Issuu on Google+

olhar OPTIVISÃO LIFESTYLE MAG

! #4. VERÃO 2011 TRIMESTRAL

GANHE

VALES DE DESCONTOS E POUPE ATÉ

25

%

FIM-DE-SEMANA Um refúgio em Monchique ÓCULOS DE SOL Saiba como escolher os seus MODA Tendências para os dias de Verão


sumário VERÃO #4 4 Olhar por si. Novidades e curiosidades que importa saber.

26

VERÃO É TEMPO DE COR

8 Olhar a cultura. Livros, exposições e concertos em tempo de Verão. 10 Olhar a moda. Propostas e tendências para os dias quentes. 19 Olhar o shopping. Máquinas para o seu café. 20 Olhar o grupo. A publicidade é uma forma de comunicar. 22 Olhar o grupo. Grupo Optivisão – os números falam por si. 24 Olhar a actualidade. Viagem ao centro da Terra. 26 Olhar clínico. Saiba como escolher os seus óculos de sol.

50 30

30 Olhar a acção. Rotas do surf na costa Oeste. 32 Olhar a saúde. Saladas para uma alimentação mais saudável. 34 Olhar gourmet. Geladarias que apetecem... 36 Olhar indiscreto. Os segredos de Liliana Santos. 38 Olhar o perfil. Karl Lagerfeld, um homem escondido atrás dos óculos. 40 Olhar o horizonte. Um refúgio na Serra de Monchique. 44 Passatempo Olhar. Ganhe um fim-de-semana no Hotel Palácio dos Melos. 46 Olhar as lojas. Conheça a loja Optivisão mais perto de si. 47 Olhar os descontos. Vouchers que o ajudam a poupar dinheiro. 50 Último Olhar. Carrera, uma marca que evoca uma corrida mítica.

19

O Verão é tempo de cor. Os dias quentes são um convite para a praia, onde os surfistas que descobrimos na costa oeste da país adoptam cores e padrões capazes de levar a imaginação ao limite. A luminosidade exige a protecção de uns bons óculos de sol e, se as armações que vos propomos nesta edição vão do clássico ao mais colorido, também fomos saber como devem escolher-se as lentes adequadas e o porquê das suas tonalidades. Nesta edição da Olhar, não poderiam faltar as sugestões das tendências de moda para esta estação, onde também apetece desfrutar da calma e da frescura de oásis feitos de verde como as Caldas de Monchique e do sabor dos bons gelados ou de grandes saladas, capazes de fazer uma refeição saudável. É uma pequena grande viagem pelo Verão, numa altura em que os cientistas se preparam para partir à descoberta dos segredos das profundezas do planeta, como vos damos notícia nas páginas seguintes. São muitos temas que esperamos que sejam uma boa companhia numa altura em que todos já sonhamos com as férias... Maria Adelaide Penedo

Presidente do Conselho de Administração do Grupo Optivisão

Directora: Maria Adelaide Penedo. Direcção editorial: Rui Faria (ruifaria@revistas.cofina.pt). Copydesk: Carla Sacadura Cabral. Redacção: Av. João Crisóstomo, 72, 1069-043 Lisboa. Tel: 213 309 400/213 307 709. www.cofinaconteudos.pt Fotografia: Getty Images e Pedro Sampayo Ribeiro. Direcção de Arte: Sofia Lucas. Design gráfico e paginação: Sandra Nascimento. Produção: Cofina Media. Pré-impressão: Graphexperts, Lda., Av. Infante Santo, 42-A/B, 1350-179 Lisboa. Impressão: Lisgráfica, S.A., Est. Consigliéri Pedroso, 90, Casal de St.ª Leopoldina, 2745-553 Queluz de Baixo. Propriedade: Optivisão, Óptica Serviços e Investimento, S.A., Al. Salgueiro Maia, 4, 2.º, 2660-329 St.º António dos Cavaleiros. Depósito legal: 315261/10. Registo na E.R.C. com o n.º 125.945. Tiragem: 68.000 exemplares. Distribuição: gratuita. Periodicidade: trimestral. Verão 2011 3


olharpor si

BOUTIQUE ROLEX

NOVA COLECÇÃO ELLE A nova colecção de armações Elle, distribuída em Portugal pela Essilor, inspira-se na mulher Elle, sensual, feminina, moderna, graciosa, elegante e sempre irresistível. Uma mulher confiante, independente e que sabe sempre o que quer. Usando o seu próprio sentido de moda, ela combina harmoniosamente as mais recentes tendências com a sua própria personalidade, revelando um estilo único e original, com uma armação que vai ao encontro de quem tem paixão por jóias com pérolas. As cores clássicas complementam este óculos estilo diva: vermelho quente, preto, cinza e tartaruga.

ARNETT

A Torres Joalheiros abriu a primeira Boutique Rolex em Portugal, uma loja exclusiva situada no Centro Comercial Colombo, mesmo ao lado da loja Torres. Depois de cidades como Milão, Paris, Berlim, Hong Kong, Tóquio ou Barcelona, a Torres inaugurou um espaço exclusivo Rolex onde cada cliente é convidado a partilhar um momento de excepção, beneficiando de conselhos, vasta experiência e de um serviço de alta qualidade.

Arnette é um grande divertimento. É uma marca bem disposta e criativa com atletas divertidos. Estimulada pelos desportos radicais e com uma forte ligação à musica e à cultura pop, é dirigida a jovens consumidores. O mesmo é dizer que são óculos à medida dos dias de Verão.

JOGAR ÀS CARTAS A Imprensa Nacional recuperou cinco famosos baralhos de cartas com os desenhos originais da Real Fábrica de Cartas de Jogar, fundada pelo Marquês de Pombal. É uma colecção requintada, composta por Cartas Portuguesas (1770), Cartas Constitucionais (1821-1836), Cartas das Quatro Partes do Mundo (1822), Cartas Constitucionais de Duas Cabeças (1836) e as mais recentes Cartas Tipo Alemão (século XIX). Acompanhadas por um certificado, custam quinze euros e podem ser compradas em www.incm.pt

KATY PERRY DESCOBRE ÓCULOS DE SOL VOGUE EM “ET” A estela pop Katy Perry usa óculos de sol Vogue Eyewear no vídeo ET, quarto single de Teenage Dream, o seu segundo álbum. Filmado em Fevereiro, na Califórnia do Sul, ET, conta com a realização de Floria Sigismondi, um director italiano sedeado no Canadá. Filmado num “futuro épico”, Katy Perry retrata um alien que chega ao planeta Terra em busca de vida, entre ruínas e destroços, e encontra uns óculos de sol Vogue, uma relíquia de um passado humano, numa caixa brilhante com uma etiqueta “Earth 2011”. 4 Verão 2011


O CAMPO NA CIDADE O Príncipe Real, às portas do Bairro Alto, está cada vez mais movimentado. É ali que surgiu a Biosite, um espaço comercial que propõe produtos agrícolas frescos e biológicos, enlatados e refeições já preparadas. O seu catálogo é vasto e pode ser fornecido em cabazes de cinco a vinte quilos cujos preços oscilam entre os dezasseis e os cinquenta euros. O projecto deste espaço também inclui cursos de hortas urbanas, programas de educação ambiental e até festas de aniversário para crianças. Mais informações em www.biosite-com.bolgspot.com

MONTEBELO AGUIEIRA LAKE RESORT SPA Inserido na deslumbrante paisagem da Barragem da Aguieira, entre Viseu e Coimbra, o Montebelo Aguieira Lake Resort & Spa é um aldeamento turístico que oferece serviços e facilidades de um hotel premium, disponibilizando habitações que variam entre modernos apartamentos T1 a T3 e espaçosas villas V4 com piscina privativa. Restaurante e esplanada com vista panorâmica, spa, ginásio, piscina exterior aquecida, courts de ténis e uma marina com 400 lugares de amarração e actividades náuticas, entre as quais passeios de barco no espelho de água da Barragem, são alguns dos muitos actractivos deste espaço único, ideal para desfrutar de dias inesquecíveis em família e com amigos, ou simplesmente para momentos de descanso e retiro. Montebelo Viseu Hotel & Spa, Telef.: 231 920 456. www.montebeloaguieira.pt Verão 2011 5


PEPE JEANS 73 A Optivisão lançou em exclusivo no mercado as novas armações de óculos de sol da marca Pepe Jeans. Com a assinatura Pepe Jeans 73, apresenta armações elegantes, regulares e soltas. A colecção Pepe Jeans 73 Jeans é inspirada no ambiente cosmopolita das ruas de Londres, assumindo o olhar, a energia e a criatividade chique da Pepe Jeans.

BRASSERIE BIOLÓGICA Na Rua de Santa Marta, 48, bem no centro de Lisboa, a Open Brasserie Mediterrânica está aberta das 12h30 às 14h30 e das 14h30 às 19h30. A carta é original e aposta em produtos biológicos. Destaque para a trilogia de legumes recheados com molho de iogurte ou as costeletas de borrego em crosta de pistácios. Para além das refeições, a brasserie também promove workshops culinários e degustação de vinhos.

TOMMY HILFINGER 20111 A colecção 2011 da Tommy Hilfiger enfatiza a imagem da marca, apostando num estilo contemporâneo e um espírito norte-americano com inspiração vintage, sem esquecer detalhes icónicos da marca. As propostas são variadas, indo dos óculos de sol para senhora (TH 1037/s) às armações unissexo (TH 1040/s) que vão do vintage à década de 70, para já não falar nos óculos de sol em acetato para senhora (TH 1041/s) e para homem (TH 1044/s), no espírito heritage dos TH 1059/s, na inspiração aeronáutica dos TH 1060/s e o estilo informal dos TH 1054. 6 Verão 2011

CORES HOYA Se não nos esquecemos de colocar um creme diário no rosto, se não nos esquecemos de levar protector solar para a praia, como podemos esquecer-nos da utilização diária dos nossos óculos de sol? A Hoya propõe-lhe lentes de sol coloridas, graduadas de acordo com a prescrição de cada cliente e ainda polarizadas (tendo como vantagem neutralizar os reflexos incómodos das estradas molhadas, superfícies com água e neve). Descobrir todas as cores da Hoya e da sua gama solar é garantir a protecção dos seus olhos.


