Page 1

Edição Especial Festuris Gramado Novembro 2018

Turismo em

evidência Mesmo com o baixo crescimento econômico, viagem não sai da cesta de consumo do brasileiro

Novidades dos principais destinos domésticos Região Sul ganha mais voos domésticos e internacionais

FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 63


Air Europa & sua comodidade Desfrute do voo na classe Business da Air Europa com assentos totalmente reclináveis, menus “healthy” e ecológicos, horas de entretenimento em telas individuais e conexão wifi. Voos diretos para Madri saindo de Salvador, São Paulo e Recife com conexões para demais destinos na Europa e Tel Aviv.

Para mais informações: (71) 3347-8899 | (11) 3876-5607 | (81) 3314-7038 ou consulte seu agente de viagem.

64 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018


Índice Presidente - Roy Taylor Vice-Presidente - Rosa Masgrau (rosamasgrau@mercadoeeventos.com.br) (55-11) 3123-2222 - (55-21) 3215-1827 Editor Chefe - Anderson Masetto (anderson.masetto@mercadoeeventos.com.br) (55-11) 3123-2236

CENTRO OESTE

39 ....... Distrito Federal 04 ....... Editorial

40-41 .. Mato Grosso do Sul

08 ....... Ministro do Turismo 10 ....... Embratur 12 ....... Turismo de Luxo 14-16 .. Cruzeiros 20-21 .. Aviação

NORTE

42-44 ....... Amazonas 46-48 ....... Pará SUDESTE

50-51 ....... Rio de Janeiro 52 ....... São Paulo 54 ............ Ilhabela NORDESTE

24-26 ....... Alagoas 28-30 ....... Bahia 32-33 ....... Pernambuco 34-35 ....... Ceará 36-38 ....... Rio Grande do Norte

Diretora de Vendas - Mari Masgrau (mari.masgrau@mercadoeeventos.com.br) (55-11) 3123-2249 Diretora Administrativa-Financeira - Juliana Barbosa (juliana.barbosa@mercadoeeventos.com.br) (55-21) 3215-1846

05 ....... Festuris 07 ....... How to get to Brazil

Web-Editor - Pedro Menezes (pedro.menezes@mercadoeeventos.com.br) (55-21) 3215-1844

55-56 ....... Minas Gerais 57 ....... Espírito Santo SUL

58-59 ....... Santa Catarina 60 ....... Paraná 62 ....... Rio Grande do Sul

Assistente de Marketing Roberta Saavedra (roberta.saavedra@mercadoeeventos.com.br) (55-21) 3215-1836 Operacional Andreia Boccalini (andreia.boccalini@mercadoeeventos.com.br) (55-11) 3123-2222 Fotografia Eric Ribeiro | Designer Patrick Peixoto Reportagem SP - (55-11) 3123-2239/2240 Antonio Gomes (antonio.gomes@mercadoeeventos.com.br Eduardo Ribeiro (eduardo.ribeiro@mercadoeeventos.com.br) Igor Regis (igor.regis@mercadoeeventos.com.br) Janaina Brito (janaina.brito@mercadoeeventos.com.br) Lisia Minelli (lisia.minelli@mercadoeeventos.com.br) Reportagem RJ - (55-21) 3215-1844 Atendimento ao Leitor (55-11) 3123-2222 Gestão e Infraestrutura de TI WorkNet Tecnologia (fernando.carilo@worknetecnologia.com.br) Gerência de TI GRM Internet e Serviços (55-21) 3993-8492 Departamento Comercial São Paulo (55-11) 3123-2222 Rio de Janeiro (55-21) 3215-1836 São Paulo Rua Barão de Itapetininga, 151 Térreo - Centro - CEP 01042-001 Telefone (55-11) 3123-2222 Rio de Janeiro Avenida das Américas, 14.591 Grupo 403 - CEP 22790-701 Telefone (55-21) 3215-1836 Representante em Portugal Antonio Luiz Acciolly (antonioluizaccioly@gmail.com) + (351) 91199-0448 Uma publicação da Editora Mercado e Eventos Ltda Os artigos e opiniões de terceiros publicados na edição não necessariamente refletem a posição do jornal

FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 3


BEM VINDO HORA DE PROJETAR O FUTURO O Festival de Turismo de Gramado tem um significado especial para o trade. É o último grande evento do ano, além de todas as suas características – que inclui o prestígio ao mercado do Sul e o glamour da cidade de Gramado – tem como missão apontar os rumos do próximo ano. Claro que no início de novembro há ainda muitas vendas a serem feitas, mas o evento traz perspectivas e tendências para o ano seguinte. E, desta vez, o ano seguinte vem cercado de muita expectativa pelo início dos novos governos federal e estaduais. Muito além de produtos e serviços que serão tendência no decorrer de 2019, o setor espera um novo ciclo virtuoso do país, com crescimento econômico, câmbio estável e apoio a um dos setores com maior potencial de geração de emprego. Voltando ao mundo da feira, é aqui que agentes de viagens, operadores, empresários e autoridades têm um encontro marcado para passar o ano a limpo. De fato, 2018 foi agitado. O país viveu a expectativa das Eleições e uma oscilação poucas vezes vistas no câmbio, o que mexeu demais com o nosso setor. É muito difícil enfrentarmos um novo ano com tantas atribulações. Este talvez seja o momento em colocar o Turismo em seu devido lugar. Levar o Brasil ao jogo mundial na luta pela atração de turistas. Ao mesmo tempo que o mundo conta com 1,3 bilhão de pessoas viajando, nós ainda patinamos na casa dos 6 milhões de visitantes por ano. Diversas nações já acordaram para a importância de investir na captação de turistas internacionais. Isso gira a economia, melhora a balança comercial, gera empregos e gera riquezas. Portanto, deveria ser estimulado e facilitado. Reconhecemos ações – como a instituição do visto eletrônico – como um avanço. Mas somente isso não basta. É necessário melhorar o ambiente de negócios, investir em infraestrutura e, sobretudo, deixar a iniciativa privada participar – com recursos e com inteligência de mercado – da promoção do país. Para isso, a modernização da Embratur é assunto mais do que urgente. Se o momento é de projetar o futuro, que venha com a renovação da Lei Geral do Turismo, modernização da Embratur para que o Turismo passe a significar também no Brasil, mais empregos e renda. 4 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

ENCONTRE SEU DESTINO Roraima

Amazonas

Amapá

Maranhão

Pará

Ceará

Paraíba

Piauí

Acre

Rio Grand e do Norte

Pernambuco Alagoas

Rondônia

Tocantins

Sergipe

Bahia

Mato Grosso Goiás

DF

Minas Gerais

Mato Grosso do Sul São Paulo Paraná Santa Cartarina

Região Norte Região Centro-Oeste Região Sul Região Nordeste Região Sudeste

Rio Grande do Sul

Espírito Santo

Espírito Santo


BRASIL

Festuris comemora 30 anos com edição histórica Com o tema “Turismo e Negócios sempre Viajam juntos”, o Festuris Gramado - Feira Internacional de Turismo, terá uma edição que promete ser histórica e movimentar o setor turístico entre os dias 8 e 11 de novembro de 2018. A expectativa da or ganizaç ão é que o evento receba mais de 12 mil profissionais de Turismo em três dias de evento com um crescimento de pelo menos 10% em relação ao ano passado. A 30ª edição do evento traz muitas novidades, como a criação do Meeting Festuris, Espaço Tech e Corporativo, Espaço Inf luência, mudanç a de identidade e layout são algumas das novidades na estruturação da feira, sua promoção e organização. Ao todo, serão mais de 2 mil marcas e destinos em exposição em uma área de 22 mil metros quadrados. “É um momento muito especial para nós da Rossi & Zor zanello chegar para a 30ª de uma feira de negócios turísticos como o Festuris. Um evento que é uma ferramenta e que reposicionou e serviu como indutor do desenvolvimento do Turismo em Gramado, Serra Gaúcha e Rio Grande do Sul”, destacou Marta Rossi. “Temos muitas novidades como o Meeting, atividades paralelas, festa de abertura, elementos que farão com que os participantes tenham em Gramado muito networking, conteúdo e renovação”, destacou o CEO do evento, Eduardo Zorzanello. “Como uma Feira Internacional referência para a América do Sul vemos que o nosso trabalho nos últimos 30 anos, de incentivo ao Turismo, se justifica com a procura e alta demanda de grandes marcas e destinos nacionais e internacionais. Este ano, mais do nunca, vamos mostrar uma feira renovada, com muitas novidades, corredores lotados e geração de negócios efetivos aos participantes. Este é o nosso perfil e será potencializado no evento porque trabalhamos duro para isso. O resultado é a grande participação de marcas e profissionais e esta projeção

Eduardo Zorzanello e Marta Rossi, diretores do Festuris

palpável de grande crescimento para 2018”, destaca Marta Rossi, CEO da Feira Internacional. NOVIDADES Entre as novidades apresentadas está a criação do Meeting FESTURISespaço para conteúdo e networking que ocorrerá no Hotel Master Gramado no período da manhã. O Meeting será fechado para 500 profissionais de Turismo e Eventos com palestras de grandes nomes ligados ao turismo e ao empreendedorismo. Também é novidade em Gramado a criação do Espaço Tech e Corporativo, assinado pela Alagev, que promoverá a união de tecnologias, Mice, inovação, conteúdo e startups, conectando empresas de tecnologia e tendências à todo segmento corporativo. Influenciadores digitais do Brasil e do exterior estarão no evento dando destaque, nas redes sociais e blogs, para as marcas participantes. O Espaço Influência terá identidade visual assinada pela Agência Experimental de Comunicação da Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Além disso, o evento terá: ampliação do espaço Luxury, área de conteúdo

no espaço Tech e Corporativo, área de conteúdo no Espaço LGBT, criação do Espaço Boutique, criação do Espaço Viagem pela Cultura e Costumes, assinado pela CVC, através da Lei Rouanet. Os demais espaços se mantém com crescimento: espaço LGBT, FESTURIS Gastronomia, Cultural e Religioso, Entretenimento, Business, Sustentabilidade de Turismo Verde, além das salas de capacitações. Também fazem parte da programação o Futebol do trade que ocorre no dia 10/11, pela manhã no Hotel Continental, além da festa oficial, assinada pela Redetur, na noite do dia 08/11. FESTURIS EM NÚMEROS A organização do Festuris projeta receber 2,5 mil marcas do Brasil e do exterior, 65 destinos internacionais, mais de 10 mil profissionais compradores de todos os continentes e cerca de 15 mil pessoas no total, e terá uma área de 22 mil metros quadrados, além de mais de 100 palestrantes juntando todas as áreas de conteúdo. A projeção é que o crescimento do evento deva ficar acima dos 10% com de São Paulo relação a edição Morro de 2017. FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 5


MINISTRO DO TURISMO

“Para Turismo progredir, é necessário melhorar ambiente de negócios”

Vinicius Lummertz, Ministro do Turismo

Próximo ao fim do seu mandato, o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, segue a sua saga em mostrar ao País e ao governo a importância do setor e o seu potencial para ampliar a geração de emprego e renda no Brasil. Para ele, o Brasil precisa – urgentemente – melhorar o seu ambiente de negócios para que o Turismo possa evoluir. Ele prega mudanças mais profundas na economia e no governo para que, em suas palavras, sejam tiradas as amarras que impedem o crescimento do país. “O Brasil precisa de reformas em vários níveis para permitir a eficiência da economia”, destacou. “De uma forma prática, quando pensamos no efeito de grandes reformas sobre o Turismo, podemos pegar a trabalhista, que diminuiu em 45% o número de ações no País. Isso cria um clima melhor para as empresas e geração de negócios. Ela trouxe também o trabalho intermitente e a terceirização. É o exemplo de uma reforma que ajuda o Turismo”, complementou. Ao mesmo tempo, outras reformas menores defendidas por Lummertz podem agir de uma forma mais direta no setor, pois traria – de forma imediata – um melhor ambiente de negócios em diversas áreas. “São legislações e burocracia que atrapalham a simples construção de um píer para cruzeiros,

a importação de equipamentos para parques temáticos e outras coisas. Isso atrapalha hoje toda a competitividade da economia brasileira e impede mais investimentos públicos e privados”, explicou. Para o ministro, a soma de investimentos públicos e privados no Turismo só não é maior por conta do ambiente de negócios que não favorece as empresas. Ele lembrou que nos Estados Unidos, os investimentos anuais no setor são de US$ 200 bilhões. Na China de US$ 180 bilhões. “No Brasil são US$ 30 bilhões. Não é pouco, mas se olharmos o tamanho do país e o potencial, poderia ser muito maior. Existem empresas que querem investir, mas somos um país trancado e atrasado em alguns pontos”, destacou. Lummertz citou novamente alguns setores que alavancariam de imediato o Turismo no Brasil. O primeiro deles é a legalização de resorts em cassinos, outro a abertura dos parques naturais e, por fim, a legalização das marinas. “É uma questão de amadurecimento. As agendas políticas estão de acordo com o grau de evolução e desenvolvimento da sua democracia. Estamos em evolução, mas não podemos ficar uma vida toda em evolução. Precisamos chegar a alguma conclusão”, acredita. Segundo ele, a discussão sobre cassinos não existe em lugar nenhum do mundo e pode trazer investimentos imediatos de US$ 30 bilhões ao país. O mesmo acontece com os parques naturais, que atrairão mais turistas e a exploração das orlas por meio das marinas. “São mega-mundos que trazem inúmeras possibilidades. Ou olhamos para a direção certa de onde sai um em cada cinco empregos no planeta, ou vamos enfrentar coisas fora da agenda mundial”, finalizou. PRÊMIO C om o objeti vo de condecor ar profissionais e projetos que atuam de forma proativa para o desenvolvimento do turismo nacional, o MTur criou o Prêmio Nacional do Turismo. A entrega será feita no dia 5 de dezembro na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, conforme acordo fechado com o presidente da Riotur, Marcelo Alves,

e o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz. Além das sete categorias, o prêmio também irá reconhecer profissionais que contribuíram para o desenvolvimento do setor. NOVO CONSELHO Uma das metas do MTur até o final deste ano é a reformulação da Câmara Temática para Reformulação do Conselho Nacional de Turismo (CNT). Dentre algumas propostas debatidas junto as entidades que compõem o órgão, destacaram-se a forma de avaliação da representatividade nacional das entidades e a vinculação da atuação desses membros às ações previstas no Plano Nacional de Turismo. O grupo técnico também tratou sobre a eliminação de entidades que não estejam cumprindo as normas do CNT, como a ausência de entrega de documentações ou ausência não justificada a quatro reuniões consecutivas ou intercaladas, no período de dois anos. APOIO AOS PEQUENOS A Embratur e o Ministério do Turismo firmaram uma parceria com o Sebrae, formando o Convênio de Cooperação Técnica, no valor de R$ 200 milhões, para promover a realização de ações voltadas ao aumento da competitividade das micro e pequenas empresas de turismo. Nos próximos dois anos, serão desenvolvidas iniciativas de produção de inteligência, inovação da oferta turística, qualificação dos produtos e serviços, promoção internacional dos destinos, melhoria do acesso a serviços financeiros e atração de investimentos para o setor. Além do convênio, o MTur articulou com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) uma linha de crédito especial de R$ 5 bilhões, dos quais já foram acessados mais de R$ 1,5 bilhão, para gestores públicos e iniciativa privada investirem em infraestrutura. Segundo o Ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, o novo modelo proposto no convênio está baseado em três eixos principais: promoção da governança, difusão de novas tecnologias e estímulo à prática da sustentabilidade. “O setor turístico tem que entender o que o turista deseja e propor soluções que o ajudem desde a hora de planejar a viagem até o momento de efetivamente desfrutar dos atrativos e comodidades dos destinos”, apontou.


FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 9


EMBRATUR

Ferramentas digitais impulsionam promoção do Brasil A presidente da Embratur, Teté Bezerra, apresentou o Visit Brasil Market Place. Além da plataforma, também já estão em funcionamento dois hotsites focados no público final. O primeiro é para aqueles visitantes apaixonados por surfe e querem conhecer mais do potencial brasileiro. Já o outro aborda a importância e os detalhes dos parques temáticos no Brasil. Em entrevista no estande do M&E, Teté Bezerra revelou a importância das ferramentas digitais, mas salientou a per tinência das feiras tradicionais que, segundo ela, devem continuar. No entanto, o Visit Brasil Market Place vem para possibilitar a perpetuação das negociações mesmo após o fim destes eventos nacionais e internacionais. “É um arquivo fantástico de todos os mercados estratégicos que trabalhamos. É lá que mostramos todos os segmentos aos operadores internacionais. É possível encontrar todos os assuntos estratégicos para formulação de negócios. O Visit Brasil Market Place já está disponível para quem queira acessar, um verdadeiro ambiente de negócios”, frisou Teté. A presidente da Embratur também revelou mais detalhes sobre as novas plataformas digitais que fazem parte da visão de modernização da Embratur. Segundo a presidente, o grande objetivo é justamente ir atrás do público jovem, de 18 a 32 anos, que representa hoje cerca de 25% dos turistas que visitam o Brasil. “Queremos cativar este turista. Todo este investimento digital é importante para que possamos aproveitar este momento”. A Argentina foi o primeiro país a receber este evento de lançamento. “São ferramentas tecnológicas focadas no turismo que foram lançadas para somarmos à promoção do Brasil no exterior. São dois sites para público final. O primeiro aborda os parques temáticos, em três línguas, que toda a família pode acessar. O outro é focado no Surfe, em seis idiomas, para que possamos detalhar os destinos e suas peculiaridades. O site conta com mais de 30 praias, as quais o visitante pode consultar informações como tamanho das ondas, entre outros detalhes”, disse. O objetivo dos dois sites é melhorar a experiência dos visitantes estrangeiros 10 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

Teté Bezerra, presidente da Embratur

no País. “Os portais conectam e ampliam o relacionamento do turismo brasileiro com os estrangeiros em geral e foram customizados para que os turistas possam aproveitar o melhor das viagens. Cada vez mais, os turistas internacionais buscam viver grandes experiências”, explica a presidente da Embratur. O primeiro portal, Parques Temáticos, foi pensado para consolidar as informações essenciais para o turista estrangeiro que gosta de se aventurar em parques de diversão, parques aquáticos e atrações turísticas. O Brasil possui várias opções de parques e o objetivo do site é ser um hub das informações essenciais. Pensado para os mercados de língua espanhola e inglesa, o usuário é o protagonista e poderá escolher o melhor parque de acordo com seu perfil ou até fazer um roteiro para visitação de todos eles. A diversidade de atrações abrange vários estados brasileiros e

permite que o turista conheça tudo o que o país oferece. São equipamentos de diversos tipos, além de equipes treinadas para receber o viajante com muita simpatia, animação e qualidade na prestação de serviços. O segundo site é o Surf Brasil e foi criado para aproveitar o potencial dos quase 7,5 mil quilômetros de litoral brasileiro, além de estimular a crescente demanda de turistas estrangeiros que viajam em busca de ondas. O espaço virtual foi concebido pensando na experiência desses surfistas. O potencial turista pode conferir no site as melhores praias de acordo com o seu gosto pessoal, características, estrutura, previsão de ondas e muito mais. Todo o conteúdo é disponibilizado em seis idiomas: inglês, espanhol, alemão, francês, italiano e português. É possível também buscar por praias e filtrar por nível de habilidade, tamanho das ondulações e movimento (crowd) da praia.


auténtica diversão Desfrute de praias espetaculares que envolvem um país rico em história, cultura e natureza incomparável. Esta é a autêntica Cuba. Para mais informações visite: Cuba.Travel ou consulte seu Agência de Viagem. #CubaDestinoSeguro


BRASIL

Luxo cresce no mercado interno

País recebeu menos estrangeiros neste mercado, mas viagens internas cresceram

A Brazil Luxury Travel Association (BLTA) apresentou seu anuário do setor. Segundo dados do estudo, 2017 registrou uma retração do mercado internacional enquanto observou um aumento do nacional. Segundo Simone Scorsato, diretora executiva da BLTA, os números refletem o cenário político e econômico do Brasil. Outros fatores que contribuíram para o recuo dos visitantes internacionais foram o zika vírus e a segurança. Ainda assim, os associados faturaram em 2017 um total de R$ 666 milhões. “Apesar da reduç ão no volume de estrangeiros, o que vemos de representativo no estudo é o número de funcionários que os empreendimentos de luxo mantém. Temos uma média de 2,7 funcionários para cada UH, enquanto na hotelaria tradicional esse número é menor que 1, ou seja, é um setor onde a demanda por serviços de qualidade é essencial. Outro importante fator é a que diária média e o RevPar são muito mais altos”, comentou. O perfil de visitantes dos empreendimentos de luxo da BLTA são majoritariamente brasileiros (65%), seguido pelos europeus (17%), americanos (12%), e latinos (5%). Mas esse cenário deve mudar já em 2018. Com a alta do dólar e a facilidade da emissão do e-visa, a tendência é que cada vez mais americanos venham ao país em busca do turismo de lazer e de luxo. 12 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

Para Martin Frankenberg, presidente da BLTA, esta é uma oportunidade que será interessante para o segmento. “O dólar alto faz com que o Brasil seja mais atrativo para os EUA, e para ajudar, o e-visa desburocratizou um processo que pode potencializar a vinda de norteamericanos que antes não escolhiam o país para suas férias ou para viagens de última hora”, enfatizou. Além disso, a BLTA pretende realizar para 2019 roadshows pelos EUA com o intuito de apresentar o turismo de luxo brasileiro aos americanos, com objetivo de trabalhar a imagem do Brasil como destino de luxo no mundo. Segundo o presidente, o mercado de luxo no Brasil ainda é muito recente e há falta de empreendimentos e operadores/receptivos especializados. “ Temos ainda uma p ro mo ç ão d e órgãos governamentais precária e sem inovação. O mercado de luxo mudou, e ainda assim, não é visto como um setor estratégico para atração de turistas. Mas este é o setor de maior rentabilidade no turismo, além de ser altamente sustentável pela exigência cultural e legado por parte dos visitantes”, explicou. A motivação das viagens de luxo no Brasil estão mais focadas no lazer (76%), seguido por negócios e eventos corporativos (11%), eventos sociais (7%) e festas e eventos (6%). O tempo de

permanência médio são 3 diárias (63%), sendo em sua maioria casais (56%), que fazem sua reserva diretamente no balcão (40%). Entre as atividades solicitadas na estadia está a comida (91%) em primeiro lugar, seguido por SPA (69%), relax (53%) e passeios náuticos (34%). Já entre os serviços mais solicitados estão banda larga (72%), traslado e pacotes de experiências (72%) e cardápio especial (50%). INDICADORES DE DESEMPENHO Segundo dados do estudo, os 35 membros da BLTA somaram R$ 666 milhões em faturamento em 2017, contam com 1415 UHs, com diária média de R$ 1.514 e RevPar de R$ 676, e a taxa de ocupação média dos empreendimentos é de 45%. SUSTENTABILIDADE BLTA Dados da pesquisa mostram que 56% dos associados já possuem algum tipo de projeto junto a comunidade local, 35% deles com foco na conservação e meio ambiente, 30% na comunidade e 20% na educação. Para estimular ainda mais esse engajamento, a associação anunciou o Prêmio Sustentabilidade BLTA, que premiará os melhores projetos inscritos até o dia 15 de outubro. O prêmio será entregue no final de novembro, durante a Assembleia Geral da BLTA.


FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 13


BRASIL

Melhor Idade já é 22% do total de viajantes brasileiros

por viajarem sozinhas e profissionais ‘sem chefe’. De acordo com a pesquisa, o número de viajantes de 3ª idade na América Latina deve saltar de 63,19 milhões de pessoas em 2016 para 88,7 milhões até 2020, um crescimento de 40% no fluxo de turistas nesta categoria, ou 26 milhões de pessoas, o que representa quase o dobro da população de Buenos Aires.

As viagens internacionais de passageiros da terceira idade cresceram 7% este ano no Brasil, segundo pesquisa exclusiva da agência virtual ViajaNet. A participação dos consumidores brasileiros com mais de 55 anos já representa 22% das compras no País de bilhetes aéreos para o exterior. De acordo com o levantamento, que avaliou o perfil de compra de janeiro a setembro deste ano, em comparação com o mesmo período do exercício anterior, a procura dos consumidores da terceira idade por destinos nacionais também aumentou (4%) de 2017 para 2018. No caso dos voos domésticos, os cidadãos com mais de 55 anos já representam 15% de toda a ocupação. Para o head of marketing do ViajaNet, Gustavo Mariotto, as viagens aéreas têm se tornado cada vez mais atrativas ao público da terceira idade, sobretudo para os destinos internacionais, à medida em que há uma enorme variedade de lugares turísticos preparados para receber este público. “Outro fator determinante é o próprio aumento da população acima dos 55 anos no Brasil. Esses consumidores são cada vez mais ativos no mercado turístico e têm buscado ampliar as experiências de viagens nesta etapa da vida”, acrescenta Mariotto. AMÉRICA LATINA Um estudo do Euromonitor apontou que a tendência do turismo para este e os próximos anos em toda a América Latina é de que haja um aumento no número de viajantes acima de 50 anos, de mulheres independentes que optam

14 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

Pesquisas apontam que viajantes da terceira idade têm crescido na América Latina


BRASIL

Segmento de cruzeiros volta a crescer no Brasil A última temporada brasileira de cruzeiros registrou um total de 418.504 cruzeiristas embarcados nos sete navios que contaram com paradas nos portos do País. O número representa um crescimento de 16,8% em relação à temporada 2016/2017, quando o número de passageiros chegou a 358.024, pior número dos últimos dez anos. O número de cruzeiristas por navio também cresceu passando de 51.146 para 59.786, fator que pode ser explicado pela maior eficiência dos roteiros e capacidade dos navios. Os dados são do estudo do Perfil e Impactos Econômicos do Brasil, produzido pela FGV Projetos junto com a Clia Brasil. O impacto econômico da temporada foi outro dado a apresentar evolução, chegando a R$ 1,79 bilhão, um crescimento de 11,5%. Em valores absolutos a movimentação foi de R$ 185 milhões a mais que na temporada anterior. Do valor total, R$ 827 milhões foram referentes aos gastos dos armadoras e R$ 965 milhões de gastos de passageiros e tripulantes. Na temporada 2017/2018 três armadoras atuaram no Brasil, sendo a MSC a registrar maior presença, com quatro navios (Preziosa, Musica, Poesia e Magnifica), seguida por Costa com dois (Fascinosa e Favolosa) e a Pullmantur com o Sovereign, totalizando uma oferta de 24.347 leitos. Os navios operaram na costa brasileira entre 7 de novembro de 2017 e 17 de abril de 2018. Ao todo foram 124 cruzeiros realizados, o que garantiu uma oferta de 439.700 leitos

Próxima temporada contará com oito navios na costa brasileira e uma oferta 15% maior

NÚMERO DE NAVIOS

em toda a temporada. As embarcações passaram por 14 cidades brasileiras (Santos, Rio de Janeiro, Búzios, Salvador, Ilha Grande, Ilhabela, Ilhéus, Recife, Maceió, Angra dos Reis, Porto Belo, Cabo Frio, Fortaleza e Balneário Camboriú), e outras três na América do Sul: Argentina (Buenos Aires); e Uruguai (Montevidéu e Punta del Este). EXTERIOR Em 2017, 134.888 turistas residentes no Brasil realizaram viagens de cruzeiros no exterior, o que significou um aumento de 26,3% em relação a 2016, quando o número foi de 106.787. A receita gerada por este público teve um crescimento ainda maior, 40,4%, totalizando R$ 332,2 milhões. 2018/2019 Marco Ferraz, presidente da Clia Brasil, comemora o segundo ano de aumento de oferta na temporada. Nesta próxima, será 15% a mais chegando a 500 mil leitos. Para 2019-2020, com um navio a mais na costa brasileira, a oferta deve chegar a 560 mil leitos. “Não podemos esquecer que nos próximos nove anos serão 100


LUXO TUDO INCLUÍDO FÉRIAS EM DESTINOS EXÓTICOS

ATÉ 35% DE DESCONTO

WHERE YOU WANT TO BE TOGETHER

HOSPEDAGEM DA PRIMEIRA CRIANÇA GRÁTIS

A CONFIANÇA DE TRABALHAR JUNTOS

MELIÁ PRO CORPORATE

MELIÁ PRO AGENTS

TAXAS EXCLUSIVAS PARA VIAGENS DE NEGÓCIOS E LAZER

RESERVE COM PREÇOS LÍQUIDOS DIRETAMENTE

MELIÁ PRO MEETINGS & EVENTS

MELIÁ PRO WHOLESALERS

O PRIMEIRO PASSO EM DIREÇÃO AO EVENTO PERFEITO

RESERVE SEU HOTEL CONTRATADO ONLINE

NOSSA FERRAMENTA PARA OS PROFISSIONAIS TEREM UM GERENCIAMENTO FLEXÍVEL E RENTÁVEL DE TODAS AS SUAS RESERVAS E AS DE SEUS CLIENTES +55 (11) 3043 8438 · meliapro.com


BRASIL

IMPACTO ECONÔMICO

novos navios no mercado e precisamos melhorar nossas condições tanto em infraestrutura quanto em legislação para podermos captar alguns desses navios para o Brasil”, comentou. Para isso, a Clia Brasil está trabalhando para consolidar esse crescimento de 15% a 20% na oferta anual. A ideia é focar nos impactos positivos na economia das cidades onde esses navios aportam e seu resultado multiplicador. “100 mil cruzeiristas impactam pelo menos R$ 512 milhões para a cidade”, contou. NOVOS DESTINOS O presidente da Clia Brasil revelou que a temporada de cruzeiros 2018-2019 terá até duas novas paradas testes. Ferraz não disse quais as cidades, mas deu algumas dicas: Itaparica, Morro de São Paulo, Guarapari, Vitória, Arraial do Cabo e São Francisco do Sul estão entre as que podem receber certos navios. É bom lembrar que as três últimas já receberam navios em anos passados.

Um novo desenho para que viva as melhores férias pé na areia Desfruta umas férias de luxo em nosso totalmente renovado Luxury Bahia Principe Ambar. Descanse em suas suítes SwimUP ou modernos e amplios apartamentos, Prove nossos restaurantes temáticos e Coffee Shop.. Ou sube a música e prepare-se para o nosso programa de entretenimento e diversão, no Grand Bahia Principe Aquamarine.

