Page 1


DESDE 1999

ÍNDICE

Capa: Lead!

ano XII nº 138 setembro 2011

revista de comunicação e marketing NE

CAPA

RECIFE•SALVADOR•FORTALEZA•NATAL JOÃO PESSOA•MACEIÓ•TERESINA ARACAJU•SÃO LUÍS • SÃO PAULO

A falta de criatividade e identidade no setor de criação junto aos baixos salários põem em xeque a qualidade das futuras campanhas publicitária. As soluções e idéias estão cada vez mais medíocres 17

A Revista PRONEWS é uma publicação mensal de Walter Lins Pinheiro Junior Editora - ME Empresarial Tacaruna - Av. Governador Agamenon Magalhães, 3341, Sls. 205/206. Torreão. CEP: 50.070-160. Fone/Fax: (81) 3426.6144 / 3034.6144 :: EDITOR Walter Lins Jr. walter@revistapronews.com.br :: REDAÇÃO Luciana Torreão - chefe de redação, Fabiana Constantino e Maíra Passos redacao@revistapronews.com.br :: COLABORADORES Anderson Lima, Stephanie Siqueira e Swã Medeiros

A VEZ DO CLIENTE O diretor de Marketing da Houston, Paulo Rubens, fala da expansão da empresa, que é hoje, a maior fábrica de bicicletas das Américas. 26

GIRO 6 GIRO BRASIL 8 FICHA TÉCNICA 10 E 34 DE OLHO NA CAMPANHA 30 BASTIDORES 33 NA WEB 32 CLICK 41 EU RECOMENDO 42 Todo mês uma agência diferente produz a capa da Revista PRONEWS. Participe pelo e-mail: redacao@revistapronews.com.br

:: PRODUTOR GRÁFICO Bruno Regis producao@revistapronews.com.br :: DEPTº FINANCEIRO/ASSINATURAS Nise Lins :: REPRESENTANTES COMERCIAIS NS&A - CE - Aldamir Amaral (85 3264.0406/ 0576) - nsace@nsaonline.com.br RD Produções e Eventos - Ricardo Douglas (SE - 79 3044.7013/9972.2214) rdproducoes@infonet.com.br Omega Mídia - Renato (SP - 11 8403.0330) renato@omegamidia.com.br :: DISTRIBUIÇÃO Log (PE - 81 2123.1455) Jornal Correio - Rede Bahia (BA - 71 3533.3030) Sistema Verdes Mares (CE - 85 3266.9902) www.verdesmares.com.br Omega Mídia - Renato (SP - 11 8403.0330) renato@omegamidia.com.br :: DADOS TÉCNICOS Impressão: Gráfica FacForm (81 3339.6566) grafica@facform.com.br Tiragem: 7.000 exemplares Formato: 22x30cm Tipologia: Humanist 521 BT Papel: Couché brilho 150g/m² Número de páginas: 44 As matérias assinadas por nossos colaboradores não representam, necessariamente, a opinião da revista.

04

WWW.REVISTAPRONEWS.COM.BR


GIRO ritmo em 2011. A ação surpreendeu várias agências da capital, que aceitaram o desafio: em apenas uma hora, produzir e enviar para a gráfica uma foto divertida de sua equipe. A premiação de dar água na boca e encher os olhos, um almoço na Churrascaria Sal e Brasa e um Samsung Galaxy Tab (para ser sorteado entre os presentes), estimulou a criatividade dos participantes. A interrupção do trânsito foi planejada, durando cerca de um minuto. Os motoristas foram simpáticos e colaboram com a ação. 1º PE SOCIAL MEDIA Nos dias 08 e 09 de outubro Recife recebe o 1º PE Social Media. O evento, que acontece no auditório da Fafire, vem com a proposta de compartilhar experiências de profissionais e usuários desta nova revolução social e moral, que são as mídias e redes sociais, para elaboração de estratégias de marketing digital para internautas e empresários. O PE Social Media traz blocos de palestras, interação do público com os palestrantes, apresentação de cases e momentos para networking. Além disso, todos os participantes terão direito ao domínio de um ano de currículo virtual no www.ecurriculo.net/ e certificado de com carga horária de 16h/aula. As inscrições custam a partir de R$ 40,00 (estudante) e R$ 60,00 (profissional) e podem ser realizadas através do http:// pernambucosocialmedia.com. LEIAUTE CONQUISTA PRÊMIO NO FESTIVAL MUNDIAL DE GRAMADO Única representante do Norte-Nordeste, a Leiaute conquistou o Galo de Bronze no 18º Festival Mundial de Publicidade de Gramado – um dos mais importantes prêmios do mercado. A agência ganhou o prêmio com a já vencedora campanha “Depoimentos” para o Governo da Bahia – antes, vieram o Grand Prix Bahia Recall 2010 e Profissionais do Ano 2010. A campanha premiada contou com três depoimentos que mostravam conquistas de vida de pessoas como Dona Enedina, que, aos 100 anos, aprendeu a ler e escrever; Dona Isabel Alves, encantada com a chegada da água a sua casa; e Carlos Nascimento, orgulhoso do seu novo emprego. Histórias legítimas, concretizadas com a ajuda do Governo do Estado e seus programas sociais, promovendo o desenvolvimento nas áreas de educação, saúde, emprego e infraestrutura para quem mais precisa. FANTÁSTICA FÁBRICA DE IMPRESSÕES A equipe da Sin Comunicação parou o trânsito da Avenida Edson Ramalho para participar da ação promovida por uma de suas empresas parceiras, a Gráfica JB. Com 42 votos, a fotografia produzida pela Sin foi escolhida entre as concorrentes do concurso Fantástica Fábrica de Impressões. Agência mais premiada da Paraíba em 2010, a agência continua no mesmo 06

CURTINDO A FRI-SABOR A Fri-Sabor ganhou o prêmio Veja Comer & Beber 2011 de Melhor Sorvete do Recife, e para divulgar a grande notícia a campanha “Curtiu”, criada pela Lunes Comunicação, mistura a imagem do casquinho com um dos ícones mais populares da internet, o curtir das redes sociais. Assim a agência tornou a comunicação do prêmio mais divertida e atrativa, chegando a um resultado visual que fala tanto com o público mais jovem como o público adulto. 10 ANOS DA MID COMUNICAÇÃO A MID Comunicação está em festa. Os diretores Hugo Pordeus, Isabel Ribeiro e Hálamo Cavalcante e toda a equipe ainda estão em clima de comemoração pelos 10 anos de existência da agência, recém-completados em 1º de agosto. Para marcar a data, a MID mudou de sede e agora ocupa uma sala mais ampla e moderna no Empresarial Deputada Cristina Tavares, na Rua da Guia, Bairro do Recife. O espaço foi especialmente projetado para abrigar as diversas “facetas” da MID, que vai da Comunicação Corporativa à Publicidade, passando por desenvolvimento de conteúdo web e gerenciamento de redes sociais. A agência também comemora a chegada de novos clientes, entre eles OTO Centro de Negócios (escritório virtual), Cia de Atletas (academia de ginástica), Sescoop/PE (Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo) e Surfix (telefonia e banda larga). Os próximos 10 anos prometem.


TV JORNAL LANÇA CAMPANHA PERNAMBUCANA TODA Para reforçar ainda mais sua ligação com o Estado, a TV Jornal lança hoje nova campanha institucional. A campanha Pernambucana Toda vem destacar o sentimento e orgulho do Estado, dentro do guarda-chuva Pernambuco em primeiro lugar, do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, inspirada no Orgulho de ser Nordestino, do Grupo JCPM, e com uma pitada de TV Jornal. Usando uma linguagem ainda mais próxima do público, a campanha é um reflexo do telespectador da emissora. “Devido a nossa proximidade com o telespectador, queremos despertar esse orgulho de forma leve, simples e descontraída”, explica a gerente de marketing da TV Jornal, Lívia Bem. A música Pernambucana Toda traduz toda a grandeza da campanha, que também envolverá todos os veículos que compõem o Sistema Jornal do Commercio. “Para gravar a música e o VT da campanha escolhemos artistas que são a cara do Estado, que têm linguagem informal e uma carreira já forte na região, que são João do Morro, Patusco e Samba de Luxo. Além disso, exploramos em todas as peças as cores do Estado, além de poesias que são identidades de Pernambuco. Teremos a cara da TV Jornal: seus apresentadores, telespectadores e parceiros”, completa Lívia. A campanha traduz e reforça toda a linha de trabalho da emissora, que possui a maior grade de programação local em horas e acredita na valorização das raízes e nas tradições do Estado. “As duas características mais marcantes da TV Jornal são a busca das novas tecnologias e o seu vínculo visceral com o Estado. Esta última característica tem norteado toda a nossa programação que sempre esteve voltada para a valorização dos nossos artistas e de todas as nossas expressões culturais. Essa campanha só vem colocar isso no papel porque a TV Jornal sempre foi Pernambucana Toda”, enfatiza o diretor-executivo da emissora, Luiz Carlos Gurgel. CAMPANHA – A Casa Comunicação é a responsável pela

criação da nova campanha institucional da emissora. Sob o conceito A TV Jornal é Pernambucana toda, a agência usou o jeito pernambucano de falar, que se apropria da peculiaridade do Estado e, dessa forma, reforça que a emissora fala a língua do povo. Todas as peças da campanha foram criadas valorizando as singularidades dos pernambucanos, como um jingle todo cantado em “Pernambuquês” por João do Morro, Patusco e Samba de Luxo. A letra traz expressões como “se chegue pra cá”, “pixototinho”, “aprumado”, “e apois”, “aperta ligeiro o pitoco do 2”. O filme de lançamento da campanha foi gravado no bar Fiteiro, no Recife, e é como um clipe para o jingle, com os artistas que participaram se encontrando no bar, cantando, tocando e fazendo uma comemoração pernambucana toda. A campanha ainda conta com anúncios, backbus, peças de web e ações de endomarketing. Para ver o clipe e ouvir a música: www.tvjornal.com.br.

Para o VT da campanha foram escolhidos artistas que são a cara do Estado, que têm linguagem informal e uma carreira já forte na região

07


GIRO BRASIL NESTLÉ É ELEITA A MARCA MAIS CONFIÁVEL DO PAÍS Pelo sexto ano consecutivo, a Nestlé foi eleita a Marca Mais Confiável do País no prêmio Marcas de Confiança, realizado pela Revista Seleções e pelo Ibope Inteligência. A empresa recebeu 20% dos votos – o maior índice já registrado no levantamento que abrange todos os segmentos, independente da categoria. Além de conquistar a principal premiação, a empresa também foi vencedora na categoria Chocolates, com 48% dos votos. O prêmio, que está em sua 10ª edição, é realizado anualmente com o objetivo de avaliar a confiança dos brasileiros em marcas, instituições e profissões. A metodologia aplicada utiliza pesquisa quantitativa e entrevistas com 1,5 mil pessoas.

“PÔNEIS MALDITOS” É TRENDING TOPIC DO ANO O sucesso do comercial “Pôneis Malditos”, que reforça os diferenciais da Nissan Frontier, ganhou nesta última semana um reconhecimento de peso. Com quase 11 milhões de visualizações no canal oficial da Nissan no Youtube, o vídeo foi eleito também o melhor na categoria 'Trending Topic do Ano', do Prêmio youPIX. Com o objetivo de celebrar o que há de melhor e o que mais repercute no ambiente da web brasileira e no Twitter, o prêmio é realizado pelo site de mesmo nome e é considerado a principal premiação das redes sociais no Brasil. Apesar de ser o Trending Topic mais recente da lista de concorrentes, indicados pela comissão julgadora, “Pôneis Malditos” ganhou com 43% dos votos do público. Ao todo, “Pôneis Malditos” ficou durante seis dias como Trending Topics, sendo que em quatro deles foi no ranking mundial do Twitter CASA REX É PREMIADA A Casa Rex, uma das mais criativas e reconhecidas agências do país com filiais em São Paulo e em Londres, acaba de receber mais um prêmio da revista americana Communication Arts, que realiza anualmente uma das mais importantes seleções mundiais em design gráfico. Depois de ter sido premiada pelo projeto desenvolvido para a coleção de livros Leituras Descoladas (Editora Biruta) em 2009 e para o livro "Nosso Filme" (Edições Jogo de Amarelinha) em 2010, este ano a Casa Rex ganhou destaque na categoria Miscellaneous Company Literature pela identidade visual criada para o ciclo de debates sobre "Arte Contemporânea e Educação", promovido pela 08

AEP — Arteducação Produções. Para desenvolver as ilustrações do programa, a Casa Rex se utilizou de gravuras do século XVII com animais imaginários que brincam com a imagem que as pessoas têm sobre arte contemporânea G1 É FINALISTA DO ONLINE NEWS ASSOCIATION O G1, portal de notícias da TV Globo, é finalista do “2011 Online Journalism Awards”, na categoria Jornalismo Online segundo anúncio oficial da Online News Association e Escola de Comunicação da Universidade de Miami. 34 líderes da indústria da comunicação e profissionais das novas mídias levaram em conta inovação e excelência na narração e distribuição digital. Além do G1, o argentino La Nácion e o espanhol 20minutos disputam o prêmio na categoria excelência em jornalismo online de grandes sites de língua não inglesa. BBC News, The New York Times, The Wall Street Journal e Al Jazeera são os finalistas da mesma categoria em língua inglesa. Os resultados serão anunciados no dia 24 de setembro na Conferência de jornalismo da Online News Association, em Boston. MELHORES EMPRESAS PARA TRABALHAR A NewStyle, uma das maiores agências de marketing promocional do Brasil, foi eleita uma das Melhores Empresas para Trabalhar Brasil, na categoria Médias e Pequenas, segundo pesquisa conduzida pelo Great Place to Work em parceria com a Revista Época. Concorrendo com mais de 900 empresas, a NewStyle é a única agência de comunicação vencedora entre as 130 melhores empresas do país. Em sua 15ª edição, o estudo avaliou o índice de confiança dos funcionários com o ambiente de trabalho e as melhores práticas de gestão de pessoas. O BOTICÁRIO LANÇA COLEÇÃO INTENSE BRILHO Atento aos anseios e desejos das consumidoras que querem ficar bonitas sem abrir mão da qualidade dos produtos, O Boticário lança a Coleção Efeito Brilho de Intense, que traz luminosidade de formas diferenciadas, com partículas de brilho e texturas luminosas. Para comunicar a novidade, a marca criou uma campanha publicitária, assinada pela AlmapBBDO, que contempla filme e vinheta para TV, anúncio nas principais revistas do País e peças de internet.


