Ribatejo Invest - Julho 2022

Page 1

Julho 2022 • Ano VII • Nº82

T o VO d im sa ad Ca osc M

RIBATEJO

Auxílios estatais da Comissão Europeia no contexto da invasão da Ucrânia pela Rússia

Aprovado plano português de 45,9 milhões de euros para apoiar empresas do transporte rodoviário de mercadorias P.33

RIBATEJO


consultoria formação gestão

RUMO À INOVAÇÃO Apoiamos as empresas a implementarem uma estratégia de sucesso.

CONSULTORIA

ESTRATÉGIA

CONTABILIDADE

FORMAÇÃO

APOIO À GESTÃO

Níveis e Algoritmos, Lda. | Rua do Plátano nº9, 2400-797 Leiria | Email: geral@niveisealgoritmos.pt

2

JULHO 2022

www.nersant.pt


EDITORIAL

Custos energéticos

Domingos Chambel

T

Presidente da Direção da NERSANT

endo em consideração as estratégias mundiais sobre o clima, somadas à guerra na Ucrânia e os seus efeitos colaterais das sucessivas reduções do gás natural e petróleo russo à U.E, esses bens energéticos imprescindíveis à nossa economia e ao bom funcionamento das nossas empresas tornaram-se um puzzle extremamente dif ícil de gerir, quer

FICHA TÉCNICA Diretor: Domingos Chambel Conselho Redatorial: Cláudia Monteiro Elsa Duarte ribatejo.invest@nersant.pt

www.nersant.pt

pelos nossos empresários, Estado, fornecedores de energia, empresas que detêm o seu transporte e órgão regulador. O presidente da Endesa em Portugal, Nuno Ribeiro da Silva, com a sua frontalidade, clarividência e transparência que lhe é peculiar, à margem de qualquer bajulamento político que caracteriza normalmente estas empresas, em entrevista em “conversa capital” na Antena 1 no dia 1 de agosto, levantou a ponta do véu, ou por outra, delimitou as medidas do lençol que parametrizam os preços energéticos, caiu o Carmo e a Trindade. Bradaram vozes da tutela ao mais alto nível, num tom persecutório próprio de outros regimes, deram-nos a entender que o lençol era muito mais largo e comprido, ou nem sequer havia lençol, por conseguinte, poderíamos ficar descansados, ninguém ficaria destapado. O Estado Português e muito bem, em conjunto com Espanha, tendo em consideração a parcela de eletricidade produzida a gás natural, para que o preço da eletricidade não aumentasse substancialmente, negociou com a Bruxelas, conseguindo para o gás natural consumido na produção de eletricidade um teto de 50 euros por

Publicidade: Maria João Rodrigues maria.joao@nersant.pt Propriedade: NERSANT, AE. Várzea de Mesiões - Apartado 177 2354-909 Torres Novas Tel.: 249 839 500 | Fax: 249 839 509 www.nersant.pt

MWh. Quando o preço de mercado já rondava os 90€ MWh, atingindo, entretanto, preços acima dos 140€MWh, foi numa perspetiva a curto prazo de um ano, uma boa estratégia. Mas a questão fundamental e altamente pertinente levantada pelo presidente da Endesa mantem-se, quem paga e como é pago o remanescente dos 50€ o MWh, para o preço de mercado. Todos sabemos que os produtores se pautam entre a procura e oferta, pouco sensíveis às políticas ibéricas do (MIBEL). A resposta já se pode verificar na alteração do valor de inúmeras faturas, especialmente aquelas que iniciam um novo vínculo com o fornecedor a partir de 26 de abril. Quem paga é o consumidor. Existem casos com valores superiores aos aumentos anunciados pelo presidente da Endesa, mas em boa verdade, transparência e cabal informação, em vez de atitudes que nada abonam o trabalho desenvolvido, a tutela política e o órgão regulador, poderiam e deveriam simplesmente esclarecer que estes aumentos, seriam muito mais altos se não fosse implementado pelo Estado o mecanismo de travão ao preço do gás.

Periodicidade: Mensal

Isento de registo na ERC ao abrigo do decreto regulamentar 8/99 de 9/6 artigo 12.º, n.º 1 a)

Tiragem: 250 exemplares

Capa por: Vectorpocket

JULHO 2022

RIBATEJO

3


ABERTURA

RIBATEJO Julho 2022 • Ano VII • Nº82

10

16

22

26

32

46

48

50

Desenvolvimento Regional 05 10 14 16

Notícias Poder Local Nacional Casa Chef Victor Felisberto investe em novas instalações 20 Lipronerg, Engineering Consultants participou na iniciativa TAKE OFF 2022 22 Scalconta: 44 anos ao serviço das empresas 26 Zé da Leonor Reserva e Fernão Pires da Quinta do Casal Monteiro eleitos os melhores vinhos do Tejo 28 Intermarché de Abrantes reabre como a maior loja da insígnia no país

Informação e Apoio 32 33

4

MAP - Mecanismo de Alerta Precoce já disponível Aprovado plano português de 45,9 milhões de euros para apoiar empresas do transporte rodoviário de mercadorias

RIBATEJO

34 30 milhões de euros para Comunidades de Energia Renovável e Autoconsumo Coletivo 36 Portugal assina Acordo de Parceria com a Comissão Europeia no valor de 23 mil milhões de euros

Viver o Tejo 38 Casa do Moscadim

Empreendedorismo e Inovação 40 Notícias 46 NERSANT distinguiu melhores ideias de negócio do Ensino Secundário 48 Médio Tejo com oito empresas Gazela em 2021 50 Águas de Santarém é a primeira empresa portuguesa a receber certificação alinhada com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU

Internacionalização 52 Notícias 58 Município de Santarém promoveu oferta agroalimentar do concelho em Bruxelas

JULHO 2022

www.nersant.pt


DR

DESENVOLVIMENTO REGIONAL

Magos Irrigation Systems inaugura novas instalações em outubro A Magos Irrigation Systems anunciou a inauguração das suas novas instalações para o próximo dia 21 de outubro. O espaço apresenta melhorias a nível tecnológico e representa um aumento de capacidade ao nível de armazém e logística. As novas instalações da Magos Irrigation Systems, referiu a empresa no seu portal, serão “uma estrutura apetrechada com a melhor tecnologia de ponta ao nível de serrilharia e quadros elétricos, focado no mercado de sistemas de rega, aumentando também a sua capacidade de armazém e logística”. No anúncio, a empresa refere ainda que “este foi um investimento feito pela Magos Irrigation Systems, um dos maiores investimentos feitos este ano no distrito de Santarém e que tem como objetivo prestar um melhor serviço aos nossos clientes e fornecedores”.

Bau Special Solutions celebra 12 anos Foi no passado dia 18 de junho que a Bau Special Solutions, empresa especializada na aplicação de materiais e sistemas de impermeabilização, reabilitação, reforço e manutenção de estruturas, localizada em Torres Novas, celebrou o seu 12.º aniversário. Jorge Rolão Fonseca, responsável pela empresa, assinalou a efeméride na rede profissional LinkedIn, com uma salva de palmas aos parceiros, fornecedores e clientes da empresa. “Um caminho persistente e sólido, realizado através de uma equipa eficaz, que nunca deixou de ser coesa. Mesmo nos piores momentos que trouxeram insegurança, foi a importante garantia de confiança dada pelos nossos parceiros, fornecedores

www.nersant.pt

e clientes que nos permitiu encontrar o nosso lugar no mercado. E, por isso, todos integram hoje a nossa fórmula para o sucesso”, referiu e acrescentou: “crescemos, começámos a olhar o mundo de uma outra perspetiva, quisemos ir mais longe, mais além, com mais tecnologia e qualidade. Destacámo-nos em novos mercados e marcámos a nossa presença com a capacidade e a efi cácia do nosso serviço”.

JULHO 2022

O responsável pela Bau Special Solutions comemorou o aniversário da e m p re s a , a f i r m a n d o q u e “hoje, celebramos! E não podemos fazê-lo sozinhos. Celebramos o trajeto de 12 anos em Portugal, marcados pela vontade de querer contruir um projeto sustentado, sólido e capaz. Um percurso que só faz sentido com a dedicação de uma equipa, a partilha constante e a importante confiança de todos os nossos parceiros. As bases da nossa solidez estão construídas, temos a visão e o conhecimento necessários para continuar a crescer. Em Portugal, nos mercados onde estamos presentes e noutros onde ainda queremos estar, continuaremos, juntos, a ser especialistas na nossa área e a construir confi ança. A todos, muito obrigado!”

RIBATEJO

5


DESENVOLVIMENTO REGIONAL

Mocamar Limestone comemora 40.º aniversário A 22 de junho, a Mocamar Limestone, dedicada à extração de pedra com sede em Pé da Pedreira, Alcanede, celebrou 40 anos, avançou a empresa na sua página da rede social Facebook. “22 de junho 1982... e assim passaram 40 anos. A fundação da Mocamar aconteceu há exatamente 40 anos, desde aí a empresa tem vencido os diversos desafios impostos pelas diversas crises locais e mundiais, adaptações a novos mercados, atualização de equipamento, alterações dos

quadros gerentes, e outros. E a s s i m s o b re v i v e m o s e cimentamos 40 anos de história”, lê-se na publicação da empresa, evocativa da comemoração do aniversário. No mesmo comunicad o , a e m p re s a a g r a d e c e a “todos os clientes, fornecedores, ex-colaboradores e amigos que nos acompanharam até aqui. Sem vós os nossos desafios jamais teriam sido vencidos. Aos nossos funcionários,

um agradecimento muito especial por fazerem da Mocamar a vossa casa e vestirem e honrarem a camisola com todo o brio e entrega. Pela vossa lealdade, um muito obrigado a todos!”.

Tá na Hora Audiovisuais celebra 15 anos

A empresa Tá na Hora Audiovisuais celebrou no dia 22 de junho, 15 anos de atividade. A empresa dedica-se à realização de serviços audiovisuais, estando vocacionada para Live Streaming, Multi-câmara, seja FULL HD ou 4K, seja em ambiente outdoor ou indoor. “Somos uma empresa que teve o seu início profissional em 2007, celebrando este ano 15 anos de vida, número que para alguns é algo misterioso, mas para nós representa uma batalha,

6

RIBATEJO

sacrifício e muita dedicação!”, lê-se no portal da empresa. “O nosso lema até à data, não é estagnarmos no tempo, não é estarmos no conforto, não é repetir trabalhos sem haver algo novo, sem haver algo diferente, mas pelo contrário, apresentar sempre soluções novas, inovadoras, com produtos de qualidade! Temos mantido clientes ao longo de vários anos! Esse acima de tudo é um dos nossos principais objetivos! Todos os anos apresentamos soluções

JULHO 2022

e produtos novos aos nossos clientes, acrescentando anualmente um upgrade aos nossos serviços. Temos ao vosso dispor uma logística própria de veículos pesados e ligeiros conforme as suas necessidades”, comunicou ainda a empresa. De referir festivais, concertos, exposições ou corporate business são alguns dos eventos a que a empresa Tá na Hora Audiovisuais está preparada para dar resposta. A empresa tem sede no Cartaxo.

www.nersant.pt


DR

Momentos Digitais com novas instalações A empresa de fotografia e comunicação Momentos Digitais, de Abrantes, inaugurou no dia 11 de junho as suas novas instalações na Urbanização dos Plátanos, em Alferrarede, comunicou a empresa na sua página da rede social Facebook. A empresa de Elvira Lima e Carlos Soares, que assinalou recentemente os seus 5 anos de existência, mudou-se do centro histórico de Abrantes para um espaço de maiores dimensões na Urbanização dos Plátanos, em Alferrarede. Na publicação onde comunicou a mudança de morada, a empresa agradeceu a “todos os amigos que nos visitaram, bem como os que não sendo possível estar presentes, endereçaram as suas mensagens”. Na inauguração, esteve presente o Presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, acompanhado pelo Presidente da Junta de Freguesia de Abrantes e Alferrarede, Bruno Tomás, pelo Vereador Luís Dias, pela Chefe de Divisão de Desenvolvimento Económico, Ana Paula Grijó, e por Nuno Gomes, assessor da área do desporto.

www.nersant.pt

JULHO 2022

RIBATEJO

7


DESENVOLVIMENTO REGIONAL

PetMaxi realizou ação de sensibilização para tutoria responsável A petMaxi, empresa de Ferreira do Zêzere que produz rações para cães e gatos, realizou no dia 27 de junho a segunda ação de sensibilização para tutoria responsável de 2022, desta vez nos Centros Escolares de Ferreira do Zêzere e Areias. De acordo com a petMaxi, “foram mais de 350 alunos, das turmas do Jardim de Infância e 1.º ciclo que assistiram a uma breve apresentação sobre como cuidar dos seus amigos de quatro patas”. Nesta edição, acrescentou ainda a empresa, “contámos com a presença da cadela Birra, que encantou as crianças presentes”. Na ação de sensibilização, “foi explicada a importância da escolha de uma boa alimentação para garantir a saúde e bem-estar dos animais, e também algumas dicas sobre passeio, banho e viagens. No final, os alunos tiveram oportunidade de colocar as suas ques-

tões ao veterinário e interagir com a Birra”. De referir que a petMaxi fabrica alimentos secos para cães e gatos. Fundada em 2015, numa altura em que 50% dos alimentos para animais de companhia consumido em Portugal era

importada, maioritariamente de Espanha, a empresa é um projeto pioneiro em Portugal, no fabrico de alimentos premium e super premium, com capitais e sócios 100% nacionais. Atualmente, a petMaxi exporta para cerca de 30 países.

Quinta da Atela recebeu 5.ª edição da Gala do Porco d’Ouro Decorreu na noite de 24 de junho, na Quinta da Atela, em Alpiarça, a 5.ª edição da Gala Porco D’Ouro, um evento organizado pela FPAS - Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores que visa distinguir a produtividade e a eficiência das empresas da área da suinicultura. A iniciativa contou com a colaboração da Câmara Municipal de Alpiarça e da Zoetis, empresa líder mundial de saúde animal. Na gala, que teve como objetivo premiar o que melhor se faz no setor da suinicultura a nível nacional, marcaram presença centenas de convidados dos mais variados quadrantes, entre eles a Ministra da Agricultura e da Alimentação, Maria do Céu Antunes, e a Presidente da Câmara Municipal de Alpiarça, Sónia Sanfona. De referir que a Quinta da Atela é uma empresa que integra o ValGrupo. Dedica-se à produção e comercialização de vinhos do Tejo, bem como à organização de eventos.

8

RIBATEJO

JULHO 2022

www.nersant.pt


DR

Borrego Leonor & Irmão ajuda instituição APOIAR No âmbito do projeto AGRI.DOAR, a empresa de Almeirim Borrego Leonor & Irmão reuniu, em conjunto com várias entidades, um valor simbólico para ajudar a instituição APOIAR – Associação Portuguesa de Apoio a África, uma ONG com 25 anos de existência. O AGRI.DOAR é um projeto solidário de um conjunto de entidades do setor agrícola que consiste em canalizar o montante que seria gasto em presentes de Natal com os seus clien-

tes, para associações que precisem de ajuda e que são votadas previamente. Este ano, foi a associação APOIAR – Associação Portuguesa de Apoio a

PUB.

África a vencedora do AGRI.DOAR, cabendo-lhe ser o destinatário do montante solidário angariado pelos parceiros desta iniciativa.

Restaurante Cisco pela primeira vez no Guia Michelin

CURSOS DE APRENDIZAGEM Tens menos de 25 anos, o 9º ano de escolaridade ou superior, sem conclusão do 12º ano? No IEFP podes obter uma qualificação profissional de nível IV e concluir o 12º ano.

