__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

CADERNO DO PROFESSOR

APARÊNCIAS DISTORCIDAS EM REGINA SILVEIRA

ARTES VISUAIS


guia de Ă­cones

analisar, questionar, elaborar hipĂłteses, comentar (questionando)

apresentar, relatar, compartilhar em voz alta

comentar, explicar dica ler observar, ver (obra de arte)

pesquisar, aprofundar, procurar

recuperar, retomar, relembrar

registrar, criar, destacar, grifar, completar


título

Aparências Distorcidas em Regina Silveira

apresentação Nesta sequência de aulas, dividida em três momentos, estudaremos a série Anamorfas, da artista, professora e pesquisadora Regina Silveira. Por meio de representações de objetos cotidianos, a artista distorce a perspectiva do desenho, gerando formas que se esticam, comprimem e dobram.

objetivos ••Identificar e reconhecer diferentes suportes, materiais e técnicas de gravura

presentes na obra da artista Regina Silveira; ••Experimentar a produção de gravuras; ••Explorar matrizes e recursos computacionais para manipulação e impressão de gravuras digitais, utilizando filtros de corte, efeitos, mudança de cor, foco e texturas.

áreas do conhecimento Artes visuais e artes integradas.

segmentos e habilidades da BNCC Ensino Fundamental – Anos Iniciais: EF15AR02, EF15AR04 e EF15AR05. Ensino Fundamental – Anos Finais: EF69AR01, EF69AR04, EF69AR05, EF69AR06 e EF69AR35. Ensino Médio: EM13LGG101, EM13LGG102, EM13LGG105, EM13LGG201, M13LGG202, EM13LGG301, EM13LGG302, EM13LGG303, EM13LGG304, EM13LGG602, EM13LGG603 e EM13LGG604.


duração 4 aulas.

recursos necessários ••Diversidade de papéis: kraft, seda, sulfite, carvão, papelão, embrulho, opaline, couchê,

papel cartão, papel laminado, canson; ••Giz de cera preto, lápis grafite (4B ou 6B) ou outros materiais riscantes de tom escuro, tintas vegetais, carvão, batom, lápis de contorno dos olhos, canetas hidrográficas, giz seco, tintas vegetais, lápis giz de cera; ••Objetos de uso cotidiano: ferramentas, talheres, óculos, abridores de lata, porta-retratos, grampeadores, escumadeiras, xícaras etc.; ••Computador com acesso à internet; ••Projetor ou tablet; ••Impressões em preto e branco de Anamorfas (1980), produzidas por Regina Silveira (anexos 1 a 4); ••Scanner ou aplicativo para digitalização. Materiais para produção da gravura: ••Folhas de acetato; ••Uma fita adesiva dupla face; ••Estiletes; ••Spray; ••Máscaras e luvas; ••Lanternas. São Paulo, 2020


desenvolvimento 1º MOMENTO

Elementos da visualidade Inicie a aula com a leitura do verbete sobre Regina Silveira, no site da Enciclopédia Itaú Cultural. Destaque que, como artista multimídia, sua produção conta com serigrafias, litografias, fotomontagens, videoarte, cartões-postais, trabalhos em vinil, projeções luminosas, microfilme, entre outras. Ressalte que cada obra de arte é uma síntese dos modos de conhecer, ver, intervir, protestar, experimentar e dialogar com o mundo, a natureza, a cultura, e leva em consideração a subjetividade do artista. Exiba para a turma as imagens da série Anamorfas (1980), produzidas por Regina Silveira (anexos 1 a 4), e faça algumas perguntas, permitindo que compartilhem suas referências e conhecimentos prévios: é um desenho, uma pintura, gravura ou fotografia? Que elementos da visualidade percebemos: linhas, pontos, cores, texturas? Quais linhas são predominantes: grossas, finas, coloridas, contínuas, firmes, fracas, interrompidas? Que suporte e materiais foram produzidos? Conhecem outros artistas que trabalham com desenhos ou gravuras? É uma produção bidimensional ou tridimensional? As particularidades de um trabalho artístico também estão interligadas ao seu suporte. Por isso, apresente alguns papéis, identificando com a turma a gramatura, espessura, textura, resistência e porosidade. Explore a cor dos papéis em contato com materiais riscantes, pedindo que rabisquem, mas sem desenhar elementos figurativos, usando o batom sobre papel sulfite; lápis de contorno dos olhos sobre papel cartão; lápis B e hidrográficas sobre papel seda; giz seco sobre papel canson; carvão, tintas vegetais e lápis giz de cera sobre papelão.

