Page 1

II SÉRIE N.º 03

BT3-KAPA TRAVEL:BK-KAPA COOKING 31 5/31/11 1:55 PM Page 1

t

MENSAL €3.95 PORTUGAL - CONTINENTE

VIVER CADA MOMENTO INTENSAMENTE

03

II SÉRIE - MAIO 2011 WWW.BLUE.COM.PT

TRILHOS PEDESTRES ★ PELAS NOSSAS SERRAS E PARQUES NATURAIS, DE NORTE A SUL DO PAÍS

T

QUE VALORES DEFENDE? Os nossos protegem as próximas gerações...

Venha connosco! [ Veja pág. 04 ]

ATITUDE ECO PARA UMAS FÉRIAS CONSCIENTES, mais perto das pessoas N.º 03 SÉRIE II

VIVER A NATUREZA NOS AÇORES UM BRASIL MAIS GENUÍNO 12 POUSADAS SUSTENTÁVEIS

SÃO PAULO As melhores dicas da cidade pela mão da nossa insider


PUB (230x275):Layout 1 5/26/11 2:24 PM Page 1

Medalhas de Ouro: International Wine Challenge 2008 Decanter World Wine Awards 2009 Vinalies Internationales 2009 e 2010 Challenge International du Vin 2011

Porto Ferreira Tawnies Velhos

UM DIA QUEREMOS COISAS ÚNICAS

Um dia sentimo-nos preparados para vivências mais exigentes. Em que o paladar nos pede gostos mais apurados, maior elegância e complexidade de aromas. Dias em que queremos apreciar o melhor, só o melhor, como o carácter de excepção dos Vinhos do Porto Ferreira Tawnies Velhos.

Seja responsável. Beba com moderação.


blue LINK (pub):Layout 1 6/3/11 11:44 AM Page 1

qlink

www.sograpevinhos.eu


MK2011-VALORES BLUE.qxd:BT- ISTOÉBLUE-00.qxd 2/24/11 11:19 AM Page 4

M I SS ÃO B LU E | O S N O SS O S VA LO R E S

PORQUÊ MUDAR?… Revendo-se na mudança que desponta no mundo, a Blue será mais solidária com os valores inerentes às “boas práticas”. Solidariedade, Sustentabilidade e Consciência, são algumas das palavras de ordem. Mantendo a qualidade que o mercado sempre lhe reconheceu, responderá através da sensibilização e da criação de soluções ajustadas à realidade, quer para o universo dos seus leitores, quer para as marcas que estiverem a seu lado. Juntos percorreremos esse caminho.

CONSUMO INTELIGENTE O novo paradigma do mercado assim o exige.

PRÁTICAS CONSCIENTES Por uma sociedade mais verdadeira.

SUSTENTABILIDADE Para um Mundo à escala humana.

SOLIDARIEDADE Porque não estamos sozinhos.

MÉRITO Premiar e promover quem merece.

DEFESA DO PLANETA Um bom testemunho para as próximas gerações. Os nossos filhos merecem e aí seremos intransigentes!


MK2011-VALORES BLUE.qxd:BT- ISTOÉBLUE-00.qxd 2/24/11 11:19 AM Page 5

…POR UMA VIDA NOVA!

II SÉRIE

II SÉRIE

II SÉRIE

MENSAL

BIMESTRAL

BIMESTRAL

New! UMA NOVA MARCA, UMA NOVA REVISTA

[ BY BLUE ]

Mais do que querer muito, do que ser grande ou mesmo enorme, é ser IMENSO. É ter vontade de mudar, de fazer, de ser, de estar, de marcar cada momento do dia-a-dia, criando à nossa volta um movimento de boas atitudes, boas práticas e maior consciência, uma corrente com uma aura positiva, generosa, universalista e aglutinadora que chegue a muitos, a todos!

Mensal IMENSO é tudo o que já se faz e tudo o que falta fazer!


BT03-SUMÁRIO.qxd:BT- ISTOÉBLUE-00.qxd 5/31/11 1:33 PM Page 6

F O T O Ricardo Polónio

SÉRIE II

BLUE TRAVEL N.º 03 www.blue.com.pt pág. 09 | ISTO É BLUE pág. 20 | BLUE SPOTS pág. 22 | ISTO É GREEN

MAI S P ERTO pág. 24 | AÇORES pág. 44 | ESPECIAL AÇORES pág. 48 | TRILHOS PEDESTRES pág. 52 | 24 HORAS EM TOMAR

MAIS LONGE pág. 56 | LENÇÓIS MARANHENSES TERMAS DA FERRARIA - AÇORES

pág. 62 | CAMINHO DOS DIAMANTES pág. 72 | ESPECIAL BRASIL ECO pág. 76 | 48 HORAS EM SÃO PAULO pág. 84 | SÃO PAULO – ROTEIRO DE INSIDER

6

B L U E

T R A V E L


blue LINK (pub):Layout 1 6/3/11 11:54 AM Page 1

qlink

www.tmn.pt


PUB (230x275):Layout 1 5/31/11 11:11 AM Page 1


BT-ISTO É BLUE (03).qxd:BT- ISTOÉBLUE-01.qxd 5/31/11 11:15 AM Page 9

M É R I T O

*

ISTO É BLUE!

E X P E R I Ê N C I A S

G R E E N

N O V I D A D E S

C O Z I N H A

S A U D Á V E L

>

Mérito! PROJECTO DE INTEGRAÇÃO SOCIAL Poder proporcionar aos jovens da APPACDM melhores condições sociais e económicas é uma das missões deste projecto, totalmente pioneiro no nosso país.

COIMBRA | CASA DO CHÁ

T E X T O Patrícia Cabral

UM CHÁ SOLIDÁRIO... Existem projectos que valem por si e dignificam as pessoas que nele trabalham. A Casa do Chá, no Jardim da Sereia, em Coimbra, que resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal de Coimbra e a Associação de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental, é um desses exemplos. Neste espaço somos servidos pelos utentes da APPACDM, que também fazem os bolos e outros produtos aqui vendidos. Todos os lucros obtidos revertem integralmente a favor desta instituição de solidariedade. Por isso, da próxima vez que aqui passar dê o seu contributo e ajude quem retribui sempre com um grande sorriso... Jardim da Sereia, Tel.: 969.788.616 - Horário: de segunda a sábado das 11h às 19h. Encerra ao Domingo

* Os empreendedores que se destacam pela inovação, diferença, ambição e valores que coincidem com os nossos são os protagonistas das revistas blue. Se conhece algum projecto que mereça ser partilhado nestas páginas, ajude-nos a premiá-lo, divulgando-o. B L U E

T R A V E L

9


BT-ISTO É BLUE (03).qxd:BT- ISTOÉBLUE-01.qxd 5/31/11 11:15 AM Page 10

EXPERIÊNCIAS NA NATUREZA... Plantar uma árvore, cultivar o seu pedaço de terra, apanhar ervas aromáticas e legumes frescos são algumas das propostas das Areias do Seixo para o seu Verão.

Da terra ao prato Até 31 de Agosto, reserve uma manhã para aprender mais sobre agricultura. Os agricultores ensinam-lhe alguns conceitos básicos e técnicas de colheita. Depois de apanhar os legumes e ervas aromáticas, escolhidas por si, irá preparar o almoço com a preciosa ajuda do chef. No final, a refeição será servida no restaurante Lugar da Horta, no hotel.

Da terra ao chá

SANTA CRUZ

| AREIAS DO SEIXO

HOTEL COM ESPÍRITO GREEN Um ano depois da reportagem da blue nas Areias do Seixo, na Póvoa de Penafirme, trazemos-lhes as novidades para uma experiência ecológica única. Em harmonia com o ambiente, este hotel, aposta na sustentabilidade, numa alimentação saudável e no desenvolvimento da comunidade local através de uma série de iniciativas ligadas à agricultura, mar e natureza. Nomeado para o melhor boutique hotel da Europa pela World Travel Awards, convida os hóspedes a fazer parte de um futuro mais verde. Aproveite as férias para se inscrever num dos programas disponíveis...

Até 31 de Agosto, gratuito para hóspedes, saiba mais sobre as propriedades do chá. A actividade inicia-se com a colheita do chá na estufa e uma explicação sobre cada um dos chás. Depois, os hóspedes são convidados para uma degustação no restaurante, onde não vão faltar os bolos acabados de sair do forno.

APRENDA A SER ECOLÓGICO Feel Green Até 31 de Agosto, preço incluído na sua estada, participe num workshop de sustentabilidade dos recursos energéticos. Conduzido por um especialista na matéria, irá também ter a oportunidade de plantar uma árvore.

Circuito de compostagem

PROGRAMAS LIGADOS À ÁGUA

SEGREDOS DA AGRICULTURA

Com as mãos no mar

Na horta connosco

Até 31 de Agosto, descubra o prazer da pesca ou dedique-se à apanha do mexilhão. Ambas as actividades, que decorrem numa praia virgem, são conduzidas por um especialista e incluem todo o material necessário. No final é servido um almoço à base de marisco e peixe fresco.

Até 31 de Agosto, cultive o seu pedaço de terra com aquilo que mais gostar. O processo, que dura o tempo da sua estada, será orientada por um agricultor e, no final, terá o destino que quiser.

Até 31 de Agosto participe nesta actividade de extrema importância, onde se aprende a reutilizar os resíduos orgânicos produzidos durante a sua estada no hotel.

Ecolock Este mecanismo, que permite consultar em tempo real todos os recursos recuperados e despendidos pelo hotel, pode ser consultado na página www.areiasdoseixo.com


BT-ISTO É BLUE (03).qxd:BT- ISTOÉBLUE-01.qxd 5/31/11 11:15 AM Page 11

AREIAS DO SEIXO Tel.: 261.936.340 Duplo a partir de €250 www.areiasdoseixo.com Descubra os prazeres do campo, da agricultura biológica e da cozinha saudável.


BT-ISTO É BLUE (03).qxd:BT- ISTOÉBLUE-01.qxd 5/31/11 11:15 AM Page 12

RESTAURANTE TERREIRO DO PAÇO Praça do Comércio Tel.: 210.312.850 Horário: almoço de segunda a sábado das 12h30 às 15h30 e jantar das 20h às 23h30 www.lagrimashotels.com Toalhas com o galo de Barcelos misturadas com peças de design da Vandoma criam um cenário surpreendente num dos restaurantes mais in da capital. Os empregados usam fardas desenhadas por Nuno Gama, inspiradas na iconografia tradicional portuguesa. A ementa foi desenvolvida pela equipa de chefs do grupo Lágrimas, da qual se destacam os clássicos de outros restaurantes da marca. Entre as novidades, não deixe de provar o Risotto balsâmico em cogumelos e foie, e as Pissaladiéres, umas deliciosas tartes de massa folhada, típicas do sul de França. Ao almoço tem um buffet que custa €11 por pessoa e inclui salada, sopa, prato de carne, peixe e sobremesa.

A NOVA ALMA DO TERREIRO DO PAÇO Com a abertura do Páteo da Galé, palco de alguns dos mais importantes eventos ligados à moda e gastronomia, o Terreiro do Paço ganhou uma nova dinâmica. Restaurantes com esplanada, uma geladaria e uma loja de turismo à altura da nossa cidade animam esta importante zona histórica. Reserve um destes finais de tarde para redescobrir o coração da baixa pombalina e beber um copo com vista para Tejo...

12

B L U E

T R A V E L

T E X T O S Patrícia Cabral

LISBOA | PÁTEO DA GALÉ


BT-ISTO É BLUE (03).qxd:BT- ISTOÉBLUE-01.qxd 5/31/11 11:15 AM Page 13

ISTO É BLUE

GELADARIA PAÇO D'ÁGUA Patéo da Galé – Terreiro do Paço Tel.: 91917.8801 Horário: todos os dias das 10h às 20h Luz Tomé, uma das proprietárias da Casa da Moura Encantada, (ver blue Travel n.º 83 ), e Patrícia Camacho são as proprietárias da geladaria Paço d'Água, que serve gelados da marca Nosolo Itália. Feitos artesanalmente e produzidos numa fábrica no Algarve, os ingredientes principais são o leite, natas, fruta fresca e ovos. Prove a Taça Moura Encantada com mel biológico, inspirada nos sabores deste turismo rural junto à barragem de Santa Clara, o de amêndoa e figo, Nutella, entre muitos outros. Na esplanada com vista para o Tejo ou na sala interior, delicie-se com tanta frescura...

LOUNGE CAFÉ E RESTAURANTE AURA Praço do Comércio Tel.: 213.469.447 Horário: todos os dias das 7h30 às 24h http://auraloungecafe.com Já fazia falta um espaço assim em Lisboa! No Aura podem fazer-se refeições ligeiras, almoços rápidos ou jantares tardios. A fazer lembrar outros espaços em cidades como Paris ou Londres, aqui pode beber um cocktail ou petiscar um snack a qualquer hora do dia. A cozinha tradicional portuguesa serviu de inspiração ao chef Duarte Matias para criar pratos com um toque contemporâneo. Sente-se na esplanada e respire a nova essência do Terreiro do Paço...

LISBON SHOP

T E X T O S Patrícia Cabral

Rua do Arsenal, 15 Tel.: 210.312.820 Horário: todos os dias das 9h30 às 19h30 Os galos de Barcelos, a loiça da vista alegre, azulejos e tantas outras coisas representativas do nosso Portugal brilham agora ainda mais na Lisbon Shop. Este espaço, com uma arquitectura moderna, totalmente dedicado a divulgar aquilo que é nosso, tem desde peças de design, livros, artesanato contemporâneo e joalharia. Pode também encontrar aqui artigos de outros sítios, como do Oceanário de Lisboa, da Loja dos Museus e do Jardim Zoológico. Inspire-se e compre uma prenda para alguém ou simplesmente traga um pedacinho de Lisboa para dentro de casa...

B L U E

T R A V E L

13


BT-ISTO É BLUE (03).qxd:BT- ISTOÉBLUE-01.qxd 5/31/11 11:16 AM Page 14

ISTO É BLUE

LONGEVITY WELLNESS RESORT

NORTE A SUL | SPA CUISINE

MENUS SAUDÁVEIS PARA O VERÃO Para começar a época balnear em boa forma sugerimos-lhe três spots de bem-estar no norte, centro e sul do país. Desde o recente Spa by Caudalie no hotel The Yeatman, no Porto, às novidades do Spa Cuisine do Altis Belém ou do Longevity Wellness Resort, em Monchique, reserve um tempo para cuidar do corpo e da mente. LISBOA | ALTIS BELÉM HOTEL & SPA

VILA NOVA DE GAIA | THE YEATMAN

Tel.: 210.400.220 www.altisbelemhotel.com

Tel.: 220.133.100 www.the-yeatman-hotel.com

A FORÇA DO OXIGÉNIO

MERGULHAR NOS PRAZERES DE BACO...

O Bspa by Karin Herzog, no hotel Altis Belém, é o primeiro da marca suíça em Portugal. Conhecida pelas suas avançadas terapias à base de oxigénio, aliadas às tradições orientais milenares, oferece uma série de rituais de massagem para casais, só para eles ou só para elas. Experimente 02 Relax Karin Herzog, para elas, que consiste num tratamento facial anti-rugas que combina oxigénio, vitamina A, água e glucose. O resultado é um lifting natural que nos deixa com aquele look mais jovem e fresco. Como complemento de todas estas experiências, o menu Detox, concebido pelo chef Cordeiro, é essencial para manter uma dieta equilibrada e com baixas calorias, desde o pequeno-almoço light, aos snacks da manhã ou sumos naturais.

Já inaugurou o Vinothérapie Spa by Caudalie no hotel The Yeatman, em Vila Nova de Gaia. Este oásis de tranquilidade tem dez salas de tratamento, onde pode usufruir dos produtos desta conceituada marca. Feitos à base de ingredientes extraídos da vinha, têm propriedades anti-oxidantes e rejuvenescedoras. Desde banhos de imersão em barris, massagens relaxantes, entre muitas outras terapias de corpo e rosto, tem muito por onde escolher. O spa tem também um menu especialmente preparado para o seu bem-estar à base de produtos frescos da estação.

Fusili integral com pesto, mozzarella e tomate cherry Salmão grelhado com quinoa, ervilhas e compota de tomate • Carpaccio de kiwi e abacaxi • •

Tel.: 282.240.100 www.longevitywellnessresort.com

REFEIÇÕES COM BAIXAS CALORIAS Reserve uns dias para um tratamento de bem-estar no Longevity Wellness Resort, em Monchique. Uma óptima altura para experimentar a carta de Primavera-Verão do Longevity Cuisine by Olivier: desde as entradas, sopas, saladas, pratos de carne, peixe e sobremesa tudo foi pensado por uma equipa de nutricionistas. Alimentos biológicos da estação, uma grande variedade de legumes, frutas, frutos secos, não utilização de adoçantes artificiais, uso de azeite na confecção dos pratos, entre outras medidas fazem parte da política alimentar deste spa.

A provar do spa menu Creme frio de cenoura e laranja com gengibre e camarão Tortilha mexicana com crème fraiche, limão e cebolinho, legumes braseados e folhas do campo temperadas com azeite e limão • Peito de frango do campo com citrinos e camarão, cozidos ao vapor e acompanhados de talharim de legumes • Tarte integral de pêra rocha com baunilha •

A provar do spa menu

Creme de cenoura asiático servido com coentros frescos e sesámo preto • Filete de raia e camarão tigre servidos com couscous de ervas e pak choy salteado • Laranjas de Silves marinadas com baunilha e azeite orgânico, servido com crumble de cacau e sobert de queijo fresco

T E X T O S Patrícia Cabral

A provar do spa menu

MONCHIQUE | LONGEVITY WELLNESS RESORT


blue LINK (pub):Layout 1 6/3/11 11:58 AM Page 1

qlink

www.anselmo1910.com


BT-ISTO É BLUE (03).qxd:BT- ISTOÉBLUE-01.qxd 5/31/11 11:17 AM Page 16

ISTO É BLUE

PARIS | HI MATIC 71, Rue de Charonne , Tel.: +33.1.4367.5656 www.hi-matic.net

MONDRIAN SOHO

NOVA IORQUE E PARIS

|

DESIGN

FANTASIAS URBANAS Um é fantasioso e sonhador, o outro, depurado e branché. Duas formas de viver o melhor de duas cidades onde tudo acontece a toda a hora, em espaços que reinventam o conceito de hotel. NOVA IORQUE | MONDRIAN SOHO 9 Crosby Street, Tel.: +1.212.389.1000 www.morganshotelgroup.com É a mais recente abertura do Morgans Hotel Group, o grupo hoteleiro por detrás de hotéis como o Morgans, em Nova Iorque, o Delano e o The Shore Club, ambos em Miami Beach, ou o Saint Martin’s Lane, em Londres, conhecido por ter inventado o termo “boutique hotel”. Em pleno SoHo, a dois passos de Greenwich Village, Nolita, Tribeca e Chinatown, o novo Mondrian SoHo abriu portas em Março e promete não desiludir os fãs da marca. Os interiores,

16

B L U E

T R A V E L

a cargo de Benjamin Noriega-Ortiz, transportam-nos para o mundo fantástico do filme “A Bella e a Besta”, de Jean Cocteau, criando espaços que despertam a imaginação. Os quartos têm janelas de alto a baixo para oferecer vistas rasgadas de Manhattan, e o muito esperado restaurante Imperial No. Nine serve pratos segundo o conceito de cozinha do mar sustentável pela mão do chef Sam Talbot. Duplo a partir de €260.

Económico, ecológico e automático, são as três máximas do novo hotel Hi Matic, em Paris, inaugurado em Abril perto da Bastilha, em pleno 11ème Arrondissement. O projecto do grupo Hi Life, por trás do Hi hotel, em Nice, traz-nos mais uma criação original da designer Matali Crasset, assumindo-se como um lodge eco-urbano. Os 42 quartos, distribuídos por cinco pisos, são cabines pensadas para lhe proporcionar uma estada confortável como o mínimo indispensável, num ambiente lúdico e descomprometido. A cama transforma-se num sofá durante o dia, e numa estrutura integrada encontra tudo o que precisa, incluindo uma extensão que é uma escrivaninha. A ideia é viver o hotel como se estivesse num apartamento, de forma totalmente independente, reservando pela Internet e servindo-se do pequeno-almoço biológico num dispensador para ir comer onde quiser. Aproveite a óptima localização, num bairro onde pululam restaurantes de jovens chefs, lojas de produtos orgânicos, concept stores, e livrarias especializadas. Duplo a partir de €144.

HI MATIC


BT-ISTO É BLUE (03).qxd:BT- ISTOÉBLUE-01.qxd 5/31/11 11:18 AM Page 17

MONDRIAN SOHO

HI MATIC

HI MATIC

MONDRIAN SOHO B L U E

T R A V E L

17


BT-ISTO É BLUE (03).qxd:BT- ISTOÉBLUE-01.qxd 5/31/11 11:20 AM Page 18

ISTO É BLUE

PROGRAMAS PARA TODA A FAMÍLIA O calor está aí e muitos são os programas culturais, musicais e artísticos para passar bons momentos com a família, os amigos ou a dois. Desde o Festival OutJazz às exposições ou feiras de antiguidades, viva o melhor dos dias e noites alfacinhas. Sempre com muito espírito...

JARDIM BOTÂNICO

MUSEU NACIONAL DE HISTÓRIA NATURAL

NO JARDIM DO PRÍNCIPE REAL

Até Setembro, todos os domingos de cada mês, o jazz deixa fluir os seus ritmos em diferentes jardins da capital. Das 17h até ao cair da noite, grupos de jazz e DJs vão animar os seus serões... Junho: Jardim do Campo Grande Julho: Parque Eduardo VIII – Relvado Central Agosto: Jardim da Torre de Belém Setembro: Tapada das Necessidades Saiba mais em www.ncs.pt

Feira de antiguidades todos os sábados de manhã das 8h às 13h • Feira de agricultura biológica aos sábados das 9h às 15h

NO JARDIM BOTÂNICO Rua Escola Politécnica, 58 Tel.: 213.921.800, www.jb.ul.pt Horário: De segunda a sexta das 9h às 20h

Descobrir segredos das aves nas cidades Sábado, das 10h às 12h, pais e filhos, a partir dos 6 anos, são convidados a fazer uma visita guiada para observação e identificação das aves que habitam este jardim. Custa €5 por pessoa.

