Page 1

www. marazzi.com.br

N0 10 – novembro 2013

automóveis e motocicletas

Nova Strada

lançamentos - impressões - história

motocicleta honda cb 500F

Picape Fiat ganhou a terceira porta fenatran

salão 2 rodas

audi rs6 avant

show de caminhões show de motos show de automóvel


E DI TOR I

M

AL

Locomoção, diversão e emoção, em duas, quatro ou 24 rodas

otocicletas fantásticas, para quem curte a vida em duas rodas. Caminhões altamente tecnológicos, para quem gosta dos “brutos”. Entre as duas tão extremas formas de vida mecânica, de tamanhos até incompatíveis, duas coisas em comum: a paixão pela tecnologia e mostras cada vez mais completas. Tanto o Salão Duas Rodas, que aconteceu em São Paulo de 8 a 13 de outubro, quando a Fenatran, ou o Salão Internacional do Transporte, que mostrou tudo sobre o mercado brasileiro de caminhões de 27 de outubro a 1 de novembro, no mesmo pavilhão de exposições do Anhembi, em São Paulo, proporcionaram a seus visitantes horas de lazer e entretenimento. E bons negócios

também, para quem vive desses segmentos. E no ano que vem tem salão do automóvel ... nnn Enquanto isso, a Fiat vai se distanciando da concorrência, sempre inventando alguma coisa. Desta vez foi a terceira porta. nnn E como locomoção e transporte sempre estão vinculados a uma grande dose de diversão e emoção, dirigimos o Audi RS6, uma perua endiabrada que deixa nas mãos de seu condutor nada menos do que 560 cv. Ou finge que deixa: o controle eletrônico de segurança faz de tudo para que o deslumbrado não cometa uma bobagem.


NESTA EDIÇÃO No 10 - Novembro 2013

10 sumário

04

Pelo Mundo O que acontece no mundo dos lançamentos de automóveis

06

Fenatran No Salão Internacional do Transporte, um show de caminhões

16

Um salão só de motocicletas O Salão Duas Rodas mostrou motocicletas para todos os gostos

22

Fiat Strada 2014 A picape Fiat Strada Cabine Dupla ganha a terceira porta

26

Ford Focus Dirigimos em Mendoza o novo sedã com motor DirectFlex

30

Audi RS6 Conheça um “rojão”: uma perua de 560 cv!

32

Honda CB 500F Uma nova família de motocicletas bicilíndricas produzidas no Brasil


pelo mundo

evoque amarelo Apenas um toque de uma cor vibrante pode esquentar até o inglês mais comportado. Se é que o Land Rover Range Rover Evoque é comportado... Se o Range Rover Evoque já é um automóvel peculiar, que atrai todas as atenções mesmo com uma grande produção, o que dizer de uma versão especial limitada a apenas 20 unidades? É a série Sicilian Yellow Limited Edition, de desde setembro já pode ser vista pelas ruas

do Brasil. Mas será que há a possibilidade de encontrar com um dessas raridades? Por R$ 266.000, o modelo é montado sobre um Range Rover Evoque Dynamic Teck, topo de linha da gama, e tem a exclusiva cor preto Santorini. O nome da versão provém do teto e dos

4 Novembro 2013 Cultura do Automóvel

espelhos retrovisores, pintados de amarelo Sicilian. O carro tem spoiler traseiro esportivo, faróis dianteiros e faróis de neblina escurecidos, luzes traseiras claras, rodas de 20” preto brilhante e acabamento da grade e dos escapamentos também preto Santorini.

O couro preto dos bancos em formato concha, o painel, o volante e as portas têm costura na cor amarelo Sicilian, presente também no acabamento de aço escovado do painel. O Sicilian Yellow tem motor turbo 2.0 de 240 cv e câmbio automático de seis marchas.


pelo mundo

Estilo noturno Ampliando as opções para quem elege o pequeno smart fourtwo como o seu carro urbano, a marca lançou uma versão especial exclusiva para o mercado brasileiro: o smart nightstyle edition, uma edição limitada dos modelos turbo coupé e cabrio com diferenças visuais em relação ao modelo convencional. As rodas de liga leve de 15” de 6 raios têm pintura grafite fosco e os bancos são revestidos de couro com costura destacada, combinando com a cor externa do veículo. Para identificar a versão especial, há plaquetas à frente dos retrovisores dos espelhos retrovisores, que têm o mesmo grafismo nightstyle. Os preços das várias configurações dessa edição especial são: smart fortwo turbo coupé nightstyle edition, R$ 68.900; smart fortwo turbo cabrio nightstyle edition, R$ 72.900 e smart fortwo turbo cabrio tritop nightstyle edition, R$ 73.200.

honda fit tem nova versão de entrada

A Honda apresenta novo Fit CX como sendo o automático com a melhor relação custo/benefício da categoria. Para a linha 2014, o monovolume ganha a versão de entrada CX, que pode ter o câmbio manual de 5 marchas e o automático também de 5 marchas. Entre os diferenciais da nova versão CX estão os faróis com máscara negra, as lanternas traseiras translúcidas escurecidas, as rodas de aço com calota e grade

frontal preta. Um dos atrativos do Fit CX é o sensor de estacionamento traseiro, equipamento que não costuma figurar na lista de itens de série de uma versão de entrada. Com três anos de garantia sem limite de quilometragem, o Fit CX já está disponível na rede da marca, custando R$ 49.900 com câmbio manual e R$ 53.900 com câmbio automático. As cores são branco Taffetá, vermelho Rally, prata Global, cinza Iridium, cinza Paladium e preto Cristal.

mais duas picapinhas rely

Chegam mais duas versões da Rely Pick-up ao Brasil, a CD, com cabine dupla, e a EX, com cabine simples e caçamba longa, com 3 metros de comprimento. Todas elas têm motor de 1.0 4 cilindros em linha DOHC de 16 válvulas a gasolina, com potência de 64 cv e torque de 8,97 kgfm. O câmbio é manual de 5 velocidades.

