Issuu on Google+

Nº.13 . Ano II . 2012 . PVP: 2 € (IVA incluído)

edição digital

passear by

sente a natureza

A minha bicicleta Para viagens de 7 dias Caminhada

PR3 - Trilhos de Gil Vicente

PR2

À descoberta

Castelo de Torres Vedras

Equipamentos Alforges Ortlieb City Fuji FinePix XP150 Motorola TLKR T8

Buraco Roto


Praceta Mato da Cruz, 18 2655-355 Ericeira - Portugal Correspondência - P. O. Box 24 2656-909 Ericeira - Portugal Tel. +351 261 867 063 www.lobodomar.net

www.passear.com

Director Vasco Melo Gonçalves Editor Lobo do Mar Responsável editorial Vasco Melo Gonçalves Colaboradores Catarina Gonçalves, Luisa Gonçalves.... Publicidade Lobo do Mar Contactos +351 261 867 063 + 351 965 510 041 e-mail geral@lobodomar.net

Grafismo

Contacto +351 965 761 000 email anagoncalves@lobodomar.net www.wix.com/lobodomardesign/comunicar

Preservação do património A preservação do património é um problema que a todos nós diz respeito. Nas minhas viagens de bicicleta à Descoberta dos Castelos de Portugal tenho-me deparado com situações de abandono e de falta de respeito pelo que é nosso. Os castelos são edificações únicas, possuem uma história e podem ter uma influência positiva no nosso desenvolvimento futuro. Os castelos portugueses são uma matéria-prima valiosa para o desenvolvimento do turismo cultural e de natureza, saibamos nós preservá-los e potenciá-los como um património único. Nesta edição iniciamos uma colaboração com o Grupo 100Atalhos, caminhámos na região da Batalha e Paulo Guerra dos Santos andou a pedalar na zona saloia de Mafra e Sintra. Por fim, não se esqueça que a sua colaboração é essencial para o crescimento deste projeto editorial. Assine e divulgue a revista Passear.

2 Boas leituras e bons passeios Registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social sob o nº. 125 987 Direitos Reservados de reprodução fotográfica ou escrita para todos os países

Capa Fotografia Caminhada PR2 Buraco Roto

Diretor vascogoncalves@lobodomar.net


Edição Nº.13 Abril 2012

20 18 36 28

Sumário

04 Notícias 08 Património 12 Equipamentos 18 Por trilhos do falso D. Sebastião da Ericeira 20 Onde Ficar: Borba e Monsaraz 22 PR3 Trilhos de Gil Vicente 28 Trilhos de BTT na Zona Saloia 34 ASSINATURA PASSEAR 36 De Bicicleta à Descoberta dos Castelos de Portugal Torres Vedras 48 PR2 Buraco Roto 56 Reguengo do Fetal 58 Eu e a minha bicicleta…

48


notícias 4

O primeiro Guia de Cabo Verde em português Praias paradisíacas, dunas douradas a perder de vista, montanhas verdejantes e… Verão o ano inteiro. Este é o trabalho de Tânia Sarmento e Helena Ramos numa publicação de 304 páginas e que custa €19,95. Bem-vindo a Cabo Verde, o sorriso de África. Quer escolha os resorts de luxo do Sal e da Boavista, a animação do Mindelo, o vulcão do Fogo ou as montanhas de Santo Antão, em cada esquina ouvirá música, sentirá sempre a “morabeza”, o calor de um povo acolhedor. Durante meses uma jornalista e uma fotógrafa portuguesas percorreram as dez ilhas do arquipélago, descobriram os seus trilhos e praias, testaram hotéis, aprenderam a dançar e provaram os pratos típicos. Agora partilham connosco tudo o que viram no melhor e mais completo guia de Cabo Verde publicado em Portugal.

Lisboa antiga de bicicleta

A FPCUB organiza novamente e pela 20ª vez um passeio turístico pela cidade de Lisboa em bicicleta. Para participar basta apenas uma bicicleta (BTT, citybike, dobrável ou convencional) e vontade de conhecer Lisboa de uma forma saudável e ecológica. Os utilizadores de bicicleta “mais radicais em BTT” estão convidados a subir e descer algumas das calçadas típicas de Lisboa, tais como a Calçada da Bica, a Calçada do Lavre e a Calçada da Glória. Lisboa Antiga de Bicicleta é uma verdadeira descoberta da cidade, apreciada num ritmo suave e sem stress, desmistificando a alegada dificuldade das sete colinas. Inscrição em: https://www.wevent.pt/detalheEvento. action?iDEvento=70 Data limite de inscrição: 28 de Maio de 2012


