Ribatejo Invest - Outubro 2021

Page 1

a T ci VO seu ân u t M ns Co

em

RIBATEJO Outubro 2021 • Ano VII • Nº73

Desafios, oportunidades e ferramentas para ajudar a preparar as empresas da Região P. 52

Medidas do Plano de Recuperação e Resiliência para Empresas apresentadas em sessão online com mais de 300 participantes P. 30

RIBATEJO


2

RIBATEJO

OUTUBRO 2021

www.nersant.pt


EDITORIAL

Domingos Chambel

N

Presidente da Direção da NERSANT

ão temos que inevitavelmente estar sempre nos últimos lugares da tabela e andar de mão estendida na Comissão, Conselho ou cimeiras da UE, Portugal já demonstrou que tem bons empresários, bons trabalhadores e uma vontade férrea de vencer. Então qual o motivo que nos e m p u r ra co m u m m e n te pa ra o s últimos lugares da produtividade e primeiros lugares da dívida pública, a situação traz o mundo empresarial apreensivo, incomodado e aconselha-nos à análise de alguns sinais. Recentemente o Tribunal de Con-

FICHA TÉCNICA Diretor: Domingos Chambel Conselho Redatorial: Cláudia Monteiro Elsa Duarte ribatejo.invest@nersant.pt

www.nersant.pt

tas, órgão técnico e imparcial, trouxe a público um desses sinais similares a uma enorme constelação, impossível de passar despercebido até aos mais distraídos. O programa Portugal 2020, o qual gere os Fundos Europeus Estruturais de Investimento para Portugal, entre 2014 e 2020, só absorveu 57,5% dos fundos disponíveis, dos 26.000 Milhões de euros, Portugal não teve o escopo disponível para investir os quase 11.000 Milhões de euros postos à sua disposição, mesmo tendo em conta a sua restruturação no sentido de dar resposta à crise Covid 19, valor muito perto do agora tão falado Plano de Recuperação e Resiliência. Transmitindo ainda o TdC, que os défices de desempenho que afetaram os objetivos desejados, estão relacionados com uma fraca capacidade de resposta técnica em tempo oportuno, conhecimento, análise, falta de recursos humanos e extrema burocracia existente nos órgãos intermédios, como todos sabemos são eles os responsáveis pelo parecer técnico dos projetos apresentados, dos quais o poder político central não prescinde para as devidas aprovações. Somando ainda a falta de interoperabilidade e meios de informação entre os vários órgãos do Estado sujeitos ao seu parecer, regulamentação, articulação de competências e atrasos na implementação dos programas.

Publicidade: Maria João Rodrigues maria.joao@nersant.pt Propriedade: NERSANT, AE. Várzea de Mesiões - Apartado 177 2354-909 Torres Novas Tel.: 249 839 500 | Fax: 249 839 509 www.nersant.pt

Face a estes graves condicionalismos que afetam o bom andamento do desenvolvimento económico do país, desperdiçam fundos estruturais importantíssimos, criam uma má imagem externa e deslegitimam pedidos de apoio futuros, tocam no cerne da questão, a desmotivação do potencial investidor. O Estado deve alterar o seu comportamento, no supremo interesse nacional o Estado tem que mudar, nem tudo tem que ser Estado, existem estruturas associativas empresariais regionais e nacionais, que pela sua capacidade já demonstrada, proximidade dos operadores económicos, conhecimento da realidade económica individual e regional, corpo técnico existente, articulação privilegiada com os Municípios, Associação de Municípios e Sociedades de Garantia Mútua, encerram em si as condições ótimas e mais que suficientes para aportar ao sistema de órgãos intermédios uma mais valia complementar edificante. Sabendo que a fragilidade está nos programas operacionais de algumas regiões, é aconselhável e premente que a Agência para o Desenvolvimento e Coesão, ponha em prática a descentralização tão desejada dos órgãos intermédios a bem dum melhor aproveitamento dos fundos comunitários, funcionalidade do sistema, motivação dos investidores e da equidade do desenvolvimento regional.

Periodicidade: Mensal

Isento de registo na ERC ao abrigo do decreto regulamentar 8/99 de 9/6 artigo 12.º, n.º 1 a)

Tiragem: 250 exemplares

Capa por: rawpixel.com

OUTUBRO 2021

RIBATEJO

3


EDITORIAL

RIBATEJO Outubro 2021 • Ano VII • Nº73

16

18

26

28

Desenvolvimento Regional

20

56

42 Viver o Tejo

05 Notícias

34 Lancha (miniatura) foi Peça do mês no Museu em Constância

18 Vinomatos celebra 25 anos com inauguração de nova loja em Ourém e apresentação de máquina de plantar pioneira no mundo

Empreendedorismo e Inovação

16 Cristal renova imagem

20 Feira Empresarial Digital do Sorraia decorre até dia 31 de outubro com 60 expositores

Informação e Apoio 22

Notícias

26 Criado mecanismo extraordinário de antecipação do Portugal 2030

28 Programa de consultoria empresarial dá resposta às necessidades específicas de cada empresa 30 Medidas do Plano de Recuperação e Resiliência para Empresas apresentadas em sessão online com mais de 300 participantes

4

RIBATEJO

36 Notícias

42 Hidro Ibérica lança primeira loja online de produtos de rega em Portugal

Internacionalização 44 Notícias

48 NERSANT organiza Roadshow para promover as oportunidades de negócio no Ribatejo junto de potenciais investidores do Uruguai

52 Internacionalização 2030: Desafios, oportunidades e ferramentas para ajudar a preparar as empresas da Região

56 NERSANT promove relações económicas entre Macau e o Ribatejo

OUTUBRO 2021

www.nersant.pt


DR

DESENVOLVIMENTO REGIONAL

Critical Software quer contratar 100 pessoas em Tomar, Viseu e Vila Real até ao final de 2021 “Tomar, Viseu e Vila Real são cidades com um enorme potencial, quer pelo seu envolvimento académico, quer pelo ambiente propício à inovação.” A Critical Software está à procura de 100 profissionais nas áreas de programação e desenvolvimento de software para impulsionar o crescimento dos seus escritórios fora das metrópoles – Tomar, Viseu e Vila Real. Os selecionados irão desenvolver projetos nas áreas de aeronáutica, automóvel, e-commerce, fintech e Internet of Things (IoT). As candidaturas podem ser realizadas através do website. Os escritórios da Critical Software em Tomar, Vila Real e Viseu comemoraram este ano o seu terceiro aniversário e estão localizados no coração das três cidades. Os espaços são modernos, e contam, por exemplo, com laboratórios de inovação – o Fikalab – onde qualquer colaborador pode desenvolver as suas próprias ideias com recurso às mais recentes tecnologias. “Tomar, Viseu e Vila Real são cidades com um enorme potencial, quer pelo seu envolvimento académico, quer pelo ambiente propício à inovação. Queremos não só criar oportunidades de formação e progressão de carreira a profissionais que preferem manter-se na cidade de onde são natu-

rais, ou onde frequentaram o curso, mas também apoiar as próprias cidades no seu desenvolvimento. O talento pode estar em qualquer lugar e é com esse intuito que pretendemos continuar a reforçar as nossas equipas nas várias cidades onde já temos escritórios”, explica Filipa Carmo, responsável pela área de atração de talento da Critical Software. Os centros de engenharia de Viseu, Vila Real e Tomar contam já 100 colaboradores, cumulativamente, sendo que Viseu representa 50%. A empresa procura profissionais com diferen-

tes níveis de experiência e diferentes conhecimentos de desenvolvimento de software. “Temos conseguido captar talento e criar equipas com características muito interessantes nas várias regiões, o que nos motiva para continuar, cada vez mais, esta aposta no futuro”, acrescenta a responsável. A Critical Software está a recrutar e pretende superar, até ao final deste ano, a marca dos 1000 colaboradores. Os interessados poderão realizar a sua candidatura através do email csw-recruitment@criticalsoftware.com ou do site.

Franceses da Corum compram centro logístico da Nobre em Rio Maior A sociedade gestora de ativos francesa Corum comprou o centro logístico da Nobre em Rio Maior, negócio realizado através do seu fundo de investimento imobiliário Corum XL. Em comunicado, a empresa refere que esta aquisição “reforça a presença” em Portugal, levando o total dos ativos no fundo até próximo de 70 milhões de euros. O imóvel em questão é o centro das operações de armazenagem, logística e distribuição da produção da Nobre para Portugal e para mercados internacionais. Fundo Corum XL passa assim a deter ativos no valor de 70 milhões de euros.

www.nersant.pt

OUTUBRO 2021

RIBATEJO

5


DESENVOLVIMENTO REGIONAL

J.J. Louro: setor de cadeiras com novas instalações e equipamentos O setor das cadeiras tem novas instalações e novos equipamentos que vieram contribuir para a melhoria das condições de trabalho e uma maior eficiência. A pintura de cadeiras foi agrupada ao setor dos estofos, onde se criou uma nova linha de estofo. Uma mudança que, de acordo com Ricardo Pinto, Diretor de Produção de Estofos na J.J. Louro, resulta do esforço da empresa em centralizar a produção. Com o alargar das instalações dos estofos foi implementado um novo layout, mais eficiente, com o setor da espumagem a mudar de sítio, com a criação de uma cabine de pintura nova (maior e com mais capacidade de produção) e com a criação de uma nova linha de estofo que pretende centralizar as cadeiras e as poltronas geriátricas. A nova disposição tem como vantagens o aumento do espaço e respetiva capacidade de produção. Contudo, Ricardo Pinto destaca como principal vantagem a melhoria das condições de trabalho dos colaboradores. “Hoje, o setor das cadeiras faz parte dos estofos e temos os nossos colaboradores a trabalhar num pavilhão cheio de luz, com bancadas de estofo

modernas e uma cabine de pintura única e modernizada”, destaca o responsável. CONTINENTE DISPONIBILIZA PRODUTOS J.J. LOURO Os produtos J.J. Louro estão agora presentes nos hipermercados Continente, tanto nas lojas físicas como no Continente Online. Os clientes podem aqui encontrar soluções de descanso para todas as idades, como os packs Lusocolchão de sommier+colchão e camas juvenis+colchão, assim como mobiliário Lourini para quarto infantil e juvenil. LUSOCOLCHÃO COM ÁREA EXCLUSIVA NOS MÓVEIS AGUIAR Há mais uma á re a d e e x p o s i ção dos produtos Lusocolchão disponível no Alentejo.

6

RIBATEJO

OUTUBRO 2021

Na loja Móveis Aguiar, em Alvalade, no concelho de Santiago do Cacém, é agora possível ver, tocar e experimentar diferentes modelos de colchões e bases Lusocolchão, assim como alguns dos produtos da Linha Geriatric, como a cama articulada hospitalar e respetivo colchão. GRUPO J.J. LOURO LANÇA REVISTA INTERNA A Revista Grupo Louro lançou a primeira edição. “É um veículo que permite comunicar e partilhar informação para que todos possam conhecer o Grupo, a sua história, a sua evolução e os seus projetos atuais e futuros”, anuncia o Grupo. Nesta primeira edição da Revista Grupo Louro, que terá periodicidade quadrimestral, destaca-se o tema da celebração dos 40 anos de existência do grupo com as histórias de alguns dos colaboradores mais antigos. “Queremos que a nossa Revista seja motivo de orgulho e partilha. Que cada Colaborador, Cliente ou Fornecedor possa levá-la para casa e lê-la em conjunto com os seus parentes e amigos, num espírito de família que caracteriza o Grupo”.

www.nersant.pt


DR

J.J. LOURO CELEBRA PROTOCOLO COM CENFIM A J.J. Louro assinou um protocolo de colaboração com o CENFIM Santarém – Centro de Formação Profissional da Indústria Metalúrgica e Metalomecânica. Através deste acordo de cooperação os alunos do CENFIM terão a possibilidade de realizar estágios nas empresas do Grupo J.J. Louro. O documento prevê também o desenvolvimento de sinergias para promoção do emprego de alunos e ex-alunos deste centro de formação. Estão contempladas as áreas de formação técnica Manutenção Industrial, de Metalurgia e Metalomecânica; Higiene e Segurança no Trabalho; Mecatrónica; e Soldadura. LUSOCOLCHÃO TEM CARA NOVA NA WEB A Lusocolchão tem um novo espaço digital. Um novo site que reforça a evolução da marca. Com uma imagem moderna e um design mais atrativo, o novo site Lusocolchão oferece menus de navegação mais intuitivos e novas ferramentas que permitem a consulta em qualquer dispositivo. O novo site espelha a constante necessidade e vontade da Lusocolchão em continuar a crescer enquanto marca, apresentando uma maior amplitude de conteúdos, usabilidade e experiência superior. LUSOCOLCHÃO COM EXPOSIÇÃO EXCLUSIVA NA LOJA VARELA & VARELA Mantendo o objetivo de estar cada vez mais perto dos clientes, por todo o país, a Lusocolchão reforça a sua presença no Ribatejo com um espaço inteiramente dedicado ao descanso. Vários modelos de colchões, sommiers e tapis estão agora em exposição na loja Varela & Varela, em Paço dos Negros, Almeirim. Mais um espaço criado a pensar nos consumidores, onde podem experimentar os produtos Lusocolchão, consultar informação em catálogos e folhetos ou solicitar o atendimento personalizado dos vendedores que receberam formação por parte da J.J. Louro.

www.nersant.pt

Rúben Vinagre origina campanha da marca de molhos e temperos da Golegã Uma brincadeira do lateral do Sporting CP, Rúben Vinagre no podcast “ADN de Leão” deu origem a uma campanha da marca de molhos Paladin, da empresa Mendes Gonçalves S.A., da Golegã. Tudo começou com o jogador convidado do programa de pdcast ADN de Leão a ligar para a Paladin a reclamar da “utilização indevida” do seu nome.

OUTUBRO 2021

A Paladin alinhou na brincadeira e deu origem a uma original campanha em que os vinagres da Paladin passaram a chamar-se Rúbens. Temos, assim, Rúben de Vinho, Rúben de Sidra, Rúben de Vinho Tinto, Rúben de Mel, Rúben Balsâmico, Rúben de Fruta e Frutos Vermelhos... A campanha da marca Paladin está a ser um sucesso com o jogador a partilhar as imagens nas redes sociais.

RIBATEJO

7


8

RIBATEJO

OUTUBRO 2021

www.nersant.pt


DR

Novas empresas no Parque Empresarial do Entroncamento O Município do Entroncamento atribuiu, através de hasta pública, a subconcessão de quatro lotes do novo Parque Empresarial do Entroncamento. O lote 1B com a área de 23.175 m 2 foi atribuído à empresa Verdasca & Verdasca, SA - produção de elementos pré-fabricados de betão. O lote 6 com a área de 6.541 m 2 à empresa Hidrobetão Lda - construção civil e obras, corte, furação e demolição de betão. O lote 7 com a área de 6.572 m 2 à empresa AP18C, Lda – Fabricação de mobiliário de madeira.

O lote 13A com a área de 2.085 m 2 à empresa Alves Bandeira & C.ª. SA comércio a retalho de combustíveis para veículos a motor. No conjunto, estas 4 empresas preveem investir cerca de 11 milhões de euros e criar mais 63 novos postos de trabalho, segundo a nota de imprensa da autarquia. O novo parque já tem atribuídos 14 dos 16 lotes para instalação de empresas. No total, as empresas, às quais já foram atribuídos lotes no novo Parque Empresarial, preveem um investimento privado de cerca de 33 milhões de euros e

criar 250 postos de trabalho diretos, adianta a nota. O novo Parque Empresarial tem uma área útil de 160 mil m 2 e é composto por 16 lotes com áreas diferenciadas. Destes 16 lotes, um será destinado às novas oficinas da CME, 14 já foram atribuídos a novas empresas e apenas falta atribuir um com cerca de 29 mil m 2. As obras de construção das infraestruturas do Parque Empresarial do Entroncamento, no valor de 1,7 milhões de euros, da responsabilidade da Câmara Municipal, ficaram concluídas este verão. Ter o novo Parque Empresarial praticamente ocupado com novas empresas, antes de concluídas as obras das infraestruturas, constitui para a Câmara Municipal um motivo de grande satisfação e orgulho e é o resultado do esforço constante do Município em captar investimento e criação de novos postos de trabalho no Concelho do Entroncamento.

da Direção da NERSANT, Domingos da Silva Chambel, o Vice Presidente NERSANT, João Lucas, diretor Diogo Almeida Ramos e o empresário Gonçalo Eloy.O empresário José Júlio Eloy gerente da empresa AgroRibate-

jo, integra a estrutura da NERSANT enquanto Sócio desde 1999, fazendo atualmente parte do Conselho Geral , demonstrando sempre grande empenho e dedicação no desenvolvimento da região do Ribatejo.

