Page 1

BIZU 5.100 questões para concursos de Enfermagem

Outros títulos da série

Bizu de Biologia – 2.700 questões para concursos Bizu de Fisioterapia – 2.200 questões para concursos Bizu de Farmácia – 2.000 questões para concursos Bizu de Odontologia – 4.000 questões para concursos, 2a ed.

Série Bizu Comentado Perguntas e Respostas Comentadas de Enfermagem Perguntas e Respostas Comentadas de Saúde Pública, 2a ed. Perguntas e Respostas Comentadas de Clínica Médica

Perguntas e Respostas Comentadas de Medicina Legal Perguntas e Respostas Comentadas de Cardiologia Perguntas e Respostas Comentadas de Cirurgia Vascular Perguntas e Respostas Comentadas de Terapia Ocupacional

Fundamentos de Enfermagem Enfermagem Geral Enfermagem Clínica Administração de Medicamentos Enfermagem Cirúrgica Enfermagem Materno-Infantil Enfermagem em Saúde Mental Nutrição e Dietética Ética em Enfermagem Administração de Enfermagem Enfermagem em Saúde Pública Enfermagem do Trabalho Geriatria e Gerontologia Auditoria Programa de Saúde da Família Sistema Único de Saúde (SUS)

O

D A

5.100

Q U E S T Ã O

questões para concursos de

Enfermagem 5a edição Revisada e Ampliada

5.100 questões para concursos

Perguntas e Respostas Comentadas de Radiologia e Diagnóstico por Imagem

• • • • • • • • • • • • • • • •

Enfermagem

Bizu de Auxiliar e Técnico de Enfermagem – 1.300 questões para concursos

5a edição

Perguntas e Respostas Comentadas de Técnicas Radiográficas Perguntas e Respostas Comentadas de Odontologia Perguntas e Respostas Comentadas de Cirurgia Geral

Bizu Enfermagem.indd 1

Coordenador Técnico

William Malagutti

3/8/2011 17:16:25


00-Bizu de Enfermagem.indd 8

29/7/2011 16:33:19


00-Bizu de Enfermagem.indd 1

29/7/2011 16:33:17


00-Bizu de Enfermagem.indd 2

29/7/2011 16:33:18


00-Bizu de Enfermagem.indd 3

29/7/2011 16:33:19


5.100 Questões para Concursos de Enfermagem Copyright © 2011 by Editora Rubio Ltda. ISBN 978-85-7771-080-5 Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução deste livro, no seu todo ou em parte, por quaisquer meios, sem o consentimento por escrito da Editora. Produção e Capa Equipe Rubio Editoração Eletrônica Equipe Rubio Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) Bizu o “X” da questão: 5.100 questões para concursos de Enfermagem / [coordenador técnico: William Malagutti]. – Rio de Janeiro: Editora Rubio, 2011. ISBN 978-85-7771-080-5 1. Enfermagem – Concursos. 2. Perguntas e Respostas. I. William Malagutti 11-04473

CDD-610.73076 Índices para catálogo sistemático: 1. Perguntas e respostas: Enfermagem: Concursos 610.73076

Editora Rubio Ltda. Av. Franklin Roosevelt, 194 s/l 204 – Castelo 20021-120 – Rio de Janeiro – RJ Telefax: 55 (21) 2262-3779 • 2262-1783 E-mail: rubio@rubio.com.br www.rubio.com.br Impresso no Brasil Printed in Brazil

00-Bizu de Enfermagem.indd 4

4/8/2011 10:51:22


Revisão Técnica

William Malagutti (Coordenador Técnico) Enfermeiro. Graduado em Enfermagem pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC), SP. Licenciado em Enfermagem pela UMC. Especialista em Administração Hospitalar pelo Instituto de Pesquisas Hospitalares (IPH), SP. Pós-Graduado em Educação em Enfermagem pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP-Fiocruz), RJ. Mestre em Educação, Administração e Comunicação pela Universidade São Marcos (Unimarco), SP. Coordenador e Docente da Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Gama Filho (UGF), SP. Docente convidado da Pós-Graduação do Centro de Estudos de Enfermagem e Nutrição (CEEN) da Universidade Católica de Goiás (UCG). Consultor da área de saúde da Consultoria e Planejamento de Saúde (Conplasa), SP. Assessor do Periódico Enfermagem Brasil, SP. Enfermeiro da Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo.

Adriana Lima Soares Enfermeira. Graduada em Enfermagem pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP). Especialista em Saúde Pública pela Universidade Gama Filho (UGF). Especialista em Licenciatura Plena em Enfermagem pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

Elson Santos de Oliveira Enfermeiro. Especialista em Enfermagem Intensivista pela Faculdade de Enfermagem da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Enfermeiro do Centro de Terapia Intensiva e Unidade Pós-operatória Adulto do Instituto Nacional de Câncer (INCa), RJ. Coordenador da Equipe de Monitoramento das Unidades de Pronto Atendimento 24h (UPA), RJ. Apoiador da Política Estadual de Humanização da Secretaria de Estado de Saúde do Estado do Rio de Janeiro.

00-Bizu de Enfermagem.indd 5

4/8/2011 10:51:49


Karen Cardoso Caetano Enfermeira. Graduada em Enfermagem e Obstetrícia pelo Instituto Adventista de Ensino (IAE-SP). Licenciatura Plena em Enfermagem pelo IAE-SP. Mestre em Enfermagem pela Universidade de São Paulo (USP). Especialista em Informática na Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Especialista em Metodologia do Ensino Superior pelo Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP). Experiência na assistência em Enfermagem, com ênfase em Enfermagem Médico-Cirúrgica, e no ensino de Enfermagem no ensino médio e superior, com implantação e utilização de tecnologias no ensino presencial e a distância. Professora da Graduação do Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), SP.

Marcio Petenusso Enfermeiro. Formado no Curso de Graduação em Enfermagem pela Universidade Bandeirante de São Paulo (UNIBAN). Especialista em Unidade de Terapia Intensiva pela UNIBAN. Especialista em Fisiologia pela Faculdade de Medicina do ABC (FMABC), SP. Curso de Extensão em Formação de Professores pela Universidade A – Santo André (UNIA), SP. Especialista em Fisiologia Cardiovascular pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Mestre em Ciências da Saúde (Medicina Celular e Molecular) pela FMABC. Coordenador Geral do TecSaúde do Instituto de Ensino Nível, SP. Professor do Curso de Qualificação em Inserção de Cateter Central Inserido Perifericamente (PICC) AMA Consultoria em Saúde, SP Professor do curso de Biomedicina e Cosmetologia da Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC). Discente do curso de Medicina da UNIPLAC. Membro da Sociedade Brasileira de Fisiologia (SBFIS). Membro da Inter American Society of Hypertension.

Ruth Yamada Nutricionista. Graduada em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo, SP. Mestre em Farmacologia pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Especialização lato-sensu em Nutrição Clínica pelo Centro Universitário São Camilo. Professora da Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) e Centro Universitário São Camilo. Experiente na área de Nutrição Clínica, Nutrição em Saúde Pública e Tecnologia dos Alimentos. Atuante na prevenção de doenças e agravos não transmissíveis e educação nutricional. Supervisora de estágios em Nutrição Clínica (hospitais e ambulatórios) e estágios de nutrição em Programas de Saúde da Família e Unidades Básicas de Saúde no Município de Mogi das Cruzes, SP.

00-Bizu de Enfermagem.indd 6

29/7/2011 16:33:19


Dedicatória

Este livro é dedicado aos que optaram pela nobre ocupação de cuidar do ser humano com amor e abnegação, a fim de proporcionar-lhe a completa recuperação da saúde.

