Page 1

Seu exemplar de cortesia

Ed i รง รฃo 2 9 | d e zem bro / 2 019

cwb

pa r at y


e d i t o r i a l e d i t o r i a l

Ed ição 29 | dezembro / 2019

Paraty tem 352 anos. É de 1667. Conhecê-la é voltar no tempo ao andar em suas ruas de paralelepípedos e olhar para seu casario bem conservado. Em julho a cidade foi declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco por sua mistura de riquezas históricas e naturais. E, também, pela Unesco, desde 2017 é considerada uma Cidade Criativa de Gastronomia. Pacata e ao nível do mar, algumas de suas ruas são inundadas pela maré, e nas páginas 6 a 8, a jornalista Daniella Bittencourt Féder relata o “turismo delícia” em Paraty. Para quem quer viver temperaturas abaixo de zero, Aspen, nas montanhas rochosas do Colorado, no Estados Unidos, tem novidade para a temporada 2019/2020. Leia na página 9. E nas páginas 12 e 13 você confere o test drive do Renault Kwid Outsider 2020.

Boa leitura e boa viagem!

í n d i c e

06

09

12

e x p e d i e n t e DIREÇÃO E EDIÇÃO Post Comunicação Ltda, Daniella Féder, Jean Luiz Féder, Sonia Bittencourt +55(41)3029-9977 jornalismo@ nowboarding.online | ADMINISTRAÇÃO, MARKETING E DIAGRAMAÇÃO Carlos Fernando Schrappe Borges +55(41)3205-4385 – carlos@nowboarding.online | PROJETO GRÁFICO Guilherme Candido de Carvalho | DESIGN Amanda Borges | IMPRESSÃO Maxi Gráfica COMERCIAL Brasília: Solução Publicidade e Marketing +55(61)3226-2218 solucao.consultoria@uol.com.br *Os artigos assinados não representam necessariamente o pensamento da Now Boarding | As fotos não creditadas são de “Divulgação” | N a foto de capa, de Juju Possas, uma das centenárias ruas de Paraty, Patrimônio da Humanidade.

2

|

N ow B oar di n g


p a

p a l a d a r

l

a

sabor de férias

d a

r

J ul i ano M a i a , cr í t i co ga s t ron ô m i co do m i nhagula . com . br

CHEGAMOS NO MÊS DAS FÉRIAS, DE DAR UM TEMPO PARA A CABEÇA E SE DIVERTIR COM A FAMÍLIA. Por isso, nesta edição convido a viajar para um lugar que todos nós brasileiros temos obrigação de visitar pelo menos uma vez na vida: Foz do Iguaçu, com suas belíssimas Cataratas. Claro que, como este espaço é para falar de gastronomia, você pode viajar à tríplice fronteira e ainda ter uma experiência gastronômica de altíssima qualidade no Mabu Thermas Grand Resort. O hotel, de categoria internacional, lembra os grandiosos complexos de Cancún ou de Orlando, e a culinária feita ali é de encher os olhos. O chef Marcelo Nogueira, que já passou pelos restaurantes da rede Pestana, prepara um cardápio baseado no conceito de “surf’n turf”, com pratos que vão do mar à terra. “Nesse cardápio eu consigo mostrar que comida de resort vai além do básico servido no dia a dia, com preparos como o salmão com flor de sal defumado assado servido com cebola roxa (foto), rabanete e batatinhas com especiarias, a picanha premium também com flor de sal aromatizada com endro fresco, e outros com queijo da Serra da Canastra e manteiga do Nordeste”, conta.

Foto: © juliano maia

O Mabu Thermas Grand Resort tem dois restaurantes e dois bares e um grande complexo de piscinas e praias artificiais de água termal a 36ºC que podem ser usadas até a noite. Já a parte hoteleira conta com 364 quartos para até quatro pessoas. E fácil acesso de carro e transporte por aplicativo às Cataratas e às fronteiras com o Paraguai e a Argentina. hoteismabu.com.br

now Boar ding

|

3


Nossa natureza e ser

Somos MAXI na impressão das cores, das formas, das funções de cada elemento. E, acima de tudo, na relação de respeito entre os seres e o próprio meio.