BAUSCH + LOMB LANÇA PUREVISION®2 COM ÓPTICA HIGH DEFINITION™ A Bausch + Lomb anuncia o lançamento das lentes de contacto PureVision®2 com óptica High Definition™, o mais recente desenvolvimento do portefólio de lentes da empresa em Portugal. Estas novas lentes de contacto mensais contribuem com vários melhoramentos para ajudar a ultrapassar os desafios que os utilizadores de lentes de contacto enfrentam, incluindo aberração esférica, um efeito óptico que pode causar visão desfocada, brilho e halos. Adicionalmente, as novas lentes fornecem níveis elevados de transmissão de oxigénio durante a utilização, ajudando a assegurar o ambiente saudável para os olhos. As lentes são fornecidas numa solução única que proporciona um conforto extraordinário quando são colocadas. Sendo uma das lentes mais finas disponíveis, são também excepcionalmente fáceis de manusear.

DAKAR VAI AO PERU O Rali Dakar vai continuar na América do Sul e o percurso de 2012 vai contar com cinco etapas na Argentina, outras tantas no Chile e quatro no Peru. Será um costa a contracosta com partida na cidade argentina de Mar de La Plata, a 1 de Janeiro, e chegada a Lima, a capital peruana, junto do Pacífico, a 15 de Janeiro. No percurso entre o Chile (onde terá lugar o dia de descanso) e o Peru, o Deserto do Atacama será o cenário de seis ou sete duras etapas de deserto.

MONOCASTAS ESPORÃO

SOLAR DO VINHO DO PORTO Com 65 anos de existência, o Solar do Vinho do Porto está esquecido e/ou desconhecido da muitos lisboetas, apesar de ser um espaço muito agradável, fronteiro ao jardim de São Pedro de Alcântara. Recentemente remodelado, é um agradável espaço de convívio onde pode beber-se qualquer bom vinho do Porto ou da região do Douro, já que por ali estão representadas sessenta empresas. Os preços de um copo variam entre € 1,50 e € 26,20 e, caso queira, poderá adquirir uma garrafa por preços que vão dos € 6,10 aos € 185,10.

A Herdade do Esporão acaba de lançar os novos vinhos da sua renovada gama de monocastas, Touriga Nacional, Syrah, Petit Verdot e Alicante Bouschet, procurando repetir o sucesso atingido em colheitas anteriores. Os vinhos que agora chegam ao mercado são da colheita de 2008 e caracterizam-se pela sua baixa produção, de cerca de 5 mil litros de cada variedade. O Syrah e o Petit Verdot são estreias absolutas nesta gama. Verão 2011 7


olhara cultura

MARÉS VIVAS A cidade de Gaia volta a animar-se com a realização do festival Marés Vivas. O programa, que se estende entre 15 e 17 de Julho, vai contar com nomes com o peso dos Xutos e Pontapés, Peaches Placebo e Ben Harper, que prometem voltar a animar um dos mais frenéticos festivais de Verão que se realizam a norte do país, embora o programa seja muito diversificado, com várias outras propostas a não perder.

ALEXANDER MCQUEEN O Metropolitan Museum, de Nova Iorque, tem patente ao público até ao dia 31 de Julho uma exposição dedicada a Alexander McQueen. É uma viagem ao longo da obra deste notável criador, que vai desde a sua primeira colecção (1992) até Fevereiro de 2002. São mais de uma centena de peças que marcaram a moda na viragem do milénio.

MENTIRA SAGRADA Depois do sucesso de O Último Papa, Luís Miguel Rocha está de volta com Mentira Sagrada (Porto Editora), mais uma história em que a intriga internacional e a intriga religiosa andam de braço dado num enredo onde surgem um milionário israelita, um agente do Vaticano e um evangelho secreto e misterioso que pode abalar a Igreja Católica.

IRON MAIDEN Os Iron Maiden são uma das referências para todos quantos vibram com o heavy metal e a banda de Steve Harris parece indiferente à passagem dos anos, mantendo a sua legião de fãs. Este ano, regressam a Portugal e o concerto que vão dar em Faro no dia 14 de Julho será o ponto alto da comemoração dos trinta anos da concentração motard que se realiza na capital algarvia. 8 Verão 2011


JOSS STONE

HUGO PRATT

A inglesa que muitos consideram a rainha da soul será a cabeça-decartaz do Festival dos Oceanos, que volta a realizar-se em Lisboa, cabendo-lhe abrir o programa com o concerto agendado para 30 de Junho na Praça do Comércio (e com entrada livre). O programa está longe de estar encerrado, mas irá incluir espectáculos, animação de rua e exposições, que terão lugar até dia 13 de Julho em diversos pontos da capital.

A Pinacothéque de Paris (www.pianacoteque.com) promove até ao dia 21 de Agosto uma viagem imaginária ao mundo de Hugo Pratt, mostrando 150 aguarelas do autor italiano cujo nome está associado ao universo da banda desenhada e à criação da personagem Corto Maltese. Uma boa parte dos trabalhos patentes são muito pouco conhecidos do grande público.

NÃO HÁ CRISE O protesto marca o tom do novo disco dos Peste & Sida, uma das mais populares bandas do punk rock nacional. Depois de Cai na Real, surgem agora dez novos temas sob o título Não Há Crise. A atitude e o bom humor surgem lado a lado ao longo do trabalho, onde Estrela da Têvê e A História é Velha são os temas de abertura.

NOVA FAIANÇA Os 125 anos da fundação da fábrica Bordallo Pinheiro foram assinalados por sete artistas que criaram peças inspiradas no artista. Os trabalhos em faiança, assinados por Bela Silva, Catarina Pestana, Elsa Rebelo, Fernando Brizio (na foto), Henrique Cayatte, Joana Vasconcelos e Susanne Themlitz, dão origem a uma colecção numerada e limitada a 125 exemplares.

FRONTEIRAS A Fundação Calouste Gulbenkian promove, na galeria de exposições temporárias (sede), até ao dia 28 de Agosto, uma exposição produzida no âmbito da última edição dos Encontros de Bamako – Bienal Africana de Fotografia, em 2009, reunindo cerca de 180 fotografias e vídeos que reflectem a criação contemporânea na área da fotografia em África e dos artistas afro-americanos. Desenvolvida em torno da temática “Fronteiras”, esta mostra colectiva oferece diversas interpretações e representações das questões sociopolíticas, culturais e identitárias.

SUDOESTE TMN 2011 A Zambujeira do Mar volta a ser o epicentro de um dos mais animados festivais de Verão, que, este ano, se realiza de 3 a 7 de Agosto. Entre todas as bandas que já estão confirmadas no Sudoeste, o regresso a Portugal de Amy Winehouse será um dos pontos altos de um programa onde surgem os nomes do germânico Patrice Babatunde Bart-Williams, dos norte-americanos Scissor Sisters, dos irlandeses The Script e dos nova-iorquinos Interpol, entre tantos outros.


olhara moda

(Menina) Óculos (ref.ª K11C2), Moss Kids, Vestido, € 19,95, H&M. (Mãe) Óculos (ref.ª 516 C1), Moss. Vestido, € 49,95, H&M. Sandálias, € 105, Parodis.

Chegaram os dias quentes e longos, com passeios na praia, mergulhos e muita cumplicidade. A escolha dos óculos ideais para o sol é fundamental, veja as nossas propostas. FOTOGRAFIA DE CARLOS RAMOS. PRODUÇÃO DE SANDRA NASCIMENTO.

HAPPY DAYS! 10 V erão 2011


Chapéu de abas largas, € 9,95, H&M. Óculos (ref.ª 7071 C3), Pepe Jeans. Verão 2011 11


Óculos (ref.ª M033 C11), Hello Kitty. Cardigan em malha, € 40, e calções em algodão, € 45, ambos Pepe Jeans.

12 Verão 2011


Óculos (ref.ª 7075 C2), Pepe Jeans. Biquíni, € 38,90, Água Doce. Top em renda, € 35, Mango. Calções prateados, € 75, Pepe Jeans. Pulseiras, € 28 e € 30, ambas White & Kaki. Anel com pedra, € 12, Mango. Verão 2011 13


Óculos (ref.ª A046 C22), Hello Kitty. Lenço, € 15, Pepe Jeans. Biquíni, € 39,90, e calções, € 39,90, ambos Billabong.


(Mãe) Óculos (ref.ª 4112 C221), Pepe Jeans. Cardigan em malha, € 73, Mango. Biquíni, € 69,90, Cia. Marítima. (Menina) Óculos (ref.ª A015 C26), Hello Kitty. Biquíni, € 14,95, H&M.


1

2

3

1. Mod. VPR 10N, PRADA. 2. Mod. V02692, VOGUE. 3. K2 Mod. 2151, KENZO.

16 Ver達o 2011


1

2

3

1. Mod. 7614, SONIA RYKIEL. 2. Mod. 369/S, MARC JACOBS. 3. Mod. W60, DIOR.

Ver達o 2011 17


Óculos (ref.ª 7067 C3), Pepe Jeans. Vestido/túnica em seda, € 115, e calções em seda, € 92, ambos Vanessa Bruno. Colar dourado, € 15, Mango. Colares em corda e tecido, tudo Surkana, € 22,50. Relógio, € 79,90, Nixon. Assistente de fotografia: Nuno Beja. Maquilhagem e cabelos: Carina Quintiliano. Modelos: Petra Haller /Central Models e Maria Lucas. A Olhar agradece ao restaurante Borda d’Água (www.bordadagua.com), na Praia Morena, Caparica, as facilidades concedidas.


olharo shopping NESPRESSO

DELTA Q

A Nespresso revolucionou a forma de beber café em casa e a sua proposta de máquinas é tão ampla como as capacidades que cada uma oferece. A última novidade é a Pixie, disponível em seis cores e dois tipos de acabamento. Apenas necessita de 25 segundos para aquecimento e é eficiente em termos energéticos. Preço: €149,99.