Caminho Interior de Santiago A 24 de abril de 2012, vai ser inaugurado o Caminho Português Interior de Santiago (12h, Viseu – Praça do Município). É a partir dessa data que podem começar a ser trilhados os 205 quilómetros e oitocentos metros do trajeto em território nacional que vai desembocar, na fronteira, aos 179,5 km integrados na Via da Prata em direção a Santiago de Compostela (nesta cidade, o Caminho Português Interior vai ser apresentado no dia 4 de abril, no espaço Turismo Porto e Norte). Pelo Caminho Português Interior, o peregrino pode assim andar cerca de 385 km entre Viseu e Santiago, dos quais 205,8km em solo português, designadamente pelos concelhos de Viseu (35,5km), Castro Daire (36,6km), Lamego (28,8km), Peso da Régua (3,7km), Santa Marta de Penaguião (15,3km), Vila Real (22,9km), Vila Pouca de Aguiar (24,8km) e Chaves (38,2km). Para apoio do caminheiro, que segue orientado pelas setas amarelas que se lhe vão deparando, estão já assinalados 10 Albergues, dos quais, seis são definitivos. A lotação dos albergues vai de 10 a 60 pessoas e dispõem de quartos, casa de banho, chuveiros, lavandaria e outras valias. A perfazer o caminho lusitano, e tendo por base a publicação de “Caminhos Portugueses de Peregrinação a Compostela

– itinerários portugueses” do autor Arlindo Cunha, sugerem-se nove jornadas ao longo de caminhos tradicionais (Viseu/Almargem; Almargem/Mões; Mões/Magueija; Magueija/S. Gonçalo de Lobrigos; S. Gonçalo de Lobrigos/Vila Real; Vila Real/Zimão; Zimão/Oura; Oura/Chaves; Chaves/Fronteira). Ampliar a rede internacional de Caminhos de Santiago e aumentar os visitantes no Interior são alguns objetivos deste projeto intermunicipal de marcação e dinamização do Caminho Português Interior de Santiago. O percurso delineado aproxima-se do traçado original, em que não foi descurada a segurança e o conforto dos peregrinos associados a uma ruralidade pró-ativa em valorizar o contacto com as gentes e com o património envolvente, tais como igrejas, alminhas, pontes e vias ancestrais, entre outros elementos identitários. O traçado tem ainda utilização, no sentido inverso, como caminho de peregrinação a Fátima (e numa segunda fase, esse sentido pode ser reforçado até essa cidade santa). O Caminho Português Interior de Santiago será inaugurado com a presença dos autarcas envolvidos neste projeto intermunicipal.

5


notícias 6

Sagres – um destino obrigatório para os birdwatchers Sagres é uma região muito especial. Não só a paisagem que a rodeia é espetacular, como o seu património biológico é único na Europa. Aqui podemos encontrar uma enorme diversidade de habitats, desde os marinhos aos florestais, passando pelos estuarinos, os dunares e os agrícolas, que albergam, naturalmente, centenas de espécies de fauna e flora. Destacam-se vários endemismos florísticos, numerosos cetáceos, mamíferos terrestres e, claro, muitas aves. Estas últimas são a principal atração deste festival e, por isso, o programa de atividades centra-se, na sua maioria, em torno das mesmas. O evento pretende atrair participantes com diferentes gostos, expectativas e conhecimentos, sendo ideal para estudantes, amantes de natureza, observadores de aves mais ou menos experientes, famílias, etc. Durante os dias do festival tem ao dispor inúmeras iniciativas, como saídas de campo, passeios de barco, ações de monitorização de aves com especialistas, palestras temáticas, cursos, jogos, tertúlias, atividades de educação ambiental, entre muitas outras. Os agentes locais, incluindo alojamentos, restauração e animação turística, uniramse para bem receber os participantes oferecendo preços especiais e outras vantagens. O III Festival de Observação de aves de Sagres vai decorrer de 30 de setembro a 7

de outubro de 2012. Até ao dia 4 de outubro, as atividades destinam-se a públicos específicos, sendo a participação feita mediante convite da organização, havendo nalguns casos a possibilidade de se inscreverem outros interessados desde que pertençam a cada um dos públicos definidos. De 5 a 7 de outubro as atividades são dirigidas ao público em geral.


PortugalReservas.com Concebido e desenvolvido em parceria com uma multinacional norte-americana de reservas hoteleiras, www.PortugalReservas.com foi “desenhado tendo como objetivo responder às funcionalidades dos viajantes de todas as idades, meios sociais e poder de compra”, aspirando tornar-se, a curto prazo, no maior portal de oferta de alojamento no nosso país. Objetivo: criar a maior base oferta de alojamento em Portugal, que integre hotéis, residências de turismo rural, casas de férias e apartamentos de cidade de arrendamento de curta duração. Em Portugal, o portal conta neste momento com cerca de 700 unidades hoteleiras ou de alojamento na sua base de dados, mas desde Janeiro que o seu crescimento tem sido exponencial:

30% em apenas dois meses. Esta recente central de reservas online não disponibiliza apenas unidades hoteleiras ou de alojamento em Portugal, a base de dados multinacional a que está associada permite-lhe propor aos seus utilizadores uma oferta de mais de 30.000 hotéis em 146 países a nível mundial. Para Sara Feldman e Maria Bermúdez, responsáveis pelo portal, “o PortugalReservas.com tem também como objetivo prioritário promover Portugal como destino além-fronteiras”. “O facto de estarmos associados a mais de 7o websites “irmãos” em todo o mundo, que connosco partilham a mesma base de dados a nível mundial, faz com que Portugal e a sua oferta hoteleira ganhe uma enorme visibilidade a nível mundial” – acrescentam.

