Issuu on Google+

O BEBÊ DE TAÍS ARAÚJO E LÁZARO RAMOS

ASHTON KUTCHER: "OS CARIOCAS TÊM UM CORAÇÃO ENORME"

SÃO PAULO FASHION WEEK 24 PÁGINAS DE COBERTURA AOS 61, SONIA BRAGA ARRASA NA PASSARELA

Ensaio ALÊ

DE SOUZA

1 6 0 8 2 0 0 0 0

0

1 5 1 6 - 8 2 0 4

9 7 7 1 5 1 6

A um mês do lançamento do disco em inglês, a cantora descobre que vai ser mãe Há quatro anos casada com o empresário Marcus Buaiz, ela diz: "Meu casamento vai muito bem"

I S SN

em sua melhor fase

5

Wanessa grávida 27/JUN/2011 ANO 12 N° 615

R$ 9,90


Capa

Gravidez no auge Thaís Botelho fotos Alê de Souza e Rômulo Soares EDIÇÃo DE MoDA Rodrigo Grunfeld

No momento em que tem sua carreira nas mãos e se prepara para lançar o primeiro disco todo em inglês, WANESSA descobre estar grávida do marido, o empresário Marcus Buaiz

Wanessa Camargo está grávida. A gestação ainda é muito precoce, apenas seis semanas. Ela e o marido, o empresário Macus Buaiz, pretendem confirmar a notícia quando a gestação completar três meses. A descoberta foi uma surpresa e soma-se ao ótimo momento pelo qual passa a cantora. Depois da guinada que deu em sua carreira, deixando o público juvenil de lado para encarnar uma musa gay, ela se encontrou artisticamente. seus shows lotam casas noturnas pelo Brasil e suas canções em inglês ganharam elogios até do jornal americano New York Post. A coisa vai tão bem que um disco todo em inglês está em fase de finalização e deve ser lançado no final de julho. o casal está feliz e a gestação é cercada de cuidados. Wanessa precisou fazer uma microcirurgia para evitar problemas de parto prematuro. A intervenção chama-se cerclagem e consiste em pequena sutura para manter o colo do útero fechado. A assessoria da cantora informou que desconhece a informação. Há cerca de um mês, Wanessa recebeu Gente em seu escritório em Alphaville, zona oeste de são Paulo, e desconversava sobre o assunto. Disse estar focada na carreira, assim como o Buaiz, sócio de Ronaldo, e diretorexecutivo da agência 9ine e empreendedor na noite paulistana. “se pararmos para pensar, nunca estaremos preparadas para ser mãe. Não acredito nessa coisa de toda mulher ter que ser mãe, uma coisa imposta, uma convenção”, comentou. “se eu for mãe e receber uma criança, será lindo.” Pois é, aconteceu. Dia 26 de maio, Wanessa e Marcus completaram quatro anos de casados. “somos jovens, com sonhos profissionais e nossa vida é uma loucura. Cada encontro é uma comemoração”, disse Marcus, quatro dias após a entrevista de Wanessa. o empresário está em Paris ao lado de Ronaldo e nunca negou que seu grande sonho pessoal era ser pai. só não arriscava previsões de quando aconteceria. “Não existe idade: quando vier, veio.” À seguir, a cantora fala de filhos, do casamento, do disco “gringo” e da adoração que conquistou junto ao público GLs.


luvas Ellus e body American Apparel


SPFW Verão 2012

Ashton Kutcher e Alessandra Ambrósio, descontraídos na passarela

28

IstoÉGente 27/6/2011 – 615


os embalos DE ASHTON Sem a mulher, Demi moore, na “escolta” particular, o ator AShton Kutcher faz nova passagemrelâmpago pelo Brasil, onde fez muito mais do que desfilar no São Paulo Fashion Week. teve de festinha no quarto do hotel no rio à balada na noite paulistana. Bela Megale e Bruna Narcizo

Desta vez, a visita do galã teve um pouco mais de... diversão. sem a mulher, Demi Moore, que ficou nos estados Unidos a trabalho, ashton Kutcher desfilou novamente pela marca Colcci, na quarta-feira 15, pelo são Paulo Fashion Week, ao lado da top alessandra ambrósio, que substitui Gisele Bündchen como nova garota-propaganda. entre passarela e sessão de fotos para a campanha, feita na véspera, numa cobertura tríplex no prédio que já morou Caetano veloso, no Rio, ashton, desta vez, teve tempo de curtir um pouco sua estada. No Hotel Fasano do Rio, por exemplo, chegou a dar uma festinha no quarto para alguns poucos amigos, com direito a caipirinhas de limão e frutas vermelhas preparadas por ele mesmo. até arriscou uns passinhos de dança quando tocou Black eyed Peas em seu iPod, que serviu de trilha sonora da noite. Já em são Paulo, ashton foi à festa da marca na boate 3p4, acompanhado de alessandra e de outra top, ana Beatriz Barros. Dançou, bebeu vodca com tônica – seu drinque preferido – e até chegou a apartar uma discussão tensa envolvendo um de seus quatro amigos estrangeiros que trouxe na viagem. Outra companhia constante foi Yonatan shani, diretor do Kabbalah Centre do

