Page 1

Capa Blackninja (PE)

ano XII maio de 2012


DESDE 1999

ÍNDICE

ano XIII nº 146 maio 2012

Capa: Blackninja (PE) revista de comunicação e marketing NE

CAPA A Globo Nordeste completa 40 anos no ar valorizando a cultura pernambucana e fortalecendo o mercado publicitário local. 17

RECIFE•SALVADOR•FORTALEZA•NATAL JOÃO PESSOA•MACEIÓ•TERESINA ARACAJU•SÃO LUÍS • SÃO PAULO A Revista PRONEWS é uma publicação mensal de Walter Lins Pinheiro Junior Editora - ME Empresarial Tacaruna - Av. Governador Agamenon Magalhães, 3341, Sls. 205/206. Torreão. CEP: 50.070-160. Fones: (81) 3426.6144 / 3034.6144 :: EDITOR Walter Lins Jr. walter@revistapronews.com.br :: REDAÇÃO Luciana Torreão - chefe de redação, Fabiana Constantino e Ivelise Buarque redacao@revistapronews.com.br

ENTREVISTA Fotógrafo, publicitário e produtor cultural, Sérgio Guerra fala sobre publicidade, a vivência em Angola e sua relação com a fotografia. 14

GIRO 6 GIRO BRASIL 8 FICHA TÉCNICA 10 E 34 A VEZ DO CLIENTE 24 DE OLHO NA CAMPANHA 26 NA WEB 28 CLICK 37 EU RECOMENDO 40

Todo mês uma agência diferente produz a capa da Revista PRONEWS. Participe pelo e-mail: redacao@revistapronews.com.br 04

:: COLABORADORES Adriana Ribeiro, Anderson Lima, Carlos Prado, Clarisse Souza, Joelli Azevedo e Joyce Warren :: PRODUTOR GRÁFICO Bruno Regis producao@revistapronews.com.br :: DEPTº FINANCEIRO Nise Lins :: ASSINATURAS 81 3426.6144 / 3034.6144 producao@revistapronews.com.br :: REPRESENTANTES COMERCIAIS NS&A - CE - Aldamir Amaral (85 3264.0406/ 0576) - nsace@nsaonline.com.br RD Produções e Eventos - Ricardo Douglas (SE - 79 3044.7013/9972.2214) rdproducoes@infonet.com.br Omega Mídia - Renato (SP - 11 8403.0330) renato@omegamidia.com.br :: DISTRIBUIÇÃO Log (PE - 81 2123.1455) Jornal Correio - Rede Bahia (BA - 71 3533.3030) Sistema Verdes Mares (CE - 85 3266.9902) www.verdesmares.com.br Omega Mídia - Renato (SP - 11 8403.0330) renato@omegamidia.com.br :: DADOS TÉCNICOS Impressão: Gráfica FacForm (81 3339.6566) grafica@facform.com.br Tiragem: 7.000 exemplares Formato: 22x30cm Tipologia: Humanist 521 BT Papel: Couché brilho 150g/m² Número de páginas: 44 As matérias assinadas por nossos colaboradores não representam, necessariamente, a opinião da revista.

WWW.REVISTAPRONEWS.COM.BR


GIRO NOVIDADES NO MERCADO EDITORIAL GAY DE PERNAMBUCO As pernambucanas Studio 3/1 – produtora de ensaios fotográficos e a Revista Label (www.revistalabel.com.br), primeira voltada para o público gay do Estado, são as mais novas parceiras do mercado editorial. A produtora é formada pelo fotógrafo P.H. Nuñez, o stylist Irann Nascimento e a make up Márcia Lima. Passará a produzir ensaios sensuais que serão publicados periodicamente na Label, do jornalista Danilo Brasil. A celebração do primeiro trabalho será um editorial sobre “Esportes”, especificamente nas modalidades de natação e basquete, que será produzido durante esta semana e publicado nas páginas da próxima edição da revista. O tema foi escolhido, pois a publicação aborda na sua matéria de capa o tabu da homossexualidade nos esportes.

PAINEL RODOVIÁRIO Tem chamado bastante atenção o Painel Rodoviário da Toyota instalado, na BR 232, bem acima do túnel das Serra das Russas, em Gravatá. O mega projeto foi desenvolvido pela Bandeirantes Mídia Exterior, empresa líder no segmento, que aceitou o desafio proposto pelo empresário Breno Schwambach, diretor executivo da Toyolex, para a colocação de um letreiro com o nome "Toyota", que lembrasse o que fica na cidade de "Hollywood".De acordo com Breno Schwambach a ideia do painel serve para reforçar a presença da marca no Agreste já que responsável pelo o rali de regularidade “Toyota Hilux Expedition Gravatá”. VITARELLA NO PITADINHA A Vitarella, líder no segmento de massas e crackers em Pernambuco e com grande representatividade no Nordeste, reforça sua comunicação na internet fechando parceria com o blog de culinária Pitadinha. Criado pela blogueira Juliana Stelli, o canal traz receitas práticas e fáceis para serem saboreadas no dia a dia. Uma vez por semana, a blogueira vai postar dicas diferenciadas usando os produtos da família Vitarella. A iniciativa que vai movimentar ainda o Twitter e Facebook agrega mídia forte com divulgação da marca para três mil seguidores que acompanham o Pitadinha nas redes sociais. A investida dura três meses e faz parte do plano de comunicação de marketing da empresa.

06

UNIQ BRANDING É BRAND ANALYTICS NE No seu primeiro ano de atuação, a Uniq Branding já comemora um passo à frente. A empresa passa a representar no Nordeste a BrandAnalytics, uma das maiores consultorias de branding do país sediada em São Paulo. A consultoria oferece avaliação financeira de marcas, posicionamento e arquitetura de marcas, e monitoramento de valor da marca como seus principais serviços. É responsável pelo ranking das marcas brasileiras mais valiosas, publicado há cinco anos, junto à Revista Isto É Dinheiro. As publicitárias Carla da Fonte e Karina da Fonte lançaram a Uniq Branding, no Recife, em 2011. Com isso, o conceito de branding, que passou a ser usado no país depois de grandes organizações investirem no tema no exterior, chegou ao mercado nordestino como uma empresa especializada no assunto. SÃO JOÃO NO SHOPPING IGUATEMI SALVADOR O Shopping Iguatemi Salvador atrai cerca de quatro milhões de pessoas que circulam mensalmente pelos seus espaços. Por isso, o local é ideal para ser utilizado como plataforma para ações promocionais e publicitárias de vários tipos. Um desses exemplos é o “Projeto Festas Juninas”, lançado pela Office Shopping, para promover anunciantes durante os festejos dos três santos católicos, criando os espaços do Shopping com motivos juninos. Historicamente, esse é o evento mais importante da região, oferecendo excelentes oportunidades para que um anunciante esteja mais próximo de seu público-alvo. Para esta época do ano, o Iguatemi Salvador e a Office Shopping estão oferecendo uma ampla gama de opções para veiculação de mensagens, além da tematização de espaços internos com motivos juninos. As opções são variáveis e podem ser contratadas de forma separada ou mesmo em conjunto. MENSCH LANÇA SEGUNDA REVISTA IMPRESSA Acaba de ser lançada a edição impressa número 02 da Revista Mensch, dos publicitários André Porto e Nadezhda Bezerra. A nova edição traz na capa o ator Eriberto Leão e ensaios exclusivos com Hermila Guedes e Carol Nakamura. Matérias como o diário de bordo de Bruno Dubeux em Oman, gastronomia com Douglas Van der Ley, estilo com Camila Coutinho, do Garotas Estúpidas, e um ensaio de moda sobre o Dress Code masculino (com looks Hugo Boss por Dona Santa/Santo Homem). A edição também foi lançada no Rio de Janeiro, na livraria Argumento no Leblon e contou com participação de vários artistas que já participaram da versão web.


Na última edição do Tubo de Insight, durante a semana de Publicidade da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), o vice-presidente de Criação da DM9DDB, Marco Versolato, esteve em Recife com uma afirmação: “Criar está cada vez mais difícil”. Público mais crítico, grande diversidade de veículos para se anunciar, a sensação de que todas as ideias boas já estão ou estiveram no ar. Os criativos investem ainda mais na busca por referências de qualidade para poder basear o conceito da campanha. Alguns teóricos diziam que, nada do que fazemos é completamente original, e sim uma eterna revisão de conceitos, falas, e opiniões que já escutamos ou presenciamos em outros lugares. O problema é, aparentemente, os criativos começam a buscar, instintivamente ou não, as mesmas referências. Assim, as campanhas tornam-se cada vez mais parecidas, ou até mesmo idênticas. Às vezes, de tão parecidas, parecem ser praticamente plágios umas das outras. Desse modo, a pergunta que surge é: qual a medida que podemos ter para diferenciar uma referência de um plágio? O publicitário e pesquisador da UFPE Rodrigo Stéfani Correa coordena os trabalhos da Agência Minerva. Para ele, o bom senso não é um bom termômetro para definir essa medida. "O plágio é toda apropriação de ideia, obra artística, fundamentos criativos que consiste da sua reprodução em estado bruto, sem citar sua fonte ou seus autores”. No entanto, a referência é algo muito mais leve: “Nesse caso você pode se apropriar de uma pequena fração da ideia, da obra artística e ou literária desde que lhe sirva apenas como inspiração, para sua concepção”. Ironicamente, hoje em dia, sites como twitter,yotube e outra infinidade de bons canais possuem boas referências, disponíveis 24 horas. Ainda assim, as referências parecem se

repetir. Rodrigo lembra que há vida fora do mundo virtual: “Para se fazer uma campanha publicitária original você encontra essas referências na rua, no contato físico com as pessoas, com a cultura física, mais lúdica. O bêbado do botequim, a mulher deixada pelo marido, o tipo galã de academia de musculação... as referencias estão a nossa volta, basta interagir com os personagens da rua”. Apesar disso, as referências são extremamente necessárias. Criar algo completamente novo é uma missão complicada, pois a mente criativa necessita ter uma base para criar seu projeto. A busca por um conceito completamente novo é arriscado: “Você tem que ser uma pessoal genial para construir concepções totalmente originais e puras. Ninguém por mais genial que seja consegue criar algo relevante para a sociedade sem antes ter boas referencias.”, diz Rodrigo. “A criatividade não é algo nato, é um processo de transformação e reciclagem". Assim o processo de garimpo por parte dos criativos é cada vez maior. Criar um repertório vasto e que possa ser aplicado em várias plataformas de comunicação torna a vida de qualquer publicitário mais fácil. Rodrigo dá outras dicas, para ajudar no processo criativo. “Conteste tudo. Numa mesa de debates que eu presidi no Tubo de Insight, Aliwton Carvalho, diretor de Criação do GrupoNove (PE), fez a seguinte afirmação: 'toda unanimidade é burra!'. Eu concordo plenamente! Contestando você vai obter muitas respostas que vão lhe ajudar a formar um bom repertório de ideias. Minha segunda sugestão é para as pessoas ficarem menos tempo na internet, em condomínios fechados e/ou em jogos eletrônicos e academias; o profissional criativo tem que habitar as ruas, tem que estar em contato físico com os objetos da cultura”. 07

Guilherme Rocha Neto

BEBENDO DA MESMA FONTE


GIRO BRASIL JOGADA DO BEM A Coral e o esportista Gustavo Kuerten firmaram uma nova parceria com uma campanha nacional que leva o nome “Jogada do Bem”. A iniciativa irá reverter parte da renda da venda dos produtos Decora e Super Lavável para o Instituto Guga Kuerten (IGK). Além disto, a novidade também conta com um concurso cultural que irá premiar os autores das cinco frases mais criativas, com uma viagem com acompanhante para Florianópolis. Os sortudos irão conhecer o IGK, o Guga pessoalmente e a cidade Florianópolis - isto tudo acontecerá em outubro, durante a semana Guga Kuerten. Os participantes também concorrem a 20 Kits IGK. As ações vão até 30 de junho e contam com peças criativas nas mídias digitais da Coral e nos pontos de vendas das lojas associadas à ação. O resultado será divulgado no site do concurso, no dia 01 de agosto. O MELHOR COMERCIAL DO BRASIL O SBT promoveu o encontro entre os jurados do prêmio “O Melhor Comercial do Brasil” para a decisão da melhor criação comercial de 2011. A abertura do evento contou com a presença do vice-presidente da emissora, José Roberto Maciel, e do diretor comercial Glen Valente. Após a exibição dos finalistas foi servido um almoço comemorativo, seguido da decisão final. Segundo a opinião dos jurados, o comercial "Pôneis Malditos", criado pela Lew Lara TBWA para a Nissan, foi o vencedor. Os profissionais responsáveis pelo comercial (profissionais da criação e executivos de marketing do anunciante) ganharão passagem aérea, estadia e inscrição no Cannes Lions 2012. Além da iniciativa, a emissora junta-se ao mercado publicitário para acompanhar a participação brasileira no maior e mais importante evento da propaganda mundial, o Cannes Lions, a ser realizado de 17 a 23 de junho de 2012 em Cannes, França. Pela primeira vez, uma emissora de TV aberta do País vai acompanhar a realização do festival via ação promocional, boletins na programação, participação de grandes nomes da publicidade brasileira em suas atrações e cobertura do Cannes Lions. CINCO MILHÕES DE FÃS Uma fan page mais populosa que muitos países, esse é mais recente feito de Guaraná Antarctica. A marca atingiu o recorde de 5 milhões de usuários na rede social Facebook, e segue mantendo a liderança como a marca brasileira com maior número de fãs 08

no Brasil e no mundo. Em agosto de 2011, Guaraná Antarctica foi a primeira marca brasileira a atingir um milhão de fãs na rede social. O pioneirismo em ações no ambiente digital, que é característico da marca, é evidenciado na aposta em uma série de ativações ao longo do ano, como a produção de webseries, transmissões de eventos ao vivo pela fan page e concursos culturais no Twitter, Youtube e Facebook. Nos últimos seis meses a marca cresceu 206% na rede social, com elevados índices de engajamento que chegaram a mais de 30%. LIBERTY SEGUROS CONVOCA BRASILEIROS PARA A COPA 2014 A Liberty Seguros, empresa do grupo Liberty Mutual, um dos maiores conglomerados globais de seguros, apresenta sua nova campanha de comunicação para consolidar a imagem de“Seguradora Oficial da Copa do Mundo da FIFA de 2014”. A companhia é a única empresa do setor de seguros com patrocínio do evento no Brasil, em programa que abrange os 64 jogos da Copa do Mundo FIFA 2014 e os 16 jogos da Copa das Confederações da FIFA de 2013. A campanha será integrada. O investimento de R$ 17 milhões terá anúncios em TV aberta, TV fechada, revistas, mídia e ações de engajamento online, campanhas de incentivo para funcionários e corretores, e eventos. A campanha tem como motes a responsabilidade compartilhada, o patrocínio da Copa do Mundo da FIFA de 2014 e a paixão dos brasileiros pelo futebol. As peças institucionais serão estreladas pelo capitão do pentacampeonato da seleção brasileira, o exjogador Cafu. 18º MAIOR GRUPO DE COMUNICAÇÃO DO MUNDO O Grupo ABC, maior grupo de serviços de Marketing do Brasil, acaba de ser apontado como o 18º maior grupo de comunicação do mundo, segundo tradicional ranking publicado pela revista americana “Advertising Age”, considerada a bíblia da indústria da propaganda. Fundado por Nizan Guanaes e Guga Valente em 2002, o Grupo ABC alcançou essa posição em apenas dez anos e é o único grupo brasileiro a figurar entre os 20 maiores do mundo pelo quinto ano consecutivo. O ranking é encabeçado por gigantes como WPP, Omnicom, Publicis Groupe e Interpublic. No ranking publicado ano passado, o Grupo ABC figurava na 19ª posição. Em 2007, na sua primeira participação, estava na 22ª colocação. A escalada do Grupo ABC no ranking nestes cinco anos se deve a uma estratégia de expansão consistente via crescimento orgânico, consolidação de empresas, lançamentos de empresas e novas aquisições.


