Page 1

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE EIXO

Volume 1, Edição III Fevereiro/ Março 2015


O que é a liberdade de expressão*? A liberdade de expressão e informação está legislada no artigo 37 da constituição da República Portuguesa no número 1: ‘’Todos têm o direito de exprimir e divulgar livremente o seu pensamento pela palavra, pela imagem ou por qualquer outro meio, bem como o direito de informar, de se informar e de ser informado sem impedimento nem discriminação’’. A liberdade de expressão está nas constituições dos países que são governados por governos eleitos livremente pelo povo. Ela é muito importante, na medida em que as pessoas podem manifestar as suInês Sousa 9ºB

Caros leitores, Ainda há muitos países onde as pessoas não podem usufruir do direito à liberdade de expressão. Assim nos mostram os acontecimentos mais recentes, de uma forma bárbara! . Desde sempre existiu quem oprimisse os outros. A única maneira de vencer a tirania dos opressores, é resistir e tomar atitudes. É precisamente este o tema deste número : a Li-

berdade de expressão. Sem liberdade a vida não valeria a pena, não passaríamos de máquinas que se levantavam de manhã sem alegria no olhar e entusiasmo para viver. O facto de nos podermos expressar no local onde vivemos, estudamos ou trabalhamos é uma dádiva e devemos sentirmo-nos gratos por isso. O ser humano existe para ser livre e, hoje, todos nós lutamos para que essa liberdade seja efetiva, para que haja um mundo melhor! ‘’A liberdade custa muito caro e temos ou de nos resignarmos a viver sem ela ou de nos decidirmos a pagar o seu preço. ’’- José Martí


Pensamento Livre Da ‘doce barbárie’ Cortaram as árvores, mataram os pássaros e nós, em que ficamos? Tom Jobim, 1927-1994 Esta é uma hora de cerração. Os espertos sentem-se e movem-se nela como o mocho no lusco-fusco e na escuridão; servem-se das mais variadas e capciosas armadilhas e artimanhas para tornar as pessoas cegas à ‘doce

barbárie’ reinante. A expressão é da autoria de Jean-Pierre LeGoff. Ela subentende a luzidia parafernália de termos envernizados e manipuladores com que os políticos, mais os conselheiros e profetas do arco da governação atordoam os ouvidos e olhos dos cidadãos e intentam levá-los a comprar a ideia intrujona de que tudo é feito para seu bem, para regenerar o presente e, assim, garantir a melhoria do futuro. A barbárie encontra-se disfarçada sob a maquilhagem da perversão linguística que exorna as orientações‘reformistas’ aplicadas em todos os setores. Está infiltrada no novo léxico ou ‘novilíngua’ da visão empresarial e ‘managerialista’ da educação, da escola e da universidade, assim como nas ‘justificações’ dos brutais cortes efetuados nos salários e aposentações, no orçamento dos serviços de saúde e nos programas de segurança social. Constitui o alfa e o ómega das receitas ‘austeritárias’, implementadas pelos governos de alguns países europeus, por decreto e a soldo dos agiotas. Nenhum povo está aprioristicamente prevenido ou vacinado contra os ‘artistas’ de tão escabrosa metamorfose semântica. O ‘povo’ é uma entidade fácil de iludir e aldrabar; cai a miúdena falsidade do engodo e tropeça no conto do vigário, a ponto de comprar gato por lebre. Porquê? Muito simplesmente, porque é uma configuração, sui generis, do bando e do rebanho; e estes são, por natureza, propensos a suspender a razão e o juízo crítico, a tender para a crendice, para a irracionalidade e até para a animalidade. Por isso mesmo ele é também arrastado, inúmeras vezes, sem se dar conta, para o deserto mental, para terrenos pantanosos e para águas estagnadas, onde medram e fedem a indignidade, a maldade e iniquidade. O ‘colaboracionista’ e servil governo português, em cuja composição há fedelhos com um teor intelectual que tresanda a cueiros, esfalfa-se em instalar-nos e encerrar-nos nesta quadratura do circo. É vendedor de imposturices e executor de ultrajes. Temos que nos ajustar e submeter às inevitáveis ‘reformas’ prescritas pela insaciável cupidez dos especuladores e predadores financeiros. Não há alternativa: é este o caminho mais adequado e mesmo o único para, de uma maneira cabal e limpa, expiarmos as nossas culpas e alcançarmos a redenção. Todavia, os povos têm momentos de lucidez, em que deixam de ser manada. Nunca se sabe quando chegam essas reações. A história não ensina a prever o instante e a forma da sua vinda, apenas confirma que surgem quando menos se espera. E então não há dique que contenha a correnteza e inclemência das águas do ajuste de contas. Nessas alturas o ‘colaboracionismo’ e os seus agentes recebem o nome justo para o crime que praticam e para a sua condição: são traidores malditos e imperdoáveis, por terem cometido, sem um nó na garganta e uma pontada na consciência, a ignominiosa traição. Jorge Bento 10.02.2015 Jorge Bento, Professor Catedrático e Diretor da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto. (A publicação deste artigo foi autorizada pelo seu autor, a quem agradecemos a gentileza.)


