__MAIN_TEXT__

Page 1

ESPAÇO DO PROFESSOR

ARTE E REPRESENTAÇÕES DA GUERRA NAS OBRAS DE LASAR SEGALL

ARTES VISUAIS | 

HISTÓRIA | 

LÍNGUA PORTUGUESA


guia de Ă­cones ler observar, ver (obra de arte)

pesquisar, aprofundar, procurar

analisar, questionar, elaborar hipĂłteses, comentar (questionando)

recuperar, retomar, relembrar

registrar apresentar, relatar, compartilhar em voz alta

comentar, explicar discutir, conversar


título

Arte e Representações da Guerra nas obras de Lasar Segall apresentação A guerra é tema comum na pintura. Vários artistas selecionaram episódios, personagens e lugares para criar suas próprias representações do tema. Essas imagens funcionam como um índice, seja pelo testemunho, seja pela vivência direta ou indireta do terror, da brutalidade humana e de suas consequências para a população. Em tempos marcados pela violação dos direitos humanos, esse debate torna-se fundamental para ampliar informações, às vezes deturpadas, desses acontecimentos e sensibilizar-nos para as mazelas provocadas pela guerra. Neste plano de aula, essa sensibilização acontece pelos elementos pictóricos escolhidos pelo artista Lasar Segall.

objetivos • Compreender o que são os elementos formais de uma obra de arte; • Conhecer o artista Lasar Segall e suas obras; • Ampliar a relação dessas obras com o contexto histórico a que se referem.

áreas do conhecimento

segmento

Artes visuais, história e língua portuguesa.

Ensino Médio.

duração 4 aulas.

recursos necessários • Computador com acesso à internet; • Caderno, lápis e borracha.


desenvolvimento 1º MOMENTO Antes de iniciar o estudo, pergunte aos alunos se conhecem o artista Lasar Segall e suas obras. Debata com eles sobre seus conhecimentos prévios e como foram adquiridos. Depois, inicie a leitura do seguinte trecho do verbete do artista, presente no site da Enciclopédia Itaú Cultural:

Lasar Segall viaja para a Alemanha em 1906, onde frequenta a Academia de Belas Artes de Berlim, na qual predominam tendências ligadas aos movimentos impressionista e pós-impressionista. No quadro Sem Pai (1909), as pinceladas livres lembram o impressionismo, porém, a obra tem atmosfera sombria, reforçada pelos tons escuros da paleta e destaca-se pela caracterização social e psicológica dos personagens. Em 1910, Segall estuda na Academia de Belas Artes de Dresden. Adota tons mais claros, embora permaneça a tendência ao monocromatismo, característica de sua produção, como, por exemplo, em Leitura (1914). Admira a obra de Paul Cézanne, pelo aspecto construtivo da pincelada, como se pode ver em Violinista (1912). Seu primeiro contato com o Brasil ocorre em 1913, quando expõe em São Paulo e em Campinas, retornando a Dresden no mesmo ano. Para a historiadora Claudia Valladão de Mattos, a partir de 1914, o artista revela interesse pelo expressionismo. Busca nova linguagem pictórica e caracterização psicológica mais aguda para suas figuras. A pintura de Segall, sob o impacto da Primeira Guerra Mundial (1914-1918), reflete a preocupação com as injustiças sociais e o sofrimento humano. Os quadros são estruturados por meio de planos construídos em diagonais e tendem à geometrização, com o predomínio de formas triangulares. Utiliza cores escuras e contrastantes.

Apresente as obras a seguir, selecionadas do site da Enciclopédia Itaú Cultural, e deixe os alunos as observarem por algum tempo. Peça para que façam perguntas sobre as obras.

6

ESPAÇO DO PROFESSOR


Lasar Segall Navio de Emigrantes, 1939 - 1941 óleo com areia sobre tela, 230 x 275 cm Museu Lasar Segall – IBRAM/MinC Reprodução fotográfica de autoria desconhecida.

Lasar Segall Visões de Guerra, 1940 - 1943 tinta preta a pena e aquarela sobre papel, 19,5 x 15,5 cm Museu Lasar Segall – IBRAM/MinC Reprodução fotográfica do Museu Lasar Segall.

ARTE E REPRESENTAÇÕES DA GUERRA NAS OBRAS DE LASAR SEGALL

7


Lasar Segall Êxodo II, 1949 óleo sobre tela, c.i.e. 110,3 x 81 cm Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro (MNBH) Reprodução fotográfica de autoria desconhecida.