APRENDIZAGEM: O TEU CAMINHO PARA O FUTURO

Saída Profissional

Técnico/a de cozinha/pastelaria Esteticista Técnico/a de apoio à gestão Técnico/a de mecatrónica automóvel INFORMAÇÕES CENTRO DE EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE SANTARÉM SERVIÇO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE SANTARÉM Zona Industrial, Quinta do Mocho, EN 114 2000-831 Santarém sfp.santarem@iefp.pt

243 152 800

Apoios Sociais

Bolsa de Profissionalização Bolsa para Materiais de Estudo * Subsídio de Transporte * Subsídio de Acolhimento * Subsídio de Alimentação * Subsídio de Alojamento *

* Apenas são atribuidos quando reunidas as condições para o efeito

www.nersant.pt

JULHO 2022

O restaurante Cisco está pela primeira vez referenciado no Guia Michelin, que atua como um selo de excelência no ramo da gastronomia. O restaurante de Almeirim passou a fazer parte desta listagem no dia 15 de junho. A par do Cisco, do chef Alexandre Albergaria Diniz, integram ainda esta lista outros restaurantes do distrito de Santarém, entre eles o Ó Balcão (Santarém), Casa Chef Victor Felisberto (Abrantes), Tia Alice e O Convite, ambos em Fátima, e ainda a o restaurante “A Velha” (Abrantes), que constitui também uma nova entrada. O Guia Michelin descreve o restaurante Cisco como um “espaço de linha simples clássica-atual”, com “ementa de cozinha tradicional portuguesa com marcado toque caseiro” e com “interessantes recomendações diárias”.

RIBATEJO

9


DESENVOLVIMENTO REGIONAL

PODER LOCAL

Comissão Europeia certifica Sopa da Pedra de Almeirim A Comissão Europeia registou no dia 20 de junho a “Sopa da Pedra de Almeirim” como produto protegido pelos regimes de qualidade da União Europeia, enquanto ETG - Especialidade Tradicional Garantida. “No dia de elevação de Almeirim a cidade, uma enorme prenda para todos. Acabou de ser publicado no Jornal Oficial das Comunidades Europeias, o equivalente Europeu ao nosso Diário da República, a certificação da Sopa da Pedra como Especialidade Tradicional Garantida”, referiu o Presidente da Câmara Municipal de Almeirim, Pedro Miguel Ribeiro. “Entende-se como ETG uma denominação que descreve um determinado produto ou género alimentício que resulta de um modo de produção, transformação ou composição que corresponde a uma prática tradicional para esse produto ou género alimentício ou que foi produzido a partir de matérias-primas ou ingredientes utilizados tradicionalmente”, referiu ainda o edil, acrescentando que “este foi um processo que resultou de uma parceria entre a Câmara de Almeirim, a Associação de Restaurantes da Sopa da Pedra e o Turismo do Alentejo/Ribatejo, ao tempo presidido por Ceia da Silva, sempre com o apoio e empenho da nossa Confraria Gastronómica de Almeirim”. “Um processo que começou em 2017 com o reunir das vontades, que no início de 2018 deu os primeiros passos burocráticos, que entregou o caderno de especificações no Ministério da Agricultura em abril de 2019 e que tem feito o “caminho das pedras”. Passados cerca de 5 anos quero relembrar que muitos foram os que não acreditaram. Os que disseram que isto era show-off político. O resultado está aqui. Nada se faz sem trabalho. Nada. E já ago-

10

RIBATEJO

ra acrescento outra, nada se faz sem acreditarmos. E todos os envolvidos acreditaram que este era o caminho. A garantia que no futuro quem quiser provar a verdadeira, a única Sopa da Pedra, tem de vir cá. É aqui que estão os produtos de excelência. É aqui que se cumpre um caderno de especificações ancestral”, fez saber ainda o Presidente do Município. E continuou: “ao longo destes anos tivemos de responder a tudo o que o Ministério da Agricultura e a Comissão Europeia quiserem saber. Desde o tamanho do feijão, ao tamanho do cubo da barata, passando pela forma de corte dos enchidos. Este é, ou melhor, foi um processo moroso até porque apenas quem tem tudo bem feito recebe este certificado. A Sopa da Pedra é a 1.ª certificação.

JULHO 2022

Ainda esperamos as caralhotas e o melão. Quando estiverem os três produtos certificados, seremos o concelho com mais produtos certificados pela União Europeia, em Portugal. Muito orgulho neste trabalho. Muito orgulho em ter parceiros que acreditaram e acreditam que vale a pena fazer bem”, concluiu ainda Pedro Miguel Ribeiro, acrescentando que “a certificação não é um capricho. Estudos da UE mostram que os produtos certificados têm um retorno a dobrar para quem os vende, fruto do aumento da notoriedade e das vendas uma vez que consumidor procura cada vez mais o que é genuíno. Ao certificarmos estamos a acrescentar valor ao produto e com isso ganham todos”. De acordo com a Comissão Europeia, o rótulo de Especialidade Tradicional Garantida atribuído à “Sopa da Pedra de Almeirim” salienta os aspetos mais ligados às tradições, à forma como o produto é fabricado ou à sua composição, sem estar ligado a uma área geográfica específica. Um produto registado como ETG fica protegido contra a falsificação e uma utilização indevida. No caderno de especificações submetido à Comissão Europeia, refere-se que “aparecem por vezes receitas que abrangem uma vasta gama de apresentações de Sopa da Pedra de Almeirim que utilizam ingredientes que não são contemplados na receita genuína da Sopa da Pedra de Almeirim”. Com este registo fica estabelecido que o nome Sopa da Pedra de Almeirim “refere-se a um produto específico, elaborado com determinados ingredientes (e apenas esses), em conformidade com o caderno de especificações do produto e que cumpre determinado método de obtenção”. A política de qualidade da UE visa proteger os nomes de produtos específicos, de modo a promover as suas características únicas associadas à sua origem geográfica e a modos de produção tradicionais. As indicações geográficas estabelecem direitos de propriedade intelectual para produtos específicos cujas qualidades estão relacionadas com a área de produção.

www.nersant.pt


DR

Câmara Municipal do Cartaxo integra projeto estruturante para o desenvolvimento do território do Vale do Rio Tejo Os municípios do Cartaxo, de Santarém e de Azambuja e a Associação dos Agricultores do Ribatejo (AAR) escolheram a Feira Nacional da Agricultura (FNA) para firmar um acordo de parceria que tem como objetivo realizar o levantamento, caracterização e análise dos recursos hídricos da Lezíria do Tejo. O estudo deverá estar concluído em novembro de 2022. Assinado no dia 9 de junho, no âmbito do seminário “Água Como Fator de Ordenamento e de Desenvolvimento do Território”, que decorreu no CNEMA e que integrou o programa da FNA – Feira Nacional da Agricultura, o acordo de parceria vai permitir a realização do estudo prévio necessário à elaboração de um projeto de gestão de recursos hídricos e ordenamento do território do Vale do Rio Tejo. João Heitor, presidente da Câmara Municipal do Cartaxo “considera este estudo uma ferramenta

essencial ao desenvolvimento sustentável de um território que tem na agricultura um ativo estratégico ímpar.” O Presidente do Município afirmou ainda que “a gestão integrada e sustentável dos nossos recursos naturais e a recuperação para a agricultura de um ativo como a Vala Real”, justificam o estudo prévio que vai analisar o território de modo integrado, “sem a limitação de fronteiras concelhias, numa parceria

que exige empenho a todas as partes” e que “permitirá trabalhar ainda em duas áreas prioritárias – as condições de circulação rodoviária, essenciais ao escoamento dos produtos agrícolas e a segurança dos equipamentos e máquinas para contrariar as perdas por roubos ou destruição de bens que os agricultores enfrentam e que têm implicações de relevo, nos resultados das suas explorações.”

Turismo de Santarém está em rota de crescimento Santarém é o concelho que tem o maior número de crescimento de Alojamento Local, em relação aos outros concelhos pertencentes à CIMLT – Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo. De maio 2021 a maio 2022, o aumento foi de 33%. O concelho de Santarém tem a maior procura, em relação aos outros concelhos da CIMLT, mas também a maior oferta, o que fomentou a necessidade de investimento privado, em diversas freguesias do concelho. Santarém conta com 108 unidades de Alojamento Local, que contabilizam um aumento de 33%, face a 2021, mais 28% de Camas, 24% de Utentes e 66% de Quartos. Após a pandemia, não só a cidade de Santarém, como as freguesias rurais, aumentaram a sua capacidade de Alojamento Local. A título de exemplo, quem visita o concelho, pode encontrar 1 Alojamento Local, nas Abitureiras, 2 na Abrã, 3 em Alcanede, 4 em Alcanhões, 1 em Almoster, 2 em Amiais de Baixo, 4 no Arneiro das Milhariças, 7 na Moçarria, 2 em Pernes, 3 na Póvoa da Isenta, 4 no Vale de Santarém, 9 em Achete/ Azóia de Baixo/Póvoa de Santarém, 4 na

www.nersant.pt

JULHO 2022

Azóia de Cima / Tremês, 4 em Casével/ Vaqueiros, 47 na Cidade de Santarém, 8 na Romeira/Várzea e 3 em S. Vicente do Paúl /Vale de Figueira. João Teixeira Leite, Vice-Presidente com o pelouro do Turismo no Município de Santarém, enaltece estes dados, referindo “que apesar de existir muito trabalho pela frente, este dados dizem-nos que estamos no caminho certo”, reforçando “o enorme potencial que Santarém tem a nível turístico, o património histórico e cultural, o nosso património imaterial e natural, como o rio Tejo e a serra, as nossas tradições, como o cavalo e o touro, a nossa maravilhosa gastronomia, juntando-se, agora, a tudo isto, a dinâmica privada, que está a construir no nosso território, respostas a nível turístico de elevada qualidade, aumentando a nossa capacidade de receber quem nos visita”. O Vice-Presidente, relembra as medidas que estão a ser implementadas, destacando “a abertura dos monumentos e igrejas, todos os dias da semana e fins de semana, com horário regular e uniforme”.

RIBATEJO

11


NEWSLETTER #4– LEZIRIA STARTUP

O PROJETO LEZÍRIA STARTUP DESCRIÇÃO

ALCANCE

O projeto LEZÍRIA STARTUP foi um Projeto SIAC dinamizado pelo INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM em parceria com o AGROCLUSTER e cofinanciado pelo ALENTEJO2020, que visou promover o empreendedorismo qualificado e criativo e apoiar empreendedores na criação de novos projetos empresariais na região da Lezíria do Tejo.

A implementação deste projeto permitiu alcançar um conjunto de objetivos: - Apoiar a consolidação do STARTIPS, Programa de Empreendedorismo do IPSantarém - Fomentar o Empreendedorismo Qualificado e Criativo; Estimular a geração, atração e aproveitamento de Ideias Inovadoras; Criar um conjunto de ferramentas de capacitação para os empreendedores - Criar iniciativas de capacitação dos Empreendedores e seus Projetos; Potenciar a criação de novas Empresas na região.

INICIATIVAS O Projeto Lezíria Startup foi implementado nos anos de 2020 a 2022 e foi composto por um conjunto de atividades e ferramentas que visaram apoiar o desenvolvimento de competências empreendedoras e a qualificação de projetos e de novas iniciativas empresariais.

CONCURSOS DE IDEIAS DE NEGÓCIO

ACESSO A FERRAMENTAS DE CAPACITAÇÃO PARA EMPREENDEDORES

APOIO NA AFINAÇÃO DE MODELOS DE NEGÓCIO

REALIZAÇÃO DE PROVAS DE CONCEITO

APOIO NO DESENVOLVIMENTO DE PLANOS ECONÓMICO-FINANCEIROS

PREPARAÇÃO E REALIZAÇÃO DE PITCHS A POTENCIAIS FINANCIADORES

RIBATEJO

O Instituto Politécnico de Santarém é uma Instituição do Ensino Superior Politécnico com mais de 40 anos ao serviço da região da Lezíria do Tejo e do país. O IPSantarém considera que faz parte da sua missão promover o empreendedorismo, estimular a criação de novas iniciativas empresariais criadoras de valor, sendo para isso fundamental capacitar os empreendedores, em especial os jovens qualificados, e participar ativamente nas redes regionais e nacionais de promoção do empreendedorismo Neste sentido o IPSantarém criou e dinamiza, desde 2019, o STARTIPS - Programa de Empreendedorismo do IPSantarém, o qual muito beneficiou da alavancagem proporcionada pelo projeto Lezíria Startup.

O AGROCLUSTER

SESSÕES DE GERAÇÃO DE IDEIAS

12

O IPSANTARÉM

JULHO 2022

O Cluster Agroindustrial do Ribatejo – Agrocluster – é uma associação de empresas e entidades do setor agroindustrial, sem fins lucrativos, que aposta no desenvolvimento do setor e na promoção da competitividade na região do Ribatejo. Tem como associados empresas, entidades do Sistema Científico e Tecnológico Nacional, Instituições de Ensino Superior, associações empresariais e entidades públicas. A missão do Agrocluster passa por promover a colaboração e cooperação entre as empresas e entidades relacionadas com o setor agroindustrial, encorajando a reestruturação competitiva do setor e promovendo a valorização do potencial da agroindústria da Região e a criação de condições de base para um setor e uma Região mais inovadoras. Neste sentido o Agrocluster tem, desde sempre, desenvolvido, apoiado e dinamizado atividades de promoção do empreendedorismo e da Inovação, como é exemplo o projeto Lezíria Startup. www.nersant.pt


SESSÃO DE ENCERRAMENTO DO PROJETO

LEZÍRIA STARTUP Ao aproximar-se o final do período de execução do projeto Lezíria Startup, encontrava-se prevista nas atividades do projeto a realização de uma Exposição de Resultados e uma Sessão de Encerramento. Tendo o financiamento obtido sido tão relevante na criação e consolidação de um conjunto alargado de iniciativas de promoção do empreendedorismo qualificado e criativo e de capacitação dos empreendedores, o Instituto Politécnico de Santarém decidiu, com a concordância do parceiro Agrocluster, tornar as referidas Exposição e Sessão de Encerramento como o ponto alto da Semana do Empreendedorismo que o Instituto levou a cabo na semana de 16 a 20 de maio. Esta Semana foi preenchida com a realização das Finais dos 3 últimos Concursos Temáticos do projeto Lezíria Startup, assim como com a realização de um conjunto de atividades de capacitação e de apresentação de ferramentas para os empreendedores, tendo a Exposição de Resultados estado patente ao longo dos 5 dias, no Campus Andaluz, e culminando com a realização da Sessão de

www.nersant.pt

Encerramento que teve lugar no dia 20, na sala I-Spot. As atividades da Semana do Empreendedorismo passaram pela Escola Superior Agrária de Santarém, onde teve lugar a Final do Concurso de Ideias em Agricultura, Alimentação, Sustentabilidade e Valorização de Recursos, pela Escola Superior de Desporto de Rio Maior, onde teve lugar a Final do Concurso de Inovação no Desporto, Saúde e Bem-Estar e a apresentação do Livro Empreendedorismo e Inovação no Desporto, obra coordenada pelo Professor Alfredo Silva e apresentada pelo Presidente do IPDJ, Dr. Vítor Pataco, e pelas Escolas Superiores de Educação e de Gestão e Tecnologia, onde teve lugar a Final do Concurso de Ideias em Transformação Digital nos Negócios e na Educação, assim como a realização de trabalhos de prova de Conceito no Concept Lab criado no âmbito do projeto, assim como os trabalhos finais de capacitação dos finalistas da edição deste ano do Poliempreende. No dia 20, além de uma visita à Exposição de Resultados, feita pelos convidados

JULHO 2022

e participantes, teve lugar a Sessão de Encerramento do Projeto que foi iniciada com uma nota de abertura por parte da Vereadora da Câmara Municipal de Santarém, Carmen Antunes, a que se seguiu uma apresentação detalhada das atividades realizadas e dos resultados alcançados no âmbito do Projeto. A Sessão contou ainda com a entrega de Prémios aos vencedores dos Concursos Lezíria Startup e foi encerrada pelo Presidente do Instituto Politécnico de Santarém, Professor João Moutão, que fez salientar a importância que este projeto teve, não apenas para a dinamização do conjunto de atividades que dele fizeram parte ao longo do período de execução do mesmo, mas para a consolidação do papel do Instituto Politécnico de Santarém e do Agrocluster na promoção do empreendedorismo na região da Lezíria do Tejo, para o qual muito contribuirão as ferramentas que foram criadas e que continuarão disponíveis para o futuro, excedendo o seu impacto largamente o período de execução do projeto.

