Issuu on Google+


Ficha Técnica Quadro GALLO 18" em alumínio liga 6061‐T6 Aros 26x1.9 Alum. AERO Gallo 36f. preto Blocagem do selim Alumínio importada Câmara de ar 26 Válvula Aero Câmbio traseiro TX35 SHIMANO Câmbio dianteiro Top Pull Tz31 Shimano. Pedal 9/16 Plataforma MTB Alum/Nylon Selim MTB Black Gallo Freio V‐break em alumínio Promax pto. Maçaneta EZZE FIRE EF51 Shimano Guidão DH em alumínio 620mm Gallo Manoplas MTB Mov. central 34.7x122,5 semi‐selado NECO Mov. Direção Ahead SET MEGA OVER pto. NECO Corrente fina ½x3x32 index Z50 KMC Raio 255x2.0mm preto Pneus 26x2.10 MTB preto Wanda (Inmetro 282) Cubos 36F D/T em Alumínio preto Shunfeng Roda livre Index 7V 14‐28 dts TZ 21 Shimano Garfo 26 Susp. aço Ahead SET OVER pto Zoom Suporte Ahead SET Alumínio preto 100mm Gallo Pedivela Alumínio Preto c/ Eng. Tripla Prowheel


Conteúdo

42

CAPA E-bikes evoluem e ganham mais espaço nas ruas

12

PRODUTO Em comemoração aos 50 anos da marca, a Lamborghini, anuncia edição especial limitada de 50 peças

E-bikes evoluem e ganham mais espaço nas ruas

CONCURSO Fashion Isapa e Shimano premiam representante

16

TENDÊNCIA

Focada no mercado, associação torna-se empresa

E-bikes evoluem e ganham mais espaço nas ruas

EMPRESA Fashion Longa história que se funde

52

FEIRA

60

Feira destaca inovações tecnológicas e premia design

aos antecessores

SEÇÕES

28

Editorial 08 Lançamentos 34

Correio 10 Internacionais 38

Nacionais 20 Notas 56


Diretoria Osmar Silva José Haroldo G. Santos

Luanda

Edição 185 - Abril/ Maio 2013

Editor Osmar Silva osmar@luanda.com.br

Diretor José Haroldo G. Santos haroldo@luanda.com.br

Redação Hylario Guerrero (MTB 13468) hg.noticia@luanda.com.br Edison Rafael (Estagiário) Joelma Farias (Estágiaria) redacao@luanda.com.br Arte e Diagramação Bruno R. Mello dos Santos Diego Igor de Oliveira midia@luanda.com.br arte@luanda.com.br Publicidade: Luanda Brasil Serviços de publicidade Ana Paula Lima José Ricardo Gomes Raphael Garcia vendas@luanda.com.br Administração Juici Monteiro Fernanda Oliveira Jhonnatan André luanda@luanda.com.br

Jurídico Dra. Adriana Carla Gomes P. Silva Assessoria gráfica Pavagraph Impressão Northgraph R. Joaquim de Almeida Moraes, 273 Jd. Magali - CEP 02844-000 - São Paulo/SP Tel.: +55 (11) 3461-8400 / 3461-8401 Fax + 55 (11) 3923-5374

A cyclomagazine aceita matérias técnicas como colaboração. Os artigos deverão vir acompanhados de fotos ilustrativas com as respectivas legendas e curriculum do autor. A revista não se reponsabiliza por opiniões e artigos assinados que podem ou não expressar a mesma opinião do editor. As opiniões emitidas em artigos assinados são de responsabilidade do autor. A revista não se responsabiliza pelo conteúdo dos anúncios veiculados, nem por aquisições em função destes. Todos os direitos reservados, sendo proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio, sob pena de procedimentos legais. A revista cyclomagazine é uma publicação mensal da Luanda Editores Associados LTDA., e tem sua marca registrada no INPI sob o número 820.332.593

Editorial As bicicletas assumiram definitivamente o seu espaço na paisagem urbana. Cada vez mais, a bike se consolida como veículo inteligente para o transporte em curtas distâncias. Sendo econômico, ecológico, e sobretudo, tranquilo, pois não oferece nenhum tipo de agressão aos demais meios, pedestres e ao meio ambiente. Porém, as notícias diárias relatam, cada vez mais, o desrespeito a que são submetidos os ciclistas por parte dos condutores de veículos maiores, como os ônibus que trafegam pelas cidades. O número de acidentes fatais, quase sempre provocados por motoristas insanos (lembrem-se do caso de Porto Alegre quando foram atropelados integrantes de um passeio ciclístico por um automóvel, cujo motorista simplesmente avançou sobre o grupo. Neste caso, um veículo de uso particular), aumentam e demonstram no mínimo intolerância por aqueles que escolheram a liberdade de pedalar. As sinalizações das vias públicas, deficitárias em sua finalidade precípua, também contribuem para este fato. Além do que, parece que os motoristas profissionais, que têm a obrigação de conhecer cada uma delas para exercer com eficiência a sua função, não as respeitam. Não sabem ou fazem questão de ignorar os direitos dos demais veículos, principalmente os de menor porte. Realizam manobras proibidas, não sinalizam quando irão mudar de direção e não respeitam as ciclofaixas e ciclovias. Trafegam em alta velocidade. E, quando vitimam alguém, se evadem do local sem prestar socorro à sua vítima. As bicicletas e os ciclistas são estorvos a serem eliminados. Este é o comportamento monocórdio no dia a dia e o resultado são as mortes que se avolumam. Não adianta as autoridades, depois de cada acidente, anunciarem ações e punições. A criação de novas vias ou horários exclusivos para a circulação das bikes. Há que se prevenir. Cremos que está na hora, ou mais que isso, de se promover cursos, palestras e outras formas de conscientização dos direitos de cada tipo de veículo e, principalmente, o respeito às bikes e aos ciclistas. Quando o cidadão se habilita para conduzir qualquer veículo de transporte, de passageiros ou carga, é necessário rigor na aferição de sua competência. Do contrário, continuaremos a receber notícias de mais e mais ciclistas atropelados e vítimas indefesas de maus motoristas circulando impunemente, transformando o trânsito, já caótico, também, em verdadeira caçada as bikes. Teremos mais mortes a lamentar e protestos sendo realizados sem que nenhuma ação realmente satisfatória seja implementada. Aos empresários do setor, fica a nossa sugestão de se unirem aos movimentos que existem e atuam em defesa do direito de pedalar com segurança nas zonas urbanas. Pois, se o número de adeptos da bicicleta aumentou em razão de suas qualidades intrínsecas, alardeadas generosamente pela mídia em matérias, anúncios, promoções, etc., as incontáveis notícias dando conta dos muitos acidentes com o envolvimento de seus usuários, poderá também originar efeitos contrários. Afastar as pessoas da bike e do perigo que pode ser a sua utilização. Todos nós

Foto capa: Vitor Augusto | E-leeze


A ISAPA tem tudo o que você precisa quando o assunto é bicicleta. As maiores marcas de peças e acessórios de bike do mercado. Sempre com a qualidade e a credibilidade que fazem parte da história da ISAPA há mais de 50 anos.

www.isapa.com.br facebook.com/isapa.bicicleta

VENDAS 0800 702 8699

SAC 0800 702 0801

Pedalando e acelerando com você


Correio

Email: redacao@luanda.com.br Site: www.luanda.com.br

Interaja com a redação

QUERENDO RECEBER A CYCLOMAGAZINE

Como faço para receber a revista Cyclomagazine mensalmente? Rosangela Araújo JR Representações Feira de Santana - BA (Por e-mail)

Resp.: Você tem duas alternativas. A primeira: assinar a revista. Assim, você garante o recebimento regular de todas as edições. A segunda: completar o endereço que nos enviou, pois falta o número do local que está indicado no e-mail. Desta forma, passa a fazer parte do nosso mailing-list de profissionais.

NOVA EDIÇÃO DE GUIA DE CICLO TURISMO

É com grande alegria que escrevemos para dizer que o novo Guia Estrada Real Caminho dos Diamantes para ciclistas e caminhantes, está pronto.Se acessar www.olinto.com.br poderá ver um capítulo inteiro do guia e assistir ao trailer do DVD. Em nossa página inicial também disponibilizamos um mapa de toda a área coberta pelos guias do Projeto. Sinceramente, ficamos emocionados ao ver a grande distância que um cicloturista já pode pedalar com o apoio de nossos guias. Pela primeira vez sentimos que nosso sonho de fazer guias para um cicloturista cruzar o país em bicicleta está virando realidade. Rafaela e Luiz Olintho Brisola (Por e-mail)

10 cyclomagazine

Endereço: R. Joaquim de Almeida Morais, 273 - CEP: 02844-040, São Paulo - SP

Resp.: O casal realiza um serviço inestimável para o ciclismo. Confiram.

INFORMAÇÃO DE MERCADO

renovação ou recondicionamento, resultem em mercadorias ou bens com conteúdo de importação superior a 40%. O objetivo do Senado, com a resolução, foi por fim às guerras fiscal e dos portos travadas entre os Estados brasileiros.

Alguém sabe informar qual a porcentagem da população brasileira que compra bicicleta de R$1.500(reais)? Ou alguma informação que possa chegar a essa resposta.

Versátil Comunicação Estratégica São Paulo-SP (Por e-mail)

Audro Leite São Paulo-SP (Por e-mail)

Resp.: Esta é uma informação útil. Esperamos que já seja de conhecimento geral. Porém... anotem, nunca é demais.

Resp.: Este é um dos problemas do segmento .É quase impossível se obter dados confiáveis sobre a movimentação do mercado. Por constatações próprias, podemos afirmar que este nicho está crescendo. Os consumidores estão mostrando mais preocupações com a relação - qualidade x preço, e, isso fez com que a procura por bikes de maior valor agregado neste momento seja mais elevada. Se alguém tiver esta informação mais detalhada, agradecemos que nos seja enviada para publicarmos.

TRIBUTAÇÃO

Desde o dia 1º de janeiro, de acordo com a Resolução nº 13/2012, do Senado Federal, a alíquota unificada de ICMS para operações interestaduais de produtos importados é de 4%. Bem menor que a taxa anterior, que era de 12%, é válida para mercadorias que não tenham sido submetidas a processo de industrialização ou, ainda que submetidas a qualquer processo de transformação, beneficiamento, montagem, acondicionamento, reacondicionamento,

COLABORAÇÃO DE TEXTO

Bom dia, meu nome é Nelson Oliveira, sou Licenciado e Bacharelado em Educação Física pela Uni Sant'Anna e Pós Graduado em Treinamento Desportivo pela Uni F M U. Sou apaixonado por Bike, e tenho um Artigo já finalizado que adoraria vê-lo publicado na Cyclomagazine. Assunto abordado: Bike Fit - Direcionado para os iniciantes em ciclismo, assim como, para alto rendimento. Texto não muito extenso e de fácil entendimento. Nelson Oliveira São Paulo-SP (Por e-mail)

Resp.: Nosso editorial está mais focado em negócios do segmento. Mas informações como esta que pode adicionar maior conhecimento e qualidade para os leitores ciclistas, são bem vindas.


Produto // Lamborghini

12 cyclomagazine


Comemoração a altura dos 50 anos Em comemoração aos 50 anos da marca, a Lamborghini, está lançando a edição especial limitada de 50 peças da bike BMC IMPEC. Com exótico design italiano e precisão suíça, o modelo alia trabalho artesanal com nova performance, combina o máximo em exclusividade e bom gosto no ciclismo

Texto Hylario Guerrero Foto divulgação

A

Lamborghini automóveis e a BMC compartilham de uma missão em comum: repensar e reformular os limites de projetos, produção e performance. Resultado desta dedicação e inovação é o exemplar da BMC Impec quadro de carbono projetado, fabricado e montado na BMC Suíça. O Impec é o auge da produção de alta tecnologia e design para bicicletas. Montado para os padrões mais exigentes, sem precedentes, por robôs industriais sofisticados, programados para exceder a capacidade humana para a precisão. Encarna toda a paixão e brilhantismo em quadros artesanais, sendo que em nenhum momento é possível encontrar erro humano: é o culminar da tradição, história e tecnologia avançada do século 21. Trata-se, simplesmente, "Handmade por máquinas".