Empresário José Júlio Eloy distinguido com Diploma de Honra ao Mérito A NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém, no dia 12 de outubro, teve a honra de conferir ao empresário Comendador José Júlio Eloy, o Diploma de Honra ao Mérito Empresarial, pelo reconhecimento ao seu desempenho, participação e honrosa contribuição no desenvolvimento da economia regional, agora reafirmado com a Resolução do Município de Santarém, na atribuição de uma placa toponímica com o seu nome, na Zona Industrial de Santarém. Estiveram presentes na entrega do Diploma de Honra, ao ilustre Comendador José Júlio Eloy, o Presidente

www.nersant.pt

OUTUBRO 2021

RIBATEJO

9


DESENVOLVIMENTO REGIONAL

Momsteel produz estruturas do Mercado de Tercena A MOMSteel participou no processo de requalificação do Mercado de Tercena, em Oeiras, através do dimensionamento e produção de 52 toneladas de estruturas metálicas que suportam a renovada construção. Este projeto, foi realizado pela empresa de Abrantes em parceria com a Constrobi que procedeu à montagem da obra. O mercado agrega vários serviços, para além da distribuição alimentar, nomeadamente espaços de restauração, ginásio, papelaria entre outros espaços comerciais.

Pistelli fabrica e instala coberturas de campos de padel e Ténis A prática de padel tem vindo a aumentar em todo o mundo, mas com as temperaturas altas no verão, fazer atividade física ao ar livre, nomeadamente jogar padel, não é tarefa fácil, pois grande parte dos campos não são cobertos. O mesmo sucede no período do inverno, pois a chuva, o frio e o vento também não ajudam. Atenta a esta oportunidade, a empresa de Constância Pistelli desenvolveu uma solução que permite a prática desportiva durante todo o ano, para além de ajudar a proteger os campos, fazendo com que a sua durabilidade também seja superior. A Pistelli desenvolve soluções de design, fabrico e instalação de Coberturas de Padel e Ténis, recorrendo às mais recentes tecnologias aliadas ao conhecimento de mais 20 anos de experiência, que permitem encontrar soluções tendo em conta as necessidades específicas de cada cliente, garantindo sempre a sua satisfação.

10

RIBATEJO

OUTUBRO 2021

www.nersant.pt


DR

TECNORÉM - Engenharia e Construções avança com empreitada de construção do Hospital de Sintra Tiveram início, no dia 30 de agosto, os trabalhos da Empreitada de Construção do Hospital de Sintra, aquela que será a maior obra realizada pela Tecnorém. O ato ofi cial de consignação da empreitada realizou-se a 26

de agosto, no Palácio de Valenças com as presenças do Presidente da Câmara Municipal de Sintra, Dr. Basílio Horta e do Presidente do Conselho de Administração da Tecnorém - Engenharia e Construções, S.A., Eng. Carlos Batista.

PUB.

Construção de Área de Serviço de Autocaravanismo na aldeia de Chãos

www.nersant.pt

Obras de Requalificação em Escolas do Concelho – EB Marinhas do Sal e EB Fernando Casimiro Pereira da Silva

Investimento na melhoria das vias municipais das Freguesias e ruas da cidade

OUTUBRO 2021

Aposta na Sustentabilidade energética e ambiental. Construção da Ciclovia Rio Maior-Vale de Óbidos

Aposta na promoção turística, Turismo Cultural e Turismo Industrial

RIBATEJO

11


12

RIBATEJO

OUTUBRO 2021

www.nersant.pt


DR

Continente comprou 690 mil kg de uva no Ribatejo

O C o n t i n e n t e c o m p ro u mais de 14 milhões de kgs de fruta nacional, da qual 690 mil kg de uvas red globe aos produtores do Ribatejo. Significa um aumento de 55% face ao mesmo período do ano passado. Esta variedade de uvas são vendidas no final do verão e devem ser conservadas no frigorífico.

Fitness Factory Santarém comemora 2.º aniversário O ginásio Fitness Factor y de Santarém assinalou dois anos de atividade. Uma data festejada sob o signo da amizade, como refere a empresa: “São dois anos em que já deu tempo para criar e reforçar laços de amizade seja entre sócios seja com a nossa equipa. Dizemos presente aos amigos, ao convívio, ao treino e à felicidade! Porque com amigos, o treino não custa tanto. E sabemos que de alguma maneira este último ano, as contingências condicionaram o acto social que é vir ao ginásio”, c o n c l u i a e m p re s a c r i a d a c o m apoio da NERSANT, no âmbito do empreendedorismo.

www.nersant.pt

OUTUBRO 2021

RIBATEJO

13


DESENVOLVIMENTO REGIONAL

Mercadona vai abrir loja em Santarém em 2022 e iniciou recrutamento

No âmbito do seu plano de expansão em Portugal, a Mercadona está a dar início ao processo de recrutamento para 2022 e procura colaboradores para a nova loja que irá abrir no próximo ano em Santarém. Em comunicado, a Mercadona anuncia que vai dar início ao processo de recrutamento para a nova loja que abrirá em 2022 no concelho de Santarém para a qual irá contratar cerca de 65 colaboradores para todas as secções, em regime de Part-Time e Full-Time. A empresa continua a apostar na criação de emprego e, por isso, as novas ofertas de emprego mantêm o compromisso de formar uma” equipa focada na excelência e no serviço, altamente motivada e em linha com a visão da empresa”. Para isso, “além de um salário atrativo e contrato de efetividade desde o primeiro dia”, a Mercadona oferece aos seus colaboradores a possibilidade de evoluírem

14

RIBATEJO

dentro da empresa, recorrendo a políticas de formação constante e adaptada ao posto a desempenhar. A Mercadona possui uma política de Recursos Humanos diferenciada que aposta na construção de carreiras, na promoção interna, na equidade e na progressão salarial, reconhecendo o talento dos seus colaboradores e permitindo o seu desenvolvimento pessoal e profissional. Em paralelo, também para lojas com abertura prevista para 2022, a Mercadona tem em curso o recrutamento nas cidades de Guimarães, B r a g a , P ó v o a d e Va r z i m , M o n t i j o e S e t ú b a l . O s i n t e re s s a d o s p o d e m apresentar a sua candidatura no site da Mercadona, acedendo à secção “Emprego” e verificando as ofertas disponíveis. A t u a l m e n t e , a M e rc a d o n a c o n t a com 24 lojas em Portugal, nos distritos do Porto, Braga, Aveiro e Viana do

OUTUBRO 2021

Castelo, tendo já aberto 4 das 9 lojas previstas para 2021, dando assim continuidade ao seu projeto de expansão no país. Este ano, a empresa prevê investir 150 milhões de euros e recrutar um total de 600 pessoas, com contrato de efetividade desde o primeiro dia. Em 2020, com a abertura de 10 lojas em Portugal, a empresa fechou o ano com um total de 20 supermercados no país e alcançou um volume de vendas de 186 milhões de euros. Com o objetivo de contribuir para a criação de riqueza, a Mercadona pagou 32 milhões de euros em impostos através da empresa Irmãdona Supermercados, sediada em Vila Nova de Gaia, onde se situam os escritórios inaugurados em junho de 2020. Nesse mesmo ano, criou 800 novos empregos finalizando o ano com uma equipa de 1.700 colaboradores e um investimento de 113 milhões de euros.

www.nersant.pt


DR

Sem Ir instala nova central fotovoltaica na CADOVA A SEM IR mereceu a confiança da empresa CADOVA, para desenvolver o projeto de instalação de uma Central Fotovoltaica, que vai alavancar os custos de energia desta empresa referência na recolha, transformação, conservação e comercialização dos produtos provenientes das explorações agrícolas, na sua maioria cereais, sediada no coração da Lezíria, na vila da Chamusca.

ZU continua a expandir rede de lojas com abertura em Tomar A cidade de Tomar é a mais recente aposta da ZU, marca de retalho especializado da Sonae MC que se dedica ao bem-estar e aos cuidados de saúde de cães e gatos, para a inauguração de um novo espaço. Com uma área de 87 metros qua-

www.nersant.pt

drados, a loja está localizada no Continente Modelo de Tomar, disponibilizando produtos de alimentação, higiene, produtos veterinários, acessórios e serviço de grooming. Este espaço, que veio criar quatro novos postos de trabalho, dá assim

OUTUBRO 2021

continuidade à estratégia de crescimento da ZU em território nacional. “Com este investimento, a insígnia aumenta para 31 o número de espaços comerciais que tem em todo o país”, refere Ana Cardoso, diretora comercial da ZU.

RIBATEJO

15


DESENVOLVIMENTO REGIONAL

Marca da empresa do Entroncamento, Comtemp – Companhia dos Temperos

renova imagem A marca Cristal, propriedade da empresa do Entroncamento, Comtemp – Companhia dos Temperos, assinala um novo ciclo com o lançamento de uma renovada imagem e assinatura.

16

OUTUBRO 2021

A

marca Cristal acaba de anunciar a renovação da sua imagem. “Como Mãe do Vinagre, a marca pretende ser a materialização de uma nova geração que, prestando tributo ao passado da marca, se reinventa. O novo logo da Cristal foi inspirado nas raízes da marca e reflete uma visão mais madura, tendo como base duas dimensões, Tradição e Futuro”, informou a marca em comunicado, acrescentando que, paralelamente, foi também reformulado, “o seu portefólio com a organização em duas gamas: Tradição e Gourmet. A gama Tradição conta com as linhas Original e Biológica (garrafas de rPET 25%) enquanto a gama Gourmet está dividida entre Gourmet, Gourmet Bio e Mater (embalagem de vidro); os sabores variam entre Sidra de Maçã, Vinho Tinto, Vinho Branco, Arroz, Figo, Balsâmico de Maçãs Portuguesas, Marmelos Portugueses, Mel, Frutos Vermelhos, Balsâmico de Modena e Romã Biológica”. O rebranding da marca, informou ainda a Cristal, “contou com a participação estratégica da agência de publicidade Judas”, apresentando, “uma imagem renovada com apontamentos que remetem para a pureza do elemento Cristal”. “A Mãe do Vinagre é a nova assinatura da marca, que enfatiza o elemento racional de produto e reforça o lado emocional”, complementou a marca. O design do novo logo, avança ainda a Cristal, deu origem a uma imagem mais moderna que reflete a ideia da nobreza da matéria-prima do vinagre, as suas características sensoriais, sabor, forma e cores. João Pereira, Diretor de Estratégia da Judas, refere que “alinhámos uma estratégia no sentido de potenciar o reconhecimento da Cristal como uma marca pioneira e reforçar o seu carácter inovador com que sempre se distinguiu”. Tiago Carneiro, responsável pelo Desenvolvimento Estratégico da marca, explica que “o nosso principal desafio foi associar todos os benefícios de saúde do vinagre ao sabor dos produtos, explorando o lado mais sensorial do produto, e aliar a mais moderna tecnologia à experiência e conhecimento ancestral dos antigos mestres vinagreiros. Estes dois elementos permitiram a criação de produtos de grande qualidade e distinção. O vinagre está no ADN dos portugueses”. A Gama Tradição oferece produtos mais acessíveis (sem esquecer o tema da Susten-

www.nersant.pt


DR

tabilidade) a fim de democratizar o vinagre de qualidade, enquanto a Gama Gourmet é mais sofisticada, é comercializada em embalagens de vidro e, também, disponibiliza uma maior variedade de sabores e estilos de vinagre. A linha Gourmet Mater foi pensada especialmente para os verdadeiros apreciadores de vinagre pois contem a Mãe do Vinagre, sem qualquer filtração. Tiago Carneiro afirma ainda que “qualidade, Inovação, Saudável, Ambiente e Produção Nacional são os valores que caracterizam a Cristal e o desenvolvimento de novas referências”. Tiago Carneiro justifica, ainda, os lançamentos com “a prática de uma alimentação saudável e equilibrada e a crescente consciência ambiental em que o nosso objetivo é atingir a neutralidade carbónica em 2024”. É de salientar o papel da Cristal na responsabilidade ambiental. Com um design inovador, as novas embalagens da Gama Tradição são concebidas com menos 10% de quantidade total de plástico e ainda com 25% rPET (25% de plástico reciclado), sendo a primeira marca de vinagre em Portugal a contar com esta inovação. A produção da Cristal utiliza apenas energia elétrica de fontes renováveis, fruto de uma aposta da marca que ultrapassou os 400 mil euros e que privilegia mecanismos de economia circular e sustentabilidade ambiental. A Central de Produção Fotovoltaica e os demais investimentos efetuados, permite otimizações no desenvolvimento de um novo processo industrial que garante uma poupança anual de 400 toneladas de emissões de CO2. Os produtos Cristal encontram-se à venda nas grandes superfícies, como Grupo Sonae, Pingo Doce, Auchan, Intermarché, El Corte Inglés, Recheio, entre outros. A CRISTAL A Cristal, marca registada em 1939, tem a sua origem em 1895 com as primeiras produções de vinagre. Foram esses ensinamentos dos mestres vinagreiros de outrora que permitiram à Cristal trazer para os dias de hoje, o respeito pelas matérias-primas, e obter produtos com um sabor característico e qualidade diferenciada. A Cristal ®, marca líder de vinagres em Portugal, é atualmente uma referência a nível Europeu em vinagres biológicos. Sediada no Entroncamento, a Comtemp, que detém a marca Cristal®, emprega hoje 45 colaboradores. 

www.nersant.pt

OUTUBRO 2021

RIBATEJO

17


DESENVOLVIMENTO REGIONAL

Vinomatos

celebra 25 anos com inauguração de nova loja em Ourém e apresentação de máquina de plantar pioneira no mundo No âmbito da comemoração dos 25 anos de atividade da Vinomatos em Portugal, a empresa inaugurou nos dias 24, 25 e 26 de setembro uma nova loja em Ourém. Nesta inauguração será apresentada uma das maiores inovações na indústria agrícola mundial – uma máquina de plantar pioneira no mundo – ao mesmo tempo que as portas se vão abrir para a exposição de máquinas e equipamentos dedicados à agricultura, bricolage profissional e doméstica e construção civil.

