Page 1

Linhas

Revista eletrônica da Secretaria Estadual dos Transportes Metropolitanos | Ano 1 | N º 8 | Setembro de 2016

O caminho bem-sucedido das bikes na CPTM

País pouco falava em bicicletários quando empresa já investia nessa ideia


2

Linhas |||| setembro 2016


Opinião

Na vanguarda dos bicicletários ouco se falava em mobilidade

P

Atualmente, a CPTM possui 29

no Brasil quando a Companhia

bicicletários, 7.158 vagas e 20 mil

Paulista de Trens Metropoli-

cadastrados. A construção de novos

tanos – CPTM instigou sua diretoria

espaços está programada e outras for-

de Planejamento a criar um novo

mas de incentivo vêm sendo dadas, a

relacionamento com os usuários de

exemplo do acesso das bikes durante

bicicleta. Empresa jovem, fundada

a semana, de segunda à sexta-feira,

em maio de 1992, a CPTM sustenta

após às 20h30, a partir de agosto de

posição de vanguarda em São Paulo

2015. Desde então e até fevereiro de

quando o tema se refere à construção

2016, a companhia registrou 2.452

de bicicletários.

embarques noturnos de bicicletas

Para quem desconhece a história, a explicação tem início na formação

nos dias úteis, encontrando cada vez mais adeptos.

da Companhia de Trens, que herdou

A empresa também investiu na

seu patrimônio de duas empresas.

criação de um sistema para con-

Entre elas, a Ferrovia Paulista S/A -

trole dos bicicletários, por meio de

Fepasa, que administrava as atuais

um cadastro on-line. Uma webcam

Linha 8 - Diamante e 9 – Esmeralda,

fotografa a bicicleta e seu dono,

e de quem a CPTM assumiu os pri-

processo que gera um código de

meiros bicicletários, instalados em

barras e um lacre de segurança. A

1984: os de Jandira, Itapevi, Pinhei-

leitura desse código permite iden-

ros e Jurubatuba.

tificar as informações do usuário,

Decorrido o tempo necessário

evitando roubos. A iniciativa é tão

para auditar o patrimônio recebido,

bem-sucedida que concorreu ao

o processo de modernização da

Prêmio Covas, do Governo do Estado

empresa trouxe junto a possibili-

de São Paulo, na categoria Inovação

dade de retomar o antigo Programa

em Gestão Estadual.

de Bicicletários. Em uma cidade com

A questão das ciclovias e dos bici-

viários tão difíceis e as áreas centrais

cletários é territorial e onde há local

pouco preparadas para receber esse

físico a CPTM continuará incremen-

modal de transporte, o desafio da

tando esses espaços. Cumpre, assim,

CPTM era e continua sendo imenso.

diretriz do Governo do Estado de São

Além da busca por espaço físico dis-

Paulo para as empresas vinculadas

ponível, mudar a cultura urbana e

à sua Secretaria dos Transportes

vencer resistências contra o uso das

Metropolitanos. Integrar modais é

bicicletas é uma luta diária. Trata-se

mais do que conceito na Companhia

de uma relação trabalhada de longa

Paulista de Trens – é prática adotada

data e que vem melhorando – mas

décadas atrás, muito antes da discus-

ainda é conflituosa.

são recente sobre o assunto.

Linhas |||| setembro 2016

Clodoaldo Pelissioni Secretário Estadual dos Transportes Metropolitanos de São Paulo

3


O que vai pelas linhas

Saguão principal da Luz é reaberto

Estação é importante conexão do sistema metroferroviário paulista

D

esde o final de julho está liberada a entrada principal da Estação da Luz. O acesso,

que fica em frente ao Parque da Luz e à Pinacoteca do Estado, ficou interditado pouco mais de seis meses após o incêndio no Museu da Língua Portuguesa, em dezembro de 2015. A Estação da Luz é ponto de embarque e desembarque das linhas 7 - Rubi (Luz–Francisco MoratoJundiaí) e 11 - Coral (Luz-Guaianases-Estudantes) da CPTM, ligando a capital aos municípios à leste e noroeste da Grande São Paulo. Também permite conexão com a Linha 1 - Azul (Jabaquara-Tucuruvi) do Metrô e da Linha 4 - Amarela