A bem portuguesa Delta não desarma e, perante a ofensiva dos grandes colossos internacionais, avança com propostas semelhantes. A máquina Qosmo é um bom exemplo. Competitiva em termos de preço, utiliza cápsulas à venda nas grandes superfícies e até permite a personalização da decoração. Preço: € 139.

Prazer do café O café em cápsulas tornou-se numa aposta de sucesso após a Nespresso se ter afirmado num mercado onde a concorrência respondeu com uma dinâmica assinalável...

LAVAZZA A MODO MIO

TASSIMO BOSCH

A Saeco inventou as máquinas automáticas para utilização doméstica e a Lavazza é uma das mais reputadas produtoras de café. A parceria deu corpo à Modo Mio, uma máquina disponível nas opções Saeco extra (manual) e Saeco premium (automática). Ambas são capazes fazer o verdadeiro capuccino e o latte machiatto. A Lavazza propõe sete cafés diferentes, vendidos nas lojas Il Cafè di Roma. Preço: € 209.

Mais do que uma máquina de café, a Tassimo da Bosch, é um sistema de bebidas quentes. Como empresa tecnológica que é, a Bosch associou-se a outras empresas para este projecto. O café e o capuccino têm origem nos produtos da Maestro Lorenzo, o latte machiatto tem a assinatura Carte Noire, o chocolate tem origem na Milka e o chá é da Twinings. Preço: € 139. Verão 2011 19


olharo grupo

GRANDE APOSTA NA COMUNICAÇÃO

2005

Publicidade institucional

2009

Publicidade institucional 2005

Publicidade institucional

a

comunicação externa da Optivisão foi sempre marcada por uma aposta continuada nos meios de comunicação social com maior impacto, como sejam a televisão, a rádio e a própria imprensa escrita, sem nunca descurar a exploração de novos canais, como a Internet e, mais actualmente, as redes sociais. Os primeiros filmes realizados para a televisão fizeram apelo à prevenção rodoviária, apostando na segurança da condução, e também na protecção face aos raios UV e às dificuldades de visão. Mais tarde, foram utilizados filmes mais elaborados, produzidos pela Optic 2000, uma cadeia francesa a que a Optivisão estava muito ligada na altura. No final de 2004, verificou-se uma alteração na estratégia,

20 Verão 2011

tendo sido desenvolvidas campanhas com vista à fidelização de clientes e, acima de tudo, apostando numa conquista de mercado. O crescimento da rede, que atingiu, na altura os 250 pontos de venda, exigiu um reposicionamento da imagem com vista a mostrar uma rede de ópticas constituída por pessoas especializadas, próximas dos clientes e capazes de dar respostas ao nível dos cuidados com a visão. Em 2005, verificou-se uma alteração profunda na imagem da marca e a estratégia começou por ser falar do grupo, da marca e dos valores que orientam a sua acção. Só no ano seguinte, a comunicação foi alargada aos produtos, à sua divulgação e à promoção das marcas exclusivas. A Optivisão tornou-se na maior rede de

ópticas do país e o conceito da nova campanha institucional foi “há tantas coisas boas para ver na vida”. Esta campanha ficou ainda marcada pela alteração da assinatura da Optivisão, que deixou de ser “uma visão muito particular” para tornar-se em “gente que olha por si”, vincando bem o conceito do serviço prestado por pessoas especializadas, preocupadas com a visão dos clientes, diferenciando-se da concorrência. Em 2006, ocorreu o rebranding da marca e o filme com a nova imagem foi para o ar em Maio de 2007. A adesão à nova imagem foi forte, tanto a nível dos consumidores, como dos franquiados, como ficou comprovado no estudo Media Monitor, da Marktest. Em termos de audiência, chegou a 77% do público-alvo e, destes, cada pessoa


Ao longo de mais de vinte anos de vida, a Optivisão apostou sempre na comunicação e a publicidade foi uma forma de fomentar a notoriedade e de conquistar novos clientes. Por isso, a publicidade também ajuda a contar a história do grupo

2007

Campanha Hello Kitty

2008

2008

Concurso Hello Kitty

Campanha Hello Kitty 2009

Campanha Hello Kitty

viu o anúncio cerca de cinco vezes. Durante aquele ano, a Optivisão foi colocando no ar diversas campanhas publicitárias em diferentes suportes, rádio, imprensa escrita e, em especial, televisão (o filme sobre a nova imagem das lojas e o filme sobre o cartão de crédito do Grupo.) Em 2008, foi realizado um concurso onde o cliente Optivisão se habilitava a ganhar um Smart Hello Kitty na compra de armações desta marca. A notoriedade de que beneficia a Hello Kitty no mercado português foi uma mais-valia nesta acção. Para a Optivisão, a comunicação é uma pedra fundamental da estratégia operacional. Dirigir-se regularmente ao consumidor e lembrá-lo de que tem à sua disposição um produto, um serviço de excelência, uma solução que

responde aos seus anseios e que garante qualidade e satisfação, faz parte da dinâmica de qualquer marca e a Optivisão confirma a regra, desenhando as suas campanhas com todo o cuidado. Em 2009, a Optivisão, enquanto empresa líder do mercado de Óptica e Optometria, reclamou para si o papel institucional de alerta e formação junto dos utilizadores de viaturas, em especial do grupo dos condutores profissionais. Desenvolvida pela Euro RSCG, a campanha “há quantos quilómetros não verifica a sua visão?” assumiu uma dimensão assinalável com outdoors 8x3 em todo o país, presença na rádio e diversas peças informativas e decorativas para os pontos de venda. Em 2010, a aposta foi na Moss, a marca exclusiva do grupo, que, mais uma vez,

traduziu a estratégia que já tinha iniciado em 2006 com a marca Hello Kitty e a embaixadora Rita Pereira. A escolha de uma embaixadora que interpretasse os valores da marca e lhe conferisse estilo e modernidade trouxe Isabel Figueira, que, numa campanha ousada e criativa, “Isabel Figueira vestida por Moss”, não deixou ninguém indiferente. Em 2011, foi a vez da bonita Helena Coelho fazer furor sob o mote “modelo: Helena Coelho; guarda roupa: Moss”. Também em 2011, surge a nova campanha Hello Kitty, mais uma vez com Rita Pereira. No decorrer de cada ano, a Optivisão faz campanhas de produto com grande regularidade de forma a manter e sempre que possível aumentar a notoriedade da marca.l Verão 2011 21


olharo grupo

OPTIVISÃO REGISTA LUCRO SUPERIOR A MEIO MILHÃO DE EUROS O maior grupo português de óptica, em sistema de franchising, cresce em tempo de crise A Optivisão, S.A., empresa especializada na comercialização de material óptico e optométrico, encerrou o exercício de 2010 com um resultado líquido positivo de 516 mil euros, traduzindo um crescimento homólogo de 1,3%. Foi registado um aumento nas vendas globais de 7,8%. Em 2010, destacam-se os bons indicadores financeiros do Grupo Optivisão, como o da liquidez geral, de 1,59, e o da solvabilidade, de 1,05, e autonomia financeira, de 51,16%, qualquer um deles acima dos que se verificam na média das empresas do sector retalhista. “A Optivisão tem revelado, ao longo dos seus 21 anos, uma forte estratégia de desenvolvimento. Somos o maior grupo óptico nacional. Em 2010, crescemos enquanto grupo, mas, acima de tudo, os nossos resultados mostram a capacidade e a consistência do grupo para continuar a sua expansão”, refere Maria Adelaide Penedo, 22 Verão 2011

presidente do conselho de administração. 2010 foi o ano em que Grupo Optivisão apostou em novas formas de comunicar com o público, nomeadamente através do lançamento da revista trimestral Olhar, através do Facebook e ainda através de diversos investimentos publicitários, nomeadamente na continuada aposta em embaixadoras para as marcas exclusivas do grupo, Moss e Hello Kitty, e na produção de campanhas que ajudaram a gerar movimento nas lojas da rede. Com 21 anos de existência, o Grupo Optivisão foi distinguido, em 2010, e pelo segundo ano consecutivo, com o estatuto de PME Excelência. Este estatuto, atribuído pela banca e pelo IAPMEI, visa distinguir, no universo das PME líderes, o conjunto de empresas que evidenciam os melhores desempenhos e perfis de risco no contexto da estrutura empresarial nacional. Grupo Optivisão, gente que olha por si! l


olhara actualidade

Viagem ao

CENTRO DA TERRA j

Cientistas estão a preparar uma expedição que procura perfurar a crosta terrestre e chegar ao manto do planeta. É como recriar o sonho da viagem ao centro da Terra idealizada por Júlio Verne há 146 anos... TEXTO DE RUI FARIA/ INFOGRAFIA DE NUNO COSTA

