{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1

Bollettino Informativo e Culturale on-line della Scuola Italiana “Eugenio Montale” Anno I – N° 01 – Aprile 2014


Sumário

Editorial

Editorial – La nuova rivista On-line........................................ 2 Palavra da Escola - Di nuovo a scuola.................................

4

Acontece – A Copa do Mundo é nossa!............................... 6 Nossa gente - Rita Souza (Ritinha)......................................... 8 Pedagogicamente Falando – Il Progetto Pedagogico ......... 10 Você sabia que... Entrevista Dr.ª Ana Paula F.B.Silva.......... 13 Você sabia que... Escola Internacional............................... 16 Você sabia que... Escola Associada à Unesco..................... 18 Meninos de Ouro - Non scoraggiatevi mai! ………………….... 20 Meninos de Ouro - La Montale è stata la scuola giusta per me! …………………………..…….. 21 Meninos de Ouro - L’ironia del destino! ……………………..…. 22 A última palavra - La Luce…………………………………………..….. 23

Bollettino informativo e culturale On-line della Scuola Italiana “Eugenio Montale” ANNO I – N. 01 – Aprile 2014

Direzione: Victor Vallerini Revisione dell’italiano: Victor Vallerini, Paola Capraro Revisione del portoghese: Silvia Adrião, Fabiana Infante Composizione grafica: Fabiana Infante

2 IL GIRASOLE ON-LINE

APRILE 2014

Il Girasole, la nostra nuova rivista on-l ine Il 2014 è un anno di cambiamenti importanti per il nostro giornalino scolastico. A trentadue anni dalla nascita della nostra Scuola, la Iª Edizione del 2014 della nuova rivista “Il Girasole On-line” esce con una grafica semplice e snella, con contenuti ancora più mirati. Ma c’è dell’altro! Questo e i prossimi numeri saranno prevalentemente telematici, inseriti integralmente nel nostro sito (www.montale.com.br), da sfogliare direttamente on-line e da salvare sul proprio PC. L’edizione telematica consentirà – oltre al risparmio economico sui costi tipografici e di spedizione e a quello ecologico della carta – di leggere la rivista appena uscita, senza attenderne la stampa o il recapito postale, ma soprattutto un nuovo modo, più semplice e immediato, di consultarne i contenuti, con la possibilità di archiviare e stampare le pagine che ciascuno intende conservare. I testi, le immagini, così come la struttura grafica della rivista, sono di nostra totale produzione. Autori dei diversi contenuti saranno i vari membri della Comunità Scolastica: Direttori, Professori, Genitori, Funzionari e Alunni. “Il Girasole On-line”, continuerà una tradizione pedagogica iniziata molti anni fa, con l’obiettivo di Informare ed Educare.


Alcune edizioni della rivista “Il Girasole” Perché alla Montale ci occupiamo di Educazione, con la coscienza di chi sa che i nostri alunni sono il seme, oggi, dei frutti raccolti domani. In un clima sociale attuale, contraddistinto da grandi aspettative legate, per esempio qui in Brasile, alla Coppa del Mondo Fifa 2014, e allo stesso tempo segnato da gravi tensioni internazionali, politiche ed economiche, riconosciamo che l’istruzione e la formazione sono le armi più potenti che si possono utilizzare per cambiare, adesso, il mondo di domani e “Il Girasole” è sempre stato, e continuerà ad esserlo, uno strumento promotore

di Pace. Anzi, sarà sempre più un’arma di Educazione alla Pace, poiché ogni problema globale ha una soluzione che viene dall’ educazione. E in molti casi la soluzione è l’educazione stessa. “Il Girasole On-line” è anche uno strumento di integrazione fra tutti i rappresentanti e membri della Scuola, per imparare a conoscerla di più e, magari, contribuire a migliorarla. Salutiamo con gioia ed entusiasmo il ritorno della nostra cara rivista e invitiamo tutti a farne parte, scrivendo al seguente indirizzo e-mail: victor@montale.com.br.

Dalle mani dei bambini…

…dal loro sguardo, la Pace!

3 IL GIRASOLE ON-LINE

APRILE 2014

Di Victor Vallerini


Palavra da Escola

Amate la bellezza! Coltivate la vostra bellezza! Curate la vostra persona: curate la dolcezza del vostro sguardo e perfino la stretta di mano abbia uno spessore di tenerezza. E' la bellezza che salverà il mondo. Scegliete per la vita ! Amate le cose pulite, belle. Benedite coloro che vi donano la possibilità di viaggiare senza biglietto, gratuitamente, lungo i meridiani e i paralleli non soltanto del globo, ma dell'esistenza " (da Senza Misura di Tonino Bello)

Bambini della Scuola dell’Infanzia insieme alla loro maestra

Evviva! Di nuovo a scuola…

Il Presidente Giuseppe D’Anna rivolge il suo saluto ai presenti durante la Cerimonia d’apertura del nuovo anno scolastico 4 IL GIRASOLE ON-LINE