P

resente em Portugal desde 1997, a Vinomatos tem feito um percurso de crescimento sustentado na inovação, progresso, tecnologia e saber-fazer colocado ao dispor dos seus parceiros no sector agrícola. A empresa destaca a prestação de serviços de plantação, comercialização de equipamentos agrícolas de marcas

18

RIBATEJO

de confiança e mundialmente reconhecidas e, principalmente, ao nível da conceção das suas próprias máquinas de plantar que têm sido pioneiras e revolucionárias na plantação mecanizada guiada por GPS. Um serviço que tem contribuído decisivamente para a consolidação da Vinomatos como Líder Mundial em Plantação Mecanizada. A nova etapa deste percurso é a

OUTUBRO 2021

abertura de um novo espaço comercial amplo, construído na Zona Industrial de Casal dos Frades, em Seiça-Ourém. Esta nova aventura procura dar acesso a um serviço completo e aconselhamento técnico adaptado às necessidades de cada cliente. “Mais do que um espaço comercial é o local que dá visibilidade às máquinas de plantar inovadoras que têm vindo a ser desenhadas pela Vinomatos desde

www.nersant.pt


DR

os anos 80, com consequências revolucionárias no mundo da agricultura”, refere a empresa. A Vinomatos vai fazer a “apresentação oficial da máquina de plantação mecanizada guiada por GPS na sua versão atual, a OLIVA II, e também da nova máquina de plantar Révolution que permitirá fazer, de forma única no mundo, um trabalho de aramação e plantação, tudo na mesma passagem, independentemente de o terreno ser plano ou com inclinação até 25%, garantindo o perfeito alinhamento”. Esta apresentação fez parte de um evento que decorreu de 24 a 26 de Setembro, coincidente com a abertura ao público do novo espaço na Zona de Casal de Frades, direcionado para a venda dos recém-lançados tratores Vinomatos de 25cv a 55cv, e dos tratores Fendt, Goldoni e Massey Ferguson; comércio de alfaias, máquinas e equipamentos agrícolas com o selo de qualidade de prestigiadas marcas como Del Morino, Moreni, Niubo, Dagnaud, Kirpy, Braun, TMC Cancela, Blue Bird, MC Bio e VBC; equipamentos de bricolage e manutenção Husqvarna, Hikoki, Nilfisk, Pecol, Seco e Toro; máquinas industriais Liugong, Imcoinsa e KPC. Será, em suma, um espaço de formação, exposição e comercialização únicos no concelho de Ourém. Neste evento de inauguração da Loja Vinomatos e pré-comemoração de 25 anos, a empresa surpreendeu

www.nersant.pt

A Vinomatos comemora 25 anos com a abertura do novo espaço comercial em Casal dos Frades e a apresentação da nova e pioneira máquina de plantar.

com diversas atividades, honrando os clientes que fazem parte da sua história. De 24 a 26 de Setembro, o espaço teve mais de 2 milhões de euros de material das melhores marcas de equipamentos para agricultura, construção civil e bricolage. Preços especiais estiveram ao dispor do público, ao mesmo tempo que podiam aderir ao crédito na hora, graças à presença de representantes de várias entidades bancárias conferindo a possibilidade de acesso imediato a várias linhas de financiamento para a aquisição de máquinas, tratores e equipamentos. No último dia da inauguração, 26 de

OUTUBRO 2021

Setembro, realizou-se um Mega-Leilão que foi transmitido em simultâneo a nível mundial, no qual um apresentador experiente e os representantes de diversas marcas vão apresentar a vasta gama de máquinas, equipamentos e veículos motorizados em leilão. No final do dia, teve lugar um sorteio cujo primeiro prémio teve um valor aproximado de 12.000 euros. A VINOMATOS Instalada em Portugal, mas com atuação no mundo inteiro, a Vinomatos e o seu gerente têm mais de 40 anos de experiência no mercado. É líder em serviços de plantação mecanizada guiada por GPS ao mesmo tempo que comercializa marcas de renome, de tratores, máquinas e equipamentos dedicados à agricultura, bricolage profissional e doméstica e construção civil. Com sede na freguesia de Caxarias, em Ourém, a Vinomatos lançou em 2021 a sua própria marca de tratores agrícolas com potências de 25 cv a 55 cv, que despertaram o interesse dos que procuram excelente qualidade aos melhores preços. A empresa comemora os 25 anos de atividade com a abertura do novo espaço comercial em Casal dos Frades cujo evento de inauguração coincidiu com a apresentação da nova e pioneira máquina de plantar. 

RIBATEJO

19


DESENVOLVIMENTO REGIONAL

Feira Empresarial Digital do Sorraia decorre até dia 31 de outubro com 60 expositores Organizada pela NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém, a Feira Empresarial do Sorraia teve início a 1 de outubro, através da plataforma de negócios da associação COMPRO NO RIBATEJO.

A

Feira Empresarial Digital do Sorraia, que se realiza até 31 de outubro, conta com a participação de 60 expositores dos concelhos de Benavente, Coruche e Salvaterra de Magos. A NERSANT, através do seu Núcleo do SORRAIA, pretende com esta Feira potenciar o negócio das empresas associadas, reforçando o seu papel no tecido empresarial do concelho. Certame digital multissetorial, a Feira Empresarial Digital do Sorraia tem o apoio da Talentirazão, e insere-se na estratégia de desenvolvi-

20

RIBATEJO

mento regional da NERSANT que procura desta forma proporcionar a oportunidade às empresas do concelho de Benavente, Coruche e Salvaterra de Magos de promoverem os seus produtos e /ou seus serviços, e estabelecerem contactos com os atuais e futuros clientes. No âmbito da 1ª Feira Empresarial Digital do Sorraia, o Núcleo NERSANT do Sorraia realiza um Ciclo de Sessões Informativas, com duração de cerca de 30 a 40 minutos, cujo objetivo é abordar temáticas que estão muito presentes no dia a dia das empresas.

OUTUBRO 2021

PROGRAMA | CICLO DE SESSÕES INFORMATIVAS 

Dia 12 Out | 16h00 : Digitalização dos negócios

Dia 18 Out | 16h00: Medidas de Autoproteção obrigatórias para as empresas

Dia 21 Out | 16h00: Energia – a necessidade de reduzir custos com fontes alternativas

Dia 28 Out | 16h00: A Restauração de futuro – Quais os desafios

As inscrições gratuitas em www.nersant.pt/agenda, obrigatórias para acesso à sessão. 

www.nersant.pt


DR Empresa

Localidade

Empresa

Localidade

A. M.C. Cunha, Lda.

Salvaterra de Magos

Afterstart Electrotecnia Lda.

Samora Correia

EcoAgro Consultadoria e Gestao Agricola Lda.

Coruche

Almácla, Lda.

Samora Correia

Coruche

Antunes & Silvestre Lda.

Granho

EPC Escola Profissional de Coruche Lda.

Arrozeiras Mundiarroz, S.A.

Coruche

Escola Profissional Salvaterra de Magos

Salvaterra de Magos

Bacefrut Lda.

Samora Correia

Eugénia Croissant Boutique

Samora Correia

Bastos Silva Lda.

Benavente

Even Earlier Logistic, Lda

Samora Correia

Benafrio Produtos Refrigerados Lda

Benavente

Expansao Gestoes Comerciais Lda

Benavente

Benavente Vila Hotel

Benavente

Faz-te Ver

Salvaterra de Magos

Biovetys Servicos Veterinarios Lda.

Benavente

Happycake Coruche

Coruche

C.M.P – Traiding

Foros de Salvaterra

Hidro Iberica Estudo e Montagem de Regas Lda.

Salvaterra de Magos

Cabena, Lda.

Benavente

HN HIT NAILS

Samora Correia

Carvalhinho

Marinhais

Horta Natural

Foros de Salvaterra

Casa Cadaval

Muge

Ignoramus Produtos Naturais Lda.

Samora Correia

Casa de Repouso Sonhos Meus

Marinhais

Jacinto Pimentel Rego C Lda.

Marinhais

Centro Contabilidade J. Vassalo Lda Salvaterra de Magos

JS Motos

Marinhais

Constantino Jorge Vinhas Peneireiro

Coruche

Laverde Produtos Naturais de Cosmetica Lda.

Coruche

Corumagos, Lda.

Foros de Salvaterra

Manuel Vieira - Construção Civil

Coruche

Domingos Edgar Catering

Fajarda

Maymone Marinhais, Lda.

Marinhais

Merknow Lda.

Samora Correia

NERSANT

Torres Novas

NERSANT Seguros, S.A.

Torres Novas

Notícias do Sorraia

Coruche

Orivárzea

Salvaterra de Magos

Oswaldo Cipriano

Marinhais

Pelarigo & Filhos

Foros Salvaterra

Pro Solda, Lda.

Samora Correia

Quinta Manel da Gaita

Ribeira Branca

Restaurante Silas Chef

Almeirim

Resulta - Publicidade, Lda.

Samora Correia

Rodalgés

Coruche

Secis Informática

Salvaterra de Magos

Silvex - Industria de Plásticos e Papeis S.A.

Benavente

Sociedade Agroboletos Lda.

Branca

Tacofrota, Lda.

Samora Correia

Talentirazão, Lda.

Coimbra

Vendo o Mundo, Lda.

Foros de Salvaterra

Vera Versátil Cabeleireiro

Salvaterra de Magos

www.nersant.pt

OUTUBRO 2021

RIBATEJO

21


INFORMAÇÃO&APOIO ATIVIDADES OUTDOOR NERSANT em Fátima Prova organizada pela NERSANT em Fátima

LETA/FontSalem vence Grande Prémio Empresarial de KARTING NERSANT a 18 de setembro A equipa da empresa Leta/Font Salem foi a vencedora do Grande Prémio Empresarial de Karting, que teve lugar no sábado, 18 de setembro, no Funpark – Kartódromo de Fátima. A equipa da Momsteel 2 ficou em 2.º lugar no pódio e a Tipografia Santos Marques em 3º. Foi uma prova muito participada e competitiva. A diferença de tempo do 1.º para o 2.º classificado foi apenas de 10 segundos, num total de 168 voltas ao circuito do kartódromo de Fátima. Organizada pela NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém, a prova teve este ano uma participação recorde, tendo esgotado as inscrições um mês e meio antes da data. O GP Karting NERSANT contou com a participação de equipas das empresas CBI – Chassis Brakes International Portugal, Factis, Leta, Mitsubishi, Moms-

teel, Mundiarroz, N E R S A N T, O l i trem, PetMaxi, Rações Zêzere, RSTJ, Riográfica - Tipografia Santos & Marques, Soladvance e Zolve, algumas com mais do que uma equipa participante. No final, a sessão de entrega dos prémios aos três melhores classificados contou com a participação do presidente do Núcleo de Ourém da NERSANT, Hélder Miguel, e do vice-presidente da Câmara de Ourém, Natálio Reis. Esta foi a 22.ª edição do GP Karting, este ano com o patrocínio da empresa Momsteel, de Abrantes. Ano

após ano, a iniciativa tem constituído um espaço de convívio entre empresas e ao mesmo tempo contribui para promover o espírito de equipa e competitividade das empresas da região através do reforço dos laços entre colegas de trabalho. Para além disso, o encon-

Momsteel vence a 1ª Prova de Karting Núcleo NERSANT de Ourém

STARTUP Ourém sobre Rodas realizou-se a 9 de outubro Na sequência do grande sucesso do Grande Prémio Empresarial da NERSANT realizado no Kartódromo de Ourém no passado dia 18 de setembro, o Núcleo de Ourém da NERSANT decidiu avançar com a organização de uma nova corrida, em que o sucesso, a aventura e a emoção estão desde já garantidos. O Núcleo de Ourém pretendeu que este desafio lançado aos apaixonados pela velocidade e adrenalina proporcionasse a diversão que todos precisam para enfrentar os desafios profissionais, a par de grandes doses de adrenalina e momentos de confraternização e sobretudo de networking empresarial. Do programa constou a a receção das Equipas no Kartódromo FUNPARK, em Fátima ao início da tarde de sábado, dia 9 outubro. A Prova STARTUP Ourém Sobre Rodas teve a duração de 3 horas, com a respetiva entrega de prémio e um jantar no Restaurante do Kartódro-

22

RIBATEJO

mo Funpark. Na classificação geral, a Momsteel, S.A. alcançou a 1ª posição, seguida pela

OUTUBRO 2021

Bigbrand, Lda, como 2ª classificada, com a Desarfate, Lda. a fechar o pódio na 3ª posição. Em relação à Categoria

www.nersant.pt


I&A

Reabertura da economia tem efeito positivo no défice orçamental

tro entre diversas empresas da região no evento outdoor, constitui ainda uma oportunidade de networking empresarial que pode levar ao reforço de laços económicos entre as diversas empresas presentes.

de Equipa Feminina, foram as Nersanetes que ocuparam a 1ª posição.

www.nersant.pt

O défice até julho ascendeu a 6 840 milhões de euros, representando uma melhoria de 1 631 milhões face ao mesmo período do ano passado, devido ao crescimento de 8% da receita, em resultado da retoma da atividade económica derivada do desconfi namento e aos efeitos temporários derivados do diferimento do pagamento de impostos. A despesa primária cresceu 5,4%, refletindo as medidas extraordinárias de apoio à economia e às famílias, que atingiu os 4 212 milhões, ultrapassando o valor executado em todo o ano 2020 (3 546 milhões). Os apoios a cargo da Segurança Social ascenderam a 1 423 milhões, o que representa cerca de 88% do total executado em todo o ano de 2020 e ultrapassa signifi cativamente o valor orçamentado para 2021 (776 milhões), destacando-se os apoios ao emprego (840 milhões), os apoios extraordinários ao rendimento dos trabalhadores (350 milhões) e os subsídios por doença e isolamento profilático (142 milhões). APOIOS ÀS EMPRESAS A FUNDO PERDIDO SUPERAM OS 2000 MILHÕES Os apoios a fundo perdido a empresas para suportar custos com trabalhadores e custos fixos atingiram os 2 087 milhões, mais 678 milhões do que a execução de todo o ano de 2020 (1 409 milhões). Nos apoios às empresas destaca-se o apoio extraordinário à retoma progressiva de atividade (473 milões), o lay-off simplifi cado (367 milhões) e o incentivo extraordinário à normalização da atividade empresarial (251 milhões). Os apoios aos custos fixos das empresas no âmbito do programa Apoiar ascenderam a 996

OUTUBRO 2021

milhões, sete vezes superior à despesa realizada durante todo o ano de 2020 (143 milhões). RECEITA FISCAL E CONTRIBUTIVA CRESCE A receita fiscal ajustada de efeitos extraordinários cresceu 6,4%, tendo o deferimento do pagamento de impostos beneficiado a receita até julho em cerca de 315 milhões. As contribuições para a Segurança Social cresceram 7,7%, em resultado da evolução positiva do mercado de trabalho, assente na eficácia das medidas de apoio e, em particular, no facto do lay-off ter suportado salários a 100% ao contrário do que aconteceu em 2020. CRESCIMENTO DA DESPESA A despesa primária cresceu 5,4%, incorporando o forte crescimento da despesa da Segurança Social (+8,0%, + 1 371 milhões). Excluindo as medidas específicas no âmbito da Covid-19, destacam-se os acréscimos na despesa da Segurança Social com prestações sociais excluindo pensões (9,9%), em particular com as prestações de desemprego (+18,8%) e a Prestação Social para a Inclusão (+42,1%). A despesa do SNS cresceu 9,1%, destacando-se o aumento muito elevado das despesas com pessoal (9,7%), em resultado do reforço expressivo do número de profissionais de saúde e da aquisição de bens e serviços (+ 10,7%). Os salários dos funcionários públicos aumentaram 4,7% na Administração Central refletindo as contratações de pessoal e os encargos com valorizações remuneratórias, destacando-se o acréscimo significativo de 5,5% da despesa com salários dos professores.

RIBATEJO

23


INFORMAÇÃO&APOIO

Governo cria “certificado” que prova competências digitais dos cidadãos O Governo criou um programa para certifi car as competências digitais dos portugueses. O novo “certificado de competências digitais” visa “contribuir para elevar as competências digitais da população”, destinada a todos os adul-

tos, sobretudo desempregados inscritos no IEFP, adultos sem literacia digital, e jovens sem qualquer ocupação. O programa foi criado por portaria dos ministérios da Educação e do Trabalho, publicada dia 28 de agosto no Diário da

República. O Governo pretende assim, “garantir oferta de formação profissional na área digital aos cidadãos” e “assegurar o reconhecimento, validação e certifi cação de competências previamente adquiridas na área digital”. A medida vai abranger, entre outros, os centros de formação do IEFP, as entidades formadoras certifi cadas pela Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho e a rede de Centros Qualifi ca. Os percursos vão estar organizados em “unidades de competência” que “podem ser desenvolvidas isoladamente, em percurso parcial ou em percurso completo”. Os certificados serão emitidos aos cidadãos elegíveis “em suporte eletrónico” e devem permitir a verificação da sua autenticidade através de um código alfanumérico. Ao nível do financiamento, “o programa é passível de fi nanciamento comunitário”, determina a portaria, que entrou oficialmente em vigor no dia 29 de agosto.

Em termos homólogos, os setores em que se verificaram maiores aumentos relativos foram o setor das atividades financeiras e de seguros (+38%) e das atividades de informação e comunicação (+27,5%), setores cuja variação do emprego corresponde, no cômputo geral, a 35,7% do crescimento agregado do emprego observado entre

o 2.º trimestre de 2020 e o 2.º trimestre de 2021. A evolução do emprego registada no segundo trimestre de 2021, em que se atingiu a população empregada mais elevada desde 2011, mostra a capacidade coletiva de resposta à crise provocada pela pandemia por Covid-19 e é um sinal de vitalidade da economia.