A propósito “Je suis Charlie“ Trabalhos realizados pelos alunos do 8ºB sobre a temática da

Liberdade de Expressão A liberdade de expressão é uma arma à qual todos têm direito.

A liberdade de expressão pressupõe que todos os indivíduos têm o direito de se expressar sem serem censurados por causa das suas opiniões/convicções/crenças.

Posso não gostar das palavras que dizem , mas defenderei sempre o direito de as dizerem .


A propósito “Je suis Charlie“ Fala , grita e escreve. Não tenhas medo de o fazer!

A liberdade de expressão faz parte dos Direitos Humanos , artigo 19º, e é protegida pela pelas constituições de todos os sistemas democráticos.

A liberdade de expressão é a liberdade de investigar, obter informações e divulgá-las sem limites de fronteiras e através de qualquer meio de expressão.

A liberdade de expressão é de todos . Luta para a ter.


Por que devemos admirar estas pessoas? Amália Rodrigues I really admire Amália Rodrigues, she was a brilliant fado singer and she is famous today because she was one of the ‘biggest’ and best fado singers. She is considered the greatest symbol of the Portuguese fado. Amália was born on July 23 1920 in Lisbon. When she was just 14 months Amália Rodrigues was left by her parents in the capital, to the care of her grandparents, with who she lived up to her 19 years. Through out her lihe Amália had several jobs such as a seamstress, embroide rerand chocolatefactory. Her career as a singer, began in 1938 when she began to apply for various talent contests. Later she started giving concerts and progressed more and more over time. Amália Rodrigues got married twice. She died on 6 October 1999 at home. She is buried in the National Pantheon, among ot her illustrious Portuguese. Until her death, 170 albums were released in 30 countries and over 30 million copies were sold worldwide. Nicole Fradoca Pires Nº15 8ºB

José Afonso I really admire José Afonso. His full name is José Manuel Cerqueira Afonso dos Santos but he was known as Zeca Afonso he was a Portuguese singer and a songwriter. José was born in Aveiro, Portugal, on 2nd August 1929 and he died in Setúbal, on 23rd February 1987. With 3 years old he moved to Angola and in 1937 returns to Aveiro. In the same year he moved to Mozambique. The following year he returned to Portugal and went to Belmonte. He attended the high school and the college there. Since that time, he has proved to be a great interpreter of “fado” of Coimbra and intervention music. After many events in his life he released some records and worked as a teacher. He became definitely a symbol of democratic resistance and he was arrested by “PIDE”. His song “Grândola, Vila Morena” was very important to the Portuguese revolution of 25th of April.