00-Bizu de Enfermagem.indd 7

29/7/2011 16:33:19


00-Bizu de Enfermagem.indd 8

29/7/2011 16:33:19


Sumário

Fundamentos de Enfermagem ..............................................................................................1 Respostas ....................................... 99 Enfermagem Geral ............................................................................................................107 Respostas ..................................... 209 Enfermagem Clínica ..........................................................................................................217 Respostas ..................................... 261 Administração de Medicamentos ......................................................................................265 Respostas ..................................... 279 Enfermagem Cirúrgica.......................................................................................................281 Respostas ..................................... 335 Enfermagem Materno-Infantil ...........................................................................................339 Respostas ..................................... 401 Enfermagem em Saúde Mental .........................................................................................407 Respostas ..................................... 441 Nutrição e Dietética...........................................................................................................445 Respostas ..................................... 483 Ética em Enfermagem .......................................................................................................487 Respostas ..................................... 511 Administração de Enfermagem .........................................................................................513 Respostas ..................................... 545 Enfermagem em Saúde Pública .........................................................................................547 Respostas ..................................... 729 Enfermagem do Trabalho ..................................................................................................741 Respostas ..................................... 781 Geriatria e Gerontologia ....................................................................................................783 Respostas ..................................... 809 Auditoria ...........................................................................................................................811 Respostas ..................................... 819 Programa de Saúde da Família ..........................................................................................821 Respostas ..................................... 827 Sistema Único de Saúde (SUS) ...........................................................................................829 Respostas ..................................... 861

00-Bizu de Enfermagem.indd 9

29/7/2011 16:33:19


00-Bizu de Enfermagem.indd 10

29/7/2011 16:33:19


Fundamentos de Enfermagem

1. Segundo Wanda de Aguiar Horta (1971), podemos afirmar que as fases do processo de enfermagem são: A. Histórico de enfermagem, diagnóstico de enfermagem, plano de cuidados, prescrição de enfermagem e prognóstico de enfermagem B. Histórico de enfermagem, prescrição de cuidados, evolução e anotação de enfermagem C. Histórico de enfermagem, diagnóstico de enfermagem, plano de cuidados, prescrição de enfermagem, evolução de enfermagem e prognóstico de enfermagem D. Histórico de enfermagem, plano de cuidados, prescrição de enfermagem, evolução de enfermagem e prognóstico de enfermagem E. Nenhuma das alternativas anteriores

D. Poliúria e disúria E. Anúria e disúria 4.

Anamnese significa:

A. História das doenças de toda a família do paciente B. História do paciente e toda sua história pregressa C. A vida do paciente nos aspectos sociais e psicológicos D. Conjunto de informações sobre antecedentes, história e detalhes da doença E. História do prognóstico da doença atual 5. Quanto aos objetivos do prontuário, pode-se afirmar que: A. Permite a pesquisa médica e de enfermagem

2. Pode-se afirmar que a manobra de Murphy pode ser utilizada durante o exame físico do:

B. Serve como documentação para fins legais

A. Sistema digestório B. Sistema tegumentar

D. Todas as alternativas anteriores estão corretas

C. Sistema cardiovascular

E. Somente as alternativas A e B estão corretas

D. Sistema respiratório

6. O método de alimentar um paciente por meio de sonda nasogástrica é denominado:

E. Nenhuma das alternativas anteriores 3. Podemos afirmar que as principais complicações do cateterismo vesical são:

C. Oferece dados estatísticos de importância epidemiológica

A. Alimentação parenteral B. Alimentação por gavagem

A. Hematúria e anúria

C. Alimentação enteral

B. Anúria e poliúria

D. Alimentação venosa

C. Infecção urinária e disúria

E. Hidratação oral

Bizu de Enfermagem.indb 1

29/7/2011 16:34:36


1.

C

26.

E

51.

C

76.

B

2.

A

27.

E

52.

C

77.

A

3.

C

28.

B

53.

D

78.

B

4.

D

29.

E

54.

A

79.

B

5.

D

30.

B

55.

E

80.

D

6.

B

31.

C

56.

D

81.

E

7.

D

32.

D

57.

D

82.

D

8.

B

33.

E

58.

A

83.

C

9.

C

34.

B

59.

C

84.

C

10.

A

35.

A

60.

A

85.

A

11.

E

36.

E

61.

E

86.

D

12.

D

37.

A

62.

A

87.

A

13.

B

38.

A

63.

E

88.

B

14.

D

39.

B

64.

E

89.

E

15.

A

40.

C

65.

C

90.

C

16.

B

41.

A

66.

A

91.

E

17.

E

42.

A

67.

B

92.

D

18.

B

43.

B

68.

D

93.

C

19.

D

44.

A

69.

A

94.

B

20.

A

45.

D

70.

D

95.

A

21.

A

46.

B

71.

A

96.

C

22.

E

47.

B

72.

C

97.

A

23.

B

48.

B

73.

C

98.

B

24.

B

49.

A

74.

B

99.

B

25.

B

50.

B

75.

D

100.

D

Bizu de Enfermagem.indb 99

FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM – RESPOSTA S

Fundamentos de Enfermagem

29/7/2011 16:34:44


Enfermagem Geral

1. Segundo a classificação dos artigos quanto ao risco de transmissão de infecção, é correto afirmar que:

D. Deverão ser realizadas com frequência de 20 a 40 ventilações por segundo e duração de um segundo cada

A. Críticos são os que penetram nos tecidos epiteliais e órgãos com micro-organismos

E. Deverão ser realizadas com frequência de 10 a 12 ventilações por minuto e duração de um segundo cada

B. Não críticos são os que entram em contato direto com o paciente C. Semicríticos são os que entram em contato com a pele íntegra do paciente D. Não críticos são os que não entram em contato com a pele íntegra do paciente E. Críticos são os que penetram nos tecidos adiposos 2. O processo de limpeza da pele para aplicação de uma injeção endovenosa denomina-se: A. Assepsia B. Degermação C. Desinfecção D. Antissepsia E. Esterilização 3. Em uma situação na qual o paciente mantém uma cânula de Guedel posicionada, as ventilações com ambu: A. Jamais deverão ser realizadas

4. Quanto às alterações respiratórias na unidade de urgência e emergência, considere as afirmativas a seguir e assinale a alternativa correta: I. Pacientes com alterações ventilatórias graves em geral recebem oxigenoterapia por alto fluxo, como a máscara de Venturi, ou evoluem para intubação. II. Durante a realização de aspiração traqueal, deve-se ter atenção quanto ao tempo de aspiração que não deve ultrapassar 30 segundos durante a retirada da cânula de aspiração do tubo. III. Uma das principais complicações dos pacientes em uso de cânula orotraqueal consiste na fístula esofágica traqueal, a qual está relacionada com a pressão de cuff maior que 8mmHg e isquemia. IV. Alterações nos níveis de saturação de oxigênio são os principais achados para diminuição dos níveis de hemoglobina e hematócrito. A. I; II; III

B. Somente deverão ser realizadas depois de retirada a cânula de Guedel

B. II; IV

C. Deverão ser realizadas com frequência de 10 a 20 ventilações por segundo e duração de um segundo cada

D. I; III

02-Bizu de ENFERMAGEM.indd 107

C. II; III; IV E. I; II; III; IV

4/8/2011 11:01:13


Enfermagem Geral 1.

C

26.

E

51.

D

76.

A

2.

D

27.

D

52.

C

77.

E

3.

E

28.

C

53.

D

78.

B

4.

D

29.

E

54.

B

79.

D

5.

E

30.

E

55.

A

80.

C

6.

C

31.

D

56.

E

81.

C

7.

B

32.

C

57.

B

82.

B

8.

C

33.

E

58.

C

83.

C

9.

E

34.

B

59.

A

84.

E

10.

E

35.

B

60.

B

85.

C

11.

B

36.

B

61.

D

86.

A

12.

A

37.

A

62.

E

87.

D

13.

A

38.

D

63.

A

88.

B

14.

D

39.

B

64.

A

89.

A

15.

A

40.

A

65.

B

90.

A

16.

E

41.

