Page 1

Revista Forum Estudante | Abril 2017 | Edição n.º 295 | Disponível apenas por assinatura com o custo mensal de 1€

POLITÉCNICO DE LEIRIA

Aprende Partilha Lidera

FUTURÁLIA 29 de março a 1 de abril NÃO PERCAS!

BÁRBARA BANDEIRA Da Internet para os palcos

Queres ser voluntário de leitura?


1 | Forum Estudante | Abr’17

/Sumário

PASSATEMPOS

CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO: Estes passatempos decorrem até 30 de abril. Apenas serão atribuídos prémios a residentes em Portugal e somente um prémio por pessoa e morada em cada passatempo. Só será aceite, de cada concorrente, uma participação por dia. O não preenchimento correto do formulário de participação em www.forum.pt/passatempos, leva à desclassificação do participante. Os vencedores residentes na área da grande Lisboa terão de levantar o prémio na nossa sede em Lisboa. Aos restantes, os prémios são enviados via CTT. Após notificação, os vencedores têm um prazo de 15 dias para reclamar o prémio. Os prémios devolvidos não serão reenviados. A idade máxima de participação é de 25 anos, inclusive, a confirmar por documento de identificação. OS PREMIADOS SÃO ANUNCIADOS EM FORUM.PT. NOTA: as cores e modelos apresentados podem não corresponder às imagens apresentadas.

www.forum.pt

GANHA TRÊS EMBALAGENS DE MEMOFANTE SHOTS Se queres ter memória de elefante, participa no passatempo da Memofante. A Forum Estudante e a Memofante têm para te dar duas embalagens de Memofante Estudantes SHOTS. Participa em www.forum.pt

Telefone 218 854 730 FAX 218 877 666 Email geral@forum.pt Direção Gonçalo Gil goncalo.gil@forum.pt Fotografia Fábio Rodrigues, Gonçalo Gil, João Ferreira, Pedro Bettencourt

LEVA O ALBERT PARA CASA!

A Forum Estudante tem três exemplares do livro “Albert regressa a casa” para ti. Participa em www.forum.pt

Design Miguel Rocha miguel.rocha@forum.pt Patrícia Basílio Redação Fábio Rodrigues fabio.rodrigues@forum.pt Assinaturas Paula Ribeiro Tel.: (218 854 730) pribeiro@forum.pt Anuidade: 10€ Publicidade Félix Edgar (Tel.: 218 854 103) felix.edgar@forum.pt Comunicação José Maria Archer (Tel.: 218 854 780) Cátia Nogueira Natália Pirtac Distribuição Vítor Silva (Tel.: 218 854 755) vitor.silva@forum.pt Produção Monterreina, Madrid Tiragem: 40 mil exemplares FORUM ESTUDANTE Revista de Cursos, Escolas e Profissões Propriedade e Edição de: PRESS FORUM, Comunicação Social, S.A. Capital Social: 60.000,00¤ NIF: 502 981 512 Periodicidade Mensal Depósito Legal n.º 510787/91 Registo ICS n.º 114179

VAI AO ZOO COM A FORUM!

A Forum Estudante e o Jardim Zoológico de Lisboa têm 15 entradas para te oferecer. Faz como a mamã Chita que levou os filhotes e foi uma grande “chitação” ao verem os golfinhos. Participa em www.forum.pt

SUMÁRIO 2 6 8 10 24 28 36 40 42 46 48

Escolas De Setúbal a Guimarães PNL O que é ser voluntário de leitura? Escolas As associações e os estudantes Nutrição Comer de bom-humor Fama Bárbara Bandeira em entrevista FE25Anos A herança do Lusitânia Redescobrir a Terra O dia das árvores e das escolas Tech Como mudar o jogo nos eSports Cinema A viagem da juventude Só Rir Rir até esculpir abdominais Horoscópos Abril, águas... mil?

Sede Tv. das Pedras Negras, nº 1 - 4.º 1100-404 Lisboa Tel.: 218 854 730 | Fax: 218 877 666

Administração Roberto Carneiro (Presidente) Rui Marques Francisca Assis Teixeira

#TEMA DE CAPA Politécnico de Leiria As experiências que te aguardam no Ensino Superior ficarão contigo para o resto da vida. Será também aí que farás aprendizagens que vão garantir o teu sucesso profissional. Por todas as razões, a tua escolha será decisiva. O Politécnico de Leiria mostra-te a razão pela qual é a escolha de cada vez mais estudantes.

Revista Forum Estudante #295 // Abril 2017 // e-mail: geral@forum.pt // www.forum.pt


2 | Forum Estudante | Abr’17

/Escolas

O SEXO E AS NOVAS TECNOLOGIAS Aludindo ao poder que, nos nossos dias, está associado a um telemóvel, o orador convidado, Feliciano Guimarães – pedopsiquiatra do Hospital de Braga – utilizou um termo comparativo: “o teu smartphone é milhões de vezes mais poderoso do que todos os computadores combinados da NASA em 1969”. Por essa razão, destacou, existem benefícios e riscos que estão associados a estes dispositivos. A utilização das novas tecnologias, de resto, não traz apenas riscos. A internet, as redes sociais e as aplicações utilizadas pelos jovens representam uma oportunidade para a tomada de consciência abrangente do mundo que os rodeia, nomeadamente quanto à sua sexualidade e às relações humanas. Como alguns dos pontos positivos, Feliciano Guimarães

No dia 15 de março, a Escola Secundária Francisco de Holanda, em Guimarães promoveu uma palestra centrada na relação entre as novas tecnologias e a sexualidade. Ação inseriu-se no projeto “Educação Sexual em Meio Escolar” desenvolvido por esta escola.

destacou a “eliminação de barreiras, de preconceitos, distâncias, medos ou inseguranças” Contudo, isto não significa que não se deva ter em conta os riscos. Sobretudo quando se extrapolam diversos tipos de limites: entre o real e o virtual, o público e o privado, o legal e o ilegal, informação e exploração. Nessas ocasiões, alertou Feliciano Guimarães, “existem ameaças e riscos para a saúde, nomeadamente mental”. Na utilização das tecnologias, existe ainda a possibilidade de dependências no contexto de desenvolvimento da sexualidade dos adolescentes. A construção da realidade baseada em factos ficcionados ou distorcidos, alertou, pode criar dificuldades no estabelecimento de relações humanas verdadeiras e equilibradas.

Algumas das ações desenvolvidas pela Escola Secundária Francisco de Holanda

EDUCAÇÃO SEXUAL EM MEIO ESCOLAR

Durante o ano letivo de 2016/2017, a Escola Secundária Francisco de Holanda dinamiza 15 ações e palestras centradas em diversos temas relacionados com a sexualidade dos jovens. A construção de género, os crimes sexuais, a violência no namoro ou a relação com as novas tecnologias são alguns dos exemplos. Durante o ano de 2015/2016, este projeto foi também levado a cabo por esta escola, sendo definido como uma “ação pedagógica da Escola, organizado à volta da questão sexual e da sua relevância para a construção do si mesmo, das relações sociais e da própria liberdade e bem-estar pessoais”.


3 | Forum Estudante | Abr’17

/Val do Rio

publirreportagem

DOIS PÓLOS PARA UMA MISSÃO Presente em Oeiras e no Estoril, a Escola Profissional Val do Rio (EPVR) divide a sua área de formação entre a tecnologia, a arte, a comunicação, a área social e a saúde. Ao fim de quase três décadas a formar milhares de jovens, esta instituição define como principal preocupação “valorizar e potenciar o talento dos seus alunos”. Ao descrever a sua missão, a EPVR define quatro pilares: o carácter humanista, a gestão privada, a ligação ao tecido empresarial e os programas internacionais. Mas de que forma é que cada uma destas apostas estratégicas se reflete no dia-a-dia de um aluno?

O Humanismo “Cada aluno é único” – este é o lema defendido pela EPVR. Nesse sentido, os estudantes têm a possibilidade de ser acompanhados por professores que apoiam cada etapa do seu percurso escolar e pessoal. De igual forma, é garantida a oportunidade de assistir a aulas de Ética Social e Profissional, com o objetivo de encontrar novos caminhos e escolhas individuais, tendo por base valores humanos universais. Por outro lado, a “educação não é apenas técnica”. É por essa razão que uma das prioridades na EPVR é o enriquecimento das competências sociais, comunicativas e culturais. De resto, a EPVR salienta que é esta educação personalizada e atenta às características do aluno que garantirá o seu sucesso, no futuro.

A Gestão Na gestão do financiamento atribuído pelo Ministério da Educação, são os alunos a principal preocupação. Tendo em vista o progresso dos seus estudantes, são adquiridos os equipamentos e softwares utilizados no mercado de trabalho atual. Esta gestão privada bem-sucedida permite também trazer

direto com o mundo laboral. No final, os estudantes aumentam o seu nível de empregabilidade e o seu conhecimento da realidade profissional, ainda antes de entrarem no mercado de trabalho.

A Internacionalização Com um mercado de trabalho cada vez mais globalizado, a EPVR tem

Em caso de dúvida sobre a melhor opção para o teu futuro, a Val do Rio organiza workshops para candidatos e encarregados de educação, onde poderás conhecer os conteúdos e saídas profissionais de cada curso. Contacta-nos e começa já a definir o teu futuro. para a escola os melhores profissionais, assim garantindo a transmissão de conhecimentos relevantes e atualizados, na primeira pessoa.

A Ligação A relação próxima com o mercado de trabalho reflete-se também na ligação com as empresas mais conceituadas do mercado. Esta é uma vertente essencial já que permite aos alunos o contacto

reforçado a sua aposta nos programas internacionais. Este é, de resto, salientado como um dos principais elementos diferenciadores para os estudantes. Com protocolos e parcerias assinados com escolas e empresas de Espanha, França, Reino Unido ou Alemanha, são possibilitadas aos alunos novas experiências que completam a sua formação, sem qualquer custo adicional.

Informações e Pré-inscrições email: secretaria@valdorio.net URL: www.valdorio.net telefone: 214 413 072


4 | Forum Estudante | Abr’17

/Escolas

FEIRA DE EMPREGO NO POLITÉCNICO DE SETÚBAL

MYCAREER: APOSTAR NA GESTÃO DA CARREIRA No dia 7 de março, a Faculdade de Ciências Humanas da Unversidade Católica Portugusa (FCH), dinamizou a segunda edição do evento MyCareer que juntou quarenta profissionais especialistas e cerca de 800 alunos desta faculdade. Segundo o diretor da FCH, Nelson Ribeiro, o objetivo passou por “dar um contributo para que os alunos possam fazer a gestão das próprias carreiras”. Desta forma, ao longo do dia, cerca de 800 alunos da FCH (estudantes de licenciatura e primeiro ano de mestrado), puderam participar em diversos momentos de interação com estes profissionais.

DANÇA DE CULTURAS NA GUSTAVE EIFFEL A Escola Profissional Gustave Eiffel acolheu, no passado dia 21 de março, o evento “Multiculturalidade - Dança de Culturas”. Esta foi uma iniciativa dinamizada pelos alunos da turma 426 do curso Comunicação - Marketing, Relações Públicas e Publicidade desta escola. De acordo com uma das alunas responsáveis pela organização, este dia teve como objetivo refletir acerca da temática da discriminação. Como tal, “estiveram presentes várias instituições, bem como várias culturas, danças e comida”. “Queremos que os alunos conheçam a cultura de outros países”, reforçou a estudante.

No total, mais de 3000 alunos contactaram com cerca de 80 empresas. Ainda que se realize há mais de 10 anos, a feira de emprego do Politécnico de Setúbal passou por uma mudança há cerca de 3 anos. Numa “aposta estratégica”, salientou o Presidente do Politécnico de Setúbal, Pedro Dominguinhos”, pretendeu-se fazer não apenas uma feira de emprego. Por essa razão, esta iniciativa é inserida na Semana da Empregabilidade da instituição e envolve mais do que apenas uma abordagem expositiva. Pedro Dominguinhos realçou o caracter integrador e proactivo desta feira que envolve, simultaneamente, workshops, sessões de recrutamento e seminários. Nesse sentido, um dos trabalhos incidiu na apresentação dos próprios alunos, com vista ao contacto com as empresas. Este tem sido também um evento marcado pelo crescimento. Pela primeira vez, revelou Pedro Dominguinhos, a procura das empresas “superou o número de lugares disponíveis”. Para uma das jovens participantes, Sandrina Santo, esta foi “uma grande oportunidade para alunos e empresas” que permite “o conhecimento mútuo e alguns novos contactos”. E uma oportunidade que pode trazer resultados. “Já tenho uma entrevista marcada para a semana”, conclui.