18

B L U E

T R A V E L

NO MUSEU NACIONAL DE HISTÓRIA NATURAL Rua da Escola Politécnica, 58 Tel.: 213.940.281 www.mnhn.ul.pt Horário: de terça a sexta das 10h às 17h Aos fins-de-semana das 11h às 18h Encerra à segunda-feira

A aventura da terra – um planeta em evolução Nos últimos domingos de cada mês, entre as 16h e as 18h, não perca esta emocionante viagem conduzido por Charles Darwin, na pele de um actor, que nos conta a história do planeta.

NO MUSEU DA CIÊNCIA DA UNIVERSIDADE DE LISBOA Rua da Escola Politécnica, 56 Tel.: 213.921.808 www.mc.ul.pt Horário: de terça a sábado das 10h às 17h Fins-de-semana das 11h às 18h Encerra segundas e feriados

Exposição permanente de física Mais de 60 módulos participativos dedicados à mecânica, electricidade, magnetismo, óptica, entre outros. Traga os seus filhos e venham todos aprender mais sobre as forças do universo!

T E X T O S Patrícia cabral

FESTIVAL OUTJAZZ


BT-PROPOSTA MES (03).qxd:BT- ISTOÉBLUE-01.qxd 5/31/11 11:25 AM Page 19

PROPOSTAS MÊS

POR MENOS DE €100

ISTO É BLUE

Aproveite os trilhos pedestres da Serra de Béjar ficando alojado na Casa de la Sal, na aldeia histórica do Candelario – uma das mais bem preservadas de Espanha. Por cá, rume até São Pedro do Sul para uns dias na Quinta dos 4 Lagares, onde natureza e bem-estar andam sempre de mãos dadas. CANDELARIO | SALAMANCA CASA DE LA SAL Tel.: +34.923.413.051 www.casadelasal.com Aos pés da serra de Béjar encontra o Candelario, uma das mais bonitas e melhores preservadas aldeias da região de Salamanca. Percorra as suas ruas inclinadas, atravessadas por canais de água e ladeadas de casinhas típicas em pedra e madeira. Foi precisamente este lugar, declarado conjunto histórico artístico em 1975, que levou o decorador basco Josetxo Lamy a adquirir esta antiga fábrica de embutidos e a transformá-la numa pousada de charme, preservando a sua traça e materiais originais. A Casa de La Sal, cuja entrada se faz através de um pátio exterior, transporta-nos para um ambiente minimalista, idealizado pelo proprietário. Com 10 quartos, dois dos quais suites, destacam-se os quadros das cabeceiras das camas assinados por Lamy, que tem um estúdio de pintura e decoração no terraço. A pedido dos hóspedes são servidos jantares, onde pode provar a gastronomia típica da zona. Antes do mesmo explore os bares de tapas, onde pode degustar o famoso presunto Ibérico, queijos regionais, entre outros sabores. duplo a partir de

€78

SÃO PEDRO DO SUL QUINTA DOS 4 LAGARES

T E X T O S Patrícia cabral

Tel.: 232.724.540 www.quinta4lagares.com Na aldeia do Freixo, no Vale do Vouga, fica esta quinta virada para a natureza e bem-estar. Os donos decidiram trocar a vida na cidade pelo campo, tendo adquirido esta propriedade que descobriram há dez anos num anúncio de jornal. A casa tem um edifício senhorial, com uma decoração mais clássica. No exterior fica a piscina, o jardim e uma horta. As refeições são servidas na sala de jantar ou, se preferir, no jardim de Inverno, com vista para a serra. Passeios de bicicleta, caminhadas pedestres, safaris todo-o-terreno, entre outras actividades, são algumas das sugestões de experiências ao ar livre a fazer.

duplo a partir de

€60 B L U E

T R A V E L

19


MK2011-BLUESPOTS.qxd:BT- ISTOÉBLUE-00.qxd 2/24/11 11:12 AM Page 18

Q BLUE SPOTS

PARTILHE CONNOSCO! Descobriu o barzinho mais simpático de Madrid? Provou o melhor prato regional num restaurante perdido na serra? Conhece o melhor sítio para gozar um fim-de-tarde à beira-mar? E para comprar produtos genuínos, cujos proveitos revertem a favor de alguma causa? Ficou num hotel óptimo, onde se sentiu como em casa de amigos? Então partilhe connosco e ajude-nos a divulgar os segredos mais bem guardados, e a viver momentos blue em cada saída de fim-de-semana, em cada passeio, em cada dia. Em Portugal ou lá fora, escreva-nos e mande-nos as suas dicas, com uma (ou mais) fotografia a acompanhar, que serão publicadas nestas páginas da sua blue Travel. BLUE SPOTS Revista blue Travel; Rua Vera Lagoa, N.º 12; 1649-012 Lisboa; Tel.: 21.720.3341 Mail: rosariobluetravel@gmail.com


MK2011-BLUESPOTS.qxd:BT- ISTOÉBLUE-00.qxd 2/24/11 11:12 AM Page 19


BT-ISTO É BLUE (03).qxd:BT- ISTOÉBLUE-01.qxd 5/31/11 11:20 AM Page 22

ISTO ISTO ÉÉ GREEN BLUE

DICAS PARA SER SOLIDÁRIO

UM MUNDO MAIS UNIDO A solidariedade social não tem fronteiras. Muitas são as causas que podemos abraçar para dar o nosso contributo e tornar o planeta num lugar melhor para viver. Desde uma viagem de voluntariado no coração da América Central, com a chancela da Nomad, ao contributo da Petit Patapon às vítimas do Japão, conheça os projectos que movem o mundo. PETIT PATAPON AJUDA O JAPÃO www.petitpatapon.com

NOMAD

VILA GALÉ CERRO ALAGOA

VIAGENS COM SENTIDO

GANHA CERTIFICAÇÃO

http://tinyurl.com/nomad-amcentral

www.vilagale.pt

Se ainda não tem destino para as suas próximas férias inscreva-se na viagem de voluntariado «Descoberta da América Central», organizada pela Nomad entre 4 e 21 de Agosto, e contribua com €70 para a Escuela de la Colle, na Guatemala. Para além de ser uma experiência única, vai poder empregar o seu esforço a ajudar quem mais precisa. Desde doação de material escolar, à montagem de computadores nas salas, a sua mão de obra vai ser bastante útil para a educação das crianças. Durante a sua estadia vai poder envolver-se no quotidiano da comunidade local, conhecer outras realidades e apreciar a cultura e tradições. O percurso, que engloba 18 dias, passa ainda por zonas rurais de El Salvador e Nicarágua.

O hotel Vila Galé Cerro Alagoa, em Albufeira, conquistou a certificação Responsible Hotel Club. Trata-se da primeira unidade hoteleira em Portugal a receber esta distinção da SGS (Société Générale de Surveillance S.A), que premeia áreas como protecção do ambiente, segurança alimentar, qualidade de serviço e gestão de recursos. Este hotel conseguiu uma pontuação bastante elevada destacando-se especialmente na valorização dos recursos humanos tão importantes para o reconhecimento deste tipo de cadeias turísticas.

22

B L U E

T R A V E L

T E X T O S Patrícia Cabral

A catástofre natural que se abateu sobre o Japão voltou a unir o mundo e a despertar nos homens a vontade de abraçar esta causa. À semelhança de outras marcas, a Petit Patapon respondeu ao apelo da Embaixada de Portugal em Tóquio e entregou 1.500 peças de roupa nova. Posteriormente serão distribuídas pelas crianças que se encontram realojadas na cidade de Aizu-Wakamatsu, oriundas das localidades do perímetro de exclusão em torno da central nuclear de Fukushima. «Sentimos que é um privilégio poder ajudar de forma tão natural e genuína. Esperamos que sejam surpreendidos por algo de bom: a beleza das suas crianças nas nossas roupas», disse François Gros, Presidente da Petit Patapon.


BTII-SK-MAIS PERTO.qxd:BT- ISTOÉBLUE-78.qxd 5/31/11 12:00 PM Page 23

>

MAIS PERTO 24 HORAS EM T O M A R

P E R C U R S O S

N A

N A T U R E Z A

FOTO RICARDO POLÓNIO

A Ç O R E S

DA HORTA AO PRATO Os legumes frescos de cada estação e, acabados de apanhar, são ingredientes essenciais para preparar boas refeições orgânicas

SÃO MIGUEL | PICO DO REFÚGIO

T E X T O Patrícia Cabral

PRODUTOS DA TERRA Maria José e Zé são os incansáveis caseiros do Pico do Refúgio, que nos presenteiam com os produtos frescos saboreados durante a estadia. Desde os caixotes com os coloridos legumes distribuídos pelos apartamentos à chegada dos hóspedes, ao queijo fresco em folha de coteira servido ao pequeno-almoço ou a massa de pimento feita em casa, aqui privilegiam-se os sabores autênticos. Os frutos como as amoras silvestres, nêsperas e capuchos, provenientes da propriedade, servem de base aos doces feitos pela caseira. Durante várias horas Maria José dedica-se à preparação das compotas: as frutas são fervidas com açúcar num panelão, mexendo sempre com a colher de pau, até atingir aquele ponto. Depois são colocados em pequenos boiões de vidro e oferecido um no final da estadia. Pode também comprar mais para trazer ou oferecer por €2,80 cada frasco. B L U E

T R A V E L

23


F.S. AÇORES.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 5/31/11 12:26 PM Page 24

A blue ESTEVE LÁ!

[

F I M - D E - S E M A N A

Março de 2011

RESTAURANTE PALADARES DA QUINTA

E M

S Ã O

M I G U E L

]


F.S. AÇORES.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 5/31/11 12:26 PM Page 25

PELOS CAMINHOS DA ILHA VERDE

AÇORES Voámos rumo aos Açores para um programa de bem-estar nas remodeladas Termas da Ferraria, com estadia no Pico do Refúgio, em São Miguel. Entre banhos revigorantes, passeios de jipe por trilhos desconhecidos e aulas de mergulho, explorámos o outro lado da ilha pelas mãos de quem sabe... Aproveite as tarifas promocionais da Sata e programe já as suas férias de Verão, num misto que engloba natureza, uma praia especial, ecologia e sabores autênticos. Por P A T R Í C I A C A B R A L Fotos R I C A R D O P O L Ó N I O


F.S. AÇORES.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 5/31/11 12:26 PM Page 26

Uma ilha de mil andanças Carregado de um passado cheio de estórias, o Pico do Refúgio foi forte de milícias, casa de artistas e até fábrica de chá. Renascido para uma nova vida, ainda guarda as memórias de tempos passados que conferem a este lugar uma aura especial, de onde partimos à descoberta de São Miguel: da sua natureza a bordo de um jipe; das profundezas, em mergulho; do bem-estar, rumo às Termas da Ferraria.

DIA 1 | S EX TA- F E I RA

HERDEIRO DE UM SONHO Luís Bernardo Brito e Abreu é o actual dono do Pico do Refúgio. Parte da propriedade, que se estende por 20 hectares, está inserida numa reserva ecológica regional.

Go!

Assim que chegámos ao aeroporto de Ponta Delgada fomos recebidos por Luís Bernardo Brito e Abreu, proprietário do Pico do Refúgio, o spot onde ficámos hospedados nestes dias em São Miguel. A viagem, que demorou quinze minutos até Rabo de Peixe, na costa norte da ilha, acaba sempre por ser um consolo para a vista com os seus prados verdejantes, que se assemelham a mantas de retalho. Logo que Bernardo parou o jipe, o afável rafeiro não parava de abanar a cauda, acompanhando-nos até aos quartos. A mim coube-me a Casa dos Tabuleiros, sem dúvida o melhor loft da propriedade. Com um pé direito altíssimo, tem uma portada envidraçada com acesso directo à piscina e uma vista fantástica sobre toda a quinta. Edificada no início do século XVII pertence à mesma família desde sempre, tendo sido um forte de milícias, que servia para vigiar a costa de ataques de corsários. Desde o século XIX até meados do século XX funcionou aqui a fábrica de chá Ataíde, tendo sido preservados na sua recuperação alguns desses edifícios originais. Durante a década de 50 e 70, o Pico do Refúgio esteve abandonado até caber em herança à escultora Luísa Constantino, mãe de Bernardo. Por seu falecimento, o benjamim viria a herdar este terreno de 20 hectares, uma dimensão considerável para o tamanho da ilha, tendo iniciado as obras para o projecto de um turismo rural em 2005. Passados três anos abriria as portas aos primeiros visitantes, que até hoje se tornaram habitués deste lugar secreto. Dias de dolce farniente no vaivém da rede, a ler um livro à sombra de uma árvore, a dar longos passeios a pé, ouvir o cantar dos pássaros, são alguns motivos para ter sempre vontade de voltar. E um agradável caminho ladeado por pinheiros mansos leva-nos até à casa principal, a residência de Bernardo quando está na ilha. Do terraço circundante pode observar-se ao longe a Ribeira Grande, os campos que servem de pasto às vacas e o topo do vulcão do fogo, onde na sua caldeira jaz a Lagoa do Fogo – a segunda maior de São Miguel. Nas traseiras do pátio da casa principal existem dois lofts para alugar, ambos com jardim privativo, uma mesa e um grelhador para aqueles churrascos de Verão. À chegada todos os hóspedes são presenteados com um cesto de legumes, proveniente da Quinta dos Sabores, para fazerem uma sopa ou salada. >>>

COMO IR Esteja atento, que a Sata, www.sata.pt, tem voos de Lisboa para Ponta Delgada, ida e volta, a partir de €88,50 por pessoa incluindo taxas, com reservas bastante antecipadas! A melhor forma de se deslocar na ilha é alugar um carro, pode fazê-lo, por exemplo, na Europcar, www.europcar.pt

26

B L U E

T R A V E L

EE 2

PICO DO REFÚGIO – CASAS DE CAMPO

Roda do Pico, 5, Rabo de Peixe, Ribeira Grande; Tel.: 919.960.660; Apartamento para duas pessoas por €114, com pequeno-almoço. Tem cinco lofts, todos T1, com duas camas-extra na sala, e três apartamentos T1. Todos os alojamentos estão equipados com kitchenette, para que possa preparar as suas refeições em casa. No exterior, tem um amplo jardim com piscina, onde decorrem as aulas de iniciação ao mergulho.


F.S. AÇORES.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 5/31/11 12:27 PM Page 27


F.S. AÇORES.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 5/31/11 12:28 PM Page 28

PASSEIO ECOLÓGICO O Pico do Refúgio, em parceria com a Quinta da Terça, organiza passeios a cavalo na propriedade – uma actividade tranquila e amiga do ambiente. Duas horas custam €50 por pessoa. Saiba mais em www.quintadaterca.com

UM LONGO DESFILADEIRO, ladeado por pinheiros mansos, leva-nos até à casa principal do topo da encosta, espera-o UMA VISTA ÚNICA SOBRE TODA A ILHA


F.S. AÇORES.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 5/31/11 12:28 PM Page 29

VIDA AO AR LIVRE Um amplo relvado convida a momentos descontraídos junto à piscina ou a ler aquele livro que adiámos para as férias.

Na despedida, levam na bagagem um dos doces artesanais feitos pela Maria José, a simpática caseira da propriedade. Pode ainda comprar a saborosa Ventresca de atum, proveniente de uma fábrica local.

FIM DE TARDE COM AROMA A VERÃO. Junto à piscina, a mesa de pedra ia sendo ornamentada com as várias entradas trazidas por Catarina Ferreira, a dona do restaurante Rotas, em Ponta Delgada, e que fornece o catering para o Pico do Refúgio. Todos os pratos são vegetarianos, mas para quem não gostar existe sempre a possibilidade de recorrer aos serviços do Taxi Menu (www.taximenu.net) e experimentar ementas de vários restaurantes da ilha. Enquanto petiscávamos o Tomate cereja com queijo feta e manjericão, os Rolinhos de massa filó com queijo chèvre, nozes e mel, o sol descia lentamente sobre o horizonte. De copo de vinho na mão a conversa fluía descontraída, antecipando um serão agradável na companhia de novos amigos. O jantar decorreu na sala de estar comum com mezzanine, revelando o gosto do proprietário pelo design e arte, patente nas imagens do fotógrafo Pedro Duarte Jorge e nos esboços ampliados em vinil, originais de tinta da china, assinados pela escultora Luísa Constantino.

SABORES CASEIROS No Pico do Refúgio, o doce de capucho (na imagem) é feito artesanalmente e, depois, é oferecido um frasco aos hóspedes, no final da estadia.


F.S. AÇORES.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 5/31/11 12:30 PM Page 30

MOMENTOS ZEN Num ambiente de absoluta tranquilidade, Raquel Jorge conduz as aulas de yoga que custam €15 por pessoa, durante uma hora. Para fazer a sua marcação ligue para o telemóvel 919.016.637.


F.S. AÇORES.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 5/31/11 12:31 PM Page 31

AULAS DE MERGULHO O curso de iniciação ao mergulho, que inclui cinco aulas de piscina e quatro de mar, custa €395, com 10% de desconto para os hóspedes do Pico do Refúgio. Chef ? ? ? ? ? ? ? ? ?


F.S. AÇORES.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 5/31/11 12:32 PM Page 32

Ao som de uma boa música lounge degustámos a Tagine de cuscus, o Mil folhas de Seitan, o Risotto de cogumelos, entre outros pratos da cozinha saudável. E acabámos a brindar àquela paz campestre e às belezas naturais de uma ilha com inúmeros cantinhos para explorar, como só São Miguel tem...

DIA 2 | S Á BAD O Deitada na cama a olhar para o tecto imaginei aquele espaço durante a época em que se produzia chá..., e foi a vontade de um chá da Gorreana, cuja única fábrica da Europa fica a vinte minutos do Pico do Refúgio, me fez levantar num ápice. À mesa do pequenoalmoço já estavam as torradas de bolo levedo, a massa sovada, o queijo fresco em folha de conteira, os iogurtes produzidos artesenalmente, as compotas de capucho ou amora silvestre da Maria José, entre outros sabores típicos. Lá fora a neblina teimava em ficar para o nosso safari de jipe agendado para durante a manhã. O percurso de duas horas, feito na sua maioria por estradas de terra batida, tinha como destino o complexo de Termas da Ferraria, próximo da vila dos Mosteiros – no extremo sudoeste da ilha. Paulo Pacheco, da Picos de Aventura – que este ano conquistou o prémio de melhor empresa de turismo activo atribuído pela Publituris – foi o nosso condutor nesta viagem que nos deu a conhecer o lado mais selvagem da ilha. A nossa primeira paragem foi na Ponta do Sintrão, próximo da Ribeira Grande, que tem um miradouro de vigia das baleias, podendo observar estes mamíferos praticamente durante todo o ano. Passámos ainda em Poços de Capelas, na costa norte, com a sua rocha vulcânica a fazer lembrar a tromba de um elefante e, daí rumámos até à Lagoa das Sete Cidades, uma das maravilhas naturais de São Miguel. Apesar do nevoeiro o sol deu o seu arzinho de graça para admirarmos a paisagem até começarmos a descer por uma canada até aos Mosteiros e, dali, às Termas da Ferraria.

SABORES VEGGIE Os Rolinhos de massa filó com chèvre, nozes e mel são uma das especialidades do Rotas. Sabores de um restaurante vegetariano que pode provar no Pico do Refúgio.

LUGAR MÍSTICO. Há quem lhe chame o fim do mundo pelo isolamento que envolve o complexo das Termas da Ferraria, desactivado durante vários anos, e agora recuperado pelo Governo Regional dos Açores. Outros queixam-se do clima inóspito. Mas a verdade é que este lugar encerra um importante património de interesse científico e grande beleza natural. Integrado no monumento Natural Regional do Pico das Camarinhas, tem diversas estruturas de origem vulcânica.


F.S. AÇORES.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 5/31/11 12:32 PM Page 33

Serões ao luar Nas noites mais quentes de Verão os jantares podem ser servidos junto à piscina. Quem fornece as refeições ao Pico do Refúgio é o Rotas – um restaurante vegetariano em Ponta Delgada. Custam €20 por pessoa e são verdadeiros manjares de cozinha de autor...


F.S. AÇORES.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 5/31/11 12:33 PM Page 34


F.S. AÇORES.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 5/31/11 12:34 PM Page 35

CIRCUITO TERMAL NA FERRARIA Por €30 por pessoa tem direito ao circuito de bem-estar Ferraria, que inclui o uso da piscina exterior, interior, jacuzzi, corredor de contraste, sauna e hammam.

UM BANHO NOCTURNO com água a quarenta graus e iluminado com tochas é a proposta DAS TERMAS DA FERRARIA PARA O SEU VERÃO Estas formações tiveram origem numa erupção vulcânica que provocou a queda de lava até ao mar originando uma fajã lávica. Mas quem aqui vem procura sobretudo os benefícios terapêuticos das duas nascentes de águas termais, que pela sua origem vulcânica, aquecem as piscinas naturais da Ferraria e o seu complexo. Os terapeuta Paulo Araújo e Bruno Oliveira, ambos responsáveis pela gestão das termas, foram os nossos anfitriões nesta visita. No interior do spa há um duche vichy e duas salas de tratamento, uma delas para casal, piscina, sauna, corredor de contraste e hammam. Entre as várias massagens e programas disponíveis, criados e desenvolvidos por Paulo Araújo, são escolhidos os mais adequados às necessidades de cada cliente. Eu comecei por uma drenagem linfática, seguida da Azorean Stone Massage, que consiste na aplicação de pedras quentes ao longo da coluna. Ao fim de cinco minutos entrei num sono profundo e só acordei com a voz da terapeuta a chamar-me para o Floating in (e)motion.

O MELHOR BIFE Restaurante da Associação Agrícola de São Miguel Recinto da Feira em Santana – Vila de Rabo de Peixe Tel.: 296.490.001; www.aasm-cua.com.pt Directamente do prato para o prato, aqui come-se um dos melhores bifes da ilha. Da vazia, lombo ou pojadouro tem a certificação de qualidade da carne açoriana.

>>>

TERMAS DA FERRARIA Rua ilha de Sabrina; Tel.: 296.295.669; www.termasferraria.com Horário: de terça a domingo das 10h às 19h; Encerra à segunda Experimente a massagem das pedras quentes, uma sensação única que o vai deixar extremamente relaxado.