7


notícias 8

Turismo do Algarve vende peças de «Ecodesign» Brochuras, faixas e lonas publicitárias usadas para promover o Algarve ganharam nova vida depois de terem sido recicladas e transformadas em malas e acessórios BBags. Esta é a mais recente coleção de merchandising do Turismo do Algarve e já está à venda em cinco postos de turismo da entidade. O conceito passa pela adaptação de materiais promocionais antigos, desde brochuras a lonas e cartazes, para peças únicas de design exclusivo. E o resultado está à vista: recordações turísticas coloridas voltadas para a preservação do ambiente e com preços convidativos, que variam entre os 4,5 euros e os 15,50 euros. «Esta é uma solução criativa para reuti-

lizar e reciclar materiais que já não teriam qualquer utilidade. Encontrámos o equilíbrio entre design e meio envolvente nesta nova linha de merchandising», afirma o presidente do Turismo do Algarve, António Pina. Não é então de estranhar que se descubra uma mala com o padrão de uma faixa do evento de apresentação do «Guia de Vinhos» do Algarve ou um estojo com as letras do programa «Allgarve». Porque afinal o objetivo do projeto é dar nova forma às sobras de materiais. As peças resultam de uma parceria com a BBags e estão a ser comercializadas nos pontos de atendimento ao turista de Faro, Tavira, Albufeira, Silves e Lagos.


Informação de Mercado - Rússia O Turismo de Portugal, através do PROTURISMO – espaço técnico de partilha de conhecimento com os profissionais de turismo - dá a conhecer a caracterização dos mercados emissores e análise da sua evolução e tendências. Apresenta-se agora informação sobre o mercado russo – no espaço PROTURISMO poderá encontrar informação sobre este mercado: dados políticos, geográficos, demográficos, avaliação da situação económica, caracterização do mercado (evolução dos fluxos e comportamentos da procura), análise dos canais de distribuição (transporte aéreo, operação turística e mercado online), comportamento do mercado para Por-

tugal (dimensão, perfil, comportamento da procura, investimentos turísticos, análise da concorrência, entre outros). No espaço PROTURISMO pode também encontrar documentos de política e estratégia enquadradores do turismo a nível nacional, regional e comunitário, estatísticas (atividade turística, análise de resultados, impactos e previsões), caracterização dos mercados emissores e análise da sua evolução e tendências, análise de produtos e destinos turísticos e perspetivas para o seu desenvolvimento sustentável, empresas, entre outros. Consulte este e outros estudos em www. turismodeportugal.pt

9


notícias

Passos Contados

Passeios pedestres de interpretação da paisagem, 6ª Edição, 2012 Percursos de interpretação do património e da paisagem continuam, a partir da primavera, a marcar oferta cultural em Cacela. Passos Contados... porque os caminhos, os lugares, as pessoas contam estórias. A Câmara Municipal de Vila Real de Santo António propõe este ano novas experiências de interpretação e descodificação das paisagens culturais e naturais do sotavento algarvio. Nesta sexta edição iremos descobrir as plantas e os seus antigos usos na medicina e alimentação (Abril); ouvir e observar pássaros do campo (Maio); descobrir algu10 mas das árvores centenárias de Cacela e saber a sua história (Junho); entrar no universo simbólico ligado aos animais

da noite e do dia (Julho); ouvir lendas de mourinhos, mouras encantadas e tesouros (Agosto); conhecer antigas tradições de pesca e mariscagem na Ria Formosa (Setembro); e terminaremos em Vila Real de Santo António ouvindo histórias de casas ligadas à fundação da vila (Outubro). Informações Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela ciipcacela@gmail.com | www.ciip-cacela. blogspot.com

Tejo Ciclável Travessia da Ponte Vasco da Gama com a tua bicicleta. Formas de participação: a) Realizar a totalidade do percurso (84 km); b) Realizar o percurso a partir da Ponte de Vila Franca de Xira (54 km) utilizando o comboio se assim o entenderem; c) Apanhar o comboio da Ponte (Fertagus) até Pinhal Novo, realizar 14 km em bicicleta de Pinhal Novo até ao ponto de abastecimento (Alcochete) e realizar a travessia da Ponte Vasco da Gama em bicicleta; d) Realizar apenas a travessia da Ponte Vasco da Gama apresentando-se em Alcochete no ponto de abastecimento do evento. e) Pode usar a Transtejo fazendo a ligação Lisboa-Montijo e percorrer do Montijo a Alcochete (6 km) com a sua bicicleta. Inscrição em: https://www.wevent.pt/detalheEvento.action?iDEvento=75 Data limite de inscrição: 18 de Junho de 2012 O transporte da bicicleta pela Transtejo, pela CP e pela Fertagus será gratuito.