Na nova era das tecnologias parece que vale de tudo. As redes sociais podem ser um bom negócio se partir de um planejamento estratégico, assumindo a realidade de que cada caso é um caso, e que as experiências são diferentes para cada empresa. Não se pode julgar a eficiência de um trabalho por conta apenas das estratégias gerais e corriqueiras no mercado. O comportamento do consumidor está mudando e isto é mais do que visível em pesquisa realizada pela Le Fil com a Prime Brasil, apresentada no evento "Boas práticas corporativas nas mídias sociais". O estudo desenvolvido com 400 internautas do Recife, Fortaleza e Salvador, utilizando uma metodologia aprovada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela os hábitos dos nordestinos nas redes sociais. “Todo planejamento tem uma premissa, a de não trabalhar em cima de 'achismo'. Então, entendemos que é necessário repensar a forma como se trabalha e trazer informações que auxiliem o conhecimento para o mercado, focado nas necessidades das empresas e dos colaboradores”, destaca a diretora de Operações da Le Fil, Rosário Pompéia. O resultado deste estudo anual sobre as redes sociais apontou um quadro interessante e também bastante distinto entre os públicos das cidades do Recife/PE, Fortaleza/ CE e Salvador/ BA que é importante considerar. Por exemplo, revela que 96% das pessoas que estão conectadas à internet também estão ligadas nas redes sociais. O computador de mesa não é mais o meio principal de acesso, pois vem crescendo o uso dos Notebooks (26% para 42%) e celulares (de 11% para 18%) em Pernambuco e na Bahia (23%). Entre as mídias sociais mais acessadas, o Facebook lidera o ranking com 91% (BA), 89% (CE) e 69% (PE), destacando-se que o Orkut ainda tem muito peso - 67% (BA), 64% (PE) e 52% (CE) – e o Youtube cresce progressivamente

entre os pernambucanos, com 41%. No quesito compras, observou-se que é grande a quantidade de consumidores que consultam a internet antes de fazer compras, com destaque para Salvador com 69%, Fortaleza com 54% e Recife que aumentou de 25% de 2011 para 52%. Não se pode prever se não se apurar constantemente. “É imprescindível analisar padrões e possibilidades sobre diversos assuntos, com um olhar diferenciado, para poder compreender e detectar o que há por vir. Mas, já podemos destacar que o que está no mercado hoje estará ocupando o mercado nos próximos anos. Entretanto, conteúdo para social commerce é uma grande tendência. Na verdade, neste momento, não se pode ver uma coisa isolada. O contexto é rei dentro das mídias sociais e do e-commerce”, frisa o diretor executivo da Bites/SP, Manoel Fernandes. Não monitorar a rede é um tiro no pé. E por um bom motivo: as redes sociais definitivamente se tornaram a grande matrix de informação sobre amigos, produtos de interesse, marcas, experiências de compras, entre outros. Contudo, para atingir tudo isto é necessário ficar antenado em métricas muito específicas como as métricas de mídia (alcance e frequência da marca/ empresa), de redes sociais (audiência atrelada à interação), o indicador de reputação (“reputation share”) e taxa de engajamento (“engagement Rate”). “As empresas costumam encarar as redes sociais como um canal de mídia convencional, mas há uma série de medidas trabalhadas pela sociologia, por exemplo, que precisam ser consideradas, pois estão relacionas à audiência. Um bom trabalho contribui para uma reputação melhor e isto reduz não só custos, como vai trazer mais pessoas interessadas em conhecer e se envolver com a marca e a empresa”, ressalta o professor da FGV/SP, Marcelo Coutinho.

Ivelise Buarque

#

BoasPraticas é essencial

Especializado em Direito da Comunicação, com ênfase no Direito de Imagem, Direito Autoral, Direito Trabalhista, Administração de Passivo e Recuperação de Créditos Rua Francisco Alves, 105 Sl 101, Ilha do Leite, Recife-PE. Fone: (81) 30387310


FICHA TÉCNICA

NOVOS PRODUTOS DA IQUINE Preservando a qualidade de seus produtos e buscando a satisfação de seus consumidores, a Tintas Iquine apresenta, ao mercado, mais três lançamentos: o Dialine Esmalte Base Água Premium, o Delanil Tinta Acríllica Premium e o Diatex Tinta Acrílica. Criada pela MMS Comunicação, a campanha está sendo veiculada em Salvador, Feira Santana, Aracajú, Maceió, Recife, João Pessoa, Campina Grande, Natal, Fortaleza, Teresina, São Luís, Manaus e Belém. O plano de mídia inclui spot de rádio, anúncios de revistas, backbus e outbus. Agência: MMS (PE) Cliente: Iquine Atendimento: Pablo Maia Diretora de Atendimento: Eugênia Montenegro Criação: Bruno Cavalcanti e Berg Carvalho Aprovação: Alan Souza

SURPREENDA-SE Marcando o retorno das operações da marca de vestuário feminino no lançamento da nova etapa do Shopping Recife, a Melhor Comunicação criou campanha institucional sob o conceito "Surpreenda-se". As peças, adaptadas da comunicação institucional da marca, reproduzem as fotos ousadas da top norueguesa Siri Tollerod - estrela da marca, que posou para as lentes de Bob Wolfenson, no estúdio dele em São Paulo. Frontlights e mídia de internet em sites direcionados ao público feminino fazem parte da campanha. Agência: Melhor Comunicação (PE) Cliente: Victor Hugo Atendimento: Raphael Saraiva Direção de Criação: Raphael Saraiva Redação: Tamyres Ximenes Mídia: Michelle Doherty Produção: Julienne de Paula Aprovação: Roberto Carlos SEGURANÇA PRIVADA Para divulgar sua mais nova campanha varejista, o Grupo PSE Segurança, empresa especializada em segurança privada, patrimonial e pessoal, situada em Alagoas, escolheu a Rota Mídia Exterior, ratificando a confiança da grande visibilidade do anúncio em backbus da empresa, avaliada como a maior em mídia exterior do país. Veiculada na praça de Maceió, a campanha, criada pela agência Imagine, visa demonstrar a qualidade da proteção ao veículo particular ou veículos utilitários por meio da dupla tecnologia (GPS/GSM), que proporciona assistência 24 horas, através dos serviços de localização exata do veículo, bloqueio, escuta interna, botão de pânico, relatório de quilometragem e controle de velocidade. Agência: Imagine (PE) Cliente: PSE Segurança Atendimento: Deilan Arcanjo Diretor de Criação: Walter Bezerra Redação: Walter Bezerra Diretor de Arte: Deilan Arcanjo Mídia: Liane Barreto

10


OPERAÇÃO INVERNO Se antecipando aos inúmeros problemas que ocorrem no período das chuvas, a Prefeitura do Jaboatão começou bem cedo a trabalhar na Operação Inverno, ação integrada que envolve diversas secretarias com o objetivo de minimizar ao máximo os transtornos provocados pelas chuvas na cidade, especialmente nas áreas de risco. Para isso, a Dois Comunicação criou campanha que engloba divulgação em TV, rádio e jornal. Para agregar às ações, foi desenvolvido também um hotsite onde a população pode encontrar detalhes sobre a operação, alem de dicas de prevenção. Como apoio à prestação de serviços, o 0800 para emergências da Defesa Civil também está sendo divulgado em todas as peças. Agência: Dois Comunicação (PE) Cliente: Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes Atendimento: Mara França Direção de Criação: Filipe Cavalcanti Direção de Arte: Filipe Cavalcanti Redação: Gilvan Barbosa Mídia: Mirella Silva Produção Gráfica: Ayres Silva Aprovação: Elias Gomes e Ronildo Albertim PERTINHO DE TUDO Com o mote “No coração da Madalena, pertinho de tudo”, a agência Marco Zero produziu várias peças para a campanha publicitária de lançamento do novo projeto da Construtora Carrilho, o Madalena Family Class. O material destaca a ótima localização do espigão que será erguido na Rua Monsenhor Silva, próximo à antiga boate Fun House, na Madalena. Anúncios para jornal, spot para rádio, folder, panfleto, hotsite, banner para internet, outdoor de localização, além de sinalização do estande de vendas e do seu entorno e ainda panfletagem nas imediações do empreendimento foram algumas das alternativas para chamar a atenção do público sobre os 99 apartamentos da empresa que possui mais de 40 anos de experiência no mercado imobiliário pernambucano. Agência: Marco Zero Comunicação (PE) Cliente: Construtora Carrilho Planejamento: Alexandre Oliveira Atendimento: Tota Faria Diretor de Arte: Guilherme Carvalho Redação: Cláudia Silveira Mídia: Sissy Martins Produção: Jordana Veloso Aprovação: Antônio Carrilho FEIRÃO DO TURISMO Em sua primeira edição, o Feirão do Turismo – uma realização da Conquest Operadora e Ândora Viagens & Turismo – tem campanha publicitária assinada pela agência Ideia 3. Nos outdoors, a chamada 'Passagens e Hotéis com descontos inéditos. Embarque nessa oportunidade' resume a proposta do evento, que é a de oferecer ao público durante dois dias opções vantajosas de pacotes de viagens nacionais e internacionais, cursos de intercâmbio, diárias em hotéis, passagens, entre outros produtos do segmento turístico. Além de mídia externa, a campanha conta com spots em rádio e ações em redes sociais. O patrocínio é da Qatar Airways, Bahiatursa, Sebrae-BA e Saltur. Agência: Ideia 3 (BA) Cliente: Conquest Operadora Direção de Atendimento e Planejamento: Renata Schubach Atendimento: Hanne Rischard e Juliana Grapiuna Direção de Criação: Chico Salles Redação: Rodrigo Córes Direção de Arte: Mateus Cerqueira Mídia: Rogério Paranhos e Juliana Matos Aprovação: Christiane Bruni/Conquest e Adriane Virgilio/Ândora 11


Marcus Quintanilha Filho

COMPRAS COLETIVAS: "MATRIX DO CONSUMO" A modernidade e a individualização são temas centrais dos estudos de Bauman. Uma das suas citações que refletem nossa sociedade e a afirmação de que "vivemos tempos líquidos. Nada e para durar". O peso dessa reflexão e tamanho que retrata desde as relações de consumo a nossa capacidade de viver em sociedade questionada. O filme "Matrix" teve, segundo os produtores, forte influencia do pensamento desse sociólogo polonês, Zygmunt Bauman, apesar de suas críticas a essa relação. No contexto do consumo virtual, a rede de compras ou compras coletivas, sugere uma analogia a trilogia do cinema. Indivíduos consumindo em escala, com impulso gerado pelas promoções agressivas e acordos de venda com empresas que buscam movimento físico e quantitativo em seus estabelecimentos para assim, gerar fidelidade. Mas essa lógica apresenta distorções em relação ao fluxo natural da Propaganda (aqui no conceito ideológico). Como fidelizar quem compra preço? Como atrair quem se acostuma a sugestão da rede de compras? E por fim, que publico permanece consumindo sem exclusividade? Essas respostas vão definir o futuro e o posicionamento de publico das compras coletivas. Sua lógica de sucesso em contraponto com as tendências sociais despertam uma nova forma de interação virtual do consumo. A modernidade líquida que, segundo Z. Bauman (2005, 2001, 2000, 1998) é adjetivada pelo desapego, brevidade nas relações e acelerado processo da individualização; tempo de liberdade, ao mesmo tempo, de insegurança. Podemos utilizar como definição ainda a palavra alemã Unsicherheit que significa: falta de segurança, de certeza e de garantia. Nesse aspecto, e afirmando as teorias modernas, as compras coletivas preenchem essa necessidade de liquidez nas relações sociais. Mas, ainda foco de duvidas entre os maiores teóricos sobre o assunto, essa sensação de materialização da individualidade não condiz com a necessidade humana de interação com o meio e em sociedade. Aristóteles, na sua obra, traz uma explicação que se tornou clássica: “O Homem é por natureza um animal político”. Esse paradoxo da coletividade “não coletiva” e heterogênea define em conformidade com os conceitos aqui apresentados, o fundamento das compras coletivas. Obviamente, pelos números ascendentes do segmento, nos deparamos com resultados positivos, porém com baixa elasticidade. Por consequência da inclusão digital e da margem de aceitação dos novos consumidores desse serviço, a comunicação e o plano de marketing dessas empresas deve sempre ter como objetivo, novas ideias de formato e novos públicos-alvo. As agências devem sempre pautar suas decisões em relação à qualquer esforço com promoções agressivas em exaustivas pesquisas e para os consumidores, propostas claras apresentadas em cada oferta. Dessa forma, a “Matrix do consumo” deve se perpetuar, até que seja atualizada por uma nova onda de estímulos à compra. 12


