__MAIN_TEXT__

Page 1

Edição para a EUROPA

A RIVISTA QUE CONSTRÓI A SUA VIDA

Junho 2019 / Edição 785

evangélico www.impactoevangelistico.net

DEVOCIONAL

O TRABALHO DIGNIFICA HISTÓRIA DE VIDA

ATRAPALHADA NO ALCOOLISMO INTERNACIONAL

POR QUE OS CRISTÃOS SÃO PERSEGUIDOS?

O ensinamento de Cristo que muitos esquecem

SER

HUMILDE

PUBLICAÇÃO OFICIAL DO

MOVIMENTO MISSIONÁRIO MUNDIAL


MISIONÁRIO MUNDIAL 2 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


EDITORIAL

QUE QUERES QUE EU FAÇA? Rev. José Arturo Soto B. Presidente Internacional do M.M.M.

“E ele disse: Quem és, Senhor? E disse o Senhor: Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Duro é para ti recalcitrar contra os aguilhões. E ele, tremendo e atónito, disse: Senhor, que queres que eu faça? E disse-lhe o Senhor: Levanta-te e entra na cidade, e lá te será dito o que te convém fazer”. Atos 9:5-6

A conversão de Paulo de Tarso marcou uma

do, para levar o meu nome diante dos gentios, e dos

etapa importante e essencial na história da Igreja, e

reis, e dos filhos de Israel. E eu lhe mostrarei quanto

também serviu para dar uma maior visão do propósito

deve padecer pelo meu nome” (Atos 9:15-16).

de Deus dentro de Sua Obra.

Em seu chamado ao serviço, Deus acompanhou

Convencido de que fazia o correto, Paulo de Tarso

Paulo em todos os momentos de sua vida, mesmo

perseguia os cristãos sem misericórdia a fim de tirar-

no sofrimento. Pôde parecer ambicioso e importante

-lhes sua fé em Jesus Cristo (Atos 8:3). Paulo não sabia

pregar aos reis desse tempo, porém, aquela missão foi

que o diabo o usava como marionete, e que utilizava

realizada; e isso lhe custou: as cadeias, a prisão, os cas-

seu fanatismo religioso para atacar a Igreja do Senhor.

tigos, as torturas e mesmo a morte por decapitação.

Assim, Deus estava esperando o momento opor-

O caminho da vida de serviço e de consagração é

tuno para aparecer perante Paulo. E isso aconteceu

estreito, e o que queira segui-lo achará obstáculos e

quando ele ia para Damasco, com o intuito de atacar e

oposições. Quando Paulo de Tarso iniciou seu minis-

prender os cristãos refugiados lá. Uma vez que Paulo

tério, sentiu o repúdio dos judeus que planejavam ma-

esteve diante do Senhor, ele lhe abriu seu coração e

tá-lo, e da própria Igreja, que não confiava nele, nem

fez uma pergunta que mudaria sua vida para sempre:

creia em sua salvação.

“Que queres que eu faça?” (Atos 9:6).

Amado, pode Deus contar com você? Está usando

Enquanto isso, Deus ordenou a Ananias que oras-

seu potencial para a glória de Deus e o benefício tanto

se por Paulo. Deus revelou a aquele discípulo humilde

do mundo quanto da Igreja? É tempo de que comece-

qual seria o ministério de Paulo. “disse-lhe, porém, o

mos a trabalhar e mostremos o talento que esconde-

Senhor: Vai, porque este é para mim um vaso escolhi-

mos debaixo da terra. Amém.

Junho 2019 / Impacto evangélico

3


www.impactoevangelistico.net

evangélico Diretor Fundador: Rev. Luis M. Ortiz JUNHO 2019 / EDIÇÃO N° 785 USPS 012-850) PUBLICAÇÃO OFICIAL DO MOVIMENTO MISSIONÁRIO MUNDIAL O World-Wide Missionary Movement, Inc. é uma igreja sem fins lucrativos, com uma visão para fundar novas igrejas nos Estados Unidos da América e seus territórios e também com uma visão missionária para fundar novas igrejas onde Deus abre novas portas em todo o Mundo. PUBLICAÇÃO MENSAL POR: Movimiento Misionero Mundial, Inc (Movimento Missionário Mundial, Inc.) San Juan, Porto Rico Washington, D.C. Postagem Periódica pagada a: San Juan, Porto Rico 00936

AGENTE DO CORREIO:

enviar variações de endereço a Impacto Evangélico P.O. BOX 363644 San Juan, Porto Rico 00936-3644 Telefono (787) 761-8806; 761-8805; 761-8903 OFICIAIS DO M.M.M. INC. Rev. José Soto Presidente Rev. Humberto Henao Vicepresidente Rev. Rubén Concepción Secretário Rev. Gustavo Martínez Tesoureiro Rev. Rómulo Vergara Diretor Rev. Luis Meza Diretor Rev. Clemente Vergara Diretor Rev. Carlos Guerra Diretor OBRAS ESTABLECIDAS EM: África do Sul Alemanha Argentina Aruba Austrália Áustria Bélgica Belize Bolívia Bonaire Brasil Camarões Canadá Chile Colômbia Congo Costa do Marfim Costa Rica Curaçao Dinamarca El Salvador Equador Espanha EUA Filipinas

Finlândia França Gabão Gana Guatemala Guiana Francesa Guiana Inglesa Guiné Equatorial Haiti Havaí (EUA) Holanda Honduras Ilha de San Andrés (Col.) Ilha Rodrigues Ilhas Canárias (Espanha) Índia Inglaterra Israel Itália Jamaica Japão Kuwait Madagáscar

O Movimento Missionário Mundial é uma organização religiosa sem fins lucrativos, devidamente registrada em San Juan, Porto Rico, e na capital federal, Washington DC com sede nas duas cidades, bem como em todos os estados da União Americana e em outros países onde temos obras missionárias estabelecidas. Importante As ofertas e doações em dinheiro, computadores, imóveis, legados em testamento, para o benefício desta obra do Movimento Missionário Mundial, Inc. são dedutíveis do imposto de renda (Income Tax) e os recibos emitidos pelo Movimento Missionário Mundial são reconhecidos pela Diretoria das Rendas Internas (IRS), do Governo Federal dos Estados Unidos da América e do Estado Livre Associado de Porto Rico. n

Visite o nosso website Obtenha informação edificante da Obra de Deus e fique a par das últimas notícias. Um acesso personalizado a partir de qualquer lugar do mundo: www.impactoevangelistico.net n

Se você quiser Escreva-nos para o nosso endereço postal: Movimiento Misionero Mundial, Inc. P.O. Box 363644 San Juan, P.R. 00936-3644 n

Malásia Maurício México Mianm o valor da vida ar Nicarágua Nigéria Oman Panamá Paraguai Peru Porto Rico Portugal República Dominicana Roménia Saint Martin Suécia Suíça Suriname Trinidad e Tobago Ucrânia Uruguai Venezuela

Copyright © 2009 Impacto Evangélico Movimiento Misionero Mundial, Inc. (World-Wide Missionary Movement, Inc.) Todo o conteúdo da revista e cada edição subseqüente está devidamente registrada na Biblioteca do Congresso, Washington, DC EUA. Todos os direitos reservados. A reprodução parcial, completa ou em qualquer forma ou sua tradução para outros idiomas sem a autorização do Diretor é proibida. No âmbito dos acordos internacionais de direitos autorais é um crime punível por lei n

Declaração Doutrinária O Movimento Missionário Mundial adere às doutrinas fundamentais da Bíblia, tais como: n

Depósito Legal na Biblioteca Nacional do Peru N ° 2011-02530 Igreja Cristã do Pentecostes do Movimento Missionário Mundial: Horacio Cachay 388 - La Victoria - Lima 13 - Peru Impressão: Quad/Graphics Perú S.A. Av. Los Frutales 344 - Lima 03 - Perú MISIONÁRIO MUNDIAL 4 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

• A inspiração das Escrituras Sagradas: 2 Timóteo 3:15-17, 2 Pedro 1:19-21. • A Divindade adorável em Três Pessoas, Pai, Filho e Espírito Santo: Mateus 3:16-17, 17: 1-5; 28:19 João 17: 5, 24, 26, 16:32, 14:16, 23, 18:05, 6, 2 Pedro 1:17,18; Apocalipse 5. • A salvação pela fé em Cristo: Lucas 24:47, João 3:16, Romanos 10:13, Tito 2:11, 3:5-7. • O Novo Nascimento: João 3:3, 1 Pedro 1:23, 1 João 3:9. • A Justificação pela Fé: Romanos 5:01, Tito 3:07. • O Batismo nas águas por imersão, segundo ordenado por Cristo: Mateus 28:19, Atos 8:36-39. • O Batismo no Espírito Santo, subseqüente à salvação, falando em outras línguas, segundo: Lucas 24:49, Atos 1:4, 8, 02:04. • A Cura Divina: Isaías 53:4, Mateus 08:16, 17, Marcos 16:18, Tiago 5:14, 15. • Os Dons do Espírito Santo: 1 Coríntios 12:1-11. • Os frutos do Espírito Santo: Gálatas 5:22-26. • A Santificação: 1 Tessalonicenses 4:03, 5:23, Hebreus 0:14, 1 Pedro 1:15, 16, 1 João 2:6. • O Ministério e a Evangelização: Marcos 16:15-20, Romanos 10:15. • O dízimo e a Sustentabilidade da Obra: Gênesis 14:20, 28:22, Levítico 27:30, Números 18:21-26, Malaquias 3:7-10, Mateus 10:10; 23:23. • A ascensão da Igreja: Romanos 8:23, 1 Coríntios 15:51 - 52, 1 Tessalonicenses 4:16-17. • A Segunda Vinda de Cristo: Zacarias 14:1-9, Mateus 24:30, 31, 2 Tessalonicenses 1:07, Tito 2:13, Judas 14, 15. • O Reino Milenar: Isaías 2:1-4, 11:5-10, Zacarias 9:10, Apocalipse 19:20, 20:3-10. • Novos Céus e Nova Terra: Isaías 65:17, 66:22, 2 Pedro 3:13, Apocalipse 21:1.


44

DEVOCIONAL

SOMMARIO Encontrar-nos em

www.facebook.com/impactoevangelistico

6.- Capa O SIGNIFICADO DA HUMILDADE A humildade é uma característica das pessoas modestas que não se sentem mais importantes ou melhores que os outros. 14.- Infografico DIFERENÇAS ENTRE UM CORAÇÃO HUMILDE E UM CORAÇÃO ORGULHOSO 16.- Internacional PORQUE OS CRISTÃOS SÃO PERSEGUIDOS? O assassinato de cristãos na Sri Lanka mostra a terrível perseguição que sofrem os cristãos. 18.- Internacional LA CORRUPCIÓN SE RESISTE AL TIEMPO. Solo una veintena de países han mejorado su valoración desde el 2012 en la lucha anticorrupción. 20.- Tecnologia O PESSIMISMO DO CRIADOR DE INTERNET Tim Berners-Lee, o "inventor" da Internet, adverte sobre os riscos que afetam na rede. 22.- Juventude OS JOVENS CRISTÃOS E O TRABALHO 24.- Música ALMA, BENDIZE AO SENHOR Hino criado por Joachim Neander em 1679 para restaurar a vitalidade da igreja 26.- Literatura COMENTARIO BÍBLICO O teólogo William MacDonald foi responsável de sua publicação, feito durante quatro décadas de trabalho paciente e árduo. 30.- HERÓI DA FÉ DEFENSOR DA PALAVRA Eficiente porta-voz do Evangelho, Juan Pérez de Pineda hasteou as bandeiras do cristianismo em uma cruel época.

34.- História de vida ATRAPALHADA NO ALCOOLISMO Dedicou a melhor etapa de sua juventude ao consumo de bebidas alcoólicas, até que um acidente a levou a procurar Deus. 40.- Entrevista “A EUROPA ESTÁ EM DECADÊNCIA MORAL” O reverendo Carlos Medina, supervisor do Bloco A do Movimento Missionário Mundial (MMM), considera que estão chegando tempos apocalípticos. 42.- Apologética O ADVENTISMO DO SÉTIMO DIA O adventismo do sétimo dia considera que os cultos de adoração devem ser realizados no "sétimo dia" (sábado) e não domingos. 44.- Devocional A INVESTIDURA DO PODER 46.- Devocional O TRABALHO DIGNIFICA 48.- Devocional A MENSAGEM PARA TIATIRA 50.- Eventos O TRABALHO EVANGELIZADOR QUE O MMM DESENVOLVE NO MUNDO 66.- Cartas NOSSOS LEITORES ESCREVEM

Junho 2019 / Impacto evangélico

5


CAPA

O SIGNIFICADO DA HUMILDADE A humildade é uma característica das pessoas modestas que não se sentem mais importantes ou melhores que os outros, independentemente de quão longe tenham chegado na vida. É uma virtude atribuída à pessoa que desenvolveu uma consciência de suas próprias limitações e fraquezas.

MISIONÁRIO MUNDIAL 6 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


Junho 2019 / Impacto evangĂŠlico

7


CAPA

“Quando uma pessoa segue o caminho da humildade, nunca poderá proclamá-lo”, disse o Rev. Luis M. Ortiz, fundador do Movimento Missionário Mundial (MMM), nos ensinamentos para anunciar o lema de 1990, que era precisamente a Humildade. “Aquele que diz que é manso e humilde de coração, nesse mesmo instante estaria dizendo o contrário. Porque quando alguém é manso e humilde, não o proclama. São virtudes que não soam como trombetas, mas sim vividas”, acrescenta.

MISIONÁRIO MUNDIAL 8 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

A humildade, como valor cristão, é algo importante para o crente, mas a maioria dos seres humanos não entende a importância disso e alguns confundem essa palavra, diz o reverendo Samuel Mejia, supervisor missionário do MMM na Ásia. “Muitos de nós acreditamos que ser humilde é não ter nada nas mãos. Acreditamos que aqueles que vivem em bairros pobres são humildes e pensamos que aqueles que têm uma grande casa são orgulhosos. Confundimos o significado de humildade”, diz ele.


“Aquele que diz que é manso e humilde de coração, nesse mesmo instante estaria dizendo o contrário. Porque quando alguém é manso e humilde, não o proclama. São virtudes que não soam como trombetas, mas sim vividas”…

A humildade não está nas coisas que possuímos. A humildade começa no coração e é exatamente aí onde começa a dar frutos. A humildade se relaciona com as motivações do coração. A humildade não se relaciona com as coisas materiais das pessoas. A humildade na esfera cristã não incita a estancar-nos no tempo, na hora e no espaço, mas impulsiona a pessoa a ser cada dia melhor em todos os aspectos da vida, tanto materiais quanto espirituais. Humildade pode muitas vezes ser confundida com hu-

milhação, mas são duas coisas diferentes. A humilhação é descrita como o ato de vergonha em que uma pessoa é colocada diante de outra pessoa. O reverendo Carlos Guerra, oficial internacional do Movimento Missionário Mundial, ressalta que a humildade é um ingrediente que alguns lamentavelmente perderam. “Já vimos muitas pessoas boas e admiradas que posteriormente foram corrompidas porque se encheram de arrogância”, acrescenta. Quando as pessoas são humildes, recebem o apoio, ben-

Junho 2019 / Impacto evangélico

9


Ser submisso e humilde não significa, de forma alguma, que devemos ceder a outras pessoas. Paulo foi muito claro quando disse que devemos servir a Deus e somente a Deus. “Fostes comprados por bom preço; não vos façais servos dos homens”.