Jean Monnet Jean Omer Marie Gabriel Monnet (1888 -1979). Foi um político francês, e também um arquiteto da comunidade europeia (CEE). Nunca eleito para cargos públicos, Monnet atuou nos bastidores de governos europeus e americanos como um homem que tinha particular interesse em assuntos internacionais sobre a União Europeia. Com apenas 16 anos, quando terminou o liceu, viajou para muitos países como comerciante de conhaque e, mais tarde, tornou-se banqueiro. Durante as I e II Guerras Mundiais, exerceu alguns cargos importantes na produção industrial, na França e no Reino Unido. Como consultor do governo francês, foi um dos principais inspiradores da famosa Declaração Schuman , que ajudou na criação da Comunidade Europeia do Carvão e do Aço. Entre 1952 e 1955, foi o primeiro Presidente do órgão executivo da referida Comunidade.

Beatriz Marques, 9B


Muitas são as recordações da minha Escola. As minhas amizades, que perduram até hoje, foram lá que as fiz: a Gabriela, a Andreia, a Catarina “piolha” … e tantos outros… O medo que eu tinha dos mais velhos não me impediu de ser feliz durante todos os anos que passei nesta escola. As minhas professoras da primária, eram muito exigentes, mas eram também muito amigas. Todos os anos, no final de cada ano letivo, fazia-se uma grande festa, em que nós, alunos, éramos os atores! Essa festa juntava todos os alunos e todos os pais. Cada classe fazia uma pequena peça de teatro, ou uma outra qualquer pequena exibição, que faziam as delícias dos nossos pais, que, nessa altura, ainda não adivinhavam como seria marcante, para cada um de nós, a passagem por aquela escola. Quatro anos de uma vida, quatro anos passados há muito tempo, quatro anos que já não voltam e que estão algures na nossa memória, à espera de serem lembrados. Tudo passou como o passarinho que deixa o seu ninho e vai voando cada vez mais alto… ainda mais alto… A passagem pela minha escola primária não era bem sucedida sem o apoio incondicional dos meus pais e família chegada que me davam o apoio que necessitava. Também a ajuda e dedicação das professoras fizeram de mim o que sou hoje. Posso não ser um génio mas tenho o mais importante, o apoio da minha família que é o melhor que podemos ter. Sei principalmente que a escola é um lugar para aprender, mas ainda mais, é um lugar para ser feliz.

Ana Marcelino, nº1, 8ºB


Página 9

No dia 21 de fevereiro comemorou-se o Dia Internacional da Língua Materna instituído em 17 de Novembro de 1999 pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) com intenção de promover a diversidade linguística, cultural e o plurilinguismo, sublinhando que “as línguas maternas constituem o primeiro veículo de identidade individual ou de um grupo, como fundação de toda a vida social, económica e cultural”.

Língua Gosto de sentir a minha língua roçar A língua de Luís de Camões Gosto de ser e de estar E quero me dedicar A criar confusões de prosódia E um profusão de paródias Que encurtem dores E furtem cores como camaleões Gosto do Pessoa na pessoa Da rosa no Rosa E sei que a poesia está para a prosa Assim como o amor está para a amizade E quem há de negar que esta lhe é superior E quem há de negar que esta lhe é superior E deixa os portugueses morrerem à míngua Minha pátria é minha língua.

Caetano Veloso


Volume 1, Edição 1

Página 10

Observatório da Língua Portuguesa

http://observatorio-lp.sapo.pt/pt/dados-estatisticos/projecao-e-uso/estudo-lingua-portuguesa-como-idioma-para-o-futurono-reino-unido


Volume 1, Edição 1

      

 

Página 12

O português é a 6ª língua do mundo mais utilizada nos negócios segundo o ranking da Bloomberg incluído num estudo intitulado "Línguas Estrangeiras Mais Usadas em Negócios"; A Língua portuguesa é a 3ª Língua mais falada no Parlamento Europeu. a 6.ª língua mais falada do mundo; a 3.ª língua europeia de expressão global; o 1.º idioma do hemisfério sul; é língua oficial, de trabalho ou de documentação em mais de duas dezenas de organismos multilaterais ou regionais, incluindo as Nações Unidas; os 250 milhões de falantes representam cerca de 3,7% da população mundial; os 8 países membros da CPLP representam 4,3% do PIB mundial e são responsáveis por 2% do comércio internacional. Em Portugal existem duas línguas oficiais: o português e o mirandês; O mirandês é falado em Miranda do Douro, distrito de Bragança