APRILE 2014


“A tutti, un buon anno scolastico”. Bambini dell’Infanzia giocando insieme Alunni e Professori nell’Auditorium della Scuola, pronti a riprendere insieme il cammino! Cari alunni, la scuola è ricominciata da due mesi ormai e tutti noi desideriamo farvi riflettere su quanto sia importante vivere al meglio un nuovo anno di lavoro! La scuola ci fa ritrovare tutti insieme, ci fa imparare tante cose nuove e ci dona altre amicizie. Quest’anno, com’è avvenuto in altri anni, il suono della prima campanella ha segnato ufficialmente l’inizio del nuovo anno scolastico e questo giorno avrà suscitato pensieri e sensazioni contrastanti nelle vostre menti: nostalgia dei felici momenti trascorsi in vacanza, ma anche desiderio di conoscere nuovi amici

e insegnanti, o voglia di ritrovare quelli lasciati a dicembre. Senza dimenticare poi, la preoccupazione per i nuovi impegni che dovranno essere affrontati in quest’anno, ma anche l’entusiasmo e l’impazienza di fare nuove esperienze per crescere e sentirsi un po’ più grandi. L’augurio che tutta la scuola vi rivolge, dopo questi primi due mesi di scuola, è che l’entusiasmo e la voglia di crescere vi accompagnino sempre durante l’intero anno scolastico e vi aiutino a superare i momenti di stanchezza e le piccole difficoltà che naturalmente si presenteranno. A tal proposito scriveva Martin Luther King: "Se non puoi essere un pino sul monte, sii una saggina nella valle, ma sii la migliore, piccola saggina sulla sponda del ruscello. Se non puoi essere un albero, sii un cespuglio.

Genitori e alunni durante l’inaugurazione del nuovo anno scolastico

APRILE 2014

A tutti, un buon anno scolastico.

La Direzione

Di Paola Capraro e Silvia Adrião 5

IL GIRASOLE ON-LINE

Se non puoi essere un'autostrada, sii un sentiero. Se non puoi essere il sole, sii una stella. Sii sempre il meglio di ciò che sei. Cerca di scoprire il disegno che sei chiamato ad essere. Poi mettiti con passione a realizzarlo nella vita.“ A noi adulti, invece, non resta che il compito di essere per voi, cari alunni, dei “maestri” di vita.


Copa do mundo Acontece

conquista do tricampeonato, no ano de 1970, é que se permitiu que a seleção brasileira levasse o prêmio “para casa”. Infelizmente, a Jules Rimet foi roubada da sede da Confederação Brasileira de Futebol e nunca foi encontrada. Após a Jules Rimet, foi criado o Troféu da Copa do Mundo FIFA, que nenhuma seleção terá o direito de posse.

Por Lorenzo Gemma A Copa do Mundo FIFA de 2014 será a vigésima edição do evento e terá como país-anfitrião o Brasil. É a segunda vez que este torneio é realizado no país, depois da Copa do Mundo de 1950. A competição será disputada entre 12 de junho e 13 de julho e ocorrerá pela quinta vez na América do Sul. A Copa do Mundo de Futebol é um evento organizado pela Federação Internacional de Futebol (FIFA) e mobiliza a atenção da grande maioria dos países do mundo. Sua primeira edição ocorreu em 1930, sediada no Uruguai, país marcado na época por um grande time, que venceu esse primeiro torneio. O Mundial da FIFA é realizado a cada quatro anos, e deixou de ser organizado em apenas duas edições (1942 e 1946), em razão da Segunda Guerra Mundial (1939-1945). O primeiro prêmio para a seleção vencedora da Copa do Mundo foi a Taça Jules Rimet e apenas com a

Nesse troféu são gravados os nomes dos países campeões de cada torneio, entre eles: 5 vezes o Brasil e 4 a Itália, os dois maiores vencedores de Copas do Mundo de futebol do planeta. Será que a Azzurra irá continuar a sua tradição? Será que o Brasil alcançará o hexacampeonato? Che vinca il migliore! Certamente a ocasião da Copa do Mundo no Brasil levará a Escola Internacional “Eugenio Montale” a uma profunda reflexão sobre o quanto o esporte é benéfico ao desenvolvimento da criança e do adolescente. A Montale acredita que as relações entre o esporte e a sociedade, a saúde e a educação são importantes e trazem ferramentas extremamente úteis para a formação integral do ser humano. Uma criança, ou um adolescente, que pratica esportes levará para sua vida adulta referências de condutas melhores para viver bem consigo e com a sociedade em si, além de melhorar o desempenho intelectual. 6

IL GIRASOLE ON-LINE

APRILE 2014

Alunos da Montale jogando futebol na quadra


Che vinca il migliore! Criança da Infanzia batendo um bolão!

Meninas e meninos jogando futebol nas Olimpíadas internas

7 IL GIRASOLE ON-LINE

APRILE 2014


Copa do Gente mundo Nossa

A vida com seis crianças não era fácil! Sou Ana Rita Silva Souza, nascida em Minas Gerais na cidade de Pedra Azul, no ano de 1953. Minha jornada de vida começou aos 18 anos quando decidi vir para São Paulo, em meados dos anos 70 para trabalhar. A minha intenção era aquela de ajudar os meus pais que levavam uma vida muito difícil trabalhando na lavoura, onde eu trabalhei também com eles desde os meus primeiros 7 anos de vida. Fiquei morando e trabalhando em São Paulo por uns 4 anos e quando estava passando as férias com meus pais em Minas Gerais, conheci o meu atual marido (com quem estou há quase 40 anos). Me casei com ele e só retornei à São Paulo alguns anos mais tarde, por volta dos anos 80. Desta vez já estava casada e tinha 3 filhos pequenos. Não demorou muito e tive mais três filhos. Voltei novamente à São Paulo em busca de uma oportunidade melhor de vida para mim e para meus filhos. Mas, como pagávamos aluguel e só o meu marido tinha conseguido emprego tive que procurar também uma forma de ganhar dinheiro, foi então que conheci a família Santino. A Sra. Marisa Santino foi quem mais me ajudou nesta jornada. Nós morávamos de aluguel e já com seis filhos a Sra. Marisa via que eu trabalhava muito e passava muito tempo ausente da minha casa e dos meus filhos. Então ela disse que me

Rita com um de seus netinhos ajudaria a encontrar um emprego onde eu pudesse trabalhar menos e ter mais tempo para mim e para minha família. Ela trabalhava na coordenação da antiga sede da Escola Montale na av. Angélica. Não demorou muito e ela veio com a boa notícia de que tinha conseguido uma oportunidade de emprego para mim. Então no ano de 1987 comecei a trabalhar na Montale como auxiliar de classe na "Materna" com a querida professora Nina.