ção e prosperidade de Deus. O problema começa quando sua humildade é aplaudida e admirada por outros, é preciso ter cuidado nesse momento. A glória não pertence às pessoas, toda a glória pertence a Deus, enfatiza. A FALSA HUMILDADE

A falsa humildade tem a ver com o ato de fingir algo que não é real e muito menos está à mão. A falsa humildade é muito comum em pessoas que querem ser aceitas em algum tipo MISIONÁRIO MUNDIAL 10 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

de grupo de amigos ou na sociedade, porque percebem que sendo elas mesmas ninguém as aceita. É preciso ter cuidado com estas pessoas porque, em particular, são geralmente seres humanos que também adotam dupla personalidade, e podem ser mais perigosos do que podemos imaginar. Uma pessoa verdadeiramente humilde reconhece suas limitações, usa a modéstia como um ato de não excluir, tenta não atrair a atenção, e trata a todos igualmente.


CAPA Subordinando-nos e “revestidos de humildade” podemos criar paz e união com os outros. Nosso orgulho e sucesso não podem impedir-nos a receber avisos ou conselhos. Também não devemos considerar que as nossas próprias opiniões e pensamentos são sempre melhores que dos outros. Essa mentalidade não leva ao progresso nem à unidade em Cristo. Ser submisso e humilde não significa, de forma alguma, que devemos ceder a outras pessoas. Paulo foi muito claro quando disse que devemos servir a Deus e somente a Deus. “Fostes comprados por bom preço; não vos façais servos dos homens” 1 Coríntios 7:23. Ele escreve também: “Porque, persuado eu agora a homens ou a Deus? Ou procuro agradar a homens? Porque se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo” Gálatas 1:10. Apesar da importância da subordinação, a admoestação e a permanente humildade diante dos nossos próprios olhos, como cristãos, devemos procurar agradar a Deus com nossa vida. Devemos temê-lo e guardar Sua Palavra. Devemos enfocar-nos nisso: humilhar-nos sob a vontade de Deus, viver e manter-nos ocupados guardando seus mandamentos, e não tentar satisfazer às demandas e as expectativas humanas. HUMILDADE E PASSIVIDADE

Ter um espírito afável e gentil não significa ser passivo. Deus também requer ação e zelo em nossas vidas. Jesus nos ensina que o reino dos céus é tomado com força (Mateus 11:12). Todos aqueles que desejam uma vida mais profunda em Cristo devem ser zelosos e humildes em si mesmos. Se formos humildes com o desejo de fazer a vontade de Deus, faremos todo o possível para manter nossa mente e coração limpos. Paulo escreve: “Não sejais vagarosos no cuidado; sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor.” (Romanos 12:11). Igualmente, sempre que tenhamos um espírito calmo e humilde diante do Senhor, haverá situações em que Deus quer que sejamos francos, isto é, como sempre, deixar nosso próprio orgulho, honra e expectativas naturais, e obedecer ao Senhor com toda reverência. Não devemos impor nossa própria autoridade ou possibilidade, sobre o que Deus quer que digamos ou façamos, mas sim deixar que Deus decida o que devemos dizer e fazer em qualquer situação. O VERDADEIRO HUMILDE

TALENTOS E HABILIDADES

O verdadeiro humilde respeita e valoriza os outros e a si mesmo. Humildade e subordinação estão relacionadas. A Palavra de Deus diz que homens e mulheres devem subordinar-se uns aos outros com humildade. “Semelhantemente vós jovens, sede sujeitos aos anciãos; e sede todos sujeitos uns aos outros, e revesti-vos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes” 1 Pedro 5:5.

Ter uma mentalidade humilde é pensar prudentemente em si mesmo. Isto significa que não nos vangloriamos das nossas habilidades e capacidades. Reconhecemos também que nossa competência vem de Deus em todas as coisas. (2 Coríntios 3:5) Isto não significa que devemos ignorar os dons e o chamado celestial que Deus nos deu. Ele nos dotou com nossos próprios talentos e dons.

Junho 2019 / Impacto evangélico

11


MISIONÁRIO MUNDIAL 12 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


CAPA

Deus quer usar-nos para Sua glória e Seu propósito, e cada um de nós deve estar ciente disso. Humildade é usar nossos talentos e habilidades sob a direção e orientação de Deus e, com isso, dar a Ele a glória pelo que se conseguiu em e através da nossa vida.

Ter um espírito afável e gentil não significa ser passivo. Deus também requer ação e zelo em nossas vidas. Jesus nos ensina que o reino dos céus é tomado com força (Mateus 11:12).

CHAVE PARA O PROGRESSO

É uma lei natural que se nos humilharmos sob a poderosa mão de Deus e submetermos nossa própria vontade e honra, então Ele nos dará a graça que precisamos para viver uma verdadeira vida cristã. Jesus é o máximo exemplo de humildade. Ele não valorizou sua própria reputação ou honra, mas se voluntariou para que a vontade de Deus pudesse ser cumprida e glorificada através de sua vida. Se tivermos a mesma mentalidade humilde e abandonarmos nossa própria reputação e honra de sermos obedien-

tes à Palavra e à vontade de Deus, então poderemos progredir na vida cristã. Deus realmente segue de perto em nossos corações e está disposto e zeloso para fortalecer aqueles que querem viver para Sua glória.

1 Escritura extraída da Versão Reina-Valera 1960 © Sociedades Bíblicas na América Latina, 1960. Renovado © Sociedades Bíblicas Unidas, 1988.

Junho 2019 / Impacto evangélico

13


Diferenças

coração humilde e Coração Humilde Procura a vontade de Deus a todo o momento.

Tenta ficar em segundo plano, sem ser notado pelos outros.

Não expressa opiniões desnecessariamente; ouve as opiniões dos outros, aceita que não tem todas as respostas. A humildade, que é a verdade do lugar que se tem diante de Deus, está sempre no coração.

Trata todos com o mesmo respeito.

Se ele tem uma qualidade especial, ele dá crédito a Deus e não a ostenta; ele só a usa quando necessário.

É modesto.

MISIONÁRIO MUNDIAL 14 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


entre um

um coração

orgulhoso Coração orgulhoso Está à procura de sua própria vontade.

Adora ser o centro das atenções, procura sê-lo.

Pratica a humildade falsa, a humildade para que todos os outros o vejam, pode até dizer que tem um coração humilde. Reserva uma parte de sua personalidade que é especialmente condescendente com aqueles que ele estima ou que os outros têm em alta estima; pode ignorar aqueles que ele considera insignificantes enquanto lisonjeia os outros.

Se acha que tem qualidades especiais, faz com que todos saibam em público. Ele se promove, promove suas ideias e critérios sempre que for possível.

Junho 2019 / Impacto evangélico

15


INTERNACIONAL

PORQUE OS CRISTÃOS SÃO PERSEGUIDOS? O assassinato de cristãos no Sri Lanka, onde morreram mais de 250 pessoas, mostra mais uma vez a terrível perseguição em vários países que seguem o caminho de Cristo.

O cristianismo foi perseguido desde suas origens. O

próprio Jesus Cristo sofreu inveja, calúnia, traição e o ódio mais feroz que foi mesmo crucificado da maneira mais infame. Os cristãos que seguiram seu caminho foram perseguidos desde então. Não podemos esquecer as palavras de Jesus no Evangelho de São João, 15:18: “Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós, me odiou a mim. E também em João, 15, 20: Se a mim me perseguiram, também vos perseguirão a vós”. Tais palavras não deixaram de cumprir-se desde o início até agora. Quais são as razões pelas quais os cristãos foram perseguidos nesses tempos? Eis alguns deles: No mundo islâmico radical, considera-se que a xaria ou lei islâmica deve ser aplicada não só para muçulmanos, mas também para aqueles que não o são. Aqueles que não a cumprem sofrem as consequências da marginalização social, a discriminação e a verdadeira perseguição, recorrendo às vezes ao seMISIONÁRIO MUNDIAL 16 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

Um novo perigo para os cristãos apareceu com o nascimento da ideologia de gênero. É comum ler nas redes sociais uma espécie de perseguição contra aqueles que se declaram cristãos. Os ataques são tão virulentos que em alguns casos até causam medo. questro, bombardeamento nos templos e assassinatos. Em países com totalitarismo comunista, como a China, Vietnã, Coréia do Norte ou Cuba, a guerra foi declarada a qualquer doutrina, seguindo o princípio marxista de que “a religião é o ópio do povo”. Em certas ocasiões, aqueles que detêm o poder alentam a


criação de igrejas paralelas para dividir o povo, tornando ilegal o que não é politicamente fiel, como no caso da China, e impedindo, obviamente, a liberdade de culto ou a expressão de uma fé. Por outro lado, em outros países, os nacionalismos políticos chegaram a tal ponto que a mistura com religiões ou ideologias levou à exclusão de outras doutrinas e, às vezes, a um ataque brutal contra aqueles que pensam de forma diferente, proibindo qualquer conversão que não seja para a religião dominante. Por exemplo, um caso aconteceu na guerra da Bósnia entre 1992 e 1995, e outro no estado de Orissa, na Índia em dezembro de 2007 e no verão de 2008, onde radicais hindus desencadearam uma onda de violência anticristã que destruiu centenas de igrejas e assassinou mais de 84 cristãos. Um novo perigo para os cristãos apareceu com o nascimento da ideologia de gênero. É comum ler nas redes sociais

uma espécie de perseguição contra aqueles que se declaram cristãos. Os ataques são tão virulentos que em alguns casos até causam medo. De acordo com a Lista Mundial de Perseguição 2018, o cristianismo continua sendo a religião mais perseguida do planeta. Um de cada doze cristãos no mundo sofre perseguição. A liberdade religiosa é ameaçada por ataques contra cristãos ou lugares de culto, não só no Sri Lanka ou na Nigéria, onde morreram 2000 pessoas no ano passado, mas também na Espanha ou na França, países supostamente mais tolerantes. Só a partir de uma experiência radical que exclui os outros, só por inveja profunda ou a partir do ódio mais cego e intolerante, é que se podem compreender as razões desta perseguição ao cristianismo.

(*) Com material extraído da Internet.

Junho 2019 / Impacto evangélico

17


INTERNACIONAL

A CORRUPÇÃO SE RESISTE AO TEMPO Apenas cerca de vinte países do mundo melhoraram seus resultados desde 2012, no âmbito da luta contra a corrupção, de acordo com a análise recente apresentada pela Organização Transparência Internacional. Cada ano, a Organização Internacional da Transparência publica o Índice de Percepção da Corrupção (CPI). Um grupo de especialistas avalia um grande número de países, usando uma escala de 0 (percepção de muito alto nível de corrupção) a 100 (percepção de muito baixo nível de corrupção) para obter a classificação em termos de percepção de corrupção do setor público. A classificação de 2018 é liderada pela Dinamarca e Nova Zelândia, os países mais “limpos”, isto é, onde a percepção de corrupção do setor público é menor. O Afeganistão, a Coréia do Norte e a Somália, considerados os países com o setor público mais corrupto, ocupam as últimas posições. “A pesquisa estabelece um vinculo muito claro entre o fato de ter uma democracia e o sucesso na luta contra a corrupção no setor público”, diz a presidente da entidade, Delia Ferreira. “A corrupção é muito mais provável de surgir quando a democracia é construída sobre uma base fraca e, como vimos em muitos países, quando políticos antidemocráticos e populistas têm a oportunidade de usá-la em seu benefício”, acrescenta. Assim acontece segundo os dados. Dos dois terços de países que não excedem a pontuação média estabelecida pela Transparência Internacional para avaliar a incidência da corrupção no mundo, a maioria corresponde a sistemas governamentais instáveis ou que sofreram diferentes mudanças nos últimos anos, contudo outros valores externos também deveriam ser considerados, como a presença do crime organizado. No entanto, o mesmo relatório demostra que apenas vinte países apresentaram melhoras significativas em suas pontuações desde 2012. Especificamente, destaca-se a Argentina, apesar de ocupar o 85º lugar no índice, ganhou oito pontos desde 2015 e alcançou 40; a Estônia, número 18 na lista com uma classificação de 73, ou a Ruanda, que mantém sua progressão de melhora, somando um ponto em comparação a 2017, chegando a 56. O lado contrário está protagonizado pelos Estados Unidos, que perdem quatro pontos e já não fazem mais parte do grupo dos 20 países menos corruptos porque “seu sistema de equilíbrio e dependência entre os três poderes constituintes [legislativo, executivo e judicial] está sendo ameaçado e as normas éticas das altas esferas de poder estão corroídas”, segundo a Transparência Internacional. Com 35 pontos, o Brasil obteve novamente sua pior classificação em sete anos, apesar das promessas do presidente Jair Bolsonaro contra a corrupção. “Deixou claro que governará com mão firme, ameaçando muitos dos sucessos democráticos conse-

MISIONÁRIO MUNDIAL 18 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

A classificação de 2018 é liderada pela Dinamarca e Nova Zelândia, os países mais “limpos”, isto é, onde a percepção de corrupção do setor público é menor.


guidos até agora”, respondeu a entidade. A Islândia e a Alemanha, que estão entre os Estados menos corruptos, também perderam um ponto no último ano, respectivamente. Dos dez países menos corruptos do mundo, sete são europeus. A Nova Zelândia, segunda; Cingapura, quarta; e a Canadá, nona, aparecem como exceções nas primeiras posições de um ranking liderado pela Dinamarca, substituindo o arquipélago oceânico, que per-

deu dois pontos em comparação a 2017. O país europeu com a pior classificação é a Ucrânia, que ocupa a posição 120 com 32 pontos. Os continentes com maior percepção de corrupção são a Ásia e a África. O Burundi, a Líbia, o Afeganistão, a Guiné Equatorial, a Guiné Bissau, o Sudão, a Coreia do Norte, o Iêmen, o Sudão do Sul, a Síria e a Somália completam, nesta ordem, a lista da Transparência Internacional com variações de até cinco pontos.

Junho 2019 / Impacto evangélico

19


TECNOLOGIA

O PESSIMISMO DO CRIADOR DE INTERNET Tim Berners-Lee, o "inventor" da Internet, adverte sobre os riscos que afetam na rede que conseguiu conectar o mundo inteiro por quase três décadas e mudou muitas ligações sociais.

Qual é a situação atual de internet a três décadas de sua invenção? Tim Berners-Lee é caute-

loso e, em alguns aspectos, claramente pessimista. “As ameaças à web são muitas e reais”, adverte, apontando para “a desinformação e uso de propaganda política questionável” ou “perda de controle sobre nossos dados pessoais”, entre outros. O diagnóstico é compartilhado gradativamente por mais especialistas. Mesmo os governos ficam preocupados com fenômenos como as fake news (notícias falsas) ou interferências de propaganda política, especialmente através das redes sociais. Por exemplo, a União Europeia denunciou a atividade russa de divulgar mensagens políticas em eleições recentes noutros países, como as da Itália. MISIONÁRIO MUNDIAL 20 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

Quanto aos dados pessoais, a falta de controlo apareceu nas redes sociais, com uma sobre-exposição que tornou as linhas de privacidade cada vez mais ténues. As preocupações de Berners-Lee também apontam as

O diagnóstico é compartilhado gradativamente por mais especialistas. Mesmo os governos ficam preocupados com fenômenos como as fake news (notícias falsas) ou interferências de propaganda política, especialmente através das redes sociais.


possíveis soluções para estes problemas porque a resposta do governo aos riscos é baseada no controlo estatal. Berners-Lee é um acérrimo ativista da “internet livre”, mas acredita que até agora são as empresas as que têm o controlo, por exemplo, da disseminação de notícias falsas. É por isso que ele adverte que essas empresas “foram criadas para maximizar seus benefícios econômicos em vez de maximizar o bem social”. A solução? Sem dizê-lo diretamente, Berners-Lee aponta a certo controlo estatal e ao desenvolvimento de leis, especificamente “um quadro legal ou regulamentar que também considere os objetivos sociais”. MAIS PLURAL

Berners-Lee acredita que um website mais democratizado é necessário, tanto em acesso global quanto em visibilidade. Por um lado, propõe reduzir a brecha digital, dado que a Internet continua sendo um privilégio de 50% da população mundial. “Devemos apoiar políticas e modelos de negócio que melhorem as condições de acesso para os grupos mais desfavorecidos através de soluções como redes comunitárias e iniciativas públicas de acesso Wi-Fi”, diz ele. O outro aspecto no que o fundador da web está preocupado é a concentração de poder.

