Page 1


Ficha Técnica Quadro MTB Hydroform em alumínio liga 6061-T6

Câmbio traseiro SHIMANO Acera 8v. Câmbio dianteiro SHIMANO ALTUS.

Garfo c/ suspensão Alum. Zoom 100mm c/ trava e regulagem PROMAX Alavanca de Câmbio Ezze-Fire plus Shimano EF-51 8v. Guidão DH 31.8mm Alumínio pto. PROMAX Suporte de Guidão 31.8mm Alum. Pto PROMAX Cassete 8v index SHIMANO HG41 Pedivela Alum. Prowheel Preto 24/32/42 Mov. Direção Ahead Set Mega Over Freio a Disco mecânico PROMAX

Selim MTB Gallo Pedal 9/16 alumínio MTB c/ esfera Pto Canote Selim Al. c/ carrinho pto. PROMAX


CONTEÚDO CONTEÚDO

CAPA

32 ‘Feito na Itália’ por Montante Cicli OPINIÃO

TV

08

OPINIÃO

18

André Mezadre INTAC

Uma nova iniciativa já está disponível ao segmento

REPRESENTANTE

ENTREVISTA

42

52

Editorial Notas Nacionais

05 22 36

O mercado nordestino atual

ARTIGO

58

ICMS

Framebuilding, um serviço para clientes exigentes

SEÇÕES

20 20

GENTE

Correio Marketing Internacionais

A cobrança do ICMS sobre o comércio eletrônico

06 26 46

Lançamentos Literatura

12 28


Luanda

Diretoria Osmar Silva José Haroldo G. Santos

Edição 194 - Abril 2014

Editor Osmar Silva osmar@luanda.com.br

Diretor José Haroldo G. Santos haroldo@luanda.com.br

Redação Angela Davis V. Silva angela@luanda.com.br Hylario Guerrero (MTB 13468) hg.noticia@luanda.com.br Joelma Farias (Estágiaria) redacao@luanda.com.br Arte e Diagramação Bruno R. Mello dos Santos Diego Igor de Oliveira midia@luanda.com.br arte@luanda.com.br Publicidade: Luanda Brasil Serviços de publicidade Ana Paula Lima José Ricardo Gomes vendas@luanda.com.br Administração Caio Matheus Ventura de Paiva Fernanda Oliveira Juici Monteiro luanda@luanda.com.br

Jurídico Dra. Adriana Carla Gomes P. Silva Assessoria gráfica Pavaprint Impressão Northgraph R. Joaquim de Almeida Moraes, 273 Jd. Magali - CEP 02844-000 - São Paulo/SP Tel.: + 55 (11) 3461 8400 / 3461 8401 Fax: + 55 (11) 3923 5374

A cyclomagazine aceita matérias técnicas como colaboração. Os artigos deverão vir acompanhados de fotos ilustrativas com as respectivas legendas e curriculum do autor. A revista não se reponsabiliza por opiniões e artigos assinados que podem ou não expressar a mesma opinião do editor. As opiniões emitidas em artigos assinados são de responsabilidade do autor. A revista não se responsabiliza pelo conteúdo dos anúncios veiculados, nem por aquisições em função destes. Todos os direitos reservados, sendo proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio, sob pena de procedimentos legais. A revista cyclomagazine é uma publicação mensal da Luanda Editores Associados LTDA., e tem sua marca registrada no INPI sob o número 820.332.593

EDITORIAL EDITORIAL

N

otícia postada na WEB dá conta da preocupação que já se estabelece entre os funcionários de fábricas de bicicletas do Polo Industrial de Manaus que temem fechar com novo projeto de Lei 166/2009 que tramita no Senado. Este projeto isentaria as montadoras de todo o país da alíquota do IPI (Imposto sobre produtos Industrializados) incidentes nas bikes fabricadas fora da Zona Franca de Manaus. O presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas de Manaus (Sinmen), Athaydes Mariano Félix faz o alerta ao mesmo tempo em que sugere ao Governo local a criação de alternativas para diminuir as possíveis pressões do mercado consumidor que poderão acontecer e que inviabilizariam a continuidade das plataformas já existentes na Zona Franca e aquelas que poderiam vir a ser montadas. Eximir o pagamento das taxas do Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviço e Interiorização (FTI), da Universidade Estadual do Amazonas (UEA) e da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) poderia ser uma das soluções, segundo o sindicalista. Já para José Eduardo Gonçalves, diretor executivo da ABRACICLO (da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares) se a isenção do tributo for aprovada, apenas o mercado asiático vai sair ganhando. O dirigente posiciona a entidade como contrária a possível aprovação do projeto e, em sua opinião, na verdade, essas pessoas estão utilizando os atrativos da bicicleta, para tirar vantagem, segundo declaração postada no mesmo site. Ele argumenta que, apesar da isenção dos tributos do PIM, as empresas locais têm outros compromissos, tais como investir no desenvolvimento de novos produtos, novas tecnologias, geração de empregos, capacitação de quem está empregado e a preservação da Amazônia. Os empresários que estão se mobilizando, com centenas de assinaturas a favor do projeto de lei já entregues aos poderes da República terão que considerar mais estes novos argumentos que poderão ser empecilhos às suas reivindicações, já que estamos em período pré-eleitoral, o que torna os políticos muito sensíveis a estes tipos de argumento. A Copa do Mundo está próxima e, como muitos temiam, está provocando um sem número de manifestações contrárias a sua realização. O povo está indo às ruas movidos pelas comparações dos investimentos realizados para a construção de novos estádios, as chamadas arenas, com os serviços que lhes são prestados (ou não prestados) nas áreas de saúde, educação,transportes e tudo o mais que é obrigação do governo. Estas manifestações, no entanto, nos parecem ter sido completamente apoderadas por grupos que desejam, antes de tudo, promover a bagunça, confusões com o ensejo da divulgação na mídia internacional que está, desde já está focada em nosso País. O comércio, temeroso, cerra as portas e, como consequência, diminui os volumes de compras. E, nesta roda, os fabricantes produzem menos. Os trabalhadores começam a ser descartados, então, ficam sem renda e não têm como honrar seus compromissos. Fechamos o anel com novamente o comércio prejudicado, pois não recebem os valores das parcas vendas realizadas. Nesta edição (página 20), o profissional de vendas Marcos Maia traça um quadro realista, resultado de suas viagens a trabalho como representante de várias empresas fabricantes. Concluímos que na Copa só vai haver consumo de cerveja, carne e carvão. E o governo atento, já aumentou a alíquota sobre as bebidas. E a Friboi trata de intensificar sua campanha de publicidade... Disso tudo sobra como ação positiva, promessa do neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis, responsável pelo Projeto Andar de Novo, que uma pessoa com paralisia usará o exoesqueleto para, com comandos do cérebro, dar um chute simbólico durante a cerimônia de abertura da Copa do Mundo. Um vídeo publicado no Facebook (http://goo.gl/uIBmN6), já mostra um exoesqueleto dando os primeiros passos. Será realmente um momento histórico! Todos nós

Foto capa: Vittorio Brumotti | Cicli Montante


CORREIO Olha o Olinto aí, novamente!

e inteligência, parabéns. Mas não posso deixar de destacar duas frases singulares, ditas por você: “Achar que é o único, acaba fazendo bobagem” e o “Brasileiro quer trabalho”. Para mim foi o ponto alto da entrevista. Quem dera se todos os brasileiros também pensassem assim. Muito obrigada pela excelente matéria de grande enriquecimento no nosso ramo de bicicletas. Com certeza o capital humano é o indispensável..

Nosso site acaba de ser totalmente remodelado. A Rafa trabalhou duro nos últimos meses e finalmente ficou pronto, espero que gostem do novo visual www.olinto.com.br. Além disso, gostaríamos de convidar a todos que estiverem por perto para o lançamento do DVD “Ladakh, o pequeno Tibete”. Será no Encontro de Cicloturismo de Niterói, no MAC. Para mais informações consultem nosso site.

Mazurina WG Ind. e Com. Ltda São Paulo-SP

RODAS . Todos os domingos, a partir das 10h da manhã, grandes matérias com sua apresentadora Leila Portto e vários patrocinadores da cidade. Quero parabenizar a toda equipe de gravação pelo excelente trabalho. Este programa vai dar o que falar! Álvaro Lucena Motofest Campina Grande - PB

Valeu, pessoal! Carlos Ghiraldelli Seppia Geração de Conteúdo São Paulo-SP

Olinto e Rafaela

Valeu! Gostei muito da matéria... Resp.: Parabéns pela remodelação do site e lançamento.

Mauricio da Silva Cruz Salvador-BA

A cada dia a Luanda Editores cria novidades e sai na frente das demais editoras de revistas ligadas ao ciclismo. Vocês estão de parabéns! Essa edição foi um show de informações para quem usa ou pratica o ciclismo. Quero, junto com a Marize, registrar o nosso carinho e amizade que temos por vocês sem deixar de contemplar toda sua equipe de profissionais que faz parte dessa conceituada Editora. Marize e Marcos Maia M. Maia Representações Paulista-PE

Que bacana! Ótimo! Parabéns mesmo!. Arturo Alcorta Escola de Bicicleta São Paulo-SP

Que espetáculo, sua entrevista! Isso é um show de humildade

06 | cyclomagazine

Curta Cyclomagazine no face

Campina Grande agora tem um excelente e especial programa para os amantes de duas rodas ¨Bike¨ no canal 9 do SBT – SEU PROGRAMA EM DUAS

Muito bom, excelente! Com certeza vai ajudar muito, orientando e tirando muitas dúvidas. Parabéns! Carlos Loureiro Thiabelle Representações Rio de Janeiro-RJ

Vi "SEU PROGRAMA EM DUAS RODAS" gostei muito. Não só gostei como senti um orgulho danado de ver você ali, contando um pouco da história do seu desenvolvimento e crescendo cada vez mais. Humberto Alves Mendes Federação Nacional das Agências de Propaganda - FENAPRO São Paulo-SP

Muito bom, assisti tudo. Parabéns, sempre inovando. Marcelo Menezes Pro-X


INTERAJA COM A REDAÇÃO Email: redacao@luanda.com.br Site: www.luanda.com.br Endereço: R. Joaquim de Almeida Morais, 273 - CEP: 02844-000, São Paulo - SP

Parabéns por mais este projeto, ficou muito bacana, bem profissional. Agora é encontrar conteúdo para que o projeto cresça cada vez mais. Não esqueça: o resultado é o fruto de anos de trabalho. Continue neste caminho que o lado pessoal e o profissional estão em sincronismo constante. Rogério Carvalho do Val Monaco Americana - SP

Parabenizo pela iniciativa. Milton Hobus Royal Ciclo Rio do Sul-SC

Parabéns a todos que fazem a revista Cyclomagazine. Temos uma vaga ideia das dificuldades que passaram, mas os resultados das vitórias são compensadores. É bom ter alguém no ramo de bicicletas com a sua garra que não deixa a peteca cair. Paulo Frota Fortaleza-Ceará

Resp.: Agradecemos a todos os elogios. As mensagens nos dão a certeza de continuarmos oferecendo esta nova plataforma de comunicação para o segmento.

Informação útil

Segue abaixo para conhecimento informativo sobre aprovação do processo de Dumping para linha de pneus de bicicleta proveniente da Índia – China e Vietnã.

Paulo Frota Fortaleza-CE RESOLUÇÃO CAMEX Nº 5 Aplica direito antidumping definitivo, por um prazo de até cinco anos, às importações brasileiras de pneus novos de borracha para bicicleta, comumente classificados no item NCM 4011.50.00, originárias da China, da Índia e do Vietnã, a ser recolhido sob a forma de alíquota específica fixada em dólares estadunidenses por quilograma, nos montantes especificados.

