__MAIN_TEXT__

Page 1

Edição para EUROPA

A RIVISTA QUE CONSTRÓI A SUA VIDA

Janeiro 2019 / Edição 780

evangélico www.impactoevangelistico.net

ATUALIDADE

CAI O OUTRO “MURO” DE BERLIM

HISTÓRIA DE VIDA

O SERVIDOR DE DEUS

NOTÍCIA

PUBLICAÇÃO OFICIAL DO

MOVIMENTO MISSIONÁRIO MUNDIAL

SHEKINAH 2019, O LEMA

Benefícios e prejuízos dos avanços científicos

A TECNOLOGIA

ESCRAVIZA?


MISIONÁRIO MUNDIAL 2 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


EDITORIAL

DÁ-ME ESTE MONTE Rev. José Arturo Soto B. Presidente Internacional do M.M.M.

“Agora, pois, dá-me este monte de que o Senhor falou aquele dia; pois naquele dia tu ouviste que estavam ali os anaquins, e grandes e fortes cidades. Porventura o Senhor será comigo, para os expulsar, como o Senhor disse”. Josué 14:12

O

nível espiritual de muitos filhos de Deus não está

preciosa e saiamos confiados à batalha.

na altura necessária para poder levar uma vida vi-

Amados leitores, Deus quer que sejamos despren-

toriosa, e por isso estamos em derrota. Quando Elias su-

didos e que soltemos aquilo que nos impede ascender.

biu ao monte Carmelo, conquistou de novo as alturas, e

Não podemos ser mesquinhos para com a Obra de Sen-

o povo de Israel dirigiu de novo seu coração a Deus. Nos-

hor, porque quando colocamos nas mãos de Deus tudo o

so Senhor Jesus Cristo convidou três de seus discípulos

que chamamos nosso, isto é, nossas vidas, nossos anelos,

a subir com Ele ao monte da transfiguração, e ao voltar

aspirações, bens, etc., Ele sempre nos recompensará.

daquela experiência, puderam resolver uma situação que os outros discípulos não tinham podido controlar.

Querido pastor, nunca perca a esperança, nem deixe que o Espírito do desânimo aniquile ou paralise o Espí-

No meio de lutas e de provas, de agonias e de traições,

rito de conquista. O Senhor é quem se encarregará de

a Obra continuou avançando. Isto implica um preço:

levar sua Obra de maneira triunfante, sempre que per-

manter uma atitude de humilhação, de total dependên-

maneçamos unidos, com corações íntegros, puros e sem

cia de Deus, e sempre Lhe dar a glória por todo o que há

divisões.

por meio de nós. Irmãos, ainda devemos percorrer um

Lembremos que o Senhor nos entregou o monte dos

longo caminho, e pela graça de Deus manteremos vivo

meios de comunicação, como a rádio, a televisão e a rede

o Espírito de batalha para continuar conquistando os

da internet, para que o Evangelho continue se estenden-

montes e vencendo os gigantes que estão estabelecidos

do e fluindo, não só alcançando as almas perdidas, mas

ali.

restaurando o povo de Deus em derrota. Para o povo de Deus, esses montes simbolizam os

Amado leitor, que monte deve conquistar? Que gi-

continentes, os países, as cidades, os povos, nossos vizin-

gantes e obstáculos está enfrentando? “Agora, pois, dá-

hos, nossas famílias, cônjuges e filhos que ainda não per-

me este monte”, disse Calebe a Josué.

tencem ao Senhor. Este é o momento de reclamar estes

Deus quer que esta Obra continue avançando pelos

montes para nosso Deus; como Calebe, Deus prometeu

caminhos da América e em todo o mundo, ganhando

nos entregar estes montes, aferremo-nos a essa promessa

milhares de almas para o reino dos céus. Amém.

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

3


www.impactoevangelistico.net

evangélico Diretor Fundador: Rev. Luis M. Ortiz JANEIRO 2019 / EDIÇÃO N° 780 USPS 012-850) PUBLICAÇÃO OFICIAL DO MOVIMENTO MISSIONÁRIO MUNDIAL O World-Wide Missionary Movement, Inc. é uma igreja sem fins lucrativos, com uma visão para fundar novas igrejas nos Estados Unidos da América e seus territórios e também com uma visão missionária para fundar novas igrejas onde Deus abre novas portas em todo o Mundo. PUBLICAÇÃO MENSAL POR: Movimiento Misionero Mundial, Inc (Movimento Missionário Mundial, Inc.) San Juan, Porto Rico Washington, D.C. Postagem Periódica pagada a: San Juan, Porto Rico 00936

AGENTE DO CORREIO:

enviar variações de endereço a Impacto Evangélico P.O. BOX 363644 San Juan, Porto Rico 00936-3644 Telefono (787) 761-8806; 761-8805; 761-8903 OFICIAIS DO M.M.M. INC. Rev. José Soto Presidente Rev. Humberto Henao Vicepresidente Rev. Rubén Concepción Secretário Rev. Gustavo Martínez Tesoureiro Rev. Álvaro Garavito Diretor Rev. Rómulo Vergara Diretor Rev. Luis Meza Diretor Rev. Clemente Vergara Diretor Rev. Carlos Guerra Diretor OBRAS ESTABLECIDAS EM: África do Sul Alemanha Argentina Aruba Austrália Áustria Bélgica Belize Bolívia Bonaire Brasil Camarões Canadá Chile Colômbia Congo Costa do Marfim Costa Rica Curaçao Dinamarca El Salvador Equador Espanha EUA Filipinas

Finlândia França Gabão Gana Guatemala Guiana Francesa Guiana Inglesa Guiné Equatorial Haiti Havaí (EUA) Holanda Honduras Ilha de San Andrés (Col.) Ilha Rodrigues Ilhas Canárias (Espanha) Índia Inglaterra Israel Itália Jamaica Japão Kuwait Madagáscar

O Movimento Missionário Mundial é uma organização religiosa sem fins lucrativos, devidamente registrada em San Juan, Porto Rico, e na capital federal, Washington DC com sede nas duas cidades, bem como em todos os estados da União Americana e em outros países onde temos obras missionárias estabelecidas. Importante As ofertas e doações em dinheiro, computadores, imóveis, legados em testamento, para o benefício desta obra do Movimento Missionário Mundial, Inc. são dedutíveis do imposto de renda (Income Tax) e os recibos emitidos pelo Movimento Missionário Mundial são reconhecidos pela Diretoria das Rendas Internas (IRS), do Governo Federal dos Estados Unidos da América e do Estado Livre Associado de Porto Rico. n

Visite o nosso website Obtenha informação edificante da Obra de Deus e fique a par das últimas notícias. Um acesso personalizado a partir de qualquer lugar do mundo: www.impactoevangelistico.net n

Se você quiser Escreva-nos para o nosso endereço postal: Movimiento Misionero Mundial, Inc. P.O. Box 363644 San Juan, P.R. 00936-3644 n

Malásia Maurício México Mianm o valor da vida ar Nicarágua Nigéria Oman Panamá Paraguai Peru Porto Rico Portugal República Dominicana Roménia Saint Martin Suécia Suíça Suriname Trinidad e Tobago Ucrânia Uruguai Venezuela

Copyright © 2009 Impacto Evangélico Movimiento Misionero Mundial, Inc. (World-Wide Missionary Movement, Inc.) Todo o conteúdo da revista e cada edição subseqüente está devidamente registrada na Biblioteca do Congresso, Washington, DC EUA. Todos os direitos reservados. A reprodução parcial, completa ou em qualquer forma ou sua tradução para outros idiomas sem a autorização do Diretor é proibida. No âmbito dos acordos internacionais de direitos autorais é um crime punível por lei n

Declaração Doutrinária O Movimento Missionário Mundial adere às doutrinas fundamentais da Bíblia, tais como: n

Depósito Legal na Biblioteca Nacional do Peru N ° 2011-02530 Igreja Cristã do Pentecostes do Movimento Missionário Mundial: Av. 28 de Julio 1781 - Lima 13 - Peru Impressão: Quad/Graphics Perú S.A. Av. Los Frutales 344 - Lima 03 - Perú MISIONÁRIO MUNDIAL 4 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

• A inspiração das Escrituras Sagradas: 2 Timóteo 3:15-17, 2 Pedro 1:19-21. • A Divindade adorável em Três Pessoas, Pai, Filho e Espírito Santo: Mateus 3:16-17, 17: 1-5; 28:19 João 17: 5, 24, 26, 16:32, 14:16, 23, 18:05, 6, 2 Pedro 1:17,18; Apocalipse 5. • A salvação pela fé em Cristo: Lucas 24:47, João 3:16, Romanos 10:13, Tito 2:11, 3:5-7. • O Novo Nascimento: João 3:3, 1 Pedro 1:23, 1 João 3:9. • A Justificação pela Fé: Romanos 5:01, Tito 3:07. • O Batismo nas águas por imersão, segundo ordenado por Cristo: Mateus 28:19, Atos 8:36-39. • O Batismo no Espírito Santo, subseqüente à salvação, falando em outras línguas, segundo: Lucas 24:49, Atos 1:4, 8, 02:04. • A Cura Divina: Isaías 53:4, Mateus 08:16, 17, Marcos 16:18, Tiago 5:14, 15. • Os Dons do Espírito Santo: 1 Coríntios 12:1-11. • Os frutos do Espírito Santo: Gálatas 5:22-26. • A Santificação: 1 Tessalonicenses 4:03, 5:23, Hebreus 0:14, 1 Pedro 1:15, 16, 1 João 2:6. • O Ministério e a Evangelização: Marcos 16:15-20, Romanos 10:15. • O dízimo e a Sustentabilidade da Obra: Gênesis 14:20, 28:22, Levítico 27:30, Números 18:21-26, Malaquias 3:7-10, Mateus 10:10; 23:23. • A ascensão da Igreja: Romanos 8:23, 1 Coríntios 15:51 - 52, 1 Tessalonicenses 4:16-17. • A Segunda Vinda de Cristo: Zacarias 14:1-9, Mateus 24:30, 31, 2 Tessalonicenses 1:07, Tito 2:13, Judas 14, 15. • O Reino Milenar: Isaías 2:1-4, 11:5-10, Zacarias 9:10, Apocalipse 19:20, 20:3-10. • Novos Céus e Nova Terra: Isaías 65:17, 66:22, 2 Pedro 3:13, Apocalipse 21:1.


42 SOMMARIO Encontrar-nos em

www.facebook.com/impactoevangelistico

6.- Nota de capa A TECNOLOGIA ESCRAVIZA OU

LIBERA? Um fenômeno social que já é matéria de estudos científicos.

14.- Infográfico A TECNOLOGIA COMO UMA

FERRAMENTA DE EVANGELIZAÇÃO Uma poderosa via para evangelizar. 16.- O lema 2019 SHEKINAH

Presença divina contínua.

18.- Atualidade CAI O OUTRO “MURO” DE

34.- História de vida O SERVIDOR DE DEUS

De uma vida tranquila ao abandono total, até encontrar o Senhor 40.- Devocional

O PODER DA CONFISSÃO DA PALAVRA DE DEUS

BERLIM O marxismo cultural imperante está perto de seu colapso.

42.- Devocional

22.- Mulher A ARTE DE CONFIAR EM DEUS (I)

44.- Devocional

O imediatismo, um caminho pelo qual todos querem avançar. 24.- Música POR ONDE ME CONDUZIR

Hino propõe seguir os passos do Senhor.

26.- Literatura RESPOSTAS A PERGUNTAS

DIFÍCEIS Livro que fortalece a fé em Deus.

30.- Herói da fé UMA VOZ DA MENSAGEM

DIVINA John Knox foi a figura central da Reforma na Escócia.

EM DEFESA DA OBRA DE DEUS TENS NOME DE QUE VIVES, E ESTÁS MORTO 46.- Entrevista “UM LÍDER PREPARA ALMAS

PARA DEUS” Fala o Vice-Presidente Internacional do Movimento Missionário Mundial, Rev. Jorge Humberto Henao 48.- Eventos

O TRABALHO EVANGELIZADOR QUE REALIZA O MMM AO REDOR DO MUNDO. 66.- Cartas

NOSSOS LEITORES NOS ESCREVEM Janeiro 2019 / Impactoevangélico

5


NOTA DE CAPA

A TECNOLOGIA ESCRAVIZA OU LIBERA?

A tecnologia deveria liberar as pessoas, pois, em teoria, ajuda a progressão social e economicamente. No entanto, há indícios alarmantes de uma escravização crescente, um fenômeno social que já é matéria de estudos científicos. Um exemplo: a adição ao telefone celular.

MISIONÁRIO MUNDIAL 6 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


Janeiro 2019 / ImpactoevangĂŠlico

7


NOTA DE CAPA

A tecnologia brinda um sem-número de possibilidades para a sociedade. A comunicação é mais rápida, chega a mais pessoas e permite difundir realidades e informação em questão de segundos. No entanto, a pergunta seria: está nos ajudando a ser melhores? Na atualidade, com a voragem de avanços tecnológicos, é preciso se perguntar sobre a evolução presente do mundo. É necessário analisar os “signos dos tempos”, à luz do Evangelho. Desde o ponto de vista positivo, o desenvolvimento tecnológico supõe um grande avanço para a humanidade. Um exemplo são as comunicações com o invento de novos aparelhos que reduzem o tempo de emissão das mensagens, às vezes vital, para resolver questões que requerem pouco tempo. MISIONÁRIO MUNDIAL 8 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

Desde o ponto de vista positivo, o desenvolvimento tecnológico supõe um grande avanço para a humanidade. Um exemplo são as comunicações com o invento de novos aparelhos que reduzem o tempo de emissão das mensagens […] Também está o uso de inventos técnicos para fazer mais fácil a vida diária das pessoas, como pode ser a domótica, mas, sobretudo, o aspecto positivo mais relevante é a aplicação da tecnologia na saúde das pessoas, isto é, todo o avanço na pesquisa científica, na descoberta de


A evangelização em redes

novas doenças e sua cura, e com isso, a redução do sofrimento humano. Mas também há um lado negativo. Há uma tendência à desumanização. As relações pessoais diretas foram substituídas pela relação a distância, originando uma mudança de conduta. Do mesmo modo, surgiu um consumismo extremo, pois a pessoas acham que adquirir as últimas novidades tecnológicas supõe um signo de prestígio social, esquecendo valores como a capacidade pessoal, o esforço ou o trabalho, fundamentos para o desenvolvimento pessoal. A tecnologia deve servir à gente, não ao contrário. Muitas pessoas vivem pensando que a tecnologia é a chave para resolver todos os problemas da sociedade. Está inovando pelo simples fato de inovar, ignorando o

Esta é uma época na qual as inovações tecnológicas chegaram a tal nível que é praticamente impossível prescindir delas. Negar a utilidade destes avanços é impossível. A internet se tornou uma plataforma poderosa para a pesquisa, a formação, o entretenimento, o comércio, a troca cultural e a difusão de mensagens. A internet e os dispositivos eletrônicos são necessários em todos os escritórios do mundo, nas escolas e até nos lares. A ideia é aproveitar no máximo as ferramentas que permitem melhorar a efetividade da comunicação e a mensagem. As redes sociais se tronaram uma opção interessante para dar a conhecer o que Cristo faz a cada dia com as vidas, o poderia ser resumido em uma sola palavra: bênção. O correio eletrônico, o Twitter, o Facebook, o Google+, o Instagram, por mencionar solo algumas redes, são ferramentas que podem ser usadas para difundir a Palavra de Deus e transmitir os detalhes concernentes às atividades cristãs. As plataformas como o Skype, o Facebook ou o WhatsApp ajudam a diminuir as distâncias entre irmãos que vivem em lugares remotos. Utilizando essas redes é possível se aproximar de Deus, apesar de que muitas pessoas não creem que seja possível, começando pelo fato de poder ver imagens de cristãos que expressam a Palavra do Senhor e bons valores. As imagens cristãs, evidentemente, são muito populares na internet e são um dos temas mais procurados. Isto demonstra que há uma significativa quantidade de crentes que usam de boa maneira a internet. Não em vão há centenas de sítios web dedicados ao cristianismo e, por associação, milhões de contas nas redes sociais. Sem dúvida, as redes sociais nunca substituirão um templo nem a mensagem da Palavra de Deus, mas podem servir como efetivos instrumentos secundários que facilitem a multiplicação da fé sem deixar de lado os deveres e obrigações como cristãos na igreja local e os cultos. As plataformas podem ser usadas para alentar irmãos na fé e falar com familiares e amigos que estejam distantes e compartilhar com eles a sã Doutrina.