Também, Por Rita Souza (Ritinha) naquela época, ajudava nos serviços gerais que eram desde a organização das salas de aula, até controlar a entrada e a saída das crianças. Desde aquele dia em que entrei na Montale minha vida, de fato, melhorou muito. Trabalhava meio período e com a ajuda da escola consegui comprar, junto com meu marido, a nossa casa própria. E como a vida depois melhorou mais um pouquinho, eu até conseguia ir duas vezes por ano visitar meus pais em Minas Gerais. Mas, com o passar dos anos, meus filhos foram crescendo e cada vez menos eu pude voltar para minha terra natal em Minas, pois o custo foi ficando alto para fazer uma viagem destas, mesmo tendo a ajuda de todos na escola Montale, alguns me davam roupas para as crianças, outros me passavam material escolar e outras coisas de várias utilidades também. A vida com seis crianças não

Funcionários da Montale na festa surpresa dos 50 anos da Ritinha

8 IL GIRASOLE ON-LINE

APRILE 2014


Rita com os alunos, na década de 90, durante uma saída pedagógica

era fácil! Anos mais tarde, a nossa querida escola foi crescendo e com o aumento do número de alunos, necessitaram de um espaço maior. Assim, a antiga sede da av. Angélica foi transferida para um edifício novo no bairro do Morumbi. Desde então, a minha jornada de trabalho mudou muito, comecei a trabalhar em período integral. A escola também me ofereceu a oportunidade de mudar de cargo e me deram bolsa de estudo para fazer o Curso de Socorrista. Nesta mesma época perdi os meus pais, primeiro o meu Paizinho Antonio. Depois a minha Mãezinha Ambrosina. Que eu ainda tive oportunidade de ver, anos antes da sua morte, porque ela veio para São Paulo fazer tratamento médico e ficou alguns dias hospedada na minha casa. Os anos se passaram, até hoje exatamente 27 anos. Meus filhos estão criados, são grandes e estão bem. No momento tenho 7 netos entre 7 e 19 anos. Todos eles são saudáveis e muito companheiros. Minhas filhas Carla e Dyana, que algumas vezes eu levava para passar o dia comigo, quando a escola ainda era na av. Angélica, com a minha ajuda e influência trabalham na Comunidade

Italiana. A Carla é professora auxiliar de classe na Escola da Infância da Montale e a Dyana trabalha como auxiliar administrativa para a empresa que gerencia os cursos do Instituto Italiano de Cultura. Também outros filhos meus trabalharam para a Montale, como Wilson e Eliane porém, só durante um curto período de tempo. Com a oportunidade de bolsa de estudo oferecida pela escola tive o prazer de ver meus netos frequentarem a Montale. Primeiro o Augusto, que ficou aqui até os 4 anos de idade e depois Nicolas e Larissa, que ainda frequentam a Scuola Primaria. Também não posso esquecer de mencionar que, durante a Festa Junina aqui na Montale virou tradição a minha barraca de bolos, em especial o de milho.

Rita na barraca do bolo de milho (Festa Junina)

9 IL GIRASOLE ON-LINE

APRILE 2014

Enfim, como diz o “Rei” Roberto Carlos:

São tantas já vividas São momentos que eu não me esqueci .... Amigos que ganhei ... Saudades eu senti aqui... Mas se chorei o se eu sorri... O IMPORTANTE É QUE EMOÇÕES EU VIVI..“ Agradeço a Deus em primeiro lugar pela Força, Coragem e Saúde que tem me dado todos estes dias de minha vida, para chegar até aqui. Agradeço a minha querida família e também a todas as pessoas que me influenciaram, direta ou indiretamente, nesta minha jornada de vida. Agradeço a Comunidade Escolar que é a minha segunda família, a Família Eugenio Montale. Agradeço os amigos que passaram pela Escola e que guardo todos no meu coração e agradeço os meus atuais amigos. Sou uma pessoa realmente abençoada, porque recebo diariamente carinho e afeto das crianças, desde os pequeninos da Scuola dell’Infanzia aos “grandinhos” do Liceo que gostam de me chamar carinhosamente de Ritinha... Obrigada a todos por lembrarem de mim tão carinhosamente. Serei eternamente grata a todos vocês.


