Page 1

Uma Publicação Trimestral da Instituição Amélia Rodrigues | Santo André - SP Ano 10 | Ed. 28 | Abr/Mai/Jun - 2014

O valor da Sustentabilidade Consumismo Desequilíbrio compromete a vida e o planeta

Carreira Quando é hora de mudar a sua

Segurança Pública Tema tratado no Seminário Investidor Social

Todas as empresas anunciadas nesta Revista investem nas crianças da Instituição Amélia Rodrigues


Editorial

Racismo exige atitude A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) São Paulo, no seu Jornal do Advogado, edição 394, de maio último, destaca como matéria de capa a questão racial no Brasil, comentando a lei 12.288, de 2010, denominada de Estatuto da Igualdade Racial. É uma matéria longa e conceitua a desigualdade racial como toda a “situação injusticada de diferenciação de acesso e fruição de bens, serviços e oportunidades, nas esferas pública e privada, em virtude de raça, cor, descendência ou origem nacional ou étnica”. Transcreveremos abaixo o trecho do referido jornal: “Segundo Florestan Fernandes, grande sociólogo brasileiro e um dos mais ilustres intelectuais do Brasil do Século XX, para acabar com a discriminação seria necessário extinguir o padrão tradicional brasileiro de relação racial e criar um novo padrão realmente social, que conferisse igualdade econômica, social, cultural e política entre os negros, brancos e mulatos”. A OAB, como permanente vigilante e defensora da lei e do direito tem como resposta ao racismo fazer prevalecer o instituto da lei, do Estado de Direito. Segue o comentário da OAB: Não é por falta de legislação (ainda que essa legislação possa ser aperfeiçoada) que o racismo perdura entre nós. A Constituição Federal de 1988, no inciso XLII artigo 5º, estabelece que

a prática do racismo constitui crime inaançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão, nos termos da lei. E outras leis ampliaram as hipóteses de crimes por racismo e impuseram penas mais severas, numa tentativa de tornar mais ecaz a legislação antirracismo. É triste e profundamente lamentável que 126 anos depois da promulgação da Lei Áurea e 25 anos de vigência da lei que dene os crimes raciais, o Brasil ainda sofra com o racismo. Como sabemos, a lei, porém, não tem o condão de mudar rapidamente padrões culturais. A questão do preconceito racial não é somente em nosso país. A história documenta a realidade triste de lutas sangrentas entre seres humanos envolvendo a questão étnica e racial. A nosso ver, é tempo de mudanças. Temos de assumir posturas e atitudes pacícas em defesa da igualdade plena, atuando pacicamente, mas com rmeza e persuasão. Registramos aqui nossos cumprimentos à Ordem dos Advogados, secção de São Paulo, na pessoa do seu presidente Dr. Marcos da Costa, que assumiu essa bandeira com denodo. Estamos juntos nessa luta.

Miguel Sardano: Vice-Presidente

Proj. Gráfico e Diagramação: Marco Beller - Tel. (11) 4438.8834 Impressão: Lis Gráfica e Editora - Tel. (11) 3382.0777 Tiragem: 7.000 exemplares Contato e Sugestões: contato@investidorsocial.org.br Coordenadora do Projeto Investidor Social da Instituição Assistencial e Educacional Amélia Rodrigues: Terezinha Sardano Assessoras Investidor Social: Nádila Gilotti e Suzete Botasso Colaboraram cedendo seus textos para edição: André Trigueiro, Patricia Martin Alves e Renato Naciff Revisão: Miguel Sardano e Rosemarie Giudilli

Rua Silveiras, 17 - Vila Guiomar - 09071-100 Santo André - SP - Tel. (11) 3186.9756 www.investidorsocial.org.br ©Copyright Instituição Assistencial e Educacional Amélia Rodrigues. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta publicação em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a autorização escrita da entidade.

3


As empresas e profissionais liberais que fazem parte do Projeto Investidor Social contribuem por meio da Instituição Assistencial e Educacional Amélia Rodrigues para melhoria de vida de crianças, adolescentes e suas famílias, provenientes de três núcleos de baixa renda na cidade de Santo André: Tamarutaca, Sacadura Cabral e Palmares. Fundada há 27 anos, a Instituição Amélia Rodrigues mantém 214 crianças entre 3 meses e 10 anos de idade, com atividades socioeducacionais. E precisa do seu apoio para a manutenção desse trabalho. Todas as empresas e profissionais, divulgados na Revista Investidor Social, abraçam essa causa, demonstrando o seu compromisso com Responsabilidade Social. Saiba mais em investidorsocial.org.br e venha fazer parte deste time do bem!

GESTÃO DE PROCESSOS E DOCUMENTOS

4


A.Todesco - www.atodesco.com.br ABC Rádio Táxi - www.abcradiotaxi.com.br Aja Alimentos - www.alimentosaja.com.br Alumiplast - www.alumiplast.com.br Arbax - www.arbax.com.br Banda DM - www.bandadm.com.br Belga Metal - www.belgametal.com.br Belga Vidros - www.belgavidros.com.br Bonfatti Advogados - www.bonfatti.com.br Calêndula - www.calendula.com.br Candinho - www.candinho.com.br Casa dos Vidros - www.casadosvidros.ind.br Centro Automotivo Gravatinha - egravatinha@uol.com.br Chicaroni Água Potável - www.chicaroni.com.br Churrascaria Varandão - www.varandao.com.br Copafer - www.copafer.com.br Diário do Grande ABC - www.dgabc.com.br Elevadores Otis - www.otis.com Estácio - www.estacio.br Fernandes & Fernandes - www.ffterceirizacao.com.br Fiocon - www.ocon.com.br Foco - www.contabilidadefoco.com.br Frad calçados - www.frad.com.br Garante Vivros - www.garantevidros.com.br Giglio - www.giglio.com.br Glan Data - www.glandata.com.br Glass Vetro - www.glassvetro.com.br Hausthene - www.hausthene.com.br Hidropig - www.hidropig.com.br Hospital Bartira - www.hospitalbartira.com.br HRS Manutenção Indl - adm@hrsjateamento.com.br Dal Pino - www.dalpino.com.br Lab Hormon - www.labhormon.com.br Lis Gráca - www.lisgraca.com.br LISA - www.lisaconsultoria.com.br LV - www.lvdistribuidora.com.br Mack Flex - www.mackex.com.br Marco Beller - www.marcobeller.com Marcos Lins - www.marcoseduardolins.carbonmade.com Mazuco - www.mazuco.com.br Megalivros - www.megalivros.com.br Metra - www.metra.com.br Microcamp - www.microcampabc.com.br Monte Fuji - www.montefuji.com.br MSA - www.msaonline.com.br MSO - www.mso-medicina.com.br MVR Consultoria - marcus@protemp.com.br Norvidro - www.norvidro.com.br Numatur - www.numatur.com.br Ossel - www.ossel.com.br Pantera Imóveis - www.panteraimoveis.com.br Pereira Barreto Centro Auto - www.centroautomotivopb.com.br

Petit Editora e Distribuidora - www.petit.com.br Phoenix - www.phoenixmemorial.com.br Potência - www.potenciadiamante.com.br Power Assessoria - www.powercont.com.br Power Clinica Terapêutica - www.clinicafemininapower.com.br

Protemp - www.protemp.com.br Quarup Editorial - www.quarupeditorial.com.br Real Food - www.realfood.com.br Santil - www.santil.com.br Seara - www.ortopediaseara.com.br Space Glass - www.splaceglass.com.br Tapeçaria Brejão - www.tapecariabrejao.com.br Toca do Leão Buffet - www.tocadoleaobuffet.com.br Unimed - www.unimedabc.com.br Unitec - www.unitecfriction.com.br Verzani & Sandrini - www.verzani.com.br Viação Guaianazes - viacaoguaianazes@uol.com.br Work Print - www.workprint.com.br

5


Sustentabilidade

Sustentar o quê? Muito se fala em sustentabilidade, ser sustentável, empresa sustentável e vários outros adjetivos ligados a este tema. Mas, será que todos realmente sabem o que esta palavra signica? A primeira coisa que vem à nossa cabeça, geralmente, quando se ouve essa palavra é algo relacionado ao meio ambiente. Claro que sustentabilidade tem a ver com natureza, ecologia, etc. Mas não é só isso! Não há como pensar em meio ambiente sem pensar em temas transversais tais quais: geograa, antropologia, saúde, matemática e física, entre outras áreas. Uma depende da outra sempre. É o que se chama de interdisciplinaridade. Sustentabilidade é isso: pensar de forma interdisciplinar levando em conta todos os elementos que podem inuenciar nossa vida. Esse termo sustentabilidade surgiu em um relatório publicado pela ONU em 1987, chamado “Nosso Futuro Comum” ou “Relatório Brundtland”, baseado no pensamento de desenvolvimento sustentável, que signica satisfazer as necessidades presentes,

sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprir suas necessidades. Por isso, a palavra sustentabilidade é tão forte. Ela remete a pensar na sustentação da vida, no equilíbrio do planeta e da raça humana, considerando-se que as ações do presente irão inuenciar as gerações futuras. Impossível pensar nisso sem nos atentar às questões de moradia, de saúde, de emprego, de desenvolvimento tecnológico, de alimentação, enm, tantas outras necessidades humanas. Por esta razão, essa palavra é tão abrangente. Tanto é que quando tratamos desse assunto nos referimos ao tripé ou pilares da sustentabilidade que são: econômico, ambiental e social. Bem precioso Tomando como exemplo a água, um bem tão precioso, e que nos últimos meses tem sido parte integrante das discussões ambientais, jornais, televisão e revistas. Muitas empresas utilizam-na como matéria-prima ou