“A website que muitos conheceram há alguns anos já não será a mesma que os novos usuários conhecerão. A rica variedade de blogs e sites dessa época foi comprimida sob o peso esmagador de algumas plataformas dominantes. Essa concentração de poder dá origem a um novo conjunto de guardiões de rede, permitindo que um punhado de plataformas tenha controle sobre quais ideias e opiniões serão vistas e compartilhadas”. Dita proposta, possivelmente considerada apocalíptica por alguns ou quiçá conspiratória, não tem fácil solução. Berners-Lee aponta, mais uma vez, a democratização para um futuro melhor na web. “A poderosa economia digital atual exige normas sólidas para equilibrar os interesses das empresas e dos cidadãos conectados. Para isso, será preciso refletir sobre a forma de alinhar os incentivos do sector tecnológico com os dos usuários e da sociedade em geral”. Para o inventor da Internet, é preciso combater dois mitos: “O mito de que a publicidade é o único modelo de negócio possível para as empresas digitais, e o mito de que é tarde demais para mudar a forma como as plataformas operam”. “Quero a web refletir nossas esperanças e realizar nossos sonhos, não agravar nossos medos nem piorar nossas divisões”, diz ele.

Junho 2019 / Impacto evangélico

21


JUVENTUDE

OS JOVENS CRISTÃOS E O TRABALHO Steven López

Tudo o que você faz, deve fazê-lo agradecendo a Deus: se você tem um emprego, tem uma maneira de honrar a Deus através do que você faz. O cristão não é dualista, isto é, não tem uma vida com Deus e outra com o trabalho. O cristão tem a mesma vida com Deus, com o trabalho e com tudo o resto. Era uma vez um jovem lenhador que começou a trabalhar em uma madeireira. O salário era bom e ainda melhor eram as condições de trabalho. O rapaz se propôs fazer um bom desempenho em sua função assignada. No primeiro dia, apresentou-se ao capataz, que lhe deu um machado e lhe atribuiu uma zona da floresta. O rapaz, entusiasmado, foi para a floresta para abater. Em um dia, derrubou dezoito árvores.

-Eu te dou os parabéns, continua assim, disse o capataz. Encorajado pelas palavras, o lenhador decidiu melhorar seu próprio trabalho no dia seguinte. Por isso, essa noite foi para a cama cedo. Quando a manhã chegou, foi o primeiro em acordar-se e se dirigiu para a floresta. Apesar de todo seu esforço, não conseguiu derrubar mais de quinze árvores. -Devo estar cansado, vou dormir mais cedo”, pensou o rapaz. Ao amanhecer, levantou-se decidido de cumprir sua meta de cortar dezoito árvores. No entanto, esse dia cortou menos do que a metade. No dia seguinte cortou sete, depois cinco, e no último dia ele passou a tarde inteira tentando cortar a segunda árvore. Preocupado pelo que o capataz possa dizer o lenhador lhe diz o que estava aconMISIONÁRIO MUNDIAL 22 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

O SIGNIFICADO DO TRABALHO • Através do trabalho, as necessidades são satisfeitas. O trabalho nos permite exercitar os dons e habilidades que Deus dá a cada pessoa. Deus espera que os jovens se sustentem e não vivam dos outros. A Bíblia diz: “....se alguém não quiser trabalhar, não coma também”. 2 Tessalonicenses 3:10. • O trabalho gera sustento familiar. Deus aconselha os rapazes apoiarem a administração da casa, abnegadamente e com muito amor. A contribuição econômica ajuda a sustentar a família e agrada ao Todo-Poderoso. • Com a realização da obra se ama a Deus. Uma das línguas de Deus é a obediência. Quando alguém trabalha, cumpre dois grandes mandamentos: amar a Ele e ao próximo como a si mesmo. Amar a Deus é obedecer de coração, amar ao nosso próximo é servir os outros com respeito e fazendo o trabalho assignado.


tecendo com ele e lhe jurou que estava lutando contra a fadiga. Então o capataz lhe perguntou: Quando foi a última vez que afiaste o machado? O rapaz respondeu: “Afiar? Não tive tempo para afiar, estava muito ocupado cortando árvores”. Esta história ensina que muitas vezes os rapazes se apressam para alcançar objetivos sem pensar o mais importante: como fazê-lo. Os jovens cristãos devem realizar seu trabalho secular de forma eficiente e responsável, mas, sobretudo, devem fazer qualquer trabalho pensando em Deus antes dos homens. Esta é a única maneira de lidar com as frustrações e o tratamento injusto que pode acontecer em qualquer empresa, negócio ou atividade. Quando você se lembra de que está fazendo um trabalho para o Senhor e que Ele promete uma recompensa, o coração se acalma e a atitude muda. Realizar um trabalho assignado transmite uma mensagem sobre como você se comporta como um crente em Deus. É preciso lembrar que o Criador fornece a posição,

Realizar um trabalho assignado transmite uma mensagem sobre como você se comporta como um crente em Deus. É preciso lembrar que o Criador fornece a posição, o trabalho ou lugar e deve ser luz no meio da escuridão. o trabalho ou lugar e deve ser luz no meio da escuridão. O Pastor Jorge Espinoza, Tesoureiro do MMM no Peru, recomenda que “um jovem cristão deve ser responsável, pontual e manter um testemunho impecável para ser um exemplo para outros companheiros de trabalho. Também devem ser sadios durante seu trabalho diário”. O trabalho nos jovens cristãos é uma das formas mais elevadas de crescimento humano; expressão e afirmação de si mesmo e das qualidades individuais; exercício das responsabilidades sociais; atualização e melhora pessoal e comunitária; abertura e solidariedade com o mundo. “O tempo dedicado ao trabalho não deve impedir a comunhão entre o jovem e Deus. Tudo deve ser equilibrado”, enfatiza o reverendo Espinoza.

Junho 2019 / Impacto evangélico

23


MÚSICA

ALMA, BENDIZE AO SENHOR Hino criado por Joachim Neander em 1679 para restaurar a vitalidade da igreja. Há mais de trezentos anos que ele espalha um conjunto de ideias que reforçam a exaltação do nome de Jesus Cristo, nosso Senhor. Baseada nos Salmos 103 e 150, a canção “Alma, bendize ao Senhor” tem mais de três séculos de história e herança. Publicada pela primeira vez na Alemanha em 1680 como parte de um hinário cristão, este louvor dedicado a Deus é a obra mais famosa do compositor Joachim Neander, nascido em Bremen em 1650, que criou uma poesia que glorifica o Todo-Poderoso por suas bênçãos. Parte do pequeno, mas duradouro trabalho poético de Neander que sobrevive até hoje, a composição foi originalmente editada em alemão e estruturada com base em uma melodia popular no território alemão do século XVII. Reconhecida no ambiente evangélico, tem quatro estrofes em sua versão portuguesa que parafraseia duas passagens do Antigo Testamento. Canção favorita do rei Frederico Guilherme III da Prússia, seguidor de Cristo que promoveu o Evangelho em sua nação, foi traduzida para o inglês em 1863 pela crente Catherine Winkworth, uma autora britânica considerada uma das mais importantes tradutoras de hinos cristãos da Alemanha. A partir desse momento, tornou-se popular no âmbito mundial e se transformou um ícone da música espiritual. HOMEM DE FÉ

Pastor e poeta evangélico, Neander foi professor de escola em Heidelberg e Frankfurt. Os teólogos Philipp Spener e Johann Jakob Schütz, que pregavam a sã doutrina na Alemanha, influenciaram-no a fortalecer sua fidelidade aos ensinamentos do Salvador e a tornar-se um ser divino. Promotor da mensagem, ele anunciou as MISIONÁRIO MUNDIAL 24 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


ALMA, BENDIZE AO SENHOR 1 Alma, bendize ao Senhor Rei potente de glória; De suas bênçãos está viva Em ti a memória. Oh, despertai, harpa E saltério, entoai Hinos de graça e vitória. 2 Alma, bendize ao Senhor Que o universo governa, Que em suas asas te leva Qual águia mui terna; Ele te ouviu no que melhor Te serviu; Guarda-te com mão paterna.

3 Louva ao Senhor, Que teus feitos prospera e defende; Com seu amor e bondade Ele sempre te atende! Pensa outra vez em tudo O que ele te fez, Com seu amor que transcende! 4 Alma, por ti seja Deus, O Senhor adorado. Tudo o que vive bendiga O seu nome sagrado. Deus minha luz. Todo o meu ser o traduz Sê para sempre exaltado

boas novas em Düsseldorf, onde compôs quase sessenta canções. Reconhecido como o maior poeta cristão da Reforma na Alemanha, o ministro do Redentor passou os últimos dias de sua vida em sua cidade natal depois de deixar Düsseldorf. No auge de sua vida, vítima de tuberculose, morreu em 31 de maio de 1680. Após sua morte, suas canções foram o cimento dos principais hinários publicados pelos reformadores alemães e pela Igreja Luterana. Um estudioso das Sagradas Escrituras e um defensor convicto da Palavra de Deus, Joachim Neander escreveu um grande número de poemas com um alto conteúdo bíblico, que também irradiam alegria e felicidade. Seus esforços para a consolidação da Reforma, transmitidos através da música, fizeram dele um exemplo para milhões de cristãos em todo o mundo que se inspiraram por sua fé. Criado por Neander em 1679 para restaurar a vitalidade da igreja, o hino “Alma, bendize ao Senhor” espalhou por mais de trezentos anos um conjunto de ideias que reforçam a exaltação do nome do Senhor. Uma contribuição espiritual que, apesar do tempo, mantém seu frescor e reafirma que a chama do Evangelho é fonte de alegria e de paz, e que Jesus é fonte de vida e de redenção eterna.

Junho 2019 / Impacto evangélico

25


LITERATURA

COMENTÁRIO BÍBLICO Um estudo completo da Bíblia, feito durante quatro décadas de trabalho paciente e árduo, com o intuito de fornecer um conhecimento essencial da mensagem de Deus. O teólogo William MacDonald foi responsável de sua publicação.

Antes de entrar no mar profundo dos estudos do Antigo Testamento, ou mesmo

entrar na área relativamente pequena de estudar um livro em particular, será útil se resumirmos brevemente alguns dados gerais sobre o Livro Sagrado que chamamos de “Antigo Testamento”. Nossa palavra “pacto” é uma tradução da palavra hebraica “berith”. No Novo Testamento as palavras “pacto” e “testamento” são traduções da mesma palavra grega: “diatheke”. No título das Escrituras, o significado da palavra “pacto” nos parece definitivamente preferível, porque o Livro constitui um pacto, uma aliança entre Deus e seu povo. Fruto de quatro décadas de trabalho paciente e árduo, o livro Comentário bíblico é uma análise exaustiva das Escrituras Sagradas, cujo propósito é fornecer ao leitor cristão médio um conhecimento básico da mensagem de Cristo. Escrito pelo exegeta estadunidense William MacDonald, o livro incentiva a devorar e pesquisar a Bíblia e descobrir os tesouros inesgotáveis que ela contém. Para milhões de pessoas que gostam de uma boa história, especialmente uma verdadeira, a segunda maior divisão do Antigo Testamento é excepcionalmente encantadora. Retoma a história do povo de Deus onde Deuteronômio terminou, e a leva vários milhares de anos até o fim da história do Antigo Testamento (os livros de poesia e profecia encaixam neste mesmo quadro histórico, sem avançar na história). Quem não gosta de “história” (por sua natureza) só se pode dizer que esta história é única. Primeiro, a história bíblica é certamente de Deus. Não é um relato completo de qualquer período da história hebraica, mas sim uma história contínua divinamente selecionada. Acompanhado de mapas de terras bíblicas, para revelar a localização das passagens comentadas, e gráficos dos personagens e eventos bem como inúmeras imagens e desenhos a fim de ilustrar os principais lugares e objetos, o texto do MacDonald é, segundo muitos teólogos, uma das melhores exposições que existem sobre as Escrituras. É também uma ferramenta teológica útil e valiosa. MISIONÁRIO MUNDIAL 26 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


Alguém disse: “A poesia é algo que se perde com a tradução”. Felizmente para nós isso não é verdade, ou pelo menos é um grande exagero, quando nos referimos à poesia hebraica do Antigo Testamento. Porém, a poesia clássica inglesa, francesa ou espanhola, ao depender tanto das regras da rima, das métricas rigorosas e da formação especial, é mais difícil de conseguir uma tradução exata para outras línguas. A poesia hebraica tem métricas até certo ponto, faz uso de técnicas de aliteração (palavras que começam com o mesmo som) e outras técnicas semelhantes a nossa poesia. Mesmo que a maioria das Profecias seja escrita em forma poética, existem cinco livros do Antigo Testamento considerados poéticos: Jó, Salmos, Provérbios, Eclesiastes e Cantares. OBRA COMPREENSÍVEL

Originalmente publicado em dois volumes, que surgiram em 1989 e 1992, este tratado combina explicações analíticas com pensamentos devocionais desde a visão da sã doutrina do Todo-Poderoso. Além disso, desenvolve e desfaz sabiamente os temas mais difíceis da Bíblia e as ideias teológicas mais complexas, transformando-as em conceitos claros e compreensíveis para qualquer crente. Quaisquer que tenham estudado literatura estão familiarizados com o conto, romance, obra teatral, poesia e biografia, bem como outras formas literárias. Mas quando nosso Senhor Jesus Cristo veio à terra, uma categoria totalmente nova de literatura - o Evangelho - era necessária. Os Evangelhos não são biografias, apesar de seu forte conteúdo biográfico. Não são histórias, mesmo contendo parábolas como o Filho Pródigo e o Bom Samaritano, que são tão interessantes como qualquer história da literatura. Algumas parábolas foram até mesmo adaptadas em romances ou contos. Os Evangelhos não são relatórios documentais, apesar de conter relatos precisos, e evidentemente condensados, de muitas conversas e discursos de nosso Senhor. Na introdução da obra, os res-

Junho 2019 / Impacto evangélico

27


LITERATURA

ponsáveis pela publicação, que apareceu em espanhol em 2004 com o selo CLIE, afirmam que se você gosta do Livro Sagrado ou adora, gostará de ver o estudo MacDonald, lendo um pouco em diferentes lugares e assim desfrutando-o rapidamente, apreciando o sentido geral do trabalho do teólogo nascido em 7 de janeiro de 1917 em Massachusetts. Os Atos dos Apóstolos são a única história inspirada da igreja; é também a primeira história da igreja e a única hisMISIONÁRIO MUNDIAL 28 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

Quaisquer que tenham estudado literatura estão familiarizados com o conto, romance, obra teatral, poesia e biografia, bem como outras formas literárias. Mas quando nosso Senhor Jesus Cristo veio à terra, uma categoria totalmente nova de literatura - o Evangelho - era necessária.


tória primária da igreja cobrindo os primeiros dias da fé. Todos os outros simplesmente se baseiam na obra de Lucas com a adição de algumas tradições (e muitas conjeturas!). Sem este livro, estaríamos completamente no escuro. Passar diretamente da vida de nosso Senhor nos Evangelhos para as Epístolas seria um grande salto. Quais eram aquelas congregações dirigidas, e como elas se originaram? Atos responde esta e muitas outras perguntas. É uma ponte não só entre a vida de Cristo e a vida cristã ensinada nas Epístolas, mas também um enlace transitório entre judaísmo e cristianismo. TEXTO INDISPENSÁVEL

Os Atos dos Apóstolos são a única história inspirada da igreja; é também a primeira história da igreja e a única história primária da igreja cobrindo os primeiros dias da fé... Sem este livro, estaríamos completamente no escuro.