úlio Verne (1828-1905) é o grande criador da ficção científica e os seus livros acabaram por traduzir-se em premonições que o tempo e o avanço científico ajudaram a confirmar. É certo que o autor, reconhecido pela base científica das suas obras, não dispensou fantasias tão irreais como a descoberta de um livro do cientista islandês Arne Saknussemm que permitiu ao professor Lidenbrok desvendar o caminho secreto para o centro da Terra na obra publicada em 1864. O tempo passou, mas o centro da Terra foi sempre “uma velha ambição dos cientistas”, como admitiu à National Geographic News Damon Teagle, um professor de Geologia da Universidade de Southampton, que lidera o projecto que visa perfurar a crosta terrestre e chegar ao manto do planeta, o que será a concretização de um sonho que, durante anos, foi condicionado pelas insuficiências tecnológicas que poderiam permiti-lo, embora o homem já tenha chegado à Lua. Hoje, graças a uma máquina de perfuração japonesa com a capacidade de sugar a dez quilómetros de profundidade, montada num meganavio, foi possível à equipa multinacional liderada por Damon Teagle avançar com a iniciativa e tentar aquilo que o Projecto Mahole, criado por Harry Ness, não conseguiu por falta de meios técnicos e financeiros em Março de 1961. NO OCEANO PACÍFICO As primeiras explorações já começaram, com o objectivo de definir a zona ideal, que será “no meio do oceano, onde a crosta terrestre é mais fina, tendo cerca de quatro quilómetros”, como explicou o geólogo. As alternativas colocadas pelos cientistas passam por três locais no Oceano Pacífico, a este do México, a Costa Rica e o Havai. Depois da escolha do local, será necessário preparar todo o equipamento, já que, para além da profundidade oceânica e da crosta que será necessário escavar, a expedição irá tentar chegar a pontos do manto onde as temperaturas atingem os trezentos graus centígrados e a pressão atinge as duas mil atmosferas (21 milhões de quilogramas por metro quadrado). Por isso, a fase das escavações está agendada para 2020. Até lá, a equipa irá reunir os fundos necessários, porque “a expedição será muito cara e exige que sejam criadas novas brocas, lubrificantes e muitos outros meios específicos para esta tarefa”, como reconheceu Damon Teagle. A perfuração irá permitir “conhecer melhor a crosta do planeta e revelar a estrutura 24 Verão 2011

da camada de transição com o manto”, admitiu o geólogo, que reconhece que as amostras que forem conseguidas “serão tão preciosas como as primeiras rochas lunares que foram recolhidas” ao longo do Projecto Apolo da NASA, tanto mais que vão permitir aprofundar o conhecimento sobre o nosso planeta e ir mais além nos estudos, os quais, até hoje, apenas incidiram nas amostras recolhidas após actividades vulcânicas. Estes estudos irão além do campo geológico, podendo ajudar a dar respostas sobre a evolução histórica do planeta, sobre os fenómenos vulcânicos, os abalos sísmicos e os tsunamis, embora os cientistas também pretendam procurar vestígios de vida bacteriana, “porque, nas investigações que já foram efectuadas em profundidades onde a temperatura atinge os 120 graus centígrados, foram encontrados esses vestígios”, reconheceu Damon Teagle à revista Nature. Trata-se de um projecto científico multidisciplinar capaz de abrir novas perspectivas sobre o conhecimento do planeta em que vivemos e, embora haja sempre “o risco de que o furo possa colapsar, mesmo que tal venha a ocorrer, não haverá qualquer ameaça ambiental”, afirmou o investigador. l


Ver達o 2011 25


olharcliníco

Saiba como escolher uns óculos de sol Os óculos de sol são muito mais do que um acessório de moda, são fundamentais para a protecção ocular e importa saber escolhê-los, como nos referiu Francisco Silva, optometrista licenciado pela Universidade do Minho

q

uando pretendemos adquirir uns óculos de sol, há aspectos que não podem deixar de ser considerados e ter toda a informação sobre “absorção, polarização ou espelhamento” é mais importante do que os meros aspectos estéticos, tanto mais que importa “garantir a protecção para evitar eventuais malefícios que o excesso de luminosidade pode provocar às nossas estruturas oculares, como sejam cataratas, lesões retinianas, etc.”, afirmou-nos Francisco Silva, optometrista. “Para diminuir o excesso de luminosidade que entra nos nossos olhos, foram criados filtros, a que habitualmente chamamos lentes solares, que podem ter por base diferentes princípios ópticos”, pelo que saber algo mais sobre princípios como a absorção, a polarização e o fotocromatismo é muito importante na altura de adquirir uns óculos novos.

A COR É IMPORTANTE A absorção é um fenómeno relativamente simples, referindo-se “à luz que incide na lente, sendo filtrada sem a conseguir ultrapassar”, o que tem tudo a ver com a cor da própria lente”, já que esta “determina as partes do espectro de luz que são 26 Verão 2011

absorvidas por ela”, enquanto que “a intensidade determina a quantidade de luz que é filtrada. As lentes mais escuras são capazes de absorver mais luz, enquanto que as mais claras são menos filtrantes”. A escolha da cor tem assim uma grande relevância. As tonalidades cinza “são óptimas para um uso geral, já que reduzem a quantidade de brilho com uma distorção mínima das cores, sendo recomendadas para a condução”. Já as tonalidades amarelas ou douradas “reduzem a quantidade de luz azul enquanto permitem uma maior percentagem de passagem de outras frequências. Como o azul tende a reflectir e a dispersar diversos objectos e meios, pode criar um tipo de claridade chamado neblina azul. A tonalidade amarela elimina a parte azul do espectro e tem o efeito de fazer quase tudo claro e nítido. É por isso que os óculos para neve são normalmente amarelos”. No entanto, estas tonalidades distorcem a percepção de cores, “o que as torna inadequadas para qualquer actividade que dependa de precisão da avaliação de cores”. As tonalidades âmbar castanho também são boas para um uso geral, tendo “o benefício adicional de reduzir a claridade, contendo moléculas que absorvem

frequências de cores mais altas, como o azul, além dos raios UV”, o que é tanto mais importante quanto “há pesquisas que sugerem que as frequências de luz perto da UV, como o azul e o violeta, podem contribuir para a formação de cataratas ao longo do tempo”. Contudo, estas tonalidades também distorcem as cores, como as lentes amarelas, embora aumentem o contraste e a claridade”. Já as tonalidades verdes filtram um pouco de luz azul e reduzem a claridade. Como as tonalidades verdes oferecem o mais alto contraste e a maior precisão visual do que qualquer outra”, são, por isso, muito populares. “Quem procure um melhor contraste, pode optar pelas tonalidades púrpura e rosa, sendo uma boa opção para caça ou esqui aquático, “porque são mais contrastantes em fundos verde ou azul”. POLARIZAÇÃO Outro conceito que importa ter em conta é o da polarização. “As ondas de luz do sol, ou mesmo de uma fonte artificial, como uma lâmpada, vibram e irradiam em todas as direcções”, explicou-nos Francisco Silva. “Se a luz for transmitida, reflectida, dispersa ou refractada, quando as suas vibrações estão alinhadas em um ou mais planos de direcção, a luz é chamada de polarizada.” A polarização ocorre de forma natural ou artificial. “Pode ver-se um exemplo de polarização natural quando se olha para um


lago. O clarão reflectido pela superfície é a luz que não passa pelo “filtro” da água e é a razão pela qual frequentemente não pode ver-se qualquer coisa abaixo da superfície, mesmo quando a água é muito clara.” Para atenuar este problema, surgem “os filtros polarizados, geralmente feitos de um filme químico aplicado a uma superfície plástica ou vítrea transparente. O composto químico utilizado normalmente será formado por moléculas que se alinham naturalmente umas em relação às outras. Quando aplicadas uniformemente às lentes, as moléculas criam um filtro microscópico que absorve qualquer luz que corresponda ao seu alinhamento”. A maioria da claridade que nos faz usar óculos de sol vem de superfícies horizontais, como a água ou uma estrada. “Quando a luz atinge uma superfície, as ondas reflectidas são polarizadas, correspondendo ao ângulo dessa superfície. Então, uma superfície horizontal altamente reflexiva, como um lago, produzirá muita luz horizontalmente polarizada. Portanto, as lentes polarizadas em óculos de sol são fixadas num ângulo

Francisco Silva, um optometrista licenciado pela Universidade do Minho, traz-nos muita informação relevante para ajudar a escolher uns óculos de sol

que permite apenas que a luz verticalmente polarizada entre.” Para perceber melhor este fenómeno, “basta colocar um par de óculos de sol polarizados e olhar para uma superfície reflexiva horizontal, como o capot de um automóvel. Depois, incline lentamente cabeça para a direita ou para a esquerda e perceberá que a claridade da superfície aumenta à medida que você ajusta

LENTES FOTOCROMÁTICAS Os óculos de sol ou as lentes de óculos de prescrição médica que escurecem quando expostos ao sol são designados fotocromáticos. Desenvolvidas pela Corning no final da década de 60 e popularizadas pela Transitions na década de 90, as lentes fotocromáticas dependem de uma reacção química à radiação UV. As lentes fotocromáticas têm milhões de moléculas de substâncias, como o cloreto de prata ou haleto de prata, embutidas. As moléculas são transparentes à luz visível na ausência de luz UV, que é a composição normal da iluminação artificial. Mas, quando expostas aos raios UV na luz solar, as moléculas sofrem um processo químico que faz com que mudem sua forma. A nova estrutura molecular absorve partes da luz visível, fazendo com que as lentes escureçam. O número de moléculas que muda de forma varia com a intensidade dos raios UV. A repentina ausência de radiação UV em ambientes de sobra ou de luz mais reduzida faz com que as moléculas retornem à forma original, resultando na perda das suas propriedades absorventes de luz. Em qualquer direcção, todo o processo ocorre muito rapidamente. Nos produtos PhotoBrown e PhotoGrey, feitos pela Corning na década de 60, as lentes eram feitas de vidro e as moléculas eram distribuídas uniforme e completamente em cada uma das lentes. O problema com esse método tornou-se aparente quando foi aplicado aos óculos graduados, nos quais diferentes partes das lentes podem variar em espessura. As partes mais espessas pareciam mais escuras do que as áreas mais finas. No entanto, com a crescente popularidade das lentes de plástico, um novo método foi desenvolvido. Pela imersão das lentes de plástico num banho químico, as moléculas fotocromáticas são actualmente absorvidas a uma profundidade de cerca de 150 mícrones no plástico. Isso provou ser muito mais do que uma simples cobertura, que teria cerca de apenas cinco mícrones de espessura e não forneceria moléculas suficientes para tornar as lentes escuras. Esse processo de absorção das lentes plásticas foi popularizado pela Transitions, o fabricante líder de lentes fotocromáticas.