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

9


NOTA DE CAPA Isolamento social

Mas também há um lado negativo. Há uma tendência à desumanização. As relações pessoais diretas foram substituídas pela relação a distância, originando uma mudança de conduta.

Cinco efeitos nocivos Isolamento social. É caracterizado pela falta de contato com as pessoas próximas, como no trabalho, na família e em diversas atividades sociais. Na atualidade, não é nada estranho ver a pessoas que se isolam caminhando em seu pequeno mundo, escutando música no iPod ou vendo a tela do último smartphone do mercado. Esta conduta é denominada “phubbing”.

Conteúdo sexual ao alcance de todos. As crianças e os adolescentes sem supervisão adulta têm acesso a conteúdo pornográfico de forma desmedida e a outro tipo de informação para a qual podem não estar preparados. Perda de tempo valioso. Há pessoas que passam horas nos videojogos, no Facebook ou assiste a vídeos divertidos no YouTube, e perde tempo que poderia empregar em fazer exercício, caminhar ou passar tempo com a família e amigos. Poluição global do meio ambiente. Devido à grande quantidade de smartphones, tablets e laptops produzidos em todo o mundo, existe uma grande ameaça de poluição, pois em muitos países não se controla totalmente a reciclagem de baterias e lixo eletrônico. Perda da privacidade. Antigamente, para assegurar a privacidade, só era necessário se desligar. Agora, as redes sociais, chats, smartphones, GPS, mensagens de texto, correio eletrônico e outros fazem parte de uma extensa lista de recursos que qualquer indivíduo pode usar para nos “localizar” em qualquer momento.

componente humano. A inovação deve ser o meio, mas não o fim. O mundo está mais interessado em quebrar a brecha digital que lutar contra a desigualdade. Um exemplo concreto são os assentamentos de refugiados. As autoridades procuram a maneira em que estes campos de refúgio tenham acesso à internet e assim habilitar a conexão com o mundo, mas não se detêm para pensar que o objetivo principal não deveria ser que possam acessar a tecnologia, mas que possam se inserir de novo na sociedade, que MISIONÁRIO MUNDIAL 10 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

Conteúdo sexual ao alcance de todos


Perda de tempo valioso

Perda da privacidade

Poluição global do meio ambiente

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

11


MISIONÁRIO MUNDIAL 12 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


NOTA DE CAPA

[…] as redes sociais nunca substituirão um templo nem a mensagem da Palavra de Deus, mas podem servir como efetivos instrumentos secundários que facilitem a multiplicação da fé sem deixar de lado os deveres e obrigações como cristãos na igreja local e os cultos. possam acessar direitos básicos como a educação e fazer parte ativa de uma sociedade. Comunidades digitais, sem pessoas. No mundo digital, as pessoas são um número com muitos dados. Isto pode ser muito perigoso, pois os que possuem esta informação são um grupo seletivo de pessoas. Não só podem predizer onde estamos, o que fazemos, de que gostamos, o que pensamos, entre muitas outras coisas, mas também podem desumanizar o ser humano, centralizar o poder e construir sociedades nas quais é mais importante ser aceito digitalmente que socializar com o vizinho. A tecnologia pode ser tão aditiva como o álcool. Na atualidade, se fala da adição ao álcool, à comida, ao trabalho ou às drogas, mas pouco ou nada da tecnologia. No entanto, é uma realidade. É chama de “tecnofilia”, uma condição na qual as pessoas dependem em forma excessiva do uso da tecnologia, a tal ponto que não podem se separar dela. Apesar disso, nem os governos nem as empresas falam e muito menos tomam ações relacionadas a este problema. A tecnologia tem que ser regulada. Não só porque está gerando problemas sociais graves, mas também porque a tecnologia é um produto que como qualquer outro deve estar regulado, mais ainda quando seu mau uso ou seu uso excessivo causa problemas sérios, como depressão, isolamento social, ansiedade e mesmo suicídio. Esta realidade deveria fazer com que pensemos: que papel tem o ser humano na era digital?

Fonte: http://blog.es.idealist.org/la-deshumanizacion-tecnologica/ http://filosofiaexplicadaporines.blogspot.com/2013/12/la-tecnologia-nos-esclaviza-onoslibera.html

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

13


O número de usuários da internet no mundo supera

50%dapovoação

QATAR

99%

4.000milhões

de sua povoação está ligada à internet.

Estatística fevereiro 2018

ATECNOLOGIA comoumaferramentadeevangelización É fácil considerar a internet como algo proibido ou um tabu, mas isso significa que só se vê o lado negativo da rede digital e não se leva em conta todas as vantagens que representa, tanto para um estilo de vida mais produtivo como para se aproximar de Deus. Há uma grande quantidade de conteúdo negativo na internet, mas por que procurar as coisas más em lugar de procurar as coisas boas? É importante ter isso presente para poder aproveitar todas as vantagens que a tecnologia nos oferece. Pensar que a internet é um invento do diabo não

tem sentido; é um invento humano, uma ferramenta muito poderosa que se criou com o objetivo de nos facilitar algumas tarefas, como nos ajudam um forno ou um refrigerador. Levando em conta que há todo tipo de conteúdo na internet não será complicado encontrar informação ou notícias sobre o cristianismo, como a revista “Impacto Evangelístico” o a emissora Bethel TV, entre muitas outras, de forma que saber todo o que acontece no mundo cristão será muito simples e se pode ter toda a informação na palma da mão graças aos smartphones.

segundo estadísticas 2018

A internet é mais usada que a televisão É o início do fim para a televisão? Nos últimos tempos, a internet está arrasando as estatísticas de audiência e acostumou os espectadores a um novo modo de acessar os conteúdos que relegou o formato da televisão. A mudança é visível especialmente entre os jovens, que foram os que começaram a migração da televisão tradicional para o conteúdo solicitado.

43% 53%

39%

Audiência por Internet

dos espectadores usa outro dispositivo móvel quanto assiste à televisão. está deixando a TV porque prefere os dispositivos móveis e a transmissão pela internet.

MISIONÁRIO MUNDIAL 14 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

36%

Audiência por TV

O número de linhas móveis supera a povoação mundial

7.800milhões SIM Cards


O aplicativo “A Bíblia” é uma das mais baixadas do mundo.

“Muitos cremos que a internet é uma ferramenta na qual há muito conteúdo malicioso, mas usada adequadamente pode ser uma poderosa via para evangelizar.”

O pastor Bobby Gruenewald, do Oklahoma, que teve a ideia de utilizar a tecnologia para fazer com que a Bíblia fosse facilmente accessível, expressou: “Ficamos muito contentes de ver como as pessoas baixam muito a Bíblia , porque significa que a Palavra de Deus é cada vez mais conhecida”.

SAGRADA

BÍBLIA

+350.000.000 downloads +800 línguas

A revista “Impacto Evangelístico” emprega a tecnologia para difundir informação e a palavra de Deus por meio da web e das redes sociais.

753.764

seguidores com um crescimento significativo anualmente.

www

70.000

visitantes mensais.

5.135

millones

milhões de dispositivos celulares ativos no mundo

A tecnologia não é inerentemente má, mau põe ser o uso que se lhe dê. Ultimamente se diz que as novas tecnologias ‘afastam’ os mais próximos porque alguns deles decidem se comunicar com pessoas desconhecidas e afastadas. Analisando a história dos meios de comunicação podemos observar que o jornal, a televisão e outros objetos começaram a variar as relações entre as pessoas ou membros da família. Quando a tecnologia se fez mais econômica, cada um teve sua própria TV no quarto e a família deixou de se juntar para assisti-la. Agora, o computador, a internet e os dispositivos móveis fizeram com que muitos se comuniquem mais com os afastados que com os próximos. Um estudo publicado pela Universidade de Kent, de Ohio, Estados Unidos, indica que as pessoas capazes de ignorar seu telefone são mais felizes e têm menos ansiedade que as que estão constantemente conectadas.

Mas não só se ignora o outro o gera ansiedade estar perto de nosso dispositivo móvel conectado à internet, também há um aspecto que não se analisou muito: socializa-se o conteúdo digital, como aconteceu com o dos jornais, a rádio e a televisão. Há reuniões em que a metade do que se fala é do que se observa na internet, e mesmo reproduzem os vídeos, mostram as imagens mais impactantes ou engraçadas, etc. Mesmo a televisão está usando os conteúdos com mais sucesso da internet para projetá-los em seus programas. Esta nova socialização do conteúdo começa a abrir outro tipo de brecha digital. Além das brechas digitais: de acesso [pessoas que acessam tecnologias digitais e as que não], de uso [que sabem utilizá-las e as que não], e de qualidade do uso [nível de conhecimento individual], está a de não socialização, porque não se pode compartilhar ou comentar o que não se conhece.

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

15


NOTÍCIA

O LEMA Na vida temos que tomar decisões importantes, decisões que marcam um novo início. A Obra do Movimento Missionário Mundial tomou, através de sua história, decisões transcendentais. A eleição de um lema anual é uma delas.

O lema para o ano 2019 nos fala da mais antiga roupagem da divindade. O lema para este ano é:

“Shekinah 2019”. Shekinah é a presença divina contínua. É Deus que habita entre seu povo. Presença omnipotente e gloriosa que se manifestou desde a saída do povo de Israel do Egito, permanecendo no tabernáculo durante toda a peregrinação no deserto até a construção e dedicação do templo em Jerusalém. Na história de Israel, a Shekinah era determinante. Era uma confirmação de que Deus estava no meio deles. Além disso, é a conotação da palavra hebraica “shekinah” que quer dizer “presença” ou “ habitação”. Em outras palavras, Deus está presente porque vive MISIONÁRIO MUNDIAL 16 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

Precisamos da Shekinah no meio da Igreja. Que a Nuvem da Glória de Deus repouse em todas nossas atividades, convenções, confraternizações, retiros espirituais, cultos, etc.


ali. Não é uma presença momentânea, não é uma presença por um ano ou dois. Foi uma presença durante toda a peregrinação do povo de Israel. Deus realmente, visivelmente, habitava no meio de seu povo. Isso é a Shekinah. Isto outorgava ao povo segurança, direção, defesa contra seus inimigos, bênçãos e, sobretudo, uma pessoal comunhão com o Senhor, levando paz e vitória aos filhos de Israel. Esta manifestação de Deus em coluna de fogo que é a mais antiga roupagem da divindade, recebe também no Antigo Testamento diversos nomes. Em Êxodo 29:43 Deus a qualifica como “Minha Glória”; em Êxodo 34:5, “A Nuvem”; em Êxodo 33:9 e 33:10, “Coluna de Nuvem”; em Números 10:34, “A Nuvem do Senhor”; e em 33:14 e 33:15, “Minha Presença”. Isso é, precisamente, o que precisamos de parte de Deus. Hoje devemos viver uma era diferente, uma nova página da história da Igreja. Sabemos que o pecado de hoje é uma verdadeira avalancha neste mundo. Estamos cercados por correntes perigosas por todos os lados e de toda classe. Por tanto, precisamos, mais que nunca, da presença constante de nosso Deus para poder vencer nossos inimigos. Quando “A Coluna” se levantava do tabernáculo, Moisés proclamava: “Levanta-te, Senhor, e dissipados sejam os teus inimigos, e fujam diante de ti os que te odeiam”. Isso é o que pedimos; no meio da nuvem da presença de Deus, da coluna de fogo do Espírito de Deus, que sejam dispersados todos nossos inimigos espirituais, físicos e materiais. Precisamos da Shekinah no meio da Igreja. Que a Nuvem da Glória de Deus repouse em todas nossas atividades, convenções, confraternizações, retiros espirituais, cultos, etc. Anelamos estar cobertos com a presença de Deus para poder vencer e alcançar todos os propósitos de Deus para sua Obra. Que arda o fogo do Senhor em nosso coração. Que queime toda escória, que queime todo obstáculo, que entre e destrua todo matagal e impenetrável nos corações. E possam sair dali todas as sevandijas, lagartixas e animais que nos afetam espiritualmente. E que a Igreja do Senhor possa marchar sem obstáculos para cumprir o que Deus nos mandou. Este é o ano da manifestação do Deus nosso. Este ano é “Shekinah 2019”, no Movimento Missionário Mundial será um ano de grande vitória. Nosso texto-lema é Números 9:16: “Assim era de contínuo: a nuvem o cobria, e de noite havia aparência de fogo”. Ao parafrasear este texto, temos: “Presença Divina contínua”. Desejamos, anelamos e precisamos da presença contínua de nosso Deus na pessoa do Espírito Santo todos os dias de nossa vida até a vinda de Cristo.

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

17


ATUALIDADE

CAI O OUTRO “MURO” DE BERLIM Carlos Polo e Carlos Beltramo

Assim como ninguém esperava a queda do Muro de Berlin, símbolo do ostentoso poder soviético da segunda parte do século XX, hoje pode parecer que o marxismo cultural imperante em quase toda a Europa e a América está perto de seu colapso. O cidadão comum está cheio da corrupção e a pobreza nas quais costumam acabar os socialismos de Estado, bem como da chocante incoerência de seus líderes, que costumam ver a realidade de uma maneira rígida e assim procuram impô-la a todos. Em 9 de novembro de 1989 caiu o primeiro Muro, o de Berlin. Após quase três décadas, um complexo sistema de contenção de 155 quilômetros de concreto e vigas de aço reteve pessoas que pugnavam por se livrar da opressão marxista. De nada valeu a retórica dos dirigentes do império soviético por fazer crer que seu sistema funcionava e fazia mais felizes as pessoas. Arame farpado, fossos, minas, cães e guardiãs que disparavam falavam mais forte. A via de escape tinha um único sentido. E não era para o que pregava o marxismo. Era fugir de tudo isso, mesmo às custas de sua própria vida.

