Page 1

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE EIXO

Março, 2015 Volume 1, Edição IV


P á g i n a

2

POR TERRAS SICILIANAS— DIÁRIO DE BORDO O intercâmbio escolar assenta num processo de permuta de alunos e docentes e deve ser entendido como uma atividade interdisciplinar de índole pedagógica e cultural, integrado no processo ensino-aprendizagem, organizado segundo objetivos previamente definidos, visando um melhor conhecimento mútuo, através da correspondência escolar, troca de materiais e participação na vida escolar do estabelecimento de ensino. Art.º 4º, Despacho nº 28/ME/91


P á g i n a

3

O CLUBE O Clube Europeu da Escola Básica de Eixo promove durante os anos letivos 2014-2016 o projeto Erasmus + denominado “J’ai ma place au collège”. O projeto tem como objetivo promover o intercâmbio cultural no espaço europeu. Destinado a ajudar a desenvolver uma atitude de cidadania e tolerância, conhecimento de outros povos, aprendizagem de línguas estrangeiras, especialmente o inglês, pretende contribuir para o alargamento dos horizontes dos alunos participantes, numa perspetiva da sua educação integral. Desde 2012, no âmbito das suas atividades, já promoveu 7 viagens a países europeus e envolveu mais de 45 alunos da escola .

O projeto “j’ai ma place au collège” tem como cerne a problemática do insucesso escolar, problema complexo, que não é exclusivamente do aluno mas pode ser encarado como um fracasso de toda a comunidade escolar. O termo insucesso escolar utiliza-se em contexto educativo para caracterizar o fraco rendimento escolar dos alunos que, pelas mais variadas razões, não puderam alcançar resultados tidos como satisfatórios no decorrer ou no final de um período escolar. O insucesso escolar é encarado assim como um problema social e pretende-se que a escola, por razões económicas e igualitárias encontre formas de garantir o sucesso de todos os alunos. Desta forma, a tónica durante a reunião transnacional, foi colocada na relação escola-família . Pretende-se favorecer a participação e cooperação dos pais, que estes acompanhem o percurso escolar dos seus filhos, pois a estrutura familiar, a natureza da organização afetiva, a disciplina imposta bem como a s imitações cognitivas e psicomotoras influenciam significativamente o aluno. Desta forma, as variáveis propriamente escolares pesam menos para o sucesso na escola dos que as disparidades nas atitudes e comportamentos dos pais em relação aos estudos dos seus filhos.


P á g i n a

4

Alunos de E. B. Eixo em viagem por terras Sicilianas Entre 1 e 7 de março, um grupo professoras e alunos da Escola Básica de Eixo participou num encontro no âmbito do Projeto Erasmus+ "J’ai ma place au

college", financiado pela União Europeia, realizado na cidade de Alcamo, Itália, com a participação da França, Grécia, Polónia, Espanha e Roménia. Os alunos portugueses ficaram hospedados em casa de outros tantos colegas italianos que nos foram receber ao aeroporto, em ambiente de grande expectativa e animação. Para além das experiências vividas pelos alunos em contexto familiar, o programa de atividades foi elaborado de forma a promover a interação entre os alunos e as famílias, desenvolver a capacidade de comunicação, bem como promover o sucesso escolar. A temática do encontro, no que diz respeito à mobilidade de alunos, foram os Jogos Cooperativos. Cada país apresentou um jogo cooperativo visando a colaboração e envolvimento de todos os alunos europeus presentes. De seguida, criaram diferentes jogos cooperativos com representantes de todos os países envolvidos. Além das reuniões de trabalho, os alunos assistiram a aulas de inglês, italiano, francês e matemática. Por outro lado, a reunião transnacional teve como objetivo a apresentação das escolas nas suas vertentes social, económica e cultural e o debate da relação escola-família na luta contra o insucesso escolar.


P รก g i n a

Cidade de acolhimento

5


P á g i n a

6

1 de Março– início da viagem No dia 1 de março, madrugada de domingo, acordei mais cedo que o habitual: às 3:20h para ir para a escola. Desta vez não era para assistir a aulas mas para apanhar o autocarro que nos levaria ao aeroporto Sá Carneiro, no Porto. Depois do grupo todo reunido, despedimo-nos dos nossos familiares e embarcámos. Quando chegámos ao aeroporto fizemos o check-in e esperámos pela hora de embarque. Enquanto esperávamos fomos explorar o aeroporto. Embarcamos às 7:45h para percorrer o trajeto Porto-Roma. Chegámos a Roma às 11:45h. O voo correu bem, sem muita turbulência. Primeiro fomos reconfirmar a nossa porta de embarque para Palermo e como se aproximava a hora do almoço fomos ao McDonald's. Embarcamos para Palermo às 15:48h mas tivemos de esperar um pouco, já dentro do avião, pois o comandante disse que havia um problema relacionado com o ar condicionado que não estava a funcionar. Quando chegámos, estavam as famílias todas à nossa espera com grandes cartazes de boas vindas. Foram muito simpáticos, parecia que já nos conheciam!! À noite fomos descobrir Alcamo , a cidade é muito bonita , cheia de história e os italianos são muito simpáticos. Adorei todo.