Copa do mundo Pedagogicamente

Il Progetto Pedagogico d

Alunni insieme durante un evento sportivo

il sapere: inteso come appropriazione della conoscenza organizzata nei principali campi teorici relativi alla cultura letteraria, storica, scientifica ed artistica;

La maestra con i suoi alunni

10 IL GIRASOLE ON-LINE

APRILE 2014

La Scuola Internazionale “Eugenio Montale”, sin dalla sua origine, è una scuola bilingue e biculturale con titoli di studio legalmente riconosciuti dal governo italiano e brasiliano . Dall'interazione e dal confronto tra le due realtà, italiana e brasiliana, deriva un grado di conoscenza e di coscienza culturale, linguistica e critica differenziato da parte dei nostri alunni, il che permette loro di affrontare con maggior facilità la questione della diversità - così cruciale in un mondo sempre più globalizzato. L’educazione integrale è uno dei più importanti valori formativi del nostro progetto pedagogico. Ci preme che gli alunni costruiscano, lungo la vita scolastica, una base culturale e intellettuale che permetta loro un'attuazione responsabile, competente, critica e autonoma di fronte alle esigenze imposte dalla società. Promuovere una scolarizzazione che favorisca la costruzione dell'autonomia e della creazione del proprio percorso implica prendere in considerazione quattro aspetti fondamentali (coerenti al progetto di apprendimento proposto dalla UNESCO):


della “Eugenio Montale” il saper fare

il saper essere: inteso come competenza nella definizione cosciente e responsabile dei valori e delle attitudini personali, il "saper essere" è legato all’atteggiamento etico del cittadino nella vita sociale;

il saper fare: inteso come la capacità di manipolare e applicare le conoscenze in nuove situazioni, il "saper fare" richiede uno sviluppo delle competenze relative alla codificazione e decodificazione dei differenti linguaggi specifici dei campi di conoscenza;

il saper convivere il saper convivere: inteso come la capacità di riconoscere l’altro e saper convivere con armonia rispettando le differenze.

il saper essere Alunni del Liceo durante un lavoro di gruppo

Bambini dell’Infanzia nella biblioteca della scuola

Alunni della scuola Media nella sala di arte

11 IL GIRASOLE ON-LINE

APRILE 2014


Hummm… con cosa posso giocare oggi? In questo senso, il progetto pedagogico della scuola si basa sui seguenti aspetti:  concezione dell'allievo come protagonista della sua stessa formazione, giacché crediamo che la conoscenza si costruisce sulla base di una rielaborazione personale;  identità biculturale e bilingue di questo progetto, che richiede un dialogo costante tra le due realtà italiana e brasiliana;  comunicazione efficace tra le persone che compongono la Comunità Scolastica, sempre vista a partire da due dimensioni: individuale e sociale. Le finalitá del progetto educativo della Montale sono: 1) favorire lo sviluppo integrale dell’uomo in quanto cittadino promuovendo, coinvolgendo e stimolando gli alunni e le famiglie ad una partecipazione attiva alle varie manifestazioni culturali, ai progetti ambientali e di integrazione sociale; 2) assimilazione e sintesi delle due culture, come analisi e comprensione delle loro forme peculiari d’espressione valorizzando i rispettivi patrimoni affettivi, effettivi o potenziali, nel rispetto dell’individualità di ciascuna.

Alcuni lavori realizzati dagli alunni

(dal Piano dell’Offerta Formativa P.O.F. 2014)

Alunni della Pimaria durante la cerimonia “In bocca ai Lupi” (2013)

12 IL GIRASOLE ON-LINE

APRILE 2014

Bambini della Primaria coltivando l’orto


“Diga- me o que comes... ...e te direi quem és! ” Copa sabia do mundo Você que...

Sobre Alimentação Saudável Entrevista com a Dr.ª Ana Paula Fioravante Bernardes Silva, Engenheira Agrônoma, Nutricionista, Doutora em Ciência dos Alimentos, Coordenadora de Projetos de Educação e Varejo - GRSA Como os pais podem ajudar seus filhos a melhorar seus hábitos alimentares? Principalmente através do EXEMPLO. As crianças passam muitas refeições com seus pais e é através do exemplo deles que a criança se depara, pela primeira vez em sua vida, diante de uma Alimentação Saudável. Os pais precisam estimular a autonomia de seus filhos em relação à alimentação, mas por outro lado, também o que os filhos aprendem na escola eles levam para casa podendo ser para os pais exemplo de quem sabe se alimentar de forma saudável. O exemplo de uma Alimentação Saudável sempre ocorre dos dois lados, pais e filhos. Como são oferecidas as opções de refeição para as crianças na escola? As funcionárias perguntam ou apenas ouvem o que elas pedem?

Nunca é o funcionário do restaurante que faz isso, mas o professor que acompanha. Também isso depende muito da faixa etária do aluno. Por exemplo, na Scuola dell’Infanzia as Maestras selecionam o tipo de alimento para as crianças; já na Scuola Primaria as Maestras orientam, mas as crianças escolhem sozinhas. Na Scuola Media e no Liceo eles são totalmente autônomos. Vale ressaltar o fato que o professor também é exemplo para as crianças de uma Alimentação Saudável, pois ele pode contribuir muito na escolha dos alimentos na hora das refeições feitas no refeitório. Temos exemplos de professores que chamaram a atenção de seus alunos porque na hora de se servir, o prato deles não estava suficientemente colorido! O que é recomendado enviar na lancheira para as crianças da Infância? E para os maiores? Sugestões mais saudáveis. Na lancheira é importante que tenham sempre três itens fundamentais: 1. Suco de fruta natural (ou com pouco teor de conservantes) e água; 2. Uma fruta (de preferência um tipo de fruta que seja fácil de descascar ou já descascada e cortada em

Aluna mostrando feliz seu prato colorido! 13 IL GIRASOLE ON-LINE

APRILE 2014

Rolinho de Frios e Cenoura Ingredientes: 02 Fatias de Pão de Forma sem casca (normal ou integral) 02 Fatias de Peito de Peru 02 Fatias de Mussarela 01 Colher de sobremesa de cenoura ralada

Modo de Preparo: Amasse o pão de forma com um rolo de massa; Coloque as fatias de mussarela, peito de peru e a cenoura ralada no pão; Enrole o pão formando um rolinho; Está pronto para servir.