B L U E

T R A V E L

35


F.S. AÇORES.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 5/31/11 12:35 PM Page 36

REFEIÇÕES SAUDÁVEIS A seguir aos tratamentos no spa das Termas da Ferraria, pode almoçar no restaurante do complexo que aposta numa cozinha saudável. Peixe, legumes, sumos de fruta são a base do menu. O bar, aberto todo o ano, tem refeições mais leves como saladas e sanduíches. Faça a sua reserva pelo Tel.: 296.295.669

Este ritual, dentro da piscina interior, consiste numa dança conduzida pelo terapeuta em que nos transformamos num autêntico boneco de trapos. A temperatura da água, os movimentos ora lentos ora rodopiantes deixam-nos num estado semi-inconsciente e de sorriso nos lábios até ao final do dia. Não é mau?, pois não?, perguntou-me o Paulo, o guru das termas, após a sessão. Não querendo influenciar os nossos leitores aqui fica a sugestão para uma experiência absolutamente divinal. Já ao cair da noite, de volta para o Pico do Refúgio, ainda houve tempo para uma paragem no restaurante da Associação Agrícola de São Miguel, onde, segundo os entendidos, se come o melhor bife da ilha. Depois dos mimos no spa lá se foi a dieta entre batatas fritas, pimento, ovo estrelado e a suculenta carne dos Açores.

DIA 3 | D OM I N G O Para uma despedida em grande, reservámos para o nosso último dia na ilha as actividades ao ar livre. Logo de madrugada já estávamos a recolher o equipamento de mergulho no centro existente numa das casas junto à piscina. Luís Bernardo, instrutor com certificação da PADI, não esconde a sua paixão por este desporto e foi ele quem nos levou ao Porto das Capelas, um dos seus spots preferidos a 30 minutos do Pico.

DUPLA DA FERRARIA O fisioterapeuta, Paulo Araújo, e Bruno Oliveira, piloto de TT que já participou no Paris Dakar e África Race, dirigem as Termas da Ferraria.

36

B L U E

T R A V E L


F.S. AÇORES.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 5/31/11 12:35 PM Page 37

RITUAIS A FAZER NO SPA DA FERRARIA... Jazz Massage . Ao som de nomes famosos, deixe-se embalar pelas mãos de quem sabe, nos ritmos do jazz. Custa €77 e tem duração de 50 minutos Azorean Stone Massage . Pedras vulcânicas da zona da Ferraria, escolhidas a dedo, são aquecidas e colocadas sobre as suas costas para uma lenta esfoliação com óleos essenciais. Custa €80 e tem duração de 50 minutos Float in (e)motion . Uma surpreendente dança de emoções dentro de água que harmoniza o corpo e a mente. Custa €77 e tem duração de 40 minutos Olaria corporal . Deitado sobre uma esteira, o seu corpo será moldado. Uma terapeuta vai comprimir determinados pontos deixando-o totalmente relaxado. Custa €70 e tem duração 40 minutos


F.S. AÇORES.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 5/31/11 12:35 PM Page 38

PAISAGENS MAGNÍFICAS que nos dão uma outra perspectiva da ilha verde. De jipe ou a pé descubra OS ENCANTOS DA LAGOA DAS SETE CIDADES


F.S. AÇORES.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 5/31/11 12:36 PM Page 39

ACTIVIDADES AO AR LIVRE NA FERRARIA Canoagem, mergulho, pesca, escalada, trekking são alguns dos desportos de aventura que pode fazer na Ferraria. Os programas de uma ou duas horas, organizados em parceria com a Picos de Aventura, www.picosdeaventura.com, são seguidos de uma massagem ou ritual relaxante no spa das Termas da Ferraria.

Aqui, junto às rochas, assistimos à preparação que antecede a descida às profundezas. Irena e Zuzana, ambas da República Checa, a fazerem um Erasmo na ilha, ouviam atentamente as explicações de Bernardo. É ele e um outro professor que, durante a época de Verão, levam os grupos aos melhores lugares para a prática desta modalidade. Depois de uma manhã a vestir fatos e calçar barbatanas regressamos finalmente a casa para um passeio a cavalo pela propriedade. À nossa espera já estava a Nikita, uma irreverente égua que não gosta de acatar ordens, dificultando o trabalho do nosso fotógrafo e da tratadora que teve dificuldade em conseguir dominá-la. Juliana, uma brasileira natural de Santa Catarina, e amiga de Bernardo, calhou-lhe em sorte um cavalo bastante manso que subiu lentamente a encosta, posando junto à árvore para a objectiva. Se quiser fazer este passeio basta falar com o Luís Bernardo que combinará todos os detalhes com a Quinta da Terça.

TRILHOS ESCONDIDOS Paulo Pacheco, responsável pelas actividades de terra da empresa Picos de Aventura, www.picosdeaventura.com, conduziu-nos num passeio de jipe por alguns dos lugares mais recônditos da ilha.

B L U E

T R A V E L

39


F.S. AÇORES.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 5/31/11 12:37 PM Page 40

ROTAS Rua de Pedro Homem, 49; Ponta Delgada; Tel.: 296.628.560; www.rotasilha.blogspot.com; Horário: de segunda a sexta das 12h às 15 e das 19h às 23h, ao sábado das 19h às 23h Encerra aos domingos e feriados Um espaço alternativo e o único restaurante vegetariano de Ponta Delgada. Prove o Segredo de Chocolate, um bolo feito por Catarina, cuja receita está guardada no segredo dos deuses.

ESPÍRITO EMPREENDEDOR Catarina Ferreira, dona do restaurante vegetariano Rotas, e um dos espaços mais alternativos de Ponta Delgada, contagia todos com a sua boa-disposição.


F.S. AÇORES.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 5/31/11 12:38 PM Page 41

PALADARES DA QUINTA Canada de Santa Bárbara, 40; Tel.: 296.965.306; Horário: De terça a sábado das 12h às 15h e das 19h30 às 22h Encerra domingo ao jantar e segunda feira o dia todo; www.paladaresdaquinta.pt. Neste restaurante a refeição custa em média €20 por pessoa com vinhos. Prove o Polvo assado no forno de lenha, Bacalhau com broa especial ou os Filetes de Abrotea. Chef ? ? ? ? ? ? ? ? ?


F.S. AÇORES.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 5/31/11 12:39 PM Page 42

SABORES TÍPICOS. Para a nossa última refeição em São Miguel optamos por ir ao Paladares da Quinta, um res taurante com pouco mais de um ano, no concelho de Lagoa. O edifício envidraçado está circundado por um exuberante jardim e tem uma esplanada exterior, onde são servidas refeições durante o Verão. Num ambiente de frescura, pautado pelo verde e branco, saboreámos as especialidades da casa, como o Polvo assado no forno de lenha, Leitão à Bairrada, Cabrito e Arroz de cabidela. A doçaria é outro dos cartões de visita deste espaço que tem agregado uma pastelaria, onde são fabricados todos os bolos, e ainda uma padaria, onde se produz o pão servido com as entradas. VOLTAR À ILHA DAS QUATRO ESTAÇÕES. Antes de chegar ao aeroporto, aquela nostalgia começou a apoderar-se lentamente de mim. Sempre que venho a São Miguel apetece-me ter mais tempo para observar aquela paisagem, mergulhar e ver o fundo do mar, sentir o aroma das hortênsias em flor, passear nos campos salpicados de vacas e tantas outras coisas boas tão genuínas, tão bem preservadas... Se ainda não tem destino para as suas próximas férias, aproveite os voos mais baratos da SATA e opte pelos meses de Ju nho ou Setembro que, para além de serem menos concorridos, o clima costuma ser bastante ameno. Como diz Paulo Araújo, o fisioterapeuta das Termas da Ferraria, que instituiu os Passeios à chuva, « o tempo não pode ser um impedimento para viver tudo de bom que esta ilha tem para oferecer». E

3 dias a partir de…

VAMOS A CONTAS

PORTUGAL

AÇORES

Avião Lisboa-Ponta Delgada-Lisboa Gasolina

88,50€ 30€

Refeições

70€

Alojamento

114€

302,50€

{ Total por pessoa } * Os valores indicados estão sujeitos a alterações conforme a época do ano

42

B L U E

T R A V E L


F.S. AÇORES.qxd:F.S. HERDADEDACORTESIA.qxd 5/31/11 12:39 PM Page 43

Azul e verde Natureza e oceano fundem-se harmoniosamente criando spots como este em cada recanto de São Miguel. Para viver com todo o tempo do mundo...


FOTÓGRAFIA ANA PAULA CARVALHO

+AÇORES.qxd:REP. TRAVEL 01 5/31/11 12:50 PM Page 44

CASA DAS CALDEIRAS O projecto de recuperação desta casa, construída em 1879, ficou a cargo do arquitecto, e seu proprietário, Carlos Mota. Manteve-se a traça original, dotando os interiores de peças de design contemporâneo.


+AÇORES.qxd:REP. TRAVEL 01 5/31/11 12:50 PM Page 45

[ FINS-DE-SEMANA BLUE EM PORTUGAL ]

+ AÇORES S Ã O

M I G U E L

E

P I C O

Açores é sinónimo de biodiversidade, ecologia, natureza, praias vulcânicas, sabores típicos, paisagens e tudo o mais que faz deste arquipélago de nove ilhas um lugar à parte. Convidámo-lo a fazer um roteiro e descobrir o melhor de São Miguel em natureza e gastronomia, ou ir até ao Pico e subir à montanha mais alta de Portugal. Desde lojas originais aos melhores restaurantes da Ribeira Grande, spots para fazer mergulho, um hotel de design e casas rurais para alugar, goze umas férias de pura evasão em harmonia com a natureza. Por P A T R Í C I A

C A B R A L

DORMIR COM DESIGN E TRADIÇÃO [ RIBEIRA GRANDE ]

CASA DAS CALDEIRAS Vale das Caldeiras, 18; Ribeira Grande São Miguel; Tel.: 917.282.897 Duplo a partir de €125 www.casadascaldeiras.com

Carlos Mota é o arquitecto responsável pela remodelação e ampliação da Casa das Caldeiras, na Ribeira Grande. Foi neste lugar que passou férias quando era criança e de que mais tarde viria a tornar- se proprietário. Construída em 1879, foi mantida a traça original, dotando-a de um estilo mais contemporâneo. Objectos e mobiliário de design dominam os interiores A casa, com vistas sobre o vale, tem duas suites, sala de estar, de jantar, de leitura e cozinha, podendo ser alugada na sua totalidade por €250. Pode ainda optar por ficar num dos quartos disponíveis. À chegada os hóspedes recebem um cabaz com produtos típicos da ilha como queijo branco, bolo lêvedo, doces e frutos. No exterior pode passear nos jardins ou admirar a imponente escultura em rocha.

PASSEIOS PEDESTRES A 4km da Ribeira Grande ficam as Caldeiras da Ribeira Grande, onde, à semelhanças das Furnas, também se faz o afamado cozido. A melhor forma de conhecer a zona é percorrendo os trilhos pedestres que o levam até uma caldeira de água fumegante, com temperaturas bastante elevadas. Entre o verde da paisagem, pode refrescar-se nas águas minerais da Ladeira Velha e das Lombadas, passar por plantações de chá, explorar praias e descobrir a natureza exuberante desta zona.

é um solar do século XVII. Em pleno sopé da montanha basta abrir a porta e respirar aquele ar fresco e puro. Se quiser ficar num lugar mais isolado a Canada do Mar, com três casas separadas, é o spot perfeito para fazer turismo selvagem. ACTIVIDADES AO AR LIVRE

[ PICO ]

CAZAS DO PICO Casa das Barcas, Rua do Cais; 15 Roque do Pico; Tel.: 962.476.447 €600 por semana em modalidade de self catering www.cazasdopico.com

Cinco casas típicas, em diferentes zonas da ilha, convidam a tirar o máximo partido do Pico e da sua grande beleza natural. Pode ficar instalado na casa da Atafora, na localidade de São Vicente, que tem um edifício anexo onde antigamente se moíam e guardavam os cereais. Também neste sítio encontra a casa da Lava, toda em pedra e com uma decoração rústica. Em São Miguel Arcanjo fica a Casa do Chorão com vista panorâmica para o mar e ilha de São Jorge. Esta habitação pode ser utilizada em conjunto com a casa da Nogueira. A casa das Barcas, em São Roque do Pico,

. Passeios pedestres: Subir ao Pico, a montanha mais alta de Portugal, é um desafio para os caminhantes mais experientes. . Observação de baleias e golfinhos: Inscreva-se num dos muitos passeios de barco disponíveis e conviva de perto com estes animais marinhos. . Caça submarina: Para além de existirem inúmeros spots, é um dos desportos mais procurados . Mergulho: A visibilidade das águas e a grande diversidade de espécies subaquáticas convida à prática desta modalidade. . Banhos de mar: A ilha do Pico tem várias piscinas naturais, desde as da Furna às Poças de São Roque ou a Poça Branca, há muitas para explorar.

B L U E

T R A V E L

45


+AÇORES.qxd:REP. TRAVEL 01 5/31/11 12:51 PM Page 46

VIVER A NATUREZA

SHOPPING AÇORIANO

[ ILHA DE SANTA MARIA ]

[ PONTA DELGADA ]

CENTRO DE MERGULHO

MOMENTOS COM DESIGN

Estrada da Birmânia; Vila do Porto Santa Maria; Tel.: 296.882.907 www.mantamaria.com

Rua Dr. Luís Soares de Sousa, 48 Tel.: 296.286.337 Horário: De segunda a sexta das 10h às 12h30; 14h às 18h30. Ao sábado das 10h às 12h30 www.momentoscomdesign.com

Próximo dos ilhéus das Formigas, uma reserva natural, o novo centro de mergulho Mantamaria, que tem uma central de enchimento próprio, vem proporcionar aos amantes desta modalidade experiências subaquáticas únicas. Observação de tubarões, baleias e jamantas, no seu habitat natural, são um dos cartões-de-visita deste espaço. Com uma localização excelente, mesmo junto às águas do Atlântico, pode inscrever-se no cursos de mergulho, ministrados por instrutores certificados pela PADI, ou fazer passeios de barco pela ilha de Santa Maria para ver a fauna e flora locais. Considerado um dos melhores spots de mergulho da Europa tem piscinas naturais e areais desertos para explorar. [ SÃO MIGUEL

]

CANDIDATO A CARTA VERDE O parque Natural da ilha de São Miguel, onde se incluem os concelhos da Povoação e do Nordeste, também conhecidas por terras do Priolo, são candidatos à carta Europeia de Turismo Sustentável. A natureza exuberante e a fauna e flora locais fazem deste lugar um sítio único. O processo de adesão feito pela Secretaria Regional do ambiente e do mar e a Direcção Regional do ambiente, surge enquadrado no Projecto Life + Laurissilva. A Carta Europeia de Turismo Sustentável, concedida pela Europarc desde 2001, foi entregue em Portugal em apenas cinco parques: Peneda-Gerês, Serra de São Mamede, Alvão e Montesinho e Douro Internacional. 46

B L U E

T R A V E L

Numa próxima ida a São Miguel, com paragem em Ponta Delgada, aproveite para conhecer a Momentos com Design. Neste espaço entramos num mundo de cor, texturas e sobretudo muita criatividade. No atelier, que também funciona como loja, encontra desde originais candeeiros, persépios, taças, entre outros objectos decorativos de artesanato, assinados por vários criadores nacionais. Tem ainda uma colecção de postais que vale a pena admirar. Este projecto explora ainda o design de interiores, design de eventos, com especial enfoque para os jantares temáticos, e design gráfico que se prende com a concepção de layouts para logótipos, cartazes, cartões, folhetos, entre outros. [ LISBOA

]

COMCOR Rua Alexandre Herculano, 11E Tel.: 213.304.024; www.comcorlisboa.com Horário: segunda das 13h30 às 19h30 de terça a sábado das 10h30 às 19h30

Depois da Comcor Açores, com lojas abertas no Faial e Ponta Delgada, Francisca Maltez Sousa, que viveu no Faial durante 20 anos, decidiu inaugurar mais um espaço fashion numa das artérias da Avenida da Liberdade. Roupa e acessórios de marcas nacionais e internacionais, sobejamente conhecidas do público, podem ser encontradas aqui. Com um estilo jovem e sofisticado, destina-se a mulheres que gostam

de se vestir bem e, sobretudo, de estar sempre a par das últimas tendências da moda. Reserve uma das suas tardes de shopping na capital para espreitar mais este spot...

SABORES DA TERRA [ CHEF LUÍS BAENA ]

PARCERIA COM ESCOLA DE HOTELARIA O chef Luís Baena, proprietário do restaurante Manifesto, em Santos, continua a surpreender pela sua faceta criativa. O ano passado fez uma parceria com a Escola de Hotelaria dos Açores e com uma bióloga marinha local para desenvolver receitas com produtos do mar. O resultado foi uma série de pratos originais que fundem o melhor deste arquipélago com outros sabores. Ao longo deste ano tem participado em várias iniciativas e workshops que divulgam o seu receituário gastronómico nas ilhas. Entre as mais originais destaca-se o Tataki de atum e a Miga de poejo com chicharro laminado. . São Miguel | O Gato Mia Av. Fulgêncio F. Marques, 12; Ribeira Grande Tel.: 296.479.420; Horário: de quarta a segunda das 12h às 15h e das 19h às 23h. A provar: Alcatra de faca, Telha mista de lulas com cherne e Polvo na telha . São Miguel | Alabote Rua East Providence, 68; Ribeira Grande Tel.: 296.473.516; www.alabote.net; Horário: Todos os dias das 12h às 02h, encerra à terça-feira A Provar: Paelha de peixe, Bacalhau no forno assado com maionese e Parrilhada de peixe . São Miguel | O Pescador Rua do Biscoito, 1; Vila de Rabo de Peixe Tel.: 916.936.185; Horário: de seg. a sáb. das 10h às 22h A Provar: Cataplana, Filetes de abrotea e Peixe na telha . São Miguel | O Forno Av. Poças de Falcão, 12; Tel.: 296.965.233 www.restauranteforno.com Horário: de segunda a sábado das 19h às 24h A Provar: Costeleta de vitela, Bacalhau na brasa e Churrasquinho


+AÇORES.qxd:REP. TRAVEL 01 5/31/11 12:51 PM Page 47

MOMENTOS COM DESIGN

MOMENTOS COM DESIGN

CHEF LUIS BAENA

FOTO: RICARDO POLÓNIO

CENTRO DE MERGULHO

MANIFESTO

FOTO: RICARDO POLÓNIO

MANIFESTO

FOTO: RICARDO POLÓNIO

MOMENTOS COM DESIGN


BT03- CAMINHOS PEDESTRES.qxd:FS PORTO SANTO.qxd 5/31/11 1:00 PM Page 48


BT03- CAMINHOS PEDESTRES.qxd:FS PORTO SANTO.qxd 5/31/11 1:01 PM Page 49

[ F I N S - DE -S E MANA NA NAT U RE ZA ]

TRILHOS PEDESTRES P O R T U G A L

A

P É . . .

Apesar de ainda não termos o vício do trekking, como tantos outros países da Europa, as caminhadas pedestres estão a ganhar cada vez mais adeptos. De norte a sul do país e ilhas, muitos são os trilhos, devidamente assinalados, para explorar o melhor da natureza, descobrir os segredos de cada Parque Natural, observar as diferentes espécies ou simplesmente esquecer por umas horas o stress do dia-a-dia. Escolha um dos destinos que lhe sugerimos e comece já a planear os seus próximos fins-de-semana... Por P A T R Í C I A

C A B R A L

|

Fotos R I C A R D O

P O L Ó N I O

PARQUE NACIONAL PENEDA-GERÊS TRILHO DE LAMAS DE MOURO

Go!

Local de partida e chegada: porta do PNPG em Lamas de Mouro Número de km: 5 Duração do percurso: duas horas Grau de dificuldade: fácil Neste percurso vai passar pela ponte de Porto Ribeiro, moinho de água, forno comunitário e a igreja românica, entre outros lugares de interesse paisagístico que vale a pena conhecer.

PARQUE NATURAL DA SERRA DA ESTRELA ROTA DOS GALHARDOS Local de partida e chegada: Folgosinho Número de km: 11 Duração do percurso: quatro a cinco horas Grau de dificuldade: médio, acessível para todos Este trilho, em plena Serra da Estrela, aproveita o troço de duas calçadas romanas com o nome de Galhardos e Cantarinhos. Na primeira vai encontrar quatro abrigos mandados construir por João Vasconcelos na década de 40, onde pode aproveitar para fazer um piquenique. Vai ainda passar por pequenos bosques até descer pela Calçada Romana da Serra de Baixo e passar pela Ribeira do Freixo. Daqui até à vila é um salto.

DICAS ÚTEIS PARA O CAMINHANTE!

.

Escolha um trilho assinalado e reconhecido pela respectiva Câmara Municipal

. Use calçado apropriado . Leve um casaco impermeável para se proteger em caso de chuva

. Leve replente para os mosquitos . Leve protector solar . Leve uma lanterna para o caso de anoitecer . Tenha um mapa ou carta militar do percurso . Leve um telemóvel ou um GPS para, no caso de se perder

PARQUE NATURAL DA SERRA DE SÃO MAMEDE

ou cair, poder dar as coordenadas aos bombeiros

PERCURSO PEDESTRE DO MARVAO

. Leve sempre consigo o número da Protecção Civil . Vá em grupo ou com mais de uma pessoa . Tenha sempre água, fruta ou barras energéticas para

Local de partida e chegada: Largo das Almas Número de km: 7,38 Duração do percurso: quatro horas Grau de dificuldade: média

ir fazendo pequenas refeições

Ao contrário da tradicional paisagem alentejana, neste percurso a paisagem varia bastante. Podem ver-se escarpas, vales, penhascos e ravinas. Vai passar por uma ponte quinhentista, áreas florestais e bosques encantados que merecem ser trilhados. >>>

B L U E

T R A V E L

49


BT03- CAMINHOS PEDESTRES.qxd:FS PORTO SANTO.qxd 5/31/11 1:02 PM Page 50


BT03- CAMINHOS PEDESTRES.qxd:FS PORTO SANTO.qxd 5/31/11 1:02 PM Page 51

NATUREZA E PATRIMÓNIO, passando pelos bons produtos locais é o que vai encontrar durante UM AGRADÁVEL PASSEIO A PÉ OUTROS TRILHOS A FAZER

. Caminhos do Baixo Guadiana Tem 25 percursos pedestres à sua escolha

. Monchique Pode optar por fazer o trilho da Foia ou o das Árvores Monumentais Saiba mais sobre estes circuitos em http://pedestrianismo.blogspot.com

. Madeira QUEIMADAS-CALDEIRAO VERDE Este percurso, integrado nas Levadas da Madeira, é um dos mais bonitos. Com início no Parque Florestal das Queimadas (Santana) estende-se ao longo de 6km numa altitude de 990 metros. http://levadasmadeira.blogspot.com

. Açores >>>

PARQUE NATURAL DE SINTRA- CASCAIS PERCURSO DA PENA

| São Jorge CALDEIRA DO SANTO CRISTO- FAJA DOS CUBRES Esta caminhada inicia-se no Parque Éolico da Serra do Topo e tem uma extensão de 10km. www.trails-azores.com

Local de partida e chegada: início da rua das Padarias Número de km: 4,5 Duração do percurso: uma hora e meia Grau de dificuldade: alta, com desnível acentuado Este percurso, com início na vila, passa pelo Miradouro da Ferraria e continua até à Fonte da Sabuga, reconstruída nos finais do século XVIII. Daqui sobe-se a Calçada dos Clérigos até à Igreja de Santa Maria. Passa-se ainda por São Pedro de Penaferrim, onde, se for dia de feira, pode parar na banca dos bombeiros de São Pedro para comer uma deliciosa bifana ou sopa de feijão. Depois sobe-se até ao Monte Serrano e daí continua pela Calçada da Pena até à entrada do Parque da Pena.