28 Verão 2011

o ângulo da sua visão”. Ao comprar uns novos óculos de sol, é preciso ter atenção, porque “muitos óculos de sol anunciados como polarizantes realmente não o são”, alertounos Francisco Silva. “Há um teste simples que pode fazer-se antes de comprá-los, para não ser enganado. Basta encontrar uma superfície reflexiva e segurar os óculos de modo que se veja através de uma das lentes. Depois, deve girá-los lentamente para um ângulo de 90 graus e ver se o clarão reflexivo diminui ou aumenta. Se os óculos de sol forem polarizados, verá uma significativa diminuição da claridade.” FIDELIZAÇÃO DAS CORES Contudo, no dia-a-dia, o que realmente importa saber sobre as diferenças entre as lentes que usam o princípio da absorção e as lentes polarizantes resume-se, em grande parte, ao conforto e à fidelização das cores. “As lentes clássicas (absorção) têm como grande desvantagem o facto de, de uma forma mais ou menos acentuada, alterarem a nossa percepção das cores e de não anularem, de forma tão eficaz, os reflexos das superfícies, enquanto que as lentes polarizadas garantem a eliminação dos reflexos superficiais sem que para isso se tenha de alterar as cores ou diminuir de forma acentuada a nitidez dos objectos.” No entanto, como não há bela sem senão, também surgem desvantagens com este tipo de lentes, como “a dificuldade em ver a imagem no ecrã do telemóvel e toda uma série de dispositivos que usamos diariamente que contam com displays ou monitores, que, por si só, polarizam a luz. Outra desvantagem prende-se com a reduzida variedade de tonalidades actualmente disponíveis”. l


olhara acção

As boas ondas

A costa que se estende do Guincho até São Jacinto, perto de Aveiro, conta com alguns dos melhores spots europeus para quem gosta de entrar na boa onda do surf

a

s praias da costa atlântica, entre o Guincho e a Ria de Aveiro, são famosas pela imponência das suas ondas, mas também pelo conflito diário entre as neblinas e o sol, o qual, na maioria dos casos, só consegue vencer no final de cada manhã. Com belas paisagens em que a terra desce até ao nível do mar, em longas praias onde apetece caminhar, ou em que desafia o oceano do cimo de altivos penhascos, esta é uma região de contrastes e de rara beleza à qual vale sempre a pena regressar. Para os amantes do surf, a costa atlântica é sinónimo de boas ondas e há quem chegue de muito longe em busca dos tubos, drops e bottom-turns perfeitos. Há muito que esta “tribo” selecciona os seus spots de eleição e é fácil encontrar os seus membros ainda bem perto de Cascais, na Praia do Guincho, onde o Bar do Guincho (www.bardoguincho.pt) conta com uma escola para todos quantos queiram iniciar-se na prática deste desporto que tem cada vez um número maior de praticantes no nosso país e que, ainda há alguns anos, era uma actividade bizarra, olhada com desconfiança. Não deixa de ser curioso que alguns daqueles que foram pioneiros do surf em Portugal estejam, hoje, ligados a diversos projectos de promoção desta actividade. Basta seguir a rota das ondas ao longo da costa e eles vão aparecendo, como tivemos oportunidade de descobrir. Seguindo para norte, mantendo o mar sempre a bombordo (à esquerda), o passeio na direcção da Ericeira é sempre um deslumbramento, caso a neblina não nos pregue uma das suas habituais partidas. Mesmo assim, e sobretudo nesta

30 Verão 2011

altura do ano, importa tomar cuidado porque estamos numa região de alta concentração de iodo e os menos atentos habilitam-se a um grande “escaldão”. Já lá vai o tempo em que a Ericeira era apenas uma terra de pescadores que apenas recebia os veraneantes em tempo de férias. Hoje, a Praia de Ribeira d’Ilhas tornou-se famosa para os praticantes de surf graças ao seu point break (fundo de rocha) e às ondas direitas (formadas à direita do surfista). É um excelente local para os mais experientes, mas também para os iniciados, que podem sempre recorrer ao Ribeira Surfcamp (www.ribeirasurfcamp.com), criado por Tiago Oliveira e Luís Duarte. DO BALEAL A SÃO JACINTO A norte de Peniche, surge uma das mais curiosas praias portuguesas, o Baleal. Umas vezes, é uma pequena península; outras, uma ilhota. É ali que se situa uma antiga casa apalaçada sobranceira ao mar, onde João Sepúlveda Castanheira e Pedro Valente criaram o Surfcastle (www.surfcastle.pt), um hotel que, estando virado para os surfistas, está longe de ser um local para adolescentes em busca de noitadas de farra. A excelente localização desta unidade hoteleira permite desfrutar não só da onda esquerda que deu fama internacional à Praia do Lagido, que surge mesmo em frente, mas também das várias praias que surgem nas proximidades (acessíveis a pé), onde estão sempre garantidos ventos offshore (contra a onda) e o swell (ondulação) ideal. Depois da Nazaré, a costa perde altura e as praias que se estendem para lá da Figueira da Foz são planas e estão apinhadas de

gente nos dias de Verão, pelo que, para os surfistas, vale mais rumar a São Jacinto. Bem perto de Aveiro, surgem duas praias de águas agitadas, quase coladas: a Barra, que, geralmente, está pejada de veraneantes ao sol, e a Costa Nova, onde é raro o crowd (muitos surfistas a disputar a mesma onda). É ali que funciona o Costa Nova Surf House (www.costanovasurfhouse.com), um projecto lançado por Pedro Velinho e Pedro Meirelles. Neste local, capaz de satisfazer todos os tipos de surfistas, junto dos paredões, formam-se as sempre apetecíveis direitas. Para lá do vasto areal da Praia de São Jacinto, onde cada pôr-dosol é um espectáculo deslumbrante, surge a Praia da Torreira, que também pode ser um bom spot nos dias de menor afluência de banhistas. l

AVEIRO

Pôr-do-sol na Pousada da Ria


BALEAL

Pedro Valente na praia, junto ao Surfcastle

COR

Cores marcantes dos óculos Mirage

ARRIBAS

A costa oeste é marcada pelas falésias

SURFCAMP

A loja de surf em Ribeira d’Ilhas

TORREIRA

O Sardine anima-se nas noites quentes

Verão 2011 31


olhara saúde

SALADAS É um acompanhamento. É um prato de dieta. Há quem não distinga o prato principal à mesa. Uma salada bem composta dá cor à saúde. A receita é simples, mas criativa e selectiva. Se quer uma super-refeição, opte por superalimentos POR PAULA SANTOS. 32 Verão 2011

Todas as saladas são saudáveis. Madelyn Fernstrom, directora do Centro de Controlo de Peso da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, baseouse em catorze visitas realizadas a restaurantes e cadeias de restauração (localizadas em Los Angeles e Nova Iorque) com oferta de saladas para desmistificar esta teoria no programa norte-americano Today (NBC). Apenas uma das saladas testadas reunia os critérios “baixo índice calórico” e “baixo teor em gordura”. Pobre em calorias significa estar abaixo das quarenta por porção, pobre em gordura obriga a respeitar o máximo de três gramas. São contas aparentemente simples, mas basta um molho para baralhar a tabela e multiplicar os resultados. A gordura protagoniza precisamente o segundo mito a quebrar no universo das saladas. As gorduras não são todas iguais, sendo que algumas são especialmente saudáveis. Saber distingui-las (gorduras más, saturadas, versus gorduras boas, insaturadas) faz parte do primeiro passo a seguir na cozinha: aprender a compor uma supersalada. Os nutricionistas garantem que não precisa de ser um ás da culinária, basta desfrutar de uma boa dose de criatividade. E a Ciência reforça que não há que dominar estudos e composições químicas dos alimentos, uma noção básica de superingredientes é suficiente. E dá saúde! A BASE: HÁ, MAS SÃO VERDES Alface e tomate é uma combinação ultrapassada e esgotada do ponto de vista criativo e saudável. Variedade é a máxima gastronómica a aplicar em todas as refeições. Nem só de alface vive o universo da salada, há muitos outros


SALADA: ANTES, DURANTE OU DEPOIS DA REFEIÇÃO?

Antes. A salada provoca um efeito saciante, logo, quando consumida em primeiro lugar, reduz a fome e, consequentemente, a quantidade de alimentos a ingerir. É uma boa medida em programas de controlo de peso.

superverdes. Segundo um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition, o consumo regular de agriões aumenta os níveis de luteína e betacaroteno no sangue, diminuindo os riscos de cancro. Os espinafres, o vegetal favorito da rainha francesa Catarina de Médici, além de pouco calóricos, fazem lembrar uma autêntica farmácia, tal a quantidade de vitaminas e minerais entre tantos outros componentes activos. Para tirar partido do sabor amargo da rúcula, fonte de vitaminas A e C, experimente combiná-la com quivi e peito de frango. PROTEÍNAS: CONTROLE O PESO Além de contribuírem para o saudável crescimento do músculo, as proteínas são essenciais em programas de emagrecimento. Carnes brancas, de peru e de frango, são uma excelente opção proteica. E o camarão, uma saborosa alternativa, menos calórica e com menor teor de gordura saturada. Este alimento é ainda rico em gorduras amigas do coração, embora se aconselhe um consumo regrado, dados os índices de colesterol. Acrescente lentilhas, frescas ou cozidas, porque fornecem magnésio e ajudam a baixar os níveis de açúcar no sangue, sendo, por isso, aconselhadas a diabéticos. E não descure a soja, o ovo e os feijões na lista de proteínas. Segundo um estudo realizado, o grupo de pessoas que consumiu diariamente esta última leguminosa apresentou uma diminuição dos níveis de colesterol. BOAS GORDURAS: O CORAÇÃO AGRADECE As nozes, nomeadamente, estão associadas à redução do risco cardíaco, sendo ricas em arginina, uma substância que pode melhorar a vasodilatação. Nozes, pinhões e avelãs são boas gorduras e excelentes ideias para compor uma salada. Use, mas não abuse. Uma mão-cheia por dia de frutos secos é a dose terapêutica desta boa gordura cardíaca, útil ainda no controlo do peso. Salmão, atum e sardinha integram ainda o leque de gorduras saudáveis. E convém não esquecer o típico tempero mediterrânico. Rico em ácidos gordos e vitaminas antioxidantes, o azeite virgem extra é uma espécie de anjo protector do coração. VITAMINAS, MINERAIS E OUTRAS “IGUARIAS” É verdade que os olhos também comem, mas não é (só) por isso que as saladas devem ser coloridas. Na cozinha, cor é sinónimo de variedade, de vitaminas, minerais, betacarotenos e uma quantidade de enzimas que se traduzem, a longo prazo, em benefícios para a saúde. Tome nota: licopeno é o nome da substância que dá a cor avermelhada ao tomate, mas mais importante é a sua acção anticancerígena. Bromelaína é uma enzima do ananás que, por ter efeito anti-inflamatório, ajuda a combater a celulite. As amoras, fontes de fibra pouco calóricas, contêm antioxidantes e fitonutrientes, ajudando, assim, a manter a capacidade de memória e a reduzir o dano celular ligado ao envelhecimento. Por isso, foram incluídas pela Clínica Mayo, nos Estados Unidos, no top 10 de alimentos que melhores propriedades apresentam na prevenção e na protecção contra doenças. Melancia, mirtilos e beterraba são outros exemplos multivitamínicos a considerar na sua salada. l