maxigrafica.com.br


C O

C O N E X Ã O

N

E

X

à O

CURITIBA-SANTIAGO, SEM ESCALAS A LATAM VAI UNIR A CAPITAL PARANAENSE à CHILENA EM VOOS DE POUCO MAIS DE 3 HORAS. Hoje, o passageiro de Curitiba tem que fazer escala em São Paulo em voos que levam, no mínimo, mais de 6 horas. A operação começa dia 30 de março do ano que vem e acontecerá às segundas, quartas e sextas (voo LA783) saindo de Curitiba às 20h30 e pousando em Santiago às 23h (hora local), em uma viagem com 3h30 de duração. A volta é também às segundas, quartas e sextas. O voo LA782 decola do aeroporto Arturo Merino Benítez, em Santiago, às 15h27 (hora local) e pousa em Curitiba às 19h40; viagem com 3h13 de duração. De Santiago, o passageiro pode buscar outros destinos chilenos (Calama, Concepción, Puerto Montt e outras treze cidades) e, segundo Jerome Cadier, CEO da Latam Brasil, essa rota “é o caminho mais fácil para o passageiro do Paraná chegar à Oceania”, porque a companhia voa de Santiago para destinos como Melbourne, Sydney, Auckland, Papeete e Ilha de Páscoa. latam.com/pt_br

D O C H I N E LO A CO L EÇÕ E S O INÍCIO ERA DESPRETENCIOSO, PRODUZIR CHINELOS ARTESANAIS. Isso, em 1992, em Caçador (SC). Levando o nome da dona, Daniela Tombini, o negócio cresceu e virou uma grife de homewear. “Começamos com os chinelos atoalhados, daí fomos para o robe e depois para os pijamas”, conta Daniela. Hoje, com uma fábrica de 7,5 mil m², a marca é uma das mais importantes em moda íntima e casual para vestir a mulher mas, também, tem linha masculina, infantil e plus size. A grife tem lojas na sede, em Caçador, Balneário Camboriú, Blumenau, São Paulo e Curitiba (shoppings Pátio Batel e Barigui). danielatombini.com.br

Fotos: © DIVULGAÇÃO

FRONTEIRAS EM ABERTO ATÉ 1º DE MARÇO DE 2020 ACONTECE A 14ª BIENAL DE CURITIBA. A Bienal amplia ainda mais suas sedes com exposições em outras cidades do Paraná e do Brasil, como Florianópolis (SC) e Brasília (DF). A programação geral contempla a participação de artistas dos cinco continentes, com destaque para artistas de países membros do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). O tema desta edição é “Fronteiras em Aberto”. bienaldecuritiba.com.br

now Boar ding

|

5


c a p a c a p a

turismo delícia em paraty DANIELLA BITTENCOURT FÉDER COM FOTOS DE JUJU POSSAS

“QUEM ATRAVESSA AS CORRENTES DO CENTRO HISTÓRICO, NÃO VOLTA MAIS PARA CASA”. É a lenda urbana que circula a pacata e literária Paraty, no Rio de Janeiro, algo a se ficar de olho. Não se assuste, mas parece real. A Sol é argentina. Veio passar férias em Paraty e tanto gostou que voltou no ano seguinte para ficar alguns dias. É a mais nova proprietária do Hostel Chil Inn e nunca mais voltou para sua cidade. A Dani, minha xará e jornalista como eu, tomou coragem de atravessar as correntes que separam o restante da cidade do Centro Histórico. Resultado: mora em Paraty há alguns anos. Trabalha numa pousada deliciosa e abandonou o jornalismo. Marco era professor de Marketing em Belo Horizonte e já conhecia Paraty. A última vez que veio foi definitiva: comprou sem pestanejar um ponto comercial que

6

|

N ow B oar di n g

transformou no Café DuBule (@cafe_dubule) e também uma pousada. Mudou-se sem nem mesmo fazer pesquisa de mercado. A vida mansa é um convite à plenitude. VOLTA NO TEMPO Eu e a fotógrafa Juju Possas, minha noiva, visitamos a cidade estrategicamente no mês de agosto, pois é o mês que menos chove. Deu erro na previsão do tempo. Mesmo prontas para uma reportagem de ecoturismo, não houve nem um dia de sol. Surpresa: descobrimos algo diferente! Paraty é cidadezinha colonial cheia de bossa. Casario pintado de branco com janelas coloridas, um charme que enfeita os olhares. Da terra indígena, iniciou em 1950 um pequenino vilarejo. O município que conhecemos hoje foi fundado pelos portugueses em 1636 e historicamente enriquecido pela exploração do ouro, ciclo do café e os engenhos de cana de açúcar. Por isto, famoso pelas cachaças (adoro). As belas praias e cachoeiras, das quais