Foto: Divulgação

mesmo no seu processo produtivo, tornando-a assim item essencial de sua economia. E o que dizer deste recurso em relação ao meio ambiente? A água é o habitat natural de milhares de espécies aquáticas, transporta os nutrientes pelo solo, dá de beber aos animais e é um dos componentes principais para o equilíbrio do clima. Já na parte social, sabe-se que a água ou falta dela está ligada a doenças, o que afeta diretamente a saúde da sociedade. Viu só como o tema é abrangente? Da água nossa de cada dia até os grandes debates sobre hidrelétricas e transposições de rios se tem a sustentabilidade como alicerce. Está na hora de colocar em prática os discursos dos ambientalistas e correr contra o tempo na busca de sustentarmos a própria vida.

Por Patricia Martin Alves, coordenadora do Projeto SustentABC e Profª Especialista na Universidade Anhanguera de São Paulo - UniAN

Limpeza Patrimonial, Hospitalar e de Fachadas. Portaria e Recepção. Serviços Gerais.

Rua Angatuba, 47 - Baeta Neves São Bernardo do Campo - SP Tel: (11) 4121.9243

www.ffterceirizacao.com.br

6


Investidor Social

Tel. (11) 4125-4354 www.atodesco.com.br

| Alto nível de qualidade nos serviços, alimentos e atrações - Foto: Divulgação

Entre e divirta-se Buffet Toca do Leão tem diversão para toda família e cardápio de dar água na boca Existe sensação mais gostosa do que ver os lhos aproveitando ao máximo um dia tão especial quanto o aniversário? E o que é melhor, curtir o momento com familiares e amigos, sem precisar se preocupar com nada. Onde? No Buffet Toca do Leão, em Santo André - SP. Inaugurada em abril de 2005, a casa possui alto requinte na decoração e nos acabamentos e um aconchegante jardim de inverno. Na Toca do Leão, você conta com gerente de festas, garçons e ainda com equipe de recreadores especialmente treinada para garantir a animação de todas as crianças, de 0 a 100 anos de idade. Decoração com balões, som ambiente, banheiro para portadores de necessidades especiais, convites, mesa decorada, camarim com fantasias, tatuagem, pintura de rosto e cabelo são atrativos também oferecidos no pacote básico. Na infraestrutura, destaque para o gerador de energia próprio e o sistema de ar condicionado quente e frio – mais conforto, tranquilidade e garantia de realização da sua festa.

E para completar a festa, um cardápio com a maior variedade de salgados, doces, bebidas e pratos opcionais do mercado, além de um delicioso café com petit fours e licor servido em copinhos de chocolate, ao nal. Proporcione aos seus convidados o mais alto nível de qualidade nos serviços e alimentos e a mais alta tecnologia nas atrações.

Aqui você encontra:

Tel. (11) 4229.3233 www.bonfatti.com.br

Arena Kinect Arvorismo e tirolesa indoor Brinquedão de madeira Camarim com Fantasias Autorama Cabana Kids Games Rock Band E muito mais

Tel. (11) 4990-8541 Rua das Bandeiras, 374 Bairro Jardim - Santo André - SP Tel.: (11) 4432-3413 / 2379-5824 tocadoleaobuffet.com.br

www.centroautomotivopb.com.br Av Pereira Barreto, 290 - Sto André (Estacionamento do Carrefour)

7


Especial

Consumindo a vida O consumismo desenfreado é a maior ameaça à humanidade A avassaladora farra consumista desencadeada a partir da Revolução Industrial, potencializada com o avanço tecnológico dos meios de produção e universalizada pela mídia na era da globalização, está custando caro ao planeta. Há evidentes sinais de exaustão dos recursos naturais não renováveis, já denunciados em sucessivos relatórios do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), no estudo divulgado pela organização não governamental WWF, segundo o qual “o consumo de recursos naturais já supera em 20% ao ano a capacidade do planeta de regenerá-los”, ou ainda no relatório “Estado do Mundo 2004”, do Worldwatch Institute, quando se arma que “o consumismo desenfreado é a maior ameaça à humanidade”. Os pesquisadores do Worldwatch denunciam que “altos níveis de obesidade e dívidas pessoais, menos tempo livre e meio ambiente danicado são sinais de que o consumo excessivo está diminuindo a qualidade de vida de muitas pessoas”. O lado perverso desse consumo excessivo é que ele se restringe a uma minoria concentrada principalmente nos países ricos. Apenas 1,7

8

bilhão dos atuais 6,3 bilhões de pessoas que habitam o planeta têm hoje condições de consumir além das necessidades básicas. Ainda assim, a demanda por matéria-prima e energia cresce, precipitando o mundo em direção a um impasse civilizatório: ou a sociedade de consumo enfrenta o desao da sustentabilidade, ou teremos cada vez menos água doce e limpa, menos orestas, menos solos férteis, menos espaço para a monumental produção de lixo e outros efeitos colaterais desse modelo suicida de desenvolvimento.

Cada um de nós, independente do poder aquisitivo, pode fazer a sua parte na construção de uma nova sociedade de consumo, onde a compra de cada produto ou serviço seja precedida de alguns pequenos cuidados. Dar preferência aos fabricantes ou comerciantes comprometidos com energia limpa, redução e reaproveitamento de resíduos, reciclagem de água, resposabilidade social corporativa e outras iniciativas sustentáveis é um bom

| Foto: Divulgação

começo. Checar se o que pretendemos adquirir é realmente necessário e fundamental. O conceito de necessário varia de pessoa para pessoa, é assunto de foro íntimo. Mas, pode-se descobrir neste exercício os sintomas de uma doença chamada oneomania, ou consumo compulsivo, que, de


acordo com pesquisa do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo, acomete aproximadamente 3% da população brasileira, em sua maioria mulheres. É gente que usufrui apenas do momento da compra, para muito rapidamente deixar o produto de lado e, não raro, mergulhar num sentimento de culpa. Muitos endividados que tomam empréstimos em bancos ou em agiotas são oneomaníacos.

“Altos níveis de obesidade e dívidas pessoais, menos tempo livre e meio ambiente danicado são sinais de que o consumo excessivo está diminuindo a qualidade de vida de muitas pessoas” O fato é que a maioria dos brasileiros simplesmente não tem a opção de consumir mais do que o necessário. De acordo com a Pesquisa de O r ç a m e n t o Fa m i l i a r d o I B G E (POF/2003), considerando a soma dos rendimentos e das despesas das famílias brasileiras, somente naquelas em que a faixa média de renda ultrapassa os R$ 4 mil por mês há algum dinheiro sobrando. Nestes casos, tem-se a opção de consumir algo mais com relativo conforto.

Estamos falando de uma minoria estimada em 17 milhões de brasileiros. Por esta conta, 165 milhões estariam excluídos da farra consumista; mas não isentos do bombardeio de anúncios que abrem o apetite para sonhos de consumo irrealizáveis, e que geram muitas vezes ansiedade, angústia e frustração. A resignação é o caminho. A depressão, um risco. A violência, uma possibilidade. Por tudo isso, em diversas partes do mundo celebra-se no dia 26 de novembro o “Buy Nothing Day” (Um dia sem compras), um protesto simbólico idealizado pela ONG canadense Adbuster Foundation Media, que há 21 anos vem sugerindo nesta data uma pausa no transe de consumo. Desprezado pela grande mídia, o protesto na verdade é um alerta para a urgência de mudarmos hábitos e comportamentos fortemente arraigados em nossa cultura. No Brasil, o Instituto Akatu pelo Consumo Consciente e o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor também desenvolvem campanhas alertando os consumidores. O consumo é fundamental à vida. O consumismo desequilibra a vida. Tomar partido em favor do consumo consciente, como sugerem essas organizações, é uma questão de sobrevivência. Fonte: mundosustentavel.com.br

Por André Trigueiro, jornalista com Pós-graduação em Gestão Ambiental pela COPPE/UFRJ, Professor e criador do curso de Jornalismo Ambiental da PUC/RJ, autor do livro “Mundo Sustentável 2 – Abrindo Espaço na Mídia para um Planeta em Crise (Editora Globo, 2012), "Espiritismo e Ecologia" (Editora FEB, 2009).

Tel. (11) 4227-6614 www.contabilidadefoco.com.br

Táxi rápido e seguro Baixe do seu celular o aplicativo disponível em abcradiotaxi.com.br, e solicite um táxi com maior rapidez e segurança.