Beleza e riqueza da era dos barões do café

(Luz-Butantã) de metrô, operada deslocamento

pela ViaQuatro.

dos

visitantes

da

O acesso, a entrada principal e

A reabertura do saguão princi-

Pinacoteca, Museu de Arte Sacra e

as passarelas superiores da Estação

pal da Luz facilita também a ida e

Parque da Luz, bem como para todos

foram interditadas após o incêndio,

o retorno das pessoas que utilizam

os transeuntes do entorno. A estação

o que exigiu obras estruturais, elétri-

a tradicional Rua José Paulino para

recebe em média 250 mil usuários

cas e hidráulicas para contenção da

as compra. Será ainda útil para o

nos dias úteis.

estrutura afetada pelo sinistro.

||||

Governo paulista e Portugal fecham parceria Museu da Língua Portuguesa será beneficiado

P

ara a Estação da Luz e também

estamos com um projeto de res-

o Museu da Língua Portuguesa,

tauração do prédio e de moderniza-

o Estado de São Paulo tem outra

ção do acervo, que será totalmente

boa notícia. O governador Geraldo

digitalizado, mais interativo e pro-

Alckmin e o presidente de Por-

tegido”, explicou o governador.

tugal, Marcelo Rebelo de Sousa,

“Mais do que um monumento

fecharam nova parceria, durante

do passado, uma homenagem ao

encontro no Palácio dos Bandei-

passado, é sobretudo uma aposta no

rantes, em agosto.

futuro”, destacou o presidente de

A

4

Assembleia

da

República

Portugal, eleito no início deste ano,

Portuguesa aprovou, no começo de

e que fez sua primeira visita a São

2016, projeto de cooperação ins-

Paulo nesta oportunidade. Durante

titucional e operacional que apoia

o encontro, foram discutidas outras

a recuperação do Museu. “Nós já

ações de cooperação bilateral. Linhas |||| setembro 2016

||||

Cooperação bilateral foi assinada no Palácio dos Bandeirantes


O que vai pelas linhas

Ipê amarelo encanta metroviários e pedestres Árvore está ao lado do CCO do Metrô há 30 anos mês de julho já se foi e, com ele,

O

dos nas estações e CCO. São espé-

também as flores do ipê ama-

cies nativas de árvores e palmeiras,

relo ao lado que cresceu próximo à

arbustos,

entrada do Centro de Controle Ope-

espalhados ao longo de todas as

racional (CCO) do Metrô. Sua exube-

estações operadas pelo Metrô, cuja

rância é tanta que vale deixar aqui um

conservação está sob responsabi-

registro da sua última florada.

lidade da Gerência de Operações”,

herbáceas

e

gramados

Além deste, são encontrados

explica a Analista de Contratos Áurea

outros 13 ipês amarelos espalhados

Veiga, responsável pela gestão dos

pelos jardins do CCO, além de outras

contratos de jardinagem da GOP.

espécies arbóreas que integram o

Considerada a árvore símbolo da

paisagismo da área. De tronco leve-

chegada da primavera no país, nor-

mente tortuoso, com ramos grossos e

malmente o ipê amarelo começa a

irregulares e copa arredondada, o ipê

florescer próximo a setembro. Porém,

pode atingir até 30 metros de altura.

curiosamente, este ipê amarelo todos

“Ao todo, o Metrô possui mais de

os anos contraria a natureza e floresce

400 mil metros quadrados de áreas

em julho, quando normalmente é

Florada pode durar até 15 dias se não

verdes, sendo 128.690 m localiza-

época da florada dos ipês roxos e rosa.||||

chover ou ventar forte

2

Curtas 100 anos da EFCJ

xados à população sobre o nascimento

A exposição itinerante sobre

da ferrovia, em Pindamonhangaba,

o centenário da Estrada de Ferro

no século passado. Ela percorre locais

Campos do Jordão está na esta-

de movimentação pública de Pinda,

ção Vila Prudente do Metrô, e

estações do Metrô de São Paulo e da

estará na estação Paraíso, no mês

CPTM, expandindo as possibilidades

de outubro.

de mais pessoas conhecerem um

A mostra é um dos legados dei-

pouco da vida da EFCJ.