No desfile, o ator sentou-se na fila A e aplaudiu a passagem da colega brasileira: admiração vem desde um encontro dos dois em um avião


SPFW Verão 2012 REINALDO LOURENÇO

do “Gostei bem rosa, ro look de cou ue” longo. Chiq irelles, Donata Mee moda consultora d

FILA A AS ESCOLHAS DA

Personalidades, atrizes e vips que viram de perto as novidades mostradas nas passarelas revelam aqui os seus looks preferidos e fazem suas apostas para a próxima estação quente

38

IstoÉGente 27/6/2011 – 615


TUFI DUEK

mas as “Ficaram óti etês e a peças com p dos” ca plumas apli oura, MayanatrM a iz

TRITON

eto, “O look pr om a, c calça e blus draria” pe detalhes em , Mel Lisboa iz atr

39


Mostra

O black-tie

décor

do

A arquiteta RAQUEL SILVEIRA junta num casarão dos anos 1940, no Jardim Europa, em São Paulo, 14 dos mais importantes decoradores e paisagistas brasileiros. Na primeira edição da mostra de décor, cada um deles interpreta em grande estilo “o que é Black”. Mais do que um conceito, um estilo de vida, naturalmente sofisticado Silviane Neno FOTOS Simone Monte

Raquel Silveira, no living de Sig Bergamin, usa vestido Cecília Echenique e pulseira Silvia Furmanovich de ouro negro, diamantes e turmalina paraíba. Em cima da lareira, o Portinari, da Dan Galeria. Raquel foi estagiária do escritório de Sig , aos 19 anos, quando ainda estudava arquitetura


ESTILO CASA por Silviane Neno

O espaço é repleto de livros e revistas de fotografia, moda e arte. Lírio é a flor escolhida para perfumar o loft de Dada Cardoso


A foto de Hong Kong é a favorita da dona da casa. É no sofá laranja que os amigos se espalham

Oásis urbano A fotógrafa Dadá Cardoso mora e trabalha num loft em São Paulo que é a cara de seu lifestyle. Rodeada de livros e fotografias, ela assiste da cama a visita de passarinhos na varanda. Conforto e tranquilidade a poucos metros da agitação da metrópole Por Thalita Peres fotos João Castellano/Ag. IstoÉ

73


Diversão & Arte

AVALIA ★★★★★ INDISPENSÁVEL ★★★★ MUITO BOM ★★★ BOM ★★ REGULAR FRACO

teatro

Conduzida pelo diretor, a Sutil Companhia de Teatro completa maioridade com Trilhas Sonoras de Amor Perdidas, montagem centrada na intensidade da relação amorosa

Dolorosamente romântico

Fotos DIVULGAÇÃO

Na pág. ao lado: Guilherme Weber, o protagonista que termina um relacionamento de forma abrupta

Felipe Hirsch

UM OLHAR APRESSADO pode classificar os espetáculos de Felipe Hirsch como nostálgicos. Mas talvez não seja isto. Ainda que o personagem principal de sua nova encenação procure resgatar as tais trilhas sonoras de amor perdidas, contidas nas mixtapes (fitas cassetes caseiras que reúnem músicas de cantores diversos), Hirsch não perde de vista o presente. É verdade que o encenador cita uma lista infindável de canções de épocas variadas. Entretanto, a busca das músicas apenas emoldura uma história dolorosamente romântica, sobre um casal jovem (interpretado por Guilherme Weber e Natália Lage) que dá partida a uma relação intensa, interrompida de modo abrupto. Na suspensão desse encontro amoroso, Hirsch aborda a necessidade de seguir em frente mesmo diante da imensa dor da ausência. Ao contrário do protagonista do espetáculo, a Sutil Companhia de Teatro não tem do que lamentar. Comemora 18 anos com três montagens: além de Trilhas Sonoras de Amor Perdidas, estão atualmente em cartaz Não sobre o Amor e Thom Pain/ Lady Grey. Hirsch, que assinou espetáculos louvados (A Vida é Cheia de Som e Fúria, Avenida Dropsie, Pterodátilos), fala sobre o novo trabalho.


