Page 1

CHAPA 1 COMPROMETIMENTO COM OS ANISTIADOS

A FORÇA DO TRABALHO COLETIV0

Eleição 2014 REPRESENTANTES DOS TRABALHADORES NO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA ELETROSUL


COMPROMETIMENTO COM A DEFESA DOS ANISTIADOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS Por meio da atuação sindical, junto com as entidades que compõem a Intersul, Wanderlei e Deunézio participaram de muitas ações em defesa dos trabalhadores anistiados. As pautas de reivindicações de inúmeros Acordos Coletivos de Trabalho trazem há vários anos cláusulas que tinham o objetivo de reintegrar estes trabalhadores nas suas empresas de origem, quando do interesse dos mesmos, bem como reenquadrá-los salarialmente. Podemos citar: Pauta de reivindicações - Federação Nacional dos Urbanitários (FNU) - Data Base 2011 - Cláusula 44ª Pauta de reivindicações - Federação Nacional dos Urbanitários (FNU) - Data Base 2012 - Cláusula 45ª Pauta de reivindicações - Federação Nacional dos Urbanitários (FNU) - Data Base 2013 - Cláusula 25ª Diversas vezes o jornal LinhaViva noticiou a luta dos sindicatos da Intersul pelos Anistiados. ELETROSUL/ELETROBRAS: CARTA AO MINISTRO (LV 1032 - 12/07/12) “Reafirma a posição da Intersul a respeito da necessidade do retorno imediato dos trabalhadores/as Anistiados (demitidos no Governo Collor) para as empresas de origem do grupo Eletrobras. CNE pressiona por Concurso Público (LV 1201 - 12/12/13) “O Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE) esteve reunido dia 05 de dezembro, em Brasília, com representantes da Holding Eletrobras. Os principais itens da pauta da reunião foram, auxílio alimentação natalino de 2013, trabalhadores anistiados, concurso público e PCR...” Os dirigentes sindicais defenderam: “Retorno dos anistiados para suas empresas de origem e aproveitamento desta força de trabalho nos casos em que for possível e de interesse destes trabalhadores, bem como a permissão para adesão dos anistiados aos programas de incentivo ao desligamento”.

Durante o exercício do mandato no Conselho de Administração, Dino e Wanderlei em diversas ocasiões e instâncias se posicionaram em defesa dos empregados anistiados. Em uma destas ocasiões, o Conselheiro eleito entregou para o Ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, correspondência da APROSUL, e reafirmou junto ao Ministro a necessidade de que os trabalhadores eleitos tenham seus direitos reconhecidos. A correspondência foi entregue pelo Conselheiro Eleito, atendendo solicitação do Sr. Aldo Pedro Ferrari, presidente da Associação.

REINTEGRAÇÕES DOS (AS) TRABALHADORES (AS) DO SETOR ELÉTRICO As empresas do grupo Eletrobras promoverão a imediata reintegração dos (as) trabalhadores (as) anistiados nas empresas de origem, salvo manifestação em contrário por parte do (a) trabalhador (A). Parágrafo Primeiro: Os (as) trabalhadores (as) reintegrados (as) as empresas do grupo Eletrobras terão tratamento isonômico com relação aos (as) demais trabalhadores (as) do grupo no que se refere ao enquadramento salarial, devendo os mesmos serem reenquadrados no nível salarial que leve em conta os anos em que estiveram fora das empresas. Parágrafo Segundo: A Eletrobras estabelecerá mecanismo de avaliação para progressão e movimentação no PCR nas mesmas condições dos (as) demais trabalhadores (as). Parágrafo Terceiro: As empresas do Grupo Eletrobras se comprometem a regularizar junto ao INSS e fundações o tempo que os (as) trabalhadores (as) anistiados ficaram afastados da vida laboral. Parágrafo Quarto: As empresas deverão enquadrar salarialmente os (as) trabalhadores (as) anistiados (as) de modo que nenhum (a) deles (as) receba remuneração abaixo do piso de sua classe profissional. Parágrafo Quinto: As empresas farão a correção da incorporação do Adicional por Tempo de Serviço - ATS a todos (as) os (as) reintegrados (as).