A autêntica pintura Lamborghini adiciona toque e olhar que são exclusivos para esta celebração excepcional. Tanto a Lamborghini quanto a BMC continuamente procuram dar perfeição ao projeto, dentro dos seus respectivos setores. Na década de 1960, Ferruccio Lamborghini se esforçou para construir o melhor carro esportivo. Cinquenta anos depois, o empresário suíço, Andy Rihs, concebeu a visão de uma moto de corrida impecável em realidade. E, para ambas as empresas, o desenvolvimento do século 21 é a fabricação de quadros de carbono, que tem sido o centro dos seus projetos, e seus sucessos. Na verdade, para fazer seus carros mais leves, fortes e eficientes, a Lamborghini produz carroceria de carbono, em sua sede, em Sant'Ágata, Bolonha, na Itália, enquanto a BMC substituiu o tradicional

cyclomagazine 13


Produto //Lamborghini out-sourcing por quadros de carbono laminados, com seu inovador, processo de produção totalmente automatizada, em sua sede, em Grenchen, Suíça. Ambas as empresas revelaram simultaneamente seus novos equipamentos e tecnologias em 2010. A edição da bike BMC Impec comemorando os 50 º aniversário Lamborghini combina a elegância e tradição italiana, com tecnologia moderna. Celebra afinidades e semelhanças das duas empresas. Um conjunto exclusivo de componentes italianos equipa o quadro impec, que depois é cuidadosamente pintado para realçar sua montagem precisa de carbono. Detalhes adicionais foram incorporados incluindo selim Fizi’k feito a partir do mesmo couro utilizado pela Lamborghini para o interior de seus carros. A impec está limitada a 50 peças em todo o mundo, e será produzido em uma base feita sob encomenda. Preço de venda está fixado em 25 mil euros (cerca de U$32 mil). Sobre o BMC Impec Para ser impecável e imaculada: o primeiro e maior desafio da BMC foi dirigir uma equipe de especialistas, de várias empresas líderes em reinventar os processos de fabricação e materiais de motos de corrida ‘high-end’. Depois de anos de desenvolvimento e engenharia, o resultado foi um processo de produção automatizada ‘one-of-a-kind’ usando a robótica e outras máquinas assistidas por computador. O resultado final foi o processo de fabricação de tubos extremamente precisos que são consistentemente reproduzidos sem erro. Esta é a base da construção de um quadro de bicicleta que atenda os padrões da BMC. Shell Node Concept – SNC - As conexões e junções de tubos do quadro dão à Impec seu excelente perfil e atestam a exclusividade ‘handmade por máquinas’. Os tubos são conectados por meias-conchas feitas de alta resistência, compostas por carbono injetado. Estas junções maximizam a rigidez e confiabilidade, ao mesmo tempo em que são garantidos por computador, que controla o processo de montagem preciso para cada quadro. Weave carga específica – LSW - é a inovação central da BMC de base tecnológica do processo de fabricação ‘impec’. Primeiro, as fibras secas são entrançadas em torno de um mandril de uma roda de tecelagem desproporcionado chamado ’portal’. O mandril é então inserido dentro de um molde que é pressurizado e injetado com resina, dando o composto a sua resistência e forma. Como um passo final, cada tubo é processado em uma máquina de corte para as dimensões exatas e tamanho específicos. Todo o processo automatizado da BMC permite orientações de fibras controladas, e espessura da parede, em qualquer área do tubo. Isto significa que o desempenho de cada quadro pode ser otimizado por afinar o processo de tecelagem, dando as características de ‘bicicleta de estrada’, tais como, o cumprimento vertical e suporte de rigidez inferior tornando a peça infinitamente refinada.  http://goo.gl/q6Qth

14 cyclomagazine


Concurso // Isapa | Shimano

Isapa e Shimano premiam representante O representante Mauro Rodrigues Pinto, foi o grande felizardo no sorteio do concurso promovido pela Isapa com a Shimano. Ele está indo para a Europa, com acompanhante. Este incentivo de vendas foi dado pelas duas empresas, e o representante, como ninguém soube aproveitar esta oportunidade Texto e imagem Hylario Guerrero

F

oi realizado na Isapa o ‘Concurso Shimano’, que funcionou através de sorteio feito entre os representantes de vendas que mais aumentaram percentualmente as suas vendas em produtos Shimano. Apenas um seria o ’sortudo’ e ganhou uma viagem para Europa, com direito a 1 acompanhante - com tudo pago! O sorteio se deu com a presença de Roberto Boldrin e Cássio Riccelli representantes da Shimano.

16 cyclomagazine

Já a Isapa, foi representada pelo presidente Isacco Douek, e por diretores e gerentes, além do representante Mauro Rodrigues Pinto, que coincidentemente foi o vencedor do concurso. ‘’O intuito desse concurso foi incentivar o nosso representante a vender a marca Shimano, que tem grande representatividade em nosso faturamento, e queremos que tenha ainda mais’’ comentou Isacco Douek, e completou: ‘’Neste ano, 4 representantes concorreram a viagem. Um de cada região do Brasil, o que significa que estamos distribuindo a marca de forma eficiente para todo o país’’. Um dos motivos pelo aumento consi-

derável de venda dos produtos Shimano, é o portfólio cada vez mais completo no catálogo da empresa. Um portfólio que vai desde componentes para a bike, sapatilhas e Shimano Eyewear (linha de óculos de ciclismo com distribuição exclusiva Isapa, assim como todos os tipos de acessórios da marca PRO). ‘’É uma felicidade muito grande poder proporcionar essa viagem ao nosso representante. Com certeza isso é fruto de trabalho bem feito, por parte da Isapa, da Shimano, e do nosso representante. Parabéns ao Mauro, que mereceu vencer o concurso’’ declarou o gerente geral Antonio Momoli. 


r b . m o c . e k i b pro Curta a Fan page da Pr贸 Bike no Facebook, envie uma mensagem com o t铆tulo PROMO CYCLOMAGAZINE e ganhe 5% de desconto!


Rápidas Nacionais Dominando em Angra Na primeira etapa da Copa Rio de Ciclismo 2013, prova que abriu o calendário de Estrada no Brasil, em Angra dos Reis, a equipe FW Engenharia/Três Rios não deu chances para os adversários. O time do Rio de Janeiro dominou a disputa da categoria Elite de ponta a ponta, terminando com as cinco primeiras colocações. O percurso de 90 km, não foi obstáculo para Adélio da Silva, que terminou a competição em 1º lugar. Na sequência, terminando a prova na 2ª colocação, ficou o carioca David Leite.

Fernando Monteiro

Campeonato Panamericano de Mountain Bike

Natureza e adrenalina A quarta edição da Brasil Ride principal Ultramaratona de Mountain Bike das Américas – acontecerá entre os dias 19 a 26 de outubro de 2013. Proporciona 7 dias de muito pedal pelas trilhas da Chapada Diamantina - BA, somando aproximadamente 600 Km de percurso.

O atleta Henrique Avancini, conquistou a medalha de bronze no Campeonato Panamericano de Mountain Bike, competição da modalidade das Américas, disputado em Tucumán, na Argentina. Representando oficialmente a Seleção Brasileira na categoria Elite Masculina – a principal e mais equilibrada do campeonato –, Avancini travou desde o início da prova duelo com o colombiano Fábio Castañeda e o canadense Raphael Gagne, primeiro e segundo colocados respectivamente.

1ª etapa do Campeonato Paulista de Resistência

pedal.com.br/superiordireito

Ribeirão Preto sediará a 1ª etapa do campeonato. A competição terá 14 categorias, e será disputada em circuito montado no Alphaville local. Serão várias provas definidas no sprint em virtude do circuito ser plano. O evento será realização da Federação Paulista de Ciclismo (FPC).

Copa Nordeste de Ciclismo de Estrada Servindo bem e sempre Os competidores que utilizam suspensões ProShock, amadores ou profissionais, durante a Copa Internacional de MTB recebem todo o apoio, da fabricante através do Centro Técnico de Atendimento em todas as etapas do evento, como foi na cidade mineira de Araxá. A tenda especializada, que ficou no Tauá Grande Hotel, local da prova, ofereceu atendimento personalizado a todos os atletas equipados com produtos da empresa.

20 cyclomagazine

O Piauí será palco da 25ª edição da Copa Nordeste de Ciclismo, de estrada proporcionando o intercâmbio entre as Federações, a CBC, com o apoio da Federação de Ciclismo do Piauí (FCILOPI). A prova acontecerá em vários pontos da capital Teresina. As etapas se destinam aos ciclistas da região, devidamente filiados nas suas respectivas Federações Estaduais.


Rápidas Nacionais Luís Fernando Lara

Azar do dia O triatleta Alessandro Pimentel, de 39 anos, natural de Taubaté - SP disputou a primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Triathlon de Longa Distância em Caucaia - CE. A prova teve participação de 150 atletas de vários estados, que percorreram 80 km de ciclismo. No entanto, quando menos esperava, teve os dois pneus furados de sua bicicleta no momento em que desviava de sacos pretos de lixo que estavam cheios de cacos de vidro. Incidente que o tirou da prova.

Rumo a "Cidade de Aço"

In Press Media Guide

Chelso Sports & Business

Quando o pelotão da Copa Rio de Ciclismo invadir as ruas da “Cidade do Aço” o município será, por um dia, a capital fluminense das bicicletas. Presença garantida na rota do ciclismo brasileiro, desde a primeira disputa do Tour do Rio, Volta Redonda será palco de disputa de alto nível. Válida pelos rankings nacional e estadual, a competição deverá reunir cerca de 200 atletas em provas de três distâncias diferentes.

Trirex Challenge reúne 300 atletas em Itirapina (SP) A competição reuniu 300 atletas na disputa de três metragens: Standard Triathlon, Triathlon Longo e Standard Duathlon. As provas (masculina e feminina) terão as distâncias Standard incluindo, 40 Km de ciclismo, Triathlon Longo com 80 Km de ciclismo e Standard Duathlon com 40 Km de ciclismo. A rodovia Ayrton Senna foi alterada para servir como pista de ciclismo.

Circuito Pedra Branca Uma competição nos moldes do Tour de France, com atletas de alto nível na região continental da Grande Florianópolis. Esta foi a ideia do 3º Circuito Pedra Branca de Ciclismo, em Palhoça, com R$ 4 mil em premiações para os atletas. A prova faz parte da temporada esportiva do bairro, que ainda terá a 3ª Marathon Marcio May Pedra Branca, dia 9 de junho.

22 cyclomagazine

Terceira Etapa da Copa Rio A etapa que reuniu cerca de 250 atletas quem levou a melhor nas estradas do sul fluminense foi Adélio da Silva, da equipe FW. Na segunda colocação ficou Renato Ruiz, representando o time FUNVIC. Nos demais lugares do pódio, domínio total do time de Santa Maria Madalena. Davi Leite, Maike Monteiro e Leonardo Lima terminaram na terceira, quarta e quinta colocações. Entre as mulheres, Natasha Albuquerque, da Voight, foi a primeira a cruzar a linha de chegada. Tatiana Leal, da WN10 e Samira Freire terminaram com o segundo e o terceiro lugares do pódio.