A sua formação foi um processo longo, contemporâneo da formação do galegoportuguês. Sofreu grande influência do português, sobretudo a partir do século XVI, tendo chegado a ser inteiramente substituído por este na cidade de Miranda. Foi conservado nas aldeias envolventes, durante séculos, como língua de transmissão oral. Foi descrito - e pela primeira vez escrito - por José Leite de Vasconcelos no fim do séc. XIX. É este sábio português que marca a sua descoberta no meio filológico peninsular. O processo de normatização da língua foi iniciado em 1995, com a publicação de uma Proposta de Convenção Ortográfica Mirandesa, e consolidado em 1999, com a edição da Convenção Ortográfica da Língua Mirandesa. A palavra "Língua", neste título, é legitimada pelo facto de o Mirandês ter sido reconhecido como língua oficial pela Lei 7/99, de 29 de Janeiro do mesmo ano.


Passatempos fica que a loira é e u q r o em Sabes p m puzzle u a b a c a do feliz quan s? . seis mese 2 a 4 anos aixa dizia:

c Porque na

Sabes onde fica Cabo Verde? Nas calças do Hulk.

Sabes porque é que a água foi presa? Porque matou a sede

Quem é a neta do “Super Mário”?

Sabes com o é que se mata uma planta? Fazendo-lhe

a folha.

A marioneta.

powere é que os u q r o p s e b Sa lizes? o sempre fe points estã - Olhe desculpe, sabe o que significa ‘’I don’t know’’? - "Não sei". - Opá, ninguém sabe!

Porque têm

.

vo um diapositi


Volume 1, Edição 1

Página 14

(In)sucesso escolar

O sucesso escolar, da mesma forma que o seu oposto, o insucesso escolar, é um problema que

esta temática, os conceitos de sucesso e insucesso são comple-

preocupa todos os agentes do sistema educativo xos, já que, dependendo dos ine inquieta grande parte da nossa sociedade. Con- tervenientes educativos, os sig-

tudo, e apesar do grande interesse que desperta nificados que lhes são atribuídos são diversos.

ESCOLA DE EIXO De acordo com o jornal Público, em 2014, a Escola Básica de Eixo esteve na posição 375º do ranking nacional, estando melhor do que no ano de 2013, passando de 434º para 375º.

O direito à educação é uma prerrogativa de todo o ser humano, direito este, nem sempre garantido a todos os povos, apesar de o mesmo estar previsto na “Declaração Universal dos Direitos do Homem, artº 26, pontos 1, 2 e 3”.


Insucesso escolar O tema a debater no Parlamento dos Jovens neste ano letivo 2014/2015 é o Insucesso Escolar. Muitas das escolas estão envolvidas neste projeto para combater o insucesso escolar, como por exemplo a escola Básica de Eixo. Algumas das causas do elevado insucesso escolar são: A falta de vontade de querer aprender por parte dos alunos; Estilo de vida; Problemas familiares; Origem social e religiosa; Falta de motivação; Falta de interesse por parte dos pais. Métodos de ensino por parte dos professores Muita exigência Organização escolar

Medidas de combate ao insucesso escolar O insucesso escolar é um fenómeno que preocupa os estudantes, as famílias e o país. Mas eis que surge a grande questão: Como combater o insucesso escolar? obrigatoriedade de frequência de Ensino Pré-Escolar; Funcionamento das escolas do 1º ciclo em Regime de Tempo Inteiro Aquisição de competências para a integração no mundo laboral durante a escolaridade obrigatória; Adoção de manuais e programas por ciclo de escolaridade Acompanhamento de cada turma/aluno/grupos de alunos pelos professores, em cada ciclo de estudos; Aplicação de formas de avaliação diversificadas, sem que se valorize em demasia as provas escritas; Desenvolvimento de valores cívicos e de cidadania; aproximação entre as escolas e os contextos em que se inserem Diogo Fernandes, 9A Jacinta, 9A