C

66.

E

91.

E

17.

B

42.

A

67.

A

92.

A

18.

C

43.

C

68.

B

93.

E

19.

C

44.

A

69.

D

94.

C

20.

C

45.

B

70.

E

95.

C

21.

B

46.

C

71.

E

96.

D

22.

E

47.

A

72.

A

97.

B

23.

B

48.

B

73.

D

98.

A

24.

B

49.

D

74.

C

99.

D

25.

A

50.

D

75.

B

100.

E

Bizu de Enfermagem.indb 209

209

ENFERMAGEM GERAL – RESPOSTA S

Enfermagem Geral – Respostas

29/7/2011 16:35:37


Enfermagem Clínica

1. Assinale a alternativa que representa os cuidados de enfermagem na fase de reabilitação de um paciente que tenha sofrido um acidente vascular encefálico (AVE):

D. Polaciúria

A. Avaliar a evolução dos sinais vitais e manter a integridade cutânea

volvimento, ocorrem no organismo as seguin-

B. Prevenir deformidades e realizar movimentação passiva

E. Oligúria 4.

É correto afirmar que, na fase de desen-

tes disfunções, exceto: A. Disfagia

C. Manter as vias aéreas livres e utilizar compressas quentes na extremidade

B. Constipação intestinal

D. Proteger o paciente durante crises convulsivas e manter o equilíbrio hidroeletrolítico

D. Diminuição do apetite

E. Avaliar o nível de consciência do paciente e administrar medicamentos

C. Astenia

E. As alternativas A e C estão corretas 5.

Quanto às doenças que afetam os testí-

2. Foram prescritas 10UI de insulina regular. Dispondo de frasco de 40UI/mL e seringa graduada de 1mL, deve-se administrar uma quantidade de:

culos, define-se criptorquidia como:

A. 0,25mL

C. Processo que acomete o epidídimo

B. 0,40mL

D. Distensão da túnica da vesícula seminal

C. 4mL

E. Dilatações varicosas que ocorrem na bolsa

A. Inflamação dos testículos B. Posição ectópica do testículo

escrotal

D. 25mL E. 2,5mL

6.

No hipertireoidismo, observa(m)-se:

3. Um dos sintomas característicos do paciente com diabetes melito é a fome exagerada. Esse sintoma é denominado:

A. Hiperfunção da tireoide

A. Poliúria

C. Maior frequência no sexo feminino

B. Polidispepsia

D. Ansiedade e taquicardia

C. Polifagia

E. Todas as alternativas estão corretas

Bizu de Enfermagem.indb 217

B. Queda plasmática dos níveis de TSH

29/7/2011 16:35:57


1.

B

26.

A

51.

A

76.

C

2.

A

27.

C

52.

A

77.

A

3.

C

28.

B

53.

E

78.

D

4.

A

29.

B

54.

C

79.

C

5.

B

30.

B

55.

C

80.

B

6.

E

31.

C

56.

E

81.

E

7.

E

32.

B

57.

A

82.

C

8.

E

33.

D

58.

C

83.

A

9.

C

34.

C

59.

B

84.

B

10.

D

35.

D

60.

C

85.

A

11.

D

36.

D

61.

C

86.

C

12.

C

37.

B

62.

C

87.

C

13.

A

38.

A

63.

A

88.

B

14.

E

39.

C

64.

B

89.

E

15.

A

40.

E

65.

B

90.

D

16.

A

41.

C

66.

A

91.

D

17.

B

42.

D

67.

D

92.

C

18.

B

43.

B

68.

B

93.

A

19.

C

44.

C

69.

A

94.

B

20.

E

45.

D

70.

A

95.

D

21.

A

46.

A

71.

E

96.

B

22.

A

47.

D

72.

C

97.

D

23.

A

48.

C

73.

B

98.

C

24.

D

49.

E

74.

B

99.

E

25.

A

50.

D

75.

A

100.

C

Bizu de Enfermagem.indb 261

ENFERMAGEM CLÍNICA – RESPOSTA S

Enfermagem Clínica

29/7/2011 16:36:00


Administração de Medicamentos

1. Para administrar 20UI de insulina em um paciente diabético, utilizando-se um frasco de 40UI e a seringa graduada de 80UI, deve-se aspirar o quantitativo de:

4. Para administrar 150mg de ampicilina, que devem ser diluídos em 10mL de água destilada, dispõe-se de frascos de 1g. Dessa forma, a quantidade calculada, em mL‚ é de:

A. 5UI

A. 0,5mL

B. 10UI

B. 1,0mL

C. 15UI

C. 1,5mL

D. 40UI

D. 2,0mL

E. 45UI

E. 2,3mL

2. Foram prescritas 3.000UI de heparina para o paciente de uma enfermaria. No posto de enfermagem existem frascos de 5.000UI/ mL. A quantidade a ser administrada é de:

5. Cada ampola de rifamida de 3mL contém 150mg do produto. Em um frasco de soro foram colocadas duas ampolas e meia. A quantidade total no produto, em gramas, que foi utilizada‚ é igual a:

A. 0,5mL B. 0,6mL

A. 0,125g B. 0,375g

C. 1,0mL

C. 1,250g

D. 3,5mL

D. 3,750g

E. 5,0mL

E. 2,125g

3. Para administrar 500mL de soro glicosado a 5%, em 8 horas, o cálculo, em gotas por minuto, deverá ser de:

6. Para a administração de 500mL de soro fisiológico no período das 8 às 20h, deve-se instalar um gotejamento, igual a:

A. 15 gotas por minuto

A. 2 gotas por minuto

B. 27 gotas por minuto

B. 8 gotas por minuto

C. 30 gotas por minuto

C. 14 gotas por minuto

D. 42 gotas por minuto

D. 20 gotas por minuto

E. 50 gotas por minuto

E. 22 gotas por minuto

Bizu de Enfermagem.indb 265

29/7/2011 16:36:27


Administração de Medicamentos 1.

D

26.

D

51.

B

76.

E

2.

B

27.

C

52.

A

77.

C

3.

D

28.

C

53.

A

78.

D

4.

C

29.

A

54.

B

79.

A

5.

B

30.

B

55.

B

80.

A

6.

C

31.

D

56.

B

81.

A

7.

C

32.

D

57.

A

82.

B

8.

C

33.

C

58.

A

83.

C

9.

C

34.

C

59.

A

84.

D

10.

A

35.

C

60.

C

85.

D

11.

B

36.

D

61.

A

86.

D

12.

B

37.

A

62.

A

87.

B

13.

D

38.

B

63.

B

88.

C

14.

B

39.

A

64.

C

89.

D

15.

C

40.

C

65.

C

90.

E

16.

E

41.

C

66.

E

91.

C

17.

E

42.

C

67.

E

92.

A

18.

C

43.

A

68.

B

93.

B

19.

A

44.

C

69.

E

94.

D

20.

E

45.

D

70.

B

95.

B

21.

D

46.

C

71.

A

96.

E

22.

D

47.

C

72.

E

97.

B

23.

B

48.

B

73.

B

98.

A

24.

C

49.

C

74.

C

99.

C

25.

E

50.

D

75.

A

100.

B

Bizu de Enfermagem.indb 279

279

ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS – RESPOSTA S

Administração de Medicamentos – Respostas

29/7/2011 16:36:28


Enfermagem Cirúrgica

1.

Histerectomia significa a retirada de:

A. Baço B. Mama C. Útero

3. A cirurgia que consiste na remoção do estreitamento do prepúcio, liberando a glande, tecnicamente é denominada: A. Postectomia

D. Vesícula

B. Prostatectomia

E. Ovário

C. Prostotomia

2. Os métodos de esterilização podem ser feitos por dois processos: físico e químico. Relacione o tipo de característica física ao processo de esterilização exposto e assinale a alternativa que apresenta a sequência correta:

D. Penectomia E. Balanotomia 4.

Os perigos imediatos pós-cirurgia são:

A. Choque e hipoxia

I. Calor úmido.

B. Procurar manter a aerificação

II. Calor seco.

C. Observar sinais de obstrução respiratória, hemorragia etc.

III. Energia radiante. IV. Processo químico. (

) Água em ebulição.