Distribuição // A + Ciclo

Sistema 'self service' chega ao Vale do Paraíba

A A+ Ciclo está expandindo seus negócios e, a mais nova loja se encontra em Taubaté-SP, mantendo o mesmo padrão de atendimento das outras unidades. Agora com novos focos, a unidade vem para o Vale do Paraíba, suprir certa deficiência do comércio local

Texto e imagens: Edison Rafael

M

arcos Pinho, fundador da rede, começou há seis anos este sistema com a loja de Suzano, na grande São Paulo, e atualmente está inaugurando sua quarta unidade, que além do Vale do Paraíba, atenderá, também, o sul de Minas Gerais. Considerando que a região não conta com tantos fornecedores para

abastecer os lojistas locais. Esta loja vem como um “braço” de Suzano para cobrir boa parte dos pontos de vendas de “bicipeças” dando a opção de compra de produtos em um só lugar com mais de 2500 itens. De maneira simples e eficiente, o sistema de atendimento que Marcos Pinho utiliza, dá ao cliente, melhor visualização da mercadoria a ser comprada, a partir de muitas promoções e variedade. “A começar pela maneira em que os produtos são apresentados já é uma forma de incentivo à compra. Nosso diferencial está no bom atendimento, e estoque. A maioria das empresas não trabalha com um serviço assim, se utilizam de representantes que demonstram os produtos por intermédio de catálogos, ou até mesmo digital. Particularmente, desconheço quem trabalhe da mesma forma que trabalhamos. Talvez

Hector David e Marcos José Pinho

24 cyclomagazine

exista, no varejo, porém, no atacado ainda não tenho conhecimento”, esclarece Pinho, sobre a forma do seu atendimento diferenciado. “A logística é outro fator importante em todas as unidades, principalmente nesta nova, unidade de Taubaté. Queremos estar mais próximos do cliente, e, isso não se faz necessário apenas na venda, mas também, no pós venda, e na preocupação de locomoção em meio ao trânsito. Queremos prestar o ‘melhor auxílio’ para que a mercadoria esteja sempre à disposição, e que os clientes não dependam de longos prazos de entrega, - o que pode tornar um pedido perdido, fazendo com que o cliente busque um concorrente. Possuímos veículo próprio, o que viabiliza o transporte e escoamento das mercadorias. A nova unidade é integrada por quatro


Distribuição // A + Ciclo Extenso estoque de produtos

colaboradores diretos, e todo o administrativo é indireto. José Afonso, gerente da A+ Ciclo/ Taubaté, lembra que a região do Vale do Paraíba é grande, abrangendo muitas cidades, e precisa de lojas com grandes espaços físicos, que comporte a demanda, e atenda bem os que procuram por serviços, com capacidade proporcional à necessidade do Vale. “Nossas outras unidades, por serem menores, comportam menos clientes. Inicialmente, estamos trabalhando com o que temos – tudo ainda nos serve como experimento. Com o passar do tempo, certamente teremos um galpão maior, com capacidade para atendermos melhor a toda a clientela. Nosso sistema de estoque, em relação aos nossos outros pontos comerciais, é padrão, a única coisa que diferencia é a quantidade, pois aqui, ocupamos espaço maior”. “Nosso público alvo é o lojista. Temos a central que fica em Mogi das Cruzes, é o local onde recebemos os fabricantes, e, muitos destes fabricantes também visitam as lojas..., e cada loja possui produtos diferenciados para atender a cada área. Aqui em Taubaté, por exemplo, vendemos bastante as bicicletas do modelo “beach”, que estão entre as populares, mas, já temos outro tipo de público surgindo e, preferindo modelos mais sofisticados para fins esportivos”, esclarece o gerente quanto a eficácia de um sistema utilizado em todas as unidades. Deve-se considerar que a A + Ciclo não trabalha com produtos de segunda linha. Assim, não tem desgastes com o cliente, como devolução de produto e outros prejuízos. “Trabalhamos com o sistema de pegue e pague. Dessa forma, a dinâmica no momento da compra é bem melhor. Em outros locais os clientes esperam os atendentes para separar e conferir a mercadoria que está sendo comprada. Aqui, a ação do lojista é só pegar e passar no caixa, o que economiza tempo, horas de espera”, explica Marcos Pinho, que acrescenta: “Pretendemos analisar a questão do fluxo de venda para termos certeza de cada próximo passo que daremos. Poderemos atender outras regiões, mais distantes que Taubaté, sendo assim, esperamos bons resultados mantendo o  nível dos serviços que oferecemos”, conclui.

26 cyclomagazine


CONFORTO


Negócios // Pró Bike A trajetória da Pró Bike tem início com a fundação da Associação sem fins lucrativos ‘Movimento Ação Pró Bike’ pelo estudante César Callegari, na cidade de Franca, interior paulista

28 cyclomagazine


Focada no mercado, associação torna-se empresa Texto Hylario Guerrero Imagens: Divulgação

A

associação tinha como objetivos a conscientização, desenvolvimento, promoção, e divulgação de atividades ligadas ao ciclismo em geral. O Movimento possuía como sigla ‘Pró Bike’ que mais tarde veio dar o nome à empresa. Os primeiros produtos foram fabricados em meados de 1999, mas, juridicamente, a empresa foi registrada em 2006, na cidade de Cristais Paulista, no interior do estado de São Paulo. “Hoje a empresa tem sua parte produtiva própria, centralizada na cidade de Franca, e seu escritório comercial e administrativo está sediado em uma área de 250m², na cidade de Ribeirão Preto, também no interior do Estado, devido à proximidade com a rodovia Anhanguera, considerada o maior corredor financeiro do país e, também do Aeroporto Leite Lopes que prevê em breve sua internacionalização e, a instalação de um Terminal de Cargas”, explica César Callegari, diretor proprietário. “A empresa conta com 16 funcionários diretos e 19 prestadores de serviço, entre representantes e técnicos. Com o objetivo de favorecer a marca, os colaboradores e os clientes, adotou-se um processo de manufatura enxuta, que nasceu no Japão e foi concebido por grandes nomes do Sistema Toyota de Produção, visando o

aumento na produtividade, diminuição de estoque de produtos e melhorias de qualidade”, afirma Callegari. Os primeiros produtos fabricados pela empresa foram os alforjes e malas bike. Eram comercializadas pela internet, foram produzidos em meados de 1999 para uma simples viagem de cicloturismo de Callegari, entre São Paulo, Minas Gerais, chegando a Catalão, em Goiás. Em seguida, outra viagem, entre os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Bahia. Estas viagens tinham o propósito de incentivo e divulgação da bicicleta como meio de transporte. “Após estas viagens fomos notando a necessidade de acessórios e equipamentos feitos exclusivamente para o ciclismo, mais especificamente para o Cicloturismo, pois, na época a maioria dos produtos para esta modalidade eram importados e os nacionais eram muito caros, e não haviam opções de modelos e cores além de ser difícil de serem encontrados em bicicletarias”, conta Callegari. “Atualmente a Pró Bike tem na sua linha de produção cerca de 48 produtos, exclusivamente, desenhados e projetados para atender a todas as modalidades de ciclismo. A principal matéria-prima que utilizamos é o tecido ‘cordura’. Trata-se de uma marca registrada da Inivista - um dos maiores produtores mundiais de polímeros e fibras - símbolo de resistência e qualidade, de

origem nacional. Entre os nossos principais insumos estão os zíperes da YKK, conhecidos mundialmente pela liderança mundial na produção de zíperes. Estas matérias-primas representam um perfeito equilíbrio entre a preocupação pelo conforto e pela qualidade, e a identidade com a aventura”, explica. A equipe de desenvolvimento da Pró Bike realiza constantes pesquisas de materiais utilizando sempre alta tecnologia e design arrojado, o que garante aos produtos da marca reconhecida qualidade, segurança, conforto e durabilidade, entre os usuários. Callegari faz questão frisar que a empresa nasceu de um sonho de apaixonados por bicicletas, “e nos dedicamos, exclusivamente a este mercado. Bike está não só no nosso sangue, mas em nosso nome”. Seus representantes estão espalhados por 14 estados, mas atendem lojistas, atacadistas e montadoras em todo o território nacional. “A maior parte da distribuição dos nossos produtos é feita pelos Correios, devido ao alto custo, e atraso das transportadoras convencionais, mas também distribuímos através de transportadoras conveniadas com nossos clientes”, comenta Callegaria que em relação aos preços praticados, enfatiza: “Desde a criação da empresa nosso foco sempre foi o preço justo. Pois, estabelecer valores de vendas não significa apenas ‘acompanhar’ os preços praticados pelo

cyclomagazine 29


Negócios // Pró Bike

Uma das viagens feitas por Cesar Callegari, onde busca inspiração para a confecção de novos produtos

mercado, ou simplesmente pesquisar o ‘preço’ do concorrente e aplicar um valor menor para ser mais competitivo. Isso porque para atender o consumidor nacional temos que ter um preço para ele e, naturalmente, seguir os padrões de qualidade praticados pelos concorrentes nacionais e importados, no entanto, deve ser observada a equivalência de valores de venda e, também a equivalência dos perfis das empresas. Assim, como o perfil da Pró Bike é o preço justo. Naturalmente nossos preços estão sempre abaixo dos nossos concorrentes”. Cesar Callegari define o sucesso da Pró Bike em sua trajetória ao dizer que, “a empresa nasceu para suprir uma necessidade no setor evitando as importações, e procurando investir em produtos de sustentabilidade para preservação do planeta através da utilização da bicicleta como forma sustentável. Sendo assim, nosso compromisso é social e ecológico, pois não exploramos a mão-de-obra. Divulgamos a utilização do veículo como meio de transporte, como também promovemos a adoção dos preceitos ambientais de repensar, reutilizar e reciclar. Nossa atitude é justamente oferecer aos nossos clientes

30 cyclomagazine

uma opção de fazer algo por nosso País, por nosso Planeta e para nós mesmos”. Assim a Pró Bike vem sendo reconhecida por seus clientes como uma empresa pioneira no fornecimento de produtos inovadores, com preço acessível, qualidade autêntica e, satisfazendo as necessidades do mercado ao menor custo possível. Entendem que o respeito por seus clientes e a confiança em seus colaboradores são os maiores valores e o grande sucesso da trajetória da marca. Em relação ao segmento de bike no Brasil, Callegari analisa o veículo duas rodas como a tendência do momento, não só no País, como em todo o mundo. “Com toda a onda de sustentabilidade, proteção ao meio ambiente e busca de métodos de poluir menos que nos deparamos no dia a dia, a bicicleta é sempre a opção que todos escolhem". "Também, hoje em dia ela não é só vista apenas como um hobby ou um esporte, mas também como meio de transporte ecologicamente correto e uma forma de praticar uma atividade física de forma saudável e acessível”, comenta. E acrescenta falando de vendas: “2013 já está sendo um bom ano de vendas, se com-

parado com o primeiro trimestre do ano anterior. Sentimos que o setor no Brasil está cada vez mais forte, seja pela estabilidade econômica do país, pela mudança da cultura ou pelo cenário esportivo em que o país está inserido, sediando a Copa do Mundo em 2014, e as Olimpíadas em 2016". "Podemos notar nos dados que a Abraciclo revelou recentemente onde, a produção de bicicletas nacionais vem aumentando e a importação vem caindo. Com estes dados podemos notar que o mercado está muito aquecido e bom para a indústria nacional graças às restrições do governo as importações". "Resumindo, as vendas em 2013 estão fortes e estabilizadas e nossas perspectivas futuras também são animadoras”. A Pró Bike ainda não exporta pois seu maior foco é mercado nacional. A empresa tem como atuais diretores César e Fernanda Callegari. César é formado em Comunicação Social com MBA em Administração de Empresas e Marketing. Já Fernanda é docente na Universidade Federal de São Carlos, formada em Medicina com especialidade em Reprodução Humana. 


