água do mar. Al. Gabriel Monteiro da Silva, 1604, tel. 3085-5081 e outros endereços. www.regattatecidos.com.br

gastronomia

17h às 23h

Neste espetáculo, os seres encantados da mata vivem o dilema de não ser mais assustadores e vão atrás de sua sobrevivência. Primeiro texto teatral de Zeca Baleiro, o espetáculo, em formato de opereta popular ao modo das velhas revistas e chanchadas, envolve personagens da fábula brasileira pouco explorados na dramaturgia. A trilha sonora de Quem tem medo de curupira passeia por diversos gêneros brasileiros, com rápida incursão por ritmos urbanos como rock e rap. Até 12 de dezembro. Entrada gratuita. Sáb. e dom.: às 16h. Teatro Popular do SESI – Av. Paulista, 1313, tel. 3528-2000.

segunda, 25

O quê? Novas sugestões no menu do Skye. Por quê? A atmosfera do Skye é tudo de bom: a elegância da decoração, o serviço impecável, a gastronomia sem igual do chef Emmanuel Bassoleil, a vista do deck da piscina que faz da casa um dos skylines mais apreciados da cidade. E, para comemorar oito anos, o menu traz novidades, como o confit de canard com risoto malbec, e a posta de Bacalhau com purê de abóbora ao caldinho a provençal. Abre para café-da-manhã e almoço. À noite, funciona de seg. a dom.: das 18h às 24h30 (bar) e das 19h às 24h (restaurante). Av. Brigadeiro Luís Antônio, 4700, tel. 3055-4700.

23h às 29h

gastronomia

92 | 29HORAS | 29 de setembro a 29 de outubro 2010

O quê? Guia Fasano Jardins. Por quê? Foi premiado pela Leading Hotels of The World na conferência de Vendas & Marketing, em Atenas, destacado como uma peça elegante e criativa. Em parceria com a Nokia, o hotel e restaurante criou eum veículo voltado para as compras do bairro mais elegante da cidade, no formato de passaporte, com porta-chaves, blocos de notas e um mapa, onde estão listadas as melhores lojas dos Jardins. Mais informações no site www.fasano.com.br


terça, 26

outubro 2010

O quê? 12ª Futurecom – 2010. Por quê? É o maior e mais qualificado evento de telecomunicações e tecnologia da informação na América Latina. Tem como objetivo reunir forças desse mercado, oferecendo a empresas e profissionais um ambiente adequado e estimulante para negócios, relacionamentos e conhecimentos. Em 2009, reuniu mais de 240 expositores e circularam cerca de 15 mil pessoas de 40 países. De 26 a 28, das 9h30 às 18h30 (Congresso Internacional); dias 26 e 27, das 12h às 20h (Business rade Show) e dia 28, das 12h às 19h. Transamérica Expo Center – Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387, tel. 5643-3000.

5h às 11h

evento

O quê? Música no MASP. Por quê? Grandes apresentações de música acontecem todas as semanas nos auditórios do museu, com apresentações de Orquestras Sinfônicas, concertos variados, óperas entre outros gêneros. Mas só às terças-feiras, na hora do almoço, às 12h30, acontece o projeto Música no MASP, em parceria com a ArtInvest, com entrada gratuita. Av. Paulista, 1578, tel. 32539932. www.masp.art.br

11h às 17h

música

O quê? Meninos Cantores de St. Thomas & Orquestra Bach Da Gewandhaus Leipzig. Por quê? São duas tradicionais instituições musicais de Leipzig. O Coro, o mais antigo da cidade, tem cerca de 800 anos e é extremamente exigente na escolha de seus integrantes. A orquestra, formada por músicos da famosa Gewandhaus, com mais de 250 anos, é a mais antiga do mundo. Juntos, sob a direção de Georg Christoph Biller, executam a Missa em si menor de Johann Sebastian Bach, uma das mais significativas peças do repertório sacro. Dias 26 e 27, às 21h. Sala São Paulo – Pça. Julio Prestes, 16, tel. 3367-9500. www.salasaopaulo.art.br

17h às 23h

música

O quê? Pequenas mudanças, grandes transformações – Soluções criativas para decorar seu lar e gastar Pouco, de Fábio Galeazzo, Editora Alaúde. Por quê? O livro apresenta dicas simples e de baixo custo para quem quer revitalizar o próprio ambiente. Galeazzo foi um dos profissionais selecionados pelo Andrew Martin, conceituado prêmio de design de interiores internacional, organizado pela loja homônima, e luxuosa, de Londres. O prêmio vai reunir imagens de projetos dos designers selecionados em um livro distribuído para mais de 50 países a partir de setembro. www.editoraalaude.com.br