9


Carreira

Qual a hora certa para mudar de carreira Indivíduos de todas as idades enfrentam o dilema. O que fazer? Não é raro encontrar pessoas insatisfeitas com o rumo que as suas vidas tomaram em relação à prossão. Indivíduos de todas as idades enfrentam o dilema: essa é a hora certa de escolher outro caminho e mudar de carreira? Para Henri Fernandes Cardim, consultor de negócios, especialista em coaching e executivo à frente da HFC Consultoria & Treinamento, a mudança é uma constante em nossas vidas e a forma como a encaramos depende de nosso perl. "A única certeza que temos é a da mudança. O mercado é dinâmico e nós também somos. A probabilidade de enjoarmos ou enjoarem da gente é muito grande. Mudamos nossos gostos, nosso volume de consumo, nossas necessidades de prazer com o trabalho e desaos. Estar feliz no trabalho pode ser temporal, dependendo do perl do prossional e do negócio que ele executa", arma o consultor. "Denimos basicamente dois pers predominantes, que em português chamamos de Fazendeiro e Caçador. Os nomes já são bem suges-

tivos, e obviamente não existe julgamento de valor de pior ou de melhor. Imagine que alguém tenha o perl Caçador, querendo constantemente desaos, sendo dinâmico e trabalhe com as mesmas pessoas, em uma atividade repetitiva, certamente a probabilidade de cansar será maior. Do mesmo modo, se tiver o perl de Fazendeiro e enfrentar a pressão por inovação, criatividade e mudanças, esse cenário será desconfortável", explica. Sinal de alerta Para Henri Fernandes, existem alguns sinais de que é mesmo a hora certa de mudar de carreira e se o prossional car atento é possível reconhecê-los. "Pesquisas apontam que seremos felizes no trabalho se atingirmos três metas: Propósito, que signica ter um motivo para o trabalho, Maestria, que é fazer o que se tem competência para fazer e Autonomia, que quer dizer ter espaço para pensar e agir conforme o que se acredita. À medida que os três itens são atendidos, nos sentimos mais satisfeitos. Há outros

Tel. (11) 4398.6633 - www.belgavidros.com.br 10


fatores importantes. Entender se a remuneração está compatível com o que se investiu e investe na carreira é um dos pontos decisivos. Outro fator é o relacionamento e a postura. O relacionamento é responsável por aproximadamente 75% dos pedidos de demissão, logo o desconforto está na falta de sintonia com a equipe e principalmente com a liderança imediata. Somos contratados pela competência técnica, entretanto nos desligamos e somos desligados, em sua imensa maioria, por comportamento inadequado ou relacionamento. Existe também a logística: principalmente nos grandes centros, deslocamentos imensos podem levar à exaustão e desistência de uma vaga". Uma dúvida comum entre as pessoas que querem mudar de carreira é quando é tarde demais para investir em uma nova ocupação. Segundo Cardim, sempre há tempo. "Nossa capacidade intelectual para gerar riqueza é cada vez mais valorizada, não existe tempo de validade para o prossional. Sempre que se sente curiosidade ou necessidade de mudança, o ideal é seguir em frente. Manter o currículo sempre atualizado, anualmente, é uma forma de medir o quanto se evoluiu de um ano para o outro. Essa avaliação ajuda o prossional a sentir se está em movimento". Por Carolina Gentile | Foto: Divulgação

11


Investidor Social

Deixe a leitura fazer parte do seu dia Pesquisas apontam que o brasileiro costuma ler pouco. No último ano, por exemplo, um estudo piloto do IBGE (Instituto Brasileiro de Geograa e Estatística), realizado com mais de 5 mil pessoas com 10 anos ou mais nos Estados do Pará, São Pa u l o , R i o G r a n d e d o S u l e Pernambuco e no Distrito Federal, apontou que a leitura ocupa em média seis minutos de um dia, já o tempo gasto em frente à televisão é de 2h35. Além disso, em 2012, o Instituto Pró-Livro destacou que no Brasil são lidos apenas dois livros inteiros por ano. A leitura é vista por muitos como uma ação sem importância, porém um livro nos faz sonhar e aprender. Ele é capaz de transformar qualquer pessoa. Por isso, para ajudar a dar um basta nesses índices negativos, escolha um livro e conra algumas dicas para colocar a sua leitura em dia.

12

01 - Menos TV, mais leitura Se você diminuir o tempo que assiste à TV com programas inúteis e utilizar esse tempo para ler um livro, será muito benéco. Pode ser difícil para quem é viciado em televisão trocar a novela por um bom livro, por exemplo, mas escolha um dia por semana para fazer essa substituição. 02 - Crie seu canto de leitura Escolha um lugar no seu ambiente preferido e decore-o para facilitar sua leitura: uma boa cadeira, luminária, incenso, música ambiente etc. Utilize esse espaço sempre que for ler. 03 - Leitura seletiva Você não precisa ler tudo que falam para você ler. Habitue-se a comprar apenas livros que realmente interessem a você, e quando escolher uma obra para ler, analise o sumário e leia a sinopse.


Terceirização (CLT) Limpeza e Conservação Portaria desarmada Mão de obra Temporária Recrutamento e Seleção Avaliação Psicológica Avaliação de Potencial Promoção e Merchandising

Santo André - SP Rua Siqueira Campos , 254 Tel.: (11)4433-6444

São Paulo - SP R. 24 de Maio, 188, Sala 327 Tel.: (11)3337-5739

| Foto: Divulgação

04 - Foque no máximo 2 livros Evite ler muitos livros simultaneamente, isso reduz sua produtividade de leitura e ainda tira o foco. Escolha um livro para deixar no seu canto de leitura e outro menor para carregar sempre e ler na sala de espera do médico, na sala do aeroporto, no ônibus, metrô etc. 05 - Parte em vez do todo Em casos de livros técnicos, selecione apenas os capítulos importantes, que ajudarão na elaboração de um projeto, por exemplo. - Armazene o importante Se você está lendo um livro e deseja armazenar parte do seu conteúdo, aqui vão dicas de como fazer isso com mais produtividade: - Marcadores – Utilize canetas de

marcação de textos e grife o que achar importante. - Mapas Mentais – Vale a pena durante a leitura, utilizar um software que faça mapas mentais e resuma os principais conceitos do livro. Usando aplicativo como OneNote, Evernote, entre outros, poderá criar uma base de conhecimento pessoal e recuperar suas informações quando necessário. - Tirar a foto do livro e colar nesses programas também ajuda a ganhar tempo.

Livros Espíritas, Espiritualistas e de Autoajuda Televendas (11) 3186-9777 www.megalivros.com.br

Por Christian Barbosa, CEO da Triad PS, empresa multinacional especializada em programas e consultoria na área de produtividade, colaboração e administração do tempo.

13


Investidor Social

Cuidado com os quilinhos extras Com a chegada do frio, continue investindo em alimentação saudável vegetais possuem toquímicos, que são vitaminas e minerais aliados, que contribuem na redução do risco de câncer de mama e colo de útero e que estão presentes em hortaliças, frutas e legumes.

| Foto: Divulgação

É só baixar a temperatura para o corpo sentir a necessidade de buscar alimentos mais calóricos. Frutas, verduras e legumes consumidos nos dias de calor sedem logo espaço a pães, massas e ans que, se ingeridos sem moderação, podem comprometer a dieta e também a saúde. Por essa razão, é preciso investir em alimentos saudáveis, em todas as épocas do ano, inclusive nas mais frias. Tomando consciência da função deles em nosso corpo, podemos fazer melhores escolhas. Por isso, a nutricionista da Medicina Preventiva da Unimed ABC, Simone de Freitas, dá algumas dicas para melhorar a sua alimentação: Vegetais - muitas vezes imaginamos que servem exclusivamente para reduzir o peso e evitar constipação, mas não nos atentamos para uma função quase desconhecida: os

14

Peixes - fornecem ômega 3 e ácidos graxos, nutrientes que auxiliam na prevenção de doenças coronarianas e reduzem os níveis de colesterol no sangue. Soja - você sabia que a soja pode ser um grande aliado aos temidos sintomas da menopausa? Ela contém uma quantidade signicativa de proteínas, muitas vezes comparada até mesmo com a da carne e isoavonas, um componente ativo com ação toestrogênica. Este é o composto que nos auxilia para amenizar os sintomas da menopausa, principalmente as ondas de calor. E a reduzir o risco ou prevenir doenças como as cardiovasculares, osteoporose, certos tipos de câncer – de mama e próstata. Água - nosso corpo precisa ser hidratado constantemente. Muitas vezes nos esquecemos do quanto é necessário consumir água ao longo do dia; ela desempenha um papel essencial em quase todas as funções do nosso corpo: é utilizada para a digestão, para a absorção e para o transporte de nutrientes,

aumenta a sensação de saciedade, ajuda na eliminação de toxinas pelos rins e ainda auxilia no tratamento da celulite. Consumo inadequado pode alterar o metabolismo, causando um mau funcionamento intestinal, além de tornar a pele menos macia e hidratada. Açúcar e sal - consuma-os com moderação; em excesso, o açúcar se transforma em gordura, colocando em risco seu peso; o sal causa retenção hídrica, proporcionando inchaço e edemas. Aumentam o risco de desenvolver diabetes e hipertensão, respectivamente. Alimentos light são excelentes para manter a boa forma ou auxiliar no processo de redução de peso, além de ajudarem a controlar altas taxas de colesterol e glicose. O termo "light" signica teores reduzidos em calorias, açúcares, gorduras totais, colesterol, sódio, etc. Mas, esses alimentos não são necessariamente os mais adequados às necessidades especícas de cada um e a cada tipo de patologia.

