__MAIN_TEXT__

Page 1

1

www.cooperativa.coop.com.br


EXPEDIENTE:

EDITORIAL

Palavra do Presidente

Senhores Cooperados,

Mais uma edição do Cooperjornal, nosso veículo oficial de comunicação com todos vocês Cooperados e a comunidade onde atuamos. Falar sobre o mercado de leite está cada dia mais difícil, pois as variáveis são tamanhas e, mesmo com toda a nossa experiência, não há como afirmar como será o futuro do mercado lácteo. Os parâmetros que utilizamos têm sido aperfeiçoados pela qualidade das informações que, consolidadas, nos ajudam na tomada de decisões. Já dissemos e repetimos: não há caminhos novos. Há sempre um jeito novo de caminhar. Nesta senda, a Cooperativa tem procurado acompanhar o mercado de lácteos em toda a sua cadeia produtiva, acompanhando seu desempenho, em todas as suas frentes. No fechamento desta edição, aconteceu o leilão GDT, parâmetros de leite em pó para o mundo lácteo e, conforme se depreende, o resultado apresentou estabilidade sobre o leilão anterior, com preços médios de lácteos em US$ 2.339/tonelada. Apesar da alta, o leite em pó integral registrou queda de 1,7% em relação ao leilão passado, sendo comercializado a US$ 2.205/tonelada, e o leite em pó desnatado, que havia apresentado forte alta de 12% no leilão anterior, manteve a tendência de elevação nos preços, mas em ritmo mais ameno, fechando a US$1.901/ton (+1,5).

Julho 2016 2016 COOPERJORNAL || Julho COOPERJORNAL

Enquanto isto, no mercado interno, uma forte elevação do preço do Leite Longa Vida impulsionado por uma série de circunstâncias (queda da produção, variações climáticas, safra do Sul menor que a esperada) refletiu a alta no mercado de Leite Spot, onde, segundo canais de comunicação segmentados, apresentou gráficos demonstrando elevação de preços de até R$ 0,40 nesse segmento.

2

Na Cooperativa, de janeiro até este mês de junho, nossos produtores também estão com cerca de R$ 0,40 de aumento, com preços médios acima de quaisquer valores já pagos em outros anos, e isso consolida a presença da Cooperativa como empresa que exerce papel preponderante na atividade láctea, tanto para seu quadro de cooperados, quanto para o mercado em que atua.

Conselho Administrativo Antônio Carlos Brandão Edson Constantino Ramos Fernando Antônio Ferreira Geraldo Antônio Birro Costa Guilherme Olinto Abreu Lima Resende João Marques Pereira Neto Mário Dias Leão Elias de Oliveira Alves Maurício Francisco de Souza Diretoria Executiva Diretor-presidente: Guilherme Olinto Abreu Lima Resende Vice-presidente: João Marques Pereira Neto Conselho Fiscal Turíbio Alves Modesto Marcos Leite Costa Otacílio Nunes da Silva Jasmo Antônio Braga Adair Soares dos Anjos Adalberto Corrêa de Almeida Textos Departamento de Comunicação e Eventos Juliana Pio – 12.137/MG Luciely Elorrany (estagiária) Revisão Tarciso Alves Fotos Arquivo Cooperativa Ramalho Dias Ronaldo Pardins Colaboração Técnica Gilmar Oliveira (Gerente Geral) Pedro Repossi Júnior (Médico Veterinário) Roberto O. Costa Filho (Eng. Agrônomo) Marciano de Jesus (Educador Cooperativista) Wilian Salvador (Controller) Projeto Gráfico e Diagramação Pop Comunicação Inteligente Impressão Gráfica Arco-Íris

Em junho estivemos na Suécia e Dinamarca, importantes países da Comunidade Européia, onde se tem uma das melhores democracias e são considerados países como dos mais socialmente justos, visando conhecer a sede de uma das principais empresas fornecedoras de embalagens do mundo. Nessa missão, o privilégio de conhecer é também o de compartilhar vivências e experiências com outros importantes empresários e cooperativistas do setor lácteo, que, de igual forma, estão buscando o melhor para as empresas que dirigem. Todos esses esforços demonstram que a Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce está atuando como sempre esteve, de forma ativa e positiva no mercado de atuação, e buscando as melhores parcerias, sejam nacionais ou internacionais, para que continue cumprindo o papel mais relevante que já lhe foi confiado. Na união das pessoas está a nossa força. A força do cooperado está aqui!

Sumário

Rua João Dias Duarte, 1371/1395 Bairro São Paulo – 35030-220 Governador Valadares – MG Fone: (33) 3202-8300


Cooperativa participa da 47ª Expoagro GV

A Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce participa de mais uma edição da Exposição Agropecuária de Governador Valadares, entre os dias 7 e 17 de julho, no Parque de Exposições José Tavares Pereira. O Galpão Leiteiro da Cooperativa, situado dentro do Parque de Exposições, é transformado em um espaço de visitação para todos os nossos cooperados e a comunidade em geral. O Armazém da Cooperativa ganha um espaço aconchegante, para melhor atender os clientes durante os dias do evento. Além disso, existe uma programação especial durante toda Expoagro GV.

A Expoagro GV é um evento tradicional da nossa região, e nós, da Cooperativa, fazemos questão de participar, com uma grande programação, para apresentarmos à comunidade o nosso trabalho e oferecer para os nossos cooperados uma agenda repleta de atividades, inclusive colocamos a data no nosso Calendário Anual de Eventos.”

CONFIRA NOSSA PROGRAMAÇÃO

www.cooperativa.coop.com.br www.cooperativa.coop.com.br

João Marques - Vice-presidente da Cooperativa

3

Armazém da Cooperativa É montado um espaço aconchegante para o Armazém da Cooperativa, no Galpão Leiteiro da Cooperativa, para atender a todos os produtores rurais que participam da Expoagro GV. Nele são oferecidos os produtos disponíveis com facilidades de pagamento, além de descontos especiais durante todo o evento.