(

) Raios gama.

(

) Incineração.

(

) Vapor d’água sob pressão.

(

) Germekil.

(

) Flambagem.

(

) Ar quente.

(

) Raios ultravioleta.

A. I; III; II; I; IV; III; III; II

D. As medidas expressas nas alternativas B e C evitam a alternativa A E. Somente a alternativa A está correta 5. A terminologia dos diversos tipos de intervenção cirúrgica, em geral no primeiro segmento da palavra, faz referência a órgão, aparelho ou parte do corpo humano. Nesse sentido, associe os segmentos de palavras aos órgãos e partes do corpo humano a que se referem: I.

Blefaro.

B. I; III; II; I; IV; III; III; I

II. Angio.

C. IV; I; II; II; III; I; III; I

III. Colpo.

D. I; III; II; I; IV; II; III; II

IV. Flebo.

E. I; III; II; I; IV; II; II; III

V. Cisto.

Bizu de Enfermagem.indb 281

29/7/2011 16:36:49


Enfermagem Cirúrgica 1.

C

26.

C

51.

C

76.

D

2.

E

27.

D

52.

B

77.

D

3.

A

28.

B

53.

A

78.

B

4.

D

29.

D

54.

C

79.

A

5.

E

30.

C

55.

B

80.

B

6.

B

31.

C

56.

C

81.

C

7.

A

32.

B

57.

C

82.

B

8.

D

33.

A

58.

B

83.

A

9.

C

34.

C

59.

C

84.

C

10.

E

35.

C

60.

A

85.

B

11.

C

36.

D

61.

D

86.

B

12.

B

37.

A

62.

B

87.

B

13.

C

38.

D

63.

E

88.

B

14.

C

39.

B

64.

B

89.

B

15.

A

40.

D

65.

C

90.

C

16.

C

41.

A

66.

E

91.

B

17.

D

42.

B

67.

B

92.

A

18.

C

43.

C

68.

B

93.

D

19.

C

44.

A

69.

C

94.

B

20.

D

45.

D

70.

C

95.

C

21.

A

46.

B

71.

B

96.

A

22.

E

47.

A

72.

D

97.

D

23.

D

48.

E

73.

D

98.

A

24.

C

49.

C

74.

C

99.

C

25.

D

50.

C

75.

D

100.

A

Bizu de Enfermagem.indb 335

335

ENFERMAGEM CIRÚRGICA – RESPOSTA S

Enfermagem Cirúrgica – Respostas

29/7/2011 16:36:53


Enfermagem Materno-Infantil

1.

Os movimentos fetais ocorrem:

A. Na primeira metade da gravidez B. Na segunda metade da gravidez C. Desde a quarta semana D. Na época do nascimento E. Na trigésima semana 2. A data da última menstruação foi dia 4 de dezembro. Qual a data provável do parto?

D. Imperfuração anal E. Sofrimento fetal 5. A oclusão neonatal tem como principais características: A. Ausência de mecônio, vômitos e distensão abdominal B. Vômitos, diarreia e ausência de mecônio C. Taquipneia, aumento abdominal e vômitos

A. 12 de agosto

D. Ausência de mecônio, vômitos e apneia

B. 1o de setembro

E. Aumento abdominal, ausência de mecônio e pneumonia

C. 31 de julho D. 14 de setembro E. 20 de agosto 3. Faz parte do diagnóstico de certeza da gravidez:

6. São características do recém-nascido prematuro: A. Bebê viável que nasce após a 37a semana B. Peso igual a 3.500g ou inferior

A. Atraso menstrual

C. Unhas não formadas e pelos abundantes

B. Prurido nas mamas

D. Maceração

C. Vômitos e náuseas

E. Peso baixo ou igual a 2.500g, medindo em torno de 48cm

D. Batimentos cardiofetais (BCF) por volta da 16a semana E. Aparecimento de auréola mamária 4. Quando o recém-nato pós-maturo apresenta, ao nascer, cordão umbilical tingido de mecônio, indica uma intercorrência denominada:

7. A exsanguineotransfusão é um tipo de tratamento adotado nos recém-nascidos com hiperbilirrubinemia para: A. Aumentar a taxa de hemácias B. Facilitar a troca gasosa

A. Broncopneumonia

C. Remover mecanicamente a taxa de colesterol

B. Bronquite crônica

D. Remover mecanicamente a bilirrubina

C. Parada cardíaca

E. Diminuir a taxa hormonal

Bizu de Enfermagem.indb 339

29/7/2011 16:37:14


1.

A

26.

E

51.

A

76.

D

2.

D

27.

C

52.

B

77.

D

3.

D

28.

C

53.

C

78.

E

4.

E

29.

B

54.

D

79.

B

5.

A

30.

B

55.

B

80.

A

6.

E

31.

C

56.

A

81.

B

7.

D

32.

E

57.

C

82.

C

8.

B

33.

E

58.

E

83.

E

9.

A

34.

C

59.

D

84.

E

10.

E

35.

B

60.

A

85.

A

11.

B

36.

D

61.

C

86.

C

12.

D

37.

C

62.

C

87.

D

13.

B

38.

C

63.

D

88.

B

14.

B

39.

D

64.

C

89.

D

15.

E

40.

C

65.

C

90.

D

16.

D

41.

E

66.

B

91.

E

17.

C

42.

D

67.

D

92.

C

18.

B

43.

A

68.

A

93.

D

19.

B

44.

C

69.

B

94.

B

20.

A

45.

B

70.

A

95.

C

21.

C

46.

E

71.

C

96.

C

22.

A

47.

C

72.

D

97.

B

23.

A

48.

D

73.

B

98.

A

24.

D

49.

B

74.

D

99.

B

25.

D

50.

B

75.

A

100.

A

Bizu de Enfermagem.indb 401

ENFERMAGEM MATERNO -INFANTIL – RESPOSTA S

Enfermagem Materno-Infantil

29/7/2011 16:37:19


Enfermagem em Saúde Mental

1. Diante da aplicação de eletroconvulsoterapia (ECT), uma das complicações principais é a(o): A. Convulsão B. Choque neurogênico C. Choque cardiogênico D. Parada cardiorrespiratória E. Coma 2. Dentre as atribuições e responsabilidades do profissional de enfermagem na enfermaria psiquiátrica está a: A. Segurança do paciente B. Movimentação passiva dos membros do paciente C. Manutenção da dieta do paciente D. Promoção da terapia ocupacional E. Aplicação de eletrochoque no paciente

4. O paciente apresenta tremores nas extremidades, dificuldades na marcha, faces sem expressão e rigidez muscular quando submetido ao tratamento de: A. Pneumoencefalografia B. Sonoterapia C. Oxigenoterapia D. Impregnação E. Insulinoterapia 5. Dentre os materiais que a enfermagem utiliza para o preparo do eletrochoque, aquele que não se pode esquecer é: A. Termômetro e luvas B. Pasta condutora C. Cuba rim e gazes D. Bandeja de pequena cirurgia e luvas E. Cateter de subclávia e termômetro

A. Não precisa manter vigilância com relação aos pacientes apáticos

6. Um paciente inclina a cabeça para o lado, deixa de falar na metade da frase e escuta com atenção (parece conversar com alguém). A equipe de enfermagem, ao prestar os cuidados a esse paciente, deverá:

B. Deve manter-se em atenção permanente

A. Avisar o psiquiatra a respeito do sintoma

C. Tem que agir predominantemente com tranquilidade com os pacientes, devido a suas patologias

B. Pedir para o paciente descrever seus sintomas físicos

D. Deve manter-se arredio aos pacientes agitados

D. Validar a observação e estimular que o paciente se expresse, pedindo-lhe que relate o que está ouvindo

3. O profissional de enfermagem que lida com psiquiatria:

E. Precisa fugir das suas responsabilidades em reuniões terapêuticas

Bizu de Enfermagem.indb 407

C. Administrar medicação antidepressiva

E. Duvidar do paciente e chamá-lo à realidade

29/7/2011 16:37:38


1.

