__MAIN_TEXT__

Page 1

2020 Setembro 405

1


Náutica

Teste Beneteau Flyer 8 Spacedeck com Yamaha F350 V8

Texto Antero Santos Fotografia Vasco de Mello Gonçalves

Máxima Segurança para viagens Náuticas de Passeio e Pesca

No passado dia 13 de Agosto foi apresentado para teste em Portimão, o Beneteau Flyer 8 Spacedeck equipado com o motor Yamaha F350 V8, a convite da Yamaha e do Grupo Angel Pilot, importador exclusivo para Portugal dos barcos Beneteau e Concessionário da Yamaha.

2

2020 Setembro 405


Náutica

Beneteau Flyer 8 Spacedeck

O

estaleiro Beneteau desenvolveu para o mo-

delo Flyer 8 Spacedeck o conceito do maior espaço amplo possível, para

satisfazer com a maior alegria a vida a bordo do barco que tem uma lota-

ção de 10 pessoas. Deste modo é um barco ideal para todos os programas

2020 Setembro 405

3


Náutica

Flyer 8 Spacedeck tem um casco especial para navegar no mar

diurnos desde os mergulhos de banhos, piqueniques, desportos aquáticos ou jornadas de pesca. Desde à muito que a Beneteau, se preocupa com o exigente mercado deste tipo de embarcações polivalentes e por isso criou a gama Flyer, desenvolvendo modelos para satisfazer o maior número de clientes possível. O estaleiro apresenta agora na gama Flyer 16 modelos, desde os 5,26 aos 9,00 metros de comprimento, para diferentes ofertas de uso e bolsas e que formam também uma linha estética comum a todos. Para facilitar a escolha do barco “ideal” para cada

O potente Yamaha F350 V8 esva montado no Beneteau Flyer 8 Spacedeck 4

2020 Setembro 405


Náutica

O elegante Flyer 8 Spacedeck com 8 metros de comprimento é muito seguro no mar

um, a Beneteau desenvolveu para cada casco dois barcos com diferentes ofertas de uso, Spacedeck e SundecK. Quanto ao casco, todos incorporam o sistema exclusivo Beneteau “AirStep” que aumenta a entrada de ar abaixo do casco e amplia o desempenho. Devido ao sistema “AirStep” o arranque é mais rápido, a velocidade é maximizada e as curvas são mais facilmente feitas com segurança, enquanto se reduz muito o consumo de combustível. Este sistema tem por principal resultado, uma navegação com elevada segurança e principalmente um enorme conforto nas saídas de mar, facilitando a passagem através das ondas de um modo fácil e confortável. O efeito da “almofada de ar” na parte traseira do casco proporciona um conforto surpreendente. Beneteau Flyer 8 Spacedeck O estilo dos Flyer é ampliado no modelo 8 Spacedeck, porque é uma 2020 Setembro 405

5


Náutica

O notável casco Beneteau com o sistema “AirStep”

embarcação com 8,00 metros de comprimento, com um perfil elegante e

as linhas bem marcadas do casco conjugando-se à proa.

O modelo testado em Portimão está equipado para apoiar a pesca lú-

O casco com um V profundo curva com extrema segurança 6

2020 Setembro 405

dica e comporta sobre a consola de comando um Hard-Top com toldo e quatro porta-canas em cima. O toldo cobre todo o posto de comando e meio do poço. Destaca-se neste barco a larga consola que comporta o posto de condução e tem bancos estofados laterais e à frente, para pescadores se sentarem à pesca. No posto de comando, o piloto e o copiloto comportam bancos individuais de grande ergonomia e excelentemente bem estofados, para oferecerem o máximo conforto, sentados nele com o barco em velocidade no mar. A passagem do poço


2020 Setembro 405

7


Náutica

Contra o mar agressivo, o Flyer 8 Spacedeck tem à popa uma “almofada de ar”

para a proa é feita por uma larga passagem à volta da consola, com o

apoio de um corrimão. À frente o espaço tem compartimentos com bancos

Yamaha F350 V8 O

Yamaha F350 V8 foi desenvolvido com a potente configuração V8 5,3 litros, com 60º, 4 tempos, 32 váuvulas DOHC e o peso de 356/364 Kg. O F350 V8 dispõe de uma notável curva plana do torque. Isto significa potência imediata na aceleração, mas é suave e consistente desde o ralenti até à máxima aceleração, sem que haja qualquer hesitação ou momentos de oscilação de potência em determinadas rotações, o que acontece frequentemente com outros motores de tecnologia inferior. Esta é a razão também pela qual, o F350 V8 oferece desde o seu lançamento, níveis de torque e impulso nunca antes disponíveis para grandes embarcações. Incorpora também a sofisticação do Helm Master, o sistema Yamaha integrado de controlo do barco, o F350 V8 pode ser aplicado em instalações duplas ou triplas facilitando o manuseamento e manobras nas docas, mesmo

8

2020 Setembro 405

estofados em cima que pode ser convertido em solário.

com embarcações grandes. O Ya m a h a F350 V8 incorpora também as seguintes especificaões: - Árvore de cames variável (VCT) - Válvula eletrónica de controlo de acelerador - Saída de escape dupla In-Bank™ com tubagem integrada - Injeção de combustível eletrónica MultiPonto EFI - Bobines de ignição


Náutica

O poço tem um banco à popa e bancos laterais, que se converte num espaço para piqueniques, com uma mesa em madeira ao meio. Como a polivalência deste barco, permite a prática de desportos aquáticos como o ski e o wakeboard, na popa existe uma armação em aço inox com torre de Ski. Para apoio dos pescadores, na popa existe um porta-canas de cada lado. A escada de banhos encontra-se na popa a bombordo, numa plataforma junto à entrada para o poço. Na proa o barco tem o ferro apoiado num apoio e junto encontra-se um porão para o ferro, a corren-

te e o cabo de fundear. Para arrumar palamenta e equipamentos o barco tem compartimentos à proa e sob o banco da popa. Excelentes performances mostram conjunto rápido As elevadas performances que o Flyer 8 Spacedeck deu no teste em Portimão, mostraram o equilíbrio do conjunto, quanto à potência do motor Yamaha F350 V8 e o peso da embarcação, com 1.685 Kg O Flyer 8 Spacedeck atingiu a velocidade máxima de 38,9 nós às 5.200 rpm. Foi notável a velocida-

directa e bomba de gasolina vedada - Caixa de engrenagens ultra resisitente - Apoios do motor forjados e de grandes dimensões - Sistema de elevada proteção anti-corrosão (UCP-II) - Sistema Digital em Rede Yamaha - Comandos eletrónicos digitais Yamaha - Ajuste variável de RPM - Sistema de diagnóstico Yamaha - Sistema de drenagem reforçada do capot - Resistentes pistões forjados anodisados e maquinados - Camisas do cilindro com tratamento em cerâmica - Modelo de rotação contrária disponível - Hélice em Inox Polido Saltwater Series XL com Sistema de amortecimento SDS (Shift Sampener System) - Y-COP (Sistema proteção anti-roubo Yamaha) opcional

2020 Setembro 405

9


Náutica

Foram elevadas as performances do Flyer 8 Spacedeck com o Yamaha F350 V8

de de cruzeiro de 23/25 nós com o motor apenas nas rotações económicas de 3.300/3.400 rpm O mínimo de velocidade a planar foi de 14 nós às 3.000 rpm e graças ao sistema “AirStep” do casco e ao elevado binário do motor, o barco disparou logo no arranque, atingindo em poucos segundos 23 nós às 3.300 rpm e os 28,2 nós às 4.000 rpm. O V profundo do casco, facilita com muita segurança, adornando um pouco, o Flyer 8 Spacedeck a curvar. O comprimento de 8,10 metros é uma enorme vantagem para o Flyer 8 Spacedeck navegar no mar, porque quanto maior é uma embarcação mais segura e confortável ela é. Em saídas para os pesqueiros nos dias de nortada e com o mar agressivo, o Flyer 8 Spacedeck com a “almofada de ar” que tem à popa, garante um enorme conforto aos passageiros. 10

Performances Velocidade máxima

38,9 nós às 5200 rpm

Velocidade de cruzeiro

23 / 25 às 3300 / 3400 rpm

Velocidade mínima a planar

14 nós às 3000 rpm

4000 rpm

28,2 nós

4500 rm

32,6 nós

5000 rpm

36,3 nós

5200 rpm

38,9 nós

Características Técnicas Comprimento total

8,10 m

Comprimento do casco

6,98 m

Boca

2,50 m

Peso

1.685 Kg

Depósito de combustível

340 L

Depósito de água doce

80 L

Potência máxima

350 HP

Categoria CE

C10 / D10

Motor em teste

Yamaha F350 V8

Preço com motor Yamaha F250DETU a partir de

53.520€ +IVA

Importadores e Distribuidor Porti Nauta Grupo Angel Pilot Complexo dos Estaleiros Navais, Lote E - 8400 - 278 Parchal – Lagoa - PortimãoEst Telm: 91 799 98 70 - info@angelpilot.com - www.angelpilot.com Yamaha Motor Europe N.V. Sucursal em Portugal Rua Cidade de Córdova, n.º 1, 2610-038 Amadora Tel.: 21 47 22 100 www.yamaha-motor.pt

2020 Setembro 405


2020 Setembro 405

11


Náutica

Notícias Yamaha

A Yamaha Anuncia a Estreia Europeia da Gama de Motores Fora de Borda

V MAX SHO

Yamaha V MAX SHO 90 65 anos da Yamaha. 60 anos de desenvolvimento de motores fora de borda.

O

profundo envolvimento na nossa forma de desenvolver motores fora de borda

Yamaha é uma paixão pela melhoria constante e avanço técnico capaz de estimular as emoções e animar o

Yamaha V MAX SHO 90 12

2020 Setembro 405

espírito. É desta forma que inspiramos os nossos clientes fiéis em todo o mundo a desfrutar da diversão e emoção de estar na água com a família e amigos. É uma paixão por ser melhor: naquilo que fazemos, e no que os nossos clientes fazem. Esta filosofia faz parte do ADN de todos os motores fora de borda Yamaha e contém um legado de 60 anos de inovação em design e engenharia marítima que tem constantemente proporcionado a potência de alta performance mais emocionante e fiável do mundo, e a razão pela qual o lançamento de uma gama de motores V MAX SHO irá causar on-

das de interesse e emoção no mundo europeu da navegação. Quatro motores fora de borda V MAX SHO Yamaha: um grande evento • V MAX SHO 90 • V MAX SHO 115 • V MAX SHO 150 • V MAX SHO 175 O nome V MAX é lendário. Sempre se destacou pela performance e pelo estilo muito além da norma, sendo reconhecido como o nome de um motor fora de borda que está simplesmente um campeonato à frente dos outros, numa classe própria, na verdade.


Náutica

Punho do Yamaha V MAX SHO 90 Estes modelos foram especificamente concebidos e desenvolvidos para proporcionar um nível de performance alargado à atual geração de barcos de aventura, pesca, desportos leves e rápidos, e para aumentar a adrenalina nos seus proprietários apaixonados pela diversão e emoção. Por isso, o tipo de pessoa que procura sempre um pouco mais de emoção e que se entusiasma ao possuir uma máquina fora do vulgar irá escolher um novo V MAX SHO. Sem dúvida. Família V MAX SHO: as vantagens são melhores quando partilhadas Concebida com uma missão de design de criar uma

Yamaha V MAX SHO 90

Yamaha V MAX SHO 90 2020 Setembro 405

13


Náutica

Yamaha V MAX SHO 115 gama de motores mais leves e mais compactos para garantir o máximo binário, sem comprometer a reconhecida qualidade de construção, resistência ou fiabilidade da Yamaha. Ao alcançar estes objetivos por si só, foram obtidas vantagens significativas de performance sob a forma de uma relação peso-potência notável que é simplesmente a melhor na sua classe. Sem sombra de dúvida.

Yamaha V MAX SHO 115 14

2020 Setembro 405

O desenvolvimento e a inclusão de várias outras novas tecnologias também desempenharam papéis fundamentais na obtenção destes motores fora de borda, que trabalham perfeitamente em conjunto para proporcionar ao seu barco uma impressionante performance fora do vulgar, uma aceleração entusiasmante e uma velocidade emocionante ao sabor do vento. Man-

Yamaha V MAX SHO 115


2020 Setembro 405

15


Náutica

Yamaha V MAX SHO 150 tendo, naturalmente, a principal vantagem da Yamaha de um funcionamento silencioso, suave e sofisticado para o máximo conforto a bordo. O estilo é igualmente importante e a nova gama apresenta o seu legado ao incluir a distinta capota em preto e vermelho da V MAX, com um novo esquema gráfico dinâmico, agressivo e desportivo que se destaca no painel de popa do seu barco. Esta afirma claramente “isto não é um motor fora de borda comum” e, de facto, não é!

Yamaha V MAX SHO 150 16

2020 Setembro 405

Os modelos V MAX SHO, em poucas palavras. • V MAX SHO 90 • V MAX SHO 115 • V MAX SHO 150 • V MAX SHO 175 • Design compacto e utilização de materiais compostos: mais potência para menos

peso • Tecnologia avançada: 4 cilindros, formato de 16 válvulas com EFI de 90 CV a 175 CV • Modelos de 90 e 115 CV: motor de 1,8 litros de última geração • Modelos de 150 e 175 CV: 2,8 litros com DOHC e VCT (árvore de cames variável) • Preparados para uma performance fora do vulgar em barcos desportivos leves • Binário líder na sua classe em toda a gama de potência: uma performance fantástica a alta velocidade • Suave e silencioso: para passeios de barco e pesca mais descontraídos - quando não estiver a rasgar ondas! • Design da capota distinto e bem conhecido da “V MAX” em vermelho e preto • O novo e elegante esquema gráfico “SHO” destacase da multidão • Alternador de alta potência - muita potência - e bateria com carregamento a RPM


Náutica

Yamaha V MAX SHO 150 reduzidas • Compatibilidade com a vasta gama de manómetros digitais e sistemas de controlo da Yamaha

• Opção de velocidade de ajuste variável: defina incrementos de velocidade de 50 rpm a partir de 550 - 1000 rpm (V MAX SHO 90/115) ou

650 - 900 rpm (V MAX SHO 150/175) • A vasta gama de hélices inclui várias versões SDS (sistema de amortecimento

no comando) • Sistema de segurança YCOP opcional (sistema de segurança imobilizador da Yamaha)

Yamaha V MAX SHO 175 2020 Setembro 405

17


Náutica

Yamaha V MAX SHO 175 • Fiabilidade inigualável da Yamaha: famosa em todo o mundo. Descubra a gama completa.

Yamaha V MAX SHO 175

Acessórios genuínos da Yamaha A Yamaha desenvolveu uma vasta gama de acessórios genuínos para os motores fora de borda e produtos marítimos, incluindo itens atrativos que, além de aumentar a sua satisfação,

irão potenciar a performance, o conforto, o estilo ou a capacidade de utilização do seu barco. Além disso, encontra-se disponível uma excelente gama de vestuário da marca Yamaha, incluindo equipamento para desportos aquáticos e brinquedos, casacos, calções, t-shirts, bonés, etc. A gama de acessórios e vestuário genuínos está em constante evolução, por isso, explore mais!

Yamaha V MAX SHO 175 18

2020 Setembro 405


2020 Setembro 405

19


Notícias do Mar

Dia Internacional de Limpeza Costeira

Portugal Une-se em Mais de 100 Ações de Limpeza de Lixo Marinho

Respondendo ao desafio da Fundação Oceano Azul, dezenas de organizações e de entidades portuguesas assinalam em conjunto o Dia internacional de Limpeza Costeira, com mais de 100 ações terrestres e subaquáticas a decorrerem entre os dias 19 e 27 de setembro de 2020.

A

través de ações de recolha de lixo marinho levadas a cabo de norte a sul do país e nas regiões autónomas, este desafio pretende mobilizar de novo a sociedade civil e o público em geral para o problema do lixo marinho e para a necessidade de maior proteção do oceano. - Ações de limpeza de lixo marinho estendem-se aos arquipélagos da Madeira e dos Açores - Pela primeira vez, centros e escolas de mergulho de todo o país juntam-se a esta iniciativa com ações de limpeza subaquática - As ações decorrem de acordo com as medidas

20

2020 Setembro 405


Notícias do Mar

de contigência em vigor aplicadas a nível nacional Também pela primeira

vez e em parceria com o “Projeto Quando +1 é = -1”, os centros e escolas de mer-

gulho foram convidados a juntarem-se à iniciativa para celebrar este Dia Internacio-

nal, organizando ações de recolhas subaquáticas de lixo marinho. Neste momen-

2020 Setembro 405

21


Notícias do Mar

to, há já cerca de 20 ações de limpeza subaquática marcadas, incluindo Açores e Madeira. As organizações que pretendam aderir à iniciativa ainda podem registar as suas ações de limpeza no website da Fundação Oceano Azul (aqui), onde também os cidadãos encontram a informação necessária sobre

22

locais, datas e horas para se juntarem a este movimento nacional de combate ao lixo marinho. Dadas as medidas de contingência atualmente em vigor, é necessário que todas as organizações e voluntários sigam as regras estabelecidas a nível nacional. Em 2019, com esta iniciativa foram recolhidas 13 toneladas de lixo marinho em 65 ações de limpeza costeira, as quais envolveram mais de 2300 voluntários e 100 organizações, tendo

2020 Setembro 405

sido limpos mais de 80 km da costa portuguesa. A Fundação Oceano Azul congratula-se com a grande adesão a esta iniciativa, que visa combater um dos maiores problemas ambientais do planeta: o lixo marinho. Sobre o Dia Internacional da Limpeza Costeira Há mais de 30 anos, comunidades costeiras norte americanas uniram-se com o objetivo de recolher e do-

cumentar o lixo das praias. Reconhecida internacionalmente como uma das mais importantes organizações na área da conservação do oceano, a Ocean Conservancy promoveu estas ações e desde então criou o Dia Internacional de Limpeza Costeira. A mobilização tem vindo a crescer, a uma escala internacional, inspirando e reunindo voluntários de mais de 100 países para participar na limpeza de praias.


2020 Setembro 405

23


Náutica

Notícias Yamaha

Nova gama WaveRunner 2021

Na onda de uma adrenalina totalmente nova Yamaha “Revs Your Heart”

Yamaha GP1800R HO A nossa marca representa entusiasmo e emoção - o que sentimos ao criar os nossos produtos e o que presenteamos através deles. Representa a constante procura pela melhoria e inovação - na nossa engenharia e na nossa visão. Somos qualidade e fiabilidade, mas o mais importante é a paixão que colocamos em tudo o que fazemos.

E

m 65 anos do legado Yamaha Motor, inspirámos e continuamos a inspirar as pessoas a manterem-se próximas do que adoram. Por trás de cada WaveRunner encon-

tra-se um legado de inovação em design e engenharia que tem proporcionado consistentemente as máquinas mais fiáveis, de alta performance e emocionantes do mundo. A ambição cons-

tante por atingir essa difícil combinação significou que cada um desses anos trouxe uma melhoria da qualidade e capacidade, impulsionada pela nossa paixão focada em alcançar 100% de exce-

Yamaha VX Cruiser 24

2020 Setembro 405

lência em cada produto que lhe oferecemos. Quer se trate de lazer e diversão fácil, apenas de si ou de momentos partilhados com os seus entes queridos, quer se trate de vencer e de sentir a adrenalina nas suas veias, estamos presentes para acelerar ainda mais o seu coração! WaveRunners de 2021: Modelos feitos à sua medida. De forma perfeita. Após tantos anos de experiência, continuamos a evoluir para nos aproximarmos dos nossos clientes. Cada proprietário, condutor ou família tem o seu próprio estilo e abrimos uma “caixa de ferramentas” diferente para criar os produtos


Náutica

Yamaha VX Cruiser que irão proporcionar o máximo de diversão, alegria, emoção e pura adrenalina. É por isso que revolucionámos a nossa gama, agora dividida em três segmentos: Desportivo, Cruising e Recreio. Segmento Desportivo: Séries SuperJet e GP Uma gama impressionante das nossas máquinas de competição com a mais elevada performance, para aqueles que prosperam com a adrenalina da condução a velocidades muito elevadas ou da exploração dos limites de condução em curvas. Para aqueles que vivem para desafiar os limites, seja em competição ou para puro prazer, a nossa gama Desportiva é puramente “radical”. Novo SuperJet a 4 tempos! A partir do nosso ADN de competição, nasce hoje uma máquina de adrenalina da nova era. Longe vão os tempos em que era exclusiva para profissionais. O motor a 4 tempos de 3 cilindros e o novo e elegante casco leve garantem o domínio das ondas em linha reta a altas velocidades e em curvas agressivas. Capacidade e potência O nosso premiado motor marítimo TR-1 de três cilindros a 4 tempos é uma

unidade de 1049 cc leve e compacta que proporciona a performance entusiasmante que os pilotos em pé procuram, mas mais suavemente do que nunca. É por isso que o elegante e ultraleve SuperJet é capaz de proporcionar uma combinação unicamente poderosa entre velocidade e aceleração intensas, com uma manobrabilidade inigualável… e adrenalina pura. A agilidade e o controlo máximos são as outras caraterísticas únicas que conferem ao SuperJet as suas inigualáveis capacidades de contornar curvas. Estabilidade e emoção Com base num casco mais amplo e estável, é agora ideal para utilização recreativa. A coluna da direção e o guiador com molas permitem que o condutor consiga, naturalmente, uma confortável posição de inclinação para a frente, a postura perfeita

Yamaha VX Cruiser para uma condução e curvas super-rápidas - e para dar nas vistas! Concebido para todos O novo L-MODE® reduz a performance do motor para cerca de 35 nós - uma funcionalidade útil e que fortalece a confiança dos condutores principiantes. Sem complicações Nenhuma outra moto de

água é tão fácil de manobrar. Cabe facilmente na parte de trás de uma carrinha leve ou num SUV de maiores dimensões e o seu peso incrivelmente reduzido em comparação com as alternativas existentes torna-a extremamente simples de colocar na água e recolher. Naturalmente, é ideal para guardar no convés de um iate de maiores dimensões.

Yamaha EX Limited 2020 Setembro 405

25


Náutica

Yamaha EX Limited

Yamaha EX Limited O aspeto não engana O aspeto minimalista em preto e branco foca a atenção nas curvas gráficas agressivas e dá espaço à imaginação para personalização.

sobrealimentada e a GP1800R HO com aspiração normal são os líderes do grupo, os nossos modelos topo de gama e epítome da moto de água de competição e de lazer de alta performance da atualidade.

Série GP A Yamaha GP1800R SVHO

Controlo de arranque

e de desempenho nas curvas A novidade deste ano na série GP é o primeiro sistema de ajuste automático da indústria com controlo de arranque e controlo de desempenho nas curvas. Quando ativado, o controlo de desempenho nas curvas muda automaticamente o ajuste para a posição de proa descida ao desacelerar para uma curv mais apertada. Após a curva, o controlo de desempenho nas curvas regressa automaticamente à definição de ajuste original. O controlo de arranque é diferente, uma vez que desce automaticamente o ajuste para evitar a elevação da proa ao acelerar rapidamente. Estas funções são automáticas para proporcio-

Yamaha EX Sport 26

2020 Setembro 405

narem novos níveis de condução e performance tanto a pilotos como a utilizadores recreativos. Caraterísticas de design inspiradas na competição Por baixo da linha de água encontra-se uma grelha de admissão redesenhada e uma bomba de jato melhorada para uma melhor ligação e para uma aceleração mais rápida. Também novidade é o revestimento do casco redesenhado que desloca o depósito de combustível 80 mm na direção da popa e 15 mm mais abaixo no casco. Ao reposicionar o peso do depósito de combustível, o novo centro de gravidade melhora a agilidade e o comportamento da GP. Segmento Cruising: Séries VX e FX Só porque prefere uma abordagem mais silenciosa e descontraída, não significa que perde a performance emocionante presente no núcleo de cada WaveRunner! Apesar de estes modelos VX e FX estarem equipados com funcionalidades práticas e luxuosas para navegar perto da margem e explorar as águas calmas, basta acionar o acelerador (avise o seu passageiro primeiro!) para viajar para o mundo da emocionante diversão ao sabor do vento, que é marca do segmento WaveRunner.


Náutica

Yamaha EX Sport Série VX A gama VX tornou-se uma das maiores histórias de sucesso da indústria, mas com a introdução de quatro modelos totalmente novos com um novo estilo desportivo, novos emocionantes designs de casco e deck e sistemas de controlo eletrónico sofisticados, a fasquia foi novamente elevada. Potência correspondente ao estilo Os modelos VX, VX DeLuxe e VX Cruiser são todos alimentados pelo nosso inovador motor de 3 cilindros, o TR-1 High Output de 1049 cc. Esta unidade extremamente compacta e leve é realmente energética e proporciona uma aceleração dinâmica e uma potência máxima excelente, além de economia e fiabilidade. O peso deste motor também possibilita manobrabilidade, agilidade e equilíbrio superiores. Potência HO para VX Cruiser HO topo de gama A VX Cruiser HO é alimentada pelo motor WaveRunner de maior capacidade de sempre, o potente motor TR-1 High Output de 1218 cc e 4 cilindros. Esta unidade também é extraordinariamente compacta, mas, como o seu nome indica, proporciona um impulso incrível e uma velocidade topo de

gama para passeios de longa distância emocionantes e aventuras de exploração. Maior conforto e manobrabilidade Tanto o banco superconfortável como os guiadores em todos os modelos VX apresentam um design novo e mais estreito, proporcionando uma excelente posição ergonómica de condução e assento. Juntando um espaço para os pés mais profundo e amplo a punhos com um novo design, proporcionamos (especialmente aos utilizadores de baixa estatura) um maior controlo durante a condução. Sistema eletrónico avançado para maior controlo A gama VX foi uma das primeiras a incluir o siste-

Yamaha EX Sport ma RiDE exclusivo, revolucionário e intuitivo, o qual transforma a experiência de condução através da introdução de um controlo verdadeiramente intuitivo inédito em qualquer moto de água, e também traz as vantagens do sistema de marcha-atrás de velocidade continuada. Um nível raro de funcionalidade numa gama de motos de água tão acessível.

Novos ecrãs do painel de instrumentos* nos modelos VX DeLuxe e Cruiser O novo e exclusivo sistema de leme multifunções Connext, com um ecrã a cores de 4,3” elegante, preciso e de leitura precisa, é uma tecnologia de ponta. Além disso, em termos de funcionalidade, estes três modelos VX conquistam o

Yamaha FX HO Cruiser 2020 Setembro 405

27


Náutica

Yamaha FX HO Cruiser Yamaha FX HO Cruiser seu coração com outras novas vantagens, como dois pontos de ligação para a instalação de equipamento convenientemente posicionados para o seu kit de navegação, sonar, câmara ou outros dispositivos.

Leve a sua música para a água! O equipamento de som é instalado de série em ambas as versões Cruiser da VX. Estes modelos dispõem de outro talento muito especial e surpreendente - a

capacidade de se transformarem numa sala de concertos, graças ao sistema de som Bluetooth totalmente integrado e instalado de fábrica. Os altifalantes estão idealmente posicionados nos espaços para os pés e são controlados a partir de um painel de acesso fácil no guiador. Encontra-se

Yamaha FX SVHO instalado um regulador de baixa tensão para proteger a bateria.

Yamaha FX SVHO 28

2020 Setembro 405

Nova e grande vantagem de armazenamento Para aumentar ainda mais o seu prazer, os modelos VX dispõem de compartimentos de arrumação líderes na sua classe, os quais incluem um enorme porta-luvas impermeável (com iluminação LED azul envolvente e tomadas USB/12 V nos

modelos VX DeLuxe e VX Cruisers). Quando contabiliza as amplas instalações sob o assento e da proa, a capacidade de arrumação é de 114 litros! Graças a caraterísticas como estas, os nossos modelos VX mais recentes elevam a experiência de motos de água a um nível totalmente novo. Interessado em desportos náuticos? A nova VX será realmente apelativa para os fãs de desportos aquáticos, com grandes espelhos duplos, plataforma traseira alargada com degrau de embarque redesenhado e mais confortável e um gancho de reboque forte. Os tapetes Hydro-Turf antiderrapantes, confortáveis e elegantes representam outro dos verdadeiros prazeres a ter em conta após uma sessão de wakeboard, esqui aquático ou natação. Nos modelos VX Cruiser, os dois cunhos ocultáveis facilitam a amarração. Série FX A gama FX desfruta de uma reputação mundial pelos seus designs de engenharia avançados e uma manobrabilidade fiável. Estas motos de água de alta qualidade são modelos emblemáticos dos quais se pode aproximar e desfrutar.


Náutica

Yamaha FX SVHO FX SVHO e FX Cruiser SVHO Coloque um sorriso na cara ao conduzir estas máquinas de forma agressiva e conquistadora, ou explorando a sua personalidade mais descontraída, quando se tornam nas máquinas de 3 lugares mais suaves e silenciosas e potentes que poderia desejar, prontas para o levar em grandes aventuras com sofisticação e conforto. O motor SVHO sobrealimentado é o maior e mais potente motor de qualquer WaveRunner e, em conjunto com o casco e a estrutura NanoXcel®2 de peso reduzido, é uma combinação fantástica - potência suave e impressionante combinada com uma condução estável, ágil e extremamente confortável. A tecnologia e inovação topo de gama estão bem patentes nestes modelos repletos de funcionalidades, com o nosso revolucionário e intuitivo sistema de controlo RiDE, o trim e o sistema de marcha à ré eletrónicos,

Yamaha VX o Cruise-Assist e o sistema de segurança por controlo remoto. As versões Cruiser são a verdadeira referência de toda a gama WaveRunner, oferecendo toques adicionais - por exemplo, cunhos ocultáveis - não incluídos nos restantes modelos FX. FX HO e FX Cruiser HO Com os seus sistemas RiDE revolucionários e os seus cascos leves NanoXcel®,

Yamaha VX

Yamaha VX 2020 Setembro 405

29


Náutica

Já mudámos o paradigma com as nossas WaveRunners da série EX. Estas são máquinas altamente respeitadas e reconhecidas que partilham o mesmo ADN e a qualidade de fabrico superior da nossa moto de água de alta qualidade mais cara e com todas as funcionalidades, mas apresentam tamanhos mais pequenos e leves para uma experiência divertida para toda a família. Yamaha VX DeLuxe estes modelos versáteis proporcionam uma performance e manobrabilidade sem precedentes, fazendo com que sejam a escolha perfeita para o utilizador que procura emoções, quer para viagens aventureiras ou para uma condução desportiva entusiasmante. Prepare-se para os níveis mais elevados de conforto, estabilidade e manobrabilidade que alguma vez sentiu. Embora não seja sobreali-

mentado, o notável motor de elevada potência de 1812 cc encontra-se instalado em todos os modelos FX HO, com uma bomba de combustível de alta pressão e um sistema de aceleração eletrónica inteligente, os quais proporcionam uma performance suave, potente e económica. A FX HO e a sua irmã Cruiser têm uma série de funcionalidades que suscitam a vontade de conduzir, como o modo No-Wake e o Cruise-

Yamaha VX DeLuxe

Assist, três lugares sofisticados, uma plataforma de natação grande e estável, um degrau de embarque extra profundo, manípulos duplos, muito espaço de armazenamento… e a impressionante história continua. Segmento de Recreio: Série EX Desde o seu lançamento, a gama EX tem proporcionado o prazer inigualável de um modelo WaveRunner a um público mais amplo do que nunca. Potente. Ágil. Fiável. E muito divertida. Apesar de disponibilizar muitas das funcionalidades exclusivas e avançadas dos nossos modelos premium, a incrível versatilidade e acessibilidade dos modelos EX fez deles um sucesso mundial e uma verdadeira revelação para a indústria de motos de água em todo o mundo.

Preço e disponibilidade do modelo do ano 2021 da WaveRunner: Contacte a sua Loja Yamaha Marine local. Descubra a nova gama WaveRunner no nosso website! Linha de vestuário e acessórios genuínos da Yamaha A Yamaha desenvolveu uma vasta gama de acessórios genuínos para os modelos WaveRunner, incluindo itens atrativos que, além de aumentar a sua satisfação, irão potenciar a performance, o conforto, o estilo ou a capacidade de utilização da sua embarcação individual. Além disso, encontra-se disponível uma excelente gama de vestuário da marca Yamaha, incluindo equipamento para desportos aquáticos e brinquedos, casacos, calções, T-shirts, bonés, etc. A gama de acessórios e vestuário genuínos está em constante evolução, por isso, explore mais! YouTube: https:// youtu.be/fqMzt_C7qg4

Yamaha VX DeLuxe 30

2020 Setembro 405


2020 Setembro 405

31


Náutica

Notícias Yamaha

Novo SuperJet

Yamaha SuperJet WC2

Uma nova era de condução em pé Yamaha “Revs Your Heart”

A nossa marca representa entusiasmo e emoção - o que sentimos ao criar os nossos produtos e o que presenteamos através deles. Representa a constante procura pela melhoria e inovação - na nossa engenharia e na nossa visão. No entanto, o mais importante é a paixão que colocamos em tudo o que fazemos.

O

O premiado motor marítimo TR-1 de três cilindros a 4 tempos 32

2020 Setembro 405

nosso ADN de competição é outro pilar da marca Yamaha Motor. Porém, o que pretendemos garantir é que o emocionante entusiasmo que os nossos produtos de competição proporcionam não tem limites. Injetamos adrenalina, precisão e engenharia em cada vez mais modelos disponíveis para o público em geral. Atualmente, isto é especialmente verdade, quando um modelo exclusivo de competição sai da pista para as mãos de todos aqueles que querem sentir essa velocidade única.


Náutica

Novo SuperJet a 4 tempos! O SuperJet é o ícone da condução em pé há mais de 30 anos, criando um mundo de corridas à sua volta. A partir desse mesmo ADN, nasce hoje uma máquina de adrenalina da nova era. Longe vão os tempos em que era exclusiva para profissionais. O motor a 4 tempos de 3 cilindros e o novo e elegante casco leve garantem o domínio das ondas em linha reta a altas velocidades e em curvas agressivas Capacidade e potência O nosso premiado motor marítimo TR-1 de três cilindros a 4 tempos é uma unidade de 1049 cc leve e compacta que proporciona a performance entusiasmante que os condutores em pé procuram, mas mais suavemente do que nunca. É por isso que o elegante e ultraleve SuperJet é capaz de proporcionar uma combinação unicamente poderosa entre velocidade e aceleração intensas, com uma manobrabilidade inigualável… e adrenalina pura. A agilidade e o controlo máximos são as outras caraterísticas únicas que conferem ao SuperJet as suas inigualáveis capacidades de contornar curvas. Estabilidade e emoção Com base num casco mais amplo e estável, é agora ideal para utilização recreativa. A coluna da direção e o guiador com molas permitem que o condutor consiga, naturalmente, uma confortável posição de inclinação para a frente, a postura perfeita para uma condução e curvas super-rápidas - e para dar nas vistas! O novo design inclui uma coluna do guiador ajustável de três po-

Yamaha SuperJet WC2 sições extensível até 50 mm de comprimento, juntamente com um guiador com estilo de competição e um suporte para os pés amplo e revestido com uma pega para embarque integrada. Concebida para todos O novo L-MODE® reduz a performance do motor para cerca de 35 nós - uma funcionalidade útil e que fortalece a confiança dos condutores principiantes. A

alimentação do motor TR-1 é proporcionada por um depósito de combustível maior com quase 19 litros que confere bastante autonomia para o condutor em pé mais explorador. Além disso, o deck dispõe de um medidor de nível baixo de combustível de leitura fácil. Sem complicações Nenhuma outra moto de água é tão fácil de manobrar. Cabe facilmente na

parte de trás de uma carrinha leve ou num SUV de maiores dimensões e o seu peso incrivelmente reduzido em comparação com as alternativas existentes torna-a extremamente simples de colocar na água e recolher. Naturalmente, é ideal para guardar no convés de um iate de maiores dimensões. O aspeto não engana O aspeto minimalista em pre-

Yamaha SuperJet WC2 2020 Setembro 405

33


Náutica

Yamaha SuperJet WC2 to e branco foca a atenção nas curvas gráficas agressivas e dá espaço à imaginação para personalização. O novo design do deck inclui uma coluna do guiador ajustável de três posições que pode ser extensível até 50 mm de comprimento, juntamente com estilo de competição e um suporte para os

pés amplo e revestido com uma pega para embarque integrada. Pontos principais 1. Já não se limita apenas à utilização em competição e ao circuito de competição 2. Enorme fator de diversão herdado do SuperJet original

3. Fácil de colocar na água, transportar e armazenar numa carrinha ou num iate de maiores dimensões Principais caraterísticas técnicas 1. Motor TR-1 a 4 tempos e 1049 cc de alta performance

Yamaha SuperJet WC2 34

2020 Setembro 405

2. Casco leve e estável com uma ampla secção dianteira 3. Aceleração e performance em curva excecionais 4. Modo eletrónico especial de aprendizagem “L Mode” para limitar a potência 5. Bomba de jato com 144 mm e ponteira ajustável 6. Grelha de admissão superior com estilo de competição e impulsor especial 7. Coluna da direção ajustável em 3 posições com molas (+50 mm) 8. Suporte para os pés amplo e revestido com tapete Hydro-Turf antiderrapante 9. Prática pega de embarque 10. Bomba de água de esgoto automática e sistema de controlo 11. Autonomia generosa e indicação clara do nível de combustíve Disponibilidade e preço do novo SuperJet O novo SuperJet estará dis-


Náutica

ponível na rede de Lojas Yamaha Marine em toda a Europa. Para obter mais informações sobre as datas e os preços específicos, contacte a sua loja local. Novas cores do SuperJet O novo SuperJet está disponível em branco para reforçar o seu design minimalista e puro. Yamaha SuperJet WC2

WaveRunners de 2021: Modelos feitos à sua medida. De forma perfeita. Após tantos anos de experiência, continuamos a evoluir para nos aproximarmos dos nossos clientes. Cada proprietário, condutor ou família tem o seu próprio estilo e abrimos uma “caixa de ferramentas” diferente para criar os produtos que irão proporcionar o máximo de diversão, alegria, emoção e pura adrenalina. É por isso que revolucionámos a nossa gama, agora dividida em três segmentos: Desportivo, Cruising e Recreio. Segmento Desportivo Uma gama impressionante das nossas máquinas de competição com a mais elevada performance, para aqueles que prosperam com a adrenalina da condução a velocidades muito elevadas ou da exploração dos limites de condução em curvas. Para aqueles que vivem para desafiar os limites, seja em competição ou para puro prazer, a nossa gama Desportiva é radical. Série GP A Yamaha GP1800R SVHO sobrealimentada e a GP 1800R HO com aspiração normal são os líderes do grupo, os nossos modelos topo de gama e epítome da moto de água de competição e de

Yamaha SuperJet WC2 lazer de alta performance da atualidade. Modelo de 2021 da Série GP: • Nova GP1800R HO.

Concebida para conquistar. • Nova GP1800R SVHO. “Radical” não basta. Segmento Cruzeiro: Séries VX e FX

Só porque prefere uma abordagem mais silenciosa e descontraída, não significa que perde a performance emocionante presente no

Yamaha GP1800RSVHO 2020 Setembro 405

35


Náutica

núcleo de cada WaveRunner! Apesar de estes modelos VX e FX estarem equipados com funcionalidades práticas e luxuosas para navegar perto da margem e explorar as águas calmas, basta acionar o acelerador (avise o seu passageiro primeiro!) para viajar para o mundo da emocionante diversão ao sabor do vento, que é marca do segmento WaveRunner.

Yamaha VX Cruiser HO

Série VX A gama VX tornou-se uma das maiores histórias de sucesso da indústria, mas com a introdução de quatro modelos totalmente novos com um novo estilo desportivo, novos motores, novos emocionantes designs de casco e deck e sistemas de controlo eletrónico sofisticados, a fasquia foi novamente elevada. Modelo de 2021 da Série VX: • Nova VX. Potência fácil de conduzir. • Nova VX DeLuxe. Dê estilo à sua viagem. • Nova VX Cruiser. Navegue pelas ondas de diversão! • Nova VX Cruiser HO. Potência pura libertada.

Yamaha FX Cruiser HO

Série FX A gama FX desfruta de reputação mundial pelos seus designs de engenharia avançados e uma condução fiável e segura. Estas motos de água de alta qualidade são modelos emblemáticos dos quais se pode aproximar e desfrutar. Modelo de 2021 da Série FX: • FX HO. A versatilidade elegante. • FX SVHO. Sobrealimente as suas aventuras. • FX Cruiser HO. Expanda os seus horizontes. • FX Cruiser SVHO. Performance sem compromissos.

Yamaha VX DeLuxe

36

2020 Setembro 405


Náutica

Segmento de Recreio: Série EX Desde o seu lançamento, a gama EX tem proporcionado o prazer inigualável de um modelo WaveRunner a um público mais amplo do que nunca. Potente. Ágil. Fiável. E muito divertida. Apesar de disponibilizar muitas das funcionalidades exclusivas e avançadas dos nossos modelos premium, a incrível versatilidade e acessibilidade dos modelos EX fez deles um sucesso mundial e uma verdadeira revelação para a indústria de motos de água em todo o mundo. Modelo de 2021 da Série EX: • EX Limited: Entre num mundo de diversão. • EX Sport: Condução EXcitante. • EXR: Domine as ondas. Descubra a nova gama WaveRunner no nosso website! Vestuário e acessórios genuínos da Yamaha A Yamaha desenvolveu uma vasta gama de acessórios genuínos para os modelos WaveRunner, incluindo itens atrativos que, além de aumentar a sua satisfação, irão potenciar a performance, o conforto, o estilo ou a capacidade de utilização da sua embarcação individual. Além disso, encontra-se disponível uma excelente gama de vestuário da marca Yamaha, incluindo equipamento para desportos aquáticos e brinquedos, casacos, calções, T-shirts, bonés, etc. A gama de acessórios e vestuário genuínos está em constante evolução, por isso, explore mais! www.yamahamotor.eu/pt/ YouTube: https:// youtu.be/fqMzt_C7qg4

Yamaha FX SVHO

Yamaha EX Sport

Yamaha EX Limited 2020 Setembro 405

37


Electrónica

Notícias Nautel

NAUTEL Reforça Sua Gama de Soluções

Para a Área Marítima Através de Parceria com a FRIGOMAR (Itália) A Nautel orgulha-se de anunciar uma nova parceria que reforça a sua oferta de soluções diferenciadas.

A

Frigomar tem uma posição de liderança no campo da refrigeração marítima, sistemas de AR Condicionado, e máquina de produção de gelo. Nos últimos anos consolidou a sua posição de fabricante de referência mundial neste setor. Isso deveu-se, entre

38

2020 Setembro 405


Electrónica

www.nautel.pt

outras coisas, à inovação, investigação & desenvolvimento nas suas tecnologias, à sua logística e serviço pós-venda. A empresa cresceu graças à escolha precisa de matérias-primas e a alta competência de sua equipa. A Frigomar é capaz de oferecer uma ampla gama de produtos padrão ou personalizados em função de especificações que lhes sejam apresentadas. Uma das suas tecnologias de vanguarda está nos sistemas de Ar Condicionado. A tecnologia VFD (Variable Frequency Drive) é

usada para controlar com precisão a velocidade do compressor a fim de fornecer apenas a capacidade necessária em cada momento , em função das condições ambientais . Isto contrasta com os aparelhos de ar condicionado tradicionais, que usam compressores do tipo liga / desliga, e funcionam só na velocidade máxima ou parado. O bloco da Frigomar está equipado com um compressor de motor BLDC (98% de eficiência energética) controlado por um inversor elétrico variando a velocidade de 20-100 Hz. Graças à eliminação

do “start/stop” a eficiência energética é consideravelmente aumentada sem oscilações bruscas de temperatura do ar aumentando assim a vida útil da unidade e o conforto a bordo.

Em anexo, um perfil completo da empresa. Ficamos assim ao dispor para receber as vossas consultas específicas em Ar Condiciondado, Refrigeração e produção de gelo (ice makers).

2020 Setembro 405

39


Notícias do Mar

Projecto Saravah Tejo

Entrevista Antero dos Santos

À descoberta do Tejo no veleiro Saravah

Saída de Alhandra Dar a conhecer o Tejo a fazer vela, é a ideia de Carlos César Salgado, numa aposta de negócio de Marítimo-Turística, com base no Centro Náutico em Alhandra, no seu veleiro Saravah.