P á g i n a

Segunda-feira, 2 de Março * Apresentação de cada país e dos respetivos representantes; * Início dos jogos cooperativos da Itália, França e Polónia; * Interação com os alunos através de “karaoke”; * Escolha do logótipo para o projeto; * Visita ao centro de Alcamo.

7


P รก g i n a

8


P รก g i n a

9


P á g i n a

1 0

Terça-feira, 3 de Março

* Continuação da apresentação dos jogos cooperativos. Foi a vez da Grécia, Espanha, Roménia e Portugal ; * À tarde, juntamente com as famílias, visitámos Segesta, uma pequena cidade com templos e um antigo anfiteatro grego. De seguida, deslocámo-nos a Castellammare Del Golfo, que é um porto de pesca; Alguns colegas, juntamente com as respetivas famílias, foram jantar a uma pizzaria.


P á g i n a

1 1

Quarta-feira, dia 4

* Após chegarmos à escola, formaram-se 6 grupos compostos por alunos de diferentes nacionalidades; * A cada grupo foram atribuídos materiais para a criação de jogos cooperativos ; * De seguida, deslocam-nos a um parque, perto da escola, e em conjunto criámos os jogos que depois apresentámos; * Como recompensa recebemos um íman/pedra da região pintada à mão , conforme se pode ver nas fotografias; * A partir das 5h, na escola, assistimos a um espetáculo organizado pela escola que nos acolheu e a danças típicas apresentadas por alunos dos outros países. De seguida, e ainda na escola, fomos apreciar o jantar confecionado pelos pais e pudemos degustar algumas iguarias sicilianas.


P á g i n a

1 2

Quinta-feira, Dia 5

Assistimos a duas aulas, até às 10:30 h. Uns assistiram a aulas de inglês e francês e outros a aulas de italiano. Na aula de inglês, fizemos um jogo com a musica “we are the World”,tínhamos que decorar palavras e depois escrevê-las Na aula de Francês, cada aluno fez a sua apresentação. No intervalo, dirigimo-nos ao auditório para um pequeno lanche. Provámos umas sandes de tomate e queijo, típicas da Sicília. Muito saborosas!! Após este lanche, fomos recebidos pelo Presidente da Câmara de Alcamo que nos desejou as boas-vindas. De seguida, visitámos a Basílica de Santa Maria Assunta e um museu de Arte Contemporânea.


P á g i n a

1 3

Sexta-feira, Dia 6 O dia começou cedo! Às 7h saímos de Alcamo em direção a Palermo. Depois de uma longa viagem de autocarro, num dia chuvoso e frio, esperava-nos uma cidade deslumbrante. Já em Palermo, visitámos o Palácio dos Normandos, a Capela Palatina e a Igreja Martorana. Em todos os locais pudemos apreciar o estilo bizantino e o estilo barroco, nomeadamente o largo das “Quattro canti”. Depois do almoço visitámos o Teatro Massimo (terceiro maior da Europa), uma casa de ópera inaugurada em 1897. O espaço é conhecido por quem já viu o filme “O Padrinho”, pois é lá que a família Corleone assiste à ópera. No final do dia e já em Alcamo fomos ao bowling onde chorámos imenso pois estávamos na reta final—regresso a casa. Tenho saudades de todos os amigos que fiz e da experiência vivida—inesquecível! No sábado de madrugada foi o regresso. Para trás deixámos amigos que esperamos rever o mais breve possível.


P รก g i n a

Sexta-feira, Dia 6

1 4


Clubeeuropeu.aee@ebie.pt

Nesta Edição:

A Direção:

“Por Terras Sicilianas” -

Clube Europeu

diários de bordo

Trabalhos dos alunos: Catarina Lourenço, Mauro Monteiro, Joana Figueiredo; Luna Morgado, Beatriz Marques. Ana Marcelino

Canto livre nº4  
Canto livre nº4  
Advertisement