Page 1

Sinttel-Rio

boletim

do

www.sinttelrio.org.br

DIA

15

MES

JUN

ANO

ATENTO BRASIL

2018

Fenattel

PARALISAÇÕES RELÂMPAGO JÁ! Se não tiver pressão a Atento não vai ceder. Por isso: = se você não aguenta mais ganhar menos que o salário mínimo, defasado desde janeiro, quando entrou em vigor o novo salário; = está indignado porque não vai receber a PLR-2017; = então, não tem mágica, temos que lutar com todas as nossas forças para conquistarmos o que merecemos. O Sinttel-Rio, nosso Sindicato, estará ao nosso lado; Mas não basta um ou outro aderir às paralisações, atos ou manifestações e, até a greve se esse recurso for necessário. Todos devem participar (operadores, supervisores, coordenadores gestores, administração, TI, portaria, manutenção, limpeza etc); Só vamos à greve se as empresas insistirem, como têm feito, em não respeitar a lei que determina a correção da defasagem do salário mínimo e a garantir a negociação salarial na data base, 1º de julho; As negociações salariais deste ano acontecerão num momento absolutamente adverso aos trabalhadores. O governo golpista de Temer é totalmente favorável ao empresariado e contra os trabalhadores. A reforma trabalhista, aprovada a toque de cai-

xa e a peso de ouro pela maioria do congresso, tirou inúmeros direitos da classe trabalhadora, todos para beneficiar o patrão. A Atento e demais empresas de teleatendimento estão se aproveitando disso para, por exemplo, não respeitar a lei que assegura que nenhum trabalhador ganhe menos que o salário mínimo e para não pagar a PLR. NÃO TEMA AS REPRESÁLIAS

A greve, as paralisações e diversos outras formas de protesto são direitos legítimos e constitucionais

de todos os trabalhadores brasileiros (veja matéria sobre direito de greve). Os patrões sabem disso e ameaçam os empregados com punições e outras represálias para impedir que estes se mobilizem e pararem. Isso é prejuízo para os patrões, só diante da ameaça de perder dinheiro é que eles cedem. Vamos nos mobilizar e organizar as paralisações. Quem tiver sugestões, denúncias ou reclamações entre em contato com: ricardopereira@sinttelrio.org.br alandias@sinttelrio.org.br cesarfernandes@sinttelrio.org.br

Nossa para Pauta de Reivindicações Confira aqui a nossa Pauta de Reivindicações para a data base 1º de julho.

=Pagamento do Piso Regional do estado para a categoria, no valor de R$ 1.325,00; =Reajuste pelo INPC integral mais 5% de ganho real para os trabalhadores que já ganham acima do piso; =Tíquete Refeição no valor facial de R$ 25,00 ao dia e sem qualquer custo para os trabalhadores; =Creche para os filhos de empregadas e empregados, na faixa etária de zero a 7 anos; =Planto de Saúde e Odontológico para todos os empregados totalmente custeado pelas empresas; =Redução da Jornada de Trabalho de 220 horas para 200 horas mensais; =Garantia de duas folgas mensais coincidindo com o domingo; =PLR de um salário nominal para todos os empregados.

Constituição garante direito de greve A Constituição Federal, em seu artigo 9º e a Lei nº 7.783/89 asseguram o direito de greve a todo trabalhador, competindo-lhe a oportunidade de exercê-lo sobre os interesses que devam por meio dele defender. Considera-se legítimo o exercício

de greve, com a suspensão coletiva temporária e pacífica, total ou parcial, de prestação de serviços, quando o empregador ou a entidade patronal, correspondentes tiverem sido previamente avisados 72 horas, nas atividades essenciais e 48 horas nas demais.

Direitos dos grevistas: o emprego de meios pacíficos tendentes a persuadir ou aliciar os trabalhadores a aderirem a greve; e a arrecadação de fundos e a livre divulgação do movimento. Fonte: Guia Trabalhista

Se filie ao Sinttel-Rio, o Sindicato estará ao seu lado na luta e na defesa permanente dos seus direitos, inclusive, com assessoria jurídica

Boletim Atento: 14/06/2018  

Paralisações relâmpago já!

Boletim Atento: 14/06/2018  

Paralisações relâmpago já!

Advertisement