Lançamentos

FI'ZI:K O selim Arione Tri 2 Carbon possibilita o livre movimento da coxa e aumenta a força da pedalada. Clip System Integrado – Interface integrada. Fácil de colocar e remover da bicicleta. Perfil alongado proporcionando maior variação da pedalada. Base de carbono com tecnologia Wing Flex e Twin Flex. Versão com trilhos de carbono ou K:ium. Cobertura de Microtex. www.biketown.com.br

EVOLUBIKE Lança linha de capacetes e bolsas ecológicas em couro sintético. A Evolubike Casco; são capacetes disponíveis nas cores preto fosco, vermelho e amarelo (os dois últimos com bolinhas delicadas em preto estilo joaninha). Já a Evolubike Bag; são bolsas funcionais que possuem exclusivo sistema de alças removíveis que permitem fixá-las no guidão da bicicleta de forma muito prática, disponíveis nas cores vermelha e preta. www.evolubike.com

34 cyclomagazine

X-EYES Os modelos Spark menor, Lazer menor e Turbine menor são óculos de sol esportivos que protegem contra os raios ultravioleta UVA e UVB. Lentes especiais com armações leves. São apropriados para a prática de exercícios físicos e alta resistência a impacto. As lentes antiembaçantes evitam a limpeza constante em caso de transpiração. São antirisco, in out possuem alto nível de transparência de visão. www.x-eyes.com.br

BLAZE Para melhor comunicação visual na parte dianteira da bicicleta, foi criado laser que emite luz e projeta a imagem da bicicleta no asfalto no percurso que a bike vai percorrer. A imagem aparece cerca de 3m na frente da roda dianteira. A Blaze sinaliza os motoristas que o ciclista vai mudar de faixa ou fazer curvas durante a noite, uma vez que a bike verde projetada no asfalto vai alertá-los. www.blazecomponents.com


GARFO RIGID FORK CL/DISK ROSCA Garfo modelo MTB OVER Canote em Aço Carbono com ROSCA produzido em Alumínio 6061 e envelhecidos naturalmente até uma condição estável, disponível nos tamanhos 20, 24 e 26. Gancheira para freio a disco, pivô compatível para freios Cantilever ou V Break, e uma grande gama de quinze (15) variedades de cores. www.smxbike.com.br

QUADRO MTB SAVAGE Quadro modelo MTB SAVAGE 34,7mm produzidos em Alumínio 6061 e envelhecidos naturalmente até uma condição estável, disponível nos tamanhos 13,3”, 15”, 17”,19” e 21”. Gancheira para freio a Disco, Pivô compatível para Freios Cantilever ou V Break, e uma grande gama de quinze (15)variedades de cores. www.smxbike.com.br

DURBAN BIKES Em novas cores. O modelo Bay 6 foi projetado para passeios na cidade ou transporte em curtas distâncias, pode ser encontrada agora nas cores True Blue - azul Royal com verde; Cosmic Latte -branco com laranja; Ash grey -cinza com amarelo; Onyx –preto com laranja; Aquamarine - verde com cinza. Já a Bay 6 Pro, mais tecnológica e leve em comparação à Bay 6, recebeu as combinações de Saturn Yellow - amarelo com grafite; Dark Midnight Blue - azul escuro com laranja claro; Lust – vermelho com salmão. www.durbanbikes.com

TRAIL STROKER É da linha Ryde com indexadores, sistema de ajuste tool-free que possibilita diversos ajustes sem o uso de ferramenta tornando a configuração mais fácil. A pinça possui banjo ajustável para mangueira de roteamento apertado e obstáculo livre. Possui uma relação hidráulica superior com melhor força de frenagem e modulação.

cyclomagazine 35


Lançamentos

LOOPWHEELS Novo "conceito" em suspensão no interior da roda de bicicletas compactas de aro 20”, com suspensão integral. As molas entre o cubo e o aro da roda, fornecem suspensão, amortecem impactos causados por buracos e imperfeições presentes nas ruas. O Loopwheels tem hub convencional com freios e engrenagens do cubo. Os raios são substituídos por sistema de molas, favorecendo conforto em comparação às rodas com raios comuns. www.loopwheels.com

BICYMPLE A invenção de Josh Bechtel é uma bicicleta simplificada. Não tem corrente e tem só o essencial: duas rodas, quadro, guidão, banco e dois pedais, adaptados na roda traseira. Pretende ter menor custo, manutenção mais simples e compacta que uma bike normal. As rodas da Bicymple não precisam rodar na mesma linha, o que significa que é possível fazer manobras depois de aprender a pedalar nesse modelo. www.bicymple.com

36 cyclomagazine

O LIGHTSKIN LED SEAT POST O produto vai alertar outros ciclistas e motoristas de sua presença graças as 5 luzes de LED em espigão resistente, à prova de água e roubo. São luzes que ficam na parte traseira da bicicleta e para acioná-las basta carregá-las com duas pilhas AA. Duração da carga possível para pedalar por 50h. www.lightskin.com

MILLENIUM X TERRA A bermuda em Lycra P.E.T. Dry Extreme é responsável por manter o corpo seco e a temperatura estável. Forro Coolmax-Italiano, com antimicrobiano e duas camadas de espuma de alta densidade, para melhor absorção de impactos. Acabamento Premium X, com fitas de silicone de alta qualidade nas pernas. www.xterragear.com.br


Rápidas Internacionais Andrew Starykowicz vence no Ironman O americano Andrew Starykowicz venceu o Ironman 70,3 San Juan, Puerto Rico, enquanto entre as mulheres a veterena ITU Helle Frederiksen esteve a frente de seu primeiro meio Ironman, ultrapassando Leanda Cave e Miranda Carfrae com quase 7 minutos de vantagem.

Difícil, mas não impossível

Diferencial radical O Vienna Air King 2013 agradou aos espectadores, os pilotos chegaram com novas manobras, combos e evolução. Cada um teve três voltas para mostrar o que tinha de melhor, as duas melhores voltas foram somadas para pontuação final.O canadense Brett Rheeder, venceu a prova com estilo único. Começou com 360 barspin no drop, um estiloso flipwhip, 360 opposite bar voltando de barspin e um super flipwhip opposite na última rampa.

A Fleche Wallone é famosa pelo seu final no Mur de Huy, uma subida de pouco menos de 1km, mas com mais de 20% de inclinação. Mas, antes dessa última parte, há vários montes de outras subidas curtas e difíceis. Apesar das dificuldades, o pelotão chegou bastante compacto ao pé da Mur de Huy. No último quilômetro, Daniel Moreno atacou e abriu uma grande vantagem sobre os outros. Joaquim Rodriguez, que era o favorito da Katusha não estava 100% em seu rendimento, por conta de uma queda que sofreu no final de semana… Mas, mesmo assim chegou na 6ª posição.

Sincronia e concentração O suíço Fabian Cancellara (Radio-Shack) conseguiu uma vitória no Paris-Roubaix. O pelotão não deixou nenhuma fuga e seguiu com a maioria de seus integrantes até faltarem aproximadamente 50km para o final. Na última curva do velódromo Venmarcke, o pelotão começou a sprintar. Mas Cancellara reagiu rápido e ultrapassou o adversário a poucos metros da chegada.

Otztaler Bike Festival

Rezende no Supercross Renato Rezende é o primeiro brasileiro a chegar a uma final da Copa do Mundo de Supercross. Após enfrentar mais de 150 pilotos em diversas baterias classificatórias da primeira das quatro etapas da temporada, o atleta garantiu a vaga na corrida principal, alinhou no gate ao lado de oito adversários e conquistou o sexto melhor tempo. O evento aconteceu em Manchester, na Inglaterra. O resultado foi muito comemorado por Rezende, além de toda a comissão técnica e Confederação Brasileira de Ciclismo.

38 cyclomagazine

Os atletas Henrique Avancini e Sherman Trezza, encerraram na Áustria, a temporada de participação em competições na Europa. Nesta última prova – Otztaler Bike Festival, o Mountain Biker Henrique Avancini obteve a 15ª colocação e se consagrou como um dos melhores ciclistas de MTB da atualidade. Os resultados obtidos por Avancini em sua temporada na Europa o colocaram definitivamente no grupo dos principais nomes do Mountain Bike mundial.


Rápidas Internacionais

Brasileiros mundo a fora

Fim definido Alessandro Petacchi, da Itália, velocista do pelotão mundial na última década, anunciou que está se retirando do ciclismo, depois de 18 anos como profissional, em busca de novos desafios e o desejo de aproveitar mais a família. Durante a sua carreira, iniciada em 1996, Pettachi conta com 22 vitórias em etapas no Giro de Itália, as seis primeiras de uma só edição, em 2003. No ano seguinte, AleJet impôs-se por nove ocasiões, todas elas ao sprint.

Open Shimano de Mountain Bike 2013, na modalidade Downhill foi o evento disputado em San Miguel de Tucuman, na Argentina. Em sua quinta temporada, a etapa argentina antecedeu a 17ª edição do Campeonato Pan Americano de MTB e, por isso, teve a participação de diversos pilotos estrangeiros, e vários brasileiros. Os destaques foram Lucas de Borba, campeão na Junior, e Bernardo Cruz e Walace Miranda, terceiro e quinto na categoria Pro.

Na Alemanha, com jeitinho brasileiro

Impedida novamente A australiana Tracey Hannah, que está competindo na Copa do Mundo de Downhill deste ano, após se recuperar totalmente da lesão no fêmur e voltar aos treinos, tem agora outra luta. Em uma queda, Hannah quebrou a clavícula, fez a cirurgia no mesmo dia, e já está em processo de recuperação. Agora o esforço será maior para chegar em Fort William, na primeira etapa em condições de competitividade, já que não está mais no Sea Otter Classic.

40 cyclomagazine

Henrique Avancini conquistou a etapa de Munsingen da Bundesliga, campeonato alemão de Mountain Bike e uma das corridas de MTB mais tradicionais da Europa e do mundo. Com isso, Avancini se torna o primeiro brasileiro a vencer uma prova internacional desta categoria fora do país, válida para o ranking da União Ciclística Internacional (UCI). Desde o começo a corrida foi bem disputada com o ex-campeão mundial e medalhista olímpico de MTB José Hermida, e com o atual campeão da competição Rudi van Houts, segundo e terceiro colocados respectivamente, assumindo a liderança da prova após a segunda volta do circuito alemão.