DATA 08 a 17/7

HORÁRIO 10h as 22h

VENHA NOS VISITAR E FAZER BONS NEGÓCIOS!


COOPERATIVA PARTICIPA DA 47º EXPOAGRO GV

Crê$er Educação - Agropecuária na Escola Entre os dias 13 e 17 de julho, às 7h30, cerca de 500 crianças são recebidas pela diretoria da Cooperativa e pelo educador cooperativista Marciano Adalberto, no Galpão Leiteiro da Cooperativa. A Cooperativa apoia esse projeto desde o seu início, apresentando às crianças a cadeia produtiva do leite, com o objetivo em valorizar e conhecer melhor os produtos que consomem, além de abordar o cooperativismo, por meio de brincadeiras e dinâmicas. O Agropecuária na Escola é um projeto sócio educativo, didático e cultural, realizado durante todos os dias da Expoagro GV. Iniciado em 2010, por iniciativa da União Ruralista Rio Doce (URRD), visa proporcionar a interação e a integração de crianças, através de uma mostra agropecuária.

Crê$er Genética e Clube da Bezerra Durante a Expoagro GV, a Cooperativa realizará uma exposição de bezerras FIV (Fertilização In Vitro) para apresentar para toda a comunidade o trabalho que é desenvolvido desde 2014, pela Cooperativa, em parceria com a In Vitro Brasil. O Clube da Bezerra está apurando e acompanhando os índices zootécnicos e custos de bezerras do FIV até a idade reprodutiva.

COOPERJORNAL | Julho 2016

Além da exposição, está programada uma palestra técnica, no dia 12/07, às 17h, com o tema: A FIV como vetor de transformação da produção de leite no Vale do Rio Doce e o papel da Cooperativa e In Vitro neste cenário, ministrada pelo Antônio, representante da In Vitro Brasil. A Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce se preocupa com o uso de biotecnologias em reprodução animal avançadas, o que possibilita o acesso ao melhoramento genético em curto espaço de tempo, com material genético de fazendas renomadas nacionalmente, para qualquer cooperado, sendo ele pequeno, médio ou grande porte.

39º Concurso Leiteiro da Cooperativa Entre os dias 14 a 16 de julho acontece o nosso tradicional Concurso Leiteiro. Esse evento tem uma importância histórica na produção de leite no leste de Minas. As vacas e novilhas que participam do concurso são sempre de alto padrão genético e produtivo, podendo ultrapassar 70kg de leite por dia. São disputadas 5 categorias:

4

Até 49,999 kg/dia Acima de 50 kg/dia Novilha (produção livre) Gordura (kg) Cria da Fazenda (produção livre)

ESGOTA 13/7 ÀS 22H

14/7 – 6H, 14H E 22H ORDENHAS 15/7 – 6H, 14H E 22H 16/7 – 6H, 14H E 22H

ENCERRAMENTO 17/7 ÀS 11H


COOPERATIVA PARTICIPA DA 47º EXPOAGRO GV

5º Leilão Maravilhas do Leite No dia 17 de julho, às 11h, logo após a premiação do 39º Concurso Leiteiro da Cooperativa, é realizado o 5º Leilão Maravilhas do Leite, no Galpão do Concurso Leiteiro. O grande diferencial desse Leilão é levar a arremate todas as vacas e novilhas que participam do Concurso Leiteiro da Cooperativa. Lançado em 2012 é uma oportunidade para quem quer melhorar o seu rebanho e adquirir os animais de alto padrão genético e com maior potencial de produção leiteira da região.

A Universidade do Leite é um dos maiores projetos realizados no Vale do Rio Doce destinado ao nosso público. O curso idealizado pela Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce em parceria com o laboratório de produtos veterinários MSD Saúde Animal, é um projeto de qualificação dos cooperados e seus colaboradores, considerado inovador com a prestação de serviços diferenciados, focados na melhoria da qualidade e no aumento da produtividade leiteira.

DATA/HORÁRIO 12/7 ÀS 18H

Inscrição para a Universidade do Leite: uma caixa de leite UHT PARA SER DOADO A INSTITUIÇÕES BENEFICENTES Lançamento Oficial da 2ª Turma e Aula Magna Resultados do Educampo dos produtores da Cooperativa em comparação com os demais participantes do Estado. (Estudo de caso)

www.cooperativa.coop.com.br

Universidade do Leite

5


17º Leilão da Cooperativa

COOPERJORNAL | Julho 2016

Tradição e qualidade em cada lance

6

A Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce realizou, no dia 28 de maio, o 17º Leilão da Cooperativa de Vacas e Novilhas. Quase duas mil pessoas, entre cooperados e produtores rurais em geral, estiveram presentes no Tattersal de Leilões, no Parque de Exposições, de Governador Valadares. O Leilão, em mais uma edição, confirmou sua tradição como um dos mais importantes eventos agropecuários da região, que contribui para o desenvolvimento sustentável da cadeia produtiva do leite. A Cooperativa, através da sua missão, oferece produtos e serviços que aprimoram a produção, promovendo o desenvolvimento e fomentando a economia da nossa região.


17º LEILÃO DA COOPERATIVA. TRADIÇÃO E QUALIDADE EM CADA LANCE

Na abertura foram apresentadas três novilhas, com alto padrão genético, que fazem parte do Cre$êr Genética FIV, projeto que a Cooperativa desenvolve entre os seus cooperados desde 2014. Estiveram presentes Walace Leite, médico veterinário da In Vitro Brasil; Matheus Oliveira, marketing da In Vitro Brasil, e Thiago Nogueira, médico veterinário da Fazenda TPSR Genética. Além disso, através do site da Minas Leilões, representantes da In Vitro Brasil da Equipe México e de diversos estados do Brasil puderam acompanhar do o 17º Leilão da Cooperativa. Para o representante da In Vitro Brasil, Walace Leite, um dos responsáveis pelo projeto em Governador Valadares, foi muito relevante a participação das novilhas na abertura do Leilão.