PARQUE NATURAL DA ARRÁBIDA PERCURSO PEDESTRE DOS MOINHOS Local de partida e chegada: Serra do Louro/Palmela Número de km: 13 Duração do percurso: duas horas e meia Grau de dificuldade: média Este trilho estende-se ao longo da cumeada da Serra do Louro, pontuada por vários moinhos de vento. Vai ainda passar pela estação arqueológica de Chibanes, pela Quinta do Anjo, onde se compra o famoso queijo de Azeitão, e vai poder visitar sepulturas do Neolítico.

PARQUE NATURAL DO SUDOESTE ALENTEJANO E COSTA VICENTINA ZAMBUJEIRA DO MAR-AZENHA Local de partida e chegada: Zambujeira do Mar/Azenha Número de km: 6 Duração do percurso: três horas Grau de dificuldade: média Este itinerário oferece uma grande diversidade de micro-ambientes, por isso deve levar binóculos para observar a fauna e flora locais. Pode ver nas falésias esculturas provocadas pela erosão, medronheiros no interior e densos matagais nas pequenas depressões.

Saiba mais sobre estes circuitos no Instituto de Conservação da Natureza e da Biodiversidade http://portal.icnb.pt

B L U E

T R A V E L

51


BTII-24H-TOMAR.qxd:BT- ISTOÉBLUE-78.qxd 5/31/11 1:20 PM Page 52

QUINTA DO TROVISCAL

ISTO É BLUE

ONDE DORMIR QUINTA DO TROVISCAL Tel.: 917.333.456; Albrangel; São Pedro de Tomar Duplo a partir de €120; www.quintadotroviscal.com A 12km de Tomar e junto às margens da barragem de Castelo de Bode, a Quinta do Troviscal é a escolha perfeita para quem gosta de ir passar o dia à cidade e dormir no sossego do campo. Com apenas dois quartos e uma suite para alugar, tem um amplo jardim com piscina e um ancoradouro para ir a banhos no imenso lago azul. Vera Castel-Branco, a proprietária da casa, tem sempre boas dicas para os hóspedes, que incluem passeios pedestres pela zona, visitas aos principais monumentos de Tomar e bons restaurantes.

HOTEL DOS TEMPLÁRIOS Largo Cândido dos Reis, 1; Tel.: 249.310.100 Duplo a partir de €110; www.hoteldostemplarios.com

TOMAR

BOA VIDA À BEIRA DO NABÃO Tomar respira séculos de história e muita tradição. Desde os seus monumentos, com especial destaque para o Convento de Cristo – Património Mundial da Humanidade, ao Castelo dos Templários, sinta todo o misticismo deste cantinho à beira-rio plantado. Com o projecto de ligação do centro histórico ao Convento em curso, a cidade dos Templários, vai ganhar uma nova dinâmica cultural. Aproveite para tirar uns dias em Julho e participe na Festa dos Tabuleiros, um dos eventos mais esperados do ano...

24h! 52

B L U E

T R A V E L

Fica em pleno centro histórico, junto às margens do rio Nabão. Com 176 quartos, reserve uma das suites para usufruir de um terraço com vista panorâmica sobre a cidade. Inscreva-se no programa «À descoberta templária», durante o qual um guia privativo lhe dará a conhecer os principais monumentos e outros locais de interesse histórico. Fazer uma massagem no spa, aproveitar a piscina exterior e almoçar no restaurante Grão Vasco, que mistura sabores da cozinha nacional e internacional, são experiências a não perder.

REFEIÇÕES TÍPICAS CHICO ELIAS Rua Principal, 70; Tel.: 249.311.067 Horário: De quarta a segunda, das 12h às 15h30 e das 18h às 22h Ir a Tomar e não almoçar ou jantar no Chico Elias é daquelas falhas imperdoáveis. Começou por ser uma tasca e actualmente é uma das referências gastronómicas da cidade. A Feijoada de caracóis, Coelho na abóbora assado no forno de lenha, Enguias de fricassé ou Pato com migas já se tornaram clássicos. Maria do Céu Simões, a proprietária juntamente com o marido, é quem dá cartas na cozinha e dá fama à casa. Doses bem servidos, que pode dividir, e sobremesas típicas da zona são outros dos atractivos.

T E X T O S Patrícia Cabral

QUINTA DO TROVISCAL


BTII-24H-TOMAR.qxd:BT- ISTOÉBLUE-78.qxd 5/31/11 1:20 PM Page 53

A LÚRIA Portela de São Pedro; Portela; São Pedro de Tomar Tel.: 249.381.402; Horário: de terça a domingo, ao almoço, das 12h às 15h, ao jantar das 19h às 22h Encerra domingo ao jantar e segunda

CHICO ELIAS

Açorda de sável, Polvo no forno com migas, Lampreia com arroz, Cabrito na brasa com arroz de miúdos e grelos são algumas das especialidades deste restaurante, cujo nome significa refúgio dos coelhos. Originalmente foi uma taberna de petiscos até ter sido remodelado. Actualmente tem duas amplas salas de refeições e um café.

COMPRAS DOCES E SALGADAS GALERIA DO MUNDO RURAL Rua Infantaria, 15 n.º 77; Tel.: 249.322.205 A Galeria do Mundo Rural é um espaço onde poderá encontrar vários produtos típicos desta região. Desde os vinhos, aos doces ou bolos secos, passando por muitos outros sabores, deixe-se tentar por diferentes paladares. Pode ainda ver exposições sobre a temática rural, observar o trabalho dos artesãos e encontrar produtores que lhe trazem à memória outras tradições. Este é o lugar certo para se informar sobre tudo o que se passa ao nível da cultura e etnografia popular.

CONVENTO DE CRISTO

ESTRELAS DE TOMAR Rua Serpa Pinto, 12; Tel.: 249.313.275 Horário: de quarta a segunda das 8h às 20h Numa das pastelarias mais antigas da cidade vendem-se as Queijadas de Tomar, os Beija-me Depressa e as famosas Fatias de Tomar, candidatas às 7 Maravilhas da Gastronomia. Datadas de meados do século XX, eram o doce favorito dos freires do Convento de Cristo. Feitas à base de gemas batidas, são posteriormente cozidas em banho maria. Aproveite para levar uma caixa logo de manhã, porque o mais certo é estarem esgotadas à tarde. Se preferir, também pode lanchar estas doçarias conventuais com vista para o Nabão...

CULTURA&ARTES GALERIA DO MUNDO RURAL

NÚCLEO DE ARTE CONTEMPORÂNEA DO MUSEU MUNICIPAL DE TOMAR Rua Gil de Avô; Tel.: 249.322.373 Horário: de terça a domingo das 10h às 19h www.cm-tomar.pt

PRAÇA DA REPÚBLICA

RIO NABÃO

Com entrada gratuita, pode visitar este núcleo criado em 2004 por doação do Professor José Augusto França. Aqui encontra obras de figuras incontornáveis da pintura, escultura, desenho, e fotografia, entre outras artes, desde 1932 até aos dias de hoje. Almada Negreiros, António Dacosta, Fernando Lemos, entre outros, fazem parte deste vasto espólio artístico e cultural.

MUSEU LUSO-HEBRAICO DE ABRAÃO ZACUTO Rua Dr. Joaquim Jacinto, 73; Tel.: 249.329.814 Horário: de terça a domingo das 10h às 19h Encerra à segunda-feira; www.cm-tomar.pt Situado numa antiga sinagoga construída no século XV, a entrada é gratuita. Em exposição estão lápides sepulcrais, candelabros, entre muitas outras relíquias que testemunham a passagem dos judeus pelo nosso país. Muitas das peças, oriundas de vários pontos do mundo, foram doadas ao museu por judeus.

B L U E

T R A V E L

53


PUB (230x275):Layout 1 2/25/11 10:32 AM Page 1


BT03-SK-MAIS LONGE.qxd:BT- ISTOÉBLUE-78.qxd 5/31/11 12:23 PM Page 55

L E N Ç Ó I S

MAIS LONGE

M A R A N H E N S E S

C A M I N H O

D O S

D I A M A N T E S

S Ã O

P A U L O

>

PARA QUEM SE PREOCUPA Um minhocário para tratar o lixo, um ecoturismo gerido pela comunidade local, acções de preservação da fauna e outras práticas conscientes são valores que nos levam a escolher o alojamento onde vamos viver este Verão

BRASIL | VERAO 2011

PARA UMAS FÉRIAS AUTÊNTICAS Trazemos-lhe, nesta edição, boas sugestões para umas férias mais perto das pessoas e dos valores que defendemos, nesse Brasil que nos está no coração e onde os portugueses regressam ano após ano para viver dias inesquecíveis. Nos Lençóis Maranhenses e no interior de Minas Gerais, os nossos Viajantes blue levam-nos a conhecer o lado menos explorado do país, fora dos roteiros turísticos habituais, ao encontro daquilo que o Brasil tem de mais genuíno. Seja qual for o destino escolhido, deixamos-lhe também uma selecção de pousadas ecológicas e sustentáveis, onde a sua estadia vai contribuir para a economia local sem prejudicar o ambiente. Por fim, um roteiro essencial da cidade de São Paulo, ponto de passagem a caminho das praias do litoral, pela mão da nossa insider (obrigada Rita!), com os restaurantes preferidos dos locais, as lojas que não pode perder, e tudo o que não pode deixar de fazer. B L U E

T R A V E L

55


BT03 - VIAJANTES Lençois.qxd:BT-VIAJANTES NOVA ZELÂNDIA.qxd 5/31/11 11:54 AM Page 56

V I A J A N T E S

B L U E

LENÇÓIS MARANHENSES UM BRASIL PARA ALÉM DO ÓBVIO Depois de Samoa e Fernando de Noronha (ver blue Travel N.º 72 e 79), Nuno Miranda traz-nos agora o relato de mais uma viagem, desta vez aos Lençóis Maranhenses. Nuno tem 33 anos e é brand manager numa empresa portuguesa que o transferiu para o Brasil. O que mais gosta de fazer na vida é viajar, e já esteve em Londres, Nova Iorque, Rio de Janeiro, na Venezuela, Costa Rica, Panamá, Nicarágua, Havai, Filipinas, ou nas ilhas Mentawai, na Indonésia. Quando começou a trabalhar passou a investir a poupança em viagens e, na companhia da namorada, Rita, procura destinos mais afastados e ainda por descobrir.

POR

Nuno Miranda

TEM ESPÍRITO BLUE? Procura sempre uma forma inteligente de viajar? Escolhe os hotéis que contribuem para o bem-estar das populações locais e para preservar o ambiente? Viveu momentos únicos que mudaram a sua vida? Partilhe connosco e sinta-se parte da equipa blue. Escreva-nos para avaliarmos a sua experiência para viajantesblue@blue.com.pt ou para Revista BLUE TRAVEL/viajantes blue, Rua Vera Lagoa, n.º 12, 1649 – 012 Lisboa.

56

B L U E

T R A V E L

Antes de escolhermos o próximo destino de férias, consultamos sempre a nossa “bíblia” da viagens. É uma espécie de enciclopédia com três volumes que tem praticamente todos os destinos do mundo. Depois de fazermos as primeiras escolhas, o passo seguinte é tentarmos conseguir mais informação junto de quem já tenha visitado esses sítios, ou de locals que os conhece melhor do que ninguém. Desde que comecei a trabalhar com o mercado brasileiro, desenvolvi contactos e amizades com pessoas locais que me dão algumas dicas preciosas, uma espécie de “inside information”. Uma dessas pessoas é o Edilson, um amigo brasileiro por quem tenho muita consideração. É daquelas pessoas muito ponderadas, com bastante cultura geral e que cativa qualquer um. Costuma ser a minha fonte de informação para viagens dentro e a partir do Brasil. Como há um ano e meio nos mudamos para São Paulo, comecei a revisitar algumas conversas que tivemos. Numa delas, há uns quatro anos atrás recordo-me que fiquei com dois nomes na cabeça: Chapada Diamantina e Lençóis Maranhenses. Lembro-me também de, junto com a conversa, ter visto pela primeira vez imagens dos Lençóis Maranhenses e pensei: mas como é que eu nunca ouvi falar nisto? Desde então que fiquei à espera duma oportunidade para que me pudesse deslumbrar ao vivo com aquelas dunas.

A NOTÍCIA DE UM FERIADO numa sexta-feira foi o melhor pretexto que podíamos ter para avançar com a viagem. Numa primeira pesquisa pela Internet só conseguimos vôos com preços proibitivos, mas acabámos por descobrir um pacote numa agência local de vôo+hotel+transfer com um preço razoável o suficiente para avançarmos.


BT03 - VIAJANTES Lenรงois.qxd:BT-VIAJANTES NOVA ZELร‚NDIA.qxd 5/31/11 11:55 AM Page 57


BT03 - VIAJANTES Lenรงois.qxd:BT-VIAJANTES NOVA ZELร‚NDIA.qxd 5/31/11 11:55 AM Page 58


BT03 - VIAJANTES Lençois.qxd:BT-VIAJANTES NOVA ZELÂNDIA.qxd 5/31/11 11:55 AM Page 59

VIAJANTES BLUE

|

LENÇÓIS MARANHENSES

Nesta altura aumentava a expectativa pelas fotos e revistas que já tínhamos visto, mas tentamos sempre gerir essas expectativas com alguma moderação. A gestão de expectativas é fundamental, e as viagens são um bom exemplo disso mesmo. Voámos de São Paulo para São Luiz do Maranhão onde chegámos bastante tarde, dormimos a primeira noite num hotel razoável, mas, por azar, num quarto um pouco degradado e “mal cheiroso”... Na manhã seguinte teríamos o transfer para Barreirinhas, a localidade mais próxima dos Lençóis Maranhenses. E assim foi, depois de tomar um “café da manhã” meio ensonados, esperámos pela “van” com o ar condicionado no máximo. Estaria a mentir se não dissesse que esta parte da viagem, de São Luiz para Barreirinhas, é chata. Demora umas quatro horas e meia, numa estrada alcatroada, mas com algumas lombas de velocidade pelo meio e uma paisagem relativamente entediante ao redor. Mas, nestes destinos, é sempre assim: se fosse mesmo aqui ao lado, o mais provável era estar cheio de hotéis, lojas de souvenirs e turistas. Onde está o charme de um destino assim? O hotel em Barreirinhas era engraçado: rústico, aberto e bastante modesto, mas com cores alegres e uma decoração sóbria que convidava a ficar. Além disso, tinha uma espécie de praia, com uma língua de areia mínima e o Rio Preguiças a servir de mar. Único. O senão do hotel era o calor extremo e a impossibilidade de ter ar condicionado nos espaços abertos, onde estava a recepção e onde eram servidas as refeições.

VIAGEM AO FIM DO MUNDO. Almoçámos rapidamente no hotel e partimos para os Lençóis Maranhenses. A viagem até lá é feita nuns jeeps de caixa aberta, com lugares para nos sentarmos atrás, e parte do caminho atravessa mini-lagoas e terreno arenoso. O trajecto tem duas partes: a primeira é mais tranquila até se chegar ao rio, que se atravessa de balsa. Depois sim, segue-se o trajecto mais aventureiro. Na outra margem do rio, o condutor do jeep baixa a pressão dos pneus para enfrentar o trajecto de terreno arenoso. A piada dos guias nesta fase é: “esta viagem é ideal para quem tem problemas de costas. Põe tudo no sítio.” Lembro-me que, mais do que a emoção do trajecto em si, estava ansioso por chegar às grandes dunas brancas de areia fina. Quando finalmente chegámos já estavam vários outros jeeps estacionados, mas ainda não dava para ter uma perspectiva clara da imensidão da paisagem. Depressa saltámos para a areia e começámos a subir a primeira grande duna que, chegando ao topo, dava para uma grande lagoa. Aqui ti vemos a primeira visão dos Lençóis Maranheses. A reacção foi um Uau! silencioso. Mas neste primeiro ponto ainda havia muitas pessoas: umas a tomar banho nas lagoas, outras a deslizar pelas longas dunas, e outras a comer com uma grande marmita a servir de mesa. Apesar de um primeiro olhar sobre a paisagem imensa e única, toda aquela confusão poluía um pouco o visual pelo que nos afastámo do nosso grupo e andámos algumas centenas de metros para chegarmos a outra zona, com dunas sem pegadas nem pessoas. São quilómetros e quilómetros de dunas a perder de vista, pontilhadas por lagoas de água doce e quente. Parece um deserto mas onde se pode tomar banho. E a areia é fina e muito branca. Não é fácil conseguir explicar a sensação de estar num sítio assim – quase parece que estamos noutro planeta, pela singularidade da paisagem.

NATUREZA EM MOVIMENTO O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses foi criado em 1981, e ocupa uma área de 155 mil hectares nas margens do Rio Preguiças, no nordeste do estado do Maranhão

B L U E

T R A V E L

59


BT03 - VIAJANTES Lençois.qxd:BT-VIAJANTES NOVA ZELÂNDIA.qxd 5/31/11 11:56 AM Page 60

VIAJANTES BLUE

|

LENÇÓIS MARANHENSES

AS CORES DO DESERTO O pôr do Sol nos Lençóis Maranhenses foi, seguramente, o ponto alto desta viagem. Ao fim do dia, os grupos de visitantes reúnem-se numa duna alta e preparam-se para assistir à transformação das cores das dunas e das lagoas - a visão torna-se ainda mais magnífica! Deixámo-nos ficar a ver as crianças descer as dunas até chegarem as lagoas, para depois voltarem novamente ao topo, sempre incansáveis...

PARTILHAR BONS MOMENTOS. Antes da partida, segue-se outro momento alto da visita: o pôr do Sol. É no final do dia que todos os grupos de visitantes se reúnem numa duna alta e onde se pode observar o pôr do Sol a transformar as cores das dunas e lagoas, tornando a visão ainda mais magnífica. No regresso, segue-se a parte mais aventureira do percurso. O trajecto é o mesmo, mas em muito maior velocidade porque todos os jeeps competem para chegar primeiro à balsa e não terem que esperar; a balsa só leva dois jeeps de cada vez, e estavam mais de dez nos Lençóis. No dia seguinte fizemos um passeio de barco pelo rio Preguiças. A partida é no porto local, onde existem imensos barcos que fazem este passeio e também embarcações de pesca, com que se pode ter algum contacto com a comunidade local. O passeio teve várias paragens: uma pequena localidade em que o ponto alto é a visita ao farol, ao qual se pode subir para ter uma perspectiva privilegiada, desde muito alto, dos Lençóis Maranhenses e toda a área circundante; um outro ponto de acesso aos Lençóis, numa área com mais vegetação, fazendo o contraste entre o castanho do rio, o verde da vegetação, o branco amarelado das dunas e azul do céu; algumas línguas de areia que a maré vazia deixa conhecer, e um ponto de praia onde todos podemos almoçar. Durante todas estas paragens avistam-se algumas aves, umas mais, outras menos exóticas, e chegámos também a ver alguns macacos para “turista ver”, mas que não deixou de ser engraçado. O PELÉ DOS LENÇÓIS. Este programa também é uma oportunidade para conhecer alguns companheiros de viagem. Éramos os únicos não brasileiros no nosso grupo. Conhecemos um brasileiro que ficou na memória pela espontaneidade e sentido de humor. Era o Edson, um nome relativamente comum no Brasil e que costuma ser dado pelos pais em homenagem ao que é considerado o melhor jogador de futebol de todos os tempos: Edson Arantes do Nascimento, o famoso Pelé. Edson era um carioca que falava e cumprimentava toda a gente, parecia uma estrela de cinema, conhecido por todos. A nós, por sermos portugueses, brincava chamando-nos de conde e princesa, a lembrar os tempos coloniais. Para finalizar a nossa estadia nos Lençóis, estávamos inclinados a optar por algo mais “zen”. E assim foi. No último dia fizemos uma pequena “aventura” de bóia, a descer um estreito braço de rio, em que nos movíamos à velocidade da corrente. É muito tran quilo e relaxante, e passámos por pequenos acampamentos de pessoas que vivem num estilo mais “nature”, longe da confusão das cidades. Fechámos em beleza. Três dias bastam para conhecer os Lençóis Maranhenses, uma rara beleza da Natureza. Três dias marcantes e inesquecíveis.