Volume 1, Edição 1

Página 16

Sucesso escolar O sucesso escolar é um tema interessante para os estudantes, pais, professores e instituições escolares. De um modo geral, a ideia do sucesso escolar é associada ao desempenho dos estudantes. Alguns dos conselhos para o sucesso escolar e para o futuro de cada um de nós são: Motivação; Ser saudável; Ter uma alimentação equilibrada; Dormir 8 a 10 horas; Gerir o tempo de estudo; Controlar a ansiedade e o stress; Não ignorar a escola; Consultar um psicólogo.

Palácio de Mafra


Localização - Mafra Datação—17 Setembro de 1730 Estado de conservação- Bom Estrutura- ocupa 38000m2 , tem 1200 divisões , 400 portas e janelas e 156 escadarias. Utilidade actual- visitas e serviço de biblioteca e ainda visitas á enfermaria e ao refeitório.

A parte central do edifício é ocupada pela basílica, que foi feita ao estilo barroco italiano, em pedra das regiões de Sintra, Pero Pinheiro e Mafra. O zimbório, com 65 m de altura e 13 m de diâmetro, foi a primeira cúpula construída em Portugal.


Volume 1, Edição 1

Página 18

O palácio foi construídos a 17 de Setembro de 1730 e demorou 13 anos a ser feito. O lado sul do palácio pertencia á rainha e o lado norte ao rei . O maior corredor do palácio tinha 232 metros , este corredor servia principalmente para o “passeio da corte”. Foi D.João V decorou o palácio com tapeçarias flamengas , tapetes orientais e mobiliário , pinturas e esculturas encomendadas a grandes mestres portugueses e italianos.

Inicialmente o convento seria pequeno , para apenas 13 frades , mas acabou por se tornar num enorme edifício com cerca de 40 000 m2 , para 300 frades da Ordem de S. Francisco . O sustento do convento foi garantido por D. João V , seria ele a pagar

as despesas (desde

tabaco às pipas de vinho e de azeite). Junto ao convento encontrava-se um jardim com horta , pomar , tanques de água e campos de jogos .


A biblioteca do palácio é uma das mais bonitas de Portugal . A biblioteca possui cerca de 30 000 livros editados . Estes livros

foram muito importantes para a difu-

são de novas ideias no seculo XVIII . D. João V enviou ao estrangeiro emissários especiais encarregues de adquirir tudo o que de melhor e de mais novo aí se imprimia. Em 1754 , o desvio ou empréstimo de obras impressas ou manuscritas sem licença do rei de Portugal foram proibidos por uma bula

papal. E concedeu-lhe autorização para incluir na sua biblioteca livros proibidos pelo Índex.

Catarina Pereira , nº 5 Marta Cruz , nº 14 Paulo Branco , nº 16

Palácio de Mafra O palácio de Mafra foi mandado construir, no séc.XVIII, pelo rei D.João V. Este complexo inclui um convento, uma biblioteca e uma basílica. O palácio ocupa 38.000m2 e contém 1200 divisões, 4700 portas e janelas e 156 escadarias. Neste local estão investidas toneladas de ouro vindo do Brasil. Este palácio estava “dividido” em duas partes; local do rei (zona do rei) e local da rainha (zona da rainha). Andreia Matso e Daniel Gamelas, 8B