Já na banca!

Para sua comodidade encomende já o seu exemplar e receba-o em sua casa exactamente pelo mesmo valor de banca.

Sem Custos de Envio

apenas

€ 4,20 Edição nº19

Para encomendar clique

Pagamentos efectuados por transferência bancária ou envio de cheque. Para mais informações contacte: T: +351 261 867063 . E-mail: online@tudosobrejardins.com


s o t n e m a p i equ

100 %

re com

e n da

do

Ortlieb Back-Roller City

12

Clássicos entre os alforges impermeáveis para viagens e turismo em bicicleta. O seu sistema de fecho robusto e funcional, com fecho hermético de rolo, leveza, material exterior resistente, alças de ombro (exceto versão City) e Sistema Ortlieb Quick-Lock, asseguram que a bagagem fica 100 % protegida mas acessível a qualquer altura. A marca alemã é uma referência para quem faz viagens de bicicleta e que gosta de transportar a sua carga em segurança. Durante um pequeno passeio que fiz da Ericeira a Leiria, durante 4 dias, tive a oportunidade de experimentar os alforges comercializados pela Cenas a Pedal. São diversos os aspetos que gosto nesta marca. A simplicidade de funcionamento, a robustez e o design. Os Back-Roller City possuem todas estas qualidades a um preço aparentemente elevado. Quando refiro o fator preço ser aparentemente elevado tenho em conta que este equipamento tem uma grande durabilidade e, por isso, é um investimento a longo prazo! Na prática Com a Ortlieb é retirar os alforges da embalagem, afinar as pegas, ajustar ao porta-bagagens e já está pronto a utilizar. Esta facilidade de manuseamento foi-me muito útil quando quis colocar a bicicleta no comboio pois, basta puxas a pega que o alforge separa-se do porta bagagens. Durante o trajeto de regresso apanhei um pouco de chuva e só tive que me preocupar com o meu equipamento pessoal pois os alforges não necessitam de capas pois são completamente à prova de água. Ficha técnica: Modelo: Back-Roller City | Origem: Alemanha | Fabricante: Ortlieb | Altura: 42 cm | Largura: 23/32 cm | Profundidade: 17 cm | Volume: 40 L | Peso: 1520 g | Aplicação em porta-bagagens traseiro, com tubos até 16 mm | Preço: +/- 100,00 Euros | Comercialização: Cenasapedal / http://cenasapedal.com/loja/alforges/306-back-roller-par.html


s o t n e m a p i equ

100 %

re com

e n da

do

30 anos da Ortlieb A marca alemã para comemorar os seus 30 anos de atividade lançou uma edição limitada do modelo Back-Roller Classic denominada de “Around the World”. A nova coleção está disponível em 5 cores diferentes com 6 diferentes continentes e haverá 12 alforges com países impressos a cinza numa base de branco e preto. Com isto, a marca possibilita uma conjugação de cores, países e continentes aos futuros utilizadores. Esta edição especial só está disponível até ao próximo dia 31 de Agosto.

14

Motorola TLKR T8 Robustos e elegantes, os walkie-talkies Motorola TLKR T8 são ideais para se manter em contacto durante as suas caminhadas. Dotados de baterias NiMH recarregáveis com uma autonomia de 16 horas, os walkie-talkies TLKR T8 possuem 8 canais PMR446 e 121 códigos CTCSS. Funcionando até 10 km de distância, os walkie-talkies Motorola TLKR T8 estão equipados com a função mãos-livres e um suporte para o cinto para um maior conforto de utilização e liberdade de movimento. Motorola T8 é compatível com todos os walkies PMR446. O walkie talkie TLKR T8 é resistente á água e vem incorporada uma lanterna bastante prática para os profissionais que trabalham de noite. Características técnicas Função VOX |Resistente á projeção de agua | Mãos livres | Vibração | Lanterna integrada | Autonomia: 14h (bateria NiMh), 16h (pilhas) | 8 canais PMR446 e 121 códigos | Ecrã LCD | Dimensões: Altura: 16,7 cm, Largura: 5,5 cm, Comprimento: 3,9 cm | Preço: Entre 80 e 99 Euros | Comercialização: Nautiradar, Lda. / www.nautiradar.pt