Cultura do Automóvel Novembro 2013 5


fenatran

E

nquanto países europeus amargam quedas consecutivas em seus mercados de veícu-

los utilitários pesados, o Brasil vai conquistando posições cada vez mais destacadas nesse seg-

6 Novembro 2013 Cultura do Automóvel

mento, após consolidar as novas regras impostas pelo Proconve P7. E a mais importante mostra

do setor, a Fenatran, exibiu pujança e otimismo entre os fabricantes de médios e pesados.


fenatran

A vez dos caminhões A 19a edição da Fenatran mostra que o Brasil está em destaque na indústria mundial do transporte comercial

Conheça algumas das novidades expostos na 19ª edição da Fenatran – Salão Internacional do Transporte,

que aconteceu em São Paulo no último mês de outubro reunindo as principais marcas do Brasil. Cultura do Automóvel Novembro 2013 7


fenatran Scania R620 8x4

Linha Scania P310

A Iveco abriu as coletivas, apresentando a nova geração do caminhão Tector Economy e reforçando seu principal lançamento neste ano, o extrapesado Stralis Hi-Way. Lançou também três novos caminhões, o Tector Attack 280, o Stralis Ecoline de 9 litros automatizado e o Trakker com o novo motor de 360 cv. A Hyundai, na sequência, mostrou o HD78 4X4, uma evolução do HD78, já dentro das regras de emissões do Euro 5. A novidade tem tração nas quatro rodas e peso bruto total de 7.800 k. Ao mesmo tempo em que apresenta suas novidades, a Scania lança no mercado um novo conceito de solução de transporte, que oferece produtos e ser-

viços em pacotes para seus clientes.o oferecidos junto com o caminhão. É o Scania Streamline, disponível para as cabines rodoviárias G, R e R Highline. Foi mostrada também a quarta geração do câmbio automatizado Scania Opticruise, que tem novo sistema de lubrificação e a nova função de condução econômica. A Scania mostrou também o novo R 620 8x4, com capacidade máxima de 250 toneladas, e o novo P 310 6x4. Com foco na sustentabilidade, a Scania destaca seu motor a etanol, com tecnologia pioneira que reduz em até 90% a emissão de CO2, atende à legislação de emissões Proncove P7 e dispensa o ARLA 32 (Agente Redutor Líquido Automotivo).

8 Novembro 2013 Cultura do Automóvel

Renault xxxxxx

Hyundai HD78

Ivecco Tector

Ivecco Stralis


fenatran A Renault mostrou seus comerciais leves Master e Kangoo e anunciou mais uma venda do Kangoo elétrico no Brasil. A FedEx, maior empresa de transportes expressos do mundo, vai utilizar o Kangoo Z.E., furgão 100% elétrico, em suas operações nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, a partir de janeiro de 2014. A grande novidade da Mercedes-Benz na Fenatran foi o caminhão Actros 4160 AK SLT, equipado com motor V8 com potência de 598 cv e torque de 286 kgfm. Com tração 8x8, esse caminhão tem

Atego 2430

capacidade máxima de tração de 250 toneladas. Entre os modelos expostos destacam-se o caminhão leve Accelo 1016 com 3º eixo, único VUC com capacidade para transportar 13 toneladas e o primeiro do segmento de leves com ABS de série, e o Atego 2430 Econfort, primeiro semipesado a ter o câmbio totalmente automatizado Mercedes PowerShift. Na linha de extrapesados, a empresa apresentou o Axor 1933 4x2 com câmbio PowerShift com nova função EcoRoll e Power Mode e o novo Axor 3131 para aplicação na construção civil.

Mercedes-Benz Axor 3131

Accelo 1016 Axor 1933

Mercedes-Benz Actros 4160

Cultura Cultura dodo Automóvel Automóvel Novembro Outubro 2013 9


fenatran Man TGX 29.480 6x4

A MAN Latin America, empresa líder no mercado brasileiro de caminhões e produz caminhões da marca Volkswagen, apresenta 14 novos produtos na Fenatran. O destaque foi para primeira aparição do cavalo mecânico extrapesado TGX 29.480 6x4, com previsão de lançamento para meados de 2014. O veículo será o mais potente de toda a linha de caminhões das marcas Man e Volkswagen. O caminhão mais vendido do Brasil, o Volkswagen Constellation 24.280, passa a ter a opção da transmissão automatizada V-Tronic, combinada com o sistema de eixo automatizado Smart Ratio. Essa tecnologia torna possível otimizar as duas relações do eixo e multiplicar o potencial da caixa. Com esse sistema, a Man passa a ter a maior oferta de caminhões com transmissão automatizada do mercado, nos modelos de 190 a 480 cv.

VW Constellation 24.280 V-tronic

VW Delivery 10.160 Plus

10 Novembro 2013 Cultura do Automóvel

VW Worker 23.230 Distributor

Entre os caminhões leves, o destaque é o Volkswagen Delivery 10.160 Plus, que adquire maior capacidade de carga quando adaptado com o terceiro eixo, com flexibilidade para diversas aplicações. Com esse veículo, a empresa atenderá de forma ainda mais ampla o mercado de VUCs, que cresce a cada ano nos grandes centros urbanos. A linha Worker chega renovada à Fenatran com os novos 17.230 e 23.230, ambos equipados com motor MAN D08. Ideais para entregas e serviços em áreas urbanas, como distribuição de bebidas, os veículos são parte da linha de produtos vocacionais da MAN Latin America. Os novos cavalos mecânicos Constallation Tractor 19.420, 25.420 e 26.420 têm mais potência e estão agora equipados com a nova transmissão automatizada V-Tronic de 16 marchas, a mesma dos TGX.


fenatran A Fiat, empresa líder há onze anos no mercado brasileiro de comerciais leves, mostra na Fenatran duas novidades, o Novo Uno Furgão e o Novo Fiorino, inteiramente renovado e mais moderno. O Novo Uno Furgão pode ter os motores 1.0 ou 1.4 EVO Flex. É uma ótima opção de transporte de volumes para pequenos empreendimentos como padarias, floriculturas, entregas rápidas e serviços de manutenção. A capacidade de carga do Fiat Uno Furgão é de 400 kg, com volume de até 1.000 litros. Já o Fiat Fiorino, que tem

novo visual, baseado no Uno, estará disponível no fim deste mês na rede da marca e terá exclusivamente o motor 1.4 EVO Flex. A Fiat completou sua linha de comerciais leves com a nova picape Strada, que acaba de ser lançada na versão de três portas, com o Doblò Cargo, que leva até 3.200 litros de volume interno para carga, (capacidade de 620 kg), e o Ducato, nas versões passageiros e furgão. Este ùltimo em quatro versões, para volume de 7.500 litros, 9.000 litros, 10.000 litros e 12.000 litros.