D

26.

C

51.

A

76.

A

2.

A

27.

D

52.

D

77.

A

3.

B

28.

B

53.

C

78.

B

4.

D

29.

B

54.

D

79.

C

5.

B

30.

C

55.

C

80.

B

6.

A

31.

C

56.

A

81.

B

7.

D

32.

B

57.

B

82.

B

8.

D

33.

B

58.

C

83.

B

9.

E

34.

E

59.

C

84.

C

10.

E

35.

E

60.

C

85.

A

11.

E

36.

A

61.

D

86.

D

12.

B

37.

A

62.

E

87.

D

13.

C

38.

B

63.

D

88.

D

14.

D

39.

A

64.

D

89.

B

15.

C

40.

E

65.

A

90.

A

16.

C

41.

E

66.

A

91.

D

17.

E

42.

A

67.

A

92.

D

18.

E

43.

E

68.

A

93.

B

19.

C

44.

D

69.

A

94.

D

20.

C

45.

D

70.

B

95.

B

21.

B

46.

C

71.

A

96.

C

22.

B

47.

D

72.

C

97.

C

23.

B

48.

B

73.

B

98.

C

24.

C

49.

B

74.

B

99.

E

25.

A

50.

C

75.

B

100.

E

Bizu de Enfermagem.indb 441

ENFERMAGEM EM SAÚDE MENTAL – RESPOSTA S

Enfermagem em Saúde Mental

29/7/2011 16:37:40


Nutrição e Dietética

1. É doença provocada pela falta das vitaminas do complexo B:

5. A falta de vitamina D no organismo provoca:

A. Raquitismo

A. Raquitismo

B. Beribéri

B. Cegueira noturna

C. Escorbuto

C. Aplasia de medula

D. Hemofilia

D. Leucemia

E. Apenas as alternativas C e D estão corretas

E. Escorbuto

2.

6. A carência da vitamina A no organismo acarreta:

O ferro é indispensável à formação de:

A. Hemoglobina no sangue B. Hormônio da tireoide C. Dentes D. Ossos E. Cartilagem 3.

O bócio se caracteriza por:

A. Escorbuto B. Raquitismo C. Beribéri D. Xeroftalmia E. Hemorragia

A. Falta de açúcar no sangue

7. A malformação óssea é causada pela deficiência de:

B. Ausência das vitaminas B6 e B12

A. Ferro

C. Diminuição no teor de hemoglobina

B. Fósforo

D. Deficiência de iodo na alimentação

C. Iodo

E. Falta de flúor na água

D. Cálcio

4. A carne e o ovo são alimentos ricos, principalmente, em:

E. Carbono 8.

As proteínas provêm de origem:

A. Gorduras

A. Mineral

B. Vitaminas

B. Animal e vegetal

C. Hidrato de carbono

C. Animal

D. Proteínas

D. Animal e mineral

E. Sais minerais

E. Vegetal e mineral

Bizu de Enfermagem.indb 445

29/7/2011 16:38:01


1.

B

26.

B

51.

B

76.

E

2.

A

27.

A

52.

E

77.

B

3.

D

28.

D

53.

B

78.

C

4.

D

29.

D

54.

E

79.

C

5.

A

30.

C

55.

B

80.

B

6.

D

31.

B

56.

D

81.

A

7.

D

32.

D

57.

E

82.

C

8.

B

33.

A

58.

C

83.

E

9.

E

34.

D

59.

B

84.

D

10.

B

35.

A

60.

A

85.

C

11.

D

36.

D

61.

D

86.

D

12.

C

37.

E

62.

C

87.

A

13.

C

38.

D

63.

D

88.

E

14.

E

39.

E

64.

B

89.

A

15.

C

40.

B

65.

C

90.

D

16.

C

41.

C

66.

A

91.

E

17.

D

42.

B

67.

C

92.

B

18.

D

43.

A

68.

A

93.

B

19.

B

44.

B

69.

E

94.

A

20.

C

45.

E

70.

A

95.

E

21.

B

46.

D

71.

C

96.

E

22.

B

47.

E

72.

E

97.

D

23.

D

48.

A

73.

E

98.

D

24.

B

49.

B

74.

A

99.

A

25.

D

50.

E

75.

E

100.

C

Bizu de Enfermagem.indb 483

NUTRIÇÃO E DIETÉTICA – RESPOSTA S

Nutrição e Dietética

29/7/2011 16:38:03


Ética em Enfermagem

1.

Podemos dizer que ética profissional:

A. Consiste em princípios que levam o homem a acreditar na lei positiva B. É a reação da consciência moral contra uma lei que se considera injusta C. Constitui métodos para que o indivíduo viva melhor em sociedade D. É a aplicação dos princípios comuns da moralidade que regem a atividade laboriosa do indivíduo E. Garante o sustento do indivíduo e de sua família 2. Segundo o COFEN (Conselho Federal de Enfermagem), é imprescindível que uma instituição de saúde que tenha mais de 10 profissionais de enfermagem forme uma Comissão de Ética de Enfermagem. Com base no Código de Ética de Enfermagem, quem é o profissional indicado para ocupar o cargo de presidente dessa comissão? A. Todos os profissionais da área técnica B. Um diretor da instituição, pois deve seguir a hierarquia C. Técnico ou auxiliar de enfermagem, pois a votação é majoritária

3. Sobre a confidencialidade profissional entre enfermeiro e paciente, pode-se afirmar que: A. É uma obrigação de justiça ao paciente B. É a garantia de resguardo das informações dadas pessoalmente em confiança e a proteção contra a sua revelação C. Tem por objetivo guardar informações recebidas no exercício profissional D. É um dever do profissional e um direito do paciente E. Todas as alternativas estão corretas 4. Segundo a Resolução no 159, de 1993, do Conselho Federal de Enfermagem (COFEN), com relação à consulta de enfermagem, fica instituído que: A. É facultativa em instituições que possuam a sistematização de assistência de enfermagem B. Deve ser realizada como prática de um modelo assistencial apenas em instituições públicas ou particulares onde há internações para tratamentos cirúrgicos C. Deve ser praticada como concretização de um modelo assistencial adequado às condições das necessidades da população

D. Profissional de enfermagem, pois é o mais qualificado dentro da categoria

D. Deverá ser realizada para que o processo de assistência de enfermagem se concretize em hospitais da rede pública

E. Como a Comissão de Ética pode ser composta por todos os profissionais de enfermagem, todos da categoria podem ocupar esse cargo

E. Deve ser instituída como processo de concretização do processo de assistência de enfermagem em ambulatórios de unidades básicas de saúde

Bizu de Enfermagem.indb 487

29/7/2011 16:38:39


1.

D

26.

C

51.

C

76.

B

2.

D

27.

C

52.

C

77.

C

3.

E

28.

B

53.

B

78.

A

4.

C

29.

B

54.

C

79.

B

5.

C

30.

D

55.

C

80.

C

6.

A

31.

C

56.

D

81.

B

7.

D

32.

B

57.

A

82.

C

8.

B

33.

A

58.

E

83.

A

9.

B

34.

C

59.

A

84.

A

10.

E

35.

A

60.

D

85.

C

11.

A

36.

B

61.

C

86.

A

12.

D

37.

C

62.

D

87.

C

13.

B

38.

D

63.

D

88.

C

14.

B

39.

A

64.

D

89.

B

15.

B

40.

C

65.

E

90.

B

16.

B

41.

C

66.

D

91.

