Page 1

DA CRUZ VERMELHA PORTUGUESA

Publicação mensal Nº 55, Novembro de 2019

EDITORIAL

Por: Manuela Filipe

Numa altura em que nos aproximamos do final do ano, gostaria de dedicar o editorial de Novembro do Boletim ao nosso voluntariado, pois é no trabalho deste conjunto de pessoas dedicadas, generosas e de grande humanidade que tem assentado uma boa parte do projecto com o qual a Delegação se encontra comprometida desde há largos anos. E é por isso que me refiro, com sentido reconhecimento, às dezenas de voluntários que diariamente colaboram connosco, de acordo com as respectivas disponibilidades, quer seja como professores e colaboradores de apoio geral da Academia Sénior, ou nos Clubes Sénior, na Residência, nas campanhas de recolha de alimentos, no secretariado, no Centro de Apoio aos Tempos Livres da Adroana, (continua pág. 2)

VISITA DE ANTIGAS ALUNAS

Foi com enorme prazer e saudade que, no espaço de um mês, recebemos a visita de um grupo de antigas e queridas alunas da nossa Academia Sénior, com quem tivemos a felicidade de reviver momentos antigos, através das muitas fotografias da época existentes no meu gabinete. Voltem sempre, amigas! Manuela Filipe

RECOLHA ALIMENTAR

(Ver página 5)


EDITORIAL

(continuação pág. 1)

na Loja Social da Parede, na assistência aos peregrinos de Fátima ou em iniciativas pontuais, nomeadamente de apoio social, em que a colaboração da Cruz Vermelha da Costa do Estoril é chamada a colaborar. Presto, assim, nestas minhas breves linhas, uma singela homenagem a estes homens e mulheres que interpretam e dão expressão, no seu dia a dia, a um dos sete princípios fundamentais da Cruz Vermelha, proclamados em Viena em 1965: o Voluntariado. Obrigado, voluntários, pois é através do vosso tão elevado espírito de cidadania que permitem à Delegação fazer mais e melhor no concelho de Cascais em favor de quem mais precisa. Bem hajam!

CALENDÁRIO FISCAL PARA DEZEMBRO DE 2019 Por: Maria José Conchinhas Até dia 8

Pagamento da mensalidade do Clube Sénior e Residência, na Tesouraria da CVP das 9 ás 13 e das 14 as 16h Se preferir pode sempre fazer o pagamento por transferência bancaria para o IBAN PT50 001000002768006000310 (indique por favor o seu nome ou nº de aluno)

Durante o mês

Inscrições de novos alunos Renovações de inscrições para a Academia Sénior durante todo o mês.

Até dia 20

Pagamento de IRS por conta de rendimentos de 2019 ( 3º) para titulares do Rendimento B

Até ao dia 31

Pagamento do Imposto Único de Circulação (IUC), relativo a veículos cujo aniversário da matrícula ocorra no presente mês

INFORMAÇÕES GERAIS ARRENDAMENTO A ESTUDANTE DESLOCADO Sabia que um aluno que estude numa escola ou Universidade que precise de arrendar quarto ou casa pode deduzir esta despesa no IRS? O Jovem não pode ter mais de 25 anos e a despesa deverá ser deduzida em despesa de educação, e a residência habitual permanente tem que se situar a uma distancia superior a 50 km O estudante terá que celebrar um contrato de arrendamento como estudante deslocado , com emissão de recibo eletrónico de renda . A fatura recibo deverá ser associada na pagina do E-fatura do portal das finanças ao sector “Educação” O estudante deve comunicar á Autoridade tributária a sua condição de estudante Não é necessário a alteração de morada no cartão de cidadão. (Este texto é meramente informativo, não é exaustivo, não dispensa a consulta dos textos legais ou o cumprimento de outras obrigações previstas em disposições legislativas, regulamentares ou administrativas)

TRATAMENTO DA INCONTINÊNCIA URINÁRIA Continuando a apostar nas novas tecnologias para a área da Saúde, a Delegação da Costa do Estoril da CVP tem disponível ao público, na sede da Parede e, proximamente, no Pólo de Cascais um equipamento inovador e não invasivo, que vem contribuir para uma redução significativa da incontinência urinária, melhorando a qualidade de vida da pessoa no seu dia-a-dia. Para aderir a estes tratamentos, informe-se e inscreva-se na nossa recepção da Saúde, Rua Vasco da Gama, 243, Parede, com o telefone 214572797, ou na secretaria do Pólo de Cascais da Delegação, Parque Urbano da Ribeira dos Mochos, com o telefone 211975999. Pág. 2


MAGUSTO NA DELEGAÇÃO COMEMORÁMOS O SÃO MARTINHO

No dia 11 de Novembro o refeitório recebeu a

ambiente familiar e acolhedor, tal como nesta

visita de muitas castanhas e do grupo Coral da

época compete.

Madorna “Os Rouxinóis”. Entre uma garfada do almoço e uma castanha

assada, cantou-se e celebrou-se esta data, em

O MAGUSTO DO CLUBE SÉNIOR Foi com espírito comunitário, abraçados pelo sol que surgia e pelo calor típico do Verão de S. Martinho que nos acompanhava, que brindámos ao S. Martinho no dia 13 de Novembro. Os utentes do Clube Sénior juntaram-se para provar castanhas cozidas e provar uma doce jeropiga, enquanto falámos sobre a origem da lenda de S. Martinho e lemos quadras alusivas à época. AM

OS BARES DA DELEGAÇÃO O bar da Delegação, na nossa sede da Parede funciona entre as 9,30 e 17,30 horas e no Pólo de Cascais, Jardim da Ribeira dos Mochos, funciona entre as 09,00 e as 17,00 horas. Para além de bolos variados, servem refeições ligeiras e rápidas. VENHA VISITÁ-LOS E USUFRUA DAS SUAS ESPLANADAS! Pág. 3


EVENTOS PALESTRAS NA DELEGAÇÃO Durante o corrente mês de Novembro, tiveram lugar no Salão Nobre as seguintes palestras: - Sexta-feira, dia 8 de Novembro, às 14,30 horas: “Acne e Aftas” Orador: Fernando Durand Passos - Quinta-feira, 21 de Novembro, às 10,00 horas: “Empreendedor Social Sénior” Oradores da Universidade Nova - Sexta-feira, dia 15 de Novembro, às 14,30 horas: “Estampas Japonesas” Oradora: Maria D’Orey Capucho Queiroz Ribeiro - Sexta-feira, dia 22 de Novembro, às 14,30 horas: “Cerâmica do Mundo Islâmico – Pérsia” Oradora: Maria D’Orey Capucho Queiroz Ribeiro

EU ALUNO

Trabalhei durante 39 anos, 30 dos quais em cargos de chefia e de direcção de empresas na área administrativa e financeira, e em 2005 reformei-me. Fiquei por isso com muito tempo livre para estudar outras áreas que nada tinham a ver com a realização da minha vida profissional; dediquei-me ao estudo de actividades esotéricas com maior relevo para a Numerologia, que continuo a investigar. E foi neste processo de evolução, que uma amiga me

desafiou a frequentar a Academia Sénior da Cruz Vermelha da Costa do Estoril, na Parede. Aqui ingressei em 2011 tendo frequentado aulas de Terapia da Dança, Nei Chi Kung entre outras de actividades físicas. Ao mesmo tempo também abracei aulas teóricas das quais indico apenas algumas para não me tornar fastidiosa tais como Psicologia Positiva, História das Religiões, Tarot e História da Música. Praticamente ao meu ingresso comecei a fazer voluntariado, para ser útil ao próximo colaborando em diversas áreas quer de apoio aos seniores quer na secretaria. Frequentar a Academia e fazer Voluntariado faz parte da minha forma de ser responsável e organizada, por isso é um prazer. Já Confúcio dizia: “Escolhe um trabalho de que gostes, e não terás de trabalhar nem um dia na tua vida”. Nair Pereira

ATENDIMENTO Teleassistência Por marcação Sede da Delegação da Costa do Estoril da CVP Rua Vasco da Gama, 243, Parede Telefone: 214570924

Acção Social, Clube Sénior e Voluntariado Terça-Feira, das 9,00 às 12,30 horas

Espaço Geração+ Sexta-Feira, das 09,30 às 12,00 horas Rua Maria Lalande, 86, Madorna Telefone: 211922995

Serviço de Apoio Domiciliário e Refeições Terça-Feira, das 14,00 às 16,30 horas

Pág. 4


ESPAÇO ACÇÃO SOCIAL ÚLTIMO PASSEIO DE 2019 No dia 20 de Novembro realizámos o último passeio do ano de 2019, desta vez para voltarmos a repetir um restaurante onde tão bem recebidos somos, “O Palácio dos Leitões”, em Negrais. Os dois espaços de Centro de Dia acabam assim com um excelente repasto, estes passeios externos que, desejamos continuar em 2020, com o apoio da edilidade. AM