Que for aos cinemas UCI durante este mês de setembro irão “se emocionar” com a nova publicidade da Lacta. A marca estreia a campanha “Entregue-se” com o objetivo de criar um diálogo com o público a partir do emocional. Depois de anos elegendo os benefícios funcionais do chocolate, como derretimento e cremosidade, Lacta muda a linha de comunicação com o público para atingir os consumidores a partir de uma conexão emocional. A marca passa a estimular a busca por experiências marcantes e a quebra da rotina do dia a dia com o novo posicionamento e nova estratégia de comunicação. Segundo pesquisas feitas pela Lacta com os consumidores, o ato de comer um chocolate pode proporcionar reações físicas capazes de fazer com que as pessoas se sintam com mais vivacidade, menos tensas e até com o astral melhor. Inspirado nisso - mesmo sabendo que não é o produto da Lacta, mas o chocolate de um modo geral que desperta essas sensações - a campanha retrata como satisfatório e necessário o momento em que as pessoas precisam dar uma pausa durante o dia para a degustação de um chocolate. O filme da campanha apresenta uma metáfora lúdica que representa o prazer causado pelo chocolate. Em uma biblioteca, a personagem degusta um chocolate Lacta e a figura mitológica de Pégasus irá representar a viagem sensorial que o chocolate desperta na protagonista. “Entregue-se” também conta com a música para chamar a atenção dos espectadores e reposicionar a sua marca. A Lacta convidou a cantora de MPB, Tiê, que através de um blog criado para ela e hospedado no site da marca (www.lacta.com.br), vai conversar com as pessoas e viver novas experiên-

cias sugeridas pelos internautas. Em seguida, a artista irá relatar suas percepções, promovendo uma troca de opiniões e convidando o consumidor a entregar-se também a essas experiências. Ainda no âmbito virtual, a campanha está sendo divulgada nos grandes portais do Nordeste. Nacionalmente, a campanha ganha espaço na mídia online em sites e portais como Yahoo, Ig, Facebook, Google (Orkut e Youtube). Nos cinemas da rede UCI localizados nos shoppings Recife (Recife-PE) e Iguatemi em Salvador (BA) e Fortaleza (CE) as bombonieres serão adesivadas com ícones da campanha “Entregue-se”, como forma de estimular o consumo do produto neste ambiente. A ação permanece até o mês de novembro. Outra ação nos cinemas é a adoção de uma das salas de cada complexo, em outubro, que será chamada Sala Lacta. Nela, os espectadores serão impactados novamente através de ativações e ações de interação com a marca. “A ação nos cinemas faz parte de um planejamento para ativar localmente a campanha nacional “Entregue-se” e reforçar o novo posicionamento de Lacta que estará sendo veiculado na mídia de massa a partir desse mês”, enfatiza a gerente de chocolates para o Norte e Nordeste, Danielle Viana. A propaganda também será exibida em canais da TV aberta em Recife, Fortaleza e Salvador. Atualmente, a Lacta é líder no mercado de tabletes de chocolates com 31,2% de participação em volume no Brasil e 31,5% no Nordeste, de acordo a última leitura. Segundos dados do Nielsen, entre Janeiro e Julho deste ano. Apesar de consolidada no mercado, Lacta inova mais uma vez ao apresentar uma forma de inspirar os consumidores a se sentirem vivos por meio de experiências marcantes. Por isso, entregue-se! 09

Stephanie Siqueira

ENTREGUE-SE ÀS EMOÇÕES DA LACTA


FICHA TÉCNICA DIFERENCIADO “Um Queiroz Galvão único”. Com esse mote, a Ampla criou anúncio de lançamento do Ed. Joel Queiroz, o mais novo empreendimento da Queiroz Galvão na Avenida Boa Viagem, no Recife (PE). Na peça, a agência destaca os principais atributos do produto, como a localização ao lado do Parque Dona Lindu, visão panorâmica da praia e privacidade com a distância de 250m da torre residencial mais próxima. A agência também produziu newsletter e lâmina para corretores, além de sinalização de estande em shopping. Agência: Ampla Comunicação (PE) Cliente: Queiroz Galvão Atendimento e Planejamento: Aguinaldo Viriato, Andrea Neves e Luciana Castro Mídia: Nilson Samico, Nice Gomes e Joseana Silva VP de Criação: Manuel Cavalcanti Diretor de Criação: Betinho Montenegro e Juliana Lisboa Diretor de Arte: Betinho Montenegro, André Rebouças e Manuel Santos Redator: Paulo Cabral Arte-finalista: Marcelo Ramalho Produção Gráfica: Washington Freire, Rilvandi Costa e Laura Santos Produção Executiva: Fernando Amaral, Cida Galvão e Bruna Lins Aprovação: Carol Boxwell, Marcos Baptista e Germana Monte.

DIA DA FAMÍLIA Atma+Bianchi e A.C Cruz Construtora fortalecendo parceria de sucesso. A agência assina organização do Dia da Família Villa Três Lagoas, localizado no quilômetro 19 da BR-232, no município de Jaboatão dos Guararapes (PE). A Atma Promo organizou toda a programação que inclui atividades como passeio ciclístico, muro de escalada e arborismo ao longo dos quase 70 hectares de área verde do Villa. Agência: Atma+Bianchi (PE) Cliente: A.C Cruz Construtora Atendimento: Rubens Prudente Criação: Sérgio Pires, Romeu Holanda, Cleyton Cabral e Cândido Simões Mídia: Mirella Silva Produção: Camila Oliveira

BANDEIRAS O anúncio "Bandeiras", criação da SLA Propaganda para o Banco do Nordeste, conquistou medalha de prata na categoria “Mídia Impressa” do Prêmio Colunistas Norte e Nordeste. A campanha foi criada para divulgar as oportunidades de investimento dos Estados na área de atuação do Banco do Nordeste, que além da Região Nordeste, inclui também o norte dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Agência: SLA (CE) Cliente: Banco do Nordeste Atendimento: Gessyca Oliveira, Jamile Aquilino e Luis Eduardo Direção de Criação: Livia Diamantino Redação: Bernardo Badaró Direção de Arte: Duardo Costa Produção Gráfica: Cecília Correa Mídia: Carina Spínola e Suely Castro Aprovação: Eduardo Gaspar

10


SIERRA RECIFE A MV2 Comunicação lançou em agosto campanha da Sierra Recife composta por um VT de 15” na mídia televisiva, além de anúncios em jornais e revistas especializadas. O objetivo da campanha é posicionar e consolidar a Sierra como uma grife de móveis desejada e diferenciada. A campanha segue até dezembro. Agência: MV2 (PE) Cliente: Sierra Atendimento: Luciana Gagliano Redação: Elmo do Val e Cleyton Cabral Direção de Criação: Elmo do Val Direção de Arte: Tiago Andrade Produção: Yuri Laurentino Assistente de Produção: Alessandra Melo Mídia: Dedé Silva Aprovação: Alan Pedrosa FEDERAIS NA BAHIA A Leiaute lança nova campanha para o Governo do Estado, desta vez compartilhando com os baianos a chegada de mais duas universidades federais para Bahia. As peças destacam a geração de oportunidades, cultura, qualificação profissional e desenvolvimento, na capital e no interior. A campanha criada pela Leiaute conta com filme, spot, outdoor, anúncios de jornal e revista e internet. Agência: Leiaute (BA) Cliente: Governo do Estado da Bahia Atendimento: Renata Melo, Ana Raquel Brandão e Eduardo Saphira Direção de Criação: Carlinhos Andrade e Raul Rabelo Diretor de Arte: Gustavo Batinga Redator: Raul Rabelo Mídia: Cláudio Freitas, Adriano Souza e André Borges Produção Gráfica: Gigi Chiacchiaretta, Lucas Silva, Rafael Villas-Bôas e Aline Pinheiro Produção RTVC: Marcelo Costa, Lara Lima e Carla Matos PRIMEIRO SHOWROOM 3D DO NORDESTE A Cyrela e o Grupo JCPM lançaram o primeiro showroom 3D do mercado imobiliário do Nordeste com o Le Parc Boa Viagem. A tecnologia possibilita que o público interaja 100% com o empreendimento, desfrutando da sua infraestutura de lazer e dos seus serviços. O 3D foi desenvolvido pela REC Arquitetura e Computação Gráfica e integra as ações de marketing, que tem como mote “Conheça, Visite e Experimente” e que ainda conta com um mirante erguido ao lado do canteiro de obras. Assinada pela Eugenio Marketing, a campanha conta com anúncios em TV, jornais, revistas, rádios, outdoor e ações de rua. Agência: Eugenio Marketing (PE) Cliente: Le Parc Boa Viagem Atendimento: Ana Paula Pinheiro, Cristiane Teles e Marcella Blohem Criação: Ricardo Machado e Gabriel Rocha Direção de Criação: Mário Santana Mídia: Tiago Filgueira, Lucas Almeida e Iede Pereira Produção: Fernanda Deway Aprovação pelo Cliente: Juliana Marinho e Ana Paula Jácome 11


RÁDIO AM EM BUSCA DA ERA DIGITAL A rádio AM no Brasil simboliza um comércio produtivo que propicia empregabilidade e benefícios no crescimento das comunidades onde atua. E tem papel social importante para formação educacional da boa cidadania. Porém, ela ainda sofre baixa receptividade nos grandes centros. Recentemente, em Brasília, houve uma decisão entre os representantes da Associação das Empresas de Rádio e Televisão de Pernambuco (Asserpe) e o conselho de rádio da Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abert), onde reivindicaram, junto ao governo, os canais 5 e 6, da televisão, para que sejam cedidos para as rádios AMs. A faixa VHF, que compreende esses canais, ficará vaga quando todo o processo de digitalização da TV for concretizado, o que deve acontecer em 2016. Ocorrendo a decisão do governo, outra tomada seria a definição do sistema de rádio digital a ser adotado no Brasil. Um estudo realizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), inclusive, já atestou a viabilidade técnica da migração. Diante do exposto, as entidades cumprimentaram a iniciativa do Ministério das Comunicações de promover testes com padrões de rádio digital disponíveis no mercado, e se colocaram à inteira dispo-

sição para colaborar ativamente nesse trabalho. Para a radialista Taís Paranhos, da rádio Guarany, a migração das faixas VHF para a rádio AM proporcionará aumento de qualidade na transmissão, embora acabe perdendo uma área de alcance (pois, antenas de FM têm alcance menor que as de AM), onde deverá ser compensada pelas expedições via internet. A experiência de emissoras do México que estão sendo realocadas para a faixa de VHF e os estudos preliminares já realizados pela Anatel sobre as condições de migração de emissoras AM, em Santa Catarina, são fatos que reforçam a Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abert) a convicção do uso da faixa de VHF para a digitalização do rádio AM. “É bem verdade que a digitalização vai favorecer as condições técnicas de transmissão e recebimento do sinal, mas esse não é o nosso maior problema. Em especial, as rádios Universitárias e Educativas sofrem com a recepção ruim nos grandes centros. Contudo, precisamos de uma reposição de mentalidade cultural e de estímulo à produção de conteúdo de qualidade, principalmente com política de incentivo fiscal para que a iniciativa privada possa apoiar esse segmento.”, afirma o diretor da Rádio Universitária AM da Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Rodrigo Stéfani. Rodrigo ainda ressalta a formação cultural de profissionais que saibam lidar com linguagem e produção de novas narrativas: “A digitalização das rádios AM é um quesito muito legal, mas está distante da revolução pela qual, as rádios, de fato, precisam passar quanto à construção da identidade corporativa. As rádios precisam oxigenar com programas experimentais multimídias e com renovação no aspecto do método e das formas de acesso pelas redes sociais. Não estamos numa guerra tecnológica, e sim na quebra de paradigma do modo como produzimos informação.” Na prática, cada emissora de rádio AM receberá um canal na nova faixa de FM, que seria estendida para abrigar Nill Júnior, gerente administrativo da Rádio Pajeú AM, de Afogados da Ingazeira (PE)

12


Taís Paranhos, Rádio Guarany

todos os canais AM. De acordo com o presidente da Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abert), Emanuel Carneiro, este é o melhor caminho para o rádio brasileiro. Segundo o presidente, no futuro, o Ministério das Comunicações deverá definir os critérios de digitalização do rádio para permitir a migração das emissoras, conforme características econômicas e técnicas. Porém, para o comunicador e gerente administrativo da Rádio Pajeú AM, de Afogados da Ingazeira, Nill Júnior, o hábito de ouvir emissoras FMs só cresceu porque as AMs não cuidaram do público. “Muitas rádios AMs, principalmente no interior de Pernambuco, desqualificaram sua programação, esqueceram o assunto principal que é o jornalismo e a prestação de serviço. As FMs são importantes, prestam excepcional serviço, mas as AMs não podem estar a reboque delas. Pelo contrário, as boas AMs que ainda existem geram conteúdo, vivem o dia a dia da sociedade e por isso, onde executam, lideram a audiência.”, afirma Nill. Hoje, no Brasil, existem 4.526 emissoras de rádio comerciais (MC) e 200 milhões de receptores (IBGE). O rádio está presente em 50 milhões de domicílios (88,9%) e em 23,9 milhões de receptores instalados em veículos (80% da frota nacional). Além disso, embalado pela diversidade de platafor-

mas tecnológicas, já trilha um caminho de promissora expansão, através de Ipods, MP3, MP4 e outros equipamentos digitais. O rádio, por mais invenção que tenhamos na tecnologia da comunicação, ele é sem sombra de dúvida o que foi dito por Roquete Pinto: “O rádio é o jornal de quem não sabe ler; é o mestre de quem não pode ir à escola; é o divertimento gratuito do pobre; é o animador das novas esperanças; o consolador do enfermo; o guia dos sãos, desde que o realizem com espírito altruísta e elevado.”