O Presidente do Politécnico de Setúbal, Pedro Dominguinhos

As estudantes Sandrina Santo e Catarina Silva participaram no evento

Evento contou com mais de 3000 visitantes


sischool.wsu.ac.kr

Queres estudar numa universidade internacional de renome? Num país que ocupa a 5.ª posição no que diz respeito à qualidade da educação? Na Woosong University, Sol International School, Coreia do Sul, oferecemos uma formação superior 100% lecionada em inglês, currículo americano, com cerca de 80% de professores estrangeiros e 70% de estudantes internacionais vindos de mais de 40 países espalhados pelo mundo. Aqui oferecemos-te a possibilidade de obter uma formação superior com qualidade mas com preços mais competitivos quando comparados com universidades de paises nativos de língua oficial inglesa, obtendo os mesmos benefícios e reconhecimento internacional. Através da Woosong University, tens a possibilidade de estudar fora, por 6 meses, 1 ano ou até metade da tua formação superior, na medida em que temos parcerias com mais de 300 universidades internacionais em todo o mundo, tais como, Georgia Institute of Technology, EUA, Swiss Hotel Management School (SHMS), International College of Hotel Management (ICHM), Austrália, Emirates Academy, Dubai, Institut Paul Bocuse, França, Middlesex University, Reino Unido, entre outras, oferecendo assim a possibilidade de obteres um certificado de formacão superior em dois continentes, Ásia e América/ Europa/ Médio Oriente. Vem estudar num campus cheio de infraestruturas de apoio de qualidade de acordo com as tuas

necessidades, como piscina, ginásios, dormitórios de qualidade internacional, restaurantes, bibliotecas, centro desportivo, bem como, diversos serviços de apoio ao estudante, serviço de aconselhamento, centro de apoio ao desenvolvimento profissional no mercado laboral, tutorias indivíduais, mentores, suporte administrativo, centro de incubação de ideias, centro de apoio à aprendizagem de línguas estrangeiras, como Espanhol, Árabe, Japonês, Mandarim, Coreano e Francês, entre outros serviços. A Coreia do Sul é um país seguro com um baixo custo de vida mas com um alto padrão de qualidade, estilo de vida e uma interessante cultura. Os alunos estão constantemente envolvidos quer em projetos curriculares, como projetos extra-curriculares em que o objetivo é, para além da apreendizagem, a diversão e o desenvolvimento de aptidões sociaís. Estamos localizados em Daejeon, o centro da Coreia, a uma hora da capital Seul e somos uma cidade reconhecida pela alta tecnologia com 18 universidades, 28 instituições de pesquisa financiadas pelo governo e 79 institutos de pesquisa privados, com cerca de 20.000 pesquisadores. O que precisas? Ter um nível avançado da língua inglesa e vontade de aprender. Aposta no teu futuro connosco!

Oferta Formativa

› Gestão Hoteleira › Artes Culinárias › Gestão da Restauração e Catering › Tecnologias de Comunicação › Gestão

Currículo Americano

100% em Inglês

+ de 300

Universidades Internacionais parceiras 80% dos Professores e mais de 70% de alunos

são internacionais Bolsas de Estudo Preços vantajosos e competitivos

SOL INTERNATIONAL SCHOOL

Mais informações: admission_sis@wsu.ac.kr


6 | Forum Estudante | Abr’17

/PNL

QUERES SER VOLUNTÁRIO DE LEITURA? Seja em Escolas ou Bibliotecas, há cerca de 1400 pessoas que funcionam como “embaixadores” do “prazer de ler” junto de comunidades muito diversificadas. O Projeto chama-se Voluntários da Leitura e conta com o apoio do PNL.

espaço “O LIVRO QUE TRAGO NA MOCHILA” Partilha connosco as tuas leituras: conta-nos o que andas a ler, o porquê da tua escolha e revela qual será a tua próxima leitura. Envia o teu testemunho para: geral@forum.pt

Ler pode parecer uma experiência sobretudo individual. Afinal de contas, associamos a leitura a uma viagem interior até um novo mundo de possibilidades. Quem lê, parece estar, a partir desse momento, afastado do Mundo. Contudo, não tem de ser assim. A leitura pode também ser um acto de partilha e de desenvolvimento mútuo. É esta a filosofia do Projeto “Voluntários da Leitura” – uma iniciativa da Universidade Nova de Lisboa e que conta com o apoio do Plano Nacional de Leitura. Criada em 2012, esta iniciativa define a sua missão como a criação de “uma rede nacional de voluntariado na área da promoção de leitura”, apoiando iniciativas nas escolas ou bibliotecas. Segundo informação avançada no site do projeto (www.voltuntariosdaleitura.org), enquanto voluntário de leitura, poderás promover o prazer de ler, “em particular junto de crianças e jovens”, de diversas formas: em parceria com uma ou duas crianças, em voz alta para um grupo ou uma turma de jovens, animando a leitura em círculos de adultos ou até dramatizando algumas das histórias. Os grupos a quem se destina a

leitura dos voluntários – de crianças a idosos – têm algo em comum: dificuldades na sua relação com a leitura. Sejam elas justificadas por motivos físicos (dificuldades visuais ou cegueira), pedagógicos (aversão à leitura) ou educativos (dificuldades de aprendizagem). Desta forma, destaca a organização, no seu website, poderás ter um papel muito importante, reconectando diversos públicos com a leitura, uma vez que “as organizações que têm organizado ou acolhido este tipo de intervenção são testemunhas dos efeitos positivos no desenvolvimento educativo e cultural dos beneficiários”. De acordo com os dados publicados pelo PNL, entre 2013 e 2015, foi possível “contar com a participação de um número significativo de cidadãos” (1365 inscritos) que “têm prestado apoio em 383 escolas e 59 bibliotecas de todo o país”.

“Acabei de ler O retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde, para um trabalho de Português. Foi uma obra muito fácil de compreender: é um livro que se completa com o próprio autor, talvez por isso seja o seu único romance. Relata a história de um rapaz que se mantém jovem, enquanto um retrato do mesmo envelhece e reflete, não só a sua idade, como a impureza da sua alma”. Jhulia Araújo, Massamá

Para saberes mais sobre este projeto podes visitar a página www.voluntariosdaleitura.org ou contactar diretamente a tua escola ou biblioteca local.

WWW.PLANONACIONALDELEITURA.GOV.PT


pub

QUERES INVESTIR NO TEU FUTURO? ESTUDA NO ESTRANGEIRO.

MAIS INFORMAÇÕES www.ef.com/estudante

Já pensaste tirar uma licenciatura numa Universidade internacional? Ou aprender uma nova língua? Faz um curso com a EF e prepara-te para o futuro.

O que tens a ganhar: • Mais oportunidades de emprego em Portugal e no Estrangeiro • Fluência linguística numa língua estrangeira • “Network” internacional • Desenvolvimento de “soft skills”

Porquê a EF: • Cursos de Línguas no Estrangeiro • Colocação em Universidades Estrangeiras • Escolas em 16 países, 44 destinos e 7 línguas EF Education First Av. Miguel Bombarda, nº 36 - 2F, 1050-165 Lisboa Tel: 21 317 34 70, centrosidiomas.pt@ef.com, www.fb.com/EFPortugal

pub

Centros Internacionais de Idiomas

16LS_AD_198x142_FEB_PT.indd 1

13/05/16 11:21

Gostavas de Estudar nos Estados Unidos, mas achas as Universidades caras?

NÃO TANTO QUANTO ESPERAS! Propomos:

4 Acesso a uma Universidade Americana 4 Uma experiência que nunca irás esquecer 4 Melhorar o teu nível de Inglês 4 Melhores perspectivas no acesso ao mercado de trabalho 4 E a cereja no topo do bolo: Uma Bolsa de Estudo parcial! As inscrições para o ano de 2017/18 estão a decorrer neste momento. Não percas a oportunidade de também ter uma experiência fantástica. Contacta já com a Multiway.

multiway@multiway.org www.multiway.org Multiway.Cursosnoestrangeiro Tel.: 21 813 25 35 Av. E. U. América, 100 – 13º Fte. 1700-179 Lisboa


8 | Forum Estudante | Abr’17

/Escolas

ENTREVISTA A JOÃO RODRIGUES – PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO ACADÉMICA DE LISBOA (FAL)

“QUEREMOS DAR RESPOSTA A TODAS AS NECESSIDADES DOS ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR” Recentemente eleito como Presidente da Federação Académica de Lisboa, João Rodrigues falou à FORUM das principais missões das associações de estudantes do ensino superior. Entre a defesa do acesso ao ensino superior e a importância de mostrar aos jovens as oportunidades garantidas pelo prosseguimento dos estudos, houve ainda tempo para deixar um convite aos estudantes do ensino secundário.

A maior parte dos jovens tem um conhecimento da atividade das Associações de Estudantes do ensino superior através das festas académicas. Podes explicar aos nossos leitores quais as principais missões das associações de estudantes? O propósito das associações de estudantes – sejam do ensino secundário ou superior – é representar os interesses da comunidade estudantil. E os seus interesses também passam pela parte recreativa – pela parte das festas. Mas igualmente passam por fomentar uma cidadania ativa, a prática do desporto, o contacto com a cultura e com outras comunidades ou realidades. As associações acabam por ser um espaço em que os estudantes são representados, desenvolvem as suas atividades e encontram resposta às suas necessidades e reivindicações.

Recentemente, a FAL associou-se ao movimento “Propina Zero”, por exemplo. Nestas causas mais abrangentes, quais são as vossas principais metas? A meta principal é passar a mensagem que o Ensino Superior vale a pena. Os estudos indicam que, quanto maior for o conhecimento e a aprendizagem, mais o país se desenvolve e


9 | Forum Estudante | Abr’17

/Escolas

maior é o enriquecimento pessoal. Esta é a mensagem que se tem de passar e que está patente no movimento que referiste. Que futuro queremos para este país? Que recursos tem Portugal? A nível de matérias-primas temos recursos escassos. A via para o desenvolvimento, acreditamos, é através do conhecimento e do seu fomento. A ideia é que o conhecimento seja um mecanismo para a inovação e que a inovação traga desenvolvimento económico, social e pessoal.

De que forma é que o movimento “Propina Zero” se enquadra nesse conceito? Este movimento surge de uma realidade existente no Ensino Superior: o subfinanciamento das instituições. Comparativamente ao quadro europeu, em países com realidades muito semelhantes às nossas, dão-se os primeiros passos para que o peso da frequência no Ensino Superior não seja exclusivamente da família, numa lógica cliente-utilizador, mas sim numa

lógica de serviço público. Como é que se combate este subfinanciamento? Não se trata de, de um dia para o outro, abolir a propina. É reduzindo o valor da propina e sensibilizando os estudantes do ensino secundário para a importância do ensino superior que, apesar de não ser obrigatória, irá enriquecer o seu desenvolvimento.

Sobre esse tema, ouve-se, por vezes, o argumento “estudar para quê, se vou para o desemprego?”. Como é que se passa a mensagem de que vale a pena estudar? A probabilidade de conseguir o acesso ao emprego através do Ensino Superior é muito superior do que através do Ensino Secundário. Mesmo que o secundário inclua uma vertente de entrada no mercado de trabalho, a verdade é que a diferença salarial

“Que Lisboa seja a vossa cidade e que fique na vossa memória para sempre, pelas melhores razões possíveis. Cá estaremos para vos acolher” é bastante grande. Depois, tem de se encarar o Ensino Superior não só como um mecanismo de acesso direto ao mercado de trabalho, mas também como um mecanismo de desenvolvimento pessoal.

E que apoios diretos podem ser dados ao estudante? Os apoios seguem diversas vias, para além das bolsas de ação social. As próprias instituições têm, hoje, uma postura muito mais ativa ao nível de auxílios, bolsas e até estágios dentro da instituição em que, em troca, há um desconto na propina. Da parte da FAL e das suas associações de estudantes, há algumas que retiram das suas receitas próprias algum valor para combater situações de carência. Há pessoas com capacidade e interesse em ajudar. Não é garantida a frequência no Ensino Superior mas há vários mecanismos, muitas vezes desconhecidos. E é esse também o nosso papel, divulgar esses apoios.

No âmbito das várias atividades que um jovem pode realizar no seio de uma academia, existe também um enriquecimento cada vez mais valorizado pelo mercado de trabalho… A ideia é precisamente essa e lanço

o desafio: que se envolvam. Não é incompatível, de todo, com os estudos. Façam atividades extracurriculares, desenvolvam as chamadas soft-skills que são, claramente, mais tarde, um fator de distinção. E a rede de contactos, claro. Se a formação é importante, tão ou mais importante é o

“As associações de estudantes são um espaço em que os estudantes são representados, desenvolvem as suas atividades e encontram resposta às suas necessidades e reivindicações” que fazemos em paralelo com o ensino superior. Estes contactos abrem muitas oportunidades, não só do ponto de vista da empregabilidade.

Foste eleito recentemente como Presidente da FAL. Qual a visão que tens para o teu mandato? Na parte política, o nosso objetivo é, acima de tudo, debater uma nova realidade do ponto de vista do financiamento do Ensino Superior. Mas queremos discutir também a ciência e a investigação, defender o investimento na ação social, entre outras questões relacionadas com os estudantes como, por exemplo, o alojamento em Lisboa. Queremos ainda trazer o desporto universitário para Lisboa e garantir um acesso privilegiado dos estudantes à cultura. No fundo, queremos dar

“A meta principal é passar a mensagem que o Ensino Superior vale a pena” resposta a todas as necessidades dos estudantes do Ensino Superior. Isto sem esquecer a parte recreativa: é nosso objetivo organizar uma receção académica de Lisboa, em setembro, e contamos com todos os estudantes de ensino secundário que tomarem a ótima opção de estudar em Lisboa (risos). Será um espaço feito de e para estudantes. Aproveito para deixar esse mote: vemo-nos em setembro, que Lisboa seja a vossa cidade e que fique na vossa memória para sempre, pelas melhores razões possíveis. Cá estaremos para vos acolher.


10 | Forum Estudante | Abr’17

/Nutrição

A ALIMENTAÇÃO INFLUENCIA O MEU HUMOR?

Parece-te estranho dizer que os alimentos interferem no nosso estado de espírito? Bem, se reparares é a partir dos alimentos que retiramos os macronutrientes como as proteínas, gorduras e os hidratos de carbono que o nosso corpo utiliza como combustível, isto é, para termos energia para o nosso dia-a-dia.