RIBATEJO

13


DESENVOLVIMENTO REGIONAL

NACIONAL

Desemprego de maio atinge valor mais baixo dos últimos 19 anos O desemprego registado pelo IEFP Instituto do Emprego e Formação Profissional em maio desceu em todas as comparações, registando o valor mais baixo nesse mês desde 2003, comunicou o Governo de Portugal. Assim, registaram-se menos 18.041 pessoas desempregadas, uma diminui-

ção de -5,7% relativamente ao mês anterior, e menos 105.789 pessoas desempregadas face a maio de 2021 (-26,3%). Quando comparado com maio de 2019, em situação pré-pandémica, a diminuição foi de -2,7% (-8.777 pessoas). O desemprego jovem (pessoas com menos de 25 anos) regista nova diminuição em

cadeia de -8,6% em maio (-2.781 jovens) e uma diminuição de -34,2% (-15.418 jovens) face ao período homólogo. Verifica-se igualmente uma diminuição de -1,4% na comparação com maio de 2019. Entre abril e maio, o desemprego registado diminuiu em cadeia em todas as regiões do país. Em termos homólogos também se verificaram descidas em todo o país, com destaque para a redução de -54,8% na região do Algarve (-14.569 pessoas). A nível setorial, registaram-se descidas em todos os grandes setores de atividade. O desemprego oriundo do alojamento, restauração e similares diminuiu -9,3% (-2.367 pessoas) entre abril e maio, setor que regista agora uma descida de -45,8% em termos homólogos (-19 548 pessoas). Em maio, havia 145.642 desempregados de longa duração, uma diminuição de -5,7% entre abril e maio de 2022 (-8.851 pessoas), estando agora -19,1% abaixo do nível registado em maio de 2021 (-34.480 pessoas).

Plano Reativar Turismo já foi executado em um terço A Secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Rita Marques, afirmou que o plano “Reativar o Turismo Construir o Futuro” tem uma execução de 2,1 mil milhões de euros, de um total de seis mil milhões de euros, correspondendo a mais de um terço. Rita Marques, recordou que o referido plano, lançado em maio de 2021, tem como objetivo ultrapassar os 27 mil milhões de euros de receitas turísticas em 2027. A Secretária de Estado anunciou que o Governo está a preparar um “dashboard público para mostrar aquilo que foi feito”, com um sistema de controlo interno, que mostra a todos os interessados do setor aquilo que foi feito e aquilo que falta fazer”. O plano foi lançado em maio de 2021 e do total de 6.112,24 milhões de euros de investimento previsto, sendo a maior fatia, de 4075 milhões de euros, assegurada pelo Banco Português do Fomento, com 3000 milhões de euros para apoios às empresas (com vista à

14

RIBATEJO

preservação do potencial produtivo e do emprego) e 1075 milhões para o seu financiamento. Os objetivos centrais são “promover um turismo ao longo de todo o ano e em todo o território, através do apoio ao investimento, da capacitação das empresas, da qualificação dos recursos humanos e da aposta na acessibilidade aérea e na mobilidade sustentável, áreas fundamentais para incentivar a competitividade do destino”. Rita Marques salientou que desde março deste ano foram ultrapassadas as receitas turísticas observadas em 2019, afirmando que o Governo tem como objetivo chegar ao fi nal de 2022 com uma receita turística “idêntica ou ligeiramente superior à de 2019”. A Secretária de Estado assinalou ainda que Portugal “já não é um destino barato”, sendo “o segundo país que tem uma receita média de turística mais elevada da Europa, tendo em conta a paridade do poder de compra”.

JULHO 2022

Foto: Governo de Portugal

www.nersant.pt


DR

Portugal 2020 já pagou mais 20 mil M€ de fundos aos Beneficiários Já está disponível para consulta e download a nova Infografia Mensal do Portugal 2020 relativa a maio de 2022, informou a AD&C - Agência para o Desenvolvimento e Coesão, IP. De acordo com os dados do documento, o Portugal 2020 atingiu, no final de maio de 2022, uma taxa de compromisso de 114% e uma taxa de execução de 75%. A infografia comunica ainda que “o valor dos fundos pagos aos Beneficiários totalizou 20,8 mil M€, o que corresponde a 77% dos fundos programados no Portugal 2020”. Da evolução do PT 2020 em maio de 2022, destaca-se ainda que “o volume de fundos validados aplicados na concretização das operações atingiu cerca de 20,1 mil M€, o que representa uma taxa de execução dos fundos progra-

mados no PT 2020 de 75%, tendo esta taxa registado um acréscimo de 1 p.p. no último mês; no subconjunto dos Fundos da Política de Coesão (FEDER, FC e FSE) esta taxa também se situou nos 75%, tendo registado igualmente um acréscimo de 1,1 p.p. no mês de abril”; “o volume de pagamentos realizado aos promotores das operações aprovadas ascende a 20,8 mil M€, um valor acima da despesa validada

que se traduz numa taxa de reembolso (relação entre pagamentos e execução-despesa validada) de 104%”; e “no final de maio, Portugal registava a maior taxa de pagamentos intermédios (72,3%) sobre o total programado, de entre os Estados-Membros com envelopes financeiros acima dos 7 mil M€, e assumia a quinta posição em termos absolutos, com um valor de 19,6 mil M€ recebidos.

Plataforma T-INVEST agrega informação municipal para famílias e empresas A AD&C - Agência para o Desenvolvimento e Coesão, IP comunicou o lançamento da plataforma pública T-INVEST, enquadrada no âmbito dos objetivos de Portugal para captar e fixar pessoas e investimentos em diferentes territórios do país. De acordo com a AD&C, “a T-INVEST disponibiliza informação, oficial, atualizada e comparável, de todos os municípios portugueses do Continente, sobre incentivos às famílias e às empresas (apoios de âmbito municipal) e sobre localizações de acolhimento empresarial (identificação geoespacial das Áreas de Acolhimento Empresarial)”. “A disponibilização do T-INVEST consubstancia um importante contributo para a promoção do desenvolvimento regional e para a coesão territorial, bem como para a dinamização da estratégia de descentralização e valorização do território, ao permitir, de forma prática, fácil e útil, conhecer e comparar variáveis importantes para a captação ativa de residentes e empre-

www.nersant.pt

sas para estes territórios”, informou ainda a AD&C. Coordenado pelo Ministério da Coesão Territorial e dinamizado em estreita articulação com a AD&C - Agência para o Desenvolvimento e Coesão e as Comissões de Coordenação e Desen-

JULHO 2022

volvimento Regional (CCDR) do Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo e Algarve, e com as Câmaras Municipais de todo o país, este projeto contou com o financiamento da AD&C - Agência para o Desenvolvimento e Coesão, através do Portugal 2020.

RIBATEJO

15


DESENVOLVIMENTO REGIONAL

16

RIBATEJO

JULHO 2022

www.nersant.pt


DR

investe em novas instalações O Chef Víctor Felisberto acaba de inaugurar o seu novo restaurante. O novo espaço alia a modernidade à tradição e encontra-se agora numa zona central e ainda mais perto da famosa Nacional 2.

F

oi no dia 19 de maio que o Chef Víctor Felisberto inaugurou o seu novo restaurante, em Abrantes. Localizado na Rua Francisco Ferreira da Mata n.º 99, no final da Calçada de São José, o espaço apresenta uma nova sala principal, com cerca de 100 lugares, que partilha com outras salas, entre elas um espaço 100% privado, sem ligação aos restantes. De acordo com o comunicado publicado no portal do restaurante, nesta nova sala privada, os clientes “não precisam de passar pela sala principal”, sendo este um conceito que “fazia falta em Abrantes”. O novo espaço, acrescenta o comunicado, “é também um local de fácil acessibilidade para pessoas com defi ciências motoras, com tudo o que é necessário para que possam aceder ao restaurante”, reforçou. O novo restaurante, esclarece ainda a nota, tem ainda como elemento essencial, a garrafeira climatizada,

www.nersant.pt

JULHO 2022

“pensada ao pormenor e onde se encontra, devidamente armazenada, uma grande variedade de vinhos nacionais, espumantes e champagnes e bebidas espirituosas”. “Num espaço ampliado, com uma imagem renovada e um conceito que alia a modernidade à tradição, o Restaurante Casa Chef Víctor Felisberto apresenta-se mais acolhedor e continua a apostar na inovação e na tradição gastronómica da região”, refere ainda o comunicado, que acrescenta ainda que o espaço “mantém o forno rústico”, não só para fazer comida, mas também porque é um bom elemento “a nível de pegada ecológica”, uma vez que “foi aproveitado a nível energético para produzir águas quentes”. Para além disso, a empresa “conta com as melhores condições e equipamentos para o desenvolvimento das suas criações gastronómicas. Uma das grandes novidades desta casa é a parceria com a marca Fagor

RIBATEJO

17


DESENVOLVIMENTO REGIONAL

18

RIBATEJO

JULHO 2022

www.nersant.pt


DR

Profissional, líderes mundiais no fabrico de equipamento para os setores da hotelaria, restauração coletiva e lavandaria. O Chef Víctor Felisberto é o mais recente parceiro oficial da marca”. Quanto à gastronomia, “os clientes continuam a encontrar no restaurante a já conhecida cozinha de autor deste Chef”. Embora o espaço vá “manter os mesmos pratos”, o Restaurante Chef Víctor Felisberto informa que vai mudar alguns vinhos porque “a garrafeira merecia isso” e efetuar “alterações em algumas entradas”. Na nota, o Chef Víctor Felisberto explica que, neste novo espaço, “continuarão a preserverar, também, os menus mais económicos uma vez que o seu objetivo principal é chegar a toda a comunidade abrantina”. “Na minha casa não há diferenciação de quem quer gastar mais ou gastar menos. É uma casa que eu gosto que seja acessível a todos”, referiu o profissional, citado no comunicado. A nível de decoração, a maioria dos elementos foram feitos especificamente para o restaurante, com predominância das peças “ligadas à madeira e à pintura”. “Esta nova casa é uma continuação do que tínhamos começado a fazer no outro local. É um sonho que acaba de ser realizado, um sonho meu e da Cristina”, disse o Chef Víctor Felisberto. O arquiteto responsável pelo desenvolvimento deste projeto foi o abrantino Pedro Gaspar, “numa valorização das empresas e dos profissionais da cidade que acolhe o restaurante há 4 anos”. Desde 2018 que o Restaurante Casa Chef Vitor Felisberto conta com variados prémios no seu curriculum, sendo o mais recente o Bib Gourmand 2022, do Guia Michelin. Para mais informações sobre o Restaurante Chef Víctor Felisberto, os interessados podem consultar o portal da empresa em https://casachefvictorfelisberto.pt/. 

www.nersant.pt

JULHO 2022

RIBATEJO

19


DESENVOLVIMENTO REGIONAL

Lipronerg, Engineering Consultants

participou na iniciativa TAKE OFF 2022 A Lipronerg, empresa com instalações em Vila Nova da Barquinha, dedicada à área de engenharia, participou, no dia 3 de junho, na iniciativa TAKE OFF 2022, criada pelo grupo Change in Motion, tendo levado a debate o tema “A descentralização da atividade nas empresas de serviços - desafios e oportunidades”.

A

tenta às necessidades de mudança e adaptação a novos contextos, a Lipronerg levou a debate, no TAKE OFF 2022, a temática “A descentralização da atividade nas empresas de serviços - desafi os e oportunidades”. Neste âmbito de descentralização, a COO da Lipronerg, Mónica Martins partilhou com os presentes, os cinco eixos-chave onde a referida ação deve ser refletida: na vertente geográfica, ao nível dos serviços, nos processos

20

RIBATEJO

de decisão, na componente técnica e também funcional. De acordo com a informação da Lipronerg, remetida às redações, o debate permitiu relembrar, “com base em exemplos práticos”, que “a flexibilidade inerente à deslocalização do posto de trabalho fixo, é já uma realidade na empresa e que o sucesso reside no sentido de compromisso da equipa e na confiança entre os seus elementos”. “A confiança é fundamental para o sucesso das organizações, com impacto na produtividade, retenção de

JULHO 2022

talentos e felicidade das equipas”, referiu Mónica Martins na sua intervenção, citada no comunicado da empresa. “O moldar e o repensar na oferta de serviços prestados também foi lançado como desafio. Presentemente, os serviços na empresa vão mais além do que Projetos de Engenharia”, informa ainda a Lipronerg, acrescentando que “a própria estratégia de REBUILD (de reestruturação, tendo em vista as diretivas do sistema LEAN) é exemplo de que a empresa está atenta à otimização e fluidez dos seus processos”. A Lipronerg avançou ainda, em jeito de balanço, que no que “diz respeito às dimensões recursos humanos, clientes e fornecedores, muitos foram os desafios e as oportunidades debatidas”, entre eles a necessidade de manutenção do “sentido de proximidade e de empatia conjunto num contexto cada vez mais digital”. De referir que o TAKE OFF é uma iniciativa e marca recentemente cria-

www.nersant.pt


DR

da pela empresa Change in Motion, que com o slogan TALKS ABOUT THE FUTURE, lançou este ano o desafio de reunir presencialmente alguns parceiros para refletir sobre o novo contexto económico e quais as possíveis respostas para estes novos paradigmas. No debate deste ano, realizado no Auditório do Centro Cultural, em Vila Nova da Barquinha, marcaram igualmente presença as empresas do grupo GM2E e Change in Motion, bem como alguns parceiros como o Tagusvalley, a GARVAL – Sociedade de Garantia Mútua, o CTIC - Centro Tecnológico das Indústrias do Couro e a LEAN Academy Portugal. A Lipronerg é composta por uma equipa multidisciplinar com 20 engenheiros que asseguram a gestão, conceção e consultoria em engenharia nas áreas de MEP, Ambiente, Energia e Segurança. 

www.nersant.pt

JULHO 2022

RIBATEJO

21


DESENVOLVIMENTO REGIONAL

SCALCONTA

44

anos ao serviço das empresas

A Ribatejo Invest foi conhecer a Scalconta - Centro Scalabitano de Contabilidade, empresa de Santarém dedicada à prestação de serviços na área de contabilidade e fiscalidade. Vocacionada para o setor empresarial, a empresa acaba de comemorar o seu 44.º aniversário, tendo na qualidade dos serviços e na proximidade com o cliente os seus fatores de distinção.