15

Colunas Balloon: Qualidade de som em qualquer lado Portáteis, detentoras de um design que não deixa ninguém indiferente e de uma qualidade de som extraordinária, as novas colunas da Puro prometem dar música a cada momento da sua vida, onde quer que esteja. As Balloon são compatíveis com qualquer tipo de dispositivo áudio. Basta ligar as Balloon ao seu iPod, iPhone, ou a qualquer outro leitor de áudio através da entrada de 3,5mm, para poder imediatamente apreciar toda a sua música, com um som nítido e cristalino. A ligação é imediata: Sem configurações nem ajustes necessários. Dotadas da tecnologia Mini 3D Dynamic Sound, as Balloon oferecem uma qualidade de som surpreendente, mesmo para os mais exigentes. Basta rodar ligeiramente a coluna para a abrir e usufruir de uma qualidade de som mais nítida e dinâmica, mesmo em baixas frequências, ou fazer uso do novo sistema de ligação Link to Link que permite multiplicar a potência de som através da ligação de diferentes tipos de colunas (cabo de 3,5mm integrado). Principais características: Plug&Play com todos os leitores de áudio | Extremamente portáteis (A 6 x L 6 x D 5cm) | Potência: 4W | Frequência 100Hz – 20kHz | Bateria recarregável com autonomia até 6 horas de reprodução contínua | Preço e disponibilidade: As Balloon vão estar disponíveis em Portugal em quatro cores - preto, vermelho, prateado e azul - a um preço recomendado de 17,90 euros (IVA incluído).


s o t n e m a p i equ

100 %

re com

e n da

do

16

Fuji FinePix XP150 Desenhada para resistir a qualquer impacto. A XP150 é resistente à água até 10mts de profundidade, à queda até 2mts, ao pó e areias e a temperaturas inferiores a -10ºC. O corpo compacto e prático incorpora a premiada objetiva zoom Fujinon 5x, 14 megapixéis e estabilização de imagem. O GPS integrado localiza a sua posição em qualquer momento para saber onde tirou as fotografias. Principais características: Modelo: FinePix XP150 | Número de pixeis efetivos: 14.4 milhões |Sensor de imagem: CMOS de 1/ 2.3 polegadas com filtro de cores primárias | Suporte de armazenamento de dados Memória interna (aprox. 47MB) e Cartão de memória SD/SDHC/SDXC*2 | Lente: Fujinon com zoom óptico de 5x | Alcance focal: f=5.0 - 25.0mm, equivalente a 28 - 140mm numa câmara de 35mm | Sensibilidade: Auto, ISO 100 / 200 / 400 / 800 / 1600 / 3200 (saída padrão de sensibilidade) | Estabilizador de imagem: CMOS shift type | Monitor LCD: 2.7 polegadas, aprox. 230,000 pontos, Ecrã TFT color LCD, aprox. 96% de cobertura | Gravação de vídeo: 1920 x 1080 pixéis / 1280 x 720 pixéis / 640 x 480 pixéis (30 frames/seg.) com som mono | Função zoom pode ser usada | Alimentação: Bateria Li-ion NP-50A (incluída) | Dimensão: 102.7 (L) x 71.3 (A) x 27.4 (P) mm | Peso: Aprox. 205g. (com bateria e cartão de memória) | Preço: +/250,00 €.


Mobiky - 12˝ Vasco Bicicleta dobrável em alumínio com travões v-brack ideal para deslocações nos grandes centros urbano. Principais características: Transmissão: Uma velocidade | Pedais: Dobráveis | Peso: 12.9kg | Peso máximo do ciclista: 110kg | Altura do ciclista: 1.30m a 1.95m | Dimensões dobrada: 63x77x30cm | PVP: EUR 745.38 | Comercialização: DND / www.dnd.pt

17

Puro protege o novo iPad com novas capas para vários estilos e cenários de utilização no dia-a-dia A Puro, representada em Portugal pela Projecto Visual, distribuidora portuguesa de equipamento e acessórios tecnológicos orientados para as áreas de áudio, telecomunicações, informática e fotografia, acaba de disponibilizar no mercado a mais recente geração de capas de proteção para a cada vez mais abrangente família de tablets da Apple. Recorrendo a materiais de elevada qualidade, e partindo de um design baseado em linhas inspiradoras que permitem uma utilização prática e bastante confortável, a Puro concebeu quatro novas gamas de capas de proteção especialmente pensadas para o mais recente membro da família iPad, mas que podem também ser uma opção válida para os atuais detentores da geração iPad 2: Golf, Booklet, Zeta e Crystal. Preços e disponibilidade As novas coleções Golf, Booklet, Zeta e Crystal estão já disponíveis nas lojas da Media Markt, M.STORE Chiado (Apple premium reseller), na Staples Office Center e na loja online da Projecto Visual em http://www.projectovisual.pt. Os preços de venda ao público recomendados são de, respetivamente, 49,90 euros, 39,90 euros, 49,90 euros e 19,90 euros.