60

B L U E

T R A V E L


BT03 - VIAJANTES Lenรงois.qxd:BT-VIAJANTES NOVA ZELร‚NDIA.qxd 5/31/11 11:56 AM Page 61

B L U E

T R A V E L

61


BT03- ESTRADA REAL -BRASIL.qxd:BT03- ESTRADA REAL -BRASIL.qxd 5/31/11 12:05 PM Page 62

AO RITMO DA VIDA Em cima à esquerda, a igreja de Santa Rita tem a localização mais privilegiada de Serro, sobre a colina mais alta da cidade. A sua escadaria obriga-nos a vencer 52 degraus antes de sermos recompensados com a vista mais bonita do casario histórico. No canto superior direito, as ruas tranquilas de Mariana, primeira capital mineira e a mais antiga cidade histórica do Estado de Minas Gerais. Em baixo à direita, tranquilidade e uma vista maravilhosa do sertão mineiro, são os dois cartões-de-visita da Cachoeira do Comércio, junto ao casario de São Gonçalo do Rio das Pedras


BT03- ESTRADA REAL -BRASIL.qxd:BT03- ESTRADA REAL -BRASIL.qxd 5/31/11 12:05 PM Page 63

[ VIAGEM AO CORAÇÃO DO BRASIL ]

BRASIL C A M I N H O

D O S

D I A M A N T E S

De Diamantina a Ouro Preto, percorrendo o trecho mais antigo da Estrada Real que ligava o interior de Minas Gerais a Paraty e ao Rio de Janeiro, ao encontro de um Brasil mais genuíno. Ao longo dos seus cerca de 350km, imersa num património natural extraordinário, é a própria história do País que se revela ao viajante. Texto F R A N C I S C A

R O S A

|

Fotos B R U N O

R O D R I G U E S

De janela aberta para o sertão brasileiro, deixo o olhar perder-se em toda a imensidão da paisagem e recordo-me das palavras do Milton Nascimento… “Com o coração aberto em vento, por toda a eternidade, com o coração doendo, de tanta felicidade”. Assim escreveu ele sobre este horizonte sem fim, na canção “Minas Gerais”. E é a felicidade da descoberta que nos invade à medida que Minas desfila pela nossa janela. O carro rola pela estrada de terra batida, aos solavancos e aos gemidos, queixa-se deste caminho que foi rasgado pelo interior de Minas Gerais para permitir às mulas e aos cavalos penetrarem no coração do sertão mineiro, quando toda esta paisagem era ainda um continente por descobrir. Os primeiros europeus que chegaram ao interior do Brasil, bandeirantes em expedições de descoberta do território, e tropeiros transportando mercadorias até às povoações recém-formadas, calcorrearam esta mesma estrada que desliza por debaixo de nós e que segue os trilhos originais das tribos indígenas da região. Quatrocentos anos depois de os primeiros exploradores terem aqui chegado, o caminho que cruza o estado de Minas Gerais entre as cidades históricas de Diamantina e Ouro Preto continua a ser mais meigo para os cascos dos animais do que para os pneus dum carro ligeiro! Mas foi este o caminho que escolhemos para redescobrir um outro lado do Brasil. Longe das praias e das metrópoles do litoral, pela janela desfila o Brasil profundo do interior, das grandes extensões de terra e das vilas históricas mais antigas. Cruzamos mato a perder de vista, fazendas e manadas de bovinos que, com a despreocupação de quem sabe ter toda esta paisagem à disposição para pastar à vontade, olham-nos sem grande curiosidade e prosseguem o seu caminho, muitas vezes cruzando-se o deles com o nosso, o que nos obriga a paragens frequentes. Ao início da tarde, Diamantina surge finalmente no horizonte, empoleirada no topo da colina como a cidade-rainha do Arraial do Tijuco, como esta região serrana é conhecida. Os primeiros colonos chegaram no século XVII em busca de prata e pedras preciosas no Rio Jequitinhonha. Mas foi apenas no século XVIII que o bandeirante Jerónimo Gouveia fundou o povoado original no Vale do Tijuco, onde se tinham descoberto enormes quantidades de ouro. No entanto, o grande desenvolvimento da cidade ficou a dever-se a outra riqueza natural da região, os diamantes, que deram à cidade o seu nome e o seu lugar na história do Brasil. Hoje, Diamantina brilha graças à sua arquitectura colonial única e extremamente bem preservada, que lhe confere uma aura deliciosa de cidade antiga e tranquila, onde os finais de tarde se enchem de passeios a pé pelo empedrado das ruas e os cafés vibram com as conversas cruzadas após mais um dia de trabalho.

COMO IR A TAP (Tel.: 707.205.700,www.flytap.com) tem voos directos de Lisboa para Belo Horizonte com tarifas de cerca de €950 com taxas incluídas. A viagem demora cerca de 9h30. Uma vez chegado ao aeroporto pode alugar um carro para percorrer os 290km até Diamantina.

O CAMINHO DOS DIAMANTES Assim é conhecido este trecho da Estrada Real Brasileira, a estrada histórica que ligava o interior de Minas Gerais a Paraty e ao Rio de Janeiro, para escoar o ouro e os diamantes até aos barcos que cruzavam o Atlântico a caminho do distante reino de Portugal. A Estrada é hoje um dos maiores complexos culturais, naturais e ecológicos do Brasil, e o Caminho dos Diamantes constitui a sua trilha mais antiga, sendo um verdadeiro elo entre o Passado e o Presente.

B L U E

T R A V E L

63


BT03- ESTRADA REAL -BRASIL.qxd:BT03- ESTRADA REAL -BRASIL.qxd 5/31/11 12:06 PM Page 64

UMA ARQUITECTURA COLONIAL bem preservada e um passado cheio de história levou a UNESCO a declarar a cidade de Diamantina PATRIMÓNIO MUNDIAL A NOSSA POUSADA TEM UM NOME SUGESTIVO, Pousada dos Cristais, e fica à entrada do centro histórico. Ao fundo da rua, encontra-se a casa mais famosa de Diamantina, a Casa da Chica da Silva. Nascida escrava, Chica era conhecida pela sua beleza. João Fernandes chegou ao Arraial do Tijuco para ocupar o cargo mais poderoso da região, como intendente real dos diamantes. O romance entre os dois incendiou a cidade e a colónia, não por se tratar dum europeu e duma escrava, mas porque João Fernandes assumiu publicamente Chica como sua companheira e concedeu-lhe todos os luxos e privilégios que apenas eram reservados às grandes senhoras da aristocracia da época. E apesar do escândalo, o romance revelou-se inabalável. João e Chica viveram juntos

A NÃO PERDER EM DIAMANTINA

. Casa da Chica da Silva

A antiga chácara onde viveram o intendente dos diamantes, o português João Fernandes, e a escrava Chica da Silva, é hoje uma casa-museu. O exterior caiado de branco, com as portas e janelas em madeira verde-escura, e as treliças de madeira da mesma cor, tornam-na uma das casas mais bonitas de Diamantina. Lá dentro, o interior é despojado, mas as tábuas de madeira envernizada do soalho fazem ressoar os nossos passos e soltam a nossa imaginação sobre a mulher mais famosa do Arraial do Tijuco, e um dos mais famosos romances do Brasil.

. Casa Muxarabié Hoje convertida em biblioteca municipal, destaca-se por ter numa das suas janelas a famosa treliça de madeira, ou muxarabiê (de origem árabe e levada para o Brasil pelos portugueses), que era colocada nas janelas para permitir que, do interior da casa, se observasse a rua sem se ser visto. Actualmente, é o único muxarabiê autêntico que restou em Minas Gerais do tempo colonial.

quase duas décadas e tiveram 14 filhos, tendo sido o casal mais poderoso da região. No largo central, as mesas das esplanadas enchem-se de pessoas que vêm beber um café ou uma cerveja gelada sob a luminosidade clara da tarde. Entramos numa lanchonete de esquina para uma revigorante vitamina (sumo de fruta natural, com mel e aveia) e passados cinco minutos a conversa surge espontânea e animada com Mauro, o dono. Pergunta-nos se somos portugueses e o que achamos da cidade. Quer saber se é parecida com as cidades portuguesas. Respondemos a verdade com um sorriso rasgado, que sim, é muito parecida. Acabamos por ficar por ali parte da tarde. Para além da conversa, Mauro prende-nos com uma novidade que nos tinha passado despercebida até então: caldo de cana. Foi a descoberta do dia, sem dúvida! Perfeito para o calor estonteante do verão tropical, o caldo é extraído directamente da cana-de-açúcar, fazendo passar as canas por um engenho que as esmaga e assim retira-se o líquido. Para além de hidratar, parece que toda a gente em Minas o usa para curar as ressacas! Revigorados, entre caldos e vitaminas, voltamos para a rua. Também a cena política continua a ter o seu centro no centro histórico, com a Prefeitura da cidade a ocupar o antigo edifício da Intendência dos Diamantes. Na mesma praça, deliciamo-nos com o tradicional Chafariz da Câmara, que vem do tempo dos escravos, e com a imponente Catedral Metropolitana. Prosseguimos a nossa caminhada pelo empedrado, e deixamo-nos levar pelo perfume das flores que caem dos parapeitos em todas as ruas. Visitamos a Casa do Diamante, instalada num casarão antigo e que é hoje o museu da cidade, e o antigo Mercado Municipal. Construído no século XIX, o edifício do mercado é um dos símbolos da cidade. Todo em madeira pintada de azul, com as suas arcadas rústicas vermelhas, e o telhado que se destaca pela sua linda telha antiga, foi utilizado pelos tropeiros que chegavam à cidade para vender e trocar as suas mercadorias.

DE DIAMANTINA PARA SUL, a velha Estrada Real segue o seu caminho sinuoso atravessando planaltos onde o vento corre livre, e vales cortados por rios de água límpida onde é possível vislumbrar todo o fundo de areia e pedras a muitos metros de distância. Sentimo-nos esmagados

. Igreja de Nossa Senhora do Rosário

pela beleza da paisagem, abençoada pela mão da mãe natureza em todos os seus detalhes. Cruza-

Erguida pelos escravos, a construção foi feita quase toda de noite, à luz de tochas, e acredita-se ser essa a razão da forte inclinação das paredes e das colunas do coro. No interior, quase todas as imagens representam santos negros, pois era nesta igreja que a comunidade negra se reunia, separada dos mulatos livres e dos brancos.

mos povoações que parecem perdidas no tempo, onde os cavalos passeiam livremente e as casi-

64

B L U E

T R A V E L

nhas simples mas sempre muito bem cuidadas, caiadas de cores alegres e enfeitadas com vasos de flores em todas as janelas, revelam o carinho posto nelas pelas pessoas que as construíram e nelas vivem. Não sei se deus é realmente brasileiro, mas de certeza tem um forte ascendente…


BT03- ESTRADA REAL -BRASIL.qxd:BT03- ESTRADA REAL -BRASIL.qxd 5/31/11 12:06 PM Page 65

SEGREDOS DE MINAS Em cima, a vista privilegiada sobre o casario de Serro, do topo da escadaria que leva à Igreja de Santa Rita, e o interior acolhedor do Recanto dos 5 Amigos, o nosso refúgio em São Gonçalo do Rio das Pedras, recuperado a partir de um antigo casarão. Em baixo, a Mina da Passagem, escavada por mão-de-obra escrava no século XVIII. No seu interior mantém-se acesas as velas junto ao altar de Santa Bárbara e oferendas de batons, vernizes e rimeis… “Porque a santa também é mulher!”, esclarece-nos o nosso guia. Há também um lago imenso de águas cristalinas, que se formou com a subida do nível freático


BT03- ESTRADA REAL -BRASIL.qxd:BT03- ESTRADA REAL -BRASIL.qxd 5/31/11 12:07 PM Page 66


BT03- ESTRADA REAL -BRASIL.qxd:BT03- ESTRADA REAL -BRASIL.qxd 5/31/11 12:08 PM Page 67

NO ANTIGO MERCADO OITOCENTISTA de Diamantina a azáfama parece a de outrora aos fins-de-semana há feira de produtos locais e CONCERTOS DE MÚSICA AO VIVO Sertão adentro, levantamos poeira até São Gonçalo do Rio das Pedras. São apenas cerca de 30km mas de-

A NÃO PERDER EM SERRO

moramos mais de duas horas a fazer o caminho. O isolamento, no entanto, compensa. Aliás, apercebemo-

Igreja de Nossa Senhora do Carmo Fica na Praça João Pinheiro, de arquitectura setecentista, e assenta no topo de uma escadaria toda construída em pedra-sabão, a pedra típica da região.

-nos ao longo da viagem, que a maior parte das pessoas que vivem nas vilas e aldeias mais recônditas desta região, como São Gonçalo, preferem nunca ver o alcatrão chegar à estrada. Não se sentem isoladas.

.

Pelo contrário, valorizam a tranquilidade e consideram-na um privilégio do qual não querem abrir mão.

.

orgulhoso sob o sol do meio-dia, casas brancas com sacadas de madeira colorida e, por todo o lado como

Prefeitura municipal Também na Praça João Pinheiro, o “sobrado”, com as suas lindas sacadas de ferro forjado, foi construído no século XIX para hospedar o Imperador D. Pedro II durante uma visita que, afinal, nunca chegou a acontecer. No piso térreo funciona agora o posto de turismo.

sempre, os canteiros floridos que parecem ter como único propósito a celebração alegre da vida! E vida é o

A NÃO PERDER EM OURO PRETO

que não falta neste lugar remoto de Minas Gerais. O largo central da aldeia, onde ficam o café, a mercearia

Museu do Aleijadinho Na Igreja Matriz N. S. da Conceição vale a pena visitar o museu dedicado à vida e obra do grande mestre canteiro do século XVIII, considerado o maior nome do Barroco brasileiro. Quando, por volta dos 40 anos, uma doença degenerativa lhe deformou o corpo e as mãos, António Francisco Lisboa passou a atar o cinzel e o martelo aos próprios punhos para continuar a esculpir arte até à morte.

SÃO GONÇALO DO RIO DAS PEDRAS, para além do nome poético, tem esta aura de serenidade e paz que nos envolve e conquista logo à chegada. O nosso “boguinhas” é novamente lançado sem piedade ao empedrado lindíssimo da rua principal que atravessa a vila. O casario antigo e bem cuidado exibe-se

e a “lan house” (posto de Internet) local, enche-se do riso das crianças que andam para cá e para lá de chinelo no pé, sem pressas nem perigos. Aqui toda a gente se conhece, as portas e as janelas ficam abertas todo o dia. Estamos nas férias de Verão, e os dias são passados a tomar banho de cachoeira; depois vai-se até ao café central comprar uma “bala” (pastilha elástica) ou um sorvete, e depois há mais banho na piscina natural que fica mesmo por detrás da mercearia. Crescer em São Gonçalo é seguramente ter uma infância feliz! Os mais velhos também se reúnem na praça, param no café para uma cerveja gelada, ou sentam-se à conversa nos bancos corridos das soleiras. Até os cavalos parecem gozar bem a vida por aqui; andam à solta e pastam livremente pelas ruas, que são todas de terra batida. A nossa pousada fica no fim da vila, é o casarão duma antiga fazenda que faz vizinhança com a Igreja Matriz de São Gonçalo. Dá pelo nome de Recanto dos 5 Amigos e a proprietária, Anna-Marie, é uma suíça que chegou ao Brasil há 30 anos, apaixonou-se por São Gonçalo e daqui nunca mais saiu. Quando tem de ir a Belo Horizonte, quem toma conta da fazenda são a Dona Lúcia e o marido, que trabalham aqui há 20 anos. São eles que nos recebem de sorriso aberto, e com um lanche ajantarado já a fumegar no fogão a lenha da cozinha. Caldo de vegetais, pão feito por eles no forno da casa, requeijão e manteiga caseiros, doce de fruta jabuticaba, queijo da região e um delicioso café de saco bem quente. O marido de Dona Lúcia fica a fazer-nos companhia; apetece-lhe dois dedos de conversa, já que falamos todos a mesma língua! Antes de vir trabalhar para o Recanto, garimpava nos rios, tal como faziam o seu pai e toda a família. Conta-nos que, nessa altura, o ouro não valia tanto quanto hoje, e quem garimpava, fazia-o todos os dias para sobreviver. Eram tempos duros, e para além de garimpar, também se bebia muito. Por isso, justifica-se com um sorriso meio envergonhado, meio triste de memórias menos boas, oferece-nos um copo de cachaça mas não nos acompanha. Bebemos em silêncio, a cachaça é deliciosa, como sempre acontece nesta região mineira, conhecida por fabricar a melhor cachaça artesanal do Brasil. Reconfortados, adormecemos a escutar lá fora os cascos de um ou outro cavalo a pastar calmamente na noite de São Gonçalo. >>>

O LEGADO DOS DIAMANTES Um povo acolhedor e paisagens de cortar a respiração não faltaram durante esta viagem. Em cima, o bar e mercearia do Dilson, em São Gonçalo do Rio das Pedras, onde há deliciosas compotas de fruta da região e vinhos de várias castas, que ele e a família cultivam há várias gerações; ao centro, um dos rios que atravessa o sertão de Minas Gerais e onde, durante séculos, o garimpo permitiu o sustento de muitas famílias mineiras; Em baixo, Dona Lúcia, nossa anfitriã no Recanto dos 5 Amigos, junto ao fogão a lenha da fazenda de onde saíram todas as nossas refeições durante a estadia em São Gonçalo do Rio das Pedras

.

.

Museu da Inconfidência Fica no antigo paço municipal e cadeia, e é dedicado ao primeiro grande movimento independentista do Brasil. No interior encontram-se as sepulturas simbólicas dos 13 Inconfidentes presos em 1789, e as traves de madeira onde Tiradentes foi enforcado em 1792.

.

Igreja de Nossa Senhora do Carmo Vale a visita por ser a única igreja em todo o Estado de Minas Gerais onde se podem ver autênticos painéis de azulejos portugueses.

.

Casa do Contos Belíssimo casarão do século XVIII convertido em casa de pesagem e fundição do ouro, que era aqui transformado em barra e cunhado com o brasão do Império.

.

Casa da Ópera Foi construída em 1770 e acredita-se ser o teatro mais antigo ainda em funcionamento no Brasil. O seu estilo Barroco simples serviu de cenário a espectáculos assistidos por D. Pedro I e D. Pedro II. Hoje a plateia é bem menos imperial, mas a animação é garantida com peças de teatro, concertos e recitais, que todas as semanas sobem ao palco sob a mesma requintada decoração barroca de outrora.

B L U E

T R A V E L

67


BT03- ESTRADA REAL -BRASIL.qxd:BT03- ESTRADA REAL -BRASIL.qxd 5/31/11 12:09 PM Page 68

No dia seguinte, acordamos cedo e, com o calor ameno do início da manhã, percorremos a aldeia a pé até à Cachoeira do Comércio. O lugar fica ao fim da rua que sai do café central, onde acaba o casario, e do topo da escarpa a paisagem estende-se a perder de vista… É um cenário de suster a respiração. Pensamos que há coisas que não têm preço. Sair de casa todos os dias, chegar a este lugar a pé em poucos minutos, e poder desfrutar duma piscina natural com esta vista maravilhosa e este sossego, é certamente uma delas. As pessoas em São Gonçalo sabem bem disso. Por isso continuam a preferir a poeira difícil da terra batida à facilidade do alcatrão.

RUMO A SERRO. Saímos de São Gonçalo já com a saudade a crescer e o desejo de regressar um dia. Mas tínhamos muitos quilómetros à nossa espera e muita Estrada Real ainda para descobrir. Voltamos a embrenhar-nos na paisagem serrana, sempre para Sul, e, à medida que nos aproximamos do distrito de Serro, vamos assistindo a uma mudança gradual no relevo, que se torna mais suave, e na vegetação, que se torna mais densa. Serro, para além de ser uma das povoações histó ricas mais importantes e belas do Caminho dos Diamantes, marca também uma fronteira natural na Estrada Real: entre a paisagem serrana, mais inóspita e despojada, a Norte, e a Mata Atlântica, verde e exuberante, a Sul. A cidade de Serro surge-nos como mais uma jóia arquitectónica em pleno caminho de tropeiros e garimpeiros. O casario colonial bem preservado e as várias igrejas do POUSADA CAPIM DO MATO

século XVIII espalham charme pela cidade e convidam a um passeio a pé pelas suas ruas de calçada. No posto de turismo, mais uma vez, a curiosidade surge naturalmente quando percebem que

ONDE DORMIR

. Pousada Refúgio dos 5 Amigos Largo Félix António 160 São Gonçalo do Rio das Pedras – Serro Tel.: +55.38.3541.6037/8818 7635 www.pousadarefugio5amigos.com.br Duplo a partir de €55, com pequeno-almoço, almoço e lanche

.

Pousada dos Cristais Rua Jogo da Bola, 53 – Centro, Diamantina Tel.: +55.38.3531.3923/2897 www.pousadadoscristais.com.br Duplo a partir de €40 com pequeno-almoço

.

Pousada Capim do Mato Al. Rubens Ferreira Belisário, Serra do Cipó Tel.: +55.31.3681.3216 www.capimdomato.com.br Duplo a partir de €65

.

Pouso do Chico Rey Rua Brigadeiro Musqueira, 90, Ouro Preto Tel.: +55.31.3551.1274 www.pousodochicorei.com.br Duplo a partir de €70

68

B L U E

T R A V E L

somos portugueses. A conversa desenrola-se a partir da mesma pergunta à qual já nos vamos habituando, “isso aqui é muito parecido com Portugal?”. E em Minas a resposta é inevitavelmente sempre a mesma: sim! As raparigas do turismo aconselham-nos a provar o famoso queijo artesanal de Serro, imagem de marca da cidade e tombado como o primeiro Bem Imaterial de Minas Gerais, mas acabam por nos dar outra dica gastronómica preciosa, o sítio certo para almoçar bem e barato. Assim, aterramos esfomeados no Zé do Lindolfo, cantinho maravilhoso de comida tipicamente mineira, onde a especialidade da casa é o famoso “feijão tropeiro”. O prato é o “mata-bicho” preferido dos homens que trabalham no campo, e muitos deles começam o dia precisamente aqui. Quando o (mini) prato chega à nossa mesa, entendemos porquê… É uma autêntica bomba calórica à base de feijão, farofa, ovo mexido, linguiça, chouriço, torresmos fritos, e um ovo estrelado em cima! Tudo isto por 2 reais, ou seja, menos de €1. Poupámos no prato, o que deu direito a cervejas geladas extra que bem foram precisas para ajudar a terminar a refeição! Toda a região mineira da Estrada Real mantém preservado um vastíssimo património natural, e o Caminho dos Diamantes atravessa uma das zonas protegidas mais importantes do Brasil, reconhecida pela UNESCO: a Reserva da Biosfera da Serra do Espinhaço. Dentro da Reserva, o nosso destino é o Parque Natural da Serra do Cipó, conhecido pela sua natureza exuberante, inúmeras cachoeiras, paredões de rocha e serrados. As actividades mais comuns são as caminhadas pelas várias trilhas do Parque, a escalada, o rafting, a canoagem e os passeios a cavalo. Um mês inteiro talvez não fosse suficiente para explorar todos os percursos e maravilhas naturais deste local. Uma vez que dispomos de poucos dias, há que fazer opções. Escolhemos percorrer a trilha que conduz até à Cachoeira da Farofa, uma das mais impressionantes do Parque. Saímos bem cedo de manhã, pois o calor aperta a meio do dia, para além de estarmos em plena época das chuvas que, geralmente, têm tendência para desabar à tarde. Até à cachoeira são 16km, ida e volta. Até nem é muito, não fosse parte da trilha estar alagada por causa das chuvadas recentes.