População empregada aumentou 160 mil pessoas entre 2020 e 2021 só no setor privado De acordo com os dados do INE, o aumento da população empregada foi de 4,5%, o que representa 208,9 mil pessoas entre o 2.º trimestre de 2020 e o 2.º trimestre de 2021, e que reflete o aumento do emprego em todos os setores. O c o n t r i b u t o d o e m p re g o p ú b l i co (setor da administração pública e defesa; segurança social obrigatória) para o aumento total de 208,9 mil pessoas foi de 49 mil pessoas. Ou seja, considerando apenas o setor privado, o aumento da população empregada foi de 159,6 mil pessoas. Tal significa que, considerando apenas o setor privado, o aumento da população empregada foi de 3,7% no período em análise.

24

RIBATEJO

OUTUBRO 2021

www.nersant.pt


I&A

PRR – Mobilidade Verde Social - Veículos Elétricos Foi publicado dia 9 de setembro de 2021 o Aviso N.º 01/C03-i01/2021 Mobilidade Verde Social, para apoio à aquisição de viaturas 100% elétricas, para entidades da Economia Social e Solidária, que detêm acordo de cooperação para a prestação do Serviço de Apoio Domiciliário. O montante financeiro disponível no presente aviso é de 15 Milhões de Euros para aquisição de 600 viaturas, no apoio máximo elegível de € 25.000 euros por veículo.

Insolvências sobem 4,2% até setembro e criação de empresas cresce 8,6% As insolvências de empresas registaram um aumento homólogo de 4,2% até setembro deste ano, para 3.717, enquanto a constituição de novas empresas cresceu 8,6%, para 30.604, face a igual período do ano passado, anunciou a Iberinform. Em setembro, as insolvências denotaram uma redução homóloga de 12,1%, caindo de 612 para 538 casos, refere a Iberinform, filial da Crédito y Caución, em comunicado, lembrando, contudo, que até ao final dos primeiros nove meses deste ano as ações de insolvência ascenderam a 3.717, mais 150 que em idêntico período do ano anterior. Por tipologia de ações destaca-se um aumento de 6,9% em setembro nas declarações de insolvência requeridas por terceiros, que se cifraram em 729, mais 47 que em igual mês do ano passado. Quanto às declarações de insolvência requeridas pelas próprias empresas, diminuíram 7,9% em setembro, face ao período homólogo (menos 66), ascendendo a um total de 767 ações. Os distritos do Porto e de Lisboa são os que apresentam valores homólogos mais elevados, com 946 e 854 insolvências, respetivamente, com aumentos de 3,7% no Porto e de 17,6% em Lisboa, pela mesma ordem.

www.nersant.pt

Além destes dois distritos observaram-se aumentos em mais dez distritos de Portugal Continental e Regiões Autónomas - Vila Real (+37%), Portalegre (+30%), Setúbal (+28%), Guarda (+20%), Castelo Branco (+18,2%), Coimbra (+17,5%), Ponta Delgada (+7,4%), Braga (+3,6%), Madeira (+3,3%) e Aveiro (+0,3%). É de assinalar uma diminuição nas insolvências em nove distritos - Bragança (-64,5%), Horta (-50%), Angra do Heroísmo (-47,4%), Faro (-30,4%), Beja (-18,2%), Évora (-18,2%), Santarém (-14,5%), Viana do Castelo (-7,2%) e Leiria (-2,9%), sendo que Viseu é o único

OUTUBRO 2021

distrito que se mantém estável em termos homólogos, com um registo de 82 insolvências em ambos os períodos. As constituições de empresas, por seu lado, diminuíram de 3.720 em setembro do ano passado para 3.286 em igual mês deste ano, menos 434, isto é, menos 11,7%, lê-se ainda no comunicado. Até setembro, realça a Iberinform, foram criadas mais 2.427 novas empresas face a idêntico período do ano anterior (+8,6%), mas “significativamente menos” que em 2019 (menos 7.475 empresas), o que se traduziu num decréscimo de 19,6%.

RIBATEJO

25


INFORMAÇÃO&APOIO

Criado mecanismo extraordinário de antecipação do

Portugal 2030 O programa Portugal 2020 apresenta uma taxa de compromisso muito elevada, atingindo 115% em junho de 2021, e na maioria das tipologias de apoio, níveis de execução elevados, de acordo a informação do Governo.

continuada e que têm vindo a ser cofinanciados no período de programação 2014-2020, observam constrangimentos na sua implementação a partir do segundo semestre do corrente ano, dada a forte escassez de verbas do Portugal 2020”, refere a portaria. O futuro Portugal 2030 encontra-se em fase de negociação, sendo expectável que os Programas Operacionais venham a ser aprovados pela Comissão Europeia apenas a partir do primeiro trimestre de 2022. Assim, através desta Deliberação é criado um Mecanismo Extraordináara manter o financiamenrio de Antecipação do Portugal 2030, to dos de modo a instrucontinuar a Esgotadas as verbas do mengarantir o Portugal 2020 e como os tos de financiamenprogramas do Portugal política pública to de medido Portugal 2020, 2030 não estão aprovados, das de polía CIC Portugal tica pública o Governo criou um 2020 - Comissão com forte mecanismo extraordinário Interministerial impacto na de Antecipação do Portugal melhoria da de Coordenação do Acordo de Parcoesão social 2030, de modo a garantir ceria publicou a financiamento de medidas e territorial Deliberação n.º e da compede política pública com 27/2021 que veio titividade, criar um Mecanisainda antes forte impacto na melhoria mo Extraordinário da coesão social e territorial d a a p r o v a de Antecipação do ção dos Proe da competitividade. Portugal 2030. gramas OpeAlguns instruracionais do mentos de política pública de natureza Portugal 2030. Este mecanismo permi-

P

26

RIBATEJO

OUTUBRO 2021

te autorizar as Autoridades de Gestão do Portugal 2020 a publicar avisos de abertura de candidaturas para medidas de política com impacte relevante na melhoria da coesão social e territorial e da competitividade, nos termos do regime normativo em vigor constante do Portugal 2020, para posterior integração em Programas Operacionais do Portugal 2030. A abertura de cada concurso é precedida de despacho de autorização dos membros do Governo responsáveis pela área das finanças e pela coor-

www.nersant.pt


I&A

denação da CIC Portugal 2020 e da respetiva comissão especializada da CIC Portugal 2020, o qual identifica a tipologia de instrumento a apoiar, o montante a alocar ao aviso de abertura de concurso e a justificação para o acionamento do mecanismo extraordinário de antecipação A autorização referida determina a aprovação de overbooking no montante a alocar ao aviso de abertura de concurso, em derrogação do estabelecido na Deliberação n.º 08/2019, de 9 de abril de 2019. Os pagamentos

www.nersant.pt

efetuados aos beneficiários no decurso do presente mecanismo de antecipação, serão efetuados pela Agência para o Desenvolvimento e Coesão, I.P., no âmbito da gestão de tesouraria do Portugal 2020, de acordo com instruções da respetiva Autoridade de Gestão do Portugal 2020. Após a aprovação do Portugal 2030 e validado o cumprimento dos requisitos constantes no respetivo Programa Operacional e na regulamentação nacional aplicável, as operações passíveis de reenquadramento serão objeto de

OUTUBRO 2021

integração formal no sistema e a sua execução acompanhada e validada pela respetiva Autoridade de Gestão. Os apoios aprovados ao abrigo do presente mecanismo aplicam-se a situações extraordinárias, devidamente identificadas e justificadas, não pressupondo qualquer compromisso de continuidade do financiamento pelo Portugal 2030. Esta Deliberação produz efeitos a partir de 16 de agosto até à aprovação dos Programas Operacionais do Portugal 2030. 

RIBATEJO

27


INFORMAÇÃO&APOIO

Move PME coloca um consultor em cada empresa com financiamento de 90%

Programa de consultoria empresarial dá resposta às necessidades específicas de cada empresa A NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém implementa há largos anos o programa de consultoria empresarial Move PME, que permite às empresas participantes – com financiamento de 90% – acolher um consultor especializado em negócios para a elaboração de um diagnóstico e definição de um plano de ação com vista à sua reorganização e melhoria. Uma das principais vantagens enumeradas pelas empresas participantes é o facto de o programa permitir responder às necessidades específicas das empresas.

U

m acompanhamento de maior proximidade e uma maior intervenção junto das reais necessidades das empresas são, claramente, as principais vantagens de participação no Move PME, programa de consultoria empresarial da NERSANT. É esta a opinião unânime das empresas participantes no programa, que permite a atribuição de um consul-

28

RIBATEJO

tor sénior especializado em negócios, a cada empresa. O processo de participação no programa é simples: aquando da formalização da adesão, a empresa deve escolher a área de intervenção que pretende implementar – estão disponíveis os ciclos temáticos “Organização e Gestão”, “Implementação de Sistemas de Gestão (Qualidade; Ambiente; SST; Inovação; entre outros), “Internacionalização”, “Capitalizar: otimização de recursos financeiros”, “Economia digital”, “Indústria 4.0” e “Gestão Estratégica” – atribuindo a NERSANT, a partir daí, um consultor a cada empresa partici-

OUTUBRO 2021

pante, que vai, em primeiro lugar e em conjunto com o empresário, elaborar um diagnóstico transversal à atividade da empresa, identificando pontos críticos e necessidades, de acordo com a área temática selecionada. Elaborado o diagnóstico, o consultor e o empresário trabalham na realização de um plano de ação, onde são definidos, entre outros, os objetivos estratégicos com o mesmo, bem como as etapas e processos de mudança para lá chegar. Todo o trabalho de implementação do plano de ação é levado a cabo em estrita colaboração entre o consultor e o empresário, num trabalho de proximidade muito elogiado pelas empresas participantes. “A consultoria permite um acompanhamento de maior proximidade”, confirmou Daniel Barbosa, sócio-gerente da Pluritime – Contabilidade e Consultoria, acrescentando que “este acompanhamento especializado a preços acessíveis para as empresas”, fazem do programa Move PME, “uma ação fundamental”. A mesma opinião tem José Vassalo, gerente do centro de contabilidade J.

www.nersant.pt


I&A

Vassalo. “A consultoria é mais focada nas necessidades individuais das empresas e na definição de soluções”, disse o empresário, que reforçou como vantagem do projeto “a consultoria individual e personalizada à empresa”, bem como “a integração do consultor na empresa”, “a implementação de novas formas de organização do trabalho” e a “aquisição de novas competências”. “A NERSANT presta um apoio muito importante às empresas, em diferentes áreas estratégicas. A proximidade às empresas e o domínio das necessidades do tecido empresarial do distrito

www.nersant.pt

capacita a associação de ferramentas para lançar constantemente desafios às empresas, que lhe são bastante vantajosos”, referiu ainda José Vassalo. O programa permite ainda, paralelamente à consultoria com o empresário, a realização de sessões de formação com o envolvimento dos trabalhadores, de modo a que os mesmos estejam alinhados com os processos de reorganização, mudança e melhoria que o programa Move PME possibilita. De referir que o Move PME continua a ser implementado pela NERSANT junto das empresas da região. O pro-

OUTUBRO 2021

grama de consultoria decorre durante cerca de um ano, com financiamento comunitário de 90%. Até ao momento, a associação já implementou o programa em mais de 500 empresas da região do Ribatejo, com resultados muito satisfatórios nas suas estruturas e competitividade. Para mais informações sobre o Move PME, os interessados podem consultar a área formação do portal da NERSANT (www.nersant.pt), ou questionar o Departamento de Formação e Qualificação da associação através dos contactos dfq@nersant.pt ou 249 839 505. 

RIBATEJO

29


INFORMAÇÃO&APOIO

30

RIBATEJO

OUTUBRO 2021


I&A

Medidas do Plano de Recuperação e Resiliência para Empresas apresentadas em sessão online com mais de 300 participantes Contou com mais de 300 empresas participantes a sessão de esclarecimento online promovida pela NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém, sobre as Medidas do PRR- Plano de Recuperação e Resiliência para as Empresas.

O

presidente da comissão Executiva da NERSANT, António Campos, salientou a grande adesão dos empresários da região a este seminário online, que contou com mais de três centenas de inscrições. Referiu que o grande objetivo desta primeira sessão de esclarecimento é fazer uma apresentação global das medidas do PRR destinadas a empresas, e de futuro, à medida que forem sendo publicados os avisos das diversas medidas, a NERSANT irá realizar sessões mais específicas sobre cada uma das medidas, com dados mais pormenorizados. Coube ao vice-presidente da Comissão Executiva da NERSANT, Pedro Félix, fazer a apresentação deste Plano de Recuperação e Resiliência português (também conhecido como “bazuca”) que tanta expetativa está a gerar nas empresas. Trata-se de um programa de aplicação nacional, com um período de execução até 2026, que vai implementar um conjunto de reformas e de investimentos que permitirão ao país retomar o crescimento económico sustentado, reforçando o objetivo de convergência com a Europa ao longo da próxima década.

www.nersant.pt

“BAZUCA” DE 16,6 MIL MILHÕES PARA APOIAR A RETOMA ATÉ 2026 As reformas e os investimentos totalizam 16.644 milhões de euros, distribuídos por 13.944 milhões de euros de subvenções (84% do total) e 2.700 milhões de empréstimos (16%). O programa é complexo e encontra-se organizado em três eixos e 20 componentes, pelo que nesta apresentação Pedro Félix teve de realizar uma síntese dos programas de maior interesse para as empresas. “Não há aqui programas específicos de apoio ao investimento produtivo das empresas, pois esses continuam a existir no Portugal 2020, ainda a decorrer, e no novo Quadro Financeiro plurianual 2021/2027, que irá substituir o PT2020”, esclarece Pedro Félix. Na verdade, o PRR é um programa extraordinário com o objetivo claro de responder às questões da pandemia e promover a retoma para que Portugal possa retomar os índices anteriores à pandemia. QUATRO COMPONENTES DIRIGIDAS ÀS EMPRESAS COM 4,5 MIL MILHÕES DE EUROS DE INVESTIMENTO No que diz respeito diretamente às empresas, o vice-presidente da Comissão Executiva da NERSANT, identificou 4 componentes dirigidas especifica-

OUTUBRO 2021

mente às empresas com 4,5 mil milhões de euros, nos 3 eixos do PRR. Assim, no eixo da Resiliência, a componente C5 – Capitalização e inovação Empresarial está dotada com 2,9 mil milhões de euros. Tem como objetivo aumentar a competitividade e resiliência da economia portuguesa com base em I&D, inovação, diversificação, e especialização da estrutura produtiva. As reformas previstas passam pela promoção de I&I&D, e do investimento inovador nas empresas, criação do Banco português de fomento, alargamento da rede de instituições de interface, e as agendas de investigação e inovação para a sustentabilidade da agricultura, alimentação e agroindústria, bem como o desenvolvimento do mercado de capitais e promoção da capitalização das empresas não financeiras. APOIOS À CAPITALIZAÇÃO E INOVAÇÃO EMPRESARIAL Os investimentos previstos desenvolvem-se em torno das Agendas/Alianças mobilizadoras de Reindustrialização (558 milhões), das Agendas/Alianças Verdes para a Reindustrialização (372 milhões de euros), e da Capitalização das Empresas e Resiliência Financeira/ Banco Português de Fomento (1.550 milhões de euros), com a possibilida-