0800 19 7001 unimedabc.com.br


Investidor Social

| Instituição atende crianças de núcleos de baixa renda, em Santo André - Foto: Marcos Lins

Compromisso com o desenvolvimento Grupo Verzani & Sandrini é Investidor Social da Instituição Amélia Rodrigues Em atividade há mais de 45 anos, o Grupo Verzani & Sandrini tem um sério compromisso com a responsabilidade social. Desde sua fundação, em 1967, a Companhia entende que estimular o nascimento de grandes ideias e criar condições para concretizá-las são fatores que colaboram para a inovação e para o empreendedorismo. E, para cumprir esses objetivos, investir em parcerias que promovam o desenvolvimento individual e coletivo é essencial. Nesse período, o Grupo VS, estabelecido em Santo André, criou raízes profundas com a população do ABCD. A vitalidade da parceria estabelecida pela Empresa com as comunidades da Região e com todas as organizações instaladas nas sete cidades tem sido um dos principais pilares de sua franca expansão. Atualmente, a Verzani & Sandrini – composto pela VS Servi-

ços, VS Segurança, VS Tech e VS Parking – está presente em quatro das cinco regiões brasileiras e, como forma de retribuição por todo o apoio recebido em sua trajetória, carrega com orgulho a bandeira de Santo André. Não à toa, a Companhia, por meio de seu departamento de Recursos Humanos, decidiu entrar para o time de Investidores Sociais da Instituição Amélia Rodrigues. A parceria nasceu da percepção de que ambas as organizações estão em sintonia quanto à importância de contribuir para a formação de uma sociedade mais justa. Além disso, o apoio reforça o desejo do Grupo Verzani & Sandrini em participar do desenvolvimento social, cultural e prossional dos moradores do ABCD. Em suma, as parcerias com entidades como a Amélia Rodrigues complementam o anseio da Companhia

em oferecer oportunidades a quem merece e precisa. Outras iniciativas têm sido estabelecidas ao longo do último ano para beneciar um número ainda maior de crianças, adolescentes e idosos e também para promover a inclusão de pessoas com deciências. Vale lembrar que o Grupo VS investe continuadamente na capacitação prossional e oferece treinamentos para cada um de seus 28 mil prossionais espalhados por todo o Brasil. Dessa forma, garante a qualidade dos serviços que oferece e colabora na formação de seus trabalhadores. Tanto tempo de atuação trouxe a experiência necessária para que o Grupo VS pudesse desenvolver as melhores soluções na prestação de serviços e acolher e preparar seus prossionais para que possam crescer e gerar ganhos coletivos. Com base nessas iniciativas, a Companhia tem conseguido contribuir de forma efetiva e consistente para a construção de um mundo melhor. Ao vestir a camisa da responsabilidade social, a Verzani & Sandrini reconhece a importância de cada indivíduo – cliente, prossional ou parceiro – em sua trajetória de sucesso.

verzani.com.br

15


Investidor Social

| Foto: Divulgação

Busólogos, paixão por ônibus Gostar de carros é perfeitamente aceito e até incentivado. Mas, ser apaixonado por ônibus? Isso só pode ser visto como desvio de conduta ou personalidade, anal, ser bem-sucedido é andar de carro, avião ou helicóptero. Os autointitulados "busólogos" serem vistos como malucos revela a lógica individualista da sociedade. Os próprios adeptos se imaginavam tão excêntricos que escondiam dos outros o gosto em car horas na rodoviária, levar máquina fotográca para o ponto e memorizar itinerários de ônibus que nunca pegaram.

16

Só com o advento da internet, na década passada, eles souberam que não estavam sozinhos no mundo. "Só pouco tempo atrás descobri na net pessoas tão fascinadas quanto eu", conta Vitor Dias, que tem mais de 2.000 miniaturas de coletivos. "É muito bom saber que existem busólogos iguais a mim, pois tem gente que acredita que nós somos loucos", confessa Leo Rodrigo. Os fotoblogs são o principal meio para eles se encontrarem e exibirem seus prêmios: imagens de veículos antigos e raros ou modernos e estilosos. O cálculo é que existam

cerca de 3.000 adeptos da busologia no país para um total de 40 mil pelo planeta. Além de fotos, eles colecionam pôsteres, miniaturas e adesivos da lataria. Ficam conhecidos dos empresários de tanto que visitam garagens de viação e fábricas, a ponto de participarem da festa de nal de ano dessas rmas. Nos fotoblogs, eles também denunciam veículos abandonados em terrenos baldios e vão atrás de ônibus antigos que viraram guincho ou carro de manutenção das viações. Alguns são mais especializados em ônibus urbanos, outros em rodoviários. A maioria desse grupo é formada por homens entre 15 e 45 anos, que em algum momento da infância ou adolescência se viram fascinados pelos coletivos. Os busólogos também colecionam curiosidades, como o maior trajeto internacional de ônibus (da Argentina - Bariloche à Venezuela - Caracas) e a adaptação paulistana dos ônibus londrinos de dois andares. O resultado foi que o "double deck" virou até o "dose dupla", em brincadeira com o prefeito de São Paulo à época, Jânio Quadros. Por Rodrigo Bertolotto - noticiasuol.com.br


Invista na imagem da sua empresa e estabeleça uma conexão com seu cliente. O Design estabelece, por meio de uma linguagem visual atraente, sedutora e moderna, a conexão entre uma empresa e seus clientes. É decisivo na escolha de um produto ou marca, fidelizando consumidores através de uma personalidade própria criada e desenvolvida por ele.

Uma Publicação Trimestral da Instituição Amélia Rodrigues | Santo André - SP Ano 10 | Ed. 28 | Abr/Mai/Jun - 2014

O Valor da Sustentabilidade André Trigueiro Consumismo desenfreado

Carreira Saiba como não detonar a sua

Responsabilidade Social Marketing 3.0 - Empresas passam a focar o ser humano

11 9 7338 2968 | www.marcobeller.com


18

Ninguém quer ser visto como alguém que não apoia ou não se importa com as questões sociais e ambientais – já percebeu a reação das pessoas quando alguém pede um lanche diferente do BigMac no McDia Feliz? Parece que o anticristo surgiu bem ali na la do caixa. A principal questão é: comprar de uma empresa que investe em um mundo melhor seria o ideal, SE a questão PREÇO não interferisse tanto. Por que o consumidor deve pagar tanto mais por um mundo sustentável? E a economia? Não deveria ser tão sustentável quanto? Isso explica porque o primeiro ponto de preferência do consumidor seja por empresas que propõem a redução do consumo de energia em seus produtos. Bom para o ambiente e para o bolso. Um levantamento feito pelo Akatu (akatu.org.br) com 800 pessoas de 12 grandes cidades, de todas as regiões brasileiras, sobre o que elas preferem ou admiram na atuação

das empresas mostrou que 90% da amostragem dão preferência de compra por marcas e produtos que demonstram preocupação com a redução do uso de energia. É o primeiro e principal motivo dentre as 18 práticas indicativas de Responsabilidade Social Empresarial que foram abordadas durante a pesquisa. Por outro lado, o quanto esse engajamento às causas sociais se fortalece (ou enfraquece) pelo consumidor diante dos preços a se pagar, para que as empresas se mantenham efetivamente sustentáveis? Sustentabilidade corporativa A sustentabilidade corporativa atua integrando todas as áreas da empresa sejam elas de negócios, produção ou nanceiras. Tratar de sustentabilidade corporativa signica falarmos de gestão, de estratégias, de processos operacionais, de retorno de investimento, de indicadores de performance e de ferramentas de controle. Desta forma, é certo associar sustentabilidade à gestão empresarial. Em Administração, há algumas variantes do BSC (balanced scorecard), como o SSC (sustainability scorecard) e o SBSC (sustainable balanced scorecard), todos provenientes da mesma conhecida metodologia de planejamento estratégico, apenas com formas diferentes de execução. Além dessas, há ferramentas, de

propósitos especícos, já bastante conhecidas pelas empresas, especialmente pelas de manufatura: o lean manufacturing (manufatura enxuta) e six sigma. O lean manufacturing atua em busca da redução total de desperdícios, com foco na relação qualidade versus custo. No entanto, se pensarmos na questão de sustentabilidade, redução de desperdício signica menos utilização de matéria-prima, menos consumo de água e energia, menos despesa logística (que implica menos consumo de combustível e consequentemente menos emissão de gases poluentes à atmosfera e menos tráfego nas cidades, etc.). O six sigma é um conjunto de práticas que tem como premissa a melhoria de processos, eliminação de defeitos e aumento de qualidade, focando no aumento da lucratividade. Ainda que a sustentabilidade seja somente percebida indiretamente, o fato de ser uma metodologia que busca padronizar processos, ela possibilita que a operação seja mais eciente e, por consequência, gere menos erros, utilizando, assim, menos recursos. Todas essas ferramentas, se utilizadas isoladamente ou conjuntamente, acabam por promover o uso mais inteligente e regulado dos recursos disponíveis, que, por sua vez, contribui para a redução dos custos empresariais e que, por consequência, permite a oferta de preços mais acessíveis a fatias maiores de mercados. Mas, e se a empresa tiver de seguir por um caminho mais fácil, mais rápido para atender às necessidades de seus investidores e acionistas?