Fiat Uno Furgão Fiat Ducato

Fiat Doblò Cargo

Fiat Fiorino Cultura do Automóvel Novembro 2013 11


fenatran

Volvo FH16 A estrela do estande da Volvo na Fenatran foi o novo FH16, o caminhão mais potente do mundo, com um motor de 16 litros de cilindrada e potência de 750cv, indicado principalmente para o transporte de cargas indivisíveis. A Volvo exibiu também os novos caminhões VM, que além dos novos modelos com tração 4x2, 6x2 e 6x4, virão nas configurações 8x2 e 8x4. O visual mudou completamente e a cabine tem aparência muito próxima à dos novos caminhões FH lançados recentemente. A Volvo mostrou também o primeiro caminhão movido a GNL (Gás Natural Liquefeito) e a diesel do Brasil, um FM de 460cv, movido com aproximadamente 70% de GNL e o restante com diesel. 12 Novembro 2013 Cultura do Automóvel

Linha Volvo VM Volvo FM 460 movido a gás e a diesel


fenatran A Ford Caminhões apresentou o novo Transit 2014, nas versões furgão e passageiros. A empresa também mostrou o Cargo 1119 e a renovação do líder do segmento de caminhões leves, o Ford Cargo 816. A linha de caminhões da marca também passam a contar com os extrapesados Cargo 2842 e Cargo 2042, que acabam de ser lançados no Brasil. A linha Ford Cargo 2014 na Fenatran se completa com os novos modelos para as chamadas aplicações vocacionais: o Cargo 1719 para o transporte de bebidas, o Cargo 1723 coletor e compactador de resíduos, o Cargo 2629 betoneira e o Cargo 2429 com câmbio de nove marchas. Foi feito também um importante anúncio, de que os motores de todos os seus modelos de caminhões estão aptos a operar com novo combustível Diesel B20, que tem a adição de 20% de biodiesel. A Ford mostrou ainda a Série F, que será relançada em 2014 com novos motores Euro 5.

Ford Cargo 1119

Ford Cargo 816 Ford Cargo 2842

Ford Cargo 1719

Ford Cargo 2042

Ford Cargo 1123

Ford Transit Cultura do Automóvel Novembro 2013 13


fenatran DAF XF 105

A DAF, uma tradicional marca holandesa de caminhões que atualmente faz parte do grupo norte-americano Paccar e que também reune as marcas Kenworth e Peterbilt, está produzindo seus primeiros modelos em Ponta Grossa, no Paraná. Os modelos expostos na Fenatran são o extrapesado XF105, já nacionalizado, e o pesado CF e o semi-pesado LF, ambos ainda não lançados no Brasil. O cavalo mecânico DAF XF 105 tem motor de 12,9 litros de 460 cv de potência e 235 kgfm de torque, com câmbio manual de 16 marchas ou automatizado de 12 ou 16 marchas. A tração pode ser 6x4 ou 6x2. 14 Novembro 2013 Cultura do Automóvel

DAF CF e LF


fenatran Já o caminhão Shacman exposto na Fenatran é o resultado da parceria entre a marca chinesa e mais de 40 empresas brasileiras empenhadas em concretizar o processo de nacionalização da marca. O cavalo mecânico Shacman TT 440 6x4, que será produzido a partir do segundo semestre do próximo ano, terá motor Cummins de 440 cv, com transmissão automatizada ou manual. A linha de caminhões mostrada no estande é completada pelos cavalos mecânicos Shacman TT 420 6x4, TT 440 6x4, TT 385 4x2 e LT 385 6x4. Os caminhões International DuraStar e 9800i, produzidos em Canoas, na região industrial de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, têm mais de 65% de nacionalização e atendem aos programas do

Shacman TT 440 6x4

Finame e do Inova-Auto. O 9800i tem desenho clássico e é oferecido com o motor Cummins ISM de 11 litros de 410 cv de potência e 204 kgfm de torque. O

câmbio pode ser o manual de 13 marchas ou o automatizado de 18 marchas. Já o International DuraStar é um caminhão semipesado com cabine

semi-avançada, nas versões 4x2, 6x2 e 6x4. O motor é MWM MaxxForce com potência de 274 cv e torque de 97 kgfm. O câmbio é manual de 6 marchas.

Shacman TT 420 6x4

Shacman LT 385 6x4

Shacman TT 385 4x2 Cultura do Automóvel Novembro 2013 15


salão duas rodas

Mercado em alta As motocicletas de portes médio e grande estão em franco crescimento no Brasil e o Salão Duas Rodas foi o palco do grande show protagonizado por elas

A Suzuki e sua nova Inazuma A apagada marca pretende dar a volta por cima com uma naked bicilíndrica, enfrentando a monocilíndrica Honda CB 300 A Suzuki Inazuma, principal destaque da marca no Salão Duas Rodas, aposta no motor bicilíndrico refrigerado a água de 24,5 cv para brigar no segmento liderado pela Honda CB 300 e seguido pela Yamaha Fazer 250 e a Dafra Next 250, todas com

motores monocilíndricos refrigerados a ar. Mas o visual da nova motocicleta é mesmo atraente, com dois escapamentos cromados e painel de instrumentos eletrônico de muito

bom gosto. Chega no meio do ano que

A Suzuki Gladius 650, lançada este ano no Brasil, também foi um dos destaques no estande da marca. O motor é um V2 de 72 cv 16 Novembro 2013 Cultura do Automóvel

Também esperada para a metade de 2014, a enorme custom Suzuki Boulevard M1800R dividiu as atenções da marca no salão. Com potência de 125 cv e estúpidos 16,3 kgfm de torque, a Boulevard pretende roubar clientes da Harley-Davidson.

vem, custando cerca de R$ 15.000 A Suzuki GS 120, também estreando no nosso mercado, é a arma da marca para enfrentar o acirrado mercado das utilitárias urbanas, com preço abaixo dos R$ 4.000


salão duas rodas

até cinquentinhas A marca chinesa Traxx, que aposta suas fichas nas motocicletas de pequeno porte, tinha como maior destaque em seu estande a nova Sky 50, “cinquentinha” de visual moderno, bem mais atraente do que as já conhecidas Moby 50 e Star 50, esta última da qual compartilha o motor de 2,72 cv. Com a mesma estrutura da Sky 125, a irmã menor, que tem partida elétrica, porta capacete embaixo do banco e freio dianteiro a disco, tem a vangagem de ser ainda mais econômica.

o scooter da bmw

FOTOS: PORSCHE

A maior atração da BMW no Salão Duas Rodas de 2013 foi o maxi-scooter C 600 Sport, que estará entre nós, com número limitado de unidades, a partir do próximo ano. O BMW C 600 Sport é equipado com motor bicilíndrico de 647 cm3 de 60 cv de potência e 6,7 kgfm de torque. A não ser pleo preço, será uma boa briga com os maxi-scooteres já disponíveis por aqui, mais os que estão chegando.