Resp.: Anotem.

Luto. José Carlos Gagliardo faleceu Uma notícia triste: o meu paizão nos deixou. Faleceu de madrugada e encheu a minha vida e da minha família de um vazio enorme. Durante muitos anos ele teve muita amizade com vocês da Cyclomagazine e, lembro bem disso. Avisei muita gente e ainda me esqueci de muitos outros que sei, gostavam dele. Cássio Gagliardo Ethos Consult. Repres Ltda Monte Alto-SP

Resp.: Sem dúvida alguma, o Zé Carlos fará muita falta a todos do segmento, pois trata-se de um profissional que se dedicou com afinco à bicicleta. À família, ao Cássio em particular, nossos pêsames.


TV

Uma nova iniciativa já está disponível ao segmento Programa semanal dedicado ao segmento bike é transmitido em emissora da cidade de Campina Grande em canal aberto e, nas cidades de São Paulo e Campinas (região) através de sistema pago

H

Leila Portto Apresentadora

08 | cyclomagazine

á muito vínhamos analisando a possibilidade de estender a nossa plataforma impressa (revistas) para a mídia eletrônica. Várias hipóteses foram discutidas por nosso grupo de trabalho, considerando as alternativas que conhecíamos e aquelas que de alguma maneira nos eram oferecidas. Precisávamos encontrar o modelo, a linguagem, as pessoas que pudessem estar conosco. Afinal, nossa experiência nesta mídia era muito e, ainda é muito pequena. Fomos alvo de entrevistas, matérias de emissoras em razão dos eventos que temos promovido. Esta sim, uma área onde entramos com pouca experiência e conseguimos trazer para os segmentos motopeças e bikepeças resultados significativos. Temos recebido depoimentos favoráveis a cada edição dos ‘Encontros de Negócios’ realizados. Expositores e visitantes têm afir-


SEU PROGRAMA EM DUAS RODAS

Paraíba - TV Borborema SBT canal 9 Domingo as 10hs São Paulo (Capital) Net Cidade canal 2 Sábado as 11hs Campinas e Região Net Cidade canal 26

Contato: haroldo@luanda.com.br vendas@luanda.com.br 11 3461-8400 /8401 www.luanda.com.br/seu_programa

cyclomagazine | 09


TV

mado o acerto do modelo e locais por nós selecionados. Além do que, os eventos têm o condão de aproximar os vários integrantes dos segmentos, onde eles negociam no tête-à-tête, reafirmam parcerias, reencontram amizades. Eventos informais, porém, muito sérios. Precisávamos da oportunidade certa, do momento em que a informação trouxesse o ambiente propício para uma nova experiência de comunicação com o mercado e do próprio. Não poderíamos correr o risco de apresentar algo que não viesse ao encontro das expectativas que envolvem qualquer iniciativa nossa. A nossa volta ao ambiente da Taipei Cycle Show, com a presença do diretor comercial, José Haroldo no primeiro evento internacional do ano, e o Encontro Cyclomagazine de Rio das Ostras-RJ que promovemos pela segunda vez no Estado, nos pareceram as oportunidades ideais para colhermos material jornalístico para inserir em um primeiro programa transmitido por televisão e de produção sob a nossa responsabilidade. Juntamo-nos a profissionais experientes como o cinegrafista Jailson Pereira Lopes, encarregado de colher as melhores imagens nos eventos e, também da apresentadora Leila Portto, que ficou com

10 | cyclomagazine

SEU PROGRAMA EM DUAS RODAS

a incumbência de, com sua versatilidade, ‘dar vida’ às matérias. De inicio, utilizamos como canal para a exibição das matérias o nosso site www.luanda.com.br. José Haroldo conversou com empresários brasileiros que estavam presentes à Feira em Taipei, em especial Milton Hobus, da Royal Ciclo; Willian Andó, da Julio Andó; Isacco Douek, da Isapa; e, Gustavo e Guilherme Basler Belotto, da Monaco, sempre parceiros. Trouxe também, as palavras de importantes expositores locais que descreveram com propriedade as novidades e tecnologia aplicadas aos produtos que estarão aportando por aqui em breve. Em Rio das Ostras, visitantes do evento evidenciaram em suas opiniões a qualidade da mostra e sua importância para o desenvolvimento do mercado regional. Os programas seguintes tiveram matérias especiais com empresários e ciclistas de Campina Grande, na Paraíba. Passeios ciclísticos, lojas, profissionais do setor e ciclistas foram focalizados contando suas histórias relacionadas à bike. Estes programas foram exibidos pela TV Borborema, emissora componente do SBT, e após, nas emissoras da NET, canal 02 em São Paulo e 26 na cidade de Campinas.

O resultado, pudemos aferir com as mensagens que nos foram enviadas por profissionais de importantes empresas do segmento bicipeças. Claro, que descontamos os sentimentos de amizade e carinho que felizmente sabemos existir entre nós. Ainda assim, notamos que prioritariamente todos ficaram satisfeitos com a nossa iniciativa. Desejamos continuar para assim ampliar a repercussão de tudo que acontece no setor. Sabemos que precisamos e iremos melhorar o que já realizamos. Somos perfeccionistas! No entanto, necessitamos do apoio das empresas em mais essa iniciativa. Os custos de televisão são enormes, mesmo que em emissoras e sistemas alternativos. Gostaríamos de poder contar mais uma vez com as importantes participações publicitárias dos nossos parceiros antigos e dos novos que por ventura queiram se associar a mais esta nossa realização. Por enquanto, curtam os programas já apresentados nos canais e os disponíveis no site: www.luanda.com.br, porém, não se omitam, venham utilizar as diversas formas de estar também presentes e prestigiando o ‘O Seu Programa em Duas Rodas’. Assista também em: www.luanda.com.br/seu_programa


LANÇAMENTOS

01

02

03 01 ALTA DEFINIÇÃO

A Shimano apresenta a câmera esportiva CM-1000. O produto é leve (pesa 86 gr), à prova d’água e não necessita de caixa de proteção. Possui lentes com abertura F2.0, e são eficientes em locais com pouca luz. Com 16 mega pixels, permite a gravação vídeos full HD de 1080 pixels. Utiliza conectividade Wi-Fi, possui aplicativos para as plataformas Android e iOS de smart phones, o que permite visualizações ao vivo, reprodução do vídeo, ajustes remotos para as configurações da câmera e shot framing (enquadramento). www.shimano.com

12 | cyclomagazine

04 02 VESTUÁRIO CUSTOMIZADO

A Specialized em parceria com Mark Cavendish lança a Coleção CVNDSH por Specialized. A linha de vestuário é inspirada no ciclista do mesmo nome. As peças vão desde uniforme completo, sapatilhas, selim até a bicicleta completa. A coleção chegará ao mercado brasileiro em julho. www.specialized.com

03

CARREGANDO OBJETOS NA BIKE

A Topeak está lançando a cesta de guidão Chopper Basket que permite ao ciclista carregar objetos ou ir às compras. Feita em poliéster, possui sistema QuickClick que facilita o encaixe e desencaixe, além de alça para carregar à mão. Suporta até 5 kg. www.topeak.com

04 FERRAMENTAS QUE SALVAM CICLISTAS

As mini ferramentas e minibombas da Topeak são portáteis e tecnológicas e ainda cabem no bolso. O canivete da marca, com mais de 16 funções para consertar sua bicicleta durante uma trilha, passeio ou viagem. www.topeak.com


LANÇAMENTOS

09

10 10

11

12

09 MULTI FERRAMENTA PARA CICLISTAS

A Victorinox traz ao Brasil o Bike Tool. Fabricado com polipropileno, o produto é compacto e leve. A nova ferramenta para ciclistas possui chave em L, alavanca para troca de pneus, adaptador para bits imantado e mais oito diferentes bits entre eles: allen, torx e philips, todas as peças são alojadas em único volume. www.victorinox.com.br

14 | cyclomagazine

10 NOVOS QUADROS

A Alfameq apresenta seus quadros Stroll, Dolphin e Vênus. Os modelos são modernos, resistentes e ideais para bikes de passeio.

www.alfameq.com.br

11 PARA PEDALAR NA CIDADE

A Scott traz a linha de bicicletas Sportster. São quatro modelos incluindo exclusivo para mulheres: Scott Sportster 50, Scott Sportster 20, Scott Sportster Comfort 10 Lady e Scott Sportster Comfort 10 Men. Todos desenvolvidos com tecnologia e inovação. São ideais para uso urbano e até cicloturismo. www.scott.com.br

12 BIKE CONECTADA

A Vanhawks Valour é feita de fibra de carbono. Vem com aplicativo que monitora o seu desempenho que pode ser baixado em Android ou iPhone. Durante o percurso, o sistema vai registrando os dados sobre ruas com problemas, nível de estabilidade local, calorias gastas, tempo do trajeto, além de ajudar na navegação, tipo GPS. O sistema vibra quando um veículo se aproxima da bicicleta. Em caso de roubo, o aplicativo também facilita a localização www.vanhawks.com


Televendas: 0800 0386785


LANÇAMENTOS

12

13

14

12 GERAÇÃO 2014

A BMW anunciou a chegada de sua linha. A nova coleção de bicicletas da fabricante inclui a Cruise Bike, a nova versão da M Bike, a Cruise e-bike e a confortável Trekking Bike. A coleção 2014 é inovadora em termos de design e já estão à venda no mercado europeu. www.bmw-shop.com

15

13 OPÇÃO DE BIKE PARA TRILHA

A Trek apresenta a Remedy 8, com duas opções de aro (27.5 e 29). É uma bike de MTB com suspensão dianteira e traseira, conjunto de freio hidráulico, curso de 140mm, quadro leve de alumínio, transmissão Shimano e componentes Bontrager www.mktmix.com.br

14 PARA CICLISTAS URBANOS

As bicicletas Tern foram desenvolvidas para o ciclista urbano que exige qualidade e praticidade no deslocamento do dia a dia. Os modelos da marca possui articulação OCL, Barra de Direção Physis 3D, Dobradiça de Quadro FBL 2, Feixe Duplo, Soquete de Bagagem e Tecnologia N-Fold. Disponíveis nos modelos Link D8 e C7, Eclipse P9 e Castro P7i e D8.

www.ternbikes.com/br

16 | cyclomagazine

15 LINHA ARO 16" E 12"

A Verden Bikes apresenta seus modelos de bicicletas infantis e triciclos. A linha Fofys e Rock vem com aros 12" e 16". Os produtos são resultados do conhecimento tecnológico sobre a fabricação de quadros de aço e o desejo de promover mais alternativas acessíveis. www.verdenbikes.com


GENTE

Especialização, foco e propósito profissional A Importadora INTAC está com novo Gerente Comercial. Desde novembro de 2013, André Mezadre é quem está à frente do setor comercial da empresa, e falou sobre sua carreira profissional e, de sua escalada dentro do segmento Texto: Hylario Guerrero Imagem: Equipe Luanda

“Iniciei minha carreira profissional em fevereiro de 2007, na Vanguarda Sports, distribuindo os quadros Astro|Dt Swiss e outras peças, era vendedor e, terminei minha participação na empresa como Gerente Comercial”, conta André que aos poucos vai lembrando datas e detalhes, e tecendo sua carreira de sucesso. Em fevereiro de 2010, André começa uma nova jornada, desta vez na Fepase Comércio, distribuindo a marca KHS e outras marcas da empresa, de onde André entrou e saiu ocupando a mesma função, de gerente comercial. “A partir de novembro de 2013, estou em meu emprego atual, na Intac Comercial, distribuindo as marcas FUJI; Cateye; Suntour; Prowell; Infini; WTB; Epic line; Ostand; Airace e outras marcas da empresa. Meu cargo é de gerente comercial”, conta André.