Venha visitar-nos ao Stand número 59

Um nono desenho ideal para escapadas somente adultos

Novas Swim UP em Luxury Bahia Principe Ambar

Luxury Bahia Principe

Ambar

mercados y eventos octubre 18.indd 1

18 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

Nosso primeiro hotel somente para adultos

Grand Bahia Principe

Aquamarine

Praia Bávaro, Republica Dominicana

23/10/18 9:45


FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 19


BRASIL

Novos voos e aeroportos renovados: a saudável realidade do Sul do Brasil O Brasil fica cada vez maior para as c o mp anhias a ér eas na c i o nai s e internacionais. A tendência da descentralização do País, o que “libera” o gargalo do eixo RJ-SP, revela outros importantes mercados emissores tanto no Norte, como no Sul e Nordeste. E nesta onda de conectividade, os mais beneficiados são os passageiros e os profissionais de turismo de cada região, que podem oferecer viagens diretas e consequentemente menos estressantes. A região Sul, por exemplo, está cada vez mais interligada com outras regiões brasileiras e com diversos destinos emissores e receptivos do Cone Sul. Apenas em 2018, o M&E já publicou mais de uma dezena de notícias somente sobre o início de novos voos para cidades grandes, como Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre, e para as menores, como a aposta da Azul para Bagé-RS, por exemplo. Outra grande novidade é a chegada da chilena SKY. Serão rotas sazonais entre Florianópolis e Santiago, no Chile, entre dezembro de 2018 e março de 2019, o que revela o grande potencial emissor e receptivo da região. Gramado e Canela são dois excelentes exemplos. Seja na temporada de inverno ou de verão, as cidades estão sempre cheias de turistas, que cada vez mais tem oportunidades diversas para desembarcar na capital Porto Alegre antes mesmo de seguir viagem. Mas vamos por partes. Como pudemos ver durante o ano de 2018, Florianópolis

Projeção de como ficará o Aeroporto de Florianópolis

20 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

Azul é a companhia que mais investe na região Sul

terá voos diretos para Buenos Aires operados pela Latam Brasil já a partir de janeiro de 2019. Os voos serão operados entre os dias 1º de janeiro e 15 de fevereiro de 2019. Outra boa notícia para animar o verão são os voos da chilena SKY, como já abordado acima, que ligará a capital catarinense com Santiago do Chile. Porto Alegre é outra capital que ganha destaque por conta dos novos voos. Além do início da segunda frequência diária para a Cidade do Panamá, a bordo da Copa Airlines, a capital gaúcha ganhou voos para Córdoba, em junho, e para Rosário, em julho, a bordo da brasileira Azul, que também lançou voos regulares de Recife para Curitiba em fevereiro de 2018. A Azul também lançou voos para Bagé (RS) e celebrou um ano de

operação em Santo Ângelo (RS). Embora do lado argentino, outra grande aposta para a região Sul foi feita pela Air Europa, que terá voo diretos para Puero Iguazu. Paralelamente a uma aposta cada vez maior das transportadoras comerciais, está o investimento em infraestrutura aeroportuária. Enquanto a Zurich Airport investirá R$ 500 milhões no Aeroporto de Florianópolis até 2020, com a construção de um novo terminal com 10 pontes de embarque e de uma pista secundária para taxiamento, além de aumentar em 100 metros a atual pista de pousos e decolagens, a alemã Fraport começou a operar no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, no começo deste ano. Na época, a expectativa da Secretaria Geral da Presidência da República era que os investimentos em obras estivessem na ordem de R$ 600 milhões. Isto porque serão ampliados o atual terminal de passageiros e as pontes de embarque, além de construídos um novo prédio e um novo estacionamento, entre outras melhorias. Por fim, outro grande aeroporto da região Sul é o de Curitiba. Ainda administrado pela Infraero, o Aeroporto Afonso Pena lançou edital para concessão de áreas externas, que contempla 5 mil metros quadrados do aeroporto. Com a licitação, a iniciativa privada poderá explorar a área aeroportuária contemplada com empreendimentos comerciais. Os espaços poderão abrigar hotéis, centros comerciais, estacionamentos, megalojas, home centers, postos de gasolina, concessionárias de veículos, hangares e parques de abastecimento de aeronaves, o que aprimorará ainda mais a infraestrutura para o conforto dos passageiros.


FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 21


BRASIL

Demanda por voos doméstico decola no País A procura por viagens aéreas dentro do Brasil avançou 4,4% em agosto de 2018, em relação ao mesmo mês do ano passado. A oferta foi ampliada em 4,75% pelas companhias nacionais. Ao todo, 7,8 milhões de passageiros foram transportados nos voos domésticos em agosto, expansão de 4,36% do contingente total. Os valores de ofer ta e demanda são os mais altos já registrados para um mês de agosto em toda a série histórica de acompanhamento. O total de passageiros (inferior apenas a agosto de 2014) e o fator de aproveitamento (inferior a agosto de 2017) atingiram o segundo melhor patamar histórico. De janeiro a agosto de 2018, a aviação doméstica verifica aumento de demanda de 4,74%. A variação é bem próxima à da oferta, que teve crescimento de 4,80%. Essa relação entre oferta e demanda proporciona estabilidade do fator de aproveitamento, que têm retração mínima de 0,04 ponto percentual,

Mercado doméstico voltou a ficar aquecido

22 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

para 80,78%, ante os mesmos oito meses de 2017. Já são 61,1 milhões de viagens domésticas realizadas no ano, um progresso de 3,87% sobre o ano anterior. Esta variação equivale a quase 2,3 milhões de passageiros transportados a mais do que 2017. INTERNACIONAL A demanda por viagens internacionais teve crescimento de 15,72% no mês de agosto em comparação com mesmo mês de 2017. A oferta teve alta de 19,54% e uma baixa de 2,70 pontos percentuais do fator de aproveitamento. A quantidade de passageiros transpor tados nas operações entre o Brasil e o exterior aumentou 8,95% em agosto, somando 797 mil viajantes. Em valores absolutos, oferta, demanda e volume de passageiros registraram os mais altos níveis históricos em um mês de agosto. EM CRESCIMENTO NO MUNDO O setor de transporte aéreo global

gera 65,5 milhões de empregos e US$ 2,7 trilhões em atividades econômicas globais, de acordo com a nova pesquisa divulgada pelo Air Transport Action Group (ATAG). O relatório Aviation: Benefits Beyond Borders (Aviação: Benefícios Além das Fronteiras) discute o papel fundamental da aviação civil para a sociedade atual e os impactos econômicos, sociais e ambientais desta indústria global. O relatório também considera dois cenários futuros para o crescimento do tráfego aéreo e aumento de empregos relacionados e benefícios econômicos. Com uma abordagem aberta de livre comércio, o crescimento do transporte aéreo ajudará a gerar cerca de 97,8 milhões de empregos e US$ 5,7 trilhões em atividades econômicas em 2036. Porém, se os governos criarem um mundo mais fragmentado, com políticas de isolacionismo e protecionismo, o transporte aéreo deixará de promover mais de 12 milhões de empregos e gerar US$ 1,2 trilhão na atividade econômica.


FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 23


NORDESTE

Alagoas A praia de Ipioca, em Maceió, é marcada por águas multicoloridas e natureza intocada

Praias. Agito. Paisagens. História. Alagoas pode ser definido por uma série de adjetivos que descreveriam perfeitamente o estado nordestino de forma que soariam apenas superficiais, já que por dentro, quando se explora o seu território, pode-se achar muito mais do que as palavras podem definir. Alagoas possui cerca de 3,3 milhões habitantes, longe de ser tão populosa como outros estados como São Paulo, Rio ou Bahia, que estão distribuídos em 102 municípios ao longo de todo o seu território, que já foi o berço dos índios Caetés antes do período colonial europeu. A capital, Maceió, tem pouco mais de 932 mil moradores, ou seja, toda a população da cidade teria que ser multiplicada 12 vezes para se aproximar do número de habitantes presentes em São Paulo, o que torna cidade um ponto menos agitado, porém ainda cheia de vida, ao longo de todo o dia e noite. O estado de Alagoas vem ganhando grande espaço em divulgações e campanhas de operadoras nos últimos meses, seja por meio de grandes treinamentos em feiras, como aconteceu na última edição da Avirrp, ou por meio de campanhas, como a realizada pela Azul Viagens. Além da capital 24 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

Maceió, as operadoras estão de olho em produtos como Maragogi, São Miguel dos Milagres e nos cânions de São Francisco, para diversificar as possibilidades do destino. E os números também favorecem o estado. Somente em 2017 foram 2 milhões de chegadas no aeroporto, isso sem contar os visitantes de Maragogi, que em sua maioria chegam ao destino vindos de Recife. Neste ano, o estado já registra crescimento de 8,9% no número de turistas, percentual que deve aumentar até o fim do ano. Mas o que não pode faltar no roteiro do viajante dentro do estado alagoano? Nós contamos pra você. A principal praia da capital alagoana é a Pajuçara, onde estão concentrados os principais hotéis, bares e restaurantes da cidade, o que torna o local indispensável para os turistas que visitam Maceió. Lá também é possível nadar em piscinas naturais, que ficam a dois quilômetros da orla. As dezenas de jangadas que ficam aguardando os visitantes para um passeio fazem parte da belíssima paisagem do lugar. À noite na mesma praia acontece diariamente a tradicional feira de artesanato, ideal para quem sempre viaja preocupado na lembrança que tem que comprar para

amigos, parentes e vizinho. Destaque para as belíssimas rendas feitas por artesãs locais. A bordo de embarcações de dois cascos, conhecidas como catamarãs, os visitantes se afastam cerca de seis quilômetros do litoral para chegar às piscinas naturais, onde podem deslumbrar da paisagem e da rica fauna e flora local, além, é claro, da possibilidade de nadar nas águas cristalinas bem no meio do oceano, tornando o local indispensável para todos os visitantes. O melhor de toda a experiência marítima é que não é necessário saber nadar, pois, além de inúmeras bóias disponíveis nos barcos, a profundidade raramente passa de 1,6 metro, fazendo com que o nado no local seja tranquilo e relaxante. Uma verdadeira experiência de admiração e contemplação. O passeio dura cerca de três horas e é possível utilizar máscara e snorkel para enxergar de baixo da água, e observar os peixes que ali vivem bem de perto e de forma nítida. Porém, nesta região existem três áreas abertas a visitação: Galés, a quase 6 quilômetros do litoral, Taocas ao norte, e Croa de São Bento, ao sul, por isso, é sempre importante se planejar e reservar um lugar com antecedência.


FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 25


NORDESTE

O passeio pelas piscinas naturais de Maragogi é um dos mais famosos da região

Piscinas naturais de Pajuçara são um espetáculo à parte

SERVIÇO CAPITAL: MACEIÓ SITE: TURISMO.AL.GOV.BR

Caminho da Praia do Patacho, em São Miguel dos Milagres

26 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018


A CNC, o Sesc e o Senac realizam iniciativas que transformam a vida das pessoas, qualificam os serviços e aumentam a competitividade do setor. A CNC trabalha por uma legislação equilibrada, tributações justas, menor burocracia e maior segurança jurídica para os negócios. O Senac promove a educação profissional e qualifica cerca de 100 mil alunos por ano, em mais de 120 cursos nas áreas de turismo e hospitalidade. O Sesc realiza anualmente 3 milhões de atendimentos em Turismo Social, contribuindo para a difusão dos destinos nacionais, além de promover saúde, educação e cultura em 2.200 municípios.

Saiba mais em www.cnc.org.br/turismo.


Foto: Mario Filho MTur

NORDESTE

Bahia

A famosa praia de Itapuã, que já foi até tema de músicas

Praias. Agito. Paisagens. História. Alagoas pode ser definido por uma série de adjetivos que descreveriam perfeitamente o estado nordestino de forma que soariam apenas superficiais, já que por dentro, quando se explora o seu território, pode-se achar muito mais do que as palavras podem definir. Alagoas possui cerca de 3,3 milhões habitantes, longe de ser tão populosa como outros estados como São Paulo, Rio ou Bahia, que estão distribuídos em 102 municípios ao longo de todo o seu território, que já foi o berço dos índios Caetés antes do período colonial europeu. A capital, Maceió, tem pouco mais de 932 mil moradores, ou seja, toda a população da cidade teria que ser multiplicada 12 vezes para se aproximar do número de habitantes presentes em São Paulo, o que torna cidade um ponto menos agitado, porém ainda cheia de vida, ao longo de todo o dia e noite. O estado de Alagoas vem ganhando grande espaço em divulgações e campanhas de operadoras nos últimos meses, seja por meio de grandes treinamentos em feiras, como aconteceu na última edição da Avirrp, ou por meio de campanhas, como a realizada pela

28 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

Azul Viagens. Além da capital Maceió, as operadoras estão de olho em produtos como Maragogi, São Miguel dos Milagres e nos cânions de São Francisco, para diversificar as possibilidades do destino. E os números também favorecem o estado. Somente em 2017 foram 2 milhões de chegadas no aeroporto, isso sem contar os visitantes de Maragogi, que em sua maioria chegam ao destino vindos de Recife. Neste ano, o estado já registra crescimento de 8,9% no número de turistas, percentual que deve aumentar até o fim do ano. Mas o que não pode faltar no roteiro do viajante dentro do estado alagoano? Nós contamos pra você. A principal praia da capital alagoana é a Pajuçara, onde estão concentrados os principais hotéis, bares e restaurantes da cidade, o que torna o local indispensável para os turistas que visitam Maceió. Lá também é possível nadar em piscinas naturais, que ficam a dois quilômetros da orla. As dezenas de jangadas que ficam aguardando os visitantes para um passeio fazem parte da belíssima paisagem do lugar. À noite na mesma praia acontece diariamente a tradicional feira de artesanato, ideal para quem sempre viaja preocupado na

lembrança que tem que comprar para amigos, parentes e vizinho. Destaque para as belíssimas rendas feitas por artesãs locais. A bordo de embarcações de dois cascos, conhecidas como catamarãs, os visitantes se afastam cerca de seis quilômetros do litoral para chegar às piscinas naturais, onde podem deslumbrar da paisagem e da rica fauna e flora local, além, é claro, da possibilidade de nadar nas águas cristalinas bem no meio do oceano, tornando o local indispensável para todos os visitantes. O melhor de toda a experiência marítima é que não é necessário saber nadar, pois, além de inúmeras bóias disponíveis nos barcos, a profundidade raramente passa de 1,6 metro, fazendo com que o nado no local seja tranquilo e relaxante. Uma verdadeira experiência de admiração e contemplação. O passeio dura cerca de três horas e é possível utilizar máscara e snorkel para enxergar de baixo da água, e observar os peixes que ali vivem bem de perto e de forma nítida. Porém, nesta região existem três áreas abertas a visitação: Galés, a quase 6 quilômetros do litoral, Taocas ao norte, e Croa de São Bento, ao sul, por isso, é sempre importante se planejar e reservar um lugar com antecedência.


Enero 2018 l Madrid l FITUR | MERCADO & EVENTOS BRASIL | 29

FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 29


NORDESTE Foto: Mario Filho MTur

Vista aérea do Pelourinho, um dos símbolos da diversidade de Salvador

Fitinhas do Nosso Senhor do Bonfim dão as boas vindas aos turistas

SERVIÇO CAPITAL: SALVADOR SITE: BAHIATURSA.COM.BR Elevador Lacerda, um dos pontos turísticos mais famosos de Salvador

30 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

Foto: Mario Filho MTur

Praia do Flamengo, uma das belezas de em Salvador


Alugue essa ideia.

O MultiPrêmios Localiza Hertz vem com muitas surpresas para você na FESTURIS de 08 a 11 de novembro. Visite nosso estande.