SMIRNOFF ATINGE UM MILHÃO DE FÃS NO FACEBOOK Nos últimos anos a Smirnoff tem mudado a sua estratégia de chegar próximo ao público consumidor. Além das tradicionais campanhas publicitárias, a empresa tem investido no relacionamento através das mídias sociais. “Smirnoff apostou e investiu na ampliação da conversa com o consumidor, redefiniu o seu modelo de comunicação e criou uma gerência totalmente dedicada ao assunto” explica o gerente de Marketing da vodca Smirnoff, Sergio Giorgetti. O Facebook tem sido um aliado aliada nessa nova forma de comunicação. É através da Fan Page (facebook.com/smirnoffbrasil), criada em 2009, que a Smirnoff mantém uma conexão com o seu consumidor, publicando sempre assuntos relevantes e coerentes com o posicionamento da vodca. Além disso, a página fã é uma forma de a empresa divulgar os próprios eventos, como o Smirnoff Nightlife Exchange Project, ocorrido no ano passado. Devido ao trabalho estratégico realizado na rede, a Smirnoff é a primeira marca de bebidas alcoólica a chegar ao marco de um milhão de fãs no Facebook Brasil, o que significa que cerca de 5% dos brasileiros maiores de 18 anos dentro da rede social Facebook são fãs de Smirnoff (fonte: facebook.com, 25/08/2011). “O Facebook proporciona interatividade direta com o público consumidor. Nas redes sociais forma-se uma via de mão dupla em que temos a oportunidade de ouvir as necessidades desse público sem intermediários, trazendo para nós em primeira mão o sentimento do consumidor perante a marca e possibilitando a conexão do consumidor com a marca a cada post”, finaliza o executivo. 13


PICCADILLY INVESTE EM AÇÃO COM BLOGUEIRA DE MODA

No início de 2010, quando a Calçados Piccadilly reformulou sua marca, fortalecendo o viés moda em suas coleções, a empresa adotou as redes sociais como canal estratégico de divulgação. Até então sinônimo de conforto absoluto, a marca tinha o desafio de comunicar que seus calçados, além de bem-estar para os pés, apresentavam diferenciais em design, com modelos da medida certa para mulheres com diferentes estilos. Sedutoras, românticas, despojadas, ousadas ou tradicionais, todas elas poderiam encontrar na Piccadilly o modelo para o look perfeito. O resultado de toda esta movimentação foram ações sucessivas na internet, que culminaram em números que colo-

cam a Piccadilly entre as empresas que mais movimentam as mídias sociais. São 15 mil seguidores no twitter, mais de duas mil fãs no Facebook e dezenas de promoções bem sucedidas, para premiação de consumidoras que fazem parte de um clube virtual exclusivo, o Clube Amiga Piccadilly. Sempre atenta as tendências que vêm de fora, a Piccadilly tem apostado também no poder de persuasão de blogueiras especializadas em moda. Na Europa, alguns destes blogs já são considerados referência no circuito fashion. Mais que comentar tendências, as blogueiras trazem a moda para o cotidiano, traduzindo o que é apresentado nas passarelas para outras mulheres de forma prática. No Brasil, a Piccadilly possui relacionamento estreito com algumas destas blogueiras. Na última semana, por exemplo, a empresa fez uma parceria com a designer Ana Carolina, do blog. Hoje Vou Assim Off - www.hojevouassimoff.com.br. Diariamente, Ana vestiu um look diferente para ir trabalhar, sempre com um calçado Piccadilly nos pés. Depois de fotografado, o look do dia se transformava em post do blog, onde ela relatava as inspirações para composição do vestuário e acessórios, dividindo a experiência do dia com as leitoras.

SLA VALORIZA JOVENS TALENTOS Estudantes de Publicidade e Propaganda de Salvador e Região Metropolitana terão uma grande oportunidade de mostrar seu talento. A SLA Propaganda, uma das maiores agências de publicidade da Bahia, vai comemorar seu aniversário de 20 anos com projeto específico para esse público. Batizado de “Ação Hot Shop SLA 20 anos”, o projeto tem como parceiros a Unijorge e a Rede Bahia, e abre espaço para que estudantes desenvolvam campanhas publicitárias para uma empresa local. Três equipes, formadas por seis estudantes cada uma, terão 50 horas para desenvolver um trabalho a partir de briefings (informações prévias) fornecidos pela SLA. A agência vai acompanhar todo o processo e fará o julgamento da melhor campanha junto com às empresas que serão objeto das peças. As equipes contam com estudantes em funções que 14

os profissionais desenvolvem dentro das agências: atendimento, planejamento, mídia, produção, redação e direção de arte. A ação teve início no dia 22/9, no Centro Universitário Jorge Amado, na Paralela, com o sorteio das equipes e entrega de briefings. Os vencedores celebrarão a conquista na noite de 6 de outubro, durante cerimônia comemorativa dos 20 anos da SLA. Dependendo da avaliação da equipe julgadora, a campanha vencedora poderá ser veiculada na mídia local. Os seis integrantes da equipe vencedora farão um estágio de seis meses na SLA e recebem assinatura anual de uma publicação de publicidade e propaganda. A equipe que ficar em segundo lugar recebe assinatura anual de publicação da área, e a terceira colocada garante sua inscrição no Workshop Vendendo e Aprendendo – Marketing Promocional.


DIFERENCIAL INVESTE EM MERCADO PROMOCIONAL A empresa, além de fornecer pessoal qualificado para executar ações, oferece ainda um departamento de estratégia promocional Não tem segredo: para divulgar uma marca ou produto, torná-lo conhecido e vendável é preciso “promovê-lo” com peças publicitárias e ações promocionais. As ações são vastamente utilizadas, pois aproximam o público do produto, porém, a atividade ainda é vista por muitos como amadora ou incipiente. Muitas empresas, visando o mercado precioso, têm aprimorado esse departamento e a Diferencial Serviços, dirigida por Luciana Mapurunga, entrou na disputa para oferecer o serviço com o máximo de profissionalismo. A Diferencial é uma empresa terceirizada, ligada ao Grupo Sermotec, que atua há quatro anos no mercado, oferecendo mão de obra qualificada para vários Luciana e Paulo Mapurunga tipos de trabalho. No último ano, ampliou e fortificou ainda mais o seu contingente para atender resolver diversas situações, como a compra de para ações promocionais, afinando seu método de recrutamateriais inesperados, logística e distribuição desses materiamento e traçando um perfil detalhado do seu casting. Para is, armazenamento, segurança e limpeza da ação, etc. O clienencontrar profissionais aptos para o trabalho, a empresa faz te ainda recebe um registro fotográfico com observações uso das redes sociais como twitter, Orkut e facebook, onde a feitas durante o evento. maioria dos jovens está interagindo. As ações promocionais são responsáveis por 40% do Mais do que recrutar, a empresa passou a oferecer faturamento da Diferencial. A empresa pretende ampliá-lo além da já conhecida mão de obra, a parte de criação e estrapara 60% da renda total no próximo ano. Para alcançar esse tégia promocional. A Diferencial pensa junto com a empresa objetivo, tem investido na contratação de novos supervisores, quais são as melhores táticas de marketing para cada produto, além da capacitação cada vez mais apurada de seus profissioonde investir cada recurso para obter retorno de forma rápinais. A empresa está pronta, inclusive, para atuar de forma da e lucrativa. Isso resulta em comodidade e praticidade para regional e estruturada para receber grandes contas, sempre o contratante, que, na maioria dos casos tem que localizar honrando seu propósito maior de oferecer novidade e qualiuma empresa que faça recrutamento e outra que faça a criadade para o mercado. No seu portfólio, a Diferencial tem ção de estratégias. Além da praticidade, resulta em economia. Casa dos Frios, Shopping Tacaruna, Moura Dubeux, Ferreira Para o cliente, a Diferencial não envia apenas os proCosta, Vivo, Giraffa's, Unilever, Eletrolux e muitos outros. motores aos pontos de ação, manda também gestores de Participou de vários eventos de peso, a exemplo do Salão Contas, que monitoram diariamente a equipe e dão feedback Imobiliário de Pernambuco, Fenopan, Cliente Bompreço, em tempo real ao contratante. Esse gestor está preparado Fesindico, maior feira de condomínios do Norte Nordeste. 15


CAPA

A LEI DE LAVOISIER CHEGA À CRIAÇÃO

Na edição passada, nosso colunista Amândio Cardoso escreveu um artigo intitulado de “Mande seu portfólio para o seu e-mail”. No texto, ele critica os portfólios de maneira geral e fala da baixa qualidade das peças. Num breve batepapo, chegamos à conclusão de que o tema seria bem interessante para uma capa, inclusive para suscitar um debate em nosso mercado. Além de fazer as pessoas terem mais “simancol” sobre seus trabalhos profissionais, sobre o que andam fazendo, enviando e publicando por aí. O texto abriu precedentes e alertou para um problema ainda maior e vieram à tona outras questões, que se estendem a outros setores: as campanhas de antigamente eram melhores? Os criativos de hoje não tem mais criatividade? Seria um momento de crise na criação? Ou os publicitários ainda não se adequaram aos novos tempos, às novas mídias e à nossa realidade? E, onde estaria, realmente, a raiz do problema: na criação, no atendimento ou no planejamento? Está faltando um bom briefing ou brainstorm? Amândio comentou também que as agências lamentam que está cada vez mais difícil selecionar talentos para o setor de criação, seja redator ou diretor de arte. As pastas e portfólios são considerados tão ruins ultimamente que tem agência que leva meses pra conseguir alguém pra cobrir alguma vaga. Sem falar que muitos não sabem fazer um portfólio apresentável. “Hoje o Brasil inteiro sofre com a falta de bons talentos, devido à alta demanda que vivem todos os setores da nossa economia. E no mercado publicitário, não poderia ser diferente. Posso falar o que observo em Pernambuco. Muita oferta para pouca qualidade intelectual dos publicitários”, argumenta nosso colunista e diretor de Criação da MMS Comunicação (PE), Amândio Cardoso. Todavia, Amândio, que já passou por agências fora do Nordeste e, inclusive, do Brasil, chama a atenção para o fato de que o mercado não está percebendo que para se ter bons talentos é preciso formar, nas próprias empresas (agências), pessoas capazes de assumir a atividade. “Formação é fundamental. Além disso, é necessário mudar os salários, para não perder para outros mercados – a exemplo de São Paulo. Criativo tem que ganhar bem. Mas para isso, tem que ser realmente bom, trabalhador, responsável e principalmente: compro16

Ilustação: Dorival Lima

Luciana Torreão

Nada se cria, tudo se copia, e mal. A crise na criatividade e baixos salários põem em xeque a qualidade das campanhas publicitárias. As soluções e idéias estão cada vez mais medíocres e simplórias.

metido. Falta empenho dos novos profissionais com o trabalho”. Ele completa ainda que os novos criativos não tem a mínima noção de como se montar um portfólio de redator ou de diretor de arte. “Nem falo pelo talento apenas, mas pelas noções do que é de fato a profissão. Todos pensam que o mundo é puramente digital e não é bem isso. A publicidade ainda é televisiva, gráfica, radiofônica e promocional. As novas gerações não percebem que sem uma compreensão global da atividade não vão se manter na área”, enfatiza. E, selecionar está cada vez mais difícil mesmo, porque a quantidade de gente é cada vez maior. O diretor da Arcos Comunicação (PE), Carlos Renato, reitera: “Daí você tem um monte de gente que, só porque conhece um pouco de Corel Draw, se acha um diretor de arte”. E sobre o fato de dizerem que o mercado está cheio de “peixada”, Carlos é taxativo. “O que acho é que o desafio de se criar algo interessante, pertinente e original está cada vez maior, porque o nível de exigência também está grande. Mas, sinceramente, não vejo essa crise. Em agência só sobrevive quem tem talento. Não adianta você ser indicado por quem quer que seja. Pode até entrar por indicação, mas se não trabalhar duro e tiver talento, não sobrevive. Principalmente na Criação”. Muitos falam de crise de identidade das agências, mas é possível dizer que essa crise é de amplitude maior, onde as agências e outras empresas participam. É o que acredita o diretor de Criação da Nova Trupe Agência de Inovação (PE), Stanley Araújo. Ele diz que “Entender o mercado como negó-


Stanley Araújo, diretor de Criação da Nova Trupe Agência de Inovação (PE)

cio, ao mesmo tempo que tenta acompanhar as tendências de consumo, arte, cultural, sociais, modelos, formas, linguagens, etc., não é nada fácil para quem está em um departamento de criação. Precisamos fazer de todo esse aglomerado de mudanças nossa fonte de inspiração”. O sócio diretor de Criação da Conceito Comunicação (SE), Helvio Maciel, vai além do que disse Stanley. Ele se remeteu ao passado e explica que, antigamente, as agências eram o ambiente de trabalho de artistas e intelectuais que tinham vidas paralelas à profissão. E, estes eram responsáveis por produção acadêmica, dramatúrgica, literária e plástica. “Ou seja, se alimentavam da vida que o cotidiano fornecia a partir de costumes de pessoas reais nos botequins, cinemas e nas discussões em praça pública. Tinham, por isso, um potencial simbólico riquíssimo”. O isolamento da informação, a falta de integração entre os que fazem a roda girar – atendimento, planejamento, mídia, produção e criação, e departamentalização formal são o grande vilão desse cenário. O sócio diretor de Atendimento da Faz Comunicação, Lula Carvalho (PB), diz que já suspeitava que a criação estava ou vivia uma crise. “Nas crises, segundo o mandamento empreendedor do 'faça acontecer', realmente as coisas são revisitadas. E desse clichê automotivacional, as coisas se modificam, muitas vezes para melhor, sim. Entretanto, uma agência precisa escolher bem seus negócios e fazer o investimento no capital intelectual. Aliás, o único que verdadeiramente conta, é imprescindível”. Lula aconselha aos criativos: “menos é mais”. “A solução, muitas vezes, encontra-se óbvia, na cara. Muitas soluções só precisam de um cuidado e de um olhar crítico apurado. Paradoxalmente, pequenos jobs, muitas vezes, escondem um grande potencial criativo de business. Pode ser a ponta do novelo, é só olhar por todos os ângulos, propor, sair da mesmice, avançar e fazer diferente”.