Mas por que é que alguns alimentos nos fazem mais felizes quando os comemos? Alguns alimentos quando ingeridos estimulam a produção e a libertação de alguns neurotransmissores (substâncias que transportam os impulsos nervosos) que agem como sedativos e tranquilizantes, oferecendo mais disposição e energia. Os neurotransmissores protagonistas que agem diretamente sobre o humor são a serotonina, a dopamina e a noradrenalina. Para que estes neurotransmissores sejam sintetizados é indispensável a ingestão de vários nutrimentos para que ocorra toda a

química cerebral necessária ao bom humor. A síntese da serotonina, hormona responsável pela sensação de bemestar, depende da presença do triptofano e da vitamina B6, pelo que a ingestão de peixe, peru, laticínios, ovos, frutas e vegetais poderá influenciar a sua síntese e, consequentemente, a sensação de bem-estar.

E relativamente ao chocolate? Este poderá transmitir uma sensação de bem-estar porque aumenta a produção de endorfinas e serotonina. Na realidade, os níveis de serotonina aumentam devido aos hidratos de carbono (que são a principal fonte de energia do nosso organismo) e, portanto, quanto mais alto for o nível de açúcar no sangue mais depressa parece esse mecanismo funcionar. Porém, lembra-te que os excessos promovem a obesidade e todas as doenças a ela associadas. Alison Karina de Jesus, Nutricionista facebook.com/umaquestaodealimentacao/ alisonkjesusnutricionista@gmail.com

ALGUNS CUIDADOS PARA MELHORARES O TEU HUMOR › Segue uma alimentação variada e come em pequenas quantidades e ao longo do dia, para melhorar o controlo de açúcar no sangue. A alimentação deve ser adequada em quantidade e qualidade, não vás atrás das dietas da moda que podem revelar-se insuficientes em alguns nutrientes. › Evita bebidas estimulantes como as que têm cafeína, porque podem diminuir a capacidade de absorção das vitaminas do complexo B. Evita também as bebidas alcoólicas, que podem contribuir para reduzir a absorção dos minerais, especialmente do magnésio. › Segue a regra do 8: 8 horas de sono e 8 copos de água por dia. › Afasta-te do sedentarismo: Pratica regularmente exercício físico. Este também liberta substâncias responsáveis pela sensação de prazer e bem-estar.


pub

02.03.17_Af_Anúncio Forum Estudantes.pdf

11 | Forum Estudante | Abr’17

4

/Dicas para estudar

INSTRUMENTOS ESSENCIAIS PARA O ESTUDO

Até podes achar que não. Podes continuar a achar que não. Podes ser teimoso e continuar a achar que não. Mas pode vir a chegar a altura em que percebes: “realmente, precisava daquilo”. Aqui estão 4 exemplos.

Livro/Apontamentos

Folhas em branco

Comecemos pelo básico. O absolutamente indispensável. Estudar sem ter por onde estudar é uma contradição tão grande como comer sem ter comida à frente. É certo que, ao fim de 10 minutos, os livros até podem virar almofada, os apontamentos guardanapos para a tosta mista. Mas sem eles, não vais a lado nenhum.

Há quem prefira apenas ler. Por vezes, em voz alta, como quem recita partes do evangelho para uma plateia imaginada. Para todos os outros, um conjunto de folhas brancas é essencial para rabiscar as partes da matéria que são essenciais. Também para fazer um daqueles esquemas que, de tempos a tempos, nos deixam a pensar: “bolas, isto devia estar no Louvre”.

Lápis Para além da sua óbvia função enquanto ferramenta de escrita, desde a sua criação, os lápis têm-se demonstrado amigos muito flexíveis. Estás nervoso? Podes sempre mastigar a grafite (não recomendável). Comichão nas costas? Ora essa, o amigo lápis trata do assunto. Uma pequena paragem para tocar uma bateria imaginária? Ergue o lápis como se fosse uma baqueta de ouro!

Sublinhador Eis uma opção que é muito utilizada por estudantes metódicos, dos que gostam de olhar para uma folha sublinhada com 5 cores diferentes e pensar “parecendo que não, já avancei muito na matéria”. Nesse sentido, o sublinhador é uma espécie de lápis gourmet que ajuda na motivação e traz, literalmente, um pouco de cor à nossa vida.

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

1

02/03/17

18:25


dossier

academias FORUM

Mar

Campo

Desporto

Comunicação

Indústria

Empresaria

Tecnologia

Informática

Descobre as tuas opções e encontra novas experiências.

Inscreve-te já! A participação em todas as Academias Forum Estudante é gratuita e sujeita a inscrição, com o preenchimento de um formulário. Para mais informações visita www.forum.pt

Voluntariado


14 | Forum Estudante | Abr’17

/Clínica ISPA

“EU, E OS MEUS BOTÕES...” Quantas vezes nos encontramos naquele momento em que apenas falamos com os nossos botões? E quantas vezes dizemos coisas a nós próprios sem nos apercebermos de facto do impacto daquilo que dizemos?! Muitas vezes. E dizemos

© Pedro Bettencourt / Companhia das Cores

Por Daniel Sousa Psicólogo Clínica da Clínica ISPA

coisas que têm impacto na maneira como sentimos, na forma como tomamos decisões, no modo como pensamos. É um diálogo interno que mantemos ao longo da vida. Falamos com um outro de nós mesmos. Mas, e como é esse diálogo? Ajuda-me? Consegue resolver-me as questões? Pensar e refletir costuma ser muito bom. Pensar para mim mesmo remete, por exemplo, para uma liberdade. O gozo que pode dar, mudar o ângulo de visão sobre as coisas, sem sequer sair do lugar onde estou! Mais, como posso até alterar o modo como sinto, sem ter de mudar – mesmo que muitas vezes assim me apetecesse – o mundo à minha volta. Sim, o pensamento pode ser liberdade. Mas pode, também, aprisionar-me ou dar-me a sensação que não estou a encontrar as soluções para os meus problemas, para os meus dilemas. Nestas situações, tudo fica mais confuso, ou pode ficar. Nesses momentos, fica mais difícil distinguir o joio”, o que é causa ou o que “trigo do joio” é consequência, ou mesmo descortinar uma saída. Nesse momento, surgeme, “agora sim, está tudo estragado, fazer”. Há tempos em que o nada há fazer” tempo parece ficar sem espaço para opções. Aquilo a que normalmente chamamos de humor está em baixo, as situações de quotidiano parecem perder o gosto e até mesmo as relações com os amigos mais chegados parecem poder ficar em causa. No limite é como se perdêssemos a ligação ao

mundo... E lá volto eu ao diálogo com os meus botões. Fico sozinho em companhia comigo mesmo. Lembro-me nessas alturas de um escritor – não me lembro do nome dele – que disse que as pessoas nunca conseguem iluminar toda a sua vida de uma só vez. Dizia ele que somos como uma pessoa com uma lanterna da mão, a tentar iluminar as respostas sobre as questões da nossa vida. Mas quando se tem uma lanterna na mão, apenas iluminamos uma parte do espaço, toda uma enorme zona fica em sombra. Não consigo, por isso, iluminar todas as questões sobre a minha vida de uma só vez. Preciso de ir tateando aos bocados, iluminando partes. Para além disso, algumas respostas podem estar mesmo aqui ao meu lado, passo por elas sem me aperceber e, no entanto, elas tão perto que quase poderia sentir o cheiro delas. Um dos muitos paradoxos da vida! Faz-me lembrar a velha imagem de menino na praia. Agarrava a areia da praia, mas ela iame escorregando por entre os dedos, ficando apenas com uma pequena porção na palma da minha mão. Esta última imagem deu-me muitas vezes, como que uma saída. O carrossel tem sempre um momento em que faz uma pausa. Nesse momento encontrei saídas, consegui que os botões me dessem pelo menos algumas pistas para recomeçar a caminhar. Quando não o consegui, foi possível encontrar alguém, para ter esse diálogo retemperador.


pub

pub

OFERTA FORMATIVA 2017 LISBOA AUDIOVISUAIS E PRODUÇÃO DOS MÉDIA Técnico Especialista em Desenvolvimento de Produtos Multimédia Nível 5 (1.500 horas) Cursos de Especialização Tecnológica

CIÊNCIAS INFORMÁTICAS Técnico Especialista em Gestão de Redes e Sistemas Informáticos Nível 5 (1.375 horas) Cursos de Especialização Tecnológica

Técnico Especialista em Tecnologias e Programação de Sistemas de Informação Nível 4 (1.375 horas) Aprendizagem (DUAL)

ELETRÓNICA E AUTOMAÇÃO Técnico de Eletrónica, Automação e Computadores Nível 4 (3.625 horas) Aprendizagem (DUAL)

Técnico de Eletrónica Médica Nível 4 (3.625 horas) Aprendizagem (DUAL)

Técnico Especialista em Automação, Robótica e Controlo Industrial Nível 5 (1.560 horas) Cursos de Especialização Tecnológica

Técnico Especialista e Telecomunicações e Redes Nível 5 (1.560 horas) Cursos de Especialização Tecnológica

PORTO Audiovisuais e Produção dos Média Técnico Especialista em Desenvolvimento de Produtos Multimédia Nível 5 (1.500 horas) Cursos de Especialização Tecnológica

Ciências Informáticas Técnico Especialista em Gestão de Redes e Sistemas Informáticos Nível 5 (1.375 horas) Cursos de Especialização Tecnológica

Eletrónica e Automação Técnico de Eletrónica, Automação e Comando Nível 4 (3.625 horas) Aprendizagem (DUAL)

Inscrições Abertas

Modalidades Aprendizagem Dual Educação e Formação de Adultos Especialização Tecnológica Vida Ativa Formação Modular

www.cinel.pt Lisboa Rua Jau - Alto de Santo Amaro Tel: 214 967 700 Email: cinel@cinel.pt

Porto R. de S. Rosendo nº 377 Tel: 225 363 210 Email: geral.porto@cinel.pt


16 | Forum Estudante | Abr’17

/ISCTE-IUL

publirreportagem

ESTUDANTES DE ARQUITETURA DO ISCTE-IUL GANHAM PRÉMIOS EM CONGRESSO INTERNACIONAL O 1.º lugar e uma Menção Honrosa atestam a qualidade dos três estudantes premiados e o nível pedagógico e científico do Mestrado em Arquitetura no Instituto Universitário de Lisboa. Dois estudantes do Mestrado Integrado em Arquitetura (MIA) do ISCTE-IUL venceram o 1.º lugar do Prémio Universidades no Concurso CIHEL - Congresso Internacional da Habitação no Espaço Lusófono. Carlos Cruz e Micael Pepe estão no último ano do curso e concorreram com um projeto para a vila de Sines, na sua relação com a Indústria, em contexto nacional e internacional. Esse projeto propõe “uma unidade de alojamento temporário, aliando um olhar crítico sobre as pré-existências do território e uma visão de futuro para as necessidades daquele lugar”, explica Carlos Cruz.

a notícia da nossa vitória, que não consideramos apenas nossa mas sim da turma que fez um percurso ascendente e com manifesta evolução”. Carlos concorda e sublinha que “o maior valor que se retira deste prémio deve-se ao entendimento das vantagens enormes de trabalhar em turma e em ano. O esforço coletivo e o investimento no debate entre alunos e professores não só aumentaram em grande parte a qualidade de cada trabalho como fizeram com que cada pessoa pudesse aprender com todos os trabalhos e não apenas com o seu”.

Menção Honrosa para Susana Rego

A atribuição do prémio culmina um percurso iniciado no ano letivo de 2015/16. Aos estudantes do 4.º ano foi apresentado um enunciado com o projeto que tinham de desenvolver, enquadrado num concurso nacional promovido pela Trienal de Arquitetura. Cada estudante trabalhou individualmente durante o primeiro semestre. Numa segunda fase abriu-se a possibilidade de trabalho em conjunto. Micael Pepe recorda que “eu e o Carlos já conhecíamos o trabalho um do outro, pelo que rapidamente percebemos a grande complementaridade dos dois projetos”. De resto, “a Arquitetura é uma área que apela à colaboração de diferentes saberes”, sublinha o Micael. Entretanto, no final do segundo semestre, e por iniciativa do professor e arquiteto João Ventura Trindade, o trabalho do Carlos e do Micael foi escolhido para representar a turma no CIHEL. Micael diz que “foi com grande alegria que recebemos

Outra estudante do ISCTE-IUL, que entretanto terminou o MIA, foi também distinguida no Prémio Universidades do CIHEL. Susana Rego ganhou uma menção honrosa, com um trabalho também centrado em Sines. A ideia era refletir sobre “a possibilidade de construir, nos interstícios da vila, os espaços urbanos interiores de que a sociedade necessita”, explica Susana Rego. Neste caso tratou-se de ensaiar “um modo de reconciliar as diversas dimensões dos interstícios de Sines, com o objetivo da criação de «lugares com significado»”, acrescenta a arquiteta. O projeto de Susana Rego pretende responder ao impacto urbano, paisagístico e ambiental criado desde a década de 60 do século XX pelos investimentos que ambicionavam transformar Sines num porto oceânico e num polo de desenvolvimento regional. Concorreram ao Prémio Universidades do CIHEL 27 projetos, oriundos do Brasil, Cabo Verde e Portugal. A dimensão do Prémio, e a mobilização que suscitou, permitiu colocar lado a lado experiências pedagógicas e científicas de 7 escolas de arquitetura do espaço lusófono. Após uma análise detalhada, o Júri valorizou a diversidade e qualidade dos trabalhos submetidos, atribuindo 3 Prémios e 5 menções honrosas.

Foru


Experimenta a Universidade com a Academia (10º e 11º anos) e o Bootcamp (12º ano) Sabe mais em

www.iscte-iul.pt/ preuniversitarios

Focado em três grandes áreas científicas - Gestão e Economia, Ciências Sociais e Políticas Públicas e Tecnologias e Arquitetura - o ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa oferece mais de uma centena de cursos em todos os ciclos de ensino e está fortemente comprometido com a qualidade do ensino e da investigação e com a inovação, o empreendorismo e a transferência do conhecimento.

