Revista Multiescolas 2022

Page 1

Sumário

EDITORIAL

Mensagem do presidente da Aelbra, Carlos Augusto Melke

ESPECIAL

Educação para todos COMEMORAÇÃO Revista Multiescolas chega à 10ª edição ANIVERSÁRIO 50 anos da Ulbra é marcado por celebrações INOVAÇÃO Startup Teens e o protagonismo do aluno

ENTREVISTA Paulo Lima Consultor educacional

DISCIPLINAS ELETIVAS

Proposta respeita escolhas dos alunos FÓRUM DAS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS

Conheça os projetos que se destacaram em 2022

ENSINO E TECNOLOGIA Parque tecnológico renovado

LIGA LUTERANA

Dez personagens representam as escolas da Ulbra

FORMANDO CIDADÃO BILÍNGUE Mais oportunidades com a Rede de Escolas da Ulbra

EM SALA DE AULA Escolas da Rede apresentam projetos FORMAÇÃO COM PROPÓSITO Ulbra Carreiras une alunos e oportunidades JOGOS LUTERANOS Evento reuniu mais de 2.500 pessoas JOGOS ELETRÔNICOS Primeira edição contou com três modalidades CURTAS DA REFORMA Colégio Ulbra São Pedro vence a V edição

EXPOULBRA 2022

Alunos apresentaram trabalhos e visitaram a Feira das Profissões

CONFESSIONALIDADE Reflexão do capelão do Colégio Ulbra Palmas, Heitor Stahnke

10 29 26 18 8 04 05 07 09 12 11 18 19 20 26 28 30 29 10 27 16 23 08

RUMO AOS PRÓXIMOS

50 ANOS

No ano em que a Ulbra completa 50 anos, é o momento de celebrarmos essa trajetória de sucesso construída por milhares de pessoas. São cinco décadas dedicadas ao ensino de qualidade e à formação de cidadãos e de grandes profissionais em todas as áreas do conhecimento.

É nossa responsabilidade acolher e preparar as novas gerações para um mundo que evolui em alta velocidade. Diante de nós, apresenta-se o desafio de formar cidadãos que serão os agentes dessa transformação. Essa missão tem sido o farol da Ulbra nesses 50 anos – período em que, a partir do Rio Grande do Sul, se firmou como uma das maiores redes de escolas do país, da educação infantil à profissional.

Vivemos agora o início de um novo ciclo em que teremos um olhar ainda mais forte para a nossa contribuição à sociedade, seguindo na formação de cidadãos melhores e profissionais cada vez mais capacitados para o mercado de trabalho. Devemos incrementar os investimentos na qualificação e na atualização do nosso corpo docente, oferecendo oportunidades e valorizando o que nos diferencia como rede de ensino.

Precisamos modernizar e conectar cada vez mais nossas escolas com as comunidades em que estamos inseridos. Devemos dar visibilidade às experiências bem-sucedidas para que sirvam de exemplo e inspiração aos mais jovens. Acreditamos em diversidade e em uma educação inclusiva porque são motores da criatividade e da inovação. Incentivamos a prática de esportes, colocando à disposição de nossos alunos um dos melhores complexos esportivos do Estado.

Queremos renovar o compromisso de avançarmos cada vez mais, sempre sintonizados com os desafios e as aspirações do nosso tempo. E não vamos nos omitir diante do desafio de crescermos de maneira sustentável para recolocar a Ulbra entre as melhores redes de ensino do país.

EXPEDIENTE

EXPEDIENTE

MANTENEDORA

Aelbra - Educação SuperiorGraduação e Pós-graduação S.A. Presidente

Carlos Augusto Melke Filho Vice-presidente Antônio Carlos Romanoski Superintendente de Administração e Finanças - Aelbra Alberto Schwingel Superintendente de Operações - Aelbra Fabiano Pereira Alves Superintendente de Desenvolvimento Educacional - Aelbra Parcilene Fernandes de Brito Capelão geral da Aelbra Maximiliano Wolfgramm Silva REDE DE ESCOLAS DA ULBRA Gerente Operacional da Educação Básica e Técnica - Aelbra Carin Borkert Kuchenbecker Gerente de Políticas Pedagógicas da Educação Básica e Técnica - Aelbra Núrfis dos Santos Vargas Gerente Comercial da Educação Básica e Técnica - Aelbra Patricia Oswaldt Machado Coordenador Pedagógico da Educação Básica e Técnica - Aelbra Maikel Lucas da Silva Nascimento Secretária

Maria Helena Becker REVISTA MULTIESCOLAS Coordenação de Comunicação e Marketing Rosa Maria Ignácio - MTb 5.785 Edição

Marla Cardoso - MTb 13.219 Reportagem

Marcelo Miranda - MTb 6.824 Naira Nunes - MTb 20.824 Thamiriz Amado - MTb 18.872

Estagiária de Jornalismo da Ulbra: Naomi Machado Design e Editoração: Carine Mello Revisão Carla Bigliardi Impressão Posigraf

A Revista MULTIESCOLAS é editada pela Gerência de Comunicação e Marketing Av. Farroupilha, 8.001 - Prédio 10, 4º andar, sala 411 CEP 92425-900 - Bairro São José - Canoas - RS - Brasil (51) 3477-9234 comunicacaoemarketing@ulbra.br issuu.com/ulbra - www.ulbra.br/escolas

EDITORIAL

EDUCAÇÃO PARA TODOS

Garantir o ingresso, a permanência e a aprendizagem de todos nas escolas regulares. Esse é o conceito da educação inclusiva, previsto na Lei Nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Para que isso aconteça na prática, é necessário que as escolas ofereçam recursos para que cada criança ou adolescente, dentro de suas possibilidades, habilidades, competências e limitações, aprenda de forma significativa.

De acordo com a pedagoga, psicopedagoga, mestre em Psicologia da Educação e consultora pedagógica do Sistema Positivo de Ensino, Wania Emerich Burmester, a inclusão acontece quando todos os envolvidos trabalham em conjunto, cada um com seu papel e responsabilidades bem definidos. “Escola, família e especialistas precisam alinhar os pensamentos considerando que o maior objetivo é o bem-estar e a aprendizagem da criança/ adolescente. Internamente, na escola, a inclusão se faz em equipe: coordenação, professores e auxiliares também devem caminhar juntos”, reflete a especialista.

Além disso, a inclusão passa pelo desenvolvimento das habilidades socioemocionais de todos, professores e alunos, para aprimorar a empatia, colaboração, parceria, compreensão e respeito pelas diferenças individuais. Um dos desafios para a inclusão, de acordo com Wania, é conseguir estruturar uma linha de pensamento e atuação organizada com toda a equipe pedagógica. “Criar seus protocolos e recursos adequados para o melhor atendimento de seus alunos, como a construção de um modelo de PEI (Plano Educacional Individualizado), formatos de adaptações, materiais de apoio concreto, protocolos de intervenção e registros de observação”, elenca. Nas escolas da Rede Ulbra esses processos já são atendidos e constantemente aprimorados. Na visão da pedagoga, é fundamental estabelecer uma relação de confiança, acolhimento e parceria com as famílias, que, diante de tantos desafios já vividos, podem carregar uma carga de insegurança e desconfiança.