Também com quatro rodas Duas novidades recém lançadas nos EUA: Sportsman Touring 570 e UTV RZR XP 1000, o mais potente O novo quadriciclo Polaris Sportsman Touring 570 representa a versão de entrada da linha de quadriciclos de dois passageiros. O novo motor ProStar com injeção eletrônica tem potência de 44 cv. A transmissão é automática e a tração 4x4. A suspensão traseira é independente. Já o RZP XP 1000 é agora o maior e mais potente UTV de sua categoria. Tem motor Polaris ProStar 1000 de 108 cv e distância ao solo de 343 mm, com quatro amortecedores Walker Evans de dupla mola, curso de 457 mm na traseira e 406 mm na dianteira.

A Ducati apresentou como destaque a edição especial Panigale S Senna, com produção limitada a

161 unidades. Esse é o número de corridas disputadas por Ayrton Senna na Fórmula 1. Cultura do Automóvel Novembro 2013 17


salão duas rodas

Marcas italiana e chinesa se unem

A Bramont, que está trazendo para o Brasil a marca italiana Benelli e a chinesa Keeway, mostrou muitos modelos no Salão Duas Rodas. O destaque foi para a Benelli BN 600, uma naked de quatro cilindros em linha que será

montada aqui e poderá custar pouco mais de R$ 20.000. As outras motocicletas expostas, todas de visual muito avançado e atraentes, tinham motores de três cilindros em linha, como a Benelli TNT-R 1130 ou a TRE 1130 K. Já a

linha de modelos chineses Keeway que será vendida no Brasil a partir do próximo ano terá cilindradada de até 350 cm3 e se concentrará em modelos utilitários urbanos e scooteres, simultaneamente vendidos em todo o mundo.

novos scooteres dafra

O sucesso inesperado do scooter Citycom 300i não só mexeu no segmento como fez com que a Dafra aumentasse sua oferta nessa área, com a apresentação do maxiscooter Maxsym 400i, mais adequado para estradas e vias expressas, e o Cityclass 200, bem mais urbano mas ainda com características de dirigibiblidade superiores às dos concorrentes. As rodas de 16” são uma mostra disso. O freio a

disco na dianteira e na traseira com sistema de acionamento combinado FH-CBS (Full Hidraulic Combined Brake System) é outro exemplo. A Dafra terá ainda, em 2014, a nova geração da Super 50, com rodas de 17”e pneus sem cãmara. A cinquentinha vem de fábrica aquipada com baú e partida elétrica. A Dafra Super 50 tem motor com cilindrada de 49,5 cm3 de 3,2 cv e embreagem automática.

A Yamaha mostrou no salão quatro novidades, o retorno da V-Max, 18 Novembro 2013 Cultura do Automóvel

Não é chinês, é feito aqui Não dava para passar sem parar para admirar esses veículos. Podem parecer terem vindo de Singapura ou algum lugar que o valha, mas são produzidos em Manaus, AM, e usam motor de 150 cm3 das nossas motocicletas.

com 200 cv de potência, a FZ-09, primeira motocicleta da marca a ter motor de três cilindros, o maxi-scooter


salão duas rodas

MV agusta RIVALE Com o modelo a marca italiana ingressa em novo segmento A produção da nova motocicleta da marca italiana do grupo Dafra começará ainda neste ano, para ser comercializada no primeiro dsemestre do próximo ano. Ainda sem muitos detalhes técnicos, já foi informado que a MV Agusta Rivale 800 terá a potência de 125 cv para um peso de 170 kg, em uma nova interpretação para um motor de três cilindros em linha. O visual deixa motor e chassi sempre em destaque, sendo que os três escapamentos saindo pelo lado direito fazem parte do estilo.

honda, o maior line up A Honda, além de mostrar todo o seu line-up no Salão Duas Rodas 2013, montou seu estande no formato da asa estilizada que compõe a sua marca de motocicletas, traduzindo o conceito “Asas da Liberdade”. O vermelho era a cor a ser destacada, justamente a cor que figurava em seus mais expressivos modelos, como a estrela principal Honda CB 500F. A

superesportiva Honda CBR 600RR, em sua inédita versão Repsol, dividiu as atenções com a versão especial da Honda XRE 300 Rallye, que comemora o retorno da marca ao rali Dakar. E para comemorar os 3 milhões de motos flex no Brasil, a Honda apresentou a linha especial “FlexOne”, com versões especiais da CG Titan, da Biz 125, da CB 300R, da NXR Bros e da XRE 300.

Harley-Davidson traz três novas motos As três novas motocicletas da Harley-Davidson que foram apresentadas no Salão Duas Rodas 3013 representam exatamente três das características da marca norte-americana, a ousadia, a tradição e o estilo. A H-D XL 1200X Forty-Eight, a mais nova integrande da família Sportster, tem estilo hot-rod e um largo pneu de 130 mm de largura na dianteira. A CVO Breakout, que segue a mesma linha, é preparada pela divisão CVO (Custom Vehicle Operations) da Harley, tem motor Screamin’ Eagle Twin Cam 110B e faz parte da família Softail. E a touring FLHTKSE CVO Ultra Limited estreia o novo motor refrigerado a água e a ar Twin Cooled de 1.801 cm³.