nem vi a cor, são belezas naturais - se der sol no seu agosto, me conta como é! Para os turistas, a cidade é essencialmente o seu centro histórico (se você não for explorar a natureza ou tiver a sorte do tempo chuvoso, é claro). São poucas quadras e tudo é feito a pé, mas com muito cuidado por onde anda. O calçamento “pé-de-moleque” é original dos primórdios da cidade. Fácil de torcer o pé. As ruas de pedra são um marco, assim como suas inundações. Já ouviu falar da “Veneza brasileira”? Tive a impressão de que a cidade estava afundando, mas tava tudo certo. É assim mesmo, molhado e poético durante as chuvas e sobretudo durante a lua cheia, que foi o meu caso. O passeio a pé é o programa mais gostoso que você vai ter no Centro Histórico. Descobrir lugares charmosos, guiarse pelos aromas e cores que exalam pelas ruazinhas de pedregulho… Sentir cheiro de passado é viver a história. HOSPEDAGEM COM ENERGIA DELÍCIA Sem tempo aberto, o plano foi descobrir o roteiro de luxo da cidade. Nada mal, hein. Conversei com a querida Tetê Etrusco, proprietária do hotel boutique Casa Turquesa Maison d’Hôtes - um lugar com ótima energia. Ela presenteou a Now Boarding com o cardápio completo que é sua hospedagem. “Gosto de receber pessoas. Vou mandar preparar um quarto bem gostoso para vocês”. Foi assim que a viagem vestiu o tom de pura gostosura. Dias antes, hospedei-me num Cinco Estrelas opulento no Rio de Janeiro (capital). E foi na Casa Turquesa que redescobri o turismo de luxo. Vamos fazer um combinado: a partir de agora, a gente entende que luxo significa delícia. Em 2008, a Tetê inaugurou o roteiro de luxo de Paraty criando a primeira pousada delícia da região. Mulher forte é assim: se não encontra o que quer, vai lá e faz. São apenas nove suítes, numa propriedade icônica com personalidade do século XVIII. O arquiteto Renato Tavolaro, especialista em casario colonial, projetou a restauração. Uau! Mas olha só, é nos detalhes que nascem os momentos marcantes: Ao chegar, o staff já me chamava pelo nome e não economizava gentilezas. Fui mimada. Convidada a

retirar os calçados para caminhar pela casa - tradição esquecida de Paraty - recebi Havaianas do meu número como souvenir. A visita guiada pela propriedade finalizou na suíte, onde já estavam minha bagagem, um lanchinho acompanhado do bilhete escrito à mão e a cama arrumada no que nomeei de “modo dia” (explico na sequência). Já falei que adoro cachaça? A verdade é que o universo da boemia me encanta profundamente, o que fez de mim uma jornalista de turismo também especializada em bares e bebidas. O welcome drink é o Dry Turquesa, um coquetel autoral feito de cachaça, limão espremido e licor Curaçau Blue. Servido na taça de Martini e de coloração azul, segue a identidade visual azul da casa. Um coquetel contemporâneo de paladar doce e teor alcoólico moderado. Se você gosta de Cosmopolitan, vai adorar. O hotel disponibiliza tudo o que um hóspede pode necessitar e não veio na bagagem: guarda-chuva, galochas, chapéu e sacola de praia e outros detalhes

now Boar ding

|

7


c

a

c a p a

p a

especiais. Quer se sentir rainha? Todos os dias, tem chá das cinco com bolo quentinho e todas as opções de chá que a Tetê vai garimpando pelo mundo. É o momento mais legal para conhecer os outros hóspedes. No meu caso, pratiquei inglês com um casal da Califórnia que estava em lua de mel. MODO DIA, MODO NOITE E O MISTÉRIO DO ACONTECIMENTO

Ninguém vê modo dia e modo noite acontecendo. Na primeira manhã, saí da suíte para o café da manhã, um banquete servido a qualquer hora do dia que você solicitar. Em alguns minutos, notei o esquecimento do meu livro e retornei ao quarto. A cama, que agorinha há pouco eu havia largado toda revirada, já estava no modo dia. Foi rápido. No dia seguinte, tracei o mesmo roteiro só para testar a agilidade. O cenário se repetiu e eu nem vi sombra de alguém que houvesse passado por lá. Só pode ser bruxaria. GASTRONOMIA EM PARATY Ser jornalista de turismo é quase como ser crítica gastronômica. Quando a gente começa a conhecer coisa boa, fica cada vez mais difícil nos impressionar. Os melhores jantares em Paraty foram recomendações da equipe da Casa Turquesa: Thai Brasil - Rua do Comércio, 308 A | Punto di Vino - Rua Marechal Deodoro, 129.