Representantes da In Vitro Brasil, até de fora do país, fizeram contato durante o Leilão, elogiando o alto padrão genético dos animais ofertados, e reconhecendo a qualidade das novilhas do Projeto Crê$er Genética FIV.” Walace Leite

A disseminação da genética enriquece bastante o rebanho.” Guilherme Olinto Presidente da Cooperativa

www.cooperativa.coop.com.br

A disputa dos lances entre os compradores foi bastante acirrada, o que valorizou os arremates das vacas e novilhas. Participaram 18 vendedores, no total de 79 lotes comercializados, com quase 200 animais. Para o presidente da Cooperativa e também um dos vendedores participantes do Leilão, Guilherme Olinto Resende, “a alta capacidade de produção dos animais que oferecemos melhora bastante o rebanho leiteiro de quem arremata, e consequentemente a rentabilidade da propriedade”.

7

Os arrematantes do 17º Leilão da Cooperativa foram premiados com 38 kits no total, e um Kit Master, oferecidos pelos parceiros do evento. Além disso, ao fim do leilão, foi sorteada uma moto zero km entre os arrematantes presentes, e o ganhador foi o Manoel Celmo Senra Vieira.


17º LEILÃO DA COOPERATIVA. TRADIÇÃO E QUALIDADE EM CADA LANCE

Homenageado do 17º Leilão da Cooperativa de Vacas e Novilhas: Odilon Fernandes Na solenidade de abertura, o Conselho Administrativo da Cooperativa entregou uma placa de homenagem ao cooperado Odilon Fernandes, com o seguinte texto:

HOMENAGEM “Reconhecimento é um bem muito preciso que a pessoa pode conquistar durante a vida, pois se trata de uma consequência resultante de diversas outras conquistas, tais como a credibilidade, o respeito, a admiração, o sucesso pessoal, o afeto, o amor.” (Manoel Brandão) A Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce concede esta homenagem ao ODILON FERNANDES pelos trabalhos realizados em prol da pecuária leiteira na nossa região. Guilherme Olinto Abreu Lima Resende P/ Conselho de Administração

COOPERJORNAL | Julho 2016

Governador Valadares, 28 de maio de 2016.

8

O nosso homenageado, o cooperado Odilon Fernandes, tem 78 anos, e todos eles dedicado à pecuária leiteira. “Desde os 6 anos eu já tirava leite da vaca”, afirma Fernandes. Odilon se orgulha em dizer que participa deste o primeiro Concurso Leiteiro realizado pela Cooperativa, e que também não abre mão de estar presente nos Leilões da Cooperativa, e inclusive já está se preparando para participar do 39º Concurso Leiteiro e o 5º Leilão Maravilhas do Leite, na Expoagro GV 2016. Acredita ser de muita importância o trabalho desenvolvido pela Cooperativa, através do seu departamento técnico. Para concluir, Odilon afirma que se sentiu muito honrado em receber a homenagem da Cooperativa no 17º Leilão da Cooperativa de Vacas e Novilhas.

Foi uma grande surpresa, até meu vaqueiro sabia, nem a minha esposa me avisou sobre a homenagem. Achei estranho ela me acompanhar neste Leilão, normalmente ela não participa, mas neste ela fez questão de vir. Quando falaram meu nome eu não esperava. Foi gratificante receber essa homenagem. É o reconhecimento de uma vida de trabalho em prol da pecuária leiteira.” Odilon Fernandes


Produtores do Educampo driblam a crise com aumento da escala de produção

BRUNO MAGALHÃES CARDOSO, Médico Veterinário, Especialista em Pecuária Leiteira pela Rehagro/FAZU, Consultor de Campo do Projeto Educampo há 9 anos.

O Projeto Educampo da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce completou recentemente dois anos de existência, com boas notícias para os cooperados participantes. Apesar do contexto pouco favorável para o setor, caracterizado pelo aumento dos preços dos insumos (milho e soja, energia elétrica, salário mínimo, etc.) as propriedades do grupo conseguiram manter seus custos equilibrados com o aumento da produção.

As principais razões para o aumento da produção foram a melhoria dos índices reprodutivos das fazendas, em função do uso intensivo e estratégico dos protocolos reprodutivos, e o maior investimento nos volumosos, através do maior aporte de adubação e manejo dos canaviais, piquetes rotacionados e milho e sorgo para silagem.

Na tabela abaixo pode-se notar que o indicador Vacas em lactação/ Vacas totais, importante para sinalizar a eficiência reprodutiva das propriedades, subiu de 61,38% em 2015 para 66,87% em 2016. Por outro lado, o indicador gasto com volumosos na atividade/volume de leite produzido aumentou de R$ 0,05/L para R$ 0,10L, comprovando o aumento do investimento neste setor.

A tabela acima demonstra ainda que houve uma redução nos gastos com concentrado e minerais de R$ 0,34/L para R$ 0,31/L, aumento na produtividade da mão de obra de 193L/dia homem para 222L/dia homem e consequentemente a redução dos custos com mão de obra de R$ 0,23/L para R$ 0,17/L.

Resumindo, podemos concluir que a melhoria na reprodução e na qualidade e quantidade dos volumosos proporcionou um aumento na escala de produção, sem que fosse necessário aumentar a quantidade de concentrado fornecido para as vacas. Além disso, foi possível diluir o impacto do aumento dos custos, como o gasto de mão de obra, por exemplo, que reduziu proporcionalmente ao volume, mesmo com o aumento do valor dos salários.

www.cooperativa.coop.com.br

Contrapondo a tendência dos últimos meses em Minas Gerais, onde se vê uma queda de produção que há muito não ocorria no Estado, as fazendas do Projeto contribuíram com um aumento médio de 27,61% no volume produzido no primeiro trimestre de 2016, em comparação com o mesmo período do ano anterior, conforme descrito no gráfico ao lado:

9


Cooperativa e Educampo promovem o curso de Gestão de Pessoas e Equipe Os cooperados do projeto Educampo, nos dias 1, 2 e 3 de junho, participaram do curso de Gestão de Pessoas e Equipe. O objetivo do curso é otimizar o relacionamento entre o produtor rural e funcionários, visando maiores lucros e melhoria da mão de obra na propriedade.