T-Max 530, para brigar nesse segmento em alta por aqui, e a popular Yamaha Fazer

150, que pretende encarar a marca líder absoluta no mercado, com sua Honda CG 150. Cultura do Automóvel Novembro 2013 19


salão duas rodas

A marca da vez

A Triumph chegou há pouco e já esta entre as marcas mais desejadas por aqui. Produtos não faltam: além dos sete modelos já vendidos no Brasil, mais sete novidade foram mostradas no salão

Difícil a vida de quem escolheu a Triumph como sua próxima marca. Qual escolher? São agora 14 modelos de motocicletas com a marca inglesa, a maioria delas já produzidas em Manaus. As motocicletas que expostas pela primeira vez no Brasil são a Thruxton, esportiva retrô ao estilo cafe racer

Tiger Sport

baseada na clássica Bonneville, a Trophy SE, tourer de grande porte com motor de 1.215 cm3, a Tiger Sport, com motor de três cilindros de 1.050 cm3, a Tiger 800, versão mais simples da XC800, a

Tiger Explorer XC, maxi-trail de 137 cv, a Daytona 675, versão simplificada da 675R e a Street Triple 675R, mais

A nova Daytona 675 é versão mais comportada que a 675R, com o mesmo conjunto mecânico da Daytona 675R

mas adaptações nas suspenões e freios para um comportamento mais dócil no uso urbano.

20 Novembro 2013 Cultura do Automóvel

apimentada que a naked Street 675. Com exceção da Trophy, os outros seis modelos são montados em Manaus. Além dessas novidades, a Triumph mostrou no salão a enorme Rocket III Roadster, que acaba de passar por inovações no visual e no motor de 2.294 cm3.


salão duas rodas

Bonneville

Thruxton A Tiger Sport era um dos modelos mais esperados. Alguns itens foram especialmente desenvolvidos para esse modelo, como é o caso da balança traseira unilateral, que ganhou uma aparência mais esportiva e ainda criou mais espaço para o novo escapamento e bagageiros maiores.

A Triumph Tiger Explorer XC, que começa a ser montada este mês no Brasil e estará dispovível apenas na cor verde, é destinada ao público aventureiro, adotando o mesmo perfil da Tiger 800XC. Para isso ela vem

com um par de faróis de neblina de 55 W. No estande de 741 m2, a Triumph também mostrou no salão as outras sete motocicletas

A nova Triumph Street Triple 675R é uma versão mais esportiva da Street 675, equipada com o

mesmo motor de três cilindros de 85 cv. Há diferenças no visual e na dirigibilidade.

já disponíveis no Brasil, a Tiger 800XC, a Bonneville T100, a Speed Triple, a Street Triple 675, a Daytona 675R e a Thunderbird Storm. Anunciou no salão, ainda, que a Tiger Explorer 1200 será montada no Brasil a partir de 2014 e, com isso, o preço será reduzido de R$ 62.900 para R$ 54.900.

Cultura do Automóvel Novembro 2013 21


lançamento

Nova Fiat Strada A picape compacta mais vendida do país ganha novos elementos estéticos e uma funcional e muito bem sacada terceira porta traseira

A

lguns modelos de automóveis aqui no Brasil têm a mania de se tornarem fenômenos de mercado. E não estamos falando de certos veículos peculiares, como o velho Fusca ou a Kombi, da VW, que praticamente não tinham concorrentes em seu segmento, mas sim um utili-

tário leve, cuja fatia de mercado é extremamente competitiva, com concorrentes de peso. Como explicar, então, os 51% de preferência que a picape Fiat Strada tem perante outros importantes rivais, do calibre do Volkswagen Saveiro ou do Chevrolet Montana? Fácil: criatividade.

22 Novembro 2013 Cultura do Automóvel

Desde que a Fiat começou a oferecer uma picape compacta no Brasil, quando ainda engatinhava em nosso mercado – com apenas dois anos de sua estréia com o hatch 147 –, essa criatividade já era bastante visível. Esse modelo era nada mais que o mesmo carro cortado, com uma desajeita-

da porta traseira abrindo lateralmente. A versão seguinte passou a ser derivada do Uno e depois do Palio, mas as soluções criativas nunca cessaram. Introduziu a versão aventureira e a cabine dupla, para agora surpreender com a terceira porta traseira, facilitando muito o acesso ao banco traseiro.


lançamento

Todas as versões da picape Strada têm novas lanternas traseiras e a caçamba mais alta

Cultura do Automóvel Novembro 2013 23


lançamento fiat strada

O Fiat Strada tem novo volante revestido de couro nas versões Trekking e Adventure

A linha 2014 da picape Strada, no entanto, tem mais novidades do que simplesmente a terceira porta – o que já é bastante coisa. A mudanças foram mais amplas: a picape Strada 2014 ganhou caçamba maior e linha de cintura mais alta, com oito centímetros a mais que resultou em maior volume de carga. Complementanto o visual traseiro, as lanternas são novas, invadindo a lateral. fiat strada adventure 1.8 CD

Ficha técnica Motor: 4 cil. em linha Cilindrada: 1.747 cm3 Combustível: flex Potência: 132 cv Torque: 18,9 kgfm Câmbio: manual, 5 m Tração: dianteira Rodas: aço, 14” Pneus: 205/60-R16 Compr. : 4.471 mm Largura: 1.740 mm Altura: 1.648 mm Entre-eixos: 2.753 mm Tanque: 58 litros Peso: 1.253 kg Cap. carga: 650 kg

O Fiat Strada Working ganhou novo para-choque dianteiro e foram introduzidos uma série de detalhes externos e internos, como a abertura elétrica da tampa do combustível. A gama completa do Fiat Strada será composta por seis versões, três Working, com cabines curta, estendida e dupla, todas com motor 1.4 Flex, uma Trekking, apenas de cabine dupla, com motor E-torQ 1.6 16V

Câmbio Dualogic Plus disponivel para a Adventure

Flex, e duas Adventure, com cabines estendida e dupla e motor E-torQ 1.8 16V Flex. Entre as novidades da linha Strada, certamente a que mais se destaca é a terceira porta da cabine dupla. Essa foi uma solução essencialmente técnica que foi buscada para contornar a maior limitação da versão de cabine dupla, que é o espaço disponível para os passageiros do banco de trás. Não aumentou o espaço,

mas melhorou tremendamente a facilidade de acesso para esses passageiros. Um detalhe muitíssimo interessante é a única maçaneta para essa porta, que pode ser acessada tanto por dentro quanto por fora. É que essa porta só abre se a porta dianteira direita também estiver aberta. O resultado foi também estético: não se vâ maçaneta traseira pelo lado externo do carro.