Nek sempre a freNte QualificaNdo, iNovaNdo e customizaNdo os produtos

cubo de alumíNio flaNge baixa modelo bravo

Toda linha ponTa quadrada com preços irresisTíveis visite nosso site ou entre em contato com algum de nossos representantes

www.nek.com.br

Telefone: 0800-11-0005 ou (19) 3547-2233


Capa // Bicicletas ElĂŠtricas

42 cyclomagazine


E-bikes evoluem e ganham as ruas Na luta contra a redução dos níveis de poluição, qualidade de vida e melhoria do trânsito, a bicicleta, que ganha versão elétrica, briga por mais espaço e se impõe entre os meios de transporte que promovem o ar mais limpo

Texto: Joelma Farias Imagens: Divulgação

quem as chame de bicicletas híbridas, afinal, combinam a eletricidade e as pedaladas como fonte de energia. Seu funcionamento é mais ou menos assim: ao pedalar, o biker aumenta a assistência do motor elétrico. Este, por sua vez, fornece mais energia do que as bicicletas comuns. Proporciona ao ciclista poder dosar quanto do auxílio do motor deseja empregar, até mesmo nas subidas. Quando a bateria se esgota o condutor pode pedalar para alcançar seu destino final. Elas são as e-bikes, que ganham espaço nas ruas e na preferência dos admiradores e consumidores desses veículos. Além de exigir menos esforço físico do ciclista, ainda tem a característica de não poluir o ar, isso a promove como a sensação do momento. Com motor movido a energia elétrica de baixo custo, esse modelo é silencioso, oposto aos motores à combustão. Diversas marcas estão disponíveis no mercado e alguns modelos podem ser

facilmente transportados pelo usuário. É um veículo de fácil locomoção que ocupa menos espaço. Mas o grande atrativo das bicicletas elétricas é a economia que proporciona. O custo do quilômetro rodado custa em média R$ 0,04 (quatro centavos), segundo as empresas que comercializam esses modelos no Brasil. Sua recarga pode ser realizada em qualquer ambiente que dispuser de uma tomada habilitando-a para seu funcionamento. Democráticas, as e-bikes podem ser utilizadas por consumidores com algum tipo de limitação física, para pequenas compras, transporte de jovens, idosos, passeios e até para a vigilância de grandes áreas. Para fabricantes e montadoras nacionais, a promoção do veículo ecologicamente correto gera o aquecimento desse setor, que é importante para a manutenção de empregos e contratação de pessoal para suprir a demanda crescente, mas o grande pesadelo dos investidores são os importados. É difícil competir com produtos do continente asiático, pois a carga tributária externa é menor do que a que temos dentro do país. Mas esse problema

não desmotiva os fabricantes brasileiros, que investem cada vez mais em tecnologia para a melhoria constante do produto e, dessa forma, combater a concorrência externa. Outra opção disponível no mercado são os kits de transformação que podem ser instalados em qualquer modelo de bicicleta. No artigo 1º da resolução 315 de 2009, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) equipara a bicicleta elétrica ao ciclomotor e, por esse motivo, só podem ser conduzidas com CNH na categoria A, ou autorização especial. Segundo as normas de trânsito, esse modelo de bicicleta não pode ter mais de 4kw de potência, o peso máximo do condutor e do veículo não pode ultrapassar 140 kg. A velocidade máxima declarada pelo fabricante tem que ser limitada a 50 km/h. O equipamento deve ter espelhos retrovisores dos dois lados, farol dianteiro de cor branca ou amarela, lanterna vermelha na parte traseira, velocímetro, buzina e pneus que ofereçam segurança na condução. Contudo, ainda não há uma legislação municipal específica para esse tipo de veículo.

cyclomagazine 43


Capa // Bicicletas Elétricas

BIG BIKE E-Smart - Possui design moderno, Aro 20”, leve e dobrável produzida em alumínio. Com tecnologia de ponta em seu conjunto eletro-eletrônico, é resistente com destaque para sua compacta bateria de lítio, seu motor sem escovas, brushless, com 250w de potência e exclusivo sensor de torque. Display LCD que permite a seleção entre 5 diferentes níveis de assistência à pedalada, suspensão traseira, freios V-brake Tektro, câmbio Shimano, pneus Kenda e selim Velo Plush. Pode atingir até 30km/h, por uma distância de até 80km.

a Maxx 350 W Watts

a km bor rake eria 5 x 24

Bagageiro 220 V

Farol em led o / Cesto frontal

eto fosco

a / prata / preto

meses meses gia: 4 meses

BIO BIKE Maxx 350w - Foi pensada para atender deslocamentos com maior distância, acima de 5km. Com o aro 24”, o modelo permite que pessoas com perfil de estatura de 1,65cm a 1,85cm, estejam bem acomodadas, evitando o indesejável cansaço, que é muito comum ao ciclista. Equipada com motor de 350w sua velocidade é limitada a 25km. Os acessórios como, cesto frontal e baú (que pode ser substituído por uma cadeira para criança), conferem à Maxx 350w, uma versatilidade no seu uso do dia a dia. A Bio Bike mantém o quadro de acessibilidade, permitindo assim que pessoas com algum grau de dificuldade na movimentação das pernas, tenham facilidade ao acesso.

46 cyclomagazine


BRAZIL ELETRIC Confort Plus - Proporciona conforto chegando até 50km/h de autonomia (no plano, considerando usuário de 70kg) com o motor de 700w/24v/24Ah. Capacidade de carga de até 120kg. Quadro em alumínio leve e resistente. Traseiro index e trocador de punho index revoshift da Shimano. Aros aero folha dupla, cubos de rolamento, selim confort, suspensão dianteira, e freios à disco. Sport Plus - É uma bicicleta estilo mountain bike padrão com quadro em alumínio exclusivo que proporciona uma postura ideal tanto para uso do motor quanto para pedalar. Desempenho de até 50km/h com o motor aliado à reserva de energia proporcionada pelo pack (2 células acomodadas em bolsa exclusiva no centro do quadro) que garantem autonomia de até 35km (em condições favoráveis, no plano com usuário de 70kg). Capacidade de carga de até 120kg. Motor 700w/24v/20Ah, quadro em alumínio leve, resistente e confortável, freios à disco e suspensão dianteira. Câmbio traseiro index, trocador de punho index revoshift da Shimano. Aros aero folha dupla, cubos de rolamento e selim confort.

CRUISER TDG-502L - Aro 26", mountain bike, quadro e rodas em alumínio, raios em aço inox, freios à disco dianteiro e traseiro. Bateria de lítio 36v 8.8 amp., amortecedor dianteiro, farol, buzina e marcha Shimano de 6 velocidades. Pesa em torno de 22.9kg. A bicicleta têm velocidade limitada a 25 k/h e possui Sistema de Assistência ao Pedal, PAS, em três níveis, fraco, médio e forte. Motor de 250w sem escovas, brushless, carregador multi voltagem 90/220v automático. Chave de bateria e 3 chaves allen para ajustes e montagem. Capacidade de peso 120kg e bateria sem efeito de memória com vida útil de 600 ciclos. Garantia total de 6 meses e 12 meses para o quadro. TDN-702L – Aro 20", quadro e rodas em alumínio, dobrável, raios em aço inox, freio à disco dianteiro e traseiro, bateria lítio, 36v/10amp, farol, buzina, cesta, marcha Shimano de 6 velocidades. Peso 21.5kg . Com velocidade limitada a 25km/h, possui Sistema de Assistência ao Pedal, PAS, em três níveis, fraco, médio e forte, motor de 250w sem escovas, brushless, carregador multi voltagem 90/220v automático. Chave de bateria e 3 chaves allen para ajustes e montagem. Capacidade de peso 120kg. Bateria sem efeito memória com vida útil de 600 ciclos. Garantia total de 6 meses e 12 meses para o quadro. Distância mínima com uso somente do motor 30km e com utilização do PAS até 60km. TDW-102L – Aro 20", quadro e rodas em alumínio, dobrável, raios emaço inox, freio à disco dianteiro e em V-traseiro, bateria de lítio, 36v/10amp. Farol, luz traseira, buzina, cesta, marcha Shimano de 6 velocidades. Peso 21.5kg com capacidade de peso de 120kg. Bateria sem efeito memória e com ciclo de vida útil em excesso de 600 ciclos. Com velocidade limitada a 25km hora, com Sistema de Assistência ao Pedal, PAS, em três níveis, fraco, médio e forte, motor de 250w sem escovas (brushless), carregador multi voltagem 90/220 v automático. Chave de bateria e 3 chaves allen para ajustes e montagem. Distância mínima com uso somente do motor 30km e com utilização do PAS, até 60km. Capacidade de subida sem auxilio do pedal 15 graus. Garantia total de 6 meses e 12 meses para o quadro.

cyclomagazine 47


Capa // Bicicletas Elétricas

GO EASY Easy Biking Nano - Vem equipada com o exclusivo Sistema Leve Fácil, após dobrada, conta com rodinhas auxiliares, para puxar ou empurrar a e-bike sem a necessidade de carregá-la. Vem equipada com câmbio Shimano Nexus 3 (embutido), sistema de freios (V-brake – dianteiro, e Roller – traseiro). Altura de guidão e banco reguláveis, com bagageiro e capa para proteção. Faz percurso de até 25km mesmo sem pedalar, a uma velocidade média de 15km/h. Bateria de Lítio de 17kg e potência 250w.

E-LEEZE Dobrável - Motor de 36v/250w sem escovas, brushless. Quadro de alumínio170, câmbio Shimano, 6 marchas e Aro 26". Luz de LED sinalizador, display de LCD 5 velocidades e acelerador e/ou pedal assistido. Velocidade máxima de 25km/h e autonomia de 50-60km. Peso máximo suportado de 120kg, freios à disco, frontal e V-brake traseiro Shimano. Bateria de lítio removível e capacidade de 36v/10Ah. Tempo de recarga de 5h. Mountain - Motor de 36v/350w sem escova, brushless, e quadro de alumínio 170 preto fosco. Bateria de lítio/removível, capacidade de 36v/10Ah. Tempo de recarga de 5h. Velocidade máxima 25km/h com autonomia de 50/60km. Suporta até 120kg. Freios à disco frontal e V-brake traseiro Shimano. Aro 26", câmbio Shimano com 6 marchas, luz de LED e sinalizador display de LCD com 5 velocidades. Acelerador e/ ou pedal assistido.

DURBAN BIKES TESLA - Primeira bike dobrável no Brasil. O nome é uma homenagem ao criador do 1º motor elétrico do mundo, Nikola Tesla. Com potência de 250w atinge uma velocidade média de 35km/h com autonomia para percursos de até 40km. Possui marcha com 6 velocidades, o que torna a pedalada ainda mais confortável quando o motor não estiver em uso.

48 cyclomagazine


EVOLUBIKE

ECOSTART EcoT1 - Aro 24” nas rodas dianteiras, e Aro 20” nas rodas traseiras. Motor 36v, 350w a 750w, capacidade para 130kg, autonomia de 28km e câmbio Shimano de 6 marchas. Com controlador inteligente que gerencia suas funções, garantindo o funcionamento correto dos componentes. Desempenho de acordo com o peso do condutor e o relevo do trajeto percorrido, o que o torna mais econômico. Disponível nas cores branco, vermelho, azul, preto e prata. Ecycle - Aro 26” , cores: vermelha, azul, preta e prata. Cores fluorescentes: rosa, laranja e amarela. Motor: 36v, 350w a 750w, Peso máximo suportado: 100kg, Opcionais: cestinha, bagageiro, ciclocomputador, Autonomia: 35km, Câmbio: Shimano de 6 marchas. eCargo - Aro 20” (dianteira) e Aro 26” (traseira), Motor de 36v, 350w a 750w. Suporta até 120kg, freios V-brake, autonomia de 28km. Câmbio Shimano de 6 marchas Imagens ilustrativas

Dea – Quadro em alumínio, garfo suspensão, Aro 26”, câmbio Shimano 21v, 23kg, autonomia de até 40km. Potência motor é de 250w, velocidade máxima de 25km/h, bateria de lítio 36v/8Ah, display de 3 velocidades, tempo médio de recarga de 4h e capacidade de carga de 100kg. Nas cores creme, violeta e preto. Fortis - Quadro e garfo em aço carbono, aro 26”, câmbio 18v, 25kg, autonomia de até 40km. Potência do motor 250w, velocidade máxima de 25km/h, bateria de lítio 36v/8Ah, sistema Pedelec, onde o ciclista pode graduar a velocidade da sua bicicleta conforme as pedaladas para auxílio do motor. Possui suspensão dianteira, e câmbio Shimano de 21v de série. Tempo médio de recarga são de 4h com capacidade de carga de 100kg. Disponível nas cores preto, vermelho e azul. Nano – Leve resistente e compacta. Possui sistema de dobramento simples e rápido, dispensando o uso de ferramentas. Quadro em alumínio, Aro12”, 14,5kg, autonomia de 20km e potência do motor de180w. Velocidade máxima de 25km/h, tempo médio de recarga de 3h, bateria de lítio 24v/6Ah com capacidade de carga de 90kg. Pakera - Com quadro de alumínio, garfo e aço carbono. Aro26”, câmbio Shimano 21v. O modelo pesa 23kg, motor com autonomia de até 40km, potência de 250w e velocidade máxima de 25km/h. Bateria de lítio 36v/8Ah, display de 3 velocidades, tempo médio de recarga de 4h. Suporta até 100 kg. Sports – Quadro em aço carbono, garfo full suspension, Aro 26”, câmbio Shimano 6v, 26kg, autonomia de até 40km, potência do motor 250w. Velocidade máxima de 25km/h, bateria: lítio 36v/8Ah com display de 3 velocidades. Tempo médio de recarga são de 4h, capacidade de carga de até 100kg. Disponível nas cores preto e prata.