Carlos Renato, diretor da Arcos Comunicação (PE)

Mas há quem não queria falar exatamente dessa situação. Não de problemas, mas de soluções também. A experiência recente da Dois Comunicação (PE) com a criação é um exemplo. O diretor executivo da agência, Orlando Mindêlo, ao ser questionado por nós sobre essa situação do mercado, disse logo: “Não vamos aqui falar de crise na criação, mas das mudanças que estamos empreendendo na nossa agência, visando qualificar a empresa para atender seus clientes e crescer no mercado privado, em especial”. Orlando explica que dentro do processo de mudanças na agência, em outubro de 2010, eles apostaram num criativo jovem, o redator Thiago Lins, que já trabalhava na empresa desde 2007. O mesmo assumiu a direção do departamento, montou equipe e deu novo rumo à qualidade da criação. “Até junho passado, já tínhamos contratado três novos diretores de arte, Sendo um sênior e mais um redator. Reorganizamos a equipe e fortalecemos todo o trabalho da Criação. Os resultados estão chegando, com a satisfação cada vez maior de nossos clientes, no atendimento das suas demandas. E as mudanças neste período atingiram toda a agência, incluindo a carteira de clientes que também cresceu com a entrada de quatro novas empresas privadas”, dispara Orlando. TEM QUE TER BASE – Tem quem diga que o problema dessa crise está na formação. O consultor Oganizacional, Sérgio de Souza Falcão, e diretor Executivo da Multiagência TC (PE), avalia que as universidades estão, a cada dia, mais objetivas e comerciais. “Estão ficando como as auto-escolas que ensinam a pessoa a dirigir um carro para tirar a habilitação e pronto. Virou comércio. Isto é notório quando vemos a quantidade de universidades que surgem todos os dias”. Sérgio, que tem larga experiência com grandes empresas, tendo iniciado sua carreira ainda nos anos 80, no Grupo Bompreço, 17


diz que bom senso é a palavra-chave de tudo, além de humildade e dedicação. “Humildade para não se achar o 'tampa' só porque sabe 'mexer' no computador, por exemplo. E dedicação para aprender pra valer. 'Para meter a cara'. Tem muita gente por aí que cria uma frasezinha qualquer, acha que fez um “slogan” e já se acha o todo poderoso da criação”. O consultor da Multiagência TC tem acompanhado exemplos bem próximos, de garotos que no segundo ano de faculdade não querem mais estagiar, e já querem entrar direto numa gerência ou coisa do tipo. “Parem de querer criar campanhas ou ficar desenhando 'bonitinho' pra ganhar prêmio desse ou daquele veículo, e comecem a pensar, exclusivamente, em 'vender o produto/serviço do cliente'. Se ficar bonito, ótimo, o importante é que seja eficiente”. Paulista, com raízes fincadas em Recife há mais de 25 anos, o designer, ilustrador e diretor da Sphera Comunicação e Design, Dorival Lima já atuou em várias agências do Nordeste e Sudeste e concorda com Sérgio no quesito formação. Para ele, conhecimento e pesquisa são fundamentais, e as universidades parecem não estar muito preocupadas com isso. “Acho que deveriam simular situações no dia a dia das agências. O insight reflete aquilo que você conseguiu assimilar do produto e da expectativa do seu público e maneira inovadora de comunicá-lo. Sem planejamento não se chega muito longe. Comunicação é uma rede de relacionamento entre cliente produto e equipe de criação”, analisa Dorival. Na visão do diretor de Arte da Arcos Comunicação, Thiago Reis, o corpo docente universitário é formado em sua maioria por pessoas que não deram certo na publicidade e descobrem nas salas de aula uma alternativa para ganhar um “dinheirinho” extra. “O problema é que se tornam formadores de opinião e ministram aulas como quem apresenta um trabalho na feira de ciências da terceira série”. Ele destaca que os professores não possuem bagagem profissional alguma, Helvio Maciel, diretor de Criação da Conceito Comunicação (SE)

18

apenas com o diploma na gaveta, e transformam o curso em um verdadeiro martírio para alunos que se dedicam e estudam por conta própria ou ingressam de forma antecipada no mercado de trabalho. ERA MELHOR ANTIGAMENTE – O estudante de Rádio e TV e profissional de pós-produção, com atuação na área de animação, Bruno Cavalcanti (PE), diz que, em relação à área criativa como um todo, é notável que publicidades mais antigas e com menos recursos tecnológicos marcaram a história da propaganda brasileira. E nem é preciso ir ao Sul do país. É só lembrar de comerciais primorosos como os da Casas José Araújo, feitos por Carol Fernandes. Ele acredita que são ideais pra lá de nordestinos, que marcaram uma geração da nossa publicidade. Bruno diz que são vários "lenga-lengas" que se ouve, como o de que as faculdades não preparam bem os alunos para o mercado atual, como também que hoje em dia existem muitos "micreiros" trabalhando na profissão. “Devemos levar em conta que o mercado mudou, mesmo com todas as facilidades atuais, tudo é feito 'pra ontem'. Não sei dizer ao certo o porquê a criação está em crise e porque vivenciamos anúncios extremamente repetitivos e enfadonhos”. Todavia, o ex-presidente da Associação Brasileira de Agências de Publicidade (Abap – PE) e sócio-diretor da Mart Pet Comunicação (PE), Edison Martins, brinca e diz que ouve essa história de que as campanhas eram melhores antigamente, desde que usava fraldas na profissão. “Nada é como antigamente. Temos que nos inspirar no passado só pra impulsionar para o futuro. Sem melodrama ou nostalgia”, enfatiza. Mas, para o publicitário, diretor de arte e, atualmente, freelancer, Guilherme Carvalho (PE), hoje em dia há muitas agências com crise de identidade, e sabem que precisam se renovar criativamente, mas continuam se apegando a conceiGilberto Strunck, sócio-diretor da Dia Comunicação (SP/CE/RJ)


Bruno Cavalcanti, profissional da área de animação (PE)

tos, procedimentos e fórmulas que muitas vezes já não obtém o mesmo resultado. “A realidade é que a cada dia que passa, as agências de publicidade estão perdendo cada vez mais profissionais de criação para as agências digitais, escritórios de design e para o mercado promocional”, lamenta. Mas, a falta de profissional no mercado não é uma explicação, nem justificativa, para falta de criatividade no ramo publicitário. O designer e blogueiro Luiz Ricardo Sampaio acredita que, talvez, o que falte é o direcionamento do pensamento criativo. Para ele, coisas do tipo “antigamente as propagandas eram mais criativas e muito melhores”, é uma associação à frase “as coisas de antigamente são melhores”, ou seja, tem-se a ideia que as coisas feitas há tempos atrás são mais duradouras, de melhor qualidade, mais trabalhadas. “O que, por sinal, é verdade. Mas isso não implica em dizer que as coisas de hoje são ruins. São boas, tanto quanto as do passado”. Com 30 anos de carreira, o sócio-diretor de Arte da Italobianchi, Luciano Melo, afirma que há sim falta de criatividade no setor de criação. Pior, há o excesso de ego. Luciano crê que sobra vaidade e isso atrapalha no resultado da criação. “Há muita pirotecnia na publicidade hoje e não há preocupação com a comunicação da ideia. É preciso lembrar que o cliente tem um produto para vender”, diz. Os profissionais estão dando prioridade ao bom uso dos recursos gráficos em detrimento da boa e velha “sacada”. “Temos que procurar a sutileza, o bom gosto, o charme”, explica. Na opinião do designer gráfico, professor, autor de livros e sócio-diretor da DIA Comunicação (SP/CE/RJ), Gilberto Strunck, os talentos estão onde sempre estiveram. Como em qualquer profissão, existe uma pequena parcela de pessoas criativas, que realmente fazem a diferença, mas que ainda precisam ser lapidadas. “Se essas pessoas tiverem a oportunidade de passar por boas faculdades, certamente irão

Luiz Ricardo Sampaio, designer e blogueiro

'lapidar' suas qualidades. Não me recordo de épocas com explosões de talentos. Sempre existem pessoas talentosas. O importante é que elas tenham oportunidades de aflorar, nas melhores escolas ou empresas”. ASSANDO O BRIEFING – Questionamos se parte da raiz do problema criativo não passaria pelo briefing e se a culpa não poderia ser do atendimento, que não sabe passar as informações corretas para o setor de criação pensar e desenrolar. Entretanto, bem humoradamente, Edison Martins diz que briefing não é bife pra ser bem ou mal passado. “Ele tem que ser bem conversado, bem falado, bem discutido e bem estudado. Dá pra escrever um compêndio cheio de coisas inúteis e vazias e um concentrado em uma frase que norteie toda a comunicação do cliente. Mas o inverso também é válido 'favor procurar o signatário' dá pra trocar por 'pega que a batata tá com você'”. A designer Geovana Vieira diz que no caso de sua empresa, a Lead Assessoria (PE/SP), que atua na área de criação, promoção e eventos, é ainda mais difícil pela expertise em promoção da agência, que exige rapidez, sensibilidade e boas ideias. “O tempo não é lá muito nosso amigo, então aqui é importante que os setores de criação, atendimento, planejamento e produção sintonizem juntos. o briefing e a identidade/campanha do cliente o mais rápido possível. Essa agilidade facilita muito a aprovação de projetos e fortalece a parceria com o cliente, ansioso por soluções práticas e criativas. O objetivo é respeitar o DNA do cliente e pensar fora do quadrado”. TALENTO NO PORTFÓLIO – Edison Martins diz que para seguir a carreira na área de criação, é preciso ter cultura geral e irrestrita. Tem que ter brilho no olho e vontade de transformar o mundo na comunicação. Tem que ter ideias que ultra19


Sérgio de Souza Falcão, diretor da Multiagência TC (PE)

assem todas as mídias, mas sem perder o bom gosto estético e uma linguagem textual inteligente e não óbvia. “Um bom portfólio, um blog, um site é a primeira impressão, é uma ótima isca para querer conhecer a pessoa. E um bom portfólio começa vendo os bons. Tem muitos e muitos na internet”. O idealizador e editor geral do site GogoJob (www.gogojob.com.br), Bob Ferraz já trabalhou em várias cidades do Brasil, como João Pessoa, Recife e Rio de Janeiro, e já passou por grandes agências, como NBS (Rio de Janeiro), TBWA Lisboa e Leo Burnett Lisboa. Atuou tanto como redator como diretor de criação. Há quatro anos mora em Lisboa, onde trabalha como redaAlfredo Galamba, designer e gerente do CTG

20

tor na agência Torke. E ele diz que, sinceramente, não acha que há falta de bons profissionais e nem que os portfolios estão menos criativos. “Acho que a cada dia que passa as pastas perdem mais a pertinência ao mercado em que estão inseridas. Querem criar pasta no estilo da propaganda feita na Europa, Nova Iorque ou em São Paulo e, esquecem do toque regional e das especificidades do Nordeste”. Em São Paulo há uma concentração grande de talentos, agências, clientes, mas isto não significa que as outras regiões não vêm crescendo. De acordo com o coordenador dos cursos de criação Miami Ad School/ESPM e diretor de Criação ESPM São Paulo, Paulo André Bione, “não importa de que lugar você veio. Não importa sua cor ou sexo. Não importa se você fala inglês, português ou chinês. O que importa é sua capacidade de ter ideias novas, diferentes, desformatadas”. Paulo André recomenda aos estudantes: “não venham com uma pasta de escola. Mesmo quem nunca fez estágio, precisa de um bom portfolio. O mercado não aceita amadorismos. Os portfolios hoje precisam ser tão bons quanto os portfolios profissionais. Então corra, estude, leia e aprenda a fazer um portfólio de verdade. É assim que fazemos na Miami Ad School/ESPM”. PROFISSIONALIZAÇÃO – Bob Ferraz ressalta que no GogoJob, são postadas uma média de cinco a dez vagas por dia e todas as pessoas chamadas são avaliadas pelo currículo ou portfolio, e não pelos amigos que possuem. “Nestes dois anos, foram quase cinco mil vagas divulgadas, que ficaram abertas a todo o mercado. Na maioria dos casos, se não conseguem algo melhor, é porque não estão melhores do que eram, seja profissionalmente, em termos de contato ou as duas coisas”. Bob acredita que o Geovana Vieira, designer da Lead Assessoria


mercado vive um momento de transição e todo curso que tentar ensinar este novo jeito de comunicar será útil. “Existem muitos cursos bons no Nordeste, normalmente em formato de workshop ou palestra. Se querem fazer algo mais intensivo, sugiro a Escola Cuca, em São Paulo, e a Hyper Island, na Suécia”. Em se tratando de caminhos da profissionalização, reciclagem e atualização criativa, Paulo Andre Bione, explica que a Miami Ad School/ESPM é uma das melhores escolas de criação do País e a escola brasileira mais premiada do mundo. “Nossos alunos ganham prêmios antes de terminar a escola. Nossos professores são das melhores agências. Nossos alunos têm o melhor networking do mercado. Podem trabalhar nas agências mais reconhecidas do mundo através do nosso exclusivo programa internacional chamado Quarter Away. A MAS/ESPM é uma ótima opção para quem quer transformar sua vida criativa”. No Quarter os alunos podem estudar numa de suas nove escolas espalhadas no mundo (South Beach, NY, São Francisco, Mineapolis, Berlim, Hamburgo, Madrid, Stambul e México) e estagiar numa das 50 agências credenciadas no programa. Agências como Droga 5, Crispin & Porter, Jung Von Matt Alemanha, DDB Chicago, Ogilvy Paris, Saatchi & Saatchi Moscou. Só para citar algumas. O designer e gerente do CTG Salesiano, Alfredo Galamba, saiu do mercado há vários anos. Hoje atua em gestão educacional para segmentos da comunicação e vê em números, enorme quantidade de estudantes, mas

Luciano Melo, sócio-diretor de Arte da Italobianchi

profissionais também, querendo maiores capacitações e aprofundamentos. “O que falta são especializações dos profissionais. Não falo que as instituições de ensino não ofertem. Ofertam e muito, mas uma graduação somente nem sempre dá todos os nortes necessários. Os profissionais têm que continuar a procurar cursos, workshops e afins para ampliarem o universo profissional, como também o expertise. Nem tudo que está na prateleira faz bem ao coração. E para o design, marketing e publicidade não é diferente. Não basta trabalhar num Apple Mac high End e ter os melhores programas instalados, se não soubermos em qual momento criar uma peça mais clean , outra mais over e voltada para o público-alvo correto A ou B”. Toddy Holland Object