9200

www.iscte-iul.pt

97%

   

facebook.com/iscteiul instagram.com/iscte_iul flickr.com/iscteiul snap ISCTE-IUL

1,72

Estudantes de licenciatura

Índice de Força (Número de candidatos em 1ª Opção/Vagas no Concurso Nacional de Acesso/ Licenciaturas). Detém o 2º lugar a nível nacional e o 1º em Lisboa.

54%

96%

Estudantes

46%

Estudantes de ensino pós-graduado, mestrado e doutoramento

20%

Estudantes estrangeiros

Dos empregadores asseguram que o ISCTE-IUL prepara muito bem os seus diplomados

Taxa de Empregabilidade Média

75

Nacionalidades no Campus. A taxa mais elevada de mobilidade de estudantes internacionais em universidades portuguesas

450

Convénios de cooperação internacional

Gestão e Economia Economia Finanças e Contabilidade Gestão Gestão de Marketing Gestão de Recursos Humanos Gestão Industrial e Logística

Ciências Sociais e Políticas Públicas Antropologia Ciência Política História Moderna e Contemporânea Psicologia Serviço Social3 Sociologia1

Tecnologias e Arquitetura Arquitetura4 (Mestrado Integrado) Engenharia Informática1 Engenharia de Telecomunicações e Informática Informática e Gestão de Empresas1 2 Licenciaturas com duração de 3 anos, 180 ECTS (exceto onde indicado) Regime diurno e pós-laboral. Duração de 4 anos, 240 ECTS. 3 Regime pós-laboral. 4 Duração de 5 anos, 300 ECTS.

1

2


18 | Forum Estudante | Abr’17

/Politécnico de Leiria

publirreportagem

Descobre porque cada vez mais estudantes escolhem o Politécnico de Leiria! Entrar no ensino superior é um passo importante para obteres maior independência, autonomia e confiança, e uma ótima forma de conhecer

novas pessoas, culturas e locais. As experiências que te aguardam serão sem dúvida inesquecíveis, e que levarás contigo toda a vida. São também as

aprendizagens que fazes nesta etapa que te ajudarão a entrar com confiança e determinação no mercado de trabalho. Vem conhecer-nos!

11.000 estudantes 1.200 professores e técnicos 49 licenciaturas 72 mestrados e pós-graduações

39 TeSP

4

CIDADES

5

ESCOLAS

2

INFRAESTRUTURAS CIENTÍFICAS

18

UNIDADES DE INVESTIGAÇÃO

Leiria

Peniche

Escola Superior de Educação e Ciências Sociais www.esecs.ipleiria.pt

Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar www.estm.ipleiria.pt

Escola Superior de Tecnologia e Gestão www.estg.ipleiria.pt

CETEMARES – Centro de I&D, Formação e Divulgação do Conhecimento Marítimo http://mare.ipleiria.pt/cetemares/

Escola Superior de Saúde www.esslei.ipleiria.pt

Caldas da Rainha Escola Superior de Artes e Design www.esad.ipleiria.pt

Marinha Grande CDRSP – Centro para o Desenvolvimento Rápido e Sustentado do Produto http://cdrsp.ipleiria.pt/


19 | Forum Estudante | Abr’17

/Politécnico de Leiria

A Excelência Académica é a nossa meta No Politécnico de Leiria irás encontrar um corpo docente qualificado e multidisciplinar que te podem proporcionar uma excelente formação. Distinguimo-nos pela proximidade entre estudantes e docentes e pelo carácter prático do nosso ensino. Apostamos em novas licenciaturas, pósgraduações e mestrados de acordo com evolução do mercado de trabalho e das suas necessidades reais, para que o acesso dos nossos diplomados às empresas se torne mais facilitado.

Áreas do conhecimento › Educação e Ciências Sociais › Artes e Design › Ciências Empresariais e Jurídicas › Engenharia e Tecnologia › Saúde e Desporto › Ciência e Tecnologia do Mar › Turismo

Politécnico de Leiria reuniu 80 investigadores de todo o mundo para um fórum sobre fabricação inteligente

Politécnico de Leiria e CERN assinam protocolo para cooperação científica e tecnológica

Conferência Internacional de Investigação, Práticas e Contextos em Educação

«A ESTM do Politécnico de Leiria não foi só o local onde iniciei o meu percurso académico. Foi também a Escola onde adquiri variadas e essenciais competências científicas, associando pensamento crítico, ambição e abertura de horizontes, sem que isso implique desistir de quem sou ou do que sempre quis fazer. Ensinou-me apenas que há mais para além daquilo em que nos concentramos tanto em “ser” e ”fazer” e que, dando a devida oportunidade, podemos tornar-nos melhores e com valências mais vastas do que alguma vez imaginámos.» Sofia Silva, ESTM/Politécnico de Leiria – Licenciatura em Biologia Marinha e Biotecnologia, Mestre em Biologia Marinha e Conservação «Além de me facultar um sólido conjunto de ferramentas de trabalho em Engenharia, o Politécnico de Leiria ofereceu-me um palco onde pude desenvolver experiência enquanto dirigente. Um estabelecimento de ensino não se distingue apenas pelo que nos oferece no domínio cognitivo. Permite-nos desenvolver muitas soft skills de comunicação e liderança. Na ESTG fui cofundador da Associação de Estudantes que dirigi durante três anos, e cofundei a Semana Académica onde experienciámos frustrações como o cancelamento dos Rádio Macau sem devolução do pagamento, mas também grandes sucessos, como foi o crescimento exponencial do evento. Foi graças a esta alavanca que fundei e dirigi diversas coletividades, ganhando experiências úteis para a minha carreira profissional.» Leonel Graça, ESTG/Politécnico de Leiria – Licenciatura em Engenharia Mecânica


20 | Forum Estudante | Abr’17

/Politécnico de Leiria

Estamos ligados ao mercado de trabalho A forte ligação do Politécnico de Leiria ao meio empresarial e industrial facilita a integração de novos profissionais nas empresas e instituições, e a realização

Os estágios curriculares proporcionam aos nossos estudantes um contacto com o ambiente profissional, valorizando as suas competências e o seu currículo. Esta relação próxima da academia com o mercado de trabalho e o tecido empresarial tem tido excelentes resultados, já que potencia uma elevada taxa de empregabilidade dos diplomados do Politécnico de Leiria.

Primeiro-ministro apresenta o programa “Indústria 4.0 – Economia digital” no Politécnico de Leiria

conjunta de projetos académicos de inovação e investigação, adaptados às necessidades reais do mercado de trabalho.

Feira do Emprego do Politécnico de Leiria dá a conhecer anualmente cerca de 1.000 ofertas de emprego e/ou estágio profissional

No âmbito desta característica intrínseca ao Politécnico de Leiria, nasceram várias marcas nacionais e internacionais, que permitem aos nossos estudantes desenvolver projetos e trabalhos em múltiplas áreas de conhecimento. Empresas da região de Leiria entregam bolsas de estudo “IPL Indústria” aos melhores estudantes do Politécnico de Leiria

2.500

Mais de estágios por ano

800

Mais de acordos de colaboração com instituições e empresas

EduNet International Education Network – a PHOENIX CONTACT Initiative

publirreportagem

«Terminado o curso, surgiu algum receio, mas rapidamente as oportunidades foram surgindo. Fui convidada a integrar uma equipa multidisciplinar coordenada por uma terapeuta da fala que tinha sido minha professora na ESSLei. Depois fui enviando currículos e integrei a equipa do Centro de Recursos para a Inclusão, valência através da qual os técnicos se deslocam às escolas desde o 1º ciclo para prestar apoio aos alunos com necessidades educativas especiais.» Patrícia Correia, ESSLei/Politécnico de Leiria – Licenciatura em Terapia da Fala «Profissionalmente, o meu curso deu-me ferramentas e abriu-me horizontes; deu-me a capacidade de idealizar e concretizar projetos em diversas áreas da multimédia. Assimilei muitos valores importantes, aprendi que o trabalho e a dedicação são mais importantes que a sorte. Felizmente, tive a oportunidade de ter professores e amigos que me mostraram que o mercado de trabalho não tem o romantismo que muitos alegam ter, que é sério, competitivo e difícil. Fiquei preparado para enfrentar essa realidade e tenho sido bem-sucedido em todas as experiências a que me tenho proposto.» Romeu Cristóvão, ESAD.CR/ Politécnico de Leiria – Licenciatura em Design e Tecnologias Multimédia «Após alguma pesquisa, consegui colocação numa das escolas básicas chinesas a lecionar inglês. Desde setembro de 2015, é o que faço. Estas palavras foram escritas entre aulas, na China. As turmas aqui são bastante grandes e a minha aula é direcionada para a expressão oral na língua inglesa. O IPLeiria foi o ponto de partida para o resto da minha vida. As pessoas que conheci, a formação que recebi levaram-me a estar onde estou e a sentir bastante orgulho em pertencer a esta grande família. Estou a ponderar estudar novamente e fazer uma licenciatura ligada à educação.» Ana Reis, ESECS/Politécnico de Leiria – Licenciatura em Comunicação e Educação Multimédia


21 | Forum Estudante | Abr’17

/Politécnico de Leiria

Oferecemos um ambiente multicultural diferenciador +estudantes 1000 estrangeiros

+ 250

estudantes portugueses em mobilidade internacional

+ 60

Sunset Party junta novos estudantes no Politécnico de Leiria

nacionalidades No Politécnico de Leiria tens a oportunidade de estudar e aprender num ambiente multicultural, já que recebemos cada vez mais estudantes estrangeiros, no âmbito de programas de mobilidade e de formação graduada e pós-graduada. Temos protocolos e projetos em parceria com várias instituições de ensino superior de diferentes países, nomeadamente com o Brasil, Equador, China, Espanha e Cabo Verde. Esta rede de colaboração internacional promove a mobilidade de estudantes, mas também

de docentes e investigadores para o desenvolvimento de projetos de investigação. Anualmente evidenciamos esta multiculturalidade com a organização de vários eventos e semanas internacionais nas várias Escolas do Politécnico de Leiria, onde são dinamizados workshops, conferências, exposições, visitas guiadas a pontos de interesse da região, mostras gastronómicas e refeições temáticas. Há uma troca de saberes e de experiências, e o convívio entre as mais de 60 nacionalidades do Politécnico de Leiria!

«The Polytechnic of Leiria has given me an opportunity to do my master, which is the turning point in my life. This is my personal experience and with this master degree my professional life has a value.» Vinod Kotha (India), ESTG/ Politécnico de Leiria – Master in Product Design Engineering

«I really like this people and this country, and also the school. It’s nice. The most interesting thing about the school it’s the access to all the study process, and being able to use all the technical resources we have here. It’s very good to work with all the things that we have here, and also the things that I didn’t know that I like.» Michal Fricman (Eslováquia), ESAD. CR/Politécnico de Leiria – Media Design (Erasmus)

9

mestrados lecionados em inglês

+protocolos 350 internacionais

«I choose this school because it has a great program and nice courses, and I like it because it’s a completely art school. And all seems to be very nicely organized. I integrated pretty well. Everyone was really nice, polite, really understanding that we are foreigners. I like how experimental people are here: open to new ideas, it’s art!» Magdalena Maglicic (Croácia), ESAD.CR/Politécnico de Leiria – Arts (Erasmus)

«As aulas são ministradas por excelentes professores, as salas de aula e laboratórios são ótimos de se trabalhar, e além disso, contamos com um almoço da melhor qualidade na cantina da escola. Posso afirmar com toda a certeza de que essa experiência está indo muito além das minhas expectativas.” Diego Wiechers de Carvalho (Brasil), ESTM/Politécnico de Leiria – Biologia Marinha e Biotecnologia (mobilidade bilateral com a Universidade Católica de Petrópolis)


22 | Forum Estudante | Abr’17

/Politécnico de Leiria

publirreportagem

Apostamos na inovação 18 e investigação

unidades de investigação

No Politécnico de Leiria investigamos e apostamos no desenvolvimento de projetos de inovação em parceria com empresas, para apresentar soluções para problemas já identificados na indústria e na sociedade. As atividades de formação e investigação desenvolvem-se em laboratórios modernos e altamente equipados, como são exemplo as oficinas de robótica, automóvel, telecomunicações e mecânica. Na área da saúde, o Politécnico de Leiria dispõe de enfermarias, maternidade, cozinha dietética, fisioterapia e banho assistido, e ainda um apartamento adaptado para pessoas com limitações físicas. Na esfera do mar e da aquacultura, no edifício CETEMARES encontras vários laboratórios para o desenvolvimento da investigação dos recursos

Politécnico de Leiria inaugura centro de investigação na Marinha Grande

Impressora 3D para a engenharia de tecidos by Politécnico de Leiria

marinhos e da biotecnologia. As artes e o design também têm espaço privilegiado com oficinas, ateliês e estúdios concebidos para a criação artística. Já o Centro para o Desenvolvimento Rápido e Sustentado do Produto é um centro que contribui para a criação de produtos inovadores, mais adequados, eficazes e eficientes, com a utilização de investigação científica e tecnologia de ponta associada à indústria de moldes, injeção de plásticos, produção de equipamentos, biofabricação e impressão 3D, entre outras áreas.