28 | cyclomagazine


ANDRÉ MEZADRE

Na visão do profissional, o mercado é muito sensível, “vendemos produtos supérfluos para a maioria das pessoas, então quando há uma baixa na circulação de dinheiro no mercado, somos os primeiros a sentir isso. Outro fator é o clima, que neste ano tem nos ajudado muito, está seco e com pouca chuva. Se na Copa do Mundo, o clima nos ajudar, podemos até sonhar que nosso cliente terá mais tempo para utilizar sua bike, pois haverá folga nas empresas decorrente aos jogos, com isso podemos crer em ter um volume de vendas aceitável, mas isso é muito otimismo”, diz. Quanto ao mercado ciclístico no Brasil, André comenta: “Desculpe, mas temos muito o que fazer, se o Governo deixar! Precisamos de atenção por parte dos governantes sobre a carga tributária que está ‘matando’ o setor... Com impostos coerentes, podemos desenvolver e crescer, com incentivos à indústria nacional, também podemos colher frutos, mas com o cenário atual... estaremos recuando em alta velocidade nos próximos meses”. André é um frequentador assíduo de feiras e eventos do setor, seja no país, seja no exterior em busca de atualização e cita como exemplo a Interbike – USA; Taipei Cycle – Taiwan. Tem a intenção

em ampliar o mix de produtos da empresa, para tanto está fortalecendo parcerias e estudando novas possibilidades. Quanto à questão, se o nosso país sabe valorizar uma bike de qualidade, de maior valor agregado e preço mais alto, André afirma que sim, “o brasileiro sabe valorizar muito bem uma bike de qualidade, mas o nosso preço é muito alto por conta da carga tributária, sem isso, poderíamos trazer novos consumidores, vender mais, pois, todos teriam acesso a bons produtos”, coloca, lembrando que entre os maiores desafios da empresa é a meta imposta pela própria INTAC, em trazer bons produtos com preço justo ao consumidor. Para André o marketing do setor é excelente, traz informação de alto nível e ajuda muito no crescimento e desenvolvimento do segmento, “Neste ponto estamos no caminho certo, mas não se pode descartar a busca por melhores ações, nada de comodismo. Uma política mais clara para o usuário do dia a dia, ir e vir com sua bike, respeito ao ser humano que está pilotando sua bike e, retirando um carro da rua, isso aqui ainda está muito atrasado! Você hoje teria coragem de indicar uma pessoa a andar de bike em São Paulo, no

Se na Copa do Mundo, o clima nos ajudar, podemos até sonhar que nosso cliente terá mais tempo para utilizar sua bike, pois haverá folga nas empresas decorrente aos jogos, com isso podemos crer em ter um volume de vendas aceitável”

trânsito? Sabendo que seria a sua primeira experiência no trânsito de uma grande cidade?”. André Mezadre, 37, começou a trabalhar com 16 anos. É natural de Santo André, grande São Paulo, sempre trabalhou com vendas. “Comecei vendendo laje para construção. Trabalhei dois anos em uma loja (Mazzaron Bike). Passei para o setor automotivo, fui ser vendedor de carros em uma concessionária GM. Morei nos Estados Unidos por um ano, trabalhando em um hotel e, ao retornar ao Brasil, em 2007, decidi que trabalhar com bike seria o meu caminho. Aqui estou. Ralando e batalhando para colocar uma pessoa a mais pedalando por ai!”, diz o profissional bem humorado. Não cita dificuldades enfrentadas ao longo de sua carreira, somente a ‘competição’ que julga ter sido saudável em cada empresa pela qual passou, e reconhece “tive muita sorte até agora”. Formado em Comunicação Social, especialização em marketing, pela Faculdade Uniban, em 2002. Casado há 8 anos e com uma filha. Como dica, ele aconselha para quem está entrando agora no mercado de trabalho: “Trabalhar com garra, fazer sempre o seu melhor. Fazer sempre o bem e, muita humildade...”.

cyclomagazine | 19


OPINIÃO O MERCADO NORDESTINO ATUAL Por: Marcos Maia*

A

pós anos no mercado de bike, tenho muito que falar sobre a atual situação do setor o qual represento. Não sou derrotista, acredito sempre na força do entusiasmo, mas em 30 anos de mercado, não havia vivenciado situação igual a qual nos encontramos. Posso até dizer que vem se arrastando desde a falta de pedivelas, no último trimestre de 2013, quando a Duque deixou muitos na mão. Atualmente, a palavra chave é "Copa do Mundo", superando até as festividades carnavalescas, que são fortes na região Nordeste, principalmente nos estados da Bahia e Pernambuco. De 06 de janeiro até 13 de abril de 2014, visitei por duas vezes clientes da Bahia, Piauí, Pernambuco, Alagoas e Sergipe. Foram 12.394 km rodados e os pedidos tirados foram muito abaixo das minhas expectativas. Sabemos que em torno de 90% dos produtos utilizados nas bikes são importados e, são distribuídos pelos grandes importadores, que hoje estão numa disputa palmo a palmo, restando apenas 10% para a Indústria Nacional, que atravessa uma situação não con-

20 | cyclomagazine

fortável, o que deve se estender até o final da Copa. Não chove há muito tempo em grande parte do Nordeste, em outros lugares do País, a água é demais! O dinheiro sumiu, a inadimplência está muito acima da média. Todos os dias surge uma nova tarifa, e o combustível, ninguém sabe como vai ficar depois das eleições. A cobrança de impostos como a substituição tributária em Pernambuco, passou 25% para 36%. No Ceará, o governo vetou as empresas que estão cadastradas no normal à venda no CPF, ou seja, agora só com CNPJ. Isso fez com que as vendas caíssem assustadoramente, mas, o que não cai são os escândalos no setor Administrativo do Governo, tanto Federal, Estadual e Municipal; aliado aos políticos corruptos que a cada dia aumentam seus patrimônios. O nosso café da manhã é regado a assaltos e assassinatos de pessoas dentro e fora de suas casas ou até em lugares onde deveríamos estar mais seguro como "numa delegacia". Famoso do tráfico de drogas é servido como prato principal e de sobremesa, rotineiras desculpas pelo que está acontecendo no País. No jantar, temos a lei que não cumpre o seu papel recheada de impunidade e coberta pela absolvição dos culpados. E, antes de deitar, um pequeno lanche

de desvio de dinheiro dos cofres públicos que jamais será resgatado. Quando acordarmos, ainda teremos certeza de que essa dívida será paga por todos nós, de qualquer jeito. Em linhas gerais, estamos num picadeiro onde somos os palhaços. Fazemos o nosso dever de casa. Eles riem à toa da situação e ainda fazem vistas grossas para todos os problemas sociais do Brasil. Não sei até quando vamos aguentar essa ideia fixa dos governantes de que “podemos tirar vantagem”. Pensando bem, encontrei um jeito bem legal, vamos "atrás do Trio Elétrico", pois " só não vai quem já morreu ", como já dizia a canção de Caetano Veloso. Certa vez, disse para minha mulher e meus filhos: "O desespero é o grande causador de uma morte prematura e não podemos nos render a ele". Vamos pedir muito à Deus para que esta COPA não seja apenas uma carta fora do baralho! Particularmente, não estou vendo nenhum sinal verde para maio, junho e julho de 2014. O quadro talvez se altere em meados do segundo semestre. * Marcos Maia é diretor da M. Maia Representações que atende a região Nordeste do Brasil


OTAS

e tendências es

014, feira anual de tece entre os dias 27 a cidade de Friedrimanha. Expositores ão a oportunidade

Incentivo fiscal para estimular produção e uso da bicicleta

O Governo do Paraná incluirá o tema economia como eixo de discussão para elaboração do "Programa Paranaense de Mobilidade Não Motorizada por Bicicleta", o Ciclo Paraná. Esse foi o resultado da audiência pública realizada na Assembleia Legislativa, que reuniu cicloativistas, comerciantes, fabricantes, técnicos e especialistas ligados à bicicleta no Estado. Todos defenderam a importância de incentivos fiscais e tributários Novidades agitaram a para aumentar a comercialização Adventure Sports Fair 2014 e o uso da bicicleta. Técnicos do setor de tributação participarão das discussões para chegar a um consenso que beneficie todos os envolvidos. a ser executada pela prefeitura, o complexo da Avenida Sertório, na zona norte de Porto Alegre, é motivo de polêmica entre cicloativistas. No projeto executivo da ciclovia obtido pela "Associação pela Mobilidade Urbana em Bicicleta (Mobicidade)" junto à Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), diversas partes dos 12km da faixa foram previstos sobre a calçada. No documento, as avenidas Severo Dulius e Assis Brasil e as ruas Augusto Severo e

Passeio ciclístico em Santa Catarina

Pelo menos 15 mil pessoas participaram das atividades do Dia do Pedal SESC, promovido em 21 municípios de Santa Catarina para as comemorações do Dia do Trabalho. Além de

Novidades agitaram a Adventure Sports Fair

A 16ª edição da Adventure Sports Fair, considerado o maior evento de esportes e turismo de aventura da América Latina, foi realizado


Mobilidade do futuro não é uma questão de ideologias Os limites entre mobilidade e imobilidade estão desaparecendo. Em Boston, o planejador urbano Philip Parsons está se dedicando a esse tema, junto com o planejador de tráfego Federico Parolotto. A bike é a solução, concluíram pós-pesquisa, para beneficiar o ambiente urbano, possibilitando planejar ganhos de espaço e eficiência na infraestrutura urbana. Concluíram também que as cidades precisam criar interfaces para a virtualidade. No mundo da Internet das Coisas, onde todos os objetos relevantes tem um endereço de IP, a bike se comunicará com todos esses objetos, fazendo das nossas vidas mais simples e fáceis de planejar. Arion 0, que deve eliminar todas as falhas de design. A versão final da bicicleta estará pronta somente no ano que vem.

Novas estratégias de comunicação e marketing A Levorin passa a contar com os serviços de assessoria de imprensa da Broop. Profissionais de imprensa já podem contar com relacionamento direto e especializado sobre as diversas novidades do ciclismo. Notícias semanais e imagens exclusivas também serão disponibilizadas na sala de imprensa virtual, que já está em desenvolvimento.

Bike super veloz em teste

Suporte para bicicletas em ônibus no Recife

O veículo futurista pode chegar a 144km/h e apesar da aparência de comprimido, tem pedais, assento, duas rodas e um guidão. A Arion 1, foi desenvolvida por estudantes de engenharia da Universidade de Liverpool, na Inglaterra. Seu design aerodinâmico permite cortar a resistência do vento e a velocidade máxima seria atingida quando o ciclista pedalar o suficiente para gerar 700 watts de energia para a máquina. Cada pedalada deve fazer a roda dentada girar 17 vezes. No momento, os estudantes trabalham no projeto chamado de

A Câmara do Recife, PE, aprovou o projeto de lei do vereador Raul Jungmann que propõe a instalação de suporte ou destinação de espaço para o transporte de bicicletas nos ônibus da capital. De acordo com o texto, a população não pagará pelo transporte das bikes. A proposta é estimular o uso da bicicleta para melhorar a mobilidade na cidade e torná-la mais sustentável. Se for sancionada, a Prefeitura do Recife tem 30 dias para regulamentar o funcionamento. As empresas que realizam o transporte terão mais 90 dias para se adequarem à legislação.