MISIONÁRIO MUNDIAL 18 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

Mas a queda desse primeiro muro não foi, como alguns pensaram, o fim do marxismo. Conforme se derrubava, outro “muro” era construído, também de signo marxista, mas muito mais sutil. Este não é de concreto, mas do mesmo modo retém e restringe a liberdade. E provavelmente seja mais eficiente. É o “muro” do marxismo


cultural, esse que não procura mais o controle dos meios de produção material, como era proposto por Karl Marx, mas da forma de pensar das sociedades. Construído por Gramsci, Lukács, Kojève, Adorno e Marcuse, entre outros, o muro do marxismo cultural procura o controle dos meios de produção intelectual.

Aprisiona as mentes controlando o discurso público e o “politicamente correto”: o que se expressa de diferente maneira é castigado com dureza. Pacientemente, durante anos, os arquitetos do marxismo cultural foram se apoderando dos meios de comunicação e das universidades com tal propósito. Tinham

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

19


ATUALIDADE

descoberto algo que Marx nem sonhava: controlando o discurso e a agenda na esfera pública podem controlar a vida social de maneira muito mais eficiente que mediante o controle econômico. Este autêntico muro mental penetrou na cultura e nas instâncias de poder locais e internacionais, estendendo-se do público aos âmbitos mais privados, como a família e a sexualidade com o fim de controlar tudo e todos. Sua eficiência radica até agora em convencer as pessoas do que eles querem sem que a maioria suspeite que está sob seu domínio. Jogam com a ilusão de conceder “direitos” e “liberdades” a cidadãos, mas em troca exigem o reconhecimento do poder absoluto, disfarçado de “normalidade”. Os poucos que vemos que algo está mal, sentimos que é tão poderoso este aparelho que nunca cairá, que só pode acumular mais e mais poder, enquanto nos confina MISIONÁRIO MUNDIAL 20 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

ao novo ostracismo chamado de “irrelevância”, mediante palavras esotéricas como “ultra” ou “…fobos”. INÍCIO DA QUEDA

No entanto, este “muro” do marxismo cultural está começando a cair, apesar de que para muitos pareça tão infranqueável e indestrutível como aquele primeiro muro na década de 1980. Os fatos vão se acumulando: o Brexit, o NÃO ao acordo de paz da Colômbia com as FARC, a eleição de Donald Trump, o triunfo de Viktor Orban como primeiro-ministro da Hungria e a exclusão de “estudos de gênero” nas universidades, a derrota da legalização do aborto na Argentina, a eleição de Jair Bolsonaro como presidente do Brasil, são alguns. Menção particular merecem os resultados eleitorais na Andaluzia desta semana [primeira semana de dezem-


bro]. O partido Vox, que se apresenta sem complexos com um discurso que bem pode ser definido, entre outras coisas, como antimarxismo cultural, conseguiu 12 deputados regionais. Passou de 18.000 eleitores a quase 400.000. É todo um fenômeno. Devido à forma parlamentarista de eleger o presidente regional (equivalente a governador em outros países), a suma dos partidos de centro e de direita pode ser o fim de 36 anos de governo socialista na Andaluzia. Mas, além disso, põe em xeque a política nacional. “The right is cool again”… também na Espanha. O muro se racha e não devido à ultradireita, como dizem os jornalistas tentando menosprezar o fenômeno, mas porque as pessoas estão cheias do experimento da esquerda. Em todos estes fatos há uma constante: o marxismo cultural é o establishment que perde mesmo usando todo seu poder para vencer o opositor que o desafia. E perde contra todos os prognósticos dos guardiães mediáticos e políticos de seu discurso público. Triunfa o opositor do marxismo cultural que enfrenta todo um aparelho de poder, e ganha mesmo com muito menos recursos econômicos e contra a ação hostil e militante da imprensa. Por quê? Porque o discurso do marxismo cultural promete muito e concretiza pouco. E o pouco que concretiza é exatamente o oposto ao prometido. Os políticos que chegam ao poder prometendo acabar com a pobreza se tornam extremadamente ricos com todo tipo de corrup-

(...) o diplomático Ernesto Araújo, anunciado como o futuro ministro das Relações Exteriores do Brasil, declarou que a missão que recebeu é acabar com todas as formas ideológicas do marxismo cultural, com qualquer de seus nomes... ção e abuso de poder. Os defensores da liberdade sexual de gênero se tornam os piores ditadores do pensamento único LGTBI, perseguidores de todo dissidente. As feministas acabam transformando as mulheres na versão feminina dessa parte dos homens que todos detestamos: a do “macho” irresponsável e egoísta. Quanto mais poder acumula, e quanto mais longe leva suas reformas, as contradições se tornam mais flagrantes e menos toleráveis para a cidadania. O desencanto pouco a pouco se transforma em recusa e depois em subversão. Há poucos dias, o diplomático Ernesto Araújo, anunciado como o futuro ministro das Relações Exteriores do Brasil, declarou que a missão que recebeu é acabar com todas as formas ideológicas do marxismo cultural, com

qualquer de seus nomes (gênero-diversidade sexual, ecologismos, feminismos, multiculturalismos, teologia da liberação, etc.). Araújo revela magistralmente a confusão de muitas pessoas que recusando “o comunismo” optaram o tempo todo por um monstro que já mudou. A serpente do marxismo original e ortodoxo abandonou sua pele e muitíssimas pessoas ficaram olhando para a pele vazia, pensando que essa “falsa serpente” não deveria chegar ao poder. Enquanto isso, a verdadeira serpente com outra pele estava se tornando seu tirano. É a nova esquerda que nunca abandonou seus princípios e métodos de luta de classes, só transformou seu discurso e soube como controlar a agenda pública. É a “nova esquerda” muito bem descrita por Agustín Laje e Nicolás Márquez em seu livro que há meses tem categoria de best-seller. 2019, UM ANO CRUCIAL

Araújo tem tudo muito claro. Chama poderosamente a atenção sua lucidez para detectar a verdadeira serpente e seu determinação para combatê-la. E, sem dúvida, esta guerra declarada contra o marxismo cultural decantará em diferentes cenários políticos. O ano 2019 será um particularmente crucial para a política internacional e local: tudo parece sugerir que muitas coisas acontecerão durante os próximos 365 dias. Por exemplo, a posição do Brasil na ONU dará um giro de 180 graus com Araújo, um homem que nunca escondeu sua admiração por Donald Trump. Lembremos que Bolsonaro anunciou seu desejo de se retirar da ONU e que a embaixadora dos Estados Unidos, Nikki Haley, oficializou o retiro de seu país do Conselho de Direitos Humanos. Para aqueles estiveram nos corredores da ONU, é claro que o marxismo cultural atualmente dominante no sistema internacional não poderá continuar da mesma maneira com Trump e Bolsonaro. E as coisas poderiam ser muito pior se, como Bolsonaro anunciou, o Brasil se retirar totalmente da ONU. Estamos às portas de uma mudança dramática do cenário político e diplomático mundial. Haverá turbulências. Mas será a primeira vez em muito tempo que um bloco sólido de países enfrente o muro do marxismo cultural imperante em assuntos fundamentais como os temas relacionados com a vida e as liberdades. O ano 2019 é um de eleições em muitos países da Europa e da América e trará mais de uma surpresa. Será saudável para a humanidade, apesar de que não faltarão momentos delicados, de verdadeira crise. Depende de nós se essas crises são de verdadeiro crescimento ou se devemos continuar esperando uma mudança positiva. (*) Fonte: www.atuall.com

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

21


MULHER

A ARTE DE CONFIAR EM DEUS (I) Carmen Valencia de Martínez

Que difícil é esperar e quanto desagrada ter que ficar quieto em um lugar, e o fácil que é se impacientar, sobretudo nesta época que está orientada especialmente ao imediato. O imediatismo se tornou um caminho pelo qual todos querem avançar.

MISIONÁRIO MUNDIAL 22 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

O livro dos Salmos capítulo 62, versículo 8, diz: “Confiai nele, ó povo, em todos os tempos; derramai perante ele o vosso coração. Deus é o nosso refúgio”. Esperar é crer que deve acontecer alguma coisa, é desejar que algo aconteça, é permanecer em um lugar onde se acha que deve ir alguma pessoa deve acontecer algo, é se deter em uma atividade e confiar em que algo acontecerá. E que difícil é esperar; quanto desagrada ter que estar quietos em um lugar, e o fácil que é se impacientar; sobretudo nesta época que está orientada especialmente ao imediato. O imediatismo se tornou um caminho pelo qual todos querem avançar. E a vida cristã também se impregnou dessa impaciên-


1. ELIMINAR TODA ANSIEDADE

Deus nos chama, muda e transforma, mas inicia também um processo com cada um de nós para tirar todo afã, toda desesperação, e o desejo de tomar as coisas em nossas mãos. Ele nos diz: “Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós” (1 Pedro 5:7). 2. FICAR QUIETOS

Também nos diz que fiquemos quietos para conhecer que ele é Deus (Salmos 46:10). Quando o Senhor pede que fiquemos quietos, o que está nos pedindo é que esperemos n’Ele. É necessário que aprendamos a ficar quietos n’Ele, a permanecer em um lugar até que Deus nos visitar; quando esperamos em Deus, o Espírito domina a carne; nosso ser se submete ao controle do Espírito Santo. Essa espera em Deus, tem que ver com o coração, e não com a mente, nem com a cabeça, Também não com os sentimentos nem a razão. Não importa o tempo que demore para Deus responder a nossas orações, ou o tempo que demore para Ele nos levar à culminação dos planos que tenha com nossas vidas; nós devemos esperar n’Ele, e não permitir que nossa alma se deixe abater ou se deixe turbar por querer ter resultados imediatos (Provérbios 13:12; Salmos 42:5). 3. ESPERAR EM DEUS ESTÁ UNIDO À FÉ

cia, desse afã. Desejamos tudo imediatamente e nos dirigimos ao Senhor a toda a pressa. Queremos tudo agora! Mas o caminho do Senhor não é assim; o caminho do Senhor é lento, mas contínuo. Cada um desses planos que Deus tem para nossa vida serão realizados, mas a seu devido tempo! “O Senhor aperfeiçoará o que me toca; a tua benignidade, ó Senhor, dura para sempre; não desampares as obras das tuas mãos” (Salmos 138:8). A impaciência faz com que tomemos as coisas em nossas mãos. Pelo contrário, a paciência é uma virtude necessária para poder desfrutar das bênçãos de Deus. De que precisamos para aprender a esperar em Deus?

A fé é um estilo de vida. A fé é agir segundo a direção de Deus; a fé é viver nessa certeza de que Deus tem controle de tudo e de todos, e estar convencidos que sem fé é impossível agradar a Deus (Hebreus 11:6). Crer também tem que ver com o coração. Na epístola aos Romanos 10:9-10, lemos: “Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação”. O rei Davi tinha tanta fé, estava tão convencido da grandeza de Deus, que disse: “Pereceria sem dúvida, se não cresse que veria a bondade do Senhor na terra dos viventes” (Salmos 27:13). Para Deus, obrar em nosso favor só precisa de um coração que se atreva a crer que para Ele tudo é possível. Esperar em Deus é mais importante que qualquer outra coisa que possamos realizar. Porque esperar em Deus faz de Deus mesmo nossa meta, e não adquirir coisas materiais ou de outro tipo. Se tivermos fé em Deus e em sua direção e se crermos n’Ele, então nos mostrará a vereda da vida, e estaremos convencidos de que em sua presença há fartura de alegrias e delícias a sua mão destra perpetuamente (Salmos 16:11).

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

23


MÚSICA

POR ONDE ME CONDUZIR Hino criado pelo músico Baylus Benjamin McKinney que manifesta a essência do cristianismo. Seus versos propõem seguir os passos do Senhor e lhe oferecer o coração e a vida.

O hino “Por onde me conduzir” é uma canção que reflete o Espírito particular do Evangelho: seguir os passos do Senhor. Escrito pelo músico e poeta cristão Baylus Benjamin McKinney, em janeiro de 1936, o cântico também exibe o desafio que envolve as pessoas que optaram pelo caminho da verdade que o Todo-Poderoso oferece. Conhecedores da música gospel afirmam que este louvor surgiu na cidade de Clanton, localizada no estado de Alabama, quando McKinney se encontrava em um momento destacável de seu trabalho em favor da expansão das boas novas. Em uma convenção da congregação à que pertenceu durante sua vida, o compositor evangélico teve um encontro especial com um missionário que o motivou imediatamente a criar um poema. Aquele evangelizador foi o reverendo R. S. Jones, que revelou a McKinney na reunião que seus médicos, depois de ter servido a Deus por muitos anos no Brasil, não lhe permitiam voltar para a América do Sul devido ao deterioro de sua saúde. Comovido, o autor lhe perguntou sobre seu futuro e o pastor respondeu: “Por onde me conduzir”. Então, sobre a base desse testemunho, compôs um canto que hoje goza de grande popularidade.

MISIONÁRIO MUNDIAL 24 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


POR ONDE ME CONDUZIR COMPOSITOR ILUSTRE

Cantor, escritor de canções cristãs, mestre e editor de música, Baylus Benjamin McKinney nasceu em 22 de julho de 1886, no povo de Heflin, e desde muito cedo demonstrou seu amor pelo Altíssimo. Graduado da Louisiana College, universidade evangélica localizada em Pineville, assistiu ao Seminário Teológico Batista do Sudoeste e estudou música na escola Siegel-Myers e no conservatório Bush Temple de Chicago. Criador de cerca de 150 hinos, McKinney trabalhou entre 1918 e 1935 na companhia de Robert Henry Coleman, destacado editor de hinários evangélicos, com quem desenvolveu um prolífico trabalho evangelizador por meio da produção de várias composições com grande conteúdo bíblico. Depois, prosseguiu sua missão a favor de Cristo e se encarregou da edição de obras musicais para um concílio do estado do Tennessee. Partícipe de numerosos avivamentos produzidos no século anterior, o servo do Salvador se baseou nas Sagradas Escrituras para conceber poemas dedicados a Jesus. Nesse sentido, em opinião de especialistas, os versos de “Por onde me conduzir” fazem referência às passagens bíblicas contidas em Mateus 16:24-25, Marcos 8:34-35 e Lucas 9:23-24, que mencionam o chamado do Redentor para segui-lo. Baylus Benjamin McKinney faleceu em 7 de setembro de 1952, aos 66 anos, quando foi solicitado para se encontrar com o Senhor. No entanto, agora sua fé, convertida em hinos, permanece sólida como uma rocha e

1 “Oh, toma a cruz e segue-Me!” Jesus me disse assim; “pra te salvar, na cruz morri; entrega-te hoje a Mim”. REFRÃO Por onde me conduzir, por onde me conduzir, a Cristo, meu Mestre, irei seguir, por onde me conduzir. 2 Bem perto, ao lado de Jesus, desejo aqui seguir, andando sempre em Sua luz, por onde me conduzir. 3 Em sombra ou sol, na paz, na dor, a Cristo irei servir; em terra ou mar, seja onde for, por onde me conduzir. 4 Meu ser e meu louvor darei a Quem me quis remir. A Cristo, o Mestre, seguirei por onde me conduzir.