Imagens ilustrativas

Acumular pontos e ganhar prêmios?

+ MultiPrêmios LOCALIZA HERTZ

Acesse e participe:

localizahertz.com/multipremios localizahertz.com/webfacil Sabre | Amadeus | Galileo 0800 979 2000 reservas 24 horas

FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 31


NORDESTE

PERMAMBUCO gens naturais e lugares com a história do estado, sendo um deles o Museu do Cais do Sertão. Na entrada, um juazeiro com mais de 50 anos recebe os visitantes do museu dedicado a retratar a vida e a cultura do Sertão nordestino, terra de origem e fonte de inspiração do cantor Luiz Gonzaga, usando a vida do artista pernambucano como fio condutor. Além, lógico, de contar com praias urbanas, com diversas opções para os banhistas curtirem, estando de frente as ruas da grande metrópole, que conta com todas as principais características que tornam a cidade movimentada e única. Imortalizada na voz do famoso cantor nascido no estado, Lenine, a Praia da Janga é um referencial do estado e um dos maiores pontos turísticos, ficando Foto: MTUR

Terra de grandes autores da literatura brasileira como Manuel Bandeira, Nelson Rodrigues e João Cabral de Melo Neto. Pernambuco oferece, Além de boa literatura, uma diversidade de praias, feiras populares e conjuntos arquitetônicos que constituem a cultura local. Do litoral ao sertão, a variedade cultural do povo pernambucano impressiona e encanta turistas de todo o país. O estado conta com aproximadamente 9,2 milhões de pessoas, distribuídos em mais de 180 municípios em todo o seu território. A história do estado começa pouco depois da descoberta do Brasil pelos navegantes portuguesas, em 1501, quando a expedição do navegador Gaspar de Lemos fundou feitorias no litoral da colônia portuguesa, na recém descoberta América. Logo, teve início o processo de colonização de Pernambuco, uma das primeiras áreas brasileiras a ter ativa colonização portuguesa. No período colonial, Pernambuco tornou-se um grande produtor de açúcar e durante muitos anos foi responsável por mais de metade das exportações brasileiras do açúcar, tornando o local a mais promissora das capitanias da Colônia Portuguesa na América. Tal prosperidade chamou a atenção dos holandeses, que, entre 1630 e 1654, ocuparam toda a região, sob o comando da Companhia das Índias Ocidentais, tendo como representante o Conde Mauricio de Nassau, que por ter incendiado Olinda, estabeleceu-se no Recife, fazendo-a capital do Brasil holandês. O arquipélago mais célebre do país está em território pernambucano. Fernando de Noronha tem um dos mais belos conjuntos de praias do Brasil, formado por vinte e uma ilhas, numa extensão de 26 km², sendo a maior de todas também chamada Fernando de Noronha, que é a única ilha habitada. No local é possível fazer diversas atividades ecológicas, como mergulhar com tartarugas marinhas, navegar lado a lado com golfinhos e observar o pôr do sol a partir do mirante do Boldró, que marcam a viagem de todos os turistas que passam pelas ilhas. Para conhecer mais do estado é necessário visitar a capital, Recife. Ao chegar à cidade, o turista é cercado por paisa-

32 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

Praia de Boa Viagem

a aproximadamente 15 quilômetros da capital, no município Paulista. Sim, este é o nome da cidade. O local é conhecido como um importante ponto de encontro de grupos de cultura popular, como cirandeiras, maracatus, rodas de capoeira e outras manifestações populares que se apresentam no calçadão nos fins de semana. BONS RESULTADOS O primeiro semestre foi muito positivo para o turismo em Pernambuco. Na primeira metade do ano, o estado recebeu cerca de 3,2 milhões de turistas, aumento de 5% em relação ao mesmo período no ano passado. Mas o grande destaque fica por conta do turismo internacional, com a presença de 157


NORDESTE Foto: Bruno Lima

mil estrangeiros, 67% a mais do que no ano passado. A hotelaria também apresentou crescimento, com a taxa de ocupação dos hotéis da região subindo para 67%, contra a de 62% registrada em 2017. A permanência geral dos turistas subiu para oito dias, contra os sete do ano anterior. Os números da receita turística acumulada nos primeiros seis meses de 2018 também são comemorados. Os turistas já injetaram mais de R$ 5 bilhões na economia, superando em 16% os números de 2017.

SERVIÇO CAPITAL: RECIFE SITE: PE.GOV.BR

Foto: MTUR

Recife antigo Mergulho na praia de Fernando de Noronha

FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 33


NORDESTE e barracas oferecem opções para quem quiser uma bebida gelada ou provar os frutos do mar da região, enquanto que na feira de artesanato, há barracas com trabalhos em renda e couro, bijuterias e comidas típicas do Ceará. A capital também faz questão de preservar toda a cultura cearense através do Centro do Dragão do Mar de Arte e Cultura, que abriga o Memorial da Cultura Cearense, o Museu da Arte Contemporânea e o Planetário Rubens de Azevedo, além de cinemas e teatros. Além de tudo isso, um complexo de antigos galpões e armazéns foi recuperado para o funcionamento de bares e restaurantes ao largo do Centro com opções gastronômicas e shows musicais durante a noite. Recentemente, o estado passou a receber mais frequências de voos diretos que pousam no Aeroporto Regional de Jericoacoara, no extremo Norte. Azul e a própria Gol, avançaram no número de operações para o destino, partindo de Guarulhos, em São Paulo, e Recife, no Pernambuco, o que oferece mais conveniência para os turistas, que não precisam mais encarar quase 5 horas de viagem nas estradas cearenses, quando então precisavam pousar em Fortaleza, onde fica o terminal mais próximo até então.

CEARÁ Praia de Canoa Quebrada

Um dos estados com um dos destinos turísticos mais belos de todo o Brasil. Um litoral que se estende por quase 600 quilômetros. Povoado por aproximadamente 9 milhões de pessoas. O Ceará traz o melhor do Nordeste, unindo belas paisagens e praias, com a agitação e diversidade das maiores metrópoles do Brasil. De acordo com o governo cearense, a história do estado começou com a decisão do rei de Portugal D. João III em dividir o Brasil em capitanias hereditárias, no século 16. Então coube ao português Antônio Cardoso de Barros, em 1535, administrar a Capitania do Siará, como era chamada a região correspondente as capitanias do Rio Grande, Ceará e Maranhão. Entretanto a região não lhe despertou interesse. Só então, em 1603, é que o açoriano Pero Coelho de Sousa liderou a primeira expedição a região, demonstrando interesse em colonizar aquelas terras. Na histórica capital, Fortaleza, que conta com uma população de pouco mais de 860 mil habitantes, o visitante encontra tudo que compõe uma grande capital. Na Avenida Beira-mar, quiosques 34 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

Praia de Iracema, em Fortaleza


NORDESTE todo cuidado é pouco. O hub de Air France, Gol e KLM em Fortaleza também já está trazendo frutos. Em agosto, por exemplo, foi registrado um aumento de 30% no número de turistas estrangeiros, se comparado com o mesmo período de 2017. Devido a estes e outros novos voos internacionais que o estado passou a receber, novos roteiros estão sendo desenvolvidos com foco no turista internacional. Em 2017, foram mais de 360 mil turistas estrangeiros no Ceará e, para 2018, a expectativa é que esse número alcance 400 mil. Em 2019, a expectativa sobe para 500 mil.

SERVIÇO CAPITAL: FORTALEZA SITE: SETUR.CE.GOV.BR Teatro José de Alencar, em Fortaleza

Com mais essa vantagem para os visitantes, fica até difícil de não recomendar o destino cearense como um dos pontos indispensáveis quando se passa no Ceará. Além da paisagem das praias, onde os visitantes podem admirar o por do sol quase que cinematográfico, as dunas de areia que cercam todo o pequeno município turístico de Jericiacoara, dando a impressão de se estar no meio de um extenso deserto, porém, em meio aos enormes montes de areia, lagos de água doce, formados durante o período chuvoso, formam o principal cartão postal da região, unindo a beleza natural, com a comodidade de contar com alguns restaurantes na beira dos lagos, onde pode-se comer os maiores carros-chefes gastronômicos do Ceará, os peixes e frutos do mar, sempre bem temperados. Falando assim, faz até parecer que o local é apenas mais um destino paradisíaco onde as pessoas vão para relaxar. Muito pelo contrário. É verdade que as praias e os lagos dão um clima de sossego, porém os atividades de aventura não ficam para trás. Alugar um jeep ou um quadricíclo para cruzar as dunas, é uma das opções para quem busca mais emoção. Praticar kite surfing também é uma ótima para os apaixonados por adrenalina, já que os ventos de Jeri beneficiam a prática do esporte. Sem contar que, para quem gosta de rali, percorrer o litoral, a bordo de um 4x4, admirando a praia no caminho, é uma experiência única. Mas cuidado, até os motoristas mais experientes podem encontrar problemas pela frente, então

Praia de Camocim

Praia de Jericoacoara, um dos clássicos do Ceará

FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 35


NORDESTE

RIO GRANDE DO NORTE

Praia de Maracajaú

36 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

Rio Grande do Norte é um dos destinos principais destinos de sol e praia do Nordeste brasileiro. Todos os anos milhares de turistas nacionais e internacionais desembarcam na capital, Natal, para conhecer os atrativos do estado potiguar, que conta com uma população total de 3,4 milhões de pessoas. Considerado um dos litorais mais bonitos do Brasil, que se estende por mais de 400 quilômetros ao longo de seu território, não é de se surpreender que o local é um dos favoritos de visitantes de todo o Brasil, por fazer sol cerca de 300 dias ao ano, oferecendo uma baixa probabilidade de enfrentar um clima desfavorável na região, dando a Natal o carinhoso título de “Cidade do Sol”. O estado do Rio Grande do Norte é histórico e foi palco de eventos que contribuíram para a formação do Brasil. Foi ali onde ocorreram algumas das primeiras expedições dos colonizadores portugueses, em 1501, pouco depois do desembarque de Pedro Álvares Cabral em terras brasileiras. No local, existiam uma tribo de índios chamados de Potiguares, que hoje dão origem ao gentílico para todos aqueles que nasceram no estado. Recentemente, Rio Grande do Norte tem promovido cada vez mais o destino, com a participação em diferentes eventos de divulgação do segmento turístico, especialmente, para o mercado sul americano, como no caso da criação do “Meeting Brasil – Missão Rio Grande do Norte”, realizado em maio, que promoveu os principais atrativos potiguares na Argentina, Chile e Uruguai, onde também houveram rodadas de negócios entre as empresas participantes, o que influenciou na alta de visitas no estado para o primeiro semestre de 2017, registrando alta de 7,2% entre janeiro e julho, em relação ao mesmo período do ano passado. O Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante, um dos principais do estado, não fugiu à regra e registrou alta de 2,9% no fluxo turístico,


FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 37


NORDESTE

Foto aérea da cidade

de Natal

sendo que o percentual representa um acréscimo de 4.566 turistas no Estado, se comparado com o mesmo mês em 2016. Como o destino é famoso pelas praias, é claro que são elas os maiores pontos turísticos do Rio Grande do Norte, sendo que Ponta Negra é a praia mais badalada de Natal, sendo boa para banhos, tendo uma boa infraestrutura de hotéis, restaurantes e vida noturna bem agitada. É lá onde também fica o mais famoso cartão postal da capital, o Morro do Careca, uma duna de mais de 100 metros de altura que embeleza a paisagem. Cercada por dunas, coqueirais e lagoas, Maracajaú é uma pequena vila de pescadores, que tem como principal atividade econômica o turismo. A grande atração desta praia é o banco de corais de águas cristalinas e rica em peixe, o que torna o local apropriado para a prática de mergulho para observar a vida marinha. Além do mergulho, há lindas enseadas de areia branca e mar calmo, propícias para uma boa caminhada e para um relaxante banho de mar. O estado esconde ainda diversos municípios praianos que escondem as mais belas paisagens e locais para se banhar com a tranquilidade que apenas um dos lugares mais paradisíacos no Brasil pode proporcionar. NÚMEROS POSITIVOS O turismo no Rio Grande do Norte conseguiu apresentar números positivos, mesmo enfrentando múltiplos obstáculos. Apesar da crise econômica, no setor de segurança e o fechamento da pista no Aeroporto de Natal por um mês, os números da região apresentam crescimento continuado no turismo internacional e o primeiro semestre de 2018 mantém os índices positivos vistos nos últimos anos. Dados oficiais do Sistema de Tráfego Internacional da Superintendência da Polícia Federal no RN indicam um crescimento de 14,33% entre janeiro e junho de 2018 com relação ao mesmo período de 2017, sendo 14.837 turistas estrangeiros contra 12.977 no ano passado. Esses 1.860 turistas a mais no período representam uma adição de 38 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

Morro do Careca, o mais famoso cartão postal de Natal

O balneáro de Pipa é um dos passeios imperdíveis do destino

O clássico passeio de buggy na capital

pouco mais de R$ 4,5 milhões a mais na economia da região. O Consórcio Inframérica, responsável por administrar o Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, também forneceu dados que comprovaram o aumento do fluxo de passageiros internacionais. Foram 48.649 passageiros, entre janeiro e junho de 2018 contra 44.189 do mesmo período do ano passado.

SERVIÇO CAPITAL: NATAL SITE: RNBRASIL.TUR.BR


CENTRO-OESTE Foto: Paula Fróes

Foto: André Borges

Palácio do Planalto chama a atenção pela sua beleza arquitetônica

DISTRITO FEDERAL O estado que abriga a capital federal, carrega a alcunha de ser um local histórico, isso devido ao fato de ter sido sede de alguns dos acontecimentos mais icônicos da história do Brasil, mas também pode ostentar o título de moderna, algo facilmente perceptível pelo seu projeto arquitetônico e urbanístico. Localizado na região Centro-Oeste do país, o destino é marcado por seu clima tropical-quente-subúmido, com duas estações bem definidas: estação seca (de maio a setembro) e outra chuvosa (outubro a abril). O Distrito Federal dispõe de características peculiares que podem atrair o visitante de acordo com seu perfil. Roteiros que podem ser arquitetônicos, gastronômico, culturais, religiosos, rurais, alternativos, rock. Tem para todos os gostos. Brasília tem um dos maiores parques urbano da América Latina com 40 hectares, o Parque da Cidade. O local é um ponto de encontro e lazer dos brasilienses. No Distrito Federal, também há uma vasta opção de turismo rural, propriedades que dispõem de cachoeira, tirolesa, passeios a cavalo. Classificada como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), Brasília tem um forte apelo ao turismo cívico, pois ali estão sediados os órgãos governamentais diretos dos três poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário. Além da residência oficial do Presidente de República, o Palácio da Alvorada.