COOPERJORNAL | Julho 2016

Para Bruno Magalhães, responsável pelo projeto Educampo desenvolvido pelo SEBRAE em Governador Valadares, a temática do curso foi a partir de uma análise estatística dos indicadores econômicos do grupo do Educampo na Cooperativa.

10

A gestão é tentativa de criar a melhor condição de trabalho possível para os nossos colaboradores. Precisamos capacitar cada vez mais as pessoas, assim faremos com que produzam da melhor maneira possível, sem deixar que percam a satisfação e a realização pelo trabalho desenvolvido.” Bruno Magalhães


COOPERATIVA E EDUCAMPO PROMOVEM O CURSO DE GESTÃO DE PESSOAS E EQUIPE

O curso foi ministrado por Ademir Sousa Silva, Consultor do SEBRAE, Administrador de Empresas, Especialista em Consultoria e Treinamento e MBA em Gestão de Pessoas. Com aulas teóricas e práticas, foram abordados os temas: Sistema de Gestão de Pessoas; Sistemas de Remuneração e Provisão de Pessoas; Seleção, Desempenho e Retenção de Pessoas; O Trabalho em Equipe e a Percepção Humana, A Comunicação Interpessoal e os Conflitos em uma Equipe; e O Empresário com um Coach da Equipe. Para Ademir Sousa, o curso é uma forma de poder atingir os objetivos da organização, fazendo com que proprietário e colaboradores trabalhem em beneficio da propriedade.

Os resultados vêm através das pessoas. Então todo o processo é muito importante, é a gestão em benefício de todos que trabalham na propriedade.” Ademir Sousa Silva

O curso foi muito bom. Antes mesmo da aula prática já tomei algumas atitudes em visão do que havia aprendido durante o curso. O que vimos na aula prática é o que realmente precisamos no dia a dia,” Gerry Dias

0800 940 3100 www.guabi.com.br

www.cooperativa.coop.com.br

A aula prática foi realizada na propriedade do cooperado Gerry Dias, da cidade de Galileia. Para ele o curso foi um aprendizado muito grande, que possibilitou conhecer os direitos e os deveres em uma boa gestão.

11


12 COOPERJORNAL | Julho 2016


Prezado, em edições anteriores venho falando e ressaltando a importância da gestão participativa em uma cooperativa que é uma sociedade de pessoas e não de capital, ou seja, é um empreendimento coletivo de propriedade comum, democraticamente gerido pelos sócios. Quando se trata de sociedade de pessoas implica que cada sócio (cooperado) é um dono desse empreendimento, o qual tem a função de desenvolver e aprimorar os seus cooperados em suas atividades a fim de incluí-los no mercado competitivo. Para se ter eficiência nesse modelo de gestão são indispensáveis as boas práticas de Governança Corporativa, que implicam num modelo de gestão adequado, a fim de atender os objetivos e as necessidades de seus stakeholders, ou seja, púbicos de interesse. O instrumento que muitas cooperativas usam, e que melhor funciona para atender os seus públicos de interesse, é a OQS (Organização do Quadro Social). Este tem como uma de suas principais funções organizar os diferentes grupos de interesse de uma cooperativa a fim de desenvolver ações que tragam fidelidade, eficiência, participação consciente e melhor operacionalidade, a fim de atingir um melhor resultado para o coletivo. Assim a OQS é algo muito amplo, pois pode ser trabalhada em vários públicos de interesse, dentre eles: o cooperado, a família do cooperado, grupos de mulheres e jovens e colaboradores (grupo de pessoas que têm relações trabalhistas com a cooperativa). Observando por essa perspectiva, a Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce visa aprimorar o trabalho da OQS, desenvolvendo novos projetos e analisando onde hoje estamos. A Cooperativa possui, desde 1981, núcleos estruturados que são as comunidades cooperativistas mais o Comitê Educativo, que tem como principal função trabalhar de forma organizada e estruturada a participação e desenvolvimento do cooperado na cultura cooperativista através da educação, formação e informação cooperativista, 5º Princípio Cooperativista. Assim a gestão está voltada de forma mais eficiente e concreta ao atendimento das necessidades e anseios dos cooperados.

MARCIANO ADALBERTO DE JESUS Educador cooperativista

Próximo passo: aonde queremos chegar? Desde abril deste ano, 3 colaboradores de setores estratégicos da Cooperativa estão se capacitando em um curso desenvolvido pelo Sistema OGEMG, que é voltado para a OQS. É o Educa OQS. E a partir daí vimos a necessidade de trabalhar, por meio de grupos estruturados, a educação, formação e informação cooperativista para os colaboradores e prestadores de serviços da Cooperativa, reciclando os conhecimentos básicos de cooperativismo e acrescentando as novas informações de novos projetos, programas, cenários e mercado do segmento em que a Cooperativa atua. Outra necessidade é termos um programa estruturado de boas vindas a novos cooperados, inserindo-os ao meio cooperativista através de cursos, treinamentos e informações da Cooperativa, para que assim possam usufruir melhor de todos os benefícios que essa lhes oferece e, na condição de donos, saibam os direitos e deveres que possuem numa cooperativa. Assim, o propósito é alcançar e garantir o fortalecimento cooperativista, através da intensificação da inserção da doutrina cooperativista rumo à nossa missão, que é:

Promover o desenvolvimento tecnológico dos cooperados, oferecendo produtos e serviços inovadores, que aprimorem a sua produção e contribuam para o desenvolvimento sustentável da cadeia produtiva do leite.”

www.cooperativa.coop.com.br

OQS Como Estratégia na Governança Cooperativista

13


Pitadas

Colaboradores no Educa OQS em Belo Horizonte Os colaboradores Adriana Freitas (Unidade de Atendimento ao Cooperado), Francislene Moreto (Recursos Humanos) e Marciano Adalberto (Educação Cooperativista) estão participando do Programa de Formação e Acompanhamento da Organização do Quadro Social das Cooperativas Mineiras (Educa OQS). Uma iniciativa do Sistema Ocemg que permite capacitar, definir e estruturar melhor o quadro social das cooperativas, estabelecendo um processo dinâmico, sistemático e permanente de integração entre associados e cooperativas.