REVISTA MULTIESCOLAS 5
Especial
Crédito: Adobe Stock Crédito: Adobe Stock

O papel dos professores é fundamental para que a inclusão aconteça. A consultora do Sistema Positivo lembra que os professores, em sua formação e prática pedagógica, desenvolvem recursos criativos para garantir a aprendizagem de seus alunos. “Para transformar essa prática, já existente, para a educação inclusiva, os professores precisam conhecer mais sobre os diagnósticos, trocar experiências entre a equipe, usar do bom senso e estabelecer uma boa parceria com as famílias e especialistas. O maior desafio do professor é quebrar o estereótipo do diagnóstico e enxergar as possibilidades que vão além do receio de seus limites”, completa.

Inclusão na prática

Nas escolas da Rede Ulbra, a educação inclusiva é vivenciada de forma multidisciplinar. Daiany Larini é professora de Língua Portuguesa, Geografia e Artes do Colégio Ulbra Martinho Lutero. Segundo ela, a educação inclusiva ocorre de forma totalmente respeitosa, fazendo uso dos métodos de educação positiva em sala. Nela, o aluno que possui necessidades especiais é acompanhado por uma monitora em todas as suas atividades dentro da escola, desde o momento em que ele chega até a hora que vai embora. “Esse acompanhamento é importante para que o aluno se sinta seguro e esteja assistido”, ressalta ela. As aulas e avaliações são adaptadas para esses estudantes conforme suas necessidades.

A vice-diretora, Arlete Reinholz Stahl, reforça a importância de os alunos receberem esse atendimento pedagógico personalizado, acompanhado do acolhimento da comunidade escolar. “Mas o sucesso dessa parceria é a confiança na escola e a participação efetiva da família!”, destaca.

Nas aulas de Educação Musical, o professor Heber Nascimento conta que a educação inclusiva é praticada primeiramente tentando entender qual a necessidade do estudante. A nossa preocupação é voltada para a pessoa do aluno. Conforme nós o conhecemos, não somente em sala de aula, mas também fora, é que a gente consegue desenvolver o trabalho e criar vínculos com o estudante”, completa.

6 REVISTA MULTIESCOLAS
Crédito: Adobe Stock Crédito: Adobe Stock
“É fundamental estabelecer uma relação de confiança, acolhimento e parceria com as famílias”.

Revista MULTIESCOLAS chega à 10ª edição

Nesta edição, a Revista MULTIESCOLAS completa 10 anos sendo um elo entre a Rede de Escolas da Ulbra, seus estudantes e familiares. Uma década informando e evidenciando para toda a comunidade, através das matérias publicadas, os projetos promovidos durante todo o ano pelos colégios da Ulbra nas regiões Sul, Norte e CentroOeste do Brasil. Anualmente, a publicação valoriza o importante trabalho realizado pelos educadores da Rede de Escolas, que buscam o protagonismo do aluno, através de uma aprendizagem eficaz e inovadora. O espaço ainda é dedicado a reforçar em suas páginas a confessionalidade luterana, destacar a vocação esportiva e apresentar as dezenas de iniciativas que envolvem os estudantes da Educação Infantil e dos Ensinos Fundamental, Médio e Técnico da Ulbra.

Acesse o QR Code para ler todas as edições da Revista MULTIESCOLAS

"É motivo de orgulho para nós, do Colégio Ulbra de Aplicação, disponibilizar à comunidade de Itumbiara/GO e região a Revista MULTIESCOLAS. A publicação retrata de forma fidedigna as vivências, os desafios e os projetos para o futuro que palpitam no dia a dia de todas as unidades da Rede de Escolas da Ulbra! Parabéns pela 10ª edição da revista! Que venha muito mais!"

Lorraine Rosa Leal, Diretora do Colégio Ulbra de AplicaçãoItumbiara/GO

“A Revista MULTIESCOLAS é uma importante e potente ferramenta de estímulo à educação e à pesquisa, além de um instrumento poderoso de valorização dos professores e de todos os profissionais que atuam na Rede de Escolas da Ulbra.”

Everton Vargas, Diretor do Colégio Ulbra São Lucas - Sapucaia do Sul/RS

REVISTA MULTIESCOLAS 7 Comemoração

50 anos da Ulbra é marcado por celebrações

O aniversário de 50 anos da Ulbra, comemorado em 16 de agosto de 2022, foi marcado por histórias, celebrações, homenagens, fé e gratidão. A abertura oficial da comemoração aconteceu em um Culto de Ação de Graças, celebrado na Capela Universitária do campus Canoas. Na mensagem à comunidade acadêmica, o reitor da Ulbra, Thomas Heimann, expressou sua imensa gratidão a todos os colaboradores que ajudaram a construir a trajetória da Instituição. Durante a celebração, uma estudante do Colégio Ulbra Cristo Redentor e um formando da primeira turma de Administração da Universidade realizaram uma oferta simbólica de alimentos. Os funcionários com mais de 25 anos dedicados à Ulbra foram homenageados com a entrega de um PIN comemorativo. Para marcar as cinco décadas de existência da Instituição, foi realizado o plantio de cinco mudas de ipê, cada uma representando uma década.

O presidente e o vice-presidente da Aelbra, Carlos Augusto Melke Filho e Antônio Carlos Romanoski, respectivamente, destacaram a história vitoriosa da Universidade. Na ocasião, também houve o lançamento do novo vídeo do Hino da Ulbra e do vídeo comemorativo ao cinquentenário. O público também cantou o tradicional Parabéns. Finalizando as comemorações do dia 16, o campus Canoas foi iluminado por um show pirotécnico.

Durante o período de comemorações do aniversário, as unidades Ulbra de todo o Brasil se mobilizaram em uma campanha para arrecadar alimentos. A meta, que era atingir 50 toneladas, foi ultrapassada.

8 REVISTA MULTIESCOLAS Aniversário
Aluna do Colégio Cristo Redentor faz entrega simbólica de alimentos Crédito: Romário Campos Dirigentes da Aelbra e da Ulbra participaram do culto de 50 anos

Startup Teens e o protagonismo do aluno

Estimular a cultura da inovação, da tecnologia e do empreendedorismo foi o propósito da 2ª edição do Startup Teens. A ação, voltada a alunos do Ensino Médio da Rede de Escolas da ULBRA da região metropolitana do RS, foi realizada no dia 8 de outubro no campus Canoas. Na programação, através de workshops, dinâmicas em grupo e palestras, os estudantes foram convidados a desenvolver e apresentar ideias ou propostas de negócio para uma banca de mentores. A filosofia "do it yourself ", ou seja, faça você mesmo, estimulou os alunos a elencar possíveis soluções para problemas de mercado.