é uma vasta fonte de inspiração para milhões de crentes em todo o mundo que louvam e adoram o Todo-Poderoso a cada dia. Um imenso rebanho que se dirige aonde o Criador vai e cumpre sua vontade.

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

25


LITERATURA

RESPOSTAS A PERGUNTAS DIFÍCEIS Livro escrito por Josh McDowell e Don Stewart, reconhecidos ministros estadunidenses. Contém os recursos necessários para fortalecer a fé em Deus. Além disso, confirma a validez do Evangelho e da Bíblia. O cristianismo crê e ensina que só a Bíblia é a Palavra de Deus revelada. Apesar de que foi escrita por homens, o autor original foi Deus Todo-Poderoso. Esta afirmação não foi feita nem inventada pela Igreja, mas é o que a Bíblia afirma sobre si mesma. “A palavra do Senhor permanece para sempre” (1 Pedro 1:25). “Toda a Escritura é divinamente inspirada” (2 Timóteo 3:16). “Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo” (2 Pedro 1:21). Mais de 2.000 vezes, só no Antigo Testamento, há cláusulas como: “Falou mais Deus a Moisés”, “E veio a palavra do Senhor a Jonas” e “Deus disse”. Como você sabe que Deus existe? Os milagres da Bíblia não eram simples trucos para enganar as pessoas primitivas? A ciência não questiona as afirmações da Bíblia? Como você pode crer em uma Bíblia cheia de contradições? Os argumentos não são unicamente um círculo vicioso? Estas são algumas das perguntas que a obra “Respostas a perguntas difíceis”, dos autores Josh McDowell e Don Stewart, respondem. Entre os líderes religiosos que tiveram muitos prosélitos através da história, Jesus Cristo é único, pelo fato de que unicamente ele disse ser Deus encarnado. Um mal-entendido comum é que alguns ou muitos dos líderes das religiões do mundo fizeram declarações similares, mas isso não é verdade. Buda não disse que ele fosse Deus; Moisés nunca disse que ele fosse Jeová; Maomé não se identificou com Alá; e em nenhuma parte se encontra um Zoroastro dizendo que ele é Aúra Masda. Pelo contrário, Jesus, o carpinteiro de Nazaré, disse que quem o via, via o Pai (João 14:9). Publicado em 1980 pela editora Here’s Life Publishers, o livro de McDowell e Stewart trata de forma ampla os aspectos essenciais que constituem a fronteira entre o agnosticismo e o cristianismo. Nesse sentido, fornece os recursos imprescindíveis para compreender as verdades contidas nas Sagradas Escrituras. Além disso, proporciona evidências irrefutáveis que contribuem para o fortalecimento da fé no Senhor. OBRA VALIOSA

As pessoas perguntam constantemente: “Por que Jesus é tão especial? Por que ele é o único modo de que alguém possa conhecer Deus?”. Junto com a questão dos pagãos, não há pergunta que se faça com tanta frequência como esta. As pessoas dizem que temos uma mente estreita porque afirmamos que não há outro caminho para chegar a Deus. O primeiro ponto que apresentamos é que nós não inventamos que Jesus fosse o único caminho. MISIONÁRIO MUNDIAL 26 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


Janeiro 2019 / ImpactoevangĂŠlico

27


MISIONÁRIO MUNDIAL 28 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


LITERATURA Não é afirmação nossa, mas d’Ele. Nós só repetimos sua afirmação, e a dos escritores do Novo Testamento. Jesus disse: “Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim” (João 14:6) e, “… porque se não crerdes que eu sou, morrereis em vossos pecados” (João 8:24). Graduado com honras do Seminário Teológico de Talbot e do Seminário Internacional de Teologia e Leis de Estrasburgo (França), Stewart, um dos escritores de “Respostas a perguntas difíceis”, é um reconhecido ministro pentecostal estadunidense que dedicou sua vida a anunciar o Evangelho de Deus. Nascido em 25 de outubro de 1939 no estado do Arizona, ele se distingue por ser um crente fiel à Palavra de Deus. Algumas pessoas creem que os milagres relatados na Bíblia traem o fato de que as Escrituras devem ser levadas a sério. São comparadas com a mitologia grega e outros contos de coisas estranhas e sobrenaturais. Em lugar de pesquisar sobre seu fundamento, são classificadas imediatamente junto às lendas e crenças populares. É necessário admitir que há muitas histórias da época de nosso Senhor entre os gregos e os romanos que são tão fantásticas e ridículas que não merecem uma consideração séria. Isto contrasta completamente com os milagres bíblicos, que nunca oferecem uma mostra do sobrenatural carente de sentido.

As pessoas perguntam constantemente: “Por que Jesus é tão especial? Por que ele é o único modo de que alguém possa conhecer Deus?”. Junto com a questão dos pagãos, não há pergunta que se faça com tanta frequência como esta. As pessoas dizem que temos uma mente estreita porque afirmamos que não há outro caminho para chegar a Deus.

Prolífico criador de livros evangélicos de grande sucesso, McDowell, o outro responsável pelo texto analisado nestas linhas, ofereceu mais de 27.000 conferências com conteúdos bíblicos para cerca de 25 milhões de pessoas em 125 nações. Defensor da sã doutrina, nasceu em 17 de agosto de 1939 em Michigan e leva 57 anos pregando a Palavra nos cinco continentes. FÉ SALVADORA

Muitos indivíduos que recusaram o cristianismo afirmam ter abraçado outros modos de vida. A maioria diz que não existe o Deus que a Bíblia descreve, ou que existe, mas não

pode ser conhecido. As afirmações destas alternativas não são sustentáveis quando são submetidas a um estudo. O agnóstico costuma ser alguém que não sabe se Deus existe. Não definiu seu pensamento sobre Deus. Tem dúvidas. Alguns agnósticos mostram mais entusiasmo que outros em sua busca de Deus, e nós gostamos disto. A Bíblia promete que se alguém desejar conhecer a verdade sobre Deus, finalmente a conhecerá. “Se alguém quiser fazer a vontade dele, pela mesma doutrina conhecerá se ela é de Deus, ou se eu falo de mim mesmo” (João 7:17). Em seu manual, McDowell e Stewart examinam dez temas que brindam confiança no Altíssimo e que ajudam aos procuradores da verdade a encontrá-la entre suas páginas. Com simpleza e com precisão, analisam a Bíblia, Jesus Cristo, Deus, os milagres passados e recentes, as dificuldades nas Escrituras, as religiões do mundo, o cristianismo, a fé do crente, o sudário de Turim e os relatos da criação. Cada vez que um crente oferece seu testemunho, sempre parece haver alguém que objeta que se use isso como evidência do que o cristianismo afirma como verdadeiro. Alegam que parece como se todos tivessem certo tipo de experiência de conversão ou de testemunho religioso. É verdade que atualmente muitos testificam ter tido experiências religiosas nas quais dizem que encontraram a realidade definitiva. À primeira vista, o cristão parece uma pessoa normal, porque ele também afirma que experimentou a verdade. Tanto o crente quanto o observador casual precisam de mais que um simples testemunho de experiência subjetiva como critério para julgar acerca de quem tem a razão. A diferença está em que os cristãos temos esse critério. A conversão cristã está relacionada à pessoa de Jesus Cristo. Está arraigada em fatos, não em desejos ou pensamentos. Baseado nas dúvidas dos incrédulos quanto à validez do Evangelho e da Bíblia, o livro “Respostas a perguntas difíceis” está cimentado nos amplos conhecimentos do Antigo Testamento e do Novo Testamento de seus autores, que apoiados na arqueologia e outras ciências desbaratam as acusações que durante anos minaram a autenticidade da mensagem espalhada pelo Redentor em sua existência terrena. Uma das principais escusas que a pessoas tem para não abraçar o cristianismo tem que ver com os hipócritas que há na Igreja, tanto os do passado quanto os do presente. As pessoas gostam de assinalar fatos ruins do passado realizados no nome de Cristo, tais como a Inquisição espanhola, os julgamentos de bruxas e outros atos horríveis. Existem também exemplos atuais de pregadores, diáconos ou líderes de igrejas que foram encontrados em alcoolismo, relações adúlteras ou alguma outra atividade incompatível com o que professam. No entanto, o fato de que a Igreja tenha hipócritas, não quer dizer que todos os cristãos sejam.

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

29


HERÓI DA FÉ

UMA VOZ DA MENSAGEM DIVINA Richard Kyle

John Knox foi a figura central da Reforma na Escócia. Como porta-voz do Todo-Poderoso, ajudou a mudar o futuro da nação mais setentrional do Reino Unido. Foi um potente proclamador do Criador que anunciou o Evangelho. “Eu adoro fazer soar a trombeta de Deus”, proclamava John Knox. Esta frase está cheia de significado e capta a essência de seu ministério. Os pesquisadores se centraram nele como um líder da Reforma na Escócia e o fundador de um movimento que renovou a fé cristã. Apesar de que estas impressões podem ser válidas, não refletem sua autopercepção nem a maneira em que era visto por seus contemporâneos. Ele se considerava um simples pregador do Evangelho de Deus e em sua época foi reconhecido como tal. Consciente de que tinha sido convocado pelo Criador, como os profetas hebreus, o principal propósito da vida de Knox foi chamar o povo ao arrependimento e a se unir à fé em Cristo. Igual que João Batista, foi uma voz que clamou no deserto, um instrumento que proclamou a mensagem divina. Rugiu desde o púlpito com uma voz de autoridade. Esta grande confiança provinha de sua convicção de que as Sagradas Escrituras eram a Palavra do Todo-Poderoso e que sua única obrigação era pregá-la. PRIMEIROS PASSOS

O historiador Thomas M’Crie manifesta que Knox nasceu em 1505 na localidade de Haddington, situada no leste da Escócia, e fez parte de uma família antiga e respeitada. Desde pequeno, recebeu uma educação escrupulosa que lhe permite conhecer o Altíssimo por meio da religião tradicional. Em sua adolescência estudou na escola de gramática de Haddington. Depois, em 1524, foi enviado por seu pai à Universidade de Saint Andrews, que contava, nesse momento, com o seminário mais renomado do território escocês. Em MISIONÁRIO MUNDIAL 30 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

sua etapa universitária, imbuído na aprendizagem secular da Saint Andrews, Knox se dedicou ao estudo da verdade divina. Então, ele se destacou entre seus companheiros como um crente fiel que estudava diligentemente a Bíblia até esgotar suas forças. Por conseguinte, adquiriu um conhecimento considerável e vasto das Escrituras, o que lhe permitiu ter um entendimento muito amplo da doutrina cristã e lembrar de maneira precisa e pormenorizada os eventos bíblicos. Considerado um aluno destacado, foi ordenado sacerdote possivelmente antes de 1530. No entanto, não passou muito tempo para que alcançasse, depois de escudrinhar de forma paciente a Palavra, uma visão mais completa e verdadeira do Evangelho. Em suas indagações descobriu que a Igreja romana expunha crenças incompatíveis com os ensinamentos de Jesus. Então, no meio de uma sociedade dominada pela corrupção do clero, começou a se afastar do catolicismo e se aferrou à sã doutrina. CRENTE COMPROMETIDO

Afetado pela Reforma, movimento cristão que foi liderado pelo teólogo Martinho Lutero no princípio do século XVI, Knox se nutriu com os conhecimentos dos primeiros evangélicos escoceses, como os pregadores Thomas Guilliame e John Rough, graças aos quais pôde compreender a verdade do Redentor. No entanto, foi o ministro George Wishart, perseguido por suas ideias sobre a fé no Salvador, o impulsor de sua conversão e o que o comoveu com suas prédicas veementes e sua feroz condenação dos ritos católicos. Entre 1545 e 1546, Knox seguiu os passos de Wishart e se transformou em um de seus discípulos. Então, começou a


Janeiro 2019 / ImpactoevangĂŠlico

31


HERÓI DA FÉ

testificar sua fidelidade aos ensinamentos originais das Escrituras. Além disso, seu entusiasmo pelo Evangelho lhe permitiu despertar o interesse do reformador que o preparou para servir a Deus. Em 31 de março de 1546, leal a seu mentor, que era procurado pelo cardeal David Beaton para matá-lo, tentou evitar sua detenção. Não entanto, não pôde evitar ser queimado por servir a Deus. Depois da morte de Wishart, o recém-convertido renunciou a suas obrigações com o catolicismo e se tornou uma coluna central do estabelecimento de uma nova congregação. Assim, no princípio de 1547, procurado por sua renovada fé, Knox se refugiou no castelo de Saint Andrews, que tinha sido tomado pelos opositores de Beaton em meados do ano anterior, e dali evangelizou um grande número de pessoas que encontraram em suas mensagens MISIONÁRIO MUNDIAL 32 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

a voz do Senhor e a paz espiritual que tanto anelavam. No último dia de junho de 1547, uma frota francesa apareceu na costa de Saint Andrews para recuperar o castelo. Os sitiados, após uma corajosa resistência, capitularam um mês depois. Knox, em qualidade de prisioneiro, foi levado a um navio e conduzido à França por petição do papa e do clero escocês. Atado com cadeias e tratado como um herege, passou dezenove meses em uma galé na qual foi submetido a um sem-fim de vexames. Mas, em fevereiro de 1549, a misericórdia de Cristo fez possível que fosse liberado. PREGADOR INCESSANTE

Após ser liberado, foi para a Inglaterra e se uniu à igreja local com o objetivo de prosseguir com seu trabalho a favor da expansão das boas novas. Primeiro, foi enviado ao povo de Berwick, situado no condado de Northumberland, onde


evangélico independente de Roma, medida estabelecida pela reina Elizabeth I, Knox voltou para seu país, em maio de 1559, para combater o bom combate. Governada por Marie de Guise, sua nação estava a ponto de viver uma guerra civil que marcaria o fim de uma era. Ele se tornou a cabeça visível dos reformadores. Uma mensagem sua, compartilhada seis meses depois de sua chegada à localidade de Stirling, marcou o ponto crucial da Reforma escocesa. ILUSTRE REFORMADOR

Uma vez que o catolicismo foi eliminado pelo Parlamento escocês em agosto de 1560, Knox desenvolveu um prolífico trabalho que o levou a liderar a Igreja da Escócia. Autor do documento “A confissão escocesa”, que esboçou os fundamentos da nova paróquia que perdura até a atualidade, anunciou o Evangelho na metrópole de Edimburgo até que o Senhor o chamou a seu encontro. Faleceu em 24 de novembro de 1572 depois de batalhar sem cessar para que a verdadeira fé se impusesse sobre as falsas doutrinas. Devido a que cria que as Sagradas Escrituras, com a ajuda do Espírito Santo, eram entendíveis para a maioria

Em fevereiro de 1554, Knox foi para Genebra, cidade na qual conheceu John Calvino, renomado teólogo francês. Da mão de um dos pais da Reforma, Knox afundou em seus conhecimentos da Palavra. Antes da era do alfabetismo quase universal e das comunicações de massas, a pregação era um canal primordial para transmitir ideias às pessoas. E Knox destacava nesta área. durante dois anos compartilhou o Evangelho. Depois, Knox se deslocou à cidade de Newcastle e continuou seus trabalhos ministeriais. Sua permanência em solo inglês, que se estendeu até 28 de janeiro de 1554, culminou com uma estada em Londres. Em fevereiro de 1554, Knox foi para Genebra, cidade na qual conheceu John Calvino, renomado teólogo francês, com quem construiu uma sólida amizade. Da mão de um dos pais da Reforma, Knox afundou em seus conhecimentos da Palavra. Contudo, em novembro do mesmo ano, foi persuadido por Calvino para ser o pastor dos refugiados ingleses na cidade de Frankfurt. Depois, entre 1555 e 1556, visitou a Escócia e pregou o Evangelho. Posteriormente, retornou a Genebra e permaneceu ali até finais de janeiro de 1559. Motivado pela instauração na Inglaterra de um concílio

das pessoas, usava principalmente o método literal em suas prédicas. Suas mensagens, baseadas na Bíblia, eram diretas e claras, e deixavam pouca dúvida quanto a seu significado. Como a mesma Palavra, não precisavam nenhuma explicação sofisticada. Ele foi simplesmente o mensageiro de Deus proclamando a verdade que tinha recebido. Como Josué, foi só uma potente trombeta de Jesus. Apesar de que a importância de outros indivíduos e fatores não devem ser minimizados, John Knox tem que ser visto como a figura central da Reforma escocesa. Dirigiu o movimento e ajudou a mudar o futuro da nação mais setentrional do Reino Unido. Seu tempo diferia de nossa época. A evangelização de viva voz valia. Antes da era do alfabetismo quase universal e das comunicações de massas, a pregação era um canal primordial para transmitir ideias às pessoas. E Knox destacava nesta área.