SERVIÇO CAPITAL: BRASÍLIA SITE: SETUR.DF.GOV.BR Surfe no Lago Paranoá

Lago Paranoá dá um charme natural à paisagem cheia de construções de Brasília

Entre os monumentos destaques, claro, estão as construções projetadas por Oscar Niemeyer, arquiteto centenário consagrado, entre eles o Palácio da Alvorada, o Palácio Itamaraty, o Congresso Nacional, o Palácio do Planalto e a Catedral Metropolitana. O Distrito Federal está localizado no Centro-Oeste brasileiro e é marcado por um clima tropical-quente-subúmido, com duas estações bem definidas: estação seca (de maio a setembro) e outra chuvosa (outubro a abril). A vegetação do bioma Cerrado tem como principais características árvores baixas e tortuosas e vegetação rasteira. O Cerrado se destaca por possuir a segunda maior biodiversidade do planeta, superado apenas pela Amazônia. Além disso, a região está entre as mais importantes do país, uma vez que oito das 12 grandes regiões hidrográficas brasileiras recebem suas águas dos rios que nascem neste bioma. Conhecido como “Berço das Águas”, o Cerrado possui uma malha de nascentes, córregos e rios de fundamental

importância para o país. Brasília foi concebida em meio ao Cerrado e planejada para preservá-lo e incluí-lo em seu aspecto bucólico. No setor turístico, a cidade revelou forte vocação para negócios e eventos, sendo apontada como 5ª com maior número de congressos e convenções do Brasil, de acordo com o ranking da ICCA. Pesquisas apontam que o Turismo Cultural e de Lazer também englobam parcela significativa no índice de visitação da Capital Federal. A conectividade também é outro forte da capital federal. Além de voos diretos para diversas para todas as capitais do país, Brasília ainda tem conexões com diversas outras cidades, como Campinas e Ribeirão Preto, em São Paulo, Ilhéus, na Bahia, Juazeiro do Norte, no Ceará, e Uberlândia, em Minas Gerais. Já em relação aos voos internacionais, a capital federal se conecta diretamente com Lisboa, com a TAP, Miami, American Airlines, Buenos Aires e Cidade do Panamá, com a Copa. FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 39


CENTRO-OESTE

Foto: Acessoria da prefeitura de Corumbá

Foto: FundturMS

MATO GROSSO DO SUL

que se apresenta por cerca de 150 mil quilômetros quadrados, onde o turismo ecológico é uma atividade corriqueira, com viajantes navegando os rios que cortam a região, a bordo de pequenos botes, cercados por árvores e ambientados com os sons abafados de animais e pássaros próximos. O Mato Grosso do Sul, habitado por pouco mais de 2,6 milhões de pessoas e composto por dez regiões turísticas, é reconhecido por atividades a céu aberto, e pela economia voltada à pecuária e agricultura que representa cerca de 30% do Produto Interno Bruto (PIB) de todo o estado, tornando o local, que faz fronteira com a Bolívia e o Paraguai, um ponto com uma grande variedade das melhores vistas naturais de todo o Brasil.

Pantanal de Corumbá

Turismo de Aventura em Bonito

Dotado de ricas fauna e flora, o Mato Grosso do Sul é um retrato da pluralidade de possibilidades turísticas dentro do Brasil. O destino, que foge do conceito “Sol e Praia”, acaba ganhando destaque justamente por trazer uma opção diferente para o turista que visita a região. O estado, conhecido pelo extenso pantanal,

SERVIÇO CAPITAL: CAMPO GRANDE SITE: TURISMO.MS.GOV.BR

40 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

Cavalgada pelo Rio da Prata

Localizado no Centro-Oeste do Brasil, o estado é banhado pelo sistema dos rios Paraná e Paraguai e seus afluentes, sua vegetação dominante tem características de cerrado, e em seu território fica 65% da maior planície inundável do mundo, o Pantanal. São aproximadamente 140 mil quilômetros quadrados de fauna e flora reconhecidos pela Unesco como Reserva da Biosfera, por ser uma das mais exuberantes e diversificadas reservas naturais da Terra. Com vegetação abundante em seus 357 mil quilômetros quadrados, o estado é considerado referência em ecoturismo e também ganhou o título de um dos dez melhores destinos do mundo para o turismo sustentável. Sendo uma das


CENTRO-OESTE Foto: MTur

Foto: MTur

Praça Central na cidade de Bonito

Vista aérea do Rio da Prata Foto: MTur

O Pantanal é uma das atrações de Mato Grosso

maiores planícies de sedimentação do mundo, o Pantanal impressiona por ter uma fauna e flora rara. A história do estado se mistura com a chegada dos primeiros colonizadores em busca do ouro. Sua cultura, tradição e costumes foram construídos a partir de diversas influências, como indígena e fronteiriça. Isso se reflete na gastronomia, nas manifestações culturais, e no artesanato, onde a expressão indígena é predominante. Todo esse mosaico natural e cultural que o estado abriga em seus setenta e nove municípios está à disposição para ser conhecido e desfrutado pelos turistas. CAMPO GRANDE A capital, Campo Grande, concentra cerca de 860 mil de habitantes, ficando longe de ser uma grande metrópole do país como São Paulo e Rio de Janeiro. Ela está localizada em uma região de planalto, é possível ver os limites da linha do horizonte ao fundo de qualquer paisagem. A cidade também recebe o nome de Cidade Morena, por causa da cor avermelhada de sua terra, atrai visitantes por ter sua bela paisagem. Entre os lugares interessantes para se conhecer estão o Memorial da Cultura Indígena, um centro cultural situado dentro da Aldeia Indígena Urbana Marçal

de Souza. O lugar abriga a exposições e comercialização de artesanato. No Parque dos Poderes, sede do governo estadual, é possível cruzar com animais silvestres como tamanduá, pássaros, sagui, que buscam alimento na região. E a Morada dos Baís oferece exposições e shows com música ao vivo de artistas locais em um ambiente agradável e com boa gastronomia. PANTANAL E BONITO A região do Pantanal é formada pelos municípios de Anastácio, Aquidauana, Miranda, Corumbá e Ladário. Hoje, é um dos destinos brasileiros mais procurados pelo turismo nacional e internacional. A maior planície alagável do planeta é um cenário incrível de biodiversidade, uma combinação harmoniosa entre água, fauna, flora e gente. Passear pelo Pantanal é uma aventura, seja de barco, a cavalo ou a pé pelas campinas pantaneira. É um paraíso para observadores e fotógrafos de fauna e flora, onde vivem cerca de 230 espécies de peixes, 650 de aves, 80 de mamíferos e 50 de répteis. As variações climáticas permitem uma diversidade de atrativos diferentes ao longo do ano, no período de cheia, vazante e seca. A dica é ficar atento para esses períodos para

melhor aproveitar a estadia. Bonito é uma das cidades do estado que oferece turismo aliado a responsabilidade ambiental. O polo turístico é assim considerado, principalmente, por seu controle de turistas e o cuidado a natureza. Suas principais atrações são as paisagens naturais, os mergulhos em rios de águas transparentes, cachoeiras, grutas e cavernas. Entre as atividades no destino, o Abismo de Anhumas é uma das principais e mais procuradas pelos turistas. A caverna, da entrada até a base, tem 72 metros de altura que são descidos por um rapel. Ao final da descida há um deck flutuante construído sobre um espelho de águas cristalinas. Este lago límpido atinge 80 metros de profundidade. O Buraco das Araras é outro passeio famoso e imperdível do destino. Em meio ao cerrado uma enorme cratera totalmente em arenito com sua beleza e exuberância, lugar onde diversos pássaros, principalmente as “Araras Vermelhas” adotaram como habitat natural. O nome Buraco das Araras surgiu em razão do grande número de araras que habitam o local e fazem verdadeiros espetáculos. Em seu interior fauna e flora bem particulares, com seu ecossistema próprio e um grande lago habitado por jacarés do papo amarelo. FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 41


NORTE Foto: MTur

AMAZONAS

MANAUS Com 1,8 milhão de habitantes, Manaus, capital do Amazonas, é uma das cidades mais populosas do país. O destino ainda se enquadra entre as 20 melhores cidades da América Latina para negócios. Uma das sedes da Copa do Mundo Fifa 2014, o destino foi completamente remodelado, com melhoras em infraestrutura hoteleira, 42 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

Teatro Amazonas

urbana e prestação de serviços. A cidade inclusive recebeu um centro de convenções com capacidade para até 4,5 mil pessoas. As principais atrações da cidade giram em torno do patrimônio histórico e cultural, a exemplo do Teatro Amazonas, construído em 1881 e inaugurado em 1896. Sua arquitetura em estilo art nouveau do século 19 entra em harmonia com outras estruturas construídas na mesma época, quando a capital prosperou graças ao Ciclo da Borracha. Aproveite sua estadia na cidade para saborear a culinária amazonense. A base de peixes e frutas, a gastronomia traz nomes curiosos como: os peixes jaraqui, tambaqui, pacu e matrinxã, além de iguarias conhecidas internacionalmente a exemplo do açaí, cupuaçu e o guaraná. Não deixe de provar um dos maiores peixes de água doce do mundo, com até três metros de comprimento e 250 kg, o pirarucu, acompanhado de farinha amarela e açaí. Hmmmm, uma delícia. DE BARCO A melhor maneira de conhecer a região é a bordo de um barco. Seja por um cruzeiro fluvial ou embarcações menores que realizam passeios pela maior bacia hidrográfica do mundo. Arquipélagos com centenas de ilhas – e praias – recortam a paisagem. Jacarés, botos cor-de-rosa, aves pernaltas Encontro das Águas em Manaus

e pequenos roedores saltam aos olhos. O passeio obrigatório na check list é, sem espaço para dúvidas, o fenômeno chamado de Encontro das Águas, quando as águas barrentas do rio Solimões parece dividir um espaço com as águas escuras do rio Negro. Esta é a maior referência de Patrimônio Imaterial de Manaus. Para aqueles que buscam conforto, a cidade de Manaus recebe mais de 20 navios por temporada, com roteiros para todos os gostos: cruzeiros gastronômicos, passeios para solteiros, shows com artistas de renome, festas comandadas por DJs famosos e roteiros temáticos, como os de fitness. MICE Desde 2016 o governo do estado do Amazonas, por meio da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), em parceria com a Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Convention & Visitors Bureaux Amazonas, Abav-AM, ABIH-AM, Abrasel-AM, Sindegtur, entre outras entidades ligadas ao trade turístico, começou a montar uma estratégia de captação de eventos para Manaus. E um dos principais produtos para atrair esse segmento para Manaus é o Centro de Convenções do Amazonas. Além de pequenos espaços como hotéis e auditórios. Foto: MTur

Exótico, único e diverso. São características como essas que fazem do estado do Amazonas um dos principais destinos brasileiros para os turistas estrangeiros. O lugar vem recebendo cada vez mais turistas internacionais que procuram o local em busca das mais belas paisagens do Brasil, somado com uma gastronomia típica e extremamente particular, e as mais diversas aventuras. Democrático, esse é um destino para todos os perfis, desde que estes estejam buscando a essência do Brasil. De observação de pássaros, pesca esportiva, ecoturismo, turismo de aventura, cruzeiro, passando pelo turismo cultural com suas danças e festejos tradicionais, chegando ao atarefado mercado corporativo, aqui tem espaço para todos os públicos. É no Amazonas que se encontra a cor, a simpatia e diversidade e a pluralidade do maior país da América do Sul. Uma das experiências mais procuradas é a hospedagem nos hotéis localizados dentro da Floresta Amazônica. Dos mais luxuosos aos mais rústicos, o ambiente permite um contato permanente com a natureza, uma experiência que inclui não apenas respirar o ar que aqui é um pouco mais puro, mas inclusive ver de perto animais silvestres e até alimentar alguns deles, a exemplo dos quatis, macacos e araras que adoram se banquetear nas mãos dos turistas. Tão diverso, o meio da floresta oferece ainda dois cenários. Durante os períodos de chuva, o local fica alagado, formando caminhos de igapós que são atravessados em pequenas embarcações. Já nos períodos de seca os visitantes caminham pelas diversas trilhas. Aproveitando para conhecer a região durante o mês de junho? Se programe para conhecer o famoso festival de Parintins. Este é um dos maiores eventos folclóricos do Amazonas. Durante três noites de festas, o Boi Garantido, de cor vermelha, e o Boi Caprichoso, de cor azul, apresentam lendas regionais, rituais indígenas e os costumes ribeirinhos ao som das toadas, alegorias e encenações.


FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 43


NORTE Foto: MTur

Ponte sobre o Rio Negro Foto: Mário Oliveira/MTur

Foto: MTur

Praia da Lua em Manaus

SERVIÇO CAPITAL: MANAUS SITE: AMAZONASTUR.AM.GOV.BR

Centro Cultural Povos da Amazônia

44 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018


LOVE TRIPADVISOR PRAIA #1 DOS EUA

1 DIA

CLEARWATER BEACH PRAIA #1 DOS EUA EM 2018

EXPLORE O SURREAL NO MUSEU DALÍ

A praia número 1 dos EUA em 2018 é Clearwater Beach. Encontre a serenidade no verde-esmeralda das águas do golfo e explore o branco brilhante das areias de nossas praias. Assista a um pôr do sol ardente no Pier 60 e escolha a melhor ou todas atrações aquáticas.

LOVE A PRAIA #1 DOS EUA

BRINDE EM NOSSAS CERVEJARIAS

2 DIA

MUSEU DALÍ ST. PETE

3 DIA

| 45 FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS ARTESANAL

TRILHA DA CERVEJA


NORTE Foto: MTur

46 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

C

Alter do Chão, considerada uma das mais belas praias do mundo

PARÁ

sabores únicos.

BELÉM Capital do Pará, Belém é um grande centro urbano, onde a herança indígena sobrevive em meio a produção artesanal, seja na pesca, no uso da mandioca ou mesmo na alimentação diária acompanhada de peixe e açaí. O passeio mais procurado pelos turistas é o Mercado Ver-o-Peso. O local, que surgiu como posto fiscal e para o controle de mercadorias que saiam e entravam na província, com o tempo se transformou na principal feira de produtos originais da Amazônia brasileira. Há mais de 300 anos, todos os dias embarcações aportam para abastecer o mercado de peixes, frutas típicas, ervas medicinais, especiarias, artigos religiosos e artesanato. É um reduto interessante para ver como ainda é viva e pungente a forma tradicional de cultivar e reaproveitar os alimentos e ainda negociar os produtos. Nas barraquinhas, unguentos, perfumes, loções e poções prometem sorte no amor, fertilidade, dinheiro e até mesmo virilidade. Se tiver a oportunidade, não deixe de provar a castanha-do-pará. Para ser enviada e comercializada no mundo todo, a iguaria é torrada e colocada em paco-

M

Y

CM

MY

Foto: João Ramid

Festa, tradição, cultura e história, se juntam a rios, praias, mangues, florestas, campos alagados e vastas fauna e flora em um dos destinos mais plurais do Brasil, o Pará. O estado é composto por diferentes características, que combinadas formam um mosaico de formas de se relacionar e vivenciar estes elementos. De praias a florestas, de centros urbanos a comunidades indígenas, o Pará é um estado alegre e cheio de vida, onde os turistas são recebidos de braços abertos e um sorriso no rosto. Rios, praias, mangues, florestas, campos alagados, vastíssimos elementos de fauna e flora compõem grande parte do Turismo de Natureza da região, marcado pela Floresta Amazônica. Para os aficionados por ecoturismo, o local é uma excelente oportunidade para observação de pássaros e animais silvestres, pesca esportiva, passeios de barcos e canoas pelos igarapés, banho pelo Rio Tapajós são apenas algumas das opções. A presença dos componentes amazônicos aparece não apenas nos passeios, mas nos costumes regionais, a exemplo da cultura, festas e principalmente na gastronomia. Original, criativa e autêntica, a culinária é mais que uma prática alimentar, é um ritual que mistura as heranças indígenas, africanas e europeias que marcam a origem histórica e étnica dos habitantes locais. Tacacá, maniçoba, pato no tucupi e uma variedade de frutos, entre os quais açaí, bacuri e cupuaçu merecem referência, conformam uma gastronomia exótica, rica em cores, aromas e

Encontro dos rios Tapajós e Amazônia

CY

CMY

K


SUDESTE

FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 47


NORTE tes individuais. No mercado é possível provar a castanha antes que passe pelo processo. A diferença é marcante, com um forte gosto de água de coco. Para aproveitar um pouco mais da exótica gastronomia, dê um pulo na estação das docas. O complexo turístico foi todo remodelado e hoje abriga diversos restaurantes de culinária tradicional. Além dos restaurantes, bares e lojas compõem os três galpões que conta ainda com um palco que recebe manifestações culturais, apresentações e shows. ALTER DO CHÃO Entre os meses de agosto e novembro, as águas do Rio Tapajós recuam e diminuem quase dez metros, revelando uma das praias mais bonitas do Pará. Com areias brancas e água doce transparente, Alter do Chão surge rodeada pela floresta tropical, dando espaço a uma vila de pescadores. A natureza não passa despercebida: o lago verde, a floresta alagada e os botos fazem um contraste único, misturando a beleza exuberante dos elementos amazônicos. Localizada a 30 quilômetros de Santarém, é possível chegar à vila por terra, em uma estrada pavimentada, ou via barco, em um passeio de três horas pelas águas tranquilas. Um dos eventos mais procurados em Alter do Chão, a Festa do Saíre ou Çaire, que mistura elementos religiosos e profanos. Alguns pesquisadores acreditam que o evento tenha mais de 300 anos. Realizado todo mês de setembro, o evento começa com a busca dos mastros enfeitados com frutas regionais pelos moradores da vila que hasteiam uma bandeira. Na sequência, ladainhas e

rituais lembram os povos indígenas. Para encerrar, acontece o Festival dos Botos, disputa entre as associações folclóricas Tucuxi e Cor de Rosa, na qual encenam a lenda do golfinho de água doce que se transforma num homem bonito, seduz e engravida as mulheres. O enredo tem ideologia ecológica, pois ressalta a natureza, em especial o Lago Verde, palco da trama. E quando o boto é morto por ordem do Tuxaua, pai da Cunhantã-iborari, que foi engravidada pelo golfinho amazônico, recai sobre ele a fúria dos maus espíritos da região. Por isso, a pedido do próprio Tuxaua, vem o Pajé e ressuscita o boto.