APARÊNCIAS DISTORCIDAS EM REGINA SILVEIRA

7


Finalize esse momento exibindo as produções numa exposição na sala de aula e discutindo, em roda de conversa, quais os materiais adequados para cada suporte. Registre em um caderno de anotações as percepções da turma sobre esse primeiro momento de leitura e experimentação de imagens. Esse caderno com anotações servirá como subsídio para o encaminhamento pedagógico nas próximas aulas. Para a próxima aula, solicite que a turma traga lanternas e objetos do cotidiano, como ferramentas, talheres, óculos, abridores de lata, porta-retratos, grampeadores, escumadeiras e xícaras.

2º MOMENTO

O desenho das sombras Nesta aula, reveja o caderno de anotações, escreva um resumo sobre o primeiro encontro e o leia para a turma. Estimule o diálogo sobre a diversidade de técnicas e processos de gravura, tais como xilogravura, calcografia, litografia, serigrafia, ponta-seca, água-forte, água-tinta, offset e talho-doce. Apresente esses verbetes e promova uma leitura compartilhada. Se necessário, imprima algumas cópias e distribua à turma. Esclareça que alguns artistas improvisam o processo de gravura com recursos de baixo custo, como isopor, folhas de acetato e chapas de PVC. Relembre a série Anamorfas (1980), de Regina Silveira, e comente que, inspirados nessa série, eles farão um exercício de criação de gravuras digitais. Para isso, explique que será necessário produzirem um molde vazado utilizando as folhas de acetato. Distribua papéis brancos ou kraft, e peça que, em duplas, posicionem os objetos sobre o papel e experimentem diferentes formações de sombras com a lanterna. Caso seja possível acessar a área externa da escola, dispense as lanternas e utilize a luz do sol para formar o contorno das sombras. Assim que escolhida a sombra ideal, marquem o contorno no papel (figuras 1 a 4). Reserve os desenhos para a próxima aula.

8

CADERNO DO PROFESSOR


Figura 1 Objetos sobre folha A4. Reprodução fotográfica de Charles Farias

Figura 2 Objetos sobre folha A4. Reprodução fotográfica de Charles Farias

APARÊNCIAS DISTORCIDAS EM REGINA SILVEIRA

9


Figura 3 Objetos sobre folha A4. Reprodução fotográfica de Charles Farias

Figura 4 Objetos sobre folha A4. Reprodução fotográfica de Charles Farias

10

CADERNO DO PROFESSOR


3º MOMENTO

Gravura digital Neste último momento, estimule a turma com a experimentação da gravura. A litografia presente na série de Regina Silveira foi realizada em ateliê com suportes adequados para gravação em pedra. Para aproximar dos trabalhos da artista, faça a transposição de linguagens, partindo do desenho para a gravura digital. Retome os conceitos de desenho e gravura. Mencione que algumas técnicas de gravura exigem processos químicos para a produção de tiragens e seus custos podem variar. Para trabalhar em sala de aula, adapte utilizando o estêncil. Devolva os desenhos criados na aula anterior (figura 5) e peça que as duplas peguem as folhas de acetato e coloquem-as sobre o desenho, transferindo o traçado do desenho para o acetato (figura 6). Oferecendo toda a assistência necessária para o uso do estilete, oriente-os a cortar os traços que ficarão vazados. Em seguida, peça que coloquem os moldes vazados sobre o papel canson e apliquem o spray (figuras 7 e 8). As partes vazadas vão gerar a gravura (figura 9).