Autor de mais de oitenta livros cristãos, William MacDonald enfatizou a importância do Evangelho no prefácio de seu compêndio e observou que “A própria Palavra de Deus, iluminada pelo Espírito Santo de Deus, é mais importante que qualquer comentário sobre ela. Sem ela não há vida, crescimento, santidade nem serviço aceitável. Devemos lê-la, estudá-la, memorizá-la, meditá-la e, sobretudo, obedecê-la”. Romanos sempre esteve na cabeça das cartas de Paulo, e com razão. Já que Atos termina com a chegada de Paulo em Roma, é lógico que a seção de epístolas do Novo Testamento comece com a carta à igreja em Roma, escrita antes de sua visita aos cristãos naquela cidade. Mais decisivamente, Romanos é teologicamente o livro mais importante de todo o Novo Testamento, sendo o escrito mais próximo a uma teologia sistemática de todos aqueles que aparecem na Palavra de Deus. Historicamente, Romanos é o livro mais influente da Bíblia. Agostinho foi convertido pela leitura de Romanos 13:13 e 14 (380 d.C.). A Reforma Protestante foi inaugurada quando Martinho Lutero finalmente compreendeu o significado da justiça de Deus, e que “o justo viverá pela fé” (1517). Material essencial para cada pregador, pastor, professor e estudante da Bíblia, o Comentário bíblico é uma exposição sólida e documentada que é realçada por outras visões e citações de um amplo espectro dos melhores escritores evangélicos de todos os tempos, como Martinho Lutero, João Calvino, Carlos Wesley, J.N. Darby, J.C. Ryle, C.H. Spurgeon, Gidet, Lang, Meyes, Ironside e Robertson. A singularidade do último livro da Bíblia é evidente a partir de sua primeira palavra: “Revelação”, ou, no original, Apokalupsis. Esta palavra, que significa desvelamento, é a origem da nossa palavra apocalíptica, um tipo de texto que aparece em Daniel, Ezequiel e Zacarias no Antigo Testamento, mas apenas aqui no Novo Testamento. Refere-se às visões proféticas do futuro usando símbolos, figuras e outros artifícios literários. Judas não faz rodeios! Ele utiliza todos os seus recursos para desmascarar estes notórios hereges, desenhando ilustrações da natureza, do Antigo Testamento e da tradição judaica (Enoque), para mover os fiéis.

Junho 2019 / Impacto evangélico

29


HERÓI DA FÉ

DEFENSOR DA PALAVRA Juan Bautista

O Novo Testamento em espanhol foi uma obra de Pérez de Pineda para que os espanhóis pudessem ler a Palavra de Deus em sua própria língua. Este corajoso servo traduziu a Bíblia do primeiro testamento em uma cruel época, cuja audácia era punida com a morte. Estudioso da Bíblia, tradutor dos Salmos e do Novo Testamento para o espanhol, editor de Juan de Valdés e autor de vários tratados de construção, Juan Pérez de Pineda nasceu em Andaluzia, Montilla, na província de Córdoba, provavelmente no início do século XVI, até onde podemos ter certeza, já que há uma grande incerteza sobre suas origens e os primeiros anos de sua vida, como a de qualquer condenado pela Inquisição. Há pouca documentação sobre a primeira etapa de sua vida, exceto seu nascimento em Montilla, sua formação universitária e ordenação sacerdotal em Sevilha, e sua designação em circunstâncias desconhecidas para a embaixada espanhola em Roma, provavelmente em 1526,

MISIONÁRIO MUNDIAL 30 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


Durante sua estadia em Genebra, Pérez de Pineda, chamado doutor Juan Pérez, foi ativo na difusão do Evangelho. Seu primeiro livro foi uma tradução do Novo Testamento do grego para o espanhol, em 1556, impresso no escritório de Jean Crespin. A tradução foi intitulada O Novo Testamento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

um trabalho que ele tornou compatível com um benefício eclesiástico na Espanha. Entusiasmado com a Reforma, foi muito crítico do relaxamento que encontrou na cúria pontifícia, até o ponto de ver a mão do Altíssimo na pilhagem da Cidade Eterna pelas tropas imperiais, episódio que viveu pessoalmente. Pouco depois do seu retorno à Espanha, com data desconhecida, mas não muito depois de 1530, foi nomeado reitor do Colégio da Doutrina de Sevilha, um centro de ensinamento evangélico, cargo que ocupou durante quase duas décadas. Nesse tempo conheceu e tratou os médicos Juan Gil, conhecido como Egidio, e Constantino Ponce de la Fuente, cujas ideias reformistas luteranas ele simpatizou. CRISTÃO RESISTENTE

Quando a existência de um foco dissidente em Sevilha com o processo da Inquisição contra o teólogo Egídio se manifestou em 1550, Pérez não ficou comprometido e pôde permanecer na cidade, enquanto vários de seus companheiros de fé escaparam para a França e Flandres. No entanto, ele partiu com uma segunda manifestação em 1555, junto com seis crentes, todos eles com destino a Genebra, e aqueles que em breve serão seguidos por vários outros em maior número. Pérez de Pineda e seus companheiros encontraram na cidade de Calvino outros espanhóis de imigração prévia afetuosos à sã doutrina. Com eles e com os que chegaram formou uma congregação de língua espanhola, expressamente autorizada pelos magistrados de Genebra em 1558, que foi destinada ao templo de Saint Germain. Defensor da Palavra de Deus, o ministro estava encarregado deste rebanho, ajudado em ocasiões por Casiodoro de Reina, que posteriormente se tornou um ilustre tradutor da Bíblia, que funcionou até 1560, ano em que foi dissolvido. Durante sua estadia em Genebra, Pérez de Pineda, chamado doutor Juan Pérez, foi ativo na difusão do Evangelho. Seu primeiro livro foi uma tradução do Novo Testamento do grego para o espanhol, em 1556, impresso no escritório de Jean Crespin, mas com impressão falsa: “Em

Junho 2019 / Impacto evangélico

31


HERÓI DA FÉ

MISIONÁRIO MUNDIAL 32 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


Veneza, na casa de Juan Philadelpho”. A tradução foi intitulada O Novo Testamento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A obra é dedicada a Filipe II, lembrando-o de sua obrigação como príncipe cristão de proteger e difundir o livro sagrado. Naturalmente, o texto de Pérez de Pineda, com um conhecimento moderado das línguas bíblicas, não tem a qualidade da tradução publicada pelo cristão Francisco de Enzinas, treze anos antes, em Antuérpia, que sem dúvida ele tinha em vista, bem como outras versões castelhanas precedentes, inclusive uma anônima que apareceu em Genebra pouco antes de sua chegada, mas está escrito em castelhano muito bom, e sua prosa é sóbria e vigorosa. PROLÍFICO AUTOR

No mesmo ano, Pérez de Pineda publicou um breve resumo da doutrina cristã, mas com um pé simulado: “Em Veneza, na casa de Pedro Daniel”. É uma publicação em forma de perguntas e respostas para crianças e adultos, cuja parte principal coincide com um livro similar de Calvino. Na apresentação da obra, o autor afirma ter sido aprovado

Após algum tempo em Frankfurt com o teólogo Filipe Melâncton, um reformador e estudioso alemão, voltou a Genebra, onde demonstrou uma atividade febril a favor do Evangelho, não só no pastorado, mas também com a caneta. Nessa época de sua vida, em apenas dois anos, enviou três livros para as prensas.

pelo Santo Ofício da Espanha, o que deveu ter sido bastante irritante para os inquisidores espanhóis, que a incluíram imediatamente no seu índice expurgatório. No ano seguinte, publicou Os Salmos de Davi, do tipógrafo J. Crespin, mas fingindo ter sido feita em Veneza pelo P. Dehon. A obra foi dedicada à Rainha Maria da Hungria, governadora dos Países Baixos. Esta excelente tradução mereceu aplausos unânimes dos críticos. Além disso, em 1556 e 1557, Pérez de Pineda publicou os livros Comentário ou declaração breve e compêndio sobre a Epístola do Apóstolo São Paulo aos Romanos e Comentário ou declaração breve e compêndio sobre a Epístola do Apóstolo São Paulo aos Coríntios. A segunda publicação foi dedicada a Maximiliano, rei da Boêmia e futuro imperador Maximiliano II, em quem os cristãos tinham suas esperanças de um estatuto legal satisfatório. Ambos os trabalhos foram impressos por J. Crespin sob o

pseudônimo de J. Philadelpho e fingindo estar em Veneza. Também por Crespin, em Genebra e em 1557, foi enviada a Carta a nosso príncipe Dom Felipe, rei da Espanha, na qual se declaram as causas das guerras e calamidades presentes, uma obra chamada a ter grande ressonância. A ruptura do Rei Filipe com o Papa Paulo IV por causa da política anti-espanhola dele na Itália e a marcha do Duque de Alba sobre Roma foram aplaudidas pelos evangélicos em toda a Europa como o início do fim do pontificado romano. EFICIENTE PORTA-VOZ

Após algum tempo em Frankfurt com o teólogo Filipe Melâncton, um reformador e estudioso alemão, voltou a Genebra, onde demonstrou uma atividade febril a favor do Evangelho, não só no pastorado, mas também com a caneta. Nessa época de sua vida, em apenas dois anos, enviou três livros para as prensas, todos eles impressos no escritório de J. Crespin, seu editor de confiança, às vezes com pés fictícios ou sem essa informação em outras ocasiões. Estas obras eram Duas informações muito úteis, publicadas em 1559 e nas quais ele exigia proteção de Filipe II porque os cristãos são caluniados, proclamados hereges e instigadores rebeldes, perseguidos e assassinados; Epístola para consolar os fiéis de Jesus Cristo que sofrem perseguição pela confissão de seu nome, publicada em 1560, no momento em que vinham notícias terríveis da Espanha; e Breve tratado sobre a antiga doutrina de Deus, um compêndio para os leitores hispânicos do texto latino de U. Regius, que foi impresso em 1560. Quando a comunidade evangélica espanhola de Genebra ficou dissolvida em 1560, Pérez de Pineda permaneceu na cidade, que se tornou um foco muito ativo para a difusão de publicações cristãs destinadas aos domínios espanhóis, tarefa na qual encontrou um colaborador eficiente em Julián Hernández, outro refugiado; mas em 1562, tendo melhorado as condições de tolerância para os protestantes na França, aceitou pastorear a comunidade de Blois, de onde mais tarde passou para o castelo de Montarguis como presbítero da princesa Renata, filha de Luís XII e duquesa viúva de Ferrara, conversa ao Evangelho. Na França, enquanto estava na companhia de Antonio del Corro e outros refugiados, em 28 de maio de 1566 foi chamado pela comunidade cristã de Antuérpia para ser seu pastor, uma missão que ele recusou devido a sua idade avançada. Contudo, sua velhice não o impediu de ir a Paris naquele mesmo ano para reimprimir seu Novo Testamento, a fim de difundi-lo na Espanha. Quando a obra começou, ele morreu na capital francesa em 1567. Nos seus últimos momentos, foi assistido por Del Corro. Com a morte de Juan Pérez de Pineda, a causa da Reforma na Espanha perdeu um de seus porta-vozes mais ativos e eficientes.

Junho 2019 / Impacto evangélico

33


HISTÓRIA DE VIDA

ATRAPALHADA NO ALCOOLISMO Dedicou a melhor etapa de sua juventude ao consumo de bebidas alcoólicas. Ficava em sua habitação durante vários dias na companhia de seu único amigo: o licor. Sua vida estava destinada à perdição, até que um acidente a levou a procurar Deus. STEVEN LÓPEZ FOTOS: ARQUIVO FAMILIAR

MISIONÁRIO MUNDIAL 34 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


Rudy Villaroel recebeu a notícia que nunca mais poderia caminhar de novo depois de ter sofrido uma queda terrível de uma altura enorme durante um estado de embriaguez. Não foi surpresa que seis parafusos e duas placas de platina foram colocados em sua coluna vertebral, causando intensa dor permanente. Em suas apenas 19 anos de idade, sua vida foi condenada pela libertinagem, as más companhias e consumo excessivo de álcool. Nessa época, ela só esperava um milagre por sua vida sem esperança. Seu estado de saúde não a impediu de continuar bebendo álcool, e assim o fez, procurou a primeira garrafa de licor para esquecer seu sofrimento e continuar perdendo-se. A jovem já tinha o vício do álcool há muito tempo, às vezes na companhia de amigos da universidade, mas, maiormente sozinha, dentro das quatro paredes de sua habitação. Em alguns momentos de sua constante embriaguez, lembrava sua infância, quando frequentava uma igreja cristã em Cochabamba, a cidade onde nasceu, e se sentia feliz, sem a necessidade de consumir álcool. Rudy chegou ao mundo em 2 de junho de 1993, em uma casa onde seus pais professavam a fé cristã. Desde criança, frequentava constantemente a igreja com a família. Pode-se dizer que ela era ditosa. Seu pai, Modesto Villaroel, fez um esforço para dar-lhe bem-estar econômico; metade do seu tempo foi dedicada à igreja e a outra metade a seu trabalho. Era um homem muito rigoroso com relação às coisas de Deus e procurava que seus filhos apoiassem sua obra. A mãe, Albertina Delgado, tinha similar comportamento. Aos 12 anos de idade, porém, Rudy se entregou às paixões juvenis. Juntou-se com amizades que a induziram a beber e ter noites de devassidão; assim, ela provou os prazeres terrenos, apesar de que sabia as consequências. Seus irmãos fizeram o mesmo e paulatinamente esqueceram o caminho de Jesus Cristo. Cansada das reprimendas de seus pais, que insistiam que ela voltasse à igreja, a jovem decidiu deixar a família aos 16 anos. Perto de acabarem seus estudos na escola, conheceu um rapaz com quem fugiu por um curto período e depois voltou para casa. Os pais sofreram quando viram o comportamento errático de sua filha. Rudy mal terminou a secundária. O álcool predominou em sua vida, e Deus ficou no último lugar para ela. MUDOU SUA VIDA?

Mais tarde, teve a oportunidade de estudar uma carreira profissional na Universidade de Oruro. Ela não pensou duas vezes e aproveitou esta opção. Pensou que a mudança de ambiente, talvez, lhe permitisse deixar o vício do álcool e dedicar-se aos estudos. Não foi assim, enganou-se, sua vida piorou.

Junho 2019 / Impacto evangélico

35


HISTÓRIA DE VIDA

Aos 12 anos de idade, Rudy se entregou às paixões juvenis. Juntouse com amizades que a induziram a beber e ter noites de devassidão; assim, ela provou os prazeres terrenos, apesar de que sabia as consequências. Muitas vezes ela tentou parar de beber, mas não conseguiu. Conheceu companheiros que dedicaram seu tempo para beber, e ela se juntou ao grupo. Ela ficava com seus amigos vários dias em sua habitação para satisfazer o vício que governava sua vida: o alcoolismo. As ausências das aulas eram constantes. Suas companheiras de boa fé viram a pobre situação da jovem universitária e a motivaram a deixar o vício para seu próprio bem e o de seus pais, mas ela o ignorou. Rudy não podia viver sem ter uma garrafa de álcool. No armário, na cozinha ou debaixo da cama, tinha sempre uma. Começou a beber álcool puro porque as outras bebidas já não a satisfaziam e precisava de se sentir dopada. Sua vida começava a deteriorar-se cada vez mais. CITA COM O DEMÔNIO

Chegou o momento em que ela abandonou a universidade. O vício foi mais forte que o estudo. Durante aquelas passagens de sua vida, começou a ser absorvida pelas trevas. Uma voz a induziu a acabar com sua vida. Na solidão de sua habitação, com garrafas de álcool ao seu lado, ela MISIONÁRIO MUNDIAL 36 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


O medo que sentia a motivou a olhar para o Senhor, ajoelhou-se em sua cama e pediu a Deus um milagre para sua vida, mas nada aconteceu. -Talvez o álcool me faz ouvir essas vozes e querem matar-me, pensou ela. Os dias passaram e a voz continuou incitando-a a terminar sua vida. Uma noite, quando ia para sua habitação, atravessou uma ponte e tentou suicidar-se. No entanto, ela se lembrou de Deus novamente e correu para uma igreja para pedir perdão. Percorreu desesperadamente as ruas para encontrar um templo, mas não encontrou nenhum; parecia que seu fim era o suicídio. -Acho que nem Deus me quer, disse ela. O desânimo de não encontrar ajuda em Deus a levou a continuar consumindo álcool para esquecer que sua vida não tinha solução. Os dias de desespero passaram e nas noites ela acordava gritando quando sonhava estar acorrentada e ardendo em fogo. DEUS NÃO ESQUECE

observava silhuetas escuras em forma de animal entrar em seu corpo. As vozes para que ela terminasse sua vida ecoavam constantemente em sua mente. -Mata-te, sabes que não tens solução”, disseram eles.