www.ecostart.com.br

w w w. e c o s t a r t . c o m . b r

SENSE BIKE Wind (S-100E) - É a mais robusta da linha. Quadro diferenciado pesa em torno de 24.4kg e visual moderno. Capacidade de até 100kg, velocidade máxima de 25km/h, motor de 250w. Bateria de 24v/10Ah, com quadro em alumínio. Bateria de lítio de longa duração recarrega numa média de 6 horas. Câmbio de 3 velocidades Shimano Nexus 3 proporciona troca de marchas suaves e precisas, facilitando o pedalar. Disponível na cor preto fosco. Brezze (S-200E) - Conta com design vintage exclusivo que remete às bikes europeias. Pesa 24,3kg e suporta até 100kg. Velocidade máxima de 25km/h, motor 250w/ bateria de lítio de longa duração com 24v/10Ah e recarrega em média 6h. Pneus estilo conforto e quadro em alumínio, câmbio de 3 velocidades Shimano Nexus 3. Na cor branco pérola. Mini (S-300E) - Ideal para aqueles que buscam design inovador e versatilidade na hora de usar a bicicleta elétrica. É o único modelo da marca que é dobrável. Pesa 22.6kg e suporta até 100kg, velocidade de até 25 km/h e motor de 250w. Bateria de lítio de longa duração, potência de 24v/10Ah e sua recarga é realizada em média em 6h. Aro 20", maior agilidade no deslocamento e quadro de alumínio. Câmbio de 3 velocidades Shimano Nexus 3. Disponível na cor branca

DURBAN BIKES

TESLA - Primeira bike dobrável no Brasil. O nome é uma homenagem ao criador do 1º motor elétrico do mundo, Nikola Tesla. Com potência de 250w atinge uma velocidade média de 35km/h com autonomia para percursos de até 40km. Possui marcha com 6 velocidades, o que torna a pedalada ainda mais confortável quando o motor não estiver em uso.

DAFRA DBX - Esse modelo possui rodas aro 26”, câmbio Shimano SIS de 7 marchas, assento para garupa, bateria portátil e autonomia com apenas uma carga. É uma opção prática e muito econômica para percorrer médias e longas distâncias de forma rápida e moderna. Conta com Sistema de Assistência ao Pedal, PAS, em três níveis de apoio que proporcionam maior ou menor apoio do motor elétrico. Alcança velocidade máxima de 25km/h. O consumo mensal desta linha é o mesmo de um abajur. DBL - Com assento traseiro para passageiro de até 60 kg, quadro em alumínio e o principal: conjunto de motor elétrico e bateria de lítio com 36v/10Ah, gerando 250w de potência. Com Sistema de Assistência ao Pedal, PAS, em seis níveis que garantem gradativamente maior ou menor atuação do motor. Para acioná-lo, basta que o ciclista selecione o nível de assistência que deseja e, ao iniciar as pedaladas, passa a contar com a força do motor. A velocidade máxima é de 25km/h e, ao alcançar esse nível, o motor elétrico automaticamente é desativado. A bateria de lítio é mais leve, possui capacidade energética e é bivolt, podendo ser carregada em qualquer tomada. DB0 - Desenvolvida para atender diferentes perfis de ciclistas: desde aqueles que fazem da e-bike um veículo de transporte para o dia a dia, quanto para quem busca uma rotina mais saudável. Quadro em alumínio e equipada com corrente teflon, que diminui perdas e aumenta a durabilidade do item. Quadro totalmente dobrável, três níveis e Sistema de Assistência ao Pedal, PAS. Bateria de lítio íon ferro 24v/6Ah/250w de potência. Freio a disco na dianteira, selim com regulagem de altura, farol dianteiro de LED com duas opções de iluminação (contínua ou intermitente) e traseiro com quatro opções (contínua, e, três diferentes tipos intermitentes). Painel de LCD com funções de medição de velocidade Gear Mode.

cyclomagazine 49


BRASIL BICICLETAS ELÉTRICAS DUCATI E ITALWIN A General Wings, empresa nacional - pioneira na produção e comercialização de bicicletas elétricas com baterias de lítio no País, - traz ao mercado brasileiro, com exclusividade, duas grandes marcas de renome internacional: a Ducati e a ITALWIN. As bikes italianas já estão rodando nas nossas ruas a partir de fevereiro.

Capa // Bicicletas Elétricas DUCATI

GENERAL WINGS

Bicicletas elétricass Ducati. Aro 700, cores branca ou vermelha, assistência elétrica no pedal.

A Ducati, marca que é sinônimo de design arrojado e tecnologia em motos, mantém o mesmo DNA na confecção de suas bicicletas. Seguindo o boom do mercado europeu, elas são produzidas com o conceito de PEDELEC (pedal elétrico ou pedalada assistida). Diferente das E-BIKES (bicicletas acionadas com acelerador no guidão), de maior produção na China.

Empresa nacional pioneira na produção e comercialização de bicicletas elétricas com baterias de lítio no País, como a Java21S Plus e Java Lithium. É responsável pela distribuição no mercado brasileiro, com exclusividade, duas marcas italianas: Ducati e ITALWIN. Java 21S Plus - Quadro em alumínio T6 (tratamento térmico 6061), conjunto 21 velocidades Shimano, motor de assistência elétrica Currie Technologies 450w/24v, conjunto guidão, avanço e canote com micro ajuste promax. Suspensão Suntour, freio à disco dianteiro Logan. Selim Fresh Point Calypso. Aro 26" VZAN. Raios em aço inox, protetor anti-furo de câmara dianteiro e traseiro, pneus e câmaras Kenda e 1.95 com pressão 45/60 libras. Drive Controlador Currie Technologies, acelerador com display de carga e economia, rack com duplo alojamento de baterias, estojo de baterias chumbo-ácido 2x12v/10Ah. Chaves de segurança de baterias. Acompanha carregador inteligente. Java Lithium - Bateria de lítio 36v/10Ah. Rack traseiro de fácil encaixe e trava, motor de assistência elétrica e 350w/36v. High Torq e BPM (big power motor), exclusivo corpo em alumínio e motor sem escovas e corrente contínua. Aceleração, PAS, assistência elétrica no pedal, e/ou livre aceleração, THUMB. Painel de controle monitor de LCD com indicação de velocidade e ajustes de potência. Carregador inteligente, display de LED e bivolt. Quadro FY em alumínio 6061/T6, garfo suspensão dianteira suntour de alumínio com ajuste de pressão. Com 21 marchas, 4 módulos de potência elétrica, módulo Walk. Pé de vela, coroa tripla Shimano, pedal em alumínio e antiderrapante Welgo. Freio à disco dianteiro e traseiro com caliper Shimano. Manetes em alumínio, e sensor de segurança que corta a aceleração. Aro 26”, com parede dupla em alumínio. Raios em aço inoxidável e ilhós. Velocidade de 32km e autonomia de 40km/h. Ducati City Queen - Design italiano. Garantia de dois anos nas partes mecânica e eletrônica e um ano na bateria de lítio removível. Equipada com iTorq, sensor de torque no pedal que aciona o motor de assistência elétrica conforme a pressão da pedalada, além da transmissão dentro do cubo traseiro tipo Nexus da Shimano. Autonomia de 40km e suspensão dianteira de alumínio. Aro26”, e motor 250w/36v. Ducati City King - Garantia de dois anos nas partes mecânica e eletrônica e um ano na bateria de lítio removível. iTorq, sensor de torque no pedal. Transmissão dentro do cubo traseiro, Nexus da Shimano e autonomia de 40km no pedal assistido. Suspensão dianteira de alumínio. Quadro em liga leve, tubos hidroformados, garfo e com suspensão do tipo clássico, para uma maior rigidez e segurança. Fixação de assentos infantis e motor com potência de 250w/36v. Italwin Prestige Smart - Possui tecnologia italiana. Garantia de dois anos nas partes mecânica e eletrônica e garantia de um ano na bateria. Autonomia de 40 km no pedal assistido. Bateria de lítio removível. Motor 250w/36v. O modelo está disponível nas cores branca, verde, prata e azul.

TRACK BIKES TKX City Plus - Possui suspensão em aço carbono, freios V-brake, pedais nylon com refletores e alavanca de câmbio grip system com 18 velocidades. Cabo de aço carbono com dupla suspensão. Guidão de aço carbono curvo com mesa MTB, selim premium, Aros em alumínio, pneus 26 MTB e tripla pé de vela revestida. Sua carga máxima é de até 100kg, potência de 350w/36v e Aro26”. TKX 900 - 350w, apenas 8h de carga são suficientes para percorrer até 40km. E o melhor que pode ser recarregada em qualquer tomada, pois sua voltagem é bivolt. Além disso, seu desempenho pode chegar a 35km/h já que sua potência é de 350w. Esse modelo possui sistema de chave alarme que pode acionar a partida ou travar o uso do equipamento.

50 cyclomagazine


VERDE BIKE Algaroba (VBX05) – Em alumínio dobrável e por isso se encaixa bem em qualquer lugar Motor de 350w, bateria de 36v/10Ah em lítio, quadro dobrável em alumínio. Pneus Aro 26”, partida com chave e marcador de carga no punho. Acionamento automático no motor ao pedalar, Sistema de Assistência ao Pedal, PAS, e câmbio com 6 velocidades. Suspensão traseira de mola ajustável. Suspensão no garfo, freio a disco nas duas rodas. Carregador bivolt automático. Ficus (VBX08) - Ideal para quem não tem muito espaço em casa, no escritório, no carro, mas não quer deixar de levar sua bike. Bateria 24v/10Ah li-on que pesa entre 20 e 23kg e recarrega em até 6h. Freio dianteiro/traseiro:V-brake/tambor e pneu dianteiro/ traseiro: Aro 20"x1.75. Jacarandá - Motor de 350w, bateria de 36v/10Ah em lítio que pesa em torno de 29kg. Partida com chave, quadro dobrável em alumínio e marcador de carga no punho. Acionamento automático no motor ao pedalar, Sistema de Assistência ao Pedal, PAS, e câmbio com 6 velocidades. Suspensão traseira a ar e carregador bivolt automático.

MULTI LASER E-Life - Quadro de alumínio, pneu: Aro 26", câmbio Shimano - 6 marchas, freio: V-brake, bateria de lítio 36v/10Ah, peso da bateria 3,3Kg, peso total: 24,5Kg, potência 250w, velocidade máxima 25Km/h, desempenho de até 40Km (c/ bateria carregada), garantia de 6 meses. O desempenho pode ser influenciado pelo peso do ciclista e/ou tipo do trajeto. Nano Bike - Quadro de alumínio, pneu: Aro 20", câmbio Shimano - 7 marchas, freio: V-brake, bateria de lítio 36v/6ah, peso da bateria 32,5kg, peso total: 16,5Kg, potência 250w, velocidade máxima 25km/h, desempenho de até 40Km (c/ bateria carregada), garantia de 6 meses. O desempenho pode ser influenciado pelo peso do ciclista e/ou tipo do trajeto. A cada dois meses com a bike parada em estoque é necessário fazer uma carga na bateria de duas horas para evitar perda de vida útil. Dimensão total: 1.520 x 1.060mm.

KIT’S DE CONVERSÃO CONVERT BIKES Importa e comercializa kits e bicicletas elétricas que possuem baterias de lítio de 36v/350w, podendo ser instalados na roda dianteira ou traseira e oferecem baixo peso e torque para enfrentar vários tipos de terreno na cidade. Com velocidade máxima de 32km/h, possuem autonomia de 40 a 60km, dependendo do modelo e a bateria pode ser carregada de 4h a 6h. KIT ECO BIKE Esse motor elétrico não possui escova e têm potência de 800w, par de manoplas com acelerador e indicador de bateria de LED. Carregador de baterias 48v, bivolt, par de manetes de freio alumínio, bagageiro universal (pintura eletrostática /aço rígido) c/ 4 baterias de 12v/9Ah. Interruptor liga/desliga com limitador de velocidade em 03 estágios e 36 raios zincados c/ medidas opcionais (170x2,5) ou (160x2,5). KIT BIG BIKE O motor elétrico central é a nova geração de auxílio elétrico em bicicletas convencionais, sucedendo os já conhecidos kits de conversão de bicicletas com motor na roda (motores HUB) e garantindo vantagem ao ciclista: enquanto os motores convencionais lhe proporcionam apenas velocidade, ele emprega a transmissão multivelocidades já existente nas bicicletas. Desta forma, produz mais torque e velocidade quando necessário. Motor elétrico com 250w de potência, 36v, torque de 16n.m, nominal,/30n.m máximo e Sistema de Assistência ao Pedal, PAS, embutido. Sensores hall 120º. Velocidade de 130rpm/50km/h. BATERIA UNICOBA Através da marca Naja, foi desenvolvido o modelo NE 12v/12Ah de baterias com tecnologia AGM/VRLA e alto desempenho. São seladas e a prova de vazamento, além de serem ecologicamente corretas. No interior, uma solução ácida fica integralmente absorvida em manta de microfibra de vidro, garantindo durabilidade e melhor custo x benefício do mercado, deixando o usuário livre da manutenção. Distribuídas em todo território nacional, torna-se uma opção acessível aos proprietários destes veículos.

cyclomagazine 51


Empresa // Emtecorp

Hist贸ria atual, somada aos antecessores

52 cyclomagazine


Como tantas outras histórias, de tantas outras empresas, a Emtecorp não é muito diferente. Em 11 anos de atuação no mercado, a empresa ganhou diferenciais e destaque, pois qualidade e pronto atendimento a tornou uma empresa reconhecida e em franco crescimento

Texto Hylario Guerrero Imagens: divulgação

A

Emtecorp originou-se da cisão, da pioneira EMTECO, em 2002. E, pelo fato de se estabelecer na cidade de Ribeirão Preto, os fundadores decidiram que manteriam o nome Emteco, acrescido das iniciais RP (de Ribeirão Preto), porém a razão social completa é EMTECORP - Esferas e Componentes Ltda. O atual diretor da empresa é Luiz Eduardo Dantas de Carvalho, formado em Economia pela USP de São Paulo. Foi na cidade de Casa Branca, interior de São Paulo que se fundou a Emteco, no ano de 1954. No início, a empresa atuava com a importação de tratores, rolamentos e autopeças, e, prestava serviços para a área de construção civil, irrigação e representações diversas. “Devido o seu crescimento e expansão, nos anos seguintes foram abertas filiais

em outras cidades e, a sede da corporação foi transferida para a cidade de São Paulo, com a finalidade de atender melhor os nossos clientes, em âmbito nacional, e agilizar as importações”, conta o Gerente Geral, Ricardo Ladeia Dantas de Carvalho, lembrando que a Emteco foi a primeira empresa brasileira a importar rolamentos e esferas da China, inclusive abriu escritório em Pequim para facilitar os contatos e realizar as primeiras importações. “A partir da cisão, em 2002, a Emtecorp passou a oferecer um atendimento mais especializado, ágil e personalizado. Com amplo galpão próprio, funcionários qualificados e fornecedores tradicionais. Temos como principal objetivo fornecer produtos certificados e de ótima qualidade, a preços competitivos”, afirma o gerente geral. A partir de fevereiro deste ano uma nova mudança se fez necessária. A Emtecorp passou a ocupar novo galpão conjugado com o escritório ocupando uma área

construída de 700m. A empresa conta com 200 toneladas de produtos armazenados em porta paletes. E, no porto seco, possui mais de 100 toneladas, o que garante entrega imediata à totalidade dos pedidos recebidos. Esta mudança é justificada através do crescimento da empresa, pois o galpão antigo ficou pequeno perante o desenvolvimento que tiveram durante estes anos. Desde a cisão, a Emtecorp cresceu e, conquistou maior fatia de mercado, tornando-se referência com os itens de linha de trabalho com que atuam. Melhoraram a infraestrutura e aprimoraram os procedimentos internos. “Agora o nosso foco maior está na ampliação da linha de produtos. Muitas vezes, o desenvolvimento de novos itens é um processo longo..., porém, a inclusão de itens com garantia de qualidade e preços competitivos sempre foi o nosso objetivo”, explica Ricardo Dantas. Desde 2002, a Emtecorp produz colares de aço e de polipropileno, rolamentos de

cyclomagazine 53


Empresa //Emtecorp

Agora o nosso foco maior está na ampliação da linha de produtos. Muitas vezes, o desenvolvimento de novos itens é um processo longo..., pois a inclusão de itens com garantia de qualidade e preços competitivos sempre foi o nosso objetivo

Ricardo Dantas Gerente Geral

aço cromo, esferas de diversos materiais e classes de precisão, correias para mobylete e graxa. “Atualmente, comercializamos os mesmos produtos, além de gaiolas para juntas homocinéticas e, estamos finalizando negociações (em fase de aprovação de amostras) para ampliar a nossa linha de produtos para bikes e motos. São itens que atendem aos dois segmentos”, esclarece Ricardo que frisa: “Atendemos o segmento de duas rodas, automotivo e industrial em geral. Nossos produtos são normalmente utilizados em aplicações diversas. Para bike, moto e mobylete”. A empresa atende clientes de todo o Brasil, tanto da indústria montadora, como atacadistas, varejistas e autopeças. “No segmento de duas rodas, tanto o mercado do Sudeste como o Nordeste são muito fortes, é onde temos maior atuação, no entanto, é preciso ressaltar que atendemos clientes de todas as regiões e estados do Brasil”, lembra Ricardo. A Emtecorp conta com excelente estrutura física e operacional. Entrega ime-

54 cyclomagazine

diata e mantêm acordos com transportadoras através de coleta diária e fretes especiais - o que é um dos diferenciais da empresa. “Usamos esses acordos em prol dos nossos clientes, oferecendo fretes negociados e competitivos. Os pedidos recebidos até as 16h são geralmente despachados no mesmo dia”, diz Ricardo, que define o sucesso da Emtecorp em sua trajetória da seguinte forma: “Desde a fundação da Emteco, a nossa filosofia de trabalho sempre foi a de não medir esforços para superar as dificuldades características do País em desenvolvimento, com infraestrutura deficiente e cara, além da alta carga tributária e, instabilidade econômica e cambial. Além de atenção especial à qualidade dos produtos e, à equipe de vendas e, de colaboradores, que são essenciais para o bom atendimento dos clientes e ao nosso próprio crescimento. Os clientes falam conosco através de ligações gratuitas para nossas linhas exclusivas, além de e-mails, e site”, reitera o gerente que acredita que o segmento de bike no

Brasil é bastante promissor, e está em crescimento. “Nos últimos anos o uso das bicicletas tem sido encorajado por gestores de cidades, programas de televisão, programas de saúde, presente na mídia, por se tratar de um transporte limpo e saudável". "Tudo isso agrega valores e maior interesse da população. O uso da bicicleta estar aumentando e sendo incentivado por diversos meios da sociedade. Não podemos nos esquecer de mencionar que a infraestrutura da maioria das cidades é bastante precária quanto às ciclovias, apesar de terem ocorrido alguns investimentos. Além disso, a alta carga tributária dificulta um progresso mais rápido, já que o governo privilegia os automóveis e outros segmentos econômicos que não o de duas rodas”, analisa. Para Ricardo, 2013 está sendo um bom ano de vendas - se comparado com o primeiro trimestre do ano anterior. “Tivemos crescimento significativo neste primeiro trimestre, o que indica que teremos mais um bom ano”, conclui. 


ACELERE A PARTICIPAÇÃO DA SUA EMPRESA! TEL.: (+55 1 1 ) 3060-5025 • COMERCIAL@SALAODUASRODAS.COM.BR

O 12º Salão Duas Rodas vai reunir, em um só lugar, fornecedores, fabricantes e público final, no maior evento motociclístico da América Latina. É uma oportunidade imperdível para sua empresa ampliar a visibilidade, valorizar a marca e, principalmente, gerar mais negócios.

PERSPECTIVAS DA FEIRA

• 450 expositores • 260.000 visitantes • 1 1 0.000m 2

12º Salão Internacional de Motocicletas, Peças, Equipamentos e Acessórios. De 8 a 13 de outubro de 2013 • Pavilhão de Exposições do Anhembi São Paulo, SP - Brasil • www.salaoduasrodas.com.br Baixe um leitor QR Code, fotografe o código com seu celular e veja por que reservar seu espaço no Salão Duas Rodas.

Apoio de Mídia:

Apoio Institucional:

Organização e Promoção:

RINO COM

VEM AÍ O EVENTO MAIS IMPORTANTE DEPOIS DA INVENÇÃO DA RODA.


Notas

Debate como pedalar com segurança O bike anjo e criador do Vá de Bike, Willian Cruz, participou de bate-papo promovido pelo Sesc Consolação, em São Paulo, sobre como usar a bicicleta no trânsito da cidade, de forma segura e responsável. Com dicas práticas e informações relevantes sobre legislação, acessórios, rotas e outros assuntos pertinentes. Houve espaço para participação de todos, debatendo o assunto, tirando dúvidas e questionando o conteúdo apresentado, numa conversa com quem já usa a bicicleta nas ruas ou pretende usar, mas , ainda está apreensivo.

Útil e necessário Para abrigar o contingente que vem aumentando a cada mês, a prefeitura São Paulo promete novas regras para bicicletários. Destino de 45,5 milhões de visitas mensais na cidade, segundo a Abrasce (Associação Brasileira de Shpppings Centers), os shoppings terão seus estacionamentos afetados por lei municipal. Assim, haverá espaço reservado para ciclistas que queiram consumir nesses locais.

Produção de bicicletas cai 11,8% A produção de bicicletas recuou 11,8% no primeiro bimestre deste ano, segundo a ABRACICLO. De acordo com a entidade, as fabricantes instaladas no PIM, produziram 124,3 mil de janeiro a

56 cyclomagazine

fevereiro ante 140,9 mil unidades no primeiro bimestre de 2012. Em fevereiro, foram fabricadas 60,7 mil unidades no PIM, redução de 4,5% em relação a janeiro e de 10,8% na comparação com fevereiro de 2012.

andassem de bicicleta, desde que acompanhadas de um homem da família e vestidas de acordo (com o traje completo islâmico, cobertas da cabeça aos pés). Segundo o 'Al-Yawm' (o jornal), as mulheres poderão pedalar em parques e áreas recreativas.

Nacional de Trânsito (CNT), regulamentará o uso de bicicle-tas elétricas, que terão potência de 250w, no máximo, e velocidade de até 25 km/h, este será um dos fatores que implicará no aumento da produção no PIM.