Pátio Água Espraiada será retomado

Economia na integração

O Consórcio TIDP (formado pelas empresas

Os moradores de Pirapora do Bom Jesus,

Tiisa, DP Barros e Triunfo) assumirá as obras do

Osasco e Barueri já contam com nova integração

Pátio Água Espraiada do monotrilho da Linha 17 do

entre três linhas metropolitanas: 390TRO Osasco

Metrô, abandonadas pelo Consórcio Monotrilho

(Jardim Veloso) - Barueri (Alphaville 3/Bradesco);

Pátio-CMP. O grupo,

390BI1 Osasco (Jardim Santo Antônio) - Barueri

classificado em pro-

(Alphaville 3/Bradesco) via Osasco (Jardim Cirino);

cesso licitatório, já

550TRO Pirapora do Bom Jesus (Jardim Bom Jesus)

está

oficialmente

- Barueri (Alphaville 3/Bradesco), via Santana de

confirmado junto à

Parnaíba (Alphaville 10). Além de mais mobili-

Companhia do Metrô

dade, é possível também economia de quase 35%

para a assinatura dos

por viagem com o pagamento da tarifa integrada

contratos.

de R$ 5,90 com o Cartão BOM.

Linhas |||| setembro 2016

5


Memórias

Metroviários Olímpicos Histórias que merecem ser contadas

A

inda no clima de Jogos Olímpicos, vale compartilhar a história de dois metroviá-

rios que se destacaram no esporte, lutando por títulos e medalhas olímpicas: nas piscinas, o engenheiro da Gerência de Operações Claudio Mamede Kestener e nas pistas de atletismo o agente de segurança Sidnei Telles de Souza. A natação fez parte da vida de Kestener desde os seis anos de idade e o levou aos Jogos Olímpicos de Moscou em 1980. Com tempo de 57s12, ele garantiu sua participação ao bater o recorde brasileiro dos 100 metros borboleta. Na Olimpíada, nadou as provas de 100m e 200m nessa modalidade e integrou a equipe brasileira de revezamento 4 X 100 medley, ao lado de Rômulo Arantes, Sérgio Pinto

Kestener em Moscou em 1980 (acima). Telles (abaixo) fez muito atleta comer poeira

Ribeiro e Jorge Fernandes. O quarteto disputou a final olímpica no reveza-

F. Menezes e Robson Caetano, Telles

mento e, mesmo não conquistando

terminou na quarta colocação.

medalhas, acabou registrando novo recorde sul-americano na prova.

das

Olímpiadas,

em

Já nas pistas, o agente Sidnei Tel-

pelo Troféu Estadual de Atletismo,

les fez bonito no atletismo. Velocista

no Ibirapuera, Telles estabeleceu

nas provas de 200m e 400m rasos,

a melhor marca mundial nos 200

ele se orgulha de trazer na bagagem

metros rasos, com tempo de 20s02,

a participação em Olimpíadas, Pan

quebrada somente meses depois, e

-Americanos e meetings nacionais e

fechou o ano com a quarta melhor

internacionais.

marca no ranking mundial. Sidnei

Sua primeira experiência olímpica foi em Seul, na Coréia do Sul, em 1988, onde integrou a equipe de revezamento 4 X 400 metros. Quatro anos

6

Depois

março de 1993, numa prova válida

Teles é formado em Educação Física e trabalha no Metrô desde 2000.