A estudante Isis Machado Alves, da 1ª série do Ensino Médio do Colégio Ulbra Cristo Redentor, disse que a experiência foi muito interessante. “Um evento interativo, onde eu consegui socializar com pessoas diferentes e de outras escolas e que instigou minha criatividade. Além disso, pude observar novas perspectivas e ideias”, finaliza.

O projeto nasceu no campus São Jerônimo da Ulbra, com o apoio da Rede Ulbra de Inovação (Ulbratech), a partir do Laboratório de Ideias (Ideia-LAB), que tem como eixos norteadores a inovação, o desenvolvimento, o empreendedorismo, a inspiração e o aprendizado. A iniciativa já passou por outras escolas do município e outras cidades, como Butiá, Sapucaia do Sul, Guaíba, Charqueadas e General Câmara.

Acesse o Qr Code e veja como foi o Startup Teens.

REVISTA MULTIESCOLAS 9
Inovação
Crédito: Alexandre Strohrer Crédito: Carla Miller Trainini

Entrevista

Desafios da educação pós-pandemia

Mestrando em Educação,

Paulo Lima

reflete sobre os aprendizados para os professores

A educação passou por várias mudanças nos últimos anos e os docentes de todo o Brasil precisaram se adaptar com muita rapidez. A utilização de recursos tecnológicos, de plataformas de aprendizagem, que antes não estavam presentes na educação, hoje fazem parte do planejamento e uso de metodologias ativas. Muitos desafios foram superados, e novas oportunidades surgiram. Esta realidade, além de estimular mudanças na forma de ensinar, também abriu uma série de oportunidades, como reflete nosso entrevistado desta edição da Revista Multiescolas, o biólogo, escritor, palestrante e pai, mestrando em Educação na Universidade Federal do Rio Grande (FURG) e consultor educacional na FTD Educação, Paulo Lima, que nos faz refletir sobre este contexto.

Na adaptação dos docentes à educação digital, Paulo afirma ter notado um processo heterogêneo. Enquanto alguns professores rapidamente se adequaram ou já tinham intimidade com as tecnologias, outros apresentaram dúvidas sobre qual metodologia adotar ou a forma mais adequada de conduzir os processos avaliativos.

Para o especialista, a escola pode aproveitar as tecnologias que foram desbloqueadas com a pandemia para se aproximar ainda mais dos estudantes, em especial do público adolescente. “É necessário entender as diferentes realidades e buscar maneiras de inovar, transformando o aluno em protagonista na aprendizagem, assim como buscar o constante aprimoramento e capacitação dos professores”, completa.

Acesse o QR Code e ouça a entrevista completa.

10 REVISTA MULTIESCOLAS
“É necessário buscar maneiras de inovar, transformando o aluno em protagonista na aprendizagem.”
Crédito: Arquivo pessoal

JORNADA ESCOLAR PERSONALIZADA

Compondo os Itinerários Formativos do Novo Ensino Médio, as disciplinas eletivas foram implantadas na Rede de Escolas para ampliar ainda mais as experiências dos estudantes, além de estimulá-los a buscar por objetivos alinhados ao seu projeto de vida. Atualmente, nove escolas oferecem 13 opções de disciplinas eletivas, e entre as mais procuradas estão a de Educação Financeira e a de Fotografia Digital. A cada semestre um tema, que será ministrado na modalidade EAD, pode ser escolhido pelos alunos. A proposta também tem como objetivo garantir a oferta de educação de qualidade e aproximar as escolas da realidade dos estudantes, assim como melhor atender seus objetivos profissionais. “Nestas disciplinas serão desenvolvidas competências e habilidades para o aluno exercer com qualidade qualquer área que ele escolher”, afirma Núrfis Vargas, Gerente de Políticas Pedagógicas da Educação Básica e Técnica da Aelbra.

O QUE DIZEM OS ESTUDANTES

Escolhi a eletiva de Educação Financeira por considerar ser um tema importante tanto para a fase adulta quanto para a adolescência. Essa eletiva me ajudou demais a ter noção de como me portar com o dinheiro e como controlá-lo. Já a eletiva de Astronomia eu escolhi baseado nas opiniões de outros colegas e também porque foi o tema mais chamativo entre os que estavam disponíveis. Tenho curiosidade pelos astros e pelo universo como um todo.

Elias Brugnera Linde, estudante do 1° ano do Colégio Ulbra Cristo Redentor

Escolhi a eletiva de Astronomia porque tenho muita curiosidade em saber como funciona o universo e os astros. Foi muito legal assistir aos vídeos e descobrir coisas que ainda não entendia. O aplicativo “estelário” que eles pedem para usarmos durante a resolução das atividades é super interativo. Uso ele até hoje para ver o céu. Escolhi também a eletiva de educação financeira, pois queria aprender a administrar meu dinheiro e entender melhor como funcionam os cartões de crédito e débito. As atividades foram muito úteis.

Maria Clara Vasconcelos Guimarães, estudante do 2° ano do Colégio Ulbra Antares

Eu fiquei muito empolgada quando me disseram que tinha eletiva de Astronomia. Eu sou apaixonada por esse assunto desde pequena. Nessa eletiva, tinha Física também, que é minha matéria favorita. A eletiva de Fotografia também me interessou, pois eu gosto de tirar fotos, mas ela vai muito além do que apenas tirar fotos aleatoriamente, ela ensina como tirar fotos profissionais com os recursos que você tem. Eu acho importante ter eletivas, porque nos dão um repertório maior e aprendemos muitas coisas novas e interessantes que podem nos ajudar futuramente em alguma profissão.

Nicole Silva Paiva, estudante do 1° ano do Colégio Ulbra Antares

REVISTA MULTIESCOLAS 11
Disciplinas Eletivas
Crédito: Ana Luiza Bichiato Crédito: Arquivo pessoal Crédito: Arquivo pessoal

9° Fórum das Práticas Pedagógicas 2022

A troca de experiências positivas de projetos desenvolvidos em sala de aula que extrapolam os “muros da escola” e contemplam a legislação educacional. Esse é o objetivo do 9º Fórum das Práticas Pedagógicas Propositivas, da Rede de Escolas da Ulbra. O Fórum faz parte da formação continuada de professores que ocorreu entre os dias 18 e 26 de outubro de 2022. Nessa edição, que reuniu os dez colégios da Rede de Escolas da Ulbra de todo o Brasil, foram inscritos 36 projetos.

A 9ª edição, que ocorreu em outubro de 2022, teve 36 projetos inscritos.

Participaram os dez colégios

da Rede de Escolas da Ulbra de todo o Brasil.