Bob Ferraz, idealizador e editor geral do site GogoJob

Lula Carvalho, diretor de Atendimento da Faz Comunicação (PB) 21


Fabiana Constantino

SBT COMEMORA 30 ANOS O SBT chega a um marco em sua trajetória. A emissonacional, o SBT tem como prioridade satisfazer o telespectara comemora seu aniversário de 30 anos. Essa história de dor brasileiro levando entretenimento e informação. Com sucesso começou no dia 19 de agosto de 1981 quando o Siste108 emissoras, que cobrem 98% do território nacional, a ma Brasileiro de Televisão (SBT) entrava no ar com a transmisemissora está no lar de mais 170 milhões de brasileiros. são ao vivo da solenidade de assinatura da concessão, realizaCOMEMORAÇÕES - A festa dos 30 anos do SBT começa da no Ministério das Comunicações, em Brasília. Para concom a volta do crescimento da audiência. Neste ano, o SBT quistar os sete canais, que pertenciam à extinta TV Tupi, proconsolidou-se como a emissora da classe C, a classe que mais priedade do empresário Assis Chateaubriand, profissionais se cresce no País. E é com o seu público, essencial nessa trajetóengajaram no projeto audacioso de fundar a mais nova emisria de sucesso, que o SBT quer festejar, ao lançar a campanha sora do país. O antigo canal 11, no Rio de Janeiro, já pertencia “SBT. 30 anos com você.” ao Grupo Silvio Santos. A agência Publicis preparou Determinado por lei a prea campanha com novo logotipo, encher doze horas de programação novo slogan, e nova identidade visudiária, o SBT exibia filmes, deseal, veiculada nas principais mídias. O nhos, jornalismo e o Programa Silvio conceito da campanha “SBT. 30 Santos, que entrou para o recorde anos com você” nasceu do desejo do Guiness Book como o programa da emissora de celebrar a data com mais antigo da tevê. À época, o apretodos os brasileiros. Os artistas da sentador Silvio Santos já era popular emissora também são destaque na e conhecido em todo o país. Antes comunicação, que conta com um do canal de TV, o Grupo Silvio Sancomercial exibido ao longo da protos era uma empresa de renome gramação do SBT. Foram criados que comercializava anúncios de anúncios para veiculação nos principublicidade, além de produções pais jornais e revistas do país, além artísticas. Com a proposta inicial de de um encarte interativo em que difusão cultural para as classes mais post its coloridos cobrem a palavra populares, a emissora evoluiu e você, formada sob um mosaico com cresceu gradativamente, conquisO Programa Silvio Santos entrou para o Guiness fotos de telespectadores. Em um Book como o programa mais antigo da tevê tando espaço e credibilidade nas dos anúncios que destaca a progracomunicações. mação da emissora o título diz: “Um canal que tem tudo para A identidade da emissora foi construída com o sucesagradar quem mais importa: Você”. A emissora também receso de programas comandados por Flávio Cavalcanti, Hebe be adesivos especiais em seus espaços internos, em uma ação Camargo, Lolita Rodrigues e Airton Rodrigues, Jota Silvestre, de endomarketing que vai chamar a atenção dos funcionários Jacinto Figueira Jr. (o homem do sapato branco), a série Joana, e visitantes da emissora. com Regina Duarte, a minissérie internacional Pássaros FeriAlém disso, os perfis sociais no Twitter (@sbtonline) dos, estrelada pelo ator Richard Chamberlain, além de uma e no Facebook (www.facebook.com/SBTonline) ganharam seleção privilegiada de filmes. nova roupagem associada aos 30 anos. O novo site do SBT Hoje, com cerca de quatro mil funcionários na rede 24


www.sbt.com.br também foi modernizado. Utilizando a mesma identidade visual da televisão, o site tem novo leiaute, mais moderno e dinâmico, usando cores para diferenciar cada categoria. Além disso, a programação ganhou novo formato, com mais informações sobre as atrações, assim como a página de filmes, o SBT Vídeos, com melhor identificação do conteúdo, e as promoções, com mais facilidade para o internauta que deseja participar. Uma dessas promoções é a “30 anos 30 carros”. Até o dia 3 de dezembro o SBT vai premiar os telespectadores com 30 carros. O público participa de um quiz com perguntas sobre os 30 anos do SBT via SMS, ao custo de R$ 1,99 cada mensagem. A cada resposta, o participante recebe um número da sorte, com o qual concorre a dois sorteios semanais, às quartas e sábados. São dois carros por semana até dezembro.

O departamento de jornalismo vem recebendo atenção e investimentos especiais. O atual sistema digital de automação da redação, o LEIGHT, está sendo substituído por um dos mais avançados sistemas da AVID à disposição no mercado. Com isso, o departamento de jornalismo ganhará em agilidade e qualidade de produção. O sistema AVID/ISIS será responsável pela integração de todo o material jornalístico produzido pelo SBT, sejam conteúdos dos telejornais ou dos programas jornalísticos como o SBT Repórter e o Conexão Repórter. O sistema possibilitará que vários profissionais manipulem simultaneamente o mesmo material, fazendo diferentes edições com diferentes finalidades e agilizará o processo de produção e envio do conteúdo do jornalismo para a WEB e Móvel. E o mais importante, levará o jornalismo para a era HD. O SBT será o pioneiro na utilização do novo sistema HOMENAGEM - Em festa AVID/ISIS, além de passar a ter organizada pela emissora, os a maior estrutura desse fabrifuncionários do SBT foram cante no Brasil. Até novembro a homenageados pelo empresáimplantação do novo sistema rio e comunicador Silvio Sanestará concluída. O investitos. Em discurso de agradecimento mudará obrigatoriamento, Silvio Santos ressaltou a mente o servidor de armazeimportância de cada um dos namento e produção dos conmais de quatro mil funcionários teúdos dos telejornais e proda casa na construção da emisgramas jornalísticos e o parque sora. “Hoje estamos fazendo de edição. Os investimentos 30 anos. Eu acho que fui abennos sistemas de captação farão çoado pela sorte. Uma das parte de um projeto específico. maiores sortes que eu tenho é Utilizando a mesma identidade visual da televisão, o site Para a diretoria técnica do SBT, fazer com que meus funcionáriganhou novo leiaute; mais moderno e dinâmico a renovação constante do paros me admirem, e eu tenho um que técnico da emissora é fundamental ao acompanhamento carinho todo especial pelo SBT”. da demanda crescente de produção de conteúdo. EXPOSIÇÃO - Para relembrar esses 30 anos de história, o Muba – Museu Brasileiro de Belas Artes lança a exposição Assim como a emissora, a marca também “SBT 30 anos”, que reúne um acervo inédito com o melhor do evoluiu ao longo dos 30 anos arquivo de vídeos, fotos, objetos de cena e figurinos originais da emissora. A exposição fica em cartaz até 24 de outubro. Atualmente, 64% da exibição do SBT é de programação própria o que significa aproximadamente 16h/dia produzidos no CDT/Anhanguera. Não é um parque técnico qualquer que consegue atender com qualidade demandas como essas. A produção digital do SBT é de 109h/semana, sendo que 26,5h/semana são em HD. A programação ao vivo ocupa 28,6% da grade. Estão sendo investidas algumas dezenas de milhões de reais para a implantação da transmissão digital. O SBT foi a primeira e única emissora brasileira a desenvolver e transmitir interatividade 24 horas por dia. 25


A VEZ DO CLIENTE

VOU DE BIKE... Maíra Passos Fabiana Constantino

A piauiense Houston, de bicicletas, fitness e ventiladores, completa 11 anos com R$ 5 milhões investidos em mídia somente este ano no lançamento de duas rodas da linha Rebelde Partindo do Piauí sob duas rodas, a Houston percorla Rebelde, sucesso adolescente que mistura história da vida reu todo o país e hoje é a maior fábrica de bicicletas das Améteen com música. Com isso, ela vai marcar seu nome definitiricas, com a matriz e parque fabril em Teresina (PI) e sede vamente na história da TV brasileira e comemorar mais um comercial em Jundiaí (SP). A empresa, que fabrica ainda equiano de sucesso, repetindo o que foi 2010”. Essa parceria é materializada na nova linha de biciclepamentos de ginástica e ventiladores, pertence ao grupo Clautas Rebelde, produtos licenciados junto à Televisa Mexicana e a dino (vestuário, colchões, rede de varejo, shoppings, publiciRecord Entretenimento, que já chega às lojas neste segundo dade, construtora etc.) e possui mais de 900 funcionários. Considerada a mais moderna e verticalizada fábrica semestre. Com planos de produzir um milhão de bicicletas das Américas, por fazer seus componentes como: garfo, bagaaté o final deste ano - levando em conta que os investimentos geiro, paralamas, aro de aço, chapinhas, da nova fábrica em Manaus não diminuigancheira, canote, roda plástica, aro de rão a produção da fábrica de Teresina -, a alumínio e raio do aro, a Houston tem Houston apostou nesse licenciamento capacidade para produzir 1,1 milhões de como forma de aumentar seu market bikes por ano, a estimativa do grupo é share no público adolescente. “O lançamento da linha Rebelde que até o final de 2011 seja ultrapassadas posiciona muito bem o nosso produto 900 mil unidades produzidas (750 mil em relação à concorrência. É inegável o foram produzidas em 2010). Alguns modelos de bikes da sucesso que a novela está conseguindo. Houston já possuem 86% de suas peças Aliar nossa marca à da Rebelde é de produzidas no Brasil. “Nenhum outro importância estratégica enorme”, conta fabricante possui essa produtividade no Claudino Junior. Desde o ano passado, a Brasil. Essa eficiência na produção e na Houston investiu R$ 20 milhões em qualidade dos produtos faz com que a maquinário e R$ 13 milhões em mídia, empresa já tenha em torno de cinco mil refletindo parte da estratégia de se posiclientes, podendo atingir a marca de seis cionar entre as principais marcas de bicimil em breve”, comemora o diretorcleta no Brasil. Um exemplo disso é o crescipresidente, João Claudino Junior. Assim, a expertise central da mento de 22% apenas no primeiro triempresa são as bicicletas, corresponmestre de 2011. A linha Rebelde é comdendo a 68% do faturamento, ventiladoposta por dois modelos Aro 26, um mais res 30% e equipamentos de ginástica Paulo Rubens, diretor de radical que inclui suspensão no quadro e Marketing da Houston 2%. E o conceito que a Houston quer no garfo e outro mais “light”, para quem passar é de uma vida mais saudável através dessas duas rodas, está em busca de pedaladas mais tranquilas em parques ou tornando-se um meio de transporte consciente e sustentável. ciclofaixas. “A empresa fechou 2010 com crescimento de E para repassar essa imagem, a marca investe potencialmente 25% no faturamento e conquistou 15% do mercado de biciem comunicação. cletas (no início do ano, estava com 12%). Os números retraSegundo o diretor de Marketing, Paulo Rubens, protam a ambição da empresa e o que aguarda para 2011, crescipaganda e merchandising são de grande importância para a mento de 30%”, diz o diretor de Marketing. companhia que só este ano teve duas parcerias fechadas com O diferencial dos produtos é a possibilidade de persoRede Record e SBT, totalizando mais de R$ 5 milhões investinalização da bicicleta, já que cada unidade vem com uma dos em mídia. “A empresa piauiense está participando da noveexclusiva cartela de adesivos que pode ser usada da maneira 26


Modelo Rebelde, licenciado junto à Televisa Mexicana e a Record Entretenimento A Houston tem capacidade para produzir 1,1 milhões de bikes por ano como o consumidor desejar. Paulo Rubens lembra que os maiores cases da Houston estão nas parcerias de merchandising que a marca firma com redes de televisão brasileiras. “Após o sucesso na novela Passione, na Glogo, em 2010, a empresa apostou este ano parcerias com a Rede Record (Rebelde) e o SBT, no programa Domingo Legal”. O diretor completa explicando que a Houston possui outros projetos e campanhas de marketing, parcerias com rádios e TVs, relacionamento com clientes, PDV e ações no portal euvoudebike.com, que estimula o uso da bicicleta como veículo de passeio e de transporte, engaja pessoas, motiva participações e experiências virtuais. “E o 'Vamos Rodar' vai continuar sendo a bandeira disseminada pela empresa no país, chamando as pessoas de norte a sul para o uso da bike como um veículo ecologicamente correto que proporciona saúde, bem estar e aproxima as pessoas. Com isso, a empresa espera, cada vez mais, a consolidação no mercado de bicicletas com ações de manutenção, lançamentos e muitas novidades”. Para Rubens, o sucesso da empresa se deve também, além do forte investimento em marketing e ações ligadas aos benefícios das pedaladas à vida saudável, como meio de transporte que não prejudica o meio ambiente, à qualidade de seus produtos aliada ao preço no ponto de venda. Além disso, a empresa realiza outras ações, como o incentivo ao esporte, no apoio ao ciclista Eduardo Ramires, técnico da seleção brasileira olímpica de mountain bike. A empresa também é patrocinadora de vários eventos esportivos no Brasil. “Mas não é só no esporte profissional que a Houston está engajada, a empresa incentiva competições internas além de apoiar vários passeios ciclísticos e manter a equipe Houston Bike Show”, finaliza.

Skinny bike Top S

Modelo Frontier T7

Modelo Houston Ônix FV 27


Edu Coelho edu@cappuccinodigital.com.br

AGÊNCIA ESPECIALIZADA OU FULL SERVICE É comum no mercado publicitário ouvirmos discussões intermináveis sobre esses dois opostos modelos de trabalho. De um lado, temos agências se posicionando como 360 graus ou Full Service e de outro, agências especializadas. Em uma rápida análise poderíamos dizer que uma marca que é atendida por uma única agência Full Service, teria a sua comunicação totalmente alinhada, porém não consigo deixar de me perguntar se isso é necessariamente verdade ou até mesmo viável. Considerando os tempos modernos onde a interação de pessoas, empresas, público é cada vez maior, penso que o trabalho colaborativo pode ser facilmente desenvolvido por duas ou mais agências que estejam comprometidas e alinhadas com os objetivos de uma marca, eliminando assim, essa questão do alinhamento da comunicação como o maior benefício do modelo Full Service. Pensando na vantagem do ponto de vista da marca que contrata uma única agência, além do “suposto alinhamento”, elegeria dois benefícios relevantes desse modelo, sendo eles a concentração dos contatos em uma única agência, o que economizaria muito o tempo dos gestores de marketing e o poder de barganha que deixa qualquer setor de compras muito feliz.

Por outro lado, como três grandes desvantagens, eu elegeria o risco de colocar toda a estratégia de comunicação nas mãos de apenas uma agência, a falta de foco e expertise. Especialistas, em minha visão, são mais qualificados para a construção de estratégias de suas áreas focais. Fica aqui a pergunta: Podemos ter na medicina um único médico capaz de nos atender plenamente? Sabemos que o papel do Clínico Geral é de encaminhar pacientes para os especialistas. Não seria esse o caminho natural também para o mercado da comunicação? A questão talvez seja quem nessa indústria fará o papel deste profissional. Seria o time de marketing das marcas ou uma empresa de consultoria? Com relação a essa última questão, confesso que não saberia dizer quais das duas opções seria melhor, porém penso que fazer tudo em um mesmo lugar quando analisado sob a ótica empresarial me parece um tanto arriscado. Mesmo existindo teorias de investimento concentrado eu me arriscaria a dizer que o caminho mais prudente seria a diversificação dos investimentos. Ou seja, acredito na especialização das agências e na constituição de boas parcerias entre elas!