P

ara conhecermos melhor a iniciativa de Carlos César conversámos com ele durante um passeio no seu barco, entre Alhandra e o Palácio das Obras na Vala Real de Azambuja,

Embarque em Alhandra 40

2020 Setembro 405

Qual é o seu projecto? Se me permite, gostava de começar por esclarecê-lo qual foi a génese deste meu novo projeto, contando-lhe uma pequena história, como introdução: Foi desde muito cedo que nasceu a minha paixão pelos barcos, tinha eu uns quatro anos de idade, sendo o meu pai velejador de competição


Notícias do Mar

levava-me com ele quando ia para o Posto Náutico da Secção de Vela do Alhandra para aparelhar e afinar o seu barco. Para conseguir estar concentrado nessas tarefas, atava-me uma ponta de uma escota à cintura e a outra à base do mastro para eu não fugir, e assim ficava eu ali, atento, a observar toda a azáfama da preparação para a regata e a brincar com escotas e moitões. Uns anos mais tarde, com a idade de 8 anos, entrei na Escola de Vela do Alhandra Sporting Clube, tendo como professor o saudoso Teófilo Peniche e iniciando assim a aprendizagem da arte de velejar que se tornou uma paixão que me acompanha até aos dias de hoje. Mais tarde, já adolescente, como o meu pai era um fundador da Associação dos Amigos do Tejo, inscreveu-me no Juventejo, movimento de jovens amigos do Tejo, e a partir daí tive uma formação específica durante os vários programas e atividades de formação em educação ambiental, navegação, marinharia, orientação cartográfica e de vigilante do Tejo, designadamente nas Tagíadas da Juventude, O Tejo na Escola, as Descobertas d´Aquem no barco Varino da Câmara Municipal da Moita, o Boa Viagem, à vela,

Içar das velas desde Valada do Ribatejo, descendo o rio, tocando todos os portos fluviais dali até Oeiras para além de outras formações e viagens de estudo, que culminaram com o curso “Vida Tejo”, para a formação e treino dos Vigilantes do Tejo. Depois, tirei as

Parque de merendas do Carregado

Cais de Valada

Pôr do sol a caminho de Alhandra 2020 Setembro 405

41


Notícias do Mar

A tripulação

várias cartas até Patrão de Costa na Aporvela e o Curso de Vela de Competição na VelaLusa. Ainda, umas décadas mais tarde, através de várias iniciativas da Camara Municipal da Azambuja, fui arrais do Varino Vala Real que fazia passeios de Azambuja até Lisboa e fui monitor de vela, windsurf e canoagem no programa Férias em Movimento. Todas estas experiências estiveram na origem do meu amor pelo Tejo e do espírito de ir à sua descoberta, navegando. Depois desta história de infância e resumo de experiências e formações, gostaria de contar como este meu projeto é um sonho antigo que partiu do meu conheci-

Pôr do sol no rio

Vala Real de Azambuja 42

2020 Setembro 405

Palácio das Obras Novas


Notícias do Mar

mento e paixão pelo rio Tejo, não só pela sua paisagem e biodiversidade como também pela sua história ancestral, nomeadamente a da navegação fluvial comercial de outros tempos, quando o Tejo era a principal estrada do país, com os seus ricos patrimónios material e imaterial, que tive a oportunidade de ir conhecendo e desfrutando ao longa dos anos, o que me levou a ter a ideia de possibilitar aos meus convidados, usufruírem o rio, partilhando com eles a grata vivência que tive ao longo dos anos a descobrir os seus recantos e a encantar-me com os seus encantos, não apenas da parte lúdica como também do património histórico e cultural, que não têm sido suficientemente divulgados, como merecem. Este meu veleiro, o Saravah, que tem 8,50 metros de comprimento, é confortável e ideal, para fazer passeios neste grande estuário do Tejo, ensinando a arte de velejar e dando a conhecer a riqueza da fauna, da flora e da história de toda esta região. Estão pensados passeios/navegações de meiodia, um dia ou dois dias, com a dormida a bordo, para os convidados terem a experiência do que é comer e dormir a bordo de um veleiro.

Palácio das Obras Novas

Corvos marinhos

E quanto à gastronomia? Como navegamos no grande estuário, até Valada, existem vários portos e cais, com uma excelente oferta gastronómica, onde podemos atracar durante a viagem, como por exemplo, a Vala do Carregado, com um parque de merendas bem equipado, a Vala Real da Azambuja com o seu Palácio, Salvaterra de Magos, a aldeia piscatória do Escaroupim e Valada, onde encontramos restaurantes com uma gastronomia típica

Garças boieiras 2020 Setembro 405

43


Notícias do Mar

e bons vinhos regionais. É permitido pescar a bordo? Também estamos equipados para levar os amantes da pesca lúdica a pescar, quer para montante, para quem gosta do peixe do rio, enguias, barbos e fataças, quer para jusante para os lados da Ponte Vasco da Gama, onde já se encontra peixe do mar, corvinas e robalos. Cavalos a beber no rio

Vala Real de Salvaterra

Canal de Azambuja 44

2020 Setembro 405

Na parte cultural, o que podem mostrar? Pretendemos fazer passeios onde vamos mostrando a história. Vamos contar como o rio era uma autoestrada há 100 anos, onde havia um grande tráfego de embarcações de vários tipos, de pessoas e mercadorias e que nessa época o rio era muito mais vivido. Iremos mostrar também Lisboa que está lindíssima, desde a zona do Parque das Nações até Santa Apolónia, Terreiro do Paço, Cais do Sodré, as Docas, Alcântara até à Torre de Belém. Lisboa é linda vista do rio e essa imagem, daremos a quem não conhece. Iremos também mostrar a Vala Real da Azambuja, Salvaterra, Valada, a Palhota e o Escaroupim que são aldeias em palafita, as únicas da Europa. Iremos fazer passeios até ao Palácio das Obras e dar a conhecer igualmente a sua história. É importante que as pessoas conheçam as vilas do Estuário do Tejo e os seus costumes e cultura. Estamos preparados para ser os seus guias. E a riqueza natural, o que podem mostrar? A fauna e a flora do rio Tejo são muito ricas e diversifi-


Notícias do Mar

Vala Real de Salvaterra

Cais de Savaterra cadas, nas zonas onde fazemos os passeios, continua praticamente intocada. Quanto à fauna, podemos avistar no seu habitat natural várias espécies de aves e de pequenos mamíferos

bem como gado bravo e cavalos vivendo praticamente em estado selvagem. Quanto à flora, as margens do rio têm uma vegetação variada e luxuriante com plantas endémicas do Tejo e num esta-

Igreja de Salvaterra do praticamente virgem. Em cada curva do rio, recanto ou canal, somos surpreendidos por paisagens magnificas onde plantas e animais vivem em plena harmonia. Sem falar do pôr-do-sol que

é de cortar a respiração. Para mais informações os contactos são: Tlm. 919263146 saravahtejo@gmail.com https://www.facebook.com/ saravah.tejo

Parque das Nacões 2020 Setembro 405

45


Notícias do Mar

Tagus Vivan

Crónica Carlos Salgado

Investir no Tejo é Preciso

Nós cidadãos portugueses amigos do Tejo, como é sabido, assumimos o “Compromisso Nacional” de pugnar pelo nosso maior Rio, com verdade e resistindo aos populismos que estão na moda, desenvolvendo um conjunto de ações e/ou promovendo atividades, que permitam manter-nos informados com atualidade sobre o estado deste nosso importante recurso natural, por meio de “Observação, Avaliação e Ponderação para possibilitar-nos a Opinar, Sugerir, Pressionar ou Agir, na busca do melhor caminho a seguir, com a ajuda dos cidadãos das comunidades ribeirinhas, e não só.

C

omo temos vindo a dizer, nós cidadãos amigos do Tejo, reconhecemos que um fator limitativo do nosso desenvolvimento social e económico, é o capital natural, isto é, a água, a atmosfera, o solo e a biota. Devemos pois investir neste capital, em particular o da água em geral, e nos recursos naturais em particular, para o que é indispensável “INVESTIR NO TEJO”: 1. investir na conservação dos recursos hídricos (águas superficiais, reservas de água subterrânea) e dos ecossistemas fluviais e 46

ribeirinhos; 2. investir em projetos que reduzam a pressão sobre os recursos hídricos, segundo os princípios da abordagem designada por DPSIR (driving forces, pressures, state, impact, responses), subjacente às modernas políticas de gestão da água; 3. melhorar o desempenho final dos serviços ambientais (por exemplo, abastecimento de água, agricultura, pesca, energia, navegabilidade); 4. garantir o bom funcionamento dos organismos, nacionais, regionais e locais, responsáveis pela boa gestão dos recursos hídricos e ambientais, designadamen-

2020 Setembro 405

te ao nível do planeamento, da monitorização, do licenciamento e da fiscalização. a) Procuraremos apoiar o estabelecimento de novos sistemas orçamentais ambientais que disponibilizem meios para a gestão dos recursos hídricos, em moldes análogos aos que se aplicam a outros tipos de recursos; b) Convidamos todas as autoridades da administração central e local a participarem neste processo, adotando e subscrevendo a presente carta; c) Convidamos também organizações da sociedade civil a participar neste processo, adotando e subscre-

vendo a presente carta; d) Propomos identificar sistematicamente os problemas relacionados com o Tejo, bem como as suas causa; e) Propomos examinar e avaliar as estratégias alternativas do desenvolvimento para o Tejo; f) Propomos que seja organizado em cada ano o “prémio do Tejo sustentável”; Propomos apoiar os diversos decisores e dar contributos para a sustentabilidade do Tejo; g) Propomos divulgar todas as iniciativas que se venham a realizar no âmbito deste Processo; h) Comprometemo-nos,


Notícias do Mar

em conjunto com as entidades competentes, a ajudar a verificar se as condições institucionais são apropriadas e eficientes para garantir o estabelecimento e implementação de um planeamento e gestão sustentáveis para o rio Tejo, a longo prazo. Poderão ser necessários esforços para melhorar a capacidade de organização das nossas instituições, nomeadamente no que diz respeito às disposições políticas, aos processos administrativos, aos métodos de trabalho coletivos e interdisciplinares, aos recursos humanos disponíveis e à cooperação entre as diferentes autoridades, incluindo as mais diversas associações e redes que contribuam para mobilizar todos aqueles que aspiram a MAIS TEJO, MAIS FUTURO!

2020 Setembro 405

47


Notícias do Mar

O tejo a Pé

Depois da caminhada*

N

os dois últimos meses escrevemos sobre a preparação da caminhada e sobre o dia do andar a pé na naturez. Terminamos esta série com o depois, depois da caminhada, o que fica? É provável que durante a caminhada, cada um tenha sentido, à sua maneira, que o dia corre devagarinho, sem pressa, seguindo o ritmo que a própria natureza lhe “impõe”. O regresso a casa coloca-nos perante uma contradição: a agitação da cidade e a calma de que desfrutámos. Estamos, pois, na altura correta para avaliarmos como correu o dia, para apontarmos eventuais erros e pensar formas de os solucionar. É nesta altura que faremos uma autoavaliação do nosso comportamento e 48

2020 Setembro 405


Notícias do Mar

Texto e Fotografia Carlos Cupeto (geólogo, professor na Universidade de Évora)

reações, do que vivemos, de tudo o que sentimos quando despendíamos do nosso “precioso” tempo para andar no campo. É provável que alguns se foquem no corpo, na resposta que o corpo dá ao exercício, outros refletem sobre uma boa conversa que ocorreu ou na persistência na memória da mais bela das paisagens. Na reflexão do fim do dia podemos rever, quiçá completar, as notas que fomos tomando. Um tempo mais tarde será muito gratificante ler esses escritos. Nessa altura, quase, que é possível reviver o melhor de cada caminhada. A caminhada não termina quando chegamos a casa. Os músculos continuam a doer, mas, sobretudo, o nosso saber está mais rico, mais preparados para os desafios diários. O caminhar na natureza não proporciona só benefícios ao nível físico, ajuda a superar problemas a nível de stress, depressão, ansiedade e desânimo. O corpo físico sente-se melhor e com

isso a mente conforta-se. No fim é possível que nos coloquemos frente aos desafios de forma diferente e mais verdadeira. Passo a passo encontraremos o relaxe e a

distensão emocional que necessitamos. E assim esperamos pela próxima oportunidade de andar no campo. Para caminhar no Tejo a pé, logo que seja possível,

basta enviar um mail a cupeto@uevora.pt. *texto adaptado de: Fugas a pé, um guia para caminhar, disponível na loja online do jornal Público.