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

33


HISTÓRIA DE VIDA

O SERVIDOR DE DEUS A morte de sua mãe foi o ponto de quebra. De ter uma vida tranquila e cômoda, passou à tragédia e à necessidade. Seu pai se afundou no alcoolismo e o órfão recorreu ao roubo para poder levar alimento a seus numerosos irmãos. Cresceu com um crescente desejo de vingança, até que encontrou Deus.

MISIONÁRIO MUNDIAL 34 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


Em uma sexta-feira do ano e 1992, Gerardo Eribe Borico voltava da escola para sua casa quando observou uma dramática imagem na porta. Seus familiares e vizinhos choravam desconsoladamente e se abraçavam. Pressentiu que algo terrível acontecia no interior da mordia. Entrou correndo e viu uma cena que jamais esqueceria. O corpo inerte de sua mãe, Regina, jazia sobre a cama, cercado de velas. Tinha falecido uns minutos antes, como produto de uma longa e estranha doença. Leonardo, seu pai, chorava a um lado do cadáver e parecia completamente derrotado pela desgraça. Gerardo tinha só oito anos e já era órfão. A dura notícia mudou a vida de todos. A família completa nunca pôde se recuperar e, ao contrário, foi se desmoronando rapidamente; sobretudo porque o pai perdeu a vontade de viver, refugiando-se no álcool e nas drogas e deixando no desamparo seus sete filhos pequenos. A longa doença de Regina tinha demandado muito dinheiro. Leonardo, um engenheiro mecânico, fez o impossível para conseguir a cura e até solicitou empréstimos que o deixaram na ruína. Gerardo também sentiu o violento impacto da perda da mãe. Pensou várias vezes em se suicidar. O vazio que sentia a causa da ausência materna era muito difícil de sobrelevar. Parecia que sua existência não tinha sentido. Tinha nascido em Malabo, Guiné Equatorial, em um lar cheio de afeto e união. Os pais vivam unicamente para dar bem-estar a ele e a seus irmãos. Pertenciam a uma família de classe média da etnia bubi, presente em um 6,5 % da povoação desse país africano. Pode-se dizer que viveram felizes até que a desgraça apareceu em sua casa. Regina ficou doente e nada parecia curá-la. As pessoas começaram a falar de feitiçarias, e quando ela morreu, correu o rumor de que sua irmã mais velha a tinha envenenado. O pequeno Gerardo escutou a versão e, no meio de sua dor, começou a alimentar em seu coração o ódio e a vingança. Enquanto passava os dias tentando levar comida a sua casa para saciar a fome de seus irmãos, o menino pensava na maneira de se vingar de sua tia materna e de seus filhos, seus primos. Jurou que quando completasse 18 anos mataria todos os supostos responsáveis pela morte de sua mãe, entre eles sua tia e seus primos. Gerardo percorria as ruas de Malabo tentando roubar algo. Enquanto crescia melhorava sua técnica, mas, como sempre acontece, foi atrapalhado em uma loja quando roubava farinha de mandioca. Os donos do estabelecimento lhe aplicaram um severo castigo. Queimaram suas costas com velas e rece-

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

35


HISTÓRIA DE VIDA beu uma surra que deixou feridas em várias partes de seu corpo. Uma mulher que passava escutou os gritos de dor. Ela se apiedou do menino e pagou o custo do roubado para que o deixassem em liberdade. Gerardo tinha treze anos quando ingressou no segundo nível de secundária. Continuava passando penúrias e os ânimos vingativos não tinham cessado. Por essa época conheceu um grupo de amigos que o introduziram no mundo da música e a dança. Formou seu grupo musical de rock and roll “The Leather Boys”, que começou a oferecer shows em diferentes cidades da Guiné Equatorial. O álcool e o tabaco se tornaram seu escape. Os excessos durante suas apresentações musicais eram constantes. No entanto, não havia dia que esquecesse a morte de sua mãe nem os presuntos responsáveis. “Eles têm que sentir a mesma dor que sentimos com a morte de minha mãe”, pensava ele. Depois de anos, o ódio cresceu mais na vida de Gerardo. Começou a estudar artes marciais, para se sentir superior aos outros, e obteve o cinto negro de tae-kwon-do. Mas isso não era tudo; participou também durante dos anos em rituais satânicos junto a uma tia, irmã de seu pai, e aprendeu as artimanhas da bruxaria:

Enquanto passava os dias tentando levar comida a sua casa para saciar a fome de seus irmãos, o menino pensava na maneira de se vingar de sua tia materna e de seus filhos, seus primos.

estava disposto a recorrer aos marabus (um tipo de bruxos) para supostamente obter mais poder. A prática das artes marciais e a bruxaria tinham um único fim: a vingança contra seus primos, porque sua tia já tinha falecido. A FRASE SALVADORA

Gerardo continuou na música e nos excessos até quando faltava muito pouco para ele completar 18 anos. Um encontro fortuito mudaria sua vida. Um irmão cristão, chamado Edilberto, chegou a viver perto de sua casa. Um dia se aproximou e lhe falou. – Cristo ama você, Gerardo – disse-lhe o irmão. Quando escutou essa frase, o jovem se incomodou de tal maneira que quis dar uma surra no irmão. “Cristo me ama? Por caso ele é gay?”, foi a resposta. O homem repetiu: “É verdade. Cristo ama você”, e foi embora. MISIONÁRIO MUNDIAL 36 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


A frase ficou em sua mente e não pôde dormir durante toda a noite. No dia seguinte, seus amigos chegaram a sua casa e o levaram a uma discoteca. Enquanto o jovem dançava freneticamente, continuava escutando a frase. Depois da festa, todos foram a suas casas, mas ele continuava ouvindo “Cristo ama você”. Após algumas semanas, a voz continuava em sua mente e coração. Um dia encontrou novamente o irmão Edilberto e lhe comentou o que estava acontecendo em sua vida. Ele o convidou a uma campanha evangélica. Apesar de que se resistia a aceitar o convite, finamente o jovem decidiu ir. A CONVERSÃO

Ao chegar ao templo, ele viu pessoas que louvavam a Deus; alguns choravam e outros clamavam, e pretendeu zombar. Quando começou a prédica, seu riso se tornou irritação; sentia que tudo o que escutava era a narração de sua vida; alguém tinha contado ao pastor a vingança que planejava. O pastor Edelmiro pregou sobre a conversão de Saulo no livro de Atos. A irritação de Gerardo era evidente. “Quando ele acabar de pregar, irei ao irmão e lhe perguntarei por que teve que contar toda minha vida ao pastor”, dizia para ele. A infância de Gerardo Eribe Borico foi dura e dramática desde a morte de sua mãe até encontrar o Senhor.

Após o serviço, o pastor fez o chamado para as pessoas que quisessem entregar sua vida a Deus. Gerardo não duvidou nem um momento; ele se aproximou do altar e caiu de joelhos, entregando-se aos pés de Cristo.

A resposta a suas dúvidas chegou quase no final da prédica. O pastor disse: “Ninguém me contou nada, mas Cristo, e nesta noite Ele quer que abra seu coração e deixe que obre em sua vida”. Após o serviço, o pastor fez o chamado para as pessoas que quisessem entregar sua vida a Deus. Gerardo não duvidou nem um momento; ele se aproximou do altar e caiu de joelhos, entregando-se aos pés de Cristo. Quando chegou a casa, sua vida tinha mudado. O ódio e a vingança contra seus primos tinham desaparecido. Um amor incomparável inundava todo seu coração. Ao ingressar em seu quarto, observou a sujeira em todos os cantos, desenhos pornográficos e objetos satânicos. Não tardou em queimar todas as coisas junto com as calças de rapper que usava. No dia seguinte cortou seu cabelo. A mudança tinha chegado a sua vida. Quando a família soube de sua conversão, foi expul-

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

37


HISTÓRIA DE VIDA

A oração e o clamor por sua família levaram frutos a sua vida. Seus irmãos se converteram a Deus; os tios, apesar de que não pertencem à igreja, respeitam e admiram a mudança de Gerardo. so de casa. Não permitiram que outra religam ingressasse em seu lar. Começou a viver com sua avó materna, junto a seus tios que pertenciam ao gabinete do governo da Guiné Equatorial. Ao ver sua mudança, eles também o expulsaram. “Não merece levar o sobrenome Eribe. É uma vergonha para a família. Decida: sua família ou a igreja”, disse seu tio que era ministro de Economia. Gerardo escolheu Cristo e foi para a igreja. Com licença do pastor Edelmiro, começou a viver no templo; dormia nos bancos durante as noites, pelas manhãs ia pregar nas ruas e orava em todo momento por seus parentes. Durante uma convenção nacional na cidade de Bata, Deus batizou Gerardo com seu Espírito Santo e em seus sonhos lhe anunciou o propósito que tinha para ele. – Eu sei o que estás passando; eu estou com você e será de bênção para sua família – disse-lhe. A oração e o clamor por sua família levaram frutos a sua vida. Seus irmãos se converteram a Deus; os tios, apesar de que não pertencem à igreja, respeitam e admiram a mudança de Gerardo. Hoje, depois de 16 anos, tem uma família e duas filhas preciosas. Serve a Deus no país do Gana. A vingança e o ódio desapareceram quando Cristo entrou em sua vida. MISIONÁRIO MUNDIAL 38 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


Janeiro 2019 / ImpactoevangĂŠlico

39


DEVOCIONAL “E te deixaste enredar pelas próprias palavras; e te prendeste nas palavras da tua boca”. Provérbios 6:2 Rev. Luis M. Ortiz

O PODER DA CONFISSÃO DA PALAVRA DE DEUS Muitos adotaram o hábito de falar de sua fraqueza, e são cada vez mais fracos; falam de sua pouca fé, e têm cada vez menos; falam de suas dúvidas, e são cada vez maiores; falam de seus temores, e estão cada vez mais temerosos; falam de suas doenças, e são cada vez piores; falam de sua má situação econômica, e piora cada vez mais. Enquanto falamos e confessamos todas essas coisas negativas, nossa situação se agudiza, e o que é pior é que estamos contradizendo abertamente a Palavra de Deus; e, por conseguinte, estamos desagradando a nosso Deus. Davi compreendia bem tudo isso quando disse: “Põe, ó Senhor, uma guarda à minha boca; guarda a porta dos meus lábios” (Salmos 141:3); ele não queria que de sua boca saísse algo que pudesse prejudicá-lo. Não existe melhor guardião para a porta de nossos lábios que a confissão da Palavra de Deus. Quando confessamos, quando falamos das grandíssimas promessas da Palavra de Deus, estamos concordando com Deus, estamos usando a arma poderosa e invencível da Palavra de Deus; e, por conseguinte, ela fará em nós, por nós e para nós tudo o que ela promete. • Nosso cativeiro de pecado já é coisa do passado, agora somos livres (Gálatas 5:1). • O cativeiro das doenças já é coisa do passado, por sua ferida já somos curados (Isaías 53:5). MISIONÁRIO MUNDIAL 40 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


• A incredulidade e as dúvidas pertencem ao passado, agora eu sei em quem cri (2 Timóteo 1:12). • Não há mais fracasso, agora em Cristo somos mais que vencedores (Romanos 8:37). • Não há mais trevas, agora somos filhos de luz (Efésios 5:8). • Nossa passada relação com o diabo acabou para sempre, agora somos filhos de Deus (1 João 3:1). • O ódio e o rancor acabaram, agora o amor de Deus está derramado em nossos corações (Romanos 5:5). • O terror e o medo são coisa do passado, agora não temerei o que me possa fazer o homem (Hebreus 13:6), pois se Deus é por nós, quem será contra nós? (Romanos 8:31). • As contingências da vida e a lei imensurável da morte não nos abrumam, nem nos tiram a paz, pois agora para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho (Filipenses 1:21). A Palavra de Deus é todo-poderosa, bem como Deus é Todo-Poderoso; a Palavra de Deus é invencível, bem como Deus é invencível. O diabo não pode resisti-la, Jesus Cristo o derrotou com a Palavra de Deus dizendo: “Escrito está”. • Quando a tristeza assomar, confesse: a alegria do Senhor é minha fortaleza (Neemias 8:10). • Quando a tentação chegar, confesse: Porque naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados (Hebreus 2:18). • Quando a doença chegar, confesse: Ele é que sara todas as tuas enfermidades (Salmos 103:3). • Quando o diabo atacar, confesse: o que está em mim é mais poderoso do que o que está no mundo (1 João 4:4). Meu irmão, não esqueça que suas palavras têm uma grande importância; nossas palavras podem nos trazer vitória ou derrota. Quantas vezes o ataque de Satanás e de seus instrumentos me feriram no mais profundo, então coloquei em meus lábios a Palavra de Deus que diz: o que está em mim é mais poderoso do que o que está no mundo (1 João 4:4). Quantas vezes o desalento quis me assolar, então confessei: “A alegria do Senhor é minha fortaleza” (Neemias 8:10). Minha vitória está na Palavra de Deus, eu repito o que Deus diz, e ao colocar a Palavra de Deus em meus lábios, Deus, que sempre honra sua Palavra, cumpre sua promessa para mim. É verdade, irmãos, porque a Palavra de Deus é viva e eficaz (Hebreus 4:12). Porque o céu e a terra passarão, mas a Palavra de Deus permanece para sempre (Mateus 24:35). E nestes dias de confusão, de perigo, de doutrinas heréticas, de ideias modernistas, é necessário que o povo de Deus viva sobre os infalíveis e seguros fundamentos da Sã Palavra de Deus (Mateus 7:24; 1 Coríntios 3:11). Amigo, se você desejar vencer sobre o diabo, o pecado e a carne, é necessário se refugiar na Palavra de Deus. Aceite Jesus Cristo agora.