Opções de recheio: Patê de atum com cenoura; requeijão com presunto picado. Seja criativo!!! Use a sua imaginação para criar recheios saudáveis e deliciosos para o seu lanchinho!!!


Alunos da escola Média e a professora durante um lanche comunitário

Espetinhos Divertidos ! Ingredientes: 06 biscoitos de chocolate (sem recheio) 01 colher de sopa de aveia em flocos finos 01 colher de sopa de leite integral 01 rodela de banana ou 01 colher de sopa de banana cortada em cubinhos ½ xícara de chá de farinha láctea

Modo de Preparo: Em um liquidificador bata os biscoitos. Transfira para um recipiente, acrescente a aveia, o leite integral e misture até obter uma massa que desgrude das mãos. Modele pequenas bolinhas e coloque a rodela de banana recheando cada bolinha. Passe pela farinha láctea e sirva.

Rendimento: 06 unidades

pedacinhos); 3. Um sanduíche (ou pãozinho, ou bisnaguinha) recheado, por exemplo, com peito de peru e queijo, ou outros tipos de frios, etc... Aqui na escola as crianças tem a opção de um lanchinho fresco a base de yogurt ou um salgado sem muita adição de gorduras, as frutas e os sucos. O tema da lancheira é sempre um pouco delicado porque as crianças não têm, ainda, muito cuidado com elas.... cuidados higiênicos... portanto, cabe a nós adultos, educadores, orientá-los e ajudá-los neste aspecto: saber cuidar bem da própria lancheira. Qual é a melhor forma de embalar um sanduíche na lancheira? Papel filme, papel alumínio, pote de plástico? A fruta é melhor colocá-la em um pote plástico fechado que depois fica melhor para lavar; o papel alumínio vai bem para embrulhar qualquer tipo de alimento, mas em relação ao plástico temos que ter alguns cuidados. Hoje existem os saquinhos zip-lock que são muito bons, fecham bem e são de ótima conservação. Porém, também é importante educar as crianças a terem cuidado com o lugar onde apóiam seus lanches, este tipo de cuidado higiênico é fundamental. Qual a importância alimentos integrais?

14 IL GIRASOLE ON-LINE

APRILE 2014

de

consumir

O alimento integral é muito importante, pois é aquele alimento que não teve sua estrutura modificada no processo de industrialização e manteve as vitaminas, minerais e fibras. Muitas são as opções de alimentos integrais nos supermercados como pães, massas, cereais, aveia, granola, farinha, biscoitos, cookies, etc. Além disso, o alimento integral auxilia uma boa digestão. Quando uma criança não gosta de um alimento pela primeira vez, posso oferecer em outras oportunidades até que ela se acostume? Sim! É sempre bom apresentar o alimento de outra forma. Às vezes uma criança não aceita um tipo de alimento porque não gosta da forma como é servido ou apresentado na mesa, mas isso não significa que ela a priori exclua aquele tipo de alimento. Basta mudar a maneira de apresentação, como, por exemplo, com os legumes. Afinal, o ovo é saudável ou não para as crianças? Pode comer todo dia? O ovo é uma fonte protéica muito importante e para muitas crianças, às vezes, se torna a única fonte protéica. Para responder a esta questão teríamos que analisar caso a caso, mas no geral 23 vezes por semana é aconselhado


Aluno da Primaria fazendo uma receita com a professora comer ovo, embora o que se aconselha para uma Alimentação Saudável é sempre a variedade. É aconselhado disfarçar as verduras no prato das crianças? É difícil enganar uma criança! Se ela perceber que está sendo enganada ela se afasta e depois fica difícil recuperar sua confiança. Disfarçar não é aconselhado. O que deve ser feito é conversar com as crianças e mostrar os benefícios de cada alimento. Os benefícios devem ser sempre atuais e concretos, como, por exemplo, dizer a um adolescente que comendo aquele alimento ele vai ficar mais forte, que o cabelo dela vai ficar mais lindo, seu corpo ficará mais esbelto e a pele mais saudável e elástica, etc... O que deve ser feito, sempre, é conversar e apresentar os benefícios do alimento e nunca esconder ou tentar enganar.

Crianças fazendo um mega picnic juntas

É verdade que até em pacote de biscoitos de chocolate ou refrigerante há uma quantidade considerável de sal (sódio)? Sim, é verdade! O sódio adicionado nos alimentos é um grande problema. Porém, como tudo na vida, assim também na alimentação, os cuidados deveriam existir em relação ao excesso de uso de um tipo de alimento e não com o tipo de alimento em si. Para um italiano que acaba de chegar ao Brasil, comer feijão com arroz todos os dias pode parecer muito estranho. Qual é o valor nutricional desta combinação tipicamente brasileira? Quais as variações possíveis? Eu sou fã de arroz e feijão! Com este prato nós combinamos um tipo de cereal com leguminosa que dá um valor protéico muito alto, quase como o da carne. Arroz e feijão ou lentilha, ou grão de bico, por exemplo, é um combinado fantástico e pode ser consumido todo dia.

Comer na escola hoje em dia não é fácil! Educar a uma alimentação Saudável também não é nada fácil. O que importa é criar hábitos e formas saudáveis, na escola e em casa. Cuidado com os excessos! Um dia uma criança me disse: “Tia, o que não pode acontecer é que o excesso se torne a regra, não é verdade?!”. É verdade! Nutrição é Vida, e Saúde é um completo bem-estar total e integral. Portanto, sempre deveria haver HARMONIA, em tudo, sem exceder e isto também na prática alimentar”.

