a product message image
{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade

Page 1

UMA HISTÓRIA DE SUCESSO MOVIDA PELA COOPERAÇÃO

A Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce traz uma boa notícia à sociedade valadarense e região! Decorrente de decisão judicial proferida pelo MM. Juiz da 7ª Vara Cível da Comarca de Governador Valadares foi autorizado à Cooperativa o arrendamento das instalações da Cia de Alimentos Ibituruna, empresa em recuperação judicial, localizada na Avenida Rio Bahia – BR-116, onde até 2008 funcionava o laticínio da Cooperativa. Com essa decisão, a indústria poderá cumprir seu papel social de gerar empregos diretos para centenas de trabalhadores, para outras centenas de prestadores de serviços e, sobretudo, poderá receber e processar o leite dos mais de 1.000 pequenos produtores rurais (cooperados e fornecedores), visando agregar valor ao nosso produto e alimentar milhares de pessoas. No período de 12 meses de funcionamento com o volume de leite atual, o movimento de caminhões JULHO 2019

1

chegará a aproximadamente 22 mil veículos carregados, levando os produtos da marca “IBITURUNA” para todo o Brasil. A Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce agradece a todos os seus cooperados, às autoridades regionais, eclesiásticas e, de forma muito especial, às entidades de classe que lutaram conosco por este resultado, como o Sindicato Rural de Governador Valadares, a União Ruralista, Sicoob Crediriodoce, Sicoob AC CREDI, Unimed, Associação Comercial, CDL, FIEMG, Univale e demais lideranças políticas e empresariais que sempre se posicionaram solidários à causa. Segundo João Marques, presidente da Cooperativa, este é um novo momento, quando nos inserirmos em um novo contexto no processo produtivo, tornando os cooperados mais competitivos no mercado, além de alavancar a economia local e dar subsistência para centenas de pessoas, com trabalho, desenvolvimento e um novo horizonte para a marca Ibituruna.

ANO XXIX | Nº 314 | JULHO 2019

João Marques, presidente da Cooperativa

“Rompemos as dificuldades em busca de dar continuidade à cadeia produtiva do leite e melhor destino à produção dos nossos cooperados. Iremos reativar a indústria sob a nossa administração, valorizando e inovando os produtos Ibituruna. Agradeço aos cooperados, que durante todo o processo nos apoiaram e incentivaram nesta conquista. Aos nossos colaboradores, nosso maior patrimônio, que não mediram esforços durante toda crise ou dificuldades que surgiram. Graças ao trabalho de excelência que realizaram, não houve

perda de estoque ou do leite transportado. Podemos dizer que esse conjunto está posicionando a Cooperativa em um patamar diferente. O arrendamento do Parque Industrial marca o início de uma nova era, com a volta da produção local dos produtos marca “IBITURUNA”, pretende agregar valor e assegurar benefícios sociais aos seus cooperados, atendendo sua missão de promover o desenvolvimento sustentável dos seus produtores e da sociedade através de práticas cooperativistas.


INSTITUCIONAL

PALAVRA DA DIRETORIA EXECUTIVA A Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce caminha em uma nova direção. Somos proprietários da marca Ibituruna desde 2014, e agora retornaremos a operacionalizar o Parque Industrial Luiz de Castro Côrtes, uma das maiores unidades industriais do segmento lácteo do Vale do Rio Doce. Estar à frente desta nova era, que colocará a Cooperativa em posição de liderança, para nós é um grande orgulho! Já crescemos muito, potencializando o nosso Armazém para ser o maior centro de distribuição de insumos da região; proporcionamos uma nova forma de melhoramento genético entre os nossos cooperados, com as vacas doadoras regionais, e agora iremos para um novo patamar. Nos últimos dias tivemos a prova real, atestada pelos maiores laticínios do Brasil, que o leite produzido pelos nossos cooperados é de extrema excelência. E é com uma das melhores matérias-primas que começaremos a processar os produtos Ibituruna. Neste novo momento, queremos vocês conosco, pois nos apoiaram a todo instante e acreditaram que juntos podemos ser mais fortes, levando a nossa Cooperativa a novos horizontes, vislumbrando um futuro cheio de oportunidades e de muito sucesso! Saudações Cooperativistas! João Marques Pereira Neto Diretor Presidente