BT03- ESTRADA REAL -BRASIL.qxd:BT03- ESTRADA REAL -BRASIL.qxd 5/31/11 12:09 PM Page 69

TRAÇOS COLONIAIS Em cima à esquerda, a belíssima arquitectura colonial de Serro. À direita, o Parque Natural da Serra do Cipó, onde uma caminhada de duas horas conduziu-nos até à imponente Cachoeira da Farofa, onde a água gelada tem uma queda de mais de 80m de altura! Em baixo à esquerda, a vista panorâmica da histórica Ouro Preto, a antiga Vila Rica no período colonial e jóia arquitectónica do barroco brasileiro, reconhecida como Património da Humanidade pela UNESCO; à direita, a Igreja N. S. do Carmo, em Diamantina, com a torre sineira na parte de trás do edifício… Uma exigência da própria Chica da Silva para que as badaladas não a incomodassem


BT03- ESTRADA REAL -BRASIL.qxd:BT03- ESTRADA REAL -BRASIL.qxd 5/31/11 12:09 PM Page 70

O CHARME DE OUTRORA Em cima à esquerda, o lindíssimo Passadiço da Glória, construído no final do século XIX para unir dois antigos “sobrados” e salvaguardar as raparigas de um orfanato do olhar de estranhos sempre que passavam de um lado ao outro. É considerado o edifício mais emblemático de Diamantina. Em cima à direita, as bonitas “namoradeiras”, bonecas tradicionais mineiras que são presença constante pelas janelas de Minas Gerais. Em baixo, pormenor da Pousada dos Cristais, e a janela da casa da Chica da Silva, ambas em Diamantina


BT03- ESTRADA REAL -BRASIL.qxd:BT03- ESTRADA REAL -BRASIL.qxd 5/31/11 12:10 PM Page 71

MESTRE ALEIJADINHO deixou obra de cantaria lavrada nas igrejas barrocas de Ouro Preto e é considerado, no continente americano, um dos MELHORES ESCULTORES DE SEMPRE Metade da caminhada converte-se assim num verdadeiro “programa de índio”, como o pessoal de lá chama a toda a actividade que acabe por nos fazer andar descalços, parcialmente despidos, totalmente picados pela bicharada, atravessar riachos com água acima da cintura e poças gigantes de lama com as pernas enterradas até aos joelhos! Mas se há coisa que o Brasil nos vem ensinando ao longo da viagem, é que a natureza apenas revela os seus segredos mais bem guardados aos que persistem e superam as suas provas mais inesperadas. E a recompensa é sempre de cortar a respiração. Assim foi quando chegámos à Farofa, depois de mais de duas horas a caminhar no mato. A visão da cachoeira, na sua queda imponente de 80m, fez-nos esquecer toda a lama e todas as picadas. Em baixo, aos nossos pés, duas piscinas de água límpida e gelada, receberamnos para aliviar o calor e o cansaço. Toda esta região é rica em cursos de água e nascentes que, aliados ao relevo acidentado formado por paredões de rocha e inúmeros desfiladeiros, originam uma profusão incrível de cascatas, corredeiras e piscinas naturais. A sua beleza rara é a verdadeira jóia encantada do Cipó.

POR FIM, OURO PRETO. O fim da nossa estrada é onde tudo começou em Minas Gerais. Ouro Preto, onde o Caminho dos Diamantes encontra ao seu destino final. Chegamos ao fim da tarde, os campanários das muitas igrejas sobressaem do verde intenso dos montes por onde a cidade se espalhou, e adquirem uma tonalidade mística sob a luz do entardecer. O toque dos sinos transporta-nos para um outro tempo, quando a cidade era Vila Rica, capital do estado de Minas Gerais. No século XVIII, a cidade tornou-se a mais rica e próspera da colónia, como centro logístico por onde passavam as enormes quantidades de ouro exploradas na região. O Barroco chegou ao Brasil nesta época e encontrou terreno fértil em Ouro Preto, repleto do metal dourado. A cidade é o maior conjunto arquitectónico do Barroco brasileiro, e a UNESCO reconheceu-o em 1980 declarando-a Património da Humanidade. Ouro Preto atinge o seu auge nesta época, conhecida como o Ciclo do Ouro. Florescem a arquitectura, a música, as artes… E o livre pensamento. A cidade mais brilhante da colónia foi simultaneamente palco de um dos episódios mais marcantes da história da independência do Brasil. O primeiro grande movimento independentista do país, a Inconfidência Mineira, soltou-se destas ruas de calçada. A espectacular praça Tiradentes, nome do mais famoso “inconfidente” (os revoltosos que se insurgiram contra a Coroa Portuguesa), e o belíssimo edifício setecentista que se destaca ao cimo dela, o Museu da Inconfidência (antigo paço municipal e cadeia), são disso testemunho e a cidade orgulha-se do lugar que ocupa na conquista da independência do país. Percorrendo as suas ruas a pé, sem pressa, as ladeiras de pedra parecem reviver esse passado dourado por onde caminharam alguns dos maiores heróis nacionais. O nosso último dia em Ouro Preto é também o da despedida do Caminho dos Diamantes… E da Estrada Real Brasileira. A luz da tarde faz realçar os contornos e os detalhes do fantástico Pico do Itacolomí, sobranceiro à cidade com os seus quase 2.000m de altitude. O seu nome, de origem tupi (grupo étnico que ha bitava a região), significa “pedra menina”, pois os índios consideravam-no filho da montanha, a “pedra mãe”. Durante séculos, bandeirantes, tropeiros e viajantes guiaram-se pelo seu recorte único no horizonte, que servia como um dos melhores pontos de referência na Estrada Real. Para nós, neste momento, ele simboliza este inesquecível caminho de descoberta do sertão brasileiro, que percorremos a levantar poeira, cruzando vilas cheias de história e de estórias para contar, paisagens infinitas onde todos os gritos são de liberdade, e os sorrisos de todas as pessoas fantásticas que conhecemos ao longo deste pedaço escondi do do Brasil. Mais uma vez, vem-me uma canção à memória. “Ando devagar porque já tive pressa… Pela estrada eu vou. Estrada eu sou”. As palavras são do Almir Sater, mas neste momento somos nós essa enorme estrada de que fala a canção.

DOIS PASSEIOS A PARTIR DE OURO PRETO

.

Até Mariana Uma viagem imperdível no tempo até Mariana, a primeira capital mineira e a cidade histórica mais antiga de Minas Gerais, no velho trem Maria Fumaça. A antiga linha férrea percorre os 15km que separam as duas cidades, por entre uma paisagem magnífica de montanhas, cachoeiras e ribeirões. A viagem demora uma hora e faz-nos sentir transportados para outra época, com chegada à linda estação de Mariana. O primeiro povoamento surgiu no século XVII devido às pepitas de ouro encontradas no Ribeirão do Carmo e, no século XVIII, é elevada a cidade, adoptando o nome de Mariana em honra à mulher de D. João V, D. Maria Ana d’ Áustria. Encontramos em Mariana mais uma cidade colonial bem preservada e orgulhosa do seu passado, onde o Barroco impera uma vez mais na arquitectura dos principais edifícios e igrejas.

.

À Mina da Passagem Apanhe o autocarro que faz paragem num dos locais mais marcantes da região, hoje a maior mina do mundo aberta a visitas e uma das maiores do continente americano. O início da exploração começou no século XVIII, nas jazidas a céu aberto, com mão-de-obra escrava, sendo que chegaram a viver 35 mil escravos nas sanzalas em torno da exploração. Em quase 100 anos, calcula-se que foram retiradas desta montanha cerca de 35 toneladas de ouro, e daqui saiu quase 50% do ouro explorado no mundo inteiro até ao encerramento em 1985. Descemos num carrinho sobre carris que nos leva até aos 120m de profundidade, o primeiro patamar de exploração. Caminhar pelas impressionantes galerias escavadas à mão é uma experiência única!

VAMOS A CONTAS

8 dias a partir de:

BRASIL Vôos Lisboa-Belo Horizonte

983.64€

Carro de aluguer por 8 dias

265€

Gasolina

90€

1 noite na Pousada dos Cristais

26,5€

2 noites no Refúgio 5 Amigos

53€

2 noites na Pousada Capim do Mato

68€

3 noites no Pouso do Chico Rey

110€

Refeições

200€

1.796,14€

{ Total por pessoa } * Os valores indicados estão sujeitos a alterações conforme a época do ano

B L U E

T R A V E L

71


BT03 - BRASIL-ECO.qxd:F.S. PEQUENO-2.qxd 5/31/11 11:49 AM Page 72


BT03 - BRASIL-ECO.qxd:F.S. PEQUENO-2.qxd 5/31/11 11:49 AM Page 73

{ FÉRIAS ECO }

BRASIL P O U S A D A S

E C O L Ó G I C A S

Seja junto à praia, no meio da selva ou em pleno campo, escolha um alojamento que respeite o ambiente e que contribua activamente para melhorar a qualidade de vida da comunidade em que se insere. Deixamos-lhe aqui uma selecção de pousadas sustentáveis eleitas pelo Guia 4 Rodas Brasil 2011, para umas férias com espírito green. Por R O S Á R I O

S Á

C O U T I N H O

HOTEL CANTO DAS ÁGUAS

DÊ O EXEMPLO

Avenida Senhor dos Passos, 1, Lençóis, Bahia Tel.: +55.75.3334.1154; www.lencois.com.br DUPLO A PARTIR DE €125 COM PEQUENO-ALMOCO

Seja qual for o seu destino nestas férias, leve consigo as boas práticas de sustentabilidade e respeito pelo ambiente, pequenos gestos que fazem toda a diferença.

Conquistou o título de primeiro hotel sustentável do Brasil ao receber uma certificação da Associação Brasileira de Normas Técnicas em 2009. Às portas do Parque Nacional da Chapada Diamantina, um destino de eleição para quem procura férias em contacto com a Natureza, o hotel recorre à energia solar para o aquecimento das águas, recicla e trata todo o lixo, e utiliza apenas madeiras de reflorestação ou de demolições nas construções. Além de contratar apenas colaboradores da região e de comprar produtos e serviços amigos do ambiente, contribui regularmente para projectos e iniciativas de ONG’s e instituições locais.

Além de escolher hotéis amigos do ambiente e que contribuem para as comunidades onde se inserem, não se esqueça de pôr em prática os seus, só porque está fora de casa. Reduza o consumo de água fechando as torneiras; evite pôr as toalhas do banho para lavar todos os dias; e desligue as luzes e aparelhos eléctricos sempre que sair do quarto.

POUSADA ARARAS ECOLODGE

Continue a reciclar o lixo, reutilize as garrafas de água e, sempre que possível, recorra ao comboio ou à bicicleta para as suas deslocações. Se puder, plante uma árvore para neutralizar as suas emissões de carbono. Em alternativa, faça uma doação a uma das várias empresa que se encarrega de plantar por si.

Pantanal, Mato Grosso; Tel: +55.65.3682.2800; www.araraslodge.com.br A PARTIR DE €245 POR PESSOA EM QUARTO DUPLO, com quatro refeições e duas ou três actividades guiadas por dia

NOS HÓTEIS

NOS DESTINOS

NO CONSUMO

Foram pioneiros no ecoturismo da região, primeiro com uma operadora, depois com a compra da fazenda semi-abandonada. O proprietário é consultor de organismos governamentais e de defesa do ambiente, estando envolvido em projectos na região há cerca de 20 anos. Um desses projectos possibilitou o aumento dos números da araras azuis nos arredores da fazenda, bem como de uma espécie de lontra que habita o rio Clarinho, ali perto, e onde os passeios só se fazem de canoa a remos. Além destas acções de preservação, o lixo orgânico é reaproveitado na alimentação dos animais da quinta, sendo as cascas das frutas oferecidas aos pássaros e animais silvestres; pilhas e baterias usadas são recolhidas, e as embalagens são encaminhadas para a reciclagem.

Procure as lojas ou empresas locais para que o seu dinheiro reverta para a comunidade; escolha os restaurantes que servem cozinha da zona, com recurso a produtos da região onde se encontra; e compre lembranças de artistas locais, de preferência feitos com materiais reciclados ou sem recurso a matérias-primas escassas.

B L U E

T R A V E L

73


BT03 - BRASIL-ECO.qxd:F.S. PEQUENO-2.qxd 5/31/11 11:49 AM Page 74

UM PROJECTO DE ECOTURISMO na Amazónia gerido pela comunidade local cujos proveitos contribuem para melhorar a QUALIDADE DE VIDA DOS HABITANTES

+ 8 POUSADAS SUSTENTÁVEIS

FAZENDA CAMPO DOS SONHOS Estrada dos Sonhos, km 6, Socorro, São Paulo ; Tel.: +55.19.3895.3161 www.campodossonhos.com.br; DUPLO A PARTIR DE €115

ELEITAS PELO GUIA 4 RODAS BRASIL 2011

. Pousada Arvoredo Bombinhas www.pousadadoarvoredo.com.br Duplo a partir de €85 . Pousada da Vigia Florianópolis www.pousadavigia.com.br Duplo a partir de €125 . Pousada Águas de Paratii Paraty www.aguasdeparatii.com.br Duplo a partir de €175 . Toca da Coruja Praia de Pipa www.tocadacoruja.com.br Bungalow duplo a partir de €260 . Pousada Ilha do Papagaio Ilha do Papagaio www.papagaio.com.br Duplo a partir de €150 por pessoa em quarto duplo . Pousada Solar Mirador Praia do Rosa www.solarmirador.com.br Duplo a partir de €175

. Pousada do Toque São Miguel dos Milagres www.pousadadotoque.com.br Duplo a partir de €340 Com pequeno-almoço e prato principal no restaurante. . Tivoli Ecoresort Praia do Forte Praia do Forte www.tivolihotels.com Duplo a partir de €503.56

74

B L U E

T R A V E L

Eleito Hotel Sustentável do Ano pelo Guia 4 Rodas Brasil 2011, a fazenda surgiu do sonho de José Fernandes, engenheiro agrónomo que trocou a vida agitada numa multinacional para voltar à sua terra natal e dedicar-se a este projecto. Turismo e natureza coabitam aqui em harmonia graças a práticas que não ferem o ambiente, como aquecimento por painéis solares e reciclagem, mas não só. Há também um minhocário, onde o lixo orgânico é tratado e transformado em adubo para o pomar e a horta que abastecem o restaurante do hotel, bem como uma estação de reciclagem de óleo e oficinas onde as crianças podem aprender a transformar o material reciclado em divertidos brinquedos.

ALDEIA DOS LAGOS Ponta do Macário, s/n., Silves, Amazonas; Tel.: +55.92.3528.2045/9606.0820 www.aldeiadoslagos.com DUPLO A PARTIR DE €375 PARA UMA ESTADA DE 4 DIAS/3 NOITES

A Pousada Aldeia dos Lagos é fruto de uma parceria entre a Associação de Silves pela Preservação Ambiental e Cultural, uma ONG brasileira sem fins lucrativos formada por comunidades ribeirinhas da região, e o WWF Brasil, organização internacional que dispensa apresentações. É o primeiro empreendimento comunitário de ecoturismo da Amazónia, e o único gerido pela comunidade local, sendo os proveitos utilizados na melhoria da qualidade de vida dos habitantes, e em acções de preservação ambiental e gestão dos recursos naturais da região. Conte com dias imerso numa natureza exuberante, longe dos ruídos da civilização.


BT03 - BRASIL-ECO.qxd:F.S. PEQUENO-2.qxd 5/31/11 11:50 AM Page 75


BT03 - REP SÃO PAULO DIAS:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:43 AM Page 76

Sampa 48H

EM

SÃO

PAULO

JARDIM PAULISTA (OU JARDIM PAULISTANO) é o bairro mais nobre de Sampa. Com metade das ruas mais caras de toda a cidade e uma oferta a condizer com os gostos mais exigentes, é o lugar ideal para

conhecer o lado mais encantador de uma metrópole avassaladora. Para quem vai a caminho das praias do litoral este Verão, uma pausa entre vôos com muito para ver...

Texto e fotos de N U N O M I G U E L D I A S


BT03 - REP Sテグ PAULO DIAS:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:43 AM Page 77

POSTO6


BT03 - REP SÃO PAULO DIAS:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:43 AM Page 78

No bairro de Jardins, o mais elegante de São Paulo, vai sentir o pulsar desta metrópole sem igual.

M COMO IR A TAP (Tel.: 707.205.700, www.flytap.com) tem voos directos diários de Lisboa para São Paulo, com tarifas a partir de €950, com taxas. O voo demora cerca de dez horas.

À CHEGADA O aeroporto fica a cerca de 25km do centro da cidade, e um táxi pode custar €60.

ONDE DORMIR Tivoli São Paulo Mofarrej Alameda Santos, 1437 Tel.: +55.11.3146.5900 www.tivolihotels.com Duplo a partir de €290

78

B L U E

T R A V E L

eu Carlos Adão é tudo de bom”. Lido com a pronúncia paulista, rima como uma estrofe de Seu Chico Buarque de Holanda, paulistano de origem, carioca por opção. “Meu Carlos Adão é tudo dji bão”, pois. Se dúvidas houvessem, um pouco mais à frente está outro grafito, escrito pela mesma inspirada personagem, convicta, admiradora, fiel seguidora e, desconfia-se, amante do objecto da frase: “Meu Carlos Adão dá prazer”. Ficámos, pois, esclarecidos. E Carlos Adão, esse “cabra-macho”, ficou com publicidade gratuita, pintada a verde nos muros que ladeiam os prédios da Avenida 9 de Julho, que atravessa o Jardim Paulista, distrito de Pinheiros. Esta sui generis declaração de amor situa-nos. Como nos situaria um menos mundano “Jesus salva, o Diabo não presta”, outro grafito tão costumeiro Brasil afora. São Paulo não é, porém, um Brasil qualquer. É a capital estatal mais cosmopolita, onde as pronúncias ainda apresentam resquícios de italiano e israelita, onde as feições dos transeuntes poderiam levar-nos a pensar estarmos, por momentos, no Japão ou na Suécia. Mesmo assim, o Jardim Paulista, bairro nobre da zona Oeste, que forma parte da zona a que chama, apenas Jardins, é uma ilha na Baixa. Na década de 70, os primeiros prédios altos, construídos ao longo da Avenida Brigadeiro Faria Lima (conhecida por Brigadeiro, apenas) poderiam ter feito cair a denominação que, desde os anos 20, coincidia com típico bairro da classe alta paulistana, maioritariamente ocupado por judeus (como Herbert Levy, um símbolo do bairro). Tal não aconteceu porque, de facto, muitos desses edifícios altos que, desde aí, foram circundando o bairro, servem como uma espécie de muro que “esconde” um “xadrez” de ruas ocupadas por mansões milionárias, cujos proprietários se fazem transportar de helitaxi (helicópteros que acrescentam o seu silvo ao já característico burburinho de uma metrópole), embaixadas, consulados e comércio upscale que tornam este num dos principais centros financeiros da cidade, onde nos podemos passear em total segurança, sem os temores que, noutras zonas, por certo acometerão (como no centro, onde estão os edifícios deixados pelos portugueses). Foi, pois, o que fizemos. E encontrámos lojas encantadoras, galerias de arte, “botecos” típicos com os característicos e imperdíveis salgadinhos, esplanadas de ambiência quase parisiense, houvesse o Sena por perto e estivessem à sombra de castanheiros, não gigantescos jacarandás, e hotéis exclusivos, como o Tivoli Mofarrej, onde nos sentimos uns privilegiados e de onde só saímos porque, enfim, há uma São Paulo para conhecer lá fora. >>>

UMA PAUSA MERECIDA Seja à chegada, depois de um logo voo transatlântico, seja à partida, depois de uns dias na praia, não perca a experiência de fazer um tratamento no elements Spa by Banyan Tree, no hotel Tivoli São Paulo Mofarrej, uma das marcas mais conceituadas do Mundo


BT03 - REP Sテグ PAULO DIAS:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:43 AM Page 79

POSTO6

VISTA DO RESTAURANTE AROLA VINTETRES

ELEMENTS SPA BY BANYAN TREE

ELEMENTS SPA BY BANYAN TREE


BT03 - REP Sテグ PAULO DIAS:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:44 AM Page 80

SALVE JORGE

VISTA DO RESTAURANTE AROLA VINTETRES

VISTA DO RESTAURANTE AROLA VINTETRES


BT03 - REP SÃO PAULO DIAS:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:44 AM Page 81

FAÇA UMA CAMINHADA TRANQUILA pelo bairro de Jardins até ao Parque do Ibirapuera parando aqui e ali numa esplanada PARA SABOREAR UM CHOPINHO GELADO O TIVOLI SÃO PAULO – MOFARREJ, Conference Hotel & Elements Spa by Banyan Tree, membro da The Leading Hotels of The World, é uma pérola de paz no meio do bulício paulistano. Inaugurado o ano passado (após uma completa remodelação que tornou o antigo Grand Meliá Mofarrej irreconhecível), já integra a lista dos melhores de 2010 da revista “Condé Nast Traveller”, tem o melhor Spa do Brasil e a maior suite presidencial de toda a América Latina (que não é a Suite Garden, com lounge, biblioteca e cave, para além de uma decoração que conta com um lustre desenhado pela própria arquitecta e composto por 25 mil cristais, uma colecção de loiças produzidas em França e um jogo de cama de seda pura com 1020 fios). Por incrível que pareça nós, que estivemos lá, atestamos que tudo isto são factos que só podem interessar a quem não está a pensar hospedar-se aqui. Caso contrário, basta entrar para nos sentirmos especiais. O projecto arquitectónico é da responsabilidade de Patrícia Anastassiadis e regem-no algumas linhas mestras que vão de encontro aos requisitos de hóspedes requintados que gostam de viajar, seja em negócios ou lazer, rodeados de pequenos luxos mas com a sustentabilidade como regra (o hotel tem um sistema de reutilização de água, usa energia solar e conta com um inteligente sistema que luzes que liga e desliga a iluminação conforme a incidência de luz natural). O desenho do mobiliário, os inúmeros apontamentos de design contemporâneo, a escolha das cores e materiais e até o toque dos tecidos, nada foi deixado ao acaso. Aquele que pode ser considerado o melhor hotel de São Paulo por tudo o resto conta, ainda, com dois pesos pesados. O spa com assinatura Banyan Tree e o restaurante Arola Vintetres. Um deles bastaria para tornar o hotel único no seu género. Os dois fazem dele um marco incontornável da cidade. UM ELEMENTS SPA BY BANYAN TREE dispensa apresentações. O facto de estar localizado em São Paulo e não na Tailândia — de onde é originário —, nas Seychelles, em Bali ou nas Maldivas, onde seria mais fácil imaginá-lo, torna-o especial. Porque num lugar paradisíaco toda a envolvência ajuda. É o habitat perfeito. Aqui, porém, a metrópole que está para lá das paredes tem de ser absolutamente anulada por forma a que nos sintamos transportados para um outro lugar. A privacidade (dez salas com isolamento total de som) e o luxo são uma garantia que, por sua vez, levarão à serenidade e sensualidade exótica. A abordagem enfatiza o toque humano (usando ervas e especiarias naturais e reintroduzindo uma mistura de tratamentos antigos de saúde e de beleza) e reduz o uso da tecnologia ao mínimo essencial. Os sentidos despertam e o bem-estar físico e espiritual assumem uma outra dimensão. >>>

A CIDADE A SEUS PÉS Para um brinde às férias com São Paulo como pano de fundo, reserve mesa no restaurante Arola Vintetres, no topo do hotel Tivoli São Paulo Mofarrej, que oferece vistas rasgadas para o bairro de Jardins, a Avenida Paulista e o Parque do Ibirapuera

UMA VOLTA NOS JARDINS

.