Volume 1, Edição 1

Página 20

E u D. João V vivo do lado norte do Palácio, pois do lado sul vive a rainha. Neste Palácio existe um corredor que é o mais comprido da Europa, com 232 metros. O corredor encontra-se decorado com tapeçarias flamengas, tapetes orientais e mobiliário, pinturas e esculturas encomendadas a grandes mestres portugueses e italianos. Todas as manhãs acordo às 9 horas, procedo à higiene diária e visto-me com as minhas roupas coloridas com sedas oriundas da India. De seguida dirijo-me à sala de jantar para um delicioso pequeno-almoço constituído por frutas exóticas, biscoitos e leite. Depois do requintado pequeno-almoço visito os meus leais frades que dormem no convento que tem cerca de 40000 metros quadrados. Perto do convento há um jardim, então, aproveito para um breve passeio por lá para ver a minha horta com legumes frescos ainda molhados do orvalho, pomar com lindas maçãs e tanques de água fresca. Depois deste lindo passeio faço uma curta visita à Basílica que ocupa a parte central do edifício. Foi feita ao estilo barroco italiano em pedra da região de Sintra, Pero Pinheiro, e Mafra. Finalmente chega a hora do almoço onde como veado com arroz vindo da China e alface da minha horta. Na parte da tarde, tenho aulas de violino numa sala da grande biblioteca que possui 30000 livros de diversas áreas como Teologia, Matemática, Arte, Música, entre outras. Por volta das 21 horas sento-me à mesa para um jantar reconfortante de peixe com batatas cozidas. De seguida jogo às cartas com os meus amigos e conversamos acerca de assuntos, por vezes intelectuais, outras vezes pessoais. Finalmente dirijo-me para o quarto onde retiro a roupa e me deito na minha cama de penas para me preparar para mais um dia…

Gonçalo Carvalho, nº8, (B Leonardo Reis, nº 11, (B


Relatório de Visita do Palácio Nacional de Mafra O convento de Mafra foi mandado construir por D.João V no século XVIII para cumprir um voto de sucessão. É o mais importante monumento do Barroco em Portugal. O palácio ocupa 38000m2, tem 1200 divisões, 4700 portas e janelas e 156 escadarias. -Palácio: o lado norte do palácio destinava-se ao rei e o lado sul à rainha, ligando as duas partes havia o maior corredor palaciano da Europa com 232 metros que era utilizado como “passeio” da corte. D.João V decorou-o com tapeçarias, pinturas e esculturas de diferentes partes do mendo mostrando imensa riqueza. -Convento: foi feito inicialmente para ser ocupado por 13 frades acabando por se expandir tornando-se num enorme edifício com cerca de 40000m2, para 300 frades. D.João V preocupava-se em pagar todas as despesas do convento. Ao lado do convento ficava o jardim (com horta, tanques de água, campos de jogos e pomar). Há ainda um refeitório e uma enfermaria que poderás visitar. -Basílica: esta seguiu o estilo barroco italiano e ocupa a parte central do edifício. A primeira cúpula construída em Portugal foi o zimbório, com 65m de altura e 13m de diâmetro. -Biblioteca: possui cerca de 30000 livros de diversas áreas e estes foram muito importantes para a difusão de novas ideias no século XVII. Em 1754 foi proibido o empréstimo ou o desvio de obras sem licença do rei de Portugal.

Realizado por: Inês Alegria N:9 8ºB e Inês Correia N:10 8ºB


Volume 1, Edição 1

Página 22

Os alunos do clubes europeu deslocaram-se à cidade de Lisboa para efetuarem uma visita ao “Espaço Europa”, situado na Representação da Comissão Europeia, para participarem no concurso “Eu sou Europeu”.

Consistem, nomeadamente, numa breve

sessão de boas vindas, uma apresentação genérica daquele serviço e a distribuição de documentação, complementadas

com

uma

visita

à exposição

“Portugal Europeu – Meio Século de História”. Ao grupo vencedor será atribuído um prémio sob a forma de um apoio para a realização de uma viagem a Bruxelas, com o objetivo de aprofundar o conhecimento sobre as instituições europeias através de uma visita ao respetivo centro de visitas. Os resultados do concurso estarão disponíveis a partir de 31 de maio. Vamos aguardar!!