ILHA DE MARAJÓ Uma das maiores ilhas costeiras do país, a Ilha de Marajó conta com mais de 40 mil quilômetros quadrados, equivalente ao tamanho da Suíça. Banhada pelos rios Amazonas e Pará, além do oceano Atlântico, essa ilha é um verdadeiro paraíso. O destino fica a apenas 3h30 de Belém, um agradável passeio de balsa. Uma das grandes curiosidades da ilha são as carroças puxadas por búfalos. A cidade contabiliza mais de 700 mil cabeças de búfalos, o maior rebanho do Brasil. Aproveite para se banhar nas praias, conhecer o mercado municipal e provar a muçarela de búfala produzida artesanalmente no local.

Estação das Docas é opção de passeio noturno Foto: João Ramid

Praia em Belém

SERVIÇO CAPITAL: BELÉM Mercado Ver-o-Peso é um dos passeios obrigatórios em Belém

48 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

SITE: PARATURISMO.PA.GOV.BR


UM MUNDO. UMA INDÚSTRIA. UMA MARCA. itb.travel

FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 49


SUDESTE

R I O D E JA N E I R O vel no roteiro dos turistas é o Pão de Açúcar, complexo de morros localizado no bairro da Urca que traz um charme único para a cidade. É lá que é possível fazer o clássico passeio de teleférico, interligando a Praia Vermelha, o Morro da Urca e o Morro do Pão de Açúcar. Conhecido como Bondinho do Pão de Açúcar, o teleférico foi idealizado em 1908 e inaugurado em 1912, tornando-se o primeiro teleférico instalado no país e o terceiro do mundo. Nesses mais de noventa anos de existência, já transportou mais de trinta milhões de pessoas. Entre os novos produtos, atrativos e hotéis, o Rio de Janeiro também ganhou um novo destino: Barra da Tijuca. Casa das Olímpiadas, o bairro ganhou nada mais nada menos que 10.500 novos quartos em apenas dois anos. Não é de

hoje, no entanto, que os turistas que visitam o Rio de Janeiro já escutam sobre o destino, localizado na Zona Oeste do Rio. Até a década de 1990, malucos eram aqueles que procuravam imóveis para morar tão longe do centro. Embora a infraestrutura pública tenha seguido o rápido desenvolvimento da região, a Barra da Tijuca ainda é e sempre será um destino longe da região central, cerca de 35 quilômetros. Por outro lado, é um bairro de fato apaixonante. Ao seu lado, sem qualquer divisa oficial, está o Recreio dos Bandeirantes, um verdadeiro complemento à altura da Barra. Juntos, formam uma orla linda de 17 quilômetros de distância que já está tomada por grandes hotéis. Para se ter uma noção da infraestrutura da Barra da Tijuca, o bairro tem mais salas de cinema do que o Rio de

Foto: Alexandre Macieira

“Qual destino você quer conhecer no Brasil?”. Caso essa pergunta seja feita a um turista estrangeiro a resposta da grande maioria será óbvia: Rio de Janeiro. O destino continua a ser o cartão postal do turismo brasileiro para o mundo. Não à toa. Um estado diversificado e rico em natureza, beleza, sorrisos, festas e momentos incríveis. O Rio de Janeiro, com certeza, dispensa comentários. Não apenas é um dos maiores pontos turísticos do Brasil, atraindo milhares de turistas, sejam eles de todas as partes do país, quanto estrangeiros de todo o mundo, como também é um dos maiores polos culturais brasileiros, com cada detalhe cidade possuindo uma característica única e histórica, que compõe o destino. Embora os clássicos atrativos sejam um excelente ponto de partida numa viagem ao Rio de Janeiro, as oportunidades turísticas espalhadas por toda a cidade e pelo estado, também, se multiplicam. As belezas do estado se juntam aos diversos avanços de infraestrutura, decorrentes dos megaeventos que passaram pelo destino nos últimos anos. Não só pelos equipamentos criados ou modernizados, como todo um novo sistema de transporte público, as centenas de novos hotéis, um novo aeroporto, o Porto Maravilha, as atrações como o Museu do Amanhã e o AquaRio, o maior da América do Sul, mas também pelo desenvolvimento de toda a sociedade carioca, que realmente aprendeu a receber o turista. CIDADE MARAVILHOSA As belezas e atrativos do estado do Rio de Janeiro encantam logo de cara para quem chega a sua capital, que recebeu merecidamente a alcunha de “cidade maravilhosa”. Não há como começar a desbravar o Rio de Janeiro por outro lugar a não ser o Cristo Redentor. É de lá de cima que o turista tem noção do que é a cidade. A 709 metros acima do nível do mar, localizado no Parque Nacional da Tijuca, o Cristo Redentor se tornou um símbolo do cristianismo brasileiro, um ícone do Rio de Janeiro e do Brasil desde 1931. O jeito mais fácil e cômodo de visitar o monumento é através do famoso Trem do Corcovado, que transporta mais de 600.000 pessoas por ano. Outro ponto turístico indispensá-

50 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

A paisagem carioca com o Pão de Açucar ao fundo é famosa mundialmente


SUDESTE Foto: Kirilos

Foto: Kirilos

Vista aérea da Marina da Glória

SERVIÇO CAPITAL: RIO DE JANEIRO SITE: VISIT.RIO

Bondinho de Santa Tereza faz parte da paisagem do centro da cidade

Janeiro inteiro junto. É isso mesmo. É lá que encontraremos o maior shopping do Brasil (em termos de loja), o famoso Barra Shopping. É lá também que encontraremos o Bosque da Barra, passeio imperdível, e as praias mais bonitas da cidade: Prainha e Grumari, embora mais afastadas do agito do bairro. BÚZIOS E ARRAIAL A Região dos Lagos já faz parte dos planos de boa parte de turistas estrangeiros. Muitos que desembarcam na região já sabem que é lá que boa parte da beleza do Rio de Janeiro está escondida. Armação dos Búzios e Arraial do Cabo, por exemplo, são dois destinos que estão a cerca de 180 quilômetros da capital e que respiram o ar turístico durante o ano inteiro. Quem vai a Búzios ou a Arraial está sempre à procura de um lugar ao sol, visto que são as praias o grande destaque de toda a região. Búzios, por exemplo, é uma península com apenas oito quilômetros de extensão, mas que ostenta 23 belas praias, algumas consideradas as mais bonitas do estado. O destaque vai para Geribá, Tucuns, João Fernandes, Ferradura, Ferradurinha, Armação, Manguinhos, Tartaruga, Ossos, Brava e Olho-de-Boi, esta última reservada para a prática do naturismo. Já Arraial, leva a fama de “Caribe Brasileiro”, que está estampada na placa oficial de boas-vindas da cidade. Com acesso fácil, preços baixos, dias ensolarados e praias deslumbrantes, o destino também é um dos melhores do Rio para quem deseja curtir um descanso com pé na areia. PETRÓPOLIS A diversidade cultural e natural do Rio de Janeiro é realmente muito grande.

A cerca de 70 quilômetros da capital, Petrópolis é um dos grandes destinos da rica Região Serrana. Conhecida como Cidade Imperial, a cidade é tida como a segunda projetada no Brasil (depois de Recife, projetada na época dos holandeses), sendo composta de um núcleo urbano - a cidade (hoje, o centro), onde se encontravam o Palácio Imperial, prédios públicos, comércio e serviços. Na época, a corte portuguesa se encantou pela região. A partir de então, durante o verão, a cidade tornava-se a capital do Império do Brasil. Hoje, é conhecida por sua bela arquitetura, tranquilidade e, claro, um clima mais ameno se comparado com o calor do Rio de Janeiro. Entre os atrativos principais estão o Museu Imperial, o Palácio Quitandinha e a Casa Santos Dumont. O Museu Imperial funciona no antigo Palácio Imperial de Petrópolis, residência de verão de D. Pedro II e apontado pelo imperador em diários como um de seus locais preferidos. É lá que o público pode encontrar um pouco sobre a história do Império brasileiro e sobre a família imperial. Já a Casa de Santos Dumont, foi construída em 1918 e é a única casa que o aviador fez para si mesmo, em toda a vida: um pequeno chalé, em estilo alpino, no Morro do Encanto, Centro Histórico de Petrópolis. Conhecida como “a Encantada”, a casa é, hoje, o segundo museu mais visitado da cidade. Por fim, o Palácio Quitandinha, que foi construído em 1944 com a finalidade de ser o maior cassino da América do Sul. Segue o estilo normando-francês possuindo 50 mil metros quadrados em seis andares, divididos em 440 apartamentos e 13 grandes salões com até 10 metros de altura. FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 51


SUDESTE

Vista Aérea da cidade de São Paulo

SERVIÇO CAPITAL: SÃO PAULO SITE: SPTURIS.COM

S ÃO PAU L O São Paulo. Um nome que por si só pode remeter ao estresse do dia-a-dia, ao som de buzinas e pessoas enfurecidas no trânsito, aos passos firmes e apressados de centenas de pessoas indo em direção ao trabalho, ou até mesmo a visão acinzentada e muitas vezes bucólica do céu da capital. Está muito engano quem pensa que o estado se resume apenas a imagem de “cidade dos negócios e do trabalho” que é frequentemente associada ao nome. Tanto a capital, quanto muitos municípios de São Paulo, possuem características e pontos de interesse que, não por acaso, tornam o estado um dos mais visitados de todo o Brasil. Com uma população de aproximadamente 44.749.699 habitantes, um número que representa cerca de 21,7% de toda a população do Brasil, não é de se espantar que o estado possa parecer intimidador e longe de parecer tranquilizante para os visitantes, porém, bastando apenas um pouco de curiosidade e uma breve pesquisa, as opções se expõem e logo bastará um bloco e uma caneta para traçar um roteiro a seu gosto. Além de possuir um litoral com diferentes praias de norte a sul da costa, o interior de São Paulo possui um charme e diversos pontos turísticos para a família. Na cidade de Olímpia fica o parque aquático Thermas 52 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

dos Laranjais, que se sagra como o 4º parque mais visitado do mundo em sua categoria, estando presente na pequena cidade do interior, tendo uma grande oferta hoteleira para os viajantes do mundo. Além disso, em Vinhedo, os apaixonados por parques não podem deixar de perder o Hopi Hari, que reabriu recentemente e conta com todas as atrações que tornam o local uma excelente opção para quem quer curtir em família. Bem ao lado, o visitante encontrará mais um parque aquático, o Wet ‘n Wild, que deixa os visitantes sentirem o clima de estarem em uma região afastada devido ao tamanho e a quantidade de opções no local, mesmo estando relativamente próxima a capital. IMPERDÍVEIS Em termos de capital, o viajante encontra de quase tudo. Ir aos museus de São Paulo torna-se quase mandatório para conhecer os acontecimentos históricos que foram o ponto de partida para a formação do maior pólo econômico do continente. O Museu da Imigração, no bairro da Mooca, conta através de fotos e exposições, o trajeto dos milhares de imigrantes. A Pinacotéca, próxima a estação da Luz, exibe um acervo com cerca de cem mil obras, no mesmo prédio que foi o primeiro museu de arte da capital,

no século XIX. Além disso, para quem gosta de futebol, conhecer os emblemáticos estádios do Pacaembu e do Morumbi, além das modernas Arena Palmeiras e Arena Corinthians, está a apenas algumas estações de metrô de distância. Deitar na grama ou fazer exercícios no parque do Ibirapuera ou o Parque Villa Lobos pode ser uma ótima idéia para quem quer curtir a natureza, ao som dos animais e respirar ar puro em meio à selva de concreto. O agito das noites paulistanas pode ser completo com um dos bares próximos a região da Vila Madalena, com fácil acesso a linha amarela e verde do metrô. Durante a parte da manhã e tarde, o bairro também conta com um acervo de grafiteiros feitos nos muros do chamado Beco do Batman, uma viela que foi tomada pelas artes de diversos artistas e se tornou marca registrada da Vila “Madá”. E, claro, não pode faltar aquela passada pela Avenida Paulista, o maior centro comercial da metrópole, e conhecer o antigo centro da cidade, onde a cada rua e esquina, um pouco da história da formação da cidade pode ser encontrada, seja na forma dos prédios históricos, quanto nos diversos comércios, bares e restaurantes, para todos os gostos, que ilustram a principal faceta da cidade, que é a versatilidade e as diversas opções. Porém, o roteiro não acaba por ai. Não bastasse as vantagens e facilidades da capital, o estado de São Paulo conta com municípios por vezes pouco explorados, como aqueles que compõem o grande ABC paulista na região metropolitana do estado. As cidades do ABC se apresentam de diferentes formas, por vezes parecem uma extensão da capital e em outras podem oferecer um clima interiorano e histórico da formação da região, como no caso de Paranapiacaba, uma vila inglesa, construída no século XIX, onde, além de admirar a arquitetura, permite aos visitantes fazerem trilhas pela mata atlântica que cobre a serra paulista.