Lasar Segall Favela, 1954 - 1955 óleo com areia sobre tela, 65 x 50 cm Museu Lasar Segall – IBRAM/MinC Reprodução fotográfica do Museu Lasar Segall.

8

ESPAÇO DO PROFESSOR


Com base na leitura do verbete do artista, inicie o trabalho levantando passagens do texto e explicando-as aos alunos. Ressalte:

• A caracterização psicológica das figuras; • As injustiças sociais e o sofrimento humano e como eles são representados; • Os planos construídos em diagonais, com o predomínio de formas triangulares. Selecione uma das obras para analisar com os alunos. Explique, por exemplo, como o artista representa psicologicamente as personagens em Visões de Guerra (1940 - 1943). Divida a classe em grupos de três ou quatro alunos e peça para que analisem as demais obras. Devem atentar para os tópicos relacionados acima. Cada grupo vai descrever, à sua maneira, o significado dos itens enumerados. É possível identificar quais itens nas obras? Existem alguns mais evidentes do que outros? Ao final, retome a exposição das obras e explique:

• Como o espaço pictórico é dividido em planos e linhas diagonais, principalmente na obra Navio de Emigrantes (1939 - 1941); • Como as injustiças sociais são representadas nas obras Êxodo II (1949) e Favela (1954 - 1955).

A organização desses elementos formais garante mais expressividade ao artista. Mostre aos alunos que a ausência de cromatismo acentuado e de cores diversificadas contribui para reforçar o massacre e a opressão que recai sobre a vida humana. Na obra Navio de Emigrantes, as linhas que cortam a imagem também aprisionam, num amontoado insalubre, muitos emigrantes no interior de um navio. Na parte de baixo da obra, as pessoas se embaralham numa crescente ilusão ótica. Com um olhar distraído, podem ser confundidas com corpos mortos dependurados. Os tons pastéis neutralizam a angústia e reforçam a desumanização a qual estão submetidas. É importante que os alunos vejam a obra como um elemento único, dotado de um sentido maior e aberto a novas leituras. Ao destacar essas possibilidades formais de leitura, os estudantes conseguirão ampliar a sensibilidade estética. Compare as análises realizadas e avalie o trabalho como um todo.

ARTE E REPRESENTAÇÕES DA GUERRA NAS OBRAS DE LASAR SEGALL

9


2º MOMENTO Inicie mostrando aos estudantes o que existe em comum nas obras de Segall. Informe que elas apresentam uma multidão de excluídos: pobres, negros, emigrantes, velhos, marginais, exilados e oprimidos em geral. Muitas vezes suas personagens são deformadas e o espaço é quase inexistente. Carregados de uma expressão de horror, homens, mulheres e crianças surgem como vítimas desesperançadas e perdidas. As linhas tortas retomam a estética expressionista da primeira metade do século passado, em voga no entreguerras. Multifacetada, sua obra representa a exclusão, ou seja, retrata a população que não tem acesso aos direitos básicos de cidadania. Para este estudo, escolhemos os flagelados de uma guerra e uma favela. Realizada essa introdução, proponha as questões a seguir entre outras possíveis:

• Quem são as pessoas? O que seus rostos expressam? • Para onde vão? • Como estão vestidas? • Como o artista as pintou? • Quais foram as cores usadas? Nas obras Visões de Guerra e Êxodo II as expressões dos rostos são distorcidas e apavorantes.

• O que elas indicam? • Como elas aparecem nas obras? • Quais lugares são representados? Após o debate inicial com a classe, proponha que os alunos façam um parágrafo narrativo selecionando personagens/espaços tematizados pelo artista. A narrativa pode partir de uma frase proposta pelo professor – por exemplo, “Um dia muito difícil” ou “Teria aquele acontecimento sido um pesadelo?” – ou ser escolhida livremente pelos alunos.

10

ESPAÇO DO PROFESSOR


3º MOMENTO O tema para esta atividade são as condições de vida a que determinados agrupamentos humanos estão submetidos. O tema da pobreza na obra Favela e os da emigração e da guerra nas demais obras, facilitam o desenvolvimento da atividade. Esses 3 temas, guerra–pobreza–emigração, devem ser bem compreendidos pelos alunos. Com base na apreciação das obras, levante questões como:

• O que vemos na tela Navio de Emigrantes? • O que ela nos indica sobre essas pessoas? • O que é um navio de emigração? • Quais as condições físicas a que estas pessoas estão submetidas? O mesmo pode e deve ser feito com as outras telas. Em seguida, peça aos alunos que pesquisem sobre essas viagens forçadas com multidões inteiras e sobre os temas da emigração, da guerra e da pobreza. Solicite que pesquisem as palavras que dão títulos às obras: “emigrante” e “êxodo”. Na aula seguinte, divida a turma em grupos e peça que cruzem as pesquisas realizadas e verifiquem se encontram informações distintas. Questione-os:

• Emigração e êxodo são palavras semelhantes? • Quando acontecem? • Por que ocorrem? • Ainda hoje existem situações de migração e êxodo? Quais? Solicite que os alunos, em grupos, criem uma ordem para as imagens das obras de Lasar Segall, com sequência lógica estabelecida por eles, e apresentem os motivos da escolha. Assim, determine elos entre emigração e pobreza, guerra e êxodo. Peça para que os alunos expliquem os motivos de os temas estarem relacionados. Essa atividade deve ocorrer com registro no caderno e, ao final, ser debatida em classe.

ARTE E REPRESENTAÇÕES DA GUERRA NAS OBRAS DE LASAR SEGALL

11


reflexão final Ao final do projeto, procure fazer um balanço do que foi apreendido. Retome com a classe os conceitos analisados em artes e os conteúdos de história/ sociologia que foram vistos. Peça aos alunos que compartilhem o que não sabiam e o que aprenderam. A temática da pobreza e do nazismo, ambas explícitas nas obras do artista, são importantes para a reflexão e o amadurecimento dos estudantes. A experiência de uma guerra e a migração forçada são situações que nos colocam diante de dilemas morais e éticos difíceis de superar. É importante que os alunos reconheçam essas situações como extremas e possivelmente evitadas.

sugestões complementares Para complementar o que foi discutido no projeto, indique filmes que tematizam o trabalho, como a Lista de Shindler, entre outros que abordam o tema nazismo, e Central do Brasil, que mostra a vulnerabilidade a que certos grupos de brasileiros estão submetidos.

12

ESPAÇO DO PROFESSOR


referências A LISTA de Shindler. Direção: Steven Spilberg. Produção: Kathleen Kennedy. Hollywood, 1993. 1 DVD. BRAZILIANART VII. Apresentação marcos Barbosa Lima; texto Olívio Tavares de Araújo. São Paulo: JC Editora, 2007. CENTRAL do Brasil. Direção: Walter SallesJr. Produção: Martire de Clemont­Tonnerre e Arthur Cohn. Rio de Janeiro, 1998. 1 DVD. ÊXODO II. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org. br/obra1497/exodo-ii>. Acesso em: fev. 2018. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7. EXPRESSIONISMO. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural. org.br/termo3784/expressionismo>. Acesso em: fev. 2018. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7. FAVELA . In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org. br/obra2180/favela>. Acesso em: fev. 2018. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7. IMPRESSIONISMO . In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia. itaucultural.org.br/termo3638/impressionismo>. Acesso em: fev. 2018. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7 LASAR Segall. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org. br/pessoa8580/lasar-segall>. Acesso em: fev. 2018. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7.

ARTE E REPRESENTAÇÕES DA GUERRA NAS OBRAS DE LASAR SEGALL

13


MUSEU Nacional de Belas Artes. São Paulo: Banco Safra, 1985. NAVIO de Emigrantes. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia. itaucultural.org.br/obra2190/navio-de-emigrantes>. Acesso em: fev. 2018. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7. PÓS-IMPRESSIONISMO . In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia. itaucultural.org.br/termo891/pos-impressionismo>. Acesso em: fev. 2018. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7. VISÕES de Guerra. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia. itaucultural.org.br/obra8273/visoes-da-guerra>. Acesso em: fev. 2018. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7.

14

ESPAÇO DO PROFESSOR


núcleo enciclopédia Gerência Tânia Rodrigues Coordenação Glaucy Tudda Equipe Camila Nader Elaine Lino Lucas Rosalin (estagiário)

núcleo comunicação Gerência Ana de Fátima Souza Coordenação Carlos Costa Direção de Arte Arthur Costa Luciana Orvat (terceirizada) Projeto Gráfico Serifaria Produção Editorial Victória Pimentel

Profile for Itaú Cultural

A guerra nas obras de Lasar Segall  

A temática da guerra está presente nas produções de muitos pintores. Nesse plano de aula, o assunto é abordado à luz das obras de Lasar Sega...

A guerra nas obras de Lasar Segall  

A temática da guerra está presente nas produções de muitos pintores. Nesse plano de aula, o assunto é abordado à luz das obras de Lasar Sega...