Capa

Para que o consumidor diz "SIM"

Para que o consumidor diz "NÃO"

Se preço e qualidade são os mesmos, para decidir por um produto em vez de outro, o consumidor acha mais importante que...

O consumidor muda de comportamento deixando de comprar ou recomendar uma empresa quando descobre que ela ...

A empresa seja comprometida com a redução do consumo de energia

90%

Faz propaganda enganosa

92%

O produto tenha selo de produção ambiental

89%

91%

Na produção, animais não tenham sidos maltratados

87%

Tem produtos que podem provocar problemas de saúde ou ferimentos quando consumidos ou utilizados Dispensa tratamento diferenciado pelo gênero, raça, religião ou preferência sexual de seus funcionários

88%

Ela ou seus fornecedores têm atividades que impactam negavivamente a sociedade e o ambiente

86%

Não tem programas de melhoria da educação e da saúde em sua comunidade

85%

Não indica no rótulo dos produtos a quantidade de gases de efeito estufa utilizada na produção destes

83%

Não apoia organizações sem ns lucrativos

72%

O produto tenha selo de garantia de boas condições de trabalho para empregados A empresa tenha boa relação com a comunidade na qual está inserida

86% 85%

A marca seja mais sustentável

78%

A marca do produto seja reconhecida

76%

O produto seja brasileiro

74%

A marca seja tradicional

71%

A marca seja a mais utilizada por conhecidos

69%

A marca tenha prestígio

68%

O produto seja orgânico

67%

A marca seja a que faz mais propaganda

51%

A empresa seja pequena

41%

O que ela faz para se manter competitiva em um mercado cada vez mais “comoditizado” que convive com uma economia globalizada e com o crescente poder de compra de classes sociais menos abastadas, que aumentou consideravemente o seu consumo ao mesmo tempo em que é extremamente sensível a preço? Cabe lembrar que a empresa também deve ser sustentável do ponto de vista NEGÓCIO e deve defender suas margens de lucro para manter sua própria sustentabilidade no mercado em que atua.

| Bambucicleta: Produto sustentável, mas com preço ainda elevado - Foto: Divulgação

Insustentabilidade corporativa Quando o consumidor exige, direta ou indiretamente, que as empresas pratiquem preços baixos, ele as obriga a cortar custos, reduzir benefícios, downsizing, uso de insumos ou matérias-primas de qualidade inferior e precarização da mão de obra. Como exigir das empresas que elas efetivamente invistam na sustentabilidade do planeta, do ambiente e da comunidade se a própria sustentabilidade delas está comprometida pela conivência do consumidor por preços cada vez mais baixos? Isso é insustentabilidade corporativa. Veja, por exemplo, a Bambucicleta (foto ao lado) desenvolvida pelo carioca Flávio Deslandes e pela empresa dinamarquesa BioMega. Ela é biodegradável, ou seja, não deixará resíduos permanentes no meio ambiente. Linda ideia sob a ótica da sustentabilidade, mas há um inconveniente: ela custa cerca de 3.800 euros. É o preço a se pagar por adotar uma tecnologia sem produção em larga escala e que pensa mais no ambi-

Fonte: Pesquisa Akatu akatu.org.br

ente do que no consumo em massa. Qual é o grau de sustentabilidade corporativa desta empresa ou deste produto? Um mundo sustentável somente será viável quando as empresas puderem ser sustentáveis. Investimentos em tecnologias que proporcionem a redução de custos conjuntamente com a consciência de um mundo melhor não são para qualquer empresa. Restringir essa realidade apenas às maiores que detêm mais recursos nanceiros inviabiliza a participação de empresas de menor porte no mercado, mesmo sendo elas tão importantes até mesmo para as empresas maiores. Insustentabilidade econômica. A questão que ca é: o atual nível de competitividade mercadológica permitirá que a relação entre consumo e consciência ambiental seja sustentável? Aguardemos os próximos capítulos. Por Renato Naciff, professor e coordenador de cursos de graduação e pós-graduação e acumula 20 anos de carreira em gestão mercadológica de empresas nacionais e multinacionais.

19


Seminário Investidor Social

Segurança Pública foi tema do 1º Seminário Investidor Social de 2014 realizado na Instituição Amélia Rodrigues Grande preocupação da sociedade, a Segurança Pública foi o tema tratado no I Seminário do Investidor Social de 2014, dia 26 de março, na Instituição Amélia Rodrigues, em Santo André. Ministrado pelo Coronel da reserva da Polícia Militar, bacharel em Direito e professor universitário Edson Sardano, o evento reuniu empresários, seus colaboradores, e prossionais liberais que fazem parte do Projeto Investidor Social, bem como interessados no assunto. Para Sardano, vivemos em uma cultura onde o indivíduo deseja se sobrepor à lei. Frases como “você sabe com quem está falando”, costumam ser usuais. “Solicitamos uma justiça inexistente porque, muitas vezes, também não a praticamos. Pensamos em l e v a r va n t a g e m ” , p o n t u o u .

Acessórios e Ferragens para Vidros Tel. (11) 3124.4000 / 2195.0505 www.glassvetro.com.br 20

“Temos a prática de comprar CDs Piratas e exigimos Tolerância Zero para a criminali-dade”, alertou. Segundo Sardano, colocar mais efetivo nas ruas não resolveria a violência. “A criminalidade migra de um lugar para o outro”, comentou. Fora do alvo De acordo com Sardano, quando se trata de segurança pública, não existe solução infalível, tudo é paliativo. “Claro que a situação sempre pode melhorar, mas nunca vai ser 100%”, frisou. “Crimes sempre vão ocorrer, o que podemos fazer é investir em ações para tentar minimizar os efeitos”, considerou. O especialista explica, porém, que é possível adotarmos medidas de segurança para não nos tornar um alvo tão fácil para os bandidos. “Devemos evitar andar com carrões, roupas, bolsas e acessórios de luxo. Quanto mais discretos, melhor”, pontuou. “Muitos podem dizer que têm o direito de utilizar tudo o que desejarem, pois trabalharam para isso”, observou. Mas, segundo o


coronel, é impossível discutir com a criminalidade e, infelizmente, quando não tomamos precauções nos tornamos alvo fácil. ”Devemos nos blindar”, alertou. Sardano complementa ainda dizendo que nunca devemos discutir ou negociar com o assaltante. “A intenção dele é somente concluir o crime”, disse o coronel. Quando reagimos ou pedimos para car somente com a chave de casa ou documentos, por exemplo, o ladrão interpreta

a atitude como desaforo. ”Negociar com o bandido quando ele tem uma arma na mão não é correto. É preciso pensar no bem maior que é a vida. As outras coisas são possíveis de se reaver”. “O problema maior está dentro de cada um de nós. E só pode ser modicado por meio da educação. Precisamos formar cidadãos éticos para que atuem em todas as áreas da sociedade” .

(11) 4994-4000 www.numatur.com.br

Monte Fuji Atendimento exclusivo para sua Empresa

(11) 4472-7002 | Evento foi realizado na Instituição Amélia Rodrigues - Foto: Marcelo Avesani

21


Economia

Dicas para reduzir custos O Grande desao para toda organização é obter competitividade em seus custos.

| Foto: Divulgação

Custos baixos signicam mais exibilidade para aproveitar com agilidade as oportunidades de mercado que requerem investimentos. Para atingir essa meta, existem diversos componentes que podem ser explorados, mesmo que não exista um programa de redução de custos formalmente estabelecido. O entendimento detalhado e analítico dos custos e despesas da empresa, a elevação da eciência e qualidade dos processos produtivos e administrativos, a redução de contas de consumo e materiais, a automatização de processos por meio de ferramentas de baixo custo são exemplos de elementos que podem trazer expressiva melhoria à rentabilidade do negócio. Para isso, o primeiro passo é crer que todos os custos são passíveis de redução! Conheça seus custos Em momentos de tensão é comum observar cortes de custos sem qualquer avaliação prévia. Essas ações, muitas vezes, restringem recursos essenciais para a produtividade da companhia, afetam a satisfação do cliente ou o bem-estar dos funcionários. Além disso, cortes irracionais não se sustentam ao longo do tempo. O conhecimento acurado de cada despesa da organização é fundamental. As maiores oportunidades de redução serão identicadas a partir da obtenção de uma visão analítica dos custos e, para isso, é preciso aprofundar-se em cada tema, adquirir conhecimento para buscar alternativas mais baratas. Envolva as pessoas Organize encontros e peça sugestões aos colaboradores da empresa, em

22

todos os níveis hierárquicos. Ainda que os gestores detenham grande parte do conhecimento de suas equipes, desperdícios podem ser identicados pelos executores, que estão no dia a dia das atividades e em contato contínuo com o consumo de

mercado oferece diversas soluções e uma análise da real necessidade é fundamental para economizar.

materiais ou serviços. É uma opção acessível às empresas de qualquer porte e na qual grandes ideias nascem.