2020 Setembro 405

49


Náutica

Notícias Touron

Novo Quicksilver Activ 675 Weekend

Para aqueles que preferem passar seus momentos de lazer na água, dia e noite, apresentamos um novo modelo da Quicksilver. O Quicksilver 675 Weekend chegou com o desempenho que se exige e o estilo que deseja, perfeito para a navegação diurna e noctura e longas jornadas fora da terra.

O

Activ 675 Weekend oferece a liberdade de usar o cockpit como se quiser, com uma simples conversão de solário em área de jantar ou como assento, tudo num sistema flip-up sem pernas. Equipado com uma cozinha completa que economiza espaço, ampla cama dupla, eletrónica premium e vistas deslumbrantes na cabina em todas as direções, o Activ 675 Weekend tem o tamanho ideal para os entusiastas da náutica. O novo Quicksilver Activ 675 Weekend aprimora a variedade de modelos da

50

2020 Setembro 405


Náutica

marca com capacidade para jornadas nocturnas. É o novo ponto de entrada no segmento Weekend, apresentando as seguintes características: - Aposentos espaçosos e muitos assentos ao ar livre. - Um cockpit versátil que pode ser convertido numa área de estar ou numa sala de jantar para um solário em segundos. - Vista panorâmica deslumbrante de 360 graus da cabina. - Cozinha compacta, mas cheia na cabina, ideal para preparar refeições. - Mesa conversível de 3 lugares para ser usada como espaço de jantar, cama extra ou assentos voltados para a frente. - WC marítimo e pia privativos. - Portas deslizantes de vidro, para fácil entrada e saída da cabina. - Corrimões montados

2020 Setembro 405

51


Náutica

no telhado para movimentação segura entre a proa e a popa. - Grande solário. - Eletrónica premium

52

disponível, incluindo Simrad NSS evo3 GPS. - Direcção hidráulica e SmartCraft. - Várias possibilidades

2020 Setembro 405

de motorização Mercury, de 115hp a 225hp. O que realmente chama a atenção nesta embarcação é no amplo espaço

para relaxar e desfrutar: um enorme solário de proa, confortável mesa da cabina e plataformas de banho que tornam as en-


Náutica

tradas e saídas na água muito fáceis. O Activ 675 Weekend tem várias possibilidades de configuração, com uma vasta gama de opcionais para atender necessidades específicas de cada um. Para quem deseja os recursos mais solicitados, o Quicksilver Activ 675 Weekend oferece o equipamento Edição SMART. Tudo para tornar a estadia no mar ainda mais confortável e agradável, guincho elé-

trico e geladeira de 51L, mesa de cockpit e solário, cortinas de cabina e outras opções incluídas com um preço muito competitivo. O novo Quicksilver 675 Weekend estará em exposição, em Setembro, no Grand Pavois em La Rochelle (França) e nas feiras de Paris (em Dezembro) e de Düsseldorf (em Janeiro de 2021). Para mais informações sobre o equipamento de série e os opcionais, consultar: https://www.quick-

silver-boats.com/int/en/ activ-675-weekend/ Como empresa comprometida com a melho-

ria constante dos nossos produtos, as especificações estão sujeitas a alterações.

Especificações Comprimento

6,94 m

Boca

2,55 m

Peso em seco

1.642 Kg

Depósito combustível

200

Categoria CE

C

Lotação

8

Potência máxima

225 HP 2020 Setembro 405

53


Náutica

Notícias Touron

Nova Coluna Mercruiser Bravo Four S com Sistema Smart Tow Oferece Controlo Total para Desportos Aquáticos de Tração

A Mercury Marine lançou a coluna Bravo Four S com controlos Smart Tow, um novo sistema de direcção para motores MerCruiser visando a criação da onda perfeita para wakesurf, wakeboard e outros desportos de tração. Os controlos digitais, que coordenam o lastro, as guias de navegação e as configurações de propulsão, assentam num um interface único e intuitivo que torna tudo muito mais simples e mais fácil para o utilizador.

O

s desportos aquáticos, como o wakesurf e o wakeboard, ganharam popularidade global. Os engenheiros da Mercury estudaram cuidadosamente todos os detalhes necessários para optimizar a esteira de um barco para cada um dos vários desportos de tração e desenvolveram um sistema para tornar essas configurações bastante simples e fáceis para o utilizador.

54

2020 Setembro 405


Náutica

Quer os nautas sejam wakesurfers experientes ou iniciantes em despor-

tos de tração, a Bravo Four S oferece a potência necessária para uma prá-

tica desportiva em segurança e com a fiabilidade dos motores MerCruiser

2020 Setembro 405

55


Náutica

4.5 litros V6, 6.2 litros V8 e 8.2 litros V8 250 hp a 430cv.

As tecnologias digitais Mercury SmartCraft, incluindo um sistema Smart

Tow actualizado, vêm de fábrica com a Bravo Four S. Estes controlos permi-

tem a personalização da prática desportiva com apenas alguns toques num monitor táctil Mercury VesselView. O utilizador pode simplesmente seleccionar a atividade desportiva desejada e o sistema Smart Tow exibirá os controlos apropriados para marcar as características perfeitas de aceleração de lançamento, velocidade de reboque e esteira. Outras vantagens da Bravo Four S - Maior manobrabilidade, especialmente em baixas velocidades; - O sistema SmartCraft Digital Throttle & Shift para controlo preciso, o

56

2020 Setembro 405


Náutica

que é particularmente importante quando se está a rebocar; - Uma selecção de cinco novas hélices projectadas especificamente para aproveitar todas as vantagens da Bravo Four S;

- Assistência assegurada por uma vasta rede de serviços Mercury MercCruiser. Este é um grande avanço para a nova geração de entusiastas de desportos de tracção, com novas tecnologias,

funcionalidades digitais e integração perfeita com os controlos do motor e do barco. A nova coluna MerCruiser Bravo Four S estará disponível nos mercados da EMEA a partir de Outubro de 2020.

2020 Setembro 405

57


Náutica

Notícias Touron

Lançamento da Aplicação de Android para o Dispositivo de Segurança e Protecção 1st Mate para Motores Mercury Smartcraft

IBEX+HUB No final de Junho, a Mercury Marine lançou o 1st Mate, o primeiro sistema inteligente integrado no motor que incorpora alarmes de homem ao mar e um sistema anti-roubo com base na proximidade.

Home screen+2 engines 58

2020 Setembro 405

Locked+engines

MOB+captain


Náutica

O

sistema 1st Mate ligava-se a um dispositivo móvel através da aplicação 1st Mate que pode ser descarregada na Apple iOS store. Agora, os utilizadores de Android também podem usufruir das funcionalidades do sistema 1st Mate descarregando a aplicação na Google Play store. O sistema de segurança e protecção 1st Mate oferece uma grande tranquilidade na água através dos terminais portáteis do sistema e do dispositivo móvel dos utilizadores. O 1st Mate é compatível com motores Mercury e com outros de qualquer marca (versão Quicksilver), combinando segurança e tranquilidade a bordo através das seguintes funcionalidades: - Aviso de homem ao mar, activando todas os alarmes e posicionando o plotter no exacto local do acidente.

MOB+notification

MOB+passenger

IBEX+MercuryCapt, Fob Wristband 2020 Setembro 405

59


Náutica

IBEX+Mercury, Pass, Fob Wristband - Paragem imediata dos motores no caso de queda do patrão à água, com opção de activar o envio de

mensagens SMS a contactos pré-determinados. - Imobilizador electrónico da embarcação no sistema

IBEX+MercuryCapt, Fob Clip 60

2020 Setembro 405

1st Mate Mercury. Para mais informação, consultar www.1stMate. com. Vídeo com explicação completa do sistema no

YouTube. Mantenha-se atento às nossas promoções através dos meios de comunicação e das redes sociais.

IBEX+Mercury, Pass, Fob Clip


2020 Setembro 405

61


Electrónica

Notícias Nautiradar

FLIR apresenta os Displays de Navegação Multifunções Axiom+ da Raymarine e Novo Catálogo de Cartas Eletrónicas A FLIR apresentou recentemente os novos Axiom+ da Raymarine, uma poderosa gama de displays multifunções para pescadores, navegadores e velejadores, assim como a nova cartografia LightHouse da Raymarine, trazendo novos níveis de clareza e controlo à navegação marítima.

S

ucessora da galardoada gama de displays multifunções Axiom da Raymarine, a gama Axiom+ foi concebida para rapidez, responsividade e expansão futura. Disponível em modelos de 7”, 9” e 12”, os Axiom+ vêm preparados para um elevado desempenho graças a um poderoso processador quad-core para uma redesenho rápido das cartas, visualizações de sonda em

62

2020 Setembro 405


Electrónica

multicanal e navegação em realidade aumentada. Concebidos para uma visualização excelente em diferentes condições de luminosidade, os modelos Axiom+ possuem um ecrã brilhante LCP IPS que é 25% mais brilhante que os modelos Axiom anteriores, resultando numa claridade melhorada e ângulos de visão mais amplos. Os Axiom+ oferecem também um desempenho melhorado do ecrã tátil, graças ao ecrã HydroToughTM da Raymarine, robusto e nano-revestido, que oferece uma resistência melhorada contra impactos,

repele água e óleos e permite um controlo tátil preciso em todas as condições. O Axiom+ baseia-se no que os navegadores adoram nos Displays Multifunções Axiom. Quatro canais de sonda integrados, incluindo RealVision 3D, que oferecem uma visão abrangente do mundo subaquático, e um recetor de GPS/

GNSS ultrassensível da próxima geração que oferece uma melhoria de 4x em sensibilidade para uma navegação mais precisa, mesmo em instalações desafiantes. Juntamente com a linha Axiom+ atualizada, a Raymarine está a lançar o novo catálogo LightHouse de Cartas Eletrónicas. As Car-

tas LightHouse são fabricadas a partir de fontes hidrográficas oficiais – a mesma informação utilizada por profissionais do setor marítimo. As Cartas LightHouse oferecem aos utilizadores Raymarine um novo nível de clareza e personalização, detalhe e a capacidade para explorar destinos em terra, pontos de pesca e

2020 Setembro 405

63


Electrónica

dados de pontos de interesse (POI). Concebidas para uma utilização profissional e

64

de recreio, as Cartas LightHouse permitem aos comandantes alternar entre uma apresentação de carta

2020 Setembro 405

oficial estilo governamental e uma carta rica em informação para uma utilização de lazer. Os comandantes

podem escolher ainda entre quatro paletas de cor, otimizadas para condições de luz de sol brilhante, crepúsculo e noite. Os utilizadores Raymarine podem também tirar partido de uma subscrição LightHouse Premium e acesso continuo a atualizações de cartas, biblioteca expandida de pontos de interesse e imagens de satélite melhoradas a partir duma Mapbox. “O Axiom+ pega em tudo aquilo que os navegadores gostam nos displays Axiom e elevam a experiência de utilizador com um desempenho melhorado, navegação mais simples e visibilidade superior”, afirma Gregoire Outters, VicePresidente e Diretor Geral da


Electrónica

marca Raymarine. “Combinar esses benefícios com o nosso novo catálogo de cartas LightHouse e os velejadores passarão a ter uma nova e empolgante, poderosa e sofisticada opção para a navegação marítima.” Cada modelo inclui uma garantia de 3 anos. Com preços a partir dos 745,00€, os Axiom+ irão ficar disponíveis de imediato através dos distribuidores e agentes Raymarine. As novas Cartas LightHouse serão lançadas no terceiro trimestre e ficarão disponíveis na compra de qualquer display multifunções Axiom+. Todo o catálogo de cartas irá ficar disponível também para compra em separado em raymarine.com/marinecharts/. Cartas disponíveis a partir de 95,00€ Para mais informações sobre este novo produto da Raymarine, por favor visite o site www.nautiradar.pt ou contacte através do 21 300 50 50.