Durante dias se refugiava na solidão de sua habitação e no álcool. Na escuridão da embriaguez ela pediu ajuda a Deus novamente. De repente, um dia, um pastor de uma igreja evangélica bateu sua porta. Uma luz de esperança parecia vir. O pregador compartilhou a mensagem de Deus com

Junho 2019 / Impacto evangélico

37


HISTÓRIA DE VIDA

ela, mas ela sentiu uma dor de cabeça em cada palavra que o pastor disse e decidiu parar de ouvir. Outro dia, quando estava bebendo álcool com seus amigos, um deles, em plena embriaguez, empurrou-a do topo de uma casa onde eles estavam. A jovem caiu no trilho e ficou inconsciente. Ela foi levada para o hospital mais próximo e os médicos a intervieram de emergência. Salvaram sua vida, mas seu estado era delicado: tinha três vértebras quebradas. Os membros da família vieram para acompanhar Rudy nestes tempos difíceis. Quando acordou, seu pai queria compartilhar a Palavra com ela, mas ela recusou. -Se Ele me amasse, não tivesse permitido que estivesse nesta situação, argumentou Rudy naquela ocasião. Alguns dias depois, ela foi levada para a sala de operações; a operação foi longa e exaustiva, e a recuperação foi lenta. Algum tempo depois melhorou muito, mas os médicos não lhe deram nenhuma esperança de caminhar novamente. Simultaneamente, a dor e a ansiedade sobre o álcool a consumiam. Certa manhã, na cama do hospital, Rudy ligou o rádio e começou a ouvir a Radio Bethel por sugestão de seu pai. A prédica do Pastor Enrique Valenzuela tocou seu coração. -Deus te ama apesar de todos os erros que cometeste. Ele quer ver-te bem - repetia o pregador. Pouco depois, ela recebeu alta e sua família decidiu levá-la para Cochabamba. Os pais a receberam novamente e cuidaram bem dela. Ela se sentiu melhor e coMISIONÁRIO MUNDIAL 38 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

[…] o servo de Deus a alentou a dar sua vida a Cristo. A resposta foi afirmativa. A oração de fé provocou uma mudança radical na vida da jovem Rudy. As feridas começaram a sarar, a dor acabou e, sobretudo, o desejo de beber desapareceu por completo. meçou a andar com a ajuda de um pau de vassoura. O desespero de beber álcool fez com que ela se levantasse e bebeu novamente. Em poucos dias, as cicatrizes da operação começaram a abrir-se e a ficar infectadas. Os pais não sabiam que fazer. Rudy decidiu procurar o pastor que ouviu na rádio. Finalmente se comunicou e ele a convidou a visitar a Casa de Deus e a Porta do Céu do Movimento Missionário Mundial. Ela aceitou e acudiu no dia seguinte. No culto de oração, o servo de Deus a alentou a dar sua vida a Cristo. A resposta foi afirmativa. A oração de fé provocou uma mudança radical na vida da jovem Rudy. As feridas começaram a sarar, a dor acabou e, sobretudo, o desejo de beber desapareceu por completo. Durante uma vigília, Deus a batizou com seu Espírito Santo, selando toda sua conversão a Cristo. Ela tinha sido salva. Agora pode correr, fazer esforços físicos e andar sem sofrer dor. Os médicos lhe diagnosticaram que ela não caminharia de novo, mas Deus lhe deu uma nova vida. A jovem Rudy Villaroel serve a Deus desde 2015, na igreja central do Movimento Missionário Mundial em Oruro, Bolívia. O álcool não pôde vencer Deus.


Junho 2019 / Impacto evangĂŠlico

39


ENTREVISTA

“A EUROPA ESTÁ EM DECADÊNCIA MORAL” A Europa pode pertencer ao primeiro mundo, mas há anos que abandonou os valores cristãos para acolher a libertinagem. O reverendo Carlos Medina, supervisor do Bloco A do Movimento Missionário Mundial (MMM), considera que estão chegando tempos apocalípticos. O reverendo Carlos Medina passou muitos anos na Europa pregando a Palavra, viajou por quase todos os países do Velho Continente e conhece bem a realidade da sociedade europeia. Suas afirmações são categóricas e convidam à reflexão. Em entrevista concedida à revista Impacto Evangelístico, fala da situação que o cristianismo está atravessando no continente europeu, denuncia a decadência moral e espiritual que a Europa está experimentando e mostra sua preocupação porque muitos países que antes eram considerados cristãos se afastaram da Palavra de Deus. Os valores cristãos estão extinguindo-se na Europa? A pergunta é muito importante e a resposta é afirmativa. Há muito tempo que os valores cristãos foram abandonados em toda a Europa. Aqui há um desastre moral, a libertinagem é muito ampla, a falta de respeito pelos outros, o que se vê nas ruas, nas praças, no metrô, seria um escândalo para as gerações passadas. Existe uma destruição da família, cometem-se adultérios e os divórcios aumentaram. Estamos em tempos apocalípticos. Chegamos aos dias perigosos de que o apóstolo Paulo falou, agora os temos diante de nossos olhos; o mal e a depravação estão alcançando níveis muito altos. Vários portais cristãos dizem que a Europa experimenta uma era pós-cristã e se fala do surgimento de uma Europa não cristã. Que nos pode dizer sobre isto? É verdade. A Europa perdeu esse coração cristão, afas-

MISIONÁRIO MUNDIAL 40 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

tou-se de Deus. A cientologia, os avanços científicos, o conforto, a abundância resultaram em arrefecimento espiritual, além da grande apostasia de algumas igrejas evangélicas que deram um testemunho terrível e perderam credibilidade, a fé. Também a Igreja Católica Romana tem muito a ver com isso, porque há uma decepção importante em toda a população. Agora, sentem uma rejeição, um repúdio por tudo o que se chama Deus; foi excluída em todos seus discursos, das universidades, das escolas e não querem que Deus seja mencionado em circunstância alguma, porque consideram que isto nada tem a ver com a Europa moderna. Podemos falar de uma etapa pós-cristã crítica, de um esfriamento mortuário, e as nações que eram cristãs agora não querem saber nada de Deus. Vimos relatórios de igrejas que se estão fechando e como os templos estão sendo abandonados. Quão verdadeiros são esses relatórios? Isto é real. Os templos de muitas igrejas estão muito vazios, especialmente os católicos, e agora há templos que são alugados para outras denominações; também para outros tipos de eventos, como festas, danças, para muitas coisas


que são do mundo. Infelizmente, os templos estão sendo usados de uma forma que não é conveniente. Naquela morte espiritual que se vê, não há respeito por um templo que tinha sido anteriormente dedicado ao Senhor. Vimos que, nesta Europa pós-cristã, a ideologia de género foi implementada. Qual é o avanço desta ideologia? A Europa acolheu esta ideologia como se fosse a panaceia. Fizemos um estudo e sabemos que uma das grandes forças motrizes são as Nações Unidas. Eles contribuíram com dinheiro para que essas ideologias entrassem nesses países. A meu ver, o terreno para a vinda do anticristo está preparado, porque vendo essa rejeição e sabendo como eles abominam tudo o relacionado com Deus, agora entendemos por que a grande maioria aceita leis que não têm apoio biológico nem científico. Não há maneira de sustentar estas ideologias. Estas leis foram aprovadas e vemos um terrível bombardeamento de escolas. Vemos como vídeos com alto conteúdo sexual estão sendo ensinados às crianças e isso está trazendo complicações especialmente para as pessoas que temem a Deus. Muitas de nossas crianças são vítimas

de intimidação, perseguição e maus-tratos por não aceitarem estas ideologias. Perante esta situação que a Europa atravessa, há sempre um remanescente fiel a Deus. Há perseguição contra os cristãos que rejeitam estas ideologias? Parece um ambiente de choque. Temos de ser prudentes, enquanto dizemos a verdade. Se você começar a dizer isso em uma praça, já não lhe permitirão fazê-lo nunca mais. Fomos chamados por certas, uma delas ameaçou e disse que nos ia processar. Pregamos contra a homossexualidade e deixamos claro nossas prédicas que não apresentam homofobia. Fazemos tudo isto sabiamente, porque sabemos que somos vigiados. O Espírito Santo nos dará a força para continuar pregando e, se a perseguição começa, estou certo de que o Senhor não nos deixará órfãos. Ele prometeu. Se tivermos que partir, o faremos, mas não ficaremos sem o poder de Deus, e se tivermos que dar nossas vidas, nós as daremos. Vendo esta realidade, como se está preparando a igreja MMM? O fundamento principal é Cristo, é o único que pode manter a igreja viva. Estamos crescendo, as pessoas estão saindo de igrejas mortas e vemos novas vidas chegando a nossos templos. Estamos avançando, temos uma geração de pastores que entenderam a visão. A sã doutrina é fundamental. Sabemos que temos que preparar as pessoas para que as gerações futuras tenham um lugar de refúgio; se guardarmos a Palavra de Deus, ela nos dará a força para sobreviver espiritualmente diante de qualquer acontecimento. Como pastor, eu digo à igreja que chegou o momento de cumprir o que as Escrituras dizem em Deuteronômio 6:6-9: “E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te... E as escreverás nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas”. A educação cristã em casa é fundamental na Europa para que toda esta poluição não afete os nossos filhos. Temos de cuidar das crianças porque elas são nossa maior riqueza, são os herdeiros das próximas gerações. Pastor, suas refleções finais… Como povo de Deus, devemos entender que estamos em tempos apocalípticos. O profeta Jeremias disse: “Coisa espantosa e horrenda se anda fazendo na terra”. Esses momentos chegaram. Uma reflexão que posso fazer é que, de todos os pontos de vista, não mudamos a sã doutrina para nada nem para ninguém. Mantenhamos a santidade e deixemos que todo o nosso trabalho seja entregue à família, aos lares, que não haja falta de amor pelas almas perdidas. Apelamos à oração pela família, pelos casamentos, pelas crianças da Europa. Devemos preparar uma igreja com famílias e casamentos fortes. Acredito na solidez da fé

Junho 2019 / Impacto evangélico

41


APOLOGÉTICA

O ADVENTISMO DO SÉTIMO DIA O adventismo do sétimo dia é um grupo religioso que considera, entre outras coisas, que os cultos de adoração devem ser realizados no "sétimo dia" (sábado) e não domingos. Outros adventistas vão muito além de sua doutrina errada. O adventismo do sétimo dia tem suas raízes em um movimento do século XIX que antecipou a iminente aparição (ou o advento) de Jesus Cristo. Os adventistas também foram chamados de Mileritas porque seu grupo foi fundado por William Miller, um falso profeta que previu que Jesus voltaria em 1843 ou 1844. Quando a predição de Miller não aconteceu, os Mileritas ficaram completamente consternados; esse evento é conhecido como “O Grande Desapontamento”. Mas então um par de seguidores afirmou ter visões para explicar o erro na profecia. Eles disseram que em vez de vir à Terra, Jesus tinha entrado no templo celestial; eles argumentaram que Miller estava certo depois de tudo, exceto que sua profecia tinha tido um cumprimento espiritual e não físico. Um dos videntes que cobriu Miller foi Ellen G. Harmon, de 17 anos, que teve sua primeira de 2000 supostas visões em uma reunião de oração pouco depois da vergonha de Miller. Com sua visão, Ellen em breve se tornou um farol de esperança para os mileritas desencantados. Ela uniu as fações adventistas e se tornou a guia espiritual de um novo e errado grupo religioso. Em 1846, Ellen casou com James White, um pastor adventista. Em 1847, Ellen White teve outra visão, confirmando sua crença de que a observância do sábado devia ser uma doutrina básica. Sob a influência de Ellen G. de White, os adventistas se tornaram adventistas do sétimo dia. As muitas visões e escritos dela (foi uma escritora prolífica) formaram consideravelmente a doutrina.

MISIONÁRIO MUNDIAL 42 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

Hoje, a maioria dos adventistas ainda considera Ellen White como uma profetisa, ainda que muitos de seus anúncios não se tenham tornado realidade. De fato, os adventistas consideram Apocalipse 19:10 (“o testemunho de Jesus é o espírito da profecia”) como uma referência aos escritos de Ellen G. White. Em 1855, os adventistas do sétimo dia se estabeleceram em Battle Creek, Michigan, nos Estados Unidos, e em maio de 1863, a conferência geral dos adventistas do sétimo dia foi oficialmente criada. Durante as próximas cinco décadas, Ellen G. de White escreveu quase 10.000 páginas de material profético. Entre elas, destacava-se a doutrina da “grande controvérsia”, uma guerra cósmica imaginária “realizada entre Jesus e Seu exército celestial e Satanás e os seus próprios”. Outras supostas visões tratam de hábitos alimentares saudáveis que a senhora White chamou de “o evangelho da saúde” (Testemunhos para a Igreja, Volume 6, p. 327). O adventismo do sétimo dia impõe restrições ao consumo de carne, ou “alimento de carne”, como é chamado


Quando a predição de Miller não aconteceu, os Mileritas ficaram completamente consternados; esse evento é conhecido como "O Grande Desapontamento". Mas então um par de seguidores afirmou ter visões para explicar o erro na profecia. pelos adventistas. Não é estranho que os adventistas, depois de exigirem a observância do sábado, começassem a acrescentar outros elementos a seu credo. A Sra. White continuou tendo visões e começou a ensinar as doutrinas pouco ortodoxas do sono da alma e aniquilação (o que contradiz Mateus 25:46, pois eles não acreditam na condenação eterna). Outras doutrinas problemáticas no adventismo do sétimo dia incluem o ensinamento de que Satanás é o “bode expiatório” e levará os pecados dos crentes (A

grande controvérsia, p. 422, 485); este é o oposto do que a Bíblia diz sobre quem levou nossos pecados (1 Pedro 2:24). O adventismo do sétimo dia também identifica Jesus como o arcanjo Miguel, uma doutrina que nega a verdadeira natureza de Cristo e ensina que Jesus entrou em uma segunda fase de Sua Obra Redentora. É claro que a promoção adventista da observância de sábado como doutrina básica vai contra o ensinamento das Escrituras a esse respeito (ver Romanos 14:5). O adventismo do sétimo dia é um movimento diverso, e nem todos os grupos adventistas do sétimo dia mantêm todas as doutrinas mencionadas acima. Mas todos os adventistas do sétimo dia devem considerar seriamente o seguinte: uma profetisa reconhecida em sua igreja era professora de uma doutrina aberrante, e sua igreja tem suas raízes em profecias errôneas de William Miller. Fonte: https://www.gotquestions.org/Espanol/adventismo-septimo-dia.html

Junho 2019 / Impacto evangélico

43


DEVOCIONAL “E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai; ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder”. Lucas 24:49 Rev. Luis M. Ortiz

A INVESTIDURA DO PODER Tendo nós, minha esposa e eu, e nossas filhas, voltado de Cuba para Porto Rico em 1960, começamos um pequeno projeto na urbanização de Santa Juanita, em Bayamón, Porto Rico, e Deus estava salvando almas. Tinha um grupo entre eles, estava o irmão Ruben, sua esposa a irmã Armen e seus filhos; os irmãos Rosas estavam conosco desde antes do surgimento do Movimento Missionário Mundial, e eu não o iniciei, Deus o iniciou. E eu vim a perceber o que Deus estava fazendo em sete anos (1956-1963, quatro em Cuba e três em Porto Rico), o Senhor tinha começado a trabalhar, e agradecer a Deus que Ele continuou trabalhando. Em uma ocasião, desde uma casa fomos procurados com urgência, foi para Bolívar Marín, que era um desencaminhado. Bolívar tinha uma esposa e duas filhas. E o diabo, que já o tinha afastado do Senhor, disse-lhe: Você é inútil, tudo o que deve fazer é se suicidar agora, e todos seus problemas acabaram. Mate-se, suicide-se. Bolívar conduzia camiões muito grandes para distribuir mercadorias em todo Porto Rico. Um dia ele ia pela estrada central que atravessava a cordilheira, estava subindo, e o diabo estava dizendo-lhe: Mate-se, olhe para esse precipício, lança-te aí. Mas tinha uma mulher que orava, e tinha uma mãe que orava, e essas orações não ficam no vazio. E o diabo disse a ele: Vai até a colina, em dois minutos um veículo como o seu vai aparecer na crista da colina, calcule bem sua velocidade, e quando ele passar, cruze e seus problemas acabarão. E Bolívar já estava determinado a atravessar o caminhão, mas ouviu uma voz que lhe disse: Bolívar, a polícia. E como Bolívar não viu nenhuma polícia à frente dele, olhou pelo espelho retrovisor para ver se eles vinham atrás dele, e naquele momento, o caminhão passou, e não chocou contra ele.