COOPERJORNAL | Julho 2016

Armazém da Cooperativa realiza Café Rural

14

O Café Rural, promovido pelo Sindicato Rural de Governador Valadares e o Armazém da Cooperativa, aconteceu no dia 16 de maio, com a participação dos representantes do Sicoob Crediriodoce, União Ruralista, demais entidades parceiras e produtores rurais. Na oportunidade, todos os presentes participaram de um bate-papo sobre o mercado agropecuário, e também foram convidados para o 17º Leilão da Cooperativa de Vacas e Novilhas, que aconteceu no Parque de Exposição no dia 28 de maio.


PITADAS

Inauguração do Hospital Unimed GV

No dia 20 de maio, a diretoria da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce esteve presente na inauguração do Hospital da Unimed GV. Esse novo empreendimento traz muitos benefícios para a nossa comunidade. É a força do cooperativismo fomentando a economia da nossa região.

Semana da Engenharia, Agronomia e Agronegócio Univale/SICOOB Crediriodoce

A Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce saiu em comitiva para participar da maior feira da pecuária leiteira do Brasil, a Megaleite. Um ônibus fretado saiu da Cooperativa direto para esse grande evento em Belo Horizonte. Participaram desta comitiva 20 pessoas dentre cooperados, conselheiros e colaboradores. Organizada pela Associação Brasileira dos Criadores de Girolando, a Megaleite tem como objetivo reunir toda a cadeia produtiva do leite em torno de um único evento, mostrando a potencialidade do setor. O evento acontece do dia 21 a 26 de junho, no Parque da Gameleira, com a expectativa de quase dois mil animais, das raças Girolando, Gir Leiteiro, Holandesa, Pardo-Suíço, Jersey, Simental, Guzerá Leiteito, Indubrasil e Sindi. A programação conta com julgamentos, torneios leiteiros, leilões, feira de negócios, debates e palestras. Cinco cooperados participaram da Megaleite levando animais: Geraldo Birro, Fazenda Almenara, 2 animais; Martinho de Souza, Fazenda Santa Edwigens, 2 animais; Maria José Vilela, Fazenda Alvorada, 2 animais; Reginaldo Antônio Vilela, Fazenda Vitrine, 2 animais; e Rubens Balieiro, Fazenda Campina Verde, 4 animais.

A Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce participou da Semana da Engenharia, Agronomia e Agronegócio Univale/SICOOB Crediriodoce, que aconteceu do dia 30 de maio ao dia 3 de junho. O evento contou com palestras temáticas, videoconferência, minicursos, apresentação de maquetes e banners, além de competições de Ponte de Palito de Picolé e de Concreto Colorido de Alta Resistência. Cerca de 800 pessoas participaram da solenidade de abertura, que contou com a presença de alunos dos cursos, professores e várias autoridades da região. Da Cooperativa estiveram presentes o presidente, Guilherme Olinto Resende, o vice-presidente, João Marques Pereira Neto, e o gerente geral, Gilmar de Oliveira.

Aconteceu no dia 16 e 17 de junho a preparação para a Terceira Rodada de FIV (Fertilização In Vitro) na Cooperativa. Mais uma oportunidade promovida pelo Departamento de Política Leiteira da Cooperativa e a In Vitro Brasil, para o cooperado que deseja potencializar a genética do rebanho e ter melhor produtividade leiteira.

www.cooperativa.coop.com.br

Terceira Rodada de FIV

15


COOPERJORNAL | Julho 2016

16

LINHA INTRAMAMÁRIOS LINHA INTRAMAMÁRIOS MSD SAÚDE ANIMAL MSD SAÚDE ANIMAL

A CIÊNCIA PARA ANIMAIS MAIS SAUDÁVEIS A CIÊNCIA PARA ANIMAIS MAIS SAUDÁVEIS


Dia de Cooperar: cooperativas de GV se unem para ajudar a Cidade dos Meninos

O Dia de Cooperar (Dia C) em Governador Valadares é realizado através da união das cooperativas: Agropecuária Vale do Rio Doce, Sicoob AC Credi, Sicoob Crediriodoce, Unicred e Unimed. Dessa união foi criado o Elo Cooperativista Social (ECOOS), e em 2016 a Cidade dos Meninos foi a instituição escolhida para ser beneficiada pelo Dia C.

A Cidade dos Meninos é uma organização que foi fundada em 1962, situada na BR-116, Km 402, com o objetivo de amparar crianças de Valadares e região. A principal ação do Dia C deste ano será promover melhorias na estrutura física da instituição, no intuito de oferecer mais conforto, buscando uma qualidade de vida melhor aos moradores.

6h - PEDAL SOLIDÁRIO

Saída: Praça Serra Lima (Centro de GV)/Destino: Cidade dos Meninos.

9h - CAMPEONATO DE FUTEBOL

Times compostos por colaboradores e cooperados, com o objetivo de inaugurar a nova quadra (reformada pelo Dia C).

12h - ALMOÇO DE CONFRATERNIZAÇÃO Para toda a comunidade.

Os interessados precisam se inscrever e adquirir o ingresso no valor de R$30,00 com direito à camisa do Dia C, almoço e bebida. A compra de ingressos é realizada nas cooperativas participantes. Como nas edições anteriores, o Dia C 2016 conta com o apoio e a solidariedade da sociedade valadarense, para fazer parte dessa corrente do bem.