Sem a maçaneta aparente, a terceira porta “some” na lateral do carro

A picape Fiat Working ganhou novo para-choque

24 Novembro 2013 Cultura do Automóvel

A picape Fiat Strada é derivada do Fiat Palio, mas na história desses utilitários a picapinha Fiat já derivou do antigo Uno e do velho Fiat 147. A primeira picape era mesmo um 147, com o mesmo comprimento do carro, com a traseira cortada e a porta abrindo lateralmente. Depois ganhou caçamba maior, derivada da perua Panorama, e porta basculante. A seguinte era a Fiorino, derivada do Fiat Uno.


fiat strada lançamento

Todas as versões têm agora novas lanternas traseiras e caçamba 80 mm mais alta, resultando em maior volume de carga

As laterais da nova picape Strada passaram por completa reformulação, ganhando linha de cintura mais alta e novos vidros laterais. Todas as versões ganharam novas molduras para as caixas de rodas e para a tampa traseira, harmonizando com o para-choque traseiro envolvente, também novo. A nova picape Strada tem também novos equipamentos de segurança.e conveniencia. A abertura

da tampa de combustível, agora pode ser feita eletricamente. Internamente, a nova Strada tem novo volante nas versões Trekking e Adventure e novo pomo do câmbio e manopla do freio de mão na cor preta. As cabines duplas também ganharam quatro novos porta-objetos e a Adventure tem quadro de instrumentos com grafia mais moderna. A Adventure agora pode ser equipada com

câmbio Dualogic Plus e com volante multifuncional forrado de couro, com a opção de mudanças de marchas por meio de borboletas. A versão top da gama também vem de série com rodas de liga leve de 16”. Um equipamento exclusivo da Strada é o diferencial Locker, que tem a função de dividir e distribuir igualmente o torque entre as rodas motrizes e facilitar a passagem por pisos muito

irregulares. Antes apenas disponível na Adventure, agora pode ser solicitado como opcional também na Trekking. E a Adventure tem agora a opção do câmbio automatizado Dualogic Plus. Além dos itens opcionais, a linha Strada 2014 pode ter também qualquer um dos 40 acessórios originais da linha Mopar, como o prático extensor de caçamba que também é rampa para motocicletas.

todas as versões

Working

Trekking

Adventure

R$ 33.750, R$ 36.873 e R$ 42.330 A versão de entrada é oferecida apenas com o motor 1.4 Flex e câmbio manual de cinco marchas, mas pode ter as três carrocerias, a cabina simples, que permite máximo aproveitamento da caçamba, cabine estendida e cabine dupla com a terceira porta traseira.

R$ 48.360 Oferecida apenas com o motor 1.6 16V Flex, a versão intermediária está disponível apenas com a cabine dupla, com a terceira porta traseira. Estudos de mercado levaram a essa única configuração por constatar que se trata da versão mais apreciada para utilização no lazer.

R$ 49.480 e R$ 54.360 A versão topo de gama tem motor 1.8 16V Flex, com câmbio manual de cinco marchas ou Dualogic Plus. Só está disponível com cabine estendida e cabina dupla. Tem ainda a opção do diferencial blocante Locker, que ajuda a sair de situações difíceis em terrenos de pouca aderência. Cultura do Automóvel Novembro 2013 25


impressões

ford focus

A terceira geração chegou com muitas novidades. Conheça

C

om tanto sedã médio por aí, nada mais normal do que haver uma boa distribuição de gostos e opiniões sobre todos eles. Por isso o Ford Focus, em sua segunda geração, estava meio longe dos comentários. Mas ele voltou com bastante novidades, com bastante entusiasmo para voltar a brigar pela preferência desse público, que ainda tem mais adeptos para os japoneses Toyota Corolla e Honda Civic. O Ford Focus 2014 chega dando um banho de tecnologia, pelo menos no motor da versão de topo. O 2.0 ostenta uma inédita injeção direta de gasolina ou de etanol, o que permite vantagens tanto no desempenho, com 178 cv de potência, quanto de simplicidade mecânica, já que esse sistema, quando funcionando com E100 (100% de álcool), acaba dispensando o tanquinho de gasolina para partidas a ferio. Mais ainda, dispensa qualquer outro sistema de aqeucimento de combustível ou dutos, mesmo nas manhãs mais frias. Já o motor 1.6 Sigma é o mesmo já conhecido, mas agora com 135 cv de potência e disponível apenas para as versões de entrada do hatch. 26 Novembro 2013 Cultura do Automóvel


impressões

Grande beleza nas rodas de 17” da versão Titanium

Ar-condicionado de controle digital, dual zone

Display funcional de 4,2” no centro do painel

Os preços do novo Focus partem de R$ 60.990, para a versão de entrada hatch com acabamento S e câmbio manual. Com o câmbio automatizado Powershift, são R$ 6.000 a mais. O Focus Hatch 2.0 só está disponível com o Powershift, por R$ 72.990 na versão SE e por R$ 87.990 na versão de topo Titanium. Já o Focus Sedan S 2.0 powershift começa com R$ 69.990 e chega aos R$ 89.990 na versão de topo, o Ford Focus Sedan Titanium 2.0. São nove as opções, entre carroceria, motores, câmbios e acabamentos. Todas as versões do Focus já vêm com uma boa lista de equipamentos de série, como faróis com temporizador, Isofix, limpadores de para-brisa Butterfly e sistema de alerta pós-acidente, que aciona buzina e luzes. Cultura do Automóvel Novembro 2013 27


impressões ford focus

Painel de instrumentos de visual muito atrasente e também funcional. Ótima posição de condução

a favor Depois de duas gerações de sedãs com traseiras mal resolvidas, o Ford Focus finalmente está bonito

Além do motor flex com injeção direta de 178 cv, que traz desempenho e praticidade, o Focus tem escelente estabilidade, proporcionada pela maior rigidez estrutural e pelas suspensão independente

contra

A solução de carroceria de quatro portas com pefil de cupê é a tendência atual. Ficou ótima no Focus 28 Novembro 2013 Cultura do Automóvel