MISIONÁRIO MUNDIAL 44 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


E Bolívar, na primeira oportunidade que teve, foi para casa. Então Satanás começou a espancá-lo: Melhor vai para sua casa, assim que chegar lá, procure um punhal, uma faca, mate sua esposa, mate seus dois filhos, mate sua mãe também, e então você se mata e termine com tudo. Antes da chegada de Bolívar, o Espírito Santo disse a sua esposa: Esconda todas as facas, todos os objetos punço-cortantes, tudo o que serve de arma branca. E como ela obedeceu bem, ela não sabia que Bolívar estava a caminho, mas o Espírito Santo sabia sim. E quando Bolívar chegou, sua esposa escondeu tudo. Bolívar foi até a cozinha, procurou facas, punções, tudo o que pudesse para matar pessoas, e não encontrou. E como o diabo viu que não aconteceu o que ele queria, usou Bolívar como uma bola, um balão de basquetebol, e jugou com ele, e o lançou contra a parede, e depois contra a outra parede, ele queria matá-lo de qualquer maneira. Nesse momento, eu e minha esposa chegamos de um carro que tínhamos. Depois deste evento, Bolívar me diz o seguinte: Irmão Ortiz, quando o mandaram chamar, Satanás estava me derrubando, estava me lançando contra o chão e contra as paredes, e quando seu carro chegou, Satanás estava me dizendo: mata-te agora, antes que venham os pastores. E quando você saiu de seu carro, eu podia ouvir seus passos, e os passos seus quando se aproximava para a casa eram como os passos de um gigante, e quando seus passos se aproximavam os demônios saíam. Eu percebei, e Rebeca percebeu, que quando pusemos os pés debaixo do lintel da porta de entrada da cozinha, de onde se podia ver a sala de estar e podíamos ver a Bolívar, a legião de demônios tinha acabado de sair. E vimos quando Bolívar reagiu, estava deitado, depois se sentou, olhou para a cozinha e exclamou: “Os irmãos Ortiz, que bom! Mas o que aconteceu comigo, por que estou deitado no chão assim, o que aconteceu? Que bom que os irmãos Ortiz chegaram! Então nos aproximamos e rezamos por ele, mas ele já estava livre. Mas que aconteceu? O glorioso fogo do Espírito Santo se manifestou! O Senhor comparou o Batismo no Espírito Santo com uma investidura. Uma investidura é um vestido em cima de outro vestido. Quando o juiz está vestido com roupas civis, ninguém sabe quem ele é, exceto um advogado que o conhece. O público em geral não sabe que o juiz está lá; mas este homem vestido com roupas civis sai e vira-se e já com sua toga na cabeça se senta na poltrona e todo o público diz: ele é o juiz. E porque é que eles sabem que é o juiz? Pela investidura e a toga que usa. E então, vestidos com a toga e investidura do Espírito Santo, os demônios começaram a sair, a fugir. E quando chegámos à porta, os demônios tinham desaparecido. E o irmão Bolívar estava totalmente livre!

Junho 2019 / Impacto evangélico

45


DEVOCIONAL “Convém que eu faça as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar”. João 9:4

Rev. Rubén Concepción

O TRABALHO DIGNIFICA Houve um tempo na história humana em que o trabalho era considerado uma maldição, exatamente em tempos anteriores à grande Reforma Protestante. A este respeito, o trabalho era considerado um flagelo, um castigo imposto ao homem como recompensa pelo pecado original. Era um meio de disciplina, de contenção de vícios, pensava-se que o único trabalho digno era aquele feito pelos religiosos nos mosteiros. De acordo com a ordem divina, achamos que o Criador Eterno é incansável no trabalho. E Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também. ( João 5:17). A Sagrada Escritura apresenta Deus como o Criador do universo, como o grande gestor da vida, como o arquiteto, engenheiro e primeiro obreiro de sua criação. Como o próprio Deus é o primeiro obreiro de sua criação, não só no ato criador, mas no trabalho de preservação e conservação, o trabalho não pode ser considerado como uma maldição. • Quando o homem e sua esposa foram criados, o Pai da família humana lhe atribuiu um lugar, o melhor de toda a Terra. “E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra”. (Gn. 1:28). • Atribuiu-lhe um trabalho para fazer, cuidar do jardim e lavrá-lo. “E tomou o Senhor Deus o homem, e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar”. (Gn. 12:5). • Também foi ordenado por Deus para proteger a criação animal, dando nome a cada espécie, e lhe deu autoridade sobre toda a criação terrena. “Havendo, pois, o Senhor Deus formado da terra todo o animal do campo, e toda a ave dos céus, os trouxe a Adão, para

MISIONÁRIO MUNDIAL 46 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


este ver como lhes chamaria; e tudo o que Adão chamou a toda a alma vivente, isso foi o seu nome. E Adão pôs os nomes a todo o gado, e às aves dos céus, e a todo o animal do campo..”. (Gn. 2.19-20). Cada ser humano tem uma função divina a cumprir em sua curta estadia neste pequeno mundo. A palavra trabalho inclui tudo o que fazemos com o exercício de nossos talentos em atividades que resultam em lucro, que usamos para o auto sustento e o de nossas famílias e a Obra de Deus. Bendito seja Deus que nos fez trabalhar. Fomos criados para sermos frutíferos e produtivos. O povo de Deus é um povo trabalhador da mais alta qualidade. Toda a Bíblia mostra sua cultura de trabalho como um fato de bênção. O trabalho melhora as condições de vida do indivíduo, da família, da comunidade e da nação. Dois grandes ramos estavam nas mãos dos dois primeiros homens que nasceram nesta criação. Agricultura nas mãos de Caim, o filho mais velho de Adão e Eva, e a pecuária nas mãos de Abel, o mais novo. Esses dois pioneiros do trabalho foram prósperos em seu trabalho, seu trabalho também foi produzido para agradecer ao dono da empresa, Deus, o Criador do universo. E trouxeram oferendas e sacrifícios como um ato de gratidão. Todo o Antigo Testamento mostra o povo de Deus trabalhando: Noé, um agricultor e pecuarista, e um grande construtor naval; Abraão, um pecuarista, agricultor e negociante. Os pecuaristas israelitas, agricultores, artesãos, construtores, engenheiros e brilhantes administradores. A cultura do trabalho está tão enraizada nos descendentes de Abraão que é e foi uma fortaleza econômica no mundo, em todas as nações e ao longo de sua história. Temos de trabalhar enquanto o dia durar, porque na noite ninguém pode trabalhar. Trabalhemos para o bem da Obra, das almas perdidas e do Senhor, e receberemos a recompensa. Querido leitor, o trabalho é digno e uma bênção. Amém.

Junho 2019 / Impacto evangélico

47


DEVOCIONAL “E ao anjo da igreja de Tiatira escreve: Isto diz o Filho de Deus, que tem seus olhos como chama de fogo, e os pés semelhantes ao latão reluzente: Eu conheço as tuas obras, e amor, e serviço, e fé, e a tua paciência, e que as tuas últimas obras são mais do que as primeiras. Mas algumas poucas coisas tenho contra ti que deixas Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensinar e enganar os meus servos, para que forniquem e comam dos sacrifícios da idolatria”. Apocalipse 2:18-20 Rev. Rodolfo González Cruz

A MENSAGEM PARA TIATIRA A cidade de Tiatira ficava cerca de 50 a 55 quilômetros da cidade de Pérgamo. Era uma cidade pequena, mas com uma grande população. Sua especialidade era o tingimento de peles e fabricação de tecidos, trazendo consigo fluidez de comércio com diferentes cidades. No livro de Apocalipse 2:18-19, lemos: “E ao anjo da igreja de Tiatira escreve: Isto diz o Filho de Deus, que tem seus olhos como chama de fogo, e os pés semelhantes ao latão reluzente: Eu conheço as tuas obras, e amor, e serviço, e fé, e a tua paciência, e que as tuas últimas obras são mais do que as primeiras”. Referindo-se a Jesus, “Seus olhos eram como uma chama de fogo” (Apocalipse 19:12; 2:18), porque examina a mente e o coração; e os Seus “pés semelhantes ao latão reluzente” (Apocalipse 2:18), fala da ira e do juízo de Deus. Esta igreja, com a passagem do tempo, não parou de fazer boas obras; é por isso que o Senhor enfatiza que Suas últimas obras foram maiores que as primeiras. Que grande testemunho! Em Apocalipse 2:20, lemos: “Mas algumas poucas coisas tenho contra ti que deixas Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensinar e enganar os meus servos, para que forniquem e comam dos sacrifícios da idolatria”. Jezabel, esposa do rei Acabe, bruxa, idólatra, perversa e criminosa, que foi devorada por cães (2 Reis 9:30-37); Deus abominou esta mulher porque ela matou os profetas e estabeleceu falsos profetas, os de Baal. A doutrina do “jezebelismo” representa a manipulação da autoridade da igreja, o abuso de poder, a perseguição dos homens de Deus, a perversão da sã doutrina; também promove sensualidade, mundanismo, relaxamento e desordem dentro da igreja (2 Pedro 2:1). Apocalipse 2:21 diz: “E dei-lhe tempo para que se arrependesse da sua fornicação; e não se arrependeu”. Deus não quer a morte do pecador (Ezequiel 33:11), então Ele lhe dá tempo para se arrepender (2 Cr 36:15-16; Romanos 2:4). Infelizmente, aqueles que foram seduzidos por esta doutrina não quiseram aproveitar as oportunidades que Deus lhes deu

MISIONÁRIO MUNDIAL 48 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

(Romanos 2:5, Apocalipse 9:20-21; 16:9). Em Apocalipse 2:22, lemos: “Eis que a porei numa cama, e sobre os que adulteram com ela virá grande tribulação, se não se arrependerem das suas obras”. No Antigo Testamento, quando Israel pecou, ela foi chamada de fornicadora e adúltera, porque tinha sido infiel ao Senhor ao adorar os baalins, contaminando-se com povos vizinhos que tinham imagens de diferentes materiais (Jr. 3:8-9); também porque as pessoas literalmente fornicavam e adulteravam. Apocalipse 2:23 diz: “E destruirei com morte a seus filhos, e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda as entranhas e os corações. E darei a cada um de vós segundo as vossas obras”. A maldição cairá sobre os seguidores de Jezabel. Deus diz em Êxodo 20:5: “... porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam”, e também em Números 14:18: “... que o culpado não tem por inocente...”. Em Apocalipse 2,24-25, lemos: “Mas eu vos digo a vós, e aos restantes que estão em Tiatira, a todos quantos não têm esta doutrina, e não conheceram, como dizem, as profundezas de Satanás, que outra carga vos não porei. Mas o que tendes, retende-o até que eu venha”. Nesta igreja existia um remanescente fiel que não tinha sido contaminado, não tinha a doutrina de Jezabel, nem conhecia as “profundezas de Satanás”, isto é, práticas heréticas e ocultas. O Senhor só exige que mantenham Sua verdade, a pureza do Evangelho, a verdadeira rendição e fidelidade até que Ele volte (Jó 34:23; 1 Cor. 10:13). Apocalipse 2:26 diz: “E ao que vencer, e guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei poder sobre as nações”. Todos os crentes que mantêm sua fé e santidade reinarão sobre as nações com Cristo no Milênio (Apocalipse 20:4). “Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo” (Mateus 24:13). Em Apocalipse 2:27-28, lemos: “E com vara de ferro as regerá; e serão quebradas como vasos de oleiro; como tam-


bém recebi de meu Pai. E dar-lhe-ei a estrela da manhã”. Com Cristo governamos as nações (Salmo 2:8); governamos este mundo onde o diabo e os demônios não estarão; seremos como anjos; o pecado não será tolerado de forma alguma; as nações que não se submeterem voluntariamente ao reino de Jesus Cristo serão destruídas, devastadas (Isaías 30:14). Jesus Cristo é chamado “a estrela resplandecente da manhã” (Apo-

calipse 22:16; 2 Pedro 1:19). Uma estrela da manhã anuncia o nascimento de um novo dia; quando o mundo está em seu momento mais escuro, Cristo virá para Seu povo. E finalmente, em Apocalipse 2:29, lemos: “ Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas”. É sábio ouvir a advertência do Senhor para não sofrer danos ou prejuízos. Amém.

Junho 2019 / Impacto evangélico

49


Um relatório superficial do trabalho que a Obra do Movimento Missionário Mundial desenvolve pelos caminhos da América e ao redor do mundo. A Santa Bíblia diz: “E, perseverando unânimes todos os dias no templo… E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.” Atos 2:46, 47.

PONHA SEU FUTURO NAS MÃOS DE JESUS Evento: Cruzada evangélica. Data: 25 a 27 de abril. Lugar: Cidade de Panamá, Panamá.

O estacionamento do templo central da Cidade do Panamá, localizado no coração do Parque Lefevre, foi utilizado pelo Movimento Missionário Mundial do Panamá para celebrar uma cruzada evangélica, cujo lema era “Ponha seu futuro nas mãos de Jesus”, e o seu pregador foi o reverendo Eugenio Masías, Supervisor Nacional do MMM do Equador, que estava encarregado de compartilhar a Palavra de Deus com o povo do Senhor e de transmitir a mensagem do Altíssimo. O evento, liderado pelo reverendo Epifanio Asprilla, Supervisor Nacional do MMM do Panamá, começou com um culto em que Cristo foi louvado e adorado de princípio ao fim. Da mesma forma, o pastor Masías transmitiu a mensagem “Não se deixe enganar pelo inimigo”. Baseado em 1 João 3:8, o servo recomendou aos fiéis que vieram ao chamado de Deus que não fossem enganados pelo inimigo e enfatizou que a pessoa que pratica o pecado é do diabo. Ele também disse que o que a ciência não pode, Jesus pode. PALAVRA SIGNIFICATIVA

No segundo dia da festa espiritual celebrada no Parque Lefevre, o pastor Masías pregou novamente as boas no-

MISIONÁRIO MUNDIAL 50 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


EVENTOS

vas. Apoiado em Lucas 16:19-31 e Hebreus 9:27, o pastor desenvolveu o tema “Vida após a morte”. Diante do olhar atento dos membros da Obra sediada no Panamá, o evangelista de origem peruana destacou: “Se há uma realidade que nós devemos reconhecer e não esquecer é porque o único ser vivo que sabe que vai morrer é o homem”. No culto final da cruzada evangélica organizada pelo

MMM do Panamá, o pastor Eugenio Masías ofereceu sua terceira prédica. Baseado em Apocalipse 20:5-6 e 20:11-15, abordou o tema “O Juízo Final”. Em sua exposição das Sagradas Escrituras, o Supervisor Nacional do MMM do Equador disse: “Já estamos sentindo os passos que o tempo final se aproxima”. O livro de Apocalipse registra o juízo final em que milhões de pessoas que serão condenadas comparecerão.