Ricardo B. Labastier JC Imagem

Equipe do Blog

MUNDOBIT:

A era da tecnologia vem crescendo cada vez mais e carregando uma legião de fãs. Aparelhos eletrônicos estão surgindo com rapidez possuindo várias funcionalidades. Foi o tempo de mandar carta, marcar reunião com amigos por telefones e só saber as notícias mundiais por televisão ou jornal impresso – que chegavam no outro dia do acontecimento. Hoje, vivemos no presente mais que presente, tudo é pra já. As notícias envelhecem rápido, ou seja, estamos na era da instantaneidade. O universo respira Tecnologia da Informação (TI) e foi pensando na demanda crescente sobre esse assunto que o Portal NE10 criou o blog MundoBit – espaço voltado para notícias sobre o mundo da tecnologia com enfoque para o público pernambucano. “Por sermos um portal e estarmos naturalmente em várias mídias digitais, tratar o tema tecnologia sempre foi um caminho previsto. E a gente percebia isso diariamente, pois sempre que publicávamos matérias de TI, o número de acessos e compartilhamento via facebook e twitter subia muito. Chegamos até a fazer uma enquete, no próprio facebook e o tema foi um dos mais votados para fazer parte da pauta diária do NE10. Com isso, juntamos a vontade de fazer à demanda e nasceu o MundoBit, para concentrar em um único espaço os assuntos ligados à tecnologia da informação, de forma descomplicada, direta e, o mais importante, com assuntos que

interessam ao público pernambucano.”, afirma o editor do NE10, Gustavo Belarmino. O blog MundoBit procura tratar de assuntos de interesse geral, sem “tecnologiquês”, que estão divididos em tecnologia, telefonia, consumo e games e internet. Porém, Gustavo Belarmino, ressalta que um blog é sempre dinâmico e a criação de novas seções só depende da necessidade que a equipe vai notando com o passar dos dias. “O próprio leitor do blog nos dá esse direcionamento. Na primeira versão, é sugestão. Depois é construção e colaboração coletiva. Essa é a ideia do MundoBit.”, complementa o editor. O público é muito variado e, por isso, a ideia é tratar de vários temas, sempre com enfoque voltado para Pernambuco e para o Nordeste, pois Recife abriga um dos maiores centros de tecnologia do Brasil. Com isso, o Mundo Bit, quer ao mesmo tempo, informar e divertir seus leitores com uma linguagem leve e descontraída. O blog está integrado com as redes sociais (Twitter, Facebook e Orkut) e na versão móvel também. Por enquanto, a meta do Mundo Bit é fortalecer com assuntos, criar hábito nos frequentadores (como por ex, toda semana temos "a semana em games", voltado para esse público específico), conquistar a audiência, como é marca forte nos demais blogs do NE10, e depois disso partir para outras estratégias. 29

Swã Medeiros

O MUNDO TECNOLÓGICO DO NE10


DE OLHO NA CAMPANHA

TIM LANÇA A MAIOR CAMPANHA DE “VOCÊ, SEM FRONTEIRAS” TIM lança maior campanha institucional desde o reposicionamento de sua comunicação. Criada pela Neogama/BBH, ação, composta de seis filmes e mídia exterior, será veiculada até o fim do ano. É o maior esforço de comunicação institucional da TIM desde o reposicionamento de sua comunicação, promovida pela Neogama/BBH em março de 2009, quando a marca passou a assinar o conceito “Você, sem fronteiras”. O intuito da mudança de posicionamento foi o de, através da exposição de fatos marcantes e surpreendentes da história recente que denotam como o mundo está mais receptivo à inovação, mostrar que a TIM estava próxima do seu cliente, através de diversas soluções de telefonia. Dentro do mesmo princípio, a nova relaciona as quebras de paradigma em curso no mundo às mudanças que a TIM está fazendo para seus consumidores, tornando seus produtos acessíveis a todos e, assim, contribuindo para o amplo fluxo de comunicação e tráfego de informação. Os filmes mostram situações em que os produtos e serviços da TIM revolucionaram a categoria, fazendo a diferença na vida das pessoas. A campanha trata de um assunto específico (Internet, SMS, Ligações e DDD) e um de “x”, que será veiculado exclusivamente na internet.

“CONFIANÇA” É O MOTE DOS CORREIOS Confiança é mote da nova campanha da Link para os Correios. Uma marca que é patrimônio nacional transportando um bem muito valioso, a sua marca. É essa a ideia que a Link Comunicação & Propaganda, agência pernambucana, explora na nova campanha institucional dos Correios, em todo o país. A ação inicia com um filme de 30 segundos e um spot para rádio e será seguida por uma série de anúncios impressos. Nas peças, a Link chama atenção para a tradicional relação de confiança entre os clientes e os Correios, estabelecida por décadas de bons serviços prestados. Assim como nas campanhas anteriores, mantém-se a vinheta “Eu e Correios, Correios e eu”, uma paródia da música “Eu e você, você e eu”, de Tim Maia, pensada para reforçar essa proximidade da empresa com todos os brasileiros. A ação é voltada para os clientes empresariais, especialmente os pequenos e médios empreendedores, para os quais os Correios são imbatíveis na oferta de soluções sob medida a preços competitivos, da entrega de documentos ao despacho de mercadorias. 30


BALLANTINE'S DIRECIONA CAMPANHA PARA PÚBLICO JOVEM O uísque premium Ballantine's, do grupo Pernod que desenvolveram uma mecânica composta de várias etapas Ricard, direciona sua nova campanha nacional para o público e opções para o “Concurso Ballantine's Beat Club”, mas tudo jovem, a partir de 25 anos, para atingir e estreitar a relação focado no Facebook. Na rede social, podem participar de desse novo target com a marca. O foco, porém, é nas cidades pessoas de todo Brasil, dando a chance a elas de revelar seu de Recife (PE) e Salvador (BA) “porque 45% do volume deste talento e deixar sua marca. Para participar do concurso dos DJs, segmento de bebida é consumida no Noros candidatos deverão postar os seus sets no deste, sendo a capital pernambucana a maior facebook.com/ballantinesbr. “Estou ansioso consumidora dele na região”, explica o para saber quem será o ganhador que estará gerente de grupo das marcas premium, Rafael ao meu lado durante o meu show no Recife. Souza. O gancho principal da ação é a parNas outras apresentações que fiz no Brasil, vi ceria com o internacional Tiësto, um dos DJs o entusiasmo dos brasileiros com música mais renomados da música eletrônica coneletrônica. Tenho certeza que encontrarei temporânea e ícone do público que curte a um grande talento”, diz Tiësto. Os demais batida nas pistas do mundo afora. A novidade consumidores poderão participar de ações resulta no lançamento de um dos maiores paralelas na fan page da Ballantine's, concorprojetos da marca: o Ballantine's Beat Club, rendo a prêmios personalizados da marca. A Ballantine's coloca ainda um aplicaque terá um concurso online para eleger o DJ tivo para entreter o internauta na rede, onde revelação que abrirá o show Ballantine's as pessoas poderão elaborar nova música Presents Tiësto, no Recife, no dia 21 de outuRafael Souza, gerente de grupo eletrônica, ao incluir elementos, vozes e bro. das marcas premium O gerente conta que a junção do novas batidas. Quanto melhor o som, mais uísque com Tiësto foi devido a ele ser um fenômeno da egente irá dançar e participar de uma balada online. Já para o music mundial e da sua identificação com os atributos da marfinal de ano, a marca prepara dois packs especiais: um contenca. “A música é uma ferramenta extremamente forte para se do uma garrafa de Ballantine's Finest com fone de ouvido e o expressar e mostrar a sua essência”, pontua Souza, compleoutro com uma garrafa de Ballantine's Finest acompanhada de tando que o projeto vem para convidar os consumidores que miniaturas de Ballantine's 12 anos e 17 anos. gostam de ouvir música, sair à noite e fiéis a seus valores e à Tiësto, um dos DJs mais renomados da música sua essência, a vivenciarem esses conceitos. eletrônica, faz parceria com a Ballantine’s A nova plataforma de comunicação da marca é composta por um plano que envolve ações no Facebook, edições limitadas da bebida, packs especiais, divulgação na mídia impressa e online, além de ações nos pontos de venda. Rafael Souza diz que na estratégia serão mostradas toda a família Ballantine's, mas com foco no Ballantine's Finest. “E escolhemos a rede social como ferramenta principal do Ballantine's Beat Club porque detectamos que o jovem está cada vez menos vendo TV e lendo jornal. Hoje, uma marca que queira ganhar visibilidade tem que trabalhar na rede social que é onde os jovens estão”. Agências de publicidade responsáveis foram a Publicis, agência global da marca, e a Agência EC, ações digitais, 31


NA WEB http://ecommercenews.com.br/ O E-Commerce News é um site voltado para profissionais de todas as áreas, com enfoque nos assuntos do e-commerce no Brasil e no Mundo. Ele é dividido em segmentos de notícias, artigos, glossário, contato e multimídia. O usuário tem espaço para enviar sugestões com relação às informações e comunicar e interagir com os perfis das redes sociais que o site possui. O acesso aos conteúdos é gratuito.

www.proteve.net/principal.html

A Proteve é um site que oferece aos profissionais da área da comunicação social dicas e informações sobre elementos voltados para esse campo. Os conteúdos são abordados por técnicas, passo-a-passo, áudio profissional e vídeos. Os assuntos permeiam de televisão a mixagem de áudio.

PRÊMIO UNIVERSITÁRIO DE MARKETING PROMOCIONAL Foi dada a largada para o Promojob 2011. O prêmio universitário de marketing promocional baiano foi apresentado aos docentes das principais instituições de ensino superior de Salvador e Região Metropolitana. Depois de se inscrever, os estudantes são desafiados a criar uma campanha de promoção completa para o cliente a partir de um briefing. Essa campanha é avaliada por uma banca de jurados formada por profissionais do mercado baiano. A equipe que acumular mais pontos em cada item avaliado já entra no mercado de trabalho com um prêmio no currículo! A rotina dos profissionais de marketing promocional se transformou em uma experiência que reuniu o conhecimento acadêmico à vivência real de uma agência no Promojob 2009. O briefing propunha a criação de uma campanha promocional para o cliente com o tema Copa do Mundo em apenas uma semana. Apesar do prazo, o sucesso foi inesperado até mesmo para a Invent: os inscritos totalizaram 415 participantes em quase 100 equipes matriculados 11 cursos diferentes de 15 instituições de ensino superior baianas. Professores e coordenadores da UFBA, UCSal, Unijorge, Unifacs, Faculdade Maurício de Nassau, Faculdade Ruy Barbosa, Faculdade 2 de Julho, Faculdade Hélio Rocha estiveram presentes no almoço realizado pela Invent Promo. Na ocasião, o sócio-diretor da agência e idealizador do Promojob explicou como funciona o Promojob, quais são as novidades da iniciativa e apresentou o novo site e blog, que já estão no ar com notícias voltadas para os estudantes. “Este ano, além de reforçar as chancelas com a Ampro e da ABMP e do Promoview e apoios como Uranus 2 e 30 Segundos, conseguimos novos parceiros: a TVE, a Rádio Educadora e a Funclick. Queremos ainda mais parceiros abraçando essa iniciativa, que ajuda a desenvolver todo o mercado”, afirmou Sandro. Foi divulgado ainda o cronograma do prêmio, que já está disponível no site www.promojob.com.br. As inscrições começam no dia 3 de outubro e ações promocionais e o Circuito Promojob de Educação vão percorrer as instituições para divulgar o prêmio entre os estudantes. Segundo Sandro, já há um briefing pronto: “Só não podemos divulgar ainda. O que posso adiantar é que o tema vai fazer os jovens refletirem sobre suas escolhas”. 32


BASTIDORES

Sou um publicitário, um publicitário que tem uma vida política, uma formação política e histórica, que fez um curso de direito”. É assim que se define José Nivaldo Jr, deixando de lado as honras de ser autor de um best-seller e de sua segunda obra ter vendido mais de 300 cópias apenas no lançamento. “Eu não sou escritor, escritor é aquele que amanhece, anoitece, pensando em escrever, meu pai é escritor, eu sei escrever”. Autor de “Maquiavel, O Poder - história do Marketing”, José Nivaldo Júnior lançou recentemente o “Atestado da donzela 2, Paixão Fuxico e mistério” obra esta inspirada em um romance escrito pelo seu pai, em 1967. “Depois que escrevi Maquiavel, não quis fazer outro para concorrer com ele, aí este ano eu tive a ideia de escrever um romance, que seria a continuação de uma obra do meu pai. Eu sempre achei que o livro dele tinha potencial dramático que não se esgotou, com ações e histórias que poderiam ser desdobrados. Aproveitei o período de entressafra, quando termina as campanhas eleitorais, para escrever. Praticamente escrevi um capitulo em dois dias, mas ainda tem muita coisa pra revisar”. Apesar de não se considerar escritor, José Nivaldo Jr. tem uma relação bastante estreita com os livros. “Na infância eu lia obsessivamente, eu sou filho de casal de médicos e além de médico, o meu pai é um intelectual. Na infância eu li tudo do regionalismo, Jorge Amado, Hermilio Borba filho, Graciliano Ramos, pouco mais tarde Ariano Suassuna”. No escritório ou em casa, existem sempre muitos livros à sua volta, eram tantos que ele doou alguns ao Centro Cultural Manuel Lisboa. Mas esse apreço por livros deve ter um viés genético, pois seu filho, João Henrique Souza, também deixou frutos à literatura

e também lançou um livro este ano: “Óculos Blue”. “São três gerações de escritores, quem sabe o João Henrique não escreve o 'Atestado da Donzela 3', brincou com orgulho, José Nivaldo. Mesmo sem planos para próximos livros, José Nivaldo avisa que este ano a editora irá lançar uma edição especial em homenagem aos 20 anos do livro “Maquiavel, o Poder”. “Podem vir outros livros, mas não tenho planos. Posso até escrever sobre a obra de papai, quem sabe escrever sobre ele. “Não preciso trabalhar mais nada, posso trabalhar eternamente a obra dele que tem pano pra manga”. Além da leitura, o forró e Pernambuco são outras paixões suas, “Eu sou apaixonado pelo forró, gosto muito do frevo também, sou marcado pelas coisas de Pernambuco. Em alguns momentos a minha carreira teve destaque nacional, mas eu nunca deixei de morar em Pernambuco, nunca cogitei me mudar daqui, Pernambuco é a minha paixão”. Fato bastante presente no seu livro, O atestado da donzela é resultado das vivências deste publicitário que não se permite chamar-se escritor. “O livro tem muito de mim, mas não é autobiográfico, tem muito da minha vida, do meu viver”. Mesmo se tratando de uma ficção, os elementos presente no livro são o produto de significações pessoais, resultado daquilo que compõe a vida de José Nivaldo Jr: a forte ligação com seu pai, a linguagem pernambucana, os personagens - muitas vezes reais e natural de Surubim, cidade do interior do estado. “Então eu juntei essa receita e tentei fazer um livro que junte mistérios, humor, história de uma forma leve e agradável, para que as pessoas leiam e aprendam um pouco mais sobre vida, eu acho que o livro deixa uma mensagem”. 33