ENTREVISTA

Anderson Lima

“EU SOU UM HOMEM EM BUSCA DA MINHA COERÊNCIA” Fotógrafo, publicitário e produtor cultural, Sérgio Guerra nasceu no Recife em 1961, mas possui uma vivência que dispensa barreiras geográficas. Em São Paulo, começou sua trajetória na publicidade, atividade que viria a se estabelecer nos anos 80, já em Salvador. Após atuar por uma década em diversas agências de propaganda baianas, funda a Link Comunicação e Propaganda, da qual foi sócio-diretor por 13 anos. Nos anos 90, teve início sua mudança gradual para Angola com a proposta de desenvolver um programa de comunicação para o país, no qual se tornou o único fotógrafo estrangeiro a ter registrado todas as províncias locais ainda em tempos de guerra – e onde é presidente da agência M'Link. Autor de um acervo composto por aproximadamente 120 mil fotos, que podem ser encontradas em todos os recantos do mundo, Sérgio Guerra já publicou sete livros que retratam o povo e as belezas angolanas, além de ter realizado grandes exposições fotográficas no Brasil, África e Europa. É fundador da Maianga Produções Culturais, empresa com sede na Bahia e atuação também em Angola, que lida com segmentos diversos do mercado cultural, produzindo espetáculos, livros, discos e vídeos. “Eu trabalho fazendo coisas que gosto e que me dão imenso prazer”, afirma Sérgio, que recebeu no mês de abril último o título de Cidadão Baiano como reconhecimento aos serviços prestados à Bahia. Casado e pai de seis filhos (quatro biológicos, dois adotados), possui uma rotina de hábitos simples: “Gosto de nadar, ficar com as crianças em casa, assistir a um bom filme, fazer um saltinho de paraquedas, fotografar, caminhar, ouvir música, estar com os amigos...”, enumera. Na entrevista a seguir, esse filho de Xangô de hábitos quase conservadores, fala sobre publicidade, a vivência em Angola e sua relação com a fotografia. REVISTA PRONEWS – Você nasceu no Recife, morou em São Paulo e no Rio de Janeiro até se fixar na Bahia nos anos 80. Agora, divide seus dias entre a capital baiana e Angola, na África. Como cada um desses locais influenciou sua forma de ver o mundo e sua arte? SÉRGIO GUERRA – Saí do Recife ainda com três anos. Fomos arrancados de casa e obrigados a fugir para São Paulo, ainda em 64, pelo golpe militar. Apesar disso, acho que trago comigo uma percepção política vinda dessa influência nordestina. Fomos para a Bahia em 77 e a Bahia me apresentou à África. Na Bahia, tudo fez sentido na minha vida, as influências na formação política, com a religião, a proximidade com as pessoas. Na Bahia, me fiz 14

homem e Angola veio para fechar e ratificar minha identidade e o sentido de minha vida. RPN – Falando em mudanças, o que o levou a deixar a Bahia e atravessar o oceano em direção a Angola? SÉRGIO – Eu tive o primeiro convite para vir a Angola em 1992, através do (publicitário) Geraldo Walter, com quem trabalhei por muitos anos. Na época, acabei não aceitando, pois estava a começar a minha empresa. Depois, em 97, por uma série de coincidências, acabei sendo convidado a vir para tocar uma campanha para o Inapem, instituto que estimula as pequenas e médias empresas em Angola. A partir de 98, veio o desafio para montarmos um planejamento que coincidisse com a chegada da guerra. Desde o começo de 99, então, passei a estar mais tempo em Angola que no Brasil. Angola me trouxe uma outra perspectiva do marketing, a perspectiva de uma guerra. Eu já trabalhava há muito tempo em campanhas eleitorais, mas uma guerra é uma coisa totalmente diferente, mexe com a vida e a morte das pessoas. RPN – Que diferenças é possível notar entre o mercado publicitário baiano e o angolano? SÉRGIO – O mercado publicitário em Angola era totalmente incipiente quando chegamos em 97. Os spots comerciais eram muito simples e de grande ingenuidade. A partir de 99, quando começamos o trabalho com o programa Nação Coragem, passamos a estabelecer uma referência de produção e acabamento nos vts. E, sem dúvida, contribuímos para elevar o nível da qualidade, principalmente das agências estabelecidas aqui. Hoje, o mercado ainda se ressente de um maior profissionalismo, principalmente


os clientes. É uma tarefa dificílima conseguir fazer um planejamento para um ano ou seis meses e conseguir cumprir. Os preços praticados aqui pelos veículos são bem menores do que os praticados em regiões como Salvador e Recife. Mas, de qualquer forma, aos poucos as coisas estão a melhorar. RPN – Fotógrafo, publicitário, produtor cultural. Como Sergio Guerra definiria Sergio Guerra? SÉRGIO – Eu sou um homem em busca da minha coerência. Este sou eu. Se estou como publicitário, produtor cultural ou fotógrafo eu tenho sempre que manter clareza do motivo de estar ali. Procurar fazer o que for com muito tesão, com muita empolgação. Tudo o que faço, tenho que acreditar, e isso é a busca da coerência. Não vale fazer qualquer coisa por dinheiro. RPN – Como publicitário, você faz uso das imagens de forma comercial. Ao mesmo tempo, elas também possuem um caráter social e mesmo antropológico. Que relação você possui com a fotografia? SÉRGIO – Eu não me considero um fotógrafo profissional. Nunca fotografei para publicidade, ou o fiz poucas vezes, mas nunca em uma relação comercial. Fotografei algumas capas de discos e DVDs, mas sempre numa relação de amizade, nunca cobrando. De forma geral, eu vejo a fotografia como uma ferramenta, uma forma de me aproximar de realidades que me estimulem. E através da fotografia eu me aproximo e mergulho naquelas comunidades. Quando ganhamos a confiança das pessoas, tudo se abre e podemos fotografá-las de perto, sempre estabelecendo uma contrapartida. Eu não faço safáris fotográficos. A fotografia me traz muito prazer, pois estabelece a minha forma de comunicação com as pessoas. RPN – Que mensagem você busca transmitir com as fotografias que realiza? SÉRGIO – Acho que todo mundo deve se ver de uma maneira bonita, por isso eu sempre busco uma forma bonita para que elas se sintam bem ao se verem e isso devolve um pouco da sua auto-

estima. E isso é incrível, pois todo mundo tem um ângulo bonito, e descobrir isso é fascinante. Eu pouco domino a técnica fotográfica, faço tudo de maneira muito instintiva. Me interessa, sobretudo, mostrar a beleza dessas pessoas dessa raça humana. RPN – Você é um dos raros fotógrafos estrangeiros a registrar todas as 18 províncias angolanas, possuindo um acervo com cerca de 85 mil fotos. Que importância você credita a este trabalho? SÉRGIO – A importância pessoal, o meu crescimento enquanto pessoa. Estive e vivi momentos muito delicados em Angola e consegui vivê-los e ultrapassá-los graças a essa experiência, que me possibilitou conhecer muitas pessoas que agregaram em minha vida e, através das quais, conheci Angola. Hoje, estou muito afinado com o país. A minha visão é de certa forma diferenciada, porque eu tenho conhecimento real do país. Não cheguei aqui para ganhar algum dinheiro e ir embora, não é o dinheiro que me mantém em Angola. RPN – Em uma época na qual a fotografia vem ganhando um aspecto cada vez maior de efemeridade, que importância trabalhos como o seu têm quanto aos temas que levantam? SÉRGIO – Acho que a importância maior é a possibilidade de interferir que estes trabalhos possam ter. A possibilidade de alteração de percepções a partir de uma visão diferenciada do tema escolhido. Na medida em que entramos e damos visibilidade àquelas pessoas, o trabalho tem uma valoração real: a de contribuir para que possam estar a conversar com a sociedade em outro patamar, o patamar do protagonismo. Quando se consegue isso, a fotografia passa a ter uma grande importância enquanto veiculo de divulgação e aproximação da sociedade com os seus. RPN – Como é sua atuação à frente da Fundação Negroamor, mantida na Bahia? SÉRGIO – A Fundação surgiu com a ideia de se construir um fórum permanente de África em Salvador. Junto com o projeto, existe a proposta de um museu, que envolva o candomblé e as manifestações do sagrado nas religiões afro. Temos também um projeto de uma rádio segmentada no público afrodescendente, que traga noticia da África mais perto das pessoas. Atualmente temos quatro projetos conveniados, duas escolas, uma associação de moradores e uma associação de mulheres vítimas de violência que apoiamos. Em Angola, estamos com uma escola na área do Erora, região dos povos Herero. Lá nós conseguimos a doação de um Jipe que serve de ambulância na região e agora conseguimos um caminhão para eles romperem a dependência dos comerciantes que estimulam em muito o uso do álcool.

15


Fabiana Constantino Ivelise Buarque

VAMOS CONTAR HISTÓRIAS? Em 1987, um filme de um minuto e meio criado pela agência W/Brasil trazia uma proposta nova para a propaganda brasileira com o vt mais longo apresentado na televisão do país: O Primeiro Sutiã a Gente Nunca Esquece, criado para a empresa de Lingeries Valisère, com a atriz de 11 anos Patricia Luchesi. O comercial criou um bordão poderoso na comunicação, retrata um momento universal para toda ser humano do sexo feminino e tornou-se um dos dois filmes brasileiros listados entre os 100 melhores de todos os tempos. Contudo, os seus criadores não podiam imaginar que, naquela época, estavam prevendo um novo conceito que, desenvolvido no universo da tecnologia, desponta como uma grande estratégia comunicacional no concorrido universo globalizado: o storytelling. “Boas campanhas costumam contar boas histórias. Coisas que mexem com o nosso emocional de uma forma que não conseguimos explicar. Apenas nos identificamos com esse tipo de sentimento ou com a situação que o protagonista está passando. A campanha do primeiro sutiã é bem isso. Houve uma identificação brutal entre o público feminino com esse filme e ele marcou. Acho que essa identificação com o tema ou personagem, o aspiracional de viver tal situação e a possibilidade de imersão numa história (ou num universo) diferente da sua vida que fazem com que tal história tenha apelo”, diz o diretor de Social Media da Movee.me, Daniel Sollero (SP). No mundo onde as pessoas são expostas a uma média de dois milhões de comerciais de TV durante nossa vida é preciso realmente estratégias de envolvimento

emocional, mais profundas e duradoras. O momento de consumo torna o mercado atual cada vez mais acirrado onde tempo e dinheiro não podem ser perdidos com esforços que não atendam as necessidades ou desejos do consumidor. Contudo, não adianta querer só vender, é preciso manter-se na memória do consumidor e, mais do que isto, estar dentro do share of heart. Este é o grande desafio hoje dos comunicadores e de empresas como a Pernod Ricard, que recentemente saiu do lugar comum na divulgação da sua marca de Whisky Chivas Regal, com a veiculação de dois filmes ("Um brinde ao Big Bear" e "Um brinde ao Twinkle") com histórias sobre verdadeira amizade masculina com a cumplicidade do whisky. “Novas marcas e ideias de produtos e serviços nascem a cada dia. A concorrência é cada vez maior, e novas ideias para chamar a atenção do consumidor também precisam acompanhar essas inovações. Na publicidade são exploradas cada vez mais características que dão credibilidade a produtos e serviços através de storytelling, que podem gerar o boca-aboca. Temos o exemplo da Coca-Cola, com a fábrica da felicidade, é uma história ficcional mas envolve o consumidor pela 'realidade' com que é contada a história. Ou o recente case do banco Itaú, que explica o comercial do bebê e a almofada polêmica de forma muito natural, um depoimento real”, destaca Leslie Orsioli, managing director da We Are Social (SP). Este novo conceito de marketing que busca encantar o consumidor por uma história aliada à marca ou ao produto envolve várias etapas e vertentes. Mas, antes de tudo, é ne-

Daniel Sollero, Social Media da Movee.me (SP)

Bruno Scartozzoni, Ativa Esporte (SP)

16


cessário entender o básico, o que ele é. “Storytelling significa contação de histórias, algo que fazemos intuitivamente a toda hora, desde que a humanidade existe. Mas, no contexto da comunicação corporativa, fica mais fácil de entender o conceito como uma tecnologia de comunicação, ou seja, um processo que envolve determinadas regras e elementos para funcionar. O storytelling em si de novo não tem nada. Aristóteles foi o primeiro pensador a decodificar esse processo e, hoje, muito tempo depois, escritores, roteiristas e outros contadores de histórias usam técnicas que na essência são muito parecidas. A novidade é a aplicação mais consciente dessa tecnologia na comunicação corporativa”, comenta Bruno Scartozzoni, sócio-diretor da Ativa Esporte (SP). A ORIGEM DO CONCEITO – A arte de contar histórias é utilizada pelo homem, há mais ou menos 30 a 100 mil anos, quando acredita-se que o Homo Sapiens Sapiens desenvolveu a linguagem. Desde então, tornou-se uma poderosa ferramenta para compartilhar conhecimento, muito antes do que qualquer meio de comunicação ou mídia social. “A história de Cristo tem mais de 2.000 anos e está aí até hoje porque faz sentido para muita gente. Antigas religiões também duraram bastante. Até hoje teatros do mundo todo encenam peças do Shakespeare e grandes clássicos do cinema são assistidos pelas gerações mais novas. Boas histórias se perpetuam independentemente da tecnologia, e se uma empresa consegue contar uma boa história o mesmo vai acontecer. Aliás, aposto que falaremos do Steve Jobs por muitos e muitos anos, e a própria história do Eduardo e Mônica era de outra geração, mas está aí até hoje. Isso é especialmente interessante no contexto da internet, onde as informações não se perdem. Assim começa fazer mais sentido criarmos uma comunicação mais 'sustentável' e menos 'descartável'”, ressalta Scartozzoni. Mas, o termo storytelling – associado à sete etapas específicas (ouvir, aprender, descobrir, explorar, criar, comunicar e encantar) – nasceu na Inglaterra, apesar de ter se desenvolvido e difundido nos Estados Unidos. Ele começou como um movimento digital, em 1993, criado para estimular as pessoas a usarem o vídeo para contar experiências pessoais. Depois, alcançou o mundo corporativo graças aos consultores motivacionais, líderes e gestores que passaram a usá-lo como ferramenta de gestão. E, no início dos anos 2000, o termo já parecia estar enraizado com sucesso neste universo nos EUA e, posteriormente, na Europa onde