12 REVISTA MULTIESCOLAS

Fórum das Práticas Pedagógicas Propositivas

INOVAÇÃO

Os encontros, que foram realizados de forma online pela plataforma Google Meet, têm como foco a troca de experiências e a apresentação de projetos pedagógicos inovadores que ocorreram no decorrer do ano letivo. Conforme a Gerente de Políticas Pedagógicas da Educação Básica e Técnica, Núrfis Vargas, os projetos priorizam o desenvolvimento dos estudantes de forma integral. Ela acrescenta que as ações são desenvolvidas não somente na escola, mas também se estendem à família e à comunidade. O Fórum objetiva proporcionar uma prática em que ocorre o protagonismo dos educandos através da mediação dos educadores.

METODOLOGIA

De acordo com a Gerente Operacional da Educação Básica e Técnica da Aelbra, Carin Cristina Borkert Kuchenbecker, os projetos pedagógicos apresentados buscam o aperfeiçoamento contínuo da metodologia docente, visando contribuir para a formação integral dos alunos. Os trabalhos de destaque são selecionados pelos pares e pela banca avaliadora. Os projetos foram apresentados pelos professores da Educação Infantil, Ensino Fundamental Anos Iniciais, Ensino Fundamental Anos Finais e Ensino Médio.

COMISSÃO ORGANIZADORA

Carin Cristina Borkert Kuchenbecker

Maria Helena Becker

Núrfis dos Santos Vargas

PROFESSORES AVALIADORES

Ana Luiza Silva Guimarães

Andrielly Viana Lemos

Arlete Beatriz Becker Ritt

Carin Klein

Carolina Rodrigues Dias

Chayana Guimarães

Claydaiane Ferraz Andrade

Clarissa de Assis Olgin

Clarissa Pujol Salton

Darlize Teixeira de Mello

Denis Cardoso Parente

Diovana Guerra Simões

Eduardo Vinicius Costa

Evandro Brandão Barbosa

Evelise Ferreira Pereira

Fábio Henrique Melo Ribeiro

Gisele Massola

Graziela Macuglia Oyarzabal

Juliane Maria Puhl Gomes

Kenia Parente Lopes Mendonça

Lisandra Sandri

Lisiane Gazola Santos

Mara Lúcia Salazar Machado

Marlene Fernandes

Rosângela Ferreira Domingues

Ursula Tatiana Timm

Vaneska Krick Ratund

REVISTA MULTIESCOLAS 13

EDUCAÇÃO INFANTIL

Projeto: Deu a Louca nas Baleias!

Colégio Ulbra Cristo Redentor

Autora: Professora Malaine da Silva Andrade

ENSINO FUNDAMENTAL/ANOS INICIAIS

Projeto: De A a Z, eu Vou Aprender Colégio Ulbra Cristo Redentor

Autoras: Professoras Letícia Vieira Serpa e Andréia Grala Mendonça

O projeto surgiu a partir de um momento de leitura do livro Juju e a Árvore da Amizade, do autor Fabio Quinteiro. O objetivo foi compreender o quanto as atitudes do homem influenciam na preservação e na destruição do meio ambiente. Também contribuiu para conhecer algumas espécies de baleias, despertando a consciência dos cuidados com a natureza e com o meio em que vivemos.

EDUCAÇÃO INFANTIL

Projeto: Desengaiole as Suas ideias - Liberte o Gosto pela Leitura!

Colégio Ulbra São Lucas

Autora: Professora Aline Grisa

A proposta fundamenta-se no desenvolvimento das competências: comunicação; empatia e cooperação; e autonomia e responsabilidade. A intenção é despertar o amor e o gosto pela leitura desde a Educação Infantil, ampliando a variedade de gêneros literários explorados dentro e fora de sala de aula.

Foi desenvolvido um trabalho dinâmico construindo a loja de “A a Z” para auxiliar, de forma lúdica, as crianças nos processos de leitura e escrita e utilizá-las nos espaços sociais. O projeto orienta cuidados com o meio ambiente, campanhas solidárias e visitas na loja para fazer “compras” e, após, realização de atividades que contemplam a alfabetização e as questões matemáticas.

ENSINO FUNDAMENTAL/ANOS INICIAIS

Projeto: Bombeiro Mirim Colégio Ulbra São Lucas

Autoras: Professoras Elisabete Barbosa Colpes e Taiana Vicentin Gatti

Nessa proposta, as crianças aprendem a ser multiplicadoras da ideia de segurança e cidadania e cultivadoras de valores morais e éticos. Adquirem aprendizados sobre primeiros socorros e os cuidados que devem ter no seu dia a dia. Por exemplo: animais peçonhentos: o que fazer?; e cuidados com mar e piscina. Participam também de circuito de aptidão física, simulando apagar incêndio.

14 REVISTA MULTIESCOLAS
Crédito: Colégio Ulbra Cristo Redentor Crédito: Colégio Ulbra Cristo Redentor Crédito: Colégio Ulbra São Lucas Crédito: Colégio Ulbra São Lucas

ENSINO FUNDAMENTAL/ANOS FINAIS

Projeto: O Meu Pé de Laranja Lima: uma contribuição interdisciplinar a partir da literatura Colégio Ulbra Palmas

Autores: Professores Suely Carvalho, Wallaci Souza, Lanuze Fabielly Lavrista e Thais Fernandes

ENSINO MÉDIO

Projeto: O Universo de Edgar Allan Poe Colégio Ulbra Cristo Redentor Autora: Professora Pollyanna Calheiros Freitas Guimarães

A ação resultou em roda de conversa, evocação e nomeação de sentimentos, memórias de infância e uma aula de educação financeira. A intenção foi incentivar o pensamento crítico e abranger o conhecimento para outras áreas. Após a leitura da obra, foi realizada uma Gincana Literária em três fases, com divisão de equipes.

ENSINO FUNDAMENTAL/ANOS FINAIS

Projeto: Por Que Você Grita? Colégio Ulbra São João

Autora: Professora Sandra Regina Ávila de Lima

A mente de um escritor guarda segredos que os textos não revelam. Foi montada a sala temática de leitura “O universo de Edgar Allan Poe”, onde cada grupo de alunos pôde expor um pequeno cenário sobre o conto lido. Os estudantes perceberam que a construção de um leitor se dá pela forma como a leitura é apresentada para cada indivíduo com imaginação e criatividade.

ENSINO MÉDIO

Projeto: Um Olhar Pandêmico: IFA Língua Portuguesa e Matemática Colégio Ulbra São João Autoras: Professoras Cláudia Assis Hendres e Pollyanna Calheiros Freitas Guimarães

Fundamentado na obra O Grito, de Edvard Munch, e na Apostila de Itinerário Formativo do Positivo, este projeto propõe um percursor sensível entre a pintura e a literatura. Ao mesmo tempo, busca contemplar imagens artísticas desenvolvendo um olhar para as angústias e dialéticas existentes. Também exerce um papel reflexivo e sensível frente às questões que se estabelecem como grandes problemas sociais e emocionais em tempos pós-pandêmicos.