reportagem CAMINHADA

18

POR TRILHOS DO FALSO D. SEBASTIÃO DA ERICEIRA MATEUS ÁLVARES, ERMITÃO EM S. JULIÃO, FOI UM FALSO D. SEBASTIÃO. IDENTIFICADO POR ALGUNS LOCAIS COMO D. SEBASTIÃO, DEVIDO A PARECENÇAS FÍSICAS NOTÁVEIS, ACABA POR VESTIR A PELE DO MONARCA DESAPARECIDO. DENOMINADO “REI DA ERICEIRA”, ACABA POR ORGANIZAR A SUA CORTE, COM DIREITO A RAINHA COROADA E TITULO NOBILITÁRIOS, ALI RESISTIU E CHEGOU A TER ÀS SUAS ORDENS UM PEQUENO EXÉRCITO DE CERCA DE 800 HOMENS, ORIUNDOS DAS TERRAS DO OESTE ENTRE TORRES VEDRAS E SINTRA.

17


É

pelos caminhos por onde este falso D. Sebastião da Ericeira terá andado, até ser desbaratado pelos espanhóis, que se desenrolou o percurso que a Roteiro Aventura propôs para o seu primeiro passeio de 2012. O passeio A revista Passear esteve nesta iniciativa para desfrutar do magnífico itinerário bem como para conhecer melhor a atividade da Roteiro Aventura. A caminhada contou com mais de 120 participantes que durante a manhã do último dia de Março percorreram os 10 ou 15 km (para os mais desportistas) propostos pela organização. Estávamos curiosos de como seria lidar com mais de 100 pessoas sem criar um impacto negativo no terreno bem como na convivência com os outros participantes. Tudo acabou por correr muito bem e o “segredo” está numa boa programação e organização. Depois de uma pequena apresentação, os participantes iniciaram a caminhada ao ritmo mais adequado para as suas possibilidades e apreciando a paisagem calmamente visto que o trajeto estava assinalado e nos pontos mais

sensíveis os elementos da organização estavam presentes para ajudar, em caso de dúvida. Esta organização permite que as pessoas não caminhem todas juntas e, eu próprio, caminhei durante largos minutos sozinho. 19 O final da jornada foi com um bem confecionado almoço no Centro Associativo da Carvoeira onde tive a oportunidade de aprofundar alguns temas com Pedro Liberto, o responsável da Roteiro Aventura. Roteiro Aventura A empresa desenvolve a sua atividade em exclusivo com a Câmara de Mafra com vista dar a conhecer as realidades da região. Já organizaram mais de 140 passeios com uma média de 120 pessoas, por passeio. Para 2012 estabeleceram já um calendário de atividades e estão a desenvolver esforços para diversificar a sua oferta com a introdução de disciplinas como Trail ou Geocaching. Ao nível da divulgação a Roteiro Aventura usa a comunicação por mail para a sua base de dados composta por mais de 9 000 pessoas, o site e, mais recentemente, o Facebook. http://roteirosaventura.pt/


onde ficar CAMINHADA

BORBA E MONSARAZ 18

CASA DO TERREIRO DO POÇO E MONTE DO LARANJAL SÃO DUAS OFERTAS DE ALOJAMENTO DE QUALIDADE PARA QUEM VISITA O ALENTEJO.

Nas minhas jornadas de bicicleta pelo Alentejo à Descoberta dos Castelos de Portugal tive a oportunidade de descobrir também, dois alojamentos de grande quali20 dade. A Casa do Terreiro do Poço, em Borba e o Monte do Laranjal, em Monsaraz possuem a mesma qualidade do serviço mas em contextos diferentes. A Casa do Terreiro do Poço (http://www.casadoterreirodopoco.com/) está inserida na malha urbana de Borba, no seu centro histórico com os benefícios que daí advêm ao nível das deslocações e do acesso ao comércio. O Monte do Laranjal (http:// www.montedolaranjal.com/pt-pt/), situado no sopé de Monsaraz, é mais ligado ao campo e às suas atividades como a horta biológica, laranjal e criação de galinhas. O que gostei também, nestes dois espaços, foi a possibilidade da bicicleta ficar em segurança. Texto e Fotografia: Vasco de Melo Gonçalves


CASA DO TERREIRO DO POÇO

MONTE DO LARANJAL

21


passeio

PR3

Trilhos de Gil Vicen Texto e Fotografia: Grupo 100Atalhos

Duração 4 a 5 horas Distância 5,85 km Dificuldade

22

Tipo: Circular Localização: Mangualde Desnível acumulado: 277 m Guimarães de Tavares