Rodrigo Cogo, portal Mundo das Relações Públicas (SP)

foi ganhando espaço progressivamente. “Em minha visão, ao se falar em storytelling, está-se trazendo à tona uma lógica de estruturação de pensamento e formato de organização e difusão de narrativa, por suportes impresso, audiovisual ou presencial, baseados nas experiências de vida próprias ou absorvidas de um interagente, derivando relatos envolventes e memoráveis. É um processo que resulta de uma prática que recupera o passado como alvo de inspiração e de recriação argumentativa, na proposta de estabelecer um trampolim para manter diálogos produtivos com diversos públicos no presente. Narrar histórias tornou-se um meio eficaz da comunicação que utiliza a retórica como forma de promover uma simbiose empática entre diferentes interlocutores. As aplicações são em todas as esferas da comunicação - mercadológica e institucional. Há trabalhos circulando, no Brasil e no exterior, para comunicação interna, captação de recursos, responsabilidade corporativa, publicidade, marketing direto, promoção de vendas, relações com acionistas”, pontua Rodrigo Cogo, gerente do portal Mundo das Relações Públicas (SP). E, no Brasil, o storytelling chegou há uns quatro anos não só como uma ideia na cabeça, mas com o respaldo de algumas empresas pioneiras neste trabalho: a JourneyCom, Storytellers Brand 'n' Fiction e The Alchemists, focadas em disseminar novas ideias e conteúdos, construir marcas, conquistar o público e, consequentemente, proporcionar vendas. “Não acho que contar histórias hoje seja revolucionário. Sempre usamos esse recurso, essa ferramenta na comunicação. A diferença é como contar histórias boas. Histórias que engajem, que comovam e etc. Marcas têm a sua história, têm o seu DNA e acho que isso pode ser explorado na hora de montar uma campanha. Se as pessoas se identificam com a marca, se confiam na marca e se ela já fez (ou faz) parte da sua vida, esse pode ser um caminho. Contar a sua própria história também é outro. E tem marcas que têm feito isso bem. Acho que em um ambiente altamente competitivo, ter uma marca próxima das pessoas é uma opção inteligente a seguir e contar histórias pode ser um caminho para fazer isso. Quanto mais próximo as pessoas se sentirem das marcas, melhor”, destaca Sollero. FERRAMENTA PODEROSA – Mas, antes de se aplicar o storytelling, a relação agência e cliente deve ir além do 17


Divulgação AMCHAM

briefing. Tem que se conhecer a fundo a empresa e a marca, criando quase uma sintonia pessoal para que alcance o target. Um exemplo disto foi a campanha de 70 anos da Pitu, criada pela Ampla Comunicação, que proporcionava um resgate da história da marca ao longo do tempo. Uma história contada por quem entendia e conhecia a empresa há mais de 30 anos. A ideia poderia ser batida, mas a proposta surtiu efeito. “O storytelling pode proporcionar uma maior possibilidade mais original nos tempos de hoje, se levarmos em conta as características que dão credibilidade as marcas através de uma história bem contada. Estamos sempre em busca da verdade, queremos nos identificar com coisas tangíveis, reais. A publicidade fantasiosa já não tem o glamour que tinha antigamente ao anunciar um produto. Quanto mais próximo da realidade do seu consumidor, mais credibilidade irá gerar”, diz Orsioli. A prática – como alvo de novas possibilidades criativas –, pode ser aplicada em diversas esferas da comunicação (mercadológica e institucional) e pode envolver diversos canais e conteúdos. E é desta forma que a mensagem sobrevive e se perpetua em meio à selva de informações e causando buzz, apostando numa narrativa diferente e atrativa para seus públicos de relacionamento com base na memória e na história da marca, da empresa e do indivíduo. “A publicidade sempre esteve estruturada na contação de histórias, mas pelo viés da narrativa ficcional. O que teria como 'novidade' agora seria a incorporação de relatos de vida ou de um jeito que remeta a uma história real. O debate entre o que é ‘real’ ou ‘ficcional’ é longo na academia, porque narrativas vindas da lembrança são sempre uma edição, um recorte, um ponto-de-vista sobre algo e é difícil precisar o que seja ‘verdade’ universal e inquestionável. A memória é invariavelmente lacunar. Os ‘benefícios’ de empregar este formato de construção e difusão de conteúdo é a diferenciação, porque faz um apelo e uma aproximação com o público distinta dos argumentos sedutores e fantasiosos normalmente utilizados”, expõe Cogo.

Mauro Vasquez, Agência Babel

Divulgação AMCHAM

Raquel Scrivano, Coca-Cola Brasil

18

E, por isto, de olho na força desta ferramenta poderosa a Amcham-Recife (Câmara Americana de Comércio) trouxe para discussão no 8º Panorama de Marketing de Pernambuco esta questão. O evento, realizado no Cinema UCI Kinoplex do Shopping Recife, contou com a presença de, aproximadamente, 150 pessoas, entre gestores de marketing das empresas e equipes de grandes agências que atuam em Pernambuco. “O Panorama de Marketing é o evento que realizamos há mais tempo, há oito anos, e buscamos sempre trazer novas tendências do marketing, debatendo o que deve ganhar espaço no mercado local. E notamos que o storytelling é uma tendência muito forte para o marketing e decidimos agregar mais informações para este debate em Pernambuco”, afirma Alessandra Andrade Borba, gerente regional da AmchamRecife. O encontro contou com a participação de quatro especialistas e estudiosos no assunto: Fernando Palacios, professor da ESPM e criador do Stories We Like, espaço pioneiro para falar da questão para o business, marketing, branding e para a vida; Mauro Vasquez, sênior planner da agência Babel, commais de 20 anos de experiência no mercado publicitário, criação de conteúdo, planejamento e soluções de comunicação; Carlos Eduardo Batista, do laboratório Telemídia/PUCRio e Raquel Scrivano, coordenadora de Inteligência em Conexões com o Consumidor da Coca-Cola Brasil. Fundador do primeiro escritório brasileiro focado em storytelling, Palacios apresentou conceitos básicos de como contar e produzir uma boa história, destacando inclusive alguns projetos em que participou como Nokia Trends e Skol Beats. Vasquez falou sobre quais são as plataformas ideais para distribuir as histórias. “Marcas que sabem contar uma boa história são as marcas que estabelecem os vínculos mais fortes com seus consumidores. Para isso, a gente tem hoje uma grande gama de meios para utilizar o storytelling pensando sempre em tirar o melhor proveito de cada um”, analisa Mauro Vasques.


CAPA

COM O NORDESTE NO CORAÇÃO HÁ 40 ANOS De centenas para milhões de espectadores. Do preto e branco a High Definition. Do tubo ao LED. Do aparelho de televisão para onde você estiver. A Globo Nordeste está completando 40 anos. Em todo esse tempo, a emissora evoluiu para levar ao pernambucano a melhor programação sempre contando as histórias das pessoas, informando, divertindo e propagando a cultura local. Tudo teve início no dia 22 de abril de 1972, quando a TV Globo na praça de Recife foi inaugurada no Morro do Peludo, em Olinda. Toda a nova linguagem televisiva seduzia por completo os telespectadores. A festa de inauguração foi feita ao vivo através do programa "A Discoteca do Chacrinha", sob comando do apresentador Abelardo Barbosa, em pleno Ginásio de Esportes Geraldo Magalhães, o Geraldão. O público recifense começava a assistir o Jornal Nacional, que havia sido lançado em 1968. A chegada da nova emissora possibilitou a abertura de novos campos de trabalho, principalmente para os profissionais da área técnica. Em apenas três anos, os institutos de pesquisa registravam a solidez da audiência do Grupo Roberto Marinho. A TV Globo Recife, assim como a de São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Distrito Federal são pertencentes ao Grupo Roberto Marinho, sendo as demais afiliadas. A TV Globo Recife concretizou a liderança entre as demais emissoras e conquistou principalmente as autoridades governamentais e o empresariado nordestino. As três emissoras no estado cobrem 184 municípios pernambucanos. A emissora de Recife cobre 54 municípios, TV Asa Branca (Caruaru) canal 108 e TV Grande Rio (Petrolina) canal 22. A programação da Rede Globo Nordeste chega a 99,56% da população pernambucana. Na sede principal da emissora, em Olinda, ficam o estúdio, a redação do jornalismo e grande parte dos departamentos da emissora, como Direção Regional, Jornalismo, Engenharia, Produção, TI, Administração e Financeiro, entre outros. Em Boa Viagem, no Empresarial Center II, fica a sede comercial da Globo Nordeste. E na Rua da Aurora, em Santo Amaro, bairro do Centro do Recife, ficam a Torre Globo Nor-

deste Digital, que é um cartão-postal iluminado da cidade, erguida em 2009, e o prédio dos transmissores digitais da emissora. O diretor Regional atual da Globo Nordeste é Celso Coli. Ele entrou na Globo em 1978 na área de informática. Em 1981. durante a implantação do Siscom I – sistema comercial, foi convidado a trabalhar no setor de Operações Comerciais com a responsabilidade de tocar a área, bem como continuar o desenvolvimento e implantação do sistema. Em 1986 foi dirigir a área de Operações Comerciais do SBT, onde ficou por dois anos. Voltou para a Globo para dirigir a mesma área e com a responsabilidade de implantar a nova versão do sistema comercial, o Siscom II. Em 1991, assumiu a direção da CGOPC – Central Globo de Operações Comerciais e em 2000, a convite da então diretora Geral da TV Globo, Marluce Dias da Silva, assumiu o cargo de diretor Regional da Globo Nordeste em substituição a Orlando Marques. Celso Coli acredita que o sucesso da Globo Nordeste se deve muito à identificação que a emissora construiu com o povo pernambucano. “Nossa audiência é uma das maiores da rede, bem acima da media nacional e isso é sem duvida um Celso Coli, diretor Regional da Globo Nordeste

19

Fabiana Constantino

Globo Nordeste completa 40 anos no ar mostrando o que há de mais importante no Nordeste, evoluindo e conquistando cada vez mais a identificação com o povo pernambucano


Roberto Rodrigues

Roberto Rodrigues

O Bom Dia Pernambuco ancorado por Meiry Lanunce e as notícias do esporte com Thiago Raposo

NE TV 1ª Edição com Márcio Bomfin e Clarissa Góes

reflexo de nossa identificação com o povo pernambucano. Nossas vinhetas, clipes, jornalismo comunitário e projetos como Estação Brincar, Espaço Criança Esperança, Festival de Quadrilhas e a transmissão do Campeonato Pernambucano de Futebol, são provas de nossa identidade e parceria com este Estado e comprova a verdade de nosso slogan – Pernambuco no Coração”.

os poucos recursos que foram disponibilizados, deve ter sido sem dúvida, no contexto dos que fazem a Globo Nordeste, o momento mais marcante. No ponto de vista de nossos telespectadores, algumas coberturas jornalísticas, como a visita do Papa, a parada da seleção tricampeã, a volta de Arraes do exílio e tantas outras com certeza marcaram a memória dos pernambucanos”, relembra Celso Coli. De fato, o jornalismo da Globo Nordeste é visto como elemento diferencial da emissora desde seus primeiros anos, tendo desempenhado importante papel para que a Globo Nordeste se diferenciasse no mercado. A atual diretora de jornalismo da emissora, Jô Mazzarolo, destaca o respeito ao público como um fator importante na construção da credibilidade do jornalismo da emissora. “O jornalismo da Rede Globo tem credibilidade. Essa é a nossa marca principal. E esta credibilidade não foi conquistada de um dia para o

O JORNALISMO REGISTRANDO A HISTÓRIA DE PERNAMBUCO Nos últimos 40 anos, a Rede Globo Nordeste já contou muita história acompanhando a vida dos pernambucanos. Fatos marcantes e históricos passaram pelas lentes das câmeras e chegaram ao telespectador. Os objetos foram se modernizando, o São João de Caruaru se consolidou, a Seleção Brasileira comemorou o tetracampeonato, o legado de Paulo Freire foi registrado e a trajetória de artistas da terra foi acompanhada de perto. Também se destaca a visita do papa João Paulo II ao Recife, a morte de Luiz Gonzaga e de Dom Hélder Câmara, enchentes, secas, denúncias e conquistas. “Eu participei apenas dos últimos 11 anos, mas escutei muitas historias sobre os outros 29 anos. Colocar a emissora no ar em 1972, com Sede da Rede Globo NE no prédio do bar Mustang, Av. Cond. da Boa Vista, anos 70 Jô Mazzarolo, diretora de jornalismo da Rede Globo NE 20


Roberto Rodrigues

Roberto Rodrigues

O casal Chico José e Beatriz Castro apresentam, aos sábados, o “Viver e Preservar”

Georgia Kyrillos e Rembrandt Junior apresentam o Lance Final, logo após o Fantástico

outro. Nossos telejornais estão no ar há mais de 30 anos. Durante este tempo trabalhamos com responsabilidade, com valores, com princípios e com respeito ao nosso público. Tentamos, todos os dias, mostrar aos telespectadores o que de mais importante aconteceu e também histórias das pessoas, nossa cultura, nossa economia, enfim, a vida que pulsa, cada dia mais forte, em Pernambuco”. Contando diariamente a história de Pernambuco, a Globo Nordeste chegou aos 40 anos no topo. Emissora líder no estado, a empresa vem conseguindo, ao longo desses anos, se manter na liderança. De acordo com pesquisa realizada pelo Ibope, dos 45 programas mais vistos na televisão pelos pernambucanos todos estão na grade de programação da emissora. O estudo foi realizado no Grande Recife nos últimos meses de janeiro e fevereiro de 2012. Não foi só na audiência que a Globo Nordeste cresceu. Celso Coli destaca que no aspecto da tecnologia a evolução também é grande. “No ponto de vista tecnológico podemos afirmar que somos hoje uma das emissoras da rede mais bem equipadas. Investimos muito nos últimos seis ou sete anos. No conteúdo produzido localmente também estamos indo muito bem. Nosso jornalismo faz escola na rede, os telejornais no formato atual e o quadro calendário nasceram aqui. Nunca fomos tão elogiados em nossas vinhetas e chamadas promocionais. Nossos clipes em homenagem à Pernambuco tem sido solicitados por órgãos oficiais e empresas privadas para divulgarem o Estado fora daqui”, conta. Jô Mazzarolo ressalta o aumento no espaço de produção de notícias. “Nós crescemos com o Brasil e com Pernambuco. Hoje as cidades acordam mais cedo e dormem mais tarde. E, como o acesso à informação é a terceira atividade do homem moderno, nada mais justo do que aumentar os espaços de produção de notícias. O Bom Dia Pernambuco ganhou mais 15 minutos, o NETV mais 20 minutos. Criamos o Lance Final aos domingos; Nordeste Viver e Preservar, o Espaço Pernambuco, o Globo Verão e Causos e Cantos, aos sábados,