Dia Internacional do Cooperativismo Comemorado sempre no primeiro sábado de julho, neste ano no dia 2 de julho, o Dia Internacional do Cooperativismo teve a sua primeira celebração no ano de 1923, com uma confraternização entre todos os povos ligados a atividades de cooperativismo. Porém, oficialmente, a data foi só criada em 1994. A origem da comemoração tem o objetivo de proporcionar a toda sociedade o conhecimento dos benefícios, dos valores e dos princípios da atividade cooperativista. O Dia Internacional do Cooperativismo é considerado como um momento ideal de sensibilização dos jovens sobre o caráter empreendedor e o papel social do cooperativismo, e celebra o fato de que os homens vêm trabalhando em conjunto, desde os tempos mais primitivos, na colheita e na produção de bens.

www.cooperativa.coop.com.br

O dia escolhido para a ação do Dia C é no dia 2 julho, em comemoração ao Dia Internacional do Cooperativismo, sempre realizado no primeiro sábado de julho. Em Governador Valadares foi organizado um dia cheio de atividades, em comemoração ao Dia C, na Cidade dos Meninos:

17


COOPERJORNAL | Julho 2016

JULHO

18

1/7 1/7 2/7 2/7 2/7 3/7 3/7 3/7 3/7 4/7 4/7 4/7 4/7 4/7 5/7 5/7 5/7 5/7 5/7 5/7 5/7 6/7 6/7 6/7 6/7 7/7 7/7 7/7 7/7 7/7 7/7 8/7 8/7 8/7 9/7 9/7 9/7 9/7 10/7 10/7 10/7 13/7 13/7 14/7 14/7 14/7 14/7 14/7 15/7 15/7 16/7 17/7 17/7 17/7 18/7 18/7 19/7 19/7 19/7 19/7 19/7 19/7 20/7 20/7 20/7 20/7 21/7 21/7 21/7 21/7 21/7 22/7 22/7 22/7 22/7 22/7 23/7 23/7 23/7

JOAQUIM Eugênio Cândido BRAGA Joaquim Januário de Souza José MARTINIANO DE OLIVEIRA SANIEL KALIL DIAS Sebastião Prudêncio Júnior ADALBERTO CORREA DE ALMEIDA CARLOS LOPES DE PAIVA ELIES SANTOS JURANDI VESFAL FERREIRA Benoni de Meneses Furtado GERSON LUCAS EVANGELISTA ITAMAR LUIZ DA SILVA José Venâncio Bacelar RONALDO MARQUES MACEDO ADAIR COELHO ADELINO GUERRA DA SILVA Dionísio Flávio CORREIA EBER MIRANDA DA COSTA EDIMAR Ângelo DA SILVA Márcio CAMPOS DE SOUSA VAILTON Josué DE SOUZA Aércio LOPES FARIA Antônio MARCOS SOARES PEREIRA Mateus Tom Hespanhol RUSTON SANTOS SOUZA ALEXANDRO DA SILVA José Cláudio LOPES Jordão José DORCELINO LOPES Júlio PEREIRA CAMPOS Raquel Avelino de Freitas Paz Turíbio ALVES MODESTO GENECY AGUIAR LOUBACK José VIEIRA RAMOS Sebastião CAETANO PEREIRA ADAIR TEODORO ALVES FRANCISCO Antônio COELHO Brandão ONéSIMO RODRIGUES DE ANDRADE ROMILDA FRANCA DA SILVA DOMíCIO PATROCíNIO DE OLIVEIRA LíVIO SORAGGI COURA WALDEMAR José SOARES Antônio Nicoli José Maria da Silva Júnior AFONSO COELHO CAMPOS DENILSON MARTINS Gonçalves GERONIL TEODORO DE SOUZA José RONALDO DE SOUZA OZIAS BATISTA RAMOS Maria de Lourdes Petronilho RAIMUNDO ALVES MENDES Márcio José LOPES BARRETO DILSON DOS SANTOS FAUSTO BENTO VIEIRA RANNER DA SILVA RAMOS ENEIAS Lélis FERREIRA OSNI DE SOUZA BRAGANCA EDILSON PINTO DE CARVALHO Lúcio DE SOUZA BRAGA LUZIA ALEXANDRINA DO N. SILVA Maurício LEITE COSTA SHEILLA FERREIRA VILAS NOVAS WILSON LUIZ FERREIRA Hélio JUSTINO DE LIMA José ALENCAR DA SILVA José Alves Neto José Getúlio Gonçalves CARMéLIO SIMAS COELHO Domingos de Souza Serpa GERALDO José CARDOSO MANOEL ARAGOSO LIBERATO Sebastião ALVES DE ANDRADE ADJUTO DOS REIS ILDEU PEREIRA DIAS Júnior JUAREZ ALVES COSTA MARIA DO CARMO PEREIRA RIBEIRO ORLANDO PEREIRA MENDES André MARCOS DE MATOS José FRANCISCO DE LIMA JURACY FERNANDES DE RODRIGUEZ

23/7 24/7 24/7 24/7 24/7 24/7 25/7 25/7 26/7 26/7 26/7 26/7 26/7 26/7 27/7 27/7 28/7 28/7 28/7 28/7 28/7 28/7 29/7 29/7 29/7 29/7 29/7 29/7 30/7 30/7 31/7 31/7

Sebastião LOPES DE FARIAS FRANCISCO MATEUS DA SILVA José MARIA VILELA MARIA APARECIDA DOS REIS MENEGUCI Mário COSTA Júnior SALVADOR VERISSIMO Sérgio Soave Pereira VALDECI MATEUS DA SILVA DIVINO FERREIRA DA SILVA HELITON Valério SANCHES Brandão JADIR PEREIRA DE AMORIM JOANES VALINHO DA SILVA João PEREIRA DA SILVA Josimar Ferreira Ready ALTAIR DE PAULA VARGAS José SOARES TEIXEIRA Célio DE ANDRADE Gonçalves Hélio DA SILVA DRUMOND José ALVANE DE ALMEIDA José PEREIRA SANTIAGO MARCELO TRAVAGLIA MENDES ROBERTO VITOR DE MIRANDA Antônio BRAGA NETO MARIA DA PENHA COSTA Mário GOMES DE SOUZA NIRSON MIGUEL ARCANJO PALMERINDO José MACHADO SILVALINO ALVES DA SILVA LúciaNO Gonçalves GRIPP VALTEIR DE OLIVEiRA José FABIANO DE SOUZA MARCONE XISTO OLIVEIRA