22

RIBATEJO

JULHO 2022

www.nersant.pt


DR

N

inguém melhor que Etelvina Gaudêncio, Diretora Técnica da Scalconta, para nos dar a conhecer o percurso da empresa ao longo dos seus 44 anos. “A Scalconta foi fundada em 1978, dois anos após o regresso do seu sócio fundador de Angola, país onde detinha uma empresa na mesma área”, começou por relatar, acrescentando que foi nesse mesmo ano que se juntou à empresa, “primeiramente como empregada”. “A Scalconta nasceu a 31 de maio de 1978, colmatando, assim, a necessidade das empresas mais pequenas, de terem uma contabilidade mais organizada e adequada, dando resposta aos parceiros, à banca, às finanças e aos fornecedores”, concluiu. Etelvina Gaudêncio depressa passa a assumir a responsabilidade técnica

www.nersant.pt

da empresa, honrando “o compromisso de seriedade e amizade de levar a empresa para a frente”. “Éramos de famílias amigas e tornámo-nos sócios. O fundador, entretanto falecido, acabou por trabalhar connosco até poder, até aos 86 anos”, contou. Empresa de cariz familiar – “o meu marido e o meu filho são atualmente os sócios da empresa” – a Scalconta tem como missão “proporcionar às empresas um serviço de contabilidade, de assessoria fiscal, de recursos humanos, de aconselhamento da gestão económica e financeira, e todos os serviços necessários às empresas que se propusermos prestar, de máxima qualidade”. A qualidade dos serviços prestados é, de facto, um dos fatores de diferenciação da empresa. Etelvina Gaudêncio refere à Ribatejo Invest que a Scalconta está “sempre atenta à modernização e inovação, mantendo constante formação e atualização técnica e profissional da nossa equipa”. “Esta área sofre, anualmente, muitas alterações, pelo que é necessário realizar formações de variadíssimas áreas, desde a legislação laboral, a parte do IRS, a contabilidade… estamos sempre à procura de atualização para respondermos da melhor forma aos nossos clientes”, fez saber a profissional. Para além disso, também “o relacionamento de estreita proximidade e confiança com o cliente, tem feito a diferença na história da empresa”. “A nossa diferenciação é estarmos sempre muito perto do cliente. Neste momento a empresa tem clientes filhos e clientes netos, certamente porque estes encontram na Scalconta, acompanhamento técnico, apoio e um parceiro de confiança”, realçou. Questionada quanto ao crescimento da empresa ao

JULHO 2022

longo destes 44 anos, Etelvina Gaudêncio refere que a Scalconta tem tido um percurso estável, preferindo “a resposta personalizada e o acompanhamento de qualidade a cada cliente”, do que “a ganância” de crescer no mercado. A empresa, esclareceu, tem vindo a realizar algumas melhorias contínuas ao longo tempo, nomeadamente o investimento regular em novos equipamentos e software. Em 2009, acrescentou, a empresa mudou para novas e melhoradas instalações e no início deste ano, lançou o seu novo portal, “pleno de informações pertinentes para as empresas e que são de igual modo partilhadas nas suas redes sociais”. DIGITALIZAÇÃO DA CONTABILIDADE: O SONHO DE UMA EQUIPA SEM PAPEL A digitalização e a automatização dos processos contabilísticos e fiscais potencia a produtividade dos processos de consulta e acesso à documentação dentro das organizações, o que se traduz, desta forma, num conjunto de benefícios como o desenvolvimento na execução de tarefas em tempo útil, redução de custos e aumento de produtividade no acesso e comparação de dados, eficácia nos controlos, assertividade e rigor. Para a Scalconta, a digitalização da contabilidade é muito importante. Neste momento, a empresa tem o software contabilístico associado ao TOConline, sistema de gestão que facilita a comunicação com o contabilista e simplifica os processos de faturação das empresas. No entanto, Etelvina Gaudência reclama uma maior abertura do e-fatura aos contabilistas. “A informação do e-fatura que acaba por estar disponível é escassa”, refere a profissional, acrescentando que “é essencial a disponibilização adequada do e-fatura, onde os documentos possam ser consultados e guardados diretamente no arquivo digital da contabilidade. Era importante ter acesso a essa informação no e-fatura e não estar a digitalizar e enviar faturas. Não me venham falar em arquivos digitais com base em faturas e papéis digitalizados. Isso não é digitalização para mim. Quero o e-fatura aberto. Se a informação já lá está, porque não

RIBATEJO

23


DESENVOLVIMENTO REGIONAL

torná-la disponível? ”, questiona Etelvina Gaudêncio, acrescentando que “não se trata de proteção de dados, uma vez que os dados já os temos em papel, mas disponibilização de dados que o e-fatura já tem e que não disponibiliza”. “Se houver este tipo de ligação automática, não temos de ir ao papel confirmar. Se abrissem o e-fatura, tornávamo-nos verdadeiramente, numa equipa sem papel”, concluiu a empresária. FALTA DE MATÉRIAS-PRIMAS É A NOVA DIFICULDADE DAS EMPRESAS Mais de dois anos depois do início da pandemia, a Ribatejo Invest quis saber qual o perceção da Scalconta em relação ao estado da comunidade empresarial. Etelvina Gaudêncio acredita que muitas das suas empresas clientes “aguentaram-se relativamente bem durante a pandemia, em parte devido às medidas de apoio disponibilizadas e que pedimos para as nossas empresas e também ao reinventar de alguns negócios, que souberam adaptar-se ao digital”. A profissional, no entanto, referiu que as empresas estão a braços com um novo problema decorrente do conflito

entre a Rússia e a Ucrânia, iniciado em fevereiro, e que tem a ver com a falta de matérias-primas. “Quando enviámos para as empresas a avaliação do primeiro trimestre, percebemos que há quebras. Essas que-

bras nada têm a ver com a pandemia, mas com a falta de matérias-primas”, informou, acrescentando que “há pouco tempo solicitou apoios extraordinários à retoma progressiva porque há empresas que não estão a conseguir laborar devido à falta de matérias-primas”. “É a falta de matérias-primas que vai prejudicar as empresas este ano”. “A seguir a uma pandemia, vir uma guerra não deu jeito nenhum. Este ano, o que pensávamos ser um ano de retoma, pode não o ser”, constata Etelvina Gaudêncio, preocupada. 

SERVIÇOS SCALCONTA A Scalconta efetua serviços nas áreas de contabilidade, consultoria, apoio à gestão, re c u rs o s h u m a n o s , g e s t ã o patrimonial, faturação, peritagens contabilísticas, auditorias contabilísticas e financeiras, reestruturação de áreas administrativas empresariais e mediação no apoio financeiro, apoio a startup’s, elaboração de novos projetos de negócios e seu acompanhamento.

24

RIBATEJO

JULHO 2022

www.nersant.pt


SERVIÇOS CONSULTORIA EMPRESARIAL CONSULTORIA DE GESTÃO E PROJETOS DE INVESTIMENTO CONSULTORIA INFORMÁTICA E GESTÃO DE PROJETOS

MORADA / CONTACTOS Praça Dr. Nuno Pinheiro Torres, Nº 5 - 9º Esq 1500-246 Lisboa geral@paginaestratega.pt 918 188 213

www.nersant.pt

JULHO 2022

25


DESENVOLVIMENTO REGIONAL

Vinhos de Riachos e Almeirim em destaque na Gala Vinhos do Tejo 2022

Zé da Leonor Reserva e Fernão Pires da Quinta do Casal Monteiro eleitos os melhores vinhos do Tejo

A Comissão Vitivinícola Regional do Tejo e a Confraria Enófila de Nossa Senhora do Tejo promoveram no dia 25 de junho, no Hotel dos Templários, em Tomar, a Gala Vinhos do Tejo 2022, evento que premeia anualmente os Vinhos do Tejo, os seus agentes económicos e personalidades, a sua harmonização com a gastronomia nacional e internacional, o enoturismo e as valências que mais se destacam na região. Zé da Leonor Reserva e Fernão Pires da Quinta do Casal Monteiro foram eleitos os melhores vinhos do Tejo de 2021, com a atribuição da Medalha Excelência. Na edição deste ano, para além da distinção dos vencedores do “Concurso Vinhos do Tejo” e da atribuição dos “Prémios Vinhos do Tejo”, a iniciativa levou a palco os vencedores do concurso de vinhos e iguarias “Tejo Gourmet” e os eleitos no prémio “Tejo Anima”.

26

RIBATEJO

JULHO 2022

www.nersant.pt


DR

D

e acordo com o comunicado da CVR Tejo, na sua 12.ª edição, o “Concurso Vinhos do Tejo 2022” contou com 166 amostras, de entre as quais se destacaram, com direito a “Medalha Excelência”, o “Zé da Leonor Reserva tinto 2020”, da Casa Agrícola Rebelo Lopes, com sede em Riachos, concelho de Torres Novas e o “Quinta do Casal Monteiro Grande Reserva Fernão Pires branco 2019”, da Quinta do Casal Monteiro, de Almeirim, “que já na edição de 2021 tinha subido ao palco com este mérito, mas atribuído ao seu Grande Reserva tinto”. A CVR Tejo anunciou ainda no seu portal que foram 9 os vinhos distinguidos com “Grande Medalha de Ouro”, com a Enoport Wines (Rio Maior) a destacar-se com três deles: dois “Cabeça de Toiro Grande Reserva”, o branco 2019 e tinto 2017, e o “Quinta São João Batista Grande Reserva tinto 2018”. O agente económico Agrovia (Santarém) conseguiu duas medalhas para a sua Quinta da Lapa, atribuídas ao “Reserva branco 2019” e ao “Touriga Nacional Reserva tinto 2018”. O mesmo aconteceu com os vinhos “Alvarinho & Viognier Reserva branco 2020” e o “Abafado 5 Years Fernão Pires branco 2016” da Quinta da Alorna (Almeirim). Destaque ainda para o “75 1st Collection Reserva tinto 2018”, acabado de lançar pela Three Quarters Wines, e para o “Paciência Moscatel Graúdo Reserva branco 2018”, da Casa Agrícola Paciência (Alpiarça). Conseguiram o galardão de “Ouro” 26 vinhos, entre os quais 10 brancos e 16 tintos. Já os diplomas de “Prata” foram entregues a 4 brancos, 1 rosé e 9 vinhos tintos. Foram também distinguidos os melhores brancos e rosés da colheita de 2021. Os eleitos foram o “Pingo Doce Sauvignon Blanc e Verdelho”, o “Lagoalva Sauvignon Blanc” (também premiado na edição e colheita anterior), e o “@batista’s By Pitada Verde Colheita Seleccionada”, nos brancos; e o “Herdade dos Templários”, o “Terra de Lobos” e o “Quinta do Casal Monteiro”, nos rosés. ENOPORT WINES EM DESTAQUE, COM PRÉMIOS EM DOSE DUPLA, NOS “PRÉMIOS VINHOS DO TEJO” Para reforçar a ligação com os seus agentes económicos, a CVR Tejo atribui os “Prémios Vinhos do Tejo”, que se destinam aos agentes económicos e não aos vinhos em si. São cinco as categorias e,

www.nersant.pt

na edição deste ano, o destaque maior foi para a Enoport Wines, que fez um dueto em dose dupla: arrecadou o prémio nas categorias “Enólogo do Ano”, no qual levou não um, mas dois enólogos ao palco – Nuno Faria e João Vicêncio – e “Empresa de Excelência”. A empresa Santos & Seixo com a sua operação no Tejo, sob o nome Encosta do Sobral, foi eleita “Empresa Dinamismo”. O “Prémio Sustentabilidade” foi entregue à Companhia das Lezírias, que, curiosamente estava de parabéns na noite da Gala, ao celebrar 186 anos. Já o “Prémio Carreira” foi entregue a Pedro Castro Rego, Grão-Mestre da Confraria Enófila Nossa Senhora do Tejo e Presidente da Federação das Confrarias Báquicas de Portugal. INPAR RESTAURANTE BY AROEIRA LISBON HOTEL ELEITO O MELHOR DO “TEJO GOURMET” A 10.ª edição do “Tejo Gourmet” foi a mais concorrida de sempre, tendo participado 63 restaurantes de Portugal continental e ambas as ilhas, 33 dos quais em estreia. Uma iniciativa que tem como objetivo promover os Vinhos do Tejo e aumentar a sua oferta nas cartas vínicas, sendo a avaliação feita com base em harmonizações enogastronómicas. O grande vencedor foi o InPar Restaurante by Aroeira Lisbon Hotel, na Charneca da Caparica, ao ser distinguido na categoria ‘Melhor Cozinha Internacional’ e eleito ‘O Melhor Restaurante’ do concurso. Com vários trabalhos de excelência, a categoria de Melhor Promoção premiou quatro restaurantes: o Atlântico View e o Mar Aberto, ambos do grupo Miramar, na Nazaré; e o Beef & Wines e o Chalet Vicente, ambos na Madeira. O prémio Revelação foi atribuído em dose dupla, curiosamente duas tabernas: a Taberna Portuguesa 1865, em Rio Maior (que se destacou também com a Melhor Entrada) e a Taberna Zé Cristino, na Urqueira, em Ourém. Também premiados foram os restaurantes

JULHO 2022

Burro Velho, na Batalha (Melhor Prato e Melhor Cozinha Tradicional); Capriola, no Hotel Lusitano, na Golegã (Melhor Sobremesa); Dona Laura Vinhos & Petiscos, em Évora (Melhor Casa de Petiscos); OH!VARGAS, em Santarém (Melhor Carta de Vinhos); e o Razão, integrado no Socalco Natura Calheta, na Madeira (Melhor Cozinha de Autor). “TEJO ANIMA” DISTINGUIU QUINTA DA ATELA, CASTELO DE ALMOUROL E SALINAS DE RIO MAIOR Ao palco da “Gala Vinhos do Tejo” subiram também os vencedores da iniciativa “Tejo Anima”, promovida pela Rota dos Vinhos do Tejo e pela Confraria Enófila de Nossa Senhora do Tejo, com o intuito de promover o território e as suas valências de lazer. Diferentes de ano para ano, a edição de 2022 destacou três categorias: enoturismo; património e oferta cultural; e natureza. Os vencedores foram, respetivamente, a Quinta da Atela, em Alpiarça; o Castelo de Almourol, em Vila Nova da Barquinha; e as Salinas da Fonte da Bica, mais conhecidas por Salinas do Sal, em Rio Maior. 

RIBATEJO

27


DESENVOLVIMENTO REGIONAL

Intermarché de Abrantes

reabre como a maior loja da insígnia no país O Intermarché reabriu ao público, no dia 16 de junho, a sua maior loja em Portugal, após esta ter encerrado para remodelações. Com um investimento superior a 15 milhões de euros, a loja de Abrantes conta agora com uma área de 4.000m2 e reforçou a equipa com mais 55 colaboradores, empregando agora mais de 100 pessoas da região.