Fernando Antônio Ferreira Diretor Vice-Presidente

IDENTIDADE INSTITUCIONAL Propósito Assegurar a continuidade do negócio em benefício dos cooperados e demais públicos de interesse. Visão Ser reconhecida por nossos cooperados e demais públicos de interesse como a melhor solução de negócio no segmento de atuação, pela inovação e qualidade dos produtos e serviços. Missão Promover o desenvolvimento sustentável dos cooperados com práticas cooperativistas, excelência em gestão e qualidade dos produtos e serviços. Negócio Soluções inovadoras na cadeia produtiva do leite.

JUNHO 2019

2

Princípios Orientadores Ética e transparência em todas as suas relações; Cooperação e integração com todos os públicos de interesse; Profissionalização e valorização das lideranças, gestores e equipes; Compromisso social e ambiental como referencial de seus negócios; Liderança inspiradora em suas decisões; Parceria para impulsionar o desenvolvimento local e regional; Investimento incessante em inovação e qualidade em produtos e serviços.

1 2 3 4 5 6 7

PRINCÍPIOS COOPERATIVISTAS Adesão voluntária e livre As cooperativas são organizações voluntárias, abertas a todas as pessoas aptas a utilizar os seus serviços e assumir as responsabilidades como membros, sem discriminação de qualquer natureza; social, racial, de gênero, política ou religiosa. Gestão democrática As cooperativas são organizações democráticas, controladas pelos seus membros, que participam ativamente na formulação das suas políticas e na tomada de decisões. Os homens e as mulheres, eleitos como representantes dos demais membros, são responsáveis perante estes. Nas cooperativas de primeiro grau os membros têm igual direito de voto (um membro, um voto).

Participação econômica dos membros Os membros contribuem na formação do capital social das suas cooperativas e com a sua movimentação econômica e financeira. Os excedentes (sobras) são rateados de forma proporcional à movimentação de cada associado na sua cooperativa. Os valores podem ser destinados à formação de reservas, ao capital social ou a outras formas de benefícios aos associados, dentro da legislação específica e do ramo de atuação da cooperativa.

Autonomia e independência As cooperativas são organizações autônomas, de ajuda mútua, controladas pelos seus membros. Se firmarem acordos com outras organizações, incluindo instituições públicas, ou recorrerem a capital externo, devem fazê-lo em condições que assegurem o controle democrático pelos seus membros e mantenham a autonomia da cooperativa. Educação, formação e informação As cooperativas promovem a educação e a formação dos seus membros, em todos os níveis, bem como das comunidades onde estão inseridas, de forma que todos possam contribuir de forma eficaz para o seu desenvolvimento econômico, social e ambiental.

Intercooperação É a cooperação entre as cooperativas, para o fortalecimento do movimento como um todo e dos princípios cooperativistas. Isso pode ocorrer em diversos níveis: através das estruturas locais, regionais, nacionais, internacionais; entre cooperativas do mesmo sistema; com cooperativas de outros sistemas; e com cooperativas de outros ramos do cooperativismo. Interesse pela comunidade As cooperativas trabalham para o desenvolvimento sustentável das comunidades onde estão inseridas, através de políticas aprovadas pelos membros. Prezam por investimentos em projetos que sejam economicamente viáveis, ambientalmente corretos e socialmente justos.


SOMOS COOP

2019 é ano de celebração do agronegócio! O agronegócio no Leste Mineiro neste ano de 2019 está em festa! Três das maiores entidades do setor celebram aniversários importantes para Governador Valadares e região. Além da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce que completou 60 anos no dia 25 de janeiro de 2019, o Sicoob Crediriodoce completou 30 anos desde a inauguração no dia 15 de maio de 2019, e a União Ruralista Rio Doce (URRD) completa no mês de julho a 50ª edição da Expoagro GV! O Sicoob Crediriodoce é uma instituição forte, que trouxe inovação em crédito rural e hoje é de livre admissão. Segundo CantídioFerreira,presidentedainstituição, o meio rural tem um elo muito forte, tendo entidades que se complementam e que fortificam o produtor rural.

públicos como Ministério do Trabalho, princípios coletivos e outros ministérios governamentais e não governamentais, e a União Ruralista participa no fomento econômico, proporcionando oportunidades de negociação ativa desses produtores.”