AGOSTO 1/8 1/8 1/8 2/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 4/8 4/8 5/8 5/8 5/8 5/8 5/8 5/8 5/8 5/8 6/8 6/8 6/8 6/8 6/8 6/8 7/8 7/8 8/8 9/8 9/8 10/8 10/8 10/8 10/8 10/8 12/8 12/8 13/8 13/8 14/8 14/8 14/8 14/8 14/8 14/8

AGNALDO FAUSTINO PEREIRA José MARIA LANINI Luiz Marcos Murta MANOEL DE SOUZA SANTOS José BASíLIO FILHO José FERREIRA LOPES ODAIR RIBEIRO GOMES RENATO FRANCISCO COURI PEDROZA Sebastião Leão BRAGA GIRLESIO DIAS RUELA Sebastião CANUTO NETO ADELAINE CRISTINA ALVES Afrânio Pereira dos Santos EDUARDO FERREIRA DE SOUZA ELZA MARIA MACHADO EVANDRO RODRIGUES DA SILVA Gilvano Gonçalves Xavier RONALDO VIEIRA PERES SILVALINO ALVES FILHO Davi Pereira Soares DOMINGOS ALVES LEITE Edson Louback RAIMUNDO GODOY CASTRO FILHO ROSEMBERG VOILANTE MEDEIROS SIDNEY CASSIO SOARES FRANCISCO IVAN CORTEZ DOS SANTOS Meire Lúcia Azevedo de Melo LEVI PEREIRA BARBOSA CECILIA Mourão DE PINHO SALVADOR José DE OLIVEIRA Célio BATISTA LAGE ELIAS ROSA FERREIRA JoseVANE SOARES PEREIRA DA SILVA JUVERCINO PEDRO DA SILVA LéLIO DIAS DE MIRANDA José NUNES FERNANDES RENATO FERRANTE MEDINA Amaury Hottis Ramos FRANCISCO LACERDA FELíCIO CONCESSA DE SOUZA E SILVA Ermídia Maria Rangel GERALDO COELHO José ROBERTO CAMELO SILVANIA APARECIDA SANTIAGO CHAVES Valceir Rangel Barros

14/8 15/8 15/8 15/8 15/8 15/8 15/8 16/8 16/8 16/8 17/8 17/8 17/8 17/8 17/8 17/8 17/8 18/8 18/8 18/8 18/8 18/8 19/8 19/8 19/8 20/8 20/8 20/8 20/8 20/8 20/8 20/8 20/8 20/8 22/8 22/8 22/8 22/8 22/8 22/8 24/8 24/8 24/8 24/8 25/8 25/8 26/8 26/8 26/8 27/8 27/8 27/8 30/8 30/8 30/8

WALTAIR MOREIRA CAMPOS ANTôNIA FAUSTA DE MOURA DIANA DULCE DE SOUZA LUZ FERNANDO ALVES DA SILVA JO LUciaNO MARINHO OlÁvio Nunes Tambasco SANTOS FERREIRA DA CRUZ DEMERVAL ALVES DOS SANTOS FILHO João GUALBERTO NETO ROBERTO César DE ALMEIDA ADALGIZA MARIA MENDES BOAVENTURA Antônio José DE MELO CLEMILTON José DE OLIVEIRA JOAQUIM LIBERATO DE FIGUEIREDO José MIGUEL DA SILVA LAFAYETE CORDEIRO DE Araújo MOACIR DA SILVA NETO AGOSTINHO LEONíDIO DA SILVA CARLOS FREDERICO RITTMEYER GOMES EUDES MIRANDA DA COSTA José JOAQUIM DE OLIVEIRA ONOFRE DOS PASSOS ALBERTO MAGNO DE ASSIS ELIAS DE AGUIAR CUNHA José Ronaldo de Souza ADAIR OTONE DE OLIVEIRA ADELMO José DE FIGUEIREDO Flávio MARTINS DE SOUZA GESSY SEVERINO DA SILVA JORGE José AMARAL José BERNARDO DE MEDEIROS Mário Gonçalves VIEIRA MELQUíADES DA SILVA NETO WILTON DE SOUZA AMARAL ÉLCIO DA SILVA ATHAYDE João BATISTA DE OLIVEIRA José PEREIRA DE MOURA MAGNO LEITE COSTA RICARDO ABDIAS BRAGA OLIVEIRA ROBERTO CARLOS DA SILVA DIVINO NORBERTO DOS SANTOS GERALDO DA SILVA REIS HERMíNIO ANDRADE PINTO MIGUEL RODRIGUES DE ALMEIDA José LUIZ TEIXEIRA WALDEVINO CAETANO DE OLIVEIRA FILHO Cleurinaldo Joaquim Júlio JAINIO RODRIGUES DE SOUSA Mário DIAS Leão Antônio RANGEL CORREA ítalo Gustavo de Arruda Mendes Marconi Charles Teixeira EDUARDO FERNANDES Fábio FERREIRA CAMPOS José GOMES DE BRITO