PARALÍMPIADAS

acidente de trabalho 2004 durante a manobra de um guindaste no pátio

depois, nas Olímpiadas de Barcelona,

Renato Cruz é oficial de manu-

Jabaquara – uma peça muito grande

na Espanha, a medalha olímpica esca-

tenção do Metrô. Ele recebeu meda-

caiu sobre sua perna esquerda. Desde

pou por pouco. Sidnei Telles chegou às

lha prata na prova de revezamento

então, ele ficou cerca de quatro anos

semifinais nas provas individuais dos

4x100 dos Jogos Paralímpicos RIO

“no sedentarismo”, como se refere.

200m e 400m. Já na prova do reveza-

2016 e bateu o recorde brasileiro na

Começou a fazer atividade física para

mento 4 X 400 metros, ao lado de Edi-

prova de 100m livres com tempo de

perder peso e, hoje, se assume um

élson Rocha Tenório, Sérgio Mathias

11.79 segundos! Renato sofre um

apaixonado pela corrida..

Linhas |||| setembro 2016

||||


Realizações

Governo entrega três trens em dois meses É uma ação para substituir as composições de 1985

O

Governador

Geraldo

Alckmin

entregou, em 3 de agosto, um

novo trem, com oito carros zero km, para a Linha 11-Coral da CPTM. Neste mesmo dia, foram abertos os serviços do Via Expresso (também chamado de Expresso Olimpíadas). Além de atender os torcedores que prestigiaram as partidas olímpicas de futebol na Arena Corinthians, a composição permanece em ope-

Secretário estadual Clodoaldo Pelissioni (esq.) entrega novos trens ao lado de Alckmin

ração para os usuários do Expresso Leste, no trecho entre as estações

de simulação em equipamento utili-

parte externa e interna. São dotadas

da Luz e Itaquera-Guaianases. Este

zado para treinamento de maquinis-

de sinalização visual para identifica-

é o segundo que entra em operação

tas, na estação Luz da CPTM.

ção de assentos preferenciais, mapa

comercial na Linha 11-Coral. O pri-

Esta renovação faz parte do lote

dinâmico e áudio, além de espaço para

de 65 trens encomendados para

cadeirantes (acessível para pessoas

O Dia Mundial Sem Carro, come-

substituir um grupo de trens de 1958.

com mobilidade reduzida ou defici-

morado em 22 de Setembro, foi ilus-

As demais unidades serão entregues

ência). Também contam com moni-

trado com a entrega de dois trens,

nos próximos meses e entrarão em

tores digitais internos que disponi-

desta vez para a Linha 7-Rubi para

operação após a realização de testes.

bilizam informações e interação das

meiro foi entregue no dia 4 de julho.

reforçar o trajeto (Luz-Francisco

As composições tem salão conde

passageiros

principais notícias sobre a prestação

Morato). Essa é a segunda entrega que

tínuo

(passagem

de serviços, além de reconhecimento

a linha recebe. Na ocasião, Alckmin

livre entre os carros) e dispõem de

eletrônico automático do maquinista

também participou de um exercício

monitoramento

por meio de biometria..

com

câmeras

na

||||

Corredor Biléo Soares avança em Hortolândia Alckmin entrega Estação Pinheiros e Parada Emancipação

U

suários da Região Metropolitana

clos, facilitando a mobilidade dos

de Campinas já contam com a

usuários que preferirem percorrer

Estação de Transferência Pinheiros e

um trecho do itinerário de bicicleta.

a Parada Emancipação, em Hortolân-

Na fase inicial de operação, recebeu

dia. O governador Geraldo Alckmin

cerca de 10 mil usuários que utilizam

entregou, em agosto, mais esses dois

oito linhas municipais e intermu-

equipamentos previstos nas obras

nicipais. São 400 partidas diárias

complementares do Corredor Metro-

incluindo serviços dentro do muni-

politano Biléo Soares, com investi-

cípio e de ligação com Campinas e

mento de R$ 117,5 milhões no trecho.

Sumaré.

Com uma área de plataforma de

A Parada Emancipação, tam-

840m², a Estação Pinheiros fica no

bém na avenida Olívio Franceschini,

canteiro central da avenida Olívio

conta com uma área de plataforma de

São cerca de 400 partidas diárias, entre

Franceschini. Dispõe de 24 paraci-

450m² e 16 paraciclos instalados. ||||

linhas municipais e metropolitanas

Linhas |||| setembro 2016

7


Capa

Integrar modais

8

Linhas |||| setembro 2016


Capa

é diretriz antiga

Empresa possui 27 bicicletários, 7.158 vagas no sistema e 20 mil usuários cadastrados

C

om quase duas mil vagas, o bicicletário da Estação Mauá, na Linha 10-Turquesa da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos - CPTM, é

conhecido como o maior das Américas. Com ele, a empresa soma 29 bicicletários, um total de 7.158 vagas no sistema e 20 mil usuários cadastrados. Mais do que números simplesmente, estes são dados que mostram um caminho vitorioso da CPTM em defesa das chamadas “magrelas” no projeto de mobilidade urbana de 22 municípios. Do conceito à prática, o Governo do Estado de São Paulo, por meio da empresa, vem integrando as bikes ao sistema de transportes metropolitanos.

Linhas |||| setembro 2016

9


Capa Trata-se de um trabalho de longo

dispor dos bicicletários para quem

tempo, que remonta ao período de

vem pegar o trem - 85% dos entrevis-

criação da CPTM, em 1992. Estava

tados - ou para os 15% restantes, que

tudo por fazer em relação ao patrimô-

ocupam esses espaços com outros

nio então herdado: 260 km de linhas,

objetivos, como fazer uma compra ou

repletas de problemas. Mas, tão logo

utilizar serviços do entorno.

se iniciaram os investimentos para modernização de todo o sistema fer-

Incentivo ao uso incondicional Usuários ou não do sistema,

roviário, os bicicletários mantiveramse inseridos na matriz de transportes

a

Companhia

Paulista

de

Trens

pensada pelas equipes técnicas.

Metropolitanos incentiva o uso de

Uma coisa era certa: se existiam

bicicletas, transporte não poluente,

bikes amarradas nas grades das esta-

ajudando diretamente na diminuição

ções é porque havia demanda, prin-

do tráfego de veículos automotores e

cipalmente nas pontas das linhas e

proporcionando melhoria na quali-

foi por onde o trabalho dos profis-

dade de vida dos cidadãos na Região

sionais prosseguiu. Lembrando que

Metropolitana de São Paulo.

da Ferrovia Paulista S/A - FEPASA

Dos 29 bicicletários hoje existen-

(umas das empresas encampadas no

tes, 26 são administrados pela CPTM.

processo de fundação da CPTM), ela

Exceção ocorre no de Santo André,

herdou quatro bicicletários, o de Jan-

gerenciado pela EMTU/SP, no de

dira, Itapevi , Pinheiros e Jurubatuba.

Pinheiros, adminsitrado pela Via 4, e

Tempo de deslocamento

em Mauá, que ocupa espaço da estação de mesmo nome no município,

Cumprindo o cronograma de

mas é de responsabilidade da asso-

novos investimentos, assim que foi

ciação de ciclistas Askobike. Todos

possível a CPTM realizou duas pes-

são gratuitos, exceto a unidade de

quisas (em 2005 e 2007) para certifi-

Mauá, onde a Ascobike cobra men-

car-se do perfil do usuário que já se

salidade de R$ 20 dos sócios e diária

dirigia de bike ao sistema e usuários

de R$ 2 de eventuais usuários.

em potencial. Em ambas as oportu-

E a demanda continua. A procura

nidades, constatou que 92% deles

é tão grande que alguns bicicletários

optavam pelo uso das magrelas para

ficam lotados diariamente. Por conta

Para garantir mais segurança aos

ganhar tempo e não só por economia

disso, a CPTM tem projetos para

ciclistas, a CPTM desenvolveu um

financeira, sendo que grande parte

aumentar os espaços destinados aos

Sistema de Controle dos Bicicletá-

dessas pessoas vinha a pé para as

ciclistas nas estações Caieiras, Jar-

rios (SCB), que concorreu ao Prêmio

estações de trem.

dim Helena, Jardim Romano, Itaim

Mário Covas na categoria Inovação

Paulista e Comendador Ermelino, na

em Gestão Estadual. O cadastro é

zona leste de São Paulo.

feito on-line e uma webcam foto-

Com as pesquisas, a empresa também entendeu a importância de

Controle para maior segurança

grafa a bicicleta e seu dono. Esse processo gera um código de barras, colocado na bicicleta com lacre de segurança. A leitura do código permite identificar as informações do usuário, evitando roubos.

Bicicletário na Estação Tamanduateí da CPTM possui 164 vagas

10

Linhas |||| setembro 2016


Capa

Sistema de cadastramento on-line inclui código de barras com foto da bicicleta e do usuário Transporte noturno nos trens Outra forma de incentivo é a permissão do acesso de ciclistas nos trens da CPTM, de segunda a sextafeira, das 20h30 até o encerramento da operação; aos sábados, a partir das 14h; e aos domingos e feriados, durante todo período comercial, das 4h até meia-noite. Além daqueles que já praticam o ciclismo como esporte ou lazer à noite, a medida também beneficiou quem usa as bikes para ir ao trabalho já que, em vez de voltar pedalando, pode embarcar no trem e chegar mais rápido em casa.

Acesso de ciclistas nos trens é ampliado também para o período noturno como forma de incentivo Linhas |||| setembro 2016

11


Transporte integrado

VLT e ônibus já se conectam na Baixada

Com única tarifa, usuários têm 37 linhas intermunicipais interligadas aos trilhos

O Sistema Integrado Metropolitano - SIM é prioridade para o Governo do Estado

J

á é realidade na Baixada San-

com o VLT. No sentido contrário,

cionadas para iniciar a integração

tista a implantação do SIM (Sis-

ao embarcar no VLT, é descontado

com o VLT atendem aos critérios

tema Integrado Metropolitano),

no cartão o valor de R$ 3,80 mais o

de circulação no raio de 400 metros

concebido para conectar dois sis-

complemento da tarifa da linha no

ao longo do trajeto do VLT. Os ser-

temas gerenciados pela EMTU/SP:

embarque no ônibus metropolitano.

viços são operados com uma frota

os ônibus metropolitanos e o VLT

Exemplo: R$ 3,80 (tarifa do VLT)

de cerca de 350 ônibus e beneficiam

– Veículo Leve sobre Trilhos. A rees-

+ R$ 0,35 (complemento) = R$ 4,15

diariamente 150 mil passageiros.

truturação do transporte público na

(tarifa do ônibus).

A relação das linhas integradoras

O débito, portanto, vai variar de

Estado, a fim de dar mais rapidez

acordo com a tarifa da linha em uso.

e conforto aos usuários, além de

É necessário que o usuário tenha o

No primeiro momento, a inte-

uma economia significativa, já que

Cartão BRCard para a integração

gração será voluntária: o usuário

será possível usar os ônibus e o VLT

entre o VLT e as linhas metropolita-

poderá optar em continuar a sua

pagando apenas uma tarifa.

nas. As informações para se obter o

viagem na linha de ônibus ou fazer

cartão podem ser conhecidas no site

a integração com o VLT. A integra-

www.brmobilidadebs.com.br.

ção com as linhas municipais deve

Como funciona - Ao embarcar

12

pode ser encontrada no site www.

região é prioridade do Governo do

no

ônibus

metropolitano

é

emtu.sp.gov.br.

ocorrer a partir de dezembro deste

debitada no cartão do passageiro a

Critérios - Do total de 66

ano. A EMTU/SP já iniciou trata-

tarifa da linha utilizada, e nenhum

linhas da Região Metropolitana da

tivas com as prefeituras de São

outro valor adicional na integração

Baixada Santista, as 37 linhas sele-

Vicente e Santos.