Aos 53 anos de entidade, a União Ruralista Rio Doce chega ao Jubileu de Ouro do seu maior evento: a Expoagro GV. Como um todo, a instituição é uma vitrine para o agronegócio, oferecendo um dos melhores ambientes para eventos, leilões, rodeios, concursos leiteiros , etc. A URRD oferece estruturas que geram sustentabilidade e renda para a região, principalmente para negócios rurais.

Marques Pereira Neto, este é um ano de celebração do agronegócio, uma vez que juntas as entidades são as maiores representantes dos produtores rurais no Vale do Rio Doce.

João Marques, presidente da Cooperativa

Cantídio Ferreira, presidente do Sicoob

“Boa parte dos associados do Sicoob Crediriodoce, como também da Cooperativa Agropecuária, procura fazer parte da União Ruralista ou do Sindicato Rural de Governador Valadares, porque compreende que as quatro entidades se complementam fortalecendo a classe. Cada um com seu papel distinto, mas favorável ao meio. A Crediriodoce, desde sua criação, sempre atuou no intuito de conseguir crédito numa condição mais favorável para que os produtores rurais tenham condição de dar sustentabilidade ao seu próprio negócio. Mesmo sendo a instituição mais jovem, ela fecha um ciclo, onde a Coaperiodoce oferece toda assistência para produção e atividade leiteira, principalmente para o pequeno produtor, o Sindicato Rural atua na representação diante dos órgãos JULHO 2019

3

Miguel Merlo, presidente da União Ruralista

“A Expoagro, no decorrer dessas 50 edições, tem o papel de fomentar o agronegócio, principalmente a agropecuária, incentivando os criadores, promovendo feiras, leilões e seminários técnicos. Não podemos nos preocupar somente com festa, não temos o parque para fazer só festa. Nossa preocupação maior é com a área técnica, os leilões e o comércio de gado. A Exposição é promovida pela União Ruralista para isso. Nós fazemos a festa como complemento do nosso negócio, mas a finalidade da Exposição é promover o segmento do agronegócio e dar ao produtor rural a oportunidade de se encontrar/alavancar dentro do próprio segmento”, afirma o presidente da União Ruralista, José Miguel Merlo. Para o presidente da Cooperativa, João

Sabemos que para um produtor rural sobreviver do sustento da própria propriedade não é nada fácil. São investimentos, custos de produção, de gestão e de várias outras necessidades que norteiam o negócio, independente do segmento. Por isso, contar com grandes entidades como a Cooperativa, o SicooB Crediriodoce e a União Ruralista é tão fundamental. Através delas, é possível beneficiar o produtor com ações para o crescimento individual dele e da classe como um todo. Parabéns a todas a entidades pelo sucesso na gestão e desenvolvimento do agronegócio de nossa região!


POLÍTICA LEITEIRA

Você sabe cuidar da higienização do seu tanque resfriador? que fica acima da tampa do resfriador ou a parte elétrica dos painéis de controle e do compressor. Na parte inferior do tanque, onde fica o compressor de ar, deve-se escovar a seco sempre, pois esse compartimento quanto mais entupido mais gasto gera com energia. Segundo o gerente do Departamento de Política Leiteira, Alexandre Negri, é um passo a passo simples, mas que prolonga muito a vida útil dos resfriadores e melhora a qualidade do leite.

Os tanques resfriadores são um dos pontos chaves na manutenção do leite, sendo responsáveis por assegurar a qualidade e credibilidade do leite ali depositado. Desde a ordenha e após a coleta, o tanque merece uma atenção especial, principalmente na higienização.