RECOLHA ALIMENTAR Nos dias 26 e 27 de Outubro realizámos uma nova recolha alimentar nas lojas do grupo Sonae. Foi mais uma fim-de-semana de bastante trabalho mas muito gratificante, graças a uma equipa dedicada de colaboradores e voluntários, que conseguiram angariar bens alimentares os quais irão ajudar muitas famílias deste concelho. A nossa voluntária mais nova, na loja da Parede, entregou 100 sacos numa manhã, revelando que é de pequenino que se pratica a solidariedade. A todos os que estiverem connosco por esta causa o nosso reconhecido agradecimento. Aida Marques

ENCONTRO DO VOLUNTARIADO

Foi em ambiente de partilha e de amizade que, no dia 22 de Novembro nos reunimos para o encontro do voluntariado desta Delegação. Cada elemento teve a oportunidade de se apresentar e escrever o seu percurso, desde que são voluntários connosco. Serviu ainda para, durante a troca de experiências, se reforçar o voluntariado em algumas áreas que

necessitavam. Este evento terminou com um filme que relembrou com estima, os momentos mais emblemáticos das práticas do voluntariado nesta entidade. A todos os presentes e restantes voluntários, o nosso reconhecido bem haja. Aida Marques

Pág. 5


Eu Professor

Nasci e cresci na Parede, onde quase sempre vivi, numa altura em que ainda podíamos descer em carrinhos de rolamentos até ao centro e que o Pingo Doce era a mercearia dos Silvas onde o arroz, o feijão e um grão eram vendidos ao quilo em sacos de papel pardo, atados na parte de cima. Fiz os primeiros estudos na Escola Primária 31 de Janeiro e segui o liceu, primeiro em Oeiras e depois em S. João do Estoril, num tempo em que não conhecíamos a palavra “bulling”. Eram só uns miúdos parvos e agressivos que gozavam connosco e que às vezes nos faziam a vida negra. Conclui a Licenciatura em Organização e Gestão de Empresas no Instituto Superior de Economia, ainda na altura em que o Dr. Google não era nascido e as redes sociais eram os nossos encontros no Tamariz ou no Deck ou, ainda, nas festas de garagem. Comecei por lecionar Geografia no Liceu de S. João e, posteriormente, Contabilidade e Técnicas Administrativas na Escola Salesiana do Estoril durante um período muito curto. Foi uma experiência fantástica. Fui Funcionário Público durante 11 anos no Gabinete de Estudos e Planeamento do então Ministério dos Transportes e por convite ingressei na empresa de leasing do Grupo Caixa Geral de Depósitos onde estive durante 28 anos. Desempenhei várias funções e quando passei à situação de “disponibilidade” chefiava a Direção de Marketing e

Planeamento da Caixa Leasing e Factoring, com uma equipa fantástica que me deixou uma enorme saudade. Foi um período muito bom onde tive a oportunidade de aprender muito, de me relacionar com gente fantástica e, também, com alguns que não quero, agora, catalogar. O primeiro ano de situação de “disponibilidade” foi como um ano sabático. Deitar-me à hora que queria, sem problemas de consciência de no dia seguinte não estar em condições de prestar o meu melhor rendimento, pôr em dia a leitura de vários livros, para os quais não tinha qualquer tipo de disponibilidade, passear, simplesmente, na rua. Mas ao fim de um ano isto não chegava. Considerava-me ainda com a possibilidade de desenvolver outras atividades que me obrigassem a um esforço mental. Eu que sempre tinha pensado trabalhar até aos setenta ou mais. Conhecia já a Cruz Vermelha na Parede e, no ano passado apresentei-me e perguntei se haveria alguma área em que pudesse ser útil. Sorte a minha. Havia disponibilidade para ajudar nas matérias relacionadas com finanças. “Finanças para não financeiros” e “Educação Financeira” são as minhas disciplinas, cobrindo uma realidade mais virada para as empresas com a primeira e para os particulares com a segunda. Tive muita sorte. Preparar as conversas dos nossos encontros dá algum trabalho, pois é necessário sistematizar os conceitos que vão ser abordados e ligá-los, algumas vezes, a realidades que nos sejam mais próximas. Mas dão-me um imenso prazer as manhãs de terça e quarta-feira em que, com os meus dois grupos, debatemos os assuntos e em conjunto ampliamos o nosso conhecimento. José Lourenço (Professor da Academia Sénior)

Acompanhamento Psicológico · Avaliação Psicológica Estimulação Cognitiva · Depressões e Ansiedade Problemas Relacionais e Comunicacionais · Auto-Estima · Auto-Controlo Perturbações Alimentares · Luto e Perdas · Solidão e Tristeza · Dificuldades de Aprendizagem GABINETES: Rua Vasco da Gama, Nº 243 PAREDE - 214572797 Rua Maria Lalande, nº86 MADORNA - 211922996 Pág. 6


COLUNA DOS LEITORES AROUCA Falam pedras parideiras De variado tamanho. No meio destas cuspideiras Um pastor com seu rebanho. Das alturas, a cascata

Vai fazendo o seu discurso. É música, é uma sonata Que deslumbra o lobo e o urso. A luz a descer molhada

As ondas do rio Paiva

De ensurdecedor barulho.

Lembram-me ondas do teu corpo

Ora verde ora azulada

Ora calmo, ora com raiva

Paraíso onde mergulho.

E onde eu encontro conforto. Luísa M. G. Fragoso

FOME Este impassível rosto que me fita,

Espera! Já me lembro! Um dia, a fome,

Piscando turvos olhos, já cansados,

Que só promessas híbridas consome,

É natureza, é mundo que transita,

Mostrou-se-me também como tu és!

É humanidade e amor enxovalhados. Ó admirável rosto que perturbas, Uma figura pálida, esquisita,

Tu és a fotocópia de ébrias turbas

Que, embora muda, fala em altos brados.

Que são joguete enorme das marés!

- Quem serás tu, figura tão aflita, Que, assim, me trazes tantos desagrados?!

Manuel António Gouveia

(Aluno da Academia Sénior)

Pág. 7


ESTE MUNDO CRIANÇA Por: Luís Pereira de Sousa Se não acordarmos, em qualquer época ou idade viveremos iludidos. Isto de comunicarmos tem que se lhe diga. Não bastam as frases feitas que, como é sabido, entretêm, adiam, alteram, eliminam, ou simplesmente dizem o que não era, ou devia ser dito. Mas ao longo de séculos fomo-nos alimentando desse gesto de esperança, de pagamento de satisfação dos mais legítimos direitos. E hoje, apesar da aparente liberdade, andamos encolhidos, condicionados por portas e travessas, antes de como um dia sonhamos, abrirmos a janela para que o sol e o luar entrem sem riscos, nem dúvidas. Mas vamos fazendo a nossa vida, até cantando e rindo. Contudo há momentos... Eu conto: O Chilli um gatinho pequenino, terno e amigo, tornouse a paixão da minha família. Foi encontrado recémnascido há 4 meses num caixote, à porta de um supermercado, para simplesmente, ser levado. Apaixonei-me. Recolhi-o. É lindo, meigo, parece um milagre da Natureza quando esta se esmera em obras incomparáveis. É o alvo de todos quando me visitam, e é

compensador vê-lo a descobrir as arvores, os insetos, as luzes, os regatos e tudo, afinal. Cresce e aprende, recebe e retribui claramente o carinho. Mas há dias, ia eu a entrar em casa, no meu carro, quando ele infelizmente, é atropelado – um gemido estridente e entrei em pânico – ei-lo a arrastar-se como uma lagarta louca, pelo jardim...encontramo– lo, depois de muito procuramos, sob umas plantas, a esvair-se em dores como um moribundo. A Laurinha, minha neta de 6 anos, aos gritos desesperada, agarrou-o contra o peito, chorando como nunca eu vira nenhuma criança chorar. Levámos- lo de imediato ao Hospital Veterinário de Oeiras onde foi logo observado. Ficou internado, anestesiado e tratado com saberes e atenções inimagináveis. Mais tarde, já de madrugada, a Laurinha ainda dolorida, levantou-se da cama, veio junto a mim, com cuidado acordou-me e disse-me suavemente - Olha avô, está tranquilo. O Chilli está salvo. Fez uma pausa para respirar fundo, eu recuperar o raciocínio e como a dizer-me um segredo - É que ouvi dizer que os gatos têm 7 vidas. Assim, ele ainda tem mais 6 para viver, não é? PS. Dias volvidos, o Chilli recupera a olhos vistos e eu feliz, entre aspas, pergunto – me se não bastariam 3 vidas e meia.

FICHA TÉCNICA Directora: Manuela Filipe Editor: Armando Ferrão - CP 9813 Colaboradores: Aida Marques, Ana Silva, Carla Figueiredo, Carlos Costa, Luís Pereira de Sousa, Margarida M. Fernandes, Maria José Conchinhas, Paula Amor, Salete Tomás, Suzete Amorim. Grafismo e paginação: Sérgio Silva e Pedro Varela Fotografia: Paulo dos Santos António

Cruz Vermelha Portuguesa—Delegação da Costa do Estoril Rua Vasco da Gama, nº. 243 2775-297 Parede dcostaestoril@cruzvermelha.org.pt / 214570924 Pág. 8

Profile for cvpestoril

Boletim Informativo 55, Novembro 2019  

Boletim Informativo 55, Novembro 2019  

Advertisement