SETEMBRO 1/9 1/9 2/9 2/9 2/9 2/9 3/9 3/9 3/9 4/9 4/9 5/9 5/9 5/9 5/9 5/9 6/9 6/9 6/9 6/9 6/9 7/9

JOAQUIM ALVES FERREIRA VALDELIRIO MARCELINO DE SOUZA AMARILDO MONTEIRO ESPERANçA FERNANDO Antônio FERREIRA José BARRETO LOPES PAULO Sérgio DIAS Agrisley Pereira Gracias DILZA PINTO COSTA DE OLIVEIRA Francisco Cardoso Ribeiro Antônio COELHO CAMPOS Lúcio ALVES DE JESUS ABEL CARLOS DE OLIVEIRA ALCEDINO LOURENçO DA CRUZ GEOVANY RIBEIRO BELTRAME IRANY SOARES DOS SANTOS MARIA DO CARMO LEITE Brandão ADEMAR ROMANOS DE MESQUITA MARCOS Antônio LOPES BARRETO OSVALDO BENTO VILELA RONEI DE SOUZA DIAS Tarcisio Jaques Ferreira Célio CHISTé

7/9 7/9 8/9 8/9 8/9 8/9 8/9 8/9 8/9 9/9 9/9 9/9 9/9 9/9 10/9 10/9 10/9 10/9 10/9 11/9 11/9 11/9 12/9 12/9 12/9 12/9 12/9 12/9 13/9 15/9 15/9 15/9 15/9 16/9 16/9 17/9 17/9 17/9 17/9 17/9 17/9 17/9 17/9 18/9 19/9 19/9 19/9 20/9 21/9 22/9 22/9 22/9 22/9 23/9 23/9 23/9 23/9 23/9 23/9 23/9 24/9 24/9 24/9 24/9 25/9 26/9 26/9 26/9 26/9 26/9 26/9 26/9 27/9 27/9 27/9 29/9 29/9 29/9 30/9 30/9 30/9 30/9

MARCOS LEITE COSTA MOACIR BINO DA COSTA AILTON RODRIGUES DE ALMEIDA AURéLIO FERNANDES MADEIRA CARLOS JOAQUIM DA COSTA FRANCISCA PEREIRA BARBOSA João CAMPOS DE OLIVEIRA José CARLOS MOREIRA FIALHO MARCELO DE OLIVEIRA LIMA Joracino Pereira de Macedo LECI FIRMINA COELHO MARCO AURéLIO LIMA MARTA MADEIRA MIRANDA Sebastião Gonçalves MARIANO ADãO DE OLIVEIRA NUNES Antônio GOMES DA SILVA JOSANEA APARECIDA DAS NEVES PENA José NUNES DE OLIVEIRA MARIA GERALDA COELHO DE Araújo DJALMA FERREIRA DE SOUZA FILHO ETIENE Cândido DO NASCIMENTO Francisco Martins da Silva ACIR CALDEIRA COSTA FILHO Adão Nicolau Lioncio Filho ALTAIR DE SOUZA LOUBACK MARIA DA GLORIA OLIVEIRA Maurício GERALDO CARDOZO VILMAR RIBEIRO DE SOUZA Jânio Geraldo Marques ADER MARTINS DUARTE Edson Albino Facundes ERNANDES DA SILVA João BORGUI NETTO LINDOMAR José COSTA MANOEL BOTELHO DA COSTA ADELAIDE GUERRA DA SILVA ADEMAR MARTINS SAMPAIO EUSTáQUIO Antônio M. DAMASCENO Godofredo de Souza Faria NELSON FRANCISCO VAZ ROGéRIO GOVEIA DIAS RONILDO BATISTA FARIAS Rubidia da Silva GILBERTO DA COSTA EVANGELISTA José RUFINO DE ABREU Levi Pinheiro de Souza Magalhães de Souza Serpa AGUSTAVO MOREIRA DE SOUZA MOACIR BATISTA LAGE ACIR THOMAZ DIVINO RODRIGUES DE OLIVEIRA José GILMAR DOS SANTOS PAULO DE JESUS SANTOS Edilene Costa HERMANO VILELA DA COSTA José SIMãO DA SILVA MARIA BERNARDINA CUNHA NILTON BORGES OSMAR GOMES DA SILVA Valdilene José Borel Fábio Antônio MENDES MALVINO CASTELANE MARCONY NUNES FERNANDES Sebastião Gonçalves DE OLIVEIRA ITAMAR BARROSO José EDUARDO FERREIRA DA CRUZ LAELSO DA COSTA ROQUE Orzilina Silvestre de Souza PAULO ROBERTO DOS SANTOS RUBENS BALIEIRO DE SOUZA Walas Paulo Carrijo de Cristo WASHINGTON ROBERTO DA SILVA ADMILSON Cândido SOUZA FERNANDO Antônio PEDRO K. DA ROCHA José SOARES TEIXEIRA Júnior ALAíDE GOMES COSTA João ARTUR SOARES SALLES MIGUEL DA COSTA CARNEIRO ABEL NOGUEIRA DE LIMA CORNéLIO DE SOUZA FILHO José JUSTINO SIDINEI ALVES DOS SANTOS

PARA BENS

Colaboradores JULHO 3/7 8/7 10/7 15/7 18/7 30/7

Marlene Gomes de Oliveira Luciely Elorrany Costa Moura Lívio Soraggi Coura Fernando Silva Ramos Quirino Rana Kessy Vieira de Souza Vítor Azevedo Lisboa

2/8 6/8 14/8 15/8

Aldo Alves da Rocha Davi Pereira Soares Wilian Salvador de Asevedo Isaque de Oliveira Lourenço

AGOSTO

SETEMBRO 1/9 2/9 5/9 9/9 24/9 25/9 30/9

Célio Dias da Silva Héber Marques de Almeida Nilsinho Dias Pereira Carlos Antônio de Oliveira Nogueira Angélica França Santos Francislene Moreto Clara Rita Dalliene Mendes da Silva


19

www.cooperativa.coop.com.br


20 COOPERJORNAL | Julho 2016

Profile for cooperativagv

COOPERJORNAL JULHO DE 2016  

O Cooperjornal é a revista da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce que mantém seus cooperados e públicos de interesse informados sobre...

COOPERJORNAL JULHO DE 2016  

O Cooperjornal é a revista da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce que mantém seus cooperados e públicos de interesse informados sobre...

Advertisement