Junho 2019 / Impacto evangélico

51


EVENTOS

MANTENDO A HUMILDADE Evento: 18º Aniversário do templo de Gênova e 14º Aniversário da igreja de Busto Arsizio. Data: 14, 15, 16, 17, 21, 22, 23 e 24 de março. Lugar: Gênova e Busto Arsizio, Itália.

O Movimento Missionário Mundial da Itália

celebrou, de 21 a 24 de março, o 14º aniversário do templo do município de Busto Arsizio com um evento cujo lema foi “Eis”. No primeiro culto da festa espiritual, o Pastor Jonathan Cajahuaringa, responsável pela congregação de Vercelli, pregou o Evangelho com uma mensagem baseada em Mateus 18:20. No segundo serviço, o Pastor Carlos Daniel Medina, encarregado do templo de Barcelona, expôs o tema “Sustenha vendo o invisível”, baseado em Hebreus 11:24-27. No terceiro culto da reunião de fé, o pastor Medina compartilhou de novo a Palavra de Deus. Apoiado em Habacuque 2:2-4, o missionário transmitiu a mensagem “Alcançando a Visão”. No quarto serviço, o reverendo Hugo Lope, pastor da igreja Busto Arsizio, expôs a mensagem de Jesus Cristo. Baseado em Gênesis 28:16-17, compartilhou uma prédica poderosa. No último serviço do 14º Aniversário, o ministro Lope anunciou novamente o Evangelho. Sua exposição, fundamentada em Lucas 7:11-17, foi chamada “Eis”. 18 ANOS DE COLHEITA

Com a presença do pastor Luis Meza Bocanegra, Oficial Internacional da Obra de Deus, o MMM da Itália celebrou o 18º aniversário da igreja da cidade de Gênova. O evento, cujo lema foi “18 anos de colheita”, começou com um culto no que o reverendo Galo Fiori, Oficial Nacional do MMM da Itália, compartilhou a prédica “Louvando e adorando no meio da tristeza”. No segundo serviço, o Pastor Meza se encarregou de oferecer o ensinamento bíblico. Baseado no Apocalipse, o servo do Senhor desenvolveu o tema “As cinco coroas”. No terceiro serviço, o pastor Enmanuel Garzón, Supervisor do Bloco C da Europa, foi o instrumento escolhido por Deus para pregar Sua Palavra. Apoiado em Gálatas 6:9, apresentou a mensagem “Não fiquemos cansados”. MISIONÁRIO MUNDIAL 52 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


No quarto serviço, o Ministro Meza expôs novamente o Evangelho. O Oficial Internacional deu um discurso baseado em 1 Coríntios 15:58. Neste serviço a academia bíblica do MMM da Itália foi inaugurada. No encerramento do 18º Aniversário, o pastor Meza, pela terceira vez, transmitiu o Evangelho. Sua exposição, baseada em Ester 6:1, foi chamada “Quando o rei Assuero perdeu o sono”.

Junho 2019 / Impacto evangélico

53


EVENTOS

A PERSEVERANÇA NA VIDA DO CRENTE Evento: Cerimônia de renovação dos votos matrimoniais e primeiro aniversário da igreja de Leeds. Data: 30 de março e 6 de abril. Lugar: Londres e Leeds, Inglaterra.

MISIONÁRIO MUNDIAL 54 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


Com a participação de um grande grupo de cren-

tes na Obra de Deus, o Movimento Missionário Mundial da Inglaterra celebrou no passado dia 6 de abril o primeiro aniversário da criação do templo da cidade de Leeds com uma festa espiritual. Na reunião de fé, o reverendo Roberto Riojas, responsável do Movimento Missionário Mundial do Reino Unido, foi o porta-voz da mensagem divina. Apoiado por Jó 31:35, o ministro do Altíssimo desenvolveu o tema “Perseverança na vida do crente”. Em sua exposição das Sagradas Escrituras, o pastor Riojas alentou os fiéis a perseverarem nos caminhos do Senhor. Igualmente, o pregador assegurou que o Criador é a solução para os problemas que os cristãos sofrem neste mundo terreno. Na comemoração do primeiro ano de existência da igreja de Leeds, foi revelado que a Obra avança constantemente no Reino Unido. Além disso, foi evidenciado como o Redentor apoiou os obreiros que pregam a Palavra no norte da Inglaterra. IMPORTANTE ACONTECIMENTO

Fiel aos propósitos de Cristo, o MMM da Inglaterra celebrou em 30 de março passado, no templo central de Londres, uma cerimônia de renovação dos votos matrimoniais com a presença do reverendo David Echalar, Supervisor Nacional do MMM da Itália. No serviço, destinado a consolidar casais e lares cristãos, foi reafirmada a convicção de que o que Deus uniu ninguém pode separar como está estabelecido na Bíblia. Também se enfatizou que o Salvador instituiu o casamento. O pastor Echalar, que é também o Supervisor do Bloco B da Europa, foi o instrumento escolhido pelo Pai Eterno para difundir o Evangelho. Baseado no Cantares 8:7, o missionário falou sobre o tema “Muitas águas não podem apagar o amor”. No final do importante evento da Obra, o reverendo Echalar orou pelos dezessete anos de casamento do pastor Roberto Riojas, que prega diariamente, junto com sua esposa Ana, a Palavra do Criador na capital da Inglaterra.

Junho 2019 / Impacto evangélico

55


EVENTOS

PRESENÇA DE DEUS PARA SERVI-LO Evento: 2º Convenção Nacional de Damas e Pastores. Data: 18 a 21 de abril. Lugar: Malabo, Guiné Equatorial.

Com a presença de cerca de seiscentos fiéis,

o Movimento Missionário Mundial da Guiné Equatorial realizou sua 2º Convenção Nacional de Damas e Pastores na igreja principal da cidade de Malabo, capital da Guiné Equatorial, com o lema “Presença de Deus para servi-lo”. No culto de inauguração da reunião de fé, o reverendo Clemente Vergara, Diretor Internacional do Movimento Missionário Mundial, compartilhou uma mensagem baseada em 2 Samuel 22:13-14. Em seu discurso, o servo disse que o fogo de Deus limpa, purifica, santifica e queima as folhas soltas. No segundo serviço do evento da Obra fundada na Guiné Equatorial, o reverendo James Delgado, que prega o Evangelho em Moçambique, foi encarregado de transmitir a Palavra de Deus. Baseado em Romanos 13:11-12, o ministro do Altíssimo realizou a prédica “É tempo de despertar”. Depois, no terceiro culto da 2º Convenção Nacional de Damas e Pastores, o reverendo Henry Millán, membro do Movimento Missionário Mundial da Venezuela, teve a oportunidade de pregar ao rebanho do Senhor. Apoiado em Levítico 6:8-13, deu a alocação “A importância do fogo”. Mais tarde, no quarto serviço, o pastor Romulo Vergara, Oficial Internacional da Obra de Deus, foi o porta-voz do Criador. Justificado em Romanos 1:16, ofereceu a mensagem “Shekinah”. Em sua exposição bíblica, observou que o Evangelho é o poder do Altíssimo para a salvação de todos os que crêem em Cristo. Depois, no quinto culto, o Pastor Clemente Vergara teve a oportunidade de compartilhar as boas novas pela segunda vez. Baseado em 2 Coríntios 12:1-10, o missionário expôs o tema “A verdadeira face da história”. Em sua participação, observou que o crescimento da Obra na África foi muito difícil. No último serviço da 2º Convenção Nacional de Damas e Pastores do Movimento Missionário Mundial da Guiné Equatorial, o pastor Rómulo Vergara teve o privilégio de pregar novamente o Evangelho. Nesta ocasião, a intervenção do pregador foi baseada em Daniel 4:1-3. MISIONÁRIO MUNDIAL 56 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


Junho 2019 / Impacto evangĂŠlico

57


EVENTOS

OUVINDO A VOZ DIVINA

go”. Em sua exposição das Escrituras Sagradas, observou que o que o Salvador determinou fazer conosco, o inimigo não poderá impedi-lo. A VOZ DE DEUS

Evento: 19º Convenção Nacional. Data: 3 a 5 de maio. Lugar: Narita, Japão.

Nas instalações do Centro Cultural Internacional

de Narita, e sob o lema “Shekinah”, o Movimento Missionário Mundial do Japão realizou sua 19º Convenção Nacional. Este evento teve a participação do reverendo Carlos Guerra, Oficial Internacional da Obra de Deus, que foi um dos responsáveis pela pregação da Palavra do Senhor. Na abertura da festa espiritual, o pastor Francisco Correa, missionário nas Filipinas, teve o privilégio de transmitir a mensagem de Jesus Cristo. Baseado em Salmos 142:1-7, abordou o tema “Tire minha alma da prisão”. Em seu discurso, o servo explicou que a confiança dos crentes deve ser colocada no Criador. No segundo serviço do encontro de fé, o Pastor Guerra assumiu a responsabilidade de anunciar as boas novas de Cristo. Baseado em 2 Crônicas 15:1, 2 e 8, desenvolveu a prédica “Toma coragem, Deus estará contiMISIONÁRIO MUNDIAL 58 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

Depois, no terceiro culto, o Pastor Jack Cabrera, membro do MMM do Panamá, foi escolhido por Deus para anunciar o Evangelho. Baseado em Jeremias 1:4-8, expôs a mensagem “O destino de nossa fé”. Com Bíblia na mão, afirmou que os propósitos do Senhor serão cumpridos e também disse que sem o Espírito Santo nada pode ser feito. Mais tarde, no quarto serviço, o reverendo Juan Castillo, do MMM da Costa Rica, foi responsável de transmitir a mensagem de Jesus Cristo. Baseado em Isaías 41:9-10, compartilhou o tema “Razões para vencer o medo”. Igualmente, durante este dia se realizou a cerimônia de promoção dos trabalhadores e dos pastores Andrés Marchán e Eraldo Hokama. No último culto da 19º Convenção Nacional do Movimento Missionário Mundial do Japão, o reverendo Guerra, cujo aniversário era esse mesmo dia, compartilhou as boas novas. Apoiado em Habacuque 1:1-5, desenvolveu a mensagem “Ouvindo a voz divina”. Em sua exposição bíblica, afirmou que é importante ouvir a voz de Deus.


Junho 2019 / Impacto evangĂŠlico

59


EVENTOS

MAIS QUE UMA EXPERIÊNCIA Evento: Retiro dos Pastores Nacionais do Bloco A da Europa, serviço especial, culto especial, 5º Aniversário da Igreja de Irun e Acampamento Nacional de Jovens. Data: 14, 15, 16, 18, 19, 20 e 31 de março e 6, 18, 19 e 20 de abril. Lugar: Arnedo, Segóvia, Valência, Irún e Tarragona, Espanha.

No centro educativo da cidade de Tarragona,

o Movimento Missionário Mundial da Espanha realizou de 18 a 20 de abril o Acampamento Nacional de Jovens, com o lema “Mais que uma experiência”. A reunião de fé congregou jovens de todas as igrejas da Obra sediadas em solo espanhol. O reverendo Alexander Montes compartilhou a mensagem inaugural “Um jovem do tabernáculo”. A seMISIONÁRIO MUNDIAL 60 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

gunda prédica, “Chamados a fazer a diferença”, foi proferida pelo irmão Renato Lezama. A terceira mensagem, “Admirador ou discípulo”, foi transmitida pelo pastor Josué Muñoz. A quarta prédica, “O jovem vencedor”, foi compartilhada pelo reverendo Carlos Medina. ELE ABRE AS PORTAS

Com a participação do Reverendo Edward Flores, res-


ponsável pela igreja em Berlim, o MMM da Espanha celebrou no passado dia 6 de abril o 5º Aniversário do templo da cidade de Irun, localizado perto da fronteira com a França, onde se reuniu um grande grupo de fiéis das congregações da Zona V da Obra sediada em território espanhol. Durante a celebração, que contou com a presença dos crentes de Oviedo, Santander, Pamplona e Lérida, o pastor Flores transmitiu a mensagem de Jesus Cristo. Apoiado em Apocalipse 3:7-8, o ministro de Deus ofereceu a prédica “Ele abre as portas”. Em seu discurso, o servo falou sobre a importância de suportar o sofrimento e as provas. A REALIDADE DO INFERNO

No templo principal da cidade de Valência, o Movimento Missionário Mundial da Espanha realizou um culto especial no dia 31 de março com o apoio da igreja da cidade de Alicante. Na reunião convocada pela Obra de Deus, o pastor Olman Reyes teve o privilégio de oferecer a dissertação bíblica e compartilhar a sã doutrina. Baseado em Mateus 10:26-28, o servo Reyes, responsável pela congregação de Alicante, apresentou o tema “A realidade do inferno”. Em sua análise das Sagradas Escrituras, o ministro destacou que a alma é um ser imortal que só tem dois lugares para passar a eternidade: o céu ou o inferno.

Junho 2019 / Impacto evangélico

61


EVENTOS

MEL DE DEUS

Com a presença do Reverendo Carlos Medina, Supervisor Nacional da Obra fundada na Espanha, a congregação da cidade de Segóvia realizou no passado dia 31 de março um serviço especial que reuniu os fiéis das igrejas da Zona 8 e da Zona 2 para adorar e louvar o Redentor em um dia emotivo e cheio de fé. Baseado em 1 Samuel 14:24-31, o pastor Medina apresentou o tema “O mel de Deus para seu povo”. Em sua pregação, que foi seguida por crentes dos templos de Ávila, Valdemorillo, Salamanca, Entrevías e Useras, argumentou que a desobediência a Deus causa tumulto em nossos corações e confusão. O PODER DE SUA PRESENÇA

De 14 a 16 de março, realizou-se o Retiro Nacional dos Pastores do Bloco A da Europa, na igreja da cidade de Arnedo, na comunidade autônoma de La Rioja, sede deste importante evento da Obra do Senhor, destinado a consolidar e fortalecer a fé dos ministros de Jesus Cristo. Na abertura da festa espiritual, o reverendo Juan Castaño ofereceu a prédica “Trajetória de um homem de Deus sob o poder de sua presença”. Em seguida, o reverendo Carlos Medina proferiu o discurso “Cuidado para não perder sua presença”. Depois, o reverendo Salomón Rodríguez compartilhou o tema “Ministérios no forno”. Mais tarde, o Pastor Medina transmitiu a mensagem “É tempo de derrubar a parede do meio”. MISIONÁRIO MUNDIAL 62 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


CHAMADOS A SEREM PACIFICADORES Evento: Visita missionária. Data: 11 a 17 de março. Lugar: Acra, Alajo, Akwamufie, Kasoa e Achimota, Gana.