Politécnico de Leiria é modelo internacional de boas práticas de inclusão

Politécnico de Leiria organiza o primeiro crash test automóvel público em Portugal

Patentes, marcas, desenhos e modelos industriais

+ 10

Projetos internacionais I&D+i

Centro de Transferência de Conhecimento

1

Parque Tecnológico

3

Incubadoras de empresas

Exposição “Primeira Escolha” na bienal de cerâmica MOLDA 2016

PÃO DO MAR desenvolvido pelo Politécnico de Leiria

+100

1

+ 100 Projetos nacionais I&D+i

+ 350 Serviços I&D+i

+ 300 Projetos e serviços I&D+i com empresas

Hugo Rodrigues, docente e investigador do Politécnico de Leiria, destaca-se pelos seus trabalhos na área do comportamento sísmico de edifícios de betão armado, em que identificou as suas fragilidades e desenvolveu soluções de reforço para melhoria do comportamento sísmico. Em 2015 publicou sete artigos científicos em revistas internacionais e 12 artigos em conferências internacionais, com foco em modelos numéricos que permitam uma representação mais adequada do comportamento sísmico de edifícios de betão armado, nomeadamente na contribuição das paredes de alvenaria de enchimento.


23 | Forum Estudante | Abr’17

/Politécnico de Leiria

Residências

Serviços médicos

Desporto

Cantinas/ Bares

Temos todas as condições para te receber! Os Serviços de Ação Social (SAS) do Politécnico de Leiria disponibilizam a todos os seus estudantes diversos serviços de apoio. No Politécnico de Leiria podes contar com refeições a preços reduzidos, 700 camas, wi-fi gratuita, e tens ainda à tua disposição serviços médicos, com consultas de várias especialidades. Os SAS fomentam a prática do desporto, com o apoio a diversas modalidades desportivas. Além da atribuição de bolsas de estudo, o Politécnico de Leiria

dispõe ainda do Fundo de Apoio Social ao Estudante (FASE®), que em troca da colaboração voluntária dos estudantes em diversas áreas, fornece o apoio mais adequado às suas necessidades. O Centro de Recursos para a Inclusão Digital (CRID) destinase a todos os cidadãos com necessidades especiais e seus familiares, e disponibiliza recursos que permitem analisar problemas ligados ao processo de ensino-aprendizagem, para diminuir dificuldades e privilegiar

a igualdade de oportunidades, através da conversão de textos para braille ou sinalética, por exemplo.

Transportes

Politécnico de Leiria distingue anualmente os seus atletas na Gala do Desporto

Politécnico de Leiria cria biblioteca braille

Praxe ecológica no Politécnico de Leiria limpa praias em Peniche

Bibliotecas

A Unidade de Ensino a Distância (UED) é especializada em soluções de eLearning, e desenvolve cursos em várias áreas, disponíveis para todos, de forma livre, e para formações superiores de licenciatura ou mestrado.

Laboratórios e oficinas

Música e teatro

e muito mais…


24 | Forum Estudante | Abr’17

/Fama

“ESPERO QUE APAREÇA MAIS GENTE DA MINHA IDADE A FAZER MÚSICA” Embora tenha apenas 15 anos, a escolha de Bárbara Bandeira pelo mundo da música foi feita há já alguns tempo. Em conversa com a FORUM, Bárbara falou da carreira que agora inicia: dos nervos do seu primeiro concerto ao objetivo de lançar um álbum em setembro. Isto sem esquecer as coisas “boas e más” das redes sociais que a fizeram aprender a lidar com a pressão das expectativas. Em entrevistas passadas, revelaste que a tua relação com a música começou muito cedo… Eu sempre gostei de cantar mas nada muito sério. Sobretudo, por causa do meu pai [Rui Bandeira], que costumava acompanhar nos concertos. Depois, aos 8 ou 9 anos, participei no programa Uma Canção para Ti, na TVI. A partir daí, comecei a levar a música um pouco mais a sério e acabei por me fascinar por esse mundo.

Desde muito cedo, começaste a angariar fãs e seguidores nas redes sociais. De que forma tens sentido esse apoio? Isto das redes sociais começou porque, quando tinha 12 anos, o meu irmão me ligou para perguntar: “porque é que não começas a fazer covers para o Facebook?”. Na altura, respondi: “não, não vou fazer isso, tenho bué vergonha” (risos). Até que um dia dei por mim a fazer um vídeo no meu escritório. E as pessoas começaram a seguir-me imenso – esse primeiro cover tem 30 mil gostos ou uma coisa assim absurda. Depois passou para o Twitter, depois para o Instagram, e continuei a fazer as covers.

E que presença é que esse apoio tem na tua vida? Ao início, não sabia muito bem como lidar com isto. É óptimo mas, ao mesmo tempo, traz um bocadinho de pressão. Sinto que existem muitas raparigas da minha idade que me veem como exemplo. A partir do momento em que essas pessoas entram na minha vida – eu deixo-as entrar na minha vida ao expor-me numa rede social – tenho de ser um exemplo para elas. E depois há o lado de ter a minha privacidade. Eu perco a minha privacidade porque as pessoas me pedem cada vez mais do meu dia-a-dia, para saber mais sobre mim. E acabo por ter de saber jogar bem com estas duas coisas. Sou uma adolescente, tenho 15 anos, e também tenho as minhas coisas, não é? (risos) Mas tento ao máximo ser um exemplo, por ser uma opção minha.

Sentes que tens menos espaço para ter 15 anos? É uma responsabilidade acrescida. Ao mesmo tempo, o mercado não está preparado para receber uma rapariga que quer fazer músicas para pessoas de idade entre os 10 e os 15. Porque está ali no meio: nem é infantil nem é tão adulto. E parece que em Portugal temos de ser muito adulto ou ser uma Xana Toc Toc (risos). É um bocado complicado. Mas o mercado está muito aberto e espero que apareça mais gente da minha idade a fazer música.

“Sinto que existem muitas raparigas da minha idade que me veem como exemplo”

Hoje em dia, sentes que sabes lidar melhor com essa “pressão”? Sim. Ao início não sabia lidar. As pessoas pediam-me para vir tirar fotografias comigo e eu ficava atrapalhada. Mas agora é normal. Aprendi também a lidar com as pessoas que não gostam de mim. As redes sociais têm uma parte boa e uma parte má. Porque as pessoas estão escondidas pelo telemóvel ou pelo computador. Já me aconteceu pessoas falarem mal de mim no Twitter e depois à minha frente dão-me sorrisos. É aquele lado que agora as redes sociais estão a trazer e que mexe um bocadinho comigo. Mas já mexeu mais.


25 | Forum Estudante | Abr’17

/Fama

“Perco a minha privacidade porque as pessoas me pedem cada vez mais do meu dia-a-dia, para saber mais sobre mim. E acabo por ter de saber jogar bem com estas duas coisas”

Relativamente à tua carreira, quais são os teus objetivos traçados a longo-prazo? A indústria está a mudar e ninguém faz um álbum sem fazer dois ou três singles primeiro. Eu vou fazer de outra maneira. Vou lançar vários singles, fazendo outras músicas, simultaneamente. Depois vou juntar e fazer o álbum. O álbum é um objetivo e em princípio sairá em setembro. Quero continuar a trabalhar nos singles e, ao mesmo tempo, ir-me aperfeiçoando para estar preparada para os concertos.

És também uma artista MTV Talento. O que é que essa possibilidade significa para ti? Ser um artista MTV Talento é ser um artista nacional que é apoiado pela MTV. Espero que corra tudo bem – e está a correr. O que vai acontecer é que, quando lançar o meu álbum ou o meu próximo single, a MTV vai-me apoiar em tudo, dando o suporte televisivo que é tão relevante. E as pessoas que gostam de mim vêm a MTV, portanto, é uma parceria muito importante.

© Fábio Rodrigues / Forum Estudante

Recentemente, deste o teu primeiro concerto a solo, no evento MTV Play Love. Como foi essa experiência e onde esperas evoluir? Eu tenho um vídeo no Instagram que mostra o meu estado antes de entrar em palco (risos). Foi uma pressão enorme. Fiquei muito nervosa, nos dias anteriores, por não querer desiludir ninguém. Mas correu bem. Tanto o apoio dos músicos em palco como o apoio do público foram uma ajuda. Quando comecei a cantar e as pessoas começaram a cantar comigo… (pausa) Foi a primeira vez que tive contacto com pessoas a cantar a minha música. A partir do momento em que se passa de uma rede social, ou do Youtube, para um momento a sério em que estás frente a frente com as pessoas… É completamente diferente…


26 | Forum Estudante | Abr’17

/IPCA

publirreportagem

iDRONE EXPERIENCE 2017

MAIOR EVENTO DE DRONES REGRESSA A BRAGA EM ABRIL De 21 a 23 de abril, o maior evento de drones em Portugal vai regressar ao Parque de Exposições de Braga, com a realização de mais uma edição da iDrone Experience. Com coordenação científica do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) e organização da Associação Industrial do Minho, Invest Braga e Câmara Municipal de Braga, este promete ser um fim-de-semana inesquecível para todos os amantes da robótica e – grande novidade deste ano! – dos jogos eletrónicos, em particular dos eventos eSports. A par das várias competições de drones que vão decorrer ao longo dos três dias, a iDrone Experience 2017 terá animação acrescida com a realização de uma competição de videojogos, que irá decorrer numa arena eSports, com transmissão em streaming para que possas assistir em direto e ir comentando o rumo

dos acontecimentos. Mas não é tudo quanto a novidades! Este ano, pela primeira vez, aos drones voadores vão juntar-se os drones anfíbios (barcos inteligentes), numa competição que será disputada em terra e água.

Drones para competires e aprenderes Simultaneamente, durante os três dias vai decorrer a iDrone Cup, que representa a componente pedagógica da iDrone Experience e na qual tu também podes ser um dos participantes. O objetivo é que possas aprender a construir e programar drones autónomos de uma forma simples e divertida, sempre com o acompanhamento de especialistas na matéria, a maioria dos quais professores da Escola Superior de Tecnologia do IPCA.

A iDrone Cup divide-se em duas ligas (Liga Universitária e Liga Júnior, para alunos do básico e do secundário) e três eventos em que poderás participar: Smart Mini Drones, Smart Drones e, a tal novidade deste ano, Smart Boats (barcos inteligentes). Para obteres mais informações e fazeres a tua inscrição, basta consultares o site www.idroneexperience.com.

Alta velocidade Tal como na edição do ano passado, as corridas FPV (first person view) prometem ser o momento alto da iDrone Experience. As FPV são um novo e excitante desporto que combina quadcopters de alta tecnologia e corridas de grande velocidade, com a participação prevista de 40 dos melhores pilotos nacionais e internacionais. Vai ser de ficares sem fôlego!


pub

28 | Forum Estudante | Abr’17

/25 anos Forum

LUSITÂNIA EXPRESSO: E SE FOSSE HOJE? 1

2

3

4

5

6 pub

A conferência abriu em ligação direta com Díli, através do Skype. “Há 25 anos não tínhamos estas tecnologias”, recordou o CEO da Forum Estudante, Rui Marques. A fechar a ligação, o jornalista António Sampaio deixou ainda uma frase: “daqui Papa, Alpha e Roger: e estas são águas de Timor” – numa referência às ameaças de que foi alvo o navio Lusitânia Expresso, em 1992, por parte da marinha indonésia, quando tentava atracar em Díli e prestar homenagem às vítimas do Massacre de Santa Cruz. Durante a sessão de abertura, Rui Marques lembrou que o objetivo para este dia de comemoração não passava exclusivamente pela “evocação do passado”. Antes, explicou, o evento pretende assumir-se como um momento de reflexão sobre “a sua herança para o futuro e quais as causas e desafios que agora surgem”.

A perspetiva dos jovens Os participantes e apoiantes do Lusitânia Expresso abraçaram uma missão, há 25 anos atrás – captar a atenção da comunidade internacional para a situação dramática vivida pelo povo timorense, devido à ocupação indonésia. Mas quais as novas causas para o século XXI? Procurando encontrar algumas linhas orientadoras, vários jovens representantes de diferentes instituições subiram ao palco do Teatro Thalia. Crescimento demográfico, integração de refugiados, desigualdades sociais, riscos ambientais ou pressão tecnológica foram algumas das causas referidas pelos oradores. A importância de combater “a tendência para a indiferença” ou “sair do ativismo do sofá” foi também uma nota dominante. “Temos de criar empatia – contar histórias”, destacou Susana Gaspar, reforçando: “vou ser uma pessoa diferente depois de ouvir as vossas histórias sobre o Lusitânia Expresso – é necessário começar a olhar para lá dos números”.

© João Guerreiro

No dia em que se assinalam 25 anos passados sobre a viagem do navio Lusitânia Expresso até às águas timorenses, muitos dos participantes da missão reuniram-se no Teatro Thalia, em Lisboa, no dia 11 de março. Mais que recordar a iniciativa da revista Forum Estudante, o objetivo passou por refletir sobre a sua “herança para o futuro”.

1

2

3

4 5 6

O CEO da Forum Estudante, Rui Marques, destacou a importância de refletir “sobre as novas causas e desafios” Durante a sua intervenção, o jornalista Adelino Gomes comparou os temas em destaque nos media em 1992 e 2017. A secretária de estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superor, Maria Fernanda Rollo, sublinhou o contributo de “novos Lusitânias”. O presidente do Conselho Nacional de Juventude, Hugo Carvalho, durante a sua intervenção. Cerca de 100 pessoas estiveram presentes no Teatro Thalia, em Lisboa. O  jornalista e autor Rui Cardoso Martins moderou o painel centrado na “perspectiva dos jornalistas”.