Sistema de travas à distância Para facilitar a tarefa dos pais que acompanham seus filhos durante as pedaladas, está sendo desenvolvido o MiniDrake que consiste num sistema de travas por controle remoto que pode ser instalado em praticamente todos os modelos de bicicletas, e que controla a velocidade da magrela à distância. Os responsáveis pelo projeto estão em busca de financiamento para que o produto passe do conceito à produção.

cyclomagazine | 23


NOTAS

Felt faz recall de cinco modelos de bicicletas de triathlon A marca norte-americana Felt está realizando o recall de cerca de 3.300 bicicletas de triathlon, incluindo todos os modelos S22 e S32 produzidos no ano de 2008, além das S32, B12, B14 e B16 fabricadas em 2010. De acordo com a U.S. Consumer Product Safety Commission, foram registradas falhas nos garfos de carbono com espiga em alumínio em 18 bicicletas dos modelos relacionados.

Novidades para a mobilidade urbana em 2015 Empresa incentiva funcionários a irem de 'Bike ao Trabalho' O "Dia de Bike ao Trabalho", iniciativa de grupos que se uniram em prol da mobilidade urbana, foi comemorado em maio, em treze cidades brasileiras, entre elas, São Paulo, Fortaleza, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Belo Horizonte. A Shimano Latino América oferece benefícios para que os funcionários usem suas magrelas como transporte para o trabalho. Cerca de 30% dos trabalhadores da empresa aderem ao “Bike to Work Day.

24 | cyclomagazine

Taiwan foi o destino que o executivo de vendas da empresa mineira Sense Bike, Caio Ribeiro, escolheu para buscar novidades que estarão nas lojas em 2015. Com essa pesquisa, a empresa promete incrementar o mercado de bicicletas elétricas no próximo ano, acrescentando três novos modelos inéditos a sua linha de produtos. A empresa também está inaugurando sua fábrica em Manaus.

disponíveis na capital. Localizado no Campo da Pólvora, em frente ao Fórum Rui Barbosa, terá capacidade para 600 bicicletas. Além de torcedores, o cidadão comum, mesmo sem ingresso para o estádio, poderá fazer uso do local. A cidade tem atualmente 38 estações de bicicletas públicas.

Licenciamento para bikes a motor

A Câmara Municipal de Bauru, interior de São Paulo, aprovou o projeto que regulamenta circulação dos veículos na cidade e exige equipamentos de segurança. Os condutores de ciclomotores Mobilidade na Copa Durante a Copa do Mundo, Salva- e bikes motorizadas serão obridor, BA, contará com bicicletário gados a emplacar e licenciar os especial, além dos que já estão veículos. As novas regras cons-

tam no projeto de lei aprovado pela Câmara Municipal. O custo para os motoristas se adequarem ainda é desconhecido e será regulamentado por decreto.

Site evita compra de bicicletas roubadas Ciclistas de Brasília, Distrito Federal, se uniram e criaram site Bicicletas Roubadas, que cadastra veículos roubados e dificulta a sua venda. Para realizar o cadastro, basta preencher o formulário com os dados pessoais e descrição da bike. Quem quiser comprar uma bicicleta e checar as informações sem a necessidade de fornecer dados. De dezembro de 2013 até abril deste ano, 4 mil pessoas fizeram a inscrição.


RÁPIDAS DE MARKETING

Marketing da solidariedade O primeiro Bike Day em Bauru, ação de marketing pela solidariedade, foi considerado grande sucesso, na quarta etapa de 10 quilômetros de pedalada como inventivo para andar de bicicleta e socializar. O grupo de ciclista Bike Brothers Bauru realizou o evento que partiu da Praça da Copaíba, na av. Getúlio Vargas até a av. Duque de Caxias.. Cada participante doou dois quilos. O trajeto foi efetuado por ciclistas

Empresa paga a funcionários que utilizarem bicicleta Esta é a proposta da empresa Altiuz, em Santiago do Chile, que decidiu importar a medida da França e da Alemanha e começar a pagar aos seus funcionários por cada quilômetro percorrido com a bicicleta de casa para o trabalho. A recompensa estende-se ainda a quem se deslocar a pé. O controle é feito por meio de aplicativos móveis como Google

26 | cyclomagazine

que já figuram como profissionais. O projeto foi dividido em quatro etapas, sendo que anteriormente já haviam pedalado 45 quilômetros na primeira etapa. Oitenta quilômetros na segunda e 92 km, na terceira etapa. O evento foi voltado para toda a comunidade com doação de dois quilos de alimento não perecível por pessoa para serem doados às entidades filantrópicas de Bauru.

Tracker ou Sport Tracker. Na Alemanha, a Siemens paga € 600 mensais aos funcionários que não utilizam automóveis. Na França as empresas que pagarem valor a mais aos funcionários que utilizarem a bicicleta receberão benefícios fiscais. Com essas ações espera-se alcançar uma economia em gastos com a saúde do trabalhador.

Bicicletas elétricas de Madri Postos com cerca de 1.500

bicicletas elétricas começaram a aparecer no entorno do centro da capital espanhola, Madri, e fazem parte do projeto "BiciMad, cujo seu lançamento foi adiado para uma data ainda não confirmada. Construídas e instaladas pela empresa basca espanhola BonoPark, sob contrato de € 25 milhões (US$ 35 milhões), as bicicletas de Madri terão motores elétricos para ajudar a impulsioná-las quando os pedais forem acionados. A prefeitura informou que o uso de bicicletas em Madri aumentou 17% entre 2012 e 2013. A capital espanhola tem atualmente mais de 300 km de ciclovias e prometeu construir mais 70 km.

Nova loja traz conceito de bikes Foi inaugurada no bairro de Pinheiros, São Paulo, a nova loja conceito AdoroBike. Com o perfil lifestyle, a loja investe no conceito cada vez mais presente nas grandes cidades:

o uso da bicicleta como meio de transporte econômico e sustentável. O local dispõe de peças com design diferente e acessórios modernos, além dos tradicionais. Durante o evento, foi lançada a nova marca de bicicletas Groove.

Fundador da Niner Bikes cria nova marca de bicicletas Steve Domahidy co-fundador da Niner Bikes, do Colorado, EUA, designer da bicicleta de estrada Factor Vis Vires, anunciou o lançamento da nova marca de bicicletas que leva o seu nome, a Domahidy Designs Reynolds. Com experiência adquirida na Niner, uma

das pioneiras no uso das rodas 29 polegadas em mountain bikes, Steve apresentou dois modelos de hardtails 29er, uma com o quadro construído em liga de aço CrMo Reynolds 853 e outra em liga de titânio 3/2.5. O comprador poderá optar por adquirir a bicicleta completa, montada com o grupo SRAM XX1, amortecedor Rack Shox e rodas SRAM ou apenas o quadro.


Imagem: Bambu Cicloteca - migre.me/j9zrt

LITERATURA

GLORIOSA BICICLETA

Neste livro os autores elogiam a bicicleta, buscam suas origens e descobrem as diferentes espécies de ciclistas da selva urbana. Laura Alves e Pedro Carvalho comentam sobre as mudanças sociais, políticas e econômicas que a bicicleta protagoniza em Portugal e em diversas partes do mundo. A obra explica porque os verdadeiros ciclistas têm sorriso na alma e uma pedaleira no lugar do coração. Autores: Laura Alves e Pedro Carvalho Editora: LEYA /TEXTO

como sobrepeso, poluição urbana, quilômetros de congestionamento. Para auxiliar aqueles que querem aderir a uma vida mais saudável sobre duas rodas, a ONG Transporte Ativo, em parceria com o grupo Mountain Bike BH, criou o guia De Bicicleta para o Trabalho. A publicação possui informações sobre a saúde do ciclista, dicas de como promover o hábito de pedalar para o trabalho, cinco passos para transformar a empresa em um local amigo da bicicleta e algumas "respostas para desculpas clássicas". Autores: Transporte Ativo e grupo Mountain Bike BH Disponível para download

A rotina simples de pedalar pode ser a resposta para problemas modernos

28 | cyclomagazine

Um relato sobre a opção de uma família: viver sem carro! O livro conta como chegaram a esta decisão e como isso afetou a sua vida. Além das experiências pessoais, a obra também inclui algumas dicas e informações úteis para qualquer pessoa interessada em saber mais sobre este estilo de vida. Autor: Luis Patricio Editora: IN VERSO

VÁ DE BIKE EU AMO BIKE

DE BICICLETA PARA O TRABALHO

MINHA GARAGEM É UMA SALA DE ESTAR

Um livro que retrata em ensaios fotográficos e textos de 50 brasileiros muito diferentes entre si, mas igualmente apaixonados pelo meio de transporte mais falado do momento: a bicicleta. São homens e mulheres de todas as idades, origens e estilos de vida, das cinco regiões do país que contam suas histórias da vida real. Autor: Dilson Branco Editora: MOL

Em 'Vá de bike – um guia radicalmente prático para você andar de bicicleta', o autor Grant Petersen desmistifica essa e outras preconcepções que temos sobre o ciclismo, demonstrando por meio de suas próprias experiências que pedalar é algo fácil e prazeroso, e assim deve permanecer. Autor: Grant Petersen Editora: ODISSEIA


CAPA Por trás de toda bicicleta, há sempre uma estória que vale a pena contar. Isto é quase sempre, profundamente, conectado a história da paixão. No caso, o amor do fundador da empresa Montante Cicli, Calogero Montante. "Um trabalho de arte é único quando combina a 'cura' dos detalhes, a escolha de materiais, a realização de um projeto de vida, criando um objeto capaz de atravessar o tempo" Texto: Osmar Silva Tradução: Angela Davis Fotos: Divulgação

os vinte anos de idade, Calogero Montante começa a sua experiência em empreendedorismo. Porém, quando ainda tinha dezoito anos, já demonstrava seu interesse por bicicletas e de forma genial produziu a sua primeira bike, onde já demonstrava o seu especial interesse por mecânica. Fundou a empresa Montante Cicli, que fabricou bicicletas tão fortes e eficientes que em pouco tempo conseguiu pedidos que aumentaram tanto o seu volume de trabalho, levando a Calogero Montante a ter que se equipar com materiais personalizados para entregar suas bicicletas por todo sul da Itália. Assim, as bicicletas se transformaram em objetos de luxo e até mesmo as pessoas mais ricas, queriam ser proprietárias de uma bicicleta Montante feita sob medida. O próximo passo foi fundar uma equipe de ciclismo da marca em nível competitivo, participando das competições regionais. Em seguida, como reflexo dos resultados obtidos na área esportiva, combinado com a imagem de du-

32 | cyclomagazine

rabilidade, começaram a fornecer para a divisão militar da então “Reale Arma dei Carabinieri”. A bicicleta de Calogero Montante tornou-se uma lenda. Oitenta anos mais tarde, a lenda vive novamente na realidade de empreendedorismo da empresa Montante Cicli, uma das empresas de bicicletas mais antigas, que decidiu começar novamente com a produção de sua coleção de joias, criando bicicletas com os mesmos detalhes daquela época. Elas expressam tradição, charme e elegância, unindo a beleza dos objetos antigos e a modernidade com resultado único. As bicicletas são feitas através de processos de produção artesanal e constantemente sujeitos a controles de qualidade rigorosos. Todas as matérias-primas são de excepcional qualidade e raridade, como por exemplo: os grips de couro feitos à mão, o selim de couro com novo design ergonômico, o farol frontal, o dínamo tradicional e os freios, que eram típicos das bicicletas Montante