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

41


DEVOCIONAL “Porque eu sei isto que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não pouparão ao rebanho; e que de entre vós mesmos se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si”. Atos 20:29-30 Rev. Álvaro Garavito

EM DEFESA DA OBRA DE DEUS A passagem do livro de Atos nos fala da despedida do apóstolo Paulo, ele estava deixando a Igreja que estava em Mileto, cidade do Ásia Menor. Estava se despedindo depois de ter realizado um trabalho por três anos, após ensinar a Palavra de Deus dia e noite, no templo e nas casas. Paulo, despedindo-se daquela cidade e daqueles homens e mulheres, disse-lhes que nunca mais veriam seu rosto (Atos 20:25); não só estava se despedindo desta cidade, mas se despede desta terra para ir para a eternidade, e é então que lhes disse: “Porque eu sei isto que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não pouparão ao rebanho” (Atos 20:29); e continua dizendo: “E que de entre vós mesmos se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si” (Atos 20:30). “Entrarão no meio de vós lobos cruéis …” (Atos 20:29). A palavra “cruel”, é definida como “pessoa que gosta de fazer sofrer”. Paulo estava falando o que o Espírito Santo estava lhes dizendo, declarando os propósitos de Satanás; o Espírito Santo estava lhes manifestando que, desde os inícios da Igreja, Satanás ia infiltrar lobos cruéis no povo; o inferno ia introduzir secretamente instrumentos malignos dentro do povo do Senhor. “Eu sei isto que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis... e que de entre vós mesmos se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si” (Atos 20:29-30). É terrível ler, escutar e comprovar que a história não MISIONÁRIO MUNDIAL 42 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

pôde negar que do povo de Deus se levantaram pessoas malignas que não perdoaram o rebanho, o inimigo infiltrado na igreja nascente, pessoas perversas, líderes perversos, que estão escondidos, esperando o momento de fazer sua aparição, ou de ser expulsos pelo Senhor. No povo de Deus sempre houve falsos profetas e falsos mestres; o apóstolo Pedro em sua segunda epístola nos diz: “E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade. E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita” (2 Pedro 2:1-3). Dentro do povo de Israel e de Judá havia milhares de falsos profetas. A história registra que havia escolas de profetas, criadouros de profetas, mas em sua maioria eram profetas falsos, instrumentos que Satanás tinha filtrado na igreja para destruí-la. Homens perversos que estão infiltrados, falsos mestres com grande amplitude perante as massas do mundo, por meio de canais poderosos de televisão, por meio de muitas cadeias de rádio, transmitem seu veneno que está asfixiando o mundo, o povo, os pecadores; por esse motivo, é necessário que os que possuem a herdade de Deus se levantem para defender a Obra que representam, que se levantem para defender esta herdade que o Senhor colocou em suas mãos. O Senhor diz: “Mas o mercenário, e o que não é pas-


tor, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa as ovelhas. Ora, o mercenário foge, porque é mercenário, e não tem cuidado das ovelhas” (João 10:12-13). O mercenário só trabalha por um salário, não por um chamado de Deus; não foi chamado pelo Deus do céu, não tem um chamado no coração nem na alma, mas um chamado no ventre. Quando esse tipo de falsos pastores e evangelistas veem vir o lobo da mundanidade, o lobo da idolatria, o lobo da contaminação, que está se introduzindo dentro das igrejas e as está corrompendo, o que fazem é fugir ou se esconder. O pastor desse rebanho, o verdadeiro pastor, se levantará para defendê-lo e

empunhará a Espada do Espírito, que é a Palavra de Deus. O pastor genuíno e verdadeiro, chamado por Deus, defende o rebanho e não permite a aparição de lobos cruéis; não deixará de cuidar os irmãos menores, que estão em formação. Não deixará entrar nem falso profeta nem falso mestre; os púlpitos não serão cedidos a qualquer pessoa. Estamos em um tempo em que muitos não suportarão mais a sã doutrina, a Palavra de Deus nos diz: “Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo coceira nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; e desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas” (2 Timóteo 4:3-4).

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

43


DEVOCIONAL E ao anjo da igreja que está em Sardes escreve: Isto diz o que tem os sete espíritos de Deus, e as sete estrelas: Conheço as tuas obras, que tens nome de que vives, e estás morto”. Apocalipse 3:1

Rev. Rodolfo González Cruz

TENS NOME DE QUE VIVES, E ESTÁS MORTO Sardes foi historicamente a capital do antigo reino da Lídia e era uma cidade comercial, industrialmente rica e militarmente estratégica. Tornou-se a cidade persa mais importante da Ásia Menor. Diz-se que o ouro extraído do rio Pactolo, que passava pela cidade era a fonte de sua riqueza e prosperidade. Também era famosa por sua indústria têxtil de lã; foi considerada como a pioneira na arte do tingimento. No âmbito religioso, dedicaram templos a muitos deuses; o mais importante foi o de Cibele. Apesar disto, o culto imperial não foi ameaça para os cristãos de Sardes. Os habitantes de Sardes eram arrogantes, orgulhosos, excessivamente confiados em si mesmos. “E ao anjo da igreja que está em Sardes escreve: Isto diz o que tem os sete espíritos de Deus, e as sete estrelas: Conheço as tuas obras, que tens nome de que vives, e estás morto” (Apocalipse 3:1). Esta igreja se identificava como um povo santo porque pregava o Evangelho; não praticava a doutrina de Balaão, nem de Jezabel, nem a dos nicolaítas; nem sofria perseguição como em Esmirna. Apesar disso, Deus lhe diz: conheço sua vida, suas ações; MISIONÁRIO MUNDIAL 44 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

aparenta santidade e espiritualidade, mas está manchada, moribunda e muito contaminada; contudo, não merece o menosprezo. Por isso Deus pede seu arrependimento. “Sê vigilante, e confirma os restantes, que estão para morrer; porque não achei as tuas obras perfeitas diante de Deus” (Apocalipse 3:2). Deus pede a esta igreja despertar de sua má condição (1 Tessalonicenses. 5:6-9), estar alerta contra os ataques do inimigo, ter cuidado com as falsas doutrinas (Romanos 16:17), não cair em tentação (Mateus 26:41). O Senhor a exorta a orar, ler a Escritura, jejuar e congregar. Também lhe diz: afirma o que está por morrer. Isto nos mostra claramente que já existiam coisas mortas. En-


tão, quais eram as outras coisas que devia afirmar? Provavelmente, a justiça, o amor, a pureza, o zelo pela santidade, etc. Esta igreja agonizava; suas obras não eram recebidas por Deus porque elas não cumpriam suas exigências. O pouco que lhe restava em sua vida espiritual também morreria sem uma consagração a Deus. “Lembra-te, pois, do que tens recebido e ouvido; e guarda-o, e arrepende-te. E, se não vigiares, virei sobre

ti como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei” (Apocalipse 3:3). Deus sempre nos exige cumprir os princípios bíblicos (1 Coríntios 15:1-2), e se falharmos, Ele em Seu grande amor nos fará um chamado ao arrependimento para ser restaurados sabendo que Deus não espera para sempre, mas nos dá um tempo para voltar a Ele, “... não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se” (2 Pedro 3:9). “Mas também tens em Sardes algumas poucas pessoas que não contaminaram suas vestes, e comigo andarão de branco; porquanto são dignas disso” (Apocalipse 3:4). Nesta igreja existia um remanente fiel a Deus (Romanos 11:5) que não se deixou contaminar nem influenciar pelo mundanismo daqueles corrompidos. O Senhor devocional promete aos fiéis que vão andar com Ele em vestes brancas por se manter em santidade, “... para apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem macula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível” (Efésios 5:27). “O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai, e diante dos seus anjos” (Apocalipse 3:5). Deus reitera sua promessa aos fiéis e afirma que manterá seus nomes no livro da vida, que é o registro de todos os salvos (Lucas 10:20). Para estar inscrito neste livro, é preciso se arrepender e nascer novamente. Uma vez inscrito, o crente pode ser apagado? Pode. Em Êxodo 32:33 disse o Senhor a Moisés: “Aquele que pecar contra mim, a este riscarei do meu livro”. Isto é: Apagarei aquele que esteve bem e agora anda mal; o crente que se arrependeu, mas de novo peca gravemente (1 João 5:1618). Isto demonstra claramente que alguém ainda pode perder a salvação porque Deus “ao culpado não tem por inocente” (Naum 1:3). Jesus é nosso protetor e defensor perante o Pai, justificou-nos com seu sangue (Efésios 1:7). E o Senhor acaba sua mensagem para a igreja de Sardes com essas palavras: “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas” (Apocalipse 3:6). O Senhor diz a ela e a todas aquelas que ouvirão esta revelação: “E as coisas que vós digo, digo-as a todos: Vigiai” (Marcos 13:37).

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

45


ENTREVISTA

“UM LÍDER PREPARA ALMAS PARA DEUS” O que é a liderança na Igreja? O Vice-Presidente Internacional do Movimento Missionário Mundial, Rev. Jorge Humberto Henao, respondeu à pergunta com detalhes. Um líder deve ter um perfil definido, mas também um encontro com Deus. Estar em comunhão com Ele é como possuir um antídoto para prevenir ideologias que se propagam como vírus. Devemos transmitir a visão a outros, ensinar a Palavra como é devido, levar o povo a uma experiência real com Deus. Esta é a síntese da visão do Rev. Jorge Humberto Henao sobre esse tema de importância vital para a Igreja. Qual é a diferença entre a liderança bíblica e a liderança secular como é vista pelo mundo? A diferença é profunda e grande. Refere-se à passagem do Evangelho segundo São Mateus: “Bem sabeis que pelos príncipes dos gentios são estes dominados, e que os grandes exercem autoridade sobre eles. Não será assim entre vós; mas todo aquele que quiser entre vós fazer-se grande seja vosso serviçal” (Mateus 20:25-26). A liderança bíblica se baseia no serviço, na humildade, na simpleza, na transparência de seus atos, na ética e na moral. Se esse não é o perfil de um líder cristão, então não é bom. Isto difere muito do que o mundo secular, a política e a empresa mostram. Uma pessoa pode agir mal, mesmo ter um desvio sexual e apesar disso ser aceita; isto não acontece no mundo cristão. MISIONÁRIO MUNDIAL 46 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

Um líder cristão deve levar os homens ao conhecimento de Deus. No âmbito secular, os líderes são preparados para dirigir empresas e para governar, mas no âmbito espiritual se preparam almas para o reino dos céus. Qual é o perfil do líder cristão? O perfil está definido na Bíblia. Em sua sapiência e sabedoria, Deus se reservou o direito de dizer quem pode ser líder e quem não. Segundo as epístolas pastorais, Pau-


Vimos que as ações de um líder levaram a congregação a obter grandes vitórias, e em outros casos, à ruina. Quão importante para a obra do MMM é ter bons líderes? Alguém disse jocosamente, o líder é a chave ou o prego; isto é, um líder excelente pode empreender um projeto, por exemplo, Moisés, o rei Davi, pessoas que levaram o povo a uma altura, a um nível de bênção e de excelência. Mas também houve líderes muito maus como Saul que com suas ações erradas enfraqueceu seu reino, Salomão que entregou um reino desgastado; e finalmente Roboão que acabou de fragmentá-lo. Por isso, a liderança é muito determinante na Igreja. Ninguém, que não seja o líder, é responsável pela manutenção e conservação do nível espiritual, doutrinal, das normas de santidade e de pureza; observando essas áreas, é possível avaliar a qualidade da congregação. Temos uma sociedade corrompida onde todo tipo de valores desapareceram, e a Igreja está chamada a ser sal da terra, a luz no meio das trevas. Qual é o papel de um líder perante essa situação? Não só nós dizemos isso, muitos especialistas também chegaram a essa conclusão. Essa carência de valores provocou um caos na sociedade. Por isso, exigimos ao líder do MMM um perfil de muita seriedade; não podemos aceitar uma pessoa questionada no altar. A função de um líder cristão é garantir a boa saúde moral e espiritual da grei. Se não é assim, a grei pode ser facilmente manchada; um líder está chamado a corrigir o defeito. A pessoa chega à Igreja com vários defeitos; nossa tarefa é ajudá-la para que esqueça o passado e se encaminhe para sua nova vida em Cristo mediante a pregação, a assessoria e os ensinamentos.

lo diz a Timóteo que se alguém deseja ser bispo, deseja boas obras; e nesse momento mostra uma lista de requisitos de tipo moral, ético, familiar e mesmo administrativo. Do ponto de vista secular, pensa-se que uma pessoa que estuda teologia ou em um seminário pode servir, mas para Deus, ser líder é mais valioso que a liderança. Para um líder cristão, a ética é determinante; sem ela, não é nada. Infelizmente, hoje vemos que não há mais nenhum tipo de ética no mundo secular.

O cristianismo é atacado por ideologias. Como devemos preparar os futuros líderes para lutar contra tais ideologias? A Igreja é atacada por muitos flancos por uma geração maligna e perversa; a libertinagem se tornou normal nestes tempos; o ataque da ideologia de gênero e das políticas contrárias ao cristianismo se intensificou. Perante isso, devemos nos preparar para fazer com que o mundo veja, através dos meios de comunicação, que temos uma maneira diferente de viver uma cultura de bons costumes que se reflete em nossa forma de vestir, em nossa linguagem, na grande manutenção dos valores e princípios cristãos. Fomos chamados a ser um povo diferente; não é fácil no meio de uma sociedade tão corrupta e pervertida; porém, no meio dela desenvolvemos um ministério pastoral de muita bênção e não devemos negligenciar a missão que o Senhor nos ordenou.

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

47


Un informe somero de la labor que desarrolla la Obra del Movimiento Misionero Mundial por los caminos de América y alrededor del mundo. La Santa Biblia nos dice: “Y perseverando unánimes cada día en el templo… Y el Señor añadía cada día a la Iglesia los que habían de ser salvos”. Hechos 2:46, 47.

CHAMADOS A COMPARTILHAR UM MESMO SENTIMENTO Evento: Retiro de pastores, 15º Aniversário da igreja de Entrevías e Quinto Aniversário da Sociedade de Cavalheiros. Data: 6, 7, 10, 11, 22, 23 e 24 de novembro de 2018. Lugar: Valência, Madrid e Barcelona, Espanha.

