Page 56

Interação Fármaco-nutrientes

Interação fármaco-nutriente Os nutrientes podem interagir com fármacos, levando a consequências indesejáveis em termos do aproveitamento de ambos. O resultado pode ser redução ou exacerbação do efeito terapêutico do fármaco. Este, por sua vez, pode modificar a bioutilização do nutriente, com implicações clínicas na eficácia terapêutica do fármaco e no estado nutricional. O fenômeno de interação pode ocorrer durante a ingestão do alimento, na absorção do fármaco ou do nutriente, durante a distribuição e o armazenamento nos tecidos, no processo de biotransformação ou mesmo durante a excreção do fármaco.1 A Tabela 6.1 mostra as principais interações nutricionais relacionadas com os fármacos frequentemente utilizados na clínica médica e/ou especializada.

Tabela 6.1 Interação fármaco-nutriente relativa aos principais medicamentos utilizados na prática clínica Hipoglicemiantes orais Fármaco

Efeito do fármaco sobre o alimento ou nutriente, ou vice-versa

Acarbose

O fármaco diminui a absorção dos carboidratos da dieta Dieta: Ingerir acarbose durante as refeições

Clorpropamida

O fármaco diminui a absorção de ferro e vitamina B12 Dieta: Ingerir clorpropamida 30min antes da primeira refeição do dia É importante ter uma alimentação adequada após a utilização da medicação

Glibenclamida

Os alimentos afetam a absorção do fármaco, mas o pico plasmático dele não é afetado Dieta: Ingerir glibenclamida 30min antes da primeira refeição do dia É importante ter uma alimentação adequada após a utilização da medicação (Continua)

127

190 - Nutricao Clinica no Dia a Dia - cap-06-Miolo.indd 127

19-10-2017 09:09:38

Nutrição Clínica no Dia a Dia - 2a Edição  

A segunda edição de Nutrição Clínica no Dia a Dia mantém a característica de guia prático e útil de sua primeira edição. Assim, fornece, de...

Nutrição Clínica no Dia a Dia - 2a Edição  

A segunda edição de Nutrição Clínica no Dia a Dia mantém a característica de guia prático e útil de sua primeira edição. Assim, fornece, de...