Por exemplo: Sabiaquelogoapós

finalização da coleta pelo transportador, o cooperado (ou funcionário) deve realizar o primeiro enxague da parte interna com apenas água? Isso faz com que se retire toda espuma e excedente de nata que fica no tanque. Um ato simples, mas essencial para a manutenção do recipiente e dos próximos usos. Logo após esse enxague é que se inicia o uso de produtos químicos que auxiliam nessa higienização. Com o detergente alcalino clorado se retira toda a gordura que fica grudada nas “paredes” do tanque. A dica é usar o detergente com água morna e realizar uma escovação eficaz na seguinte ordem: começando de cima para baixo, a primeira parte que recebe o detergente é o fundo da tampa do resfriador, passando depois para o agitador (paleta de agitação), as laterais do tanque e por último a escovação do fundo do tanque. Nessa etapa, ter atenção com uma escovinha especial para a boca de saída do leite de forma que não

JULHO 2019

4

fiquem partículas grudadas que possam interromper a passagem de líquidos. Após isso, enxague com bastante água. Vale lembrar que a escova que faz todo este processo também é bem específica. Ela deve ser uma escova com cerdas de nylon e cabo em inox, para evitar contaminação do tanque e, consequentemente, do leite. Nessa ordem, a espuma que se forma com o detergente torna-se suficiente para lavar todo o tanque sem precisar de reposição, economizando no uso do produto e do tempo para o próximo passo: a finalização com o sanitizante. Com o uso de um ácido peracético, a sanitização mata as bactérias presentes no tanque resfriador, permeabilizando toda a estrutura metálica. Ao combinar o líquido com água em temperatura ambiente, espalhe a mistura com o mesmo passo a passo: espalhando da tampa até o fundo, observando que não haverá espuma. Não precisa de enxague e pouco mais de 30 minutos o produto é evaporado, sem oferecer contaminação ao leite. Uma vez por semana, após do uso do detergente alcalino, é necessário fazer uma limpeza ácida do tanque resfriador com o uso de detergente ácido. Somente ele faz a remoção das “pedras” (resíduos minerais) que se acumulam nas paredes do tanque. Já na parte externa do resfriador o cuidado é diário. Ao realizar a higienização, não se deve deixar molhar o motor do agitador

A Cooperativa se preocupa com cada etapa da cadeia produtiva do leite. Ao ofertar a venda/locação dos tanques, oferecemos também o conhecimento de como manter este tanque e os produtos que se fazem necessários através do Armazém da Cooperativa. Tudo para melhorar a qualidade do leite. O produtor tem que começar a observar os resultados de qualidade dele e os pequenos detalhes que fazem a diferença no resultado final. Desde o momento em que a primeira remessa de leite é colocada no resfriador, o equipamento também se torna um dos responsáveis por assegurar a qualidade do leite coletado. Por isso, ter zelo e atenção com a higienização e manutenção são tão importantes.

” Importante: Para se realizar todos os procedimentos aqui descritos é necessário se estar com o tanque desligado (inclusive na chave de energia). Caso tenha algum fio mal encapado próximo do metal ou outra anormalidade, deve-se entrar em contato com urgência com a Cooperativa pelo (33) 3202-8300.


ARMAZÉM DA COOPERATIVA

Atender a sua necessidade é a nossa prioridade!

O Armazém da Cooperativa tem trabalhado cada vez mais para ser um dos maiores centros de distribuição de insumos do Vale do Rio Doce. Além da grande variedade em produtos, a área comercial da Cooperativa tem se mostrado a melhor solução no atendimento das necessidades do produtor rural. Prova disso são os novos produtos: ração a granel, silo e gerador de energia a gasolina. Com parcelamento em até 30 vezes debitado na folha do leite para os cooperados, e preços exclusivos para os demais clientes, essas são as novidades que irão gerar economia e desenvolvimento. O cooperado Geraldo Ferreira de Sá, por exemplo, atesta que a qualidade do gerador de energia a gasolina é garantida.

JULHO 2019

5

eu tenho da mesma marca que está sendo oferecidA pelo Armazém da Cooperativa há mais ou menos 4 anos. Com apenas 8.000 KVA o meu atende a ordenha e um resfriador de 2.000 litros durante a falta de energia, me deixando satisfeito com o equipamento. Recomendo a compra deste gerador pois sei da qualidade e da praticidade que ele oferece.

Retificação: Na última edição do Cooperpjornal (junho/2019 - nº313) foi informado na matéria “Venda de Silo e Ração a Granel será lançada na Expoagro GV” que nos primeiros 60 dias após o lançamento haveria preços especiais. Porém, esses preços acontecerão somente durante a Expoagro GV, entre os dias 10 a 14 de julho.


SOCIAL

Intercooperação

Curso Embrapa

O gerente comercial Thiago Lemos e o representante da Capul, Mauro Silveira, no dia 7 de junho, estiveram na Cooperativa dos Produtores Rurais de Virginópolis (Coprovi), para realização de uma visita técnica com intuito de conhecer o processo de venda de ração a granel realizado pela coirmã. A união das Cooperativas fortifica o sistema cooperativo através da intercooperação!

No dia 7 de junho o colaborador Fernando Silva participou do curso Tópicos em Pecuária de Leite, na Embrapa Gado de Leite, em Coronel Pacheco - MG. O treinamento abordou temas como: práticas de qualidade do leite, conforto animal, melhoramento genético e produção de leite a pasto. Ao total, mais 20 alunos do curso de Agronegócio da Univale aprimoraram as práticas sobre a atividade leiteira.

CoopSportes No dia 08 de junho, pela 1ª vez a Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce participou do CoopSportes, evento esportivo do sistema Ocemg, que teve a primeira etapa classificatória realizada em Ipatinga. Nossos colaboradores participaram das modalidades futebol society, sinuca, truco e voleibol feminino. Destes, o vôlei se classificou em 2º lugar para próxima etapa, que acontecerá em 31 de agosto e 1º de setembro em Belo Horizonte. Boa sorte, meninas! Estamos torcendo por vocês.

Aniversário Turíbio No dia 08 de junho, o conselheiro fiscal Turíbio Alves Modesto comemorou seu aniversário junto dos familiares, amigos e membros dos conselhos de Administração e Fiscal. Desejamos felicidades!

Dia C Coop EnCena No dia 18 de junho aconteceu o Coop Encena, uma peça teatral de comédia, promovida pela Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais (Ocemg). Com o espetáculo “Acredite, um espirito baixou em mim!” colaboradores e diretores das cooperativas de Governador Valadares participaram da ação no auditório do Colégio Imaculada.

A Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce, junto ao Sicoob AC Credi, Sicoob Crediriodoce, Unimed e Unicred, realizará no dia 20 de julho o Arraiá do Cooperativismo. A ação faz parte do Dia C, maior movimento a favor do voluntariado, sendo realizado nacionalmente. Neste ano, além de barraquinhas típicas comercializadas pelas instituições Lar dos Velhinhos, Associação Santa Luzia, Acolhe Vida e Missão Vida, haverá a 3ª edição do concurso musical GV Canta Cooperativismo. O evento irá acontecer na R. Osvaldo Cruz, 88, Esplanada (em frente ao Lar dos Velhinhos). Participe conosco!

Visita Técnica No dia 21 de junho, a Diretoria Executiva, junto aos gerente geral, gerente da política leiteira e gerente comercial do Armazém, esteve visitando as instalações da Sementes da Terra, em Santa Rita - MG. Lá são produzidas as Sementes Ibituruna, voltadas para o cultivo de mombaça, um capim de alta fertilidade no solo e boa forma de crescimento. Para adquirir, basta entrar em contato com o Armazém da Cooperativa. JULHO 2019

6

Primeira Visita No dia 03 de julho, o cooperado Antônio Carlos Brandão e sua esposa realizaram a primeira visita às novas instalações da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce.


Planejamento para o Período da Seca

Rafael Gomes Campos /// Zootecnista Supervisor Comercial do Armazém da Cooperativa

Se em 2018 você não fez planejamento para passar a seca de 2019, deve estar se virando com o que tem. Um bom planejamento é fundamental para qualquer atividade, e no segmento agropecuário não é diferente, principalmente para o produtor de leite. A falta de uma estratégia para enfrentar o período da seca pode, por exemplo, fazer com que o produtor precise vender animais na tentativa de desafogar a fazenda por falta de alimento. As mudanças climáticas que marcam o outono e inverno (redução do volume e frequência das chuvas, diminuição das horas de luz por dia e temperaturas mais baixas) comprometem o crescimento da planta, resultando em baixa produção de matéria seca por hectare, e perda da qualidade da forragem disponível para os animais em pastejo. Sem se planejar, a taxa de lotação durante o período da seca se torna um dos grandes problemas porteira a dentro, sendo um contraponto quando pensamos em aumento da taxa de lotação e ganhos em produtividade. Na prática, dificilmente a lotação obtida durante as águas será sustentada durante o período da seca. JULHO 2019