MONTANTE CICLI

‘FEITO NA ITÁLIA’ POR

MONTANTE CICLI cyclomagazine | 33


PRODUTO

dos anos trinta. Um estilo antigo com muita modernidade. Todas as bicicletas são identificadas por número de série. Também fornecem cartão pessoal numerado, personalizado com as informações pessoais do proprietário, o único que dá ao proprietário o direito a garantia, o Certificado de Autenticidade da Montante Cicli, uma caixa de couro com a marca da Montante, a única original, além de uma caneta e um chaveiro com a marca da Montante, feita com o estilo da coleção original dos anos 30. Uma bicicleta salva o meio ambiente A crise do meio ambiente requer uma profunda reorganização do modo de produzir mercadorias e serviços, para consumir energia, para lidar com produtos e pessoas. A “velha bicicleta” está de volta para ser um extraordinário meio de transporte moderno: do ponto de vista termodinâmico é eficiente, capaz de assegurar movimento competitivo, até mesmo em termos de velocidade efetiva, como os meios de transporte motorizados nas áreas urbanas (pois está provado que nas cidades europeias a maioria dos movimentos casa-trabalho acontece num limite de 10 km). Como coroação destes anos de atividades voltadas para o melhor em qualidade e servindo como verdadeiro exemplo da primazia de produção italiana, a empresa lançou alguns modelos especiais, em vários eventos dos quais participou no continente europeu e especificamente no País. Primeiramente, o modelo que tem o marionete de madeira mais famoso do mundo, Pinóquio, para o qual a Montante fez uma bici-

34 | cyclomagazine

cleta especial para comemorar seu 130º aniversário. Este modelo foi projetado com cores brilhantes e artes gráficas divertidas. A segunda bicicleta, a Montante for Abarth com peças de número limitado (50 peças) numeradas uma a uma, para celebrar o 50º aniversário da Abarth 595. Um atraente modelo de uma velocidade só, em cores peculiares como branco opaco, orgulhosamente destacando o seu distinto logotipo Scorpion do famoso dono da empresa. A Montante para Abarth mostra todos os detalhes que transformam o’ 595’ no menor supercarro do fabricante de carros de Turin. Foi projetada e produzida na Itália na Montante Cicli e tem características únicas que a identificam: um escorpião vermelho na traseira branca no tubo vertical do quadro; o símbolo Abarth 595 no quadro; branco opaco e vermelho vívido como carro “ícone” da marca. Ela é dedicada a todos os fãs da Abarth. O modelo Montante produzido especialmente para Abarth foi vendido na melhor loja de moda de todo mundo e no web site www.montantecicli.it. Para permanecer no estilo clássico, a Montante Cicli propõe seu modelo Roma, em ambas as versões, masculina e feminina, uma cor de verde-garrafa fresca com detalhes em prata. A Roma foi designada para ser a verdadeira “bicicleta para todos”: com seu olhar retrô e sistema de freio moderno, este modelo é colocado no mercado no preço mais baixo para torná-lo mais acessível ao amplo público consumidor sem abrir mão da qualidade Montante e seus padrões de excelência. Além disso, a Montante Cicli está

Todas as bicicletas são identificadas por um número de série e também fornecem um cartão pessoal numerado, com as informações pessoais do proprietário.

lançando seus novos modelos de uma única marcha, glamorosos e dentro da moda. Gaia: uma bicicleta feminina em preto opaco e fúcsia, com olhar clássico e quadro mais leve, especificamente destinado para ela; Tornado: a versão masculina tem uma cor branca opaca cheia de estilo, adesivos em prata com artes gráficas de tabuleiro de xadrez, design linear e atrativo; e a Racing, modelo luxuoso de uma única marcha: sua cor laranja-intenso, rodas de carbono e as linhas elegantes fazem dela uma estonteante joia de velocidade e qualidade. Em todos os novos modelos da coleção Montante e nos modelos existentes também, a Montante Cicli vai agora aplicar o sistema Block-on, aparelho totalmente inovador feito para dar segurança contra assaltos dos luxuosos selins Montante, todos bordados à mão e feitos em couro genuíno. Este sistema não pode ser rompido, pois foi feito para fixar o selim à sua barra, sem deixar espaço para agarrá-lo e roubá-lo com qualquer tipo de ferramenta. Além disso, a chave que abre o sistema Block-on, designada para ser do proprietário somente, não pode ser reproduzida: foi especificamente designada para atender


os padrões de alta qualidade da Montante. Em cada quadro da bicicleta há um número de série marcado, que pode ser também encontrado no cartão pessoal que assegura a propriedade do produto ao cliente e, permite rastrear o proprietário de cada veículo. A Itália em 2013 foi a anfitriã do Campeonato Mundial de Bicicletas de Rua, que iniciou em Florence com o Pinóquio como mascote oficial, símbolo do ‘Feito em Itália’ no mundo e bem conhecido por todos. Uma estória de todos os tempos, ainda capaz de encantar. As belas e originais joias da Casa Montante têm quadro em curva e um gráfico totalmente circular que chamou a atenção dos observadores. Tudo é estudado para ressaltar os temas da peça, diversão e competição leal. O caminho de evolução de ser uma criança até se tornar adulto, tomando consciência de si mesmo e a necessidade de não ficar sozinho. Montante para Brumotti – a nova face da marca Vittorio Brumotti >, o trialeiro testa um modelo com a sua grife aliada a Montante Cicli e fará sua exposição numa bicicleta espe-

As bikes da Montante são vendidas diretamente, sem intermediários, com entregas por toda a Itália e exterior.

cialmente produzida para ele. A bicicleta que a Brumotti escolhe para suas apresentações é sólida e confiável, elegante e bem refinada. Moda, elegância e o precioso estilo dos produtos feitos à mão da Montante serão unidos ao dinâmico e jovem caráter de Vittorio. Para acompanhar o desempenho da Montante-Brumotti é fácil: basta se conectar ao website www.montantecicli.it ou www.brumotti.com A Distribuição As bikes da Montante são vendidas diretamente, sem intermediários, com entregas por toda a Itália e exterior e estão disponíveis nos showrooms Castell’Alfer (AT) e Caltanissetta, além de estar também nas melhores lojas de moda e acabamento. Os modelos podem ser comprados pela internet através do web site: www.montantecicli.it Desta forma, podem oferecer uma ótima vantagem de qualidade. Ninguém pode responder às exigências melhor do que o produto por si só. A equipe de vendas e de atendimento ao cliente está capacitada para oferecer serviços exclusivos, falando diretamente com o

cliente, ouvindo suas exigências e tentando encontrar a melhor solução para as suas expectativas. Eles acreditam saber o que o cliente espera da sua bicicleta. Os funcionários da empresa estão sempre disponíveis, não apenas por conhecer a bicicleta, mas se necessário, ajudar o cliente a se adaptar (ou se refinar). As oficinas de trabalho móveis atendem o mercado independente de onde seja ou esteja. Eles garantem que os seus parceiros técnicos são altamente qualificados e especializados e podem intervir e consertar qualquer bicicleta com o melhor profissionalismo e expertise. A loja oficial da Montante Cicli será aberta em uma das mais importantes ruas da Itália. A oferta será gerenciada como uma loja prêt-à-porter com duas coleções por ano e uma tendência a modelos personalizados. As lojas em Milão e em Roma não serão as primeiras lojas da Montante Cicli. A empresa tem obtido muito bons resultados na Tailândia, França, Coreia, Japão, Noruega, Singapura, Reino Unido, Espanha, Principado de Mônaco, Rússia, EUA, Canadá e Brasil.

cyclomagazine | 35


RÁPIDAS NACIONAIS

Avancini garante mais um pódio Henrique Avancini conquistou o segundo lugar na Copa AMPM, disputada na Costa Rica. A competição, Classe 1, da União Ciclística Internacional (UCI), rendeu pontos para o brasileiro no ranking de qualificação para as Olimpíadas.

8ª Volta Ciclística Internacional do Paraná Alexandre Manarelli, da equipe de São José dos Campos, conquistou o título da 8ª edição da Volta Ciclística Internacional do Paraná, competição organizada e realizada pela CBC. Manarelli terminou a competição à frente de Patrício Almonacid, da equipe chilena Clos de Pirque. Além da grande vitória na geral, Manarelli ainda foi o campeão por pontos da competição. Na última etapa, na cidade de Rolândia, contou com o trabalho de seus companheiros de equipe. No final da etapa, Manarelli assumiu a ponta do pelotão e cruzou a linha de chegada em quarto lugar, garantindo assim o título da competição.

Desafio das Rochas A cidade de Pomerode, SC, recebeu 597 ciclistas de todo o Brasil para a 2ª edição do Desafio das Rochas, a ultramaratona de Mountain Bike. Entre os competidores, estrelas com currículo de peso e atletas da Seleção Brasileira.

3ª etapa do Campeonato Paulista de BMX Realizado na cidade de Votorantim, interior de São Paulo, contou com mais de 45 atletas do CCSJC, divididos em 25 categorias, sendo quatro deles líderes no ranking individual. Destaque para Kleber Santos, atual Campeão Paulista na categoria “Cruiser 25/29 anos”, que busca aumentar a vantagem sobre o segundo colocado, Marcelo Mendes.

36 | cyclomagazine

Segunda etapa do Mineiro de Trial Principais pilotos do Brasil confirmaram presença na segunda etapa do Campeonato Mineiro de Trial Indoor, no Espaço Trial Vila Rica, região da Pampulha em BH. Local é único no Brasil dedicado para a prática do Trial. Inaugurado recentemente é a primeira vez que receberá um campeonato de porte nacional. Entre os atletas confirmados está o atual Campeão Brasileiro de Trial, Valter Fernandes. O evento reunirá pilotos de destaque nacional e internacional, representantes da Seleção Brasileira no Mundial “Trial das Nações”, realizado em 2012 na Suíça.


RÁPIDAS NACIONAIS

Copa Rio de Janeiro de Ciclismo na categoria Elite

Campeonato Valeparaibano de Ciclismo Aconteceu em Taubaté a 3ª etapa do Campeonato Valeparaibano de Ciclismo 2014. Destaque para Igor Molina, tetracampeão do campeonato.

Um dos circuitos mais importantes do ciclismo que pontua para o ranking brasileiro, levou 300 ciclistas para pedalarem em Teresópolis. A terceira etapa da Copa Rio de Janeiro de Ciclismo contou com 16 categorias e teve como destaque atletas da equipe Memorial de Santos. Os vencedores foram: Elite masculina, Armando Reis Camargo e da Elite feminina, Camila Coelho Ferreira. A etapa foi importante ao pontuar 40 pontos no ranking nacional. A prova contou com equipes que estão entre as 10 do ranking nacional. A competição contou ainda com as categorias Open, Infanto Juvenil, Veterano, Paradesportivo, Master, Junior, Juvenil e Sub-30.

Xterra Brazil MTB CUP em Paraty 1ª etapa da Copa do Mundo de Supercross Anderson Ezequiel, Miguel Dixini, Priscilla Carnaval e Bianca Quinalha competiram pela Seleção Brasileira de BMX na 1ª etapa da Copa do Mundo de Supercross, realizada em Manchester, na Inglaterra. Destaques da Seleção: Renato Rezende, que terminou na 15ª colocação. Miguel Dixini, que chegou às oitavas de final, e Priscila Carnaval, que terminou na 21ª colocação, obtendo o melhor resultado entre as mulheres. Os três atletas conseguiram marcar pontos para o ranking mundial. Os campeões da 1ª etapa da Copa do Mundo de Supercross foram Liam Phillips, da Grã-Bretanha, e Caroline Buchanan, da Austrália. O próximo desafio da equipe brasileira será na disputa da 2ª etapa da Copa do Mundo de Supercross, em Papendal, na Holanda.