Descubra o mundo O maior evento internacional de viagens e turismo na América Latina WTM Latin America 2018 reuniu 10.000 profissionais de turismo de todo o mundo Presença de mais de 600 empresas expositoras de 50 países Solicite uma reserva de estande em: latinamerica.wtm.com

LATIN AMERICA São Paulo, 2–4 April 2019 FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 53


SUDESTE

ILHABELA Localizada no litoral de São Paulo, Ilhabela chegou ao topo do ranking do turismo nacional. Segundo a categorização do Ministério do Turismo que identifica o desempenho da economia do setor nos municípios que constam no Mapa do Turismo Brasileiro, o destino está entre as seletas cidades da categoria A. O crescimento no número de empregos formais no setor de hospedagem, bem como dos estabelecimentos formais de hospedagem, além do aumento do fluxo turístico doméstico e internacional foram determinantes para que o município subisse da categoria B, em 2015, para a categoria A. São 60 praias distribuídas em cerca de 350 mil m² de extensão. A ilha ainda possui 400 cachoeiras que cortam a vegetação formada por grande variedade de árvores e plantas do Parque Estadual de Ilhabela. O mar da região atrai turistas em busca de esportes náuticos. Para os amantes de mergulho, Ilhabela é considerada um paraíso. Na região houveram muitos naufrágios, o que favorece a paisagem marinha. Reza a lenda que os naufrágios ocorriam porque os instrumentos das embarcações ficavam “perdidos” devido a um campo magnético, fazendo com que os barcos desviassem muitas milhas de suas rotas e colidissem com as rochas submersas. Ilhabela seria o Triângulo das Bermudas Brasileiro? Outro esporte aquático muito praticado em Ilhabela é a pesca esportiva. A garoupa é talvez o peixe mais comum

Vista da Barra do Piúva

A Praia do Perequê é uma das mais famosas de Ilhabela

pescado na ilha com iscas artificiais. Esses peixes podem chegar a mais de 15 kilos, embora a média seja entre 1 a 7 kilos. Os maiores exemplares costumam habitar regiões mais fundas, geralmente sobre um parcel. São muito agressivos e proporcionam uma boa briga com seu oponente, o pescador. A garoupa é abundante e pode ser capturada durante o ano todo. Quem preferir uma

Ilhabela é um destino que atrai muitos turistas que buscam o luxo

54 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

opção mais light, vale a pena fazer um passeio de caiaque nas águas tranquilas do canal de São Sebastião. Além de ser uma das mais belas costas, propicia um ótimo exercício para o corpo e a mente. Dê umas remadas e conheça por outro ponto de vista a orla de Ilhabela. Para quem gosta esportes mais radicais, a dica é um passeio de jeep na praia dos Castelhanos. Gosta de off road e de viver cheio de lama? Castelhanos tem 22 quilômetros de extensão, saindo do nível do mar e chegando a mais de 800 metros de altitude, com ótimos desafios para os jipeiros. A trilha de Castelhanos atravessa vários rios e cachoeiras e, em vários momentos, quem não está acostumado com o esporte, pensa que o veículo não conseguirá passar devido à lama na estrada. Radical ao extremo! Outras formas de se conhecer Ilhabela é fazer trilhas de motocross ou de bike. Escolha seu veículo e boa diversão.


SUDESTE

Igreja Nossa Senhora do Rosário-São João del Rei

Uma das mais ricas gastronomias do Brasil, arquitetura e locais históricos que retratam o Brasil colonial, e uma capital moderna e em transformação. Esta receita faz de Minas Gerais um destino destaque para quem busca boa comida, natureza, montanhas, arquitetura, arte, cultura e história. Esta pluralidade se faz possível pelos seus mais 580 mil quilômetros quadrados de área, que fazem fronteira com São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiás, Bahia, Espírito Santo e Rio de Janeiro. Minas Gerais foi peça principal para o desenvolvimento econômico do país tanto durante ciclo do ouro e depois as

imensas lavouras de café. Além disso, o estado também foi palco de movimentos como a Inconfidência Mineira, um dos principais eventos que levaram a independência do Brasil. Minas reúne o mais importante acervo arquitetônico e artístico do período colonial brasileiro, preservado em cidades de fama internacional como Ouro Preto, Diamantina e Congonhas do Campo, ricas pela profusão de obras-primas do estilo Barroco. Cidades centenárias que narram a grandiosidade da história do Brasil. Para quem deseja se conectar com a natureza, a dica é a cidade de Conceição de Ibitipoca. O destino conta com um FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 55

Foto: SeturMG

MINAS GERAIS


SUDESTE

OURO PRETO Está bem enganado aquele que pensa que Minas Gerais só tem Belo Horizonte como ponto turístico. É só conhecer Ouro Preto. Instituída Patrimônio da Memória Nacional a partir de 1933 e tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1938, Ouro Preto hoje é considerado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) em 1980. 56 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

Centro histórico de Tiradentes

Também, não é para menos. A cidade abriga hoje o maior conjunto arquitetônico do barroco brasileiro, preservando relíquias como a igreja de São Francisco de Assis, a mais famosa de Ouro Preto, e um dos exemplares mais magníficos do barroco mineiro. Sua construção foi TIRADENTES Graças a seu rico patrimônio histórico, a cidade de Tiradentes é escolhida com frequência para servir de set para gravações de filmes e minisséries de época. O calendário da cidade é repleto de eventos, como o tradicional Carnaval de rua e da Semana Santa, o Festival de Cinema, o Encontro dos Apreciadores da Harley Davidson e o Festival Gastronômico. Um dos principais pontos turísticos da cidade é igreja Matriz de Santo Antônio. A igreja, que começou a ser construída em 1710, foi feita em estilo barroco e adornada com rococó. O local ainda conta com uma vista privilegiada da Serra de São José, que contorna a cidade. Nesta igreja também é possível contemplar o relógio de sol que compõe um dos lugares mais bonitos da cidade. Igreja São Francisco de Assis, Pampulha

INHOTIM A pouco mais de uma hora e meia de Belo Horizonte, a cidade de Brumadinho abriga um dos maiores complexos de arte contemporânea e parque natural da região. O maior museu a céu aberto do mundo, o Instituto Inhotim conta com 1300 obras, sendo 700 expostas, em um espaço de 140 hectares. As criações, espalhadas em galerias e ao ar livre, mexem com os sentidos e convidam os turistas a refletir sobre temas como clima, natureza, medo, paixão e muito mais. Diferente dos museus tradicionais, cercados de muros e movidos à luz artificial, Inhotim permite que os visitantes passem horas andando de um lado ao outro do parque. Sair de uma galeria, cheia de concreto e informação e se deparar com o verde intenso da grama e a paisagem composta por árvores, flores e um lago de águas ora azuis ora verdes, é como limpar a visão e os sentindo antes de interagir com a próxima arte.

SERVIÇO CAPITAL: BELO HORIZONTE SITE: TURISMO.MG.GOV.BR Foto: Acervo Belotur

BELO HORIZONTE Nascida como a primeira metrópole planejada do período republicano, sua capital, Belo Horizonte, é uma cidade que traz na inovação a sua principal marca. A capital foi concebida da prancheta de arquitetos, artistas e urbanistas nacionais e estrangeiros, está sempre se transformando. A cidade também é conhecida por sua agitada vida noturna, famosa em todo o país. Uma das principais obras arquitetônicas da cidade é o Conjunto Moderno da Pampulha, que influenciou toda uma escola de criadores ao redor do mundo, cujas edificações foram concebidas pelo arquiteto Oscar Niemeyer no início de sua carreira e foram complementadas com trabalhos de Cândido Portinari, Alfredo Ceschiatti, Augusto Zamoyski, Paulo Werneck e José Alves Pedrosa, além de tratamento paisagístico concebido por Roberto Burle Marx.

Foto: SeturMG

parque estadual com diversas cachoeiras, trilhas e grutas. Em boa forma? Não deixe de fazer a caminhada de 16 quilômetros – ida e volta – até a Janela do Céu, uma cachoeira com um mirante a mais de 100 metros de altura com uma vista única do entorno formado por árvores e montanhas. De noite, a dica é passear pelo vilarejo, as lojas de artesanato e descansar as pernas doloridas das trilhas com uma das melhores pizzas da região, acompanhada de uma cerveja artesanal. Nos períodos de alta temporada a cidade sedia festivais de forró, jazz e blues. Não dá para falar de Minas Gerais sem lembrar sua rica gastronomia. De pães de queijo, frango com quiabo, feijão tropeiro, galinha caipira, costelinha, torresmo aos mais diversos queijos. Sem falar dos doces. São tantos que seria necessário uma vida para provar cada um: doce de leite, banana, goiabada, figo, pé de moleque, ambrosia... As escolhas são de encher a boca de água e de lamber os dedos. Para lavar a garganta: uma cachacinha artesanal.


SUDESTE Cidade de Vitória

ESPÍRITO SANTO

VITÓRIA Composta por seis municípios: Cariacica, Fundão, Guarapari, Serra, Viana, Vila Velha e Vitória, a Região Metropolitana possui uma vasta variedade de atrativos turísticos. Cosmopolita, Vitória é a capital do estado e oferece uma gama de possibilidades para os turistas de plantão. Com uma vida noturna agitada, a cidade é marcada por bares e boates. Durante o dia, a dica é curtir para tomar um drink nos quiosques à beira das

praias que rodeiam a cidade. Praias, gastronomia, turismo religioso, folclore, patrimônio histórico, teatros, museus, turismo de aventura, ecoturismo, parques, eventos, pesca marítima esportiva, agroturismo, badalação e a riqueza musical capixaba, fazem parte das opções de turismo, negócios e lazer na Região. A uma ponte de distância de Vitória - a famosa Ponte Deputado Darcy Castello de Mendonça, ou Terceira Ponte, como é chamada pelos moradores, com 12 quilômetros -, Vila Velha é o município mais antigo do estado. Por isso, a cidade conta com diversas construções coloniais, a exemplo de Igreja de Nossa Senhora do Rosário, o Forte de São Francisco Xavier de Piratininga, o Farol de Santa Luzia e o Convento da Penha, sendo este último um dos principais pontos turísticos do Espírito Santo, construído entre os séculos 16 e 17 e tombado como patrimônio histórico cultural pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1943. O local, que era uma antiga vila de pescadores, hoje conserva o segundo maior polo industrial do estado. Para quem deseja conhecer um pouco de como era o estilo do destino no passado, a Barra do Jacu e Ponta da Fruta são lugares que ainda preservam as Foto: Yuri Barichivich/SeturES

Lindas paisagens, boa localização, cultura, história e gastronomia. A lista de atrativos do estado do Espírito Santo e extensa e se reflete na plural combinação de do mar com as montanhas, o contraste entre tradição e modernidade, agitação e tranquilidade, esportes e eventos culturais, entrelaçam um roteiro imperdível e cheio de aventura, descobertas e muita diversão. Dos esportes radicais, como rafting, rapel e voo livre, ao ecoturismo, turismo náutico, cultural e de família, ao turismo de negócios e eventos e até mesmo turismo rural e agroturismo, o estado tem opções para os mais diversificados gostos. Com uma gastronomia rica, o destaque fica para a famosa moqueca capixaba. Um prato de lamber os dedos e o prato. A base de peixe, o prato é um ensopado feito com tomate, cebola, azeite, temperos e sementes de urucum, uma planta de cor vermelha muito utilizada pelos indígenas para colorir tecidos e usada para pintura facial e corporal. Para acompanhar, pirão e purê de banana. Uma combinação que parece ter sido abençoada pelos deuses e que dá água na boca só de sentir o cheiro.

características de vila e mantém muito do folclore e modo de vida. Para os surfistas, a parada obrigatória é na Praia da Baleia. Com ondas fortes, sua areia é branca e fofa e a água de temperatura fria, é de um intenso tom azul. GUARAPARI Principal cidade turística do Espírito Santo, Guarapari é um dos destinos mais procurados do estado. Não apenas por suas belezas naturais e praias com paisagens encantadoras, mas também por suas areias monazíticas. Tais areias são muito conhecidas por seus efeitos terapêuticos, sendo popularmente utilizadas no tratamento de artrites e inflamações. Segundo os estudiosos, quando espalhada na pele, ela produz uma espécie de radiação que estimula os tecidos e melhora a circulação sanguínea. Com praias cercadas de bares e quiosques que atraem os turistas que procuram agitação e noites badaladas, como a orla de Meaípe e Enseada Azul, a faixas de areia desertas e uma vegetação quase selvagem para quem deseja dias tranquilos e longe da civilização, a exemplo das praias de Sebastião e dos Padres, Guarapari é um destino democrático que atende as mais diversas especificações.

Pedra Azul é um dos atrativos próximos a Vitória

SERVIÇO CAPITAL: VITÓRIA SITE: SETUR.ES.GOV.BR

FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 57


FLORIANÓPOLIS O principal portão de entrada do turismo internacional é Florianópolis. A capital catarinense conta com uma sequência de praias que se estendem desde as mais conhecidas como Jurerê, Jurerê Internacional, Joaquina, Ingleses

58 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

Orla de Florianópolis

SANTA CATARINA Foto: MTur

Considerado um dos principais destinos turísticos do país, o estado de Santa Catarina surpreende turistas europeus e sul-americanos que se depararam com belezas naturais de algumas das mais belas praias do país e atrações culturais que preenchem o calendário do estado durante todo o ano. O destino conta com acesso às principais capitais do país, tanto por via aérea ou rodoviária. O litoral catarinense conta com 561 quilômetros de extensão. Da capital Florianópolis, com suas belas praias, passando pela região da Costa Verde Mar, onde estão localizados dez municípios com vocação turística, não faltam atrativos. Cenários ideais para prática de esportes náuticos como surf, winfsurd, kitesurf e stand up padadle, atração permanente, ao ponto de atrair anualmente, durante a temporada de verão, entre dezembro e março, mais de 1,5 milhão de turistas argentinos e de outras nacionalidades. Mas além do produto sol e mar, o estado catarinense tem na preservação do meio ambiente e em programas ligados ao turismo de natureza, roteiros para os adeptos deste segmento. Neste aspecto, há que se destacar a observação de baleias em seu litoral. De junho a novembro, acontece no litoral sul catarinense um fenômeno espetacular. Centenas de baleias da espécie Franca deixam as águas geladas da Patagônia e vêm dar à luz e amamentar seus filhotes. Agências de turismo receptivo levam grupos de turistas a passeios pelo litoral com o objetivo de apreciar o espetáculo. A observação de pássaros e os cânions da região serrana, com práticas do turismo rural e cultivo do vinho de altitude são programas ideais para férias de inverno entre junho e agosto.