7

Perguntas que fazem parte de um bom planejamento: 01 Quantas cabeças terei em julho de 2020? 02 Quantos bezerros irão nascer até lá? 03 Quantas cabeças irei vender até julho de 2020? 04 Meu pasto vai suportar? 05 Que pastos irei descansar ou reformar este ano em novembro/ dezembro? 06 Vou corrigir e adubar? Quantas toneladas irei gastar? Quanto de dinheiro irei gastar? 07 O que vou plantar para alimentar as tantas cabeças que terei em julho de 2020? 08 Que alimentos estocarei em pé (capins, capineiras, cana) ou deitados (silos ou grãos) para a safra seca de 2020? 09 O que vou fazer este ano para segurar água na propriedade? (Bacias de contenção secas, barragens, represas) De onde vou tirar dinheiro para fazer isso?

Para isso, é necessário que você antes de tudo conheça a sua propriedade em detalhes e possa dimensionar as mudanças que devem proporcionar maior capacidade de suporte de sua terra e desfrute maior do seu rebanho. Afinal não é a sua terra, sua sede, seu curral e sua caminhonete 2019 que lhe darão renda: são OS seus animais. Se não sabe responder a estas perguntas, chame um técnico de sua confiança e inicie seu planejamento o quanto antes.

” Se não sabe responder a estas perguntas, temos técnicos prontos para lhe atender. Nossas equipes do Departamento de Política Leiteira e do Armazém estão qualificadas para lhe ajudar neste planejamento, que deve ser feito o quanto antes!