E o jornalismo? “Será que o Lusitânia Expresso teria muitos likes no Facebook, hoje em dia?” foi uma das questões que surgiu no âmbito do painel seguinte. Moderado pelo jornalista Rui Cardoso Martins, o debate centrou-se nas (muitas) alterações que se registaram no panorama informativo e mediático, durante os últimos 25 anos, e a forma como essa mudança condiciona o “jornalismo de causas”. Num tempo marcado pela dispersão de informação e por alguma descrença, foi

ainda salientado o papel do jornalismo na luta pelo valor das instituições democráticas. “Estamos num tempo em que não só podemos sonhar em fazer um jornalismo diferente, como devemos sonhar em fazer um jornalismo diferente”, salientou o jornalista do Expresso, Micael Pereira. O papel dos media, de resto, conforme relembrou Rui Cardoso Martins, fica patente no próprio caso da luta pela independência timorense, tendo em conta “coragem física e a inteligência de Max Stahl”. “É possível mudar o mundo com um acto destes”, reforçou. Foi já durante o painel final que a Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Maria Fernanda Rollo, destacou a importância deste evento de comemoração, tendo em conta a preservação da memória histórica. Quanto aos desafios atuais, reforçou, será possível contribuir para um mundo melhor “com outros Lusitânias Expressos e com pessoas que os conduzam”.


pub

pub pub

25

anos

fama

VIVE A VIDA, CRESCE COM A FORUM. w w w .fo ru m . p t


30 | Forum Estudante | Abr’17

/Pancadas

OS CINCO MOMENTOS ALTOS DA TUA VIDA DE ESTUDANTE Queres conhecer os momentos em que vais brilhar? Não somos o Professor Esótanga, mas temos alguns palpites.

1

AQUELA ENTREGA DE TESTE

Até nem estavas à espera mas o resultado foi mesmo muito bom. Até deu para um elogio especial do professor. O tempo para, todos te olham com admiração e vais passar o resto do dia a carregar o teste na mochila como se as folhas fossem feitas de ouro.

2

AQUELA PERGUNTA NA AULA

Levantaste o braço sem grandes certezas. A pergunta pareceu-te natural. Há um momento de silêncio, nada se mexe, nem no espaço, nem no tempo, nem na sala. Até que o professor/a faz uma expressão de reconhecimento e te atira um: “excelente pergunta”.

3

AQUELA FOTO PARTILHADA

A internet é um sítio estranho e, sobretudo, imprevisível. Não há fórmulas que expliquem as chuvadas de likes que,

por vezes, se abatem em certas posts. É por isso que te vais surpreender quando a tua foto de uma poça de água onde se vê refletido o toldo do snack bar da tua rua, pegar fogo às redes sociais.

4

AQUELE INTERVALO

É um facto sabido que o tempo é relativo. Há horas que parecem minutos, minutos que parecem horas e, convém ressalvar, minutos que parecem minutos. 15 minutos dá para muita coisa e, algures na tua vida de estudante, vai chegar o intervalo que gostavas que nunca mais acabasse.

5

AQUELE MOMENTO

Não te esqueças de uma coisa, caro leitor ou leitora. As coisas imprevisíveis são, quase sempre, as melhores e as piores. Se encontrares uma pastilha inesperada na mochila, ela vai saber 379 vezes melhor. Se encontrares um teste surpresa, ele vai deixar-te 380 mais nervoso. Centremonos nos momentos altos, contudo. Chegará o momento inesperado que, de tão bom, ficará contigo durante muitos anos. Será, para todos os efeitos, aquele momento.


ÚBLICO P R IO R E UP t ENSINO S www.ips.p

JUNTOS FAZEMOS Ã O AMANH

LICENCIATURAS

Engenharia de Automação, Controlo e Instrumentação Engenharia Eletrotécnica e de Computadores Engenharia Informática Engenharia Mecânica Tecnologias do Ambiente e do Mar Tecnologia Biomédica Tecnologias de Energia Tecnologia e Gestão Industrial (Noturno) Bioinformática Biotecnologia Engenharia Civil (Diurno e Noturno) Tecnologias do Petróleo Animação e Intervenção Sociocultural Comunicação Social Desporto Educação Básica Tradução e Interpretação de Língua Gestual Portuguesa Contabilidade e Finanças (Diurno e Noturno) Gestão de Recursos Humanos (Diurno e Pós-laboral) Marketing Gestão da Distribuição e da Logística (Diurno e Pós-laboral) Gestão de Sistemas de Informação Enfermagem Fisioterapia Terapia da Fala

GI.COM-IPS | mar’17

CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS

Automação, Robótica e Controlo Industrial | Setúbal e Sines (ETLA) Climatização e Energia | Setúbal e Lisboa (APIEF) Eletromedicina | Lisboa (CINEL) Gestão do Ambiente e Segurança Instalações Elétricas Manutenção Industrial Modelação e Fabrico Assistidos por Computador Organização e Gestão Industrial Produção Aeronáutica | Setúbal e Ponte de Sôr Programação Web, Dispositivos e Aplicações Móveis Redes e Sistemas Informáticos Sistemas Eletrónicos e Computadores | Setúbal e Lisboa (IPE) Tecnologia e Gestão Automóvel Tecnologias e Programação de Sistemas de Informação | Setúbal, Barreiro e Lisboa (IPE)

Veículos Elétricos

Condução e Acompanhamento de Obras Reabilitação Energética e Conservação de Edifícios Tecnologias de Laboratório Químico e Biológico Topografia e Sistemas de Informação Geográfica

Duração licenciaturas: 6 semestres – cursos regime diurno 8 semestres – cursos da ESS/IPS e cursos em regime noturno 12 trimestres – Licenciatura em Tecnologia e Gestão Industrial

Cursos Técnicos Superiores Profissionais Cursos superiores de curta duração – 2 anos Diploma de Técnico Superior Profissional, Nível 5 QNQ

Apoio à Gestão de Organizações Sociais Logística | Setúbal e Sines (ETLA) Desportos de Natureza Produção Audiovisual Serviço Familiar e Comunitário


32 | Forum Estudante | Abr’17

/Capital Jovem da Segurança Rodoviária capitaljovemsegurancarodoviaria.pt

SEGURANÇA RODOVIÁRIA: AÇÃO! As atividades sucedem-se e a semana foco está a aproximar-se. É já de 1 a 6 de maio que a Área Metropolitana do Porto recebe imensas ações no âmbito da CJSR. Antes disso, o Brisa Student Drive Camp passará também por lá, de 9 a 13 de abril, com atividades diárias para os 50 felizardos que foram selecionados.

Os municípios do Porto, Vila Nova de Gaia, Maia, Matosinhos e Póvoa de Varzim associaram-se à Universidade do Porto, Politécnico do Porto, Universidade Católica do Porto e Universidade Portucalense para te proporcionarem experiências inesquecíveis e dicas importantes sobre prevenção e segurança rodoviária, juntando-se

assim aos promotores nacionais Forum Estudante, ACP, BP, Brisa, ANSR, Associação Salvador, DGE e RTP. Ao longo de 2017, podes estar atento ao site www. capitaljovemsegurancarodoviaria. pt, para não perderes pitada desta iniciativa em que podes participar sempre que quiseres.

MAIA, PREVENÇÃO RODOVIÁRIA COMEÇA POR NÓS FEIRA DA PROTEÇÃO CIVIL

Entre 24 de fevereiro a 5 de março, o Norte Shopping recebeu a Feira da Proteção Civil, onde foi possível assistir a sessões de suporte básico de vida dinamizadas pela Cruz Vermelha Portuguesa Núcleo de Matosinhos e INEM, assistir a palestras e participar em ações de sensibilização sobre matérias perigosas. Para além disso, a população teve ao dispor rastreios de saúde, exercícios práticos com utilização de equipamento de proteção individual dos bombeiros, testes de alcoolemia, operações STOP, e ações de divulgação em matérias de prevenção rodoviária. Para Eduardo Pinheiro, Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, “esta iniciativa tem a vantagem de colocar a comunidade escolar e a população em geral em contacto com as várias instituições que atuam na proteção e na segurança dos cidadãos”.

Realizou-se no dia 9 de Março, uma ação de sensibilização da Polícia Municipal da Maia junto das crianças do 1º ciclo do ensino básico, inserida no programa municipal “Maia, Prevenção Rodoviária começa por Nós”. A ação decorreu na Escola EB1/JI D. Manuel I, no âmbito do “Porto Capital Jovem da Segurança Rodoviária”.

SEGURANÇA RODOVIÁRIA NO PORTO

Aconteceu no dia 2 de março a ação “Segurança Rodoviária” na Escola Básica Nossa Senhora de Campanhã. A ação foi muito animada tendo contado com o apoio da Proteção Civil, onde os pequenos condutores puderam aprender algumas das regras básicas do código da estrada.

CÂMARA MUNICIPAL

EDUCAÇÃO

APOIO MEDIA

APOIOS

PROMOTORES

Consulta o programa completo em capitaljovemsegurancarodoviaria.pt


Terminou a segunda fase do desafio! Descobre quem são os 24 semifinalistas em

www.bpsegurancaaosegundo.pt

Uma iniciativa

Apoio Institucional

Parcei-

Apoios Locais

Media Partner

CÂMARA MUNICIPAL

Parceiro de Criatividade


35 | Forum Estudante | Abr’17

/ISPA

publirreportagem

ISPA. IU ISPAMEDIA ISPA. PT

PIONEIROS DA PSICOLOGIA Com mais de 50 anos de história e tradição no Ensino e na Investigação e pioneiro na Psicologia em Portugal, o ISPA – Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida tem vindo a alargar as sua oferta formativa, mantendo o rigor de sempre.

MESTRADO INTEGRADO EM PSICOLOGIA Onde há pessoas há comportamento humano. A necessidade de o compreender e antecipar de forma científica é a razão pela qual a psicologia se tornou tão transversal na sociedade atual: vemos psicólogos a trabalhar nas mais diversas áreas como em hospitais, tribunais, prisões, escolas, empresas, na política, na polícia ou mesmo em publicidade. Desde há 50 anos que o ISPA é o local de referência para o ensino e investigação da Psicologia em Portugal. Aqui poderás aceder a conceitos, teorias, métodos e pilares éticos sempre com uma abordagem inovadora e pensamento crítico, participar em projectos de investigação e ainda pôr o conhecimento adquirido em prática, fazendo a tua primeira incursão no mercado de trabalho através do nosso reconhecido programa de estágios. Provas de acesso: Biologia e Geologia ou Matemática Aplicada às Ciências Sociais ou Português

LICENCIATURA EM BIOLOGIA Para compreender como funciona a vida é necessário conhecer os seus princípios e processos ao nível molecular, celular, do organismo, da população e do ecossistema. No ISPA encontras um consistente enquadramento teórico nas principais áreas da Biologia, bem como a oportunidade de participar em projectos de investigação logo desde o primeiro ano. O nosso plano de estudos engloba as vertentes laboratoriais e de trabalho de campo, tanto em ambientes marinhos como terrestres. No ISPA somos pela vida e garantimos um ensino que respeita o bem-estar, evitando o sacrifício injustificado de animais. Provas de acesso: Biologia e Geologia ou Física e Química ou Matemática

LICENCIATURA EM DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO O Desenvolvimento Comunitário é uma área de estudos emergente e proporciona uma formação multidisciplinar nas ciências sociais e humanas, orientada para a promoção de intervenções de mudança transformativa e de sustentabilidade ao nível das comunidades urbanas e/ou rurais. Abre perspectivas de carreira nos mais variados domínios da

intervenção comunitária, abrangendo a capacidade de planeamento e avaliação de projectos e programas com propósitos de mudança social transformativa em domínios cruciais como a promoção da integração comunitária, a prevenção da violência e a organização comunitária. Provas de acesso: Matemática aplicada às Ciências Sociais ou Português

LICENCIATURA EM BIOINFORMÁTICA A Bioinformática é uma área pioneira. Esta Licenciatura garante-te uma sólida formação multidisciplinar em informática, ciências da vida, matemática e estatística aplicada, abrindo perspetivasde carreira nas áreas da genómica, da exploração de dados biológicos, da aprendizagem automática, da modelagem e simulação e ainda nas áreas de programação, redes e bases de dados e na investigação científica. As saídas profissionais incluem empresas farmacêuticas, biotecnológicas, consultoria, tecnologias de informação e desenvolvimento software, entre outras. Provas de acesso: Biologia e Geologia ou Física e Química ou Matemática

LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO BÁSICA (em parceria com a ESEI – Maria Ulrich) Muito prestigiado na área da educação, no ISPA é agora possível fazer a Licenciatura em Educação Básica, que dá acesso a uma consistente formação de base que te proporciona conhecimentos multidisciplinares sólidos e hábitos de trabalho rigorosos no domínio da investigação e planeamento educacional. Conhecerás experiências enriquecedoras no campo da educação que te permitirão uma intervenção sustentada no apoio a profissionais em diversos contextos de educação. No final da Licenciatura, serás capaz de refletir e intervir sobre os contextos e práticas educativas, compreendendo e analisandoas necessidades e os interesses das crianças, famílias e comunidades. Contamos contigo para contribuir para a melhoria da qualidade do funcionamento do sistema educativo. Provas de acesso: Português ou Biologia e Geologia ou Geografia ou História ou Inglês ou Matemática Aplicada às Ciências Sociais.