Os alunos investigaram todos os estágios de uma pandemia - surto, endemia, epidemia e pandemia - compartilhando com colegas do Ensino Fundamental e Médio, através de apresentações expositivas, os resultados de suas pesquisas. Esse projeto possibilitou aos estudantes entenderem melhor o que levou à pandemia da Covid-19 e compreender outros eventos históricos de uma maneira criativa, interativa e autônoma.

REVISTA MULTIESCOLAS 15
Crédito: Vanessa Diefenthaeler Crédito: Vanessa Diefenthaeler Crédito: Márcio Alex Lima de Pinho Crédito: Colégio Ulbra Cristo Redentor

Parque tecnológico renovado

O diretor do Colégio Ulbra São Lucas, de Sapucaia do Sul/RS, Everton Vargas, destaca os ambientes diferenciados criados a partir dessa nova proposta de aprendizagem, como as salas de criatividade, Sala Google, Espaço Maker e Laboratórios de Robótica. Também ressalta os programas diferenciados, como aulas de educação tecnológica, com utilização dos materiais da Lego Education, Gamificação na Matemática, com a plataforma Matific, leitura digital, com a adoção da plataforma Árvore de Livros, educação socioemocional, com a plataforma Inteligência Jovem, da Escola da Inteligência, entre muitas outras iniciativas adotadas em todas as escolas.

A tecnologia está cada vez mais presente na realidade das crianças e dos jovens. Na sala de aula, o acréscimo de um recurso tecnológico pode potencializar a qualidade do trabalho docente e aumentar o rendimento dos estudantes. Com computadores em sala de aula, são inúmeras as facilidades que se pode promover para uma aprendizagem transformadora. A Rede de Escolas da Ulbra traz em seu DNA a marca da criatividade e da inovação, explorando o potencial dos alunos e incentivando-os a colocar em prática seus projetos, através de eventos como a Feira de Ideias, a Feira de Inovação e Criatividade, a Feira de Iniciação Científica e Tecnológica, Startup Teens, Olimpíadas do Conhecimento, entre outros.

Atenta a isso, a Aelbra, mantenedora da Rede Ulbra de Educação, junto à área de Tecnologia da Informação (TI), promoveu, no decorrer de 2022, a renovação do parque tecnológico nas 10 escolas da rede. Os equipamentos contam com configuração atual de mercado, garantindo maior segurança, desempenho e performance. Foram distribuídas 364 máquinas, entre elas, 175 computadores, 9 notebooks e 180 chromebooks.

“O ambiente escolar é, por natureza, um espaço inspirador e propício a novas ideias, inovação e experimentação. Fomentar nos estudantes esse espírito investigativo e curioso é, portanto, dever dos gestores escolares, transformando a escola em um grande laboratório de experiências, estimulando o trabalho em equipe, a troca de ideias e proporcionando ferramentas para despertar nos alunos o espírito empreendedor e criativo”, finaliza.

Crédito: Arquivo Pessoal
Ensino e Tecnologia 16 REVISTA MULTIESCOLAS
Crédito: Arquivo Pessoal
computadores, 9 notebooks
180 chromebooks".
"Foram distribuídas 364 máquinas, entre elas, 175
e

Conheça a Liga Luterana

A Liga Luterana é uma das grandes novidades em 2022. O projeto, idealizado pela Rede de Escolas e criado pelo professor de Artes do Colégio Ulbra São Pedro, Matias da Silveira Streb, traz dez personagens, cada um deles representando um colégio. Matias, que também é quadrinista e desenhista de esquetes para Marvel e DC, diz que o objetivo é através dos personagens (super-heróis) trabalhar a diversidade e a inclusão sob uma perspectiva diferente. Além disso, a ideia é mostrar que os desafios dos estudantes podem ser enfrentados com a ajuda de um grupo extraordinário.

O projeto começou com o personagem Pedro, que inicialmente seria usado em sala de aula como incentivo ao estudo. O nome tem como referência o próprio Colégio Ulbra São Pedro. Os personagens apresentam em suas características físicas a diversidade de etnias e a inclusão, assuntos importantes que são trazidos para a rotina escolar. Além disso, todos são dotados de poderes relacionados à tecnologia e também possuem sua internet particular: a Ulbranet. "A ideia era o desenho fazer sentido. Dar vida interior a cada um deles demonstrando respeito e diversidade. Fazer com que esses personagens levem as crianças a pensar e refletir sobre as diferenças", destaca o professor.

Colégio Ulbra Antares - Antares | Colégio Ulbra de Aplicação - Aplicação Colégio Ulbra Martinho Lutero - Martinho | Colégio Ulbra Palmas - Palmas Colégio Ulbra Cristo Redentor - Cris | Colégio Ulbra Cristo Salvador - Salvador Colégio Ulbra São João - João | Colégio Ulbra São Lucas - Lucas Colégio Ulbra São Paulo - Paulo | Colégio Ulbra São Pedro - Pedro
18 REVISTA MULTIESCOLAS AGUARDE MAIS NOVIDADES DA LIGA LUTERANA EM 2023 Os heróis da Liga Luterana:
o QR Code para conhecer a Liga
O PODER ESTÁ COM TODOS
Acesse

Mais oportunidades com a Rede de Escolas da Ulbra

Sempre atenta ao desenvolvimento de habilidades e competências nos alunos, a Rede de Escolas da Ulbra, em parceria com a PES English, realizou em 2022 a primeira aplicação da Certificação Internacional de Cambridge em sete unidades da Rede. Entre os principais atributos do programa, destacamse a consultoria pedagógica completa, plataformas digitais, ótimos resultados em exames internacionais de proficiência e material didático produzido por editoras internacionais de referência. A Rede de Escolas da Ulbra associa-se a esta parceira, pois entende como uma solução educacional responsável por desenvolver a comunicação em inglês de alunos desde a Educação Infantil até o Ensino Médio, nas habilidades produtivas - fala e escrita - e receptivas -

compreensão e leitura - do idioma. Com esse planejamento, os alunos aprendem a língua inglesa de maneira natural e imersiva, com professores preparados e muita conversação. O foco é desenvolver habilidades essenciais ao longo de sua formação por meio de aprendizado multicultural, comodidade e economia para os pais, visto que as aulas ocorrem dentro da escola durante o período regular de aulas e com projetos focados em temas significativos. Além disso, um estudo avançado de inglês na escola ainda contribui para a fluência em outros idiomas desde cedo, uma maior capacidade de concentração e o desenvolvimento do aluno como cidadão do mundo, criando melhores oportunidades na vida acadêmica e no mercado de trabalho para os estudantes.