Stephanie Siqueira

UM PUBLICITÁRIO QUE NÃO PERMITE SER CHAMADO DE ESCRITOR


FICHA TÉCNICA

EDUCAÇÃO DE JABOATÃO Com o conceito “Na educação de Jaboatão o trabalho para”, a Dois Comunicação apresenta campanha criada para a prefeitura do município com foco nos investimentos, realizados pela atual gestão, na área de educação. A ação conta com outdoors, spots, filmes e anúncios para jornal e revista. Nas peças, os protagonistas são os próprios estudantes da rede municipal, demonstrando satisfação aos investimentos nas unidades de ensino, aquisição de equipamentos e nas iniciativas voltadas para a melhoria da qualidade do ensino. Agência: Dois Comunicação (PE) Cliente: Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes (PE) Atendimento: Aldânio Carvalho e Mara França Direção de Criação e Redação: Thiago Lins Direção de Arte: Filipe Cavalcanti Produção e Mídia: Sissy Martins Produção Fotográfica: Marcelo Ferreira Aprovação: Elias Gomes e Ronildo Albertim

AJUDA, UNIÃO E CONFRATERNIZAÇÃO Voltado ao segmento de pós-graduação lato sensu e cursos de extensão, o Instituto de Desenvolvimento Educacional (IDE Cursos) realiza campanha interna em comemoração aos seus cinco anos. As peças utilizam o conceito da mão aberta, que humaniza e propaga a ideia de ajuda, união e confraternização. A proposta é reforçar os cinco anos, como se alguém os contassem nos dedos. A BPM Comunicação assina a criação, que inclui logomarca comemorativa, imagem de background para redes sociais, banners, móbiles, camisas e bottons. Agência: BPM Comunicação (PE) Cliente: Instituto de Desenvolvimento Educacional (IDE Cursos) Atendimento: Bruno Pinheiro Direção de Arte: Diogo Rueda e Pollyana Patriota Produção Gráfica: Carolina Neves Aprovação: Nathália Melo e Higor Gonçalves

ESTRANHO É SER HOMOFÓBICO A Propeg criou um filme para o Grupo Gay da Bahia (GGB) preparando a chamada para a 10ª Parada. O filme, que trabalha com elemento surpresa, traz um ator interpretando um pai que diz amar o filho, mas sente vergonha dele, revelando somente no final que o motivo é o fato do filho ser homofóbico e praticar essa atitude com os amigos. Letterings avisam: ser gay não é estranho; estranho é ser homofóbico. Agência: Propeg (BA) Cliente: GGB Atendimento: Michele Estevez Criação: Paula Martins, Irene Carballido e Lucas Reis Direção de Criação: Ana Luisa Almeida, Ariston Quadros e Fabiano Ribeiro Produção RTVC: Cicy Freitas, Tiago Cavalcanti e Manuela Peixoto Mídia: Eder Galindo Aprovação: Marcelo Cerqueira 34


TRELOSO A Vitarella lançou mais um produto: os biscoitos Turma do Treloso, em embalagens de 100 gramas, nos sabores leite e chocolate. E a marca contou com a Arcos Comunicação para desenvolver toda campanha de lançamento. As ações contemplam: mídia em internet, vinheta em programas infantis, anúncios, backbus, outbus, materiais de PDV e spot para rádio. O objetivo é mostrar um mundo de fantasias onde os biscoitos fazem parte da brincadeira. A campanha acontece em PE, AL, PB, RGN, BA e SE. Agência: Arcos (PE) Cliente: Vitarella Atendimento: Lorena Leal, Renata Zanetti e José Luiz Libonati Direção de Criação: Carlos Renato e Marcus Oliveira Redator: Rafael Coutinho Diretor de Arte: James Williams e Laércio Jr. Produção Gráfica: Vânia Gomes Produção Eletrônica: Juliana Sarda e Júlia Menescal Foto: Chico Barros Tratamento de imagem: Daniel Xavier Aprovação: Marina Lemos, Renata Carvalho e Renata Samico

VERACEL Preocupação com o meio ambiente, desenvolvimento sustentável e oportunidade. Esses são os objetivos da baiana Veracel. Para divulgar as ações da empresa junto às comunidades em que atua, a Viamída criou uma campanha com peças que exploram tons de verde e elementos da natureza. As chamadas falam das oportunidades de emprego, os avanços econômicos na da Bahia e da responsabilidade com o meio-ambiente. A veiculação é em jornal, outdoors e placas posicionadas estrategicamente nas cidades onde a Veracel está presente. Agência: Viamídia (BA) Cliente: Veracel Atendimento: Milena Tapioca Diretor de Atendimento: Americo Neto Direção de Redação e Criação: Neca Boullosa Diretor de Arte: Augusto Cuíca Produção: Heider Costa Mídia: Alan Abreu

AXÉ A Tempo Propaganda inicia uma parceria com o Projeto Axé. A agência que passa a ser responsável pela comunicação publicitária de entidade criou a marca e peças de divulgação da loja “Projeto Axé Desing”. Para o lançamento da loja e da coleção alto verão, a Tempo criou uma identidade visual que se integra ao novo conceito proposto pelo Projeto, com cores vibrantes e ilustração que faz referência aos tecidos e acessórios, produzidos pelos alunos de moda do Axé. Além de concepção da marca, a agência empregou na estratégia, criação de e-mail marketing com informações da inauguração e disparado para os profissionais envolvidos no projeto e flyer para distribuição em hotéis, convidando turistas a visitarem a loja. Agência: Tempo Propaganda (BA) Cliente: Projeto Axé Atendimento: Mirtes Santa Rosa e Aranaí Dias Direção de Criação: Alessandro Colonnezi Redação: Tony Everton e José Amoedo Direção de Arte: João Adami, Bruno Maciel e Felipe Amorim Webplanner: Vítor Paranhos Produção: Andréa Itabayana, Joice Nascimento, Charles Ferraz e Yna Santana Aprovação: Serguem Jessui, Luciana Galeão, Luciano Cenci, Regina Moura e Marcos Carvalho. 35


MARKETING ATRAVÉS DE OBJETOS

Fabiana Constantino

Mercado de brindes cresce no Brasil, apresenta novas tendências e se consolida como uma forma de marketing de relacionamento O mercado de brindes – também chamados de artigrande ferramenta de marketing de relacionamento. Segundo gos promocionais – tem o crescimento médio por ano no Vinícius, muitos argumentam que estão cansados de promoBrasil de 10%. São produtos feitos sob medida como camisever ou receber sempre a mesma agenda no fim do ano, o tas, relógios, canetas e mochilas, que refletem a imagem da mesmo calendário, mas quando é apresentada a possibilidade empresa e se tornam uma forma de fidelizar o cliente. De de um novo, ainda são enfrentados alguns medos. “Algo inteforma implícita, funciona como um presente pela escolha da ressante aconteceu quando fomos procurados por uma agênmarca. cia de publicidade onde o problema era que o brinde que eles Junto com o aumento das empresas especializadas enviavam nas datas de aniversário para os grandes clientes, em artigos promocionais, cresceu também a exigência dos diretores e presidentes era sempre um Santo Antônio. Até clientes por produtos diferentes e de qualidade, com alto grau que uma pessoa ligou e disse: Já não tenho onde colocar tanto de inovação e design. A procura está por Santo! Tem como mudar pelo menos o novidades para facilitar a vida das pessoas e Santo? Já tenho três!” produtos exclusivos para campanhas. Um Seguindo pela mesma linha de penestudo realizado pelo Ipsos – empresa volsamento da inovação nos brindes, está a tada a pesquisa de mercado –, questionou WPC. A empresa fornece cartões telefônisobre que tipo de brinde é o mais desejado. cos pré-pagos para diferentes setores denO consumidor listou suas preferências e os tre eles para empresas que querem oferequesitos utilidade e boa qualidade ficaram cer um brinde a seus funcionários ou parceem primeiro e segundo lugar, respectivairos. Segundo Rodrigo Faro, dono da WPC, mente. hoje em dia o empresário tem se preocupaA Cocada Design, empresa baiana do muito em dar um brinde que tenha utiliespecializada em brindes, procura sempre dade e esteja em sintonia com a era da atrair novos clientes através de soluções informação vivida atualmente. “Uma estéticas e funcionais. Segundo Vinícius observação mais acurada mostra que hoje Carvalho, sócio-diretor da Cocada Design, grande parte dos brindes fogem do perfil os brindes fabricados pela empresa são decoração, ou mesmo itens de consumo pensados no intuito de surpreender e comu- Vinícius Carvalho, como bonés ou relógios. Em um mundo de Cocada Design (BA) nicar que a empresa se importa com o climuitas mudanças da década de 80 ao preente de forma a sensibilizá-lo com algo inusitado. “Nossos sente, uma secretária, hoje em dia, prefere ganhar um pen brindes são criados e pensados para serem usados e não drive que tenha a logomarca de quem oferece do que um repassados como acontece na maioria das vezes. Por isso, o porta retrato, por exemplo,”, analisa Rodrigo. cuidado em valorizar o design, pois por si só aquela peça será É com esse pensamento que a WPC oferece cartões lembrada e referenciada por quem lhes deu”. telefônicos com impressão personalizada com a logo e o tema Quanto ao mercado, de acordo com Vinícius ainda há que o cliente deseja. E no cartão, pode ser inserida uma gravaalguns desafios de convencimento para absorver a ideia do ção de boas vindas ao usuário no momento que esse digita a diferente, a ideia de agregar valor, de que um brinde é uma senha de acesso. “Como exemplo temos um grande empresa 36


farmacêutica que ofertou 500 carSAZONALIDADE – Quando se tões a convidados no exterior dando fala em brindes, muitas pessoas já o cartão com a logo da empresa e relacionam esses artigos como uma uma gravação que agradecia os mescaracterística da época natalina, das mos por terem comparecido ao festas de fim de ano. Esse pensastand. O cartão se tornou um excemento vem mudando. Se antigalente brinde e muito útil a quem está mente o brinde era quase que excluno exterior. E como pode ser persosivamente usado nessa determinada nalizado, passa a ser uma ótima ferépoca, hoje muitas empresas já o ramenta de marketing e propaganincorporam em suas promoções e da”, afirma Rodrigo Faro. Soma-se o campanhas ao longo do ano, o que fato que o cartão pode ser usado tem ajudado a minimizar a sazonalisem prazo de expiração, desde que Rodrigo Faro, WPC (SP) dade do ramo. Apesar do final do o usuário recarregue-o por conta ano ainda ser a melhor época de própria na internet. O que prolonga a ação de marketing provendas, já é notória uma boa movimentação do ramo em posta e planejada inicialmente para certo prazo. outras épocas. “Temos sempre demanda, pois há casamentos, datas festivas, eventos empresariais, porém o fim do ano realBRINDES ECOLÓGICOS - Ser responsámente é onde temos muitas propostas. Já vel com a sociedade e meio ambiente passou recebemos pedido desde junho para brinde a ser item indispensável no universo corporade fim de ano”, ressalta Vinícius Carvalho, tivo. Com essa conscientização, a demanda da Cocada Design. Já Pedro Henrique, do de brindes ecológicos tem aumentado muito. Grupo Verda aposta nas campanhas para Hoje, esse tipo de brinde já representa uma driblar a sazonalidade. “Temos que focar fatia substancial dos negócios do setor, algo nas campanhas de marketing. Elas aconteem torno de 30%. É sem dúvida um novo cem durante todo o ano e atrelar os brindes nicho do mercado onde empresas especialia elas é um acerto”. zadas estão surgindo como a Grupo Verda, destaque nesse ramo em Pernambuco. A COPA E OLIMPÍADAS - Os eventos de empresa conta com cerca de 50 opções de 2014, Copa do Mundo, e 2016, Olimpíadas, produtos feitos através de matérias-primas animam muito os empresários, empreennaturais ou de reciclagem. Os produtos são dedores e investidores de todos os setores. Ecobag do Grupo Verda divididos em quatro grandes linhas: Papel Não poderia ser diferente com o mercado Reciclado Artesanal, Papel Reciclado Industrial, Algodão Natudos brindes. Espera-se que as empresas entrem de cabeça no ral e Lona & Pneu que resultam em pastas, ecobags, carteiras, clima dos eventos e queiram fazer campanhas com brindes estojos, entre outros. diferenciados. “A Copa e Olimpíadas serão eventos que já De acordo com Pedro Henrique, diretor do Grupo aguardamos como momento de um "boom" no setor promoVerda, o negócio de brindes está começando a mudar. As cional. Desde o início deste ano já colocamos na pauta para a empresas perceberam que os brindes podem agregar valor à equipe de criação ir 'pensando' verde e amarelo”, afirma Viníimagem da marca em questão. “Os clientes finais cobram cius. O Grupo Verda também está de olho nessas oportunidaatitudes proativas das empresas e elas já entendem que precides. A empresa já tem um projeto de lançar uma linha sam mostrar que estão preocuexclusiva para a Copa. padas com as futuras gerações. Canetas Eco em Os brindes ganham, então, nova papelão reciclado “Os clientes função nas campanhas de marketing: além de serem presentifinais cobram nhos úteis, precisam divulgar a atitudes proativas responsabilidade socioambiental da empresa em questão. Isso das empresas...” tem sido bastante positivo para Pedro Henrique, Grupo Verda (PE) nós”, afirma. 37