Galeria Romero Britto Rua Oscar Freire, 562, Tel.: 3062.7350 www.romerobritto.com.br Artista contemporâneo nascido em Recife e radicado nos Estados Unidos, tem grande parte da sua obra exposta nesta galeria que pode ser visitada por grupos, mediante marcação. Inspirado na Pop Art, Romero Britto criou um estilo muito próprio (expôs no Louvre e é mais conhecido por estampar padrões originais em objectos de renome internacional, como o Bentley GT), e é já um dos nomes incontornáveis na cena artística brasileira.

.

Casa do Saber Rua Dr. Mário Ferraz, 414,Tel.: 3707.8900 www.casadosaber.com.br É um centro de debates e disseminação do conhecimento muito respeitado nos meandros culturais de São Paulo e Rio de Janeiro. Num ambiente académico, são diariamente leccionados cursos (alguns gratuitos) em áreas tão diversas como astronomia, cinema, filosofia, história, literatura, fotografia e música, cuja frequência é tida, no Brasil, como valor adicional ao currículo. Uma forma interessante de passar algumas horas e, aconselha-se especial atenção à agenda de viagens culturais.

.

Schutz Rua Oscar Freire, 944, Tel.: 3062.1688 www.schutz.com.br É a loja de sapatos que reflecte toda a sofisticação de São Paulo e do Jardim Paulista em particular.

.

Teatro Renaissance Alameda Santos, 2233, Tel.: 2122.4241 www.cult.art.br Combina as melhores peças de teatro da cidade, o restaurante Terraço Jardins e o Havana Club, num três em um que é, no mínimo, um convite à demora. Pode comprar um “ingresso” que inclua a peça de teatro, o posterior Welcome Drink no Havana Club e o jantar no Terraço Jardins, uma experiência completa e a melhor opção para uma estadia de curta duração em Sampa.

.

MASP – Museu de Arte de São Paulo Avenida Paulista, 1578, Tel.: 3251.5644 www.masp.art.br Um edifício arquitectonicamente avassalador que esconde, no seu interior, obras de Delacroix, Renoir, Monet, Manet, Cézanne, Toulouse-Lautrec, Van Gogh, Gauguin, Modigliani, El Greco, Goya, Velázquez, Gainsborough, Reynolds, Constable e Turner.

B L U E

T R A V E L

81


BT03 - REP SÃO PAULO DIAS:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:44 AM Page 82

Must! O SERÃO NA VILA MADALENA No mesmo distrito do Jardim Paulista (Pinheiros) mas à distância de uma corrida de táxi (peça sempre para ligar o taxímetro e não aceite um valor acima dos R$10), este é um bairro imperdível. Há Bossa Nova, Samba de qualidade e muito bom Jazz, com actuações ao vivo por todo o lado.

.

Salve Jorge – Cervejaria e Galeto Rua Aspicuelta, 544, Tel.: 3815.0705 www.barsalvejorge.com.br Genuinamente paulistano e muito famoso (e frequentado) por isso mesmo, homenageia, pelo nome, muitos dos jorges que fizeram a história do Brasil e o santo da Capadócia (a quem também Caetano dedicou um tema). Petiscos ou refeições completas acompanhadas por samba bom e, de preferência, por uma garrafa de cerveja Brahma, servida nos típicos copos minúsculos.

.

Aky Madrid Rua Mourato Coelho, 615, Tel.: 3032.2546 Comerá, no outro lado do Atlântico, as mesmas Tortillas ou Batatas bravas que poderia comer em Espanha. A questão é que Madrid está na moda em São Paulo. Logo, a ambiência desta casa é absolutamente memorável. Há “cérvéjinha” gelada e uma pista de dança que concentra todas as atenções.

.

Piratininga Bar Rua Wisard, 149 , Tel.: 3032.9775 www.piratiningabar.com.br Uma viagem à Sampa de antigamente (quando era São Paulo de Piratininga), um dos bares mais antigos da Vila Madalena e o primeiro a servir chopp. Está num dos edifícios históricos do bairro, cuja recuperação da fachada recebeu vários prémios. Actuações ao vivo diárias, numa varanda cimeira, estilo “piano bar”. Ambiente descontraído e ideal para um serão calmo mas preenchedor.

.

Posto 6 R. Aspicuelta, 644, Tel.: 3812.4342 ww.posto6.com “Boteco” é isto. Aliás, São Paulo é isto. Boa comida em porções necessárias (belisquetchí, ou seja, petiscos), acompanhando o melhor chopp de todo o Brasil, apregoam. Não perca o Carioca (metade chopp claro, metade chopp escuro, final com creme claro). Óptimo ambiente. Até o site é de visita obrigatória.

82

B L U E

T R A V E L

O restaurante Arola Vintetres, no 23º andar do hotel, é o templo para quem não dispensa a componente gastronómica numa estadia. Criado em parceria com Sergi Arola, o chef catalão com duas estrelas Michelin, e decorado pela arquitecta Patrícia Anastassiadis de forma soberba, é o um lugar único, com vistas avassaladoras sobre São Paulo, uma carta que une o estilo e algumas criações de Arola ao receituário e ingredientes tipicamente brasileiros, e uma adega com mais de duas mil garrafas de vinho dos melhores produtores do mundo. A nós calharam-nos em sorte algumas das tapas catalãs reinventadas por Arola, as que o tornaram famoso, como as Batatas bravas e o Jamón ibérico de bellota, o Foie gras de uma produção limitadíssma num recanto omisso do Brasil, e o Bife Kobe.

PARA ALÉM DO AROLA VINTETRES, os hóspedes podem ainda sentir-se privilegiados no Bistrô Tivoli, com uma ambiência exclusiva e cozinha tradicional brasileira com um toque de França, ou ainda com uma refeição leve no Narã Bar Lounge, com ligação à piscina exterior aquecida. É que não nos podemos esquecer que estamos no Brasil e o calor convida. É fácil percebermos como São Paulo suscita tanta paixão. Em torno do Hotel Tivoli Mofarrej, na Alameda Santos, há ruas e jardins, parques e avenidas por onde nos podemos demorar à descoberta do melhor que a Baixa pode oferecer. Há sempre surpresas reservadas a quem percorre a Av. Paulista, a apenas um quarteirão do hotel, onde se encontra o MASP (o imperdível Museu de Arte de São Paulo), a Brigadeiro, que desce em direcção ao Parque Ibirapuera (o Central Park de Sampa), a mundialmente conhecida Rua Oscar Freire (com algumas das lojas mais exclusivas da cidade) ou mesmo uma simples mas por certo demorada visita à mítica Livraria Cultura, no Conjunto Nacional, que pode ser acedido pela Paulista, Rua Augusta ou Alameda Santos. Seja qual for a escolha do trajecto, pare sempre que possível para um suco, um salgadinho, um chopp gelado ou um saboroso café, numa qualquer esplanada que, por aqui, abundam. Imperdível é, também, um serão na Vila Madalena, conhecida pelos locais como Vila Madá, um conjunto de poucas ruas onde algumas vivendas foram transformadas em bares e clubes de música ao vivo, na sua maioria de jazz e bossa nova, e onde a comunidade mais cool e hip paulistana acorre religiosamente. É uma bela forma de coroar o pouco tempo de estadia mas que, assim, poderá ser ainda mais memorável. “Eu gosto às pampa das minas de Sampa”, cantava Rita Lee na sua fase pós-Mutantes. E o sorriso com que o fazia denuncia o tanto que Sampa tem para oferecer. >>>

PONTOS DE PARTIDA Pela sua localização, o Tivoli Sãõ Paulo Mofarrej é uma óptima escolha para quem vai estar pouco tempo na cidade. Descontraia nos ambientes cuidados criados pela arquitecto Patrícia Anastassiadis, delicie-se com os pratos do chef Fabio Andreas no restaurante Arola Vintetres, e parta à descoberta do bairro de Jardins


BT03 - REP SÃO PAULO DIAS:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:44 AM Page 83

TIVOLI SÃO PAULO MOFARREJ

TIVOLI SÃO PAULO MOFARREJ

TIVOLI SÃO PAULO MOFARREJ

PARQUE DO IBIRAPUERA

TIVOLI SÃO PAULO MOFARREJ

O CHEF FABIO ANDREAS

GALERIA ROMERO BRITTO

RESTAURANTE AROLA VINTETRES

TIVOLI SÃO PAULO MOFARREJ


BT03 - ROTEIRO SAMPA:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:28 AM Page 84

Sampa B A I R R O

A

B A I R R O

PELA MÃO DA NOSSA INSIDER, Rita Lebre, deixamos-lhe aqui um roteiro completo

de São Paulo bairro a bairro, para que possa aproveitar o melhor desta cidade que nunca dorme. Bons restaurantes, “botecos” descontraídos, os melhores sítios para um chopp ao fim do dia, os programas culturais que não pode perder e as lojas mais fashion da Oscar Freire, entre muitas outras boas dicas blue, vão tornar a sua estadia – ainda que curta – em dias com muito para contar. Numa passagem a caminho de umas férias na praia, vale a pena deixar-se ficar mais um dia...

Por R I T A L E B R E


BT03 - ROTEIRO SAMPA:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:28 AM Page 85


BT03 - ROTEIRO SAMPA:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:28 AM Page 86

Dos Jardins à Vila Madá, passando por higienópolis ou pelo bairro de Pinheiros , um roteiro com mais de 90 moradas que não vai querer perder

São Paulo, a terra da garoa, do trânsito, da poluição... é do que muitos se lembram quando se fala nesta metrópole, o maior centro de negócios na América Latina, com uma população de cerca de 11 milhões de pessoas. Mas Sampa tem um outro lado, pois ferve com hotéis fashion, compras, vida cultural e gastronómica de primeira. Para entrar no ritmo desta cidade fervilhante, vale a pena conhecer o centro, almoçar num “boteco” bem típico, andar pela famosa Av. Paulista, conhecer os modernos edifícios instalados na Faria Lima (onde poderá sentir algum trânsito aéreo provocado pelos “helis” que pousam nos topos dos edifícios).

RITA LEBRE [ A NOSSA INSIDER ] Sou portuguesa, e sempre vivi em Lisboa até ao dia em que me mudei para Macau. Rendi-me de imediato ao Oriente, onde aprendi uma nova cultura e conheci lugares únicos. Viajar é o meu hobby preferido. Estou sempre de mala pronta para conhecer novos destinos e desafios. Aterrei em Sampa, onde estou há mais de quatro anos, uma cidade frenética que me foi conquistando pela sua personalidade, pela sua diversidade e pelo seu ritmo. São Paulo é a “cidade que não dorme”, que ferve! Uma cidade onde há sempre novidades, e onde tento estar sempre actualizada. Cada destino é sempre uma surpresa e, para fazer uma pausa, nada como viajar neste lado do mundo – um país com diversas faces que merece ser explorado. E ainda me falta muito...

86

B L U E

T R A V E L

Aproveitar para “bater perna” em alguns dos diferentes bairros que fazem parte desta cidade, desde Higienópolis, passando pelos Jardins, Vila Madalena, Vila Nova Conceição, Moema, Vila Olímpia e Itaim Bibi, é outro passo incontornável para conhecer a cidade. Poderá sempre optar pela “praia” dos paulistanos e passear num dos muitos shoppings “transados”; vale vasculhar algumas das charmosas livrarias, assim como petiscar e tomar um chopp num “boteco” ou escolher um dos restaurantes estrelados para fazer uma boa refeição. São Paulo é formada por diferentes bairro com características bem próprias. Veja a seguir algumas dicas para “curtir” Sampa a qualquer hora...

JARDINS Bairro badalado, excelente para caminhar e espreitar as famosas lojas da Rua Oscar Freire e arredores. Aproveite para tomar um café e escolher um dos muitos restaurantes “para ver e ser visto”. Comece por tomar o “café da manhã” ou um brunch na Padaria Artesanal Orgânica (PÃO), considerada pela Veja 2010/2011 como a melhor padaria da cidade. Vai deparar-se com uma sala minúscula com paredes de madeira e apenas quatro mesinhas, ficando facilmente lotado. As receitas são desenvolvidas pelo padeiro Rafael Rosa, e levam apenas farinha de trigo orgânica. Outro destaque é o uso apenas de fermento natural e sal rosa do Himalaias, de textura mais fina e delicada. Se quiser uma opção mais típica, pode sempre ir à famosa Bella Paulista, aberta 24 horas, ou à Benjamim Abrahão.

DICA BLUE Na PÃO, delicie-se com a tartine do pequeno-almoço, acompanhada por um delicioso cappuccino. O brunch é uma excelente opção, e não deixe de experimentar a versão francesa e mais leve do Pão de Queijo. Termine com uma deliciosa (e grande!) fatia do famoso Bolo Belga, feito com 70% cacau e laminas de caramelo. O atendimento é familiar e atencioso.


BT03 - ROTEIRO SAMPA:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:28 AM Page 87

LIVRARIA DA CULTURA


BT03 - ROTEIRO SAMPA:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:29 AM Page 88

MUSEU ARTE MODERNA

MUSEU ARTE MODERNA


BT03 - ROTEIRO SAMPA:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:29 AM Page 89

O “CAFÉ DA MANHÔ NA PÃO, votada a melhor padaria da cidade, é um must aqui as receitas são preparadas com sal dos Himalaias e INGREDIENTES ORGÂNICOS

Passe depois pela Livraria da Vila, com um vasto acervo geral de livros, cds e dvds e um atendimento muito especial. A da Alameda Lorena foi projectada por Isay Weinfeld, que recebeu o prestigiado prémio D&D Awards em Londres, sendo a mais blue de todas. Esteja atento à intensa programação cultural disponível. Para enganar a fome, prove o melhor Pão de Queijo, que fica ao virar da esquina. Em alternativa, espreite as prateleiras da Livraria da Cultura, no Conjunto Nacional – o edifício que é um marco na arquitectura paulista e merece uma visita. Antes de sair, refresque-se com um frappé na cafetaria Viena, no piso térreo. Ao almoço, e se o dia estiver bom, opte pelo buffet no Capim Santo, sente-se no jardim tropical e saboreie as iguarias preparadas pela chef Morena Leite. Destaque também para o mais novo e badalado restaurante do bairro, o Serafina, o primeiro fora dos EUA que chegou a Sampa no ano passado e tem sido um grande sucesso. O restaurante inspirou-se em elementos vintage para criar o espaço, num casarão de 1908. Pode optar por ficar dentro ou no charmoso terraço que tem um pé de limão siciliano bem ao centro e mesinhas em redor. Em questão de bons restaurantes, o Gero, o D.O.M. e o Spot, que a blue Travel recomendou na reportagem de São Paulo (ver blue

Travel N.º 21), continuam na moda e sendo óptimas escolhas.

. Saborear uma feijoada às quartas e sábados

DICA BLUE

. Visitar o Mercado Municipal e provar o famoso pastel de

Não deixe de ir ao Mercadinho Chic, na Rua Oscar Freire, uma mini-feira de design que acontece de quarta a sábado, reunindo a cada edição novas marcas de moda, acessórios, e peças de arte ou decorativas. Oscar Freire 720, Lj. 16, www.mercadinhochic.com.br.

(algumas boas referências: o Bolinha, o Rubayat, a Feijoada da Lana, o Pirajá...)

bacalhau ou a sanduíche de mortadela. A seguir pode aproveitar para “bater perna” na famosa 25 de Março, rua de comércio popular e uma das mais movimentadas do Brasil. Rua da Cantareira, 306, Sé, www.mercadomunicipal.com.br

. Visitar o Museu do Ipiranga, um dos ícones da cidade, para conhecer melhor a história paulista e do Brasil. Parque da Independência, www.mp.usp.br.

Must! 14 COISAS QUE NÃO PODE DEIXAR DE FAZER DURANTE A ESTADA NA CIDADE

. Fazer uma caminhada no parque Ibirapuera;

alugar uma bicicleta e visitar a OCA, edifício projectado por Oscar Niemeyer em 1954; espreitar as exposições no MAM (www.mam.org.br) e recarregar energias na cafetaria com um excelente buffet (ver blue Travel N.º 21)

. “Bater perna” no shopping Cidade Jardim,

. Fazer uma visita no reformado Teatro Municipal, inaugurado em 1911 na Praça Ramos de Azevedo, e passar pelo Viaduto do Chá, o primeiro viaduto construído na cidade nos finais do século XIX.

. Provar o Açai, fruta calórica e muito nutritiva, ideal para saborear nos dias de mais calor. Peça na tigela (certifique-se de que não é polpa), com granola, banana ou clorofila. Se preferir tome em forma de “suco”. Bolados Sucos, Rua Pamplona 1501, Jardins, ou na Rua Joaquim Florian 373, em Itaím-Bibi, www.boladossucos.com.br

. Subir até ao Skye, no terraço do hotel Unique, para tomar um copo no fim do dia. www.hotelunique.com.br

o mais luxuoso da cidade.

. Cortar o cabelo no cabeleireiro das estrelas das novelas da Rede Globo, Wanderley Nunes, que caracteriza nomes como Cláudia Raia ou Edson Celulari. Fica na na cobertura do Shopping Iguatemi (Jardins), num espaço projectado pelo arquitecto Arthur Casas, que assina também o restaurante KAÁ e o hotel Emiliano. www.studiow.com.br, Tel.: 3094.2640

.

Ir ao Museu do Futebol no famoso Estádio do Pacaembu, Praça Charles Miller, www.museudofutebol.org.br

.

Provar o Pastel do Zé – o melhor pastel de feira! – na feirinha do Pacaembu às quintas e sábados, na Praça Charles Miller.

.

Experimentar os tradicionais restaurantes chineses e japoneses no bairro da Liberdade.

. Ver um filme de um realizador brasileiro, como Fernando Meirelles, Walter Salles ou Daniel Filho, entre outros.

. Assistir a uma peça de teatro numa das várias salas da cidade: Procópio Ferreira (www.teatroprocopioferreira.com.br), Raul Cortez (Rua Doutor Plínio Barreto, 285), Faap (www.faap.br), Centro Cultural do Banco do Brasil (www.bb.com.br), Renaissance (www.teatrorenaissance.com.br), ou Bibi Ferreira (www.teatrobibiferreira.com.br), entre outras.


BT03 - ROTEIRO SAMPA:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:29 AM Page 90

O SHOPPING FASHION na Rua Oscar Freire passa pelo Espaço Havaianas, onde pode personalizar as suas sandálias numa LOJA PROJECTADA POR ISAY WEINFELD TOME NOTA PARA O “CAFÉ DA MANHÔ

.

Pão Rua Bela Cintra, 1618, www.padariaartesanal.org

.

Suplicy Alameda Lorena, 1430 com Rua Padre João Manuel Tel.: 3083.0666, www.suplicycafes.com.br

. Casa Pão de Queijo Rua Haddock Lobo, 1408 www.casadopaodequeijo.com.br

. Bella Paulista Rua Haddock Lobo, 354, www.bellapaulista.com

.

Benjamim Abrahão Rua José Maria Lisboa, 1397 Tel.: 3061.4004, www.benjaminabrahao.com.br

AO ALMOÇO

.

Capim Santo Al. Ministro Rocha Azevedo. 471 Tel.: 3068.8486, www.capimsanto.com.br Tudo aqui é delicioso e típico da Bahia, com destaque para as saladas, a Carne seca na abóbora com mandioca frita, e, no fim da refeição, os deliciosos doces de brigadeiro que vêm em colheres de café (chocolate, doce de leite e pistácio).

.

Lanchonete da Cidade Al. Tieté, 110, Tel.: 3086.3399 www.lanchonetedacidade.com.br Prove famoso Hambúrguer Bom-Bom, com molho de tomate caseiro.

. Rodeio Rua Haddock Lobo 1498 Tel.: 3474.1333, www.rodeiosp.com.br Sem grande ambiente, um pouco mais caro mas com excelente carne. Peça a Picanha, arroz biru-biru, e o famoso palmito pupunha assado com molho de alcaparras.

.

Figueira Rubayat Rua Haddock Lobo, 1738 Tel.: 3087.1399, www.rubaiyat.com.br

.

Livraria Cultura Conjunto Nacional, www.livrariacultura.com.br

.

Papel Craft Al. Lorena 1688, Lj 3, www.papelcraft.com.br Uma boutique de papel com objectos de design.

. Osklen Rua Oscar Freire, 645, www.osklen.com

.

Espaço Havaianas Rua Oscar Freire, 1116, http://br.havaianas.com Inaugurada em 2009, conta com 300m2 num espaço projectado pelo Arquitecto Isay Weinfeld, com toda a linha completa de sandálias, e uma zona onde pode personalizar as suas Havaianas. São mais de 350 sandálias diferentes, bolsas, toalhas, chaveiros e meias.

.

Melissa Rua Oscar Freire, 827, www.melissa.com.br Mais do que uma simples loja, é praticamente um monumento no meio de tantas “grifes” na Oscar Freire. Vende coleções modernas e ousadas, calçado e bolsas feitas em plástico reciclado, dotadas de um design único de vanguarda. As fachadas são temáticas e mudam constantemente.