Terceirize, internalize ou centralize Considere alternativas para atividades que não estejam relacionadas ao m da empresa. Estude terceirizar, internalizar ou centralizar centrais de atendimento, serviços administrativos, frotas de carros, serviços de manutenção e limpeza, por exemplo.

Reduza contas de consumo Água: realize ações para detecção e reparo de vazamentos, troca de equipamentos convencionais por economizadores de água, estudos para reaproveitamento de água, campanhas e palestras educativas. Energia: faça projeções e planeje a atividade de sua empresa fora dos horários de pico nos quais as tarifas podem ser mais elevadas, ou considere o trabalho em casa. Instale sensores de presença para iluminação de ambientes e utilize lâmpadas de menor consumo; realize manutenção e conguração adequada dos equipamentos, aproveite a luz solar e utilize cores claras nos ambientes. Telefonia: busque substituir as ligações comuns por sistemas que utilizam a rede de computadores como o VoIP, Skype e entre outros. Adquira planos corporativos com a operadora que oferecer melhores condições comerciais. Automatize processos Estude a implementação de novas ferramentas, no entanto, esteja atento às reais necessidades do negócio. Pondere sobre a utilização de softwares livres, atualmente bem difundidos no mercado – opção que pode suprir demandas não ligadas às atividades-m e que saem de graça. Já para demandas ligadas à estratégia da empresa é bom investir, mas é importante pesquisar preços. O

Otimize os canais de atendimento Incentive a utilização de canais com menor custo como autoatendimento, URA, site e e-mail. Torne mais ecientes as estruturas atuais por meio de conhecimento dos processos, melhoria dos sistemas atuais e capacitação das equipes. Evite que um problema se propague aos demais canais/instâncias.

Renegocie contratos Realize pesquisa de mercado para estimular a concorrência entre os fornecedores e tenha sempre mais de um fornecedor por demanda. Esteja sempre atento às opções de produtos no mercado que possam ser substituídos por de menor custo. Centralize a área de compras para obter volume e mais poder de barganha. Negocie melhores prazos para pagamento dos fornecedores a m de obter mais eciência no uxo de caixa. Estude o aluguel de equipamentos em vez da compra. Previna perdas físicas e nanceiras Para minimizar as perdas, invista em rotinas operacionais como o controle de validade, controle de produção e demarcação de produtos. A redução e assertividade do estoque, a revisão do modelo de valorização e tecnologias para segurança também são ferramentas valiosas para diminuir custos. Algumas iniciativas podem precisar do suporte de pessoas especializadas para sua estruturação, porém é fundamental que essas práticas se tornem rotina da empresa e sejam absorvidas pelo time interno da organização.

Por Monica Trillo


Fim de Semana

Santo André tem trilhas e natureza? Tem sim senhor!

Que tal pendurar a caneta, ops! As chuteiras e conhecer um pouco mais da cidade de Santo André? Mais especicamente a Vila de Paranapiacaba. Conservada desde a sua fundação, é uma vila ferroviária que possui expressivo patrimônio natural e cultural. O visitante pode se aventurar pelas seis trilhas do Parque Natural Municipal Nascentes em meio à Mata Atlântica. As trilhas só podem ser feitas com o acompanhamento de monitores credenciados pela Prefeitura de Santo André. No local, encontram-se exemplares de cedros, bromélias e orquídeas, além da fauna silvestre, com sanhaços,

beija-ores, pica-paus, tangarás e macucos, entre outros. Outra atração são as nascentes do Rio Grande, principal formador da Represa Billings, e que dão o nome à unidade de conservação. O serviço custa a partir de R$ 12 por pessoa. O passeio de maria-fumaça, que funciona junto ao Museu Funicular, também é bastante procurado pelos turistas. O trem é operado pela Associação Brasileira de Preservação Ferroviária, com apoio da Prefeitura de Santo André e da MRS Logística. No feriado, o museu e o passeio de maria-fumaça funcionam no sábado e domingo, das 10h às 16h, com ingressos a R$ 5,00 e R$ 3,00, respectivamente. O acesso se dá pela passarela. Entre as atrações estão também o Circuito Museológico na Parte Baixa, com o Museu Castelo (ingresso R$ 3,00), que resgata a história da Vila e da ferrovia, o Centro de Documentação de Arquitetura e Urbanismo, o Antigo Mercado e o Clube União Lyra Serrano, onde eram realizados bailes e shows, entre outras atividades. Nestes locais, a entrada é gratuita. O horário de funcionamento, de terçafeira a domingo, é das 10 às 16h. O parque dispõe ainda de um Centro

de Visitantes, que conta com uma exposição permanente que retrata parte da Mata Atlântica, com réplicas de plantas, animais e suas pegadas. Há ainda exposição de sementes, madeiras e ninhos de pássaros, um aquário com peixes da região, maquete da área do parque e banners com informações sobre a unidade de conservação. O horário de funcio-

Tel: (11) 4479-1000 24


PPRA (NR 9) Programa de Prevenção de Riscos Ambientais PCMSO (NR 7) – ASO Exames Médicos: Admissional, Periódico e Demissional

namento do parque e do centro é de terça-feira a domingo, das 9 h às 16h. A entrada é franca. Para receber o turista, a Vila de Paranapiacaba dispõe ainda de serviços de hospedagem, alimentação e monitoria cultural e ambiental.

CIPA (NR 5) Constituição e Gerenciamento

Como chegar Para chegar à Vila de carro, o visitante deve seguir pela Via Anchieta até o Km 29 (placa para Ribeirão Pires), entrar na SP 148 (estrada Velha de Santos) até o Km 33 e pegar a Rodovia Índio Tibiriçá (SP 31) até o Km 45,5. Após, o motorista deve pegar a SP 122 até Paranapiacaba. Também é possível chegar de ônibus que sai do Tersa (Terminal Rodoviário de Santo André), localizado na Estação Prefeito Saladino ( CPTM ), ou da Estação Ferroviária de Rio Grande da Serra a cada hora (Viação Ribeirão Pires Telefone: (11) 4828-9646). | Relógio (à esq.) é símbolo da vila que é cercada pela mata atlântica - Fotos: Renata Fernandes

Tel. (11) 4991.3920 www.casadosvidros.ind.br

Perícia Médica e de Insalubridade

Tel. (11) 4990-4382 www.mso-medicina.com.br

Ortopedia, Traumatologia e Fisioterapia Artroscopia Coluna Fixador Externo Geral Joelho Medicina Esportiva Ombro Pé/Tornozelo Quadril

25


Investidor Social

| Fórmula deve ser prescrita por prossionais gabaritados - Foto: Divulgação

A homeopatia na infância É comum as futuras e atuais mamães consultarem especialistas sobre o uso da homeopatia nos primeiros meses de vida do bebê. A homeopatia pode sim ser utilizada logo após o nascimento da criança, desde que a fórmula seja prescrita por prossionais gabaritados e de forma que o medicamento tenha o direcionamento especico ao bebê tratado. A medicação homeopática funciona muito bem no tratamento de cólicas, quadros gripais, conjuntivite, asma e doenças de pele, tal qual a alergia. A coordenadora do Pronto Socorro Infantil do Hospital São Camilo, Fátima Gonzaga, endossa o uso da

26

homeopatia nos primeiros anos de vida. “A homeopatia, caso seja utilizada de maneira correta, reduz consideravelmente os riscos de a criança ter alergias, asma ou mesmo rinite. Por ainda estar em fase de desenvolvimento dos órgãos, o bebê ainda não está preparado para receber medicações mais fortes”, explica Fátima Gonzaga. A coordenadora, porém, faz um alerta sobre o perigo da automedicação. “É comum os pais consultarem parentes ou amigos que já tiveram lhos doentes a m de saberem qual o remédio usado na cura do bebê. Consequentemente, os pais minis-

tram no seu bebê a homeopatia utilizada no tratamento de outra criança”. Segundo Fátima Gonzaga, a criança não deve usar homeopatias feitas para outros bebês. “Essa prática deve ser evitada, já que a medicação homeopática foi formulada para atender uma outra criança, a partir das características físicas dela”, completa. A medicação por conta própria pode ser inecaz ou até prejudicial ao bebê. Por tudo isso, é importante observar cuidadosamente o histórico familiar do bebê para que se conceba uma medicação correta e sem riscos. Se, por exemplo, existir membros da família da criança que sejam alérgicos a determinado produto, é necessário que a homeopatia não contenha substâncias que possam provocar as mesmas reações alérgicas no bebê. Seguindo essas orientações básicas, porém, muito importantes, a homeopatia será uma grande aliada no desenvolvimento de uma criança saudável e resistente às doenças. Fonte: guiadobebeuol.com.br