28

RIBATEJO

JULHO 2022


DR

D

e acordo com o Intermarché, em nota publicado no seu portal, “entre as novidades do renovado ponto de venda encontra-se a ampliação e criação da praça dos Frescos, onde os clientes poderão encontrar uma oferta diversa de produtos frescos, assim como um maior destaque da secção Viva Bem, uma área dedicada a produtos mais saudáveis para uma alimentação mais equilibrada, e ainda, uma maior oferta na secção da Garrafeira”. “É com um enorme orgulho que reabrimos a loja de Abrantes, com o dobro do tamanho e, portanto, o dobro da oferta para os nossos clientes e para a região. O novo espaço reforça a aposta contínua do Grupo em Portugal, em especial na região Centro, mas também demonstra o nosso esforço diário na contribuição para o aumento do poder de compra dos nossos clientes. Através desta reabertura criámos mais postos de trabalho, continuamos a reforçar as parcerias com os produtores e comunidades locais e, ainda, mantemos a nossa missão: garantir os melhores produtos e serviços aos preços mais baixos”, explica Miguel Alves, proprietário da loja Intermarché de Abrantes, citado no comunicado. Manuel Jorge Valamatos, Presidente da Câmara Municipal de Abrantes, esteve presente na inauguração do renovado Intermarché de Abrantes, tendo afirmado que este é “um projeto que valoriza Abrantes e demonstra a confiança que os seus promotores têm no presente e no futuro do nosso concelho, devendo ser encarado como uma inspiração para todos continuarmos a fazer cada vez mais e melhor por Abrantes”. De referir que o ponto de venda de Abrantes teve também um alargamento da galeria comercial, com área de restauração e cafetaria, estando o espaço aberto todos os dias, das 08h30 às 21h00. 

www.nersant.pt

JULHO 2022

RIBATEJO

29


FORMAÇÃO PROFISSIONAL Valorizamos o seu capital humano! Entidade Formadora Certificada

Diagnosticamos as necessidades de formação da sua organização, planeamos, implementamos e avaliamos os resultados.

i MORADA Rua Fernanda Seno, 6 7005-485 Évora

CONTACTOS (+351) 913 600 679 Email: geral@enormesentido.com www.enormesentido.com 30

JULHO 2022

www.nersant.pt


Criar uma sociedade mais qualificada implica estimular novas competências, em particular as digitais, que estão em contínua mutação e evolução e, ao mesmo tempo que se exige uma melhor preparação dos quadros das empresas reconhecendo-se a necessidade de modelos de preparação diferenciados, com recurso a intervenções formativas adequadas ao desenvolvimento de competências. Damos resposta às necessidades das empresas oferecendo soluções formativas ajustadas aos públicos-alvo, potenciando as competências necessárias a uma participação ativa nos contextos de trabalho. Os desafios colocados pelo desenvolvimento tecnológico da Sociedade, pela crescente dependência digital nas áreas da aprendizagem, empregabilidade, competitividade económica e participação cívica implica formação profissional nas empresas que estimule o desenvolvimento dos colaboradores a partir de ferramentas e competências necessárias no seu dia a dia. Planos de formação adequados e diversificados motivam os colaboradores a crescer e a desenvolverem-se no exercício do seu trabalho. Ao mesmo tempo, trazem grandes benefícios para as empresas: contribuem para a redução da rotatividade e estimulam maiores níveis de produtividade. A Enorme Sentido é o seu parceiro de referência para cumprimento da obrigatoriedade legal de formação profissional consagrada no Código do Trabalho, contribuindo para a valorização e desenvolvimento de competências pessoais e organizacionais dos Recursos Humanos, promovendo a excelência do capital humano como princípio orientador. De acordo com o art. 131º do Código do Trabalho, todas as entidades empregadoras devem promover o desenvolvimento e a adequação da qualificação do trabalhador. Deste modo asseguramos para as empresas uma solução formativa ajustada às suas necessidades, tendo em vista melhorar a empregabilidade e aumentar a produtividade e a competitividade.

www.nersant.pt

JULHO 2022

RIBATEJO

31


INFORMAÇÃO&APOIO

IAPMEI disponibiliza ferramenta para análise económico-financeira das empresas

MECANISMO DE ALERTA PRECOCE já disponível Está já à disposição das empresas a edição zero do MAP - Mecanismo de Alerta Precoce, uma nova ferramenta criada pelo IAPMEI que permite acompanhar a situação económico-financeira das mesmas.

D

ando resposta ao previsto na Diretiva Europeia 2019/1023, o IAPMEI lança agora esta ferramenta, sob princípios de uma edição zero, a qual antecipa o MAP que resultar dos dados relativos ao exercício de 2021, sempre sujeita a eventuais melhorias, que se julgarem convenientes implementar em benefício da comunicação a efetuar”, comunicou o IAPMEI. De acordo com este instituto, “o MAP é um instrumento que disponibiliza às empresas, sob a forma de um dashboard, um conjunto de indicadores de natureza económica e financeira e que têm como referência os dados constantes da Informação Empresarial Simplificada (IES)”. Para

32

RIBATEJO

além do acesso a uma análise periódica da situação da empresa, continua o IAPMEI, “o MAP permitirá, face ao diagnóstico apresentado, uma reflexão sobre a sua situação económica e financeira, identificando fragilidades e equacionando aspetos operacionais a serem objeto de eventual melhoria, bem como a possibilidade de utilização de alguns instrumentos públicos de apoio, designadamente de apoio à recapitalização e reinvestimento de lucros”. “Para além da situação reportada ao último ano de atividade e da evolução da empresa nos últimos três anos, tendo em consideração a sua dimensão e o seu setor de atividade, esta ferramenta disponibiliza alguns indicadores específicos que permi-

JULHO 2022

tem perceber, tendo por referência a dimensão da empresa, a sua eficácia operacional, a sua capacidade para suportar gastos financeiros, bem como o seu equilíbrio financeiro e o seu nível de Autonomia Financeira”, informa ainda o organismo. De referir que o MAP resulta de uma parceria do IAPMEI com o Banco de Portugal e com Autoridade Tributária e Aduaneira. A informação apresentada tem como referência os dados reportados pela Central de Balanços do Banco de Portugal. O s i n t e re s s a d o s p o d e m a c e d e r ao MAP através do link https:// map.iapmei.pt/Account/Login. aspx?ReturnUrl=%2f, utilizando as credenciais de autenticação da Autoridade Tributária. 

www.nersant.pt


I&A

Auxílios estatais da Comissão Europeia no contexto da invasão da Ucrânia pela Rússia

Aprovado plano português de 45,9 milhões de euros para apoiar empresas do transporte rodoviário de mercadorias A Comissão Europeia aprovou um plano português no valor de 45,9 milhões de euros para apoiar as empresas ativas no setor do transporte rodoviário de mercadorias por conta de outrem no contexto da invasão russa da Ucrânia.

O

plano foi aprovado ao abrigo do quadro temporário de crise relativo aos auxílios estatais, adotado pela Comissão em 23 de março de 2022, com base no artigo 107.º, n.º

www.nersant.pt

3, alínea b), do Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia (TFUE), reconhecendo que a economia da UE está a sofrer uma perturbação grave. Ao abrigo do plano, o auxílio assumirá a forma de subvenções diretas. A medida estará aberta a empresas legalmente constituídas em Portugal e ativas no setor do transporte rodoviário de mercadorias por conta de outrem, independentemente da sua dimensão, que sejam afetadas pela atual crise geopolítica. A Comissão concluiu que o plano português está em conformidade com as condições estabelecidas no Quadro Temporário de Crise. Em particular, o auxílio i) não excederá 400 mil euros por beneficiário; e ii) será concedido até 31 de dezembro de 2022. A Comissão concluiu que o regime é necessário, adequado e proporcionado para sanar uma perturbação grave da

JULHO 2022

A medida estará aberta a empresas legalmente constituídas em Portugal e ativas no setor do transporte rodoviário de mercadorias por conta de outrem, independentemente da sua dimensão, que sejam afetadas pela atual crise geopolítica. economia de um Estado-Membro, em conformidade com o artigo 107.º, n.º 3, alínea b), do TFUE e com as condições estabelecidas no Quadro Temporário de Crise. Nesta base, a Comissão aprovou o regime ao abrigo das regras da UE em matéria de auxílios estatais. 

RIBATEJO

33


INFORMAÇÃO&APOIO

APOIO À EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

30 milhões de euros para Comunidades de Energia Renovável e Autoconsumo Coletivo Foi lançado o primeiro aviso destinado a apoiar a concretização de Comunidades de Energia Renovável (CER) e Autoconsumo Coletivo (ACC) com um montante de 30 milhões de euros.

E

ste aviso integra-se no programa “Eficiência energética em edifícios de serviços” no âmbito dos investimentos TC-C13-i01 – Eficiência Energética em Edifícios Residenciais, TC-C13-i02 – Eficiência Energética em Edifícios da Administração Pública Central e TC-C13-i03 – Eficiência Energética em Edifícios de Serviços, incluídos na Componente C13 – “Eficiência Energética em Edifícios” do Plano de Recuperação e Resiliência, o qual compreende um montante global de 610 milhões de euros atribuídos à Eficiência Energética em Edifícios. Este programa tem como objetivo o financiamento de medidas que fomentem a produção de energia elétrica

34

RIBATEJO

a partir de fontes renováveis em regime de Autoconsumo Coletivo e Comunidades de Energia Renovável. O objetivo é que as medidas possam reduzir, em média, a pelo menos 30% de do consumo de energia primária nos edifícios beneficiados, contribuindo para reforçar a capacidade em autoconsumo e CER nos setores residencial, da administração pública central e de serviços em, pelo menos, 93 MW. O prazo para apresentação das candidaturas ao Aviso decorre desde o dia 14 de junho até às 17h59 do dia 31 de outubro ou até ao limite da dotação orçamental. A submissão das candidaturas é efetuada através do portal do Fundo Ambiental, em https:// www.fundoambiental.pt/. 

JULHO 2022

www.nersant.pt


PROCURA-SE INOVAÇÃO 25 anos da INOVA+ assinalados com o primeiro concurso nacional destinado a projetos científicos e empresariais, com potencial de escala internacional.

CANDIDATURAS ATÉ

Soluções digitais para cidades resilientes Inteligência Artificial para a Indústria

Sustentabilidade dos recursos naturais e dos ecossistemas

PREMIO.INOVA.BUSINESS


INFORMAÇÃO&APOIO

Portugal 2030 lançado oficialmente

Portugal assina Acordo de Parceria com a Comissão Europeia no valor de 23 mil milhões de euros Está lançado oficialmente o Portugal 2030. A assinatura do Acordo de Parceria entre o Governo Português e a Comissão Europeia para o período de 2021-2027, no valor global de 23 mil milhões de euros, aconteceu no Fundão, no dia 14 de julho. Os primeiros Avisos do Portugal 2030 devem sair no final do ano.

E

sta assinatura marca um momento único para o processo transformativo do país que passa a ter disponíveis um valor global de 23 mil milhões de euros para concretizar uma transformação baseada na qualificação e capacitação dos recursos humanos, na inclusão social, na inovação e transformação digital, na transição climática e sustentabilidade, tendo presentes os desafios ligados à coesão territorial e à evolução demográfica. A verba é oriunda do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) – 11,5 mil milhões de euros, acrescidos de 139 milhões de euros relativos à Cooperação Territorial Europeia (CTE); do FSE+ (Fundo Social Europeu) – 7,8 mil milhões de euros; do Fundo de Coesão – 3,1 mil milhões de euros; do Fundo para uma Transição Justa – 224 milhões de euros e do Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos, das Pescas e da Aquicultura (FEAMPA) – 393 milhões de euros. A estes valores, junta-se ainda a transferências para o Mecanismo Interligar Europa – 1.048 mil milhões de euros. A programação do Portugal 2030 é feita em torno de cinco objetivos estratégicos da União Europeia, para uma Europa:

36

RIBATEJO

• + Inteligente, investindo na inovação, na digitalização, na competitividade das empresas, nas competências para a especialização inteligente, a transição industrial e o empreendedorismo; • + Verde, acompanhando a emergência climática e incorporando as metas da descarbonização, através do apoio à inovação e à economia circular, beneficiando os métodos de produção sustentável; • + Conectada, com redes de transportes estratégicas, mobilidade mais sustentada e com forte aposta na ferrovia; • + Social, apoiando a educação, a igualdade de acesso aos cuidados de saúde, o emprego de qualidade, a formação ao longo da vida e a inclusão social, na senda das prioridades estabelecidas no Pilar Europeu dos Direitos Sociais; • + Próxima dos cidadãos, apoiando estratégias de desenvolvimento a nível local, promotoras de coesão social e territorial, e apoiando o desenvolvimento urbano sustentável, baseado no conceito de interligação de redes, centrada nas necessidades das pessoas.

JULHO 2022

O Portugal 2030 tem ainda como enquadramento a Estratégia Portugal 2030, estruturada em torno de quatro agendas temáticas, centrais para o desenvolvimento da economia, da sociedade e do território de Portugal, no horizonte de 2030: • As Pessoas Primeiro, um melhor equilíbrio demográfico, maior inclusão, menos desigualdade; • Inovação, Digitalização e Qualificações como motores do desenvolvimento; • Transição climática e sustentabilidade dos recursos; • Um país competitivo externamente e coeso internamente. O Acordo de Parceria é implementado através de 12 Programas, quatro de âmbito temático (Demografia, Qualificações e Inclusão; Inovação e Transição Digital; Ação Climática e Sustentabilidade; e Mar) e cinco Programas regionais, correspondentes às NUTS II do Continente (Norte; Cen-

www.nersant.pt


I&A

Foto: Governo de Portugal

tro; Lisboa; Alentejo; e Algarve). Para além disso, o Acordo prevê ainda a implementação de dois Programas das Regiões Autónomas (Açores e Madeira) e um Programa de Assistência Técnica, acrescendo ainda 11 Programas de Cooperação Territorial Europeia em que Portugal participa. Em conjunto, estes Programas mobilizarão a totalidade dos recursos disponíveis, de forma articulada e coerente, incluindo com outras fontes de financiamento, no respeito pelos princípios da simplificação, da transparência, da parceria, da eficácia, da eficiência e da orientação para resultados. A versão final do Acordo de Parceria

www.nersant.pt

Portugal 2030 foi resultado de uma intensa negociação com a Comissão Europeia no decorrer dos últimos meses e integra os contributos da consulta pública e da audição de diversos parceiros sociais, económicos e da sociedade civil. Segue-se a negociação dos Programas, que deverá estar concluída até ao final do ano, altura em que serão lançados os primeiros avisos de concurso do Portugal 2030. O Acordo foi assinado pela Ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, e pela Comissária Europeia para a Coesão e Reformas, Elisa Ferreira, que referiu, em nota enviada pela Comissão Europeia, que “o Acordo de Par-

JULHO 2022

ceria com Portugal estabelece o nosso compromisso estratégico de relançar o crescimento numa via mais inclusiva, sustentável e digital. A política de coesão permitirá explorar o potencial de cada região para promover a inovação, criar emprego e colher os benefícios das transições ecológica e digital. Contribuirá para retomar um curso de convergência com os níveis europeus. Será dada especial atenção a um desenvolvimento territorial equilibrado, incluindo nas regiões ultraperiféricas dos Açores e da Madeira”. A assinatura do Acordo contou ainda com a presença do Primeiro-Ministro, António Costa. 

RIBATEJO

37


VIVER O TEJO

38

RIBATEJO

JULHO 2022


VT

Casa do Moscadim

A

Chamusca inaugurou dia 22 de junho, a Casa do Moscadim, um novo projeto museológico e patrimonial, que pretende ser uma referência em restauro, conservação e musealização. Localizada na artéria principal da Vila da Chamusca, trata-se de uma casa senhorial do século XVIII. Considerada única na vila, e uma das mais importantes da região, a Casa distingue-se pela sua riqueza histórica e patrimonial, nomeadamente pela relevante coleção de azulejos que se encontra no seu interior. A decoração azulejar, oriunda da Real Fábrica do Rato, ou da Bica do Sapato, de gosto D. Maria I é rara de ser encontrada em outras casas da região. A par da Casa do Patudos e da Casa-Estúdio Carlos Relvas, a Casa do Moscadim será uma das mais importantes atrações patrimoniais da região. Os painéis que singularizaram esta

www.nersant.pt

nobre residência são únicos no seu género no panorama nacional, estas, uma masculina e outra feminina, vestidos à moda dos anos 90 do século XVIII encontram-se nos dois lances da escadaria nobre, encantando pela sua peculiar beleza. A figura masculina representa um Muscadin (Moscadim em português), figura típica do pós-revolução francesa, que no contexto da época se distinguia das demais pela sua forma de vestir elegante e pelo uso da fragância musk, originando esta designação. Dada a i m p o r t â n c i a d e s t a re p re s e n t a ç ã o azulejar, a casa tomou o seu nome, chamando-se assim Casa do Moscadim. Também singular, entre as habitações da região, é a presença da pintura do mural de gosto Pillement. Refira-se que esta Casa pertenceu a várias figuras da alta sociedade local que estavam ao serviço da Casa das Rainhas, tendo sido adquirida e remodelada pelo latifundiário Manuel Mendes da Cunha, sobrinho de Rafael José da Cunha, um dos maiores lati-

JULHO 2022

fundiários do Ribatejo, proprietário da Quinta da Broa na Golegã. M a i s t a rd e , M a n u e l M e n d e s d a Cunha ofereceu-a à sua filha, por altura do casamento com o médico Dr. Carlos Pina Machado, cujo nome passou a estar associado a esta residência. No entanto, é no início do século XIX que a Casa se torna verdadeiramente central na história local, nacional e internacional. Na Terceira invasão francesa, o Marechal William Beresford (1768-1854), Marechal do Exército luso-britânico, instalou-se na Casa do Moscadim, fazendo dela o quartel-general do Reino de Portugal. Entre o final de 1810 e o início de 1811 saem desta casa todas as ordens militares que vêm a assegurar a vitória final das forças luso-britânicas sobre os franceses. Tal como revelam as queixas portuguesas da época, Beresford não comandava apenas as tropas, mas governava Portugal com o beneplácito régio do Príncipe Regente D. João, podendo assim afirmar que durante vários meses os destinos de Portugal e dos portugueses foram dirigidos a partir da Casa do Moscadim. O projeto Casa do Moscadim é da responsabilidade da empresa de gestão e promoção de bens culturais Patrimonium. O espaço está disponível para visitas todos os últimos sábados de cada mês, podendo os bilhetes ser adquiridos em www.patrimonium.pt 

RIBATEJO

39


EMPREENDEDORISMO&INOVAÇÃO

Ensaio de rega gota-a-gota na cultura do arroz revela poupança de 50% de água um mês após a sementeira “Os resultados preliminares do primeiro ensaio na Lezíria Ribatejana de rega gota-a-gota na cultura do arroz indicam que, um mês após a sementeira, o consumo de água foi 50% inferior ao do método tradicional de rega por alagamento, e que as plantas apresentam um desenvolvimento idêntico nos dois sistemas de produção”, informou a Magos Irrigation Systems, uma das empresas promotores deste estudo.