.

Granado Pharmácias Rua Haddock Lobo, 1353, www.granado.com.br A “botica” mais antiga do Brasil. Tradição de qualidade de produtos de origem vegetal, desde os excelentes ambientadores, produtos vintage, velas, cosméticos e até uma linha específica para animais de estimação.

PARA UM SORVETE

.

Diletto Shopping Cidade Jardim; www.gelatodiletto.com.br Há quem lhe chame “picolé de grife”. É um sorvete premium, no palito, de creme aveludado e doze sabores exóticos (recomendo todos!).

. Bacio de Latte

Av. Magalhães de Castro, 12000 www.shoppingcidadejardimjhsf.com.br

. Shopping Iguatemi

AO JANTAR

. Shopping Cidade Jardim

AV. Brig. Faria Lima, 2232, www.iguatemisaopaulo.com.br

. Serafina

. Livraria da Vila

Alameda Lorena 1705B, Tel.: 3081.3702 www.serafinarestaurante.com.br

Alameda Lorena, 1731, www.livrariadavila.com.br

90

B L U E

T R A V E L

.

Brown Sugar Rua Padre João Manuel 1055 Tel.: 3063.4249, www.brownsugar.com.br De abertura recente, ambiente aconchegante e com um óptimo terraço.

.

Alucci Alucci Rua Vitório Fasano 35, Tel.: 3086.1252 www.alucci.com.br Na mesma rua do Fasano, venha para jantar e deixe-se ficar para a “balada”. De entrada, peça os ravióli de queijo com molho de laranja.

.

Piselli Rua Pe. João Manuel 1253 Tel.: 3081.6043, www.piselli.com.br Peça o Risotto de presunto de Parma e figo.

.

Gero Rua Haddock Lobo 1629 Tel.: 3064.0005, www.fasano.com.br

.

Spot Av. Ministro Rocha Azevedo 72 Tel.: 3284.6131, www.restaurantespot.com.br

.

D.O.M Rua Barão de Capanema 549 Tel.: 3088.0761, www.domrestaurante.com.br

.

Yogurberry Al. Lorena 1428, www.yogurberry.com.br Pequenos potes de iogurte congelado, um dos grandes sucessos dos últimos tempos em Sampa.

Rua Oscar Freire 136, www.baciodilatte.com.br Sorveteria italiana recém-inaugurada e um ponto obrigatório para quem estiver no bairro. Os gelados são deliciosos e o espaço “super charmoso”. Experimente o de figo e o de pistáchio.

BOAS COMPRAS

.

Lorena 1989 Al. Lorena 1989, Tel.: 3081.2966 www.lorena1989.com.br Venha para jantar num espaço “super transado”, repleto de gente jovem e bonita.

Tordesilhas Rua Bela Cintra 465 Tel.: 3107.7444, www.tordesilhas.com Brasil a Gosto Rua Prof. Azevedo do Amaral, 70 Tel.: 3086-3565, www.brasilagosto.com.br Tem óptimas caipirinhas. Zena Caffé Rua Peixoto Gomide 1901 Tel.: 3081.2158, www.zenacaffe.com.br

PROLONGAR O SERÃO Número Rua da Consolação, 3585, www.barnumero.com.br Dry Rua Padre João Manuel 700, www.drybar.com.br Mynt Lounge Clodomiro Amazonas, 482, www.myntlounge.com.br


BT03 - ROTEIRO SAMPA:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:29 AM Page 91

OSKLEN

RUA OSCAR FREIRE

MELISSA

PAPEL CRAFT


BT03 - ROTEIRO SAMPA:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:29 AM Page 92

ICI BISTROT Abriu em 2002 e já foi considerado o melhor restaurante francês da cidade. O talento do chef paulistano Benny Novak traz-lhe pratos como a Marinada de lula e polvo com vinagrete de tomate e pepino (canto superior esquerdo), e os mexilhões com frites (canto inferior direito). Venha para um jantar gourmet com todos os requintes


BT03 - ROTEIRO SAMPA:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:29 AM Page 93

HIGIENÓPOLIS

VILA MADALENA

Bairro essencialmente residencial com vários restaurantes novos que vale a pena experimentar. É conhecido pelas belas construções e sinagogas (pois é o principal reduto da comunidade judaica da cidade), e é excelente para passear pelas suas ruas planas, misturar-se com os moradores e descobrir os casarões e bonitos edifícios. Caminhe pela Avenida Higienópolis e não deixe de tomar um café no Shopping Pátio de Higienópolis, remodelado (ampliado) recentemente.

Mais conhecido por Vila Madá, é o bairro boémio, alternativo, badalado e jovial, com muita vida aos fins-de-semana. Diria que é um potencial bairro de Palermo (em Buenos Aires): “botecos”, restauran tes charmosos, lojas “descoladas”, oficinas de arte e ateliers. Muito se passa nas ruas Aspicuelta, Harmonia e Fradique Coutinho. Ótimo para um chopp no fim da tarde ou ao fim-de-semana, quando as ruas ficam cheias e os bares mais animados.

DICA BLUE DICA BLUE Aqui vale a pena entrar na Livraria Saraiva e, se é fã do famoso brigadeiro, tem que conhecer a nova loja Brigaderia. Para jantar, não deixe de ir ao famoso Carlota (ver blue Travel N.º 21), ao Ici Bistrô ou o mais recente 348. Se lhe apetecer uma pizza, opte pelo Camelo.

Sentar-se numa das mesas do Patriarca – um “boteco” que fica numa das esquinas mais movimentadas do bairro (vale a pena provar a Costela no bafo) – e, se quiser jantar, por que não o Santa Gula? Para além de poder apreciar o ambiente, ainda pode comprar mobília ou artesanato, pois aqui tudo se vende. O bar Astor também é uma excelente opção, com uma deliciosa “cozinha de bar”. Não deixe de provar o delicioso Steak tartar ou o Picadinho.

Must! Must!

FARM HARMONIA

Descubra Vila Madá, o bairro boémio e alternativo, com “botecos de charme, ateliers de artistas e lojas originais

TOME NOTA

. Livraria Saraiva Shopping Pátio Higienópolis; Av. Higienópolis, 618 www.livrariasaraiva.com.br

. Brigaderia Shopping Pátio Higienópolis Av. Higienópolis, 618, www.brigaderia.com.br

. Carlota Rua Sergipe, 753 Tel.: 3661.8670, www.carlota.com.br

. Ici Bistro www.icibistro.com.br Rua Pará, 36, Tel.: 3259.6896

. 348 Rua Bahia, 364, Tel.: 4306.0348 www.restaurante348.com.br Ambiente informal e jovial, a preços acessíveis. Prove a famosa parrilha argentina.

. Camelo Rua Eng. Edgar Egídio de Souza, 98 Tel.: 3822.5050, www.pizzariacamelo.com.br

. 210 Dinner Rua Pará 210, Higienópolis Tel.: 3661.1219; www.210diner.com.br

TOME NOTA

. Patriarca Rua Mourato Coelho, 1059; Tel.: 3816.2278 www.cervejariapatriarca.com.br

.

Santa Gula Rua Fidalga, 340; Tel.: 3812.7815; www.stagula.com.br

.

Rabo de Peixe Rua Wisard, 142, Tel.: 2307.3062 www.botecorabodepeixe.com.br Boteco chic. Imperdível a picanha na chapa quente acompanhada do chopp. Também há no bairro de Jardins, na Alameda Lorena, 1294.

.

Astor Rua Delfina, 163, www.barastor.com.br

. Lola Bistrot Rua Purpurina, 38 Tel.: 3812.3009 www.lolabistrot.com.br Cozinha francesa e bar à vin, perfeito para jantar.

.

Farm Harmonia Rua Harmonia, 57, www.farmrio.com.br Loja carioca, conhecida pelas suas roupas femininas, cheias de cores e estampas. De visita obrigatória para quem gosta de moda, arquitectura, inovação e bom gosto.

B L U E

T R A V E L

93


BT03 - ROTEIRO SAMPA:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:30 AM Page 94

KAA

KAA

KAA

SANTO GRテグ

CASA 92

CASA 92

PIZZARIA BRAZ

PIZZARIA BRAZ

PIZZARIA BRAZ


BT03 - ROTEIRO SAMPA:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:30 AM Page 95

ITAIM BIBI E VILA OLÍMPIA Dois famosos bairros boémios, joviais, de “balada”, e sempre repletos de gente. Destaque para a Rua Amauri, cheia de restaurantes estrelados. Para um brunch, recomendo o mais recente e badalado Santo Grão, na Rua Jerónimo da Veiga, com um excelente terraço e que segue a mesma linha do Santo Grão da Rua Oscar Freire (ver blue Travel N.º 21), ou venha apenas tomar um copo no fim da noite.

DICA BLUE Almoce um hambúrguer de picanha no Ritz e, se o calor apertar, passe pela Sorveteria Vipiteno e prove “O Melhor Sorvete da Cidade”, segundo a Veja São Paulo.

Must! TOME NOTA AO ALMOÇO

. Ritz Rua Jerónimo da Veiga, 141 Tel.: 3079.2725, www.restauranteritz.com.br Prove os Bolinhos de arroz de entrada e, à sobremesa, o Chocolove, sorvete de nata com chocoltae quente e farofa crocante.

. Santo Grão

. Tre Bichieri

DICA BLUE

Rua General Mena Barreto 765 Tel.: 3885.4004; www.trebicchieri.com.br Inaugurado em Junho do ano passado por três sócios, ex-Fasano, tornou-se um local badalado e de moda. Se conseguir mesa fique no terraço.

Ao Sábado de manhã espreite a feira de antiguidades, na Praça Benedito Calixto.

Rua Amauri, 319 Tel.: 3078.0099, www.forneria.com.br

. Varanda Grill

. Ráscal Rua Leopoldo Couto de Magalhães, 831 Tel.: 3078.3351, www.rascal.com.br Um excelente opção de buffet que já foi premiado.

AO JANTAR

. Due Cuochi Rua Manoel Gedes, 93 Tel.: 3078.8092, www.duecuochi.com.br Óptimo restaurante italiano. Não dispense o couvert, prove o Steak tartar de entrada, as deliciosas massas caseiras, ou a Costela florentina. À sobremesa, o Petit gâteau de limão siciliano com sorvete. Reserve com antecedência.

TOME NOTA AO ALMOÇO

. Nagayama Café e Naga

. Mercearia do Conde

R. Bandeira Paulista, 355 e 381 www.nagayama.com.br

Rua Joaquim Antunes, 217; Tel.: 3081.7204 www.merceariadoconde.com.br

. KÁÁ

. Pote do Rei

Av. Juscelino Kubitschek, 279, Vila Olímpia Tel.: 3045.0043; www.kaarestaurante.com.br Ementa variada e excelentes caipirinhas. Destaque para a parede com 7000 plantas típicas da mata atlântica. Nas noites quentes parte do restaurante fica ao ar livre.

Rua Joaquim Antunes, 224; Tel.: 3068.9888 www.opotedorei.com Pratos a cargo do chef-revelação William Ribeiro.

. A Tal da Pizza Rua Dr. Mario Ferraz, 351; Tel.: 3079.3599/3609 www.ataldapizza.com.br Um boa escolha para o Domingo à noite. Prove uma das deliciosas pizzas feitas ali mesmo, num grande forno de lenha, como a Pizza Italy, com rúcula, queijo, mostarda Dijon, acetto balsâmico, mel e tomates secos.

PARA A “BALADA” E UM SORVETE

. Vaca Véia Rua Manoel Guedes 1999 Tel.: 3073.1292, www.vacaveia.com.br “Boteco chique” de ambiente descontraído e sempre lotado (principalmente na Happy Hour). Foi eleito o melhor bar para “paquerar” pela Veja 2010.

. Sorveteria Vipiteno Rua Manuel Guedes, 85, www.vipiteno.com.br

Rua Jerónimo da Veiga, 179 Tel.: 3071.3169, www.santograo.com.br

Rua General Mena Barreto 793 Tel.: 3887.8870, www.varandagrill.com.br Foi eleito o melhor restaurante de carne 2010/2011 pela Veja SP.

Must!

. Forneria San Paolo

PINHEIROS A Rua Joaquim Antunes está a tornar-se um pólo gastronómico de relevo, com sítios como a célebre Mercearia do Conde (ver blue Travel N.º 21). Em 2008 abriu o restaurante Maní, sendo uma das sócias a ex-modelo, atriz e apresentadora Fernanda Lima, com a cozinha a cargo de Helena Rizzo, eleita chef do ano de 2009. Está sempre lotado, pelo que deverá reservar com antecedência, mas enquanto espera vá saboreando uma óptima caipirinha...

. Olea Mozzarella Bar Rua Joaquim Antunes, 198 Tel.: 3062.1535, www.olea.com.br Perfeito para almoçar durante a semana, com um excelente buffet de saladas e, ao domingo, óptimas pizzas.

AO JANTAR

. Maní Rua Joaquim Antunes, 210; Tel.: 3085.4148 www.restaurantemani.com.br Um espaço contemporâneo e com muito ambiente. Prove o Rosbife em crosta e talharim de pupunha e, nas noites mais quentes opte por jantar no terraço super-charmoso!

. Arturito Rua Artur de Azevedo, 542 Tel.: 3063.4951, www.arturito.com.br Da chef portenha do antigo Júlia Cocina (ver blue Travel N.º 21), eleita chef do ano em 2010.

. Le jazz Braserie Rua dos Pinheiros 254 Tel.: 2359.8141, www.lejazz.com.br Uma excelente opção preço/qualidade numa pequena casa que oferece pratos de bistrô num espaço agradável e a preços razoáveis. Marque com antecedência ou vá bem cedo.

. Pizzaria Bráz Rua Vupabussu 271 Tel.: 3037.7975, www.casabraz.com.br A verdadeira tradição paulistana de comer pizza ao Domingo, cumpre-se aqui. Foi votada “A Melhor Pizza” pela Veja SP.

AO SERAO

. Casa 92 Rua Cristovão Gonçalves, 92, esquina com Av. Faria Lima; Tel.: 3032.0371, www.casa92.blogspot.com Abriu há um ano e é conhecida por criar um “clima de festa” como em casa. É uma mistura de bar e lounge, perfeita para a “balada”.

B L U E

T R A V E L

95


BT03 - ROTEIRO SAMPA:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:31 AM Page 96

NO RESTAURANTE KAÁ, premiado pela revista Wallpaper, os jantares podem ser ao ar livre junto a uma parede viva, com 7000 PLANTAS DA MATA ATLÂNTICA UM DIA NO “CENTRÃO” Quer conhecer bem Sampa? Então não deixe de ir ao famoso “centrão” para fazer uma viagem no tempo... Num dia de sol, “pegue” o “metrô” e saia na estação de São Bento. Visite o Mosteiro de São Bento onde todos os Domingos a missa das 10h é acompanhada por canto gregoriano, e siga até ao Edifício Martinelli, construído em 1929 e recentemente aberto ao público. Passe pela Rua 15 de Novembro, outrora uma das principais artérias da cidade, e suba ao 35º piso da Torre Banespa, considerada um dos cartões postais da cidade, de onde a vista tudo alcança. Aproveite para fazer uma pausa e almoce no Café Girondino, uma perfeita relíquia localizada no meio do agitado centro de São Paulo. Depois, conheça o Centro Cultural do Banco do Brasil, casa que manteve a traça original do início do século quando foi construído e onde encontra uma programação cultural diversificada, seguindo mais adiante até à famosa Praça da Sé, onde está a Catedral da Sé. Do outro lado da praça não deixe de passar pelo Solar da Marquesa, erguido no século XVIII por Dona Maria Domitila de Castro e Mello, marquesa de Santos e amante do imperador Dom Pedro I. Ali bem perto fica o Pateo do Collegio, antigo colégio dos jesuítas e o sítio onde nasceu a cidade de São Paulo nos meados do século XVI, pela

mão dos padres Manuel da Nóbrega e José de Anchieta. Se quiser continuar por aqui, e ainda lhe sobrarem pernas, vá até à Pinacoteca, Museu de Arte, onde poderá admirar um acervo de arte brasileira de todos os tempos. Atravesse a rua e espreite o Museu da Língua Portuguesa, localizado no centenário prédio da famosa Estação da Luz, e faça uma visita à Sala de São Paulo, no vizinho Centro Cultural Júlio Prestes.

DICA BLUE – No Mosteiro de São Bento, não perca a Padaria do Mosteiro, uma lojinha com bolos, pães, biscoitos e geleias feitas pelos próprios monges segundo receitas seculares. Abriu recentemente uma filial nos Jardins, na Rua Barão Capanema perto do Santo Grão. Peça o famoso Pão de São Bento.

. Pátio do Colégio Praça Pateo do Collegio, 2 Tel.: 3105.6899 www.pateodocollegio.com.br

. Torre Banespa Rua João Brícola, 24

. Edificio Martinelli R. São Bento, 397 a 413 www.prediomartinelli.com.br

ROTEIRO CULTURAL

.

Centro Cultural Júlio Prestes Praça Júlio Prestes, www.osesp.art.br Não deixe de assistir a um concerto na sala de São Paulo,num edifício dos anos 30 restaurado e hoje sede da Orquestra Sinfónica do Estado de São Paulo. É considerada uma das salas de concerto com melhor acústica no mundo.

. Solar da Marquesa (Museu da Cidade de São Paulo) Rua Roberto Simonsen, 136 Tel.: 3241.4238, www.museudacidade.sp.gov.br Entrada Grátis

. Centro Cultural do Banco do Brasil

Must!

Rua Álvares Penteado, 112 Tel.: 3113.3651/2, www.bb.com.br

. Pinacoteca TOME NOTA BOAS REFEIÇÕES

. Café Girondino Rua Boa Vista, 365 Tel.: 3229.4574 www.cafegirondino.com.br

Praça da Luz, 2; Tel.: 3324.1000 www.pinacoteca.org.br

. Museu da Língua Portuguesa/ Estação da Luz Praça da Luz, s/n; Tel.: 3326.0775 www.museudalinguaportuguesa.org.br

. La Casserole Largo do Arouche, 346 Tel.: 3331.6283 www.lacasserole.com.br

. Padaria

do mosteiro

Largo de São Bento, s/n, Centro Rua Barão de Capanema 416, Jardins www.padariadomosteiro.com.br

3 dias a partir de:

VAMOS A CONTAS

BRASIL

SÃO PAULO

Voos

955€

A NÃO PERDER

Transfers

120€

. Mosteiro de São Bento

2 noites no hotel Tivoli Mofarrej

290€

Refeições

120€

Largo de São Bento, s/n Tel.: 3328.8799 www.mosteiro.org.br

1.485€

{ Total por pessoa } * Os valores indicados estão sujeitos a alterações conforme a época do ano

96

B L U E

T R A V E L


BT03 - ROTEIRO SAMPA:REP. TRAVEL 03 5/31/11 11:31 AM Page 97

LA CASSEROLE Respire um pouco do ambiente do antigo centro de São Paulo e faça uma autêntica viagem no tempo. O La Casserole abriu em 1954 e mantém-se, até hoje, em frente ao romântico mercado das flores, no Largo do Arouche, como uma pérola gastronómica. A casa mantém a tradição, mas acompanha as novidades da comida francesa. Uma referência para todos os paulistanos, e não se espante se ficar sentado ao lado de algum famoso


BT-FICHA TÉCNICA 2010:BT-FICHA TÉCNICA 2010 5/31/11 1:23 PM Page 98

OFEREÇA UMA ASSINATURA BLUE TRAVEL CONTACTOS PARA ASSINATURAS: Tel.: 214 142 909; Fax: 214 142 951; E-mail: assinaturas@jmtoscano.com

12 Edições

38€

12 X 3,95€ = 47,40€

24 Edições

POUPE 9,40€

70€

24 X 3,95€ = 94,80€ POUPE 24,80€ FOTOCOPIE ESTE CUPÃO E ENVIE PARA: JMTOSCANO LDA; Rua Rodrigues Sampaio N.º 5; 2795-175 Linda-a-Velha; todos os preços incluem portes de correio. NOME: MORADA: LOCALIDADE: TEL. | TELEMÓVEL:

CÓDIGO POSTAL: IDADE: PROFISSÃO:

E-MAIL: N.º DE CONTRIBUINTE

Cheque à ordem de: JMTOSCANO-Comunicação e Marketing Lda Transferência Bancária: N I B 0 0 4 5 4 0 6 0 4 0 1 0 2 9 7 2 0 7 3 1 9 , da Caixa Crédito Agricola

t BLUE MEDIA Rua Vera Lagoa, n .º 12, 1649 - 012 Lisboa, Tel.: 217 203 340 | Fax geral: 217 203 349 | Contribuinte n.º 508 420 237 DIRECTOR GERAL Paulo Ferreira | DIRECTOR DE ARTE E PROJECTO GRÁFICO Pedro Antunes, pantunes@blue.com.pt EDITORA Rosário Sá Coutinho, rcoutinho@blue.com.pt | EDITORA DE TEMAS NACIONAIS Rita do Amaral Dias, rdias@blue.com.pt REDACÇÃO Patrícia Cabral, pcabral@blue.com.pt | FOTOGRAFIA Ricardo Polónio, rpolonio@blue.com.pt | ARTE Susana Alcântara DIRECÇÃO COMERCIAL Paulo Ferreira, pauloferreirablue@gmail.com PRÉ-IMPRESSÃO Nuno Barbosa, blue.nbarbosa@gmail.com IMPRESSÃO União Europeia | DISTRIBUIÇÃO Logista | DEPÓSITO LEGAL n.º 194642/03; Registado no E. R. C. n.º 124216 PROPRIEDADE MBC Lazer, S.A. | Tiragem: 20.000 exemplares { INTERDITA A REPRODUÇÃO DE TEXTOS E IMAGENS POR QUAISQUER MEIOS }

O seu comentário é fundamental para melhorarmos a blue Travel a cada edição. Assim, criámos este e-mail para que nos possa apontar todos os defeitos que for encontrando na sua revista. Muito obrigado! qualidade@blue.com.pt


blue LINK (pub)_Layout 1 11/06/14 16:43 Page 1

qlink

www.europcar.pt


blue LINK (pub):Layout 1 6/2/11 11:33 AM Page 1

qlink

www.sograpevinhos.eu

blue travel 03 - II série  

Atitude ECO; Viver a natureza nos Açores; Um Brasil mais genuíno; 12 pousadas sustentáveis; São Paulo; Trilhos Pedestres.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you