RIBATEJO

31


INFORMAÇÃO&APOIO

de de recurso a empréstimos no valor adicional de 2.300 milhões de euros, a alocar à capitalização das Empresas e Agendas/Alianças Mobilizadoras. As agendas Mobilizadoras para a Inovação Empresarial pretendem promover uma transformação estrutural do perfil de especialização da economia, diversificando e explorando as vantagens competitivas. Pretende consolidar e expandir a ligação entre o tecido empresarial e o sistema científico e tecnológico, e incrementar a competitividade e resiliência da economia com produtos de maior valor acrescentado. Neste âmbito, já foi lançado o Aviso nº1/C05 – i01/2021, para desenvolvimento de projetos no âmbito das Agendas para a inovação Empresarial. BANCO PORTUGUÊS DE FOMENTO VAI FINANCIAR EMPRESAS DIRETAMENTE No que respeita à Capitalização das Empresas e Resiliência Financeira/Banco Português de Fomento, o PRR regista a existência de uma falha do mercado no crédito empresarial, na atividade de capital de risco e no mercado de capitais em geral, e um problema persistente de subcapitalização do tecido empresarial não financeiro. Por isso, está prevista a intervenção do Banco Português de Fomento (BPF) no financiamento direto às empresas. O PRR prevê o reforço do capital do BPF, a criação de um Fundo de Capitalização e resiliência e uma Linha de Apoio à Tesouraria para micro e pequenas empresas – incentivo à capitalização das micro e pequenas empresas. APOIO À ECONOMIA SOCIAL Também neste eixo da Resiliência a componente Respostas Sociais tem um valor de 833 milhões de euros. Nesta componente dedicada ao Terceiro Sector da Economia, estão contemplados apoios para a nova geração de equipamentos e respostas sociais, para a requalificação e alargamento da rede de equipamentos, que vai ter 2.600 novos lugares para o aumento da rede de ERPI (estruturas residenciais para pessoas idosas), com

32

RIBATEJO

mais 13 mil lugares, para alargamento adoção de medidas de eficiência energéda rede de apoio domiciliário, com 4000 tica e incorporação de fontes de energia novos lugares, da rede de creche com renováveis e armazenamento de energia, mais 5.586 novos lugares, e com a criaentre muitas outras medidas. É também ção do projeto piloto do Radar Social, contemplada o apoio à capacitação das com equipas em todos os distritos. empresas. Na componenNa componente C13 – te C6 – QualifiEficiência Energética de Entre cação e CompeEdifícios estão contemtências, pretenplados investimentos na as 20 componentes de-se aumentar eficiência energética em dos 3 eixos do PRR, a capacidade edifícios residenciais, há 4 componentes de resposta do em edifícios da Adminisdirigidas sistema educatração Pública e em editivo e formatifícios de serviços, sendo especificamente vo, combater aqui também apoiadas às empresas com as desigualdaas empresas. 4,5 mil milhões des sociais e de género, aumenCAPACITAÇÃO DIGITAL DAS de euros de apoios. tar a resiliência EMPRESAS COM APOIOS do emprego. DE 650 MILHÕES Os investimentos serão realizados na Na componente C16 - Empresas 4.0, modernização da oferta e dos estabehá 650 milhões de euros para investir lecimentos de ensino e de formação na capacitação digital das empresas, profissional, no Compromisso Emprego na transição digital das empresas e Sustentável, no Impulso Jovens STEAM, na catalisação da transição digital das no incentivo a adultos e qualificação empresas. de adultos e aprendizagem ao longo da Esta área inclui o programa Academia vida. Digital Portugal, plataforma e programa A pandemia provocou um choque sem de desenvolvimento de competências precedentes nas economias, pelo que o digitais em larga escala para os trabaPRR considera que importa apoiar as lhadores do setor empresarial. Está tamempresas e a criação de emprego para bém contemplado o programa Emprego que a retoma económica aconteça em +Digital, para os setores da indústria, bases sustentáveis, promovendo a criaserviços, comércio, turismo, agricultura, ção de emprego permanente, em partieconomia do mar e construção. cular com a contratação de jovens e a O apoio à transição digital das emprefixação de níveis salariais adequados. sas prevê quatro conjuntos de programas, nas áreas do comércio Digital (aceDESCARBONIZAÇÃO DA INDÚSTRIA COM leradores de comércio digital, bairros INVESTIMENTOS DE 755 MILHÕES comerciais digitais, internacionalização No eixo da Transição Climática, a via e-commerce), Apoio a Modelos de componente C11 – Descarbonização da Negócio para a Transição Digital (coaIndústria tem um orçamento de 755 ching 4.0), Catalização da Transição milhões de euros. Contempla 4 mediDigital das Empresas (desmaterialização das de apoio a processos com o objetida faturação e selos de certificação de vo de fazer a descarbonização do setor cibersegurança). industrial e a mudança de paradigma na Por ora apenas foi publicado um aviso, utilização de recursos, para acelerar a pelo que à medida que forem sendo abertransição para a neutralidade carbónica. tos novos avisos das diversas medidas, São contemplados apoios à substituia NERSANT irá realizar sessões mais ção de equipamentos que recorram a específicas sobre cada uma das medidas, combustíveis fósseis por eletricidade, à com dados mais pormenorizados. 

OUTUBRO 2021


I&A

OUTUBRO 2021

RIBATEJO

33


VIVER O TEJO

Lancha (miniatura)

foi Peça do mês no

Museu em Constância

A

lancha (miniatura), foi a Peça do mês em destaque no mês de setembro, no Museu dos Rios e das Artes Marítimas, em Constância. Este barco era utilizado para transportar as pessoas entre as margens dos rios, mas principalmente para a pesca no rio Tejo, perto da vila de Constância, sendo necessário para esta atividade dois pescadores: um para remar e o outro para lançar e recolher a rede de pesca. Com os rios Tejo e Zêzere abundantes em peixe, como a fataça, a enguia, a saboga, o sável, a lampreia, etc., a pesca era uma atividade da qual dependiam muitas famílias de Constância e arredores. Este tipo de embarcação tinha o fundo chato, a proa em bico, a popa cortada a direito e podia ser movida a vela, a remos e à vara. As suas dimensões podiam rondar os 5 a 6 metros de comprimento e 1,20 metros de largura. A lancha, em miniatura em madeira com dois remos e inscrições nos dois lados da emenda: o seu registo D.H.T. 97 (D.H.T.: Direção Hidráulica do Tejo/97:

34

RIBATEJO

ano de construção 1997) e o seu nome Vai e Vem. Esta iniciativa promovida pelo Museu dos Rios e das Artes Marítimas, teve como objetivo divulgar e preservar diversos elementos patrimoniais do concelho de Constância. MUSEU DOS RIOS E DAS ARTES MARÍTIMAS - CONSTÂNCIA Constância, antiga Punhete, teve durante séculos um importante porto que lhe permitiu desenvolver-se economicamente, através do transporte fluvial, da construção naval e da pesca. Estas atividades fluviais, que se exerceram até meados do séc. XX, deixaram muitos vestígios dispersos pela vila e em risco de se perderem, cabendo ao Museu dos Rios e das Artes Marítimas recolher, estudar, valorizar e divulgar este vasto património cultural. O museu, possui um espólio predominantemente relativo à etnografia fluvial, com instrumentos de trabalho e miniaturas de embarcações tradicionais. Aqui podem observar-se objetos de uso quotidiano, fotografias, redes, etc., retratando um modo de vida que existiu quando Constância era um porto fluvial.  MAIS INFORMAÇÃO VIVER O TEJO MUSEU DOS RIOS E DAS ARTES MARÍTIMAS - CONSTÂNCIA HTTP://WWW.VIVEROTEJO.PT/VISITAR/ DETAILS/74

OUTUBRO 2021


VT

OUTUBRO 2021

RIBATEJO

35


EMPREENDEDORISMO&INOVAÇÃO

Zolve distinguida com o Estatuto Inovadora COTEC 2021 A Zolve - Logística e Transporte, de Riachos, Torres Novas, foi distinguida com o Estatuto Inovadora COTEC 2021 pela COTEC Portugal. “Um reconhecimento público pelo nosso desempenho inovador e criador de valor para o país. Um reconhecimento que nos enche de

Valsabor obtém a certificação ISO 22000

orgulho e renovada ambição”, afirma a empresa de Riachos, Torres Novas. A Zolve Logistica e transporte resulta do rebranding da antiga Greenyard em 2020.

Beltrão Coelho recebe estatuto Inovadora COTEC A Beltrão Coelho, empresa portuguesa de tecnologias de informação, foi reconhecida na primeira edição do Estatuto INOVADORA COTEC, que reconhece a aposta da empresa na inovação e o seu desempenho económico. A empresa foi distinguida graças aos seus elevados padrões de solidez financeira, competências de inovação e desempenho económico alcançado. “Este reconhecimento resulta do constante investimento, ao longo dos anos, em inovação, sem nunca esquecer como foco o bom desempenho económico que queremos para a empresa, já que ambos são

36

RIBATEJO

necessários para o nosso sucesso”, afirmou Ana Cantinho, diretora-geral da Beltrão Coelho. O Estatuto INOVADORA COTEC atribuiu 566 estatutos, depois de receber 1021 candidaturas, das quais 890 elegíveis. O galardão resulta de uma parceria entre as instituições do setor financeiro e a COTEC Portugal e tem como objetivo distinguir as empresas de desempenho superior através do reconhecimento do exemplo, elevação da notoriedade e reforço do valor pelo mercado, bem como estabelecer uma rede de parceiros que potenciem os benefícios mútuos para as empresas inovadoras. A COTEC Portugal, constituída em 2003, é a principal associação empresarial portuguesa que tem como objetivo a promoção da inovação e da cooperação tecnológica empresarial.

OUTUBRO 2021

A Valsabor conquistou a certificação Certificação em ISO 22000 integrada no Sistema de Gestão da Qualidade e Segurança Alimentar, preenchendo todos os requisitos relativos à segurança de alimentos, desde a produção, ao processamento, embalamento e transporte dos produtos. Com o objetivo de minimizar os riscos alimentares e aumentar a confiança dos consumidores cada vez mais conscientes no que se refere à segurança e qualidade dos alimentos, este esquema de certificação, que incorpora a norma ISO 22000 promove o contínuo cumprimento dos requisitos legais aplicáveis ao nível da segurança alimentar, possibilitando o reconhecimento das empresas num mercado mais amplo e exigente. Com esta distinção pela Lloyd’s Register, a Valsabor mantem a capacidade de controlar ao máximo a qualidade dos produtos e processos, garantindo um alimento seguro desde a produção ao consumidor final.

www.nersant.pt


E&I

Sustentabilidade Companhia das Lezírias assina manifesto “Rumo à COP26” A Companhia das Lezírias é uma das 82 empresas portuguesas que assinaram o manifesto “Rumo à COP26” promovido pelo BCSD - Business Council for Sustainable Development Portugal. “Estamos num momento decisivo. É crucial aproveitar as lições da pandemia para acelerar a transição necessária e evidente a urgência da COP26 ser um sucesso, de forma a evitar consequências desastrosas para as sociedades e economias,” refere o manifesto lançado pelo BCSD Portugal, a poucos meses da 26.ª Conferência das Nações Unidas

sobre Alterações Climáticas (COP26), que terá lugar em Glasgow, de 31 de outubro a 12 de novembro. Sendo este um momento crítico para se cumprir o Acordo de Paris sobre o clima, um grupo de empresas-membro do BCSD Portugal e de membros do seu Conselho Consultivo destacam um conjunto de objetivos de grande relevância para que esta conferência seja um sucesso, alinhada com o objetivo de limitar o aquecimento da Terra a 1,5 C, o que obriga a acelerar o processo de descarbonização em todo o mundo.

João Castello Branco, Presidente da Direção do BCSD Portugal, sublinha a importância desta iniciativa, explicando que “não podemos deixar que a ação climática se limite às políticas e iniciativas atualmente em curso, sob pena de isso resultar num aquecimento global no mínimo de 2,9 C, o que não é, de todo, compatível com a proteção que se ambiciona para o planeta e para a biosfera”. O Secretário-Geral do BCSD Portugal, João Meneses, reforça: “As empresas têm um papel decisivo na ação climática, não só pelos impactos das suas cadeias de valor, mas sobretudo pelo seu potencial de investimento, conhecimento e inovação.” O Business Council for Sustainable Development (BCSD) Portugal é uma associação sem fins lucrativos que agrega e representa mais de 120 empresas de referência em Portugal, que se comprometem ativamente com a transição para a sustentabilidade.

a celebração de 79 anos de existência, os Margarido’s lançaram um novo site com loja online, e toda uma nova identidade gráfica. A decisão traz impressa a certeza

de quererem estar entre as melhores empresas deste segmento, procurando em todos os momentos manter esse equilíbrio perfeito entre inovação e tradição.

Margarido’s lança nova identidade gráfica e novo site A história da empresa Margarido’s remonta à década de 40 e tem na sua génese a cultura tradicional e a sabedoria antiga. Corria o ano de 1942, quando a família Margarido iniciou o seu percurso na transformação de carne de suíno pelas mãos de António Dias Margarido e Jacinta de Matos Margarido. Hoje é já a terceira geração quem comanda o destino desta casa. No passado dia 14 de Setembro, após

www.nersant.pt

OUTUBRO 2021

RIBATEJO

37


EMPREENDEDORISMO&INOVAÇÃO

Insetos transformam bagaço de azeitona em fertilizante orgânico

Entogreen investe 11 milhões de euros

A empresa start-up de Santarém EntoGreen dedica-se à produção de insetos em grande escala e vai agora fazer um investimento de 11 milhões de euros numa nova fábrica. A empresa procura parceiros para novo projeto que utiliza insetos para converter bagaço de azeitona em fertilizante orgânico para os solos e óleos e proteínas para a alimentação animal.

38

RIBATEJO

OUTUBRO 2021

www.nersant.pt


E&I

Fravizel lidera no top nacional com mais patentes de invenções A empresa Fravizel de Alcanede destaca-se na liderança no top global de empresas com mais requerimentos de patentes a nível nacional, no relatório estatístico do primeiro semestre de 2021 do Instituto Nacional da Propriedade Industrial de Portugal. Segundo o INPI, a Fravizel é a primeira empresa portuguesa no Top das Empresas com mais requerimentos de patentes e a sétima entidade no Top Global Português. Para a empresa, este relatório estatístico comprova a inovação, qualidade e empreendedorismo característicos da Fravizel. A Fravizel é uma empresa de Engenharia Metalomecânica com 36 anos de história. A Fravizel desenvolve e fabrica equipamentos de terraplenagem (baldes, ripers, patolas, engates rápidos, etc.) e máquinas para pedreiras, floresta e indústria em geral (máquinas de perfuração e de corte por fio diamantado, etc.).

EPSM conquista 2.º Prémio FAQtos do Instituto Superior Técnico Foi com o projeto HotOut que alguns alunos do curso de Eletrónica, Automação e Comando conquistaram o 2.º lugar do Prémio FAQtos, cuja final se realizou no dia 18 de setembro, no Instituto Superior Técnico, em Lisboa. De entre as 82 candidaturas inicialmente apresentadas a nível nacional, o projeto HotOut desenvolvido pelos alunos David Silva, Duarte Barradas, Leandro Rodrigues, Tiago Barradas, supervisionado pelo professor José Carvalho e com o apoio de outros professores, conquistou o júri. Este projeto, pensado e desenvolvido em pleno contexto de pandemia, consistiu num equipamento que permite monitorizar a temperatura à distância evitando contactos de proximidade entre profissionais de saúde e doentes e evitando também o consumo excessivo de EPI’s. De parabéns estão também os alunos Ana Fonseca, Alexandre Rosa, Bernardo Gil, Leonardo Silva e João Rato, que defenderam o projeto “InOut Counter” (sistema de controlo de entradas e saídas de pessoas dos estabelecimentos, para que se conheçam as reais disponi-

www.nersant.pt

bilidades de espaço seguro, à distância) e que ficaram entre os 10 finalistas. De salientar que a EPSM foi única escola do distrito de Santarém a ser apurada para a final e que, dos 3 projetos apresentados pela escola, dois deles passaram à fase final, o que é revelador da qualidade do trabalho realizado pelos alunos. Duarte Bernardo, Presidente da Direção da EPSM, considera que “sendo o Instituto Superior Técnico uma entidade de grande prestígio nacional e internacional, com grande ênfase em projetos de I&D, este prémio acaba por elevar o reconhecimento de um trabalho diário árduo, sério e empreendedor, preconizado pela EPSM e pela sua comunidade. Este orgulho seguramente se estende à região onde estamos inseridos e representa mais uma etapa

OUTUBRO 2021

escrita com dedos de ouro por um ensino que deve ser vocacionado, desde a sua génese, para a experimentação, criatividade e inovação”. O Prémio FAQtos é promovido por uma equipa do INOV - INESC Inovação, no Instituto Superior Técnico e destina-se a todos os alunos do Ensino Secundário. Os participantes tiveram de apresentar um projeto sobre o tema “Aplicações das Radiofrequências”.