Figura 5 Exemplo de preparação do desenho em folha A4. Reprodução fotográfica de Charles Farias

APARÊNCIAS DISTORCIDAS EM REGINA SILVEIRA

11


Figura 6 Folha de acetato sobre o desenho para fazer o traçado. Reprodução fotográfica de Charles Farias

Figura 7 Cortes vazados com o estilete. Reprodução fotográfica de Charles Farias

12

CADERNO DO PROFESSOR


Figura 8 Aplicação do spray sobre o molde vazado. Reprodução fotográfica de Charles Farias

Figura 9 Retirada do molde vazado, resultando na gravura. Reprodução fotográfica de Charles Farias

APARÊNCIAS DISTORCIDAS EM REGINA SILVEIRA

13


Em um varal, coloque os trabalhos para secar e depois digitalize-os. Utilize programas de edição de imagem, aplicativos de celular, ou mesmo as redes sociais, para a aplicação de filtros e efeitos digitais sobre a gravura escaneada (figura 10). Faça várias tiragens e proponha a produção de uma exposição virtual, utilizando as redes sociais da escola.

Figura 10 Gravura digital com efeito negativo e vinheta #3 no programa PhotoScape (2019). Reprodução fotográfica de Charles Farias

14

CADERNO DO PROFESSOR


reflexão final

A

s produções da artista multimídia Regina Silveira não se esgotam nesta série. O importante é que a turma se aproprie dos processos de criação, rabiscando, projetando e gravando as materialidades.

Os encaminhamentos metodológicos deste Caderno do Professor podem ser adaptados de acordo com as especificidades da turma.

sugestões complementares

A

série Anamorfas (1980) valoriza o olhar do espectador na deformação das sombras e distorções de desenhos. A série foi uma pesquisa acadêmica orientada pelo professor museólogo Wolfgang Pfeiffer.

Existem estudos sobre anamorfoses de outros artistas, como aqueles feitos por “Leonardo (‘Desenho Anamorfótico’, Codex Atlanticus, cerca de 1485), Parmigianino (‘Auto-Retrato diante de Espelho Convexo’, 1523), H.Holbein (‘Os Embaixadores’, 1533), Erhard Schön (imagem-enigma: ‘O que você vê?’, 1538)” 1. Para aprofundar leituras sobre gravura, explore o catálogo da exposição Imagens Impressas: um Percurso Histórico pelas Gravuras da Coleção Itaú Cultural, realizada em 2018.

1

SILVEIRA, Regina Scalzilli. Anamorfas: texto descritivo e apresentação. 1980, p. 7.

APARÊNCIAS DISTORCIDAS EM REGINA SILVEIRA

15


referências ÁGUA-FORTE. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileira. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural. org.br/termo28/agua-forte>. Acesso em: set. 2020. Verbete da Enciclopédia. ÁGUA-TINTA. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileira. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural. org.br/termo29/agua-tinta>. Acesso em: set. 2020. Verbete da Enciclopédia. ANAMORFAS. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileira. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: <https://enciclopedia.itaucultural. org.br/busca?q=anamorfas>. Acesso em: jul. 2020. Verbete da Enciclopédia. BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a Base. Brasília: MEC, 2018. Disponível em: <http:// basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_ site.pdf>. Acesso em: jun. 2020. CALCOGRAFIA. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileira. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural. org.br/termo35/calcografia>. Acesso em: set. 2020. Verbete da Enciclopédia. DESENHO. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileira. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural. org.br/termo4625/desenho>. Acesso em: set. 2020. Verbete da Enciclopédia. GRAVURA. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileira. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural. org.br/termo4626/gravura>. Acesso em: jun. 2020. Verbete da Enciclopédia. GUIMARÃES, Leda Maria de Barros; CHAUD, Eliane Maria (orgs.). Ateliê de Artes Visuais: Linguagens Bidimensionais. Ciar UFG, Goiânia, 2018. Licenciatura em artes visuais: percurso 1. Disponível em: <Ateliê de Artes Visuais: Linguagens Bidimensionais>. Acesso em: jul. 2020. HOUAISS, Antônio. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Instituto Antônio Houaiss de Lexicografia e Banco de Dados da Língua Portuguesa S/C Ltda. Rio de Janeiro: Objetiva, 2009.