B

17.

A

42.

C

67.

D

92.

D

18.

E

43.

D

68.

B

93.

D

19.

C

44.

C

69.

D

94.

C

20.

C

45.

A

70.

D

95.

E

21.

C

46.

B

71.

C

96.

D

22.

E

47.

A

72.

E

97.

C

23.

D

48.

E

73.

B

98.

A

24.

B

49.

C

74.

B

99.

A

25.

E

50.

B

75.

C

100.

D

Bizu de Enfermagem.indb 511

ÉTICA EM ENFERMAGEM – RESPOSTA S

Ética em Enfermagem

29/7/2011 16:38:41


Administração de Enfermagem

1. A hierarquia na enfermagem, da função mais para a menos especializada, é:

3. é:

A. Auxiliar de enfermagem (ensino fundamental), técnico de enfermagem (ensino médio), enfermeiro (ensino superior)

A. Fazer diagnóstico

B. Enfermeiro (ensino superior), auxiliar de enfermagem (ensino fundamental), técnico de enfermagem (ensino médio)

A principal função da equipe hospitalar

B. Dar assistência aos enfermos C. Fazer tratamento e diagnóstico D. Prevenir contra doenças e promover a saúde E. Confeccionar planos de atendimento

C. Técnico de enfermagem (ensino médio), auxiliar de enfermagem (ensino fundamental), enfermeiro (ensino superior)

4. A administração dos recursos humanos tem diversas técnicas de trabalho e entre elas está o processo seletivo, que tem por objetivo:

D. Enfermeiro (ensino superior), técnico de enfermagem (ensino médio), auxiliar de enfermagem (ensino fundamental)

A. Integração dos órgãos internos para recrutamento de pessoal

E. Técnico de enfermagem (ensino médio), enfermeiro (ensino superior), auxiliar de enfermagem (ensino fundamental) 2. Quais os passos na administração de enfermagem para melhor qualidade do serviço prestado? A. Planejar, dirigir, orientar, coordenar, supervisionar e avaliar B. Planejar, dirigir, coordenar, orientar, supervisionar e avaliar C. Avaliar, supervisionar, dirigir, coordenar, planejar e orientar D. Orientar, supervisionar, avaliar, dirigir, coordenar e planejar E. Avaliar, supervisionar, orientar, dirigir, planejar e coordenar

B. Definição das funções segundo atribuições para os cargos eletivos C. Movimento de busca dos recursos humanos para alcançar os objetivos organizacionais D. Investigação das condições e necessidades dos usuários para lotação no quadro de pessoal E. Movimento interno dos funcionários para definir plano de cargos e salários 5. A equipe de enfermagem, responsável 24 horas por dia pelo paciente, deverá ser sempre chefiada pelo: A. Diretor da unidade integrada B. Supervisor C. Enfermeiro D. Diretor do hospital E. Técnico de enfermagem

RUBIO – BIZU de Enfermagem– EDEL – Cap. 10– 1a Prova – 15/10/2010 Bizu de Enfermagem.indb 513

29/7/2011 16:38:58


1.

D

26.

A

51.

C

76.

C

2.

B

27.

B

52.

A

77.

D

3.

B

28.

E

53.

C

78.

B

4.

C

29.

D

54.

D

79.

C

5.

C

30.

D

55.

B

80.

A

6.

E

31.

C

56.

E

81.

C

7.

B

32.

C

57.

D

82.

A

8.

C

33.

B

58.

E

83.

B

9.

E

34.

A

59.

D

84.

C

10.

A

35.

E

60.

A

85.

C

11.

E

36.

C

61.

C

86.

C

12.

C

37.

C

62.

A

87.

B

13.

E

38.

E

63.

D

88.

D

14.

C

39.

C

64.

B

89.

A

15.

B

40.

D

65.

A

90.

A

16.

D

41.

A

66.

E

91.

E

17.

A

42.

D

67.

B

92.

D

18.

C

43.

B

68.

E

93.

A

19.

B

44.

C

69.

B

94.

A

20.

B

45.

C

70.

A

95.

D

21.

D

46.

B

71.

B

96.

B

22.

D

47.

B

72.

B

97.

B

23.

A

48.

A

73.

D

98.

D

24.

B

49.

C

74.

E

99.

B

25.

D

50.

A

75.

D

100.

E

Bizu de Enfermagem.indb 545

ADMINISTRAÇÃO DE ENFERMAGEM – RESPOSTA S

Administração de Enfermagem

29/7/2011 16:39:01


Enfermagem em Saúde Pública

1. O período de incubação da difteria, em dias, varia em torno de:

C. BCG, Sabin, tríplice viral, antirrubéola e tetravalente (DTP + HiB)

A. 1 a 7 dias B. 6 a 8 dias

D. BCG, Sabin, tríplice viral, hepatite B, rotavírus e tetravalente (DTP + HiB)

C. 9 a 12 dias

E. BCG, Sabin, antivariólica e antitifo

D. 13 a 15 dias E. 16 a 21 dias

5. A vigilância epidemiológica tem como principal finalidade:

2. Na profilaxia da coqueluche, a via de administração da vacina é:

A. Tratar os casos de doenças que acometem os trabalhadores locais

A. Subcutânea

B. Promover atualização dos profissionais que atuam na imunização

B. Endovenosa C. Intradérmica D. Intramuscular E. Oral 3. O período principal de transmissibilidade do sarampo é: A. Ao longo da doença B. Nas primeiras 24 horas

C. Implementar medidas que incentivem a boa cobertura vacinal D. Distribuir medicamentos dos programas de tuberculose e hanseníase E. Desenvolver ações para evitar o surgimento e a disseminação de doenças infecciosas e de outros agravos à saúde

C. Na fase catarral

6. Lavar as mãos entre o cuidado de um e outro paciente é importante para:

D. Nas duas primeiras semanas

A. Manter higiene das mãos

E. Na fase exantemática

B. Evitar a autocontaminação

4. As vacinas do caledário básico de vacinação, obrigatório no primeiro ano de vida, são:

C. Não contaminar o material

A. BCG, Sabin, dupla, antissarampo e tríplice viral B. BCG, Sabin, tríplice viral e antivariólica

Bizu de Enfermagem.indb 547

D. Evitar a transmissão de infecção entre os pacientes E. Evitar a transmissão de doenças por gotículas

29/7/2011 16:39:22


1.

A

26.

B

51.

D

76.

B

2.

D

27.

D

52.

A

77.

E

3.

C

28.

C

53.

A

78.

C

4.

D

29.

A

54.

D

79.

C

5.

E

30.

C

55.

B

80.

B

6.

D

31.

C

56.

A

81.

A

7.

A

32.

A

57.

E

82.

C

8.

E

33.

A

58.

A

83.

C

9.

C

34.

E

59.

A

84.

D

10.

D

35.

A

60.

B

85.

D

11.

D

36.

A

61.

A

86.

E

12.

A

37.

E

62.

A

87.

B

13.

B

38.

E

63.

A

88.

B

14.

B

39.

C

64.

D

89.

D

15.

E

40.

D

65.

E

90.

C

16.

C

41.

A

66.

C

91.

B

17.

C

42.

A

67.

A

92.

B

18.

A

43.

B

68.

B

93.

B

19.

B

44.

E

69.

C

94.

B

20.

B

45.

B

70.

E

95.

B

21.

C

46.

B

71.

B

96.

C

22.

C

47.

A

72.

C

97.

A

23.

C

48.

A

73.

A

98.

A

24.

D

49.

D

74.

A

99.

A

25.

D

50.

A

75.

E

100.

D

Bizu de Enfermagem.indb 729

ENFERMAGEM EM SAÚDE PÚBLICA – RESPOSTA S

Enfermagem em Saúde Pública

29/7/2011 16:39:41


Enfermagem do Trabalho

1. A doença profissional mais conhecida por apresentar-se em consequência do uso de computadores é chamada de: A. Lesão por esforços repetitivos (LER) B. Repetitivos esforços por lesão (REL) C. Esforços por lesão repetitivos (ELR) D. Repetitivas lesões por esforços (RLE) E. Nenhuma das alternativas anteriores 2. Dermatose ocupacional pode estar relacionada com substâncias químicas, ocorrendo quadro irritativo em:

C. Radiodermite D. Leucemia E. Câncer 5. O risco ergonômico no trabalho é caracterizado predominantemente por: A. Trabalho físico pesado B. Postura incorreta C. Posições incômodas D. Poucas dores musculares E. Distância entre o trabalhador e sua estação de trabalho

A. 80% dos pacientes

D. 10% dos pacientes

6. Perda de sais, cãibras de calor, desidratação, prostração térmica, desmaio, choque térmico, insolação são tipos de sinais e sintomas causados pelo(a):

E. 5% dos pacientes

A. Calor

B. 40% dos pacientes C. 20% dos pacientes

3. Os riscos físicos provocados pelo tipo de ambiente de trabalho são elencados a seguir. Assinale a alternativa incorreta em relação a esse tipo de risco: A. Exposição a líquidos inflamáveis B. Acidentes de trabalho C. Exposição a líquidos corrosivos D. Artrose E. Bactérias e vírus

B. Frio C. Pressão anormal D. Ventilação anormal E. Má circulação sanguínea 7. Esse tipo de elemento químico provoca nefropatia, distúrbios gastrintestinais, lesões nos sistemas nervoso central (SNC) e periférico, além de ação teratogênica no trabalhador. Estamos nos referindo ao: A. Mercúrio

4. Como consequência da radiação ionizante, podemos citar, exceto:

B. Manganês

A. Diminuição dos glóbulos brancos

D. Chumbo

B. Aumento de leucopenia

E. Enxofre

Bizu de Enfermagem.indb 741

C. Magnésio

29/7/2011 16:40:19


1.

A

26.

A

51.

D

76.

B

2.

A

27.

D

52.

C

77.

C

3.

D

28.

A

53.

C

78.

D

4.

B

29.

A

54.

A

79.

A

5.

A

30.

D

55.

C

80.

A

6.

A

31.

B

56.

B

81.

B

7.

A

32.

C

57.

A

82.

D

8.

A

33.

C

58.

D

83.

A

9.

E

34.

E

59.

C

84.

C

10.

C

35.

D

60.

D

85.

B

11.

D

36.

A

61.

B

86.

B

12.

B

37.

B

62.

A

87.

A

13.

B

38.

A

63.

A

88.

A

14.

B

39.

D

64.

C

89.

D

15.

D

40.

C

65.

D

90.

A

16.

A

41.

C

66.

B

91.

C

17.

E

42.

A

67.

D

92.

D

18.

B

43.

B

68.

C

93.

A

19.

E

44.

B

69.

B

94.

C

20.

A

45.

D

70.

A

95.

A

21.

D

46.

D

71.

C

96.

B

22.

E

47.

B

72.

B

97.

C

23.

C

48.

B

73.

D

98.

E

24.

A

49.

A

74.

D

99.

C

25.

E

50.

B

75.

A

100.

B

Bizu de Enfermagem.indb 781

ENFERMAGEM DO TRABALHO – RESPOSTA S

Enfermagem do Trabalho

29/7/2011 16:40:22


Geriatria e Gerontologia

1.

Constipação é uma queixa comum em

idosos. Em relação às suas causas é correto afirmar que: A. A constipação primária se caracteriza pelo trânsito intestinal lento B. A constipação funcional crônica se caracteriza pela ocorrência de menos de uma evacuação por semana C. A disfunção anorretal é a principal causa de constipação primária D. A constipação secundária é frequentemente associada ao uso de medicamentos E. A avaliação da causa da constipação requer o uso de colonoscopia 2.

Em relação ao tratamento da constipa-

ção, não é correto afirmar que: A. A confecção de um diário contendo queixas, intervalos e dificuldades às evacuações auxilia as orientações e acompanhamento B. A orientação dietética para o aumento progressivo de fibra alimentar em 5g por semana faz parte do tratamento não farmacológico C. Os laxantes de contato são indicados na suspeita de obstrução intestinal D. Os laxantes formadores de massa são bem tolerados na constipação funcional

Bizu de Enfermagem.indb 783

E. Os lubrificantes compostos por óleo mineral são relacionados ao risco de aspiração e de depleção de vitaminas lipossolúveis 3. Na fisiologia da incontinência urinária podemos afirmar que: A. O sistema simpático é responsável pelo estímulo excitatório para a bexiga B. A ação parassimpática é mediada pela acetil-colina, que estimula a contração vesical por meio de receptores nicotínicos e muscarínicos C. As fibras simpáticas se originam no segmento sacral da medula espinal D. Pela maior presença de receptores beta-2 no corpo vesical, a ação parassimpática é excitatória E. Na base vesical, onde predominam receptores alfa-1, a estimulação simpática provoca relaxamento do colo vesical 4. Marque a alternativa que não corresponde a uma causa de incontinência urinária transitória: A. Uso de agonista alfa-adrenérgico B. Infecção do trato urinário C. Restrição da mobilidade D. Impactação fecal E. Uso de diuréticos

29/7/2011 16:40:52


01.

D

26.

D

51.

A

76.

A

02.

C

27.

B

52.

A

77.

A

03.

B

28.

C

53.

A

78.

A

04.

A

29.

D

54.

C

79.

C

05.

A

30.

E

55.

C

80.

A

06.

E

31.

D

56.

C

81.

B

07.

D

32.

B

57.

C

82.

C

08.

E

33.

A

58.

A

83.

B

09.

D

34.

E

59.

A

84.

D

10.

A

35.

D

60.

B

85.

A

11.

C

36.

C

61.

C

86.

E

12.

E

37.

A

62.

A

87.

A

13.

A

38.

E

63.

A

88.

C

14.

B

39.

B

64.

E

89.

B

15.

C

40.

C

65.

B

90.

A

16.

D

41.

D

66.

D

91.

E

17.

B

42.

E

67.

A

92.

C

18.

E

43.

A

68.

B

93.

A

19.

A

44.

B

69.

E

94.

C

20.

D

45.

C

70.

A

95.

D

21.

E

46.

B

71.

A

96.

B

22.

C

47.

E

72.

C

97.

E

23.

C

48.

A

73.

D

98.

D

24.

A

49.

C

74.

E

99.

B

25.

B

50.

A

75.

D

100.

C

Bizu de Enfermagem.indb 809

GERIATRIA E GERONTOLOGIA – RESPOSTA S

Geriatria e Gerontologia

29/7/2011 16:40:54


Auditoria

1.

em uma unidade de saúde é importante:

C. Média de permanência de internação e taxa de cobertura

A. Para verificar a quantidade de materiais e

D. Taxa de cobertura e taxa de abandono

A avaliação da satisfação dos usuários

medicamentos utilizados na assistência aos usuários, de acordo com os procedimentos realizados B. Para verificar a adequação das atividades realizadas pela unidade de saúde em relação às atividades programadas C. Para avaliar a compatibilidade entre os procedimentos realizados e a anamnese, exame clínico e pedidos de serviço, apoio, diagnóstico e tratamento (SADT), verificados no prontuário do paciente D. Porque a qualidade da atenção à saúde contém uma dimensão relacionada aos resultados alcançados, a partir do ponto de vista do usuário E. Porque é o único método disponível para a avaliação dos resultados da assistência à saúde 2.