Coros das escolas retomam apresentações

Os Coros das Escolas da Ulbra voltaram a mostrar sua graça nos eventos em 2022. Destacamos a participação no culto do Dia das Crianças e na Cantata de Natal. Ambas as apresentações aconteceram na Capela Universitária do campus Canoas da Ulbra e

contaram com o prestígio de grande público. Estas atividades envolveram 82 crianças e três professores regentes, além de uma grande equipe de apoio dos colégios Ulbra Cristo Redentor, São Lucas, Martinho Lutero e São João.

Crédito: Viviane Stahnke Crédito: Naira
REVISTA MULTIESCOLAS 19 Cidadão Bilíngue
CULTURA

O BRASIL DAS ESCOLAS DA ULBRA

Durante todo o ano letivo, os colégios da Rede de Escolas da Ulbra promovem uma série de projetos e atividades pedagógicas na Educação Infantil, no Ensino Fundamental Anos Iniciais e Anos Finais e no Ensino Médio que envolvem a comunidade escolar e, em alguns projetos, os familiares dos estudantes. Neste espaço, Em sala de aula, destacamos uma entre as diversas iniciativas de cada colégio. O objetivo é valorizar o trabalho dos docentes, equipes escolares e destacar a participação dos nossos alunos. Confira algumas iniciativas realizadas ao longo de 2022.

O projeto Gigante Elefante, um animal interessante! surgiu a partir da curiosidade dos alunos da Educação Infantil sobre os elefantes. Ao estudar os animais, os pequenos aprendem sobre sua própria natureza, as particularidades do outro, o meio ambiente, a cidadania, a responsabilidade, o amor e o cuidado com o próximo. Entre as atividades propostas, estão a construção de um painel sobre a temática, palestra com uma bióloga, mural com curiosidades sobre os elefantes, estudo sobre o que é extinção, investigação de como podemos ajudar os elefantes, roda de conversa, entre outras.

Legado. Essa foi a intenção da turma de terceiro ano do Ensino Médio do Colégio Ulbra Martinho Lutero ao realizar uma campanha para promover a arrecadação de livros, que foram repassados ao acervo da biblioteca da escola. O objetivo foi o de deixar uma herança da turma para o colégio. A campanha enfatizou a doação voluntária, mas ofereceu também um valor simbólico para quem desejasse vender seu livro. E 95% dos alunos fizeram a entrega de seus livros como doação, alcançando como resultado a arrecadação de 138 exemplares dos mais variados gêneros literários, já revisados e em condições de uso.

20 REVISTA MULTIESCOLAS
Colégio Ulbra Cristo Redentor Canoas/RS Colégio Ulbra Martinho Lutero Guaíba/RS Em Sala de
Aula

O II Fórum do Ensino Médio, desenvolvido entre os estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental à 3ª série do Ensino Médio, teve por objetivo a construção coletiva e individual do projeto de vida dos estudantes, buscando auxiliá-los na escolha de uma profissão. A ação contou com rodas de conversa com profissionais de diferentes áreas. O grupo também participou da Feira de Estágios Ulbra Carreiras e conheceu a estrutura da Ulbra Canoas. Outras atividades como exposição de artes e Festa das Cores fizeram parte da programação.

A terceira edição da Olimpíada de Matemática, aberta a estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, teve sua edição ampliada em 2022. Alunos do 4º e 5º ano também participaram. Cerca de 133 alunos de seis escolas participaram da atividade. A competição visa estimular os alunos na aprendizagem da matemática e no desenvolvimento do raciocínio lógico, valorizando os talentos da área das ciências exatas, com premiação e certificação.

O contato com a língua inglesa faz parte do currículo do colégio desde a Educação Infantil até o Ensino Médio. Em sala de aula ou em atividades externas, a Instituição proporciona diversas oportunidades para o aprendizado da língua. Uma delas foi o encontro promovido com os atletas de Lacrosse, Sérgio Madrigal e Cristina Velez, da Colômbia e Estados Unidos, respectivamente. Com o objetivo de estimular a conversação em inglês, os estudantes participaram de uma roda de conversa com os dois profissionais. Além do bate-papo, os estudantes foram para o ginásio da escola aprender na prática sobre a modalidade esportiva.

As categorias infantil e juvenil da edição de 2022 do 25º Concurso Paulo Salzano Vieira da Cunha de Poemas foram conquistadas pelo Colégio Ulbra São Pedro. O evento é um histórico e tradicional concurso literário com tema livre realizado anualmente com a participação de escolas de Cachoeira do Sul e região. O Ulbra São Pedro tem o maior número de alunos vencedores na história do concurso, um total de 27 premiados. Este ano, o colégio também recebeu o troféu inédito pelo maior número de inscritos na premiação. Foram 118 poemas concorrendo.

REVISTA MULTIESCOLAS 21
Colégio Ulbra São João Canoas/RS Colégio Ulbra São Lucas Sapucaia do Sul/RS Colégio Ulbra Cristo Salvador Santarém/PA Colégio Ulbra São Pedro Cachoeira do Sul/RS Crédito: Márcia Nunes Crédito: Maikel

Desenvolver a leitura é o objetivo do projeto Centopeia Literária, que envolveu os estudantes do 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental. Seguindo o sistema de cores para organização do acervo de literatura, sendo: etiqueta amarela - leitor iniciante; etiqueta vermelha - leitor em processo; e etiqueta verde - leitor fluente, as crianças foram conscientizadas de que, quanto mais se lê, mais se avança. No final do ano, a professora resgatou o relatório com os livros lidos e destacou um círculo de cada cor das etiquetas dos exemplares, criando uma centopeia colorida que representa o desenvolvimento de cada aluno.

O projeto Brasília - O coração de uma nação levou as turmas do 6º e 7º anos do Ensino Fundamental a uma saída de estudos a Brasília, capital federal. Uma viagem imersiva na estrutura política administrativa do país, onde os alunos puderam vivenciar o funcionamento dos órgãos que compõem a nossa estrutura governamental, como a Praça dos Três Poderes, Palácio do Planalto, Palácio do Itamaraty, Memorial JK, Congresso Nacional, Museu da Imprensa, entre outros. O projeto agregou conhecimento prático aos estudos teóricos realizados em sala de aula.

A dinâmica na disciplina Ciências, com os alunos do 7º ano, consistiu em desenvolver atividades de sustentabilidade, promovendo o horto de plantas medicinais como um espaço de relação das atividades de sala de aula com o campo aberto da escola. Foi desenvolvido o preparo do solo, do canteiro e plantio, estimulando a vivência dos alunos com o meio ambiente. A proposta foi resgatar o uso de chás como remédios naturais para a prevenção de doenças mais comuns numa perspectiva educativa.

O Projeto Pedagógico Masterchef foi desenvolvido pelos alunos do 9° ano do Ensino Fundamental, coordenado pelas professoras de Ciências e Língua Portuguesa. O objetivo foi elaborar pratos com valores nutricionais, contendo todos os elementos básicos e essenciais para uma alimentação saudável, visto que, nas aulas de Ciências, foram estudadas proteínas, vitaminas, aminoácidos e carboidratos. Interdisciplinarmente, em Língua Portuguesa, objetivou-se a pesquisa, a interação e as formas de abordagem nas apresentações dos pratos. Através dessa atividade buscou-se a desmistificação da produção dos alimentos e a importância de se ter uma alimentação saudável produzida de forma criativa e inovadora.