23h às 29h

livro

93


outubro 2010

Espaço Tchekhov 2010 5h às 11h

design O quê? Peças em vidro de Jacqueline Terpins. Por quê? Mais uma boa parceria da designer com o Cristal DiamondGuard, da Guardian – com aspecto mais claro e transparente e dez vezes mais resistente a riscos que os vidros comuns. É a matéria prima principal das novas linhas Plana e Centopeia, da artista, que propõe uma geometria inovadora em móveis que vão de um simples pufe à mesas de jantar, de centro e laterais, além de aparadores. R. Gustavo Teixeira, 374, tel. 3872-4497. www.terpins.com.br

evento

11h às 17h

A Fundação Nacional de Artes (Funarte) promove este evento em parceria com o Festival Internacional de Teatro Anton Tchekhov de Moscou, com o propósito de aproximar as culturas do Brasil e da Rússia. O espaço é composto por diversas obras ligadas à vida e às imagens que o famoso dramaturgo e escritor russo Anton Tchekhov (1860-1904) montou na virada do século XX. Até 10 de novembro. Entrada gratuita. Diariamente: das 14h às 20h. Espaço Tchekhov 2010 – Complexo Cultural da Funarte – Al. Nothmann, 1058, tel. 3822-5671.

quarta, 27

O quê? 26º Salão Internacional do Automóvel. Por quê? O maior e mais importante evento automobilístico da América Latina está completando 50 anos de existência. Os aficionados por marcas, motores, velocidade, design, inovação, poderão conferir uma edição especial com as grandes tendências do setor e o que há de mais moderno no mundo dos automóveis. De 27 de outubro a 7 de novembro, das 14h às 22h. Anhembi Parque – Av. Olavo Fontoura, 1209, tel. 3060-5000. www.salaodoautomovel.com.br

17h às 23h

festival O quê? Primeira edição do Fourfest. Por quê? O evento propõe noites com, pelo menos, duas atrações internacionais, de estilo musical semelhante, escaladas em grandes festivais. O Caribou é uma delas. A banda de um só homem só é um projeto canadense que teve uma das mais elogiadas apresentações do Sónar (Espanha) deste ano. Abre a noite ao lado do inglês Gold Panda, considerado pela BBC um dos três mais promissores artistas de 2010. Dia 27 de outubro, às 21h30. R$ 70. Clash Club – R. Barra Funda, 969, tel. 3661-1500. Para saber mais visite o site www.fourfest.com.br

23h às 29h

viagem

94 | 29HORAS | 29 de setembro a 29 de outubro 2010

O quê? Ophir. Por quê? É uma agência de viagens experiente, com mais de 22 anos no mercado, e antenada, que atende o cliente de forma personalizada, oferecendo as últimas novidades para viajantes dos mais variados estilos. Uma das sugestões é o pacote para Machu Picchu e Vale dos Incas, na companhia de um guia descendente da antiga civilização que habitou a região. Saídas terças, sextas e domingos. Tel. 9938-1936. www.ophirtour.com.br


quinta, 28

outubro 2010

O quê? Hi Glass e o Hi Star, da Komeco. Por quê? É uma linha de ar condicionado de design clean e elegante. O HiGlass apresenta ionizador que purifica e descontamina o ambiente; um filtro de carbono ativo, que elimina odores e gases nocivos à saúde; função que elimina bactérias e outra que programa a temperatura do ambiente antes de dormir. Já o HiStar, na cor chumbo, traz filtro antipoeira, impedindo que os resíduos sejam lançados no ar e sistema turbo com rápida refrigeração do ambiente. Conta ainda com um autodiagnóstico, que identifica problemas de mau funcionamento. www.komeco.com.br

5h às 11h

consumo

O quê? VIVA! Saladas e sucos. Por quê? É uma boa opção para quem procura comida leve e saudável nos dias mais quentes. São saladas, sucos de frutas, lanches na ciabatta, wraps, smoothies, suplementos e sobremesas. Uma boa pedida é a salada La Plage (alface americana, tomate, cebola, cenoura, beterraba, farofa crocante e molho de mostarda) acompanhada do suco Green (abacaxi, limão e hortelã). Nos shoppings Ibirapuera, Vila Olímpia e Morumbi. www.vivaviva.com.br