A cama é envolvida por tecidos macios da Trussardi e protegida por mosquiteiros encomendados sob medida de artesãos. No modo dia, o mosquiteiro fica elegantemente aberto nas estruturas da cama. Os travesseiros ficam de pé, abraçando almofadas. Já no modo noite, que se apresenta quando você volta do jantar, o mosquiteiro se fecha, convidando a adentrar o mundo mágico dos sonhos. Envolto em Trussardi. As almofadas já caminharam sozinhas às poltronas para que os travesseiros se deitassem. Ali, pousa um chocolate. Comer um docinho após a refeição auxilia a digestão, acelerando o processo de fermentação no estômago.

8

|

N ow B oar di n g

MORAL DA HISTÓRIA Compreendi que prefiro um hotel boutique delícia a empreendimentos cinco estrelas que são impessoais. Foi recebendo o presente de viver a delícia da Casa Turquesa Maison d’Hôtes que percebi (e não fui paga para escrever isto). Tive uma hospedagem que, de fato, fez a viagem. Vivi cada momento inspirando a energia de intimidade e conforto que a experiência proporciona. No dia do check out, após o café da manhã tardio, sobre a cama no modo dia estavam mais souvenirs: o livro de receitas publicado pela casa e um colar com pedra turquesa sobre cada travesseiro, que eu e Juju temos usado como uma segunda aliança. Olho pra ele e lembro-me do que é o turismo-delícia.


v

i

v i a g e m

a g

e

m

ESQUIAR EM ASPEN A TEMPORADA DE INVERNO 2019/2020 TERÁ NOVIDADES EM ASPEN SNOWMASS, NOS EUA. Em agosto, o Sky Hotel se transformou no primeiro empreendimento da rede W na América do Norte, o W Aspen. São 83 apartamentos, cinco suítes e onze residências de propriedade compartilhada, lobby de dois andares, com terraço ao ar livre, bar no rooftop e deck molhado com vista para a montanha de Aspen, piscina de après-ski e da banheira de hidromassagem e uma pista de dança, terraço de 1.600 m², academia FIT com equipamentos de última geração, acesso a ski-in, ski-out, loja de esqui e locação de equipamento. marriott.pt/hotels/travel/asewh-w-aspen A 3 mil metros de altura, no topo do Sam’s Knob, em Snowmass, está o restaurante Sam’s de culinária italiana. Tem um bar ao ar livre com lugares em torno de uma lareira. O restaurante oferece sandálias e chinelos para quem quiser descansar das botas de esqui. Antepasto como presunto de Parma, burrata e caponata são seguidos por massas caseiras e pratos principais que incluem pizzas. Pão feito na casa acompanha frios cortados na hora. Ao lado do restaurante de Elk Camp (serve refeições rápidas como hamburgers, saladas, pizzas) está a montanha-russa Breathtaker Alpine Coaster. São quase 2 km de trilhos elevados percorrendo a floresta a mais de 40 km/h. Fica aberta de dia e em algumas noites.

Fotos: © DIVULGAÇÃO

O aplicativo Aspen Snowmass permite verificar as condições das montanhas, anotar os dias em que vai praticar o esporte, consultar mapas interativos com a movimentação do esquiador e informações sobre atividades, tickets dos teleféricos, aulas e outras informações. Este ano, o aplicativo oferecerá benefícios que incluem um crédito de US$ 15 em alimentos e bebidas válido em restaurantes nas montanhas, US$ 10 em Four Mountain Sports, US$ 25 em aulas da Escola de Esqui e Snowboard, além de acesso exclusivo a tudo o que é Aspen Snowmass. A temporada encerra 19 de abril de 2020. aspensnowmass.com/app

now Boar ding

|

9


*Desconto válido até 01/03/2020 e não cumulativo. Consulte regulamento e condições detalhadas no site turismoitaipu.com.br. Imagens meramente ilustrativas.