ao meio-dia. Aumentamos a quantidade de profissionais na redação. O Globo Esporte passou a ser feito todo aqui: de seis minutos diários passamos para vinte e quatro minutos. Na internet, o G1 e o GE.COM nacionais ganharam páginas locais: G1 pernambuco e GE.com mais a página da Globo Nordeste”, comemora. COMEMORAÇÃO E NOVIDADES - No seu aniversário de 40 anos, a Globo Nordeste realizou algumas ações comemorativas. No jornalismo, a emissora fez uma série de reportagens nos três telejornais e no Globo Esporte mostrando histórias que foram sugeridas pelos telespectadores. Com a pergunta: 'onde você estava nestes 40 anos'? a Globo Nordeste recebeu fotos, vídeos e sugestões. A partir daí, os telespectadores que enviaram material foram procurados e as reportagens foram construídas. A série foi ao ar na semana do aniversário. Ações internas para os funcionários também foram realizadas. Mas Celso Coli avisa. “Também estamos preparando uma surpresa para nossos telespectadores”. Agora é aguardar! Além das comemorações, novidades estão sendo aguardadas na emissora. “Se tudo continuar a correr bem com a economia estaremos dando início, no segundo semestre, a construção da nossa sede na rua da Aurora. Temos sonhado com isso e, no momento, estamos trabalhando muito no projeto visando aprontar, pelo menos sua primeira fase, até a Copa 2014. Para o vídeo estamos trabalhando em um programa de variedades. Além dos programas já tradicionais, como São João e Fim de Ano, estamos produzindo um para homenagear nosso Luiz Gonzaga. O projeto está sendo produzido internamente e também em parceria com terceiros”, revela. MERCADO PUBLICITÁRIO – Durante esses 40 anos, a Globo Nordeste consolidou sua imagem no cenário local. O mercado publicitário enxergou isso com clareza. O atendi21


mento e profissionalismo da equipe comercial, a garantia e qualidade da entrega, aliados a melhor programação, são traduzidos na participação da emissora no bolo publicitário local. Para se ter ideia, no início da década de 80, as agências publicitárias pernambucanas já reservavam 70% de suas verbas para inserir a marca de seus clientes na programação da emissora. Para os profissionais da área, a Globo Nordeste é tida como um veículo exemplar ao prestigiar os profissionais, as agências e produtoras do mercado publicitário local, dando valor a qualidade do espaço publicitário e estimulando o aprimoramento da publicidade pernambucana, como relata muitos publicitários da região. “Os 40 anos da Rede Globo Nordeste, para o negócio da propaganda pernambucana, representa um marco de procedimentos éticos, profissional, de respeito a nossa atividade e de muita parceria. Nesses 40 anos, oferecendo horizontalmente uma programação de qualidade, a Rede Globo Nordeste tem garantido aos clientes uma resposta positiva aos seus investimentos através de suas agências. Também em termos de tecnologia, a Rede Globo Nordeste sempre ofereceu uma imagem de qualidade, reproduzindo com realismo, as produções comerciais das agências para seus clientes”, afirma Antonio Carlos Vieira, presidente do Sindicato das Agências de Propaganda de Pernambuco – Sinapro PE. Destacando a quantidade e a qualidade dos serviços prestado a Pernambuco pela Globo Nordeste, Angelo de Mello, presidente da Associação Brasileira de Agências de Publicidade de Pernambuco - Abap-PE, cita alguns dos trabalhos mais relevantes da emissora. “Como exemplo, cito o jornalismo da Globo sempre investigativo e equilibrado, o incentivo que a emissora tem dado aos nossos esportes, a percepção do quão importante é para o telespectador pernambucano ver em sua tela eventos do nosso calendário tradicional, incluídos aí o Carnaval, o São João, a Paixão de Cristo; o prestígio de atores, atrizes, autores e músicos da nossa terra. Por fim, temos que registrar aqui a importância do profissionalismo da equipe comercial da emissora. O meio publicitário de Pernambuco sabe o quanto a Globo tem contribuído para o amadurecimento e a seriedade do negócio da propaganda. Com 40 anos de história, a Globo Nordeste atua como um verdadeiro agente do desenvolvimento do Estado e da propagação da nossa cultura. É por tudo isso, e muito mais, motivo de orgulho para todos os pernambucanos”, afirma Angelo de Mello. A participação da emissora na vida dos pernambucanos também é destacada por Ludmila Marques, gerente de negócios da Ampla. “A história da Globo Nordeste está presente na vida de todos nós. É impressionante como conseguimos marcar fatos da nossa vida pessoal através da programação da emis22

sora. Parabéns a todos pela construção de uma trajetória de sucesso, marcada sempre pela qualidade e pelo pioneirismo. É um prazer ser, além de espectadora, fã desta equipe e parceira em trabalhos tão bacanas com o marketing”. O trabalho desenvolvido pela Globo Nordeste apoiando e fortalecendo o mercado publicitário local também é destacado e elogiado pelos publicitários pernambucanos. “A Globo Nordeste é um ativo importante do nosso mercado. Digo isso não apenas pelos bons resultados comerciais que proporciona, mas principalmente pela referência em ética, profissionalismo e apoio à atividade publicitária como um todo, o que só engrandece o nosso trabalho. Na figura do seu diretor Comercial, Iuri Leite, a Globo Nordeste tem mostrado na prática que agência e veículo podem e devem sempre ser parceiros, pois têm o mesmo objetivo em comum: o desenvolvimento do negócio”, destaca Elmo do Val, diretor de Planejamento e VP de Criação da MV2 Comunicação. A chegada da Globo Nordeste ao Estado é tida como um marco no mercado publicitário local fazendo parte também da história de muitas agências pernambucanas como observa Alfrízio Melo, sócio diretor da Italobianchi Comunicação. “A chegada da TV Globo no Recife em 72 foi um marco não só nos negócios da publicidade mas também no jornalismo. Com seu padrão de qualidade da programação, a Globo imprimiu um novo formato na veiculação de comerciais. O mercado se movimentou e cresceu tanto do ponto de vista da produção quanto do surgimento de novas agências mais estruturadas. Como nossa agência foi aberta em setembro de 71, eu tive o prazer de participar da inauguração da Globo platinada”. Queiroz Filho, presidente da Ampla Comunicação, diretor Nacional da Abap e conselheiro do Conar também observa a contribuição da Globo para a profissionalização do mercado publicitário pernambucano. “A Ampla tem orgulho de ser contemporânea da Globo Nordeste. Desde 1976, ano da fundação da agência, pudemos acompanhar, inicialmente como testemunhas e depois como parceiros comerciais, a construção dos alicerces da empresa em Pernambuco. Em alguns momentos dessa trajetória,


quando muitas pessoas da área de comunicação olhavam para fora tentando empregar soluções externas para resolver problemas internos, específicos do nosso mercado, a Globo Nordeste mergulhava fundo nas nossas raízes, vestindo a camisa e contribuindo para fazer despontar o Nordeste como a terra de oportunidades que vivenciamos hoje. Por isso eu ouso dizer que a Globo contribuiu decisivamente para a profissionalização do mercado publicitário pernambucano. Hoje temos a honra de ser parceiros dessa sólida empresa, com a qual construímos uma relação de respeito e confiança, e com a qual compartilhamos visões, valores e a missão de difundir boas ideias”. Jussara Pettini Freire, sócia da Martpet Comunicação também destaca o trabalho profissional da emissora no mercado publicitário. “A Rede Globo implantou em nosso mercado um profissionalismo sem igual na área de comercialização. Assim como em outros lugares do país, o Nordeste possui um grande número de veículos orientado por políticos ou sem padrão de preços, afetando a linha editorial e comercial. A Globo mostrou que podia ser diferente com um trabalho duro, persistente, baseado em números, em indicadores. A tabela Globo nunca se corrompeu o que sempre nos deu segurança como publicitários para negociar com o cliente”. Ao longo desses 40 anos, vários cases tiveram a participação da Globo Nordeste. Alguns deles são lembrados por profissionais do mercado como Luiz Montenegro, presidente da MMS Comunicação. “Quando fundamos a MMS, em 1980, a Globo NE já havia conquistado a região pelo seu profissionalismo, ética e inovações nas práticas comerciais. Os maiores cases da MMS sempre tiveram a participação da Globo Nordeste. Dos Supermercados São Luiz à hoje líder de mercado, Tintas Iquine, a agência construiu marcas que ficaram na memória do consumidor. E como não lembrar de nomes tão importantes nessa trajetoria de parceria como Cléo Nicéias e Paulo Jardel, entre tantos outros profissionais que deram à carioca Globo o tom do frevo, do maracatu e do forró”, relembra. "A gente tem o privilégio de trabalhar com duas Globo Nordeste: o veículo e o cliente. Como veículo, é parceira, organizada e com altíssimo controle de qualidade. Como cliente, é parceria, organizada e com altíssimo controle de qualidade. Imagine o tamanho da nossa sorte", frisa Renata Gusmão, da Blackninja. Benjamin Azevedo, presidente do Grupo Blackninja de Comunicação também destaca os profissionais da emissora. "A Globo

Nordeste é o que é por causa das pessoas que a constroem a cada dia. Seu sucesso vem da seriedade e do comprometimento de Iuri e de toda sua equipe. Vem da competência e do trabalho incansável com que Ivana Montemurro, Mariana Fantato e Fabiana Garret cuidam da comunicação, dos eventos e do relacionamento da emissora com o mercado. Vem do empenho de toda a equipe que é admirável. Parabéns!” “Trabalho com a Globo desde 1982, quando ingressei na Publicidade, e tenho o maior respeito pelo trabalho de toda a equipe da TV Globo NE. Quando faço qualquer trabalho no dia a dia, penso logo que tem de ter padrão Globo (excelente, eficiente e com retorno garantido)”, comenta Socorro Cursino, executiva de Mídia da Morya. O diretor de Criação da Mercado Comunicação, Ivanildo Holanda, cita algumas campanhas desenvolvidas pela Globo Nordeste. “Criamos inúmeras peças para a emissora. Muitas peças gráficas, especialmente peças direcionadas ao mercado publicitário, que nos encheram e enchem de alegria pela aprovação dos nossos pares. Pelo lado institucional, o slogan ‘Pernambuco no Coração’ é uma das criações que mais me orgulha por ser uma peça permanente e admirada pela população. Hoje, estamos concluindo as gravações do filme institucional dos 40 anos e eu sinto que lá atrás, quando eu tinha em mente alcançar a maturidade realizando algum trabalho para a Globo Nordeste, vejo feliz que faço parte da história da emissora. E, naturalmente, me encho de orgulho por ter vivido essa história de uma forma que marcará a minha vida para sempre”, enfatiza. O diretor da Atma+Bianchi Comunicação Ilimitada, Giuliano Bianchi também relembra algumas das campanhas publicitárias da emissora mais marcantes. “Tive o prazer de participar da criação e produção de campanhas publicitárias assinadas pela própria Globo Nordeste, com o objetivo de promover os valores da terra. Alguns trabalhos como a realização de um clipe do Hino de Pernambuco - cantado por muitos intérpretes pernambucanos para abrir a programação diária da emissora. Comerciais produzidos para TV, mostrando as belezas de Recife e Olinda, na data do aniversário das cidades”. E finaliza. “A Globo Nordeste sempre prestigiou os profissionais, as agências e produtoras do mercado publicitário pernambucano, para realizar a comunicação de seus produtos locais da programação. Sempre foi um veículo exemplar para o mercado publicitário, seja pela sua forma de atuar, privilegiando a qualidade do espaço publicitário, como pelas práticas comerciais regidas pela ética e respeito às agências e anunciantes, estimulando o aprimoramento da publicidade pernambucana. Após 40 anos de tanta dedicação ao nosso estado, Pernambuco tem a Globo no coração”. 23


A VEZ DO CLIENTE

SHOPPING DIFUSORA, CADA VEZ MAIS COMPLETO Fabiana Constantino

Mall apresenta expansão com diversas inovações para atender seus clientes de forma completa, com opções nas áreas de compras, lazer, cultura, gastronomia e serviços Inaugurado em maio de 2009 pela LVF Construções e Empreendimentos, o Shopping Difusora, localizado na cidade de Caruaru está instalado em uma área total de 36 mil m² distribuídos em sete pisos, sendo dois pavimentos destinados às lojas, um para serviços e outros quatro destinados ao estacionamento coberto, que tem capacidade para 700 veículos. Além disso, o shopping possui um teatro com capacidade para 400 lugares. Em apenas dois anos de operação, o Shopping Difusora tem faturamento por metro quadrado igual aos shoppings na capital. Um dos segredos desse sucesso é a localização do centro de compras. Pesquisa realizada com a clientela em 2011 indica que 52,8% das pessoas apontam a localização como a melhor característica do shopping. Ele fica localizado no bairro de maior poder aquisitivo da região – o bairro Maurício de Nassau concentra 75% da renda da cidade - e na principal avenida de Caruaru, a Agamenon Magalhães. Outro fator importante de destaque do Shopping Difusora é o seu conceito de ser o primeiro shopping vertical e multiuso do interior do Norte e Nordeste com projeto arquitetônico ousado e diferenciado, além de usar tecnologia de ponta. Por fim, e talvez um dos principais fatores do sucesso do estabelecimento é o mix de operações com marcas inéditas que posicionou o Shopping Difusora como o melhor em opções de

consumo para o interior de Pernambuco. Para 2012, o Shopping Difusora apresenta diversas novidades para atender seus clientes de forma completa, com opções nas áreas de compras, lazer, cultura, gastronomia e serviços. Entre as inovações do mall, está a expansão da área de operação, com a ampliação do centro de compras para o quarto piso, previsto para ser inaugurado em julho deste ano. A ampliação aumenta a área do centro de compras em mais de 70%, crescendo de 7,1 mil m² para 12,1 mil m². Isto significa um acréscimo de 30 novas lojas, entre satélites, megalojas e uma nova âncora. Com o novo pavimento, o shopping oferecerá diversas novidades aos consumidores, como: cinema, livraria e praça de alimentação gourmet com diferentes opções gastronômicas. Além disso, o centro de compras planeja novas operações em todo o mall, entre elas o acréscimo de duas lojas de alimentação à praça do segundo piso, a instalação de uma loja de atendimento do Detran e três novas lojas (Arezzo, Port Sports e Dazzle). O complexo Difusora, que inclui ainda um empresarial, teve investimento total que superou o valor de R$ 80 milhões. Para a expansão, que é a última parte do empreendimento, o investimento é de R$ 15 milhões, aproximadamente. Somando a ampliação e a entrada de novas operações, o shopping ficará com três praças de alimentação - com total de