“A sementeira da cultura decorreu a 19 de maio numa parcela de 4 hectares de arroz, propriedade da Orivárzea, em Pancas, no concelho de Benavente, e os dados agora divulgados reportam ao dia 23 de junho, data em que foi realizado o primeiro dia de campo deste ensaio. Nesta jornada de campo participaram cerca de 100 orizicultores e técnicos agrícolas oriundos de várias regiões do país”, comunica ainda a empresa. De referir que

são promotoras deste ensaio duas empresas de Salvaterra de Magos, a Magos Irrigation Systems e a Orivárzea, acrescendo a parceria da Rivulis, fabricante israelita de sistemas de rega. O ensaio, a decorrer em Benavente, pretende implementar o sistema de rega gota-a-gota na cultura do arroz, com o objetivo de tornar a cultura mais rentável e sustentável, abrindo portas à produção deste cereal em novas áreas agrícolas em Portugal.

EntoGreen dinamizou ocupação científica de jovens nas férias A EntoGreen, especialista no desenvolvimento de soluções biotecnológicas para a produção de proteína animal e fertilizantes orgânicos, através da reutilização e valorização de subprodutos da indústria agroalimentar, acolheu cinco alunos na sua equipa durante uma semana, no âmbito do programa Ciência Viva no Laboratório para a Ocupação Científica de Jovens nas Férias, iniciativa do FeedInov CoLab. Os jovens estudantes tiveram a oportunidade de observar a importância dos insetos c o m o f o n t e p ro t e i c a n a a l i mentação animal, e enquanto alternativa interessante em termos de matérias-primas. Através desta iniciativa, a empresa de Santarém convidou as camadas jovens a “aprender sobre insetos, num estágio promovido pelo

40

RIBATEJO

FeedInov CoLab” e que se realizou na semana de 11 a 15 de julho. De acordo com a EntoGreen, “estes alunos revelaram-se verdadeiros cientistas nas tarefas que realizaram, como

JULHO 2022

pesagem e inoculação de ovos, peneiração e desidratação de larvas, observação e sexagem de moscas e aplicação de Fertilizante Orgânico de Inseto na plantação de coentros em vaso”.

www.nersant.pt


E&I

Aceleradoras do Comércio Digital: candidaturas até 15 de setembro Foi prorrogado até 15 de setembro o prazo para apresentação de projetos para Aceleradoras de Comércio Digital, um concurso da Componente 16 - Empresas 4.0, integrada na dimensão de Transição Digital do PRR – Plano de Recuperação e Resiliência. De acordo com o IAPMEI, “as Aceleradoras serão estruturas criadas pelo tecido associativo empresarial, organizado em consórcios, que têm por principal missão desenvolver os modelos de negócio das empresas do comércio e serviços aber-

tos ao consumidor, bem como incentivar a adoção de tecnologias digitais”. A mesma entidade refere ainda que “as candidaturas submetidas a concurso serão valorizadas em função da sua abrangência territorial e capacidade de envolver agentes locais, designadamente dos setores do comércio e dos serviços abertos ao consumidor”. No âmbito desta medida, adianta ainda o IAPMEI, “serão criadas 25 Aceleradoras, com impacto em, pelo menos, 30 mil PME”.

PUB.

Logifrio cria comissão ibérica para a sustentabilidade Foi criada, entre as equipas de Portugal e Espanha da Logifrio, a Comissão Ibérica para a Sustentabilidade, informou a marca através da sua página da rede profissional LinkedIn. “Um grupo de trabalho constituído por uma equipa multidisciplinar, que inclui membros de ambos os países e que irá trabalhar nos próximos dois anos com o intuito de desenvolver o plano de ação de ESG do Grupo. Esta comissão vem dar seguimento ao trabalho já desenvolvido por ambas as empresas que agora será integrado numa postura ibérica. Estamos certos que esta será uma grande equipa e que dará um contributo valioso para um mundo mais sustentável!”, lê-se na comunicação da empresa, que em Portugal tem instalações em Riachos, concelho de Torres Novas. De referir que a Logifrio é um operador líder em serviços de logística de temperatura controlada em Portugal e Espanha.

www.nersant.pt

JULHO 2022

RIBATEJO

41


EMPREENDEDORISMO&INOVAÇÃO

Alunos de Eletrónica da EPSM vencem Prémio FLAD-Ciência Viva Atlântico Júnior O s a l u n o s d o c u rs o d e Eletrónica, Automação e Comando da Escola Profissional de Salvaterra de Magos venceram a 1.ª edição do Prémio Atlântico Júnior, concurso promovido pela Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica e pela FLAD - Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento. O anúncio dos vencedores e a entrega de prémios realizou-se no dia 20 de junho, na Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FL AD) numa sessão que contou com a presença da presidente da FLAD, da Diretora Executiva da Ciência Viva e do Secretário de Estado do Ensino Superior. Mais importante do que 1.º Prémio (uma viagem a Boston, nos Estados Unidos, para toda a equipa e professor acompanhante e 2000 euros em equipamentos e materiais tecnológicos para a escola) foi o “reconhecimento do trabalho de enorme qualidade que fazemos na nossa escola, ao longo de todo o ano, com professores e equipas de excelência e que conseguem motivar e envolver os alunos nestes projetos” afirmou o Presidente da Direção da EPSM, Duarte Bernardo. De destacar que Escola Profissional de Salvaterra de Magos “foi a única escola profissional entre as quatro escolas finalistas”, num concurso que envolveu, nas diversas fases de seleção, dezenas de escolas secundárias e profissionais, públicas e privadas, de todo o país e regiões autónomas. PROJETO EPSWATER Foi com um protótipo de um pequeno catamarã telecomandado com energia solar para monitorizar a qualidade da água de rios e mares que a equipa

42

RIBATEJO

EPSM constituída pelos alunos Diogo Lameiras, Tiago Rainho, Rodrigo Belas, Martim Cardoso e Gonçalo Teixeira, todos do 11.º ano do Curso de Eletrónica, Automação e Comando conquistaram o júri, composto por professores, investigadores e elementos da FLAD, que financia o prémio, e da Ciência Viva. Visivelmente satisfeitos com o prémio, os jovens confessam que só chegaram tão longe “graças à escola e à liberdade de trabalho que lhes foi permitida”. Gonçalo Teixeira, um dos dois alunos desta equipa que veio para a EPSM frequentar um curso CEF, transitando depois para um curso profissional, admite que “aqui os professores puxam por nós, sabem motivar-nos. O ambiente da escola e a forma como aprendemos é diferente, e foi isso que nos ajudou a chegar aqui”.

JULHO 2022

O projeto EPSWater tem como objetivo a recolha de dados relativos à qualidade da água dos rios, nomeadamente, pH, turbidez e temperatura. O sistema conta com um painel solar para recarregar a bateria da Embarcação bem como um sistema de GPS para determinar a localização da embarcação. Para proceder à aquisição dos dados dos sensores de forma autónoma o sistema contém, também, um módulo GSM que, ao receber uma SMS com o pedido “Stats”, retorna os valores dos sensores em tempo real. A mobilidade da embarcação é garantida através de dois motores. Para se deslocar para uma zona específica do rio, o sistema recebe uma SMS com as coordenadas da localização e aciona os motores por forma a dirigir-se à localização pretendida.

www.nersant.pt


E&I

Projetos de Inovação Produtiva e de I&D com pedidos de registo de auxílio abertos O Registo de Pedido de Auxílio é um mecanismo criado para permitir o início de projetos de investimento no âmbito do SI Inovação ou SI Empreendedorismo, em alturas em que não é possível formalizar uma candidatura por não existirem concursos abertos para estas medidas. As empresas podem assim avançar para a concretização de investimentos, aproveitando as oportunidades de mercado e promovendo a realização de atividades de inovação, investigação industrial e desenvolvimento experimental, que contemplem maior capacidade de geração de valor acrescentado e reforcem a competitividade externa das PME. De momento, informou o IAPMEI, “encontram-se publicados Pedidos de

Registo de Auxílio no âmbito do Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico - I&D empresarial - e do Sistema de Incentivos à Inovação Produtiva, através dos quais as empresas podem assegurar as condições que permitem dar início aos seus projetos de investimento”. “O registo do pedido de auxílio marca o início do projeto de investimento e apenas pode ser utilizado pelas mesmas entidades beneficiárias que apresen-

tarão posteriormente a candidatura a financiamento no âmbito de concursos a lançar e é efetuado através a submissão do formulário eletrónico disponível no Sistema de Informação da Rede de SI do PT2020 (PAS)”.

PUB.

www.nersant.pt

JULHO 2022

RIBATEJO

43


EMPREENDEDORISMO&INOVAÇÃO

Divulgados os vencedores da 3.ª e 4.ª edição do Desenvolvimento de Ideias de CoCriação de Inovação do IPT – Link Me Up – 1000 Ideias A Final Meeting da 3.ª e 4.ª edição dos Desafios de Cocriação de Inovação IPT do Projeto Link Me Up – 1000 Ideias, decorreu no auditório Doutor José Bayolo Pacheco de Amorim do IPT - Instituto Politécnico de Tomar, no dia 29 de junho. No total das duas edições participaram cerca de 76 estudantes, 20 facilitadores e 16 empresas parceiras. O evento aconteceu num formato híbrido e contou com cerca de 130 participantes, em formato presencial e online. E s t e c o n c u rs o t e v e c o m o j u r a d o s

Instituto Politécnico de Tomar recebe certificado do Sistema de Gestão de Conciliação Aconteceu no dia 2 de junho, no auditório Doutor José Bayolo Pacheco de Amorim do IPT - Instituto Politécnico de Tomar, a cerimónia de entrega do certificado do Sistema de Gestão de Conciliação com a presença do Presi-

44

RIBATEJO

dente da Instituição, João Coroado, do Vice-Presidente, Nuno Madeira, da Pró-Presidente para a Qualidade e Sustentabilidade, Natércia Santos, da responsável pela Direção de Recursos Humanos, Adélia Leal e das repre-

JULHO 2022

sentantes pela entidade certificadora Bureau Veritas, Patrícia Franganito e Carina Gonçalves. Esta certificação, apenas atribuída a outras duas instituições de ensino superior de Portugal, distingue insti-

www.nersant.pt


E&I

externos Christoph Ribeiro, da SoftINSA, Paula Valério, da TagusValley e Luís Curvelo da COMPTA. O evento foi organizado pelas coordenadoras do projeto, Olinda Sequeira e Dina Mateus, e contou com a presença do coordenador do projeto de formação dos facilitadores, com o Presidente do Instituto Politécnico de Tomar, João Coroado, que interveio na sessão de abertura e do Vice-Presidente, Nuno Madeira, na sessão de encerramento. Os desafios vencedores da 3.ª edição foram: A greener café, Storifying history e Value-adding buildings. Os desafios vencedores da 4.ª edição foram: Show me the past, Friends with benefits: the benefits of pets in entrepreneurial activities e How do young people look for news in the web. Um dos vencedores da 2.ª edição ou destas 3.ª e 4ª edições, a selecionar na final regional, irá representar o Instituto Politécnico de Tomar na final nacional que este ano terá lugar de 12 a 15 de setembro, no Instituto Politécnico de Beja.

tuições que adotam políticas de conciliação da vida profissional e pessoal dos seus colaboradores. A mesma foi concedida pela entidade certificadora Bureau Veritas, acreditada pelo IPAC - Instituto Português de Acreditação, I.P. A certificação do Sistema de Gestão de Conciliação e aplicação da norma correspondente resulta do projeto Inspirar, Partilhar e Trabalhar – A vida merece tempo (POCI-05-5762FSE-000313) que tem como principais objetivos aumentar o bem-estar e desenvolver os níveis de satisfação dos membros da comunidade, criar condições que incrementam a positividade no trabalho, fomentar autonomia descentralizando as atividades profissionais, partilhar valores assumindo-os como comuns, promover os índices de felicidade através da valorização e reconhecimento do trabalho e proporcionar justiça e respeito.

www.nersant.pt

Softinsa disponibiliza academias gratuitas em TI a mais de 200 formandos A Softinsa acabou de lançar mais uma edição da “Softinsa Academies”, um programa de formação gratuita que permite aos jovens aprender e pôr em prática tecnologias, ferramentas e metodologias inovadoras que atualmente apresentam uma grande procura no mercado de trabalho. A próxima academia, iniciada em julho, é dedicada à área de Cloud e em regime retomo. Esta será já a sétima academia que a Softinsa promove em 2022, sendo que a previsão é de reunir neste programa mais de 200 formandos ao longo do ano. Desde o lançamento do programa já foram realizadas academias em áreas como SAP FI (Financial Accounting), CO (Controlling), e ABAP (Advanced Business Application Programming), assim como em Oracle ODI, PowerBI, Outsytems, COBOL e .NET, em que cerca de 90% dos participantes foram selecionados para a fase seguinte de contratação. “No final destas formações, de aproximadamente seis semanas, os talentos selecionados iniciam um

JULHO 2022

desafio profissional na Softinsa, podendo vir a integrar as nossas equipas de profissionais em Lisboa, Tomar, Viseu, Fundão, Portalegre e muito em breve do futuro Centro especializado, cuja abertura está a ser projetada já para 2022”, informou a Softinsa. Raquel Jerónimo, Head of People & Organization da Softinsa, considera que o programa Softinsa Academy tem sido fundamental para identificar os futuros talentos e suportar a estratégia de crescimento da companhia. A responsável refere que “a elevada percentagem de aproveitamento que os nossos formandos têm vindo a demonstrar nas academias traduz-se por si só numa aposta de sucesso e a nossa perspetiva será continuar a lançar novas edições e a contemplar cada vez mais áreas e tecnologias. Estamos empenhados em proporcionar uma base sólida de conhecimento técnico e de soft skills aos novos colaboradores de forma a facilitar a integração nas equipas de projeto e a acelerar a sua própria evolução profissional.”