Faça a Visita Panorâmica e ganhe

de desconto*

no Ecomuseu. Confira também outros atrativos na Usina: Itaipu Especial I Itaipu Noturna I Refúgio Biológico I Polo Astronômico e muito mais!


Itaipu. Tudo o que você

sonhou em fazer nas suas férias.

Nesta temporada em Foz do Iguaçu, além das atrações da maior geradora de energia limpa do planeta, você também encontra exposições, muita diversão e informação para todas as idades no Ecomuseu de Itaipu. Venha conhecer! Aqui tem tudo o que você sonhou em fazer nas suas férias!

turismoitaipu.com.br


T E S T

T E S T

D DRI R I V E

D R I V E Carlos Fernando Schrappe Borges

Outsider 2020

Por dentro os bancos ganharam nova padronagem em estilo colmeia, detalhes em laranja nas bordas e a inscrição Outsider bordada. A lateral das portas e o câmbio também têm detalhes na cor laranja e a borda do painel e o console central são em black piano. Foi necessário um período de adaptação antes de pegar a estrada devido ao engate da primeira marcha estar com uma folga pouco usual, dificultando o seu uso. O motor é extremamente elástico, a relação das marchas curta e o carro é leve. Resultado: economia. Na cidade enfrenta fácil o trânsito pesado e na estrada mantém-se com desenvoltura nos 110 km/h chegando fácil aos 120. Neste longo trajeto pudemos fazer várias parciais de consumo que praticamente não se alterou, seja na subida de uma serra (15,4 km/l) ou no plano (15,9) km/l.

12

|

N ow B oar di n g

Fotos: © carlos f s borges

r en au lt k w id

A LINHA 2020 DO RENAULT KWID FICOU MAIS CONFIÁVEL E SEGURA. Para tirar isso à prova, submetemos o topo de linha Outsider para um teste de 1.600 km percorrendo os três estados do sul. Sem nenhuma diferença mecânica com relação aos demais Kwids, o Outsider se diferencia da Intense apenas por detalhes estéticos e de um valor mais alto, R$ 45.390 contra R$ 42.890. Por fora ganhou apliques nos para-choques, adesivos Outsider, novas molduras nos faróis de neblina, rodas com calotas preto brilhante, barras decorativas no teto e protetores em plástico nas laterais das portas.


O destaque fica para o novo jogo de discos ventilados e pastilhas de freio (foto abaixo, à direita), de série em toda linha 2020 do Kwid, enterrando de vez as críticas, com razão, dos veículos produzidos até então com discos sólidos. O isolamento acústico é adequado e o barulho do motor não chega a incomodar, as vedações das portas são de boa qualidade, mas o ruído do vento e do asfalto de má qualidade invadem o habitáculo com gosto. Uma curiosidade. A linha 2020 também conta com a nova

central multimídia Evolution, mas no caso do Kwid a entrada USB fica no console e não na central como nos Sandero, Logan e Captur, ou seja, nada do fio passando em frente a tela além de ter o botão ative/desative do reconhecimento de voz no smartphone, se ele estiver conectado ao sistema. No total rodamos 1.649,3 km e conseguimos as seguintes médias: cidade: 13,46 km/l e estrada 16,16, km/l. O veículo foi cedido pela Renault. renault.com.br

now Boar ding

|

13


C O

C O N E X Ã O

N

E

X

à O

A CINCO MINUTOS DE CARRO DO AEROPORTO INTERNACIONAL AFONSO PENA ESTÁ O MERCURE CURITIBA AEROPORTO. Com 120 apartamentos (61 tipo standard, 37 luxo e 22 executive, com doze apartamentos adaptados), o hotel tem academia, bar, restaurante, lavanderia, salas de eventos e, principalmente, translado gratuito ida e volta para o Aeroporto Internacional Afonso Pena. Também tem horário diferenciado do café da manhã que começa às 5h30 para quem pega os primeiros voos que saem de Curitiba. É pet friendly. Diárias a partir de R$ 199. accorhotels.com/pt-br/hotelB207-mercure-curitiba-aeroporto-hotel/index.shtml