2020 Setembro 405

65


Pesca Desportiva

Histórias de Pesca

Pesca aos chocos

A próxima temporada prepara-se agora!

A zona da Restinga em Setúbal dá toneladas de chocos todos os anos. Não há dia em que não se pesquem chocos aqui. A pesca do choco tem vindo a tornar-se mais e mais popular, ao longo dos últimos anos. Não porque seja algo de cariz muito técnico, não o é de todo, feita da forma simples como a que se popularizou em Portugal: deixar cair um palhacinho, ou toneira, para o fundo, e agitando a amostra até que se crave qualquer coisa. Aquilo que se sente é um peso morto, algo pesado que é normalmente um choco, mas que pode perfeitamente ser uma lula ou mesmo um polvo.

T

ambém não é pesca que propicie grandes surpresas, é aquilo e só aquilo, e o resultado são chocos tamanho S ou tamanho M, raramente aparece algum L e muito mais raro ainda um XL. A quantidade de choco que temos entre nós não justifica grandes primores técnicos, há bichos em quantidade suficiente para que todos possam ficar satisfeitos com 66

o resultado final. O nível de capturas normal na época alta é de 10/ 20 chocos dia e isso chega perfeitamente para alegrar a cara de quem gosta desse tipo de pesca. Mas há quem pesque de forma muito diferente, e pode ser interessante ver como fazem.  Neste momento há ainda muito choco, mas todos sabemos que a factura da intensidade de pesca terá de

2020 Setembro 405

ser paga, mais ano menos ano. Aconteceu o mesmo com as douradas. A quantidade de pessoas que se dedica a esta arte de pesca ao choco aumenta a cada dia, a pressão de mais e mais quantidade de pescadores é exponencial, e seguramente isso irá deixar marcas profundas nos stocks de chocos disponíveis.  Na zona onde costumo operar, a foz do Sado, não

é raro termos 40/ 50 barcos a pescar, e mais uma resma de kayaks, que fazem do rio a sua zona de trabalho. Há mesmo “especialistas” na pesca do dito molusco, cujas características podemos analisar: Tem um bico tipo de papagaio, cuja mordida magoa a valer Possuidor de uma concha


Pesca Desportiva

Texto e Fotografia Vitor Ganchinho - https://peixepelobeicinho.blogspot.com/

lizam para isso os cromatóforos, um engenhoso sistema de “copos cónicos”, que abrem e fecham, mostrando apenas as cores pretendidas, que vão do branco sujo ao vermelho terra, passando pelo castanho-escuro, com ou sem riscas. Trata-se de um octópode, logo oito braços, e dois tentáculos. A sua boca está armada com cinco dentes de quitina, uma substancia rija como as nossas unhas. Quando se consegue aproximar da sua presa, lança repentinamente os tentáculos e cola as ventosas ao famigerado peixe ou camarão. A seguir é trabalho para o seu bico afiado, tipo bico de papagaio, cuja mordida magoa a valer, posso garantir-vos. A

que evoluiu no sentido de ser apenas interna, o choco tem como principal meio de defesa a bolsa de tinta, que dispara na água quando se sente ameaçado. Esta nuvem de tinta despista os perseguidores, que acabam por não ver para onde saiu o choco. A alguns metros, quinze ou vinte, não mais, irá estar enterrado, deixando apenas os olhos de fora. Consegue isso levantando areia com as alhetas laterais, areia essa que ao cair o tapa por completo. Vi isto pessoalmente dúzias de vezes. Em rigor, o choco consegue camuflar-se da cor da areia que o cerca. Uti-

velocidade e potência com que lançam os tentáculos é aquilo que os perde, é isso que os crava nas agulhas das nossas amostras, e a seguir é apenas necessário manter a pressão e subir à superfície. O choco setubalense é de peso moderado. Raramente acontecem os dias de pescar chocos grandes a sério. Fiz um com 6 kgs a norte do cabo Espichel, a mergulhar, e creio que já vos passei aqui imagens mas posso passar outra vez:  Um choco grande no Senegal tem cerca de 11 kgs. O mito do choco frito de Setúbal não passa disso, os nossos choquinhos pequeninos, de 300/ 400 gramas, são bons para assar mas…

não servem para fritar. Aquilo a que se chama o choco frito de Setúbal não passa de produto exportado da Índia, em contentores frigoríficos. Essa é a verdade que tem de ser dita a quem vem a Setúbal comer choco... Sobretudo é à noite que se deslocam O herói do nosso artigo de hoje é um bichinho recatado, e que, espantem-se com isto os que os pescam de dia pensando que estão a fazer algo de extraordinário, têm uma actividade essencialmente nocturna. Ou seja, a maior parte da vida do nosso choco é feita de noite. É de noite que comem pequenos camarões,

Pequeno choco surpreendido a meio de uma lavagem de tentáculos. 2020 Setembro 405

67


Pesca Desportiva

As toneiras para chocos da marca Gan Craft são procuradas em todo o mundo. A capacidade de produção é baixa e nunca chega para a totalidade das encomendas. peixes, caranguejos, etc. E sobretudo é à noite que se deslocam. Todos os dias à alvorada os pescadores de chocos avançam para os mesmos postos, e continua a haver chocos, porque todas as noites entram chocos do mar para o rio, renovando os stocks existentes. Se querem saber um segredo guardado muitos anos, é este: Em noites de lua cheia, com o fim da vazante a calhar por volta da meia noite/ uma da manhã, os chocos que acompanham a linha de costa ficam “entalados” sem água na Praia da Figueirinha. Como sabem, existe uma língua de areia que parte do inicio dessa praia e vai em sentido diagonal para o largo. Os chocos que sobem ao rio, e que entram nesse triangulo, conseguem subir enquanto têm água, mas ficam trancados na pon68

ta, ….à espera da água da enchente, que lhes permite continuar a sua viagem. Por vezes formam-se concentrações de centenas de chocos, encostados uns aos outros, …à espera de água. Apenas acontece nas marés certas, e á noite. Espero que não façam aquilo em que estou a pensar, até porque a Reserva Marinha começa exactamente ali, e a Policia Marítima não está nunca muito longe. Bom mesmo seria deixarmos os bichos entrarem no rio, desovarem e garantir dessa forma a continuidade desta pesca conforme a conhecemos. Não deixa de ser preocupante saber que cada vez mais e mais os pescadores procuram os chocos mais fundo, antes ainda de eles entrarem no rio. Se é vulgar ver as aiolas sadinas a trabalhar ao choco a profun-

2020 Setembro 405

didades de 5 a 20 metros, franze-nos o sobrolho saber que os chocos a 30 metros de fundo, por fora da foz do Sado, na zona da caída de areia da Soltróia, são objecto de pesca diária. Ou seja, os chocos que iriam repovoar as zonas baixas nos dias seguintes, e desovar, são pescados antes. Também arrepia um pouco pensar que há restaurantes setubalenses que vendem…ovas de choco fritas. Dessa forma, um dia os nossos golfinhos vão ter de riscar do seu menu diário a linha onde está escrito “choco capturado”… O rio Sado tem choco todo o ano, ainda tem, embora o período áureo sejam os meses de Março, Abril e Maio. Em Fevereiro, os grandes chocos chegam a zonas próximas de terra do lado norte do Cabo Espichel, zona das Bicas, praia do Meco,

onde desovam encostados às estruturas de rocha existentes. No Sado, a ausência de estruturas rígidas levaos a aproveitar tudo o que possa servir para largar as ovas, um cabo submerso, um covo abandonado, uma alga, até mesmo uma rede abandonada. Estamos longe de ter hoje a quantidade de choco que existia há um século atrás. Nessa altura, junto aos esteiros, onde foi construída a Eurominas e a Lisnave, juntavam-se toneladas de chocos para fazer a desova. Para que vejam a dureza da tarefa, digovos o seguinte: os homens apanhavam-nos na vazante, à mão, com água pelo tornozelo. Atascados em lama, metiam-nos em pequenos cestos e iam a terra firme descarregar para dentro de grandes canastas de verga com capacidade para 100


2020 Setembro 405

69


Pesca Desportiva

Quadro de cores possíveis para as toneiras Dartmax, as que fazem o movimento de “Darting”. kgs. A seguir, com essas canastas grandes cheisa, faziam o transporte. Aposto que estão a pensar que isso era feito numa camioneta…. mas não, nem tanto. Era passado um varal sobre as asa das canastas e entre duas pessoas,... era andar a pé os 9 km de distância até Setúbal. Imaginem como chegavam com os ombros e a coluna...

Mas estes eram tempos para gente rija, gente que nem hesitava quando tinha de remar 5 horas de Setúbal a Sesimbra para ir lá vender peixe. Foram desenvolvidos sistemas de pesca mais eficazes É verdade que os chocos continuam a entrar no rio,

e enquanto o fizerem serão alvo de pesca, nos lugares do costume, com as amostras do costume, com a técnica do costume. Mas há lugares do mundo onde a quantidade de chocos é menor que a nossa. E por isso, foram desenvolvidos sistemas de pesca mais eficazes. No Japão, eles têm verdadeiros especialistas da pesca ao choco, bem como de equipamentos específicos, desde canas a linhas, passando por uma panóplia de jigs, a que chamamos aqui toneiras ou palhacinhos, que lhes servem para pescar em ambientes bem mais difíceis que os nossos. Porque acho que pode ser interessante para vós ver como executam as técnicas de pesca, aí vai um divertido vídeo, (para os

nossos padrões de imagem), enviado por um especialista nesta área: De notar que eles fazem uma pesca com um ritmo muito diferente do nosso. Deixam baixar a amostra, e a seguir animam o palhacinho com movimentos laterais, o dito movimento “darting”, que apenas é possível com alguns tipos de toneiras facetadas.  A toneira normal não faz isto. Relativamente à técnica a utilizar, é a que vêem no filme: alguns esticões violentos, para chamar a atenção do choco, e a seguir deixar abrandar o movimento, parar mesmo a amostra, que sem tracção de linha desce lentamente, e esperar alguns segundos pela picada. A seguir, recomeçar. 

O meu maior choco, até hoje: 6 kgs. No mesmo dia entraram mais dois, mas de tamanho mais modesto, o segundo com 2,5 kgs. 70

2020 Setembro 405


Pesca Desportiva

Existem canas próprias para chocos, que como principal característica têm o facto de possuírem uma ponteira relativamente macia, para atenuar os esticões dos bichos, e com algum nervo no blank, para vencer a resistência que acabam por fazer na sua deslocação do fundo até à superfície. No Japão, país com firme e ancestral cultura de pesca, está fora de questão pescar chocos com uma cana para pargos, mas por cá as pessoas mal saíram ainda da pesca ao choco com linha de mão, …é demasiado pedir-lhes que façam a evolução muito rapidamente. Existem marcas que têm mesmo linhas de produtos dedicados em exclusivo ao choco. A linha a utilizar não tem qualquer necessidade de ser forte, falamos de esforços de tracção relativamente baixos, logo, um trançado 0.08 mm já sobra. Linhas finas permitem que a amostra desça muito mais rápido, evitam a colocação de pesos adicionais, e permitem animar a amostra com outra qualidade. Sei de pessoas que pescam o choco com linhas de nylon 0.70 mm, logo, não há nada a fazer…. Relativamente a jigs/palhacinhos, a marca mais conhecida e afamada no Japão neste momento é a Dartmax.  Dentro em breve teremos estas toneiras em stock na loja de Almada, cerca de 4/ 6 semanas. Também poderão ser encomendadas através da nossa loja on-line.  O fabricante tem uma capacidade de produção muito limitada, trata-se de uma pequena fábrica que não produz massivamente. Pelo contrário, cada peça é vista e revista inúmeras vezes, garantindo que a perfeição é absoluta.  Por isso, é natural que o

processo de encomenda e distribuição ao cliente possam levar meses. Na maior parte dos casos, os clientes desta marca encomendam para a estação de pesca seguinte, para garantir a sua reserva de amostras atempadamente. Pode de qualquer forma proceder à sua encomenda, na quantidade desejada, através dos  contactos da GO Fishing. Uma primeira remessa de material irá chegar no final de Setembro, mas temos já intenções de encomendas que quase esgotam o produto encomendado.  Existem versões que brilham no escuro, ou seja, podem também ser usadas na pesca à noite, de barco ou de costa/muralha, porque os chocos vão conseguir detectá-las.  Fabricam-se três tamanhos diferentes, 2,5, com peso de 10.5 gr, 3.00, com peso de 16 gr e o standard 3,5, com peso de 21 gramas. A velocidade de caída na coluna de água, sem ajuda de qualquer peso adicional, é de 4.4 mts , 3 mts e 2.7 metros por segundo, respectivamente. Aqui têm um quadro de escolha, para os tamanhos que normalmente utilizamos, nas cores que pode ver abaixo. Irão ser vendidos a 14 euros, Iva já incluído, qualquer tamanho ou cor:  O efeito na água destes palhacinhos é completamente diferente do movimento convencional. Com a ligação da linha junto ao olho, consegue-se um efeito darting que excita os chocos, movimento lateral em jigzag, que os põe desenfreados a perseguir a toneira. Este anel de ligação reduz também o efeito de rotação da amostra sobre si própria, e ajuda a manter a horizontalidade aquando do traba2020 Setembro 405

71


Pesca Desportiva

Reparem no realismo que se consegue com uma toneira: incrível! lhar sobre o fundo. A cabeça cónica ajuda a cortar a água quando queremos imprimir velocidade ao movimento. Esta amostra induz facilmente à picada durante a fase final de descida até ao

fundo, encurtando o tempo de espera entre capturas, sendo que a posição ligeiramente subida e oblíqua da cauda protege a amostra de eventuais prisões no fundo. Com esta cabeça holográ-

fica, e os brilhos/ flash que provoca na coluna de água, consegue-se um efeito de isca viva difícil de superar. As novas cores são particularmente atractivas e amplificam as possibilida-

Para quem nunca tentou, vale a pena ir a Setúbal comer uma tiras de choco frito, …da Índia. 72

2020 Setembro 405

des de êxito. Isso pode ser importante sobretudo para aqueles dias mais difíceis, em que tudo parece correr mal, e precisamos de mais qualquer coisa. Portadoras de agulhas de alta qualidade em aço carbono, permitem fazer força à vontade: são mais resistentes e indeformáveis, e nunca irão abrir com os nossos chocos, seguramente.  Este tipo de toneiras permite alcançar resultados que não estão acessíveis a outras de inferior qualidade, e acabam por ser um bom investimento, porque se pagam a si próprias, com resultados. Preserve os seus materiais, não se esqueça de proceder à sua limpeza com água doce sempre que utilizar, ou mesmo que o equipamento esteja em contacto com ambiente marinho.  Espero que tenham achado interessante.


2020 Setembro 405

73


74

2020 Setembro 405


2020 Setembro 405

75


Surf

Circuito Nacional de Bodyboard Crédito Agrícola 2020 em Santa Cruz

Daniel Fonseca

Daniel Fonseca e Joana Schenker

triunfam na Praia do Mirante Os campeões nacionais em título, Daniel Fonseca e Joana Schenker, confirmaram o seu estatuto e venceram no passado dia 23 de Agosto a primeira etapa do Circuito Nacional de Bodyboard 2020, na Praia do Mirante em Santa Cruz.

M

as não foi, nem de perto nem de longe, um passeio para Daniel e Joana, que tiveram pela frente concorrência muito forte e, até certo ponto, inesperada. Na competição masculina, depois de, no sábado, Pierre Louis Costes ter dominado, tendo estado 76

muito perto de conseguir uma nota 10 (9,83) e somado o score total mais alto da competição (17,83), o “wildcard” do circuito foi surpreendentemente eliminado nos quartos de final da prova, batido por Daniel Fonseca e Fábio Farricha, começando a desenhar-se assim o triunfo do campeão nacional.

2020 Setembro 405

Contudo, com nível altíssimo e grande nível de incerteza a caracterizar toda a prova, quem assistiu ao webcast (o primeiro da história do circuito nacional) viu nas meias-finais o 8 vezes campeão nacional Manuel Centeno surfar a níveis estratosféricos e “despachar” o atleta local da Associação Sealand,

Pedro Fernandes, e o penichense Fábio Farricha com um score total de 17.66 (9.33 e 8.33), levando Daniel Fonseca pelo braço (13.37) até à final. Mas na final, Daniel puxou dos galões, fez um heat inteligente e apoiado numa onda de 8.50, juntou mais um “score” de 6.33 e venceu a etapa.


Surf

Joana Schenker

pelo quarto lugar. “Estivemos um pouco à espera que começasse o heat e vi que havia umas ondas que tinham muito mais potencial. Não arrisquei muito, fiz uma pontuação de ‘backup’ e depois esperei

pela onda em que encaixei três manobras e que me permitiu ganhar a bateria”, resumiu Daniel, acrescentando a propósito da sua campanha pela defesa do título: “Foi o melhor arranque que podia desejar e esta

organização excelente que está por trás deste circuito dá-me ainda mais motivação para representar o bodyboard nacional e ser campeão novamente.” Na prova feminina, Joana Schenker teve de su-

O segundo classificado foi uma meia-surpresa: Joel Rodrigues, do Clube Naval Povoense, de apenas 16 anos, fez um heat extraordinário (14.17) e ficou perto de conquistar uma vitória histórica. No terceiro lugar acabou Miguel Adão, da Figueira da Foz, que liderou grande parte da bateria, e Manuel Centeno, que passou o heat à procura de uma onda igual às duas que apanhou nas “meias”, ficou

Joana Schenker 2020 Setembro 405

77


Surf

Mariana Machado

portar o assalto à vitória por parte da nazarena Teresa Almeida e da regressada Rita Pires, a 11 ve-

zes campeã nacional que voltou a competir após um afastamento de 7 anos e teve um impacto incrível

na etapa, classificando-se em terceiro lugar, apenas superada pela atual campeã, Joana Schenker, e

por Teresa Almeida, que também protagonizou notável exibição. Mariana Machado, “wildcard” da

Daniel Fonseca 78

2020 Setembro 405


Surf

Guilherme Godinho

Associação Sealand, de Santa Cruz, fechou o pódio. “Foi um stress bom voltar à competição. Senti um pouco o nervosismo e pressão nesta final, que não foi fácil, mas felizmente apareceu uma onda boa para mim. Mas todas surfámos bem na final e foi bom conseguir impor-me e ganhar”, afirmou Schenker, que não poupou elogios organização deste renovado Circuito Nacional de Bodyboard Crédito Agrícola 2020: “Adorei este campeonato, foi um sucesso do princípio ao fim. Tivemos o regresso da Rita Pires, uma atleta muito importante para mim no início da minha carreira competitiva, e que surfou muito bem. Foi bom voltar a

sentir a pressão de ter ali a Rita. Mas gostei mesmo da organização, do webcast, e senti-me muito bem a competir pois senti que estava no sítio certo. Tudo a correr bem num campeonato muito profissional e só tenho

de dar os parabéns a todos os envolvidos.” O circuito segue então

para Peniche, dias 19 e 20 de Setembro, para a segunda etapa.

Circuito Nacional de Bodyboard Crédito Agrícola 2020 1ª etapa, 22 e 23 de Agosto, Santa Cruz, FPS /SeaLand 2ª etapa, 19 e 20 de Setembro, Peniche, FPS/PPSC 3ª etapa, 03 e 04 de Outubro, Nazaré, FPS / CDAN

Pódio masculino 2020 Setembro 405

79


Notícias do Mar

Últimas

Protocolo APA e EFaCEC

5G Chega à Ferrovia no Porto de Aveiro

A

Administração do Porto de Aveiro (APA, S.A.) e a EFACEC Engenharia e Sistemas S.A. assinaram um protocolo com vista à realização de uma instalação-piloto de Sistema de Controlo de Passagem de Nível suportado em comunicações 5G. O protocolo surge na decorrência do desenvolvimento, pela EFACEC, de um sistema de controlo de passagem de nível, que foi objeto de uma candidatura aos programas europeus de apoio ao desenvolvimento tecnológico, tendo merecido a aprovação no quadro

dos programas “Horizonte 2020” e “Portugal 2020”, com reconhecimento do seu alto valor estratégico e inerente interesse para o desenvolvimento da indústria nacional. A concretização do projeto implica a implemen-

tação de uma instalaçãopiloto numa infraestrutura real, passo imprescindível para a verificação e homologação da solução, o que vai agora ser feito no Porto de Aveiro, atendendo ao facto da APA ser detentora uma infraestrutura

ferroviária, em exploração comercial, que reúne características para realização de ensaio de um sistema-piloto de controlo de passagem de nível. Acresce o facto da Administração do Porto de Aveiro se manifestar empenhada na implementação de soluções que permitam aumentar a segurança da circulação em troços da sua rede rodoferroviária e, por conseguinte, interessada em disponibilizar à EFACEC tal infraestrutura para a instalação do referido piloto que, de acordo com o cronograma dos trabalhos, deverá estar operacional em Março de 2022.

Director: Antero dos Santos - mar.antero@gmail.com Paginação: Tiago Bento - tiagoasben@gmail.com Director Comercial: João Carlos Reis - noticiasdomar@media4u.pt Colaboração: Carlos Salgado, Carlos Cupeto, Gustavo Bahia, Hugo Silva, José Tourais, José de Sousa, João Rocha, João Zamith, Federação Portuguesa de Actividades Subaquáticas, Federação Portuguesa de Motonáutica, Federação Portuguesa de Pesca Desportiva do Alto Mar, Federação Portuguesa Surf, Federação Portuguesa de Vela, Associação Nacional de Surfistas, Big Game Club de Portugal, Club Naval da Horta, Club Naval de Sesimbra, Jet Ski Clube de Portugal, Surf Clube de Viana, Associação Portuguesa de WindSurfing Administração, Redação: Tlm: 91 964 28 00

80

2020 Setembro 405

Profile for Media 4U

Notícias do Mar n.º 405  

Jornal Notícias do Mar Online, n.º 405, Setembro de 2020.

Notícias do Mar n.º 405  

Jornal Notícias do Mar Online, n.º 405, Setembro de 2020.

Profile for media4u
Advertisement