Em dois anos de operação, o Shopping Difusora tem faturamento por metro quadrado igual aos shoppings na capital

São 36 mil m² distribuídos em sete pisos, o shopping possui um teatro com capacidade para 400 lugares

24


Ângelo Nascimento, gerente de marketing do Shopping Difusora

O projeto traz ainda uma estrutura mais completa ao shopping, reforçando o design moderno e elegante do mall

880 lugares, mais de 720 vagas de estacionamento coberto contando com novo piso de estacionamento, três lojas âncora, mais de 150 lojas satélites, quatro salas de cinema, cinco megalojas e dezenove lojas de alimentação. O centro de compras também terá o único restaurante de mall da região com proposta minimalista e formato de vanguarda. O arquiteto Fernando Guerra, que assina o projeto do shopping, também será o responsável pelo planejamento da expansão. O projeto traz ainda uma estrutura mais completa ao shopping, reforçando o design moderno e elegante do mall, mas sem perder as marcas registradas do espaço: funcional, suave e confortável. O piso de expansão manterá o padrão de decoração do centro de compras, com as cores e os acabamentos que são característicos do local. De acordo com Ângelo Nascimento, gerente de marketing do Shopping, a expectativa de crescimento do Shopping Difusora para esse ano é grande. “Estamos em uma crescente muito acentuada com a chegada de tudo o que nossos clientes pediram em pesquisas para que o Shopping Difusora fosse um shopping diferenciado. Então, teremos um Multiplex com quatro salas de cinema do Centerplex, uma grande âncora que é a C&A, um supermercado conceito chamado de 'Mercado do Shopping', uma mega livraria da Livraria Imperatriz com a primeira nesse formato da marca, além de novas lojas satélites de grandes marcas. Por isso, devido a todo esse crescimento orgânico de operações chaves e diferenciadas, deveremos fechar o ano com uma alavancagem muito acentuada. A expectativa é que tenhamos um mês de dezembro com um fluxo mensal de 800.000 clientes, atingindo um crescimento de 41% em relação ao fluxo atual”, afirma.

campanha “No Verão, o Shopping Difusora é a sua praia”. Com ela, o Difusora ganhou um prêmio nacional da Alshop como melhor campanha de marketing institucional de Shopping Center do Nordeste. Nessa campanha, foi feito um studio na Praia de Tamandaré para filmar os clientes respondendo “Por que no verão o Shopping Difusora é a sua praia” e o melhor vídeo da semana ganhou R$ 1.000,00 em compras no shopping e o melhor geral ganhou uma viagem com acompanhante e tudo pago. Outra campanha do Shopping Difusora que ganhou prêmio foi a de dia das mães em que o vídeo foi um depoimento de uma Miss Pernambuco se emocionando em uma declaração de agradecimento para mãe pelas conquistas da vida. Este ganhou prêmio de melhor vídeo institucional de Pernambuco em 2011. Por fim, uma das grandes ações de marketing desenvolvida foi o Projeto Teatro no Shopping que ganhou o prêmio da ADVB-PE 2011 por promover todo um projeto de marketing cultural trazendo peças inéditas de todo o Brasil para o interior de Pernambuco e alavancando o posicionamento do Shopping Difusora ser um shopping único em promover a cultura de forma original num grande projeto. Para Ângelo Nascimento, as ações de marketing do shopping tem recebido uma resposta muito positiva dos clientes. “Nós damos uma importância muito grande no que se refere à publicidade do Shopping Difusora. Já temos um portfólio de ação e campanhas bem positivas. Temos desenvolvido campanhas originais que posicionam para o público formador de opinião que o Shopping Difusora tem um conceito de shopping para ser a extensão da casa do cliente. Acredito que os clientes têm se identificado com o formato de comunicação do Shopping Difusora, porque quando lançamos uma campanha e os clientes gostam, eles elogiam dizendo que tinha que ser o Difusora para fazer uma campanha daquela. Então, já entendemos como atender e encantar nossos clientes com as campanhas, promoções e eventos”, analisa Ângelo.

CAMPANHAS PUBLICITÁRIAS - O Shooping Difusora está sempre investindo e lançando ações e campanhas publicitárias. Algumas delas foram vencedoras de prêmios e trouxeram um grande fortalecimento para a marca. Uma delas foi a

25


DE OLHO NA CAMPANHA

POTÊNCIA E ENERGIA A potência e a energia de uma bateria de escola de samba. Esta foi a analogia utilizada pelos criadores da Ampla Comunicação (PE) para reforçar os atributos das baterias Moura no filme para tv da nova campanha nacional. A campanha divulga o novo conceito da marca, o Moura é Moura, que posiciona o produto como sinônimo de bateria, e lança mais um diferencial, que é a garantia de 18 meses para baterias de até 70 amperes-hora. O filme, cujo título é Bateria, utiliza uma linguagem lúdica para comparar a potência das baterias Moura a de uma bateria de escola de samba, em contraponto ao som extraído por uma bateria (instrumento musical) tocada por um músico apenas. Em versões de 30 e 15 segundos, o vt apresenta forte identificação com o consumidor brasileiro por meio da música e do visual.

Anderson Silva x Steven Seagal na disputa mais inusitada e improvável dos últimos tempos em nova campanha da Budweiser. Intitulada de “Great Preparation”, a campanha reúne pesos-pesados do universo do UFC: os lutadores Anderson Silva e Lyotto Machida, o ator e mestre em artes marciais Steven Seagal, o juiz Dan Miragliotta, o mestre Yoshiso Machida e narrador oficial do UFC Bruce Buffer. Entre tantos personagens e cenários, Anderson e Seagal, que são parceiros e amigos há anos, 'deixam de lado' a afinidade mútua e duelam por uma Budweiser. Criado pela Africa, o comercial começa em um bar e enquanto alguns jogam sinuca e outros brincam com dardos, uma batalha está prestes a acontecer. De um lado, um forasteiro representado por Anderson Silva. Do outro, Steven Seagal. No centro da disputa, uma única Bud gelada, protegida até então pelo barman, interpretado por Dan Miragliotta. O resultado desta disputa poderá ser conferido em campanha de comunicação composta por TV, mídia impressa, web e ações específicas para ponto de venda. 26

ELITE MUNDIAL EM DISPUTA POR BUDWEISER


Depois de investir mais de R$165,8 (entre 1998 e 2011) e de trabalho minucioso ao longo de 18 meses, o Grupo Telefônica comemora a concretização de um ideal: avançar no mercado brasileiro e transformar e tornar a Vivo em líder nacional em telefonia móvel e marca de telefone fixo, internet e TV por assinatura. Ações diferenciadas buscam desenvolver a marca no mercado nacional – que hoje representa a maior operação mundial do Grupo em número de clientes (90 milhões de clientes) e empregados diretos (mais de 100 mil) – entre os 25 países onde atuam. “A Vivo é uma empresa conhecida pela inovação, esse é um dos pontos fortes da companhia. Todos esses outros pontos: ações estratégicas, preços competitivos, promoções, serviços, patrocínio também são ferramentas utilizadas. A variedade de planos pós e ofertas de pré-pago, também é um diferencial da operadora. A Vivo estuda constantemente os mercados onde atua e do resultado desses estudos surgem as demandas para novos produtos, serviços, promoções, patrocínios e toda a estratégia comercial da empresa”, diz o diretor da Vivo Regional Nordeste, Renê Ruszki. E, para marcar este momento significativo, a companhia, cujo Market Share chega a 69,3%, apresenta novos produtos – o Vivo Fixo e o Vivo Box (pacote integrado dos melhores serviços: telefonia fixa, internet e TV por assinatura) - e campanha de reposicionamento. Com abrangência nacional, a nova comunicação traz o slogan “Conectados vivemos melhor” e utiliza em filmes para televisão e internet técnicas inéditas no Brasil de animação, semelhantes às usadas hoje por grandes estúdios como a renomada Pixar. “Hoje o foco da empresa é a campanha de virada da marca. É uma campanha que envolve todos os meios de comunicação: TV, rádio, impresso, mídia on line e redes sociais. O objetivo é deixar tudo muito bem explicado e não haver dúvidas sobre o novo rumo que a companhia toma

a partir de agora. Esse novo slogan 'Conectados Vivemos Melhor' marca o novo posicionamento da marca e reflete literalmente a missão da companhia”, destaca Ruszki. O trabalho da agência Africa conta inicialmente com três filmes de animação (17”, 1'08” e 1'38”) produzidos em 3D pela Vetor Zero/Lobo, que utiliza complexos efeitos de animação em 3D, para o lançamento dos novos serviços. Focando em especial na convergência dos produtos e serviços da marca, a produção partiu de uma ideia simples: criar a sensação animada de atores de todos os cantos do Brasil num teste de elenco para o novo comercial da Vivo. A proposta já vai apresentando aos poucos os cerca de 40 personagens (baianos, paulistas, cariocas, entre outros) que estrelam o VT oficial (1'38”), que traz imagens cativantes de vários cantos da federação, como o Cristo Redentor/ RJ, o Masp na Avenida Paulista/SP, o Elevador Lacerda/BA, as ladeiras de Olinda/PE, o Rio Amazonas, o Pantanal e o sambódromo do Rio/RJ. Tudo embalado pela versatilidade vocal da cantora Claudia Gomes, da Banda Vega, que vem emprestando sua voz a diversos projetos como espetáculos musicais e jingles de campanhas nacionais como Boticário – Natureza, Lumiere e Beleza Mais (MCR), Hyunday (Plug In), Esplanada (Cia das Vozes) e Nova Schin (YB). O plano de mídia prevê veiculações em cinema, anúncios para jornal e revistas e repaginação visual das lojas. Mas, a aposta arrojada do plano de comunicação inclui estratégias para web com intervenções de peças da campanha nos principais portais, conteúdos exclusivos (como vídeos, wallpapers e um game com o Pelé) dos novos garotos-propaganda no Facebook, e erros do processo de criação como minutos adicionais e curiosidades dos bastidores do trabalho em canais da internet como o Youtube. A agência ainda desenvolveu um “Google Day” para difundir o filme, com ação de mídia online integrada que conecta todos os canais ligados ao Google. 27

Ivelise Buarque

CAMPANHA INTEGRADA COM AS NOVAS TECNOLOGIAS CONECTA VIVO


NA WEB HTTP://PROPAGANDOP.BLOGSPOT.COM.BR/ Sempre em busca de novas informações a respeito de comunicação, a publicitária Maisa Aguiar criou o blog Propagando Propaganda onde o leitor pode conferir o mundo louco da propaganda, ações promocionais, marketing, cases e atualidades voltadas para o mundo publicitário. No Propagando Propaganda, os interessados em tecnologia também encontram notícias da área. Maisa Aguiar também divulga em seu blog eventos relacionados ao mundo do marketing e propaganda.

WWW.PROGRAMARECLAME.COM.BR/ O site traz vídeos e informações do programa “Reclame”. Com apresentação de Bruna Calmon, o Reclame mostra os bastidores do mundo publicitário e é transmitido pelo Multishow e pela Globosat HD. O programa que desvenda a publicidade brasileira traz entrevistas com profissionais da área, as principais tendências da comunicação, o making of das mais relevantes campanhas publicitárias, os filmes de maior destaque, além da cobertura dos mais importantes eventos relacionados ao universo publicitário. O site também traz lançamento de campanhas e curiosidades do mundo publicitário.

BATE-PAPO COM PIPOCA Unir o útil ao agradável transformou uma proposta de trabalho na maior diversão na Bahia, com o projeto Sexta com Pipoca, desenvolvida pela SLA Comunicação, que promove todas as sextas discussões sobre assuntos variados e de interesse dos seus colaboradores. A pauta conta com temas livres, propostos por integrantes da agência, que já colocaram em pauta enfoques como “Storytelling e transmídia” e "Blogs de moda". “Todas as sextas, às 17h, Alaíde, a copeira da SLA, serve pipoca para todos os colaboradores da agência em Salvador. Na 'parada' para comer a pipoca, surgiram conversas, debates e temas que poderiam ser do interesse de toda a agência e, de dois anos pra cá, começamos a nos reunir, na hora da pipoca, para essa conversa. Depois das reuniões já estarem acontecendo, o departamento de Planejamento batizou de Sexta com Pipoca, que acontece na sala de reunião, e a ideia surgiu dos próprios colaboradores, com o objetivo de trocar informações sobre assuntos da área, mas que não necessariamente estão diretamente relacionados à pauta de trabalho.”, diz a diretora de Operações da SLA, Janaina Santana. A "Sexta com pipoca" tornou-se um momento em que a agência pára para debater um determinado tema, que, de certa forma, estimule a equipe, provoque inquietações, oxigene as ideias e proporcione a criação de repertório novo para a atuação e a interatividade da equipe. O que vem resultando em encontros interessante e estimulantes para o trabalho da própria agência e lançando novos desafios e possibilidades para todo o grupo. “Todos os colaboradores, de qualquer departamento, podem participar. A única delimitação é que sejam assuntos ligados, de alguma forma, à nossa atividade, mesmo que indiretamente e que o assunto seja apresentado de forma estruturada para o grupo. E a iniciativa é positiva para que os colaboradores apresentem seus pontos de vista, reflexões e criem proximidade com os colegas. Além disso, acreditamos que é uma oportunidade de conhecer mais de perto as pessoas que trabalham conosco”, comenta a gerente de Planejamento, Isis Noguti. “Queremos ver um engajamento ainda maior dos colaboradores com o projeto. Alguns departamentos só participaram como plateia. Queremos vê-los propondo e apresentando temas. Acreditamos que o que o projeto pode oferecer de mais importante ao grupo é a possibilidade de aprender, discutir, debater ideias e assuntos, do dia a dia ou não, mas que de alguma forma possam abrir as nossas mentes para o novo”, ressalta Santana. 28


FICHA TÉCNICA

COMBATE À EXPLORAÇÃO SEXUAL INFANTO-JUVENIL No ensejo do Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual InfantoJuvenil, o Centro de Defesa da Criança e do Adolescente - Cedeca-BA lança campanha publicitária, idealizada e criada pela Engenhonovo Propaganda (BA), com o objetivo de reprimir a exploração de menores nas estradas baianas. A campanha propõe aos baianos que denunciem os infratores através do Ligue 100, o Disque Denúncia Nacional coordenado pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República. A campanha que consta de um comercial de 30”, outdoor, spot, banners, folhetos e peças digitais Agência: Engenhonovo (BA) Cliente: Cedeca-BA Atendimento: Erica Pedreira Criação: Fernando Passos Redação: Ciro Daniel Direção de Arte: Renata Bastos