Foto: MTur

SUL

Praia de Garopaba é uma das mais belas praias de Santa Catarina

até as menos badaladas ou mais privativas como Praia do Forte, Lagoinha, Moçambique, Brava, Ribeirão da Ilha, Naufragados e Armação, cada uma delas com suas características. BALNEÁRIO CAMBORIÚ A cerca de 80 quilômetros da capital, está Balneário Camboriú. A cidade disputa com a capital catarinense a preferência dos turistas na alta temporada. De dezembro a março, aproximadamente 1,5 milhão de pessoas visitam o município. O único resort da região é o Infinity Blue Resort & Spa, uma oportunidade considerada única para aqueles que desejam o conforto de um empreendimento como este. A movimentada Praia Central, onde fica a cosmopolita Avenida Atlântica, é o coração da cidade, mas existem opções mais tranquilas e preservadas, como as praias de Laranjeiras, Taquaras, Estaleiro e Estaleirinho. Outro destaque de Bal-

neário é o Parque Unipraias, localizado na Barra Sul, que reúne lazer, compras, ecoturismo e ainda proporciona uma bela vista da cidade em seus bondinhos aéreos. Ao cair da noite, as ruas da cidade logo pulsam embaladas pelo comércio vibrante, com muitas confecções, lojas de departamento, shoppings centers, restaurantes, sorveterias, cafés e barzinhos à beira-mar, ponto de partida para as famosas baladas que atravessam a madrugada. O destino ganhou ainda mais destaque no começo deste ano, quando passou a ser considerada oficialmente uma cidade de parada de cruzeiros marítimos. A MSC Cruzeiros, por exemplo, já tem itinerários com a presença de Balneário para esta temporada 2017/18. BETO CARRERO Um dia inteiro não é suficiente para se conhecer os mais de 100 brinquedos


e atrações do Beto Carrero World, um dos 10 melhores parques de diversão do mundo. O BCW recebe cerca de 1 milhão de pessoas todos os anos. Localizado no Litoral Norte de Santa Catarina, é considerado o maior parque temático da América Latina. A partir de 2019, o parque vai ganhar um complexo hoteleiro da GJP de 250 apartamentos. A infraestrutura hoteleira será vital para um desenvolvimento ainda maior do parque. O parque ainda ostenta a única montanha-russa invertida do Brasil, a Fire Whip tem 700 metros de extensão e leva 20 passageiros em cada carrinho. São cinco loopings e a velocidade chega aos 100km/h. No caminho dos trilhos estão lagos, cachoeiras e a própria fila, é claro. BALEIAS FRANCAS Mas não é apenas praia e sol que atraem os turistas que desfrutam do litoral catarinense. Cresce a cada dia o volume de pessoas interessadas em apreciar o espetáculo das baleias francas, que se repete a cada ano. A temporada da Baleia Franca acontece de Julho a Novembro e se traduz num maravilhoso espetáculo da natureza, quando elas chegam na Praia do Rosa para parir e amamentar seus filhotes. A Baía do Rosa é um lugar perfeito, com águas protegidas das correntes oceânicas, clima e geografia que ajudam as baleias e aos espectadores, que podem avistar os gigantes mamíferos de cima dos costões, trilhas, nas pousadas com vista para a praia e até mesmo durante a prática do surfe. VALE EUROPEU Para quem deseja conhecer um pedaço da Alemanha não é preciso cruzar o Atlântico. Basta ir até Pomerode no Vale Europeu. A cidade é reconhecida, como a mais alemã do Brasil. O município possui um vasto patrimônio cultural herdado dos seus primeiros colonizadores germâncios, que chegaram à região por volta de 1860, vindos, em sua maioria da Pomerânia, região ao Norte da Alemanha. Com pouco mais de 27 mil habitantes tem na cultura costumes, passados de geração a geração, casas com telhado enxaimel enfeitadas por jardins floridos. Em janeiro promove a Festa Pomerana, São dez dias de fes-

SERVIÇO CAPITAL: FLORIANÓPOLIS SITE: TURISMO.SC.GOV.BR

Foto: MTur

SUL

Ponte Hercílio Luz, na cidade de Florianópolis

Esportes aquáticos em Itajaiacu

ta,regados a muito chope, música, dança e comidas típicas. Fábricas de móveis, porcelana e cristal atraem os turistas atraídos por, objetos de decoração, artesanato típico e produtos alimentícios, entre outros. Tem um zoológico com 45 mil metros quadrados de área e abriga cerca de 250 espécies, totalizando mais de 1,4 mil animais. Vizinha a Pomerode a cidade de Blumenau, que em outubro promove a tra-

dicional Oktoberfest, a festa da Cerveja nos pavilhões remetendo a cultura alemã com danças e gastronomia típica. No verão catarinense o destaque na cidade fica por conta da Sommerfest – a Festa de Verão, com um programação musical, dança, comidas típicas e muito cerveja. O evento acontece no Parque Vila Germânica e reúne inúmeras atrações, como exposições e desfiles de grupos folclóricos, além dos Clubes de Caça e Tiro. FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 59


SUL O estado do Paraná pode ser considerado um destino completo e com um grande potencial turístico, seja pelas características cosmopolitas de sua capital Curitiba ou pelo espetáculo a céu aberto que os visitantes encontram nas Cataratas do Iguaçu. São tantas as possibilidades, que o estado foi dividido em 14 regiões para melhor disponibilizar sua enorme variedade de atrações turísticas: belezas naturais inigualáveis, grandes reservas da Mata Atlântica preservada, rios, cachoeiras, todas as riquezas cultivadas em seu solo, um riquíssimo acervo histórico e cultural, além das inúmeras e diferentes alternativas de lazer e gastronomia.

PARANÁ

DA CAPITAL PARA MORRETES DE TREM Após conhecer a capital – fazer um passeio de ônibus turístico pelos principais atrativos da cidade como o Mercado Municipal, os museus, o Setor Histórico, a Torre Panorâmica, seus bosques e parques – está na hora de embarcar em uma viagem de trem com destino a cidade de Morretes. A ferrovia Curitiba – Serra do Mar – Morretes – Paranaguá representa um extraordinário feito da engenharia do século 19, onde sua construção foi considerada impraticável por inúmeros engenheiros europeus da época. São 110 quilômetros em uma das mais famosas e belas viagens de trem do Brasil, em uma ferrovia dentro da reserva ecológica da Serra do Mar. A ferrovia por onde passa o trem tem mais de 125 anos de história. Ali, o passageiro tem a chance de conhecer a maior área preservada de Mata Atlântica do Brasil, tesouro ecológico que está localizado entre o primeiro planalto do Paraná e a planície costeira do litoral. O trajeto passa pelos seguintes locais: Represa Caiguava, Túnel Roça Nova, Represa do Rio Ipiranga, Santuário do Cadeado e os que mais se destacam são a Ponte São João, com 55 metros de altura, e o Viaduto do Carvalho, onde a passagem tem um abismo de mais de 900 metros. A cidade de Morretes fica no meio da Serra do Mar paranaense, entre a capital e o litoral. Sua rotina bucólica, seu clima agradável, as opções de ecoturismo, as atrações gastronômicas e as construções históricas são os principais atrativos. O ambiente campestre favorece a prática do ecoturismo. O Parque Estadual do Marumbi é um deles e oferece trilhas, rios e montanhas, além de ser cortado pelo Rio Taquaral. Ele forma algumas piscinas naturais de águas cristalinas. Outra característica de Morretes

altura. Os números de saltos podem chegar a mais de 100, dependendo da vazão, mas são 19 os principais. A infraestrutura para o turista é muito boa com trilhas e passarelas que permitem uma impressionante visualização das quedas. De um lado Brasil, do outro, Argentina. O Parque hoje protege uma riquíssima biodiversidade, constituída por espécies representativas da fauna e flora brasileiras, das quais algumas ameaçadas de extinção, como a onça-pintada, a puma, o jacaré-de-papo-amarelo, dentre tantas outras. Além de 2 mil espécies de plantas e 400 aves, e muitas outras de relevante valor e de interesse cientifico. Essa expressiva variabilidade biológica somada à paisagem singular de rara beleza cênica das Cataratas do Iguaçu, fizeram do Parque Nacional do Iguaçu a primeira Unidade de Conservação do Brasil a ser instituída como Sítio do Patrimônio Mundial Natural pela Unesco, no ano de 1986. Vizinho ao Parque Nacional do Iguaçu fica o Parque das Aves, centro internacionalmente reconhecido de recuperação e conservação de aves, localizado em meio à rica e exuberante Mata Atlântica. É um passeio essencial para quem visita Foz do Iguaçu, onde você vivenciará um contato direto com mais de 1320 aves, abrangendo cerca de 143 espécies diferentes.

FOZ DO IGUAÇU Cataratas, Itaipu, Parque das Aves, tríplice fronteira, lojas francas e uma rede de hospedagens que vai de hostels a resorts termais. Não à toa Foz do Iguaçu é um dos destinos mais procurados por turistas internacionais dentro do território brasileiro, fato ilustrado pelo crescimento de 17,6% no número de visitantes em 2017. Este ano a expectativa é de que as Cataratas recebam cerca de 2 milhões de visitantes somente no lado brasileiro. Para a cidade como um todo o número deve ser de cerca de 3,5 milhões. Somente em maio deste ano, o número de visitantes cresceu 16%, contra 4% no país inteiro. As diversas atrações da cidade paranaense, somadas ao atrativo das compras em Ciudad del Este, no Paraguai, e ao casino em Porto Iguazu, na Argentina, fazem com que Foz tenha um produto turístico formatado para atender as diversas necessidades do turista de lazer. No corporativo os resultados também são extremamente positivos, em virtude da infraestrutura de sua rede hoteleira. A cidade foi a terceira mais procurada para eventos internacionais no Brasil em 2017, atrás a penas de São Paulo e Rio de Janeiro, de acordo com o ranking da ICCA. Sem dúvida, a atração mais procurada do destino são as Cataratas do Iguaçu. Localizadas dentro doParque Nacional do Iguaçu. As Cataratas são formadas pelo Rio Iguaçu, com quedas de até 80 metros de

ITAIPU BINACIONAL Ainda em Foz do Iguaçu, outro atrativo famoso é a visita a Usina Itaipu Binacional, que encanta pelo seu gigantismo e a vanguarda em questões sociais e ambientais. A construção da Itaipu mudou a história do Brasil e do Paraguai. A usina é a maior produtora de energia do mundo. Embora a usina de Três Gargantas, da China, seja maior

Foto: MTur

Jardim Botânico localizado na cidade de Curitiba

Foto: MTur

Foto: MTur

Parque Nacional do Iguacu, Cataratas do Iguacu

em infraestrutura, a Itaipu segue batendo recordes. Para se ter uma ideia, desde sua inauguração, toda energia produzida se pudesse ser acumulada, seria suficiente para abastecer o mundo inteiro por 40 dias, duas horas e 45 minutos.

Ilha do Mel

SERVIÇO CAPITAL: CURITIBA SITE: TURISMO.PR.GOV.BR


O MAIOR EVENTO

B2B DE TURISMO DO

NORTE

E

NORDESTE do BRASIL

18 & 19 Outubro

2019

JOÃO PESSOA - PB www.jpatm.com.br FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 61


SUL

RIO GRANDE DO SUL

ras. Já no inverno, o frio é um incentivo para aproveitar a diversificada estrutura hoteleira e gastronômica.

Lembrado em todo o Brasil pelas suas tradições e nacionalmente conhecido como terra dos vinhos, do chimarrão e do bom churrasco, o estado do Rio Grande do Sul carrega a alcunha de estado menos tropical do país, por ter um clima mais frio comparado a outros estados. Povoado por cerca de 11,3 milhões de pessoas, divididos nos 497 municípios de todo o território gaúcho, o Rio Grande do Sul é um toque da Europa dentro do Brasil, seja pela arquitetura que remete casas do estilo alemão ou pelas tradições do povo que tem no estado um grande motivo de orgulho, exibindo sua bandeira em diversos locais. A capital, Porto Alegre, que tem cerca de 1,4 milhões de habitantes, é um conjunto completo do que compõe uma grande metrópole. Opções gastronômicas, uma intensa vida noturna, museus que contam de perto as principais históricas e fatos do estado mais europeu do Brasil, entre outros. Uma boa pedida enquanto se está de passagem e “turistando” na capital, é conhecer o Museu de Ciências e Tecnologia da Puc do Rio Grande do Sul. O local expõe diversos itens e obras que remetem a diversos aspectos científicos e tecnológicos, alguns que permitem, inclusive, a interação das pessoas. Recentemente, a capital gaúcha foi palco do último show da turnê da banda Coldplay, que realizou uma apresentação digna de grandes eventos. Os músicos britânicos apresentaram seus maiores hits para um público de quase 60 mil pessoas, que assistiram o show do gramado, não se confunda com a cidade, da Arena do Grêmio, um dos maiores clubes de futebol do Rio Grande do Sul. Falando de Rio Grande do Sul, o maior destaque é Serra Gaúcha, que é um dos destinos mais procurados por brasileiros e turistas de todo o mundo dentro do estado. Além do clima atraente durante todo o ano, a região conta com um grande número de atrativos em qualquer período. No verão, há atrativos naturais, como cascatas e cachoei-

SERVIÇO CAPITAL: PORTO ALEGRE SITE: TURISMO.RS.GOV.BR

62 | MERCADO & EVENTOS | FESTURIS 2018

GRAMADO E CANELA Gramado e Canela são os maiores destaques da serra, atraindo milhares de visitantes, que vêm para a região a procura de atividades de lazer sem se preocupar com a falta do que fazer, já que são muitos os atrativos, desde bares de gelo até opções de turismo de aventura, com trilhas e caminhadas pelos morros que formam a serra. Gramado, conhecida como cidade do cinema por todos os anos receber o Festival de Cinema, é uma cidade que conta com uma pluralidade gastronômica e uma das mais extensas variedades hoteleiras com hotéis simples ou de luxo, o que deu a cidade o reconhecimento de melhor infraestrutura turística do Rio Grande do Sul. A cidade vizinha, Canela apresenta uma vasta variedade de opções de ecoturismo, seja com a possibilidade de percorrer uma extensão da serra gaúcha montado em um cavalo, visitar mini fazendas de animais, ou realizar um tranquilo passeio pelos parques do local, desfrutando das paisagens. Por fim, a capital da uva e um dos 65 destinos indutores de turismo do Brasil, segundo o Ministério do Turismo, Bento Gonçalves é a cereja do bolo da serra gaúcha. Com uma média de 1 milhão de visitantes ao ano, o município realiza anualmente uma série de eventos ligados a colheita e degustação de uvas e vinhos. Além da gastronomia Italiana, característica da cidade, os turistas podem conhecer todo o processo de colheita e fabricação de vinhos visitando as adegas locais.

BENTO GONÇALVES Não bastando ter a oportunidade de provar um ótimo vinho, e talvez até pegar gosto e se tornar um sommelier e apreciador da bebida, Bento Gonçalves conta ainda com a opção de realizar um tour em um dos tradicionais trens Maria Fumaça, com saídas da cidade gaúcha, que realiza um trajeto pela Serra Gaúcha, exibindo diversas as suas diversas belezas e

Chimarrão, bebida típica do estado

mostrando de perto para os visitantes as mais belas vistas e paisagens da região, rendendo fotos dignas de cartão postal. Os diversos atrativos do estado fizeram com que o Ministério do Turismo do Brasil indicasse que 75% dos municípios do estado têm potencial turístico, de acordo com o Novo Mapa do Turismo. Ao todo, 371 cidades gaúchas apresentam vocação turística, um crescimento de 26% em relação ao ano passado, quando o mapa gaúcho apresentava 294 municípios. O número de regiões se manteve (27) em relação ao mapa anterior. De acordo com o novo mapa, 54 municípios estão nas categorias A, B e C, que são aqueles que concentram o fluxo de turistas domésticos e internacionais. Nesta lista estão destinos como Porto Alegre, Bento Gonçalves, Gramado e Canela, Cambará do Sul, Capão da Canoa e Xangri-lá.

Igreja de São Pedro, na cidade de Gramado

Foto: MTur


FESTURIS 2018 | MERCADO & EVENTOS | 65


ENTRETENIMENTO A BORDO NOSSOS CLIENTES VOAM GOL RELAXADOS PARA MIAMI E ORLANDO COM FILMES E SÉRIES GRATUITOS.

#HEREWEGOL. #NOVAGOL. NOVOS TEMPOS NO AR. Em parceria com

Sujeito disponibilidade. Os voos serão operados | FESTURIS 66 | àMERCADO & EVENTOS 2018a partir do dia 04/11/2018.

FESTURIS 2018  
FESTURIS 2018  
Advertisement