Guimarães de Tavares


nte 23


I

niciamos o percurso na Capela de Nossa Senhora do Pranto na povoação de Guimarães de Tavares e seguimos para Oeste, 250m à frente vira-mos à direita e descemos para o lugar do Chão da Vinha. Passamos pelos lugares da “Quinta dos Barbeiros”, 24 “Quinta do Pereirinho” e percorridos cerca de 570m, junto à “Quinta da Bica voltamos à Esquerda e continuamos a descer até à “Quinta da Silveira”. Mais abaixo, vamos atravessar um núcleo habitacional e seguimos na direção da EM 1463, que nos surgirá passados cerca de 400m. Viramos à direita e estamos à entrada da povoação de Santo Amaro de Tavares, que conserva ainda a traça das casas típicas beirãs. Passamos o coração desta povoação e encontramos à nossa direita uma alminha que mostra a devoção religiosa destas gentes. Percorridos os 170m surge à nossa direita a Capela de Santo Amaro, que dá o nome a esta povoação. Duzentos metros adiante, recuamos no tempo ao passar pelo troço da via romana,

com cerca de 1Km de extensão e imaginamos os romanos a calcorrear estes caminhos com os seus animais e mercadorias. Ao longo da Via romana, iremos encontrar mais duas alminhas. Mais à frente, junto à “Quinta da Vinha Morta”, do nosso lado direito, deparamo-nos com uma antiga fonte e mais adiante com um belo cruzeiro. Prosseguimos o nosso caminho até à estrada principal, onde encontramos uma entrada para a Casa da Cerca, pertença da família Soares de Albergaria e atualmente, Espaço Gil Vicente. Viramos agora à direita e seguimos na EM 1463 cerca de 200m. Junto ao chafariz encontramos a Capela de Santa Marinha onde faremos um desvio à esquerda. Percorremos as ruelas desta povoação durante cerca de 350m, aí encontramos um cruzamento de ruas e voltamos à esquerda, 150 adiante, cortamos novamente na mesma direção. Continuamos em frente até encontrarmos à nossa direita ao polidesportivo da povoação e após 200m a Capela de Nossa Senhora do Pranto onde iniciámos a nossa caminhada.


25


Planta do Castelo

24

Informações úteis Percurso: PR3 - Trilhos de Gil Vicente (Mangualde) Tipo: Circular Distância: 5,85 km Desnível acumulado: 277 m Grau de dificuldade: Fácil

Junta de Freguesia de Chão de Tavares: 232 651 100 Centro de Saúde de Mangualde: 232 619 480 Posto de Turismo: 232 613 980 G.N.R.: 232 622 258 Bombeiros: 232 619 S.O.S. Floresta: 117


Jรก nas bancas!


28

MOVEFREE E ECOVIAS DE PORTUGAL

Trilhos de BTT na Zona Saloia “CADA PEDALADA É UMA DESCOBERTA” PODERIA MUITO BEM SER A DESCRIÇÃO DE QUEM PERCORRE OS CAMINHOS VELHOS DA ZONA SALOIA. Texto e Fotografia: Paulo Guerra dos Santos


29

S

eja descansando a vista sobre as ribeiras, os vales, os montes e o oceano, saboreando a belíssima doçaria regional de Mafra e a tradicional sandes de leitão de Negrais, ou a deixarmo-nos deslumbrar pelas inúmeras pedreiras que esventram a terra e nos mostram os veios geológicos sobre os quais pedalamos, acima de tudo pedalar pela Região Oeste permite-nos desfrutar, respirar e transpirar enquanto falamos mal da gravidade ao subir um qualquer

paredão técnico e bem inclinado. O Oeste de Portugal é uma região de grandes tradições e de belas paisagens, muitas delas preservadas pela mão humana nas infindáveis hortas e pomares que ainda hoje alimentam as gentes da capital. Situada entre Loures e o Pinhal de Leiria, esta região abraça o Oceano Atlântico e deixa-se aconchegar pelo maciço montanhoso de MontejuntoAire e Candeeiros. É um território extenso com muita luz e de clima tempe-


rado com o verde dos campos e o azul do mar a fundirem-se numa harmonia quase irreal bem às portas da cidade de Lisboa. As tradições ligadas à terra trouxeram até aos nossos dias centenas de pequenos povoados, quintas e casais, muitas vezes isolados ou de acessibilidade restrita proporcionando caminhos em terra batida e trilhos de rara beleza intocados pelo asfalto tantas vezes causador de mudanças radicais no estilo de vida das populações. Com visões avassaladores que permitem aos olhos alcançar o Atlântico e o Palácio da Pena ao longo de grande parte do percurso, desafiamos os amantes do BTT a uma aventura que lhes irá certa30 mente proporcionar bons momentos a solo ou em grupo, sempre no prazer da companhia da sua bicicleta. Com centenas de caminhos e trilhos pela Região Oeste em breve a serem disponibilizados na página www.ecovias.pt.vu, o viajante em duas rodas ficará surpreendido com a imensidão da beleza natural e das ainda tão vivas tradições desta região às portas de Lisboa. Onde começar? Sugerimos-lhe um percurso que começa em Torres Vedras e termina em Sintra. Se vem de Lisboa, sugerimos-lhe que se desloque no comboio regional CP (linha Oeste, Caldas da Rainha) até esta pacata e bem ordenada cidade. A linha do Oeste tem vistas de cortar