RIBATEJO

45


EMPREENDEDORISMO&INOVAÇÃO

Sessão final do projeto EmpreEscola decorreu em Ourém

NERSANT distinguiu melhores ideias de negócio do Ensino Secundário Três projetos empresariais criados por alunos do Ensino Secundário foram distinguidos pela NERSANT na sessão final do EmpreEscola - Empreender no Ensino Secundário. A sessão final do projeto decorreu em Ourém, com o Prémio à Melhor Ideia Empresarial a ser atribuído à Escola Secundária Jácome Ratton de Tomar, a Ideia Mais Inovadora ao Colégio de São Miguel, de Fátima e o Melhor Trabalho de Equipa à Escola Profissional de Ourém.

A

NERSANT dinamizou no dia 14 de junho, em Ourém, a sessão final do projeto EmpreEscola Empreender no Ensino Secundário, que contou com a apresentação dos projetos empresariais de oito equipas que explicaram as suas ideias de negócio ao júri do evento, constituído por Isabel Machado, do Município de Ourém, Carlos Barata, do IEFP Instituto do Emprego e Formação Profi ssional e Sónia Roque, da NERSANT. Nas suas apresentações, as equipas começaram por identificar o problema que deu

46

RIBATEJO

JULHO 2022

origem às suas ideias, apresentando de seguida a proposta de solução e a abordagem ao mercado e quais os recursos necessários para a implementação do respetivo negócio. A Melhor Ideia Empresarial foi atribuída à equipa Eco-Drink, da Escola Secundária Jácome Ratton de Tomar. O projeto desenvolvido por esta equipa apresenta uma solução para a disponibilização eficiente de água nos espaços públicos, nomeadamente através do desenvolvimento de um equipamento de mobiliário urbano que, com recursos às energias renováveis, permite disponi-

www.nersant.pt


E&I

bilizar água refrigerada em espaço públicos e de lazer. Para além disso, este equipamento permite ainda que os utilizadores se sentem a descansar e funcionará ainda como máquina de vending de garrafas de água feitas com materiais ecológicos e recicláveis. A Ideia Mais Inovadora foi atribuída à equipa Shopping Car do Colégio de São Miguel, em Fátima. Shopping Car é uma solução tecnológica e inovadora para os carrinhos dos super e hipermercados, que identifica as características dos alimentos, como por exemplo as restrições alimentares para intolerantes a determinada componente nutricional, bem como efetua automaticamente a conta, facilitando o pagamento e evitando a colocação novamente de todas as compras nas passadeiras e caixas, evitando filas e simplificando o processo de compra. Quanto ao Melhor Trabalho de Equipa, o mesmo foi atribuído à equipa Pop light da Escola Profissional de Ourém. O projeto empresarial apresenta a criação de produtos impressos em 3D que servirão como brindes e molduras decorativas onde são impressas fotos reais que apenas são reveladas no momento em se acende um pequeno led e transformam a moldura num suporte retro iluminado que torna visível a foto. De referir que na edição 2021/2022 do projeto EmpreEscola - Empreendeder no Ensino Secundário estiveram envolvidas 5 escolas, 8 professores e 44 alunos. Com este projeto, a NERSANT pretende incutir a importância da criação de empresas e fomentar o empreendedorismo na comunidade escolar do ensino secundário. A Melhor Ideia Empresarial recebeu 150 euros, a Ideia Mais Inovadora, 100 euros e o Melhor Trabalho de Equipa, 50 euros. Para mais informações sobre os projetos de empreendedorismo escolar dinamizados pela NERSANT, os interessados devem contactar o Departamento de Apoio Técnico, Inovação e Competitividade da associação através dos contactos datic@nersant.pt ou 249 839 500. Há programas de apoio ao empreendedorismo no Ensino Secundário (EmpreEscola), no 2.º e 3.º ciclos (Empreender Jovem) e no Ensino Básico (EmpCriança). 

www.nersant.pt

ALUNOS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FERREIRA DO ZÊZERE APRESENTAM PROJETOS DE EMPREENDEDORISMO A NERSANT dinamizou este ano letivo no Agrupamento de Escolas de Ferreira do Zêzere, o projeto de incentivo ao empreendedorismo Empreender Jovem, direcionado para o 2.º e 3.º ciclos, tendo o agrupamento decidido realizar uma sessão final do projeto, onde as equipas participantes puderam mostrar à comunidade escolar, o trabalho que desenvolveram. Desta forma, realizou-se no dia 15 de junho, no auditório da escola, uma sessão de apresentação dos projetos empresariais criados pelos alunos participantes no Empreender Jovem. Cada uma das equipas apresentou a sua ideia de negócio e proposta de solução,

JULHO 2022

abordando tópicos relevantes na vontade de empreender, na criação de soluções e no pensamento de um futuro sustentável. De referir que os alunos participantes desenvolveram todo o projeto Empreender Jovem nos seus tempos livres, em horas não letivas, o que demonstra o forte empenhamento que as várias equipas tiveram durante todo o ano. O Agrupamento de Escolas de Ferreira do Zêzere tem vindo a participar, ao longo dos anos, nos vários projetos de empreendedorismo dinamizados pela NERSANT, contando com professoras experientes e empenhadas para a temática.

RIBATEJO

47


EMPREENDEDORISMO&INOVAÇÃO

Estudo da CCDRC divulgou 91 empresas Gazela da Região Centro

MÉDIO TEJO COM OITO EMPRESAS GAZELA EM 2021

A região Centro conta com 91 empresas Gazela, que empregam 3.875 pessoas e geram um volume de negócios de 914 milhões de euros e 571 milhões de euros de exportações. Conclusões do último estudo efetuado pela CCDRC - Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro sobre as empresas Gazela existentes na região Centro em 2021, com base em informação económica disponível para 2020. No Médio Tejo, há oito empresas Gazela.

48

RIBATEJO

N

a sua comunicação, a com duas empresas Gazela em cada CCDRC esclarece que um dos territórios. Ferreira do Zêzeo conceito de emprere, Alcanena, Torres Novas e Ourém sas Gazela, referindetêm uma empresa Gazela em cada do que se tratam de um dos territórios. “empresas jovens que, num curto De referir que o estudo da CCDRC espaço de tempo, apresentam um apenas analisa empresas da região crescimento aceleCentro, sendo que rado no emprego e da mesma apeDe acordo com a no volume de negónas fazem parte CCDR Centro, as 91 cios. Estão presenos concelhos do tes em todos os distrito de Sanempresas Gazela setores de atividatarém que inteempregam 3.875 de e diferenciam-se gram a sub-região pessoas, geram um pelo seu posicionad o M é d i o Te j o , mento nos merca- volume de negócios de composto por 13 dos e pela sua capamunicípios, 11 914 milhões de euros cidade de gestão e deles do distrie 571 milhões de euros to de Santarém de risco”. de exportações. No total das 91 (Abrantes, Alcaempresas Gazela nena, Constância, apuradas, contabiEntroncamento, lizam-se oito empresas dos concelhos Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, do distrito de Santarém que integram Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila a sub-região do Médio Tejo (parte da Nova da Barquinha, do distrito de região Centro), com destaque para Santarém e Sertã e Vila de Rei, peros concelhos de Abrantes e Tomar, tencentes a Castelo Branco). 

JULHO 2022

www.nersant.pt


E&I

Lista de Empresas Gazela 2021 Médio Tejo Nome

Atividade económica

Município

4MB

Promoção imobiliária; construção de edifícios

Abrantes

Aurélio Lopes - Serviços Florestais, Unipessoal, Lda.

Atividades especializadas de construção

Tomar

Custódio Martins – Transportes, Unipessoal, Lda.

Transportes terrestres e transportes por oleodutos ou gasodutos

Ferreira do Zêzere

H.JDP - Alimentar, Unipessoal, Lda.

Fabricação de produtos metálicos, exceto máquinas e equipamentos

Abrantes

Hooked Portugal, S.A.

Comércio por grosso (inclui agentes), exceto de veículos automóveis e motociclos

Alcanena

Install Expert, Serviços e Revestimentos, IESR, Lda.

Atividades especializadas de construção

Torres Novas

Intertomar – Supermercados, Lda.

Comércio a retalho, exceto de veículos automóveis e motociclos

Tomar

Strongfloor, Unipessoal, Lda.

Comércio por grosso (inclui agentes), exceto de veículos automóveis e motociclos

Ourém

Fonte: CCDR Centro (Lista de Empresas Gazela 2021 da Região Centro, com autorização de publicação)

www.nersant.pt

JULHO 2022

RIBATEJO

49


EMPREENDEDORISMO&INOVAÇÃO

Águas de Santarém é a primeira empresa portuguesa a receber certificação alinhada com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU A empresa A.S. – Empresa das Águas de Santarém – EM, S.A., entidade gestora da água e saneamento no concelho de Santarém, acaba de receber a certificação no Sistema de Gestão de Responsabilidade Social Corporativa alinhado com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, na sua atividade, tratando-se da primeira empresa a obter tal distinção, em solo nacional.

A

Águas de Santarém abraçou a Agenda 2030 – uma iniciativa das Nações Unidas –, subscrevendo os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Dos 17 ODS que constituem a Agenda 2030, a empresa subscreveu oito: ODS3 Saúde e Bem-

50

RIBATEJO

-estar; ODS 4 Educação de qualidade; ODS 5 Igualdade de género; ODS 6 Água potável e saneamento; ODS 7 Energias renováveis e acessíveis; ODS 12 Consumo e produção responsáveis; ODS 13 Ação climática; e ODS 14 Proteger a vida marinha. Para aquisição da certificação, a

JULHO 2022

empresa A.S. – Águas de Santarém foi auditada pela Entidade Certificadora Bureau Veritas, que se baseou num processo de amostragem das informações disponíveis, tendo como metodologia a observação, entrevistas, análise de atividades e revisão documental (registos e documentos).

www.nersant.pt


E&I

A propósito deste reconhecimento, o Presidente do Conselho de Administração da empresa Municipal A.S. – Águas de Santarém, Ramiro Matos, afirma que “este é um momento que muito orgulha e que, paralelamente, nos transmite uma enorme responsabilidade na implementação estratégica dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, a nível nacional. Consideramos que as empresas são agentes essenciais de mudança nos paradigmas da sustentabilidade e esta distinção certifica que as nossas ações, ideias e políticas representam o respeito por princípios fundamentais da humanidade. Pelas pessoas, pelo planeta e pela prosperidade, a empresa Águas de Santarém, ao abrigo desta certificação, torna-se, assim, merecedora de assumir diversos compromissos, que representam, pois, a esperança de todos num futuro melhor. Que toda a equipa da AS sinta o orgulho de estar a contribuir por um futuro melhor para os seus filhos e gerações vindouras”. Depois do Comité Olímpico Espanhol receber esta atribuição pela primeira vez no país vizinho, é a vez da A.S. se tornar

www.nersant.pt

pioneira e obtê-la em território nacional. A par deste galardão, a empresa municipal é, atualmente, a primeira empresa do setor das águas e saneamento a ter sido certifi cada na conciliação da vida pessoal, profissional e familiar; disponibiliza serviços que fazem de Santarém a segunda capital de distrito com água mais barata; encontra-se entre as 50 melhores empresas para trabalhar, ranking definido pela Revista Exame; e detém o reconhecimento de Inovação em Prevenção,

JULHO 2022

uma iniciativa da Ageas Seguros, tendo sido distinguida na categoria Pessoas pelo projeto “Primeiro as Pessoas”. A sessão solene de entrega teve lugar dia 22 de junho, pelas 11 horas, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Santarém, na presença do Presidente do Município, Ricardo Gonçalves, do Presidente do Conselho de Administração da empresa municipal Águas de Santarém e da Diretora de Certificação do Bureau Veritas Portugal, Patrícia Franganito. 

RIBATEJO

51


INTERNACIONALIZAÇÃO

Fravizel na exposição da Primeira Pedra 2016 | 2022 A Fravizel, empresa de engenharia metalomecânica com sede em Pé da Pedreira, Alcanede, esteve envolvida na execução da exposição da Primeira Pedra 2016 | 2022 no Museu Nacional dos Coches, em Lisboa. De acordo com a empresa, “a exposição da Primeira Pedra 2016 | 2022 foi realizada pela Associação Cultural Experimentadesign”, contando com “74 obras produzidas em pedra, sendo possível visitá-la até 25 de setembro”. Primeira Pedra é um programa internacional de pesquisa experimental que explora o potencial da pedra portuguesa. Centrado nas características únicas dos vários tipos de pedra que compõem a paisagem geológica de Portugal, este programa junta a produção ao design através do desenvolvimento de utilizações inovadoras deste material singular, enaltecendo também a ampla indústria nacional que está ligada à sua extração e transformação. Durante os últimos seis anos, o programa convidou 36 arquitetos, artistas e designers a criar peças que homenageiam esta matéria-prima. Depois de exposições internacionais, o Museu

Nacional dos Coches recebe agora Primeira Pedra 2016/2022 que apresenta pela primeira vez as 74 obras em conjunto. A Primeira Pedra 2016/2022 vai interagir com o complexo museológico do Museu dos Coches, desenhado pelo arquiteto Paulo Mendes da Rocha, per-

mitindo uma multiplicidade de diálogos entre passado, presente e futuro. De referir que a Fravizel desenvolve e fabrica equipamentos de terraplenagem (baldes, ripers, patolas, engates rápidos, etc.) e máquinas para pedreiras, floresta e indústria em geral (máquinas de perfuração e de corte por fio diamantado, etc.).

Comtemp em Madrid A Comtemp - Companhia dos Temperos, Lda., dedicada à produção de vinagres e temperos com sede no Entroncamento, marcou presença, em junho, na Organic Food e Eco Living Iberia, certames realizados em conjunto, em Madrid, Espanha. A feira Organic Food Iberia é o maior evento de comércio orgânico da Península Ibérica, sendo definido pela organização como “o ponto de encontro internacional para produtores orgânicos da Espanha, Portugal e do resto do mundo”. Quanto à Eco Living Iberia, trata-se de um certame que dá destaque “às últimas tendências do mundo natural e sustentável”, e onde podem ser conhecidos produtos desenhados no âmbito desta tendência, como “cosméticos, acessórios, produtos de cozinha e casa”.

52

RIBATEJO

JULHO 2022

www.nersant.pt


INT

TrimNW expõe na Techtextil em Frankfurt Em junho, a empresa TrimNW - Moulded Parts & Nonwovens, com sede em Santarém, esteve presente na Techtextil, principal feira internacional de têxteis técnicos e não tecidos. A Techtextil aconteceu em Frankfurt, na Alemanha, de 21 a 24 de junho. Os expositores internacionais apresentaram todo o espectro de têxteis técnicos, têxteis de vestuário fun-

cionais e tecnologias têxteis. No certame, a TrimNW deu a conhecer os seus produtos e soluções. De referir que a Trim NW, Lda. é um produtor de não-tecidos industriais e componentes para a mobilidade. Em 2020, a TrimNW iniciou a produção de TNT para a confeção de EPI´s para a área hospitalar, com o apoio da União Europeia.

Lusocolchão participa em conferência anual da Europur, na Alemanha

A Lusocolchão, marca do grupo J.J. Louro, de Santarém, esteve presente na conferência anual da Europur que decorreu no início de junho em Berlim, na Alemanha. A empresa fez-se representar pelo presidente do conselho de administração, Ricardo Pereira, e pelo diretor de produção da unidade de espuma, Rui Lagoa. “Anualmente, a Europur, associação europeia de fabricantes de espuma, reúne os seus associados, juntamente com

www.nersant.pt

fornecedores e parceiros, num evento composto por várias sessões de informação sobre o mercado da espuma e seus intervenientes, formação sobre temáticas e conteúdos da atualidade do setor e apresentação de novos membros e tendências”, informou a Lusocolchão, acrescentando que “os três dias de programa culminam num jantar de convívio entre parceiros e concorrentes, permitindo uma partilha de experiências”. Associada da Europur desde 2017, a

JULHO 2022

Lusocolchão, responsável pela TopFoam, marca de referência no setor de produção de espumas flexíveis de poliéter poliuretano, a Lusocolchão, esclareceu a empresa, “foi a primeira empresa europeia desta organização a produzir, em simultâneo, a sua própria espuma e colchões. Uma característica extremamente diferenciadora das demais empresas e que demonstra o seu caráter vertical e integrado acrescentando valor e qualidade nos seus produtos de descanso”.