Além das rodadas de negociação, Wanderlei participou, representando a Intersul, de diversas reuniões em que o tema dos anistiados foi debatido com a Eletrobras. Wanderlei e Deunézio sempre se posicionaram em defesa dos anistiados, pela compreensão de que estes trabalhadores foram vítimas de um processo injusto no passado, e que o governo deve a eles essa reparação. Além disso, muitos destes trabalhadores podem e desejam ser aproveitados nas suas empresas de origem, podendo contribuir de forma produtiva para o setor elétrico, resgatando em alguns casos a sua própria auto-estima. Por isso pedimos seu voto, para continuar na luta por dignidade e justiça! VOTE CHAPA 1!

RENOVAÇÃO SE FAZ COM RESPONSABILIDADE, COMPROMETIMENTO E DISPOSIÇÃO PARA O TRABALHO COLETIVO


WANDERLEI LENARTOWICZ Nasceu no dia  23/08/1966 em Campo Mourão (PR). Empregado da  Eletrosul desde 1989,  como operador de Subestação em Joinville (SC), cidade onde reside atualmente. É presidente do Sindicato dos Eletricitários do Norte de Santa Catarina (SINDINORTE), um dos sindicatos que compõem a INTERSUL. Representante da INTERSUL no Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE) e junto à Federação Nacional dos Urbanitários (FNU), tendo participado há vários anos das negociações de acordo coletivo de trabalho envolvendo a Eletrosul e a holding Eletrobras. Wanderlei é Técnico em eletrotécnica pelo Centro Federal de Tecnologia de Santa Catarina (CEFETSC), e atualmente cursa bacharelado em Administração Pública na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Possui curso de formação para Conselheiros de Administração, ministrado no Rio de Janeiro pelo Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), dentre outros estudos na área. Em 2012 e 2013 participou das primeiras eleições para representantes dos empregados no Conselho de Administração da Eletrosul, tendo sido eleito na condição de suplente juntamente com o titular, Dinovaldo Gilioli. Acompanhou todos as ações do mandato da representação dos trabalhadores, participando ativamente ao lado de Dino em todos os momentos, dividindo as responsabilidades, debatendo e opinando nas tomadas de decisão, bem como contribuindo para a transparência e divulgação das ações do mandato através do boletim dos conselheiros. Em dezembro de 2013, Wanderlei assumiu a condição de titular, após o desligamento de Dino por aposentadoria.

DEUNÉZIO JÚNIOR Deunézio Cornelian Júnior nasceu em Marília, SP em 1970. Graduou-se em Pedagogia pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) em 1993. É Mestre em Inglês e Literatura Correspondente pela Universidade Federal de Santa Catarina. Lecionou durante 22 anos, de 1988 a 2010. Foi professor e coordenador do curso de Pedagogia do campus de São José na Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI). Foi membro do Conselho Universitário dessa instituição de ensino representando o campus São José entre 2005 e 2007. Foi admitido na Eletrosul em outubro de 2007, como Pedagogo/Analista de RH. Trabalha no Setor de Educação Corporativa do Departamento de Gestão de Pessoas. Foi eleito Representante Sindical do SINERGIA em 2011 e tem participado ativamente das ações sindicais. Faz parte do Comitê de Gênero e Raça da Eletrosul desde 2008, atualmente suplente da coordenação. É membro do Comitê de Gestão do Conhecimento da Empresa, atuando no grupo de trabalho desde 2008. Foi eleito membro representante dos empregados no Conselho Deliberativo da ELOSAUDE para o mandato 2012 a 2015 com o apoio dos sindicatos da INTERSUL.


Chapa 1 - Comprometimento com os Anistiados  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you