11h às 17h

gastronomia

O quê? Emoções Baratas. Por quê? Últimos dias para ver o musical que revelou ao Brasil a banda Heartbreakers, em 1988. É ambientado em um cabaré, onde bailarinos, cantoras, músicos, jazz e muita sensualidade compõem a atmosfera do espetáculo. Mais um sucesso de José Possi Neto, que conta com as cantoras Bibba Chuqui e Karin Hils e os bailarinos Ana Luisa Seelaender, Ivi Mesquita, Janaina Zuba, Kauê Ribeiro, Leandro dos Anjos, Lucimar Castro, Rafael Machado, Roberto Alencar e Simone Camargo. Até dia 31, qui. e sáb.: às 21h; sex.: às 21h30; dom.: às 19h. R$ 50 a R$ 80. Estúdio EMME – Av. Pedroso de Moraes, 1036, Pinheiros, tel. 3814-7383.

17h às 23h

musical

O quê? Os novos martinis do Sub Astor. Por quê? Para comemorar um ano, a casa elaborou uma carta de bebidas com uma seção dedicada às variações do Dry martini, além de outras misturas inusitadas criadas pela equipe liderada pelo mixologista Márcio Silva. As diferentes guarnições trazem sabores inesperados ao famoso drinque, como o toque salgado do alcaparrão no Bohemian, ou o adocicado levemente picante das cebolinhas no Gibson, enquanto as azeitonas pretas substituem as verdes no Personal. De seg. a qui.: das 18h às 3h; sex. e sáb.: das 12h às 4h; dom.: das 12h às 24h. R. Delfina, 163, tel. 3815-1364.

23h às 29h

gastronomia

95


outubro 2010

5h às 11h

O quê? Dia das Bruxas na Wondercakes. Por quê? Os cupcakes da chef Marcella Lage estão assustadores para comemorar o dia 31 de outubro. São abóboras, aranhas em suas teias, morcegos e vassourinhas de bruxa. O susto fica só no formato, os sabores continuam irresistíveis: brigadeiro com pistache (massa e recheio cremoso de chocolate com cobertura de brigadeiro e flocos de pistache – R$ 6,40) e cenoura (massa de cenoura e especiarias com recheio cremoso, cobertura e raspas de chocolate – R$ 6,40). R. Augusta, 2542, loja 1, tel. 3063-1209.

cinema O quê? Cinema. Por quê? Estreia de Jogos Mortais VII 3D. Aqui, um grupo de sobreviventes de Jigsaw sai à procura de ajuda de um guru e Bobby Dagen, um companheiro que também sobreviveu aos terrores, mas que tem segredos obscuros capazes de criar uma nova onda de horror. Direção de David Hackl, com Cary Elwes, Tobin Bell, Costas Mandylor e outros. Nas redes de cinema da cidade, como Cinemark, PlayArte e UCI.

musical

17h às 23h

Conta com uma seleção de mais de 400 filmes que contemplam a diversidade da produção cinematográfica contemporânea, reunindo fitas de todas as partes do mundo. Produções de diretores veteranos e estreantes, retrospectivas, exibições especiais com acompanhamento cênico e musical, lançamento de livro, debates e uma grande lista de convidados internacionais completam o programa. De 22 de outubro a 4 de novembro. Em diversos cinemas e cineclubes da cidade. Confira a programação no site www.mostra.org

gastronomia

11h às 17h

34ª Mostra Internacional de Cinema

sexta, 29

O quê? Oswaldo Montenegro – Canções de Amor. Por quê? Depois de ter seu primeiro longa-metragem Léo e Bia premiado no Festival de Recife, seu DVD Quebra-Cabeça Elétrico elogiado pela crítica e de gravar treze programas para o Canal Brasil com a sua premiada Cia Mulungo de teatro, Montenegro surpreende lançando um disco que mistura, dentro do mesmo tema, três músicas inéditas a outras doze canções que compôs nos trinta anos de carreira que comemora em 2010. Dia 29, às 22h. R$ 40 a R$ 130. HSBC Brasil. HSBC Brasil – R. Bragança Paulista, 1281, tel. 5646-2120.