RIBATEJO

39


EMPREENDEDORISMO&INOVAÇÃO

Healsi com novas caixas 100% recicláveis A marca de água Healsi, da empresa Aguarela do Mundo – Água de Nascente, assume o compromisso de melhorar a sua performance ambiental, com caixas 100% recicláveis. A empresa de Ulme, Chamusca, afirma que a susten-

tabilidade é uma questão de eco-eficiência. Por isso, as novas caixas, compostas por 85% de fibra reciclada, estão a economizar até 80% de energia, comparada à produção do papel virgem.

Único whisky português é fabricado em Alpiarça É na zona industrial de Alpiarça que se fabrica o único whisky português. E ao contrário do tristemente famoso “whisky de Sacavém”, uma falsificação que resultava da mistura de álcool etílico com corantes, este é um whisky verdadeiro e de grande qualidade, premiado mundialmente. A Whisky Bible 2021, do maior especialista mundial de whisky Jim Murray, deu-lhe 87,5 pontos, colocando-o entre os melhores whiskies do mundo. José Ferreira, conhecido no meio por Jay Venakki, é o empreendedor responsável pela fundação da Venakki Distillery, pioneira na produção de whisky em Portugal. Jay Venakki, português de 51 anos, começou a trabalhar no mundo da moda como desenhador e engenheiro têxtil. Aos 30 anos de idade, começou a destilar por hobby. Trabalhou depois na indústria do vinho e azeite, em Espanha, tendo sido enviado para a Ásia. No regresso a Portugal, instalou-se em Alpiarça, e começou a produzir os whiskies Moonshine e Woodwork, e também produz gin e vodka, estas menos exigentes ao nível do tempo que é necessário esperar para ter as bebidas prontas a consumir.

40

RIBATEJO

OUTUBRO 2021

www.nersant.pt


E&I

GM2E obteve Certificação do Sistema de Gestão da Qualidade A GM2E obteve a Certificação do seu Sistema de Gestão pelo referencial da ISO 9001:2015. Esta certificação permitirá aumentar a capacidade para satisfazer e superar as expectativas e requisitos dos clientes. A GM2E – Gestão e Manutenção de Equipamentos e Edifícios é uma start-up na área do Facility Management, com um modelo de negócio fortemente digital, vencedora do Prémio Incubar+Lezíria, que oferece um serviço inovador de gestão e manutenção Integrada de todos os equipamentos e infraestruturas em edifícios. Situada em Abrantes no INOV POINT, tem operações em todo o país. GM2E RECONHECIDA COMO ENTIDADE INSTALADORA DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS Recentemente obtivemos o reconhecimento junto da DGEG - Direção Geral de Energia e Geologia, como Entidade Instaladora de Instalações Elétricas. Passamos assim a ter as valências de Entidade Instaladora e de Responsabilidade pelo Projeto, Execução e Exploração de Instalações Elétricas. Reunimos os indicadores necessários e continuamos focados em garantir a qualidade dos nossos serviços e a satisfação dos nossos clientes.

Silvex assinala 1.º aniversário do Pavilhão Economia Circular A Silvex criou de raiz uma infraestrutura inovadora de economia circular, que permite à empresa de Benavente produzir plástico a partir do plástico, contribuindo assim para a redução da poluição plástica. O material que tenha chegado ao fim da sua vida útil é assim valorizado e transformado em produtos Silvex, evitando assim a utilização de novos recursos e contribuindo para a diminuição da poluição ambiental. Este é um dos únicos três pavilhões na Europa inteiramente dedicados à economia circular. Desde a inauguração deste pavilhão, já foram reaproveitadas mais de 1000 toneladas de plástico. O investimento na nova unidade de reciclagem plástico pós-consumo da

www.nersant.pt

Silvex, apoiado pelo projeto 43909 | Produção circular de plásticos, do programa Compete 2020, encontra-se já

OUTUBRO 2021

em fase de laboração integral, segundo Hernani Magalhães, presidente do Conselho de Administração da Silvex.

RIBATEJO

41


EMPREENDEDORISMO&INOVAÇÃO

Hidro Ibérica lança primeira loja online de produtos de rega em Portugal Com foco principal na melhoria contínua da comunicação e proximidade com os seus públicos-alvo, a Hidro Ibérica – Estudo e Montagem de Regas, com sede em Salvaterra de Magos, acaba de lançar uma loja online.

42

RIBATEJO

OUTUBRO 2021

C

omo novidade, no período pós-Covid, destacamos a criação da nossa loja online Hidro Ibérica. Trata-se da primeira loja online para venda de produtos para sistemas de rega em Portugal e surgiu da necessidade de responder à procura de peças pelos nossos clientes”, começou por referir a empresa em comunicado, acrescentando que “com a pandemia, tivemos de inovar e procurar responder às necessidades de quem nos procurava e esta foi a resposta que encontrámos”. “Estamos sempre à procura de novidades e de novas formas de melhorar os nossos serviços, sempre com o foco na nossa missão de gerir com rigor e profissionalismo o interesse dos nossos clientes, procurando a excelência ao nível dos produtos e serviços, tendo em conta a satisfação do cliente”,

www.nersant.pt


E&I

comunicou a Hidro Ibérica, em relação à iniciativa. A nova loja online, referiu ainda a empresa, funcionará, numa fase inicial, “restrita ao sistema de encomenda, sem métodos de pagamento automáticos, no sentido de ambientar os nossos clientes a este novo método de venda”, prevendo-se “muito em breve”, o seu funcionamento em pleno, “em todas as suas funções”. “Com uma nova interface moderna e intuitiva, esta ferramenta da Hidro Ibérica está já online, refletindo e valorizando a sua imagem corporativa, objetivos e mudanças estratégicas de posicionamento, competitividade e integração nos mercados nacional e internacional. O layout user-friendly projetado inteiramente de raiz, reflete um design simples e elegante, com objetivo de permitir uma experiência

www.nersant.pt

de navegação simples e intuitiva, para uma comunicação eficaz e direta às soluções comerciais”, refere ainda em comunicado a empresa. “O nosso maior desafio foi desenvolvermos novos conteúdos relevantes, mas sucintos, no sentido de colocar à disposição dos nossos clientes e potenciais, a informação necessária a conhecerem melhor o nosso trabalho e áreas de negócio. Os potenciais clientes internacionais irão poder encontrar brochuras de apresentação em diversas línguas, como espanhol, inglês e francês”, comentou o Diretor Geral da Hidro Ibérica, Alexandre de Castilho. Considerando as novas exigências tecnológicas, o website foi construído “tendo em conta as mais recentes e promissoras abordagens de programação”. “Uma otimização responsive do layout e conteúdos face ao equipa-

OUTUBRO 2021

mento e dispositivos móveis utilizados, a incorporação do protocolo de segurança (SSL – Secure Socket Layer ou “https”) e, integração de técnicas de Search Engine Optimization (SEO), são ferramentas imprescindíveis para credibilizar o website diante das pesquisas dos potenciais clientes e obter um bom posicionamento nos motores de busca, no sentido de gerar negócio”, lê-se ainda na informação remetida pela Hidro Ibérica. No comunicado, a Hidro Ibérica referiu ainda que a criação da loja online “só foi possível devido ao envolvimento e colaboração da NERSANT, que em parceria com a Hidro Ibérica, elaborou a candidatura ao programa ADAPTAR e possibilitou, assim, a obtenção de uma verba para Incentivar a Adaptação da Empresa ao Contexto Covid-19”. A nova loja online da Hidro Ibérica está sediada no portal da empresa, em www.hidroiberica.pt, tendo sido desenhada “numa parceria com a Bomsite – Soluções para Internet”. “O website é atualmente a ferramenta fundamental de contacto com diferentes mercados e a forma mais eficaz de partilhar os nossos valores, a inovação e acompanhamento técnico que agregamos em cada projeto. É uma das nossas fortes apostas de crescimento para a Hidro Ibérica”, afirma o gerente da empresa, Jorge Salgueiro. A HIDRO IBÉRICA A Hidro Ibérica exerce a sua atividade de comercialização, montagem e assistência de sistemas de rega, desde 1988 em Portugal, Espanha, Angola e Moçambique. O seu forte posicionamento no mercado é representativo da sólida experiência em soluções para a agricultura, não só pela gama de produtos comercializados – Pivots, Gota-a-Gota, Regas de Cobertura Fixas e Móveis, Máquinas de Rega a Drenagem – mas sobretudo, na prestação de serviços de consultoria para as áreas da Hidráulica e Regadio, Drenagem, Projeto, Comercialização, Montagem, Assistência Técnica Pós-Venda e implementação “Chave-na-mão” em Olival, Amendoal e Vinha.. 

RIBATEJO

43


INTERNACIONALIZAÇÃO

Segundo Filstone Center abre em Shuitou na China Shuitou é a segunda cidade da China a acolher o Filstone Center, uma ‘montra’ de novos produtos da empresa de Fátima Filstone que reduz tempo e distância ao processo comercial. A abertura do Filstone Center Shuitou surge seis meses após o primeiro Filstone Center ter chegado a Yunfu, distando um do outro 900 quilómetros de distância. Depois da abertura em Yunfu e em Shuitou, a Filstone perspetiva reforçar a sua presença no mercado asiático com a abertura de mais Filstone Centers em 2022.

Filstone lança novo produto na Marmomac 2021 A Filstone irá participar na Marmomac 2021, onde, além da presença dos habituais produtos, lançará a nova marca Filstone SPI Alpalhão. A feira, que decorre em Verona (Itália) de 29 de setembro a 2 de Outubro, é atualmente um dos eventos mais importantes do mundo da área da pedra natural, ferramentas, tecnologia e

44

RIBATEJO

materiais para o setor. A Filstone participará com dois stands, um localizado no interior, com produto acabado, e outro no exterior, com blocos de calcário e granito. Será o primeiro evento de apresentação do granito Filstone SPI Alpalhão e da pedreira de Alpalhão, recentemente adquirida.

OUTUBRO 2021

www.nersant.pt


INT

Fravizel on tour – Forestry pela Europa ocidental A Fravizel realizou um Tour pela Europa Ocidental a mostrar os seus novos produtos da área Florestal, que privilegiam o respeito pelos princípios da Economia Circular e da Eficiência Energética. O Tour começou por Valada do Ribatejo, na feira Agroglobal entre 7 a 9 de setembro; passou por Valladolid, Espanha, na feira Expobiomasa, entre 21 e 23 de setembro; e terminou em Mimizan, França, na feira Forexpo, entre 22 e 24 de setembro. Para além disso, a Fravizel emtiu online e em direto o evento “Fravizel On Tour”, que permitiu assistir a alguns acontecimentos das feiras e ficar a par das novidades.

Mais de 250 eCanter totalmente elétricos entregues, a maioria fabricados no Tramagal A FUSO já entregou mais de 250 eCanter FUSO totalmente elétricos a clientes na Europa, Japão, Estados Unidos e Nova Zelândia, sendo a maioria destas unidades fabricadas na fábrica do TramagalA Daimler Truck continua a impulsionar a transformação para o transporte neutro em CO2 com mais entregas do FUSO eCanter, o seu camião totalmente elétrico de serviço ligeiro, no segundo trimestre de 2021. Globalmente, a FUSO já entregou mais de 250 eCanter desde o início da produção de pequenas séries em 2017 a clientes na Europa, Japão, Estados Unidos e Nova Zelândia. O FUSO eCanter é o primeiro camião ligeiro totalmente elétrico da Daimler Truck na produção de pequenas séries. Como veículo de 7,49 toneladas com uma autonomia superior a 100 km, uma velocidade máxima de 80 km/h e uma saída de 129 kW, o FUSO eCanter tem tudo o que precisa parao funcionamento ecológico e ecológico nos centros urbanos. A sua agilidade em cima fazdo eCanter o veículo ideal para o transporte verde de distribuição no centro da cidade.

www.nersant.pt

OUTUBRO 2021

RIBATEJO

45


INTERNACIONALIZAÇÃO

Zolve adquiriu a totalidade do capital do grupo espanhol Logifrio A Zolve – Logística e Transporte, S.A. chegou a acordo com a família García Villalobos que, após mais de 40 anos de sucesso na liderança do projeto Logifrio, resolveu alienar a sua participação na empresa. Paralelamente, Alberto Sancho e Rosa Martínez, diretor geral e diretora de rede do grupo Logifrio, respetivamente, adquirem uma participação na Zolve, que se tornará a empresa-mãe de todo o grupo para Espanha e Portugal. Além de manterem seus cargos atuais, os 2 gerentes passam a integrar o Conselho de administração da Zolve. A operação de Management Buyout (MBO) de Alberto Sancho e Rosa Martínez segue-se a outra operação semelhante realizada por Vitor Figueiredo e Manuel Rodríguez, em 2020, quando o capital da Zolve, empresa onde já trabalhavam, foi adquirido à multinacional Greenyard. Juntos, além de acionistas, os 4 executivos serão responsáveis por toda a gestão executiva do grupo. Ambas as operações foram apoiadas pelo fundo de investimento Vallis Capital Partners. A Logifrio é uma empresa com mais

de 40 anos dedicados ao sector da Logística e Transportes de produtos alimentares em temperatura controlada em Espanha, com quem a Zolve já colaborava há mais de 11 anos. “Tal como a Zolve, a Logifrio é uma empresa com uma cultura de excelência e elevado foco no cliente. Juntar 2 empresas fortes e robustas, que partilham de uma mesma visão, num único grupo é algo que nos redobra o entusiasmo na estratégia ambiciosa de sermos uma empresa ímpar no cenário da logística e transporte ibérico”, refere Vitor Figueiredo, CEO da Zolve. A abordagem ao mercado continuará a basear-se na promoção da melhoria

contínua dos processos, no compromisso total com a sustentabilidade e na aplicação das melhores praticas na gestão da cadeia de abastecimento como vetores geradores de valor para os clientes. O plano estratégico de desenvolvimento futuro do novo grupo tem uma forte ambição de crescimento, quer do ponto de vista orgânico, quer através de outras possíveis aquisições com vista a robustecer a posição no mercado ibérico. Estão também previstos investimentos significativos na incorporação de novas tecnologias com o objetivo de fortalecer ainda mais a adaptação do negócio aos novos desafios do mercado.

Entogreen participa em congresso na Suíça A EntoGreen participou no 72.° congresso anual da EAAP – European Federation of Animal Science, onde apresentou alguns dos seus resultados mais recentes e participou na reunião da comissão científica dos insetos, onde detém um lugar de representante da indústria. Ao longo da semana, a empresa esteve entre os maiores contribuidores para o progresso científico deste novo setor. O congresso da EAAP realizou-se em Davos, na Suíça, entre os dias 30 de agosto e 3 de setembro.

46

RIBATEJO

OUTUBRO 2021

www.nersant.pt


INT

NERSANT com novo portal de apoio à Internacionalização da Região

RIBATEJO BUSINESS INTELLIGENCE - Promoção e internacionalização da Região do Ribatejo de forma inteligente No âmbito do projeto “RIBATEJO BUSINESS INTELLIGENCE - Promoção e internacionalização da Região do Ribatejo de forma inteligente”, p ro j e t o f i n a n c i a d o p e l o A L E N T E JO2020, foi realizado o levantamento dos principais procedimentos e barreiras de acesso aos mercados da Costa do Marfim, Costa Rica, Eslováquia, Filipinas, Indonésia, Macau, Malásia, Roménia, Senegal e Uruguai, com vista a facilitar o acesso das empresas da Região a esses mercados, dando-lhes ferramentas de prévia análise e preparação antes de se abordarem os produtos identificados nos novos mercados (os estudos estão disponíveis em https://www.businessintelligence. pt/ribatejo/estudo-de-acesso-a-novos-mercados). De igual modo, foi realizado o levantamento de informação de “Business Inteligence”, desses mesmos 10 mercados, tendo sido realizadas 200 fichas (20 fichas de produtos por cada m e rc a d o ) , c o m i n f o r m a ç õ e s re a i s

www.nersant.pt

relevantes sobre cada produto no respetivo mercado (quantidades, preços, evolução nos últimos anos, principais clientes, principais concorrentes, cus-

OUTUBRO 2021

tos de transporte e taxas aduaneiras), fichas essas que estão disponíveis em https://www.businessintelligence.pt/ ribatejo/business-intelligence.