São indicadores que medem diretamente

a utilização adequada dos recursos disponíveis em uma unidade de saúde: A. Taxa de abandono e taxa de alcance da meta B. Taxa de alcance da meta e média de consultas por hora trabalhada

14-Bizu de ENFERMAGEM.indd 811

E. Taxa de mortalidade institucional e média de consultas por habitante/ano 3. Entre os bancos de dados e fontes de informação a serem pesquisados para a realização de uma auditoria analítica, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), podemos destacar os seguintes disponíveis na internet: A. TabWin (Tab para Windows), Excel, APAC (sistema de autorização de procedimentos ambulatoriais de alta complexidade/custo), BDAIH (banco de dados das autorizações de internação hospitalar) B. SISCOLO (sistema de informação do câncer do colo do útero), SIA-SUS (serviço de informação ambulatorial), PAB (piso de atenção básica), PACS (programa agente comunitário de saúde) C. SIM (sistema de informações de mortalidade), SINASC (sistema de informações de nascidos vivos), SIOPS (sistema de informações sobre orçamentos públicos em saúde), EPIINFO (informe epidemiológico) D. SIH-SUS (serviço de informações hospitalares), SIA-SUS, BDAIH, SIOPS E. A Internet não é uma fonte de informações confiável para efeito de auditoria

4/8/2011 11:49:38


1.

D

9.

B

17.

D

25.

A

2.

B

10.

D

18.

A

26.

A

3.

D

11.

B

19.

D

27.

C

4.

A

12.

A

20.

C

28.

A

5.

D

13.

C

21.

B

29.

D

6.

D

14.

A

22.

C

30.

E

7.

D

15.

B

23.

C

31.

C

8.

C

16.

C

24.

B

32.

D

Bizu de Enfermagem.indb 819

AUDITORIA – RESPOSTA S

Auditoria

29/7/2011 16:41:26


Programa de Saúde da Família

1. A implementação do modelo de assistência à saúde hierarquizado, com referências e contrarreferências bem estabelecidas: A. Pode ser avaliada pela comparação entre procedimentos realizados e procedimentos programados B. Pode ser avaliada pela comparação entre procedimentos realizados e diagnóstico C. Pode ser quantificada por meio do giro de rotatividade D. Encontra-se documentada na ficha cadastral dos estabelecimentos de saúde (FCES)

tesco com os gestores do SUS correspondentes E. A emissão de certificado por instituição acreditadora credenciada pela Joint Comission International (JACHO) 3. De acordo com a Lei no 8.142, de 1990, e a Norma Operacional de Assistência à Saúde (NOAS, 2001), para a União repassar recursos da seguridade social destinados à implementação do Sistema Único de Saúde (SUS) nos estados e municípios, é pré-requisito indispensável a existência de:

E. Pode ser verificada pelo funcionamento das centrais de regulação

A. Conselho de Saúde e convênios específicos

2. Para a celebração de contrato entre um município e unidades hospitalares de saúde privadas, com fins lucrativos, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), é necessária(o):

C. Fundo de Saúde e contratos

B. Conselho de Saúde e Fundo de Saúde

D. Conselhos de Saúde e Conselhos Tutelares da Criança e do Adolescente

A. A emissão de certificado por instituição acreditadora credenciada pela Organização Nacional de Acreditação (ONA)

E. Conselhos de Gestão nas unidades de saúde públicas e contratadas e uma conta bancária específica para o Piso de Atenção Básica (PAB)

B. A análise da capacidade local instalada de recursos públicos e das entidades filantrópicas conveniadas

4.

O Piso de Atenção Básica (PAB) é:

C. O cumprimento das normas para licitação e contrato da administração pública, independentemente da aprovação do conselho de saúde

A. Um componente do teto financeiro da assistência do estado ou município destinado às ações básicas de saúde, composto de uma parte fixa e uma parte variável, representada pelos incentivos a programas específicos

D. O encaminhamento do pedido de contratação pelos sócios e gerentes da instituição privada, independentemente, segundo a Constituição Federal, de seu grau de paren-

B. Um repasse financeiro fixo, per capita, aos estados e municípios, destinado a programas federais, para que executem ações básicas de saúde

Bizu de Enfermagem.indb 821

29/7/2011 16:41:56


1.

E

6.

D

11.

A

16.

E

2.

B

7.

B

12.

A

17.

B

3.

B

8.

E

13.

C

18.

E

4.

A

9.

A

14.

E

5.

C

10.

D

15.

C

Bizu de Enfermagem.indb 827

PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA – RESPOSTA S

Programa de Saúde da Família

29/7/2011 16:41:57


Sistema Único de Saúde (SUS)

1. Em relação à legislação da saúde, segundo a Constituição Federal de 1988, assinale a alternativa correta: A. A assistência à saúde é vedada à iniciativa privada B. As ações e os serviços públicos de saúde integram uma rede regionalizada e hierarquizada C. As ações e os serviços públicos de saúde não constituem um sistema único, estando estratificados por estados e municípios D. As ações e os serviços públicos de saúde não seguem diretrizes E. As diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS) que preconizam atendimento integral não priorizam atividades preventivas 2. O encaminhamento de pacientes a um atendimento de maior grau de complexidade é denominado: A. Referência B. Contrarreferência C. Acesso universal

C. Equidade, duplicidade de meios e hierarquização D. Universalidade, integralidade e centralização E. Regionalização, centralização e individualidade das ações 4. Faz parte do Sistema Único de Saúde (SUS) um subsistema de atenção à saúde indígena que deve: A. Ser custeado exclusivamente pela União, com seus recursos próprios B. Ser centralizado, hierarquizado e regionalizado, tal como o SUS C. Adotar um modelo de atenção à saúde pautado por uma abordagem diferenciada e global D. Selecionar as populações indígenas a serem atendidas E. Servir de retaguarda e referência ao SUS nas regiões onde residem as populações indígenas

E. Hierarquização

5. Em relação aos recursos humanos que atuam no Sistema Único de Saúde (SUS) são feitas as afirmativas a seguir:

3. São princípios do Sistema Único de Saúde (SUS), que constam na Lei no 8.080, de 1990:

I. Os cargos e funções de chefia, direção e assessoramento só poderão ser exercidos em regime de tempo integral.

A. Centralização, utilização da epidemiologia e regionalização

II. Os servidores que legalmente acumulam dois cargos ou empregos somente poderão exercer suas atividades em um único estabelecimento do SUS.

D. Equidade

B. Igualdade, universalidade e direito à informação

Bizu de Enfermagem.indb 829

29/7/2011 16:42:24


Sistema Único de Saúde (SUS) 1.

B

26.

D

51.

A

76.

B

2.

A

27.

A

52.

D

77.

C

3.

B

28.

D

53.

C

78.

A

4.

C

29.

B

54.

E

79.

A

5.

A

30.

C

55.

B

80.

B

6.

D

31.

D

56.

B

81.

D

7.

B

32.

D

57.

C

82.

B

8.

C

33.

A

58.

D

83.

B

9.

A

34.

E

59.

D

84.

E

10.

B

35.

B

60.

A

85.

E

11.

A

36.

C

61.

D

86.

C

12.

B

37.

E

62.

C

87.

E

13.

C

38.

E

63.

C

88.

C

14.

E

39.

D

64.

A

89.

D

15.

D

40.

B

65.

A

90.

D

16.

E

41.

A

66.

D

91.

B

17.

A

42.

E

67.

C

92.

D

18.

C

43.

B

68.

A

93.

A

19.

E

44.

D

69.

B

94.

C

20.

C

45.

B

70.

B

95.

B

21.

E

46.

C

71.

E

96.

D

22.

B

47.

D

72.

A

97.

D

23.

B

48.

C

73.

B

98.

B

24.

D

49.

C

74.

C

99.

D

25.

D

50.

C

75.

B

100.

C

Bizu de Enfermagem.indb 861

861

SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE – RESPOSTA S

Sistema Único de Saúde (SUS) – Respostas

29/7/2011 16:42:26


Bizu de Enfermagem – 5.100 Questões para Concursos  

Livro publicado pela Editora Rubio no ano de 2011 e destinado a concursos na área de Enfermagem.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you