31

a respiração e trá-lo de Santa-Apolónia, Entrecampos-Poente ou Mira Sintra até cá. Depois poderá apanhar novamente o comboio no regresso à capital, desta vez na estação de Sintra. Em Torres Vedras as pedaladas começam na Ecovia, um percurso em caminhos de terra batida inteligentemente aproveitados e recuperados pelos responsáveis desta autarquia que une esta cidade saloia à praia de Santa Cruz. Alguns quilómetros depois do arranque desviarão em direção a sul, até Mafra. Os caminhos começarão a ser cada vez mais

inclinados, com pavimento menos regular até encontrar troços de partir pedra com verdadeiros canhões geológicos rasgados pelas fortes chuvadas de outros invernos mais rigorosos. A custo chegará a Mafra, onde sugerimos passar a vista pelo convento ou mesmo pernoitar para recuperar forças. Metendo-se de novo ao caminho, rapidamente sairá da zona urbana e começará a pedalar em caminhos de terra batida. 8 km depois de iniciar a marcha passará por Mafra-Gare, outra estação da Linha Oeste da CP em cujos


comboios poderá transportar gratuitamente a sua bicicleta de regresso a Torres Vedras ou Lisboa. Se seguir caminho, começará a subir em direção a Negrais, onde poderá abastecer provando um belo pedaço de leitão. Logo de seguida, visitará o interior das ainda ativas pedreiras e mais à frente subirá ao topo do monte onde ouvirá o zuumm das pás dos geradores eólicos, tão abundantes nesta região de ventos fortes e constantes. Na localidade de Almornos, prepare-se para uma descida vertiginosa incrivelmente técnica, com muita pedra a colocar à prova as suas capacidades de equilíbrio e a qualidade da sua máquina. Se estiver a fazer esta etapa no sentido contrário, sugerimos-lhe o desvio pela estrada as32 faltada com pouco trânsito, por forma a evitar ter de subir 500 metros com a bicicleta às costas. Avançando, ao longe avistará o Aeródromo de Sintra, enquanto passa ao largo do limite urbano de Algueirão-Mem Martins e junto à nova auto-estrada. Depois, em pouco mais de 30 minutos chegará ao centro da bonita e romântica vila de Sintra. Aproveite para visitar o Palácio Nacional e o centro histórico. E se ainda tiver pedalada, sugerimos um passeio pelas ruas irregulares desta antiga vila, com casario apalaçado ou de arquitetura simples. Total: cerca de 75 km na zona saloia, com um acumulado de subida de 1800m, que irão certamente deixá-lo sem fôlego, mas a querer voltar para repetir.


COMPRE OU ASSINE a revista

Temas incluídos na versão paga • De Bicicleta à Descoberta dos Castelos de Portugal Torres Vedras

• Passeio PR2 Buraco Roto

• Reguengo do Fetal

• Eu e a minha bicicleta…


assinatura

Temos um Passado mas vamos caminhar juntos rumo ao Futuro! Após 11 edições gratuitas da revista digital Passear tomámos a decisão de começar a comercializar a publicação através da venda avulso ou assinaturas. Custo da revista avulso: 2 Euros. Pagamento por transferência bancária (ver elementos abaixo). O valor da Assinatura Anual (12 números) é de 12 euros o que perfaz um valor de

1 euro por revista!

É um preço simbólico mas que fará toda a diferença para que continuemos a evoluir neste nosso projeto editorial. Contamos com os NOSSOS LEITORES para nos apoiarem nesta nova etapa. Obrigado a todos.

Vasco de Melo Gonçalves Director

ASSINE JÁ Pagamento através do PayPal de 12€ que corresponde à assinatura de 12 edições da revista digital Passear.

ou

Transferência bancária para

a conta do BPI 0010 0000 75906740001 04 em nome de LOBO DO MAR - SOCIEDADE EDITORIAL LDA, enviar comprovativo por email para geral@lobodomar.net com nome completo, morada e número de contribuinte.


assinatura A melhor maneira de ler a sua revista digital

PC

No Clique no link que lhe é enviado por email para aceder à sua revista numa plataforma online mais interactiva. Pode criar marcadores para as páginas que quer voltar a ler ou para apenas se lembrar mais tarde.

Android

No Abra o anexo que lhe é enviado por email num leitor de documentos pdf, recomendamos o seguinte leitor ezPDF Reader Lite para uma melhor leitura.

iOs

No Abra o anexo que lhe é enviado por email num leitor de documentos pdf, recomendamos que abra no iBooks para uma melhor leitura.



Revista Passear Gratuita nº13 Abril de 2012