RIBATEJO

47


INTERNACIONALIZAÇÃO

NERSANT organiza Roadshow para promover as oportunidades de negócio no Ribatejo junto de potenciais investidores do Uruguai A NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém está a promover o potencial económico do Ribatejo no mercado do Uruguai, com a realização nos dias 8 e 9 de setembro, de um roadshow online durante o qual foram apresentadas perante diversas entidades locais, as oportunidades de negócio e investimento na região.

48

RIBATEJO

OUTUBRO 2021

www.nersant.pt


INT

O

primeiro webinar no dia 8 de setembro, foi dedicado ao setor alimentar, e o segundo webinar, no dia 9, abordou o setor da construção no Ribatejo, e contou com a participação de Jorge Salvador, especialista sobre o setor da construção do AICEP, agência de investimento portuguesa, de Diego O’Neill, presidente da Câmara de Construção do Uruguai e empresas convidadas. A sessão de encerramento contou com as intervenções do Embaixador do Uruguai em Portugal, Álvaro Malmierca, e do presidente da NERSANT Domingos Chambel. OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO NO RIBATEJO PARA OS INVESTIDORES DO URUGUAI A sessão de abertura contou com as intervenções do Embaixador de Portugal em Montevideu, João Pedro Antunes, e do presidente da direção da Nersant, Domingos Chambel. O presidente da NERSANT fez uma apresentação da Associação Empresarial da Região de Santarém e das poten-

www.nersant.pt

cialidades do Ribatejo. Referiu que as relações históricas entre Portugal e o Uruguai, remontando a 1877 o primeiro protocolo para o comércio de vinhos portugueses no Uruguai. Salientou que o Ribatejo é uma região de oportunidades para os investidores uruguaios, oferecendo uma excelente localização geográfica central, servida de 4 importantes autoestradas e duas linhas ferroviárias, e parques industriais com preços simbólicos e várias infraestruturas de apoio à atividade empresarial. Sublinhou a existência de instituições de ensino superior, com destaque para os politécnicos de Tomar e Santarém, e vários centros de investigação e transferência de conhecimento, destacando o Agrocluster do Ribatejo, o Tagusvalley em Abrantes, o Ecoparque do Relvão, grande centro de tratamento de resíduos industriais e de indústrias na área do ambiente e a plataforma logística do terminal multimodal do Vale do Tejo. Referiu a importância do trabalho da Nersant, que oferece dois centros de incubação de empresas em Santarém e Ourém, para o apoio à criação, instala-

OUTUBRO 2021

ção e desenvolvimento de empresas. Um apoio que pode ser determinante para os potenciais investidores uruguaios que venham a estabelecer parcerias de negócios em Portugal. “A NERSANT está disponível para acolher os potenciais investidores uruguaios e dar-lhes todo o apoio que necessitem para desenvolver os seus negócios”, concluiu o presidente da NERSANT. Por seu lado, o Embaixador de Portugal em Montevideu, João Pedro Antunes, falou da tendência de crescimento das exportações de Portugal que se verificava desde 2009 e que a pandemia veio travar em 2019. Ainda assim, os primeiros 6 meses de 2021 registam uma recuperação. Refere que o Governo estabeleceu como meta ambiciosa que as exportações portuguesas venham a representar 60% do PIB. Salienta a existência de um conjunto de apoios às empresas portuguesas para que exportem os seus produtos para novos mercados externos. Nesse sentido, salienta que há boas oportunidades de negócio para as empresas portuguesas no Uruguai e também para os investidores uruguaios no Ribatejo.

RIBATEJO

49


INTERNACIONALIZAÇÃO

MESA REDONDA SOBRE SETOR AGROALIMENTAR Seguiu-se uma mesa-redonda sobre o setor alimentar, com as intervenções de Iara Martins, especialista na área da alimentação e bebidas da AICEP, agência de investimento portuguesa, e de Ana Laura Fernández e de Facundo Bentancor, representantes da Câmara de Comércio e Serviços do Uruguai. Iara Martins apresentou uma caraterização do setor agroalimentar português. Vinho, azeite, produtos de pastelaria, frutas, conservas de peixes, peixe e tomate concentrado são os principais produtos das exportações do setor. A fileira agroalimentar é estratégica para a economia portuguesa e tem vindo a registar um crescimento constante e exponencial, com produtos marcadamente portugueses e dirigidos a hábitos alimentares saudáveis e com reconhecida segurança alimentar. Salienta que o setor é competitivo, marcado pela inovação e pela qualidade, com “um futuro verde e risonho”. Diversificar mercados, aumentar a

50

RIBATEJO

notoriedade dos produtos portugueses, através da organização de ações de promoção internacionais são algumas das prioridades apontadas pela especialista da AICEP. Quanto às tendências para o futuro no mundo, aponta para a necessidade produtos novos, únicos e inovadores, para a redução de desperdício, peal resposta à procura de produtos mais verdes, alternativas saudáveis ao sal e açúcar, produtos mais apelativos, que respondam à procura dos consumidores por experiências diferentes, por petiscos saudáveis, por refeições prontas e saudáveis, com boa relação qualidade preço. As questões do bem-estar animal, da eliminação de ingredientes indesejáveis e do eco design são igualmente a considerar com tendências de futuro no setor alimentar. URUGUAI REPRESENTA GRANDE POTENCIAL DE NEGÓCIOS PARA O SETOR AGRO-ALIMENTAR DO RIBATEJO Ana Laura Fernández e Facundo Bentancor, representantes da Câmara de

OUTUBRO 2021

Comércio e Serviços do Uruguai, apresentaram uma panorâmica geral do comércio externo do Uruguai. Os principais destinos das exportações uruguaias são a Ásia e o Médio Oriente (China, India e Israel) que recebem 32% das exportações, com destaque para a carne de bovino, soja e celulose. Seguem-se os países vizinhos da América do Sul, Brasil, Argentina e Paraguai, que compram 22% das exportações uruguaias, principalmente plásticos, produtos lácteos e malte. A Europa recebe 18% das exportações uruguaias, sobretudo celulose, carne e arroz, que vão para os Países Baixos, Itália e Turquia. A América do Norte, EUA, Canadá e México, recebem 11% das exportações, principalmente carne de bovino, concentrado de bebidas e madeira. A África recebe apenas 6% das exportações, sobretudo soja, produtos lácteos e pescados. O Uruguai produz atualmente alimentos para 30 milhões de pessoas, mas tem capacidade para 50 milhões, sendo a carne de bovino, os produtos lácteos, o arroz e o mel as principais produções do país.

www.nersant.pt


INT

Quanto a importações, o Brasil representa 23% sendo o principal mercado fornecedor, seguindo-se a China e a Argentina. O Uruguai importa sobretudo carne e derivados (25%), gorduras e óleos animais e vegetais (10,4%), preparados de hortaliças e frutas (8%), preparados alimentares (7,4%), café, especiarias e erva mate (7,1%), preparados à base de cereais, farinha, amido, fécula ou leite (6,6%), açúcar e artigos de confeitaria (5,8%). As exportações uruguaias para Portugal atingiram um máximo histórico em 2019 com 120 milhões de dólares, tendo caído em 2020 para 44 milhões. Exporta sobretudo madeira para a indústria de papel, que representa 47% das exportações para Portugal, couro de bovino (8%), couros naturais para bancos de automóvel (7%), limões (6%), carne de bovino congelada (6%) e fresca (5%). Já as importações uruguaias de produtos portugueses atingiram um máximo de 16,8 milhões em 2018, tendo caído em 2019 para 11,9 milhões de dólares. Os principais produtos portugueses impor-

www.nersant.pt

tados pelo Uruguai são os moldes para matéria mineral (18% das importações de Portugal), o leite em pó (10%), arame de ferro e aço (9%), e rolhas de cortiça (5%). Os dois especialistas da Câmara de Comércio e Serviços do Uruguai apresentaram ainda um estudo sobre os alimentos e bebidas que Portugal exporta e o Uruguai adquire desde diversos países de origem: Azeite (Espanha, Itália e Argentina), Frutas (Chile, Itália, Grécia, Argentina e Espanha), produtos de Padaria, Bolachas (Chile, México, Espanha e França), Vinho (Argentina, Chile, França e Espanha), Pasta Concentrada de Tomate (Itália, Espanha e América do Sul), Cerveja de Malte (Brasil, Argentina, México, Espanha e Alemanha). Da lista fazem parte também citrinos frescos, maçãs e peras, açúcar de cana, leite e natas concentradas, em pó, polvo congelado, bolachas, vinhos finos de mesa, morangos e framboesas. Os dois técnicos explicaram resumidamente quais os organismos intervenientes e as exigências para a importação de alimentos para o Uruguai, serviço em

OUTUBRO 2021

que a Câmara de comércio e Serviços pode apoiar. NERSANT E AGROCLUSTER RIBATEJO PODEM APOIAR INVESTIDORES José Coimeiro, presidente executivo da empresa Cabena e membro da direção da NERSANT, fez uma apresentação do que é o Ribatejo e das suas principais oportunidades para os potenciais investidores uruguaios. “A Nersant pode ajudar as empresas uruguaias na sua instalação em Portugal, facilitando muito o processo e permitindo-lhes assim penetrar no mercado europeu, salientou José Coimeiro. Por último, Carlos Lopes de Sousa, presidente da direção do Agrocluster Ribatejo, salientou a qualidade da produção agro-alimentar do Ribatejo, como elo de ligação com o Uruguai. Referiu a excelência de produtos como a pasta de tomate, o azeite e os vinhos do Ribatejo. “O Agrocluster do ribatejo está disponível para apoiar o esforço de internacionalização das empreas, em colaboração com a NERSANT”, concluiu o presidente do Agrocluster do Ribatejo. 

RIBATEJO

51


INTERNACIONALIZAÇÃO

Cerca de 60 empresários participaram no passado dia 22 de setembro, na sessão online organizada pela NERSANT Associação Empresarial da Região de Santarém, sobre o tema “Internacionalização 2030: Desafios, oportunidades e ferramentas para ajudar a preparar a sua empresa”.

E

sta sessão abordou alguns dos desafios, oportunidades e ferramentas para ajudar a preparar as empresas nos seus processos de internacionalização. Foram também apresentados os resultados alcançados no âmbito do projeto apoiado pelo ALENTEJO 2020, “RIBATEJO BUSINESS INTELLIGENCE”, bem como o calendário das próximas ações NERSANT de apoio à internacionalização. APRESENTADOS OS RESULTADOS DO PROJETO RIBATEJO BUSINESS INTELLIGENCE A sessão iniciou-se com uma apresentação dos resultados do projeto Ribatejo

52

RIBATEJO

OUTUBRO 2021

www.nersant.pt


INT

Internacionalização 2030

Desafios, oportunidades e ferramentas para ajudar a preparar as empresas da Região

Business Intelligence, projeto que teve como objetivos contribuir para melhorar o reconhecimento da região no exterior e o posicionamento das empresas no mercado global, permitindo que iniciassem exportações ou reforçassem o seu potencial exportador, consolidando quotas de mercados ou diversificando os seus mercados. Os objetivos do Ribatejo Business Intelligence passaram por aumentar as exportações das PME da Região por via de uma maior utilização das redes de contatos, das ferramentas/plataformas tecnológicas e de um maior conhecimento das caraterísticas e especificidades de cada mercado. O projeto pretendeu também promover a imagem e capacidades da Região a nível nacional e internacional, facilitando a internacionalização das empresas e dos seus produtos e serviços. Desta forma, a NERSANT procurou fomentar o aumento das exportações das PME da Região e aumentar o grau de abertura ao exterior, tendo por base não só os canais tradicionais, mas criando novas ferramentas de apoio e de análise aos mercados. IDENTIFICADOS PRODUTOS PRIORITÁRIO PARA EXPORTAÇÕES DA REGIÃO PARA 10 MERCADOS A NERSANT promoveu no âmbito do Ribatejo Business Intelligence um conjunto de estudos que permitiram a identificação dos produtos da Região com maior potencial de entrada em 10 mercados. Foi realizado um estudo de identificação dos produtos da Região

www.nersant.pt

com maior potencial de entrada nos mercados definidos: Costa do Marfim, Costa Rica, Eslováquia, Filipinas, Indonésia, Macau, Malásia, Roménia, Senegal e Uruguai, tendo sido analisado o potencial de exportação da Região, identificando as suas principais exportações, comparando posteriormente as mesmas com as principais importações destes 10 mercados. GUIAS DE ACESSO AOS MERCADOS De igual modo foram elaborados “Guias de acesso aos mercados”, com o objetivo de facilitar o acesso das empresas da Região a esses mercados, dando-lhes ferramentas de prévia análise e preparação antes de abordarem esses mercados. Foram, assim, criados os “Guias de acesso ao mercado” para a Costa do Marfim, Costa Rica, Eslováquia, Filipinas, Indonésia, Macau, Malásia, Roménia, Senegal e Uruguai. Estes guias estão disponíveis online: https://businessintelligence.pt/ribatejo/ estudo-de-acesso-a-novos-mercados BUSINESS INTELLIGENCE Foi ainda efetuado o levantamento de informação de “Business Inteligence” dos 10 mercados visados, que passou pela elaboração de fichas de mercado para cada produto/mercado identificado, com informações reais relevantes sobre cada produto no respetivo mercado (quantidades, preços, evolução nos últimos anos, principais clientes, principais concorrentes, custos de transporte, taxas aduaneiras...).

OUTUBRO 2021

EVENTOS INTERNACIONAIS DE PROMOÇÃO DA REGIÃO No âmbito do projeto foram ainda realizados 3 Eventos internacionais de promoção da Região, o Roadshow Eslóvaquia/Portugal em março de 2021, o Roadshow Uruguai/Portugal em 08 e 09 de setembro de 2021 e o Roadshow Macau/Portugal em 15 de setembro de 2021. Foram três eventos de promoção internacional, com a participação de vários Embaixadores, de representantes de algumas Câmaras de Comércio dos países envolvidos, da AICEP, entre outros. Estes roadshows permitiram promover e apresentar as potencialidades da Região perante importadores, subcontratantes, investidores e diversas outras entidades, nestes 3 mercados. As oportunidades pós-covid: o futuro da internacionalização As “Oportunidades pós-covid: o futuro da internacionalização” foi o tema da intervenção de Rui Sousa. O mesmo começou por abordar o impacto da pandemia no comércio internacional. Após a retração da procura nos meses iniciais da pandemia, verifica-se já uma recuperação para valores até superiores à pré-pandemia. Apresentou de seguida uma radiografia das exportações portuguesas. Há poucas empresas exportadoras. Regista-se uma concentração na Europa (72%), sobretudo Espanha, França e Alemanha (50%). A esmagadora maioria das exportadoras exportam menos de 1M€. Mais de metade das exportadoras atuam em apenas um mercado. Verifica-se uma

RIBATEJO

53


INTERNACIONALIZAÇÃO

intensidade tecnológica média/alta, muito voluntarismo dos empresários portugueses, baixa capacidade de investimento, e baixa capacitação para os mercados internacionais. Rui Sousa abordou as oportunidades pós-COVID - o futuro da internacionalização. Salientou as grandes mudanças operadas pela pandemia com a expansão do teletrabalho, das reuniões/missões comerciais virtuais, da geo-globalização comercial, o reforço da importância dos canais de venda online, do marketing digital, da flexibilidade organizacional, da adaptabilidade industrial, da digitalização de processos e da inovação de produto e organizacional. “Foi preciso mudar muita coisa nas empresas ao longo desta pandemia, e agora é necessário refletirmos sobre como vamos reconstruir os modelos de negócio face ao que irá ser o novo

54

RIBATEJO

normal”, afirmou Rui Sousa. Na opinião deste especialista, com o tempo, muitas coisas vão ficar iguais. Existe “cansaço” dos negócios B2B à distância. Há grande motivação para voltar a participar em feiras, eventos e reuniões de negócios. Vai ser um processo gradual e com assimetrias setoriais e geográficas, mas irá haver uma prevalência por modelos mistos, físico e virtual. Rui Sousa considera que “haverá uma manutenção dos canais tradicionais, mas... quem não está no digital, não existe”. Por isso, é preciso acompanhar a aceleração da transição digital, com atenção às mudanças nas cadeias de abastecimento, aos novos canais de distribuição e promoção. Há que dar prioridade à necessidade de investimento em marketing digital - ferramentas e competências, assim como à necessidade de inovação, preparação, adaptação.