SALADA SAUDÁVEL DO CHEF COM NOZES E MOLHO FRANCÊS Depois de viajar por oitenta países e experimentar vários tipos de cozinha associados à longevidade, George Mateljan regressou à Califórnia, criou uma empresa de refeições saudáveis pré-cozinhadas e desenvolveu uma fundação com o seu nome com vista à construção de um mundo mais saudável. No seu último livro The World’s Healthiest Foods, reúne receitas da sua autoria, como esta salada. “Esta salada é limitada apenas pela sua imaginação. Use-a como base, combinando depois os seus vegetais favoritos. Se gostar, acrescente peito de frango ou de peru.” TEMPO DE CONFECÇÃO: 15 MINUTOS

Ingredientes: • 4 chávenas de legumes • 100 gramas peito de peru fatiado • 100 gramas queijo cheddar de baixo teor de gordura • ¼ de chávena de pepino cortado • ¼ de chávena de tomate maduro fresco em cubos • ¼ de chávena de aipo picado • 3 colheres de sopa de nozes picadas • 1 colher de sopa de molho francês MOLHO FRANCÊS

• ½ chávena de azeite extra virgem • 1 colher de sopa de cebola bem picada • 2 colheres de sopa de vinagre de vinho tinto • 2 colheres de chá de pasta de tomate • 1 colher de chá de mostarda em pó • 2 colhes de sopa de mel • 1 colher de chá de pimentão doce • ½ colher de chá de sementes de aipo • sal e pimenta a gosto PASSO A PASSO

Molho francês 1. Misture todos os ingredientes (excepto o azeite, o sal e a pimenta) num liquidificador até ficar uma mistura homogénea. 2. Com o liquidificador em funcionamento, dissolva lentamente o azeite. 3. Tempere a gosto com sal e pimenta. SALADA

1. Coloque os legumes num prato e acrescente os restantes ingredientes. 2. Cubra com o molho.

Verão 2011 33


olhargourmet

GELADARIA CREMOSI A Cremosi é uma das mais típicas geladarias do Porto. Além dos sabores habituais, chocolate, morango, baunilha, propõe paladares como tangerina, stracciatella, frutos do bosque, After Eight, melancia, maracujá, Rocher, black & white, e é capaz de surpreender com gelados de sabor a queijo, champanhe e até caipirinha. A oferta inclui ainda granizados, crepes salgados, saladas ou sandes variadas. Rua Costa Cabral, 2066, Paranhos, Porto. Tel. 22 549 00 31

ARTISANI Tudo começou na badalada zona das Docas, em Lisboa, mas a Artisani cresceu e tem lojas na Avenida Álvares Cabral, na Praia de Carcavelos e na Praia da Duquesa, em Cascais. A dificuldade está na escolha entre gelados com cerca de oitenta sabores diferentes, para já não falar nos mais bizarros, como sejam o de canela e mel, o de framboesa com wasabi e vinagre de vinho tinto, o de ananás com pimenta preta, o champanhe ou o de limão com manjericão. www.artisanigelado.com

34 Verão 2011


SANTINI Attilio Santini criou uma tradição ao abrir, há sessenta anos, uma geladaria na Praia do Tamariz. Hoje, tem lojas em São João do Estoril, Cascais e na Rua do Carmo, em Lisboa, bem no coração do Chiado, onde recebe clientes fiéis aos sabores tradicionais ou mais originais, como a laranja amarga com chocolate, o limão com framboesas, o limão com fios de chocolate, o doce de ovo com pinhão, o pêssego paraguaio ou o maracujá roxo. A loja do Chiado procura afirmar que podem comer-se gelados em qualquer altura do ano. www.santini.pt

FINZI GELATO Depois de afirmar-se em Lisboa, a Finzi marca posição no meio das esplanadas da Ribeira, no Porto, com os seus gelados artesanais criados com base nas receitas de um geladeiro argentino e que são ainda mais cremosas do que as italianas. Entre as especialidades, destaque para o dulce de leche, a banana split, o tiramisú e o mascarpone com frutos do bosque. Também estão disponíveis crepes, waffers, toppings vários e batidos. Cais da Ribeira, 47, Porto. Tel. 91 805 30 02

ICE DREAMS Perto do Príncipe Real, uma zona cada vez mais movimentada, surgiu uma geladaria inspirada na tradição de Buenos Aires. Os sabores primam pela originalidade: zambaglione, queijo mascarpone com frutos do bosque, canela do Ceilão com gengibre, queijo de figo, tangerina, chocolate com passas e rum, chocolate negro, chocolate branco com baunilha, mousse de limão com gengibre, para além das mais variadas frutas. Caso fique indeciso, pode sempre optar por uma das várias degustações sugeridas. Rua da Escola Politécnica, 21. Lisboa. Tel: 21 346 92 47


olharindiscreto Última viagem: Punta Cana.

Eu sou assim... Liliana Santos revela-nos alguns dos seus pequenos grandes segredos...

Essencial para os olhos: Óculos de sol.

Peça favorita da nova estação: Vestidos.

Ultima compra: uma máquina de fazer pipocas

Gostava de trabalhar com: Meryl Streep

Sempre na carteira: Batom

36 Verão 2011

Ídolo de infância: Madonna

Tempos livres: Desporto

Sempre na carteira: Batom. Nunca sai de casa sem: Fruta na mala. Peça favorita da nova estação: Vestidos. A cor que não passa de moda: Branco. Essencial para os olhos: Óculos de sol. Sinónimos de sexy: Naturalidade e inteligência. Um defeito: Demasiado exigente. Uma vaidade: A minha mãe. O melhor presente que recebeu: Saber que ia ser tia. A última compra: Uma máquina de fazer pipocas. Na mesa-de-cabeceira: Livros e hidratante de pés e mãos. A última viagem: Punta Cana. Drama, comédia ou musical? Todos, dependendo do estado de espírito. Gostava de trabalhar com: Meryl Streep. Ídolo de infância: Madonna. O carro de sonho: Não tenho. Referência de estilo: Estou atenta as várias tendências. Destino perfeito: Praia e calor. Nos tempos livres: Gosto de viajar, fazer desporto, cozinhar, ler e ir ao teatro. Liliana rima com... Viver! Alegria!


olharo perfil

38 Ver達o 2011


Lagerfeld Karl Lagerfeld veste de negro e os óculos escuros dão-lhe uma aura intransponível de guerreiro, contribuindo para vincar uma imagem quase mística Talvez não exista uma estrela tão cintilante no mundo da moda como Karl Lagerfeld. No ano passado, quando chegou a Nova Iorque para apresentar a nova linha com o seu próprio nome, a Apple decidiu fazer o que nunca tinha feito com uma personalidade da moda, realizou um vídeo para ser distribuído gratuitamente no iTunes. E Oprah Winfrey também não ficou imune, convidou-o para gravar um programa, no qual dez modelos desfilavam para mostrar as tendências de Lagerfeld. Esta linha marcou a colaboração com a Tommy Hilfiger, que comprou a marca de Lagerfeld em 2004, mas, claro, é o nome dele que se impõe. E é isso que atrai personalidades como Jennifer López ou Sean Combs, que surgem como verdadeiros embaixadores da linha. No entanto, não é razão para o imperador da moda abandonar Paris, onde já cria uma mão-cheia de colecções por ano para a Chanel e para a Fendi. Há quem diga que o mundo de Karl Lagerfeld é o caos organizado, tal a multiplicidade de tarefas a que se dedica. Para além da moda, ainda trabalha na área da fotografia e da edição de livros. Contudo, não deixa de ser curioso como ele delimita as suas diferentes colecções. As roupas criadas em Nova Iorque, com a marca Karl Lagerfeld, têm preços convidativos: 475 dólares por um vestido, 275 dólares por uns jeans, 155 dólares por uma t-shirt. As roupas feitas em Paris têm uma valoração diferente: 1.100 dólares por um vestido, 634 dólares por umas calças, 235 dólares por uma t-shirt. Lagerfeld sabe o que é trabalhar para colecções populares. Em 2004, fez uma experiência com a H&M e os jeans e as t-shirts que criou venderam de forma furiosa. Lagerfeld, no fundo, como dizia uma pessoa do mundo da moda, “tem o estatuto de uma estrela de rock”. O apelo é grande, porque Lagerfeld é, na moda, como