38 | cyclomagazine

Paraty recebeu pela primeira vez, etapa do XTerra Brazil Tour 2014, principal circuito de esportes cross country do país. E a disputa foi grande no MTB Cup. Os campeões foram o suíço Lukas Kauffman, no masculino, e a brasileira Erika Gramiscelli, no feminino. Na categoria masculina houve recurso após a prova. Assim, completaram o pódio do MTB Cup, Edivando de Souza e Daniel Carneiro. Entre as mulheres, Mariana Carcute e Roberta Stopa.

Integração será a tônica da Volta Brasil Master O projeto criado para pontuar os atletas no ranking nacional de volta de ciclismo, destinado para as categorias “Masters”, em 2014 trouxe novidades relevantes, como a presença da categoria Junior. Ainda não há no Estado do Rio uma prova específica para as mulheres, está se estudando a forma de realizar uma ‘Volta do Futuro’, destinada aos jovens e adolescentes.


RÁPIDAS NACIONAIS

Competição mundial de Enduro A curta temporada no Chile foi positiva para Bia Ferragi. A paulistana subiu ao pódio, em ambas as provas disputadas no campeonato Nacional Chileno – etapa de La Perva e a primeira etapa do Enduro Word Series (EWS), realizada em Nevados de Chillan, região cercada pela Cordilheira dos Andes. Primeira representante brasileira em uma etapa do EWS, Bia conquistou o segundo lugar, resultados inéditos para o esporte brasileiro.

Atletas do CCSJC são convocados Divulgada pela CBC, a lista dos convocados para integrar a Seleção Brasileira durante o Campeonato Pan-Americano de BMX, em Quito, no Equador. Atletas do Clube de Ciclismo de São José dos Campos: Miguel Dixini, Anderson Ezequiel, Bianca Quinalha e Priscila Carnaval estão entre os escolhidos para defender o país. Além dos quatro convocados, o CCSJC contará com a participação dos atletas: Lucca Santos, na categoria “Pré-bike”; Pedro Marques, na categoria “Expert 09 anos”; Robinson Doda Palomar, na categoria “Expert 14 anos”; Gustavo Caliman, na categoria “Expert 16 anos”; Fernanda Maciel, na categoria “Girls 17 + anos”; Dalton dos Santos Cabelo, na categoria “Man 17/24 anos”.

1ª etapa Paulista de Resistência No Condomínio Alphaville, em Ribeirão Preto, São Paulo, centenas de ciclistas prestigiaram o evento. Na Elite masculina Sidnei Fernandes levou a melhor, seguido por Halysson Ferreira, e Alan Maniezzo. No feminino, Danilas Ferreira levou a melhor. Nayra Yacy ficou em segundo, enquanto Wellyda Regisleyne ficou com o terceiro lugar.

Masters Internacional A prova atraiu a atenção de atletas do Brasil, Estados Unidos, Itália, França e Áustria. Atletas federados no Brasil e outros que tiveram permissão para a participação na prova, legado da qualidade deixado do ano de 2013. Rio das Ostras e Macaé se preparam para receber os atletas, tratar do esquema de fechamentos e interdições, visando segurança e minimizar impactos no trânsito.

40 | cyclomagazine

Prova 1º de Maio A 64ª edição da Prova Ciclística 1º de Maio foi disputada no Parque Ecológico de Indaiatuba. Na categoria Elite Masculina, a vitória foi de Alcides Vieira, seguido por Michel Garcia, Fabiele dos Santos e Halysson Ferreira. No Feminino, quem venceu foi Fernanda Souza, na segunda colocação ficou Janildes Fernandes e Luciene Ferreira, em terceiro.


REPRESENTANTE

O MERCADO ANAL Experiente vendedor criou a sua empresa e trouxe os filhos para participarem do negócio. Organizou, deu personalidade e, com competência e sobriedade, sua maneira de agir, gerir e passar feedbacks confiáveis tanto às empresas que representa quanto aos clientes, obteve respeito no mercado. Aqui Alencar Xavier Ribeiro mostra um retrato analítico e real da área onde atua, dos efeitos da situação econômica e tributária no geral desempenho de vendas Texto:Osmar Silva Reportagem: Hylario Guerrero Fotos: Luanda Editores

42 | cyclomagazine

POR UM PR


ALENCAR XAVIER RIBEIRO

LISADO

ROFISSIONAL A

pós haver exercido atividades profissionais na área de vendas de empresas multinacionais como Phillips do Brasil, K.Kojima e Fuji PhotoFilm o mineiro Alencar Xavier Ribeiro mudou, deu uma guinada e seguiu para outro segmento. Resolveu investir sua experiência como representante comercial para empresas dos setores de bicipeças e motopeças. Fundou a Alencar Representações em 1983. Portanto, ele já está há cerca de 31 anos envolvido com este ‘mundo’ peculiar. Foi tão bem sucedido que trouxe os filhos para auxiliá-lo e juntos desenvolverem os negócios, isto em 1997, quando também alterou o nome da empresa para ‘Cycle Parts Representações’. Assim, Fabiana Froes Ribeiro, Fernando e Fúlvio Xavier Ribeiro estão integrados desde essa época, convivendo com o patriarca Alencar, em família e nos negócios. A Cycle Parts cresceu, firmou

conceito no mercado e ampliou sua atuação. Alencar passou também a prestar serviços de assessoria de vendas, com a incumbência de supervisor de vendas da Distribuidora Isapa. “Regionalizar nossa atuação no estado de Minas Gerais foi o segredo e, continua sendo o nosso vértice. Procuramos acima de tudo, atender os clientes com qualidade superior”, afirma Alencar, revelando a estratégia vitoriosa aplicada. “Temos um cadastro de aproximadamente 360 clientes ativos no estado de Minas Gerais. Atacadistas, montadoras e lojas que são atendidas através de visitas programadas, ou diretas pelo escritório. O resultado médio mensal destas atividades, atingem em torno de 3.500 peças, em produtos de apenas um fabricante”, adiciona. A sede da empresa é própria e, ocupa uma área de 50m², em Belo Horizonte, de onde iniciam as visitas periódicas aos clientes e, onde está instalada a base de apoio aos serviços externos.

Uma estrutura que exige investimentos para a sua manutenção, custos de viagens e carga elevada de impostos. “Para superar estes impedimentos, nós procuramos aprimorar nossos conhecimentos, racionalizá-los, melhorando constantemente nossas estratégias de vendas e, minimizando os custos operacionais. Somente desta forma, podemos manter as receitas e provocar o aumento de ganhos” explica Alencar. Dizem que o bom vendedor ou representante é aquele que repercute na empresa as tendências que o mercado seguirá, além, evidentemente das dificuldades encontradas originadas pela sua própria atuação (da empresa) ou ainda de seus concorrentes. Aquele que tenha feeling para observar e transmitir quais as tendências que irão influenciar o segmento. Alencar é este observador, e também destaca as características que fazem de seus produtos os de melhores turn-over nos pontos de vendas. “Nos produtos que representa-

cyclomagazine | 43


REPRESENTANTE

mos, destacamos atualmente as diferentes cores de tintas e adesivos, e a inovação de tubos modelados”, coloca, prosseguindo: “Trabalhamos somente com produtos nacionais, mas acreditamos que os importados levam uma boa fatia do mercado. Em alguns itens, diria que chega a 100%. Isso atrapalha, pois a questão são os preços puro e simples e, não o custo benefício”. A carga tributária imposta aos produtos nacionais é outro complicador para o resultado em vendas, segundo o experiente vendedor: “Na verdade, a carga tributária vai refletir diretamente no bolso dos consumidores, uma vez que os impostos são transferidos para o preço final do produto, mas a carga é realmente abusiva e em cascata”. Quanto a aplicação da taxa ‘Substituição Tributária Estadual’, a chamada ST, ele opina: “Em Minas já existe há muito tempo. O fato é que foi a forma mais eficaz que o governo mineiro encontrou para dar maior eficiência à sua gestão, de tal forma que o regime está sendo copiado por todos os Estados Brasileiros. Os empresários nacionais estavam otimistas com as possíveis influências do evento Copa do Mundo que neste ano se realizará no Brasil para o incremento do consumo no período. No entanto, os aconteci-

44 | cyclomagazine

Procuramos aprimorar nossos conhecimentos, racionalizá-los, melhorando constantemente nossas estratégias de vendas ”

mentos que estão aí, com as manifestações populares e a violência desencadeada em seu bojo, talvez por ativistas insatisfeitos com as atuais notícias diárias, dando conta da má gestão dos recursos públicos, estes efeitos parecem ter atingido até aqui, resultados contrários às expectativas”, diz e complementa: “O mercado vive o pré-copa. Não precisamos nos esforçar para tirar conclusões. Basta ver ou ouvir os meios de comunicação diariamente. Inflação que já corroeu no mínimo os três últimos aumentos salariais. Pátios de montadoras cheios e planos de demissões voluntárias. Inadimplência em alta, queda nas vendas do segmento, altos endividamentos e daqui a alguns dias o fim das inúmeras obras que existem em função da Copa do Mundo, o que provavelmente diminuirá a oferta de emprego. Concorrência também dos eletrônicos smart-fones, tablets e etc. No segundo semestre, o segmento normalmente tem uma melhora significativa, mas se não houver uma união de interesses..., ação e profissionalização do setor, para criar melhores condições sejam de mobilidade, incentivos, investimentos e etc., continuaremos convivendo com altos e baixos nos índices de vendas”, analisa com propriedade Alencar.

Fernando, Fabiana e Alencar

A Cycle Parts tem como clientes representadas as empresas: Ajax, Buzinas Araponga, Canadian, Carrera, Colorart, Ferbike, Irmãos Boniatti, Kreumac, Mihage Ciclo, Moriá, MS Extensores, Projema, Rodiplay, Silbike, Styll Acessórios, Zark Imp e Exp Ltda.


RÁPIDAS INTERNACIONAIS

Lechner e Absalon vitoriosos em Cairns - Austrália

A capital do Campeonato Mundial de Ciclismo Entre os dias 21 e 28 de Setembro, a cidade de Ponferrada, Espanha, será a capital mundial do ciclismo. São esperados cerca de 1500 atletas de todas as categorias e equipes nacionais que disputarão medalhas. Essa é a sétima vez que a Espanha recebe a final depois de Lasarte (1965), Montjuïc (1973), Barcelona (1984), Benidorm (1992), San Sebastian (1997) e Madrid (2005).

A 2ª etapa do campeonato mundial de mountain bike pela UCI teve participação da Shimano, e foi concluída com difícil percurso cross country olímpico. Lechner e Absalon foram vitoriosos na etapa. A família Atherton dominou o campeonato de down hill. Rachel Atherton (GT Factory) ficou com o título feminino enquanto seu irmão Gee Atheton venceu o masculino.

Circuito de Hoogerheide –Holanda

Vuelta de Cali O colombiano Edwin Ávila Vanegas agradou os fãs em casa, vencendo a Vuelta de ‘Cali’ por pontos. Já Puerta, antigo trainee da WCC ficou com a medalha de prata. Em 2012 , Puerta foi trainee no Centro de Ciclismo Mundial. Aos 22 danos o colombiano se tornou vice- campeão mundial de Keirin..

46 | cyclomagazine

Em busca do 3º título mundial de cross, no circuito de Hoogerheide, aconteceu fantástico duelo entre o atual campeão Sven Nys (Bélgica) e Zdenek Stybar (Rep. Tcheca). Foi apoteótico segundo os fãs da batalha do campeonato. Marianne Vos (Holanda) e o Belga Junior Men, também deram verdadeiro show em suas atuações durante o evento. Marianne Vos foi a mulher de maior destaque para delícia do público. Esta prova, segundo os organizadores teve a mais elevada participação desde 2010, só comparado a Tabor - Rep. Tcheca, há 4 anos atrás.