36 | Forum Estudante | Abr’17

/Redescobrir a Terra www.redescobriraterra.forum.pt

E.B. de Loures

Agrupamento de Escolas de Lousada

O DIA DA ÁRVORE CHEGOU ÀS ESCOLAS PORTUGUESAS No âmbito do programa Redescobrir a Terra, realizou-se no passado dia 21 de março, o “Dia da Árvore” – iniciativa que envolveu a plantação de milhares de árvores em escolas nacionais. Na Escola Básica de Loures, uma das instituições aderentes, foram os alunos que colocaram as mãos na terra. Depois de ajudar a plantar um pinheiro manso, um dos alunos da Escola Básica de Loures dirigiu-se à professora. Apontando uma das árvores do recinto da escola, fez a pergunta: “esta árvore vai ficar do tamanho daquela?”. A resposta da professora foi pronta: “se cuidarmos dela, vai”. Mais tarde, a professora Luciana Gonçalves realçou que a importância desta ação se prende, precisamente, com “a sensibilização dos mais jovens para a preservação da natureza”. De resto, para que tenham uma ligação mais forte, os alunos vão, ao longo do ano letivo, medir o crescimento das árvores, bem como o seu próprio

crescimento. “Vão reparar que, como eles, a árvore também cresceu”, explicou a professora. Outro dos objetivos da ação é a sensibilização para as questões da sustentabilidade. “Daqui a uns anos, vão poder ver outros meninos à sombra desta árvore”, explicou Luciana Gonçalves às crianças da EB de Loures. Da mesma forma, as próprias crianças que plantaram as árvores poderão ver resultados da sua ação, explicou a coordenadora da escola, Fátima Marques. Por ser uma escola com uma forte ligação local, muitos dos seus antigos alunos visitam com frequência o recinto e têm filhos que são alunos.

“Estes jovens podem, daqui a alguns anos, visitar a escola e ver os seus filhos à sombra das árvores que plantaram”, salientou. O contacto com a terra – “e sujar as mãos”, detalha a coordenadora – será ainda uma mais-valia para estas crianças: “o saber está nos livros mas os jovens que contactam com a natureza têm uma grande mais-valia no processo de aprendizagem”, concluiu. As árvores plantadas na EB de Loures foram uma oferta da Forum Estudante que, assinalando o Dia da Árvore, ofereceu 1000 árvores a escolas de todos os distritos de Portugal continental.


oferta formatIva CtesP / LICenCIaturas / mestrados / Pós-Graduações /

cursos técnicos supEriorEs profissionais (ctesp) Escola supErior aGrária

Análises Químicas e Biológicas Cuidados Veterinários Desporto Equestre e Zootecnia - NOVO Energias Renováveis Gestão e Qualidade Ambiental Produção Agrícola Proteção Civil Tecnologia Alimentar

Escola supErior dE Educação

Escola supErior dE artEs aplicadas

Animação Sociocultural Aplicada à Gerontologia Assessoria e Comunicação Empresarial - NOVO Desporto Recreação Educativa para Crianças - NOVO

Comunicação Audiovisual

Escola supErior dE tEcnoloGia

Automação e Gestão Industrial Comunicações Móveis Desenvolvimento de Produtos Multimédia Fabrico e Manutenção de Drones - NOVO Instalações Elétricas e Telecomunicações Reabilitação do Edificado Redes e Sistemas Informáticos - NOVO Tecnologias e Programação de Sistemas de Informação

Escola supErior dE GEstão

Gestão Empresarial Gestão e Produção de Cozinha Organização e Gestão de Eventos Restauração e Bebidas

licEnciaturas Escola supErior aGrária

Escola supErior dE Educação

Agronomia Biotecnologia Alimentar Engenharia de Protecção Civil Enfermagem Veterinária Produção de Alimentos e Nutrição Humana

Desporto e Actividade Física Educação Básica Secretariado Serviço Social

Escola supErior dE artEs aplicadas

Contabilidade e Gestão Financeira Gestão Comercial Gestão Hoteleira Gestão Turística Solicitadoria

Design de Comunicação e Produção Audiovisual Design de Interiores e Equipamento Design de Moda e Têxtil Música - variante de Canto Música - variante de Formação Musical Música - variante de Instrumento Música - variante de Música Electrónica e Produção Musical

Escola supErior dE saúdE dr. lopEs dias

Ciências Biomédicas Laboratoriais Enfermagem Fisiologia Clínica Fisioterapia Imagem Médica e Radioterapia

Escola supErior dE GEstão

Escola supErior dE tEcnoloGia

Engenharia Civil Engenharia das Energias Renováveis Engenharia Electrotécnica e das Telecomunicações Engenharia Industrial Engenharia Informática Tecnologias da Informação e Multimédia

mEstrados / pós-GraduaçõEs Escola supErior aGrária

Engenharia Agronómica Engenharia Zootécnica Inovação e Qualidade na Produção Alimentar Protecção Civil / Pós-Graduação*

Escola supErior dE Educação

Atividade Física Administração Escolar / Pós-Graduação Educação Especial - Domínio Cognitivo e Motor Educação ação Pré-Escolar e Ensino do 1.º Ciclo do Ensino Básico Ensino de Inglês no 1.º Ciclo do Ensino Básico Gerontologia Social / ESECB/ESALD Intervenção Social Escolar Supervisão e Avaliação Escolar

IPCB, um Passo à frente

Escola supErior dE artEs aplicadas

Composição / Pós-Graduação - NOVO Design de Interiores e Mobiliário Design do Vestuário e Têxtil Design Gráfico Direção Coral / Pós-Graduação - NOVO Direção de Orquestra / Pós-Graduação - NOVO Documentário Criativo eVídeo Experimental / Pós-Graduação - NOVO Ensino de Música Música Música por Computador / Pós-Graduação - NOVO Percusão / Pós-Graduação - NOVO

Escola supErior dE saúdE dr. lopEs dias

Cuidados Paliativos Enfermagem Feridas / Pós-Graduação

Escola supErior dE tEcnoloGia

Comunicações Móveis Construção Sustentável Desenvolvimento de Software e Sistemas Interativos Design e Fabrico Integrado por Computador / Pós-Graduação* - NOVO Reabilitação Sustentável de Edifícios / Pós-Graduação*

Escola supErior dE GEstão

Gestão de Empresas Gestão de Negócios / Pós-Graduação* Master Executive em Gestão de Unidades de Turismo em Espaço Rural - NOVO

/ipcb.pt

@IPCBoficial

/ipcb.pt

* Ensino a distância

politecnicocbranco

www.IPCB.Pt


38 | Forum Estudante | Abr’17

/Redescobrir a Terra

19 DE MAIO DIA NACIONAL DA AGRICULTURA NA ESCOLA Para quem? Alunos do 5º ao 12º ano de escolaridade, do ensino regular e profissional, com maior incidência no 2º e 3º ciclo do ensino básico. No âmbito do DNAe, as escolas (2.º e 3.º ciclo do ensino básico e ensino secundário e profissional) são convidadas a desenvolver atividades de divulgação/promoção da agricultura junto dos seus alunos, dentro do espaço físico da sua escola, tendo em vista a sensibilização dos jovens portugueses para a importância estratégica da Agricultura e do desenvolvimento sustentável do País.

Com quem? O DNAe conta com o envolvimento de um conjunto de parceiros, nomeadamente a Confederação dos Agricultores de Portugal e respetivas Associações de Agricultores, Direção Geral de Educação, Instituições de Ensino Superior e Associação Portuguesa de Escolas Profissionais Agrícolas (APEPA).

Para quê?

Como?

Contribuir para a introdução do conhecimento do “Mundo” da Agricultura moderna e sustentável, abordando, em cada ano, um tema específico de uma forma lúdicapedagógica, despertando assim potenciais vocações para o setor.

Através de atividades desenvolvidas pela escola (professores, alunos), tais como exposições, passatempos, aulas especiais, encontros com profissionais, entre outros. Existe ainda um kit pedagógico para auxílio das atividades no Dia Nacional da Agricultura na

EDIÇÃO 2017 | TEMA: A DIETA MEDITERRÂNICA

Escola (DNAe), desenvolvido pelo Instituto Politécnico de Bragança, com a colaboração dos parceiros do Consórcio Redescobrir a Terra. Este kit conterá ideias e materiais que auxiliarão os professores e alunos a desenvolver as atividades mais adequadas à sua escola e comunidade.

Inscrição Inscrição das escolas para o Dia Nacional da Agricultura na Escola (DNAe) é realizada através de plataforma online, presente no site Redescobrir a Terra (www. redescobriraterra.forum.pt).

O QUE TENHO DE FAZER PARA A MINHA ESCOLA PARTICIPAR? 28 de abril de 2017 Inscrição da Escola no site www.redescobriraterra.forum.pt 5 de maio de 2017 Indicação da pessoa responsável na Escola pela dinamização 12 de maio de 2017 Planeamento do Dia Nacional da Agricultura na sua Escola, em conjunto com a Forum Estudante

uma iniciativa

apoios

parceiros

Escola Profissional Agrícola

Afonso Duarte


LICENCIATURAS E MESTRADOS I N T E G R A D O S 2017 / 2018 ESCOLA DE ARTES Arquitetura Mestrado Integrado Artes Visuais – Multimédia Design

Música Ramos: Composição, Interpretação, Jazz, Musicologia Teatro

ESCOLA DE CIÊNCIAS SOCIAIS Ciências da Educação Economia Educação Básica

Gestão História e Arqueologia Línguas e Literaturas

Património Cultural (Novo) Psicologia Relações Internacionais Sociologia Turismo

ESCOLA DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA Agronomia Arquitetura Paisagista Biologia Biologia Humana Bioquímica Biotecnologia

Ciência e Tecnologia Animal Ciências da Terra e da Atmosfera Ciências do Desporto

Ecologia e Ambiente Engenharia de Biossistemas Mestrado Integrado Engenharia de Energias Renováveis Engenharia Geológica Engenharia Informática

Engenharia Mecatrónica Geografia Geologia

Matemática Aplicada Matemática Aplicada à Economia e à Gestão

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM SÃO JOÃO DE DEUS Enfermagem

Medicina Veterinária Mestrado Integrado Química Reabilitação Psicomotora

www.oferta.uevora.pt GABINETE DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR | Telf. 266 760 220 | gaes@uevora.pt

vem escrever a tua história! vive uévora


40 | Forum Estudante | Abr’17

/Tech

O CLUBE DE eSPORTS QUE QUER MUDAR O JOGO

Criado em 2011, o For The Win (FTW) eSports Club é “o clube de referência em Portugal” no mundo dos desportos eletrónicos, salienta o seu CEO, Ramiro Teodósio. A sua fundação teve como objetivo “mudar a mentalidade do gaming/esports nacional” – uma missão que continua a perseguir e na qual parceiros como a Team Razer “são essenciais”, salienta.

Na altura da fundação da FTW, existia muito pouco investimento na formação de academias, jogadores e o seu desenvolvimento, recorda Ramiro Teodósio. É por essa razão, salienta, que a equipa cresceu “tanto em tão pouco tempo”. Ao longo dos 5 anos de existência, mais de 5000 atletas já passaram pelos seus quadros. No último ano, registaram-se 24 internacionalizações. A criação deste clube de desportos eletrónicos teve uma razão simples na sua base, explica: “mudar a mentalidade do gaming/esports nacional”. Uma mudança que ainda não foi conseguida na totalidade. Segundo Ramiro Teodósio, a grande generalidade do público português “não tem a mínima ideia do que são os eSports”. Por essa razão, uma das missões assumida pela FTW é a de mostrar como “este mercado é enorme no estrangeiro e tem influências muito positivas a nível empresarial e cultural”, explica o

CEO. Nesta tarefa, destaca, a crescente profissionalização do desporto “é essencial para ser levado mais a sério”. Nos contactos que a FTW faz com os pais dos jogadores, quando são referidos os valores recebidos mensalmente ou por torneio, bem como o facto de representarem Portugal, há uma

QUEM PRATICA ESPORTS EM PORTUGAL? Segundo Ramiro Teodósio, a maior parte dos atletas de eSports, em Portugal, têm idades compreendidas entre os 16 e os 25 anos. Relativamente aos jogos mais populares, são destacados Counter Strike: Global Offensive e League of Legends, seguidos de HeathStone, Overwatch, FIFA e Tier 2.

mudança de atitude. “Passam a ter uma presença mais positiva e de apoio aos filhos”, revela. À semelhança de áreas como o desporto ou a música, também os eSports trazem uma vertente profissional a um mundo que pode ser associado ao entretenimento. “Como em tudo na vida”, salienta Ramiro Teodósio, no campo dos videojogos “há que ter aptidão, esforço, sacrifício e dedicação”. O que não significa estar 10 horas seguidas a jogar. “Isso apenas prejudica”, destaca. De resto, a integração num clube de eSports constitui uma mais-valia para quem quer seguir a via profissional, precisamente pela adoção de uma metodologia baseada em estrutura e organização. Tal como no futebol, salienta, no eSports “não existem 100 Cristianos Ronaldos”. No cumprimento da missão a que se propôs, destaca Ramiro Teodósio, “os parceiros são essenciais para o clube FTW”. No ano de 2016, por exemplo, a Team Razer juntou a FTW às suas equipas, oferecendo-lhe o estatuto de “Elite Team”. O que contribui em muito para a missão a que a FTW se propõe. “Não é qualquer equipa que é apoiada pela Team Razer – o acompanhamento dado pela marca e a forma como expõe as suas equipas no estrangeiro beneficia em muito o nosso mercado”, conclui.