Madonna na música, está sempre a reinventar-se. A sua ligação à Tommy Hilfiger mostra como o mundo de Lagerfeld é global. Em 2004, foi fotografar Hilfiger para a Harper’s Bazaar. Nessa altura, Hilfiger viu a oportunidade de adquirir a pequena marca do criador, então conhecida como Lagerfeld Gallery, tendo pago 27,5 milhões de dólares. Karl Lagerfeld é, ele próprio, um mito. Nascido em Hamburgo em 1938, nas vésperas da Segunda Guerra Mundial, emigrou cedo para Paris, com apenas catorze anos. Na década de 50, trabalhou com Jean Patou, Pierre Balmain, Krizia, Charles Jourdan e Valentino. Em 1967, juntou-se à Fendi e, seguidamente, à Chloé e à Chanel. Em 1975, criou a Parfums Lagerfeld e, depois, em 1984, criou a sua própria marca. A Vogue afirmou, um dia, que ele era o intérprete sem paralelos do sentir do momento. Cinicamente, Lagerfeld dizia, para chocar, em 1975, que “eu sou uma espécie de vampiro, retiro o sangue das outras pessoas”. Nada, afinal, que não tenham feito alguns dos maiores criadores de música, como David Bowie. Afinal, como ele próprio disse anos mais tarde, “eu sou como uma caricatura de mim próprio. É como uma máscara. E, para mim, o Carnaval de Veneza dura todo o ano”. A sua vasta cultura e o facto de falar quatro línguas (alemão, francês, inglês e italiano) são factores muito relevantes quando se trata da sua capacidade de perceber os sinais do mundo. Por isso, pode dizer que “não, eu também não sou um criador francês. Eu sou de lado algum. Sou um europeu, um velho europeu”. Fã da tecnologia, é-o também de comida. Diz preferir a japonesa e a italiana, e a sua luta contra o peso excessivo é conhecida. Muitos consideram que é frio, que se esconde por detrás de uns óculos escuros que não deixam ver-lhe os olhos. Mas isso é uma pose que o resguarda. l Verão 2011 39


olharo horizonte

A eterna juventude

Nada pode parar o tempo que passa, mas hĂĄ propostas para combater os seus efeitos, como as enunciadas pelo Longevity Wellness Resort, que espreita o mar na Serra de Monchique 40 VerĂŁo 2011


A modernidade da arquitectura do resort à esquerda) tem uma correspondência natural com a decoração dos interiores, onde os espaços são amplos e confortáveis. A piscina oferece uma vista privilegiada da paisagem serrana

a

pesar de tão martirizada pelos fogos, a Serra de Monchique continua a ser um jardim perfumado pelas estevas e embalado pelo canto ritmado das cigarras. É um Algarve diferente, um refúgio de calma, sobranceiro ao litoral, que, todos os anos, recebe os invasores que chegam para desfrutar os prazeres do Verão. Perto das Caldas de Monchique, uma estância termal cuja memória recua aos tempos romanos, surge o moderníssimo Longevity Wellness Resort, empoleirado nas encostas onde, nos dias de céu limpo, é possível ver o mar no horizonte. A localização é privilegiada e, apesar da sua dimensão, a modernidade arquitectónica do resort construído em socalcos não é agressiva na paisagem. O arrojo da forma das construções tem uma correspondência natural com a decoração de interiores, onde se destacam peças do artista plástico Alberto Barros e mobiliário de design contemporâneo. Em vez de quartos, o resort propõe pequenos apartamentos de várias tipologias, o que garante mais conforto a todos quantos o procuram para descansar num ambiente requintado e, ao mesmo tempo, informal. PROPOSTAS INOVADORAS Como o seu nome indica, o Longevity Wellness Resort é muito mais do que um resort apetecível para umas férias descansadas. São as suas propostas em termos de programas de rejuvenescimento

que fazem a diferença desta unidade hoteleira, onde as sugestões passam pela prevenção dos males do corpo, mas também da mente, de forma integrada e de acordo com a eterna máxima clássica que defende “corpo são e mente sã”. Os planos de tratamentos são feitos por medida e acompanhados por equipas que integram psicólogos, enfermeiros, esteticistas, massagistas e especialistas em medicina preventiva e gestão do envelhecimento, podendo ser desenvolvidos em períodos que variam entre os três e os trinta dias. Qualquer tratamento é antecedido por uma bateria de análises clínicas de rastreio de eventuais doenças ou predisposição para elas. Só depois de conhecidos os resultados, são prescritos os cuidados adequados a cada caso, que passam inevitavelmente pela medicina estética do corpo e do rosto (desde o mais simples peeling à complexa carboxiterapia, mesoterapia, radiofrequência ou oxigenoterapia) e por cuidados de spa, onde não faltam os duches de Vichy, banhos desintoxicantes e os mais variados tipos de massagens. Para além de tudo isto, os clientes do resort têm ainda à sua disposição propostas como caminhadas pela serra, ioga, pilates e workshps de meditação e respiração. Este conceito é muito inovador e tem a supervisão de Claude Chauchard, visionário no campo da medicina preventiva e autor de vários livros sobre Verão 2011 41


Os tratamentos propostos fazem a grande diferença em termos da oferta do resort. As sugestões são as mais variadas e há programas cuja duração varia entre os três e os trinta dias. A qualidade da alimentação não foi esquecida (em baixo) no restaurante com a reputada assinatura do chef Olivier

a problemática do envelhecimento humano, nutrição e vitalidade. O resort, que também pode receber todos aqueles que pretendam passar ao lado dos tratamentos propostos, conta com um restaurante gourmet onde a carta tem a assinatura do reputado chef Olivier e as suas sugestões mostram que a luta contra os níveis de colesterol e a tensão arterial elevada não é sinónimo de comida sensaborona. O peixe, os cozidos a vapor, os grelhados, as saladas e os legumes confeccionados com requinte e um pouco de azeite e ervas aromáticas são experiências que não devem ser evitadas. JARDIM SERRANO Bem perto do Longevity Wellness Resort estão as Caldas de Monchique, um recanto quase esquecido à sombra de árvores centenárias. É um refúgio de calma que parece parado no tempo. Um jardim verde e sempre fresco, mesmo nos dias mais quentes de Verão, altura em que a sombra das copas das arvores frondosas é mais apetecível. A água, que brota de nove nascentes a temperaturas superiores a 27 graus, foi chamada de “águas santas” no período romano, que ainda hoje pode ser recordado numa das mais antigas tradições do artesanato regional, como sejam as cadeiras de madeira. Muito mais tarde, os médicos de D. João II recorreram a elas para tentar salvar o monarca que 42 Verão 2011

veio a falecer em Alvor. De qualquer forma, o prestígio das termas nunca foi abalado e ainda continuam a ser procuradas para tratamentos de problemas do aparelho respiratório e do aparelho digestivo, assim como de problemas musculares e reumáticos. Também vale a pena conhecer a típica Vila de Monchique, onde os mais velhos sempre recusaram ser considerados algarvios, afirmando, com orgulho, que são apenas serranos. O casario é reduzido e quem passeie pelo sobe e desce das suas ruas vai encontrar algumas lojas curiosas, como as velharias de Maria Caçorino, que tem as portas abertas no Largo da Misericórdia, e pode descobrir o original portal manuelino da igreja matriz; um pouco mais acima surge o Mosteiro de Nossa Senhora do Desterro, fundado pelos franciscanos no século XVII e arruinado no terramoto de 1755. A casa franciscana parece esquecida pelo tempo, mas o claustro foi conquistado por belas cameleiras e ainda é possível descobrir vestígios da azulejaria numa das antigas cozinhas. Este local oferece uma vista privilegiada sobre a vila. Quem gosta de olhar o horizonte, tem que subir a serra a caminho da Fóia. Com os seus cerca de novecentos metros, é o ponto mais alto a sul do Tejo e, nos dias em que a neblina não toma conta do céu, é possível tentar distinguir Sagres, descortinar a Ponta da Piedade e procurar Albufeira. l


Na serra, a arquitectura tradicional tem um traço próprio

ONDE FICAR Longevity Wellness Resort Lugar do Montinho, Monchique Tel. 282 240 100/800 240 110 (www.longevitywellnessresort.com) Conta com 195 apartamentos de tipologia T1, com áreas de 60 a 90 metros quadrados e cozinha equipada. Preços sob consulta. Variáveis de acordo com a opção de tratamentos. As Caldas de Monchique são um jardim verde e fresco

ONDE COMER Longevity Cuisine by Olivier Ambiente chique, com vistas excelentes, tem uma carta sofisticada e de carácter mediterrânico criada pelo chef Olivier. Não perca o carpaccio de polvo e o cherne com amêijoas da Ria Formosa. Preço médio por refeição: € 50. Charrette Rua Dr. Samora Gil, Monchique Tel. 282 912 142 No centro da Vila de Monchique, tem uma decoração que recorda a mercearia que ali funcionou. O cabrito no forno, espetadas de peixe, secretos de porco preto e costeletas de javali são as especialidades. Na doçaria, destacam-se o bolo de tacho e a tarte de alfarroba. Preço médio por refeição: € 18.

Loja de velharias de Maria Caçorino

O Barlefante é um bar muito popular

Jardim das Oliveiras Estrada da Fóia, Monchique Tel. 282 912 874 A caminho da Fóia, aposta nas tradições da serra algarvia. Não perca o cabrito assado no forno, a cabidela de galinha ou a tarte de figo. Preço médio por refeição: € 18.