Linhas |||| setembro 2016

||||


Investimentos

Retomadas as obras da Linha 4 do Metrô

Segunda fase se estenderá de Higienópolis à Vila Sônia

Projeto futuro é chegar até Taboão

O

governador

Geraldo

Alck-

implantação do terminal de ônibus

min reiniciou os trabalhos

Vila Sônia, além da construção de

da segunda fase da Linha

dois quilômetros de vias em túneis.

4-Amarela, que inclui quatro novas estações:

Higienópolis-Mackenzie,

Oscar Freire, São Paulo-Morumbi e Vila Sônia. “A linha 4- Amarela é impor-

novembro de 2014.

Dados da Linha Amarela A Linha 4-Amarela opera em

Antigo Consórcio

horário integral desde 2011 com 9 km

Iniciadas em 2012, as obras da

e 7 estações, de Luz a Butantã e atu-

segunda fase da Linha 4-Amarela

almente transporta cerca de 700 mil

estavam sob responsabilidade

pessoas por dia.

do

tantíssima, sai da Luz e vai até Vila

Consórcio Corsán-Corvian, que não

Quando estiver concluída, vai

Sônia, divisa de Taboão da Serra”,

cumpriu o cronograma de execução.

operar de Luz à Vila Sônia, com um

explicou

durante

Por isso, em julho de 2015 o Metrô

total de 14 km, 11 estações e demanda

evento de retomada das obras na

rescindiu unilateralmente o con-

diária de 981 mil pessoas.

estação Higienópolis- Mackenzie,

trato, assinado no final

no mês de agosto. “Nosso projeto

de 2011. Também foram

é futuramente sair da cidade e São

aplicadas a esse consórcio

Paulo e chegar até Taboão”.

multas que podem chegar

o

governador

R$

ao valor de R$ 23 milhões.

858.743.546,73 foi assinado no final

No período em que a Cor-

de 2011 com o Consórcio TC-Linha

sán ficou responsável pelas

4 Amarela - formado pelas empre-

obras a estação Fradique

sas TIISA e COMSA - também inclui

Coutinho

a ampliação do Pátio Vila Sônia e

e passou a funcionar em

O

contrato

no

valor

de

foi

||||

concluída

Linhas |||| setembro 2016

13


Estrada de ferro

Frutos de um bom trabalho Resultados de julho superam expectativas

Serviços e equipamentos de lazer em alta refletem boa administração

A

Estrada de Ferro Campos do Jordão (EFCJ) bateu, na última temporada de julho,

mais um recorde no número de passageiros transportados. Foram 106.529

usuários,

contra

96.940

registrados em 2015. “O resultado

SERVIÇOS

USUÁRIOS JULHO/2016

USUÁRIOS JULHO/2015

PERCENTUAL DE AUMENTO

Teleférico

49.139

44.937

9,35%

Pedalinho

15.110

13.895

8,74%

Bonde Turístico

28.303

26.024

8,76%

Trem de Subúrbio

6.356

5.024

26,51%

é fruto de uma gestão mais competente nas áreas operacional e administrativa, associado ao esforço das equipes”, ressalta Ayrton Camargo, diretor-presidente da empresa. Ele lembra que, além do Bonde Turístico e do Trem de Subúrbio, houve aumento de procura pelos usuários também dos equipamentos de lazer administrados pela ferrovia, como o teleférico e o pedalinho, em Campos do Jordão. Pela tabela ao lado, é possível acompanhar o incremento registrado nas várias frentes citadas:

14

Teleférico e pedalinho: os mais demandados em Campos do Jordão Linhas |||| setembro 2016


Linhas |||| setembro 2016

15

Linhas Secretaria Estadual dos Transportes Metropolitanos de São Paulo  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you