Design de Moda

D In es t ig Ex eri n te or de rio es re e s

Turismo

Foto gra fia

Auxi liar de Saúde

e ão aç nic ting mu ke Co Mar

Co Pro orden duç a ão ção e de Mo da

Cursos condicionados à aprovação pela Autoridade de Gestão do POCH

Apoio à Infância

pub

fico Grá ign Des

DIPLOMA DE 12º ANO I DURAÇÃO 3 ANOS www.escolamodalisboa.eu

pub

Para mais informações consulte o nosso site ou contacte-nos através do 218 474 029/31 ou geral@escolamodalisboa.eu

DESCUBRA A ARTE DOS CURSOS DE HOTELARIA NA SUÍÇA Os cursos de Hotelaria combinam níveis académicos de elevada qualidade com experiência prática de trabalho e foram preparados para responder às necessidades desta atividade apaixonante. Escolha a escola e o curso mais adequados aos seus objetivos, bem como o nível académico que pretende atingir. • Hotelaria • Resorts & SPA • Artes Culinárias • Negócios

• Eventos • Turismo • Hotel Design • Gestão Hoteleira

Para mais informações ver em: www.swisseducation.com

Os nossos estudantes têm rapidamente ACESSO A POSIÇÕES DE RELEVO NO MERCADO DE TRABALHO em qualquer país. Para mais informações, contactar: Tel: 218132535 // multiway@multiway.org

www.multiway.org

SWISS EDUCATION GROUP Montreux | Switzerland | T +41 21 965 40 20 info@swisseducation.com | www.swisseducation.com


JUVENTUDE ENTRE O SONHO E A DESILUSÃO 42 | Forum Estudante | Abr’17

/Cinema

Chega este mês às salas portuguesas “Juventude”, longa-metragem realizada pelo francês Julien Samani e que conta com coprodução portuguesa (Leopardo Filmes e Alfama Films). Nomeado para o Leopardo de Ouro no festival de Locarno, Jeunesse reflete sobre “sonhos teimosos”, durante “a viagem de um adolescente até à vida adulta”.

Realizador: Julien Samani Ano: 2016 Com: Kévin Azaïs, Samir Guesmi, António Simão, Miguel Borges

Cansado da sua vida monótona em Le Havre, Zico decide embarcar numa aventura pelo mar, juntando-se à tripulação de um navio. A viagem até Luanda é composta de momentos de tensão, e, rapidamente, “o sonho dá lugar à desilusão”, pode ler-se na sinopse oficial. O enredo de “Juventude” é baseado no conto de Joseph Conrad com o mesmo nome, de 1898, em que um jovem

Charles Marlow participa numa viagem até ao oriente – uma das suas primeiras jornadas. Durante a narrativa, o navio passa por várias dificuldades: tempestades, colisões e até os ratos o abandonam. As provações a que é sujeito Marlow podem ser vistas como uma viagem simbólica da adolescência até à vida adulta, que inclui novas batalhas e ambições. É desta base que parte a longametragem de Julien Samani, num título filmado em Portugal e que conta com a participação dos atores António Simão e Miguel Borges. O portal Cineuropa descreveu o filme como “um conto épico e glorioso sobre um homem comum”. Já a sinopse oficial do filme fala de “uma história de sonhos

teimosos, a viagem de um adolescente até à vida adulta”. De acordo com a informação oficial avançada, a película evoca “uma escrita ligeiramente impressionista”, à imagem do estilo literário de Conrad. Desta forma, consegue descrever “a vida no mar, o grupo de marinheiros, a solidão e as relações de poder entre a tripulação”. Uma produção conjunta Leopardo Filmes / Alfama Films, “Juventude” foi um dos candidatos ao Leopardo de Ouro no Festival de Locarno, onde teve, de igual forma, a sua estreia mundial. No próximo dia 6 de abril, chega às salas nacionais.

ESTREIAS EM ABRIL Paterson

Velocidade Furiosa 8

6 DE ABRIL Paterson vive em Paterson, New Jersey, onde conduz um autocarro. Na cidade dos poetas, este motorista não abdica de um livro secreto, onde aponta todos os seus poemas.

13 DE ABRIL As novas acelerações da saga passam por Cuba, derrapam em Nova Iorque e dão um salto ao Ártico.

A Marcha dos Pinguins 2 27 DE ABRIL Uma viagem misterioysa para o desconhecido. Luc Jacquet segue de perto um pinguim de 45 anos, acompanhando as suas dúvidas, medos e desafios.


EGAS_PUBLICIDADEv16.qxp_FORUM_ESTUDANTE_16 22/07/16 15:43 Pรกgina 2

NOVO

NOVO

NOVO


44 | Forum Estudante | Abr’17

/Música

A LIÇÃO DO STÔR JIMMY

ESCOLHE O TEU FUTURO SEM PRECONCEITOS EDP e Jimmy P desafiam alunos do 7º ao 12º ano a escolher uma profissão, no âmbito do projeto “Tagga o teu futuro”. As escolas com maior mobilização recebem um concerto do Jimmy P.

Assim que entra na sala, Jimmy P toma o papel de professor. Os versos que vai cantando aos alunos incluem vários conselhos: “ser diferente não é ser inferior – é seres igual a ti mesmo e conheceres o teu valor” ou “sempre fui do tamanho dos meus sonhos” são alguns dos exemplos. Este é a dinâmica do novo videoclip de Jimmy P, “Handz Up”, que é também hino da campanha “Tagga o teu Futuro” – uma iniciativa da EDP dirigida a alunos entre os 12 e os 18 anos de idade que tem como objetivo “promover a mudança na sociedade para um caminho de maior diversidade e inclusão”, explica a empresa. Segundo a mesma fonte, serão envolvidas cerca de 1000 escolas de todo o país.

CHEGOU À FORUM ESTUDANTE

A mensagem transmitida é também um desafio colocado aos jovens: serem ousados nos seus sonhos e acreditarem num futuro sem barreiras nem preconceitos. Durante o videoclipe, alguns jovens dão o mote, seguindo as suas vocações: há raparigas que querem ser pilotos e engenheiras, bem como rapazes que ambicionam ser enfermeiros ou educadores de infância. A participação das escolas e dos alunos é realizada através da plataforma taggaoteufuturo.edp.pt. O primeiro desafio é que cada estudante faça o “tag” do seu futuro, assinalando a profissão dos sonhos. As escolas com maior nível de mobilização até ao próximo dia 21 de abril, serão conhecidas no início de maio e

receberão um concerto do Jimmy P. Através de uma aposta nas futuras gerações, explica o diretor adjunto de Recursos Humanos da EDP, João Tavares, pretende-se promover a “consciencialização de que as profissões e as competências que elas traduzem não têm género, cor ou condição física”. ”No fundo ao somarmos diferenças, ganhamos futuro”, reforçou. Embaixador deste projeto, Jimmy P explica que o seu objetivo passa por “ajudar os jovens a lutar pelos seus sonhos”. “Eu sonhava ser músico, e sou. Vivi em França, vim para Portugal para jogar futebol, mas prefiro mil vezes mais fazer música. Nem sempre tive apoio ou a aprovação dos outros, mas nunca desisti do meu sonho”.


Fórum Estudante_2017_3.pdf 1 16/03/2017 16:30:11

Amadora | Lisboa | Queluz | Arruda dos Vinhos | Entroncamento

Inscrições Abertas

Procura-nos no Facebook

O Futuro Tem um Rosto!

Frequência Gratuita

Cursos em: gustaveeiffel.pt C

M

Y

Frequência

CM

MY

CY

CMY

K

Cursos Profissionais

*

Equivalência ao 12º ano | Nível 4 do QNQ Gestão Animador Sociocultural Comercial Turismo Mecatrónica Multimédia Higiene e Segurança do Trabalho Auxiliar de Saúde Mecatrónica Automóvel Proteção Civil Cozinha/Pastelaria Padaria/Pastelaria Instalador de Sistemas Solares Fotovoltaicos

Restaurante/Bar Construção Civil - Topografia Eletrónica, Automação e Comando Eletrónica e Telecomunicações Apoio à Infância Desenho Digital 3D Ótica Ocular Logística Gestão de Equipamentos Informáticos Eletrónica, Automação e Computadores Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Assistente Familiar e de Apoio à Comunidade Comunicação-Marketing, Relações Públicas e Publicidade

*a aguardar aprovação do número de vagas pelo Ministério da Educação

gustaveeiffel.pt | divulgacao@gustaveeiffel.pt | 917 873 709 Cofinanciado por:


46 | Forum Estudante | Abr’17

/SóRir Tu que estás chateado e de mau humor e procuras uma luz que acenda o teu sorriso, uma gargalhada que te encha a alma... Aprecia! Ah, e não te esqueças, se tiveres uma boa piada ou foto, envia-nos para geral@forum.pt

Se nadar emagrece, por que é que a baleia é gorda?

Correr? Eu percebi comer!

Empenhado como um verdadeiro atleta!

ATIVIDADE

FÍSICA

Bora pessoal, só mais um esforço!

O dia da Atividade Física já está mesmo a bater a porta! E tu? És do tipo preguiçoso ou ágil?

Já viste os meus novos ténis?

Detergente Finalmente descobri o que nos faz engordar! É o shampoo! No rótulo está escrito: “Para dar corpo e volume”. Agora só vou usar detergente de louça porque no rótulo diz: “Elimina até as gorduras mais difíceis.”

Esses calções são meus...!

A minha avó A minha avó começou a andar 5 km por dia aos 80 anos. Hoje ela tem 97 e ninguém sabe onde ela está.

Professor de natação

Sou tão bom que enquanto vocês correm eu dou cambalhotas!

A profissão de professor de natação é das mais tensas. O professor ensina, ensina, ensina e o aluno nada.

Espera, que estás aqui a fazer?

Super rápido Bombaaaa!

Esta vai parar a Marte... ter com a minha família.

Pergunta um rapaz ao amigo: - “Sabes o que o Usain Bolt deve fazer quando perde o autocarro? - “Não! “– responde o amigo. E diz o primeiro: - “Espera na próxima paragem…”


48 | Forum Estudante | Abr’17

/HorosCÓPOS

Carneiro

(21/03 - 20/04) Os nativos de Carneiro pensam com o coração, o que se pode tornar um pouco confuso ao final de algum tempo. Ninguém aguenta tanto pumpum-pum-pum e uma certa tendência para estar sempre a falar de veias e artérias. Tirando isso, esperamse coisas muito positivas para a vida amorosa. Finalmente. #vaibuscar

Que se danem as águas, meus caros. Abril vai ser radioso para todos vocês. Sinto-me estranhamente generoso nas previsões. Esta época do ano emociona-me sempre. Isso e a professora Zómentira convidou-me para um encontro. Vamos juntos ao Congresso de Feitiçaria, em São Cipriano e… Bem, estou a divagar. Leiam a vossa felicidade! Touro (21/04 a 20/05)

Virgem (23/08 a 22/09)

Mês sortudo para os nativos de Touro que, depois de ganharem um saco de gomas numa rifa, vão tropeçar num bilhete de lotaria premiado e cair em cima de uma nota de 200 euros. Nada mau, hein?

Os nativos de Virgem vão ser os campeões e campeãs da saúde. Num clima propenso a narizes entupidos, este signo vai destacar-se pela saúde de ferro e pela quantidade incontável de vezes que vai passar a dizer “santinho” a todos os outros.

Gémeos (21/05 a 20/06) Gémeos, sempre gostei de vocês. Quando às vezes vos fazia uma previsão mais negativa, era por saber que sabem lidar com as más notícias. Porém, este mês, os nativos de Gémeos vão ter de saber lidar com as boas notícias – coisa que, por vezes, é mais complicada do que parece.

Caranguejo (21/06 a 20/07) Na senda das ligações óbvias, o Caranguejo anda para trás. É isto. Contudo, nem sempre. Abril será o mês das grandes conquistas e do caminhar em frente.

Leão (21/07 a 22/08) Um signo muito batalhador, o Leão. Nunca desiste de tentar resolver o problema, mesmo quando toda a gente na sala já disse “não vai dar” e há sete pessoas à porta a rir-se da teimosia leonina. Os teus esforços vão ser recompensados e vais poder, finalmente, rir por último (ou escrever kkk/rsrs/lol).

Balança (23/09 a 22/10) O mês destes nativos balança (lol topas?) entre a espetacularidade e a felicidade pura. O que não é dizer pouco. Tudo o que toques vai tornarse em ouro, cara Balança. Bem, a não ser que toques em ouro, obviamente. Nesse caso, vai tornar-se num daqueles chocolates de passas.

Escorpião (23/10 a 21/11) Quem disse que o Escorpião é venenoso? Se há alguma substância a ser expelida por estes nativos será açúcar derretido com molho de caramelo e acompanhamento de molho mel e chocolate. Uma doçura. Cuidado com os diabetes. Falem com os nativos de Virgem.

Sagitário (22/11 a 21/12) Sempre reservados, os nativos de Sagitário vão sair da casca este mês – expressão curiosa e que, se bem compreendi, é uma coisa boa.

Ninguém quer viver num ovo, percebese a ideia. Aproveita a tua falta de timidez para fazer uma loucura inesperada como, por exemplo, fazer o pino na cantina.

Capricórnio (22/12 a 19/01) Depois de muitos meses a baba e ranho, os nativos de Capricórnio vão ter um mês absolutamente seco no que toca à secreção lacrimal. Nem sequer vendo o final do Titanic ou a cena inicial do Up a coisa vai lá. Aproveitem para cortar cebolas.

Aquário (21/01 - 19/02) Abril é um mês de águas mil. Os Aquários gostam de água. A ligação é óbvia. Para além de referências básicas à ligação do teu signo com a água, espera muitas e boas notícias.

Peixes (20/02 - 20/03) Caro Peixes, és o único que chegou ao fim do Horoscópos, provavelmente. Aqui que ninguém nos ouve, achas mesmo que estava a falar a sério? Achas mesmo que o mês vai ser este mar de rosas e nuvens e chocolates e mais-não-sei-quê? Vai ser um mês normalíssimo para todos os signos. Menos para ti, qualquer que seja o teu signo, que tiveste a paciência de ler até ao fim.


#295 Revista Forum Estudante - Abril 2017  

Politécnico de Leiria: As experiências que te aguardam no Ensino Superior ficarão contigo para o resto da vida. Será também aí que farás apr...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you