15 IL GIRASOLE ON-LINE

APRILE 2014


Copa sabia do mundo Você que...

“Eugenio Montale”: Escola Internacional! Por Paola Capraro

Alunos durante atividade das Olimpíadas internas

Nascida como uma pequena escola italiana, hoje a Montale alcança uma dimensão de ensino internacional, preparando os alunos para a realidade dinâmica do mundo globalizado. A Montale estimula o conhecimento plural, a criatividade, a visão crítica e a postura ética frente aos infinitos desafios e oportunidades do presente e do futuro, ciente de que diversos caminhos importantes iniciam-se na vida escolar. É na escola que começamos a experimentar a vida em sociedade; ali, também, se forma a ideia de comunidade. Uma comunidade reúne indivíduos que, mesmo em sua diversidade, compartilham um sistema de significados, valores, normas, ideais, tradições, costumes. De uma forte identidade cultural nasce a trajetória da Montale. A Itália está na origem desta comunidade, mas é a partir de São Paulo que ela se expande para o mundo. A proposta de ser uma escola bilíngue e bicultural sempre ajudou na integração entre os alunos. Na verdade, a Montale nunca foi apenas bilíngue. Ela sempre foi multilínguas. Línguas e linguagens que

ampliam e consolidam o conhecimento: por isso hoje a Montale é reconhecida como Escola Internacional. Os alunos formados pela Eugenio Montale vivenciam o trânsito entre culturas e se colocam neste entrelace de maneira única. São, desde o início do percurso escolar, estimulados a conquistar uma “visão global”, um entendimento plural do mundo, percepção vital para enfrentar os futuros desafios profissionais e pessoais.

Em um mundo onde as fronteiras fazem cada vez menos sentido, a Montale segue na vanguarda do ensino e forma cidadãos globais. A grandeza da escola é exatamente esta: formar homens e mulheres do século XXI. A qualidade de escola internacional permite que o nosso diploma seja válido em todas as universidades do exterior e permite também que a transferência, durante o percurso escolar, para alguma escola no exterior se dê automaticamente.

A bagagem cultural, a atitude ética e a formação humanista são pilares importantes para o projeto pedagógico da escola. É um ensino que garante uma base em todas as áreas do conhecimento, com um currículo extenso e diversificado. Na Montale, os alunos discutem com desenvoltura qualquer tema, passando de música para ciências e de lá para a literatura, para a física ou para a história.

Meninas e meninos da Média em uma atividade de artes 16 IL GIRASOLE ON-LINE

APRILE 2014


Crianças da escola Primaria

Alunos do Liceo durante uma peça teatral

Diferenciais da Escola Internacional “Eugenio Montale”:  Única escola do Estado de São Paulo reconhecida pelo governo italiano como equivalente (Paritaria);  Diploma reconhecido pela União Europeia;  Internacionalidade e intercâmbio entre várias culturas;  Horário letivo integral (8:00 – 15:35);  Professores capacitados com títulos reconhecidos pela União Europeia;  Salas com número reduzido de alunos;  Aulas de música, italiano, latim, filosofia, economia, história da arte, entre outras;  Aulas ministradas em italiano, português, inglês e espanhol;  Possibilidade de participação ativa dos pais;  Associação sem fins lucrativos. 17 IL GIRASOLE ON-LINE

APRILE 2014


Copa sabia do mundo Você que...

“Eugenio Montale”, Escola Associada da UNESCO

Em 2013 nossa escola se tornou membro da Rede Mundial de Escolas Associadas da UNESCO. Trata-se do reconhecimento pela proposição e pela condução de Projetos e Atividades que estão em consonância com os temas propostos pela UNESCO para um mundo melhor.

Por Silvia Adrião

Certificado da UNESCO recebido em 19/07/2013

O principal benefício de pertencer ao Programa de Escolas Associadas é participar de uma comunidade que trabalha pelo mesmo objetivo, troca informações, compartilha projetos e ideais. Isso catalisa os esforços e repercute positivamente nas escolas, ampliando o trabalho pela Cultura da Paz em todas as suas formas. As escolas que pertencem a este grupo são consideradas centros de referência e inovação para uma educação atenta aos desafios do século XXI e aos quatro pilares da aprendizagem determinados pela UNESCO: "aprender a conhecer",

Alunos da Primaria durante uma saída pedagógica

Brincando na escola! 18

IL GIRASOLE ON-LINE

APRILE 2014


"aprender a fazer", "aprender a ser", e "aprender a viver juntos". Além de ter sido um reconhecimento de todo o trabalho da “Eugenio Montale”, foi também uma forma de solidificar o compromisso a que nos mantemos vinculados, ou seja, ao princípio que nos trouxe até aqui: uma educação transformadora. Para alcançarmos este reconhecimento foi preciso bastante trabalho e de todo o corpo docente. Projetos desenvolvidos com os alunos do Liceo , Secundaria di I grado e Primária foram

enviados para a UNESCO em Paris para que fossem avaliados. Dado a consistência e relevância dos temas, tais como: Shoah, Cultura de Paz e Ano internacional da água, nossa escola foi aceita. Ao longo do ano letivo 2014 realizaremos novos projetos que deverão abordar os temas propostos pela Unesco: Aprendizagem intercultural, Paz e Direitos Humanos, Educação para o Desenvolvimento Sustentável e Prioridades das Nações Unidas.