Foto: ©daniel pinheiro

AO LADO DO AEROPORTO

NOVA OPÇÃO DE ALIMENTAÇÃO PARA QUEM TRANSITA NO AEROPORTO INTERNACIONAL DE FLORIANÓPOLIS. Especializada em cucas, a Ah! Cucaria está o Boulevard 14/32 do Floripa Airport. A marca nasceu em Joinville usando a inspiração da culinária típica alemã e tem, na loja de 80 m², cardápio com trinta sabores de cucas 100% artesanais (salgadas e doces). Também são oferecidas opções de pratos quentes: risoto de linguiça Blumenau e ervadoce, risoto de queijo gorgonzola e maçã verde, escondidinho de batata doce e marreco e também na versão aipim com galinha. Na loja, cervejas artesanais, vinhos catarinenses, geleias, doces e outros produtos típicos de Santa Catarina. Domingo a sexta, das 7h às 22h; sábados, das 8h às 21h. ahcucaria.com.br

Foto: ©marco aurélio mibach

TEM CUCAS NO AEROPORTO DE FLORIANÓPOLIS

ILHAS GALÁPAGOS. Cruzeiros de sete a onze dias, em navios da Silversea Expedition, exploram a ilha visitada por Charles Darwin em 1835 e declarada Patrimônio Mundial da Humanidade. Será possível conhecer a riquíssima variedade de espécies da região e observar de perto os efeitos da teoria de seleção natural, com explicações de guias locais. Durante a expedição, os viajantes poderão mergulhar no mar azul do Equador, na praia de Gardner Bay, na Ilha Champion, observar tubarões patrulhando os recifes de corais ou cruzar com os leões-marinhos de Galápagos. Admirar as areias vermelhas, coloridas por minério de ferro, na Ilha de Rábida ou navegar em caiaques pelas águas rasas em El Eden, na Ilha de Santa Cruz. E terão contato com diferentes espécies, como tordos, tentilhões de Darwin, patolade-pés-azuis, iguanas marinhas, tartarugas gigantes e tubarões de recife. pier1.com.br

14

|

N ow B oar di n g

Foto: ©divulgação

NOS PASSOS DE DARWIN


IMAGEM PESSOAL I M A G E M

p e s s o a l

Final de ano chegando, agenda cheia. Não é assim? Amigo secreto do grupo da faculdade, churrasco da galera do clube, dos amigos de infância do marido, da esposa... Em meio a tantos eventos sociais, está aberta a temporada de “festas na firma”. Conheço várias pessoas ( já tenho em mente uns 5 nomes, rsrs) que morrem de preguiça e que já estão preparando a desculpa para não aparecer. Mas será que ficar de fora é mesmo o melhor caminho? A minha opinião é que a menos que isso seja realmente desconfortável para você, repense.

Foto: © DIVULGAÇÃO

Não participar pode passar a mensagem que você não se importa com as pessoas, não valorizou o convite, ou ficar com a imagem daquele que não se mistura. Além disso, já diz a máxima: “quem não é visto, não é lembrado”.

Karla Giacomet, consultora de imagem

motivos e preocupações que deixam as pessoas com vontade de boicotar as confraternizações de trabalho. Espero que isso possa te motivar: - Entenda o contexto, para acertar no traje. Estar elegantemente bem vestido, significa estar adequado. Mesmo que o traje não esteja especificado, o local e o horário já dão o tom. (ex. churrasco numa chácara ou coquetel numa casa de eventos). - Verifique para quem é oferecido o convite. Algumas vezes é oferecido também para o cônjuge e/ou filhos. - Mesmo que o evento seja descontraído e informal, evite roupas que fujam demais do nível de formalidade da sua empresa. - Você não precisa ser o primeiro a chegar e nem o último a sair. Fique o tempo que se sentir confortável.

É importante marcar presença, mesmo que por pouco tempo. Aproveite essa oportunidade para conhecer melhor as pessoas, se aproximar de contatos interessantes e até mesmo para celebrar as conquistas com seus colegas ou parceiros.

- Como eu citei anteriormente, essa pode ser uma excelente oportunidade de estreitar laços e conhecer outras pessoas. Para que isso aconteça, evite ficar a festa toda conversando com o mesmo grupo de sempre.

Parei para pensar os principais

Ao mesmo tempo, fique atento

ao nível de interesse do seu interlocutor para não ser inconveniente Se você estava pensando em declinar ao convite desse ano, espero que você realmente possa reconsiderar, mas que o faça sem sofrimento e que possa usar esse momento para reforçar uma imagem positiva na empresa. Desejo ainda, que seja divertido, afinal cada um de nós sabe o valor do nosso tempo! karlagiacomet.com.br

now Boar ding

|

15


Profile for Now Boarding

Now Boarding - Edição 29  

Now Boarding - Edição 29  

Advertisement