MÃES CLÁSSICAS OU DESPOJADAS? Um dos pontos fortes nas campanhas do River Shopping é a interatividade com o público. A resposta é rápida e satisfatória, pois se encaixa no modelo de web 2.0, onde público gosta de expressar sua opinião, participar, trocar informações e interagir. Desta vez, a campanha do Dia das Mães trouxe hotsite elaborado especialmente para o período, com dicas de presente, beleza e homenagens às mães. No período, o River também realizou ação promocional Mães Despojadas e Clássicas. O cliente podia trocar por belíssimo prato decorativo assinado pela artista plástica Jana Magalhães. Estão disponíveis dois modelos, retratando uma mãe mais clássica e outra bem despojada. Agência: Urbana Comunicação (PE) Cliente: River Shopping Atendimento: Gustavo Tigre, Nadja Tigre e Silvia Barros Criação: Gustavo Tigre / Rafaela Menezes Produção: Gildemária Melo Mídia: Margarida Cabral

SHOPPING DA CIDADE E DO NOSSO CORAÇÃO O Shopping Boa Vista lançou a nova campanha institucional com o tema “O Shopping da Cidade e do Nosso Coração”. Produzida pela agência Mart Pet, ela é inspirada no gesto popular, reproduzido com frequência por personalidades e que representa o carinho de todos os clientes: o S2, um coração feito com as duas mãos. A campanha do Dia das Mães é a primeira a utilizar este conceito, com a frase “O Shopping da Cidade e do Coração das Mães”. Nas peças, serão exploradas diversas cenas de carinhos de mães e filhos que se comunicam através do coração, símbolo que está associado também à marca do centro de compras. Serão veiculados comercial de tv, spot, anúncios de jornal, backbus, outdoors lonados e peças internas. Agência: Mart Pet (PE) Cliente: Shopping Boa Vista Atendimento: Felipe Pachêco e Renata Dias Diretor de Criação: Diego Curvêlo Diretor de arte: Almir Moura Redator: Diego Curvêlo Produção: Martin Palacios RTVC: Bárbara Vilella Aprovação: José Luiz Muniz, Tarcia Galvão 30


MULHER MODERNA Nos dias atuais é normal enxergar a mulher moderna dentro dos novos padrões de consumo. As novas tecnologias transformaram este novo ser que hoje tem uma múltipla identidade: mãe, executiva, dona de casa, que cuida de sua forma, de sua mente, da sua família e de sua empresa. Foi pensando neste novo conceito que o Instituto Pernambucano de Assistência e saúde (Ipas) sugeriu a criação da campanha para o dia das mães de todos os hospitais e unidades de saúde que administra. Criada pela agência Nova Trupe, a campanha representa todas as tarefas que são atribuídas ao cargo de mãe, em peças como newsletters e cartazes, para a equipe interna das unidades. Agência: Nova Trupe (PE) Cliente: Ipas Executiva de contas: Manoela Brasil Direção de Criação: Stanley Araujo Direção de arte: Tom Nascimento Redação: Vallecia Carvalho Midia e produção: Elaine Rocha Aprovação: Kelly Lee

AMIGO DE PASSAGEM Homenagem em forma de valorização do profissional. Foi esse o conceito do anúncio publicado no dia do gari para o cliente Revita Engenharia Sustentável, pela agência Graal Comunicação para a praça Salvador e Região Metropolitana. Elementos simples e uma caixa de texto sucinta deram conta do recado. A figura do gari foi colocada como peça crucial para a beleza da cidade. A peça foi veiculada no Jornal A Tarde, Correio da Bahia e Tribuna da Bahia. Agência: GRAAL Comunicação (BA) Cliente: Revita Diretor de Criação: Ricardo Franco Redator: Pedrinho Lobo Direção de Arte: Ricardo Franco e Thiago Bernardo Mídia: João Paulo Leal Produção: João Paulo Leal Finalização: Ítalo Soares

ANÚNCIO "APERTA" O JORNAL NO DIA DAS MÃES O dia das mães passou, mas nunca é tarde para divulgar uma boa idéia. No domingo dedicado às mães, um anúncio criado pela Viamídia para a concessionária Indiana Veículos foi veiculado no jornal A Tarde em homenagem ao importante dia. A peça tem formato diferenciado: divulga as ofertas da concessionária, mas com bom humor, faz lembrar dos carinhosos e “fortes” abraços que só as mães sabem dar. Abraços esses, capazes de modificar a forma do próprio jornal comprimindo suas colunas de texto. Este foi um anúncio que aproveitou um momento propício e com humor gerou um resultado que agradou o cliente e atingiu o público alvo. Agência: Viamídia (BA) Cliente: Indiana Veículos Diretor de Atendimento: Americo Neto Atendimento: Milena Tapioca Diretor de Criação: Neca Boullosa Diretor de Arte: Augusto Cuíca Redator: Fabio Dias Diretor de Mídia: Alan Abreu 31


Com isto, o ClickCupom iniciou os estudos e desenvolveu o portal feminino com o apelo “Woman Shopping Group” e layout diferenciado, que lembra muito o design de blogs do público (mais leve e mais agradável). Os testes começaram na segunda quinzena de abril com cerca de 20 ofertas diferenciadas, inicialmente. “No ClickCupom Mulher a referência é 100% feminina. A única referência masculina fica a cargo das ofertas Unissex, como, por exemplo, uma Depilação a Laser. Neste caso quem compra é a mulher para seu marido ou namorado”, comenta Simão, para quem a proposta apenas reforça a necessidade de buscar e disponibilizar diariamente as promoções que realmente interesse a cada público do site. O ClickCupom Mulher apresenta ofertas apenas para elas, que são enviadas todos os dias por meio de uma newsletter, as usuárias cadastradas no site que criou um sistema específico. As ofertas comuns aos dois sexos vão para toda a lista, enquanto as ofertas voltadas apenas ao público feminino vão em uma newsletter separada apenas para o cadastro de mulheres. “A compra coletiva é uma típica compra por impulso. Com isso, as mulheres, além de saber identificar uma boa oferta, querem um tratamento mais pessoal e menos robótico. Elas querem ofertas que lhe tragam bem-estar, tratamentos para cabelos, rosto e corpo, além de restaurantes e fitness. No ClickCupom, 75% dos compradores de ofertas são mulheres. No mercado, há pesquisas que mostram que a média é de cerca de 65%”, destaca. Segmentação nas compras coletivas é o novo foco do Uma vez que o público feminino cadastrado no site já ClickCupom, site de compras coletivas que atua no mercado representa ¾ dos seus clientes, o investimento neste negócio desde julho de 2010, que acaba de lançar o ClickCupom mostrou-se uma estratégia acertada para a empresa, que, no Mulher (mulher.clickcupom.com.br), voltado especificamenmeio de março, já havia inovado ao te a este público, com média de criar o serviços de televendas para três novas ofertas por dia. Hoje, o ClickCupom, por perceber que quem acessa o www.clickcuuma fatia do público não aproveita pom.com.br, encontra duas as promoções por receio ou por opções de direcionamento - o não dominar bem os mecanismos site tradicional (com ofertas de compras online. “Estamos gerais) e o novo portal (com muito satisfeitos com esta segmenpromoções para as mulheres). A tação. As mulheres se identificam proposta surgiu como uma com o site e estão comprando em estratégia de adequação da torno de 10% a mais, comparado empresa e como solução para o aos mesmos dias dos meses anteriproblema: satisfazer as necessiores. As principais categorias do dades diretas dos clientes. “A ClickCupom Mulher são de tratadecisão de se segmentar foi mentos faciais, capilares e corporatomada a partir de um relatório is”, revela Simão. Mauricio Simão, diretor de Marketing que geramos com os perfis de De olho em novos nichos compradores de ofertas do site, do ClickCupom que o mercado de compras coletivas pode proporcionar, a no qual percebemos em nossas estatísticas que a maioria dos empresa acredita que a segmentação é o caminho para as consumidores do ClickCupom é de Mulheres. Assim, criamos compras coletivas, porque a conversão em vendas é maior ofertas exclusivas para elas. Além disso, observamos que quando se comunica o conteúdo que interessa para um públialguns homens se descadastravam por receberem algumas co específico. ofertas de apelo feminino”, diz o diretor de Marketing do

Ivelise Buarque

MULHER E-COMMERCE É ESTRATÉGIA DE NEGÓCIO

ClickCupom, Mauricio Simão. 32


VITRINE

Como resultado de um Trabalho de Conclusão do Curso (TCC), de Jornalismo, na Faculdade Joaquim Nabuco (PE), unidade Paulista, surgiu a primeira publicação impressa direcionada para os estudantes de jornalismo de Pernambuco, a Revista Lide. O trabalho foi idealizado e produzido por Josi Marinho e Thatiane Teixeira sob orientação da jornalista Renata do Amaral. O objetivo da publicação é ser um manual para atender aos principais questionamentos dos estudantes de Jornalismo em relação ao curso, à profissão e ao mercado de trabalho. Segundo Josi Marinho, a ideia surgiu a partir da percepção da ausência de publicações impressas direcionadas aos estudantes de jornalismo no Estado. “A partir dessa brecha no ramo dos periódicos decidimos criar a Lide. Vimos a necessidade de uma publicação que traduzisse aos estudantes, e consequentemente nós, o universo da profissão jornalística contribuindo para a formação acadêmica do público alvo”, ressalta Josi. A Revista possui 48 páginas, no formato 21 cm x 28 cm e quinze editorias: Em Off, Pauta, Foca, Script, Link, Batente, Release, Entre Aspas, Lide, Fotômetro, Grande Angular, PinguePongue, Estação, Caderno e Estante. Na edição, o leitor encontra matérias sobre jornalismo policial televisivo, rádio, assessorias de imprensa, jornalismo multimídia, jornalismo impresso e um panorama da rotina dos fotógrafos dos principais veículos de Pernambuco. Para aqueles que estão iniciando a carreira, o periódico aborda o jornalismo freelancer e traz dicas de como conseguir estágio, além de uma entrevista exclusiva com Gino César e indicações de alguns livros da área que servirão para auxiliar nos estudos. A matéria de capa aborda o jornalismo comunitário como uma alternativa para o estudante ingressar no campo profissional e como uma forma de exercer a função social do jornalismo. Todas as matérias têm como personagens estudantes, jornalistas ou pessoas ligadas a área de comunicação. A proposta é mostrar a partir da experiência dos

Fabiana Constantino

MANUAL DOS ESTUDANTES DE JORNALISMO

Capa da Revista Lide e as jornalistas Thatiane Teixeira e Josi Marinho

entrevistados como é a rotina e o mercado de trabalho nesse segmento. “A Lide traz para os estudantes aquilo que está além dos muros da academia. A publicação mostra que o aprendizado está associado com o dia a dia da profissão e o meio acadêmico. A revista é uma alternativa para o público alvo se utilizar como material de apoio ao conteúdo visto em sala de aula. A partir da leitura da Lide o estudante adquire novos conhecimentos ao mesmo tempo que se familiariza com a profissão e se identifica com os personagens”, observa Thatiane Teixeira. O TCC recebeu nota máxima da banca examinadora. Para impressão, as estudantes contaram com o patrocínio do Voz do Planalto, com sede em Carpina. A arte da capa da Lide foi produzida pela estudante do 2ª período de publicidade da Faculdade Superior de Marketing (FAMA), Ana Arcanjo. “Estamos em busca de um patrocinador que acredite no nosso potencial e na proposta da publicação para podermos continuar a produção da revista. Esperamos produzir outras edições e, se tudo der certo, o mais rápido possível”, planeja Josi Marinho. A Revista Pronews, para prestigiar o trabalho, deve republicar em breve algumas matérias que constam no TCC. É só aguardar! 33


Maíra Vieira www.miti.com.br

INSTAGRAM: VOCÊ ESTÁ PREPARADO PARA ESTE CLICK? O Instagram é um aplicativo que proporciona aos usuários a chance de compartilhar com sua rede de contatos imagens que, a partir de diversos filtros, tornam-se quase obras-primas, possibilitando um olhar único e customizado à experiência. Ao publicar uma foto, o usuário divide seus sentimentos e preferências com a rede, construindo sua identidade digital e revelando em segundos alguns momentos de sua vida. O aplicativo disponível apenas para iOS - famoso pelo uso em iPhones - em pouco tempo conquistou a atenção de pessoas em todo o mundo e, claro, de empresas que já perceberam a importância de estar lado a lado com o público-alvo, esteja ele onde estiver. A rede com pouco tempo de existência já somou mais de 150 milhões de fotos compartilhadas. E é neste palco, em que cerca de nove milhões de usuários publicam diariamente mais de um milhão de imagens, que algumas marcas também apresentam seu show. Um dos fatores que garante que um aplicativo faça sucesso no ambiente digital é, sem dúvidas, a facilidade de utilização e compreensão dos usuários. Nesse contexto, o Instagram revoluciona as possibilidades de compartilhamento de fotos pela web e reforça as tendências de busca por novos canais de distribuição de conteúdo de interesse dos consumidores. Melhores condições de renderização das fotos e novos filtros foram lançados na última terça-feira 20/09, na versão 2.0, em comemoração ao aniversário do aplicativo. As mudanças devem garantir novos adeptos e ainda mais sucesso à rede, aumentando também o universo de oportunidades a serem exploradas pelas empresas. A Starbucks, com mais de 25 milhões de fãs no Facebook, saiu na liderança mundial no uso corporativo do Instagram. Com fama de marca mais citada também no Twitter, o compartilhamento de fotos com a #starbucks rapidamente ultrapassou mais de mil menções na rede de fotos. No Brasil, a Levi's também aderiu à rede como estratégia de fortalecimento de marca. Com publicações compartilhadas também no Twitter, além de publicar fotos das novas coleções, posta imagens de pessoas comuns vestindo roupas

34

da marca. Para aproximação com o público, investe ainda na comunicação bilateral, curtindo também as fotos de outros perfis, aumentando as possibilidades de interação com o consumidor e não apenas como gerador de informação. A Cyrela, que tem em seu perfil no Facebook quase nove mil seguidores atraídos por apps como o “Corretor Online” e “Encontre seu Cyrela”, apostou também no Instagram como plataforma para engajamento dos consumidores na promoção #decoraminhacasa. Convidados a tirar fotos através do aplicativo, os participantes concorreram a um projeto de decoração e um prêmio de dez mil reais para a foto mais curtida na rede. Foram mais de 916 votos só pelo Instragram e 7.047 votos no Facebook. Outra novidade a ser explorada pelas marcas no Instagram é o Instafood, um serviço de ações promocionais online, que premia as melhores fotos compartilhadas pelos usuários sobre um determinado tema escolhido, a partir da divulgação da hashtag Instafood associada à hashtag da ação. As fotos vencedoras são premiadas pelos patrocinadores da “missão” e, as marcas são estampadas no banner de divulgação das campanhas. Uma nova alternativa para as empresas, que se projetam através da ação e se mantém próximas dos usuários da rede e, consequentemente, possíveis consumidores, ganhando visibilidade com a repercussão. Com a gigantesca oferta de conteúdo e opções segmentadas no ambiente online, são inúmeras as possibilidades de proporcionar aos consumidores condições reais de relacionamento e, cabe às marcas, perceberem essas nuances e aproveitarem as tendências e os canais inovadores para suas ações. Proporcionar aos usuários experiências alternativas através das redes sociais é fundamental para a integração das estratégias de posicionamento em um mundo em que a palavra de ordem é compartilhamento, seja de matérias, vídeos, ou claro, fotos. Neste ensaio fotográfico do mundo online, em que as grandes marcas têm deixado suas impressões digitais, transformando o aplicativo em um verdadeiro fenômeno social, quem ficar de fora pode perder grandes oportunidades de próximos clicks.