Aprendizagem intercultural Propostas que estimulem o reconhecimento de outras culturas e coloquem os nossos alunos frente aos desafios da globalização.

Paz e Direitos Humanos Alunos da Media

Uma das finalidades centrais que marcam o PEA (Programa de Escolas Associadas) desde sua criação, tema da cultura da paz e da defesa dos direitos humanos não deve ser esquecido pelas escolas.

Educação para o Desenvolvimento Sustentável Esta é a grande questão do planeta, que passa por todas as áreas do conhecimento e coloca em xeque os valores da civilização.

Prioridades das Nações Unidas Projetos que mostrem aos alunos, professores e à comunidade o conjunto de temas que justificam a existência das Nações Unidas e expliquem o funcionamento da ONU e da UNESCO. Alunos da escola da Infanzia 19 IL GIRASOLE ON-LINE

APRILE 2014


Copa do de mundo Meninos Ouro

“Non scoraggiatevi mai!”

Andarsene da una scuola cosi ricca e un paese cosi bello è sempre difficile. Purtroppo impariamo ad apprezzare le cose, solo quando ce ne allontaniamo. Dicembre 2011, è stato per me un "anno" di cambiamenti, di coraggio e di sforzi ma soprattutto un anno pieno di esperienze e ricordi fantastici. Come tutti noi alunni penseremmo, “finalmente è finita!"; è vero, possono essere finite quelle 8 ore interminabili trascorse dentro la scuola, le grida dei professori, l'obbligo giornaliero di studiare quello che non ci piace (ma utilissimo più avanti). Solo nel momento in cui si esce, si conosce e ci si domanda "cosa voglio studiare?", “cosa voglio fare della mia vita?", “forse lavorare?”, “diventare ricco?” o “soltanto dormire?”. Non importa, ci renderemo conto quanto sono importanti le basi che abbiamo costruito nella nostra scuola, le amicizie fatte e i professori che ci sono stati vicini nei momenti più belli e anche quelli più brutti. Parlo in prima persona, come una studentessa che non ha trascorso tutta la vita nella Scuola Italiana, ma un periodo sufficiente per poter argomentare l'importanza che ha avuto e continua ad avere nella mia vita. Continuando la mia strada, con molto sforzo e purtroppo pochissimi stimoli, comincio a capire e a vedere l'istituzione Italiana da un punto di vista più ampio: cosa vuole il modello scolastico, cosa richiedono i professori, come comportarsi e come affrontare gli esami universitari. La mia scelta è caduta su Economia dei Mercati Finanziari, a Roma, pur non avendo mai studiato Economia alla Montale. Adattarsi è il compito più difficile che ci troveremo davanti; con molto spirito di sacrificio ho assorbito argomenti che non avrei mai immaginato e incontrato difficoltà che prima non avevo. Per questo motivo il consiglio che mi sento di dare a tutti gli alunni della Montale è quello di non scoraggiarsi mai davanti ai primi ostacoli che vi troverete dinanzi, siate determinati e tenete duro! La scuola in cui vi trovate vi darà le basi per poter affrontare qualsiasi ostacolo.

Di Ilaria Caputo ex alunna della Montale, diplomata nel 2011

Ilaria con i compagni di classe del Liceo Scientifico

Ilaria e i suoi compagni di classe durante la cerimonia In bocca ai Lupi

20 IL GIRASOLE ON-LINE

APRILE 2014


Copa do de mundo Meninos Ouro

“La Montale è stata la scuola giusta per me!”

Mi chiamo Gianmarco Castro, ho 17 anni, e ho studiato alla Montale fin da quando ho compiuto i miei primi 3 anni di vita. Nel 2013 mi sono diplomato, ottenendo, assieme alla mia collega di classe Vitória Laudisio, il voto massimo all’Esame di Stato, cioè 100/100. Dopo circa 14 anni alla Montale, posso dire che i miei genitori hanno fatto la scelta giusta quando hanno scelto la Scuola per i loro 3 figli. Mio fratello Luca, che ha già 20 anni, studia Scienze Politiche in Italia da 3 anni e quest’anno me ne andrò pure io. L’anno prossimo, probabilmente, verrà in Italia con noi anche mia sorella Giulia. Intendo andare in Italia, a Milano, per studiare Ingegneria Informatica al Politecnico e, grazie al Diploma Italiano ottenuto alla Montale, sarà molto più semplice entrare all’università. Nel mese di settembre dell’anno scorso, ho svolto una simulazione del test d’ingresso al Politecnico di Milano. Il test era diviso in 2 parti. La prima parte serviva a verificare le conoscenze di logica, matematica, statistica, fisica e comprensione verbale. La seconda parte serviva a verificare le conoscenze d’inglese. Sono riuscito a superare la simulazione, ottenendo 60 punti (su 100 in totale) e questo senza nemmeno aver fatto la parte di comprensione verbale; inoltre, ho ottenuto un voto altissimo per quanto riguarda l’inglese (circa il 90% del totale). Tra l’altro, quest’anno mi sono inscritto ad un corso di inglese e sono stato classificato al livello C1 (Livello avanzato o di “efficienza autonoma”). Dunque, posso dire con certezza che la Montale è stata la scuola giusta per me e, di sicuro, la consiglierei a chiunque me lo chiedesse.

Gianmarco con la mamma Maria Rosaria

21 IL GIRASOLE ON-LINE

APRILE 2014

Di Gianmarco Castro ex alunno della Montale, diplomato nel 2013


Copa do de mundo Meninos Ouro

“L’ironia del destino!”