Difícil encontrar um ponto negativo importante no novo Focus. Mas há quem fique furioso com a falta das borboletas de trocas de marchas no volante. Dispensáveis


ford focus Como itens opcionais, há o controledor de velocidade de cruzeiro com limitador de velocidade eletrônico, assistente de partida em rampas e aviso de pressão baixa dos pneus. Faróis de gás xenônio com regulagem automática de altura e faróis auxiliares em curva são itens do Titanium. Um equipamento interessante é Active Park Assist, que detecta vagas vazias e manobra o carro sem que seja preciso tocar no volante. Toda a linha vem com sistema de conectividade com comandos de voz em português para áudio e telefone, com tela de 3,5, 4,2 ou 8 polegadas, esta última sensível ao toque do SYNC Media System oferecido na versão Titanium. Tem sistema de navegação, duas entradas USB, entrada RCA de áudio/vídeo, Sony Premium Sound com nove alto-falantes e tela multifuncional colorida de 4,2” no painel. ford focus sedan 2.0

Ficha técnica

Motor: 4cilindros,transv. Cabeçote: DOHC Cilindrada: 1.999 cm3 Alimentação:injeçãodireta Combustível: flex Potência: 178 cv Torque: 22,6 kgfm Câmbio: Powershift, 6m Tração: dianteira Pneus: 215/50-R17 Compr. : 4.534 mm Largura: 2.010 mm Altura: 1.484 mm Entre-eixos: 2.648 mm Tanque: 55 litros Peso: 1.391 kg Porta-malas: 421 litros

Há ainda a câmera de ré, a chave com sensor de presença e botão de partida Ford Power, ar-condicionado automático e digital com controle de temperatura individual para o motorista e o passageiro, sensor de chuva e acendimento automático dos faróis. As rodas de liga leve, de 16” ou 17”, têm desenho esportivo. O acabamento preto de alto brilho adiamantado do Titanium é um dos pontos de destaque no visual do modelo. Tanto o Focus Sedan quanto o Hatch contam com o pacote SE Plus, que por R$ 3.000 adicionais inclui seis airbags, chave com sensor de presença Ford Power, sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, espelho retrovisor eletrocrômico, retrovisores com rebatimento elétrico e ar-condicionado automático e digital com controle individual de temperatura para motorista e passageiro. A versão topo de linha Titanium também tem um pacote de opcionais Plus, composto por faróis de xenônio, luzes diurnas de Led, faróis auxiliares em curvas, teto solar elétrico, sistema de estacionamento automático e banco do motorista com ajuste elétrico em seis posições, por R$ 8.000. Conforme a versão, o Focus tem dois, quatro ou seis airbags – frontais, laterais e de cortina, e o sistema AdvanceTrac de controle de estabilidade e tração e controle de torque em curvas.

impressões

Duratec Direct Flex 2.0: o primeiro flex com injeção direta do mundo

N

ão há nenhuma dúvida de que a maior inovação do Ford Focus é o motor 2.0 Duratec Direct Flex, o primeiro motor no mundo inteiro a utilizar o etanol com o sistema de injeção direta de combustível, que injeta o combustível, em altíssima pressão, diretamente da cãmara de combustão, após o ar ser comprimido. É justamente esse procedimento que faz com que o etanol precise ser aquecido em partidas a baixas temperaturas, uma vez que quando o combustível é injetado, o ar já está bastante aquecido pela compressão dos cilindros. O 2.0 Duratec Direct Flex tem bloco, cabeçote e cárter de alumínio, com 16 válvulas e cabeçote DOHC (dois comando de válvulas, um para abrir as válvulas de admissão e outro para abrir as válvulas de escape. Há ainda o sistema TiVCT de abertura variável das

válvulas, tanto de admissão como de escape. O ponto de abertura de cada válvula é acionado por um sistema de óleo em alta pressão, controlado por solenoides eletrônicos. Cada eixo conta com um solenoide de controle e pode ser avançado ou retardado independentemente do outro, conforme as condições de operação do motor, permitindo controle de tempo de válvula. Isso otimiza o torque em baixas rotações e economiza combustível. A apenas 2.750 rpm, 88% do torque máximo já está disponível. O de injeção direta flex introduz uma fina névoa de combustível diretamente em cada cilindro, em alta pressão. Diferentemente da injeção eletrônica convencional, em que o combustível é borrifado no coletor de admissão, a injeção direta coloca o combustível já dentro da câmara de combustão, após a compressão do ar.

Cultura do Automóvel Novembro 2013 29


impressões

audi rs6

Cada vez mais potente: 560 cv. E cada vez mais rápido: 0-100 em 3s9

A

história da marca Audi no Brasil está completanto exatos 20 anos no próximo dia 18 de novembro. Foi nesse dia, em 1993, que Ayrton Senna assinou o contrato que o uniria a essa marca para sempre. Mesmo que ele tenha partido poucos meses depois. A primeira perua de alto desempenho que conhecemos faz parte dessa história, um Audi

S4 Avant que ainda pertence ao legado do campeão. No ano seguinte veio a perua Audi RS2, ainda mais estúpida em termos de desempenho. Se aqueles 280 cv eram mais que suficientes para um esportivo de série como o S4, o que dizer dos 560 cv do mesmo modelo, atualizado em 20 anos? Exatamente o dobro, mas com muito mais que simples potên-

30 Novembro 2013 Cultura do Automóvel

cia. A perua Audi RS6 é um exagero em tudo: torque (mais de 70 kg), velocidade (305 km/h), beleza e aderência (suspensões radicais e tração integral ajudam bastante). Pilotar o Audi RS6 Avant é uma das experiências mais surpreendentes para um motorista comum. E isso tudo com eficiência: o motor 4.0 TFS V8 biturbo tem o sistema de cilindros sob demanda

a favor Tudo! Potência, torque, estabilidade, ronco do motor, equipamentos, desempenho, espaço interno e desempenho. E a beleza agressiva.

contra Não, não é o preço. Carros bons e potentes custam caro mesmo. É a ausência do câmbio automatizado de dupla embreagem. É o torque.


impressões

Um esportivo em forma de perua pode ser até mais bonito que um sedã. E ainda é mais versátill, já que no porta-malas do Audi RS6 Avant cabem 565 litros

Interior sofisticado e perfeita posição de pilotagem. No RS6 isso é fundamental

Por esses dois enormes tubos sai um som incrível de aceleração

Ficha técnica audi rs6 avant

(COD), quando são desligadas as válvulas de admissão e escape de quatro dos oito cilindros. Assim ele funciona como um quatro-cilindros até que seja acelerado forte novamente. A única pena é não ter câmbio automatizado de dupla embreagem, mas um Tiptronic de 8 marchas, mesmo que conte com modo esportivo S. O novo Audi RS6 Avant custa a bagatela de R$ 550.0000. E é barato: menos de milão por cv!