As novas tecnologias trouxeram grandes mudanças à sociedade: mídias sociais, e-commerce, social commerce, facecommerce e compras coletivas, personagens da cena global que proporcionam um cenário novo e cheio de possibilidades e oportunidades para marcas, empresas, agências e consumidores. O setor de compras coletivas cresceu 7,5% no Brasil em janeiro de 2012 (em relação ao ano anterior) e registrou faturamento de R$98,2 milhões, de acordo com levantamento do InfoSaveMe. Este, trata-se de um indicador criado pelo agregador de ofertas de compras coletivas SaveMe, em parceria com o e-Bit. Foram registradas mais de 12.624 ofertas publicadas no primeiro mês de 2012, cujos descontos representaram aos consumidores uma economia de R$186 milhões. “Os sites de compras coletivas chegaram para ficar. Isto é fato. Claro que a tendência será o fechamento de muitos sites de compras coletivas. Futuramente sobrarão somente aqueles que realmente venderem qualidade e bom serviço. O céu realmente é o limite. E caberá mais às empresas e agências de comunicação aproveitarem esta nova e democrática ferramenta. Mas, sem planejamento o risco é enorme. É preciso saber interagir com o cliente. Saber atender, encantar, fidelizar e ouvir o cliente”, Fernando Bem, da Bencom Comunicação (SP). O pontapé inicial deste movimento no Brasil foi dado pelo Peixe Urbano, que figura como uma das referências no Fernando Bem, da Bencom Comunicação (SP)

mercado de compras coletivas, por introduzir este conceito em março de 2010 aqui. Mas, o sucesso desta tendência se deve naturalmente ao Groupon, pioneiro em todo o mundo. De acordo com a direção da empresa no país, ela procura apresentar cada ponto relevante do parceiro na divulgação para demonstrar a qualidade da oferta, disponibiliza informações consistentes e imagens dos parceiros, e também mostrar os pontos positivos do estabelecimento. Mas, como forma de divulgação, utiliza canais de mídia online e realiza divulgações na imprensa, além de trabalhar todas as ofertas com campanhas de marketing, preparadas para cada tipo de divulgação, dependendo do tipo e tamanho de produto. “O universo de compra coletiva demanda um senso de urgência e uma comunicação que não desgaste a relação entre empresa e usuário. Quando sua empresa esta batendo na porta do consumidor todos os dias é necessário oferecer algo interessante e que ajude o consumidor a comprar melhor. Vejo muitas empresas com um foco muito amplo na comunicação, tentando falar com vários públicos ao mesmo tempo. O futuro da compra coletiva é segmentação da comunicação para atender melhor aos usuários destes serviços”, diz Pedro Eugênio, CEO do Busca Descontos (SP). Naturalmente, um dos fatores que favorece este cenário não é só os descontos da carteira de clientes associados, mas também o trabalho estratégico de comunicação das em-presas do mercado. A mídia convencional e estratégias focadas são grandes reforços para o universo de compras coletivas, como comprova Caique Dourado, CTO (Chief Technology Officer) da Cupons Vip, que em menos de um ano de existência já é o terceiro maior na Bahia. Desde seu lançamento, entrou no mercado de forma com o formato exclusivo de ofertas e duas linguagens distintas: uma, persuasiva e promocional, para atrair pessoas para o consumo das ofertas; e outra comunicação mais institucional, voltada para o relacionamento. “A comunicação é feita através de e-mails próprios e terceirizados, alcançando a marca semanal de mais de três milhões de envios; divulgação das ofertas nas redes sociais; agregadores de ofertas gratuitos e pagos; anúncios no Facebook e Google Adwords; outdoor; mídia exterior eletrônica (painéis em LEDs instalados em caminhões e espalhados pela cidade); revistas; jornal próprio do Cupons VIP para divulgar as 36 melhores ofertas distribuídos pela cidade e em locais estratégicos; parceiros da área de comunicação como mídia 35

Ivelise Buarque

CONEXÃO COM SOLUÇÕES CRIATIVAS


Pedro Eugênio, CEO do Busca Descontos (SP)

indoor, cinemas, rádios, outdoors, jornais, portais, sites, entre outros”, destaca Dourado. Comunicar-se através de e-mail, redes sociais, assessoria de imprensa e o próprio site é ainda uma estratégia adequada para as empresas do setor, assim como o uso de meios de comunicação selecionados e que mais se encaixam nos objetivos da ação que se está realizando. “Trabalhar com tendências e previsões é uma estratégia arriscada, principalmente num segmento ainda em desenvolvimento como este. Porém, algo que temos percebido ao longo destes dois anos de compras coletivas no Brasil é que uma considerável parcela dos sites tem procurado se especializar em nichos de ofertas, adaptando assim sua comunicação para um público uma linguagem mais homogênea”, diz o publicitário Fabio Schver, diretor de Marketing e Comercial do Quadro de Ofertas (PE), agregador lançado em abril de 2011. Parceiro oficial do portal NE10, o site organiza o conteúdo em mais de 80 cidades do país. De uma maneira geral, as empresas de compras coletivas se comunicam diretamente com o cliente, de alguma forma, utilizando diversas ferramentas que envolvem ainda campanhas no ambiente online e offline, investindo em comunicação na web e até em televisão. Mas, este recente comércio brasileiro ainda se desdobra no difícil trabalho de construção das marcas e valorização das empresas junto aos inúmeros concorrentes, desafios dos empresários e também das agências. “Sendo uma categoria de serviço ainda muito nova, muitas agências ainda trabalham conceitos que vendem toda a categoria, ou seja, vendem o conceito de compra coletiva antes de vender a marca X ou Y”, comenta Gustavo Bastos, sócio e diretor de criação da agência 11:21 (RJ). 36

É preciso achar novas maneiras de estar presente na vida das pessoas e conquistar a sua preferência. “Identificar e depois interagir com o público-alvo da forma mais possivelmente personalizada, pois com as redes sociais o mundo está cada vez mais sendo mapeado e os perfis das pessoas são identificados. Cada vez mais podemos saber os hábitos de consumo e gosto de uma determinada pessoa para que o impacto da comunicação de uma campanha seja mais assertiva e eficiente, trazendo bons resultados para a empresa. Hoje as pessoas adoram se relacionar, descobrir um site ou algo bacana na internet, adoram compartilhar, registrar momentos, opinar, ficar por dentro, reclamar, enfim, as pessoas estão cada vez mais mostrando a sua personalidade”, diz Sidharta Costa Pinto, CEO da Deart Comunicação (BA). “O grande desafio da comunicação das compras coletivas é gerar uma relação de confiança entre clientes, anunciante e o próprio site. Todo o entusiasmo de um ano atrás quando surgiram os primeiros sites está diminuindo gradativamente. Alguns comerciantes não têm interesse em anunciar por achar os descontos abusivos, alguns clientes não compram mais por desconfiar da qualidade geral dos produtos oferecidos e pelo medo de 'pegadinhas'. Neste cenário as compras coletivas precisam buscar mais confiança, tornar o negócio mais sustentável economicamente e buscar especializações em nichos específicos para evitar atritos com a concorrência. O relógio não é mais pontual e os descontos raramente chegam a 90% como era prometido e os clientes estão menos acessíveis”, informa o designer e sócio-diretor da Nuvon Comunicação, Adriano Ponte (PE). Se a questão da transparência é um caso bastante delicado no caso das compras eletrônicas, no que diz respeito às compras coletivas a situação é muito mais melindrosa. Apesar do desconhecimento geral e da falta de uma lei específica que paute o assunto, o capítulo dedicado aos contratos do Código Civil e o Código de Defesa do Consumidor podem ser aplicados a essas relações comerciais. “Acredito que, sob um prisma de comunicação, a mensagem sobre o serviço é passada correta e eficientemente, e a prova disso é o sucesso desses sites. Contudo, o que não fica claro para o consumidor, porque assim a mensagem lhe é passada, é que as empresas de compras coletivas não são somente meras “intermediárias” dessa relação, no sentido de não responderem perante o consumidor pelos bens ou serviços. Na verdade, a jurisprudência que vem sendo construída, baseada no Código de Defesa do Consumidor, é que elas respondem pelos bens ou serviços que vendem, caso eles não sejam entregues ou sejam entregues em desconformidade com o que foi ajustado”, alerta o advogado Eduardo Serur, do escritório Serur & Neuenschwander Advogados (PE).


CLICK

Essa foto eu fiz em uma aula prática de Fotografia onde o tema era o amor, e pra mim nada mais significativo do que o beijo. Essa é uma escultura de Abelardo da Hora que está no parque D. Lindu em Boa Viagem. O beijo é onde se concretiza o que por olhares, palavras e pensamentos já estava escrito. Fotografar o amor é sempre muito bom, os personagens nos passam energias positivas e tudo flui da melhor forma, sendo eles esculturas ou pessoas.

CÂMERA: Nikon D-60 LENTE: 18-55mm TEMPO DE EXPOSIÇÃO: 1/100 ISO: 100

Sabrina Nóbrega sanobrega@hotmail.com

BEIJO DE CONCRETO


EU RECOMENDO MARKETING 3.0, de Philip Kotler, Hermawan Kartajaya e Iwan Setiawan, 240 páginas, Editora Campus-Elsevier Listado como um dos mais influentes pensadores da área de negócios pelo Wall Street Journal, Philip Kotler – conhecido como “o pai do marketing moderno” – lança, pela editora CampusElsevier, o livro Marketing 3.0 – As forças que estão definindo o novo marketing centrado no ser humano, em parceria com Hermawan Kartajaya, um dos “50 gurus que moldaram o futuro do marketing”, segundo o Chartered Institute of Marketing, no Reino Unido, e Iwan Setiawan, consultor sênior da MarkPlus, Inc. Em Marketing 3.0, Philip Kotler mostra porque o futuro do marketing está em criar produtos, serviços e empresas que inspirem, incluam e reflitam os valores de seus consumidores-alvo. O novo modelo de marketing trata os clientes não como meros clientes, mas como seres complexos e multifacetados. Estes, por sua vez, estão escolhendo produtos e serviços que satisfaçam suas necessidades de participação, criatividade, comunidade e idealismo. O FENÔMENO DO EMPREENDEDORISMO, de Emanuel Leite, 392 páginas, Editora Saraiva O fenômeno do empreendedorismo vem se espalhando pelos quatros cantos do mundo, em ritmo cada vez mais alucinante. O número de indivíduos que deseja criar o seu próprio negócio no Brasil cresce dia a dia. Para concretizar seu sonho, o candidato a empreender tem de vencer uma verdadeira corrida de obstáculos para ser dono do próprio negócio. Este livro foi escrito pensando em quem já tem ou deseja ter um micro ou pequeno negócio e que quer, e pode desenvolver o lado mais empreendedor. Ao mesmo tempo em que discorre sobre o espírito empreendedor, inovação, incubação de empresas, tem também a missão de despertar a força do espírito empreendedor, já que o empreendedorismo, adotado como opção de vida, será a alternativa profissional para muitos indivíduos nos próximos anos. REDES SOCIAIS, COMUNICAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, organizado por Ivone de Lourdes Oliveira e Marlene Marchiori, 308 páginas, Difusão Editora Chega às livrarias de todo o País “Redes Sociais, Comunicação, Organizações”, livro publicado pela Difusão Editora e organizado por Ivone de Lourdes Oliveira, presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores de Comunicação Organizacional e de Relações Públicas (Abrapcorp) e por Marlene Marchiori, diretora Editorial da associação. A obra, que é o 5º volume da Série Pensamento e Prática, nasceu de um debate assumido pelo V Congresso Científico de Comunicação Organizacional e Relações Públicas, em 2011, por pesquisadores nacionais e do exterior. A publicação traz reflexões e discussões sobre as redes sociais e suas inter-relações nos processos e nas práticas das organizações, buscando contribuir para o desenvolvimento dos campos acadêmico e profissional da comunicação organizacional e das relações públicas. MARKETING E COMUNICAÇÃO EM TEMPO REAL, de David Meerman Scott, 248 páginas, Editora Evora As empresas são construídas com base na confiança. Ela proporciona a integração de bons produtos/serviços, bom atendimento e uma excelente ferramenta de comunicação e marketing que dissemina as novidades e apresenta o negócio da empresa. gerando compreensão mútua e contato perene. Cuidar da imagem da empresa é um trabalho interminável que demanda tempo, networking e investimento. Tudo isso aliado a uma constante pesquisa de mercado e promoções. Sobre o assunto, a Editora Évora traz 'Marketing e Comunicação em Tempo Real - Cresça instantaneamente, crie novos produtos, conecte seus clientes e engaje o mercado', de David Meerman Scott, que é enfático ao afirmar que a velocidade da comunicação é crucial no mundo competitivo, tanto para o relacionamento com o cliente quanto para gerar engajamento de mercado, criando produtos/serviços e transformando as informações em um trampolim para os negócios. A obra contém dicas e cases que exemplificam e explicam a importância de se reunir, interpretar e reagir às novas informações o mais rápido possível 38


Revista pronews146  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you