RÁPIDAS INTERNACIONAIS

Arena de BMX Indoors Liam Phillips foi o campeão na categoria Elite Masculino e Caroline Buchanan (AUS) ficou em primeiro lugar na Elite Feminina. Foram vitoriosos na temporada de Arena de BMX Indoors, em Manchester. Ambos eram favoritos e venceram frente aos fãs que lotaram o local.

Simon Gerrans vence Liège-Bastogne-Liège O corredor australiano Simon Gerrans (Orica-GreenEdge) venceu a clássica Liège-Bastogne-Liège na Bélgica. A segunda colocação ficou com Alejandro Valverde (Movistar), e Michal Kwiatkowski, da (Omega Pharma – Quickstep), em terceiro.

Giro d'Italia 2014 Essa será a nonagésima sétima edição da volta ciclística pela Itália (Corsa Rosa). A prova já possui todas as suas 21 etapas definidas que se iniciará, neste ano, fora de seu país sede. As duas primeiras etapas ocorrerão na Irlanda do Norte e a terceira etapa em Dublin, na Irlanda. Depois o Giro volta à Itália, nas 18 etapas restantes. Entre as mesmas, haverá 3 dias de descanso, todos às sextas-feiras. A duração da competição é de 9 de maio à 1º de junho.

48 | cyclomagazine

Campeonatos mundiais de Track pela UCI O francês François Pervis, vencedor de keirin - corrida em velocidade individual e em quilômetros, tornou-se o primeiro atleta a segurar 3 títulos nos campeonatos mundiais. A Alemã Kristina Vogel conseguiu o mesmo feito no ranking feminino, juntamente com a americana Sarah Hammer no Omnium e o time espanhol no Madison. Depois de keirin, o francês Pervis reteve o seu título em quilômetros. Briton Joanna Rowsell venceu a etapa na disputa, categoria feminina. Para o francês Thomas Budat e a australiana Amy Cure foi a primeira vez: eles nunca tinham sido coroados campeões mundiais antes.


RÁPIDAS INTERNACIONAIS

Tour de France 2014

UCI World Tour Traz consigo as melhores corridas ‘road’ do mundo, assim como as clássicas corridas de um dia: Tour de France, Giro d’Itália ou Volta da Espanha, bem como o desenvolvimento do ciclismo em nível internacional, com numerosas corridas na Oceania, Américas e Ásia. A qualidade do evento esportivo é garantida graças a participação das melhores equipes, e tem todos os eventos, como as 18 equipes que compõe a UCI Pro (cuidadosamente selecionados de acordo com critérios éticos, financeiros, administrativos) e participam em todos os eventos nos calendários organizados pela entidade que retém o direito de convidar as equipes continentais profissionais da UCI, de acordo com o número de lugares disponíveis.

A competição está programada para começar na Inglaterra, no dia 5 de julho em Leeds em West Yorkshire e termina no dia 27 do mesmo mês em Évry, Paris. As mulheres participam no último dia, numa corrida chamada La course by le Tour de France. Os corredores vão terminar no Champs Elysees, algumas horas antes dos corredores masculinos chegarem. A corrida vai fazer parte do calendário da União Ciclista Internacional (UCI) de 2014 das mulheres da elite.

Mudanças e continuidade

Temporada UCI World Tour Giro d’Itália A 97ª edição do Giro d’Itália está em andamento com trecho experimental de 21,7 quilômetros em Belfast. Mas, a última batalha, definitiva do Giro, será em Trieste em 1º de junho, passando pelos Alpes e cadeia de montanhas Dolomitas. Esta edição conta com 198 participantes e 22 equipes. Esta é a primeira vez desde 1998 que o Gran Tour começou em solo irlandês. Após passarem no dia 11 de maio em Dublin rumo a Itália, o trecho mais difícil será na terceira semana sobre as altas montanhas. A fase de subida para Val Martello, cancelada no ano passado por causa da neve, é a primeira desse difícil desafio, mas, a fase de montanha para Grappa já é o término no topo do Monte Zoncolan, que decidirá o resultado da classificação geral.

50 | cyclomagazine

A temporada internacional de BMX segue em andamento em Manchester (Reino Unido) agora com novas e mais rigorosas regras, como o aumento no número de corridas na temporada de 2014. O BMX tem demonstrado seu profissionalismo com a introdução do novo calendário e outras medidas significativas.

2ª Parada Papendal Jelle Van Gorkom e Mariana Pajon, vencedores no ano passado na Holanda, querem repetir seus desempenhos na 2ª Parada Papendal.


ENTREVISTA

O consumo de bicicletas, como qualquer outro produto se popularizou a partir de sua produção em série. As fábricas encontraram soluções para oferecer modelos em escala e assim os custos de produção diminuíram e consequentemente, também o preço para o consumidor final. Todos os anos novos produtos com mais tecnologia aplicada e itens que melhoram o desempenho, conforto e segurança do usuário são lançados. As indústrias se dedicam em aprimorar suas linhas de produção e na oferta de bikes que satisfazem a números cada vez maiores de adeptos. Porém, muitos ainda preferem ou necessitam de um produto único. Uma bike que esteja dimensionada para as suas características físicas e ao uso que farão. Não são apenas customizadas. São criadas especificamente. Denis Cardoso oferece esta possibilidade, bicicletas feitas à mão. Únicas para cada pessoa. Formado em desenho industrial pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo e Framebuilding pela United Bike Institute (UBI) Portland, OR, USA, Denis tem larga experiência na construção de bikes sob medida que se consolidou em 2009 quando trabalhou com Fábio Yoshimoto, o conhecido Japinha, desenvolvendo projetos. Antes, trabalhou em escritórios de design, agências de publicidade e lojas de bicicletas. Foi responsável por marketing em bike shop e fábricas de bikes em São Paulo e Santa Catarina. A partir de 2010 criou em São Paulo o seu próprio negócio, a Cardoso Cycles. Fomos ouvi-lo sobre as minúcias de sua atividade e nos ofereceu conteúdo bastante interessante e confirma haver espaço no segmento para quem seja competente e ofereça alternativas inteligentes para os consumidores.

52 | cyclomagazine

Cyclomagazine Como você descreve a sua atividade? Cardoso A Cardoso Cycles materializa sonhos sobre duas rodas, trabalhando com tipos de materiais diversos (tubulações) para atender os usuários mais exigentes, garantindo total exclusividade, inovação e estilo para cada projeto.

acesso fácil a um raio que estará preso ao chainstay. Este nível de detalhamento e exclusividade eu crio e desenvolvo soluções rapidamente. Outra coisa, lido diretamente com cada consumidor, escuto seus interesses e necessidades dentro da própria oficina, ou seja, é um processo de criação/construção integrado e participativo.

O que, em sua opinião, leva um ciclista buscar a sua empresa e serviço? Os clientes buscam uma bicicleta que tenha um pouco da personalidade de cada um, além, de equipamento ergometricamente adequado às suas medidas antropométricas. Cada cliente é único, com medidas singulares e uma relação particular de uso com a bicicleta.

Em média, quanto tempo é necessário para a construção de uma bike? Considerando a medição do ciclista, a análise das medidas, projeto da geometria do quadro e a construção do quadro propriamente dito, o período que levo para construir um quadro é em torno de duas semanas. Porém o tempo de entrega do quadro desde o pedido pode levar mais tempo por conta de uma fila de espera que é de 60 dias, aproximadamente.

Qual o diferencial oferecido por sua empresa? Um dos nossos diferenciais é o dinamismo. Os projetos exclusivos para cada bicicleta formam o ponto forte. Por exemplo, um cicloturista pode pedir que o quadro tenha um suporte para raios adicionais e suporte de bagageiros, pois ela pode estar atravessando o Salar de Uyuni, na Bolívia, e ter um raio quebrado, desta forma ele terá

Qual fase toma mais tempo? A fa se mais demor ad a é construção do quadro em si, desde a preparação dos tubos de aço cromo-molibdênio. Esta fase inclui cortes em ângulo que devem ser muito precisos, o encaixe dos tubos no dispositivo (gabarito ou jig) e o processo de solda. Na


CARDOSO CYCLES

FRAMEBUILDING um serviço para clientes exigentes Texto:Osmar Silva Fotos: Fábio Piva (divulgação)


ENTREVISTA

indústria, esta fase é mais rápida, pois os processos são desenhados para operações com tubos que têm sempre a mesma medida, mas no meu caso, para cada quadro, tenho medidas diferentes. É como se tivesse que reconfigurar toda linha de produção da fábrica para cada quadro. Quais modelos têm sido mais solicitados? Tenho recebido muitos pedidos de bicicletas voltadas ao cicloturismo, porém com a utilização prevista para a cidade. Acredito que este modelo de bicicleta seja uma solução bastante versátil para o ciclista, pois as medidas de um quadro deste tipo permite a utilização de uma ampla variedade de componentes, por exemplo,

54 | cyclomagazine

Um quadro completo, feito sob medida para o ciclista está saindo a partir de R$ 2000,00.”

pneus 700 x 23 até 700 x 38, paralamas, bagageiro, freios V-Brake ou cantilever, ou side pull, ou à disco. Ou seja, a bicicleta pode ser configurada para diversas aplicações diferentes, desde o uso para deslocamentos urbanos do dia a dia até longas viagens, como foi o caso do ciclista João Baptista, JB, que me encomendou um quadro para sua viagem a Europa, onde percorreu mais de 3mil km em um mês. Quais materiais têm sido mais utilizados na construção dos conjuntos quadro/garfo? Atualmente estou trabalhando apenas com aço cromo molibdênio, por ser um material leve e resistente, capaz de proporcionar

grande conforto ao ciclista devido às suas características mecânicas. Além das qualidades que citei, é um material historicamente consagrado na história do ciclismo. O cliente pode especificar algum em especial? Sim, uma das principais vantagens em se iniciar um projeto de bicicleta personalizada é o cliente poder comunicar suas preferências (processo de input) e com isso vamos montando a configuração ideal. Qual o público predominante em seu atendimento? O público que atendo é bem amplo, ainda não fiz nenhuma bicicleta para um profissional,


CARDOSO CYCLES

mas já tenho alguns quadros participando de provas amadoras, principalmente as provas de longa distância, que exigem um equipamento adequado ao corpo do atleta. Mas também faço muitas bicicletas urbanas para jovens que a utilizam diariamente na cidade. Acredito muito no crescimento de peças como câmbio traseiro interno, como o cubo Shimano nexus e alfine, acho que este produto combinado com a correia dentada para transmissão nos apontam uma direção para o futuro da bicicleta urbana. É possível destacar um cliente que já tenha sido atendido por vocês? Tenho alguns clientes famosos, pelo menos eu os considero afinal aparecem todos os dias na televisão (risos). Uma é a cantora Graça Cunha, vocalista do programa altas horas, do Serginho Grois-sman, ela pedala uma bike urbana equipada com Shimano Nexus de 3 velocidades e um quadro Cardoso modelo City feminino, feito sob medida. Outra figura celebre e bem conhecida nas provas de mountain bike é o jornalista e apresentador Cadu Cortêz, estou neste momento iniciando a montagem de sua bicicleta urbana, com tubos True Temper e cachimbos Henry James, esta bicicleta é equipada com aros Vzan escape 700c e transmissão Shimano Nexus de 8 velocidades. Lojas também utilizam os seus serviços? Se o cliente não encontra na loja um modelo ideal, o lojista

pode encaminhar para você atender? Sim, isto ocorreu com o lojista e ex-ciclista profissional Cleber Ricci Anderson, que também é especialista em Bike-Fit e ajuste postural. Com ele fizemos uma bicicleta totalmente ajustada ao cicloturista João Baptista (JB) que com apoio da Shimano e da Dádiva teve sua bicicleta customizada montada na Anderson Bicicletas. Quanto em média pode custar uma criação sua? Um quadro completo, feito sob medida para o ciclista está saindo a partir de r$ 2000,00. Este quadro é feito com tubos ultra finos com dupla espessura (0.9 e 0.6mm) da marca americana True Temper. Trabalho com outros tubos que podem ser mais caros, por exemplo um quadro com Columbus Spirit que tem três espessuras diferentes pode chegar a r$3000,00. As bicicletas urbanas equipadas com Shimano Nexus custam a partir de r$2.500,00 e as mountain bikes 29" a partir de r$3.500,00. Qual a capacidade de produção mensal? Minha capacidade de produção mensal é de 4 quadros. Atende em caráter nacional ou apenas regional? Em quais Estados têm mais clientes? Sim, atendo em âmbito nacional. Não há necessidade do cliente se deslocar até mim, trabalho com formulário desenvolvido por mim que me permite obter as informa-