Com o intuito de apoiar o trabalho do pastor Gerardo Uribe na África, o Movimento Missionário Mundial da Espanha enviou os irmãos José Barrera e Israel Hoyos para realizar uma visita missionária na República da Gana. Com presentes e material educativo para as crianças do MMM da Gana, os servos Hoyos e Barrera chegaram no dia 11 de março na cidade de Acra. Um dia depois, foram para o templo de Tabora e espalharam a Palavra de Deus. Depois, no segundo dia de atividades, os missionários se mudaram para a cidade de Alajo, onde a Obra espalha

a sã doutrina. Nesse ponto do território ganense, localizado no distrito metropolitano de Acra, ambos lideraram um serviço emotivo. No terceiro dia de trabalho, os servos retornaram à igreja de Tabora. Lá compartilharam a mensagem “Chamados a serem pacificadores”. No dia seguinte, foram à cidade de Akwamufie e continuaram seu trabalho de evangelização. Depois da atividade em Akwamufie, os missionários visitaram a área de Akwamu, onde foram recebidos pela rainha Nana Afrakoma II, soberana do lugar, interessada nos esforços evangélicos do Movimento Missionário Mundial. No penúltimo dia, os irmãos Barrera e Hoyos realizaram uma campanha infantil na cidade de Kasoa, com a presença de cerca de 150 crianças. Depois, no último dia de sua visita missionária, realizaram um serviço unido na cidade de Achimota.

Junho 2019 / Impacto evangélico

63


OUTROS EVENTOS

EQUADOR

BOLÍVIA

ARGENTINA

3º Marcha Espiritual em Guayaquil

Inauguração do Instituto Bíblico Elim

Jornada de batismos em La Plata

No passado dia 31 de março, com o objetivo de que a Obra de Deus avance no território equatoriano, o Movimento Missionário Mundial do Equador realizou a 3º Marcha Espiritual na cidade de Guayaquil, nas instalações do Coliseu River Oeste, onde um nutrido grupo de fiéis se reuniu para adorar o Senhor. Na reunião convocada pelo MMM do Equador, o reverendo Eugenio Masías, Supervisor Nacional da congregação sediada na nação andina, transmitiu a mensagem de Jesus Cristo. Apoiado por Mateus 24:35, o servo desenvolveu a prédica “Como nos dias de Noé”. É necessário indicar que, graças às três marchas espirituais, foram resolvidas as despesas de aluguel e melhorias dos novos anexos do Movimento Missionário Mundial do Equador, localizado em Colinas de la Florida, Portetete e no setor de Cristo del Consuelo da província de Guayas.

Sob a proteção do Senhor, o Movimento Missionário Mundial da Bolívia começou as aulas em seu Instituto Bíblico Elim em 11 de março com uma jornada de inauguração em nove cidades, que marcou o início de um curso de aprendizagem semi-presencial para pastores, líderes e irmãos da Obra de Deus. Sobre a abertura deste importante curso, com o objetivo de ensinar e transmitir a sã doutrina, o pastor Ramiro Campos, responsável do Instituto Bíblico Elim, na Bolívia, destacou a importância de preparar homens e mulheres com vocação para o serviço e que tenham interesse no trabalho missionário. Também, o servo Campos declarou: “A colheita é abundante e os trabalhadores são poucos. Há uma grande necessidade da Palavra do Senhor em diferentes lugares. Isto só agora começou. Daqui a alguns anos, vamos ver grandes frutos, porque a Palavra não retorna vazia”.

Na cidade de La Plata, capital da província de Buenos Aires, o Movimento Missionário Mundial da Argentina realizou em 30 de março uma jornada batismal em que dezoito crentes se entregaram ao cristianismo e declararam publicamente seu amor a Jesus Cristo. A festa espiritual, cheia de fé e esperança, foi presidida pelo reverendo Ismael Parrado, Supervisor Nacional do MMM da Argentina, que fez uma meditação sobre a vida do filho de Deus e a importância do passo da fé que é descer às águas batismais.

MISIONÁRIO MUNDIAL 64 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

BRASIL Retiro Nacional de Pastores Com a presença do reverendo Gerardo Martínez, Supervisor Nacional do MMM do Chile, e sua esposa, Diana de Martínez, o Movimento Missionário Mundial do Brasil realizou de 18 a 20 de abril um Retiro Nacional de Pastores na cidade de Manaus, capital do estado do Amazonas, sob o lema “Instruindo obreiros em todas as boas obras”. No primeiro serviço da festa espiritual, o pastor Martínez, baseado em 1 Crônicas 10:13-14, compartilhou a mensagem “O fracasso de um líder”. Depois, no segundo culto de adoração do evento do MMM do Brasil, sua esposa, a irmã Diana de Martínez, ofereceu o tema “O papel da esposa cristã”. Mais tarde, no terceiro culto, o Pastor Martinez, baseado em Atos 20:24, proferiu o discurso “Aspectos da Vida Cristã”. Posteriormente, no quarto culto, a irmã Diana, baseada em Josué 14:6-12, pregou “O que você está sentindo em seu coração”. No quinto serviço, o servo Martínez, baseado em Colossenses 4:17 pregou a Palavra com o tema “Faça bem seu trabalho”. Depois, no sexto culto, a serva Diana, apoiada em 2 João 1:8, emitiu a mensagem “Examinando a nós mesmos”. Mais tarde, no final do evento, o pastor Gerardo, baseado em 2 Coríntios 13:5, ofereceu a prédica “Sintomas negativos de um líder”.


GUIANA FRANCESA

Visita a campo branco em Caiena O reverendo José Arturo Medina, missionário da Obra de Deus, visitou em 1 de abril um campo branco situado no setor “Village Chinois” da cidade de Caiena, capital da Guiana Francesa, onde compartilhou as boas novas de Jesus Cristo. Em “Village Chinois”, o pastor Medina, acompanhado de sua esposa Maria, observou o trabalho da irmã Cándida Javier, responsável pela florescente congregação, que prega o Evangelho diariamente. Além disso, baseado em Lucas 19:1-6, compartilhou a mensagem “Qual é sua necessidade?”.

MÉXICO Campanha e confraternização de jovens Sob o lema “Aproxime-se de Deus”, o Movimento Missionário Mundial do México desenvolveu uma Campanha Evangélica e Confraternização de Jovens na cidade de Valtierrilla, no estado de Guanajuato, de 1 a 3 de março. Na abertura do evento, que contou com a presença de fiéis da Zona 2 do MMM do México, o pastor Oscar Ramirez, baseado em 2 Reis 20:1-6, compartilhou a mensagem “Preparados para o encontro com Deus”. No serviço matinal do segundo dia, a Irmã Yanely Cruz, membro do Conselho Diretivo da Obra no México, foi responsável pela evangelização. Apoiada em Daniel 1:19, expôs o tema “A presença de Deus me fará diferente”. Horas depois, no culto da noite, o pastor Ramírez, baseado em Êxodo 5:1-2, foi encarregado de transmitir a Palavra com a mensagem “Quem é Deus?”. No último dia, o servo Oscar Ramirez compartilhou sua terceira exposição das Sagradas Escrituras. Respaldado em Isaías 1:2-5, pronunciou a alocação “Cruzando os limites divinos”. Durante o evento, dezesseis pessoas aceitaram Cristo como seu Salvador. Além disso, doze fiéis se reconciliaram com o Redentor e renovaram sua vida.

ESPANHA

PERU

14º aniversário da Com meus filhos igreja de Mollerusa não se mexe No dia 23 de março, o Movimento Missionário Mundial da Espanha comemorou o 14º aniversário da igreja de Mollerusa, uma cidade localizada na província de Lerida, com uma festa espiritual cujo lema foi “Coberta pela nuvem do Senhor”. Na reunião de fé, com presença dos fiéis dos templos de Reus, Lerida e Girona, a irmã Sandra Vizcaíno foi responsável pela pregação do Evangelho. Baseada em 2 Samuel 12:5, a servo desenvolveu o tema “Oportunidades sem a presença de Deus”.

Com o objetivo de combater o avanço da ideologia de gênero na educação peruana, milhares de cristãos tomaram as principais ruas das cidades mais importantes do Peru no dia 24 de maio, através de uma marcha massiva que teve seu epicentro na cidade de Lima, e lá os participantes da mobilização chegaram à sede do Congresso da República para se manifestar contra esse enfoque totalitário. No dia da condenação ao governo peruano por seu impulso à ideologia de gênero, convocado pelo coletivo “Com meus filhos não se mexe”, é preciso indicar que em Lima, sob uma intensa chuva, milhares de pais contribuíram para paralisar o Centro Histórico da capital da nação andina e exigir respeito pela vida, pela família e pelo direito de educar seus filhos de acordo com seus princípios morais. Uma comissão de congressistas também apoiou esta manifestação e entregou uma carta dirigida ao Presidente da República, Martín Vizcarra, para respeitar a dignidade do povo cristão. No resto do território peruano, a marcha também conseguiu renovar a luta que a população local mantém desde 2017 em defesa da família e contra ideias que ameaçam os valores da sociedade peruana. Em Costa, Serra e Selva, o mal-estar foi sentido pela promoção de interesses subordinados de algumas organizações não governamentais que buscam impor sua agenda ideológica de gênero.

Junho 2019 / Impacto evangélico

65


ESCREVA-NOS… CARTAS@IMPACTOEVANGELISTICO.NET

AGENDA GLOBAL 2019 JANEIRO 3-10 21-24 25-27 31-3 (FEV.)

CONVENÇÃO NA COLÔMBIA, MEDELLÍN CONVENÇÃO NA NICARÁGUA CONVENÇÃO NO PARAGUAI, MONTEVIDÉU CONVENÇÃO NA BOLÍVIA, TARIJA

FEVEREIRO 7-10 CONVENÇÃO EM BELIZE (ORANGE WALK). 21-24 CONVENÇÃO NA ARGENTINA (BUENOS AIRES). MARÇO 2-5 14-17 14-17 ABRIL 11-13 17-21 18-20 25-27 25-28 26-28

ALFONSO GONZALES

LEONEL GONZÁLEZ

Deus vos abençoe abundantemente, irmãos na fé. Parabéns e glória a Deus. Esta versão da revista é maravilhosa, é uma leitura tão bela e profunda, com conteúdos tremendos. Desde Quito, Equador.

O louvor infinito seja para nosso Deus. Agradeço aos pastores e meus irmãos que me acompanharam até este monte; os caminhos de Deus estão cheios de sabedoria e de ensinamentos. Um grande cumprimento à equipe da revista Impacto Evangelístico pelo bom trabalho e pelos temas discutidos, que sempre caem como um anel ao dedo. Deus abençoe vocês hoje e sempre. Desde Bogotá, Colômbia.

RAQUEL SUÁREZ Deus abençoe todo 0 MMM, a revista Impacto Evangelístico e Bethel TV. A misericórdia de Deus para comigo foi grande desde que vi o Impacto Evangelístico. Que bênção! Não há dúvida de que ele é guiado pelo Espírito Santo de Deus. Que Deus continue abençoá-lo e que você continue compartilhando essa grande bênção com o povo de Deus! Desde Gainesville, Florida, Estados Unidos da América.

JUAN SANTOS Cumprimentos, bênçãos e muitos sucessos em todo seu trabalho para a equipe da revista Impacto Evangelístico. Eu li a revista pela primeira vez em 1984; então eu me inscrevi e recebi mensalmente. Agora me regozijo porque posso tê-lo em qualquer momento através da Internet. Desde Guatemala, Guatemala.

EVA RIVERA Queridos irmãos, sua revista é enriquecedora. Gosto dela e a compartilho com um grupo da minha igreja para que eles também possam desfrutá-la. Tenho as revistas desde 2014 e não queria me afastar delas, porque seus temas são para compartilhar. Sigam adiante, Deus abençoe vocês. Desde Camuy, Porto Rico.

MAIO 3-5 16-19 16-19 JULHO 2-6 4-7 9-12 12-14 17-20 25-28

CONVENÇÃO NO PANAMÁ CONVENÇÃO EM HONDURAS (SAN PEDRO SULA). CONVENÇÃO NA AUSTRÁLIA (MELBOURNE). CONVENÇÃO NO NEPAL. CONVENÇÃO NA GUATEMALA (CIDADE DA GUATEMALA). CONVENÇÃO NO SRI LANKA. CONVENÇÃO NA REPÚBLICA DOMINICANA. CONVENÇÃO DA GUIANAS, SURINAME E MARTINICA (SURINAME). CONFRATERNIZAÇÃO DO PRESBITÉRIO LESTE DA ÁFRICA, CONGO (BRAZZAVILLE). CONVENÇÃO NO JAPÃO (TÓQUIO E NARITA). CONVENÇÃO NA SUÍÇA (GENEBRA). CONVENÇÃO NA ALEMANHA E BLOCO C (HAMBURGO). CONVENÇÃO NA COSTA RICA. CONVENÇÃO NO BRASIL (MANAUS). CONVENÇÃO NOS ESTADOS UNIDOS, MICHIGAN (GRANDVILLE). CONFRATERNIZAÇÃO NA NOVA ZELÂNDIA (WELLINGTON). CONVENÇÃO EM PORTO RICO. CONVENÇÃO NO MÉXICO.

NANCY GARCÍA Irmãos em Cristo, quão grande é nosso Deus que nos une a todos pela fé que, apesar de não conhecermos, nos mostra o caminho. A distância, a condição social e a linguagem não importam; isso nos torna tão próximos que aprendemos a conhecer-nos e amar-nos. Agradeço a vocês pela revista Impacto Evangelístico; é uma honra e um privilégio para mim ler cada página cheia de sabedoria e ensinamento. Que Deus vos abençoe e lhe dê grande sabedoria para continuar nesta bela obra. Desde Mayabeque, Cuba.

AGOSTO 8-11 8-11 9-11 13-18 15-18 22-25 22-25

CARLOS OLIVARES

SETEMBRO 4-6 13-15 16-18 20-22 25-28 28

Estou muito agradecido com Deus porque me levou a ler a revista e me encheu com Sua Palavra, e me deu conhecimento espiritual. Sejam abençoados, irmãos, por fazerem esta grande revista. Desde Colón, Panamá.

OUTUBRO 4-6 18-20 25-27 31-3 (NOV.)

Você pode baixar o leitor de código QR livre nestas plataformas:

CONVENÇÃO NA ESPANHA E BLOCO A DA EUROPA (MADRID). CONVENÇÃO NO HAITI (PORTO PRÍNCIPE). CONFRATERNIZAÇÃO NO BRASIL (SÃO PAULO). CONVENÇÃO GERAL E DE JOVENS NA ÁFRICA, GUINÉ EQUATORIAL (BATA). CONVENÇÃO NA ITÁLIA E BLOCO B (MONZA). CONFRATERNIZAÇÃO DO PRESBITÉRIO OESTE DA ÁFRICA, GANA (ACRA). CONVENÇÃO EQUADOR (GUAYAQUIL). CONVENÇÃO NA VENEZUELA. CONVENÇÃO NO PERU (AREQUIPA). CONVENÇÃO NO PERU (CHICLAYO). CONVENÇÃO NO PERU (LIMA). CONVENÇÃO NO ÍNDIA. DIA MUNDIAL DAS MISSÕES, ATIVIDADE SIMULTÂNEA EM TODOS OS PAÍSES. CONFRATERNIZAÇÃO NO CANADÁ. CONFRATERNIZAÇÃO EM MADAGASCAR. CONVENÇÃO NA ILHA MAURÍCIO. CONVENÇÃO NO CHILE (SANTIAGO).

NOVEMBRO 14-17 CONVENÇÃO EM EL SALVADOR. 21-24 CONVENÇÃO NO URUGUAI (MONTEVIDÉU) 26-29 CONVENÇÃO EM MYANMAR.

n Eventos passados n Eventos futuros MISIONÁRIO MUNDIAL 66 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


Junho 2019 / Impacto evangĂŠlico

67


Unidos como em pentecostes

7 a 9 de junho

IV Confraternização Bloco A da Europa Køge - Dinamarca

MISIONÁRIO MUNDIAL 68 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

Profile for Impacto Evangelistico

785_Português  

Revista Impacto Evangélico / Edição Junho 2019 / Língua Portuguesa

785_Português  

Revista Impacto Evangélico / Edição Junho 2019 / Língua Portuguesa

Advertisement