PIM quer produzir 1 milhão de bikes O Polo Industrial de Manaus (PIM) terá como meta a produção de um milhão de bicicletas em 2013, enquanto que no ano passado foram produzidas 913.145 unidades, cerca de 10,4% a mais Mulheres sauditas em relação a 2011, segundo dados da Superintendência da Zona são autorizadas a Franca de Manaus (Suframa). andar de bicicleta Jornal regional informou que a De acordo com José Eduardo polícia religiosa da Arábia Sau- Gonçalves, diretor executivo da dita permitiu que as mulheres ABRACICLO, como o Conselho

400km de vias cicláveis até 2016 O Plano de Metas do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, inclui 400km de novas “vias cicláveis” na capital, abrangendo ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas.


Opção de mobilidade

Emerson Fittipaldi no IV Fórum ABRACICLO O bicampeão mundial de Fórmula 1 e empresário, Emerson Fittipaldi foi a grande atração da quarta edição do Fórum Abraciclo – Mobilidade & Segurança em Duas Rodas.

Nos Estados Unidos, na Costa do Pacífico, famílias inteiras deixam o automóvel na garagem para usar bicicletas incrementadas e triciclos para levar crianças à escola, fazer compras e até muO evento promovido pela entidade foi realizado no Renaissance São Paulo Hotel, com a presença de especialistas do Brasil e de outros países. Fittipaldi foi o convidado especial realizando palestra de encerramento, com base no tema principal do evento. O empresário, também participou, através do Instituto Emerson Fittipaldi, em parceria com a Federação Internacional de Automobilismo (FIA), da primeira campanha que faz parte do Pacto Nacional pela Redução de Acidentes: ‘Parada - Um Pacto pela Vida’. Sua iniciativa e sua luta tem sido louvdas, pela conscientização no trânsito vem ao encontro das ações da Abraciclo, e as entidades ligadas ao segmento de duas rodas.

danças, e todo o transporte local que pode ser feito pedalando. Em geral com a ajuda de motores elétricos, para subir ladeiras. Os triciclos são pesados, lentos, não muito bonitos, mas cumprem

bem a principal função: substituir vans e caminhões e levam pequenas cargas. O preço não é nada acessível, o mais barato custa US$ 800, mas vale pela função.

Tributação Desde o dia 1º de janeiro, de acordo com a Resolução nº 13/2012, do Senado Federal, a alíquota unificada de ICMS para operações interestaduais de produtos importados é de 4%. Bem menor que a taxa anterior, que era de 12%. Válida para mercadorias que não tenham sido submetidas a processo de industrialização ou, ainda que submetidas a qualquer processo de transformação, beneficiamento, montagem, acondicionamento, reacondicionamento, renovação ou recondicionamento, resultem em mercadorias ou bens com conteúdo de importação superior a 40%. O objetivo do Senado, com a resolução, foi por fim às guerras fiscais e dos portos , travadas entre os Estados brasileiros.

Tour do Rio, calendário e premiações Os organizadores do Tour do Rio divulgam calendário das etapas e dos valores de premiação de cada categoria de participantes do evento. As provas estão previstas a partir do mês de maio e, estão programadas competições com etapas em várias cidades do Estado Fluminense, até agosto. Para mais detalhes, acesse www.tourdorio.com.br

cyclomagazine 57


Notas

Edição épica do Orbea Monegros Mais de 6 mil participantes na décima terceira Orbea Monegros na cidade de Sarinema, colocaram a prova como o maior evento organizado por uma empresa na Europa. A marca consegue desta forma,

elevar os seus resultados de divulgação de marca e produto. O evento organizado pela Orbea, a Câmara Municipal de Sarinema e do Condado de Los Monegros eleminou os tradiconais prêmios por classificação com a intenção de atrair a participação popular. links para os canais sociais da Shimano e noticiário com conteúdo exclusivo do mundo ciclístico internacional. Acessem: www.weraceshimano.com

Bilhete único para uso de bicicletas Será possível usar o bilhete único para pegar emprestadas as bicicletas do projeto Bike Sampa. No início, cem pessoas já inscritas no serviço poderão participar do teste. Outros interessados devem atualizar seu cadastro no projeto. Os leitores de bilhete único foram instalados em três estações de empréstimo: Parque Trianon, Shopping Eldorado e Shopping Santa Cruz.

Novo site na rede mundial A Shimano, empresa mundial fabricante de peças e acessórios, disponibiliza novo endereço na internet com informações sobre as equipes de estrada e mountain bike, com os seus dados na World Tour e UCI. Pilotos, provas, calendários, blogs,

26 cyclomagazine

Inaugurado o Dirt Park Rio Claro Num domingo chuvoso, foi inaugurada a “Pista Municipal de Mountain Bike” de Rio Claro, complexo esportivo ciclístico construído através de uma parceria pública e privada e, a Federação Paulista de Mountain Bike.As bikes não puderam andar na pista devido a lama, apenas um ato solene foi realizado no local. Pilotos de Limeira fizeram uma demonstração no Pump Track e desceram o gate de largada num ato simbólico para fotos.


Feira // Taipei 2013

Inovações tecnol O mercado de bikes está crescendo em Taiwan e tem sido, bem sucedido em posicionar-se como o “Centro Internacional da Indústria da Bicicleta”. O país também estabeleceu uma sólida reputação com empresas para a fabricação de bicicletas de alta qualidade. A Taipei International Cycle, o maior evento da indústria de ciclismo da Ásia, reflete essas tendências e desenvolvimentos ano após ano Imagens: Divulgação

60 cyclomagazine

A Taipei International Cycle está em seu 26º ano, e contou com 1.103 expositores de 36 países diferentes, distribuídos em 3.289 estandes. Por região mais de 50% dos visitantes vieram da Ásia, com a China (incluindo Hong Kong), Japão, Coréia, Malásia, Cingapura e Tailândia entre os top 10, uma indicação do significativo interesse da feira no Sudeste Asiático. Quase um terço veio da Europa e América do Norte, com os Estados Unidos, Alemanha e França entre os 10 mais esperados e os visitantes da Austrália subiu 4%. Esse evento continua sendo importante porta de entrada para os que estão ao redor deste

continente, no mercado ciclístico da Ásia. A Hamax da Noruega ganhou o prêmio especial de ouro com o Caress, assento de bicicleta para crianças. A Miranda de Portugal apresentou a versão branca de e-bike com ‘pé de vela’ de fibra de carbono total e, três novos modelos de “cobre corrente” (proteção de câmbio e corrente). A versão original do ‘pé de vela’ estreou no Eurobike 2012. Com 348gr e resistente estrutura interna são as mais leves do mercado, com design interno de carbono. As cores metálicas leves proporcionam a harmonia perfeita entre a base de textura e a tonalidade da


lógicas e design camada gráfica, fazendo com que essas peças sejam mais atraentes. Programada a próxima edição A partir de uma pesquisa com todos os expositores e mais de 7mil visitantes, que estiveram presentes neste ano, foram definidas as datas para a próxima edição. Wang Chih-kang, presidente da TAITRA (Taiwan External Trade Development Council), disse que o espaço da 26ª edição foi para os grandes nomes do mercado, mas também para empresas menores, levando Taiwan a entrar definitivamente no mundo mercadológico das bicicletas.

Antony Lo, presidente da Associação de Exportadores de Bicicletas de Taiwan (TBEA), disse que o valor das exportações tem aumentado no mundo todo, apesar da turbulência econômica nos principais mercados da Europa e dos EUA. A TAITRA, anunciou que houve aumento de visitantes, na ordem de 13,6% em comparação ao ano passado. Premiando o “novo” Muitas pessoas têm experiência com motos, mas ainda é difícil imaginar o que se sente ao andar de Pedelec, achando que vai ser como andar de moto, mas na re-

alidade a magia está no acoplamento da potência do motor com potência muscular. Motoristas de carro talvez pudesse compará-lo com a sensação de poder de direção ou de usar os freios. Destacando inovações neste tipo de produto, (E-BIKES) o evento deu grande importância aos que poderão, amanhã, se tornar os desenvolvedores de projetos interessantes para o mercado. A Taipei Cycle recebeu 184 inscrições ao prêmio que elege as melhores inovações do setor de bicicletas. Destas, 44 passaram para a fase final e quatro receberam o "Taipei Gold Award", entregue durante a feira.

cyclomagazine 61


Feira // Taipei 2013

 Jurgen Kuipers e seu modelo Sawyer 1 Sawyer

Os produtos premiados foram expostos no evento. Quatro categorias estavam no páreo: bicicletas, componentes e peças, acessórios e e-bikes. Os juízes avaliaram grau de inovação, qualidade do design, acabamento, material, sustentabilidade, funcionalidade, valor de utilidade, segurança, ergonomia e design universal. Entre as tendências que marcaram presença estava o uso da fibra de carbono e suas evoluções. A criação de acessórios para incrementar o uso de smartphones, e novos sistemas de energia complementares para as Pedelecs (bicicleta com pedal auxiliar, ou motor elétrico, que só funciona quando pedala). Fórum Internacional de Design O Fórum compreende as instituições líderes no mundo em design industrial, goza de reconhecimento devido sua imparcialidade e seleção – importante prêmio de design , entregue anualmente desde 1953. O Fórum Internacional se caracteriza por possuir ampla rede de contatos de design, alto nível de integridade e idoneidade garante a mais ampla aceitação entre todos os target groups. O Ciclo de Taipei d & i prêmios, teve início na edição passada, 2012 quando foram selecionados 207 produtos de 16

62 cyclomagazine

países de todo o mundo. A ideia é premiar os trabalhos selecionados, a força inovadora da indústria. Foram convidados : fabricantes, designers, representantes comerciais, importadores e distribuidores da indústria. Competiram empresas que atuam no mercado há menos de 2 anos, ou com mais tempo, como elegíveis na adjudicação. As inscrições refletiram forte nível de inovação e qualidade dos projetos. Disputaram as categorias: 01 - Bicicletas: Mountain bikes, bicicletas de corrida, Trekking Bicicletas, bmx, bicicletas da cidade, bikes família, bicicletas infantis. 02 - Componentes + Peças: Imagem e peças, conjuntos de rodas e peças, peças de transmissão, Peças de direção, peças de travagem 03 - Periféricos + Acessórios: Computadores de bicicleta, sistemas de luz e de pulso e outros.

Sawyer - conceito design O holandês Jurgen Kuipers foi destaque, na Taipei 2013, por inovar o material e o modelo da bicicleta convencional e, a forma de montagem. Foi a apresentação do protótipo Sawyer’1. A ideia remete uma lembrança de jogos

de montar. Todas as peças da bike são interligadas por hastes que, precisamente, devem ser destacadas para que se soltem e sejam novamente montada. O projeto ainda se encontra em processo de invenção, e certos ajustes estão sendo afinados, portanto, ainda não está liberada para comercialização, e, nem se tem ideia de preço. Segundo o próprio fabricante, a partir de pesquisas executadas com clientes interessados pelo produto, está sendo estudada para adequar a melhor maneira de inseri-la no mercado. Sawyer é uma ‘beach cruiser’ funcional completa, com quadro de madeira compensada. Design único, elegante, oferece passeio confortável. Daí, recebeu o prêmio International Bicycle Design Competition. A partir do evento, Kuipers tem recebido muitos convites de empresas que querem produzir e distribuir o produto. Mas está a procura dos parceiros certos. Está, também, considerando um leilão do tipo de produção e venda, dado o tempo, e a qualidade extremamente alta com atenção aos detalhes que serão colocados na produção da bike. As expectativas é de em curto prazo de tempo terá início a produção em grande escala da Sawyer ‘1. 



Cyclomagazine 185