Travessa Portugal, 19 Jardim Bela Vista - Santo André - SP Tel.: (11) 4438-6802 calendula.com.br


Investidor Social

| Foto: Divulgação

Antes de dizer adeus Especializada em serviço funerário, a Ossel oferece assistência num momento difícil para familiares e amigos Há momentos em que tomar decisões e resolver questões burocráticas não é nada fácil, principalmente em horas de falecimento de um ente querido. Sabedor dessa diculdade, em 1987 o empresário Arany Marchetti criou na cidade de Soroca-

ba, em São Paulo, a empresa OSSEL (Organização Andreense Empreendimento Luto). Idealizador de um projeto diferenciado no segmento funerário, Marchetti, presidente do grupo, norteou suas ideias com foco exclusivo: Prestar

atendimento diferenciado nos serviços de Assistência Funerária. Sua meta era oferecer serviço de qualidade à população por baixo custo, bem como resolver todas as questões legais. E a trajetória foi de sucesso. A empresa alcançou a simpatia de todos, visto que o Plano OSSEL oferece assistência na área funerária 24 horas por dia, um de muitos benefícios que fazem a diferença. Em meados de 1998, presidida pelo jovem Cesar André Marchetti, a empresa inicia um novo desao; a expansão do grupo na cidade de Santo André (SP), prestando atendimento a todo o ABCDMR e região em uma proposta empresarial diferente. Um dos fatores que impulsionaram a empresa na região foi aceitação e aquisição de nosso plano funerário. Com uma visão diferenciada e princípios que norteiam o grupo, a OSSEL se faz uma empresa ímpar nesse segmento.

Tel.: (11) 4469-8900 osselonline.com.br

SUA EMPRESA NECESSITA DE QUALIDADE, RESPONSABILIDADE E SERIEDADE. A Glandata possui Softwares Gerenciais, Administrativos, ERP, Contábil, Depto Pessoal, Escrituração Fiscal e Sped Contábil P.C.P.

Solicite uma Demonstração Inf: (11) 2176.8500 - gsuporte@glandata.com.br www.glandata.com.br

27


Saúde

Beba água no inverno Sensação de sede diminui, mas ingestão de líquido é importante para prevenir doenças O inverno faz cair não só a temperatura, mas também o consumo de água. Entretanto, especialistas advertem: a sensação de sede diminui, mas a importância do líquido para o organismo não. O consumo de cerca de dois litros nesses dias mais frios é importante para evitar problemas renais, doenças de pele e desidratação. A nutricionista Edna Garambone arma que o cuidado deve ser redobrado com idosos e crianças, que desidratam com mais facilidade. Segundo ela, no inverno, o corpo de fato precisa de menos água do que no verão, por exemplo. Daí sentirmos menos sede. O problema é que pessoas que já bebem pouco no calor, bebem menos ainda no frio. Ela dá uma receita capaz não só de hidratar, mas aquecer o corpo no friozinho do inverno: “Se não quer tomar água, uma boa saída é tomar chá. Sugiro o chá verde, que é contraindicado somente para pessoas com tendência à gastrite ou hipertensas. Isso porque a cafeína estimula a produção de ácido clorídrico no estômago”, explica. Outras fontes de hidratação, segundo ela, são frutas tais quais: melão, melancia, laranja e abacaxi. Elas são

mais ricas em líquido do que frutas típicas de inverno, como abacate, maçã e uva. Doenças podem se agravar O chefe do serviço de Nefrologia do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, Alvimar Gonçalves Delgado, explica que nesta época do ano nós temos tendência a eliminar mais água pela urina, já que suamos menos do que nos dias mais quentes. “Quem já desenvolveu algum problema renal deve prestar atenção nesse período do ano para evitar que tais doenças se agravem. No inverno, esses casos surgem quando se diminui essa vigilância em relação à água”, explica Delgado. O alerta vale não só para quem tem tendência a formar pedra nos rins ou cistite. Quem sofre de infecções urinárias de repetição, causadas por baixa imunidade, também deve manter o consumo de água em dia, segundo Delgado. Exageros devem ser evitados Sueli Carneiro, subchefe do serviço de dermatologia do mesmo hospital, alerta que a água deve ser ingerida sem exagero.

| Foto: Divulgação

“Há um equilíbrio estreito entre a ingestão e a eliminação de água pelos mecanismos reguladores do organismo. A perda de água é regulada pelos rins, pela pele, pelos pulmões, pelo tubo digestivo. A água não deve ser bebida em demasia, mas na quantidade necessária para manter a condição do corpo estável em termos de temperatura e pressão”, explicou a dermatologista. Segundo ela, é comum o aumento do número de pessoas com problemas de pele nos consultórios nessa época do ano. Sem a quantidade necessária de água no organismo, a pele tende a car mais ressecada, afetando principalmente quem sofre de dermatoses, idosos e atletas que exercem atividades ao ar livre. “Uma pessoa normal deve consumir de dois a quatro litros de líquido por dia. Mas quem tem problemas renais ou insuciência cardíaca deve ter cuidado para não sobrecarregar os rins ou o coração”, explica Por Daniella Clark - Fonte: g1.globo.com

Água Naturalmente Potável

Tel: 4978-1531 - www.chicaroni.com.br 28


Investidor Social

De olho no futuro Microcamp oferece os mais completos e atualizados cursos de idiomas e informática

A cada dia o mercado se mostra mais exigente quanto às competências daqueles que buscam construir sólida carreira prossional. Atenta a essas necessidades, e sempre de olho no futuro, a Microcamp Tecnologia há 35 anos oferece ferramentas indispensáveis na atualidade: cursos de idiomas e informática. Com mais de 140 escolas espalhadas pelo país, o grupo mantém duas unidades na região do ABC, uma em Santo André e outra em São Bernardo, que já se tornaram referência em aprendizado e atendem, juntas, cerca de 2 mil alunos. Utilizando-se dos mais completos e atualizados métodos de ensino, a Microcamp dispõe de cursos para iniciantes, bem como para aqueles que visam especialização prossional. Web Design, Hardware, TI , Desenho Artístico e Técnicas Administrativas estão entre as opções. Novidade oferecida pela escola é o curso de Design de Games, em que os alunos aprendem a desenvolver jogos multiplataformas, ou seja, para X-Box, PlayStation, computadores,

| Escola oferece os mais completos e atualizados métodos de ensino - Foto: Divulgação

iPad e iPhone, que podem, inclusive, ser comercializados na Apple Store. Durante as aulas, os praticantes desenvolvem cenários e criam seus personagens em 3D, utilizando tecnologia de última geração. Mc Inglês Em um mundo cada vez mais globalizado, a exigência por outras línguas, principalmente a inglesa, também está presente. Por isso, o curso de Inglês da Microcamp foi feito para quem deseja ter um diferencial no mercado de trabalho. A escola disponibiliza livros próprios, cinema e a moderna lousa digital SMART, possibilitando assim a ampliação do nível de aprendizagem do aluno. As aulas, que somam quatro

horas e meia de duração por semana, são interativas, dinâmicas, realizada em laboratórios e com o auxílio da coleção de livros para consultas e dúvidas. Procure uma das unidades da Microcamp no ABC e invista já no seu futuro!

Rua General Glicério, 412 Centro - Santo André - SP Tel.: (11) 4435-3300 Rua Marechal Deodoro, 330 Centro - São Bernardo do Campo - SP Tel.: (11) 4122-6868 microcampabc.com.br

www.phoenixmemorial.com.br

29


Investidor Social Um dos temas que foi abordado este ano foi o carnaval. Os atores: Tito caracterizado de “padre” e César de “folião bebum” trouxeram alegria e informação para quem circulava nos ônibus nessa época. A ideia da peça foi mostrar aos clientes que apesar do período festivo, dentro do ônibus é necessário ter educação e respeitar os outros passageiros “não foliões”. | Empresa busca o melhor para clientes, colaboradores e meio ambiente - Foto: Divulgação

Metra investe em responsabilidade socioambiental Inclusão social, conscientização e práticas sustentáveis fazem parte das ações da empresa A Metra, por meio do programa de Inclusão Social Projeto Ensina-me, vem mostrando o quanto se pode mudar para melhorar a vida de alguém dando apenas oportundade. A ação é voltada à inclusão de pessoas portadoras de necessidades especiais, focado no sistema de transporte, oferecendo capacitação para que o prossional desenvolva suas habilidades e traga bons resultados através do seu trabalho. Os funcionários do projeto desempenham diversas funções entre elas higienização, operação, manutenção e administração. E não deixam a

30

desejar. São verdadeiros batalhadores, anal para promover a inclusão basta dar o primeiro passo. Teatro nos ônibus A Metra sempre buscou o melhor para seu cliente e foi pensando nisto que surgiu uma forma muito divertida de se comunicar, o Teatro nos ônibus. A equipe de Teatro Flexinha de Prata, dirigida por Fernando Lyra Junior, conta com dois atores, César Gustus e Tito Martins. Eles embarcam nos ônibus da Metra, de segunda a quinta-feira, e abordam diversos temas do cotidiano dos passageiros.