Motor: V8 biturbo Cilindrada: 3.993 cm3 Combustível: gasolina Potência: 560 cv Torque: 71,3 kgfm Câmbio: autom. 8 m Tração: integral Pneus: 285/30 R21 Entre-eixos: 2.915 mm Comprimento:4.979mm Largura: 1.936 mm Altura: 1.461 mm Tanque: 75 litros Porta-malas: 565 litros Motor 4.0 V8 biturbo de 560 cv de potência e 71,3 kgfm de torque Cultura do Automóvel Novembro 2013 31


lançamento

A volta da nossa querida bicilíndrica

D

epois de modelos de grande carisma como as Honda CB 400 e CB 450, que reinaram absolutas nos anos 80, e da CB 500, que chegou no fim dos anos 90 e foi produzida até 2005, mais uma naked com motor de dois cilindros em linha pretende dominar o merca-

do das médias cilindradas no Brasil. É a nova Honda CB 500, produzida em Manaus, AM, e que chega agora em três versões para satisfazer diferentes perfis de consumidores: a Honda CB 500F, a esportiva Honda CBR 500R e a crossover Honda CB 500X. As três novas motoci-

32 Novembro 2013 Cultura do Automóvel

cletas compartilham a mesma base, um quadro de aço do tipo diamante, e o mesmo motor, um bicilindro de quatro tempos de 471 cm3 de cilindrada, com cabeçote de duplo comando DOHC – Double Over Head Camshaft – e quatro válvulas por cilindro, refrigerado a água.

honda cb 500F

Honda CB 500F

Ficha técnica

Motor: 4 cil. em linha Cilindrada: 471 cm3 Diâmetro: 67 mm Curso: 66,8 mm Tx. compr.: 10,7:1 Combustível: gasolina Potência: 50,4 cv Torque: 4,55 kgfm Câmbio: 6 marchas Transmissão: corrente Compr. : 2.075 mm Largura: 780 mm Altura: 1.060 mm Entre-eixos: 1.410 mm Altura do banco: 785mm Dist. do solo: 115mm Tanque: 15,7 litros Peso: 178 kg


lançamento Esse motor, que tem pistões forjados em liga de alumínio, subindo e descendo alternadamente e defasados em 180° na ignição do cilindro 1 para o 2, tem 50,4 cv de potência e 4,55 kgfm de torque. A alimentação é por injeção eletrônica de gasolina, pelo sistema PGM-FI. O câmbio de seis marchas tem embreagem multidisco, a suspensão traseira é do tipo Pro-Link, monoamortecida, com curso de 119 mm, e tem nove posições de regulagens da pré-carga do amortecedor. As rodas são de alumínio fundido com pneus 120/70ZR-17 na frente e 160/60 ZR-17 atrás. A rabeta é comum às três versões da nova Honda CB 500. A primeira a chegar é a CB 500F, que tem estilo inspirado na CB1000R, tanto nas linhas visuais quanto no painel de instrumentos, que tem mostrador digital azul. O tanque combustível de 15,7 litros tem formato ergonômico, aliandose ao guidão de altura ideal para uso urbano. A CB 500F está equipada com freio dianteiro a disco de 320 mm com acionamento hidráulico e cáliper de duplo pistão. Já o traseiro conta com disco de 240 mm de diâmetro, acionado por um pistão e pinça simples. Há também a versão equipada com freios ABS. O sistema de proteção a furtos HISS (Honda Ignition Security System - Sistema de Segurança de Ignição Honda) é de série.

A nova naked Honda CB 500F já está disponível por R$ 22.000 (R$ 23.500 com freios ABS).

O painel de instrumentos, igual para as três versões, é inspirado nas superesportivas da marca Cultura do Automóvel Novembro 2013 33


lançamento

As outras duas CB 500 CBR 500R

A Honda CBR 500R tem visual mais esportivo, com semi-guidões baixos e posição mais recuada de pilotagem

A CBR 500R tem inspiração nas superesportivas

Banco em dois níveis e alças para garupa

Painel de instrumentos fica envolto na carenagem

Escapamento é o mesmo para as três versões

34 Novembro 2013 Cultura do Automóvel

A esportiva da família, a Honda CBR 500R, tem logicamente, visual mais esportivo, com carenagem integral cobrindo o motor e aumentando a eficiência aerodinâmica da motocicleta. Os semi-guidões de menor altura em relação à motocicleta proporcionam pilotagem mais parecida às das superesportivas, posicionando o piloto mais para trás. Todos os componentes mecânicos são iguais aos das três versões e as suspensões e a sua geometria são iguais às da F.


lançamento Provavelmente a mais desejada da nova família Honda CB 500 será a X, que, mesmo mantendo toda a parte estrutural e mecânica das outras duas versões, tem porte e aparência de big trail. É, na verdade, uma estradeira. Dotada de grande versatilidade, a crossover Honda CB 500X é a motocicleta adequada para quem pretende iniciar uma vida aventureira. Com a mesma maneabilidade de uma naked, será perfeita para alternar entre a cidade e a estrada. Não foi feita para terra, principalmente devido ao uso de pneus de asfalto, mas o porte mais avantajado e as suspensões de maior curso, poderão ajudar bastante em uma eventual saída da estrada principal, por algum caminho de terra que não seja lá muito radical. O visual da CB 500X é diferenciado, logicamente inspirado em recentes lançamentos da Honda na categoria, e de diferente das outras duas versões, a X tem ângulo de cáster e cursos das suspensões maiores. Certamente esses atributos darão à CB 500X uma tocada diferenciada. Todas as versões da Honda CB 500 têm rodas de alumínio fundido com pneus de medidas 120/70 ZR-17 na frente e 160/6 ZR-17 na traseira. Das três, a única versão disponível para o público é a Honda CB 500F, que custa R$ 22.000 sem o freio ABS e R$ 23.500 com o freio ABS.

CB 500X

A Honda CB 500X é a crossover da família. Maiores curso e cáster das suspensões deverão ajudar no off

Mesmo painel de instrumentos, diferente envoltório

O banco da CB 500X é único, diferente das outras

As alças de apoio para o garupa são maiores

A X é a que tem a maior altura do banco ao solo

Farol trapezoidal e carenagem: imponência Cultura do Automóvel Novembro 2013 35


Cultura do Automóvel  

Edição 10 - novembro/2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you