23h às 29h

gastronomia

96 | 29HORAS | 29 de setembro a 29 de outubro 2010

O quê? Festival dos Sabores na China in Box. Por quê? São combinações inéditas temperadas com criatividade. No cardápio do festival há três tipos de rolinho: cremoso de palmito, tomate e ervilha; purê de batata, bacalhau com azeitonas pretas e doce de leite com coco queimado. Pedaços de frango temperados com molho sabor laranja e toque de gengibre também estão no menu, que inclui yakissoba com camarão, polvo e mexilhão ao molho de leite de coco, tomate, pimenta, dedo-de-moça, curry e limão. Até 30 de novembro. De seg. a dom.: das 11h às 4h, apenas na R. Major Diogo, 692, tel. 3104-1600. www.chinainbox.com.br


Quem conhece, sabe a diferença.

Horário de Funcionamento Segunda a Sexta: das 19h00 às 04h00 Sábados e Feriados: das 21h00 às 04h00

Novo Endereço

Telefone

Web Site

Av. Juscelino Kubitschek, 373 Itaim Bibi - São Paulo - SP

11 2608-9666

www.cafephoto.com.br

97


29 horas com...

todas as horas 6h30.

Regente no Brasil, na Europa e nos Estados Unidos, o diretor do Theatro São Pedro vive entre aeroportos e teatros “Eu moro no avião”, diz o maestro Roberto Duarte, 68 anos de idade e pique de 20 anos a menos. “Fico tanto tempo longe de casa que qualquer dia acho que vou ser mordido pelo meu cão”, brinca ele. Bom humor é o que não falta ao diretor musical da Orquestra do Theatro São Pedro, em São Paulo, um músico que já ganhou os mais importantes prêmios nacionais e internacionais e é um dos maiores especialistas na obra de Villa-Lobos. Nascido no Rio de Janeiro, Duarte rege em vários países europeus, o que o levou a ter um apartamento na Alemanha, entre Stuttgart e Zurique.

98 | 29HORAS | 29 de setembro a 29 de outubro 2010

Entre janeiro e março, quando a temperatura média é 15° negativos, ele fica na Alemanha. Durante o resto do ano, alterna temporadas no Brasil com viagens a trabalho pelos Estados Unidos e vários outros países. Entre abril e julho deste ano o maestro criou do zero a orquestra do Theatro São Pedro, um belíssimo espaço dedicado à ópera. Dos 613 inscritos para integrar a orquestra, Duarte e uma comissão de especialistas chegaram ao time de 54 escolhidos, que estrearam em julho com a ópera Rigoletto, de G. Verdi. Agora, em outubro, entre os dias 6 e 10, será a vez

da ópera Norma, de Bellini. E dezembro terá A viúva alegre, de Franz Lehar. Responsável pela revisão da obra orquestral de VillaLobos e vice-presidente da Academia Brasileira de Música, Duarte é feliz com sua rotina “sem rotina”. Entre voos para reger mundo afora e estadas no Brasil, ele escreve mais um livro, estuda russo e namora a mulher, artista plástica, com quem é casado há 44 anos. Diz que vive cada dia intensamente e traça seu destino. “Se nós somos escravos do ontem, por que não podemos ser senhores do amanhã?”, ele pergunta com um sorriso. –Chantal Brissac

13h30.

“É o horário que eu costumo almoçar, embora nem sempre consiga. Sou vegetariano há 30 anos e me sinto superbem com esse tipo de alimentação.”

15h. “Tem início os ensaios da orquestra ou palestras que faço por aí. Também ministro aulas aqui ou lá fora.”

17h. “Deveria fazer mais exercícios, mas não tenho tempo. O bom é que a regência já é um esporte, porque trabalha muito a circulação. Quando posso, curto caminhar.”

20h. “Apresentações e concertos às vezes me levam para teatros em vários cantos do planeta. Se estou no Rio, gosto de curtir o clima familiar. Não tenho filhos, mas tenho 147 sobrinhos!”

23h30.

“Não durmo antes das 23h e sempre gosto de ler antes, em geral em italiano, alemão ou francês. Falo seis línguas. Bem? Nenhuma.”

Foto divulgação

Maestro Roberto Duarte

“Acordo, faço esteira durante meia hora, tomo café e vou para o computador, quando faço trabalhos de revisão de partituras, estudo obras, pesquiso e escrevo.”


Official Partner of BMW Sauber F1 Team

revista 29HORAS - Ed.12 - outubro 2010  

Revista mensal com agenda cultural de São Paulo, distribuída no Aeroporto de Congonhas. Capa: Andrés Sánchez e Céu

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you