Sustentabilidade Consolidando seu compromisso com boas práticas de sustentabilidade, a Metra demonstra sua preocupação com os recursos hídricos e visa ações para a conservação desse recurso natural. Com a escassez no principal sistema de reabastecimento de água da Grande SP, a Cantareira, cada litro d'água economizado se tornou importatíssimo e também nesse quesito a Metra dá exemplo, reciclando 30.000 (trinta mil) litros de água por dia. Isso é possível através da Estação de Tratamento de Euente, localizada na garagem da Metra, onde a água utilizada na lavagem dos ônibus e paradas é tratada e reutilizada. É como se deixássemos de retirar por ano, mais de dez milhões de água do sistema de abastecimento potável.

metra.com.br


Investidor Social

Irresistível churrasco O verdadeiro sabor do Sul do Brasil está na Churrascaria Varandão Que o brasileiro adora um bom churrasco, em boa companhia, ninguém discute. Quem resiste ao sabor de uma picanha, maminha, costela premium? Só em pensar, chega a dar água na boca. E nada como passar por uma experiência gastronômica original e deliciosa, a um valor xo. Na Churrascaria Varandão, em São Bernardo, você encontra tudo isso, com o verdadeiro sabor do Sul do Brasil. A casa oferece rodízio de carnes nobres e grande variedade de diferentes cortes de carne bovina, suína, cordeiro, aves e peixes. São trinta e três cortes de carnes nacionais e importadas. Uma das mais apreciadas pela clientela é a Costela. Incluído no rodízio, o corte é preparado de três formas: grelhado, assado no carvão e no bafo. Na última forma de preparo, a carne ca enrolada no papel celofane de 6 a 8 horas. À disposição ca também o amplo buffet com 40 tipos de salada e diversas variedades de molhos, além de legumes e verduras e sete pratos quentes, incluindo massas e arroz-de-carreteiro. Como a maioria das casas do gênero, serve também sushi e sashimi. Quem

prefere frutos do mar precisa degustar o delicioso salmão, além de camarões, bacalhau gratinado, polvo cozido, pintado e lé de tilápia assados. É possível apreciar ainda a cachaça Weber Haus, originária do Rio Grande do Sul. E, para nalizar, as deliciosas sobremesas. O creme de papaia e o petit gateau integram a lista das doze tentações servidas na casa.

Qualidade indiscutível A Churrascaria Varandão está há mais de trinta anos instalada em uma casa requintada, espaçosa e arejada, cercada por vidraças formando um ambiente confortável e aconchegante. Atende todos os dias da semana das 11h às 15h30 e das 18h até o último cliente, exceto segunda-feira à noite e conta com amplo estacionamento, com serviço de manobrista.

Foto: Divulgação |

Rua São José, 50 Paulicéia - São Bernardo do Campo - SP Saída: Km 15 da Via Anchieta Tel.: (11) 4178-9024 / 4173-1634 varandao.com.br

31


Fique por Dentro

Aqui nossa criança é tratada com amor A Instituição Assistencial e Educacional Amélia Rodrigues, entidade sem ns lucrativos, desenvolve atividades socioeducacionais para 214 crianças entre 3 meses e 10 anos de idade, oriundas de três comunidades de baixa renda: Tamarutaca, Sacadura Cabral e Palmares. Conheça um pouco mais das atividades realizadas em nosso dia a dia e que são patrocinadas, entre outros recursos, pelas empresas e prossionais liberais que fazem parte do Projeto Investidor Social. Na Amélia Rodrigues, as crianças recebem até cinco refeições por dia, atendimento médico e odontológico, entre outros. Tudo gratuitamente.

1

2

4 3

6 5 01.Berçário I - Alimentação | 02.Maternal II - Momento da História 03.Fase II – Poliesportivo | 04.Fase II - Quebra Cabeça dos Nomes 05.Festa dos Aniversariantes - Carnaval | 06.Serviço de Convivência - Projeto Alimentação

Tecnologia em corte de carne, sempre perto de você! 32

Assessoria e Consultoria Área Contábil e Fiscal Área Trabalhista Legalização


Investidor Social

| Qualidade e compromisso assumidos com os clientes - Foto: Divulgação

(11) 4475-2324 www.mackex.com.br

Garante Vidros é sinônimo de requinte no mercado vidreiro Bom gosto, excelente acabamento e conabilidade Quando o assunto é decoração, nada mais importante do que unir bom gosto, excelente acabamento e conabilidade nos produtos e prazos de entrega. Essa é a proposta da Garante Indústria de Vidros, que completará 40 anos de mercado agora em 2014. A Garante Indústria de Vidros foi fundada em maio de 1974, com a razão social Vidraçaria Garant Ltda. Dez anos após sua fundação, alterou sua razão social para Garante Indústria de Vidros Ltda. e transferiu suas instalações para um galpão próprio, onde foi instalado, em 1989, o seu primeiro forno para a têmpera de vidros. Atualmente, em seu parque fabril de 3.500 m², são produzidos vidros temperados de 04 a 15 mm de espessura, vidros serigrafados, tampos para mesas e vidros laminados. Também são comercializados espe-

lhos, vidros reetivos, kits de alumínio, ferragens e acessórios para xação. O proprietário da empresa é o mesmo, desde a época de sua fundação e ele preza pela formação dos funcionários na empresa, atentando para os detalhes no acabamento dos produtos, tornando os funcionários aptos a orientar e atender às necessidades dos clientes. Os equipamentos utilizados na produção dos vidros são modernos, resultando em acabamento que dá requinte aos vidros. A qualidade é o compromisso que a Garante assume com seus clientes e faz questão de oferecer bom atendimento.

Rua dos Franciscanos, 20 - Santo André - SP Tel.: (11) 4451-5077 - garantevidros.com.br

Av. Papa João XXIII, 4833 Polo Ind. de Sertãozinho Mauá | São Paulo Acesso pelo Rodoanel Sul Tel: 55 11 4544.1696 www.hausthene.com.br

Tel. (11) 4425-5147 www.lvdistribuidora.com.br

33


Serviços

Clube do

Investidor Social O Clube do Investidor Social é um espaço criado para oferecer vários benefícios entre as empresas que aderiram ao Projeto Investidor Social. Nele o Investidor Social anuncia promoções e descontos, entre diversos benefícios destinados exclusivamente a outros Investidores. Se sua empresa é um Investidor Social aproveite este espaço para alavancar futuros parceiros. Se ainda não é, venha fazer parte do Projeto Investidor Social, pois além de participar desses benefícios, sua empresa proporcionará um futuro melhor para as nossas crianças. contato@investidorsocial.org.br - (11) 3186-9755/56

R. Das Bandeiras, 374 Bairro Jardim - Santo André - SP

Tel (11) 4432-3413 / 2379-5824 www.tocadoleaobuffet.com.br vendas@tocadoleaobuffet.com.br

Doe Nota Fiscal e ajude a Instituição Amélia Rodrigues Ÿ Cadastrando seu estabelecimento comercial para que possamos

retirar as Notas doadas no local Ÿ Doando nos estabelecimentos cadastrados suas Notas ou Cupons sem CPF Ÿ Transferindo seus créditos ao realizar o cadastro de Notas ou Cupons

Fiscais no site www.nfp.fazenda.sp.gov.br

34

Informações (11) 3186-9755/56


O nosso compromisso é: Inovação, Tecnologia e Qualidade A Hidropig líder no fornecimento de pigs e acessórios para tubulações nos segmentos de óleo, gás, saneamento, indústria alimentícia, entre outros.

Nossos serviços

Nossos produtos Pigs

Limpeza (Pigging) Secagem

Acessórios para pigs Transmissores

Congelamento

Bloqueadores de Fluxo (Plug)

Furo em Carga Bloqueio de Fluxo Rastreamento de Pig

Pigs e Acessórios Av.Antártico, nº 401, Jardim do Mar São Bernardo do Campo - SP Fone: (11) 4122-2955 e-mail: vendas@hidropig.com.br

Serviços Av. Antártico, nº 338, Jardim do Mar, São Bernardo do Campo - SP Fone: (11) 4125-6955/6874 e-mail: comercial@hidropig.com.br

www.hidropig.com.br


Investidor Social 28  

A Revista Investidor Social é uma publicação da Instituição Amélia Rodrigues, entidade sem fins lucrativos que mantem atividades socieducaci...