RIBATEJO

53


INTERNACIONALIZAÇÃO

Henriques & Henriques expõe na Algéria Entre os dias 20 e 23 de junho, a empresa de Ourém Henriques & Henriques esteve presente na SIEE Pollutec, exposição internacional de equipamentos, tecnologias e serviços de água, o maior encontro anual do setor da água e ambiente em África, que teve lugar na Algéria. A Henriques & Henriques, S.A., fundada em 1980, pertence ao grupo Henriques SGPS, especializada no fabrico e comercialização de reservatórios metálicos, destinados ao armazenamento de combustíveis líquidos, de GPL e ar comprimido, assim como de reservatórios hidropneumáticos e filtros para tratamento de águas. A empresa tem sede em Caxarias, Ourém.

Torre Kronos Sathorn de Bangkok com pedra da Filstone Natural “Localizada em Bangkok, Tailândia, a Torre Kronos Sathorn é um dos muitos projetos com pedra Filstone espalhados pelo Mundo”, avançou a empresa de Fátima na sua página da rede profissional LinkedIn. De acordo com a empresa, a torre é “um edifício arquitetónico de Palmer & Turner, de 29 pisos, dedicado a escritórios e a espaços comerciais”. Nascida em 2002, junto a Alcanede, a Filstone fixou raízes em Fátima, na localidade de Casal Farto. 20 anos depois, “a Filstone é líder no setor da pedra natural em Portugal, empregando mais de 200 pessoas” e exportando mais de 90% da sua produção, sendo a China

54

RIBATEJO

JULHO 2022

um dos seus principais países parceiros. Em março de 2021, a Filstone reforçou a presença dos seus materiais neste país “com a abertura do primeiro Filstone Center, em Yunfy, com o objetivo de promover novas massas e facilitar a compra de blocos de pedra calcária Filstone sem os normais constrangimentos de tempo e distância”. “O Filstone Center Shuitou, a cerca de 800km do de Yunfu, foi o segundo a ser inaugurado, no final de 2021”, prevendo-se, futuramente, o reforço da presença da Filstone “noutros países com a abertura de mais Filstone Center”, informou a empresa.

www.nersant.pt


INT

MediaPrisma realiza primeiro trabalho internacional em Itália A MediaPrisma, agência criativa com sede na Startup Santarém, realizou o primeiro trabalho internacional. A empresa desenvolveu um stand de raiz, a pedido do cliente, montado na Feira Devotio em Bolonha, Itália. De acordo coma MediaPrisma, este primeiro trabalho em solo internacional foi classificado como “exigente, mas criado com muita motivação e entusiasmo”. De referir que a MediaPrisma tem como missão apoiar as organizações e clientes na sua transformação para o universo digital, com as melhores soluções, para aumentar a sua produtividade, eficiência e satisfação. A empresa é especialista em marketing digital e tecnologias de informação.

Investimento direto estrangeiro no centro cresce 24,2% “Em 2021, o investimento direto estrangeiro na região Centro atingiu um novo máximo de 7,7 mil milhões de euros, tendo ocorrido um crescimento de 24,2% face ao ano anterior. Este valor corresponde a 4,95% do investimento direto estrangeiro recebido pela economia nacional, o peso mais elevado de sempre”, informou a CCDRC - Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro.

www.nersant.pt

Já o investimento em Investigação e Desenvolvimento na região Centro, continuou a CCDRC, “foi de aproximadamente 550 milhões de euros em 2020, traduzindo um ligeiro acréscimo face a 2019. Este valor representava 17,0% do total nacional e 1,43% do PIB da região, tendo o setor privado executado 57,7% do investimento regional em I&D”. “A taxa de desemprego jovem na

JULHO 2022

região, em 2021, baixou para os 20,4% (no ano anterior tinha atingido os 25,2%), sendo inferior à média nacional (23,4%), mas superior à média dos 27 países da União Europeia (16,6%)”, fez saber a CCDRC, acrescentando que “estas são algumas das conclusões da última atualização do Barómetro do Centro de Portugal”. De referir que o Barómetro do Centro de Portugal é um elemento de monitorização, produzido pela CCDRC que tem como objetivo avaliar o progresso alcançado pela região Centro em termos de crescimento e competitividade, potencial humano, qualidade de vida, coesão e sustentabilidade ambiental e energética. Contempla um conjunto de 25 indicadores-chave, objeto de permanente atualização, que identificam tendências e lacunas de progresso, permitindo desenvolver eventuais ações corretivas e preventivas.

RIBATEJO

55


INTERNACIONALIZAÇÃO

Rede Eureka reforça cooperação internacional em inovação Ministros, Secretários de Estado e altos representantes dos Estados-membros da rede Eureka, conjuntamente com representantes da Comissão Europeia, que integra igualmente a rede, marcaram presença num encontro onde foi aprovada e oficializada a entrada, enquanto membros de pleno direito, de países de fora da Europa. Nesse âmbito, e tendo como objetivo reforçar a internacionalização da Eureka e reconhecendo a importância da cooperação transnacional, foi firmada a integração da Coreia do Sul e do Canadá, além de ter sido protocolada a reassociação do Chile. A afirmação da rede Eureka em termos internacionais, nomeadamente no espaço europeu, foi consolidada através de um Memorando de Entendimento assinado entre a Rede Eureka e a Comissão Europeia, visando o fortalecimento do papel crucial da Eureka no Espaço Europeu de Investigação e na Agenda Europeia de Inovação. O protocolo surge na sequência do reconhecimento por parte da Comissão Europeia da contribuição da Rede Eureka na concretização dos objetivos inerentes aos programas de financiamento comunitário para investigação e inovação, como fortalecer as bases científicas e tecnológicas da indústria. O fortalecimento da rede Eureka, mas também do setor da inovação internacional, foi homologado através de um memorando de entendimento que determina o investimento de 2 mil milhões de euros na denominada “Par-

tnership on Innovative SMEs within the European Union’s Horizon Europe Framework Programme for Research and Innovation”. O investimento, realizado por 37 países, Comissão Europeia e indústria, permitirá o financiamento de projetos, através do Eurostars e do Innowwide, de atividades de investigação, desenvolvimento e inovação, e da exploração de mercados. Ficou ainda decidido prolongar a Presidência Portuguesa da Rede Eureka, que deveria findar no fim de junho, mas que se estenderá até ao fi nal do ano. Foi unânime o reconhecimento da importância da rede Eureka no fortalecimento económico num cenário pós pandemia, na adaptação às transformações resultantes da transição energética e digital, como o desenvolvimento de produtos, serviços e processos sustentáveis e digitais, e enquanto uma plataforma de colaboração entre centros de I&D e empresas. Desde a sua criação, em 1985, a rede Eureka já apoiou com 40 mil milhões de euros, 50 mil pequenas e médias empresas, instituições de ensino superior e centros de investigação, num total de 7 mil projetos de investigação e desenvolvimento. Desta forma tem impulsionado a inovação, a criação de emprego científi co e o desenvolvimento da indústria, tornando-se assim a maior rede mundial de captação de financiamento público e privado para projetos e atividades de investigação, desenvolvimento e da inovação.

Portugal e Reino Unido relançam relação multissecular Os Primeiros-Ministros de Portugal e do Reino Unido da Inglaterra, Escócia e Irlanda do Norte assinaram em junho uma “Declaração conjunta fundamental para relançarmos, depois do Brexit, a relação bilateral da mais antiga aliança mundial”, disse António Costa numa declaração à imprensa no final de uma reunião com Boris Johnson, em Londres. O documento, define o quadro as relações bilaterais luso-britânicas após a saída do Reino Unido da União Europeia (Brexit), havendo um grande conjunto de áreas que, devido à pertença de Portugal à União Europeia, são reguladas no quadro das relações UE-RU. O Primeiro-Ministro disse que este “é o sétimo ou oitavo acordo assinado, mas nenhum dos outros é tão abrangente como este”, que cobre as áreas da segurança, criminalidade, defesa, política externa, cooperação, investimento, comércio, investigação, educação e proteção dos portugueses residentes no Reino Unido e dos britânicos residentes em Portugal. DESENVOLVIMENTO A declaração “identifica as áreas estratégicas para o desenvolvimento”, sendo “muito focado nas tecnologias e no investimento que temos de fazer em conjunto nas energias renováveis, na

56

RIBATEJO

JULHO 2022

www.nersant.pt


INT

Adega do Cartaxo: 13 distinções no Vinarium International Wine Conteste

eficiência energética e na transição digital. Estes são os grandes desafios com que estamos confrontados e podemos fazê-lo em conjunto”, disse. António Costa referiu que na área da investigação destaca-se “tudo o que tem a ver com os oceanos, em que o Reino Unido fará um investimento crescente no AIR Centre”, dedicado ao estudo do oceano e do clima atlântico e situado nos Açores. “Portugal ter uma comunidade científica tão forte no Reino Unido, ajuda muito a estabelecer pontes entre as nossas instituições científicas e universitárias”, acrescentou.

Em junho, a Adega do Cartaxo obteve 13 distinções no Vinarium International Wine Conteste, concurso internacional de vinhos da Roménia. “13 distinções que reconhecem o trabalho e dedicação da nossa equipa, dos nossos associados e demais envolvidos na produção dos nossos vinhos!”. Foi desta forma que a empresa comunicou a receção destes prémios, agradecendo o reconhecimento dos seus vinhos à organização do concurso. Na competição, os 13 vinhos premiados da Adega do Cartaxo foram: CTX Vinho Licoroso Superior 2014, com o Grande Ouro, CTX Vinho Licoroso Abafado 2014, Bridão Reserva Tinto 2018, Bridão - Edição Limitada - Sauvignon Blanc 2019, Bridão Alicante Bouschet 2018, Bridão Private Collection Tinto 2018, Bridão Clássico Tinto 2019, Coudel Mor Clássico 2019, Coudel Mor Reserva 2017, Terras de Cartaxo Clás-

sico 2019, com o Ouro, e Bridão Reserva Branco 2019, Bridão Private Collection Branco 2020 e Terras de Cartaxo Reserva 2018, com a Medalha de Prata. Em junho, os vinhos da Adega do Cartaxo foram ainda distinguidos noutros concursos internacionais. O Concours Mondial de Bruxelles distinguiu os vinhos desta adega com cinco medalhas, quatro de ouro e uma de prata. O Ouro foi atribuído às referências Coudel Mor Reserva 2017, Bridão Touriga Nacional 2017, Bridão Private Collection Branco 2020 e Terras de Cartaxo Reserva 2018, e a Prata ao vinho Terras de Cartaxo Clássico 2019. O Decanter World Wine Awards premiou cinco referências da empresa, sendo elas o Bridão Private Collection Branco 2020, Bridão Touriga Nacional 2017, Bridão Clássico Tinto 2019, Bridão Merlot 2017 e Bridão Reserva Tinto 2017.

INVESTIMENTO O Primeiro-Ministro referiu igualmente que “o Reino Unido tem investido crescentemente em Portugal, as empresas britânicas beneficiando de terem as vantagens do Brexit no Reino Unido e da União Europeia, em Portugal”. Estas empresas “têm investido sobretudo nas áreas de tecnologias – Portugal é o terceiro país da União Europeia com maior taxa de licenciados em engenharia, sendo natural que este talento atrai investimentos nestas áreas”, disse. António Costa, que estava acompanhado pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho, referiu também que este relançamento da relação bilateral se realiza a “cerca de um mês de celebrarmos os 650 anos do primeiro tratado que assinámos entre Portugal e a Inglaterra, que continua a ser a aliança contínua mais antiga”.

www.nersant.pt

JULHO 2022

RIBATEJO

57


INTERNACIONALIZAÇÃO

Município de Santarém promoveu oferta agroalimentar do concelho em Bruxelas Santarém foi o Município convidado, na Feira de Produtos Agroalimentares - “O Melhor de Portugal - Best of Portugal”, organizada pela CAP - Confederação dos Agricultores de Portugal, no centro de Bruxelas - Parq du Cinquantenaire, nos dias 18 e 19 de junho.

D

e acordo com o Município de Santarém, “este evento, para além de levar os sabores dos produtos regionais de Santarém às pessoas que vivem no coração da União Europeia, visa, também, ajudar as empresas agroalimentares portuguesas, em particular do concelho de Santarém, a entrarem no mercado belga e europeu, contribuindo para a afirmação do seu potencial e aumento das respetivas exportações”. A presença de Santarém no evento teve um balanço bastante positivo, tendo em conta o entendimento da Câmara. “Considera-se que o envolvimento do Município de Santarém, através da participação das empresas do concelho, com produtos alimentares para exposição e venda aos consumidores, neste evento de dois dias, foi importante para valorizar a marca Santarém, a sua ligação de proximidade com o mundo rural e o apoio ao desenvolvimento agrícola e desenvolvimento económico, para além da relevância para o turismo e cultura da nossa cidade e concelho”, informou o Município em comunicado. A feira, avançou ainda a Câmara Municipal de Santarém, “que foi visitada por mais de 50 mil pessoas”, “pretendeu ainda enaltecer o turismo e cultura da cidade e do concelho, sendo uma excelente oportunidade para dar a conhecer o melhor de Santarém no centro da Europa, potenciando e valorizando o nosso concelho”. A nota emitida pelo Município de Santarém refere ainda que o evento foi um sucesso para os empresários presentes, excedendo

58

RIBATEJO

mesmo as expetativas. Marcaram presença na Feira de Produtos Agroalimentares - “Best of Portugal”, as empresas Quinta da Ribeirinha, da Póvoa de Santarém, com os vinhos premiados; Quinta do Juncal, de Achete, com os azeites DOP; Landscape Farm, de São Vicente do Paul, com os produtos de agricultura de paisagem; Abelhas e Companhia, da Póvoa da Isenta, com o mel e produtos derivados; Gotik Destilaria, das Fontainhas, com o Gin e restantes produtos; Monte Safira, de Almoster, com os enchidos e salchicharia; Sabores do Campo, do Verdelho, com doces e outros produtos regionais; Egocultum – Soluções Agrícolas, de Casével, com o feijão, o chícharo e o grão-de-bico; e Escola Superior Agrícola de Santarém, com os seus produtos alimentares, em particular o vinho e os queijos da Quinta. Para além das empresas, marcaram

JULHO 2022

presença, a título individual, dois artesãos de Bunho, um da cidade e outro do Secorio - Moçarria, para dar a conhecer e promover o projeto “Ideias do Antigamente Promovem o Ambiente - O Bunho”. “Com este projeto, a Câmara Municipal de Santarém pretende resgatar o artesanato em Bunho, o qual integra o património coletivo e a identidade de um povo, e que assenta na valorização do Património Natural e Cultural associado à produção artesanal e tradicional do mobiliário em Bunho”, fez saber a Câmara Municipal. De referir que marcaram presença ao longo do evento os vereadores João Leite, Nuno Russo e Carmen Antunes, “que em conjunto com os dirigentes da CAP, os eurodeputados e a Ministra da Agricultura e Alimentação foram interagindo com os visitantes e empresários presentes”. 

www.nersant.pt


SERVIÇOS Consultoria de Marketing Comunicação Estratégica Produção de materiais de comunicação Assessoria de Imprensa Organização de Eventos

MORADA Rua Latino Coelho nº 87 - 3º 1050-134 Lisboa

CONTACTOS www.nersant.pt

Telefone: 213 502 599 Telemóvel: 917 226 043 JULHO 2022 E-mail: geral@ecoinformacao.pt

59