Dodici anni! Dodici anni è stato il tempo che ho trascorso alla Montale. Momenti divertenti, momenti di stress, momenti di tranquillità, di ansia, ma principalmente momenti di gioia sono stati quelli che ho vissuto a scuola. Questa mia esperienza come “montaliana” non poteva aver avuto una fine migliore se non quella di poter dire alla fine: “missão cumprida!”. Durante tutti gli anni trascorsi alla Scuola Italiana, ho imparato a studiare, ad apprezzare le cose, a conoscere gli altri, ad ascoltare le diverse opinioni; ho imparato ad avere interesse per la letteratura, per la logicità dei teoremi matematici; ho imparato a creare una certa relazione di amore con lo studio, con la cultura, con l’intelletto in generale. Ma principalmente ho imparato ad approfittare, nel miglior modo possibile, le opportunità che la vita ci offre. Non dico che sia stato facile imparare così tante cose (imparare a vivere!), ma nessuno mi aveva promesso il contrario. Mia madre, per esempio, sempre mi ricorda come sono cresciuta e cambiata durante questi dodici anni; mi racconta spesso che nei miei primi giorni alla materna, ritornavo a casa piangendo, dicendo che avrei voluto ritornare a scuola solo se le maestre avessero smesso di parlare in italiano. Lei, come sanno fare bene le buone mamme, mi ha sempre imbrogliata: mi rispondeva dicendo che sarebbe andata a discutere questa questione con la direttrice, però non ci andava mai! Il suo imbrogliarmi, comunque, ha permesso che io ponesse uno dei miei primi tasselli nella vita: è stata la prima grande sfida che ho dovuto superare. Imparare una nuova lingua, una nuova cultura, dei nuovi costumi, tutto questo non è stato semplice. Superarli, però, mi ha forgiato per poter andare oltre dinanzi ad altre sfide ben maggiori nella vita. Pochi mesi fa sono stata messa di fronte ad un’altra nuova sfida: quella di entrare nel mondo universitario. Dopo aver concluso il mio ciclo alla Montale con un voto massimo, 100/100 all’Esame di Stato, sono stata già ammessa all’Università di San Paolo (USP) durante lo stesso periodo. Però, guardate un po’, per l’ironia del destino, ho deciso che continuerò i miei studi in un’Università dove si parla solamente in italiano. E, per un’ironia ancora più grande, il mio oggetto di studio, sarà appunto la Lingua Italiana e la sua Letteratura. Ho deciso di studiare Lettere Moderne all’Università degli Studi di Siena, questo è il mio scopo. Uno scopo che dodici anni fa non mi sarebbe nemmeno passato per la mente! Un obiettivo che oggi, grazie alla Montale, avrò il coraggio di affrontare e portare a termine. 22 IL GIRASOLE ON-LINE

APRILE 2014

Di Vitória Laudisio ex alunna della Montale, diplomata nel 2013

Vitória Laudisio


A última palavra Copa do mundo

La Luce! La poesia del Poeta Eugenio Montale che vi proponiamo in questo numero, sembra raccontare la traccia di un percorso che l’essere umano vive a più riprese durante il suo cammino di vita. All’inizio il Poeta pare che esprima un invito a non proteggersi dalle difficoltà isolandosi o sfuggendole, ma a guardare in faccia la realtà anche nei

suoi aspetti e momenti più drammatici, di incertezza, di crollo di un progetto, di sensazione di fallimento. Ma al tempo stesso l’invito di Montale è quello di non disperare, di non lasciare andare tutto alla deriva, perché spesso nell’esistenza convivono realtà opposte. Inoltre, da una situazione che giudichiamo

“negativa” possono nascere altre possibilità o nuovi sviluppi insperati. Così, può avvenire che l’uomo, consumato e indebolito dai momenti di incertezza e da forti difficoltà, viva una trasformazione personale e si abbandoni ad una nuova “certezza”, a qualcosa su cui sente di poter contare: la “Luce”.

Di Victor Vallerini

Non rifugiarti nell’ombra Non rifugiarti nell'ombra di quel folto di verzura come il falchetto che strapiomba fulmineo nella caldura. E' ora di lasciare il canneto stento che pare s'addorma e di guardare le forme della vita che si sgretola. Ci muoviamo in un pulviscolo madreperlaceo che vibra, in un barbaglio che invischia gli occhi e un poco ci sfibra.

Pure, lo senti, nel gioco d'aride onde che impigra in quest'ora di disagio non buttiamo già in un gorgo senza fondo le nostre vite randage. Come quella chiostra di rupi che sembra sfilaccicarsi in ragnatele di nubi; tali i nostri animi arsi in cui l'illusione brucia un fuoco pieno di cenere Poesia di si perdono nel sereno Montale, da di una certezza: la Luce. “Ossi di Seppia”

Luce … e Pace !

23 IL GIRASOLE ON-LINE

APRILE 2014


“Os jovens aprenderão sozinhos se na escola tiverem aprendido a pensar” Eugenio Montale Nobel de Literatura, 1975

Filosofia da Escola Um dos valores mais importantes do nosso projeto pedagógico é a formação integral do educando. Interessa-nos que o aluno construa, ao longo da sua escolaridade, um lastro cultural e intelectual que lhe permita atuar de forma responsável, competente, crítica e autônoma ante as exigências impostas pela sociedade.

Rua Dr. José Gustavo Busch, 75 Morumbi / SP Tel.: (11) 3759-5959 www.montale.com.br

Profile for scuola italiana eugenio montale

Il Girasole Aprile 2014  

Il Girasole Aprile 2014  

Advertisement