MISIONÁRIO MUNDIAL 48 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

A cidade de Valência foi o lugar escolhido pelo Movimento Missionário da Espanha para realizar seu retiro de pastores com uma festa espiritual cujo lema foi “Chamados a compartilhar um mesmo sentimento”. No primeiro serviço do evento, efetuado de 22 a 24 de novembro de 2018, o reverendo Alexander Montes, Tesoureiro do MMM da Espanha, pregou o Evangelho de Deus. Baseado em Habacuque 1:1, 2, 12 e 13 e Habacuque 2:1-3,


EVENTOS

Janeiro 2019 / ImpactoevangĂŠlico

49


EVENTOS o servo compartilhou a mensagem “O desejo de Deus para seus servos”. Depois, no culto matinal do segundo dia, o reverendo Carlos Medina, Supervisor Nacional da Obra estabelecida em solo espanhol, foi o responsável por transmitir as boas novas. Baseado em 1 Coríntios 1:10 e Filipenses 2:1-4, o pastor emitiu a alocução “Chamados a compartilhar um mesmo sentimento”. Pela tarde, o reverendo Juan Castaño, Vice-Presidente do Movimento Missionário Mundial da Espanha, foi o encarregado de anunciar a doutrina de Jesus Cristo. Respaldado em Mateus 14:13-21, o pregador expôs o discurso “Chamados e treinados para compartilhar um mesmo sentimento”. No dia seguinte, no final do retiro, o pastor Medina pregou a Palavra do Salvador pela segunda vez. Amparado em Atos 2:41-47, o ministro abordou o tema “Bases para um crescimento sustentável”. Do mesmo modo, neste serviço a equipe da web “Avivamento” apresentou seu plano de meios. ABRINDO CAMINHO

Por outro lado, em 10 e 11 de novembro de 2018, o MMM da Espanha festejou o 15º aniversário de fundação da igreja do bairro de Entrevías, situado na cidade de Madrid, onde se realizou um evento de fé com o lema “Abrindo caminho”. A reunião espiritual, que contou com a presença de irmãos de diversas congregações, começou com um culto no qual o reverendo Carlos Medina, baseado em Isaías 43:1619, foi o instrumento usado por Deus para anunciar sua Palavra com o tema “De novo”. No segundo serviço, o pastor Medina pregou novamente o Evangelho de Cristo. Nesta ocasião, o Supervisor Nacional do Movimento Missionário Mundial da Espanha pronunciou, baseado em 2 Timóteo 3:10-17, a prédica “Persista”. O aniversário culminou com a graduação de estudantes da escola missionária do templo de Entrevías. A BOA OBRA

Sob o lema “Aquele que começou a boa Obra vai completá-la” e com a presença de inúmeros fiéis, comemorou-se o 5º Aniversário da Sociedade de Cavalheiros do Movimento Missionário Mundial de Barcelona em 6 e 7 de novembro de 2018. A congregação de fé, que contou com a presença do Supervisor Nacional do MMM da Espanha, começou com um serviço cujo expositor da Palavra do Altíssimo foi o servo Renato Lezama. Baseado em 1 Reis 2:1-4, o obreiro compartilhou o tema “Seja homem”. Finalmente, no segundo dia de atividades, o pastor Prójimo Florián se encarregou de evangelizar a grei do Todo-Poderoso. O ministro do Criador, respaldado em Efésios 2:1-5, pronunciou a mensagem “Escolhido por Deus para ser um bom guerreiro”. MISIONÁRIO MUNDIAL 50 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


Janeiro 2019 / ImpactoevangĂŠlico

51


EVENTOS

O EVANGELHO NÃO PODE SER DETIDO Evento: Confraternização Nacional. Data: 9 a 11 de novembro de 2018. Lugar: Wellington, Nova Zelândia.

Com o intuito de fortalecer espiritualmente os membros de sua congregação que cresce diariamente, o Movimento Missionário Mundial da Nova Zelândia desenvolveu sua Confraternização Nacional na cidade de Wellington, capital do território neozelandês, até onde o Reverendo Enoc Ramos, Supervisor Nacional do MMM da Austrália, chegou, e foi convidado especialmente para anunciar as boas novas. Na inauguração do evento, o Reverendo William Garcia, responsável pela obra estabelecida na Nova Zelândia, foi o instrumento escolhido pelo Senhor para revelar sua mensagem aos fiéis. Apoiado em Isaías 54:1-4, desenvolveu o tema MISIONÁRIO MUNDIAL 52 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

“O último avivamento”. Em sua prédica, o servo de Deus revelou que, segundo a Bíblia, um grande despertar espiritual acontecerá antes da segunda vinda de Cristo. Depois, no serviço matinal do segundo dia de atividades, o pastor Ramos, que espalha a Palavra em solo australiano, foi o responsável por pregar a doutrina do Todo-Poderoso. Baseou-se em Colossenses 1:9-10, para expor o tema “Sendo cheios da inteligência espiritual”. Durante


seu discurso, afirmou que com inteligência espiritual se pode ter uma vida para agradar ao Criador. Posteriormente, no culto noturno, o ministro Ramos se encarregou novamente de revelar os anúncios do Altíssimo. Nesta ocasião, seu tema tratado foi “Consequências de se desencaminhar”. Apoiado em Jeremias 2:19, o missionário explicou que o cristão deve ter muito cuidado para manter sua fé no Salvador e se encher todos os dias

do Senhor. Também disse que é preciso ser fiel a Cristo. No encerramento da Confraternização Nacional do Movimento Missionário Mundial da Nova Zelândia, o Reverendo Enoc Ramos, pela terceira vez, transmitiu a mensagem de Deus. Baseado em Atos 28:30-31, o missionário peruano expôs o tema “O evangelho não pode ser detido”. Em seu discurso, salientou que o apóstolo Paulo era um precursor do cristianismo com incansável trabalho em todo o Império Romano.

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

53


EVENTOS

CREDIBILIDADE A BASE PARA A CONQUISTA Evento: 9° Confraternização Nacional. Data: 26 a 28 de outubro de 2018. Lugar: Genebra, Suíça.

Com a participação especial de um grupo de representantes das congregações sediadas em solo italiano e no território austríaco e sob o lema “Credibilidade, a base para a conquista”, o Movimento Missionário Mundial da Suíça efetuou sua 9° Confraternização Nacional na cidade de Genebra, situada perto da fronteira com a França. No primeiro culto do evento, o reverendo David Echalar, Supervisor do Bloco B da Europa, foi o responsável por pregar as boas novas. Segundo o enunciado da reunião de fé e baseado em 2 Timóteo 4:6-7, o servo compartilhou uma mensagem centrada em analisar e examinar a transformação que o apóstolo Paulo sofreu. Depois, no serviço matinal do segundo dia de atividades, o reverendo Galo Flori, Oficial Nacional do Movimento Missionário Mundial da Itália, foi chamado por Deus para revelar Sua Palavra. Respaldado em Josué 14:10-13, o pregador pronunciou um discurso no qual salientou a ira do diabo cada vez que a Igreja louva e glorifica o Senhor. Horas depois, no culto noturno, o pastor Echalar, que também é Supervisor Nacional do MMM da Itália, novamente teve o privilégio de pregar ao povo do Todo-Poderoso. Amparado em Josué 1:1-2, o pregador emitiu a alocução “Transição”. Em sua mensagem, examinou e explicou o que aconteceu após a morte de Moisés. Posteriormente, no serviço final da Confraternização, o reverendo Ramón Ortega, Oficial Nacional da Obra fundada em território italiano, foi o responsável por anunciar o Evangelho. Baseado em Salmos 119:3742, o missionário pronunciou a mensagem “Através da morte, Deus dará a conquista” e afirmou que só Jesus Cristo salva. O evento, que incluiu várias atividades especiais realizadas em italiano, espanhol e francês, foi transmitido por Bethel Televisão. Na festa espiritual, o reverendo Jimmy Ramírez, líder da Obra levantada em território suíço, enfatizou que o MMM avança firmemente na Europa

MISIONÁRIO MUNDIAL 54 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


Janeiro 2019 / ImpactoevangĂŠlico

55


EVENTOS

A AUTORIDADE ESPIRITUAL

Evento: Retiro Nacional de Presbíteros. Data: 27 a 30 de novembro de 2018. Lugar: Lima, Peru.

Com a participação especial do reverendo Jorge Henao Vice-Presidente Internacional da Obra do Todo-Poderoso, e de mais de 120 ministros do Criador, o Movimento Missionário Mundial do Peru celebrou seu Retiro Nacional de Presbíteros na cidade de Lima, capital do Peru. No início do evento, o pastor Henao, que teve a misMISIONÁRIO MUNDIAL 56 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

são de instruir os servos durante quatro jornadas, desenvolvendo o tema “Administração e mordomia”. Em sua intervenção, afirmou: “Administrar é conseguir que as coisas sejam feitas corretamente com a ajuda de outras pessoas”. Na reunião matinal do segundo dia de atividades, o integrante da Junta de Oficiais Internacionais do MMM falou do tema “A autoridade espiritual”. Apoiado nas Escrituras, afirmou: “O problema para o ímpio é seu quebrantamento com as leis terrenas, pois não reconhece Deus como autoridade”.


Horas depois, pela tarde, o Retiro Nacional de Presbíteros do MMM do Peru prosseguiu com a conferência “Ética ministerial”. O ministro Henao tomou a palavra e declarou: “As Sagradas Escrituras fornecem uma direção detalhada sobre a conduta dos crentes”. Depois, na primeira conferência do terceiro dia, o Vice-Presidente Internacional do MMM ofereceu a dissertação “Liderança bíblica”. Em sua alocução, declarou: “A liderança bíblica tem algumas motivações e algumas projeções totalmente diferentes das do mundo secular”.

Na segunda exposição desta jornada, o pastor Henao pronunciou o discurso “O culto bíblico e espiritual”. O pastor proclamou: “A reunião dos cristãos é a expressão visível e pública da congregação”. O Retiro Nacional de Presbíteros do MMM do Peru culminou com uma reunião na qual o reverendo Humberto Henao compartilhou, novamente, seus amplos conhecimentos bíblicos. Baseado na Bíblia, disse: “Nossa pregação, nossa conduta e nossa mensagem, às vezes, incomoda alguns”.

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

57


EVENTOS

LUTAR ATÉ VENCER Evento: 12° Convenção Nacional. Data: 15 a 18 de novembro de 2018. Lugar: Montevidéu, Uruguai.

A cidade de Montevidéu, localizada na beira do Rio de La Plata, foi o lugar escolhido pelo Movi-

mento Missionário Mundial do Uruguai para celebrar sua 12° Convenção Nacional com uma festa espiritual realizada em quatro dias de fé e adoração. No primeiro serviço do evento, o Reverendo José Arturo Soto, Presidente Internacional da Obra, foi o instrumento escolhido para anunciar a Palavra. Baseado em Jeremias 52:31-34, expôs o tema “Liberação do rei Joaquim”. Em sua prédica, o servo disse que nunca se deve deixar de agradecer ao Senhor. Depois, no culto matinal do segundo dia, o Reverendo Luis Meza Bocanegra, Diretor Internacional do MMM, foi responsável por pregar o Evangelho. Apoiado em Isaías 6:1-5, emitiu a prédica “O trono de Deus”. Em seu discurso, o pastor enfatizou que Deus é o soberano de todos os soberanos. MISIONÁRIO MUNDIAL 58 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


No serviço noturno, o reverendo Gerardo Martínez, Supervisor Nacional do MMM do Chile e da Zona Sul, compartilhou as boas novas. Amparado em 2 Coríntios 4:7-18, o pregador expôs o tema “Coisas que detêm o progresso espiritual”. Durante sua prédica, declarou: “Fomos chamados para avançar”. No dia seguinte, no culto matinal, o Reverendo Mariano Smith, membro do MMM do Panamá, falou perante os fiéis que escutaram o chamado do Altíssimo. Em sua prédica “Lutar até vencer”, baseado em Êxodo 17:8-16, o pregador visitante disse que Cristo criou a Igreja para vencer. Pela noite, o pastor Meza, líder do Movimento Missionário Mundial do Peru, falou de novo perante os crentes

uruguaios. Baseado em Mateus 4:1-11, o missionário pronunciou o discurso “Cristo foi tentado e venceu no deserto”. Com a Bíblia na mão, afirmou que a tentação pode ser vencida. No encerramento, o reverendo Soto teve a missão de transmitir a mensagem do Senhor. Baseado em Mateus 14:1321, o líder mundial da Obra, mediante uma mensagem, enfatizou que o Senhor honra a fé e fornece o necessário. Durante o último dia, novos obreiros foram promovidos, entre eles, Leonardo de Melo, do templo da cidade de Paysandu, e Luis Silvera, da Igreja do bairro de Piedras Blancas, bem como a irmã Dina Melo, do templo de Villa Aeroparque.

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

59


EVENTOS

COMO RECEBER E MANTER A UNÇÃO DE DEUS? Evento: 10° Convenção Nacional. Data: 8 a 11 de novembro de 2018. Lugar: Santa Tecla, El Salvador.

Com a presença dos Reverendos Gustavo Martínez e Álvaro Garavito, Oficiais Internacionais da Obra, e dos fiéis do México, Belize, Guatemala, Honduras, Costa Rica, Panamá e Colômbia, o Movimento Missionário Mundial de El Salvador celebrou sua 10° Convenção Nacional no Cen-

MISIONÁRIO MUNDIAL 60 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

tro Esportivo de Ciudad Merliot, situada na cidade de Santa Tecla. No primeiro culto, o reverendo Epifanio Asprilla, Supervisor Nacional do MMM do Panamá, foi escolhido para transmitir a Palavra. Apoiado em 1 Reis 12:25-30 e 1 Reis 13:1-6, pronunciou o tema “Os substitutos da verdadeira adoração”. Em sua exposição, afirmou: “Não há pecado maior que transformar um presente de Deus em algo vergonhoso”.


Seguidamente, no serviço matinal do segundo dia da festa espiritual, o ministro pastor Garavito, Supervisor Missionário da América Central, compartilhou a prédica “Capacidade ou fidelidade”. Em seu discurso, baseado em Lucas 16:10; o servo declarou: “O que o mundo repara é a aparência. O mundo observa o que é aparente, falso e hipócrita”. Posteriormente, no terceiro culto da reunião de fé, o pastor Martínez, Tesoureiro Internacional do MMM, pregou a mensagem de Deus com a dissertação “A credibilidade é o fundamento da verdadeira liderança”. Apoiado em 1 Samuel 12:1-5, o porta-voz do Senhor afirmou: “Quem aspira ser um líder e influenciar os outros, deve ser uma pessoa confiável e credível”. No dia seguinte, pela manhã, o pastor Garavito, pela segunda vez, pregou o Evangelho do Todo-Poderoso. Apoiado em Lamentações 4:1-2, o servo ofereceu a mensagem “Perda de brilho e do valor espiritual”. Em seu discurso, testificou: “A verdadeira Igreja tem uma promessa poderosíssima de viver em um lugar onde as ruas serão douradas”.

Seguidamente, no quinto serviço, o pastor Martínez novamente pregou ao povo do Senhor. Baseado em Atos 10:38 e Lucas 4:18, expôs o tema “Como receber e manter a unção de Deus?”. Com a Bíblia na mão, afirmou: “É um erro pretender servir a Deus, pregar o Evangelho, agir segundo a Palavra, sem ter sido cheio do Espírito Santo”. No encerramento, o reverendo Martínez teve o privilégio, mais uma vez, de entregar a mensagem de Jesus Cristo. Nesta ocasião, apoiado em 2 Reis 5:20-27, compartilhou a prédica “O que nos motiva a servir na Obra de Deus?”. Em sua participação, salientou: “Não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências”. Além disso, no culto final do evento da Obra de Deus que foi transmitido por vários meios do MMM, celebrou-se uma cerimônia para a promoção de novos obreiros, especificamente, um obreiro secular e três ministros ordenados. Nesse instante, os pastores Martínez e Garavito apresentaram os servos e oraram para que o Senhor abençoe seus ministérios.