Afirmo. Publicidade é uma atividade criada no fim do século XIX para, através de artistas de época, divulgar serviços, peças teatrais, para vender remédios, alimentos, etc. Bom, se você gosta de Art nouveau, que teve no nome de Toulouse-Lautrec, um de seus principais expoentes, vai poder observar uma das formas mais belas do que se pode definir como um cartaz publicitário (formato A2). Daí então você vai começar a entender o que pretendo dizer. Este senhor francês, que tinha menos de 1,50m, se por um acaso tivesse nascido hoje, teria começado a carreira profissional como diretor de arte de uma agência. Mas logo ele iria se aborrecer com a profissão e se tornaria um genial pintor. A publicidade é fruto da revolução industrial que eclodia na Inglaterra vitoriana, na França, por toda a Europa e que teve nos Estados Unidos o seu grande apogeu como atividade que é parte de todo um grande sistema econômico e financeiro. Enfim, há uma grande história para contar sobre esta nobre e bela atividade da qual eu e você fazemos parte. Mas, vamos voltar à questão que muitos definem como certa: que publicidade não é arte. Publicidade é uma técnica de comunicação, que tem como grande objetivo divulgar uma ideia mercadológica, ou comportamental, para determinado público. A publicidade está comprometida com a venda e com propagações ideológicas pré-definidas. É claro, e óbvio, que sim. Esta atividade existe porque o dinheiro existe. Se há capitalismo, há publicidade, há pessoas querendo vender, há pes-

soas querendo comprar. E a arte? Ora, por mais que a manifestação e o talento de um artista estejam ligados, primeiramente, à sua necessidade de expressar-se (ou não) através da técnica que for, seja a pintura, o cinema, a música, a literatura, as artes plástica (em suas formas contemporâneas), existe dentro da arte um componente que muitos se esquecem de observar, ou não querem evidenciar e perceber. O que estou me referindo é ao componente mercantilista. Não se espante. A Mona Lisa (La Gioconda) existe porque um rico comerciante de seda, Francesco Del Giocondo, queria ter em sua casa a imagem da sua amada, dona Lisa Del Giocondo. Para isso, encomendou a um pintor talentoso que registrasse o rosto de sua bela senhora, numa tela. Este comerciante pagou bem por isso. Outro artista italiano recebeu como “briefing”, dessa vez o cliente era o Papa Júlio II, criar o teto da famosa Capela Sistina. Uma bela peça publicitária para divulgar a religião cristã. E olhe que ainda faltavam muitos anos para chegarmos a revolução industrial que iria, de fato, impulsionar a relação entre o artista, a obra e o consumidor. O tempo é o grande definidor das nossas percepções, em relação ao que é ou não uma obra de arte. Olhando para o futuro, até consigo ver a Pinacoteca de São Paulo, expondo parte da obra de um grande artista do século XX e XXI chamado Marcelo Serpa. Lá vai estar como acervo permanente, boa parte das peças valiosas de seu trabalho, como por exemplo: quadros que vendiam sandálias de borracha. Alphonse Maria Mucha: 1860 - 1939

Amândio Cardoso amandiobcardoso@hotmail.com

PUBLICIDADE É ARTE

Especializado em Direito da Comunicação, com ênfase no Direito de Imagem, Direito Autoral, Direito Trabalhista, Administração de Passivo e Recuperação de Créditos Rua Francisco Alves, 105 Sl 101, Ilha do Leite, Recife-PE Fone: (81) 30387310


Nós somos cada dia menos agência no sentido de agenciar e cada dia menos de propaganda no sentido comercialzinho e anunciozinho. E somos cada dia mais mentes empresariais que valem quanto brilham. E essas cabeças e suas ideias geniais não podem e não devem estar restritas a um ou outro departamento, um ou outro ente magnânimo. O processo de desenvolvimento de soluções em comunicação tem e deve ser cada vez mais coletivo e participativo. Onde o plural deve se fazer mais presente no falar, no ouvir, no conhecer, no pensar, no pesquisar, no propor. Sejam esses cérebros e corações da mídia, da produção, do departamento de pesquisa e planejamento, do departamento que dá forma para as ideias (ops, quis dizer criação), do departamento que faz a gestão dessas ideias (ops, quis dizer atendimento), do cliente, do fornecedor, seja de quem e de onde for. Todos unidos - e se for o caso até mesmo em conflito produtivo - para discutir a situação, encontrar soluções e aí sim, cada um corre de volta pra sua mesinha e cadeirinha, para executar com esmero a parte que te cabe na construção do que pouco antes era sonho e projeto. É claro que tudo isso depende também dos capitães, generais, maestros - ou se preferir uma linguagem mais chatocorporativa: líderes. Que são os tais com capacidade de ver o brilho numa ideia bruta, de fazer crescer árvore o que a princípio é raiz, de transformar leite em queijo. Mas esse é tema pra outro momento. Falamos agora de criação, seus momentos e personagens. E é por isso que tenho dúvidas do quanto é produtiva a discussão sobre se a criação está mais pobre ou rica, mais genial ou menos premiada, mais careta ou mais eficiente, sobre portifólio ou curriculum com MBA. Na verdade o que me incomoda mesmo é o não fazer e o não acontecer. É a perda do brilho nos olhos - dos que antes eram dezenas e agora são centenas - de jovens e senho-

res do nosso ofício, em todas as áreas. Que trocaram as gargalhadas fora de hora por resmungos de toda ocasião. Que brocham em vez de ajudar as ideias e os sonhos a ficarem de pé. Se a gente estiver sempre mudando para elevar o astral, vamos fazer acontecer cada dia mais. Confesso que sou vampiro de pessoas e atitudes assim. Eu gosto do sangue nos olhos e nas veias destes profissionais que sempre quero ter por perto. Se assim for, mesmo com pouca verba, pouco tempo e pouco recursos, com certeza vamos entregar um produto com muita criatividade, batalha e genialidade, como as boas marcas, as boas agencias e as boas pessoas têm demonstrado todos os dias. Vamos deixar de pensar em mudar de ramo e de rumo para nos superarmos na renovação do tesão que cada um carrega no peito e dois palmos acima e dois palmos abaixo dele. É utopia? Talvez. São novos tempos? Com certeza. Mudaram os valores, sejam eles morais, filosóficos ou econômicos. E assim mudaram as relações comerciais, de fidelidade, de respeito e relevância entre as “agências” e os “clientes”. E mudaram as relações de cobrança, perspectiva de carreira, reciprocidade e afinidade entre as “agências” e seus “funcionários”. Não olhamos mais só o que tem no portifólio, mas o que tem por trás dentro e por dentro de quem é o seu dono. É porque talvez não sejamos mais agências, mas cada dia mais empresas de inteligência de comunicação. E não tenhamos mais clientes ou fregueses, mas “brothers” no desenvolvimento de projetos. E talvez não existam mais funcionários, mas profissionais “brothers” múltiplos, com capacidade holística de participação. Vamos lá. Vamos discutir menos o que se perdeu e mais o que estamos sempre ganhando. Vamos colocar mais brilho, dar beijo de boca nas ideias. Porque, afinal, caranguejo que fica com o bunda na areia a onda leva. 39

Edison Martins Martpet Comunicação

IDEIA NÃO TEM ACENTO NEM ASSENTO


Marcus Quintanilha Filho marcus.quintanilha@redebahia.com.br

PUBLICIDADE E PROPAGANDA EM AMBIENTE VIRTUAL Partindo da definição correta da publicidade, que é tornar a mensagem pública e da propaganda que tem caráter ideológico, tentamos encontrar a melhor forma de distribuição dessas técnicas na internet. Essa é hoje, uma importante questão, tanto para atender a demanda de anunciantes como para sustentar a defesa de resultados. Fatores positivos, como precisão de audiência, público, geotarget e alguns outros meios de controle são fatores essenciais para a mídia definir seu espaço nesse universo digital. As variáveis não controláveis e diversas possibilidades dão exatamente o ponto de inflexão desse tema: Sugere que existem uma ou mais opções que seriam coerentes com a campanha, mas para isso, também faz-se necessário uma comunicação específica. “Se você falar com um homem numa linguagem que ele compreende, isso entra na cabeça dele. Se você falar com ele em sua própria linguagem, você atinge seu coração.” Nelson Mandela. Essa frase, ou melhor, essa reflexão, define o primeiro aspecto a ser entendido: Cada público-alvo, na internet, possui linguagem própria. E, ainda, outra nova verificação empírica: Os targets não são os mesmos do universo

real. As pessoas, na internet, são reativas à publicidade tradicional – a menos que ela esteja diretamente ligada a uma necessidade imediata ou ainda que “fale sua própria linguagem”. Zygmunt Bauman, um os mais originais e influentes pensadores em atividade, em seu livro intitulado A arte da vida (2008), reforça indícios causais e seus reflexos da sociedade líquida e individualizada. O The Guardian, segundo jornal de língua inglesa com maior acesso em sua versão on line, escreveu sobre o livro: “O argumento (de Bauman) abrange, com humana ironia, de Fukuyama e teorias de negócios a Sêneca e a invenção do MySpace, de Sarkozy e Amós Oz à teoria do caos, de Nietzsche a Levinas.” Essas ligações inicialmente percebidas com grande distância estão sendo entendidas de outras formas pela proximidade do universo real e do virtual. Na publicidade e na propaganda, faz-se necessário maior conhecimento, maior capacidade de organizar conceitos na comunicação e maior grau de criatividade. Esse desafio é indispensável para determinar o sucesso na comunicação pela internet, justamente por ser incontrolável caso se torne eficiente.

SEGUNDA ETAPA DA PROMOÇÃO “SCHIN APITOU GANHOU” A Schincariol promove a segunda etapa da promoção “Schin Apitou Ganhou”. A ação acontece em duas regiões, Sudeste e Nordeste, especificamente em três cidades do Brasil - São Paulo, Salvador e Recife. O “Schin Apitou Ganhou” vai premiar, na hora, consumidores com cartão-presente nos valores que variam de R$ 50 a R$ 400. Em cada uma das três cidades, a Schincariol vai realizar a ação em dez lojas de autosserviço. Em cada unidade, haverá um “Latão”, que é um ambiente inflável criado especialmente para a ação. Os consumidores podem concorrer ao prêmio adquirindo Schin Refrigerantes, Skinka, Mini Schin ou Água Schin. O objetivo da ação é reforçar a presença da Schincariol, destacando outros produtos do portfólio da marca, como os cinco inclusos na ação. Ao comprar um dos produtos da promoção nos pontos de venda credenciados, o consumidor deve passar o códi-

40

go de barras no “Latão. Se a sirene apitar, o cliente pode levar para casa R$ 50, R$ 100 ou R$ 400 em um cartão-presente. Cada produto dá direito a uma chance no latão e quanto mais compras o participante realizar e passar na leitora, mais oportunidade de ganhar. “A promoção Apitou Ganhou foi realizada em outra ocasião e foi um grande sucesso. Por conta do alto índice de adesão, nós resolvemos realizá-la novamente. É uma maneira de aproximar e satisfazer nosso público”, afirma Luiz Claudio Taya, diretor de marketing da Schincariol. A primeira etapa do projeto aconteceu de 25 de agosto a 07 de setembro. As próximas datas são de 13 a 26 de outubro e de 03 a 16 de novembro, encerrando o ciclo da ação nas três praças participantes. Cada etapa compreende 13 dias de ação nos pontos de venda. Ao final da promoção, serão mais de cinco mil vencedores e 300 mil reais em dinheiro.


CLICK

E terminou agosto... Depois de longo período de chuvas, notícias, momentos e ventos intensos, uma tarde agradável anunciou o mês de setembro. Um instante, às 17h22 da tarde de quinta-feira, trouxe doces lembranças através da brisa agradável que correu da janela, no bairro da Torre, zona norte pernambucana. De costume, fotografo aquela paisagem, que se vê do oitavo andar de minha sala, em momentos peculiares do dia e da noite. Eis que aquela era uma bela cena laranja e azul, sol da tarde clara, indo embora, abrindo em festa a primeira noite do mês nove em Recife. Dentro dessa janela a possibilidade de mais um registro único, de guardar além da memória, capacidade plena da fotografia. Pernambuco, aqui no Brasil, ali, do outro lado do Capibaribe, se vai por trás dos montes um momento com cheiro de flores, gosto de esperança, depois de ouvir passarinhos, de sentir na pele a sensação daquela brisa, anunciando pelo Sol a chegada da nova primavera. Câmera: Canon EOS 40 D Velocidade: 1/13 - 13. 2/2 Velocidade: ISO-200 Lente: 75-300mm 1:4-5.6

41

Luisa Lobo lucmlobo@hotmail.com

SENSAÇÕES, SOL, A BRISA EM SETEMBRO


EU RECOMENDO BLOGS DO ALÉM, de Vitor Knijnik, 232 páginas, Editora Realejo Blogs do Além é o primeiro livro de Vitor Knijnik, VP de Criação da Energy – agência do Grupo Newcomm. Trata-se de coletânea com 99 crônicas publicadas pelo publicitário gaúcho em sua coluna homônima, na revista Carta Capital. Bem-humoradas, as crônicas de Knijnik são “psicografadas” a partir de mensagens enviadas por personalidades que já se foram desta vida. Franz Kafka, Mao Tsé-Tung, Michael Jackson, Friedrich Engels, Ovelha Dolly, Walt Disney, Vasco da Gama e Carmen Miranda estão entre os mais de 150 personagens que inspiram o autor. Os textos também estão publicados no endereço virtual www.blogsdoalem.com.br. O AVESSO DO TERNINHO, de Carla Bellino, 104 páginas, Clio Editora. O livro é uma obra bem humorada da autora Carla Bellino, CEO da Promarket e diretora de Marketing Brasil da Amil Assistência Médica. Carla Bellino expõe por meio de um texto ágil e bem-humorado as situações do dia a dia de uma executiva moderna. São histórias curtas que retratam o mundo das mulheres que trabalham muito, cuidam de casa, filho, marido e ainda encontram tempo para estar sempre atraentes. A autora revela que, em todas as situações dessa vida tão atribulada, existe o “avesso”, aquelas “saias justas”, algumas engraçadas e outras nem tanto, que as executivas têm de enfrentar sem perder a classe. TALENTO EM PAUTA – COMO REGER MELHOR SUA CARREIRA, de Bernt Entschev, 148 páginas, Editora Qualitymark O livro demonstra o caminho mais curto para alcançar o ápice nas carreiras e mostra as principais etapas do desenrolar de uma vida profissional, respaldadas por 30 anos de atuação no mercado de seu autor, o headhunter Bernt Entschev. Fatores essenciais para o bom exercício de qualquer cargo, como humildade, inovação e ética são minuciosamente detalhados e aplicados em exemplos tirados da prática em recrutamento. No livro, são tratados em forma de diálogo com o leitor, assuntos como o aumento de salário, a criação de um currículo eficiente, como se portar em uma entrevista, o desligamento da empresa, a recolocação no mercado, dentre diversos outros fatores. PLANOS DE NEGÓCIOS VENCEDORES, de Rhonda Abrams, 448 páginas, 5ª edição, editora Campus/ Elsevier. A americana Rhonda Abrams — colunista do USA Today.com e uma das 100 mulheres mais influentes do Vale do Silício — lança guia essencial e detalhado para a criação de um negócio de sucesso. O público alvo são empresários, estudantes de administração, gestão de negócios e profissionais interessados no assunto. Nesta nova edição, a autora aborda os principais pontos sobre a elaboração de um plano de negócios eficaz, que faz a análise de viabilidade de projetos, mídias sociais, globalização e responsabilidade social. O livro contém mais de 100 roteiros que orientam o planejamento de todas as fases de preparação de um plano de negócios. 42


A grรกfica que o mercado mais curte, agora no Facebook. Curtir

facebook.com

/facform

Comentar

Revista pronews138