OUTUBRO 2021

Rui Sousa salientou a importância da prospeção comercial, com a adoção de modelos mistos de prospeção, para explorar uma possível maior diversidade de mercados. A atual situação permite fazer uma pré-qualificação “virtual” de leads, com redução de deslocações, na fase de prospeção e de acompanhamento dos clientes. Em conclusão, Rui Sousa defende este novo modelo de abordagem a mercados internacionais, devido à diminuição do custo de entrada (tempo e dinheiro); à pré-qualificação de leads (qualidade). É uma oportunidade para diminuir a prevalência dos mercados de proximidade; aumentar o número de mercados de atuação; de aumentar o número de empresas exportadoras. Para isso, é necessário que exista a devida e indispensável preparação e capacitação das empresas, processo no qual a NERSANT pode dar um apoio fundamental.

www.nersant.pt


INT

INTERNACIONALIZAÇÃO: A IMPORTÂNCIA DAS FERRAMENTAS DIGITAIS A intervenção seguinte ficou a cargo de Nuno Morgado, o qual abordou o tema “Internacionalização: a importância das ferramentas digitais”. O mesmo considera que as novas ferramentas digitais vão trazer grandes benefícios para todos na internacionalização, existindo uma grande expetativa real de que poderemos concretizar novos negócios. Sobre os principais produtos e serviços em vendas online, Nuno Morgado afirma que quase todos os produtos e serviços podem avançar para as vendas online. “Havia a ideia de que alguns produtos não podiam ter vendas online, por exemplo a pedra, no entanto hoje em dia parte significativa dos negócios deste produto são feitos online, e o mesmo acontece com uma panóplia de serviços”, afirma.

www.nersant.pt

Os grandes desafios que se colocam e perfil definido. É feita a validação passam por adequar a empresa a esta prévia dos contatos com a empresa, o nova realidade, atendendo a questões agendamento de 6 a 8 reuniões B2B, como a adoção da plataforma mais por videoconferência. O serviço inclui adequada ao negócio. ainda o acompanhaDepois há que atenmento de negócios e Hoje quase der aos desafios da apoio no follow up, e todos os produtos comunicação que é o apoio técnico NERe serviços podem fundamental na interSANT durante e após nacionalização, bem a ação. avançar para como com a distriEstão previstas as vendas online buição que assegure missões empresariais e beneficiarem que o produto/serviço online a Marrocos de com as imensas chegue ao cliente. Por 11 a 15 de outubro, ao último, é necessário Canadá de 16 a 22 de potencialidades que a empresa prepaoutubro, ao Vietname desse novo canal. re o setor da contabide 25 a 29 de outubro, lidade para as regras a Macau Online de 02 contabilísticas e fiscais dos países onde a 05 de novembro, e aos Estados Unidos pretende fazer negócios. Neste aspeto, da América de 08 a 12 de novembro. nuno Morgado salienta a importância das empresas recorrerem ao apoio NERSANT BUSINESS de associações empresariais como a Na vertente da promoção dos negóNERSANT. cios internacionais, a NERSANT aposta da realização do encontro internacional PRÓXIMAS AÇÕES DA NERSANT de negócios NERSANT Business InterPARA APOIAR INTERNACIONALIZAÇÃO nacional Meeting, já com 10 edições DAS EMPRESAS DA REGIÃO realizadas (2012 a 2021). Nestes enconA terminar esta sessão online, foi tros internacionais foram realizadas apresentado o calendário de próximas mais de 9 mil reuniões, com a partiações da NERSANT de apoio à internacipação de mais de 800 empresários cionalização das empresas da região, estrangeiros/entidades internacionais e nomeadamente de prospeção (missões de mais de 900 empresários nacionais. empresariais) e de promoção (enconO NERSANT BUSINESS 2021 decortros internacionais de negócios). reu de forma 100% online, em formato A NERSANT está a organizar, até ao B2B e através da realização de reuniões final do ano, um conjunto de missões virtuais, numa plataforma desenvolviempresariais online a 5 mercados: da para o efeito. Nesta edição, foram Marrocos, Estados Unidos da Amérealizadas mais de 1.000 reuniões, rica, Canadá, Macau e Vietname. As com a participação de 158 empresáreuniões serão realizadas a partir das rios estrangeiros e de 88 empresários instalações das empresas (ou nas da nacionais. NERSANT caso necessário e solicitado), permitindo às empresas reunir com NERSANT BUSINESS 2022 COM NOVO compradores, importadores e distriMODELO buidores, com o objetivo de encontrar O NERSANT Business vai para a sua potenciais novos clientes e parceiros. 11ª Edição, numa clara aposta, por um lado, na promoção e apresentação da CINCO MISSÕES EMPRESARIAIS ATÉ FINAL região, e por outro na realização de DO ANO reuniões previamente agendadas, entre Nestas missões empresariais a NERas empresas portuguesas e as estranSANT realiza uma reunião individual geiras. A edição de 2022 está prevista com a empresa interessada e respetivo para o mês de março e em formato diagnóstico. É assegurado o serviço de misto: on-line e presencial, sendo que consultoria especializado para realizabrevemente serão disponibilizadas ção de prospeção e seleção dos contatos mais informações sobre o respetivo no mercado, de acordo com os objetivos evento. 

OUTUBRO 2021

RIBATEJO

55


INTERNACIONALIZAÇÃO

Roadshow Macau / Portugal com mais de 70 participantes

NERSANT promove relações económicas entre Macau e o Ribatejo A NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém organizou no passado dia 15 de setembro, o Roadshow Macau/Portugal, um encontro que visou para promover o potencial económico do Ribatejo no mercado de Macau.

O

roadshow online contou com a presença de mais de setenta empresas e entidades, representativas da agroindústria, construção, turismo, metalomecânica, tecnologias, e outros setores de atividade. ABRIR NOVAS VIAS DE COOPERAÇÃO ECONÓMICA ENTRE MACAU E O RIBATEJO Este encontro online pretendeu apresentar oportunidades de investimento e de negócio na região do Ribatejo, analisou sinergias entre os dois mercados e explorou novas vias de cooperação económica. O evento contou com a participação do Embaixador de Portugal em Pequim, José Augusto Duarte e do Embaixador da China em Portugal, Zhao Bentang. Ambos realçaram a importância que iniciativas como esta têm no estreitar das relações comerciais entre os mercados. TROCAS COMERCIAIS ENTRE PORTUGAL E A CHINA DUPLICARAM O Embaixador José Augusto Duarte salientou que nos três anos e meio como Embaixador de Portugal na China, testemunhou “o crescente interesse das companhias Portuguesas e Chinesas em materializar os nossos cinco séculos de trocas comerciais em algo mais tangível”. Sublinha que “o comércio e o investimento têm esta dimensão tangível que

56

RIBATEJO

pode ser medida por números e pode ser vista através do desenvolvimento económico que beneficia Portugal e a China”. Nos últimos dez anos, as trocas comerciais entre Portugal e a China “duplicaram, ultrapassando o patamar de 6,5 biliões de euros em 2020”, referiu o Embaixador, acrescentando que “as exportações portuguesas para a China aumentaram também significativamente, especialmente em produtos nos quais a região do Ribatejo é bastante competitiva”. José Augusto Duarte enumerou várias marcas portuguesas que encontraram espaço no mercado Chinês e alguns investimentos em Portugal feitos por empresários chineses. INVESTIR EM PORTUGAL PERMITE ACESSO AO MERCADO EUROPEU Relativamente à razão para tais investimentos em Portugal, um mercado relativamente pequeno, José Augusto Duarte relembrou que esses investimentos em Portugal são “investimentos dentro da União Europeia”, pois, segundo a legislação Portuguesa e Europeia as companhias Chinesas têm “livre acesso ao mercado da União Europeia e aos seus mais de 500 milhões de consumidores, e não apenas aos 10 milhões de consumidores que vivem em Portugal”. O Embaixador português concluiu, salientando a disponibilidade da Embaixada Portuguesa em Pequim em “apoiar

OUTUBRO 2021

as empresas no objetivo comum de prosperidade tanto para as empresas Portuguesas e Chinesas, como para os respetivos povos”. EMBAIXADOR CHINÊS DESTACA PARCERIA ESTRATÉGICA PORTUGAL/CHINA Por seu lado, o Embaixador Zhao Bentang começou por sublinhar que “a China e Portugal são parceiros estratégicos abrangentes, os intercâmbios de alto nível entre os dois países são frequentes, a confiança mútua política é constantemente reforçada e a cooperação nos setores do comércio e investimento está continuamente a atingir novos patamares.” “Mesmo em contexto de pandemia, os dois países apoiam-se mutuamente e cooperam estreitamente, ao mesmo tempo que as relações sino-portuguesas têm feito novos progressos”, afirma Zhao Bentang. CULTURA PORTUGUESA ENRAIZADA EM MACAU O Embaixador chinês salienta que “a cultura portuguesa está profundamente enraizada em Macau e tem um impacto positivo na cooperação entre as empresas chinesas e portuguesas, na atração de talentos e na expansão dos negócios”. O Embaixador afirma que “Macau serve como plataforma de ligação da China aos Países de Língua Portuguesa

www.nersant.pt


INT

e desempenha um papel importante na promoção do desenvolvimento comum da China Continental, da Região Administrativa Especial de Macau, de Portugal e dos outros Países de Língua Portuguesa.” TROCAS COMERCIAIS LUSO-CHINESAS CONTINUAM EM GRANDE CRESCIMENTO Zhao Bentang apresentou números que mostram o constante crescimento das trocas comerciais entre Portugal e China, nos últimos anos. No 1.º semestre de 2021 o investimento chinês em Portugal aumentou 7,5% e o investimento português na China aumentou 11,9%. Referiu que Portugal é o 7.º fornecedor de bens a Macau, com destaque para as bebidas espirituosas, roupas e equipamentos elétricos. Mas há outros bens portugueses com grande potencial de exportação para Macau, como é o caso dos produtos alimentares (carne, peixe, lacticínios, ovos, mel, entre outros). Salienta que a implementação da estratégica da grande baía de Guangdong-Hong Kong – Macau oferece ainda mais oportunidades para Macau se constituir como plataforma de desenvolvimento económico e de cooperação comercial entre a China e os países de língua oficial portuguesa. Para o Embaixador chinês, produtos portugueses como azeite, carne de porco, pasta de papel, calçado, vinho, rochas e pedras ornamentais e outros produtos tradicionais de qualidade têm um amplo

www.nersant.pt

OUTUBRO 2021

RIBATEJO

57


INTERNACIONALIZAÇÃO

mercado na China. Referiu que nestes últimos anos, a carne de porco portuguesa conquistou o mercado chinês, sendo já o principal mercado de exportação portuguesa. PRODUTOS DO RIBATEJO COM GRANDE POTENCIAL NA CHINA O Embaixador chinês afirma ter conhecimento de que a região do Ribatejo é um importante centro de produção agrícola, com uma agroindústria avançada, além de oferecer ainda um grande potencial turístico. “No entanto, há ainda falta de conhecimento dos produtos portugueses na China”, afi rma. Para colmatar essa lacuna, recomenda que a NERSANT e suas empresas associadas possam participar nos eventos promocionais como o China International Import Export, a feira internacional de comércio e investimento de Macau, ou o China International Fair for Trade and Services, para promover as empresas e os produtos do Ribatejo no mercado chinês e, ao mesmo tempo, abrir caminho para investidores chineses e asiáticos. A terminar, Zhao Bentang referiu que “a Embaixada da China em Portugal gostaria de trabalhar, em conjunto, com a NERSANT a fim de colmatar ativamente o fosso entre as empresas dos dois países que se interessem pela cooperação, bem como, ajudar as empresas a resolver as difi culdades e problemas encontrados na cooperação”, de modo a que mais empresas “possam alcançar benefícios mútuos e win-win através da cooperação pragmática, promovendo, assim, as relações económicas e comerciais entre a China e Portugal para um novo nível”. Além dos dois embaixadores, o Roadshow Macau/Portugal incluiu as intervenções de Tang Weng Hei, Diretor-Ajunto do Departamento de Promoção Económica e Comercial junto dos Mercados Lusófonos do IPIM-Instituto de Promoção do Comércio e Investimento de Macau, de Carolina Lousinha – Diretora do AICEP MACAU, de Bernardo Mendia, Secretário-Geral da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Chinesa, de Dominic Sio, Presidente do Conselho de Administração da Associação dos Importadores e Exportadores de Macau, de António Trindade, Presidente e CEO da CESL Asia, de Alberto Bettencourt, CEO da MCM Media Asia, e de Carlos Duque

58

RIBATEJO

Simões – Presidente da Direção da Macau European Chamber of Commerce. Neste roadshow, a NERSANT apresentou o Ribatejo aos participantes e realçou o potencial e as inúmeras oportunidades de negócio e investimento que esta região oferece. A Associação perspetiva que esta ação possa vir a ser um passo importante para forjar novas oportunidades de negócio e investimento ??entre Macau e Portugal, e espera ter inspirado todos os participantes a descobrirem mais sobre o Ribatejo, em termos de investimento

e identificação de parcerias e oportunidades de negócios. De referir que o Roadshow Macau / Portugal é uma iniciativa do Ribatejo Business Intelligence, projeto financiado pelo Alentejo 2020 e que tem como objetivos melhorar o reconhecimento da região no exterior e o posicionamento das empresas/entidades no mercado global, permitindo que estas iniciem exportações ou reforcem o seu potencial exportador, consolidando quotas de mercados ou diversificando os seus mercados. 

NERSANT prepara Missão Empresarial a Macau A NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém, está a organizar uma Missão Empresarial a Macau a realizar de 02 a 05 novembro 2021. Esta Missão tem um carater multissetorial e engloba a identificação de oportunidades de negócio de acordo com os interesses das empresas participantes; Realização de reuniões institucionais; Reuniões bilaterais com empresas locais, que possam vir a ser potenciais clientes, parceiros ou fornecedores. Estas ações são organizadas no âmbito do projeto conjunto Negócios no Mundo, sendo que as

OUTUBRO 2021

empresas elegíveis terão acesso a cofinanciado de 50%, no âmbito do COMPETE / PT2020. Todo o processo de verificação da elegibilidade da empresa e do respetivo agendamento das reuniões será organizado pela NERSANT, podendo os participantes focar-se na melhor estratégia e metodologia de abordagem aos respetivos mercados, pelo que quanto mais cedo a empresa se inscrever, mais tempo haverá para a correta preparação do agendamento das reuniões virtuais. Mais informações em www.nersant.pt/agenda

www.nersant.pt


www.nersant.pt

OUTUBRO 2021

RIBATEJO

59


NERSANT Seguros Ao serviço da competitividade e qualidade das condições de Seguros das empresas associadas da NERSANT. Experiência Credibilidade Inovação Cobertura Internacional

Soluções Especializadas e Personalizadas Seguros sobre Pessoas (Acidentes de Trabalho, Saúde, Vida, Acidentes Pessoais, Pensões e Assistência) Proteção do Património (Riscos Industriais e Comerciais, Seguros de Engenharia, Transportes de Mercadorias) Responsabilidades (Geral Exploração, Produtos, Profissional, Ambiental, Administradores) Proteção Financeira (Crédito e Caução)

Mais informações geral@nersantseguros.pt www.nersantseguros.pt 249 839 508


Millions discover their favorite reads on issuu every month.

Give your content the digital home it deserves. Get it to any device in seconds.