22 REVISTA MULTIESCOLAS
Colégio Ulbra Palmas Palmas/TO Colégio Ulbra Antares Goiatuba/GO Colégio Ulbra São Paulo Ji-Paraná/RO Colégio Ulbra de Aplicação Itumbiara/GO Crédito: Sara dos Reis Crédito: Joselma de Oliveira Crédito: Alessandro Crédito: Jaqueline Lima

Feira de Estágios Ulbra Carreiras une alunos e oportunidades

Mais de 500 alunos do Ensino Médio e Superior tiveram a oportunidade de participar da I Feira de Estágios Ulbra Carreiras, que ocorreu no campus da Ulbra Canoas, no dia 25 de outubro. Realizado nos turnos da manhã e noite, o evento possibilitou aos estudantes conhecer as diferentes áreas, participar de oficinas com palestrantes do Centro de Integração EmpresaEscola (CIEE) e, ainda, vivenciar os espaços existentes na Universidade.

As ilhas temáticas, decoradas e separadas por áreas do conhecimento, oportunizaram uma visão geral das diversas carreiras. Além disso, cada estande contou com agentes de integração que auxiliaram os jovens na busca por uma vaga no mercado de trabalho de acordo com seus interesses.

Segundo a coordenadora comercial de Convênios e Estágios da Ulbra, Fernanda Matos Souza, o objetivo foi conectar os jovens às possibilidades existentes. A aluna do Colégio Ulbra São João, Mélanie Assunpção, de 18 anos, considerou a ação uma grande oportunidade para os jovens. “Eu fiquei muito feliz! Vi que tem minha área de interesse, pude entregar meu currículo, conversar mais e ver se é isso mesmo que eu quero. Além disso, tem a chance de eu poder ser chamada para uma vaga", destaca a futura estudante de Direito.

Para a gerente operacional da Educação Básica e Técnica da Aelbra, Carin Borkert Kuchenbecker, ao trazer o mercado de trabalho para dentro do campus, oportunizar conhecer os laboratórios e fornecer uma gama de opções de profissões aos estudantes, a Ulbra está sendo uma grande protagonista nessa primeira Feira de Estágios. "O evento proporcionou esse contato direto com as agências de estágio, direto com a vaga, e eles podem concorrer, podem participar de uma entrevista, conhecer de fato o mercado de trabalho", finaliza.

Formação com propósito
REVISTA MULTIESCOLAS 23
Crédito: Thamiriz Amado Crédito: Sabrina Deorristt Borba da Silva
O Sistema Positivo um propósito genuíno paixão por Desperte o POSITIVO! protagonismo Tradição Evolução Resultados + de anos 40 + de escol conveniada 1.800 + de recursos digitais 5.500 primeiros lugares no SiSU 2022 400 + de
de Ensino manifesta genuíno de despertar a por aprender www.sistemapositivo.com.br las adas 1.800 + de atendimentos em 2021 10 mil + de alunos 500 mil + de videoaulas 5.500 + de questões 138 mil + de aprovados no SiSU 2022 4.000 + de 1.500 alunos top 10 nas melhores Universidades no SiSU 2022

Jogos Internacionais Luteranos

JOGOS LUTERANOS

INCENTIVO AO ESPORTE

Reforçando o compromisso da Ulbra com o incentivo ao esporte, os Jogos Internacionais Luteranos voltaram em 2022. A Ulbra, que tem tradição no esporte escolar e universitário, foi sede dos 26º Jogos e reuniu mais de 2.500 pessoas. Participaram do evento atletas e

A cerimônia de abertura foi marcada pela tradicional apresentação das delegações. O Colégio San Pablo, do Uruguai, foi o grande campeão dessa edição. Neste ano, além das modalidades tradicionais, a Rede de Escolas inovou e criou o JEIL - Jogos Eletrônicos Internacionais Luteranos (leia mais na página 27).

Estrelas do Voleibol

Durante o período dos Jogos Internacionais Luteranos e para celebrar os 50 anos da Ulbra, a Rede de Escolas organizou um encontro histórico da geração de super campeões de vôlei da Ulbra. O Jogaço de Vôlei, no dia 29 de setembro, aconteceu no Complexo Esportivo

comissões de 19 colégios, entre eles instituições educacionais do Brasil e do Uruguai. As categorias disputadas nesta edição, realizada de 28 a 30 de setembro, foram xadrez, futsal, handebol, rústica, atletismo, vôlei e os Jogos para a Mente, com a competição de robótica.

do campus Canoas, reunindo ex-atletas como André Heller e Gilson, o 'Mão de Pilão'. A partida também contou com a arrecadação de alimentos, que foram doados ao Banco de Alimentos de Canoas.

Saiba mais: www.ulbra.br/noticia-esporte

26 REVISTA MULTIESCOLAS
Crédito: Aldrin Bottega Atletas competiram em seis modalidades Jogaço de vôlei Desfile das delegações na abertura

Novidade

ESPAÇO PARA OS JOGOS ELETRÔNICOS

Neste ano, além das modalidades tradicionais dos Jogos Internacionais Luteranos, a Rede de Escolas inovou e criou o JEIL - Jogos Eletrônicos Internacionais Luteranos. A primeira edição recebeu a inscrição de 195 estudantes, em três modalidades, para categorias e idades diferentes. Os participantes competiram nos jogos Stumble Guys, Fortnite e League of Legends - LOL desde o dia 12 de setembro. Os Jogos Eletrônicos foram pensados para uma competição segura, em um ambiente monitorado e observando as idades indicadas para cada jogo.

Para deixar marcada na memória dos estudantes, a final do torneio do JEIL, no dia 28 de setembro, foi organizada pela equipe da Rede de Escolas em parceria com a equipe de Comunicação da Ulbra Canoas, que organizaram uma transmissão em um telão, com distribuição de pipoca e refrigerante para as torcidas organizadas. A final teve a apresentação de Derik - TDJ e a narração de youtubers famosos, como Pai Também Joga, Alê, Pepo e Bruno Clash.

De acordo com a gerente operacional da Educação Básica e Técnica da Aelbra, Carin Kuchenbecker, a Rede de Escolas acredita que precisa estar inserida nos interesses dos

jovens e, por isso, planeja ampliar o JEIL em 2023. “Idealizamos a participação de outros países parceiros e um número ainda maior de estudantes do Brasil”, destacou.