Verão 2011 43


passatempo olhar

Ganhe um fim-de-semana

no Hotel Palácio dos Melos em Viseu

UMA SIMPLES FOTOGRAFIA TIRADA NUM PASSEIO PODE PROPORCIONAR-LHE UM FIM-DE-SEMANA INESQUECÍVEL. O Verão está aí e apetece sair de casa. A praia é uma opção, mas há sempre passeios que nos levam a locais aprazíveis que guardamos na nossa memória. Fotografe uma paisagem ou um qualquer detalhe curioso e envie-nos essa imagem. Poderá ganhar um fim-de-semana no Hotel Palácio dos Melos, uma unidade hoteleira onde o conforto e a hospitalidade marcam encontro no centro histórico da bela cidade de Viseu. Envie-nos a(s) sua(s) melhor(es) fotografia(s) até ao dia 15 de Setembro para o e-mail passatempoolhar@optivisao.pt e, caso seja o vencedor, o prémio do nosso passatempo será seu. No entanto, só por participar, irá ganhar um conjunto de vouchers de desconto nas suas lojas Optivisão. O prémio inclui alojamento em quarto duplo standard com pequeno-almoço (reserva sujeita a disponibilidade do hotel). Prémio não reembolsável e válido até 23/12/2011.* * ver regulamento em www.optivisao.pt 44 Verão 2011

NUNO OLIVEIRA, DE BRAGA, GANHOU UMA ESTADIA NO HOTEL DO SADO Nuno Santos Oliveira foi o vencedor da última edição do passatempo Optivisão com a fotografia que publicamos acima, tendo ganho um fim-de-semana no Hotel do Sado Business & Nature. Participe nesta edição e poderá vir a ser o próximo vencedor desta iniciativa.


Cada Momento tem a sua Cor

Descubra a sua nas Lentes de Sol Hoya

www.hoya.pt


olharas lojas

46 Ver達o 2011


olharos descontos

Use e abuse Descubra as promoções especiais que reservámos para si ✂

25%

25%

20%

HOTEL LUSITANO

PURO SPA BY HOTEL LUSITANO

25% de desconto no menu de tratamentos de spa. Válido até 31 de Agosto.

25% de desconto em estadias de duas ou mais noites. Válido até 31 Agosto de 2011 (excepto épocas especiais).

O spa é o local ideal para escapar à rotina e ao stress diários. Um refúgio onde terá toda a atenção e o conforto de que o seu corpo necessita. Inicie uma viagem dos sentidos orientada pelas experientes mãos das nossas terapeutas.

Inclui alojamento e pequeno-almoço buffet. O segredo mais bem guardado do Ribatejo. No coração da lezíria, o Hotel Lusitano convida-o a conhecer a tranquilidade de um hotel de charme. Descubra os encantos da arte de bem receber. Tenha bons sonhos na lezíria…

CLÍNICAS PEDRO CHOY

Desconto de 20 % na primeira consulta para o departamento clínico e para o departamento de emagrecimento (oferta do primeiro tratamento extra de acupunctura no departamento de emagrecimento). Voucher válido em todas as clínicas Pedro Choy (com excepção da Clínica Pedro Choy de Salvaterra de Magos). Voucher válido até 31 de Agosto de 2011.

MONTEBELO AGUIEIRA

O local onde a Natureza e o conforto se confundem, uma abordagem única e integrada de bem-estar e a oportunidade de aprender um estilo de vida saudável e equilibrado para viver melhor e viver mais. Numa combinação perfeita e eco-friendly de espaços, infra-estruturas e serviços, é possível usufruir de suites espaçosas e confortáveis em plena Serra de Monchique.

20%

15% de desconto em alojamento, válido até 23 de Dezembro de 2011, excepto entre 1 e 15 de Agosto. Não acumulável com outras campanhas ou promoções. Um cenário único inserido na deslumbrante paisagem da Barragem da Aguieira, entre Viseu e Coimbra, o Montebelo Aguieira Lake Resort & Spa é um aldeamento turístico que apresenta um novo conceito de turismo, lazer e habitação. Desenvolvendo-se numa área de 35 hectares, engloba 152 habitações que variam entre modernos apartamentos e espaçosas villas. Mais do que um lugar de bem-estar, aqui vai encontrar um espaço surpreendente!

15%

COSTUME BISTRO

15% de desconto, com excepção de bebidas, não acumulável com outros vouchers ou promoções em vigor. O Costume Bistro é um restaurante sofisticado e cosmopolita que se instalou, no início de 2010, numa zona onde havia apenas tascas, bem no centro da cidade, trazendo à Baixa do Porto mais um sinal de modernidade e de rejuvenescimento a que temos assistido gradualmente. Pode desfrutar-se de cozinha de autor a preços mais acessíveis, o que torna o Costume ainda mais distinto.

10% OPTIVISÃO Desconto em lentes de contacto e líquidos.

OPTIVISÃO Desconto em óculos de sol (todas as marcas).

OPTIVISÃO Desconto em todas as marcas de óculos graduados (armações e lentes).

10% OPTIVISÃO Desconto noutro material óptico.

LONGEVITY WELLNESS RESORT MONCHIQUE

20% de desconto em estadias de uma ou mais noites, durante a semana, a usufruir até 30 de Novembro de 2011, excepto nos feriados de Junho e de 16 de Julho a 31 de Agosto.

15%

15%

20%

Verão 2011 47


olharos descontos

20%

25%

25%

CLÍNICAS PEDRO CHOY

HOTEL LUSITANO

PURO SPA BY HOTEL LUSITANO

Vai encontrar, em todas as clínicas Pedro Choy, um tratamento personalizado com um serviço de saúde especializado há mais de vinte anos em medicina chinesa.

R. Gil Vicente, 4, 2150-193 Golegã Reserve previamente, indicando o seu voucher, através do e-mail reservas@hotellusitano.com ou do telefone 249 979 170.

R. Gil Vicente, 4, 2150-193 Golegã Reserve previamente, indicando o seu voucher, através do e-mail spa@hotellusitano.com ou do telefone 249 979 170.

Moradas: ALMEIRIM | AVEIRO | CACÉM | CARCAVELOS | CASCAIS | COIMBRA | ÉVORA | FARO | LEIRIA | LISBOA (MARQUÊS)| LISBOA (C. C. IMAVIZ) | LISBOA (AV. DE ROMA) | MAFRA | MATOSINHOS | ODIVELAS | PORTO | SALVATERRA DE MAGOS* | SANTARÉM | TOMAR * Voucher sem validade

Sujeito a disponibilidade do hotel. Sujeito a disponibilidade do hotel.

20%

15%

15%

COSTUME BISTRO

MONTEBELO AGUIEIRA LAKE RESORT & SPA

LONGEVITY WELLNESS RESORT MONCHIQUE

Vale da Aguieira, 3450-010 Mortágua

Não acumulável com outras promoções em vigor. Obrigatória a reserva prévia, fazendo alusão ao seu voucher, através do telefone 282 240 110 ou do e-mail reservations@longevity.pt. Sujeito a disponibilidade.

Lá dentro, deparamo-nos com um espaço acolhedor e intimista, com paredes de granito e uma decoração sóbria e elegante em tons de dourado e preto. À entrada, encontramos um agradável lounge bar, aberto até horas mais tardias; mais à frente, a sala tem um tecto alto, mas oferece um ambiente tranquilo e aconchegante. A cozinha reflecte diferentes influências internacionais a juntar aos pratos nacionais. Será também comum ter música ao vivo, histórias contadas e jantares temáticos, o que, conjugado com a boa comida, transforma uma simples uma refeição numa bela experiência.

Tel. 231 920 456 Fax 231 923 063 E-mail montebeloaguieira@visabeiraturismo.com

Morada Trav. dos Congregados, 17, 4000-173 Porto Contacto 22 201 50 15

10% OPTIVISÃO

Não acumulável com promoções, vales e protocolos em vigor.

OPTIVISÃO

OPTIVISÃO

Não acumulável com promoções, vales e protocolos em vigor.

✂ 48 Verão 2011

20%

15%

Não acumulável com promoções, vales e protocolos em vigor.

Não acumulável com promoções, vales e protocolos em vigor.

OPTIVISÃO

10%


Varilux®

Essilor®, Varilux® e Visão de Alta Resolução™ são marcas registadas pela Essilor International.

Visão natural a qualquer distância

O olho humano é um espantoso sistema de processamento de informação. Sempre em movimento, é capaz de focar objectos de modo instantâneo a qualquer distância. Em dado momento, resultado da evolução natural, surgem dificuldades em ver bem ao perto e começa a ser necessário esticar os braços para ler... As lentes Varilux® solucionam este desconforto, proporcionando uma visão precisa ao perto, ao longe e em zonas intermédias. Vários anos de pesquisa sobre a fisiologia do olho permitiram à Essilor ® revolucionar, de modo a conceber e a produzir as lentes Varilux ® que possibilitam uma Visão de Alta Resolução™ . Com as lentes Varilux ® os seus olhos focam perfeitamente e sem esforço, alcançando uma visão natural a todas as distâncias. Peça as suas lentes Varilux ® e verifique se são as originais! Tal como as lentes Essilor®, gravadas com o símbolo , também as lentes Varilux® são autenticadas com a assinatura .


último olhar

CARRERA

Meio século de tradição

A Carrera é uma marca com uma tradição com mais de cinquenta anos Tudo começou em 1956 com a produção de capacetes para moto e para esqui, e o nome inspirou-se numa das mais míticas competições automóveis, a Carrera Panamericana, que, nos primeiros anos da década de 50, cruzou o México ao longo de mais de 3 mil quilómetros. A oferta dos produtos da nova marca rapidamente foi alargada à produção de óculos de sol e máscaras de esqui, afirmando-se no mercado com os seus produtos de alta performance, que ainda hoje conservam o espírito on the road, o dinamismo e um consistente design de ponta. A gama de produtos foi sendo dilatada, passando a incluir óculos desportivos e armações para óculos graduados. Em 1966, a Carrera passou a integrar o Grupo Safilo e esta sinergia contribuiu para ampliar o sentido estético, a inovação e, ao mesmo tempo, o reforço do seu sucesso a nível internacional. O estilo intransigente, as formas distintas, a personalidade ousada e uma ampla paleta de cores são imagens de marca da Carrera e os modelos realizados com base nos desenhos dos anos 80 ainda hoje têm grande sucesso. Os modelos Carrera Vintage ganharam uma reputação lendária e mesmo agora fazem sucesso de Hollywood à Europa, onde várias celebridades e trendsetters são fotografados com estes óculos icónicos. A Carrera é, ao mesmo tempo, uma marca de referência em várias modalidades desportivas. l

50 Verão 2011



Revista Olhar n.4