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

61


EVENTOS

MULHERES DECIDIDAS E CORAJOSAS Evento: 4° Confraternização Nacional de Damas. Data: 8 a 11 de novembro de 2018. Lugar: Oruro, Bolívia.

Durante quatro jornadas de fé, mais de um mi-

lhar de mulheres se congregaram no templo principal da Obra de Deus de Oruro, uma das cidades situadas a maior altitude no planeta, para participar da 4° Confraternização Nacional de Damas do Movimento Missionário Mundial da Bolívia. O evento realizado sob o lema “Mulheres decididas e corajosas lutando por seus valores e desejos”, começou com um serviço no qual a irmã Sandra Nova, do MMM do Chile, compartilhou a Palavra de Deus. Apoiada em Josué 2:1-6, a serva colombiana expôs o tema “Tomando decisões acertadas e corajosa”. No culto matinal da segunda jornada, a irmã Liliana de Lima, esposa do reverendo Mario Lima, Supervisor Nacional do MMM da Bolívia, foi a responsável por transmitir a mensagem de Deus. Baseada em Provérbios 31:10, a pregadora pronunciou a prédica “Conhecendo nosso verdadeiro valor”. Depois, no serviço noturno da reunião de fé, a serva Nova pregou novamente o Evangelho do Todo-Poderoso. Respaldada em Jeremias 1:5, pronunciou a alocução “Criadas, escolhidas e definidas para este último tempo”. Em sua intervenção, enfatizou: “Deus deu a todos uma missão especial”. Um dia depois, pela manhã, o pastor Lima foi o encarregado de difundir as boas novas. Baseado em Salmos 90:1-17, dissertou mediante a mensagem “Hoje é o dia da decisão”. “O pastor Luis M. Ortiz deu um exemplo que é lembrado até hoje”, afirmou em seu discurso. Mais tarde, no culto noturno, a irmã Nava teve, mais uma vez, a oportunidade de pregar às mulheres da Obra estabelecida em solo boliviano. Convidada especial da festa espiritual, a missionária explicou o tema “Crônicas de uma mulher de Deus”, com fundamento bíblico em Êxodo 2:1-2. Posteriormente, no encerramento, a irmã Sandra Nova foi o instrumento escolhido por Deus para difundir as verdades do Salvador. Apoiada em Gênesis 21:17, a pregadora convidada expôs o tema “Um clamor no deserto”.

MISIONÁRIO MUNDIAL 62 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


Janeiro 2019 / ImpactoevangĂŠlico

63


OUTROSEVENTOS

EQUADOR QUARTO ANIVERSÁRIO DO TEMPLO DE QUITO SUL Com o lema “Quatro anos em vitória” e a participação especial dos reverendos Rodolfo González e Víctor Arrieta, membros da Obra estabelecida no Peru, o Movimento Missionário Mundial do Equador celebrou o quarto aniversário da igreja de Quito Sul em 1 e 2 de dezembro de 2018. O evento presidido pelo reverendo Eugenio Masías, Supervisor Nacional do MMM do Equador, começou com um serviço no qual o pastor González, fundador do MMM do Peru, compartilhou o Evangelho com uma mensagem baseada em 1 Timóteo 4:1-3. Depois, no segundo culto da festa espiritual, o reverendo González pregou novamente as boas novas de Jesus Cristo. Nesta ocasião, o servo do Todo-Poderoso desenvolveu uma prédica fundamentada na passagem bíblica contida em Apocalipse 16:1-12. Posteriormente, no serviço final do 4º Aniversário do templo de Quito Sul, o reverendo Masías anunciou a mensagem de Deus. Apoiado em Mateus 7:16-23 e Apocalipse 20:11-15, expôs o tema “Preocupe-se com que seu nome esteja inscrito no livro da vida”.

MISIONÁRIO MUNDIAL 64 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

COLÔMBIA

BRASIL

8° CONFERÊNCIA MISSIONÁRIA INTERNACIONAL

CONFRATERNIZAÇÃO DE DAMAS EM MANAUS

A igreja da Obra de Deus do bairro La Concordia, situado na cidade de Bucaramanga, abrigou a 8° Conferência Missionária Internacional do MMM da Colômbia realizada de 18 a 20 de agosto de 2018. A reunião foi liderada pelos pastores Samuel Mejía, Supervisor Missionário do MMM na Ásia, e Albert Rivera, Supervisor Nacional do MMM de Porto Rico. As delegações de irmãos dos EUA, Equador, Venezuela e Costa Rica participaram desta festa espiritual com o lema “A credibilidade do ministro”. Os fiéis das localidades de Barranquilla, Cartagena, Cúcuta, Bogotá, Cali, Villavicencio, Medellín e Acacías também estiveram presentes. No evento foram realizadas duas capacitações dirigidas especificamente aos docentes e estudantes de nível avançado das diferentes escolas missionárias de línguas do Movimento Missionário Mundial da Colômbia, para esclarecer alguns aspectos cruciais em áreas como a interpretação, a tradução, o ensino de línguas estrangeiras e a rádio em linha em uma língua estrangeira. A 8° Conferência Missionária Internacional foi realizada completamente em inglês. Além disso, ofereceu-se simultaneamente o serviço de interpretação em espanhol.

De 7 a 9 de setembro de 2018 e sob o lema “Mulheres com credibilidade”, o Movimento Missionário Mundial do Brasil realizou na cidade de Manaus, capital do estado do Amazonas, sua Confraternização de Damas. No primeiro serviço da reunião, a irmã Alessandra Lima da Silva anunciou a mensagem de Deus com o tema “O altar, lugar de milagre”. Depois, no segundo culto, a irmã Sabrina de Freitas compartilhou a prédica “Mulheres destacadas”. No terceiro serviço, a irmã Naianne de Santos expôs a Palavra e pronunciou a alocução “A tempestade é necessária”. Posteriormente, no final da Confraternização de Damas, a irmã Nivia Aguilar transmitiu a mensagem “Deus é o centro da família”.

VENEZUELA SEGUNDO ANIVERSÁRIO DE RÁDIO RSD STEREO Com a presença do reverendo Rómulo Vergara, Diretor Internacional da Obra de Deus, o Movimento Missionário Mundial da Venezuela celebrou o segundo aniversário da emissora cristã RSD Stereo (Rede de Salvação Divina) de 26 a 28 de outubro de 2018 na cidade de Caracas. Nas celebrações, realizadas sob o lema “Continuemos edificando”, o ministro Vergara se encarregou de anunciar o Evangelho do Todo-Poderoso. Mediante suas prédicas, o povo do Criador aprofundou seu conhecimento das Sagradas Escrituras e se nutriu da Palavra. RSD Stereo, que transmite seu sinal em Caracas na frequência 105.5 FM, é um meio de comunicação que evangeliza diariamente com uma programação centrada em propalar a mensagem de Jesus Cristo. Do mesmo modo, o Senhor é o protagonista de seus diversos espaços. Em seus dois anos de história, a rádio, que é sintonizada na maior parte do território venezuelano graças à rede de emissoras do Movimento Missionário Mundial da Venezuela, foi uma fonte de salvação para as almas que foram restauradas.


HOLANDA

JAPÃO

11º ANIVERSÁRIO DA IGREJA DE ROTERDÃ

CONFRATERNIZAÇÃO EM KOMAKI

BATISMOS EM AMBOHIBOA

O Movimento Missionário Mundial do Japão realizou em 25 de novembro de 2018 uma confraternização no templo da cidade de Komaki, localizada na prefeitura de Aichi, onde se reuniram fiéis das congregações de Oppama, Hamamatsu, Hekinan e Komaki. O reverendo David Veramendi, Supervisor Nacional do MMM do Japão, foi o responsável por anunciar o Evangelho na reunião espiritual. Respaldado em João 16:1633, o ministro de Deus pregou as boas novas com a mensagem “A tristeza se tornará prazer”.

Em conformidade com o disposto em Mateus 28:19-20 e com a presença dos reverendos Carlos Guerra, Oficial Internacional da Obra de Deus, e Alberto Ortega, Supervisor Nacional do MMM do Haiti, o Movimento Missionário Mundial de Madagascar efetuou de 19 a 21 de outubro de 2018, uma cerimônia de batismos na cidade de Ambohiboa, que serviu para duas seguidoras de Cristo aceitarem o Senhor como seu redentor. No evento, o pastor Guerra se encarregou de iniciar a cerimônia e o ministro Ortega teve o privilégio de batizar as duas crentes que decidiram seguir os passos do Criador e lhe entregaram suas vidas. Seguidamente, realizou-se um culto de santa ceia no qual as novas integrantes do Movimento Missionário Mundial de Madagascar receberam suas certidões de batismo.

De 23 a 25 de novembro de 2018, o Movimento Missionário Mundial da Holanda comemorou o Undécimo Aniversário de criação do templo de Roterdã, sob o lema “Será algo enorme o que farei contigo”. No evento, o pastor Edwar Flores, membro do MMM da Alemanha, foi o instrumento escolhido pelo Senhor para transmitir sua Palavra. Primeiro, no serviço inaugural, pregou a mensagem “Este é o tempo”. No segundo culto da festa espiritual, encabeçada pelo pastor Abraham Roggeband, o servo Flores, apoiado em Êxodo 1:7-15, anunciou as boas novas de Jesus Cristo com a prédica intitulada “A preocupação do inferno”. Em seguida, no terceiro serviço da reunião de fé, o pastor Flores compartilhou novamente com a grei do Criador. Nesta ocasião, o pregador, apoiado em 2 Crônicas 16:11-14, falou do tema “Não esqueça quem é você”. Finalmente, o pastor Edwar Flores emitiu sua quarta alocução. Fundamentado em Josué 5:13-15, o representante do Altíssimo entregou a mensagem “Características de um soldado”.

MADAGASCAR

AUSTRÁLIA MARCHA EVANGELÍSTICA EM EPPING Em 6 de outubro de 2018, o Movimento Missionário Mundial da Austrália realizou uma marcha evangelística na qual um grupo de fiéis de Deus percorreu a parte central do subúrbio de Epping, situado na cidade de Melbourne, que ouviu o Evangelho do Todo-Poderoso. Esta foi a primeira marcha realizada pelo MMM da Austrália e possibilitou que a Palavra do Criador chegasse a uma parte importante da povoação australiana que habita em Epping. Do mesmo modo, a marcha foi de grande bênção para os membros da congregação local, que comprovaram que o Senhor os protege e os prepara para um avivamento.

Janeiro 2019 / Impactoevangélico

65


ESCREVEM-NOS CARTAS@IMPACTOEVANGELISTICO.NET

AGENDA GLOBAL 2019 JANEIRO 3-10 CONVENÇÃO COLOMBIA, Medellín 25-27 CONVENÇÃO PARAGUAI, Montevideo 31-3 (Feb.) CONVENÇÃO BOLIVIA, Tarija

ANGIE TOVAR Adorei esta revista, seus ensinamentos são edificantes. Graças a Deus por esta grande bênção, que o Senhor continue abençoando e levantando esta Obra, e a sã doutrina continue sendo pregada por todo o mundo. Deus os abençoe. De Villavicencio, Colômbia.

LUIS LÓPEZ Não deixo de agradecer a Deus pela linda bênção e o grande privilégio de me sentir parte do ministério desta Obra. Quero lhes dizer que sempre recebo a revista e desfruto muito de ler as edificantes mensagens que contém. Também sinto prazer ao ver as fotografias das variadas atividades que os irmãos realizam em Porto Rico e em lugares distantes. De Mayagüez, Porto Rico.

JORGE GUERRERO Dou graças a Deus por cada um de vocês e pela revista “Impacto Evangélico” que estive recebendo desde 2012; foi um alimento espiritual para mim, nomeadamente pelos ensinamentos de seus pregadores. Bênçãos para todos. De Holguín, Cuba.

SEBASTIÁN ACEVEDO Deus os abençoe. Agradecido com Deus e com a revista “Impacto Evangélico”, edificamo-nos por meio dos devocionais e testemunhos, e também nos serve para propagar o Evangelho nas ruas. Oramos para que Deus os continue respaldando e continuem fomentando muitas almas a chegar aos pés de Cristo. De Meta, Colômbia.

DEIBY RODRÍGUEZ Fui abençoado e edificado pela versão impressa da revista por muitos anos, hoje com grande alegria encontro esta nova versão virtual, de grande qualidade, riqueza doutrinal e espiritual. De Puerto Limón, Costa Rica.

MARVELL RODRÍGUEZ Bênçãos, meu nome é Marvell Rodríguez González, sou cubano, pertenço à Assembleia de Deus Pentecostal; resido na cidade de Holguín, no leste do país. Recentemente me informei de sua revista graças à irmã Claribel, que mora em minha cidade; ela recebeu alguns exemplares da mesma. Minha esposa e eu trabalhamos diretamente junto ao Presidente Nacional de Capellanía em Cuba e Regional de Missões. De Holguín, Cuba.

LEONEL GONZÁLEZ Nosso Deus seja louvado infinitamente, agradeço aos pastores e a meus irmãos que estiveram comigo neste percurso, as trilhas de Deus estão cheias de sabedoria e ensinamento. Parabéns para a equipe da revista “Impacto Evangélico” pelo bom trabalho e pelos temas tratados, que sempre são muito apropriados. Deus os abençoe hoje e sempre. De Bogotá, Colômbia.

ROLANDO DUARTE Deus os abençoe grandemente por este maravilhoso trabalho. O Senhor, através deste meio, continua sendo de benção para muitos. “Impacto Evangélico” é uma revista de grande transcendência, pois edificou a vida de milhares de leitores, e Deus fez muitos milagres por meio dela. Que Jesus Cristo continue ajudando a preciosa equipe desta revista. Muitas bênçãos. De Miami, Estados Unidos da América.

LAURA PINEDA Deus os abençoe. Desfruto da leitura da revista “Impacto Evangélico”, cada mensagem do Rev. Luis M. Ortiz foi de bênção e edificação para minha vida, e a espero todos os meses para me encher mais dessas poderosas mensagens. Eu a recebo com muita alegria e a leu do princípio ao fim. De Bogotá, Colômbia.

Você pode baixar o leitor de código QR livre nestas plataformas: n Eventos passados n Eventos futuros MISIONÁRIO MUNDIAL 66 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


Janeiro 2019 / ImpactoevangĂŠlico

67


MISIONÁRIO MUNDIAL 68 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

Profile for Impacto Evangelistico

780_Português  

Revista Impacto Evangélico / Edição Janeiro 2019 / Língua Portuguesa

780_Português  

Revista Impacto Evangélico / Edição Janeiro 2019 / Língua Portuguesa