A wonderful school trip On 5th January, the classes of years 6, 7 and 8 went on a fantastic study trip to Vila Nova de Gaia organized by the English teachers. We saw a theatre play, " the Frankenstein Files", presented by the interactive theatre group "Interacting". At first, I was not very excited , but then everything changed. The actors were really fun and invited some students to go on stage. At lunch time the weather was wonderful, so we went for a picnic at Palácio de Cristal (Pavilhão Rosa Mota). When we finished, we went for a walk

In the afternoon, we visited the "Torre dos Clérigos", the "Lello&irmão" bookstore and "São Bento" train station. During the visit we also answered a quiz about the places we were visiting. My favourite place was "torre dos Clérigos" because the walls were all covered by white and blue tiles. It was really amazing! In the end, we came back to school at around 5p.m. I think this was a very interesting and awesome school trip! Thank you! :)

Livraria ‘’Lello & Irmão’’

Mariana Romão ; 8ºA

Torre dos Clérigos


"Lello" Questionário Vamos descobrir o que sabes sobre esta maravilhosa biblioteca centenária! Responde ao seguinte questionário e depois verifica se as tuas respostas estão corretas no final da página. :) 1) Em que ano foi inaugurada a livraria Lello? a) Em 1908

2) Que outro nome se dá à livraria? a) Livraria Volda

b) Em 1907

b) Livraria Chardron

c) Em 1906

c) Livraria Lonely

3) Onde se localiza a Livraria Lello? a) Rua de Santiago, em Leiria

4) A livraria Lello foi escolhida pelo The Guardian como uma das 10 melhores livrarias do mundo. Em que lugar ficou?

b) Rua Conde Vizela, no Porto

a) Em primeiro

c) Rua das Carmelitas, no Porto

b) Em terceiro c) Em sétimo

5) Em que dia(s) da semana a livraria está fechada?

6) Existem boatos de que parte de filme "Harry Potter" foi filmado na Livraria Lello.

a) Domingo

O filme foi...

b) Domingo e Segunda

a) mesmo filmado na livraria

c) Segunda e Terça

b) apenas inspirado na livraria c) não foi nem filmado nem inspirado na livraria

7) Quanto custa o bilhete?

8) Quantos andares tem a livraria?

a) Não se paga a entrada

a) Um

b) Os adultos pagam 15€ e as crianças não pagam

b) Dois c) Três

c) Os adultos pagam 25€ e as crianças pagam 10€ 9) Na fachada há duas figuras pintadas, da autoria de...

10) Em que estilo é baseada a livraria?

a) Bento Carqueja

a) neoclássico

b) Tomás Ribeiro

b) neogótico

c) José Bielman

c) contemporâneo

QUIZ elaborado por alunos do 8A e

Respostas:

traduzido por Ana e Irina

(c;b;c;b;a;b;a;b;c;b)


Bacalhoa Buddha Éden—Jardim da Paz No dia 14 de Janeiro de 2015, o grupo do clube europeu visitou o Bacalhoa Buddha Éden. Com cerca de 35 hectares, este jardim foi criado contra a destruição dos Budas Gigantes de Bamyan, acabando por se esquecer das obras-primas do período da Arte de Gandhara. Entre budas, pagodes, estátuas de terracota e várias outras esculturas, foram usados cerca de mil toneladas de mármore e granito…! Neste lugar ainda pudemos encontrar dragões, peixes KOI e cerca de 700 soldados de terracota… Este é um lugar único de paz e tranquilidade que nos surpreende à primeira vista…

Joana Marques 7ºB


Nesta edição: Editorial Pensamento Livre

A Direção: Clube Europeu Redatores:

Liberdade de Expressão

Ana Celestina 9ºB

Porque que devemos admirar estas pessoas?

Irina Alexandra 9ºB

A minha escola primária Dia Internacional da Língua Materna Passatempos (In)Sucesso Escolar Missão História: Viagem por Mafra Visita ao Espaço Europeu

A wonderful school trip "Lello" Qestionário Bacalhoa Buddha Éden clubeeuropeu.aee@ebie.pt

Canto livre nº 3  
Canto livre nº 3  
Advertisement