Um dos nossos diferenciais é o dinamismo. Os projetos exclusivos para cada bicicleta formam o ponto forte. ”

ções necessárias para a concepção do projeto. Tenho clientes em Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo, por enquanto os clientes estão concentrados em São Paulo. Qual a sua perspectiva de crescimento? Pretendo me mudar para um local maior dentro de um ano afim de aumentar a capacidade produtiva, porém a ideia não é crescer tanto em quantidade para nunca perder o caráter “feito à mão” e exclusivo que o produto tem. Quantos funcionários na equipe de produção ? Trabalho com um pintor e um mecânico profissional, o Fernando Martins, que trabalha também para equipes de ciclismo além de ser atleta profissional. Minha formação é de desenhista industrial. Qual espaço ocupa a empresa? Onde? Possuo uma área pequena de 50m², na região de Santo Amaro, São Paulo, capital. Os equipamentos utilizados são especiais? Você os projetou ou foram encomendados e produzidos por terceiros? Empresas nacionais ou do exterior? Possuo equipamentos de diversos tipos. Alguns deles foram projetados por mim e executados no Brasil e Estados Unidos. http://cardosocycles.com

cyclomagazine | 55


FORMAÇÃO

EMPRESA APOSTA NO

A Shimano apresentou em Ibiúna, no interior paulista os 28 atletas que compõe a equipe Shimano Sports Team (SST). Com apenas dois anos para os Jogos Olímpicos, no Rio de Janeiro, a empresa, inicia o projeto de consolidar uma equipe de campeões, com objetivo de oferecer ainda mais respaldo aos atletas que representam o País e a marca nas modalidades do ciclismo e triathlon

Texto e imagem:Hylario Guerrero

56 | cyclomagazine

N

o espaço SPAventura, em Ibiúna foi apresentada a nova equipe Shimano Sports Team (SST) que participou de treinamentos para conhecer melhor o projeto, e adquirir conhecimentos relacionados aos produtos, mecânica, vendas e comunicação com público e mídia. Desde 2007 a empresa investe no ciclismo em suas diversas modalidades, inclusive no triathlon. Segundo Alexandre Okazaki, gerente de Marketing da Shimano Latin America, a empresa tem investido no patrocínio de atletas, equipes, eventos e participação do staff técnico dentro de provas e competições, como ‘Suporte Neu-

tro’. "A partir de agora, o atleta faz parte da iniciativa para obter reconhecimento, infraestrutura e apoio. A Shimano acredita que o atleta inspira e motiva pessoas com seus exemplos de superação e determinação, sendo a materialização da filosofia de ‘acreditar sempre’. Essa é a maior inspiração que podemos ter", completou. João Gaspar, o Canibal, revelação do ciclismo de Estrada, partiu para a Europa, e, através da equipe Ironage/Colner, patrocinada pela Shimano estará no Centro de Treinamento da UCI, em Aigl, na Suíça, preparando-se para grandes competições europeias. Observado pela comissária da UCI, no Tour do Rio 2013 que o indicou para os representantes interna-


SHIMANO

CICLISMO NACIONAL

cionais. Uma oportunidade que lhe abriu portas para participar de uma equipe da Europa no futuro. Racebook uma ferramenta para o atleta Mais de 150 ciclistas se inscreveram para a abertura do Shimano Brasil Enduro Series, prova de Enduro MTB (primeira prova da modalidade de abrangência nacional). O ‘Racebook’ é disponível sempre na semana do evento, com as principais regras, como largada, percurso, apoio mecânico, responsabilidades dos pilotos, equipamentos de proteção necessários, entre outros detalhes. Na retirada do ‘kit atleta’ depois que os treinos estão liberados, os participantes recebem os 'race-

book' com mapas, deslocamentos e estágios. Itaipava, na região serrana do Rio de Janeiro, recebe a primeira de três etapas da competição. Organizador do evento, Daniel Bender ressalta a importância do Racebook para os atletas. "Deslocamentos e estágios devem permanecer em sigilo e, é através do ‘racebook’ que os atletas ficam sabendo onde estarão os estágios, deslocamentos e um breve resumo das responsabilidades e regras. Não é o regulamento completo, mas serve para passar um briefing a todos os participantes", conta Bender. A Shimano, marca presença na prova através do ‘Suporte Neutro’, que consiste em dar apoio,

suporte e socorro mecânico aos competidores profissionais e amadores nas provas. O atendimento é feito a qualquer inscrito, independentemente da marca da bicicleta, dos componentes, da equipe, etc. No Brasil e na América Latina os mecânicos da Shimano são conhecidos como Anjos Azuis ou "Blue Angels", por realizarem atendimentos em provas de todo continente. "O Suporte Neutro é importante para os atletas que não contam com uma estrutura completa à sua disposição, seja qual for a prova. É uma segurança a mais. Os Blue Angels salvam a pele destes ciclistas oferecendo suporte e confiança", avalia Daniel Bender.

cyclomagazine | 57


ARTIGO A COBRANÇA DO ICMS SOBRE O COMÉRCIO ELETRÔNICO Há três anos, alguns estados das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, em frontal desrespeito à Constituição Federal, celebraram o Protocolo ICMS nº 21/2011, que, sob o argumento de dispor sobre o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) nas operações interestaduais com mercadorias comercializadas de forma não presencial, como internet e telemarketing, impõe o pagamento desse imposto em favor do estado do domicílio do consumidor não-contribuinte. Foi então inaugurada uma guerra fiscal que, a exemplo de todas as outras, acabou por prejudicar sensivelmente as atividades dos contribuintes. Neste caso, os comerciantes que utilizavam meios eletrônicos para comercializar suas mercadorias. Repentinamente, estes vendedores viram-se obrigados a ingressar com medidas judiciais porque, do contrário, teriam de optar entre recolher duas vezes o valor do imposto – uma, em favor do estado em que estão estabelecidos e outra, em favor dos estados signatários do famigerado Protocolo. Ou então teriam suas mercadorias apreendidas pelas repartições fiscais de fronteira. Somente após muitas demandas jurídicas, o Supremo Tribunal Federal (STF), em apreciação de Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) ingressada pela Confederação Nacional do Comércio (CNC), concedeu liminar para suspender a eficácia desse Protocolo. Na prática, tal decisão não chegava a solucionar o problema, tendo em vista que as legislações de muitos dos estados signatários do acordo ainda continham previsão idêntica. Em meio a esse cenário conturbado, membros do Congresso Nacional, visando a revisão da distribuição do produto da

58 | cyclomagazine

arrecadação do ICMS entre os estados, iniciaram negociações no sentido de por fim à guerra fiscal estabelecida. Como resultado desse trabalho, no dia 2 de abril foi dado mais um passo no sentido da alteração da sistemática de cobrança do ICMS incidente sobre as operações interestaduais realizadas por agentes do comércio eletrônico. A comissão especial destinada a proferir parecer sobre a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 197/12 aprovou o texto substitutivo elaborado pelo relator da matéria, deputado Márcio Macêdo (PT-SE). Conhecida como PEC do Comércio Eletrônico, a proposta objetiva a alteração do artigo 155, parágrafo 2º, incisos VII e VIII da Constituição Federal. Segundo a redação desses dispositivos hoje em vigor, nas operações ou prestações que destinem mercadorias ou serviços a não contribuintes de outros estados, o ICMS devido deve ser recolhido integralmente para o estado de origem – o da localização do vendedor da mercadoria ou do prestador do serviço. Com a PEC, o ICMS incidente nas operações interestaduais realizadas por comércio eletrônico passaria, gradativamente, ao longo de cinco anos, a ser recolhido em favor do estado de destino – o do adquirente. Não obstante o louvável esforço empreendido no sentido de solucionar essa questão pontual, é importante que nossos congressistas não percam de vista que somente a aprovação dessa proposta não basta. É imprescindível que a alteração no texto constitucional seja acompanhada de modificação da legislação complementar, visando a regular o sistema de créditos, de forma a evitar distorções no sistema de apuração do imposto devido que venham a onerar os custos dos produtos

ou serviços. E, consequentemente, seus respectivos preços. Em situações similares, a concepção de alterações precipitadas e incompletas gerou distorções que, até hoje, trazem insegurança jurídica. É o caso dos serviços de comunicação não medidos, como os de TV por assinatura e de provimento de conexão privada à internet, cuja Lei Complementar nº 102, de 2000, determinou o pagamento do imposto devido em partes iguais para os estados onde se encontram o prestador e o respectivo usuário. Como essa mesma lei nada dispôs quanto à alíquota aplicável a tais serviços, à forma de registro dos créditos correspondentes e, ainda, aos procedimentos a serem adotados na hipótese de o prestador dos serviços e/ou de seus usuários serem estabelecidos em mais de um estado (como ocorre no caso de pessoa jurídica prestadora dos serviços que detêm estrutura física de comunicações em várias localidades diferentes para atender pessoa jurídica contratante que deve utilizar os serviços por suas filiais), são muitos os problemas enfrentados pelos contribuintes que se veem à mercê de interpretações diferentes em cada um dos estados onde são estabelecidos. Assim, só nos resta esperar que a PEC do Comércio Eletrônico represente uma efetiva evolução para o sistema tributário e não mais um componente a ampliar o chamado custo Brasil. *Antonio Carlos Salla é sócio na área de consultoria tributária do escritório ZCBS Advogados, palestrante do curso de pós-graduação da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP) e do Instituto Brasileiro de Estudos Tributários de Sorocaba (IBET) antonio.salla@zcbs.com.br


Thiago Aroeira - atleta ISAPA/OGGI/SHIMANO - Elite Profissional de MTB Usa pneus SMALL BLOCK EIGHT 29” - assinado pelo lendário atleta John Tomac

KENDA, A MELHOR EM PNEUS E CÂMARA DE AR PARA ARO 29”

Pneu Kenda Karma K917 29 x 1.90 Pto Kevlar

Pneu Kenda Small Block Eight K1047 29 x 2.10 K1047 Pto Kevlar

Pneu Kenda 24Seven Race Pro K1096 29 x 2.00 Pto Kevlar

Pneu Kenda Nevegal K1010 29 x 2.20 Pto Kevlar

Câmara de ar Kenda 29 x 1.9/2.3 c/ válvula presta

Kenda, uma marca exclusiva da Isapa. Pedalando e acelerando com você

Contatos somente para lojistas: VENDAS: 0800 702 8699

SAC: 0800 702 0801

Disponível nas principais lojas.

www.isapa.com.br

facebook.com/isapa.bicicleta youtube.com/user/ISAPABICICLETA


ESPECIALISTA EM QUADROS

Cyclo 194  
Cyclo 194  
Advertisement