Nos seus espetáculos sobressaem muitas referências de décadas anteriores. Você se considera nostálgico? Não exatamente. Sou apegado às minhas raízes, ao que percebo como ainda vivo na relação com a juventude. Não diria que o mundo era mais interessante do que hoje. Era mais harmônico, orgânico, apaixonado, amador. Atualmente, tudo é mais disperso. É difícil medir as coisas. Torço para que a harmonia seja resgatada nas relações humanas. Pode-se considerar Trilhas Sonoras de Amor Perdidas como a segunda parte de uma trilogia iniciada com A Vida é Cheia de Som e Fúria? Quando fizemos A Vida é Cheia de Som e Fúria, imaginávamos uma trilogia, que, a essa altura, acho que não se concretizará. O espetáculo tratava de amores e preconceitos musicais e o protagonista sentia como se estivesse se afastando de um mundo jovem. Com Trilhas Sonoras de Amor Perdidas volto a falar sobre música e juventude, mas de maneira diferente. O conteúdo, de certo modo, é o mesmo. Mudamos, porém, a velocidade no jeito como lidamos com as coisas. Como foi dirigir Paulo Autran em O Avarento e Fernanda Montenegro em Viver sem Tempos Mortos? Eu lembro todos os dias de Paulo Autran – pelo humor e pelos ensinamentos. Autran é o último homem de teatro do Brasil. Com isto, não estou esquecendo outros atores, como Marco Nanini, possivelmente o

‘‘Não diria que o mundo era mais interessante do que hoje. Era mais harmônico, orgânico, apaixonado, amador. Atualmente, tudo é mais disperso”

melhor que já vi, e Sergio Britto, um pensador de teatro, que analisa e critica. Mas Paulo Autran era o mais focado no palco. Fez pouca televisão e admitia não gostar. Adoro Fernanda Montenegro. Só brinco dizendo que não consigo acompanhar o pique dela: apesar de toda a carreira que firmou, não tem segurança de que pode fazer com facilidade e ensaia mais de 14 horas por dia. Depois de dirigir Insolação, você pensa em voltar ao cinema? Sim. Quando acabei Insolação surgiram alguns convites. Mas estava cansado e decidi parar um pouco. Costumo dizer que fazendo teatro ficamos seis meses internados até ver a luz do sol e cinema, cinco anos flutuando até pousar. Agora há projetos grandes a serem viabilizados. Mas devo realizar primeiro algum de menor porte, provavelmente em parceria com Daniela Thomas. Um dos projetos é adaptar o livro O Filho da Mãe, de Bernardo Carvalho, para o cinema. (14 anos) Daniel Schenker Sesc Belenzinho – r. Padre Adelino, 1.000, São Paulo, tel. (11) 2076-9700. Até 31/7


Cobertura Lounge SPFW Verão 2012

NOITES

DE BRINDES

e glamour Toda temporada de moda em São Paulo é sempre assim: o prédio da Bienal vira um grande palco, com artistas das mais diversas áreas circulando pelos corredores. Todos os que interessam prestigiaram o Lounge de IstoÉ Gente, em parceria com o Banco do Brasil, e tornaram o espaço – criado por Leo Soares, da agência Umaturma Design&Criação – ainda mais interessante. Confira quem passou por lá nos seis dias de evento. Adriane Galisteu e Alexandre Iódice Monique Alfradique

Fabiana Scaranzi

Sabrina Parlatore


Maria Cândida

Otávio Mesquita e Melissa Wilman

Carla Lamarca Sabrina Sato

Fafá de Belém

Paulo Vilhena

Christine Fernandes

Sarah Oliveira


ASSINE ISTOÉ GENTE AGORA CLIQUE AQUI

O BEBÊ DE TAÍS ARAÚJO E LÁZARO RAMOS

ASHTON KUTCHER: "OS CARIOCAS TÊM UM CORAÇÃO ENORME"

SÃO PAULO FASHION WEEK 24 PÁGINAS DE COBERTURA AOS 61, SONIA BRAGA ARRASA NA PASSARELA

Ensaio ALÊ

DE SOUZA

1 6 0 0

1 5 1 6 - 8 2 0 4

8 2 0 0 0 0

I S SN

A um mês do lançamento do disco em inglês, a cantora descobre que vai ser mãe Há quatro anos casada com o empresário Marcus Buaiz, ela diz: "Meu casamento vai muito bem"

9 7 7 1 5 1 6

em sua melhor fase

5

Wanessa grávida 27/JUN/2011 ANO 12 N° 615

R$ 9,90


ISTOÉ Gente (27/06/11)