ANIVERSARIANTES DE Julho

Parabéns, Cooperados! 1/7 Alair Valverde

10/7 Sebastião Morais de Melo

21/7 Sebastião Alves de Andrade

1/7 Joaquim EugÊnio Cândido Braga

10/7 Waldemar José Soares

22/7 Adjuto dos Reis

2/7 José Martiniano de Oliveira

11/7 Jairo Messias da Silva

22/7 Ildeu Pereira Dias Júnior

3/7 Adalberto Correa de Almeida

11/7 Valdeir Pinto Soares

22/7 Juarez Alves Costa

4/7 André Almeida Campos

13/7 José Maria da Silva Júnior

22/7 Orlando Pereira Mendes

4/7 Gerson Lucas Evangelista

14/7 Afonso Coelho Campos

22/7 Ronan Zucoloto Luz

4/7 Itamar Luiz da Silva

14/7 Denilson Martins Gonçalves

23/7 Sebastião Lopes de Farias

4/7 José Venâncio Bacelar

14/7 Ozias Batista Ramos

24/7 Francisco Mateus da Silva

5/7 Adair Coelho

15/7 Fernando Silva Ramos Quirino

24/7 Mário Costa Júnior

5/7 Adelino Guerra da Silva

15/7 Raimundo Alves Mendes

24/7 Salvador Veríssimo

5/7 Dionísio Flávio Correia

16/7 Márcio José Lopes Barreto

24/7 Vicente Lopes Dias Cotta

5/7 Eber Miranda da Costa

16/7 Marcondes de Oliveira E Souza

25/7 Sérgio Soave Pereira

5/7 Edimar ângelo da Silva

17/7 Dilson dos Santos

25/7 Valdeci Mateus da Silva

5/7 MÁrcio Campos de Sousa

17/7 Fausto Bento Vieira

26/7 Divino Ferreira da Silva

6/7 Adeildo Xavier Toledo

17/7 Ivalde Vargas Araújo

26/7 Heliton Valério Sanches Brandão

6/7 AÉrcio Lopes Faria

17/7 Ranner da Silva Ramos

26/7 Joanes Valinho da Silva

6/7 Ruston Santos Souza

18/7 Eneias Lélis Ferreira

27/7 Altair de Paula Vargas

7/7 Alexandro da Silva

18/7 José EustÁquio Fernandes

27/7 Gedon Eustáquio Martins

7/7 José ClÁudio Lopes Jordão

18/7 Osni de Souza Braganca

27/7 José Soares Teixeira

7/7 José Dorcelino Lopes

19/7 LÚcio de Souza Braga

28/7 Célio de Andrade Gonçalves

7/7 José Maria De Souza Neves

19/7 Luzia Alexandrina do Nascimento

28/7 Hélio da Silva Drumond

7/7 Turíbio Alves Modesto

19/7 MaurÍcio Leite Costa

28/7 José Alvane de Almeida

8/7 Genecy Aguiar Louback

19/7 Sheilla Vilas Novas de Souza

28/7 José Pereira Santiago

8/7 Sebastião Caetano Pereira

19/7 Wilson Luiz Ferreira

28/7 Roberto Vítor de Miranda

02/07 HENRIQUE Gonçalves FRANCO

9/7 Adair Teodoro Alves

20/7 HÉlio Justino de Lima

29/7 Antônio Braga Neto

03/07 MARLENE GOMES DE OLIVEIRA VIEIRA

9/7 Francisco Antônio Coelho Brandão

20/7 José Alencar da Silva

29/7 Nirson Miguel Arcanjo

10/07 LíVIO SORAGGI COURA

9/7 Joaquim Carrijo de Freitas

20/7 José Alves Neto

30/7 Luciano Gonçalves Gripp

15/07 FERNANDO SILVA RAMOS QUIRINO

9/7 Onésimo Rodrigues de Andrade

20/7 José GetÚlio Gonçalves

30/7 Valteir de Oliveria

17/07 ANA LUíSA RODRIGUES SANTOS

9/7 Romilda Franca da Silva

21/7 Arildo Benetti Ferreira

31/7 José Fabiano de Souza

19/07 LUCAS BALMANT CéSAR

10/7 Domício Patrocínio de Oliveira

21/7 CarmÉlio Simas Coelho

31/7 Sebastião Carrijo Costa

30/07 ARTHUR Gonçalves DA SILVA

10/7 José Alves Sobrinho

21/7 Domingos de Souza Serpa

10/7 Lívio Soraggi Coura

21/7 Geraldo Anício de Oliveira

Parabéns, Colaboradores!

30/07 VíTOR AZEVEDO LISBOA

Use este espaço do Cooperjornal para divulgação de compra e venda entre cooperados. Envie seu anúncio até o dia 22/07 para o e-mail comunicacao@cooperativa.coop.br Conselho Administrativo João Marques Pereira Neto Fernando Antônio Ferreira Geraldo Antônio Birro Costa Edson Constantino Ramos Mário Dias Leão Maurício Francisco de Sousa Joaquim Coelho Pinheiro Genserico Barroso Filho (Suplente) José Barreto Lopes (Suplente) Diretoria Executiva Diretor-presidente: João Marques Pereira Neto Vice-presidente: Fernando Antônio Ferreira JULHO 2019

8

Conselho Fiscal Jasmo Antônio Braga Coordenador do Conselho Turíbio Alves Modesto Ademar Feliciano Leite Divino Rodrigues de Oliveira (Suplente) Ilmo Coelho da Silva (Suplente) Nilton Borges (Suplente) Textos Juliana Pio Consultoria Jornalistas responsáveis:

Juliana Pio – 12.137/MG Luciely Elorrany - 20.804/MG

Departamento de Comunicação e Eventos da Cooperativa Vanusa Alves- Assistente de Comunicação Revisão Tarciso Alves Fotos Arquivo Cooperativa Juliana Pio Projeto Gráfico e Diagramação Pop Comunicação Inteligente Impressão Gráfica Arco-Íris

Colaboração Técnica Gilmar Oliveira (Gerente Geral) Alexandre Coelho (Gerente Dep. de Política Leiteira)

José dos Passos (Educador Cooperativista) Wilian Salvador (Controller) Thiago Lemos (Gerente Comercial) Francislene Moreto (Coordenadora de RH)

Rodovia BR 116 – KM 411 – Bairro Planalto CEP: 35.054-060 Governador Valadares Fone: (33) 3202-8300 www.cooperativa.coop.br

Profile for cooperativagv

COOPERJORNAL JULHO DE 2019  

O Cooperjornal é a revista da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce que mantém seus cooperados e públicos de interesse informados sobre...

COOPERJORNAL JULHO DE 2019  

O Cooperjornal é a revista da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce que mantém seus cooperados e públicos de interesse informados sobre...

Advertisement