Quem assistiu à final na plateia, aprovou a iniciativa. As estudantes do Colégio Ulbra São João, Carolini da Silva e Giulia Pizzoli, comentaram que os Jogos Eletrônicos ajudam a incluir mais jovens no esporte. “Muitos preferem a modalidade eletrônica, por isso a iniciativa é muito boa”, comentou Giulia. Pela primeira vez participando dos Jogos Luteranos no campus da Ulbra Canoas, os estudantes do Colégio Ulbra São Pedro, João Pedro Fonseca e Rafael Scherner, assistiram à final e contaram que gostaram tanto da iniciativa dos jogos eletrônicos que planejam se inscrever para a competição.

Acesse o QR Code sobre a primeira edição do JEIL

REVISTA MULTIESCOLAS 27 Jogos Eletrônicos
Crédito: Aldrin Bottega Colegas João e Rafael

Colégio Ulbra São Pedro vence o V Festival de Curtas da Reforma

Desde 2017, o Festival de Curtas destaca as produções audiovisuais de alunos da Rede de Escolas da Ulbra e de escolas luteranas. Neste ano, o tema abordado foi Mídias Sociais - Comunicando a Alegria de Viver. O Colégio Ulbra São Pedro, foi o grande vencedor com o curta Jesus, o influencer. O tema norteador da 5ª edição buscou promover reflexões sobre o uso responsável e construtivo das mídias sociais.

O projeto premia as criações em duas categorias: vídeo mais curtido/amado no YouTube e vídeo eleito pelos jurados. Em ambas, o colégio levou a melhor. O capelão geral da Aelbra, Maximiliano Wolfgramm Silva, organizador da premiação, destaca que a escola trouxe, além de conexões entre o passado e o presente, criativos efeitos especiais e uma mensagem para reflexão. “Toda a construção criativa, conectando fatos diversos e enfatizando elementos importantes, contribuiu para a qualidade do vídeo, que muito bem representou a temática do festival”, expõe.

Além do Colégio Ulbra São Pedro, ficaram entre os finalistas os curtas dos Colégios Ulbra Cristo Redentor e Ulbra São João.

Assista aos curtas acessando o QR Code.

28 REVISTA MULTIESCOLAS
Curtas da Reforma
Crédito: Gustavo Boeck da Silva “Jesus, o influencer”, foi o curta vencedor

Experiências na Universidade

Os estudantes da Rede de Escolas do Rio Grande do Sul participaram, entre os dias 7 e 11 de novembro, na Universidade Luterana do Brasil, da Expoulbra 2022, que teve como mote “Transformando Ideias em Inovação”. Os alunos apresentaram trabalhos de pesquisa no Salão de Iniciação Científica Júnior. Jovens do Ensino Médio também participaram da Feira das Profissões, onde vivenciaram, na prática, o modelo pedagógico da Universidade, conheceram os cursos da Ulbra e tiveram acesso a informações sobre formação e mercado de trabalho em diferentes áreas, além de conhecerem a estrutura do campus Canoas.

A estudante Maria Eduarda Donay, 17 anos, do Colégio Ulbra Martinho Lutero, conta que assim que concluir o Ensino Médio quer iniciar a graduação em Direito e aproveitou a oportunidade para conhecer mais sobre a formação e também tirar dúvidas. A jovem destacou a importância da Feira das Profissões para quem ainda não decidiu seu futuro. "Para aqueles que não se encontraram e ainda não sabem bem o que querem fazer, aqui são mostradas as vastas possibilidades", sugere.

Outro ponto alto da Expoulbra foi a participação dos estudantes da Educação Infantil e do Ensino Fundamental na Mostra das Ciências e Inovação. A professora Melaine Andrade, do Colégio Ulbra Cristo Redentor, apresentou com os pequenos o projeto Deu a louca nas baleias. Além de falarem para os visitantes da Expoulbra sobre

as principais características desses mamíferos, as crianças explicaram sobre a campanha de recolhimento de tampinhas que fizeram com a comunidade. “Recolhemos as tampinhas para elas não chegarem na barriga das baleias”, ensina Vicente da Silveira, de apenas 5 anos.

REVISTA MULTIESCOLAS 29
Expoulbra 2022
Crédito: Marla Cardoso Crédito: Marla Cardoso

A empatia de Jesus

O termo empatia tem sua origem na língua grega “empátheia” e refere-se à capacidade de ‘sentir’ o que se sentiria caso se estivesse na situação, no lugar ou circunstâncias de outra pessoa. Ou seja, significa colocarse no lugar do outro, com consideração e compreensão. Ler o outro, sua realidade, seu contexto, sua vida, procurando entendê-lo. A ideia parte do pressuposto básico de que todas as pessoas interagem e dependem umas das outras.

Mas nem sempre é fácil colocar-se no lugar do outro. Chegar perto de alguém que é diferente, de alguém que está gravemente doente ou com sérios problemas. Nossa tendência natural é evitar as dificuldades e sofrimentos de todo tipo. Talvez esta seja uma das razões que, frequentemente, trazem o sentimento de solidão ao que sofre, ao que é diferente, ao que tem problemas.

Por outro lado, diz o ditado que ‘a dor ensina a gemer’. Ou seja, o sofrimento nos leva a quem pode e quer ajudar. Por

esta razão, os desesperados costumam chegar perto de Jesus. E, de fato, o sofrimento, a doença, a mesmice, a crise, a dependência escravizante, a sensação de culpa, a ameaça de morte, dão firmeza às pernas e nos fazem caminhar na direção de Jesus.

É o caso do leproso que chegou perto de Jesus (mesmo sendo proibido), ajoelhou-se e pediu para ser curado (Mc 1.40). É também o caso dos quatro homens que subiram no telhado para colocar o amigo paralítico bem perto de Jesus (Lc 5.19).

Contudo, a grande e confortadora beleza da mensagem bíblica está em mostrar que é Jesus quem chega perto do sofredor e lhe traz salvação! Quando a sogra de Pedro

estava doente e com febre alta, Jesus foi à casa dela, ‘parou ao lado da cama’ e a curou (Lc 4.39). O mesmo ocorreu com o filho da viúva de Naim, Jesus ‘chegou mais perto e tocou o caixão... e o menino voltou a viver’ (Lc 7.14).

Jesus chega perto, ao nosso encontro, por causa da sua empatia e amor pelo ser humano. Jesus se aproxima, se coloca em nosso lugar, para ser nosso único e total Salvador. Razão pela qual o salmista nos lembra que Deus “fica perto dos que estão desanimados e salva os que perderam a esperança” (Sl 34.18). E, na verdade, Ele “está perto de todos os que pedem a sua ajuda, dos que pedem com sinceridade” (Sl 145.18).

30 REVISTA MULTIESCOLAS
Jesus é empático. Jesus está sempre perto. Para nossa salvação e alegria!
Pastor Heitor Alberto Stahnke Capelão do Colégio Ulbra Palmas e da Ulbra Palmas
Confessionalidade
Issuu converts static files into: digital portfolios, online yearbooks, online catalogs, digital photo albums and more. Sign up and create your flipbook.