16

CADERNO DO PROFESSOR


IMAGENS IMPRESSAS: um percurso histórico pelas gravuras da coleção Itaú Cultural, 2018, São Paulo. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <https:// issuu.com/itaucultural/docs/publicacao-imagens-impressas-issuu-/1?ff> Acesso em: jun. 2020. Exposição realizada no período de 28 nov. 2018 a 17 fev. 2019. LITOGRAFIA. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileira. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org. br/termo5086/litografia>. Acesso em: abr. 2020. Verbete da Enciclopédia. LOPES, André Camargo. Novo Pitanguá: Arte. São Paulo: Moderna, 2017. OFFSET. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileira. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/ termo3814/offset>. Acesso em: jun. 2020. Verbete da Enciclopédia. PONTA-SECA. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileira. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org. br/termo3827/ponta-seca>. Acesso em: set. 2020. Verbete da Enciclopédia. REGINA Silveira. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileira. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org. br/pessoa8084/regina-silveira>. Acesso em: abr. 2020. Verbete da Enciclopédia. SERIGRAFIA. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileira. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org. br/termo3839/serigrafia>. Acesso em: set. 2020. Verbete da Enciclopédia. SILVEIRA, Regina Scalzilli. Anamorfas: texto descritivo e apresentação. 1980. Dissertação (Mestrado em Artes Plásticas). Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1980. Disponível em: <https:// teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27131/tde-24042019-154919/pt-br.php>. Acesso em: jul. 2020. TALHO-DOCE. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileira. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org. br/termo3844/talho-doce>. Acesso em: set. 2020. Verbete da Enciclopédia. XILOGRAVURA. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileira. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org. br/termo14335/xilogravura>. Acesso em: set. 2020. Verbete da Enciclopédia.

APARÊNCIAS DISTORCIDAS EM REGINA SILVEIRA

17


ANEXO 1

Regina Silveira Anamorfas [álbum], 1980 impressão em lito-offset 55 x 45,5 cm Acervo Banco Itaú (São Paulo, SP) Reprodução fotográfica de Humberto Pimentel/Itaú Cultural


ANEXO 2

Regina Silveira Anamorfas [álbum], 1980 impressão em lito-offset 55 x 45,5 cm Acervo Banco Itaú (São Paulo, SP) Reprodução fotográfica de Humberto Pimentel/Itaú Cultural


ANEXO 3

Regina Silveira Anamorfas [álbum], 1980 impressão em lito-offset 55 x 45,5 cm Acervo Banco Itaú (São Paulo, SP) Reprodução fotográfica de Humberto Pimentel/Itaú Cultural


ANEXO 4

Regina Silveira Anamorfas [álbum], 1980 impressão em lito-offset 55 x 45,5 cm Acervo Banco Itaú (São Paulo, SP) Reprodução fotográfica de Humberto Pimentel/Itaú Cultural


núcleo enciclopédia Gerência Tânia Rodrigues Coordenação Glaucy Tudda Produção e Pesquisa Beatriz Pastore (estagiária) Elaine Lino Karine Arruda Revisão Vânia Valente Redação Charles Farias (terceirizado) O conteúdo desta publicação foi lido e comentado por professoras e professores atuantes em diferentes etapas de escolarização.

núcleo comunicação Gerência Ana de Fátima Sousa Coordenação Carlos Costa Direção de Arte Arthur Costa Projeto Gráfico Serifaria Design Girafa Não Fala Produção Editorial Victória Pimentel

Profile for Itaú Cultural

Aparências Distorcidas em Regina Silveira  

A série Anamorfas, da artista, professora e pesquisadora Regina Silveira, é colocada em foco. Por meio de representações de objetos cotidian...

Aparências Distorcidas em Regina Silveira  

A série Anamorfas, da artista, professora e pesquisadora Regina Silveira, é colocada em foco. Por meio de representações de objetos cotidian...

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded